ORGANIZAÇÃO E ESTRUTURA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ORGANIZAÇÃO E ESTRUTURA"

Transcrição

1

2 FILOSOFIA O Clube de líderes J.A é um programa do Ministério Jovem, que se destina aos jovens que estão dispostos a serem líderes na igreja local dentro das muitas áreas do Ministério J.A e de maneira global dentro das várias facetas da liderança da igreja. O propósito do programa do Clube de líderes J.A é capacitar os jovens para desempenharem funções de liderança na igreja. Não é um programa independente, é parte integrante do programa de Educação e treinamento da Sociedade de Jovens. O líder J.A é um especialista preparado para atuar na liderança da Sociedade de Jovens, bem como em outras áreas da liderança, e ainda na Coordenação de projetos e Atividades J.A. OBJETIVOS: 1- Preparar e instruir os jovens que escolheram fazer parte do Ministério Jovem como líderes, bem como de outros departamentos da igreja. 2- Incentivar os jovens a cumprirem os requisitos da classe de líder J.A. 3- Preparar os jovens para melhor servir a igreja e a comunidade em testificação, projetos comunitários, equipes de ajuda, etc. 4- Desenvolver o caráter e a personalidade altruísta do jovem adventista. 5- Cultivar o espírito de companheirismo entre os jovens. 6- Aperfeiçoar as habilidades e promover melhor preparo para atuar junto às Sociedades de Jovens. 7- Levar os jovens aos pés de Cristo, incentivando uma crescente comunicação com Ele. ORGANIZAÇÃO E ESTRUTURA O Clube de líderes J.A funciona sob a orientação do Depto. de Ministério Jovem do campo e sob a coordenação da liderança J.A regional. Deve ser organizado a nível distrital para melhor desenvolvimento das atividades propostas. Os dirigentes são propostos pela Coordenação regional e aprovados em um Conselho de Nomeação do qual participam o Pr. Distrital, o Coordenador Regional e os Diretores de Jovens das igrejas. Para ser membro do Clube de líderes é preciso ter no mínimo 16 anos, ser membro regular da igreja e da Sociedade de Jovens. No Clube de líderes são desenvolvidas atividades que envolvem capacitação para a liderança, crescimento pessoal, testemunho e serviço à comunidade. Como organizar um Clube de líderes: 1. Apresente os planos ao Depto. J.A da Missão. 2. Crie o Conselho de Nomeação do Clube de líderes e neste indique nomes para Diretor(a), Associado(a), Secretario(a) e Tesoureiro(a) do Clube de líderes. 3. Esta diretoria eleita juntamente com o Pr. Distrital, o Coordenador Regional e um representante de cada igreja passam a formar o Conselho do Clube de líderes. 4. Os planos, objetivos e alvos do Clube são apresentados às comissões das igrejas, que escolhem os jovens que farão parte do mesmo. 5. O Conselho do Clube de líderes escolhe uma das igrejas ou um local apropriado para servir de sede para as reuniões. 6. Em um programa especial são apresentados o programa e as atividades do Clube de líderes e é feita a reunião inicial.

3 PROGRAMA E ATIVIDADES: Os participantes do Clube de líderes serão divididos conforme seu programa de estudos. 1. LÍDER J.A _Para os que desejam ser investidos como líderes de jovens. 2. MEDALHA DE PRATA E DE OURO Para aqueles que desejarem desenvolver as aptidões físicas, mentais e espirituais dentro de um programa regular. 3. ASSUMINDO A LIDERANÇA Para líderes já investidos que desejarem aprender como melhor servir à igreja em suas diversas funções. O Programa do Clube de líderes inclui: O cumprimento dos requisitos de cada uma das áreas escolhidas. Atividades relacionadas à igreja Atividades relacionadas à comunidade Atividades ao ar livre: acampamentos, recreação,etc. Excursões, passeios Simpósios, seminários, Congressos. Os dirigentes e membros do Clube de líderes deverão participar das atividades e treinamentos promovidos pelo Depto. J.A do campo. Programa anual: É organizado pelo conselho do Clube de líderes e deve incluir: - Eventos do campo - Programas especiais da igreja - Programas distritais - Atividades próprias do Clube. Obs.: Mesmo pessoas que não desejam investir se em líder podem participar das reuniões do Clube de líderes. Quem sabe esta não seja a motivação necessária para que elas aceitem o desafio! Reuniões: A periodicidade das reuniões deve ser definida pelo Conselho do Clube de líderes, porém aconselha-se que as mesmas sejam quinzenais ou mensais com duração de 1:30 a 2:00 h. Reunião regular A reunião regular do Clube de lideres deve incluir: a- Abertura: - Hasteamento ou entrada de bandeiras - Hino oficial - Ideais J A - Oração b- Devocional c- Requisitos das classes d- Outras atividades: dinâmicas, seminários,etc. e- Comunicação

4 f- Encerramento INVESTIDURA: Para concluir satisfatoriamente cada uma das etapas de estudo do Clube de líderes, sugere-se que o participante desenvolva as atividades no período mínimo de um ano.após a avaliação final pela Coordenação Regional, será solicitada a investidura ao Depto. Do Ministério jovem da Missão. Em cerimônia especial os aspirantes recebem seu certificado e/ou distintivo. IDEAIS DO CLUBE DE LÍDERES VOTO: Por amor ao Senhor Jesus prometo tomar parte ativa nos deveres da Sociedade de Jovens, fazendo tudo o que puder para ajudar a outros e para terminar a obra do evangelho em todo mundo. Alvo: A mensagem do advento a todo mundo em minha geração. Lema: O Amor de Cristo me motiva. Propósito: Os jovens pelos jovens Os jovens pela igreja Os jovens pelos seus semelhantes Objetivo: Salvar do pecado e guiar no serviço. NOME DO CLUBE: Deve ser escolhido pelo próprio clube.sugere-se nomes de pioneiros ou lugares. BANDEIRA: É a mesma da Sociedade J A. É o emblema que identifica os jovens adventistas em todo o mundo. UNIFORME: Uniforme de gala:o mesmo uniforme da Sociedade J.A. Calça/saia cinza, camisa/blusa branca com emblema J.A e gravata/lenço vinho. Uniforme de atividades: Pode ser criado pelo clube, porém deve conter o emblema J.A, nome oficial do Clube e a sua localização. DIRIGENTES DO CLUBE DE LIDERES E SUAS ATRIBUIÇÕES: Diretor: Planeja e conduzas atividades do Clube. É membro do Conselho do Clube de líderes e o responsável por avaliar o cumprimento dos requisitos em cada etapa de estudos. Diretor Associado: Ajuda o diretor nas atividades gerais e na ausência deste assume a direção e se responsabiliza em levar avante o planejamento elaborado. Secretario(a): Controla o registro do progresso de cada membro do Clube, fazendo as anotações devidas. Registra as decisões tomadas no Conselho e informa-as ao Clube quando necessário.

