O SIG na cooperação institucional

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O SIG na cooperação institucional"

Transcrição

1 O SIG na cooperação institucional Câmara Municipal de Palmela e FIAPAL (Fórum da Indústria Automóvel de Palmela) Ana Paula Ruas Fernando Ferreira Ana Sarmento 3 de Março de 2011

2 Sumário Premissas de onde partimos Visão do SIG como ferramenta de suporte ao desenvolvimento local Apresentação de experiências: Site desenvolvido para as Juntas de Freguesia Site de trabalho para a Plataforma Supra-concelhia da Rede Social da Península de Setúbal Site sobre a praga do escaravelho da Palmeira Site no âmbito do projecto Posicionar Palmela na Europa e no Mundo - FIAPAL

3 Premissas Território local: espaço vivido e construído por todos os que nele habitam e trabalham (administração pública, pessoas, empresas, instituições sociais, educativas, culturais ) O desenvolvimento local exige: a actuação concertada de todos os intervenientes na construção do território que se potencie o saber-fazer de cada um se evite duplicação de tarefas utilização de uma base informativa comum, rigorosa, actualizada e acessível aos diversos actores locais Autarquias locais: delegação de competências das Câmaras Municipais nas Juntas de Freguesia; dever de colaboração

4 Visão Democratizar o acesso dos parceiros a informação georreferenciada, através do SIG Equacionar o SIG como a melhor resposta, mesmo que não faça parte da pergunta Facilitar a articulação entre os diferentes agentes de desenvolvimento local, através da partilha de informação em tempo real

5 Site para as Juntas de Freguesia Objectivo: disponibilizar informação cartográfica, e apoiar a identificação de topónimos Data do projecto: Maio de 2010 Aplicação: ArcgisServer + MunisigWeb Utilizadores: 16 (dispersos pelas 5 freguesias). Temas mais consultados: Toponímia Funcionalidades mais utilizadas: Pesquisas, medições Opinião dos utilizadores: Muito útil porque os mapas em papel que a Junta tem na sua posse, alguns são muito antigos e outros difíceis de interpretar. É um instrumento prático de fácil utilização. (Junta de Freguesia da Marateca)

6 Exemplo Site das Juntas de Freguesia

7 Site Plat. Supra-concelhia da RS da P. de Setúbal Objectivo: sistematização e partilha de informação referente às actuais respostas ao nível da mobilidade existentes no concelho, permitindo a visualização das áreas abrangidas pelos diferentes serviços e operadores. Data do projecto: Junho de 2010 Aplicação: ArcgisServer + MunisigWeb Utilizadores: Plataforma Supra-concelhia da Rede Social da Península de Setúbal constituída pelos Conselhos Locais de Acção Social com o apoio da CCDR-LVT. Actualmente este site permite a edição, realizada pela Divisão de Educação, das paragens e percursos dos transportes de aluguer e da autarquia.

8 Exemplo Site PSC da RS da P. de Setúbal

9 Exemplo Site PSC da RS da P. de Setúbal

10 Exemplo Site PSC da RS da P. de Setúbal

11 Site praga do escaravelho da Palmeira Objectivo: disponibilizar informação georreferenciada relativamente aos exemplares infectados com o escaravelho da Palmeira. Data do projecto: Dezembro de 2010 Aplicação: ArcgisServer + MunisigWeb Utilizadores: Direcção Regional da Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo Permite a consulta em tempo real da informação carregada pela Divisão de Gestão do Espaço Público da CMP (através de outro site munisigweb), incluindo imagens dos exemplares afectados.

12 Site praga do escaravelho da Palmeira

13 Posicionar Palmela na Europa e no Mundo Uma Região de Excelência da Indústria Automóvel Promotor Município de Palmela Duração Junho de 2009 a Junho de 2011 Colaboradores externos CEIIA FIAPal INTELI Co-financiamento Promoção e Capacitação Institucional PORLisboa/QREN

14 Posicionar Palmela na Europa e no Mundo Uma Região de Excelência da Indústria Automóvel CONTEXTO REGIONAL Posição privilegiada na AML Boas acessibilidades e proximidade dos centros de decisão Mercado de trabalho atractivo Qualidade de vida Articulação entre o desenvolvimento urbano-industrial e rural

15 Posicionar Palmela na Europa e no Mundo Uma Região de Excelência da Indústria Automóvel ANTECEDENTES Projecto Volkswagen Autoeuropa 2000 Fóruns de reflexão 2003 FIAPal Fórum da Indústria Automóvel de Palmela Parceria estratégica Cerca de 60 associados Projecto I-CAR-O Crise Económica e Social Que futuro para a indústria automóvel de Palmela?

