Eletroquímica. Profa. Kátia Aquino

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Eletroquímica. Profa. Kátia Aquino"

Transcrição

1 Eletroquímica Profa. Kátia Aquino

2 Vamos recordar... Reação de oxi-redução: uma reação de transferência de elétrons fontehttp://www.grupoescolar.com/materia/reacao_de_oxirreducao.html:

3 Conceitos Oxidação; quando uma espécie química peder elérons. Como consequência seu nox aumenta. Redução: quando uma substância recebe elétrons. Como consequência seu nox reduz

4 Não esqueça! Não há oxidação sem redução e viceversa. O elétron que é cedido por quem oxida é recebido por quem reduz

5 Potenciais de redução e de oxidação Elementos que se oxidam com facilidade possuem alto potencial de oxidação (Eox). Elementos que se reduzem com facilidade possuem alto potencial de redução (Ered).

6 Ordem de reatividade dos elementos químicos Os metais e o hidrogênio a ordem decrescente do potencial de oxidação (do mais para o menos eletropositivo) 1A>2A>Al>outros metais>h>cu>hg>ag>pt>au Metais nobres (baixo potencial de oxidação), logo possuem alto potencial de redução. Li,K,Rb, Cs,Ba,Sr,Ca,Na,Mg,Al,Mn,Zn,Fe,Co,Ni,Pb,H,Cu,Hg, Ag,Pt,Au

7 A reação redox nos salões de beleza O cabelo é formado por amino ácidos. Um destes aminoácidos, é a cisteína: Uma molécula de cisteína interage com outra cisteína (formando ligações covalentes) que forma redes tridimensionais que dão a forma ondulada nos fios. Quando se usa o creme alisante, na realidade está ocorrendo o processo de redução das moléculas que compoem as redes tridimensionais formadas pela cisteína. Após todo processo de alisamento, o cabeleireiro utiliza um 'neutralizante', que finaliza o processo com a oxidação do meio.

8 Células galvânicas: As pilhas Produção de corrente elétrica através de uma reação redox. Não esqueça que o processo é espontâneo O termo bateria é é dado a uma associação de pilhas

9 Você precisa saber: Ânodo : local onde ocorre a oxidação de uma substância. Na pilha é o polo negativo. Cátodo: local onde ocorre a redução de uma substância. Na pilha é o polo positivo. Ponte salina ou parede porosa: possuem o objetivo de manter o equilíbrio de cargas no sistema.

10 Um estudo importante: a pilha de Daniell Origem: Londres, Inglaterra Nascimento: Morte:

11 Vamos representar as seguintes pilhas: Al/Al+3//Fe+3/Fe Mg/Mg+2//Ag+/Ag Sr e Fe (+3)

12 Pilhas comerciais Georges Leclanché ( ) Zn + 2MnO 2 + 2NH 4+ Zn 2+ + Mn 2 O 3 + 2NH 3 + H 2 O

13 Bateria Pilhas em série formam uma bateria

14 Potencial padrão de uma pilha (ΔE 0 )

15 Como calcular ΔE 0 ΔE 0 =E 0 red (maior) -E0 red (menor) ou ΔE 0 =E 0 oxi (maior) -E0 oxi (menor) ou ΔE 0 =E 0 oxi +E0 red

16 Eletrólise Processo não espontâneo em que corrente elétrica é utilizada na produção de compostos químicos. As primeiras experiências envolvendo eletrólise foram iniciadas pelo químico inglês Humphry Davv, que em 1778 obteve o potássio passando uma corrente elétrica através do carbonato de potássio fundido.

17 Importante Na eletrólise, a cuba eletrolítica contém o cátodo e o ânodo. O cátodo é o pólo negativo e o ânodo o pólo positivo. Os sinais dos pólos em uma cuba eletrolítica são contrários aos pólos das células galvânicas (pilhas) como mostra a Tabela 1.

18 Como acontece? No ânodo ocorre a oxidação dos ânions da solução. No cátodo ocorre a redução dos cátions da solução.

19 Eletrólise ígnea Composto fundido sofre eletrólise para formar elementos simples.

20 Eletrólise em meio aquoso Existe a competição entre íons na solução aquosa. 2H + + 2e - H 2 2OH - H 2 O + ½ O 2 + 2e -

21 Exemplos de cubas eletrolíticas. Vamos representar a equação geral?

22 Galvanização: Uma aplicação da eletrólise

23 Estequiometria na eletrólise: A lei de Faraday F=Faraday lojasaocaetano/famosos.htm A carga Q (coulombs) que atravessa o circuito pode ser calculada, multiplicando a corrente (ampères) pelo tempo (segundos).

24 Bons estudos!!

Química. Eletroquímica

Química. Eletroquímica CIC Colégio Imaculada Conceição Química Eletroquímica Msc. Camila Soares Furtado Couto Eletrólise Inverso da Pilha; Reação de oxi-redução que é provocada pela corrente elétrica; Não espontânea!!!! Eletrólise

Leia mais

Células eletrolíticas são mecanismos que provocam uma reação não espontânea de oxi-redução pelo fornecimento de energia elétrica ELETRÓLISE ÍGNEA

Células eletrolíticas são mecanismos que provocam uma reação não espontânea de oxi-redução pelo fornecimento de energia elétrica ELETRÓLISE ÍGNEA ELETRÓLISE Células eletrolíticas são mecanismos que provocam uma reação não espontânea de oxi-redução pelo fornecimento de energia elétrica ELETRÓLISE ÍGNEA É o processo de decomposição de uma substância

