pela alta rentabilidade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "pela alta rentabilidade"

Transcrição

1 Ano L - Dezembro 2011/Janeiro Nº R$ 12,00 Concessões Aeroportos Atraem grandes players pela alta rentabilidade Macrometrópole SP não resolve obras urgentes mas já divulga plano para 2040 Mercado: Indicadores mostram construção à frente do PIB

2

3 Sumário Editorial 5 O exemplo inglês na gestão e uso de TI nas obras da Olimpíada Fórum de Engenharia 6 Barra do Furado terá primeiro estaleiro 20 Foto: Epitácio Pessoa/AE Dimensões 12 Obras da transposição. O bispo disse que não ia dar certo Política 14 O efeito contaminante das maçãs podres Newsletter Global 16 Obras e tecnologias serão destaque na publicação eletrônica Empresas de Engenharia do Ano 20 A premiação, a festa e uma reflexão sobre o crescimento brasileiro Cenário da Construção 24 Indicadores sinalizam crescimento sustentável Luiz Guarnieri/AE Engenharia Consultiva 30 Copa e Olimpíada reforçam debate em favor de projeto e qualidade Aeroportos 32 Concessões em SP e Brasília atraem interessados pela alta rentabilidade O suplício dos viajantes frequentes Tecnologia da Informação 35 Teckma investe em novo sistema de gestão Macrometrópole 36 São Paulo não conclui os planos que tem, mas já projeta outro para 2040 Uma promessa de luz no fim do túnel Integração é desafio nas ações governamentais Metrô prevê expansão apesar de prováveis contratempos É preciso dobrar capacidade de tratamento de esgoto até 2018 Parar de errar já para que plano futuro tenha crédito Concreto Pré-fabricado 58 Empreendimentos na Grande BH utilizam a tecnologia em larga escala Tecnologia da Informação 60 Contratante solicita projeto executivo de edificação em BIM Rodovias Pedágio 62 Free Flow necessita de arcabouço legal Pavimentação 64 Aplicação de mistura asfáltica morna no pavimento da Via Dutra Sustentabilidade Amazônia 70 Explorar e crescer, mas preservar a floresta: o dilema amazônico Embrapa à frente para conservar a variedade de espécies Vanguarda na sustentabilidade conquista o consumidor Couro ecológico cria novo ciclo da borracha na Amazônia 70 Capa: Airbus A380, maior avião comercial de passageiros do mundo. Pelo menos uma companhia aérea já solicitou autorização para utilizá-lo no Brasil. Trata-se de mais uma adequação da engenharia que os aeroportos brasileiros deverão fazer no futuro próximo: o tráfego de aeronaves de grande porte. Foto: Christian Charisius / Reuters 3

4 Diretor Editorial: Joseph Young Editor: Nildo Carlos Oliveira Editor-assistente: Augusto Diniz - Redação: Joás Ferreira - Lílian Moreira - Publicidade: Ernesto Rossi Jr. (Coordenador) Paulo Sabatine (Coordenador) Fernando Mauro, José Ferreira, Marta Bandoni, Wagner Barbosa e Wanderlei Melo Diagramação e Produção Gráfica: Cotta Produções Gráficas Circulação e Distribuição: Sede: Rua João Gomes Jr., 1085 Jd. Bonfiglioli - CEP: São Paulo - SP - Brasil Telefone: (11) A revista O EMPREITEIRO é uma publicação mensal da Lithos Editora Ltda., dirigida, em circulação controlada, a todos os segmentos da indústria de construção imobiliária e industrial, e os setores público e privado de infraestrutura, obras de transporte, energia, saneamento, habitação social, telecomunicações etc. O público leitor é formado por profissionais que atuam nos setores de construção, infraestrutura e concessões: construtoras; empresas de projetos e consultoria; montagem mecânica e elétrica; instalações; empresas que prestam serviços especializados de engenharia; empreendedores privados; incorporadores; fundos de pensão; instituições financeiras; fabricantes e distribuidores de equipamentos e materiais; órgãos contratantes das administrações federal, estadual e municipal. O canteiro das obras de Londres, seguindo o ritual do cronograma e até as antecipando, e as obras da Transposição do rio São Francisco, seguindo o ritual brasileiro dos atrasos e até do abandono Auditorado pelo: Impressão: Parma Tiragem total: exemplares Toda correspondência referente à pedidos de assinatura, consulta e mudança de endereços deve ser enviada à O EMPREITEIRO Departamento de Circulação Rua João Gomes Jr., CEP: São Paulo SP Brasil. Preços: Assinatura anual: R$ 90,00; Números avulsos: R$ 12,00; Números atrasados: R$ 15,00; Exterior: 1 ano - via aérea - US$ 60,00; 1 ano - via marítima - US$ 50,00 Registro de Publicação está assentado no cadastro de Divisão de Censura de Diversões Públicas do D.P.F. sob nº 475/ , no livro B - registro no 1º Ofício de Títulos e Documentos. Registrada no Serviço de Censura Federal sob nº 2; 269P209/73, Lithos Editora Ltda. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte do conteúdo desta publicação poderá ser reproduzida ou transmitida, de qualquer forma e por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, inclusive fotocópias, gravações, ou qualquer sistema de armazenagem de informação, sem autorização, por escrito, dos editores. Membro da ANATEC. Siga-nos no O EMPREITEIRO foi editado de 1962 a 1968 como jornal e desde 1968 em formato de revista. Diretor Responsável: Joseph Young Foto: Wilson Pedroso/AE 4 O Empreiteiro Dezembro 2011/Janeiro 2012

5 O exemplo inglês na gestão e uso de TI nas obras da Olimpíada Neste começo de 2012, a análise do balanço do final de 2011 mostra que os números de crescimento do PIB foram pífios nos 3º e 4º trimestres, com economistas duvidando que a taxa anual alcance os 3%. A redução dos investimentos do governo federal, com a justificativa da necessidade da preservação dos gastos correntes da máquina política e administrativa, que não param de subir, foi um dos motivos desse fraco desempenho. Na busca dos culpados por essa performance ruim e imprevista, alegou-se que a gestão do PAC está emperrada no Ministério do Planejamento, cogitando-se até que ela deva ser deslocada para Casa Civil. Pura pirotecnia para efeito público, se na essência as decisões políticas estão paralisadas pelo fluxo interminável de denúncias de práticas antiéticas para sermos diplomáticos. Foi-se dada prioridade às despesas correntes e não aos investimentos. Portanto, não adianta mudar de gestor. Fora da arena minada da política, há ainda duas questões insolúveis: os ministérios carecem de profissionais experientes em gestão de programas e projetos e há poucos investimentos em TI softwares de gestão que existem nas prateleiras do mercado, em uso há anos no setor privado no Brasil e em outros países, que podem ser implementados a médio prazo. Existe também a alternativa de se contratar empresas privadas especializadas em gestão de programas. Mas, aí é preciso afastar os políticos que não querem largar o osso e dizem que só saem se forem abatidos a tiro. Vejamos o exemplo do Parque Olímpico de Londres, coordenado pela ODA - Olympic Delivery Authority, que deixou 95% do parque pronto um ano antes da data oficial da Olimpíada de A estrutura é até simples de entender: 1 - A cliente ODA instrui uma empresa de gerenciamento CLM, consórcio formado pela CH2M Hill, Laing O Rourke e Mace; 2 - CLM coordena 96 fornecedores e empreiteiras chamadas Tier 1 e monitora 869 contratados chamados Tiers 2 e 3, considerados também críticos; ODA Olympic Delivery Authority Responsável pela infraestrutura de Londres 2012 Consórcio CLM Responsável pela gestão dos projetos e obras Tier 1 (contratados) Tiers 2 e 3 Editorial 96 fornecedores (subcontratados) e empreiteiras 869 empresas 3 - O Parque Olímpico foi dividido em 300 áreas sob responsabilidade das empreiteiras principais, coordenadas pela CLM, que inclui as obras civis, segurança no trabalho, controle de acesso e outras responsabilidades; 4 - A logística do parque também é coordenada pela CLM; 5-10 mil pessoas trabalharam nas obras do parque e outras 10 mil trabalharam na vila olímpica (hospedagem dos atletas), sendo 20% contratados na região de East London; houve apenas dois acidentes fatais durante as obras, ambos causados por doença; 6-10 mil pessoas trabalharam nas empresas fornecedoras, sendo 70% locais (das regiões da Grande Londres, Essex e Kent); 7 - Um site com webcams que mostra imagens das obras 24 horas por dia, cronogramas atualizados em tempo real, com avisos de licitações próximas e os vencedores das concorrências realizadas; quem faz o quê; programas de mobilização das comunidades vizinhas que inclui visitas regulares ao parque; 8 - Uma agência já estabelecida vai herdar todo o parque e operá-lo depois dos Jogos, com 1 bilhão reservado para as obras de ajuste e adaptação com vistas às necessidades da população. Resumindo: o povo britânico mostrou que além de ser pontual é capaz de separar a política de governo da política da execução dos projetos. O Parque Olímpico recebe retoques finais e já realiza jogos-teste nas arenas esportivas, simbolizando a competência da engenharia britânica. Já o governo britânico continua criticado em política econômica e no modo de combater o déficit público e se prepara para uma nova recessão provocada pela zona do euro cenas déjà vu em muitos países. Com a nossa opinião sobre o exemplo de Londres no tratamento de obras para eventos internacionais desse tipo, fechamos o ano de 2011 e abrimos a revista para 2012, na expectativa, externada aos nossos leitores, anunciantes e amigos, da continuidade do crescimento brasileiro e da garantia que a Engenharia e a Construção podem proporcionar ao Brasil com esse fim. 5

