Revista Proxxima SP, Abril/2012, 18 a 26 OS PROBLEMAS DO BRASIL DIGITAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Revista Proxxima SP, Abril/2012, 18 a 26 OS PROBLEMAS DO BRASIL DIGITAL"

Transcrição

1 Revista Proxxima SP, Abril/2012, 18 a 26 OS PROBLEMAS DO BRASIL DIGITAL Oito redes de cabo e fibra servem a nobre Avenida Faria Lima, área de escritórios da capital paulista, que ainda conta com a cobertura de cinco operadoras de telefonia móvel, pelo menos três sistemas de TV via satélite, TV digital aberta terrestre, fora o alcance de demais sistemas via rádio, satélite e MMDS. Já a cidade piauiense de Cristino Castro, com dez mil habitantes e que fica a 555 km da capital, Teresina, é o símbolo do abandono, como o único município brasileiro que não dispõe de nenhum serviço de comunicação, conforme aponta o Atlas Brasileiro de Telecomunicações prefeito do município do Piauí foi à Anatel queixar-se por ser a única cidade do Estado a não dispor nem de rede de celular. Entre a Faria Lima e Cristino Castro, há um projeto nacional que atende pela sigla PNBL. 0 Plano Nacional para a Banda Larga - que em 13 de maio completa dois anos desde que o ex-presidente Lula assinou o decreto que o instituiu - no seu nascedouro versava que as redes de telecomunicações em banda larga são a infraestrutura da sociedade da informação, e o documento foi desenvolvido em torno de aspirações por resultados sociais e econômicos. Maio marca o meio do caminho para as metas colocadas para serem atingidas até 2014, não por acaso, às vésperas do chute inicial da Copa do Mundo da Fifa no País. 0 mesmo documento, no entanto, delineava as barreiras a serem superadas para a disseminação do uso das tecnologias de informação e comunicação (TICs) que, o tempo tem demonstrado, não seriam facilmente superadas. Os gargalos na oferta de soluções e serviços de toda a cadeia produtiva do País não estão apenas nos pequenos municípios, mas são enfrentados no dia a dia até mesmo pelas corporações que pagam o caríssimo metro quadrado da Avenida Faria Lima. 0 "Plano Brasil Mais", sancionado este ano pela presidente Dilma, veio corroborar o PNBL. No que tange ao setor de telecomunicações, coloca investimentos de R$ 12,7 bilhões até 2015, dos quais a Rede Nacional de Banda Larga, de fibra óptica, irá consumir R$ 7,1 bilhões, sob comando da renascida Telebrás. Reza o plano que, no horizonte de , o salto necessário diz respeito à ampliação das redes de banda larga, àconvergência de mídias e ao uso massificado dessas redes através da política de inclusão digital. Entre as metas estão o atendimento de todas as escolas públicas rurais com internet banda larga; a oferta de banda larga fixa a 10 Mbps e móvel em redes 4G nas cidades-sede da Copa das Confederações de 2013, da Copa do Mundo de 2014 e dos jogos Olímpicos de 2016, bem como 0 atendimento aos requisitos de qualidade necessários àrealização dos eventos. Estudo publicado por pesquisadores do BNDES projeta investimentos em toda infraestrutura nacional até 2014 da ordem de R$ 380 bilhões, dos quais cerca de 30% - R$139 bilhões - destinados ao setor de energia elétrica. Mas a indústria nacional acha pouco: para a Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (ABDIB), o Brasil teria de investir R$187 bilhões / ano até 2015 para garantir uma infraestrutura condizente com seu crescimento econõmico. Há, felizmente, muita gente interessada na solução dos gargalos da infraestrutura nacional. De acordo com o economista e consultor Ricardo Amorim, dos 50 maiores projetos de investimento em infraestrutura em andamento no mundo hoje, 14 estão no Brasil. Ainda, ele destaca, a infraestrutura nacional conta com um apoiador de peso: "Nossa falta de infraestrutura de transportes já se tornou um gargalo para o crescimento chinês. Se nossas

2 matérias-primas não chegam lá por falta de portos, estradas e ferrovias, eles não podem construir por lá. Por isso, já começaram a investir maciçamente em nossa infraestrutura, o que os fez superar os americanos como maiores investidores estrangeiros nos Brasil no ano passado, pela primeira vez." De acordo com João Moura, presidente executivo da Telcomp - Associação Brasileira das Prestadoras de Serviço de Telecomunicações Competitivas -, há grandes desvantagens no Brasil comparativamente a outros países, a começar pela excessiva carga tributária sobre os serviços de comunicações em geral. "A carga tributária alta sobre um serviço tão essencial e com capacidade de tributação tão pesada éclaramente um tiro no pé que o nosso governo dá, já que as comunicações alavancam o desenvolvimento econômico". Para ele, a legislação trabalhista extremamente rígida para se contratar, estabelecer horários flexíveis ou trabalho remoto não tem nada a ver com um mundo digital empreendedor: "Não consigo imaginar um Google obrigando os seus funcionários a bater cartão". Moura destaca ainda outro fator "sufocante" para o setor: o alto custo da energia elétrica, que da metade do que custava em relação aos Estados Unidos, passou, após a privatização e durante o governo Lula, a custar exatamente o dobro. "As empresas elétricas passaram a ser geradoras de receitas". Para ele, isto encarece e deixa área digital nacional em desvantagem. Basta ver que os datacenters - onde se mantêm os grandes computadores, os arquivos digitais, as centrais de comércio eletrônico - passam a se hospedar fora do País. Para as agências digitais brasileiras, a postura também é de sobreaviso: "Obviamente que os problemas de infxaestrutura de internet tanto em termos de acesso quanto volume de transferência de dados são as questões mais relevantes para o nosso segmento, mas de uma forma geral as agências digitais são afetadas por todas as restrições de infraestrutura do país", afirma César Paz, presidente da Associação Brasileira das Agências Digitais (Abradi). Ele também dá eco àquestão da eletricidade: "A materialização e o limite dos problemas com impacto no nosso setor puderam ser observados em fevereiro de 2011, quando 33 milhões de pessoas em oito estados ficaram sem energia elétrica". Ele continua: "No caso específico do acesso à internet, tivemos em julho de 2008 em São Paulo um apagão de mais de 24 horas na maior parte do Estado". "Do ponto de vista dos negócios para a comunicação digital, as expectativas são boas, mas não temos uma euforia em relação ao PNBL", complementa Paz. Embora ele reconheça a importância do programa sob o ponto de vista da inclusão sócio-digital, a questão do acesso na sua visão tem que estar associada ao formato e à qualidade dos conteúdos. "Uma banda larga de até 1 Mega e num programa que evolui lentamente não permite que tenhamos expectativas ambiciosas". Paz acredita que o tipo de conteúdo que poderá ser consumido ainda sofrerá enormes restrições e gargalos, como os vídeos, por exemplo, já que "veremos no interior do País uma condição de cobertura muito maior, mas ainda restrita". Ele sintetiza: "Seria como termos a TV aberta chegando em 99% dos lares, mas na grande maioria deles em PM e com chiado:" Roberto Carlos Mayer, vice-presidente de relações públicas da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação e presidente da Federação Ibero-Americana de TI, acha que tanto os gargalos de infraestrutura como a carga tributária levam investidores estrangeiros a buscar outros países, em detrimento do Brasil: "Não adianta crescer a economia, se não estrutura o País para tal", diz. MAPEANDO AS POSSIBILIDADES DA INTERNET MÓVEL

