Cidade UF CEP DDD/Telefone DDD/FAX. Município UF DDD/Celular

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cidade UF CEP DDD/Telefone DDD/FAX. Município UF DDD/Celular"

Transcrição

1 PLANO DE TRABALHO PROJETO CIDADES DIGITAIS (PAC2) 1 DADOS CADASTRAIS Nome da prefeitura CNPJ Endereço da sede da prefeitura Cidade UF CEP DDD/Telefone DDD/FAX da prefeitura Nome do prefeito C.I./Órgão Expedidor C.P.F. Endereço Residencial CEP Município UF DDD/Celular DDD/Telefone 2 DESCRIÇÃO DO PROJETO TÍTULO DO PROJETO Identificação do Objeto PROJETO CIDADES DIGITAIS OBJETO DO PLANO DE TRABALHO: PERÍODO DE EXECUÇÃO INÍCIO Novembro de 2013 TÉRMINO Outubro de 2016 Execução do Projeto de Implantação e Manutenção das Cidades Digitais no Município de MUNICÍPIO-UF OBJETIVOS DO PLANO DE TRABALHO I constituição de rede digital local de comunicação no município signatário, mediante a implantação de infraestrutura de conexão entre órgãos e equipamentos públicos locais e à Internet, de acordo com as especificidades do Município de MUNICÍPIO-UF, promovendo melhoria e agilidade na prestação de serviços ao cidadão e integração das políticas públicas; II - instalação de um ou mais pontos públicos de acesso à Internet para uso livre e gratuito pela população em espaços de grande circulação; III - instalação de solução de gerenciamento da infraestrutura para o funcionamento da rede digital local de comunicação do município; 1

2 IV prestação de suporte técnico pelo período de seis meses (operação assistida), para garantia do funcionamento da rede digital local de comunicação do município; V - instalação de aplicativos de governo eletrônico com suporte para migração, treinamento, hospedagem e operação assistida; e VI - formação e capacitação dos servidores públicos sobre o funcionamento da rede digital de comunicação local e no uso das ferramentas das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) para melhoria da gestão pública. JUSTIFICATIVA O Projeto Cidades Digitais será implantado em sintonia com o PNBL e pretende contribuir especificamente para: Democratizar o acesso à informação, mediante a constituição de rede digital local de comunicação no município; Construir uma política de e-gov, a partir de uma visão que tem o cidadão como centro do modelo de gestão de serviços públicos, baseado na universalização do acesso, na qualidade e na integração; Ampliar a transparência das contas públicas municipais através da utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação; Promover a redução de custos na gestão pública e a racionalização do uso dos recursos públicos; Modernizar e viabilizar a qualificação da gestão pública para dinamizar a prestação de serviços públicos ao cidadão no município; Estimular mecanismos participativos e colaborativos de gestão pública. O Município de «Município» - «UF», selecionado para o Projeto Cidades Digitais, por meio da Chamada Pública instituída pela Portaria MC nº 13, de 1º de fevereiro de 2013, assume as seguintes obrigações e responsabilidades: a) Fornecer os espaços de instalação dos componentes da Rede Metropolitana; b) Fornecer o traçado inicial da fibra óptica da Rede Metropolitana, indicando os serviços públicos a serem ligados; c) Fornecer à empresa contratada pelo MC as informações necessárias à elaboração do Projeto Executivo de implantação do módulo obrigatório da Rede Metropolitana; d) Cadastrar-se e manter atualizadas, nos prazos estipulados, informações sobre a implantação da rede metropolitana nos sistemas de acompanhamento disponibilizados pelo MC e de seus parceiros; e) Submeter e obter aprovação junto à concessionária de energia elétrica para uso dos postes, nos prazos requeridos pelo MC, caso necessários à instalação da Rede Metropolitana; f) Contratar e arcar com os custos de manutenção do uso dos postes autorizados pela concessionária de energia elétrica, bem como outros custos referentes ao direito de passagem da rede, inclusive com eventuais substituições de postes, nos prazos indicados pelo MC; 2

3 g) Garantir o direito de passagem de dutos e de demais componentes para a instalação da rede subterrânea do Projeto, quando for o caso; h) Garantir o acesso a mapas de dutos e de demais instalações subterrâneas no solo do município, bem como garantir a realização de futuros mapeamentos para a instalação de fibra óptica subterrânea; i) Contratar e arcar com os custos de manutenção da rede em fibra óptica subterrânea; j) Contratar o link para acesso a Internet (backhaul), com funcionalidades e capacidade definidas no Projeto Executivo; k) Aplicar padronização visual interna e externa, conforme orientações determinadas pelo MC, nas estações de funcionamento da Rede Metropolitana; l) Indicar um representante para a interlocução com o MC, com as empresas e com os parceiros institucionais responsáveis pelo projeto, capaz de fornecer informações necessárias à sua consecução; m) Selecionar e disponibilizar uma equipe composta por pelo menos 5 (cinco) servidores/colaboradores, com perfil definido pelo MC, para serem formados em cursos contratados pelo MC, visando a sustentabilidade do projeto; n) Garantir, por meios próprios, a participação do representante e da equipe do município em reuniões e atividades convocadas pelo MC para implantação do projeto e nas atividades de formação e treinamento oferecidas pelo MC; o) Providenciar junto a órgãos públicos e demais concessionárias eventuais licenças e autorizações necessárias à implantação da rede metropolitana dentro do cronograma acordado junto ao MC; p) Obter licença de Serviço Limitado Privado SLP, conforme regulamentação da Anatel, com base no projeto executivo elaborado pela empresa contratada pelo MC; q) Celebrar o Termo de Doação com Encargos tão logo a rede metropolitana seja aceita pelo MC, instrumento em que estarão especificados os itens de sustentabilidade do projeto; r) Zelar pela segurança, conservação e manutenção das instalações, equipamentos e redes, ficando responsável pela reposição e instalação dos bens em caso de roubo, furto ou sinistro; s) Garantir, após um ano da data de instalação dos aplicativos, o seu correto funcionamento, podendo optar por manter contratos de hospedagem e suporte com terceiros ou por prover infraestrutura de servidores de hospedagem, suporte e manutenção para garantia de continuidade dos serviços; t) Custear as despesas necessárias ao funcionamento da rede metropolitana (suprimentos de informática, materiais de consumo e de expediente, energia, água, segurança, limpeza, link, telefone e recursos humanos); u) Apresentar ao MC, nos prazos estipulados e conforme modelo de relatório e/ou sistemas disponibilizados, relatórios e informações a respeito do cumprimento das ações do município previstas no cronograma aprovado pelo MC; e v) Apresentar tempestivamente ao MC, ao longo da vigência do Acordo de Cooperação, relatórios e informações sobre ocorrências extraordinárias que, não tendo sido resolvidas pela empresa fornecedora, prejudiquem a implantação da rede metropolitana, de modo a fornecer os elementos necessários à aplicação das sanções previstas no contrato entre MC e empresa. 3

