HISTÓRIA DA ARTE. Pré-História e Antiguidade Das cavernas para o mundo. Professor Isaac Antonio Camargo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "HISTÓRIA DA ARTE. Pré-História e Antiguidade Das cavernas para o mundo. Professor Isaac Antonio Camargo"

Transcrição

1 HISTÓRIA DA ARTE Pré-História e Antiguidade Das cavernas para o mundo Professor Isaac Antonio Camargo 1

2 1 DAS CAVERNAS PARA O MUNDO

3 A Pintura Rupestre, assim denominada por por usar a rocha como suporte ou a Pintura Parietal, ser feita na parede das cavernas, são o testemunho de que o ser humano, antes de escrever, ou mesmo falar, já criava imagens

4 Nas grutas de Lascaux, descoberta em 1940, na região da Dordonha, na França e na de Altamira na Espanha, estão dois dos principais sítios arqueológicos onde a arte fez presença naquela época

5

6

7

8

9

10

11

12

13 A Incisão Rupestre, o grafismo na superfície da rocha, é também uma das técnicas usadas pelo ser humano pré-histórico para produzir imagens

14

15

16

17 É também em Lascaux que aparece o primeiro ser humano, embora em situação pouco favorável

18

19

20

21

22 Podemos dizer também que este foi o primeiro relato, a narrativa de um evento, de um acontecimento, de um fato

23 Lá, ficaram também marcadas, para a posteridade, algumas pegadas infantis marcadas no barro e hoje, na rocha

24

25 Niaux, Ariege, Fr

26 Na Espanha, a Gruta de Altamira, descoberta em 1876, na região de Santilla del Mar, revela um pouco mais da arte do ser humano pré-histórico

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36 Embora pareçam semelhantes, as obras de um grupo e de outro, podemos identificar algumas diferenças, inclusive quanto à escolha dos objetos de criação, à temática, ao assunto e o modo de construílos

37 Ainda na França, as cavernas de Ariege, nos Pirineus: Labouiche, Bedeilhac, Montespan e a Toca de Audoubert, em cujo interior se encontram bisões modelados em argila

38

39

40 É também nesse grupo de cavernas que se encontra uma imagem de um feiticeiro ou xamã

41 O Xamã, ou feiticeiro era uma espécie de líder e o responsável pelos rituais praticados pelos seres préhistóricos

42 Há algumas imagens que os representa como esta encontrada na caverna das três feras em Ariege

43 Pintura na rocha Desenho

44 Outros povos e outros lugares, ainda na préhistória, tomaram o espaço e contribuíram para definir o percurso da arte

45 Vale destacar também a África, especialmente o Zimbabwe, pela imersão que faz no imaginário por meio de narrativas do cotidiano

46

47

48

49

50

51 Ainda na África, no sudeste da Líbia

52

53

54 No Sahara

55

56

57

58

59

60

61

62 Algéria

63

64

65

66

67

68

69

70

71

72 Na América do Sul

73 Santa Cruz, Argentina

74

75

76

77 Patagônia, Argentina, Caverna das mãos

78

79 No Brasil

80 O Parque Nacional Serra da Capivara, em São Raimundo Nonato, no Piauí, foi criado para proteger uma área na qual se encontra o mais importante patrimônio préhistórico do Brasil.

81

82

83

84

85

86

87

88

89

90

91

92

93

94

95

96

97

98

99

100

101 Se pensarmos num sentido para a arte da Pré-história, certamente corroboraremos a idéia de Magia Simpática, ou seja, o conceito de que se fazia arte para se apropriar do mundo

102 Nesse caso a arte teria uma função ritual, mítica e propiciatória, pois ao dominar a imagem do animal, objeto do desejo daquele ser humano, acreditava dominar o próprio animal

103 A crença no sobrenatural e o uso da magia é uma das características deste período, portanto, há um forte componente simbólico na arte dos primeiros tempos da humanidade

104 Acredita-se também que este ser humano usa adornos e tatua o seu corpo com o sentido de valorizá-lo e não apenas de protegê-lo dos males do mundo

105 Grande parte do que pensa e faz não difere muito do que os seus descendentes continuam fazendo até hoje, no contexto da arte, o trato com os materiais e com a forma é muito semelhante ao dos artistas contemporâneos

106 Mas, além de fazer armas, ferramentas, é necessário ir além, modelar objetos e construir abrigos, é o que vamos encontrar no Neolítico, por volta de a.c.

107 É no contexto do Neolítico, que ocorrem mudanças substanciais nas condutas e comportamentos do ser humano, o desenvolvimento da agricultura, do pastoreio, a sedentarização dos grupos sociais

108 Tornando-se sedentário, o ser humano domestica animais e passa a pastoreá-los e também a cultivar seus alimentos, plantando, colhendo e armazenando

109 Para armazenar era necessário o uso de recipientes e, estes recipientes passaram a ser construídos com argila

110 A argila, por sua docilidade e maleabilidade possibilitava a modelagem de diferentes tipos de recipientes, depois de queimados transformavam-se em cerâmica. A cerâmica foi uma das grandes conquistas do Neolítico

111 Diferente da simples apropriação de materiais do entorno, a transformação da matéria proporcionada pela mudança de estado da argila, de barro para cerâmica, é um passo para a transformação dos metais

HISTÓRIA DA ARTE. Professor Isaac Antonio Camargo

HISTÓRIA DA ARTE. Professor Isaac Antonio Camargo HISTÓRIA DA ARTE Professor Isaac Antonio Camargo 1 Licenciado em Desenho e Plástica UNAERP/SP Mestre em Educação UEL/PR Doutor em Comunicação e Semiótica PUC/SP 8. Arte e Comunicação Pode-se também dizer

Leia mais

HISTÓRIA DA ARTE. Professor Isaac Antonio Camargo

HISTÓRIA DA ARTE. Professor Isaac Antonio Camargo HISTÓRIA DA ARTE Professor Isaac Antonio Camargo 1 Licenciado em Desenho e Plástica UNAERP/SP Mestre em Educação UEL/PR Doutor em Comunicação e Semiótica PUC/SP 6. Arte e Valor Antes de pensarmos a Arte

Leia mais

EXERCÍCIO DE REVISÃO DE HISTÓRIA BOM TRABALHO! (d) é somente o conjunto de ações de governantes e heróis.