6 Fórum de Engenharia Barra do Furado terá primeiro estaleiro A BR Offshore vai investir R$ 450 milhões na construção do Terminal de Serviços e Logística da Barra do Furado (TSLBF), no Canal das Flechas, Barra do Furado, entre os municípios de Campos dos Goytacazes e Quissamã, no norte do Estado do Rio de Janeiro. O empreendimento será construído dentro do Complexo Logístico e Industrial Farol - Barra do Furado, envolvendo os dois municípios, com o apoio dos governos estadual e federal, para a instalação de empresas do setor de óleo e gás. O TSLBF terá um estaleiro de reparos navais direcionado para as embarcações de apoio offshore e uma base de apoio marítimo, com áreas para instalação de empresas do segmento de óleo e gás. As obras do empreendimento, que será o primeiro do complexo, deverão ser iniciadas em abril de A previsão é que já esteja operando até o final de O crescimento das atividades de perfuração e exploração na Bacia de Campos tem criado gargalos logísticos importantes, com a sobrecarga dos portos hoje utilizados para apoio offshore, gerando custos significativos nas operações de logística para as plataformas. As obras de dragagem do Canal das Flechas, bem como o aumento dos moles necessários para a proteção da entrada do Canal das Flechas têm o apoio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e estão sendo realizadas pelo Consórcio Terra e Mar, formado pelas empresas Odebrecht, Queiroz Galvão e OAS. A previsão é que sejam concluídas ainda em dezembro de O terminal terá capacidade de atracação para até 10 embarcações, e contará com moderno sistema de docagem e transbordo, além de um armazém alfandegado, áreas de estocagem de líquidos e granéis, e ainda uma estação de passageiros e um heliporto. O estaleiro de reparos navais contará com o maior shiplift (elevador de embarcações) no Brasil, com a capacidade de içamento de embarcações com até 6 mil t, e na primeira fase poderá docar simultaneamente, em seco, até quatro navios. O empreendimento BR Offshore deverá gerar cerca de 1 mil empregos diretos e cerca de 2 mil indiretos. Apenas durante as obras, cerca de 600 pessoas devem ser empregadas. Em todo o Complexo Logístico e Industrial Farol Barra do Furado deverão ser gerados entre 5 mil e 8 mil empregos. Mercado de máquinas em crescimento As vendas de máquinas e equipamentos para o setor da construção e obras de infraestrutura no Brasil deverão ter um crescimento de 18% neste ano, em comparação a 2010, de acordo com estudo do mercado de equipamentos para construção, da Associação Brasileira de Tecnologia para Equipamentos e Manutenção (Sobratema). Para 2012, a previsão é de um crescimento de apenas 5%. A queda se deve, basicamente, a uma estimativa de diminuição nas vendas de caminhões no próximo ano, explica Brian Nicholson, consultor econômico da entidade. Segundo ele, o resultado obtido em 2011 está ligado ao fato de que os empresários anteciparam as compras de caminhões segmento que teve crescimento de 27%, frente a E isso aconteceu em função da mudança na legislação ambiental prevista, com alterações nos motores e perspectiva de aumento no preço dos veículos. Além do forte crescimento nas vendas de caminhões (que representam mais de 50% do volume de vendas de equipamentos para o setor da construção), foi registrado também um aumento de 113% nas vendas de miniescavadeiras. Atualmente, o índice de participação das máquinas importadas, na chamada linha amarela, basicamente composta por equipamentos de terraplanagem, chega a 29% do total comercializado no Brasil. De acordo com Nicholson, esse percentual deve ser o ponto mais elevado de participação no setor, uma vez que grande parte dos equipamentos hoje importados passará a ser produzida no País nos próximos anos. Combate à dengue em canteiros de obra A Atlas Copco lançou sua nova linha de geradores, com um diferencial: o chassi é 100% vedado e dispensa o uso da bandeja de retenção, o que ajuda a eliminar foco do mosquito da dengue em canteiro de obra. A vantagem, da solução, é enorme. Tanto assim, que buscamos assegurar este diferencial para nossos clientes com um projeto que foi auditado pelo Bureau Veritas, afirma Fernando Groba, business line manager da Atlas Copco Portable Energy Division. Com o fim do uso das bandejas de retenção, não só é possível diminuir os focos do mosquito da dengue, como também evitar contaminações de óleo nos solos e, consequentemente, a contaminação de lençóis freáticos. Essa tecnologia também conta com outros diferenciais, dentro do conceito de produtividade sustentável, como o baixo consumo de óleo diesel, com autonomia de 12 horas, e o baixo nível de ruído. 6 O Empreiteiro Dezembro 2011/Janeiro 2012

7

8 Fórum de Engenharia Obra trata de atualização das normas De olho em térmicas e hidrelétricas A Skanska Brasil estuda investimentos em termoelétricas e hidroelétricas. A proposta é projetar, construir, entregar e fazer a manutenção. A empresa sueca já tem experiência no País em ambas áreas. A companhia foi responsável pela construção e montagem da central termoelétrica Euzébio Rocha, em Cubatão (SP), da Petrobras. Atualmente, está desenvolvendo projeto de térmica a gás de 500 MW em Seropédica (RJ), também para a Petrobras. As obras ainda não iniciaram, mas a usina de energia deverá ficar pronta em Na térmica de Seropédica, a Skanska fará do projeto básico a montagem do empreendimento. No campo de hidroelétricas, a Skanska construiu a Central Hidrelétrica Ponte de Pedra, localizada no rio Correntes, que divide os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Atualmente, ela opera e faz manutenção da usina. O Brasil tem muita capacidade de investimentos. Essa nova crise financeira mundial tem mostrado isso. A matriz está atenta e acredita que o País possui potencial de expansão para os próximos cinco anos, avalia Nelson Branco, country manager da Skanska Brasil. A empresa ainda estuda participar de parceria público-privada (PPP) na área de hospitais a empresa tem grande expertise internacional no setor, que é assunto ainda novo no País. Em 2012, a Skanska comemora 10 anos de Brasil e 125 anos de criação. A empresa pretende alcançar 6 mil funcionários em breve atualmente, são Doosan escolhe Americana (SP) para sua primeira fábrica A empresa WTorre anunciou, em dezembro último, o início da construção da primeira fábrica da Doosan na América Latina. Com investimento de R$ 80 milhões, a fábrica está sendo implantada em Americana, no interior de São Paulo. As instalações da Doosan, maior conglomerado sul-coreano de máquinas e equipamentos, ocuparão um terreno com 200 mil m 2, dos quais 30 mil m 2 são de área útil. Lá serão produzidas escavadeiras para construção civil e outros equipamentos de menor porte. Para a montagem da linha de produção, a Doosan deve investir outros R$ 200 milhões, diz Sérgio Lindenberg, da WTorre Engenharia. A fábrica terá um galpão principal, duas portarias, um edifício para área administrativa da empresa e mais seis galpões de apoio. Graça ao emprego do sistema de construção com prémoldados, a planta deverá ser concluída em abril de O livro Concreto Armado novo milênio, cálculo prático e econômico (editora Interciência; 206 páginas), dos engenheiros Francisco Xavier Adão e Adriano Chequetto Hemerly, é referência em projetos estruturais, com prescrições atuais das normas brasileiras sobre o assunto. Fruto da larga experiência no tema dos autores da obra, a combinação do concreto com armadura de aço foi uma revolução no mercado quando chegou há mais de um século. O Brasil adotou a técnica em larga escala. Com o tempo, foi recebendo injustamente a pecha de pouco confiável por alguns, fruto do emprego de baixa qualidade de materiais por gananciosas. Mas continuou sendo usado maciçamente em obras pelo País afora. Xavier Adão já escreveu dois livros sobre concreto armado há cerca de 20 anos. Agora, com este novo livro, faz uma espécie de revisão sobre o assunto, mostrando os avanços de performance nos últimos tempos conquistada pela técnica. Nesse aspecto, ressaltamse alguns fatores, detalhados no livro, como preponderantes para o desenvolvimento do concreto armado: o avanço dos cálculos estruturais principalmente com o advento dos programas em AutoCAD e do concreto de alto desempenho. O livro aborda ainda de forma didática a aplicação da técnica em lajes, vigas, pilares, fundações, muros de contenção, além dos prémoldados. Um exercício de boas e modernas práticas para difundir a extraordinária capacidade do concreto armado de vencer altas resistências à compressão e também de se manter durável por muito tempo. Paranasa participa do projeto Eldorado A Paranasa executa desde maio as obras civis das unidades de tratamento de água e de efluentes industriais, captação de água bruta e estação de tratamento de efluentes da caldeira, da Eldorado Celulose Papel, considerada a maior fábrica de celulose de fibra curta do mundo em uma única linha. O empreendimento, localizado na BR-158, km 231, a 45 km do município de Três Lagoas (MS), prevê um investimento estimado de R$ 4,5 bilhões e alia a adoção de avançadas tecnologias com uma gestão de projeto focada na sustentabilidade dos processos industriais e florestais. O contrato tem previsão de conclusão em outubro de Para a Paranasa é muito importante estar presente em um empreendimento desse porte, num setor onde temos vasta experiência e onde poderemos dar nossa efetiva colaboração nos aspectos de qualidade e prazo de construção, destaca Rommel Curzio, dirigente comercial da construtora. A construtora utilizará, no pico dos serviços, colaboradores, dando sempre preferência aos trabalhadores locais, contribuindo para desenvolvimento da região. 8 O Empreiteiro Dezembro 2011/Janeiro 2012

