FACULDADE NOSSA CIDADE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FACULDADE NOSSA CIDADE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO"

Transcrição

1 FACULDADE NOSSA CIDADE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO Carapicuíba SP Janeiro

2 SUMÁRIO I. IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO NÚMERO DE REFERÊNCIA MANTENEDORA MANTIDA APRESENTAÇÃO E CONTEXTUALIZAÇÃO Da Mantenedora Denominação e Informações de Identificação da Mantenedora Da Mantida Histórico da Instituição de Ensino Missão da FNC - Faculdade Nossa Cidade Qualificação Profissional dos Dirigentes Proposta Pedagógica da Faculdade Nossa Cidade Formas de Participação dos Docentes nas Atividades de Direção da Instituição Regimento Interno da IES II. ORGANIZAÇÃO DIDATICO-PEDAGÓGICA PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO: ASPECTOS GERAIS Contexto Educacional Justificativa Para Oferta do Curso OBJETIVOS DO CURSO Objetivos Gerais Objetivos Específicos Missão do Curso PERFIL PROFISSIONAL DO EGRESSO Mercado de Trabalho

3 3.2 Número de Vagas PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO: FORMAÇÃO Estrutura Curricular Conteúdos Curriculares Matriz Curricular do Curso em Gestão de Financeira Total do 1º Módulo Total do 2º Módulo Total do 3º Módulo Total do 4º Módulo Ementário e Bibliografia Metodologia de Ensino Práticas Pedagógicas Inovadoras Atendimento ao Discente Acompanhamento Pedagógico e Psicopedagógico ao Discente Formas de Acesso ao Curso Sistema de Avaliação do Curso Sistema de Avaliação do Processo de Ensino e Aprendizagem III. CORPO DOCENTE ADMINISTRAÇÃO ACADÊMICA Composição do NDE Titulação do NDE Experiência Profissional do NDE Regime de Trabalho do NDE Titulação, Formação Acadêmica e Experiência do Coordenador do Curso Regime de Trabalho do Coordenador do Curso PERFIL DOS DOCENTES Titulação do Corpo Docente Adequação da Formação Administração Regime de Trabalho do Corpo Docente

4 2.3 Dedicação ao Curso Tempo de Experiência de Magistério Superior ou Experiência na Educação Profissional CONDIÇÕES DE TRABALHO Número de Alunos por Turma em Disciplinas Teóricas Pesquisa, Produção Científica e Tecnológica RELAÇÃO DE DOCENTES POR DISCIPLINAS... Erro! Indicador não definido. IV. INSTALAÇÕES FÍSICAS INSTALAÇÕES GERAIS Sala de Professores e Sala de Reuniões Gabinetes de Trabalho para Professores Salas de Aula Acesso dos Alunos a Equipamentos de Informática BIBLIOTECA Livros da Bibliografia Básica Livros da Bibliografia Complementar Periódicos Especializados ESPAÇO FÍSICO ATUAL Distribuição Do Espaço Físico Por Dependência Plano de Expansão Físico Campus Centro Distribuição do espaço físico por dependência Bloco/ Andar Campus em Construção Cronograma de Instalações Físicas Infra-Estrutura Acadêmica Biblioteca Laboratórios e Equipamentos de Informática Laboratórios Diversos utilizados pelo Curso

5 I. IDENTIFICAÇÃO DA INSTITUIÇÃO 1. NÚMERO DE REFERÊNCIA Processo n.: Instituição: Faculdade Nossa Cidade Denominação do Curso: Curso Superior de Tecnologia em Gestão Financeira Código da Avaliação: Ato regulatório: Autorização 2. MANTENEDORA Nome: Centro Educacional Nossa Cidade Ltda. Endereço: Avenida Francisco Pignatari nº 630 Vila Gustavo Correia Município: Carapicuíba SP CEP: Fone: (11) MANTIDA Nome: Faculdade Nossa Cidade FNC Endereço: Avenida Francisco Pignatari nº 630 Vila Gustavo Correia Município: Carapicuíba SP CEP: Fone: (11) Site: 5

6 4. APRESENTAÇÃO E CONTEXTUALIZAÇÃO O Centro Educacional Nossa Cidade Ltda., estabelecido na cidade de Carapicuíba, está engajado no processo de desenvolvimento que se verifica na região, valendo-se com muito empenho e dedicação das oportunidades geradas por uma sociedade que caminha a passos largos para ampliar sua participação no cenário nacional, à medida que o fortalecimento dos investimentos privados no Estado de São Paulo cria novas solicitações e estímulos em todas as áreas da produção e do conhecimento. São muitas as possibilidades socioeconômicas que se apresentam no atual momento por que passa a sociedade contemporânea. Como sempre, tais possibilidades precisam orientar-se a partir de referências científicas e culturais que abram novos horizontes de desenvolvimento auto-sustentado. Para tanto, as instituições de ensino desempenham papel único e insubstituível, como, aliás, tem sido amplamente reconhecido pela sociedade brasileira. Nesse contexto, o Curso Superior de Tecnologia em Gestão Financeira foi concebido para oferecer aos alunos egressos do ensino médio uma sólida formação técnica, amparada por um embasamento humanístico que lhes proporcione condições de adquirir uma visão abrangente da realidade em que atuarão, interferindo, com consciência, nos padrões de educação da comunidade. O objetivo do Centro Educacional Nossa Cidade Ltda. encerra, pois, a ideia legítima de dotar a região de Carapicuíba de um novo Curso Superior de Gestão financeira compatível com as exigências modernas impostas pelo avanço das ciências, visando atender às demandas emergentes por serviços na área de formação de Gestores Financeiros para sua comunidade de referência. Assim, ao levar adiante essa iniciativa, e em função da experiência profissional que preside a atuação dos seus dirigentes, o Centro Educacional Nossa Cidade Ltda. conta com a parceria da sociedade local e com o apoio formal dos órgãos oficiais do município de Carapicuíba, que estão comprometidos com o aprimoramento dos processos educativos na região. 6

7 A FNC possui atualmente cerca de 3500 alunos distribuídos em Cursos de graduação nas áreas de: Letras (habilitações Português e Inglês e suas respectivas Literaturas), Pedagogia, Educação Física- Licenciatura, Administração, Farmácia Engenharia Civil Direito Ciências Contábeis CST em Gestão de Recursos Humanos, CST em Logística, CST em Marketing, CST em Gestão de Segurança Privada, CST em Gestão de Tecnologia da Informação, CST em Gestão Financeira. CST em Segurança do Trabalho CST em Redes de Computadores CST em Radiologia CST em Gestão Ambiental A instituição mantém convênio com a Secretaria Estadual de Educação participando dos seguintes programas sociais: Escola da Família. Programa Ler e 7