EXERCÍCIO DE REVISÃO DE HISTÓRIA BOM TRABALHO! (d) é somente o conjunto de ações de governantes e heróis. COLÉGIO FRANCO-BRASILEIRO NOME: N : TURMA: PROFESSOR(A): ANO: DATA: / / 2014 EXERCÍCIO DE REVISÃO DE HISTÓRIA Organize uma rotina de estudos. Comece o quanto antes. Organize seu tempo para o estudo da

Leia mais

PRÉ-HISTÓRIA. PERÍODO QUE VAI DO SURGIMENTO DO HOMEM (± 4 MILHÕES DE ANOS ATRÁS) À INVENÇÃO DA ESCRITA (±4.000 a.c.)

PRÉ-HISTÓRIA. PERÍODO QUE VAI DO SURGIMENTO DO HOMEM (± 4 MILHÕES DE ANOS ATRÁS) À INVENÇÃO DA ESCRITA (±4.000 a.c.) PERÍODO QUE VAI DO SURGIMENTO DO HOMEM (± 4 MILHÕES DE ANOS ATRÁS) À INVENÇÃO DA ESCRITA (±4.000 a.c.) A EVOLUÇÃO DA ESPÉCIE HUMANA: NOME PERÍODO CRÂNIO LOCAL CARACTERÍSTICA Australopithecus 4,2 1,4 milhões

Leia mais

Aula 3 de 4 Versão Professor

Aula 3 de 4 Versão Professor Aula 3 de 4 Versão Professor As Comunidades Indígenas Agora vamos conhecer um pouco das características naturais que atraíram essas diferentes ocupações humanas ao longo dos séculos para a Região da Bacia

Leia mais

18/04/13. E. E. Ernesto Solon Borges Disciplina: Arte Professora: Lurdinha Aluno:Ana Paula e Amanda Data: 04/02/2013

18/04/13. E. E. Ernesto Solon Borges Disciplina: Arte Professora: Lurdinha Aluno:Ana Paula e Amanda Data: 04/02/2013 E. E. Ernesto Solon Borges Disciplina: Arte Professora: Lurdinha Aluno:Ana Paula e Amanda Data: 04/02/2013 Leia o texto a seguir: Um dos períodos mais fascinantes da história humana é a Pré-História. Esse

Leia mais

A Arte na Pré-História. 1º Ano 1º Bimestre 2015

A Arte na Pré-História. 1º Ano 1º Bimestre 2015 A Arte na Pré-História 1º Ano 1º Bimestre 2015 Um dos períodos mais instigantes e encantadores da história humana. Entretanto, não há registros em documentos escritos que nos forneçam dados daquela época,

Leia mais

As Sociedades Recolectoras e as Primeiras Sociedades Produtoras

As Sociedades Recolectoras e as Primeiras Sociedades Produtoras Slide 1 As Sociedades Recolectoras e as Primeiras Sociedades Produtoras Slide 2 O Aparecimento do Homem Ocorreu em África, há mais de 4 milhões de anos. O mais antigo antepassado do Homem é conhecido por

Leia mais

Aula 1 de 4 Versão Aluno

Aula 1 de 4 Versão Aluno Aula 1 de 4 Versão Aluno O QUE É ARQUEOLOGIA? Arqueologia é a ciência que busca entender as culturas humanas a partir do estudo do registro arqueológico, que é o conjunto de todos os traços materiais da

Leia mais

HISTÓRIA DA ARTE. Pré-História e Antiguidade O mundo antigo. Professor Isaac Antonio Camargo

HISTÓRIA DA ARTE. Pré-História e Antiguidade O mundo antigo. Professor Isaac Antonio Camargo HISTÓRIA DA ARTE Pré-História e Antiguidade O mundo antigo Professor Isaac Antonio Camargo 1 4 O MUNDO ANTIGO Encontramos a arte na antigüidade dentro de civilizações mais preparadas técnica e socialmente,

Leia mais

4ª FASE. Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes

4ª FASE. Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes 4ª FASE Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes A A Unidade I Tempo, espaço, fontes históricas e representações cartográficas. 2 A A Aula 2.2 Conteúdo Pré-História II. 3 A A Habilidade Entender as idades

Leia mais

Pré história. Criação: Ana Cláudia B.Sanches

Pré história. Criação: Ana Cláudia B.Sanches Pré história Pré-história Paleolítico inferior 500.000 a.c. Paleolítico superior 30.000 a.c. Idade da pedra lascada / cortante Primeiras manifestações artísticas Pedra lascada Paleolítico 30.000 a.c. Idade

Leia mais

Colette Swinnen. Ilustrações de Loïc Méhée. Tradução Hildegard Feist

Colette Swinnen. Ilustrações de Loïc Méhée. Tradução Hildegard Feist Colette Swinnen Ilustrações de Loïc Méhée Tradução Hildegard Feist Para minhas filhas, Cécile e Marianne Copyright 2008 by Actes Sud Graf ia atualizada segundo o Acordo Ortográf ico da Língua Portuguesa

Leia mais

Introdução a Construção Civil 1 ICCC1. Pré-História. Docente: Verônica Freitas

Introdução a Construção Civil 1 ICCC1. Pré-História. Docente: Verônica Freitas ICCC1 Docente: Verônica Freitas Origem e evolução da construção Civil - Arquitetura Sob o ponto de vista da História da Humanidade, a Construção Civil - Arquitetura está diretamente relacionada com o surgimento

Leia mais

01. A pintura rupestre apresenta no período paleolítico figuras feitas do modo naturalista. Defina o termo Naturalismo.

01. A pintura rupestre apresenta no período paleolítico figuras feitas do modo naturalista. Defina o termo Naturalismo. Capítulo 01 - A Arte na Pré-História 01. A pintura rupestre apresenta no período paleolítico figuras feitas do modo naturalista. Defina o termo Naturalismo. R Na pág. 09, na caixa de texto. 02. Os artefatos

Leia mais

Arte da Pré-História

Arte da Pré-História ALUNO(A) Nº SÉRIE: 6º. Ano TURMA: DATA: / /2013 Profª Ana Lúcia Leal - DISCIPLINA: ARTE Ficha de Aula - III Trimestre Arte da Pré-História As primeiras expressões artísticas As mais antigas figuras feitas

Leia mais

OS PRIMEIROS SERES HUMANOS, AS PRIMEIRAS SOCIEDADES.

