Engenharia Ambiental e Sanitária VI Semana de Meio Ambiente e Sustentabilidade. 25/10 (Terça) 26/10 (Quarta) 27/10 (Quinta)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Engenharia Ambiental e Sanitária VI Semana de Meio Ambiente e Sustentabilidade. 25/10 (Terça) 26/10 (Quarta) 27/10 (Quinta)"

Transcrição

1 Engenharia Ambiental e Sanitária VI Semana de Meio Ambiente e Sustentabilidade 25/10 (Terça) 26/10 (Quarta) 27/10 (Quinta) Mostra dos TGs Anfiteatro. Mini curso: A ecotoxicologia como ferramenta no biomonitoramento de ecossistemas aquáticos e terrestres. Vagas: 15 alunos. Laira Lúcia Damasceno de Oliveira Realizou o curso de graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2006). Mestre em Ciências da Engenharia Ambiental pela Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo (2010). Doutora em Ciências pela Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo (2014). Realizou o Doutorado sanduíche no Departamento de Biologia, Centro de Estudos do Ambiente e do Mar, Campus de Santiago, Universidade de Aveiro, Portugal. Atualmente é docente e pesquisadora na Universidade São Francisco - USF (2015- Atual), atuando nos cursos de Engenharia Ambiental e Sanitária, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica e Engenharia Química; como pesquisadora atua na área de Ecotoxicologia aquática e Meio Ambiente. Tem experiência na 1. Mini curso: A ecotoxicologia como ferramenta no biomonitoramento de ecossistemas aquáticos e terrestres. vagas: 15 alunos. 2. Palestra: A produção de bioenergia no tratamento de águas residuárias e adequação ambiental dos fluentes e resíduos gerados Palestrante: Tiago Palladino Delforno. Vagas: 50. Local: sala de aula. 3. Palestra: Obras Ambientais Palestrante: Eng. Tiago Almeida - Vagas: 50. Local: sala de aula - Empresa: Maccaferri. Palestra de encerramento: Meio ambiente e turismo sustentável O impacto da nova legislação nos Parques Estaduais. Palestrante: Secretário adjunto da secretaria de turismo do estado de São Paulo Romildo Campello. Público: todos os alunos da EAS. Local: Anfiteatro Romildo Campello Secretário do meio ambiente de Mogi das Cruzes, secretário adjunto do verde e meio ambiente da cidade de São Paulo, chefiou o gabinete da Secretaria Estadual de Turismo e hoje, como secretário estadual adjunto do Turismo, exerce interinamente a titularidade da pasta. Fechamento: Banda Asfixia

2 área de Ecotoxicologia aquática e Ecologia de zooplâncton atuando principalmente nos seguintes temas: testes ecotoxicológicos com invertebrados aquáticos, água, sedimento, fármacos, biomarcadores enzimáticos e comunidade zooplanctônica de reservatórios. Maíra Alcântara Proença Graduação em Ciências Biológicas pela Carlos (2013). Foi bolsista de Iniciação científica pela FAPESP, com atuação na área de Ecologia Aplicada, onde trabalhou com análises de qualidade ambiental em ecossistemas aquáticos; análises ecotoxicológicas; e cultivo de organismos zooplanctônicos. Mestre em Ecologia e Recursos Naturais (UFSCar) na área de Ecologia Aplicada, período que trabalhou no desenvolvimento de estratégias de manejo que visam minimizar os impactos negativos acarretados por invasões de macrófitas nos ecossistemas aquáticos, em conjunto com estratégias economicamente viáveis para Aquicultura e Piscicultura. Atualmente está no Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais (UFSCar) atuando em um projeto para desenvolver e testar uma Ecotecnologia que promova a integração entre um sistema de

3 tratamento do efluente da Piscicultura e o aproveitamento da biomassa das macrófitas como suplemento alimentar no cultivo de zooplâncton e peixes. Área de atuação: Ecologia Aplicada, com ênfase em Aquicultura, Macrófitas, Zooplâncton (microcrustáceos), Análises Químicas e Ecotoxicologia. Daniele Cristina Schiavone Possui graduação em Ciências Biológicas pelo Centro Universitário Central Paulista (2009) Tem estágio como bolsista (CNPq) na Embrapa Pecuária Sudeste de São Carlos e no Laboratório de Limnologia no Departamento de Ecologia e Biologia Evolutiva da Carlos, onde atuou na área de Ecologia de ecossistemas aquáticos, com ferramentas de monitoramento ambiental, principalmente: Limnologia tropical, Macroinvertebrados bentônicos, Chironomidae e Ecotoxicologia. Mestre em Ciências da Engenharia Ambiental na Universidade de São Paulo (USP/ CRHEA), na Cidade de São Carlos, com a dissertação intitulada: Macroinvertebrados Bentônicos como indicadores da integridade de ecossistemas de água doce costeiros. Estudo de

4 caso: Lagoa do parque das dunas, Salvador BA. Atualmente faz doutorado no programa de Ecologia e Recursos naturais na Carlos (UFSCar), desenvolvendo o trabalho intitulado: Decomposição in situ e in vitro de Macrófitas Aquáticas: interações entre espécies, atividade celulolítica e ação de macroinvertebrados aquáticos. Antônio José Gazonato Neto Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de São Carlos campus Sorocaba (2011) e mestrado em Ecologia e Recursos Naturais pela Carlos (2013), onde defendeu sua dissertação intitulada Estudo limnológico dos reservatórios Jaguari e Jacareí com ênfase na comunidade zooplanctônica, sob a orientação da Professora Doutora Odete Rocha, período em que trabalhou com análises populacionais e identificação de espécies de zooplâncton, bem como parâmetros de eutrofização de reservatórios tropicais (Sistema Cantareira); atualmente é doutorando pelo mesmo programa e atua na área de ecotoxicologia de metais pesados recorrentes em áreas de plantio de cana-de-açúcar e estuda seus efeitos sob as populações nativas de oligoquetas,

5 quironomídeos e crustáceos.

