CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA Língua Portuguesa e Matemática

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONCURSO PÚBLICO. 001. PROVA OBJETIVA Língua Portuguesa e Matemática"

Transcrição

1 CONCURSO PÚBLICO 001. PROVA OBJETIVA Língua Portuguesa e Matemática 001. AUXILIAR OPERACIONAL INSTRUÇÕES VOCÊ RECEBEU SUA FOLHA DE RESPOSTAS E ESTE CADERNO CONTENDO 40 QUESTÕES OBJETIVAS. PREENCHA COM SEU NOME E NÚMERO DE INSCRIÇÃO OS ESPAÇOS INDICADOS NA CAPA DESTE CADERNO. LEIA CUIDADOSAMENTE AS QUESTÕES OBJETIVAS E ESCOLHA A RESPOSTA QUE VOCÊ CONSIDERA CORRETA. ASSINE A FOLHA DE RESPOSTAS COM CANETA DE TINTA AZUL OU PRETA E TRANSCREVA PARA ESSA FOLHA, TAMBÉM COM CANETA DE TINTA AZUL OU PRETA, TODAS AS RESPOSTAS ESCOLHIDAS. RESPONDA A TODAS AS QUESTÕES. A DURAÇÃO DA PROVA É DE 3 HORAS. A SAÍDA DO CANDIDATO DO PRÉDIO SERÁ PERMITIDA APÓS TRANSCORRIDA A METADE DO TEMPO DE DURAÇÃO DA PROVA OBJETIVA. AO TERMINAR A PROVA, VOCÊ ENTREGARÁ AO FISCAL A FOLHA DE RESPOSTAS E LEVARÁ ESTE CADERNO. AGUARDE A ORDEM DO FISCAL PARA ABRIR ESTE CADERNO DE QUESTÕES manhã 001_AuxOperacional.indd 1 12/7/ :02:06

2 LÍNGUA PORTUGUESA Leia com atenção o texto para responder às questões de números 01 a 06. Meu inglês brasileiro Algumas expressões de nosso cotidiano pressupõem um conhecimento da evolução da linguagem. Não é fácil inventar vocábulos e inseri-los na fala corrente. A criação de palavras obedece a uma lógica complexa e misteriosa. Não depende da vontade de ninguém. Um historiador americano, ao precisar os mecanismos de evolução da linguagem no Novo Mundo, compara Brasil, Estados Unidos e o resto do continente para mostrar que, no período que sucedeu à Independência, surgiu uma questão de linguagem nos diversos países da região, que se diferencia do que ocorreu na Europa. Segundo o autor, a identificação entre o idioma e a nacionalidade tornou-se problemática. Afinal, era incômodo para uma nação americana do século 19 procurar sua alma numa língua herdada de uma potência colonial. Nos Estados Unidos, por exemplo, um gramático escreveu, logo após a Independência, que a honra nacional exigia um sistema que seja nosso, tanto na língua quanto no governo. Este mesmo problema era particularmente acentuado na América espanhola, onde quase 20 países compartilhavam o mesmo idioma. No Brasil, a questão evoluiu de forma um pouco diferente, como é de seu costume. Houve menos preocupação em relação às formas do falar de Portugal, e grande abertura para o que viesse de fora. A descolonização da língua da metrópole se completa em meados do século 20, na época da americanização, isto é, da influência exercida pelos Estados Unidos. Esta influência se faz notar a todo o momento. Há um restaurante, por exemplo, em Pinheiros o Self-Kilo que nos faz refletir sobre a questão. O nome é simplesmente fascinante. O que significa? Consegue ser americano, francês e lusitano, ao mesmo tempo. O indivíduo em si, que é o self, se encontra com a refeição padronizada, que é o Kilo. A expressão nada significa, mas segue uma lógica e é engraçada. Ainda mais brasileiro que o Self-Kilo, um folheto de uma pizzaria anunciava o sistema delivery de entregas. Parece redundante, uma vez que delivery e entrega são a mesma coisa. Muitas pizzarias preferem usar apenas a palavra americana; a pizzaria em questão, não. Entendem-se as razões: usam-se palavras americanas, normalmente sem explicá-las; essa queria que todo mundo entendesse, mas sem abrir mão do americanismo. A frase ilustra uma observação de Roberto DaMatta: No Brasil as épocas históricas não se sucedem; elas se acumulam. Apresenta, além de tudo, uma sonoridade bem brasileira. E já se propagou há muita gente repetindo sistema delivery de entregas. (Mattews Shirts, Diálogo médico, maio/junho Adaptado) 01. Segundo o texto, a formação de novas palavras se deve (A) a uma lógica constante e comum a todas as línguas. (B) à mesma evolução que sofre qualquer língua, no mundo. (C) a processos particulares por que cada língua passa. (D) a uma tentativa dos povos de explicar o vocabulário existente. (E) à influência da Espanha e do espanhol sobre outras culturas. 02. O título do texto Meu inglês brasileiro (A) incentiva o leitor a estudar inglês para entender as expressões presentes no cotidiano. (B) mostra que o povo brasileiro adapta as expressões estrangeiras, para lhe dar sentido. (C) critica o sotaque que as palavras em inglês adquirem no Brasil. (D) demonstra a escolha do autor por algumas expressões inglesas. (E) restringe o uso do inglês apenas ao autor, como prova a palavra meu. 03. As expressões Self-Kilo e sistema delivery de entregas (A) têm em comum a presença de uma palavra estrangeira em uma expressão usada na língua portuguesa. (B) nada significam e a causa de sua formação não tem explicação. (C) foram criadas para atender à necessidade de uma língua universal. (D) negam a americanização, presente em muitas expressões usuais no Brasil, atualmente. (E) são ligadas à colonização portuguesa, como confirmam as palavras Self e delivery. 04. O antônimo de inserir, na frase Não é fácil inventar vocábulos e inseri-los na fala corrente é (A) introduzir. (B) incluir. (C) encaixar. (D) retirar. (E) colocar. CMSP/001-AuxiliarOperacional 2 001_AuxOperacional.indd 2 12/7/ :02:07

