APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE ÁREA (TCA) PARA O SEMINÁRIO TEMÁTICO: ORIENTAÇÕES E NORMAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE ÁREA (TCA) PARA O SEMINÁRIO TEMÁTICO: ORIENTAÇÕES E NORMAS"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO ABERTA E A DISTÂNCIA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE ÁREA (TCA) PARA O SEMINÁRIO TEMÁTICO: ORIENTAÇÕES E NORMAS Cuiabá 2006

2 2 estudante do curso de Administração da Universidade Federal de Mato Grosso Você encontrará aqui orientações básicas para apresentação do seu Trabalho de Conclusão de Área (TCA), uma das atividades do Seminário Temático. O objetivo fundamental deste Documento é sobre as atuais normas existentes e usualmente seguidas na apresentação de trabalhos acadêmicos, conforme a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), nas Normas Brasileiras de Referência (NBR) vigentes: NBR 6023: 2002 Referências Elaboração. Informação e documentação; NBR 6024: 2003 Numeração progressiva das seções de um documento; NBR 6027: 1989 Sumário. NBR 6028: 1990 Resumos; NBR 10520: 2002 Apresentação de citações em documentos. Informação e documentação; NBR 1225: 1992 Títulos de lombadas Procedimento; NBR 14724: 2005 Trabalhos acadêmicos Apresentação. Informação e documentação. Essas normas, porém, em algumas situações não são impositivas, sendo postas como recomendações. Portanto, pode haver algumas pequenas diferenças do formato do TCA aqui proposto com o de outras instituições. Mas, em seus aspectos fundamentais elas são impositivas e devem ser seguidas, pois fazem parte de uma determinada linguagem, utilizada no campo acadêmico e científica para exposição de suas produções. As orientações particulares sobre o processo de pesquisa (desde a elaboração do projeto à redação final do trabalho), você as encontrará nos Fascículos 3 e 4 de Estudar a Distância. Sugestões e críticas serão bem-vindas. Bom trabalho!

3 3 1 ASPECTOS GERAIS Você terá visão de cada parte que compõe fisicamente e formalmente o trabalho científico, desde a capa até a contracapa. É claro que aqui serão apresentadas várias possibilidades. Porém, de acordo com o tipo de pesquisa realizada, algumas das partes aqui propostas não necessariamente terão que ser utilizadas. Hoje, o computador é utilizado para a composição de trabalhos acadêmicos, o que facilita muito a digitação de trabalhos acadêmicos. Você encontra no mercado uma oferta em expansão de serviços que se dizem qualificados: Digitamos seu trabalho de acordo com normas da ABNT. Tome cuidado! Muitos desconhecem as normas vigentes. Portanto, verifique as orientações que estão seguindo e acompanhe o trabalho do digitador! Caso contrário, poderá ter dissabores ao submeter seu trabalho acadêmico à apreciação do orientador e/ou da banca examinadora. Uma sugestão: antes de alguém iniciar a digitação do seu trabalho, peça que leia este Documento! Vejamos, inicialmente, os aspectos formais do TCA desse curso a distância. Formas de Apresentação: Formato: Papel branco, formato A4 papel ofício ( ou 21cm x 29,7 cm. ). O texto deve ser digitado (ou datilografado) somente no anverso da folha, com exceção da Ficha Catalográfica que deve ser digitada no verso da página de rosto. Tipo de Tamanho da letra: A ABNT recomenda a utilização do tamanho (pitch) 12 para o corpo do texto, títulos e subtítulos; e tamanho menor para citação longa, notas de rodapé, paginação, legendas de ilustrações e tabelas. Quanto ao tipo de letra (fonte) recomenda Times New Roman ou Arial. No TCA você utilizará fonte ARIAL (AR), pitch 12 para o texto, pitch 10 para citações longas e notas de rodapé!

4 4 (Folha Guia) paginação 3cm 2cm 1 AS ORIGENS HISTÓRICAS DA MANUFATURA (pitch 12) 1,5cm. (entre linhas 1,5cm) 3cm 4cm A manufatura (MARX, 1987, p. 390). (citação longa, a 4cm da margem esquerda, pitch 10, espaço simples, sem aspas e pontuação após o parêntese) 2cm 1.1 OS LIMITES PRODUTIVOS DO ARTESANATO. Segundo Marx (1987, p. 310), O comprometimento da produção artesanal (nota de rodapé, separada do texto por um espaço simples e por filete de 3 cm pitch 10) 1. Segundo os dados IBGE (2000), a produção artesanal representa... 2cm

5 5 Margem: lateral esquerda 3 cm lateral direita 2 cm superior 3 cm inferior 2 cm Alinhamento e Hifenização O alinhamento da margem esquerda é obrigatório, enquanto o da direita é optativo. Mas no TCA você fará o alinhamento da margem direita, usando o recurso da expansão (justificar). Ao fazer a opção por manter as palavras inteiras, podem aparecer buracos no texto, isto é, espaços exagerados entre as palavras numa mesma linha. Nesse caso, se você achar conveniente, recorra ao hífen. Espacejamento: No texto: observe o espaço 1,5cm de entrelinhas, mas quando se tratar de citações longas, notas de rodapé, resumo e referências use espaço simples. Entre o texto e a citação, manter espaço duplo. O espaço entre parágrafos, como a ABNT não faz menção, pode ser o mesmo do espaço entre as linhas do texto, o duplo. Títulos de capítulos: devem distar 3cm da margem superior e o texto iniciar logo na linha seguinte. Títulos das seções (subtítulos): separados do texto que os antecede e/ou os sucede por uma entrelinha dupla (um espaço duplo em branco); Os títulos com indicativo numérico (capítulos e seções) são alinhados à esquerda e o número separado do título por um espaço de caractere (não ponha hífen ou ponto!); Os títulos sem indicativo numérico (agradecimentos, erratas, listas de quadro e de tabelas, sumário, resumo, introdução, conclusão, referência, bibliografia, glossário, apêndice, anexos) devem ser centralizados, com letras maiúsculas e a 8cm da borda superior. Notas de rodapé alinhadas com o texto, separadas do texto por espaço simples e um filete de 3cm a partir da margem esquerda; Citações longas (mais de três linhas) alinhadas a 4cm da margem esquerda (e não esqueça: espaço simples e tamanho pitch 10). Paginação: Contar as páginas seqüencialmente a partir da folha de rosto, mas aparecendo a numeração, em algarismos arábicos, somente a partir da Introdução (primeira página textual).

6 6 O algarismo arábico deve ser digitado a 2cm da borda superior da folha e a 2cm da borda direita da folha (ptich 10). Os capítulos deverão ser iniciados sempre em nova página, inclusive as páginas que tenham Referências Bibliografias, Bibliografia (Obras Consultadas), Lista de quadros, legendas, figuras, etc. A estrutura de um trabalho acadêmico compreende elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais, cuja composição e seqüência podem ser visualizadas na figura abaixo:

7 7 1.1 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS Capa 5cm UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE ADMINSTRAÇÃO, ECONOMIA E CIÊNCIAS CONTÁBEIS NÚCLEO DE EDUCAÇAO ABERTA E A DISTÂNCIA ANTÔNIO DA SILVA CECÍLIA DOS SANTOS MARIA APARECIDA DAS DORES (centralizado, pitch 14, negrito) A MANUFATURA E AS ORIGENS HISTÓRICAS DA GERÊNCIA (título e subtítulo centralizados, letras versais, em negrito, tamanho 14) Diamantino cm (centralizado, pitch 14) O nome da Instituição, acima do nome do autor, 3cm da borda superior, pitch 12.