PEA Projeto em Engenharia Ambiental

PEA Projeto em Engenharia Ambiental PEA Projeto em Engenharia Ambiental Prof. Antonio Germano Martins Engenharia Ambiental UNESP Sorocaba Grupo do Rafa Ana Lúcia Fermino Oliveira Mirella Yonezawa Paulo Roberto Takahama Rafael Takayama Garrafoli

Leia mais

Áreas de Atuação do Engenheiro de Pesca

Áreas de Atuação do Engenheiro de Pesca Universidade Estadual do Oeste do Paraná Centro de Engenharias e Ciências Exatas Curso de Engenharia de Pesca Áreas de Atuação do Engenheiro de Pesca Avaliação dos Recursos Pesqueiros e Impacto Ambiental

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE ECAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE ECAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE ECAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: Engenharia Sanitária DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA E LIMNOLOGIA

Leia mais

QUALIDADE DAS ÁGUAS EM PARQUES AQUÍCOLAS. Dra. Rachel Magalhães Santeiro INCISA Instituto Superior de Ciências da Saúde

QUALIDADE DAS ÁGUAS EM PARQUES AQUÍCOLAS. Dra. Rachel Magalhães Santeiro INCISA Instituto Superior de Ciências da Saúde QUALIDADE DAS ÁGUAS EM PARQUES AQUÍCOLAS Dra. Rachel Magalhães Santeiro INCISA Instituto Superior de Ciências da Saúde Desenvolvimento da aqüicultura estudos limnológicos manejo para manutenção de alta

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ana Augusta Passos Rezende

UFV Catálogo de Graduação ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ana Augusta Passos Rezende UFV Catálogo de Graduação 2014 223 ENGENHARIA AMBIENTAL COORDENADORA Ana Augusta Passos Rezende ana.augusta@ufv.br 224 Currículos dos Cursos do CCE UFV Engenheiro Ambiental ATUAÇÃO O curso de Engenharia

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer

Currículos dos Cursos UFV ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer 100 Currículos dos Cursos UFV ENGENHARIA AMBIENTAL COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2012 101 Engenheiro Ambiental ATUAÇÃO O curso de Engenharia Ambiental da UFV habilita

Leia mais

Programa SENAI de Apoio à Competitividade da Industria Brasileira

Programa SENAI de Apoio à Competitividade da Industria Brasileira Programa SENAI de Apoio à Competitividade da Industria Brasileira INSTITUTOS SENAI de INOVAÇÃO ISIs Especializados em uma área de conhecimento transversal; Atendem a diversos setores industriais em todo

Leia mais

Pré-requisito Coreq Disciplina CCA392 - ZOOLOGIA AQUÁTICA - Ativa desde: 29/01/2008. Natureza - Obrigatoria Prática 34 Teórica 34

Pré-requisito Coreq Disciplina CCA392 - ZOOLOGIA AQUÁTICA - Ativa desde: 29/01/2008. Natureza - Obrigatoria Prática 34 Teórica 34 1 de 7 Nível:Graduação Início: 20051 Título: 01 - - - ZOOLOGIA AQUÁTICA - Ativa desde: CCA393 - INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DE PESCA - Ativa desde: CET009 - QUIMICA GERAL E ORGANICA - Ativa desde: 20/12/2010

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCB UFV. CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Bacharelado. COORDENADORA Silvia das Graças Pompolo

Currículos dos Cursos do CCB UFV. CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Bacharelado. COORDENADORA Silvia das Graças Pompolo 118 Currículos dos Cursos do CCB UFV CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Bacharelado COORDENADORA Silvia das Graças Pompolo spompolo@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2011 119 Bacharelado ATUAÇÃO O Bacharelado em Ciências

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS AGROVETERINÁRIAS - CAV PLANO DE TRABALHO INDIVIDUAL

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS AGROVETERINÁRIAS - CAV PLANO DE TRABALHO INDIVIDUAL ALEX FABIANO MURILLO DA COSTA EAM 2/2009 EFETIVO DOUTORADO 40 MECÂNICA CLÁSSICA ELETRICIDADE E ELETROMAGNETISMO TERMOLOGIA, ONDULATÓRIA E ÓTICA TERMOLOGIA, ONDULATÓRIA E ÓTICA 2T+2P Colegiado de Ensino

Leia mais

EFEITO DA URBANIZAÇÃO SOBRE A FAUNA DE INSETOS AQUÁTICOS DE UM RIACHO DE DOURADOS, MATO GROSSO DO SUL

EFEITO DA URBANIZAÇÃO SOBRE A FAUNA DE INSETOS AQUÁTICOS DE UM RIACHO DE DOURADOS, MATO GROSSO DO SUL EFEITO DA URBANIZAÇÃO SOBRE A FAUNA DE INSETOS AQUÁTICOS DE UM RIACHO DE DOURADOS, MATO GROSSO DO SUL Joab Pires Santana 1 ; Emerson Machado de Carvalho 2 1 Graduando do curso de Ciências Biológicas e

Leia mais

Sumário. Apresentação dos Autores... Introdução...

Sumário. Apresentação dos Autores... Introdução... Sumário Apresentação dos Autores......................................... Introdução..................................................... VII XI Capítulo 1 Gestão de Recursos Hídricos.........................

