Sondagem: Expectativas Econômicas do Transportador Rodoviário

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sondagem: Expectativas Econômicas do Transportador Rodoviário"

Transcrição

1

2 Sondagem: Expectativas Econômicas do Transportador Rodoviário

3 ApresentAção A sondagem Expectativas Econômicas do Transportador Rodoviário 2012 apresenta a visão do empresário do transporte rodoviário com relação a importantes aspectos da economia para este ano. No levantamento, revela-se o que os transportadores esperam dos investimentos públicos e as pretensões em relação aos próprios investimentos. A sondagem, feita em 289 empresas, mostra o que pensa o setor transportador a respeito da documento uma importante análise setorial da conjuntura econômica para e pesquisas voltados à melhoria das condições da atividade transportadora brasileira. Senador Clésio Andrade Presidente da CNT

4 ÍnDICe Dados Técnicos...05 Metodologia Carga Tributária do Setor...08 Juros Atividade de Transporte Aquisição de Veículos...16 Conclusão...17 Anexo...19

5 DADos técnicos Sondagem: Expectativas Econômicas do Transportador Rodoviário para 2012 Público alvo: Abrangência Método de coleta: Empresas de Transporte de Cargas, Passageiros Urbanos ou Passageiros Rodoviários Nacional Coleta de dados via internet Respostas válidas: 289 Período de coleta: 13 de janeiro a 02 de março de 2012 MetoDologIA pela Confederação Nacional do Transporte com empresas do Transporte Rodoviário de coleta de dados foi feita mediante aplicação de formulário eletrônico encaminhado aos dirigentes das empresas. 5

6 produto Interno Bruto Menos De 10% Dos transportadores ACreDItAM em recessão econômica em 2012 baixo desempenho da atividade econômica, o transportador rodoviário não acredita em desaceleração da produção econômica brasileira em Em parte, esse comportamento ano passado. entrevistados, enquanto os que acreditam em redução acentuada da produção econômica Expectativa para a Taxa de Crescimento do PIB Brasileiro 25 (8,7%) 132(45,7%) 109 (37,7%) 23 (8,0%) 6

7 InflAção transportador espera MAnutenção DA taxa De InflAção preços para atividade é baixo. as pequenas transportadoras são mais vulneráveis às variações de preços de insumos dado seu menor poder de barganha junto ao fornecedor. Desta forma, essas empresas percebem Expectativa para a Taxa de Inflação 46 (15,9%) 121(41,9%) 111 (38,4%) 11 (3,8%) Impacto da Taxa de Inflação na Atividade de Transporte 24 (8,3%) Baixo 145(50,2%) Moderado 115 (39,8%) Elevado 5 (1,7%) 7

8 CArgA tributária Do setor empresários AnteCIpAM AuMento De CArgA tributária Do setor É consenso entre os transportadores rodoviários, de carga e de passageiros, que a carga transportadores questionados, apenas 35 responderam que o impacto desta variável em sua atividade é ou moderado ou baixo. Os empresários revelam expectativa de elevação da carga tributária em Metade dos transportadores participantes desse levantamento acredita que, em 2012, haverá aumento da carga tributária. Apenas 17 entrevistados acreditam na redução das alíquotas para o setor neste ano. Expectativa Sobre a Carga Tributária 17 (5,9%) 116 (40,1%) 148 (51,2%) 8 (2,8%) Impacto da Carga Tributária Sobre a Atividade de Transporte Rodoviário 4 (1,4%) Baixo 31 (10,7%) Moderado 252 (87,2%) Elevado 2 (0,7%) 8

9 juros ApenAs um terço Dos transportadores ACreDItA na redução DA taxa De juros em 2012, ApesAr De o governo ter AnunCIADo redução DA selic para por cinco reuniões consecutivas 3 e de o governo transportadores rodoviários entrevistados acreditam na redução do custo do capital no país. destacar que a taxa de juros é um dos fatores determinantes na decisão de investimento, investimentos no setor. Quando se considera na análise o porte da empresa, percebe-se que a taxa de juros é uma questão mais relevante para a atividade das empresas menores, com até 49 empregados, porque elas enfrentam maiores restrições ao crédito. Das 289 empresas entrevistadas, 187 entre 1 e 49 empregados. Expectativa de Evolução de Taxas de Juros 94 (32,5%) 86 (29,8%) 101 (34,9%) 8 (2,8%) Impacto da Taxa de Juros na Atividade de Transporte 25 (8,7%) Baixo 73 (25,3%) Moderado 187 (64,7%) Elevado 4 (1,4%) 2. Taxa básica de juros do país. 9

10 CrIse econômica InternACIonAl transportadores esperam que A CrIse econômica InternACIonAl IMpACte MoDerADAMente A economia nacional crise será severo para o desempenho econômico brasileiro em O resultado revela que fundamentos da economia nacional. A Crise Econômica Internacional Afetará o Brasil? Expectativa de Impacto da Crise Internacional 35 (12,1%) Não 244 (84,4%) Sim 10 (3,5%) 48 (19,7%) Baixo 163 (66,8%) Moderado 25 (10,2%) Elevado 8 (3,3%) 10

11 InvestIMentos o CenárIo é De InDefInIção quanto Ao volume De InvestIMentos em 2012 saneamento, habitação, energia, transporte, entre outras. Os investimentos em infraestrutura público e privado, aumentará em Quando considerado apenas o investimento público federal em infraestrutura geral, a proporção é mantida, registrando-se 135 transportadores esperam redução dos recursos destinados à infraestrutura geral no país. Os entrevistados se dividem quando questionados sobre o volume do investimento público em infraestrutura rodoviária. Dos 289 respondentes, 116 acreditam na elevação do investimento, enquanto 110 na manutenção do nível de recursos empregados em infraestrutura pelo governo. Houve 135 respostas para a elevação do investimento contra 108 para a manutenção do volume de recursos investidos pela iniciativa privada. Quando questionados sobre a qualidade das rodovias, os transportadores também grandes transportadores estão mais otimistas quanto à qualidade das rodovias e ao volume de recursos destinados a elas em Expectativa para investimento Total no País Expectativa para Investimento Público em Intraestrutura Geral 30 (10,4%) 113 (39,1%) 131 (45,3%) 15 (5,2%) 46 (15,9%) 97 (33,6%) 135 (46,7%) 11 (3,8%) 11

12 Expectativa para Investimento Público em Intraestrutura Rodoviária Expectativa para Investimento Privado em Intraestrutura Rodoviária 53 (18,3%) 110 (38,1%) 116 (40,1%) 10 (3,5%) 28 (9,7%) 108 (37,4%) 135(46,7%) 18 (6,2%) Expectativa para Condição das Rodovias 72 (24,9%) Piorar 102 (35,3%) Manter-se 112(38,8%) Melhorar 3 (1,0%) 12