3 A pedido da GSM Associaton, o CPqD desenvolveu um trabalho cujo objetivo era ajudar a preparar a infraestrutura de telecomunicações do Brasil para a Copa do Mundo. 0 estudo detalhou os principais desafios que as operadoras de telefonia móvel terão de vencer para atender à demanda do País durante esse evento esportivo - e também durante a Olimpíada de 2016, no Rio de janeiro. Em relação a serviços, a tendência é o crescimento do acesso a dados móveis. Além do aumento no tráfego de SMS - em função de aplicações como publicidade móvel e de promoções durante a Copa do Mundo -, espera-se a expansão de serviços de TV móvel e, principalmente, das redes sociais móveis. E, segundo o CPqD, isso poderá ter grande impacto no tráfego das redes em 2014, o que demandará mais faixa de frequência, otimização da infraestrutura de rede e planejamento de contingência para garantir a disponibilidade e a qualidade dos serviços. 0 trabalho levou em conta questões ligadas à segurança da informação, gestão de riscos e proteção de infraestrutura crítica - outro grande desafio em eventos do porte. Ainda sobre banda larga móvel, em fevereiro último a GSMA, que representa 800 empresas da indústria móvel, com sede em Londres, publicou seu primeiro relatório sobre banda larga na América Latina. De um modo geral, os entraves para o Brasil se igualam aos dos vizinhos latino-americanos. Em alguns países, as receitas com banda larga móvel já ultrapassam as receitas com SMS. Mas não adianta só reclamar, sem nada a fazer. 0 próprio relatório da GSMA dedica trecho ao Rio de janeiro, onde diz que mais de 1,3 milhão de pessoas (22% da população da cidade) enfrentam problemas diários de violência, más condições de saneamento, educação de má qualidade e falta de acesso a informações. Ali, diz o relato, devido à péssima infraestrutura em áreas excluídas, o acesso a telefones - tanto fixos quanto móveis - é muito baixo e a operadora TIM tem se dedicado a levar as tecnologias da comunicação móveis para as populações mais pobres - "antes mesmo que a Polícia do Rio de janeiro tivesse pacificado as áreas". Assim, a operadora apoiou eventos e atividades sociais locais, anunciou nos veículos e rádios locais e recrutou residentes locais para estimular o crescimento de pequenas empresas. Em consequência dessa estratégia, a T1M conseguiu acrescentar 600 mil novos clientes de áreas excluídas. 0 compartilhamento de redes também é uma das soluções abordadas pela GSMA. GARGALOS NA INFRAESTRUTURA NÀO INIBEM INVESTIDORES POR ENQUANTO Na análise do economista Ricardo Amorim, as boas perspectivas para a economia brasileira e as dificuldades dos países desenvolvidos ajudam a tornar os investimentos no Brasil ainda mais atraentes em termos relativos. "Em pauta, estão decisões sobre uma eventual entrada ou ampliação das operações de suas empresas por aqui. Quase sempre, algum tempo depois, os investimentos se materializam", revela. Amorim lembra que, nos anos 1990 e início da década passada, perguntas em relação ao Brasil eram focadas em problemas e riscos, como infraestrutura e carga tributária. "Agora", ele relata, "a imensa maioria das perguntas dos estrangeiros foca principalmente em participar da emergência brasileira e não mais nos muitos problemas que o Brasil ainda tem". "Nos últimos três anos, investimentos produtivos de empresas estrangeiras no País - IED no jargão dos economistas - triplicaram, levando o País de 14 a 3 receptor global, atrás apenas da China e EUA", afirma o consultor, lembrando que isso não significa que os nossos problemas não tenham importância, nem que, de uma hora

4 para outra, a postura dos estrangeiros em relação ao Brasil não possa mudar completamente nova- mente. "Mais do que impedir que recebamos investimentos domésticos e estrangeiros, temo que nossos gargalos de infraestrutura irão limitar nosso ritmo de crescimento nos próximos anos", analisa Amorim. Na análise do economista, o investimento em infraestrutura já estava crescendo e continuará a crescer por diversas razões: "0 investimento público em infraestru- tura, por exemplo, triplicou em percentual do PIB ao longo dos últimos dez anos, à medida que a arrecadação de impostos cresceu exponencialmente no período. Além disso, por falta de boas opções de investimentos nos países ricos devido às más perspectivas de crescimento econômico por lá, os investidores de lá, cada vez mais, vêm investir aqui." DESAFIOS DE LOGíSTIGA PARA O E-COMMERCE As estimativas dos economistas do BNDES para a área de logística ficam em segundo lugar no ranking dos investimentos necessários ao País, sendo necessários quase R$ 130 bilhões até Não por acaso, quem mais se ressente é a área do e-commerce. Na Vtex, empresa de tecnologia para comércio eletrônico que atende 140 empresas (entre elas Walmart, Nokia, Sack's, Daslu, Chilli Beans, Marabraz, Brooksfield, Commcenter e Nikon), Alexandre Soncini, diretor de vendas e marketing, elege a logística como o principal gargalo para o comércio eletrônico, partindo desde a falta de preparo de diversas empresas de transporte até problemas da malha viária. "0 principal player de distribuição nacional é do governo e, por isso, acaba-se encontrando dificuldades na agilidade para crescer na mesma velocidade do comércio eletrônico. Outro problema é a negociação que os grandes varejistas fazem para poder trabalhar promoções de frete grátis ao consumidor final, o que acaba espremendo ao máximo os valores pagos aos distribuidores", diz. Pelos lados das redes de dados, o executivo da Vtex vê avanços com o PNBL: "Com o plano, pessoas das classes C, D e E terão acesso à internet mais facilmente e, consequentemente, tenderão a tornarem-se e-consumidores. Além disso, os sites de compra coletiva, por praticarem descontos extremamente atrativos, acabam convertendo internautas em e-consumidores". Clóvis Souza, diretor da Giuliana Flores, enumera outros fatores de dependência direta ou indireta do setor: energia, internet, segurança e bom estado das estradas para transporte e entrega dos pedidos. "Caso haja falha em algum destes pontos, consequentemente nossa prestação de serviço é prejudicada, bem como a divulgação e procura pela marca e pelos produtos". Ainda, ele aponta o crescimento do acesso à web por celular e o crescente número de smartphones. "Com o PNBL, a tendência éaumentar ainda mais o número de pessoas online e, com isso, gerar mais oportunidade para o e-commerce", afirma Souza, cuja empresa espera colher os bons frutos da repercussão internacional que os grandes eventos esportivos trarão ao Brasil. FAZENDO A DIFERENÇA NA COMUNICAÇÃO DIGITAL Para a comunicação de bens duráveis, o meio digital também é capaz de causar diferença. "No mercado de automóveis, a compra online não é algo tão simples. 0 percentual de consumidores dispostos a comprar online é muito pequeno", afirma João Ciaco, diretor de publicidade e marketing de relacionamento da Fiat. No entanto, ele destaca que mais de 60% dos consumidores entram na internet para conhecer o

