Modelo de Design Educacional

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Modelo de Design Educacional"

Transcrição

1 Modelo de Design Educacional PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DE DOCENTES EM ADMINISTRAÇÂO 1

2 Índice: 1. MODELO DE DESIGN INSTRUCIONAL ILDF ONLINE Fase 1 - Exploratória Fase 2 - Enactment Etapa a - Modelo Pedagógico Etapa b - Estratégia Educacionais Etapa c - Ferramentas Instrucionais Fase 3 - Avaliação PRICÍPIOS EDUCACIONAIS EQUIPE EDUCACIONAL Coordenador de Curso Desenvolvimento de Conteúdo e atividades Professor-Autor Delivery Professor-Autor Tutores online ATIVIDADES QUINZENAIS INICIANDO AOS DOMINGOS ESTRUTURA GERAL DE OFERECIMENTO DO CURSO ORIENTAÇÃO AOS AUTORES CAPACITAÇÃO DOS TUTORES ORIENTAÇÃO E SUPORTE AOS ALUNOS FERRAMENTAS DE CONTROLE E GESTÃO REPOSITÓRIO DIGITAL TEMPLATE NO AMBIENTE MOODLE PARA DISCIPLINAS AVALIAÇÃO PRESENCIAIS OBRIGATÓRIAS FREQUENCIA

3 14. TCC CURSOS/TUTORIAIS E ATIVIDADES EXTRA-CURRICULARES Apêndice 1 Modelos Pedagógicos e Características Pedagógicas - Dabbagh e Bannan-Ritland (2005) Apêndice 2 Estratégias Educacionais - Dabbagh e Bannan-Ritland (2005) Apêndice 3 Ferramentas Instrucionais

4 1. MODELO DE DESIGN INSTRUCIONAL ILDF ONLINE ¹ De acordo com Filatro(2008) O Design Instrucional é um conjunto de atividades para identificar uma necessidade de aprendizagem e desenhar, implementar e avaliar a solução para esta necessidade. É um processo sistemático para elaboração de um planejamento educacional e deve responder as 3 perguntas: 1. Onde vamos? (Objetivos de aprendizagem) 2. Como podemos atingir os resultados desejados? (Pedagogia, Estratégia Educacional e Ferramentas instrucionais) 3. Como sabemos se atingimos os objetivos com o modelo proposto? (Assessment e Avaliação) Para Dabbagh e Bannan-Ritland (2005), o processo de design e desenvolvimento de um framework para aprendizagem online deve incluir atributos únicos e mostrar-se suficientemente flexível para ser alocado em múltiplos cenários ou contextos educacionais. Isto significa que deve permitir a adoção de diversos modelos pedagógicos oriundos de diversas teorias de aprendizagem bem como utilizar diversas ferramentas alinhadas com os modelos adotados. O modelo Integrative Learning Design Framework ILDF for Online Learning Environments, proposto por Dabbagh e Bannan-Ritland (2005), é baseado na integração de múltiplas perspectivas do processo de design e desenvolvimento educacional, incluindo produtos, usos, processos de pesquisa e avaliação que serão incorporados nas atividades de aprendizagem em ambientes online. O modelo ILDF online (Figura 1) combina o melhor dos demais modelos de design instrucionais sistematizados com as considerações preciosas dos conhecimentos de professores, instrutores, suas experiências e relatos de aprendizagem para contextos, conteúdo, alunos, estratégias e tecnologias específicas. ¹ Material resultante da pesquisa de Araujo, E. e Oliveira Neto, J.D. (2008) sobre modelo ILDF online adaptado de Dabbagh e Bannan-Ritland(2005). Dissertação Mestrado EESC-USP 4

5 A principal diferença entre o modelo ILDF online e os demais modelos tradicionais de design é a sua flexibilidade e aplicabilidade não linear no desenvolvimento de materiais de aprendizagem e na composição de planos de ensino para cursos online, possibilitando ainda que o desenvolvedor integre as variáveis do contexto da aprendizagem, ferramentas tecnológicas, conteúdo e os modelos pedagógicos requeridos. (DABBAGH; BANNAN-RITLAND, 2005). Outra característica relevante do modelo é a posição significante do contexto cultural e social na definição do design instrucional. O processo de elaboração do framework instrucional, que envolve desde a elaboração do material didático, seleção dos recursos, estratégias e tecnologias até a implementação do curso online, deve prever dados sobre o contexto específico de aprendizagem, ferramentas particulares, filosofias e disponibilidade do desenvolvedor. Assim, por meio desse modelo ILDF online, o autor é convidado a analisar as informações relativas ao contexto cultural e social dos alunos e da instituição, assim como os limites e as facilidades tecnológicas, estratégicas e pedagógicas para a execução do plano de ensino. O propósito do modelo ILDF online é prover um framework sistemático que incorpora em três fases (exploração, enactment² e avaliação) três elementos essenciais para a elaboração de um curso: os modelos pedagógicos com suas característica pedagógicas, as estratégias educacionais e as tecnologias instrucionais que são adaptáveis aos múltiplos cenários educacionais utilizando, para tanto, métodos formais ou informais. Esse modelo de design instrucional é cíclico, pois, após a instrução ter sido testada e avaliada, ela será utilizada para a retroalimentação do modelo, de forma a permitir a sua evolução contínua. No centro do círculo, encontra-se a figura do autor, que representa o principal agente no processo de planejamento e desenvolvimento do framework. O segundo círculo corresponde ao conjunto de componentes do modelo ILDF online: modelos pedagógicos (MP) e suas respectivas características pedagógicas (CP), que podem variar de (1,2... n); estratégias educacionais (EE), que podem variar de (1,2... n) e ferramentas instrucionais (FI). A esse círculo foram adicionados os objetivos educacionais (Ob). ² Termo sem tradução 5

6 A inclusão desse conjunto de objetivos educacionais possibilita ao professor retomar, a cada etapa de desenvolvimento do design instrucional, a essência de sua ação educativa. Em outras palavras, o professor revê os objetivos que irão conduzir o processo de ensino-aprendizagem. O terceiro círculo representa o detalhamento de cada componente do círculo anterior e está subdividido em múltiplas perspectivas (1, 2... n), variando conforme as escolhas do professor frente às necessidades instrucionais previstas no planejamento do ensino. Seguindo esse modelo, o professor percorre todas as fases de estruturação do design instrucional propostas por Dabbagh e Bannan-Ritland (2005) gerando os 3 componentes essenciais deste modelo: Características Pedagógicas, Estratégias Educacionais e Ferramentas Instrucionais. 6

7 Figura 1. Modelo ILDF online com 3 fases e 3 componentes 7

8 Fase 1 - Exploratória È nessa fase que ocorrem a investigação e a documentação de todas as informações relevantes relacionadas ao cenário instrucional, incluindo as proposições individuais e coletivas do professor e de outros envolvidos na situação do processo de ensino/aprendizagem. Fase 2 - Enactment Nessa fase, são ligadas as informações já reunidas na fase de exploração às estratégias educacionais apropriadas ao público, conteúdo, currículo e ao contexto. Esse processo assegura que o design e desenvolvimento dos materiais de aprendizagem online estão embasados em teorias de aprendizagem e sob o alcance das estratégias educacionais e as respectivas ferramentas tecnológicas. Na essência, essa fase do modelo ILDF online faz a ordenação entre as informações reunidas na fase anterior e os demais componentes do design, ou seja, interliga as estratégias educacionais apropriadas ao público, conteúdo e contexto, aos modelos pedagógicos e às respectivas tecnologias disponíveis no ambiente virtual de aprendizagem. Esta fase possui 3 etapas orientadas aos objetivos educacionais propostos: Etapa a - Modelo Pedagógico Segundo Dabbagh e Bannan-Ritland (2005), os modelos pedagógicos podem ser descritos como visões do ensino e da aprendizagem e representam modelos cognitivos ou construtos teóricos derivados das teorias da aprendizagem. Uma nova filosofia deve ser construída na combinação de teorias de aprendizagem e não confinada em uma perspectiva única (Johnson,1997). A sinergia resultante da integração dos aspectos positivos de cada teoria pode resultar em uma teoria sintetizada adequada ao ambiente de aprendizagem online. Este modelo oferece a oportunidade para utilizar um ou mais modelos pedagógicos por meio de características pedagógicas escolhidas. Vide apêndice 1 para alguns exemplos de modelos e características pedagógicas construtivistas. 8