16 Posicionar Palmela na Europa e no Mundo Uma Região de Excelência da Indústria Automóvel A-VISION PREST.SERVIÇOS À IND. AUTOMÓVEL, UNIPESSOAL LDA. AC CONSULTING, LDA. SOLUÇÕES DE RECURSOS HUMANOS ACTIONKEN: CONSULTORIA E COACHING DE NEGÓCIOS, LDA. ADECCO AUTOMOTIVE APSS ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DE SETÚBAL E SESIMBRA, S.A. ATEC - ASSOCIAÇÃO DE FORMAÇÃO PARA A INDÚSTRIA AUTOEUROPA BANCO ESPÍRITO SANTO, S.A. BENTELER - INDÚSTRIA DE COMPONENTES PARA AUTOMÓVEIS, LDA. BIGPLANET, UNIPESSOAL, LDA. BILTES EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS E SERVIÇOS, LDA. CÂMARA MUNICIPAL PALMELA CENI CENTRO DE INTEGRAÇÃO E INOVAÇÃO DE PROCESSOS CLAUDIOCAR FAB. COMERC. COMPONENTES AUTO, UNIPESSOAL LDA. CONTINENTAL LEMMERZ (PORTUGAL) COMP.PARA AUTOMÓVEIS, LDA. DADOSET - REPARAÇÃO DE MÁQUINAS, LDA. DSV SOLUTIONS, LDA. DURA AUTOMOTIVE PORTUGUESA INDÚSTRIA COMPONENTES PARA AUTOMÓVEIS, LDA. DYNASYS ENGENHARIA E TELECOMUNICAÇÕES, S.A. EDAG PORTUGUESA - ENGENHARIA DE PROJECTOS, LDA. ELECTROFER IV - TRATAMENTO DE SUPERFÍCIES, LDA. ERGONÓMICA SOLUÇÕES EM ERGONOMIA, LDA. ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS EUROJIG INDÚSTRIA METALOMECÂNICA, LDA. F.B.C. - EMPRESA DE TRABALHO TEMPORÁRIO, LDA. FAURECIA SIST. DE INTERIOR DE PORTUGAL, COMP. AUTOMÓVEIS, S.A. HST-HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO, LDA. IMEGUISA (PORTUGAL) - INDÚSTRIAS METÁLICAS REUNIDAS, LDA. IMEP, S.A INAPAL PLÁSTICOS, S.A. IPODEC PORTUGAL - GESTÃO DE RESÍDUOS, LDA ISPT - INJECÇÃO E SERIGRAFIA DE PLÁSTICOS TÉCNICOS, LDA. MANUEL DA CONCEIÇÃO GRAÇA, LDA. MAQUIJIG, LDA. MONTITEC-MONTAGENS ELÉCTRICAS E ELECTRÓNICAS, LDA. OPERATIONAL CONSULTING, LDA. PARABÓLICA CONSTRUÇÃO E REP. DE MOLAS E CARROÇARIAS, LDA. PARFEL SOC. DE EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS INDUSTRIAIS, LDA. PPG REVESTIMENTOS PARA AUTOMÓVEIS, A.E.I.E QLS AUTOMOTIVE SAS AUTOSYSTEMTECHNICK DE PORTUGAL UNIPESSOAL, LDA. SCHNELLECKE PORTUGAL UNIPESSOAL, LDA. SETMÁQUINAS EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS, LDA. SGG-SERVIÇOS GERAIS DE GESTÃO, S.A. SINTAX LOGÍSTICA TRANSPORTES, S.A T-SYSTEMS ITC IBÉRIA, S.A. (SOCIEDAD UNIPERSONAL) - SUCURSAL PORTUGAL TENNECO AUTOMOTIVE PORTUGAL VANPRO - ASSENTOS, LDA. VICTOR SANTOS, LDA. VISTEON PORTUGUESA, LDA. WEBASTO PORTUGAL-SISTEMAS PARA AUTOMÓVEIS, LDA. WELPRODUR, LDA. WHEELS LOGÍSTICA E TRANSPORTES, S.A. A-VISION PREST.SERVIÇOS À IND. AUTOMÓVEL, UNIPESSOAL LDA. AC CONSULTING, LDA. SOLUÇÕES DE RECURSOS HUMANOS ACTIONKEN: CONSULTORIA E COACHING DE NEGÓCIOS, LDA. ADECCO AUTOMOTIVE APSS ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DE SETÚBAL E SESIMBRA, S.A. ATEC - ASSOCIAÇÃO DE FORMAÇÃO PARA A INDÚSTRIA AUTOEUROPA BANCO ESPÍRITO SANTO, S.A. BENTELER - INDÚSTRIA DE COMPONENTES PARA AUTOMÓVEIS, LDA. BIGPLANET, UNIPESSOAL, LDA. BILTES EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS E SERVIÇOS, LDA. CÂMARA MUNICIPAL PALMELA CENI CENTRO DE INTEGRAÇÃO E INOVAÇÃO DE PROCESSOS CLAUDIOCAR FAB. COMERC. COMPONENTES AUTO, UNIPESSOAL LDA. CONTINENTAL LEMMERZ (PORTUGAL) COMP.PARA AUTOMÓVEIS, LDA. DADOSET - REPARAÇÃO DE MÁQUINAS, LDA. DSV SOLUTIONS, LDA. DURA AUTOMOTIVE PORTUGUESA INDÚSTRIA COMPONENTES PARA AUTOMÓVEIS, LDA. DYNASYS ENGENHARIA E TELECOMUNICAÇÕES, S.A. EDAG PORTUGUESA - ENGENHARIA DE PROJECTOS, LDA. ELECTROFER IV - TRATAMENTO DE SUPERFÍCIES, LDA. ERGONÓMICA SOLUÇÕES EM ERGONOMIA, LDA. ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS EUROJIG INDÚSTRIA METALOMECÂNICA, LDA. F.B.C. - EMPRESA DE TRABALHO TEMPORÁRIO, LDA. FAURECIA SIST. DE INTERIOR DE PORTUGAL, COMP. AUTOMÓVEIS, S.A. HST-HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO, LDA. IMEGUISA (PORTUGAL) - INDÚSTRIAS METÁLICAS REUNIDAS, LDA. IMEP, S.A INAPAL PLÁSTICOS, S.A. IPODEC PORTUGAL - GESTÃO DE RESÍDUOS, LDA ISPT - INJECÇÃO E SERIGRAFIA DE PLÁSTICOS TÉCNICOS, LDA. MANUEL DA CONCEIÇÃO GRAÇA, LDA. MAQUIJIG, LDA. MONTITEC-MONTAGENS ELÉCTRICAS E ELECTRÓNICAS, LDA. OPERATIONAL CONSULTING, LDA. PARABÓLICA CONSTRUÇÃO E REP. DE MOLAS E CARROÇARIAS, LDA. PARFEL SOC. DE EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS INDUSTRIAIS, LDA. PPG REVESTIMENTOS PARA AUTOMÓVEIS, A.E.I.E QLS AUTOMOTIVE SAS AUTOSYSTEMTECHNICK DE PORTUGAL UNIPESSOAL, LDA. SCHNELLECKE PORTUGAL UNIPESSOAL, LDA. SETMÁQUINAS EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS, LDA. SGG-SERVIÇOS GERAIS DE GESTÃO, S.A. SINTAX LOGÍSTICA TRANSPORTES, S.A T-SYSTEMS ITC IBÉRIA, S.A. (SOCIEDAD UNIPERSONAL) - SUCURSAL PORTUGAL TENNECO AUTOMOTIVE PORTUGAL VANPRO - ASSENTOS, LDA. VICTOR SANTOS, LDA. VISTEON PORTUGUESA, LDA. WEBASTO PORTUGAL-SISTEMAS PARA AUTOMÓVEIS, LDA. WELPRODUR, LDA. WHEELS LOGÍSTICA E TRANSPORTES, S.A. A-VISION PREST.SERVIÇOS À IND. AUTOMÓVEL, UNIPESSOAL LDA. AC CONSULTING, LDA. SOLUÇÕES DE RECURSOS HUMANOS ACTIONKEN: CONSULTORIA E COACHING DE NEGÓCIOS, LDA. ADECCO AUTOMOTIVE APSS ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DE SETÚBAL E SESIMBRA, S.A. ATEC - ASSOCIAÇÃO DE FORMAÇÃO PARA A INDÚSTRIA AUTOEUROPA BANCO ESPÍRITO SANTO, S.A. BENTELER - INDÚSTRIA DE COMPONENTES PARA AUTOMÓVEIS, LDA. BIGPLANET, UNIPESSOAL, LDA. BILTES EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS E SERVIÇOS, LDA. CÂMARA MUNICIPAL PALMELA CENI CENTRO DE INTEGRAÇÃO E INOVAÇÃO DE PROCESSOS CLAUDIOCAR FAB. COMERC. COMPONENTES AUTO, UNIPESSOAL LDA. CONTINENTAL LEMMERZ (PORTUGAL) COMP.PARA AUTOMÓVEIS, LDA. DADOSET - REPARAÇÃO DE MÁQUINAS, LDA. DSV SOLUTIONS, LDA. DURA AUTOMOTIVE PORTUGUESA INDÚSTRIA COMPONENTES PARA AUTOMÓVEIS, LDA. DYNASYS ENGENHARIA E TELECOMUNICAÇÕES, S.A. EDAG PORTUGUESA - ENGENHARIA DE PROJECTOS, LDA. ELECTROFER IV - TRATAMENTO DE SUPERFÍCIES, LDA. ERGONÓMICA SOLUÇÕES EM ERGONOMIA, LDA. ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS EUROJIG INDÚSTRIA METALOMECÂNICA, LDA. F.B.C. - EMPRESA DE TRABALHO TEMPORÁRIO, LDA. FAURECIA SIST. DE INTERIOR DE PORTUGAL, COMP. AUTOMÓVEIS, S.A. HST-HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO, LDA. IMEGUISA (PORTUGAL) - INDÚSTRIAS METÁLICAS REUNIDAS, LDA. IMEP, S.A INAPAL PLÁSTICOS, S.A. IPODEC PORTUGAL - GESTÃO DE RESÍDUOS, LDA ISPT - INJECÇÃO E SERIGRAFIA DE PLÁSTICOS TÉCNICOS, LDA. MANUEL DA CONCEIÇÃO GRAÇA, LDA. MAQUIJIG, LDA. MONTITEC-MONTAGENS ELÉCTRICAS E ELECTRÓNICAS, LDA. OPERATIONAL CONSULTING, LDA. PARABÓLICA CONSTRUÇÃO E REP. DE MOLAS E CARROÇARIAS, LDA. PARFEL SOC. DE EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS INDUSTRIAIS, LDA. PPG REVESTIMENTOS PARA AUTOMÓVEIS, A.E.I.E QLS AUTOMOTIVE SAS AUTOSYSTEMTECHNICK DE PORTUGAL UNIPESSOAL, LDA. SCHNELLECKE PORTUGAL UNIPESSOAL, LDA. SETMÁQUINAS EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS, LDA. SGG-SERVIÇOS GERAIS DE GESTÃO, S.A. SINTAX LOGÍSTICA TRANSPORTES, S.A T-SYSTEMS ITC IBÉRIA, S.A. (SOCIEDAD UNIPERSONAL) - SUCURSAL PORTUGAL TENNECO AUTOMOTIVE PORTUGAL VANPRO - ASSENTOS, LDA. VICTOR SANTOS, LDA. VISTEON PORTUGUESA, LDA. WEBASTO PORTUGAL-SISTEMAS PARA AUTOMÓVEIS, LDA. WELPRODUR, LDA. WHEELS LOGÍSTICA E TRANSPORTES, S.A. A-VISION PREST.SERVIÇOS À IND. AUTOMÓVEL, UNIPESSOAL LDA. AC CONSULTING, LDA. SOLUÇÕES DE RECURSOS HUMANOS ACTIONKEN: CONSULTORIA E COACHING DE NEGÓCIOS, LDA. ADECCO AUTOMOTIVE APSS ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DE SETÚBAL E SESIMBRA, S.A. ATEC - ASSOCIAÇÃO DE FORMAÇÃO PARA A INDÚSTRIA AUTOEUROPA BANCO ESPÍRITO SANTO, S.A. BENTELER - INDÚSTRIA DE COMPONENTES PARA AUTOMÓVEIS, LDA. BIGPLANET, UNIPESSOAL, LDA. BILTES EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS E SERVIÇOS, LDA. CÂMARA MUNICIPAL PALMELA CENI CENTRO DE INTEGRAÇÃO E INOVAÇÃO DE PROCESSOS CLAUDIOCAR FAB. COMERC. COMPONENTES AUTO, UNIPESSOAL LDA. CONTINENTAL LEMMERZ (PORTUGAL) COMP.PARA AUTOMÓVEIS, LDA. DADOSET - REPARAÇÃO DE MÁQUINAS, LDA. DSV SOLUTIONS, LDA. DURA AUTOMOTIVE PORTUGUESA INDÚSTRIA COMPONENTES PARA AUTOMÓVEIS, LDA. DYNASYS ENGENHARIA E TELECOMUNICAÇÕES, S.A. EDAG PORTUGUESA - ENGENHARIA DE PROJECTOS, LDA. ELECTROFER IV - TRATAMENTO DE SUPERFÍCIES, LDA. ERGONÓMICA SOLUÇÕES EM ERGONOMIA, LDA. ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS EUROJIG INDÚSTRIA METALOMECÂNICA, LDA. F.B.C. - EMPRESA DE TRABALHO TEMPORÁRIO, LDA. FAURECIA SIST. DE INTERIOR DE PORTUGAL, COMP. AUTOMÓVEIS, S.A. HST-HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO, LDA. IMEGUISA (PORTUGAL) - INDÚSTRIAS METÁLICAS REUNIDAS, LDA. IMEP, S.A INAPAL PLÁSTICOS, S.A. IPODEC PORTUGAL - GESTÃO DE RESÍDUOS, LDA ISPT - INJECÇÃO E SERIGRAFIA DE PLÁSTICOS TÉCNICOS, LDA. MANUEL DA CONCEIÇÃO GRAÇA, LDA. MAQUIJIG, LDA. MONTITEC-MONTAGENS ELÉCTRICAS E