8 8 Folha de Rosto (anverso) 5cm ANTÔNIO DA SILVA CECÍLIA DOS SANTOS MARIA APARECIDA DAS DORES 11cm A MANUFATURA E AS ORIGENS HISTÓRICAS DA GERÊNCIA 22,5cm 17cm Trabalho de Conclusão da Área de Sociologia, apresentado ao curso de Administração modalidade a distância - da Faculdade de Administração, Economia e Ciências Contábeis da Educação da Universidade Federal de Mato Grosso. (Alinhamento do centro para direita, letras minúsculas, pitch 10) Orientador: (centralizado, pitch 12) 25,5cm Diamantino (centralizado, letra minúscula, 12). 2005

9 9 Folha de rosto (anverso) É a única situação em que, no trabalho acadêmico, se utiliza o verso da página. Digite aqui a Ficha Catalográfica (geralmente confeccionada pelo Bibliotecário), mas que você confeccionará, observando os componentes contidos no exemplo abaixo: Ficha Catalográfica SILVA, Antônio da; SANTOS, Cecília dos; DORES, Maria Aparecida. A manufatura e as origens históricas da gerência FAECC/UFMT, f. Trabalho de Conclusão da Área de Sociologia apresentado ao curso de Administração da Faculdade de Administração, Economia e Ciências Contábeis da Universidade Federal de Mato Grosso. 1. Manufatura 2. Gerência 3. Divisa do Trabalho Obs. No TCA você utiliza somente o verso da folha (e não verso e anverso como nos livros impressos). Por isso, ao se referir à quantidade de páginas do TCA, na Ficha Catalográfica e nas Referências, indica-se f. (folhas), como no exemplo acima: 62 f.

10 10 (2 ª folha) Termo de Aprovação (Centralizado, letra tamanho 12, em negrito) (O texto a seguir alinhado a esquerda, letra tamanho 12) Autores: Título: Parecer: Banca Examinadora: Prof. (a) Prof. (a) Prof. (a) Local e Data:

11 11 ( 3 ª folha) DEDICATÓRIA (geralmente dedica-se aos pais, marido/mulher, filhos... Opcional) (Colocar o texto em Justificar - centrado entre a parte superior e inferior da página letra tamanho 12 ) Exemplo: Para minha esposa pela dedicação e fé nessa conquista. Para os filhos..., pela compreensão da minha ausência em vários momentos importantes de suas vidas. Para minha querida mãe,..., pela perseverança, amor à vida e coragem para seguir em frente, sempre. Para a profª..., minha orientadora, pela companhia sempre agradável nessa travessia.

12 12 (4 ª folha) AGRADECIMENTOS (a pessoas e/ou a instituições que tenham contribuído para a realização do trabalho - opcional) (Texto justificado, distribuído, conforme o volume de agradecimentos entre a parte superior e inferior da página letra tamanho 12) À profª..., Orientadora Acadêmica..., pela ajuda na descoberta de vários fios dessa grande teia dos dizeres. À profª..., pela histórica busca de melhor qualificação docente para nosso Estado de Mato Grosso. Ao prof.... pela companhia durante construção da formação dos futuros administradores do Estado de Mato Grosso. A todos os meus colegas e professores do Curso de... À equipe de orientação do Pólo de... pelas importantes contribuições...

13 13 (5ª folha) (Epígrafe / frase lapidar opcional apresenta uma citação, relacionada ao tema, seguida de indicação de autoria) (Somente escrever a frase alinhada do centro para direita, no espaço entre a metade e a parte inferior da página letra tamanho 12, em itálico)

14 14 (6ª folha) RESUMO (Texto justificado no máximo 500 palavras ou uma lauda de 30 linhas espaço 1,5 AR 12) O Resumo (em língua vernácula) 1 - deve ser conciso, objetivo e informativo; - deve ressaltar os objetivos, o método, os resultados e as conclusões; - não mais que 500 palavras ou uma lauda (página) com 30 linhas, espaço simples, pitch 12; - ao final acrescentar palavras representativas (palavras-chave e/ou descritores); - evitar o uso de parágrafos. RESUMO O presente trabalho tem como base a pesquisa bibliográfica sobre o tema A Manufatura e as origens históricas da Gerência... 1 Manufatura 2 Gerência 3 Divisão do trabalho 1 Resumo consiste na "apresentação concisa dos pontos relevantes de um texto, fornecendo uma visão rápida e clara do conteúdo e das conclusões do trabalho" (NBR 14724:2002 p. 2).

15 15 (7 ª folha) SUMÁRIO (texto em justificar se não houver muitos capítulos e tópicos distribuí-los entre a parte superior e inferior da página espaço simples AR 12). SUMÁRIO INTRODUÇÃO A MANUFATURA 1.1 Os tipos de manufatura O processo de produção As vantagens da manufatura para o capitalista A GERÊNCIA 2.1 Concepção de organização gerencial Estrutura organizacional da empresa O PROCESSO DE TRABALHO 3.1 Jornada de trabalho Relações sociais de produção Organização dos operários CONCLUSÃO REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Introdução, Conclusão, Referências, Bibliografia, Glossário, Apêndice, Anexos não devem ser numerados.

16 16 (8ª folha) (Espaço simples, AR 12, texto justificado) Lista de ilustrações: Quadros, tabelas, figuras, desenhos, gráficos, lâminas, plantas, fotografias, etc.: - somente se houver em número maior do que cinco; - listar em ordem numérica; - cada uma das listas separadamente. Exemplo: LISTA DE TABELAS Tabela 1: Número de lotes projetados e amostrados por módulo no PAC/Peixoto de Azevedo Tabela 2: Tamanho da propriedade da terra que possuía antes da chegada ao projeto Peixoto de Azevedo Tabela 3: Tamanho, composição e caracterização da força de trabalho por unidade produtiva familiar Tabela 4: Área plantada total e média das Unidades Produtivas Familiares (UPF s) Peixoto de Azevedo Tabela 5: Nível de instrução por composição familiar Tabela 6: Nível de instrução por faixa etária A disposição do texto (nas folhas 5, 6 e 7) fica a critério e a gosto do autor. Tabela e Quadro: dispõem graficamente, de maneira clara ou ordenada, uma série de dados ou de informações, de acordo com determinada ordem de classificação, para facilitar a consulta e compreensão do fenômeno.