9 Etapa b - Estratégia Educacionais Segundo Dabbagh e Bannan-Ritland (2005), a estratégia instrucional é tudo aquilo que o instrutor ou o sistema instrucional realiza para facilitar a aprendizagem do estudante, operacionalizando os modelos pedagógicos e suas características. Em função das características pedagógicas escolhidas ( a partir dos modelos pedagógicos) iremos escolher uma ou mais estratégias educacionais viáveis. Vide apêndice 2 exemplos de estratégias educacionais. Etapa c - Ferramentas Instrucionais Diversos estudos, comparando o ensino presencial e o ensino com suporte tecnológico não encontraram diferenças significativas em diversas variáveis educacionais críticas como a satisfação do usuário e a efetividade de aprendizagem (Clarke, 1999; Johnson, Aragon, Shaik, and Palma- -Rivas, 2000; Navarro and Shoemaker, 1999; Smeaton and Keogh, 1999). Diante destes fatos, o modelo propõe que a ferramenta mais adequada seja aquela que permite implementar as estratégias educacionais oriundas de um ou mais características pedagógicas escolhidas. Isto significa que o processo deve partir do modelo pedagógico e não o contrário (Figura 2). O melhor uso da ferramenta instrucional é quando a mesma está alinhada às estratégias educacionais e aos modelos pedagógicos. 9

10 Figura 2 Sentido Obrigatório esquerda->direita Dabbagh e Bannan-Ritland (2005) dedicam-se também à descrição de várias ferramentas instrucionais que viabilizam a implementação de estratégias educacionais oriundas do modelo pedagógico selecionado. O professor responsável pelo design do curso online deve selecionar as tecnologias de aprendizagem considerando sempre a disponibilidade de recursos e as características da audiência. Cada estratégia pode ser implementada por uma ou mais ferramentas instrucionais adequadas. Com este terceiro componente, conseguimos justificar todas as ferramentas utilizadas a partir das estratégias e modelos pedagógicos. Veja apêndice 3 exemplos de ferramentas instrucionais. 10

11 Fase 3 - Avaliação Para o modelo ILDF online, nessa fase são determinados os propósitos, resultados desejados e métodos de avaliação da aprendizagem online, incorporando a avaliação formativa e revendo ciclos que resultam na efetiva implementação e resultados previstos. Para Dabbagh e Bannan-Ritland (2005), essa fase promove um interativo e sistemático envolvimento para projetar e desenvolver a aprendizagem online. O processo avaliativo, através de testes ordenados, informa o desenvolvimento do aluno em cada estágio de aprendizagem (somativo: um primeiro estágio que avalia o impacto dos materiais online e das estratégias educacionais examinando-os antes do término do curso) e (formativo ou de revisão: implementado em um segundo ou terceiro estágio da aprendizagem e que está focado primariamente em determinar os pontos fortes e fracos da instrução durante sua realização). O propósito dos autores sobre a fase de avaliação do ILDF online para aprendizagem online é providenciar uma lógica, ou um processo sistemático por meio do qual essa aprendizagem possa se desenvolver considerando a faixa de abordagens e métodos de avaliação. Segundo Dabbagh e Bannan-Ritland (2005), é por meio da avaliação que os professores podem melhor compreender o impacto das estratégias instrucionais na aprendizagem realizadas por meio das tecnologias online. 2. PRINCÍPIOS EDUCACIONAIS Durante o desenvolvimento do material, sempre procuramos atender o maior número de princípios educacionais para facilitar o processo de aprendizagem. O modelo adotado neste curso está representado na figura a seguir. 11

12 12

13 3. EQUIPE EDUCACIONAL Coordenador de Curso O Coordenador de curso é um professor-doutor, que tem aderência com a área do curso que coordena. Ele supervisiona o projeto pedagógico do curso, segundo orientação do modelo ILDF online. Ele recruta professores- -autores, supervisiona o conteúdo/prazo de entrega dos materiais e avalia o desempenho do professor-autor. 3.2 Desenvolvimento de Conteúdo e atividades Professor-Autor O Professor-Autor é um professor-doutor que produz o conteúdo de uma das disciplinas do curso bem como os vídeos. É responsável pela elaboração das atividades online e presencial. E Tem o suporte da equipe de Design Instrucional e Pedagógica. 13

14 3.3 Delivery Professor-Autor Além do conteúdo que ele próprio elabora, o autor deve ministrar as aulas aos sábados. Nestas aulas os autores devem proporcionar um ambiente propício para que todos alunos possam tirar as suas dúvidas individuais e consolidar os conceitos relevantes em atividades presenciais. Destacamos a relevância do próprio autor ministrar a aula que preparou. Isto é um diferencial neste curso Tutores online O tutor online da o suporte as atividades e suporte online. Responderá aos fóruns e s além de aplicar/corrigir as atividades online e presenciais. Será supervisionado e orientado pelo autor da disciplina. Cada tutor online terá sob sua responsabilidade no máximo 30 (trinta) alunos. O sistema Fale com o seu Tutor está estruturado para que cada tutor e tutorados formem uma equipe durante todo o curso. Os tutores apenas respondem dúvidas de seus tutorados, embora todos possam ver as perguntas dos demais colegas. Isto permite criar um vínculo maior entre tutor e alunos. 14

15 4. ATIVIDADES QUINZENAIS INICIANDO AOS DOMINGOS A Educação a distãncia exige um planejamento d eestudos que deve ser rigorosamente cumprido para evitar maiores dificuldades no futuro. Procure o suporte sempre que surgir uma dúvida e não deixe acumular atividades. Para atender os pressupostos do modelo de Design Educacional proposto, teremos 3 tipos de atividades (Worton,W., 2006) que serão desenvolvidas em cada quinzena. São elas: Atividades de absorção, to do e connect. Estas atividades utilizam ferramentas instrucionais e permite a implementação de estratégias educacionais que são suportadas por modelos ou características pedagógicas adotadas. Atividades de Absorção (durante a semana 1): São atividades que inspiram e informam. O aluno absorve o conhecimento a partir do conteúdo lido, visto ou ouvido. O aluno é fisicamente passivo, mentalmente ativo (processo, julga, etc). Serão disponibilizados vídeos conceituais e e vídeos com exemplos prontos além do livro texto em PDF interativo. Todos os vídeos são acompanhaos de atividades de autoavaliação instantânea. Atividades To do (no sábado 1): To do torna o aluno um sujeito ativo para permitir que a informação gerem conhecimento. Descobrem, decodificam, analisam, verificam, combinam, discutem, debatem, avaliam e aplicam o conhecimento. No sábado teremos duas partes: Parte 1: o autor deve tirar dúvidas individuais com ajuda dos alunos na primeira parte da manhã. Deve utilizar o mapa do saber para identificar as dificuldades individuais e identificar monitores entre os alunos. (8-10) Parte 2: Preparar um estudo de caso a ser feito em sala de aula em grupo para a última parte da aula para finalizar a consolidação dos conceitos propostos na semana. (10:30 12:30). O Estudo de caso vai ser resolvido em sala de aula, mas deve ser postado no Domingo anterior. Atividades Connect (sábado a quinta): Preparam os alunos para sua atividade profissional. Absorção é o sujeito, to do é o verbo e conncet type é a conjunção do aprendizado. 15

16 Se quiser ensinar algo é absorção ou to do, se quiser fazer a ligação com algo já conhecido então é connect. Em nosso caso seria como ensinar em sala de aula e para tal os alunos devem, em grupo, preparar um plano de aula e um vídeo a ser realizado durante a semana com prazo final na quinta-feira. O feedback desta aula deve ser recebido pelos alunos até sábado. Teremos aulas aos sábados a cada quinze dias com uma carga horária de 8 horas no sábado. Durante a quinzena é esperado uma carga horária de 24 horas o que equivale um pouco menos de 2 horas durante a semana de 4 dias e 8 horas aos sábados. Duas horas durante a semana poderão ser utilizadas para aula de reforço quando houver necessidade. 16