17 Posicionar Palmela na Europa e no Mundo Uma Região de Excelência da Indústria Automóvel Rede facilitadora de negócios nas indústrias da engenharia e transformação do sector automóvel português, abrangendo não só a industria mas também empresas que prestam serviços na cadeia de fornecimentos. Suporte aos seus associados no sentido de poderem integrar a indústria automóvel global, e melhorarem a sua gama de produtos e serviços. Partilhar conhecimento e experiência, de tecnologias, produtos, serviços e processos desenvolvidos na rede Living Lab existente Contribuir para reforçar a competitividade e criar um forte enfoque na adição de valor aos produtos e serviços.

18 Posicionar Palmela na Europa e no Mundo Uma Região de Excelência da Indústria Automóvel ANTECEDENTES Projecto Volkswagen Autoeuropa 2000 Fóruns de reflexão 2003 FIAPal Fórum da Indústria Automóvel de Palmela Parceria estratégica Cerca de 60 associados Projecto I-CAR-O Crise Económica e Social Que futuro para a indústria automóvel de Palmela?

19 Posicionar Palmela na Europa e no Mundo Uma Região de Excelência da Indústria Automóvel ESTRATÉGIA Reforço da parceria estratégica regional a partir do FIAPal Espaço de intelligencia e decisão sobre as principais linhas de actuação Articulação com outras iniciativas ligadas à investigação e desenvolvimento como o FIAPal Living Lab e a VAM Consolidação e promoção internacional de Palmela como região de excelência da indústria automóvel

20 Posicionar Palmela na Europa e no Mundo Uma Região de Excelência da Indústria Automóvel LIVING LAB: Combinação de vida real e diferentes elementos de I&DT

21 Posicionar Palmela na Europa e no Mundo Uma Região de Excelência da Indústria Automóvel User driven envolvimento dos utilizadores na dupla função de clientes e intervenientes no processo de desenvolvimento Open Inovation processos de I&DT internos não são suficientes Ecosystem rede de parceiros do Living lab Real - life environment ambiente onde as pessoas trabalham, vivem ou se divertem, não o laboratório

22 Posicionar Palmela na Europa e no Mundo Uma Região de Excelência da Indústria Automóvel Fiapal Living Lab: Trabalhando em conjunto Comunidade Industrial e empresarial Entidades do Sistema Cientifico e Tecnológico Formação e consultadoria Inovação Câmara Municipal de Palmela Cidadãos Vontade Criatividade Tecnologia

23 Posicionar Palmela na Europa e no Mundo Uma Região de Excelência da Indústria Automóvel Parceiros:

24 Posicionar Palmela na Europa e no Mundo Uma Região de Excelência da Indústria Automóvel ESTRATÉGIA Reforço da parceria estratégica regional a partir do FIAPal Espaço de intelligencia e decisão sobre as principais linhas de actuação Articulação com outras iniciativas ligadas à investigação e desenvolvimento como o FIAPal Living Lab e a VAM Consolidação e promoção internacional de Palmela como região de excelência da indústria automóvel

25 Posicionar Palmela na Europa e no Mundo Uma Região de Excelência da Indústria Automóvel OBJECTIVOS Contribuir para a coordenação de actores da região e de iniciativas tendo em vista o reforço dos factores críticos, reforçando a parceria estratégica regional a partir do FIAPAL; Adquirir novas competências tecnológicas, organizacionais, estratégicas e de inovação; Criar ambientes de promoção da competitividade da indústria automóvel de Palmela, contribuindo para a geração de emprego qualificado, o aumento do volume negócios, assim como do valor acrescentado; Antecipar tendências do sector automóvel, formulando estratégias e definindo acções concretas para a dinamização e internacionalização das empresas.

26 Posicionar Palmela na Europa e no Mundo Uma Região de Excelência da Indústria Automóvel ACÇÕES Capacitação técnica e tecnológica da indústria automóvel (proposta para a criação de um centro de ensaios/homologação de suporte entre fornecedores e construtores, complementar ao Centro da Maia); Atracção e apoio a novos investimentos na região (através da configuração de um gabinete de apoio aos investimentos); Reforço da competitividade na indústria automóvel (identificação e exploração de novas oportunidades para o aumento da incorporação nacional nos produtos da VW Autoeuropa e aumento de exportações); Animação e reforço da parceria local (articulação de projectos e actores através da consolidação do papel e da imagem do FIAPal).

27 Posicionar Palmela na Europa e no Mundo Uma Região de Excelência da Indústria Automóvel ACÇÕES Atracção e apoio a novos investimentos na região (através da configuração de um gabinete de apoio aos investimentos): o Diagnóstico de necessidades de informação para o investimento associadas às entidades que interagem actualmente com os investidores da região, em particular os investidores na área da industria automóvel. o Concepção de um modelo de inteligência competitiva para a região de Palmela com a definição dos mecanismos de recolha, tratamento e valorização da informação. Ex: Dossier do Investidor na Região de Palmela. o Estudo para a criação de um gabinete de apoio ao investidor.