4 4

5 3 CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO Tarefa Especificação Indicador Físico Duração Unidade Qtd. Início Término a) Indicar os espaços aptos à instalação dos componentes da rede metropolitana e fornecer seu traçado inicial Unidade b) Fornecer à empresa contratada pelo MC as informações necessárias à elaboração do Projeto Executivo de implantação do módulo obrigatório da Rede Metropolitana Cadastrar-se e manter atualizadas, nos prazos estipulados, informações sobre a implantação da rede metropolitana nos sistemas de acompanhamento disponibilizados pelo MC e de seus parceiros c) Submeter pedido de uso dos postes à concessionária de energia elétrica, caso necessários à instalação da Rede Metropolitana d) Solicitar outorga de licença de Serviço Limitado Privado SLP, conforme regulamentação da Anatel, com base no projeto técnico elaborado pela empresa contratada pelo MC e) Contratar o link para acesso a Internet (backhaul), com funcionalidades e capacidade definidas no Projeto Executivo. Contrato f) Aplicar padronização visual interna e externa, conforme orientações determinadas pelo MC, nas estações da Rede Metropolitana. Unidade 5

6 g) Designar um gerente ou coordenador, servidor público, responsável pela implantação do projeto, e respectivo suplente. Servidor h) Selecionar e disponibilizar uma equipe composta por pelo menos 5 (cinco) servidores/colaboradores, com perfil adequado, para acompanhar a implantação da Rede Metropolitana, englobando infraestrutura e aplicativos, que deverá manter interlocução permanente com o MC e empresas por ele contratada para a operacionalização do projeto. Servidor i) Garantir a participação da equipe mencionada na tarefa i nas atividades de formação e treinamento oferecidas pelo MC para apropriação da Rede Metropolitana e aplicativos em benefício da gestão pública e da inclusão digital da população. Servidor j) Celebrar o Termo de Doação com Encargos tão logo a Rede Metropolitana seja aceita pelo MC. Termo k) Garantir, após um ano da data de instalação dos aplicativos, o seu correto funcionamento, podendo optar por manter contratos de hospedagem e suporte com terceiros ou por prover infraestrutura de servidores de hospedagem, suporte e manutenção para garantia de continuidade dos serviços Serviços Disponíveis à População l) Apresentar ao MC, nos prazos estipulados e conforme modelo de relatório e/ou sistemas disponibilizados, relatórios e informações a respeito do cumprimento das ações do município previstas no cronograma aprovado pelo MC Relatório 6

7 4 Declaração Na qualidade de representante legal da Prefeitura de «Município» - «UF», declaro, para fins de prova junto ao Ministério das Comunicações (MC), estar de acordo com o presente PLANO DE TRABALHO. Local: «Município»/«UF» Data: / / 2013 NOME DO PREFEITO Prefeito do Município de «Município» - «UF» 5 Aprovação Aprovo o presente Plano de Trabalho e autorizo a confecção do Acordo de Cooperação. Local: Brasília/DF Data: / / 2013 Lygia Lumina Pupatto Secretária de Inclusão Digital 7

PLANO DE TRABALHO PROJETO-PILOTO CIDADES DIGITAIS

PLANO DE TRABALHO PROJETO-PILOTO CIDADES DIGITAIS PLANO DE TRABALHO PROJETO-PILOTO CIDADES DIGITAIS 1 DADOS CADASTRAIS Nome da prefeitura CNPJ Endereço da sede da prefeitura Cidade UF CEP DDD/Telefone DDD/FAX E-mail da prefeitura Nome do prefeito C.I./Órgão

Leia mais

Ministério das Comunicações. Secretaria de Inclusão Digital CIDADES DIGITAIS. XVI Encontro de Provedores Regionais Porto Velho - RO

Ministério das Comunicações. Secretaria de Inclusão Digital CIDADES DIGITAIS. XVI Encontro de Provedores Regionais Porto Velho - RO Ministério das Comunicações Secretaria de Inclusão Digital CIDADES DIGITAIS XVI Encontro de Provedores Regionais Porto Velho - RO Cultura Digital: Redes de interações Objetivos Melhoria da gestão pública

Leia mais

Ministério das Comunicações. IoT: Políticas e Infraestrutura

Ministério das Comunicações. IoT: Políticas e Infraestrutura Ministério das Comunicações IoT: Políticas e Infraestrutura Ministério das Comunicações Câmara De Gestão e Acompanhamento do Desenvolvimento de Sistemas de Comunicação M2M Histórico 17/set/2012 02/mai/2014

Leia mais

IoT: Políticas e Infraestrutura

IoT: Políticas e Infraestrutura Ministério das Comunicações IoT: Políticas e Infraestrutura A Evolução da Internet das Coisas no Brasil. FIESP, São Paulo 29/07/2015 PNBL para PBLT Banda Larga para Todos Chegar a 90% dos municípios com

Leia mais

ANEXO I - PLANO DE TRABALHO

ANEXO I - PLANO DE TRABALHO ANEXO I - PLANO DE TRABALHO 1. DADOS CADASTRAIS: ORGÃO / ENTIDADE PROPONENTE: C.P.F. : ENDEREÇO CIDADE: U.F.: CEP: DDD/TELEFONE: E. A.: BANCO: AGÊNCIA: CONTA CORRENTE Nº: PRAÇA DE PAGAMENTO: NOME DO RESPONSÁVEL:

Leia mais

Prestação de serviço de manutenção e reparo em equipamentos de rede Roteadores.

Prestação de serviço de manutenção e reparo em equipamentos de rede Roteadores. TERMO DE REFERÊNCIA DADOS CADASTRAIS 1-IDENTIFICAÇÃO SOLICITANTE 1.1 Diretoria DR 1.2 Unidade SOR-PB 1.3 Endereço completo da unidade solicitante: AV. Presidente Carlos Luz, 1275 1.5 - Cidade: 1.6 - UF:

Leia mais

Memorando nº. 063/PMA/SEMA Almeirim Pará, 18 de Junho de Assunto: Solicitação de Contratação de Consultoria Ambiental.

Memorando nº. 063/PMA/SEMA Almeirim Pará, 18 de Junho de Assunto: Solicitação de Contratação de Consultoria Ambiental. Memorando nº. 063/PMA/SEMA Almeirim Pará, 18 de Junho de 2015. Ao Excelentíssimo Senhor José Botelho dos Santos Prefeito Municipal de Almeirim Assunto: Solicitação de Contratação de Consultoria Ambiental.