OS PRIMEIROS SERES HUMANOS, AS PRIMEIRAS SOCIEDADES. OS PRIMEIROS SERES HUMANOS, AS PRIMEIRAS SOCIEDADES. Você já se interessou em saber como surgiram o Universo, o planeta Terra, os seres humanos? Ao longo da História, criaram-se explicações que geralmente

Leia mais

COMPOSIÇÃO QUÍMICA DOS CORANTES UTILIZADOS NA REALIZAÇÃO DE PINTURAS RUPESTRES.

COMPOSIÇÃO QUÍMICA DOS CORANTES UTILIZADOS NA REALIZAÇÃO DE PINTURAS RUPESTRES. COMPOSIÇÃO QUÍMICA DOS CORANTES UTILIZADOS NA REALIZAÇÃO DE PINTURAS RUPESTRES. SOUZA, L. M. 1 ;SABÓIA, K.D.A. 1,2,3* ; SANTOS, L.P.M. 2 ; AGUIAR, F.A.A. 1 ; SOARES, H.J.M 1 ; GIRÃO, H.T. 3. 1. Universidade

Leia mais

HISTÓRIA DOS PRIMÓRDIOS PROFESSOR: EDUARDO C. FERREIRA

HISTÓRIA DOS PRIMÓRDIOS PROFESSOR: EDUARDO C. FERREIRA HISTÓRIA DOS PRIMÓRDIOS PROFESSOR: EDUARDO C. FERREIRA 1.Origem: Parindo da África De acordo com os estudos mais aceitos acredita-se que nosso planeta formou-se há cerca de 5 bilhões de anos. Milhões e

Leia mais

Colégio Pedro II Departamento de Desenho e Artes Visuais

Colégio Pedro II Departamento de Desenho e Artes Visuais Colégio Pedro II Departamento de Desenho e Campus São Cristóvão II Coordenador Pedagógico de disciplina: Shannon Botelho 6º ano. TURMA 603 NOME: nº ARTE DA PRÉ-HISTÓRIA As primeiras manifestações artísticas

Leia mais

Parque Arqueológico e Museu do Côa

Parque Arqueológico e Museu do Côa Parque Arqueológico e Museu do Côa Atividades Educativas oficinas, visitas temáticas e apresentações Julho, Agosto e Setembro 2012 Durante o Verão, o Museu do Côa é o ponto de partida ideal para conhecer

Leia mais

Papel: contribuir para a compreensão da natureza e funcionamento da tradição humana.

Papel: contribuir para a compreensão da natureza e funcionamento da tradição humana. 1 Antropologia, a Ciência do homem A ciência - antropologia divide-se em dois campos: 1) Antropologia Física - Refere-se à forma Física do Homem (biologia humana); 2) Antropologia Social - Comportamento

Leia mais

Conceitos Domínios a trabalhar Experiências de aprendizagem Sugestões de recursos Avaliação Aulas

Conceitos Domínios a trabalhar Experiências de aprendizagem Sugestões de recursos Avaliação Aulas 7º ANO - PCA 1º PERÍODO 2012-2013 TEMA A Das sociedades recoletoras às primeiras civilizações A1 As sociedades recoletoras e as primeiras sociedades produtoras As primeiras conquistas do Homem Os grandes

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO UL CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE ARTES VISUAIS Professor Dr. Isaac A. Camargo Apoio Pedagógico: AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM: www.artevisualensino.com.br

Leia mais

TEXTO BASE: PRÉ-HISTÓRIA

TEXTO BASE: PRÉ-HISTÓRIA TEXTO BASE: PRÉ-HISTÓRIA A Pré-História é um termo utilizado para definir o período que compreende desde o surgimento dos primeiros gêneros humanos (por volta de 4 milhões de anos) no leste do continente

Leia mais

Imagem 1 disponível em: Imagem 2 disponível em: HTTP.www.folha.uol.com.br. Acesso em 07/02/2014.

Imagem 1 disponível em:  Imagem 2 disponível em: HTTP.www.folha.uol.com.br. Acesso em 07/02/2014. 6º Fabiana Unidade I História Leia a letra da música de Lulu Santos: Como uma onda. Após a leitura dedicada, utilize a letra da música como ponto de reflexão para responder as questões 01 e 02. Pontuação

Leia mais

DA PRÉ-HISTÓRIA ÀS PRIMEIRAS CIVILIZAÇÕES

DA PRÉ-HISTÓRIA ÀS PRIMEIRAS CIVILIZAÇÕES DA PRÉ-HISTÓRIA ÀS PRIMEIRAS CIVILIZAÇÕES AS LIMITAÇÕES DA RECONSTRUÇÃO A Pré-História compreende o período da História que antecede a escrita. Controvérsia entre os estudiosos, pois alguns defendem que

Leia mais

Proposta para a apresentação ao aluno. Alunos de 1ª a 4ª série

Proposta para a apresentação ao aluno. Alunos de 1ª a 4ª série Alunos de 1ª a 4ª série O QUE É ARQUEOLOGIA? Ciência que estuda a história humana através dos materiais usadas no dia a dia das pessoas no passado (ferramentas, utensílios e outras coisas antigas). Tipo

