A estrutura curricular do Bacharelado em Sistemas de Informações é apresentada na tabela abaixo:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A estrutura curricular do Bacharelado em Sistemas de Informações é apresentada na tabela abaixo:"

Transcrição

1 1 A estrutura curricular do Bacharelado em Sistemas de Informações é apresentada na tabela abaixo: Eixo Aptidões Horas/Aula Formação Matemática/Lógica (Base Científica) Preparar o aluno para o raciocínio abstrato necessário às ciências exatas, especialmente para as atividades de concepção de sistemas de informação. 180 Formação Humanista (Base Política-Social) Preparar o aluno para atuar na sociedade de forma integral como ser humano, segundo os princípios Católicos e Maristas, adotados por esta Universidade. 150 Formação em Técnicas de Computação (Base Técnica) Preparar o aluno com a base tecnológica necessária para o desenvolvimento de sistemas de informação. 810 Formação em Programação Computacional (Base Profissional) Preparar o aluno para construir programas de computadores, baseados em tecnologia moderna e compatível com o mercado de informática. 960 Formação em Modelagem e Implementação de Processos (Base Profissional) Preparar o aluno para modelar e implementar processos empresariais e computacionais. 510 Formação em Gestão de TI (Base para Profissional) Preparar o aluno para atuar como consultor e analista organizacional, detectando problemas e propondo soluções sob o ponto de vista do negócio empresarial. 300 Atividades Complementares Consideram-se atividades complementares àquelas relacionadas com o ensino, pesquisa e extensão, que contribuam com a formação de competências complementares ao currículo base do curso. 90

2 Matriz Curricular do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação Fase I II III IV Teórica Prática APS Total Cod. Disciplinas Créd. Horas Créd. Horas Créd. Horas Créd. Horas 1 Programação I Oficina de Programação I Laboratório de Informática I Fundamentos de Sistemas de Informação I Matemática Metodologia Científica Teoria Geral de Sistemas Subtotal Programação II Oficina de Programação II Laboratório de Informática II Fundamentos de Sistemas de Informação II Matemática Discreta Estrutura de Dados I Subtotal Programação III Tecnologia de Programação I Estrutura de Dados II Sistema de Banco de Dados I Probabilidade e Estatística Subtotal Programação IV Tecnologia de Programação II Sistema de Banco de Dados II Arquitetura e Organização de Computadores Engenharia de Processos e Requisitos Subtotal

3 3 Teórica Prática APS Total Fases Cod. Disciplinas Créd. Horas Créd Horas Créd Horas Créd. Horas 24 Programação V Sistemas Operacionais I Redes e Sistemas Distribuídos I V 27 Análise e Projeto de Sistemas I Técnicas de Inteligência Artificial Disciplina Optativa Subtotal Programação VI Sistemas Operacionais II VI 32 Redes e Sistemas Distribuídos II Engenharia de Software Análise e Projeto de Sistemas II Subtotal Trabalho de Conclusão de Curso - I Empreendedorismo Tecnológico Programação para Microprocessadores VII 38 Segurança e Sistemas de Informação Administração de Banco de Dados I Gerência de Projetos Projeto Comunitário Subtotal Trabalho de Conclusão de Curso - II Filosofia e Ética Gestão do Conhecimento Metodologias e Tecnologias Avançadas de Sistemas de VIII Informação Gestão de Tecnologia da Informação Auditoria de Sistemas de Informação Administração de Banco de Dados II Subtotal * Atividades Complementares ** Disciplinas Optativas: LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) Total Geral

4 4 * As Atividades Complementares serão cumpridas no decorrer do Curso e contarão como horas obrigatórias para a obtenção do diploma de Bacharel em Sistemas de Informação. ** Disciplina de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) conforme a Portaria Nº 006/2008, instituída pela Pró-Reitoria Acadêmica em 19 de dezembro de 2008, a partir dessa data, a Instituição oferta a disciplina de Libras, de forma optativa, aos seus cursos de Graduação.

5 5 APÊNDICE A - EMENTÁRIO E REFERÊNCIAS BÁSICAS DAS DISCIPLINAS PERTENCENTES À MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1ª FASE 1 - PROGRAMAÇÃO I Conceitos/Estrutura básica Algoritmos. Tipos de dados. Comandos de uma linguagem forma. Estrutura Condicional. Estrutura de Repetição. Estruturas Homogêneas. FORBELLONE, André Luiz Villar; EBERSPÄCHER, Henri Frederico. Lógica de programação: a construção de algoritmos e estrutura de dados. 2. ed., rev. e ampl. São Paulo: Makron Books, HORSTMANN, Cay S; Cornell, Gary. Core Java vols 1 e 2. Makron, DEITEL, Harvey M.; DEITEL, Paul J; Java : como programar, Editora Bookman, 4ª. Edição. FARRER, Harri; BECKER, Christiano Gonçalves; FARIA, Eduardo Chaves; MATOS, Helton Fábio de; SANTOS, Marcus Augusto dos; MAIA, Miriam Lourenço. Algoritmos estruturados. Rio de Janeiro: Guanabara, SIERRA, Kathy; BATES, Bert. Use a cabeça! Java. Rio de Janeiro: Alta Books, OFICINA DE PROGRAMAÇÃO I API J2ME e dispositivos móveis. Estrutura de Jogos Eletrônicos. Interface Homem- Máquina. Ferramentas e API de Jogos eletrônicos.

6 6 MUCHOW, John W. Core J2ME : tecnologia & MIDP. Pearson Educação, 2004 HORSTMANN, Cay S; Cornell, Gary. Core Java 2 vols 1 e 2. Makron, SIERRA, Kathy; BATES, Bert. Use a cabeça! Java. Rio de Janeiro: Alta Books, Bibliografia complementar J2ME & Gaming Jason Lam (ebook open source). HAMER, Carol; Creating Mobile Games: Using Java ME Platform to Put the Fun into Your Mobile Device and Cell Phone, Apress, WELLS, Martin. J2ME game programming. Thomson, KNUDSEN, Jonathan, Li, Sing; Beginning J2ME: From Novice to Professional, 3a edição, Apress. 3 - LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA I Linguagens de marcação e linguagens declarativas. HTML. XHTML. CSS. W3C. Elisabeth Freeman e Eric Freeman; Use a Cabeça: HTML com CSS e XHTML, Alta Books, 2ª. Edição, Andy Budd, Cameron Moll, Simon Collison; Criando páginas web com CSS: soluções avançadas para padrões web, Pearson Prentice Hall, 1ª. Edição, SILVA, Osmar J.. X HTML: HTML 4.0 e XHTML 1.0 domínio e transição. São Paulo: Érica, Juliano Niederaurer; CSS: Guia de Consulta Rápida, 2ª. Edição, Novatec, Felipe Memória; Design para Internet, Editora Campus, José Antônio Ramalho; HTML Avançado, Makron Books, Mardel Cardoso; Desenvolvimento Web para o Ensino superior, Axcel Books, 2004.

7 7 4 - FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO I Tecnologia da Informação. Sistemas de Informação. Aplicações de sistemas de informações. O'BRIEN, JAMES A. Sistemas de Informação e as decisões gerenciais na era da Internet. 2 ed. São Paulo: Saraiva, STAIR, RALPH M. Princípios de sistemas de informação : uma abordagem gerencial. 5 ed. Rio de Janeiro : LTC, LAUDON, Kenneth C.; E LAUDON, Jane. Sistemas de Informação - com Internet. 4 ed. São Paulo: LTC, Roger S. Pressman; Engenharia de Software, McGraw-Hill, Ricardo Viana Vargas; Gerenciamento de projetos, Brasport, Kenneth Laudon, Jane Price Laudon; Sistemas de informação gerenciais: administrando a empresa digital. São Paulo: Pearson Prentice Hall, MATEMÁTICA Conjuntos Numéricos e Funções Reais, Limites, Derivadas, Integral indefinida. Técnicas de integração. Integral definida. Aplicações da Integral definida. Integrais impróprias. Resolução de Problemas. IEZZI,Gelson e outros.fundamentos de Matemática Elementar,São Paulo: Atual,10v,1993. MUNEM E FOULIS. Cálculo. Rio de Janeiro. Guanabara Dois, MATHIAS, Washington Franco; GOMES, Jose Maria. Matemática financeira. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1993.

