PODCASTING Uma nova rádio, Uma nova forma de aprender

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PODCASTING Uma nova rádio, Uma nova forma de aprender"

Transcrição

1 SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - SEED DEPARTAMENTO DE INFRA-ESTRUTURA TECNOLÓGICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC. PODCASTING Uma nova rádio, Uma nova forma de aprender ALEXSANDER B. OLIVEIRA MARLÍ VELASQUES HUBER BIGUAÇU JUNHO/2007

2 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS JUSTIFICATIVA METODOLOGIA REFERêNCIAS BIBLIOGRÁFICAS... 9

3 3 1 INTRODUÇÃO O presente projeto visa implantar, na Escola Maria da Glória, a utilização de uma rádio disponibilizada na Internet, através da tecnologia do podcasting. Este será um meio pelo qual os alunos e a comunidade escolar poderão expor opiniões sobre os assuntos previamente escolhidos, com intuito de informar questões referentes à escola e à comunidade em geral. Embora este podcast esteja sendo utilizado como projeto final do Curso de Mídias na Educação, promovido pela Secretaria de Educação a Distância e pelo Departamento de Infra-estrutura de Educação, MEC, futuramente fará parte do site da escola que já encontra-se em desenvolvimento. Esta rádio já está planejada para ser atualizada em períodos quinzenais, com auxílio de professores, alunos e demais pessoas da comunidade escolar. Procuramos, através desse projeto, descobrir e avaliar como as mídias rádio e Internet interligadas, podem contribuir para o ensino aprendizagem das disciplinas do ensino médio, bem como para a integração de toda a comunidade envolvida.

4 4 2 OBJETIVO GERAL Criar um Podcasting, uma rádio na Internet, utilizando os aparelhos disponíveis na Escola de Ensino Médio Professora Maria da Glória Viríssimo de Faria de Biguaçu, para manter a comunidade escolar informada sobre questões que envolvam o meio ambiente, pessoas de destaque (naturais desta região), usos e costumes regionais, fatos inéditos, acontecimentos importantes, notícias ligadas a escola ou ao município e informações que sejam de interesse geral, visando proporcionar aos alunos condições para elaborar, responder e ou fazer entrevistas, assim como pesquisar fatos ou músicas de interesse do público ouvinte estimulando nos alunos um melhor modo de comunicabilidade e interação. 2.1 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Oportunizar aos alunos, professores, coordenadores e gestores da Escola Maria da Glória um maior entrosamento entre si e entre com a comunidade em geral; Conseguir que os alunos tenham maior importância pelas suas raízes culturais e sociais, dando maior ênfase aos usos e costumes da região; Fazer com que através do laboratório de informática ou de outros locais com Internet os alunos acessem o Podcasting Maria da Glória e assim constatem outras funcionalidades da Internet.

5 5 3 JUSTIFICATIVA O podcasting do Maria da Glória foi criado para poder expandir o acesso à informação atualizada, promover a criação de comunidades colaborativas de aprendizagem privilegiando a construção do conhecimento, a comunicação e a formação continuada, utilizando aparelhos e mídias disponíveis na escola. Acredita-se que com o projeto em execução, os alunos se tornarão mais comunicativos, devido à participação direta em entrevistas, debates e projetos de pesquisas educacionais e culturais; que consigam expressar melhor suas opiniões de maneira crítica; que aprendam a divulgar e dar valor aos acontecimentos locais; e que tenham maior oportunidade de entender as disciplinas relacionadas com o foco das matérias que estão trabalhando, para posteriormente divulgá-las na rádio, sociabilizando as aprendizagens. 4 METODOLOGIA Antes da realização das gravações do podcasting criamos um roteiro daquilo que seria colocado no programa, selecionamos 3 temas, o primeiro uma breve explicação do que é o podcasting, informando a comunidade sobre suas possibilidades; a seguir um tema sobre o meio ambiente, discorrendo sobre os manguezais de Biguaçu e, por último, o resultado de algumas entrevistas sobre a farra do boi, assunto bastante polêmico na região. Para realizar o programa foi necessário um computador, um microfone, uma câmara digital, algumas músicas e um site para hospedar o arquivo de áudio. Assim, da maneira mais economicamente possível, inicia-se a utilização de uma das mais atuais tecnologias de informação e comunicação (TIC), o podcasting, na comunidade estudantil biguaçuense. Após a implantação deste projeto piloto, o mesmo será apresentado aos membros da escola diretamente ligados ao ensino, para esclarecer o que é um Podcasting e deixá-lo a disposição dos mesmos para que seja mais uma ferramenta a ser

6 6 utilizada na complementação das atividades escolares ou de interesse da comunidade. 5 Conclusão Este projeto tem como procedimento de trabalho atuar diretamente com a comunidade escolar possibilitando aos alunos e professores a utilização de mais uma nova e diferente ferramenta de ensino, que visa oportunizar espaço para que realizem entrevistas, pesquisas, entre outros assuntos diversos, ligados a várias áreas, que serão divulgados nesta rádio-net através da página eletrônica da escola. Estarão presentes informações sobre a escola, calendário de eventos, fatos atuais de relevância, informações importantes para o melhoramento do meio em que vivemos, curiosidades, usos e costumes da região, enfim o que for de interesse dos internautas que utilizarão esse espaço. Atualmente este Podcasting está hospedado no seguinte endereço: Senha: 1E447BD0 Podcast é uma rádio virtual criada e disponibilizada na Internet para todos que queiram ouvir músicas, entrevistas, diário falado, declamações e tudo aquilo já é comum ao rádio como o conhecemos. Além de publicar, é possível acessar o Podcast de outros usuários e ouvir a programação a partir de um MP3 player ou do próprio computador, a qualquer hora. Os visitantes do Podcast podem receber automaticamente as novas edições dos programas sem que tenham que acessar a todo o momento o site, através de feeds RSS (http://pt.wikipedia.org/wiki/feed) que são uma espécie de sistema de alerta. Assim, quando um visitante acessa um Podcast, tem a opção de copiar um link (chamado de feed) que, adicionado a um agregador, avisa automaticamente quando o Podcast foi atualizado, dando opção de baixar o conteúdo para o computador do visitante. Tais agregadores são programas responsáveis por unificar e manter o usuário informado de todas as atualizações feitas pelos Podcasts adicionados à lista e que podem ser encontrados gratuitamente na web.

