Manual para Elaboração de Consultas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual para Elaboração de Consultas"

Transcrição

1 Manual para Elaboração de Consultas

2 PRESIDENTA DA REPÚBLICA Dilma Vana Rousseff MINISTRO DA EDUCAÇÃO Fernando Haddad SECRETÁRIO EXECUTIVO José Henrique Paim Fernandes SUBSECRETÁRIO DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO Wagner Vilas Boas de Souza COORDENADORA-GERAL DE FINANÇAS Iara Ferreira Pinheiro COORDENAÇÃO DE PROGRAMAÇÃO E ACOMPANHAMENTO FINANCEIRO Waslei José da Silva Shirley Jackcely dos Santos Gomes Wesley Washington Lourenço Figueredo João Luiz da Silva Ricardo Ferreira Ardenghi Paulo Cesar Alves de Santana Ely Mendes de Oliveira Edilson José da Rocha Esplanada dos Ministérios, Bloco L Edifício Anexo ao Ministério da Educação, Ala I, 1º andar Brasília DF Permitida a reprodução total ou parcial desta publicação deste que citada a fonte. Versão

3 Sumário 1. Apresentação Configuração do Microsoft Excel Acesso ao SIAFI Gerencial WEB Conta Contábil, Item de Informação e Grupo de Informação Documentos Contábeis Saldo Atualiza Grupo de Informação Inclusão de Item Consultando Itens de Informação Exclusão de Item de Informação Saldo Consulta Construída Dotação Receita Cota Recebida Cota RAP Recebida Execução do Exercício Restos a Pagar - Sistemática Execução de Restos a Pagar de Exercícios anteriores Saldo Consulta Gerencial de Transferências Legislação... 88

4

5 Manual Siafi Gerencial 5 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO 1. Apresentação O SIAFI Gerencial é um sistema que possibilita a obtenção de informações, a partir de dados coletados da execução orçamentária, financeira, contábil e patrimonial existentes no SIAFI Operacional. A principal característica do SIAFI Gerencial é a flexibilidade oferecida ao usuário para obtenção das informações, tanto na forma de parametrização dos filtros quanto na forma de apresentação das mesmas. Dessa forma, é um sistema que atende às necessidades dos usuários de forma tempestiva e customizada. Este Manual, confeccionado pela Coordenação de Programação e Acompanhamento Financeiro SPO/MEC tem por objetivo auxiliar na elaboração de consultas e relatórios gerenciais no que compete a Gestão Orçamentária e Financeira da Unidade utilizando como ferramenta o SIAFI Gerencial WEB.

6

7 2. Configuração do Microsoft Excel O primeiro procedimento é a configuração do Microsoft Excel para que possa exportar os dados do SIAFI Gerencial. No Microsoft Excel 2003, a configuração é feita como nas figuras abaixo: Manual Siafi Gerencial 7

8 O nível de segurança deverá ser o Baixo para que não ocorra erro na exportação: Manual Siafi Gerencial 8

9 No Microsoft Excel 2007, a configuração é diferente; Clica-se no Botão Office Manual Siafi Gerencial 9

10 Clica-se em Opções do Microsoft Excel: Manual Siafi Gerencial 10

11 Clica-se em Central de Confiabilidade: Configurações da Central de Confiabilidade: Manual Siafi Gerencial 11

12 Clica-se em Configurações de Macro e seleciona a opção: Habilitar todas as macros Manual Siafi Gerencial 12

13 3. Acesso ao SIAFI Gerencial WEB Página do Tesouro Nacional: Clica-se no ícone do SIAFI Gerencial WEB Manual Siafi Gerencial 13

14 Efetuar login informando: a) Código: CPF b) Senha: cadastrada pelo usuário junto ao cadastrador da unidade. Obs.: - Quando da inclusão de novo usuário pelo cadastrador da unidade será fornecido pelo sistema automaticamente uma senha de acesso padrão, que deverá ser alterada pelo usuário no primeiro acesso. Manual Siafi Gerencial 14

15 Tela inicial do SIAFI Gerencial WEB: Manual Siafi Gerencial 15

16 4. Conta Contábil, Item de Informação e Grupo de Informação Para a geração de um Grupo de Informação, primeiramente teremos que entender o processo de formação do mesmo. Inicialmente, devemos identificar a conta contábil ou o conjunto de contas que permitirá identificar a informação desejada. Ou seja, poderemos obter a informação desejada por meio de uma ou mais contas contábeis. Com isso, o Item de Informação é o instrumento utilizado para agregar uma ou mais contas contábeis. Deveremos identificar qual Item de Informação que permitirá subtrair a informação desejada. Vale destacar que, somente a Secretaria do Tesouro Nacional - STN possui permissão de criar um Item de Informação, sendo facultado à alteração do mesmo pelas demais unidades. Sendo que, para isso, é necessário deter conhecimento contábil. Logo, o Grupo de Informação é o instrumento agregador de um ou mais Itens de Informação. Plano de Contas Contábeis Crédito Empenhado a Liquidar Crédito Liquidado Crédito Pago - Folha Crédito Empenhado a Liquidar Crédito Disponível Itens de Informação Despesas Liquidadas Crédito Empenhado a Liquidar Crédito Liquidado Crédito Pago - Folha Crédito Disponível Crédito Disponível Grupo de Informação Liquidação da Despesa Despesas Liquidadas Crédito Disponível Manual Siafi Gerencial 16

17 5. Documentos Contábeis O SIAFI Gerencial WEB possibilita a extração de diversos documentos contábeis emitidos pelo SIAFI Operacional. Para extrair tais documentos, basta acessar na barra de ferramentas o Menu Documentos. Manual Siafi Gerencial 17

18 Exemplo: consultar as Notas de Crédito recebidas pela unidade. Para isso basta clicar no item Movimento Crédito NC. A tela apresentada trará todos os campos constantes da Nota de Crédito. Tais campos deverão ser utilizados como filtros. Quanto mais filtros preenchidos, mais rápida será a geração da extração. Manual Siafi Gerencial 18

19 O SIAFI Gerencial mostrará a lista de documentos gerados: Manual Siafi Gerencial 19

20 Para enviar os dados, basta clicar no botão Exportar e escolher o aplicativo Microsoft Excel ou BrOffice. Manual Siafi Gerencial 20

21 A planilha exportada/gerada será como a tela abaixo: Manual Siafi Gerencial 21

22 Após a exportação, podem ser utilizados os recursos do Microsoft Excel para trabalhar os dados. Manual Siafi Gerencial 22

23 6. Saldo Atualiza Grupo de Informação É possível alterar o Grupo de Informação já existente no SIAFI Gerencial WEB, sendo permitido a inclusão e/ou exclusão de Itens de Informação. Exemplo: inclusão de Item de Informação no Grupo de Informação PUBLIC MENSAL. 6.1 Inclusão de Item Menu Saldo Atualiza Grupo de Informação: Manual Siafi Gerencial 23

24 - Seleciona-se o Grupo a ser alterado: Manual Siafi Gerencial 24

25 - Neste caso, iremos incluir o Item de Informação Crédito Disponível ao Grupo de Informação acima destacado e para isso será utilizado o item CONSULTA ITENS DE INFORMAÇÃO Consultando Itens de Informação Para localizar o nome do Item de Informação, basta ir ao Menu Saldo Consulta Itens de Informação. Serão disponibilizadas três maneiras distintas de consulta: UG Proprietária, Item de Informação ou Conta Contábil. No exemplo, será utilizado a Conta Contábil. Digita-se o código da Conta Contábil no campo determinado e clica-se no botão consultar. Manual Siafi Gerencial 25

26 O SIAFI Gerencial WEB mostrará todos os Itens de Informação que contém a referida Conta Contábil: Manual Siafi Gerencial 26

27 Para descobrir qual Item de Informação utilizar, basta clicar no botão Detalhar. O Item de Informação que utilizaremos será aquele que contém em sua fórmula de cálculo SOMENTE a conta contábil , que corresponde ao Crédito Disponível. No exemplo, o Item de Informação a ser incluído será: CRED DISPONIVEL b Manual Siafi Gerencial 27

28 Voltando ao item Atualiza Grupo de Informação, podemos incluir o Item de Informação desejado. O usuário definirá onde quer incluir o novo Item de Informação, para isso basta inserir uma linha onde o Item deverá ser colocado; Manual Siafi Gerencial 28

29 No campo Item de Informação deve ser digitado o nome do novo Item de Informação EXATAMENTE IGUAL ao nome encontrado no Consulta Itens de Informação. Apertando a tecla Enter, aparecerá a conta contábil correspondente ao Item no campo Regra de Cálculo. Manual Siafi Gerencial 29

30 Para salvar o novo Grupo de Informação, basta clicar em Salvar Como e renomeá-lo. Antes, porém é necessária a mudança do campo Projeção de Geral para UG. Isso porque só se pode alterar Grupo de Informação de Projeção UG, ou seja, que pertence à própria UG. Sendo, posteriormente, permitida a utilização para novas extrações. Obs.: - Os Grupos de Informação salvos em um exercício só passarão para o exercício seguinte se o mesmo ainda não estiver vigente. Portanto Grupos de Informação atualizados em exercícios encerrados não passarão para o próximo exercício. Manual Siafi Gerencial 30

31 6.2 Exclusão de Item de Informação Para localizar o nome do Item de Informação, basta ir ao Menu Saldo Atualiza Grupo de Informação. Manual Siafi Gerencial 31

32 Seleciona-se o Grupo de Informação ao qual se deseja excluir o Item de Informação: Manual Siafi Gerencial 32

33 No exemplo, iremos excluir o Item de Informação DESP EXEC P/INSC RP. Para isso basta selecionar o referido Item de Informação a ser excluído e clicar em Apagar; Manual Siafi Gerencial 33

34 O procedimento para Salvar Como é o mesmo utilizado na Inclusão de Item. Lembrando que é necessária a mudança da Projeção para UG. Sendo, posteriormente, permitida a utilização para novas extrações. Manual Siafi Gerencial 34

35 7. Saldo Consulta Construída Para consultar/extrair dados no SIAFI Gerencial WEB basta acessar o ano desejado no Menu SIAFI. Para os exemplos que serão demonstrados, todas as consultas serão realizadas no SIAFI Manual Siafi Gerencial 35

36 No Menu Ferramentas da nova tela, acessar o item Consulta Construída. Manual Siafi Gerencial 36

37 7.1 Dotação Para a extração dos valores autorizados pela Lei Orçamentária Anual LOA, utilizaremos o Grupo de Informação DOTAÇÃO TOTAL. Conforme orientações abaixo: Informar no Menu Contexto o Grupo DOTAÇÃO TOTAL. - No campo Tipo de valor Selecionar: Saldo Atual - No campo Filtro (Parâmetro/Código ou Combinação) Selecionar: - Mês de Referência: 2 (neste parâmetro deve-se colocar o mês desejado) - Unidade Orçamentária: (é colocado o código da Unidade Orçamentária desejada) Um item é obrigatório nessa tela: Mês de Referência. Observação: no campo Filtro consta a opção Opr, ou seja, Operador, constam as seguintes opções: a) =: igual; b) >: maior; c) >=: maior ou igual; d) <: menor; e) <=: menor ou igual; e f) EX: exceto Manual Siafi Gerencial 37

38 O Menu Apresentação possibilita ao usuário confeccionar o layout da extração/consulta, ou seja, é o modo como se quer visualizar as informações. Três itens são obrigatórios na tela: a) Mês de Referência; b) Tipo de Valor; e. c) Item de Informação. - No campo Cabeçalho (Nome do Parâmetro) Selecionar: Mês de Referência, Tipo de Valor, Unidade Orçamentária. - No campo Linha Selecionar: Grupo de Despesa - No campo Coluna Selecionar: Item de Informação Para decodificar (aparece o nome por extenso ao lado da informação do item) os itens de informação basta clicar na caixinha/seletor Decod. Manual Siafi Gerencial 38

39 Se necessário for, no Menu Consulta, há possibilidade de salvar a extração/consulta, objetivando posterior análise dos dados. Basta preencher o campo Sigla da Consulta (o campo tem número restrito de 20 caracteres disponíveis para o preenchimento). No campo Descrição, expor, de forma detalhada, o que significa a sigla utilizada. Depois, clica-se em salvar. Manual Siafi Gerencial 39

40 Havendo necessidade de nova extração, basta localizar a consulta, por meio do nome informado, no campo Sigla da Consulta, que todos os campos serão preenchidos automaticamente. Obs.: - As consultas salvas só ficam disponibilizadas na UG do usuário, não sendo passível de utilização por outra UG. Todas as consultas salvas no exercício corrente migram automaticamente para o exercício seguinte. Manual Siafi Gerencial 40

41 Para proceder à extração/consulta desejada, basta clicar no botão : Manual Siafi Gerencial 41

42 Será solicitada ao usuário a confirmação da extração gerada. Posteriormente, o usuário deverá indicar o formato desejado para a exportação dos dados. Manual Siafi Gerencial 42

43 A planilha exportada/gerada será como a tela abaixo: No exemplo acima, consta a planilha Principal, contendo os filtros utilizados na extração. As demais planilhas apresentarão os resultados/dados solicitados. Manual Siafi Gerencial 43

44 Selecionando a primeira célula da coluna e clicando no ícone pode-se calcular o somatório das colunas em todas as planilhas. Selecionando a primeira célula da linha e clicando no ícone pode-se calcular o somatório das linhas em todas as planilhas. Mas ATENÇÃO: o ícone de deve ser o da barra de ferramentas do SIAFI Gerencial WEB e não da barra de ferramentas do Microsoft Excel. Ver imagem abaixo: No Microsoft Excel 2007 o ícone do somatório aparece na aba Suplementos: Manual Siafi Gerencial 44

45 7.2 Receita Para a extração dos valores realizados da Receita utilizaremos o Grupo de Informação EXECUÇÃO DA RECEITA. - Informar no Menu Contexto o Grupo EXECUÇÃO DA RECEITA. - No campo Tipo de valor Selecionar: Saldo Atual - No campo Filtro (Parâmetro/Código ou Combinação) Selecionar: - Mês de Referência: 2 (neste parâmetro deve-se colocar o mês desejado) - Fonte de Recursos: 50 (representa as fontes próprias) 82 (representa os convênios) Observação: no campo Filtro consta a opção Opr, ou seja, Operador, constam as seguintes opções: a) =: igual; b) >: maior; c) >=: maior ou igual; d) <: menor; e) <=: menor ou igual; e f) EX: exceto Manual Siafi Gerencial 45

46 Menu Apresentação: Valor - No campo Cabeçalho (Nome do Parâmetro) Selecionar: Mês de Referência, Tipo de - No campo Linha Selecionar: Unidade Orçamentária, Fonte SOF - No campo Coluna Selecionar: Item de Informação - Para decodificar (aparece o nome por extenso ao lado da informação do item) os itens de informação basta clicar na caixinha/seletor Decod. Manual Siafi Gerencial 46

47 Para proceder à extração/consulta desejada, basta clicar no botão : Depois clica se em SIM Exporta-se o arquivo para o Microsoft Excel. Manual Siafi Gerencial 47

48 A planilha exportada/gerada será como a tela abaixo: Calcula-se o somatório das colunas Manual Siafi Gerencial 48

49 7.3 Cota Recebida Para saber quanto à unidade já recebeu de Cota Financeira do Exercício utilizaremos o Grupo de Informação COTA RCB DETALHADA - Informar no Menu Contexto o Grupo COTA RCB DETALHADA. - No campo Tipo de valor Selecionar: Saldo Atual - No campo Filtro (Parâmetro/Código ou Combinação) Selecionar: - Mês de Referência: 2 (neste parâmetro deve-se colocar o mês desejado) - Gestão Executora: (neste parâmetro deve-se colocar a GESTÃO que se deseja consultar) - Vinculação de Pagamento: 400, 412, 500 (representam vinculações de custeio e investimento exceto Folha) Observação: no campo Filtro consta a opção Opr, ou seja, Operador, constam as seguintes opções: a) =: igual; b) >: maior; c) >=: maior ou igual; d) <: menor; e) <=: menor ou igual; e f) EX: exceto Manual Siafi Gerencial 49

50 Menu Apresentação: - No campo Cabeçalho (Nome do Parâmetro) Selecionar: Mês de Referência, Tipo de Valor, Item de Informação - No campo Linha Selecionar: UG Executora, Fonte de Recursos Detalhada - No campo Coluna Selecionar: Categoria de Gasto Para decodificar (aparece o nome por extenso ao lado da informação do item) os itens de informação basta clicar na caixinha/seletor Decod. Manual Siafi Gerencial 50

51 Para proceder à extração/consulta desejada, basta clicar no botão : Depois clica-se em SIM Exporta-se o arquivo para o Microsoft Excel Manual Siafi Gerencial 51

52 A planilha exportada/gerada será como a tela abaixo: Calcula se o somatório das colunas. Obs.: - Na consulta de Cota Recebida do Exercício não estão inclusos os valores de DARF, GPS, DAR recolhidos com limite de cota, nem os valores recebidos de Restos a Pagar. Constam apenas os valores recebidos de Cota do Exercício que estão registrados na conta contábil Observe que os valores constantes na UG Universidade Federal de Minas Gerais, UG principal da Gestão 15229, são aqueles recebidos por repasse da UG Subsecretaria de Planejamento e Orçamento, Órgão Setorial de Programação Financeira (OSPF). Os valores constantes nas demais UG s são recursos recebidos por sub-repasse da UG Manual Siafi Gerencial 52

53 7.4 Cota RAP Recebida Para saber quanto à unidade já recebeu de Cota Financeira de Restos a Pagar utilizaremos o Grupo de Informação COTA RP RCB - Informar no Menu Contexto o Grupo COTA RP RCB. - No campo Tipo de valor Selecionar: Saldo Atual - No campo Filtro Parâmetro/Código ou Combinação Selecionar: - Mês de Referência: 2 (neste parâmetro deve-se colocar o mês desejado) - Gestão Executora: (neste parâmetro deve-se colocar a GESTÃO que se deseja consultar) - Vinculação de Pagamento: 400, 412, 500 (representam vinculações de custeio e investimento exceto Folha) Observação: no campo Filtro consta a opção Opr, ou seja, Operador, constam as seguintes opções: a) =: igual; b) >: maior; c) >=: maior ou igual; d) <: menor; e) <=: menor ou igual; e f) EX: exceto Manual Siafi Gerencial 53

