Resolução de Algoritmos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resolução de Algoritmos"

Transcrição

1 Resolução de Algoritmos Disciplina: Algoritmos e Programação Luciano Moraes Da Luz Brum Universidade Federal do Pampa Unipampa Campus Bagé

2 Tópicos Resolução dos exercícios da aula anterior; Apresentação das estruturas condicionais If-Else; Introdução a linguagem de programação C; Resumo da aula;

3 Exercícios da Aula Anterior

4 1. Calcular a área de um triângulo. Receber o valor da base. Receber o valor da altura. Calcular a área. Mostrar a área. Programa AREA_TRIANGULO;

5 1. Calcular a área de um triângulo. Receber o valor da base. Receber o valor da altura. Calcular a área. Mostrar a área. Programa AREA_TRIANGULO; Var base, altura: Inteiro;

6 1. Calcular a área de um triângulo. Receber o valor da base. Receber o valor da altura. Calcular a área. Mostrar a área. Programa AREA_TRIANGULO; Var base, altura: Inteiro; Inicio Escreva ( Digite o valor da base do triangulo ); Leia (base);

7 1. Calcular a área de um triângulo. Receber o valor da base. Receber o valor da altura. Calcular a área. Mostrar a área. Programa AREA_TRIANGULO; Var base, altura: Inteiro; Inicio Escreva ( Digite o valor da base do triangulo ); Leia (base); Escreva ( Digite o valor da altura do triangulo ); Leia (altura);

8 1. Calcular a área de um triângulo. Receber o valor da base. Receber o valor da altura. Calcular a área. Mostrar a área. Programa AREA_TRIANGULO; Var base, altura, area: Inteiro; Inicio Escreva ( Digite o valor da base do triangulo ); Leia (base); Escreva ( Digite o valor da altura do triangulo ); Leia (altura); area := (base * altura)/2;

9 1. Calcular a área de um triângulo. Receber o valor da base. Receber o valor da altura. Calcular a área. Mostrar a área. Programa AREA_TRIANGULO; Var base, altura, area: Inteiro; Inicio Escreva ( Digite o valor da base do triangulo ); Leia (base); Escreva ( Digite o valor da altura do triangulo ); Leia (altura); area := (base * altura)/2; Escreva ( A área do triangulo vale:, area); Fim

10 2. Descobrir quais os números adjacentes. Recebe um valor digitado pelo usuário. Mostra o seu sucessor. Mostra o seu antecessor. Programa Adjacentes;

11 2. Descobrir quais os números adjacentes. Recebe um valor digitado pelo usuário. Mostra o seu sucessor. Mostra o seu antecessor. Programa Adjacentes; Var numero, antecessor, sucessor: Inteiro; Inicio

12 2. Descobrir quais os números adjacentes. Recebe um valor digitado pelo usuário. Mostra o seu sucessor. Mostra o seu antecessor. Programa Adjacentes; Var numero, antecessor, sucessor: Inteiro; Inicio Escreva ( Digite o numero ); Leia (numero);

13 2. Descobrir quais os números adjacentes. Recebe um valor digitado pelo usuário. Mostra o seu sucessor. Mostra o seu antecessor. Programa Adjacentes; Var numero, antecessor, sucessor: Inteiro; Inicio Escreva ( Digite o numero ); Leia (numero); antecessor := numero - 1; sucessor := numero + 1;

14 2. Descobrir quais os números adjacentes. Recebe um valor digitado pelo usuário. Mostra o seu sucessor. Mostra o seu antecessor. Programa Adjacentes; Var numero, antecessor, sucessor: Inteiro; Inicio Escreva ( Digite o numero ); Leia (numero); antecessor := numero - 1; sucessor := numero + 1; Escreva ( O antecessor vale:., antecessor); Escreva ( O sucessor vale:., sucessor); Fim

15 3. Mostrar o quadrado de um número. Recebe o número. Calcula seu quadrado. Mostra seu quadrado. Programa Quadrado;

16 3. Mostrar o quadrado de um número. Recebe o número. Calcula seu quadrado. Mostra seu quadrado. Programa Quadrado; Var numero, quadrado: Inteiro; Inicio

17 3. Mostrar o quadrado de um número. Recebe o número. Calcula seu quadrado. Mostra seu quadrado. Programa Quadrado; Var numero, quadrado: Inteiro; Inicio Escreva ( Digite o numero ); Leia (numero);

18 3. Mostrar o quadrado de um número. Recebe o número. Calcula seu quadrado. Mostra seu quadrado. Programa Quadrado; Var numero, quadrado: Inteiro; Inicio Escreva ( Digite o numero ); Leia (numero); quadrado := numero * numero;

19 3. Mostrar o quadrado de um número. Recebe o número. Calcula seu quadrado. Mostra seu quadrado. Programa Quadrado; Var numero, quadrado: Inteiro; Inicio Escreva ( Digite o numero ); Leia (numero); quadrado := numero * numero; Escreva ( O quadrado do numero é:, quadrado); Fim

20 4. Mostrar o cubo de um número. Recebe o número. Calcula seu cubo. Mostrar o cubo do número. Programa Cubo; Var numero, cubo: Inteiro; Inicio Escreva ( Digite o numero ); Leia (numero); cubo := numero * numero * numero; Escreva ( O cubo do numero é:, cubo); Fim

21 5. Recebe o peso de uma pessoa. Recebe o percentual de emagrecimento. Calcula o novo peso. Mostra seu novo peso. Programa Calculo_Emagrecimento; Var peso, perc_emagrecimento, novo_peso: Inteiro; Inicio Escreva ( Digite o peso e o percentual de emagrecimento ); Leia (peso, perc_emagrecimento); novo_peso := peso - (peso * perc_emagrecimento); Escreva ( O novo peso é:, novo_peso); Fim

22 5. Recebe o peso de uma pessoa. Recebe o percentual de emagrecimento. Calcula o novo peso. Mostra seu novo porcentagem peso. Programa Calculo_Emagrecimento; Var peso, perc_emagrecimento, novo_peso: Inteiro; Inicio Escreva ( Digite o peso e o percentual de emagrecimento ); Leia (peso, perc_emagrecimento); novo_peso := peso - (peso * perc_emagrecimento); Escreva ( O novo peso é:, novo_peso); Fim Valores de peso e podem não ser inteiros e sim reais!

23 5. Recebe o peso de uma pessoa. Recebe o percentual de emagrecimento. Calcula o novo peso. Mostra seu novo peso. Programa Calculo_Emagrecimento; Var peso, perc_emagrecimento, novo_peso: Real; Inicio Escreva ( Digite o peso e o percentual de emagrecimento ); Leia (peso, perc_emagrecimento); novo_peso := peso - (peso * perc_emagrecimento); Escreva ( O novo peso é:, novo_peso); Fim O tipo correto das variáveis é o tipo Real!

