Manual de Marca Mata Viva. Versão 04. Janeiro, 2015.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de Marca Mata Viva. Versão 04. Janeiro, 2015."

Transcrição

1 Manual de Marca Mata Viva Versão 04. Janeiro, Ω

2 Sumário 01 Introdução Apresentação O Programa Mata Viva Evolução da marca Mata Viva A marca Mata Viva Diretrizes da marca Código cromático Redução máxima da marca Área de não interferência Versões monocromática e negativa da marca Aplicação sobre imagens e fundos com padrão gráfico Aplicação sobre fundos claros Usos incorretos Tipografia A marca mencionada em textos corridos Citação obrigatória de afiliação à «BASF /FEE» Os tipos de citação de afiliação à BASF /FEE Citação de afiliação por «Selos BASF /FEE» Como fazer a citação por «Selos BASF /FEE» Como calcular o tamanho dos «Selos BASF /FEE» Redução máxima dos «Selos BASF /FEE» Opções de cores dos «Selos» Versão 4cores CMYK Versão negativa sobre fundos corporativos BASF Ω Versão 1cor Sobre fundos de cor não BASF Exemplos de citação de afiliação por «Selos BASF /FEE» Citação de afiliação por «Inscrição Textual» Como fazer a citação por «Inscrição Textual» Exemplos de citação por «Inscrição Textual» Co-branding Inclusão de Marcas de Parceria e Apoio em peças Mata Viva + citação de afiliação por «Selo BASF /FEE» Inclusão de Marcas de Parceria e Apoio em peças Mata Viva + citação de afiliação por «Selo BASF /FEE» Exemplos de Co-branding com citação de afiliação por «Selos BASF /FEE» Padrão 01 linha Padrão 02 linhas Padrão 02 linhas Padrão 03 linhas Inclusão de Marcas de Parceria e Apoio em peças Mata Viva + citação de afiliação por «Inscrição Textual» Uso da marca Mata Viva por parceiros externos Avisos gerais Anexo Cores s BASF Cores FEE... 32

3 3 01 Introdução Este manual tem por objetivo definir um conjunto de normas para que a aplicação e uso dos elementos da Identidade Visual do programa Mata Viva sejam estabelecidos de maneira uniforme e coerente. O uso correto e sistemático das normas contidas neste manual visam reforçar a imagem da marca. É importante que todas as aplicações da marca devem ser previamente aprovadas pela área de Desenvolvimento Institucional da Fundação Espaço ECO.

4 MANUAL DE MARCA MATA VIVA Ω 4 02 Apresentação 02.1 O Programa Mata Viva Tudo começou em 1984, quando a BASF - We create chemistry, decidiu trabalhar na recomposição da mata ciliar do Rio Paraíba do Sul, numa extensão de 4,5 quilômetros da margem direita, onde está localizado o Complexo Químico de Guaratinguetá-SP. No total, foram plantadas 180 mil mudas de árvores nativas em 128 hectares, o que equivale à área de sete estádios do Maracanã. A partir do Dia Mundial do Meio Ambiente de 2004, o Complexo Químico da BASF em Guaratinguetá passou a realizar ações de educação ambiental, com a visitação monitorada de estudantes e professores na área recomposta. Surgiu a marca Mata Viva. Hoje, o Programa Mata Viva, uma iniciativa da BASF e implementado pela Fundação Espaço ECO com o apoio de parceiros, promove a educação socioambiental e a restauração de vegetação nativa, por meio dos projetos Atlas Ambiental Mata Viva, Teatro Mata Viva e Trilha Ecológica Mata Viva. Alinhados com a evolução do Programa, a BASF e a FEE decidiram redesenhar a marca gráfica que identifica o programa ao longo desta trajetória, acrescentando-lhe mais árvores que representam o crescimento, o vigor das mudas plantadas e a harmonia da vegetação nativa. Com a conscientização ambiental e o respeito pelo meio ambiente, promove o desenvolvimento sustentável para uma sociedade melhor.

5 5 02 Apresentação 02.2 Evolução da marca Mata Viva Marca criada em 2004 para contemplar o programa de recomposição da mata ciliar de um trecho da margem direita do rio Paraíba do Sul (Complexo Químico BASF - Guaratinguetá /SP). Marca criada em Julho de 2007 para a ampliação de abrangência do programa Mata Viva.

6 6 02 Apresentação 02.3 A marca Mata Viva A marca da Mata Viva é formada por um logotipo (parte escrita) e um símbolo (desenho). Logotipo e símbolo nunca aparecem isoladamente para assinar uma peça. logotipo (parte escrita) símbolo (desenho)

7 7 03 Diretrizes da marca 03.1 Código cromático As tabelas abaixo fornecem as especificações para a reprodução das cores da marca, tão similares quanto possível, em variados sistemas cromáticos. Recomenda-se, sempre que possível, a impressão em quatro cores (CMYK) para impressos e, RGB para mídias digitais. Impressão em cores especiais Pantone só devem ser feitas quando a opção CMYK não for possível. Em momento algum será permitida qualquer alteração nas cores que compõem o padrão cromático descrito neste manual. Pantone Reflex Blue C Pantone Reflex Blue U 100C 75M 00Y 05K 0R 74G 150B HEXADEXIMAL 004A96 Pantone 2925 C Pantone 2995 U 87C 24M 00Y 00K 33R 160G 210B HEXADEXIMAL 21A0D2 Pantone 369 C Pantone 376 U 70C 00M 100Y 05K 101R 172G 30B HEXADEXIMAL 65AC1E

8 8 03 Diretrizes da marca 03.2 Redução máxima da marca Para garantir a legibilidade e qualidade de reprodução, a marca Mata Viva deve ter, no mínimo, 25mm de largura. 25mm 03.3 Área de não interferência Para facilitar a leitura e proteger a marca da interferência de outros elementos, deve sempre haver, em toda a volta da marca, uma borda /área reservada que permanece vazia. Esta área correspondente à altura da letra v da marca.

9 9 03 Diretrizes da marca 03.4 Versões monocromática e negativa da marca A marca Mata Viva deve ser reproduzida na sua configuração em cores. Se a reprodução for restrita devido ao número limitado de cores, a marca poderá ser impressa na versão preta ou 1cor. A versão 1cor deve, preferencialmente, ser utilizada em qualquer uma das três cores da marca Mata Viva. Para a reprodução da marca sobre fundos escuros e chapados, utilize a versão negativa da marca Versão preta Versão 1cor a Versão negativa sobre fundos chapados

10 10 03 Diretrizes da marca 03.5 Aplicação sobre imagens e fundos com padrão gráfico Sobre fundos com padrão gráfico ou sobre imagens, a aplicação deve assegurar a legibilidade da marca Mata Viva. Cuidado com os conflitos de forma e/ou cor entre a marca e o fundo! Sempre que preciso a marca deve receber uma área de proteção branca, formada pela área de não interferência da marca. Ver página 08 deste Manual.

11 11 03 Diretrizes da marca 03.6 Aplicação sobre fundos claros A marca deve preferencialmente ser impressa na sua configuração em cores sobre fundo branco, mas poderá também ser reproduzida sobre fundos de cores claras desde que ofereçam contraste suficiente.