17 17 Gráfico: é uma forma atrativa e expressiva de representar dados com elementos geométricos que facilita a visão do conjunto. Figura: ilustra esquemas de aparelhos, modelos teóricos ou metodológicos ou concretiza um conjunto de dados dos quais a tabela apresenta detalhes. Lista de Abreviaturas e Siglas - quando em número superior a 5; - listar em ordem alfabética Exemplo: LISTA DE SIGLAS ANPED CAPES CIMI INCRA NEAD NERU Associação Nacional dos Profissionais da Educação Programa de Capacitação de Pessoal de Ensino Superior Conselho Indigenista Missionário Instituto Nacional de Reforma Agrária Núcleo de Educação Aberta e a Distância Núcleo de Estudos Rurais e Urbanos Lista de Símbolos Exemplo de símbolos utilizados em material didático impresso na Educação a Distância LISTA DE SÍMBOLOS Espaço para anotações Leitura obrigatória Entrar em contato com o Orientador Acadêmico Realizar atividade escrita Fazer fichamento Atividade em equipe

18 ELEMENTOS TEXTUAIS É o corpo do trabalho, composto por: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. Introdução: contém os seguintes aspectos: a problemática que está sendo estudada, sua contextualização, justificativa da escolha do assunto, objetivos, metodologia e composição do trabalho. Costuma ser redigida ao final do trabalho. Desenvolvimento: é a discussão dos elementos teóricos e empíricos, organizados em capítulos, tópicos, subtópicos. Conclusão (ou Sugestões, Considerações Finais, Recomendações): é uma retomada sintética das idéias fundamentais desenvolvidas ao longo do trabalho. Podem aqui ser levantadas questões e problemas novos que foram aparecendo e que mereceriam um estudo específico como apontar propostas, sugestões. Quanto às ilustrações, tabelas, gráficos, etc.: - devem ser nomeados com o título completo e de maneira correta; - centralizados no texto, ptch 10, espaço simples; - fonte e legenda são indicados quando necessárias; - devem estar o mais próximo do texto onde são referidas. Exemplo: Tabela 1 - Nível de formação de professores atuando no Ensino Fundamental. Mato Grosso, Rede/ Formação Iº grau IIº grau IIIº grau Total Incompleto Completo Incompleto Completo Licenciatura Outros Estadual Municipal TOTAL Fonte: SEE/MT Embora muitos autores utilizam os termos "Tabela e Quadro" indistintamente, como sinônimos, a ABNT os diferencia: a Tabela "apresenta informações tratadas estatisticamente" (NBR 14724:2001), enquanto o Quadro dá outro tratamento às informações coletadas. Nessa mesma norma, editada em 2002, a ABNT inclui Quadro na Lista de Ilustrações.

19 19 Exemplo: Quadro 1- Tipos de Avaliação O campo de aplicação A área a que pertence A sua função Psicologia educativa Pedagogia Psicopedagogia Psicologia Aprendizagem Institucional Teste de inteligência Projetos Diagnóstica Somativa Formativa Dinâmica Fonte: Em palestra O processo de avaliação dinâmica e a metacognição, por Sara Catalina H. Gallardo, do Centro de Investigaciones Psicológicas y Sociales, UdG México, proferida no Instituto de Educação da UFMT, em 2/03/2001. Quando no texto há mapas, gráficos, quadros, figuras, etc. em quantidade reduzida, aconselhamos listá-los sob uma única denominação: Figura. Quanto às siglas e abreviações: - quando aparecem pela primeira vez, colocar por extenso e acrescentar a sigla ou a abreviação entre parênteses: Núcleo de Educação Aberta e a Distância (NEAD); - no restante do trabalho pode-se utilizar os dois procedimentos, indistintamente. 1.3 ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS 1. Referências Bibliográficas (obrigatório) Referência é um conjunto padronizado de elementos descritivos, retirados de um documento, que permite sua identificação individual" (NBR 6023:2002, p. 2). - Referenciar somente as obras efetivamente mencionadas ou citadas no corpo do texto; - Opcionais no final de cada capítulo; neste caso, são listadas na ordem numérica em que aparecem ao longo do texto; - É obrigatório colocá-las no final da obra, em ordem alfabética por autores, mesmo quando mencionadas em notas de rodapé. Exemplo de referência no final do capítulo: (1) JAPIASSU, Hilton. O mito da neutralidade científica. (s.l.), Imago, 1975.

20 20 (2) Id. ibid. p (3) Segundo o Censo de 1980, a taxa de escolarização obrigatória atingia somente 67%; analfabetos de 15 anos e mais de idade eram mais de 25%, a taxa de rendimento do 1º grau era de somente 20% na oitava série; e assim por diante. (4) O termo exploração significa levantamento exploratório, e, por isto colocamos entre aspas. No TCA as referências serão colocadas somente ao final do trabalho. 2.Bibliografia (opcional) É a listagem das obras referenciadas e as consultadas não citadas no texto. Embora a ABNT tenha dado uma cochilada não a incluindo nos componentes pós-textuais opcionais, aconselhamos que seja incluída caso você tenha consultado obras, documentos que lhe serviram de apoio no desenvolvimento do tema, mas que não os mencionou no texto. Há quem prefere o termo Obras Consultadas. Fica a seu critério. 3. Glossário (opcional) Explicita termos específicos e/ou técnicos mencionados no texto. Listar em ordem alfabética. 4. Apêndice (opcional) É uma elaboração autônoma do autor com a função de acrescentar, "complementar sua argumentação"(nbr 14724:2002. p. 2), para ilustrar o próprio raciocínio sem prejuízo para a unidade do corpo do trabalho. Por isso, não é inserido no corpo do trabalho. É o caso também do Roteiro de Entrevista, do Questionário. 5. Anexos (opcional) São documentos ou texto não elaborados pelo autor que "servem de fundamentação, comprovação e ilustração" (NBR 14724:2002). Exemplos: desenhos (de alunos), mapas, legislação, estatutos, regimentos, etc. Os apêndices e os anexos são identificados por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos; Para não interferir na estrutura do texto ou do documento, aconselhamos que essa identificação seja feita em página separada, como o título no meio da mesma e centrado. Exemplo: APÊNDICE A Questionário aplicado aos professores

21 21 2 CITAÇÕES NO TEXTO Durante a realização do trabalho acadêmico, haverá momentos em que você fará referências às obras pesquisadas das maneiras mais diversas: ora indicando a obra ou o autor, ora resumindo partes e ora transcrevendo trechos ao pé da letra ( ipsis litteris ). Você deverá referenciar essas obras na seqüência do próprio texto e listá-las ao final do trabalho (Referências bibliográficas). A seguir, terá alguns exemplos que retratarão formas e situações diferentes de fazer referências à bibliografia utilizada no desenvolvimento do trabalho, seguindo a norma NBR de julho de 2001 que substituiu a de Citação indireta (livre, não textual) Por meio dela, expressamos o pensamento do autor com nossas próprias palavras (paráfrase), não reportando uma passagem textual. Exemplos: Esse modelo de racionalidade, segundo Santos (1989), encontrou em Bachelard um dos maiores expoentes. E isso por duas razões principais: a primeira... Esse modelo de racionalidade encontrou em Bachelard um dos maiores expoentes (SANTOS, 1989). Isso por duas razões... Aparecida Joly Gouveia (1971), ao fazer uma relação por assuntos dos projetos de pesquisa iniciados e/ou realizados até 1976, apontava a tendência... [Cita-se o autor e o ano da obra somente e, se necessário, a(s) página(s). Pois a indicação bibliográfica completa será posta no final do trabalho, no item Referências Bibliogáficas. O autor pode ser mencionado no início, no meio (com letra minúscula) ou no fim da frase (letra maiúscula). Deve constar o ano em que a obra, que você consultou, foi publicada. Pois, podem existir outras publicações feitas em anos diferentes com paginações diferentes]. 2.1 Citação direta com três linhas ou menos Nesse caso, a citação textual é incorporada ao texto, posta entre aspas e mantendo o mesmo tamanho de letra do texto. Exemplos:

22 22 Em segundo lugar porque a epistemologia bachelardiana representa, por assim dizer, o máximo de consciência possível de uma concepção de ciência apostada na defesa da autonomia e do acesso privilegiado à verdade do conhecimento científico (SANTOS, 1989, p.32). Para Herbart a pedagogia como ciência depende da filosofia prática e da psicologia. Aquela indica a formação, esta o caminho, os meios e os obstáculos (apud NANNI, 1986, p.37). Pois, "o desenvolvimento mental é uma construção contínua, comparável à edificação de um grande prédio (PIAGET, 1978 apud PAREDES; TANUS, 2000, p. 32). [Numa citação ipsis litteris, cita-se o autor, o ano e a abreviação da página (p.), seguida do número (ex. p. 21). Quando a citação direta faz parte da frase, deve-se, obrigatoriamente, distingui-la colocando as aspas no início e ao final do trecho citado]. Quando se trata de citação de citação, coloca-se o apud (junto de, segundo). No exemplo acima, a citação de Herbart foi retirada da obra de Nanni. Eu não li a obra de Herbart, mas a de Nanni]. Observe que o ponto, quando o nome do autor é referenciado após a citação, não vem ao final da citação, mas depois do parêntese! 2.3 Citação direta com mais de três linhas É a transcrição textual do pensamento do autor consultado. Exemplo: Ao falar sobre o método dialético, referindo-se às obras de Marx, Lefebvre (1979, p. 32-3) assim se expressa: Não toma, abstratamente, os elementos abstratos obtidos pela análise. Não ignora que, na qualidade de elementos, eles possuem um sentido concreto, uma existência concreta [...] A análise permite, desta forma, reencontrar o movimento real no seu conjunto, por tanto expor e compreender a totalidade concreta que ora se apresenta. [Quando a citação é extensa, mais de três linhas, fica mais didático dar um destaque colocando-a separada do texto, seguindo-se as normas seguintes: alinhamento com recuo da margem esquerda de 4cm, letra tamanho menor, espaço simples. A ABNT não explicita a questão do parágrafo na citação. Fica a critério da instituição exigir ou não o espaçamento no caso da citação ter parágrafos. Não são necessárias as aspas. Quando a citação é extraída no meio da frase do texto original, ou quando for

23 23 supressa uma parte da frase original, colocam-se reticências entre colchetes [...] para indicar que aí você retirou uma parte da frase original] Outro exemplo: Entretanto, na medida em que Marx e Engels se mostram sensíveis fica evidente que sustentam a tese de que... à relação recíproca entre o desenvolvimento das ciências naturais no mundo moderno e salientam que elas contribuíram tanto para a emancipação do homem quanto para sua desumanização (FERNANDES, 1984, p.27), [Observe, no exemplo acima, o caso em que você inicia e continua seu pensamento após a citação de um autor: o texto que segue inicia sem entrada de parágrafo e com letra minúscula] Quando num texto se faz constante e seguida citação do mesmo autor e da mesma obra, não há necessidade de estar sempre indicando o ano da obra entre parêntese, para não tornar o texto muito pesado. 2.4 Citação e/ou informação complementar referenciada em nota de rodapé ou ao final do capítulo Você encontrará obras que utilizam o rodapé para referências bibliográficas também, optando pelo sistema numérico de chamada em algarismos arábicos. Exemplos: A resposta é simples e, nisso, fazemos nossas as reflexões de Maria de Lourdes Deiró Nosella: "Pretende-se criar um mundo coerente, justo e belo, ao nível da imaginação, para mascarar o mundo nela existente, cuja continuação é do interesse das classes dominadoras".1. 1 NOSELLA, Maria de Lourdes C. D. As belas mentiras. 4.ed. rev. e rec. S. Paulo: Moraes, p. 27.

24 24 Isso, segundo Farias (1980, p.120), por sofrerem também elas os fatores externos e internos, por existir diversidade paradigmática no interior de cada uma delas, por existir pluridisciplinaridade.5. 5 Por "pluridisciplinaridade" o autor entende "a existência de diferentes enfoques na mesma disciplina (por ex., os vários enfoques da psicologia: piagetiano, freudiano, social, entre outros)". Id. ibid. [A primeira vez que a obra for referenciada em nota de rodapé, tem que vir completa e ao referenciá-las ao final do capítulo ou do livro ou do artigo, devem vir numa ordem única e seqüencial, como aparecem ao longo do texto]. No TCA Utilizará o rodapé para comentários, informações adicionais e as Referências serão colocadas ao final do trabalho, em ordem alfabética pelo sobrenome, nome do autor. 2.5 Citação de depoimentos Veja como fazer quando quer citar falas de pessoais entrevistadas. Exemplos. Os depoimentos de alguns dos entrevistados são bem enfáticos: Tanto que a gente vem correndo o mundo (colono). Porque prá andar rolando sem terra já andei muito na minha vida (Colono B, 1985, fita 10). [Mesmo a citação não ultrapassando as três linhas, optou-se dar destaque às falas dos colonos, para serem exploradas na análise] O depoimento de um dos primeiros colonos, a esse respeito, é muito claro: A decisão foi numa assembléia. Acho que devia ter no mínimo cinco mil associados. O pessoal da cooperativa era contra esse projeto [...] O Sr. Piazzon, que na época era vice-presidente da cooperativa, dizia que colonização não se faz com a nata, mas com a borra da sociedade (Colono A, 1985, fita 5, grifo nosso).

25 25 [Quando você quer dar destaque a uma parte da citação, esta deve ser sublinhada, acrescentando, ao final, entre parênteses grifo nosso, isto é, o destaque foi seu e não é do autor citado. Caso o destaque seja do autor, coloca-se, entre parênteses, grifo do autor ] 2.6 Informações colhidas oralmente em debates, palestras, comunicações, etc. Exemplo: ao citar falas diretas ou indiretas colhidas oralmente, deve-se referenciar a fonte e sua origem. Analisando sob esse prisma, a formação do professor em exercício "se útil é íneficiente e se inútil é eficaz" (informação oral).6 6 Em palestra proferida por João Filocre durante o Encontro de Especialistas do ProFormação. Brasília, 22/10/ Expressões latinas Vejamos algumas expressões latinas usuais que são adotadas nas referências bibliográficas: apud ou ap. - junto de, de acordo com, citado por, segundo. É usada quando a citação a ser referenciada for de um trecho de um determinado autor, mas que aparece na obra de um outro autor. et al. - abreviação de "et alii" ( e outros) e de et aliae (e outras). É usado abreviado, assim serve tanto para o masculino como para o feminino. É utilizada quando os autores de uma obra são mais do que dois. Ex. PEREIRA, Américo et al. Idem ou Id. o mesmo autor. ibidem ou ibid. - no mesmo lugar, na mesma obra.