5 Tesoureiro: Recebe, contabiliza e presta contas de todas as finanças. Mantém um registro rigoroso das entradas e saídas do Clube. SECRETARIA: Deve manter um registro atualizado com todos os dados referentes a cadastro, relatórios, avaliações, etc. Precisa acompanhar também o desenvolvimento individual de cada membro do clube, através de um dossiê que deve constar de : - pedido de inscrição - ficha de cadastro - histórico com requisitos das classes - xérox da certidão ou identidade - foto 3x4 (para carteirinha) Uniforme de gala: O mesmo uniforme da Sociedade J.A. Calça/saia cinza, camisa/blusa branca com emblema J.A e gravata/lenço vinho. Uniforme de atividades: Pode ser criado pelo clube, porém deve conter o emblema J.A., nome oficial do Clube e a sua localização. TESOURARIA O Clube de líderes deverá ter sua própria renda para que possa adquirir os equipamentos, materiais e recursos apropriados para a realização de suas atividades. Essa renda poderá vir de : - inscrição de novos membros - quotas mensais dos membros - contribuição de membros da igreja - doações particulares - projetos especiais A tesouraria deve possuir um livro caixa, onde deve ser anotado rigorosamente todas as entradas e saídas do Clube. Deve possuir também um controle do pagamento das quotas mensais dos membros.a tesouraria também é responsável em incentivar os membros do clube a manterem suas quotas em dia. COMO INGRESSAR NO CLUBE DE LÍDERES - Idade mínima : 16 anos - Ser membro regular da igreja - Estar participando da Sociedade J A, Clube de Aventureiros ou Desbravadores. - Ser líder investido ou aspirante - Solicitar sua inscrição junto ao Conselho do Clube. - Ter sua inscrição aprovada pela Comissão de sua igreja. - Pagar em dia suas mensalidades - Assistir regularmente as reuniões. - Participar das atividades oficiais promovidas pelo Clube de líderes e pelo Depto. JA. do campo. - Possuir uniforme oficial e de atividades. - Saber e cumprir os ideais do Clube de líderes. CURRÍCULO BÁSICO DO CLUBE DE LÍDERES:

6 - História e filosofia do Ministério Jovem - Símbolos e ideais - A organização e funcionamento de uma Sociedade de Jovens. - Adoração Culto J A - Planejando atividades para a Sociedade de Jovens. - Liderança Cristã - Evangelismo - Recreação - Projetos comunitários - Oratória: A arte de preparar sermões - Necessidades dos jovens - Acampamentos e atividades ao ar livre - Noções de Administração da Igreja - Relações humanas - Anatomia do líder - Como ajudar jovens em crise - Construindo relacionamentos - Como ser bem sucedido com jovens - Motivação - Como organizar eventos - O poder do entusiasmo

FOTO 3 X 4. Nome: Endereço: Bairro: CEP: Cidade: Estado: Fone: Associação ou Missão: União: Igreja: Distrito: Clube: Região: Iniciado em / /

FOTO 3 X 4. Nome: Endereço: Bairro: CEP: Cidade: Estado:   Fone: Associação ou Missão: União: Igreja: Distrito: Clube: Região: Iniciado em / / FOTO 3 X 4 Nome: Endereço: Bairro: CEP: Cidade: Estado: E-mail: Fone: Associação ou Missão: União: Igreja: Distrito: Clube: Região: Iniciado em / / PRÉ-REQUISITOS Ter completado 18 anos de idade, no mínimo

Leia mais

Caderno da Secretaria Distrito de Redenção ASPA / UNB

Caderno da Secretaria Distrito de Redenção ASPA / UNB Caderno da Secretaria Distrito de Redenção ASPA / UNB - 2011 1 DADOS GERAIS Associação Sul do Pará UNB Distrito: Igreja: N de Membros: Nome da Sociedade Jovem: N de Membros Regulares (16 a 35 anos Batizados):

Leia mais

1. Qual a diferença entre Clube de Jovens, Socie- 2. O Clube de Jovens é limitado a quem tem entre

1. Qual a diferença entre Clube de Jovens, Socie- 2. O Clube de Jovens é limitado a quem tem entre clube de jovens_10_11_2015.indd 1 10/11/2015 08:33:48 1. Qual a diferença entre Clube de Jovens, Socie- c) Clube de Jovens: É o novo modelo! Possui uma estrutura mais definida, com inscrição dos membros,

Leia mais

ENCONTRO 40 MISSÃO SERGIPE. 04 a 07 de Junho de 2015 Itabaiana SE. Manual de Pré-Requisitos

ENCONTRO 40 MISSÃO SERGIPE. 04 a 07 de Junho de 2015 Itabaiana SE. Manual de Pré-Requisitos ENCONTRO 40 MISSÃO SERGIPE 04 a 07 de Junho de 205 Itabaiana SE Manual de Pré-Requisitos Querido(a) Desbravador(a), junte-se aos mil e quinhentos desbravadores dos Clubes do nosso estado, que vão estar

Leia mais

COMO FUNCIONA O ACAMPJOVEM Cada grupo inscrito receberá uma área para montar seu acampamento, com medidas proporcionais ao número de inscritos.

COMO FUNCIONA O ACAMPJOVEM Cada grupo inscrito receberá uma área para montar seu acampamento, com medidas proporcionais ao número de inscritos. 3 II ACAMPJOVEM DA APLAC Data: 09 a 12 de outubro de 2009 Pr. Ivan Saraiva (Novo Tempo), Pr. Nelson Milaneli (UCOB), Art trio, Ana Caran, etc. (a confirmar) O QUE É O ACAMPJOVEM É um grande acampamento

Leia mais

Classe de Pioneiro Nome: Unidade: Geral 1. Ter completado 13 anos de idade. Cole aqui sua copia de identidade. Classe Pioneiro. Desbravador Unidade 1

Classe de Pioneiro Nome: Unidade: Geral 1. Ter completado 13 anos de idade. Cole aqui sua copia de identidade. Classe Pioneiro. Desbravador Unidade 1 Classe de Pioneiro Nome: Unidade: Geral 1. Ter completado 13 anos de idade. Cole aqui sua copia de identidade 2. Ser membro ativo do Clube de Desbravadores. Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov

Leia mais

Caderno das Classes de Pioneiro e Pioneiros de Novas Fronteiras

Caderno das Classes de Pioneiro e Pioneiros de Novas Fronteiras Ministério dos Desbravadores Missão Nordeste 4ª Região 2011 Caderno das Classes de Pioneiro e Pioneiros de Novas Fronteiras www.quartaregiaorn.webnode.com.br Nome do Desbravador: Clube: Quartaregiaomn@gmail.com