54 Menu Apresentação: - No campo Cabeçalho (Nome do Parâmetro) Selecionar: Mês de Referência, Tipo de Valor, Item de Informação - No campo Linha Selecionar: UG Executora, Fonte de Recursos Detalhada - No campo Coluna Selecionar: Categoria de Gasto Para decodificar (aparece o nome por extenso ao lado da informação do item) os itens de informação basta clicar na caixinha/seletor Decod. Manual Siafi Gerencial 54

55 Para proceder à extração/consulta desejada, basta clicar no botão : Depois clica-se em SIM Exporta-se o arquivo para o Microsoft Excel Manual Siafi Gerencial 55

56 A planilha exportada/gerada será como a tela abaixo: Calcula-se o somatório das colunas. Obs: - Na consulta de Cota RP Recebida não estão inclusos os valores de DARF, GPS, DAR recolhidos com limite de restos a pagar, nem os valores recebidos de Cota do Exercício. Constam apenas os valores recebidos de restos a pagar que estão registrados na conta contábil Observe que os valores constantes na UG Universidade Federal de Minas Gerais, UG principal da Gestão 15229, são aqueles recebidos por repasse da UG Subsecretaria de Planejamento e Orçamento, Órgão Setorial de Programação Financeira (OSPF). Manual Siafi Gerencial 56

57 7.5 Execução do Exercício Para consultar a execução orçamentária da unidade no exercício utilizaremos o grupo PUBLIC MENSAL - Informar no Menu Contexto o Grupo PUBLIC MENSAL. - No campo Tipo de valor Selecionar: Saldo Atual - No campo Filtro (Parâmetro/Código ou Combinação) Selecionar: - Mês de Referência: 2 (neste parâmetro deve-se colocar o mês desejado) - Unidade Orçamentária: (é colocado o código da Unidade Orçamentária desejada.) Caso se queira consultar toda a execução da Gestão, independente do Orçamento, deve-se substituir a Unidade Orçamentária por Órgão da UG Executora. Observação: no campo Filtro consta a opção Opr, ou seja, Operador, constam as seguintes opções: a) =: igual; b) >: maior; c) >=: maior ou igual; d) <: menor; e) <=: menor ou igual; e f) EX: exceto Manual Siafi Gerencial 57

58 Menu Apresentação: - No campo Cabeçalho (Nome do Parâmetro) Selecionar: Mês de Referência, Tipo de Valor, Grupo de Despesa - No campo Linha Selecionar: UG Executora, Fonte de Recursos Detalhada - No campo Coluna Selecionar: Item de Informação Para decodificar (aparece o nome por extenso ao lado da informação do item) os itens de informação basta clicar na caixinha/seletor Decod. Manual Siafi Gerencial 58

59 Para proceder à extração/consulta desejada, basta clicar no botão : Depois clica-se em SIM Exporta-se o arquivo para o Microsoft Excel Manual Siafi Gerencial 59

60 A planilha exportada/gerada será como a tela abaixo: Calcula-se o somatório das colunas. Manual Siafi Gerencial 60

61 7.6 Restos a Pagar - Sistemática A despesa orçamentária empenhada que não for paga até o dia 31 de dezembro, final do exercício financeiro, será considerada como Restos a Pagar, para fins de encerramento do correspondente exercício financeiro. Uma vez empenhada, a despesa pertence ao exercício financeiro em que o empenho ocorreu, onerando a dotação orçamentária daquele exercício. A título de exemplo, elegeremos o exercício de 2009 para ilustrarmos a sistemática dos Restos a Pagar. Inicialmente realizaremos a consulta da Execução do Exercício de Para tanto, utilizaremos os mesmos parâmetros informados no item 7.5 deste Manual, com uma única e importante diferença: a consulta será realizada no SIAFI do exercício em questão. - Informar no Menu Contexto o Grupo PUBLIC MENSAL. - No campo Tipo de valor Selecionar: Saldo Atual - No campo Filtro (Parâmetro/Código ou Combinação) Selecionar: - Mês de Referência: 14 (ano fechado) - Unidade Orçamentária: (é colocado o código da Unidade Orçamentária desejada) Um item é obrigatório nessa tela: Mês de Referência. Observação: no campo Filtro consta a opção Opr, ou seja, Operador, constam as seguintes opções: a) =: igual; b) >: maior; c) >=: maior ou igual; d) <: menor; e) <=: menor ou igual; e f) EX: exceto Manual Siafi Gerencial 61

62 Manual Siafi Gerencial 62

63 O Menu Apresentação possibilita ao usuário confeccionar o layout da extração/consulta, ou seja, é o modo como se quer visualizar as informações. Três itens são obrigatórios na tela: a) Mês de Referência; b) Tipo de Valor; e. c) Item de Informação. Valor. - No campo Cabeçalho (Nome do Parâmetro) Selecionar: Mês de Referência, Tipo de - No campo Linha Selecionar: Unidade Orçamentária - No campo Coluna Selecionar: Item de Informação Para decodificar (aparece o nome por extenso ao lado da informação do item) os itens de informação basta clicar na caixinha/seletor Decod. Manual Siafi Gerencial 63

64 Para proceder à extração/consulta desejada, basta clicar no botão : Depois clica-se em SIM Exporta-se o arquivo para o Microsoft Excel Manual Siafi Gerencial 64

65 A planilha exportada/gerada será como a tela abaixo: Calcula-se o somatório das colunas, se necessário. Por meio dessa extração teremos os valores executados no exercício de 2009 na Unidade Orçamentária solicitada. Os valores que serão Inscritos em Restos a Pagar serão obtidos pelos seguintes cálculos: Restos a Pagar Não-Processados = Despesas Empenhadas Despesas Liquidadas (Executadas) Restos a Pagar Processados = Despesas Liquidadas (Executadas) Valores Pagos Manual Siafi Gerencial 65

66 Para extrair os valores que foram efetivamente Inscritos em Restos a Pagar e a sua execução no exercício seguinte, deve-se alterar o SIAFI para o exercício de Para que tenhamos uma informação mais clara e objetiva da sistemática, deve-se alterar o Grupo de Informação RP PROC N PROC NE. Nesse sentido, será necessária a inclusão do Item de Informação RP N-PROC LIQ A PAG Restos a Pagar Não-Processados Liquidados a Pagar, correspondente a Conta Contábil Tal procedimento deve ser conforme demonstrado no item 6 deste Manual, objetivando análise minuciosa e detalhada dos Restos a Pagar Não- Processados. O Novo Grupo de Informação criado será o Grupo utilizado na consulta. - Informar no Menu Contexto o Novo Grupo de Informação. - No campo Tipo de valor Selecionar: Saldo Atual - No campo Filtro Parâmetro/Código ou Combinação Selecionar: - Mês de Referência: 14 (ano fechado) - Unidade Orçamentária: (é colocado o código da Unidade Orçamentária desejada) - Ano: 2009 (para conseguirmos visualizar a evolução dos Restos a Pagar faz-se necessário que o ano seja o mesmo da execução do exercício utilizado na extração anterior). Observação: no campo Filtro consta a opção Opr, ou seja, Operador, constam as seguintes opções: a) =: igual; b) >: maior; c) >=: maior ou igual; d) <: menor; e) <=: menor ou igual; e f) EX: exceto Manual Siafi Gerencial 66

67 Manual Siafi Gerencial 67

68 Menu Apresentação: Valor. - No campo Cabeçalho (Nome do Parâmetro) Selecionar: Mês de Referência, Tipo de - No campo Linha Selecionar: Unidade Orçamentária, Ano - No campo Coluna Selecionar: Item de Informação Para decodificar (aparece o nome por extenso ao lado da informação do item) os itens de informação basta clicar na caixinha/seletor Decod. Manual Siafi Gerencial 68

69 Para proceder à extração/consulta desejada, basta clicar no botão : Depois clica-se em SIM Exporta-se o arquivo para o Microsoft Excel Manual Siafi Gerencial 69

70 A planilha exportada/gerada será como a tela abaixo: Calcula-se o somatório das colunas, se necessário. Manual Siafi Gerencial 70

71 Por meio da consulta anterior, verificamos a execução dos Restos a Pagar no exercício de Logo, para obtermos os valores atualizados, devemos consultá-los no exercício de Para tanto, deve-se alterar o SIAFI para o exercício de Para a utilização do Grupo de Informação criado anteriormente, será necessária nova atualização dos Grupos de Informações constantes do SIAFI Sendo assim, o Novo Grupo de Informação deverá ser criado também no SIAFI Vale destacar que os Grupos de Informações criados no SIAFI 2011 serão migrados automaticamente para o SIAFI Para realizar a extração utilizaremos o grupo RP PROC N PROC NE - Informar no Menu Contexto o Grupo RP PROC N PROC NE. - No campo Tipo de valor Selecionar: Saldo Atual - No campo Filtro Parâmetro/Código ou Combinação Selecionar: - Mês de Referência: 14 (ano fechado) - Unidade Orçamentária: (é colocado o código da Unidade Orçamentária desejada). - Ano: 2009 Observação: no campo Filtro consta a opção Opr, ou seja, Operador, constam as seguintes opções: a) =: igual; b) >: maior; c) >=: maior ou igual; d) <: menor; e) <=: menor ou igual; e f) EX: exceto Manual Siafi Gerencial 71

72 Manual Siafi Gerencial 72

73 Menu Apresentação: Valor. - No campo Cabeçalho (Nome do Parâmetro) Selecionar: Mês de Referência, Tipo de - No campo Linha Selecionar: Unidade Orçamentária, Ano - No campo Coluna Selecionar: Item de Informação - Para decodificar (aparece o nome por extenso ao lado da informação do item) os itens de informação basta clicar na caixinha/seletor Decod. Manual Siafi Gerencial 73

74 Para proceder à extração/consulta desejada, basta clicar no botão : Depois clica-se em SIM Exporta-se o arquivo para o Microsoft Excel Manual Siafi Gerencial 74

75 A planilha exportada/gerada será como a tela abaixo: Calcula-se o somatório das colunas, se necessário. É possível verificar claramente a evolução das despesas empenhadas, por meio das três consultas. Os valores empenhados no exercício de 2009, os Restos a Pagar no exercício de 2010 e os valores atualizados no exercício de Analisando os dados encontrados pode ocorrer uma divergência dos valores inscritos em Restos a Pagar Processados (Despesas Liquidadas (-) Valores Pagos) no exercício de Isso se deve ao fato que o Grupo de Informação utilizado para realizar a extração em 2010 não conter a conta contábil , que demonstra os valores inscritos dos Restos a Pagar Processados referentes à Folha de Pagamento. Caso ocorra essa divergência é necessária à realização da consulta desta conta contábil, como demonstrado no item deste manual, e posterior utilização do Item de Informação encontrado (RP PROC INSCRITOS FL) para extração desses valores. Isso fará com que se obtenham dados para uma análise mais eficaz dos Restos a Pagar. Manual Siafi Gerencial 75

76 Manual Siafi Gerencial 76

77 7.7 Execução de Restos a Pagar de Exercícios Anteriores Para consultar a situação dos Restos a Pagar de exercícios anteriores utilizaremos o grupo RP PROC N PROC NE - Informar no Menu Contexto o Grupo RP PROC N PROC NE. - No campo Tipo de valor Selecionar: Saldo Atual - No campo Filtro Parâmetro/Código ou Combinação Selecionar: - Mês de Referência: 2 (neste parâmetro deve-se colocar o mês desejado) - Unidade Orçamentária: (é colocado o código da Unidade Orçamentária desejada) Caso se queira consultar toda a execução da Gestão, independente do Orçamento, deve-se substituir a Unidade Orçamentária por Órgão da UG Executora. Observação: no campo Filtro consta a opção Opr, ou seja, Operador, constam as seguintes opções: a) =: igual; b) >: maior; c) >=: maior ou igual; d) <: menor; e) <=: menor ou igual; e f) EX: exceto Manual Siafi Gerencial 77

78 Menu Apresentação: - No campo Cabeçalho (Nome do Parâmetro) Selecionar: Mês de Referência, Tipo de Valor, Unidade Orçamentária - No campo Linha Selecionar: Ano, Fonte SOF - No campo Coluna Selecionar: Item de Informação - Para decodificar (aparece o nome por extenso ao lado da informação do item) os itens de informação basta clicar na caixinha/seletor Decod. Manual Siafi Gerencial 78

79 Para proceder à extração/consulta desejada, basta clicar no botão : Depois clica-se em SIM Exporta-se o arquivo para o Microsoft Excel Manual Siafi Gerencial 79

80 A planilha exportada/gerada será como a tela abaixo: Calcula-se o somatório das colunas. Manual Siafi Gerencial 80

81 8. Saldo Consulta Gerencial de Transferências Para consultar/extrair o conjunto de instrumentos de transferências registradas no Sistema SIAFI basta acessar no Menu o item Consulta Gerencial de Transferências. Na barra de ferramentas da nova tela, acessar o item Consulta Construída Transferências Manual Siafi Gerencial 81

82 Exemplo: consultar as transferências realizadas pela Unidade Informar no Menu Filtros Parâmetros: - Unidade Orçamentária: (é colocado o código da Unidade Orçamentária, neste caso a consulta trará todas as transferências realizadas pelas UG s vinculadas a UO 26238) - Ano início da Vigência: 2010 (é colocado o ano que se deseja consultar) Obs.: - Na tela dos filtros a Unidade tem liberdade de escolha dos parâmetros disponíveis. Manual Siafi Gerencial 82

83 Menu Apresentação: Permite a definição pelo usuário de quais parâmetros ele deseja informação. - No campo Transferência Parâmetro: - Transferência - Início da Vigência - Fim da Vigência - Justificativa da Transferência - Objeto da Transferência - Valor Pactuado - Valor da Transferência - Valor da Contrapartida - Situação da Transferência - Tipo de Cadastro - Concedente Parâmetro: - UG Concedente - Convenente Parâmetro: - Convenente - Saldos Contábeis Parâmetro: - Mês de Referência - Valor a aprovar - Valor a comprovar - Valor a liberar - Valor aprovado - Valor Arquivado - Valor Cancelado - Valor Concluído - Valor Firmado - Valor Homologado - Valor Impugnado - Valor não liberado Manual Siafi Gerencial 83

84 Para decodificar (aparece o nome por extenso ao lado da informação do item) os itens de informação basta clicar na caixinha/seletor Decod. Para os parâmetros que não aceitarem decodificação aparecerá automaticamente a mensagem: Este parâmetro não pode ser decodificado Manual Siafi Gerencial 84

85 Para proceder à extração/consulta desejada, basta clicar no botão : Depois clica-se em SIM Exporta-se o arquivo para o Microsoft Excel Manual Siafi Gerencial 85

86 Manual Siafi Gerencial 86

87 A planilha exportada/gerada será como a tela abaixo: A exportação para o Microsoft Excel possibilita ao usuário uma melhor visualização do arquivo gerado assim como possibilita a manipulação dos dados. Manual Siafi Gerencial 87

88 9. Legislação Constituição Federal de 1988 Seção II Dos Orçamentos, Artigos 165 a 169 Manual de Técnico de Orçamento 2011 SIAFI Gerencial: Itens e Grupos de Informação recomendados - STN, Versão Decreto de Programação Financeira Manual Siafi Gerencial 88

89 C O O R D E N A Ç Ã O - G E R A L D E C O N T A B I L I D A D E G E R Ê N C I A D E I N F O R M A Ç Õ E S C O N T Á B E I S Siafi Gerencial: Itens e Grupos de Informação recomendados Versão Versão

90 PRESIDENTE DA REPÚBLICA Luiz Inácio Lula da Silva MINISTRO DE ESTADO DA FAZENDA Guido Mantega SECRETÁRIO-EXECUTIVO Nelson Machado SECRETÁRIO DO TESOURO NACIONAL Arno Hugo Augustin Filho SECRETÁRIO-ADJUNTO DO TESOURO NACIONAL André Luiz Barreto de Paiva Filho SUBSECRETÁRIOS DO TESOURO NACIONAL Líscio Fábio de Brasil Camargo Marcus Pereira Aucélio Paulo Fontoura Valle Eduardo Coutinho Guerra Cleber Ubiratan de Oliveira COORDENADOR-GERAL DE CONTABILIDADE DA UNIÃO Gilvan da Silva Dantas COORDENADOR DE CONTABILIDADE DA UNIÃO Francisco Wayne Moreira GERENTE Tiago Maranhão Barreto Pereira EQUIPE TÉCNICA Alexandre Fineas Lima e Sousa Celso Thomas Costa Ferreira Melissa Aracema Justus Endereço Eletrônico: Correio Eletrônico: Esplanada dos Ministérios, Bloco P Edifício Anexo ao Ministério da Fazenda, Ala A, Térreo Brasília DF Permitida a reprodução total ou parcial desta publicação desde que citada a fonte. Versão