26 26 Id. ibid. : o mesmo autor na mesma obra Exemplo: Essas expressões são utilizadas quando uma mesma obra ou um mesmo autor for citado mais que uma vez no texto e em seqüência, isto é, sem existir uma outra citação entre elas.. 1 PIAGET, J. Epistemologia Genética. S. Paulo: Martins Fontes, 1990, p Id. ibid. p. 24. In (em): É usada para citações extraídas de artigos de revistas, obras coletivas. opere citato, opus citatum ou op. cit. obra citada. É usada quando uma mesma obra aparecer mais que uma vez citada no texto, independentemente da seqüência das citações anteriores. loco citato ou loc. cit. no lugar citado, na página citada anteriormente. passim ou pas. aqui e ali, em diversas passagens. Utilizada quando citam-se trechos do mesmo autor e da mesma obra, mas situados em páginas diferentes. et sequentia ou et seq. seguinte, que segue, os próximos. cf. - confira, confronte com. As expressões latinas id., ibid., op. cit. e cf. são utilizadas somente em notas de rodapé. Exceção apud que pode aparecer tanto no texto como em nota de rodapé.

27 27 3 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Obedecem às regras estabelecidas pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) em sua norma específica NBR 6023 (Informação e documentação Referências Elaboração), de agosto de 2002, em substituição à de 1989 e Elementos essenciais Os elementos essenciais de referência bibliográfica são geralmente tirados da folha de rosto ou fornecidos através de um exame da obra: autor(es), título e subtítulo (se houver), edição, notas tipográficas ou imprenta (local, editora e data de publicação). Exemplo: PRETI, Oreste. Fundamentos e Políticas da Educação a Distância. Curitiba: Facinter, Vejamos cada um dos elementos: Autor de um documento é pessoa física ou entidade responsável pela sua elaboração, distinguindo-se do editor comercial que é o responsável pela sua publicação. O termo autor é usado em sentido amplo, incluindo-se entidades, editores, compiladores, organizadores, etc. Faz-se a entrada pelo sobrenome (letras maiúsculas), seguindo o(s) prenome(s) ou outros elementos secundários (ex. organizador, pseudônimo, editor / estes entre parêntese), separados por vírgula e ponto final antes do título. Título: tal como figura na obra e posto em destaque tipograficamente (negrito, itálico ou sublinhado). O subtítulo deve ser transcrito, separado por dois pontos do título. Edição: o número da edição é transcrito em algarismos arábicos; abreviar tanto o número quanto a palavra edição e suas qualificações (aumentada, revisada, melhorada, etc.) Imprenta: consiste no local da publicação, editora e data, transcritos a dois espaços do título ou da edição. São separados entre eles por vírgula e encerrados por ponto. Quando não se encontram essas notas tipográficas deve-se colocar entre colchetes: sem local [S.l.], sem editora [s.n.], isto é "sine nomine"; sem data [s.d.], ou pode-se registrar um data aproximada, ex.: [1971], [1971 ou 1972], [1969?], [entre 1985 e 1990], etc.

Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos

Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos Padrão FEAD de normalização Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos Objetivo Visando padronizar os trabalhos científicos elaborados por alunos de nossa instituição Elaboramos este manual

Leia mais

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA 1 Prezado(a) aluno(a), Este roteiro foi preparado para auxiliá-lo na elaboração de sua monografia (TCC). Ele o apoiará na estruturação das etapas do seu trabalho de maneira

Leia mais

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT TRABALHOS ACADÊMICOS:

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT TRABALHOS ACADÊMICOS: MANUAL PARA TCC www.etecmonteaprazivel.com.br Estrada do Bacuri s/n Caixa Postal 145 Monte Aprazível SP CEP 15150-000 Tel.: (17) 3275.1522 Fax: (17) 3275.1841 NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT

Leia mais

Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011. São Carlos

Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011. São Carlos Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011 São Carlos Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico As orientações abaixo estão de acordo com NBR 14724/2011 da Associação

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE INGRESSO E VITALICIAMENTO DOS NOVOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE INGRESSO E VITALICIAMENTO DOS NOVOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ GESTÃO2010/2012 ESCOLASUPERIORDOMINISTÉRIOPÚBLICO(Art.1ºdaLei11.592/89) Credenciada pelo Parecer 559/2008, de 10/12/08, do CEC (Art. 10, IV da Lei Federal n.º 9.394, de 26/12/1996 - LDB) NORMAS PARA ELABORAÇÃO

Leia mais

2- DETALHES SOBRE A ESTRUTURA DO RELATÓRIO A seguir estão orientações sobre como formatar as diversas partes que compõem o relatório.

2- DETALHES SOBRE A ESTRUTURA DO RELATÓRIO A seguir estão orientações sobre como formatar as diversas partes que compõem o relatório. 1 - ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO O relatório do Estágio Supervisionado de todos os cursos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Minas Gerais Campus Formiga - irá mostrar

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE DISSERTAÇÃO (FORMATO

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA (ABNT - NBR 15287- válida a partir de 30.01.2006) 1 COMPONENTES DE UM PROJETO DE PESQUISA (itens em negrito são obrigatórios) ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS Capa

Leia mais

REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO

REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO 1 REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO Os seguintes padrões atendem às exigências da FTC Feira de Santana, em conformidade com a NBR 14724:2002/2005 da Associação Brasileira de Normas Técnicas

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III Projeto Integrado Multidisciplinar Cursos Superiores Tecnológicos G. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Trabalho

Leia mais

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PONTA GROSSA 2011 LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013 NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS 2013 Jaciara-MT COMPOSIÇÃO DA MONOGRAFIA MONOGRAFIA Recebe nº página CAPA FOLHA DE ROSTO FOLHA DE APROVAÇÃO DEDICATÓRIA (OPCIONAL) AGRADECIMENTO (OPCIONAL) EPIGRAFE

Leia mais

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008)

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008) Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre Curso de Sistemas de Informação Trabalho de Conclusão de Curso Prof. Dr. Luís Fernando Garcia - TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto

Leia mais

NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL) Apresentação Gráfica

NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL) Apresentação Gráfica UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Faculdade de Educação UAB/UnB Curso de Especialização em Educação na Diversidade e Cidadania, com Ênfase em EJA Parceria MEC/SECAD NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL)

Leia mais

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5. 5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.2 Capa... 48 5.3 Folha de rosto... 51 5.4 Errata... 53

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA ANEXO da Norma 004/2008 CCQ Rev 1, 28/09/2009 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE QUÍMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Salvador 2009 2 1 Objetivo Estabelecer parâmetros para a apresentação gráfica

Leia mais

NORMAS DA ABNT PARA TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS DA ABNT PARA TRABALHOS ACADÊMICOS NORMAS DA ABNT PARA TRABALHOS ACADÊMICOS O texto a seguir tratará das seguintes normalizações: A. NBR 14724:2001 Informação e documentação - Trabalhos acadêmicos - Apresentação Informações pré-textuais

Leia mais

Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010

Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010 1 Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010 Pré-textuais Textuais Pós-textuais Estrutura Elemento OK Capa (obrigatório) Anexo A (2.1.1) Lombada (obrigatório) Anexo H Folha