8 8 GUIDORIZZI, Hamilton Luiz. Um curso de cálculo. Rio de Janeiro. LTC, STEWART, James. Cálculo. São Paulo: Cengage Learning, STEINBRUCH, Alfredo; WINTERLE, Paulo. Álgebra linear. [2. ed.] São Paulo: Makron Books, METODOLOGIA CIETÍFICA Universidade. O ato de estudar. Pesquisa. Projeto de Pesquisa. Normas de sistematização e apresentação de trabalhos acadêmicos. Bibliografia básica CARVALHO, Maria Cecilia Maringoni de. Construindo o saber: metodologia científica - fundamentos e técnicas. 14. ed. Campinas: Papirus, CASTRO, Cláudio de Moura. Prática da Pesquisa. 2 ed. São Paulo: Prentice- Hall, CERVON, Amado Luiz, BERVIAN, Pedro Alcino. Metodologia Científica. 4. ed. São Paulo: MAKRON Books, HINTZ, Susana; NOGUEIRA, Valdir. Metodologia Científica. Jaraguá do Sul: Editora Unerj, JOHANN, Jorge Renato. Introdução ao método científico: conteúdo e forma do conhecimento. Canoas: Ulbra, MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia do trabalho científico: procedimentos básicos, pesquisa bibliográfica, projeto e relatório, publicações e trabalhos científicos. 6. ed. São Paulo: Atlas, LUCKESI, Cipriano. Fazer universidade: uma proposta metodológica. 14. ed. São Paulo: Cortez, MAGALHÃES, Gildo. Introdução à Metodologia da Pesquisa. 1 ed. São Paulo: Ática, MÁTTAR NETO, João. Metodologia científica na era da informática. 3 ed. São Paulo: Saraiva 2007.

9 9 7 - TEORIA GERAL DE SISTEMAS Atomismo, Sistemismo e Holismo. Histórico, vertentes e a Teoria Geral de Sistemas. Fundamentos de Teoria Geral de Sistemas. Entropia, auto-organização e sistemas sócio-técnicos. Sistemas complexos. Sistemas de Informação: estrutura e evolução. Sistemas nas organizações, na gestão das empresas e na gestão do conhecimento. BERTALANFFY, Ludwig von; Teoria Geral de Sistemas, Petrópolis, Vozes, BIO, Sérgio Rodrigues; Sistemas de Informação, São Paulo, Atlas, CAPRA, Fritjof; A Teia da Vida, São Paulo, Cultrix, DAFT, Richard L. Organizações: teorias e projetos. São Paulo: Thomson Pioneira, p. EPSTEIN, Isaac Cibernética São Paulo: Atica, 1986 LAUDON, Kenneth C.; LAUDON, Jane Price. Sistemas de informação gerenciais: administrando a empresa digital. São Paulo: Pearson Prentice Hall, p.

10 10 2ª FASE 8 - PROGRAMAÇÃO II Fundamentos da Programação Orientada a Objetos. Objetos e Classes. Métodos. Acesso a Banco de Dados. Tratamento de exceções. ECKEL, Bruce. Thinking in Java. Prentice-Hall, SINTES, Anthony. Aprenda programação orientada a objetos em 21 dias. Pearson Education do Brasil, DEITEL, H. M. et all. Java - Como Programar - 3.ed. Porto Alegre: BookMan, POO, Danny et ali. Object Oriented Programming and Java. Springer MUGHAL, Khalid A Programmers Guide to Java Certification. Addison-Wesley, Melo, A.C.V.; Silva, F.S. C. Princípios de Linguagem de Programação. São Paulo: Editora Edgard Blúcher Ltda OFICINA DE PROGRAMAÇÃO II Conceitos de desenvolvimento de projeto de software. Conceitos de interface de programação. Desenvolvimento de um jogo eletrônico casual. MUCHOW, John W. Core J2ME : tecnologia & MIDP. Pearson Educação, 2004 HORSTMANN, Cay S; Cornell, Gary. Core Java 2 vols 1 e 2. Makron, ARAÚJO, Diego de L; Java 2 para Iniciantes, Book Express.

11 11 Bibliografia complementar J2ME & Gaming Jason Lam (ebook open source). HAMER, Carol; Creating Mobile Games: Using Java ME Platform to Put the Fun into Your Mobile Device and Cell Phone, Apress, WELLS, Martin. J2ME game programming. Thomson, KNUDSEN, Jonathan, Li, Sing; Beginning J2ME: From Novice to Professional, 3a edição, Apress LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA II Linguagens script para web. Troca de Dados WEB. Conteúdo dinâmico. Aplicações Rica para WEB NEGRINO, Tom; SMITH, Dori. JavaScript para a World Wide Web. Rio de Janeiro: Elsevier, Edson Gonçalves; Ajax na Prática: Todo o Poder dos Melhores Frameworks, Ciência Moderna, Danny Goodman; Javascript: A Bíblia, Editora Campus, 3ª. Edição. Elisabeth Freeman e Eric Freeman; Use a Cabeça: HTML com CSS e XHTML, Alta Books, Brett Mclaughlin; Use a Cabeça Ájax, Alta Books, SOARES, Walace,. AJAX (Asynchronous JavaScript and XML): guia prático. 2. ed., atual. e rev. São Paulo: Érica, 2006.

12 FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO II Ciclo desenvolvimento de software. Processo de desenvolvimento de software. Gerência de projeto. Documentação para desenvolvimento de sistemas. Ludwig von Bertalanffy; Teoria Geral de Sistemas, Editora Petrópolis, 3ª. Edição. Kenneth Laudon, Jane Price Laudon; Sistemas de informação gerenciais: administrando a empresa digital. São Paulo: Pearson Prentice Hall, WAZLAWICK, Raul Sidnei. Análise e projeto de sistemas de informação orientados a objetos. 2. ed., rev. e atual. Rio de Janeiro: Elsevier, Roger S. Pressman; Engenharia de Software, McGraw-Hill, Kenneth Laudon, Jane Price Laudon; Sistemas de informação gerenciais: administrando a empresa digital. São Paulo: Pearson Prentice Hall, REZENDE, Denis Alcides; ABREU, Aline França de. Tecnologia da informação aplicada a sistemas de informação empresariais: o papel estratégico da informação e dos sistemas de informação nas empresas. 6. ed., rev. e ampl. São Paulo: Atlas, MATEMÁTICA DISCRETA : Conjuntos. Funções. Relações sobre conjuntos. Indução matemática. Recursão. Sistemas algébricos. Lógica e circuitos lógicos. Teoria dos códigos: canal binário simétrico, código de blocos, matrizes geradoras e verificadoras, códigos de grupo, códigos de Hamming. Grafos. Árvores. GERSTING, Judith L. Fundamentos Matemáticos para a Ciência da Computação. Rio de Janeiro: LTC, 1995.

13 13 SCHEINERMAN, Edward R; Matemática discreta: uma introdução, Thomson, SZWARCFITER, Jaime Luiz; Grafos e algoritmos computacionais, Campus, ABE, Jair M. e PAPAVERO, Nelson; Teoria intuitiva dos conjuntos, Editora Makron, McGraw-Hill, CLÁUDIO, Dalcídio M; Fundamentos de matemática computacional, Editora D. C. Luzatto, IEZZI, Gelson, MURAKAMI, Carlos; Fundamentos de matemática elementar 1 : conjuntos, funções, Editora Atual, 8. ed. / ESTRUTURAS DE DADOS I Introdução a Tipos Abstratos de Dados. Listas Lineares (Pilha, Fila, Lista). Recursão. Listas não-lineares (Árvores). Busca (Seqüencial, Indexada, Binária), Árvores de Busca, Hashing. CELES, Waldemar; CERQUEIRA, Renato; RANGEL, José Lucas. Introdução a estruturas de dados: com técnicas de programação em C. Rio de Janeiro: Elsevier, DROZDEK, Adam. Estrutura de dados e algoritmos em C. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, FORBELLONE, André Luiz Villar; EBERSPÄCHER, Henri Frederico. Lógica de programação: a construção de algoritmos e estrutura de dados. 2. ed., rev. e ampl. São Paulo: Makron Books, 2000.

