INSIGHT. Criatividade torna processos de Coaching mais lúdicos e eficientes Pág. 18

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INSIGHT. Criatividade torna processos de Coaching mais lúdicos e eficientes Pág. 18"

Transcrição

1 EDIÇÃO 01 MAIO/2015 INSIGHT Conteúdo para Coaches Criativos MAGAZINE Criatividade torna processos de Coaching mais lúdicos e eficientes Pág. 18 Entrevista Especialista em Criatividade, Dra. Eunice Soriano, da UnB, desvenda os caminhos e desafios da inovação Pág. 6 Artigo Quais os impactos das escolhas em nossas vidas Pág. 11 E MAIS: Perguntas Poderosas Leitura Obrigatória Agenda Melhores Momentos Agradecimentos

2 EDITORIAL A revista Insight Magazine Conteúdo para Coaches Criativos é o resultado de quase dois anos de mergulho no universo do Coaching, por meio do Curso de Pós-Graduação em Coaching, coordenado pela Homero Reis & Consultores (HRC) e chancelado pela Faculdade JK. A experiência em si, para mim, tem representado um mergulho visceral pelo processo com o qual me identifiquei há exatos seis anos, e que me foi apresentado, pela primeira vez, durante a segunda edição do Curso de Coaching: Teoria e Prática (CCTP), realizado, pela HRC, nas dependências do Torre Palace Hotel. Desde 2009, portanto, o Coaching nunca mais deixou de fazer parte da minha caminhada. Compus a segunda turma do ACE Autonomia: Consciência para Evoluir -, uma repaginação do antigo LPE (Liderando a Própria Evolução), processo respaldado pelo Coaching Conectivo e desenvolvido pelo Karana - Inteligência Emocional para Líderes. Na sequência, firmei parceria com a Ekoá Jogos Empresariais, utilizando, mais uma vez, o Coaching como ferramenta de desenvolvimento da minha equipe; de estabelecimento de metas; e de organização de processos organizacionais. Deste ponto foi um pulo para a contratação do coach Monclair Cammarota, diretor da Ekoá, que muito contribuiu para o aprofundamento de minhas questões pessoais e conquistas de objetivos traçados durante o meu processo. Mas afinal, por que o Coaching fez - ainda faz - tanto sentido para mim? Entendendo-o como um processo que apoia o coachee (ou componentes de uma organização) a atingir (ou atingirem) resultados até então não alcançados seja na vida pessoal, familiar, amorosa, profissional, etc -, percebi que não se tratava meramente de uma técnica, mas de um estilo de vida que nos lança à missão de servir à comunidade e às pessoas que nos buscam a partir da premissa de que todos somos seres dialógicos; e de que a linguagem é ativa e geradora, como tantas vezes abordado na Pós-Graduação. No curso, bebemos na fonte do Coaching Ontológico, que é fundamentado na filosofia da linguagem, mais especificamente na Ontologia da Linguagem; além da filosofia existencialista, de práticas ancestrais e de ciências modernas. Em suma, trabalhamos com uma abordagem conversacional, que parte do pressuposto de que pela aprendizagem nos recriamos e nos encontramos com quem somos e que, mais do que uma conversa pontual, que pode se encerrar em si mesma (como propõem algumas abordagens de Coaching), o Coaching Ontológico representa também um processo de transformação contínua e profunda, que perpassa a aceitação do ser que se é, conceituam as apostilas da HRC. A ideia de materializar o trabalho final do Curso de Pós-Graduação em Coaching, por meio de uma revista, tem algumas explicações pragmáticas. Primeiro, porque não queria fazer uma monografia convencional, haja vista que desde o início meu interesse acadêmico era aprofundar como poderíamos ser mais criativos, na condição de coaches. Segundo porque sou jornalista e tanto o canal de comunicação quanto a temática (criatividade) são familiares para mim. E em terceiro e último lugar, porque o formato de apresentação do conteúdo, na minha percepção, deveria ser moderno e palatável. Em geral, o público da revista Insight Conteúdo para coaches criativos é formado por coaches e interessados tanto em Coaching quanto em Criatividade. Os textos foram produzidos a partir de entrevistas realizadas com especialistas (nos dois temas), coachees e acadêmicos, bem como de leituras de publicações que fundamentam o meu conhecimento acerca do assunto. São elas: (SCHARMER, C. Otto. Teoria U: como liderar pela percepção e realização do futuro emergente. Ed. Campus, 2010; SENGE, Peter; SCHARMER, C. Otto; JAWORSKI, Joseph; e FLOWERS, betty Sue. Presença: propósito humano e o campo do futuro. Ed. Cultrix, 2012; CASTILHO, Maria Andrade; SANMAR- TIN, Stela Maris. Criatividade no processo de Coaching. Ed. Trevisan, 2013; WUNDERLICH, Marcos; e SITA Maurício. Coaching & Mentoring: Foco na Excelência. Ed. Ser Mais, 2013; ALENCAR, Eunice Soloriano de. A Gerência da Criatividade: abrindo as janelas para a criatividade pessoal e nas organizações. Ed. Pearson Education, 1996; REIS, Homero. Coaching Ontológico: a teoria da decisão. Ed. Thesaurus, 2010; OSTROWER, Fayga. Criatividade: processos de criação. Ed. Vozes, 1987; DE PAULA, Maurício. A arte do Coaching Por uma vivência de horas. Ed. All Print, 2011; KEL- LEY, Tom. A arte da inovação: lições de criatividade da Ideo, a maior empresa norte-americana de design. Ed. Futura, 2001; e PREDEBON, José. Criatividade hoje: como se pratica, aprende e ensina. Ed. Atlas, 1999). Posso dizer que sou outra pessoa a partir da experiência vivida no Curso de Pós-Graduação em Coaching, embora ontologicamente falando, nos modificamos a cada segundo a partir das experiências que vivemos e como a sentimos. Todo este aprofundamento teórico culminou em mudanças estruturais na minha vida, a partir da EXPEDIENTE A Inshigt Magazine Conteúdo para Coaches Criativos é resultado do trabalho final de Flávio Silveira Alves de Resende, no Curso de Pós-Graduação em Coaching, coordenado pela Homero Reis & Consultores (HRC) e chancelado pela Faculdade JK, no período de junho de 2013 a abril de Edição e Redação: Flávio Resende Coordenação e Orientação: Prof. M.SC. Homero Reis Revisão: Wellington Pantaleão identificação de necessidades de rupturas e redirecionamentos na forma de escolher. Com isso, atingi resultados mais satisfatórios e coerentes com meus anseios, sonhos e ideais. Como que para marcar esta quebra de paradigma, resolvi tatuar no meu antebraço direito (remetendo à minha razão) a frase: Eu tenho o direito e a coragem de ser imperfeito, com a minha própria letra: torta e imperfeita. O detalhe é que nunca gostei ou me imaginei tatuado. Outro ícone que evidencia o meu movimento, nesta fase da vida, foi raspar a cabeça, como quem quisesse recomeçar do zero, deixando ir para deixar vir novas possibilidades. (Pode parecer bobagem, mas em 37 anos, nunca havia usado outro corte de cabelo.) Por fim, espero que a leitura do conteúdo que está por vir nas próximas páginas, contribua, de alguma forma, para inspirar você, leitor, a alçar voos mais altos, sentindo a brisa e o frescor do vento, bem como a autopercepção dos seres únicos, especiais e criativos que somos. Boa leitura a todos! Flávio Resende Editor Projeto Gráfico e Diagramação: Everton Pinheiro Fotografia: Arquivo pessoal; arquivo HRC; e arquivos pessoais do colegas do Curso de Pós-Graduação em Coaching e das pessoas entrevistadas para a publicação Impressão: Rainbow Gráfica Rápida Tiragem: Dez exemplares impressos + versão eletrônica distribuída para mailing dirigido Apoio Logístico: Proativa Comunicação Contatos: (61) / / Foto: Telmo XImenes

3 ÍNDICE 18 CAPA Criatividade e Coaching: um casamento ideal? Veja, nas páginas a seguir, o que especialistas na área estão fazendo e experimentando sobre o assunto 6 ENTREVISTA Profª Emérita da UnB, Dra Eunice Soriano, explica como as pessoas podem ser mais criativas tanto na vida pessoal quanto no trabalho 11 ARTIGO O poder das escolhas 16 FORMAÇÃO Aonde é permitido pensar fora da caixinha 34 AGENDA Reunimos os melhores cursos e eventos sobre Coaching e Criatividade 12 LEITURA OBRIGATÓRIA Confira as dicas de leitura sobre Coaching e Criatividade 15 COACHING A criatividade e o poder das perguntas 38 MELHORES MOMENTOS Coluna resgata momentos marcantes do curso de Pós- Graduação em Coaching, da HRC 46 AGRADECIMENTOS Sensação de dever cumprido e muito aprendizado