28 Site Posicionar Palmela na Europa e no Mundo Data do projecto: Agosto de 2010 Aplicação: ArcgisServer + MunisigWeb Utilizadores: Actualmente 2 utilizadores autenticados (1 CMP + 1 FIAPAL) Nesta fase, o site disponibiliza informação georreferenciada para permitir a caracterização das zonas de actividades económicas em estudo (Carrascas, Vale do Alecrim, Autoeuropa, Parque de Fornecedores da Autoeuropa, e Plataforma Logística do Poceirão). Permite a pesquisa de lotes vagos e espaços ocupados bem como actividades aí desenvolvidas (com possibilidade de posterior impressão de uma ficha de caracterização), possibilita ainda a consulta do tipo de infraestruturas e serviços de apoio existentes em cada zona de actividades económicas.

29 Site Posicionar Palmela na Europa e no Mundo

30 Site Posicionar Palmela na Europa e no Mundo

31 Site Posicionar Palmela na Europa e no Mundo

32 Site Posicionar Palmela na Europa e no Mundo

33 Site Posicionar Palmela na Europa e no Mundo

34 Site Posicionar Palmela na Europa e no Mundo

35 Conclusões O SIG tem que ser um parceiro proactivo (quer dentro da organização), quer nos contactos com as entidades externas: apresentar pistas de trabalho, soluções mais adequadas para as necessidades. O SIG, particularmente a aplicação MunisigWeb, permite-nos de uma forma simples e rápida, criar plataformas de colaboração entre a CMP e os diversos intervenientes no território. A ferramenta é pois muito útil e traz valor acrescentado para a gestão da informação, quer na fase de levantamento de dados, quer na fase de monitorização da actividade, permitindo actualizações em tempo real da informação disponível.

36 Conclusões O MunisigWeb não é user friendly: é questionável a possibilidade de uso fácil e/ou apelativo por quem não tenha conhecimentos da plataforma (em particular nos sites dirigidos a um público indiferenciado). Alguns destes projectos apresentados ainda estão numa fase de implementação, prevendo-se a sua evolução de forma a responder às necessidades que forem surgindo. Os sites criados têm tido uma boa aceitação por parte dos utilizadores: estes já se tornaram mais exigentes, solicitando novas funcionalidades, ferramentas e informação. Internamente estamos a melhorar a informação disponível no SIG, apostando na disponibilização de metadados e no controlo de qualidade da informação.

37 Contactos Obrigada pela atenção! Ana Paula Ruas Fernando Ferreira Ana Sarmento

Setúbal, 15 de Março de 2015

Setúbal, 15 de Março de 2015 Setúbal, 15 de Março de 2015 Península de Setúbal 1 421 Km2 9 concelhos 782 044 pessoas Peso na população nacional População ativa (igual à média nacional) 7% 49% Alcochete Almada Barreiro Moita Montijo

Leia mais

////////////// CLUSTER DA MOBILIDADE OBJECTIVOS EIXOS PROJECTOS PARCEIROS CLUSTER DA MOBILIDADE

////////////// CLUSTER DA MOBILIDADE OBJECTIVOS EIXOS PROJECTOS PARCEIROS CLUSTER DA MOBILIDADE Plano de Acção ////////////// O FUTURO DA. UM FUTURO SUSTENTÁVEL A mobilidade sustentável é um dos principais desafios da Europa. Empresas construtoras de meios de transporte, fornecedores e vários outros

Leia mais

Plataforma Global Find. Uma ferramenta para localização empresarial. 10 de Novembro de 2009. Maria Alexandre Costa, Engª

Plataforma Global Find. Uma ferramenta para localização empresarial. 10 de Novembro de 2009. Maria Alexandre Costa, Engª Plataforma Global Find Uma ferramenta para localização empresarial 10 de Novembro de 2009 Maria Alexandre Costa, Engª A aicep Global Parques integra o universo da aicep Portugal Global Agência para o Investimento

Leia mais

ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL DO IAPMEI NA ÁREA DA INTERNACIONALIZAÇÃO E DA EXPORTAÇÃO

ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL DO IAPMEI NA ÁREA DA INTERNACIONALIZAÇÃO E DA EXPORTAÇÃO ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL DO IAPMEI NA ÁREA DA INTERNACIONALIZAÇÃO E DA EXPORTAÇÃO Como fazemos 1. Através do Serviço de Assistência Empresarial (SAE), constituído por visitas técnicas personalizadas às

Leia mais

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO ÍNDICE 11. PRESSUPOSTO BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO 25 NO ALENTEJO pág. 11.1. Um sistema regional de inovação orientado para a competitividade

Leia mais

Smart Cities Portugal

Smart Cities Portugal Smart Cities Portugal A rede Smart Cities Portugal tem por objetivo promover o trabalho em rede numa lógica inter-cluster, para o desenvolvimento e produção de soluções urbanas inovadoras para smart cities,

Leia mais

Apresentação da empresa Setembro de 2013

Apresentação da empresa Setembro de 2013 Apresentação da empresa Setembro de 2013 1 ORGANIZAÇÃO DA R&C SGPS R&C, SGPS 80% RARI 80% CEDI 78% OVO Solutions 80% VSD 100% RARI GmbH 100% OVO Solutions S.L 100% OVO Service 2 HISTÓRIA DA R&C SGPS A

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS Departamento de Economia e Gestão Gestão da Distribuição e da Logística Gestão de Recursos Humanos Gestão de Sistemas de Informação

Leia mais

Neves & Freitas Consultores, Lda.

Neves & Freitas Consultores, Lda. A gerência: Cristian Paiva Índice 1. Introdução... 3 2. Apresentação... 4 2.2 Missão:... 4 2.3 Segmento Alvo... 4 2.4 Objectivos... 5 2.5 Parceiros... 5 2.6 Organização... 5 3. Organigrama da empresa...

Leia mais

intra Perfil do Gestor

intra Perfil do Gestor Perfil do Gestor 35 Entrevista Dinah J. Kamiske, Autoeuropa A internacionalização economia obriga as empresas a tornarem-se mais competitivas. Entrevista de José Branco Dados publicados recentemente prevêem

Leia mais

A MOBILIDADE URBANA E A SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES. Opções da União Europeia e posição de Portugal

A MOBILIDADE URBANA E A SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES. Opções da União Europeia e posição de Portugal A MOBILIDADE URBANA E A SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES Opções da União Europeia e posição de Portugal 1 I Parte - O Plano de Acção da EU Plano de Acção para a Mobilidade Urbana Publicado pela Comissão Europeia

Leia mais

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Candidatura aprovada ao Programa Política de Cidades - Redes Urbanas para a Competitividade e a Inovação Síntese A cidade de S.

