li lirlé è Jnrt Finiiá um Londres, Solre os Creles Congelados, o Gomo Mera

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "li lirlé è Jnrt Finiiá um Londres, Solre os Creles Congelados, o Gomo Mera"

Transcrição

1 ir«li lirlé è Jnrt Finiiá um Lndrs, Slr s Crls Cnglas, Gm Mra hj mla um anjv.rsari Transcrr da gran ppéa fpaciibana, na qual s zit nalistus hrócs rgaram cm ò su gnrs sangu " sl da! pftti-i", m,m lanc inmita bravura. & prprçã qu passam Os ns, mnis viva mias blla maj.s admirávl s rvla a ppén niíignifia qu ncrrai umí jra Saliar as éés i «nr para cm s capítuls mair glria da mcida brasüira qu snhava cm (dias mlhrs para a nacinalida. Rlmbran a glrisa arrançada, é cm mair rspit vnraçã á mjmria s hrós qu tmbaram, qu psitums sbr su túmul as flrs da nssa sauda. lisiía il friai itóiré a O Illuslró stadista plnz ruarclinl VVJadlsIaw Raczkiwcz cntliuui sn ulv das mais xprs- Uvas carinhsas mauifstnçõs iiú sõ pr part das autridas Estn, cm da clônia plnzu scida paranans. HiltST, além divrsas visitas qué s. «tz, rcbu m Cnsulnó Plnz, n s acha hspda, as visitas s srs. Catil Mnna narrt- Mnclar intr vntr intrin Esta, crnl Raymuiiil Sampai, cmniaudanl da rgiã, smbargar Cltari larrwil cfiaj a n SIS AÍF6 BUENOS AIRBS, 5 (Srviç Esliccial) D rgrss su vic tòris rai a Ri Janir, prcnt Prt Algr aru Cvidé, chgu aqui liutsm, atrrn n ardrm Palmar ás lü hras 5 minuts, aviar "õ xrcit argntin, primir tniit Garramndy, qu tv ntuusiastlca rcpçã. O Paraná Prtugal,. prsint Suprir Tribunal Justiça, dr. Lihuri Missnr, prfit municir^il, ^ crtarls Esta In numras pssas staqu da clônia p lnzu aqui miciliada. Alm ssas hmnagns, utras ainda srã prstadas a prsint Sna plnz, ntr as quas um gran bail qu srá raliza h-j m tjs salõs da Scida Uniã Plnza, sita á rua Carls Carvalh, rcpçã lficiai n Cnsula Plnz, quintafira pr-xima, ás 21 hras. «Si AlaizjnLEiiati.s. BERLIM, 5 (Srviç Espcial) Acaba sr divulga rsultad» ultim rcnsamnt, lvandó^s a sssnta.cinc milhõs trsnts mil númr actual (l habitants paiz. BERLIM, 5 (Srviç Espcial) Fi rslvida hntm a dissluçã Parti Ppular Allmã, sprnn-sc para hj a dissluçã- Parti Cntral Cathlic. mm íim «SI 7BBB NOVO SELLO DE $200 NÃO CHEGA PARA OS HONO* RARIOS DOS EMPREGADOS! RIO, Julh (Via Ara-Espciai para CORREIO DO PA- matutin hj diz: um Cmmntan ss fact, üm RANA) Fi cra, ha bm nv sll havria frçsamnt pdir nvs mjprgas.v E puc (mp, cm S sab, sll â Educaçã Saú, stmailn a cnstruir um fun s- nã dá snã para mprgas. sll Educaçã Saú já pcial capaz assgurar a rgulárida ts s srviçs cada: crar um nvn si- Qu fazr? A sluçã stá indi- nsin da saú publica n l!!!" paiz. O fun spcial "t prvni- ss sll0 é administra pr uma junta ssa junta ru- Mda n dia 28 Junh ultim,?puru sguint: qu a n- <» at agra arrcadada H88nQM98Bn cm á PORTO ALEGRE, sll 5 (C. P.) _ >da Educaçã Cntinuam mus na s prparativs tm para a prmitti s- 7 gran manifstaçã P;l?nmnt aprç a hnráris pssal Xigld0 - gnral Flrs da Cunha, rgistan msn10 pda g s jrnas cpisas sll0; adhsõs m virtu «s,, das assciaçõs class, cllgiõs vults rprsntativs funcci0nari h vnd0i 1 ^spzas ^^ riirsq. Esta. Essa manifstaçã-srá cm lvada a ffit hj, dia matrial 5, - «s irrmpr mvimnt Umnari0 victris r,,-0 m Outu- 1"ü"a,ars rançai d* Bran ar- ClVlCU «is 6m fliscurs s l prf"tr l7ça 1>UblÍCaPrm"iam, «rias CttÍSas b6llas «cst.-ibutáiaiüi<t0rma ã nss ^Simn S imp st08 abs,,,.,0 xcssivs GStavam "ustria matan a inuslani ó cnümrci. asílxian «<if62a1,?víncías «rgicas para COllsrvaa Ultrsss das casss las m G da cnctivida gra tancia I"Gmidas,i " (Js Pla xhrbiimpsts. Mas -i "a victòrh f?ma trlbutaria- P *s l0 nã s«pru mvim«nt utubri-, jnssãa cnfrm Rnl as prv * rnignt fitas a» - Shv,? Crap nvs ««Ssflsi,rtRir,K1aVamgita. & *s ^ tã- industria. " ^(iustvi >8 1 n _ a qu Phsphr n!ais é uma tôm sffrid 03 ffi- ts s glps cntínus qu è alv. Antigamínt a caixa Phsphr custava S100. Era, ntã, uma das pucas mrcarias qu s pdia cmprar a cm ris. Mas virami as mdificaçõs na cbranca impst sll cnsum, phsphr- grava cm nvas taxas, subiu para 200. Agra, nva lvaçã prç va sffrr phsphr, qu passara a custar 8300! Dant diss, é pprtun qu s fumants vã tratan cmprar isquirs, já qu a vnta gvrn ó matar finitivamnt a, utrra, flrscnt futursa industria.»«ai>«m«jii^ffi>anaju>«aa>aaaa EJIIXIE E T A R U M Â RHEUMATISMO E SYPHILIS JjrDant Mmané «A **9**s*imm»-»»»*»»»»»^<-» 9-0 rshfss tí Ri «l Janir, *«=**ssumíu sua clinica tanirci I ANNO REDACTOR-CHEFE,-ADIIERBAl SIRESSER NUM. 345 mhh-w il hihm»»«w»ihn> mmit"» Rua 15 Nvmbr, CURITYBA, QUARTA-FEIRA, 5 DE JULHO DE ) Phn-634 C. Pstal, Gran fi Italian as neolabaçoes DO GENERAL BALBO LONDONDERRY, 5 (Uniã) O Gnral Balb a chgar a sta cida claru as rprsntants da imprnsa: "Cmçu a chvr pis pucas milhas vô- sbr trra. Durant a primira hra travssia marítima as nsas nuvns qu sciam quasi.até..*.agua-causaram-.ns séris mbaraçs, briganns a var muit baix algumas vzs a tcar a suprfíci. Na s-, gunda hra vô tmp ra magnífic, - cé apparcia azul mar mstrava-s cmpltamnt calm. Rinava prém ligira nblina qué s intnsificara mais tar sbr a Escssia Mar da Irlanda n rumams dirctamn t para Lnnrry. GhasnaiiQ m sis Paiz i Capitas SKfapztfftsKi CAPITÃO SKARZYNSKI RIO, 5 (C. P.) capi,tã Skarzynslci, brav aviar plnz, rcbu rm, da3 autridas su paiz, afim vltar.cm urgência para Varsvia. O capitã Skarzynsvi vrá m,- Bárcar pr sts dias para a Eurpá.»-«-«»»»«,.,. O Oraf ^pllin m Rcif RECIFE, 5 (C. P.) Trazn" à su br 14 passagirs, ch g-u a sta capital, prcnt sua bas, m; Frinrichavn, a Bran nav aéra "Graf Zpplin". O SALUTAR CONSEQÜÊNCIA DO ACCORDO FIRMADO EM LONDRES, SOBRE OS CONGELADOS V. cmi grniul satisfaçã qu cinjmuuicniiis ns- nsss litrs stai. si-, ministr Oswal Arnulia vivamèiit inpnlm cm liquitar tdas ns dividas Tlisur para cm cmíinjrci": Entr ns cntas n. pagar, s qu ultimudai; tiquni ns "mjirchiw" cm ss bjrfiv, ccupmn plnnò ral vincia ns rquisiçõs mililars fitas durant s is últims mvimnts rvlucináris Essa justa libraçã tltiir íár da pasta, da Faznda é uma das cnsqniiias salutars uccv rntnínt fiiinia m Lndrs para iífrntór prblma s.icdits cnglas. Falu-s, primiramnt-, qu gvrn frai; para fasi- fac ns cmprmisss, Thsur i«ira cm cmmrci, staria inclina a ralizar mim missã apólics. O sr. Oswal Aranha, ntrtant, m rcnts claraçõs fitas a u- ma cnfissã da Assciaçã Cmmcrcial Ri Janir, fz sntir qu gvrn nã prtndia lançar mã ss rcurs, pis cnfava já cm. lmnts cri-spnnts as cmprmisss a liquidar. Assim, pis s crrs Thsur acham-s parabéns, vist qu, sgun a prmssa frmal qu acaba sr fita i>l ministr da Faznda, sss cmprmisss srã saldas, tã prmpt fiqum ultimadas as ngciaçõs sbr s cnglas. Aliás, urn^i s cláusulas cntrt qu acaba sr firma ntr gvrn fral, Banc Brasil s banquirs lndrins, clara qu tdas as quantias m anil ris, pagas n Banc Brasil, cnfrmida cm cntract firma, srã mprgadas na, liquidaçã da divida intrna. E cm a nlnlr satisfaçã qu npplaudímns acrta stin qu viv sr da á.s quantias pagas a nss stablcimnt fficial crdit, cm mil ris, para ffit accr sbr s "cnglas", rnblsan cmmrci s vultuss numiraris actualmnt nx mãs gvrn. SE. OSWALDO ARANHA, MI- NISTÇ.O. DA FAZENDA O Paraná muit va lucrar cm ssa libraçã pr tants tituls fliz gvrn) pis smnt m rquisiçõs militars cmmrci paranans tm, lvas imprtaii- cias a rcbr. Tn spra até agra a sluçã ss cas vital imprtância pára á cnmia paranans, ó jnst qu gvrn rslva ss grav prblma a qual s adiam vinculádòs vultuss intrsss da clíüvidadc. sil fscis hâmé ns Im WMMm OI ARTIGO DO «JORN LONDRES, 5 (Uniã) _ O rdactr spcialisa m assumpts financirs jrnal "TJi Star", insr hj um ditrial sb titul "O Brasil vnc suas difficuldas», n qual xamina a situaçã ss, paiz cmmnta s accrs rcntmnt cncluís para «liquidaçã s crédits cn- Sncipradléiic AS GRANDES COMMEMORAÇÕES DE HONTEM NOS ESTADOS UND30S NOVA YORK, 5 (Srviç Espciãl) Tivram lgar, hntm, m t paiz, slmns brilhan tissimas cmmmraçõs pla passagm da data da Inpndência. AL "THE STAR" glas. Diz articulista qu a alta accntuada vrificada nas ctaçõs s tituls brasilirs rflctm a satisfaçã qu causaram n mrca valrs s plans aptas para a transfrncia part s cambias nr atraz, acrscnta: "A mlhria rgistrada ns tituls Esta, tn a prduzir u- ma racçã favrávl ás acçõs mprhndimnts industrias cmquant va passar ainda aigum tmp ants qu - mca-^ nism industrial vlt nv a funcinar livrmnt, as manbras s spculars mstram^ s inclinas a ncrrar pri s prçs baixs s valrs industrias brasilirs até a vlta mlhrs tmps" isanatpi s. SnastiiO LAPA PARANA OPTIMO CLIMA ALTITUDE 984 METROS. ÚNICO EXISTENTE NO SUL DO BRASIL Mrnas installaçõs para tratamnt da TUBER- CULOSE affcçõs n apparlh rspiratóri. DIÁRIAS: 20?000, 10$000 6$000. DIRECTOR DR. XAVIER GONÇALVES Prisã È um Falsificar tr RIO, 5 (C. P.) Sgun nticias rcbidas Varsvia, m, círculs cmmrcias sta praça, a imprnsa da capital plnza publícu qu fi prs dirctr gral das Usinas trilhs cnhcidas pl nm Laura-Huta (Scida Annyma Grnlasvi izjdnzna Huhy Krlnslta Laura), p"r falsificaçã slls rlativs a cmpnsaçã intrnacinal mrcarias, n frncimnt da ** trilhs vndis á Estrada Prr Cntrai Brasil. G Bic Féé VARSOVIA, 5 (C. P.) Os nuncia através radi pl prsint M-isciki, n qual chf Esta plnz prclamu mar Ballic "mar plnz". Ess (Tlscurs fi prnuncia pr casiã da Fsta Mar, qu é ralizada annualmnt, cm a participaçã t paiz. Ns círculs cnômics dà-s gran imprtan- Tia á claraçã ministr "pmmrci, sr. Zarzycki, qu annimci-u a inauguraçã prt livr m Gdynia. "É fl f U Mm PORTO ALEGRE, 5 (C. P.) F-i assigna crt qu cra Juiz. Mnrs nsta capital, Abrig Mnrs, a Escla Rfrma Cüislá Assistn cia Prtcçã. as Mnrs. O crt é lng-, xpõ às razõs da cisã da intrvntria xrcn imrndiata acçã vigi írtnia sbr s mnrs cutravn trs linqünts até s zi-- t anns da. II Accr Mil! AS FIRMAS QUE DESEJA- REM PARTICIPAR DESSE AJUSTE, DEVERRÃO COM- MUNICAR ATE O DIA. 17 DO CORRENTE MEZ Acaba à sr assigna m Lndrs accr ntr 0 glyrn brasilir, Banc Brasil è s banquirs Rthschild & Sns, rlativ á, trans* frncia numrári das bri* gaçõs cmmirias cambi, nã cinprhndidas n0 accr amrican. As taxas fficias cambi, qu vigrarã para ss accr, srã as sguints.- I) para cbrtura ntr i 90 dias-, rs. 58$626 pr libra. 2) para cbrtura m 72 pagam,nts mnsas, rs. 61$557 pr libra. Ás firmas cmímtórias qu sjarm participar st accr vrã s dirigir as Srs. N M. Rthschild & Sns, m Lndrs, u a Banc Brasil suas agncias ns Estas suas agncias até dia 17 julh 1933 ns Estas. CURSO PRIMÁRIO DO GINASIO "NOVO ATENEU" Rabrm-s fls aulas a I Julh ntrant. Ensin rápi, cm prm- ; çõs smstrais. Infrmaçõs: á rua Aquidaban, n* 278 fn 378 "M