14 14 DEITEL, Harvey M.; DEITEL, Paul J.. C como programar. 5. ed. São Paulo: Prentice Hall do Brasil, CD-ROM (1 disco óptico : digital : 4 3/4 pol.) KERNIGHAN, Brian W; RITCHIE, Dennis M.. A Linguagem de programação: padrão ansi. Rio de Janeiro: Elsevier, c p. LAFORE, Robert. Aprenda em 24 horas estrutura de dados e algoritmos. Rio de Janeiro: Campus, Cd-Rom (Aprenda) STROUSTRUP, Bjarne. A linguagem de programação C. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, p. WATSON, Karli. Beginning C# programando. São Paulo: Makron Books, p. 3ª FASE 14 - PROGRAMAÇÃO III Interfaces Gráficas. Tratamento de Eventos. Tratamento de Erros. Frameworks de desenvolvimento. Padrões de Projeto. HORSTMANN, Cay S; Cornell, Gary. Core Java vols 1 e 2. Makron, DEITEL, Harvey M.; DEITEL, Paul J; Java : como programar, Editora Bookman, 6ª. Edição. BODOFF, Stephanie; Tutorial do J2EE, Ciência Moderna, 2005 ALUR, Deepak; CRUPI, Crupi e MALKS, Dan; Core J2EE Patterns, Campus. MUGHAL, Khalid A Programmers Guide to Java Certification. Addison-Wesley, HORTON, Ivor, Beginning Java 2 : Jdk 1.3 edition, Editora Birmingham. GAMMA, Erich; Design patterns : elements of reusable object-oriented software,

15 15 Addison-Wesley. HORSTMANN, S. e CORNELL G.; Core Java Server Faces, Alta Books, TECNOLOGIAS DE PROGRAMAÇÃO I Ambientes RAD. Programação visual baseada em eventos. Persistência de banco de dados. Utilização de banco de dados.desenvolvimento de aplicações. John Sharp; Microsoft Visual C# 2005: Passo a Passo, Bookman, Fabio Camara; Dominando o Visual Studio.Net com C#, Visual Books, DEITEL, Harvey M. C#: como programar. São Paulo: Pearson Makron Books, p. 1 CD-ROM (disco óptico : digital ; 4 3/4 pol.) Eric Freeman, Elisabeth Freeman; Use a Cabeça! Padrões de Projetos (Design Patterns), Alta Books. Simon Robinson; Professional C# Programando, Pearson Education / Wrox, Fabio Galuppo, Vanclei Matheus e Wallace Santos; Desenvolvendo com C#, Bookman, Brian Bagnall, Philip Chen, Stephen Goldberg; C# Para Programadores Java, Alta Books, ESTRUTURAS DE DADOS II Ordenação. Considerações sobre Complexidade de Algoritmos. Comparação entre algoritmos. Algoritmos de Ordenação. Grafos. Conceitos Iniciais e Aplicações, Representações. Algoritmos sobre Grafos. Travessia.

16 16 CELES, Waldemar; CERQUEIRA, Renato; RANGEL, José Lucas. Introdução a estruturas de dados: com técnicas de programação em C. Rio de Janeiro: Elsevier, DROZDEK, Adam. Estrutura de dados e algoritmos em C. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, FORBELLONE, André Luiz Villar; EBERSPÄCHER, Henri Frederico. Lógica de programação: a construção de algoritmos e estrutura de dados. 2. ed., rev. e ampl. São Paulo: Makron Books, DEITEL, Harvey M.; DEITEL, Paul J.. C como programar. 5. ed. São Paulo: Prentice Hall do Brasil, CD-ROM (1 disco óptico : digital : 4 3/4 pol.) KERNIGHAN, Brian W; RITCHIE, Dennis M.. A Linguagem de programação: padrão ansi. Rio de Janeiro: Elsevier, c p. LAFORE, Robert. Aprenda em 24 horas estrutura de dados e algoritmos. Rio de Janeiro: Campus, Cd-Rom (Aprenda) STROUSTRUP, Bjarne. A linguagem de programação C. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, p. WATSON, Karli. Beginning C# programando. São Paulo: Makron Books, p SISTEMAS DE BANCOS DE DADOS I Introdução a Banco de Dados. Modelagem de dados. Normalização de Dados. Modelo Relacional e Álgebra Relacional. DATE, Christopher J.. Introdução a sistemas de bancos de dados. Rio de Janeiro: Campus, HEUSER, Carlos Alberto. Projeto de banco de dados. 4. ed. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, 2001.

17 17 SILBERSCHATZ, Abraham; KORTH, Henry F; SUDARSHAN, S. Sistema de banco de dados. 3. ed. São Paulo: Makron Books, MACHADO, Felipe Nery Rodrigues; ABREU, Maurício Pereira de. Projeto de banco de dados: uma visão prática. 9. ed. São Paulo: Érica, ELMASRI, Ramez E.; NAVATHE, Shamkant B. Sistemas de banco de dados. 4. ed. São Paulo: Pearson Addison Wesley, p. FREEZE, Wayne S.. SQL: guia de referência do programador. São Paulo: Ciência Moderna, p. MACHADO, Felipe Nery Rodrigues. Banco de dados: projeto e implementação. 2. ed. São Paulo: Érica, p. SILBERSCHATZ, Abraham; KORTH, Henry F; SUDARSHAN, S. Sistema de banco de dados. 3. ed. São Paulo: Makron Books, p. SQL MAGAZINE. Grajaú: Neofício,, Mensal PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA Estatística Descritiva. Teoria da Amostragem. Noções de Distribuição por Amostragem. Representação tabular e gráfica. Medidas de posição. Medidas de dispersão. Medidas de Assimetria. Medidas de curtose. Variáveis Aleatórias Discretas e Contínuas. Principais Distribuições Discretas e Contínuas. Amostragem. Intervalos de Confiança. BUSSAB, Wilton de Oliveira; MORETTIN, Pedro A. Estatística básica. 6. ed. São Paulo: Atual, MARTINS, Gilberto de Andrade. Estatística geral e aplicada. 2.ed. São Paulo: Atlas, TOLEDO, Geraldo Luciano; OVALLE, Ivo Izidoro. Estatística básica. 2.ed. São Paulo: Atlas, 1985.

18 18 MOORE, D. A estatística básica e sua prática. Rio de Janeiro: LTC, MEYER, Paul L. Probabilidade: aplicações à estatística. 2.ed. Rio de Janeiro: LTC, DOWNING, Douglas e CLARK, Jeff. Estatística aplicada. São Paulo: Saraiva, TRIOLA, M. F. Introdução à estatística. 10.ed. Rio de Janeiro: LTC, SPIEGEL, Murray R.; SCHILLER, John J; SRINIVASAN, R. Alu. Teoria e problemas de probabilidade e estatística. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, ª FASE 19 - PROGRAMAÇÃO IV Desenvolvimento de aplicações para WEB,. Padrões de Projeto. Aplicações Servlets e JSP. Padrões Struts. GAMMA, Erich. Padrões de projeto: soluções reutilizáveis de software orientado a objetos. Porto Alegre: Bookman, p. HORSTMANN, Cay S; CORNELL, Gary. Core Java vols 1 e 2. Makron, DEITEL, Harvey M.; DEITEL, Paul J; Java : como programar, Editora Bookman, 4ª. Edição. : Zukowski, John John Zukowski s Definitive Guide to Swing for Java 2. APress PEKOWSKY, Larne. JavaServer pages. Reading: Addison-Wesley, c2000. HUSTED, Ted. Struts em ação. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2004.