9

10 Fórum de Engenharia Usiminas Mecânica investe R$ 50 milhões em unidade A Usiminas Mecânica, empresa de bens de capital do grupo Usiminas, inaugurou, em dezembro último, sua linha de moldagem automática de fundição, com investimento de R$ 50 milhões. Localizada em Ipatinga (MG), a linha fabricará truques para vagões e outros componentes fundidos (engates, braçadeiras, hastes de ligação etc.), além de peças seriadas para os segmentos industrial e de mineração. A nova linha de fundição, com 4 mil m² de área, amplia a capacidade de produção da Usiminas Mecânica de 24 mil t/ano para 41 mil t/ano de aço e, ao dotá-la de um novo patamar tecnológico, traz perspectivas de negócios para a empresa. Com um mercado cada vez mais aquecido, a Usiminas Mecânica se prepara para iniciar o ano de 2012 com uma carteira superior a 700 vagões. Dentre as vantagens do processo automatizado de moldagem está o menor custo operacional e a estabilidade do processo. Estamos modernizando nossas operações para oferecer ao cliente um produto com mais qualidade e valor agregado, afirma Guilherme Muylaert, diretor executivo da Usiminas Mecânica. Os operadores da Usiminas Mecânica foram capacitados em treinamentos realizados na Alemanha e na Itália. A sustentabilidade é também uma das premissas do processo produtivo, uma vez que não são gerados resíduos. Da areia utilizada nos moldes, 85% será reaproveitada - após passar por recuperador de areia de última geração. Os outros 15% serão destinados para coprocessamento. Além disso, 100% da sucata metálica retornam para o forno de fusão. A Usiminas Mecânica recebeu o certificado ISO 9001, do Bureau Veritas Certification (BVC), pela unidade de fundição e fábrica de vagões. Agradecimentos edição 502 (outubro/ 2011) Empresas Engenharia do Ano Parabéns a toda equipe pelo evento e coquetel. Realmente foi muito bom Antônio de Pádua Pereira Grupo A.R.G. Em nome de toda a diretoria da TKK, gostaria de parabenizá-los e agradecer pelo evento de lançamento da revista. A publicação ficou excelente, com uma qualidade impar de edição, reportagens e fotografias. Obrigado pela oportunidade que nos foi concedida de participar desta tão esperada edição Rodrigo Kifer Amorim TKK Engenharia Edra do Brasil intensifica participação em óleo e gás A Edra do Brasil, especializada na produção de tubos, reservatórios, tanques de transporte rodoviário e peças especiais, com 37 anos de atividades, anuncia que pretende intensificar sua participação em setores como óleo e gás, industrial e saneamento básico. Para 2012, prevê o lançamento de um novo produto tubos de grande diâmetro, cuja produção vai exigir investimento em uma nova planta industrial, que terá capacidade produtiva de 200 km de tubos de grande diâmetro, destinados especificamente para saneamento. A nova fábrica permitirá um crescimento de 25% a 30% da capacidade produtiva total da empresa. Arnaldo Gatto, gerente de desenvolvimento da empresa, informa que serão investidos cerca de R$ 15 milhões na construção e na aquisição de equipamentos da nova planta. O principal diferencial dessa fábrica é seu elevado grau de automação, que reduzirá o consumo energético, tornando o processo produtivo muito mais vantajoso, informa. A Edra traz no seu histórico o importante marco de ter sido a primeira empresa a receber a certificação ISO 9001, no segmento de materiais compósitos. Entre as obras das quais participou, destaca o fornecimento, instalação e construção do maior projeto de fertiirrigação do Brasil, em regime de turnkey, para 15 unidades do grupo Raízen e para o grupo Pöyry Brasil. Equipamentos da Terex são usados na Amazônia A Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (Comara) adquiriu quatro equipamentos da Terex com o objetivo de otimizar os recursos e tempo disponíveis para a execução de suas obras, sendo duas recicladoras/estabilizadoras de solo, uma pavimentadora de concreto e um vibro acabadora de asfalto. As recicladoras/estabilizadoras de solo, modelo RS 425C, que foram utilizadas pela Comara, pela primeira vez, em setembro de 2010, em Alcântara (MA), atualmente, encontram-se em Yauaretê (AM). O transporte dos equipamentos foi feito por empurradores e balsas construídos pela Comara, com dimensões específicas para executar a condução de insumos em rios que são navegáveis em um período curto do ano. A pavimentadora de concreto Terex, modelo SF 2204, que também está trabalhando na obra de Yauaretê, foi projetada para maximizar a eficiência da operação. Já a vibro acabadora de asfalto, modelo VDA 400, atualmente encontra-se aguardando pela sua próxima missão no Destacamento de Apoio à Comara em Manaus (AM), depois de executar diversos serviços no município de Barcelos (AM). Erratas edição 502 (outubro/2011) Com relação à menção na página 77 sobre a sede da Petrobras, em Vitória (ES), a revista O Empreiteiro informa que a CEC Cia de Engenharia Civil é autora exclusiva do projeto estrutural do empreendimento. Na página 68, no entretítulo Certificações, a empresa foi certificada pela Rina e não BVQI, como mencionada. Na página 139, na relação das instalações do terminal em destaque, o correto é Virador de vagões. 10 O Empreiteiro Dezembro 2011/Janeiro 2012

11 Os melhores produtos, as melhores soluções. Tudo o que você precisa para a sua obra seguir sempre em frente. Você sabe que firmar uma sólida parceria no mercado da construção civil é fundamental para que os seus projetos ganhem vida e o seu trabalho seja reconhecido pela eficiência e credibilidade. Para isso, você pode contar com a Mecan. A maior fabricante-locadora de equipamentos para construção do Brasil é a única que pode oferecer os melhores produtos e serviços e uma equipe qualificada à sua disposição. Locação, vendas e serviços. ANDAIMES ELEVADORES ESCORAMENTOS

12 Dimensões Nildo Carlos Oliveira Obras da transposição. O bispo disse que não ia dar certo Não foi, portanto, por falta de aviso. E, pelos relatos que nos chegam, as obras, como estão, podem resultar em consideráveis prejuízos para o bolso dos contribuintes. E para o velho Chico. Na época da análise dos estudos que previam a construção da Transposição do Rio São Francisco, as advertências afluíram de todos os lados. Mas a que pegou mais pesado mesmo foi a do bispo Frei Luiz Cappio, que até fez greve de fome, na tentativa de impedir que os serviços começassem. O projeto, polêmico desde fins do Império, foi elaborado para, teoricamente, beneficiar o Nordeste setentrional, assegurando a oferta de água, para abastecimento humano, a cerca de 12 milhões de habitantes de 390 municípios dos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, até Foram previstos dois eixos: o Eixo Norte, a partir da captação perto da cidade de Cabrobó (PE), por onde as águas seriam levadas a rios do Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, ao longo de um percurso de 402 km; e o Eixo Leste, a partir da barragem de Itaparica, no município de Floresta (PE), desenvolvendo-se ao longo de 220 km até o rio Paraíba (PB), depois de deixar parte da vazão nas bacias dos rios Pajeú e Moxotó e daqueles da região do agreste pernambucano. Estimada em R$ 4,5 bilhões e dividida em 14 lotes, seria a maior obra do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). Os gordos recursos se destinariam a obras de revitalização local, tratamento de esgoto de municípios na área de influência da transposição, replantio de matas, recuperação de nascentes e outras promessas. Desde o início da divulgação do projeto, o bispo avisou: Não vai dar certo. Não tem sido contada toda a verdade sobre este projeto da transposição. Ele não vai levar água a quem mais precisa, uma vez que segue em direção aos açudes e barragens existentes, a maior parte, mais de 70%, para irrigação, produção de camarão e indústria. Quem mais precisa não será o principal beneficiário do projeto. E o geógrafo Aziz Ab Saber não ficou atrás nas críticas: O risco Foto: Wilson Pedrosa/AE Uma visão do abandono: as placas de concreto estouram sob o sol sertanejo final é de que, atravessando acidentes geográficos consideráveis, como a elevação da escarpa sul da chapada do Araripe - com grande gasto de energia!-, a transposição acabe por significar apenas um canal tímido de água, de duvidosa validade econômica e interesse social, servindo para movimentar o mercado especulativo da terra e da política. Fato inconteste, a respeito das obras iniciadas, é que seis daqueles 14 lotes estão parados e, alguns, até abandonados, com as placas de concreto se soltando ao longo dos canais. Pormenor inquietante, confirmado por reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, é que a transposição atualmente está custando R$ 6,8 bilhões, 36% a mais, portanto, daquele valor inicialmente anunciado. Como disse o bispo, assim não vai dar certo. A Paulista no quadro de Jules Martin Frase da coluna A avenida imortalizada no desenho de Jules Martin, há 120 anos. Ele faz parte do álbum do arquiteto Benedito Lima de Toledo, utilizado por Edison Eloy de Souza, no livro ora em circulação Precisamos de um projeto de Nação estruturado com a adesão da sociedade brasileira. De Paulo Cunha, presidente do conselho de administração do Grupo Ultra e membro do conselho de administração do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi). 12 O Empreiteiro Dezembro 2011/Janeiro 2012

13 Exportação de serviços de engenharia A Norberto Odebrecht confirma a interrupção dos estudos para a construção da usina hidrelétrica Tambo 40, no Peru. A questão indígena e ambientalista - mais uma vez, têm sido uma pedra no sapato de empresas de engenharia brasileira no exterior. A Andrade Gutierrez, a Engevix e a própria Eletrobrás também vêm enfrentando problemas semelhantes, que estão a exigir contatos entre os governos dos dois países, para serem resolvidos. Experiência em revitalização Xavier Trias, prefeito de Barcelona, Espanha, esteve em Porto Alegre (RS) interessado em saber como será realizado o projeto de revitalização do porto Cais Mauá, naquela capital. Ele foi recebido pelo prefeito José Fortunati e pelo presidente do conselho de administração do porto Cais Mauá do Brasil, José Munné, a quem expôs a experiência de sua cidade no processo de renovação de área degradada. O projeto de revitalização do Cais Mauá foi elaborado pelo arquiteto espanhol Fermin Vázquez. Expertise em shoppings A Racional Engenharia está encerrando 2011 com a entrega de mais dois shoppings: o Mooca e o São Caetano, em São Paulo. Ela informa que, com a soma dos outros dois empreendimentos já entregues ao longo deste ano (Shopping Iguatemi Alphaville e Shopping Indaiatuba), consolida-se como a construtora que possui mais ABL (Área Bruta Locável) do País. E tem mais, diz Waldemar Marotta Júnior, diretor executivo da empresa: Para o próximo ano vamos inaugurar mais dois shoppings, um em Campinas (SP), e outro no Rio de Janeiro (RJ), totalizando m² de área construída. Legado da Copa pode ficar para trás João Batista Viol, presidente reeleito do Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva (Sinaenco), desenha um quadro ruim para a Copa de Diz ele que os estádios (a parte essencial para a realização dos jogos) podem ficar prontos. Contudo, os itens de maior valor para a sociedade as obras de mobilidade urbana - estão com um cronograma desalentador. O temor de Viol, e de outros integrantes da diretoria do Sinaenco, é de que a Copa, em vez de ser uma vitrine, apresente nosso País, aos milhões de espectadores mundiais, como uma vidraça. Mais legado Alberto José Salum, presidente do Sindicato da Indústria da Construção Pesada de Minas Gerais, informa que a presidente Dilma Rousseff garantiu a liberação de R$ 3,16 bilhões para a ampliação do metrô de Belo Horizonte e que a Copasa investirá R$ 102 milhões no desassoreamento da lagoa da Pampulha. Tudo, por conta da Copa de A lei 9952, aprovada pela Câmara Municipal de BH, está favorecendo a construção de hotéis naquela capital. Ela permite que empresários do ramo da hotelaria façam uso mais denso dos terrenos escolhidos para aquele fim. Redes como a Bristol, Atlântica, Vista, Accor e até a americana Wyndham, têm projetos em andamento. No espelho do mundo Na festa em que a Guimar Engenharia recebeu, no mês passado, em São Paulo (SP), o diploma de Empresa de Engenharia do Ano, categoria Projeto e Consultoria, o presidente da empresa, Heródoto Ferreira Monte, disse que o Brasil não pode deixar passar em brancas nuvens a oportunidade de traduzir em obras de infraestrutura as reivindicações da população em favor de melhores aeroportos, portos, metrôs, trens e outros tipos de transporte. O pensamento do empresário alinha-se ao do editorial da revista O Empreiteiro, edição 502, que bate na tecla: O País está diante de uma janela de oportunidades para se transformar numa nação de visibilidade parecida à do Canadá e Austrália. Novo aeroporto em SP? A ideia do novo aeroporto em São Paulo está lançada. O responsável por ela é o vice-governador Guilherme Afif Domingos, que até especulou sobre a região - Mogi das Cruzes - onde a construção poderá viabilizar-se. A expectativa do vice-governador é a de que a ideia, naquele sentido, venha a ser costurada com a celebração de um contrato nos moldes de uma parceria público-privada. Avenida Paulista A avenida mais conhecida do Brasil a Avenida Paulista chegou, em 2011, aos 120 anos. Muito apropriadamente o arquiteto Edison Eloy de Souza está lançando livro alusivo à data, tratando da arquitetura que ali tem sido praticada desde o século passado, sobretudo depois que ela começou o seu intensivo processo de verticalização. Folhear ou ler o livro é fazer um tour poético, sentimental e de conhecimento pelas transformações ali ocorridas, observando edificações tais como o Conjunto Nacional, Casa das Rosas, Savoy, Torre Paulista, Citibank, Museu de Arte de São Paulo, Scarpa, Grande Avenida e tantas outras que espelham a diversidade da arquitetura e da cultura de São Paulo. Crescimento da construção A previsão do Sindicato da Indústria da Construção Civil de São Paulo (Sinduscon-SP) é de que a indústria da construção civil crescerá 5,2% ao longo de 2012, embora a tendência do PIB seja a de um crescimento menor: 3,5%. Eduardo Zaidan, vice-presidente da entidade, diz que a construção tem hoje um ritmo mais forte que do que PIB e que essa tendência pode continuar nos próximos três ou quatro trimestres. Imprensa de fora A Anglo American inaugurou, no dia 6 de dezembro, a unidade de produção de ferroníquel de Barro Alto, interior de Goiás, onde investiu U$ 1,9 bilhão. A imprensa foi convidada para o ato, mas não pode ver a mina; apenas ouvir os discursos e os aplausos. A visita às instalações foi feita em ônibus, sem direito a uma descida sequer, para uma visão mais próxima das estruturas operacionais. A CEO mundial da holding, Cynthia Carrol, ficou fechada na sala VIP. A imprensa permaneceu de fora. 13