2 . w-fti-rimji]!^^ ,..1,.,.. «*»«:.-,... "-.* "."--.»"-. * * «.*-* _** - -V. Jf^ -,* CORREIO DO PARANÁ curityba, S dc Julh 1033,, Cflüllfl 118 FM T::- -=D s My^i PROPRIEDADE DE AnilIOttllAív HTRKSHJOR & OIA LTDA. Rdaccfi, Admlnlstraç& a Ofliclima: Itua 15 il Nvmbr, 61S Caixa Pstal, 454 :: CUHITT B A. :t Asslgnaturas: Anu 45$000 Smstr ,?0ÓÕ Trimstr Numr avuls...?200 Atraza S.0O A dircçã nfl- nssa cncits cmlttls pr sus cllabrarcs m artigs assignas. Os riginas nviaa á dircçã, fnbra nã publicas, nã srã vlvidas. SUCCURSAES: Em* Su Paul: llua S. liut, 37 2" andar. Dirctr Dr. Dari Barrs. Iti «lc Janir: Avnida Ki Branc, 127 1" andai*. Paranaguá: Rua Cnslliir Barradas, 5 (sbra). AntniJia.: Rua 15 Nvmbr, n.» 10. Pnta Gi-ssa: Rua Sant Anna, 42 Prtã: Av. Rpublica Argntina, 1715 A;»n<ia«m, Ki Ngr, Paimira, Mrrcls <; Prudcntplis Rprsntants autrisas m tdas as lcalidas Esta Paraná. AGENCIAS DE PUBLICIDA" -_ DE AUTORIZADAS EM SÃO PAULO: Agncia PcUinnti Rua Sã Bnt, 5. Agncia Mrna «l Publicaçõs Rua Dirita, 7-A. Adalntir Tl Rua Dirita, 7-A. 3" andar. N. Vi. Ayr & Sn, Inc. Caixa Pstal, A Eclctica Rua 3 D- smbr, 12. Agncia Eflau Caixa Pstal, Mmp. «l Publicida Labr Rna 15 Nv andar. NO RIO DE JANEIRO: A. Eclctica Av. Ri Branc, 1S7 1.» andar. JyÊUUáà%mánnn\ B fll faj%a1t\jê*ama*k/rkên*9\i%j%\n*fít VIDROS l qualqur qualida s- pssura V. S. ncntra pls mnrs prçs na V1DRAÇÃRIA VITRAÜX Rinal v. d. Osa«?n Rua Mal. Dd r, 254. Fn w4wwwww^ua,mnwwvvw^vwn9ww%vvvmv9j Paranaguiá Succursal Cns. Burradas, 5 (EXPEDIENTE DAS 14 AS 17 HORAS) dics qu prcisavam sr substituis. Ln ssa pagina fulgurant, sbr ss pqun mun utrs, srs scnhcis, cm! idéas próprias prpósits xquisils, tms, immdiatamnt, á lmbrança, a vrda spalhada pr Albin Frjaz Sampai qu alli é apnas Esta Mair, prqu grss xrcit sta aqui fra. Pis nã vms, ts s dias. gnts scrvn cm prfitas craturas, prtnn cnvncr s utrs uma autrida qu lh falta? Sã s tás dirctrs hspici, invrtn s papis, cllcan-s m lugar utrnr, pnsan qu, assim, sfarçam su própri sta cadência malsinaçâ PRIMEIRA PEDRA QUE ROLA.. Nm ts pm cmprhnr a srnida a impssalida da Justiça. Prparam suas tramas, urm sus prjcts, lvantam suas idéas, arrumam suas scnas spram ffit, crts cnsguir api Pr Judiciári A mpritada prsguiçã malda. A Justiça, cntu, vivn um ambint acima tdas as paixõs ts s intrss mns xplicavvis, cllcan-s n alt, na luz, m pln xygnia da mral sciai, vz m quan tm ncssida liminar vrdairs attntas qu s prmdiam á smbra da Li. Sab public qu nsta cida fi instaura um inquérit n qual is srs. dr. Rqu Vrnalha advgas Cnári Régis Rbrt Barrz ram apntas cm lrants IndcHj.ivlH pl sr. Tnnt Sgulz Tavars, Diga Plicia. A crt nfl cnhcm» ir curbr qu tv ssa frmidávl cn- tamnt cm alguns bltins prijaganda litral prtsts cntra a pribiçã manifstai* çõs publicas n dia 1» Mai (Dia Trabalh). O fiic u m tiv a abrtura prsnt inqurit. O dr. lga píi..-i apr sntu rlatóri fis. trminan- cm a classificaçã lit imputa as indicias d* Rqu Vrnalha, Rbrt Barrz, Gnar Rgis Vicnt I. da Riihà, < u fi sguint: artigs cmbinas cm artig 13 Cdig Pnai Brasilir; class(fiçã cuja juridicida a Prmtria nã vê nâ nssa m fac dc qu instâ n prsnt prcssa.". E cnclu rprsntant da Justiça. "O rlatóri dr. lga plicia sta muit cnfus, pis diz qu prári Vicnt I. da Rcha a publicar su bltim fi um instrumnt utrs indivídus, cuja xistência a Prmtria sçnhc qu á Pliica cabia indicar quas fram. Dscnhc tambm a Prmtria s a rm pribin manifstaçõs publfcas, pribiu tambm a pubiicaçã bltins. Nã cnsta n inquérit bltim algum s indias cnvidan pv praria paar runiã publica, pl cntrari, dizm1 qu las ixam s ralisar m; vista da rm xprssa das autridas. O mais intrssant é a classififacã lict fita pl ilustr dr lga plicia. O lit prvist n artig 12G Códig Pnal nã stá prfitamnt caractriv ds mlhrs htéis - Sul Brasil stã m Curityba Rna Barã Ri Branc, m frnt, a fala Gvrn situa n cntr m ar tria mais cmmrcial, crazada pr linhas bns Omnibus para ts s pnts da cidadã. Prdi própri para Htl Máxim cnfrt sm g; lux.. COM DIASSA A PARTIR DE ES. 15Ç Quarts m«lniamnt mbilias TODOS cm água crrnt luz dircta., 10 Apartamnts cm banhir particuar Optimas instllaçõs sanitárias cm abundant srviij água qun*» t. Ampls cnfrtávis Salõs Rcpçã, R3taurant, Fumir, Hall Bar., Czinha 1».rm sb dircçã prfisslnas. Grans F:*agrJfics. - Lav-mria prj-.ru à vapr, tda r-mipa luça é strüzada., Jardim*. Para s srs. rprcj-vsntants (K*immrcÍ8», aí3 próprias para sprm amstras. DSÜBS O-SNCfiKTO Ant-Omnibns a» Estaci. tfb dirac& -mfilata dò «u prpritári épíías -M familia F-RANCÍSGO Is. J0EN--M3HEK r^notimii-i^ - Rua 15 Nvmbr 90 QUARTOS TODOS COM ÁGUA CORRENTE QUENTE E FRIA E TE- LEPIIONE COM LIGA- ÇÃO A REDE. (S0 apartamnts m banhir particuíar) Salõs própris para fstas, Banquts pqunas rnifis GRANDE SAIÃO RES- TAURANTE AMERICAN BAR ELEVADOR Lavanria própria a vapr Prigriffcôs. DINER CONCERTO SALAS PARA MOSTRUA- RIOS AOS SENHORES VIAJANTES; maria a partir S rs. 30$ÍMM) FlUal -- l«f00fi sli, pis qu pura l xlutlr á niu-.hhiirl a pnitlcu s crims sp clflcaa ns capitul» 1» 3" titul II. Cap, III Códig Pnal Quant a Infraçã artig 1!IG ilíl cnsta qu s Indicias tnham ra cpçã prtnr nífastar um Usa qualqur manifstaçã publi- ESPARSAS pdaç H Brasil cidadãs brasillrs. Tms crtza qu nil fi para cprtlcipar qualqur!u u cnvida pv praria Estudan s cass amia lntrs- Kii,n(.rf curiss da psychlatrla, sr. Diga Plicia. Eü nã runiã cnlra rns xpdidas pul gvrn. um illustr prfssr allnlsta cnclui, pis brilhant xpsiçã >í)t das quas lh mrcra s O dr. lga faz quês tã fri faria iss cntra pssôas idônas, da matéria, iiu na mairia s affuctas mléstias mantfts lia a nr.iirs luvrs m carta scrlpta sar n su rlatóri qu a pribiçã junta us auts. cmicin, runiõs u manifstaçíics publicas, um Mai, prsuasã granza, pulncia, pri. Muits pucs s Eis qu, vin prcss para as mãs s fnsrs da Li, dã-lh fi m cumprimnt a rns frns. S dr. lga plicia 1ii«*«m cmparar as humils, ns Cr stin archiv, cm pnt final ss inquérit. quiz vôr ns indicias intuit pbrs vncis. A mania prminant ó a Dv-s, atflrmhr qu sr. dr. prturbar andnmnt s ats faust. da grandisida, da frça dn pujança. Naplã Bnapar- Abranclis Guimarãs, lga Espcial, ági cm isnçã anim, é bm qu s sclarça qu nã ca- litras ralisas m 3 Mai, t, Pdr Gran, Alxandr da "iiduzln as inquiriçõs cm a li a justiça cmum sim a litral Macnia, Hmr, Virgíli, Sipiã- African, ts s ntávis rits s acusas. n artig 107, parágraf 2S C- niifii* tlrância rspit as di- Julgamnt ss lit, prvist prsnagns da Histria apparcm, Publicáms, a sguir, parts dig Elitral. frqüntmnt, rncanars na parcr xara ns auts pl Pr S a rm pribitiva í-fral, imaginaçã mfrmiça s inflizs mtr Public dr. Ernani Almida a infraçã ssa rm <5 julgada alinas. da Abru, cuja cnduta n Minisfri Public sta Cmarca tm siprudência nss snti já stá fir- pla justiça fral, pis a júris- Cnta msm insign mstr mdicina spcialiaada qu nióntróu um ipsgn cuja cnvicçã vhiula a sj xclusiv sr stu, imiparcialida mada: "Sã da jurisdiçã fral s crims sbdiência a rns ra sr ll dirctr própri vir a Justiça cm dignida cm cisõs das autridas fdéras hsplic n stava intrna. Attndia as qu visitavam infr- licnra. affasta qualqur utra ( ***.« ). prcupaçã. B muit intrssant lr-s a car mava nã xistir vaga, s qu "M. tã lis. 25 nvparal-a cm s stavam curas s qu carciam Juiz. trms dõ fici sr. lga cuidas, s mfrmirs m- Pl sr. lga plicia sta cida, fi nvia a sr. Chf Nã huv runiã- publica, nm plicia a fis. 2. l plicia Esta, m fiic jun- snvlt algum paar la; n a infraçã da rm xpdida plas autr idas? sn, Assim a Prmtria Publica, pina pl arquivamnt prsnt inquérit, salv juiz cia rivint V. Exa. qu dirá sbr pdi cm fôr justiça". O intgr Juiz Dirit dr. Cid Campll, uma das figuras mais rs pilavis da Justiça Paranans, pla~ inqubrantabilida sua linha sua autrida, prfri sguint spach: "Arquiv-s, cnfrmida - m brilhant parcr dr. Prmtr, qu bm vntilu assunt. Paranaguá, 30-VI-33.» Rla, assim, a primira pdra ssa mntanha inquidas a qu :stá Paranaguá transfrmada. Flizmnt, ainda tms Justiça! QUANTO CUSTOU O SERVIÇO DO CAMPO DE AVIAÇÃO? Uma cusa qu nnhum mal faria m s sabr sria cust da ul- Uma limpza prpara camp aviaçã, scriman-s qual srviç xcuta, a aréa prparada, quants hmns cupas, s nmès sts, quantas hras dias trabalharam quant prcbram. BALANCETES ATRASADOS Os balancts da Prfitura cntinuam atrazas m mz, m a nã prmittir qu s analys, diariamnt, s gasts qu Municipi vá ffctuan a rcita qu arrcada. Ess atraz u é vi a jrnal arrnda,, nst cas, stá ll dixan cumprir suas brigaçõs cntractuás, u é a Prfitura qu nã s tm m; dia. Afinal, prqu sss rtardamnts na publicaçã s balancts rcita spza?. Outra prgunta: s sals qu sss balacts acusam sã m dinhi r?. S afirmativamnt, prqu, nã s clara Banc n sã ffctuas s pósits 7. S dinhir stá m mãs Thsurir, utra prgunta impu-s: tm ll fiança prstada?... PRAÇA JOÃO GUILHERME.. Cm s imprtants mlhramnts ralisas nsta praça, fi cmstruida sbr muralha, uma fila silatras m tda sua xtnsã, liiçadas umas ás utras pr duas carriras tubs frr, ffrcn um aspct agradávl. Pis bm, mhllzamntò ss lgraur public stá sn strui, vn-s pilastras rrubadas, srvin as xistnts para amarraçõs mbarcaçõs. Tubs Cram rtiras u furtas. E symptmatic prpósit struir tu qu lgaram as administraçõs passadas. ipis Mrris UaptUta M«ilii«*«lli Bm Occru hj, áb 8 hras, fnilclmnt Slir. Hnptlsta Maluclll, chf da imprtant firma Marcs Miiluclli & Irmãs, sta praça, O xtlnct éra stimadlssim p- Ias suas finas qualidas, principalmnt m nssu trra, n a la Marcs, Jã Antôni. ÚO-Úrnç Dmings, iniciu suas actividas na Industria da cnnna utrs rums ngócis, substituin mais tar, na dircçã da firma, au Illustr irmã Marc, m virtud* su fallcimnt. Mmbr iníprtaut tradicinal família, cujs mmbrs s lvam a nra quatrcnts pucs, smpr s huv cam hmstida acrt, cm hmm ngócis scida, qu lli val larg circul xcllnts rlaçõs qu gsava m ti c Esta. \ A scida» mrrntns sffr, 1 pis, bj prifuii glp cm luiiiiimiiiiiiiiiiiiiiiiiimiiiiiiiiiimii i Vrifiq ""-Bas}*^ CONORRHEIA. Suas cmplicaçõs,. -.j n himm na RUA BARÃO DO RIO RRANPO *{& mulhr. Tratamnt pi QUEREIS VOS VESTIR ELEGANTEMENTE, POR prcss mrn. DR. BLEY ZORNIG Rua 15?SSÍ Nvmbr, 121 Far. S A ÀfSs stablcil PORP p^u^s Intrnacinal das 5 ás 6. 5WM ARÍÍGO GARANTI^ *H 10 s ás 17. ^^^^Ç^^DUZIDOS ATACADO E VAREj0 FILIAL RUA CRUZ MACHADO N. 36 j Praça Tiradnts n jesoeseffi Jfl"" attp* ^«H sappnrélmntp BaptiHta Mi. nu-lll, Ja mmbrs cil-lh Cnsultiva municipal m ftòi, Il-n-í ScliaffmJjrg Qm Du-s aiit-hntnm, án 21 i,. ii ra,, falcimnt da anhrlnhu i» SKaffmbrg Qmidra, Un» uamnt da scida ínrrttisá» xtinta <5ra filha snr Aa. ttiiri Shaffmbrg Quadrs nlt funcinari Tlgrapii v clp*ial iwshda staqu *n mis. b mi scial. Su ntrriunnt rnllsu aa i? hras hntm, sahin fcrt,r sua rsidência á rua Onslh-u Sininiliu, cm! nrm ncmllani mnt. Prf. Raul Gms Estv nsta lcalida nda n., assistir s funras sua dlg»» sbrinha Ignz Quadrs, «1 ih,.-innl prvct ducar Dr. Rnu* f;q. mcp, qu já xrcu aqui Uiaglj. i.ria, clabran basiaíit ii,;i0 t.n grancimnt ns^a trra, nü só cm prfssr uma gnu-j mas tambm, n jrnalism liüli. gina, rdactbriandb "O Lüctar m cuj rgam imprnsa mr Trlm. tris xplanu as suas idéia: pr alvantadas. Illllllllllllllllllllllllllllllllllllllllülllliiii pls sus própris uvis PROCURE uvir ts s rádis vnha após á nssa xpsiçã scutar um radi Gnral Elctric. A supririda sm, slctivida, snsibilida, ficará patntada as sus uvis. Ha na nva séri rádis Gnral Elctric apparlhs diffrnts mls, styls, uma gran varida prçs. Ts trazm prém nm Gnral Elctric garantia qualida, srviç valr intrinsc. D muit bm gra attnrms su pdi mnstraçã, afim qu lh sja faculta vrificar pls sus prpris uvis a xcllncia s rádis Gnral Elctric. RADIO GENERAL ÜELECTRIC ^SnS1/ /» -, - j--*-\. -".*í,vu áam^lp^«pça ihfrnriaçõcs u uma mnstraçã, a qualqur s nsss auxiliars u tlphn para 6 scriptri da CIA FORÇA E LUZ DO PARANÁ^ Rua Mnsnhr Cls n" 44 Tlphn, 40t>. ^ r-#»»^«*^^ % D. S. mã p<mã viu t } TELEPHONE PARA O N 1000 QUE NÓS MANDARE-^ MOS EM SUA CASA OS MANTEMENTOS QUE PRE- 3 CISAR TUDO BOME BARATO Armazém \ S Çmiidar \ RUA COMENDADOR ARAÚJO N. 34 \t I^JÊrMJnWWWWJ^J&j^Mj&^Wj&MJaWjSrM^^ CLINICA GERAL SYPHILIS VIAS URINAl^IAb DOENÇAS DE SENHORAS Tratamnt na BLENORIÍHAGIA suas cmplicaçõs n» hmm na mulhr tchnica Dr. Rcayrl, í*8 ria Dr. Naglschmun Brlihi. Dr. Bty Zunig CONSULTAS das 5 ás 6. Rua 15 Nvmbr, í^ Alts da Pharmacia Intrnacinal -""- ímiiiii mmiiiiiiiiiiiiiiimin miiiuiii iiiiiiiiiiiiii"111 w**vrà 1 H!i "1?T*il -J^El à:::í \tsótit±±sssàòaiai-.^-ita Q&Ç1 acts -* n VIrw^Wfrf^1 \WFmimnW\"\nuTr^0.,-.." \