13 AtIvIDADe De transporte transportadores ACreDItAM na expansão De sua AtIvIDADe Os transportadores rodoviários revelam expectativas de crescimento da atividade em 2012, apesar do efeito da crise internacional sobre a economia interna, do baixo crescimento taxa de juros interna. e do volume de passageiros e de cargas a ser transportado em É interessante transportadores revelam a intenção de aumentar a contratação formal de empregados em Dentre as empresas que possuem entre 50 e 99 empregados, a expectativa é de que Expectativa para Receita Bruta Expectativa para o Número de Viagens Realizadas pelos Veículos da Empresa 34 (11,8%) 82 (28,4%) 167 (57,8%) 6 (2,1%) 42 (14,5%) 78 (27,0%) 167 (57,8%) 2 (0,7%) Expectativa para o Volume de Carga ou nº de Passageiros Transportados Expectativa para a Contratação Formal de Empregos 40 (13,8%) 77 (26,6%) 156 (54,0%) 16 (5,5%) 48 (16,6%) 112 (38,8%) 123 (42,6%) 6 (2,1%) 13

14 Custo Dos InsuMos ApesAr DA expectativa De MAIor DInAMIsMo em 2012, o transportador se MostrA preocupado quanto Ao Custo Dos InsuMos mais pessimistas sobre o futuro do preço dos insumos. entrevistados. Vale destacar que a elevação do preço desses insumos afeta diretamente a composição de Expectativa para o Preço do Diesel 18 (6,2%) 93 (32,2%) 174 (60,2%) 4 (1,4%) Expectativa para o Preço de Lubrificantes 17 (5,9%) 71 (24,6%) 198 (68,5%) 3 (1,0%) Expectativa para o Preço de Pneus 17 (5,9%) 58 (20,1%) 212 (73,4%) 2 (0,7%) 14

15 InvestIMentos Do setor otimistas, empresários planejam InvestIMentos em 2012 Com base nas projeções de expansão da atividade de transporte e incremento no número de viagens, as empresas de transporte planejam investimentos para Das entrevistadas, manter o tamanho de suas frotas. A comparação dos dados evidencia dois comportamentos das empresas em relação à frota em de veículos, ou seja, substituição de ônibus/caminhões antigos por outros mais novos. Apesar do otimismo quanto à produção do setor, os empresários pretendem manter a Expectativa para o Tamanho da Frota 28 (9,7%) 129 (44,6%) 129 (44,6%) 3 (1,0%) Pretende Adquirir Novos Veículos? 59 (20,4%) Não 193(66,8%) Sim 37 (12,8%) Expectativa de Ampliação das Instalações Físicas Expectativa de Ampliação da Abrangência Geográfica 12 (4,2%) 176 (60,9%) 96 (33,2%) 5 (1,7%) 14 (4,8%) 180 (62,3%) 90 (31,1%) 5 (1,7%) 15

16 AquIsIção De veículos CerCA De 60% Dos transportadores pretendem ADquIrIr novos veículos CoM financiamento Do BnDes podem variar conforme o porte da empresa. Existem programas especiais para empresas aquisição de veículos usados. Esse resultado está alinhado ao obtido sobre as expectativas para taxa de juros no país e sua Qual a Forma de Pagamento será Utilizada para Adquirir o Novo Veículo? 3 (1,6%) À vista 31 (16,1%) Leasing (incluindo Finame Leasing) 120 (62,2%) Finame (financiamento de máquina e veículos do BNDES) 21 (10,9%) Outras formas de financiamento 9 (4,7%) Consórcio 5 (2,6%) Outro* 4 (2,1%) * somente de valor parcial. 16

17 ConClusão em relação aos mais variados temas econômicos para Os entrevistados revelaram, por exemplo, o que esperam do nível de investimentos em infraestrutura de transporte. Também foi possível analisar o impacto de algumas variáveis econômicas sobre a atividade do transportador, conforme o porte da empresa. O resultado foi um retrato preciso e abrangente sobre as expectativas dos transportadores em relação ao futuro próximo do país e de sua atividade. sua atividade. A maior parte desse grupo é composta de pequenas empresas, que dependem mais de empréstimos para administrar seu negócio. Devido ao alto custo do capital no país, mercado. poder de barganha junto a fornecedores. menos em 2012, em comparação ao ano anterior. relação ao investimento privado em infraestrutura rodoviária, o panorama é semelhante: patamar de recursos aplicados. A expectativa de elevação/manutenção do nível de investimento público e privado em a qualidade será mantida. macroeconômico e o setor de transporte, que depende do restante da economia para gerar agregando valor à cadeia produtiva. 17

18 adquirir novos veículos. Contudo, a maioria planeja a manutenção das instalações físicas sobre a atividade de transporte. Como síntese, percebe-se que os transportadores estão otimistas quanto ao crescimento da economia brasileira em 2012 e à elevação da demanda pelos seus serviços. 18

19 ANEXO 19

20 Anexo A Questionário Temas Macroeconômicos Questão 1 - Na sua opinião, como será o comportamento dos seguintes temas em 2012: Taxa de crescimento do PIB Brasileiro (2,87% em 2011*) Inflação (6,55% em 2011*) Carga tributária Taxa de juros Não sabe *Relatório Focus 30/12/2011 Questão 2 - A crise econômica internacional poderá atingir a economia brasileira? Sim Não Não sabe Questão E qual será o impacto da crise internacional na economia brasileira? Alto Moderado Baixo Não sabe Investimento Questão 3 - Em 2012, qual a sua expectativa para o volume de recursos destinados a? Investimento total no país Investimento público em Infraestrutura geral Investimento público em infraestrutura rodoviária Investimento privado em infraestrutura rodoviária Não sabe Questão 4 - Em relação à condição das rodovias verificada em 2011, qual a sua expectativa para 2012? Piorar Manter-se Melhorar Não sabe 20

21 Atividade da Empresa Questão 5 - Com relação à sua atividade, qual é a expectativa para os seguintes tópicos em 2012? Receita bruta Nº de viagens realizadas por seus veículos Volume de carga ou nº de passageiros transportados Contratação formal de empregados Não sabe Questão 6 - Com relação à sua atividade, qual é a expectativa para o preço dos seguintes insumos em 2012? Diesel (média de R$ 2,03 o litro - ANP- em 2011) Lubrificantes Pneus Não sabe Questão 7 - Qual o impacto atual dos seguintes itens para a sua empresa? Carga tributária Elevado Morerado Baixo Não sabe Inflação Taxa de juros Questão 8 - Em relação à estrutura da sua empresa, a sua expectativa para 2012 será: Tamanho da frota Abrangência geográfica da prestação de serviços Instalações físicas Não sabe 21

