CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA Faculdade de Tecnologia da São Sebastião Curso Superior de Tecnologia em Gestão Empresarial

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA Faculdade de Tecnologia da São Sebastião Curso Superior de Tecnologia em Gestão Empresarial"

Transcrição

1 CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA Faculdade de Tecnologia da São Sebastião Curso Superior de Tecnologia em Gestão Empresarial LYGIA CRISTINA DE PAULA DE SIQUEIRA A LÍNGUA INGLESA NAS EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS NA ÁREA PORTUÁRIA DO MUNICÍPIO DE SÃO SEBASTIÃO São Sebastião 2014

2 LYGIA CRISTINA DE PAULA DE SIQUEIRA A LÍNGUA INGLESA NAS EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS NA ÁREA PORTUÁRIA DO MUNICÍPIO DE SÃO SEBASTIÃO Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade de Tecnologia de São Sebastião, como exigência parcial para obtenção do título de Tecnólogo em Gestão Empresarial. Orientador: Profª Me. Alciene Ribeiro Feitoza da Silva São Sebastião 2014

3 LYGIA CRISTINA DE PAULA DE SIQUEIRA A LÍNGUA INGLESA NAS EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS NA ÁREA PORTUÁRIA DO MUNICÍPIO DE SÃO SEBASTIÃO Apresentação de Trabalho de Graduação à Faculdade de Tecnologia de São Sebastião, como condição parcial para a conclusão do curso de Tecnologia em Gestão Empresarial. São Sebastião, 9 de Junho de 2014 BANCA EXAMINADORA PROFª ME. ALCIENE RIBEIRO FEITOZA DA SILVA PROFª ME. ROSANGELA MOLENTO FERREIRA PROFª ME. ROSELIANE SALEME MÉDIA FINAL:

4 Dedico este trabalho a todos que contribuíram direta ou indiretamente em minha formação acadêmica.

5 AGRADECIMENTOS A minha professora orientadora Alciene Ribeiro pelo apoio, paciência, dedicação, conhecimento e por sempre me motivar no desenvolvimento desse trabalho e por me transformar em diversas flores a cada trocado. A Deus, por me permitir estar nesse mundo e ter a experiência de conhecer tantas coisas, adquirir conhecimento em diversas áreas e me fazer superar as dificuldades que encontramos ao longo do caminho. Agradeço às inúmeras pessoas que contribuíram com minha formação e me incentivaram ao longo do curso, pessoas que foram essenciais na concretização deste trabalho, pois são meus exemplos na vida pessoal e profissional. Aos meus pais Sergio e Cristina, por sempre me motivarem, acreditarem no meu potencial e apoiarem minhas escolhas. A minha madrinha Ilza por me proporcionar muitas das oportunidades que tive na vida, por confiar e acreditar nas minhas escolhas pessoais e profissionais. A minha avó Isaura por me fazer amar a vida e me ensinar a sorrir em quaisquer situações e por ser meu maior exemplo de sabedoria. Ao meu namorado e melhor amigo Rafael por estar sempre ao meu lado, nas melhores e piores situações, por me motivar a realizar este projeto e pela paciência no decorrer do tempo. Ao José Carlos Nobre, que foi peça fundamental para a realização desse trabalho. Por sua dedicação, seu interesse nesse trabalho e pelo apoio às minhas intenções e ideias. A todos os meus colegas de sala que compartilharam comigo seus conhecimentos e experiências, pelo companheirismo e por me auxiliarem em diversos momentos.

6 You don't need long arms to embrace the world; you need English. (Autor desconhecido)

7 RESUMO Esta pesquisa apresenta como tema central a importância de um profissional de gestão empresarial bilíngue nas empresas operadoras de serviços portuários do município de São Sebastião. Atualmente, não se sabe a real importância desses profissionais em nossa cidade, justificando a necessidade desta pesquisa. Com o objetivo de mostrar dados que comprovem que operadores portuários necessitam desses profissionais e descrever as principais vantagens em ser fluente em um segundo idioma, foi utilizada, neste trabalho, a metodologia de pesquisa de campo de base quantitativa, além de pesquisas bibliográficas. Por meio da fundamentação teórica, observou-se o quanto o mercado de trabalho nessa área requer o conhecimento em língua Inglesa, além de ficar claro de que ser bilíngue não é mais um diferencial e sim uma obrigação. Para a comprovação e a obtenção das respostas, foram aplicados 31 questionários para as empresas que operam no porto de São Sebastião, nas funções tanto administrativas, quanto operacionais. Nesta pesquisa, verificou-se a importância que os entrevistados dão ao idioma, o quanto é utilizado na rotina de trabalho e o quanto é valorizado, em relação à remuneração. Palavras-chave: Língua Inglesa. Operadores Portuários. Globalização. Vantagem Competitiva.

8 ABSTRACT This research has as its central theme the importance of a bilingual professional of business management in a port services operator company in the city of São Sebastião. Currently, no one knows the real importance of these professionals in our city, justifying the need of this research. In order to show data proving that port operators need these professionals and describe the main advantages of being fluent in a second language, it was used in this work the methodology of field survey as well as literature searches. Through theoretical research, we observed how the labor market in that area requires knowledge in English, and it makes clear that being bilingual is no longer a differentiator but a requirement. For demonstrating and getting more responses, 31 questionnaires for companies operating in the port of São Sebastião were applied in administrative and operational functions. In this research, we verified the importance that respondents give to the language, how it is used in routine work and how it is valued in relation to remuneration. Keywords: English Language. Port Operators. Globalization. Competitive Advantage.

9 LISTA DE FIGURAS Figura 1 Proficiência em Inglês... 28

10 LISTA DE GRÁFICOS Gráfico 1 Tempo de trabalho na àrea portuária Gráfico 2 Viagem profissional internacional Gráfico 3 Utilização do Inglês no ambiente de trabalho Gráfico 4 Nível de contato com a língua inglesa no trabalho Gráfico 5 Onde moravam antes de preencher a vaga Gráfico 6 Nível de conhecimento do idioma Gráfico 7 Necessidade do conhecimento do inglês na área de atuação Gráfico 8 Importância considerada à respeito da língua inglesa Gráfico 9 Perda de oportunidades de trabalho Gráfico 10 Diferença no fator remuneração... 32

11 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO JUSTIFICATIVA DO TEMA PROBLEMA Hipótese OBJETIVOS Objetivo Geral Objetivos Específicos PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO REFERENCIAL TEÓRICO BREVE HISTÓRIA DO INGLÊS COMO LÍNGUA DO MUNDO Portos Brasileiros e a Língua Inglesa O INGLÊS E A GLOBALIZAÇÃO O INGLÊS PARA O GESTOR EMPRESARIAL Vantagem Competitiva BRASIL E O APRENDIZADO DA LINGUA INGLESA METODOLOGIA RESULTADOS E DISCUSSÃO CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS APÊNDICE A Questionário de Pesquisa ANEXO A Matriz Curricular do Curso de Tecnologia em Gestão Empresarial

12 9 1 INTRODUÇÃO Com o passar histórico, a evolução do mundo industrial e a consequente necessidade premente de alargar fronteiras comerciais, houve há alguns anos o fenômeno da globalização, que foi inevitavelmente culminando com a necessidade de se estabelecer uma língua única de comunicação, sendo a Língua Inglesa eleita mais uma vez para tal, devido à força econômica dos países que a detém, tais como os Estados Unidos, Canadá e países Europeus. A partir disso, de acordo com Crystal (2003, p. 67) cria-se a necessidade de uma linguagem eficiente de comunicação, sendo assim, aprender um segundo idioma se tornou uma necessidade básica para profissionais de diversas áreas e para aqueles que se preparam para ingressar em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo. O domínio de idiomas significa crescimento, desenvolvimento e, acima de tudo, melhores condições de acompanhar as rápidas mudanças que vêm ocorrendo nesse novo e tecnológico século. A crescente demanda e internacionalização dos mercados levaram as nações a adotarem o inglês como o idioma oficial do mundo dos negócios e considerando a importância econômica do Brasil como país em desenvolvimento, dominar o inglês se tornou sinônimo de sobrevivência e integração global. Segundo Kobayashi (2010), o aprendizado do inglês abre as portas para o desenvolvimento pessoal, profissional e cultural. O mercado atualmente considera um requisito básico no momento da contratação que o candidato domine o inglês. Muitas vezes o conhecimento do inglês significa um salário até 50% maior dentro da empresa, segundo entrevistas feitas nas empresas participantes desta pesquisa, sem mencionar que com o domínio do inglês, as promoções dentro da empresa também chegam mais rápido. Hoje o diferencial é um terceiro idioma, como por exemplo: Espanhol, Alemão, Francês ou Mandarim, tornando a língua inglesa obrigatória, principalmente nas áreas que tangem o comércio e/ou transporte internacional de alguma forma.

13 JUSTIFICATIVA DO TEMA Esta pesquisa se faz importante, pelo fato de não possuir estudos específicos que comprovem a real necessidade de profissionais com conhecimento da língua inglesa no mercado de trabalho local e se esse fator é um diferencial competitivo, além de contribuir diretamente para melhor desempenho dos alunos da Faculdade de Tecnologia de São Sebastião na disciplina de Inglês, presente nos seis semestres do curso de Gestão Empresarial; estimulando, assim, os alunos a adquirirem o interesse pelo idioma e a buscarem cada vez mais sua implementação e capacitação em outras línguas. 1.2 PROBLEMA Nota-se que há em São Sebastião uma necessidade de profissionais com conhecimento do idioma para trabalhar em empresas prestadoras de serviços portuários, no entanto, não se sabe quais cargos realmente apresentam a necessidade desses profissionais bilíngues. Sendo assim, este trabalho visa responder às seguintes perguntas: No município de São Sebastião, há necessidade significativa de profissionais que possuam um segundo idioma para atuar na área portuária? Qual a diferença no fator remuneração para profissionais bilíngues? O município possui profissionais capacitados para preencher vagas com tal requisito? Através do levantamento de dados, foi possível a obtenção de respostas e informações que comprovam o alto nível de necessidade de profissionais bilíngues na área portuária, as vantagens em ter conhecimento em um segundo idiomas e se o município possui pessoas capacitadas para atender a essa demanda Hipótese Ao fim do trabalho deve ser possível responder em quais cargos há necessidade da língua inglesa em empresas que atuam na área portuária e se o município de São Sebastião possui profissionais capacitados para atender a essa demanda.