Leia mais

Ecologia e funcionamento de ecossistemas de água doce: ênfase em macroinvertebrados bioindicadores e decomposição de matéria orgânica

Ecologia e funcionamento de ecossistemas de água doce: ênfase em macroinvertebrados bioindicadores e decomposição de matéria orgânica Semana de Estudos da Biologia UNIVAS 4,5 e 6 de setembro de 2006 Mini Curso Ecologia e funcionamento de ecossistemas de água doce: ênfase em macroinvertebrados bioindicadores e decomposição de matéria

Leia mais

Currículo do Curso de Ciências Biológicas

Currículo do Curso de Ciências Biológicas Currículo do Curso de Ciências Biológicas Bacharelado ATUAÇÃO O Bacharelado em Ciências Biológicas tem como objetivo principal formar e capacitar profissionais para atuar como pesquisadores, consultores

Leia mais

BIOLOGIA DA CONSERVAÇÃO IBB021 AULA 8. I. Disturbios e Processos Ecológicos. Interações ecológicas envolvidas

BIOLOGIA DA CONSERVAÇÃO IBB021 AULA 8. I. Disturbios e Processos Ecológicos. Interações ecológicas envolvidas BIOLOGIA DA CONSERVAÇÃO IBB021 AULA 8 I. Disturbios e Processos Ecológicos Invasões (Capitulo 7) Tipos de impactos Interações ecológicas envolvidas Fogo (Capitulo 8) Seminário Palestrante Convidado: Dr.

Leia mais

Pré-requisito Coreq Disciplina CCA137 - BIOLOGIA CELULAR - Ativa desde: 01/01/2006. Natureza - Obrigatoria Prática 34 Teórica 34

Pré-requisito Coreq Disciplina CCA137 - BIOLOGIA CELULAR - Ativa desde: 01/01/2006. Natureza - Obrigatoria Prática 34 Teórica 34 1 de 10 Nível:Graduação Início: 20062 Título: 01 - - CCA137 - BIOLOGIA CELULAR - Ativa desde: CCA235 - FUNDAMENTOS DE FILOSOFIA - Ativa desde: 11/01/2008 CCA311 - INTRODUÇÃO ÀS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - Ativa

Leia mais

CULTIVO DE PEIXES EM TANQUES-REDE E IMPACTOS AMBIENTAIS

CULTIVO DE PEIXES EM TANQUES-REDE E IMPACTOS AMBIENTAIS CULTIVO DE PEIXES EM TANQUES-REDE E IMPACTOS AMBIENTAIS Evoy Zaniboni Filho Alex Pires de Oliveira Nuñer Renata Maria Guereschi Samara Hermes-Silva Universidade Federal de Santa Catarina Produção mundial

Leia mais

Ciências do Ambiente

Ciências do Ambiente Universidade Federal do Paraná Engenharia Civil Ciências do Ambiente Aula 22 Meio Aquático I Profª Heloise Knapik 1 Estudo de Caso: Salto, SP 2 Fonte: Departamento de Águas e Energia Elétrica - DAEE 3

Leia mais

Treinamento RLM Corte 2014

Treinamento RLM Corte 2014 Treinamento RLM Corte 2014 Campo Grande - MS 12 e 13 de Novembro de 2014 Patrocinador Introdução Desenvolvido na Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" ESALQ, USP, Piracicaba, este software formula

Leia mais

Cronograma da Semana Nacional da Ciência e Tecnologia UFMS Campus do Pantanal, Corumbá, MS Local, Auditório Salomão Baruki UFMS

Cronograma da Semana Nacional da Ciência e Tecnologia UFMS Campus do Pantanal, Corumbá, MS Local, Auditório Salomão Baruki UFMS I)CORUMBÁ Cronograma da Semana Nacional da Ciência e Tecnologia UFMS Campus do Pantanal, Corumbá, MS Local, Auditório Salomão Baruki UFMS 8:00-11:00 Abertura Palestrantes: Prof. Wilson de Melo (Diretor

Leia mais

96 Currículos dos Cursos do CCA UFV ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL. COORDENADOR Francisco de Assis de Carvalho Pinto

96 Currículos dos Cursos do CCA UFV ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL. COORDENADOR Francisco de Assis de Carvalho Pinto 96 Currículos dos Cursos do CCA UFV ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL COORDENADOR Francisco de Assis de Carvalho Pinto facpinto@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2015 97 Engenheiro Agrícola e ATUAÇÃO Compete

Leia mais

Curso: ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA Curriculo: 0002-B DISCIPLINAS EM OFERTA 1º Semestre de NOT

Curso: ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA Curriculo: 0002-B DISCIPLINAS EM OFERTA 1º Semestre de NOT GR02149 GR02152 GR02161 GR02173 GR02177 SEMESTRE 1 Carga Horária Docentes Algoritmos Computacionais 72.00 Antônio Henrique Dantas da Gama Penteado Cálculo Fundamental 72.00 Fabíola Quinonez Bonato Física

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DE SALAS 1º SEMESTRE/2017 CÂMPUS I

DISTRIBUIÇÃO DE SALAS 1º SEMESTRE/2017 CÂMPUS I PRÉDIO SALA TURNO MANHÃ TARDE NOITE 4.201 Centro de Línguas 4.212 Coordenação do Curso de Pedagogia 4.300 Coordenação do Curso de Nutrição 4.301 - - Nutrição/2017 4.302 - - Nutrição/2014 4.303 - - - 4.304

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Bacharelado. COORDENADORA Luzimar Campos da Silva

UFV Catálogo de Graduação CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Bacharelado. COORDENADORA Luzimar Campos da Silva UFV Catálogo de Graduação 2013 77 CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Bacharelado COORDENADORA Luzimar Campos da Silva luzimar@ufv.br 78 Currículos dos Cursos UFV Bacharelado ATUAÇÃO O Bacharelado em Ciências Biológicas

Leia mais

BIOINDICADORES AMBIENTAIS

BIOINDICADORES AMBIENTAIS Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Bacharelado em Gestão Ambiental Componente curricular: BIOINDICADORES AMBIENTAIS Aula 1-2 Professor Antônio Ruas 1. Créditos: 30 2. Carga horária semanal: 2 3.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE GEOLOGIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE GEOLOGIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE GEOLOGIA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 10, de 06 de março

Leia mais

ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer

ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer ENGENHARIA AMBIENTAL COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br 172 Currículos dos Cursos do CCE UFV Currículo do Curso de Engenharia Engenheiro ATUAÇÃO Na Resolução n 1010, de 22.08.2005, que dispõe sobre

Leia mais

Organização da Aula. Recuperação de Áreas Degradadas. Aula 6. Contextualização. Adequação Ambiental. Prof. Francisco W.

