InfoContab n.º 11/2006 (Nota Informativa) Luca Pacioli

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "InfoContab n.º 11/2006 (Nota Informativa) Luca Pacioli"

Transcrição

1 Página 1 de 6 Infocontab De: "Infocontab.com.pt" Enviado: terça-feira, 18 de Abril de :38 Assunto: InfoContab n.º 11/2006 InfoContab n.º 11/2006 (Nota Informativa) Luca Pacioli ASSUNTO: ACTUALIZAÇÃO DO PORTAL E INFORMAÇÕES DIVERSAS 1. SOBRE O 1. SOBRE O PORTAL 1.1. Actualização do Portal Com esta NOTA INFORMATIVA procedo a mais uma actualização do Portal. Insisto na informação de que o Portal é de actualização permanente. No entanto, sempre que a quantidade e ou qualidade das alterações assim o exigirem, procedo à emissão de Notas Informativas INFOCONTAB. De notar que algumas destas alterações já foram efectuadas no período que decorreu entre esta data e a da anterior Nota Informativa Livro sobre o Portal - "Correcção" Como qualquer livro que se preze, o meu livro sobre o Portal também contém erros, dos quais destaco uma omissão grave, pois na página 2 "Dedicatória" não mencionei o nome do meu Mestre, Prof. Doutor Rogério Fernandes Ferreira. Sublinho, aliás, que sobre todos os meus Mestres incluidos nessa página, bem como sobre o Prof. Rogério Fernandes Ferreira, elaborei artigos de homenagens (Capítulo "II - Homenagens a Personalidades" do meu livro "História da Contabilidade em Portugal - Reflexões e Homenagens", Areas Editora, Lisboa, Janeiro de 2005). A este propósito costumo referir: "Mais importante que o erro é o seu reconhecimento e eventual correcção". E, no mesmo contexto, registo as palavras do Prof. Rogério Fernandes Ferreira no prefácio do meu livro "Temas de Contabilidade, Fiscalidade e Auditoria", Editora Vislis, Lisboa, 2001: "O Professor Bento Caraça terá dito "se não receio o erro é porque estou sempre a corrigi-lo". O Guimarães assim pensa, não errando mas sabendo que "errar é humano". Já concluí, aliás, que o Guimarães não hesitaria em confessar erros, se estes houvesse. É assim de assinalar a

2 Página 2 de 6 sua honestidade intelectual, avançaria a dizer a sua probidade científica.". Na verdade, o Professor Rogério Ferreira é, indiscutivelmente, um dos meus Mestres mais presentes, quase diariamente, quer pela correspondência trocada quer por diversas trocas de informações, pelo que registo, desta forma, o meu pedido de desculpas público, o qual já transmiti directamente ao Professor. De qualquer forma, procederei à respectiva rectificação do texto do livro que consta do Portal disponível para download. 2. ACTIVIDADES PESSOAIS 2.1. Artigos - "Cláusula de Salvaguarda" Foi incluida uma "cláusula de salvaguarda" com o seguinte texto: "Devido à actualização da legislação contabilística, fiscal e de auditoria, alerto para o facto de, como é óbvio, os artigos terem de ser interpretados à data em que foram elaborados e publicados" Artigos a publicar "COMPREENDER A REVISÃO/AUDITORIA ÀS CONTAS", a publicar no Jornal da Associação Industrial do Minho; 2.3. Moderador em Fórum de Discussão A convite da Direcção da ADCES - Associação de Docentes de Contabilidade do Ensino Superior vou participar como moderador num fórum de discussão sobre "O Associativismo", integrado no XVII Encontro de Docentes de Contabilidade do Ensino Superior que se realizará em Viana do Castelo, nos dias 21 e 22 de Abril de ASSOCIATIVISMO Livro sobre "Associações Profissionais em Portugal" A Editora Celta (Oeiras, 2004) publicou o livro com o título em epígrafe (ver capa) de João Ferreira (Organizador) e outros autores, o qual aborda diversos aspectos relacionados con o associativismo, nomeadamente a evolução histórica e a evolução das associações e ordens profissionais. 4. INFORMAÇÕES SOBRE A "CTOC" 4.1. VIII PROLATINO O VIII PROLATINO, realizado pela primeira vez em Portugal, e que contou com a organização da CTOC e do Professor Doutor António Lopes de Sá, na qual também participei, foi

3 Página 3 de 6 considerado pelos TOC e pelos convidados estrangeiros um enorme êxito, ao ponto de se estar a pensar numa reedição num dos próximos anos Ciclo de Conferências Também terminaram com êxito, o CICLO DE CONFERÊNCIAS da CTOC, que contou com a participação dos Professores Doutores António Lopes de Sá e Rogério Fernandes Ferreira. Tal como o PROLATINO, este CICLO DE CONFERÊNCIAS inseriu-se nas COMEMORAÇÕES DO 10.º ANIVERSÁRIO DA CTOC º Congresso dos TOC O 2.º Congresso dos TOC deverá realizar-se nos dias 3 e 4 de Novembro. O Secretário Geral do Congresso é o colega António José Alves da Silva, membro honorário da CTOC. O 1.º Congresso, sob o tema geral "Rumo ao Futuro com o Estatuto", realizou-se em Lisboa de 27 a 29 de Junho de 1997, tendo sido distribuído um livro com as comunicações (ver capa) Entrevista do Presidente da Direcção O Presidente da Direcção da CTOC, em entrevista ao Jornal de Negócios de 7 de Abril, defendeu que a normalização contabilística deve estar centrada numa única entidade a criar entre a CTOC e a Ordem dos ROC. Domingues Azevedo sublinhou a importância dos TOC no combate à fraude e evasão fiscais e destacou o papel da CTOC na implementação de sistema de desmaterialização das declarações, referindo "E o TOC é a alma de todo este processo da desmaterialização das desclarações." Prof. António Lopes de Sá em entrevista ao SE O Semanário Económico de 13 de Abril de 2005 publica no caderno de "Management" uma entrevista com 5 páginas ao Prof. Doutor António Lopes de Sá. A entrevista surgiu na sequência de participação do Professor no VIII PROLATINO organizado pela CTOC e estará disponível no site da CTOC. 5. INFORMAÇÕES SOBRE A "ADCES" 5.1. Boletim Informativo n.º 20 A Direcção da ADCES distribuiu o Boletim Informativo n.º 20, do 1.º Semestre de Assembleia Geral A Assembleia Geral de aprovação do Relatório de Actividades e Contas de 2005 realizar-se-á em Viana do Castelo, no dia 21 de Abril, pelas 18 horas, aquando da realização do XVII Encontro da ADCES.