3 05. Reescrevendo a frase A descolonização da língua da metrópole se completa em meados do século 20, na época da americanização, isto é, da influência exercida pelos Estados Unidos mas mantendo-lhe o mesmo sentido, tem-se: (A) No século 20, a americanização exerceu influência na descolonização da língua falada nos Estados Unidos. (B) A americanização contribuiu, na metade do século 20, para a descolonização da língua falada no Brasil em relação ao falar português. (C) A descolonização da língua falada em Portugal se completa pela influência dos Estados Unidos, no século 20. (D) Na época da americanização, no século 20, a influência recebida pelos Estados Unidos se completa. (E) A americanização, isto é, a influência exercida pelos Estados Unidos, se completa naquele país, no século A alternativa que estabelece a mesma relação de significado expressa por mas, na frase A expressão nada significa, mas é engraçada, é: (A) Ela não foi à escola, uma vez que estava doente. (B) Chorou tanto que seus olhos incharam. (C) A filha era impedida de sair; entretanto, ela burlava as ordens do pai. (D) Você não entendeu meu bilhete, portanto, não cumprirá minhas orientações. (E) Não fez o almoço nem estava em casa à hora da refeição. 07. A alternativa que substitui corretamente a expressão destacada por um pronome é: (A) O historiador precisa os mecanismos... O historiador precisa-los. (B) A população procurava sua alma... A população procurava-a. (C) A frase apresenta uma sonoridade brasileira. A frase apresenta-na. (D) As pessoas repetem a expressão. As pessoas repetem-la. (E) Algumas expressões exigem um conhecimento. Algumas expressões exigem-o. 08. Assinale a alternativa cuja palavra em destaque segue a mesma regra da acentuação gráfica da palavra lógica. (A) Na legislação brasileira, é proibido contrabandear armas como o revólver. (B) Há muitos países de língua espanhola na América. (C) São Paulo é uma metrópole importante no Brasil. (D) O manacá floresce na primavera. (E) Gasolina é um combustível que inflama. Leia o texto para responder às questões de números 09 e 10. HAGAR Dik Brawne (Folha de S.Paulo, abril de 2007) 09. Assinale a alternativa cuja expressão destacada se realiza no presente do indicativo. (A) Enquanto isso, tenha um bom dia! (B) Brigar passou a parecer tão sem sentido! (C)...após uma noite de sono, talvez eu volte ao normal. (D) De repente, comecei a ver a bondade nas pessoas... (E) É tão bom estar vivo num dia como este! 10. Assinale a alternativa cuja expressão destacada é composta por um substantivo e por um adjetivo. (A) Não estou a fim de lutar hoje. (B)...comecei a ver as flores se abrindo... (C)...talvez eu volte ao normal. (D)...tão sem sentido! (E) Que dia lindo! 11. No texto de propaganda Não quero chá, não quero café, não quero coca-cola, me liguei no chocolate o verbo ligar apresenta sentido figurado, como em: (A) Ao ligar o televisor, vi cenas violentas de um assalto a banco. (B) Os jovens ligaram o som na sala e foram dançar no quintal. (C) Ligue-se nas ofertas tentadoras daquele magazine. (D) Ele me ligou ontem para contar as novidades. (E) As argolas ligavam-se entre si. 12. De acordo com a gramática normativa da língua portuguesa, é correto o uso do acento indicativo da crase em: (A) Há pessoas que adoram andar à cavalo. (B) Uma à uma, superamos as barreiras da vida. (C) A mulher pôs-se à costurar na janela. (D) À tarde, a temperatura fica mais amena. (E) Ofereci à ela um presente maravilhoso. 3 CMSP/001-AuxiliarOperacional 001_AuxOperacional.indd 3 12/7/ :02:07

4 13. Segundo a gramática, a frase que apresenta a concordância de forma correta é: (A) Os meninos usam muitas gírias, quando falam. (B) As casas mais bonita estão à venda. (C) Aquelas é as melhor atrizes da TV. (D) Os idosos contam longa histórias para as criança ouvir. (E) A gente falamos bem o português. 14. Assinale a alternativa cuja preposição, entre parênteses, completa corretamente o verbo. 16. A expressão bater as botas é usada, com o mesmo significado, em: (A) No exército, exige-se que os soldados batam a bota no cumprimento da manhã. (B) Diante do sargento, o soldado deve fazer a saudação com a mão e bater as botas. (C) Bater as botas no sol, preserva-as de mofo. (D) Para limpar a lama que grudou, a mulher teve de bater as botas, antes de guardá-las. (E) Atravessou a rua distraído, foi atropelado e bateu as botas. (A) As crianças precisam (B) Os alunos assistiram (C) As pessoas crêem (D) É preciso obedecer (E) Ele se diferenciava carinho dos pais. (com) um filme sobre o Brasil. (a) uma força superior. (por) leis de trânsito. (para) seus amigos, na ação. (em) 17. O humor do final do texto se deve ao fato de (A) Formigão ter sofrido um enfarte. (B) Dona Zica ter corrido para preparar um chá reparador. (C) um amigo ter alardeado a indisposição de Formigão. (D) o convidado, apesar de indisposto, ter a pretensão de comer mais. Leia o texto para responder às questões de números 15 a 19. (E) todos os convidados terem corrido para ajudar o doente. Apetite de formiga grande Todo sábado tinha feijoada da Dona Zica. Em um dia, o Formigão mandou ver umas três repetições, de tão gostosa que estava. Eis que um menininho vê o Formigão suando frio e grita para a dona da casa que o amigão poderia estar sofrendo um enfarte. Corre-corre daqui, corre-corre dali, o falatório de que o Formigão ia bater as botas ali, depois de comer umas tantas feijoadas da Zica. Dona Zica correu no quintal, apanhou várias folhas para chá, preparou bem forte e trouxe correndo pra salvar a vida dele. Toma, Formigão disse ela. Formigão, para espanto geral, apanhou o chá, olhou pra todo mundo e simplesmente perguntou, curioso: Mas não tem bolacha? (in Almanaque Brasil, junho de 2005, Contando causos, Rolando Boldrin. Adaptado) 15. Segundo o texto, o mal-estar sofrido pelo convidado se deveu (A) a ser a primeira vez que ele participava da reunião. (B) a algum ingrediente estragado da feijoada. (C) à alta temperatura do ambiente que o fez suar frio. (D) à quantidade de chá ingerido com excesso de bolacha. (E) à volumosa ingestão do prato oferecido pela dona da casa. 18. Na frase Toma, Formigão. o emprego da vírgula ocorre pela mesma razão que em: (A) Venha para cá, gente! (B) Formigão, o convidado, passou mal com a feijoada. (C) Para espanto geral, o homem queria o chá com bolacha. (D) Ele perguntou, curioso, para a dona da casa sobre a feijoada. (E) No corre-corre, todos se preocuparam com o convidado. 19. Assinale a alternativa em que o diminutivo e o aumentativo expressam afetividade como nas palavras menininho e Formigão. (A) A avozinha tricotava na varanda, ouvindo histórias do filhão. (B) O macacão pesava mais de 100 quilos e só comia mandioquinha. (C) As garotinhas gostavam de brincar de esconde-esconde no casarão. (D) Retirada a tampinha, o refrigerante borbulhou na taçona de vidro. (E) Ao sair do trabalho, homenzarrões sentam-se para beber, ao redor de mesinhas. CMSP/001-AuxiliarOperacional 4 001_AuxOperacional.indd 4 12/7/ :02:08