Leia mais

6º ano Ensino Fundamental 1º bimestre de ª Chamada PROVA MULTIDISCIPLINAR I Arte, Ciências, Geografia e História

6º ano Ensino Fundamental 1º bimestre de ª Chamada PROVA MULTIDISCIPLINAR I Arte, Ciências, Geografia e História Página1 COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II SEÇÃO TÉCNICA DE ENSINO 6º ano Ensino Fundamental 1º bimestre de 2016 2ª Chamada PROVA MULTIDISCIPLINAR I Arte, Ciências, Geografia e História Aluno: Série: 6 º ANO

Leia mais

Aula 01 Introdução aos estudos históricos

Aula 01 Introdução aos estudos históricos FB MED, M3, 3 ANO, ANUAL, INTENSIVO "O passado é, por definição, um dado que coisa alguma pode modificar. Mas o conhecimento do passado é coisa em progresso, que ininterruptamente se transforma e se aperfeiçoa.

Leia mais

HISTÓRIA 6º ano 1º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

HISTÓRIA 6º ano 1º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES Capítulo 1 O que é história? Capítulo 2 A história, o empo e o espaço? Capítulo 3 O ser humano em busca de suas origens. 1. Defina os termos: a) Fontes históricas. b) Patrimônios históricos. HISTÓRIA 6º

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA NOME COLEGIADO CÓDIGO SEMESTRE HISTÓRIA DAS CIÊNCIAS I CCINAT/SBF CIEN0017 2016.1 CARGA HORÁRIA TEÓRICA: 60 h/a = 72 encontros PRÁT: 0 HORÁRIOS: Quinta-Feira: de 18:00 às 19:40 horas

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: Série: 6ª Ensino Fundamental Professora: Ione Botelho Atividades para Estudos Autônomos Data: 5 / 9 / 2016 Valor: xxx pontos Aluno(a): Nº: Turma:

Leia mais

19 uma centena de sítios com pinturas e gravuras rupestres, entre abrigos sob rocha e simples blocos de granito e de arenito, gravados ou pintados ao longo de cursos d'água, distribuídos, irregularmente,

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA Nome Nº 6º Ano Data: Professor(a): Nota: (valor 1,0) 1 o.bimestre Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos mínimos necessários.

Leia mais

PATRIMÔNIO, ARQUEOLOGIA E SEXUALIDADE: AS TÉCNICAS CORPORAIS SEXUAIS EM REGISTROS RUPESTRES PIAUIENSES.

PATRIMÔNIO, ARQUEOLOGIA E SEXUALIDADE: AS TÉCNICAS CORPORAIS SEXUAIS EM REGISTROS RUPESTRES PIAUIENSES. PATRIMÔNIO, ARQUEOLOGIA E SEXUALIDADE: AS TÉCNICAS CORPORAIS SEXUAIS EM REGISTROS RUPESTRES PIAUIENSES. Hebert Rogério do Nascimento Coutinho (Bolsista do PIBIC/CNPQ), Fabiano de Souza Gontijo ( Orientador

Leia mais

Introdução a Construção Civil 1 ICCC1. Arquitetura na Pré- História

Introdução a Construção Civil 1 ICCC1. Arquitetura na Pré- História Introdução a Construção Civil 1 ICCC1 Arquitetura na Pré- História Docente: Verônica Freitas Origem e evolução da construção Civil - Arquitetura Sob o ponto de vista da História da Humanidade, a Construção

Leia mais

A PRÉ-HISTÓRIA. Período que vai do aparecimento dos seres humanos à invenção da escrita.

A PRÉ-HISTÓRIA. Período que vai do aparecimento dos seres humanos à invenção da escrita. A PRÉ-HISTÓRIA Período que vai do aparecimento dos seres humanos à invenção da escrita. PERÍODO PALEOLÍTICO OU IDADE DA PEDRA LASCADA No começo de sua trajetória, o homem usou sobretudo a pedra (além do

Leia mais

Colégio Avanço de Ensino Programado

Colégio Avanço de Ensino Programado Colégio Avanço de Ensino Programado Trabalho de Recuperação1º Semestre - 1º Bim. /2016 Nota: Professor (a): Lúcia Disciplina: Arte Turma: 6º Ano Ensino Fundamental Nome: Nº: ORIENTAÇÕES PARA DESENVOLVIMENTO

Leia mais

HISTÓRIA DA ARTE. Idade Média. Professor Isaac Antonio Camargo

HISTÓRIA DA ARTE. Idade Média. Professor Isaac Antonio Camargo HISTÓRIA DA ARTE Idade Média 1 Professor Isaac Antonio Camargo O conceito de Medieval é comumente entendido como uma época de atraso e estagnação cultural onde dominou uma profunda ignorância e superstição

Leia mais

Revisão Arte 1 Ano Ensino Médio

Revisão Arte 1 Ano Ensino Médio Revisão Arte 1 Ano Ensino Médio Um olhar sobre a Arte/ Aprendendo a olhar as artes plásticas/ Arte pré-histórica: Paleolítico e Neolítico/ Arte no Brasil da pré-história Assim como o conceito de Arte,

Leia mais

Planos e Ângulos Prof. Dr. Isaac A. Camargo

Planos e Ângulos Prof. Dr. Isaac A. Camargo Planos e Ângulos Prof. Dr. Isaac A. Camargo a- Conceito de Planos e características técnicas b- Angulação: Enquadramento e efeitos de sentido Conceito de Planos e características técnicas A idéia de Planificação

Leia mais

1-INTRODUÇÃO. Aula 2 Mito e filosofia:

1-INTRODUÇÃO. Aula 2 Mito e filosofia: Prof. Gilmar Dantas 1-INTRODUÇÃO Aula 2 Mito e filosofia: Nesta aula, vamos ver outras características da filosofia e ver também os mitos. Houve uma passagem dos mitos para a filosofia na Grécia Antiga.

Leia mais

Estudo dirigido. 02. Relacione, por escrito, algumas características que norteiam a produção artística.