4 Página 4 de XVII Encontro da ADCES Nos próximos dias 21 e 22 de Abril realiza-se em Viana de Castelo o XVII Encontro da ADCES, cujo programa está disponível no site em 6. INFORMAÇÕES SOBRE A "CMVM" A CMVM divulgou no site o relatório final sobre o Documento de Consulta Pública n.º 1/2006 sob o título "PROJECTO DE ALTERAÇÃO AO CÓDIGO DAS SOCIEDADES COMERCIAIS", bem como as respostas/contribuições de associações, bancos e outras empresas. 7. BASES DE DADOS/PESQUISAS Esclarecimento Tenho recebido alguns a solicitar o envio de fotocópias dos artigos inseridos na Base de Dados, o que, obviamente, não posso fazer, quer pelos "direitos de autor" quer por razões administrativas. Efectivamente, disponho de todas as revistas constantes da base de dados, mas por essas razões, não posso disponibilizá-las naqueles termos. Julgo, no entanto, que já poupei muito trabalho às pessoas que pretendem realizar trabalhos de investigação com ou sem intuitos académicos. 8. LIVROS No menu "Livros" incluí os seguintes (agradeço aos autores/editora a oferta de um exemplar para a minha biblioteca): TÍTULO: MODERNA ANÁLISE DE BALANÇOS AO ALCANCE DE TODOS AUTOR(ES): António Lopes de Sá EDITORA: Juruá Editora ANO DE PUBLICAÇÃO: 2005 TÍTULO: O GOODWILL NAS CONTAS CONSOLIDADAS AUTOR(ES): Ana Maria Rodrigues EDITORA: Coimbra Editora ANO DE PUBLICAÇÃO: 2006 TÍTULO: ANÁLISE DE CUSTOS E A SUA CONTABILIZAÇÃO

5 Página 5 de 6 AUTOR(ES): Armandino Rocha EDITORA: Universidade Lusíada Editora ANO DE PUBLICAÇÃO: INFORMAÇÕES DIVERSAS 9.1. Compromisso com a Ciência para o Futuro de Portugal O Primeiro-Ministro apresentou sete novas medidas para um compromissso com a Ciência no debate mensal na Assembleia da República. São elas: Reforçar em 250 milhões de euros o investimento público em Ciências e Tecnologia no Orçamento de 2006; Promover a reforma progressiva do sistema científico e universitário; Aumentar em 60% as bolsas de doutoramento e de pós-doutoramento, em 2006; Criar 5000 novas bolsas de integração de estudantes em centros de investigação, em ; Viabilizar a contratação de 500 novos investigadores doutorados até final de 2007; Apoiar financeiramente o registo internacional de patentes; Estimular o investimento das empresas em Investigação e Desenvolvimento (aquelas em que o Estado é accionista darão o exemplo); E reforçar o Programa Ciência Viva junto das escolas e das famílias A Áreas Editora distribuíu Catálogo de Abril de 2006 A Áreas Editora distribuíu o catálogo de Abril de 2006, do qual destacam-se as seguintes novidades: CONTABILIDADE PÚBLICA - CASOS PRÁTICOS; CONTABILIDADE PÚBLICA - LEGISLAÇÃO; ENCERRAMENTO DE CONTAS, 3.ª Edição, António Pires Caiado e Paulo Madeira; FISCALIDADE DOS PRODUTOS FINANCEIROS, José Martins Alfaro e Eduardo Pinto. PEDIDO DE COLABORAÇÃO Já conferiu na "Bases de Dados/Pesquisa/Revistas" os artigos que escreveu e foram publicados nas revistas nacionais? Em caso afirmativo, indique eventuais erros para ulterior correcção.

6 Página 6 de 6 Para que o Portal cumpra melhor os objectivos preconizados, agradeço aos colegas que me transmitam informações que julguem oportunas Uma maior e melhor divulgação da nossa querida disciplina - A CONTABILIDADE, contribui para o seu enobrecimento. (Set/2005) P.S.: Divulgue este a quem, eventualmente, possa estar interessado. Braga, 18 de Abril de 2006 Joaquim Fernando da Cunha Guimarães Consulte o Portal INFOCONTAB: O seu endereço está inscrito numa das nossas mailing list. Se pretende ser removido, e não receber mais informações click aqui.

INFOCONTAB Luca Pacioli

INFOCONTAB Luca Pacioli 1 Nota Número Informativa 18, 1 de Agosto INFOCONTAB de 2006 N OTA I NFORMATIVA INFOCONTAB Luca Pacioli Portal INFOCONTAB O Portal da Contabilidade em Portugal www.infocontab.com.pt jfcguimaraes@jmmsroc.pt

Leia mais

InfoContab n.º 12/2006 (Nota Informativa) Luca Pacioli

InfoContab n.º 12/2006 (Nota Informativa) Luca Pacioli Página 1 de 7 Infocontab De: "Infocontab.com.pt" Enviado: sexta-feira, 28 de Abril de 2006 16:28 Assunto: InfoContab n.º 12/2006 InfoContab n.º 12/2006 (Nota Informativa) Luca

Leia mais

INFOCONTAB Luca Pacioli

INFOCONTAB Luca Pacioli 1 Nota Informativa Número 38, INFOCONTAB 5 de Julho de n.º 2007 38 N OTA I NFORMATIVA INFOCONTAB Luca Pacioli Portal INFOCONTAB O Portal da Contabilidade em Portugal www.infocontab.com.pt jfcguimaraes@jmmsroc.pt

Leia mais

MEMORANDO N.º 06/2010

MEMORANDO N.º 06/2010 JOAQUIM FERNANDO DA CUNHA GUIMARÃES Licenciado em Gestão de Empresas (U. Minho) Mestre em Contabilidade e Auditoria (U. Minho) Revisor Oficial de Contas n.º 790 Técnico Oficial de Contas n.º 2586 Docente

Leia mais

CAPÍTULO 1 NOTAS PRÉVIAS. Panegírico a António Lopes de Sá SUMÁRIO 1. NOTAS PRÉVIAS 2. ALGUNS DADOS BIBLIOGRÁFICOS 3. INTERVENÇÕES EM PORTUGAL

CAPÍTULO 1 NOTAS PRÉVIAS. Panegírico a António Lopes de Sá SUMÁRIO 1. NOTAS PRÉVIAS 2. ALGUNS DADOS BIBLIOGRÁFICOS 3. INTERVENÇÕES EM PORTUGAL TERCEIRO ENCONTRO DE HISTÓRIA DA CONTABILIDADE DA ORDEM DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS Panegírico a António Lopes de Sá Joaquim Fernando da Cunha Guimarães Revisor Oficial de Contas n.º 790 Técnico Oficial

