Conselho Distrital de Évora da Ordem dos Advogados Relatório da Actividade do Conselho Exercício de 2011

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conselho Distrital de Évora da Ordem dos Advogados Relatório da Actividade do Conselho Exercício de 2011"

Transcrição

1 Conselho Distrital de Évora da Ordem dos Advogados Relatório da Actividade do Conselho Exercício de 2011 Nos termos do disposto no art. 50º, n.º1, alínea i)- do EOA, vimos submeter à apreciação da Assembleia Distrital, o presente relatório de actividades desenvolvidas no ano civil de Na sequência das eleições para o triénio de 2011/2013, o Conselho Distrital ficou assim composto pelos seguintes membros: Presidente Vice-Presidente Secretário Tesoureiro Vogal Vogal Vogal Vogal Dr. Vítor Tomás Dr. José António Belchior DR.ª Maria da Graça Rodrigues Dr. Rui Sampaio da Silva DR. Isabel Gonçalves Silva Dr. Dinis Poupinha Dr. Carlos Florentino Dr. Américo Simples Eleições: 26 Novembro 2010 Total Eleitores 1285 votaram correspondência 917 votaram presencialmente 71 não votaram 293 Membros do Conselho: Na primeira reunião, realizada em 27/01/2011, os membros do Conselho procederam á eleição entre si, dos diversos cargos, nos termos estatutários, tendo ficado distribuídos pelouros, pela forma seguinte: i. Estudos e Legislação: Dr. Américo Simples ii. Agrupamentos de Delegações: Dr. Carlos Florentino e Dr. Dinis Poupinha. 1

2 iii. Acesso ao Direito: Dr. Rui Sampaio da Silva, Dr.ª Isabel Gonçalves Silva iv. Serviços Administrativos e Recursos Humanos: Dr. Vitor Tomás v. Jovens Advogados: Dr. Rui Sampaio da Silva vi. Acompanhamento dos Tribunais: Dr. José António Belchior vii. Outras matérias: ficam a cargo do Senhor Presidente, com a colaboração de outros membros, a designar pontualmente; viii. Representante do CDE na CPAS: Dr. Dinis Poupinha ix. Boletim Santarém e CDE: foi deliberado nomear como representante do Conselho o Dr. Carlos Florentino. 2.Delegação de Competências. No âmbito das competências estatuárias atribuídas ao Conselho Distrital e ao Presidente do Conselho Distrital, previstas nos artigos 50º e 51º do EOA, foi deliberado por unanimidade, aprovar e dar a conhecer as seguintes delegações de competências: A)Conselho Distrital (art.º50 do EOA) i)processos de Inscrição preparatória de Advogados: foi deliberado, por unanimidade, delegar no Senhor Dr. Rui Sampaio da Silva, a decisão dos supra referidos processos, após a respectiva instrução pelos serviços administrativos; ii)processos de Inscrição Preparatória de Advogados Estagiários: foi deliberado, por unanimidade, delegar no Senhor Dr. Rui Sampaio da Silva, a decisão dos supra referidos processos, após a respectiva instrução pelos serviços administrativos; iii)competências dos Agrupamentos de Delegações: foi deliberado, por unanimidade, delegar nos Agrupamentos de Delegações, todas as atribuições que lhe foram cometidas na acta n.º 279 de 13 de Setembro de dois mil e dois, na parte que não sejam actualmente suas competências próprias. iv)procuradoria Ilícita: foi deliberado, por unanimidade, instituir uma Comissão de Combate à Procuradoria Ilícita, presidida pela Dr.ª Maria da Graça Rodrigues cabendo a esta indicar os membros para integrar a mesma de entre os advogados da área do Conselho; e, por delegação de competências deste Conselho; terá como atribuições, a instrução e decisão dos respectivos processos. v)comissão de Apoio à Formação: Foi deliberado, por unanimidade, instituir uma comissão de apoio à formação; com a seguinte composição: a) Presidente: Dr. Américo Simples, b) Vice-Presidente: Dr.ª Isabel Gonçalves Silva c) Um representante a indicar por cada um dos Agrupamentos de Delegações. A Comissão terá as seguintes atribuições: A representação deste Conselho na Comissão Nacional de Formação, Centro de Estudos Judiciários, Universidades, Institutos Públicos e outras entidades 2

3 congéneres; tendo em vista o acompanhamento apoio e desenvolvimento da formação dos Advogados, em geral, e do Centro Distrital de Estágio, em particular; promovendo e, realizando, as respectivas acções de formação, bem como, seminários, colóquios e debates. vi)centro de estágio foi deliberado manter como Presidente do Centro de estágio, o Senhor Presidente do Conselho, Dr. Vitor Tomás. B)Presidente do Conselho i)apreciação e decisão sobre a Prorrogação do estágio art.º51 n.º1 alínea l) do EOA e respectivo regulamento de estágio: foi deliberado solicitar ao Conselho Geral que esclareça o âmbito desta competência face ao art.º 13º do RNE - Reg. 52-A/2005, na redacção que lhe foi dada pela Deliberação n.º3333-a/2009 de 16 de Dezembro, do Conselho Geral da Ordem dos Advogados; ii)desvinculação do segredo profissional alínea m), do nº.1 e 2 do artº.51º. do EOA: O Senhor Presidente pode delegar, nos membros do Conselho Distrital, os poderes de desvinculação do segredo profissional, quando assim o entenda, por mero despacho; iii)decidir sobre os pedidos de escusa e dispensa de patrocínio oficioso no âmbito da lei do Apoio Judiciário; art.º 51 n.1 alínea n)do EOA: O Senhor Presidente delega, à semelhança dos anteriores mandatos, esta competência nos Agrupamentos de Delegações. Reuniões do Conselho Distrital O Conselho Distrital realizou 11 sessões ordinárias. O Conselho Distrital manteve a política de participação dos Agrupamentos de Delegações nas reuniões do Conselho Distrital, nas quais têm assento, com direito de voto, desde 3 de Dezembro de 2003 os representantes dos 7 agrupamentos de Delegações da área deste Conselho. Representação Institucional O Conselho fez-se representar nas Seguinte Reuniões e Eventos: 3

4 Mês Dia Evento Local Ja ne iro Cerimónia de tomada de Posse do Conselho Geral e C. Sede da O.A. 5 Superior 7 Júri das entrevistas para formadores do CDE sede CDE Cerimónia de tomada de Posse do Conselho Distrital e sede CDL 7 C. Deontologia de Lisboa Cerimónia de tomada de Posse do Conselho Distrital e sede CDE 19 C. Deontologia de Évora 24 Assembleia de Apuramento eleitoral para Presidente da República Governo Civil Fe ve rei ro M ar ço Reunião SR. Bastonário e Presidentes de todos os sede O.A 10 Conselhos Distritais Sessão Comemorativa do 15 Aniversário de instalação 11 da DECo Évora 11 Acção de Formação: Acções de Aperfeiçoamento Proc. Sede CDE Civil, Proc. Penal, e Custas Processuais questões sobre Alteraçoes Sindicato dos Funcionários Judiciais 17 Reunião com o Toc Dr. Rui Elisio Sede CDE Cerimónia de tomada de posse do Presidente da 23 Relação de Évora 25 Júri das entrevistas para formadores do CDE sede CDE Sede CDE 25 Assembleia de Apreciação e votação do Relatório e Contas de 2010 Suspensa Tribunal da relação de évora Sessão de apresentação do livro Gente Comum Uma 26 história da Pide Da Sr.ª Procuradora Aurora Rodrigues 1 Eleições Deleg Évora Sede CDE sede O.A 2 Reunião SR. Bastonário e Presidentes de todos os Conselhos Distritais Biblioteca Pública de Évora Reunião SR. Bastonário e Presidentes deontologia de sede O.A Évora 2 Cerimónia de tomada de Posse da Delegação de Setúbal Sede AD Setúbal 3 Debate Correio da Manhã Criminalização do enriquecimento Ilícito. Palácio D. Manuel Évora 11 Reunião do CG sede O.A Assembleia de Apreciação e votação do Relatório e Sede CDE 15 Contas de Início do Curso de Estágio Sede CDE 16 Abertura do Ano Judicial STJ Supremo Tribunal de Justiça Assembleia para Aprovação do orçamento do Conselho sede O.A. 19 Geral e Consolidado Tomada de posse CNCPI sede O.A 24 Tomada de posse Delegação de Estremoz Sala do tribunal 24 reunião com o Presidente da delegação de Évora sede cde 26 Homenagem ao DR. Manuel Cipriano Nabais Juiz Conselheiro do STJ Tribunal da relação de Évora 4