8 Escrever, Jovens Acolhedores. Em parceria com Governo Federal, a FNC mantém convênios com o PROUNI e FIES e vem desenvolvendo na cidade de Carapicuíba diversos projetos de Inclusão Social (isoladamente ou em parceria com a Prefeitura Municipal), dentre os quais se destacam o Trote Solidário, projeto realizado semestralmente pela IES que visa arrecadação de alimentos, agasalhos e materiais escolares por parte dos alunos para que sejam doados às instituições e comunidades carentes da região; Campanha do Brinquedo; Biblioteca Móvel, Construção e reforma de uma Creche; Palestras Sociais. Os projetos sempre buscam o envolvimento da comunidade acadêmica com vistas a sua mobilização para as necessidades da população residente na região. Para o cumprimento de seus objetivos. 4.1 Da Mantenedora Denominação e Informações de Identificação da Mantenedora Mantenedora: Centro Educacional Nossa Cidade Ltda. O Centro Educacional Nossa Cidade Ltda. é uma entidade de caráter educativo, técnico e cultural que tem por finalidade a educação em seus vários níveis de ensino, sobretudo o Ensino Superior, com sede e foro na cidade de Carapicuíba - Centro, São Paulo, à Av. Francisco Pignatari, 630. Contrato Social inscrito na JUCESP sob nº 352I962227I em 20/01/2005, com última alteração do Contrato Social se encontra registrado na Junta Comercial do Estado de São Paulo sob o no /10-4, datado de 17 de agosto de inscrição no CNPJ sob nº / , e inscrição na Prefeitura do Município de Carapicuíba sob nº Regida pela Legislação Federal de Ensino Superior, pelo Contrato Social da Mantenedora e por atos normativos internos, o CENTRO EDUCACIONAL NOSSA CIDADE LTDA objetiva o desenvolvimento do espírito científico e do pensamento reflexivo do educando e a criação cultural, durante o período de formação profissional, em diferentes áreas do conhecimento. Além disso, por meio dos cursos de extensão, da 8

9 pesquisa e investigação científica, estimulados e realizados na instituição, pretende o aperfeiçoamento cultural e profissional do aluno, a divulgação de conhecimentos científicos à comunidade, com vistas ao bem-estar social, político e econômico do Homem. Para o cumprimento de seus objetivos, o CENTRO EDUCACIONAL NOSSA CIDADE LTDA tem por filosofia a ação pedagógica centrada em um processo educacional ativo, realista e atualizado que valoriza a qualidade de ensino e assegura ao educando independência intelectual, respeito social, pluralismo de ideias, criatividade, iniciativa e responsabilidade profissional Da Mantida Mantida: FNC Faculdade Nossa Cidade Histórico da Instituição de Ensino A Faculdade Nossa Cidade foi credenciada em 10 de fevereiro de 2006 conforme portaria MEC nº 431, publicada no DOU de 13 de fevereiro de Seus membros fundadores Professora Doutora Edna Maria Fernandes dos Santos Nascimento, Professor Doutor Luiz Antônio Ferreira, Doutora Lucília Saad Mamar e Doutor Isidoro Villibor Júnior, trabalharam pelo ideal comum de oferecer a uma comunidade carente um ensino de qualidade. Buscando este mesmo ideal, em 10 de dezembro de 2007 a instituição foi adquirida pelo Professor Mestre Joel Garcia de Oliveira, pela Professora Mestre Sandra Ap. Simões Garcia de Oliveira e pelo Sr.Silvio César Simões, membros da Diretoria do Grupo Educacional UNIFTS, grupo este mantenedor do Colégio Universitário Taboão e da Faculdade Taboão da Serra - FTS, com experiência com mais de 18 anos na área Educacional. A administração atual não mede esforços para que a FNC - Faculdade Nossa Cidade, torne-se um referencial no ensino superior no município de Carapicuíba e região. Para isso vem atualizando intensamente suas instalações físicas, por meio da 9

10 construção de seu campus próprio em uma área de 20 mil m2, Este investimento no campus próprio visa atender de maneira plenamente satisfatória os cursos ofertados atualmente e aqueles para os quais será solicitada autorização de funcionamento junto ao MEC, cursos estes que visam atender a necessidade social da população de Carapicuíba e região. O diferencial da FNC - Faculdade Nossa Cidade está em seu corpo docente com titulação adequada aos cursos e às disciplinas que ministram e, a ampla experiência e visão que seus mantenedores e diretores possuem na área educacional, tornando-se possível uma administração especialmente focada a atender as necessidades da região, e consciente da importância de investimentos perenes em infra-estrutura física e pedagógica para a oferta de um ensino superior de qualidade com vistas à formação de profissionais dotados de todas as competências e habilidades necessárias para o desenvolvimento da profissão escolhida Missão da FNC - Faculdade Nossa Cidade A FNC assume para si a missão de: Ser um pólo difusor de conhecimento com base na formação de cidadãos capazes de atuar de maneira ética e objetiva no processo de melhoria da qualidade de vida de sua comunidade Qualificação Profissional dos Dirigentes Cargo: Diretor Geral JOEL GARCIA DE OLIVEIRA Brasileiro, casado, 51 anos. Rua Diogo Pereira, 01, casa 170, Super Quadra Morumbi - SP Contatos: 10

11 Telefone Residencial: (11) Telefone Celular: (11) Telefone Comercial: (11) Formação Pós Graduação Stricto Sensu- Doutorado Instituição: FADISP Cursando Pós Graduação Stricto Sensu - Mestrado Instituição: Centro Universitário FIEO- UNIFIEO Cidade: São Paulo Estado: São Paulo Especialidade: Direito Título da Dissertação: O Direito à vida e o abortamento de feto anencefálico: Um estudo de caso sobre a proporcionalidade e a colisão de direitos Orientador: Prof. Dr. Domingos Sávio Zainaghi Pós Graduação Lato Sensu Instituição: Instituto Nacional de Pós-Graduação - INPG Cidade: São Paulo Estado: São Paulo Especialidade: Direito Empresarial Orientador: Prof. Carlos Shinoda Duração: 360 horas Inicio: Término: Instituição: Centro de Extensão Universitária Cidade: São Paulo Estado: São Paulo Especialidade: Direito Educacional Duração: 360 horas Início: Término:

12 Instituição: Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP Cidade: São Paulo Estado: São Paulo Especialidade: Administração Municipal Gerência de Cidades Orientador: Prof. Arthur Marega Duração: 437 horas Inicio: Término: Instituição: Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP Cidade: São Paulo Estado: São Paulo Especialidade: Administração de Empresas Orientador: Prof. Francisco Carlos Damante Duração: 360 horas Inicio: Término: Graduação Instituição: Universidade Paulista Cidade: São Paulo Estado: São Paulo Curso: Direito- Bacharelado Duração do Curso: 05 anos Ano de Conclusão: 2002 Instituição: Fundação de Estudos Sociais do Paraná - FESP Cidade: Curitiba Estado: Paraná Curso: Administração de Empresas - Bacharelado Duração do Curso: 04 anos Ano de Conclusão: 1987 Atuação Acadêmica Instituição: Faculdade Taboão da Serra- FTS Cidade: Taboão da Serra Estado: São Paulo Curso: Direito Disciplinas: Direito Civil Curso: Administração Disciplinas: Direito Público e Privado. Período: de 2000 a

13 Atuação Profissional Faculdade Nossa Cidade - FNC Avenida Rui Barbosa, 605 Centro Carapicuíba SP Cargo: Diretor Geral Período: Desde janeiro de 2008 Faculdade Taboão da Serra - FTS Rod. Régis Bittencourt, 199, Centro Taboão da Serra SP Cargo: Diretor Acadêmico Período: de agosto de 2000 a dezembro de 2007 Garcia de Oliveira Advogados Avenida Caetano Barrela, 205 Jardim da Glória Taboão da Serra SP Cargo: Sócio Período: desde dezembro de 2004 Prefeitura Municipal de Taboão da Serra Praça Miguel Ortega, 439 Parque Assunção Taboão da Serra SP Cargo: Secretário de Governo Período: de 1997 a 2004 Tribunal Regional do Trabalho 2ª Região Juiz Classista/ Empregador 1ª Instância Período: de 1998 a 2001 Dental Lello Ltda Rua Tavares Vilela, São Paulo SP Cargo: Sócio cotista Período: 1987 a 2002 Outros Instituição: Universidade Paulista 13

14 Seminário: Mediação, um Projeto Inovador. Carga horária: 12 horas Período: 10/2001 Instituição: CM Consultoria Curso de Direito no Século XXI Carga Horária: 16 horas Período: 06/2001 Instituição: Consultoria em Administração Municipal CONAM Reunião de Trabalho- discussão: principais problemas a serem enfrentados pelos novos Administradores municipais Período: 11/1996 Cargo: Vice-Diretora Geral Samira Martins Rodrigues Fortunato Rua Rio Claro, 145, Taboão da Serra SP Contatos: Telefone Residencial: (11) Telefone Celular: (11) Formação Stricto Sensu - Mestrado Administração, Educação e Comunicação. Universidade São Marcos Concluído em junho de Pós Graduação Especialização 14

15 Direito Educacional Centro de Extensão Universitária - dezembro de Pós Graduação Lato Sensu: Administração de Empresas Gestão Estratégica de Negócios Instituto Nacional de Pós Graduação- INPG- dezembro Graduação: Administração de Empresas Faculdade Taboão da Serra- FTS junho de Experiência Profissional Faculdade Nossa Cidade Vice-Diretora Geral desde 01/2008 Pioneira Educacional Ltda Mantenedora da Faculdade Taboão da Serra- FTS de 1997 a 2007 Áreas de Atuação Assistência a Diretoria Geral Período: janeiro de 2005 até agosto de Proposta Pedagógica da Faculdade Nossa Cidade a) Objetivos A FNC - Faculdade Nossa Cidade tem como objetivo oferecer educação - fato gerador de desenvolvimento econômico, social e cultural - a todos os segmentos da sociedade, democratizando o acesso ao ensino e cumprindo seu papel de multiplicador 15

16 de cultura e de informação. Para tanto, oferece ao futuro profissional um ensino de qualidade, proporcionando-lhe o acesso tanto no que diz respeito às teorias e técnicas modernas quanto aos recursos materiais/equipamentos e às práticas profissionais específicas. b) Diretrizes As diretrizes adotadas pela Faculdade Nossa Cidade são aquelas determinadas pelo MEC, através dos Currículos Mínimos ou das novas Diretrizes Curriculares Nacionais, e também pela sistemática constante de avaliação dos cursos, segundo os critérios de qualidade exigidos por lei e pelas atuais exigências do mercado de trabalho. c) Plano de Cursos Os planos de cursos são elaborados e desenvolvidos por cada Colegiado de Curso, dentro da sua área de conhecimento, respeitando-se a legislação em vigor e o Regimento Interno, com o envolvimento de todo o corpo docente e discente da Instituição. d) Síntese das Metas Pontos priorizados no ensino superior da Faculdade Nossa Cidade: Formação de profissionais habilitando-os ao exercício da profissão e como especialistas de nível superior; Estímulo à criação cultural e desenvolvimento do pensamento reflexivo; Realização de pesquisas e apoio a atividades criadoras; Flexibilização das matrizes curriculares com o objetivo de proporcionar uma melhor formação ao aluno; Estímulo ao futuro profissional a manter-se permanentemente atualizado mediante programas de ensino, pesquisa e extensão da rede de ensino oficial; Extensão do ensino e da pesquisa à comunidade, mediante cursos, serviços especiais e de ação comunitária; Colaboração com entidades públicas e privadas, por meio de atividades de consultoria e assessoria; 16

17 Outras metas estão acrescidas após identificação do diagnóstico do corpo discente da Faculdade Nossa Cidade Formas de Participação dos Docentes nas Atividades de Direção da Instituição Como previsto em Regimento Interno e já em exercício nos demais cursos, no que concerne ao aspecto administrativo, o corpo docente da Faculdade Nossa Cidade possui representação assegurada nos seus órgãos colegiados. Do ponto de vista pedagógico, possui participação determinante na discussão, construção e aprimoramento - ao longo do tempo - do projeto pedagógico da Faculdade Nossa Cidade, na perspectiva de tornar coerentes às decisões que envolvem a gestão do seu patrimônio acadêmico. São convocados, ordinariamente, uma vez a cada período letivo, o Conselho Superior Acadêmico e o Colegiado de Curso e, extraordinariamente, quando se fizer necessário. As formas de participação do corpo docente nas atividades de direção da Faculdade Nossa Cidade são assim disciplinadas no seu Regimento Interno: a) Artigo 8º - O Conselho Superior Acadêmico, órgão superior deliberativo em matéria acadêmico-administrativa, didático-científica e disciplinar, é constituído: I - pelo Diretor Geral, seu Presidente; II - pelo Vice-Diretor Geral; III - por um representante dos Coordenadores de Curso; IV - pelo Coordenador do Núcleo de Extensão e Pesquisa; V - pelo Coordenador do Núcleo de Estágio; VI - pelo Coordenador do Núcleo de Apoio Pedagógico; VII - por dois representantes do Corpo Docente; VIII - por um representante da Comunidade; IX - por dois representantes da Mantenedora, por ela indicado; X - por um representante do Corpo Discente. 1º - O representante da Comunidade será escolhido pelo Diretor Geral e aprovado pela Mantenedora, com mandato de 01 (um) ano, podendo ser renovado. 17