Leia mais

INFOCONTAB Luca Pacioli

INFOCONTAB Luca Pacioli 1 Nota Informativa Número 60, INFOCONTAB 22 de Janeiro de n.º 2009 60 N OTA I NFORMATIVA INFOCONTAB Luca Pacioli Portal INFOCONTAB O Portal da Contabilidade em Portugal www.infocontab.com.pt jfcguimaraes@jmmsroc.pt

Leia mais

PE ENQUADRAMENTO HISTÓRICO- -CONTABILÍSTICO E PERSPECTIVAS FUTURAS

PE ENQUADRAMENTO HISTÓRICO- -CONTABILÍSTICO E PERSPECTIVAS FUTURAS PE ENQUADRAMENTO HISTÓRICO- -CONTABILÍSTICO E PERSPECTIVAS FUTURAS JOAQUIM FERNANDO DA CUNHA GUIMARÃES Revisor Oficial de Contas n.º 790 Docente do Ensino Superior Técnico Oficial de Contas n.º 2586 Membro

Leia mais

REFERÊNCIAS CURRICULARES

REFERÊNCIAS CURRICULARES REFERÊNCIAS CURRICULARES O Presidente do Conselho Fiscal da CTOC é claro quando delimita o campo de actuação do órgão a que preside: não existe para criar obstáculos mas para ajudar a resolver os problemas.

Leia mais

BIBLIOGRAFIA SOBRE O ESTATUTO E O CÓDIGO DEONTOLÓGICO DA CTOC

BIBLIOGRAFIA SOBRE O ESTATUTO E O CÓDIGO DEONTOLÓGICO DA CTOC BIBLIOGRAFIA SOBRE O ESTATUTO E O CÓDIGO DEONTOLÓGICO DA CTOC Elaborado por: JOAQUIM FERNANDO DA CUNHA GUIMARÃES - Mestre em Contabilidade e Auditoria Universidade do Minho - Licenciado em Gestão de Empresas

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES RELATÓRIO DE CONTAS

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES RELATÓRIO DE CONTAS ASSOCIAÇÃO DOS BOLSEIROS DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA RELATÓRIO DE ACTIVIDADES RELATÓRIO DE CONTAS 2003 RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2003 A Associação dos Bolseiros de Investigação Científica, doravante denominada

Leia mais

INDICE. 1. Revisão/Auditoria às Contas 4. 2. Docência no Ensino Superior 5. 3. Consultoria de Gestão 6. 4. Associativismo 6. 5. O Portal INFOCONTAB 7

INDICE. 1. Revisão/Auditoria às Contas 4. 2. Docência no Ensino Superior 5. 3. Consultoria de Gestão 6. 4. Associativismo 6. 5. O Portal INFOCONTAB 7 JOAQUIM FERNANDO DA CUNHA GUIMARÃES Mestre em Contabilidade e Auditoria (U. Minho) Lic. em Gestão de Empresas (U. Minho) Revisor Oficial de Contas n.º 790 Técnico Oficial de Contas n.º 2586 Docente do

Leia mais

ROGÉRIO FERNANDES FERREIRA E A «NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA»

ROGÉRIO FERNANDES FERREIRA E A «NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA» III CONGRESSO DOS TOC HISTÓRIA (BREVE) DA NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA EM PORTUGAL JOAQUIM FERNANDO DA CUNHA GUIMARÃES Revisor Oficial de Contas n.º 790 Docente do Ensino Superior Técnico Oficial de Contas

Leia mais

QUESTIONÁRIO A SOCIEDADE DIGITAL E O NOVO PERFIL DO TÉCNICO OFICIAL DE CONTAS

QUESTIONÁRIO A SOCIEDADE DIGITAL E O NOVO PERFIL DO TÉCNICO OFICIAL DE CONTAS Contacto: nelma.marq@gmail.com QUESTIONÁRIO A SOCIEDADE DIGITAL E O NOVO PERFIL DO TÉCNICO OFICIAL DE CONTAS O presente questionário pretende servir de apoio ao desenvolvimento de um estudo relacionado

Leia mais

QUADRO N.º 9 ACÇÕES DA APOTEC EM PROL DA REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO

QUADRO N.º 9 ACÇÕES DA APOTEC EM PROL DA REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO QUADRO N.º 9 ACÇÕES DA APOTEC EM PROL DA REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO Data Descrição Observação 30 de Junho de 1977 Carta-exposição dirigida aos Ministros da Justiça e das Finanças a pugnar JC n.º 5, de

Leia mais

A Investigação Contabilística em Portugal

A Investigação Contabilística em Portugal A Investigação Contabilística em Portugal Por Joaquim Fernando da Cunha Guimarães Fevereiro de 2006 Revista TOC da CTOC INTRODUÇÃO Na última década do século passado, a investigação contabilística em Portugal

Leia mais

Joaquim Fernando da Cunha Guimarães. www.infocontab.com.pt O portal da Contabilidade em Portugal. Joaquim Fernando da Cunha Guimarães

Joaquim Fernando da Cunha Guimarães. www.infocontab.com.pt O portal da Contabilidade em Portugal. Joaquim Fernando da Cunha Guimarães TÍTULO AUTOR EDIÇÃO www.infocontab.com.pt O portal da Contabilidade em Portugal InfoContab Edições, Lda. N.º EXEMPLARES 300 ISBN 978-989-95514-1-1 DEPÓSITO LEGAL 264141/07 COMPOSIÇÃO, IMPRESSÃO E ACABAMENTOS

Leia mais

PROJECTO DE NORMA REGULAMENTAR. Relatório de auditoria para efeitos de supervisão prudencial das empresas de seguros

PROJECTO DE NORMA REGULAMENTAR. Relatório de auditoria para efeitos de supervisão prudencial das empresas de seguros PROJECTO DE NORMA REGULAMENTAR Relatório de auditoria para efeitos de supervisão prudencial das empresas de seguros O revisor oficial de contas (ROC) é reconhecido na legislação e regulamentação em vigor

Leia mais

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação?