5 20. Todas as palavras estão grafadas de acordo com a ortografia oficial, em: (A) O dinhero era poco, mas a alegria, muinta. (B) Cardaços são obistáculos para serem amarrados por crianças. (C) O difícil caso foi defendido pelo cérebre adevogado. (D) As adolescentes adoram passar uma tarde no cabeleireiro. (E) Depois da longa viajem, todos estavão soados. MATEMÁTICA 21. O quociente do número 600 pelo produto dos números 4 e 25 é um certo número inteiro y. Então y vale (A) 60. (B) 30. (C) 6. (D) 6. (E) Um avião decolou em São Paulo às 7:45 horas e aterrisou em Recife às 11:30 horas. Na volta, o mesmo avião decolou de Recife às 12:15 horas e aterisou em São Paulo às 16:25 horas. Então, é correto afirmar que (A) na ida o vôo demorou 45 minutos a menos que na volta. (B) o tempo de duração do vôo na ida e na volta foi o mesmo. (C) na ida o vôo demorou 25 minutos a mais do que na volta. (D) na volta o vôo demorou 45 minutos a menos que na ida. (E) na volta o vôo demorou 25 minutos a mais do que na ida. 23. Deseja-se elevar em 30 cm o nível de água da piscina de um clube. A piscina é retangular, com 20 m de comprimento por 10 m de largura. A quantidade de água a ser acrescentada à quantidade já existente é (A) litros. (B) litros. (C) litros. (D) 8000 litros. (E) 6000 litros. 24. Numa corrida de Fórmula I, um piloto, correndo à velocidade média de 180 km/h, faz um percurso em 20 s. O tempo gasto para fazer o mesmo percurso, se a sua velocidade média fosse de 200 km/h, seria (A) 12 s. (B) 13 s. (C) 18 s. (D) 19 s. (E) 21 s. 25. Uma parede tem 8,30 m de comprimento por 2,75 m de altura. Com uma lata de tinta, é possível pintar 10 m 2 de parede. O número mínimo de latas de tinta que deverão ser compradas para pintar essa parede é (A) 6. (B) 5. (C) 4. (D) 3. (E) Um número x é tal que x = ( 1 + 3).. Nessas condições, o quadrado do número x é igual a (A) 1. (B). (C) 0. (D). (E) Numa carpintaria, forma-se uma pilha com 32 tábuas de 2 cm de espessura cada uma e 18 tábuas de 5 cm de espessura cada uma. Se somarmos as alturas de 10 pilhas iguais a essa, teremos (A) 15,4 m. (B) 16,4 m. (C) 154 m. (D) 164 m. (E) 180 m. 28. O aluguel de um carro na agência A é de R$ 2.800,00, acrescido de 3 reais por quilômetro rodado. Numa agência B, o aluguel do mesmo carro é de R$ 3.700,00, acrescido de 1 real por quilômetro rodado. O menor número de quilômetros rodados, para que o gasto com o aluguel do carro seja o mesmo em qualquer dessas agências, é (A) 200. (B) 450. (C) 650. (D) 800. (E) CMSP/001-AuxiliarOperacional 001_AuxOperacional.indd 5 12/7/ :02:08

6 29. Quando o conteúdo de um reservatório é escoado por uma bomba, o tempo necessário para esvaziar completamente esse reservatório é de 1 hora, 39 minutos e 32 segundos. Se forem utilizadas duas bombas iguais à primeira, o tempo necessário para esvaziar o reservatório será (A) 30 min e 55 seg. (B) 38 min e 25 seg. (C) 39 min e 55 seg. (D) 46 min e 45 seg. (E) 49 min e 46 seg. 33. Do quádruplo de um número subtraiu-se 6 e obteve-se 0,75. Então, o valor desse número é (A). (B). (C). (D). (E). 30. Uma mercadoria sofreu um aumento de 15%, passando assim a custar R$ 230,00. O preço dessa mercadoria, antes do aumento, era (A) R$ 150,00. (B) R$ 180,00. (C) R$ 195,00. (D) R$ 200,00. (E) R$ 215, O dobro de um número somado ao triplo do mesmo número resulta 60. Então, a quarta parte desse número é (A) 12. (B) 3. (C) 2. (D) A tabela indica a quantidade de álcool que é adicionada à gasolina pura para formar cada uma das quatro misturas: MISTURA NÚMERO DE LITROS DE ÁLCOOL NÚMERO DE LITROS DE GASOLINA I II III IV Considerando-se os dados da tabela, pode-se afirmar que (A) a mistura I é a que tem menor teor alcoólico. (B) a mistura II é a que tem maior teor alcoólico. (C) a mistura III é a que tem maior teor alcoólico. (D) a mistura II tem igual teor alcoólico que a mistura IV. (E) a mistura IV tem teor alcoólico maior que a mistura I. 35. As peças de um quebra cabeça foram construídas a partir de quadrados com os lados medindo 5 cm cada. Em alguns desses lados, foram acrescentados ou retirados semicírculos com 0,5 cm de raio, de acordo com a figura dada. (E) Num recenseamento, chegou-se à conclusão de que, para visitar 102 residências, era necessário contratar nove recenseadores. Da mesma forma, numa região em que existem residências, o número de recenseadores a mais que devem ser contratados em relação a primeira situação é (A) 210. (B) 221. (C) 240. (D) 261. (E) 270. CMSP/001-AuxiliarOperacional 6 Com base na figura, é correto afirmar que (A) todas as peças têm a mesma área. (B) a área da peça 1 é maior que a área da peça 6. (C) a soma das áreas das peças 6, 7, 10 e 11 é igual à metade da área total das peças. (D) a soma das áreas das peças 1, 5, 9 e 13 é igual à soma das áreas das peças 2, 6, 10 e 14. (E) a área da peça 12 é igual à área da peça _AuxOperacional.indd 6 12/7/ :02:08

7 36. O número inteiro que representa a expressão: ( 10) 3 3.( 10) 2. ( 2) 2 é (A) (B) 200. (C) 200. (D) (E) As duas figuras representam uma balança em duas situações de equilíbrio: 37. Uma agulha é feita com 0,08 m de arame. O número de agulhas que podem ser feitas com 36 m de arame é (A) 45. (B) 450. (C) (D) (E) Calculando o valor da expressão (0,1 0,01) : (0,2 0,02), encontra-se (A) 0,2. (B) 0,4. (C) 0,5. (D) 0,6. (E) 1. Figura I oito esferas equilibram dois cones e um cubo; Figura II um cubo e uma esfera equilibram um cone. O número de esferas que equilibram um cone é (A) 2. (B) 3. (C) 4. (D) 5. (E) A figura mostra um terreno retangular de 36 m de comprimento por 20 m de largura, no qual pretende-se construir apenas um galpão quadrado. Após a construção, a área livre do terreno será de 684 m 2. Dessa forma, cada lado do galpão medirá (A) 5,5 m. (B) 6 m. (C) 6,5 m. (D) 7 m. (E) 7,5 m. 7 CMSP/001-AuxiliarOperacional 001_AuxOperacional.indd 7 12/7/ :02:08