14 Política O efeito contaminante das maçãs podres Joseph Young Na Grécia antiga, havia uma prática de se enviar ao degredo, em alguma região remota, o político demagogo ou responsável pela apresentação de projetos votados em interesse próprio. Foi daí que se originou e se difundiu o termo ostracismo. Inspirados nessa história, propomos que a sociedade reúna mais de 1milhão de assinaturas para dar entrada, no Congresso, a um projeto de lei popular sugerindo a destituição, sumária, de administradores apontados como relapsos e acusados de terem praticado algum ato lesivo ao patrimônio público. O acusado seria afastado para o processamento das investigações sob a responsabilidade do Ministério Publico. Se provada a inocência, ele seria de imediato reconduzido ao cargo. Outro dispositivo, deste mesmo projeto lei, tornaria imprescritíveis crimes lesivos ao Tesouro e outros delitos ali previstos. Enquanto perdurassem as investigações para apuração cabal de todos os fatos, o político ou o administrador objeto da ação investigatória estaria inelegível. Esta, em nosso entendimento, seria uma forma efetiva, colocada à disposição da sociedade, para ela repudiar e condenar espetáculo como ao que assistimos hoje, protagonizado pelo governo da presidente Dilma Rousseff, quando seis ministros já foram colocados para fora do cargo, acusados de ilicitudes, e outros continuam, digamos assim, na marca do pênalti. Onze governadores também estão ameaçados de perder seus mandatos por atos ilegais praticados durante as eleições. E, além desses exemplos, podemos ainda perguntar: Quantos membros do Parlamento têm ficha suja e continuam participando as sessões? A sociedade brasileira precisa dar um basta, mesmo que a esquerda esteja envergonhada e silenciosa, a direita intrigada mas Plenário do Congresso Nacional vazio revela a inércia dos políticos inerte, e a oposição absolutamente sem propostas alternativas de governo, pois a prioridade, para esses políticos, agora, são as próximas eleições municipais, com desdobramentos para os certames seguintes para os governos estaduais e a presidência. Na verdade, a política deixou de ser uma atividade pelo bem público, mas uma corrida por empregos muito bem remunerados. Os eleitos esquecem prontamente o que prometeram no palanque, e passam a cuidar dos interesses pecuniários imediatos. Lembremo-nos daquele vereador que, tão logo foi eleito, agradeceu publicamente a seus eleitores pela oportunidade que estes lhe deram de poder se hospedar nos melhores hotéis e viajar à vontade por conta da lambança do erário público. Os políticos não estão preocupados com um possível vexame na realização da Copa do Mundo de 2014 e da Olimpíada de Visam apenas ao poder e ao lucro que poderão auferir com os dois eventos globais. As maçãs podres têm um grande poder de contaminação. Ou a sociedade acaba com elas, ou elas vão acabar com a oportunidade histórica de o País se transformar, com estes dois megaeventos, no líder dos países emergentes, em condições de se contrapor à influência da China no cenário global. 14 O Empreiteiro Dezembro 2011/Janeiro 2012

15 /cosan.mobil SEM A ROUPA FICA MAIS INTERESSANTE. INTELIGENTE A QUALIDADE QUE VOCÊ JÁ CONHECE NA QUANTIDADE QUE VOCÊ PRECISA. O lubrificante Mobil Delvac MX é um produto premium, que prolonga a vida útil dos motores a diesel. E agora, com a Troca Inteligente, gera mais economia e sustentabilidade para o seu negócio, pois elimina o descarte de embalagens, melhora o controle de estoque, otimiza sua área de armazenagem e evita contaminação no manuseio. A Troca Inteligente é muito prática, segura e está disponível em tanques de 400 e litros, com filtro e visor transparente, lacres de segurança, Selo de Qualidade Mobil e manutenção permanente do equipamento, garantindo qualidade total dos lubrificantes. É mais vantagem para o seu negócio e para o meio ambiente. Procure o distribuidor Mobil da sua região em nosso site. FILTRO COM VISOR PARA VOCÊ CONFERIR A QUALIDADE.

16 Newsletter Global Obras e tecnologias serão destaque na publicação eletrônica Em janeiro de 2012, as revistas ENR e O Empreiteiro lançam newsletter eletrônica global em português Desenvolvimentos recentes em tecnologias de construção, projeto e gestão, além de obras que se distinguem pelas soluções técnicas ou gerenciais aplicadas, em qualquer ponto do planeta estas duas linhas editoriais serão os pontos fortes da newsletter eletrônica quinzenal que as revistas ENR- Engineering News Record, da McGraw Hill, de Nova York, Estados Unidos, com mais de 100 anos de atuação no mercado de construção e engenharia, e O Empreiteiro, que completou 50 anos em 2011, lançarão em conjunto em janeiro. O conteúdo editorial será extraído das edições eletrônicas e impressas da ENR, além do site Em contrapartida, a revista O Empreiteiro fornecerá matérias sobre projetos de infraestrutura e construção no Brasil para o grupo editorial americano. Eis uma amostragem do que foi noticiado pela ENR recentemente: Liderança canadense em projetos PPP Canadá está dez anos à frente dos Estados Unidos em projetos de parceria público-privada (PPP), afirmou Brad Watson, sócio da KPMG, na conferência realizada pela American Road and Transportation Builders Association, em novembro. A estruturação do contrato PPP, modelos sólidos de divisão de riscos e a adesão da maioria das províncias do país são fatores positivos que ajudam na difusão dessa modalidade. O país já tem uma série de empreendimentos em curso em diferentes fases, e isso atrai um fluxo de negócios e empresas interessadas. Outro aspecto é a consistência e padronização da documentação dos projetos, que replicam as partes essenciais, com clara alocação dos riscos envolvidos. As províncias formaram agências para lidar com projetos PPP há anos, e as empresas de engenharia e investidores interessados tem convicção sobre o curso de uma licitação e confiam que têm chances de vencê-la. As instituições financeiras, por outro lado, têm também um papel importante: conhecendo a solidez do processo, o apoio político das províncias e o nível dos participantes, conseguem praticar taxas competitivas para as garantias e os seguros de performance. Laje de concreto PREENCHIDA de bolhas reduz massa em 30% Na construção da arena de hóquei La Bahn, na Universidade de Wisconsin-Madison, nos Estados Unidos, foi especificado que as salas de armários dos jogadores deveriam ter o maior pé direito possível. Uma laje de concreto tradicional teria uma espessura razoável, reduzindo a altura livre sob o teto. Após analisar diversas alternativas, decidiu-se pelo sistema BubbleDeck, que emprega bolhas de plástico espaçadas a intervalo regular para reduzir em até 30% o volume de concreto consumido. Embora seja conhecido na Europa e Canadá, seria a aplicação pioneira do método no país. As bolas plásticas e a armadura pré-fabricada podem ser montadas no local, mas a maioria dos clientes prefere encomenda-las já pré-montadas sobre um painel pré-moldado, eliminando o uso 16 O Empreiteiro Dezembro 2011/Janeiro 2012

17 PENSE PENSE SANY. A Sany surpreendeu o mercado em Inaugurou em tempo recorde sua fábrica em São José dos Campos, montou uma completa estrutura de dealers para vendas e pós-vendas e marcou presença nos principais eventos e feiras do setor. Obrigado a todos que acreditaram no projeto sério e profissional da Sany no Brasil. Em 2012, não irão faltar novidades para agitar o mercado. Vale a pena aguardar. SAC Serviço de Atendimento ao Cliente Confira a lista de nossos revendedores autorizados no site m B A qualidade transforma o mundo