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Índice Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Como efectuar uma operação de confirmação de estimativas? Como aceder ao Serviço de Certificação

Leia mais

Manual do Revisor Oficial de Contas. Directriz de Revisão/Auditoria 705

Manual do Revisor Oficial de Contas. Directriz de Revisão/Auditoria 705 Directriz de Revisão/Auditoria 705 FUNDOS DE INVESTIMENTO ÍNDICE Agosto de 2006 Parágrafos Introdução 1-3 Objectivo 4-5 Particularidades e Procedimentos de Validação 6-25 Outros Deveres e Competências

Leia mais

Maria Isabel Castelão Silva, Vice-presidente da Comissão de Normalização Contabilística

Maria Isabel Castelão Silva, Vice-presidente da Comissão de Normalização Contabilística Conclusões Painel 1 A perspectiva da CNC Maria Isabel Castelão Silva, Vice-presidente da Comissão de Normalização Contabilística Foi dada nota sobre os principais trabalhos da CNC em 2010, particularizando

Leia mais

com nove mil participantes

com nove mil participantes 12 Notícias eventual Novas funções para os TOC na Internet 01Formação com nove mil participantes De acordo com o Plano de Actividades para 2006, realizou-se nos meses de Junho e Julho o segundo ciclo de

Leia mais

Manual do Revisor Oficial de Contas. Projecto de Directriz de Revisão/Auditoria 840

Manual do Revisor Oficial de Contas. Projecto de Directriz de Revisão/Auditoria 840 Projecto de Directriz de Revisão/Auditoria 840 PROJECTO DE DIRECTRIZ DE REVISÃO/AUDITORIA 840 Março de 2008 Relatório Sobre os Sistemas de Gestão de Riscos e de Controlo Interno das Empresas de Seguros

Leia mais

O Sistema de Normalização Contabilística (SNC)

O Sistema de Normalização Contabilística (SNC) Universidade Lusíada de V.N. de Famalicão O Sistema de Normalização Contabilística (SNC) POR: JOAQUIM FERNANDO DA CUNHA GUIMARÃES - Revisor Oficial de Contas n.º 790 - Técnico Oficial de Contas n.º 2586

Leia mais

A Comissão de Auditoria e Controlo tem entre outras as seguintes competências:

A Comissão de Auditoria e Controlo tem entre outras as seguintes competências: RELATÓRIO DAS ACTIVIDADES DA COMISSÃO DE AUDITORIA E CONTROLO DESENVOLVIDAS NO EXERCÍCIO DE 2011 I Introdução O âmbito de actuação da Comissão de Auditoria e Controlo da EDP Renováveis, SA, como Comissão

Leia mais

Na última década do século passado,

Na última década do século passado, Contabilidade A investigação contabilística em Portugal Depois do marasmo vivido na investigação contabilística desde o início do século passado e até à década de 80, a década de 90 constituiu um marco

Leia mais

As dividas das empresa à Segurança Social disparam com o governo de Sócrates Pág. 1

As dividas das empresa à Segurança Social disparam com o governo de Sócrates Pág. 1 As dividas das empresa à Segurança Social disparam com o governo de Sócrates Pág. 1 AS DIVIDAS DAS EMPRESAS À SEGURANÇA SOCIAL DISPARAM COM O GOVERNO DE SÓCRATES: - só em 2006 a Segurança Social perdeu

Leia mais

----------------------------------------------- ACTA Nº. 24 ----------------------------------------------------- Aos vinte e nove dias do mês de

----------------------------------------------- ACTA Nº. 24 ----------------------------------------------------- Aos vinte e nove dias do mês de ----------------------------------------------- ACTA Nº. 24 ----------------------------------------------------- Aos vinte e nove dias do mês de Janeiro de dois mil e dez, pelas quinze horas, reuniu no

Leia mais

Relatório e Parecer da Comissão de Execução Orçamental

Relatório e Parecer da Comissão de Execução Orçamental Relatório e Parecer da Comissão de Execução Orçamental Auditoria do Tribunal de Contas à Direcção Geral do Tesouro no âmbito da Contabilidade do Tesouro de 2000 (Relatório n.º 18/2002 2ª Secção) 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Contabilidade 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

PORTUCEL, S.A. ESTATUTOS

PORTUCEL, S.A. ESTATUTOS TEXTO ACTUALIZADO DOS ESTATUTOS DA SCOIEDADE ANÓNIMA PORTUCEL, S.A., ELABORADO NOS TERMOS DO Nº 2 DO ARTIGO 59º DO CÓDIGO DO REGISTO COMERCIAL, EM CONSEQUÊNCIA DE ALTERAÇÃO DO CONTRATO SOCIAL EFECTUADA

Leia mais

Reunião com Maria João da SPP

Reunião com Maria João da SPP Reunião com Maria João da SPP Fui a Lisboa dia 26 de Novembro de 2007 Nomeação de médicos para contactos com imprensa: Norte: José Luís Centro: Helena Sul: Leonor Reunião com Maria João da SPP Curso da

Leia mais

X CONGRESSO DOS REVISORES OFICIAIS DE CONTAS. 1.ª Sessão Supervisão do sistema financeiro

X CONGRESSO DOS REVISORES OFICIAIS DE CONTAS. 1.ª Sessão Supervisão do sistema financeiro X CONGRESSO DOS REVISORES OFICIAIS DE CONTAS 1.ª Sessão Supervisão do sistema financeiro Permitam-me uma primeira palavra para agradecer à Ordem dos Revisores Oficiais de Contas pelo amável convite que

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2009

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2009 INSTITUTO POLITÉCNICO DO CÁVADO E DO AVE ESCOLA SUPERIOR DE GESTÃO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2009 PROJECTO EM SIMULAÇÃO EMPRESARIAL Índice Introdução 1 Recursos Humanos afectos ao PSE... 3 1.1 Caracterização...

Leia mais

DOCUMENTO IDENTIFICAÇÃO - BI nº Passaporte nº Duração de 1H30. Leia com atenção as seguinte instruções:

DOCUMENTO IDENTIFICAÇÃO - BI nº Passaporte nº Duração de 1H30. Leia com atenção as seguinte instruções: Leia com atenção as seguinte instruções: As questões de múltipla escolha têm uma cotação de 0,1 cada. Caso queira alterar a sua resposta, risque a anterior e assinale a sua opção final com um círculo e

Leia mais

A Crise Financeira e o Justo Valor na Contabilidade e na Auditoria

A Crise Financeira e o Justo Valor na Contabilidade e na Auditoria A Crise Financeira e o Justo Valor na Contabilidade e na Auditoria Joaquim Fernando da Cunha Guimarães Novembro de 2008 Revista Electrónica INFOCONTAB O valor é a pedra angular da Contabilidade 1. A actual

Leia mais

Grupo Parlamentar. Projecto de Lei n.º 200XI/1ª. Isenção de obrigações contabilísticas gerais por parte das Microentidades

Grupo Parlamentar. Projecto de Lei n.º 200XI/1ª. Isenção de obrigações contabilísticas gerais por parte das Microentidades Grupo Parlamentar Projecto de Lei n.º 200XI/1ª Isenção de obrigações contabilísticas gerais por parte das Microentidades Exposição de Motivos Portugal tem necessidade de prosseguir uma política de simplificação