12 12 03 Diretrizes da marca 03.7 Usos incorretos NUNCA! aplicar a logotipia sem o símbolo NUNCA! aplicar o símbolo sem a logotipia NUNCA! trocar ou redesenhar a tipografia da marca NUNCA! alterar a disposição dos elementos da marca NUNCA! distorcer os elementos da marca NUNCA! alterar as cores da marca NUNCA! aplicar diretamente sobre fundos que não ofereçam contraste de cor com qualquer dos elementos da marca NUNCA! aplicar diretamente sobre fundos com padrão gráfico ou imagens complexas que prejudiquem a leitura.

13 13 03 Diretrizes da marca 03.8 Tipografia Com o intuito de criar aparência consistente e estabelecer um padrão de identidade para os materiais de comunicação Mata Viva, foi selecionada a família tipográfica Helvetica Neue em algumas de suas variações. Para texto recomenda-se o uso da Helvetica Neue 45 Light ou Helvetica Neue 55 Roman. Suas versões em itálico deverão ser utilizadas para enfatizar uma informação, e os demais pesos: 65 Medium e 75 Bold, usados para destacar palavras, títulos e subtítulos. Helvetica Neue 45 Light A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W X Y Z a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z Ç ç â ã ô Helvetica Neue 46 Light Italic A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W X Y Z a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z Ç ç â ã ô Helvetica Neue 55 Roman A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W X Y Z a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z Ç ç â ã ô Helvetica Neue 56 Italic A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W X Y Z a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z Ç ç â ã ô Helvetica Neue 65 Medium A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W X Y Z a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z Ç ç â ã ô Helvetica Neue 66 Medium Italic A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W X Y Z a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z Ç ç â ã ô Helvetica Neue 75 Bold A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W X Y Z a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z Ç ç â ã ô Helvetica Neue 76 Bold Italic A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W X Y Z a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z Ç ç â ã ô

14 14 03 Diretrizes da marca 03.9 A marca mencionada em textos corridos Ao mencionar a marca Mata Viva em textos corridos, as primeiras letras das palavras Mata e Viva devem estar capitalizadas (maiúsculas). O espaço entre as palavras NUNCA é suprimido. CORRETO: Mata Viva ERRADO: MataViva, MATA VIVA, MATAVIVA, mata viva, mataviva. O sinal deve sempre acompanhar a inscrição da marca. CORRETO: Mata Viva A evidenciação do nome com negrito, itálico ou sublinhado fica à critério do designer.

15 15 04 Citação obrigatória de afiliação à «BASF /FEE» O programa Mata Viva é uma iniciativa BASF - We create chemistry, com implementação da Fundação Espaço ECO. Por isso, em qualquer manifestação gráfica (digital ou impressa) onde conste a marca Mata Viva (sejam peças nossas ou de empresas parceiras), é obrigatório, ao menos uma vez, a inserção de citação de afiliação à BASF /FEE Os tipos de citação de afiliação à BASF /FEE A citação de afiliação à BASF /FEE pode ser feita de 02 diferentes formas.» Ver página 16 deste Manual. Ver página 24 deste Manual Citação por «Selos BASF /FEE» Citação por «Inscrição Textual»

16 MANUAL DE MARCA MATA VIVA Ω Citação de afiliação por «Selos BASF /FEE» 05.1 Como fazer a citação por «Selos BASF /FEE»» é feita da justaposição entre dois selos; - um primeiro formado pela marca BASF + inscrição: Iniciativa, - e um segundo formado pela marca FEE + inscrição: Implementação.» sempre aparecem um ao lado do outro, em escala de tamanho inferior à marca Mata Viva, e sempre deixando para esta o ponto de maior atração visual da peça. As exceções a esta regra são as artes para camisetas, bonés e malharia, quando os selos podem aparecer cada um isoladamente em uma das mangas ou lados. não necessariamente aparece imediatamente ao lado dos «Selos». Pode ocupar qualquer lugar na peça, desde que considerado de grande atração visual.», leia a página 17 deste Manual.

17 17 05 Citação de afiliação por «Selos BASF /FEE» 05.2 Como calcular o tamanho dos «Selos BASF /FEE» a. Divida largura da marca BASF em 6 partes iguais e sua altura em 2, encontrando o valor de x. b. A marca BASF, no selo, deve ser cercada por um campo retangular que se expande a 1x em cada um dos seus lados. c. A marca FEE tem altura de 4x. d. A marca Mata Viva tem altura mínima de 7x. Sempre podendo ser ainda maior, mas NUNCA de igual tamanho ou menor do que os selos. 1/8 1/8 6/8 1/8 1/8

18 18 05 Citação de afiliação por «Selos BASF /FEE» 05.3 Redução máxima dos «Selos BASF /FEE» - «Selo Iniciativa BASF», com campo retangular, 23,4mm de largura; - «Selo Iniciativa BASF», sem campo retangular, 17,6mm de largura (Versão de uso restrito. Sob aprovação). - «Selo Implementação FEE», 27mm de largura; - Marca Mata Viva (quando veiculada com Selos) 39,5mm de largura. Veja página 24 deste Manual. 23,4mm 27mm 39,5mm 17,5mm

19 19 05 Citação de afiliação por «Selos BASF /FEE» 05.4 Opções de cores dos «Selos» Versão 4cores CMYK Sempre que o fundo for branco, ou de cor clara, os «Selos» devem ser aplicados em suas versões 4cores: - É aplicado com a marca BASF cercada por um campo retangular em qualquer uma das seis cores s BASF. Conforme ilustração 01 desta página. Cores s BASF, veja anexo Os quadrados da marca BASF aparecem semitransparentes, com um efeito de vidro congelado. Veja abaixo os valores para do efeito vidro congelado em cada cor BASF.» - Em versão 4cores CMYK. Cores FEE, veja anexo 02 deste Manual. - A área retangular que cerca a marca BASF NUNCA é preta. 45% da cor orange 45% da cor light blue 45% da cor light green 45% de preto 40% da cor red 40% da cor dark blue 40% da cor dark green

20 20 05 Citação de afiliação por «Selos BASF /FEE» Versão negativa sobre fundos corporativos BASF Sobre fundos lisos de cor BASF, - É aplicado em sua versão negativa. Os quadrados da marca BASF aparecem semitransparentes, com um efeito de vidro congelado. Veja abaixo os valores para o efeito vidro congelado em cada cor BASF. - Sobre fundos escuros NUNCA aplique a área retangular à marca BASF.» - As 4 cores CMYK do «Selo Implementação FEE» podem ser substituídas por cores s BASF (em sua formulação CMYK ou Pantone ). 45% da cor orange 50% da cor orange 40% da cor red 50% da cor red 45% da cor light blue 50% da cor light blue 40% da cor dark blue 50% da cor dark blue 45% da cor light green 50% da cor light green 40% da cor dark green 50% da cor dark green

21 21 05 Citação de afiliação por «Selos BASF /FEE» Versão 1cor positivas ou negativas, conforme ilustrado, respectivamente, nesta página e na página 20 deste Manual. Tons de Cinza positiva dos «Selos BASF /FEE». Necessário aprovação de responsável BASF autorizado. NUNCA é preta. Uso restrito, sob autorização 45% da cor preta 50% da cor preta 45% da cor light green 50% da cor light green 45% da cor light blue 50% da cor light blue 40% da cor red 50% da cor red 40% da cor dark green 50% da cor dark green 40% da cor dark blue 50% da cor dark blue 45% da cor orange 50% da cor orange

22 22 05 Citação de afiliação por «Selos BASF /FEE» Sobre fundos de cor não BASF Sobre fundos de cor escura não BASF, use a versão branca do marca BASF. Sobre fundos claros, mas evidentemente coloridos, verifique com seu contato FEE se é aceitável usar uma versão preta do logo com uma formatação de transparência individual nos componentes quadrados do logo BASF. Certifique-se que o meio óptico entre as cores do plano de fundo e do primeiro plano resultam na melhor aparência dos componentes quadrados.» Sobre fundos de cor escura ou clara não BASF, utilize as versões traço negativa ou traço da marca FEE. fotos no plano de fundo NUNCA são permitidos. Nestes casos, prefira a citação de afiliação à BASF por «Inscrição Textual» NUNCA é cercada por área retangular.