7 7 Para criar um Podcast não é preciso muito: basta seguir alguns passos, a criação de um roteiro de acordo com o que vai ser apresentado, a gravação em áudio, sua posterior edição, que aqui foi realizada com o software gratuito Audacity (http://audacity.sourceforge.net/), e por fim, sua disponibilização em um servidor para acesso dos ouvintes. A procura de novos meios de comunicação que consigam desenvolver estratégias que confiram aos professores, alunos e demais pessoas do meio estudantil, oportunidades de melhorias no ensino e na aprendizagem, faz buscar a incorporação de tecnologias de informação e comunicação TIC, com ferramentas propulsoras de grandes potencialidades para auxiliarem nas novas relações com o saber, principalmente com o acesso a Internet. O projeto de atuação do professor, ou projeto de ensino, está diretamente relacionado à teoria de aprendizagem, à teoria de escola, ao desenvolvimento pessoal e profissional dos sujeitos, assim como à concepção de conhecimento (GARCIA, 1995, p. 69). Trata-se de um projeto aberto, dinâmico e evolutivo cuja característica básica é a intencionalidade de propiciar aos alunos a aprendizagem significativa. Segundo vários autores e Almeida, 2002, para desenvolver uma prática pedagógica voltada para a integração das mídias, uma das possibilidades tem sido o trabalho por projetos. Na perspectiva da pedagogia de projetos, o aluno aprende fazendo, aplicando aquilo que sabe e buscando novas compreensões com significado para aquilo que está produzindo. A mesma autora também coloca que a pedagogia de projetos, embora constitua um novo desafio para o professor, pode viabilizar ao aluno um modo de aprender baseado na integração entre conteúdos das várias áreas do conhecimento, bem como entre diversas mídias (computador, televisão, livros). Sendo assim, buscar-se-á, com a utilização desta nova ferramenta de comunicação, maiores oportunidades de propiciar aos envolvidos com o ensino-aprendizagem,

8 8 melhores condições de ensino, de integração entre as disciplinas, de interação entre os alunos, de aprimoramento da comunicabilidade, auxiliando no entendimento e desenvolvimento do saber.

9 9 6 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ALMEIDA, Maria Elizabeth B. de; PRADO, Maria Elisabette B. B. Resgatando a questão da gestão da sala de aula. In: Texto Módulo Gestão, Eproinfo, GARCIA, C. M. Formación del profesorado para el cambio educativo. 2a ed., Barcelona: EUB, In: Texto Módulo Gestão, Eproinfo, Podcasting. Disponível em : Acessado em: 19/06/2007 O que é podcasting. Disponível em: Acessado em: 27/06/2007 Software de código aberto Audacity. Disponível em Vozes brasileiras. Disponível em: Acessado em 27/06/2007

FORMAÇÃO CONTINUADA PARA O USO PEDAGÓGICO E INTEGRADO DO TABLET EDUCACIONAL PROFESSOR:

FORMAÇÃO CONTINUADA PARA O USO PEDAGÓGICO E INTEGRADO DO TABLET EDUCACIONAL PROFESSOR: FORMAÇÃO CONTINUADA PARA O USO PEDAGÓGICO E INTEGRADO DO TABLET EDUCACIONAL PROFESSOR: Diana Domingues Donato NTE 12 PÚBLICO: Todas as séries do Ensino Médio Sequência Didática Título da Atividade: A CANA

Leia mais

República Federativa do Brasil Governo Federal. Educação a Distância. e as novas tecnologias

República Federativa do Brasil Governo Federal. Educação a Distância. e as novas tecnologias República Federativa do Brasil Governo Federal Ministério da Educação Educação a Distância e as novas tecnologias Educação Personalizada Vencendo as Barreiras Geográficas e Temporais EAD NO ENSINO PRESENCIAL

Leia mais

Tutorial de utilização do EAD-IBRAV Treinamentos

Tutorial de utilização do EAD-IBRAV Treinamentos Tutorial de utilização do EAD-IBRAV Treinamentos Amarildo Roberto Ribeiro CASCAVEL- 2016 SUMÁRIO 1. ACESSO AO CURSO... 3 2. LOGIN DO SISTEMA... 4 3. TELA PRINCIPAL DO ALUNO... 5 4. TELA PRINCIPAL DO CURSO...

Leia mais

PROJETO LIBRAS. 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais:

PROJETO LIBRAS. 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais: 3 PROJETO LIBRAS 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais: 2. NATUREZA DO PROJETO Curso de Extensão 3. IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE Professor Sérgio Vaz Mendes 4. ÁREA RESPONSÁVEL

Leia mais

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos Projeto Jogos A importância de conhecer a história dos Jogos Introdução Este projeto consiste em um desenvolvimento de comunicação entre jogos e computadores voltado para entretenimento e aprendizagem.