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA CIDADÃ PLANO DE TRABALHO

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA CIDADÃ PLANO DE TRABALHO PLANO DE TRABALHO 1 - DADOS CADASTRAIS Órgão/Entidade Proponente GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO Endereço Av. Jerônimo de Albuquerque s/nº Calhau CNPJ 06.354.468/0001-60 Cidade São Luís UF MA CEP 65036-283

Leia mais

SUMÁRIO DA PROPOSTA TÉCNICA E COMERCIAL DE LICENCIAMENTO DE USO E SUBSCRIÇÃO DA SOLUÇÃO OPERACIONAL DE DENÚNCIAS E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

SUMÁRIO DA PROPOSTA TÉCNICA E COMERCIAL DE LICENCIAMENTO DE USO E SUBSCRIÇÃO DA SOLUÇÃO OPERACIONAL DE DENÚNCIAS E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS SUMÁRIO DA PROPOSTA TÉCNICA E COMERCIAL DE LICENCIAMENTO DE USO E SUBSCRIÇÃO DA SOLUÇÃO OPERACIONAL DE DENÚNCIAS E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Prezado Cliente, Com grande satisfação apresentamos nossa proposta

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE PROJETO AUTOR(ES) : João

ESPECIFICAÇÃO DE PROJETO AUTOR(ES) : João AUTOR(ES) : João AUTOR(ES) : João NÚMERO DO DOCUMENTO : VERSÃO : 1.1 ORIGEM STATUS : c:\projetos : Acesso Livre DATA DO DOCUMENTO : 22 novembro 2007 NÚMERO DE PÁGINAS : 13 ALTERADO POR : Manoel INICIAIS:

Leia mais

CHAMAMENTO PÚBLICO POIESIS Nº 03/2016

CHAMAMENTO PÚBLICO POIESIS Nº 03/2016 CHAMAMENTO PÚBLICO POIESIS Nº 03/2016 Chamamento para seleção de Grupos, Companhias e Coletivos de Dança interessados em Receber Orientação Artística do Programa de Qualificação em Artes Projeto de Qualificação

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA REF.:

TERMO DE REFERÊNCIA REF.: TERMO DE REFERÊNCIA REF.: Contratação de serviços de Assessoria Técnica Pedagógica do Projeto Criando Oportunidades, Termo de Colaboração N 017/2018 entre a STDS e o Instituto IDEAR. 1. DO OBJETO Contratação

Leia mais

PROPOSTA TÉCNICA E COMERCIAL

PROPOSTA TÉCNICA E COMERCIAL PROPOSTA TÉCNICA E COMERCIAL 1. Identificação da proposta e CANDIDATO CONTRATANTE Proposta comercial nº Data de emissão Descrição Proposta técnica e comercial de licença de uso de sistemas de envio e gestão

Leia mais

Edital de Chamada Pública para Modernização de Bibliotecas Comunitárias e Pontos de Leitura

Edital de Chamada Pública para Modernização de Bibliotecas Comunitárias e Pontos de Leitura Diretoria do Livro, Leitura e Literatura e Bibliotecas Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas de Bibliotecas Comunitárias e Pontos de Leitura - 2013 ANEXO I FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO PESSOA FÍSICA Nome

Leia mais

Inscrição Até 04 de maio de 2018 Homologação de inscrições 07 de maio de 2018

Inscrição Até 04 de maio de 2018 Homologação de inscrições 07 de maio de 2018 EDITAL Nº 025/2018 CHAMAMENTO PÚBLICO IFRS CAMPUS SERTÃO CHAMAMENTO PÚBLICO PARA HABILITAÇÃO DE EMPRESA/ENTIDADE PARCEIRA PARA ATUAR EM CONVÊNIO COM O IFRS CAMPUS SERTÃO NA CAPACITAÇÃO DE PROFISSIONAIS

Leia mais

INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL 01/ SEBRAE

INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL 01/ SEBRAE INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL 01/ 2014 - SEBRAE Anexo II ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DO PROJETO Modalidade 2 Implantação do CERNE 2 Brasília, 2014 Código da Proposta: (Uso do Sebrae): 1. DADOS DA ENTIDADE

Leia mais

ANEXO II MODELO DE PLANO DE TRABALHO

ANEXO II MODELO DE PLANO DE TRABALHO ANEXO II MODELO DE PLANO DE TRABALHO MI PLANO DE TRABALHO Folha 1/4 Órgão/Entidade: Prefeitura Municipal de Tocantínia 1. DADOS CADASTRAIS PROPONENTE E/A: Administração Pública Municipal Nº do Órgão: Código

Leia mais

MODELO DE PLANO DE TRABALHO PARA CONVÊNIO (COM REPASSE DE RECURSO FINANCEIRO)

MODELO DE PLANO DE TRABALHO PARA CONVÊNIO (COM REPASSE DE RECURSO FINANCEIRO) MODELO DE PLANO DE TRABALHO PARA CONVÊNIO (COM REPASSE DE RECURSO FINANCEIRO) O QUÊ? Instrumento desenvolvido com base no original desenvolvido pelo Programa Tempo de Escola/ Tempo de Sustentabilidade

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA (UNILAB)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA (UNILAB) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO- BRASILEIRA (UNILAB) RESOLUÇÃO N 03, DE 22 DE MARÇO DE 2013. Aprova o Regimento Interno do Polo de Apoio Presencial de

Leia mais

1 - DADOS CADASTRAIS PLANO DE TRABALHO NOME DA INSTITUIÇÃO: ( ) Cooperativa ( ) Religiosa ENDEREÇO BAIRRO: CIDADE: U.F: CEP:

1 - DADOS CADASTRAIS PLANO DE TRABALHO NOME DA INSTITUIÇÃO: ( ) Cooperativa ( ) Religiosa ENDEREÇO BAIRRO: CIDADE: U.F: CEP: PLANO DE TRABALHO 1 - DADOS CADASTRAIS NOME DA INSTITUIÇÃO: C.N.P.J.: TIPO DE ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL: ENDEREÇO: ( ) Sem Fins Lucrativos ( ) Cooperativa ( ) Religiosa BAIRRO: CIDADE: U.F: CEP: TELEFONE:

Leia mais

FIES. 1 - Dados cadastrais da mantenedora Dados da mantenedora: Mantenedora: FUNDACAO INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICACOES

FIES. 1 - Dados cadastrais da mantenedora Dados da mantenedora: Mantenedora: FUNDACAO INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICACOES Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Dipes Fundo de Financiamento Estudantil FIES Termo de Participação Proposta de Oferta

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA REF.:

TERMO DE REFERÊNCIA REF.: TERMO DE REFERÊNCIA REF.: Contratação de serviços de Pessoa Jurídica para Supervisão Operacional na execução do Projeto Criando Oportunidades, Termo de Colaboração N 017/2018, firmado entre a STDS e o

Leia mais

Tipo Descrição Data Versão Código da Normativa Normativa Compras V5 FI.N.02.02

Tipo Descrição Data Versão Código da Normativa Normativa Compras V5 FI.N.02.02 Compras 01-08-2018 V5 FI.N.02.02 Sumário 1. Objetivo da.... 2 2. Responsável por essa.... 2 3. A quem se destina?... 2 4. Princípios.... 2 5. Unidade Administrativa.... 2 6. Tipos de aquisição de bens....