23 Apoio Tecnológico MANUAL DE MARCA MATA VIVA Ω Citação de afiliação por «Selos BASF /FEE» 05.5 Exemplos de citação de afiliação por «Selos BASF /FEE» parceiras Mata Viva. Para saber sobre Co-branding leia a página 26 deste Manual. Ypsum Lorem est. Parceiros: Apoio:

24 24 06 Citação de afiliação por «Inscrição Textual» 06.1 Como fazer a citação por «Inscrição Textual» Mata Viva. Iniciativa BASF - We create chemistry. Implementação FEE. 45 Light - Mata Viva. Iniciativa BASF - We create chemistry. Implementação FEE. 46 Light Italic - Mata Viva. Iniciativa BASF - We create chemistry. Implementação FEE. 55 Roman - Mata Viva. Iniciativa BASF - We create chemistry. Implementação FEE. 56 Italic - Mata Viva. Iniciativa BASF - We create chemistry. Implementação FEE. 75 Bold - Mata Viva. Iniciativa BASF - We create chemistry. Implementação FEE. 76 Bold Italic - Mata Viva. Iniciativa BASF - We create chemistry. Implementação FEE.

25 25 06 Citação de afiliação por «Inscrição Textual» 06.2 Exemplos de citação por «Inscrição Textual»

26 26 07 Co-branding 07.1 Inclusão de Marcas de Parceria e Apoio em peças Mata Viva + citação de afiliação por «Selo BASF /FEE» - A inclusão de outras marcas parceiras em peças gráficas Mata Viva deve ser feita de tamanho igual ou inferior aos «Selos BASF /FEE» de afiliação. NUNCA maior! - A inclusão de marcas de Apoio a projetos Mata Viva, em peças gráficas deve sempre ser feita de tamanho inferior às marcas de Parceria; cerca de 20% menor na altura. Os tamanhos devem ser determinados em razão de cada material e espaço disponível. O importante é que a citação de afiliação, bem como as marcas Parceiras, sempre se sobressaiam às marcas de Apoio.», marcas de Parceria e Apoio. - Os «Selos», marcas de Parceria e marcas de Apoio, devem sempre aparecer agrupados em uma ou mais linhas, obedecendo a ordem aqui citada: Selos - Parceria - Apoio. - Os «Selos» sempre devem estar posicionados na extremidade esquerda, iniciando a linha de marcas, e/ou na parte superior. Sendo seguidos pelas marcas Parceiras e, por último, as marcas de Apoio. - Em todos os casos, a marca Mata Viva sempre recebe destaque em tamanho, sendo superior às demais marcas na peça, e pela localização privilegiada. Veja exemplos nas próximas páginas.

27 27 07 Co-branding 07.2 Inclusão de Marcas de Parceria e Apoio em peças Mata Viva + citação de afiliação por «Selo BASF /FEE» Marcas de Parceria sempre tem tamanhos iguais ou inferior aos Selos Marcas de Apoio são sempre ao menos 20% menores que as de Parceria Parceiros: Apoio: Parceiros: Apoio: Marcas de Parceria nunca são maiores do que os Selos Marcas de Apoio nunca são iguais ou maiores do que marcas de Parceria Parceiros: Apoio: Parceiros: Apoio: Selos sempre iniciam o agrupamento de marca: à esquerda e /ou acima A ordem de agrupamento nunca deve ser alterado: Selos - Parceria - Apoio Parceiros: Apoio: Parceiros: Apoio:

28 28 07 Co-branding 07.3 Exemplos de Co-branding com citação de afiliação por «Selos BASF /FEE» Padrão 01 linha Padrão 02 linhas Padrão 02 linhas Padrão 03 linhas Padrão 01 linha para assinaturas co-branding Padrão 02 linhas para assinaturas co-branding. Parceiros: Apoio: Parceiros: Apoio: Padrão 02 linhas para assinaturas co-branding Padrão 03 linhas para assinaturas co-branding. Parceiros: Parceiros: Apoio: Apoio:

29 Parceiros: Apoio: Parceiros: Apoio: MANUAL DE MARCA MATA VIVA Ω Co-branding 07.4 Inclusão de Marcas de Parceria e Apoio em peças Mata Viva + citação de afiliação por «Inscrição Textual»» por motivos evidentes como, por exemplo, falta de espaço. Quando não for possível a citação de afiliação por «Selos BASF /FEE», é imprescindível o uso da «Inscrição Textual». destaque em tamanho antes citados. Ou seja, primeiro as marcas de Parceria, seguidas pelas marcas de Apoio, estas 20% menores em tamanho. é sempre maior e recebe destaque pela posição privilegiada no espaço gráfico. Ypsum Lorem. Ypsum Lorem est. MataViva. Iniciativa BASF - We create chemistry. Implementação FEE. MataViva. Iniciativa BASF - We create chemistry. Implementação FEE. MataViva. Iniciativa BASF - We create chemistry. Implementação FEE.

30 30 07 Co-branding 07.5 Uso da marca Mata Viva por parceiros externos As regras a seguir se aplicam ao aparecimento da marca Mata Viva quando usada por parceiros externos e em outras formas de cooperação na qual a Mata Viva não é o anunciante principal, mas em mesmo nível ou secundário em relação a outras partes. Exemplos comuns de comunicação incluindo mais de uma marca são: Avisos gerais SEMPRE! respeite o código cromático da marca. Ver página 07 deste Manual. SEMPRE! respeite as normas de redução das marcas apresentadas neste manual. Ver página 08 deste Manual. SEMPRE! insira a citação de afiliação à BASF /FEE.