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 NOVA ANDRADINA MS DEZEMBRO/2013 ESCOLA IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 Plano de ações previstas a serem executadas no

Leia mais

SOFTWARE EDUCACIONAL PARA ELABORAÇÃO DE PROVAS E EXERCÍCIOS

SOFTWARE EDUCACIONAL PARA ELABORAÇÃO DE PROVAS E EXERCÍCIOS SUZETE KEINER SOFTWARE EDUCACIONAL PARA ELABORAÇÃO DE PROVAS E EXERCÍCIOS CIOS Orientador: Prof.. Carlos Eduardo Negrão Bizzotto ROTEIRO Introdução Objetivos Informática na Educação Etapas de Implantação

Leia mais

Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso

Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso O Trabalho de Conclusão de Curso TCC é um requisito obrigatório para a conclusão do curso, realizada no final do Curso de Licenciatura em Pedagogia da Universidade

Leia mais

PROJETO: Projeto Juntando os Cacos :

PROJETO: Projeto Juntando os Cacos : ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON PROJETO: Projeto Juntando os Cacos : Produção e Divulgação de Textos, vídeos, entrevistas. Nova Andradina-MS Setembro de 2014 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON PROJETO: Projeto

Leia mais

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011 NATAL/RN MARÇO/2012

Leia mais

Tecnologia e Inclusão Social Aula 2. Profa. Cátia Zílio

Tecnologia e Inclusão Social Aula 2. Profa. Cátia Zílio Tecnologia e Inclusão Social Aula 2 Profa. Cátia Zílio 1. Políticas Públicas Educacionais para Inclusão Digital 1.1 Histórico da informática educativa no Brasil 1.2 ProInfo - Programa Nacional de Informática

Leia mais

Algumas definições sobre Projetos

Algumas definições sobre Projetos Algumas definições sobre Projetos...entende-se por projeto um modo de agir do ser humano que define quem ele pretende ser e como se lançar em busca de metas (Machado, 2000). Não se faz projeto quando só

Leia mais

A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS. Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL

A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS. Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL Município: São Francisco de Paula COOPESERRA - Colégio Expressão INTRODUÇÃO O

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais Apresentação da disciplina e proposta didática Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza

Sistemas de Informações Gerenciais Apresentação da disciplina e proposta didática Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Sistemas de Informações Gerenciais Apresentação da disciplina e proposta didática Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos estão reservados para o todo

Leia mais

PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE FORMADORES

PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE FORMADORES O Programa de Certificação de Formadores busca capacitar profissionais da área da educação como formadores de professores e gestores educacionais. Com esta certificação, os formadores poderão ministrar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CEDUC CURSO DE PEDAGOGIA DISCIPLINA: TIC S PROFESSORA: TERESA KÁTIA ALBUQUERQUE TV ESCOLA UM SALTO PARA O FUTURO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CEDUC CURSO DE PEDAGOGIA DISCIPLINA: TIC S PROFESSORA: TERESA KÁTIA ALBUQUERQUE TV ESCOLA UM SALTO PARA O FUTURO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CEDUC CURSO DE PEDAGOGIA DISCIPLINA: TIC S PROFESSORA: TERESA KÁTIA ALBUQUERQUE TV ESCOLA UM SALTO PARA O FUTURO BOA VISTA RR 2010 1 CONCEIÇÃO SOUSA EDGARD GARCIA JOSILÉIA

Leia mais

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Angélica/Ipezal MS Março de 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Plano

Leia mais

A TECNOLOGIA NA ÁREA DE GEOGRAFIA

A TECNOLOGIA NA ÁREA DE GEOGRAFIA Centro Universitário Leonardo Da Vinci NEAD Núcleo de Ensino a Distância Everton Leite A TECNOLOGIA NA ÁREA DE GEOGRAFIA BLUMENAU 2009 EVERTON LEITE A TECNOLOGIA NA ÁREA DE GEOGRAFIA Projeto apresentado

Leia mais

Melhorar as aprendizagens e consolidar conhecimentos. Colmatar as dificuldades ao nível da compreensão oral e escrita.

Melhorar as aprendizagens e consolidar conhecimentos. Colmatar as dificuldades ao nível da compreensão oral e escrita. Escola Secundária Abel Salazar Sala de Estudo DEFINIÇÃO Pretende-se que a Sala de Estudo seja um espaço com um ambiente educativo diferente daquele a que o aluno está habituado a vivenciar nas áreas curriculares

Leia mais

Legislação Educacional - RME

Legislação Educacional - RME Diário Oficial de 16/07/2013 página 34 COMUNICADO Nº 990, DE 15 DE JULHO DE 2013 O Secretário Municipal de Educação, no uso de suas atribuições legais, conforme o que lhe representou a Diretora da Diretoria

Leia mais

Experiências na formação de professores sobre o uso de TIC no Ensino de Química

Experiências na formação de professores sobre o uso de TIC no Ensino de Química Experiências na formação de professores sobre o uso de TIC no Ensino de Química 13º Simpósio Brasileiro de Educação Química - SIMPEQUI 05 a 07/08 - Fortaleza-CE Prof. Dr. Airton Marques da Silva UECE /

Leia mais

BLOGS COMO APOIO A APRENDIZAGEM DE FÍSICA E QUÍMICA

BLOGS COMO APOIO A APRENDIZAGEM DE FÍSICA E QUÍMICA BLOGS COMO APOIO A APRENDIZAGEM DE FÍSICA E QUÍMICA Silvia Ferreto da Silva Moresco Patricia Alejandra Behar UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE EDUCAÇÃO NÚCLEO DE TECNOLOGIA APLICADA

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE TUTORES Modalidade On-line EDITAL DE SELEÇÃO

CURSO DE FORMAÇÃO DE TUTORES Modalidade On-line EDITAL DE SELEÇÃO CURSO DE FORMAÇÃO DE TUTORES Modalidade On-line EDITAL DE SELEÇÃO CURSO DE EXTENSÃO ONLINE NOME DO CURSO FORMAÇÃO DE TUTORES COORDENAÇÃO Professor Mestre Ivan Carlos Alcântara de Oliveira ÁREA DO CONHECIMENTO

Leia mais

Profa Dra.: Adriana Azevedo

Profa Dra.: Adriana Azevedo EAD Cenário e Possibilidades Profa Dra.: Adriana Azevedo Definição de EAD A Educação a Distância é a modalidade educacional na qual a mediação didático pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem

Leia mais

NOME DO CURSO: Acessibilidade na Atividade Física Escolar Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: A distância

NOME DO CURSO: Acessibilidade na Atividade Física Escolar Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: A distância NOME DO CURSO: Acessibilidade na Atividade Física Escolar Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: A distância Parte 1 Código / Área Temática Código / Nome do Curso Etapa de ensino a que se destina Educação