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE REALIZAÇÃO DO PROCESSO DE PRÉ- QUALIFICAÇÃO DE MATERIAIS E FORNECEDORES NA COPASA

PROCEDIMENTOS DE REALIZAÇÃO DO PROCESSO DE PRÉ- QUALIFICAÇÃO DE MATERIAIS E FORNECEDORES NA COPASA PROCEDIMENTOS DE REALIZAÇÃO DO PROCESSO DE PRÉ- QUALIFICAÇÃO DE MATERIAIS E FORNECEDORES NA COPASA Referência: Art. 283 ao Art. 307 do Regulamento de Contratações da Copasa MG Da Abertura do Processo Art.

Leia mais

2. Do perfil dos grupos 3. Da seleção dos grupos, companhias ou coletivos. 4. Das condições de participação

2. Do perfil dos grupos 3. Da seleção dos grupos, companhias ou coletivos. 4. Das condições de participação Chamamento para seleção de Grupos, Companhias e Coletivos de Dança interessados em Receber Orientação Artística do Programa de Qualificação em Artes - Dança Edição 2018. A POIESIS Organização Social de

Leia mais

Anatel. As Ações Públicas para Incentivo a Programas de Cidade Digitais. IV Seminário de Telecomunicações Inovar para Crescer - FIERGS

Anatel. As Ações Públicas para Incentivo a Programas de Cidade Digitais. IV Seminário de Telecomunicações Inovar para Crescer - FIERGS Anatel As Ações Públicas para Incentivo a Programas de Cidade Digitais IV Seminário de Telecomunicações Inovar para Crescer - FIERGS Porto Alegre, 20 de agosto de 2009. Eng. João Jacob Bettoni Gerente

Leia mais

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 1.032, DE 30 DE MARÇO DE 2011 NOTAS SOBRE AS CLÁUSULAS QUE DEVEM CONSTAR DO CONVÊNIO

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 1.032, DE 30 DE MARÇO DE 2011 NOTAS SOBRE AS CLÁUSULAS QUE DEVEM CONSTAR DO CONVÊNIO ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 1.032, DE 30 DE MARÇO DE 2011 NOTAS SOBRE AS CLÁUSULAS QUE DEVEM CONSTAR DO CONVÊNIO 1. Do convênio deverão constar as seguintes cláusulas, para cumprimento do disposto no art.

Leia mais

Prefeitura Municipal de Maragogipe publica:

Prefeitura Municipal de Maragogipe publica: Prefeitura Municipal de Maragogipe 1 Quarta-feira Ano VIII Nº 1922 Prefeitura Municipal de Maragogipe publica: Serviços Nº002/2014. Serviços Nº124/2014. Serviços Nº201/2015. Serviços Nº154/2017. Extrato

Leia mais

Categoria Administrativa: Pessoa Jurídica de Direito Privado - Com fins lucrativos - Sociedade Civil

Categoria Administrativa: Pessoa Jurídica de Direito Privado - Com fins lucrativos - Sociedade Civil Ministério da Educação MEC Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Políticas e Programas de Educação Superior DPPES Fundo de Financiamento Estudantil FIES Programa de Financiamento Estudantil

Leia mais

TELEGRAMA VIA INTERNET e CARTA VIA INTERNET Prestação dos seguintes serviços nos âmbitos nacional e internacional:

TELEGRAMA VIA INTERNET e CARTA VIA INTERNET Prestação dos seguintes serviços nos âmbitos nacional e internacional: CONTRATO ANEXO TELEGRAMA VIA INTERNET e CARTA VIA INTERNET 1. Definições 1.1. Prestação dos seguintes serviços nos âmbitos nacional e internacional: a) Telegrama canal de acesso: Internet (Sistema de Postagem

Leia mais

FIES. 1 - Dados cadastrais da mantenedora Dados da mantenedora: Mantenedora: FUNDACAO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS

FIES. 1 - Dados cadastrais da mantenedora Dados da mantenedora: Mantenedora: FUNDACAO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Dipes Fundo de Financiamento Estudantil FIES Termo de Participação Proposta de Oferta

Leia mais

31º Encontro Provedores Regionais SALVADOR/BA, 25/04/2017

31º Encontro Provedores Regionais SALVADOR/BA, 25/04/2017 31º Encontro Provedores Regionais SALVADOR/BA, 25/04/2017 Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações - MCTIC A POLITICA DE BANDA LARGA DO GOVERNO FEDERAL A política nacional de telecomunicações

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO INTERNO DE PROJETOS N. 06/2016

EDITAL DE CHAMAMENTO INTERNO DE PROJETOS N. 06/2016 PROPOSTA - Anexo III Subitem 4.6. alínea b MÓDULO 1 IDENTIFICAÇÃO DO CLUBE PROPONENTE I Identificação do Clube Proponente Tabela 1 Entidade Proponente CNPJ Endereço Cidade UF CEP DDD/Telefones (comercial

Leia mais

Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações Secretaria de Telecomunicações Departamento de Inclusão Digital

Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações Secretaria de Telecomunicações Departamento de Inclusão Digital Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações Secretaria de Telecomunicações Departamento de Inclusão Digital O Programa Cidades Inteligentes e o desenvolvimento regional cerca de 60% dos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Pró-Reitoria de Pesquisa

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Pró-Reitoria de Pesquisa ADO roam/dpc UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Pró-Reitoria de Pesquisa CAMPUS UNIVERSITÁRIO REITOR JOAO DAVID FERREIRA LIMA - TRINDADE CEP: 88040-900 - FLORIANOPOLIS - SC TELEFONES: (48) 3721-7420

Leia mais

PLANO DE TRABALHO 1 - DADOS CADASTRAIS DA UFES

PLANO DE TRABALHO 1 - DADOS CADASTRAIS DA UFES PLANO DE TRABALHO Denominação 1 - DADOS CADASTRAIS DA UFES Endereço AV. FERNANDO FERRARI, 514 CAMPUS UNIVERSITÁRIO - GOIABEIRAS Cidade UF ES CEP 29060-900 DDD/Telefone (27)3335-2222 CNPJ 32.479.123/0001-43

Leia mais

PLANO DE TRABALHO PROJETO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS. Período: Maio de 2017 a abril de 2019.

PLANO DE TRABALHO PROJETO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS. Período: Maio de 2017 a abril de 2019. PLANO DE TRABALHO PROJETO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS Período: de a abril de. Porto Alegre, 18 de janeiro de. SUMÁRIO 1 Introdução... 3 2 Diretrizes e Plano de Metas...