3 »*_.-,jpiki»i««rwti aw»j --ipmiiwmfiss^^ rurltyba 6j JtllhJ_Jlg33,L cmmnrítas taris i,.., COIUU-U DO PARANA mi Nbl 3 guiri» 0 gvrn fral rhlvu nm multa, prus lirinkiir, ruki L Btl0 civil, qu h xtln illu ilü mz próxim " fin-, Cm u prprgaçfl pras s r. (, sr fits ató dia pril "",lr<) d0 ann0 plxlmjáivliluiiius 30 qu ata mdida brta a fflta sjas. i* rl,»u Ist civil custa uib mil O r risfjstii uiuidra difficil, s chfs uiillla, liumlls, sm prga? Incluiu cm umu sri nr-, il bstaculob muits nã ps Ci nm dinhir pura cmprar sum pi Nã 6 pssívl, prtant, rgisüs HiüiH filhs. tar nuhi ssa indiffrnça ci-imin- ias, frçada us vrs pa- [riõtlsinò. O rgist civil vria sr grapis bastam ns spsas iiu tnit Inillv íitu 6 briga a fazr patrálilr matrimôni. rn ÒM B ainda gvurn cgita lan- Car Inípst cntra s sltirs! gra um sastr nv tribu- (. SI ns casas nã pm rgistar s filh.-;, cm pm s sltirs, sm mprgpi pagar Impsts? Na capital da. Bahia um grup * indivídus mascaras a- (atu inspradamnt a rdacçã "O _ jrnal Imparcial", sn fits váris dispars rvlvr cn (ra s au s achavam prsnts. Nã huv, flizmnt, nnhum?rl. Qn tria divulga cnhci diári bahlan para sr alv u- ma aggréã armada? O fact m si já dispnsa cmnumtaris. Numa capital Esta um gru p mascaras ataca a arma fg, a rdacçã um jrnal cnsgu fugir. N "far-wsf nrt amrican scnas stas sã cmnvuns, cm ns rvla cinma, mas, na capifal da Bahia, a trra Ruy Bar bza, ó incrívl. Qum prá xplicar crri* è intrvntr Juacy Magalhãs, cntra qum aqull jrnal tm fi t frt campanha... H. LOBATO IOE30ESzzz r_a_a í f_fíilliffii Transprt E OS EXCESSOS DE LOTA- ÇÃO NOS VEHICULOS E uma mdida prvidência a prhibiçã xcss ltaçã ns vhiculs qu s_rvm iransprt a public. Nas grans cidas, ss miiiiii é rigrsamnt bsrvada^ sn punis cm psadas tas s mui- cnckiclrs qu srspitrm. st dispsitiv rgulamtitaí. Em Curityba, sta prvin- Quan 1)011(llullü nrfl0,,_-- hcu trajct para - Pã Assaca, uma snhra atlrurs alt, via amlgalhar rin nas pdras au frmam a bas fams rli, Sntimntal rmântica, anlclu-s pr amr, vn-sn privada affct mari. Fi ist, pl mns, (m, nticiaram u jrmis rcntmnt. Nã ra crtamnt fminista sta snhra Qu, frma tã- spán tsa, pz trm A uma vida ainda jvn. Cntntuva-s m alimntar n plt um uffct pur, Irixtingúi- ^^ _._, ^ ^^ ^ ^ khiiii cnhç? Cnsguiam prvllugls, tmpunmim nvas thrlus, subvrtiam ml scial,.saggrguvam a fa- -rit? E qu lh Imprtava Iss? SI alll, a su la, stava tui qu Bynthtlsava a sua vida, t rsum suas aspiraçõs hnstas mstus? O turbilhã xtrir nã lh attrahla a attnçã. Qu as utras s glaillassm nn luta frz s intrsss cntrarlas, das aspiraçõs insatlsfltas. vl. K só xigia im lh crrspnssm á ss amr. Nã lh intrssavam s prlis ii Intlllgnula, b grans lancs spirit. () cabtinismi das idéias vluclnitas, qu tant prcu-, suficintmnt para nchr a vida parn um gran numr suas irmas m Eva. Ella ncrrava s hriznts sua vida nas quatr pars lar. IS tda a sua aspiraçã nã ia alm sj apaixna tr smpr a- su la, junt a craçã paipitant amr, craçã amrs hmm sclhi. xxx Qu diffrnça ntr sta mulhr qu s limitava apnas á sr mulhr crts xmplars sxqu s xibm pr ahi, numa s cnm-navl publicida num risc cnstant ridícul, qu nã prcbm. Para lla, para ssa qu mrru, nã havia utr mun snã "su" mun, mun su amr. X La fóra agitavam,-s idéias, mvimntavam-s thrias? E qu lh imprtava iss? As mulhrs agitavam-s, briáiivam ntr si cntra s hmns, insaciávis inpndência, squisas librda, crrn lu- OJOE =20_-OE ac-i Qu prgassm dirit da mulhr, a gualda scial, a vluçã mntal sx. Tu iss lh ra inditfrnt. Prqu sntia qu lh bastava OS SEUS DETENTORES, OS SEUS CANDIDATOS E A SUA HISTORIA Aprsntan a cnndldntura Ciilh Ntt, Brasil va agra, pla primira vz, cncrrr n Prêmi Nbl Llttratura. _ ninguém mlhr qu Illustr Gscrlptr, admirávl xprssã da lntnllctuiilida brasilira, pura uisputar, m nm nss paiz, a dlstlnccã máxima a qu p aspirar hmm lttrns st scul. Ahi stã "Man", "Água juvnta", "Invrn m flor", "Srtã", "Ri "Jardim phantasmu", das Oliviras", "Fahuluri" grans bras qu frncm n su autr crnclas ncssárias á cniiuista da hnrsa laura, qu, sn discutida pr ts, 6, ntrtan l tu, puc cnhcida nas suas rigns. COMO NASCEU O 1KKMIO NOBEL aqull gran snh amúr Fi tardi arrpndimnt qu jamais quizra sprtar qu j invntr da dinamit, Alfrd N- a mrt crtu abruptamnt, pis qu a sillusã lh machucara a alma. Amu... Sffru... Fi infliz... Mas a mrrr sntiu cnsl sabr qu Unha ama. tinha vivi, prqu E ás utras qu rstará, quan s sus spírits bcjarm na satisfaçã das glrias ambicinadas, n tédi infinit das ambiçõs satis fitas? Qu lhs rstará? A crtza, talvz, qu tu é vaida ngan- a mais blla thria nã val bij um filh. O scnsl, pr crt, nã trm tma da vida a única cisa qu lla tm bll bm: amr. A magua, sm duvida, rmrs tardi nã trm s cntnta m sr simpls mulhrs... CONCURSOS Tivram inici hntm, as i industrias: Prva scrita, dia prvas s cncurss da Facul-13; prva pratica, dia 4; prva da Engnharia, para prvimnt0 s cargs prfssrs catdratics das divrsas cairas vagas. Essas prvas stã bcn á sguint rm: Caira Organisaçã das DR. BRASIL VIANNA Mdic cirurgiã CONS ULTO RIO : Alts da Pharmacia Tirants. V. S. TEM TOSSE? Está FRACO E DEPAUPERADO? Us prs tônic VINHO CREOSOTADO D JOÃO DA SILVA SILVEIRA Itcnstituint dc 1* rm. ral.dia 5; Cmissã Examina ra: Drs. Plini Turinh, Lysima Csta, Affns Mrira, Jã Raymund0 Paz Filh Sbastiã Gms Faria Júnir. Candidat: Eng. Oijvil Durval Araúj Ribir., Caira Estatística Ecnmia Plitica: Prva scrita, dia 4; prva pratica, dia 5; prva ral dia 6. Çmmissãc xaminara: Drs. Lysimac da Csta, Arnal I. Bckrt, Hum brt Prniras, Francisc Natl Camarg Antôni Oli vira Prts. Candidat: Eng. Civil Francisc Frrira Prira. Caira Higin: cia Prva fi tmada, mias, apnas r*v-r--c- t.»h>»-»»-».?... -a. a» «ra pa- scrita, dia 5; prva s pratica, dia ar.i-ninibus. GONORRKÈlA suas cmpli-. 6; prva ral. dia 7. Cmissãplicaçõs n hmm na Os bns, sss sã prvil- Pas j xaminara: Drs. Adrian Gu" pm trafgar abarr- mulhr. Tratamnt pr,lin, Eduar Chavs, as Oscar Cas passagirs, sm qu s " wiiia prcss mrn. DR, tilh, Sbastiã Gms Faria abus A prig.. BLEY ZORNIG Rua 15 Júnir Affns Mrira. mdida, prém) vrá a- Nvmbr n. 121 Candidat: Eng. Civil Hnriqu Angü} t0(la a spéci vhi- das 5 ás 6 hrad). Estrala, Mrira. 0s> Wc-lusiv s particulars. (Pharmacia Intrnacinal Caira Mcânica Aplicada: Prva scrita, dia 6; pr- ulm<iiiiiiiiii!u ii!iiit:niiitiiiiiii(iitíiiiiiii«iiiiiliiiiiii!iiiliillilillll!llliililllliiiiim va pratica dia 7; prva ral. dia 8. Cmissã0 xaminadjn.: ^i^_^»^p^i^-^_^i^_ü_i» Drs. Plini Turinh, Walmir Fritas, Jã Paz Filh, Antôni O. Prts Humbrt 1"frrrin-<luaisclur stablcimnts cngênrs pais. _ftw s: á ma AquidabaI1 n- 278 fn "~ 378 Prniras. -*J_ C& PEXO GOVERNO Candidat: (Eng. Civil li " Jsé Brasil Valri. Caira Fisica (2n. caira): Prva scrita, dia 7; pr ips ct>_r -: Prf. f-tyst «i Sãvlva _* VIai-_i_S!L pratica dia 8; prva ral dia 10. Cmissã0 xaminara: «SOS: Drs. Primári Scundári fundamntal. - Adrian0 "Ginasial Gulin, Arnal Bkrí, Francisc KTafl acmàr D. _ Livr" m 3 ans (madurza) UI1i^P labratóris para.nsin prátic física S? históiia g, Alxandr Bltrã Ernst natural Cnnc. Candidat: Eng. Civil AA?- lnstltut acaba admitir n su crp cnt s Álgacyç Munliz Mar. S0prfssrs: R paira Rsistência s Mafrias: Prva scrita, dia 8; ^vm. pacir jrny-^ Mazzartt, M- Nil Brandã, prva pratica, dia 10; Dr* prva Prf " nfns PuPPj n Dr- ral, Francisc dia 11^ Cmissã xamina i. caii TiYn-nmc.,., Albrt au.,, >..... Castr, /- < _.. s quais quais prati- K r: Drs. Affns Tixira 0* mal msms dirtr -M\Fritas. Arnal Bcki-t, scrvajy.tssrs princípis pdagógics Ott _. ms l>,r,i.. ti- i. _.. Van "v-t10s» uu stablcimnt, sadiciinntu, vêm vbui garantir a b Mar Humbrt IPntiin?-1^ ^ divisa Prniras atada pl msm: Assiduida, Oscar I ^hda Castilh. Candidat: Eng. cmptência. Civil Flavi Suplicy Lacrda. an0 i frta a matricula sgun smstr st até iuul,ucuiia. para scgu"uu s«iiram= _..^ As prvas scritas praticas fris ^ 30 A crrnt. acitan-s aluns trans- acima srã0 prstadas smnt prant ssa <cmissõfs xamiaras; as prvas ras srã publicas. lii, qu cru ambicina prmi. Dscbrta, m 1847, pl italia n Sbrr, qu a btv pr mi da glicrlna runida a uma mlstu ra acjs sulfuric aztic, nltr-glicrina ra um xplsiva masia snsívl para qu fss pssivl su mprg. Fi ntã qu Alfrd Nbl cn sguiu mdifica-la, adaptan-a m a trnal-a praticamnt útil. Para ist, ll misturu aqulla impsiçã, apôs a adiçã alcl mtilitic, a uma matéria inr t tijl pila u silica amrplia btn um prdut sn sibilida cnsiravlmnt attw nuada. Estava invntada a dinamit. E il liplõ ja Falta Um jrnal fficial ^divulgu hntm um fact qu d_fin, irrfutavlmnt, spirit rvlucinári. A rnda arrcadada sbr impst0 sll Sau Edu-, caçã chgu nã para pagai- s nsss funcinaris, nmas passa arrcadar nv tribut. _ As casas carida nsin, qu vriam sr b-nficiadas cm impst nã rcbram vintém cmnativ. Era clar vint qu gvrn nã créu impst para bnficiar tas instituiçõs, qu smpr ivivram da carida publica, pr falta vrbas. Mas, gvrn fral ainda rpará um nv impst, na pis just qu s rvlucinans sffram prjuiss na cbranff t ÍiaÍp St0S &* lhs ^ã Os quatr primirs sfl cntris pla Acumia Suca. Trs sss vm sr attribuls a trs pssas, qualqur nacinalida, quu tnham fit a scbrta mais imprtant n mini da physica, da chjmica da physllgia da mdlclna. quart prmi 6 rffr vn a qum, n míni litrári, r A publicida a mais blla bra ialism-. B quint 6 nttrlbui, pl Parlamnt da Nmga, a qum huvr mais ffjcazinén t trabalha m favr da fratrnlda s pvs, dá diminuiçã s xércits r*rmannt da prpagaçã s cngrsss pacifistas. Kra arrpndimnt. OS JVÈTENTÒRES DA HHONROSA LAUREA A primira stribuiçã s pr mis Nbl ffctuu-s m N minjò da littratura, a qu agra cncrr Brasil, a imprtant distinçã tm si cnfriria a Sully-Pi-udhmm (1900) Th-r Mmmsn (1902), Bjrustjr n Bjrsn (1903), Frdèric Mistra Jsé Echgararay (1904), Hnry Synvivvicz (1905), Gissu Carducci (1906). Ruddayard Kipling (1907), Ranlff Euckn.. (1909), snhra Slma Lagrllf (1909), Paul Mys (1910), Mau ric Mirljnk (1911), Ghaidt Pruptmann (1912), Kabindranath Tagr (1913), Rmam Rlland.. (1915), Vrnr vn Hintan.. Cl910, Karl Gjlrups Hinrich Pntppidan (1917), Carl Spittir (1919),.Tacint Bnvnt (1922), Villian Butlr Yats (1923) Wla dislad Raymnt (1924), Grg Brnad Shavv (1925), snhra Gra zia Dldda (19 26), Hnri Brgsbtn (1927), snhra Sigild Und Bat (1928), Thmas Mann C1929), Sinclajr Lvvis (1930), "0hn Glvvrthy (1932), TREZKBTTOS E CINCOENTA CON- TOS DE REIS O valr ntávl prêmi ó cnt cincnta mil coras su-1 cas, qu crrspnm a tr?..utcs puc pis, fundavam-s na Eurpa ns Estas Unis, mais vint fabricas, installan Nbl su labratóri prt Paris. Alguns anns mais Invntr suc stava milinári, cm a sua scbrta struiçã m-rt. Quan fallcu m San Rm, m 1895, havja Nbl dispst cincnta cnts réu. ts s sus bns na fundaçã Alm ílssa avultada.smma, cinc prêmis annuas. laura rcb a mdalha ur valr quinhntas cras. A distribuiçã da imprtant dis tiiirã raliza-s a 1» zmbr sn cnfrida pl ri da Suécia, u, n msm dia, *arc um banqut as lauras. NOVIDADEI Em nv plan Club Mrcarias, prstamista jga cm duas cntnas is milhars, sn prmia m um sts, rcbrá a mrcaria sclhida, DUAS VESES! Rua 15 Nvmbr, 282- Um alimnt0 cmplt é pã intgral SÃO JOÃO trig u cnti PRAÇA GAL. OSÓRIO, 23 NÃO LEIA COEESIO DO PARAIíA smnt hj. Lia- piéri 0 li fl, Jrlips Bírilaris Vidrs Espcialida m: prats, prats vas, chicaras, ca. hicas, tiglas, tc. Cps ts s tips, cálic* chaminés para lampã, jarras, vass para fli-si fru. ctiras, cmptiras, mantguiras. frascs para pharmalia utrs artigs cncrnnts a ram. Ji Enirlsfi iriisüi RUA AQUIDABAN, 46 PHONE, 28. CURITYBA E. DO PARANA BEASIL Códigs: Ribir Masútt 2.a d. EM 1 MINUTOS A CHAPELARIA RADIO A VAPOR limpa passa qualur chapé frma, pl prç j. insignificant 2$50Ò. O wiic <_u pssu mach na á vr.pr passar tingir a racmvar chapés fltr. CHAPEl-lRlA.FRÀNCmETTI, rua dr. Muricy! 700 m frnt á Pharma- cia André Barrs. Na gi-aiidü JOxpsiiJft Jntm-imi"- uai Chicag, m qu Brasil va tmar part, figuram aa mais mriuib u stupndas racílcs da scincia. Tu quant a ngnh human prduziu n ultim sécul prgrss Bpparcrá nas divrsas scõs grandis crtam. B m cntrast cm as maravilhas ra cntm.prana, ncnírai^s-ft na Expsiçã» uma rprducçã fil da primira prnsa imprimir lnvntada pr Guttnbrg. O intrssant ííppnrlh, ja cnhci pr phtgrapbias divulgadas, bm diffrnt das clssns rtativas hj, qu Imprimm milhurs xm píars m alguns minuts. E npzffr da infririda, ó ll pa da rgulhsa marinni hj... Srá pssivl uma rvluçã ns Estas Unis? Pó-s admittir qu ssa gran frt mcracia sja vntualmnt varrida pl vn dílval qu tm abati tants gvèíiiok instabluza a vida tantõs pvs ns últims anns? Pssivl, sguramnt, é; prvavl é qu nã sabms. Umi jrna lista francz, sr. Knnl, st ha "Matin", pòtic ralizan, para Paris, um inquérit na gran Rpublica Ti Sam. E tmu parti sudar uvir pssas tdas as classs, ts s partis, tdas as tnncias. Ouviu, assim, um pqun faznir s arrabals Nva Yrk. Cm. bm cmpjhnsivl sur prsa, jrnalista rclhu ll, para cmçar sta phras: " S as cisas cntinuam cm vã, trms urna rvluçã." O sr. Knnl nã tv tmp para s spantar, prqu su intrlcutr lg prsguiu: "Sim, dig bmj: uma, rvluçã. Nã s pô ixar s trabalírãrs sffrrm ssa fôrma. Cmci cm guardar ga. Em 40 anns trabalh fiz cnmia, stu habitua a vivr cra um hmm v vivr. Pis s banquirs m tiraram tu. Vn cm prjuíz mu lit - mu gaã. Tiv tmar liypthca. E prcis qu iss mu. Nã rclam minha frtuna prdida. Pç smnt q"uò m ixm trabalhar cm mu filh qti mu trabalh sja pag". E vrda qu. uvis utrs pl jrnalista, s manifstaram, mns pssimistas. Em t cas... A vz vlh "farnir" ficu pairán n ar cm uma srt advflncia... Emj matéria sgurança cntra farts praticas pr mprgas, nada ha mais rigrs qu prcss mprga plas mprzas íu xplram as minas diamants sul-africanas. Os práris qu trabalham nssas minas nã pm sahir s ahhiis üa cmpanhia xplrara (!ant quatr mzs, nm farrar a qualqur pssa xtranha. Após sss cnt vint dias iacmmunicabiiida rigrsas r ctiisã, s práris tm licnça para sahir. Mas, na ccasiã m qu fazm, sãõ~-6ubmttis â uma bôa -s ól ricin. Para vri ficar s nã nguliram pdaçs das prcisas pdras... * * * Um casamnt cm muit aspcts* intrnacinas fi clbra rcnt mnt n Japã. David Latuf, cn- uil hnrári Mxic ém: K-b tmiu-s pr laçs indisslúvis a riyíss Lla K. Paul, Nva Yrlc. Ambs nascram na Syria. Cm: a Syria stá sb prtctra da França, casamnt fi clbra pl cônsul gral da França, mas rgista também n cnsula nr t-ãmricãn, pis qu a niva fúra Nva Yrk para Kb, tambm rgista fficialm.nt plas autridas japnzas, accr cbm a li impéri. PÃO S. JOÃO Alimnt cmplt, m cnti0 trig. PRAÇA GAL. OSÓRIO, 23 NÃO SE ESQUEÇA DE MANDAR LIMPAR A CAIXA DAGUA DE SUA CASA, POB- QUE O BENEFICIO SERÁ PARA TODA A SUA FAMI" LIA.,.Sã A

4 *.,..-, -,.:,:. I f.- í,y,..?- k ir is:- Grans irrgularidas n crris? IM25»s qu «até «cartas xprssas sã «nfrcadas», para srm ntrgus n «rlia fira.mrmat 2 Hn mult uu a cartirs da Administraçã s CdrrèiB sta fcapill vm, cm liiblstúitclu, réclaman cntra hrári sryiçò a uu stil sujits b bm 08- Himi cntra ns cnstants bras da tarfa* qu stíl IncumblB. : Ksscii tunctuarlb s "mnls sacriticas smpr, na burcracia da Unlil, trabalhan m cufiãih» duvisa hygin, jitim. difíci ii tanta cusa ainda ha. qu ínzr, sil brigas a 10 hras nuasi sguidas srviç. Difficilmnt p rsistir rganism human a smlhunt xcss, cn vin ntar qu n, cas* s cartirs s Crris, s trata pssa* pbrs qu nã dispõm rcurss para um mínim cnírt mjstic. As rclamaçõs s humils, s qu mais sffrm. s qu tm mais psas ncargs, custam sr uvidas. Em ts s Crris das capitãs c principas cidns, xistm turmas nrtirs spcialmnt pnra íctiiar n ntrga dns cartas xprssns, qu sã muitas. Em nssa capital tambm ms m sucdin, mas nsts últims «anps ssas turmas iram supprimidas.. Os pbrs cartirs fazm duas ntrgas pr dia as mings u- ma, tdas as nits sã brigas a ntrgarm xprssas até nz hras da nit. E nò dia sguint ainda prcisam, star n srviç as st hras da manhã. Em carta qu acabam ns dirigir divrss cartirs naqulla*? cndiçõs, s rclamants, alludiá a ss pns srviç, dizmns sguint: "Muits cartirs acham ist um absur, um safr nfrcam as xprssas para ntrgarm n dia sguint. E fazm muit bm assimi prcn, mas public tambm é prjudica crri iss, s cartirs tambm, prqu vlta mia stã sn punis pé- ^mrwwwmrmrmwwmmrm^ l Dirctr. Existm sis vagas cartirs a mais is anns. Essas vagas níl sil* prhnchidas n titul cnmia, dizm lls s mandõs". A rvlaçã, a sr vrdaira, gravíssima, xigin immdlatas prvincias, paru qu as cartas xprssas nil cntinum a sr nfrcadas"..mais alriij dizm s missivistas: "Enquant iss s inflizs curtirs, s matam fazn su district duas vzs pr dia, s cllgas faltss, á nit s cnsumin nas cartas xprssas, u mtn as msmas ns blss pr judican- s stinatáris, a ctrna victima. O pv smpr mais prjudica tu iss vi a falta dirçã ns Crrcis, unicamnt iss... 3?ara cumul, Dirctr rslvu agra rmvr um cartir pafa a Agncia Pnta Grssa. Qur dizr qu sfalcu ainda mais quadr cartirs trnu mais pns trabalh sts". S assim 6, appllamns para sr. dirctr s Crris para qu rvvinci afim sanar tfi gravs irrgularidas, cm ssas qu apntam intrssas, na carta cujs principas tópics transcrvms acima. anr. chi Vn-s lt n<> C cm lont. 43 frnt pr 48m. fun, si tua n alt.tuvvê, srvi pr bnds, luz, água. N mais aprasivl lcal Curityba. Trata-s a II. Banirants n 193. Nã s ncita intrmdiáris. CORREIO DO PARANÁ CURITY3A,, 5 Jullijj 1933, O Intrvntr Intrin asslgnu hntm s sguints crts: EXONErtANDO: a pdi, Osirls Sars (ims, carg 8 Supplnt da Dlgacla Sgurança Publica. NOMEANDO: tnnt da Plicia Militar Estu, Jil Frraz, para xrcr, m cmmissil, carg D. lgu Plicia? Municípi Uíiiil da Victria, fican, Plishrt. Oliviru, Dlga i> class, afasta rfri carg fft sgunda rm; Waltr Dargul Flri Tffl para xrcérmi *s cargs 2" 3» Supplnts Sub-Dlga Plicia District Quntigmi, Municipi Sant Antôni da Pia tina. Dntr alguns mzs vrá s ralizar nsta capital uma gran xpsiçã intr-staal. Cncrrrã a tss crtaran s Estas Sã Paul, Santa Cntharína Ri Gran. Sul, rprzntas plas suas classs prdutras, qu cnstiru crtamnt um incntiv as xpsitrs lcas. Assi m équ já fi sclhi lcal para as rspctivas installaçõs, bm cm, dadas u~ trás prvincias caractr gral qu muit rcnmndam a cmptência a dicaçã s qu tivram a fliz iniciativa st gran mprhndimnt. A xpsiçãn-fira intr-stadual, abrirs-á a 15 Nvnibr imprtrivlmnt! nsta Capital, data m qu srá fran quada as intrssas a public _m gral, vn ncrrar-s íi 15 Fvrir. ^VWVWWWWVm*mVrwWK*V>»**^rlFwwwmW,UrV*F+. ívbronoürr S;<3R PPE5, ;fò.$se$;f^âçüeza GEBÃlf MyÍ^-;i;*:.^. ;;.*j-; rw%jtytjmrwmwmrw9 ^thuviwvtfwtdtfyfgliyotwwgil Wi /lv mfmk Wé$& xísp-jl 4^^k álf *. /S^tv nma bm mntada srraria c m Pinhirs Imbuyas 1 machina a vapr "Lan z" " ( Quadrs srra "Tisst" transmissõs, plias, man afs 1 srra circular 1 srra pêndula cmplta 1 trn cftnplt para1 cabs vassura 1 dynam para luz lctrica a cm installaçâ wagnttg para transprt da maira.crrias para s mvimntu,,?,,, frramntas para frraria 1 barracã para Eng)nh srra 12 mitr. x 28 mtrs. 14 casas para práris. Situaçã m Sã Pdr distant in lguts da cida Palmira: SERRARIA VICTORIA., Infrmaçõs ma Fabrica Mullr & Irmãs, Curiitybfc. iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiimimiiimiiiiiimiiiiiiiimiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii Dr. Eugêni Lps!"$ Diplma pla Façul da Mdicina Ri JanirO. Chf clinica da Faculda Mdicina. Mdic da Santa Casa Misri crdia. CLINICA MEDICA (ADULTOS E CREANÇAS) Mléstias intrnas (craçã, pulmõs, stômag, figa, -Jns, intstins.) Syphilis. CONSULTÓRIO PraçaJTirants Alts da Phar macia Tirantés. %** _>! -Jji < CONSULTAS Das 10 * 11 das 2 ás 4 hras. RESIDÊNCIA Rua Aquidaban 300. Phn 869. I..-á3«S*S_ vwwvmrwwwwtãwwmt ICO Pla banda da Frça Publica Esta, sb a rgência Mastr Cap. Rmual Surfani, srá xcuta hj á3 38, % hras na Praça Gnral Osri, a pdi, 0 msm prgrama xcutad0 na praça Tirants, m hmlnagm a Flrian Pixt: Ia PARTE: B. N. s Sants Victria Marcha Mjlitar. - J. I. Lima Minha Mcida Valsa Lnta. J. I. da Cunha (a) Minut m D0 Mair; (b) Prlúdi; (p. 22.) B. A. Mnzs A Paranans Fantasia. 2" PARTE H A. Msquita A Estrlla Brasil p. 8.) Ouvrtur. F. Braga (a) Cnfihcia; (b) Valsa Lnta; (c) Srnata antiga; (d) Rmanc; A. Carls Gms Salvatr Rsa Fantasia. M. J. Mac A Flria" n Pixt Pma Sinfônic. 0E PNEUMATI- COS E CÂMARAS DE AR Srviç rnpi, prfit barat RÜA DR. MURICY N» 435 (Dfrnt a Tüt Brasilir) RÁDIOS A 15$000!! Prcur CLUB DE MER- CADORIAS, qu ncntrará Rádis rputada marca, p* Ia imprtância supra. Rua 15 Nvmbr, 282. crri Oprári Hrari cta Trabalh m# Cmmri (Cntinuaçã) GÁMTUIK." VI ns Mtnçffs Art. 8Í..-_ mprègnr qu usar quusqiur prcsss cmprhsil para btr aqulscncin a rrgaços facultativas u nil, u flzr fulsb algaçüs para justifidar, dinò rrgaçfis prvistas cm li, infrnçõs dai dispsiçõs riatlvas íi duraçã dc trabalh cxcsslv, dns liras rpus scans smunnl, fica sujit ft mui ta cm a um cnt réis. ParugrapJi únic Incrrril na msma pnalida s qu s puzrm a- xrcíci das funçsus das cmmissõs Inspcçil. Art. 3 2, Sb pna das muitas cminadas n artig antrir s mprgars sã brigas: n) Mantr affixa m lgar visívl hrári trabalh cm indicaçã das liras rpus; sn srviç fit cm turmas, vrá affixar tambm a rlaçã s cmpnnts cada turma, juntamnt cm rspctiv hrari. discriminan as hrias ntrada, rpus sabida; b) A tr vidamnt rubricas scripturas m dia, s livrs, cnfrm ml apprva pl Ministéri Trabalh, Iinf austria Cmmri, para a anntaçã acrca cada mprga, das intrrupçõs trabalh rs pctiva causa, - numr hras p"rdidas tdas s prrgaçõs clicdidas, cnfrmida c-m crt n» Març 1932, bm assim a imprtancia das rmunraçõs vidas"; è) A mantr affixada, m lgar visívl, a rlaçã das cmmiss~s inspcçã ncarrgadas da fl.scalisaçã stablcimnt qu lhs fôr frncida plas prprtas cmmissõs cm nm nrç cada um s mmbrs. f>aa^aaaamjfcm^jaãjmuàjaaajjfcjàjü>lg D cristal, 1 2 cristal, dupis simpls, trabalh prfit gara*iti.. qualqur tamanh ml V. S. ncntra pls mnrs prçs na fabrica Esplhs BisVigm Vidrs. 7WW1 REINALDO v. d. OSTEN Rua Mal. Dr, 25: Fn: 1335 ASSIDUIDADE, PONTUA" LIDADE E COMPETÊNCIA DO CORPO DOCENTE, is a divisa Ginási "Nv Atnu" sb fiscalizaçã fral. Rua Aquidaban, n 278 fn 378 JA FAZ MUITO FRIO! Adquira su sbrtu, fit sb mdida, tci suprir, KEFOBMA-SE, CONCERTA-SE E CABUEGA-SE, GA1ÍANTIN- UO-SE O PERFEITO PUNO CIONAMENTO, POR PREÇOS SEM CONCORRÊNCIA, T cnfccina na AXFAIATA- RIA CIVIL E MILITAR, a rua 15 Nvmbr, pla quantia 6$000 pr smana, pr mi uma inscripçã n CLUB DE MERCADORIAS. Rua 15 Nvmbr, 282. Apparlhs luça inglza, para jantar, cm 60 pças, lin snh, V. S. pô adquirir pr 6$500, n CLUB DE MERCA- DORIAS Rua 15 Nvmbr, 282 REPRESENTAÇÕES saia Vêr tratar á Rua SaldanBf Marinh, 887. Art,!13 Vrificada qualqur infraçã, a Cmmlssun Inspncçil mandara, pr um bub minbrls própri punh, lavrar Ilipiffls íiiíiiiiiiííàs A prpósit da J^rsntaca«fls Estus Unis, dò Cr0 wjj Jã Albrt, vincia <c, mnt a rdtíin s sucsss,]" nss Paiz, u afirmaçã quí a fnt primrdial sus r,.ul! ss é sm duvida, café. Nã lançams niã dc utr, mis, ( UÍçams mã0 u^ afé u mais ainda cm agnt! rspctiv laut; m trs vins, pr K. I>iqUt,za. 0 café r<fcum uma das quas ficara ntificada :i fim ^ ^^ ^^ JJ* part qu v aprsntar Afsa (, s apia a naçã mribunda; pr scrlpt utr praz jj tahôa da salvaçã nsss nlar :I0 dias, stinan-s a hckuiida via il autrida julgara a trmntss angustias, acci. ntas prigss. trcir as actunnts. Prmitin-m a m!im msm Art. 34 aut Infracfiãp parc qu, nã arrgan snl assigna, n minim, pr um qualidas spcialista Ou pr«, ia s a pst asslassc s Caf; sás djst quasi fms vitímas u tmpstas gra,,, s rribassm, ibams fatalma t, rts sfarrapas buscar lga cada clnss, cntrá a naturza da lrifracçoó, nm infractr, lnl, dia hra da sua lavratura. Art. ÜTi" D pss aut lntraçíl, arbitr ató cinc dias após rcbimnt da fsa qu lh fr aprsntada u na falta sta assim qu s vncr praz ntifica a infractr, prsguirâ a sua cisã, impn a multa ith n cas cubr u julgan im um mndrug0 aviritant nu misricrdia passagira. Pr ts s xtrms n0ss (quri Brasál, suparalma* dam prduts qu, xplras arrbatas, ss abann0 r tril f3m qu frism;, cnstitui* riam nvas i nxgtavl. rta* das. Mas sã vrídic atnta crmi ás nssas faculdas * prcnt msm aut. Paragraph 1 Nas cisõs m qu s cminarm multa vrã cnstar ns dispsiçõs da li vilada da cm nidistíiis, iniciativas qu fi capitulada... tí traba* a infraçã bm assim a trmi lh, impuls ambiçã. Ex* naçã sr intimada a part pa- > ssiva imoslia!... O Erasilj ra rclhimnt dn rspctiva im- caractriza hmm rèriudiáprtania n praz 30 dias, sal-, sm utras prtnsõs qu v dirit rcurs cm ffi- passar uma vida calmsa lng t suspnsiv, qu prá sr in- (l bulici, nvull inquit trpst ntr - msm pras pai^ Ministéri Trabalh*, Indus- alhis, na paz lyséa quím das fainas qutidianas s lars tria Cminrci. " paragraph já vivu muit ainda pagu 2" Quan aut rstrit s3ncüailmn_t para fr julga imprcnt pla vrifiaçã qualqur, irrgularida- as,,,, grans..,.,,., aspiraçõs,,.,_._,,.. sã.,,._. s* vivr!... Prqu lvidar qu, vici, nullida u ausência da Jimul grandis0 da prosprida* infracçã arguida, rcrrrá arln Os anhlitas Snlc. tr brigatriamnt para Ministri Trabalh, Industria Cm sal, qu faz girar ns gnzsl as cnquistas, sã a gazua univr* mrci n própri spach julgamnt. Na xprssã um insigh prtas da glria da abaslança? Art. 3G«Nã s rèalisandò pta, Brasil mrru n br pagamnt da multa ntr 30 ç0; rprsnta a mcida ncar dias cntas da sua impsiçã u quilbada, <vlha_ rugza, ra cuj da data ra qu multa tivr pit já nã frmntam - an sincia da sluçã rcurs, pr bnt.s da cr-s-á jtivnilida, inéula* á cbrança xcutiva p rnrrrlh nas vjas micrbicidas rant juiz cmptnt. snis: Art. 37 primavra varrida : Os rcurss plas vrã si- infrmas gadas invm. Enfim, "tulpls autuants Pnssc, tut lass"..:. ncaminhas a Ministéri Tra Prvntura s séculs invars aprtarã, um dia a sts balh, Industria Cmmri, cm parcr arbitr. plagas rtrgradas. A aurra ru* JOSÉ SALES DIAS, x-cmirciant nsta Capital, acita rprsntaçõs prduts psirananss. Avnida Autmóvl Club" 1935 PAVUNA RIO (S Própria) Aluga-s uma vasta sala prpria para stablcimnt cmmrcial u mrada, a prç cmm. CAPITULO Vn Dpsiçõs Gms Art. 3S Os stablcimnts ctnmrcias u scçõs stab lcimnts cmmrcias scriptris cummrcias qualqur naturza pm funcinar cntinua- (lamnt, msm m tdas as scç.õs, s qu sjam utilisadas turmas mprgas qu s rvzm. Art. 3!) As prsnts dispsiçõs nã affctam cstum u accr pr frça qual a duraçã trabalh sja.mnr qu stablci nst rgulamnt. Art. 40 nulja.pln di rit qualqur cnvnçã cntraria ás dispsiçõs st rgulamn t, tnnt a vitar a sua applica çã u altrar a xcuçã sus "Mspsitivs. Art. -il Nã xistin cnvíiçã ntr mprgar mprga ntnr-s-á pr salári u hra qucint salári mnsal pr 240 n qucint salári diári pr S. Art. 42_ rgist- a qn s rfr artig 3 6 aíina «b p_ ra sr fit m fichas numradas rubricadas, bcn stas a ml apprva pl Ministéri ôó" Trabalh, Industria.Cmmrcicr. Art. 3 Para s ffits da an ntaçã rgistr a qu s rfí artig 32, alína "b" as prfgaçõs duraçã nrmal tra Balh prvistas nst rgulamnt cm xcpçã das artig li s rã cmputadas cm rcupraçõs s qu haja a intrrupçã fkbalh qn trata artig I4.0. Art. 44 A rducçã,das hras trabalh nã prá m ca s algum sr mtiv trminant da rducçã saláris. Art. <5 _ prsnt rgulamnt ntrará m vigr na msma òtata m: qu crt n» , 22 Març *Iõ Janir, 29 d6 utubr " (a) Jaquim Pdr Sal. B»8 PlUi".. :* bra da rvluçã scinl, fra infalivlmnt nssas um fim vlharias uma rpublica n* Va!... Qum sab s, bcn á li frnal s paraxs 011 cntrasts, tmp qu tu cns* m, a nvz 1 crrr as vs* ts da humana cntingência H dê um nv lustr um brilh chi magnificência spln* rsa s brilhants Opliir? Um ptim alimnt é pã SÃO JOÃO para adults ranças _J?RAÇA GAL. OSÓRIO, 23 VENDE-SE Uma machina cstura marca "Singr", typ 18 x 2, mprfit sta. Prç ccaaiã, Vêr tratar na rua Paula G>, ms, 598. LOUCAS Nã prca tmp, faça hj msm sua inscripçã n CLU-5 DE MLRCADOHIAS. S i"0 fr prmia, vlvms su dinhir, ntrgan-lh a mf caria qu sclhi. Rua 15 -Nvmbr, 282 DR. BRASIL VIANNA Mdic Cirurgiã Parts Snhras Via* Urinarias Clinica Gra CONSULTÓRIO -*- Alts da Pharmatíia Tirants Praça Tirants m." ás ás 17.. RESIDÊNCIA Alamnf Dr, Muricf Fn. &&j OEUXIR DENOGUEIR-J E cnhci ha 55 anna cbi0 Yèrdalr spdíic d» Fridas, ssplnhas, SYPHILIS! manchas, "Ji &* rhuinatlflmt 1 Só EUxír Nguir» 1 ÉStij-L. -^attrmiiiia-ir^ *rf«**»*&tt^.m n^irttvjf.r^rrr^vitr:^-^<t-^a-rví:^ *t#.x<ktí<éíúi& iiimiimnii iiiiiniminiiiiiiiniininmimrmmnmimimiiiiiiii 11 il.lll IKMI1M