4 ENTREVISTA Nós vivemos numa sociedade anti-criativa entrevista e fotos: Flávio Resende A afirmação é da professora emérita da UnB, Eunice Maria Lima Soriano de Alencar, que dedicou mais de 40 anos de sua vida ao estudo do tema criatividade A voz tranquila e baixinha, o jeito manso e cativante e a forma delicada de tratar as pessoas, já no primeiro momento, entrega: Eunice Maria Lima Soriano de Alencar é de Teófilo Otoni, Minas Gerais. E como toda boa mineira, tem na simpatia a sua marca registrada. Quem olha para a pacata senhora de 70 anos (recém completados) tende a imaginar que o seu passatempo preferido é cozinhar ou fazer crochê. Ledo engano. O que ela se diz verdadeiramente apaixonada, além da família, é pelos estudos. Começou cedo e nunca mais parou. Até hoje, dedica grande parte do seu tem- po livre a ler e a escrever. Com isso, coleciona mais de 40 livros e outras centenas de artigos publicados (de sua autoria), principalmente sobre criatividade uma de suas paixões e objeto de pesquisa há mais de 40 anos. Tenho textos publicados em várias línguas sobre o assunto. Já viajei o mundo todo discutindo esta temática que tanto me fascina. Ano passado, por exemplo, estive num congresso sobre criatividade na Eslovênia. E tenho recusado convites de participação em outros eventos, por conta do tempo. Preciso produzir e me dedicar às pesquisas, afirma Dra Eunice. Nesta entrevista, concedida à Insight Magazine Conteúdo para Coaches Criativos, em sua residência, num dos intervalos de suas várias atividades (recebia uma amiga como hóspede em sua casa; gerenciava uma reforma, com direito a quebradeira e tudo; e, é claro, está em plena produção de mais outro livro), a professora, conhecida como referência em Criatividade na Universidade de Brasília (UnB) - onde entrou em 1972 e hoje é professora emérita - e na Universidade Católica de Brasília (UCB) - onde lecionou por 15 anos -, conta que teve um AVC, há alguns anos, ocasionando-lhe a perda da memória, mas que, felizmente, a mesma voltou. Ainda sinto lapsos de perda de memória, contextualizava, no meio da entrevista, quando adentrava em seus curiosos causos, que por conta do espaço não puderam ser todos transcritos aqui. Aluna da primeira turma de Psicologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Dra Eunice Maria concluiu o seu mestrado em 1970, na Purdue University, nos Estados Unidos; e Doutorado na mesma instituição, em Mãe de quatro filhos (todos homens) e avó de cinco netos, veio para Brasília acompanhando o marido, funcionário do IPEA, transferido para a nova capital no início da década de 70. Escrever um bom texto pra mim exige muita concentração. É como montar um quebra- 6 Insight Magazine Insight Magazine 7

5 -cabeça, descreve o seu processo produtivo a cidadã honorária de Brasília, que se vê produzindo ainda por muitos anos na cidade que escolheu para chamar de sua. E que assim seja, Dra. Eunice! Insight Magazine: O que é criatividade, na sua percepção? Eunice Alencar: A criatividade é um fenômeno altamente complexo, plurifacetário, plurideterminante, e que tem muitos fatores que contribuem para a sua expressão. Por conta disso, há muitas definições. Algumas focalizando a pessoa; outras, processos, produtos; etc. Há centenas de definições. É um processo que resulta em algo, podendo ser um produto tangível ou não tangível, que seja não só novo, mas também considerado apropriado, de valor. A originalidade seria a essência da criatividade, que por sua vez consistiria em ver o que todo mundo vê e pensar no que ninguém nunca pensou. Seria o novo. Mas não basta que seja original. No entanto, muitos não conseguem ver o valor. Muitas pessoas morrem lutando para terem as suas ideias reconhecidas, porque estavam à frente do seu tempo. Nas artes, letras e ciências, por exemplo, muita gente foi hostilizada, vaiada até, embora tenha sido extremamente criativa para a sua época. IM: Por que algumas pessoas são naturalmente mais criativas do que outras? EA: São muitos os fatores: tanto do próprio indivíduo quanto do contexto. Incluindo, elementos da pessoa, como os traços de personalidade. De modo geral, quando se pensa em criatividade, normalmente nos remetemos às ideias, aos pensamentos criativos, habilidades cognitivas relacionadas ao pensamento criativo, ou seja, fluência de ideias, flexibilidade de ideias, originalidade, pensamentos metafórico e analógico, que facilitam a chegar ao novo, ao útil. Mas há vários atributos de criatividade. Por exemplo, autoconfiança. Se você não acredita em si mesmo, dificilmente vai ousar; a tendência é abortar muitas ideias, antes mesmo delas nascerem; persistência, não desistindo diante do primeiro obstáculo; correndo riscos calculados, coragem (que tem a ver com autoconfiança). Tem uma frase bonita do Erich Fromm (psicanalista alemão, filósofo e sociólogo), que eu gosto muito: Sem coragem e sem fé, a criatividade não existe. Em resumo, você precisa ter coragem, porque normalmente existe muita resistência às novas ideias. E por isso você tem que acreditar. Então, nós já nascemos assim, criativos? Não necessariamente. É todo um processo de socialização. Em geral, a curiosidade das crianças é mutilada na escola e na família. Manter viva a curiosidade é extremamente importante, até porque ela é a mola mestre do trabalho do cientista. IM: Existe uma diferença entre criatividade e inovação? EA: Não há muito consenso. Vários autores discutem estas diferenças, que são sutis. Outros trabalham como sinônimos. No meu entender, o termo criatividade se encaixa melhor na maioria das vezes, do que inovação. IM: Que fatores mais inibem a nossa criatividade? EA: Um deles é a tendência de pressão ao conformismo. Nós vivemos numa sociedade anti-criativa. Há um autor italiano que estudou as sociedades criativogênicas. Há momentos da história em que determinadas expressões criativas foram mais valorizadas. Hoje, a sociedade estimula que nos encaixemos num modelo. O diferente é muito punido. E não conseguimos, em geral, perceber isso. Só que o ser humano tem uma necessidade básica: ser amado, ser reconhecido, ser aceito. E o medo de não ser aceito, de certa forma, nos inibe a criar. Muitas vezes nós abrimos mão do nosso crescimento para ser aceito pelo outro. Para criar, você tem que ter muita coragem, pois a nossa sociedade é castradora. Nós aprendemos desde criança que não podemos errar! E faz parte da cultura das organizações também. Como profissional, você é cobrado para ser criativo desde que não erre. Antes de tentar algo novo, você pode ter certeza de que pode dar certo? Absolutamente, não. Como somos carentes, quando erramos, somos vistos como fracassados. E somos punidos por isso. Quando se trabalha com criatividade, algo é certo: você tem que ousar! E não pode ser punido por isso. E nem ter medo da punição. IM: Entendendo o Coaching como um processo que apoia o outro a alcançar resultados que, sozinho, até então, ele não conseguiria atingir, para trabalhar a criatividade junto a grupos, por exemplo, é preciso entender o perfil deste grupo? EA: Na condição de professora, quando eu começo a ministrar uma disciplina, não sei se vou dá-la novamente. Daí a primeira pergunta que me faço é: como posso encantar esta turma com a minha aula? Que estratégias eu posso utilizar para fazer Nós aprendemos desde criança que não podemos errar! E faz parte da cultura das organizações também. Como profissional, você é cobrado para ser criativo desde que não erre. Antes de tentar algo novo, você pode ter certeza de que pode dar certo? Absolutamente, não. Eunice Soriano, professora da UnB com que eles se encantem com o conteúdo? Mas isso vai depender muito do grupo também. Portanto, é fundamental sentir e perceber como estas pessoas se movimentam; ouvir o coração das pessoas, o não audível. Usar os nossos sensores para ouvir o não audível. IM: E como se consegue desenvolver esta capacidade de ouvir o não audível? EA: Eu acho que ela pode ser desenvolvida sim, com as experiências de cada um, com a sua formação, e com toda esta riqueza que temos que vem da Filosofia, da Religião, entre outras. Nosso potencial para aprender é ilimitado, assim como a nossa criatividade. Infelizmente, nós aprendemos, cedo demais, que não somos capazes, que não somos criativos, e, o pior, somos comparados o tempo inteiro. IM: As pessoas, em geral, associam criatividade a áreas como Publicidade, Artes Plásticas, Arquitetura, etc. E qualquer pessoa pode ser criativa, não? Uma faxineira, por exemplo, pode ser criativa na forma de limpar a casa. O coach pode ser criativo ao trabalhar o seu coachee com recursos que chamam a sua atenção. A senhora concorda com isso? EA: Sem dúvidas. Podemos ser criativos a todo instante, e nas mais diferentes situações. Tem um livro que gosto muito de uma autora muito interessante, Erika Landau (psicóloga israelense, especialista em crianças e jovens com altas habilidades, que morreu recentemente), que retrata muito bem isso: O Viver Criativo, publicado originalmente em alemão. IM: A criatividade começou a ser estudada com mais intensidade a partir de quando? EA: Como ciência, o ponto marco foi em 1950, com um psicólogo J. P. Guilford, na época eleito presidente da Associação Americana de Psicologia. Ele vinha fazendo pesquisas sobre inteligência. Ele, portanto, construiu um novo modelo de inteligência (pensamento divergente, pensamento convergente, flexibilidade de ideias, originalidade de ideias), introduzindo pesquisas mais profundas 8 Insight Magazine Insight Magazine 9