Estudo dirigido. 02. Relacione, por escrito, algumas características que norteiam a produção artística. Estudo dirigido Capítulo 0 introdução 01. No livro de Graça Proença intitulado História da arte, a autora correlaciona o ato de criar ferramentas, realizado pelos humanos, com a interferência dos seres

Leia mais

1.3 Os Recursos naturais e a fixação humana

1.3 Os Recursos naturais e a fixação humana 1.3 Os Recursos naturais e a fixação humana As primeiras comunidades recolectoras Desde há muitos milhares de anos que o Homem habita a Península Ibérica. Vieram de África através do estreito de Gibraltar.

Leia mais

Os sentidos da história

Os sentidos da história Os sentidos da história PASQUALE SORRENTINO/ SCIENCE PHOTO LIBRARY/LATINSTOCK Capítulo 1 História: uma ciência em construção DOCUMENTO HISTÓRICO Qualquer objeto, criado pelo homem, capaz de transmitir

Leia mais

Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação. Aula 1.1 Conteúdo Pré-história e Arte egípcia.

Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação. Aula 1.1 Conteúdo Pré-história e Arte egípcia. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação. Aula 1.1 Conteúdo Pré-história e Arte egípcia. 2 CONTEÚDO

Leia mais

VENTOS DO PASSADO: SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS ENCONTRADOS EM LICENCIAMENTO DE PARQUE EÓLICO NA BAHIA.

VENTOS DO PASSADO: SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS ENCONTRADOS EM LICENCIAMENTO DE PARQUE EÓLICO NA BAHIA. VENTOS DO PASSADO: SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS ENCONTRADOS EM LICENCIAMENTO DE PARQUE EÓLICO NA BAHIA. Almir do Carmo Bezerra Diretor-Presidente / ANX Engenharia e Arqueologia LTDA Rua Antônio Curado, nº937,

Leia mais

PROVA MULTIDISCIPLINAR I Arte, Ciências, Geografia e História

PROVA MULTIDISCIPLINAR I Arte, Ciências, Geografia e História Página1 COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II SEÇÃO TÉCNICA DE ENSINO 6º ano Ensino Fundamental 1º bimestre de 2016 PROVA MULTIDISCIPLINAR I Arte, Ciências, Geografia e História Aluno: Série: 6 º ANO Turma: Data:

Leia mais

PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR HISTÓRIA

PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR HISTÓRIA 80 PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR Nome do COMPONENTE CURRICULAR: HISTÓRIA Curso:Técnico em Agroindústria Integrado ao Ensino Médio Série/Período: 1º Ano Carga Horária: 40 h/a (33 h/r) Docente

Leia mais

Educação Difusa: a tradição oral

Educação Difusa: a tradição oral Educação Difusa: a tradição oral A educação existe onde não há escola e por toda parte podem haver redes e estruturas sociais de transferência de saber de uma geração a outra, onde ainda não foi sequer

Leia mais

A PRODUÇÃO DE PINTURAS RUPESTRES COMO RECURSO DIDÁTICO NO ENSINO DA PRÉ-HISTÓRIA

A PRODUÇÃO DE PINTURAS RUPESTRES COMO RECURSO DIDÁTICO NO ENSINO DA PRÉ-HISTÓRIA A PRODUÇÃO DE PINTURAS RUPESTRES COMO RECURSO DIDÁTICO NO ENSINO DA PRÉ-HISTÓRIA Raimundo Candido Teixeira Júnior Universidade Estadual da Paraíba UEPB rctj8@uol.com.br INTRODUÇÃO Uma das temáticas mais

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação História 6 o ano Unidade 2 5 Unidade 2 Nome: Data: 1. Leia as sentenças com atenção. Marque V nas alternativas verdadeiras e F nas falsas. a) Os primeiros habitantes da América

Leia mais

O QUE HÁ EM COMUM NESTES DESENHOS?

O QUE HÁ EM COMUM NESTES DESENHOS? O QUE HÁ EM COMUM NESTES DESENHOS? E O QUE OS DIFERE DESTES? A RESPOSTA É PERSPECTIVA. A PERSPECTIVA é um campo de estudo da geometria, em especial a geometria descritiva. Desenhar em PERSPECTIVA é representar

Leia mais

História e Filosofia da Matemática e da Educação Matemática. Lívia Lopes Azevedo

História e Filosofia da Matemática e da Educação Matemática. Lívia Lopes Azevedo História e Filosofia da Matemática e da Educação Matemática Lívia Lopes Azevedo O que é matemática? Segundo Boyer, (...) uma atividade intelectual altamente sofisticada, que não é fácil de definir, mas

Leia mais

ORIGENS DO SER HUMANO E POVOS ÁGRAFOS: descobrindo mais sobre nós mesmos. Prof. Renata Fernandes Maia de Andrade

ORIGENS DO SER HUMANO E POVOS ÁGRAFOS: descobrindo mais sobre nós mesmos. Prof. Renata Fernandes Maia de Andrade ORIGENS DO SER HUMANO E POVOS ÁGRAFOS: descobrindo mais sobre nós mesmos. Prof. Renata Fernandes Maia de Andrade ORIGENS DO SER HUMANO 2 Evolucionismo Criacionismo Desenvolvida principalmente por Charles

Leia mais

EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS

EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS ARTES CONTEÚDOS E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Unidade I Tecnologia - Corpo, movimento e linguagem na

Leia mais

Nesse semestre, a recuperação de História do 6º ano terá como temas:

Nesse semestre, a recuperação de História do 6º ano terá como temas: ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA Nome Nº 6º Ano Data: Professor(a): Nota: 1 o.semestre Neste semestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos mínimos necessários. Agora, você

Leia mais

Espaço Geográfico. As transformações realizadas pela ação humana

Espaço Geográfico. As transformações realizadas pela ação humana Espaço Geográfico As transformações realizadas pela ação humana Concepção teórica É por demais sabido que a principal forma de relação entre o homem e a natureza, ou melhor, entre o homem e o meio, é dada