5 5 Julh CORREIO DO PARANÁ rft, stams curts, um sm numr flicitaçõs, pla passagm tã auspicisa datu, * * # VIAJANTES Para Itl Janlr, n vn rprsntar s- Oraphlcs Paralia uns runlfss qu lgríl r- MannnDflR_M_B_-- ---_-----^ at «-»-_* *fcfm ^ ^ ^vmttwkifw PAGINA AVUIjSA C-I-U-M-E-S rírsiitunt Carls iiiiiii-n-i. da class na Assmblóá Cnstituint) sgulu hntm i _ UIU 81". ElllO PSplHSll. B, viu-a mrta? m. As dôrs s amrca phm -,m dia. Era um i Para Matlnhs Mrta; Uranca lilrta. «ngulu bj rg sil smbras ullras qu passara. A s arurs prfuns ti-?p_kti maluc, qu m _tm.mg-»! PJ.»MJHJL»,.M11,,,,t. 1vrriM..jUUuujW acmpanha Mrta; sua cxmu. Crra vllarl vllu familiu, - sr. Vncslati «JS: Ra g-st vcô; tuh itza, í pssibilida qu stu livr afinal vcô msdic das Glassr Filh, palpbras sbr a taç cam n craçã,, prnns cm n. Ach- tl, vulgar, prtncis... Na [m, qu ali mrar-s-íl lnta n alguns lhs dlmi. qu rflctiram smntura «nii. i a minha gst vcô nm um pu- 5" qu tu acabu.., Encntra-s tant u nsta capital, mus lhs; fchada a hca «.u m cnfssara dôr 6 mair jirqu su um Ingrat fju mi cómirittu Ingratidã, " tqulnh! Siga su rum, nunca mais r- jvn Hug Crría, lnt tanta v/. a- ITIhtrta Univrsal Ongraphla n -.dc-. langui I, Jur pr tu au m ó prcis: [clam mravlmnt s sts da Ks purs c um cnmna lnncnt, um pc iiéamtit In, * influx da vlúpia, pr minha vida, qu fizr ntã! cla Nrmal raçã abnça; scrunu a facf.s Dr. Munhz da car sm R- pnca. O hmm 6 li, mã sbr cr- pr minha algrja, Mas... mas uça ainda pr favr: _ha; branca qu a mrt pallicia 8uavmnt cm cora; tris um Irrspfigavl u va-vm Incnfitanl da vida. Nil ag pr 11 sua splndida maida jur ató pla pla própria naturza. Nã dôa a mais ninguém su % * * s cablls ur- qu tanta vz affagucl; vnta prprju: bç a um mys vl!ud0 lctrisava <> Nil gst sus lhs... [craçã, sã scur, mais! FAÍTjECBIENTÓS nm fria.s as mãs cruzadas tnha sbr m sua pit friòs sígni. 13 ha stins súhtíb qu s nã cnhcm, mas as vida um utr Dg suas nuls Falícu mrnas, um dia muit hntmi, ás 12 liraa Eu í,li,-ii gran- para, mãs camlias qu [amr "0 minuts, nsta capital, a pari, na vluptusidn [s S bij) cm a uma santa, pnsa qu ainda puríssima quas ns scravlsams Intiramn gst sti. ntambém tars cinzntas mrnas, nã gst nã... xlua. snra. d. Mssias Almida mnt, pit qu pulsu amr té. [gana;.sbr ^prguiçava mava si uç- cantar, nã sint Osii, mais viuva - saus sr. cl. d* Smnt branca hirta, mrta. Bu nã prqu.. pdia sr Ingrat nunca.. v,1 amnr mçã. Budlct Abranchs Almida. (].ih alnipfadas stinsas, Oh mu Na si Dus! prqu a apparlçfi Maria Clariss ra cândida, ba é prqu... prr inha attitus aban- Qur dizr qu squci, qu nã Os sus fiinras ralisar-s-ü Imagua, a tétrlca apiiariçã.i Maria lal. Lèallsslmà. Eu sincr., rjj> -" [qu... p-rqu bj,.,.ls il qum s ffrcia. [ am, aa 10 hras b 30 minuts, sa u tnh Clariss, n- snh brv, tlqucl A um cluni xjstncia ra vista luc pr nós vcô! Tãn frtr da casa mrtuarla, la nit qu ra luar, du amnissini luar calma f.rma... sa pla através ã msm- vidr côr r èal»r qu m cmmunicans cntacts lngs, incn- Janòlla nss affcct DIVA JAIlOB á.rua Cnslhir Laurin n 825, para Cmitéri Municipal. Era prfri vl vl-a mrta, birta víams msm v.é azul sm nu n jhcu sangu- ANNIVlíUSAltlOS a A Eu ami um dia... intrssant scida mnina mrrtns fi branca; mrta Nair, ntr rsas brancas vm. Nunca blasp_m_ms. Ants filhinha i rn umi brut, ml crvzs. Transcrru rita Inês qurida alfaiada sr, ming ultim cm a mr Jã- Catan; í da gracisa stimada snh- cragã birt gla sbr a m altar a msm sant, pdiu- qu u huvss sptala sbr rzáms muitas vzs a pé ms Fazm anns bj: Wi rn um brut, cm crisibilida um artista, m natalici sr. Manl hntm Cavalcanti anuivrsari Quadrins, tumba fria cmjtrinl, qu s pla vntura vitrna nôs jvn Abl Banira; qurida filha snr. Antcni chrõs laguis havriam aftagar pis a sussurr s rams sal nv alaór a msma strada anib-s. 13 a vida sria para ca- sr. Jã Lara, cmmrciant nsta praça; ta, rsint Francisc Griil Júnir, ScTiarftribrg Quadrs, funci capitaria- is. E 0ra unia, licia infinita nsta f_fri cida. dá Dirctria Rginal s pênduls. flõrnt suav, sb um sl clar a mninn Diva, filha sr". y acariciar-lh a splndida # _; # Crris Tigraphs nst Esta. Tant! K amu-a tant! é cáli clila smbras infltivis. Dynisi Carran,!.. ANNIVEI.SAHIO ciz lr ns sus lhs lanis c vrs a cmprhcnsã a NUPCIAL Talvz pr iss msç; fnz transparcr as cndi- Parc qu só vzs raras, afta- a snhrita Margarida Clh, A data hj assignala Maria Clariss ra immaculada. passagm 31" annivrsari filha sr. Antni C-lh; tu quant atrmntava casamnt a mnina Maria Lurs, «un da "u" snhra d. Annita intrir... Fn çõs da vida c da scida humana m ts s sus asptcs, lanclia, tqui cm s mus la- s«ii gan-lh a cabça m hras m ntinba sr. Francisc Macha, sca Mir snhr Mari Mir,. E um dia lla mrru... industrial sta praça; funccinari Em um s bancs da Praça frrviári. i u fi vi, hirta. fria, scr afinal é a própria civilizaçã, l-jós na pira irada s sus cabti-s, u puz ncntr a mu sr. riãldá César Mu niz, cmmrci sta davr Rlacinadissims Ozri fi ncntra m nsss da trra. a própria história hmm. um ca- praça; mis scias, human. fliz casal rcb- E chri a mrt Plas suas Próxim a daiqull rsult_s, sab-s, si, licadamnt, su craçã macabr0 ncntr ntr muitas cisas, r. LIVROS NOVOS qu s achava-sc a pvs chamas arians u in- papl, cntn a sguin-. tant mais u quria qu fs- pulsai- Inquit. um ChrJ sbr túmul abrl t urpus claraçã: "Suici-m iniriha gatinha angrá, ram, sgun Millt, s assim, qu lla cntinuass assim. purlssimaihnt angélica, qu lia lh1; vrs, languidamn guias pr uma aristcracia pr nã pr frqüntar a a Litria " quan "VESTÍGIOS mlanchlis qu fi mu DA LIN GUA PRIMITIVA» snvlvida PRIMOR". ú lla ra minha, quan sria u- prcpçã plitica c amr... S. Paul 1933 Jrg" Brtlas Na Litria "Primr" Stlla. qu impôs, pr ist pla rganizaçã scial, a sua é n s bb ííicnmiit minha para t trmn SYLVIO. a mlhr "balida" t lingua a glria st mun. curitybaiia. Acaba surgir um nv li- mnts carcmis, nas ssadas quásj tda a Eurpa Nã squça vasta B ra natural qu na xpansã par fuebeis SER PROFESSO I vfó Brtlas Stlla, prfsj i.,.-,.,, -. i- -.,_ 5 xprimstar hj t da Ásia. Sm. msm. qurr ntrar jubilsa " nss- aflct, a luj ttricas nas piclgrafias m-1 DE CORTES E CONFECsa* <l sanscrirfc na Faculda m. lvis, mas minúcias nã "mbdus Praça Ozri numr triuta õa silnciadas, viyridi" paixã qu ns apprximava ainda sis. ÇÕES DIPLOMADA i Filsfia Ltras S. Paul? vivas ssa ntntlá, ainda. distinta bij fss sll m tants na ljnguágém hdima, nsta gnt, dirms apnas; cm "i"r da unificaçã das nssas ãlin,ns; ra natural qu m hras qu tm pr atrantissim titul msma api da Lingúistica, qu ia suã alimntaçã - ACADEMIA VESTÍGIOS DA LINGUA MODELO DE fala qu sum s rgulha \ Cc-ís a_ras.. 1RTES E PRIMITIVA --,, CONFECÇÕES, Nã é bra gênr human. principal ra lit a carn «_ivi«as ia4 nlrnclmnt mus lábis tcassm, cm a uma branca camlia ndada n ann rmanc u 19..0, divagaçõs fantasisas? ms uairi gênr ns Estas O nss falar animais stá slvagns rvsti mfistics, mas prduct utri s msms matrias, sustnta parcjssim ra rgim TEMPO W DINHEIRO! ííiimaculada, a rsa frsca sua raná Santa Catharina. nas assntadas mais rcnts Prs. msms sqults vgtarian. E " mais; assim Para Alfaiats, ninguém cm fac, ; crpúscul qunt s sôus milh-nts milhnts ida n cncurs da Ciência da Linguagm. vitrin O ã maçã cm _ uva, séculs a- pr x., pra sm vr s prçs srtimnt na Alas u tinha pur ssa prfa lhs, a sua bca. Expsiçã Industri su autr,.1 Pa- já cnhci pr várias bras trás; rprduzims n discurs qu tant s rgullia a vlha naçã ia!á- Dirtra pr if. Mm. cngênrs, Artina diplmada cnt prtn- as msmas ngraçadas Eurpa, qurn mais. nã sã mais arquitturas s hmns fssis u qu transplantaçõs; a parcia admirar CASA DAS Maria Clariss cm scla mda ur, cx-ctitra qu Blnha histria sss primvs; s nsss ROUPAS FEITAS iss u naturalmnt cnfiava tm mstr, spalha a mun cintific nsinamnt fruts m é cnfirmada pnsamnts pla Linguistica. Praça Tirants, 593, s- t - qu nvaicia lvava D F. FRISCHMANN mim, ntrgava-s-m cnfiadamn Buns Ayrs; prpara àlüin da mngnia das á luz p]0 vrb calçams cm s msms gants bri- - quina da rua 1.» Març. ínais lng mu nlv s mus ni is mzs, curs das linguas_ é só ingavlmnt1 iniciar s stus gi- lhss umf-nts 00SOOO ris, dá Diplma Nã tdas é ép pôssivl num simpl Curityba. scrúpuls.,, i xams. Prêmi dè mdalcciòna-s Ilógics n Brasil. Mrc1, prtant, s msms luvrs. nbu u familiar "ia!"" m cas.- Admir-s rgist prtuguês jrnal ncarcr, c- pl- FILIAL: m Pnta spmínia, também Grssa Essas rcrdaçõs... é pr sinal vi, um livr tã ric Avnida Frnans Pinhir.... m-m cm acúls n wystma cmis dispnsas mc. a Carls aprvaçã, m xprssõs n assunt cm cm é qu nós tm 25. cruéis. Ha uma Inutilida fácil, mth Hfr Pachc Júnir, s "Ai pungn iniciars s stus fillgics á msml "ai", ng! Ai msm própri, batuta!", tc., prndi a atnçã. Afinal qu julgá-la-á mlhr pr ataca a va- f H rvlvr cisas mrtas. Um Vndas prç; carta á Dircrua Riachuéló n aprvaçã, qualqur spirit0 mais cult rj». prazr martyrisant inxpljcavl. ia ntr nós. (inguas caucasias austrálianas, "tyba. Paraná. Fala-s divr latim i-rnas. At bra, qu ns "ai-", "dizr qu prlustrar ssas curisas Uma vlúpia rtrspctiva qu é c prn praznntir a atnçã, é B-. As uma "linda sim, paginas scritas nu mr a sauda m rsurriçã trmntsa. Dvia-s squcr pas afirmar, dizr, ma falar". linguagm O familiar clara, cuj trata, nã -8 x-éálé alnmnas nas «jpm H- "bquinha" ii jiprial brchura mais cnfccinar 130 (bij) stá m só dirigi a spjalistas, mas a principiants cm â rcrdaçã Maria Clariss é- saíl, spultal- n squcimnt. E paginas, nas s sus mth prfita quaçã cm "scuquais, inflizmnt, pululam rrs tipgráfics qu fm, s Js» pratic ma #fii: qu prtant rquria.urri" latin. A nssa "fama" a ligs qu aufrirã prvits íui lrsamnt sm cnt é subsidia afiami trabalh, mrmnt quisrm 0 grg pr nms angustisa... qu stá rfrman chapus HOMENS ~f& Rua Si lá. Arrunfaram-sè... phémi (dizr) arábic sábis pr tratar-s fam fama univrsa!. Marchal Huv assunf cjntific, bca), nada Dr qualqur cisa I.-.Í qur dizr n"8 "abrir snã ntr nós, u nã huv nada. Mlllnllll a bca", Nã cmjpar-s achams n masia rptir qu qu s ncntra lis Dscnfianças, ciúms qu a sauj huvss mair cura. tã "abar" "abcanhar". SEU Dividi livr m; duas CHAPÉU parts, ambas mrr ESTA Uma fras cm» "pix VESTÍGIOS DA LINGUA DfLiir da" sm: cnsl trnava hstis. PRIsbr Impôs Vjviams lng vzs invja abardarn VELHO tmas imprta-its, cujs tituis, ta,? pla bca," MITIVA p sr é, transladada "pix rslvis pü- sm qurr afirmar 1.di. smavam trpzas, pr numrss, êl pr êss mrr ts tnt?nc rncrtar PI s cmml s ixams transcrvr. pr prblmas, & iripüsü!.*r.r.un fi n craçã Maria Ciariss.. bca la", ultima u ntã "pira cm m tupalavra n vastíssim A * pa.lma u-iuká iuru rupi", "pix camp da Ciência da Lingua- Dá-s dinhir sbr lay_tgèn^ O atrant cabçalh0 tm Prpritarid êl-mrr bca.pr", iag da chap- ;d Cubana, u?cm, su fundamnt, prm, nã s ainda as bras cngênrs ficam muit além rupas hmns, Talvz mais antiqudamnt "pix xlüsifamnt sbr qu tivss razã. S da ralida, rupas ra íííôs na vida Palma & prcura cm iss, prfacia au" mrr ba." tant Prcsss n prfit cm a flha lanada siritatics stranhs, qu tang a mét sta. PrasOs favrávis. v «ma tr, indicar ò hbru, chinês, cm Cmpra-s vn-s rupas qu a crrnt arrbata, qu as prprfanã n há duvida, qu rspita a matnal para rfr_ u qualqur utr idima cm mas assim usadas. ãguas lvam na spumarada qu falam s, ás sm autridas a minima utrinas m Mantm-s stck primitiv. gran para frvilha. Pssivlmnt sm quj _P, lé- da vida, cm a marip- prcupaçã crimnisa qu s balu fstja as trcas". vndas. nija Dslumbramnt maravilhs ERMELINO star "blan gltlg sr. Jrg Brtlas Prçs spcias DE s. LEÃO quant p fazr 0 ngnh human cmi uzs sécul A Stlla para.pramradwimiitsã qu a chamma attraiu prén- a,qum Brasil cult tant h rjs! u, u squci a qu m amava 58 *2 u2í Prfit - pg. 22 traça stá autr a vr. m Curityba, 28 Accita-s rupas -,sta a rfulgir m múltiplas atividadçs, a bra cnnsada nas luzilgia, m sumida para lavar sincrramnt ixi-mj sffrr a imprtância Junh lavagns da -Glt ROSÁRIO tingir. flíf illusã qu stava sn f cha. FARANI cntu MANSUR "Pan das ama" "Chil" páginas ssa brchura é priams ain GUERTOS Mdiant avis u pdi, man Hz. da alargar s da-s sus hriznts. Nã busar ntrgar lia rupas Pr, vislumbr magnificnt, _ascini fantástic daqulas ras m- á Uni snh. crri Çs Módicas m Er VSlln Cm Vitr Lã0 Hnry "1* dirms qu PARANÁ micili. Psal, djga ants. Quan sprit smnt hj. réfléchi, Lia- 58 nhas atras, hmm tr- qui am á pénétrr l ts Rua Marchal s dias Flrian 1, sprti t havia uma il _rri ^6 purqu] V Pixt, 499 Iusã s mns chss, uma "Sin paixã a dar f nnat gldita, das palafitas campiná truvrá satisfactin minas. "S». chapus á i1p S stck nir u s matagais,, cujas puvir sxpliqur á tut ÍB^^11--- H - mmnt.par ^ CL-PrVntura tnham palavras mucram ns 1histir suivi ^^tsâ.am t Tévlutin Entr nós is rguu-s u_í fsts palntlgics mnu- natrll dun angag, mun cr indiffrnça, u u _fhquant dizia ss précpls ls plus minutiux t, missa èn qu Maria Clariss apparnc, s rã a niva mais lalsa pus cntradicti-, Inír **harmacia IDEAL ^st: Õíí5í_~" MOMGIDADE DE PREÇOS RE- ^luarl ESCRÜ PÜLOSO SERVIÇO NOCTURNO. - DEOD ORO, 204 PHONE, 110 RtJA m^5^: rs". E amais é ciência auxiliar da Antrplgia, Etnlgia "Paltnlgua, ciências cnxas. E 0 mais fil splh da Psiclgia; traduz as vartaçõs pnsar através tmp _p_- A FamiUa Carls Missn; r agrac a tdas as qu-ah nviaram pssas cnincias cmparcram ntrr su a insqucívl chf CARLOS MEISSNER as cnvidam para assistir a missa 7 dia qu, pr sua alma, n? ;T,CÍbr?? ^«ta-fira, 6 crrnt, Cathdral ás 8,30 hras, na Arcbispa. O" imilibbill-lli I BWnW I PWl I nwpri ESHPn I ^W^WWÇWW Tlz mun, cnfiant ilã m dizia mais ingrat nanip- nlla, fãtl qu à trra jamais vira. Dpis fi a nupia trist das al ínas qu s n3 quriam* qu n& spdiam; qurr, prqu primir amr rviv ntimà. immrtallda qu a lmbrança prptua.- ;, Vi f* ;..;t.<*,-t