31 31 08 Anexo Cores s BASF Orange: Pantone 144 C Pantone 144 U 00C 47M 100Y 00K 243R 149G 00B HEXADEXIMAL F39500 Red: Pantone 187 C Pantone 1797 U 00C 100M 80Y 20K 197R 00G 34B HEXADEXIMAL C50022 Light Green: Pantone 369 C Pantone 376 U 70C 00M 100Y 05K 101R 172G 30B HEXADEXIMAL 65AC1E Orange 45%: Pantone 1345 C Pantone 345 U 00C 21M 45Y 00K 250R 206G 143B HEXADEXIMAL FACE8F Red 40%: Pantone 488 C Pantone 488 U 00C 40M 32Y 08K 232R 153G 167B HEXADEXIMAL E899A7 Light Green 45%: Pantone 7485 C Pantone 7485 U 31C 00M 45Y 02K 187R 219G 144B HEXADEXIMAL BBDB90 Dark Green: Pantone 356 C Pantone 355 U 100C 00M 91Y 28K 00R 121G 58B HEXADEXIMAL 00793A Light Blue: Pantone 2925 C Pantone 2995 U 87C 24M 00Y 00K 33R 160G 210B HEXADEXIMAL 21A0D2 Dark Blue: Pantone Reflex Blue C Pantone Reflex Blue U 100C 75M 00Y 05K 00R 74G 150B HEXADEXIMAL 004A96 Dark Green 40%: Pantone 558 C Pantone 559 U 40C 00M 36Y 11K 150R 197G 147B HEXADEXIMAL 96C593 Light Blue 45%: Pantone 283 C Pantone 283 U 39C 11M 00Y 00K 164R 208G 235B HEXADEXIMAL A4D0EB Dark Blue 40%: Pantone 2706 C Pantone 2706 U 40C 30M 00Y 02K 162R 170G 213B HEXADEXIMAL A2AAD5

32 32 08 Anexo Cores FEE Pantone 137 C Pantone 123 U 00C 35M 90Y 00K 251R 176G 52B HEXADEXIMAL FBB034 Pantone 187 C Pantone 1797 U 00C 100M 80Y 20K 197R 00G 34B HEXADEXIMAL C50022 Pantone 369 C Pantone 376 U 70C 00M 100Y 05K 101R 172G 30B HEXADEXIMAL 65AC1E Pantone 2925 C Pantone 2995 U 87C 24M 00Y 00K 33R 160G 210B HEXADEXIMAL 21A0D2 Pantone Cool Gray 11 C Pantone Cool Gray 11 U 00C 00M 00Y 68K 113R 115G 117B HEXADEXIMAL Pantone Black 00C 00M 00Y 100K 00R 00G 00B HEXADEXIMAL

Manual de Marca Fundação Espaço ECO. Versão 03. Janeiro, 2015.

Manual de Marca Fundação Espaço ECO. Versão 03. Janeiro, 2015. Ω Manual de Marca Fundação Espaço ECO Versão 03. Janeiro, 2015. Ω CADERNO AZUL 02 01. Introdução 03 01.1 Apresentação 04 01.2 A marca Fundação Espaço ECO 06 02. Diretrizes da marca 07 02.1 Formatos da

Leia mais

manual de identidade visual Cremer

manual de identidade visual Cremer manual de identidade visual Cremer 2 A marca Cremer apresenta sua nova identidade visual. A percepção dos em contato com a nova logomarca dependerá da máxima clareza e coerência na sua forma de aplicação.

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Introdução O Programa Academia da Saúde é uma nova estratégia da Atenção Básica que compõe a Rede de Atenção à Saúde a fim de contribuir para a promoção da saúde e produção

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL. Faculdade de Educação - UFG

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL. Faculdade de Educação - UFG MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Faculdade de Educação - UFG INDICE 1. Apresentação 2. Versões 3. Cores 4. Tipografia 5. Reprodução 6, Usos incorretos 7. Redução da marca 8. Arejamento da marca 9. Verão monocromática

Leia mais

manual de identidade visual

manual de identidade visual manual de identidade visual apresentação A marca de uma instituição é o seu maior patrimônio. É através dela que os atributos e valores da organização são traduzidos e representados. O manual de identidade

Leia mais

guia de uso da marca

guia de uso da marca guia de uso da marca sumário Clique nos itens abaixo para navegar pelo conteúdo. 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 HISTÓRIA DA MARCA FNQ VERSÕES DA MARCA CONSTRUÇÃO DA MARCA MARGEM DE SEGURANÇA REDUÇÕES MONOCROMIA

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL 2 MOVIMENTO PAULISTA DE SEGURANÇA NO TRÂNSITO O Movimento Paulista de Segurança no Trânsito é um programa do Governo do Estado de São Paulo que tem como objetivo reduzir as

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Normas e padrões de utilização

Manual de Identidade Visual. Normas e padrões de utilização Manual de Identidade Visual Normas e padrões de utilização Apresentação A Fundep - Fundação de Desenvolvimento da pesquisa, vem através deste documento consolidar o bem mais valioso que uma instituição

Leia mais

Manual de Identidade Visual Indústria de Impressoras Tecnológicas da Amazônia Ltda

Manual de Identidade Visual Indústria de Impressoras Tecnológicas da Amazônia Ltda Manual de Identidade Visual INTRODUÇÃO Com a importância que a IITA tem conquistado no Brasil, é essencial que a nossa marca seja utilizada seguindo o Manual de Identidade Visual. Uma marca sempre bem

Leia mais

Manual de identidade visual

Manual de identidade visual Manual de identidade visual Secretaria-Geral da Presidência da República Secretaria Nacional de Juventude Manual de identidade visual Agosto de 2013 3 Símbolo e logotipo Em impressos de parceiros, deve-se

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS GRÁFICAS MANUAL DE GRÁFICAS Este manual contém as regras básicas de utilização dos elementos fundamentais de design da marca Casa das Associações e o modo como eles se aplicam de forma a dar vida e sustentabilidade

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Introdução O manual da marca do Consultório na Rua tem a função de ordenar e padronizar o signo que distingue e diferencia o serviço, compreendendo os padrões e regras de aplicação

Leia mais

Sumário. Apresentação. 1. Assinaturas 1.1. Simples. Produto mínima 1.2. Comunicação Cores institucionais. 3. Tipografia institucional

Sumário. Apresentação. 1. Assinaturas 1.1. Simples. Produto mínima 1.2. Comunicação Cores institucionais. 3. Tipografia institucional Manual de aplicação Sumário Apresentação 1. Assinaturas 1.1. 1.2. 1.3. Simples Produto mínima Comunicação 2. Cores institucionais 3. Tipografia institucional 4. Usos incorretos Apresentação I m green é

Leia mais

MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA RAMO SISTEMAS

MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA RAMO SISTEMAS MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA RAMO SISTEMAS ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 03 2. IDENTIDADE 04 2.1 Assinatura principal 04 2.2 Assinatura vertical 05 2.3 Parceiros de negócios 06 2.3 Paleta de cores 07 2.4 A marca

Leia mais

IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE NORMAS BÁSICO

IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE NORMAS BÁSICO 01 IDENTIDADE E COERÊNCIA Para que todo o projecto visual da Molaflex seja coerente e eficaz, é fundamental que a identidade seja utilizada de acordo com as normas definidas. Para que fique sempre assegurada

Leia mais

Normas gráficas Março 2016

Normas gráficas Março 2016 Normas gráficas Março 2016 Estas normas gráficas pretendem definir a aplicação correta dos elementos gráficos da identidade visual do Centro Social Paroquial Padre Ricardo Gameiro para garantir uma comunicação

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Índice 1 2 3 4 5 6 7 8 9 9.1 9.2 9.3 10 Introdução Apresentação Grid Arejamento Paleta de cores Tipografia Usos incorretos Redução Aplicações Monocromática Uma cor Negativa

Leia mais

Manual de Identidade Visual ARTE COM CIÊNCIA

Manual de Identidade Visual ARTE COM CIÊNCIA Manual de Identidade Visual ARTE COM CIÊNCIA ÍNDICE 1. Apresentação, 02 2. Marca, 03 logotipo, 05 símbolo, 06 3. Cores, 09 versão monocromática, 10 4. Tipografia, 12 5. Recomendações, 14 redução e ampliação,

Leia mais

Introdução. Marcas PROS. IDENTIDADE VISUAL é o conjunto de elementos gráficos que compõem o universo do logotipo.