24 6. Conversão Celsius em Fahrenheit. Recebe a temperatura em Celsius. Converte a temperatura em Fahrenheit (celsius*1.8+32). Mostra a Temperatura convertida. Programa Conversor; Var temp_celsius, temp_fahrenheit: Real; Inicio Escreva ( Digite a temperatura em Celsius ); Leia (temp_celsius); temp_farrenheit := (temp_celsius * 1,8) + 32; Escreva ( A temperatura convertida para fahrenheit é:, temp_fahrenheit); Fim

25 6. Conversão Celsius em Fahrenheit. Recebe a temperatura em Celsius. Converte a temperatura em Fahrenheit (celsius*1.8+32). Mostra a Temperatura convertida. Programa Conversor; Var temp_celsius, temp_fahrenheit: Real; Inicio Escreva ( Digite a temperatura em Celsius ); Leia (temp_celsius); temp_farrenheit := (temp_celsius * 1,8) + 32; Escreva ( A temperatura convertida para fahrenheit é:, temp_fahrenheit); Fim Cuidado com os nomes das variáveis!

26 7. Em quantos meses o custo da transição para energia renovável será compensado? Recebe o Custo de implementação. Recebe o Custo mensal da energia convencional. Calcula a quantidade de meses. Mostra a quantidade de meses. Programa meses_compensacao; Var custo_imp, custo_mensal: Real; Inicio Escreva ( Digite o custo de implementação e o mensal da energia ); Leia (custo_imp, custo_mensal); meses := custo_imp / custo_mensal Escreva ( Para compensar o custo serão necessarios:, meses); Fim

27 7. Em quantos meses o custo da transição para energia renovável será compensado? Recebe o Custo de implementação. Recebe o Custo mensal da energia convencional. Calcula a quantidade de meses. Mostra a quantidade de meses. Programa meses_compensacao; Var custo_imp, custo_mensal: Real; Inicio Escreva ( Digite o custo de implementação e o mensal da energia ); Leia (custo_imp, custo_mensal); meses := custo_imp / custo_mensal Escreva ( Para compensar o custo serão necessarios:, meses); Fim Não esqueça o ; no final da linha da instrução!

28 Tópicos Resolução dos exercícios da aula anterior; Apresentação das estruturas condicionais If-Else; Introdução a linguagem de programação C; Resumo da aula;

29 Estruturas Condicionais Até o momento, foram vistos algoritmos formados por sequências simples de comandos; Para construção de algoritmos mais poderosos, se faz necessário o uso de mecanismos que permitam controlar o fluxo de execução do programa;

30 Estruturas Condicionais Tomada de decisão é um tipo de controle de fluxo; É fundamental ter meios para tomar decisões que se baseiem na avaliação de certas condições ; Um dos meios de tomada de decisões é através do comando SE - ENTÃO

31 Estruturas Condicionais - Exercício Escreva um algoritmo que receba como entrada um número e escreva BOMBA! se o número for igual a 666.

32 Estruturas Condicionais - Exercício Escreva um algoritmo que receba como entrada um número e escreva BOMBA se o número for igual a 666 e POR ISSO SE FAZ NECESSÁRIO O USO DE ESTRUTURAS DE TOMADA DE DECISÕES!!

33 fim Estruturas Condicionais - Exercício Escreva um algoritmo que receba como entrada um número e escreva BOMBA! se o número for igual a 666. programa bomba; var numero: Inteiro; inicio escreva ( Digite o valor do numero. ); leia (numero);???????????????????????????????????????????????????????

34 Estruturas Condicionais - Exercício Escreva um algoritmo que receba como entrada um número e escreva BOMBA! se o número for igual a 666. programa bomba; var numero: inteiro; inicio escreva ( Digite o valor do numero. ); leia (numero); se (numero == 666) então escreva ( BOMBA! ); fim se fim

35 Estruturas Condicionais - Exercício Escreva um algoritmo que receba como entrada um número e escreva BOMBA! se o número for igual a 666. programa bomba; Estrutura condicional SE- ENTÃO var numero: inteiro; inicio escreva ( Digite o valor do numero. ); leia (numero); se (numero == 666) então escreva ( BOMBA! ); fim se fim

36 Estruturas Condicionais - Exercício Escreva um algoritmo que receba como entrada um número e escreva BOMBA! se o número for igual a 666. programa bomba; Estrutura condicional SE- ENTÃO var numero: inteiro; inicio Condição (igualdade) escreva ( Digite o valor do numero. ); leia (numero); se (numero == 666) então escreva ( BOMBA! ); fim se fim

37 Estruturas Condicionais - Exercício Escreva um algoritmo que receba como entrada um número e escreva BOMBA! se o número for igual a 666. programa bomba; var numero: inteiro; inicio escreva ( Digite o valor do numero. ); leia (numero); fim se (numero == 666) então fim se Estrutura condicional SE- ENTÃO escreva ( BOMBA! ); Condição (igualdade) Trecho do código que só executa se a condição for verdadeira

38 Estruturas Condicionais - Exercício Escreva um algoritmo que receba como entrada um número e escreva BOMBA! se o número for igual a 666 e escreva NÃO É BOMBA se for diferente de 666.

39 Estruturas Condicionais - Exercício Escreva um algoritmo que receba como entrada um número e escreva BOMBA! se o número for igual a 666 e escreva NÃO É BOMBA se for diferente de 666. programa bomba; var numero: inteiro; inicio escreva ( Digite o valor do numero. ); leia (numero); se (numero == 666) então escreva ( BOMBA! ); senão escreva ( NÃO É BOMBA! ); fim se fim

40 Estruturas Condicionais - Exercício Escreva um algoritmo que receba como entrada um número e escreva BOMBA! se o número for igual a 666 e escreva NÃO É BOMBA se for diferente de 666. Estrutura condicional SE ENTÃO - SENÃO programa bomba; var numero: inteiro; inicio escreva ( Digite o valor do numero. ); leia (numero); fim se (numero == 666) então senão fim se escreva ( BOMBA! ); escreva ( NÃO É BOMBA! ); Só executa se a condição for verdadeira Só executa se a condição for falsa

41 Estruturas Condicionais Qualquer tipo de valor, variável ou expressão pode ser avaliado na condição da estrutura SE ENTÃO SENÃO; Podem ser usados os operadores lógicos:!= ou <>, ==, >=, <=, &&,,!, >, <,...

42 Estruturas Condicionais - Exercício Escreva um algoritmo que receba a velocidade dos carros A e B e escreva O CARRO A É MAIS VELOZ! se o carro A for mais veloz e escreva O CARRO B É MAIS VELOZ! se o carro B for mais veloz. programa compara_velocidade; var velocidade1, velocidade2: inteiro; inicio escreva ( Digite os valores de velocidade dos carros A e B. ); leia (velocidade1, velocidade2); se (velocidade1 > velocidade2) então escreva ( O CARRO A É MAIS VELOZ! ); senão escreva ( O CARRO B É MAIS VELOZ! ); fim se fim

43 Estruturas Condicionais - Exercício Construa um programa que leia dois valores numéricos inteiros e efetue a adição; caso o resultado seja maior que 10 e menor que 20, mostre-o na tela.