Leia mais

Estatutos da Igreja Batista Brasileira em Basel (IBBB)

Estatutos da Igreja Batista Brasileira em Basel (IBBB) Estatutos da Igreja Batista Brasileira em Basel (IBBB) Artigo 1 Denominação, Sede e membresia 1. A Igreja Batista Brasileira em Basel (IBBB) é uma igreja evangélica livre, amparada nos fundamentos legais

Leia mais

Desafios do Trimestre

Desafios do Trimestre Desafios do Trimestre Solidariedade Desde os primórdios, um dos maiores desafios é saber gerir pessoas com suas habilidades e conhecimentos, em prol de envolver o corpo como um todo, nesse caso, na unidade

Leia mais

CAPÍTULO I. Dos Objetivos da Pesquisa

CAPÍTULO I. Dos Objetivos da Pesquisa RESOLUÇÃO Nº 01/2014 DISPÕE SOBRE O REGIMENTO DO GRUPO DE INICIAÇÃO À PESQUISA CIENTÍFICA DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR FACULDADE CASA DO ESTUDANTE. A Direção Geral da IES

Leia mais

ESTÁGIO PROFISSIONAL EM TREINAMENTO ESPORTIVO A

ESTÁGIO PROFISSIONAL EM TREINAMENTO ESPORTIVO A ESTÁGIO PROFISSIONAL EM TREINAMENTO ESPORTIVO A É ofertado no 7º semestre, compreende uma carga horária de 120 horas, totalizando 8 créditos, conforme as normas específicas para a realização do referido

Leia mais

PORQUE É IMPORTANTE O DEPARTAMENTO DOS MINISTÉRIOS DA FAMÍLIA?

PORQUE É IMPORTANTE O DEPARTAMENTO DOS MINISTÉRIOS DA FAMÍLIA? PORQUE É IMPORTANTE O DEPARTAMENTO DOS MINISTÉRIOS DA FAMÍLIA? 1. Porque as famílias modernas passam pelos seguintes problemas: 1.1 Atitudes liberais antes do casamento 1.2 Conflitos 1.3 Pressões financeiras

Leia mais

ESTATUTO CONSELHO DA MULHER EXECUTIVA DE UBIRATÃ. Capitulo I. Denominação e criação

ESTATUTO CONSELHO DA MULHER EXECUTIVA DE UBIRATÃ. Capitulo I. Denominação e criação ESTATUTO CONSELHO DA MULHER EXECUTIVA DE UBIRATÃ. Capitulo I. Denominação e criação Artigo 1º. O Conselho da Mulher Executiva a Associação Comercial e Empresarial de Ubiratã, é um órgão de expressão da

Leia mais

Universidade Federal do Oeste do Pará PROGRAMA DE MONITORIA ACADÊMICA

Universidade Federal do Oeste do Pará PROGRAMA DE MONITORIA ACADÊMICA Universidade Federal do Oeste do Pará PROGRAMA DE MONITORIA ACADÊMICA 1. Quais são os requisitos para obtenção de bolsa monitoria? a) o discente deve estar regularmente matriculado no período letivo em

Leia mais

Módulo 4: Afiliação ao Leo Clube

Módulo 4: Afiliação ao Leo Clube Módulo 4: 1 Elegibilidade para Novos Associados Novos associados em potencial de um Leo clube devem atender às seguintes qualificações: Devem se enquadrar à faixa etária apropriada Alfa (12-18) ou Omega

Leia mais

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias Finalidade: Descobrir-se Cristão Objectivos: Participar na eucaristia Concretizar projecto comunitário (partilha fraterna) Tema do Período Em Diálogo 1 1º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos

Leia mais

Igreja Metodista Segunda Região Eclesiástica - RS PRAM - Plano Regional de Ação Missionária 2016

Igreja Metodista Segunda Região Eclesiástica - RS PRAM - Plano Regional de Ação Missionária 2016 ÊNFASES DO PLANO NACIONAL 1. Intensificar o zelo evangelizador; 2. Fortalecer o ministério pastoral; 3. Valorizar o ministério leigo; 4. Disseminar discipulado; 5. Zelar com a criação do Senhor: meio ambiente;

Leia mais

COMO ORGANIZAR UM SEMINÁRIO DE VIDA NO ESPÍRITO

COMO ORGANIZAR UM SEMINÁRIO DE VIDA NO ESPÍRITO COMO ORGANIZAR UM SEMINÁRIO DE VIDA NO ESPÍRITO Espero de vocês que partilhem com todos, na igreja, a graça do Batismo no Espírito Santo ( Papa Francisco ) Por Mauro Nicioli Ministério de Pregação RCC

Leia mais

Apostila de Orientações

Apostila de Orientações Apostila de Orientações Prezados Líderes de Igrejas e Minicentros, Em 2015, completam-se 100 anos da morte de Ellen G. White, em 16 de julho de 1915. Para marcar esse acontecimento, a Igreja Adventista

Leia mais

REQUESITOS PARA AS CLASSES DE LIDERANÇA JOVEM

REQUESITOS PARA AS CLASSES DE LIDERANÇA JOVEM CARTÃO LÍDER J.A. REQUESITOS PARA AS CLASSES DE LIDERANÇA JOVEM As classes de Liderança Jovem são oferecidas a Jovens Adventistas batizados com mais de 16 anos de idade. Cada nível de liderança deve ser

Leia mais

HISTÓRICO DE REVISÕES

HISTÓRICO DE REVISÕES PÁGINA: 1/8 DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO DIRAD ÁREAS SGT/ QUALIDADE CÓDIGO DE CLASSIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 010 TíTULO: Capacitar Servidores Planejamento Anual ELABORADO EM:22/06/2016 REVISADO EM:15/07/2016

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Este Regulamento dispõe sobre as Atividades Complementares do Curso de Direito. CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Leia mais

Estatutos e Regimento Interno para Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário

Estatutos e Regimento Interno para Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário Estatutos e Regimento Interno para Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário ARTIGO 1 Propósito e Objetivos O propósito do programa Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário (NRDCs) é dar às comunidades

Leia mais

LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES CONFEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES E CORPOS DE BOMBEIROS

LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES CONFEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES E CORPOS DE BOMBEIROS LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES CONFEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES E CORPOS DE BOMBEIROS Comendador da Ordem de Benemerência 1935 Membro Honorário da Ordem Militar de Cristo 1980 Membro Honorário da Ordem da

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA DE MEDICINA ESPORTIVA Capítulo I da Liga e seus fins Art. 1º A Liga de Medicina Esportiva é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob a supervisão da da Universidade

Leia mais

DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO INFORMATIVO. 2 de agosto de Edição 04

DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO INFORMATIVO. 2 de agosto de Edição 04 Boletim DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO INFORMATIVO 2 de agosto de 2014 - Edição 04 Pr Laerte Lemos Goulart O Ministério de Mordomia Cristã vai realizar do dia 09 a 16 de agosto a semana da fidelidade. O evento

Leia mais

A Confederação Metodista de Jovens, cuja Diretoria Executiva foi eleita em Congresso Nacional entre os dias 03 e 05 de junho de 2010, tem trabalhado

A Confederação Metodista de Jovens, cuja Diretoria Executiva foi eleita em Congresso Nacional entre os dias 03 e 05 de junho de 2010, tem trabalhado Mandato 2010-2014 A Confederação Metodista de Jovens, cuja Diretoria Executiva foi eleita em Congresso Nacional entre os dias 03 e 05 de junho de 2010, tem trabalhado e atualizado desde então o Plano de

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HISTÓRIA ANPUH

REGIMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HISTÓRIA ANPUH REGIMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HISTÓRIA ANPUH CAPÍTULO I DAS ANUIDADES ARTIGO. 1º A fixação do valor da anuidade, sua correção e sua distribuição entre a ANPUH Nacional e as Seções Estaduais

Leia mais

CLUBE DE AVENTUREIROS HORIZONTE KIDS-FRAIBURGO - SC PALESTRAS COM CRIANÇAS DE 6 A 9 ANOS RESUMO

CLUBE DE AVENTUREIROS HORIZONTE KIDS-FRAIBURGO - SC PALESTRAS COM CRIANÇAS DE 6 A 9 ANOS RESUMO CLUBE DE AVENTUREIROS HORIZONTE KIDS-FRAIBURGO - SC PALESTRAS COM CRIANÇAS DE 6 A 9 ANOS Ana Paula Scherer de Brum* Daiana Letícia Vargas** RESUMO O Projeto de Extensão realizado no Clube de Aventureiros

Leia mais

Art. 2º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação. Vitória da Conquista, Sala de Reuniões do CONSU, 14 de agosto de 2013.

Art. 2º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação. Vitória da Conquista, Sala de Reuniões do CONSU, 14 de agosto de 2013. Salvador, Bahia Quarta-feira 4 de Setembro de 2013 Ano XCVII N o 21.227 RES. RESOLUÇÃO CONSU N.º 07/2013 O Conselho Universitário - CONSU da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB, no uso de

Leia mais

DICAS DE PLANEJAMENTO

DICAS DE PLANEJAMENTO DICAS DE PLANEJAMENTO 9/9/2014 www.sescoopsp.coop.br PROGRAMAS E PROJETOS SESCOOP/SP FORMATOS DE ATENDIMENTO Ações descentralizadas São ações solicitadas pelas Cooperativas em seu Planejamento e Replanejamento

Leia mais

ENTRADAS. Envelopes de dízimos e ofertas

ENTRADAS. Envelopes de dízimos e ofertas ENTRADAS Envelopes de dízimos e ofertas O tesoureiro deve fornecer o envelope de dízimo e ofertas para cada membro, substituindo-o quando estiver danificado. É de vital importância que o membro sempre

Leia mais

Unimed Regional Maringá. Palestra Recoop (Reuniões de Caráter Informativo e/ou Educacional)

Unimed Regional Maringá. Palestra Recoop (Reuniões de Caráter Informativo e/ou Educacional) Unimed Regional Maringá Palestra Recoop (Reuniões de Caráter Informativo e/ou Educacional) Palestra Recoop O que é? Evento anual promovido desde 2013 pela Unimed Regional Maringá para os médicos cooperados.

Leia mais

Grupo de Pesquisa em Tecnologias, Informações e Informática em Saúde e Enfermagem - GIATE

Grupo de Pesquisa em Tecnologias, Informações e Informática em Saúde e Enfermagem - GIATE Grupo de Pesquisa em Tecnologias, Informações e Informática em Saúde e Enfermagem - GIATE REGULAMENTO INTERNO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE E FINALIDADES: Art.1º - O Grupo Pesquisa em Tecnologias, Informações

Leia mais

PLANO DE CAPACITAÇÃO DOCENTE TÍTULO I DOS OBJETIVOS

PLANO DE CAPACITAÇÃO DOCENTE TÍTULO I DOS OBJETIVOS PLANO DE CAPACITAÇÃO DOCENTE TÍTULO I DOS OBJETIVOS Artigo 1º. O Plano de Qualificação Docente tem por objetivo o aprimoramento profissional dos professores da FACULDADE JAUENSE, de modo a promover a melhoria

Leia mais

EDMC Equipe Distrital de Mordomia Cristã Obje7vos, Perfil, atuações e limites

EDMC Equipe Distrital de Mordomia Cristã Obje7vos, Perfil, atuações e limites EDMC Equipe Distrital de Mordomia Cristã Obje7vos, Perfil, atuações e limites É Importante Lembrar... A. Que a segunda vinda de Cristo está bem próxima, e a igreja de Deus necessita estar reavivada pelo

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA DA FACULDADE DE MEDICINA DE ITAJUBÁ

PROGRAMA DE MONITORIA DA FACULDADE DE MEDICINA DE ITAJUBÁ PROGRAMA DE MONITORIA DA FACULDADE DE MEDICINA DE ITAJUBÁ TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CARACTERÍSTICAS DO PROGRAMA Artigo 1º - O Programa de Monitoria, mantido pela Faculdade de Medicina de Itajubá,

Leia mais

Reunião de Seção TREINAMENTO DA COMAD

Reunião de Seção TREINAMENTO DA COMAD Reunião 05 Reunião de Seção TREINAMENTO DA COMAD Área de Desenvolvimento enfatizada: INTELECTUAL Ramo: Pioneiro Mês recomendado para desenvolver esta reunião: Recomendado para início do ciclo de programa.

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA - UNEB AUTORIZAÇÃO: DECRETO Nº92937/86, DOU RECONHECIMENTO: PORTARIA Nº909/95, DOU

UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA - UNEB AUTORIZAÇÃO: DECRETO Nº92937/86, DOU RECONHECIMENTO: PORTARIA Nº909/95, DOU ANEXO 2 DO EDITAL PIBID UNEB CAPES Nº. 010/2014 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Candidato (a) Matrícula Curso / Depto. UNEB (iniciação à docência) Escola (supervisão) ENDEREÇO:...Nº... BAIRRO:...CIDADE:... CEP.:...