Organização da Aula. Recuperação de Áreas Degradadas. Aula 6. Contextualização. Adequação Ambiental. Prof. Francisco W. Recuperação de Áreas Degradadas Aula 6 Prof. Francisco W. von Hartenthal Organização da Aula Adequação Ambiental e Biologia da Conservação 1. Adequação Ambiental de Atividades Produtivas 2. Preservação,

Leia mais

LISTA DAS DISCIPLINAS QUE COMPÕEM A GRADE CURRICULAR

LISTA DAS DISCIPLINAS QUE COMPÕEM A GRADE CURRICULAR Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira Instituto de Ciências Exatas e da Natureza Coordenação de Licenciatura em Ciências Biológicas LISTA DAS DISCIPLINAS QUE COMPÕEM A GRADE

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV. CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Licenciatura. COORDENADORA Mara Garcia Tavares

Currículos dos Cursos UFV. CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Licenciatura. COORDENADORA Mara Garcia Tavares 88 Currículos dos Cursos UFV CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Licenciatura COORDENADORA Mara Garcia Tavares mtavares@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2013 89 Licenciatura (Integral) ATUAÇÃO A Licenciatura em Ciências

Leia mais

Edital nº 002/ PNUD/BRA 01/ de Setembro de Republicação

Edital nº 002/ PNUD/BRA 01/ de Setembro de Republicação Editais e Convites 2010 - Serviços - IBAMA - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Natura Editais antigos Editais 2010 Edital nº 002/2010 - PNUD/BRA 01/037-23 de Setembro de 2010 - Republicação

Leia mais

Currículo do Curso de Engenharia Agrícola e Ambiental

Currículo do Curso de Engenharia Agrícola e Ambiental Currículo do Curso de Engenharia Agrícola e Engenheiro Agrícola e ATUAÇÃO Compete ao Engenheiro Agrícola e o desempenho de atividades de engenharia, referentes à aplicação de conhecimentos científicos

Leia mais

O Ingresso de Engenheiros Recém-formados no Mercado de Trabalho Brasileiro Comparação de perfil entre graduados na instituição pública e particular

O Ingresso de Engenheiros Recém-formados no Mercado de Trabalho Brasileiro Comparação de perfil entre graduados na instituição pública e particular Formação - Instituição Pública Outras 13,0% Formação - Instituição Particular Outras 15,4% Engenharia Civil 8,2% Engenharia Civil 5,1% Engenharia Elétrica 14,9% Engenharia Elétrica 12,0% Engenharia Química

Leia mais

Summer School. Curso de Atualização em Direito Ambiental e Ecológico. (Foco Transdisciplinar) 19 a 21 de outubro

Summer School. Curso de Atualização em Direito Ambiental e Ecológico. (Foco Transdisciplinar) 19 a 21 de outubro Summer School Curso de Atualização em Direito Ambiental e Ecológico (Foco Transdisciplinar) 19 a 21 de outubro A quem se aplica Estudantes de Graduação e Pós-Graduação Direito Biologia Administração Engenharia

Leia mais

O curso de Mestrado e Doutorado envolvem as seguintes áreas de concentração:

O curso de Mestrado e Doutorado envolvem as seguintes áreas de concentração: O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (PPGEC) da UFPE tem como objetivo básico a formação de recursos humanos de alto nível para desempenhar papel significativo no desenvolvimento auto-sustentado

Leia mais

Horário - 1º Semestre de 2017

Horário - 1º Semestre de 2017 1º Período 07:00 08:40 Cálculo I Cálculo I Geografia Geral Cálculo I 08:50 10:30 GAAV GAAV GAAV Laboratório de Programação de computadores I T1 (Lab. DEMAT) 10:40 12:20 Português Instrumental Programação

Leia mais

Laboratório de Conservação, Gestão e Governança Costeira

Laboratório de Conservação, Gestão e Governança Costeira Laboratório de Conservação, Gestão e Governança Costeira O Laboratório de Conservação, Gestão e Governança Costeira atua há mais de 20 anos no litoral desanta Catarina com o objetivo de diagnosticar, planejar

Leia mais

Vazão Ambiental no Baixo Curso do Rio São Francisco

Vazão Ambiental no Baixo Curso do Rio São Francisco Vazão Ambiental no Baixo Curso do Rio São Francisco Yvonilde Medeiros UFBA Novembro 2014 VAZÃO AMBIENTAL A qualidade, quantidade e distribuição de água necessárias para manter os componentes, funções e

Leia mais

UNESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DE RIO CLARO-SP

UNESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DE RIO CLARO-SP UNESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DE RIO CLARO-SP CENTRO DE ESTUDOS DE INSETOS SOCIAIS PARCERIA: INSTITUTO BIOLÓGICO DE SÃO PAULO CURSO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE BOTÂNICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE BOTÂNICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE BOTÂNICA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 101, de 15 de dezembro

Leia mais

DISCENTE DOCENTES TÉCNICOS E ADMINISTRATIVOS

DISCENTE DOCENTES TÉCNICOS E ADMINISTRATIVOS DISCENTE Unidade / Órgão Graduação Mestrado Doutorado Especialização Pós-doutorado Especiais Total EESC 2.568 506 568 75 58 181 3.956 IAU 266 82 74 0 7 52 481 ICMC 1.043 347 385 0 49 59 1.883 IFSC 400

Leia mais

Faculdade de Ciências e Tecnologias

Faculdade de Ciências e Tecnologias Faculdade de Ciências e Tecnologias Universidade Nova de Lisboa Mestrado Integrado em Engenharia do Ambiente Duração: 5 anos Grau: Mestrado Coordenador: Maria de Graça Martinho Objectivos: A Engenharia

Leia mais

COMISSÃO JULGADORA. Possui graduação (1973), mestrado (1979) e doutorado (1983) em Odontologia pela

COMISSÃO JULGADORA. Possui graduação (1973), mestrado (1979) e doutorado (1983) em Odontologia pela COMISSÃO JULGADORA PROF. DR. PAULO VILLELA SANTOS JUNIOR Unidade: Faculdade de Odontologia Campus: São José dos Campos Função: Assessor Técnico de Gabinete PRAd Fone: 11.5627.0550 Email: villela@reitoria.unesp.br

Leia mais

TEMA ESTRATÉGICO 3: Garantir apoio técnico necessário ao funcionamento pleno das atividades, tanto de graduação quanto de pesquisa.