5 Abril M ai o Ju nh o Julho 30 Tomada de posse CNEF seguida de reunião de trabalho sede O.A Reunião SR. Bastonário e Presidentes de todos os sede oa 5 Conselhos Distritais 12 Reunião Dr. Hugo Porto da DG Cultura de évora sobre arquivo Jurídico CDE 14 Colóquio Comarca do Alentejo litoral Santiago do Cacém 3 Reunião Bastonário, Presidente CDE e Presidente AD's sede O.A 10 Reunião SR. Bastonário e Presidentes de todos os Conselhos Distritais sede o.a. 17 CDEONT 18 Reunião CG dia do advogado 2011 Castelo Branco 19 Presença na celebração do protocolo entre o Direcção Geral da Inserção Social e diversas entidades do distrito no âmbito da aplicação de penas de trabalho a favor da comunidade Governo civil de Évora Agosto 31 Setembro 29 Reunião com os advogados de Vila Viçosa e o Presidente do AD de Évora Participação na assembleia de escrutínio das eleições para a AR Reunião com a Delegação de Beja, o Sr. Bastonário e o Presidente da Câmara Cerimónia de Juramento dos novos agentes de execução do Distrito Judicial de Évora no Tribunal da Relação de Évora Reunião SR. Bastonário e Presidentes de todos os Conselhos Distritais Reunião com a Câmara de Beja de assinatura do protocolo para cedência de instalações e com a AMBAL Ass Mun de Beja sobre o mapa judiciário Reunião Bastonário e presidentes Ad's e CDE Reunião Comissão organizadora do Congresso Reunião Comissão organizadora do Congresso entrega listas delegados ao Congresso sorteio Beja sede o.a. Beja CDE CDE Outubro Novembro ,12,13 Eleições ao Congresso Reunião Comissão organizadora do Congresso VII Encontro Luso Espanhol de Fundações Reunião Bastonário Presidente do Conselho Superior e Presidentes dos conselhos distritais Congresso CDE Fundação Eugénio d'almeida sede O.A Figueira da Foz 5

6 Face às dificuldades económicas com que este Conselho se tem deparado, não foram realizados eventos durante o ano de Entrega Novas Cédulas Em Cerimónia Pública, com prestação de Juramento foram entregues cédulas aos 32 Novos Advogados do Conselho Distrital de Évora: Novos Advogados 2011 Rui Mendes Cordeiro Ana M de Oliveira João Honrado Sónia Marreiros Vilhena Maria João Barbosa Luís Dória Ana Catarina Sabido José M.P Barreto Paula Pala Martins Rita Antão da Silva António Santana Maia Sophie Pestana Ana Pessoa Antunes Catarina Salgueiro Correia Cláudia Simões Brardo Júlia Laura Strecht Susana Vitorino Pedro Lobinho Ricardo Serrão de Carvalho Patrícia Morais Poupinha Andreia Lousada Leonel Cristina Augusto Sobral Fernanda Madeira Fragoso Modesto Francisco Luís Duarte Karlo Fonseca Tinoco Laura Malta Domécio Maria João C Rocha Nuno Dias Alves Raquel Xavier de Oliveira Sandra Gomes Soeiro Vânia Coelho Comarca Abrantes Almeirim Beja Castro Verde Elvas Entroncamento Évora Évora Évora Évora Ponte de Sor Redondo Santarém Santarém Santarém Santarém Santarém Santiago do Cacém Santiago do Cacém Serpa Setúbal Setúbal Setúbal Setúbal Setúbal Setúbal Setúbal Setúbal Setúbal Setúbal Setúbal Setúbal 6

7 Protocolos e Benefícios O CDE celebrou protocolos de benefícios aos Advogados, Advogados estagiários Funcionários da Ordem dos Advogados e seus familiares directos, com entidades diversas: Saúde e Assistência: Health Templus, SPA, Rua dos Touros, n.º 1-A, Évora BRP- Tecnologias Médicas Dentárias lda (Clínica Bacelar)- Actualização Protocolo Rua Romão Ramalho, Évora Espaço M- Ginásio- Rua Cosme Delgado, n.º 24 R/C, Loja Esqº. e Dtº. Évora Everybody- Health Club- Ginásio- Rua Luis Adelino Fonseca, Évora Automóveis: ForPalmela- Concessionário Ford em Palmela e Setúbal- Parque dos Fornecedores Auto-Europa - lote 1, Quinta da Marqueza, Palmela. Turismo e Restauração»Restaurantes: Salsa Verde- Restauranmte Vegetariano- Rua Fernando Seno, 24-A, Évora Maria Luísa- Sabor Consensual Restauração, lda- Praça 1º de Maio 12 e 14, Évora Aqueduto- Rua do Cano n.º13-a, Évora Moda: Sartoria Allen-Personal Tayloring- Rua Miguel Bombarda, n.º46 em Évora 7

8 Reestruturação Com as dificuldades económicas e financeiras sobejamente conhecidas deste Conselho Distrital e na sequência das diversas reuniões realizadas ao longo do ano 2011, foi realizada uma reestruturação dos serviços quer do Conselho Distrital quer dos Agrupamentos de Delegações, assim: - Desde Maio de 2011 que foi cessado o contrato de prestação de serviços com o gabinete de contabilidade que nos prestava esse serviço, estando o mesmo a ser assegurado por 2 das funcionárias do Conselho. - O Engº Dinis Freitas foi transferido para o Conselho Geral, desde o dia 1 de Novembro, tal como acordado com o CG.; - Estamos em negociações com um funcionário para entrar na pré-reforma, as quais estão ainda em curso, necessitando no entanto da garantia do Conselho Geral de que assegurará a compensação devida. - O Conselho Distrital na sua sede tem presentemente 5 funcionários, que trabalham nas áreas do Apoio Judiciário (área do Agrupamento de Delegações de Évora e apoio ao Presidente do Conselho nesta área), Estágio e inscrições, Conselho de Deontologia, Procuradoria, e apoio às estruturas da Ordem. -O Agrupamento de Delegações de Portalegre mudou a sua sede para instalações cedidas pela Santa Casa da Misericórdia de Portalegre a título gratuito e os Agrupamentos de Delegações de Santarém, e Beja iniciaram o procedimento de mudança para instalações cedidas a título, também gratuito, pelas respectivas Câmaras Municipais, e a Funcionária de Santarém acordou em baixar o valor do seu salário. O Agrupamento de Setúbal reduziu a área arrendada e baixou consideravelmente o valor da renda. Salientamos que as reduções atrás expostas representam um esforço conjunto de todos os órgãos quer a nível distrital quer ao nível das delegações, para que a redução de custos não se traduza na prática numa redução da qualidade dos serviços da Ordem, prestados quer aos próprios Advogados quer à restante sociedade, nomeadamente aos Tribunais ao nível das funções exercidas no âmbito do Acesso ao Direito. Este esforço visa permitir a continuidade da estrutura criada ao nível dos Agrupamentos de Delegações, cuja proximidade propicia a melhoria da qualidade dos serviços atrás referidos, porém, face ao reduzido número de Advogados que compõem individualmente cada um desses Agrupamentos e consequentemente o Conselho Distrital, tal não será possível sem a solidariedade dos restantes órgãos 8

9 da Ordem dos Advogados, esforço que, apesar dos tempos que correm, se justificará face aos benefícios evidentes que daí decorrem. Sucede que, chegados ao final de 2011 e tendo recebido a última dotação orçamental enviada pelo Conselho Geral em 26/09/2011, o Conselho Distrital de Évora viu-se mais uma vez impossibilitado de cumprir os seus compromissos financeiros. De facto, os salários dos meses de Outubro, Novembro e Dezembro de todos os funcionários da área do Conselho Distrital foram pagos directamente pelo Conselho Geral e encontram-se por pagar os subsídios dos mesmos funcionários relativos a férias e Natal do ano A estes valores acrescem diversas despesas que não foi possível liquidar, nomeadamente as despesas de deslocação dos membros dos órgãos deste Conselho Distrital, e do anterior, facturas não liquidadas de diversos serviços como limpezas, correios, telefone e publicações, num valor aproximado de ,00, situações que implicam uma constante contenção dos serviços, inexistindo já os mais indispensáveis materiais de escritório, imprescindíveis ao bom funcionamento dos serviços. Está o Conselho Distrital, empenhado na propiciação de condições para que possa equilibrar as suas contas e passar a ser gerido com recurso exclusivo às dotações resultantes do Estatuto. Porém, como já resultava dos elementos que sucessivamente fomos fornecendo e resulta agora da execução orçamental do ano 2011, é evidente que por maior que seja o esforço de contenção realizado, o qual se encontra espelhado no orçamento aprovado em Assembleia Distrital e apresentado ao Conselho Geral no ano 2011, a manutenção do passivo de anos anteriores, arrasta este Conselho Distrital para sucessivos incumprimentos, impossibilitando-o de equilibrar as suas contas de forma sustentável. Tal desequilibro, importa recordar, é resultante do peso financeiro que importa a manutenção da estrutura criada ao longo dos anos, nomeadamente naqueles anos em que, ao abrigo de princípios de solidariedade entre órgãos da Ordem dos Advogados, foi determinado atribuir um subsídio anual ao Conselho Distrital de Évora, em montante que permitia suportar todas as quantias agora devidas. Por opção tomada no anterior mandato, o Conselho Geral da Ordem dos Advogados decidiu não mais atribuir tal subsídio ao Conselho Distrital de Évora, sendo que, as 9

10 despesas se mantiveram, tendo o Conselho Distrital acumulado um valor deficitário que tem transitado de ano para ano. As especificidades do Conselho Distrital de Évora são conhecidas, resultando claro que o reduzido número de Advogados inscritos naquele que é, territorialmente, um dos maiores, resulta num desequilibro cuja resolução não está ao alcance do esforço exclusivo do Conselho Distrital. Assim, realizado que está o esforço de contenção por parte do Conselho Distrital de Évora, bem como dos Agrupamentos de Delegações da área deste Conselho, aguardamos igualmente pela concretização da prometida ajuda neste esforço realizado, por forma, a poder equilibrar as contas de forma sustentável para as futuras execuções orçamentais. 10