Introdução. Marcas PROS. IDENTIDADE VISUAL é o conjunto de elementos gráficos que compõem o universo do logotipo. Introdução IDENTIDADE VISUAL é o conjunto de elementos gráficos que compõem o universo do logotipo. Neste manual, apresentamos regras e orientações para u tilizá-los de maneira coerente e consistente,

Leia mais

Símbolos do Governo da República do Congo MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

Símbolos do Governo da República do Congo MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Símbolos do Governo da República do Congo MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL ÍNDICE 2 INTRODUÇÃO... 3 O BRASÃO DE ARMAS...4 A BANDEIRA NACIONAL... 5 CONSTRUÇÃO...6 CORES INSTITUCIONAIS... 7 CORES INSTITUCIONAIS

Leia mais

Índice. Índice...2. Logomarca do Ipasgo...3. Logomarca do Ipasgo em Tons de Cinza...4. Uso do Selo NBR ISO 9001:

Índice. Índice...2. Logomarca do Ipasgo...3. Logomarca do Ipasgo em Tons de Cinza...4. Uso do Selo NBR ISO 9001: 1 Índice Índice...2 Logomarca do Ipasgo...3 Logomarca do Ipasgo em Tons de Cinza...4 Uso do Selo NBR ISO 9001:2008...5 Modelos Vetoriais e Monocromáticos...6 Aplicação de Fundo Escuro...7 Cores...8 Tipografia...9

Leia mais

Manual de Normas da Identidade Visual. Manual de Normas da Identidade Visual

Manual de Normas da Identidade Visual. Manual de Normas da Identidade Visual Manual de Normas da Identidade Visual 1 Índice / Apresentação 3 Composição 4 Área de reserva 5 Versão alternativa 6 Logotipo principal e versão alternativa 7 Cores oficiais 8 Cores para versão principal

Leia mais

1. Elementos básicos. Marca ANBID. 1.1 Marca ANBID - Versão positiva

1. Elementos básicos. Marca ANBID. 1.1 Marca ANBID - Versão positiva Manual da marca 1. Elementos básicos Marca ANBID 1.1 Marca ANBID - Versão positiva A Marca ANBID é a forma gráfica própria e eclusiva para veicular o nome síntese da empresa em todas as manifestações visuais.

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS O logótipo assume um papel fundamental nas relações que se estabelecem com o público interno e externo. Por ser um elemento

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE APLICAÇÃO DE MARCAS

GUIA RÁPIDO DE APLICAÇÃO DE MARCAS GUIA RÁPIDO DE APLICAÇÃO DE MARCAS INTRODUÇÃO GUIA RÁPIDO DE APLICAÇÃO DE MARCAS Este é o guia rápido de aplicação de marcas do Grupo NotreDame Intermédica. Produzimos esse material para garantir uma unidade

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS Família Missionária Verbum Dei

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS Família Missionária Verbum Dei MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS Família Missionária Verbum Dei Este manual estabelece as regras gráicas da marca Família Missionária Verbum Dei com vista a uma uniformização das peças gráicas e coerência visual

Leia mais

MANUAL DE USOS DA IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE USOS DA IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE USOS DA IDENTIDADE VISUAL Este manual tem a função de definir as regras de uso da identidade visual do programa. Deve-se observar cuidadosamente as instruçõespara que a identidade seja aproveitada

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS DISTINTIVO DGERT - ENTIDADE FORMADORA CERTIFICADA Janeiro de 2015 ÍNDICE INTRODUÇÃO 3 VERSÃO PRINCIPAL 4 VERSÃO A CORES 5 VERSÃO MONOCROMÁTICA 6 TIPOGRAFIA 7 DIMENSÃO MÍNIMA 8

Leia mais

Manual de Identidade Visual CRI Genética

Manual de Identidade Visual CRI Genética Manual de Identidade Visual CRI Genética Apresentação A CRI Genética, vem através deste documento consolidar o bem mais valioso que uma instituição pode ter: a sua marca. A logomarca CRI Genética mudou

Leia mais

Manual de Utilização da Marca

Manual de Utilização da Marca Manual de Utilização da Marca Índice Introdução... 03 Sistema de assinaturas... 04 - Padrões básicos... 05 - Tamanho mínimo e arejamento... 08 - Variações cromáticas... 09 - Aplicação sobre fundos... 10

Leia mais

Manual de. Identidade Visual

Manual de. Identidade Visual Manual de Identidade Visual Introdução A construção e manutenção de uma identidade visual consistente representam um dos principais fatores para o sucesso de uma organização, pois reforçam sua credibilidade

Leia mais

IDENTIDADE VISUAL manual

IDENTIDADE VISUAL manual IDENTIDADE VISUAL manual Em conformidade com a Lei 3.527/11 que obriga o Poder Executivo de Parnaíba a utilizar como símbolo da administração municipal apenas a bandeira, o brasão e o selo municipal. objetivo

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL CERVEJARIA BERGGREN

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL CERVEJARIA BERGGREN MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL CERVEJARIA BERGGREN Outubro de 2015 SUMÁRIO VERSÃO PRINCIPAL VERSÃO PRINCIPAL - VETOR VERSÃO HORIZONTAL VERSÃO PRINCIPAL - PRETO E BRANCO VERSÃO PRINCIPAL - PRETO E BRANCO -

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL 1. logotipo aplicação preferencial área de reserva aplicação MonocroMática aplicação em boxes redução MáxiMa cores institucionais família tipográfica família tipográfica alternativa

Leia mais

ODP TC. Observatório da Despesa Pública. Manual de Identidade Visual

ODP TC. Observatório da Despesa Pública. Manual de Identidade Visual ODP TC Manual de Identidade Visual Apresentação O é a unidade de produção de informações estratégicas para o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União - CGU e tem como principal

Leia mais

Mais Beach Tennis Mais Campeões MANUAL DE IDENTIDADE CORPORATIVA

Mais Beach Tennis Mais Campeões MANUAL DE IDENTIDADE CORPORATIVA MANUAL DE IDENTIDADE CORPORATIVA CONTEÚDO 2 LOGOMARCA CONTEXTO 3 CORES 4 FUNDOS COLORIDOS 5 ÁREA DE PROTEÇÃO 6 DIMENSÃO MÍNIMA 7 TIPOLOGIA 8 PROTEÇÃO DA MARCA 9 APLICAÇÕES CAMISETA REGATA 10 CAMISETA GOLA

Leia mais

Manual de identidade visual

Manual de identidade visual Manual de identidade visual 2.0 - Manual de identidade visual 2.1 - Elementos da marca 2.2 - Redução 2.3 - Área de proteção 2.4 - Aplicação 2.5 - Versões PB 2.6 - Malha construtiva 2.7 - Paleta de cores

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Valorizando a Odontologia Introdução Por meio deste instrumento, a Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas pretende consolidar o bem mais valioso que uma instituição pode

Leia mais

Guia de Uso e Montagem marca CDL

Guia de Uso e Montagem marca CDL Guia de Uso e Montagem marca Nossa Marca A Nau Fenícia estilizada, representa visualmente o Movimento Lojista Brasileiro e por conseguinte, todas as suas entidades filiadas, em âmbito local as s e, estadual