22 Questão 9 - Sua empresa pretende fazer aquisição de veículos em 2012? Sim Não Não sabe Questão Considerando a possibilidade de aquisição de veículos em 2012, qual a modalidade prioritária de pagamento que pretende utilizar? À vista Leasing (incluindo Finame Leasing) Finame (financiamento de máquinas e veículos do BNDES) Outras formas de financiamento Consórcio Não sabe Outro: 22

23 23

Fase 2 (setembro 2012) Sondagem: Expectativas Econômicas do Transportador Rodoviário - 2012

Fase 2 (setembro 2012) Sondagem: Expectativas Econômicas do Transportador Rodoviário - 2012 Sondagem: Expectativas Econômicas do Transportador Rodoviário - 2012 Apresentação A sondagem Expectativas Econômicas do Transportador Rodoviário 2012 Fase 2 apresenta a visão do empresário do transporte

Leia mais

PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO

PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO Realizada entre os dias 28 de janeiro e 02 de fevereiro de 2016 Analistas consultados: 25 PROJEÇÕES E EXPECTATIVAS DE MERCADO FEBRABAN

Leia mais

SONDAGEM INDUSTRIAL EXPECTATIVAS SÃO NEGATIVAS PARA O INÍCIO DE 2016

SONDAGEM INDUSTRIAL EXPECTATIVAS SÃO NEGATIVAS PARA O INÍCIO DE 2016 SONDAGEM INDUSTRIAL ANO 16 #12 DEZ 2015 EXPECTATIVAS SÃO NEGATIVAS PARA O INÍCIO DE 2016 No encerramento de 2015 os indicadores da sondagem industrial mostraram que a atividade encerrou o ano em queda

Leia mais

O SETOR DE PRÉ-FABRICADOS

O SETOR DE PRÉ-FABRICADOS O SETOR DE PRÉ-FABRICADOS Sumário BALANÇO DE 2016 SONDAGEM DE EXPECTATIVAS DA INDÚSTRIA DE PRÉ-FABRICADOS DE CONCRETO PERSPECTIVAS 2 Como começamos 2016 BALANÇO 2016 Inflação de preços livres se manteve

Leia mais

Indicador de Demanda por Crédito e Investimento do Micro e Pequeno Empresário Março/16

Indicador de Demanda por Crédito e Investimento do Micro e Pequeno Empresário Março/16 Indicador de Demanda por Crédito e Investimento do Micro e Pequeno Empresário Março/16 SPC Brasil e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) INDICADOR DE DEMANDA POR CRÉDITO O indicador de Demanda

Leia mais

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DE ALAGOAS

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DE ALAGOAS SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DE ALAGOAS Indicadores dos Níveis de Atividade e Emprego mantém tendência de retração na Indústria da Construção de Alagoas e do Nordeste no 4º Trimestre de 2015 4º TRI/2015

Leia mais

Introdução à. Macroeconomia

Introdução à. Macroeconomia Introdução à Prof. Fabini Hoelz Bargas Alvarez IBMEC-RJ / UCP O que é? É o estudo da economia como um todo, pois analisa a economia através de suas variáveis fortemente agregadas. Abrange o comportamento

Leia mais

Os sérios desafios da economia. Econ. Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Maio/2016

Os sérios desafios da economia. Econ. Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Maio/2016 Os sérios desafios da economia Econ. Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Maio/2016 1 Os números da economia brasileira que o novo governo precisa enfrentar 11,089 milhões Número de desempregados no Brasil,

Leia mais

Construção civil: desempenho em 2011 e perspectivas para /12/2011

Construção civil: desempenho em 2011 e perspectivas para /12/2011 Construção civil: desempenho em 2011 e perspectivas para 2012 6/12/2011 Desempenho e perspectivas A revisão do PIB Desempenho da cadeia em 2011 Perspectivas Revisão dos números do PIB 2009 Destaque: Os

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Indicadores CNI ISSN 7-70 Ano 5 Número 5 Agosto de 05 RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Crise econômica II - Renda e endividamento 5 Brasileiros sofrem com endividamento e perda de poder de compra Como

Leia mais

PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA INVESTIMENTOS

PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA INVESTIMENTOS PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA INVESTIMENTOS Janeiro/2015 SUMÁRIO Em, menos indústrias paulistas investiram em relação a 2013. Dentre as que investiram, um percentual maior apenas continuou projetos

Leia mais

SET/16 AGO/16. 52,9 43,9 48,4 Queda da produção. 47,1 46,0 47,4 Queda no número de empregados 67,0 66,0 71,2 Redução no uso da capacidade

SET/16 AGO/16. 52,9 43,9 48,4 Queda da produção. 47,1 46,0 47,4 Queda no número de empregados 67,0 66,0 71,2 Redução no uso da capacidade Indicador PRODUÇÃO NÚMERO DE EMPREGADOS UTILIZ. DA CAPACIDADE INSTALADA (UCI) - % UCI EFETIVA- USUAL EVOLUÇÃO DOS ESTOQUES ESTOQUE EFETIVO- PLANEJADO MÉDIA HIST. Setembro e 3º trimestre de 2016 Produção

Leia mais

Impactos da Crise Mundial sobre a Economia Brasileira

Impactos da Crise Mundial sobre a Economia Brasileira Impactos da Crise Mundial sobre a Economia Brasileira Centro das Indústrias do Estado de São Paulo - CIESP Campinas (SP) 29 de julho de 2009 1 CIESP Campinas - 29/07/09 Crise de 2008 breve histórico Início:

Leia mais

Sondagem Indústria da Construção CNI. 23/maio/2014

Sondagem Indústria da Construção CNI. 23/maio/2014 Sondagem Indústria da Construção CNI 23/maio/2014 Sondagem Indústria da Construção 86º Encontro Nacional da Indústria da Construção ENIC Confederação Nacional da Indústria Goiânia 23 de maio de 2014 Indicadores

Leia mais

Maior desaceleração e alerta para inadimplência

Maior desaceleração e alerta para inadimplência jan/11 jul/11 jan/11 jul/11 Maior desaceleração e alerta para inadimplência O crescimento do crédito total do SFN em 12 meses desacelerou 0,7 p.p. em abril, fechando em 10,, totalizando R$ 3,1 trilhões,

Leia mais

CONSTRUÇÃO CIVIL E A CRISE NO BRASIL

CONSTRUÇÃO CIVIL E A CRISE NO BRASIL CONSTRUÇÃO CIVIL E A CRISE NO BRASIL Paulo Safady Simão Presidente da CBIC Brasília 19/03/2008 Representante nacional e internacional das entidades empresariais da Indústria da Construção e do Mercado

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2010

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2010 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2010 As perspectivas do crédito à produção na construção civil e impactos no custo de funding dos empreendimentos Roberto Sampaio

Leia mais

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF. Intenção de Consumo das Famílias

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF. Intenção de Consumo das Famílias Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF Intenção de Consumo das Famílias Núcleo de Estudos Estratégicos Fecomércio SC Março de 2016 SUMÁRIO EMPREGO, REN DA E CONSUMO ATUAIS...