5 produto antes de efetivarem a compra. Assim, diz ele, "a boa experiência com o produto na internet é o que pode fazer com que o consumidor busque o ambiente off-tine para adquiri-lo. Isso já mostra que a estrutura da internet éde extrema importância para o mercado." Ciaco assinala que não basta ter uma experiência prazerosa apenas na internet: "A experiência real tem que estar no mesmo patamar, o que somente é possível com uma infraestrutura desenvolvida e que garanta que todo o processo de compra seja realizado dentro do previsto", conclui. Também os players da comunicação digital nacional acreditam no desenvolvimento do mercado, a despeito de deficiências de base. Abel Reis, presidente da AgênciaClick Isobar, vê riscos, mas enxerga oportunidades: "As plataformas digitais oferecem recursos extraordinários para esclarecer e engajar a população de diferentes formas, para que juntos possamos superar esses problemas estruturais". Ele aposta que o esforço nacional para sediar os grandes eventos por si só será uma mola propulsora para várias indústrias. "Em particular, indústrias criativas tais como a de software e de publicidade poderão se beneficiar imensamente da demanda por informação, conteúdo e entretenimento". Para ele, o País se destaca dentre os mercados emergentes, mesmo sem ter a maior população, nem o ritmo de crescimento dos chineses ou indianos. "Temos uma indústria de comunicação muito madura e bem-sucedida. Por isso, os problemas estruturais que também são comuns aos demais emergentes não são vistos como barreiras, mas como parte do processo de amadurecimento do nosso mercado", afirma Reis, para quem a internet brasileira chegou aonde chegou mesmo com suas limitações: "Somos hoje um meio fundamental na vida das empresas, das marcas e dos brasileiros. Temos hoje algo como 10% do investimento publicitário no digital e, muito embora essa parcela não faça jus ao tamanho da base de internautas brasileiros, seguiremos crescendo pelos próximos anos". "Somos hoje `a joia da coroa', ao lado de China, Índia, México, África do Sul e Cingapura", afirma Sérgio Amado, presidente do Grupo Ogilvy Brasil. Ele vê como fundamental que o País tenha capacidade de responder a todas as demandas provocadas pelo crescimento: aeroportos, portos, estradas e sistema de transporte urbano, segurança. "No meu entendimento, no entanto, esses pontos já são prioridades do Governo, que trabalha para apresentar o Brasil com viabilidade e sucesso para a Copa das Confederações, Copa do Mundo e Jogos Olímpicos". Amado lembra que nenhum país teve a ousadia de realizar uma Copa e uma Olimpíada praticamente juntos. "É um desafio monstruoso, mas que já estamos encarando e andando para frente". 0 presidente da Ogilvy Brasil diz estar confiante, já que, para os negócios da comunicação, esses eventos alavancam mídia e movimentam grandes investimentos: "Serão anos de crescimento perto de dois dígitos para a publicidade nacional, caso a economia mantenha o ritmo de crescimento.' entre 4,5% a 5% ao ano". Na definição de Orlando Marques, CEO do Publicis no Brasil, a indústria da comunicação sofre com os percalços da infraestrutura de um "problema técnico, de produção": "Não podemos esquecer que nossas ideias são transformadas em serviços e produtos que precisam de estrutura, na produção de um comercial, por exemplo, ou na realização de um evento. Outros problemas do nosso cotidiano que parecem simples mas que afetam os resultados são o trânsito e o caos nos aeroportos. Transtornos que tomam o tempo que poderíamos estar investindo em negócios." Há mais uma questão de extrema importância, na visão de Marques: "Em um país sem infraestrutura, a população tem mais problemas, mais gastos extras e menor poder de consumo por escolha. Isso nos afeta diretamente, já que trabalhamos para ajudar os

6 nossos clientes a vender seus produtos e serviços". Para ele, na preparação para os grandes eventos, se cada empresa, cada cidadão fizer a sua parte, já estaremos contribuindo. "Do ponto de vista do cotidiano das agências, temos que trabalhar com os recursos que temos. Estamos acostumados a trabalhar com planejamento e tudo é levado em conta. Nessas horas, a criatividade também faz a diferença. Você precisa saber se adequar e trabalhar com o que tem, o que é possível. 0 famoso `fazer do limão uma limonada"'. Seja como for, lembra Orlando Marques, o Brasil de hoje para o mundo é um Brasil que está bem e que não foi afetado pela crise mundial. "Cabe a nós driblarmos obstáculos como a falta de infraestrutura para garantir o crescimento e desenvolvimento de nossos clientes e, consequentemente, o crescimento e desenvolvimento do grupo no mundo", arremata Marques. Complementando seu raciocínio, vale acrescentar que cabe a todos nós trabalharmos para que, em breve, não haja mais um Cristino Castro fora do mapa nacional da conexão digital.

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce...