19 TECNOLOGIAS DE PROGRAMAÇÃO II Desenvolvimento de aplicações Server-Side. Padrões Microsoft.NET. Integração de sistemas com Banco de Dados. Linguagem de Programação C# aplicada para Web (ASP.NET). Integração de Javascript e ASP.NET. Frameworks MVC: ASP.NET MVC. George Shepherd ;Microsoft ASP.NET 2.0: Passo a Passo, Bookman,2007. Mesbah AHMED, Chris Garret, Jeremy Faircloth; ASP.NET Guia do Desenvolvedor Web, Alta Books, Bill Evjen, Scott Hanselman, Farhan Muhammad, S. Srinivasa Sivakumar, Devin Rader; Professional ASP.NET 2.0, Wrox, : Alfredo Lotar; Como programar com ASP.NET e C#, Novatec, Michael Mahemoff; Padrões de Projetos Ájax, Alta Books, David Flanagan ; JavaScript O Guia Definitivo, Bookman, Leonard Richardson e Sam Ruby; RESTful Serviços Web, Alta Books, Edson Gonçalves; Ajax na Prática: Todo o Poder dos Melhores Frameworks, Ciência Moderna, SISTEMAS DE BANCOS DE DADOS II Arquitetura de Banco de Dados. SQL. Programação para Banco de Dados. XML DATE, Christopher J.. Introdução a sistemas de bancos de dados. Rio de Janeiro: Campus, ELMASRI, Ramez E.; NAVATHE, Shamkant B.. Fundamentals of database systems. 3. ed. Reading: Addison Wesley Longman, 2000.

20 20 SILBERSCHATZ, Abraham; KORTH, Henry F; SUDARSHAN, S. Sistema de banco de dados. 3. ed. São Paulo: Makron Books, : SILBERSCHATZ, Abraham; KORTH, Henry F; SUDARSHAN, S. Database System Concepts. Disponível em DAUM, Berthold; MERTEN, Udo. Arquitetura de sistemas com XML. Rio de Janeiro: Campus, p. FANDERUFF, Damaris. Dominando o Oracle 9i: modelagem e desenvolvimento. São Paulo: Pearson Education, p. FORTA, Ben. Sams teach yourself SQL in 10 minutes. 3rd ed. Indianápolis: SAMS, p. HEUSER, Carlos Alberto. Projeto de banco de dados. 4. ed. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, p. (Série Livros Didáticos ;v. 4) ÖZSU, M. Tamer; VALDURIEZ, Patrick. Princípios de sistemas de bancos de dados distribuídos. Rio de Janeiro: Campus, p ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Sistemas de numeração. Operações lógicas (OU, E, NOT). Portas lógicas. Circuitos digitais combinacionais. Circuitos seqüências, contadores. Armazenamento binário. Funcionamento interno. Conceitos básicos de Hardware. Arquitetura de Hardware. Dispositivos e Componentes. MURDOCCA, Miles J.; HEURING, Vincent P.. Introdução à arquitetura de computadores. Rio de Janeiro: Campus, TANENBAUM, Andrew S., Organização estruturada de computadores. 3. ed. Rio de Janeiro: LTC, TORRES, Gabriel. Hardware. 3. ed. Rio de Janeiro: Axcel Books, 2000.

21 21 : CHRISTOPOULOS, Christos. Principles and techniques of electromagnetic compatibility. 2nd ed. Boca Raton: CRC PRESS, p. ISBN HENNESSY, John L.; PATTERSON, David A.. Organização e projeto de computadores: a interface hardware/software. 2. ed. Rio de Janeiro: LTC, p. IDOETA, Ivan V.; CAPUANO, Francisco G.. Elementos de eletrônica digital. 40. ed. São Paulo: Érica, p. MONTEIRO, Mário Antonio. Introdução à organização de computadores. 4. ed. Rio de Janeiro: LTC, p. WEBER, Raul Fernando. Arquitetura de computadores pessoais. 2. ed. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, p. (Livros didáticos) WEBER, Raul Fernando. Fundamentos de arquitetura de computadores. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, p. (Série Livros Didáticos ;v. 8) 23 ENGENHARIA DE PROCESSOS E REQUISITOS Análise de Requisitos (quantitativos e qualitativos). Ambigüidade na definição de requisitos. Levantamento de requisitos relevantes. Técnicas de identificação de requisitos. Requisitos de negócio, de usuário, funcionais e não funcionais. Validação e teste de requisitos. Desenvolvimento de processos de negócio. Ferramentas de modelagem de processos. Aderência de especificações de requisitos e processos de negócio. Ergonomia de software. Arquitetura de software. Desenvolvimento de protótipos. CRUZ, T. Sistemas Métodos e Processos: administrando organizações por meio de processos de negócios. São Paulo: Atlas, Adilson da Silva Lima; UML Do Requisito à Solução. Erica. WIEGERS, Karl.Software Requirements. Microsoft Press; 2ed. 2003

22 22 MCMENAMIM, S.M.; PALMER, J.F. Análise essencial de sistemas. São Paulo: McGraw-Hill, GANE, Chris; SARSON, Trish. Análise estruturada de sistemas. Rio de Janeiro: LTC, GAUSE, D. C., WEINBERG, G. M. Explorando Requerimentos de Sistemas, MAKRON Books, ª FASE 24 - PROGRAMAÇÃO V Conceitos de aplicação Client/Server. Mapeamento O/R. Aplicações Distribuídas. Contextos e containers. Unidade de Persistência. Segurança em Transações. BOND, Martin. Aprenda J2EE : com EJB, JSP, Servlets, JNDI, JDBC e XML. São Paulo: Pearson, ALUR, Deepak; CRUPI, John; MALKS, Dan. Core J2EE patterns. Rio de Janeiro: Elsevier, TAYLOR, Art; BUEGE, Brian; LAYMAN, Randy. Segurança contra hackers J2EE e Java. São Paulo: Futura, ZUCKOWSKI, John. Mastering Java 2. Ed. Sybex, MUGHAL, Khalid. A programmers guide to Java certification. Ed. Addison- Wesley, GAMMA, Erich; Design patterns : elements of reusable object-oriented software, Addison-Wesley. TAYLOR, Ar; Hacking exposed J2EE & Java, Futura.

23 SISTEMAS OPERACIONAIS I Conceitualização de Sistema operacional. Conceito de processo. Gerência de processador: escalonamento de processos, monoprocessamento e multiprocessamento. Concorrência e sincronização de processos. Alocação de recursos e deadlocks. MACHADO, Francis Berenger; MAIA, Luiz Paulo. Arquitetura de sistemas operacionais. 3. ed. Rio de Janeiro: LTC, OLIVEIRA, Rômulo Silva de; CARISSIMI, Alexandre da Silva; TOSCANI, Simão Sirineo. Sistemas operacionais. 2. ed. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, TANENBAUM, Andrew S., Sistemas operacionais modernos. 2. ed. São Paulo: Prentice Hall, DANESH, Arman. Dominando Linux: "A Biblia". São Paulo: Makron Books, p. MATTHEW, Neil; STONES, Richard. Professional linux: programando. São Paulo: Makron Books, p. MORIMOTO, Carlos E.. Linux: entendendo o sistema : guia prático. Porto Alegre: Sul Editores, p. MORIMOTO, Carlos E.. Linux: ferramentas técnicas : guia prático. 2. ed. Porto Alegre: Sul Editores, p. MORIMOTO, Carlos E.. Redes e servidores linux: guia prático. Porto Alegre: Sul Editores, p. NEVES, Júlio Cezar. Linux: programação shell : [aprenda a programar o Shell do Linux e do Unix. Descubra as diferenças entre o Shell do Linux e do Unix nos ambientes de progr. 2. ed. Rio de Janeiro: Brasport, p. TORRES, Gabriel. Hardware: curso completo : conheça tudo sobre manutenção, montagem, componentes, periféricos e sistemas operacionais de PC. 2. ed. Rio de Janeiro: Axcel Books do Brasil, p.