6 sobre criatividade. No primeiro livro (Psicologia: Introdução aos Princípios Básicos do Comportamento, Ed. Vozes), escrito em 1974, em que trago um capítulo sobre Criatividade, pedi autorização a ele para publicar o seu modelo de Inteligência. IM: Criatividade e inteligência estão muito interligados? EA: Para alguns autores, a criatividade é uma faceta da inteligência. Para outros, o contrário. Mas há muitas discussões a respeito do assunto. IM: O que levou a senhora a ter tanto interesse por este tema? EA: Eu adoro estudar. Foi nos Estados Unidos, onde morei e estudei uma fase da minha vida (final da década de 1960) que tudo começou. Na universidade lá (em Indiana, nos EUA), onde fiz meu mestrado, descobri uma disciplina sobre Criatividade e outra sobre Superdotação. Me encantei e me dediquei a aprofundar estes temas. Desde então, estou sempre escrevendo sobre estes dois assuntos e esta é minha missão neste planeta. IM: Qual a sua obra predileta, o seu xodó? EA: Já me fizeram esta pergunta muitas vezes. Um dos que mais gosto é um livro meu, muito antigo, que quando eu escrevi, acredito que estava à frente do meu tempo. Se eu tivesse escrito ele hoje, teria uma aceitação maior: A criança na família e na sociedade (1ª edição de 1982). M: Quem a senhora considera uma pessoa criativa? EA: Há várias pessoas, mas tem uma que sempre achei bastante criativa. Uma senhora que trabalhou na minha casa durante 41 anos. Ela era super criativa em tudo, inclusive no relacionamento com os meus filhos. O Homero Reis é outra pessoa que considero criativa. Ele se destacou na apresentação de seu trabalho. Me lembro que ele usou uma carta, como se ele fosse Freud, e jogou por baixo da minha porta. Me impactou tanto, que me lembro até hoje. M: Que frase sintetiza a sua percepção sobre criatividade? EA: A frase de Erich Fromm: Sem coragem e sem fé, a criatividade não existe. NOTA DO EDITOR Quando perguntei para o meu orientador, Homero Reis, sobre que perguntas ele acreditava que deveria fazer à entrevistada - sua professora no Mestrado em Administração, na UCB - a resposta foi: Vá com os sentidos aflorados e sinta profundamente o que ela tem pra te dizer. Escute as entrelinhas!. Pois foi neste clima que cheguei à casa de D. Eunice Maria no Lago Sul, numa tarde chuvosa de março, depois de vários dias pesquisando os seus contatos (não foi fácil achá-la) e a sua trajetória. Sabia que a minha missão era desvendar os mistérios da criatividade, proporcionando aos leitores da Insight Magazine Conteúdo para Coaches Criativos caminhos para que fossem mais criativos na abordagem com seus coachees. Já por telefone, a entrevistada comentou que não conhecia nada sobre Coaching o que tornou a entrevista mais deliciosa ainda, pelo compartilhamento de informações sobre temas apaixonantes para entrevistada e entrevistador. Em uma hora de duração, a entrevista me despertou para um tema até então relativamente distante para mim, na condição de jornalista. De fato, havia uma missão por trás desta entrevista: abrir a minha mente para aprofundar o tema criatividade num curso de Mestrado. Ao final do bate-papo, D. Eunice Maria soltou, como que numa flechada, a frase: Você sorri com os olhos, sabia? E ao se despedir de mim, no portão de casa, sentenciou, no mesmo tom baixinho e mineiro: Que você realize todos os seus sonhos, menino! Amém, Dra Eunice! E tenha a minha gratidão, mais uma vez! [FR] O poder das escolhas por Flávio Resende* É comum ver as pessoas reclamarem dos resultados obtidos na vida pessoal, profissional ou amorosa como se tudo não passasse de mera coincidência do destino. Seríamos, então, predestinados a viver as nossas histórias tal como elas se desencadeiam ou a construímos dia após dia, a partir das escolhas que fazemos? Por que, afinal, é tão difícil escolher? Faríamos escolhas diferentes se, no momento de tomada de decisão, elas chegassem em fases distintas de nossas vidas? Estes são alguns dos questionamentos que me faço quando o assunto em questão são as escolhas. O Coaching nos ajuda a entender esta equação de que não é porque sempre foi de um jeito a nossa vida, que devemos ou precisamos continuar fazendo da mesma forma. Em termos práticos, costumamos afirmar que é, efetivamente, impossível colhermos melancia se passamos a vida interna plantando mamão. Repare que neste contexto não existe um certo ou um errado. Ninguém afirmou que melancia é melhor do que mamão. Simplesmente, acabamos por obter um resultado, quando o nosso anseio é por outro. E isso de algum modo nos torna infelizes ou incompletos (se é que a completude existe). É aí que entra o coach, profissional que tem como objetivo levar o coachee (isto é, a pessoa que se submete à intervenção de Coaching) à reflexão sobre como é possível fazer diferente para atingir os resultados esperados. Ou seja, o movimento é o de desconstruir os paradigmas, remodelando e experimentando novas possibilidades de atuação. Inexoravelmente, ao longo da vida, passamos por situações em que somos confrontados a fazer escolhas que podem alterar o rumo de toda uma trajetória. Quando ainda adolescentes, por exemplo, escolhemos o curso superior que vamos estudar, e isso pode ARTIGO determinar vários campos de nossas vidas. Estaríamos aptos a fazer escolhas de tamanha importância, sem a maturidade necessária? Se fizermos a escolha errada, teremos volta? O temor em decidir está diretamente relacionado com a importância e com o possível impacto que a decisão poderá ter na vida de uma pessoa. Em geral, são situações que geram dúvidas e incertezas. Mas, afinal, como decidir sobre coisas tão relevantes? E se não for a melhor decisão? E se eu me arrepender? Escolher implica, necessariamente, em abrir mão de alguma coisa, na expectativa de ganhar outra. E, portanto, não temos como saber qual é a melhor opção. Não há uma fórmula mágica que nos garanta o que dará certo ou não no futuro. E quase sempre esta incerteza é motivo de angústia e ansiedade. Há também quem prefira culpar o outro ou o destino. Como consequência, o resultado pode acabar sendo muito diferente daquele que gostaríamos, gerando ainda mais frustração. E o pior: não somos capazes de perceber o quão responsáveis fomos por isso. Afinal, tudo é escolha inclusive, quando ficamos inertes frente aos estímulos e, sobretudo, quando permitimos que alguém faça a escolha por nós. O caminho, então, talvez seja perceber que mesmo quando preferimos não decidir nada, uma decisão já foi tomada: a de não se comprometer. A questão é que não percebemos que realizamos, muitas vezes, esse mecanismo de fuga. Em resumo, vivemos num mundo repleto de riscos, onde nunca teremos a certeza se nossas escolhas serão as mais adequadas. E nos posicionar talvez possa implicar em trilhar caminhos, no mínimo, mais honestos com nós mesmos. * Flávio Resende é jornalista, coach, e pós-graduando em Coaching Ontológico, pela Homero Reis & Consultores. 10 Insight Magazine Insight Magazine 11

7 LEITURA OBRIGATÓRIA: Teoria U: Como Liderar pela Percepção e Realização do Futuro Emergente Autor: C. Otto Scharmer Título: Teoria U Subtítulo: Como Liderar pela Percepção e Realização do Futuro Emergente Autor: C. Otto Scharmer ISBN: Páginas: 432 Edição: 1 Tipo de capa: Brochura Editora: Elsevier Ano: 2010 Assunto: Administração e Negócios Idioma: Português Preço sugerido: R$ 98,91 Selecionados a dedo: A coragem de ser imperfeito Autor: Brené Brown Título: A coragem de ser imperfeito Subtítulo: Como aceitar a própria vulnerabilidade, vencer a vergonha e ousar ser quem você é pode leva-lo a uma vida mais plena Autor: Brené Brown ISBN: Páginas: 208 Edição: 1 Tipo de capa: Brochura Editora: Sextante Ano: 2013 Assunto: Autoajuda Espiritualidade Idioma: Português Preço sugerido: R$ 29,90 Este foi o melhor presente de aniversário que eu poderia ter ganhado, de Sabrina Ferroli, na vida. Sim, foi desta forma que tive acesso ao livro de Brené Brown, líder na lista das obras mais lidas pelos americanos, publicada no The New York Times, em Sua leitura consumiu semanas, meses, para que as palavras pudessem ser degustadas, uma a uma. E tocou tanto na alma que me inspirou a tatuar a frase Eu tenho o direito e a coragem de ser imperfeito no antebraço direito, na reta final de conclusão deste curso de Pós-Graduação em Coaching. O livro trata, de forma leve e visceral do que significa viver com ousadia; as aventuras da autora naquilo que ela chama de arena da vida ; Escassez e a cultura de não ser bom o bastante; mitos da vulnerabilidade; entre muitos outros contagiantes assuntos relacionados à condição de seres imperfeitos que somos. Para a Dra. Brené Brown, viver é experimentar incertezas, riscos e se expor emocionalmente. Mas isso pode ser muito bom. A depender de nosso olhar. Não só vale a leitura, como, no meu caso, trata-se de uma das publicações que, até hoje, mais acessou a minha alma. Eis o livro base que deu sustentação teórica a todo o curso de Pós-Graduação em Coaching, da HRC. Já pela capa, a mensagem chave fica evidente para o leitor: mente aberta, coração aberto e vontade aberta, ilustrados por uma seta em formato de U, mostrando que o mergulho em questões profundas como a consciência e a capacidade de liderança coletiva podem tornar-se requisitos essenciais de sobrevivência num mundo repleto de fracassos institucionais como o que vivemos atualmente. Nesta publicação, Otto Scharmer apresenta uma teoria que é uma poderosa tecnologia social de mudança, transformadora, que ajuda líderes a enfrentar os seus desafios em um futuro cada vez mais complexo e imprevisível. O curioso é que embora a publicação pareça ter sido escrita para organizações, a teoria se encaixa perfeitamente no processo de Coaching, inclusive, no mapeamento da sessão, quando o coach passa a ter a compreensão, entendendo a teoria, de que momento ele está com seu coachee na jornada de aprendizagem dele. O Modelo U abre reflexões sobre como abrir a nossa mente, emoções e vontade para chegarmos nos momentos de descoberta e de compreensão mútua. Scharmer reconhece duas fontes diferentes de aprendizagem: aprender com as experiências passadas, e aprender com o futuro tal como ele emerge, que significa, como o futuro se manifesta para nós. Em linhas gerais, segundo o autor, o que nos impede de prestar atenção às situações de forma mais eficaz é que não estamos plenamente conscientes e em contato com o lugar interior do qual a atenção e a intenção se originam. A Teoria U, fruto de dez anos de pesquisas e ações de aprendizagem e entrevistas com mais de 150 profissionais e líderes, com foco nos negócios, apresenta uma nova lente para olhar a liderança e a gestão, e também um tipo de metodologia. Como lente, observa a liderança e as habilidades sociais de um ponto de vista profundo, que não só leva em conta o que fazem os líderes e como o fazem, mas que enfoca algo que não tinha sido contemplado pelos teóricos: o lugar de onde atuam. Com muitas infografias, para tornar a teoria mais compreensível (foram necessárias duas leituras para a assimilação do conteúdo), o livro traz uma rica diversidades de histórias e exemplos, bem como exercícios e práticas que permitem a líderes e organizações, de modo geral, conectaremse com suas melhores possibilidades futuras, adquirindo maior consciência e capacidade de realizá-las. (FR) Idioma: Português Preço sugerido: R$ 37,00 Idioma: Português Preço sugerido: R$ 44,90 A arte do Coaching Autor: Maurício de Paula Título: A arte do Coaching Subtítulo: Por uma vivência de horas Autor: Maurício de Paula ISBN: Páginas: 280 Edição: 1 / Tipo de capa: Brochura Editora: All Print Editora Ano: 2011 Assunto: Recursos Humanos Descobri este título por acaso, mexendo nas prateleiras da Livraria Cultura, do Casa Park. A capa não me chamou a Criatividade no processo de Coaching Autores: Marta Andrade Castilho e Stela Maris Sanmartin Título: Criatividade no processo de Coaching Autores: Marta Andrade Castilho e Stela Maris Sanmartin ISBN: Páginas: 198 Edição: 1 / Tipo de capa: Brochura Editora: Trevisan Editora / Ano: 2013 Assunto: Recursos Humanos A leitura do livro acima para a produção da revista Insight - Conteúdo para Coaches Criativos foi obrigatória. E indico ao leitor atenção, tampouco o título. Mas ao abrir o livro, por curiosidade, me deparei com a seguinte frase do autor: Estar sempre certo ou ser perfeito, pouco importa, mas melhorar, muito. Ela foi o bastante para me tocar e instigar a minha curiosidade sobre o conteúdo, trazido por Maurício de Paula, de um modo didático e muito simples de ser compreendido. Definiria como uma leitura básica, mas necessária, para quem não domina a técnica, mas tem interesse em entender mais sobre as várias possibilidades oferecidas pelo Coaching. que se interessa pela temática que o compre - tal como fazemos com os nossos livros de cabeceira. Marta e Stela foram pioneiras ao abordar um tema tão atual e interessante para quem atua com Coaching. Esperava, no entanto, que a abordagem fosse mais focada nas pessoas e não nas organizações o que me decepcionou um pouco. Mas, em linhas gerais, este livro busca mostrar que é possível facilitar o processo transformador conscientemente desejado por executivos submetidos à aprendizagem oferecida pelo Coaching, utilizando técnicas desbloqueadoras e ativadoras da criatividade. Indico a leitura! 12 Insight Magazine Insight Magazine 13