18 2º - Os representantes do Corpo Docente são eleitos por seus pares, para mandato de 01 (um) ano, podendo ser renovado. 3º - Os representantes da Mantenedora, por ela indicados, e do corpo discente, indicado na forma da legislação vigente, terão mandato de 01 (um) ano, podendo ser renovados. c) Artigo 16 - Cada curso terá um Colegiado de Curso constituído de 05 (cinco) membros, sendo 03 (três) docentes, o Coordenador de Curso e um representante do corpo discente. 1º - Os docentes terão mandato de 01 (um) ano, com direito à recondução e serão nomeados pelo Diretor Geral, sendo indicados por seus pares. 2º - O representante do corpo discente deve ser aluno do curso, com freqüência regular, indicado por seus pares, para mandato de 02 (dois) períodos letivos, com direito a recondução. Ademais, o corpo docente está envolvido, obviamente, em todas aquelas tarefas que são próprias de sua missão educadora e que o levam ao bom desempenho de suas funções. Entende-se, como tal, desde a participação na elaboração da proposta pedagógica, aí considerando o tempo dedicado ao planejamento e concomitante freqüência em reuniões e comissões, como aqueles procedimentos decorrentes do processo ensino-aprendizagem, querem sejam, o de ministrar, orientar, avaliar o saber específico, bem como elaborar e executar projetos de pesquisa e extensão Regimento Interno da IES O Regimento da Faculdade Nossa Cidade, em vigor, está aprovado pela Portaria SESU número 24, publicada no DOU de 16 de janeiro de 2008, seção 1, página

19 II. ORGANIZAÇÃO DIDATICO-PEDAGÓGICA 1. PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO: ASPECTOS GERAIS 1.1 Contexto Educacional O Projeto Pedagógico do CST em Gestão Financeira da Faculdade Nossa Cidade (FNC) considera as metas do Plano Nacional de Educação (PNE) para o atendimento na educação superior, o desenvolvimento econômico e a demanda do setor produtivo da região, a população do ensino médio e técnico local e a política institucional de expansão para a área tecnológica, de maneira plenamente adequada. O Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da IES considerou o levantamento sócio-demográfico, da região oeste da grande São Paulo, realizado pela Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano S/A (EMPLASA) e Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados de São Paulo (SEADE) para referendar a justificativa de que a cidade de Carapicuíba e região comporta e absorverá grande parte dos profissionais que a FNC pretende formar. Os estudos realizados por especialistas, geógrafos, sociólogos, arquitetos, economistas, historiadores, engenheiros da EMPLASA, apresentam uma leitura da região metropolitana de São Paulo que mostra mudanças histórico-sócio-geográficotecnológicas. A partir de resultados estatísticos, a EMPLASA propõe uma reflexão cuidadosa sobre a realidade levantada com a finalidade de melhor construção do espaço urbano. Considerando quatro dimensões para o desenvolvimento, e tendo como meta o ano de 2010, prevêem a configuração futura da região metropolitana: o crescimento econômico, a equidade social, a preservação e melhoria da qualidade de vida e a preservação da disponibilidade de recursos naturais. A previsão desse desenvolvimento ampara-se em dois eixos: os dos recursos naturais e o dos recursos humanos. Quanto aos recursos naturais, deve ser preservado, conservado, recuperado o ambiente da 19

20 metrópole por meio de ações educativas da população; em relação aos recursos humanos, é a garantia da capacitação físico-mental e a profissionalização dos habitantes que garantem o desenvolvimento. Essas previsões norteiam as ações educativas que a IES pretende desenvolver, contribuindo para a preservação do meio ambiente e prestando serviço com a formação de profissionais qualificados para a região. Segundo a SEADE, o sistema IDH, adotado, mundialmente, mede a qualidade de vida e resulta da média aritmética de três indicadores: esperança de vida ao nascer (longevidade), educação e renda. O IDH varia de 0 a 1: até 0,499, desenvolvimento humano baixo; entre 0,500 e 0,799, desenvolvimento humano médio; maior que 0,800, desenvolvimento humano considerado alto. No ranking dos municípios, Carapicuíba aparece em 218º lugar, com 0,793 que lhe confere desenvolvimento médio. Os dados levantados pela EMPLASA e pela SEADE demonstram o potencial de desenvolvimento desses municípios integrantes da RMSP que comprovam a necessidade de mais escolas de nível superior que formem profissionais qualificados, principalmente, na cidade de Carapicuíba, sede da FNC. Os números do Censo da Educação Superior de 2010, divulgados pelo Ministério da Educação (MEC), indicam que as metas do Plano Nacional de Educação (PNE),, dificilmente serão alcançadas. Segundo o MEC, apenas 16% dos jovens brasileiros de 18 a 24 anos estão cursando ensino superior. O PNE prevê que o Brasil deverá ter 30% dos seus jovens daquela faixa etária na faculdade em As informações que seguem, obtidas junto a SEADE, delineiam o perfil do município de Carapicuíba que conta com habitantes, situa-se na sub-região oeste da região metropolitana de São Paulo, a 23 km do marco zero da cidade de São Paulo, localizado na Praça da Sé. Tem como divisas as cidades de Barueri ao norte, Cotia ao sul, Osasco ao leste e Jandira a oeste. A área territorial do município de Carapicuíba é de 36 km² e sua topografia tem característica bastante acidentada; seus acessos principais são as rodovias Castelo Branco ao norte, a Rodovia Raposo Tavares ao sul, é cortada pela Avenida dos Autonomistas na vertical e na horizontal pelo Rodoanel. Carapicuíba conta com 7 20