44 Estruturas Condicionais - Exercício Construa um programa que leia dois valores numéricos inteiros e efetue a adição; caso o resultado seja maior que 10 e menor que 20, mostre-o na tela. programa adição; var a, b, soma: inteiro; inicio escreva ( Digite os valores de A e B. ); leia (a, b); soma := a + b; fim se ((soma > 10) && (soma < 20)) então fim se escreva ( A soma é:, soma);

45 Estruturas Condicionais - Exercício Construa um programa que leia um sensor de temperatura de uma fábrica e escreva na tela Temperatura inadequada, soar alarme. caso ela seja maior que 28 C ou menor que -5 C.

46 Estruturas Condicionais - Exercício Construa um programa que leia um sensor de temperatura de uma fábrica e escreva na tela Temperatura inadequada, soar alarme. caso ela seja maior que 28 C ou menor que -5 C. programa alarme; var temp_sensor: real; Inicio leia (temp_sensor); fim se ((temp_sensor > 28) (temp_sensor < 5)) então fim se escreva ( Temperatura inadequada, soar alarme. );

47 Tópicos Resolução dos exercícios da aula anterior; Apresentação das estruturas condicionais If-Else; Introdução a linguagem de programação C; Resumo da aula;

48 Linguagem C Linguagem de alto nível utilizada para criação de programas; Uma das linguagens mais populares e utilizadas no ensino de algoritmos pela simplicidade; Flexível e portável, pois é compatível com Linux e Windows;

49 Linguagem C C é uma linguagem compilada; Compilação: é o processo de traduzir todos os comandos de um programa fonte de uma linguagem de alto nível (C, PHP,...) para uma linguagem de baixo nível ou linguagem de máquina, gerando um arquivo objeto executável pela máquina;

50 Estrutura básica de um programa em C

51 Estrutura básica de um programa em C programa ola_mundo; inicio escreva ( Olá mundo ); fim

52 Tipos de dados básicos em C

53 Declaração de Variáveis int a; float b; int a, b, c; char ch; int n = 10; int n1 = 8, n2 = 6; Inicialização da variável junto com sua declaração!

54 Valores Constantes a = b + 123; Constante Inteira Variável Float x = 12.45f; Variável Constante Real tipo Float Double n = 14.94; Constante Real tipo Double

55 Operadores Aritméticos Tem-se os seguintes operadores aritméticos binários: adição (+), subtração ( - ), multiplicação ( * ), divisão ( / ) e módulo ( % ); Operações aritméticas são feitas na precisão dos operandos;

56 Operadores Aritméticos int a; double b, c;... a = 3.5; b = a / 2.0; c = 1/3 + b;

57 Operadores Aritméticos Módulo só se aplica a valores inteiros; Operação módulo produz o resto da divisão do primeiro operando pelo segundo; 10 % 2 = 0 9 % 2 = 1

58 Ordem de Precedência dos Operadores Na expressão: a + b * c / d Primeiro realiza-se a multiplicação. Em segundo, a divisão. Por último, a soma. Para começar pela soma, basta usar parênteses: (a + b) * c / d

59 Ordem de Precedência dos Operadores

60 Operadores de Atribuição a = 5; Atribuição do valor 5 à variável a y = x = 2; i = i + 2; i += 2;

61 Operadores de Atribuição a = 5; Atribuição do valor 5 à variável a y = x = 2; Atribuição do valor 2 às variáveis x e y i = i + 2; i += 2;

62 Operadores de Atribuição a = 5; Atribuição do valor 5 à variável a y = x = 2; i = i + 2; Atribuição do valor 2 às variáveis x e y Atribuição do valor da expressão (2 + i) à variável i i += 2;

63 Operadores de Atribuição a = 5; Atribuição do valor 5 a variável a y = x = 2; i = i + 2; i += 2; Atribuição do valor 2 às variáveis x e y Atribuição do valor da expressão (2 + i) à variável i Atribuição do valor da expressão (2 + i) à variável i

64 Operadores de Atribuição Regra geral: var op = expr; var = var op (expr); x *= y + 1; Equivale a: x = x * (y + 1);

65 Operadores de Incremento Para n = 5: x = n++; x recebe 5 e n aumenta para o valor 6; x = ++n; n aumenta para o valor 6 e x recebe 6; x = n--; x recebe 5 e n decrementa para o valor 4; Operadores de incremento só podem ser usados em variáveis, não podem ser usados em expressões!

66 Operadores Relacionais e lógicos Operadores Relacionais < Menor que > Maior que <= Menor ou igual que >= Maior ou igual que == Igual a!= Diferente de Operadores Lógicos && Operador binário E (AND) Operador binário OU (OR)! Operador unário de negação (NOT) Os operadores comparam 2 valores e o resultado produzido é zero ou um (falso ou verdadeiro);

67 #include<stdio.h> Entrada e saída básicas A linguagem C não possui comandos diretos de E/S; As operações de entrada e saída são feitas com o uso de funções; Existe uma biblioteca em C que possui às funções básicas de E/S necessárias; Para utilizar as funções da biblioteca, basta escrever no começo do programa:

68 Entrada e saída básicas printf função que escreve a mensagem na tela (equivalente ao escreva do pseudocódigo). scanf função que lê dados de entrada do usuário (equivalente ao leia do pseudocódigo).

69 Entrada e saída básicas printf Especificadores de Formato %c char %d ou %i Int %u unsigned int (int sem sinal) %f double ou float %e double ou float na forma científica %g double ou float na forma mais apropriada %s string (conjunto de char) Caracteres de Escape \n Caractere de nova linha \t Caractere de tabulação \r Caractere de retrocesso \ O caractere \\ O caractere \ %% O caractere %

70 Entrada e saída básicas printf Nos especificadores de formato ainda é possível definir o tamanho dos campos: %4d %7.2f %.2f

71 Entrada e saída básicas printf Escreva um programa em C que imprima na tela a seguinte mensagem: Ola mundo. Voce e o usuário X. Onde X deve ser uma variável com um valor atribuído no código.

72 Entrada e saída básicas printf #include <stdio.h> int main(void){ int x = 10; printf( Ola mundo.\n ); printf( Voce e o usuário %d., x); return 0; }

73 Entrada e saída básicas scanf A função scanf permite capturar valores fornecidos do teclado pelo usuário e armazenar em variáveis; As variáveis precisam ser declaradas antes de serem utilizadas; scanf( formato, lista de endereços de variáveis...);

74 Entrada e saída básicas scanf Especificadores de Formato %c char %d Int %u unsigned int (int sem sinal) %f %e %g float %lf %le %lg double %s string (conjunto de char)

75 Entrada e saída básicas scanf Na função scanf, precisamos de 2 parâmetros: Especificador de formato ou tipo; Lista de endereço de variáveis; Para passar o endereço de uma variável para o scanf, basta utilizar o símbolo & antes da variável;

76 Entrada e saída básicas scanf Exemplos de scanf: scanf( %d, &x); lê entrada int e armazena em x scanf( %d%f, &x, &y); lê duas entrada do tipo int e float e armazena em x e y scanf( %d:%d, &x, &y); lê duas entradas do tipo int (devem obrigatoriamente ser separadas por : ) e armazena em x e y os valores