Leia mais

A Cultura Gastronômica. A alimentação como impulso transformador

A Cultura Gastronômica. A alimentação como impulso transformador A Cultura Gastronômica A alimentação como impulso transformador CASCUDO, 2007 apud SCHILERS Toda a existência humana decorre do binômio Estômago e Sexo. A Fome e o Amor governam o mundo. Problematização

Leia mais

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES. Conteúdo: Aula 1: O ponto e a linha Aula 2: Logotipos e símbolos

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES. Conteúdo: Aula 1: O ponto e a linha Aula 2: Logotipos e símbolos CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I Conteúdo: Aula 1: O ponto e a linha Aula 2: Logotipos e símbolos 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA

Leia mais

Povos americanos: Primeiros habitantes da América do SUL

Povos americanos: Primeiros habitantes da América do SUL Povos americanos: Primeiros habitantes da América do SUL Nicho Policrômico. Toca do Boqueirão da Pedra Fiurada. Serra da Capivara Piauí- Brasil Ruínas as cidade inca Machu Picchu - Peru Código de escrita

Leia mais

A Geografia Ambiental é o estudo dos efeitos das ações do homem sobre o ambiente terrestre;

A Geografia Ambiental é o estudo dos efeitos das ações do homem sobre o ambiente terrestre; INTRODUÇÃO À GEOGRAFIA AMBIENTAL 1 A Geografia Ambiental A Geografia Ambiental é o estudo dos efeitos das ações do homem sobre o ambiente terrestre; O meio ambiente envolve todas as coisas vivas e nãovivas

Leia mais

Ensino Fundamental Anos Iniciais 2 o Ano 2 o Semestre

Ensino Fundamental Anos Iniciais 2 o Ano 2 o Semestre Ensino Fundamental Anos Iniciais 2 o Ano 2 o Semestre Arte Sumário Capítulo 7 Dia dos Pais...7 Capítulo 8 Folclore...8 Capítulo 9 Corpo... 15 Capítulo 10 Natal... 20 3 4 Arte Apresentação Bem-vindo ao

Leia mais

Povos americanos: Maias, Incas e Astecas

Povos americanos: Maias, Incas e Astecas Povos americanos: Maias, Incas e Astecas Nicho Policrômico. Toca do Boqueirão da Pedra Fiurada. Serra da Capivara Piauí- Brasil Ruínas as cidade inca Machu Picchu - Peru Código de escrita dos maias, México.

Leia mais

AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO MATRIZ DE REFERÊNCIA DE LÍNGUA PORTUGUESA -

AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO MATRIZ DE REFERÊNCIA DE LÍNGUA PORTUGUESA - AVALIAÇÃO NACIONAL DA ALFABETIZAÇÃO MATRIZ DE REFERÊNCIA DE LÍNGUA PORTUGUESA - EIXO ESTRUTURANTE: Leitura HABILIDADE H1. Ler palavras com estrutura silábica canônica H2. Ler palavras com estrutura silábica

Leia mais

FACULDADE INTERDISCIPLINAR DE HUMANIDADES CURSO: BACHARELADO EM HUMANIDADES CURSOS: LICENCIATURAS GEOGRAFIA, HISTÓRIA, LETRAS PORTUGUÊS/INGLÊS,

FACULDADE INTERDISCIPLINAR DE HUMANIDADES CURSO: BACHARELADO EM HUMANIDADES CURSOS: LICENCIATURAS GEOGRAFIA, HISTÓRIA, LETRAS PORTUGUÊS/INGLÊS, FACULDADE INTERDISCIPLINAR DE HUMANIDADES CURSO: BACHARELADO EM HUMANIDADES CURSOS: LICENCIATURAS GEOGRAFIA, HISTÓRIA, LETRAS PORTUGUÊS/INGLÊS, LETRAS PORTUGUÊS/ESPANHOL, PEDAGOGIA EIXO DE FORMAÇÃO DE

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE HISTÓRIA

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE HISTÓRIA INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE HISTÓRIA INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE HISTÓRIA O QUE É HISTÓRIA? História é uma palavra com origem no antigo termo grego "historie", que significa "conhecimento através da investigação".

Leia mais

6.4 O CONSUMO DOS RECURSOS NATURAIS E OS SEUS IMPACTOS

6.4 O CONSUMO DOS RECURSOS NATURAIS E OS SEUS IMPACTOS 6.4 O CONSUMO DOS RECURSOS NATURAIS E OS SEUS IMPACTOS O consumo dos recursos naturais e os seus impactos A crescente pressão sobre o consumo é provocada por: Aumento populacional Exigência dos padrões

Leia mais

Levando em consideração o valor das cores nas obras de arte, explique:

Levando em consideração o valor das cores nas obras de arte, explique: Atividade extra Módulo 1 Fascículo 1 Artes Unidade 1 Artes: Princípios e Linguagens Questão 1 As cores são capazes de nos transmitir diversas sensações, criar espaços, dar volume a um objeto, aproximá-lo

Leia mais

ORIENTE MÉDIO: QUADRO SOCIOECONÔMICO

ORIENTE MÉDIO: QUADRO SOCIOECONÔMICO OBJETIVO 2016 1º ANO E.M. MÓDULO 26 ORIENTE MÉDIO: QUADRO SOCIOECONÔMICO POPULAÇÃO Grande diversidade étnica: maioria de origem árabe. Dos 16 países, 11 são de etnia árabe, localizados na Península Arábica.