11 Colegas Falecidos: O Conselho teve conhecimento do falecimento durante o ano de 2011 dos seguintes colegas: Francisco Botelho Neves da comarca de Elvas: Vera Pires da Luz da comarca de Vila Viçosa: Rogério Ribeiro, da comarca de Santarém Manuel Farola, da comarca de Coruche. a quem presta a sua última homenagem. 11

12 Correspondência CDE As entradas de correspondências aumentaram 4.4% face ao ano anterior. Correspondência CDE geral Correspondência Expediente/estágio AJ Deontologia Procuradoria Ilícita migração Total Entradas As Saídas de correspondências aumentaram 5% face ao ano anterior. Correspondência CDE geral Correspondência Expediente/estágio AJ Deontologia Procuradoria Ilícita migração Total Saídas

13 SECRETARIA E GESTÃO DE EXPEDIENTE A Secretaria do CDE movimenta a correspondência do Conselho Distrital, do Conselho de Deontologia e ainda a respeitante ao Agrupamento de Delegações de Évora (Apoio Judiciário). As Entradas de Correspondência tiveram um acréscimo face ao ano anterior, designadamente no que respeita ao Expediente/estágio (+7.5%) e Apoio Judiciário (+23.9%). Correspondência CDE sede Correspondência Expediente/estágio AJ Deontologia Procuradoria Ilícita migração Total Entradas As Saídas de Correspondência tiveram um aumento no que respeita ao Apoio Judiciário (+42.7%), tendo diminuído 42.9% na Procuradoria ilícita e 19.4% na Deontologia. Correspondência CDE sede Correspondência Expediente/estágio AJ Deontologia Procuradoria Ilícita migração Total Saídas

14 Cartão Empregado Forense Cartão Empregado Forense AD Abrantes AD Beja CDE AD Portalegre AD Santarém AD Santiago AD Setubal Novos Renovações

15 CENTRO DISTRITAL DE ESTÁGIO Evolução das inscrições Foi efectuado uma análise à evolução das inscrições de Advogados Estagiários no CDE, constante do quadro seguinte: Concluindo-se que, por não ter sido aberto nenhum Curso de estágio em 2010, o 1º Curso de 2011 inverteu a tendência habitual de ser um curso com poucas inscrições, e obteve um número de inscrições semelhante ao que habitualmente só acontecia no 2º Curso de Estágio de cada ano (requereram a inscrição 43 licenciados mas só realizaram provas, 35). O 2º Curso de Estágio de 2011, pelo contrário, obteve apenas 12 inscritos, (e 1 reinscrição) parece-nos que, em virtude do aumento da tabela de emolumentos, mas também, do facto de muitos licenciados terem optado por continuarem os seus estudos realizando mestrados. 15

16 Formação Inicial 1º Curso de Estágio de 2011 é frequentado por 36 Advogados Estagiários Data de início: 15 de Março de 2011 Data do Fim da Formação Inicial: 15 de Setembro de 2011 Data da passagem á fase complementar: ª frequência Transferência1º fase Total O 2º Curso de 2011 é frequentado por 13 Advogados Estagiários. Data de início: 28 Dezembro de 2011 Data do Fim da Formação Inicial: 28 de Maio de ª frequência Reingressos Total Testes de Aferição Realizaram-se 3 testes escritos no final da fase de formação inicial do 1º Curso de estágio de Prestaram provas 35 Advogados estagiários. 16

17 Pedidos de revisão: Dos advogados estagiários que realizaram teste escrito 16 requereram pedido de revisão tendo obtido 9 provimento. Não foram realizadas provas intercalares. 17

18 Formação Complementar Advogados Estagiários a frequentar a fase de formação complementar Curso n.º 2º Curso 2009 (repetições, prorrogações transferências, aguardar prova escrita e prova oral) 120 EXAMES FINAIS DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO Provas Escritas Foram cumpridas durante o ano de 2011, 2 provas escritas a nível nacional, efectuaram a prova 43 advogados estagiários. Exame de RNE Total de inscritos Faltaram Desistiram Reprovaram Admitidos Total de Exames Exame de RNE revisão Total de Pedidos Reprovaram Aprovados Total de Exames

19 Exame de RNE Após Revisão Total de inscritos Faltaram Desistiram Não Admitidos Admitidos Total de Exames Exame de RNE Total de inscritos Faltaram Desistiram Não Admitidos Admitidos Total de Exames Exame de RNE revisão Não Total de Total de Pedidos Admitidos Admitidos Exames

20 Exame de RNE Após Revisão Total de inscritos Faltaram Desistiram Não Admitidos Admitidos Total de Exames Aguardam Realização Exame Nacional Escrito: 14 advogados estagiários 20

21 Provas Orais Foram marcadas 35 provas, o que implicou a constituição de 8 júris de orais, constituídos na sua maioria por membros do Conselho Distrital e formadores do Centro de Estágio de Évora. Março 2011 RNE Marcados Aprovados Ap.c/distinção reprovados Faltaram Julho 2011 RNE Marcados Aprovados Ap.c/distinção reprovados Faltaram

22 Outubro 2011 RNE Marcados Aprovados Ap.c/distinção reprovados Faltaram Dezembro 2011 RNE Marcados Aprovados Ap.c/distinção reprovados Faltaram

23 Elementos Estatísticos/ Secção de Inscrições Processos de Advogados Inscrição preparatória do Conselho Distrital, Dr. Rui Sampaio da Silva, vogal do CDE com competência delegada N.º processos relatados: 33 Inscrição no Conselho Geral: Dr.ª Sandra Martins Leitão, vogal do CG. com competência delegada. N.º processos relatados: 29 Processos de Advogados n.º Requereram a inscrição 23 Deferidos 29 Pendentes no CD 0 Pendentes no CG 0 Processo Inscrição em Regime de Reciprocidade Advogados de Nacionalidade Brasileira n.º 1 Processos de Certidão Probatória de Registo Advogado da União Europeia (Art.º197 n.º 3 do EOA) n.º 0 Processos de Advogados Estagiários Inscrição preparatória do Conselho Distrital, Dr. Vitor Tomás, vogal do CDE com competência delegada N.º processos relatados: 33 Inscrição preparatória do Conselho Distrital, Dr. Rui Sampaio da Silva, vogal do CDE com competência delegada N.º processos relatados: 19 Inscrição no Conselho Geral: Dr. Joaquim Aleixo, vogal do CG. com competência delegada. N.º processos relatados: 11 Inscrição no Conselho Geral: Dr.ª Sandra Martins Leitão, vogal do CG. com competência delegada. N.º processos relatados: 30 23

24 Processos de Advogados Estagiários n.º Requereram a inscrição 24 Deferidos 21 Pendentes no CD 0 Pendentes no CG 1 24

25 Formação Complementar e Contínua Comissão de Apoio à Formação Presidente: Dr. Américo Simples, Vice-Presidente: Dr.ª Isabel Gonçalves Silva e um representante a indicar por cada um dos Agrupamentos de Delegações. A Comissão terá as seguintes atribuições: A representação deste Conselho na Comissão Nacional de Formação, Centro de Estudos Judiciários, Universidades, Institutos Públicos e outras entidades congéneres; tendo em vista o acompanhamento apoio e desenvolvimento da formação dos Advogados, em geral, e do Centro Distrital de Estágio, em particular; promovendo e, realizando, as respectivas acções de formação, bem como, seminários, colóquios e debates. Por dificuldades económicas não foi realizada nenhuma reunião, tendo os membros contactado via e mail e nas reuniões do Conselho Distrital. Formação Complementar Não foram realizadas acções de formação complementar, mantiveram-se os protocolos com o CDL e com o CDC para aceitarem os estagiários de Évora. Formação Contínua: Na sede do CDE* Dia Tema Formador Local Organização AS últimas Alterações Legislativas com repercussões no Processo Civil, Processo Penal e nas Custas Processuaisquestões práticas Diamantino Pereira; Carlos Caixeiro, João Virgolino formadores do Sindicato dos Funcionários Judiciais n.º horas CDE SFJ/CDE 2,3 Presenças 18 Advogados e estagiários Processo de Trabalho Dr.ª Marlene Mendes CDE MDI/CDE 4h 8 *A Formação dada nos Agrupamentos de Delegações consta dos Relatórios destes. 25

26 CNEF- Comissão Nacional de Estágio e Formação O Dr. Américo Simples participou nas seguintes reuniões da CNEF Evento Data /local Participante Reunião CNEF / Lisboa Américo Simples Reunião CNEF / Lisboa Américo Simples Reunião CNEF / Lisboa Américo Simples Reunião CNEF / Lisboa Américo Simples Reunião CNEF / Lisboa Américo Simples Reunião CNEF / Lisboa Américo Simples Reunião CNEF / Lisboa Américo Simples Reunião CNEF / Lisboa Américo Simples CFO- Centro de Formação On-Line Ao qual podem aceder todos os Advogados e Advogados estagiários do CDE, para realizar formação on-line, disponibilizada nas áreas do CDL e CDP 26