17 17

18 5. ESTRUTURA GERAL DE OFERECIMENTO DO CURSO O curso é composto de 8 (oito) módulos. Apenas uma disciplina é oferecida simultaneamente. O curso terá duração de 18 meses com carga horária de 360 horas distribuída entre atividades web, leitura e encontros presenciais aos sábados. Carga Horária Total: 360 horas, compreendendo: 184 horas presenciais aos sábados. 176 horas de atividades Web. As atividades formativas serão desenvolvidas em 18 meses, a seguir denominados módulos que terão duração de quinzenas com carga de 16 horas no total (8 presencial e 16 online) para cada quinzena. A seguir a carga horária do curso, semana a semana, reponsáveis e plano de estudo para quinzena. 18

19 Quadro com a carga horária de cada módulo Módulo Nome dos Módulos Carga Horária Presencial Módulo 1 Módulo 2 Módulo Didática e conhecimento pedagógico 3 Carga Horária Online Semanas Pré-curso Moodle Ser professor no ensino superior Total Bloco Ser Professor ,48% 65,52% Módulo 4 Módulo 5 Módulo 6 Tecnologia Educacional Saúde Ocupacional do Professor Técnicas de Comunicação Total Bloco Tecnologia e Saúde ,33% 66,67% Módulo 7 Módulo 8 Metodologia da Pesquisa I Metodologia da Pesquisa II % 60% Total Geral ,94% 68,06% 19

20 Quadro semana a semana de cada módulo Semana Módulo Semana Sábado Semana Sábado CH CO a semana online 1 M1 X X M2 X X X M2 X X X M2 X X X M2 X X X M2 X X X M2 X X X M3 X X X M3 X X X M3 X X X M4 X X X M4 X X X M4 X X X M5 X X X M5 X X X M5 X X X M6 X X X M6 X X X M6 X X X M7 X X X M7 X X X M7 X X X M8 X X X

21 Quadro com os responsáveis por cada módulo e seus tutores Módulo Nome do Módulo Responsável Tutor Módulo Pré-curso Moodle 1 Módulo 2 Módulo 3 Módulo 4 Módulo 5 Módulo 6 Módulo 7 Módulo 8 Ser professor no ensino superior Didática e conhecimento pedagógico Tecnologia Educacional Saúde Ocupacional do Professor Técnicas de Comunicação Metodologia da Pesquisa I Metodologia da Pesquisa II Prof. Dr. Jose Dutra de Oliveira Neto e Prof. Dr. Edson Walmir Cazarini Profa. Dra. Laurinda Ramalho de Almeida e Profa. Dra. Vera Maria Nigro de Souza Profa. Dra. Laurinda Ramalho de Almeida e Profa. Dra. Vera Maria Nigro de Souza Placco Prof. Dr. Jose Dutra de Oliveira Neto e Prof. Dr. Edson Walmir Cazarini Profa. Dra. Maria Lúcia do Carmo Cruz Robazzi e Dra. Fernanda Ludmila Rossi Rocha Profa. Dra. Maria Lúcia do Carmo Cruz Robazzi e Msc. Cristiane Romano Profa. Dra. Adriana Backx Noronha Viana e Dra. Camila Olivieri Igari Profa. Dra. Adriana Backx Noronha Viana e Dra. Camila Olivieri Igari Euro, Camila e Elenise Euro, Camila e Elenise 21

22 Quadro com um plano de estudo exemplo Dia Plano de Estudo para quinzena CH presencial CH online Domingo Ver vídeos conceito e vídeos 1 de exemplos. Fazer avaliações online (teste) Ver Estudo de Caso. Segunda Ver vídeos conceito e vídeos de 1 exemplos. Fazxer avaliações online (teste) Ver Estudo de Caso. Terça Ver vídeos conceito e vídeos 2 de exemplos. Fazer avaliações online (teste) Ver Estudo de Caso. Quarta Ver vídeos conceito e vídeos 2 de exemplos. Fazer avaliações online (teste) Ver Estudo de Caso. Quinta Ùltimo dia para avaliação. 2 Sexta Sábado Aula presencial. Dúvidas e To 8 do na parte da manhã com estudo de caso e planejamento do connect a tarde. Domingo Plano de aula e vídeo e/ou discussões em fórum. Segunda Plano de aula e vídeo e/ou discussões 2 em fórum. Terça Plano de aula e vídeo e/ou discussões 2 em fórum. Quarta Plano de aula e vídeo e/ou discussões 2 em fórum. Quinta Ùltimo dia para postar Plano de aula e vídeo. 2 Sexta Sábado Resultado da avaliação do plano de aula e vídeo em grupo. 22

23 Quadro com datas de início e final de cada módulo e encontros presenciais para as avaliações normais e substitutivas. Nome do módulo Responsável Data início Aula Inaugural/ Autores, Tutores e Coordenadores 04/08/2012 Cadastro moodle S1 M1-S1 Pré-curso Moodle Prof. Dr. Jose Dutra de Oliveira 05/08/2012 Neto e Prof. Dr. Edson Walmir Cazarini S2 M2-S1 Ser professor no ensino superior Profa. Dra. Laurinda Ramalho de Almeida e Profa. Dra. Vera Maria Nigro de Souza Placco 12/08/2012 S3 M2-S2 Ser professor no ensino superior S4 M2-S3 Ser professor no ensino superior S5 M2-S4 Ser professor no ensino superior S6 M2-S5 Ser professor no ensino superior S7 M2-S6 Ser professor no ensino superior M2 S8 M3-S1 Didática e conhecimento pedagógico S9 M3-S2 Didática e conhecimento pedagógico S10 M3-S3 Didática e conhecimento pedagógico M3 E SUB (M2) Profa. Dra. Laurinda Ramalho de Almeida e Profa. Dra. Vera Maria Nigro de Souza Placco Profa. Dra. Laurinda Ramalho de Almeida e Profa. Dra. Vera Maria Nigro de Souza Placco Profa. Dra. Laurinda Ramalho de Almeida e Profa. Dra. Vera Maria Nigro de Souza Placco Profa. Dra. Laurinda Ramalho de Almeida e Profa. Dra. Vera Maria Nigro de Souza Placco Profa. Dra. Laurinda Ramalho de Almeida e Profa. Dra. Vera Maria Nigro de Souza Placco AVALIAÇÂO PRESENCIAL (P1) Profa. Dra. Laurinda Ramalho de Almeida e Profa. Dra. Vera Maria Nigro de Souza Placco Profa. Dra. Laurinda Ramalho de Almeida e Profa. Dra. Vera Maria Nigro de Souza Placco Profa. Dra. Laurinda Ramalho de Almeida e Profa. Dra. Vera Maria Nigro de Souza Placco AVALIAÇÂO PRESENCIAL (P2) e SUBSTITUTIVA (SP1) 26/08/ /09/ /09/ /10/ /11/ /11/ /02/ /03/ /03/ /04/

24 S11 M4-S1 Tecnologia Educacional Prof. Dr. Jose Dutra de Oliveira Neto e Prof. Dr. Edson Walmir Cazarini S12 M4-S2 Tecnologia Educacional Prof. Dr. Jose Dutra de Oliveira Neto e Prof. Dr. Edson Walmir Cazarini S13 M4-S3 Tecnologia Educacional Prof. Dr. Jose Dutra de Oliveira Neto e Prof. Dr. Edson Walmir Cazarini S14 M5-S1 Saúde Ocupacional do Professor S15 M5-S2 Saúde Ocupacional do Professor S16 M5-S3 Saúde Ocupacional do Professor M4 e M5 E SUB (M3) S17 M6-S1 Técnicas de Comunicação S18 M6-S2 Técnicas de Comunicação S19 M6-S3 Técnicas de Comunicação S20 M7-S1 Metodologia da Pesquisa I S21 M7-S2 Metodologia da Pesquisa I S22 M7-S3 Metodologia da Pesquisa I S23 M8-S1 Metodologia da Pesquisa II M6, M7 e M8 E SUB (M4 e M5) Profa. Dra. Maria Lúcia do Carmo Cruz Robazzi e Profa. Dra. Fernanda Ludmila Rossi Rocha Profa. Dra. Maria Lúcia do Carmo Cruz Robazzi e Profa. Dra. Fernanda Ludmila Rossi Rocha Profa. Dra. Maria Lúcia do Carmo Cruz Robazzi e Profa. Dra. Fernanda Ludmila Rossi Rocha AVALIAÇÂO PRESENCIAL (P3) e SUBSTITUTIVA (SP2) Profa. Dra. Maria Lúcia do Carmo Cruz Robazzi e Profa. Msc. Cristiane Romano Profa. Dra. Maria Lúcia do Carmo Cruz Robazzi e Profa. Msc. Cristiane Romano Profa. Dra. Maria Lúcia do Carmo Cruz Robazzi e Profa. Msc. Cristiane Romano Profa. Dra. Adriana Backx Noronha Viana e Profa. Dra. Camila Olivieri Igari Profa. Dra. Adriana Backx Noronha Viana e Profa. Dra. Camila Olivieri Igari Profa. Dra. Adriana Backx Noronha Viana e Profa. Dra. Camila Olivieri Igari Profa. Dra. Adriana Backx Noronha Viana e Profa. Dra. Camila Olivieri Igari AVALIAÇÂO PRESENCIAL (P4) e SUBSTITUTIVA (SP3) 07/04/ /04/ /05/ /05/ /06/ /06/ /07/ /08/ /08/ /09/ /09/ /10/ /10/ /11/2013 7/12/2013 SUB (M6, M7 e M8) SUBSTITUTIVA (SP4) 14/12/2013 TCC Poster em São Paulo 15/03/2014 ou 22/03/