Leia mais

Eletroquímica: Pilha e Eletrólise

Eletroquímica: Pilha e Eletrólise Eletroquímica: Pilha e Eletrólise Enem 15 semanas 1. O trabalho produzido por uma pilha é proporcional à diferença de potencial (ddp) nela desenvolvida quando se une uma meia-pilha onde a reação eletrolítica

Leia mais

AULA 18 Eletroquímica

AULA 18 Eletroquímica AULA 18 Eletroquímica A eletroquímica estuda as reações nas quais ocorrem transferência de elétrons (reações de óxido-redução) e o seu aproveitamento prático para converter energia química em energia elétrica

Leia mais

É a perda de elétrons. É o ganho de elétrons

É a perda de elétrons. É o ganho de elétrons 1 É a perda de elétrons 2 É o ganho de elétrons 3 Na + Cl É o número que mede a carga real ou aparente de uma espécie química Nox = + 1 Nox = 1 4 Na + Cl É a perda de elétrons ou aumento do Nox 5 É o ganho

Leia mais

ELETROQUÍMICA. 1. Introdução

ELETROQUÍMICA. 1. Introdução ELETROQUÍMICA 1. Introdução Em geral, uma célula eletroquímica é um dispositivo em que uma corrente elétrica o fluxo de elétrons através de um circuito é produzida por uma reação química espontânea ou

Leia mais

RESUMO DE ELETROQUÍMICA.

RESUMO DE ELETROQUÍMICA. SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: 2 anos TURMA(S):

Leia mais

a. ( ) Zn sofre oxidação; portanto, é o agente oxidante.

a. ( ) Zn sofre oxidação; portanto, é o agente oxidante. Rua Siqueira de Menezes, 406 Centro, Capela SE, 49700000, Brasil Exercício de revisão do 2º Ano Ensino Médio 3ª UNIDADE 1. Determine o Nox do elemento cloro nas espécies: a. Cl 2 Cl = 0 b. NaCl Cl = 1

Leia mais

ELETROQUÍMICA. paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs. Profª Loraine Jacobs DAQBI

ELETROQUÍMICA. paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs. Profª Loraine Jacobs DAQBI lorainejacobs@utfpr.edu.br paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs Profª Loraine Jacobs DAQBI BALANCEAMENTO DE EQUAÇÕES Equações de Oxi-Redução contendo íons: Balancear a equação: Semi-Reações Utilizadas

Leia mais

Carga total transportada por um mol de elétrons, denominada constante de Faraday (F)

Carga total transportada por um mol de elétrons, denominada constante de Faraday (F) AULA 6 FÍSICO-QUÍMICA ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES ELETROQUÍMICAS E CÉLULAS A COMBUSTÍVEL DATA: 16/10/2015 1) ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES ELETROQUÍMICAS PROF. ANA É possível prever a massa de substância formada

Leia mais

Eletrólise é a parte da eletroquímica que estuda a transformação de energia elétrica em energia química. ENERGIA

Eletrólise é a parte da eletroquímica que estuda a transformação de energia elétrica em energia química. ENERGIA AULA 19 ELETRÓLISE Eletrólise é a parte da eletroquímica que estuda a transformação de energia elétrica em energia química. ENERGIA não espontâneo ELÉTRICA ENERGIA QUÍMICA A eletrólise é um processo não

Leia mais

Eletrólise Eletrólise de soluções aquosas

Eletrólise Eletrólise de soluções aquosas Eletrólise de soluções aquosas As reações não espontâneas necessitam de uma corrente externa para fazer com que a reação ocorra. As reações de eletrólise são não espontâneas. Nas células voltaicas e eletrolíticas:

Leia mais

Eletroquímica. Por Victor Costa. Índice

Eletroquímica. Por Victor Costa. Índice Eletroquímica Por Victor Costa Índice 1. Conceitos importantes Redução Oxidação NOX Processo redox Método do íon-elétron Potencial de redução 2. Pilha Definição Cátodo Ânodo Ponte salina Potencial Relação

Leia mais

Resumo de Química: Pilhas e eletrólise

Resumo de Química: Pilhas e eletrólise Resumo de Química: Pilhas e eletrólise Número de oxidação (NOX) Nox fixo:1a(+1), 2A (+2), Al +3, Zn +2 e Ag + Nox usual: Hidrogênio (+1), exceto nos hidretos metálicos (-1) e Oxigênio (-2), exceto nos

Leia mais

ELETROQUÍMICA REAÇÃO ENERGIA QUÍMICA ELÉTRICA. Pilha. Eletrólise. espontânea. não espontânea

ELETROQUÍMICA REAÇÃO ENERGIA QUÍMICA ELÉTRICA. Pilha. Eletrólise. espontânea. não espontânea ELETROQUÍMICA REAÇÃO Pilha espontânea ENERGIA QUÍMICA Eletrólise não espontânea ELÉTRICA SEMI REAÇÕES DE OXIDAÇÃO E REDUÇÃO Zn 0 Zn +2 + 2e - semi-reação de oxidação Cu +2 + 2e - Cu 0 semi-reação de redução

Leia mais

Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio

Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio Referência: BROWN, THEODORE L.; LEMAY JR., H. EUGENE; BURSTEN, BRUCE E.; BURDGE, JULIA R.. Química, a ciência central. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005.