Leia mais

2ª campanha nacional 40 dias de oração e jejum

2ª campanha nacional 40 dias de oração e jejum PROGRAMAÇÃO Em 2015 a CBN promoveu a 1ª Campanha Nacional dos 40 dias de Jejum e Oração, focando o tema da Renovação Espiritual. Mais de 50 mil batistas nacionais em todo o Brasil e também em outras nações

Leia mais

PROGRAMAÇÃO. Renovação Espiritual

PROGRAMAÇÃO. Renovação Espiritual PROGRAMAÇÃO Nas Escrituras encontramos muitas experiências e acontecimentos decisivos e transformadores na vida do povo de Deus e de vários de seus servos, nos quais 40 dias foi o tempo dedicado a Deus

Leia mais

Desbravadores - APaC Preparado por: Alceu de Assis Filho, Pastor 18 de janeiro de 2012 Nº proposta: 1/2012 1

Desbravadores - APaC Preparado por: Alceu de Assis Filho, Pastor 18 de janeiro de 2012 Nº proposta: 1/2012 1 Preparado por: Alceu de Assis Filho, Pastor 18 de janeiro de 2012 Nº proposta: 1/2012 1 Objetivo Ranking 2012 O objetivo principal do Ranking de desbravadores 2012 é motivar os líderes de desbravadores

Leia mais

REGULAMENTO DA CEPA. Regulamentação da Comissão Escolar de Prevenção de Acidentes Revisão. 03

REGULAMENTO DA CEPA. Regulamentação da Comissão Escolar de Prevenção de Acidentes Revisão. 03 REGULAMENTO DA CEPA SUMÁRIO Regulamentação Centro Integrado SESI/SENAI Dona Nenem Scariolli/ETFG... 3 CEPA Comissão Escolar De Prevenção de Acidentes... 3 Objetivo:... 3 Da Constituição:... 3 Da Organização:...

Leia mais

LEI MUNICIPAL N 013/97. SÚMULA: Dispõe sobre a Instituição do Conselho Municipal de Saúde e dá outras providencias.

LEI MUNICIPAL N 013/97. SÚMULA: Dispõe sobre a Instituição do Conselho Municipal de Saúde e dá outras providencias. LEI MUNICIPAL N 013/97 SÚMULA: Dispõe sobre a Instituição do Conselho Municipal de Saúde e dá outras providencias. A Câmara Municipal de Carlinda, no uso de suas atribuições legais aprovou e eu, Geraldo

Leia mais

Regimento da Comissão Especial de Sistemas de Informação CESI SBC I. Composição da CESI e seu Comitê Gestor

Regimento da Comissão Especial de Sistemas de Informação CESI SBC I. Composição da CESI e seu Comitê Gestor Regimento da Comissão Especial de Sistemas de Informação CESI SBC I. Composição da CESI e seu Comitê Gestor a. A Comissão Especial de Sistemas de Informação, doravante denominada CESI, é integrante da

Leia mais

FINANÇAS DO DISTRITO. Antonio Carlos Maçonetto Tesoureiro Distrital

FINANÇAS DO DISTRITO. Antonio Carlos Maçonetto Tesoureiro Distrital FINANÇAS DO DISTRITO Antonio Carlos Maçonetto Tesoureiro Distrital ANTONIO CARLOS MAÇONETTO Engenheiro Eletricista e Corretor de Imóveis Diretor Tesoureiro da ACIRP 08/1998 a 07/2000 Diretor Tesoureiro

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE FINANÇAS

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE FINANÇAS REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE FINANÇAS I DEFINIÇÃO Este Regimento Interno, organizado em conformidade com o Estatuto Social da Ser Educacional S.A. ( Companhia ), estabelece procedimentos a serem observados

Leia mais

Treinamento de Instrutores Bíblicos. O Ministério dos Grupos Pequenos

Treinamento de Instrutores Bíblicos. O Ministério dos Grupos Pequenos North American Division Portuguese Ministry Treinamento de Instrutores Bíblicos O Ministério dos Grupos Pequenos O Poder dos Grupos Pequenos 1. Introdução Propósitos Grupo de pessoas que se reúnem para:

Leia mais

Clube: Mega: Região: Endereços eletrônicos:

Clube: Mega: Região: Endereços eletrônicos: Página: 1/5 1º Trimestre 2º Trimestre 3º Trimestre 4º Trimestre Ano: Clube: Mega: Região: Endereços eletrônicos: 1. Investiduras, quantas conclusões. 1.1 Liderança 1.2 Classes Regulares 1.3 Classes Agrupadinhas

Leia mais

MANUAL EVENTOS APOIADOS

MANUAL EVENTOS APOIADOS MANUAL DE EVENTOS APOIADOS Atualizado em 06 de Maio de 2016 1. INTRODUÇÃO... 3 2. NATUREZA DO APOIO... 3 3. PROPOSTA DE REALIZAÇÃO DO EVENTO... 3 3.1 PERÍODO DE REALIZAÇÃO DOS EVENTOS... 4 4. SERVIÇOS

Leia mais

CALENDÁRIO DE PROGRAMAÇÕES DA IBVN 2017

CALENDÁRIO DE PROGRAMAÇÕES DA IBVN 2017 CALENDÁRIO DE PROGRAMAÇÕES DA IBVN 2017 TEMA : ANUNCIANDO O REINO AS FAMÍLIAS EM CONSTRUÇÃO COM O PODER DE DEUS DIVISA: Venha o Teu Reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu Mateus 6:10

Leia mais

REGULAMENTO DO GRUPO DE DANÇA UNIBAVE DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO I

REGULAMENTO DO GRUPO DE DANÇA UNIBAVE DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO I REGULAMENTO DO GRUPO DE DANÇA UNIBAVE Aprovado pelo CAS Resolução nº 130/2016 REGULAMENTO DO GRUPO DE DANÇA UNIBAVE DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO I Art. 1º. Este Regulamento disciplina a organização,

Leia mais

BEM VINDOS 2. ADORAÇÃO COM MÚSICAS 3. MINISTRAÇÃO DA PALAVRA 4. ORAÇÃO 5. ORAÇÃO PELAS NECESSIDADES 6. OFERTA 7. ENCERRAMENTO (AVISOS)

BEM VINDOS 2. ADORAÇÃO COM MÚSICAS 3. MINISTRAÇÃO DA PALAVRA 4. ORAÇÃO 5. ORAÇÃO PELAS NECESSIDADES 6. OFERTA 7. ENCERRAMENTO (AVISOS) BEM VINDOS Muitos líderes desejam iniciar seu ministério e assim cumprir o chamado que Deus lhe fez. O primeiro passo para alcançar este propósito é o crescimento através de uma célula. Confira a seguir

Leia mais

Assembleia Ordinária Nº 3. Agenda

Assembleia Ordinária Nº 3. Agenda Assembleia Ordinária Nº 3 Informações úteis Agenda Apresentação do relatório 2014/2015 Sessão de esclarecimentos de dúvidas Avaliação de desempenho Apresentação do plano Estratégico e Orçamento 2015/2016