77 Entrada e saída básicas scanf scanf( %d %d, &x, &y); lê duas entrada do tipo int e armazena em x e y scanf( %4d, &x); lê entrada do tipo int e armazena em x (com até 4 dígitos) scanf( %.2f, &x); lê entrada do tipo float e armazena em x (com até 2 dígitos na parte fracionária) scanf( %5.2f, &x); lê entrada do tipo float e armazena em x (com 5 dígitos sendo 2 para parte fracionária)

78 Entrada e saída básicas scanf scanf( %d %d, &x, &y); lê duas entrada do tipo int e armazena em x e y scanf( %4d, &x); lê entrada do tipo int e armazena em x (com até 4 dígitos) scanf( %.2f, &x); lê entrada do tipo float e armazena em x (com até 2 dígitos na parte fracionária) scanf( %5.2f, &x); lê entrada do tipo float e armazena em x (com 5 dígitos sendo 2 para parte fracionária)

79 Estruturas condicionais IF-ELSE Na aula de hoje foi vista a estrutura condicional SE ENTÃO SENÃO, em linguagem de pseudocódigo; Como é uma estrutura condicional IF-ELSE na linguagem C?

80 Estruturas condicionais IF-ELSE Exercício: leia um número do usuário e diga se o número é par ou ímpar.

81 Estruturas condicionais IF-ELSE Exercício: leia um número do usuário e diga se o número é par ou ímpar. # i n c l u d e < s t d i o. h > i nt m a i n ( v o i d ){ i nt x; p r i n t f ( D i g i t e u m n ú m e r o i n t e i r o : \ n ) ; s c a n f ( % d, & x ); i f ( ( x % 2 ) = = 0 ) { p r i n t f ( O n u m e r o é p a r. \ n ) ; } e l s e { p r i n t f ( O n u m e r o é í m p a r. \ n ) ; } }

82 # i n c l u d e < s t d i o. h > i nt m a i n ( v o i d ){ i nt x; p r i n t f ( D i g i t e u m n ú m e r o i n t e i r o : \ n ) ; s c a n f ( %d, & x ); if( x > 0 ) { p r i n t f ( O n u m e r o é p o s i t i v o. \ n ) ; } e l s e { if( x < 0 ) { p r i n t f ( O n u m e r o é n e g a t i v o. \ n ) ; } e l s e { p r i n t f ( O n u m e r o d i g i t a d o é z e r o. \ n ); } } } Estruturas condicionais IF-ELSE Exercício: leia um número e diga se o número é positivo, negativo ou zero.

83 Tópicos Resolução dos exercícios da aula anterior; Apresentação das estruturas condicionais If-Else; Introdução a linguagem de programação C; Resumo da aula;

84 Resumo Exercícios resolvidos em pseudocódigo e em C; Apresentação das estruturas de condição IF-ELSE; Apresentação formal da linguagem de programação C; Declaração e inicialização de variáveis, uso de constantes e expressões aritméticas e lógicas, funções de E/S e sua sintaxe, estruturas de condição em C;

85 Exercícios 1 Receber um n do teclado e verificar se é par ou ímpar e imprimir a mensagem na tela. 2- Ler idade de uma pessoa. Se a idade for menor que 25, imprimir a palavra ACEITA. Caso contrário imprimir NAO ACEITA. 3 - Ler um número e se for maior que 20 imprimir a metade desse número. 4 - Ler 2 números inteiros e somá-los. Se a soma for maior que 10, mostrar o resultado da soma, senão mostrar a mensagem soma inferior à Solicitar salário e valor da prestação. Se prestação for maior que 20% do salario imprimir: Empréstimo não pode ser concedido. Senão imprimir Empréstimo pode ser concedido. 7 - Um comerciante comprou um produto e quer vendê-lo com lucro de 45% se o valor da compra for menor que 20,00; caso contrário, o lucro será de 30%. Entrar com o valor do produto e imprimir o valor da venda. 8 - Ler 2 valores e somar os dois. Caso a soma seja maior que 10, mostrar a soma.

86 Exercícios

Estrutura de Seleção Múltipla Switch

Estrutura de Seleção Múltipla Switch Estrutura de Seleção Múltipla Switch Disciplina: Algoritmos e Programação Luciano Moraes Da Luz Brum Universidade Federal do Pampa Unipampa Campus Bagé Email: lucianobrum18@gmail.com Horários de atendimento:

Leia mais

Disciplina de Algoritmos e Programação

Disciplina de Algoritmos e Programação Disciplina de Algoritmos e Programação Aula Passada 1º Programa: olamundo.c #include // biblioteca padrão de E/S /* Programa Olá Mundo */ int main(void) { printf( Olá mundo\n ); //exibe Olá mundo

Leia mais

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Métodos Computacionais Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Tópicos da Aula Hoje aprenderemos a escrever um programa em C que pode realizar cálculos Conceito de expressão Tipos de

Leia mais

PROGRAMAÇÃO I E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S

PROGRAMAÇÃO I E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S PROGRAMAÇÃO I VA R I Á V E I S, C O N S TA N T E S, O P E R A D O R E S E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S Variáveis 2 Variáveis são locais onde são armazenados os valores na memória. Toda variável é

Leia mais

Apresentação da ferramenta de programação. Comandos de entrada e saída. Prof. Alex Camargo

Apresentação da ferramenta de programação. Comandos de entrada e saída. Prof. Alex Camargo UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Apresentação da ferramenta de programação. Comandos de entrada e saída Prof. Alex Camargo alexcamargoweb@gmail.com Linguagem C A linguagem

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO Primeiro programa em C #include int main() { int num1, num2, result; scanf("%d",&num1); scanf("%d",&num2); result = num1 + num2; printf("%d",

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos

Introdução a Programação de Jogos Introdução a Programação de Jogos Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição

Leia mais

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões.

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. 1 Estruturas da linguagem C 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. Identificadores Os identificadores seguem a duas regras: 1. Devem ser começados por letras

Leia mais

Capítulo 2 Operadores. A função scanf()

Capítulo 2 Operadores. A função scanf() Capítulo 2 Operadores A função scanf() A função scanf() é outra das funções de E/S implementadas em todos os compiladores e nos permite ler dados formatados da entrada padrão (teclado). Sintaxe: scanf(

Leia mais

Aula 5 Oficina de Programação Introdução ao C. Profa. Elaine Faria UFU

Aula 5 Oficina de Programação Introdução ao C. Profa. Elaine Faria UFU Aula 5 Oficina de Programação Introdução ao C Profa. Elaine Faria UFU - 2017 Linguagem de Programação Para que o computador consiga ler um programa e entender o que fazer, este programa deve ser escrito

Leia mais

Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões

Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões INF1005: Programação 1 Introdução à Linguagem C Variáveis e Expressões 08/03/10 (c) Paula Rodrigues 1 Tópicos Principais Programando em C Funções Variáveis Define Operadores e Expressões Entrada e Saída

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Universidade Federal do Pampa Campus-Bagé Algoritmos e Programação Aula 2 - Elementos fundamentais de Algoritmos, Conceitos de Varíaveis Prof. Julio Saraçol juliodomingues@unipampa.edu.br Slide1 Aula de