Leia mais

Físico-Química. Eletroquímica Prof. Jackson Alves

Físico-Química. Eletroquímica Prof. Jackson Alves Físico-Química Eletroquímica Prof. Jackson Alves 1. Pilhas Processo espontâneo de conversão de energia química em energia elétrica. Observe o esquema a seguir: Lâmina de zinco Semicela Zn / Zn 2+ ponte

Leia mais

b) Os elétrons fluem do ânodo para o cátodo, ou seja, do eletrodo de crômio para o eletrodo de estanho.

b) Os elétrons fluem do ânodo para o cátodo, ou seja, do eletrodo de crômio para o eletrodo de estanho. 01 a) Polo negativo corresponde ao ânodo, onde ocorre a oxidação: Cr (s) Cr 3+ (aq) + 3e - Polo positivo corresponde ao cátodo, onde ocorre a redução: Sn +2 ( aq) + 2e - Sn (s) b) Os elétrons fluem do

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL REPÚBLICA

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL REPÚBLICA GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL REPÚBLICA Aulas de Apoio Química 3ª Série Eletroquímica II 1.

Leia mais

EleELETROQUÍMICA (Parte I)

EleELETROQUÍMICA (Parte I) EleELETROQUÍMICA (Parte I) I INTRODUÇÃO A Eletroquímica é responsável pela explicação dos fenômenos que envolvem a transferência de elétrons. Esses fenômenos são de grande importância cotidiana, pois através

Leia mais

Exercício 3: (PUC-RIO 2007) Considere a célula eletroquímica abaixo e os potenciais das semi-reações:

Exercício 3: (PUC-RIO 2007) Considere a célula eletroquímica abaixo e os potenciais das semi-reações: Exercício 1: (PUC-RIO 2008) O trabalho produzido por uma pilha é proporcional à diferença de potencial (ddp) nela desenvolvida quando se une uma meia-pilha onde a reação eletrolítica de redução ocorre

Leia mais

01) O elemento X reage com o elemento Z, conforme o processo: Nesse processo: Z 3 + X Z 1 + X 2. b) X ganha elétrons de Z. d) X e Z perdem elétrons.

01) O elemento X reage com o elemento Z, conforme o processo: Nesse processo: Z 3 + X Z 1 + X 2. b) X ganha elétrons de Z. d) X e Z perdem elétrons. SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: TURMA(S): 2º anos

Leia mais

QUIMICA I. Eletroquímica. Profa. Eliana Midori Sussuchi

QUIMICA I. Eletroquímica. Profa. Eliana Midori Sussuchi QUIMICA I Eletroquímica Profa. Eliana Midori Sussuchi Reações de oxiredução O Zn adicionado ao HCl produz a reação espontânea Zn(s) + 2H + (aq) Zn 2+ (aq) + H 2 (g). O número de oxidação do Zn aumentou

Leia mais

André Silva Franco ASF Escola Olímpica de Química Julho de 2011

André Silva Franco ASF Escola Olímpica de Química Julho de 2011 André Silva Franco ASF Escola Olímpica de Química Julho de 2011 Semirreações Reações de redução e oxidação sempre ocorrem juntas! Configuram, portanto, um par redox Apresentam os elétrons; configuram uma

Leia mais

Capítulo by Pearson Education

Capítulo by Pearson Education QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Eletroquímica David P. White Reações de oxiredução O Zn adicionado ao HCl produz a reação espontânea Zn(s) + 2H + (aq) Zn 2+ (aq) + H 2 (g). O número de oxidação do

Leia mais

Identificação funções inorgânicas, ionização e dissociação, número de oxidação

Identificação funções inorgânicas, ionização e dissociação, número de oxidação Identificação funções inorgânicas, ionização e dissociação, número de oxidação Várias teorias tentaram explicar o fato de algumas soluções conduzirem energia elétrica e outra não 1903 Arrhenius experiências

Leia mais

Eletroquímica. Profa. Marcia Margarete Meier. Disciplina de Química Geral Profa. Marcia Margarete Meier

Eletroquímica. Profa. Marcia Margarete Meier. Disciplina de Química Geral Profa. Marcia Margarete Meier Eletroquímica 1 Células voltaicas ou galvânica A energia liberada em uma reação de oxi-redução espontânea é usada para executar trabalho elétrico. Células voltaicas ou galvânicas são aparelhos nos quais

Leia mais

S Nox total = zero. Nº de oxidação (Nox) Regras para determinar o Nox. AULA 11 Oxidação e Redução

S Nox total = zero. Nº de oxidação (Nox) Regras para determinar o Nox. AULA 11 Oxidação e Redução AULA 11 Oxidação e Redução Nº de oxidação (Nox) é a carga que surge quando os elementos estão combinados NaCl Æ Na + Cl - (sódio doou 1 e - e o cloro recebeu 1e - ) H 2 Æ H H zero Quando a ligação for

Leia mais

Trataremos da lei limite de Debye-Hückel e definiremos as células

Trataremos da lei limite de Debye-Hückel e definiremos as células Aula: 4 Temática: Células Eletroquímicas eletroquímicas. Trataremos da lei limite de Debye-Hückel e definiremos as células. Lei limite de Debye-Hückel O modelo proposto do fim da aula passada acerca da

Leia mais

Reações de oxirredução

Reações de oxirredução LCE-108 Química Inorgânica e Analítica Reações de oxirredução Wanessa Melchert Mattos 2 Ag + + Cu (s) 2 Ag (s) + Cu 2+ Baseada na transferência de elétrons de uma substância para outra Perde oxigênio e

Leia mais

Química Analítica Avançada

Química Analítica Avançada Química Analítica Avançada Volumetria de Óxido-redução Profa. Lilian Silva LMBRANDO Reações de Oxi-redução Oxidação e redução 0 0 +1-1 0 0 +1-1 Reações redox e semi-células Zn 0 + Cu 2+ Zn 2+ + Cu 0 semi-célula

Leia mais

SOS QUÍMICA - O SITE DO PROFESSOR SAUL SANTANA.