TEMA ESTRATÉGICO 3: Garantir apoio técnico necessário ao funcionamento pleno das atividades, tanto de graduação quanto de pesquisa. CTC - CENTRO DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS MISSÃO DA UNIDADE: O Centro de Tecnologia e Ciências tem seu objetivo maior consubstanciado nos objetivos gerais de Ensino, Pesquisa e Extensão. No que tange ao objetivo

Leia mais

Qualidade da Água para a Aquicultura

Qualidade da Água para a Aquicultura Qualidade da Água para a Aquicultura Perila Maciel Rebouças Mestranda em Engenharia Agrícola UFC Engenharia de Sistemas Agrícolas - Ambiência Agrícola (Piscicultura) 11/01/2013 Definições Aqui = água e

Leia mais

Título da Pesquisa: Palavras-chave: Campus: Tipo Bolsa Financiador Bolsista (as): Professor Orientador: Área de Conhecimento: Resumo

Título da Pesquisa: Palavras-chave: Campus: Tipo Bolsa Financiador Bolsista (as): Professor Orientador: Área de Conhecimento: Resumo Título da Pesquisa: O caminho das Águas no IFMG - Câmpus Bambuí Palavras-chave: Qualidade de água; limnologia; piscicultura Campus: Bambuí Tipo de Bolsa: PIBIC Financiador: FAPEMIG Bolsista (as): Renilma

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL José Carlos Bohnenberger

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL José Carlos Bohnenberger 132 ENGENHARIA AMBIENTAL COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL José Carlos Bohnenberger bohnen@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 133 ATUAÇÃO O Engenheiro Ambiental deverá apresentar competência

Leia mais

Matriz curricular do Curso Superior de Engenharia de Aquicultura Cargahorária. Carga Código Componente Curricular

Matriz curricular do Curso Superior de Engenharia de Aquicultura Cargahorária. Carga Código Componente Curricular Período letivo íoerp1º d o Matriz curricular do Curso Superior de Engenharia de Aquicultura Cargahorária Carga Código Componente Curricular horária (horaaularelógio) (hora- AQUI 101 Aquicultura Geral 54

Leia mais

Avaliação Institucional

Avaliação Institucional DIRETORIA DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Avaliação Institucional - 2012 Resumo dos Indicadores 1. Ensino IFF Total 43 Cursos Técnicos (Presencial): 6695 Alunos 11 Cursos Técnicos

Leia mais

UNESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DE RIO CLARO-SP

UNESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DE RIO CLARO-SP UNESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DE RIO CLARO-SP CENTRO DE ESTUDOS DE INSETOS SOCIAIS PARCERIA: INSTITUTO BIOLÓGICO DE SÃO PAULO CURSO

Leia mais

Ciências do Ambiente. Prof. M.Sc. Alessandro de Oliveira Limas Engenheiro Químico (UNISUL ) Mestre em Engenharia de Alimentos (UFSC )

Ciências do Ambiente. Prof. M.Sc. Alessandro de Oliveira Limas Engenheiro Químico (UNISUL ) Mestre em Engenharia de Alimentos (UFSC ) Ciências do Ambiente Prof. M.Sc. Alessandro de Oliveira Limas Engenheiro Químico (UNISUL - 1995) Mestre em Engenharia de Alimentos (UFSC - 2002) Ciências Ambientais Estudo sistemático tico da natureza

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL - PPGEA UTFPR - CÂMPUS APUCARANA E LONDRINA CALENDÁRIO DE ATIVIDADES ACADÊMICAS PARA O ANO 2017

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL - PPGEA UTFPR - CÂMPUS APUCARANA E LONDRINA CALENDÁRIO DE ATIVIDADES ACADÊMICAS PARA O ANO 2017 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL - PPGEA UTFPR - CÂMPUS APUCARANA E LONDRINA CALENDÁRIO DE ATIVIDADES ACADÊMICAS PARA O ANO 2017 Este documento contém informações sobre datas e atividades

Leia mais

0720B - CIÊNCIAS BIOLÓGICAS BACHARELADO SEMESTRE

0720B - CIÊNCIAS BIOLÓGICAS BACHARELADO SEMESTRE 0720B - CIÊNCIAS BIOLÓGICAS BACHARELADO - 2017.1 1 SEMESTRE HORAS/AULAS Segunda feira Terça - feira Quarta - feira Quinta - feira Sexta - feira Educação Química - P1 Biologia Celular P1 Biologia Celular

Leia mais

1. Matriz Curricular do Curso de Aquicultura

1. Matriz Curricular do Curso de Aquicultura 1. Matriz Curricular do Curso de Aquicultura O presente projeto de formação do Profissional Técnico de Nível Médio em Aquicultura, implica em organização curricular de acordo com as Resoluções CNE/CEB

Leia mais

Desafios para a gestão integrada em saúde e meio ambiente

Desafios para a gestão integrada em saúde e meio ambiente Desafios para a gestão integrada em saúde e meio ambiente Ambiente diferenciado do meio empresarial Campus Santo Amaro - Centro Universitário rio SENAC 120 mil m2 de terreno 21 cursos de graduação e 7

Leia mais

EXCLUIR, do Anexo Único do referido Edital, as matérias/disciplinas abaixo:

EXCLUIR, do Anexo Único do referido Edital, as matérias/disciplinas abaixo: PORTARIA Nº 0278, de 15 de fevereiro de 2012. O Reitor da UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA UESB, no uso de suas atribuições legais, na forma estabelecida pela Lei Estadual nº 7.176, de 10/09/97,

Leia mais

UNIVERSIDADE FUMEC. A Fundação Mineira de Educação e Cultura (FUMEC), pessoa jurídica de direito privado e sem fins lucrativos, foi fundada em 1965.