25 6. ORIENTAÇÃO AOS AUTORES Os autores terão suporte da área de Design Educacional/ Pedagógica na elaboração do plano de aula que é a primeira etapa na elaboração do material. Este etapa é fundamental para que o autor possa atender as 3 fases propostas no modelo ILDF online. É importante ressaltar que o presente modelo não impõe nenhuma teoria ou modelo pedagógico ao autor. A única sugestão é a definição e o alinhamento entre o modelo pedagógico, estratégia educacional e as ferramentas instrucionais. Os autores terão a disposição um portal para aprofundar e atualizar os seus conhecimentos em relação a aspectos pedagógicos, estratégias e ferramentas com exemplos de uso na educação e tutoriais. Como complemento ao modelo ILDF, orientaremos os autores em relação a um conjunto de princípios educacionais (Johnson e Aragon) que podem ser adotado como: princípio do design universal (ex: tamanho da letra), princípio de multimídia (ex: uso adequado de diversas mídias), princípio de atender as diferenças individuais (ex: atender a diversidade), princípio da motivação, princípios de evitar sobrecarga de informação (ex: opção do formato de áudio para Mp3 player como alternativa ao texto), princípio de encorajar a interação social, princípio de criar contexto real e princípio de incorporar atividades práticas. 25

26 Adotaremos a proposta de Shullman para incorporar as 3 dimensões de conhecimento importantes para a capacitação do aluno que é um professor da rede pública. Conhecimento de Conteúdo Conhecimento do conteúdo pedagógico Conhecimento Curricular 7. CAPACITAÇÃO DOS TUTORES O tutor online e os Educadores estarão aptos a exercer as suas atividades após completarem as duas capacitações básicas: Capacitação tutoria geral A capacitação dos tutores é obrigatória a todos os tutores e deve ser realizada antes do início do curso e posteriormente como educação continuada. Poderá ser presencial ou a distância. Capacitação tutoria específica A capacitação específica é realizada pelo Professor-autor e foca o conteúdo e atividades específicas de cada disciplina/tema. 8. ORIENTAÇÃO E SUPORTE AOS ALUNOS Com o intuito de oferecer um ambiente agradável e motivador ao aluno, disponibilizamos 8 elementos de suporte: Help Desk, Autor e Tutor, Orientador, Tutor online, Rede Social, Suporte Técnico. FAQ e Webconferência (Quadro 2). 26

27 Todo este suporte estará devidamente explicado no manual do aluno. O aluno terá que fazer um pré-curso para aprender a utilizar o ambiente virtual Moodle. Sua duração é de 1 semana e deve ser realizado antes do início do curso. Quadro 2 Ambiente de suporte ao aluno 27

28 Help Desk: O Help desk funcionará diariamente em horários pré-determinado uando Skype e encaminhará as dúvidas ao setor competente seja ele técnico ou de conteúdo da disciplina. Autores e Tutores online: Os tutores online especialistas em sua área de atuação e com suporte dos autores, devem responder as dúvidas de conteúdo no recurso denominado Fale com seu Tutor. As aulas presenciais serão de responsabilidade dos autores. Já as atividades obline serão supervisionadas pelos tutores. Redes Sociais: Utilizaremos a rede Social Facebook para comunicar com os alunos. Todos os alunos devem fazer o cadastro nesta ferramenta para melhorar a comunicação entre aluno e totor. Suporte técnico: Utilizaremos Skype para atendimento técnico sob demanda com hora marcada. Poderá ser utilizado o recurso de acesso a máquina do cliente com total segurança e privacidade. O software a ser utilizado é o teamviewer que é gratuíto. KNOWLEDGE FAQ: Para aperfeiçoar o atendimento, será criado um help virtual com tutoriais visuais (vídeo) e com possibilidade de busca em um banco de dados de dúvidas e soluções aos problemas mais comuns. Todas as dúvidas mais comuns serão disponibilizadas neste FAQ e formarão a base de conhecimento do curso. Aulas de reforço: Utilizaremos um sistema de videoconferência onde serão programadas aulas de reforço de acordo com a necessidade dos alunos. Estas aulas serão realizadas durante a semana, no período noturno. Utilizaremos o sistem Web-meeting para este tipo de suporte. A mesma será gravada e disponibilizadas para que os alunos possam ver e rever quantas vezes desejarem. 9. FERRAMENTAS DE CONTROLE E GESTÃO Para acompanhar as atividades dos projetos teremos os controles e gestão no âmbito geral, do aluno, das atividades dos tutores, da elaboração e acompanhamento do material e as questões relativas a direito autoral e plágio com utilização de software específico. 28

29 Elaboração e Acompanhamento do Desenvolvimento do Material - Os coordenadores e demais envolvidos no projeto utilizarão um sistema baseado na WEB para controle de todas as atividades e recurso utilizados. Iremos utilizar o software livre: (figura 3).Poderemos acompanhar online todas as etapas incluindo o produto de cada etapa (material, vídeos,carga horária prevista e realizadas, etc.). Figura 3 - dotproject Este sistema engloba todo o controle do curso desde a sua concepção, oferecimento e a sua avaliação. Todos os recursos humanos e materiais deverão ser cadastrados neste software. 29

30 to: As seguintes etapas estão previstas para elaboração do material e oferecimen- Reunião Geral com os autores (Conhecimento Curricular) Orientação Pedagógica/Design Instrucional Material Impresso e/ou Vídeo Introdução e/ou Vídeo Aula e/ou Aula Web Animada e/ou WebConferência e/ou Disponibilização no Ambiente Moodle Capacitação Tutores (geral e específica) Um exemplo detalhado deste controle pode ser visto na figura 4. Aula Web animada/recursos alocados com data Agendamento da reunião presencial com o professor Reunião com o Professor - Coordenador Contrato de prestação de serviços e direitos autorais Preparação do Material em padrão ppt Validação do material Correções Revisão ortográfica Preparação ilustrações Animação e Finalização Revisão do Professor mais equipe da aula em flash Correções Vídeo aula animado finalizado (checklist) Pedagogo/DI/Direito(plágio e D. Autoral) Encaminhamento equipe Moodle Cadastro ISBN e CC - contrato cessão de direitos autorais Figura 4 Detalhamento de tarefa Tutores - Teremos a disposição dos coordenadores um sistema para emissão de relatórios sobre o desempenho e atividades dos tutores. Alunos O ambiente Moodle permite o controle e acompanhamento das atividades dos alunos e seus respectivos desempenhos. Todo sábado, o professor terá um mapa com um retrato do aprnedizado do aluno. Isto é decorrente de uma auto-avaliação feita na sexta-feira. 30

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DE DOCENTES EM ADMINISTRAÇÂO

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DE DOCENTES EM ADMINISTRAÇÂO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DE DOCENTES EM ADMINISTRAÇÂO 1 Índice: 1. EQUIPE EDUCACIONAL... 3 1.1 - Coordenador de Curso... 3 1.2 - Desenvolvimento de Conteúdo e atividades... 3 1.2.1 - Professor-Autor...