91 Apresentação O objetivo deste documento é auxiliar os usuários do Siafi Gerencial na obtenção de relatórios confiáveis a partir dos dados disponíveis nesse sistema. O Siafi Gerencial é a principal ferramenta de consulta gerencial aos dados registrados e armazenados no Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi) que representa o banco de dados oficial do Governo Federal no que se refere às informações orçamentárias, financeiras e contábeis 1. As informações a respeito da execução orçamentária da União são armazenadas e controladas por meio de contas contábeis no Siafi. O Siafi Gerencial, por sua vez, baseia-se no conceito de Itens de Informação, que reúnem uma ou mais contas contábeis segundo regras de cálculo definidas pelo órgão central de contabilidade da União. No entanto, a vasta proliferação de itens de informação desde a criação do sistema provocou: A existência de mais de um item de informação referente à mesma informação; e A existência de itens de informação com títulos semelhantes referentes a informações distintas. Essa situação torna confusa a utilização do sistema, exigindo dos usuários conhecimentos profundos a respeito das rotinas contábeis do Siafi para identificação dos itens de informação mais adequados às suas necessidades. Acrescente-se a isso o fato de tais rotinas contábeis estarem sujeitas a alterações sendo impraticável, para o usuário, acompanhá-las e inferir seus impactos na saída de informação e chega-se a um quadro em que muitos relatórios são emitidos no Siafi Gerencial sem que o usuário tenha certeza a respeito do que os dados neles contidos representam. Diante disso, acaba-se por minar a confiança geral num sistema plenamente confiável e fundamental para a obtenção e a divulgação de informações sobre a execução orçamentária da União. O presente documento busca justamente atacar tais problemas, apresentando, para cada categoria de informação, itens e grupos de informação (juntamente com suas respectivas fórmulas de cálculo) adequados e verificados pela Secretaria do Tesouro Nacional. Com isso, espera-se recuperar a confiança nessa importante ferramenta, contribuindo para a produção de informações confiáveis, em benefício da transparência do gasto público. Um objetivo secundário é divulgar e definir regras de cálculo oficiais para a obtenção de informações a respeito da execução orçamentária a partir de contas contábeis, uma vez que diversos órgãos e entidades da Administração Federal utilizam sistemas próprios de extração de dados do Siafi em que, com freqüência, as regras de cálculo utilizadas se encontram desatualizadas ou inadequadas. Nesta primeira edição, assume-se que o usuário já possui algum conhecimento sobre a utilização do sistema, em particular o necessário para criar grupos de informação e consultas construídas, embora não tenha ainda segurança a respeito dos itens e grupos de informação mais adequados à suas consultas. 1 Decreto nº 347, de 21 de novembro de Versão

92 4 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Críticas, correções, observações e sugestões são extremamente bem-vindas por meio do Problemas e dificuldades com a utilização das informações deste documento também podem ser encaminhados para esse . Versão

93 Sumário A seguir, são elencadas as categorias de informações contempladas nesta primeira versão do documento. O propósito da Coordenação-Geral de Contabilidade é incorporar outras categorias de informação gradualmente a este documento. Previsão da Receita Previsão Inicial da Receita Previsão Atualizada Execução Orçamentária da Receita Execução da Receita Receita a Realizar Deduções da Receita Fixação da Despesa Dotação Inicial LOA Dotação Inicial Suplementar Dotação Especial Dotação Extraordinária Dotação Cancelada/Remanejada Dotação Atualizada Movimentação / Descentralização de Créditos Orçamentários Descentralização Interna de Créditos Recebida (Provisão Recebida) Descentralização Interna de Créditos Concedida (Provisão Concedida) Descentralização Externa de Créditos Recebida (Destaque Recebido) Descentralização Externa de Créditos Concedida (Destaque Concedido) Disponibilidade e Indisponibilidade de Crédito Crédito Disponível Crédito Bloqueado Crédito Pré-empenhado Execução Orçamentária da Despesa Despesas Empenhadas Despesas Liquidadas Despesas Executadas por inscrição em Restos a Pagar não-processados Despesas Executadas Despesas Pagas Empenhos Emitidos (despesas com nota de empenho) Empenhos Liquidados (despesas com nota de empenho) Empenhos Liquidados a Pagar (despesas com nota de empenho) Versão

94 6 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Empenhos Pagos (despesas com nota de empenho) Execução de Restos a Pagar Restos a Pagar Processados RP Processados Inscritos RP Processados Reinscritos RP Processados Cancelados RP Processados Pagos RP Processados a Pagar Restos a Pagar não-processados RP não-processados Inscritos RP não-processados Reinscritos RP não-processados Cancelados RP não-processados Pagos RP não-processados a Pagar Restos a Pagar Processados (exceto folha de pagamento, relacionados a despesas para as quais houve emissão de nota de empenho) RP Processados Inscritos NE RP Processados Reinscritos NE RP Processados Cancelados NE RP Processados Pagos NE RP Processados a Pagar NE Versão

95 7 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Índice Apresentação... 3 Sumário... 5 Índice... 7 Orientações básicas quanto à utilização Previsão da Receita Previsão Inicial da Receita Previsão Atualizada da Receita Execução da Receita Execução da Receita Receita a Realizar Deduções da Receita Fixação da Despesa Dotação Inicial Dotação Suplementar Dotação Especial Dotação Extraordinária Dotação Cancelada/Remanejada Dotação Atualizada Movimentação / Descentralização de Créditos Orçamentários Descentralização Interna de Créditos Recebida (Provisão Recebida) Descentralização Interna de Créditos Concedida (Provisão Concedida) Descentralização Externa de Créditos Recebida (Destaque Recebido) Descentralização Externa de Créditos Concedida (Destaque Concedido) Disponibilidade e Indisponibilidade de Créditos Crédito Orçamentário Disponível Crédito Orçamentário Bloqueado Crédito Pré-empenhado Execução Orçamentária da Despesa Despesas Empenhadas Despesas Liquidadas Despesas Executadas Por Inscrição em Restos a Pagar não-processados Despesas Executadas Despesas Pagas Empenhos Emitidos (apenas despesas com emissão de nota de empenho) Empenhos Liquidados (apenas despesas com emissão de nota de empenho) Versão

96 8 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Empenhos Liquidados a Pagar (apenas despesas com emissão de nota de empenho) Empenhos Pagos (apenas despesas com emissão de nota de empenho) Inscrição e Execução dos Restos a Pagar RP Processados Inscritos RP Processados Reinscritos RP Processados Cancelados RP Processados Pagos RP Processados A Pagar RP Não Processados Inscritos RP Não Processados Reinscritos RP Não Processados Cancelados RP Não Processados Pagos RP Não Processados A Pagar RP Processados Inscritos (apenas com emissão de nota de empenho) RP Processados Reinscritos (apenas com emissão de nota de empenho) RP Processados Cancelados (apenas com emissão de nota de empenho) RP Processados Pagos (apenas com emissão de nota de empenho) RP Processados A Pagar (apenas com emissão de nota de empenho) Anexo Lista dos Parâmetros Gerais da Consulta Construída Anexo Lista dos Parâmetros Específicos Associados a Cada Tipo de Conta Corrente Versão

97 Orientações básicas quanto à utilização Como se pode observar no índice, cada capítulo deste documento reúne informações relacionadas a determinado tema. Na abertura de cada capítulo, um quadro sintetiza as informações que serão apresentadas e sugere alguns grupos de itens já existentes que contemplem essas informações: Itens nesta seção: Previsão Inicial da Receita Previsão Atualizada da Receita Principais grupos de Itens relacionados com as informações desta seção: PREVISÃO INICIAL REC [18] PREVISÃO INICIAL REC (Previsão Inicial da Receita) PREV RECEITA [18] PREV RECEITA (Previsão Atualizada da Receita) PREVISÃO DA RECEITA [18] PREVISÃO INICIAL REC (Previsão Inicial da Receita) PREV RECEITA (Previsão Atualizada da Receita) PUBLIC REC COMPLETA [18,72] (Demonstra a previsão e a execução da receita orçamentária) PREVISÃO INICIAL REC (Previsão Inicial da Receita) PREV RECEITA (Previsão Atualizada da Receita) EXECUÇÃO DA RECEITA (Execução Orçamentária da Receita) Relação das informações contidas no capítulo, a partir dos títulos dos itens de informação Código(s) do(s) contacorrente(s) presente(s) nos itens que compõem o grupo (para referência no anexo) Sigla do grupo de itens Sigla (em maiúsculas) e título (entre parênteses, quando necessário) do item Em seguida, cada item de informação é apresentado em quadro próprio, conforme o exemplo abaixo: Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente PREV RECEITA A Previsão Atualizada da Receita inclui, além da previsão inicial constante da Lei Orçamentária Anual (LOA), as alterações ocorridas em razão de previsões adicionais, reestimativas e anulações. Da forma como a rotina contábil está estruturada hoje, não há registro de previsão adicional da Receita, apenas de reestimativas (positivas ou negativas) ou estorno da previsão inicial. O usuário pode tomar conhecimento dos eventos de registro das previsões da receita por meio da transação >CONCODPREV PREVISÃO INICIAL DA RECEITA PREVISÃO ADICIONAL DA RECEITA REESTIMATIVA DA RECEITA *ANULAÇÃO DA PREVISÃO DA RECEITA 18 CLASSIFICAÇÃO INSTITUCIONAL DA RECEITA PREVISTA PREV RECEITA [18] PREV RECEITA (Previsão Atualizada da Receita) PREVISÃO DA RECEITA [18] PREVISÃO INICIAL REC (Previsão Inicial da Receita) PREV RECEITA (Previsão Atualizada da Receita) PUBLIC REC COMPLETA [18,72] (Demonstra a previsão e a execução da receita orçamentária) PREVISÃO INICIAL REC (Previsão Inicial da Receita) PREV RECEITA (Previsão Atualizada da Receita) EXECUÇÃO DA RECEITA (Execução Orçamentária da Receita) Sigla do Item de Informação Códigos dos tipos de conta correntes das contas contábeis que fazem parte da fórmula de cálculo do item de informação, para referência no Anexo. Grupos pré-existentes de que o item de informação faz parte Demonstram-se os códigos dos tipos de contas correntes presentes nos itens e grupos de informação em razão de esses códigos determinarem a lista de parâmetros que serão disponibilizados ao usuário quando da construção de uma consulta baseada nesses grupos e itens. Ressalte-se que, na presença de mais de um tipo de conta corrente em determinada consulta, apenas os parâmetros comuns serão disponibilizados ao usuário. A relação dos parâmetros associados a cada tipo de conta corrente é apresentada de forma comparativa no anexo deste guia. Versão

98 1 Previsão da Receita Itens nesta seção: Previsão Inicial da Receita Previsão Atualizada da Receita Principais grupos de Itens relacionados com as informações desta seção: PREVISÃO INICIAL REC [18] PREVISÃO INICIAL REC (Previsão Inicial da Receita) PREV RECEITA [18] PREV RECEITA (Previsão Atualizada da Receita) PREVISÃO DA RECEITA [18] PREVISÃO INICIAL REC (Previsão Inicial da Receita) PREV RECEITA (Previsão Atualizada da Receita) PUBLIC REC COMPLETA [18,72] (Demonstra a previsão e a execução da receita orçamentária) PREVISÃO INICIAL REC (Previsão Inicial da Receita) PREV RECEITA (Previsão Atualizada da Receita) EXECUÇÃO DA RECEITA (Execução Orçamentária da Receita) PREVISÃO INICIAL DA RECEITA Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente PREVISÃO INICIAL REC O item evidencia a Previsão Inicial da Receita, que é aquela constante da Lei Orçamentária Anual (LOA) PREVISÃO INICIAL DA RECEITA CLASSIFICAÇÃO INSTITUCIONAL DA RECEITA PREVISTA PREVISÃO INICIAL REC [18] PREVISÃO INICIAL REC (Previsão Inicial da Receita) PREVISÃO DA RECEITA [18] PREVISÃO INICIAL REC (Previsão Inicial da Receita) PREV RECEITA (Previsão Atualizada da Receita) PUBLIC REC COMPLETA [18,72] (Demonstra a previsão e a execução da receita orçamentária) PREVISÃO INICIAL REC (Previsão Inicial da Receita) PREV RECEITA (Previsão Atualizada da Receita) EXECUÇÃO DA RECEITA (Execução Orçamentária da Receita) PREVISÃO ATUALIZADA DA RECEITA Item de Informação Descrição PREV RECEITA A Previsão Atualizada da Receita inclui, além da previsão inicial constante da Lei Orçamentária Anual (LOA), as alterações ocorridas em razão de previsões adicionais, reestimativas e anulações. Versão

99 11 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Da forma como a rotina contábil está estruturada hoje, não há registro de previsão adicional da Receita, apenas de reestimativas (positivas ou negativas) ou estorno da previsão inicial. O usuário pode tomar conhecimento dos eventos de registro das previsões da receita por meio da transação >CONCODPREV. Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente PREVISÃO INICIAL DA RECEITA PREVISÃO ADICIONAL DA RECEITA REESTIMATIVA DA RECEITA *ANULAÇÃO DA PREVISÃO DA RECEITA 18 CLASSIFICAÇÃO INSTITUCIONAL DA RECEITA PREVISTA PREV RECEITA [18] PREV RECEITA (Previsão Atualizada da Receita) PREVISÃO DA RECEITA [18] PREVISÃO INICIAL REC (Previsão Inicial da Receita) PREV RECEITA (Previsão Atualizada da Receita) PUBLIC REC COMPLETA [18,72] (Demonstra a previsão e a execução da receita orçamentária) PREVISÃO INICIAL REC (Previsão Inicial da Receita) PREV RECEITA (Previsão Atualizada da Receita) EXECUÇÃO DA RECEITA (Execução Orçamentária da Receita) Versão

100 2 Execução da Receita Itens nesta seção: Execução da Receita Receita a Realizar Deduções da Receita Principais grupos de Itens relacionados com as informações desta seção: EXECUÇÃO DA RECEITA [72] EXECUÇÃO DA RECEITA (Execução Orçamentária da Receita) RECEITA A REALIZAR [37] RECEITA A REALIZAR (Receita a Realizar) DEDUÇÃO TOTAL REC [37] DEDUÇÕES DA RECEITA (Total de Deduções da Receita) REC REALIZ E A REALZ [72,37] EXECUÇÃO DA RECEITA (Execução Orçamentária da Receita) RECEITA A REALIZAR (Receita a Realizar) PUBLIC REC COMPLETA [18,72] (Demonstra a previsão e a execução da receita orçamentária) PREVISÃO INICIAL REC (Previsão Inicial da Receita) PREV RECEITA (Previsão Atualizada da Receita) EXECUÇÃO DA RECEITA (Execução Orçamentária da Receita) EXECUÇÃO DA RECEITA Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente EXECUÇÃO DA RECEITA Esse item evidencia o valor líquido da receita arrecadada pelas unidades. É importante ressaltar que sua fórmula de cálculo se baseia na conta , a qual é registrada na contabilidade da unidade setorial financeira do órgão da unidade gestora, e não na própria unidade gestora que arrecadou o receita RECEITA REALIZADA CLASSIFICAÇÃO RECEITA REALIZADA (TIPO ARRECADAÇÃO) EXECUÇÃO DA RECEITA [72] EXECUÇÃO DA RECEITA (Execução Orçamentária da Receita) REC REALIZ E A REALZ [72,37] EXECUÇÃO DA RECEITA (Execução Orçamentária da Receita) RECEITA A REALIZAR (Receita a Realizar) PUBLIC REC COMPLETA [18,72] (Demonstra a previsão e a execução da receita orçamentária) PREVISÃO INICIAL REC (Previsão Inicial da Receita) PREV RECEITA (Previsão Atualizada da Receita) EXECUÇÃO DA RECEITA (Execução Orçamentária da Receita) RECEITA A REALIZAR Versão

101 13 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente RECEITA A REALIZAR Esse item evidencia o valor que ainda resta arrecadar trata-se, na verdade, da diferença entre a previsão da receita e a execução (vide Diagrama 1: Controle da Previsão x Controle da Execução da Receita) RECEITA A REALIZAR CLASSIFICAÇÃO INSTITUCIONAL RECEITA ARRECADADA RECEITA A REALIZAR [37] RECEITA A REALIZAR (Receita a Realizar) REC REALIZ E A REALZ [72,37] EXECUÇÃO DA RECEITA (Execução Orçamentária da Receita) RECEITA A REALIZAR (Receita a Realizar) DEDUÇÕES DA RECEITA Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente DEDUÇÕES DA RECEITA Evidencia o total das deduções da receita +49 DEDUÇÕES DA RECEITA O equivale a: * = INCENTIVOS FISCAIS * = RESTITUICOES * = DESCONTOS CONCEDIDOS DEDUCOES DA RECEITA DE VENDAS E SERVICOS * ICMS * PASEP * COFINS * VENDAS E SERVICOS CANCELADOS * IMPOSTO SOBRE SERVICOS * PREVIDENCIA SOCIAL RURAL * ENCARGOS SOBRE ARRECADACAO * CHEQUES DEVOLVIDOS * DEDUCOES DO FUNDEF * COMPENSACOES DEDUCOES RECEITAS DIVERSAS * PIS/PASEP SOBRE RECEITAS FINANCEIRAS * COFINS SOBRE RECEITAS FINANCEIRAS * COFINS SOBRE OUTRAS RECEITAS * PIS/PASEP SOBRE OUTRAS RECEITAS * RENDIMENTOS NEGATIVOS EM APLICACOES NA CTU RETIFICACOES * OUTRAS DEDUCOES 37 CLASSIFICAÇÃO INSTITUCIONAL RECEITA ARRECADADA DEDUÇÃO TOTAL REC [37] DEDUÇÕES DA RECEITA (Total de Deduções da Receita) Versão