Leia mais

Lisboa 2015 FICHA DE CANDIDATURA

Lisboa 2015 FICHA DE CANDIDATURA Lisboa 2015 Refª: 038 DE JOVEM A LIDER Grupo de Trabalho dos Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária (BIP/ZIP) Rua Nova do Almada, nº 2-3º Andar 1100-060 Lisboa Telefone: 21 322 73 60 Email - bip.zip@cm-lisboa.pt

Leia mais

EDITAL N. 11 /2013. Este edital entrará em vigor a partir desta data, revogando os dispositivos anteriores. Curitiba, 15 de abril de 2013

EDITAL N. 11 /2013. Este edital entrará em vigor a partir desta data, revogando os dispositivos anteriores. Curitiba, 15 de abril de 2013 GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ Reconhecida pelo Decreto Governamental n.º 70.906 de 01/08/72 e Portaria n.º 1.062

Leia mais

União Masculina Missionária Batista Belforroxense Departamento Associacional de Embaixadores do Rei CERTAME DAERB 2014/2015

União Masculina Missionária Batista Belforroxense Departamento Associacional de Embaixadores do Rei CERTAME DAERB 2014/2015 União Masculina Missionária Batista Belforroxense Departamento Associacional de Embaixadores do Rei CERTAME DAERB 2014/2015 Inicio: 27/07/2014 Termino: 19/07/2015 Tarefas 1ª Tarefa: A embaixada remeterá

Leia mais

Art. 1º. Aprovar o Regulamento relativo à Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Cascavel.

Art. 1º. Aprovar o Regulamento relativo à Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Cascavel. Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Cascavel Av. Tito Muffato, 2317 Bairro Santa Cruz 85806-080 Cascavel PR Fone: (45) 3036-3636 30363806 http://www.univel.br cpe@univel.br RESOLUÇÃO Nº 01 DE JULHO

Leia mais

ATA Anexo IV Normas da Disciplina EST 797 Seminários NORMAS DA DISCIPLINA EST797 - SEMINÁRIO TÍTULO I NORMAS GERAIS CAPÍTULO I DA ADMINISTRAÇÃO

ATA Anexo IV Normas da Disciplina EST 797 Seminários NORMAS DA DISCIPLINA EST797 - SEMINÁRIO TÍTULO I NORMAS GERAIS CAPÍTULO I DA ADMINISTRAÇÃO ATA 035 - Anexo IV Normas da Disciplina EST 797 Seminários NORMAS DA DISCIPLINA EST797 - SEMINÁRIO TÍTULO I NORMAS GERAIS CAPÍTULO I DA ADMINISTRAÇÃO Art. 1º - O seminário é uma disciplina da área de concentração

Leia mais

GUIA PARA ORGANIZAR CONCURSO ORATORIA NAS ESCOLAS. Etapas Regional e Nacional

GUIA PARA ORGANIZAR CONCURSO ORATORIA NAS ESCOLAS. Etapas Regional e Nacional GUIA PARA ORGANIZAR CONCURSO ORATORIA NAS ESCOLAS Etapas Regional e Nacional Guia para organizar o Concurso Oratória nas Escolas Etapas Regional e Nacional Tema 2016: Eu Prefeito (a) OBJETIVOS O presente

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA EVANGELIZAÇÃO DA INFÂNCIA

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA EVANGELIZAÇÃO DA INFÂNCIA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA EVANGELIZAÇÃO DA INFÂNCIA EVANGELIZAÇÃO INFANTIL - QUANDO IMPLANTAR A TAREFA? Crianças com os pais ou responsáveis nas tarefas específicas para adultos; Filhos de trabalhadores

Leia mais

Resolução nº 004/2015

Resolução nº 004/2015 Resolução nº 004/2015 Dispõe sobre estágio de prática docente para os alunos do Mestrado em Direito e Instituições do Sistema de Justiça. Art. 1º O Estágio de Prática Docente (EPD) tem por objetivo aperfeiçoar

Leia mais

EDITAL PIBID-UFBA Nº 13/2016 SELEÇÃO DE SUPERVISORES

EDITAL PIBID-UFBA Nº 13/2016 SELEÇÃO DE SUPERVISORES UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO A DOCÊNCIA EDITAL PIBID-UFBA Nº 13/2016 SELEÇÃO DE SUPERVISORES A Pró-Reitoria de Ensino

Leia mais

ESTATUTO CDL JOVEM SALVADOR. Capítulo I Da Constituição e Finalidade

ESTATUTO CDL JOVEM SALVADOR. Capítulo I Da Constituição e Finalidade ESTATUTO CDL JOVEM SALVADOR Capítulo I Da Constituição e Finalidade Art. 1º- A Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem de Salvador é um departamento oriundo e órgão estrutural da Câmara de Dirigentes Lojistas

Leia mais

CADERNO DE MOÇÕES 44º CONGRESSO NACIONAL DA JUVENTUDE EVANGÉLICA LUTERANA DO BRASIL (JELB)

CADERNO DE MOÇÕES 44º CONGRESSO NACIONAL DA JUVENTUDE EVANGÉLICA LUTERANA DO BRASIL (JELB) CADERNO DE MOÇÕES 44º CONGRESSO NACIONAL DA JUVENTUDE EVANGÉLICA LUTERANA DO BRASIL (JELB) 1 Conteúdo MOÇÃO 1 ALTERAÇÃO NA ESTRUTURA DO CONSELHO GERAL DA JELB... 3 MOÇÃO 2 ENVIO DE MOÇÕES: ADEQUAÇÃO DO

Leia mais

II CONSELHO DISTRITAL AL-2011/2012 NOVA FRIBURGO/RJ-29/10/2011. GOV. CL JOSÉ EDUARDO CÔGO/DM MARISSOL Leonismo como agente de transformação.

II CONSELHO DISTRITAL AL-2011/2012 NOVA FRIBURGO/RJ-29/10/2011. GOV. CL JOSÉ EDUARDO CÔGO/DM MARISSOL Leonismo como agente de transformação. II CONSELHO DISTRITAL AL-2011/2012 NOVA FRIBURGO/RJ-29/10/2011 GOV. CL JOSÉ EDUARDO CÔGO/DM MARISSOL Leonismo como agente de transformação. É um programa da Fundação de Lions Clubes Internacional (LCIF),

Leia mais

Treinamento Especialistas de Estacas e demais membros do Comitê de Autossuficiência da Estaca 29 Jan 2015

Treinamento Especialistas de Estacas e demais membros do Comitê de Autossuficiência da Estaca 29 Jan 2015 Treinamento Especialistas de Estacas e demais membros do Comitê de Autossuficiência da Estaca 29 Jan 2015 Iniciaremos o treinamento às 20 horas pontualmente (horário de Brasília) Por favor, aguarde alguns