6 Wf. t.,-,^ CQRRISIO PARANÁ = -==== CURJTYB A, 5 Julh " Qual Mais ympathic Club Paranans»«..-..* O GRANDE ENTHUSIASMO EM TORNO DO NOSSO CONCURSO. FALLA-NOS A RESPEITO DO CERTAMEN O SNR. PEDRO BONATO, PRESIDENDE DO APPOLLO.. l",< \ í i i u.ti/.?,; >JJr 71. "1.1 O iitliiisiasní m trn n«- a cncurs sprtiv augniiita dia a dia, á par accrscim ntavl vlum vtaçã. Na arraias da L. C. E. A. ss ntutisiaam s tm fit ntar uma manira mais accntuuda, rvlan as intnçõs victria fin ainmam s pquns clubs da nss- futbl. O QUE NOS DISSE UM PAKEDRO DO APPOLLO E. C. Para mlhr assignalai- Intrs s s clubs da L. C. E. A. cm trn a nss cncurs, lms u vir liutm distinct ssprtista snr. Pdr F. Bnat, prsint Appll F. C. Fms ncntral-, ntr amií?a utrs pardròs, na s su symlpatbic grêmi. Intira nss bjctiv, pzs gntilmnt á nssa dispsiçã, claran-ns: "O cncurs, s inici, fi rcbi pl mu club cm tda sympalhia, mvimntan-s s sus "trcrs" numa cabala ani mada... Crê qu havrá pssibilida s cllcar na vanguarda, na pr xima apuraçã, algum club da Liga"? Nã affirm qu ntr na írnt s grans clubs mas ach qu s da Liga tm trabalha bm. Haja vista a ultima apuraçã n Nacinal ntru lg cm 217 vts, btn a 2» classificaçã. Tm sprança m su club tmar primir lugar? Pl mns aspirams iss. nr-rnr- lp Ql ~ Vams vr. O tmp dirá. Trms surprzas algum club na próxima apuraçã? Pns qu sim, pis pl qu m infrmaram um crt club da sri "Paraná" va ntrar cm bôa bãtllada vts. Vams vr até sxta-fira, qu s aprsnta. Está satisfit cm a cllcaçã su club? Bastant satisfit pis vj clubs prtncnts a F. P. D. cm mair numr sócis cm vta cã quasi nulla. E a qu attribu iss? Parc qu s grans ainda nã quizèram ntrar vz, limitan-s a cllcar sus vts á prstaçã; qurm talvz ixar qu algum da Liga sja flizar, u pl mns sprar até as ultimas apuraçõs, para ahi ns pr vz fra cmbat, fican só cm a vnta pssuir a taça f rcida. A qu attribu a rrta su club Dming ultim? Cnfirmaram as minhas prvisõs pis já havia nta a insufficincia trins. Essa rrta, ntrtant, nâ prjudica a sympathia qu gsa mu club tnh muita sp rança m qu btrms victria n intrssant cncurs su jr nal... trminu distincti sprtista.. A COLLOCACÃO DOS CONCURRÈNTES Após a apuraçã áíxta-fi ra ultima é a sguint a cllcacã s cncurrnts: Critiba F. C. 226 I0E30I loexot znac RIO, 1 Julh (C. P.) saçã capaz xrrcl-a. Sxta-fira passada, á nit Additiv. 2 Nas circunscripçõs sprtivas m qu a cm :a prtsnça da jquasi ttalida suas ntidas ntida filiada mantivr, fficialmnt rgularmnt s cam- filiadas runiu-s a assmbléa gral da Cnfraçã pnats, amars, a filiaçã 0 rcnhcimnt s p- Brasilira Dsprts para fiml rfrmar s sus statuts. Entr as rfrmas intrduma".ram nas cndiçõs artig acizidas. stacamks as sguints: A ncrrar-s a sssã, fi A craçã Cnslh0 Ad apprvada uma prpsta d0 Dr. ministraçã, cmpst 5 mm Rbrt Lyra crtan amlistia para ts s brs, qu passa a sr pr ma" xim punis padministrativ0 dai ntida- Ia C. B. C, máxima. Para s Cns,lh fram lits immdiatamnté mpssas, òs sguints Srs.: Dr. Luiz Aranha,Dr. Jsé 1 Olivira Sants/Dr. Jaquim)- Suza Ribir. Arivist Almida Rg Samul dc Olivira. Aprpsta Dr. Luiz Aranha, ^prsntant da Liga A- thltica Ri0 Grannsc, cm um additiv Dr. Rbrt Lyra rprsntant da Liga Páráhybana Dsprts, qu fram apprvas, n " sruint tôr: (On cnvir) Cmpt, privativamnt, ás ntidas finadas a faculda suprintn k «r, pr si u pr rgahisáçõs sb 0 su cntrl disciplinar -tchnic, a pratica, sinas, pr prfis- dè qualqur sprt ;Paragraph únic Quan qualqur filiada rnmiciar SST6"^ a ppatica a«a m- ZZJZ*F*>-d* Administraçã., uvida a rnuncítótjrtnhvr u finar utra qnalqur rgani- SÃO JOÃO pã intgral, é um alimnt cmplt. PRAÇA GAL. OSORIÓ 23 0 MAIS SYMPATHIOO "CLUBE" DO FUTEBOL PA- «vir- 1 II< U 0 T -r, Gran Cncurs -<- «SYfVUPATHIA POPULAR» I «5&* 4 Nm vtant RANAENSE E 0 fmmbvrw «vu9 ww» um-» NOTICIA %m-maam*a%ám0 A séri victarias qu btn pugilista Tny Canznrí, cnsjra um s bxars mais tchnics mmtn, acaba tr uma sluçã cntinuida cm a rrta qu sffru áa mãs Barny Rss, m Chicag, rcntmnt, qu lh custu tiful campã mundial na catgõria s lvs. A victria Kss fi pr pnts num cmbat z runds. FUTEBOL A Fraçã Intrnacinal Ftball Assciatin (Pifa), ntida dirignt ss ram sprt m t mun, prmtra 2» Ca"mpnat Mundial qu s ralisara m Rma nv 1934, já rganisu as primiras prliminars qu srã as sguints: Zna Sul-Amricana: Brasil x Pru Argntina x Chil. Zna Eurpáa: Prtugal x Hspanha. TENNIS A disputa da Cpa Davis acha-s èm su apgu, cm a ralisaçã das ultimas liminatórias, nas quas a Austrália liminu Japã pr 4 x 1 a Inglatrra a Tchc-Slvaquia pr 5x0. Rstam pis na arna, a Amrica Nrt, vncra da Z na AmrTcãna; a Austrália a In- CONVITE PARA BAILE D rm Sr. Dirtr.Prsint cnvi Grêmi Critiba, Srs. Asscias Exmas. Famílias, para Bail qu m hmnagm as amars m gral, st Club fará ralizar n próxim dia 8 Julh m a sua s scial, cm inici ás 22 hras. Outrsiin prmit-m chamar a atnçã para as bsrvaçõs abaix qu srã rigrsamnt atadas pla Cmissã Prta. ANTONIO DA SILVA PEREIRA Dirtr.Scrtari. OBESERVAÇOES: I O ingrss srá fit mdiant aprsntaçã da Cartira Scial cm talã n As assciadas Grêmi cm aaprsntaçã talã n Traj para cavalhirs vs-á sr prt u scur. 40 A nnhum asscia é prmttti, qur Club u Grêmi s iazr acmpanhar pssas xtra nhas a sua família. S _ Nã srá também prmittida a ntrada cranças. 6» Çy prcurar Clufr s ncntra.» dispsiçã s Srs. asscias na s scial das trças ás sxtas-firas, das 20 ás 22 hras. IO! 8 s BOX j cinal afrluncia tnnistas, pis vinha as inscripçõs ncrraram-s rgistan 118 jgars simpls paíti cavalhirs, 8G simpls para damas, 59 para duplas cavalhirs 43 para duplas mistas. Esti. iuprsntãdas 27 naçõs. NOVOS RECORDS MUN- DÍAES Em Hlsinki, Finlândia, Matii Jarvinn, consagrad0 campã lyimpic na prva dar m mmbr da gran familia campõs, cujas gicias fram iniciadas ^m s!n chf, Wrnr JarvLnn, na lym iada Athnas (xtra) m 1906, quan vnu a prva Arrm;ss Disc, styl grg, acaba ultrapassar "rcrd" mun na prva, qu ra su, cm 74m.l0! Em Tki, durant uma cmptiçã ntr ias univrsidas Kawasaki Wasda, um nadar 18 anns, Sham, aca bá qubrar "rcrd" nám na prva 300 mtrs na livr, prtncu!,, a francz Jan Taris, cm 10,15" GjlO, prcrrn ssa distancia n tmp admirávl 108" 61L0., Em Nva Yrk jvn nrtamrican 16 anns, Ralph glatrra, qu vrã jgar a final J. Flanngan, vm nadar 500 da Zna Eurpéa, nfrntan, a jardas (457 mtrs) styl livr vncra, m prva smi-final, a n tmp 531" 2 10, Amrica / Nrt, cuja qu va vncra, além "rècrd" mundp. para a distancia, pss suc ntã, disputará cm a França, féntra trphé, a prva final. Arn Brg s11926 cm S^l" Iniciu-s n dia 20 mz prxim passa m Wimbln, arra- Para cumprir ssa prfrman bal Lndrs, tradicinal trni qu rlc ntávl, (Flanagain, abrt tnnis, á qual cmparcm, ts s ans, s mlhrs.piada ann prasntu su paiz na X Olymjgars tnnis mun, passa, Vncn a 3 \ prliminar s mtrs na livr m , na- ambs s sxs. O fams crtam.".tit ann aprsntará uma xcp- u as ultimas 100 Vwwwtif-iww-^w^tiiiiBvwqiiiwwmflvmgwir" wwt! jardas (91m,04) m 12" 2 10, qu dáuma idéa da sua vlcida rsistência. JLiJ MANOEL DE ABREU Lilir ffiçial, pirflissinal cnhci cm lnga pra tica, rcb mvis, utnsílis mrcarias para vnr m lilã. Incumb-s fazr lilõs m micili. ElníJiarrBgajs da vnda dfc prpridas, vhiculs,. animãs tc. Tm smpr m su arxnazn gran stck mvis para vnr m lilã. Escriptri: Praça Ózri 278. Armazém: Avnida Vicnt Machadd 2. Nacinal 217 Britania 176 Appll 164 Junak 75, Palstra 38 Blc S. A.Vr 31..«C. A. Paranans 23 C. A. Frrviári 14 Aquidabãn talia 12 S. C. 9 Frrviári Médi Iraty S. C. 6 Oprári Usina (Castr) 4 Tbé S. C. 2 Op. Frrviári (P. G.) 2 Pnt Prta Univ. 2 Guarany (P. G.) 1. BASES DO CONCURSO O "Gran Cncurs Sympnthia Ppular" bcrá a sguint statut: I Tm pr bjctiv apurar pr mi um plsbiscit ppular, qual mais sympathic club futbl paranans. Est siá qu, a 31 Julh crrnt ann. quan s raazará a apuraçã final, cntar cm mair numr vts. club sua sympathia, xigi; 2 upn vt para is apnas qu st sja: "Gran Cncurs Sympathia P á F. P. D. pular" srá publica diariamn 9 Nvs prêmis prá t na scâ su<-tiva COR- sr instituís, qur para REIO DO PARANÁ. mir sgun u trcir 3 Os vts vrã cntr ar, ist até dia 27 Ju nm club vta nm crrnt ann. vtant. 10 A apuraçã final s 4 A urna para ip.cbi-t prcrá n dia 31 Julb mnt s vts, vidamnt f ás 20 hras. Dsta, cm dl chada, prmancrá na Casa Esprt, á rua 15 Nvmbr, á uma acta, cm s rspctivs apuraçõs parcias, s lavrai! dispsiçã s vtants"; rsultas qu srá assig 5 As sxtas-firas, inclusi- pls rprsntants s clubs irpwwwwwywwf-yanrinrvwvtrvtjw-ffwtbgwttjrf-j fpmajm»mpmmm qtffffl fi na ultima mz srá a urna rtirada, ás 19h da Casa Esprt transpria para a rdacçã GORRtà DO PARANÁ, n, áa j ras m pnt, daqulls ^ prcrá as apuraçõs parcijj publican-s s -rsultas! dias inundiats, ist é, nsfj bas, quan a urna i-clrim á Casa Esprt, para cntinl a rcbimnt vts, 6 A urna só trá uma c! v st1 ficará Pm pnri-t dad rcça CORREIO DO PÁ NA, qu gó abrirá a urna cm prsnça rprsntants i clubs filias á F. P. D., ÇSp cialmnt stacas para açu panharm s trabalhs ci ap raçã. 7 Os vts apuras s rã rasgas após s trabilf apuraçã, na prsnça rprsntants d«s clubs, sn apuras vts mndi s u cllas. 8 Cada vtant pô ( tants quants vts quira 1 PROMOVIDO PALA SOU. B.12 DE OUTUBRO, NO DIA í PRÓXIMO Cnfrm tms nticia ra liza-s na nit 8 crrnt úm magnífic fstival scial-s* prtiv> prmvi pla Scida Opraria Bnficnt 12 Outubr, n salõs da S. Prtl ra s Opráris. Ess fstivali qu srá n bnfici0 da caixa soccrrs da S. 12 Outubr, cnstará numrs sprtivs, lutas bx jiu-jitsu part scial. O prgramma rganisad0 é sguint: I luta bx Frrira x Msquita. Luvas 6 nças NÃO LEIA COEEEIO 3 ründs. SARANA 2 smnt hj. r»" luta jiu-jitsu Ya V>,s s dias -, ","w~»~~<-»wia»ci u SwCww massaki x Aghiara ír0lin 3 luta bx - Man x Lanlph 6 runds-1 vas 6 nças. Em sguida as númrs prtivs srá raliza um g bail, durant qual disput» s-á um intrssant cncu tangs, cm prêmi a v"- r. Cm s vê, é rlm"" trssant prgranrnuii la" para fstival, qu lhrant cmplt êxit. Ns tamnt iitrai Afim attnr a srviç cií alistamnt sus 11» &!T %A<?JÃtlá Libral Paranans rslvu instai» TgrU^íP.P0ST0 DE AXISTAMENTO á AVENIDA ^ SrANa^E?TINiA n 1517 (Succursal "CORROO and ncarrgad0 * rs-t v rfri Pst ^ tm Shnglm, grnt da msm a succursal.., P *St0 tr ÈU16J P0rã s candidats a titul Já L5Í"8 ^ lnfrma6õs ncssárias. nia instal]ad s PARTTOnMtt^t3^0 is pasts alistamnt PARANAENSE:,nu SSSn??RAL PÓSÍO í } SU* DR ERMELINO DE UgO^ POSTO n 2 _ AVENIDA REPUBLICA ARGE^ CURTTVRA ts^f^^1^ AIJST^-TE!!! pa# OUgSP fèrívs5^ DE 300Ú0 ELEITORES gg WUE AS ELEIÇÕES SEJAM A EXPRESSÃO DA V ^.-,*.. -L. DE POPULAR.