21 creches, 18 pré-escolas com 7645 crianças beneficiadas, no ensino fundamental estão matriculados alunos e no médio É registrado um total de matrículas no ensino fundamental o que representa um significativo esforço de atendimento das necessidades locais por educação básica. Também é significativo o número de matrículas no ensino médio, , e seu número de concluintes, 5160, que se constituem, em parte, o futuro público-alvo da FNC, além dos alunos dos municípios vizinhos. Segundo entrevistas com autoridades locais, microempresários, habitantes, são muitas as dificuldades enfrentadas por esses jovens e adultos na busca de uma profissionalização e melhores condições de vida, e constitui-se como um dos maiores entrave a distância de escolas superiores. Muitos têm de se dirigir a outros municípios onde encontram mais leques de ofertas de curso Cerca de 400 professores de ensino fundamental (1ª/9ª séries) deixam a cidade para fazerem um curso superior; outros procuram fora cursos de atualização ou pós-graduação lato sensu ou stricto sensu. Vale ressaltar que a FNC é de fácil acesso, estando localizada no centro do município, a 100 metros do terminal rodoviário e da estação de trem. Há no entorno uma série de serviços, como agências bancárias, Hospital Municipal, Delegacia de Polícia, farmácias, supermercados e um comércio bastante freqüentado pela população. Deste modo, o volume e a qualidade dos recursos produtivos existentes em Carapicuíba mostram que essa região atingiu um alto grau de maturidade e produtividade em decorrência da combinação dos fatores acima mencionados e que tem também grande relevância do ponto de vista da geração de trabalho e renda, tanto em relação ao Estado de São Paulo como em relação ao Brasil. Os resultados obtidos por meio das ações regionais têm se concretizado em produtos importantes para a consolidação da imagem de uma região unificada e integrada, como por exemplo, a construção de incubadoras de empresas. Entretanto, a mais importante conquista destes novos atores regionais é a implementação de um processo permanente de Planejamento Regional Estratégico (PRE), com a participação efetiva e acompanhamento da sociedade civil organizada. 21

22 Na implantação do CST em Gestão Financeira, a IES considera como missão levar a toda comunidade o desenvolvimento educacional no campo das Ciências Tecnológicas e Gerenciais e aperfeiçoamento profissional aplicados não somente na transmissão do saber, como também nas atividades de pesquisa e extensão, voltadas para a realidade da região, do Estado e do País. Ademais, o crescimento esperado em todos os setores da economia do país nos próximos anos, e de modo particular, na região de Carapicuíba, produzirá forte demanda sobre mão-de-obra qualificada, com destaque para as áreas de serviços e tecnologia. Tanto numa como noutra dessas áreas, a procura por profissionais com formação em Gestão Financeira será intensa, pois as novas relações econômicas que se estabelecem, baseadas em paradigmas empresariais, trabalhistas e administrativos em transformação, exigem constante adaptação por parte desses profissionais. Do ponto de vista das instituições de ensino, por sua vez, observam-se crescente demanda por cursos superiores motivada pelo aumento do número de alunos, que concluem o ensino médio e, que pretendem ingressar na faculdade; além de uma ampla gama de possibilidades oferecidas pelo mercado de trabalho regional, seja no setor público seja em empresas privadas. A exigência de qualificação cresce em todos os segmentos profissionais e a demanda por diplomas de curso superior não é exceção. Quanto mais se intensifica a disputa por empregos, maiores são as exigências que as empresas fazem sobre os candidatos às oportunidades de trabalho por elas oferecidas. É nesse contexto que a Direção do Centro Educacional Nossa Cidade Ltda, e outras lideranças comunitárias, se volta para projetar este empreendimento educacional a Faculdade Nossa Cidade - apoiando-se justamente na situação recém passada e presente e nas perspectivas viáveis, colocando à disposição da comunidade local e regional uma opção diferenciada para a formação de profissionais de nível superior. 22

23 1.2 Justificativa Para Oferta do Curso Os últimos trinta anos são caracterizados por mudanças intensas vivenciadas pela humanidade. A tecnologia evoluiu consideravelmente. Os métodos, processos e técnicas de gestão traduzem-se em outra realidade para as organizações. O mundo globalizado impõe uma nova dinâmica às sociedades industrializadas ou não. A velocidade e a intensidade dessas mudanças modificam as culturas regionais e pulverizam velhos paradigmas tradicionais. Tudo, rapidamente, vira passado. O Brasil hoje vive um grande dilema para enfrentar essa situação. Precisa, para tanto, dentre outras providências, criar condições para fortalecer suas empresas, haja vista que pesquisas recentes, realizadas por segmentos empresariais representativos, mostram que, acima de 80%, as nossas organizações têm um perfil tipicamente familiar, enquanto a concorrência das empresas transnacionais é cada vez mais acirrada estas possuem capital, tecnologia de ponta e processos de gestão avançados. Assim não resta alternativa que não passe por um amplo processo de profissionalização das empresas locais, sob pena da extinção de um modelo que é responsável pela geração de 80% do Produto Interno Bruto/PIB do País e pela absorção de grande parte da mão-de-obra formalmente ocupada. Em Carapicuíba e região, embora não se tenha dados precisos, é enorme a mortalidade das empresas locais, particularmente com a entrada da concorrência externa, a falta de um estudo de mercado e de um planejamento criterioso. Muitas são as causas, mas provavelmente a deficiência da qualificação da mão-de-obra seja uma das mais visíveis, notadamente daqueles profissionais voltados para a gestão das organizações e dos seus órgãos internos. O comércio varejista, o setor educacional, a indústria de alimentos, a indústria de bebidas, o setor de saúde, o setor imobiliário etc., necessitam de pessoas gabaritadas para conduzir empresas e gerar negócios, atuando com competência, tomando decisões que envolvam riscos e agindo, sobretudo, com as universidades, as escolas profissionalizantes e os centros tecnológicos, diante da problemática posta, assumem um papel relevante como instituições qualificadoras de mão-de-obra para todos os segmentos sociais e econômicos, dentre os quais, destacam-se as empresas como fonte criadora de bens e serviços, e agentes capazes de gerar empregos e renda em especial, numa sociedade com a estrutura do Estado de São Paulo. 23

CHECK-LIST PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO

CHECK-LIST PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO CHECK-LIST PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO Com a finalidade de otimizar o processo de elaboração e avaliação dos Projetos Pedagógicos do Cursos (PPC), sugere-se que os itens a seguir sejam

Leia mais

Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS POR CURSO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARGA HORÁRIA SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª

FACULDADE MORAES JÚNIOR CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS POR CURSO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARGA HORÁRIA SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª FACULDADE MORAES JÚNIOR DAS DISCIPLINAS POR CURSO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Duração do Curso: 4 anos. Total de 3.200 horas-aula CIÊNCIAS CONTÁBEIS SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª Contabilidade e Análise