102 3 Fixação da Despesa Itens nesta seção: Dotação Inicial Dotação Suplementar Dotação Especial Dotação Extraordinária Dotação Cancelada / Remanejada Dotação Atualizada Principais grupos de Itens relacionados com as informações desta seção: DOTAÇÃO INICIAL [16] DOTAÇÃO INICIAL (Dotação Inicial) DOTAÇÃO SUPLEMENTAR [16] DOTAÇÃO SUPLEMENTAR (Dotação Suplementar) DOTAÇÃO ESPECIAL [16] DOTAÇÃO ESPECIAL (Dotação Especial) DOTAÇÃO EXTRAORDIN. [16] DOTAÇÃO EXTRAORDIN. (Dotação Extraordinária) DOTAÇÃO CANREMAN [16] DOTAÇÃO CANREMAN (Dotação Cancelada / Remanejada) DOTAÇÃO ATUALIZADA [16] DOTAÇÃO ATUALIZADA (Dotação Atualizada) DOTAÇÃO TOTAL [16] DOTAÇÃO INICIAL (Dotação Inicial) DOTAÇÃO SUPLEMENTAR (Dotação Suplementar) DOTAÇÃO ESPECIAL (Dotação Especial) DOTAÇÃO EXTRAORDIN. (Dotação Extraordinária) DOTAÇÃO CANREMAN (Dotação Cancelada / Remanejada) PUBLIC MENSAL [16,31,76] (Demonstra a dotação e as fases da execução orçamentária) DOTAÇÃO INICIAL (Dotação Inicial) DOTAÇÃO ATUALIZADA (Dotação Atualizada) DESPESAS EMPENHADAS (Despesas Empenhadas) DESPESAS LIQUIDADAS (Despesas Liquidadas) DESPESA PAGA (Despesas Pagas) DESP EXEC P/ INSC RP (Despesas Executadas por Inscrição em Restos a Pagar nãoprocessados) DOTAÇÃO INICIAL Item de Informação Descrição DOTAÇÃO INICIAL Refere-se ao valor da dotação autorizada pela Lei Orçamentária Anual (conta ). Observe-se que, no caso de ainda não ter sido aprovada a Lei Orçamentária, o item apresenta então o valor dos créditos orçamentários antecipados pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (conta ). Posteriormente, quando da aprovação da LOA, concomitantemente aos lançamentos na conta , são feitos lançamentos na conta , retificadora da , de modo que a soma resulta em zero. Além disso, o item ainda traz as contas alimentadas pelos detalhamentos dos créditos orçamentários (contas e ), de modo a fornecer dados da dotação inicial autorizada segundo parâmetros específicos da execução orçamentária, tais como elemento de despesa e Versão

103 15 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS plano interno. Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente CRÉDITO INICIAL / ORIGINÁRIO DO OGU CRÉDITOS ANTECIPADOS LDO / ANTECIPAÇÃO LDO *CRÉDITOS ANTECIPADOS LDO / ANULAÇÃO DA ANTECIPAÇÃO LDO ALTERAÇÃO DO QDD / ACRÉSCIMO *ALTERAÇÃO DO QDD / REDUÇÃO 16 CÉLULA DA DESPESA (EO+PTRES+FR+ND+UGR+PI) DOTAÇÃO INICIAL [16] DOTAÇÃO INICIAL (Dotação Inicial) DOTAÇÃO TOTAL [16] DOTAÇÃO INICIAL (Dotação Inicial) DOTAÇÃO SUPLEMENTAR (Dotação Suplementar) DOTAÇÃO ESPECIAL (Dotação Especial) DOTAÇÃO EXTRAORDIN. (Dotação Extraordinária) DOTAÇÃO CANREMAN (Dotação Cancelada / Remanejada) PUBLIC MENSAL [16,31,76] (Demonstra a dotação e as fases da execução orçamentária) DOTAÇÃO INICIAL (Dotação Inicial) DOTAÇÃO ATUALIZADA (Dotação Atualizada) DESPESAS EMPENHADAS (Despesas Empenhadas) DESPESAS LIQUIDADAS (Despesas Liquidadas) DESPESA PAGA (Despesas Pagas) DESP EXEC P/ INSC RP (Despesas Executadas por Inscrição em Restos a Pagar não-processados) DOTAÇÃO SUPLEMENTAR Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente DOTAÇÃO SUPLEMENTAR Refere-se ao valor dos créditos suplementares, isto é, créditos adicionais destinados ao reforço de dotações já existentes CRÉD. INICIAL - SUPLEMENTAR / ORIGINÁRIO DO OGU CRÉD. INICIAL - SUPLEMENTAR / ORIGINÁRIO DO OGU SUP. AUTOM. 16 CÉLULA DA DESPESA (EO+PTRES+FR+ND+UGR+PI) DOTAÇÃO SUPLEMENTAR [16] DOTAÇÃO SUPLEMENTAR (Dotação Suplementar) DOTAÇÃO TOTAL [16] DOTAÇÃO INICIAL (Dotação Inicial) DOTAÇÃO SUPLEMENTAR (Dotação Suplementar) DOTAÇÃO ESPECIAL (Dotação Especial) DOTAÇÃO EXTRAORDIN. (Dotação Extraordinária) DOTAÇÃO CANREMAN (Dotação Cancelada / Remanejada) DOTAÇÃO ESPECIAL Item de Informação Descrição DOTAÇÃO ESPECIAL Refere-se ao valor dos créditos especiais, isto é, créditos adicionais destinados a despesas para as quais não haja dotação específica na Lei Orçamentária. Versão

104 16 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente CRÉDITOS ESPECIAIS ABERTOS / CRÉDITOS ESPECIAIS CRÉDITOS ESPECIAIS ABERTOS / CRÉDITOS ESPECIAIS SUPLEMENT CRÉDITOS ESPECIAIS REABERTOS 16 CÉLULA DA DESPESA (EO+PTRES+FR+ND+UGR+PI) DOTAÇÃO ESPECIAL [16] DOTAÇÃO ESPECIAL (Dotação Especial) DOTAÇÃO TOTAL [16] DOTAÇÃO INICIAL (Dotação Inicial) DOTAÇÃO SUPLEMENTAR (Dotação Suplementar) DOTAÇÃO ESPECIAL (Dotação Especial) DOTAÇÃO EXTRAORDIN. (Dotação Extraordinária) DOTAÇÃO CANREMAN (Dotação Cancelada / Remanejada) DOTAÇÃO EXTRAORDINÁRIA Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente DOTAÇÃO EXTRAORDIN. Refere-se ao valor dos créditos extraordinários, isto é, créditos adicionais destinados a despesas urgentes e imprevisíveis CRÉDITOS EXTRAORDINÁRIOS ABERTOS CRÉDITOS EXTRAORDINÁRIOS REABERTOS 16 CÉLULA DA DESPESA (EO+PTRES+FR+ND+UGR+PI) DOTAÇÃO EXTRAORDIN. [16] DOTAÇÃO EXTRAORDIN. (Dotação Extraordinária) DOTAÇÃO TOTAL [16] DOTAÇÃO INICIAL (Dotação Inicial) DOTAÇÃO SUPLEMENTAR (Dotação Suplementar) DOTAÇÃO ESPECIAL (Dotação Especial) DOTAÇÃO EXTRAORDIN. (Dotação Extraordinária) DOTAÇÃO CANREMAN (Dotação Cancelada / Remanejada) DOTAÇÃO CANCELADA/REMANEJADA Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados DOTAÇÃO CANREMAN Refere-se ao valor dos créditos orçamentários e adicionais remanejados e transferidos DOTAÇÃO CANCELADA/REMANEJADA O que equivale a: ALTERAÇÃO DO QDD / ACRÉSCIMO *ALTERAÇÃO DO QDD / REDUÇÃO ALTERAÇÃO DA LEI ORÇAMENTÁRIA / ACRÉSCIMO *ALTERAÇÃO DA LEI ORÇAMENTÁRIA / REDUÇÃO DOTAÇÃO TRANSFERIDA / ACRÉSCIMO *DOTAÇÃO TRANSFERIDA / REDUÇÃO 16 CÉLULA DA DESPESA (EO+PTRES+FR+ND+UGR+PI) DOTAÇÃO CANREMAN [16] DOTAÇÃO CANREMAN (Dotação Cancelada / Remanejada)) Versão

105 17 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS em que o item está presente DOTAÇÃO TOTAL [16] DOTAÇÃO INICIAL (Dotação Inicial) DOTAÇÃO SUPLEMENTAR (Dotação Suplementar) DOTAÇÃO ESPECIAL (Dotação Especial) DOTAÇÃO EXTRAORDIN. (Dotação Extraordinária) DOTAÇÃO CANREMAN (Dotação Cancelada / Remanejada) DOTAÇÃO ATUALIZADA Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente DOTAÇÃO ATUALIZADA Representa o valor da dotação total, considerando os créditos orçamentários e adicionais, bem como cancelamentos e remanejamentos de dotações. O item equivale, portanto, à soma dos demais itens de informação apresentados nessa seção CRÉDITO INICIAL / ORIGINÁRIO DO OGU CRÉDITOS ANTECIPADOS LDO / ANTECIPAÇÃO LDO *CRÉDITOS ANTECIPADOS LDO / ANULAÇÃO DA ANTECIPAÇÃO LDO CRÉD. INICIAL - SUPLEMENTAR / ORIGINÁRIO DO OGU CRÉD. INICIAL - SUPLEMENTAR / ORIGINÁRIO DO OGU SUP. AUTOM CRÉDITOS ESPECIAIS ABERTOS CRÉDITOS ESPECIAIS REABERTOS CRÉDITOS EXTRAORDINÁRIOS ABERTOS CRÉDITOS EXTRAORDINÁRIOS REABERTOS ALTERAÇÃO DO QDD / ACRÉSCIMO *ALTERAÇÃO DO QDD / REDUÇÃO ALTERAÇÃO DA LEI ORÇAMENTÁRIA / ACRÉSCIMO *ALTERAÇÃO DA LEI ORÇAMENTÁRIA / REDUÇÃO DOTAÇÃO TRANSFERIDA / ACRÉSCIMO *DOTAÇÃO TRANSFERIDA / REDUÇÃO 16 CÉLULA DA DESPESA (EO+PTRES+FR+ND+UGR+PI) DOTAÇÃO ATUALIZADA [16] DOTAÇÃO ATUALIZADA (Dotação Atualizada) PUBLIC MENSAL [16,31,76] (Demonstra a dotação e as fases da execução orçamentária) DOTAÇÃO INICIAL (Dotação Inicial) DOTAÇÃO ATUALIZADA (Dotação Atualizada) DESPESAS EMPENHADAS (Despesas Empenhadas) DESPESAS LIQUIDADAS (Despesas Liquidadas) DESPESA PAGA (Despesas Pagas) DESP EXEC P/ INSC RP (Despesas Executadas por Inscrição em Restos a Pagar não-processados) (16) (16) Versão

106 18 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS 4 Movimentação / Descentralização de Créditos Orçamentários Itens nesta seção: Descentralização Interna de Créditos Recebida (Provisão Recebida) Descentralização Interna de Créditos Concedida (Provisão Concedida) Descentralização Externa de Créditos Recebida (Destaque Recebido) Descentralização Externa de Créditos Concedida (Destaque Concedido) Principais grupos de Itens relacionados com as informações desta seção: DOT MOV INT [16] DOT MOV INT (Provisão Recebida) DOT MOV EXT [16] DOT MOV EXT (Destaque Recebido) MOV C DESC INT CRED [16,31] MOV C DESC INT CRED (Provisão Concedida) MOV CRED DESC EXT CR [16,31] MOV CRED DESC EXT CR (Destaque Concedido) MOVIMENTO CRÉDITOS [16,31] DOT MOV INT (Provisão Recebida) DOT MOV EXT (Destaque Recebido) MOV C DESC INT CRED (Provisão Concedida) MOV CRED DESC EXT CR (Destaque Concedido) DESCENTRALIZAÇÃO INTERNA DE CRÉDITOS RECEBIDA (PROVISÃO RECEBIDA) Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente DOT MOV INT Representa os créditos orçamentários recebidos por meio de descentralização interna de créditos orçamentários (também chamada de provisão ), isto é, créditos recebidos de outra unidade integrante do mesmo órgão DESCENTRALIZACAO INTERNA DE CREDITOS O que equivale a: PROVISAO RECEBIDA PROVISAO RECEBIDA - BLOQUEADA ALTERACAO DE CREDITOS MOVIMENTADOS / ACRESCIMO * ALTERACAO DE CREDITOS MOVIMENTADOS / REDUCAO 16 CÉLULA DA DESPESA (EO+PTRES+FR+ND+UGR+PI) DOT MOV INT [16] DOT MOV INT (Provisão Recebida) MOVIMENTO CRÉDITOS [16,31] DOT MOV INT (Provisão Recebida) DOT MOV EXT (Destaque Recebido) MOV C DESC INT CRED (Provisão Concedida) MOV CRED DESC EXT CR (Destaque Concedido) Versão

107 19 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS DESCENTRALIZAÇÃO INTERNA DE CRÉDITOS CONCEDIDA (PROVISÃO CONCEDIDA) Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente MOV C DESC INT CRED Representa os créditos orçamentários recebidos por meio de descentralização interna de créditos orçamentários (também chamada de provisão ), isto é, créditos concedidos de outra unidade integrante do mesmo órgão DESCENTRALIZACAO INTERNA DE CREDITOS O que equivale a: PROVISAO CONCEDIDA PROVISAO CONCEDIDA - BLOQUEADA ALTERACAO DE CREDITOS MOVIMENTADOS / ACRESCIMO * ALTERACAO DE CREDITOS MOVIMENTADOS / REDUCAO 16 CÉLULA DA DESPESA (EO+PTRES+FR+ND+UGR+PI) 31 CÉLULA DA DESPESA COM ND DETALHADA MOV C DESC INT CRED [16,31] MOV C DESC INT CRED (Provisão Concedida) MOVIMENTO CRÉDITOS [16,31] DOT MOV INT (Provisão Recebida) DOT MOV EXT (Destaque Recebido) MOV C DESC INT CRED (Provisão Concedida) MOV CRED DESC EXT CR (Destaque Concedido) DESCENTRALIZAÇÃO EXTERNA DE CRÉDITOS RECEBIDA (DESTAQUE RECEBIDO) Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente DOT MOV EXT Representa os créditos orçamentários recebidos por meio de descentralização externa de créditos orçamentários (também chamada de destaque ), isto é, créditos recebidos de uma unidade integrante de outro órgão DESCENTRALIZACAO EXTERNA DE CREDITOS O que equivale a: ADMINISTRACAO DIRETA / CREDITOS RECEBIDOS * ADMINISTRACAO DIRETA / CREDITOS TRANSFERIDOS ADMINISTRACAO INDIRETA / CREDITOS RECEBIDOS * ADMINISTRACAO INDIRETA / CREDITOS TRANSFERIDOS DESTAQUE RECEBIDO - VARIACAO CAMBIAL ALTERACAO DE CREDITOS MOVIMENTADOS / ACRESCIMO * ALTERACAO DE CREDITOS MOVIMENTADOS / REDUCAO 16 CÉLULA DA DESPESA (EO+PTRES+FR+ND+UGR+PI) DOT MOV EXT [16] DOT MOV EXT (Destaque Recebido) MOVIMENTO CRÉDITOS [16,31] DOT MOV INT (Provisão Recebida) DOT MOV EXT (Destaque Recebido) MOV C DESC INT CRED (Provisão Concedida) MOV CRED DESC EXT CR (Destaque Concedido) DESCENTRALIZAÇÃO EXTERNA DE CRÉDITOS CONCEDIDA (DESTAQUE CONCEDIDO) Versão

108 20 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente MOV CRED DESC EXT CR Representa os créditos orçamentários recebidos por meio de descentralização externa de créditos orçamentários (também chamada de destaque ), isto é, créditos concedidos de uma unidade integrante de outro órgão DESCENTRALIZACAO EXTERNA DE CREDITOS O que equivale a: ADMINISTRACAO DIRETA / CREDITOS CONCEDIDOS ADMINISTRACAO INDIRETA / CREDITOS CONCEDIDOS = DESTAQUE CONCEDIDO - VARIACAO CAMBIAL ALTERACAO DE CREDITOS MOVIMENTADOS / ACRESCIMO * ALTERACAO DE CREDITOS MOVIMENTADOS / REDUCAO 16 CÉLULA DA DESPESA (EO+PTRES+FR+ND+UGR+PI) 31 CÉLULA DA DESPESA COM ND DETALHADA MOV CRED DESC EXT CR [16,31] MOV CRED DESC EXT CR (Destaque Concedido) MOVIMENTO CRÉDITOS [16,31] DOT MOV INT (Provisão Recebida) DOT MOV EXT (Destaque Recebido) MOV C DESC INT CRED (Provisão Concedida) MOV CRED DESC EXT CR (Destaque Concedido) Versão

109 5 Disponibilidade e Indisponibilidade de Créditos Itens nesta seção: Crédito Disponível Crédito Bloqueado Crédito Pré-empenhado Principais grupos de Itens relacionados com as informações desta seção: CREDITO DISPONIVEL [80] CRED DISPONIVEL (Crédito Orçamentário Disponível) CRED BLOQUEIO [80] CRED BLOQUEIO (Crédito Orçamentário Bloqueado) PREEMP LIQUIDO [16] PREEMP LIQUIDO (Crédito Pré-empenhado) CRÉDITO ORÇAMENTÁRIO DISPONÍVEL Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente CRED DISPONIVEL Representa o montante do crédito orçamentário disponível, ou seja, a autorização orçamentária restante para a realização de despesas orçamentárias no exercício CREDITO DISPONIVEL CELULA DA DESPESA COM ND DETALHADA OPCIONAL CREDITO DISPONIVEL [80] CRED DISPONIVEL (Crédito Disponível) CRÉDITO ORÇAMENTÁRIO BLOQUEADO Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes CRED BLOQUEIO Representa o montante do crédito orçamentário indisponibilizado por meio de bloqueio efetuado pela unidade gestora, pela Setorial Orçamentária ou pela SOF BLOQUEIO DE CREDITO O que equivale a: CREDITO BLOQUEADO PARA REMANEJAMENTO CREDITO BLOQUEADO PARA CONTROLE INTERNO CREDITO DE PROJETOS BLOQUEADOS PARA CONTROLE INTERNO CREDITO CONTIDO PELA SOF CREDITO BLOQUEADO PELA SOF 80 CELULA DA DESPESA COM ND DETALHADA OPCIONAL Versão

110 22 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Presentes Grupos recomendados em que o item está presente CRED BLOQUEIO [80] CRED BLOQUEIO (Crédito Orçamentário Bloqueado) CRÉDITO PRÉ-EMPENHADO Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente PREEMP LIQUIDO Representa o montante do crédito orçamentário indisponibilizado por meio de préempenho CREDITO PRE-EMPENHADO LIQUIDO CÉLULA DA DESPESA (EO+PTRES+FR+ND+UGR+PI) PREEMP LIQUIDO [16] PREEMP LIQUIDO (Crédito Pré-empenhado) Versão