Leia mais

Linguagem C: Introdução

Linguagem C: Introdução Linguagem C: Introdução Linguagem C É uma Linguagem de programação genérica que é utilizada para a criação de programas diversos como: Processadores de texto Planilhas eletrônicas Sistemas operacionais

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo OPERADORES Um operador é um símbolo

Leia mais

INF1007: Programação 2. 0 Revisão. 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1

INF1007: Programação 2. 0 Revisão. 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1 INF1007: Programação 2 0 Revisão 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1 Tópicos Principais Variáveis e Constantes Operadores e Expressões Entrada e Saída Tomada de Decisão Construção com laços

Leia mais

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero Linguagem C Prof.ª Márcia Jani Cícero A estrutura Básica de um Programa em C Consiste em uma ou várias funções ou programas. main( ) // primeira função a ser executada // inicia a função // termina a função

Leia mais

Disciplina de Algoritmos e Programação

Disciplina de Algoritmos e Programação Disciplina de Algoritmos e Programação Aula Passada Prática com declaração e inicialização de variáveis Capacidade de representação (estouro de representação) Tamanho ocupado pela variável na memória (comando

Leia mais

Introdução à Linguagem C++

Introdução à Linguagem C++ Introdução à Linguagem C++ C++: Definição C++ C A Linguagem de Programação C++ pode ser definida como uma extensão da Linguagem C; Todo código de programação em Linguagem C pode a priori ser compilado

Leia mais

Carlos Michel Betemps

Carlos Michel Betemps Carlos Michel Betemps UNIPAMPA 2015 Roteiro Conjunto de passos para criar e editar um arquivo contendo um programa na linguagem C...... considerando o computador já ligado e em operação normal... clicar

Leia mais

Programação de Computadores I Conhecendo a Linguagem C. Prof. Ramon Figueiredo Pessoa

Programação de Computadores I Conhecendo a Linguagem C. Prof. Ramon Figueiredo Pessoa Programação de Computadores I Conhecendo a Linguagem C Prof. Ramon Figueiredo Pessoa 1 Variáveis e tipos Variáveis são simplesmente posições de memória que o compilador aloca ao programa Mas quantas posições

Leia mais

Estrutura do programa

Estrutura do programa Linguagem C Estrutura do programa Exemplo: #include #include main() { printf( Ola, mundo! ); system( pause ); }

Leia mais

1 ESTRUTURA SEQUENCIAL

1 ESTRUTURA SEQUENCIAL Noções de Programação de Computadores Prof. Eduardo 1 1 ESTRUTURA SEQUENCIAL algoritmo Nome_do_algoritmo declaração de variáveis variáveis inicio bloco de comandos; fim_algoritmo 1.1 Declaração de variáveis

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1. Estruturas Básicas. Aula Tópico 4

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1. Estruturas Básicas. Aula Tópico 4 Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1 Estruturas Básicas Aula Tópico 4 1 Problema 3 Exibir o maior número inteiro que pode ser representado no computador. 2 Qual o maior número inteiro? Para

Leia mais

Fundamentos de Programação. Turma CI-240-EST. Josiney de Souza.

Fundamentos de Programação. Turma CI-240-EST. Josiney de Souza. Fundamentos de Programação Turma CI-240-EST Josiney de Souza josineys@inf.ufpr.br Agenda do Dia Aula 3 (12/08/15) Saídas Entradas Operadores Atribuição Aritméticos Expressões Aritméticas Saída Permite

Leia mais

Introdução a Programação na Linguagem C.

Introdução a Programação na Linguagem C. Introdução a Programação na Linguagem C. Prof. Gemilson George E-mail: gemilson@geo.com.br Skype: gemilson_geo MSN: gemilsongeorge@gmail.com Facebook: facebook.com/gemilson Fone: (83)8880-2046 Blog: informaticageo.wordpress.com

Leia mais

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores ! Variáveis, Tipos de Dados e Operadores Engenharias Informática Aplicada 2.o sem/2013 Profa Suely (e-mail: smaoki@yahoo.com) VARIÁVEL VARIÁVEL É um local lógico, ligado a um endereço físico da memória

Leia mais

Estruturas de repetição. Objetivos: - Compreender diversos tipos de comandos de repetições disponíveis na linguagem C.

Estruturas de repetição. Objetivos: - Compreender diversos tipos de comandos de repetições disponíveis na linguagem C. capa Estruturas de repetição Objetivos: - Compreender diversos tipos de comandos de repetições disponíveis na linguagem C. - Aprender a implementar algoritmos em C com laços de repetições. Estruturas de

Leia mais

Lógica e Linguagem de Programação Convertendo um algoritmo em pseudocódigo para a linguagem C Professor: Danilo Giacobo

Lógica e Linguagem de Programação Convertendo um algoritmo em pseudocódigo para a linguagem C Professor: Danilo Giacobo Lógica e Linguagem de Programação Convertendo um algoritmo em pseudocódigo para a linguagem C Professor: Danilo Giacobo Este documento explica como transformar um algoritmo escrito na forma pseudocódigo

Leia mais

Módulo 1. Introdução. AEDS I C++ (Rone Ilídio)

Módulo 1. Introdução. AEDS I C++ (Rone Ilídio) Módulo 1 Introdução AEDS I C++ (Rone Ilídio) Introdução Linguagens de Programação Fonte Compilador Executável SO I Hardware C++ - Características Evolução do C, ou seja, possui a mesma sintaxe É uma linguagem

Leia mais

Funcionamento do computador. Conceito e definição de algoritmos. Prof. Alex Camargo

Funcionamento do computador. Conceito e definição de algoritmos. Prof. Alex Camargo UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Funcionamento do computador. Conceito e definição de algoritmos Prof. Alex Camargo alexcamargoweb@gmail.com Funcionamento do computador

Leia mais

TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS

TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS 782 - Programação em C/C++ - estrutura básica e conceitos fundamentais Linguagens de programação Linguagem de programação são conjuntos de palavras formais, utilizadas na escrita de programas, para enunciar

Leia mais

Algoritmos: Conceitos Fundamentais. Slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza

Algoritmos: Conceitos Fundamentais. Slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza Algoritmos: Conceitos Fundamentais Slides de autoria de Rosely Sanches e Simone Senger de Souza DADOS E EXPRESSÕES Uso da Informação Computador manipula informações contidas em sua memória. Classificadas

Leia mais

Programação: Vetores

Programação: Vetores Programação de Computadores I Aula 09 Programação: Vetores José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/62 Motivação Problema Faça um programa que leia

Leia mais

PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia

PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia Calculo da área de um triângulo Algoritmo Área Var base,

Leia mais

Ambiente de desenvolvimento

Ambiente de desenvolvimento Linguagem C Ambiente de desenvolvimento Um programa em C passa por seis fases até a execução: 1) Edição 2) Pré-processamento 3) Compilação 4) Linking 5) Carregamento 6) Execução Etapa 1: Criação do programa

Leia mais

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo Programação Básica Estrutura de um algoritmo Código-fonte Como vimos na aula anterior um algoritmo pode ser representado usando um fluxograma Um algoritmo pode também ser representado usando texto Esse