8 Estante indispensável: Grandes Criativos Autor: Celso Loducca (org.), entrevistando: Alex Atala, Alexandre Machado, Eduardo Srur, Marçal Aquino, Marcelo Rosenbaum, Paulo Lima, Rodolfo Garcia Vásquez e Ronaldo Bastos O livro, recém-lançado, com 317 páginas, pela Editora Papirus Sete Mares, é leitura obrigatória para quem deseja mergulhar pelo universo da inovação e criatividade. O texto, redigido em formato de entrevista, por um dos publicitários mais geniais de todos os tempos (Celso Loducca), em si, já é inovador. Que dirá o conteúdo! Preço sugerido: R$ 33,60. Coaching Ontológico: a teoria da decisão Autor: Homero Reis Um dos maiores estudiosos de Coaching Ontológico no Brasil, Homero Reis que bebeu da fonte de Humberto Maturana biólogo chileno, PhD em neurobiologia, crítico do realismo matemático e criador da teoria da autopoiése e da Biologia do ser traz neste livro a discussão em torno de algo que parece tão inerente à vida, mas ao mesmo tempo tão determinante para o resultado que nós, seres humanos, colhemos: a decisão. Em outras palavras, as escolhas que influenciam no que somos ou nos tornamos. Em meio a exemplos e reflexões como a intitulada A revoada Caórdica, o leitor mergulha no universo do Coaching Ontológico, de maneira leve e descontraída, marcas registradas do autor. Preço sugerido: R$ 30,00. A Gerência da Criatividade: abrindo janelas para a criatividade pessoal e nas organizações Autora: Eunice Soriano de Alencar Editada em 1997, a publicação permanece atual na abordagem do papel decisivo da criatividade nas organizações modernas; e em definições como criatividade e inovação. Há capítulos curiosos como O que a criatividade certamente não é, Bloqueios mentais e resolução criativa de problemas. Preço sugerido: R$ 106,60. A criatividade e o poder das perguntas O questionamento é a ferramenta básica de atuação de um coach. Mas segundo José Roberto Marques, diretor presidente do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), o caminho escolhido pelo coachee dependerá da amplitude de seu autoconhecimento e da clareza sobre sua identidade, pontos fortes, fraquezas, gostos, preferências e motivações verdadeiras. Nesse sentido, o Coaching apresenta-se como um processo poderoso de desenvolvimento pessoal e profissional, que estimula o indivíduo a encontrar suas respostas internas a partir de um processo altamente reflexivo, baseado em perguntas poderosas, afirma José Roberto Marques, que é master coach sênior e trainer, um dos pioneiros em Coaching no Brasil, com mais de 25 anos de experiência em treinamento e desenvolvimento humano. Para Marques, a técnica de perguntas poderosas é capaz de gerar resultados extraordinários. Trata-se de uma indagação feita da forma certa, na hora certa, para a pessoa certa. Sua aplicação requer um nível de compreensão amplo sobre o indivíduo e suas particularidades comportamentais, além de uma capacitação em Coaching, pontua. José Roberto Marques, master coach, sênior e trainer, um dos pioneiros em Coaching no Brasil, com mais de 25 anos de experiência em treinamento e desenvolvimento humano Fundador e também presidente da Editora IBC, com diversas obras publicadas, professor convidado da Universidade de Ohio, José Roberto Marques acredita que quando o indivíduo recebe uma pergunta realmente poderosa, ele entra em estado de alta conexão com seus pensamentos e emoções, acessando o subconsciente e provocando insigths ideias e soluções que podem gerar mudanças significativas COACHING em sua realidade, impulsionando o alcance de seus resultados desejados em curto espaço de tempo. Vale ressaltar que o coach jamais dirá o que é certo ou o que é errado e, sempre honrando e respeitando a história do coachee assim como suas decisões e escolhas ajudará o coachee a encontrar suas melhores opções, reforça. PERGUNTAS PODEROSAS DO COACHING Cada pergunta é aplicada de acordo com o contexto, sendo que os questionamentos possuem finalidades específicas. Exemplos: Avaliar o comprometimento do coachee; Verificar o nível de responsabilidade; Levantar necessidade; Estimular ação; Gerar esclarecimento; Levantar recursos; Gerar opções; Mudança do estado emocional; Segmentação do objetivo. Coaching & Mentoring Foco na Excelência: saiba como ultrapassar a barreira do comum e vencer na vida pessoal e profissional Autores: Marcos Wunderlich e Maurício Sita (org.) Esta obra traz 49 textos, escritos por especialistas em Coaching (entre os quais a nossa brilhante colega de curso, Ana Veras Vilanova, sobre Coaching e Mentoring, aprofundando o tema a partir de diversas perspectivas. Preço sugerido: R$ 58, Perguntas Poderosas Confira uma lista de perguntas poderosas, sugeridas pelo IBC, que são frequentemente utilizadas nos processos de Coaching: O que você quer alcançar até o final deste processo de Coaching? O que o motiva a viver? O que você pode fazer para transformar essa vivência negativa em aprendizado? Como essa situação negativa contribuiu para a sua vida positivamente? Enquanto você estiver no caminho para atingir seu objetivo, o que fará para não fugir do seu foco? Você teve um desempenho espetacular neste período, o que você acha que foi determinante para isso? E se você descobrisse que existe outro modo de perceber essa situação, você adotaria uma nova postura? O que você tem realizado para alcançar seu objetivo? De 0 a 10, qual o seu nível de comprometimento com sua tarefa? Quanto você está efetivamente empenhado com este processo? Fonte: IBC 14 Insight Magazine Insight Magazine 15