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DE DOCENTES EM ADMINISTRAÇÂO

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DE DOCENTES EM ADMINISTRAÇÂO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DE DOCENTES EM ADMINISTRAÇÂO 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 2. EQUIPE EDUCACIONAL... 4 3. ESTRUTURA GERAL DOS CURSOS... 5 4. SUPORTE AOS ALUNOS... 13 5. TCC... 14 6. CURSOS/TUTORIAIS

Leia mais

JOSÉ ERIGLEIDSON DA SILVA Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região

JOSÉ ERIGLEIDSON DA SILVA Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região JOSÉ ERIGLEIDSON DA SILVA Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região Objetivo geral Elaborar um projeto básico de curso on-line Objetivos específicos 1.Aplicar conceitos e fundamentos do DI na concepção

Leia mais

PROGRAMA UNIVESP / USP DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS

PROGRAMA UNIVESP / USP DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS PROGRAMA UNIVESP / USP DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BEM VINDO AO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA USP/UNIVESP 2 Prezado aluno: Você participará do Curso de Licenciatura

Leia mais

FAQ Estude Sem Dúvidas

FAQ Estude Sem Dúvidas FAQ Estude Sem Dúvidas Núcleo de Educação a Distância Faculdade Flamingo São Paulo Atualizado em: Outubro/2015 2 Estude sem dúvidas FAQ para os alunos de Pedagogia Presencial Caros alunos e alunas do curso

Leia mais

Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte

Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte Sumário Apresentação O papel do Aluno Ambiente Virtual de Aprendizagem Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte Dúvidas 3 5 6 9 10 11 14

Leia mais

Bem Vindo... 4. A Disciplina de Dependência Interativa... 5. A Organização da Disciplina... 7. O Processo de Ensino e Aprendizagem...

Bem Vindo... 4. A Disciplina de Dependência Interativa... 5. A Organização da Disciplina... 7. O Processo de Ensino e Aprendizagem... 1 2 Sumário Bem Vindo... 4 A Disciplina de Dependência Interativa... 5 A Organização da Disciplina... 7 O Processo de Ensino e Aprendizagem... 10 Sua Semana no Curso... 11 O apoio local ao Ensino Semipresencial...

Leia mais

Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual

Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual Escritório de Gestão de Projetos em EAD Unisinos http://www.unisinos.br/ead 2 A partir de agora,

Leia mais

PLANO DE ENSINO. 1. Identificação

PLANO DE ENSINO. 1. Identificação 1. Identificação PLANO DE ENSINO Curso: A INTERNET E SUAS FERRAMENTAS Disciplina: A Internet e suas Ferramentas Período Ministrado/Semestre- Bimestre- Mês/Ano: 03 de setembro a 08 de outubro/2º Semestre

Leia mais

Projeto de Design Instrucional

Projeto de Design Instrucional Projeto de Design Instrucional Curso: Educação Financeira Modalidade: EaD on-line o que é Design Instrucional? A ação institucional e sistemática de ensino, que envolve o planejamento, o desenvolvimento

Leia mais

Aula Inaugural Cursos de pós-graduação a distância (EaD) Diretoria de Extensão e Pós-Graduação

Aula Inaugural Cursos de pós-graduação a distância (EaD) Diretoria de Extensão e Pós-Graduação Aula Inaugural Cursos de pós-graduação a distância (EaD) Diretoria de Extensão e Pós-Graduação Cursos, dias e horas de transmissão Formação Conectada TRANSMISSÃO CURSO (Horário de Brasília) Psicopedagogia

Leia mais

Índice. Introdução... 3 Conhecendo Ambiente de estudo... 4

Índice. Introdução... 3 Conhecendo Ambiente de estudo... 4 Página 1 Índice Introdução... 3 Conhecendo Ambiente de estudo... 4 O QUE É EDUCAÇÃO A DISTANCIA (EAD)?... 4 O que é necessário para estudar em ead?... 4 Quais são as vantagens de estudar a distância?...

Leia mais

MANUAL DO ALUNO 1. APRESENTAÇÃO 2. OBJETIVOS 3. ACESSO AO CURSO. Bem-vindo (a) ao curso de Capacitação para cursos em EAD!

MANUAL DO ALUNO 1. APRESENTAÇÃO 2. OBJETIVOS 3. ACESSO AO CURSO. Bem-vindo (a) ao curso de Capacitação para cursos em EAD! MANUAL DO ALUNO MANUAL DO ALUNO Bem-vindo (a) ao curso de Capacitação para cursos em EAD! 1. APRESENTAÇÃO Preparado pela equipe da Coordenadoria de Educação Aberta e a Distância (CEAD) da Universidade

Leia mais

Consultoria para desenvolvimento de estratégias de treinamento on-line

Consultoria para desenvolvimento de estratégias de treinamento on-line 1 2 A HIPOCAMPUS é uma empresa de consultoria em comunicação e ensino digital com foco nos profissionais de saúde. Estamos prontos a auxiliar empresas dos diferentes segmentos da área de saúde a estabelecer

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Rede São Paulo de Formação Docente MANUAL DO TUTOR Cursos de Especialização para o Quadro do Magistério São Paulo-2010 BEM-VINDO AOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO DA REDEFOR Prezado

Leia mais

PERSPECTIVAS SOBRE O USO DO DESIGN INSTRUCIONAL PARA UMA EaD INCLUSIVA: POR ONDE ESTAMOS CAMINHANDO

PERSPECTIVAS SOBRE O USO DO DESIGN INSTRUCIONAL PARA UMA EaD INCLUSIVA: POR ONDE ESTAMOS CAMINHANDO PERSPECTIVAS SOBRE O USO DO DESIGN INSTRUCIONAL PARA UMA EaD INCLUSIVA: POR ONDE ESTAMOS CAMINHANDO Carlos Eduardo Rocha dos Santos Universidade Bandeirante Anhanguera carlao_santos@yahoo.com.br Oswaldo

Leia mais

Pós-Graduação em Educação: Novos Paradigmas GUIA DO ALUNO

Pós-Graduação em Educação: Novos Paradigmas GUIA DO ALUNO GUIA DO ALUNO Prezado(a) Aluno(a), O Guia do Aluno é um instrumento normativo que descreve os padrões de qualidade dos processos acadêmicos e administrativos necessários ao desenvolvimento dos cursos de

Leia mais

1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução

1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução 1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução Este tutorial tem a finalidade de guiar o aluno, dando orientações necessárias para o acesso, navegação e utilização das ferramentas principais. Um ambiente

Leia mais

Autor Equipe do moodlebrasil.net Copyright Creative Commons Edição Setembro 2008. Guia do Aluno Online. Abril 2008 2

Autor Equipe do moodlebrasil.net Copyright Creative Commons Edição Setembro 2008. Guia do Aluno Online. Abril 2008 2 Guia do aluno Título Autor Equipe do moodlebrasil.net Copyright Creative Commons Edição Setembro 2008 Abril 2008 2 Índice 1. Introdução... 4 2. Metodologia... 4 3. Aulas online... 5 4. A avaliação... 5

Leia mais

Manual do aluno online

Manual do aluno online Manual do aluno online Os 10 mandamentos do aluno de educação online 1 1. Acesso à Internet: ter endereço eletrônico, um provedor e um equipamento adequado é prérequisito para a participação nos cursos

Leia mais

NOVO DESIGN INSTRUCIONAL DE CURSOS ON-LINE. Paraná- maio/2011

NOVO DESIGN INSTRUCIONAL DE CURSOS ON-LINE. Paraná- maio/2011 1 NOVO DESIGN INSTRUCIONAL DE CURSOS ON-LINE Paraná- maio/2011 Elenise Maria de Araújo USP/Escola de Engenharia de São Carlos elenisea@sc.usp.br Elaine Maria dos Santos Universidade Estadual do Centro-Oeste,

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: ELABORAÇÃO DE MATERIAL, TUTORIA E AMBIENTES VIRTUAIS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: ELABORAÇÃO DE MATERIAL, TUTORIA E AMBIENTES VIRTUAIS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento

Leia mais

Projeto do Curso de Especialização em Informática na Educação

Projeto do Curso de Especialização em Informática na Educação Projeto do Curso de Especialização em Informática na Educação - Modalidade a Distância Coordenação FACULDADE DE INFORMÁTICA - FACIN Profa. Dr. Adriana Beiler FACULDADE DE EDUCAÇÃO FACED Profa. Msc. Sônia

Leia mais

Symantec University para Parceiros Perguntas freqüentes

Symantec University para Parceiros Perguntas freqüentes Symantec University para Parceiros Perguntas freqüentes Sumário INFORMAÇÕES GERAIS... 1 SYMANTEC UNIVERSITY PARA PARCEIROS... 1 TREINAMENTO... 2 SERVIÇO DE INFORMAÇÕES... 4 COLABORAÇÃO... 5 Informações

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores. Trabalho Interdisciplinar Semestral. 3º semestre - 2012.1

Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores. Trabalho Interdisciplinar Semestral. 3º semestre - 2012.1 Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Trabalho Interdisciplinar Semestral 3º semestre - 2012.1 Trabalho Semestral 3º Semestre Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Apresentação

Leia mais

Educação EAD: Sem fronteiras (?)