7 5 Julh dc 1933, CORREIO DO PARANÁ ^{^CANDIDO R. Rua Mr" 1SÍ Ír, 204. cl inn S 2 ás 4 hras..sniá: Rua André nc, 571.,^+HI?» <» &C1SCO FRANCOj i ll Clinica Mdica * 1lias intrnas adul crianças. Mléstias snhras da pl. Syphilis... tri: alts da Phar, cia Tirants das 2 ás pjin: Rs. Rua fcahcisc, 52, Phn, 13, DANTE ROMANO jpèràdbr Partir,fssr dc praçõs da iculda Mdicina. hilis, Vias urinarias clinica Snhras nsi,llas: Alts da Pharcia Minrva, 1 ás 3. sinia: Praça Sna.. r Crria n. 4.,-t-O"»? t 9 9 < CERQUEIRA LIMA anicu-mdica-cirurgica Ispcialmnt cranças. lísultas das 9,30 ás 10,30 das 15 ás 17 hras i su cnsultóri sit ns ; s ila Pharmacia Intrcinal. Phn sinía, Rua Jsé Lun." 320. Phn, 493.!»»?** 9»»>»»»»»t ) a «tf 9~>»» DIÍ. BLEY ZORNIG (Mdic) Cnsultóris: vmbr Rua (Pharmaa Intrnacinal) das 4 ás Rua Mal. Flrian, 768 harmacia Sã Sbastiã) s 10 ás 11. Rsidência 13 Mai, 141. Phn, 131 >"»-<** -??»»«0»1.NAUFFAL 1. "ica mdica, vias urinalas mléstias vnras. Cultas das 10 ás 11 " 14 ás 16 hras. Pharcia Lacrda, Praça 3 Car- Ums n. 20. Tlph- "s Mdc {v-álvaro PINTO Hspital f,. Crianças Hnicam cas gra Dn- 0nsu^i:-_ÇRuaMar, crianças. hm,ta^ 794 <4 ás «sin, S : T^Phn, 440 ia* Rua André carrs, 895. TRATAMENTO DA liiipiçiittia E DA ASTíIMA Cnsullas 1 ás 5 hras Garibaldi n.» 51 ** * "» i >t>j DR. JOÃO VIEIRA DE ALENCAR Cm pratica ns Hspitas Paris Brlim, (Hspital Brca, Clinica Tárniér, Charit Krauknkans, tc.) Cirurgia, parts, mòlstia3 snhras vias urinarias. Cnsultóri: Rua 15 Nvmbr, 36, _.. andar (aits da Phnrmacia Sanilas). Tlphn, 757. Das 10 ás 11 das 3 ás 6 hras. Rsidência: Avnida Iguas. su, 755. Tlphn u i i «^ DR, ARCHíMEDES CRUZ <& ;S M & à& $ 9*9 9-9»>»»»»»??? -m+m+mf DR. M. ISAACSON (Prf. da Faculda Mdicina Paraná. Mléstias das Snhras Opraçõs Parts. TUBERCULOSE. Ml. apparlh rspiratri. Diathrmia Rais Ultra-Vilta. Cnsultas: Rua 15 Nvm. b, 237, 2. andar. das 14 ás 17. Tl Ra. Jã Gualbrt, 221. Tlphn, 289. * 9 m 9»»?»??<-» «r* i DR. MÁXIMO PINHEIRO LIMA Ex-intrn pr 3 anns Srviç Cirurgia dn Santa Casa Clinica gral, cirurgia urgência, vias urinarias. Syphilis nças vnras. Tratamnt da gurrhéa suas cmplicaçõs pr mth mrn. Milhrscpia diathrmia CnsullOri: Rua Mal. Firian nn 106. Tlfn n. 607 Alts da Farmácia S. Luiz Cnsultas das 3 % ás 7 dá Rsidência: tar. Rua Marchal Dr n." 37 (Sbra). Attn chamas á nit. « < t,+»-a -».,_>-»-_--._i DR. PEREIRA DA CUNHA Mdic Cnsultóri Rsidência: Rua Jsé Lurir, 288. Das 9 ás 11 das 14 ás 16 hras. - m 9 9 * m--* DR. MANOEL PINHO Opèraçõs-Parts Clinica mdica Dnças snhras. Vias urinarias Cnsultas: Praça Carls Gms, junt a Pharmacia J Lacrda, das Rua j Sã Francisc, 234, alts da Pharmacia Mrna das ás 5. Rsidência: Rua Cmmandar Araúj; Phón, 683 D R. OSWALDO E S P I N D U L A Mléstias intrnas Vias urinarias Dnças das snhras hmrrhidas, sm praçã vai-iz.s. Diathrmia alta frquncia urthrscpia intrna. Cnsultas das 9 ás 11 das 3 ás 5 Marchal Flrian 106 a la da Pharmacia Sã Luiz. 9 9»? *-» * k DOENÇAS DO CORAÇÃO, i. PULMÃO, ESTÔMAGO,! INTESTINOS, FÍGADO, f RINS NERVOSAS, MEN- * TAES E TUBERCULOSE. (Adults Crianças). Opraçõs Parts Mlstias Snhras Dncas vcnrajm. DRS. ROCHA LOURES E CARMELIANO MIRANDA Cm pratica ns principas Hspitas Ri Janir. Cnsultóri a la Pharmacia Stllfld. Cnsultas: das 10 ás 11 das 3 mia ás 5 mia. Phn, 265 Rsidência: Rua Cl. Dulcidi, »»»»,»-».»-»-»-i DR. BRASIL VIANNA Mdic Cirurgiã Partir Frma pla Univrsida da Bahia, cm pratica t ns Hspitas Parjs Buns Airs. Parts Snhras Vias Urinarias Clinica Mdica Cirurgia Gral. Cônsullri: Alts da Ph. Tirants. Praça Tirants, ás ás 17..Muricy, 285. Phri, 653. Chamas a qualqur hra * dia u da nit. I! f *- >» i»"»-*-»-^ «* «-» r 9 * i pysentêrlas Quri s curar a vssa riysntria u clyt usa BACTEREOFAGO PAULA SOARES á vnda m tdas as Pharmaciai. Exams sangu-urinas-- scarrs, fzs prpar vaccinas m gral. Labratóri Analyss Drs. Paula Sars, Rua 15 Nvmbr, 225 (sbra). fi licim! íríkbhris 11 (CURSO DE MADUREZA) Punccina ns Gabints Labratóris da Escla Agrnômica Paraná da Faculda Engnharia Paraná (Paláci dá Univrsida). CORPO DOCENTE IDÔNEO Açhàm-s abi-tas as inscripçõs, vn as aulas trm jnifi n dia 5 julh Os intrssas vrã dirigir-s a Scrtari Curs, Dr. Nlsn Mai-avalhas, das I) ás 11, das 14 ás 18 das: li) 1/2 ás 21 hras, n Labratóri Chiniica da Escla, ;. Agrnômica Paraná.. I 1% ^^ ^^ _,.. ;,,, -t\\ T 1.LiilllDMlmilttlItHIIIIlITtT " * *».,«-,->,.-i»»aam-i-i-i-i-it--it-. ftt * I * _, _unttttf^ttt-*****-^«*fi é I T DR. JULIO MOREIRA Parts, clinica mdica cirúrgica, nças snhras, vias urinarias, siphylis. Cnsultóri: Rua Mal. F. Pixt, 794. junt a Phar.? macia S. Sbastiã, Tl. 440 Rs. Rua Pdr Iv, 966 Tlphn: 462. Attn chamas á nit. ««««»^«OO»***-»**"* E&aniés db Mai X PROFESSOR DR. MILTON MUNHOZ CONSULTÓRIO: Rua 15 Nvmbr n. 257 (Paláci Cmmrci, 2. andar). Das 10 ás 12 das 3 ás 5 hras. Rsidência: Avnida Iguassu 1351 Phn, 479. >»»»»< *-*»»?*»»»» # 9?..«iMHIII*-! t««hii CONSULTÓRIOS MÉDICOS ESPBCÍAtliéApQS lusíiiuí di McfitcBEna-i Clrtirã*^ «l Paraná E,4<I«a. 0UlOS OUVIDOS, NARIZ E GARGANTA ^:a^0nlõ~amarante ass>stnt da Faculda Das _^10 ~~ ^ Janir C i 9 ^ manhã. Sp^dasr: S Ü tad0s ^ PRAÇA SENADOR CORRÊA N." 88 TELEPHONE, 67 DOENÇAS DAS CRIANÇAS OPERAÇÕES PARTOS E OPERAÇÕES, DOENÇAS) DOENÇAS DAS SENHORAS GENITO URINARIAS DR. DUILIO CALDERARI Prf. da Faculda Mdicina Paraná. Prf. da Faculda Mdi- Prf. da Faculda Mdi- DR. ARCHÍMEDES CRUZ DR. ERASTO GAERTNER cina Paraná. cina Paraná. Das 8 9 da manhã. Das 9 10 da manhã. Das 9 10 da manhã. cmplt instrumntal apparlhagm, stinas a diagnstic tratamnt das srviç ght Ra. x dispn das mais mrnas installaçõs. TbW tris Para xams clínics asm pathlgic; - l,qs rduzidas para ts s srviçs ns Ambulatns. :..! >>& ;>. -W.-^ -*^v a... " *-* "* * S DR. ID3RACLÍO GOMES Prfssr da Faculda Dirit, cm lnga pratica srviç frns. Accita patrcíni causas sbr qualqur mdalida jurídica, sja Civl, Cmmrcial u Criminai. Escriptri rsidência: Rua Marchal Dr, 220 (Junt á Pharmacia Cntrai) das 10 ás 12 das 15 ás 18 hras. L Aâ K *»»»»"»#»» I -m. * DR. SATURNINO LUZ ESCRIPTORIO: Rua 15 Nvmbr, andar. Phn: 907 (Paláci Cmmrci). RESIDÊNCIA: Avni. nida 7 Stmbr, 2233 Tlphn, 869.»»»»*?»»«DRS. ULYSSES VEEERA E J. R. VIEHIA NETO Advgas Rua Carls Carvalh n. 571 &??? 9?? *-»-»? 9 9 O «*~> *? *-> t DR. THEODORICO BIT- TENCOURT ESCRIPTORIO: Ru 15 Nvmbr n. 146 RESIDÊNCIA: Avnida 7 Stmbr n." 1674.»-»-> - * 9- DR. LEONCIO FARAGO Rua 15 Nvmbr andar (Paláci Cmmrci) Tlphn 907 Dr. ARMANDO SIMONE PEREIRA.Esc: Rua 15 Nv " andar. Rs. Cm. Araúj, 406. IS DR. OSCAR MARTINS. GOMES Advga Escriptri rsidência: Rua Marchal Dr, 586 (m frnt á rua Garibaldi). Tlphn: 933. Curityba. - - *-r. _. w. r-w-u-- a-m Rua 15 Nvmbr (.Sbra). DR. ROMÁRIO FERNEN- DES DA SDLVA Advga DR. ARTHUR JUVBN* CIO MENDES Escriptri rsidência, Praça Ozri n. 39 sübra. Phn n DR. JOÃO ALVES DA ROCHA LOURES Escriptri rsidência Avnida Iguassu, Tlphn, 33. é-9 9 * ~-> j-9 9»-»»>Q»CÍ»* DRS. GONÇALVES DA MOTTA E JOSE* NICO- LAU DOS SANTOS (Advgai (Advgas) C-im Cívl Cmmrci. Escriptri: Rua 15 Nvcmbi-0) 250 (ÁltS da Casa Esmalt). Phn _ **" HISTORIA NATURAL, FÍSICA E química DR. JOAQUIM IGNACIO SILVEIRA DA MOTA Catdratic da Escla Agrnômica Paraná Institut Química, dai Faculda Engnharia Paraná - Prfssr Rgistra n Ministéri da Educaçã Saú Publica, ns trms Dc. n. 19.S90 18 Abril 1931, para nsin das matérias acima. Aulas diurnas u nturnas, individuas u m turmas.- Rua Garibaldi n (Andar térr) -O * 9 < i » *~t SERVIÇO GRATUITO DE CLINICA VETERINÁRIA DIARIAMENTE DAS 9 AS 10 DA MANHAN Os Snrs. criars qualqur spéci mstica prã lvar s sus animas nts, a xam clinic qu séra.fit gratuitamnt. Paláci da Univrsida d Paraná, (ntrada pl prtã da Travssa ; da Univrsi da.) >- «* >»»-» *?»?»-< )-% * -» 9-9»» * 9 D»I««Q» < ASSNO F. CASTILHO Rua 15 «i Nv., 5 *> ESPECIALISADO NO RAMO EM TODO SUL DO BRA SDL VÁLVULAS RCA. RADIOTRCN UX 201A, UX 199. UY 227 i UX,226,. UX 245. UY 224-A RCA 247.,,,. 24$ $000,.; 28$000,., 27$000.:,;, 3i$,.,..44$000,w49$000 OFICINA PRÓPRIA P Enfrnt Gran Htl CORITIBA PARANÁ BRASIL O ESTABELECIMENTO MAIS IMPORTANTE ES- Cnnsars variávis 12$C Rsistências ffixas s.,.....,.,., 4$500 Sckts UX s..,., 3?000 Sckts 4 pins s. 2$000 Fns suprir qualida.. 28$000 Transfrmars B. F. - 1:3 28$000 Dial micrmtrics s 10$000 Alt falants dinamis s.. 19õ$000 ARA CONCERTOS ía. \A Ia - i,. IA i ". ".,; "," f í

8 am I HUtlHDd"DEVIDO A ENCnDEt**NnÇfllp *] Capas il Ha A, H 70$ I «^mm^9mwwwmmw»wi09mmwimvwvvmmwmwwwvwi>miwvwir *»»» wv-»*»ii.*»w»**->i»»w^^i rli-"ia I.i mc«^-bywwchiyibw ^Mi i ili! Mias lã, Siiiirníiifc. tc-pr prps ita L»*»* *» w-»cc»y cnts para as st» ^"N nmmmmtmmà^m^^^^m. Emprza cinmaígrapn a. BiATis ma thêátr paláci HOJE Sssã Crrida ás 7,30 HOJE S. PAULO, 5 (C. Pi) Fi Sil du ninlb 52t 0B, Alirt, pr crt Gvrn Est act da lntrv^ íiis cants rla pnra n lnatnlla- chl cm "^ muita Hy,,, SWa, um crdit mil duzn j irnas rprduz,,,,, Excpcinal Prgramma Dupl. Para prssguir n grandis suss dar mais uma pprtunida a qum ainda nã pu assistir, q film qu é pl valr su nr smpnh, uma incntstávl cnfirmaçã a valr da nva fas da inmatgraphia upéa: SERVIÇO SECRETO Uma supr prducçã da Ufa" Brlim, xcutada sb s auspícis m a llabraçã I Esta-* Mair Exrcit Allmã Dsmpnh Brigittj Hlm Willy Fritsch. MANDA QUEM PODE Cm Saly 0Nil, ngra- ga El Brnl Spncr 1*racy. Uma supr prduc- Çã da "Fx Mvtn". Amanhã: n Thatr Aivnida Thatr0 Paláci?. CIÚMES Dming, n0 Thatr0 Avnida Thatr Paláci: i RAINHA JE MÁRTIR ^ S=,^,JSÇHg^".!l-»«««>l«>ll«««>MMj,jjgM««.«.. Sllapi f Mt A Assciaçã Cmmrcial Paraníí rcfièu prsint da sua cngênr Ui Janir sguint tlgramma, sustan a xcuçã da sllagm stack. "Assciaçã Cmmrcial Paran á. Curitiba: Attnndcr nsss ritras p (lis IHinistr Faznda após rcfir-m hj audiência xpdiu circulars Dlgacias Fiscas Estas sustan xcuçã slagm Btcka até sgunda rm. Cngra tuuicõcs. Saudaçõs. Srafim Valaitdr. Prsint Assciaçã Cmmrcial. Ri". aa A Junta Alistamnt Militar da Capital, installu-s sabba ul tim-, dan cmç as trabalhs alistamnt da class 1915, assim cm s cidadãs 21 a a anns qu ainda nã fram alistíts, A Junta funcina ts s dias útis das 13 íis Í6 hras n Palatõ Municipal. NÃO LEIA CORREIO DO PARANÁ smnt hj. Lia- ts s dias! BLB***B**±*tl kámjm^***i».*:,mniáa\* - -- ** ""--!^?^"l*"*"bft*mtiftft* mr^mm^àstm^ããi 9 EmgGSBi isnnu ma twzzía ^an*»^ m_.r,.~» l fsfffbj vhwl r*** i*"*""""* [ " UDv9wH SaH *""r" I Nbn,.J íf m.<" vill, cnta sguint pisódi Íu tinia qu Acaba r;.r:;rrtrr;: qu s tria da cm r. Altin Arants, m Santarém, durant %~ m üis as -fstividas camnanas, sbr S.. PAULO, 5 (C. pj Em ntrvista qu acaba cncia um jrnal daqui, st*. Junquífa Cunha, qu vltu ha puc Mrars ait~da rua 15 vira-m-ns pdir qu chamássms a attnçã da Fiscalisnçã Muminaçã Publica para fact s acharm apagas divrss fócs daqulla zna. *.*?_**V ccungaicnuil* f^^^^^^^^^^^^^^mim -^g-tfw^ túmul gran vat. Altin Arants, cópvlda plns autridas da cida, a falar, pr [urrara uma das mafs lindas pças ratórias qu já tiv pprtuniila uvir. E léra-a, cm a stia vz timbr suav staqu puriáslmó. Tc/s applaudlram vivamnt. Wmnté um, junt a um grup snhras^ discru: "Optim. Pna tr um staqu tã italian". IS Inútil dizr qu ssa tirada, prvcu riss disfarças ns qu a uviram. AMANHÃ 5.a-FEIRA UM PROGRAMMA EXCEPCIO- NAL PREÇOS POULARES: Adults: i$5ó0 - Cranças, 1Ç00O Alm utrs filmis sucss srã xhibis 9. IO" pisódis : TRILHO DA MORTE Cm Oslw Stvnsn Nah Brry Junir DOMINGO NA MATTNEE O VAMPIRO DE DÜSSELDORF Um drama trmn, qu faz spctar xprimntar as mais allucinants snsaçõs, cuj nr é baza ns facts vrídics qu abalaram a Almanha mun intir há puc tmp. m 9 m -»-?»* «*>««c-i»mim«>m»? j *^**.»^». Intrvntr LaóFf Salls fnt iii THÉRBZINA, 5 (C. P.) "O Mmnt", órgã scialista, publica tlgramma qu Intrvntr Landry Salls dirigiu a Sr. Viclrin0 Frir, auxiliar gabint Ministéri da Vi-içü, cntstan spach quj transmitti pl crrx".j.riant da AgéCilia Bi-.çili ra, attribuin a0 intrvntr ti claraçã qu miltiria s funcinaris qu nã fssm filias a Parli Libral Sialista. O msm jrnal, m uti*a lcal, ataca 0 crrspnnt daqttlla agncia, diz qu bm di" vrsas fram as palavras Ca ^ 5 piã Landry, n0 dlscuj prfriu n su si nsta Capital. Rprduí as xprssõs intrvn., qull discurs: Nã comprhnd0 c frnt cargs c prmançam aqulls < ppsiçã a gvrn. Rspitari, nsss caí, cnfiança, a ntttralidaí nã admittiri a fac partidária" NÃO LEIA COR2SI0 PARANÁ smnt hj, fcdòs s dias! SOCIEDADE DO * BRASILEIRO DOMINGO DOMI NGO DOU Umla histria rmântica, Chia imptus nthit da mcida "OS TRES TRAPACEISOS" Cm tris astrs "scrén", qúridissims t blic: Tm Bryvn MaurnO Sullivan Miky " AndyD-vin Supr film snr da Univrsal. DIA 16 DIA 16 DU - SEM NOVIDADE NO FSONT A mais snsacinal mais sja da tdas as rpriss cigráphiéas. Cm Silm Sumrvill, lluscl Glasn Lw Hyr3 Wlhlm muits utrs astrs brilhants. ^^BwwwwymyBfwwww^nBSBrfMWw y-cfwc-^^ww^^ trvwwivwwvwuwvíjairmminimwbts A MAIOM DEPOSITARIA DE sr-^lti^á u.-íii! I -isrzss-.praça Gnrw Maiciu.s, 44

Como se tornar fluente em Inglês em todas as áreas

Como se tornar fluente em Inglês em todas as áreas Cm s trnar flunt m Inglês m tdas as áras Tds s dias rcbms muits -mails pssas rm sabr pm fazr aprnr a falar ingls bm A fórmula xist sim funcina! Qur prvar iss dand minha própria xpriência cm aprndizad da

Leia mais

turismo corporate negócio noronha roma seul garopaba brasília são lu gramado brasília são paulo recife natal tóquio lisboa rio de janeiro capadócia

turismo corporate negócio noronha roma seul garopaba brasília são lu gramado brasília são paulo recife natal tóquio lisboa rio de janeiro capadócia brlim sã l brlim santg rcif curi sul punta dl st rma sul nrnha r rcif rcif garpabacapa nrnha mntvidéu r barilch punta dl st mació sã paul mació sul capadóc r mnt SUPER sã l ngóci gramad turism FÉRIAS crprat

Leia mais

Numeração. Classificação. Doenças Assunto. Seguro Público para Assistência Médica Tema. "Kenko Hoken" Seguro de Saúde. 1 Exemplos de Situações

Numeração. Classificação. Doenças Assunto. Seguro Público para Assistência Médica Tema. Kenko Hoken Seguro de Saúde. 1 Exemplos de Situações Numraçã 8-4-2 Nívl d cnsulta 3 Classificaçã Dnças Assunt Sgur Públic para Assistência Médica Tma "Knk Hkn" Sgur d Saúd 1 Exmpls d Situaçõs Estu trabalhand m uma mprsa japnsa. Dsj sabr s há algum sgur para

Leia mais

(Às Co missões de Re la ções Exteriores e Defesa Na ci o nal e Comissão Diretora.)