9 FORMAÇÃO Aonde é permitido pensar fora da caixinha P ara quem tem interesse ou necessidade de aprofundar a capacidade criativa, surgiu, em Brasília, no início deste ano, um espaço que estimula novas experiências e práticas profissionais. Lá não é permitido qualquer tipo de censura a ideias e pensamentos. Trata-se da Perestroika, escola livre de artes criativas, que trabalha com cursos que subvertem as rotinas de um mundo cada vez mais sistematizado e automatizado, sentencia Guilherme Piletti, 31, responsável pela unidade brasiliense da Perestroika. Com sede em Porto Alegre e filiais em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Recife e agora na capital da República, a empresa trabalha com formação em Branding, Empreendedorismo Criativo, Brand Score, comunicação tecnológica, antecipação de tendências, entre outros cursos com títulos criativos como Chora PPT,. TXT, Da lama aos caos, Liga pontos, etc. Não há restrições de idade, formação acadêmica ou profissão para participar. Há quem pense que o foco são temáticas com evidente ligação com Comunicação e Design, mas a nossa proposta é abordar também, de maneira diferenciada, campos mais ortodoxos como Agronegócio, Direito e Gestão de Recursos Humanos. O investimento dos cursos variam entre R$ 2 mil e R$ 4 mil. E a escola fica instalada na 705 Sul bl F casa 68. Perestroika Onde: 705 Sul, bloco F, casa 68, Brasília - DF. Telefone: (61) Site: CONHEÇA OUTROS CURSOS DE INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE NO DF: Funyl Voltada prioritariamente para o mercado de Comunicação, Publicidade e Marketing, a Funyl é uma das escolas de Criatividade e Inovação mais tradicionais da cidade. Instalada na 707 Norte, no Bloco 12 do UniCeub, a empresa tem grade mensal de cursos na área de Direção de arte, Atendimento, Redação Publicitária, Relações Públicas Digital, entre outros. Público: Estudantes de Comunicação, profissionais da área; e interessados no assunto. Investimento: Entre R$ 990 e R$ 1,1 mil Informações: (61) (61) A Figura Incompleta Criado na década de 60 pelo psicólogo Ellis Paul Torrance, o teste Torrance de Pensamento Criativo buscou identificar uma alternativa criativa para testes de QI. Um dos elementos mais emblemáticos deste teste foi a Figura Incompleta, um desafio de desenho. Pensando em desafiar você, leitor, propomos o exercício a seguir. Observe as formas abaixo. Pegue uma caneta e faça dois desenhos a partir delas e incluindo as mesmas.desafio aceito? Compartilhe no Instagram utilizando a tag #testeinsightmagazine Criative-se: Motivação para mudar Brasília Marketing School Nova Acrópole Curso voltado para adultos que desejam desenvolver as ferramentas básicas para a criatividade e mudança de vida: intuição, imaginação, flexibilidade, pensamento divergente, senso de humor, originalidade e capacidade para enfrentar desafios. Público: adultos que desejam desenvolver a criatividade como uma habilidade a ser utilizada nas várias esferas da vida. Investimento: R$ 600 à vista Carga horária: 16 h/a Facilitadora: Marta Simone, atriz, arte educadora, coach e pesquisadora do tema Criatividade e artes Cênicas Informações: (61) , Escola com diversos cursos na área de Criatividade e inovação. Entre eles: Facebook Marketing, BMS Criatividade, Processos Criativos, Marketing de Conteúdo, Economia Comportamental, entre outros. Público: cada curso tem um público específico, mas em geral são pessoas que têm interesse e relação com Inovação e Criatividade. Investimento: Varia entre R$ 600 e R$ 2,2 mil Facilitadores: Diversos profissionais conceituados Informações: (61) Com unidades na Asa Sul, Águas Claras, Lago Sul, Lago Norte, Guará, Gama, Sudoeste, Sobradinho e Taguatinga, a Nova Acrópole também conta com cursos na área de Inovação e Criatividade. Trata-se de uma organização fundada em 1957 em Buenos Aires (Argentina) pelo professor Jorge Ángel Livraga Rizzi ( ), historiador e filósofo. Tem por base seu caráter filosófico, cultural e social, pautada no voluntariado. Encontra-se, atualmente, em mais de 50 países, nos cinco continentes, reunindo milhares de membros e apoiadores. Investimento: Entre R$ 40 e R$ 500 Informações: (61) Insight Magazine Insight Magazine 17

10 CAPA Criatividade e Coaching: uma mistura que tem tudo para dar certo Coaches apostam na inovação como diferencial de mercado e mostram que a carreira, embora banalizada e sem regulamentação no Brasil, tem tudo para ser a profissão da vez, numa época em que, apesar das novas tecnologias, as pessoas estão cada vez mais distantes umas das outras e, o pior, de seus próprios sonhos e ideais por Flávio Resende riar é, basicamente, formar. É poder dar uma forma a algo novo, em qualquer que seja o campo C da atividade, conceitua Fayga Ostrower em seu livro Criatividade e Processo de Criação (OSTROWER, Fayga. Criatividade e processos de criação. Petrópolis-RJ: Ed. Vozes, 1977) um clássico da literatura sobre Criatividade e Inovação. E ela vai além: o ato criador abrange, portanto, a capacidade de compreender; e esta, por sua vez, a de relacionar, ordenar, configurar e significar. Marta Simone tem aliado criatividade e Coaching,criando um novo conceito no mercado: o de Coaching Criativo Foto: Natália Valarini A partir desta linha de raciocínio, teria sentido a afirmação de que é possível ser criativo em qualquer campo da vida? Inclusive, no processo de Coaching? Tem muito profissional, desta área de conhecimento, validando a tal premissa e mostrando que sempre há como fazer melhor, de forma mais criativa e, curiosamente, mais simples. A soteropolitana - e brasiliense de coração - Marta Simone é um exemplo disso. Atriz e advogada, a arte-educadora, como costuma se autodenominar, abandonou o Direito para se dedicar ao que verdadeiramente faz seus olhos castanhos brilharem: a arte. E se puder servir ao outro, melhor ainda, completa a coach, que atua profissionalmente na área há dois anos. Digo, profissionalmente, porque descobri que acho que sempre trabalhei com isso, mesmo que de forma intuitiva, emenda a profissional, com formação em Personal & Professional Coaching, pela Sociedade Brasileira de Coaching (SBC). 18 Insight Magazine Insight Magazine 19

11 Marta uniu o útil ao agradável, criando, em Brasília, cidade onde reside há vinte anos, algumas iniciativas convergentes com esta onda do servir, de forma criativa, ao outro. Foi assim que surgiu o curso Criative-se Potencializando sua Criatividade, que está em sua 3ª edição; e o conceito que criou de Coaching Criativo, que incorpora ao processo de Coaching princípios e ferramentas para o desenvolvimento da criatividade. Marta Simone acredita no que ela chama de atitude criativa e, nesse sentido, a criatividade começa a ser trabalhada a partir do momento em que o coach se apresenta com esta postura criativa ou intencionalidade criativa na relação com o coachee. Do ponto de vista prático, temos sessões de Coaching em que são acrescentadas às ferramentas tradicionais do Coaching, exercícios, jogos e vivências criativas, que possam ajudar o coachee a realizar mais rapidamente as mudanças que deseja fazer em sua vida, explica, pontuando que estas atividades são pensadas e direcionadas a partir do perfil individualizado de cada coachee. Segundo ela, às vezes, um exercício de estímulo à imaginação funcionou muito bem para um, mas pode não ser eficiente com outro. É, portanto, precisamos ter sensibilidade para perceber o tipo de atividade criativa mais indicada para cada cliente. Em geral, ao acessar outros aspectos que transcendem o aspecto mental, como a imaginação, a fantasia ou o humor, o coachee, de acordo com a especialista, começa a se sentir mais livre e com mais autoconfiança elementos fundamentais para realizar qualquer tipo de mudança, em qualquer esfera da vida. A partir daí, o nível de motivação aumenta e ele consegue ir mais rápido ao alcance do seu objetivo, defende Marta, apontando outro fato curioso - durante o processo de Coaching, normalmente, há uma mudança de objetivos para algo mais verdadeiro, que faça realmente sentido para a vida do coachee. E não apenas para mostrar aos outros que houve uma mudança. RESULTADOS EM CURTO PRAZO A coach gaúcha, de Cruz Alta, Teresa Cristina Machado, também certificada pela SBC, em 2010, acredita que a disciplina para ação coordenada e planejada é responsável pela obtenção de mais resultados positivos em menor tempo, estimulando as pessoas a realizarem mais seus projetos e ideais. Foi por esta razão que procurou a formação em Coaching - para sistematizar as minhas próprias atividades, da minha equipe de trabalho e meus objetivos de vida. Neste momento, Teresa Cristina, conhecida no mercado brasiliense por sua atuação de mais de 20 anos em Comunicação Corporativa, entendeu que poderia levar a aplicação das ferramentas de resultados para outras pessoas. Hoje, dedica um dia da semana para atendimento a seus coachees, já que as suas atividades como jornalista ainda exigem muito de seu tempo. Embora, eu aplique as ferramentas de Coaching para otimizar os resultados de nossos clientes, avalia a empresária, dona da ATF Comunicação Empresarial, agência das mais respeitadas do mercado local. Quando questionada sobre como a criatividade é trabalhada em suas sessões de Coaching, ela é enfática ao defender que não inventa em cima de ferramentas que já foram testadas e que funcionam. Minha forma de trabalhar a criatividade é a busca de informações continuamente em diferentes fontes, da Filosofia à Neurologia, para compreender os processos que desencadeiam determinadas atitudes nas pessoas e encontrar formas mais eficazes de encurtar o tempo para que elas percebam que estão obtendo os resultados sobre o que não encontravam formas de alcançar. E é claro, motivadas com o Coaching, explica a jornalista. MANDALA DO SER* Na Homero Reis & Consultores (HRC), a aposta do momento é a Mandala do Ser, uma ferramenta que permite analisar a quantidade de energia que desperdiçamos quando temos dificuldade em realizar aquilo que nos propomos a fazer em diversos domínios, relacionais e temporais. O objetivo, segundo o goiano Homero Reis diretor da HRC; master coach; palestrante; consultor sênior; mestre em Educação; coach ontológico empresarial pela Newfield Consulting Venezuela e Instituto Tecnológico de Estudos Superiores de Monterrey - México; coaching executivo internacional pela SLAC; psicanalista clínico SPOB; pós graduado em Recursos Humanos; bacharel em Administração de Empresas e Administração Pública; e membro da International Coaching Federation é ajudar as pessoas a identificarem e libertarem crenças limitantes e se conectarem, mais plenamente, com a essência mais profunda de seu ser. Desenvolvida por Richard Moss, a mandala é, hoje, objeto de estudo na HRC. Ele escreveu um livro e realiza seminários sobre o tema, mundo à fora. No entanto, não há, na obra de Moss, nenhum instrumento que quantifica e qualifica sua doutrina. Com isso, julgamos, na HRC, importante construir um instrumento que avalie as pessoas em termos das dimensões da mandala, isto é, passado, futuro, eu e outro, conta Homero Reis, residente na capital federal e considerado um dos maiores especialistas no Brasil em Coaching Ontológico. Na HRC, a Mandala do Ser tem sido aplicada como ferramenta de diagnóstico dos níveis de inteligência relacional dos coachees e como instrumento de orientação dos coaches no exercício de suas atividades como coaches ontológicos. Homero considera que a Mandala do Ser é um dos produtos mais inovadores já trabalhados em sua empresa, uma vez que é inédito no mundo; é uma abordagem qualitativa e quantitativa; é uma ferramenta que apresenta uma sistematização única nos processos de intervenção em Coaching; e, por fim, desenvolve uma métrica que possibilita acompanhar, de modo efetivo, a evolução das pessoas que a adotam. Do ponto de vista do Coaching Ontológico, na HRC adota-se uma metodologia própria, a partir da Teoria U, de Otto Scharmer. Utilizamos também ferramentas inovadoras com alta vinculação de elementos lúdicos e ritualistas aos processos de aprendizagem, conclui, lembrando que ser criativo é a forma mais adequada de expandir possibilidades. Em resumo, ser criativo é colocar uma interrogação onde outros colocam ponto final; é pensar em soluções que ainda não foram adotadas, defende. COACHING, EXPRESSÃO DA CRIATIVIDADE Para a coach Isabel Stepanski, parceira do Laboratório de Conversas LabCon também de Brasília, o Coaching, por si só, já é uma expressão da criatividade, pois o seu princípio é a busca de uma nova forma/alternativa/possibilidade para se lidar com questões (sejam em que dimensão forem) que estão postas e que se identifica a necessidade de mudança. Na HRC, a Mandala do Ser tem sido aplicada como ferramenta de diagnóstico dos níveis de inteligência relacional dos coachees e como instrumento de orientação dos coaches no exercício de suas atividades como coaches ontológicos. Minha forma de trabalhar a criatividade é a busca de informações continuamente em diferentes fontes, da Filosofia à Neurologia, para compreender os processos que desencadeiam determinadas atitudes nas pessoas. Homero Reis, master coach e diretor da HRC Teresa Cristina Machado, jornalista e coach *Confira mais sobre esta ferramenta no site: 20 Insight Magazine Insight Magazine 21