14 OBJETIVOS Objetivo Geral O propósito desta pesquisa será descobrir o quanto as empresas prestadoras de serviços na área portuária precisam de profissionais que possuam em seu currículo um segundo idioma, neste caso a língua inglesa, na cidade de São Sebastião Objetivos Específicos - Levantar dados que comprovem o nível que operadores portuários necessitam de profissionais bilíngues e que esse fator é um requisito básico para uma contratação. - Descrever as principais vantagens em ser fluente em um segundo idioma, como por exemplo, o fator remuneração. 1.4 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS A metodologia utilizada foi a pesquisa de campo que de acordo com Lakatos e Marconi (2010, p. 56) é, basicamente, a coleta de dados/informações acerca das empresas a serem analisadas, principalmente, por meio de questionários, entrevistas e observação de fatos e fenômenos que ocorrem espontaneamente. Com relação à coleta de dados desta pesquisa, foram seguidos os passos de Andrade (2009, p.139), o qual afirma que: Para a coleta de dados deve-se elaborar um plano que especifique os pontos de pesquisa e os critérios para a seleção dos possíveis entrevistados e dos informantes que responderão aos questionários. [...] Todas as etapas da coleta de dados devem ser esquematizadas, a fim de facilitar o desenvolvimento da pesquisa, bem como assegurar uma ordem lógica na execução das atividades. [...] Os dados serão posteriormente elaborados, analisados, interpretados e representados graficamente. Depois, será feita a discussão dos resultados da pesquisa, com base na análise e interpretação dos dados.

15 12 Além da utilização de pesquisas bibliográficas, que abrange toda a bibliografia pública relacionada ao tema deste trabalho, com a finalidade de mostrar ao pesquisador o conteúdo de tudo já escrito sobre o assunto. Segundo Lakatos e Marconi (2010, p. 57) a pesquisa bibliográfica não significa uma repetição do que já foi dito ou escrito, e sim uma análise do tema em uma nova abordagem, auxiliando assim, o pesquisador a chegar a conclusões inovadoras. 1.5 ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO Este trabalho é dividido em cinco capítulos, sendo que no primeiro capítulo temse a introdução, as considerações a respeito do tema e o problema, objetivos gerais e específicos, justificativa, metodologia utilizada e organização do trabalho. No segundo capítulo é apresentado o referencial teórico, expondo os seguintes assuntos: Breve história do Inglês como língua no mundo juntamente com um subcapítulo à respeito da Língua Inglesa nos portos brasileiros; O Inglês e a globalização; O Inglês para o gestor empresarial; O Brasil e o aprendizado da Língua Inglesa; e a aplicabilidade do Inglês na área portuária. O terceiro capítulo apresenta a metodologia, descrevendo suas características e o instrumento de pesquisa utilizado para obtenção de respostas. O quarto capítulo expõe os resultados obtidos e discussão em relação ao tema, cruzando dados com o referencial teórico. Por fim, no quinto capítulo, tem-se uma conclusão a respeito dos dados levantados e recomendações para futuros trabalhos.

16 13 2 REFERENCIAL TEÓRICO 2.1 BREVE HISTÓRIA DO INGLÊS COMO LÍNGUA DO MUNDO De acordo com Shütz (2013), a disseminação do Inglês é explicada por fatos históricos recentes. Nos séculos XVIII, XIX e XX, a Inglaterra obteve um grande poderio econômico que foi alavancado pela Revolução Industrial e a expansão do colonialismo britânico. Na primeira metade do século XX, a expansão territorial alcançava 20% das terras do planeta, provocando assim uma grande disseminação da língua. Além disso, a partir da Segunda Guerra Mundial, os EUA obtiveram um enorme poder político-militar e grande influência econômica e cultural, tornando o Francês, que era predominante nos meios diplomáticos, menos utilizado e solidificando o Inglês como língua padrão nas comunicações internacionais. Ao mesmo tempo, o transporte aéreo e tecnologias de telecomunicação se desenvolvem rapidamente, surgindo os conceitos de global village¹ e information superhighway² a fim de mostrar que uma linguagem mundial comum para comunicação é indispensável. Em consonância com isto, Breton (2005, p.16) afirma que: A primeira característica geopolítica do inglês é a sua difusão planetária. Diferentemente do russo, por exemplo, restrito ao antigo império de Stálin, o inglês está um pouco presente em todos os lugares do mundo. Os principais núcleos estão na Europa (Reino Unido), na América do Norte (Estados Unidos e Canadá), na Austrália, na Nova Zelândia, na África do Sul. Esses núcleos agrupam populações para as quais o inglês é a língua materna. Para outros ex-colônias em sua grande maioria, o inglês não é a língua maternal; seguramente não a língua materna da grande maioria da população. Em compensação, ele é, de facto, a língua do poder nas instituições políticas, mas também nos negócios, no comércio, na indústria e na cultura. [...]. ¹ Global Village - é um espaço de convergência, onde a evolução tecnológica permitiria em qualquer circunstância a comunicação direta e sem barreiras, de acordo com Mcluhan (1974). ² Information Superhighway - Rede mundial de internet que conecta a maioria dos indivíduos do mundo, empresas e organizações. Prevê-se a fornecer alta velocidade de acesso à informação em todas as formas (texto, gráficos, áudio, vídeo) através de telefone ou conexão sem fio. O termo foi usado pela primeira vez em 1985, pelo vice-presidente americano Al Gore.

17 Portos Brasileiros e a Língua Inglesa Entre os séculos XVI e XVIII, ocorreu o Pacto Colonial, que pode ser definido como a relação comercial entre a colônia e sua metrópole, durante a colonização da América do Sul. Segundo Dourado (2013), o pacto garantia a exclusividade dos colonizadores sobre as riquezas das colônias. Em 1808, com a vinda da família real para o Brasil, ocorreu o fim do pacto colonial, abrindo os portos para as nações amigas (Reino Unido) e deixando de comercializar somente com Portugal. Nesse período, as nomenclaturas para normatização e parametrização do comércio marítimo começaram a surgir. Estas normas e regras, com terminologias específicas e baseadas na língua inglesa são utilizadas até os dias atuais, tornando o Inglês a linha mestra de comunicação para o comércio exterior em todos os países. Segundo Breton (2005, p. 14) a língua inglesa, que era uma língua nacional nos séculos XVI e XVII, tornou-se língua imperial nos séculos XVIII e XIX e, por fim, língua mundial durante a segunda metade do século XIX. 2.2 O INGLÊS E A GLOBALIZAÇÃO A importância do Inglês vem crescendo cada vez mais e não é algo que pode ser considerado do mundo atual. Segundo Crystal (2009), a língua Inglesa se tornou global devido ao poder de quem a fala. Não é por causa da estrutura, da gramática, vocabulário, pronúncia e sim pelo poder. Contudo, o poder significa diferentes coisas em diferentes tempos. O Inglês se tornou global, primeiramente, devido a poderes políticos e a outros fatores econômicos. Além disso a maioria das modernidades que temos nos dias atuais tiveram o uso do Inglês, mostrando o poder cultural. Atualmente, no mundo dos negócios, não é e não deve ser mais como anteriormente, em que para atender determinado cliente era necessária a ajuda de um intérprete ou de um único funcionário que tivesse tal conhecimento. De acordo com Biplan (2005, p. 133) com a globalização, o desenvolvimento do business cotidiano em nível internacional (como se diz hoje), as joint-ventures e as parcerias,

18 15 o inglês virou o esperanto dos negócios [...] mostrando que é necessário que toda pessoa fale ou consiga ao menos improvisar em uma situação de urgência, sendo isto uma questão de custos, eficiência e também de força. Ainda referenciando o mesmo autor, se uma empresa estiver integrada a uma parceria, provavelmente estará ligada a um parceiro americano, concluindo que o inglês é a língua de trabalho de parcerias. Com a globalização e tecnologias, muitas reuniões e acordos são feitos via Internet: meetings, conference calls, s e outros. Como os s não são em tempo real, o problema de não conhecer a língua não é tão grande; em conference calls, pode-se utilizar a ajuda de outra pessoa, geralmente são feitas em grupo; já nos meetings, não tem escapatória, é preciso falar e mostrar o seu conhecimento. O inglês é a regra, pode-se estar em uma reunião com pessoas de diversos países, que, mesmo que o inglês não seja a língua nativa dessas pessoas, elas irão espontaneamente falar inglês. A respeito disso, Oliveira (2013) acrescenta que para quem almeja melhores cargos, ter fluência nessa língua é uma obrigação nos dias atuais. Além de profissionalmente, ter esse conhecimento irá permitir a troca experiências com pessoas de quaisquer lugares do mundo. 2.3 O INGLÊS PARA O GESTOR EMPRESARIAL O mercado atual vem considerando, cada vez mais, o domínio da língua inglesa um requisito básico na contratação de um colaborador. Há alguns anos, falar inglês era sinônimo de um grande diferencial competitivo, porém de acordo com Rocha (2001) hoje o inglês deixou de ser um luxo, ou domina-se o idioma ou as oportunidades no mercado de trabalho serão significativamente menores. Dominar o inglês é sinônimo de sobrevivência e de integração global. Segundo Gonçalves (2009) a competitividade e a concorrência são acirradas, e uma boa comunicação é imprescindível, pois o sucesso da empresa depende da formação e de capacidade de seus funcionários, e isso abrange desde as pequenas as grandes empresas.