SOS QUÍMICA - O SITE DO PROFESSOR SAUL SANTANA. SOS QUÍMICA - O SITE DO PROFESSOR SAUL SANTANA. QUESTÕES Exercícios de Eletroquímica. 01) Dos fenômenos indicados a seguir, agrupe os que constituem uma oxidação e os que constituem uma redução: a) Mg

Leia mais

REVISÃO QUÍMICA 4 ELETROQUÍMICA - Prof Emanuele. d) KMnO 4 + H 2 C 2 O 4 + H 2 SO 4 K 2 SO 4 + MnSO 4 + CO 2 + H 2 O. Ag. Redutor: H 2 C 2 O 4

REVISÃO QUÍMICA 4 ELETROQUÍMICA - Prof Emanuele. d) KMnO 4 + H 2 C 2 O 4 + H 2 SO 4 K 2 SO 4 + MnSO 4 + CO 2 + H 2 O. Ag. Redutor: H 2 C 2 O 4 REVISÃO QUÍMICA 4 ELETROQUÍMICA - Prof Emanuele 1) Os números de oxidação dos halogênios nos compostos NaCl, NaClO 3, KI, I 2, NH 4 IO 3 são, respectivamente: a) +1, +3, 0, -2, +4 b) +1, -5, -1, 0, +5

Leia mais

QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 27 ELETROQUÍMICA: ÍGNEA E AQUOSA

QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 27 ELETROQUÍMICA: ÍGNEA E AQUOSA QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 27 ELETROQUÍMICA: ÍGNEA E AQUOSA bateria + _ ânodo + cátodo - e - e oxidação redução Formação de gás cloro no ânodo (não há deposição) Na + - Cl cloreto de sódio fundido Formação

Leia mais

Exercícios de Eletroquímica

Exercícios de Eletroquímica Exercícios de Eletroquímica TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Grandes recalls de fabricantes de baterias de íons de lítio para notebooks suscitaram questões sobre como essas fontes de energia podem aquecer

Leia mais

As reações de oxidação e redução, também chamadas de reações redox, são fenômenos muito frequentes no nosso cotidiano. Como exemplo, temos: - Um

As reações de oxidação e redução, também chamadas de reações redox, são fenômenos muito frequentes no nosso cotidiano. Como exemplo, temos: - Um Números de Oxidação As reações de oxidação e redução, também chamadas de reações redox, são fenômenos muito frequentes no nosso cotidiano. Como exemplo, temos: - Um material sofrendo combustão (queima);

Leia mais

Química 12º Ano. Uma reacção de oxidação-redução, ou reacção redox, é uma reacção em. variação dos números de oxidação de alguns elementos.

Química 12º Ano. Uma reacção de oxidação-redução, ou reacção redox, é uma reacção em. variação dos números de oxidação de alguns elementos. Química 12º Ano Uma reacção de oxidação-redução, ou reacção redox, é uma reacção em que há transferência total ou parcial de electrões, como se verifica pela variação dos números de oxidação de alguns

Leia mais

PILHAS ELETROQUÍMICAS

PILHAS ELETROQUÍMICAS PILHAS ELETROQUÍMICAS As pilhas eletroquímicas são dispositivos capazes de produzir energia elétrica à custa de uma reação redox espontânea. Como as primeiras pilhas foram construídas por Galvani e Volta,

Leia mais

Assunto: Eletroquímica Folha 4.1 Prof.: João Roberto Mazzei

Assunto: Eletroquímica Folha 4.1 Prof.: João Roberto Mazzei 01. (UEL 2009) A clássica célula galvânica ou pilha de Daniel é representada por: Zn (s) / Zn +2 (aq) / / Cu +2 (aq) / Cu (s) No laboratório de uma escola, o professor e seus alunos fizeram duas alterações

Leia mais

01. Em uma pilha de zinco e chumbo, a reação que ocorre é a seguinte:

01. Em uma pilha de zinco e chumbo, a reação que ocorre é a seguinte: COLÉGIO ODETE SÃO PAIO Nome: nº Professor: Charles Série: 2ª Turma: Sem limite para crescer EXERCÍCIOS DE QUÍMICA REVISÃO 3º Trimestre 1. Em uma pilha de zinco e chumbo, a reação que ocorre é a seguinte:

Leia mais

CQ049 FQ Eletroquímica.

CQ049 FQ Eletroquímica. CQ049 FQ Eletroquímica prof. Dr. Marcio Vidotti LEAP Laboratório de Eletroquímica e Polímeros mvidotti@ufpr.br www.quimica.ufpr.br/mvidotti A Eletroquímica pode ser dividida em duas áreas: Iônica: Está

Leia mais

Professor: Alfênio. 06- A ilustração a seguir ilustra a eletrólise de uma solução aquosa de cloreto de cobre (II).

Professor: Alfênio. 06- A ilustração a seguir ilustra a eletrólise de uma solução aquosa de cloreto de cobre (II). Professor: Alfênio 01- (MACK-SP) Na eletrólise ígnea de NaCl, verifica-se que: a) no cátodo, deposita-se sódio metálico. b) no ânodo, ocorre redução. c) no cátodo, ocorre oxidação. d) no ânodo, há deposição

Leia mais

+1 2 Nox +1 2 Carga Nox +7 8 Carga

+1 2 Nox +1 2 Carga Nox +7 8 Carga 01 Cl 2 Cl Nox = 0 Nox = 1 Cl O +1 2 Nox +1 2 Carga Cl O 4 +7 2 Nox +7 8 Carga Resposta: Respectivamente zero, 1, +1, +7. 1 02 a) NH 4 NO 3 NH 4 + cátion + NO 3 ânion N H 4 + 3 +1 Nox 3 +4 Carga N O 3

Leia mais

Mas como isso é possível? Com certeza você já deve ter se perguntado como uma pilha ou uma bateria pode gerar energia elétrica, não é mesmo?