8 001_AuxOperacional.indd 8 12/7/ :02:09

Processo Seletivo 1.º Semestre 2012 004. Prova Dissertativa

Processo Seletivo 1.º Semestre 2012 004. Prova Dissertativa Processo Seletivo 1.º Semestre 2012 004. Prova Dissertativa Técnico Concomitante ou Subsequente ao Ensino Médio Instruções Confira seu nome e número de inscrição impressos na capa deste caderno. Assine

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa 7 o ano 2 o bimestre PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa Escola: Nome: Turma: n o : Sotaque mineiro: é ilegal, imoral ou engorda? Gente, simplificar é um pecado. Se a vida não fosse tão corrida, se não tivesse

Leia mais

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos)

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos) I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. Hoje. domingo e o tempo. bom. Por isso nós. todos fora de casa.. a passear à beira-mar.. agradável passar um pouco de tempo

Leia mais

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas).

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Titulo - VENENO Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Corta para dentro de um apartamento (O apartamento é bem mobiliado. Estofados

Leia mais

Matemática para Concursos - Provas Gabaritadas. André Luiz Brandão

Matemática para Concursos - Provas Gabaritadas. André Luiz Brandão Matemática para Concursos - Provas Gabaritadas André Luiz Brandão CopyMarket.com Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida sem a autorização da Editora. Título:

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

RESOLUÇÃO PROVA TJ PR

RESOLUÇÃO PROVA TJ PR PROVA TJ PR Questão 6 Três amigas estavam de férias em três cidades diferentes. Com base nas informações abaixo, descubra o nome do lugar e o número do quarto de hotel em que Ana, Claudia e Vanessa estavam

Leia mais

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No.

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. Trabalho Avaliativo Valor: 30 % Nota: Minhas Férias Eu, minha mãe, meu pai, minha irmã (Su) e meu cachorro

Leia mais

Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Nivelamento 1º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO. Aluno(a): Número: Turma: EXPRESSÕES NUMÉRICAS

Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Nivelamento 1º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO. Aluno(a): Número: Turma: EXPRESSÕES NUMÉRICAS Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Nivelamento 1º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO Professor: Hermes Jardim Disciplina: Matemática Lista 0 1º Bimestre/013 Aluno(: Número: Turma: EXPRESSÕES NUMÉRICAS

Leia mais

CAp-UERJ Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira

CAp-UERJ Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira CAp-UERJ Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira INSTRUÇÕES Você está recebendo um caderno de prova com 12 (doze) folhas numeradas. As partes I e II contêm 16 (dezesseis) questões de Língua

Leia mais

7 Tal pai, tal filho. Acabada a assembléia da comunidade de. Cenatexto

7 Tal pai, tal filho. Acabada a assembléia da comunidade de. Cenatexto JANELA A U L A 7 Tal pai, tal filho Cenatexto Acabada a assembléia da comunidade de Júpiter da Serra, em que se discutiu a expansão da mineradora, dona Ana volta para casa com o Samuel, seu garotinho.

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

Unidade Portugal. Ribeirão Preto, de de 2011. AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO II 1 o BIMESTRE

Unidade Portugal. Ribeirão Preto, de de 2011. AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO II 1 o BIMESTRE Unidade Portugal Ribeirão Preto, de de 2011. Nome: 3 o ano (2ª série) AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO II 1 o BIMESTRE Eixo temático O campo e a cidade. Disciplina/Valor Português 4,0 Matemática 4,0 Hist./Geog.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAVILHAS EDITAL 001/2009 - Concurso Público. Prova: 14 de Março de 2010.

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAVILHAS EDITAL 001/2009 - Concurso Público. Prova: 14 de Março de 2010. PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAVILHAS EDITAL 001/2009 - Concurso Público Prova: 14 de Março de 2010. CARGOS: 1. Auxiliar de serviço. II Operário Braçal, 2. Auxiliar de serviço II Serviço de Água, 3. Auxiliar

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 11 por

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros s de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 14 por completo

Leia mais

CRASE TEORIA. REGRA GERAL A crase ocorrerá sempre que o termo anterior exigir a preposição a e o termo posterior admitir o artigo a ou as.

CRASE TEORIA. REGRA GERAL A crase ocorrerá sempre que o termo anterior exigir a preposição a e o termo posterior admitir o artigo a ou as. CRASE TEORIA (Aluna do Curso de Secretariado Executivo Trilíngüe da Universidade Estácio de Sá) Crase é a fusão da preposição a com o artigo a ou com o a inicial dos pronomes demonstrativos aquele, aquela,

Leia mais

A turma. parte I Língua Portuguesa parte II Matemática

A turma. parte I Língua Portuguesa parte II Matemática parte I Língua Portuguesa parte II Matemática A turma 5 10 15 20 25 Eu também já tive turma, ou melhor, fiz parte de turma e sei como é importante em certa idade essa entidade, a turma. A gente é um ser

Leia mais

Texto 1 PRA DAR NO PÉ (Pedro Antônio de Oliveira)

Texto 1 PRA DAR NO PÉ (Pedro Antônio de Oliveira) PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 3 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== Texto 1 PRA DAR NO PÉ (Pedro

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

Conta-me Histórias. Lê atentamente o texto que se segue.