Leia mais

EuraAudif'nternaíional

EuraAudif'nternaíional EuraAudif'nternaíional RELATÓRIO ANUAL DE TRANSPARÊNCIA Exercício findo em 31 de Dezembro de 2011 1. Introdução Nos termos e para os efeitos do disposto no artigo 62. 0 A - do Decreto-Lei n.? 487/99, de

Leia mais

N E W S L E T T E R A P A O M A

N E W S L E T T E R A P A O M A A P A O M A E D I Ç Ã O 4 F I S C A L I D A D E N E W S L E T T E R A P A O M A O U T U B R O 2 0 1 0 A G R A D E C I M E N TO N E S T A E D I Ç Ã O : A G R A D E C I M E N T O F I S C A L I D A D E P

Leia mais

Informação complementar ao Relatório de Governo das Sociedades referente ao Exercício de 2007

Informação complementar ao Relatório de Governo das Sociedades referente ao Exercício de 2007 BANIF SGPS S.A. Sociedade Aberta Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Funchal Sede Social: Rua de João Tavira, 30, 9004 509 Funchal Capital Social: 250.000.000 Euros * Número único de matrícula

Leia mais

ALTRI, S.G.P.S., S.A. (SOCIEDADE ABERTA)

ALTRI, S.G.P.S., S.A. (SOCIEDADE ABERTA) 30 de Junho de 2005 ALTRI, S.G.P.S., S.A. (SOCIEDADE ABERTA) Relatório do Conselho de Administração Altri, S.G.P.S., S.A. (Sociedade Aberta) Contas Individuais Rua General Norton de Matos, 68 4050-424

Leia mais

VERSÃO A. Exame de Matérias Estatutárias e Deontológicas (A que se refere alínea f) do nº 1 do artº15º do Decreto de Lei 452/99 de 5 de Novembro)

VERSÃO A. Exame de Matérias Estatutárias e Deontológicas (A que se refere alínea f) do nº 1 do artº15º do Decreto de Lei 452/99 de 5 de Novembro) 1. A criação de secções regionais é da competência da: a) Direcção, sob proposta do Conselho Técnico; b) Direcção, sob proposta de 500 Técnicos Oficiais de Contas; c) Assembleia Geral, sob proposta da

Leia mais

A auditoria às contas nas Associações Análise de um caso

A auditoria às contas nas Associações Análise de um caso A auditoria às contas nas Associações Análise de um caso Por Joaquim Fernando da Cunha Guimarães Fevereiro de 2006 Revisores & Empresas Introdução Na sequência da nossa experiência como ROC em algumas

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Ciências Empresariais Licenciatura Contabilidade e Ciências Económicas e Empresariais Unidade Curricular Simulação Empresarial / Estágio Semestre: Nº ECTS: 6,0

Leia mais

Restituição de cauções aos consumidores de electricidade e de gás natural Outubro de 2007

Restituição de cauções aos consumidores de electricidade e de gás natural Outubro de 2007 Restituição de cauções aos consumidores de electricidade e de gás natural Outubro de 2007 Ponto de situação em 31 de Outubro de 2007 As listas de consumidores com direito à restituição de caução foram

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO:

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO: CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO: SISTEMA DE NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA (SNC) Apresentação A Comissão de Normalização Contabilística aprovou em Julho de 2007 o projecto do novo Sistema de Normalização Contabilística

Leia mais

Consolidação de Contas

Consolidação de Contas www.pwc.pt/academy Consolidação de Contas 5ª Edição Lisboa, 9 e 16 de novembro Porto, 21 e 26 de novembro Academia da PwC 5ª Edição Esta formação reúne condições para a atribuição de créditos, nos termos

Leia mais

Relatório de Gestão. Instituto Português de Corporate Governance

Relatório de Gestão. Instituto Português de Corporate Governance Actividades realizadas no exercício de : Publicação do Livro Corporate Governance - Reflexões I da Comissão Jurídica; Contratação de Jurista para Secretário-Executivo do IPCG, com funções de assistência

Leia mais

Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais. Edição 2009/2010. Cidade da Praia, Cabo Verde

Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais. Edição 2009/2010. Cidade da Praia, Cabo Verde Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais Edição 2009/2010 Cidade da Praia, Cabo Verde A ponte para o futuro Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais Edição 2009/2010

Leia mais

Anexo 1. NTRA Normas Técnicas de Revisão/ Auditoria. DRA Directrizes de Revisão/ Auditoria. IT Interpretações Técnicas. RT - Recomendações Técnicas

Anexo 1. NTRA Normas Técnicas de Revisão/ Auditoria. DRA Directrizes de Revisão/ Auditoria. IT Interpretações Técnicas. RT - Recomendações Técnicas Anexo 1 NTRA Normas Técnicas de Revisão/ Auditoria DRA Directrizes de Revisão/ Auditoria IT Interpretações Técnicas RT - Recomendações Técnicas I NTRA NORMAS TÉCNICAS DE REVISÃO/ AUDITORIA Prefácio Enquadramento

Leia mais

Agradeço muito o convite que me foi endereçado para encerrar este XI Congresso da Ordem dos Revisores Oficias de Contas.

Agradeço muito o convite que me foi endereçado para encerrar este XI Congresso da Ordem dos Revisores Oficias de Contas. Senhor Bastonário da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas, Dr. José Azevedo Rodrigues; Senhor Vice-Presidente do Conselho Diretivo da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas e Presidente da Comissão Organizadora

Leia mais

ORDEM DOS ARQUITECTOS - CONSELHO DIRECTIVO NACIONAL PLANO DE ACTIVIDADES 2006 APROVADO NO CDN DE 16/02/2006

ORDEM DOS ARQUITECTOS - CONSELHO DIRECTIVO NACIONAL PLANO DE ACTIVIDADES 2006 APROVADO NO CDN DE 16/02/2006 Pág. 1/15 01. DEFESA DA ARQUITECTURA E DO TERRITÓRIO 01.01 DIREITO À ARQUITECTURA 01.01.01 INICIATIVA LEGISLATIVA - REVOGAÇÃO DO DECRETO 73/73 HR 01.01.01.01 - Apresentação na AR HR concluido 01.01.01.02

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular AUDITORIA E REVISÃO DE CONTAS Ano Lectivo 2011/2012

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular AUDITORIA E REVISÃO DE CONTAS Ano Lectivo 2011/2012 Programa da Unidade Curricular AUDITORIA E REVISÃO DE CONTAS Ano Lectivo 2011/2012 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Contabilidade 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

12CNG CONGREssO NaCiONal de GEOtECNia GUIMArães 2010

12CNG CONGREssO NaCiONal de GEOtECNia GUIMArães 2010 26 A 29 de abril. GUIMARãES 2010 geotecnia e desenvolvimento sustentável Convite A Sociedade Portuguesa de Geotecnia (SPG) e o Departamento de Engenharia Civil da Universidade do Minho (DEC-UM) têm a honra