Leia mais

Dados do local de oferta de curso(s) CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL GUAXUPÉ:

Dados do local de oferta de curso(s) CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL GUAXUPÉ: FIES 1 - Dados cadastrais da mantenedora 1.1 - Dados da mantenedora: Mantenedora: FUNDACAO EDUCACIONAL GUAXUPE Razão Social: FUNDACAO EDUCACIONAL GUAXUPE Sigla: Código e-mec: 353 CNPJ: 20.773.214/0001-08

Leia mais

Categoria Administrativa: Pessoa Jurídica de Direito Privado - Sem fins lucrativos - Fundação

Categoria Administrativa: Pessoa Jurídica de Direito Privado - Sem fins lucrativos - Fundação Ministério da Educação MEC Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Políticas e Programas de Educação Superior DPPES Fundo de Financiamento Estudantil FIES Programa de Financiamento Estudantil

Leia mais

EDITAL Nº 02/2014 PROGRAMA DE APOIO À FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA

EDITAL Nº 02/2014 PROGRAMA DE APOIO À FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA EDITAL Nº 02/2014 PROGRAMA DE APOIO À FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA 1. DISPOSIÇÕES GERAIS: A Pró-Reitoria de Extensão e Cultura - PROEXT, da Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA,

Leia mais

Cidadãos Inteligentes

Cidadãos Inteligentes Cidadãos Inteligentes Senador Walter Pinheiro Março/2015 Agenda O panorama brasileiro Oportunidades Smart People 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 Panorama 8.00 6.00 4.00

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP CAPÍTULO I DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SEUS FINS

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP CAPÍTULO I DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SEUS FINS Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP CAPÍTULO I DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SEUS FINS Art. 1º O Núcleo de Inovação

Leia mais

Cidade Digital Como trazer o futuro ao seu município

Cidade Digital Como trazer o futuro ao seu município Cidade Digital Como trazer o futuro ao seu município Sumário O que é cidade digital?...03 Etapas do projeto executivo...04 Levantamento de dados da cidade...05 Proejto da cidade digital...06 Padronização...07

Leia mais

PLANO DE TRABALHO PROJETO PROTEJO - MORRO DA PROVIDÊNCIA

PLANO DE TRABALHO PROJETO PROTEJO - MORRO DA PROVIDÊNCIA PLANO DE TRABALHO PROJETO PROTEJO - MORRO DA PROVIDÊNCIA 255-08 1. DADOS CADASTRAIS DO PROPONENTE ÓRGÃO/ ENTIDADE PROPONENTE Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos C.N.P.J. 02932524/0001-46

Leia mais

Edital - Programa de Residência Artística 2019 Museu da Imigração do Estado de São Paulo

Edital - Programa de Residência Artística 2019 Museu da Imigração do Estado de São Paulo Edital - Programa de Residência Artística 2019 Museu da Imigração do Estado de São Paulo Com o propósito de estimular a produção cultural, compreendendo que a arte pode ser uma expressão privilegiada para

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CÂMPUS BOITUVA. EDITAL Nº 111, de 03 de outubro de 2018

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CÂMPUS BOITUVA. EDITAL Nº 111, de 03 de outubro de 2018 EDITAL Nº 111, de 03 de outubro de 2018 RESULTADO PRELIMINAR DO EDITAL 092/2018 O Diretor Geral do Câmpus Boituva do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), por meio do

Leia mais

Instrução Normativa Proppi/Proen/Proex/Proad Nº 01, de 12 de fevereiro de 2019

Instrução Normativa Proppi/Proen/Proex/Proad Nº 01, de 12 de fevereiro de 2019 Instrução Normativa Proppi/Proen/Proex/Proad Nº 01, de 12 de fevereiro de 2019 Regulamenta a utilização e prestação de contas dos recursos concedidos pelo fomento interno para projetos e programas de pesquisa,

Leia mais

ANEXO I PROCESSO LICITATÓRIO Nº 003/2019 INEXIGIBILIDADE DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2019 MINUTA DO TERMO DE FOMENTO

ANEXO I PROCESSO LICITATÓRIO Nº 003/2019 INEXIGIBILIDADE DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2019 MINUTA DO TERMO DE FOMENTO ANEXO I PROCESSO LICITATÓRIO Nº 003/2019 INEXIGIBILIDADE DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2019 MINUTA DO TERMO DE FOMENTO TERMO DE FOMENTO QUE ENTRE SI CELEBRAM A PREFEITURA DE GARUVA E A ASSOCIAÇÃO DOS PRODUTORES

Leia mais

FIES. 1 - Dados cadastrais da mantenedora Dados da mantenedora: Mantenedora: FUNDACAO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS

FIES. 1 - Dados cadastrais da mantenedora Dados da mantenedora: Mantenedora: FUNDACAO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Dipes Fundo de Financiamento Estudantil FIES Termo de Participação Proposta de Oferta

Leia mais

SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO Autarquia Municipal Lei de criação Nº792 de CNPJ: /

SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO Autarquia Municipal Lei de criação Nº792 de CNPJ: / TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO Aquisição de materiais hidráulicos e de construção, para manutenção em redes de esgoto e construção de anéis de concreto (PV s), a serem utilizados na localidade de São Mateus

Leia mais

LUIS FERNANDO ZACARON

LUIS FERNANDO ZACARON Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Dipes Fundo de Financiamento Estudantil FIES Termo de Participação Proposta de Oferta

Leia mais

1. Identificação. Instituição proponente CNPJ: Endereço: Telefone/Fax: Conta Bancária Específica: Responsável pela Instituição: CPF: CI:

1. Identificação. Instituição proponente CNPJ: Endereço: Telefone/Fax: Conta Bancária Específica: Responsável pela Instituição: CPF: CI: 1. Identificação Instituição proponente Nome Fantasia: CNPJ: Endereço: Telefone/Fax: Conta Bancária Específica: Responsável pela Instituição: CPF: CI: Responsável técnico pelo projeto CPF: CI: Endereço

Leia mais

ANEXO II - A CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DA PROPOSTA TÉCNICA

ANEXO II - A CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DA PROPOSTA TÉCNICA ANEXO II - A CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DA PROPOSTA TÉCNICA No Envelope n o 02, a empresa licitante deverá apresentar a Proposta Técnica, contendo os documentos abaixo elencados, numerados sequencialmente,

Leia mais

Plan Quadro de Detalhamento da Despesa por Unidade Orçamentária

Plan Quadro de Detalhamento da Despesa por Unidade Orçamentária Exercício igual a 2018 Valor (1-Inicial;2-Atual) igual a Inicial Unidade Orçamentária igual a 11303 Código (PAOE / Objetivo) E Natureza da 12.128.212.5444 Capacitação de Profissional do Ensino Superior

Leia mais

Plan Quadro de Detalhamento da Despesa por Unidade Orçamentária

Plan Quadro de Detalhamento da Despesa por Unidade Orçamentária Exercício igual a 2017 Valor (1-Inicial;2-Atual) igual a Inicial Unidade Orçamentária igual a 11303 Código (PAOE / Objetivo) E Natureza da 12.128.212.5444 Capacitação de Profissional do Ensino Superior