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce... Sumário Bleez Agência Digital... 3 Quem sou eu... 4 Introdução... 5 Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7 Quem está comprando no ecommerce... 10 Por que os brasileiros estão comprando mais... 12 O

Leia mais

Keynote speech by Senator Walter Pinheiro

Keynote speech by Senator Walter Pinheiro II LATIN AMERICAN PUBLIC POLICY FORUM ON INTERNET, E- COMMERCE AND MOBILE TECHNOLOGIES Economic, Social and Cultural Impact on Latin America's Development Keynote speech by Senator Walter Pinheiro Discussion

Leia mais

Promovendo o Futuro do Brasil Conectado

Promovendo o Futuro do Brasil Conectado Promovendo o Futuro do Brasil Conectado Tá na Mesa - Federasul Porto Alegre, 26 de maio de 2010 SUMÁRIO 1 -Telecomunicações e o desenvolvimento 2 - Expansão dos serviços 3 - Parcerias em política pública

Leia mais

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Brasil Dezembro de 2012 Preparado para Copyright IDC. Reproduction is forbidden unless authorized. All rights reserved. Agenda Introdução Descrição do projeto Resultados

Leia mais

Comércio Eletrônico em Números

Comércio Eletrônico em Números Comércio Eletrônico em Números Evolução do E-commerce no Brasil 23 milhões é um grande número. 78 milhões 23 milhões Enorme potencial de crescimento no Brasil Mas fica pequeno se comprarmos com o número

Leia mais

Larga Brasil 2005-2010

Larga Brasil 2005-2010 Barômetro Cisco de Banda Larga Brasil 2005-2010 Resultados de Junho de 2010 Preparado para Meta de Banda Larga em 2010 no Brasil: 15 milhões de conexões Elaborado por IDC Copyright 2010 IDC. Reproduction

Leia mais

A perspectiva de Operadoras Competitivas de Telecomunicações

A perspectiva de Operadoras Competitivas de Telecomunicações 24 de Março de 2011 As exigências de infraestrutura de TIC para a Copa do Mundo e Olimpíada no Brasil Desafios e Oportunidades na construção do IBC. A perspectiva de Operadoras Competitivas de Telecomunicações

Leia mais

O Brasil e a Internet Ubíqua: Avanços e Perspectivas

O Brasil e a Internet Ubíqua: Avanços e Perspectivas ARTIGO O Brasil e a Internet Ubíqua: Avanços e Perspectivas AUTORES Antonio Eduardo Ripari Neger Presidente da Associação Brasileira de Internet (ABRANET). Engenheiro formado pela Unicamp, advogado formado

Leia mais

TELEFONIA MÓVEL AUDIÊNCIA PÚBLICA CCT E CMA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 8 DE AGOSTO DE 2012

TELEFONIA MÓVEL AUDIÊNCIA PÚBLICA CCT E CMA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 8 DE AGOSTO DE 2012 TELEFONIA MÓVEL AUDIÊNCIA PÚBLICA CCT E CMA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 8 DE AGOSTO DE 2012 Telefonia móvel jun/2012 256 milhões 1998 7,4 milhões 1 ativação por segundo em 2012 Fonte: Telebrasil

Leia mais

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES NO BRASIL COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 04 DE NOVEMBRO DE 2014 crescimento do setor de telecomunicações

Leia mais

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Brasil Junho de 2013 Preparado para Copyright IDC. Reproduction is forbidden unless authorized. All rights reserved. Agenda Introdução Descrição do projeto Resultados

Leia mais

A ERA DIGITAL E AS EMPRESA

A ERA DIGITAL E AS EMPRESA A ERA DIGITAL E AS EMPRESA Em 1997 o Brasil já possuia 1,8 MILHÕES de usuários Brasil O 5 Maior país em extensão territorial Brasil 5 Vezes campeão do Mundo Brasil O 5 Maior país em número de pessoas conectadas

Leia mais

A nova classe média vai às compras

A nova classe média vai às compras A nova classe média vai às compras 18 KPMG Business Magazine Cenário é positivo para o varejo, mas empresas precisam entender o perfil do novo consumidor Nos últimos anos o mercado consumidor brasileiro

Leia mais

Plano Nacional. de Banda Larga. Brasília, 05 de maio de 2010

Plano Nacional. de Banda Larga. Brasília, 05 de maio de 2010 Plano Nacional de Banda Larga Brasília, 05 de maio de 2010 Sumário 1. Importância Estratégica 2. Diagnóstico 3. Objetivos e Metas 4. Ações 5. Investimento 6. Governança e Fórum Brasil Digital 2 1. Importância

Leia mais

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Janeiro 2011 Exclusivamente para empresas de médio porte Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Relatório para o Brasil Panorama global: Pesquisa com 2.112 líderes do mercado de

Leia mais

The Director s Report: The State of ecommerce in Brazil. Por Lariza Carrera, Executive Director, etail Brazil

The Director s Report: The State of ecommerce in Brazil. Por Lariza Carrera, Executive Director, etail Brazil The Director s Report: The State of ecommerce in Brazil Por Lariza Carrera, Executive Director, etail Brazil etailbrazil.com 2014 O mercado está se ajustando a uma realidade multi-canal não excludente,

Leia mais

COMUNICADO DE IMPRENSA

COMUNICADO DE IMPRENSA Grupo PTV em expansão internacional - também na América do Sul PTV inaugura sua própria filial no Brasil Karlsruhe/São Paulo, 15/10/2015. Os especialistas em transportes do Grupo PTV estão expandindo ainda

Leia mais

O sucesso do comércio eletrônico depende tanto da infra-estrutura de negócio, quanto da infra-estrutura de tecnologia (Pickering, 2000).

O sucesso do comércio eletrônico depende tanto da infra-estrutura de negócio, quanto da infra-estrutura de tecnologia (Pickering, 2000). Comércio Eletrônico É a compra e a venda de informações, produtos e serviços por meio de redes de computadores. (Kalakota, 1997) É a realização de toda a cadeia de valor dos processos de negócios em um

Leia mais

O varejo e a era da disrupção

O varejo e a era da disrupção 10Minutos Varejo Total Retail 2015 - Pesquisa anual da PwC com os consumidores O varejo e a era da disrupção Destaques Os consumidores estão definindo sua própria abordagem de relacionamento com o varejo,

Leia mais

Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico

Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico RESUMO EXECUTIVO Objetivo Melhorar a vida dos moradores e ajudálos a serem bem-sucedidos na

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

Brasileiro faz plano de banda larga dos EUA

Brasileiro faz plano de banda larga dos EUA Brasileiro faz plano de banda larga dos EUA 4 de outubro de 2009 O brasileiro Carlos Kirjner, nomeado pelo presidente Barack Obama para o cargo de conselheiro do diretor-geral da Comissão Federal de Comunicações

Leia mais

B2W DIGITAL Divulgação de Resultados 4T12/2012

B2W DIGITAL Divulgação de Resultados 4T12/2012 Estar Mais Próximo do Cliente B2W DIGITAL Divulgação de Resultados 4T12/2012 Considerações Gerais Considerações referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros,

Leia mais

Teleconferência e Webcast de Resultados 2T12

Teleconferência e Webcast de Resultados 2T12 Teleconferência e Webcast de Resultados 2T12 Quarta-feira, 15 de agosto de 2012 Horário: 12:00 p.m. (Brasil) - 11:00 a.m. (US EDT) Telefone: +55 (11) 4688.6361 - Código: B2W Webcast: www.b2winc.com/webcast2t12