Leia mais

Introdução à Computação MAC0110

Introdução à Computação MAC0110 Introdução à Computação MAC0110 Prof. Dr. Paulo Miranda IME-USP Aula 2 Variáveis e Atribuições Memória Principal: Introdução Vimos que a CPU usa a memória principal para guardar as informações que estão

Leia mais

Introdução à Programação. Introdução a Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes

Introdução à Programação. Introdução a Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes Introdução à Programação Introdução a Linguagem C Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Introdução Variáveis Tipos de dados Operadores e Expressões: Operadores

Leia mais

7 Operadores e Expressões

7 Operadores e Expressões 7 Operadores e Expressões 7.1 Definição de operador, expressão e operando Um operador é um símbolo utilizado para identificar que uma determinada operação deve ser realizada sobre um ou mais parâmetros,

Leia mais

Linguagem C (estruturas condicionais)

Linguagem C (estruturas condicionais) Linguagem C (estruturas condicionais) André Tavares da Silva atavares@joinville.udesc.br Comandos de Controle de Fluxo Todos os comandos devem ser terminados com um ;. { e são usados para delimitar um

Leia mais

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C Capítulo 2: Introdução à Linguagem C INF1005 Programação 1 Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática Programa Programa é um algoritmo escrito em uma linguagem de programação. No nosso

Leia mais

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java Linguagem Java Objetivos Compreender como desenvolver algoritmos básicos em JAVA Aprender como escrever programas na Linguagem JAVA baseando-se na Linguagem Portugol aprender as sintaxes equivalentes entre

Leia mais

Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C. DCC 120 Laboratório de Programação

Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C. DCC 120 Laboratório de Programação Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C DCC 120 Laboratório de Programação Variáveis Uma variável representa um espaço na memória do computador para armazenar um determinado tipo de dado. Em C,

Leia mais

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java Linguagem Java Objetivos Compreender como desenvolver algoritmos básicos em JAVA Aprender como escrever programas na Linguagem JAVA baseando-se na Linguagem Portugol aprender as sintaxes equivalentes entre

Leia mais

Algoritmo e Programação Matemática

Algoritmo e Programação Matemática Algoritmo e Programação Matemática Fundamentos de Algoritmos Parte 1 Renato Dourado Maia Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Dados A funcionalidade principal de um computador

Leia mais

Linguagem C: Variáveis e Operadores. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Linguagem C: Variáveis e Operadores. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Linguagem C: Variáveis e Operadores Prof. Leonardo Barreto Campos Sumário Variáveis: Tipos de variáveis; Nome da variável; Palavras reservadas; A função printf(); A função scanf(); Variáveis locais; Variáveis

Leia mais

11 - Estrutura de um programa em C

11 - Estrutura de um programa em C 11 - Estrutura de um programa em C directivas para o compilador { main ( ) declarações instruções } -É possível utilizar comentários, exemplo: /* Comentário */ que não são traduzidos pelo compilador, pois

Leia mais

Faculdade Anglo-Americano Curso de Ciência da Computação Linguagem de Programação. Lista de Exercícios 1

Faculdade Anglo-Americano Curso de Ciência da Computação Linguagem de Programação. Lista de Exercícios 1 Faculdade Anglo-Americano Curso de Ciência da Computação Linguagem de Programação Lista de Exercícios 1 1. O programa seguinte tem vários erros em tempo de compilação. Encontre-os. Main() int a=1; b=2,

Leia mais

Programação de Computadores I - BCC 701 Lista de Exercícios 1 Módulo 1

Programação de Computadores I - BCC 701 Lista de Exercícios 1 Módulo 1 Programação de Computadores I - BCC 701 Lista de Exercícios 1 Módulo 1 e de Dados Exercício 01 Codifique um programa que, dado dois números inteiros quaisquer, efetue a soma desses números e imprima o

Leia mais

Introdução à Programação em C (I)

Introdução à Programação em C (I) Introdução à Programação em C (I) Factorial Definição de função para cálculo de factorial Scheme (define (factorial n) (if (= n 1) 1 (* n (factorial (- n 1))))) C int factorial (int n) { if (n == 1) return

Leia mais

Operadores. Tipo de operadores. Aritméticos. Relacionais. Lógicos. Bit a bit. Cálculos aritméticos: soma, subtracção, multiplicação, divisão, etc.

Operadores. Tipo de operadores. Aritméticos. Relacionais. Lógicos. Bit a bit. Cálculos aritméticos: soma, subtracção, multiplicação, divisão, etc. Operadores Tipo de operadores Aritméticos Cálculos aritméticos: soma, subtracção, multiplicação, divisão, etc. Relacionais Comparação entre entidades. Lógicos Bit a bit 1 Operadores Aritméticos Operadores

Leia mais

Hello World. Linguagem C. Tipos de Dados. Palavras Reservadas. Operadores Aritméticos. Pré e pós incremento e pré e pós decremento

Hello World. Linguagem C. Tipos de Dados. Palavras Reservadas. Operadores Aritméticos. Pré e pós incremento e pré e pós decremento Hello World Linguagem C printf("hello world!\n"); main é a função principal, a execução do programa começa por ela printf é uma função usada para enviar dados para o vídeo Palavras Reservadas auto double

Leia mais

quadrado(a)*0.5 -((a+2)*f(x,(1.0+n)/x)) Arquitectura de Computadores (2008/2009) - Linguagem C - Expressões 2

quadrado(a)*0.5 -((a+2)*f(x,(1.0+n)/x)) Arquitectura de Computadores (2008/2009) - Linguagem C - Expressões 2 Linguagem C Expressões Expressões em C Cast, condições, atribuições Operadores lógicos de bits Precedência dos operadores Expressões em C Uma expressão é a forma de calcular um valor num programa: quadrado(a)*0.5

Leia mais

Introdução a Linguagem C

Introdução a Linguagem C Introdução a Linguagem C Rafael Silva Guimarães Instituto Federal do Espírito Santo rafaelg@ifes.edu.br http://rafaelguimaraes.net 22 de Dezembro de 2014 Rafael Silva Guimarães Introdução a Linguagem C

Leia mais

INF 1005 Programação I

INF 1005 Programação I INF 1005 Programação I Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição de constantes:

Leia mais

Vetores. e o programa deverá ler os valores separadamente:

Vetores. e o programa deverá ler os valores separadamente: Vetores Vetor é um tipo de dado usado para representar uma certa quantidade de variáveis de valores homogêneos (do mesmo tipo). Imagine o seguinte problema: calcular a média das notas da prova de 5 alunos.