19 16 Por meio de pesquisas já feitas na área de logística, Boneberg (2011) afirma que este conhecimento é uma exigência de mercado, pois estes profissionais estarão em constante contato com fornecedores e clientes de diversos países. Com os desafios dos dias atuais e a fim de romper antigos paradigmas, uma mudança na forma de gestão empresarial vem aumentando cada vez mais. Dessa forma, a contribuição da universidade é fundamental, pois o pensamento crítico será exercido, reunindo elementos e condições de formar um profissional que trabalhará oferecendo à sociedade diversas opções de gestão empresarial dentro de um novo paradigma trazido pela globalização. (FARAH JUNIOR, p. 35). Um curso de gestão empresarial tem como objetivo formar um profissional capaz de desenvolver atividades de gestão para empresas, de pequeno e de médio porte, implementar e elaborar planos de negócio. Além de ter como habilidades a boa comunicação, saber lidar com pessoas, tomar decisões em contextos econômicos, políticos, culturais e sociais distintos, entre outras. No curso tecnológico em gestão empresarial oferecido pela FATEC, podemos observar que a disciplina Inglês está presente em todos os semestres do curso, diferenciando-se de até mesmo alguns cursos superiores de línguas. Dessa forma, fica claro que um gestor, para um melhor desempenho no quesito comunicação, deve ter conhecimento nesse idioma Vantagem competitiva Segundo Cipolla (2009), O termo Vantagem Competitiva nos remete à necessidade de obtenção de requisitos e desenvolvimento de atributos que nos propicie melhores condições de competir em relação às condições de nossos oponentes. Um dos objetivos de um curso superior na área administrativa é formar um profissional com conhecimentos, habilidades e atitudes que contribuam para o desenvolvimento social e econômico tanto da região de atuação quanto do país, a fim de minimizar a mortalidades das empresas. Para contribuir com o sucesso empresarial, um fator muito importante é que a organização tenha um diferencial competitivo. Uma vantagem competitiva, para Porter (1989, p. 92), é lidar com a concorrência, fazendo com que sua empresa, dentre outras ofertas disponíveis, seja

20 17 escolhida por seus clientes e clientes potenciais. Neste caso, a vantagem para a organização e para o profissional seria a prestação de serviço mais adequada, devido a capacidade de comunicação em uma língua estrangeira, aumentando a quantidade de clientes possíveis, ampliando as oportunidades de parcerias internacionais e outros benefícios. Segundo Periard (2012) os benefícios de se estudar Inglês para os administradores são: Vantagem competitiva no mercado de trabalho, possibilidade de trabalho em outros países, outra forma de se comunicar com novas pessoas, expansão dos horizontes com viagens e/ou um intercâmbio, alcance de melhores cargos e salários dentro da empresa, status profissional dentro da empresa e melhor desempenho em pesquisas acadêmicas. A fim de qualificar os aprendizes para o mercado empresarial, abrangendo as relações de negócios futuras pelos graduandos com parceiros globais, a língua inglesa está presente na Matriz curricular do curso superior em Gestão Empresarial, encontrada no anexo 1 desse trabalho, com o objetivo de suprir a demanda de mercado, avaliando e entregando profissionais capacitados. (souza, 2012, p. 16). 2.4 BRASIL E O APRENDIZADO DA LÍNGUA INGLESA O Brasil é o terceiro país do mundo com o maior número de institutos de idiomas ensinando inglês como segunda língua. Apesar disso, em matéria da revista VEJA 1 publicada em 2012, pesquisas mostram que através de um ranking feito pela empresa Education First, o Brasil está em 46º lugar de 54 países, no ranking de proficiência em Inglês, considerado assim no nível de proficiência muito baixa. Ainda de acordo com a pesquisa, as escolas direcionadas para o ensino da língua utilizam metodologia muitas vezes inadequada. No Brasil, muitos profissionais falam essa 1 VEJA. Brasil cai 15 posições em ranking de proficiência em inglês. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/brasil-cai-15-posicoes-em-ranking-de-proficiencia-emingles> Acesso em: 04 de Abril de 2014.

21 18 língua, porém a maioria se enquadra no nível básico ao intermediário, fazendo quem tem fluência na língua ter um diferencial competitivo. De acordo com Farah (2013), em um artigo sobre o valor de ter o conhecimento desse idioma, por uma pesquisa feita pela Catho, foi possível constatar que a fluência em outra língua pode aumentar o salário de um funcionário em aproximadamente 51,89%, e em alguns casos até mais do que isso.

22 19 3 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS Por intermédio de procedimentos metodológicos, é possível termos dados que mostrem o quanto o Inglês é considerado necessário na área Portuária do município de São Sebastião. Por intermédio deste, conseguimos avaliar o grau de importância para os funcionários entrevistados, se o fator remuneração é alterado para o profissional bilíngue, o quanto a língua é utilizada na rotina de trabalho e respostas às demais perguntas feitas no questionário de pesquisa. O tipo de metodologia utilizada foi a Quantitativa-descritiva, a qual para Lakatos e Marconi (2010, p. 70): É o delineamento ou análise das características de pesquisa empírica de fatos ou fenômenos, avaliação de programas, ou o isolamento de variáveis principais ou chave. Qualquer um desses estudos pode utilizar métodos formais, que se aproximam dos projetos experimentais, caracterizados pela precisão e controle estatísticos, com a finalidade de fornecer dados para a verificação de hipóteses. O instrumento para a coleta de dados foi o questionário que, de acordo com Lakatos e Marconi (2010, p.86), é composto por diversas perguntas que são respondidas por escrito e sem a presença do entrevistador. Junto com este instrumento, o entrevistador deve explicar a natureza da pesquisa para o recebedor se interessar em participar e devolva dentro de um prazo razoável. Em relação a isto, Andrade (2009, p. 136) afirma que as perguntas devem ser claras e objetivas, de preferência perguntas fechadas, indicando no máximo quatro opções de resposta. Para Lakatos e Marconi (2010, p. 86), na maioria das vezes, os questionários enviados pelo entrevistador conseguem 25% de devolução. Nesta pesquisa, foram enviados 42 questionários no total, resultando em uma devolução de 31, totalizando uma devolução de 73,8%. Após a coleta de dados, Andrade (2009, p. 142) afirma que devem ser seguidas as seguintes fases: Crítica dos dados, apuração dos dados (contagem e ordenação), exposição dos resultados (gráficos e tabelas), interpretação dos fatos que serão apresentados no item Resultados e Discussão.

23 20 Para Andrade (2009, p. 141) o objetivo da análise é organizar, classificar os dados para que deles se extraiam as respostas para os problemas propostos, que foram o objetivo da investigação. Esta pesquisa foi aplicada para 31 funcionários das empresas operadoras de serviços portuários do munícipio de São Sebastião/SP. O questionário foi estruturado com 15 questões, sendo 11 objetivas e 4 dissertativas. A coleta de dados foi por meio de reuniões com as empresas escolhidas, sendo explicados todos os pontos do trabalho e os questionários foram deixados para posterior preenchimento, de acordo com a disponibilidade dos participantes. De forma descritiva, os dados foram analisados e interpretados, utilizando-se gráficos. Os dados foram mensurados adequadamente para cada questão feita.

24 21 4 RESULTADOS E DISCUSSÃO A língua inglesa, como apresentado, é historicamente necessária e hoje se faz básica nas atividades do comércio, sendo internacional ou não. Esses profissionais necessitam de total envolvimento entre grupos e para que o envolvimento se torne uma negociação, a comunicação é imprescindível. De acordo com entrevistas feitas com os operadores portuários de São Sebastião em março de 2014, este porto é de extrema importância no cenário nacional, movimentando 15% da carga de projeto (entrada e saída), 32% da carga a granel (entrada) e ainda está em fase de crescimento a movimentação de automóveis entre Brasil e Mercosul. Ainda em entrevista feita com o diretor comercial de uma das empresas participantes desta pesquisa, o mesmo afirma que desse comércio de entrada e saída do porto, somente 10% são oriundos de carga de cabotagem, e todo o restante, aproximadamente mais de 900 mil toneladas de cargas por ano, são relativas ao mercado internacional. Desta forma, o Inglês se faz necessário para uma boa comunicação e podemos analisar a utilidade dessa língua em duas áreas muito importantes: Administrativa Colaboradores que se comunicam por meio do inglês comercial, entre as empresas que prestam ou recebem cargas para o fechamento de contratos comerciais, análise de contratos, pagamentos, cobranças e outras atividades. Até mesmo para auxiliares e assistentes que não utilizem a língua inglesa no início de sua carreira, ter esse idioma pode encaminhar uma promoção futura. Em entrevista, o diretor comercial de uma das empresas que operam no porto de São Sebastião, afirma que essa cidade não possui mão de obra administrativa qualificada em abundância, para o comércio exterior, em todos os níveis e acrescenta que a língua Inglesa ainda não é um pensamento lógico em profissionais formados ou em formação, pois ainda não sentiram a grande necessidade deste idioma, o que, na opinião dele, é algo estranho, pois São Sebastiao é uma cidade tanto portuária, quanto turística. Operacional Colaboradores que se comunicam em operações portuárias, direta ou indiretamente com navios, embarcações e/ou balsas. A comunicação se

25 22 faz com técnicos estrangeiros, tripulações de navio, consignatários de cargas, pessoas administrativas estrangeiras e outros. Este inglês hoje no porto de São Sebastiao é considerado coloquial, pois um percentual muito pequeno escreve ou se comunica com eloquência e entendimento. Para o diretor comercial entrevistado, existe uma necessidade urgente e premente de se fazerem cursos de língua inglesa para capacitação dos elementos que trabalham diretamente com a mão na massa nesse setor.

26 23 De acordo com dados proporcionados pelo porto de São Sebastião, podemos observar na tabela a seguir o quanto a movimentação de produtos aumentou nos últimos cinco anos, e nos mostrando o potencial do porto em questão e a necessidade de profissionais qualificados para atender à demanda: Tabela 1: Produtos movimentados no cais público em toneladas Fonte: Site do Porto de São Sebastião

27 24 Em consonância com isso, Antonio (2005, p.3) destaca: A língua estrangeira é uma ferramenta necessária para que se obtenha o sucesso do profissional de Comércio Exterior. Sem ela não se consegue a negociação e nem a comunicação. A importância da língua não é só na fala, mas também na escrita, pois o preenchimento de documentações em outras línguas é algo corriqueiro na vida deste profissional. A língua inglesa deve ser encarada como estratégia para o sucesso profissional. Dos 42 questionários enviados, obtivemos a devolução de 31. A partir desses, os resultados obtidos na pesquisa foram: 32,3% dos entrevistados atuam na área operacional e 67,7% atuam na área administrativa dessas empresas. Entre as funções entrevistadas estão: Auxiliar de operações portuárias, assistente de operação, office boy, assistente comercial, secretaria da diretoria, técnico de segurança do trabalho, técnico de controle meio ambiente, encarregado operacional, sinaleiro, operador de empilhadeira grande porte e supervisor de operações portuárias. Além das citadas, há as funções diretamente ligadas a gestão empresarial, como: assistente administrativo, coordenador administrativo, encarregado administrativo, assistente financeiro, administrador, técnico de sistema integrado de gestão. As primeiras questões nos informam a área de atuação e as funções dos entrevistados. É de grande interesse conhecermos as funções existentes nessas empresas para sabermos o que o mercado de trabalho local nos oferece. As funções na área administrativa são a maioria, reforçando o quanto um curso de gestão é necessário. Além disso, uma das primeiras questões identifica as empresas que esses profissionais atuam. Os nomes não serão divulgados, mas todas são operadores portuários, habilitados no porto de São Sebastião. O tempo que cada profissional trabalha nessa área foi ilustrado no gráfico a seguir:

28 25 Gráfico1: Tempo de trabalho na área portuária Fonte: A Autora A partir destes resultados, observou-se que mais da metade, 61%, dos entrevistados estão nessa área há menos de três anos, 23% estão no ramo há mais de 5 anos e 16% estão inseridos no mercado entre 3 a 5 anos. Quando abordados sobre viagens internacionais feitas por intermédio da empresa, resultados mostram que isso não é algo muito comum para esses profissionais, nos levando a acreditar que o maior motivo é não possuírem conhecimento adequado para a participação nesses trabalhos e/ou a empresa não necessita de viagens para o exterior. Gráfico 2 : Viagem profissional Internacional Fonte: A Autora resultados: Em relação ao uso do Inglês no ambiente de trabalho, obtivemos os seguintes

29 26 Gráfico 3: Utilização do Inglês no ambiente de trabalho Fonte: A Autora Gráfico 4 : Nível de contato com a língua inglesa no trabalho Fonte: A Autora O gráfico 3 mostra que mais da metade dos entrevistados usa o inglês no ambiente de trabalho, mostrando a relevância do aprendizado e do conhecimento desse idioma. No gráfico 4, podemos observar que a maioria dos contatos com a língua são por s e documentos. Na comunicação por , 61% responderam que o contato ocorre às vezes, 16% responderam frequentemente e 23% disseram que nunca tem contato por esta via. Na comunicação por telefone, os resultados são parecidos: 48% às vezes tem contato por esta via, 42% nunca e apenas 10% diz que esse contato é frequente. E por fim, contato com documentos lideram as

30 27 respostas, sendo 74% com contato às vezes, 19% dizem que o contato é frequente e apenas 7%, que corresponde a 2 pessoas, dizem que nunca têm contato por meio de documentos. De acordo com esses dados, pode-se concordar com Biplan (2005) ao afirmar que com o desenvolvimento dos negócios do cotidiano a nível internacional, esperase que o colaborador, pelo menos, consiga improvisar em uma situação de urgência e Boneberg (2011) complementa e explica esse resultado, afirmando que devido ao avanço tecnológico e pela redução de custos para a empresa, o é mais utilizado por não gerar custos e ter um recebimento instantâneo, e os telefonemas não são frequentes devido ao custo das ligações internacionais. Os documentos são utilizados frequentemente, pois a maioria dos trâmites, documentos de liberação de cargas e outros procedimentos são feitos em Inglês. Em outra pergunta, podemos responder uma das grandes dúvidas a respeito de São Sebastião e a contratação de profissionais locais. No gráfico a seguir, observa-se o grande número de profissionais contratados que não eram ou ainda não são moradores da cidade, mostrando que existe a falta de profissionais capacitados para atender a demanda. Gráfico 5: Onde moravam antes de preencher a vaga Fonte: A Autora

31 28 Após a verificação da frequência de utilização da língua inglesa, foi analisado o nível de conhecimento do idioma que esses profissionais possuem. Na pesquisa, 68% dos entrevistados possuem nível básico, 23% consideram que possuem um nível intermediário, 3% consideram avançado e apenas 6% se consideram fluentes no idioma, o que mostra que apesar de estes profissionais possuírem algum conhecimento, não tem a qualificação esperada para área em questão, como podemos observar no gráfico a seguir: Gráfico 6: Nível de conhecimento do idioma Fonte: A Autora Um fator interessante é que o ensino da Língua Inglesa na Fatec é voltado para a área em questão, o mundo dos negócios. Apesar da qualidade que nos é oferecida, o curso não está voltado somente para o ensino da língua, fazendo com que o aluno tenha um conhecimento básico e necessite procurar meios que auxiliem no aprendizado. Em minha trajetória profissional, quando estava no segundo semestre deste curso, perdi algumas oportunidades de emprego na área por não ser fluente nessa língua, a partir disso, procurei formas de complementar o aprendizado nessa disciplina. Além do curso em escolas de idiomas, tive a oportunidade de morar em Vancouver, no Canadá, em Além da paixão que adquiri em aprender e ensinar esse idioma percebi a grande quantidade de brasileiros que estavam lá,

32 29 buscando o mesmo. Porém, apesar de muitos terem a oportunidade de viver no exterior e de ampliar seus conhecimentos, muitas pessoas não possuem objetivos determinados e acabam perdendo o foco de se fazer um intercâmbio. Dessa forma, um dos objetivos em realizar esta pesquisa, foi demonstrar por meio de dados concretos que não só a nossa cidade, mas o nosso país, precisam de profissionais bilíngues e que tenham determinação em aprender esse idioma em sua totalidade, não se contentando com o básico, tornando-se melhor capacitados e prontos para a integração global, como sugere a figura 1. Figura 1: Proficiência em inglês Fonte: A necessidade ou não do idioma na área de atuação são respondidas na próxima questão. Para 81% dos entrevistados, o Inglês é algo necessário na área portuária; Já para 19% deles, ter esse conhecimento não é necessário. Aos que responderam positivamente, deveriam justificar. As justificativas foram praticamente as mesmas, entre elas foram citadas: Melhor compreensão do que é dito e facilitador de comunicação, pelo recebimento de clientes de outros países, convívio frequente com estrangeiros, por grande parte dos documentos na área de comércio exterior serem escritos na língua inglesa e devido a importância do inglês em qualquer área de atuação e na vida pessoal.

33 30 Gráfico 7: Necessidade do conhecimento na área de atuação Fonte: A Autora Pesquisas já feitas nos mostram o quanto esse conhecimento é necessário. Como já citado, Rocha (2001) afirma que nos dias atuais, ou domina-se esse idioma ou as oportunidades no mercado serão menores e Bonenberg (2011) complementa que para os profissionais da área de comércio exterior, o contato com parceiros estrangeiros é diário, tornando a necessidade ainda maior. Com o questionário, conseguimos observar o quanto os profissionais consideram ser bilíngue um fator importante, no seguinte gráfico: Gráfico 8: Importância considerada a respeito da língua inglesa

34 31 Fonte: A Autora Para 74% dos entrevistados, a língua inglesa é um fator muito importante e 26% julgam como importante. Nenhum dos entrevistados optaram por pouco ou não importante. Por ser algo indispensável, muitos profissionais já perderam alguma oportunidade de trabalho por não estarem devidamente capacitados e dos nossos entrevistados, apenas 21% dizem já ter perdido alguma oportunidade e 79% dizem não ter perdido, como podemos observar no gráfico a seguir: Gráfico 9: Perda de oportunidades de trabalho Fonte: A Autora Ao serem perguntados se o Inglês foi um requisito básico para a contratação destes funcionários, 81% responderam negativamente e apenas 19% disseram que sim, nos indicando, talvez, que como a cidade não possui um grande número de profissionais capacitados e com esse conhecimento, as empresas optem por não focar tanto nesse aspecto.

35 32 Por fim, os entrevistados foram abordados a respeito da remuneração, se eles acreditam que um profissional bilíngue realmente possui uma diferença salarial. Assim, 84% afirmam que o salário é diferente e 16% dizem que não. Aos que responderam positivamente, deveriam dizer qual o grau de diferença baixo, médio ou alto. Dessa forma, 54% julgam que a diferença salarial é média, 35% diz que é alta e apenas 11% diz que é baixa, comprovando que independente do quanto, o profissional bilíngue possui um diferencial no fator remuneração. Os resultados são mostrados no gráfico a seguir: Gráfico 10: Diferença no fator remuneração. Fonte: A Autora

36 33 5 CONSIDERAÇÕES FINAIS Nesta investigação, feita por meio de uma pesquisa de campo nas empresas da área abordada, com 31 questionários respondidos, foi possível observarmos que o Inglês é um fator de muita importância na área portuária em todos os setores, pois esses funcionários estarão em constante contato com estrangeiros e a boa comunicação é imprescindível. Nas fundamentações teóricas apresentadas, constata-se o quanto o mercado de trabalho vem exigindo cada vez mais esse conhecimento, independente da área de atuação. Em um mundo globalizado, há uma necessidade imensa de utilizarmos a língua inglesa, pois, como já mencionado, a utilização do idioma pode ser feita dentro da empresa, entre filiais, e com parceiros internacionais. Na análise feita dos resultados, Muito Importante foi o que a maioria dos entrevistados julgaram sobre ter o conhecimento dessa língua, cerca de 70%. Contudo, apenas 6% são fluentes nesse idioma. Com esses dados, podemos observar o quanto necessitamos de mais profissionais capacitados, respondendo uma de nossas perguntas, e que esse percentual deve melhorar, pois para negociações corretas e precisas e para um melhor desempenho, necessita-se de um conhecimento amplo. Com as respostas obtidas através dos questionários de pesquisa e através das pesquisas bibliográficas, observamos que profissionais bilíngues são mesmo necessários na área portuária, apesar de que em São Sebastião, a maioria dos entrevistados possuem apenas um conhecimento básico da língua inglesa. Além de obtermos a resposta em relação à remuneração, mostrando que o nível de diferença entre um profissional monolíngue e um bilíngue é de médio a alto. De acordo com entrevistas feitas com colaboradores dessas empresas, muitos acreditam que o município precisa de um incentivo da prefeitura municipal, através de cursos gratuitos de capacitação e campanhas que motivem a população a estudarem esse idioma tanto para uma realização profissional quanto pessoal, para que as empresas consigam empregar mais profissionais locais, pois muitas vezes a empresa recorre a pessoas de outras cidades por terem esse conhecimento, algo que atualmente se tornou indispensável. Nessa pesquisa, quase metade dos entrevistados morava em outra cidade antes de preencher a vaga.

37 34 Em relação ao curso em Gestão Empresarial oferecido pela Fatec São Sebastião, podemos afirmar que esses formandos estarão um passo à frente de muitos outros, pois a instituição nos oferece conteúdo de qualidade em língua inglesa voltado ao âmbito empresarial, formando profissionais aptos a gerir e com bom nível de inglês, aumentando as oportunidades de trabalho na área portuária do município. Através do cruzamento dos dados obtidos com a fundamentação teórica, conclui-se a necessidade e importância desse idioma, que é reconhecida pelos entrevistados, pois alguns já perderam oportunidades de emprego por não ter a devida capacitação e todos, mesmo os que não utilizam na rotina de trabalho, reconhecem a importância do mesmo. Sendo assim, espera-se que esses resultados possam responder dúvidas frequentes dos estudantes e interessados, e que possam apontar as consequências para os profissionais que ainda não possuam esse conhecimento, bem como para outros estudos sobre esse tema tão relevante para a área administrativa, no caso, a área portuária do município de São Sebastião e para motivar os alunos dessa instituição a se aprofundarem no estudo dessa disciplina.