Leia mais

1 - ambitur.pt, 27-01-2007, Porto Santo vai receber Congresso da APAVT em 2008? 2 - Diário de Viseu, 25-01-2007, Bolsa de Turismo de Lisboa

1 - ambitur.pt, 27-01-2007, Porto Santo vai receber Congresso da APAVT em 2008? 2 - Diário de Viseu, 25-01-2007, Bolsa de Turismo de Lisboa Notícias APAVT - Janeiro 2007 Revista de Imprensa 03-10-2007 1 - ambitur.pt, 27-01-2007, Porto Santo vai receber Congresso da APAVT em 2008? 2 - Diário de Viseu, 25-01-2007, Bolsa de Turismo de Lisboa

Leia mais

Conselho Geral e de Supervisão REGULAMENTO SOBRE A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PELO REVISOR OFICIAL DE CONTAS E PELO AUDITOR EXTERNO DA EDP

Conselho Geral e de Supervisão REGULAMENTO SOBRE A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PELO REVISOR OFICIAL DE CONTAS E PELO AUDITOR EXTERNO DA EDP Conselho Geral e de Supervisão REGULAMENTO SOBRE A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PELO REVISOR OFICIAL DE CONTAS E PELO AUDITOR EXTERNO DA EDP 16.12.2010 REGULAMENTO SOBRE A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PELO REVISOR OFICIAL

Leia mais

Após promulgação do. Estão abertas as candidaturas para a 11.ª edição. n o t í c i a s

Após promulgação do. Estão abertas as candidaturas para a 11.ª edição. n o t í c i a s TOC 114 - Setembro 2009 N o t í c i a s Presidente da República autoriza Governo a alterar Estatuto da CTOC Lei 97/2009, de 3 de Setembro Belém deu «luz verde» ao Governo para alterar o Estatuto da CTOC

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONTABILIDADE FINANCEIRA Ano Lectivo 2010/2011

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONTABILIDADE FINANCEIRA Ano Lectivo 2010/2011 Programa da Unidade Curricular CONTABILIDADE FINANCEIRA Ano Lectivo 2010/2011 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Economia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação?

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Índice Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Como efectuar uma operação de confirmação de estimativas? Como aceder ao Serviço de Certificação

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL DA MARTIFER - SGPS, S.A. 14 de Maio de 2015

ASSEMBLEIA GERAL DA MARTIFER - SGPS, S.A. 14 de Maio de 2015 ASSEMBLEIA GERAL DA MARTIFER - SGPS, S.A. 14 de Maio de 2015 PROPOSTA RELATIVA AO PONTO 8 DA ORDEM DE TRABALHOS (Deliberar sobre a eleição dos membros do Conselho Fiscal para exercerem funções durante

Leia mais

Programa Eleitoral Lista A

Programa Eleitoral Lista A Programa Eleitoral Lista A Desde a sua formação, a 1 de Fevereiro de 2003, a ABIC procurou alcançar uma implantação estável e sólida entre a comunidade de Bolseiros e não só. Fruto do trabalho desenvolvido

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular AUDITORIA E REVISÃO DE CONTAS Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular AUDITORIA E REVISÃO DE CONTAS Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular AUDITORIA E REVISÃO DE CONTAS Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Contabilidade 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

8226 Diário da República, 1.ª série N.º 215 8 de Novembro de 2007

8226 Diário da República, 1.ª série N.º 215 8 de Novembro de 2007 8226 Diário da República, ª série N.º 215 8 de Novembro de 2007 da Madeira os Drs. Rui Nuno Barros Cortez e Gonçalo Bruno Pinto Henriques. Aprovada em sessão plenária da Assembleia Legislativa da Região

Leia mais

Investigação científica aproxima meio académico das empresas

Investigação científica aproxima meio académico das empresas Investigação científica aproxima meio académico das empresas Maria José Fernandes, responsável pela primeira unidade de investigação nas áreas da Contabilidade e da Fiscalidade em Portugal, acredita que

Leia mais

PETIÇÃO PARA A REPOSIÇÃO DO IVA NOS SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS

PETIÇÃO PARA A REPOSIÇÃO DO IVA NOS SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS PETIÇÃO PARA A REPOSIÇÃO DO IVA NOS SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO E BEBIDAS Petição N.º 428/XII/4ª Audição COFAP Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA 16.outubro.2014

Leia mais

A ESTRUTURA CONCEPTUAL DA CONTABILIDADE E DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS (DO POC AO SNC)

A ESTRUTURA CONCEPTUAL DA CONTABILIDADE E DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS (DO POC AO SNC) A ESTRUTURA CONCEPTUAL DA CONTABILIDADE E DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS (DO POC AO SNC) JOAQUIM CUNHA GUIMARÃES jfcguimaraes@jmmsroc.pt www.jmmsroc.pt CAPÍTULO I A Estrutura Conceptual da Contabilidade

Leia mais

Manual do Revisor Oficial de Contas. Directriz de Revisão/Auditoria 700 ÍNDICE

Manual do Revisor Oficial de Contas. Directriz de Revisão/Auditoria 700 ÍNDICE Directriz de Revisão/Auditoria 700 RELATÓRIO DE REVISÃO/AUDITORIA Fevereiro de 2001 ÍNDICE Parágrafos INTRODUÇÃO 1-3 OBJECTIVO 4-5 RELATÓRIO DE REVISÃO/AUDITORIA 6-21 Considerações gerais 6-10 Elementos

Leia mais

ANEXO AO BALANÇO E À DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS Anexo ao Balanço e à Demonstração de Resultados

ANEXO AO BALANÇO E À DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS Anexo ao Balanço e à Demonstração de Resultados Anexo ao Balanço e à Demonstração de Resultados 1. Relativo às contas individuais do exercício de dois mil e sete, do Conselho Distrital de Lisboa da Ordem dos Advogados, pessoa colectiva de direito público

Leia mais

Aos meus pais, Mário Rodrigues de Sousa Guimarães e Estefânia da Cunha Fernandes.