Mas como isso é possível? Com certeza você já deve ter se perguntado como uma pilha ou uma bateria pode gerar energia elétrica, não é mesmo? Fala Gás Nobre! Preparado para reagir? O tema dessa semana é eletrizante e está muito presente no nosso dia a dia. Vamos falar sobre a Eletroquímica! Sabe onde ela se encontra? Basicamente nas pilhas e

Leia mais

O que são pilhas? Pilhas são sistemas em que a energia química se transforma espontaneamente em energia elétrica.

O que são pilhas? Pilhas são sistemas em que a energia química se transforma espontaneamente em energia elétrica. O que são pilhas? Pilhas são sistemas em que a energia química se transforma espontaneamente em energia elétrica. Você sabe o que é um processo espontâneo? Para as pilhas, os processos espontâneos e nãoespontâneos,

Leia mais

Ligações Químicas elementos químicos átomos moléculas

Ligações Químicas elementos químicos átomos moléculas Ligações Químicas Ligações Químicas Os diferentes elementos químicos combinam-se de várias maneiras formando uma grande variedade de substâncias, por meio das ligações químicas. Através das ligações químicas

Leia mais

Nome dos participantes: Jaqueline do Espirito Santo D Apresentação, Iven Roberto Andrade Oliveira e André Filipe Martins Justino

Nome dos participantes: Jaqueline do Espirito Santo D Apresentação, Iven Roberto Andrade Oliveira e André Filipe Martins Justino Título do Vídeo: Eletrólise da água Nome dos participantes: Jaqueline do Espirito Santo D Apresentação, Iven Roberto Andrade Oliveira e André Filipe Martins Justino Professor responsável: Isabel Domingues

Leia mais

2005 by Pearson Education. Capítulo 04

2005 by Pearson Education. Capítulo 04 QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Capítulo 4 Reações em soluções aquosas e estequiometria de soluções David P. White Propriedades gerais das soluções aquosas Propriedades eletrolíticas As soluções aquosas

Leia mais

2005 by Pearson Education. Capítulo 02

2005 by Pearson Education. Capítulo 02 Moléculas e compostos moleculares Moléculas e fórmulas químicas Moléculas são reuniões de dois ou mais átomos ligados entre si. Cada molécula tem uma fórmula química. A fórmula química indica quais átomos

Leia mais

Aula EQUILÍBRIO DE OXIDAÇÃO E REDUÇÃO METAS

Aula EQUILÍBRIO DE OXIDAÇÃO E REDUÇÃO METAS EQUILÍBRIO DE OXIDAÇÃO E REDUÇÃO METAS Apresentar a definição de oxidação e redução; apresentar a definição e classificação de celula eletroquímica; apresentar a equação de nernst; apresentar outros equilíbrios

Leia mais

Reacções de oxidação-redução em solução aquosa. Livro Química Inorgânica Básica na página da cadeira no Moodle Capítulo 4, p.

Reacções de oxidação-redução em solução aquosa. Livro Química Inorgânica Básica na página da cadeira no Moodle Capítulo 4, p. Reacções de oxidação-redução em solução aquosa Livro Química Inorgânica Básica na página da cadeira no Moodle Capítulo 4, p. 116 até ao final REACÇÕES de OXIDAÇÃO-REDUÇÃO reacções que envolvem troca de

Leia mais

ELETRODO OU SEMIPILHA:

ELETRODO OU SEMIPILHA: ELETROQUÍMICA A eletroquímica estuda a corrente elétrica fornecida por reações espontâneas de oxirredução (pilhas) e as reações não espontâneas que ocorrem quando submetidas a uma corrente elétrica (eletrólise).

Leia mais

Resoluções de Exercícios

Resoluções de Exercícios Resoluções de Exercícios QUÍMICA III Capítulo Transformaç 11 Pilha Uma solução aquosa de HC O poderá oxidar os íons Mn 2+, pois apresenta maior potencial de redução: Análise das alternativas. [A] Correta.

Leia mais

Calcule o calor de combustão do metano (CH 4) sabendo que: Entalpia de combustão ou calor de combustão é a variação de entalpia (ΔH) na reação de

Calcule o calor de combustão do metano (CH 4) sabendo que: Entalpia de combustão ou calor de combustão é a variação de entalpia (ΔH) na reação de QUÍMICA 3ºCOLEGIAL 1302 TERMOQUÍMICA Cálculo de Entalpia - Reação balanceada - Reação global através da Lei de Hess uma equação termoquímica pode ser expressa pela soma de 2 ou mais equações. Forma de

Leia mais

Química. Xandão e Allan Rodrigues (Victor Pontes) Eletroquímica

Química. Xandão e Allan Rodrigues (Victor Pontes) Eletroquímica Eletroquímica Eletroquímica 1. Pilhas e baterias são dispositivos tão comuns em nossa sociedade que, sem percebermos, carregamos vários deles junto ao nosso corpo; elas estão presentes em aparelhos de

Leia mais

Corrente elétricas. i= Δ Q Δ t [ A ]

Corrente elétricas. i= Δ Q Δ t [ A ] Corrente elétricas A partir do modelo atômico de Bohr, que o define pela junção de prótons, nêutrons e elétrons, é possível explicar a alta condutividade dos metais, devida à presença dos elétrons livres.