Conta-me Histórias. Lê atentamente o texto que se segue. Prova de Língua Portuguesa 5.º Ano de escolaridade Ano letivo 2013 / 2014-1.ª Chamada Ano lectivo 2012 / 2013 Lê atentamente o texto que se segue. Conta-me Histórias Quando eu era pequena, os campos estavam

Leia mais

Meu pássaro de papel

Meu pássaro de papel ALUNO (A): ANO: 3º TURMA: (A) (C) PROFESSOR (A): VALOR DA AVALIAÇÃO: 40 pontos DATA: CENTRO EDUCACIONAL SAGRADA FAMÍLIA 22 / 08 / 2013 TRIMESTRE: 2º NOTA: COMPONENTE CURRICULAR: LÍNGUA PORTUGUESA ENSINO

Leia mais

ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA PROVA OBJETIVA PROCESSO SELETIVO DE AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE Prezado candidato(a), você recebeu o seguinte material: - um caderno de questões contendo 30 (trinta) questões

Leia mais

Prova Escrita de Português Língua Não Materna

Prova Escrita de Português Língua Não Materna EXAME NACIONAL DO ENSINO BÁSICO E DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova 28 739 /1.ª Chamada 1.ª Fase / 2008 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março A PREENCHER PELO ESTUDANTE

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

Ajudante Auxiliar de Serviços Gerais Operador de Bombas. Nível Fundamental Incompleto. Águas e Esgoto. 22.01.2012 - Tarde

Ajudante Auxiliar de Serviços Gerais Operador de Bombas. Nível Fundamental Incompleto. Águas e Esgoto. 22.01.2012 - Tarde Ajudante Auxiliar de Serviços Gerais Operador de Bombas Nível Fundamental Incompleto Águas e Esgoto 22.01.2012 - Tarde LÍNGUA PORTUGUESA AJUDANTE / AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS / OPERADOR DE BOMBAS 22.01

Leia mais

Iracema estava na brinquedoteca

Iracema estava na brinquedoteca Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães Iracema estava na brinquedoteca com toda a turma quando recebeu a notícia de que seu sonho se realizaria. Era felicidade que

Leia mais

Prova do Nível 1 (resolvida)

Prova do Nível 1 (resolvida) Prova do Nível (resolvida) ª fase 0 de novembro de 0 Instruções para realização da prova. Verifique se este caderno contém 0 questões e/ou qualquer tipo de defeito. Se houver algum problema, avise imediatamente

Leia mais

CURSO TÉCNICO MPU Disciplina: Matemática Tema: Matemática básica: potenciação Prof.: Valdeci Lima Data: Novembro/Dezembro de 2006 POTENCIAÇÃO.

CURSO TÉCNICO MPU Disciplina: Matemática Tema: Matemática básica: potenciação Prof.: Valdeci Lima Data: Novembro/Dezembro de 2006 POTENCIAÇÃO. Data: Novembro/Dezembro de 006 POTENCIAÇÃO A n A x A x A... x A n vezes A Base Ex.: 5.... n Expoente Observação: Em uma potência, a base será multiplicada por ela mesma quantas vezes o expoente determinar.

Leia mais

Avaliação Parcial de Rendimento em Leitura - 03

Avaliação Parcial de Rendimento em Leitura - 03 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO - SIAQUE ESCOLA: PROFESSOR: ALUNO: DATA / / PORTUGUÊS - 4ª SÉRIE / 5º ANO TURMA: TURNO: DATA: / / - Instruções gerais: - Este instrumento de verificação

Leia mais

Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa. O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse. O melhor amigo

Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa. O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse. O melhor amigo Instituto Presbiteriano de Educação Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse Leia o texto abaixo para responder às questões 01 a

Leia mais

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 7 por completo do livrotexto Muito Prazer Unidade 7 I Ser + adjetivo Estar + adjetivo Eu sou Eu estou Você/ ele/ ela é Você/ ele/

Leia mais

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri. Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.com Página 1 1. HISTÓRIA SUNAMITA 2. TEXTO BÍBLICO II Reis 4 3.

Leia mais

C A D E R N O D E P R O V A S

C A D E R N O D E P R O V A S C ONCURSO PÚBLICO PREFEITURA MUNICIPAL DE SETE LAGOAS MINAS GERAIS C A D E R N O D E P R O V A S CADERNO 1 CARGO: AUX. SERVIÇOS/ARMADOR AUX. SERVIÇOS/LAVADOR DE AUTOS AUXILIAR DE SERVIÇOS AUX. OPERACIONAL

Leia mais

A PREENCHER PELO ALUNO

A PREENCHER PELO ALUNO Prova Final do 1.º e do 2.º Ciclos do Ensino Básico PLNM (A2) Prova 43 63/2.ª Fase/2015 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo Documento de identificação Assinatura

Leia mais

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática 1 Sumário Introdução...04 O segredo Revelado...04 Outra maneira de estudar Inglês...05 Parte 1...06 Parte 2...07 Parte 3...08 Por que NÃO estudar Gramática...09 Aprender Gramática Aprender Inglês...09

Leia mais

FIM DE SEMANA. Roteiro de Curta-Metragem de Dayane da Silva de Sousa

FIM DE SEMANA. Roteiro de Curta-Metragem de Dayane da Silva de Sousa FIM DE SEMANA Roteiro de Curta-Metragem de Dayane da Silva de Sousa CENA 1 EXTERIOR / REUNIÃO FAMILIAR (VÍDEOS) LOCUTOR Depois de uma longa semana de serviço, cansaço, demoradas viagens de ônibus lotados...

Leia mais

PORTUGUÊS MANEIRA DE AMAR

PORTUGUÊS MANEIRA DE AMAR PORTUGUÊS TEXTO 01 para as questões de 01 a 10. MANEIRA DE AMAR O jardineiro conversava com as flores, e elas se habituaram ao diálogo. Passava manhãs contando coisas a uma cravina ou escutando o que lhe

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO APOLÔNIO SALLES

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO APOLÔNIO SALLES NÍVEL: FUNDAMENTAL TURNO: TARDE GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO APOLÔNIO SALLES SUPLETIVO 2013 QUADRO DE PROVAS MATEMÁTICA PRÉDIO: SALA: NOME COMPLETO: RG: Nº DE INSCRIÇÃO:

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE UBAÍ EDITAL 1/2013

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE UBAÍ EDITAL 1/2013 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE UBAÍ EDITAL 1/2013 ESTE CADERNO DE PROVAS DESTINA-SE AOS CANDIDATOS AO SEGUINTE CARGO: Auxiliar de Serviços Gerais I PROVAS DE

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA-4º ANO

ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA-4º ANO Disciplina : Língua Portuguesa Professora: Nilceli Barueri, / 08 / 2010 2ª postagem Nome: n.º 4º ano ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA-4º ANO Queridos alunos, aqui está a segunda postagem de Língua Portuguesa.

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA/3 DE FELGUEIRAS Matemática para a Vida EFA Nível B3. Tema de vida: Armando Jorge Cunha Página 1

ESCOLA SECUNDÁRIA/3 DE FELGUEIRAS Matemática para a Vida EFA Nível B3. Tema de vida: Armando Jorge Cunha Página 1 Tema de vida: Nome do Formando: Data: / / Armando Jorge Cunha Página 1 EXERCÍCIOS: 1. Calcule a área dos quadrados e rectângulos representados na figura: 2. As figuras seguintes representam terrenos agrícolas.

Leia mais

5 a Série (6 o Ano) Avaliação Diagnóstica Matemática (Entrada) Ensino Fundamental. Gestão da Aprendizagem Escolar. Nome da Escola.