111 23 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS 6 Execução Orçamentária da Despesa Itens nesta seção Parte I Itens do controle da execução da despesa por célula orçamentária (todas as despesas orçamentárias): Despesas Empenhadas Despesas Liquidadas Despesas Executadas por inscrição em Restos a Pagar não-processados Despesas Executadas Despesas Pagas Itens nesta seção Parte II Itens do controle da execução da despesa por nota de empenho (apenas as despesas orçamentárias para as quais houve emissão de nota de empenho, ou seja, não incluem as despesas executadas por meio do documento Folha de Pagamento vide Introdução abaixo): Empenhos Emitidos (despesas com nota de empenho) Empenhos Liquidados (despesas com nota de empenho) Empenhos Liquidados a Pagar (despesas com nota de empenho) Empenhos Pagos (despesas com nota de empenho) Principais grupos de Itens relacionados com as informações desta seção: PUBLIC MENSAL [16,31,76] (Demonstra a dotação e as fases da execução orçamentária) DOTAÇÃO INICIAL DOTAÇÃO ATUALIZADA DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS LIQUIDADAS DESPESA PAGA (Despesas Pagas) DESP EXEC P/ INSC RP (Despesas consideradas Executadas por Inscrição em Restos a Pagar não-processados) EXEC NE SUBITEM [76] (Demonstra a execução orçamentária por nota de empenho) EMP EMITIDOS CREDOR (Despesas Empenhadas, quando há emissão de NE) EMP LIQUID CREDOR (Despesas Liquidadas, quando há emissão de NE) EMP CREDOR VAL PAGOS (Despesas Pagas, quando há emissão de NE) DESPESAS EMPENHADAS [31] DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS LIQUIDADAS [31] DESPESAS LIQUIDADAS DESP EXEC P/ INSC RP [31] DESP EXEC P/ INSC RP DESPESAS EXECUTADAS [31] DESPESAS EXECUTADAS DESPESA PAGA [31,76] DESPESA PAGA (Despesas Pagas) EMP EMITIDOS CREDOR [76] EMP EMITIDOS CREDOR (Despesas Empenhadas, quando há emissão de NE) EMP LIQ A PAGAR [76] EMP LIQ A PAGAR (Despesas Liquidadas e ainda não pagas, quando há emissão de NE) EMP LIQUID CREDOR [76] EMP LIQUID CREDOR (Despesas Liquidadas, quando há emissão de NE) EMP CREDOR VAL PAGOS [76] EMP CREDOR VAL PAGOS (Despesas Pagas, quando há emissão de NE) Versão

112 24 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Introdução O controle contábil da execução da despesa orçamentária é feito essencialmente por dois conjuntos de contas: contas que controlam a execução pelo crédito orçamentário e contas que controlam a execução pelos números das notas de empenho. Esses controles são paralelos e existiam simultaneamente para todas as despesas até o exercício de No entanto, com a introdução da rotina contábil da folha de pagamento em 2008, algumas despesas passaram a ser executadas sem a emissão de nota de empenho 2. Assim, as despesas referentes à folha de pagamento são registradas apenas por contas que controlam o crédito orçamentário. Dessa forma, o valor total apurado a partir do controle do crédito orçamentário difere do total a partir do controle dos empenhos, porque o último não contempla as despesas da folha de pagamento 3. Pode-se, então, questionar a utilidade de se realizar consultas orçamentárias com itens baseados nas contas do controle de empenhos, já que essas contas retornarão valores de certa forma incompletos. Entretanto, como se pode observar no Anexo, consultas com os itens baseados em contas do controle de empenhos (contas contábeis com conta corrente do tipo 76 NE + SUBITEM DA DESPESA ) apresentam uma gama de parâmetros mais ampla do que aquelas baseadas em contas do controle do crédito orçamentário. Alguns exemplos desses parâmetros que só existem para o conta corrente 76 são Entidade (fornecedor), Modalidade de Licitação, Número do Convênio / Termo de Parceria / Contrato de Repasse etc. Assim, esses itens (indicados abaixo com o termo apenas despesas com emissão de nota de empenho ) permanecem extremamente úteis. O único cuidado que o usuário deve tomar é o de ter consciência de que os valores apresentados não contemplam despesas da folha de pagamento, para as quais não há emissão de nota de empenho. Parte I Itens do controle da execução da despesa por célula orçamentária (todas as despesas orçamentárias) DESPESAS EMPENHADAS Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo DESPESAS EMPENHADAS Representa o total empenhado (incluindo despesas para as quais não tenha sido emitida a nota de empenho, como no caso das despesas executadas pelo documento Folha de Pagamento do Siafi) pelas unidades executoras do Governo Federal. Ou seja, o valor da despesa que já cumpriu o primeiro estágio da execução da despesa orçamentária CREDITO EMPENHADO A LIQUIDAR CREDITO EMPENHADO LIQUIDADO EXCETO DOC FOLHA CREDITO EMPENHADO LIQUIDADO - DOCUMENTO FOLHA CRED.EMPENHADO-EXECUTADO POR INSCRICAO DE RP Observe-se que a fase do empenho continua existindo, apenas não há emissão de nota de empenho, com base em previsão da própria Lei nº 4.320, de 1964: Art. 60. É vedada a realização de despesa sem prévio empenho. 1º Em casos especiais previstos na legislação específica será dispensada a emissão da nota de empenho. 3 Importante ressaltar que as despesas da folha de pagamento não se restringem a despesas classificadas no grupo de despesa 1 Pessoal e Encargos Sociais. Além disso, nem todas as despesas classificadas nesse grupo de despesas são executadas por meio do documento folha de pagamento. Versão

113 25 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente CREDITO PAGO CÉLULA DA DESPESA COM ND DETALHADA PUBLIC MENSAL [16,31,76] (Demonstra a dotação e as fases da execução orçamentária) DOTAÇÃO INICIAL DOTAÇÃO ATUALIZADA DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS LIQUIDADAS DESPESA PAGA (Despesas Pagas) DESP EXEC P/ INSC RP (Despesas Executadas por Inscrição em Restos a Pagar não-processados) DESPESAS EMPENHADAS [31] DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS LIQUIDADAS Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente DESPESAS LIQUIDADAS Representa o total empenhado e liquidado (incluindo despesas para as quais não tenha sido emitida a nota de empenho, como no caso das despesas executadas pelo documento Folha de Pagamento do Siafi) pelas unidades executoras do Governo Federal. Observe-se que o item informa apenas as despesas que foram efetivamente liquidadas, e não inclui, portanto, a despesas empenhadas mas não liquidadas, inscritas em restos a pagar não-processados, consideradas executadas no encerramento do exercício, por força do art.35, inciso II da Lei 4.320/ CREDITO EMPENHADO LIQUIDADO EXCETO DOC FOLHA CREDITO EMPENHADO LIQUIDADO - DOCUMENTO FOLHA CREDITO PAGO 31 CÉLULA DA DESPESA COM ND DETALHADA PUBLIC MENSAL [16,31,76] (Demonstra a dotação e as fases da execução orçamentária) DOTAÇÃO INICIAL DOTAÇÃO ATUALIZADA DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS LIQUIDADAS DESPESA PAGA (Despesas Pagas) DESP EXEC P/ INSC RP (Despesas Executadas por Inscrição em Restos a Pagar não-processados) DESPESAS LIQUIDADAS [31] DESPESAS LIQUIDADAS DESPESAS EXECUTADAS POR INSCRIÇÃO EM RESTOS A PAGAR NÃO-PROCESSADOS Item de Informação Descrição DESP EXEC P/ INSC RP Representa as despesas empenhadas mas não liquidadas, inscritas em restos a pagar não processados, consideradas executadas no encerramento do exercício, por força do art.35, inciso II da Lei 4.320/64. A conta contábil que compõe este item apresenta saldo zerado ao longo de todo o exercício, só recebendo lançamentos no momento do encerramento do exercício. Esses restos a pagar não-processados inscritos serão executados (liquidados e pagos) no exercício seguinte. Versão

114 26 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente CRED.EMPENHADO-EXECUTADO POR INSCRICAO DE RP CÉLULA DA DESPESA COM ND DETALHADA PUBLIC MENSAL [16,31,76] (Demonstra a dotação e as fases da execução orçamentária) DOTAÇÃO INICIAL DOTAÇÃO ATUALIZADA DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS LIQUIDADAS DESPESA PAGA (Despesas Pagas) DESP EXEC P/ INSC RP (Despesas Executadas por Inscrição em Restos a Pagar não-processados) DESP EXEC P/ INSC RP [31] DESP EXEC P/ INSC RP DESPESAS EXECUTADAS Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente DESPESAS EXECUTADAS Representa o total de despesas orçamentárias executadas (incluindo despesas para as quais não tenha sido emitida a nota de empenho, como no caso das despesas executadas pelo documento Folha de Pagamento do Siafi), ou seja, as despesas liquidadas e aquelas apenas empenhadas, mas consideradas executadas por terem sido inscritas em restos a pagar não-processados no encerramento do exercício. O valor apresentado deve corresponder à soma dos itens DESPESAS LIQUIDADAS e DESP EXEC P/ INSC RP. Como o item DESP EXEC P/ INSC RP só apresenta valores após o encerramento do exercício, os saldos e movimentos do item DESPESAS EXECUTADAS coincidem com os do item DESPESAS LIQUIDADAS nos meses de janeiro a novembro CREDITO EMPENHADO LIQUIDADO EXCETO DOC FOLHA CREDITO EMPENHADO LIQUIDADO - DOCUMENTO FOLHA CRED.EMPENHADO-EXECUTADO POR INSCRICAO DE RP CREDITO PAGO 31 CÉLULA DA DESPESA COM ND DETALHADA DESPESAS EXECUTADAS [31] DESPESAS EXECUTADAS DESPESAS PAGAS Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes DESPESA PAGA Representa o total de despesas orçamentárias efetivamente pagas (incluindo despesas para as quais não tenha sido emitida a nota de empenho, como no caso das despesas executadas pelo documento Folha de Pagamento do Siafi) VALORES PAGOS CREDITO PAGO 31 CÉLULA DA DESPESA COM ND DETALHADA 76 NE + SUBITEM DA DESPESA Versão

115 27 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Grupos recomendados em que o item está presente PUBLIC MENSAL [16,31,76] (Demonstra a dotação e as fases da execução orçamentária) DOTAÇÃO INICIAL DOTAÇÃO ATUALIZADA DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS LIQUIDADAS DESPESA PAGA (Despesas Pagas) DESP EXEC P/ INSC RP (Despesas Executadas por Inscrição em Restos a Pagar não-processados) DESPESA PAGA [31] DESPESA PAGA (Despesas Pagas) Parte II Itens do controle da execução da despesa por nota de empenho (apenas as despesas orçamentárias para as quais houve emissão de nota empenho, ou seja, não incluem as despesas executadas por meio do documento Folha de Pagamento) EMPENHOS EMITIDOS (APENAS DESPESAS COM EMISSÃO DE NOTA DE EMPENHO) Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente EMP EMITIDOS CREDOR Representa o valor empenhado (excluindo despesas para as quais não tenha sido emitida a nota de empenho, como no caso das despesas executadas pelo documento Folha de Pagamento do Siafi) pelas unidades executoras do Governo Federal. Ou seja, o valor da despesa que já cumpriu o primeiro estágio da execução da despesa orçamentária EMPENHOS A LIQUIDAR VALORES LIQUIDADOS A PAGAR VALORES PAGOS EMPENHOS INSCRITOS EM RESTOS A PAGAR 76 NE + SUBITEM DA DESPESA EXEC NE SUBITEM [76] (Demonstra a execução orçamentária por nota de empenho) EMP EMITIDOS CREDOR (Despesas Empenhadas, quando há emissão de NE) EMP LIQUID CREDOR (Despesas Liquidadas, quando há emissão de NE) EMP CREDOR VAL PAGOS (Despesas Pagas, quando há emissão de NE) EMP EMITIDOS CREDOR [76] EMP EMITIDOS CREDOR (Despesas Empenhadas, quando há emissão de NE) EMPENHOS LIQUIDADOS (APENAS DESPESAS COM EMISSÃO DE NOTA DE EMPENHO) Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo EMP LIQUID CREDOR Representa o valor dos empenhos do exercício liquidados (excluindo despesas para as quais não tenha sido emitida a nota de empenho, como no caso das despesas executadas pelo documento Folha de Pagamento do Siafi) pelas unidades executoras do Governo Federal VALORES LIQUIDADOS A PAGAR VALORES PAGOS Versão

116 28 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente 76 NE + SUBITEM DA DESPESA EXEC NE SUBITEM [76] (Demonstra a execução orçamentária por nota de empenho) EMP EMITIDOS CREDOR (Despesas Empenhadas, quando há emissão de NE) EMP LIQUID CREDOR (Despesas Liquidadas, quando há emissão de NE) EMP CREDOR VAL PAGOS (Despesas Pagas, quando há emissão de NE) EMP LIQUID CREDOR [76] EMP LIQUID CREDOR (Despesas Liquidadas, quando há emissão de NE) EMPENHOS LIQUIDADOS A PAGAR (APENAS DESPESAS COM EMISSÃO DE NOTA DE EMPENHO) Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente EMP LIQ A PAGAR Representa o valor dos empenhos do exercício liquidados mas ainda não pagos (excluindo despesas para as quais não tenha sido emitida a nota de empenho, como no caso das despesas executadas pelo documento Folha de Pagamento do Siafi) pelas unidades executoras do Governo Federal VALORES LIQUIDADOS A PAGAR NE + SUBITEM DA DESPESA EMP LIQ A PAGAR [76] EMP LIQ A PAGAR (Despesas Liquidadas não pagas, quando há emissão de NE) EMPENHOS PAGOS (APENAS DESPESAS COM EMISSÃO DE NOTA DE EMPENHO) Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente EMP CREDOR VAL PAGOS Representa o valor dos empenhos do exercício pagos (excluindo despesas para as quais não tenha sido emitida a nota de empenho, como no caso das despesas executadas pelo documento Folha de Pagamento do Siafi) pelas unidades executoras do Governo Federal VALORES PAGOS NE + SUBITEM DA DESPESA EXEC NE SUBITEM [76] (Demonstra a execução orçamentária por nota de empenho) EMP EMITIDOS CREDOR (Despesas Empenhadas, quando há emissão de NE) EMP LIQUID CREDOR (Despesas Liquidadas, quando há emissão de NE) EMP CREDOR VAL PAGOS (Despesas Pagas, quando há emissão de NE) EMP CREDOR VAL PAGOS [76] EMP CREDOR VAL PAGOS (Despesas Pagas, quando há emissão de NE) Versão

117 29 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS 7 Inscrição e Execução dos Restos a Pagar Itens nesta seção Parte I Execução dos restos a pagar de todas as despesas RP Processados Inscritos RP Processados Reinscritos RP Processados Cancelados RP Processados Pagos RP Processados a Pagar RP não-processados Inscritos RP não-processados Reinscritos RP não-processados Cancelados RP não-processados Pagos RP não-processados a Pagar Itens nesta seção Parte II Restos a pagar processados referentes a despesa para as quais houve emissão emissão de nota de empenho, ou seja, não incluem as despesas executadas por meio do documento Folha de Pagamento que foram inscritas em restos a pagar processados. RP Processados Inscritos NE (restos a pagar processados de despesas com nota de empenho) RP Processados Reinscritos NE (restos a pagar processados de despesas com nota de empenho) RP Processados Cancelados NE (restos a pagar processados de despesas com nota de empenho) RP Processados Pagos NE (restos a pagar processados de despesas com nota de empenho) RP Processados a Pagar NE (restos a pagar processados de despesas com nota de empenho) Principais grupos de Itens relacionados com as informações desta seção: RP PROC N PROC CCONT [31,26] (Demonstra a execução dos RAP de todas as despesas) RP PROCESSADOS INSC RP PROC REINSCRITOS RP PROC CANCEL RP PROCESSADOS PAGOS RP PROCESSADO A PGAR RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP PROC N PROC NE [26] (Demonstra a execução dos RAP das despesas para as quais houve emissão de nota de empenho; não contempla, portanto, RAP das despesas da folha de pagamento) RP PROC INSCRITOS NE RP PROC REINSCR NE RP PROC CANCEL NE RP PROC PAGOS NE RP PROC A PAGAR NE RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR Versão

118 30 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Introdução As despesas não pagas até o encerramento do exercício financeiro em que foram empenhadas são consideradas inscritas em restos a pagar para execução no exercício seguinte. O controle da execução dos restos a pagar inscritos no exercício anterior tradicionalmente vinha sendo realizado por meio do número da nota de empenho. No entanto, com o advento da nova rotina de execução das despesas da folha de pagamento, como explicado no capítulo anterior, essas despesas passaram a ser controladas apenas pela célula orçamentária, enquanto as demais permaneceram controladas tanto pela célula como pelo número da nota de empenho. Assim, de forma análoga, a execução dos restos a pagar processados 4 de despesas controladas apenas pela célula orçamentária será controlada, naturalmente, apenas por esse critério. Por outro lado, a execução dos restos a pagar das demais despesas permanecem sendo controlados apenas pelo número da nota de empenho. Assim, a partir do exercício de 2009, a combinação de contas de controle por crédito orçamentário com outras de controle por nota de empenho no grupo mais completo e tradicionalmente utilizado pelas unidades para consultas sobre execução de restos a pagar, o RP PROC N PROC CCONT, eliminou os parâmetros típicos da nota de empenho ( Entidade (fornecedor), Modalidade de Licitação, Número do Convênio / Termo de Parceria / Contrato de Repasse etc.) da lista de parâmetros disponíveis em consultas construídas baseadas nesse grupo. Para contornar em parte esse problema, foi criado o grupo paralelo RP PROC N PROC NE, composto apenas de itens que utilizam exclusivamente contas do controle por nota de empenho. Esse grupo disponibiliza todos os parâmetros associados à nota de empenho, mas não contempla restos a pagar de despesas executadas por meio do documento folha de pagamento. Parte I Itens que contemplam os restos a pagar de todas as despesas orçamentárias RP PROCESSADOS INSCRITOS Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item RP PROCESSADOS INSC Demonstra os valores dos empenhos de Restos a Pagar Processados, ou seja, empenhos liquidados e não pagos inscritos no encerramento do exercício financeiro de emissão de nota de empenho RESTOS A PAGAR PROCESSADOS INSCRITO - NE RESTOS A PAGAR PROCESSADOS INSCRITO - FOLHA RESTOS A PAGAR TRANSFERIDOS RP PROCESSADOS TRANSFERIDOS 26 NOTA DE EMPENHO 31 CÉLULA DA DESPESA COM ND DETALHADA RP PROC N PROC CCONT [31,26] (Demonstra a execução dos RAP de todas as despesas) RP PROCESSADOS INSC A inscrição de despesas da folha de pagamento em restos a pagar não-processados é realizada por meio da emissão de nota de empenho, de maneira que esses restos a pagar já estão contemplados nos itens que tratam dos restos a pagar não-processados. Versão