24 REDES E SISTEMAS DISTRIBUÍDOS I Introdução às redes de computadores. Camadas do modelo OSI. Arquitetura de redes: LANs e WANs. Arquitetura da Internet. Protocolos. KUROSE, James e ROSS, Keith; Redes de Computadores e a Internet, Pearson. COMMER, Douglas E., Redes de Computadores e Internet, Bookman. FARREL, ADRIAN; A Internet e seus protocolos. Campus. TANENBAUM, Andrew F. Redes de Computadores. Editora Campus. 4a. Edição. MURHAMMER, Martin W. et al.; TCP/IP Tutorial Tecnico, McGraw-Hill, SOARES, Luiz Fernando Gomes. Das LANs,MANs e WANs às Redes ATM. Editora Campus. 2a. Edição ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS I Análise Orientada a Objetos. Modelagem de Objetos utilizando a UML. Ciclo de vida do Processo Unificado de modelagem de objetos. Craig Larman; Utilizando UML e Padrões: Uma introdução à análise e ao projeto orientados a objetos e ao desenvolvimento iterativo, Bookman. Tom Pender; UML A Bíblia, Campus. James Rumbaugh, Michael Braha; Modelagem e Projetos Baseados em Objetos com UML 2, Campus.

25 25 UML 2.0 Specification. Disponível em Gilleanes T. A. Guedes; UML Uma Abordagem Prática, Novatec. James Rumbaugh; Modelagem e projetos baseados em objetos, Campus. Martin Fowler; UML Essencial: Um breve guia para a linguagem-padrão de modelagem de objetos, Bookman. Grady Booch, Ivar Jacobson, James Rumbaugh; UML - Guia do Usuário, Campus. Kendall Scott; O Processo Unificado Explicado, Bookman TÉCNICAS DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL Resolução heurística de problemas: métodos de espaço de estados, métodos de reduções sucessivas de problemas. Prova automática de teoremas, representação do conhecimento, sistemas baseados e conhecimento/inteligentes e sistemas multiagente. Russell, Stuart J.; Norvig, Peter. Artificial Inteligence: a modern Approach. New Jersey: Prentice Hall International Genesereth, M. R. And Nilsson, N. Logical foundations of artificial intelligence. Palo alto, CA, Morgan Kauffmann N. J. Nilsson, Principles of Artificial Intelligence, Springer-Verlag, Berlin, Heidelberg, New York, NASCIMENTO JÚNIOR, Cairo Lúcio; YONEYAMA, Takashi. Inteligência artificial: em controle e automação. E. Rich, Inteligência Artificial, Mcgraw-Hill, São Paulo, 1988 GANASCIA, Jean-Gabriel. Inteligencia artificial. São Paulo: Ática, p.

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Carga Horária Total

Leia mais

2. FOWLER, Martin; SCOTT, Kendall. UML Essencial. São Paulo: Bookman, 2005.

2. FOWLER, Martin; SCOTT, Kendall. UML Essencial. São Paulo: Bookman, 2005. 3º semestre INF302 - Análise e Modelagem de Sistemas I Análise e Modelagem de Sistemas I Identificação: INF302 Semestre: 1º Carga Horária 60 horas Número de Aulas: 72 aulas Aulas 52 aulas Aulas práticas:

Leia mais

Sistemas de Informação 3º ANO

Sistemas de Informação 3º ANO Sistemas de Informação 3º ANO BANCO DE DADOS Carga horária: 120h Visão geral do gerenciamento de banco de dados. Arquitetura de um Sistema Gerenciador de Banco de Dados. Modelagem e projeto de banco de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO Este Anexo integra o Edital Nº 35/2007, que disciplina o Concurso Público destinado ao provimento

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN DEPARTAMENTO: Sistemas de Informação PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: Aplicações

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Probabilidade e Estatística/MAT066 Fundamentos de análise combinatória. Conceito de probabilidade e seus teoremas fundamentais. Variáveis aleatórias. Distribuições de probabilidade. Conceito e objetivos

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM. Ementa. Objetivos. Conteúdo Programático

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM. Ementa. Objetivos. Conteúdo Programático Disciplina: Engenharia de Software e Gerência de Projetos C.H. Teórica: 40 PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Período Letivo: 1 sem/2014 C.H. Prática:

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN DEPARTAMENTO: Sistemas de Informação PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: Programação

Leia mais

Identificação: INF201 Semestre: 1º Carga Horária: 60 horas Número de Aulas: 72 aulas Aulas Teóricas:

Identificação: INF201 Semestre: 1º Carga Horária: 60 horas Número de Aulas: 72 aulas Aulas Teóricas: 2º SEMESTRE INF201 - Banco de dados I Banco de dados I Identificação: INF201 Semestre: 1º Carga Horária: 60 horas 20 aulas Aulas práticas: 52 aulas Fornecer conhecimentos sobre a concepção, utilização,

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas II/CPD025 Conceitos orientação a objetos. Evolução das técnicas de modelagem orientadas a objetos. Estrutura da linguagem UML. Conceito de processo interativo

Leia mais

Laboratório de Programação Web I e Estimativa, Teste e Inspeção de Software

Laboratório de Programação Web I e Estimativa, Teste e Inspeção de Software Laboratório de Programação Web I e Estimativa, Teste e Inspeção de Software Apresentação da Disciplina Marcos Camada marcos.camada@catu.ifbaiano.edu.br Objetivo Geral Conhecimento no desenvolvimento aplicações

Leia mais

Universidade Federal do ABC Rua Santa Adélia, 166 - Bairro Bangu - Santo André - SP - Brasil CEP 09.210-170 - Telefone/Fax: +55 11 4996-3166

Universidade Federal do ABC Rua Santa Adélia, 166 - Bairro Bangu - Santo André - SP - Brasil CEP 09.210-170 - Telefone/Fax: +55 11 4996-3166 Universidade Federal do ABC Rua Santa Adélia, 166 - Bairro Bangu - Santo André - SP - Brasil CEP 09.210-170 - Telefone/Fax: +55 11 4996-3166 1. CÓDIGO E NOME DA DISCIPLINA BC1508 - ENGENHARIA DE SOFTWARE

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 3ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 3ª. ETAPA EMENTAS DA 3ª. ETAPA Núcleo Temático: PROGRAMAÇÃO Disciplina: ESTRUTURA DE DADOS 108 há ( 72 ) Teóricas ( 36 ) Práticas Tipos abstratos de dados. Estudo das estruturas lineares: pilhas, filas e listas

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO 1 FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO Edital numero 005/2014 _ ETEC para o Processo de Seleção de alunos para a Fábrica de Software. FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia,

Leia mais

Novos itens disponíveis para empréstimo na biblioteca Mês de referência: Fevereiro 2015

Novos itens disponíveis para empréstimo na biblioteca Mês de referência: Fevereiro 2015 Novos itens disponíveis para empréstimo na biblioteca Mês de referência: Fevereiro 015 Capa do livro Obra Quantidade ROB, Peter Sistemas de banco de dados: projeto, implementação e administração - São

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS PARA COMPUTAÇÃO...

Leia mais

BOOCH, G. Object Oriented Design with Applications. EUA: The Benjamin Cummings Publishing Company, 1991.

BOOCH, G. Object Oriented Design with Applications. EUA: The Benjamin Cummings Publishing Company, 1991. TECNOLOGIA DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS E FERRAMENTAS UML I (20 horas) Ementa: Conceitos e Terminologia de Orientação a Objetos. Modelagem e processo de desenvolvimento de software. Diagramas de Casos de Uso.