Educação EAD: Sem fronteiras (?) Educação EAD: Sem fronteiras (?) Laila Maria Oliveira Silva Luiza Carolina Lucchesi Barbosa Mariana Damasceno Rocha F de Albuquerque Resumo: A modalidade EAD (Educação a Distância) surgiu com a intenção

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD 1. O que é EAD? EAD é a sigla para Ensino a Distância, ou Educação a Distância, uma modalidade de ensino que acontece a partir da união

Leia mais

AS RELAÇÕES DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO

AS RELAÇÕES DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO AS RELAÇÕES DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O TRABALHO DO TUTOR COMO MEDIADOR DO CONHECIMENTO SOEK, Ana Maria (asoek@bol.com.br) Universidade Federal do Paraná (UFPR) - Brasil HARACEMIV,

Leia mais

ANA LÚCIA DE OLIVEIRA BARRETO

ANA LÚCIA DE OLIVEIRA BARRETO COLÉGIO MILITAR DO RIO DE JANEIRO GUIA BÁSICO DE UTILIZAÇÃO DA REDE COLABORATIVA Construçãoo de Saberes no Ensino Médio ANA LÚCIA DE OLIVEIRA BARRETO CMRJ - 2010 2 LISTA DE FIGURAS Figura 01: Exemplo de

Leia mais

LINGUAGEM LOGO E A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO

LINGUAGEM LOGO E A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO LINGUAGEM LOGO E A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO Resumo POCRIFKA, Dagmar Heil - SME dpocrifka@sme.curitiba.pr.gov.br SANTOS, Taís Wojciechowski SME taissantos@sme.curitiba.pr.gov.br Eixo Temático: Comunicação

Leia mais

Programa de Capacitação em Gestão de Projetos e Empreendimentos Criativos Regulamento Etapa 2

Programa de Capacitação em Gestão de Projetos e Empreendimentos Criativos Regulamento Etapa 2 Programa de Capacitação em Gestão de Projetos e Empreendimentos Criativos Etapa 2 1. Apresentação 1.1 O Programa de Capacitação em Projetos e Empreendimentos Criativos é uma iniciativa do Ministério da

Leia mais

Projeto Pedagógico de Curso. Licenciatura em Ciências. Universidade de São Paulo

Projeto Pedagógico de Curso. Licenciatura em Ciências. Universidade de São Paulo Projeto Pedagógico de Curso Licenciatura em Ciências Universidade de São Paulo 2 Sumário 1. Perfil do Curso... 7 1.2 Demanda e mercado de trabalho... 12 1.3 Número de vagas... 12 1.4 Objetivos do curso...

Leia mais

Congresso CONSAD de Gestão Pública

Congresso CONSAD de Gestão Pública Congresso CONSAD de Gestão Pública Brasília DF, 26 a 28 de maio de 2008 Múltiplas Mídias na Formação e Desenvolvimento dos Servidores Públicos do diagnóstico ao modelo de capacitação: a experiência da

Leia mais

MBA Executivo. Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça

MBA Executivo. Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça 1 O Instituto COPPEAD: O Instituto COPPEAD oferece o curso de especialização

Leia mais

fundamentos teóricos e práticos necessários ao processo de inclusão do aluno com Deficiência Visual.

fundamentos teóricos e práticos necessários ao processo de inclusão do aluno com Deficiência Visual. A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO CONCEPÇÃO DO CURSO O curso de Pós-graduação Lato Sensu Especialização em Propriedade Intelectual e Inovação faz parte do Programa de Capacitação dos

Leia mais

REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL Curso de Letras Português e Inglês - Licenciatura Currículo: 12172014LI

REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL Curso de Letras Português e Inglês - Licenciatura Currículo: 12172014LI Fundamentação Legal REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL PARECER CNE/CP 28/2001, DE 02 DE OUTUBRO DE 2001 - Dá nova redação ao Parecer CNE/CP 21/2001, que estabelece a duração e a carga horária dos cursos

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

PVANET: PRINCIPAIS FERRAMENTAS E UTILIZAÇÃO DIDÁTICA

PVANET: PRINCIPAIS FERRAMENTAS E UTILIZAÇÃO DIDÁTICA 11 PVANET: PRINCIPAIS FERRAMENTAS E UTILIZAÇÃO DIDÁTICA O PVANet é o ambiente virtual de aprendizagem (AVA) de uso exclusivo da UFV. Os AVAs apresentam diferenças de layout, forma de acesso, funcionamento,

Leia mais

Ambientação ao Moodle. João Vicente Cegato Bertomeu

Ambientação ao Moodle. João Vicente Cegato Bertomeu Ambientação ao Moodle João Vicente Cegato Bertomeu AMBIENTAÇÃO A O MOODLE E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M SAUDE da FAMILIA Sumário Ambientação ao Moodle 21 1. Introdução 25 2. Histórico da EaD 25 3. Utilizando

Leia mais

* As disciplinas por ocasião do curso, serão ofertadas aos alunos em uma sequência didática.

* As disciplinas por ocasião do curso, serão ofertadas aos alunos em uma sequência didática. MATRIZ CURRICULAR* Disciplina CH Integração 20 Planejamento e Gestão em Educação a Distância 40 Cultura Virtual, Pensamento e Construção do Conhecimento na Educação a Distância 40 Noções de Gestão de Projetos

Leia mais

Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico

Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico O Coordenador Pedagógico é o profissional que, na Escola, possui o importante papel de desenvolver e articular ações pedagógicas que viabilizem

Leia mais

Trilhas de aprendizagem UCSebrae um caminho em construção

Trilhas de aprendizagem UCSebrae um caminho em construção Trilhas de aprendizagem UCSebrae um caminho em construção Trilhas de aprendizagem Trilhas de desenvolvimento Foco no desenvolvimento de competências Foco no desenvolvimento de carreiras O Sebrae O Serviço

Leia mais

CURSO DE EXTENSÃO A DISTÂNCIA SECADI/UFC AULA 02: EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA TÓPICO 03: CARACTERÍSTICAS DO ENSINO A DISTÂNCIA VERSÃO TEXTUAL Antes de iniciar este curso, você deve ter refletido bastante sobre

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS

APRESENTAÇÃO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS Regulamento APRESENTAÇÃO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas FGV como entidade de caráter técnico-científico e educativo, fundada em 1944, visa ao estudo dos problemas relativos à economia

Leia mais

1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário. Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar

1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário. Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar 1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar Prof. Dr. Stavros Panagiotis Xanthopoylos stavros@fgv.br Brasília, 27 de novembro de 2009

Leia mais

Minicurso Desenho instrucional de projetos em EaD Profa. Andrea Filatro

Minicurso Desenho instrucional de projetos em EaD Profa. Andrea Filatro avaliação implementação desenvolvimento design análise Minicurso Desenho instrucional de projetos em EaD Profa. Andrea Filatro Design instrucional Unidades Conteúdos Interface Interação Ambientes Avaliação

Leia mais

Tecnologia da Informação e Comunicação em Saúde: Relato de Experiências

Tecnologia da Informação e Comunicação em Saúde: Relato de Experiências III Fórum de Informação em Saúde Reunião de Educação em Saúde Tecnologia da Informação e Comunicação em Saúde: Relato de Experiências Maria de Fátima Ramos Brandão Ciência da Computação Instituto de Ciências