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação Superior - DAES SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO. 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos

ADMINISTRAÇÃO. 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos ADMINISTRAÇÃO 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Administração PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos Máximo = 8 anos 2. HISTÓRICO DO CURSO

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 Curso Superior em Tecnologia em Design de Moda Dados de identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

FACULDADE PASCHOAL DANTAS

FACULDADE PASCHOAL DANTAS FACULDADE PASCHOAL DANTAS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO ÊNFASE GESTÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO - SP NOVEMBRO DE 2008 ÍNDICE 1. Visão e Missão da FPD...3 2. ORGANIZAÇÃO

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO PROVÍNCIA LA SALLE BRASIL - CHILE APRESENTAÇÃO O Setor de Educação Superior da Província

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

Administração. Curso de Graduação Bacharelado em

Administração. Curso de Graduação Bacharelado em Curso de Graduação Bacharelado em Administração O curso de Administração está enquadrado como uma ciência social aplicada. Estuda-se em profundidade técnicas e instrumentos analíticos, além de simulações

Leia mais

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE ANO II Nº 003 Editado pela Secretaria Geral das FIPAR Faculdades Integradas de Paranaíba FIPAR Paranaíba, 08 de agosto de 2008. AVISO DE PUBLICAÇÃO E ADEQUAÇÃO DE MATRIZ

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Técnico em Vendas FORMA/GRAU:( )integrado ( x )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE:

Leia mais

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. (Resumido)

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. (Resumido) FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVAS DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM ES Curso de Administração reconhecido pelo Decreto Federal nº 78.951, publicado no D.O.U. de 16-12-1976 Curso de Ciências Contábeis

Leia mais

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 10/09/2012 1

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 10/09/2012 1 CIÊNCIAS CONTÁBEIS Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 10/09/2012 1 CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS Dados de identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA DA UTFPR

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA DA UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA DA UTFPR Resolução

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Sem. CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS I II III IV V VI VI I Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Página 1 de 25 Ministério da Educação Nº 1229 - Segunda feira, 21 de junho de 2010 Gabinete do Ministro - Portaria nº 807, de 18 de junho de 2010 Gabinete do Ministro - Portaria nº 808, de 18 de junho

Leia mais

MBA EXECUTIVO DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA

MBA EXECUTIVO DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA MBA EXECUTIVO DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA 2012.1 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS É uma instituição de direito privado, sem fins lucrativos, fundada em 20 de dezembro de 1944, com o objetivo de ser um centro voltado

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº09/2011 Aprova a estrutura curricular do Curso de Administração do Centro de

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO

1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO O Curso de Secretariado Executivo das Faculdades Integradas de Ciências Exatas Administrativas e Sociais da UPIS, reconhecido pelo MEC desde 1993, pela Portaria 905, de 24.06,1993,

Leia mais

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 O Curso de Administração da ESAG Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 Missão da ESAG A ESAG tem por missão realizar o ensino, a pesquisa, a extensão, de modo articulado, a fim de contribuir na formação

Leia mais

SEMINÁRIO DE GRADUAÇÃO ENADE 2015

SEMINÁRIO DE GRADUAÇÃO ENADE 2015 SEMINÁRIO DE GRADUAÇÃO ENADE 2015 ROTEIRO SINAES Princípios e concepções Os Ciclos Avaliativos do Enade e os Indicadores de Qualidade Enade 2015 PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO SINAES Responsabilidade : responsabilidade

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fase Cód. Disciplina I Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Prérequisito s Carga Horária

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 72/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação, modalidade

Leia mais

Curso de Pedagogia Portaria de Autorização ME nº 2415, de 14 de Setembro de 2001- Reconhecimento -Portaria ME. 58/2007. INÍCIO-01/08/2006 1º Semestre

Curso de Pedagogia Portaria de Autorização ME nº 2415, de 14 de Setembro de 2001- Reconhecimento -Portaria ME. 58/2007. INÍCIO-01/08/2006 1º Semestre Inciso II Programa de cada curso oferecido e demais componentes curriculares, sua duração, requisitos e critérios de Avaliação: Instituto Educacional do Estado de São Paulo Autorização de Credenciamento:

Leia mais

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC Campus Ceilândia GESTÃO E PRÁTICAS EMPREENDEDORAS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Ceilândia, Fevereiro de 2014. CURSO DE FORMAÇÃO

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO MISSÃO DO CURSO Formar profissionais de elevado nível de consciência crítica, competência técnica empreendedora, engajamento

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO (PPC)

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO (PPC) , INCLUINDO ESSE, DEVEM SER RETIRADOS DO TEXTO FINAL, POIS SERVEM SOMENTE COMO ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO DOCUMENTO FINAL> PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO (PPC)

Leia mais

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010

MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 MINI STÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINI STRO P ORTARIA Nº 808, DE 18 DE JUNHO DE 2010 Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Matriz Curricular vigente a partir de 2010/1 Fase Cód. Disciplina Carga Horária Prérequisitos

Leia mais

Informações sobre o Curso de Administração

Informações sobre o Curso de Administração Objetivo Geral do Curso: Informações sobre o Curso de Administração Prover a sociedade de profissional dotado de senso crítico e comportamento ético-profissional qualificado. Um Administrador criativo,

Leia mais

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS SALVADOR 2012 1 CONTEXTUALIZAÇÃO Em 1999, a UNIJORGE iniciou suas atividades na cidade de Salvador, com a denominação de Faculdades Diplomata. O contexto

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 CURSO: BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Dados de Identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo

Leia mais

31956 Monografia II 31926

31956 Monografia II 31926 Currículo Novo 2006/01 Duração: 182 créditos 2.730h, acrescidas de 270h de atividades complementares, totalizando 3.000h 31544 Teoria das Organizações I - 31554 Matemática I - 31564 Teoria das Organizações

Leia mais

CURSO: Matemática. Missão

CURSO: Matemática. Missão CURSO: Matemática Missão O Curso de Licenciatura em Matemática tem por missão a formação de docentes com um novo perfil fundamentado na conexão de dois eixos, pedagógico e matemático, permeado pelos recursos

Leia mais

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72 Matriz Curricular do Curso de Administração 2015.1 1ª Fase CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ- REQUISITOS CRED ADM001 Interpretação e Produção de Textos - ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade

Leia mais

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal

Inscrições Abertas. Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal MBA Recursos Humanos Inscrições Abertas Dia e horário das aula: Sexta-Feira 18h30 às 22h30 Quinzenal Sábado 08h30 às 17h30 Quinzenal Carga horária: 600 Horas Duração: 24 meses *As informações podem sofrer