38 35 REFERÊNCIAS ANDRADE, M. M. Introdução à metodologia do trabalho científico. 9. ed. São Paulo: Atlas, ANTONIO, F.P. A importância do Inglês no comércio exterior, Disponível em:<http://faef.revista.inf.br/imagens_arquivos/arquivos_destaque/64jzbru4c2mw13 J_ pdf> Acesso em: 12 de Abril de BIPLAN, P. O esperanto dos negócios. In: LACOSTE, Y; KANAVILLIL, R. A geopolítica do inglês. São Paulo: Parábola Editorial, BIRDWHISTELL, R.L.; CARPENTER, E. S.; MCLUHAN, M. Revolução na comunicação. Zahar, BRETON, J. L. Reflexões anglófilas sobre a geopolítica do inglês. In: LACOSTE, Y; KANAVILLIL, R. A geopolítica do inglês. São Paulo: Parábola Editorial, BONEBERG, M. F. A importância da língua inglesa para o profissional de Logística Internacional, Disponível em: <http://www.esade.edu.br/esade/user/file/martina%20f_%20boneberg.pdf> Acesso em: 22 de março de CIPOLLA, F. Vantagem Competitiva: Revisitando as Idéias de Michael Porter, Disponível em: < Acesso em: 04 de Maio de CRYSTAL, D. English as a global language. 2. ed. Cambrigde: Cambrigde University Press, CRYSTAL, D. Global English with David Crystal, Disponível em: <http://www.youtube.com/watch?v=wzi1ejxxxkw> Acesso em: 12 de Abril de DOURADO, E. S. Pacto Colonial e Pacto Federativo, Disponível em: < Acesso em: 03 de Maio de ESTATÍSTICAS de movimentação do porto organizados dos últimos 5 anos. Disponível em: < Acesso em: 12 de Abril de FARAH, A.G.V. The value of a second language in Brazil, Disponível em: <http://thebrazilbusiness.com/article/the-value-of-a-second-language-in-brazil> Acesso em: 12 de Abril de 2014.

39 36 FARAH JUNIOR, M. F. A empresa brasileira e os desafios da globalização: O papel da pesquisa científica na busca de novos modelos de gestão. Disponível em: <http://www.unifae.br/publicacoes/pdf/revista_da_fae/fae_v2_n2/a_empresa_brasileir a_e_os.pdf> GONÇALVES, M. Q. Por que falar inglês se tornou imprescindível, Disponível em: <http://www.artigonal.com/carreira-artigos/por-que-falar-ingles-setornou-imprescindivel > Acesso em: 23 de março de KOBAYASHI, E.. Processos avaliativos em língua estrangeira (inglês): um estudo de caso em contexto empresarial, Dissertação (Mestrado em Lingüística Aplicada) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas-SP. Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code= >. Acesso em 27 de Abril de LAKATOS, E.M.; MARCONI, M.A. Técnicas de pesquisa. 7. ed. São Paulo: Atlas, MATRIZ curricular do Curso de Tecnologia em Gestão Empresarial. Disponível em: <http://www.fatecsaosebastiao.edu.br/downloads/matriz_ge.pdf> Acesso em: 04 de Maio de 2014 OLIVEIRA, A. S. L. O inglês já não é mais um diferencial competitivo, Disponível em: < Acesso em: 27 de abril de PERIARD, G. A importância do inglês para os administradores, Disponível em: <http://www.sobreadministracao.com/a-importancia-do-ingles-para-osadministradores/> Acesso em: 04 de Abril de PORTER, M. E. Vantagem competitiva: criando e sustentando um desempenho superior. Rio de Janeiro: Campus, ROCHA, D. F. A importância do inglês no mundo. Universidade Católica de Goiás, Disponível em: <http://www2.ucg.br/flash/artigos/aimportanciaingles.htm> Acesso em: 23 de março de SCHÜTZ, R. História da Língua Inglesa, Disponível em: <http://www.sk.com.br/sk-enhis.html> Acesso em: 04 de Abril de SOUZA, P. A. R. Mecanismos de contribuições no processo de ensinoaprendizagem da língua inglesa em um curso superior de gestão empresarial, Artigo apresentado como Trabalho de graduação do Curso de Tecnologia em Gestão Empresarial da Faculdade de Tecnologia de São Sebastião, disponível na biblioteca da instituição.

40 VEJA. Brasil cai 15 posições em ranking de proficiência em inglês. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/brasil-cai-15-posicoes-em-ranking-deproficiencia-em-ingles> Acesso em: 04 de Abril de

41 38 APÊNDICE A Questionário de Pesquisa para Trabalho de Graduação 1 - Empresa: 2 - Função ou Cargo atual que exerce: 3 - Área de atuação: 4 - Quanto tempo trabalha nessa área? ( ) Menos de 3 anos ( ) 3 a 5 anos ( ) 5 anos ou mais 5 - Antes de preencher a vaga: ( ) Morava em outra cidade ( ) Sempre morou em São Sebastião Outros: 6 - Já participou alguma viagem profissional internacional? ( ) Sim ( ) Não Se sim, quantas vezes? ( ) 1 vez ( ) 2 vezes ( ) 5 vezes ou mais 7 - É utilizada a comunicação em Inglês em seu ambiente de trabalho? ( ) Sim ( ) Não 8 - Qual o nível de contato com a Língua Inglesa em seu trabalho? Por ( ) Frequentemente ( ) Às vezes ( ) Nunca

42 39 Por telefone ( ) Frequentemente ( ) Às vezes ( ) Nunca Em documentos ( ) Frequentemente ( ) Às vezes ( ) Nunca 9 - Qual o nível de conhecimento do idioma que você possui? ( ) Básico ( ) Intermediário ( ) Avançado ( ) Fluente 10 - Considera necessário o conhecimento do Inglês em sua área de atuação? ( ) Sim ( ) Não Justifique: 11 - Qual o grau de importância que você considera à respeito da Língua Inglesa? ( ) Não é importante ( ) Pouco importante ( ) Importante ( ) Muito Importante 12 - Você já perdeu alguma oportunidade de trabalho por não ter conhecimento em Língua Inglesa? ( ) Sim ( ) Não 13 - O Inglês foi um requisito básico para sua contratação? ( ) Sim ( ) Não 14 - Em sua opinião, a remuneração de um funcionário varia se o mesmo obtiver um conhecimento em um segundo idioma? ( ) Sim ( ) Não Se sim, qual o grau de variação? ( ) Baixo ( ) Médio ( ) Alto

43 Caso julgue necessário, insira alguma informação relevante que não foi abordada neste questionário para o melhor desenvolvimento desta pesquisa:

44 41 ANEXO A Matriz Curricular do Curso de Tecnologia em Gestão Empresarial: Fonte:

III Semana de Ciência e Tecnologia IFMG - campus Bambuí III Jornada Científica 19 a 23 de Outubro de 2010

III Semana de Ciência e Tecnologia IFMG - campus Bambuí III Jornada Científica 19 a 23 de Outubro de 2010 Empregabilidade: uma análise das competências e habilidades pessoais e acadêmicas desenvolvidas pelos graduandos do IFMG - Campus Bambuí, necessárias ao ingresso no mercado de trabalho FRANCIELE CLÁUDIA

Leia mais

Ana Claudia M. dos SANTOS 1 Edson Leite Lopes GIMENEZ 2

Ana Claudia M. dos SANTOS 1 Edson Leite Lopes GIMENEZ 2 O desempenho do processo de recrutamento e seleção e o papel da empresa neste acompanhamento: Um estudo de caso na Empresa Ober S/A Indústria E Comercio Ana Claudia M. dos SANTOS 1 Edson Leite Lopes GIMENEZ

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES CAMBRIDGE ENGLISH E UNOi

PERGUNTAS FREQUENTES CAMBRIDGE ENGLISH E UNOi PERGUNTAS FREQUENTES CAMBRIDGE ENGLISH E UNOi ANTES DO EXAME O que é a parceria entre UNOi e Cambridge English? Por que eu devo prestar os exames Cambridge English? Quais são os exames? O que é o Placement

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO

A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO 1 A PERCEPÇÃO DOS GESTORES EM RELAÇÃO À IMPLANTAÇÃO DO E-LEARNING: UM ESTUDO EM EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE IMPLANTAÇÃO Porto Alegre RS Abril 2010 Bianca Smith Pilla Instituto Federal de Educação,

Leia mais

ROSETTA STONE LANGUAGE LEARNING SUITE PARA O SETOR PÚBLICO

ROSETTA STONE LANGUAGE LEARNING SUITE PARA O SETOR PÚBLICO ROSETTA STONE LANGUAGE LEARNING SUITE PARA O SETOR PÚBLICO Garanta o sucesso da missão. Garanta o sucesso da missão. A Rosetta Stone ajuda organizações governamentais e sem fins lucrativos a capacitar

Leia mais

Directive. Ensino especializado de idiomas com foco em sua área de atuação. Inglês e Espanhol para adultos

Directive. Ensino especializado de idiomas com foco em sua área de atuação. Inglês e Espanhol para adultos Directive Professional Language School Business and Management School Inglês e Espanhol para adultos Ensino especializado de idiomas com foco em sua área de atuação Professores Para ser um professor da

Leia mais

3 METODOLOGIA DA PESQUISA

3 METODOLOGIA DA PESQUISA 3 METODOLOGIA DA PESQUISA O objetivo principal deste estudo, conforme mencionado anteriormente, é identificar, por meio da percepção de consultores, os fatores críticos de sucesso para a implementação

Leia mais

Interessados nos programas abaixo devem procurar a Assessoria de Assuntos Internacionais da Unijuí, fone 3332.0329

Interessados nos programas abaixo devem procurar a Assessoria de Assuntos Internacionais da Unijuí, fone 3332.0329 Interessados nos programas abaixo devem procurar a Assessoria de Assuntos Internacionais da Unijuí, fone 3332.0329 O que é Intercâmbio? A palavra INTERCÂMBIO significa TROCA. A partir dessa idéia, surgem

Leia mais

Mensuração do Desempenho do Gerenciamento de Portfólio de Projetos: Proposta de Modelo Conceitual