UNIVERSIDADE FUMEC. A Fundação Mineira de Educação e Cultura (FUMEC), pessoa jurídica de direito privado e sem fins lucrativos, foi fundada em 1965. UNIVERSIDADE FUMEC A Fundação Mineira de Educação e Cultura (FUMEC), pessoa jurídica de direito privado e sem fins lucrativos, foi fundada em 1965. A FUMEC integra o grupo dos melhores nomes em ensino

Leia mais

Sistema de Medição de desempenho

Sistema de Medição de desempenho O Centro Tecnológico (CTC) é uma das 11 unidades de ensino da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Criado em 1960, hoje é formado por 10 departamentos, oferecendo 13 cursos de graduação, 13 programas

Leia mais

PROCESSO SIMPLIFICADO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS /1 RESULTADO FINAL

PROCESSO SIMPLIFICADO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS /1 RESULTADO FINAL PROCESSO SIMPLIFICADO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS - 27/1 RESULTADO FINAL A Diretoria do Campus Goiânia do Instituto Federal de Goiás - IFG, por meio da Gerência de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão, do

Leia mais

0720L - CIÊNCIAS BIOLÓGICAS LICENCIATURA SEMESTRE

0720L - CIÊNCIAS BIOLÓGICAS LICENCIATURA SEMESTRE 0720L - CIÊNCIAS BIOLÓGICAS LICENCIATURA - 2017.1 1 SEMESTRE HORAS-AULA Segunda feira Terça - feira Quarta - feira Quinta - feira Sexta - feira Fundamentos de Química P1 Fundamentos de Biologia Celular

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DO MEMORIAL

INSTRUÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DO MEMORIAL INSTRUÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DO MEMORIAL Elabore o seu memorial seguindo os exemplos abaixo. Todos os campos em negrito devem constar no memorial. Para aqueles que não possuem o tipo de formação ou experiência

Leia mais

CURSO AQUACULTURA - QUADRO DE HORÁRIOS 2013/2

CURSO AQUACULTURA - QUADRO DE HORÁRIOS 2013/2 CURSO AQUACULTURA - QUADRO DE HORÁRIOS 2013/2 1º PERÍODO Horário SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA Horário SEXTA 7:30 8:20 :20 9:10 Química Geral B (QUI003) Química Geral B (QUI003) Química Geral B (QUI003)

Leia mais

BIOLOGIA CELULAR, BIOLOGIA MOLECULAR E GENÉTICA:

BIOLOGIA CELULAR, BIOLOGIA MOLECULAR E GENÉTICA: PÓS-GRADUAÇÃO BIOLOGIA CELULAR, BIOLOGIA MOLECULAR E GENÉTICA: DESENVOLVIMENTOS CIENTÍFICOS RECENTES E NOVAS PERSPECTIVAS DE ENSINO DIRECÇÃO DO CURSO Joana ROBALO Professora Auxiliar, ISPA - Instituto

Leia mais

Sedimentos Límnicos 15/06/2015. Disciplina: Limnologia Docente: Elisabete L. Nascimento. Integrantes: Gabriel Jussara Natalia Nilza Solange

Sedimentos Límnicos 15/06/2015. Disciplina: Limnologia Docente: Elisabete L. Nascimento. Integrantes: Gabriel Jussara Natalia Nilza Solange Sedimentos Límnicos 1 Autores: Francisco de Assis Esteves e Antônio Fernando Monteiro Camargo. Capítulo 19 Universidade Federal de Rondônia UNIR. 2 Disciplina: Limnologia Docente: Elisabete L. Nascimento

Leia mais

Seminário ABRAEX/UDF 2016

Seminário ABRAEX/UDF 2016 Associação Brasiliense de Ex-Bolsistas Brasil-Japão Centro Universitário do Distrito Federal Seminário ABRAEX/UDF 2016 Infraestrutura: o desenvolvimento brasileiro a partir da experiência japonesa Realização:

Leia mais

Curso: ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA Curriculo: 0002-B DISCIPLINAS EM OFERTA 2º Semestre de NOT

Curso: ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA Curriculo: 0002-B DISCIPLINAS EM OFERTA 2º Semestre de NOT GR02149 GR02152 GR02161 GR02173 GR02177 SEMESTRE 1 Carga Horária Docentes Algoritmos Computacionais 72.00 Não ofertada no 2º semestre de 2016 Cálculo Fundamental 72.00 Não ofertada no 2º semestre de 2016

Leia mais

Mestrado em Biologia Marinha

Mestrado em Biologia Marinha Mestrado em Biologia Marinha Objetivos Funcionamento Saidas profissionais Estrutura do curso Trabalho Experimental BM Teses Ivo Monteiro- Projeto de tese OBJETIVOS Promover formação avançada multidisciplinar

Leia mais

QUALIDADE DA ÁGUA DO RIO VELHO QUIXERÉ ATRAVÉS DE MACRÓFITAS

QUALIDADE DA ÁGUA DO RIO VELHO QUIXERÉ ATRAVÉS DE MACRÓFITAS QUALIDADE DA ÁGUA DO RIO VELHO QUIXERÉ ATRAVÉS DE MACRÓFITAS Patrícia Raquel Vidal do Nascimento (1); Dayane de Andrade Lima (2); Leudhony Silva Oliveira (3); Hosineide de Oliveira Rolim (1) Graduanda

Leia mais

Aquicultura na Amazônia Ocidental

Aquicultura na Amazônia Ocidental INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS DA AMAZÔNIA Nome do GP Aquicultura na Amazônia Ocidental Nome do Líder Elizabeth Gusmão Affonso (2015) Membros do GP Lígia Uribe Gonçalves, Dra. Pesquisadora (2013-2043).