Leia mais

Conceitos Básicos de Algoritmos

Conceitos Básicos de Algoritmos Conceitos Básicos de Algoritmos 35 TIPOS PRIMITIVOS Palavra-reservada: inteiro - define variáveis numéricas do tipo inteiro, ou seja, sem casas decimais Palavra-reservada: real - define variáveis numéricas

Leia mais

C Operadores e Expressões

C Operadores e Expressões C Operadores e Expressões Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br Instituto de Matemática Departamento de Ciência da Computação UFRJ 15 de agosto de 2013 Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br (IM-DCC-UFRJ)C Operadores

Leia mais

Aula 4 Estruturas Condicionais

Aula 4 Estruturas Condicionais Departamento de Sistemas de Computação Universidade de São Paulo SSC 600 Introdução a Ciência de Computação I Aula 4 Estruturas Condicionais Seiji Isotani, Rafaela V. Rocha sisotani@icmc.usp.br rafaela.vilela@gmail.com

Leia mais

Introdução à Programação em C (I)

Introdução à Programação em C (I) Introdução à Programação em C (I) IAED Tagus, 2009/2010 Organização de Ficheiros em C Organização Típica de Ficheiros em C Inclusão de bibliotecas de sistema Inclusão de bibliotecas locais Definição de

Leia mais

Linguagem de Programação

Linguagem de Programação Linguagem de Programação aula 4 Engenharia Elétrica e Engenharia de Automação Introdução à Computação 1.o sem/2013 Profa Suely (e-mail: smaoki@yahoo.com) Programas Programas são seqüências de instruções

Leia mais

Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples

Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples SSC0101 - ICC1 Teórica Introdução à Ciência da Computação I Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples Prof. Vanderlei Bonato: vbonato@icmc.usp.br Prof. Claudio Fabiano Motta Toledo: claudio@icmc.usp.br

Leia mais

Mini apostila de Python - Oficina de Vestibulandos. PET Computação - UFPR September 2016

Mini apostila de Python - Oficina de Vestibulandos. PET Computação - UFPR September 2016 Mini apostila de Python - Oficina de Vestibulandos PET Computação - UFPR September 2016 1 Sumário 1 Introdução 3 2 Obtenção e Instalação 3 3 Variáveis 3 4 Operações Matemáticas 5 5 Entrada de Dados 6 6

Leia mais

Introdução à Linguagem C

Introdução à Linguagem C Engenharia de CONTROLE e AUTOMAÇÃO Introdução à Linguagem C Aula 02 DPEE 1038 Estrutura de Dados para Automação Curso de Engenharia de Controle e Automação Universidade Federal de Santa Maria beltrame@mail.ufsm.br

Leia mais

Algoritmo e Introdução a Programação. Prof. Josino Rodrigues

Algoritmo e Introdução a Programação. Prof. Josino Rodrigues Algoritmo e Introdução a Programação Prof. Josino Rodrigues Um algoritmo é qualquer procedimento computacional bem definido que toma algum valor ou conjunto de valores como entrada e produz algum valor

Leia mais

Linguagem C Operadores

Linguagem C Operadores Linguagem C Operadores Objetivos Abordar os conceitos sobre os Operadores demonstrando o seu uso com exemplos para um melhor aprendizado. Pré-requisitos É necessário que o leitor tenha acompanhado o artigo

Leia mais

Lista de Exercícios 01 Entrada e Saída de Dados

Lista de Exercícios 01 Entrada e Saída de Dados Lista de Exercícios 01 e de Dados Exercício 01 Uma P. A., Progressão Aritmética, fica determinada pela sua razão (r) e pelo seu primeiro termo (a 1 ). Escreva um programa que determine o n-ésimo termo

Leia mais

INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C

INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C Aula 01 Programação em Microinformática Prof. Allbert Velleniche de Aquino Almeida E-mail: professor@allbert.com.br Site: http://www.allbert.com.br Histórico O C nasceu na década

Leia mais

Algoritmos. Algoritmos. Linguagem de programação. Conceitos. Conceitos. Conceitos. Sintaxe do comando para incluir bibliotecas no programa:

Algoritmos. Algoritmos. Linguagem de programação. Conceitos. Conceitos. Conceitos. Sintaxe do comando para incluir bibliotecas no programa: Algoritmos Algoritmos Leandro Tonietto Unisinos ltonietto@unisinos.br http://www.inf.unisinos.br/~ltonietto/inf/pg1/algoritmosi_java.pdf Mar-2008 Possuem sintaxe flexível e são mais úteis para descrição

Leia mais

Linguagem C Operadora

Linguagem C Operadora Linguagem C Operadora Objetivos Abordar os conceitos sobre os Operadores demonstrando o seu uso com exemplos para um melhor aprendizado. Operadores Os operadores indicam ao compilador a necessidade de

Leia mais

ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PRÉ AULA PRÉ AULA 31/08/2015

ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PRÉ AULA PRÉ AULA 31/08/2015 ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com PRÉ AULA De acordo com a sua compreensão acerca da representação das fórmulas

Leia mais

Estruturas de Repetição. for() while() do-while() break; continue;

Estruturas de Repetição. for() while() do-while() break; continue; Estruturas de Repetição for() while() do-while() break; continue; 1 Auto-Ajuda (!) Como ajudar a solucionar erros básicos do meu programa? Verificar os ; Verificar se não há comandos em maiúsculas; Verificar

Leia mais

2º Roteiro de Laboratório Estruturas condicionais

2º Roteiro de Laboratório Estruturas condicionais 2º Roteiro de Laboratório Estruturas condicionais Tópicos abordados 1. Estruturas if e if/ 1.1. Sintaxe 1.2. Exemplo: par_impar.c 2. Aplicação 2.1. Problema resolvido: [PR 1] 2.2. Problemas propostos:

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS. 2) Explique a diferença entre algoritmo computacional e não computacional.

LISTA DE EXERCÍCIOS. 2) Explique a diferença entre algoritmo computacional e não computacional. LISTA DE EXERCÍCIOS 1) Qual a definição de lógica de programação? 2) Explique a diferença entre algoritmo computacional e não computacional. 3) Qual a definição de instruções em computação? 4) Qual a definição

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If...

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If... Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If... Else Switch Prof. Renato Pimentel 1 Operações relacionais Operações

Leia mais

Conceitos básicos de algoritmos

Conceitos básicos de algoritmos Conceitos básicos de algoritmos Operadores Aritméticos Unários: +, - Exemplos: +1-5.9... var a: inteiro... a

Leia mais

1ª Lista de Exercícios

1ª Lista de Exercícios Universidade Federal do Rio de Janeiro Data: 26/04/05 Disciplina: Computação I 1ª Lista de Exercícios 1) Faça um programa, em pseudo-código, que peça ao usuário que informe n números reais e então calcule

Leia mais

Disciplina: Algoritmos e Programação Professor: Paulo César Fernandes de Oliveira, BSc, PhD

Disciplina: Algoritmos e Programação Professor: Paulo César Fernandes de Oliveira, BSc, PhD 1. Atribua valores para as variáveis usadas e determine o resultado da execução dos algoritmos abaixo: algoritmo Intervalo de Numeros var numero : inteiro inicio escreva ( Digite um numero: ) leia (numero)

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia da Produção / Elétrica Parte 02 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti www.twitter.com/jorgecav

Leia mais

Conceitos Básicos. Professor: Juliano Lucas Gonçalves.