Leia mais

Telebras Institucional

Telebras Institucional Telebras Institucional Ibirubá-RS, Setembro 2011 A Telebrás Quem somos A TELEBRAS é uma S/A de economia mista, vinculada ao Ministério das Comunicações, autorizada a usar e manter a infraestrutura e as

Leia mais

O direito à tecnologia da informação: perspectivas e desafios. Prof. José Carlos Vaz EACH-USP

O direito à tecnologia da informação: perspectivas e desafios. Prof. José Carlos Vaz EACH-USP O direito à tecnologia da informação: perspectivas e desafios Prof. José Carlos Vaz EACH-USP 1 1. A importância da democratização do acesso à TI A desigualdade no acesso à tecnologia é um fator adicional

Leia mais

Incorporação de Business Angels e Venture Capital como accionista:

Incorporação de Business Angels e Venture Capital como accionista: Dossier de Imprensa Quem Somos Quem Somos Agile Content é uma empresa de tecnologia com soluções para gerenciamento de vídeo e Big Data Audience Management com modelo de Software (SaaS), nas quais permitem

Leia mais

Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar

Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar AGENDA BAHIA Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar Além das reformas tributária e trabalhista, país precisa investir em infraestrutura eficaz, na redução do custo da energia

Leia mais

Programa Nacional de Banda Larga

Programa Nacional de Banda Larga Programa Nacional de Banda Larga Metas e eixos de ação Comissão de Ciência e Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Senado Federal Brasília, 31 de agosto de 2011 Dados de acesso à Internet em

Leia mais

01. O QUE É? 02. OBJETIVOS DO CURSO 03. CAMPO DE ATUAÇÃO

01. O QUE É? 02. OBJETIVOS DO CURSO 03. CAMPO DE ATUAÇÃO 01. O QUE É? O Curso de Desenvolvimento de Websites é um curso de graduação tecnológica de nível superior com duração de dois anos e meio. Este curso permite a continuidade dos estudos em nível de bacharelado

Leia mais

1 Introdução. 1.1 A Nova Era Digital

1 Introdução. 1.1 A Nova Era Digital 11 1 Introdução Com o advento da nova era da internet, conhecida com web 2.0, e o avanço das tecnologias digitais, o consumidor passa a ter maior acesso à informação bem como à facilidade de expressar

Leia mais

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões MÍDIA KIT INTERNET Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões Segundo pesquisa da Nielsen IBOPE, até o 1º trimestre/2014 número 18% maior que o mesmo período de 2013. É a demonstração

Leia mais

Ericsson e Vivo levam educação via computação em nuvem para amazônia

Ericsson e Vivo levam educação via computação em nuvem para amazônia Ericsson e Vivo levam educação via computação em nuvem para amazônia Parceria entre a Ericsson e a Vivo promoverá o acesso à educação de qualidade no coração da Amazônia com a implementação de soluções

Leia mais

O Impacto Sócio-Econômico da Banda Larga

O Impacto Sócio-Econômico da Banda Larga Instituto de Inovação com TIC O Impacto Sócio-Econômico da Banda Larga [ Flávia Fernandes Julho/2010] Banda Larga Internet A Internet supera a produtividade combinada do telefone, transporte e eletricidade

Leia mais

Perspectivas & Oportunidades do Mercado Segurador frente aos Novos Consumidores. Marco Antonio Rossi Presidente

Perspectivas & Oportunidades do Mercado Segurador frente aos Novos Consumidores. Marco Antonio Rossi Presidente Perspectivas & Oportunidades do Mercado Segurador frente aos Novos Consumidores Marco Antonio Rossi Presidente AGENDA I O Universo dos Novos Consumidores 2 O Mundo do Seguros 3- Perspectivas e Oportunidades

Leia mais

III Fórum Lusófono das Comunicações ARCTEL-CPLP

III Fórum Lusófono das Comunicações ARCTEL-CPLP III Fórum Lusófono das Comunicações ARCTEL-CPLP Tendências, Panorama e Desafios do Roaming Internacional II Painel Que Mercado na CPLP? Agenda Sobre a Oi Que Mercado na CPLP Panorama Roaming Internacional

Leia mais

Universalização de acesso à internet de alto desempenho. Presidência da Anatel

Universalização de acesso à internet de alto desempenho. Presidência da Anatel Universalização de acesso à internet de alto desempenho Presidência da Anatel Brasília/DF Outubro/2012 Panorama Global CRESCIMENTO DA BANDA LARGA NO MUNDO - O Brasil foi o quinto país que mais ampliou

Leia mais

Oportunidades de Patrocínio. cloudstackday. 12/02/2015 São Paulo. Auditório István Jancsó Universidade de São Paulo

Oportunidades de Patrocínio. cloudstackday. 12/02/2015 São Paulo. Auditório István Jancsó Universidade de São Paulo Oportunidades de Patrocínio 12/02/2015 São Paulo Auditório István Jancsó Universidade de São Paulo Situação do mercado brasileiro de TI O Brasil vive um déficit de mão-de-obra qualificada, especialmente

Leia mais

O LEGADO DOS MEGAEVENTOS ESPORTIVOS PARA O BRASIL

O LEGADO DOS MEGAEVENTOS ESPORTIVOS PARA O BRASIL O LEGADO DOS MEGAEVENTOS ESPORTIVOS PARA O BRASIL MEGAEVENTOS CHEGANDO. COPA DO MUNDO FIFA EM 2014... OLIMPÍADAS EM 2016... Qual o legado real desses megaeventos para nosso país? Qual o custo (financeiro

Leia mais

Nosso Planeta Mobile: Brasil

Nosso Planeta Mobile: Brasil Nosso Planeta Mobile: Brasil Como entender o usuário de celular Maio de 2013 1 Resumo executivo Os smartphones se tornaram indispensáveis para nosso cotidiano. A difusão dos smartphones atinge 26 % da

Leia mais

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo

Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 Sumário Executivo Economia Móvel América Latina 2013 A GSMA representa os interesses da indústria mundial de comunicações móveis. Presente em mais de 220 países, a GSMA

Leia mais

Luciano Coutinho Presidente

Luciano Coutinho Presidente Como Financiar os Investimentos em Infraestrutura no Brasil? FÓRUM ESTADÃO BRASIL COMPETITIVO - OS NÓS DA INFRAESTRUTURA São Paulo, 13 de setembro de 2012 Luciano Coutinho Presidente No longo prazo, economia