Leia mais

DELIBERAÇÃO CRF-RJ nº706 / 2010

DELIBERAÇÃO CRF-RJ nº706 / 2010 DELIBERAÇÃO CRF-RJ nº706 / 2010 Aprova o Regulamento das Câmaras Técnicas do CRF-RJ e dá outras providências. O ESTADO DO RIO DE JANEIRO / CRF-RJ, no uso de suas atribuições legais e em conformidade com

Leia mais

Eleição da Mesa Diretora. Presidente Vice-Presidente Secretário 2º Secretário

Eleição da Mesa Diretora. Presidente Vice-Presidente Secretário 2º Secretário Eleição da Mesa Diretora Presidente Vice-Presidente Secretário 2º Secretário Aprovação da Ata de 2015 Raio-X de 2015/2016 Relatório de Gestão 2015/2016 RESULTADOS EXPRESSIVOS - Prêmio Nacional Rede Padrão:

Leia mais

Faculdade Católica Nossa Senhora das Neves PLANO DE DISCIPLINA

Faculdade Católica Nossa Senhora das Neves PLANO DE DISCIPLINA Faculdade Católica Nossa Senhora das Neves PLANO DE DISCIPLINA 1. Dados do curso/disciplina Curso: Administração Semestre: 2010.2 Disciplina: Comportamento Organizacional Carga horária: 72 horas/aula (36

Leia mais

IVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE ODONTOLOGIA

IVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE ODONTOLOGIA Normatiza as Atividades Formativas previsto na Reforma Curricular do Curso de Odontologia Processo N o 23075.64471/05-92 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O presente regulamento tem o propósito de normatizar as

Leia mais

Anexo I REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE GESTÃO DE PESSOAS E GOVERNANÇA CORPORATIVA

Anexo I REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE GESTÃO DE PESSOAS E GOVERNANÇA CORPORATIVA Anexo I REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE GESTÃO DE PESSOAS E GOVERNANÇA CORPORATIVA Artigo 1 : O Comitê de Gestão de Pessoas e Governança Corporativa ( Comitê ) é um órgão de apoio ao Conselho de Administração

Leia mais

Projeto Socioambiental Saúde e Meio Ambiente 2016

Projeto Socioambiental Saúde e Meio Ambiente 2016 Projeto Socioambiental Saúde e Meio Ambiente 2016 REGULAMENTO O Projeto Socioambiental - Saúde e Meio Ambiente 2016 é uma atividade educativa do Movimento Jurídico e Ambiental -Ecos, organizada por alunos

Leia mais

Material didático + Treinamento Básico

Material didático + Treinamento Básico Treinamento Material didático + Treinamento Básico Essa forma de utilização dos recursos de Clubes Bíblicos Palavra da Vida visa dar um treinamento básico do ministério com juniores, adolescentes e jovens,

Leia mais

Guia de Carreiras. Cumprindo o destino determinado. de vida

Guia de Carreiras. Cumprindo o destino determinado. de vida Guia de Carreiras Cumprindo o destino determinado por Deus para o trabalho e o propósito de vida 1 Contexto atual A metade dos homens e das mulheres que saíram para trabalhar nesta manhã sentem que estão

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORIA. Dispõe sobre a oferta de vagas acadêmicas para monitoria do I Encontro de Enfermagem Obstétrica e Neonatal da Paraíba.

EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORIA. Dispõe sobre a oferta de vagas acadêmicas para monitoria do I Encontro de Enfermagem Obstétrica e Neonatal da Paraíba. EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORIA Dispõe sobre a oferta de vagas acadêmicas para monitoria do I Encontro de Enfermagem Obstétrica e Neonatal da Paraíba. CONSIDERANDO a realização desta monitoria como uma

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2014 CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL POR PRAZO DETERMINADO DE MONITOR

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2014 CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL POR PRAZO DETERMINADO DE MONITOR EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2014 CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL POR PRAZO DETERMINADO DE MONITOR HILÁRIO CASARIN, Prefeito do Município de São Miguel das Missões, no uso de suas atribuições legais, autoriza

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS DIVISÃO DE ESPORTE E LAZER DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS DIVISÃO DE ESPORTE E LAZER DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS DIVISÃO DE ESPORTE E LAZER DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTAS PARA O PROGRAMA SEGUNDO TEMPO UNIVERSITÁRIO

Leia mais

GRÊMIO ESTUDANTIL CHAMPAGNAT GEC

GRÊMIO ESTUDANTIL CHAMPAGNAT GEC O Presidente da Comissão Eleitoral, no uso das atribuições legais e estatutárias, vem, por meio deste instrumento, tornar público o processo das eleições para Diretoria Executiva do Grêmio Estudantil Champagnat

Leia mais

O programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República (AR) dirigida aos jovens do 2.º e do 3.ºciclos do ensino básico e do

O programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República (AR) dirigida aos jovens do 2.º e do 3.ºciclos do ensino básico e do O programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República (AR) dirigida aos jovens do 2.º e do 3.ºciclos do ensino básico e do ensino secundário Quem orienta este programa na Escola?

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE RIBEIRÃO PRETO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE RIBEIRÃO PRETO NORMAS QUE REGULARIZAM O PROGRAMA DE TUTORIA OFERECIDO AOS ALUNOS DE GRADUAÇÃO DA FORP-USP CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DO PROGRAMA Artigo 1º - Os objetivos do Programa de Tutoria são: I Gerais: Contribuir

Leia mais

REGULAMENTO DOS BLOCOS MARCHA NICO LOPES 2016

REGULAMENTO DOS BLOCOS MARCHA NICO LOPES 2016 REGULAMENTO DOS BLOCOS MARCHA NICO LOPES 2016 Da composição da Marcha Art. 1º. Os blocos da MARCHA NICO LOPES 2016 serão compostos pela comunidade da região de Viçosa, não necessariamente universitária,

Leia mais

EDITAL Nº 016/ SELEÇÃO DE MONITORIA DISCENTE 2016/2

EDITAL Nº 016/ SELEÇÃO DE MONITORIA DISCENTE 2016/2 EDITAL Nº 016/2016 - SELEÇÃO DE MONITORIA DISCENTE 2016/2 CURSOS DE ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA, ENGENHARIA CIVIL, ENGENHARIA ELÉTRICA, ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, ENGENHARIA MECÂNICA, ARQUITETURA E URBANISMO,

Leia mais

COMISSÃO DE DIREITO SECURITÁRIO

COMISSÃO DE DIREITO SECURITÁRIO COMISSÃO DE DIREITO SECURITÁRIO Regimento Interno Art. 1 º A Comissão de Direito Securitário é composta de: I Membros Efetivos, dentre eles o Presidente, o Vice-Presidente, Secretário e Membros Consultores;

Leia mais

Acordo de Acionistas. da CPFL Energia S.A. de Assessoramento do. Conselho da de Draft Administração. Atual Denominação Social. II Participações S.A.