18 Newsletter Global de formas e antecipando a instalação das redes de hidráulica e elétrica. Em agosto passado, as equipes concretaram m² de BubbleDeck na arena, onde alguns vãos medem até 12 m. Numa laje típica de 20 a 25 cm, o sistema permite usar 10% a 15% menos concreto. Quanto mais espessa a laje, maior a economia. No caso da arena de hóquei, o proprietário economizou cerca de US$ 25 mil. A redução no volume de concreto favorece também a certificação LEED, como o caso desta obra. Bônus por antecipação de entrega Em setembro, em Iowa, Estados Unidos, as equipes do consórcio composto pela Peterson Contractors e Reilly Construction começaram a reconstrução da rodovia I-680, danificada por enchentes perto de Crescent, sabendo que o contrato de US$ 19,2 milhões tinha um bônus de antecipação de US$ 2 milhões, caso as quatro faixas do trecho de 4 km fossem devolvidas ao tráfego em 20 de Novembro. As empresas, da diretoria às equipes na obra, arregaçaram as mangas. Algumas soluções foram criadas no campo. A faixa divisória que separa as duas pistas foi reaterrada antes, para ser usada como estrada de serviço. No total, 100 mil t de pavimento existente foram recicladas para produzir 35 mil m³ de agregados em 15 dias. Uma parte de pedra foi trazida de trem, e outra em 100 caminhões. A concreteira instalou uma usina no local, produzindo 300 m³/h. O espírito de vencer o desafio que tomou conta do pessoal, mais um clima favorável e a ausência de tráfego na estrada, levou o consórcio a entregar a rodovia em 33 dias e embolsar o bônus. Uma ideia e tanto para quem precisa construir arenas para Copa e Olimpíada a toque de caixa. CH2M Hill conclui aquisição da Halcrow Em uma das maiores aquisições recentes por parte de uma empresa americana de engenharia, a CH2M Hill está finalizando a aquisição da Halcrow Group britânica, especializada em projetos de transportes a nível global, por US$ 192 milhões em dinheiro, que somado a dívidas existentes, eleva o montante a US$ 356 milhões. O negócio depende da aprovação dos acionistas privados da Halcrow e das autoridades do país. CH2M Hill, com experiência em projeto-construção, operações e gestão de programas, e que integra o consórcio que gerencia a implementação do Parque Olímpico de Londres, registrou US$ 6,3 bilhões de receita total em 2010, comparado a US$ 719 milhões da Halcrow. A aquisição vai criar uma empresa de engenharia com 30 mil empregados, sendo 11 mil fora dos Estados Unidos. Inscreva-se para receber a newsletter ENR/OE Para receber gratuitamente a newsletter eletrônica da ENR e O Empreiteiro, basta solicitar pelo informando nome, cargo, RG, empresa, CNPJ e ramo de atividade. FAZENDA SOLAR DE 400 MW ANUNCIADA NA FLÓRIDA A National Solar confirmou que está finalizando o financiamento de uma fazenda solar de 400 MW ao norte da Flórida, Estados Unidos, ao custo de US$ 1,5 bilhão, com início de construção previsto para 1º trimestre de Ao longo de cinco anos, a empresa construirá pelo menos 20 plantas fotovoltaicas de 20 MW, no condado de Gadsden, ao custo de US$ 70 milhões cada, ocupando 200 ha. A Hensel Phelps, de Colorado, vai projetar, construir e operar as fazendas solares, que ficarão ligadas cada uma por si à rede de energia. A distribuidora Progress Energy já contratou 50 MW desse projeto, para atender horários de pico de demanda. Aeroporto de San Diego faz expansão em sítio confinado Um dos mais movimentados aeroportos do mundo com uma única pista, confinado pelo mar e por terras urbanizadas, o aeroporto internacional de San Diego, na Califórnia, Estados Unidos, está executando intrincadas obras de expansão num sítio de apenas 273 ha 2,6 km². O programa de US$ 1 bilhão inclui uma expansão de 41 mil m² do terminal 2, ampliando os portões de embarque de nove para 19, e dois saguões de compra de passagem situados na calçada com m² cada; e um centro para passageiros em trânsito, uma via elevada para embarque, seis cruzamentos elevados, novas vias de acesso e estacionamentos. A meta é comportar 33 milhões de passageiros por volta de Um consórcio formado pela Flatiron, Turner e PCL Constructors tem um contrato projeto + construção de US$ 500 milhões para essas obras, além de 140 mil m² de pistas de taxiamento, que vão exigir 800 m³ de concreto lançados cada noite. Calcula-se que a modalidade projeto + construção reduziu os prazos em um ano. Uma ideia interessante nesta expansão são os balcões de uso comum, onde os passageiros podem fazer o check-in independente de qual companhia aérea emitiu o bilhete. Os balcões de check-in na calçada também cumprem essa função, onde os passageiros já deixam suas malas. Dois pavilhões receberam cobertura tênsil de tecido, de montagem rápida. 18 O Empreiteiro Dezembro 2011/Janeiro 2012

19

20 Empresas de Engenharia do Ano Fotos: Renato Couto A premiação, a festa e uma reflexão sobre o crescimento brasileiro As quatro empresas premiadas reforçaram, no evento da premiação, a disposição de continuarem os aprimoramentos em favor da engenharia e de seus negócios e ouviram, do diretor editorial de O Empreiteiro, a mensagem sobre a insuficiência da infraestrutura do País 20 O Empreiteiro Dezembro 2011/Janeiro 2012

A locomotiva de concreto

A locomotiva de concreto A locomotiva de concreto 16 KPMG Business Magazine Construção civil supera período de estagnação, mas ainda há gargalos que podem comprometer o ritmo de investimentos A construção civil no Brasil não para

Leia mais

Pesquisa Principais Investimentos em Infraestrutura no Brasil

Pesquisa Principais Investimentos em Infraestrutura no Brasil Pesquisa Principais Investimentos em Infraestrutura no Brasil PATROCINADOR INICIATIVA REALIZAÇÃO SUBCAPA O trabalho e a pesquisa O TRABALHO E A PESQUISA A 4ª edição do relatório principais investimentos

Leia mais

Brasil. 1º Congresso de Engenheiros da Língua Portuguesa

Brasil. 1º Congresso de Engenheiros da Língua Portuguesa Brasil 1º Congresso de Engenheiros da Língua Portuguesa Maurício Muniz Secretário do Programa de Aceleração do Crescimento SEPAC Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão PAC PROGRAMA DE ACELERAÇÃO

Leia mais

Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015. Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015

Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015. Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015 Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015 Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015 O cenário econômico nacional em 2014 A inflação foi superior ao centro da meta pelo quinto

Leia mais

A GP no mercado imobiliário

A GP no mercado imobiliário A GP no mercado imobiliário A experiência singular acumulada pela GP Investments em diferentes segmentos do setor imobiliário confere importante diferencial competitivo para a Companhia capturar novas

Leia mais

Usina Hidrelétrica de Belo Monte

Usina Hidrelétrica de Belo Monte Usina Hidrelétrica de Belo Monte PA Ao dar continuidade ao maior programa de infraestrutura do Brasil desde a redemocratização, o Governo Federal assumiu o compromisso de implantar um novo modelo de desenvolvimento

Leia mais

O que o Brasil já ganhou com a Copa. Secretaria-Geral da Presidência da República

O que o Brasil já ganhou com a Copa. Secretaria-Geral da Presidência da República O que o Brasil já ganhou com a Copa COPA DO MUNDO NO BRASIL um momento histórico e de oportunidades A Copa do Mundo é um momento histórico para o Brasil, que vai sediar, em conjunto com as Olimpíadas em

Leia mais

Clipping, Segunda-feira, 04 de Janeiro de 2010 Jornal do Commercio PE (28/12/09) - online Porto Gente (04/01/10) online

Clipping, Segunda-feira, 04 de Janeiro de 2010 Jornal do Commercio PE (28/12/09) - online Porto Gente (04/01/10) online Clipping, Segunda-feira, 04 de Janeiro de 2010 Jornal do Commercio PE (28/12/09) - online Porto Gente (04/01/10) online Pernambuco Na indústria, mais demanda por trabalho Texto publicado em 28 de Dezembro

Leia mais

midiakit2012 A cadeia da construção merece uma revista de grande visibilidade

midiakit2012 A cadeia da construção merece uma revista de grande visibilidade construção, infraestrutura e sustentabilidade midiakit2012 A cadeia da construção merece uma revista de grande visibilidade www.grandesconstruções.com.br conjunto de mídias que funcionam Revista proposta

Leia mais

Perspectivas do mercado de tratamento de águas e efluentes

Perspectivas do mercado de tratamento de águas e efluentes por Bruna Lavrini Perspectivas do mercado de tratamento de águas e efluentes Segundo fontes do setor, 2013 deve ser mais promissor do que 2012 O ano de 2012 está acabando e é necessário fazer um balanço

Leia mais

Análise CEPLAN Clique para editar o estilo do título mestre. Recife, 17 de agosto de 2011.

Análise CEPLAN Clique para editar o estilo do título mestre. Recife, 17 de agosto de 2011. Análise CEPLAN Recife, 17 de agosto de 2011. Temas que serão discutidos na VI Análise Ceplan A economia em 2011: Mundo; Brasil; Nordeste, com destaque para Pernambuco; Informe sobre mão de obra qualificada.

Leia mais

Valores de Locação no Rio de Janeiro aumentarão até 2016.