Leia mais

CBIC DA CONSTRUÇÃO 58,5 47,0. Apesar de breve melhora, empresários industriais da construção civil estão cautelosos para os próximos meses

CBIC DA CONSTRUÇÃO 58,5 47,0. Apesar de breve melhora, empresários industriais da construção civil estão cautelosos para os próximos meses DA CONSTRUÇÃO CBIC Palmas, Tocantins - Ano IV, Nº 13, Julho/Setembro de 2014 Apesar de breve melhora, empresários industriais da construção civil estão cautelosos para os próximos meses Seguindo trajetória

Leia mais

O FUTURO DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL RESULTADOS DE UMA PESQUISA DE PROSPECÇÃO TECNOLÓGICA PARA A CADEIA PRODUTIVA DA CONSTRUÇÃO HABITACIONAL

O FUTURO DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL RESULTADOS DE UMA PESQUISA DE PROSPECÇÃO TECNOLÓGICA PARA A CADEIA PRODUTIVA DA CONSTRUÇÃO HABITACIONAL Seminário Internacional Sobre Prospecção em C,T&I Perspectivas de Integração Ibero-Americana 07 e 08 de julho de 00 Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Tecnologia

Leia mais

INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA Ano II Número II julho de 2016

INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA Ano II Número II julho de 2016 INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA Ano II Número II julho de 2016 www.fieto.com.br INCERTEZA ECONÔMICA AFETA NEGATIVAMENTE OS INVESTIMENTOS DA INDÚSTRIA TOCANTINENSE A crise econômica e política presenciada em

Leia mais

A CRISE ECONÔMICA NA VISÃO DOS EMPRESÁRIOS

A CRISE ECONÔMICA NA VISÃO DOS EMPRESÁRIOS A CRISE ECONÔMICA NA VISÃO DOS EMPRESÁRIOS Abril 2016 9 em cada 10 empresários acreditam que a crise tem afetado seus negócios O país vem enfrentando, desde o ano passado, uma crise econômica de grandes

Leia mais

Produto Interno Bruto por setor de atividade

Produto Interno Bruto por setor de atividade Dezembro de 2011 Um ano de crescimento em meio a uma nova crise internacional A economia brasileira fechou o terceiro trimestre com crescimento acumulado no ano de 10,6%. Isso equivale a uma taxa de expansão

Leia mais

Os desafios da economia. Economista Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Outubro/2014

Os desafios da economia. Economista Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Outubro/2014 Os desafios da economia Economista Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Outubro/2014 Os desafios da economia Correção dos rumos da política econômica. Muito mais do que necessidade: É inevitável. Sem ajustes:

Leia mais

Carteira do SFN recua 3,5% em 2016

Carteira do SFN recua 3,5% em 2016 Carteira do SFN recua 3,5% em 2016 Carteira de Crédito no SFN Em 2016, o mercado de crédito fechou com retração de 3,5%. Esta performance frustrante reflete o processo de desalavancagem das famílias e

Leia mais

Agenda 2017 Ano novo, novo ciclo as visões das empresas para um mundo de transformações aceleradas

Agenda 2017 Ano novo, novo ciclo as visões das empresas para um mundo de transformações aceleradas Agenda Ano novo, novo ciclo as visões das empresas para um mundo de transformações aceleradas Agenda Pergunta a responder... Para onde vão a economia, o ambiente de negócios e a gestão empresarial em?

Leia mais

Coletiva de Imprensa. Financiamento Imobiliário 1º Semestre de São Paulo 26 de Julho de Gilberto Duarte de Abreu Filho Presidente

Coletiva de Imprensa. Financiamento Imobiliário 1º Semestre de São Paulo 26 de Julho de Gilberto Duarte de Abreu Filho Presidente Coletiva de Imprensa Financiamento Imobiliário 1º Semestre de 2016 Gilberto Duarte de Abreu Filho Presidente São Paulo 26 de Julho de 2016 Índice 1 2 3 4 5 6 Conjuntura Construção Civil Financiamento Imobiliário

Leia mais

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO ACRE - FIEAC Assessoria Econômica SONDAGEM INDUSTRIAL BOLETIM 3º TRIMESTRE 2005

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO ACRE - FIEAC Assessoria Econômica SONDAGEM INDUSTRIAL BOLETIM 3º TRIMESTRE 2005 FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO ACRE - FIEAC Assessoria Econômica SONDAGEM INDUSTRIAL BOLETIM 3º TRIMESTRE 25 RIO BRANCO/OUTUBRO-25 SONDAGEM INDUSTRIAL RESULTADOS ACRE Assessoria Econômica do Sistema

Leia mais

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF. Intenção de Consumo das Famílias

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF. Intenção de Consumo das Famílias Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF Intenção de Consumo das Famílias Núcleo de Estudos Estratégicos Fecomércio SC Junho de 2016 SUMÁRIO EMPREGO, RENDA E CONSUMO ATUAIS...

Leia mais

ECO Economia Brasileira

ECO Economia Brasileira Federal University of Roraima, Brazil From the SelectedWorks of Elói Martins Senhoras Winter January, 2012 ECO 112 - Economia Brasileira Eloi Martins Senhoras Available at: http://works.bepress.com/eloi/124/

Leia mais

BRASIL 5a. ECONOMIA DO MUNDO: CHEGAREMOS LÁ?