Leia mais

CALENDÁRIO - PED TECNOLOGIAS EM ENSINO A DISTÂNCIA Grupo 097 - Junho/2012

CALENDÁRIO - PED TECNOLOGIAS EM ENSINO A DISTÂNCIA Grupo 097 - Junho/2012 informações: 1.º 2.º 3.º CALENDÁRIO - PED TECNOLOGIAS EM ENSINO A DISTÂNCIA Grupo 097 - Junho/2012 Estrutura do Calendário Antes de utilizar o Calendário do Curso, leia atentamente o Manual do Aluno de

Leia mais

DA FORMAÇÃO DOCENTE SEMIPRESENCIAL À SUA APLICAÇÃO EM MODALIDADEÀ DISTANCIA: POTENCIALIDADES E LIMITES

DA FORMAÇÃO DOCENTE SEMIPRESENCIAL À SUA APLICAÇÃO EM MODALIDADEÀ DISTANCIA: POTENCIALIDADES E LIMITES DA FORMAÇÃO DOCENTE SEMIPRESENCIAL À SUA APLICAÇÃO EM MODALIDADEÀ DISTANCIA: POTENCIALIDADES E LIMITES Camila Olivieri Igari Pesquisadora da Universidade São Paulo USP-SP RESUMO: O presente artigo tem

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO Curso de Formação Continuada em Videoconferência. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO Curso de Formação Continuada em Videoconferência. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Papel da SBIS na Educação

Papel da SBIS na Educação I Ciclo de Seminários de Tecnologias de Informação em Saúde Educação Continuada, Certificação Profissional e Título de Especialista: o Projeto da SBIS Prof. Renato M.E. Sabbatini Diretor de Educação e

Leia mais

Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão Objetivo do curso:

Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão Objetivo do curso: Com carga horária de 720 horas o curso Gestão e Formação Pedagógica em: Administração, Inspeção, Orientação e Supervisão é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros

Leia mais

1 - Dos componentes da metodologia do Curso de Pedagogia a Distância CEAD/UAB

1 - Dos componentes da metodologia do Curso de Pedagogia a Distância CEAD/UAB RESOLUÇÃO INTERNA CEAD Nº 001/2013-CONCENTRO (ALTERADA RES.05/2014) Sistema de Educação a Distância Do CEAD para a oferta do Curso de Pedagogia a Distância/UAB Dispõe sobre a metodologia do Curso de Pedagogia

Leia mais

Alfabetização Digital

Alfabetização Digital Ferramentas de interação e sua utilização pedagógica nos Ambientes Virtuais de Aprendizagem evidenciando o papel do professor e do estudante Prof. Ana Carolina de Oliveira Salgueiro de Moura Prof. Antônio

Leia mais

Referenciais de Qualidade adotados na Adaptação de um Curso a Distância

Referenciais de Qualidade adotados na Adaptação de um Curso a Distância 1 Referenciais de Qualidade adotados na Adaptação de um Curso a Distância Data de envio do trabalho: 06/11/2006 Ludmyla Rodrigues Gomes Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) ludmyla.gomes@enap.gov.br

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENSINO LÚDICO EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na Modalidade

Leia mais

Documento de Visão. O sistema atual se baseia no método padrão de ensino, onde a presença física dos alunos é essencial para um bom aprendizado.

Documento de Visão. O sistema atual se baseia no método padrão de ensino, onde a presença física dos alunos é essencial para um bom aprendizado. UFF Universidade Federal Fluminense Instituto de Computação Engenharia de Software II Professora: Bianca Zadrozny 1º Trabalho Prático: Documento de Visão Alunos: Diego Soares, Felipe Maia e Leandro Feijó.

Leia mais

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Coordenador: Duração: Carga Horária: LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Victor Emanuel Corrêa Lima 6 semestres 2800 horas Situação Legal: Reconhecido pela Portaria MEC nº 503 de 15/02/2006 MATRIZ CURRICULAR Primeiro

Leia mais

MÓDULO EaD 2013 PROCAED Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento Educacional do IFSC

MÓDULO EaD 2013 PROCAED Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento Educacional do IFSC INSTITUTO EDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA IC PRO-REITORIA DE ENSINO DEPARTAMENTO DE EaD PRO-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO MÓDULO EaD 2013 PROCD Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento

Leia mais

Prezado aluno, 2. Organização pedagógica e sistema de avaliação

Prezado aluno, 2. Organização pedagógica e sistema de avaliação Prezado aluno, É com imensa satisfação que a Universidade Estácio de Sá, em parceria tecnológica com o Complexo de Ensino Renato Saraiva (CERS), apresentam os seus novos cursos de Pós Graduação em Direito,

Leia mais

SOLUÇÕES EM EDUCAÇÃO 3.0

SOLUÇÕES EM EDUCAÇÃO 3.0 SOLUÇÕES EM EDUCAÇÃO 3.0 www.cisco.com.br/educação 2011 Cisco and/or its affiliates. All rights reserved. 1 Educação 1.0 Educação 2.0 Educação 3.0 Tecnológica Rural Tradicional 2011 Cisco and/or its affiliates.

Leia mais

Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha

Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha Como adquirir os materiais didáticos do Moderna.Compartilha MODERNA.COMPARTILHA: INTEGRAR TECNOLOGIA E CONTEÚDOS A FAVOR DO APRENDIZADO. Os alunos deste século estão conectados com novas ideias, novas

Leia mais

Educação a Distância aplicada à disciplina de Cálculo Diferencial e Integral I na graduação de Ciência da Computação. 05/2005

Educação a Distância aplicada à disciplina de Cálculo Diferencial e Integral I na graduação de Ciência da Computação. 05/2005 1 Educação a Distância aplicada à disciplina de Cálculo Diferencial e Integral I na graduação de Ciência da Computação. 146-TC-C3 Resumo: 05/2005 Alexandre Campos Silva Pontifícia Universidade Católica

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL Seja bem-vindo à FADERGS! A seguir, apresentamos as principais informações sobre o seu curso, válidas para o semestre 2015/1. OS CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA

Leia mais

GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Departamento de Ciências Exatas e Gerenciais

GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Departamento de Ciências Exatas e Gerenciais DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E GERENCIAIS 2012 GUIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Departamento de Ciências Exatas e Gerenciais CURSOS ADMINISTRAÇÃO CIÊNCIAS ATUARIAIS CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO CIÊNCIAS

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Desenvolvimento de Software. Trabalho Interdisciplinar Semestral. 2º semestre 2011.2

Curso Superior de Tecnologia em Desenvolvimento de Software. Trabalho Interdisciplinar Semestral. 2º semestre 2011.2 Curso Superior de Tecnologia em Desenvolvimento de Software Trabalho Interdisciplinar Semestral 2º semestre 2011.2 Um por todos e todos por um 1. Apresentação Geral Todo e qualquer projeto gerido por uma

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDUCAÇÃO INCLUSIVA EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na

Leia mais

REGULAMENTO DAS DEPENDENCIAS INTERATIVAS NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO OFERTADOS NA MODALIDADE PRESENCIAL (Anexo da Resolução CONSUNI nº 003/2014)

REGULAMENTO DAS DEPENDENCIAS INTERATIVAS NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO OFERTADOS NA MODALIDADE PRESENCIAL (Anexo da Resolução CONSUNI nº 003/2014) REGULAMENTO DAS DEPENDENCIAS INTERATIVAS NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO OFERTADOS NA MODALIDADE PRESENCIAL (Anexo da Resolução CONSUNI nº 003/2014) CAPÍTULO I CONDIÇÕES GERAIS Art. 1o As Disciplinas em dependência

Leia mais

O Monitoramento e a Tutoria como Promotor da Aprendizagem

O Monitoramento e a Tutoria como Promotor da Aprendizagem O Monitoramento e a Tutoria como Promotor da Aprendizagem Dr. Rubem Mário F. Vargas - engenharia- rvargas@pucrs.br Dra Marilú F.Medeiros - educação- marilu@pucrs.br Dra Maria Bernadette P.Herrlein - educação-

Leia mais

1. Apresentação. 2. Objetivos

1. Apresentação. 2. Objetivos 1. Apresentação Os cursos de atualização/capacitação de docentes do SENAI têm como função principal preparar profissionais para o exercício da docência na educação profissional e tecnológica, prevendo

Leia mais

Implantação de um Programa de Educação Continuada em Bioterismo do Ceca/Fiocruz.