Leia mais

Manual de Branding e Aplicação de Marca

Manual de Branding e Aplicação de Marca Manual de Branding e Aplicação de Marca Introdução Este manual foi criado com o objetivo de explicar / orientar os nossos fornecedores e parceiros nas questões referentes à reprodução e aplicação da nossa

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS Instituto Superior de Economia e Gestão Ter mais de 1 anos é sinónimo de tradição e experiência acumulada. Mas também é sinónimo de capacidade de evolução, de adaptação a uma

Leia mais

Manual de identidade Manual de identidade visual

Manual de identidade Manual de identidade visual Manual de identidade Manual de identidade visual Última atualização: Setembro de 2016 Manual de identidade visual Este manual contém orientações de aplicação da marca Ebit e tem o objetivo de preservar

Leia mais

MANUAL DE MARCA FUNDO MUNICIPAL DE APOIO A CULTURA LEI COMPLEMENTAR N SETEMBRO 2013

MANUAL DE MARCA FUNDO MUNICIPAL DE APOIO A CULTURA LEI COMPLEMENTAR N SETEMBRO 2013 MANUAL DE MARCA FUNDO MUNICIPAL DE APOIO A CULTURA LEI COMPLEMENTAR N 904 - SETEMBRO 2013 SUMÁRIO INTRODUÇÃO A MARCA DO FUNDO MUNICIPAL DE APOIO A CULTURA REDUÇÃO MÍNIMA E USOS INDEVIDOS MARCA SOBRE FOTOGRAFIA

Leia mais

a marca 3 Manual de normas

a marca 3 Manual de normas MANUAL DE NORMAS índice a marca construção do logótipo área de segurança dimensões mínimas referências cromáticas variações cromáticas comportamentos sobre fundos de cor comportamentos sobre fundos fotográficos

Leia mais

Manual de Identidade Visual >

Manual de Identidade Visual > Manual de Identidade Visual São Paulo 2011 Introdução A manutenção da Identidade Visual depende da aplicação. correta e consistente da Marca, Logomarca, Cores e Tipografias. Este manual contém todas as

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo

Manual de Identidade Visual. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo Manual de Identidade Visual Índice Versões Margem de Segurança Obrigatória Grid Cores Aplicações Cromáticas Tipografia Redutibilidade Usos Incorretos 03 04 05 06 07 10 11 12 Versões Versão Principal -

Leia mais

Manual de Uso da Marca ACRE

Manual de Uso da Marca ACRE Manual de Uso da Marca Marca A identidade visual do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do (IFAC), segue o padrão IF acrescida da bandeira do Estado do Acre em movimento. A marca deve ser

Leia mais

Cinco eixos, dentro da Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, visam fortalecer as políticas públicas e dar

Cinco eixos, dentro da Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, visam fortalecer as políticas públicas e dar M A N U A L D E I D E N T I D A D E V I S U A L Cinco eixos, dentro da Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, visam fortalecer as políticas públicas e dar voz e vez às pessoas

Leia mais

Sumário 1 MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL A Marca Cores Institucionais Família Tipográfica... 7

Sumário 1 MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL A Marca Cores Institucionais Família Tipográfica... 7 0 Sumário 1 MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL... 3 1.1 A Marca... 4 1.2 Cores Institucionais... 6 1.3 Família Tipográfica... 7 1.4 Reprodução da Marca... 8 1.5 Usos Incorretos... 9 1.6 Usos Corretos... 10 1.7

Leia mais

Apresentação. Seguir as linhas de orientação definidas neste documento é contribuir para projetar o Sistema AABB de forma clara e consistente.

Apresentação. Seguir as linhas de orientação definidas neste documento é contribuir para projetar o Sistema AABB de forma clara e consistente. Apresentação Por meio deste Manual de Identidade Visual, com suas normas e recomendações, pretendemos orientar a implantação dos elementos básicos que compõem a Programação Visual das AABB - Associações

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Ano de Elaboração 2014 Apresentação A empresa E. Orlando Roos Comércio de Cereais Ltda, vem através deste documento consolidar o bem mais valioso que uma instituição pode ter:

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Este manual também pode ser visualizado em Adobe Acrobat 8.0 arquivo PDF para Windows ou OSX. Recomendamos o download do arquivo e visualizá-lo em seu desktop. Todas as itens

Leia mais

MANUAL DE USO E APLICAÇÃO DA MARCA INSTITUCIONAL

MANUAL DE USO E APLICAÇÃO DA MARCA INSTITUCIONAL MANUAL DE USO E APLICAÇÃO DA MARCA INSTITUCIONAL INTRODUÇÃO A finalidade deste Manual é normatizar a utilização da nova marca do Governo do Estado de Pernambuco, de forma a garantir a uniformidade de sua

Leia mais

S A R A I V A A N O S

S A R A I V A A N O S MANUAL DE MARCA S A R A I VA SARAIVA 100 ANOS ÍNDICE CAPÍTULO 4 LOGOMARCA REDUZIDA CAPÍTULO 1 IDENTIDADE VISUAL 1.1 1.2 Paleta de cores Elementos 5 6 CAPÍTULO 2 LOGOMARCA PADRÃO HORIZONTAL 2.1 2.2 2.2.1

Leia mais

MANUAL DE MARCA SARAIVA

MANUAL DE MARCA SARAIVA MANUAL DE MARCA SARAIVA VERSÃO AGOSTO 2015 1 LOGOMARCA Esta é a logomarca oficial da Saraiva, ela deve ser sempre utilizada em toda a comunicação institucional. É a única logomarca permitida. LOGOMARCA

Leia mais

Manual de aplicação das logomarcas do Grupo

Manual de aplicação das logomarcas do Grupo Manual de aplicação das logomarcas do Grupo Sumário Apresentação 1. Contexto 2. Logomarcas 2.1. Cruzeiro do Sul Educacional 2.2. Universidade Cruzeiro do Sul 2.3. Módulo Centro Universitário 2.4. UDF Centro

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL ÍNDICE 1. MARCA APRESENTAÇÃO CORES INSTITUCIONAIS FAMÍLIA TIPOGRÁFI CA REPRODUÇÃO DA MARCA USOS INCORRETOS REDUÇÃO DA MARCA AREJAMENTO DA MARCA 04 05 06 07 09 10 11 2. PAPELERIA

Leia mais

Manual da Marca e Identidade Visual

Manual da Marca e Identidade Visual Manual da Marca e Identidade Visual 02 CONCEITO Design A representação gráfica de pessoas, a base do cooperativismo, livres de qualquer discriminação, mobilizadas para atingir o bem comum, apresentado

Leia mais

Aplicação. Manual de. Edição 2015

Aplicação. Manual de. Edição 2015 da Marca Aplicação Manual de Edição 2015 Sumário Apresentação A Marca Construção Aplicações Reserva de Integridade Redução Máima Cores Tipografia Usos Incorretos Assinatura Cooperada Aplicação sobre fundos

Leia mais

Manual de Uso da Marca INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Manual de Uso da Marca INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA Manual de Uso da Marca Marca A identidade visual do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IF) foi construída sobre a ideia do homem, integrado e funcional. A marca deve ser preservada e