Leia mais

PROJETOS COM OBJETIVOS QUE INTEGRAM ENSINO. Claudianny Amorim Noronha

PROJETOS COM OBJETIVOS QUE INTEGRAM ENSINO. Claudianny Amorim Noronha PROJETOS COM OBJETIVOS QUE INTEGRAM ENSINO Claudianny Amorim Noronha A PERSPECTIVA DE ENSINO NO EDITAL DE AÇÕES INTEGRADAS Melhoria do processo de ensino e aprendizagem dos cursos de graduação e pós-graduação,

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 050/2014. Anexo 2 Atribuições dos Cargos

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 050/2014. Anexo 2 Atribuições dos Cargos SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONCURSO PÚBLICO - EDITAL 050/2014 Anexo 2 Atribuições dos Cargos AGENTE DE APOIO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL Acompanhar, auxiliar e orientar os alunos nas Atividades de Vida

Leia mais

Atribuições do professor-tutor da Seed/PR

Atribuições do professor-tutor da Seed/PR GESTÃO EM FOCO Programa de Fortalecimento da Gestão Escolar Secretaria de Estado da Educação do Paraná Governo do Paraná Atribuições do professor-tutor da Seed/PR Pauta da Reunião a) Edital de seleção

Leia mais

PLANO TIC 1

PLANO TIC 1 2015-2016 PLANO TIC 1 Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres Estrada Nacional n.º 16 6370-147 Fornos de Algodres Tel.: 271700110 Fax: 271700118 www.ae-fa.pt e-mail: aefa.og@ae-fa.pt 2 Equipa PTE

Leia mais

PLANO TIC E D U C A Ç Ã O P RÉ- E S C O L A R E 1 º C I C L O

PLANO TIC E D U C A Ç Ã O P RÉ- E S C O L A R E 1 º C I C L O PLANO TIC E D U C A Ç Ã O P RÉ- E S C O L A R E 1 º C I C L O D O E N S I N O B Á S I C O 2011-2012 O Coordenador TIC Susana Isabel F. Almendra Neno CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA IDENTIFICAÇÃO DO COORDENADOR

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Orientador: tfm:;~::~ente

Orientador: tfm:;~::~ente PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTíFICA RÁDIO ON UNE: Implantação e Gerenciamento de uma Webradío acadêmica RESUMO DO PROJETO Bolsista: Vinicius Soares Alves Pereira Orientador: tfm:;~::~ente I São Paulo Abril,

Leia mais

Os recursos tecnológicos na Educação de Jovens e Adultos: um diferencial no processo ensino aprendizagem.

Os recursos tecnológicos na Educação de Jovens e Adultos: um diferencial no processo ensino aprendizagem. Os recursos tecnológicos na Educação de Jovens e Adultos: um diferencial no processo ensino aprendizagem. Fátima Aparecida Machado dos Santos Centro Educacional de Jovens e Adultos /Secretaria Municipal

Leia mais

A internet pode levar o aluno a lugares aonde, talvez, ele jamais chegaria, ou não tão rapidamente; propicia o acesso a bibliotecas internacionais,

A internet pode levar o aluno a lugares aonde, talvez, ele jamais chegaria, ou não tão rapidamente; propicia o acesso a bibliotecas internacionais, TEDI INTERAMERICA TEDI- INTERAMÉRICA A TEDI foi concebida com o conceito de se utilizar a tecnologia como uma ferramenta e instrumento pedagógico para que se alcance melhores resultados na educação. Este

Leia mais

PROJETO PROLICEN INFORMÁTICA NA ESCOLA : A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA E O ENSINO MÉDIO PÚBLICO

PROJETO PROLICEN INFORMÁTICA NA ESCOLA : A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA E O ENSINO MÉDIO PÚBLICO PROJETO PROLICEN INFORMÁTICA NA ESCOLA : A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA E O ENSINO MÉDIO PÚBLICO Formação de Professores e Educação Matemática (FPM) GT 08 RESUMO Melquisedec Anselmo da Costa AZEVEDO

Leia mais

UNIDADE 3. Ensino/aprendizagem e Novas tecnologias. Educação à distância: conceitos básicos. Olá turma! Bem-vindos de volta.

UNIDADE 3. Ensino/aprendizagem e Novas tecnologias. Educação à distância: conceitos básicos. Olá turma! Bem-vindos de volta. Olá turma! Bem-vindos de volta. UNIDADE 3 Educação à distância: conceitos básicos Ensino/aprendizagem e Novas tecnologias Você sabe o que são NTICs? Como elas poderiam auxiliar no seu processo de aprendizagem?

Leia mais

Uma reflexão crítica

Uma reflexão crítica O USO DAS TICS NA EDUCAÇÃO INFANTIL E NO ENSINO FUNDAMENTAL Uma reflexão crítica Ana Cláudia G. Carvalho Ana Paula Fermin Gilmara R. Santos Patrícia Elaine B.R. Alecrim Telma Augusta da Cunha RESUMO Este

Leia mais

Videoconferência Apresentação do Projeto Aventuras Currículo+ aos Diretores Escolares CETEC/CGEB. 23/03/ h30 17h30

Videoconferência Apresentação do Projeto Aventuras Currículo+ aos Diretores Escolares CETEC/CGEB. 23/03/ h30 17h30 Videoconferência Apresentação do Projeto Aventuras Currículo+ aos Diretores Escolares CETEC/CGEB 23/03/2015 15h30 17h30 Roteiro 1. Apresentação: Projeto Aventuras Currículo+ 2. Apresentação: diretrizes

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA PLANO DE AÇÃO 2014

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA PLANO DE AÇÃO 2014 ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA PLANO DE AÇÃO 2014 ANGÉLICA/MS 2014 ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA

Leia mais

Ambientes Virtuais de Aprendizagem na Educação Superior. Por: Diana da Silva Alves Santana

Ambientes Virtuais de Aprendizagem na Educação Superior. Por: Diana da Silva Alves Santana Ambientes Virtuais de Aprendizagem na Educação Superior Por: Diana da Silva Alves Santana INTRODUÇÃO A educação superior presencial vem perdendo espaço para o ciberespaço. As plataformas ou ambientes virtuais