(Às Co missões de Re la ções Exteriores e Defesa Na ci o nal e Comissão Diretora.) 32988 Quarta-feira 22 DIÁRIO DO SENADO FEDERAL Ou tu bro de 2003 Art. 3º O Gru po Parlamentar reger-se-á pelo seu regulamento in ter no ou, na falta deste, pela decisão da ma i o ria absoluta de seus mem

Leia mais

GASTRONOMIA. Cer ti fi que-se de que está es cre ven do de acor do com o tema pro pos to e dê um tí tu lo a seu tex to.

GASTRONOMIA. Cer ti fi que-se de que está es cre ven do de acor do com o tema pro pos to e dê um tí tu lo a seu tex to. GASTRONOMIA Instruções Cer ti fi que-se de que está es cre ven do de acor do com o tema pro pos to e dê um tí tu lo a seu tex to. Res pe i te mar gens e en tra das de pa rá gra fo. Use as in for ma ções

Leia mais

Prgrmçã O Mu s u Év r, p r l ém f rcr s s i g ns «vi s i t s cl áss i cs» qu cri m s p nt s c nt ct nt r s di v rs s p úb l ic s qu vi s it m s c nt ú d s d s u ri c s p ó l i, p r cu r, c nc m i t nt

Leia mais

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010

P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 P R E G Ã O P R E S E N C I A L N 145/2010 D A T A D E A B E R T U R A : 2 9 d e d e z e m b r o d e 2 0 1 0 H O R Á R I O : 9:0 0 h o r a s L O C A L D A S E S S Ã O P Ú B L I C A: S a l a d a C P L/

Leia mais

w2-49-, 01 PL PROJETO DE LEÍ 01-0846/1995

w2-49-, 01 PL PROJETO DE LEÍ 01-0846/1995 (2-4- LIDO HOJE AS COMISSÕES DE: S E I 995 nnnnnnnnnnnnnnnnnnnn w2-49-, 01 PL PROJETO DE LEÍ 01-0846/1995 Dnmina "Praça Marcus França Trrs" a Praça VI, cadlg 46.573-9, situada n Distrit d Jaraguá - JAR.

Leia mais

Prefácio. Gianfranco Vissani

Prefácio. Gianfranco Vissani Prfáci C zinhar é crtamnt criativia técnica, ma é também, brtu, cnvívi. Trata- uma cnvivência muit pcial, qu vai além a ma, qu acmpanha m ta a fa prparaçã, a clha inrint quan vai à cmpra u rv a hrta à

Leia mais

Lista de Exercícios 4 Cálculo I

Lista de Exercícios 4 Cálculo I Lista d Ercícis 4 Cálcul I Ercíci 5 página : Dtrmin as assínttas vrticais hrizntais (s istirm) intrprt s rsultads ncntrads rlacinand-s cm cmprtamnt da funçã: + a) f ( ) = Ants d cmçar a calcular s its

Leia mais

Resolução de Matemática da Prova Objetiva FGV Administração - 06-06-10

Resolução de Matemática da Prova Objetiva FGV Administração - 06-06-10 QUESTÃO 1 VESTIBULAR FGV 010 JUNHO/010 RESOLUÇÃO DAS 15 QUESTÕES DE MATEMÁTICA DA PROVA DA MANHÃ MÓDULO OBJETIVO PROVA TIPO A O mon i tor de um note book tem formato retangular com a di ag o nal medindo

Leia mais

Encontro na casa de Dona Altina

Encontro na casa de Dona Altina Ano 1 Lagdo, Domingo, 29 d junho d 2014 N o 2 Encontro na casa d Dona Altina Na última visita dos studants da UFMG não foi possívl fazr a runião sobr a água. Houv um ncontro com a Associação Quilombola,

Leia mais

Em cada ciclo, o sistema retorna ao estado inicial: U = 0. Então, quantidade de energia W, cedida, por trabalho, à vizinhança, pode ser escrita:

Em cada ciclo, o sistema retorna ao estado inicial: U = 0. Então, quantidade de energia W, cedida, por trabalho, à vizinhança, pode ser escrita: Máquinas Térmicas Para qu um dado sistma raliz um procsso cíclico no qual rtira crta quantidad d nrgia, por calor, d um rsrvatório térmico cd, por trabalho, outra quantidad d nrgia à vizinhança, são ncssários

Leia mais

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA ESQUEMA PRÁTICO ) Prazo Máximo Duração do Inquérito 2) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça 3) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça quando stivr m causa a criminalidad rfrida nas al.ªs i) a m) do

Leia mais

MONITORAMENTO DE INFORMAÇÃO

MONITORAMENTO DE INFORMAÇÃO Consórcio muda d ndrço Corrio Lagano - 20/01/2016 5 - Colunista - Olivt Salmória Mídia Imprssa Co m d n 1 Içara prd vantagm comptitiva 9/01) Diário d Notícias/Criciúma - 20/01/2016 7 - Gral Mídia Imprssa

Leia mais

Questionário sobre o Ensino de Leitura

Questionário sobre o Ensino de Leitura ANEXO 1 Questionário sobre o Ensino de Leitura 1. Sexo Masculino Feminino 2. Idade 3. Profissão 4. Ao trabalhar a leitura é melhor primeiro ensinar os fonemas (vogais, consoantes e ditongos), depois as

Leia mais

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e :

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ 13 DE JULH DE 2015! Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : Caso vo cê nunca t e nh a pa

Leia mais

MATERIAL DO ALUNO PARA RECORTAR

MATERIAL DO ALUNO PARA RECORTAR MATERIAL DO ALUNO PARA RECORTAR O Sonho de Renato O Sonho de Renato a e i o u A E I O U so nho de Re na to Eu sou Renato Valadares Batista. Tenho 14 anos. Sou filho de Pedro Batista e Luzia Valadares.

Leia mais

Estratégico. III Seminário de Planejamento. Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011

Estratégico. III Seminário de Planejamento. Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011 Estratégico III Seminário de Planejamento Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011 G es tão Em pre sa rial O rie nta ção pa ra om erc ado Ino vaç ão et

Leia mais

INEC ESPECIALIZAÇÃO EM : GERÊNCIA CONTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITORIA TURMA III. Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 de Outubro.

INEC ESPECIALIZAÇÃO EM : GERÊNCIA CONTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITORIA TURMA III. Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 de Outubro. INEC AUDITRIA Prof. CLAUDECIR PATN ESPECIALIZAÇÃ EM : GERÊNCIA CNTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITRIA TURMA III 1 Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 utubro. CNTRLE - Concitos; - Auditoria Control Intrno; - Importância

Leia mais

INDICAÇÃO DE EVENTOS ESPORTIVOS: BADMINTON Programa Bolsa Atleta 2014. ANEXO 1 Indicação de Eventos para a Categoria Atleta de Base

INDICAÇÃO DE EVENTOS ESPORTIVOS: BADMINTON Programa Bolsa Atleta 2014. ANEXO 1 Indicação de Eventos para a Categoria Atleta de Base INDICAÇÃO DE EVENTOS ESPORTIVOS: BADMINTON Prgrama Blsa Atlta 2014 ANEXO 1 Indicaçã d Evnts para a Catgria Atlta d Bas A) Campnat Nacinal Jvns 2013 Natal / RN - catgria Sub-15 ans; Lcal d ralizaçã: Cmplx

Leia mais

1) VAMOS CELEBRAR Autor:Piter di Laura/Maria Eduarda/Carlos Tocco. Intro: E A9 E/G# D9 A/C# E/B A/C# E/G# D9 A9 E A9 E TODOS REUNIDOS NA CASA DE DEUS

1) VAMOS CELEBRAR Autor:Piter di Laura/Maria Eduarda/Carlos Tocco. Intro: E A9 E/G# D9 A/C# E/B A/C# E/G# D9 A9 E A9 E TODOS REUNIDOS NA CASA DE DEUS 1) VAMOS CLBRAR Autor:Piter di Laura/Maria duarda/carlos Tocco Intro: /# D9 A/C# /B A/C# /# D9 TODOS RUNIDOS NA CASA D DUS COM CANTOS D ALRIA RAND LOUVOR VAMOS CLBRAR OS FITOS DO SNHOR SUA BONDAD QU NUNCA

Leia mais

======================== Œ œ»» Œ C7 ˆ_ ««G 7

======================== Œ œ»» Œ C7 ˆ_ ««G 7 1) É tã bnit n tr (ntrd) cminh cm Jesus (Miss d Temp mum cm crinçs) & 2 4 m œ É tã b ni t n_ tr me s s gr d, & œ t h brn c, ve ce s. & _ Mis s vi c me çr n ns s_i gre j; _u & j im c ris ti cm e gri, v

Leia mais

Lei nº 7998/90. Pós MP nº 665/14 Vigência 60 dias após a data da publicação Art. 2ºB Revogado Art. 2ºB Revogado Art. 2ºB Revogado

Lei nº 7998/90. Pós MP nº 665/14 Vigência 60 dias após a data da publicação Art. 2ºB Revogado Art. 2ºB Revogado Art. 2ºB Revogado Ants da MP nº 665/14 Art. 2o-B. Em carátr xcpcional plo prazo d sis mss, os trabalhadors qu stjam m situação d dsmprgo involuntário plo príodo comprndido ntr doz dzoito mss, inintrruptos, qu já tnham sido

Leia mais

Programa Bolsa Atleta 2013

Programa Bolsa Atleta 2013 INDICAÇÃO DE EVENTOS ESPORTIVOS: BADMINTON Prgrama Blsa Atlta 2013 ANEXO 1 Indicaçã d Evnts para a Catgria Atlta d Bas A) Campnat Nacinal catgria Sub-15 ans; Lcal d ralizaçã: Prt Algr / RS; Príd da Cmptiçã:

Leia mais

3 Proposição de fórmula

3 Proposição de fórmula 3 Proposição fórmula A substituição os inos plos juros sobr capital próprio po sr um important instrumnto planjamnto tributário, sno uma rução lgal a tributação sobr o lucro. Nos últimos anos, a utilização

Leia mais

Resolução feita pelo Intergraus! Módulo Objetivo - Matemática FGV 2010/1-13.12.2009

Resolução feita pelo Intergraus! Módulo Objetivo - Matemática FGV 2010/1-13.12.2009 FGV 010/1-13.1.009 VESTIBULAR FGV 010 DEZEMBRO 009 MÓDULO OBJETIVO PROVA TIPO A PROVA DE MATEMÁTICA QUESTÃO 1 (Prova: Tipo B Resposta E; Tipo C Resposta C; Tipo D Resposta A) O gráfico abaio fornece o

Leia mais

INSTRUÇÕES. Os formadores deverão reunir pelo menos um dos seguintes requisitos:

INSTRUÇÕES. Os formadores deverão reunir pelo menos um dos seguintes requisitos: INSTRUÇÕES Estas instruçõs srvm d orintação para o trino das atividads planadas no projto Europu Uptak_ICT2lifcycl: digital litracy and inclusion to larnrs with disadvantagd background. Dvrão sr usadas

Leia mais

III Game Campori Online

III Game Campori Online 2015 14-16 d agt vrã www.gam.camprinlin.cm prtuguê III Gam Campri Onlin Guia d Orintaçõ A Equip Wb Rádi Atividad Crdnadr Publicidad Tradutr Rlaçõ Extrna Mídia Sciai Epcialidad d Evnt Ediçã Víd Múica Dignr

Leia mais

ESCALA DE PITTSBURGH PARA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO SONO

ESCALA DE PITTSBURGH PARA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO SONO ESCALA DE PITTSBURGH PARA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO SONO As qustõs sguints rfrm-s as sus hábits d sn durant mês passad. Suas rspstas dvm dmnstrar, d frma mais prcisa pssívl, qu acntcu na mairia ds dias

Leia mais

Origem dos Jogos Olímpicos

Origem dos Jogos Olímpicos Natal, RN / /04 ALUNO: Nº SÉRIE/ANO: TURMA: TURNO: DISCIPLINA: TIPO DE ATIVIDADE: Profssor: TESTE º Trimstr º M INSTRUÇÕES: Vrifiqu s sua avaliação contém 6 qustõs ( objtivas 04 discursivas). Caso haja

Leia mais

Melhoria contínua da qualidade do ensino

Melhoria contínua da qualidade do ensino 1. OBJETIVO Est procdimnto visa normalizar as ativis snvolvis no âmbito mlhoria contínua quali do nsino dos cursos ministrados na Escola Naval (EN). 2. CAMPO DE APLICAÇÃO O prsnt procdimnto é aplicávl

Leia mais

Correção da Unicamp 2009 2ª fase - Matemática feita pelo Intergraus. 14.01.2009

Correção da Unicamp 2009 2ª fase - Matemática feita pelo Intergraus. 14.01.2009 MATEMÁTICA 1. O transporte de carga ao porto de Santos é feito por meio de rodovias, ferrovias e dutovias. A tabela abaixo for ne ce al guns da dos re la ti vos ao trans por te ao por to no pri me i ro

Leia mais

Escola Básica e Secundária Dr. Ângelo Augusto da Silva

Escola Básica e Secundária Dr. Ângelo Augusto da Silva Escla Básica Scdária Dr. Âgl Agst da Silva Tst d MATEMÁTIA A º A Draçã: 9 mits Març/ 3 Nm Nº T: lassificaçã O Prf. (Lís Abr) ª PARTE Para cada ma das sgits qstõs d sclha múltipla, slci a rspsta crrta d

Leia mais

REGULAMENTO DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE HOSPEDAGEM No u s o d a c o mp e t ê n c i a p r e v i s t a al í n e a v ) d o n. º 1 d o ar t i g o 64º d o De c r e t o -Le i n. º 1

Leia mais

Apenas 5% dos Brasileiros sabem falar Inglês

Apenas 5% dos Brasileiros sabem falar Inglês Apns 5% ds Brsilirs sb flr Inglês D crd cm um lvntmnt fit pl British Cncil pns 5% d ppulçã sb fl r Dvs lbrr stms épcs pré-vnts sprtivs s lhs d mund td cmçm s vltr cd vz mis pr Brsil pr iss nã bst dminr

Leia mais

Dinâmica Longitudinal do Veículo

Dinâmica Longitudinal do Veículo Dinâmica Longitudinal do Vículo 1. Introdução A dinâmica longitudinal do vículo aborda a aclração frnagm do vículo, movndo-s m linha rta. Srão aqui usados os sistmas d coordnadas indicados na figura 1.

Leia mais

NOTA SOBRE INDETERMINAÇÕES

NOTA SOBRE INDETERMINAÇÕES NOTA SOBRE INDETERMINAÇÕES HÉLIO BERNARDO LOPES Rsumo. Em domínios divrsos da Matmática, como por igual nas suas aplicaçõs, surgm com alguma frquência indtrminaçõs, d tipos divrsos, no cálculo d its, sja

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos N N s U 11.033, npu U 10.865, U 9.779, U U Prsidência Rpública Casa Civil Subchfia para ssunts Jurídics HULEI NU DE 21 DE DEZEMBR DE 2004.UH ltra a tributaçã d mrcad financir capitais; institui Rgim Tributári

Leia mais

EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016

EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016 EDITAL N.º 24/2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO ESPECÍFICO PARA INGRESSO DE FRONTEIRIÇOS 2016 O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso d suas atribuiçõs lgais statutárias, torna público st Edital

Leia mais

Desse modo, podemos dizer que as forças que atuam sobre a partícula que forma o pêndulo simples são P 1, P 2 e T.

Desse modo, podemos dizer que as forças que atuam sobre a partícula que forma o pêndulo simples são P 1, P 2 e T. Pêndulo Simpls Um corpo suspnso por um fio, afastado da posição d quilíbrio sobr a linha vrtical qu passa plo ponto d suspnsão, abandonado, oscila. O corpo o fio formam o objto qu chamamos d pêndulo. Vamos

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Gabinete do Deputado FERNANDO JORDÃO - PMDB/RJ Brasília, 21 de março de 2011.

CÂMARA DOS DEPUTADOS Gabinete do Deputado FERNANDO JORDÃO - PMDB/RJ Brasília, 21 de março de 2011. Gabinete d Deputad FERNANDO JORDÃO - PMDB/RJ Brasília, 21 de març de 2011. Quand ingressei cm Requeriment slicitand a presença de Vssas Senhrias na Cmissã, estava assustad, cm, aliás, tda a ppulaçã, cm

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Orientações gerais MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ESCOLA AGROTÉCNICA FEDERAL DE RIO DO SUL ESTRADA DO REDENTOR, 5665 BAIRRO CANTAGALO RIO DO SUL (SC) (47) 3521 3700 eafrs@eafrs.gv.br ORIENTAÇÕES GERAIS As rientações

Leia mais

CD RESGATAI A NOIVA - 1. EL SHADAI

CD RESGATAI A NOIVA - 1. EL SHADAI C RSATAI A NOIVA - 1. L SHAAI F9 Bb9 C4 F9 L SHAAI, TOO POROSO ÉS F9 Bb9 C4 m7 L SHAAI, NÃO HÁ OUTRO US IUAL F9 Bb9 C4 m7 L SHAAI, OMÍNIO STÁ M SUAS MÃOS Bb9 C4 F9 POROSO L SHAAI C F9 MU ABA PAI PROVOR,

Leia mais

PSICROMETRIA 1. É a quantificação do vapor d água no ar de um ambiente, aberto ou fechado.

PSICROMETRIA 1. É a quantificação do vapor d água no ar de um ambiente, aberto ou fechado. PSICROMETRIA 1 1. O QUE É? É a quantificação do vapor d água no ar d um ambint, abrto ou fchado. 2. PARA QUE SERVE? A importância da quantificação da umidad atmosférica pod sr prcbida quando s qur, dntr

Leia mais

Quadro de conteúdos. Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano. Lição 1 As crianças e os lugares onde vivem

Quadro de conteúdos. Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano. Lição 1 As crianças e os lugares onde vivem Quadro de conteúdos Eu Gosto M@is Integrado 1 o ano Língua Portuguesa Matemática História Geografia Ciências Naturais Arte Inglês ABC da passarinhada O alfabeto Quantidade A ideia de quantidade Eu, criança

Leia mais

Leia o texto abaixo, para responder às questões de números 43 a 48.

Leia o texto abaixo, para responder às questões de números 43 a 48. PORTUGUÊS Lia o txto abaixo, para rspondr às qustõs d númros 43 a 48. [...] Ao sair do Tjo, stando a Maria ncostada à borda do navio, o Lonardo fingiu qu passava distraído por junto dla, com o frrado sapatão

Leia mais

RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO

RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO RESULTADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO EXTERNO COM A CONCILIAÇÃO E A MEDIAÇÃO 1. RESULTADOS QUESTIONÁRIO I - PARTES/ CONCILIAÇÃO 1.1- QUESTIONÁRIO I - PARTES/ CONCILIAÇÃO: AMOSTRA REFERENTE AS

Leia mais

Missa Ave Maris Stella

Missa Ave Maris Stella Missa Av Maris Stlla Para coro a calla a quatro vozs SATB Notas sobr a comosição A rsnt comosição constituis a artir d um ordinário da missa m latim ara coro a quatro vozs a calla, sm divisi Sorano, Alto,

Leia mais

Residência para coletivos na Casa do Povo. Cole tivo

Residência para coletivos na Casa do Povo. Cole tivo Rsidência para coltivos na Casa do Povo Chamada abrta tativo - Rsidência para coltivos na Casa do Povo Há mais d 60 anos, a Casa do Povo atua como lugar d mmória cntro cultural m sintonia com o pnsamnto

Leia mais

Casa, acolhida e libertação para as primeiras comunidades

Casa, acolhida e libertação para as primeiras comunidades PNV 289 Casa, acolhida e libertação para as primeiras comunidades Orides Bernardino São Leopoldo/RS 2012 Centro de Estudos Bíblicos Rua João Batista de Freitas, 558 B. Scharlau Caixa Postal 1051 93121-970

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Smstr/2015 Ensin Técnic Códig: 0262 ETEC ANHANGUERA Municípi: Santana d Parnaíba Cmpnnt Curricular: Gstã Emprsarial Módul: 1 Eix Tcnlógic: Sgurança C. H. Smanal: 2,5 Habilitaçã

Leia mais

VESTIBULAR UNICAMP 2010-1ª FASE - NOVEMBRO/2009

VESTIBULAR UNICAMP 2010-1ª FASE - NOVEMBRO/2009 VESTIBULAR UNICAMP 2010-1ª FASE - NOVEMBRO/2009 Comentário da Redação Nes te ano, a pro va de Re da ção da Uni camp foi ex ce len te. Em pri me i ro lu gar, pelo res pe i to ao for ma to tra di ci o nal

Leia mais

Alunos dos 1 anos participam de concurso de exposições sobre Inovação e Sustentabilidade na Agropecuária

Alunos dos 1 anos participam de concurso de exposições sobre Inovação e Sustentabilidade na Agropecuária Alunos dos 1 anos participam concurso xposiçõs sobr Inovação Sustntabilida na Agropcuária Na última trçafira, 23 junho, as turmas Curso 1 anos Técnico do m Agropcuária participaram do concurso xposiçõs

Leia mais

Correção da Unicamp 2010 2ª fase - Geografia feita pelo Intergraus. 12.01.2010

Correção da Unicamp 2010 2ª fase - Geografia feita pelo Intergraus. 12.01.2010 UNICAMP 2010 - GEOGRAFIA 13. Ob serve o gráfico abaixo e responda às questões: a) Indi que a(s) re gião(ões) do glo bo com ta xa de es pe ran ça de vi da ao nas cer in fe ri or à mé dia mun di al, nos

Leia mais

A Gonçalves no México I N F O R M A

A Gonçalves no México I N F O R M A I N F O R M A Novembro de 2007 Depois de atuar por quase três anos no México com um escritório comercial, a Gonçalves investe em uma unidade industrial no país, que entrará em operação no início de 2008.