5 a Série (6 o Ano) Avaliação Diagnóstica Matemática (Entrada) Ensino Fundamental. Gestão da Aprendizagem Escolar. Nome da Escola. Gestão da Aprendizagem Escolar Avaliação Diagnóstica Matemática (Entrada) 5 a Série (6 o Ano) Ensino Fundamental Nome da Escola Cidade Estado Nome do Aluno Idade Sexo feminino masculino Classe Nº 1. Durante

Leia mais

Leia os textos e assinale a alternativa correta: 1) O que Ana quer que Pedro faça?

Leia os textos e assinale a alternativa correta: 1) O que Ana quer que Pedro faça? UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL PROGRAMA DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS PLE CERIFICADO INTERNACIONAL DE LÍNGUA PORTUGUESA CILP SIMULADO COMPREENSÃO LEITORA E ASPECTOS LINGUÍSTICOS NÍVEL BÁSICO ESCOLAR A2 Leia os

Leia mais

Facilitando a criação e distribuição de conteúdos, a SaferNet Brasil licencia seus materiais de forma aberta através do Creative Commons.

Facilitando a criação e distribuição de conteúdos, a SaferNet Brasil licencia seus materiais de forma aberta através do Creative Commons. Olá, você esta acessando um dos materiais vencedores no concurso InternÉtica 2011, realizado pela SaferNet Brasil e o Instituto Childhood Brasil. Facilitando a criação e distribuição de conteúdos, a SaferNet

Leia mais

Um planeta. chamado Albinum

Um planeta. chamado Albinum Um planeta chamado Albinum 1 Kalum tinha apenas 9 anos. Era um menino sonhador, inteligente e inconformado. Vivia num planeta longínquo chamado Albinum. Era um planeta muito frio, todo coberto de neve.

Leia mais

parte I LÍNGUA PORTUGUESA parte II MATEMÁTICA

parte I LÍNGUA PORTUGUESA parte II MATEMÁTICA parte I LÍNGUA PORTUGUESA parte II MATEMÁTICA TEXTO I Deu a louca no clima O ano que mal começou nasce marcado pela ferocidade do clima. Os termômetros parecem enlouquecidos. A Terra ferve no Sul e gela

Leia mais

Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada

Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada 06. Observe o quadrinho. Para responder às questões de números 08 a 12, leia o texto. (Folha de S.Paulo, 14.06.2013. Adaptado) Assinale

Leia mais

PORTUGUÊS 2 o BIMESTRE

PORTUGUÊS 2 o BIMESTRE A GERAÇÃO DO CONHECIMENTO AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO V Transformando conhecimentos em valores www.geracaococ.com.br Unidade Portugal Série: 4 o ano (3 a série) Período: TARDE Data: 9/6/2010 PORTUGUÊS

Leia mais

AUTORES E ILUSTRADORES: FELIPE DE ROSSI GUERRA JULIA DE ANGELIS NOGUEIRA VOGES

AUTORES E ILUSTRADORES: FELIPE DE ROSSI GUERRA JULIA DE ANGELIS NOGUEIRA VOGES AUTORES E ILUSTRADORES: FELIPE DE ROSSI GUERRA JULIA DE ANGELIS NOGUEIRA VOGES 1ºC - 2011 APRESENTAÇÃO AO LONGO DESTE SEMESTRE AS CRIANÇAS DO 1º ANO REALIZARAM EM DUPLA UM TRABALHO DE PRODUÇÃO DE TEXTOS

Leia mais

Caderno de Prova. Agente Comunitário de Saúde. 1. Aguarde autorização para abrir o caderno de provas. mais de uma alternativa em uma mesma questão.

Caderno de Prova. Agente Comunitário de Saúde. 1. Aguarde autorização para abrir o caderno de provas. mais de uma alternativa em uma mesma questão. Caderno de Prova Agente Comunitário de Saúde 1. Aguarde autorização para abrir o caderno de provas. 2. Confira seu número de inscrição e nome. Assine no local indicado. 3. A interpretação das questões

Leia mais

12- Gustavo comprou uma passagem aérea por R$ 1 600,00. No dia seguinte, o preço da passagem sofreu acréscimo de 22,5%.

12- Gustavo comprou uma passagem aérea por R$ 1 600,00. No dia seguinte, o preço da passagem sofreu acréscimo de 22,5%. PROFESSOR: EQUIPE DE MATEMÁTICA BANCO DE QUESTÕES ÁLGEBRA 7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL =========================================================================================== 0- Calcule a razão entre:

Leia mais

PORTUGUÊS CIDA BISPO

PORTUGUÊS CIDA BISPO TIPO 1 PORTUGUÊS CIDA BISPO 7º UNIDADE IV Orientações: Não será aceita a utilização de corretivo; não será permitido o empréstimo de material durante a avaliação; use somente caneta esferográfica azul

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA Questões Objetivas

LÍNGUA PORTUGUESA Questões Objetivas LÍNGUA PORTUGUESA Questões Objetivas As questões 1 a 7 referem-se ao texto 1. Texto 1 NÃO HÁ ESTRANHOS, APENAS AMIGOS. Susan Andrews Revista Época, 17 de setembro de 2007. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13

Leia mais

Indice. Bullying O acaso... 11

Indice. Bullying O acaso... 11 Indice Bullying O acaso... 11 Brincadeira de mau gosto. Chega! A história... 21 O dia seguinte... 47 A paixão... 53 O reencontro... 61 O bullying... 69 9 Agosto/2010 O acaso Terça-feira. O sol fazia um

Leia mais

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês

3 Truques Para Obter Fluência no Inglês 3 Truques Para Obter Fluência no Inglês by: Fabiana Lara Atenção! O ministério da saúde adverte: Os hábitos aqui expostos correm o sério risco de te colocar a frente de todos seus colegas, atingindo a

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA Aluno (a): Turma: 2º Ano Professora: Data de entrega: Valor: 20 pontos CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Leitura e interpretação de textos

Leia mais

Nome do(a) Aluno(a): Turma: RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES

Nome do(a) Aluno(a): Turma: RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES 5º ANO ESPECIALIZADO E CURSO PREPARATÓRIO 4º SIMULADO/2014-2ª ETAPA MATEMÁTICA Nome do(a) Aluno(a): Turma: RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES 01) Verifique o total de folhas (09) deste Simulado. Ele contém 20 (vinte)

Leia mais

texto I partes I e II Língua Portuguesa e Matemática Futebol de rua De preferência os novos, do colégio.

texto I partes I e II Língua Portuguesa e Matemática Futebol de rua De preferência os novos, do colégio. partes I e II Língua Portuguesa e Matemática texto I Futebol de rua Pelada é o futebol de campinho, de terreno baldio. Mas existe um tipo de futebol ainda mais rudimentar do que a pelada. É o futebol de

Leia mais

1. Substitui as palavras assinaladas pelos sinónimos (ao lado) que consideres mais adequados.

1. Substitui as palavras assinaladas pelos sinónimos (ao lado) que consideres mais adequados. 1. Substitui as palavras assinaladas pelos sinónimos (ao lado) que consideres mais adequados. É bonita a história que acabaste de contar. Vou dar este livro ao Daniel, no dia do seu aniversário. Ele adora

Leia mais

7.ª e 8.ª SÉRIES/8.º e 9.º ANOS

7.ª e 8.ª SÉRIES/8.º e 9.º ANOS 7.ª e 8.ª SÉRIES/8.º e 9.º ANOS 1. A tecla da divisão da calculadora de Arnaldo parou de funcionar, mas nem por isso ele deixou de efetuar as divisões, pois a tecla de multiplicação funciona normalmente.