Leia mais

I SEMINÁRIO DESCOR DE PESQUISA Relatório e estatísticas Dias 07, 08 e 09 de 2016

I SEMINÁRIO DESCOR DE PESQUISA Relatório e estatísticas Dias 07, 08 e 09 de 2016 I SEMINÁRIO DESCOR DE PESQUISA Relatório e estatísticas Dias 07, 08 e 09 de 206 http://www.ufjf.br/descor/ I Seminário DESCOR de Pesquisa Nos dias 07, 08 e 09 de novembro de 206 foi realizado o I Seminário

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 47/15 - CEPE

RESOLUÇÃO N o 47/15 - CEPE RESOLUÇÃO N o 47/15 - CEPE Fixa o Currículo Pleno do Curso de Oceanografia do Setor de Ciências da Terra da Universidade Federal do Paraná. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, órgão normativo, consultivo

Leia mais

Qualidade da Água em Rios e Lagos Urbanos

Qualidade da Água em Rios e Lagos Urbanos Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia Hidráulica e Sanitária PHD 2537 Água em Ambientes Urbanos Qualidade da Água em Rios e Lagos Urbanos Novembro 2008 Felipe Carvalho

Leia mais

Domínio: TERRA UM PLANETA COM VIDA

Domínio: TERRA UM PLANETA COM VIDA SISTEMA TERRA: DA CÉLULA À BIODIVERSIDADE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Planificação

Leia mais

MBA Gestão Ambiental Integrada PÓS-GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO (LATO SENSU)

MBA Gestão Ambiental Integrada PÓS-GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO (LATO SENSU) PÓS-GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO (LATO SENSU) Raio-X O curso, com 390 horas de carga horária, será desenvolvido na modalidade semipresencial com 02 encontros para cada disciplina, um de abertura e outro de

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN

CURRICULUM VITAE. Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte/UFRN CURRICULUM VITAE 1. Dados Pessoais Nome: Liliane Barbosa dos Santos Endereço: Rua Cortez Pereira, 569, Apt. 2, Bairro Cidade Nova, Natal/RN. Telefone: (84) 3205-6330/ 98887-8459/ 99633-3827 E-mail: lili_ufrn@hotmail.com

Leia mais

RELATÓRIO FINAL - INDICADORES - ESTUDANTES MEDICINA - SÃO CARLOS. Quadro 1: Resultados dos Indicadores para o curso de Medicina - Campus São Carlos

RELATÓRIO FINAL - INDICADORES - ESTUDANTES MEDICINA - SÃO CARLOS. Quadro 1: Resultados dos Indicadores para o curso de Medicina - Campus São Carlos RELATÓRIO FINAL - INDICADORES - ESTUDANTES MEDICINA - SÃO CARLOS Quadro 1: Resultados dos Indicadores para o curso de Medicina - Campus São Carlos INDICADOR CLASSIFICAÇÃO ÍNDICE DE AVALIAÇÃO GERAL SATISFAÇÃO

Leia mais

Domínio: TERRA UM PLANETA COM VIDA

Domínio: TERRA UM PLANETA COM VIDA SISTEMA TERRA: DA CÉLULA À BIODIVERSIDADE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Planificação

Leia mais

Sobre os autores. Luciana Massi Salete Linhares Queiroz (Orgs.)

Sobre os autores. Luciana Massi Salete Linhares Queiroz (Orgs.) Sobre os autores Luciana Massi Salete Linhares Queiroz (Orgs.) SciELO Books / SciELO Livros / SciELO Libros MASSI, L., and QUEIROZ, SL., orgs. Sobre os autores. In: Iniciação científica: aspectos históricos,

Leia mais

Solicitação de Aprovação e Autorização de Oferta de Curso. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL e CONTINUADA em PISCICULTURA EM TANQUE-REDE

Solicitação de Aprovação e Autorização de Oferta de Curso. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL e CONTINUADA em PISCICULTURA EM TANQUE-REDE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Solicitação de Aprovação e Autorização de Oferta de Curso

Leia mais

2 Workshop de Engenharia de Petróleo. Tema - O Engenheiro de Petróleo e o Mercado de Trabalho. Programação

2 Workshop de Engenharia de Petróleo. Tema - O Engenheiro de Petróleo e o Mercado de Trabalho. Programação 2 Workshop de Engenharia de Petróleo. Tema - O Engenheiro de Petróleo e o Mercado de Trabalho. Programação Data Conteúdo Programático CH 31/05 14 às 15h Palestra de Abertura: O Engenheiro de 1h petróleo

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO VERBO EDUCACIONAL

PÓS-GRADUAÇÃO VERBO EDUCACIONAL PÓS-GRADUAÇÃO VERBO EDUCACIONAL A Verbo Educacional, uma das empresas do Grupo Verbo, oferece aos profissionais de múltiplas áreas do conhecimento a praticidade do ensino a distância aliado a possibilidade

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições;

A Câmara Superior de Ensino do Conselho Universitário da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 10/2009 Aprova a Estrutura Curricular do Curso de Engenharia Ambiental, da Unidade

Leia mais

Curso de Engenharia Florestal

Curso de Engenharia Florestal Curso de Engenharia Florestal Dados Gerais sobre o curso Local: Campus Universitário de Gurupi Formação: Barechal Criação: Resolução CONSEPE/UFT N Implantação: 2 Sem./2007 05/2006, de 24/05/2006. Reconhecimento:

Leia mais

Palestrantes Confirmados:

Palestrantes Confirmados: Palestrantes Confirmados: Andrea Michele Freudenheim - Professora Associada da Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo, Brasil (EEFE-USP), tendo sido Chefe do Departamento de Pedagogia