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR GESTÃO EM TI

MATRIZ CURRICULAR GESTÃO EM TI MATRIZ CURRICULAR GESTÃO EM TI MODULO: Módulo Básico COMPONENTE CURRICULAR: Pesquisa Científica CÓDIGO: 101001 Os tipos de Conhecimento. A Ciência e sua forma de Evolução. O Processo da Pesquisa Científica,

Leia mais

EAD-750 Tópicos Especiais de Métodos Quantitativos e Informática. Roteiro para Trabalho de Pesquisa

EAD-750 Tópicos Especiais de Métodos Quantitativos e Informática. Roteiro para Trabalho de Pesquisa EAD-750 Tópicos Especiais de Métodos Quantitativos e Informática Roteiro para Trabalho de Pesquisa Prof. Antonio Geraldo da Rocha Vidal vidal@usp.br O trabalho de pesquisa de EAD-750 deve ser elaborado

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento Unidade de Sobradinho FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia,

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2008 ANO DO CURSO: 5 o

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2008 ANO DO CURSO: 5 o UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2008 ANO DO CURSO: 5 o Curso: Informática Modalidade: Bacharelado Turno: Integral Centro: Centro

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 3ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 3ª. ETAPA EMENTAS DAS DISCIPLINAS 3ª. ETAPA 1 TECNOLÓGICA BANCO DE DADOS I ( 34 ) Teóricas Etapa: 3ª 68h/a ( 34 ) Práticas Apresentação dos conceitos fundamentais de bancos de dados. Exploração do modelo entidaderelacionamento

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA. Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento.

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA. Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento. FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento. FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia, Professor Luiz

Leia mais

Lista de Livros disponíveis na biblioteca do CAFW Especialização em Gestão de TI

Lista de Livros disponíveis na biblioteca do CAFW Especialização em Gestão de TI Lista de Livros disponíveis na biblioteca do CAFW Especialização em Gestão de TI Observação: - Esta lista abaixo refere-se a solicitação dos professores de cada disciplina. - Livros que não apresentam

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ADMINISTRAÇÃO LINHA DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA EM COMÉRCIO INTERNACIONAL ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Carga horária semanal Etapa 4 5 OBJETIVO Realizar escolhas sobre a adoção de tecnologias e sistema

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: Teoria Geral de Sistemas C.H. Teórica: 60 PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Período Letivo: Série: Periodo: Semestre de 1 sem/2012 2ª

Leia mais

CRÉDITO CARGA DISTRIBUIÇÃO DA CARGA HORÁRIA HORÁRIA TEÓRIC PRÁTICA TEO/PRA T OUTRAS TEOR/PRÁTICAS 20 20 20

CRÉDITO CARGA DISTRIBUIÇÃO DA CARGA HORÁRIA HORÁRIA TEÓRIC PRÁTICA TEO/PRA T OUTRAS TEOR/PRÁTICAS 20 20 20 UNIDADE UNIVERSITÁRIA: FCT - Faculdade de Ciências e Tecnologia/UNESP CURSO: Ciência da Computação Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado OPÇÃO: DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL: DMC Departamento de Matemática e Computação

Leia mais

Ementário das Disciplinas

Ementário das Disciplinas Ementário das Disciplinas As ementas das disciplinas estão agrupadas em semestres para uma melhor visualização da organização da matriz curricular. As referências bibliográficas serão especificadas no

Leia mais

Proporcionar uma visão geral da metodologia de Sistemas Operacionais.

Proporcionar uma visão geral da metodologia de Sistemas Operacionais. ANO 3 5º Período Sistema Operacional 1.Identificação: Identificação Disciplina Carga Horária Sistema Operacional 72 h/a Créditos 4 2.Ementa: Histórico da Criação e Evolução dos Sistemas Operacionais. Conceitos

Leia mais

Cia. de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul

Cia. de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul Obs: As sugestões bibliográficas são apresentadas a título de subsídio, servindo apenas como orientação geral ao candidato. As questões serão originais e, portanto, não são retiradas diretamente da bibliografia

Leia mais

EAD -5881 - Tecnologia de Informática. Roteiro para Trabalho de Pesquisa

EAD -5881 - Tecnologia de Informática. Roteiro para Trabalho de Pesquisa EAD -5881 - Tecnologia de Informática Roteiro para Trabalho de Pesquisa Prof. Antonio Geraldo da Rocha Vidal vidal@usp.br Este trabalho de pesquisa deve ser elaborado tendo como base as tecnologias estudadas

Leia mais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 1º SEMESTRE Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 8 Créditos Desenvolver a lógica de programação através da construção de algoritmos utilizando português estruturado Representar a solução de problemas

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT

CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT Área de Conhecimento Banco de Dados Ementa/Bibliografia Conceitos básicos; Modelos de dados; Aspectos de modelagem de dados; Projeto e Aplicações de Banco de Dados.

Leia mais

Acta n.º 1 1. PROVA DE CONHECIMENTOS

Acta n.º 1 1. PROVA DE CONHECIMENTOS Concurso interno com vista ao preenchimento de 1 posto de trabalho na carreira (não revista) de Especialista de Informática, categoria de especialista de informática dos graus 1 ou 2, níveis 1 ou 2, do

Leia mais

análise e desenvolvimento de sistemas Arquitetura e Sistema OO

análise e desenvolvimento de sistemas Arquitetura e Sistema OO análise e desenvolvimento de sistemas Arquitetura e Sistema OO :: Análise e Desenvolvimento Arquitetura e Sistema OO de Sistemas :: apresentação :: O novo Projeto Integrado Em 2001, a Faculdade Radial

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO COM ÊNFASE EM SISTEMA DE INFORMAÇÃO DISTRIBUIDOS Curso Reconhecido pela Resolução n.

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO COM ÊNFASE EM SISTEMA DE INFORMAÇÃO DISTRIBUIDOS Curso Reconhecido pela Resolução n. CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO COM ÊNFASE EM SISTEMA DE INFORMAÇÃO DISTRIBUIDOS Curso Reconhecido pela Resolução n.º 01/01 CNE/CES Com a evolução das tecnologias Internet e Sistemas de

Leia mais

CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas SÉRIE: 3º Semestre TURNO: Noturno DISCIPLINA: ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS

CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas SÉRIE: 3º Semestre TURNO: Noturno DISCIPLINA: ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas SÉRIE: 3º Semestre TURNO: Noturno DISCIPLINA: ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS CARGA HORÁRIA: 60 horas I - Ementa Modelagem de Processos

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS... 4 04 TEORIA

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MATRIZ(ES) CURRICULAR(ES): 2015 ALTERAÇÕES PASSAM A VIGORAR A PARTIR DO SEMESTRE: 1 Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. Curso: Informática Modalidade: Bacharelado Turno: Integral.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. Curso: Informática Modalidade: Bacharelado Turno: Integral. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2007 ANO DO CURSO 4 o Curso: Informática Modalidade: Bacharelado Turno: Integral Centro: Centro de

Leia mais

Prática: 80. PROFESSOR: José Alberto F. Rodrigues Filho. CARGA HORÁRIA SEMANAL: 4 Prática: 4

Prática: 80. PROFESSOR: José Alberto F. Rodrigues Filho. CARGA HORÁRIA SEMANAL: 4 Prática: 4 PLANO DE ENSINO Período Letivo: 1º Semestre de 2014 Faculdade de Tecnologia de Bragança Paulista CURSO: Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação TURNO: Tarde / Noite DISCIPLINA: Projeto Interdisciplinar

Leia mais

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 60 h 1º Evolução histórica dos computadores. Aspectos de hardware: conceitos básicos de CPU, memórias,

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Curitiba PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Curitiba PLANO DE ENSINO Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Curitiba PLANO DE ENSINO CURSO Engenharia Eletrônica MATRIZ FUNDAMENTAÇÃO LEGAL (Resolução do COEPP que aprovou a matriz curricular

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CST SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA: Algoritmo e Programação I A disciplina aborda o estudo de algoritmos, envolvendo os conceitos fundamentais: variáveis, tipos de dados, constantes,

Leia mais

Programação para Internet

Programação para Internet flavio@facom.ufu.br 1 Objetivos Fornecer uma visão geral do funcionamento de sistemas na Web e os protocolos envolvidos Introduzir o paradigma da programação para a Internet Conceituar as arquiteturas

Leia mais

PLANO DE ENSINO. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos. PROFESSOR RESPONSÁVEL : Josino Rodrigues Neto

PLANO DE ENSINO. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos. PROFESSOR RESPONSÁVEL : Josino Rodrigues Neto UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n Dois Irmãos 52171-900 Recife-PE Fone: 0xx-81-332060-40 proreitor@preg.ufrpe.br PLANO DE ENSINO

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Projeto Avançado de Sistemas/CPD029 Conceito de padrão de projeto. Padrões de projeto para software orientado a objetos. Mapeamento objetorelacional baseado em padrões. Padrões de arquitetura de software.