Leia mais

Bem vindo à loja Materiais de Português

Bem vindo à loja Materiais de Português Bem vindo à loja Materiais de Português Este material é um demonstrativo que contém algumas páginas da Apostila de Regência. Caso queira adquirir o material completo, você pode realizar uma compra na loja.

Leia mais

O Livro de informática do Menino Maluquinho

O Livro de informática do Menino Maluquinho Coleção ABCD - Lição 1 Lição 1 O Livro de informática do Menino Maluquinho 1 2 3 4 5 6 7 8 Algumas dicas para escrever e-mails: 1. Aprender português. Não adianta fi car orgulhoso por mandar um e-mail

Leia mais

André Ito ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO

André Ito ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO Pág. 1 de 7 Aluno (: Disciplina Matemática Curso Professor Ensino Fundamental II André Ito ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO Série 8º ANO Número: 1 - Conteúdo: Equações de 1º grau (Operações,

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR UFMG_ ANO 2007 RESOLUÇÃO: PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA.

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR UFMG_ ANO 2007 RESOLUÇÃO: PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA. UFMG 2007 RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR UFMG_ ANO 2007 PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA. QUESTÃO 0 Francisco resolveu comprar um pacote de viagem que custava R$ 4 200,00, já incluídos R$ 20,00

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM Roteiro para curta-metragem Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM SINOPSE José é viciado em drogas tornando sua mãe infeliz. O vício torna José violento, até que

Leia mais

COLÉGIO MILITAR DE BELO HORIZONTE CONCURSO DE ADMISSÃO 2006 / 2007 PROVA DE MATEMÁTICA 5ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL

COLÉGIO MILITAR DE BELO HORIZONTE CONCURSO DE ADMISSÃO 2006 / 2007 PROVA DE MATEMÁTICA 5ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL COLÉGIO MILITAR DE BELO HORIZONTE CONCURSO DE ADMISSÃO 006 / 00 PROVA DE MATEMÁTICA ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL CONFERÊNCIA: Chefe da Subcomissão de Matemática Chefe da COC Dir Ens CPOR / CMBH 006 PÁGINA:

Leia mais

36. DÚVIDAS NA ESCOLHA DE UMA NOVA RESIDÊNCIA. DECIDIR É DIFÍCIL. UMA LUTA DA CONVENIÊNCIA COM O CORAÇÃO

36. DÚVIDAS NA ESCOLHA DE UMA NOVA RESIDÊNCIA. DECIDIR É DIFÍCIL. UMA LUTA DA CONVENIÊNCIA COM O CORAÇÃO 36. DÚVIDAS NA ESCOLHA DE UMA NOVA RESIDÊNCIA. DECIDIR É DIFÍCIL. UMA LUTA DA CONVENIÊNCIA COM O CORAÇÃO AQUI TEM UM FATO INUSITADO. QUE PASSA DESPERCEBIDO PELA MAIORIA DAS PESSOAS, NÃO TREINADAS NA ARTE

Leia mais

Tenho um filho. Já tive um marido. Tenho agora um filho

Tenho um filho. Já tive um marido. Tenho agora um filho o príncipe lá de casa Tenho um filho. Já tive um marido. Tenho agora um filho e talvez queira outra vez um marido. Mas quando se tem um filho e já se teve um marido, um homem não nos serve exatamente para

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Modo: indicativo O modo indicativo expressa um fato de maneira definida, real, no presente, passado ou futuro, na frase afirmativa, negativa ou interrogativa. Presente Presente Passado (=Pretérito) Pretérito

Leia mais

Tyll, o mestre das artes

Tyll, o mestre das artes Nome: Ensino: F undamental 5 o ano urma: T ata: D 10/8/09 Língua Por ortuguesa Tyll, o mestre das artes Tyll era um herói malandro que viajava pela antiga Alemanha inventando golpes para ganhar dinheiro

Leia mais

Solução da prova da 1 a fase OBMEP 2008 Nível 1

Solução da prova da 1 a fase OBMEP 2008 Nível 1 OBMEP 00 Nível 1 1 QUESTÃO 1 Como Leonardo da Vinci nasceu 91 anos antes de Pedro Américo, ele nasceu no ano 14 91 = 145. Por outro lado, Portinari nasceu 451 anos depois de Leonardo da Vinci, ou seja,

Leia mais

NÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO

NÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO REPARTIMENTO CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA: 09 de fevereiro de 2014 NÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO AGENTE FISCAL, CONTÍNUO, ELETRICISTA DE PRÉDIOS E DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO,

Leia mais

Menu. Comidas típicas. Contribuições para o Brasil e Ijuí. Significado da bandeira Árabe. Costumes

Menu. Comidas típicas. Contribuições para o Brasil e Ijuí. Significado da bandeira Árabe. Costumes Árabes Componentes: Sabrina, Lucille,Giovana, M, Lucas C, João Vitor Z, Samuel. Disciplina: Estudos Sociais, Informática Educativa, Língua Portuguesa. Professores: Uiliam Michael, Cristiane Keller, Daniele

Leia mais

CURSO FREE PMES PREPARATÓRIO JC

CURSO FREE PMES PREPARATÓRIO JC CURSO FREE PMES PREPARATÓRIO JC Geometria CÍRCULO Área A = π. r 2 π = 3,14 Perímetro P = 2. π. r RETANGULO Área A = b. h Perímetro P = 2b + 2h QUADRADO Área A = l. loua = l 2 Perímetro TRIÂNGULO P = 4l

Leia mais

Brasileiros esperam ganhar salário três vezes maior após fazer MBA

Brasileiros esperam ganhar salário três vezes maior após fazer MBA COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 6º Ano Profª: Margareth Rodrigues Dutra Disciplina: Língua Portuguesa Aluno(a): TRABALHO DE RECUPERAÇÃO Data de entrega: 18/12/14 Questão 1- Leia o texto a seguir. Brasileiros