12 Falando de forma mais prática, durante a sessão, a criatividade se expressa na medida em que escuto o coachee e escolho utilizar novas formas de abordagem, tais como exercícios corporais, leituras, simulações... O importante é estar atenta ao que é apresentado e assim poder escolher ferramentas mais adequadas para cada situação. Também busco encontrar, junto com o coachee, novas alternativas para a solução de suas questões, explorando sua criatividade, exemplifica Isabel. O Labcon nasceu em 1998, como um laboratório acadêmico de pesquisa, na universidade, e neste espaço se desenvolveu por cerca de 15 anos, tendo gerado, inclusive, várias dissertações e publicações científicas. A empresa acredita que a plena realização do potencial criativo de indivíduos e organizações requer uma reflexão profunda não somente sobre o que se faz ou como se faz mas, fundamentalmente, sobre o lugar a partir do qual se atua. Neste sentido, a construção de um mundo melhor passa, necessariamente, por um atuar desde um lugar de respeito, ética, coerência, cuidado e, sobretudo, amor. De acordo com a coach, as conversas são um fenômeno universal por meio do qual atuamos no mundo, estabelecendo relações e também firmando e realizando compromissos. E quando nos comprometemos, revelamos nossa capacidade de coordenar ações com outros para realizar ações e gerar resultados. E mais, quando conversamos para coordenar essa coordenação de ações, geramos nossos espaços de con-vivência, pontua. Na visão de Isabel, a capacidade de se comprometer está fortemente relacionada com nossa forma de ser e fazer no mundo. Tanto indivíduos quanto organizações possuem direitos e deveres Cada um tem um tipo diferente de inteligência e acredito que alguns destes perfis facilitam o indivíduo a ser mais criativo. O fato é que nunca na vida se para de aprender. uns para com os outros, que precisam ser honrados a fim de se construir espaços de convivência saudáveis e produtivos. Para que tudo isso aconteça, de forma plena e satisfatória, é necessário colocar em prática não apenas nossos conhecimentos e habilidades (nossas competências técnicas), mas também, e principalmente, nossa vontade, nosso propósito, nossas atitudes e valores (nossas competências ontológicas), argumenta ela, que tem formação em Coaching Ontológico. Tenho identificado um grande espaço para utilizar minha criatividade durante as sessões. Nesta formação, são consideradas as dimensões da linguagem, da corporalidade e da emocionalidade, o que, por si só, já abrem espaços para uma atuação bastante criativa, entusiasma-se. PALAVRA DE ESPECIALISTAS Fabro Steibel, 33, tem dez anos de experiência com trabalhos na área de novas tecnologias, políticas de comunicação e direitos humanos, sobretudo, no Brasil e na Europa. Atualmente, é pesquisador independente da Parceria para Governo Aberto para o Brasil e ministra a disciplina Inovação e Novas Tecnologias, na ESPM Rio. Para Fabro, a criatividade pode ser desenvolvida. Cada um tem um tipo diferente de inteligência e acredito que alguns destes perfis facilitam o indivíduo a ser mais criativo. O fato é que nunca na vida se para de aprender, filosofa. O professor explica que fatores externos, como educação e acesso à inovação, ajudam. Aliás, curiosidade ajuda muito, segundo ele, complementando que criatividade tem muito de se permitir errar. E tem gente que é mais travada nisso. No entendimento do especialista, há técnicas e cursos capazes de desenvolver a capacidade criativa, mas viver com gente criativa é muito estimulante. Sinteticamente, Fabro Steibel define criatividade como sendo o ato de encontrar soluções alternativas para problemas óbvios. E ao ser indagado de como é possível ser criativo num mundo que, de certa forma, engessa o indivíduo em modelos quadrados, politicamente corretos, ele fuzila: É só perceber que não existe politicamente correto; que isso é construído; e que cada um constrói o que quer. SOMOS SERES NATURALMENTE CRIATIVOS O publicitário brasiliense e professor da Universidade Católica de Brasília (UCB), Roberto Resende Moreira, 48, defende tese parecida com a de Steibel. Para ele, o ser humano é naturalmente criativo. Ou seja, todos nascem criativos e, assim como qualquer habilidade humana, uns acabam sendo mais, e outros menos criativos. A criatividade pode, sim, ser desenvolvida, por meio de treinamento e do entendimento de como ela funciona. É um processo lento. Não se melhora a criatividade da noite para o dia. É mais ou menos como tocar um instrumento. Uma habilidade maior ajuda, mas o treino e a prática é que são os principais responsáveis pelo resultado final, sentencia. Para Roberto Resende, a dificuldade de conceituar algo é que, por princípio, uma definição deve ser tão abrangente que não deixe nada de fora, e tão restritiva que não permita a entrada de nada estranho ao que foi definido. Criatividade é, em si, um conceito muito amplo, qualquer tentativa de definição sempre deixa a desejar. Os principais pesquisadores não conseguem chegar a um consenso. Entretanto, quase todas as teorias tratam a criatividade como algo que está ligado a duas premissas: a da originalidade e a da solução de problemas. Ser criativo, então, seria algo como ter a capacidade de gerar soluções novas para resolver problemas - uma característica humana por natureza. Há uma tentativa de definição que eu gosto muito, mas que nunca consegui saber com certeza o autor e que diz que criatividade é olhar para o que todo mundo está olhando e enxergar o que ninguém está vendo, analisa. E como a criatividade pode ser distinguida da inovação? Segundo o publicitário, os conceitos são interligados, mas a maioria das pessoas não sabe direito o que é uma coisa nem outra. Se focarmos no conceito empresarial de inovação, por exemplo, precisamos aceitar que não é a empresa que determina o que é inovação, mas o mercado. Ou seja, é o cliente que vai dizer se aquilo é inovação para ele. Veja: se criatividade está ligada à noção de solução de problemas e o cliente é o destinatário final dessas soluções, então só ele pode dizer se a empresa inovou ou não. Tenho visto muitos empresários incorrerem no erro de achar que a inovação é construída de dentro da empresa para fora, por uma decisão gerencial. Isso é a operação. A inovação deve ser criada no sentido inverso: do cliente para dentro da empresa. que eles pagam por isso, o que gera uma receita nova, diferente daquela existente até então. LIMITAÇÕES NATURAIS IMPOSTAS PELAS CONSTRUÇÕES SOCIAIS Outro professor da ESPM Rio, Paulo de Oliveira Reis Filho, diz acreditar que alguma porcentagem de genialidade possa ser herdada, sim. Mas que vale realçar que a criatividade é uma função ou ferramenta do ser humano. Logo, todos temos. E, como tal, pode ser desenvolvida. Em sua visão, desenvolver a criatividade tem duas dimensões. Uma delas se refere à continuidade de ofertas de disciplinas, desafios e atividades com características mais lúdicas, na formação das crianças e dos adolescentes (fase de estruturação cognitiva básica). E a outra seria buscar essa mesma medida, porém, com a tarefa do resgate. Nesse sentido, busca-se desenvolver, aos poucos, uma musculatura atrofiada. Do ponto de vista conceitual, criatividade, para Paulo, seria uma função/ferramenta que os seres humanos têm para dialogar com o meio externo, alimentando a sua capacidade de percepção, ideação, realização e abstração, e as consequentes tomadas de decisão. Ser criativo é ter uma atividade cognitiva ampla. Lidar com as naturais limitações impostas pelas construções sociais fazem parte das necessárias interações de (sobre)vivência humana, provoca, e dá como dica para ser mais criativo buscar fazer, de forma diferente, algumas poucas atividades da rotina, como, por exemplo, alterar o caminho de retorno à casa ou se permitir variar, na medida do possível, horários de chegada e saída do trabalho. E o segundo passo seria observar que novidades referenciais isso pode ter trazido. Na contramão do que defende Roberto Resende, o professor da ESPM Rio acredita que a criatividade é uma função/ferramenta da construção (cognitiva) humana. Se associa com a inovação na medida em que esta suporta a concepção de algo, ou seja, um derivado da cognição. Já a inovação se trata da concepção de algo novo - inusitado ou renovado - que passa a ser aplicado, colocado em prática ou adotado - seja pela indústria, seja pelas empresas ou seja pela sociedade. DANÇA E TEATRO COMO FERRAMENTAS Fabro Steibel, pesquisador e professor da ESPM Rio Como dica para quem quer desenvolver a capacidade criativa, o pesquisador PhD em Comunicação Social é curto e grosso saia da zona de conforto.. Você sabe que uma proposta é inovadora, quando ela traz dinheiro novo, ou seja, quando ela é tão boa em resolver problemas dos clientes A psicóloga e coach, Thirza Reis, 35, nascida e criada no Planalto Central, se define como uma apaixonada pela lindas possibilidades que esses fazeres promovem. 22 Insight Magazine Insight Magazine 23