Acordo de Acionistas. da CPFL Energia S.A. de Assessoramento do. Conselho da de Draft Administração. Atual Denominação Social. II Participações S.A. Acordo de Acionistas Regimento da Interno CPFL dos Energia Comitês S.A. de Assessoramento do Atual Denominação Social Conselho da de Draft Administração II Participações S.A. da CPFL Energia S.A. 1 Sumário

Leia mais

PORTARIA DA PROPPEX nº 002/2007

PORTARIA DA PROPPEX nº 002/2007 PORTARIA DA PROPPEX nº 002/2007 O Prof. Dr. Paulo Rogério Stella, Pró-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Fundação Santo André, no uso de suas atribuições legais, constantes no Regimento Geral

Leia mais

EDITAL PIBID FESL Nº 03/2015 SELEÇÃO DE BOLSISTAS ID

EDITAL PIBID FESL Nº 03/2015 SELEÇÃO DE BOLSISTAS ID EDITAL PIBID FESL Nº 03/2015 SELEÇÃO DE BOLSISTAS ID A Direção Acadêmica e a Coordenação do PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO A DOCÊNCIA DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUIS tornam público a abertura

Leia mais

ESTUDO BÍBLICO INDUTIVO Plano de Aula Modelo Para Pequenos Grupos de Militares

ESTUDO BÍBLICO INDUTIVO Plano de Aula Modelo Para Pequenos Grupos de Militares ESTUDO BÍBLICO INDUTIVO Plano de Aula Modelo Para Pequenos Grupos de Militares INTRODUÇÃO (5 minutos, incluindo objetivo) - Existem muitos tipos de estudos Bíblicos: tópico, personagem, livro, etc. - Existem

Leia mais

CONVOCATÓRIA. Contato: Luara Lopes Etapas da Convocatória

CONVOCATÓRIA. Contato: Luara Lopes Etapas da Convocatória Contato: Luara Lopes alveslopes@un.org +55 21 99348 5642 www.eird.org/camp-10-15/ O Escritório das Nações Unidas para a Redução de Riscos de Desastres (UNISDR), por meio de seu Escritório Regional para

Leia mais

Edital de seleção de trainees 2015 para a Atomic Júnior

Edital de seleção de trainees 2015 para a Atomic Júnior EDITAL São João del-rei, 08 de Maio de 2015 Edital de seleção de trainees 2015 para a Atomic Júnior A Empresa Júnior Atomic Jr., da Universidade Federal de São João del-rei, torna pública, por meio deste

Leia mais

Edital para Solicitação e Concessão do Distintivo de Reconhecimento Rotaract Brasil

Edital para Solicitação e Concessão do Distintivo de Reconhecimento Rotaract Brasil Edital para Solicitação e Concessão do Distintivo de Reconhecimento Rotaract Brasil Organização Multidistrital de Informações de Rotaract Club s Rotaract Brasil I DA DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º O Distintivo

Leia mais

COMO INICIAR UM GRUPO DE JOVENS DA PJMP

COMO INICIAR UM GRUPO DE JOVENS DA PJMP COMO INICIAR UM GRUPO DE JOVENS DA PJMP Preparando o Terreno Quem se dispõe a formar e acompanhar um novo grupo de jovens precisa ter conhecimento de algumas coisas como: O objetivo da Pastoral da Juventude

Leia mais

OLIMPÍADA CATARINENSE DE REDAÇÃO. 1 a Edição

OLIMPÍADA CATARINENSE DE REDAÇÃO. 1 a Edição OLIMPÍADA CATARINENSE DE REDAÇÃO 1 a Edição 1. Responsabilidade: A 1ª Olimpíada Catarinense de Redação (OCR 2016) é um projeto, sem fins lucrativos, realizado pela Secretaria de Educação do Estado, em

Leia mais

FARJ FEDERAÇÃO AQUÁTICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO REGULAMENTO DO CAMPEONATO ESTADUAL DUPLA CIDADANIA 2016 Atualizado em DAS FINALIDADES:

FARJ FEDERAÇÃO AQUÁTICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO REGULAMENTO DO CAMPEONATO ESTADUAL DUPLA CIDADANIA 2016 Atualizado em DAS FINALIDADES: FARJ FEDERAÇÃO AQUÁTICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO REGULAMENTO DO CAMPEONATO ESTADUAL DUPLA CIDADANIA 2016 Atualizado em 23.02.2016 DAS FINALIDADES: Realizar eventos competitivos em todo o território

Leia mais

DESCRITIVO DO PROCESSO SELETIVO DE ESTÁGIO 2017

DESCRITIVO DO PROCESSO SELETIVO DE ESTÁGIO 2017 DESCRITIVO DO PROCESSO SELETIVO DE ESTÁGIO 2017 O SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO Sesc AR/SE estará realizando no período de 24 de novembro a 04 de dezembro de 2016, inscrições para o Processo Seletivo de Estagiários

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS EAD 1º Semestre de 2017

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS EAD 1º Semestre de 2017 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS EAD 1º Semestre de 2017 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição

Leia mais

REGIMENTO DA SECÇÃO DE FORMAÇÃO E MONITORIZAÇÃO DA COMISSÃO PEDAGÓGICA

REGIMENTO DA SECÇÃO DE FORMAÇÃO E MONITORIZAÇÃO DA COMISSÃO PEDAGÓGICA REGIMENTO DA SECÇÃO DE FORMAÇÃO E MONITORIZAÇÃO DA COMISSÃO PEDAGÓGICA REGIMENTO DA SECÇÃO DE FORMAÇÃO E MONITORIZAÇÃO DO CENFORMA 2 Artigo 1.º Definição 1. O Regimento Interno da Secção de Formação e

Leia mais

Objetivo O exercício deste estágio objetiva promover atividades de apoio ao micro empreendedor individual (MEI) junto ao SEBRAE-PE.

Objetivo O exercício deste estágio objetiva promover atividades de apoio ao micro empreendedor individual (MEI) junto ao SEBRAE-PE. Laureate International Universities R EDITAL DE SELEÇÃO PARA ESTÁGIO DO SEBRAE 1 A FACULDADE DOS GUARARAPES, mantida pela Sociedade Capibaribe de Educação e Cultura - SOCEC, com sede em Jaboatão dos Guararapes

Leia mais

Das atividades, atribuições e carga horária

Das atividades, atribuições e carga horária Edital de abertura de inscrições para o processo de qualificação de candidatos à função de Coordenador de Área Responsável pelo Núcleo de Gestão Pedagógica e Acadêmica das Escolas Técnicas do Centro Estadual

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL

APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL A Agência de Certificação Ocupacional (ACERT) é parte integrante da Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) Centro de Modernização e Desenvolvimento da Administração

Leia mais