27 APOIO JUDICIÁRIO 2011 O Conselho Distrital de Évora manteve a delegação de competências no âmbito do Apoio Judiciário nos Agrupamentos de Delegações da área do CDE, no que respeitava à realização das nomeações e indicações; com a alteração da Lei, em 01/09/2009 esta situação alterou-se tendo passado a ser as autoridades externas a efectuar as nomeações através do SADT- Sistema de Acesso ao Direito e aos Tribunais. A competência para decidir sobre o pedido de Saída do Apoio Judiciário cometida no art.º 8º do Reg. 330-A/2008 de 24 de Junho mantém-se no Senhor Presidente do CDE. No entanto, a competência para decidir sobre os pedidos de escusa, substituição e dispensa de patrocínio oficioso no âmbito da lei do Apoio Judiciário; art.º51 n.1 alínea n)do EOA, continuou delegada pelo Senhor Presidente do CDE, á semelhança dos anteriores mandatos, nas Delegações sede de Agrupamento. Todos os Agrupamentos dispõem de instalações próprias, ou cedidas pelas autarquias locais, com um funcionário da Ordem dos Advogados que processa todo o expediente relativo ao Apoio Judiciário daquela área. Os pedidos de nomeação de advogado diminuíram cerca de 10% face ao ano anterior, esta quebra ocorreu nos pedidos efectuados pelos Tribunais, OPC s e outras entidades, os pedidos efectuados pela Segurança Social não tiveram uma variação que se possa considerar, pois não chegou a subir 0.5%. Movimentação Processual/ Estatística CDE Processos AJ CDE 2011 AGR Total Portalegre 1422 Santiago do Cacém 1548 Abrantes 2343 Beja 2613 Setúbal 2707 Santarém 3404 Evora 4726 Total

28 28

29 Em Novembro de 2011, houve nova Candidatura para o Acesso ao Direito, tendose inscrito: 29

30 30

31 AGRUPAMENTO DE DELEGAÇÕES DE ÉVORA O Apoio Judiciário da área do Agrupamento de Delegações de Évora, é realizado nos serviços do Conselho Distrital, estando, no entanto a competência para proceder às nomeações e decidir sobre os pedidos de escusa e prorrogação de prazo, delegada no Agrupamento de Delegações de Évora. AGR Évora Processos AJ 2011 OrigemProcesso Total Escala 4 GNR 255 PJ 13 PSP 168 Seg. social 1200 Tribunal e outras Ent Total

32 2011 Vicissitudes AGR Évora Utilizador Tipo Total Dar sem efeito nomeação 22 Desistência da Nomeação por parte do Beneficiário 24 Duplicação de Processos 3 Escusa/Dispensa de Patrocínio 399 Falta de colaboração do Beneficiário 21 Inviabilidade acção 25 Morte do Beneficiário 2 Outros 1 Processo não encontrado no Tribunal 2 Prorrogação do Prazo de propositura 49 Reclamação/Pedidos de Informação 14 Rectificação da S.S. 7 Saída do Advogado do AJ 4 total 573 Arquivamento 94 Comunicações do Tribunal por falta de Nomeação 1 Dar sem efeito nomeação 38 Desistência da Nomeação por parte do Beneficiário 4 Duplicação de Processos 2 Escusa/Dispensa de Patrocínio 158 Mudança de Domicílio => Comarca 5 Outros 9 Pedido de substituição do Patrono pelo Beneficiário 59 Processo não encontrado no Tribunal 1 Prorrogação do Prazo de propositura 15 Reclamação/Pedidos de Informação 2 Rectificação da S.S. 13 Saída do Advogado do AJ 26 total 427 Port al O.A. Fun cion ário O.A TOTAL GERAL

33 COMISSÃO DE COMBATE À PROCURADORIA ILÍCITA- CCPI A Comissão de Procuradoria Ilícita, é constituída por alguns Colegas que integravam a anterior comissão, é Presidida pela Dr.ª Maria da Graça Rodrigues, e por delegação de competências deste Conselho, tem como atribuições a instrução e decisão dos processos. Comissão de Combate à Procuradoria Ilícita DISTRITAL/ Relatores Dr.ª Maria da Graça Rodrigues - Coordenadora Dr. A. Bispo Chambel Dr. David Fróis Dr. Júlio Cardoso Dr.ª Maria de Lurdes Évora PROCURADORIA ILÍCITA Transitados de Autuados 8 Pendentes 10 Julgados 5 Remetidos outro CD 2 A Dr.ª Graça Rodrigues participou nas seguintes reuniões da CNCPI: Evento Data /local Participante Reunião CNCPI Maria da Graça Rodrigues Reunião CNCPI Maria da Graça Rodrigues Reunião CNCPI Maria da Graça Rodrigues 33

34 PROCESSOS DE SEGREDO PROFISSIONAL Relatados pelo Dr. Carlos d Almeida:1 Relatados pelo Dr. Vitor Tomás: 38 DISPENSAS DE SIGILO Pedidos de Dispensa de Sigilo 40 Deferidos 6 Deferidos parcialmente 2 Indeferidos 20 Subiram em Recurso 1 (1:manteve decisão Indeferimento.) Aguardam informação adicional 1 Desistiram Não carecem de apreciação 9 Pedidos de Nomeação de Advogado (art.º 50 n.º1 alínea p)o EOA) 2 Indeferido PARECERES Pedidos de Parecer Processos transitados de Autuados 8 Julgados 8 Autuados como Processo 1 Especial de Averiguações Remetidos à CCPI 0 Pendentes 2 Remetidos CG para fixação de 0 Jurisprudência Não carecem de apreciação 0 34

Acta n.º 360. da Sessão do Conselho Distrital de Évora. de 8 de Abril de 2010

Acta n.º 360. da Sessão do Conselho Distrital de Évora. de 8 de Abril de 2010 Acta n.º 360 da Sessão do Conselho Distrital de Évora de 8 de Abril de 2010 Aos oito dias do mês de Abril do ano dois mil e dez, pelas dez horas e trinta minutos, em Santiago do Cacém, sob a presidência

Leia mais

Foi dado conhecimento da forma como decorreu a Assembleia Geral.

Foi dado conhecimento da forma como decorreu a Assembleia Geral. Acta nº. 348 da Sessão do Conselho Distrital de Évora de 6 de Maio de 2009 Aos seis dias do mês de Maio do ano dois mil e nove, pelas quinze horas em Évora, sob a presidência do Excelentíssimo Senhor Dr.

Leia mais

Dá-se conhecimento público que, na Sessão do Plenário Ordinário, de 03-03-2015, pelas 12:00 hr., foram apreciadas as seguintes matérias:

Dá-se conhecimento público que, na Sessão do Plenário Ordinário, de 03-03-2015, pelas 12:00 hr., foram apreciadas as seguintes matérias: Dá-se conhecimento público que, na Sessão do Plenário Ordinário, de 03-03-2015, pelas 12:00 hr., foram apreciadas as seguintes matérias: Acelerações Processuais. 2015-XXX-/AP - Foi deliberado por unanimidade

Leia mais

O Conselho Distrital empreendeu 1 reunião distrital com o conjunto das Delegações de Comarca.

O Conselho Distrital empreendeu 1 reunião distrital com o conjunto das Delegações de Comarca. RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO CONSELHO DISTRITAL DE FARO I - Órgãos Reuniões no Conselho Geral O participou em 2 Assembleias, nomeadamente na Assembleia Geral para Discussão e Votação do Relatório e Contas

Leia mais

REUNIÕES DA DIRECÇÃO DO CDL

REUNIÕES DA DIRECÇÃO DO CDL 1. Reuniões realizadas Reuniões Plenárias 23 Reuniões da Comissão Executiva 8 2. Reuniões Plenárias Reuniões Plenárias 5.Janeiro 12.Janeiro 19.Janeiro 26.Janeiro 3. Definição dos objectivos programáticos

Leia mais

FASE DE FORMAÇÃO INICIAL

FASE DE FORMAÇÃO INICIAL FASE DE FORMAÇÃO INICIAL Durante o ano de 2003 realizaram-se dois cursos de estágio, o 1º e 2º Curso de Estágio de 2003, os quais foram frequentados por 412 e 711 Advogados Estagiários, respectivamente.

Leia mais

Reuniões no Conselho Geral O Conselho Distrital participou em 4 reuniões com o Sr. Bastonário e/ou membros do Conselho Geral da Ordem dos Advogados.

Reuniões no Conselho Geral O Conselho Distrital participou em 4 reuniões com o Sr. Bastonário e/ou membros do Conselho Geral da Ordem dos Advogados. RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO CONSELHO DISTRITAL I - Órgãos Reuniões no Conselho Geral O Conselho Distrital participou em 4 reuniões com o Sr. Bastonário e/ou membros do Conselho Geral da Ordem dos Advogados.