119 31 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS está presente RP PROC REINSCRITOS RP PROC CANCEL RP PROCESSADOS PAGOS RP PROCESSADO A PGAR RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP PROCESSADOS REINSCRITOS Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente RP PROC REINSCRITOS Demonstra o valor da reinscrição de Restos a Pagar Processados (isto é, empenhos emitidos e liquidados em exercícios anteriores ao anterior, mas ainda não pagos) REINSCRICAO RESTOS A PAGAR PROCESSADOS - NE REINSCRICAO RESTOS A PAGAR PROCESSADOS - FOLHA 26 NOTA DE EMPENHO 31 CÉLULA DA DESPESA COM ND DETALHADA RP PROC N PROC CCONT [31,26] (Demonstra a execução dos RAP de todas as despesas) RP PROCESSADOS INSC RP PROC REINSCRITOS RP PROC CANCEL RP PROCESSADOS PAGOS RP PROCESSADO A PGAR RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP PROCESSADOS CANCELADOS Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente RP PROC CANCEL Demonstra o valor de Restos a Pagar Processados Cancelados CANCELAMENTO DE RP PROCESSADOS - NE CANCELAMENTO AJUSTE EXERCICIO ANTERIOR/FOLHA CANCELAMENTO AJUSTE DE EXERCICIOS ANTERIORES CANCELAMENTO DE RP PROCESSADOS - FOLHA 26 NOTA DE EMPENHO 31 CÉLULA DA DESPESA COM ND DETALHADA RP PROC N PROC CCONT [31,26] (Demonstra a execução dos RAP de todas as despesas) RP PROCESSADOS INSC RP PROC REINSCRITOS RP PROC CANCEL RP PROCESSADOS PAGOS RP PROCESSADO A PGAR Versão

120 32 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP PROCESSADOS PAGOS Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente RP PROCESSADOS PAGOS Demonstra os valores dos Restos a Pagar Processados Pagos e identificados por empenho RP PROCESSADOS PAGO - NE RP PROCESSADOS PAGO - FOLHA 26 NOTA DE EMPENHO 31 CÉLULA DA DESPESA COM ND DETALHADA RP PROC N PROC CCONT [31,26] (Demonstra a execução dos RAP de todas as despesas) RP PROCESSADOS INSC RP PROC REINSCRITOS RP PROC CANCEL RP PROCESSADOS PAGOS RP PROCESSADO A PGAR RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP PROCESSADOS A PAGAR Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente RP PROCESSADO A PGAR Demonstra os valores dos Restos a Pagar Processados a Pagar, controlados por número de empenho RP PROCESSADOS A PAGAR NE RP PROCESSADOS A PAGAR FOLHA 26 NOTA DE EMPENHO 31 CÉLULA DA DESPESA COM ND DETALHADA RP PROC N PROC CCONT [31,26] (Demonstra a execução dos RAP de todas as despesas) RP PROCESSADOS INSC RP PROC REINSCRITOS RP PROC CANCEL RP PROCESSADOS PAGOS RP PROCESSADO A PGAR RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR Versão

121 33 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS RP NÃO PROCESSADOS INSCRITOS Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente RP N PROC INSCR Demonstra os valores das despesas empenhadas e não liquidadas até o encerramento do exercício financeiro anterior, inscritas em Restos a Pagar Não Processados para a execução no exercício atual RP NAO PROCESSADOS INSCRITOS RESTOS A PAGAR TRANSFERIDOS = RESTOS A PAGAR NAO PROCESSADOS TRANSFERIDOS 26 NOTA DE EMPENHO RP PROC N PROC CCONT [31,26] (Demonstra a execução dos RAP de todas as despesas) RP PROCESSADOS INSC RP PROC REINSCRITOS RP PROC CANCEL RP PROCESSADOS PAGOS RP PROCESSADO A PGAR RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP PROC N PROC NE [26] (Demonstra a execução dos RAP das despesas para as quais houve emissão de nota de empenho; não contempla, portanto, RAP das despesas da folha de pagamento) RP PROC INSCRITOS NE RP PROC REINSCR NE RP PROC CANCEL NE RP PROC PAGOS NE RP PROC A PAGAR NE RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP NÃO PROCESSADOS REINSCRITOS Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente RP N PROC REINSCR Demonstra o valor da reinscrição de Restos a Pagar Não Processados relativos a exercícios anteriores REINSCRICAO RP NAO PROCESSADO EXERCICIOS ANT RESTOS A PAGAR NAO PROCESSADOS RESTABELECIDOS 26 NOTA DE EMPENHO RP PROC N PROC CCONT [31,26] (Demonstra a execução dos RAP de todas as despesas) RP PROCESSADOS INSC RP PROC REINSCRITOS Versão

122 34 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS RP PROC CANCEL RP PROCESSADOS PAGOS RP PROCESSADO A PGAR RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP PROC N PROC NE [26] (Demonstra a execução dos RAP das despesas para as quais houve emissão de nota de empenho; não contempla, portanto, RAP das despesas da folha de pagamento) RP PROC INSCRITOS NE RP PROC REINSCR NE RP PROC CANCEL NE RP PROC PAGOS NE RP PROC A PAGAR NE RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP NÃO PROCESSADOS CANCELADOS Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente RP N PROC CANCELADOS Demonstra os valores dos restos a pagar não processados cancelados POR INSUFICIENCIA DE RECURSOS OUTROS CANCELAMENTOS DE RP 26 NOTA DE EMPENHO RP PROC N PROC CCONT [31,26] (Demonstra a execução dos RAP de todas as despesas) RP PROCESSADOS INSC RP PROC REINSCRITOS RP PROC CANCEL RP PROCESSADOS PAGOS RP PROCESSADO A PGAR RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP PROC N PROC NE [26] (Demonstra a execução dos RAP das despesas para as quais houve emissão de nota de empenho; não contempla, portanto, RAP das despesas da folha de pagamento) RP PROC INSCRITOS NE RP PROC REINSCR NE RP PROC CANCEL NE RP PROC PAGOS NE RP PROC A PAGAR NE RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS Versão

123 35 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP NÃO PROCESSADOS PAGOS Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente RP N-PROC PAGOS Demonstra o valor dos Restos a Pagar Não Processados Pagos RP NAO PROCESSADOS PAGO NOTA DE EMPENHO RP PROC N PROC CCONT [31,26] (Demonstra a execução dos RAP de todas as despesas) RP PROCESSADOS INSC RP PROC REINSCRITOS RP PROC CANCEL RP PROCESSADOS PAGOS RP PROCESSADO A PGAR RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP PROC N PROC NE [26] (Demonstra a execução dos RAP das despesas para as quais houve emissão de nota de empenho; não contempla, portanto, RAP das despesas da folha de pagamento) RP PROC INSCRITOS NE RP PROC REINSCR NE RP PROC CANCEL NE RP PROC PAGOS NE RP PROC A PAGAR NE RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP NÃO PROCESSADOS A PAGAR Item de Informação RP N PROC A PAGAR Descrição Demonstra os valores dos restos a pagar não processados liquidados e a liquidar. Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item RP NAO PROCESSADOS A LIQUIDAR RP NAO PROCESSADOS LIQUIDADO A PAGAR RP NAO PROCESSADOS A LIQUIDAR BLOQUEADOS 26 NOTA DE EMPENHO RP PROC N PROC CCONT [31,26] (Demonstra a execução dos RAP de todas as despesas) RP PROCESSADOS INSC Versão

124 36 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS está presente RP PROC REINSCRITOS RP PROC CANCEL RP PROCESSADOS PAGOS RP PROCESSADO A PGAR RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP PROC N PROC NE [26] (Demonstra a execução dos RAP das despesas para as quais houve emissão de nota de empenho; não contempla, portanto, RAP das despesas da folha de pagamento) RP PROC INSCRITOS NE RP PROC REINSCR NE RP PROC CANCEL NE RP PROC PAGOS NE RP PROC A PAGAR NE RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR Parte II Itens que contemplam os restos a pagar processados de despesas para as quais houve emissão de nota de empenho (não inclui as despesas da folha de pagamento) RP PROCESSADOS INSCRITOS (APENAS COM EMISSÃO DE NOTA DE EMPENHO) Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente RP PROC INSCRITOS NE Demonstra o valor da inscrição de Restos a Pagar Processados em 31 de dezembro do exercício anterior (ou seja, não inclui RP processados reinscritos). Também não inclui a inscrição de RP Proc de Folha de Pagamento RESTOS A PAGAR PROCESSADOS INSCRITO - NE NOTA DE EMPENHO RP PROC N PROC NE [26] (Demonstra a execução dos RAP das despesas para as quais houve emissão de nota de empenho; não contempla, portanto, RAP das despesas da folha de pagamento) RP PROC INSCRITOS NE RP PROC REINSCR NE RP PROC CANCEL NE RP PROC PAGOS NE RP PROC A PAGAR NE RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP PROCESSADOS REINSCRITOS (APENAS COM EMISSÃO DE NOTA DE EMPENHO) Versão

125 37 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente RP PROC REINSCR NE Demonstra o valor dos Restos a Pagar Processados Reinscritos por nota de empenho (não inclui RP processados referentes à folha de pagamento) REINSCRICAO RESTOS A PAGAR PROCESSADOS - NE NOTA DE EMPENHO RP PROC N PROC NE [26] (Demonstra a execução dos RAP das despesas para as quais houve emissão de nota de empenho; não contempla, portanto, RAP das despesas da folha de pagamento) RP PROC INSCRITOS NE RP PROC REINSCR NE RP PROC CANCEL NE RP PROC PAGOS NE RP PROC A PAGAR NE RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP PROCESSADOS CANCELADOS (APENAS COM EMISSÃO DE NOTA DE EMPENHO) Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente RP PROC CANCEL NE Demonstra o valor dos Restos a Pagar Processados Cancelados CANCELAMENTO DE RP PROCESSADOS - NE CANCELAMENTO AJUSTE DE EXERCICIOS ANTERIORES 26 NOTA DE EMPENHO RP PROC N PROC NE [26] (Demonstra a execução dos RAP das despesas para as quais houve emissão de nota de empenho; não contempla, portanto, RAP das despesas da folha de pagamento) RP PROC INSCRITOS NE RP PROC REINSCR NE RP PROC CANCEL NE RP PROC PAGOS NE RP PROC A PAGAR NE RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP PROCESSADOS PAGOS (APENAS COM EMISSÃO DE NOTA DE EMPENHO) Item de Informação Descrição RP PROC PAGOS NE Demonstra o valor dos Restos a Pagar Processados Pagos por nota de empenho (não inclui restos a pagar referentes à folha de pagamentos) Versão

126 38 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente RP PROCESSADOS PAGO - NE NOTA DE EMPENHO RP PROC N PROC NE [26] (Demonstra a execução dos RAP das despesas para as quais houve emissão de nota de empenho; não contempla, portanto, RAP das despesas da folha de pagamento) RP PROC INSCRITOS NE RP PROC REINSCR NE RP PROC CANCEL NE RP PROC PAGOS NE RP PROC A PAGAR NE RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR RP PROCESSADOS A PAGAR (APENAS COM EMISSÃO DE NOTA DE EMPENHO) Item de Informação Descrição Fórmula de Cálculo Contas Correntes Presentes Grupos recomendados em que o item está presente RP PROC A PAGAR NE Demonstra o valor dos Restos a pagar Processados a Pagar por nota de empenho (não inclui valores referentes à folha de pagamento) RP PROCESSADOS A PAGAR NE NOTA DE EMPENHO RP PROC N PROC NE [26] (Demonstra a execução dos RAP das despesas para as quais houve emissão de nota de empenho; não contempla, portanto, RAP das despesas da folha de pagamento) RP PROC INSCRITOS NE RP PROC REINSCR NE RP PROC CANCEL NE RP PROC PAGOS NE RP PROC A PAGAR NE RP N PROC INSCR RP N PROC REINSCR RP N PROC CANCELADOS RP N-PROC PAGOS RP N PROC A PAGAR Versão

127 Parâmetros associados à UG Executora Anexo Lista dos Parâmetros Gerais da Consulta Construída Parâmetro Gerais (disponíveis mesmo em consultas em que conste conta contábil sem conta corrente) Parâmetros Obrigatórios Amplitude UG Executora Esfera Administrativa da UG Executora Estado/Município da UG Executora Gere Fundo Gestão Executora Município da UG Executora Orçamento Fiscal e de Seguridade Social Órgão da UG Executora Órgão Subordinado Órgão Superior Poder UG Executora Setorial Contábil Órgão Executora Setorial Contábil da UG Executora Setorial de Auditoria da UG Executora Setorial Financeiro Órgão Executora Subórgão UGE Tipo de Administração UG Executora Tipo de Fundo UF da UG executora UG Executora UG Superior Controle Interno da UG Executora UG/Gestão Executora Tipo de Valor Item de Informação Mês de Referência Parâmetro associados a todos os tipos de conta corrente Parâmetros inerentes a todos os conta correntes Conta Corrente Original Conta Corrente Inválida Versão

128 Programa de Trabalho (Classificação Funcional e Estrutura Programática) Fonte de recursos Classificação Econômica Tipo: 16 - CELULA DA DESPESA (EO+PTRES+FR+ND+UGR+PI) Tipo: 31 - CELULA DA DESPESA COM ND DETALHADA Tipo: 80 - CELULA DA DESPESA COM ND DETALHADA OPCIONAL Tipo: 26 - NOTA DE EMPENHO Tipo: 76 - NE + SUBITEM DA DESPESA Anexo Lista dos Parâmetros Específicos Associados a Cada Tipo de Conta Corrente Esfera PTRES Natureza da Despesa X X X X X Categoria Econômica da Despesa X X X X X Grupo de Despesa X X X X X Modalidade de Aplicação X X X X X Elemento de Despesa X X X X X Subitem X X X Natureza da Despesa Detalhada X X X Esfera Orçamentária X X X X X Fonte de Recurso Detalhada X X X X X ID Uso X X X X X Grupo Fonte X X X X X Detalhe da Fonte X X X X X Tipo do Detalhe da Fonte X X X X X Fonte de Recursos X X X X X Fonte de Recurso Reduzida X X X X X Fonte SOF X X X X X Grupo Fonte (Decreto Dec.Prog.Orc/Fin) X X X X X Gera Cota STN X X X X X PTRES X X X X X Programa de Trabalho X X X X X Função X X X X X Subfunção X X X X X Programa X X X X X Projeto/Atividade X X X X X Subprojeto/Subatividade X X X X X Projeto Atividade / Subprojeto Subatividade X X X X X Regionalização (Município) X X X X X Regionalização (Região) X X X X X Regionalização (UF) X X X X X Indicador Meio/Fim X X X X X Indicador de Ação X X X X X Unidade Orçamentária Unidade Orçamentária X X X X X Órgão da UO X X X X X Órgão Superior da UO X X X X X Poder Orgao da UO X X X X X Versão

129 Elemento de Gasto Unidade de Controle de Gasto Indicadores Orçamentários Informações Facultativas da Célula Orçamentária - Plano Interno e Unidade Gestora Responsável Tipo: 16 - CELULA DA DESPESA (EO+PTRES+FR+ND+UGR+PI) Tipo: 31 - CELULA DA DESPESA COM ND DETALHADA Tipo: 80 - CELULA DA DESPESA COM ND DETALHADA OPCIONAL Tipo: 26 - NOTA DE EMPENHO Tipo: 76 - NE + SUBITEM DA DESPESA 41 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS Plano Interno X X X X X Ação X X X X X Subação X X X X X UG Responsável X X X X X UF da UG Responsável X X X X X Município da UG Responsável X X X X X Esfera Administrativa da UG Responsável X X X X X Estado/Município da UG Responsável X X X Órgão da UG Responsável X X X X X Tipo de Administração UG Responsável X X X Poder UG Responsável X X X X X Setorial Contábil da UG Responsável X X X X X Setorial Contábil Órgão Responsável X X X X X Setorial Financeiro Órgão Responsável X X X X X Indicador de Lei Calmon X X X X X Indicador de Erradicação do Analfabetismo X X X X X Indicador de Exceção ao Dec.Prog.Orc/Fin X X X X X Indicador de Obras Irregulares X X X X X Indicador Programações Selecionadas X X X X X Indicador de Resultado Lei X X X X X Indicador Permite Empenho X X X X X Indicador de Precatório X X X X X Indicador de RP Estratégico X X X X X Indicador de RP Resultado Lei X X X X X Indicador Resultado EOF X X X X X Indicador RP Resultado EOF X X X X X Indicador de Tipo de Crédito X X X X X Indicador de Limite Financeiro X X X X X Classificador do Resultado do Tesouro Nacional X X X X Indicador Ação Essencial X X X X X Unidade de Controle de Gasto X X X X X UF da UCG X X X X X Município da UCG X X X X X Esfera Administrativa - UCG X X X X X Estado/Município - UCG X X X X x Órgão da UCG X X X X X Tipo de Administração - UCG X X X X X Poder da UCG X X X X X Setorial Contábil - Órgão UCG X X X X X Setorial Contábil UCG X X X X X Setorial Financeiro - Órgão UCG X X X X X Elemento do Gasto Grupo do Gasto Modalidade do Gasto Natureza do Gasto X X X Versão