Leia mais

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 Factores Determinantes para o Empreendedorismo Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 IAPMEI Instituto de Apoio às PME e à Inovação Principal instrumento das políticas económicas para Micro e Pequenas

Leia mais

INOVAÇÃO E SOCIEDADE DO CONHECIMENTO

INOVAÇÃO E SOCIEDADE DO CONHECIMENTO INOVAÇÃO E SOCIEDADE DO CONHECIMENTO O contexto da Globalização Actuação Transversal Aposta no reforço dos factores dinâmicos de competitividade Objectivos e Orientações Estratégicas para a Inovação Estruturação

Leia mais

Competitividade e Inovação

Competitividade e Inovação Competitividade e Inovação Evento SIAP 8 de Outubro de 2010 Um mundo em profunda mudança Vivemos um momento de transformação global que não podemos ignorar. Nos últimos anos crise nos mercados financeiros,

Leia mais

NOVO PERIODO DE PROGRAMAÇÃO INCENTIVOS DO QREN CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS

NOVO PERIODO DE PROGRAMAÇÃO INCENTIVOS DO QREN CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS NOVO PERIODO DE PROGRAMAÇÃO INCENTIVOS DO QREN CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS 04-06-2008 Índice A. NOVO PERÍODO DE PROGRAMAÇÃO 2007-2013. B. ACÇÃO INTEGRADA DO IDE-RAM NO PERÍODO 2007-2013. C. APOIOS À ACTIVIDADE

Leia mais

Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN]

Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN] Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN] Frederico Mendes & Associados Sociedade de Consultores Lda. Frederico Mendes & Associados é uma

Leia mais

A Construção Sustentável e o Futuro

A Construção Sustentável e o Futuro A Construção Sustentável e o Futuro Victor Ferreira ENERGIA 2020, Lisboa 08/02/2010 Visão e Missão O Cluster Habitat? Matérias primas Transformação Materiais e produtos Construção Equipamentos Outros fornecedores

Leia mais

O contributo do Cluster Habitat Sustentável

O contributo do Cluster Habitat Sustentável O contributo do Cluster Habitat Sustentável Victor Ferreira Plataforma para a Construção Sustentável Seminário Construção Sustentável CONCRETA 2011 20/10/2011 Visão e Missão O Cluster Habitat? agregador

Leia mais

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY _ CURRICULUM Composta por uma equipa multidisciplinar, dinâmica e sólida, Sobre Nós A ilimitados - the marketing company é uma empresa de serviços na área do Marketing,

Leia mais

VW Autoeuropa Case Study. IV Seminário Plataformas Logísticas Ibéricas

VW Autoeuropa Case Study. IV Seminário Plataformas Logísticas Ibéricas VW Autoeuropa Case Study IV Seminário Plataformas Logísticas Ibéricas Indicadores Sociais: Número de Colaboradores Colaboradores: VW Autoeuropa 3 028 Fornecedores Parque Industrial 2 400 Fornecedores na

Leia mais

OPORTUNIDADES. Cluster energético: oportunidades; horizontes; observatório, BejaGlobal; PASE

OPORTUNIDADES. Cluster energético: oportunidades; horizontes; observatório, BejaGlobal; PASE CLUSTER ENERGÉTICO DE BEJA OPORTUNIDADES SUSTENTABILIDADE ENERGÉTICA E CRESCIMENTO ECONÓMICO A sustentabilidade energética e climática é um desígnio estratégico duplo significado. Por um lado, desenvolvimento

Leia mais

LET-In Laboratório de Empresas Tecnológicas. José Carlos Caldeira. 28 Fev 2008. Director jcc@inescporto.pt

LET-In Laboratório de Empresas Tecnológicas. José Carlos Caldeira. 28 Fev 2008. Director jcc@inescporto.pt 28 Fev 2008 LET-In Laboratório de Empresas Tecnológicas Campus da FEUP Rua Dr. Roberto Frias, 378 4200-465 Porto Portugal T +351 222 094 000 F +351 222 094 000 www@inescporto.pt www.inescporto.pt José

Leia mais

Marketing Territorial: uma aposta regional?

Marketing Territorial: uma aposta regional? Marketing Territorial: uma aposta regional? Conferência Alentejo Atractivo: nas rotas do Investimento Global Évora, 10 de Março de 2012 Contexto Contexto de competição entre territórios - regiões, cidades,

Leia mais

Inovação e Inteligência Competitiva: Desafios para as Empresas e para a Economia Portuguesa

Inovação e Inteligência Competitiva: Desafios para as Empresas e para a Economia Portuguesa QUIDGEST Q-DAY: INOVAÇÃO CONTRA A CRISE Inovação e Inteligência Competitiva: Desafios para as Empresas e para a Economia Portuguesa André Magrinho TAGUSPARK: 09 de Setembro 2009 SUMÁRIO 1. Globalização

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

INDUSCRIA. PLATAFORMA PARA AS INDÚSTRIAS CRIATIVAS Um Contributo para as Novas Geografias Cosmopolitas

INDUSCRIA. PLATAFORMA PARA AS INDÚSTRIAS CRIATIVAS Um Contributo para as Novas Geografias Cosmopolitas OS CONSULTORES Instituicões & Empresas Associadas: GAB. COORDENADOR da ESTRATÉGIA DE LISBOA e do PLANO TECNOLÓGICO CEDRU_Centro de Estudos e Desenvolv. Regional e Urbano McKINSEY & Company PLMJ ASSOCIADOS_Sociedade

Leia mais

IV Seminário Plataformas Logísticas Ibéricas

IV Seminário Plataformas Logísticas Ibéricas IV Seminário Plataformas Logísticas Ibéricas Preparar a Retoma, Repensar a Logística 10 de Novembro NOVOHOTEL SETUBAL Comunicação: Factores de Atractividade da oferta logística do Alentejo Orador: Dr.

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

DO PÓLO DE SOFTWARE DO MINHO AO CENTRO DE EXCELÊNCIA EM DESMATERIALIZAÇÃO DE TRANSACÇÕES

DO PÓLO DE SOFTWARE DO MINHO AO CENTRO DE EXCELÊNCIA EM DESMATERIALIZAÇÃO DE TRANSACÇÕES DO PÓLO DE SOFTWARE DO MINHO AO CENTRO DE EXCELÊNCIA EM DESMATERIALIZAÇÃO DE TRANSACÇÕES Pedro Vilarinho COTEC Portugal 26 de Junho de 2008 AGENDA O Pólo de Software do Minho no Plano Estratégico da COTEC

Leia mais

2ª Reunião do National Supporting Group (NSG) - Projecto Ele.C.Tra. Lisboa, 13 de Junho de 2015

2ª Reunião do National Supporting Group (NSG) - Projecto Ele.C.Tra. Lisboa, 13 de Junho de 2015 2ª Reunião do National Supporting Group (NSG) - Projecto Ele.C.Tra Lisboa, 13 de Junho de 2015 EMEL EMEL Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa, E.M. S.A., tem como objecto a gestão

Leia mais

Relatório de Responsabilidade Social da SOLFUT

Relatório de Responsabilidade Social da SOLFUT 1 Janeiro de 2014 a 31 de Dezembro de 2014 Construir um mundo melhor começa num Sonho. Quem sonha, partilha o sonho e envolve os outros para agirem. E como diz o poeta a obra nasce! 2 Índice 1. Introdução

Leia mais

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 A aposta no apoio à internacionalização tem sido um dos propósitos da AIDA que, ao longo dos anos, tem vindo a realizar diversas acções direccionadas para

Leia mais

GUIA INFORMATIVO PARA ORGANIZAÇÕES

GUIA INFORMATIVO PARA ORGANIZAÇÕES GUIA INFORMATIVO PARA ORGANIZAÇÕES FICHA TÉCNICA Organização: Câmara Municipal da Amadora, Gabinete de Acção Social Equipa Técnica: Ana Costa, Rute Gonçalves e Sandra Pereira Design/Paginação: Estrelas

Leia mais

SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Sistema de Incentivos às Empresas O que é? é um dos instrumentos fundamentais das políticas públicas de dinamização económica, designadamente em matéria da promoção da

Leia mais

Síntese do estudo sobre A ADESÃO DAS PME NACIONAIS À PRÁTICA DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO

Síntese do estudo sobre A ADESÃO DAS PME NACIONAIS À PRÁTICA DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO Síntese do estudo sobre A ADESÃO DAS PME NACIONAIS À PRÁTICA DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO 1. PRINCIPAIS CONCLUSÕES Há um entendimento razoável das vantagens da prática do comércio electrónico no seio das PME

Leia mais

CURSO GESTÃO DA MOBILIDADE E DESLOCAÇÕES

CURSO GESTÃO DA MOBILIDADE E DESLOCAÇÕES CURSO GESTÃO DA MOBILIDADE E DESLOCAÇÕES NAS EMPRESAS PLANEAR PARA A REDUÇÃO DE CUSTOS E OPTIMIZAÇÃO DE SOLUÇÕES 19 e 20 Fevereiro 2013 Auditório dos CTT- Correios de Portugal Lisboa Horário Laboral: 09h30