Conceitos Básicos. Professor: Juliano Lucas Gonçalves. Conceitos Básicos Professor: Juliano Lucas Gonçalves juliano.goncalves@ifsc.edu.br Agenda Revisão Algoritmos Memória, variáveis e constantes Estrutura básica de um algoritmo em pseudocódigo 2 O que já

Leia mais

LP II Estrutura de Dados

LP II Estrutura de Dados LP II Estrutura de Dados Linguagem C Seleção e Repetição Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Estruturas de Seleção Simples Composta Aninhada Estruturas de

Leia mais

Fábio Rodrigues / Israel Lucania

Fábio Rodrigues / Israel Lucania Fábio Rodrigues / Israel Lucania Variável é um local na memória principal, isto é, um endereço que armazena um conteúdo. Em linguagem de alto nível nos é permitido dar nomes a esse endereço, facilitando

Leia mais

Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas

Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas Estrutura de um Programa em Linguagem Algorítmica Nesse curso nós vamos utilizar a linguagem algorítmica para

Leia mais

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 3. Revisão Estrutura de Decisão Se Então

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 3. Revisão Estrutura de Decisão Se Então CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 3 Revisão Estrutura de Decisão Se Então Revisão da aula anterior 1. Variáveis 2. Estrutura de um Algoritmo 3. Operadores 4. Portugol Studio Variável Revisão da aula anterior

Leia mais

Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS

Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS Avaliação individual. A interpretação das questões faz parte da avaliação. Não é permitida conversa bem como troca de materiais entre os alunos; 1)

Leia mais

Expressões, Atribuições, Entrada e Saída. Givanaldo Rocha

Expressões, Atribuições, Entrada e Saída. Givanaldo Rocha Expressões, Atribuições, Entrada e Saída Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha Expressões Expressão: em termos computacionais, está ligado ao conceito de

Leia mais

Revisão C++ - Parte 1

Revisão C++ - Parte 1 Revisão C++ - Parte 1 Prof. Gustavo Leitão Campus Natal Central Disciplina Programação para Ambiente de Redes 5/3/2010 Objetivo da Aula 5/3/2010 5/3/2010 OBJETIVO DA AULA Revisar os principais comandos

Leia mais

Material Didático Unificado. Variáveis correspondem a nomes para endereços de memória que são gerenciados pelo Scilab.

Material Didático Unificado. Variáveis correspondem a nomes para endereços de memória que são gerenciados pelo Scilab. Universidade Federal de Ouro Preto -UFOP Departamento de Computação - DECOM Comissão da Disciplina Programação de Computadores I CDPCI Programação de Computadores I BCC701 www.decom.ufop.br/bcc701 Material

Leia mais

Introdução à Programação em C

Introdução à Programação em C Introdução à Programação em C Tipos e Operadores Elementares Estruturas de Controlo Resumo Novidades em C Exemplo: Factorial Tipos de Dados Básicos Saltos Condicionais: if-then-else Valor de retorno de

Leia mais

Estruturas de entrada e saída

Estruturas de entrada e saída capa Estruturas de entrada e saída - A linguagem C utiliza de algumas funções para tratamento de entrada e saída de dados. - A maioria dessas funções estão presentes na biblioteca . - As funções

Leia mais

5 Comando de Seleção Simples e Composta

5 Comando de Seleção Simples e Composta 5 Comando de Seleção Simples e Composta Ronaldo F. Hashimoto e Carlos H. Morimoto Essa aula introduz o comando de seleção, que permite ao seu programa tomar decisões sobre o fluxo do processamento, ou

Leia mais

Curso de C para Engenharias

Curso de C para Engenharias Aula 1 Cristiano Dalbem Dennis Balreira Gabriel Moreira Miller Biazus Raphael Lupchinski Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Informática Grupo PET Computação Primeiro Programa Hello

Leia mais

Programação de Computadores I Dados, Operadores e Expressões PROFESSORA CINTIA CAETANO

Programação de Computadores I Dados, Operadores e Expressões PROFESSORA CINTIA CAETANO Programação de Computadores I Dados, Operadores e Expressões PROFESSORA CINTIA CAETANO Dados em Algoritmos Quando escrevemos nossos programas, trabalhamos com: Dados que nós fornecemos ao programa Dados

Leia mais

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 3. Revisão Estrutura de Decisão Se Então

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 3. Revisão Estrutura de Decisão Se Então CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 3 Revisão Estrutura de Decisão Se Então Revisão da aula anterior 1. Variáveis 2. Estrutura de um Algoritmo 3. Operadores 4. Visualg Variável Revisão da aula anterior É

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação SCC0120 Prof. Zhao Liang. Aula de Laboratório 1: Operadores, comandos básicos e comando IF 27/03/2012

Introdução à Ciência da Computação SCC0120 Prof. Zhao Liang. Aula de Laboratório 1: Operadores, comandos básicos e comando IF 27/03/2012 Introdução à Ciência da Computação SCC0120 Prof. Zhao Liang Aula de Laboratório 1: Operadores, comandos básicos e comando IF 27/03/2012 PARTE 1: OPERADORES E COMANDOS BÁSICOS EXEMPLO 1.1: Programa que

Leia mais

1. Faça um algoritmo que receba dois números e exiba o resultado da sua soma. subtração, multiplicação e a divisão dos números lidos.

1. Faça um algoritmo que receba dois números e exiba o resultado da sua soma. subtração, multiplicação e a divisão dos números lidos. LISTA DE EXERCÍCIOS DE ICCII TURMA N1 E N2 3º PERÍODO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Prof.: Menezes Valor máximo: 3 pontos. Data da Entrega: Turma N1 23/04/2012 Turma N2 25/04/2012 Quantidade máxima de alunos

Leia mais

Anhanguera Educacional S.A. Centro Universitário Ibero-Americano

Anhanguera Educacional S.A. Centro Universitário Ibero-Americano O C++ foi inicialmente desenvolvido por Bjarne Stroustrup durante a década de 1980 com o objetivo de melhorar a linguagem de programação C, mantendo a compatibilidade com esta linguagem. Exemplos de Aplicações

Leia mais

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Departamento de Estudos Básicos e Instrumentais Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof.

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Departamento de Estudos Básicos e Instrumentais Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Departamento de Estudos Básicos e Instrumentais Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto A. Chaves Faça um algoritmo que Leia dois valores

Leia mais

Algoritmos e Lógica de Programação. Prof. Marcos Antonio Estremoe. 1 - Faça um programa que imprima a frase: Bem Vindo à Engenharia Firb 2014.

Algoritmos e Lógica de Programação. Prof. Marcos Antonio Estremoe. 1 - Faça um programa que imprima a frase: Bem Vindo à Engenharia Firb 2014. Algoritmos e Lógica de Programação Prof. Marcos Antonio Estremoe 1 - Faça um programa que imprima a frase: Bem Vindo à Engenharia Firb 2014. 2 - Faça um programa que imprima a palavra Bem Vindo à Engenharia

Leia mais

Introdução à Lógica de Programação Aula 2. Adaptação de Luis Otavio Alvares

Introdução à Lógica de Programação Aula 2. Adaptação de Luis Otavio Alvares 1 Introdução à Lógica de Programação Aula 2 Adaptação de Luis Otavio Alvares 2 Operadores Usados para incrementar, decrementar, comparar e avaliar dados, que são operações básicas em processamento de dados.

Leia mais