Valores de Locação no Rio de Janeiro aumentarão até 2016. 1º SEMESTRE 2011 ESCRITÓRIOS A E A+ RIO DE JANEIRO MARKET REPORT DE ESCRITÓRIOS RELATÓRIO DE PESQUISA DE ESCRITÓRIOS A+ E A Valores de Locação no Rio de Janeiro aumentarão até 2016. Economia PREÇO ABSORÇÃO

Leia mais

Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014. O que o Brasil já ganhou com a Copa

Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014. O que o Brasil já ganhou com a Copa Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014 O que o Brasil já ganhou com a Copa 2 O que o Brasil já ganhou com a Copa Investimentos A Copa do Mundo é um grande investimento para todos brasileiros Os únicos

Leia mais

Segue abaixo demonstrativo gráfico da evolução dos recursos já integralizados, e do patrimônio imobiliário sob gestão da TRX Realty:

Segue abaixo demonstrativo gráfico da evolução dos recursos já integralizados, e do patrimônio imobiliário sob gestão da TRX Realty: Comentários Iniciais Passado o primeiro semestre do ano, é o momento para realizarmos um balanço dos principais acontecimentos deste período e apresentar nossas expectativas para o 2º semestre. Nas sessões

Leia mais

Construção: equipamentos, investimentos e materiais Mercado brasileiro 2012-2017

Construção: equipamentos, investimentos e materiais Mercado brasileiro 2012-2017 Construção: equipamentos, investimentos e materiais Mercado brasileiro 2012-2017 Apresentação em Recife, 19 de março de 2013 Brian Nicholson, Consultor, Sobratema Associação Brasileira de Tecnologia para

Leia mais

Infraestrutura no Brasil

Infraestrutura no Brasil www.pwc.com.br Infraestrutura no Brasil Como agregar valor e gerenciar a complexidade de ativos de capital, programas ou portfólios de médio a grande porte (greenfield ou brownfield). O contexto de infraestrutura

Leia mais

Odebrecht TransPort assume operação do Galeão

Odebrecht TransPort assume operação do Galeão nº 338 agosto 2014 Odebrecht TransPort assume operação do Galeão Odebrecht 70 anos: trajetória em aeroportos Novos serviços para usuários-clientes de água e esgoto Rota do Oeste deve investir R$5,5 bilhões

Leia mais

As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras. Diretoria de Engenharia - DE

As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras. Diretoria de Engenharia - DE As condições de acessibilidade e mobilidade nas cidades receptoras Diretoria de Engenharia - DE Cidades candidatas e seus aeroportos Aeroportos da INFRAERO primeira e última imagem que o turista estrangeiro

Leia mais

Gestão orçamentária na Construção Civil

Gestão orçamentária na Construção Civil Um retrato dos desafios, práticas e resultados do planejamento orçamentário Maio, 2014 Agenda Metodologia e amostra Desafios e cultura da organização na gestão orçamentária Processos e riscos do planejamento

Leia mais

4278866 - O ESTADO DE S. PAULO - NOTAS E INFORMAÇÕES - SÃO PAULO - SP - 16/04/2014 - Pág A3

4278866 - O ESTADO DE S. PAULO - NOTAS E INFORMAÇÕES - SÃO PAULO - SP - 16/04/2014 - Pág A3 Investimentos em queda 4278866 - O ESTADO DE S. PAULO - NOTAS E INFORMAÇÕES - SÃO PAULO - SP - 16/04/2014 - Pág A3 As mudanças de atitude do governo em relação ao novo Código de Mineração tornaram mais

Leia mais

O MAIS COMPLETO SISTEMA DE MONITORAMENTO E ANÁLISE DO MERCADO BRASILEIRO DA CONSTRUÇÃO!

O MAIS COMPLETO SISTEMA DE MONITORAMENTO E ANÁLISE DO MERCADO BRASILEIRO DA CONSTRUÇÃO! O MAIS COMPLETO SISTEMA DE MONITORAMENTO E ANÁLISE DO MERCADO BRASILEIRO DA CONSTRUÇÃO! A evolução da indústria da construção civil A indústria da construção civil evoluiu, assumiu um papel importante

Leia mais

Acompanhe as principais notícias da Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro

Acompanhe as principais notícias da Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro Ano 5 / Nº 46 / Outubro/2015 Acompanhe as principais notícias da Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro GE Aviation anuncia investimento de US$ 55 milhões na GE Celma, unidade

Leia mais

$ $ À espera da competitividade

$ $ À espera da competitividade etanol À espera da competitividade foi mais um ano de sufoco para o setor sucroalcooleiro, que ainda sente os reflexos da crise de 2008, que deixou as usinas sem crédito, justamente quando haviam assumido

Leia mais

Análise dos resultados

Análise dos resultados Análise dos resultados Pesquisa Anual da Indústria da Construção - PAIC levanta informações sobre o segmento empresarial da indústria da construção em A todo o Território Nacional. A presente análise visa

Leia mais

PODE SER CLASSIFICADA EM TRÊS GRANDES SEGMENTOS CONSTRUÇÃO PESADA MONTAGENS INDUSTRIAIS E EXTRAÇÃO MINERAL MILHÕES

PODE SER CLASSIFICADA EM TRÊS GRANDES SEGMENTOS CONSTRUÇÃO PESADA MONTAGENS INDUSTRIAIS E EXTRAÇÃO MINERAL MILHÕES A CONSTRUÇÃO CIVIL PODE SER CLASSIFICADA EM TRÊS GRANDES SEGMENTOS CONSTRUÇÃO PESADA MONTAGENS INDUSTRIAIS E EXTRAÇÃO MINERAL EDIFICAÇÕES INDUSTRIAIS, COMERCIAIS E RESIDENCIAIS CONSTRUÇÃO CIVIL É UM DOS

Leia mais

Somos uma das empresas que mais crescem no país

Somos uma das empresas que mais crescem no país ed. 3 / ano 1 / outubro 2013 J. Fonseca conquista novos segmentos Segurança em primeiro lugar Somos uma das empresas que mais crescem no país editorial Crescendo, mas sem esquecer da segurança A terceira

Leia mais

Infraestrutura, Segurança e PPPs

Infraestrutura, Segurança e PPPs www.pwc.com Infraestrutura, Segurança e PPPs Dezembro, 2011 Agenda - Características de uma PPP - Alguns Projetos de PPP no Brasil - Exemplos de PPP em Infraestrutura e Segurança 2 Características de uma

Leia mais

Direcional Engenharia S.A.

Direcional Engenharia S.A. 1 Direcional Engenharia S.A. Relatório da Administração Exercício encerrado em 31 / 12 / 2007 Para a Direcional Engenharia S.A., o ano de 2007 foi marcado por recordes e fortes mudanças: registramos marcas

Leia mais

Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil

Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil Nota de Imprensa Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil Presidente mundial do Banco Santander apresenta em São Paulo o Plano Estratégico 2008-2010 para o A integração

Leia mais

GUIA INVESTIDOR HOTELEIRO

GUIA INVESTIDOR HOTELEIRO GUIA DO INVESTIDOR HOTELEIRO 15 A Operadora Proposta Tem capacidade de captação em nível internacional e possui canais de distribuição adequados ao mundo globalizado? Tem capacidade empresarial/diferencial

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T10

Apresentação de Resultados 4T10 Apresentação de Resultados 4T10 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Administração da Companhia sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações

Leia mais

ENGENHARIA CONSULTIVA FOMENTAR O PARQUE CONSULTIVO NACIONAL

ENGENHARIA CONSULTIVA FOMENTAR O PARQUE CONSULTIVO NACIONAL ENGENHARIA CONSULTIVA FOMENTAR O PARQUE CONSULTIVO NACIONAL A Engenharia Consultiva Nacional e a Construção da Infraestrutura Um breve diagnóstico O setor de infraestrutura apresenta aspectos distintos

Leia mais

OBJETIVOS. Identificar e caracterizar os objetivos do Projeto Cisternas e da Transposição do rio São Francisco.

OBJETIVOS. Identificar e caracterizar os objetivos do Projeto Cisternas e da Transposição do rio São Francisco. I A INTEGRAÇÃO REGIONAL NO BRASIL OBJETIVOS Identificar e caracterizar os objetivos do Projeto Cisternas e da Transposição do rio São Francisco. Assunto 5: O PROJETO CISTERNAS E A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO

Leia mais

Terça-feira, 25 de Agosto de 2015. DESTAQUES

Terça-feira, 25 de Agosto de 2015. DESTAQUES DESTAQUES Bovespa cai ao nível de 2009 com tensão global CCR tem expectativa positiva de crescimento para o próximo ano Ações PNA da Vale fecham na menor cotação desde 2006 Corte de produção na China e

Leia mais

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010 Apresentação da Companhia Setembro de 2010 Comprovada capacidade de execução Visão geral da Inpar Empreendimentos por segmento (1) Modelo de negócios integrado (incorporação, construção e venda) Comercial

Leia mais

Cogumelo presente na Usina Hidrometalúrgica de Carajás, da CVRD

Cogumelo presente na Usina Hidrometalúrgica de Carajás, da CVRD ARA NEWS CLIPPING (nº 61) Você acaba de receber mais uma edição do ARA NEWS CLIPPING, informativo que reúne as últimas notícias sobre o mercado brasileiro de compósitos e temas inerentes ao próprio setor,

Leia mais

Conselho de Administração do EEP e acionistas em dois momentos. No alto, em encontro com o Sr. Norberto Odebrecht durante a oficialização de parceria

Conselho de Administração do EEP e acionistas em dois momentos. No alto, em encontro com o Sr. Norberto Odebrecht durante a oficialização de parceria Conselho de Administração do EEP e acionistas em dois momentos. No alto, em encontro com o Sr. Norberto Odebrecht durante a oficialização de parceria tecnológica com a Kawasaki na sede da Odebrecht S.A.

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Av. Paulista -SP Eco s Natureza Clube- SP UP Residence Macaé (RJ) Porto Pinheiros- SP Terraço Empresarial Jd Sul - SP Set Cabral -Curitiba Connect Campos de Goytacazes(RJ) In

Leia mais

A Companhia Energética Manauara é proprietaria de uma Usina Termelétrica, situada em Manaus, no Estado do Amazonas,

A Companhia Energética Manauara é proprietaria de uma Usina Termelétrica, situada em Manaus, no Estado do Amazonas, A Companhia Energética Manauara é proprietaria de uma Usina Termelétrica, situada em Manaus, no Estado do Amazonas, na Rodovia AM-010 KM-20. A Manauara nasceu do desejo de contribuir para um país mais

Leia mais

Em 2012, a Abril Mídia lançou a 1ª edição do HOTEL PRO, uma publicação focada nas necessidades da indústria hoteleira.