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - LICENCIATURA

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - LICENCIATURA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - LICENCIATURA Campus de Realeza Turno Noturno 1 a 2 a 01 GCB189 Biologia Celular 02 GEX213 Matemática C 03 GEX341 Química Geral e Orgânica

Leia mais

Núcleo de Estudos em Aquicultura com enfoque agroecológico Cantuquiriguaçu - AquaNEA -

Núcleo de Estudos em Aquicultura com enfoque agroecológico Cantuquiriguaçu - AquaNEA - Núcleo de Estudos em Aquicultura com enfoque agroecológico Cantuquiriguaçu - AquaNEA - Edital: N.º 81/2013 Universidade Federal da Fronteira Sul UFFS Campus Laranjeiras do Sul, PR A UFFS é multicampi,

Leia mais

RIO VERDE 19 DE DEZEMBRO DE 2016

RIO VERDE 19 DE DEZEMBRO DE 2016 TABELAS DE EQUIVALÊNCIAS DE DISCIPLINAS PARA O BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, CONFORME EMENTAS E MATRIZES DISPONÍVEIS NA PÁGINA DO IF GOIANO CAMPUS RIO VERDE RIO VERDE 19 DE DEZEMBRO DE 2016 1º PERÍODO

Leia mais

Curso: ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA Curriculo: /13 DISCIPLINAS EM OFERTA 2ºº Semestre de NOTURNO

Curso: ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA Curriculo: /13 DISCIPLINAS EM OFERTA 2ºº Semestre de NOTURNO Curriculo: 100-198/13 GR01158 GR02445 GR02446 GR01185 GR02459 GR01195 1º PERÍODO Carga Horária Docentes Cálculo Básico 72.00 Não ofertada no 2º semestre de 2016 Física Básica 72.00 Não ofertada no 2º semestre

Leia mais

Providing global solutions for a healthier world

Providing global solutions for a healthier world Providing global solutions for a healthier world Curso RLM 2010 RLM 3.2 (Programa de Formulação de Rações de Lucro Máximo) Introdução RLM 3.2 (Programa de Formulação de Rações de Lucro Máximo) Desenvolvido

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá

Universidade Estadual de Maringá EDITAL Nº 18/2016-PRH O PRÓ-REITOR DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ, no uso de suas atribuições e considerando o Edital n o 11/2016-PRH e o contido no processo

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR José Carlos Bohnenberg

Currículos dos Cursos UFV ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR José Carlos Bohnenberg 108 ENGENHARIA CIVIL COORDENADOR José Carlos Bohnenberg bohnen@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2012 109 Engenheiro Civil ATUAÇÃO Ao Engenheiro Civil compete o desempenho das atividades profissionais previstas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Tecnologia e Geociências Departamento de Engenharia Química

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Tecnologia e Geociências Departamento de Engenharia Química SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Tecnologia e Geociências Departamento de Engenharia Química CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 42, de 27

Leia mais

DOCENTE TITULAÇÃO LINHAS DE PESQUISA

DOCENTE TITULAÇÃO LINHAS DE PESQUISA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Profissional e Tecnológica Instituto Federal de, Ciência e Tecnologia de Goiás Câmpus Formosa Departamento das Áreas Acadêmicas TCC - Linhas de pesquisa Professores

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV ENGENHARIA FLORESTAL. COORDENADOR Silvio Nolasco de Oliveira Neto

Currículos dos Cursos UFV ENGENHARIA FLORESTAL. COORDENADOR Silvio Nolasco de Oliveira Neto 102 ENGENHARIA FLORESTAL COORDENADOR Silvio Nolasco de Oliveira Neto snolasco@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2013 103 Currículo do Curso de Engenharia Engenheiro ATUAÇÃO O Engenheiro estará habilitado

Leia mais

Uso de coletores de substrato artificial para o biomonitoramento na aquicultura

Uso de coletores de substrato artificial para o biomonitoramento na aquicultura Uso de coletores de substrato artificial para o biomonitoramento na aquicultura AquaCiência 2010, setembro, Recife Mariana S. G. M. Silva Marcos E. Losekann Célia Frascá-Scorvo João D. Scorvo Filho Julio

Leia mais

Gestão sustentável dos oceanos e dos recursos marinhos

Gestão sustentável dos oceanos e dos recursos marinhos Gestão sustentável dos oceanos e dos recursos marinhos Trabalho realizado por: -Ana Santos nº1; -Ana Almeida nº2; -Beatriz Silva nº3; -Daniela Fernandes nº6; -Marta Santos nº11. 1 2 Índice Introdução Portugal

Leia mais

Métodos de Controle de Plantas Daninhas

Métodos de Controle de Plantas Daninhas UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC Centro de Ciências Agroveterinárias CAV, Lages SC Departamento de Agronomia BMPDA54 Biologia e Manejo de Plantas Daninhas Métodos de Controle de Plantas Daninhas

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR José Carlos Bohnenberg

UFV Catálogo de Graduação ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR José Carlos Bohnenberg UFV Catálogo de Graduação 2013 103 ENGENHARIA CIVIL COORDENADOR José Carlos Bohnenberg bohnen@ufv.br 104 Currículos dos Cursos UFV Engenheiro Civil ATUAÇÃO Ao Engenheiro Civil compete o desempenho das

Leia mais

As Zonas Úmidas e a Política Nacional

As Zonas Úmidas e a Política Nacional As Zonas Úmidas e a Política Nacional de Recursos Hídricos no Brasil 8 th Intecol, Cuiabá, julho de 2008 Maria Carolina Hazin Orientação à aprensentação: o Zonas Úmidas O conceito científico e o utilizado

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático Título Contextualização CIÊNCIAS DO AMBIENTE O futuro profissional tem que estar familiarizado com os conceitos e fundamentos básicos da ecologia, sendo condição primordial para o estudo da ciências do

Leia mais