Leia mais

A PRÉ-HISTÓRIA PROF. MARCOS ROBERTO

A PRÉ-HISTÓRIA PROF. MARCOS ROBERTO A PRÉ-HISTÓRIA PROF. MARCOS ROBERTO A PERIODIZAÇÃO HISTÓRICA Paleolítico: Pedra Lascada Mesolítico: Pedra Polida Neolítico: Idade dos Metais UTENSÍLIOS DE PEDRA LASCADA Lascas cortantes UTENSÍLIOS DE PEDRA

Leia mais

Análise de discursos textuais: questões

Análise de discursos textuais: questões Análise de discursos textuais: questões Com base no texto a seguir, responda às questões (1) e (2): Os Poemas Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês. Quando fechas

Leia mais

Sugestão de Atividades História 6º ano Unidade 1

Sugestão de Atividades História 6º ano Unidade 1 1. Leia atentamente: Quando nos referimos a homens, devemos esclarecer que esse termo se aplica à nossa espécie, chamada de Homo sapiens sapiens, surgida apenas entre 180 e 190 mil anos atrás, bem como

Leia mais

Compreendendo o grafismo infantil a partir da experimentação de materiais um estudo de caso

Compreendendo o grafismo infantil a partir da experimentação de materiais um estudo de caso Compreendendo o grafismo infantil a partir da experimentação de materiais um estudo de caso Shayda Cazaubon Peres 1 shay.cazaubon@gmail.com Universidade Federal de Pelotas - UFPEL Maristani Polidori Zamperetti

Leia mais

Texto: O perigo de classificar o brasileiro por raça. Estudo dirigido

Texto: O perigo de classificar o brasileiro por raça. Estudo dirigido Texto: O perigo de classificar o brasileiro por raça Prof. Dr. Alexandre H. de Quadros O texto apresenta uma opinião dos autores acerca da difícil tarefa em classificar o brasileiro por raça ; Existe uma

Leia mais

Egito Uma das civilizações mais importantes do Crescente Fértil Atraiu muitos grupos humanos no passado estabelecidos nas proximidades do Rio Nilo

Egito Uma das civilizações mais importantes do Crescente Fértil Atraiu muitos grupos humanos no passado estabelecidos nas proximidades do Rio Nilo 05. ÁFRICA ANTIGA Egito Uma das civilizações mais importantes do Crescente Fértil Atraiu muitos grupos humanos no passado estabelecidos nas proximidades do Rio Nilo cheias anuais e margens muito férteis

Leia mais

ENSINO BÁSICO 3.º CICLO. Visitas orientadas À descoberta do MCCB

ENSINO BÁSICO 3.º CICLO. Visitas orientadas À descoberta do MCCB Serviço educativo 2014 2015 ENSINO BÁSICO 3.º CICLO Visitas orientadas À descoberta do MCCB 1h00 2.50 * Conhecem a história da Batalha? Com esta visita, percorreremos os caminhos da história desta terra

Leia mais

Conexões: a poética das crianças de 0 a 3 anos e a arte contemporânea Relatório trimestral julho de 2016

Conexões: a poética das crianças de 0 a 3 anos e a arte contemporânea Relatório trimestral julho de 2016 Conexões: a poética das crianças de 0 a 3 anos e a arte contemporânea Relatório trimestral julho de 2016 Coordenação geral: Cisele Ortiz Coordenação técnica: Denise Nalini Formadoras: Cinthia Manzano e

Leia mais

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2016/2017 DEPARTAMENTO DE PASTORAL DISCIPLINA: EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA PLANIFICAÇÃO DE 7º ANO

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2016/2017 DEPARTAMENTO DE PASTORAL DISCIPLINA: EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA PLANIFICAÇÃO DE 7º ANO 1º PERÍODO UL1 - As origens ÉTICA E MORAL Calendarização - 26 aulas A. Construir uma chave de leitura religiosa Os dados da ciência sobre a origem do Diálogo com os alunos, relacionado da pessoa, da vida

Leia mais

Conteúdo para recuperação do I Semestre 6º ANO

Conteúdo para recuperação do I Semestre 6º ANO Conteúdo para recuperação do I Semestre I Bimestre II Bimestre 6º ANO As primeiras sociedades; Mesopotâmia. Grécia: formação e consolidação; Grécia: Organização das cidades-estados. As primeiras sociedades;

Leia mais

Rodrigo Simas Aguiar. Catálogo. da Arte Rupestre da Ilha de Santa Catarina

Rodrigo Simas Aguiar. Catálogo. da Arte Rupestre da Ilha de Santa Catarina Rodrigo Simas Aguiar Catálogo da Arte Rupestre da Ilha de Santa Catarina Texto e Fotos: Rodrigo Simas Aguiar Título: Catálogo da Arte Rupestre da Ilha de Santa Catarina Autor: Rodrigo Luiz Simas de Aguiar

Leia mais

ARTE NA PRÉ-HISTÓRIA HISTÓRIA DA ARTE. Colégio Einstein. A evolução do conhecimento. Aluno (a): 9º ano: A [ ] B [ ] Professor: Lucas Salomão

ARTE NA PRÉ-HISTÓRIA HISTÓRIA DA ARTE. Colégio Einstein. A evolução do conhecimento. Aluno (a): 9º ano: A [ ] B [ ] Professor: Lucas Salomão HISTÓRIA DA ARTE Aluno (a): Professor: Lucas Salomão Data: / /2015 9º ano: A [ ] B [ ] ARTE NA PRÉ-HISTÓRIA Há milhares de anos os povos antigos já se manifestavam artisticamente. Embora ainda não conhecessem

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação História 6 o ano Unidade 1 5 Unidade 1 Nome: Data: 1. Leia os dois trechos a seguir e faça o que se pede em cada item. Trecho 1 Os hominídeos surgiram quando nossos ancestrais

Leia mais

I Introdução. II Desenvolvimento

I Introdução. II Desenvolvimento I Introdução Nos tempos primitivos não havia documentos escritos sobre a vida nem sobre o homem. Esse período é chamado de pré-história e o que se conhece a seu respeito baseia-se nos objetos que restam

Leia mais

A cerâmica modelada feminina dos Açores

A cerâmica modelada feminina dos Açores Patrimonia Anthropologica Á- Rui de Sousa Martins A cerâmica modelada feminina dos Açores Sistemas produtivos, formas de articulação e processos de mudança Cascais 1999 Prólogo 7 Introdução 11 1. O tema