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) SISTEMAS PARA INTERNET INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a

Leia mais

Dados das Disciplinas de Serviço

Dados das Disciplinas de Serviço Dados das Disciplinas de Serviço Curso: Agronomia Disciplina: Introdução à Computação (2 turmas) Professor: Cristiane Conceitos básicos: Noções de lógica de programação; tipos primitivos; constantes e

Leia mais

TECNOLOCIA JAVA WEB PARA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE LEILÃO

TECNOLOCIA JAVA WEB PARA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE LEILÃO TECNOLOCIA JAVA WEB PARA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE LEILÃO Danilo Alves Verone de Oliveira ¹, Jaime William Dias ¹ ² ¹ Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí - PR - Brasil dan.verone@hotmail.com

Leia mais

DISCIPLINA: CONSTRUÇÃO DE COMPILADORES

DISCIPLINA: CONSTRUÇÃO DE COMPILADORES Semestre 5 Válido somente com assinatura e carimbo do IFCE Cód. Disciplina Créditos Horas Nat. Prérequisitos Teóricos Práticos TELM.066 Construção de Compiladores 2 2 80 OBR TELM.061 TELM.067 Sistemas

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: Análise Estruturada de Sistemas C.H. Teórica: 40 PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Período Letivo: Série: Periodo: 1 sem/2012 2ª Série

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ PLANO DE ENSINO - 2º SEMESTRE 2011 Disciplina ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Professor MSC. ADOLFO FRANCESCO DE OLIVEIRA COLARES Carga Horária Semanal Curso ADMINISTRAÇÃO Carga Horária

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DA ESPECIALIZAÇÃO EM BANCO DE DADOS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DA ESPECIALIZAÇÃO EM BANCO DE DADOS EMENTAS DAS DISCIPLINAS DA ESPECIALIZAÇÃO EM BANCO DE DADOS Nome da Disciplina: Introdução à Banco de Dados teoria e projeto Carga horária: 50 Docente responsável: Plínio de Sá Leitão Júnior (INF/UFG)

Leia mais

Faculdades Integradas Teresa D Ávila

Faculdades Integradas Teresa D Ávila Faculdades Integradas Teresa D Ávila CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Reconhecido pela Portaria Ministerial nº. 4.571 de 28/12/05 e publicado no DOU em 29/12/05. Componente Curricular: Administração de Sistemas

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO EDITAL DGP Nº 76/2010 TÉCNICO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

CONCURSO PÚBLICO EDITAL DGP Nº 76/2010 TÉCNICO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CONCURSO PÚBLICO EDITAL DGP Nº 76/2010 TÉCNICO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA / MATEMÁTICA / LEGISLAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA Compreensão e interpretação de

Leia mais

RELAÇÃO DESCRITIVA DO ACERVO INDICADO NO PPC Campus Formosa

RELAÇÃO DESCRITIVA DO ACERVO INDICADO NO PPC Campus Formosa RELAÇÃO DESCRITIVA DO ACERVO INDICADO NO PPC Campus Formosa Bacharelado em Engenharia Civil bibliografia complementar ALMEIDA, Márcio de Souza S. Aterros sobre solos moles: projeto e desempenho. 1. reimpr.

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS OPTATIVAS I

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS OPTATIVAS I EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1 FACUL DADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMATICA NEGÓGIOS GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ( 68) Teóricas Etapa: 7ª ( ) Práticas Interpretação de Governança e estratégia organizacional:

Leia mais

PLANO DE ENSINO. DISCIPLINA: 14310 - Análise e Projeto de Sistemas de Informação. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos e

PLANO DE ENSINO. DISCIPLINA: 14310 - Análise e Projeto de Sistemas de Informação. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos e Universidade Federal Rural de Pernambuco Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Coordenação do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação Site: http://www.bsi.ufrpe.br E-mail: coordenacao@bsi.ufrpe.br

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ Pró-Reitoria de Ensino Médio e Técnico Campus Engenheiro Paulo de Frontin Direção de

Leia mais

MBA Gestão da Tecnologia de Informação

MBA Gestão da Tecnologia de Informação MBA Gestão da Tecnologia de Informação Informações: Dias e horários das aulas: Segundas e Terças-feiras das 18h00 às 22h00 aulas semanais; Sábados das 08h00 às 12h00 aulas quinzenais. Carga horária: 600

Leia mais

Curso: Tecnologia em Sistemas para Internet. PLANO de ENSINO. DISCIPLINA CÓD. DISCIPLINA PROFESSOR Programação para Web I G2116 Fabiano Alves de Souza

Curso: Tecnologia em Sistemas para Internet. PLANO de ENSINO. DISCIPLINA CÓD. DISCIPLINA PROFESSOR Programação para Web I G2116 Fabiano Alves de Souza Campus: Engenheiro Coelho Curso: Tecnologia em Sistemas para Internet PLANO de ENSINO DISCIPLINA CÓD. DISCIPLINA PROFESSOR Programação para Web I G11 Fabiano Alves de Souza ANO/SEMESTRE CRÉDITOS CARGA

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática MATRIZ CURRICULAR 3ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática MATRIZ CURRICULAR 3ª. ETAPA MATRIZ CURRICULAR 3ª. ETAPA Unidade Universitária: FCI FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA Disciplina: MODELAGEM DE NEGÓCIOS Núcleo Temático: ENGENHARIA DE SOFTWARE (34) EAD 68 h/a (34) Teóricas Modelagem

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: Sistemas de Informação C.H. Teórica: 20 PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Período Letivo: Série: Periodo: Semestre de 2 sem/2012 4ª Série

Leia mais

ANEXO I CARGO: Professor Substituto/Temporário

ANEXO I CARGO: Professor Substituto/Temporário EDITAL 035/2013 DE 22 DE MAIO DE 2013 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR SUBSTITUTO/TEMPORÁRIO ANEXO I CARGO: Professor Substituto/Temporário Área Libras Informática (Hardware/Redes

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 4ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 4ª. ETAPA EMENTAS DA 4ª. ETAPA Núcleo Temático: TECNOLÓGICAS Disciplina: BANCO DE DADOS I Apresentação dos conceitos de bancos de dados e sistemas gerenciadores de banco de dados. Aplicações. Modelo Entidade-Relacionamento.