Aos meus pais, Mário Rodrigues de Sousa Guimarães e Estefânia da Cunha Fernandes. DEDICATÓRIA Aos meus pais, Mário Rodrigues de Sousa Guimarães e Estefânia da Cunha Fernandes. Aos meus filhos Miguel Fernando e João Nuno. À minha esposa Maria Guiomar da Silva Taveira. Quanto mais profunda

Leia mais

QUINTA DA OMBRIA - FUNDO ESPECIAL DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FECHADO RELATÓRIO DE GESTÃO RELATIVO AO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011

QUINTA DA OMBRIA - FUNDO ESPECIAL DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FECHADO RELATÓRIO DE GESTÃO RELATIVO AO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 QUINTA DA OMBRIA - FUNDO ESPECIAL DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FECHADO RELATÓRIO DE GESTÃO RELATIVO AO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 INTRODUÇÃO o presente relatório é elaborado visando dar cumprimento

Leia mais

CURSO DE GESTÃO BANCÁRIA

CURSO DE GESTÃO BANCÁRIA CURSO DE GESTÃO BANCÁRIA PLANO CURRICULAR A análise referente ao Programa de Ensino e, em particular ao conteúdo do actual Plano de Estudos (ponto 3.3. do Relatório), merece-nos os seguintes comentários:

Leia mais

DESPACHO ISEP/P/13/2010. 1. A importância de promover a transparência e a eficiência das actividades e da salvaguarda dos activos;

DESPACHO ISEP/P/13/2010. 1. A importância de promover a transparência e a eficiência das actividades e da salvaguarda dos activos; DESPACHO ISEP/P/13/2010 Considerando: 1. A importância de promover a transparência e a eficiência das actividades e da salvaguarda dos activos; 2. A necessidade de garantir a prevenção e detecção de situações

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Diário da República, 1.ª série N.º 30 10 de fevereiro de 2012 661 ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Lei n.º 6/2012 de 10 de fevereiro Primeira alteração à Lei n.º 8/2009, de 18 de Fevereiro, que cria o regime jurídico

Leia mais

Queremos referir-nos a Humberto de Abreu que pode ser considerado (a seguir a Noel Monteiro), o segundo pai da APOTEC... 1.

Queremos referir-nos a Humberto de Abreu que pode ser considerado (a seguir a Noel Monteiro), o segundo pai da APOTEC... 1. Jornal de Contabilidade da APOTEC - 30 Anos (1977-2007) de In(formação) Joaquim Fernando da Cunha Guimarães Abril de 2007 Jornal de Contabilidade da APOTEC INTRODUÇÃO Queremos referir-nos a Humberto de

Leia mais

Pós-graduação em Fiscalidade, promovida pela Faculdade de Direito de Lisboa, com 2001.

Pós-graduação em Fiscalidade, promovida pela Faculdade de Direito de Lisboa, com 2001. RICARDO GUIMARÃES Data e local de nascimento: 1975, Lisboa Cédula Profissional: 17142L E-mail: rg@servulo.com HABILITAÇÕES LITERÁRIAS Pós-graduação em Direito Administrativo, subordinada ao tema O novo

Leia mais

Impostos Diferidos e o SNC

Impostos Diferidos e o SNC Impostos Diferidos e o SNC Na vigência do anterior Plano Oficial de Contabilidade (POC) a Directriz Contabilistica (DC) nº 28, da Comissão de Normalização Contabilística (CNC) veio, em tempo, estabelecer

Leia mais

CURRICULUM VITAE MANUEL JORGE MAYER DE ALMEIDA RIBEIRO. Iniciou o curso de Direito na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa em 1973/1974.

CURRICULUM VITAE MANUEL JORGE MAYER DE ALMEIDA RIBEIRO. Iniciou o curso de Direito na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa em 1973/1974. 1 CURRICULUM VITAE MANUEL JORGE MAYER DE ALMEIDA RIBEIRO ESTUDOS E GRAUS ACADÉMICOS Iniciou o curso de Direito na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa em 1973/1974. Concluiu a licenciatura em

Leia mais

CAPÍTULO I. Objectivos e Definição. Artigo 1º. Objectivos

CAPÍTULO I. Objectivos e Definição. Artigo 1º. Objectivos REGULAMENTO DA DISCIPLINA DE ESTÁGIO INTEGRADO EM CONTABILIDADE LICENCIATURA EM GESTÃO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR CAPÍTULO I Objectivos e Definição Artigo 1º

Leia mais

Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP. Otimize a Gestão do Seu Negócio!

Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP. Otimize a Gestão do Seu Negócio! Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP Otimize a Gestão do Seu Negócio! Universo da Solução de Gestão SENDYS ERP Financeira Recursos Humanos Operações & Logística Comercial & CRM Analytics & Reporting

Leia mais

Due Diligence Aspectos Práticos

Due Diligence Aspectos Práticos Due Diligence Aspectos Práticos Foi tendo em conta os aspectos práticos do tema que o Dr. Ivo Renato Moreira de Faria Oliveira apresentou o trabalho sobre o Due Diligence Financeiro no Contexto de uma

Leia mais

Regulamento Financeiro do Partido Social Democrata (Aprovado na Comissão Política Nacional de 11.12.2006)

Regulamento Financeiro do Partido Social Democrata (Aprovado na Comissão Política Nacional de 11.12.2006) Regulamento Financeiro do Partido Social Democrata (Aprovado na Comissão Política Nacional de 11.12.2006) PREÂMBULO O presente regulamento define as normas relacionadas com a actividade financeira a observar

Leia mais

MELHORIA NOS PROCESSOS: COMO OBTER INFORMAÇÃO DE GESTÃO RELEVANTE EM 5 DIAS ÚTEIS

MELHORIA NOS PROCESSOS: COMO OBTER INFORMAÇÃO DE GESTÃO RELEVANTE EM 5 DIAS ÚTEIS PATROCINADORES OURO Lisboa 28 e 29 Junho 2011 Museu do Oriente COMO OBTER INFORMAÇÃO DE GESTÃO RELEVANTE EM Queremos explicar: Quem somos e onde estamos inseridos; O Porquê da nossa necessidade; O que

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2014 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2014 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 204 Nos termos da Lei n.º 2-A/2008, de 27 de Fevereiro SECÇÃO DE APOIO E DE COORDENAÇÃO GERAL (Capitulo III do Regulamento da Organização dos Serviços)

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE, ORDEM DOS ADVOGADOS, pessoa colectiva n.º 500 965 099, com sede em Lisboa, no Largo de S. Domingos, n.º 14-1.º, neste acto representada pelo senhor Dr. António Marinho e

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. 2792 Diário da República, 1.ª série N.º 96 18 de Maio de 2011

MINISTÉRIO DA SAÚDE. 2792 Diário da República, 1.ª série N.º 96 18 de Maio de 2011 2792 Diário da República, 1.ª série N.º 96 18 de Maio de 2011 MINISTÉRIO DA SAÚDE Portaria n.º 198/2011 de 18 de Maio O objectivo essencial definido no programa do XVIII Governo Constitucional em matéria

Leia mais

Autor: Joaquim Fernando da Cunha Guimarães AS RESPONSABILIDADES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