Leia mais

QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 30 ELETROQUÍMICA EXERCÍCIOS DE PILHA

QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 30 ELETROQUÍMICA EXERCÍCIOS DE PILHA QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 30 ELETROQUÍMICA EXERCÍCIOS DE PILHA Como pode cair no enem Pilhas e baterias são dispositivos tão comuns em nossa sociedade que, sem percebermos, carregamos vários deles junto

Leia mais

Motivos da Conexão A) positivo fornecer elétrons, acelerando a oxidação

Motivos da Conexão A) positivo fornecer elétrons, acelerando a oxidação 1. (UFRN-1999) A bateria do automóvel tem um dos seus pólos ligado à estrutura metálica do mesmo. Assinale a opção na qual são indicados o pólo que deve ser ligado à estrutura e os motivos dessa conexão.

Leia mais

PROVA DE QUÍMICA 2 o TRIMESTRE DE 2015

PROVA DE QUÍMICA 2 o TRIMESTRE DE 2015 PROVA DE QUÍMICA 2 o TRIMESTRE DE 2015 PROF. MARCOS F. NOME N o 2 a SÉRIE A compreensão do enunciado faz parte da questão. Não faça perguntas ao examinador. A prova deve ser feita com caneta azul ou preta.

Leia mais

Físico-Química Eletroquímica

Físico-Química Eletroquímica Físico-Química Eletroquímica TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Grandes recalls de fabricantes de baterias de íons de lítio para notebooks suscitaram questões sobre como essas fontes de energia podem aquecer

Leia mais

PROTECÇÃO DOS METAIS

PROTECÇÃO DOS METAIS PROTECÇÃO DOS METAIS FORMAÇÃO DE LIGAS Neste caso associase o metal a proteger a outro, originando uma liga altamente resistente à corrosão. Exemplo: aço inox PROTECÇÃO CATÓDICA A protecção catódica é

Leia mais

REATIVIDADE DE METAIS

REATIVIDADE DE METAIS CENTRO DE ENGENHARIAS E CIÊNCIAS EXATAS CURSO DE QUÍMICA - LICENCIATURA INSTRUMENTAÇÃO PARA O ENSINO DE QUÍMICA SÉRIE: EXPERIÊNCIAS DEMONSTRATIVAS REATIVIDADE DE METAIS ORGANIZAÇÃO: Elisangela Fabiana

Leia mais

Eletroquímica PROF. SAUL SANTANA

Eletroquímica PROF. SAUL SANTANA Eletroquímica PROF. SAUL SANTANA Como o Cobre é mais nobre que o Zinco, ele reduz oxidando o zinco Espontaneidade de reações de oxirredução e pilhas Forma metálica e forma oxidada Ferro oxidado (minério)

Leia mais

E cel = E catodo - E anodo E cel = 0,337 ( 0,763) E cel = 1,100 V. ZnSO 4(aq) 1,0 mol L -1 CuSO 4(aq) 1,0 mol L -1

E cel = E catodo - E anodo E cel = 0,337 ( 0,763) E cel = 1,100 V. ZnSO 4(aq) 1,0 mol L -1 CuSO 4(aq) 1,0 mol L -1 QMC5351 Química Analítica Instrumental POTENCIOMETRIA Análise Potenciométrica Conceitos Iniciais CÉLULA ELETROQUÍMICA sistema onde dois eletrodos, cada um deles imerso em uma solução eletrolítica (interligadas

Leia mais

QUÍMICA ELETROANALÍTICA

QUÍMICA ELETROANALÍTICA QUÍMICA ELETROANALÍTICA A química Eletroanalítica compreende um conjunto de métodos analíticos qualitativos e quantitativos baseados nas propriedades elétricas de uma solução contendo o analito quando

Leia mais

CARGA ELÉTRICA E CORRENTE ELÉTRICA

CARGA ELÉTRICA E CORRENTE ELÉTRICA CARGA ELÉTRICA E CORRENTE ELÉTRICA 1- CARGA ELÉTRICA AULA 20 Como sabemos, os átomos são constituídos por várias partículas elementares e, para o nosso estudo, interessa o elétron o próton e o nêutron.

Leia mais

Reacções de Oxidação-Redução

Reacções de Oxidação-Redução Reacções de Oxidação-Redução Há transferência de electrões entre espécies reagentes, com variação do número de oxidação de elementos dessas espécies. Regras simples para determinar o número de oxidação

Leia mais

Fundamentos de Química Profa. Janete Yariwake

Fundamentos de Química Profa. Janete Yariwake Bloco 2. Soluções. Equilíbrio químico em solução aquosa 2.1 Ácidos e bases 1 Bibliografia - Exercícios selecionados Exercícios retirados dos seguintes livros-texto: J.E. Brady, G.E. Humiston. Química Geral,

Leia mais

Profª Loraine Jacobs DAQBI paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs

Profª Loraine Jacobs DAQBI paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs Profª Loraine Jacobs DAQBI lorainejacobs@utfpr.edu.br paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs CORRENTE ELÉTRICA Pode ser produzida por: Geradores elétricos : Transformam energia mecânica em energia elétrica.

Leia mais

Gabaritos Resolvidos Energia Química Semiextensivo V4 Frente A

Gabaritos Resolvidos Energia Química Semiextensivo V4 Frente A 01) A 02) D 03) A 1 04) B a) Certa NOX diminui, ganha 2 elétrons, sofre redução; b) Errada o zinco sofre oxidação sendo portanto, agente redutor; c) Certa ganha 2 elétrons; d) Certa perde 2 elétrons onde

Leia mais

02 - (Unievangélica GO) Pode-se usar reações químicas de oxidação e redução para produzir corrente elétrica, como mostra o esquema abaixo.