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2014 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2014 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 204 Nos termos da Lei n.º 2-A/2008, de 27 de Fevereiro SECÇÃO DE APOIO E DE COORDENAÇÃO GERAL (Capitulo III do Regulamento da Organização dos Serviços)

Leia mais

ATA N.º 60. Ponto n.º 1 LEITURA E ASSINATURA DA ATA DA REUNIÃO ANTERIOR

ATA N.º 60. Ponto n.º 1 LEITURA E ASSINATURA DA ATA DA REUNIÃO ANTERIOR ATA N.º 60 Aos quatro dias do mês de Outubro de dois mil e treze, pelas dez horas, reuniu, na sua sede, o Conselho Distrital do Porto da Ordem dos Advogados. Estiverem presentes na referida reunião o Presidente

Leia mais

Associação de Voluntariado da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego (AVESTGL)

Associação de Voluntariado da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego (AVESTGL) Associação de Voluntariado da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego AVESTGL (Em fase de Publicação em DR) ESTATUTOS Capítulo I (Constituição e fins) Artigo 1º 1. É constituída uma associação

Leia mais

ORÇAMENTO DA ORDEM DOS ADVOGADOS

ORÇAMENTO DA ORDEM DOS ADVOGADOS ORÇAMENTO DA ORDEM DOS ADVOGADOS PARA 2009 MENSAGEM DO BASTONÁRIO O orçamento da Ordem dos Advogados para 2009 e que agora se divulga é um orçamento de rigor, de contenção e de responsabilidade que assenta

Leia mais

******* Protocolo estabelecido com o ESPAÇO ÁVILA

******* Protocolo estabelecido com o ESPAÇO ÁVILA J U R I S T @ N L I N E CONSULTÓRIO JURÍDICO ON-LINE ******* Protocolo estabelecido com o ESPAÇO ÁVILA Considerando que: 1º A consulta jurídica é feita pelo consultório jurídico JURIST@NLINE, constituído

Leia mais

Estatutos da Associação Portuguesa de Geomorfólogos (publicados em Diário da República - III Série, nº 297, de 27 de Dezembro de 2000)

Estatutos da Associação Portuguesa de Geomorfólogos (publicados em Diário da República - III Série, nº 297, de 27 de Dezembro de 2000) Estatutos da Associação Portuguesa de Geomorfólogos (publicados em Diário da República - III Série, nº 297, de 27 de Dezembro de 2000) CAPÍTULO I CONSTITUIÇÃO, SEDE, DURAÇÃO, OBJECTIVOS, ÂMBITO Art.º 1º

Leia mais

***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S ***

***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S *** ***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S *** ***************************************************************** A C T A N. 29/98

Leia mais

NEWSLETTER COMISSÃO DE COMBATE À PROCURADORIA ILÍCITA REUNIÕES DA INTERDELEGAÇÕES. Delegação de Vila Franca de Xira da Ordem dos Advogados

NEWSLETTER COMISSÃO DE COMBATE À PROCURADORIA ILÍCITA REUNIÕES DA INTERDELEGAÇÕES. Delegação de Vila Franca de Xira da Ordem dos Advogados Delegação de Vila Franca de Xira da Ordem dos Advogados 01-01-2014 Edição 3, Janeiro 2013/Janeiro 2014 NEWSLETTER COMISSÃO DE COMBATE À PROCURADORIA ILÍCITA A Comissão de Combate à Procuradoria Ilícita

Leia mais

CONSELHO TÉCNICO-CIENTÍFICO ATA Nº 106

CONSELHO TÉCNICO-CIENTÍFICO ATA Nº 106 CONSELHO TÉCNICO-CIENTÍFICO ATA Nº 106 (4ª Reunião Extraordinária 03/ Março / 2015) De acordo com a deliberação nº2 do Conselho de Gestão, de 28 de outubro de 2010, o Conselho Técnico-Científico da ESSA

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 05 FEVEREIRO DE 2014

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 05 FEVEREIRO DE 2014 REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 05 FEVEREIRO DE 2014 A Câmara deliberou, por unanimidade, justificar a falta da Vice-Presidente, Senhora Dr.ª Felícia Maria Cavaleiro

Leia mais

Lei n.º 29/87, de 30 de Junho ESTATUTO DOS ELEITOS LOCAIS

Lei n.º 29/87, de 30 de Junho ESTATUTO DOS ELEITOS LOCAIS Lei n.º 29/87, de 30 de Junho ESTATUTO DOS ELEITOS LOCAIS A Assembleia da República decreta, nos termos dos artigos 164.º, alínea d), 167.º, alínea g), e 169.º, n.º 2, da Constituição, o seguinte: Artigo

Leia mais

REGULAMENTO DE REGISTO E INSCRIÇÃO DOS ADVOGADOS PROVENIENTES DE OUTROS ESTADOS MEMBROS DA UNIÃO EUROPEIA

REGULAMENTO DE REGISTO E INSCRIÇÃO DOS ADVOGADOS PROVENIENTES DE OUTROS ESTADOS MEMBROS DA UNIÃO EUROPEIA REGULAMENTO DE REGISTO E INSCRIÇÃO DOS ADVOGADOS PROVENIENTES DE OUTROS ESTADOS MEMBROS DA UNIÃO EUROPEIA ARTIGO 1.º O presente Regulamento estabelece os requisitos de registo e inscrição na Ordem dos

Leia mais

Projeto de Movimento dos Oficiais de Justiça de junho de 2015

Projeto de Movimento dos Oficiais de Justiça de junho de 2015 Projeto de Movimento dos Oficiais de Justiça de junho de 2015 Alexandre Luís Albuquerque E Quinhones Gaiolas, 3274/10, Bom com Distinção, Transição, Ana Maria Pires Matias Soares, 3149/10, Muito Bom, Transferência,

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 02 FEVEREIRO DE 2011 ORDEM DO DIA

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 02 FEVEREIRO DE 2011 ORDEM DO DIA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 02 FEVEREIRO DE 2011 ORDEM DO DIA ASSUNTO APRECIADO AO ABRIGO DO ART. 83.º DA LEI N.º 169/99, DE 18 DE SETEMBRO, REPUBLICADA PELA LEI

Leia mais

Prática Processual Civil. 1º Curso de Estágio de 2011 Ana Alves Pires Advogada Formadora OA

Prática Processual Civil. 1º Curso de Estágio de 2011 Ana Alves Pires Advogada Formadora OA Prática Processual Civil Ana Alves Pires Advogada Formadora OA 1 I. Modalidades de acesso ao direito e àjustiça Conceito de insuficiência económica Efeitos na Instância Protecção jurídica em casos de litígios

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PENAMACOR 6090-543 PENAMACOR Contribuinte nº 506 192 164

CÂMARA MUNICIPAL DE PENAMACOR 6090-543 PENAMACOR Contribuinte nº 506 192 164 CÂMARA MUNICIPAL DE PENAMACOR 6090-543 PENAMACOR Contribuinte nº 506 192 164 Regulamento de Concessão de Alimentação e Auxílios Económicos a Estudantes PREÂMBULO A Lei n.º 159/99, de 14 de Setembro, estabelece

Leia mais

REGuLAMENTO DE RECRuTAMENTO, SELECçãO E CONTRATAçãO DE FORMADORES

REGuLAMENTO DE RECRuTAMENTO, SELECçãO E CONTRATAçãO DE FORMADORES REGuLAMENTO DE RECRuTAMENTO, SELECçãO E CONTRATAçãO DE FORMADORES Regulamento n.º 743/2010 OA (2.ª série), de 19 de Julho de 2010 / Conselho Geral da Ordem dos Advogados - Regulamento de Recrutamento,

Leia mais

ACTA N. 13/XIV. Carlos 1, n. 128. Senhor Dr. Nuno

ACTA N. 13/XIV. Carlos 1, n. 128. Senhor Dr. Nuno 9 icomissão Nacional de Eleições ACTA N. 13/XIV lugar no dia treze de Dezembro de is mil e onze, a sessão número treze da Comissão Nacional de Eleições, na sala de reuniões sita na Av. D. Carlos 1, n.

Leia mais

Portaria n.º 10/2008 - de 3 de Janeiro (Com as alterações introduzidas pela Portaria n.º 210/2008 - de 29 de Fevereiro)

Portaria n.º 10/2008 - de 3 de Janeiro (Com as alterações introduzidas pela Portaria n.º 210/2008 - de 29 de Fevereiro) Portaria n.º 10/2008 - de 3 de Janeiro (Com as alterações introduzidas pela Portaria n.º 210/2008 - de 29 de Fevereiro) A presente portaria procede à regulamentação da Lei n.º 34/2004, de 29 de Julho,

Leia mais

Junta de Freguesia da Marinha Grande ACTA NÚMERO CINCO

Junta de Freguesia da Marinha Grande ACTA NÚMERO CINCO ACTA NÚMERO CINCO Aos quatro dias do mês de Março de dois mil e dez, pelas vinte e uma horas e quarenta e cinco minutos, deu-se início à reunião ordinária do Executivo da Junta de Freguesia, sob a presidência

Leia mais

E D I T A L AMBIENTE, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E URBANISMO PROCESSOS DE LICENCIAMENTO E REQUERIMENTOS. Processos de Licenciamento

E D I T A L AMBIENTE, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E URBANISMO PROCESSOS DE LICENCIAMENTO E REQUERIMENTOS. Processos de Licenciamento E D I T A L HORTÊNSIA DOS ANJOS CHEGADO MENINO, Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo, faz saber, através do presente Edital, que nos termos do nº. 1, do artº. 56º. da Lei nº. 75/2013, de 12

Leia mais

DOCUMENTO PRÁTICO PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA

DOCUMENTO PRÁTICO PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA Portaria n.º 10/2008, de 3 de Janeiro Foram inseridas em local próprio as alterações operadas pela portaria 210/2008, de 29.02. Regulamento n.º 330-A/2008 (DR II SÉRIE, 24.06) - Regulamento de Organização

Leia mais

CURRICULUM VITAE. A - Identificação, habilitações, profissão e actividades na área do Direito. Participação: colóquios; encontros; cursos; seminários.