Leia mais

OBRIGATÓRIO= + OPCIONAL= *

OBRIGATÓRIO= + OPCIONAL= * Lombada* UFRGS FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS BIBLIOTECA GLÁDIS W. DO AMARAL ORIENTAÇÃO SOBRE A ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO Elementos póstextuais INDICES * PARTE INTERNA ANEXOS * APENDICES * GLOSSARIO

Leia mais

DISCIPLINA: PRÁTICA PROFISSIONAL E ESTÁGIO SUPERVISIONADO I, II E III CIÊNCIAS CONTÁBEIS ACADÊMICOS

DISCIPLINA: PRÁTICA PROFISSIONAL E ESTÁGIO SUPERVISIONADO I, II E III CIÊNCIAS CONTÁBEIS ACADÊMICOS DISCIPLINA: PRÁTICA PROFISSIONAL E ESTÁGIO SUPERVISIONADO I, II E III CIÊNCIAS CONTÁBEIS APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PROF. DR. MARCOS FRANCISCO R. SOUSA PROF. Me. CELSO LUCAS COTRIM APRESENTAÇÃO

Leia mais

ABNT NBR 14724 [terceira edição atualizada em 2011]

ABNT NBR 14724 [terceira edição atualizada em 2011] ABNT NBR 14724 [terceira edição atualizada em 2011] Professora Alcione Mazur 25/07/11 Cancela e substitui a edição anterior. ABNT NBR 14724: 2005 Não houve alterações na estrutura do trabalho, mas em uma

Leia mais

universia.com.br/materia/img/tutoriais/ /01.jsp 1/1

universia.com.br/materia/img/tutoriais/ /01.jsp 1/1 5/12/2008 Monografias - Apresentação Fazer um trabalho acadêmico exige muito de qualquer pesquisador ou estudante. Além de todo esforço em torno do tema do trabalho, é fundamental ainda, adequá-lo às normas

Leia mais

REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS

REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS F A C UL DA DE DE P R E S I DE N T E V E N C E S L A U REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS APRESENTAÇÃO GRÁFICA - CONFIGURAÇÃO DAS MARGENS Ir ao menu Arquivo, escolher a opção Configurar

Leia mais

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT Editoração do Trabalho Acadêmico 1 Formato 1.1. Os trabalhos devem ser digitados em papel A-4 (210 X297 mm) apenas no anverso (frente) da folha. 2 Tipo e tamanho

Leia mais

NBR 14724/2011 ABNT NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 19/10/2011. Objetivo

NBR 14724/2011 ABNT NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 19/10/2011. Objetivo Objetivo ABNT Normas para elaboração de trabalhos científicos Esta Norma especifica os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos, visando sua apresentação à instituição Estrutura Parte

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT. ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT. ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações 1ª edição Ilhéus BA 2012 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros

PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ Prof. Marat Guedes Barreiros GUARUJÁ 2º semestre de 2013 PROJETO MULDISCIPLINAR Curso superior de BACHAREL em

Leia mais

TRABALHO ACADÊMICO. Apresentação gráfica

TRABALHO ACADÊMICO. Apresentação gráfica 2012 2 Núcleo de Apoio à Pesquisa na Graduação- NAP/UNIMAR Projeto de Pesquisa; Apresentação gráfica TRABALHO ACADÊMICO Apresentação gráfica Segundo normas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas

Leia mais

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS MONOGRAFIA Trata-se de uma construção intelectual do aluno-autor que revela sua leitura, reflexão e interpretação sobre o tema da realidade. Tem como base a escolha de uma unidade ou elemento social, sob

Leia mais

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA A elaboração da monografia deve ter como referência a ABNT NBR 14724/ 2006, a qual destaca que um trabalho acadêmico compreende elementos pré-textuais,

Leia mais

Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos

Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Maria Bernardete Martins Alves Marili I. Lopes Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Módulo 3 Apresentação

Leia mais

FACULDADE DOM BOSCO. Credenciada através da Portaria nº 2.387, D.O.U. em 12/08/2004 Cornélio Procópio/Paraná MANUAL DE TRABALHO DE CURSO

FACULDADE DOM BOSCO. Credenciada através da Portaria nº 2.387, D.O.U. em 12/08/2004 Cornélio Procópio/Paraná MANUAL DE TRABALHO DE CURSO FACULDADE DOM BOSCO Credenciada através da Portaria nº 2.387, D.O.U. em 12/08/2004 Cornélio Procópio/Paraná MANUAL DE TRABALHO DE CURSO CORNÉLIO PROCÓPIO 2012 Como elaborar um TC 1 Introdução Objetiva-se

Leia mais

Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura

Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura Iniciação à Pesquisa em Informática Profª MSc. Thelma E. C. Lopes e-mail: thelma@din.uem.br 2 Texto Científico: o que é? A elaboração do texto científico

Leia mais

BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS. NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1

BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS. NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1 BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1 Paula Carina de Araújo paulacarina@ufpr.br 2014 Pesquisa Pesquisa Atividade básica da ciência

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA Normas para elaboração de Dissertações do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais MODELO

Leia mais

AJES FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRAÇÀO DO VALE DO JURUENA E AJES - INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA

AJES FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRAÇÀO DO VALE DO JURUENA E AJES - INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA AJES FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRAÇÀO DO VALE DO JURUENA E AJES - INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO VALE DO JURUENA NORMAS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS JUINA/MT JULHO/2009 SUMÁRIO Introdução...

Leia mais

SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA

SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA São Paulo 2014 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 1 ELEMENTOS EXTERNOS 1.1 CAPA 1.2 LOMBADA 2 ELEMENTOS INTERNOS PRÉ-TEXTUAIS

Leia mais

FEMPAR Fundação Escola do Ministério Público do Paraná NORMAS METODOLÓGICAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE MONOGRAFIA

FEMPAR Fundação Escola do Ministério Público do Paraná NORMAS METODOLÓGICAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE MONOGRAFIA FEMPAR Fundação Escola do Ministério Público do Paraná NORMAS METODOLÓGICAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE MONOGRAFIA CURITIBA 2012 SUMÁRIO 1. ESTRUTURA DA MONOGRAFIA...03 1.1. Elementos pré-textuais...03

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS 0 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS MANUAL PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS PIRENÓPOLIS 2012 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1

Leia mais

PIM I. Projeto Integrado Multidisciplinar

PIM I. Projeto Integrado Multidisciplinar PIM I Projeto Integrado Multidisciplinar PIM I - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrição e Análise de Práticas de Gestão Organizacional em uma Empresa. OBJETIVOS: Favorecer aos alunos ingressantes

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ARACAJU 2012 2 PREFÁCIO A apresentação dos trabalhos acadêmicos

Leia mais

O título e subtítulo (quando houver) devem ser separados por dois pontos (:).

O título e subtítulo (quando houver) devem ser separados por dois pontos (:). VIII Jornada Ibmec de Iniciação Científica - 2013 Normas para submissão dos artigos Os autores devem ser cuidadosos com a apresentação técnica, com a sintaxe e a ortografia de seu texto, sob pena de recusa

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1,5 espaçamento entre as linhas CURSO xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Nome do Estagiário 2 espaços 1,5 Fonte 14 Fonte 14 RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Fonte 16 COLOCADO NO CENTRO DA FOLHA LOCAL ANO Fonte

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1. APRESENTAÇÃO É essencial o uso de normas técnicas para uma boa apresentação e compreensão da leitura de um trabalho acadêmico-científico.