Autor: Joaquim Fernando da Cunha Guimarães AS RESPONSABILIDADES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS AS RESPONSABILIDADES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS INTRODUÇÃO Para a caracterização do sistema contabilístico e fiscal português 1 é fundamental, sem dúvida, especificar quais são os agentes que intervêm

Leia mais

Manual do Revisor Oficial de Contas. Directriz de Revisão/Auditoria 580 ÍNDICE

Manual do Revisor Oficial de Contas. Directriz de Revisão/Auditoria 580 ÍNDICE Directriz de Revisão/Auditoria 580 DECLARAÇÃO DO ORGÃO DE GESTÃO Dezembro de 1998 ÍNDICE Parágrafos Introdução 1-5 Objectivos 6 Requisitos da declaração 7-11 Conteúdo da declaração 12-15 Posição do revisor/auditor

Leia mais

Os Empresários, as Empresas e a Inclusão Social. João Oliveira Rendeiro Presidente da Associação EIS Empresários pela Inclusão Social

Os Empresários, as Empresas e a Inclusão Social. João Oliveira Rendeiro Presidente da Associação EIS Empresários pela Inclusão Social Os Empresários, as Empresas e a Inclusão Social João Oliveira Rendeiro Presidente da Associação EIS Empresários pela Inclusão Social Conferência "Compromisso Cívico para a Inclusão" Santarém, 14 de Abril

Leia mais

Das conclusões da 10.ª Assembleia de Crianças:

Das conclusões da 10.ª Assembleia de Crianças: Das conclusões da 10.ª Assembleia de Crianças: Ouvir as crianças lutar pelo fim da escravatura de crianças no mundo 41.ª ASSEMBLEIA-GERAL Braga, 28 de Março de 2015 Relatório de Atividades - 2014 INTRODUÇÃO

Leia mais

PROJECTO ANÚNCIO DE LANÇAMENTO DE OFERTA PÚBLICA GERAL E OBRIGATÓRIA DE AQUISIÇÃO DE ACÇÕES EMITIDAS PELA FUTEBOL CLUBE DO PORTO FUTEBOL, SAD

PROJECTO ANÚNCIO DE LANÇAMENTO DE OFERTA PÚBLICA GERAL E OBRIGATÓRIA DE AQUISIÇÃO DE ACÇÕES EMITIDAS PELA FUTEBOL CLUBE DO PORTO FUTEBOL, SAD PROJECTO ANÚNCIO DE LANÇAMENTO DE OFERTA PÚBLICA GERAL E OBRIGATÓRIA DE AQUISIÇÃO DE ACÇÕES EMITIDAS PELA FUTEBOL CLUBE DO PORTO FUTEBOL, SAD Na sequência da divulgação do anúncio preliminar em 2 de Outubro

Leia mais

Banco de Portugal EUROSISTEMA REGULAMENTO DO CONSELHO DE AUDITORIA DO BANCO DE PORTUGAL

Banco de Portugal EUROSISTEMA REGULAMENTO DO CONSELHO DE AUDITORIA DO BANCO DE PORTUGAL REGULAMENTO DO CONSELHO DE AUDITORIA DO BANCO DE PORTUGAL Tendo em conta: A lei orgânica do Banco de Portugal; As recomendações constantes do relatório do Fundo Monetário internacional relativo ao exercício

Leia mais

Conferência Internacional Os Regimes Cambiais face aos Desafios da Economia de Cabo Verde

Conferência Internacional Os Regimes Cambiais face aos Desafios da Economia de Cabo Verde Conferência Internacional Os Regimes Cambiais face aos Desafios da Economia de Cabo Verde (No Âmbito das Comemorações dos 10 Anos da Assinatura do Acordo de Cooperação Cambial) SESSÃO DE ABERTURA Intervenção

Leia mais

A Formação Pós-Graduada na Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto

A Formação Pós-Graduada na Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto Universidade Agostinho Neto Faculdade de Direito Workshop sobre Formação Pós-Graduada e Orientação A Formação Pós-Graduada na Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto Por: Carlos Teixeira Presidente

Leia mais

Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal

Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal 1 Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal 1. A Câmara Municipal de Almeida tem, nos termos da lei e dos estatutos, autonomia administrativa, financeira e

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DE INSCRIÇÃO DE SOCIEDADES PROFISSIONAIS DE TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS E NOMEAÇÃO PELAS SOCIEDADES DE CONTABILIDADE DO RESPONSÁVEL TÉCNICO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Âmbito O

Leia mais

CÓDIGO DO REGISTO PREDIAL

CÓDIGO DO REGISTO PREDIAL CÓDIGO DO REGISTO PREDIAL (12.ª Edição) ACTUALIZAÇÃO N.º 1 Código do Registo Predial 2 TÍTULO: AUTORES: CÓDIGO DO REGISTO PREDIAL Actualização N.º 1 BDJUR EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA, SA Avenida Fernão de

Leia mais

Professor Auxiliar Convidado Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP)

Professor Auxiliar Convidado Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Nacionalidade VALDEZ FERREIRA MATIAS, VASCO JORGE Portuguesa Data de nascimento 28/09/1953 Endereço Electrónico vjvaldez@gmail.com Contacto Telefónico

Leia mais

Relatório de Actividades de 2004

Relatório de Actividades de 2004 Relatório de Actividades de 2004 1. Direcção A direcção da ABIC, como é da sua competência, durante o ano de 2004 coordenou e desenvolveu as seguintes actividades no sentido de cumprir o plano de actividades

Leia mais

Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP. Otimize a Gestão do Seu Negócio!

Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP. Otimize a Gestão do Seu Negócio! Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP Otimize a Gestão do Seu Negócio! Universo da Solução de Gestão SENDYS ERP Financeira Recursos Humanos Operações & Logística Comercial & CRM Analytics & Reporting

Leia mais

eduardo sá silva Classe 1 Meios Financeiros Líquidos Abordagem contabilística, fiscal e auditoria

eduardo sá silva Classe 1 Meios Financeiros Líquidos Abordagem contabilística, fiscal e auditoria eduardo sá silva carlos martins Classe 1 Meios Financeiros Líquidos Abordagem contabilística, fiscal e auditoria Índice Geral INTRODUÇÃO... I. CLASSE 1 MEIOS FINANCEIROS LÍQUIDOS... I.1 NORMAS RELEVANTES...

Leia mais

CONVOCATÓRIA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DE ACCIONISTAS EDP RENOVÁVEIS, S.A.

CONVOCATÓRIA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DE ACCIONISTAS EDP RENOVÁVEIS, S.A. CONVOCATÓRIA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DE ACCIONISTAS EDP RENOVÁVEIS, S.A. Os Senhores Administradores decidiram unanimemente convocar a Assembleia Geral Ordinária de Accionistas da EDP Renováveis,

Leia mais