Mensuração do Desempenho do Gerenciamento de Portfólio de Projetos: Proposta de Modelo Conceitual Pedro Bruno Barros de Souza Mensuração do Desempenho do Gerenciamento de Portfólio de Projetos: Proposta de Modelo Conceitual Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação

Leia mais

CURSOS DE IDIOMA NA EUROPA

CURSOS DE IDIOMA NA EUROPA CURSOS DE IDIOMA NA EUROPA Sediada em Dublin e com unidade de apoio no Brasil, a agência EUROPA INTERCAMBIO oferece os melhores cursos para quem quer aprender Inglês com eficiência e qualidade. Empregadores

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

EMPREGABILIDADE DOS FORMANDOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DA PUC-RIO

EMPREGABILIDADE DOS FORMANDOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DA PUC-RIO EMPREGABILIDADE DOS FORMANDOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DA PUC-RIO Aluno: Marcos Rodrigues Gomes Orientadora: Ana Heloísa da Costa Lemos INTRODUÇÃO Atualmente os indivíduos procuram

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

I PESQUISA PARA MONITORAMENTO DE CARREIRAS DOS ALUNOS DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS

I PESQUISA PARA MONITORAMENTO DE CARREIRAS DOS ALUNOS DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS Centro Universitário de Belo Horizonte Uni-BH Curso de Relações Internacionais Laboratório Pedagógico de Relações Internacionais I PESQUISA PARA MONITORAMENTO DE CARREIRAS DOS ALUNOS DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Leia mais

6 Metodologia. 6.1 Situando a pesquisa

6 Metodologia. 6.1 Situando a pesquisa 6 Metodologia Apresento neste capítulo a metodologia utilizada nesta pesquisa, o contexto em que ocorreu a coleta de dados, os participantes, os instrumentos usados e os procedimentos metodológicos para

Leia mais

Maria Amália Silva Costa ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA E GESTÃO DE PESSOAS POR COMPETÊNCIAS: O CASO POLICARBONATOS

Maria Amália Silva Costa ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA E GESTÃO DE PESSOAS POR COMPETÊNCIAS: O CASO POLICARBONATOS Maria Amália Silva Costa ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA E GESTÃO DE PESSOAS POR COMPETÊNCIAS: O CASO POLICARBONATOS Salvador, 2003 MARIA AMÁLIA SILVA COSTA A D M I N I S T R A Ç Ã O E S T R A T É G I C A E

Leia mais

O trabalho de pesquisa é a procura de respostas para algum problema pela aplicação de métodos científicos.

O trabalho de pesquisa é a procura de respostas para algum problema pela aplicação de métodos científicos. 1 Manual de TCC O Trabalho de Conclusão de Curso, como o próprio nome indica, deve ser apresentado pelos alunos no final do curso de graduação. Trata-se de um estudo sobre um tema específico ligado a área

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

Módulo Internacional (Graduação)

Módulo Internacional (Graduação) Módulo Internacional (Graduação) 1 2 CONVÊNIO FGV e a SAINT LEO UNIVERSITY Foi celebrado no ano de 2014, o convênio de interesse comum entre as instituições FGV (Fundação Getulio Vargas) e a Donald R Tapia

Leia mais

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015 Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015 INOVAR É FAZER Manifesto da MEI ao Fortalecimento da Inovação no Brasil Para nós empresários Inovar é Fazer diferente, Inovar

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO PROJETO DE PESQUISA-ETENSÃO MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO MUNICÍPIO DE

Leia mais

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado Professora Débora Dado Prof.ª Débora Dado Planejamento das aulas 7 Encontros 19/05 Contextualizando o Séc. XXI: Equipes e Competências 26/05 Competências e Processo de Comunicação 02/06 Processo de Comunicação

Leia mais

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Apoiar a empregabilidade pela melhora da qualidade do ensino profissionalizante UK Skills Seminar Series 2014 15 British Council UK Skills Seminar

Leia mais

AUTORAS ROSANGELA SOUZA

AUTORAS ROSANGELA SOUZA AUTORAS ROSANGELA SOUZA Especialista em Gestão Empresarial com MBA pela FGV e Professora de Estratégia na Pós-Graduação da FGV. Desenvolveu projetos acadêmicos sobre segmento de idiomas, planejamento estratégico

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DA PROFICIÊNCIA EM LÍNGUA INGLESA DOS ACADÊMICOS DE LETRAS DA UNIFRA: UM PARALELO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A AUTONOMIA DOS MESMOS 1

DESENVOLVIMENTO DA PROFICIÊNCIA EM LÍNGUA INGLESA DOS ACADÊMICOS DE LETRAS DA UNIFRA: UM PARALELO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A AUTONOMIA DOS MESMOS 1 DESENVOLVIMENTO DA PROFICIÊNCIA EM LÍNGUA INGLESA DOS ACADÊMICOS DE LETRAS DA UNIFRA: UM PARALELO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A AUTONOMIA DOS MESMOS 1 OLIVEIRA, Vinícius. O. 2 MACIEL, Adriana. M. N. RESUMO: O

Leia mais

Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador

Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador Alfabetização de Crianças O Professor Alfabetizador é o profissional responsável por planejar e implementar ações pedagógicas que propiciem,

Leia mais

Envolvimento personalizado. Como uma professora com 2.100 alunos garante que cada aluno se sinta especial

Envolvimento personalizado. Como uma professora com 2.100 alunos garante que cada aluno se sinta especial Envolvimento personalizado Como uma professora com 2.100 alunos garante que cada aluno se sinta especial Visão geral A cada ano, 2.100 alunos que acabaram de chegar à universidade se inscrevem no curso

Leia mais

Ministério da Educação. Primavera 2014. Atualização do Redesenho do Currículo

Ministério da Educação. Primavera 2014. Atualização do Redesenho do Currículo Ministério da Educação Primavera 2014 Atualização do Redesenho do Currículo Em 2010, o Ministério da Educação começou a transformar o sistema educacional de British Columbia, Canadá, Ensino Infantil Médio

Leia mais

Para a citação deste material como referência, favor seguir conforme abaixo:

Para a citação deste material como referência, favor seguir conforme abaixo: Para a citação deste material como referência, favor seguir conforme abaixo: ALVARELI, Luciani Vieira Gomes. Novo roteiro para elaboração do projeto de trabalho de graduação. Cruzeiro: Centro Paula Souza,

Leia mais

Escritório de Carreiras PUCRS - Carreira Internacional

Escritório de Carreiras PUCRS - Carreira Internacional ESTUDO/ TRABALHO: 1. Qual critério que devo utilizar para escolher o meu local de estudo/trabalho? Quando chega o momento de escolher o local de estudo/ trabalho devemos considerar alguns pontos importantes.

Leia mais

Utilização dos processos de RH em algumas empresas da cidade de Bambuí: um estudo multi-caso

Utilização dos processos de RH em algumas empresas da cidade de Bambuí: um estudo multi-caso III Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí II Jornada Científica 9 a 23 de Outubro de 200 Utilização dos processos de RH em algumas empresas da cidade de Bambuí: um estudo multi-caso Sablina

Leia mais

Guia Geral Exames de Cambridge

Guia Geral Exames de Cambridge Guia Geral Exames de Cambridge Os exames oferece a mais ampla variedade de exames de inglês do mundo, para atender às mais diversas necessidades. Language Assessment é um departamento da University of

Leia mais

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Josiane Corrêa 1 Resumo O mundo dos negócios apresenta-se intensamente competitivo e acirrado. Em diversos setores da economia, observa-se a forte

Leia mais

RELATO DO PROJETO OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO. GT 06 Formação de professores de Matemática: práticas, saberes e desenvolvimento profissional

RELATO DO PROJETO OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO. GT 06 Formação de professores de Matemática: práticas, saberes e desenvolvimento profissional RELATO DO PROJETO OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO GT 06 Formação de professores de Matemática: práticas, saberes e desenvolvimento profissional Maria Madalena Dullius, madalena@univates.br Daniela Cristina Schossler,

Leia mais

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente A Importância do Marketing nos Serviços da Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente Hellen Souza¹ Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS RESUMO Este artigo aborda a importância

Leia mais

8ª PESQUISA DE PRODUTIVIDADE APRENDIZADO DE IDIOMAS 2012

8ª PESQUISA DE PRODUTIVIDADE APRENDIZADO DE IDIOMAS 2012 8ª PESQUISA DE PRODUTIVIDADE APRENDIZADO DE IDIOMAS 2012 Tel. 55 11 3862 1421 Pesquisa revela panorama do aprendizado do idioma inglês no Brasil de 2003 a 2012 por Paulo P. Sanchez* A BIRD Gestão Estratégica

Leia mais

6h diárias - 11 meses

6h diárias - 11 meses 6h diárias - 11 meses PROPOSTA PEDAGÓGICA PROGRAMA DE APRENDIZAGEM EM AUXILIAR DE VAREJO ÍNDICE 1 - Apresentação da Entidade ijovem 3 2 - Justificativa do Programa. 3 3 Público-alvo: 4 4 Objetivo geral:

Leia mais

ANÁLISE DE NECESSIDADES DO CONTROLADOR DE TRÁFEGO AÉREO: EM BUSCA DE UMA PROPOSTA DE CURSO DA DISCIPLINA LÍNGUA INGLESA COM ENFOQUE NO DESEMPENHO ORAL

ANÁLISE DE NECESSIDADES DO CONTROLADOR DE TRÁFEGO AÉREO: EM BUSCA DE UMA PROPOSTA DE CURSO DA DISCIPLINA LÍNGUA INGLESA COM ENFOQUE NO DESEMPENHO ORAL ANÁLISE DE NECESSIDADES DO CONTROLADOR DE TRÁFEGO AÉREO: EM BUSCA DE UMA PROPOSTA DE CURSO DA DISCIPLINA LÍNGUA INGLESA COM ENFOQUE NO DESEMPENHO ORAL INTRODUÇÃO Patrícia Palhares Tupinambá FERNANDES DE

Leia mais

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS LUIZ PAULO RONCHI FREITAS

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS LUIZ PAULO RONCHI FREITAS 0 UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS LUIZ PAULO RONCHI FREITAS AS FUNÇÕES DA CONTROLADORIA E O PERFIL DO CONTROLLER NAS EMPRESAS INTEGRANTES DOS PRINCIPAIS

Leia mais

Carlos Fabiano de Souza IFF (carlosfabiano.teacher@gmail.com; carlos.souza@iff.edu.br) Mestrando em Estudos de Linguagem (UFF)