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO EUROPEU

PLANO DE DESENVOLVIMENTO EUROPEU PLANO DE DESENVOLVIMENTO EUROPEU 2015-2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ARRIFANA, SANTA MARIA DA FEIRA PLANO DE DESENVOLVIMENTO EUROPEU AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ARRIFANA, SANTA MARIA DA FEIRA 2015-2017 Aprovado

Leia mais

BLOG EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS: UMA FERRAMENTA DA INTERNET A SERVIÇO DA EXTENSÃO

BLOG EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS: UMA FERRAMENTA DA INTERNET A SERVIÇO DA EXTENSÃO Anais Eletrônicos VI Semana de Extensão UFS Extensão e Cultura de 03 a 07 de nov. de 2009 BLOG EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS: UMA FERRAMENTA DA INTERNET A SERVIÇO DA EXTENSÃO Roselene S. Araújo 1 Hannah Caroline

Leia mais

7.1. Discussão teórica A aula foi produzida a partir dos tópicos presentes no currículo nacional do Ensino Médio.

7.1. Discussão teórica A aula foi produzida a partir dos tópicos presentes no currículo nacional do Ensino Médio. 1. Escola: Aníbal de Freitas 2. Bolsista Aline Chinalia 3. Data: 05/08/2015 4. Atividade: Aula Tema: Equações do Segundo Grau 5. Duração: 1h20 min 6. Objetivo: O objetivo desta atividade é trabalhar um

Leia mais

Manual de Acesso ao Ambiente Usuário: Aluno

Manual de Acesso ao Ambiente Usuário: Aluno Manual de Acesso ao Ambiente Usuário: Aluno Índice 1. Objetivo. 2. Sobre o Ambiente Virtual de Aprendizagem. 3. Como acessar o Ambiente Virtual de Aprendizagem. 4. Como visualizar as disciplinas disponíveis

Leia mais

USO DE BLOG EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA POSSIBILIDADE PEDAGÓGICA

USO DE BLOG EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA POSSIBILIDADE PEDAGÓGICA FUNDAÇÃO OSWALDO ARANHA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO MEIO AMBIENTE FÁTIMA HELENA DA FONSECA MIRANDA USO DE BLOG EM EDUCAÇÃO

Leia mais

Formação de professores de Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental: a experiência de validação de objetos de aprendizagem

Formação de professores de Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental: a experiência de validação de objetos de aprendizagem Formação de professores de Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental: a experiência de validação de objetos de aprendizagem Profa. Dra. Patricia Alejandra Behar Ms. Daisy Schneider Mestranda

Leia mais

MULTILETRAMENTOS EM ESCOLAS PÚBLICAS: UMA ALTERNATIVA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL INTRODUÇÃO

MULTILETRAMENTOS EM ESCOLAS PÚBLICAS: UMA ALTERNATIVA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL INTRODUÇÃO MULTILETRAMENTOS EM ESCOLAS PÚBLICAS: UMA ALTERNATIVA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL Alex Junior Bilhoto Faria 1, Yuka Garcia Kinoshita 2, Winnie Mandela de Paula Raimundo 3 Karina Oliveira Silva 4 Marieli

Leia mais

Vídeos indexados: que benefícios trazem para o professor e para os alunos. Slide 1 de 26

Vídeos indexados: que benefícios trazem para o professor e para os alunos. Slide 1 de 26 Vídeos indexados: que benefícios trazem para o professor e para os alunos Slide 1 de 26 Autores Adriana Dallacosta Prof. Drª Liane Tarouco (orientadora) Prof. Dr. Sérgio Franco (co-orientador) Slide 2

Leia mais

PORTAL DA ASSESSORIA DE GESTÃO DE PESSOAS/CRSLESTE

PORTAL DA ASSESSORIA DE GESTÃO DE PESSOAS/CRSLESTE PORTAL DA ASSESSORIA DE GESTÃO DE PESSOAS/CRSLESTE 1 - TÍTULO DO PROJETO: Portal da Assessoria de Gestão de Pessoas da CRSLeste 2 - INSTITUIÇÃO EXECUTORA: Assessoria de Gestão de Pessoas da Coordenadoria

Leia mais

TECNOLOGIA WEB. Formação: o Bacharel em Sistemas de Informações (SI); o MBA em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

TECNOLOGIA WEB. Formação: o Bacharel em Sistemas de Informações (SI); o MBA em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). DOCENTE PROFESSOR CELSO CANDIDO Formação: o Bacharel em Sistemas de Informações (SI); o MBA em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Conhecimentos: o Web Designer; o Arquitetura de Máquina; o Implementação

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA 1 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA 2013 2 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PROJETO INTERDISCIPLINAR RELEITURA DO CONTO

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Projeto Integrado Multidisciplinar VII e

UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Projeto Integrado Multidisciplinar VII e UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar VII e VIII Manual de orientações - PIM Cursos superiores de Tecnologia em: Recursos Humanos 1. Introdução Os Projetos

Leia mais

CURSO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM. AULA 1 Busca de materiais pedagógicos na Internet e sua aplicação em sala de aula

CURSO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM. AULA 1 Busca de materiais pedagógicos na Internet e sua aplicação em sala de aula CURSO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM Lisiane Cristina Amplatz CRTE Toledo AULA 1 Busca de materiais pedagógicos na Internet e sua aplicação em sala de aula Navegando pelo Portal Dia a dia Educação www.diaadia.pr.gov.br

Leia mais

PROJETO ROBÓTICA EDUCACIONAL

PROJETO ROBÓTICA EDUCACIONAL PROJETO ROBÓTICA EDUCACIONAL A vida tem mais imaginação do que carregamos dentro dos nossos sonhos. Cristóvão Colombo APRESENTAÇÃO O crescimento atual da robótica tanto educacional como competitiva, nos