02 - (Unievangélica GO) Pode-se usar reações químicas de oxidação e redução para produzir corrente elétrica, como mostra o esquema abaixo. 01 - (UERJ) Os preços dos metais para reciclagem variam em função da resistência de cada um à corrosão: quanto menor a tendência do metal à oxidação, maior será o preço. Na tabela, estão apresentadas duas

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA Título do Podcast Área Segmento Duração Chuva ácida... será que a água da chuva vai corroer tudo? Ciências da Natureza Química Ensino Médio 5min 44seg

Leia mais

DISCIPLINA DE QUÍMICA

DISCIPLINA DE QUÍMICA DISCIPLINA DE QUÍMICA OBJETIVOS: 1ª série Traduzir linguagens químicas em linguagens discursivas e linguagem discursiva em outras linguagens usadas em Química tais como gráficos, tabelas e relações matemáticas,

Leia mais

Vamos iniciar o estudo da unidade fundamental que constitui todos os organismos vivos: a célula.

Vamos iniciar o estudo da unidade fundamental que constitui todos os organismos vivos: a célula. Aula 01 Composição química de uma célula O que é uma célula? Vamos iniciar o estudo da unidade fundamental que constitui todos os organismos vivos: a célula. Toda célula possui a capacidade de crescer,

Leia mais

CONCEITO DE ÁCIDOS E BASES 1

CONCEITO DE ÁCIDOS E BASES 1 CONCEITO DE ÁCIDOS E BASES 1 1. Conceito de Arrhenius A primeira definição de ácidos e bases foi dada pelo químico sueco Svante Arrhenius ao redor de 1884: Substâncias ácidas são aquelas que em solução

Leia mais

NOMENCLATURA DOS COMPOSTOS

NOMENCLATURA DOS COMPOSTOS NOMENCLATURA DOS COMPOSTOS Prof. Dr. Cristiano Torres Miranda Disciplina: Química Geral QM81A Turmas Q13 e Q14 Moléculas e compostos moleculares Moléculas e fórmulas químicas Moléculas são reuniões de

Leia mais

Modelos Gerais de Ácidos, Bases e Reações Ácido-Base

Modelos Gerais de Ácidos, Bases e Reações Ácido-Base Modelos Gerais de Ácidos, Bases e Reações Ácido-Base Prof.: Willame Bezerra A Química dos Ácidos e Bases Os ácidos e as bases estão presentes em toda parte. Os vulcões e as fontes térmicas podem ser muito

Leia mais

Eletroquıḿica Pilhas. Estudo das Celas Galvânicas. Zn + Cu Cu + Zn

Eletroquıḿica Pilhas. Estudo das Celas Galvânicas. Zn + Cu Cu + Zn Eletroquıḿica Pilhas Estudo das Celas Galvânicas A pilha de Daniell Do ponto de vista didático, uma das celas galvânicas cujo funcionamento é mais simples de se entender é a pilha de Daniell, construída

Leia mais

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO Professoras: Elizete e Rose 2ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA DE QUÍMICA

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO Professoras: Elizete e Rose 2ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA DE QUÍMICA COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS º ANO DO ENSINO MÉDIO - 013 Professoras: Elizete e Rose ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA DE QUÍMICA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES Estudante: Turma: Data: / / ROTEIRO DE ESTUDO Capítulo

Leia mais

Eletroquímica GENERAL CHEMISTRY. Principles and Modern Applications. Petrucci Harwood Herring Madura. Ninth. Edition

Eletroquímica GENERAL CHEMISTRY. Principles and Modern Applications. Petrucci Harwood Herring Madura. Ninth. Edition Petrucci Harwood Herring Madura Ninth GENERAL Edition CHEMISTRY Principles and Modern Applications Eletroquímica Philip Dutton University of Windsor, Canada Prentice-Hall 2007 Reações eletroquímicas Conteúdo

Leia mais

Eletromagnetismo. Eletrólitos e a Eletrólise

Eletromagnetismo. Eletrólitos e a Eletrólise Eletromagnetismo Eletrólitos e a Eletrólise Eletromagnetismo» Eletrólitos e a Eletrólise 1 Conquanto os metais sejam os condutores de eletricidades mais práticos, no que diz respeito ao seu uso, e por

Leia mais

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/06/07

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/06/07 P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 8/06/07 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão Dados gerais: G = - n F E o a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 0,0 RT ΔE = ΔE lnq nf G = G o +

Leia mais

ELETROQUÍMICA 1- Reatividade de metais

ELETROQUÍMICA 1- Reatividade de metais Química 6 ELETROQUÍMICA 1- Reatividade de metais NOME ESCOLA EQUIPE SÉRIE PERÍODO DATA 1 - REATIVIDADE DE METAIS OBJETIVO Construir uma pequena fila de reatividade de metais e mostrar que o poder oxidante

Leia mais

Reações de Oxi-redução

Reações de Oxi-redução Reações de Oxi-redução Oxidação e redução 2005 by Pearson Education Capítulo 03 Números de oxidação O númerode oxidaçãoparaum íon: é a cargano íon. O númerode oxidaçãoparaum átomo: é a cargahipotéticaqueum

Leia mais

Equilíbrio Ácido-base

Equilíbrio Ácido-base Universidade Federal de Juiz de Fora Instituto de Ciências Exatas Departamento de Química Disciplina Química das Soluções QUI084 II semestre 2016 AULA 03 Equilíbrio Ácido-base Hidrólise de Sais Profa.

Leia mais

Sumário. Capítulo 3 Diluição e mistura de soluções Dispersões: coloides, suspensões e soluções... 16

Sumário. Capítulo 3 Diluição e mistura de soluções Dispersões: coloides, suspensões e soluções... 16 Sumário Unidade I Soluções 14 Capítulo 1 Dispersões: coloides, suspensões e soluções... 16 1. As dispersões... 17 Dispersões coloidais... 18 Suspensões... 19 Soluções... 19 Atividades... 20 2. As soluções...