Leia mais

10.1 Objetivos, Conceitos e Funções. Os obje ti vos prin ci pais do con tro le orça men tá rio são: Responsabilidade pelo Controle Orçamentário

10.1 Objetivos, Conceitos e Funções. Os obje ti vos prin ci pais do con tro le orça men tá rio são: Responsabilidade pelo Controle Orçamentário Capítulo 10 Controle Orçamentário Essa etapa acon te ce após a exe cu ção das tran sa ções dos even tos eco nô mi cos pre vis - tos no plano orça men tá rio. Não se con ce be um plano orça men tá rio sem

Leia mais

2 Mbps (2.048 kbps) Telepac/Sapo, Clixgest/Novis e TV Cabo; 512 kbps Cabovisão e OniTelecom. 128 kbps Telepac/Sapo, TV Cabo, Cabovisão e OniTelecom.

2 Mbps (2.048 kbps) Telepac/Sapo, Clixgest/Novis e TV Cabo; 512 kbps Cabovisão e OniTelecom. 128 kbps Telepac/Sapo, TV Cabo, Cabovisão e OniTelecom. 4 CONCLUSÕES Os Indicadors d Rndimnto avaliados nst studo, têm como objctivo a mdição d parâmtros numa situação d acsso a uma qualqur ára na Intrnt. A anális dsts indicadors, nomadamnt Vlocidads d Download

Leia mais

RELAÇÕES ENTRE MUNDO RURAL E MUNDO URBANO Evolução histórica, situação actual e pistas para o futuro

RELAÇÕES ENTRE MUNDO RURAL E MUNDO URBANO Evolução histórica, situação actual e pistas para o futuro RELAÇÕES ENTRE MUNDO RURAL E MUNDO URBANO Evolução histórica, situação actual e pistas para o futuro João Ferrão Resumo As visões recentes sobre o mundo rural revelam grande permeabilidade à ideia de património

Leia mais

OAB 1ª FASE RETA FINAL Disciplina: Direito Administrativo MATERIAL DE APOIO

OAB 1ª FASE RETA FINAL Disciplina: Direito Administrativo MATERIAL DE APOIO I. PRINCÍPIOS: 1. Suprmacia do Intrss Público sobr o Particular Em sndo a finalidad única do Estado o bm comum, m um vntual confronto ntr um intrss individual o intrss coltivo dv prvalcr o sgundo. 2. Indisponibilidad

Leia mais

A prova tem como referência o Programa de PRÁTICAS DE CONTABILIDADE E GESTÃO do 12º Ano de Escolaridade.

A prova tem como referência o Programa de PRÁTICAS DE CONTABILIDADE E GESTÃO do 12º Ano de Escolaridade. Informação - Prova Equivalência à Frquência Práticas Contabilida Gstão Prova Equivalência à Frquência Práticas Contabilida Gstão Duração da prova: 120 minutos / 24.06.2013 12º Ano Escolarida Curso Tcnológico

Leia mais

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I 1 3Mr P e re s, R e s e r h D i re t r I D C B rs i l Br 0 0metr Cis e Bn L rg n Brsil, 2005-201 0 R e s l t s P ri m e i r T ri m e s t re e 2 0 0 7 Prer r Prer r Met e Bn Lrg em 2 0 1 0 n Brs i l : 10

Leia mais

Florianópolis, 09 de abril de 1998. PORTARIA Nº 0173/GR/98.

Florianópolis, 09 de abril de 1998. PORTARIA Nº 0173/GR/98. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR PORTARIAS Florianópolis, 09 d abril d 1998 PORTARIA Nº 0173/GR/98 O Ritor da Univrsidad Fdral d Santa Catarina, no uso d suas atribuiçõs statutárias

Leia mais

QUE ESPANHOL É ESSE? Mariano Jeferson Teixeira (Grad /UEPG) Valeska Gracioso Carlos (UEPG)

QUE ESPANHOL É ESSE? Mariano Jeferson Teixeira (Grad /UEPG) Valeska Gracioso Carlos (UEPG) Congrsso Intrnacional d Profssors d Línguas Oficiais do MERCOSUL QUE ESPANHOL É ESSE? Mariano Jfrson Tixira (Grad /UEPG) Valska Gracioso Carlos (UEPG) 1. Introdução Graças á rgulamntaçõs impostas por acordos

Leia mais

PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA NA EMPRESA. Prof. Jos é Ricardo Tóffoli

PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA NA EMPRESA. Prof. Jos é Ricardo Tóffoli PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA NA EMPRESA Prof. Jos é Ricardo Tóffoli PARTICIPAÇÃO DA S EGURANÇA E DA MEDICINA DO TRABALHO A qualidad d vida na mprs a dpnd do trabalho d uma quip multidis ciplinar, da qual

Leia mais

PATR IMÔNIO PALEONTOLÓG IC O

PATR IMÔNIO PALEONTOLÓG IC O PATR IMÔNIO PALEONTOLÓG IC O O s depós itos fos s ilíferos, o s s ítios paleontológ icos (paleobiológicos ou fossilíferos) e o s fós s eis q u e a p r e s e n ta m valores científico, educativo o u cultural

Leia mais

Quem falou foi Henrieta, toda arrumada com a camisa de goleira. E tinha mais um monte de gente: Alice, Cecília, Martinha, Edilene, Luciana, Valdete,

Quem falou foi Henrieta, toda arrumada com a camisa de goleira. E tinha mais um monte de gente: Alice, Cecília, Martinha, Edilene, Luciana, Valdete, Cpítul 3 N ã p! Abu! On já viu? Et qu é n! Cê minh mã? Qun mnin chgm p jg nqul ming, qu ncntm? Um gup mnin. D cmit, têni, clçã muit ipiçã. E g? Afinl, qum tinh ti qul ii mluc? D qun vcê gtm futl? pguntu

Leia mais

PRODUTOS GERDAU PARA PAREDES DE CONCRETO

PRODUTOS GERDAU PARA PAREDES DE CONCRETO PRODUTOS GERDAU PARA PAREDES DE CONCRETO SISTEMA CONSTRUTIVO PAREDES DE CONCRETO NBR60 PAREDES DE CONCRETO Sistma construtivo m qu as lajs as pards são moldadas m conjunto, formando um lmnto monolítico.

Leia mais

J u i n 2 0 0 9 L e ttr e d 'i n fo r m a ti o n n 1 9 E d i to r i al E p p u r si m u o ve «E t p o u r ta n t e l l e b o u g e» m u r m u r a G a l l i l é e s u r s o n c h a m p e s t l a r g e.

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL

EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO N o 001 - EMBRATEL 1. APLICAÇÃO Est Plano d Srviço ofrc ao usuário do Srviço d Tlfonia Fixa Comutada, a possibilidad d

Leia mais

Capitulo 4 Resolução de Exercícios

Capitulo 4 Resolução de Exercícios FORMULÁRIO i Taxa Proporcioal ou quivalt (juros simpls) i k Taxas Equivalts (juros compostos) 3 i i i i i i i 4 6 360 a s q t b m d Taxa Eftiva Nomial k i i p ao príodo d capitalização ; i k Taxa Ral Taxa

Leia mais

Correção da Unicamp 2010 2ª fase - Física feita pelo Intergraus. 12.01.2010

Correção da Unicamp 2010 2ª fase - Física feita pelo Intergraus. 12.01.2010 da Unicamp 010 ª fase - Física 1.01.010 UNICAMP 010 - FÍSICA Esta prova aborda fenômenos físicos em situações do cotidiano, em experimentos científicos e em avanços tecnológicos da humanidade. Em algumas

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dezembro/2010

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dezembro/2010 [Digit txto] 1 IDENTIFICAÇÃO RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DO TRABALHO TÉCNICO SOCIAL Dzmbro/2010 Programa: Opraçõs Coltivas Contrato CAIXA nº: 0233.389.09/2007 Ação/Modalidad: Construção d unidad habitacional

Leia mais

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O DISCIPLINA: EMRC ANO: 5º 1º PERÍODO ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O UNIDADE DIDÁTICA 1: Vivr juntos AULAS PREVISTAS: 12 COMPETÊNCIAS (O aluno dvrá sr capaz d:) CONTEÚDOS

Leia mais

MODALIDADES DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DOS QUADROS SUPERIORES NAS EMPRESAS

MODALIDADES DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DOS QUADROS SUPERIORES NAS EMPRESAS MODALIDADES DE INSERÇÃO PROFISSIONAL DOS QUADROS SUPERIORES NAS EMPRESAS João Pedro Cordeiro Resumo O presente artigo versa sobre as práticas de gestão de recursos humanos pelas empresas, e mais especificamente

Leia mais

e n e e A SIPAT Integrada 2012 Teófilo Otoni 07 a 11-05-2012

e n e e A SIPAT Integrada 2012 Teófilo Otoni 07 a 11-05-2012 In a n a m t a rn d Prv n çã o d A SIPAT Intgrada 2012 Tófilo Otoni 07 a 11-05-2012 ci d nt S Fnord Cmig Tófilo Otoni Projcl Engnharia Ltda. Rdl Eltrificaçõs Fundação Educacional Nordst Miniro s Gast tmpo

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO(*)

PARECER HOMOLOGADO(*) PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Dspacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União d 17/07/2003 (*) Portaria/MEC nº 1.883, publicada no Diário Oficial da União d 17/07/2003 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

FAQ DEM/ Esta é uma. Estímulo 2012? Assim, não. Fundo. R: 1. Após tenha

FAQ DEM/ Esta é uma. Estímulo 2012? Assim, não. Fundo. R: 1. Após tenha Esta é uma Mdida só para 2012, ou vai continuar? Não stá prvisto na lgislação um príodo d vigência. Uma ntidad mprgadora com mnos d cinco (5) trabalhadors pod candidatar s ao Estímulo 2012? Sim. Nst caso,

Leia mais

COASTAL TOURISM, ENVIRONMENT, AND SUSTAINABLE LOCAL DEVELOPMENT

COASTAL TOURISM, ENVIRONMENT, AND SUSTAINABLE LOCAL DEVELOPMENT RECENSÃO COASTAL TOURISM, ENVIRONMENT, AND SUSTAINABLE LOCAL DEVELOPMENT [Lígia Noronha, Nelson Lourenço, João Paulo Lobo-Ferreira, Anna Lleopart, Enrico Feoli, Kalidas Sawkar, e A. G. Chachadi (2003),

Leia mais

Datas das próximas viagens da UFMG. Sondagem do solo em Lagedo e Riacho

Datas das próximas viagens da UFMG. Sondagem do solo em Lagedo e Riacho Ano 2 Lagdo, Domingo, 31 d maio d 2015 N o 12 Datas das próximas viagns da UFMG Data Casa 12 29 d maio a 31 d maio d 2015 Alcion/Paulo 13 26 d junho a 28 d junho d 2015 Gralda/Antônio 14 24 d julho a 26

Leia mais

PADRÕES DE VIDA DOS ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS NOS PROCESSOS DE TRANSIÇÃO PARA A VIDA ADULTA

PADRÕES DE VIDA DOS ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS NOS PROCESSOS DE TRANSIÇÃO PARA A VIDA ADULTA PADRÕES DE VIDA DOS ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS NOS PROCESSOS DE TRANSIÇÃO PARA A VIDA ADULTA Rosário Mauritti Resumo Este artigo começa por analisar a influência das origens sociais nas trajectórias de

Leia mais

P i s cina s : 2 P i s ci n a e x te rior de á g u a d e m a r a q u e cida P i s ci n a i n te ri or d e á g u a

P i s cina s : 2 P i s ci n a e x te rior de á g u a d e m a r a q u e cida P i s ci n a i n te ri or d e á g u a E M P R IM E I R A MÃO T h e O i ta v os é o e x c lu s i v o h o te l d e 5 e s tre la s q u e co m p le t a e v a l ori za a ofe rta d a Q u i n ta d a M a ri n h a, co n s olid a n d o -a c om o d e

Leia mais

SISTEMA DE PONTO FLUTUANTE

SISTEMA DE PONTO FLUTUANTE Lógica Matmática Computacional - Sistma d Ponto Flutuant SISTEM DE PONTO FLUTUNTE s máquinas utilizam a sguint normalização para rprsntação dos númros: 1d dn * B ± 0d L ond 0 di (B 1), para i = 1,,, n,

Leia mais

CD CORAÇÃO DA NOIVA - 1. O SENHOR É BOM INTR:E D A/C# C7+ B E D A/C# O SENHOR É BOM C7+ B E SEU AMOR DURA PARA SEMPRE ELE É BOM...

CD CORAÇÃO DA NOIVA - 1. O SENHOR É BOM INTR:E D A/C# C7+ B E D A/C# O SENHOR É BOM C7+ B E SEU AMOR DURA PARA SEMPRE ELE É BOM... C CORÇÃO NOIV - 1. O SNHOR É OM INTR: /C# C7+ /C# O SNHOR É OM C7+ SU MOR UR PR SMPR L É OM... Letra e Música: avi Silva C CORÇÃO NOIV - 2. SNTO É O TU NOM M TO TRR S OUVIRÁ UM NOVO SOM UM CNÇÃO MOR PRCORRRÁ

Leia mais

HABERMAS E A ESFERA PÚBLICA: RECONSTRUINDO A HISTÓRIA DE UMA IDEIA

HABERMAS E A ESFERA PÚBLICA: RECONSTRUINDO A HISTÓRIA DE UMA IDEIA HABERMAS E A ESFERA PÚBLICA: RECONSTRUINDO A HISTÓRIA DE UMA IDEIA Filipe Carreira da Silva Resumo Este artigo tem por objectivo discutir a noção de esfera pública proposta por Jürgen Habermas. Para tanto,

Leia mais

EXCELENTE LEILÃO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TURUÇU DIA:08/04/2015

EXCELENTE LEILÃO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TURUÇU DIA:08/04/2015 EXCELENTE LEILÃO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TURUÇU DIA:08/04/2015 ÁS 11:00H, NA PREFEITURA d TURUÇU RS, à BR 116 KM 482 s/n TURUÇU- RS. PLANILHA DE BENS PREFEITURA MUNICIPAL DE TURUÇU RS. AO FINAL ESTÃO

Leia mais

FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO

FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO FASE - ESCOLA 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO CRONOGRAMA ÍNDICE FASES DATAS APURAMENTOS LOCAL 4 alunos por scola 1. Introdução...2 1ª fas Escolas 2ª fas Distrital Até 11 d Janiro 1 ou 2 d Fvriro 2 do sxo fminino

Leia mais

S is tem a de G es tã o da Qua lida de. S egura n ça do T ra ba lho

S is tem a de G es tã o da Qua lida de. S egura n ça do T ra ba lho S is tm a d G s tã o da Qua lida d S gura n ça do T ra ba lho G s tã o da Qua lida d I n t r n a ti o n a l O r g a n i za ti o n fo r S ta n d a r d i za ti o n (I S O ) Organização Normalização. Intrnacional

Leia mais

e-manual Premium FÍSICO-QUÍMICA 9.o ANO Experimente em espacoprofessor.pt

e-manual Premium FÍSICO-QUÍMICA 9.o ANO Experimente em espacoprofessor.pt FÍSICO-QUÍMICA 9. ANO Manual Tabla Priódica (frta a alun) Fichas (frta a alun) Apis Áudi (fichirs mp para dwnlad) Cadrn d Atividads (inclui Fichas d Labratóri) Cadrn d Labratóri Matriais Manipulávis Dssir

Leia mais

PLANO DE CURSO 2011. 3 aulas Data show Aulas expositivas Estudo de casos e análise de precedentes dos Tribunais Estaduais e Superiores.

PLANO DE CURSO 2011. 3 aulas Data show Aulas expositivas Estudo de casos e análise de precedentes dos Tribunais Estaduais e Superiores. Est Plano d Curso podrá sofrr altraçõs a critério do profssor / ou da Coordnação. PLANO DE CURSO 2011 DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL III Excução civil, tutlas d urgência procdimntos spciais. PROFESSOR:

Leia mais

Desta maneira um relacionamento é mostrado em forma de um diagrama vetorial na Figura 1 (b). Ou poderia ser escrito matematicamente como:

Desta maneira um relacionamento é mostrado em forma de um diagrama vetorial na Figura 1 (b). Ou poderia ser escrito matematicamente como: ASSOCIAÇÃO EDUCACIONA DOM BOSCO FACUDADE DE ENGENHAIA DE ESENDE ENGENHAIA EÉICA EEÔNICA Disciplina: aboratório d Circuitos Elétricos Circuitos m Corrnt Altrnada EXPEIMENO 9 IMPEDÂNCIA DE CICUIOS SÉIE E

Leia mais

NR-35 TRABALHO EM ALTURA

NR-35 TRABALHO EM ALTURA Sgurança Saúd do Trabalho ao su alcanc! NR-35 TRABALHO EM ALTURA PREVENÇÃO Esta é a palavra do dia. TODOS OS DIAS! PRECAUÇÃO: Ato ou fito d prvnir ou d s prvnir; A ação d vitar ou diminuir os riscos através

Leia mais

Fa la de Ben to Ser ras, co bra dor de bi lhe tes, nas ci do e mo ra dor em Amo rins:

Fa la de Ben to Ser ras, co bra dor de bi lhe tes, nas ci do e mo ra dor em Amo rins: Fa la de Ben to Ser ras, co bra dor de bi lhe tes, nas ci do e mo ra dor em Amo rins: «Diz que quer con tar tu do dos prin cí pios? Dos prin cí pios a gen te nun ca sa be. Quan do é o ca so de se lhe pôr

Leia mais

A DERIVADA DE UM INTEGRAL

A DERIVADA DE UM INTEGRAL A DERIVADA DE UM INTEGRAL HÉLIO BERNARDO LOPES Rsumo. O cálculo o valor a rivaa um ingral ocorr com cra frquência na via profissional físicos, químicos, ngnhiros, conomisas ou biólogos. É frqun, conuo,

Leia mais

Classificação Periódica dos Elementos

Classificação Periódica dos Elementos Classificação Periódica dos Elementos 1 2 3 1 Massa atômica relativa. A incerteza no último dígito é 1, exceto quando indicado entre parênteses. Os valores com * referemse Número Atômico 18 ao isótopo

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2014 EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES E DE RETIFICAÇÃO

CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2014 EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES E DE RETIFICAÇÃO CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2014 EDITAL DE PRORROGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES E DE RETIFICAÇÃO O Município d Duartina, Estado d São Paulo, no uso d suas atribuiçõs lgais, torna público o Edital d Prorrogação das Inscriçõs,

Leia mais

mucifma CNC.5011110ns 11po Processo Lecyslalko O O O O O O 8 1 8 8 4-4 O

mucifma CNC.5011110ns 11po Processo Lecyslalko O O O O O O 8 1 8 8 4-4 O . CM CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO SEÇÃO DO PROTOCOLO Procsso no MO d 19 Promovni: VIANA; MICOLAU IHMA 1. Naiurzo: Inolog7So u. HE I r Arsón 1 PCSLHIHPHALUN nos Humos unrnirs mo GUU7WHIO PH' m\up rl- MALHO

Leia mais

Experiência n 2 1. Levantamento da Curva Característica da Bomba Centrífuga Radial HERO

Experiência n 2 1. Levantamento da Curva Característica da Bomba Centrífuga Radial HERO 8 Expriência n 1 Lvantamnto da Curva Caractrística da Bomba Cntrífuga Radial HERO 1. Objtivo: A prsnt xpriência tm por objtivo a familiarização do aluno com o lvantamnto d uma CCB (Curva Caractrística

Leia mais

Si Mesmo. Logosófica. Carlos Bernardo González Pecotche. Editora RAUMSOL

Si Mesmo. Logosófica. Carlos Bernardo González Pecotche. Editora RAUMSOL Carlos Bernardo González Pecotche RAUMSOL A Herança de Si Mesmo Editora Logosófica A HerAnçA de Si Mesmo Ao publicar o presente tra balho, o autor levou em conta a repercussão que ele pode alcançar no

Leia mais