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO 1. INTRODUÇÃO A Dissertação é a apresentação escrita do trabalho de pesquisa desenvolvido no âmbito do Programa de

Leia mais

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO HOSPITALAR PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Elaborar um estudo acerca Estrutura e Funcionamento do Sistema de Saúde Pública e Privada no Brasil.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado MANUAL DE DEFESA Exame de Qualificação: banca examinadora

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC ANEXO A TERMO DE COMPROMISSO DE ORIENTAÇÃO DO TRABALHO DE Nome do Aluno: Matricula: Título do TCC CONCLUSAO DE CURSO (TCC) Solicito que seja designado como meu Orientador do Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA 2014 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO O trabalho deve ser digitado e impresso em papel formato A4. O texto deve ser digitado, no anverso das folhas, em espaço 1,5, letra do tipo

Leia mais

Este manual visa orientar a padronização dos relatórios de estágio. Brasileira de Normas Técnicas - (ABNT), ensaiando-os e

Este manual visa orientar a padronização dos relatórios de estágio. Brasileira de Normas Técnicas - (ABNT), ensaiando-os e COMO FAZER O RELATÓRIO DE ESTÁGIO APRESENTAÇÃO Este manual visa orientar a padronização dos relatórios de estágio feitos pelos alunos do Colégio Agrícola Estadual Adroaldo Augusto Colombo, de acordo com

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC. Título

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC. Título UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC CENTRO DE CIÊNCIAS NATURAIS E HUMANAS Programa de Pós-Graduação em Biotecnociência Título Santo André dd/mm/aaaa Normas para Dissertações Mestrado em Biotecnociência - UFABC.

Leia mais

Os trabalhos acadêmicos devem ser divididos em: elementos pré-textuais, textuais e

Os trabalhos acadêmicos devem ser divididos em: elementos pré-textuais, textuais e NORMAS PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA O projeto gráfico é de responsabilidade do autor

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1,5 espacejamento entre as linhas CURSO xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 2 espaços 1,5 Fonte 14 Nome do Estagiário Fonte 14 RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Fonte 16 COLOCADO NO CENTRO DA FOLHA BAMBUÍ ANO Fonte

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL

NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL AQUIDAUANA MS 2009 1. PAPEL E PROCESSO DE MULTIPLICAÇÃO O papel

Leia mais

Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS 1 ESTRUTURA A estrutura e a disposição dos elementos de um trabalho acadêmico são as

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

FEMPAR FUNDAÇÃO ESCOLA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO PARANÁ NORMAS METODOLÓGICAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE ARTIGO

FEMPAR FUNDAÇÃO ESCOLA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO PARANÁ NORMAS METODOLÓGICAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE ARTIGO FEMPAR FUNDAÇÃO ESCOLA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO PARANÁ NORMAS METODOLÓGICAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE ARTIGO LONDRINA 2009 SUMÁRIO 1 ESTRUTURA DO ARTIGO CIENTÍFICO...01 1.1 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS...01

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (FTA) VITÓRIA DA CONQUISTA BA 2009

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP. FACULDADE (do aluno) CURSO. TÍTULO DO PROJETO Subtítulo do Projeto AUTOR DO PROJETO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP. FACULDADE (do aluno) CURSO. TÍTULO DO PROJETO Subtítulo do Projeto AUTOR DO PROJETO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP FACULDADE (do aluno) CURSO TÍTULO DO PROJETO Subtítulo do Projeto AUTOR DO PROJETO TÍTULO DO RELATÓRIO AUTOR(ES) DO RELATÓRIO SÃO PAULO 200_ NOTA PRÉVIA

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 1 ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 1 APRESENTAÇÃO Tanto o artigo quanto a monografia são trabalhos monográficos, ou seja, trabalhos que apresentam resultados de pesquisa sobre um

Leia mais

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO MATERIAL DIDÁTICO DA ABNT www.abnt.org.br Objetivos da normalização Comunicação Simplificação Níveis de normalização Menos exigente (Genérica) INTERNACIONAL REGIONAL

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Andersown Becher Paes de Barros * Ideraldo Bonafé ** RESUMO Este trabalho apresenta

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO -TCC

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO -TCC UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE QUÍMICA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO -TCC 1 APRESENTAÇÃO As recomendações a seguir resumem os princípios para a elaboração

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO-OESTE DONA LINDU CCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA

Leia mais

ESTRUTURA DE UM TRABALHO MONOGRÁFICO (NBR 14724/2005)

ESTRUTURA DE UM TRABALHO MONOGRÁFICO (NBR 14724/2005) Errata Folha de Rosto Capa ESTRUTURA DE UM TRABALHO MONOGRÁFICO (NBR 14724/2005) Epígrafe Resumo L. estrangeira Resumo Agradecimentos Dedicatória Folha de Aprovação Anexos Apêndices Glossário Referências

Leia mais

FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS

FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS Baseado nas obras de Júnia Lessa França e Ana Cristina de Vasconcellos; Rosy Mara Oliveira. Atualizado

Leia mais

Manual TCC Administração

Manual TCC Administração 1 Manual TCC Administração 2013 2 Faculdade Marista Diretor Geral Ir. Ailton dos Santos Arruda Diretora Administrativo-Financeiro Sra. Rafaella Nóbrega Coordenador do Curso de Administração e Gestão de

Leia mais

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS. FAIBI Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ibitinga

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS. FAIBI Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ibitinga DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS FAIBI Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ibitinga Ibitinga/ SP 2010 SUMÁRIO 1 OBJETIVO... 3 2 REGRAS GERAIS... 3 2.1 DAS FINALIDADES... 3 2.2

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA. Apresentação gráfica

PROJETO DE PESQUISA. Apresentação gráfica 2012 PROJETO DE PESQUISA Apresentação gráfica Revisto e atualizado segundo alterações ABNT: NBR 15287:2011 Projeto de Pesquisa; NBR 14724:2011 Trabalhos Acadêmicos. Profa. Dra. Wakiria Martinez Heinrich

Leia mais

Escola de Administração Biblioteca. Normas para elaboração do TCC

Escola de Administração Biblioteca. Normas para elaboração do TCC Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Administração Biblioteca Normas para elaboração do TCC O que é um Trabalho de Conclusão de Curso? O TCC, é um trabalho acadêmico feito sob a coordenação

Leia mais

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (ABNT/NBR-14724, AGOSTO 2002)

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (ABNT/NBR-14724, AGOSTO 2002) NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (ABNT/NBR-14724, AGOSTO 2002) DIRETOR: Profº. Daniel Jorge dos Santos Branco Borges COORDENADORA PEDAGÓGICA: Profª. Paloma Martinez Veiga Branco COORDENADORA

Leia mais

ABNT NBR 15287 NORMA BRASILEIRA. Informação e documentação Projeto de pesquisa Apresentação

ABNT NBR 15287 NORMA BRASILEIRA. Informação e documentação Projeto de pesquisa Apresentação NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 15287 Primeira edição 30.12.2005 Válida a partir de 30.01.2006 Informação e documentação Projeto de pesquisa Apresentação Information and documentation Research project Presentation

Leia mais

Lendo a introdução, o leitor deve sentir-se esclarecido a respeito do tema do trabalho como do raciocínio a ser desenvolvido.