Leia mais

Manual_FIM :06 Page 1. Manual Visual de Placas de Obras

Manual_FIM :06 Page 1. Manual Visual de Placas de Obras Manual_FIM 03.08.04 12:06 Page 1 Manual Visual de Placas de Obras Manual_FIM 03.08.04 12:06 Page 2 Sumário Finalidade e Aplicações... 3 Padrão Geral das Placas Quadrante Superior Lado Esquerdo... 4 Padrão

Leia mais

Manual de Normas Gráficas Junta de Freguesia de Alvalade

Manual de Normas Gráficas Junta de Freguesia de Alvalade Manual de Normas Gráficas A marca Neste manual de normas estão estabelecidas as regras gráficas para que a identidade da seja coerente e uniforme. A utilização desta marca como está apresentada neste manual

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL. Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Rio Pardo

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL. Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Rio Pardo MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Rio Pardo Índice: Apresentação: 02 A marca 03/04 Variações da aplicação da marca 05 Alinhamento da marca:. Padrão cromático

Leia mais

Guia de uso Selos de Certificação

Guia de uso Selos de Certificação Guia de uso Selos de Certificação ÍNDICE SELOS DE CERTIFICAÇĀO 1. Abertura 2. Versões cromáticas 3. Regras de uso 4. Exemplos de aplicações 5. Arquivos 1. ABERTURA Os Selos de Certificação têm por finalidade

Leia mais

LOGÓTIPO: MARGENS MÍNIMAS 2.4. ELEMENTOS DA MARCA MANUAL DE NORMAS

LOGÓTIPO: MARGENS MÍNIMAS 2.4. ELEMENTOS DA MARCA MANUAL DE NORMAS 2.4. LOGÓTIPO: MARGENS MÍNIMAS MANUAL DE NORMAS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. 2.1. Valores 2.2. Logótipo 2.3. Logótipo: Variações 2.4. Logótipo: Margens mínimas 2.5. Logótipo: Tamanhos mínimos 2.6. Cor 2.7.

Leia mais

MANUAL DE APLICAÇÃO DE MARCA

MANUAL DE APLICAÇÃO DE MARCA MANUAL DE APLICAÇÃO DE MARCA A construção do logotipo Ordena Vida parte do princípio de que em um ambiente deve existir harmonia para existir qualidade de vida, alegria, organização, inspiração e prazer

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS FINALIDADE DO MANUAL DE NORMAS Este Manual tem como objectivo estabelecer e consolidar a identidade visual do Município de Borba, garantindo a unicidade no processo comunicativo

Leia mais

Manual de normas gráficas

Manual de normas gráficas LOGOTIPO VARIANTES O logotipo da Universidade Aberta apresenta estas variantes que deverão ser utilizadas consoante as necessidades de comunicação dos objectos gráficos. A indicação www.uab.pt que aparece

Leia mais

manual de identidade visual ABCR

manual de identidade visual ABCR manual de identidade visual ABCR apresentação 01 A imagem corporativa de uma instituição nasce e cresce à medida que todos os elementos de comunicação com o público estejam integrados num padrão de homogeneidade

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual APRESENTAÇÃO Este Manual tem como objetivo estabelecer e consolidar a identidade visual da Secretaria do Tesouro Nacional, garantindo a unicidade no processo comunicativo em

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA PADRÃO DE USO E APLICAÇÃO DA LOGOMARCA DA SICAL

SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA PADRÃO DE USO E APLICAÇÃO DA LOGOMARCA DA SICAL Elaboração/ Responsável Alessandra Data 8/07/006 Homologação Responsável Almiro Data 8/07/006 1 - OBJETIVO Este procedimento estabelece os padrões para utilização da logomarca da SICAL. - DOCUMENTOS COMPLEMENTARES

Leia mais

manual de identidade visual

manual de identidade visual manual de identidade visual Nossa assinatura é a expressão gráfica da nossa personalidade. O uso sempre correto e consciente da assinatura VK acessórios contribui para a visibilidade, a credibilidade

Leia mais

Manual de Identidade Visual. da Universidade Estadual do Paraná UNESPAR. Universidade Estadual do Paraná

Manual de Identidade Visual. da Universidade Estadual do Paraná UNESPAR. Universidade Estadual do Paraná Manual de Identidade Visual da SUMÁRIO O LOGOTIPO VERSÃO PRINCIPAL O logotipo da (Unespar) foi escolhido por meio da realização de um concurso com a participação da comunidade acadêmica: agentes universitários,

Leia mais

Manual de Imagem Normas Gráficas da AAFDL Cores Manual de Imagem Normas Gráficas da AAFDL Abril de

Manual de Imagem Normas Gráficas da AAFDL Cores Manual de Imagem Normas Gráficas da AAFDL Abril de Cores Manual de Imagem Normas Gráficas Abril de 2008 1 Logótipo Logótipo São componentes do logótipo o símbolo e o lettering referente ao nome da entidade. Estes componentes estão agregados de uma forma

Leia mais

Sumário. Apresentação. 1. Assinaturas. 1.1. Completa. 1.2. Completa em português. 1.3. Completa sem endosso. 1.4. Simples. 1.5. Simples com descritivo

Sumário. Apresentação. 1. Assinaturas. 1.1. Completa. 1.2. Completa em português. 1.3. Completa sem endosso. 1.4. Simples. 1.5. Simples com descritivo Manual de aplicação Sumário Apresentação 1. Assinaturas 1.1. Completa 1.2. Completa em português 1.3. Completa sem endosso 1.4. Simples 1.5. Simples com descritivo 1.6. Produto 1.7. Produto mínima 1.8.

Leia mais

resumo de normas gráficas do Símbolo e Logotipo POE

resumo de normas gráficas do Símbolo e Logotipo POE resumo de normas gráficas do Símbolo e Logotipo POE Construção zona mínima de protecção A reprodução do Símbolo e Logotipo POE deve ser sempre fiel ao desenho ao lado e em caso algum poderão ser alterados

Leia mais

Área de proteção, Malha construtiva e Redução mínima.

Área de proteção, Malha construtiva e Redução mínima. MANUAL DE MARCA Área de proteção, Malha construtiva e Redução mínima. MENOR APLICAÇÃO x REFERÊNCIA 15 mm com slogan Para web: 100 pixels com slogan 10 mm sem slogan Para web: 50 pixels sem slogan y y MENOR

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE

MANUAL DE IDENTIDADE MANUAL DE IDENTIDADE Brasil, cultura, verde e amarelo. Assumir esta bandeira Poderá ser aplicada com ou sem moldura Poderá ser aplicada com ou sem moldura Logomarca Horizontal Logomarca Vertical Módulo=M

Leia mais

Manual de Identidade Visual - Grupo Villela

Manual de Identidade Visual - Grupo Villela Manual de Identidade Visual - Grupo Villela Este manual se encontra no formato PDF e deve ser visualizado no programa Adobe Acrobat tanto no Mac como no Windows. É recomendado que ao fazer o download o

Leia mais

sumário assinaturas histórico redesign área de proteção padrões cromáticos redução mínima considerações finais

sumário assinaturas histórico redesign área de proteção padrões cromáticos redução mínima considerações finais sumário 04 05 06 07 08 09 10 11 12 histórico redesign assinaturas área de proteção redução mínima padrões cromáticos versões [grayscale e P&B] aplicações [fundos e imagens] considerações finais A LS carregou

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Normas e Padrões de Utilização