Leia mais

EUA e a Copa do Mundo 2014: uma paixão cada vez maior

EUA e a Copa do Mundo 2014: uma paixão cada vez maior EUA e a Copa do Mundo 2014: uma paixão cada vez maior Se para os Estados Unidos não existe nada maior que afinal do campeonato de futebol americano, eles têm que esperar para ver a Copa do Mundo. O que

Leia mais

Financiamento das Iniciativas de Inclusão Digital

Financiamento das Iniciativas de Inclusão Digital Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Financiamento das Iniciativas de Inclusão Digital III IPAIT 07 / 06 / 2005 Mauricio Neves MSN@BNDES.GOV.BR Gerente Depto Indústria Eletrônica Área Industrial

Leia mais

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010

I Fórum Lusófono de Comunicações. Abril. 2010 I Fórum Lusófono de Comunicações Abril. 2010 Evolução do Setor de Telecomunicações no Brasil Pré-Privatização Monopólio estatal Poucos investimentos Baixa qualidade dos serviços 98 Grande demanda reprimida

Leia mais

A Lição de Lynch. O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros

A Lição de Lynch. O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros A Lição de Lynch O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros Por Laura Somoggi, de Marblehead (EUA) É muito provável que o nome Peter Lynch não lhe seja familiar. Ele

Leia mais

Edição 3 - Dezembro 2009

Edição 3 - Dezembro 2009 Edição 3 - Dezembro 2009 Indicadores Categorias + vistas na internet (usuários únicos) 33,7 Telecomunicações e Serviços de Internet -10,5% +13% Buscadores, Portais e Comunidades 33,5 Ocasiões Especiais

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Julho de 2011 Mercado Brasileiro de Telecomunicações Oi: Perfil, Cobertura e Estratégia Resultados Operacionais e Financeiros Aliança com a Portugal Telecom e Aumento de Capital

Leia mais

INDICADORES DE MERCADO

INDICADORES DE MERCADO INDICADORES DE MERCADO SUMÁRIO EXECUTIVO Nessa edição dos Indicadores de Mercado, desenvolvido pelo Comitê de Marketing do IAB Brasil, são apresentados os dados consolidados do primeiro semestre de 2007,

Leia mais

Indicadores. COMITÊ DE MARKETING Outubro/2007

Indicadores. COMITÊ DE MARKETING Outubro/2007 Indicadores COMITÊ DE MARKETING Outubro/2007 Introdução Comprovando as projeções otimistas da entidade o número de usuários residenciais de internet passou de 20 milhões. Diversos fatores contribuíram

Leia mais

O Marketing Esportivo evoluiu. A Escala também.

O Marketing Esportivo evoluiu. A Escala também. O Marketing Esportivo evoluiu. A Escala também. O número de academias dobrou de 2007 a 2010; O futebol do Brasil é o 6º mais rico do mundo; Se na década de 70 tivemos as primeiras transmissões de eventos

Leia mais

Acesso à Internet e direitos do consumidor: balanço e perspectivas

Acesso à Internet e direitos do consumidor: balanço e perspectivas Acesso à Internet e direitos do consumidor: balanço e perspectivas Mesa 1: Acesso à banda larga: onde chegamos com o PNBL e o que temos pela frente Brasília, 3 de Junho de 14 CGI.br Comitê Gestor da Internet

Leia mais

Sugestão de Política Pública para o Atendimento Rural via Satélite

Sugestão de Política Pública para o Atendimento Rural via Satélite Sugestão de Política Pública para o Atendimento Rural via Satélite Sindicato Nacional das Empresas de Telecomunicações por Satélite SINDISAT Suporte: TELECO - Inteligência em Telecomunicações Brasília,

Leia mais

Seu inventário está preparado para a crise?

Seu inventário está preparado para a crise? Seu inventário está preparado para a crise? foto: Luciana Aith Publicado Os consumidores mudam de tela várias vezes ao dia, Outubro 2015 engajam-se com diferentes conteúdos e anúncios em questão de segundos.

Leia mais

As modificações promovidas pela nova lei vão sendo. Regulamentação da TV por assinatura

As modificações promovidas pela nova lei vão sendo. Regulamentação da TV por assinatura Visão Jurídica > Lei do SeAc Regulamentação da TV por assinatura Após vários anos de discussão no Congresso nacional, em setembro de 2011 foi finalmente promulgada a Lei n. 12.485/11, instituindo o chamado

Leia mais

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado. 2 o Trimestre/2006. 3 a Edição Setembro/2006

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado. 2 o Trimestre/2006. 3 a Edição Setembro/2006 Barômetro Cisco Banda Larga da Análise de mercado 2 o Trimestre/2006 3 a Edição Setembro/2006 Barômetro Cisco da Banda Larga Introdução Você está recebendo a nova edição do Barômetro Cisco da Banda Larga,

Leia mais

Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil. São Paulo, 30 de novembro de 2011

Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil. São Paulo, 30 de novembro de 2011 Pesquisa TIC Provedores 2011 Coletiva de Imprensa Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil São Paulo, 30 de novembro de 2011 CGI.br Comitê Gestor da Internet no Brasil NIC.br Núcleo de

Leia mais

A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES

A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES A economia brasileira e as perspectivas do investimento Luciano Coutinho Presidente do BNDES O Brasil ingressa em um novo ciclo de desenvolvimento A economia brasileira continuarácrescendo firmemente nos

Leia mais

MARKETING NA INTERNET

MARKETING NA INTERNET MARKETING NA INTERNET HUGO HOCH CONSULTOR DE MARKETING ER. BAURU SEBRAE-SP hugoh@sebraesp.com.br Marketing na Internet O que é? o Marketing na Internet, também referido como: i-marketing, web marketing,

Leia mais

Por Denize BACOCCINA. Isto é Dinheiro - sexta-feira, 03 de maio de 2013 Seção: Economia / Autor: Por Denize BACOCCINA

Por Denize BACOCCINA. Isto é Dinheiro - sexta-feira, 03 de maio de 2013 Seção: Economia / Autor: Por Denize BACOCCINA O poder de compra alimenta o dragão A persistência da inflação em torno de 6,5% ao ano tem um componente virtuoso: o crescimento do setor de serviços, que lidera a criação de empregos e aumenta a renda

Leia mais

O que é comércio eletrônico?

O que é comércio eletrônico? COMÉRCIO ELETRÔNICO O que é comércio eletrônico? O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos

Leia mais

ENGENHARIA CONSULTIVA FOMENTAR O PARQUE CONSULTIVO NACIONAL

ENGENHARIA CONSULTIVA FOMENTAR O PARQUE CONSULTIVO NACIONAL ENGENHARIA CONSULTIVA FOMENTAR O PARQUE CONSULTIVO NACIONAL A Engenharia Consultiva Nacional e a Construção da Infraestrutura Um breve diagnóstico O setor de infraestrutura apresenta aspectos distintos

Leia mais

Conheça a trajetória da empresa no Brasil através desta entrevista com o Vice- Presidente, Li Xiaotao.