Em 2012, a Abril Mídia lançou a 1ª edição do HOTEL PRO, uma publicação focada nas necessidades da indústria hoteleira. Em 2012, a Abril Mídia lançou a 1ª edição do HOTEL PRO, uma publicação focada nas necessidades da indústria hoteleira. Um grande sucesso editorial, ela vai agora para a segunda edição (com lançamento em

Leia mais

Projeções dos Impactos Econômicos da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil. Marcelo Weishaupt Proni Unicamp

Projeções dos Impactos Econômicos da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil. Marcelo Weishaupt Proni Unicamp Projeções dos Impactos Econômicos da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil Marcelo Weishaupt Proni Unicamp A discussão sobre os megaeventos ainda é feita com base em informações precárias Sem dúvida,

Leia mais

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013 Apimec Florianópolis Dezembro 2013 Exoneração de Responsabilidades Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer forma, para a subscrição ou compra de ações ou qualquer outro

Leia mais

CONSTRUCTION. Feira Internacional De Soluções Para Obras & Infraestrutura 10 a 13 de agosto de 2011 Centro de Exposições Imigrantes

CONSTRUCTION. Feira Internacional De Soluções Para Obras & Infraestrutura 10 a 13 de agosto de 2011 Centro de Exposições Imigrantes em um único lugar, todas as soluções para o cotidiano da obra. Realização: A única feira na América latina que reúne suprimentos, serviços, produtos e soluções que atendem às atividades do dia a dia de

Leia mais

Caio Luiz de Carvalho Presidente

Caio Luiz de Carvalho Presidente Caio Luiz de Carvalho Presidente Os desafios do Brasil Deixar de ser espectador e se tornar ator do processo. Todos os brasileiros. Profissionais ou espectadores, envolvidos diretamente ou não. Muitas

Leia mais

FALANDO PARA O MUNDO. www.espm.br/centraldecases

FALANDO PARA O MUNDO. www.espm.br/centraldecases FALANDO PARA O MUNDO www.espm.br/centraldecases FALANDO PARA O MUNDO Preparado pelo Prof. Marcus S. Piaskowy. Este caso foi escrito inteiramente a partir de informações cedidas pela empresa e outras fontes

Leia mais

Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais

Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais Fonte: O Globo Data: 16/09/2015 Seção: Economia Versão: Impresso (página 25) e Online Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais Retomada de cobrança

Leia mais

Oportunidades de ganhos gerados pela adoção de Sistemas Estruturais em Aço e mistos Aço-Concreto

Oportunidades de ganhos gerados pela adoção de Sistemas Estruturais em Aço e mistos Aço-Concreto Oportunidades de ganhos gerados pela adoção de Sistemas Estruturais em Aço e mistos Aço-Concreto XI Fórum Técnico Gestão do Processo Construtivo Sinduscon-DF, 21 de novembro de 2013 Oportunidades oferecidas

Leia mais

EM JUNHO: BEST WESTERN LINHARES DESIGN HOTEL

EM JUNHO: BEST WESTERN LINHARES DESIGN HOTEL V I V E R C O M E S T I L O FEVEREIRO 2015 ano V I EM JUNHO: BEST WESTERN LINHARES DESIGN HOTEL NOVAS PARCERIAS BENEFICIAM INVESTIDORES. PAG. 4 VEM AÍ: BEST WESTERN VIB. PAG. 4 ARTIGO: O BRASIL NA ROTA

Leia mais

fazem bem e dão lucro

fazem bem e dão lucro Melhores práticas de fazem bem e dão lucro Banco Real dá exemplo na área ambiental e ganha reconhecimento internacional Reunidos em Londres, em junho deste ano, economistas e jornalistas especializados

Leia mais

Infraestrutura inteligente

Infraestrutura inteligente Produtos e Soluções Infraestrutura inteligente www.relatorioanual2014.com.br/infraestruturainteligente A concentração de pessoas nas grandes cidades é uma tendência das últimas décadas, que deve permanecer

Leia mais

Resultados 2T10. Villa Flora Segmento Econômico

Resultados 2T10. Villa Flora Segmento Econômico Resultados 2T10 Villa Flora Segmento Econômico 1 Resultados 2T10 Aviso Importante Nós fazemos declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base

Leia mais

5 Case Stara. Cristiano Buss *

5 Case Stara. Cristiano Buss * Cristiano Buss * Fundada em 1960, a Stara é uma fabricante de máquinas agrícolas. De origem familiar, está instalada em Não-Me-Toque, no norte do Estado; Em seis anos, cresceu 11 vezes, com baixo nível

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

VARELLA, João. As cidades do futuro. Isto é Dinheiro. São Paulo, 15 de fevereiro de 2014.

VARELLA, João. As cidades do futuro. Isto é Dinheiro. São Paulo, 15 de fevereiro de 2014. As cidades do futuro VARELLA, João. As cidades do futuro. Isto é Dinheiro. São Paulo, 15 de fevereiro de 2014. O mundo passa por um processo de urbanização nunca visto na história. Metade da população

Leia mais

Choques Desequilibram a Economia Global

Choques Desequilibram a Economia Global Choques Desequilibram a Economia Global Uma série de choques reduziu o ritmo da recuperação econômica global em 2011. As economias emergentes como um todo se saíram bem melhor do que as economias avançadas,

Leia mais

Centro Cultural e de Exposições de Maceió

Centro Cultural e de Exposições de Maceió Centro Cultural e de Exposições de Maceió Descrição Administrar, explorar comercialmente e desenvolver eventos culturais, de lazer e de negócios no Centro Cultural e de Exposições de Maceió, localizado

Leia mais

Um software de gestão é realmente capaz de atender as necessidades de cada profissional? Saiba mais e usufrua de benefícios que tornarão sua empresa

Um software de gestão é realmente capaz de atender as necessidades de cada profissional? Saiba mais e usufrua de benefícios que tornarão sua empresa Um software de gestão é realmente capaz de atender as necessidades de cada profissional? Saiba mais e usufrua de benefícios que tornarão sua empresa mais ágil, com menos papel e mais resultados. 2 ÍNDICE

Leia mais

PAC 2 superará em 72% a execução total do PAC 1

PAC 2 superará em 72% a execução total do PAC 1 EXECUÇÃO GLOBAL DO PAC 2 ATÉ OUTUBRO DE 2014 R$ 1,009 trilhão 91,3% do previsto até 2014 ATÉ DEZEMBRO DE 2014 R$ 1,066 trilhão 96,5% do previsto até 2014 PAC 2 superará em 72% a execução total do PAC 1

Leia mais

Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014

Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014 1 Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014 O Conselho de Administração aprovou o Plano de Negócios 2010-2014, com investimentos totais de US$ 224 bilhões, representando a média de US$ 44,8 bilhões

Leia mais

Perspectivas para o financiamento das PPPs

Perspectivas para o financiamento das PPPs Perspectivas para o financiamento das PPPs PPP Summit 2015 20 de maio de 2015 Frederico Estrella frederico@tendencias.com.br Histórico e perfil da Tendências 2 Histórico Fundada em 1996, a Tendências é

Leia mais

Grupo Usiminas fabrica em Cubatão e Ipatinga, em Minas Gerais, perfis de aço para a construção de habitações

Grupo Usiminas fabrica em Cubatão e Ipatinga, em Minas Gerais, perfis de aço para a construção de habitações Edição: 5132010 Litoral Paulista, sexta-feira, 20 de agosto Página: 1 Grupo Usiminas fabrica em Cubatão e Ipatinga, em Minas Gerais, perfis de aço para a construção de habitações w w w. u s i m i n a s.

Leia mais

A Expansão da Construção Civil e os Efeitos da Crise Internacional

A Expansão da Construção Civil e os Efeitos da Crise Internacional A Expansão da Construção Civil e os Efeitos da Crise Internacional Gráfico 1 Produção da construção civil e PIB Variações anuais % 1 8 6 4 2-2 -4 1999 2 21 22 23 24 25 26 27 28 Construção civil PIB A indústria

Leia mais

1 solidez e compromisso com o futuro

1 solidez e compromisso com o futuro S o l i d e z e c o m p r o m i s s o c o m o F u t u r o 1 solidez e compromisso com o futuro 2 solidez e compromisso com o futuro EMPRESA Há mais de 55 anos estabelecida e reconhecida no mercado brasileiro

Leia mais

Visivelmente, o mercado de imóveis no País está em pleno crescimento basta olhar para os lados...para frente...para trás... Alguns questionamentos:

Visivelmente, o mercado de imóveis no País está em pleno crescimento basta olhar para os lados...para frente...para trás... Alguns questionamentos: Gunther Calvente Grineberg Maio 2011 Mercado Visivelmente, o mercado de imóveis no País está em pleno crescimento basta olhar para os lados...para frente...para trás... Alguns questionamentos: Alguém conhece

Leia mais

Sciesp. Clipping 17.06. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1

Sciesp. Clipping 17.06. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1 Sciesp Clipping 17.06 A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1 DESTAK FGTS amplia teto da renda para imóvel com juro menor Famílias

Leia mais

Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro

Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro - 2º Congresso Florestal do Tocantins - André Luiz Campos de Andrade, Me. Gerente Executivo de Economia e Mercados do Serviço Florestal

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA LOGÍSTICA PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL

A IMPORTÂNCIA DA LOGÍSTICA PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL A IMPORTÂNCIA DA LOGÍSTICA PARA O DESENVOLVIMENTO REGIONAL 04/05/2011 Senado Federal - Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo O BRASIL EM NÚMEROS BASE PARA O CRESCIMENTO Os investimentos nas áreas

Leia mais

Número 12 (18 de abril de 2008) Publicação periódica do Clube Brasileiro-Catalão de Negócios. Com o apoio de:

Número 12 (18 de abril de 2008) Publicação periódica do Clube Brasileiro-Catalão de Negócios. Com o apoio de: Clube Brasileiro-Catalão de Negócios (CB-CN) Av. Juscelino Kubitschek, 1726 conj. 111 sala 9 Vila Olímpia São Paulo SP Brasil CEP: 04543-000 www.cb-cn.com E-mail: info@cb-cn.com Número 12 (18 de abril

Leia mais

A rede de franquias nº 1 em produtividade do mundo

A rede de franquias nº 1 em produtividade do mundo FRANQUIA A rede de franquias nº 1 em produtividade do mundo A rede de franquia com maior volume de vendas nos EUA. (Real Trends 500 2011) Primeiro sistema de franquias imobiliárias da América do Norte

Leia mais

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras nº 342 outubro 2014 Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras Odebrecht 70 anos: projetos que contribuem para melhorar as opções de mobilidade urbana das comunidades Odebrecht Infraestrutura Brasil

Leia mais

Principais Fatos e Números

Principais Fatos e Números Principais Fatos e Números BRAZIL Brasil Minas Gerais Região Metropolitana de Classificado como a 6ª maior economia em 2011, esperando chegar à 5ª posição até 2016. 3 ª maior economia dentre os 27 Estados

Leia mais

SISTEMA DE FÔRMAS PARA CONCRETO

SISTEMA DE FÔRMAS PARA CONCRETO SISTEMA DE FÔRMAS PARA CONCRETO SOLIDEZ E ÉTICA, DESDE 1977 NO MERCADO DA CONSTRUÇÃO CIVIL. AGILIDADE NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO Desde 1977, a SF Sistema de Fôrmas para Concreto atua com visão empresarial

Leia mais

Conferência de Investimento Alternativo: FIDC, FII E FIP. São Paulo, 11 de dezembro de 2012. Hotel Caesar Park. Patrocínio

Conferência de Investimento Alternativo: FIDC, FII E FIP. São Paulo, 11 de dezembro de 2012. Hotel Caesar Park. Patrocínio Conferência de Investimento Alternativo: FIDC, FII E FIP São Paulo, 11 de dezembro de 2012 Hotel Caesar Park Patrocínio Estratégia FUNCEF Investimentos Estruturados Diversificação de carteira de Fundos

Leia mais

Publicação do Sistema Abramge-Sinamge-Sinog - Edição I - N o 01 - Setembro/2014

Publicação do Sistema Abramge-Sinamge-Sinog - Edição I - N o 01 - Setembro/2014 Publicação do Sistema Abramge-Sinamge-Sinog - Edição I - N o 01 - Setembro/2014 A saúde suplementar no Brasil cresceu consistentemente nos últimos anos e o país ocupa lugar de destaque no cenário mundial.