Lendo a introdução, o leitor deve sentir-se esclarecido a respeito do tema do trabalho como do raciocínio a ser desenvolvido. RESUMO Elemento obrigatório, constituído de uma seqüência de frases concisas e objetivas e não de uma simples enumeração de tópicos, não ultrapassando 500 palavras, seguido, logo abaixo, das palavras representativas

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS APLICADAS BIBLIOTECA PROF. DR. ALFONSO TRUJILLO FERRARI

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS APLICADAS BIBLIOTECA PROF. DR. ALFONSO TRUJILLO FERRARI INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS APLICADAS BIBLIOTECA PROF. DR. ALFONSO TRUJILLO FERRARI GUIA PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: diretrizes para normalização Rosemeire Zambini Bibliotecária CRB5018

Leia mais

PIM III. Projeto Integrado Multidisciplinar

PIM III. Projeto Integrado Multidisciplinar PIM III Projeto Integrado Multidisciplinar PIM III - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrição e análise de práticas de gestão em empresas hospitalares de médio porte. OBS: O Projeto deverá ser

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Centro de Excelência em Turismo MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB Por: Jakeline V. de Pádua APRESENTAÇÃO As páginas que se seguem especificam os princípios gerais

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MANUAL DE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA FORMOSA/GO

Leia mais

GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) Mestrado Profissional em Metrologia e Qualidade Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial 2010 APRESENTAÇÃO

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (1)

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (1) 1 COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (1) SOBRENOME, Nome Aluno 1 Graduando em Administração de Empresas Decision/FGV SOBRENOME, Nome Aluno 2 Graduando em Administração de Empresas Decision/FGV RESUMO Este

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA APRESENTAÇÃO NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS O trabalho deve ser digitado e impresso em papel

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO CAMPINA GRANDE 2015 1 DISSERTAÇÃO A defesa pública da dissertação

Leia mais

Título do trabalho: subtítulo do trabalho

Título do trabalho: subtítulo do trabalho Título do trabalho: subtítulo do trabalho Resumo Este documento apresenta um modelo de formatação a ser utilizado em artigos e tem como objetivo esclarecer aos autores o formato a ser utilizado. Este documento

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS - DIPLOMAÇÃO E MONOGRAFIA

ORIENTAÇÕES BÁSICAS - DIPLOMAÇÃO E MONOGRAFIA INSTITUTO DE FORMAÇÃO E EDUCAÇÃO TEOLÓGICA- IFETE-CURSOS LIVRES Rua João Dias de Carvalho, 78. Alto da Expectativa. Sobral/CE CEP: 62041-570 Fone: (88)3611-3160/(88)3611-7630 acadêmico@ifete.com.br / academico2@ifete.com.br

Leia mais

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS DOS TRABALHOS Formato: A4 Cor preta Espaçamento entre linhas: 1,5cm Fonte texto: Times New Roman, 12 ou Arial, 11 Margem superior

Leia mais

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2 UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA COORDENAÇÃO ADJUNTA DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

NORMATIZAÇÃO TÉCNICA PARA ELABORAÇÃO DE TCC COM BASE NAS NBR S. Por: Edirlane Carvalho de Souza Freitas - Bibliotecária

NORMATIZAÇÃO TÉCNICA PARA ELABORAÇÃO DE TCC COM BASE NAS NBR S. Por: Edirlane Carvalho de Souza Freitas - Bibliotecária NORMATIZAÇÃO TÉCNICA PARA ELABORAÇÃO DE TCC COM BASE NAS NBR S. Quem define a normatização técnica? Normas mais comuns utilizadas em trabalhos acadêmicos: NBR 6023 Referências; NBR 6024 Numeração progressiva

Leia mais

Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica:

Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica: Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica: Conforme NBR 6022:2003 Seção de atendimento ao usuário - SISBI Outubro 2013 Normas técnicas Norma técnica é um documento estabelecido

Leia mais

1 Manual de elaboração de trabalho acadêmico

1 Manual de elaboração de trabalho acadêmico 1 Manual de elaboração de trabalho acadêmico Normas de apresentação dos Trabalhos de Conclusão de Curso, segundo os padrões da ABNT e adotadas pela Faculdade do Povo. ELEMENTOS ESTRUTURAIS DE UMA MONOGRAFIA

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS 2013

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS 2013 NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS 2013 Jaciara-MT 2013 REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO FORMATO Os trabalhos acadêmicos devem ser em conformidade com os apontamentos a seguir. Papel branco, Formato A4 (21

Leia mais

FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA. MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I

FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA. MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I Este manual atende todos os cursos de gestão 1º semestre, turmas ingressantes em fevereiro

Leia mais

MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL - RELATÓRIO DE ESTÁGIO

MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL - RELATÓRIO DE ESTÁGIO MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO DO CURSO DE GESTÃO AMBIENTAL Estrutura formal do relatório Estrutura Elemento Capa Folha de Rosto Pré-textuais Folha de Identificação Sumário 1. Introdução Textuais 2. Atividades

Leia mais

Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação

Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação AGO 2002 NBR 14724 ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13 2º andar CEP 20003-900 Caixa Postal

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá. Pró-Reitoria de Pós-Graduação Curso de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá. Pró-Reitoria de Pós-Graduação Curso de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pós-Graduação Curso de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Segundo a NBR 15287:2011

Leia mais

MANUAL DE NORMATIZAÇÃO PARA ARTIGOS CIENTÍFICOS

MANUAL DE NORMATIZAÇÃO PARA ARTIGOS CIENTÍFICOS CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DOS CAMPOS GERAIS - CESCAGE FACULDADES INTEGRADAS DOS CAMPOS GERAIS COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DE NORMATIZAÇÃO PARA ARTIGOS CIENTÍFICOS PONTA GROSSA 2010 2 SUMÁRIO 1

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003)

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) Maio de 2012. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Biblioteca Universitária. Programa de capacitação. 2 NORMAS

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS NA ELABORAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO

ORIENTAÇÕES BÁSICAS NA ELABORAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA - FADIVA COORDENAÇÃO DO NÚCLEO DE PESQUISA E MONOGRAFIA PROFª Ms Mª AUXILIADORA PINTO COELHO FROTA MATÉRIA: METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO ORIENTAÇÕES BÁSICAS NA ELABORAÇÃO

Leia mais

Manual para Elaboração Trabalhos Acadêmicos Conforme a NBR 14724:2005

Manual para Elaboração Trabalhos Acadêmicos Conforme a NBR 14724:2005 Manual para Elaboração Trabalhos Acadêmicos Conforme a NBR 14724:2005 Produzido pelos bibliotecários da Rede de Bibliotecas do Senac/RS com a finalidade de orientar os usuários na elaboração de seus trabalhos

Leia mais

Manual de Trabalho de Conclusão de Curso

Manual de Trabalho de Conclusão de Curso CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Manual de Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Engenharia de Produção NATAL RN 2010 Apresentação O curso de Engenharia de Produção institui

Leia mais