Conheça a trajetória da empresa no Brasil através desta entrevista com o Vice- Presidente, Li Xiaotao. QUEM É A HUAWEI A Huawei atua no Brasil, desde 1999, através de parcerias estabelecidas com as principais operadoras de telefonia móvel e fixa no país e é líder no mercado de banda larga fixa e móvel.

Leia mais

Capítulo 1 Por que Google Marketing?

Capítulo 1 Por que Google Marketing? Capítulo 1 Por que Google Marketing? O Google modificou substancialmente a maneira como o mercado lida com a informação e informação, na nossa sociedade pós terceira onda, é tudo. Do dinheiro ao eletrodoméstico,

Leia mais

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico.

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. TENDÊNCIAS NO COMÉRCIO ELETRÔNICO Atualmente, muitos negócios são realizados de forma eletrônica não sendo necessário sair de casa para fazer compras

Leia mais

MOBILE MARKETING. Prof. Fabiano Lobo

MOBILE MARKETING. Prof. Fabiano Lobo MOBILE MARKETING Prof. Fabiano Lobo - Conforme estipulado no Termo de Uso, todo o conteúdo ora disponibilizado é de titularidade exclusiva do IAB ou de terceiros parceiros e é protegido pela legislação

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.951

ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.951 ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO RA: 31.951 A ATIVIDADE TURÍSTICA E O SEGMENTO DE EVENTOS. PERSPECTIVAS DE CRESCIMENTO GRAÇAS À COPA

Leia mais

Fundamentos da Computação Móvel

Fundamentos da Computação Móvel Fundamentos da Computação Móvel (O Mercado Mobile no Brasil) Programação de Dispositivos Móveis Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto

Leia mais

Senado Federal. Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA

Senado Federal. Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA 4 de novembro de 2014 Flávia Lefèvre Guimarães flavia@lladvogados.com.br Lei Geral de Telecomunicações

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

Nosso Planeta Mobile: Brasil

Nosso Planeta Mobile: Brasil Nosso Planeta Mobile: Brasil Como entender o usuário de celular Maio de 2012 1 Resumo executivo Os smartphones se tornaram indispensáveis para nosso cotidiano. A difusão dos smartphones atinge 14% da população,

Leia mais

A sua empresa em contato com o mundo. Ferramenta de envio de SMS

A sua empresa em contato com o mundo. Ferramenta de envio de SMS A sua empresa em contato com o mundo Ferramenta de envio de SMS A Talktelecom Líder na América Latina em telefonia computadorizada Compete no mercado desde 1992 com soluções em telecomunicações Em plena

Leia mais

4 A Telefonia Móvel no Brasil

4 A Telefonia Móvel no Brasil 4 A Telefonia Móvel no Brasil 4.1 Breve Histórico da Telefonia Móvel O uso da telefonia móvel teve início no Brasil no final de 1990. Em 30 de dezembro deste ano o Sistema Móvel Celular (SMC) começou a

Leia mais

E-Book! O que é Inbound Marketing?

E-Book! O que é Inbound Marketing? E-Book! O que é Inbound Marketing? E-Book O que é Inbound Marketing? Estamos em um período de transição de modelos mentais e operacionais entre o Marketing Tradicional e o Inbound Marketing. Este e-book

Leia mais

IV SEMINÁRIO DOS RESULTADOS DA LEI DE INFORMÁTICA EDUARDO TUDE. Impactos da Lei de Informática em Telecomunicações. 2 abril 2013, Anhembi, São Paulo

IV SEMINÁRIO DOS RESULTADOS DA LEI DE INFORMÁTICA EDUARDO TUDE. Impactos da Lei de Informática em Telecomunicações. 2 abril 2013, Anhembi, São Paulo IV SEMINÁRIO DOS RESULTADOS DA LEI DE INFORMÁTICA EDUARDO TUDE Impactos da Lei de Informática em Telecomunicações 2 abril 2013, Anhembi, São Paulo Sumário Introdução Serviços de Telecom no Brasil A Indústria

Leia mais

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados DIFERENCIAIS Acredito que o desenvolvimento de soluções para Internet não é um trabalho qualquer, deve-se ter certa experiência e conhecimento na área para projetar sistemas que diferenciem você de seu

Leia mais

Comunicação por meio de dispositivos móveis ainda tem muito para crescer no país

Comunicação por meio de dispositivos móveis ainda tem muito para crescer no país Comunicação por meio de dispositivos móveis ainda tem muito para crescer no país Atualmente, não dá para falar em mídias digitais sem considerar o mobile. Se por um lado os acessos móveis ganham força,

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações Audiência Pública CCTCI/Câmara dos Deputados PROJETOS E AÇÕES DO MINISTÉRIO PARA O ANO DE 2013 Paulo Bernardo Silva Ministro de Estado das Comunicações Brasília, 24 de abril de 2013 Dados setoriais 2 O

Leia mais

Northern Telecom Ltd (Nortel). Isto devido ao seu atraso na substituição da tecnologia analógica pela digital.

Northern Telecom Ltd (Nortel). Isto devido ao seu atraso na substituição da tecnologia analógica pela digital. MOTOROLA A empresa alcançou um faturamento global da ordem de US$ $37.6 bilhões em 2000. É líder mundial em sistemas e serviços eletrônicos avançados. Atuando de maneira globalizada em 45 países, mais

Leia mais

Pesquisa sobre Logística no E-commerce Brasileiro 2013

Pesquisa sobre Logística no E-commerce Brasileiro 2013 Pesquisa sobre Logística no E-commerce Brasileiro 2013 www.brazilpanels.com.br www.abcomm.com.br www.ecommerceschool.com.br Apoio: INTRODUÇÃO A Logística foi escolhida para ser o tema do primeiro estudo

Leia mais

MIDIA KIT. Aqui você fica atualizado. www.noticiasdealagoinhas.com.br

MIDIA KIT. Aqui você fica atualizado. www.noticiasdealagoinhas.com.br MIDIA KIT Aqui você fica atualizado. www.noticiasdealagoinhas.com.br Sobre nosso site O Notícias de Alagoinhas hoje é o portal mais completo da cidade. Somos um Canal de comunicação online que integra

Leia mais

Nas áreas urbanas, 44% da população está conectada à internet. 97% das empresas e 23,8% dos domicílios brasileiros estão conectados à internet.