Leia mais

INFORMATIVO ECONÔMICO CONSTRUÇÃO CIVIL: DESEMPENHO E PERSPECTIVAS

INFORMATIVO ECONÔMICO CONSTRUÇÃO CIVIL: DESEMPENHO E PERSPECTIVAS 1 INFORMATIVO ECONÔMICO CONSTRUÇÃO CIVIL: DESEMPENHO E PERSPECTIVAS Banco de Dados Brasília - DF Dezembro/2011 2 Comentários gerais sobre o cenário econômico em 2011 Ambiente macroeconômico O ano se destacou

Leia mais

3 O Cimento no Brasil. 10 Características da Indústria Cimenteira. 12 O Cimento no Custo da Construção. 13 Carga Tributária. 15 Panorama Internacional

3 O Cimento no Brasil. 10 Características da Indústria Cimenteira. 12 O Cimento no Custo da Construção. 13 Carga Tributária. 15 Panorama Internacional 3 O Cimento no Brasil 3 Processo produtivo 4 Histórico 5 Indústria 6 Produção 7 Consumo 8 Produção e consumo aparente regional 9 Vendas internas e exportação 10 Características da Indústria Cimenteira

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO AGENDA ESTRATÉGIA PERSPECTIVAS ECONÔMICAS MATRIZ DE RESPONSABILIDADES PORTO AEROPORTO ARENA MONOTRILHO MATRIZ ENERGÉTICA COMUNICAÇÃO MANAUS CIDADE-SEDE ESTRATÉGIA Concepção Planejamento Manaus x Belém

Leia mais

LOJAS COLOMBO S.A. - COMÉRCIO DE UTILIDADES DOMÉSTICAS E EMPRESAS CONTROLADAS

LOJAS COLOMBO S.A. - COMÉRCIO DE UTILIDADES DOMÉSTICAS E EMPRESAS CONTROLADAS LOJAS COLOMBO S.A. - COMÉRCIO DE UTILIDADES DOMÉSTICAS E EMPRESAS CONTROLADAS RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas: Atendendo às disposições legais e estatutárias, a administração de Lojas Colombo

Leia mais

Sobratema Institucional

Sobratema Institucional 1 Sobratema Institucional SOBRATEMA M&T Peças e Serviços Construction Expo 1º Seminário Workshop Revista M&T Festa Associados Congresso ELACOM CHN (Construção Hoje Notícias) Pesquisa Frota Brasil Manual

Leia mais

NPC 7 ATIVO IMOBILIZADO. Objetivo

NPC 7 ATIVO IMOBILIZADO. Objetivo NPC 7 ATIVO IMOBILIZADO Objetivo 1 O objetivo deste Pronunciamento é determinar o tratamento contábil para o ativo imobilizado. As principais questões na contabilização do ativo imobilizado são: a) a época

Leia mais

Açotubo anuncia fusão com Incotep e Artex Aços Inoxidáveis

Açotubo anuncia fusão com Incotep e Artex Aços Inoxidáveis Açotubo anuncia fusão com Incotep e Artex Aços Inoxidáveis Ter, 02 de Agosto de 2011 07:13 Com base nos movimentos de mercado e da companhia alinhados ao aquecimento da indústria e economia brasileiras,

Leia mais

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE SUMÁRIO O que é gestão de estoque...3 Primeiros passos para uma gestão de estoque eficiente...7 Como montar um estoque...12 Otimize a gestão do seu estoque...16

Leia mais

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO POTENCIAL DE PPPs NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RILEY RODRIGUES Conselho Empresarial de Infraestrutura Sistema FIRJAN Principais desafios Os programas precisam ser estruturados, dentro de seus setores, como

Leia mais

vencido Desafio Tradição, superação e vontade Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história

vencido Desafio Tradição, superação e vontade Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história Desafio Atuação concisa e certeira, capacitação e união foram aspectos importantes de uma história de recuperação, tradição e sucesso no varejo de material de construção mineiro. O único caminho a seguir,

Leia mais

Tecle ENTER para iniciar.

Tecle ENTER para iniciar. Tecle ENTER para iniciar. Energia Energias Renováveis Um mercado em ascensão Gerson CMS Raymundo São Paulo, Nov 2013 Agenda Allianz Investimentos e Seguros Informações necessárias para a contratação O

Leia mais

CASO DE INOVAÇÃO ATEX DO BRASIL UM NOVO MODELO ESTRATÉGICO DE REDES

CASO DE INOVAÇÃO ATEX DO BRASIL UM NOVO MODELO ESTRATÉGICO DE REDES CF1205 CASO DE INOVAÇÃO DO BRASIL UM NOVO MODELO ESTRATÉGICO DE REDES Hugo Ferreira Braga Tadeu D INTRODUÇÃO esde a implementação do Plano Real, a economia brasileira vem experimentando uma série de medidas

Leia mais

Luciano Coutinho Presidente

Luciano Coutinho Presidente A Copado Mundode 2014, as Olímpiadasde 2016 e os gargalos da nossa infraestrutura Diálogos Capitais Rio de Janeiro, 7 de dezembro de 2010 Luciano Coutinho Presidente A trajetória recente da economia brasileira

Leia mais

COMO A GIR NA CRI $E 1

COMO A GIR NA CRI $E 1 1 COMO AGIR NA CRI$E COMO AGIR NA CRISE A turbulência econômica mundial provocada pela crise bancária nos Estados Unidos e Europa atingirá todos os países do mundo, com diferentes níveis de intensidade.

Leia mais

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 COMUNICADO No: 58 Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 10 de dezembro de 2015 (Genebra) - A International Air Transport Association (IATA) anunciou

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Julho 2009 Apoio Corporativo Áreas de Atuação Companhias Abertas 65,5% Incorporação 5,8% Aço 28,4% Energia Geração & Distribuição 68 anos de operação; Liderança em diversos mercados;

Leia mais

Recessão e infraestrutura estagnada afetam setor da construção civil

Recessão e infraestrutura estagnada afetam setor da construção civil CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO RECONHECIDA NOS TERMOS DA LEGISLAÇÃO VIGENTE EM 16 DE SETEMBRO DE 2010 Estudo técnico Edição nº 21 dezembro de 2014

Leia mais

Valor Setorial Energia (Valor Econômico) 15/04/2015 Garantia para o sistema

Valor Setorial Energia (Valor Econômico) 15/04/2015 Garantia para o sistema Valor Setorial Energia (Valor Econômico) 15/04/2015 Garantia para o sistema Duas importantes medidas foram anunciadas no fim de março pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para tornar mais

Leia mais

Faz sentido o BNDES financiar investimentos em infraestrutura em outros países?

Faz sentido o BNDES financiar investimentos em infraestrutura em outros países? Faz sentido o BNDES financiar investimentos em infraestrutura em outros países? Marcos Mendes 1 O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tem financiado a construção de infraestrutura

Leia mais

Região fornece para o setor naval 5º Seminário de Petróleo e Gás aponta oportunidades para empresários locais

Região fornece para o setor naval 5º Seminário de Petróleo e Gás aponta oportunidades para empresários locais Região fornece para o setor naval 5º Seminário de Petróleo e Gás aponta oportunidades para empresários locais Wôlmer Ezequiel Jéferson Bachour falou sobre as demandas do mercado de construção naval Atualmente,

Leia mais

Utilização do Google Earth e Google Maps na CEMIG

Utilização do Google Earth e Google Maps na CEMIG Utilização do Google Earth e Google Maps na CEMIG Roberto Proença da Silva Carlos Alberto Moura Companhia Energética de Minas Gerais - CEMIG Superintendência de Tecnologia da Informação - TI Gerência de

Leia mais

Relatório de Análise. CSN: Boas perspectivas operacionais, mas duas incertezas. 4T12 Preços melhores e maior volume de minério

Relatório de Análise. CSN: Boas perspectivas operacionais, mas duas incertezas. 4T12 Preços melhores e maior volume de minério CSN: Boas perspectivas operacionais, mas duas incertezas A CSN teve um ano difícil em 2012, com perdas contábeis elevadas em seu investimento na Usiminas, expressiva redução na geração de caixa, aumento

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO - OPORTUNIDADES Um evento esportivo do porte de uma Copa do Mundo é como uma grande vitrine do país no exterior e corresponde a um

Leia mais

TELEFONIA MÓVEL AUDIÊNCIA PÚBLICA CCT E CMA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 8 DE AGOSTO DE 2012

TELEFONIA MÓVEL AUDIÊNCIA PÚBLICA CCT E CMA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 8 DE AGOSTO DE 2012 TELEFONIA MÓVEL AUDIÊNCIA PÚBLICA CCT E CMA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 8 DE AGOSTO DE 2012 Telefonia móvel jun/2012 256 milhões 1998 7,4 milhões 1 ativação por segundo em 2012 Fonte: Telebrasil

Leia mais

Luciano Coutinho Presidente

Luciano Coutinho Presidente Como Financiar os Investimentos em Infraestrutura no Brasil? FÓRUM ESTADÃO BRASIL COMPETITIVO - OS NÓS DA INFRAESTRUTURA São Paulo, 13 de setembro de 2012 Luciano Coutinho Presidente No longo prazo, economia

Leia mais

Programa Municipal de Competitividade e Inovação INOVA PALHOCA

Programa Municipal de Competitividade e Inovação INOVA PALHOCA Programa Municipal de Competitividade e Inovação INOVA PALHOCA Gestão Pública: Plano Palhoça 2030 Prefeito Municipal de Palhoça Comitê Executivo de Acompanhamento e Implantação Avaliação de Desempenho

Leia mais