CURRICULUM VITAE. A - Identificação, habilitações, profissão e actividades na área do Direito. Participação: colóquios; encontros; cursos; seminários. CURRICULUM VITAE A - Identificação, habilitações, profissão e actividades na área do Direito Nome: GUILHERME COELHO DOS SANTOS FIGUEIREDO. Naturalidade: FREGUESIA DE MASSARELOS, CONCELHO DO PORTO. Data

Leia mais

ACTA N.º 9. A sessão foi presidida pela Presidente Elisabete Grangeia e teve a seguinte ordem do dia:

ACTA N.º 9. A sessão foi presidida pela Presidente Elisabete Grangeia e teve a seguinte ordem do dia: ACTA N.º 9 Aos vinte e três dias do mês de Maio do ano de dois mil e catorze, pelas dez horas, reuniu, na sua sede, o Conselho Distrital do Porto da Ordem dos Advogados. Estiveram presentes na referida

Leia mais

ACTA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE TRINTA DE JUNHO DE DOIS MIL E NOVE Aos trinta dias do mês de Junho de dois mil e nove, na Casa das Artes de Arcos de

ACTA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE TRINTA DE JUNHO DE DOIS MIL E NOVE Aos trinta dias do mês de Junho de dois mil e nove, na Casa das Artes de Arcos de ACTA DA SESSÃO ORDINÁRIA DE TRINTA DE JUNHO DE DOIS MIL E NOVE Aos trinta dias do mês de Junho de dois mil e nove, na Casa das Artes de Arcos de Valdevez, reuniu, em sessão ordinária, a Assembleia Municipal

Leia mais

Inscrição. Encontra se aberta a participação a interessados exteriores às instituições que integram a organização da Conferência.

Inscrição. Encontra se aberta a participação a interessados exteriores às instituições que integram a organização da Conferência. Inscrição Encontra se aberta a participação a interessados exteriores às instituições que integram a organização da Conferência. As inscrições são limitadas ao número de 30. Preço da inscrição 25 000$00

Leia mais

O Centro de Estudos organiza acções de formação dirigidas sobretudo a Advogados, no âmbito da

O Centro de Estudos organiza acções de formação dirigidas sobretudo a Advogados, no âmbito da Centro de Estudos O Centro de Estudos organiza acções de formação dirigidas sobretudo a Advogados, no âmbito da formação contínua. No decorrer de foram realizadas 57 acções de formação, na sua grande maioria

Leia mais

CIRCULAR Nº 3. Época 2013/2014 10 de Setembro de 2013

CIRCULAR Nº 3. Época 2013/2014 10 de Setembro de 2013 CIRCULAR Nº 3 Época 2013/2014 10 de Setembro de 2013 Para conhecimento de todos os, Observadores, Associação de Futebol de Coimbra, Comissão de Apoio Técnico e demais interessados, se informa: 01 - CURSO

Leia mais

ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA OITO DE OUTUBRO DE DOIS MIL E

ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA OITO DE OUTUBRO DE DOIS MIL E Acta n.º 21 ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA OITO DE OUTUBRO DE DOIS MIL E CATORZE. ------------------------- ------- Aos oito dias de mês de Outubro do ano de dois mil e catorze, na Sala de

Leia mais

I CURSO PÓS-GRADUADO DE APERFEIÇOAMENTO EM DIREITO DO URBANISMO E DA CONSTRUÇÃO

I CURSO PÓS-GRADUADO DE APERFEIÇOAMENTO EM DIREITO DO URBANISMO E DA CONSTRUÇÃO I CURSO PÓS-GRADUADO DE APERFEIÇOAMENTO EM DIREITO DO URBANISMO E DA CONSTRUÇÃO Coordenação Científica: Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, Prof. Doutora Carla Amado Gomes, Prof. Doutor João Miranda

Leia mais

Estatutos CAPÍTULO I. Definições gerais ARTIGO 1º. Denominação, natureza e duração

Estatutos CAPÍTULO I. Definições gerais ARTIGO 1º. Denominação, natureza e duração , Estatutos CAPÍTULO I Definições gerais ARTIGO 1º Denominação, natureza e duração 1. A Federação Académica Lisboa, adiante designada por FAL, é a organização representativa das Associações de Estudantes

Leia mais

CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA-GERAL EXTRAORDINÁRIA ASSEMBLEIA-GERAL EXTRAORDINÁRIA ORDEM DE TRABALHOS

CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA-GERAL EXTRAORDINÁRIA ASSEMBLEIA-GERAL EXTRAORDINÁRIA ORDEM DE TRABALHOS CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA-GERAL EXTRAORDINÁRIA Ao abrigo do n.º 5 e do n.º 2 do artigo 17º, dos artigos 16º, 34º e da alínea a) do n.º 2 do artigo 23º dos Estatutos, convoco os senhores Associados para uma

Leia mais

PELOURO DA PROCURADORIA ILÍCITA E ADVOCACIA PREVENTIVA PROPOSTA DE PLANO DE ACÇÃO

PELOURO DA PROCURADORIA ILÍCITA E ADVOCACIA PREVENTIVA PROPOSTA DE PLANO DE ACÇÃO PELOURO DA PROCURADORIA ILÍCITA E ADVOCACIA PREVENTIVA PROPOSTA DE PLANO DE ACÇÃO Analisado o problema da Procuradoria Ilícita, e tendo como objectivos não só o combate à procuradoria ilícita, como a implementação

Leia mais

ANEXO I ORDENS DE TRABALHO DAS REUNIÕES DO PLENÁRIO DA CPEE

ANEXO I ORDENS DE TRABALHO DAS REUNIÕES DO PLENÁRIO DA CPEE ANEXO I ORDENS DE TRABALHO DAS REUNIÕES DO PLENÁRIO DA CPEE Durante o ano de 2009, nas 8 (oito) reuniões de Plenário da CPEE os assuntos abordados e as matérias alvo de deliberação foram as constantes

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 03

CÂMARA MUNICIPAL PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 03 DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 03 DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA 03/02/1999 (Contém 9 folhas) Estiveram presentes os seguintes membros: Presidente: Hermano Manuel Gonçalves Nunes de Almeida (PSD)

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PAREDES

CÂMARA MUNICIPAL DE PAREDES CÂMARA MUNICIPAL DE PAREDES QUADRIÉNIO 2006/2009 ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL 2009/08/05 ÍNDICE REUNIÃO DE 2009/08/05 JUSTIFICAÇÃO DE FALTA 5 APROVAÇÃO DA ACTA DA REUNIÃO DE 29/07/2009

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Diário da República, 1.ª série N.º 30 10 de fevereiro de 2012 661 ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Lei n.º 6/2012 de 10 de fevereiro Primeira alteração à Lei n.º 8/2009, de 18 de Fevereiro, que cria o regime jurídico

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 502/VIII CRIAÇÃO DA ÁREA METROPOLITANA DE VISEU. Exposição de motivos

PROJECTO DE LEI N.º 502/VIII CRIAÇÃO DA ÁREA METROPOLITANA DE VISEU. Exposição de motivos PROJECTO DE LEI N.º 502/VIII CRIAÇÃO DA ÁREA METROPOLITANA DE VISEU Exposição de motivos Viseu possui hoje uma localização perfeitamente central na área do respectivo distrito, o qual lidera em termos

Leia mais

Acta da reunião ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Vila Velha de Ródão levada a efeito no seis de Março de dois mil e três Acta º5

Acta da reunião ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Vila Velha de Ródão levada a efeito no seis de Março de dois mil e três Acta º5 FL 21 ACTA DE / /20 Acta da reunião ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Vila Velha de Ródão levada a efeito no seis de Março de dois mil e três Acta º5 --------Aos seis dias do mês de Março de

Leia mais

1.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 22 DE OUTUBRO DE 2013

1.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 22 DE OUTUBRO DE 2013 1.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 22 DE OUTUBRO DE 2013 A Câmara reconhecendo a urgência de deliberação deliberou, por unanimidade, apreciar o seguinte assunto não incluído na

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS Aprovado na Assembleia de Representantes de 16 de Março de 2002. Alterado pela Assembleia de Representantes de 31 de Março de 2012. CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Membro

Leia mais

12CNG CONGREssO NaCiONal de GEOtECNia GUIMArães 2010

12CNG CONGREssO NaCiONal de GEOtECNia GUIMArães 2010 26 A 29 de abril. GUIMARãES 2010 geotecnia e desenvolvimento sustentável Convite A Sociedade Portuguesa de Geotecnia (SPG) e o Departamento de Engenharia Civil da Universidade do Minho (DEC-UM) têm a honra

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA. Decreto-Lei n.º 145/87 de 24 de Março

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA. Decreto-Lei n.º 145/87 de 24 de Março MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA Decreto-Lei n.º 145/87 de 24 de Março 1. Com a publicação do Decreto-Lei n.º 448/79, de 13 de Novembro, foi dado um passo fundamental no sentido da valorização da docência

Leia mais

TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS SECÇÃO ÚNICA Disposições Gerais

TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS SECÇÃO ÚNICA Disposições Gerais REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA NA ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM S. FRANCISCO DAS MISERICÓRDIAS TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS SECÇÃO ÚNICA Disposições Gerais Artigo 1.º (Objecto e âmbito)

Leia mais

DELIBERAÇÕES DIVERSAS: --------------------------------------------------------------- 1 BRILHOVAN COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS, LDA PEDIDOS DE LICENÇA

DELIBERAÇÕES DIVERSAS: --------------------------------------------------------------- 1 BRILHOVAN COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS, LDA PEDIDOS DE LICENÇA DELIBERAÇÕES DIVERSAS: --------------------------------------------------------------- 1 BRILHOVAN COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS, LDA PEDIDOS DE LICENÇA ESPECIAL DE RUIDO E DE PROLONGAMENTO DE HORÁRIO RATIFICAÇÃO.