13 Para ela, tornar-se coach tem um profundo vínculo com a criatividade e com a capacidade de se sentir seguro para improvisar. A pessoa que está diante de você, como coachee, é sempre um mistério. Às vezes, preparamos algo para a sessão e o coachee nos surpreende com algo novo. Nessa hora, é preciso voltar pra prancheta e desenhar novas formas de fazer. Quando nos conectamos com o nosso coachee e com o nosso fazer como coaches, conseguimos servir com tudo que somos. Aí, a criatividade tem liberdade para vir, afirma. À medida que o coach vai se tornando mais experiente, ele vai construindo a sua maneira de fazer e dá, ao processo, a sua própria identidade. Vários trazem formas diferentes de fazer e, inclusive, inovam e abrem novos campos de atuação no mercado. Exemplos disso: Coaching Personal Organizer (observa as relações entre sua forma de cuidar e organizar sua casa com seus quiebres pessoais); que utilizam ferramentas de outros saberes, como da Psicologia, da Arquitetura, do Design... para construírem suas metáforas e intervenções, enumera. Pelo fato de ter sido bailarina durante alguns anos de sua vida, Thirza utiliza a dança em inúmeras intervenções como coach. Uso como metáfora, uso para que o coachee perceba seu corpo e sua capacidade de sustentar a escolha que fez, para avaliar sua capacidade de conduzir e de se deixar conduzir, contextualiza ela, que tem Mestrado em Desenvolvimento Humano (com foco em identidade feminina), pela UnB. Trago, também, em alguns momentos, o teatro para a sessão. Mas uso métodos mais ortodoxos, como mapas mentais, planejamento, visualização de cenários e futuros, para que o coachee sempre saia com um elemento de reflexão e um compromisso de atuação. Os resultados têm sido bem expressivos e impactantes até agora, revela. Na avaliação de Thirza Reis, que também é diretora da HRC, fundada por seu pai, o Coaching tem virado uma febre porque é uma ferramenta que promove autoconhecimento a partir da saúde, a partir daquilo que já há. Trata-se de um processo que visa desenvolver ainda mais, atingir uma alta performance e ser capaz de permanecer crescendo. Esse é o american dream, muitos querem isso. Daí, o Coaching mostra-se um catalizador de aprendizagem, promovendo esse olhar para vida e uma mudança consistente. Pode, ainda, ser um apoiador, acolhendo a pessoa em seu processo de transformação. Mas, ele realmente virou uma febre por causa da expressividade de seus resultados, seja pessoal ou profissionalmente. Bem mais efetivo e prático do que processos psicoterapêuticos muito longos, analisa. EXPANDINDO O OLHAR ACERCA DE SI MESMO Ana Vilanova, assistente social, especialista em Política Social pela UnB; em Gestão de Pessoas, pela UDF; psicodramatista, com foco socioeducacional, pela Febrape; e coach interna na Câmara Legislativa do DF, tem outras percepções acerca da criatividade no processo de Coaching. Quando escuto falar em Coaching, imediatamente me vem à mente e ao coração a expressão: um convite à criatividade. No processo, o coachee irá esculpir, como uma Trago, também, o teatro para a sessão. Mas uso métodos mais ortodoxos, para que o coachee sempre saia com um elemento de reflexão e um compromisso de atuação. Os resultados têm sido bem expressivos e impactantes até agora. Thirza Reis, psicóloga, coach e diretora da HRC obra de arte, o seu ser e atuar criativo, conta. Para Ana, o Coaching é um processo de aprendizagem e como tal, pressupõe favorecer a expansão da capacidade do coachee de criar alternativas frente aos obstáculos trazidos por ele para a sessão. Em conformidade com Fredy Kofman, é favorecer ao coachee transitar do saber que para o saber como. O coachee que busca o Coaching o faz na perspectiva de recriar sua vida em alguma área, de expandir o seu olhar acerca de si mesmo e de situações vividas, com vistas ao alcance de resultados mais satisfatórios em sua jornada pessoal ou profissional, traçar novos e mais efetivos trajetos, até então não percorridos. Nessa perspectiva, para a coach e aluna do curso de Pós-Graduação em Coaching da HRC, não há como separar Coaching e processo criativo, de modo que a criatividade se expresse durante toda a sessão, à medida que coach e coachee vão construindo a parceria no caminhar juntos, a partir de um contexto de acolhimento e de escuta empática, de não julgamento, de não direcionamento quanto a novas percepções de fatos ou cursos de ações por parte do coach em relação ao coachee. Antes de exemplificar como costumo trabalhar a criatividade nas sessões de Coaching, quero enfatizar que qualquer que seja o recurso utilizado, ele é apenas um meio e não um fim em si mesmo. É necessário, portanto, todo cuidado na proposição dos recursos lúdicos quanto à clareza que o coach precisa ter em relação à finalidade da utilização deles. Requerem alinhamento Quando escuto falar em Coaching, imediatamente me vem à mente e ao coração a expressão: um convite à criatividade. No processo, o coachee irá esculpir, como uma obra de arte, o seu ser e atuar criativo. Ana Vilanova, assistente social, coach e psicodramatista com a temática abordada em sessão, bem como customizados ao perfil do coachee, com vistas a favorecer novas percepções que possam se materializar por meio de cursos mais efetivos quanto aos resultados almejados pelo coachee, explica. Ana Vilanova conta que utiliza alguns recursos como a feitura de desenhos; uso de gravuras; instrumentos, alguns formatados por mim ou presentes em livros, com perguntas fechadas e abertas, customizados ao perfil do coachee, bem como ao objetivo traçado por ele para o processo de coaching; centramento, que consiste em conjugar exercícios de respiração com falas do coach voltadas a conectar o coachee com seu corpo, emoção e linguagem, no momento em que chega para a sessão de coaching, de modo a favorecer a ele foco (trazê-lo para o aqui e agora da sessão) e otimização de desempenho, com duração de dois ou três minutos.em linhas mais gerais, o coach precisa se enxergar como um eterno aprendiz que está ali, na sessão de Coaching, a serviço da vida do coachee. Suas crenças e percepções particulares, os seus modelos mentais, precisam ser conhecidas por ele, de modo a não interferir em sua relação com o coachee. E quando falo de modelos mentais, refiro-me ao que Fredy Kofman nomeia de lentes a partir das quais se olha e se confere sentido para, em seguida, atuar e que está relacionada à nossa história de vida, à nossa inserção na cultura, a quem somos biologicamente falando. E, ainda, ao que Rafhael Echeverría, em seu livro Ontologia da Linguagem, quando nos alerta que vivemos em mundos interpretativos. E o nosso olhar, nossa forma de conferir sentido aos fatos é tão somente uma possibilidade dentre várias possíveis se considerarmos os olhares de distintos observadores acerca do mesmo fato, ensina. 24 Insight Magazine Insight Magazine 25