Carlos Fabiano de Souza IFF (carlosfabiano.teacher@gmail.com; carlos.souza@iff.edu.br) Mestrando em Estudos de Linguagem (UFF) RELAÇÕES DICOTÔMICAS NO ENSINO DE INGLÊS EM CURSOS DE IDIOMAS: as implicaturas da (de)formação do professor de línguas que atua nesse contexto de ensinoaprendizagem de língua estrangeira Carlos Fabiano

Leia mais

Cursos de Formação em Alternância na Banca Relatório de Follow-up 2010-2013 Lisboa e Porto

Cursos de Formação em Alternância na Banca Relatório de Follow-up 2010-2013 Lisboa e Porto Cursos de Formação em Alternância na Banca Relatório de Follow-up 2010-2013 Lisboa e Porto Outubro de 2015 Índice 1. Introdução... 3 2. Caraterização do Estudo... 4 3. Resultado Global dos Cursos de Lisboa

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Graduação Tecnológica em Marketing Porto alegre, 2011 1 1. Objetivos do Curso O projeto do curso, através de sua estrutura curricular, está organizado em módulos, com certificações

Leia mais

Turma de intercâmbio FAPPES na McGill University - Canadá

Turma de intercâmbio FAPPES na McGill University - Canadá Turma de intercâmbio FAPPES na McGill University - Canadá O Programa Futuro Executivo da FAPPES foi concebido para mudar sua vida Se você possui um perfil diferenciado e deseja estudar no exterior, esse

Leia mais

Gestão do Desempenho Forecasting. Tomada de decisão. Profissional. Professional. Previsão. A qualificação de negócios profissionais.

Gestão do Desempenho Forecasting. Tomada de decisão. Profissional. Professional. Previsão. A qualificação de negócios profissionais. Professional Profissional Tomada de decisão Gestão do Desempenho Forecasting Previsão A qualificação de negócios profissionais globais O CIMA é a escolha dos empregadores no recrutamento de líderes de

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL MBA e Pós-Graduação Cursos inovadores e alinhados às tendências globais Nossos cursos seguem modelos globais e inovadores de educação. Os professores

Leia mais

Futuro do trabalho O futuro do trabalho Destaques O futuro do trabalho: Impactos e desafios para as empresas no Brasil

Futuro do trabalho O futuro do trabalho Destaques O futuro do trabalho: Impactos e desafios para as empresas no Brasil 10Minutos Futuro do trabalho Pesquisa sobre impactos e desafios das mudanças no mundo do trabalho para as organizações no B O futuro do trabalho Destaques Escassez de profissionais, novos valores e expectativas

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA

FACULDADE DE ENGENHARIA FACULDADE DE ENGENHARIA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DOS CURSOS DA FACULDADE DE ENGENHARIA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DOS CURSOS DA FACULDADE

Leia mais

PENSAMENTO E LINGUAGEM: ESTUDO DA INOVAÇÃO E REFLEXÃO DOS ANAIS E DO ENSINO/APRENDIZAGEM DO INGLÊS EM SALA DE AULA

PENSAMENTO E LINGUAGEM: ESTUDO DA INOVAÇÃO E REFLEXÃO DOS ANAIS E DO ENSINO/APRENDIZAGEM DO INGLÊS EM SALA DE AULA PENSAMENTO E LINGUAGEM: ESTUDO DA INOVAÇÃO E REFLEXÃO DOS ANAIS E DO ENSINO/APRENDIZAGEM DO INGLÊS EM SALA DE AULA Adriana Zanela Nunes (UFRJ) zannelli@bol.com.br, zannelli@ig.com.br zannelli@ibest.com.br

Leia mais

6ª PESQUISA DE PRODUTIVIDADE NO APRENDIZADO DE IDIOMAS 2010

6ª PESQUISA DE PRODUTIVIDADE NO APRENDIZADO DE IDIOMAS 2010 6ª PESQUISA DE PRODUTIVIDADE NO APRENDIZADO DE IDIOMAS 2010 Tel. 55 11 3862 1421 Pesquisa revela: fatores culturais afetam a eficácia dos cursos de inglês online por Paulo P. Sanchez* A BIRD Gestão Estratégica

Leia mais

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1 LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 Visão Brasil As cinco principais tendências em atração de talentos que você precisa saber 2013 LinkedIn Corporation. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta

Aprovação do curso e Autorização da oferta MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS CAÇADOR Aprovação do curso e Autorização da oferta

Leia mais

Projeto de Ações de Melhoria

Projeto de Ações de Melhoria DIREÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE LISBOA E VALE DO TEJO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALVES REDOL, VILA FRANCA DE XIRA- 170 770 SEDE: ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALVES REDOL 400 014 Projeto de Ações de Melhoria 2012/2013

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES Vitor José Petry Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS vitor.petry@uffs.edu.

A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES Vitor José Petry Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS vitor.petry@uffs.edu. ISSN 2316-7785 A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES Vitor José Petry Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS vitor.petry@uffs.edu.br Resumo O artigo é resultado da análise de

Leia mais

PROPOSTA DE PARCERIA WIZARD E Aspuv

PROPOSTA DE PARCERIA WIZARD E Aspuv PROPOSTA DE PARCERIA WIZARD E Aspuv Viçosa Agosto 2015 APRESENTAÇÃO A Wizard Idiomas é a maior rede de franquias no segmento de ensino de idiomas do Brasil. Os dados são da Associação Brasileira de Franchising

Leia mais

Intercâmbio tem relatos de boas experiências e muita superação

Intercâmbio tem relatos de boas experiências e muita superação Intercâmbio tem relatos de boas experiências e muita superação Professora Áurea Santos, com o grupo de estudantes do Instituto Federal do Piauí pioneiro no intercâmbio com Espanha e a Portugal: A experiência

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL (Estudo de Caso: Rede Eletrosom Ltda em Pires do Rio - GO) MÁRCIO FERNANDES 1, DÉBORA DE AMORIM VIEIRA 2, JOSIANE SILVÉRIA CALAÇA MATOS

Leia mais

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social Não há dúvidas de que as tecnologias sociais têm um impacto substancial no modo como as empresas funcionam atualmente.

Leia mais

PESQUISA GESTOR GLOBAL FDC 2012

PESQUISA GESTOR GLOBAL FDC 2012 PESQUISA GESTOR GLOBAL FDC 2012 INTRODUÇÃO O aumento da internacionalização lança o desafio cada vez maior para as empresas atraírem e reterem líderes capazes de viver em ambientes complexos e compreender

Leia mais

ANTONIO ROBINSON GONÇALVES IVANA DOS REIS LIMA JOSÉ RODOLFO ABREU VIEIRA

ANTONIO ROBINSON GONÇALVES IVANA DOS REIS LIMA JOSÉ RODOLFO ABREU VIEIRA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO NÚCLEO DE PÓS - GRADUAÇÃO NPGA CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL AVANÇADA - CPA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ANTONIO ROBINSON GONÇALVES IVANA DOS

Leia mais

Curso de Graduação em Administração

Curso de Graduação em Administração Curso de Graduação em Administração O curso de Administração da ESPM forma excelentes profissionais há mais de uma década. Iniciado em 1990, formou sua primeira turma em 1994, quando o curso tinha cinco

Leia mais

TIPOS DE RECRUTAMENTO E SUA IMPORTÂNCIA PARA UMA GESTÃO ADEQUADA DE PESSOAS APLICADAS A EMPRESAS.

TIPOS DE RECRUTAMENTO E SUA IMPORTÂNCIA PARA UMA GESTÃO ADEQUADA DE PESSOAS APLICADAS A EMPRESAS. TIPOS DE RECRUTAMENTO E SUA IMPORTÂNCIA PARA UMA GESTÃO ADEQUADA DE PESSOAS APLICADAS A EMPRESAS. MICHEL, Murillo Docente da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerencias murillo@faef.br RESUMO O presente

Leia mais

Diagnóstico de Necessidades de Formação de Inglês do Corpo Docente do Instituto Politécnico de Beja

Diagnóstico de Necessidades de Formação de Inglês do Corpo Docente do Instituto Politécnico de Beja Diagnóstico de Necessidades de Formação de Inglês do Corpo Docente do Instituto PolitécnicodeBeja ServiçosdePlaneamentoeDesenvolvimentoEstratégico Maio2010 DiagnósticodeNecessidadesdeFormaçãoemLínguaInglesa

Leia mais

Quem somos? Por que, no KLUB, o aprendizado é tão rápido?

Quem somos? Por que, no KLUB, o aprendizado é tão rápido? plano pedagógico As línguas estrangeiras são seu passaporte intelectual para viagens internacionais, possibilidades acadêmicas e sucesso profissional. Através das línguas, você pode conhecer culturas,

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO 11/2010

BOLETIM INFORMATIVO 11/2010 Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado do Rio Grande do Sul SISERGS Unindo você a todos os Secretários do RS! SISERGS BOLETIM INFORMATIVO 11/2010 Dia 06 de novembro ocorreu o penúltimo treinamento

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 69/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em, Bacharelado, do Centro

Leia mais

O ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS ATRAVÉS DAS ESCOLAS BILÍNGUES NO BRASIL: UMA NOVA REALIDADE 1

O ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS ATRAVÉS DAS ESCOLAS BILÍNGUES NO BRASIL: UMA NOVA REALIDADE 1 O ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS ATRAVÉS DAS ESCOLAS BILÍNGUES NO BRASIL: UMA NOVA REALIDADE 1 Iasmin Araújo Bandeira Mendes Universidade Federal de Campina Grande, email: iasminabmendes@gmail.com INTRODUÇÃO

Leia mais

Administração de CPD Chief Information Office

Administração de CPD Chief Information Office Administração de CPD Chief Information Office Cássio D. B. Pinheiro pinheiro.cassio@ig.com.br cassio.orgfree.com Objetivos Apresentar os principais conceitos e elementos relacionados ao profissional de

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS John F. Eichstaedt, Toni Édio Degenhardt Professora: Eliana V. Jaeger RESUMO: Este artigo mostra o que é um SIG (Sistema de Informação gerencial) em uma aplicação prática

Leia mais

CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL

CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL DAS AMÉRICAS Washington D. C - março 2014 NOME CLASSIFICAÇÃO CATEGORIA TEMA PALAVRAS-CHAVE REDE SOCIAL EMPRESARIAL : CONNECT AMERICAS PRÁTICA INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