BRASIL 5a. ECONOMIA DO MUNDO: CHEGAREMOS LÁ? 1 Secretaria de Acompanhamento Econômico - SEAE BRASIL 5a. ECONOMIA DO MUNDO: CHEGAREMOS LÁ? Antonio Henrique P. Silveira Secretário de Acompanhamento Econômico 6 de fevereiro de 2010 1 Sumário A Estratégia

Leia mais

Coletiva de Imprensa. Resultados de 2016 e Perspectivas para Gilberto Duarte de Abreu Filho Presidente. São Paulo, 24 de Janeiro de 2017

Coletiva de Imprensa. Resultados de 2016 e Perspectivas para Gilberto Duarte de Abreu Filho Presidente. São Paulo, 24 de Janeiro de 2017 Coletiva de Imprensa Resultados de 2016 e Perspectivas para 2017 Gilberto Duarte de Abreu Filho Presidente São Paulo, 24 de Janeiro de 2017 Índice 1. Conjuntura Econômica 2. Construção Civil 3. Financiamento

Leia mais

BRASIL. Paulo André de Oliveira. Conjuntura Econômica JUROS. Ciclos de expansão da Economia 1. Ciclos de expansão da Economia 2

BRASIL. Paulo André de Oliveira. Conjuntura Econômica JUROS. Ciclos de expansão da Economia 1. Ciclos de expansão da Economia 2 UNESP FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRONÔMICAS Paulo André de Oliveira Pós Graduação Energia na Agricultura Economista DÓLAR Conjuntura Econômica JUROS BRASIL CRISE FINANCEIRA SETOR INTERNO E EXTERNO Ciclos de

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 69 setembro de 2015 Organização técnica: Maurício José Nunes Oliveira assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 69 setembro de 2015 Organização técnica: Maurício José Nunes Oliveira assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 69 setembro de 2015 Organização técnica: Maurício José Nunes Oliveira assessor econômico Para entender o déficit orçamentário do Governo 1 Proposta de Orçamento para 2016 Diante

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 72 outubro de 2015 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 72 outubro de 2015 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 72 outubro de 2015 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise política e crise econômica no Brasil e suas repercussões no mundo 1 1. A crise econômica

Leia mais

PROPOSTA DE PILARES PARA O PRÓXIMO PROGRAMA DE APOIO AS POLÍTICAS (PSI) APRESENTAÇÃO AO SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DOS PROGRAMAS DO FMI E PERSPECTIVAS

PROPOSTA DE PILARES PARA O PRÓXIMO PROGRAMA DE APOIO AS POLÍTICAS (PSI) APRESENTAÇÃO AO SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DOS PROGRAMAS DO FMI E PERSPECTIVAS PROPOSTA DE PILARES PARA O PRÓXIMO PROGRAMA DE APOIO AS POLÍTICAS (PSI) APRESENTAÇÃO AO SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DOS PROGRAMAS DO FMI E PERSPECTIVAS MAPUTO, 11 DE MARÇO DE 2013 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO

Leia mais

Especial Energia e Indústria 3º trimestre de 2015

Especial Energia e Indústria 3º trimestre de 2015 Especial Energia e Indústria 3º trimestre de 2015 Programas de eficiência energética é a principal medida para enfrentar o aumento do custo da energia A Sondagem Industrial do RS do 3º trimestre de 2015

Leia mais

BNDES Automático Prosoft Comercialização MPME Informações básicas sobre o apoio financeiro

BNDES Automático Prosoft Comercialização MPME Informações básicas sobre o apoio financeiro BNDES Automático Prosoft Comercialização MPME Informações básicas sobre o apoio financeiro A seguir as informações sobre as condições financeiras, o objetivo do financiamento, a orientação sobre como solicitar

Leia mais

Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais

Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais Índice de Confiança do Consumidor de Belo Horizonte - ICC Outubro de 2016 Desenvolvido pela Fundação IPEAD, o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) de Belo Horizonte é o único indicador, calculado mensalmente,

Leia mais

EXPECTATIVAS ECONÔMICAS DO TRANSPORTADOR

EXPECTATIVAS ECONÔMICAS DO TRANSPORTADOR EXPECTATIVAS ECONÔMICAS DO TRANSPORTADOR SONDAGEM 2016 EXPECTATIVAS ECONÔMICAS DO TRANSPORTADOR SONDAGEM 2016 Sondagem: expectativas econômicas do transportador 2016. Brasília: CNT, 2016. 78 p. : il. 1.

Leia mais

Resultado de Vendas do Dia das Crianças 2016

Resultado de Vendas do Dia das Crianças 2016 Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina Resultado de Vendas do Dia das Crianças 2016 O perfil do empresário e

Leia mais

Pesquisa Expectativa dos Pequenos Negócios Gaúchos

Pesquisa Expectativa dos Pequenos Negócios Gaúchos Pesquisa Expectativa dos Pequenos Negócios Gaúchos Planejamento e Orçamento 2º trimestre/2013 Julho 2013 Objetivo Aferir, por meio de um índice, as expectativas dos empresários das empresas de micro e

Leia mais

SONDAGEM ESPECIAL RIO GRANDE DO SUL COPA DO MUNDO

SONDAGEM ESPECIAL RIO GRANDE DO SUL COPA DO MUNDO SONDAGEM ESPECIAL COPA DO MUNDO 72,7% dos empresários da construção civil do RS esperam impactos positivos com a realização da copa do mundo 39% acredita que esses impactos se materializem entre 2012-14

Leia mais

IndústriABC. Ano I - Agosto/2016. Região do Grande ABC / SP X = 50 0 X < avaliação otimista - estoque acima do planejado - UCI acima do usual

IndústriABC. Ano I - Agosto/2016. Região do Grande ABC / SP X = 50 0 X < avaliação otimista - estoque acima do planejado - UCI acima do usual Segundo estimativa do próprio governo, a economia brasileira em 20 deverá apresentar outra retração, em torno de 3,1%. No primeiro trimestre deste ano, comparado a igual período do ano anterior, a retração

Leia mais

Inovação como prioridade estratégica do BNDES

Inovação como prioridade estratégica do BNDES Inovação como prioridade estratégica do BNDES Helena Tenorio Veiga de Almeida APIMECRIO 20/04/2012 Histórico do apoio à inovação no BNDES 2 Histórico do apoio à inovação no BNDES 1950 Infraestrutura Econômica

Leia mais

Senhores Conselheiros, Gestores e Membros do Comitê de Investimentos,

Senhores Conselheiros, Gestores e Membros do Comitê de Investimentos, CARTA ECONÔMICA Nº 04/2016 Senhores Conselheiros, Gestores e Membros do Comitê de Investimentos, Notadamente nestes meses iniciais do ano de 2016 o cenário político é que vem dando o tom dos acontecimentos

Leia mais

Estimativa da Trajetória da. Dívida Bruta do Governo Geral do Brasil

Estimativa da Trajetória da. Dívida Bruta do Governo Geral do Brasil MINISTÉRIO DA FAZENDA GABINETE DO MINISTRO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL 29/07/2015 NOTA TÉCNICA DO TESOURO Estimativa da Trajetória da Dívida Bruta do Governo Geral do Brasil A evolução da dívida pública

Leia mais

59 SONDAGEM ESPECIAL

59 SONDAGEM ESPECIAL Indicadores CNI 59 SONDAGEM ESPECIAL Financiamento Mais de um terço das empresas avalia que não há espaço para maior O acesso à linhas de financiamento permite não só a realização de projetos de investimento,