Leia mais

Informação sobre Ecossistemas Locais

Informação sobre Ecossistemas Locais Informação sobre Ecossistemas Locais Processo de candidatura Bandeira Azul 2013 1. Biodiversidade local O litoral de Vila Nova de Gaia apresenta uma considerável biodiversidade, com fauna e flora característica

Leia mais

1.5 Identifica e caracteriza o tipo de economia praticada pelo Homem do Neolítico.

1.5 Identifica e caracteriza o tipo de economia praticada pelo Homem do Neolítico. PGA - Prova Global do Agrupamento Direção de Serviços Região Algarve Agrupamento de Escolas Silves Sul Departamento de Ciências Sociais e Humanas História 7ºAno Prova: A Nome: Ano: Turma: Nº.: Data: Assinatura

Leia mais

O Movimento Olímpico. Aula 3 A Mascote e a Marca. Rio 2016 Versão 1.0

O Movimento Olímpico. Aula 3 A Mascote e a Marca. Rio 2016 Versão 1.0 O Movimento Olímpico Aula 3 A Mascote e a Marca Rio 2016 Versão 1.0 Objetivos 1 Identificar a mascote como o símbolo de cada edição dos Jogos Olímpicos. 2 Reconhecer as principais mascotes ao longo das

Leia mais

Idade dos Metais. Mariana Antunes Vieira. Este documento tem nível de compartilhamento de acordo com a licença 2.5 do Creative Commons.

Idade dos Metais. Mariana Antunes Vieira. Este documento tem nível de compartilhamento de acordo com a licença 2.5 do Creative Commons. Mariana Antunes Vieira Este documento tem nível de compartilhamento de acordo com a licença 2.5 do Creative Commons. http://creativecommons.org.br http://creativecommons.org/licenses/by/2.5/br/ A Idade

Leia mais

Conteúdos para Avaliação Final 7

Conteúdos para Avaliação Final 7 Professor (a): CÍNTIA, MARIA LÍDIA Disciplina: OPTL Gênero textual: Cartaz; Gênero textual: poema haicai. Charge. Gênero textual: artigo de opinião; Professor (a): SILVIA/MONICA Disciplina: CIÊNCIAS Conhecendo

Leia mais

A ARTE NA HISTÓRIA. O ser humano reinventa seu meio

A ARTE NA HISTÓRIA. O ser humano reinventa seu meio A ARTE NA HISTÓRIA O ser humano reinventa seu meio Com sua inventividade, o ser humano encontra formas de superar seus limites físicos. Se olharmos a nossa volta, notaremos a enorme quantidade de objetos

Leia mais

Nome: Turma: ARTE NA PRÉ-HISTÓRIA

Nome: Turma: ARTE NA PRÉ-HISTÓRIA Colégio Pedro II Campus São Cristóvão II 6 ano Artes Visuais Professora: Maria Lia Nome: Turma: ARTE NA PRÉ-HISTÓRIA ARTE NA PRÉ-HISTÓRIA A arte nasceu da vontade dos seres humanos de representarem o mundo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CAMPUS ALEGRETE PIBID

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CAMPUS ALEGRETE PIBID PROPOSTA DIDÁTICA 1. Dados de Identificação 1.1 Nome do bolsista: Camila Dorneles da Rosa 1.2 Público alvo: alunos do 6 e 7 ano. 1.3 Duração: 2 horas. 1.4 Conteúdo desenvolvido: Números Primos. 2. Objetivo(s)

Leia mais

A Redução de São Miguel Arcanjo

A Redução de São Miguel Arcanjo 1 Leia o texto a seguir, observe a imagem e responda às questões. A Redução de São Miguel Arcanjo A Redução de São Miguel Arcanjo foi fundada em 1632 na região do Tape. Porém, devido aos ataques de paulistas

Leia mais

ANEXO I. QUADRO DE OFICINAS INTEGRANTES DOS PROGRAMAS DE FORMAÇÃO ARTÍSTICA DO CUCA (COM EMENTAS) Categoria I

ANEXO I. QUADRO DE OFICINAS INTEGRANTES DOS PROGRAMAS DE FORMAÇÃO ARTÍSTICA DO CUCA (COM EMENTAS) Categoria I ANEXO I QUADRO DE OFICINAS INTEGRANTES DOS PROGRAMAS DE FORMAÇÃO ARTÍSTICA DO CUCA (COM EMENTAS) Categoria I Desemho básico Desemho intermediário Desemho básico de observação Desenho de observação Fotografia

Leia mais

O CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA

O CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA O CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA CENÁRIO HISTÓRICO A Sociologia surge como conseqüência das mudanças trazidas por duas grandes revoluções do século XVIII. As mudanças trazidas pelas duas

Leia mais

O conto é a forma narrativa, em prosa, de menor extensão (no sentido estrito de tamanho), ainda que contenha os mesmos componentes do romance.

O conto é a forma narrativa, em prosa, de menor extensão (no sentido estrito de tamanho), ainda que contenha os mesmos componentes do romance. Ensino Médio 1º ano O conto é a forma narrativa, em prosa, de menor extensão (no sentido estrito de tamanho), ainda que contenha os mesmos componentes do romance. Entre suas principais características,

Leia mais

Não deixe de perguntar sobre qualquer dúvida ou curiosidade.

Não deixe de perguntar sobre qualquer dúvida ou curiosidade. A T E N Ç Ã O Você vai começar a assistir uma aula sobre a Pré-História. Não se preocupe em fazer anotações: a síntese da aula vai estar disponível no blog do professor. Atente para os textos e a exposição

Leia mais

INTRODUÇÃO A MANUFATURA

INTRODUÇÃO A MANUFATURA INTRODUÇÃO A MANUFATURA História da Manufatura A história da manufatura pode ser separada em duas partes: 1) A descoberta e invenção, pelo homem, dos materiais e processos para fazer coisas 2) Desenvolvimento

Leia mais