Leia mais

a emergência das tecnologias open source no SIG municipal de guimarães

a emergência das tecnologias open source no SIG municipal de guimarães a emergência das tecnologias open source no SIG municipal de guimarães processo de modernização administrativa prestação de um melhor serviço aos cidadãos utilização mais eficiente dos seus recursos no

Leia mais

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Centro Cultural de Belém, Lisboa, 11 de Outubro de 2006 Intervenção do Secretário

Leia mais

1. Objectivos do Observatório da Inclusão Financeira

1. Objectivos do Observatório da Inclusão Financeira Inclusão Financeira Inclusão Financeira Ao longo da última década, Angola tem dado importantes passos na construção dos pilares que hoje sustentam o caminho do desenvolvimento económico, melhoria das

Leia mais

O Fórum Económico de Marvila

O Fórum Económico de Marvila Agenda O Fórum Económico de Marvila A iniciativa Cidadania e voluntariado: um desafio para Marvila A Sair da Casca O voluntariado empresarial e as políticas de envolvimento com a comunidade Tipos de voluntariado

Leia mais

A APECATE - Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos, constituída por escritura pública em 17 de Janeiro de

A APECATE - Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos, constituída por escritura pública em 17 de Janeiro de Turismo de Natureza e Sustentabilidade QUEM SOMOS A APECATE - Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos, constituída por escritura pública em 17 de Janeiro de 2007,

Leia mais

Mecanismos e modelos de apoio à Comunidade Associativa e Empresarial da Indústria Extractiva

Mecanismos e modelos de apoio à Comunidade Associativa e Empresarial da Indústria Extractiva centro tecnológico da cerâmica e do vidro coimbra portugal Mecanismos e modelos de apoio à Comunidade Associativa e Empresarial da Indústria Extractiva Victor Francisco CTCV Responsável Unidade Gestão

Leia mais

Carteira. de formação. análise às nossas oportunidades e recursos. Missão, Visão e Objectivos. Desenvolver competências técnicas e transversais

Carteira. de formação. análise às nossas oportunidades e recursos. Missão, Visão e Objectivos. Desenvolver competências técnicas e transversais conteúdos: Programa de formação avançada centrado nas competências e necessidades dos profissionais. PÁGINA 2 Cinco motivos para prefirir a INOVE RH como o seu parceiro, numa ligação baseada na igualdade

Leia mais

Conteúdo. - Apresentação da empresa. - Porquê a certificação em NP 4457:2007? - Contexto para a certificação. - Processo de implementação

Conteúdo. - Apresentação da empresa. - Porquê a certificação em NP 4457:2007? - Contexto para a certificação. - Processo de implementação COTEC 2010/10/19 Conteúdo - Apresentação da empresa - Porquê a certificação em NP 4457:2007? - Contexto para a certificação - Processo de implementação - Factores críticos de sucesso visão.c Apresentação

Leia mais

Linhas de Acção. 1. Planeamento Integrado. Acções a desenvolver: a) Plano de Desenvolvimento Social

Linhas de Acção. 1. Planeamento Integrado. Acções a desenvolver: a) Plano de Desenvolvimento Social PLANO DE ACÇÃO 2007 Introdução O CLASA - Conselho Local de Acção Social de Almada, de acordo com a filosofia do Programa da Rede Social, tem vindo a suportar a sua intervenção em dois eixos estruturantes

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO O Programa Nacional de Microcrédito, criado pela Resolução do Conselho de Ministros Nº 16/2010, pretende ser uma medida de estímulo à criação de emprego e ao empreendedorismo entre

Leia mais

20 Junho 2008. 13.Outubro.2008

20 Junho 2008. 13.Outubro.2008 20 Junho 2008 13.Outubro.2008 A Pool-net tem como objecto principal a Gestão e Coordenação do Pólo de Competitividade Engineering & Tooling, enquanto instrumento de operacionalização do Plano Estratégico

Leia mais

A Vortal é uma empresa portuguesa, líder destacada no mercado ibérico de comércio G2B2B (government-to-business-to-business).

A Vortal é uma empresa portuguesa, líder destacada no mercado ibérico de comércio G2B2B (government-to-business-to-business). Uma parceria: A Confidencial Imobiliário é a primeira publicação dirigida ao sector imobiliário, com uma tradição de 20 anos a divulgar os preços do mercado imobiliário Publica a revista Confidencial Imobiliário

Leia mais

Nota: texto da autoria do IAPMEI - UR PME, publicado na revista Ideias & Mercados, da NERSANT edição Setembro/Outubro 2005.

Nota: texto da autoria do IAPMEI - UR PME, publicado na revista Ideias & Mercados, da NERSANT edição Setembro/Outubro 2005. Cooperação empresarial, uma estratégia para o sucesso Nota: texto da autoria do IAPMEI - UR PME, publicado na revista Ideias & Mercados, da NERSANT edição Setembro/Outubro 2005. É reconhecida a fraca predisposição

Leia mais

O impacto do (Des) Emprego na Pobreza e Exclusão Social no Porto-Tâmega Pistas de Acção Estratégicas Medida 1.4 Valorização e Promoção Regional e Local OBJECTIVOS DO PROJECTO: Caracterizar as dinâmicas

Leia mais

6. ESTRATÉGIAS DE ACÇÃO Relatório Agenda 21 - CASCAIS 2007 119 A implementação de uma estratégia no âmbito da Agenda Local 21 é apenas alcançável com a colaboração de todos os actores que actuam no Concelho,

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão da Qualidade e Ambiente

Sistema Integrado de Gestão da Qualidade e Ambiente Sistema Integrado de Gestão da Qualidade e Ambiente Concelho de Esposende Distrito de Braga 15 Freguesias Área - Cerca de 95 Km2 População - 33.325 habitantes ( x 3 na época balnear ) Orla Costeira Parque

Leia mais

NAVARRA SETÚBAL PENÍNSULA BASILICATA. Inteligencia em inovação, Centro de Inovação. Fórum da Indústria Automóv el de Palmela

NAVARRA SETÚBAL PENÍNSULA BASILICATA. Inteligencia em inovação, Centro de Inovação. Fórum da Indústria Automóv el de Palmela BASILICATA NAVARRA SETÚBAL PENÍNSULA Fórum da Indústria Automóv el de Palmela Inteligencia em inovação, Centro de Inovação 2007 A INDÚSTRIA AUTOMÓVEL DE PALMELA NO CONTEXTO INTERNACIONAL Caracterização

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA 1. ENQUADRAMENTO Nos últimos 3 anos e meio a Câmara Municipal de Lisboa vem desenvolvendo uma estratégia para a valorização económica da cidade e captação de investimento (http://www.cm-lisboa.pt/investir)

Leia mais

Uma Administração pública em rede

Uma Administração pública em rede Uma Administração pública em rede Maria Manuel Leitão Marques Unidade de Coordenação da Modernização Administrativa ucma@ucma.gov.pt Resumo Por detrás dos mais variados produtos e serviços que consumimos

Leia mais

Smart Cities em Portugal: Uma realidade emergente

Smart Cities em Portugal: Uma realidade emergente Smart Cities em Portugal: Uma realidade emergente Agenda Digital Local Formação Smart Cities 29 de Outubro de 2013 estrutura da apresentação Conceito de Smart City para além da tecnologia Smart Cities

Leia mais

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA 3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA ORGANIZAÇÃO PARCERIA UMA PUBLICAÇÃO Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa APRESENTAÇÃO Depois de duas edições,

Leia mais

RESUMO ACÇÕES DPCE. Resumo

RESUMO ACÇÕES DPCE. Resumo RESUMO ACÇÕES DPCE Resumo RESUMO ACÇÕES DPCE 2 DPCE Resumo Novembro 20 Grau de Implementação Projectos Oficina Empresarial # Projectos em Curso Grau de Implementação Mês Gestão de Clientes e Contactos

Leia mais

NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS

NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS Sessão de Esclarecimento Associação Comercial de Braga 8 de abril de 2015 / GlobFive e Creative Zone PT2020 OBJETIVOS DO PORTUGAL 2020 Promover a Inovação empresarial (transversal);

Leia mais

NEWSLETTER. Uma nova dimensão Gescar. Uma parceria pelas PME. Buscando a excelência a cada passo ANO I SETEMBRO-NOVEMBRO 2011

NEWSLETTER. Uma nova dimensão Gescar. Uma parceria pelas PME. Buscando a excelência a cada passo ANO I SETEMBRO-NOVEMBRO 2011 NEWSLETTER ANO I SETEMBRO-NOVEMBRO 2011 Uma nova dimensão Gescar A Gescar Comunicação existe para dar uma nova dimensão à sua empresa, destacando-a da concorrência e dotando-a de uma identidade única.