Leia mais

Pesquisa de opinião dos empresários sobre o ajuste fiscal e cortes no orçamento Junho /2015

Pesquisa de opinião dos empresários sobre o ajuste fiscal e cortes no orçamento Junho /2015 Pesquisa de opinião dos empresários sobre o ajuste fiscal e cortes no orçamento Junho /2015 Para 75% dos empresários brasileiros, cortes orçamentários e elevação de impostos terão impacto negativo na economia

Leia mais

Mercado Imobiliário. Desempenho recente e desafios para o Brasil. Fernando Garcia e Ana Maria Castelo

Mercado Imobiliário. Desempenho recente e desafios para o Brasil. Fernando Garcia e Ana Maria Castelo Mercado Imobiliário Desempenho recente e desafios para o Brasil Fernando Garcia e Ana Maria Castelo Os bons ventos no mercado imobiliário brasileiro Evolução dos financiamentos SBPE De janeiro a setembro,

Leia mais

O BNDES mais perto de você. Apoio do BNDES para Biotecnologia e Indústria Farmaceútica. Belo Horizonte MG

O BNDES mais perto de você. Apoio do BNDES para Biotecnologia e Indústria Farmaceútica. Belo Horizonte MG Apoio do BNDES para Biotecnologia e Indústria Farmaceútica Belo Horizonte MG dezembro /2007 Missão do BNDES Promover o desenvolvimento econômico e social Redução das desigualdades sociais e regionais Geração

Leia mais

CHEGADA DO NATAL MARCA INTERRUPÇÃO DA SEQUÊNCIA DE ALTAS NA CONFIANÇA DO COMÉRCIO

CHEGADA DO NATAL MARCA INTERRUPÇÃO DA SEQUÊNCIA DE ALTAS NA CONFIANÇA DO COMÉRCIO (0-200) CHEGADA DO NATAL MARCA INTERRUPÇÃO DA SEQUÊNCIA DE ALTAS NA CONFIANÇA DO COMÉRCIO O de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) atingiu 99,1 pontos em dezembro, ante os 98,9 pontos observados

Leia mais

15.1.Os principais instrumentos de política monetária são:

15.1.Os principais instrumentos de política monetária são: Módulo 15 Política Monetária O conjunto de atos do BACEN para controlar a quantidade de dinheiro e a taxa de juros e, em geral, as condições de crédito constitui a política monetária de um determinado

Leia mais

Luciano Coutinho Presidente

Luciano Coutinho Presidente O papel do BNDES no desenvolvimento brasileiro nos próximos anos ANEFAC São Paulo, 30 de julho de 2012 Luciano Coutinho Presidente Papel dos Bancos de Desenvolvimento no mundo Apoiar e financiar o desenvolvimento

Leia mais

Sonae Sierra Brasil. A receita líquida da companhia tem a seguinte composição:

Sonae Sierra Brasil. A receita líquida da companhia tem a seguinte composição: Sonae Sierra Brasil Empresa: A Sonae Sierra Brasil é uma das principais incorporadoras, proprietárias e operadoras de shopping centers no Brasil, tendo em seu portfólio a participação de onze shoppings

Leia mais

Evolução da Produção 56,5 55,6 52,7 52,4 51,6 49,3. fev/12 mar/12 abr/12 mai/12 jun/12 jul/12 ago/12 set/12 out/12

Evolução da Produção 56,5 55,6 52,7 52,4 51,6 49,3. fev/12 mar/12 abr/12 mai/12 jun/12 jul/12 ago/12 set/12 out/12 Apresentação A Sondagem Industrial CNI abrange os 26 Estados brasileiros e o Distrito Federal e tem por objetivo identificar a tendência passada e futura da indústria brasileira. A pesquisa é realizada

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS no Rio de Janeiro 3º trimestre de 2011 NOTA CONJUNTURAL DO OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, OUTUBRO DE 2011 04 2011 A economia brasileira

Leia mais

Desafios e Perspectivas da Economia Brasileira

Desafios e Perspectivas da Economia Brasileira Desafios e Perspectivas da Economia Brasileira 39º Prêmio Exportação Rio Grande do Sul - 2011 Alexandre Tombini Presidente do Banco Central do Brasil 20 de Junho de 2011 Conquistas da Sociedade Brasileira

Leia mais

CONTEXTO DA ECONOMIA E SEUS REFLEXOS NA AMÉRICA LATINA

CONTEXTO DA ECONOMIA E SEUS REFLEXOS NA AMÉRICA LATINA CONTEXTO DA ECONOMIA E SEUS REFLEXOS NA AMÉRICA LATINA AMÉRICA LATINA AMÉRICA LATINA Quatro desafios da economia da América Latina em 2015 Crescimento moderado da economia global; Queda do preço das comodities

Leia mais

SONDAGEM INDUSTRIAL - MG EXPECTATIVAS APONTAM TENDÊNCIA DE MELHORA NA ATIVIDADE

SONDAGEM INDUSTRIAL - MG EXPECTATIVAS APONTAM TENDÊNCIA DE MELHORA NA ATIVIDADE ANO 17. #07. JUL 2016 SONDAGEM INDUSTRIAL - MG EXPECTATIVAS APONTAM TENDÊNCIA DE MELHORA NA ATIVIDADE No mês de julho os indicadores de atividade apresentaram recuo mais intenso do que no mês anterior,

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item Crédito Rural

Conhecimentos Bancários. Item Crédito Rural Conhecimentos Bancários Item 2.2.7- Crédito Rural Conhecimentos Bancários Item 2.2.7- Crédito Rural Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR) Normas BACEN Conhecimentos Bancários Item 2.2.7- Crédito Rural

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 23 abril de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 23 abril de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 23 abril de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Perfil da economia brasileira nos governos Lula e Dilma 1 A economia brasileira no ciclo de governo

Leia mais

BNDES e o apoio à Infraestrutura. Agosto de 2016

BNDES e o apoio à Infraestrutura. Agosto de 2016 BNDES e o apoio à Infraestrutura Agosto de 2016 Quem somos Fundado em 20 de Junho de 1952. Empresa pública de propriedade integral da União. Instrumento chave para implementação da política industrial,

Leia mais

PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO

PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO Realizada entre os dias 01 e 04 de Novembro de 2016 Instituições participantes: 22 DESTAQUES DESTA EDIÇÃO Principais alterações

Leia mais

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Indicadores CNI ISSN 2317-7322 Ano 5 Número 12 Dezembro de SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Dificuldades da construção se ampliam no fim de O quadro de desaquecimento na indústria da construção, que já

Leia mais

O Plano Real e a Micro e Pequena Empresa (MPE) Paulista

O Plano Real e a Micro e Pequena Empresa (MPE) Paulista SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DE SÃO PAULO SEBRAE-SP PESQUISAS ECONÔMICAS O Plano Real e a Micro e Pequena Empresa (MPE) Paulista (Relatório de Pesquisa) Execução: Julho 1998 Sumário 1.