Leia mais

Manual do Módulo do Fabricante

Manual do Módulo do Fabricante PROJETO SAT-ISS SISTEMA DE AUTENTICAÇÃO E TRANSMISSÃO DE DOCUMENTOS FISCAIS ELETRÔNICOS Manual do Módulo do Fabricante Versão: 1.01 (27/05/2014) Para baixar a versão mais atualizada deste documento, acesse:

Leia mais

EDITAL Curso Educando para a Transparência Processo Seletivo para Organizações da Sociedade Civil 2018

EDITAL Curso Educando para a Transparência Processo Seletivo para Organizações da Sociedade Civil 2018 EDITAL Curso Educando para a Transparência Processo Seletivo para Organizações da Sociedade Civil 2018 APRESENTAÇÃO A ONG Parceiros Voluntários é uma organização não governamental, sem fins lucrativos,

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DO PLANO DE TRABALHO

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DO PLANO DE TRABALHO ANEXO V INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DO PLANO DE TRABALHO 1. DADOS CADASTRAIS NOME DA ENTIDADE - Indicar o nome da entidade interessada na execução da proposta de trabalho. C.N.P.J. - Indicar o número de

Leia mais

CHAMAMENTO PÚBLICO PARA CADASTRAMENTO DE ARTISTAS ORIENTADORES PARA O PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO EM ARTES DANÇA EDIÇÃO 2018.

CHAMAMENTO PÚBLICO PARA CADASTRAMENTO DE ARTISTAS ORIENTADORES PARA O PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO EM ARTES DANÇA EDIÇÃO 2018. CHAMAMENTO PÚBLICO PARA CADASTRAMENTO DE ARTISTAS ORIENTADORES PARA O PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO EM ARTES DANÇA EDIÇÃO 2018. A POIESIS Organização Social de Cultura, por meio da Secretaria de Estado da Cultura,

Leia mais

FIES. 1 - Dados cadastrais da mantenedora Dados da mantenedora: Mantenedora: INSTITUTO LEAO SAMPAIO DE ENSINO UNIVERSITARIO LTDA

FIES. 1 - Dados cadastrais da mantenedora Dados da mantenedora: Mantenedora: INSTITUTO LEAO SAMPAIO DE ENSINO UNIVERSITARIO LTDA Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Dipes Fundo de Financiamento Estudantil FIES Termo de Participação Proposta de Oferta

Leia mais

ESTADO DO PARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA PONTA

ESTADO DO PARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA PONTA CONTRATO ADMINISTRATIVO N 02/2017, ORIUNDO DO PROCESSO DE INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO N 02/2017, PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS QUE ENTRE SI CELEBRAM A /PA E A EMPRESA BÁLSAMO SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO LTDA

Leia mais

Segunda-feira, 13 de maio de 2019 Ano II Edição nº 199. Distribuição Eletrônica

Segunda-feira, 13 de maio de 2019 Ano II Edição nº 199. Distribuição Eletrônica Diário Oficial Segunda-feira, 13 de maio de 2019 Ano II Edição nº 199 Distribuição Eletrônica, conforme Lei Municipal n. 4.699, de 11 de dezembro de 2017 mococa.sp.gov.br ---------------------------------------------------------------------

Leia mais

PLANO DE TRABALHO. C.N.P.J / ENDEREÇO: Palácio Getúlio Vargas Rua Dom Pedro II, s/nº, Centro CIDADE: Porto Velho

PLANO DE TRABALHO. C.N.P.J / ENDEREÇO: Palácio Getúlio Vargas Rua Dom Pedro II, s/nº, Centro CIDADE: Porto Velho PLANO DE TRABALHO 1 DADOS CADASTRAIS ÓRGÃO/ENTIDADE PROPONENTE: Governo do Estado de Rondônia C.N.P.J. 00.394.585/0001-71 Palácio Getúlio Vargas Rua Dom Pedro II, s/nº, Centro CIDADE: Porto Velho UF: RO

Leia mais

Prefeitura Municipal de São Francisco do Conde publica:

Prefeitura Municipal de São Francisco do Conde publica: Prefeitura Municipal de 1 Ano IV Nº 1395 Prefeitura Municipal de publica: Lei Municipal Nº 449/2016 - Autoriza o Poder Executivo proceder ao Orçamento Fiscal e da Seguridade Social do Município, para o

Leia mais

TERMO DE COOPERAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM

TERMO DE COOPERAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM TERMO DE COOPERAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O CRC/CE E FUCAPE PESQUISA ENSINO E PARTICIPAÇÕES LTDA - FUCAPE PARA A REALIZAÇÃO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS. O CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE

Leia mais

FIES. 1 - Dados cadastrais da mantenedora Dados da mantenedora: Mantenedora: ASSOCIACAO DE ENSINO DE MARILIA LTDA

FIES. 1 - Dados cadastrais da mantenedora Dados da mantenedora: Mantenedora: ASSOCIACAO DE ENSINO DE MARILIA LTDA Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Dipes Fundo de Financiamento Estudantil FIES Termo de Participação Proposta de Oferta

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Apresentar relatórios periódicos das atividades realizadas ou sempre que demandada;

TERMO DE REFERÊNCIA. Apresentar relatórios periódicos das atividades realizadas ou sempre que demandada; TERMO DE REFERÊNCIA REF.: Contratação de serviços de Pessoa Jurídica para Serviços de Apoio Administrativo do Projeto Criando Oportunidades, convênio 033/2017 (6º aditivo) entre a STDS e o Instituto IDEAR.

Leia mais

Prefeitura Municipal de Livramento de Nossa Senhora publica:

Prefeitura Municipal de Livramento de Nossa Senhora publica: Prefeitura Municipal de Livramento de Nossa Senhora 1 Segunda-feira Ano VII Nº 699 Prefeitura Municipal de Livramento de Nossa Senhora publica: Ato de Publicação de Ratificação de Dispensa de Licitação

Leia mais

FIES. 1 - Dados cadastrais da mantenedora Dados da mantenedora: Mantenedora: INSTITUTO LEAO SAMPAIO DE ENSINO UNIVERSITARIO LTDA

FIES. 1 - Dados cadastrais da mantenedora Dados da mantenedora: Mantenedora: INSTITUTO LEAO SAMPAIO DE ENSINO UNIVERSITARIO LTDA Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Dipes Fundo de Financiamento Estudantil FIES Termo de Participação Proposta de Oferta

Leia mais

MANUAL COTAÇÃO ELETRÔNICA SIASG

MANUAL COTAÇÃO ELETRÔNICA SIASG MANUAL COTAÇÃO ELETRÔNICA SIASG INCISO II ART. 24 DA LEI 8.666/93 MANUAL COTAÇÃO ELETRÔNICA SIASG INCISO II ART. 24 DA LEI 8.666/93 1ª Ed. de 16-07-2015 REUNIÃO DE INFORMAÇÕES E ILUSTRAÇÕES POR: Coordenadoria