Leia mais

O GRUPO AITEC. Breve Apresentação

O GRUPO AITEC. Breve Apresentação O GRUPO AITEC Breve Apresentação Missão Antecipar tendências, identificando, criando e desenvolvendo empresas e ofertas criadoras de valor no mercado mundial das Tecnologias de Informação e Comunicação

Leia mais

De acordo com os objectivos previamente definidos para esta investigação, apresentamos de seguida as respectivas conclusões:

De acordo com os objectivos previamente definidos para esta investigação, apresentamos de seguida as respectivas conclusões: 7.1 Conclusões De acordo com os objectivos previamente definidos para esta investigação, apresentamos de seguida as respectivas conclusões: 1 - Descrever os instrumentos/modelos de gestão e marketing estratégicos

Leia mais

08/Junho/2011 5ª REUNIÃO DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO

08/Junho/2011 5ª REUNIÃO DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO 08/Junho/2011 5ª REUNIÃO DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO Aprovação do Relatório de Execução de 2010 Estrutura do Relatório de Execução 2010 Estrutura do Relatório de Execução de 2010 do PORL: 1. Apresentação

Leia mais

Dinâmicas de exportação e de internacionalização

Dinâmicas de exportação e de internacionalização Dinâmicas de exportação e de internacionalização das PME Contribuição da DPIF/ Como fazemos? 1. Posicionamento e actuação da DPIF A DPIF tem como Missão: Facilitar o acesso a financiamento pelas PME e

Leia mais

Iniciativa PE2020. A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos. António Manzoni/Vilar Filipe

Iniciativa PE2020. A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos. António Manzoni/Vilar Filipe Iniciativa PE2020 A Engenharia como fator de competitividade Projetos colaborativos António Manzoni/Vilar Filipe Novembro 2013 Projeto Engenharia 2020 Preocupações macroeconómicas Papel da engenharia na

Leia mais

O Cluster Habitat Sustentável - rede de cooperação para a sustentabilidade

O Cluster Habitat Sustentável - rede de cooperação para a sustentabilidade O Cluster Habitat Sustentável - rede de cooperação para a sustentabilidade Congresso LiderA 2013 Lisboa, 28/05/2013 Victor Ferreira (Plataforma Construção Sustentável) Cluster Habitat Sustentável - Rede

Leia mais

Consultoria de Gestão Sistemas Integrados de Gestão Contabilidade e Fiscalidade Recursos Humanos Marketing e Comunicação Consultoria Financeira JOPAC SOLUÇÕES GLOBAIS de GESTÃO jopac.pt «A mudança é a

Leia mais

SIARL / Sistema de Administração do recurso Litoral. ajherdeiro@dgterritorio.pt mota.lopes@apambiente.pt

SIARL / Sistema de Administração do recurso Litoral. ajherdeiro@dgterritorio.pt mota.lopes@apambiente.pt SIARL / Sistema de Administração do recurso Litoral Uma Plataforma Colaborativa para apoiar a Gestão do Litoral ajherdeiro@dgterritorio.pt j @ g p mota.lopes@apambiente.pt Lugares comuns de quem lida com

Leia mais

SESSÃO DE ENCERRAMENTO DO VENTURE CAPITAL IT 2006

SESSÃO DE ENCERRAMENTO DO VENTURE CAPITAL IT 2006 SESSÃO DE ENCERRAMENTO DO VENTURE CAPITAL IT 2006 Jaime Andrez Presidente do CD do IAPMEI 10 de Maio de 2006 Minhas Senhoras e meus Senhores, 1. Em nome do Senhor Secretário de Estado Adjunto, da Indústria

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME

CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA FORMAÇÃO-ACÇÃO PME NATUREZA DO PROGRAMA O Programa Formação-Acção PME consiste num itinerário de Formação e Consultoria Especializada (Formação-Acção Individualizada), inteiramente

Leia mais

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA Introdução Nesta edição do Catálogo de Serviços apresentamos os vários tipos de serviços que compõe a actual oferta da Primavera na área dos serviços de consultoria.

Leia mais

ANA AEROPORTOS REDES DE CONHECIMENTO

ANA AEROPORTOS REDES DE CONHECIMENTO PARTILHAR PARTILHAR ANA AEROPORTOS REDES DE CONHECIMENTO A ORGANIZAÇÃO O sector da aviação civil, dada a sua natureza, está sujeito a regulamentação internacional, europeia e nacional, que regula e uniformiza

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA Quem Somos Somos um grupo de empresas de prestação de serviços profissionais nas áreas das Tecnologias de Informação, Comunicação e Gestão. Estamos presente em Portugal,

Leia mais

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE A LINK THINK AVANÇA COM PROGRAMA DE FORMAÇÃO PROFISSONAL PARA 2012 A LINK THINK,

Leia mais

Perfil de Competências Transversais e de Formação do Empreendedor

Perfil de Competências Transversais e de Formação do Empreendedor CARACTERIZAÇÃO DO PRODUTO Perfil de Competências Transversais e de Formação do Empreendedor Produção apoiada pelo Programa Operacional de Emprego, Formação e Desenvolvimento Social (POEFDS), co-financiado

Leia mais

Condições do Franchising

Condições do Franchising Condições do Franchising ÍNDICE Introdução 1. Vantagens em entrar num negócio de franchising 2. O que nos distingue como sistema de franchising 2.1. vantagens para o franchisado face a outras redes 2.2.

Leia mais

A ISO 26000 e a sua relação com os referenciais certificáveis. Os 7 temas fundamentais da ISO 26000 vertente Ambiente - A experiência da EGEO

A ISO 26000 e a sua relação com os referenciais certificáveis. Os 7 temas fundamentais da ISO 26000 vertente Ambiente - A experiência da EGEO A ISO 26000 e a sua relação com os referenciais certificáveis Os 7 temas fundamentais da ISO 26000 vertente Ambiente - A experiência da EGEO Ana Maria Lopes CONTEÚDO EGEO SIG- nas empresas da EGEO social

Leia mais

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS. Coerência das Políticas: O Desafio do Desenvolvimento. Sessão Pública ABERTURA

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS. Coerência das Políticas: O Desafio do Desenvolvimento. Sessão Pública ABERTURA MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS Coerência das Políticas: O Desafio do Desenvolvimento Sessão Pública 19.01.2011 Assembleia da República ABERTURA Senhor Presidente da Comissão dos Negócios Estrangeiros

Leia mais

COMPETIR CATÁLOGO DE FORMAÇÃO 2010 - PLANO FORMATIVO. www.competiracores.com. Formação e Serviços, S.A. Design www.craveirodesign.