Manual de Identidade Visual. Normas e Padrões de Utilização Manual de Identidade Visual Normas e Padrões de Utilização Indice Apresentação Logomarca Simbolo Descrição da Logomarca Construção Malha de Construção Família Tipográfica Cor Institucional Aplicação sobre

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS. LOGÓTIPOS DOS CURSOS DE LICENCIATURA DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DE LISBOA (ESTeSL)

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS. LOGÓTIPOS DOS CURSOS DE LICENCIATURA DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DE LISBOA (ESTeSL) MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS LOGÓTIPOS DOS CURSOS DE LICENCIATURA DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DE LISBOA (ESTeSL) MAIO DE 2016 REGRAS GERAIS UTILIZAÇÃO DA IDENTIDADE VISUAL DOS CURSOS DE LICENCIATURA

Leia mais

Manual de Programação Visual

Manual de Programação Visual Manual de Programação Visual Introdução A identidade visual da Alezzia, loja de móveis em aço inox, foi elaborada sobre os conceitos da marca - Ecodesign e Equilíbrio - juntamente com a origem do nome,

Leia mais

MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA PETROBRAS EM PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS PATROCINADOS

MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA PETROBRAS EM PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS PATROCINADOS MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA PETROBRAS EM PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS PATROCINADOS Agosto/2016 2 1. APRESENTAÇÃO 03 5. MANUAIS DE MARCAS E ARQUIVOS 29 2. IDENTIDADE 04 2.1 Símbolo e logotipo 04 2.2 Assinaturas

Leia mais

MANUAL DE MARCA HEXAGON ELO LINE MODE

MANUAL DE MARCA HEXAGON ELO LINE MODE MAUAL DE MARCA ODELO LI ODELO LIE MODEL ODELO LIE MODELO ELO LIE MODE M LO LI 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 SUMÁRIO Assinatura Principal Assinaturas Alternativas Padrão Tipográfico Padrão Cromático

Leia mais

Índice. O manual de identidade visual. A família tipográfica

Índice. O manual de identidade visual. A família tipográfica Índice 1 I. I. O manual de identidade visual 2 2.2. A família tipográfica 3 3.3. 3.1 3.1 3.2 3.2 3.3 3.3 3.4 3.4 3.5 3.5 3.6 3.6 Convenções sobre a utilização do logótipo A cor no logótipo Comportamento

Leia mais

Manual de APLICAÇÃO DE LOGOMARCA

Manual de APLICAÇÃO DE LOGOMARCA Manual de APLICAÇÃO DE LOGOMARCA ÍNDICE Apresentação... 3 Logomarca... 4 Versões em Positivo e Negativo... 5 Especificações de Cores... 6 Normas de Uso... 7 Tamanho Mínimo... 8 Aplicações sobre Fundos...

Leia mais

Cores institucionais MANUAL DA MARCA UDESC. Manual de Identidade Visual

Cores institucionais MANUAL DA MARCA UDESC. Manual de Identidade Visual Cores institucionais MANUAL DA MARCA UDESC Manual de Identidade Visual 1 2 Manual de identidade visual Sumário Apresentação...5 A MARCA...7 Conceito...10 Cores Institucionais...11 Tipografia...12 Tipografias

Leia mais

Manual Resumido Identidade Corporativa Projeto Piatam

Manual Resumido Identidade Corporativa Projeto Piatam Manual Resumido Identidade Corporativa Projeto Piatam Fevereiro de 2007 Manaus - Amazonas Ao Usuário Este documento contém os objetivos da marca Piatam com as regras básicas de sua utilização e aplicação.

Leia mais

ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões

ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões Manual de Normas Gráficas Janeiro 2015 INTRODUÇÃO A imagem gráfica de uma marca é fundamental para que a marca se imponha na memória das pessoas. Mas uma imagem gráfica só será capaz de defender a identidade

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Apresentação Este manual de marca tem como objetivo orientar o profissional envolvido, direta ou indiretamente na produção e na aplicação da identidade visual da empresa. Para

Leia mais

Manual de aplicação da marca

Manual de aplicação da marca Manual de aplicação da marca Uso da Marca Submarcas Tipografias Índice 05 06 07 08 10 11 12 13 15 LOGOTIPO REDUÇÃO MÁXIMA ÁREA DE PROTEÇÃO VERSÃO P&B / NEGATIVO APLICAÇÃO DO SÍMBOLO ÁREA DE PROTEÇÃO SÍMBOLO

Leia mais

Diretrizes da Marca V 1 1.0

Diretrizes da Marca V 1 1.0 Diretrizes da Marca V 1.0 1 Logo Conceitos básicos A logo do Twitter é um símbolo forte para o que está ocorrendo no mundo atualmente e para o poder das vozes e conversas únicas que ocorrem na plataforma

Leia mais

MANUAL DE NORMAS Identidade gráfica (parte 1) v.1.2 > 20/11/2015

MANUAL DE NORMAS Identidade gráfica (parte 1) v.1.2 > 20/11/2015 MANUAL DE NORMAS v.1.2 > 20/11/2015 Este documento pretende ser uma orientação prática e aspiracional para a marca ISEL articulando uma perspetiva estratégica sobre o reforço de implementação de uma de

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS SÍMBOLO E NOME MANUAL DE NORMAS 02 SÍMBOLO DA UNIVERSIDADE DA MADEIRA Um edifício e uma nuvem rasgada no céu representam, de forma estilizada, a Universidade da Madeira.O edifício apresenta-se

Leia mais

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm;

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm; Breve orientação para formatação das 6 (seis) primeiras páginas de teses e dissertações, condição obrigatória para que os textos sejam divulgados pela Biblioteca Digital. Em caso de dúvida, consulte o

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS PRINCÍPIOS BÁSICOS LOGÓTIPO. ALER CLIENTE. ALER ANO. 2014

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS PRINCÍPIOS BÁSICOS LOGÓTIPO. ALER CLIENTE. ALER ANO. 2014 PRINCÍPIOS BÁSICOS LOGÓTIPO. ALER CLIENTE. ALER ANO. 2014 1.1. SÍMBOLO, LOGÓTIPO E BRANDLINE 01. 12 - VERSÃO PRINCIPAL BRANDLINE SÍMBOLO LOGÓTIPO Apresentação da identidade ALER -. A identidade é composta

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL PARANÁ CLUBE

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL PARANÁ CLUBE MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL PARANÁ CLUBE 1 PARANÁ CLUBE Diretoria Presidente: Leonardo de Oliveira Primeiro Vice: Christian Marcelo Fontes Knaut Segundo Vice: Marcello Barros Guatura Gestor Financeiro:

Leia mais

Manual de uso da marca Spcine

Manual de uso da marca Spcine Manual de uso da marca Spcine Apresentação A identidade visual de uma instituição é um ativo de grande valor e deve ser administrado criteriosamente. Este manual foi elaborado com a função de orientar

Leia mais

MANUAL DE APLICAÇÃO DO SELO OFICIAL PARA PRODUTOS ORGÂNICOS. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

MANUAL DE APLICAÇÃO DO SELO OFICIAL PARA PRODUTOS ORGÂNICOS. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento MANUAL DE APLICAÇÃO DO SELO OFICIAL PARA PRODUTOS ORGÂNICOS Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 2009 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Todos os direitos reservados. É

Leia mais