130 Credor do tipo "Unidade Gestora" Parâmetros associados à nota de empenho Entidade (todos os tipos de credores) Campos diversos da Nota de Empenho Préempenho Tipo: 16 - CELULA DA DESPESA (EO+PTRES+FR+ND+UGR+PI) Tipo: 31 - CELULA DA DESPESA COM ND DETALHADA Tipo: 80 - CELULA DA DESPESA COM ND DETALHADA OPCIONAL Tipo: 26 - NOTA DE EMPENHO Tipo: 76 - NE + SUBITEM DA DESPESA 42 S I A F I G E R E N C I A L : I T E N S E G R U P O S D E I N F O R M A Ç Ã O R E C O M E N D A D OS IBGE Estado Município IBGE Pré-empenho X X Órgão Pré-empenho Poder Órgão Pré-Empenho TA Órgão Pré-empenho Empenho Empenho X X Ano Ano X X Modalidade de Licitação X X Indicador de Empenho Completo Número do Processo X X Número do CV/CR/TP X X Origem Material X X Contra Entrega X X Inciso X X Sistema de Origem NE UF Beneficiada X X Município Beneficiado x x IG PJ Entidade X X Tipo de Entidade X X Município da Entidade X X UF da Entidade X X Parâmetro de Controle SFC Entidade UG Credora X X Esfera Administrativa da UG Credora X X Estado/Município da UG Credora X X Órgão da UG Credora X X Tipo de Administração UG Credora X X Poder UG Cred. X X Setorial Contábil da UG Credora X X Setorial Contábil Órgão Credor X X Setorial Financeiro Órgão Credor X X Inscrição Genérica Credora X X Inscrição Genérica não Credora X X CGC X X CGC (radical) X X PF CPF X X Versão

Siafi Gerencial: Itens e Grupos de Informação recomendados

Siafi Gerencial: Itens e Grupos de Informação recomendados S U B S E C R E T A R I A D E C O N T A B I L I D A D E P Ú B L I C A G E R Ê N C I A D E I N F O R M A Ç Õ E S C O N T Á B E I S - F I S C A I S Siafi Gerencial: Itens e de PRESIDENTE DA REPÚBLICA Dilma

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO SPO/SE/MEC. Orientações Suplementares

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO SPO/SE/MEC. Orientações Suplementares /SE/MEC Orientações Suplementares Elaboração do Relatório de Gestão 2012 PRESIDENTA DA REPÚBLICA Dilma Vana Rousseff MINISTRO DA EDUCAÇÃO Aloizio Mercadante Oliva SECRETÁRIO EXECUTIVO José Henrique Paim

Leia mais

MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN

MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN Guia de Capacitação Concessão de Cotas Financeiras Versão 1.0 outubro 2012 MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN MÓDULO: PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA INSTRUTOR: CARLOS ALBERTO PEREIRA LIMA COLABORADORES

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Inclusão e Envio de Proposta Manual

Leia mais

GUIA DE CAPACITAÇÃO REGISTRO DE RECEITA EXTRA ORÇAMENTÁRIA - RDE

GUIA DE CAPACITAÇÃO REGISTRO DE RECEITA EXTRA ORÇAMENTÁRIA - RDE GUIA DE CAPACITAÇÃO REGISTRO DE RECEITA EXTRA ORÇAMENTÁRIA - RDE Registro de Receita Extra Orçamentária (RDE) - SUMÁRIO - 1. CONCEITOS...3 2. Registro de Receita Extra Orçamentária...6 2.1. DESCRIÇÃO...6

Leia mais

ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE II EXECUÇÃO DA DESPESA

ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE II EXECUÇÃO DA DESPESA ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE II EXECUÇÃO DA DESPESA Versão: 25.08.2014 MINISTRO DE ESTADO DA FAZENDA Guido Mantega SECRETÁRIO-EXECUTIVO Paulo Rogério Caffarelli SECRETÁRIO DO TESOURO

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Ajuste do Plano de Trabalho, Termo Aditivo e Prorroga de Ofício Perfis de Convenente e Concedente.

Portal dos Convênios SICONV. Ajuste do Plano de Trabalho, Termo Aditivo e Prorroga de Ofício Perfis de Convenente e Concedente. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Ajuste do Plano de Trabalho, Termo

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Ajuste do Plano de Trabalho, Termo Aditivo e Prorroga de Ofício Perfis de Convenente e Concedente.

Portal dos Convênios SICONV. Ajuste do Plano de Trabalho, Termo Aditivo e Prorroga de Ofício Perfis de Convenente e Concedente. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Ajuste do Plano de Trabalho, Termo

Leia mais

Prof. Alexandre Teshima. Prof. Alexandre Teshima. Prof. Alexandre Teshima. Prof. Alexandre Teshima

Prof. Alexandre Teshima. Prof. Alexandre Teshima. Prof. Alexandre Teshima. Prof. Alexandre Teshima CONCEITO: O SIAFI (Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal) é um sistema informatizado que processa e controla, por meio de terminais instalados em todo o território nacional,

Leia mais

ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE III ARRECADAÇÃO DA RECEITA ORÇAMENTÁRIA

ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE III ARRECADAÇÃO DA RECEITA ORÇAMENTÁRIA ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE III ARRECADAÇÃO DA RECEITA ORÇAMENTÁRIA Versão: 06.11.2014 MINISTRO DE ESTADO DA FAZENDA Guido Mantega SECRETÁRIO-EXECUTIVO Paulo Rogério Caffarelli SECRETÁRIO

Leia mais

MANUAL - ORÇAMENTO MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS

MANUAL - ORÇAMENTO MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS MANUAL - ORÇAMENTO MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. MÓDULO ORÇAMENTO...4 2.1. ORÇAMENTO - ARRECADAÇÃO...4 2.1.1. Importação Lançamentos Tributos...4

Leia mais

Eventos Anulação e Retificação

Eventos Anulação e Retificação MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Eventos Anulação e Retificação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO SPO/SE/MEC. Orientações Suplementares Versão 01

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO SPO/SE/MEC. Orientações Suplementares Versão 01 SECRETARIA EXECUTIVA /SE/MEC Orientações Suplementares Versão 01 Elaboração do Relatório de Gestão 2015 PRESIDENTA DA REPÚBLICA Dilma Vana Rousseff MINISTRO DA EDUCAÇÃO Aloizio Mercadante SECRETÁRIO EXECUTIVO

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Disponibilização de Programas. Manual do Usuário Versão 2

Portal dos Convênios - Siconv. Disponibilização de Programas. Manual do Usuário Versão 2 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Disponibilização de Programas

Leia mais

SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS

SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS SIAGRI ERP AGRIMANAGER META DE VENDAS SUMÁRIO BENEFICIAMENTO DE SEMENTES... 3 1. Projeto Meta de Vendas... 3 1.1 Itens de Configuração Alterados... 3 2. Planejamento de Vendas... 3 2.1 Meta de Vendas...

Leia mais

Objetivos e principais documentos do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI

Objetivos e principais documentos do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI Objetivos e principais documentos do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI Amigos e amigas visitantes do Ponto dos Concursos! Desejo muita paz e tranqüilidade a todos os

Leia mais

MANUAL FINANCEIRO MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS

MANUAL FINANCEIRO MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS MANUAL FINANCEIRO MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO...3 2 REALIZANDO UMA ARRECADAÇÃO...4 2.1 IMPORTAÇÃO TRIBUTOS COM A CONTABILIDADE...4 2.2 BOLETIM DE ARRECADAÇÃO...4 2.1.1

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Ministério da Fazenda Secretaria do Tesouro Nacional Guia Básico jun / 2014

Ministério da Fazenda Secretaria do Tesouro Nacional Guia Básico jun / 2014 GUIA BÁSICO DO SIAFI GERENCIAL 1 Ministério da Fazenda Secretaria do Tesouro Nacional Guia Básico jun / 2014 GUIA BÁSICO DO SIAFI GERENCIAL 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema SIAFI Gerencial...

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Inclusão e Envio de Proposta Manual

Leia mais

ATUALIZAÇÃO ATÉ 14/02/2007.

ATUALIZAÇÃO ATÉ 14/02/2007. ATUALIZAÇÃO ATÉ 14/02/2007. ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO Passando o mouse sobre a opção (+) Rotina Mensal/Anual, aparecerão três opções: 1 Boletim RP 2 Conciliação Bancária 3 TCE Deliberação 233/2006 1 3

Leia mais

Portaria Conjunta STN/SOF nº 3/2008 Manual de Despesa Nacional;

Portaria Conjunta STN/SOF nº 3/2008 Manual de Despesa Nacional; Código: MAP-DIFIN-001 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX Elaborado por: Gerência de Contabilidade Aprovado por: Diretoria de Finanças e Informações de Custos 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos

Leia mais

Inclusão e Envio de Propostas

Inclusão e Envio de Propostas MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios - SICONV Abertura Automática de contas

Leia mais

PCASP UNIÃO LANÇAMENTOS CONTÁBEIS

PCASP UNIÃO LANÇAMENTOS CONTÁBEIS PCASP UNIÃO LANÇAMENTOS CONTÁBEIS Data de Emissão: 28 de agosto de 2012 Coordenador Geral de Contabilidade e Custos da União Francisco Wayne Moreira Coordenadora de Contabilidade da União Bárbara Verônica

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

MANUAL SISGRU Sistema de Gestão de Recolhimento da União

MANUAL SISGRU Sistema de Gestão de Recolhimento da União MANUAL SISGRU Sistema de Gestão de Recolhimento da União COFIN/GEARE SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 1 1. Acesso ao Sistema SISGRU... 2 2. Módulo Consultar GRU... 3 2.1. Como realizar consulta de GRU... 5 2.1.1.

Leia mais

Secretaria de Estado dos Negócios da Fazenda do Estado de São Paulo. SIGEO.NET (Viewer) Manual do Usuário. PRODESP/ SEFAZ SIGEO.

Secretaria de Estado dos Negócios da Fazenda do Estado de São Paulo. SIGEO.NET (Viewer) Manual do Usuário. PRODESP/ SEFAZ SIGEO. SIGEO.NET (Viewer) Manual do Usuário PRODESP/ SEFAZ SIGEO.NET página 1/1 ÍNDICE Página 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 3. Conexão (Usuário/Senha)... 6 4. Lista de Planilhas... 7 5. Acesso

Leia mais

Incluir Usuário/Definir Perfil, Elaborar e Enviar Proposta/Plano de Trabalho para análise do Concedente

Incluir Usuário/Definir Perfil, Elaborar e Enviar Proposta/Plano de Trabalho para análise do Concedente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios SICONV Incluir Usuário/Definir Perfil, Elaborar e Enviar

Leia mais

MANUAL DO GESTOR. Projetos Financiados com Recursos Externos

MANUAL DO GESTOR. Projetos Financiados com Recursos Externos MANUAL DO GESTOR Projetos Financiados com Recursos Externos Brasília 2010 Secretário do Tesouro Nacional Arno Hugo Augustin Filho Secretário-Adjunto do Tesouro Nacional André Luiz Barreto de Paiva Filho

Leia mais

Análise e Regularizações Contábeis

Análise e Regularizações Contábeis Análise e Regularizações Contábeis 1 Ordens Bancárias Canceladas O cancelamento de OB ocorre por meio da emissão de uma OB de cancelamento ou por NS Nota de Sistema, nos seguintes casos: 1 OB de cancelamento

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

- MAIO 2013 - Execução da Despesa X Programação Financeira Versão 01 Julho 2013

- MAIO 2013 - Execução da Despesa X Programação Financeira Versão 01 Julho 2013 - MAIO 2013 - Execução da Despesa X Programação Financeira Versão 01 Julho 2013 - SUMÁRIO - 1. NOÇÕES GERAIS DA PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA... 3 2. INCLUSÃO DO PEDIDO DE EMPENHO PED... 3 3. INCLUSÃO DO EMPENHO

Leia mais

COMUNICADO SIAD - PORTAL DE COMPRAS 08/2011

COMUNICADO SIAD - PORTAL DE COMPRAS 08/2011 SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO Rodovia Prefeito Américo Gianetti, s/n Edifício Gerais - Bairro Serra Verde CEP: 31630-901 - Belo Horizonte - MG COMUNICADO SIAD - PORTAL DE COMPRAS 08/2011

Leia mais

Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria

Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria Índice 1.Auditoria Financeira...2 2.Parametrizações do Sistema...3 2.1.Cadastro da Empresa...3 2.1.1.Forma de controle das notas na Auditoria Financeira...4 2.1.2.Formas de Registro do Pagamento e Recebimento

Leia mais

XI Semana de d Adminis minis ação Orç Or amen amen ária , Financeira r e d e e d Contr Con a tr t a ações Públi Púb cas SIAFI Básico ABOP Slide 1

XI Semana de d Adminis minis ação Orç Or amen amen ária , Financeira r e d e e d Contr Con a tr t a ações Públi Púb cas SIAFI Básico ABOP Slide 1 SIAFI Básico ABOP Slide 1 Oficina nº 65 - SIAFI BÁSICO Carga Horária: 4h Conteúdo: 1. Aspectos históricos do SIAFI. 1.1 Apresentação do Sistema. 1.2 Conceituações básicas do SIAFI. 1.3 Objetivos. 1.4 Abrangência.

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA NO MEC

GESTÃO FINANCEIRA NO MEC GESTÃO FINANCEIRA NO MEC IARA FERREIRA PINHEIRO Subsecretária Base Legal LEGISLAÇÃO BÁSICA: Lei nº 4.320/1964 Normas Gerais de Direito Financeiro Decreto nº 93.872/1986 Unificação da Conta Única Lei nº

Leia mais

ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE VI FOLHA DE PAGAMENTO DE PESSOAL

ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE VI FOLHA DE PAGAMENTO DE PESSOAL ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE VI FOLHA DE PAGAMENTO DE PESSOAL Versão: 06.11.2014 MINISTRO DE ESTADO DA FAZENDA Guido Mantega SECRETÁRIO-EXECUTIVO Paulo Rogério Caffarelli SECRETÁRIO

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Orientações/Passo a Passo. Concedente

Portal dos Convênios SICONV. Orientações/Passo a Passo. Concedente Portal dos Convênios SICONV Orientações/Passo a Passo Concedente Programa, Analise de Proposta/Plano de Trabalho, Convênio, UGTV, Empenho, Conta Bancária, Celebração, TV - SIAFI, Documento Hábil, OB e

Leia mais

PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro

PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro SUMÁRIO 1. FINANCEIRO... 5 1.1. ED - SECRETARIA... 5 1.2. ED - ESCOLA... 5 1.3. USUÁRIOS POR ENTIDADE NO ED SECRETARIA E ESCOLA... 6 2. FINANCEIRO - SECRETARIA... 7 2.1.

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS DIRETORIA DE GESTÃO ORÇAMENTÁRIA

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS DIRETORIA DE GESTÃO ORÇAMENTÁRIA MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS DIRETORIA DE GESTÃO ORÇAMENTÁRIA SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS E ACOMPANHAMENTO ORÇAMENTÁRIO SIGA Manual de Instrução VERSÃO

Leia mais

OBTV Ordem Bancária de Transferência Voluntária

OBTV Ordem Bancária de Transferência Voluntária Portal dos Convênios SICONV Sistema de Gestão de Convênios, Contratos de Repasse e Termos de Parceria OBTV Ordem Bancária de Transferência Voluntária Ricardo Uzel Karlen Oliveira Brasília, Junho 2012 Departamento

Leia mais

ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE V ESTOQUES E IMOBILIZADO

ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE V ESTOQUES E IMOBILIZADO ROTINAS E PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS DA UNIÃO PARTE V ESTOQUES E IMOBILIZADO Versão: 25/08/2014 MINISTRO DE ESTADO DA FAZENDA Guido Mantega SECRETÁRIO-EXECUTIVO Paulo Rogério Caffarelli SECRETÁRIO DO TESOURO

Leia mais

Manual do usuário sistema BPM

Manual do usuário sistema BPM Manual do usuário sistema BPM Conceitos Gerais O sistema BPM visa automatizar e facilitar o controle físico contábil de bens patrimoniais móveis na Prefeitura do Município de São Paulo. Entre seus inúmeros

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Execução - Licitação, Contrato, Documento de Liquidação, Pagamento, Ingresso de Recursos e Relatórios

Portal dos Convênios - Siconv. Execução - Licitação, Contrato, Documento de Liquidação, Pagamento, Ingresso de Recursos e Relatórios MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Execução - Licitação, Contrato,

Leia mais

1 INTRODUÇÃO.4 2 PROCEDIMENTOS DE ABERTURA DO EXERCÍCIO (2012).5 2.1 TABELAS AUTOMÁTICAS CONTÁBEIS.6 3.1 TABELAS CONTÁBEIS.6 3.1.6 3.1.6 3.1.2.7 3.

1 INTRODUÇÃO.4 2 PROCEDIMENTOS DE ABERTURA DO EXERCÍCIO (2012).5 2.1 TABELAS AUTOMÁTICAS CONTÁBEIS.6 3.1 TABELAS CONTÁBEIS.6 3.1.6 3.1.6 3.1.2.7 3. MANUAL DE ABERTURA DO EXERCÍCIO 2012 E ENCERRAMENTO DE 2011 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO...4 2 PROCEDIMENTOS DE ABERTURA DO EXERCÍCIO (2012)...5 2.1 TABELAS AUTOMÁTICAS CONTÁBEIS...5 3 TABELAS A SEREM PREENCHIDAS

Leia mais

Art. 1º Aprovar Norma de Execução, na forma do Anexo a esta Portaria. ANEXO UNIDADE RESPONSÁVEL 31/12/2013 PROCESSO

Art. 1º Aprovar Norma de Execução, na forma do Anexo a esta Portaria. ANEXO UNIDADE RESPONSÁVEL 31/12/2013 PROCESSO PORTARIA Nº 2, DE 22 DE NOVEMBRO DE 2013 O AUDITOR-CHEFE DA AUDITORIA INTERNA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO, no uso de suas atribuições, e tendo em vista a competência que lhe foi atribuída pelo inciso

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios

Leia mais

SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO.4 2 PROCEDIMENTOS DE ABERTURA DO EXERCÍCIO (2015).5 2.1 TABELAS AUTOMÁTICAS CONTÁBEIS.6 3.1 TABELAS CONTÁBEIS.6 3.1.6 3.1.6 3.

SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO.4 2 PROCEDIMENTOS DE ABERTURA DO EXERCÍCIO (2015).5 2.1 TABELAS AUTOMÁTICAS CONTÁBEIS.6 3.1 TABELAS CONTÁBEIS.6 3.1.6 3.1.6 3. MANUAL DE ABERTURA DO EXERCÍCIO 2015 E ENCERRAMENTO DE 2014 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO...4 2 PROCEDIMENTOS DE ABERTURA DO EXERCÍCIO (2015)...5 2.1 TABELAS AUTOMÁTICAS CONTÁBEIS...5 3 TABELAS A SEREM PREENCHIDAS

Leia mais

SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO.4 2 PROCEDIMENTOS DE ABERTURA DO EXERCÍCIO (2014).5 2.1 TABELAS AUTOMÁTICAS CONTÁBEIS.6 3.1 TABELAS CONTÁBEIS.6 3.1.6 3.1.6 3.

SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO.4 2 PROCEDIMENTOS DE ABERTURA DO EXERCÍCIO (2014).5 2.1 TABELAS AUTOMÁTICAS CONTÁBEIS.6 3.1 TABELAS CONTÁBEIS.6 3.1.6 3.1.6 3. MANUAL DE ABERTURA DO EXERCÍCIO 2014 E ENCERRAMENTO DE 2013 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO...4 2 PROCEDIMENTOS DE ABERTURA DO EXERCÍCIO (2014)...5 2.1 TABELAS AUTOMÁTICAS CONTÁBEIS...5 3 TABELAS A SEREM PREENCHIDAS

Leia mais

TUTORIAL // MÓDULO PRESTADORES BENNER WEB MÓDULO PRESTADORES

TUTORIAL // MÓDULO PRESTADORES BENNER WEB MÓDULO PRESTADORES BENNER WEB MÓDULO PRESTADORES 1 Sumário Procedimento inicial para acessar o sistema na WEB... 3 Módulo Prestadores... 3 1. ÍCONES E FUNÇÕES... 4 2. CADASTRO DE PRESTADORES... 5 Cadastrar o prestador de

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E RECURSOS HUMANOS - SEGER. Manual do Usuário

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E RECURSOS HUMANOS - SEGER. Manual do Usuário GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E RECURSOS HUMANOS - SEGER SIGED Sistema de Gestão de Despesas Manual do Usuário MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DE DESPESAS - SIGED SUMÁRIO

Leia mais

E&L Contabilidade Pública Eletrônica

E&L Contabilidade Pública Eletrônica E&L Contabilidade Pública Eletrônica Instruções para envio da prestação mensal do CIDADESWEB. Está disponível no menu Utilitários, uma opção de Implantação do CIDADESWEB. Neste utilitário estão os 9 passos

Leia mais

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira.

AUDITORIA FINANCEIRA. No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria Financeira. AUDITORIA FINANCEIRA Processo de uso da Auditoria Financeira CADASTRO DE EMPRESA PARÂMETROS No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria

Leia mais

I V S E M I N Á R I O D E E X E C U Ç Ã O F I N A N C E I R A D E P R O J E T O S F I N A N C I A D O S C O M R E C U R S O S E X T E R N O S

I V S E M I N Á R I O D E E X E C U Ç Ã O F I N A N C E I R A D E P R O J E T O S F I N A N C I A D O S C O M R E C U R S O S E X T E R N O S I V S E M I N Á R I O D E E X E C U Ç Ã O F I N A N C E I R A D E P R O J E T O S F I N A N C I A D O S C O M R E C U R S O S E X T E R N O S Guia Básico Índice 1. Introdução 2. Características do SIAFI

Leia mais

Secretaria da Fazenda

Secretaria da Fazenda Secretaria da Fazenda Coordenação da Administração Financeira Centro de Apoio ao Usuário SIAFEM.NET Versão Mai/2013 Folha de Pagamento Manual de Utilização Página 1 de 20 Manual de utilização do sistema

Leia mais

Manual do Módulo. MerchNotas

Manual do Módulo. MerchNotas Manual do Módulo MerchNotas Bento Gonçalves (RS), Agosto de 2010 Índice 1. Introdução... 4 2. Menu Entrada de Notas... 5 2.1. Entrada de Notas (F11)... 5 2.2. Entrada de Notas NFe (F12)... 8 2.3. Apuração

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS PORTARIA Nº 36-SEF, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2014. EB: 64689.

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS PORTARIA Nº 36-SEF, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2014. EB: 64689. MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS PORTARIA Nº 36-SEF, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2014. EB: 64689.017297/2014-47 Aprova o Calendário para o Encerramento do Exercício Financeiro

Leia mais

Banco de Projetos. Concedente e Proponente/Convenente

Banco de Projetos. Concedente e Proponente/Convenente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Banco de Projetos Concedente

Leia mais

GUIA SOBRE RELATÓRIOS DO INVENTÁRIO DE MATERIAL PERMANENTE COM USO COLETOR DE DADOS

GUIA SOBRE RELATÓRIOS DO INVENTÁRIO DE MATERIAL PERMANENTE COM USO COLETOR DE DADOS GUIA SOBRE RELATÓRIOS DO INVENTÁRIO DE MATERIAL PERMANENTE COM USO COLETOR DE DADOS 0 GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Antônio Augusto Junho Anastasia Governador do Estado de Minas Gerais Renata Maria

Leia mais

Rendimento de Aplicação

Rendimento de Aplicação MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios SICONV Rendimento de Aplicação Perfil Convenente /

Leia mais

Alterações Efetuadas no Sistema

Alterações Efetuadas no Sistema Alterações Efetuadas no Sistema 2014 - Alterações efetuadas na versão 10.02 1) Correção CON 250 - Verifica a existência do Arquivo Texto com a natureza Plano de Trabalho para Convênio (Alerta); 2) Correção

Leia mais

Manual do Usuário. Novo Internet Banking Governo - IBG

Manual do Usuário. Novo Internet Banking Governo - IBG Manual do Usuário Novo Internet Banking Governo - IBG Versão V - Abril 2013 Sumário 2. Visão Geral do Sistema... 5 2.1. Operações disponíveis no novo IBG... 6 2.1. Perfis disponíveis... 7 2.2. Definições,

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Prestação de Contas - Convenente. Manual do Usuário. Versão 2-26/11/2010

Portal dos Convênios - SICONV. Prestação de Contas - Convenente. Manual do Usuário. Versão 2-26/11/2010 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Prestação de Contas - Convenente

Leia mais

A. ABERTURA DA DESPESA:...

A. ABERTURA DA DESPESA:... SUMÁRIO 1. Objetivo... 3 2. Procedimentos... 3 A. ABERTURA DA DESPESA:... 3 Centralizadora x Executora(s): validação do orçamento registrado na unidade centralizadora e nas unidades executoras (exclusivo

Leia mais

Elaborado por SIGA-EPT. Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado

Elaborado por SIGA-EPT. Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado Elaborado por SIGA-EPT Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado Versão Dezembro - 2009 Sumário 1 Introdução 5 1.1 Entrando no sistema e repassando as opções................... 5 1.2 Administração......................................

Leia mais

Subsecretaria de Contabilidade Pública. Coordenação-Geral de Contabilidade e Custos da União. Tesouro Gerencial

Subsecretaria de Contabilidade Pública. Coordenação-Geral de Contabilidade e Custos da União. Tesouro Gerencial Subsecretaria de Contabilidade Pública Coordenação-Geral de Contabilidade e Custos da União Tesouro Gerencial Brasília Novembro/2014 Objetivos do Curso O aluno deve ser capaz de: 1) Identificar as diferenças/semelhanças

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL. INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS IPC 03 Encerramento de Contas Contábeis no PCASP

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL. INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS IPC 03 Encerramento de Contas Contábeis no PCASP REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 15 de Novembro de 1889 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS IPC 03 Encerramento de Contas Contábeis no PCASP 2013 IPC

Leia mais

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR Todos os direitos reservados. PC Sistemas 1.0 - Data: 28/08/2012 Página 1 de 47 Sumário Apresentação... 4 1. PROCEDIMENTOS INICIAIS... 5 1.1. Realizar Atualizações...

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Inscrição 1

2013 GVDASA Sistemas Inscrição 1 2013 GVDASA Sistemas Inscrição 1 2013 GVDASA Sistemas Inscrição 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador

Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador 2015 TUTORIAL SIGAMAZÔNIA Desenvolvido por: FAPESPA LABES-UFPA Sumário Sumário... 3 CADASTRO NO SISTEMA... 5 FAZENDO LOGIN NO SIGAMAZÔNIA... 5 MENU INICIAL... 6

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS IPC 01 Transferência de Saldos Contábeis e Controle de Restos a Pagar

INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS IPC 01 Transferência de Saldos Contábeis e Controle de Restos a Pagar REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 15 de Novembro de 1889 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL INSTRUÇÕES DE PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS IPC 01 Transferência de Saldos Contábeis e Controle de Restos

Leia mais

APLICAÇÕES WEB GUIA DO USUÁRIO

APLICAÇÕES WEB GUIA DO USUÁRIO Parte:...................................... Gabarito Assunto:............................ Atualização: Original........................ Página: 1 SIA 7.5 - Sistema Integrado de Arrecadação APLICAÇÕES

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Execução - Licitação, Contrato, Documento de Liquidação e Pagamento

Portal dos Convênios - Siconv. Execução - Licitação, Contrato, Documento de Liquidação e Pagamento MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Execução - Licitação, Contrato,

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Vendas e Caixa)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Vendas e Caixa) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Vendas e Caixa) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 Vendas... 3 1.1

Leia mais

FOLHA DE PAGAMENTO. Novo Documento de Execução Orçamentária e Financeira da Folha de Pessoal - DOCUMENTO HÁBIL FL

FOLHA DE PAGAMENTO. Novo Documento de Execução Orçamentária e Financeira da Folha de Pessoal - DOCUMENTO HÁBIL FL FOLHA DE PAGAMENTO Novo Documento de Execução Orçamentária e Financeira da Folha de Pessoal - DOCUMENTO HÁBIL FL 1 Tela de Despesas Pontos Importantes Na Tela de Despesa, devem ser registrados todos os

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

MANUAL DE USUÁRIO DO SISPATR

MANUAL DE USUÁRIO DO SISPATR MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA DE ECONOMIA E FINANÇAS DIRETORIA DE CONTABILIDADE (Repartição de Contabilidade da Guerra/1860) MANUAL DE USUÁRIO DO SISPATR SISTEMA GERENCIAL DE ACOMPANHAMENTO

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Prestação de Contas - Convenente. Manual do Usuário. Versão 1-12/07/2010

Portal dos Convênios - SICONV. Prestação de Contas - Convenente. Manual do Usuário. Versão 1-12/07/2010 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Prestação de Contas - Convenente

Leia mais

AVISO. Treinamento GVcollege Módulo Contas a Pagar 2

AVISO. Treinamento GVcollege Módulo Contas a Pagar 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

ROTEIRO DE AUDITORIA DE CONTABILIDADE PÚBLICA

ROTEIRO DE AUDITORIA DE CONTABILIDADE PÚBLICA SISTEMA ORÇAMENTÁRIO 1 - RECEITAS 1.1 - Orçamento da Receita 1.2 - Receita Prevista 1.3 - Execução Orçamentária da Receita ROTEIRO DE AUDITORIA DE CONTABILIDADE PÚBLICA I - Verificar se os registros das

Leia mais

Dois novos relatórios estão disponíveis nesta versão do Imobiliária 21. São eles: Devedores e Imóvel por Área. Veja abaixo como emitir cada um.

Dois novos relatórios estão disponíveis nesta versão do Imobiliária 21. São eles: Devedores e Imóvel por Área. Veja abaixo como emitir cada um. Sumário Este documento de versionamento contém: 1. Inclusão dos relatórios: Devedores e Imóvel por Área. 2. Inclusão do campo Código de Município no cadastro de cidade. 3. Publicação de boletos de proprietário

Leia mais

Portal da Transparência:

Portal da Transparência: : O Portal da Transparência foi desenvolvido pela Fiorilli S/C Ltda Software para atender às disposições da Lei Complementar nº. 131, de 27 de maio de 2009, que alterou a Lei Complementar nº. 101, de 4

Leia mais

CONHECENDO O BANCO DE DADOS DPCOMP COMO PROCEDER PARA FAZER BACKUP S

CONHECENDO O BANCO DE DADOS DPCOMP COMO PROCEDER PARA FAZER BACKUP S CONHECENDO O BANCO DE DADOS DPCOMP Atualmente, a DpComp, visando ampliar a capacidade corporativa de seus clientes, acompanha a evolução tecnológica e trabalha hoje com o banco de dados MySQL, um dos bancos

Leia mais

SCPI 8.0. Guia Rápido. Parametrizando o Módulo CONTAS. Introdução. Informações da Entidade. Nesta Edição

SCPI 8.0. Guia Rápido. Parametrizando o Módulo CONTAS. Introdução. Informações da Entidade. Nesta Edição SCPI 8.0 Guia Rápido Parametrizando o Módulo CONTAS Introdução Nesta Edição 1 Informações da Entidade 2 Cadastro das Entidades 3 Cargos e Nomes 4 Parâmetros Gerais Antes de iniciar os trabalhos diários

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE DE ESTOQUE MANUAL PARA REQUISITANTES

SISTEMA DE CONTROLE DE ESTOQUE MANUAL PARA REQUISITANTES UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO UNIVERSITÁRIO DIRETORIA GERAL DE ADMINISTRAÇÃO SISTEMA DE CONTROLE DE ESTOQUE MANUAL PARA REQUISITANTES SISTEMA 1ª EDIÇÃO SETEMBRO/2013

Leia mais

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado da Fazenda

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado da Fazenda Manual do Usuário Sistema Notapará Programa Nota Fiscal Cidadã Objetivo: Estabelecer orientações aos usuários do sistema Notapará, tais como: usabilidade, funcionalidade e navegabilidade. Manual do Usuário

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Release Notes GVcollege 3.6.7 1

2013 GVDASA Sistemas Release Notes GVcollege 3.6.7 1 2013 GVDASA Sistemas Release Notes GVcollege 3.6.7 1 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual da GVDASA Sistemas e toda a informação nele contida é confidencial. Nenhuma parte deste

Leia mais

Estágio de Nivelamento de Gerenciamento de Projetos

Estágio de Nivelamento de Gerenciamento de Projetos Estágio de Nivelamento de Gerenciamento de Projetos 2015 EPEx / EME Acompanhamento Orçamentário e Financeiro OBJETIVO Apresentar uma visão geral da sistemática de acompanhamento orçamentário e financeiro

Leia mais

Descentralização de amentários e de Recursos Financeiros

Descentralização de amentários e de Recursos Financeiros Descentralização de Créditos Orçament amentários e de Recursos Financeiros Conceito: Despesa Orçament amentária Despesa Orçamentária Pública aquela executada por entidade pública e que depende de autorização

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA Sistema Nota Fiscal Eletrônica Sil Tecnologia LTDA SUMÁRIO INTRODUÇÃO 4 1. CONHECENDO OS COMANDOS DO SISTEMA 5 1.1 Tela Inicial do Sistema 5 1.2 Navegador de registros 6 1.3 Filtro de Registros 6 2. TELA

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA 1 NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA TUTORIAL DE USO DA FERRAMENTA ANO 2012 2 Sumário 1 Nota Fiscal de Serviços eletrônica - NFS-e... 3 1.1 Considerações Iniciais... 3 1.2 Legislação... 3 1.3 Definição...

Leia mais

MANUAL SOLICITAÇÃO DE COMPRAS IMPLANTAÇÃO COMPRAS

MANUAL SOLICITAÇÃO DE COMPRAS IMPLANTAÇÃO COMPRAS MANUAL SOLICITAÇÃO DE COMPRAS IMPLANTAÇÃO COMPRAS Manual de Solicitação de Compras 1 SUMÁRIO Acesso ao SIE:... 2 1. Acesso à tela de Solicitação de Compras... 3 2. Abrir nova Solicitação de Compras...

Leia mais

Passo a Passo Créditos Adicionais Digite o endereço no seu navegador de internet: www.spmd.maceio.al.gov.br/sisplagem/asp

Passo a Passo Créditos Adicionais Digite o endereço no seu navegador de internet: www.spmd.maceio.al.gov.br/sisplagem/asp 1 2 Passo a Passo Créditos Adicionais Digite o endereço no seu navegador de internet: www.spmd.maceio.al.gov.br/sisplagem/asp Para acessar ao sistema DIGITE CPF E SENHA. Clique em ENVIAR para entrar. Depois

Leia mais

Inclusão, Disponibilização, Alteração, Inativação, Reativação e Copia de Programas

Inclusão, Disponibilização, Alteração, Inativação, Reativação e Copia de Programas MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios SICONV Inclusão, Disponibilização, Alteração, Inativação,

Leia mais

SIGO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ORÇAMENTÁRIA. Alterações do Quadro de Detalhamento da Despesa QDD - Anexo I

SIGO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ORÇAMENTÁRIA. Alterações do Quadro de Detalhamento da Despesa QDD - Anexo I SIGO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ORÇAMENTÁRIA Alterações do Quadro de Detalhamento da Despesa QDD - Anexo I SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 03 ALTERAÇÃO DO QUADRO DE DETALHAMENTO DA DESPESA... 04 SOLICITAÇÃO DE

Leia mais

Contabilidade Pública. Aula 4. Apresentação. Plano de Contas. Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão. Sistemas Contábeis

Contabilidade Pública. Aula 4. Apresentação. Plano de Contas. Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão. Sistemas Contábeis Contabilidade Pública Aula 4 Apresentação Prof. Me. Adilson Lombardo Plano de Contas Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão Consiste em um rol ordenado de forma sistematizada de contas

Leia mais