Leia mais

Pós-graduação MBA em Administração e Marketing

Pós-graduação MBA em Administração e Marketing 1 Ascensão Acadêmica Pós-Graduação alavanca sucesso na carreira profissional Pesquisa coordenada pelo Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em 2010, indica que as pessoas que não

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA OBJETIVOS OBJETIVO GERAL DO CURSO:

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA OBJETIVOS OBJETIVO GERAL DO CURSO: EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Bacharelado em Administração FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais

PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais PROJETO DE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Gestão e Relações Internacionais IDENTIFICAÇÃO DO CURSO Curso de Especialização em Gestão e Relações Internacionais Área de Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas

Leia mais

Resolução 038/2001 CONSEPE

Resolução 038/2001 CONSEPE Resolução 038/2001 CONSEPE Aprova as normas de funcionamento do Curso de Administração do Centro de Ciências da Administração CCA/ESAG. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE

Leia mais

Resolução nº 2/2006 3/2/2006 RESOLUÇÃO CNE Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 DOU 03.02.2006

Resolução nº 2/2006 3/2/2006 RESOLUÇÃO CNE Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 DOU 03.02.2006 Resolução nº 2/2006 3/2/2006 RESOLUÇÃO CNE Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 DOU 03.02.2006 Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Engenharia Agrícola e dá outras providências.

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Portaria nº 808, de 8 de junho de 00. Aprova o instrumento de avaliação para reconhecimento de Cursos Pedagogia, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES. O MINISTRO DE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO ELABORAÇÃO DO PPC INTRODUÇÃO O Projeto Pedagógico de Curso (PPC) deve orientar a ação educativa, filosófica e epistemológica do mesmo, explicitando fundamentos políticos,

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR

PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA CAMPUS SANTA ROSA Rua Uruguai, 1675Bairro Central CEP: 98900.000

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação MANUAL DO CANDIDATO Pós-graduação Prezado(a) Candidato(a), Agradecemos o interesse pelos nossos cursos. Este manual contém informações básicas pertinentes ao curso, tais como: objetivos do curso e das

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO INTRODUÇÃO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO (PPC) Articulação com o Plano de Desenvolvimento Institucional PDI Projeto Político Pedagógico Indissociabilidade entre ensino, pesquisa

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação Bacharelados, Licenciaturas e Cursos Superiores de Tecnologia (presencial e a distância)

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação Bacharelados, Licenciaturas e Cursos Superiores de Tecnologia (presencial e a distância) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2014 Atualizado em 6 de junho de 2014 pela Assessoria de

Leia mais

Plano de Ensino PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios CURSO: Bacharelado em Administração MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado (

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 16/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Fase Cód. I

Leia mais

Padrões de Qualidade para os Cursos de Graduação em Direito

Padrões de Qualidade para os Cursos de Graduação em Direito MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR COORDENAÇÃO DAS COMISSÕES DE ESPECIALISTAS DE ENSINO COMISSÃO DE ESPECIALISTAS DE ENSINO DE DIREITO APRESENTAÇÃO: Padrões de Qualidade para os Cursos

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DA PÓS-GRADUAÇÃO (cursos stricto sensu)

REGULAMENTO GERAL DA PÓS-GRADUAÇÃO (cursos stricto sensu) REGULAMENTO GERAL DA PÓS-GRADUAÇÃO (cursos stricto sensu) Título I INTRODUÇÃO GERAL Art. 1 O presente Regulamento se constitui, em conjunção com o Estatuto e o Regimento Geral da Universidade Federal do

Leia mais

GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS.

GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS. GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CARACTERIZAÇÃO DO CURSO DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS. DIPLOMA CONFERIDO: TECNÓLOGO DE

Leia mais

PROPOSTA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2012.2. Noturno

PROPOSTA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2012.2. Noturno PROPOSTA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2012.2 DENOMINAÇÃO: PORTARIA DE AUTORIZAÇÃO: PORTARIA DE RECONHECIMENTO: REGIME ESCOLAR: NÚMERO DE VAGAS ANUAIS: TURNOS DE FUNCIONAMENTO: NÚMERO DE ALUNOS POR TURMA:

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: 4001 Publicidade e Propaganda MISSÃO DO CURSO O curso de Publicidade e Propaganda do Centro Universitário Estácio Radial de São Paulo tem como missão formar

Leia mais

LEI Nº 1528/2004. A CÂMARA MUNICIPAL DE ARAUCÁRIA, Estado do Paraná, aprovou, e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 1528/2004. A CÂMARA MUNICIPAL DE ARAUCÁRIA, Estado do Paraná, aprovou, e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1528/2004 "INSTITUI O SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO DO MUNICÍPIO DE ARAUCÁRIA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS". A CÂMARA MUNICIPAL DE ARAUCÁRIA, Estado do Paraná, aprovou, e eu, Prefeito Municipal, sanciono

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES FACULDADE DE MATEMÁTICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES FACULDADE DE MATEMÁTICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES FACULDADE DE MATEMÁTICA REGIMENTO INTERNO DA FACULDADE DE MATEMÁTICA, CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES, UFPA.

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIVERSIDADE DE CRUZ ALTA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Reconhecido pela Portaria nº 706 de 18/12/2013 D.O.U. 19/12/13 Base Curricular do Curso de Ciências Contábeis

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Direito (presencial e a distância)

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Direito (presencial e a distância) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES

BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES Bacharelados Interdisciplinares (BIs) e similares são programas de formação em nível de graduação de natureza geral, que conduzem a diploma, organizados por grandes áreas

Leia mais

EDUFOR SERVIÇOS EDUCACIONAIS LTDA FACULDADE EDUCACIONAL FORTALEZA EDUFOR CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO

EDUFOR SERVIÇOS EDUCACIONAIS LTDA FACULDADE EDUCACIONAL FORTALEZA EDUFOR CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO EDUFOR SERVIÇOS EDUCACIONAIS LTDA FACULDADE EDUCACIONAL FORTALEZA EDUFOR CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PROJETO DO CENTRO DE EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO CEI 2013 1. APRESENTAÇÃO Ciente da necessidade

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO CURSO: TURISMO ( bacharelado) Missão Formar profissionais humanistas, críticos, reflexivos, capacitados para planejar, empreender e gerir empresas turísticas, adaptando-se ao

Leia mais

Relatório de Autoavaliação

Relatório de Autoavaliação Relatório de Autoavaliação O CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO ESTÁCIO UNIRADIAL é uma Instituição Privada de Ensino Superior com fins lucrativos, situada no Município de São Paulo, Estado