Leia mais

Curso de Pós-Graduação em Direito do Trabalho e de Processo de Trabalho 2010/2011

Curso de Pós-Graduação em Direito do Trabalho e de Processo de Trabalho 2010/2011 Curso de Pós-Graduação em Direito do Trabalho e de Processo de Trabalho 2010/2011 INICIO: 11 de Fevereiro de 2011 COORDENAÇÃO: Dr. Paulo Morgado de Carvalho / Prof. Doutor Júlio Vieira Gomes Com a participação

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JOVENS AUTARCAS SOCIALISTAS

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JOVENS AUTARCAS SOCIALISTAS ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JOVENS AUTARCAS SOCIALISTAS Capítulo I Da denominação, Fins, Duração e Sede Artigo 1.º Designação É constituída uma associação denominada Associação Nacional de Jovens

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 20

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 20 DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 20 DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA 17/10/2001 (Contém 6 folhas) Estiveram presentes os seguintes membros: Presidente: Hermano Manuel Gonçalves Nunes de Almeida (PSD)

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO Reunião de Câmara: Reunião da Assembleia: Entrada em vigor: CAPITULO I Disposições Gerais Artigo 1.º Lei Habilitante O presente

Leia mais

Acta n.º 6 /2006 de 22/03/2006

Acta n.º 6 /2006 de 22/03/2006 -----------------------------------ACTA N.º 6/2006 ------------------------------------------ --------Aos vinte e dois dias do mês de Março de dois mil e seis, pelas quinze horas, no Salão Nobre dos Paços

Leia mais

ESTATUTOS. CAPÍTULO I Disposições gerais

ESTATUTOS. CAPÍTULO I Disposições gerais ESTATUTOS CAPÍTULO I Disposições gerais ARTIGO 1º Forma, denominação e duração 1. A Associação é composta pelos municípios portugueses de Alandroal, Moura, Mourão, Portel, Reguengos de Monsaraz, Serpa

Leia mais

Índice. CAPÍTULO III - Regime Financeiro Artigo 17.º Gestão Financeira do CICF Artigo 18.º Verbas do CICF

Índice. CAPÍTULO III - Regime Financeiro Artigo 17.º Gestão Financeira do CICF Artigo 18.º Verbas do CICF Regulamento do Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade (CICF) Homologado na reunião do Conselho Científico em 23 de Junho de 2010 1 Índice CAPÍTULO I - Disposições Gerais Artigo 1.º Natureza

Leia mais

Regulamento para a Utilização do Fundo de Emergência Social

Regulamento para a Utilização do Fundo de Emergência Social Regulamento para a Utilização do Fundo de Emergência Social Regulamento para a Utilização do Fundo de Emergência Social Projeto aprovado por Deliberação da Câmara Municipal, na Reunião Ordinária de 06

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011 REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011 A Câmara deliberou, por unanimidade, justificar a falta do Senhor Presidente e do Vereador Senhor Eng.º Sérgio Manuel

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DO PORTO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES EXTRA-CURRICULARES FACULDADE DE DIREITO 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DO PORTO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES EXTRA-CURRICULARES FACULDADE DE DIREITO 2012/2013 UNIVERSIDADE LUSÍADA DO PORTO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES EXTRA-CURRICULARES FACULDADE DE DIREITO 2012/2013 O Direito do Trabalho em Tempo de Turbulência II Jornadas de Direito do Trabalho / 2 Outubro 2012

Leia mais

MUNICÍPIO DE VIDIGUEIRA CÂMARA MUNICIPAL REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VIDIGUEIRA

MUNICÍPIO DE VIDIGUEIRA CÂMARA MUNICIPAL REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VIDIGUEIRA REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VIDIGUEIRA A Lei nº.159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo 19º, n.º. 2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO CENTRO DE FORMAÇÃO DA APEI - ASSOCIAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO DE INFÂNCIA

REGULAMENTO INTERNO DO CENTRO DE FORMAÇÃO DA APEI - ASSOCIAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO DE INFÂNCIA REGULAMENTO INTERNO DO CENTRO DE FORMAÇÃO DA APEI - ASSOCIAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO DE INFÂNCIA CAPITULO I DA CONSTITUIÇÃO, SEDE, PRÍNCIPIOS GERAIS, DURAÇÃO E FINS DO CENTRO DE FORMAÇÃO ARTIGO

Leia mais

VADEMECUM DO ADVOGADO INSCRITO NO SISTEMA DE ACESSO AO DIREITO. 2 Despesas

VADEMECUM DO ADVOGADO INSCRITO NO SISTEMA DE ACESSO AO DIREITO. 2 Despesas VADEMECUM DO ADVOGADO INSCRITO NO SISTEMA DE ACESSO AO DIREITO 2 Despesas INTRODUÇÃO A Portaria nº 654/2010 de 11/08, no que respeita às deslocações, veio a consagrar a tendência jurisprudencial que ia

Leia mais

Regulamento para atribuição do Cartão Municipal do Idoso na área do Município de Lagoa Açores

Regulamento para atribuição do Cartão Municipal do Idoso na área do Município de Lagoa Açores Regulamento para atribuição do Cartão Municipal do Idoso na área do Município de Lagoa Açores Preâmbulo Aos Municípios incumbem, em geral, prosseguir os interesses próprios, comuns e específicos das populações

Leia mais

Lei nº 5/99 LEI SOBRE PROCEDIMENTOS NO TRIBUNAL DE CONTAS. Preâmbulo

Lei nº 5/99 LEI SOBRE PROCEDIMENTOS NO TRIBUNAL DE CONTAS. Preâmbulo Lei nº 5/99 LEI SOBRE PROCEDIMENTOS NO TRIBUNAL DE CONTAS Preâmbulo Na sequência da adopção da Lei Orgânica do Tribunal de Contas, tem o presente diploma como escopo fundamental definir o processo atinente

Leia mais

Publicado em 2013-02-27 14h:28m N.º 257 http://www.cm-oaz.pt/boletimmunicipal/257.html

Publicado em 2013-02-27 14h:28m N.º 257 http://www.cm-oaz.pt/boletimmunicipal/257.html Manutenção da Comissão de Serviço Divisão Municipal de Auditoria interna, Planeamento e Sistemas de Informação Considerando - Que as Câmaras Municipais devem promover a adequação dos serviços até 31 de

Leia mais

ESTATUTOS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

ESTATUTOS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS ESTATUTOS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS ARTIGO 1º DENOMINAÇÃO, NATUREZA E SEDE 1. A Associação para o Desenvolvimento da Medicina Tropical, adiante designada por ADMT é uma associação cientifica e tecnológica,

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 10

CÂMARA MUNICIPAL DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 10 DE PAMPILHOSA DA SERRA ACTA Nº 10 DA REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO DIA 03/05/2002 (Contém folhas) Estiveram presentes os seguintes membros: Presidente: Hermano Manuel Gonçalves Nunes de Almeida (PSD)

Leia mais

1. QUADRO DE REFERÊNCIA

1. QUADRO DE REFERÊNCIA PROTOCOLO entre Ministério da Justiça Presidência do Conselho de Ministros APS Associação Portuguesa de Seguradores DECO Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor ACP Automóvel Clube de Portugal

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461 Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461 Através do Decreto -Lei n.º 212/2006, de 27 de Outubro (Lei Orgânica do Ministério da Saúde), e do Decreto -Lei n.º 221/2007, de 29 de Maio,

Leia mais

Exma. Senhora Chefe do Gabinete de Sua Excelência a Presidente da Assembleia da República Dra. Noémia Pizarro RESPOSTA À PERGUNTA N.º 3484/XII/1.

Exma. Senhora Chefe do Gabinete de Sua Excelência a Presidente da Assembleia da República Dra. Noémia Pizarro RESPOSTA À PERGUNTA N.º 3484/XII/1. Exma. Senhora Chefe do Gabinete de Sua Excelência a Presidente da Assembleia da República Dra. Noémia Pizarro SUA REFERÊNCIA SUA COMUNICAÇÃO DE NOSSA REFERÊNCIA Nº: 5699 ENT.: 5369 PROC. Nº: DATA 31/07/2012

Leia mais

Portaria n.º 10/2008 de 3 de Janeiro

Portaria n.º 10/2008 de 3 de Janeiro Portaria n.º 10/2008 de 3 de Janeiro (Com as alterações introduzidas pela Portaria n.º 210/2008 de 29/2 e pela Portaria n.º 654/2010 de 11/8) SUMÁRIO Regulamenta a lei do acesso ao direito, aprovada pela

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO A Lei 159/99, de 14 de Setembro, estabelece no seu artigo 19, nº2., alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os Conselhos Locais de Educação.