Leia mais

CORROSÃO E ELETRODEPOSIÇÃO

CORROSÃO E ELETRODEPOSIÇÃO CORROSÃO E ELETRODEPOSIÇÃO Princípios de Eletroquímica Prof. Dr. Artur de Jesus Motheo Departamento de FísicoF sico-química Instituto de Química de são Carlos Universidade de São Paulo 1 Princípios de

Leia mais

Vestibular UERJ 2016 Gabarito Comentado

Vestibular UERJ 2016 Gabarito Comentado Questão 1 O CO2 é um óxido não metálico e possui as seguintes nomenclaturas oficiais: anidrido carbônico dióxido de carbono óxido de carbono IV Moléculas com 3 átomos e que apresentam par de elétrons livres

Leia mais

1º Questão: Escreva a distribuição eletrônica dos elementos abaixo e determine o número de valência de cada elemento: a) Fe (26):.

1º Questão: Escreva a distribuição eletrônica dos elementos abaixo e determine o número de valência de cada elemento: a) Fe (26):. FOLHA DE EXERCÍCIOS CURSO: Otimizado ASS.: Exercícios de Conteúdo DISCIPLINA: Fundamentos de Química e Bioquímica NOME: TURMA: 1SAU 1º Questão: Escreva a distribuição eletrônica dos elementos abaixo e

Leia mais

Reações com transferência de elétrons: oxirredução

Reações com transferência de elétrons: oxirredução Reações com transferência de elétrons: oxirredução Química Geral Prof. Edson Nossol Uberlândia, 19/05/2016 Número de oxidação: número de cargas que um átomo teria em uma molécula (em um composto iônico)

Leia mais

UFJF CONCURSO VESTIBULAR PROVA DE QUÍMICA

UFJF CONCURSO VESTIBULAR PROVA DE QUÍMICA Questão 1 Sabe-se que compostos constituídos por elementos do mesmo grupo na tabela periódica possuem algumas propriedades químicas semelhantes. Entretanto, enquanto a água é líquida em condições normais

Leia mais

Redação selecionada e publicada pela Olimpíada de Química SP Pilha ou Bateria: um quase eterno dilema

Redação selecionada e publicada pela Olimpíada de Química SP Pilha ou Bateria: um quase eterno dilema Autor: Gabriel Augusto Ginja Série: Primeira do Ensino Médio Prof. : Rubens Conilho Junior Colégio: Etapa Cidade: São Paulo, SP Redação selecionada e publicada pela Olimpíada de Química SP-2011 Pilha ou

Leia mais

Q U Í M I C A Material nº 15 SO 4. Com base nas informações contidas na figura, estão corretas as proposições:

Q U Í M I C A Material nº 15 SO 4. Com base nas informações contidas na figura, estão corretas as proposições: EXERCÍCIOS SOBRE PILHAS E ELETRÓLISE 1) (UNESP) Nas obturações dentárias, os dentistas não podem colocar em seus pacientes obturações de ouro e de amálgama muito próximas, porque os metais que constituem

Leia mais

Reações de Oxidação Redução

Reações de Oxidação Redução Oxidação/redução em processos inorgânicos Reações de Oxidação Redução Caracterizam-se pela transferência de elétrons entre as espécies envolvidas. Oxidação: uma espécie química sofre aumento do seu estado

Leia mais

ÁCIDO DE ARRHENIUS. Hidrácidos HCl + H 2 O H + + Cl - HCl, HBr, HI ---- Fortes. HF ---- Moderado Demais ---- Fracos. Prof.

ÁCIDO DE ARRHENIUS. Hidrácidos HCl + H 2 O H + + Cl - HCl, HBr, HI ---- Fortes. HF ---- Moderado Demais ---- Fracos. Prof. ÁCIDO DE ARRHENIUS Hidrácidos HCl + H 2 O H + + Cl - HCl, HBr, HI ---- Fortes HF ---- Moderado Demais ---- Fracos ÁCIDO DE ARRHENIUS Oxiácidos HNO 3 + H 2 O H + + NO 3 - ÁCIDOS DE ARRHENIUS Não Como Bolo

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS

ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS RECUPERAÇÃO SEMESTRAL 3º Ano do Ensino Médio Disciplina: Química 1. Um átomo do elemento químico X, usado como corante para vidros, possui número de massa igual a 79 e número de nêutrons

Leia mais

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 30/11/13

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 30/11/13 P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 30//3 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 0,0 Constantes e equações: F = 96500 C mol - 273,5 K

Leia mais

Reações Químicas GERAL

Reações Químicas GERAL Reações Químicas GERAL É o processo no qual 1 ou mais substâncias (reagentes) se transformam em 1 ou mais substâncias novas (produtos). Formação de ferrugem Combustão de um palito de fósforo Efervescência

Leia mais

Reações Químicas. Ex: 2H 2 + O 2 2 H 2 O

Reações Químicas. Ex: 2H 2 + O 2 2 H 2 O REAÇÕES QUÍMICAS Reações Químicas As substâncias podem combinar-se com outras substâncias transformando-se em novas substâncias. Para estas transformações damos o nome de Reações Químicas. Ex: 2H 2 + O

Leia mais

. (Um agente oxidante comumente formado nas células aeróbias)

. (Um agente oxidante comumente formado nas células aeróbias) Pense: Qual seria a distribuição de elétrons no íon superóxi-ânion? O 2. (Um agente oxidante comumente formado nas células aeróbias) Onde estudar?? Atkins e Jones, Princípios de Química, Cap. 3>> p. 93-131

Leia mais