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior- Conaes Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

DOCUMENTO 03 ENSINO SUPERIOR NO BRASIL

DOCUMENTO 03 ENSINO SUPERIOR NO BRASIL DOCUMENTO 03 ENSINO SUPERIOR NO BRASIL Com o advento da nova Constituição em 1988 e a promulgação e da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional em fins de 1996, novas perspectivas foram colocadas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância - Dresead Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Leia mais

APROVAÇÃO DO CURSO E AUTORIZAÇÃO DA OFERTA PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PROMOTOR DE VENDAS. Parte 1 (solicitante)

APROVAÇÃO DO CURSO E AUTORIZAÇÃO DA OFERTA PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PROMOTOR DE VENDAS. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA APROVAÇÃO DO CURSO E AUTORIZAÇÃO DA OFERTA PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL

GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL CARACTERIZAÇÃO DO CURSO DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS DIPLOMA CONFERIDO:

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: DIREITO Missão O Curso se propõe a formar profissionais conscientes da finalidade do Direito como instrumento de transformação social e construção da cidadania, capazes

Leia mais

PONTOS FRACOS E PONTOS FORTES E PROPOSTA PARA SOLUCIONAR E/OU MINIMIZAR

PONTOS FRACOS E PONTOS FORTES E PROPOSTA PARA SOLUCIONAR E/OU MINIMIZAR PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO COORDENADORIA DE ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL SÍNTESE DE RELATORIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL E DE AVALIAÇÃO EXTERNA PONTOS FRACOS E PONTOS FORTES E PROPOSTA

Leia mais

FACULDADES SPEI Curso de Administração MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DAS FACULDADES SPEI

FACULDADES SPEI Curso de Administração MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DAS FACULDADES SPEI FACULDADES SPEI Curso de Administração MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DAS FACULDADES SPEI CURITIBA 2009 Manual de Estágios Matriz Curricular 2009 2 1. APRESENTAÇÃO Este manual

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro Educação a Distância Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. A única diferença é a sala de aula que fica em suas

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: MONSENHOR ANTONIO MAGLIANO Código: 088 Município: GARÇA SP Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICA EM NÍVEL MÉDIO

Leia mais

GRADUAÇÃO HOTELARIA BACHARELADO. NOTA MÁXIMA NO MEC Ministério da Educação

GRADUAÇÃO HOTELARIA BACHARELADO. NOTA MÁXIMA NO MEC Ministério da Educação NOTA MÁXIMA NO MEC Ministério da Educação TITULAÇÃO: Bacharel em Hotelaria CARGA HORÁRIA: 3.104 horas DURAÇÃO: 2 anos DIFERENCIAL 2 ANOS A Castelli ESH propõe-se a ofertar o Curso de Graduação em Hotelaria,

Leia mais

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1. TURNOS: Matutino ou Noturno Campus de Maringá Noturno Campus de Cianorte HABILITAÇÃO: Bacharelado em Ciências Contábeis GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Ciências Contábeis PRAZO PARA CONCLUSÃO:

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO NOME DO CURSO: Curso de Administração TÍTULO: Bacharel em Administração TURNO: Diurno e Noturno CARGA HORÁRIA: 3.300 horas aula NÚMERO DE VAGAS: 200 Anuais COORDENADOR:

Leia mais

PROJETO VITRINE. Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com

PROJETO VITRINE. Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com PROJETO VITRINE Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com Amarildo Melchiades da Silva Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF xamcoelho@terra.com.br

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Gestão Financeira. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Gestão Financeira. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área;

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n. 66/ 2012 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Computação, Licenciatura

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 1º Fica aprovado, conforme anexo, o Regulamento da Coordenação de Ensino a Distância do Centro Universitário Franciscano do Paraná.

RESOLUÇÃO. Artigo 1º Fica aprovado, conforme anexo, o Regulamento da Coordenação de Ensino a Distância do Centro Universitário Franciscano do Paraná. RESOLUÇÃO CONSEPE 14/2006 Referenda a aprovação do Regulamento da Coordenação de Ensino a Distância do Centro Universitário Franciscano do Paraná. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 64/2011 Altera a Resolução nº. 57/2007 do CONSEPE, que aprova o Projeto Político-Pedagógico

Leia mais

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Universidade de Cuiabá CURSO: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Dados de identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo Calvo Galindo Base legal

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE FUNCIONÁRIOS - PDF ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR - EMENTAS

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE FUNCIONÁRIOS - PDF ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR - EMENTAS MÓDULO 1: GESTÃO ACADÊMICA DE IES Educação Superior no Brasil: cenários e tendências Conceitos e concepções de universidade; aspectos históricos da educação superior no Brasil; a reforma da educação superior

Leia mais

MANUAL DA MUDANÇA DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE DIREITO (2007 2011)

MANUAL DA MUDANÇA DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE DIREITO (2007 2011) MANUAL DA MUDANÇA DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE DIREITO (2007 2011) Aplicável a partir de 2013/1 1 SUMÁRIO 1 Apresentação... 3 2 Quais os critérios para que a Instituição de Ensino Superior altere a

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO/ MÓDULO I OFERTA ESPECIAL DE DISCIPLINAS DISCIPLINAS EQUIVALENTES POR TURMA E CURSO

ADMINISTRAÇÃO/ MÓDULO I OFERTA ESPECIAL DE DISCIPLINAS DISCIPLINAS EQUIVALENTES POR TURMA E CURSO DISCIPLINAS Matemática Aplicada - ADM Teoria e Gestão das Organizações Tecnologia da Informação e Comunicação/(Tecnologias Educacionais) - ADM Metodologia da Ciência e da Pesquisa(Fundamentos do Trabalho

Leia mais

MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1

MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1 NÚMERO DE VAGAS: 45 (Quarenta e cinco) vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS Abril de 2014 APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1 O MBA EM CONSULTORIA & GESTÃO DE NEGÓCIOS,

Leia mais

CETEC EDUCACIONAL S.A. Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP. Mantida

CETEC EDUCACIONAL S.A. Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP. Mantida CETEC EDUCACIONAL S.A Mantenedora FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ETEP Mantida PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 1 SUMÁRIO

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral. Objetivos Específicos

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral. Objetivos Específicos SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: CIÊNCIAS CONTÁBEIS Missão A missão do curso é formar profissionais em Ciências Contábeis com elevada competência técnica, crítica, ética e social, capazes de conceber

Leia mais

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com. ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.br CPC Conceito Preliminar de Curso 1 - Nota dos Concluintes no ENADE

Leia mais