Leia mais

CURSO DE CAPACITAÇÃO

CURSO DE CAPACITAÇÃO CURSO DE CAPACITAÇÃO 1. TÍTULO SURDEZ E LIBRAS ASPECTOS TEÓRICOS E PRÁTICOS 2. IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE Nome do proponente: Lourena Cristina de Souza Barreto Campus/IFG: Goiânia Oeste 3. ÁREAS DE CONHECIMENTO

Leia mais

FORMAÇÃO DO PROFESSOR PARA ATUAÇÃO NA EAD EXPERIÊNCIA DA EAD/UFMS. Prof. MSc. Hercules da Costa Sandim EAD/UFMS

FORMAÇÃO DO PROFESSOR PARA ATUAÇÃO NA EAD EXPERIÊNCIA DA EAD/UFMS. Prof. MSc. Hercules da Costa Sandim EAD/UFMS FORMAÇÃO DO PROFESSOR PARA ATUAÇÃO NA EAD EXPERIÊNCIA DA EAD/UFMS EAD/UFMS Prof. MSc. Hercules da Costa Sandim EAD/UFMS FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM TIC s EXTENSÃO/ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO FOMENTO

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Didática I Carga Horária Semestral: 40 horas Semestre do Curso: 4º 1 - Ementa (sumário, resumo) A Didática e os fundamentos educacionais

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO NAI ANO LETIVO DE 2009

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO NAI ANO LETIVO DE 2009 UNIVERSIDADE DANTA CECÍLIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - NÚCLEO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL É preciso avaliar para mudar RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO ANO LETIVO DE 2009 PERÍODO FEVEREIRO

Leia mais

TÍTULO: UM RELATO DA INCLUSÃO DE CRIANÇAS COM SINDROME DE DAWN NA REDE REGULAR DE ENSINO CORAÇÃO DE JESUS: DESAFIOS E POSSIBILIDADES.

TÍTULO: UM RELATO DA INCLUSÃO DE CRIANÇAS COM SINDROME DE DAWN NA REDE REGULAR DE ENSINO CORAÇÃO DE JESUS: DESAFIOS E POSSIBILIDADES. 16 TÍTULO: UM RELATO DA INCLUSÃO DE CRIANÇAS COM SINDROME DE DAWN NA REDE REGULAR DE ENSINO CORAÇÃO DE JESUS: DESAFIOS E POSSIBILIDADES. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PEDAGOGIA

Leia mais

INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO

INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO Editar este formulário Caro(a) aluno(a), este é um instrumento de avalia várias dimensões de sua vivência na universidade. Sua participação é muito importante para que possamos:

Leia mais

MANUAL DE ACESSO AOS SERVIÇOS CAFÉ Versão 3.0

MANUAL DE ACESSO AOS SERVIÇOS CAFÉ Versão 3.0 Diretoria Adjunta de Administração Versão 3.0 Adelcival de Sousa Cunha Endy de Almeida Costa João Marcelo Rondina Rildo Delpino São José do Rio Preto 2016 Cunha, Adelcival de Sousa Manual de acesso aos

Leia mais

Manual de Utilização do Portal Educacional

Manual de Utilização do Portal Educacional Manual de Utilização do Portal Educacional Sumário Introdução... 2 Menu do Portal... 5 Acadêmico... 6 Materiais... 8 Financeiro... 8 Benefícios (Serviço Social)... 9 Relatórios... 10 Tarefa Diária... 11

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Professor Mário Antônio Verza Código: 164 Município: Palmital Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Logística

Leia mais

QUE RECURSOS PODEM CONTRIBURIR PARA OTIM IZAR A APRENDIZAGEM. 1. O projeto Tele-ambiente estado da arte O que é o projeto Tele-Ambiente

QUE RECURSOS PODEM CONTRIBURIR PARA OTIM IZAR A APRENDIZAGEM. 1. O projeto Tele-ambiente estado da arte O que é o projeto Tele-Ambiente QUE RECURSOS PODEM CONTRIBURIR PARA OTIM IZAR A APRENDIZAGEM EM UM AMBIENTE VIRTUAL? 1 Márcia Campos Hermínio Borges Neto José Rogério Santana 1. O projeto Tele-ambiente estado da arte 1.1. O que é o projeto

Leia mais

Aula 6 Livro físico.

Aula 6 Livro físico. Conteúdos da aula 1. Material didático 2. Formatos 3. 2 1. Material didático Nessa aula, teremos como foco a apresentação do material didático da etb Material didático pode ser definido amplamente como

Leia mais

Gestão Estratégica de Projetos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Gestão Estratégica de Projetos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

TEMA ESTRATÉGICO: GESTÃO UNIVERSITÁRIA TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

TEMA ESTRATÉGICO: GESTÃO UNIVERSITÁRIA TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TEMA ESTRATÉGICO: GESTÃO UNIVERSITÁRIA TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Objetivo 1: Aprimorar a adoção de soluções de TI nas atividades de ensino, pesquisa, extensão e gestão, auxiliando na consecução

Leia mais

FACULDADE EDUCACIONAL ARAUCÁRIA CURSO DE PEDAGOGIA. PORTARIA NORMATIVA 3, de 18 de fevereiro de 2010.

FACULDADE EDUCACIONAL ARAUCÁRIA CURSO DE PEDAGOGIA. PORTARIA NORMATIVA 3, de 18 de fevereiro de 2010. FACULDADE EDUCACIONAL ARAUCÁRIA CURSO DE PEDAGOGIA PORTARIA NORMATIVA 3, de 18 de fevereiro de 2010. Institui as orientações e as atividades aprovadas para a realização da carga horária de Estágio Supervisionado

Leia mais

CURSO: ACOMPANHAMENTO DA PRÁTICA EDUCATIVA

CURSO: ACOMPANHAMENTO DA PRÁTICA EDUCATIVA CURSO: ACOMPANHAMENTO DA PRÁTICA EDUCATIVA Introdução Uma pesquisa realizada pela Fundação Carlos Chagas indica que a maioria dos coordenadores pedagógicos deixam de fazer o acompanhamento da prática educativa

Leia mais

[PÚBLICA] Manual Operacional. Sistema GEUI Gestão de Usuários da Internet. Produto: Veículos

[PÚBLICA] Manual Operacional. Sistema GEUI Gestão de Usuários da Internet. Produto: Veículos 1 [PÚBLICA] Manual Operacional Sistema GEUI Gestão de Usuários da Internet Produto: Veículos ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1. Objetivo do Manual... 3 1.2. Público Alvo... 3 1.3. Conteúdo do Manual... 3 2.