Leia mais

Conselho Municipal de Educação de Barrancos

Conselho Municipal de Educação de Barrancos Conselho Municipal de Educação de Barrancos Regimento Interno (versão consolidada com a 1ª alteração aprovada em 09/10/2008) (Deliberação nº 23/AM/2008, de 15/12, sob proposta aprovada pela Deliberação

Leia mais

Regulamento do Colégio de Especialidade de Gestão, Direcção e Fiscalização

Regulamento do Colégio de Especialidade de Gestão, Direcção e Fiscalização Regulamento do Colégio de Especialidade de Gestão, Direcção e Fiscalização de Obras ÍNDICE CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objecto Artigo 2.º Princípios Artigo 3.º Finalidades Artigo 4.º Atribuições

Leia mais

22 e 23 de Setembro de 2014 Funchal

22 e 23 de Setembro de 2014 Funchal 22 e 23 de Setembro de 2014 Funchal Apoios Instituto de Direito do Trabalho da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (IDT) Empresa de Electricidade da Madeira ACIF - Associação Comercial e Industrial

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO SER BEBÉ

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO SER BEBÉ ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO SER BEBÉ Associação Portuguesa para a Saúde Mental da Primeira Infância (versão corrigida de acordo com as indicações da Procuradoria da República) Artigo 1º 1 - Denominação e natureza

Leia mais

MP SOLIDÁRIO ASSOCIAÇÃO DE SOLIDARIEDADE SOCIAL

MP SOLIDÁRIO ASSOCIAÇÃO DE SOLIDARIEDADE SOCIAL Estatutos da MP SOLIDÁRIO ASSOCIAÇÃO DE SOLIDARIEDADE SOCIAL CAPÍTULO I Da denominação, âmbito, sede, objecto e actividades Artigo 1.º (Denominação) MP Solidário Associação de Solidariedade Social, abreviadamente

Leia mais

-------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de

-------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de -------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, em reunião ordinária para apreciação e deliberação

Leia mais

M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE

M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Nome BRUTO DA COSTA, MARIA HELENA Morada Escritório Nº 6, 5º, Avenida Rovisco Pais, 1000-268 Lisboa, Portugal Telefone Escritório: 21 847 79 49; Correio

Leia mais

Agrupamento de Escolas Professor Agostinho da Silva Nº Escola: 171888 Nº Horário: 51

Agrupamento de Escolas Professor Agostinho da Silva Nº Escola: 171888 Nº Horário: 51 Nº Horário: 51 4625160693 Sofia Margarida Santos Ferreira Admitido 7197226139 Mónica Sofia Jesus Mateus Admitido 6392341730 Gonçalo Jorge Fernandes Rodrigues Fiúza Admitido 7816555741 Dora Maria Gonçalves

Leia mais

PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO (RNE)

PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO (RNE) ORDEM DOS ADVOGADOS CNEF / CNA Comissão Nacional de Estágio e Formação / Comissão Nacional de Avaliação PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO (RNE) ÁREAS OPCIONAIS (3 valores)

Leia mais

MUNICÍPIO DE REGUENGOS DE MONSARAZ Câmara Municipal EDITAL

MUNICÍPIO DE REGUENGOS DE MONSARAZ Câmara Municipal EDITAL EDITAL PUBLICITAÇÃO DAS DELIBERAÇÕES DA CÂMARA MUNICIPAL TOMADAS NA SUA REUNIÃO ORDINÁRIA DO DIA 18 DE SETEMBRO DE 2013 JOSÉ GABRIEL CALIXTO, Presidente da de Reguengos de Monsaraz, em conformidade com

Leia mais

Regulamento do Conselho de Administração da Assembleia da República

Regulamento do Conselho de Administração da Assembleia da República Regulamento do Conselho de Administração da Assembleia da República publicado no Diário da Assembleia da República, II Série C, n.º 11 de 8 de Janeiro de 1991 Conselho de Administração O Conselho de Administração

Leia mais

ESTATUTOS DA APBA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA BLONDE D AQUITAINE

ESTATUTOS DA APBA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA BLONDE D AQUITAINE ESTATUTOS DA APBA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA BLONDE D AQUITAINE CAPÍTULO I ARTIGO PRIMEIRO (Constituição e denominação) Entre os bovinicultores fundadores da presente associação e os que queiram aderir aos

Leia mais

----- ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DESTA CÂMARA MUNICIPAL DE 28 DE JANEIRO DO ANO DE 2011.---------------------------------------------------------------

----- ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DESTA CÂMARA MUNICIPAL DE 28 DE JANEIRO DO ANO DE 2011.--------------------------------------------------------------- ACTA Nº 2/2011 ----- ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DESTA CÂMARA MUNICIPAL DE 28 DE JANEIRO DO ANO DE 2011.--------------------------------------------------------------- ----- Aos 28 dias do mês de Janeiro

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 11 de dezembro de 2015. Série. Número 223

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 11 de dezembro de 2015. Série. Número 223 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Sexta-feira, 11 de dezembro de 2015 Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO Despacho n.º 470/2015 Nomeação em regime de substituição do Licenciado João Manuel

Leia mais

Comissão Nacional do Eleições ATA N. 36/XIV

Comissão Nacional do Eleições ATA N. 36/XIV Comissão Nacional do Eleições ATA N. 36/XIV Teve lugar no dia vinte e nove de maio de dois mil e doze, a sessão número trinta e seis da Comissão Nacional de Eleições, na sala de reuniões sita na Av. D.

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO EDIFÍCIO SOLIDÁRIO

REGULAMENTO GERAL DO EDIFÍCIO SOLIDÁRIO REGULAMENTO GERAL DO EDIFÍCIO SOLIDÁRIO Considerando que: a) As competências e atribuições do Conselho Distrital de Lisboa, nomeadamente as que têm como desígnio proteger a dignidade e o prestígio da profissão

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CORAÇÕES COM COROA ESTATUTOS

ASSOCIAÇÃO CORAÇÕES COM COROA ESTATUTOS ASSOCIAÇÃO CORAÇÕES COM COROA ESTATUTOS Estatutos aprovados em Acta de fundação em 4 de Janeiro de 2012 Alterações estatutárias aprovadas em 28 de Fevereiro de 2012 Publicados e disponíveis no site publicacoes.mj.pt

Leia mais

Pedagógico para o efeito, também os seus membros se mostraram contrários à realização de um projecto de TEIP3 na Escola, por uma ampla maioria dos

Pedagógico para o efeito, também os seus membros se mostraram contrários à realização de um projecto de TEIP3 na Escola, por uma ampla maioria dos Conselho Geral Acta Aos trinta dias do mês de Outubro de dois mil e doze, reuniu o Conselho Geral da Escola Secundária de Odivelas, em sessão ordinária, com a seguinte ordem de trabalhos: Ponto um: Período

Leia mais

O CENTRO DE ESTUDOS Vogal com o Pelouro: Dr. António Raposo Subtil (Vice Presidente)

O CENTRO DE ESTUDOS Vogal com o Pelouro: Dr. António Raposo Subtil (Vice Presidente) A criação do Centro de Estudos decorreu da necessidade identificada, no âmbito da estrutura administrativa do Conselho Distrital de Lisboa, de desenvolver um departamento vocacionado exclusivamente para

Leia mais

ESTATUTOS DA APL - ADMINISTRAÇÃO DO PORTO DE LISBOA, S. A.

ESTATUTOS DA APL - ADMINISTRAÇÃO DO PORTO DE LISBOA, S. A. ESTATUTOS DA APL - ADMINISTRAÇÃO DO PORTO DE LISBOA, S. A. CAPÍTULO I Denominação, duração, sede e objecto Artigo 1.º Denominação e duração 1 - A sociedade adopta a forma de sociedade anónima de capitais

Leia mais

LEI N. 108/91, DE 17 DE AGOSTO (LEI DO CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL)

LEI N. 108/91, DE 17 DE AGOSTO (LEI DO CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL) LEI N. 108/91, DE 17 DE AGOSTO (LEI DO CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL) Com as alterações introduzidas pelas seguintes leis: Lei n.º 80/98, de 24 de Novembro; Lei n.º 128/99, de 20 de Agosto; Lei n.º 12/2003,

Leia mais

TRIBUNAL JUDICIAL DA COMARCA DE LEIRIA

TRIBUNAL JUDICIAL DA COMARCA DE LEIRIA REGULAMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO DA COMARCA DE LEIRIA (Aprovado na reunião de 12 de Dezembro de 2014) Artigo 1.º Âmbito O presente regulamento estabelece as regras de funcionamento interno do conselho

Leia mais

INSTITUTO PORTUGUÊS DE ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING DE MATOSINHOS Diário da República, 2.ª série N.º 186 26 de Setembro de 2006

INSTITUTO PORTUGUÊS DE ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING DE MATOSINHOS Diário da República, 2.ª série N.º 186 26 de Setembro de 2006 INSTITUTO PORTUGUÊS DE ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING DE MATOSINHOS Diário da República, 2.ª série N.º 186 26 de Setembro de 2006 Regulamento n.º 185/2006 Regulamento de provas de avaliação da capacidade para

Leia mais

ANEXO 1. Custos com pessoal. CDL 2007 Relatório de Contas. Peso do Quadro. Peso na

ANEXO 1. Custos com pessoal. CDL 2007 Relatório de Contas. Peso do Quadro. Peso na ANEXO 1 Custos com pessoal Peso na Peso do Nº pessoas Custo Quadro custo Apoio Judiciário 10,75 12,76% 284.421,71 17,06% Centro de Estágio 8,00 9,50% 236.690,40 14,19% Conselho de Deontologia 11,00 13,06%

Leia mais