Leia mais

A REGULAÇÃO E OS DESAFIOS DA EXPANSÃO DA INFRAESTRUTURA DE TELECOMUNICAÇÕES

A REGULAÇÃO E OS DESAFIOS DA EXPANSÃO DA INFRAESTRUTURA DE TELECOMUNICAÇÕES A REGULAÇÃO E OS DESAFIOS DA EXPANSÃO DA INFRAESTRUTURA DE TELECOMUNICAÇÕES Agência Nacional de Telecomunicações Superintendência de Planejamento e Regulamentação Setembro de 2017 Como promover a expansão

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE RESOLUÇÃO NQ 08/2011-CONSUP Natal (RN), 20 de maio de 2011. Aprova o Regimento Interno do Núcleo de Inovação

Leia mais

FIES. 1 - Dados cadastrais da mantenedora Dados da mantenedora: Mantenedora: FUNDACAO REGIONAL INTEGRADA

FIES. 1 - Dados cadastrais da mantenedora Dados da mantenedora: Mantenedora: FUNDACAO REGIONAL INTEGRADA Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Dipes Fundo de Financiamento Estudantil FIES Termo de Participação Proposta de Oferta

Leia mais

DECRETO Nº bem como define prazo para regularização das atividades implantadas anteriormente à Lei 8267/98 e dá outras providências.

DECRETO Nº bem como define prazo para regularização das atividades implantadas anteriormente à Lei 8267/98 e dá outras providências. DECRETO Nº 12.789 Disciplina o licenciamento ambiental e o registro das informações decorrentes da implantação, ampliação e extensão das redes de infra-estrutura para os serviços públicos, a utilização

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA SANTA

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGOA SANTA DECRETO Nº 2.718, DE 16 DE JULHO DE 2014. Autoriza o repasse financeiro aos Clubes de Futebol de Lagoa Santa/MG, conforme disposições da Lei nº. 3.563/2014, de 24 de junho de 2014, e dá outras providências.

Leia mais

Programa Institucional de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE) OBJETIVOS

Programa Institucional de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE) OBJETIVOS OBJETIVOS Oferecer oportunidades para a atualização de conhecimentos e a incorporação de novos modos ou modelos de gestão da pesquisa por estudantes brasileiros; Ampliar o nível de colaboração e de publicações

Leia mais

ANEXO I MODELO DE PLANO DE TRABALHO NOME DA INSTITUIÇÃO: BAIRRO: CIDADE: U.F. CEP: NOME DO RESPONSÁVEL: IDENTIDADE/ÓRGÃO EXPEDIDOR:

ANEXO I MODELO DE PLANO DE TRABALHO NOME DA INSTITUIÇÃO: BAIRRO: CIDADE: U.F. CEP: NOME DO RESPONSÁVEL: IDENTIDADE/ÓRGÃO EXPEDIDOR: 1. DADOS CADASTRAIS: Estado do Rio Grande do Sul ANEXO I MODELO DE PLANO DE TRABALHO NOME DA INSTITUIÇÃO: CNPJ: TIPO DE ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL: ( )Sem Fins Lucrativos ( )Cooperativa ( )Religiosa

Leia mais

EDITAL COMPLEMENTAR IFRS - CAMPUS ERECHIM Nº 22/2019 SELEÇÃO DE BOLSISTAS DE EXTENSÃO 2019

EDITAL COMPLEMENTAR IFRS - CAMPUS ERECHIM Nº 22/2019 SELEÇÃO DE BOLSISTAS DE EXTENSÃO 2019 EDITAL COMPLEMENTAR IFRS - CAMPUS ERECHIM Nº 22/2019 SELEÇÃO DE BOLSISTAS DE EXTENSÃO 2019 O Diretor-geral do do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), no uso

Leia mais

EDITAL GC Nº 001/2018 Seleção para Contratação de Consultoria Especializada em Gestão e Monitoramento do Projeto Pessoa Jurídica - MEI

EDITAL GC Nº 001/2018 Seleção para Contratação de Consultoria Especializada em Gestão e Monitoramento do Projeto Pessoa Jurídica - MEI EDITAL GC Nº 001/2018 Seleção para Contratação de Consultoria Especializada em Gestão e Monitoramento do Projeto Pessoa Jurídica - MEI 1. PROJETO: Local. 2. OBJETO DA CONTRATAÇÃO: Contratação de consultoria

Leia mais

REGIMENTO INTERNO. Art. 2º - A Rede de Gestores de Política Públicas de Economia Solidária se constitui para cumprir os seguintes objetivos:

REGIMENTO INTERNO. Art. 2º - A Rede de Gestores de Política Públicas de Economia Solidária se constitui para cumprir os seguintes objetivos: REGIMENTO INTERNO Preâmbulo Em reunião ocorrida em Brasília, nos dias 7 e 8 de agosto de 2003, foi criada a Rede de Gestores de Políticas Públicas de Economia Solidária, ocasião em que foi aprovada a Carta

Leia mais

Este documento é um modelo técnico desenvolvido pela Organização Social e será

Este documento é um modelo técnico desenvolvido pela Organização Social e será REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE OBRAS E SERVIÇOS Este documento é um modelo técnico desenvolvido pela Organização Social e será disponibilizado para que os profissionais das diversas

Leia mais

PROJETO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRODIN

PROJETO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRODIN 1 PROJETO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRODIN DADOS CADASTRAIS DO PROPONENTE UNIDADE PROPONENTE: Reitoria Telefone: (16) 3351-8102 E-mail: vicereitoria@ufscar.br Nome do(a) gestor(a) da Unidade proponente:

Leia mais

EXTRATO DO CONTRATO Nº 305/2018 CREDENCIAMENTO Nº 001/2018

EXTRATO DO CONTRATO Nº 305/2018 CREDENCIAMENTO Nº 001/2018 EXTRATO DO CONTRATO Nº 305/2018 CREDENCIAMENTO Nº 001/2018 CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE JÂNIO QUADROS - FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE CONTRATADO: TAMIRES SILVA ALVES CPF: 026.060.105-58 OBJETO:

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CASA CIVIL SCN Quadra 2 Bloco E Brasília/DF Telefone: (61) / 3926 / 3875

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CASA CIVIL SCN Quadra 2 Bloco E Brasília/DF Telefone: (61) / 3926 / 3875 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CASA CIVIL SCN Quadra 2 Bloco E - 70712-905 Brasília/DF Telefone: (61) 3424-3853 / 3926 / 3875 iti.gabinete@iti.gov.br ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA Nº 01/2018 QUE ENTRE SI CELEBRAM

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 23 DE 22 DE OUTUBRO DE A CAMARA MUNICIPAL DE GUAÍRA A P R O V A:

PROJETO DE LEI Nº 23 DE 22 DE OUTUBRO DE A CAMARA MUNICIPAL DE GUAÍRA A P R O V A: PROJETO DE LEI Nº 23 DE 22 DE OUTUBRO DE 2014. Autoriza o Poder Executivo Municipal a celebrar Convênio com o Departamento Estadual de Trânsito DETRAN/SP. A CAMARA MUNICIPAL DE GUAÍRA A P R O V A: Artigo

Leia mais

Prefeitura Municipal de Saubara publica:

Prefeitura Municipal de Saubara publica: Prefeitura Municipal de 1 Ano VII Nº 870 Prefeitura Municipal de publica: Lei Nº 21 de 26 de Agosto de 2015 - Autoriza a celebração de convênio de auxílio financeiro com a Sociedade Filarmônica São Domingos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 2. JUSTIFICATIVA A aquisição de climatizador e contratação de serviços técnicos de instalação do mesmo visam

TERMO DE REFERÊNCIA. 2. JUSTIFICATIVA A aquisição de climatizador e contratação de serviços técnicos de instalação do mesmo visam -FUNDAÇÃO DE APOIO AO HEMOSC/CEPON TERMO DE REFERÊNCIA CP 035/4 - OBRAS. OBJETO Contratação de empresa para fornecimento de equipamento de ar condicionado de 8.000BTU s e mão de obra para instalação do

Leia mais

EDITAL PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO 01/ Probext I/2012 CONCESSÃO DE BOLSAS A PROJETOS DE EXTENSÃO

EDITAL PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO 01/ Probext I/2012 CONCESSÃO DE BOLSAS A PROJETOS DE EXTENSÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Pró-Reitoria de Extensão Rua Gabriel Monteiro da Silva, 714. Alfenas/MG. CEP 37130-000 Fone/Fax: (35) 3299-1077 extens@unifal-mg.edu.br

Leia mais

Projeto piloto para implantação de tecnologias alternativas em saneamento na comunidade de Rodamonte Ilhabela - SP

Projeto piloto para implantação de tecnologias alternativas em saneamento na comunidade de Rodamonte Ilhabela - SP Projeto piloto para implantação de tecnologias alternativas em saneamento na comunidade de Rodamonte Ilhabela - SP Histórico RELATÓRIO DE SITUAÇÃO DAS SOLUÇÕES ALTERNATIVAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DO

Leia mais

MANUAL DE RELACIONAMENTO

MANUAL DE RELACIONAMENTO MANUAL DE RELACIONAMENTO PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DOS PARCEIROS DO BAIRRO-ESCOLA 2009. 1 Índice 1. Apresentação... 3 2. Papel das Instituições Parceiras... 4 3. Papel da Prefeitura da

Leia mais

CHAMAMENTO PÚBLICO PARA CADASTRAMENTO DE ARTISTAS ORIENTADORES PARA O PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO EM ARTES PROJETO DE QUALIFICAÇÃO EM DANÇA - EDIÇÃO 2017

CHAMAMENTO PÚBLICO PARA CADASTRAMENTO DE ARTISTAS ORIENTADORES PARA O PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO EM ARTES PROJETO DE QUALIFICAÇÃO EM DANÇA - EDIÇÃO 2017 CHAMAMENTO PÚBLICO POIESIS Nº 02/2016 CHAMAMENTO PÚBLICO PARA CADASTRAMENTO DE ARTISTAS ORIENTADORES PARA O PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO EM ARTES PROJETO DE QUALIFICAÇÃO EM DANÇA - EDIÇÃO 2017 Obedecendo aos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 07, DE 29 DE JULHO DE 2010

RESOLUÇÃO Nº 07, DE 29 DE JULHO DE 2010 RESOLUÇÃO Nº 07, DE 29 DE JULHO DE 2010 Dispõe sobre a regulamentação da prestação de serviços por meio de convênios, contratos ou acordos com entidades públicas e privadas. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N , DE 21 DE DEZEMBRO DE 2015

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N , DE 21 DE DEZEMBRO DE 2015 GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N - 6.738, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2015 Dispõe sobre os procedimentos de autorização para a execução do Serviço de Retransmissão de Televisão, em caráter secundário, com utilização

Leia mais

POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, AUTOMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÃO DAS EMPRESAS ELETROBRAS. 2ª Versão

POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, AUTOMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÃO DAS EMPRESAS ELETROBRAS. 2ª Versão POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, AUTOMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÃO DAS EMPRESAS ELETROBRAS 2ª Versão Sumário 1 Objetivo... 3 2 Conceitos... 3 3 Princípios... 4 4 Diretrizes... 5 5 Responsabilidades... 5

Leia mais

SEMEA SEMENTES DO AMANHÃ / INSTITUIÇÃO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CNPJ /

SEMEA SEMENTES DO AMANHÃ / INSTITUIÇÃO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CNPJ / SEMEA SEMENTES DO AMANHÃ / INSTITUIÇÃO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CNPJ 05.162.747/0001-60 POLÍTICA INTERNA DE REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS Regulamento aprovado pela Diretoria Executiva da

Leia mais

ALEXANDRA PATRICIA FRASSETTO FERREIRA

ALEXANDRA PATRICIA FRASSETTO FERREIRA Ministério da Educação MEC Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Políticas e Programas de Educação Superior DPPES Fundo de Financiamento Estudantil FIES Programa de Financiamento Estudantil

Leia mais

TELECENTROS.BR PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À INCLUSÃO DIGITAL NAS COMUNIDADES. Setembro de 2009

TELECENTROS.BR PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À INCLUSÃO DIGITAL NAS COMUNIDADES. Setembro de 2009 TELECENTROS.BR PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À INCLUSÃO DIGITAL NAS COMUNIDADES Setembro de 2009 1 HISTÓRICO Abril de 2007 Presidente da República solicita acompanhamento das ações de inclusão digital. Montado

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DO INATEL REGULAMENTO. Capitulo I DO PROGRAMA

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DO INATEL REGULAMENTO. Capitulo I DO PROGRAMA PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DO INATEL REGULAMENTO Capitulo I DO PROGRAMA Art. 1º. O Programa de Iniciação Científica e Tecnológica do Inatel é um programa institucional de formação dos

Leia mais

Centro Universitário Belas Artes de São Paulo Edital de seleção de trabalhos SP-Arte/2018

Centro Universitário Belas Artes de São Paulo Edital de seleção de trabalhos SP-Arte/2018 Centro Universitário Belas Artes de São Paulo Edital de seleção de trabalhos SP-Arte/2018 O Centro Universitário Belas Artes de São Paulo proporciona aos alunos uma experiência real no mercado profissional

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL DE AGENTE ADMINISTRATIVO PARA O IMAS

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL DE AGENTE ADMINISTRATIVO PARA O IMAS EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL DE AGENTE ADMINISTRATIVO PARA O IMAS EDITAL Nº 001/2015 O Instituto Municipal de Assistência aos Servidores de Nova Santa Rita, torna

Leia mais