Leia mais

e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@gmail.com

e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@gmail.com INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Ambientes de Programação e Banco de Dados Docente: Éberton da Sl Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@gmail.com

Leia mais

PLANO DE ENSINO PRÉ-REQUISITOS: ENS

PLANO DE ENSINO PRÉ-REQUISITOS: ENS UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: DSI Departamento de Sistema de Informação DISCIPLINA: Data Warehouse

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 4ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 4ª. ETAPA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 4ª. ETAPA Curso: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Núcleo Temático: TECNOLOGIA Disciplina: BANCO DE

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática MATRIZ CURRICULAR 2ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática MATRIZ CURRICULAR 2ª. ETAPA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática MATRIZ CURRICULAR 2ª. ETAPA Unidade Universitária: FCI - FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA Curso: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n Dois Irmãos 52171-900 Recife-PE Fone: 0xx-81-332060-40 proreitor@preg.ufrpe.br PLANO DE ENSINO

Leia mais

:: aula 8. :: Desenvolveremos as seguintes habilidades nesta aula:

:: aula 8. :: Desenvolveremos as seguintes habilidades nesta aula: :: Nome do Curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas :: Nome da Unidade Curricular PI Sistema orientado a objeto :: Tema da aula Diagrama Hierárquico de Funções (D.H.F.) :: Fase / Etapa Fase 2 Design

Leia mais

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Código: ENGP -

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS OPTATIVAS II

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS OPTATIVAS II EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1 FACUL DADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMATICA MODELAGEM DE NEGÓCIOS ( 68) Teóricas Desenvolvimento do conceito e as tipologias de estrutura organizacional. Análise estrutural e requisitos

Leia mais

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação Coordenadoria de Projetos e Acompanhamento Curricular Divisão de Pesquisa e Desenvolvimento Curricular FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA 1. Unidade

Leia mais

Plano de Ensino. Apresentação da Unidade Curricular

Plano de Ensino. Apresentação da Unidade Curricular Plano de Ensino Plano de Ensino Apresentação da Unidade Curricular o Funcionamento, arquitetura e conceitos fundamentais dos bancos de dados relacionais e objeto relacionais. Utilização de linguagem DDL

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO EDITAL PRGDP Nº 30/2013 ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

CONCURSO PÚBLICO EDITAL PRGDP Nº 30/2013 ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CONCURSO PÚBLICO EDITAL PRGDP Nº 30/2013 ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS PROVAS DE LÍNGUA PORTUGUESA, MATEMÁTICA E LEGISLAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA Será avaliada a capacidade

Leia mais

Introdução APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA. joseana@computacao.ufcg.edu.br

Introdução APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA. joseana@computacao.ufcg.edu.br Universidade Federal de Campina Grande Centro de Engenharia Elétrica e Informática Unidade Acadêmica de Sistemas e Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Introdução APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

Leia mais

DISCIPLINA: GESTÃO E CONTROLE DE QUALIDADE

DISCIPLINA: GESTÃO E CONTROLE DE QUALIDADE Semestre 6 Válido somente com assinatura e carimbo do IFCE Cód. Disciplina Créditos Horas Nat. Prérequisitos Teóricos Práticos IND.022 Gestão e Controle de Qualidade 4 80 OPT TELM.071 Redes de Computadores

Leia mais

Listagem dos Livros Adquiridos 2010

Listagem dos Livros Adquiridos 2010 Rio de Janeiro, 02 de setembro de 2010. Listagem dos Livros Adquiridos 2010 Curso: Administração 1. BLANCHARD, Kenneth H. O gerente minuto. Rio de Janeiro: Record, 2009. 2. CRUZ, Tadeu. Sistemas, organização

Leia mais

Etapas da Elaboração de um Projeto de Banco de Dados

Etapas da Elaboração de um Projeto de Banco de Dados Etapas da Elaboração de um Projeto de Banco de Dados Apresentar os modelos de dados em rede, hierárquicos, relacionais e orientados a objetos. Demonstrar as etapas de desenvolvimento de um projeto de banco

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA)

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA) Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA) Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Engenharia de Software Orientada a Serviços

Leia mais

CURSO: PÓS GRADUAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS. 1. Componente curricular: Gerenciamento dos Recursos Humanos (GRH) Carga horaria: 40h

CURSO: PÓS GRADUAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS. 1. Componente curricular: Gerenciamento dos Recursos Humanos (GRH) Carga horaria: 40h CURSO: PÓS GRADUAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 1. Componente curricular: Gerenciamento dos Recursos Humanos (GRH) Carga horaria: 40h Ementa: Apresenta os processos de gerenciamento dos Recursos Humanos

Leia mais

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia P ORTFÓ FÓLIO Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia versão 1.1 ÍNDICE 1. A EMPRESA... 3 2. BI (BUSINESS INTELLIGENCE)... 5 3. DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS... 6 3.1. PRODUTOS

Leia mais

VII SEGeT Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia 1

VII SEGeT Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia 1 VII SEGeT Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia 1 APLICACAO DE PADROES DE ENGENHARIA DE SOFTWARE NAS EMPRESAS DESENVOLVEDORAS DE SOFTWARE NA REGIAO METROPOLITANA DE RIO DO SUL Fábio Alexandrini

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE DISCIPLINA

PLANO DE ENSINO DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE PARANAENSE - UNIPAR Reconhecida pela Portaria - MEC nº 1580, de 09/11/93 - D.O.U. 10/11/93 Mantenedora Associação Paranaense de Ensino e Cultura - APEC UMUARAMA TOLEDO GUAÍRA PARANAVAÍ CIANORTE

Leia mais

ANEXO I ESTRUTURA CURRICULAR E EMENTA DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SUBSEQUENTE CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA - SUBSEQUENTE. Introdução à Informática

ANEXO I ESTRUTURA CURRICULAR E EMENTA DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SUBSEQUENTE CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA - SUBSEQUENTE. Introdução à Informática ANEXO I ESTRUTURA CURRICULAR E EMENTA DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SUBSEQUENTE ESTRUTURA CURRICULAR CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA - SUBSEQUENTE Componentes Curriculares Introdução à Informática Aplicativos

Leia mais

Qualificar pessoas pra produzir resultados diferenciados

Qualificar pessoas pra produzir resultados diferenciados Qualificar pessoas pra produzir resultados diferenciados (61) 3024-0532 www.dissemine.com.br SCRN 702/703 bl. C Loja 50 - Asa Norte - Brasília - DF - CEP: 70.720-630 SOBRE A DISSEMINE TREINAMENTOS EM TI

Leia mais

De uma forma ampla, o profissional egresso deverá ser capaz de desempenhar as seguintes funções:

De uma forma ampla, o profissional egresso deverá ser capaz de desempenhar as seguintes funções: PLANO DE ENSINO 1. Identificação Curso: Tecnologia em Desenvolvimento de Software Disciplina: Linguagem de Programação Orientada a Objetos Professor: Msc. Tiago Eugenio de Melo CPF: Regime de Trabalho:

Leia mais

Nome da Disciplina: Lingua Estrangeira Moderna Inglês

Nome da Disciplina: Lingua Estrangeira Moderna Inglês Nome da Disciplina: Lingua Estrangeira Moderna Inglês Ementa: Leitura de Textos Acadêmicos: capacitar o aluno para compreender textos em língua inglesa, em sua área de atuação, desenvolvendo estratégias

Leia mais

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO PLANO DE ENSINO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Sistemas de Informação Professores: Marcos Eduardo Godinho Período/ Fase: 2º Semestre: 2º Ano: 2010

Leia mais

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação Coordenadoria de Projetos e Acompanhamento Curricular Divisão de Pesquisa e Desenvolvimento Curricular FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA 1. Unidade

Leia mais

RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO CAS Nº 36/2010

RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO CAS Nº 36/2010 RESOLUÇÃO CAS Nº 36/2010 DISPÕE SOBRE ALTERAÇÕES DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS FEMA. O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR,

Leia mais

FERRAMENTA DE WORKFLOW DE DOCUMENTOS PARA O AMBIENTE COLABORATIVO ARCASE

FERRAMENTA DE WORKFLOW DE DOCUMENTOS PARA O AMBIENTE COLABORATIVO ARCASE FERRAMENTA DE WORKFLOW DE DOCUMENTOS PARA O AMBIENTE COLABORATIVO ARCASE Marcello Thiry thiry@univali.br Ana Frida da Cunha Silva anafrida@univali.br Universidade do Vale do Itajaí UNIVALI Campus São José

Leia mais

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação Coordenadoria de Projetos e Acompanhamento Curricular Divisão de Pesquisa e Desenvolvimento Curricular FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINA 1. Unidade

Leia mais

ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONCEITOS BÁSICOS 1. Arquitetura e organização de computadores. 2. Conhecimentos básicos de hardware e software. 3. Configuração e administração

Leia mais

Plano de Ensino Curso Superior

Plano de Ensino Curso Superior Plano de Ensino Curso Superior IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Tecnólogo em Sistemas para Internet FORMA/GRAU: ( ) integrado ( ) subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado

Leia mais