Leia mais

Informações e instruções para os candidatos

Informações e instruções para os candidatos A preencher pelo candidato: Nome: N.º de inscrição: Documento de identificação: N.º: Local de realização da prova: A preencher pelo avaliador: Classificação final: Ass: Informações e instruções para os

Leia mais

COMPLEMENTO MATEMÁTICO

COMPLEMENTO MATEMÁTICO COMPLEMENTO MATEMÁTICO Caro aluno, A seguir serão trabalhados os conceitos de razão e proporção que são conteúdos matemáticos que devem auxiliar o entendimento e compreensão dos conteúdos de Química. Os

Leia mais

AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO

AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO Bíblia para crianças apresenta AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Janie Forest Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da

Leia mais

PROCESSO SELETIVO VESPERTINO

PROCESSO SELETIVO VESPERTINO COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DE CAXIAS DO SUL CODECA PROCESSO SELETIVO VESPERTINO PROVAS OBJETIVAS CARPINTEIRO/COLETOR/OPERADOR DE MOTONIVELADORA/OPERADOR DE ROLO COMPACTADOR/SERVENTE PARA CONSTRUÇÃO CIVIL

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPESTRE Estado de Minas Gerais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPESTRE Estado de Minas Gerais Estado de Minas Gerais SOLDADOR CONCURSO PÚBLICO 01/2016 NÃO ABRA ESTE CADERNO DE QUESTÕES ANTES QUE LHE PEÇAM. AGUARDE AUTORIZAÇÃO PARA INICIAR A PROVA. Você está recebendo um Caderno de Questões com

Leia mais

CRASE. CONCEITO - É a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave (`).

CRASE. CONCEITO - É a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave (`). CRASE CONCEITO - É a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave (`). A crase pode ocorrer entre: 1) Preposição A e os artigos A, AS Há limites a+a tolerância humana

Leia mais

Professor Jailton. www.professorjailton.com.br

Professor Jailton. www.professorjailton.com.br Professor Jailton www.professorjailton.com.br Regra Geral O artigo, a adjetivo, o pronome adjetivo e o numeral concordam em gênero e número com o nome a que se referem: Aqueles dois meninos estudiosos

Leia mais

Verbos, verbos e mais

Verbos, verbos e mais Verbos, verbos e mais verbos CONHECIMENTO EXPLÍCITO DA LÍNGUA Indicações para utilização dos materiais Foi nossa intenção, ao produzir estes materiais, abordar de forma integrada diferentes domínios do

Leia mais

Teste de Habilidade Específica - THE

Teste de Habilidade Específica - THE LEIA COM ATENÇÃO 1. Só abra este caderno após ler todas as instruções e quando for autorizado pelos fiscais da sala. 2. Preencha os dados pessoais. 3. Autorizado o inicio da prova, verifique se este caderno

Leia mais

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência 43 5 ADOLESCÊNCIA O termo adolescência, tão utilizado pelas classes médias e altas, não costumam fazer parte do vocabulário das mulheres entrevistadas. Seu emprego ocorre mais entre aquelas que por trabalhar

Leia mais

FUNDAÇÃO JOSÉ PEDRO DE OLIVEIRA CONCURSO PÚBLICO - EDITAL Nº 001/2011 4ª SÉRIE - ENSINO FUNDAMENTAL AGENTE DE APOIO OPERACIONAL

FUNDAÇÃO JOSÉ PEDRO DE OLIVEIRA CONCURSO PÚBLICO - EDITAL Nº 001/2011 4ª SÉRIE - ENSINO FUNDAMENTAL AGENTE DE APOIO OPERACIONAL FUNDAÇÃO JOSÉ PEDRO DE OLIVEIRA CONCURSO PÚBLICO - EDITAL Nº 001/2011 4ª SÉRIE - ENSINO FUNDAMENTAL AGENTE DE APOIO OPERACIONAL Nome do Candidato Número de Inscrição LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

Estude com questões comentadas do Banco do Brasil

Estude com questões comentadas do Banco do Brasil Estude com questões comentadas do Banco do Brasil LÍNGUA PORTUGUESA 1. Ao mesmo tempo que se observa na mídia um grande número de matérias atinentes às Cortes de Justiça, às reformas na legislação (...)

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Matemática. Prova a de Aferição de. 1.º Ciclo do Ensino Básico. Prova de Aferição de Matemática 1.º Ciclo do Ensino Básico. A preencher pelo Aluno

Matemática. Prova a de Aferição de. 1.º Ciclo do Ensino Básico. Prova de Aferição de Matemática 1.º Ciclo do Ensino Básico. A preencher pelo Aluno Prova de Aferição de Matemática 1.º Ciclo do Ensino Básico A preencher pelo Aluno 2007 Nome: A preencher pela U.E. N.º convencional do aluno: N.º convencional da escola: N.º convencional do aluno: N.º

Leia mais

Matemática. Atividades. complementares. ENSINO FUNDAMENTAL 7- º ano. Este material é um complemento da obra Matemática 7. uso escolar. Venda proibida.

Matemática. Atividades. complementares. ENSINO FUNDAMENTAL 7- º ano. Este material é um complemento da obra Matemática 7. uso escolar. Venda proibida. 7 ENSINO FUNDAMENTAL 7- º ano Matemática Atividades complementares Este material é um complemento da obra Matemática 7 Para Viver Juntos. Reprodução permitida somente para uso escolar. Venda proibida.

Leia mais

ARMADOR DE FERRO, CARPINTEIRO DE FORMAS, ENCANADOR, PEDREIRO E PINTOR PREDIAL

ARMADOR DE FERRO, CARPINTEIRO DE FORMAS, ENCANADOR, PEDREIRO E PINTOR PREDIAL JULHO/2007 ARMADOR DE FERRO, CARPINTEIRO DE FORMAS, ENCANADOR, LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este caderno, com o enunciado das 30 questões das

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

PONTUAÇÃO: é preciso saber usar a vírgula!

PONTUAÇÃO: é preciso saber usar a vírgula! PONTUAÇÃO: é preciso saber usar a vírgula! Bete Masini A pontuação é, sem dúvida, um dos principais elementos coesivos do nosso texto. Certamente, não podemos crer no que muitos já falaram (e ainda falam):

Leia mais

O galo e a coruja cupinzeira Celeste Krauss 2

O galo e a coruja cupinzeira Celeste Krauss 2 E-livro FICHA CATALOGRÁFICA Celeste, Krauss O galo e a coruja cupinzeira/celeste Emília Krauss Guimarães Antônio Carlos Guimarães [organização e revisão] Lambari: Edição do Autor; Belo Horizonte: Antônio

Leia mais