Leia mais

PROGRAMA FORMAÇÃO PARA A DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR CURSO DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR ESTÁGIO PROBATÓRIO

PROGRAMA FORMAÇÃO PARA A DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR CURSO DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR ESTÁGIO PROBATÓRIO PROGRAMA FORMAÇÃO PARA A DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR CURSO DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR ESTÁGIO PROBATÓRIO 2012-1 Avaliação curso Docência no Ensino Superior Estágio Probatório 2012-1 Noturno Campus Goiânia

Leia mais

Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática

Leia mais

[PORTAL DO COLÉGIO RECANTO] Colégio Recanto Av. Genaro de Carvalho, 1379 Recreio dos Bandeirantes Telefone:

[PORTAL DO COLÉGIO RECANTO] Colégio Recanto Av. Genaro de Carvalho, 1379 Recreio dos Bandeirantes Telefone: 2013 Colégio Recanto Av. Genaro de Carvalho, 1379 Recreio dos Bandeirantes Telefone: 3434-9550 www.colegiorecanto.com [PORTAL DO COLÉGIO RECANTO] Este Manual tem como finalidade explicar as novas funcionalidades

Leia mais

NOVIDADES E PARCERIAS

NOVIDADES E PARCERIAS ......... Rua Professor Jones, 1513 - Centro - Linhares / ES - CEP. 29.900-131 - Telefone: (27) 3371-1712 / 3371-2265 / 98837-0282 Site: www.escolafazendinhafeliz.com.br / Email: contato@escolafazendinhafeliz.com.br

Leia mais

Curso Técnico Subsequente em Materiais Didáticos Bilíngue (Libras/Português) MATRIZ CURRICULAR. Móduloe 1 Carga horária total: 400h

Curso Técnico Subsequente em Materiais Didáticos Bilíngue (Libras/Português) MATRIZ CURRICULAR. Móduloe 1 Carga horária total: 400h Curso Técnico Subsequente em Materiais Didáticos Bilíngue (Libras/Português) CÂMPUS PALHOÇA BILÍNGUE MATRIZ CURRICULAR Móduloe 1 Carga horária total: 400h Projeto Integrador I 40 Não tem Aprendizagem Infantil

Leia mais

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO PROGRAMA CURRICULAR

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO PROGRAMA CURRICULAR ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO PROGRAMA CURRICULAR Tecnologias da Informação e Comunicação - TIC 5º ANO VISÃO GERAL DOS CONTEÚDOS 1. TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 1.1. SISTEMA OPERATIVO

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES AILTON GORDIANO ELIANA PIGARI BAPTISTA. A criação e a Evolução Biológica dos Seres Vivos

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES AILTON GORDIANO ELIANA PIGARI BAPTISTA. A criação e a Evolução Biológica dos Seres Vivos ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES AILTON GORDIANO ELIANA PIGARI BAPTISTA A criação e a Evolução Biológica dos Seres Vivos TAQUARUSSU MS AGOSTO/2009 ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES AILTON GORDIANO

Leia mais

Público Alvo: Critérios de admissão para o curso: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Critérios de admissão para o curso: Investimento: Disciplinas: Fundado em 1965, o Instituto Nacional de Telecomunicações - Inatel - é um centro de excelência em ensino e pesquisa na área de Engenharia, e tem se consolidado cada vez mais, no Brasil e no exterior, como

Leia mais

APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL

APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA- MS APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL Ipezal/Angélica MS Abril 2012 ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA- MS APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO

Leia mais

Didática: diálogos com a prática educativa

Didática: diálogos com a prática educativa Didática: diálogos com a prática educativa O sonho de todo professor é dar uma aula atrativa para os alunos, conquistando a atenção dos educandos e o interesse para a construção de uma aprendizagem significativa.

Leia mais

Manual da Turma Virtual: NOTÍCIAS e TWITTER. Para acessar a turma virtual com o perfil Docente, siga o caminho indicado abaixo:

Manual da Turma Virtual: NOTÍCIAS e TWITTER. Para acessar a turma virtual com o perfil Docente, siga o caminho indicado abaixo: Manual da Turma Virtual: NOTÍCIAS e TWITTER Para acessar a turma virtual com o perfil Docente, siga o caminho indicado abaixo: MENU TURMA Notícias Esta funcionalidade permite ao docente, realizar o cadastro

Leia mais

Ambiente de Aprendizagem Moodle. Manual do Aluno.

Ambiente de Aprendizagem Moodle. Manual do Aluno. Ambiente de Aprendizagem Moodle Manual do Aluno http://www.plannercursos.com.br Julho 2009 Conteúdo 1 Primeiros Passos... 04 1.1 Tornando-se um usuário... 04 1.2 Acessando o ambiente Moodle... 04 1.3 O

Leia mais

MANUAL DO AVA PARA ALUNOS

MANUAL DO AVA PARA ALUNOS MANUAL DO AVA PARA ALUNOS 2015 Sumário 1. Sobre: pág. 3 2. Para que serve o AVA? pág. 3 3. Para entrar no AVA: pág. 4 4. Ferramentas e Configurações: pág. 5 5. Semanas pág. 7 1. Sobre: AVA (Ambiente Virtual

Leia mais

Programa de Formação Continuada para Docentes

Programa de Formação Continuada para Docentes Programa de Formação Continuada para Docentes Objetivos do programa Consolidar a identidade didático-pedagógica da instituição realizando reflexões com seus docentes sobre as diretrizes educacionais da