COMPETIR CATÁLOGO DE FORMAÇÃO 2010 - PLANO FORMATIVO. www.competiracores.com. Formação e Serviços, S.A. Design www.craveirodesign. Design www.craveirodesign.com COMPETIR Formação e Serviços, S.A. www.competiracores.com CATÁLOGO DE FORMAÇÃO 2010 - PLANO FORMATIVO Quem Somos A Competir-Açores está integrada no Grupo COMPETIR e estamos

Leia mais

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia:

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia: GRUPO FERREIRA A GFH, é um Grupo sólido e inovador, detendo um curriculum de projectos de qualidade reconhecida, com um portfólio de negócios diversificado, e que aposta no processo de internacionalização,

Leia mais

1. IDT Consulting. 2. Gestão da Inovação: importância e ferramentas. 3. Promoção da Criatividade e Gestão de Ideias

1. IDT Consulting. 2. Gestão da Inovação: importância e ferramentas. 3. Promoção da Criatividade e Gestão de Ideias GESTÃO DA INOVAÇÃO AGENDA 1. IDT Consulting 2. Gestão da Inovação: importância e ferramentas 3. Promoção da Criatividade e Gestão de Ideias 4. Diagnósticos Estratégicos de Inovação 5. Implementação de

Leia mais

Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. (2010-2015) ENED Plano de Acção

Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. (2010-2015) ENED Plano de Acção Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (2010-2015) ENED Plano de Acção Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (2010-2015) ENED Plano de Acção 02 Estratégia Nacional de

Leia mais

Dinamizar o Empreendedorismo e promover a Criação de Empresas

Dinamizar o Empreendedorismo e promover a Criação de Empresas Dinamizar o Empreendedorismo e promover a Criação de Empresas À semelhança do que acontece nas sociedades contemporâneas mais avançadas, a sociedade portuguesa defronta-se hoje com novos e mais intensos

Leia mais

INDICE INTRODUÇÃO OBJETIVOS RESULTADOS DESTINATÁRIOS CONDIÇÕES DE ACESSO BENEFÍCIOS PARA AS EMPRESAS PARTICIPANTES CLUSTER AGROALIMENTAR

INDICE INTRODUÇÃO OBJETIVOS RESULTADOS DESTINATÁRIOS CONDIÇÕES DE ACESSO BENEFÍCIOS PARA AS EMPRESAS PARTICIPANTES CLUSTER AGROALIMENTAR INDICE INTRODUÇÃO OBJETIVOS RESULTADOS DESTINATÁRIOS CONDIÇÕES DE ACESSO BENEFÍCIOS PARA AS EMPRESAS PARTICIPANTES CLUSTER AGROALIMENTAR PLANO DE AÇÃO DO CLUSTER CONTATOS PARCEIROS 1 INTRODUÇÃO O desafio

Leia mais

Kit de Auto-Diagnóstico de Necessidades, Auto-Formação e Auto-Avaliação da Formação em Gestão

Kit de Auto-Diagnóstico de Necessidades, Auto-Formação e Auto-Avaliação da Formação em Gestão CARACTERIZAÇÃO DO PRODUTO Kit de Auto-Diagnóstico de Necessidades, Auto-Formação e Auto-Avaliação da Formação em Gestão Produção apoiada pelo Programa Operacional de Emprego, Formação e Desenvolvimento

Leia mais

AGENDA 21 LOCAL CONDEIXA-A-NOVA

AGENDA 21 LOCAL CONDEIXA-A-NOVA AGENDA 21 LOCAL CONDEIXA-A-NOVA PLANO DE COMUNICAÇÃO E DIVULGAÇÃO Deliverable 4 Fase 2 Novembro 2008 1 P á g i n a Índice 1. Objectivos... 3 2. Públicos-alvo... 4 3. Estratégia de Comunicação... 5 3.1

Leia mais

Apresentação da Empresa

Apresentação da Empresa Apresentação da Empresa Apresentamos a Coversteel S.A., uma nova Empresa constituída em Dezembro de 2011, dirigida a uma oportunidade que apareceu no mercado nacional, na área dos revestimentos metálicos

Leia mais

Carta de Compromisso - Centro para a Qualificação Profissional e o Ensino Profissional

Carta de Compromisso - Centro para a Qualificação Profissional e o Ensino Profissional Carta de Compromisso - Centro para a Qualificação Profissional e o Ensino Profissional 1024036 - PROFIFORMA, GABINETE DE CONSULTADORIA E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, LDA Missão É missão do CQEP Profiforma: -

Leia mais

DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DO MERCADO DAS MULTILATERAIS FINANCEIRAS

DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DO MERCADO DAS MULTILATERAIS FINANCEIRAS PROJECTO DE ACTA DA 1ª REUNIÃO DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DO MERCADO DAS MULTILATERAIS FINANCEIRAS Aos sete dias do mês de Abril de dois mil e dez, realizou-se nas instalações da AICEP Agência para

Leia mais

Neste contexto, o IDIT vai intervir em 31 empresas localizadas no Norte de Portugal, e 28 empresas localizadas na Região Centro.

Neste contexto, o IDIT vai intervir em 31 empresas localizadas no Norte de Portugal, e 28 empresas localizadas na Região Centro. NEWSLETTER 1 O IDIT O IDIT Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica é uma associação privada de utilidade pública, sem fins lucrativos, cujo objectivo primordial é contribuir para a modernização

Leia mais

Consultoria de Gestão. Projectos de Investimento. Formação Profissional

Consultoria de Gestão. Projectos de Investimento. Formação Profissional Consultoria de Gestão Projectos de Investimento Formação Profissional - 2009 - Candidaturas de 22 de Janeiro a 11 de Março O Objectivo Modernizar e revitalizar a actividade comercial, em especial, em centros

Leia mais

Volta a Portugal de Apoio ao Emprego

Volta a Portugal de Apoio ao Emprego Volta a Portugal de Apoio ao Emprego Promoção do Empreendedorismo 2011-2015 20 Setembro 2013 Índice Apresentação do Projecto - objectivos Apresentação da RRAE Acções gerais Acções para a Rede Acções para

Leia mais

Índice. Quem somos... 3. Comunicação... 4. Parcerias e eventos... 5. Contactos... 6

Índice. Quem somos... 3. Comunicação... 4. Parcerias e eventos... 5. Contactos... 6 MARKETING SOLUTIONS Índice Quem somos... 3 Comunicação... 4 Parcerias e eventos... 5 Contactos... 6 2 Quem somos AGAINSTIME é uma empresa de consultoria de serviços em Marketing, que surge no mercado numa

Leia mais

III Encontro Nacional de BIC s

III Encontro Nacional de BIC s de BIC s de BIC s Decorreu a 18 de Maio, em Abrantes, num hotel com uma vista magnífica para a Barragem de Castelo de Bode o 3º Encontro de BIC s (Business Innovation Centers Portugueses). Neste encontro

Leia mais

EXPORTAR MAIS - PLANO DE ACÇÃO 2008

EXPORTAR MAIS - PLANO DE ACÇÃO 2008 EXPORTAR MAIS - PLANO DE ACÇÃO 2008 AEP - Associação Empresarial de Portugal Direcção de Serviços às Empresas Internacionalização e Promoção Externa Leça da Palmeira, 26 de Junho de 2008 A/C Direcção Comercial/Exportação

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Identidade, Competitividade, Responsabilidade Acordo de Parceria Consagra a política de desenvolvimento económico, social, ambiental e territorial Define

Leia mais

PLANO DE SOLUÇÕES INTEGRADAS DE ACESSIBILIDADE PARA TODOS. Município da Miranda do Corvo

PLANO DE SOLUÇÕES INTEGRADAS DE ACESSIBILIDADE PARA TODOS. Município da Miranda do Corvo PLANO DE SOLUÇÕES INTEGRADAS DE ACESSIBILIDADE PARA TODOS Município da Miranda do Corvo A POPULAÇÃO É DIVERSA Vivemos numa sociedade estereotipada, desenhada para a maioria, que não tem em conta os direitos

Leia mais

UMA ASSOCIAÇÃO GLOBAL PARA ALIANÇAS ESTRATÉGICAS

UMA ASSOCIAÇÃO GLOBAL PARA ALIANÇAS ESTRATÉGICAS UMA ASSOCIAÇÃO GLOBAL PARA ALIANÇAS ESTRATÉGICAS UMA ASSOCIAÇÃO GLOBAL PARA ALIANÇAS ESTRATÉGICAS Presente em mais de 80 países e com mais de 280 escritórios em todos os Continentes, a MGI é uma das maiores

Leia mais