Leia mais

Mercado Informal. (varejistas) Junho 2013

Mercado Informal. (varejistas) Junho 2013 Mercado Informal (varejistas) Junho 2013 Nos últimos 4 anos, 3 milhões de profissionais autônomos saíram da informalidade. Fonte: IBGE matéria veiculada dia 10/05/2013 no programa Bom Dia Brasil Contudo,

Leia mais

Formulário de Qualificação da Empresa / Empreendimento

Formulário de Qualificação da Empresa / Empreendimento Formulário de Qualificação da / Empreendimento Nome da /Empreendimento: Formulário de Qualificação da - V04-1 /15 - Informações Gerais da : Nome: Endereço: Cidade: Estado: CEP: Fone: Fax: Nome Fantasia:

Leia mais

PAIC confirma que 2005 não foi um ano bom para grande parte das empresas da construção

PAIC confirma que 2005 não foi um ano bom para grande parte das empresas da construção PAIC confirma que 2005 não foi um ano bom para grande parte das empresas da construção O balanço de final do ano de 2005 já mostrará que se não foi um ano perdido, os resultados frustraram as expectativas

Leia mais

As perspectivas continuam positivas para as vendas externas

As perspectivas continuam positivas para as vendas externas FEVEREIRO/2016 As perspectivas continuam positivas para as vendas externas A Sondagem Industrial, pesquisa realizada junto a 167 indústrias catarinenses no mês de ereiro, mostrou que a indústria projeta

Leia mais

Perspectivas positivas para a construção civil

Perspectivas positivas para a construção civil Edição de lançamento dezembro de 2009 www.cni.org.br Destaques APRESENTAÇÃO Pág. 02 nível de atividade Nível de atividade cresceu em dezembro Pág. 03 situação financeira Margem de lucro é mais que satisfatória

Leia mais

Parque Tecnológico de Botucatu Junho / 2015

Parque Tecnológico de Botucatu Junho / 2015 Parque Tecnológico de Botucatu Junho / 2015 São Paulo Inova O Programa São Paulo Inova é uma iniciativa do Estado de São Paulo para apoiar empresas paulistas de base tecnológica e de perfil inovador em

Leia mais

SONDAGEM ESPECIAL. Exportações ganham importância para indústria brasileira. Comércio Exterior. Opinião CNI

SONDAGEM ESPECIAL. Exportações ganham importância para indústria brasileira. Comércio Exterior. Opinião CNI Indicadores CNI SONDAGEM ESPECIAL 64 Comércio Exterior Exportações ganham importância para indústria brasileira A queda na demanda doméstica e a desvalorização da moeda estão estimulando o aumento das

Leia mais

Crise X Oportunidades: Quais oportunidades o Brasil está tendo com a crise? Qual a previsão para o mercado de crédito, nos próximos anos?

Crise X Oportunidades: Quais oportunidades o Brasil está tendo com a crise? Qual a previsão para o mercado de crédito, nos próximos anos? Crise X Oportunidades: Quais oportunidades o Brasil está tendo com a crise? Qual a previsão para o mercado de crédito, nos próximos anos? Andrew Frank Storfer Vice Presidente da ANEFAC out 2009 CONJUNTURA

Leia mais

São Paulo, 17 de Agosto de 2012

São Paulo, 17 de Agosto de 2012 São Paulo, 17 de Agosto de 2012 Discurso do Presidente do Banco Central do Brasil, Alexandre Tombini, no 22º Congresso da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores - Fenabrave Senhoras

Leia mais

Cenário macroeconômico

Cenário macroeconômico Cenário macroeconômico 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016* 2017* TAXA DE CRESCIMENTO DO PIB DO MUNDO (SOMA DOS PIBs OBTIDA PELA PARIDADE DO PODER DE COMPRA) 1980 - Título 2011 FONTE: FMI. ELABORAÇÃO E

Leia mais

SONDAGEM DATAS COMEMORATIVAS DIA DAS CRIANÇAS

SONDAGEM DATAS COMEMORATIVAS DIA DAS CRIANÇAS SONDAGEM DATAS COMEMORATIVAS DIA DAS CRIANÇAS Outubro 2015 O SPC Brasil e a CNDL (Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas) desenvolveram uma sondagem para as datas comemorativas com o objetivo de

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P M A I O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 28 de junho de 2016 Em maio, crédito imobiliário somou R$ 3,9 bilhões Poupança

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P A B R I L, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 27 de maio de 2016 Crédito imobiliário alcança R$ 3,5 bilhões em abril

Leia mais

A crise econômica sob a ótica do jovem empreendedor

A crise econômica sob a ótica do jovem empreendedor A crise econômica sob a ótica do jovem empreendedor Otimismo e autoconfiança são marcas do jovem empreendedor no Brasil. Percepção da crise é menor quando empresários olham para o próprio negócio A pesquisa

Leia mais

Mercados emergentes precisam fazer mais para continuar a ser os motores do crescimento global

Mercados emergentes precisam fazer mais para continuar a ser os motores do crescimento global Mercados emergentes precisam fazer mais para continuar a ser os motores do crescimento global de janeiro de 1 Por Min Zhu Em nossa Reunião Anual de outubro de 13, travamos um longo debate sobre as perspectivas

Leia mais

Veículos Comerciais Pesados Perspectivas de Mercado

Veículos Comerciais Pesados Perspectivas de Mercado Veículos Comerciais Pesados Perspectivas de Mercado Mercado de Caminhões Preocupação dos Operadores de Carga Dados da NTC&Logística (Associação Nacional de Transporte de Cargas e Logística) revelam que:

Leia mais

Volume Total de Crédito

Volume Total de Crédito Parte I Volume de Crédito A) Recursos Livres e Recursos Direcionados Período R$ milhões Variação % Junho2005 535.594 Junho2015 3.102.172 490,2% Volume Total de Crédito 4.000.000 2.000.000 R$ milhões B)

Leia mais

Relatório de Estabilidade Financeira. Setembro/2016

Relatório de Estabilidade Financeira. Setembro/2016 Relatório de Estabilidade Financeira Setembro/2016 1 Relatório de Estabilidade Financeira O Relatório de Estabilidade Financeira (REF) é uma publicação semestral do Banco Central do Brasil (BCB) destinada