Leia mais

Parte 1 (solicitante) 1 Campus: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina - Campus Araranguá

Parte 1 (solicitante) 1 Campus: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina - Campus Araranguá MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DE UM SITE E-COMMERCE

IMPLEMENTAÇÃO DE UM SITE E-COMMERCE 48 IMPLEMENTAÇÃO DE UM SITE E-COMMERCE Rodrigo Costa Guimarães 1 Ana Paula Ambrósio ZANELATO 2 RESUMO: Este artigo trata do desenvolvimento de um website de comércio eletrônico (e-commerce) para a empresa

Leia mais

As Novas Tecnologias no Processo Ensino-Aprendizagem da Matemática

As Novas Tecnologias no Processo Ensino-Aprendizagem da Matemática A UTILIZAÇÃO DE BLOGs COMO RECURSO PEDAGÓGICO NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA Maria Angela Oliveira Oliveira Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho matematicangela2007@yahoo.com.br Resumo: O Mini-Curso

Leia mais

FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Educação de qualidade ao seu alcance

FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Educação de qualidade ao seu alcance SUBPROJETO DE LETRAS/PORTUGUÊS Gêneros textuais como ferramenta para o ensino de Língua Portuguesa INTRODUÇÃO De acordo com os objetivos do programa, conforme portaria 096/2013 Capes, essa proposta de

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. A FEEES e o Movimento Espírita do Estado do Espírito Santo

FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. A FEEES e o Movimento Espírita do Estado do Espírito Santo FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO A FEEES e o Movimento Espírita do Estado do Espírito Santo A Federação Espírita do Espírito Santo, fundada em 1921, é constituída pelo Conselho Estadual e

Leia mais

EDITAL 06/2016 SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA PARTICIPAÇÃO EM INTERCÂMBIO DE PROJETOS DE EXTENSÃO - 2016

EDITAL 06/2016 SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA PARTICIPAÇÃO EM INTERCÂMBIO DE PROJETOS DE EXTENSÃO - 2016 EDITAL 06/2016 SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA PARTICIPAÇÃO EM INTERCÂMBIO DE PROJETOS DE EXTENSÃO - 2016 A Pró-Reitoria de Extensão- PROEX da Universidade Federal do Cariri-UFCA torna pública a abertura de

Leia mais

MIPL Materiais Interactivos para Português L2 na Web PROJECTO A Menina do Mar

MIPL Materiais Interactivos para Português L2 na Web PROJECTO A Menina do Mar PROJECTO A Menina do Mar Deolinda Natalina Barbosa Quintas Página 1 Índice Introdução... 3 Objectivos... 4 Destinatários... 4 Metodologia... 5 Estratégias e recursos utilizados... 7 Conclusão... 10 Deolinda

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: ELABORAÇÃO DE MATERIAL, TUTORIA E AMBIENTES VIRTUAIS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento

Leia mais

PROPOSTA TÉCNICA E COMERCIAL

PROPOSTA TÉCNICA E COMERCIAL PROPOSTA TÉCNICA E COMERCIAL 1. Identificação da proposta e CANDIDATO CONTRATANTE Proposta comercial nº Data de emissão Descrição Proposta técnica e comercial de licença de uso de sistemas de envio e gestão

Leia mais

Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) Prof. Dr. Olavo Egídio Alioto

Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) Prof. Dr. Olavo Egídio Alioto Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) Prof. Dr. Olavo Egídio Alioto BREVE HISTÓRICO O momento histórico contemporâneo é especial, porque vivemos uma era de profundas transformações em todas as áreas

Leia mais

Moodle FAMUR MANUAL DO ACADÊMICO

Moodle FAMUR MANUAL DO ACADÊMICO Moodle FAMUR Versão 2.14 MANUAL DO ACADÊMICO Acesse: www.faculdademurialdo.com.br ou moodle.faculdademurialdo.com.br/moodle/ Versão do Manual: 012015 Sumário Moodle, o que é? Como acessar o Moodle Interface

Leia mais

Gestão de Eventos AULA 1. Temas: Gestão de Eventos Conceito de Evento Perfil Profissional do Promotor de Eventos

Gestão de Eventos AULA 1. Temas: Gestão de Eventos Conceito de Evento Perfil Profissional do Promotor de Eventos Gestão de Eventos AULA 1 Temas: Gestão de Eventos Conceito de Evento Perfil Profissional do Promotor de Eventos Gestão de Eventos A Gestão de Eventosestá relacionada a diversas áreas de trabalho, como

Leia mais

MANUAL PASSO-A-PASSO DISCIPLINAS ONLINE

MANUAL PASSO-A-PASSO DISCIPLINAS ONLINE MANUAL PASSO-A-PASSO OPERAÇÕES BÁSICAS DISCIPLINAS ONLINE BARBACENA 2014 2º Semestre 1 Sumário Acessando o Ambiente Virtual de Aprendizagem - AVA... 4 Utilizando o Portal Acadêmico... 6 Avaliação de Desempenho...

Leia mais

Sequência didática Práticas pedagógicas e cinema: contribuições à Educação Ambiental Crítica

Sequência didática Práticas pedagógicas e cinema: contribuições à Educação Ambiental Crítica Sequência didática Práticas pedagógicas e cinema: contribuições à Educação Ambiental Crítica Objetivos: - Discutir concepções da Educação Ambiental crítica em sala de aula; - Estimular a divulgação de

Leia mais

Objetivo do GEPEMHEP:

Objetivo do GEPEMHEP: GEPEMHEP/ Centro Paula Souza Objetivo do GEPEMHEP: Propor e desenvolver projetos de estudos e pesquisas com a finalidade de levantar, analisar e divulgar informações sobre práticas escolares e pedagógicas

Leia mais

MUSEU VIRTUAL: DESENVOLVIMENTO DE JOGO EDUCATIVO SOBRE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

MUSEU VIRTUAL: DESENVOLVIMENTO DE JOGO EDUCATIVO SOBRE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 14. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido - ISSN 2238-9113 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE

Leia mais