A VISÃO E A PERCEPÇÃO DO COACH NO SEGMENTO PORTUÁRIO

A VISÃO E A PERCEPÇÃO DO COACH NO SEGMENTO PORTUÁRIO Revista Ceciliana Dez 2(2): 68-72, 2010 - Universidade Santa Cecília Disponível online em http://www.unisanta.br/revistaceciliana A VISÃO E A PERCEPÇÃO DO COACH NO SEGMENTO PORTUÁRIO Aline Jardim Pereira,

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA NO ENSINO MÉDIO: O QUE PENSAM PROFESSORES, ALUNOS E REPRESENTANTES DO COMÉRCIO DO MUNICÍPIO DE BOA VISTA ESTADO DE RORAIMA

MATEMÁTICA FINANCEIRA NO ENSINO MÉDIO: O QUE PENSAM PROFESSORES, ALUNOS E REPRESENTANTES DO COMÉRCIO DO MUNICÍPIO DE BOA VISTA ESTADO DE RORAIMA MATEMÁTICA FINANCEIRA NO ENSINO MÉDIO: O QUE PENSAM PROFESSORES, ALUNOS E REPRESENTANTES DO COMÉRCIO DO MUNICÍPIO DE BOA VISTA ESTADO DE RORAIMA José Roberto da silva Almeida, Arno Bayer jrsa12@hotmail.com,

Leia mais

2. SUBSTITUIÇÃO DO COORDENADOR LOCAL

2. SUBSTITUIÇÃO DO COORDENADOR LOCAL Pacto 2014 Documento de Orientação Em 2014, iniciaremos o Ano 2 do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa 2014. A principal diferença do programa refere-se aos conteúdos que serão trabalhados

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

GESTÃO FINANCEIRA PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS GESTÃO FINANCEIRA PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Thais Peixoto de Medeiros(1); Estephany Calado(2); Gisele Gregório Araújo(2); Márcio André Veras Machado (3); Francisco Roberto Guimarães Júnior(4) Centro

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro Educação a Distância Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. A única diferença é a sala de aula que fica em suas

Leia mais

Inscrições abertas. Programa Essencial de Desenvolvimento Fundamentos de Liderança

Inscrições abertas. Programa Essencial de Desenvolvimento Fundamentos de Liderança Inscrições abertas Programa Essencial de Desenvolvimento Fundamentos de Liderança Fundamentos de Liderança O Programa Fundamentos de Liderança foi especialmente desenhado para quem pretende iniciar uma

Leia mais

OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS

OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Esta seção apresenta alguns dos problemas da gestão da cadeia de suprimentos discutidos em mais detalhes nos próximos capítulos. Estes problemas

Leia mais

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia MESQUITA NETO, Rui 1 DIAS, Vanessa Aparecida 2 NUNES, Ruth Vieira 3 RESUMO A organização depende das pessoas para atingir

Leia mais

O PAPEL DA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NO DESENVOLVIMENTO REGIONAL: um estudo de caso sobre o curso técnico em administração de cruzeiro

O PAPEL DA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NO DESENVOLVIMENTO REGIONAL: um estudo de caso sobre o curso técnico em administração de cruzeiro O PAPEL DA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NO DESENVOLVIMENTO REGIONAL: um estudo de caso sobre o curso técnico em administração de cruzeiro Geraldo José Lombardi de Souza, Paulo César Ribeiro Quintairos, Jorge

Leia mais

Você sabe onde quer chegar?

Você sabe onde quer chegar? Você sabe onde quer chegar? O Ibmec te ajuda a chegar lá. Gabriel Fraga, Aluno de Administração, 4º periodo, Presidente do Ibmex, Empresa Jr. Ibmec. Administração Ciências Contábeis Ciências Econômicas

Leia mais

MBA IBMEC 30 anos. No Ibmec, proporcionamos a nossos alunos uma experiência singular de aprendizado. Aqui você encontra:

MBA IBMEC 30 anos. No Ibmec, proporcionamos a nossos alunos uma experiência singular de aprendizado. Aqui você encontra: MBA Pós - Graduação QUEM SOMOS Para pessoas que têm como objetivo de vida atuar local e globalmente, ser empreendedoras, conectadas e bem posicionadas no mercado, proporcionamos uma formação de excelência,

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA, TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE

ORIENTAÇÕES PARA A SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA, TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE 1 ORIENTAÇÕES PARA A SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA, TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE (D.O 01 revisão 05, de 22 de março de 2011) 2 SUMÁRIO PARTE I INTRODUÇÃO

Leia mais

Escola de Políticas Públicas

Escola de Políticas Públicas Escola de Políticas Públicas Política pública na prática A construção de políticas públicas tem desafios em todas as suas etapas. Para resolver essas situações do dia a dia, é necessário ter conhecimentos

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL

PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL PESQUISA DE CLIMA MOTIVACIONAL Relatório e Análise 2005 Introdução: ``Para que a Construtora Mello Azevedo atinja seus objetivos é necessário que a equipe tenha uma atitude vencedora, busque sempre resultados

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA QUALIDADE DE VIDA PARA O TRABALHADOR NA GRÁFICA E EDITORA BRASIL

A IMPORTÂNCIA DA QUALIDADE DE VIDA PARA O TRABALHADOR NA GRÁFICA E EDITORA BRASIL FACULDADES INTEGRADAS DO PLANALTO CENTRAL Aprovadas pela Portaria SESu/MEC Nº. 368/08 (DOU 20/05/2008) CURSO DE ADMINISTRAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA QUALIDADE DE VIDA PARA O TRABALHADOR NA GRÁFICA E EDITORA

Leia mais

Revista Inteligência Competitiva José Fonseca de Medeiros ABRAIC E A PROFISSÃO DE ANALISTA DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA NO BRASIL

Revista Inteligência Competitiva José Fonseca de Medeiros ABRAIC E A PROFISSÃO DE ANALISTA DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA NO BRASIL 244 ABRAIC E A PROFISSÃO DE ANALISTA DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA NO BRASIL 1 Entrevista com Francisco Diretor de Articulação Nacional da ABRAIC, sobre a profissão de analista de inteligência competitiva

Leia mais

Revista eletrônica DelRey On Line da Faculdade Del Rey

Revista eletrônica DelRey On Line da Faculdade Del Rey Revista eletrônica DelRey On Line da Faculdade Del Rey OBJETIVOS A Revista Eletrônica DelRey On Line - ISSN xxx, direciona-se à divulgação, publicação e informação dos trabalhos feitos pelos discentes,

Leia mais

Pesquisa TERCEIRIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO NO BRASIL

Pesquisa TERCEIRIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO NO BRASIL Pesquisa TERCEIRIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO NO BRASIL Data da Pesquisa: Junho 2009 Realização: Pesquisa realizada através do Site www.indicadoresdemanutencao.com.br Divulgação e Colaboração: Divulgação e colaboração

Leia mais

Questionário: Imagens do (Ensino) Português no Estrangeiro

Questionário: Imagens do (Ensino) Português no Estrangeiro Questionário: Imagens do (Ensino) Português no Estrangeiro Pretende se com este questionário conhecer a sua opinião sobre o (Ensino do) Português no Estrangeiro. Não existem respostas certas ou erradas.

Leia mais

TÍTULO: "COMUNICAÇÃO E CONTABILIDADE: A TECNOLOGIA NA ROTINA DO CONTADOR"

TÍTULO: COMUNICAÇÃO E CONTABILIDADE: A TECNOLOGIA NA ROTINA DO CONTADOR TÍTULO: "COMUNICAÇÃO E CONTABILIDADE: A TECNOLOGIA NA ROTINA DO CONTADOR" CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: CIÊNCIAS CONTÁBEIS INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DE RIO PRETO

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

Programa Ciência sem Fronteiras

Programa Ciência sem Fronteiras Programa Ciência sem Fronteiras Apresentação Este GUIA foi elaborado pela Diretoria de Relações Internacionais (DRI), Pró-Reitoria de Graduação (PRG) e Pró- Reitoria de Pesquisa (PRP) da UFLA para orientar

Leia mais

Pesquisa Prazer em Trabalhar 2015

Pesquisa Prazer em Trabalhar 2015 Pesquisa Prazer em Trabalhar 2015 As 15 Melhores Práticas em Gestão de Pessoas no Pará VIII Edição 1 Pesquisa Prazer em Trabalhar Ano VI Parceria Gestor Consultoria e Caderno Negócios Diário do Pará A

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A CONTRATAÇÃO DE UM CONSULTOR PARA PRESTAR APOIO ÀS ACTIVIDADES ELEITORAIS EM MOÇAMBIQUE

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A CONTRATAÇÃO DE UM CONSULTOR PARA PRESTAR APOIO ÀS ACTIVIDADES ELEITORAIS EM MOÇAMBIQUE TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A CONTRATAÇÃO DE UM CONSULTOR PARA PRESTAR APOIO ÀS ACTIVIDADES ELEITORAIS EM MOÇAMBIQUE Local de trabalho: Maputo, Moçambique Duração do contrato: Três (3) meses: Novembro 2011

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DA PÓS-GRADUAÇÃO: ESTUDO DE INDICADORES

DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DA PÓS-GRADUAÇÃO: ESTUDO DE INDICADORES DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DA PÓS-GRADUAÇÃO: ESTUDO DE INDICADORES Maria Helena Machado de Moraes - FURG 1 Danilo Giroldo - FURG 2 Resumo: É visível a necessidade de expansão da Pós-Graduação no Brasil, assim

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais/ NÚCLEO DE APOIO À INCLUSÃO DO ALUNO COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais/ NÚCLEO DE APOIO À INCLUSÃO DO ALUNO COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS Nome da Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais/ NÚCLEO DE APOIO À INCLUSÃO DO ALUNO COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS Responsável pelo preenchimento das informações: HELIANE

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL UTILIZANDO O MÉTODO SURVEY, COM OS COLABORADORES DE UMA EMPRESA DO RAMO DA CONTRUÇÃO CIVIL

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL UTILIZANDO O MÉTODO SURVEY, COM OS COLABORADORES DE UMA EMPRESA DO RAMO DA CONTRUÇÃO CIVIL PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL UTILIZANDO O MÉTODO SURVEY, COM OS COLABORADORES DE UMA EMPRESA DO RAMO DA CONTRUÇÃO CIVIL Julia Ferreira de Moraes (EEL-USP) moraes.julia@hotmail.com Everton Azevedo Schirmer

Leia mais