Nas áreas urbanas, 44% da população está conectada à internet. 97% das empresas e 23,8% dos domicílios brasileiros estão conectados à internet. Algumas pesquisa realizada recentemente, revelaram resultados surpreendentes sobre o uso da Internet nas empresas no Brasil. Neste artigo interpreta alguns dados e lhe revela as soluções que podem ajudar

Leia mais

Aviso Legal...6. Sobre o autor... 7. Prefácio... 8. 1. Empreendimento Online Por Que Criar Um?... 11. 2. Importação Seus Mistérios...

Aviso Legal...6. Sobre o autor... 7. Prefácio... 8. 1. Empreendimento Online Por Que Criar Um?... 11. 2. Importação Seus Mistérios... Conteúdo Aviso Legal...6 Sobre o autor... 7 Prefácio... 8 1. Empreendimento Online Por Que Criar Um?... 11 2. Importação Seus Mistérios... 14 2.1 Importar é Legal?... 15 2.2 Por Que Importar?... 15 2.3

Leia mais

AdWords. Anuncie no Google e Venda Mais! Expanda sua empresa! Você tem um argumento de vendas e precisa captar mais clientes?

AdWords. Anuncie no Google e Venda Mais! Expanda sua empresa! Você tem um argumento de vendas e precisa captar mais clientes? Anuncie no Google e Venda Mais! Expanda sua empresa! Você tem um argumento de vendas e precisa captar mais clientes? Ligue para nós e conheça a melhor estratégia para atender às necessidades de vendas

Leia mais

INTRODUÇÃO. Desde que a imprensa surgiu, a comunicação se baseia na tecnologia:

INTRODUÇÃO. Desde que a imprensa surgiu, a comunicação se baseia na tecnologia: INTRODUÇÃO Desde que a imprensa surgiu, a comunicação se baseia na tecnologia: 1450 Imprensa de Gutemberg 1940 Primeiras transmissões na TV 1960 Internet começa a ser desenvolvida 1973 Primeira ligação

Leia mais

FORUM NACIONAL DE EDUCAÇÃO

FORUM NACIONAL DE EDUCAÇÃO FORUM NACIONAL DE EDUCAÇÃO Educação Profissional e Tecnológica Sergio Moreira BRASIL ÍNDICE GLOBAL DE COMPETITIVIDADE 2013/2014 Ranking Global de Competitividade BRICS: 2006 a 2013 Brasil ficou em 56º

Leia mais

Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-2010

Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-2010 Copyright 2008 IDC. Reproduction is forbidden unless authorized. All rights reserved. Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-2010 Resultados de Dezembro/2008 Preparado para Meta de Banda Larga

Leia mais

Entrevista CADERNOS DE SEGURO

Entrevista CADERNOS DE SEGURO Entrevista 6 Marco Antonio Rossi Presidente da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg) POR Vera de Souza e Lauro Faria

Leia mais

Tecnologias para comercialização de seguros e previdência por Meios não Presenciais

Tecnologias para comercialização de seguros e previdência por Meios não Presenciais Tecnologias para comercialização de seguros e previdência por Meios não Presenciais Palestrante: Marco Aurélio Damiani Palestrante Formação Acadêmica Engenheiro de Produção Mecânica com Especialização

Leia mais

Destaques do trimestre

Destaques do trimestre Resultados 3T12 Destaques do trimestre 1 Empresa integrada é líder no índice de satisfação do cliente 2 Líder indiscutível nos segmentos de maior receita com foco na geração de valor 3 Melhora sequencial

Leia mais

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 1 Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 Entrevistador- Como o senhor vê a economia mundial e qual o posicionamento do Brasil, após quase um ano da quebra do

Leia mais

Sintetel participa de reunião de mulheres na Colômbia

Sintetel participa de reunião de mulheres na Colômbia Mundo Sindical Sintetel participa de reunião de mulheres na Colômbia Entre os dias 2 e 3 de abril, o Sintetel participou da 11ª Reunião do Comitê Regional da UNI Américas Mulheres na cidade de Bogotá,

Leia mais

Interrupção nas ligações caiu 58% no Estado, aponta Anatel

Interrupção nas ligações caiu 58% no Estado, aponta Anatel Interrupção nas ligações caiu 58% no Estado, aponta Anatel Após quase dois anos desde que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) empregou regras mais severas para o setor de telefonia - a partir

Leia mais

Adapte. Envolva. Capacite.

Adapte. Envolva. Capacite. Adapte. Envolva. Capacite. Ganhe produtividade em um Ambiente de trabalho digital #DigitalMeetsWork Os benefícios de um ambiente de trabalho digital têm impacto na competitividade do negócio. Empresas

Leia mais

Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-20102010

Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-20102010 Resumo do Barômetro Cisco Banda Larga Brasil 2005-20102010 Resultados de Junho 2009 Preparado para Meta de Banda Larga em 2010 no Brasil: 15 milhões de conexões Elaborado por IDC Copyright 2009 IDC. Reproduction

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCA-UFES Departamento de Computação

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCA-UFES Departamento de Computação - Centro de Ciências Agrárias Departamento de Computação Os sistemas de informação empresariais na sua carreira Introdução à Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação COM06850-2015-II Prof.

Leia mais

Tendências e cenários para a infra-estrutura de telecomunicações. ões. Seminário: O futuro das (tele)comunicações no Brasil

Tendências e cenários para a infra-estrutura de telecomunicações. ões. Seminário: O futuro das (tele)comunicações no Brasil Tendências e cenários para a infra-estrutura de telecomunicações ões Seminário: O futuro das (tele)comunicações no Brasil em homenagem a Sérgio S Motta (1940 1998) S. Paulo, 3 de junho de 2008 Juarez Quadros

Leia mais

A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015

A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015 A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015 1 A Situação Industrial A etapa muito negativa que a indústria brasileira está atravessando vem desde a crise mundial. A produção

Leia mais

Objectivos de aprendizagem

Objectivos de aprendizagem Capítulo 6 1 Telecomunicações e redes 2 Objectivos de aprendizagem ƒ Identificar as principais tendências e os grandes desenvolvimentos nas empresas, nas tecnologias e nas aplicações de negócio, das telecomunicações

Leia mais

Síntese dos debates ocorridos nos fóruns anteriores relacionados ao tema. Inovação e Empreendedorismo. Data: 02/04/2014 Versão 1.0

Síntese dos debates ocorridos nos fóruns anteriores relacionados ao tema. Inovação e Empreendedorismo. Data: 02/04/2014 Versão 1.0 Síntese dos debates ocorridos nos fóruns anteriores relacionados ao tema Inovação e Empreendedorismo Data: 02/04/2014 Versão 1.0 1. INTRODUÇÃO Os relatórios considerados para esta síntese foram: I Fórum

Leia mais