Leia mais

Conjuntura Econômica

Conjuntura Econômica Programa de Aperfeiçoamento para Carreiras 2016 Curso: Conjuntura Econômica Professor: José Luiz Pagnussat Palestrantes: Pedro Jucá Maciel, Elder Linton Alves de Araujo, Rogério Dias de Araújo, Mauricio

Leia mais

Consultoria. Conjuntura Econômica e Perspectivas Setembro/2016. Juan Jensen

Consultoria. Conjuntura Econômica e Perspectivas Setembro/2016. Juan Jensen Consultoria Conjuntura Econômica e Perspectivas 2017-22 Setembro/2016 Juan Jensen jensen@4econsultoria.com.br PIB Confiança segue mostrando recuperação na margem, ainda que nível ainda seja baixo Estamos

Leia mais

LISTA 5A FIXAÇÃO CONCEITUAL. 3) Financiamento do investimento: poupança 4) Poupança, crescimento econômico e sistema financeiro

LISTA 5A FIXAÇÃO CONCEITUAL. 3) Financiamento do investimento: poupança 4) Poupança, crescimento econômico e sistema financeiro 1 LISTA 5A Conceitos importantes: 1) Produto potencial, produto efetivo e produtividade 2) Determinantes da produção e da produtividade de um país 3) Financiamento do investimento: poupança 4) Poupança,

Leia mais

Ambiente de Marketing

Ambiente de Marketing Ambiente de Marketing Mercado: Mercado deve ser definido com base na existência de uma necessidade; Se não há necessidade, não há mercado; Condições básicas para que exista um mercado: Que o consumidor

Leia mais

O perfil do endividamento das famílias brasileiras em 2016

O perfil do endividamento das famílias brasileiras em 2016 O perfil do endividamento das famílias brasileiras em 2016 A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor mostra que em 2016 houve redução de 3,9% no número médio de famílias com dívidas, com

Leia mais

Variação do Produto Interno Bruto - PIB no ano de 2010

Variação do Produto Interno Bruto - PIB no ano de 2010 Variação do Produto Interno Bruto - PIB no ano de 2010 Em 2010, segundo divulgação do IBGE, o PIB brasileiro cresceu 7,5% em relação a 2009. O PIB atingiu R$ 3,675 trilhões (ou, à taxa de câmbio de R$

Leia mais

Brochura - Panorama ILOS Condomínios Logísticos no Brasil A visão dos operadores logísticos

Brochura - Panorama ILOS Condomínios Logísticos no Brasil A visão dos operadores logísticos Brochura - Panorama ILOS Condomínios Logísticos no Brasil A visão dos operadores logísticos - 2013 - Apresentação Impulsionado pelo aumento do consumo e pela necessidade das empresas em investirem na atividade

Leia mais

PERCEPÇÃO DOS EMPRESÁRIOS DE VAREJO E SERVIÇOS SOBRE O MOMENTO DA ECONOMIA BRASILEIRA

PERCEPÇÃO DOS EMPRESÁRIOS DE VAREJO E SERVIÇOS SOBRE O MOMENTO DA ECONOMIA BRASILEIRA PERCEPÇÃO DOS EMPRESÁRIOS DE VAREJO E SERVIÇOS SOBRE O MOMENTO DA ECONOMIA BRASILEIRA Setembro 2016 INTRODUÇÃO A economia brasileira enfrenta uma crise que já se arrasta por quase dois anos. Nesse intervalo,

Leia mais

Construção civil: cenário atual e perspectivas 06/05/2015

Construção civil: cenário atual e perspectivas 06/05/2015 Construção civil: cenário atual e perspectivas 06/05/2015 Crescimento chinês da construção Taxa de crescimento entre 2007 a 2012 90% 82,61% 83,30% 80% 76,70% 70% 68,07% 60% 50% 40% 41,8% 30% 20% 10% 9,95%

Leia mais

ANO 17. #02. FEV 2016

ANO 17. #02. FEV 2016 ANO 17. #02. FEV 2016 SONDAGEM INDUSTRIAL - MG ATIVIDADE MOSTRA MELHORA EM RELAÇÃO A 2015 Em fevereiro os indicadores de atividade industrial mostraram melhora em relação ao mês anterior e alguns indicadores

Leia mais

Neste balanço apresentaremos indicadores do setor da Construção Civil nos últimos anos e previsões para o fechamento de 2015.

Neste balanço apresentaremos indicadores do setor da Construção Civil nos últimos anos e previsões para o fechamento de 2015. Balanço 2015 Conteúdo Neste balanço apresentaremos indicadores do setor da Construção Civil nos últimos anos e previsões para o fechamento de 2015. Indicadores: PIB (VAB) Emprego Crédito Mercado Investimentos

Leia mais

Avaliação do governo Desempenho pessoal do presidente

Avaliação do governo Desempenho pessoal do presidente RESULTADOS DA 131ª PESQUISA CNT/MDA A 131ª Pesquisa CNT/MDA, realizada de 2 a 5 de junho de 2016 e divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), mostra a avaliação dos índices de popularidade

Leia mais

Principais Objetivos PAP 2011/2012

Principais Objetivos PAP 2011/2012 Cenário Cenário Cenário Baixos estoques mundiais de alimentos Tendência de elevação gradual da Selic Relativa estabilidade da taxa de câmbio Preços agrícolas em níveis historicamente elevados Crescente

Leia mais

4º Trimestre 2010 Apresentação de Resultados Março 2011

4º Trimestre 2010 Apresentação de Resultados Março 2011 4º Trimestre 2010 Apresentação de Resultados Março 2011 Disclaimer Este documento pode conter considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO DO EMPRESÁRIO DO COMÉRCIO Nº 27 ANO 14 MÊS JANEIRO / JUNHO Empresários paranaenses estão com o otimismo em baixa

PESQUISA DE OPINIÃO DO EMPRESÁRIO DO COMÉRCIO Nº 27 ANO 14 MÊS JANEIRO / JUNHO Empresários paranaenses estão com o otimismo em baixa PESQUISA DE OPINIÃO DO EMPRESÁRIO DO www.fecomerciopr.com.br www.sebraepr.com.br COMÉRCIO Nº 27 ANO 14 MÊS JANEIRO / JUNHO 2015 Empresários paranaenses estão com o otimismo em baixa APRESENTAÇÃO SEMESTRE

Leia mais

Carta de Conjuntura do Setor de Seguros

Carta de Conjuntura do Setor de Seguros Carta de Conjuntura do Setor de Seguros Número 11, Fevereiro/2015 www.ratingdeseguros.com.br 1 Objetivo: O objetivo desta é ser uma avaliação mensal desse segmento e seus setores relacionados (resseguro,

Leia mais