Implantação de um Programa de Educação Continuada em Bioterismo do Ceca/Fiocruz. Implantação de um Programa de Educação Continuada em Bioterismo do Ceca/Fiocruz. Objeto Desenvolver Projeto para a implementação de um Programa de Educação Continuada em Bioterismo no Cecal. Introdução:

Leia mais

REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL Curso de Letras Português e Inglês Licenciatura Currículo: 12172010LI

REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL Curso de Letras Português e Inglês Licenciatura Currículo: 12172010LI Fundamentação Legal REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL PARECER CNE/CP 28/2001, DE 02 DE OUTUBRO DE 2001 - Dá nova redação ao Parecer CNE/CP 21/2001, que estabelece a duração e a carga horária dos cursos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO CIÊNCIAS BIOLÓGICAS LICENCIATURA PLENA ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS O Curso de Ciências Biológicas, através

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CÂMPUS CANOAS PROJETO PEDAGÓGICO CURSO FIC PRONATEC Canoas

Leia mais

EDUCAÇÃO CONVENCIONAL X EDUCAÇÂO MEDIADA

EDUCAÇÃO CONVENCIONAL X EDUCAÇÂO MEDIADA EDUCAÇÃO CONVENCIONAL X EDUCAÇÂO MEDIADA por Anelise Pereira Sihler é Pedagoga, Especialista em Gestão de Pessoas, Gestão Educacional, Educação a Distância, Educação colaborativa, Relações Humanas, mestre

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí Instituto Superior de Educação - ISE

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí Instituto Superior de Educação - ISE DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1 Do estágio curricular supervisionado A modalidade de Estágio Supervisionado é uma importante variável a ser considerada no contexto de perfil do egresso. A flexibilidade prevista

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA OS POLOS DE APUCARANA E PARANAGUÁ - 64/2013 CIPEAD/PROGRAD/SEPT

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA OS POLOS DE APUCARANA E PARANAGUÁ - 64/2013 CIPEAD/PROGRAD/SEPT EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA SELEÇÃO DE TUTORES PRESENCIAIS PARA OS POLOS DE APUCARANA E PARANAGUÁ - 64/2013 CIPEAD/PROGRAD/SEPT CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM MÍDIAS INTEGRADAS NA EDUCAÇÃO 2013 A Universidade

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

UMA ANÁLISE DO FORMATO DO ESTÁGIO NAS LICENCIATURAS A DISTÂNCIA DA UFRN. Natal/RN, 05/2009.

UMA ANÁLISE DO FORMATO DO ESTÁGIO NAS LICENCIATURAS A DISTÂNCIA DA UFRN. Natal/RN, 05/2009. 1 UMA ANÁLISE DO FORMATO DO ESTÁGIO NAS LICENCIATURAS A DISTÂNCIA DA UFRN Natal/RN, 05/2009. Auta Stella de Medeiros Germano - SEDIS-UFRN - autastella@yahoo.com.br Categoria (Gerenciamento e Logística)

Leia mais

Unidade 4: Contextualização de Objetos de Aprendizagem

Unidade 4: Contextualização de Objetos de Aprendizagem Coordenação: Juliana Cristina Braga Autoria: Rita Ponchio Você aprendeu na unidade anterior a importância da adoção de uma metodologia para a construção de OA., e também uma descrição geral da metodologia

Leia mais

05/2009. Ana Silvia Sartori Barraviera Seabra Ferreira Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho ana_silvia@ibb.unesp.

05/2009. Ana Silvia Sartori Barraviera Seabra Ferreira Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho ana_silvia@ibb.unesp. 1 Concepção, desenvolvimento e implantação de educação não presencial na área da saúde: graduação, pós-graduação, especialização e extensão universitária 05/2009 Ana Silvia Sartori Barraviera Seabra Ferreira

Leia mais

Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL

Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL A DIRETORA DA ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS no exercício de suas atribuições legais, com fundamento no art. 65, inciso II da Lei

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD. Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD. Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente Nereu Agnelo Cavalheiro contato@nereujr.com Tutorial UFMG Virtual Primeiros passos do docente Este

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM SAÚDE COLETIVA COM ENFOQUE NO GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS 2º SEMESTRE 2012 - Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM SAÚDE COLETIVA COM ENFOQUE NO GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS 2º SEMESTRE 2012 - Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM SAÚDE COLETIVA COM ENFOQUE NO GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS 2º SEMESTRE 2012 - Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO Regulamentação de Pós-Graduação Lato-Sensu e Ato de Credenciamento

Leia mais

REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL GUAXUPÉ UNIFEG

REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL GUAXUPÉ UNIFEG REGULAMENTO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL GUAXUPÉ UNIFEG CAPÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES E DOS OBJETIVOS. Art. 1º - A Educação a Distância EaD é uma modalidade

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Este regulamento, elaborado pela Coordenação do Curso de Ciências Econômicas da Universidade Metodista de São Paulo, tem por objetivo regulamentar o desenvolvimento

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Curso de Atualização em Alimentação e Nutrição EAD (Educação a Distância) Manual do Aluno

Curso de Atualização em Alimentação e Nutrição EAD (Educação a Distância) Manual do Aluno Neste guia você encontrará as seguintes orientações: Definição de Educação a Distância... 2 Perfil do Aluno... 2 Os 6 Mandamentos do Aluno Virtual... 4 Objetivos do Curso... 5 Funcionamento do Curso...

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EAD CNEC - FAQ

PÓS-GRADUAÇÃO EAD CNEC - FAQ PÓS-GRADUAÇÃO EAD CNEC - FAQ 1 - Quem pode fazer um curso de Pós-Graduação à distância da CNEC? Os cursos de Pós- Graduação da CNEC EAD podem ser realizados por qualquer pessoa que tenha concluído curso

Leia mais

EM BUSCA DA MELHORIA DA QUALIDADE DA INTERAÇÃO ASSÍNCRONA: SNAPP OS SEUS FÓRUNS

EM BUSCA DA MELHORIA DA QUALIDADE DA INTERAÇÃO ASSÍNCRONA: SNAPP OS SEUS FÓRUNS EM BUSCA DA MELHORIA DA QUALIDADE DA INTERAÇÃO ASSÍNCRONA: SNAPP OS SEUS FÓRUNS Brasília, maio de 2012 Iara Carneiro Tabosa Pena - Universidade de Brasília (iarapena@yahoo.com.br) Wilsa Maria Ramos Universidade

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE A PRÁTICA DE ENSINO EM UM CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA A DISTÂNCIA

REFLEXÕES SOBRE A PRÁTICA DE ENSINO EM UM CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA A DISTÂNCIA REFLEXÕES SOBRE A PRÁTICA DE ENSINO EM UM CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA A DISTÂNCIA Telma Aparecida de Souza Gracias Faculdade de Tecnologia Universidade Estadual de Campinas/UNICAMP telmag@ft.unicamp.br

Leia mais

GUIA DO PÓS-GRADUANDO ON-LINE

GUIA DO PÓS-GRADUANDO ON-LINE GUIA DO PÓS-GRADUANDO ON-LINE UNIASSELVI-PÓS Programa de Pós-Graduação APRESENTAÇÃO Seja bem-vindo ao programa de pós-graduação UNIASSELVI-PÓS! Aqui você encontra, de forma simples e ágil, todas as orientações

Leia mais

Orientações para Preenchimento do Plano de Ensino

Orientações para Preenchimento do Plano de Ensino Orientações para Preenchimento do Plano de Ensino Este documento tem como objetivo orientar os docentes da UFCSPA na elaboração do Plano de Ensino de disciplinas no formato adequado ao Sistema de Registro

Leia mais

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF)

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) Maio de 2007 Maria Rachel Barbosa Fundação Trompovsky (Apoio ao NEAD CENTRAN) rachel@centran.eb.br Vanessa Maria

Leia mais

DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP

DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP São Paulo - SP - maio 2011 Rita Maria Lino Tarcia, Universidade Federal

Leia mais

Tutoriais de uso do CAED Virtual

Tutoriais de uso do CAED Virtual Tutoriais de uso do CAED Virtual Outubro de 2015 3ª Versão Centro de Apoio à Educação a Distância da UFMG Endereço Eletrônico: https://www.ufmg.br/ead/site/ Diretor: Wag er José Cor adi Barbosa Vice-Diretora:

Leia mais