14 COACHING CONECTIVO A psicóloga e coach Sabrina Ferroli, diretora do Karana Inteligência Emocional para Líderes, aos 39 anos, diz ter muitos sonhos e projetos em andamento. Um deles é morar no Canadá. Outro é desenvolver o ser humano por trás do executivo, apoiando líderes a atuarem a partir do Eu Superior, tendo uma vida baseada em propósito, que pensam no ganho coletivo. Com mais de horas em atendimentos individuais e coletivos e 16 anos de experiência dentro das organizações, Sabrina trabalha com o Coaching Conectivo, um método de intervenção baseado nos princípios da Liderança Conectiva, que transita em nove competências que se interelacionam para o alcance dos resultados. Entre elas, a habilidade de apoiar outros, motivar, conectar interesses e alinhar tudo isso com o seu propósito, considerando os interesses individuais e os coletivos. Para isso, é preciso abrir espaço para novos elementos criativos, principalmente no que diz respeito à forma de construir soluções em grupo. Dentro do Coaching Conectivo, elementos criativos como princípios energéticos, a força da conexão, a relação entre o clima organizacional e as crenças dos membros da empresa ou do time são pontos de tomada de consciência, desenvolvimento e aprendizagem, relata. Atualmente, o Karana encontrou o 80/20 da sua atuação, que significa entregar valor quanto ao desenvolvimento da inteligência emocional. Embora atuando com várias ferramentas, o foco tem sido apoiar líderes e equipes a desenvolverem todas as competências envolvidas nessa qualidade manifesta. Então, além do foco e da ousadia de se trabalhar a inteligência emocional, outra inovação do Karana é o Workshop Valendo! Liderança na Prática, ou seja, abrir um espaço onde interessados possam atuar como líderes em situações reais e serem observados sobre como conduziram o grupo e, na sequência, receberem feedbacks reais sobre como atuaram. Isso é um diferencial em um mercado e uma sociedade que focam tanto no conteúdo e muitas vezes a teoria não bate com a prática, explica a psicóloga. Na percepção de Sabrina, as pessoas entendem criatividade como criar algo que ainda não existe, que ninguém viu. Isso não é verdade. Criatividade é experimentar as mesmas coisas do dia a dia, das relações, das tarefas e responsabilidades, de uma forma onde a experiência acrescente algo ainda não percebido Criatividade é experimentar as mesmas coisas do dia a dia, das relações, das tarefas e responsabilidades, de uma forma onde a experiência acrescente algo ainda não percebido a cada vez que ela é vivida. Sabrina Ferroli, psicóloga, coach e diretora do Karana a cada vez que ela é vivida, comentando que dentro de uma relação, seja entre duas pessoas ou em um grupo, é interessante perceber, por exemplo, que se as pessoas passam a escutar com mais qualidade o que é dito, imeditamente novos elementos, soluções, questões que antes não eram percebidas, passam a ganhar destaque e a oferecer novos benefícios. Indagada sobre que dicas ela teria para quem quer desenvolver sua capacidade criativa, Sabrina contrapõe: Nossa capacidade criativa já existe em nós. Somos geradores! Pense comigo, tudo para ser realizado, antes precisa ser concebido dentro de nós. Você só toma uma decisão porque foi capaz de se projetar naquela situação e imaginar como estaria se aquilo fosse real. Então, depois dessa imagem, você escolhe. Assim, tenho três dicas que pautam nossos processos criativos : 1 Antes de ter qualquer tipo de certeza, experimente! Ou seja, só vamos saber se funciona, experimentando. Não mate a ideia no nascedouro, considere possibilidades, sem julgamento inicialmente. 2 Para ser criativo é preciso estar presente no aqui e agora. Ninguém é criativo ao estar deprimido, preocupado, ansioso. Nesses estados ocorre o contrário, restrição de possibilidades. Então, respire fundo, preste atenção no seu corpo e abra a mente. Existe um universo desconhecido a ser explorado. Abra-se para ele! 3 E a última dica é escute seu coração. Sua vó já dizia isso e quanta sabedoria, não? Nosso coração é um órgão que possui uma inteligência, ele cria um campo eletro-magnético que nos conecta com as outras pessoas e o fluxo gerado no ambiente, por isso, o coração é o único órgão que é capaz de perceber o que se passa, além das palavras e da mente. Fonte: Karana - Inteligência Emocional Para Líderes TECNOLOGIA A SERVIÇO DA VIDA Mari Lannes, 59, trabalha com o Coaching desde Hoje, mais especificamente, atua com Coaching para Executivos e Business, e é trainer da Sociedade Brasileira de Coaching (SBCoaching) para formação de Coaches, Treinamentos de Liderança, Vendas e Negócios. Iniciou o Coaching no momento em que procurava uma atividade onde pudesse agregar todos os conhecimentos que havia adquirido durante a vida. Me sentia muito ativa para uma aposentadoria, mas percebia que havia chegando a hora, conta, orgulhosa. Neste período, recebi o convite para ser partner da SB- Coaching e me entreguei a essa nova profissão, que é apaixonante, realizadora e que tanto pactua com o bem, conta a coach que tem como projetos para este ano: Desenvolver um Projeto de Carreira para alunos das Universidades do DF; Oferecer um trabalho de Coaching voltado para pais de deficientes; Fazer um curso avançado de Neurociência; Continuar formando coaches pela SBCoaching. Para Mari Lannes, o primeiro passo no processo de Coaching é estabelecer a confiança com o coachee. Na sequencia, é preciso estimular as ideias dentro dos sonhos e reforçar, positivamente, cada uma delas, expandindo as possibilidades, independente da forma de realizar. Trabalho o nível de esperança, definindo objetivos relevantes e desafiadores. Tudo isso fica ainda bem mais agradável se a sessões forem realizadas em lugares diferentes, pois estimulamos cheiros, sons e imagens que podem despertar inúmeros sentimentos e pensamentos que geram novas emoções, relata. Mari exemplifica, contando que teve uma cliente que apresentou sua força de apreciação à beleza muito baixa, e ela desejava desenvolver esta força. Então, sugeri que fizéssemos uma sessão em um parque próximo ao escritório, e depois de relutar por duas sessões, fizemos a experiência e ela não quis mais retomar às sessões no escritório, tamanho o prazer que ela se permitiu. No parque, tiramos os sapatos, sentamos na grama e respiramos para exercitar a apreciação de todos os detalhes de cores. Lá, deixei que ela soltasse os pensamentos sem regras, sem ordem e sem 26 Insight Magazine Insight Magazine 27

15 críticas. No final, ela descobriu diferentes formas para tratar problemas pontuais e até mesmo diminuiu o senso crítico em relação a si e aos outros. Conduzo as sessões sempre com o foco na pessoa, para que ela obtenha o melhor resultado e atinja seus objetivos, relata. A coach da SBCoaching também trabalha os aspectos positivos na comunicação com o coachee. Estou sempre pronta a celebrar as ações e sucessos que eles conseguem obter entre uma sessão e outra. Assim, construímos uma relação de confiança positiva. Nos comunicamos de várias formas, utilizando a tecnologia. Gosto de estabelecer comunicação por meio do aplicativo móvel WhatsApp, trocamos músicas e imagens, bem como a ações definidas para a semana, informações sobre lugares que possam fazer referência ao fato que estamos tratando. Isso acaba estimulando a relação de troca, aproximação e motivação durante o processo, avalia. PENSAR NO QUE NUNCA FOI PENSADO A coach paraibana Luziana Azevedo Lima, recém introduzida profissionalmente no mundo do Coaching, e hoje consultora da HRC, conta que costuma levar o coachee a pensar como ele nunca pensou e fazer coisas que ele nunca fez. Ficamos entusiasmados ao descobrir algo diferente e, por meio de perguntas, estimulo o coachee a chegar a respostas inovadoras. Utilizo ferramentas diversas em cada sessão. O segredo do processo de Coaching é perguntar, perguntar e perguntar. É muito interessante ver o rosto do coachee quando ele descobre algo novo, o ar de felicidade fica estampado no rosto dele, emociona-se. Gosto que as minhas sessões sejam momentos únicos para os meus coachees. Com isso, busco sempre ter uma referência, seja ela literária, de filme ou de uma situação vivida. Angélica Dino, coach Para a coach, os coaches mais criativos despertam no coachee a vontade de fazer algo diferente. Ele leva o coachee a perceber um outro lado da moeda, que ele ainda não tinha se dado conta. Acredito que isso estimula o coachee a experimentar novos comportamentos e vivenciar fatos diferentes na sua vida, defende. FERRAMENTAS CUSTOMIZADAS Psicóloga, especialista em Recursos Humanos e coach, Alessandra Vieira Fonseca, dirige hoje a Consulta RH, empresa especializada em ofertar soluções nas áreas de Recursos Humanos e Empreendedorismo. A criatividade é trabalhada pela Consulta RH por meio de ferramentas customizadas; oficinas; palestras e treinamentos com técnicas de Coaching inseridas. Para Alessandra, o coach pode ser mais criativo na relação com o coachee tendo pensamento sistêmico e inovador. A premissa do não julgamento ajuda muito nesse processo. E o foco em fazer melhor, mais rápido e mais barato, na busca de resultados e soluções caminha para a criatividade e inovação. Uma das bases é não cercear ideias, muitas vezes conversando ou elaborando ideias que, inicialmente pareciam absurdas, sintetiza. MOMENTOS ÚNICOS PARA O COACHEE Angélica Dino, 31, é executive, life e personal coach há cinco meses. Entrei no mundo do Coaching à procura de ferramentas que realmente pudessem medir o crescimento do ser humano, e que as mesmas pudessem ativar neles o seu melhor, recorda-se. Gosto que as minhas sessões sejam momentos únicos para os meus coachees. Com isso, busco sempre ter uma referência, seja ela literária, de filme ou de uma situação vivida para o meu cochee dentro do tema que estamos trabalhado. Também costumo enviar ao fim das nossas sessões com conteúdos que os leve à reflexão, afirma. Angélica, assim como Mari Lannes, aprecia fazer sessões de Coaching em ambientes diferentes, para que o coachee conheça novos lugares, novas experiências. Assim, para cada lugar, escolho uma ferramenta que possa potencializar ainda mais o movimento do indivíduo em busca de seus objetivos, tornando mais afetivo o processo, finaliza. DESAPEGO ÀS FERRAMENTAS Luciane Schutte é coach associada à ICF - International Coaching Federation. Formada em Matemática e especializada em Engenharia de Software, atuou por 30 anos na área de Tecnologia da Informação. Nesse período, serviu a empresas nacionais e internacionais, da iniciativa privada e de governo, no Brasil e no exterior, como consultora e executiva. Nos últimos quatro anos, dedica-se a colocar sua experiência profissional e de vida a serviço do Coaching. Formou-se no Chile, na escola fundadora do Coaching Ontológico - a Newfield. Recentemente, apoiou o desenvolvimento do programa O Melhor de Mim, da empresa Aliah Serviços de Coaching, no atendimento ao público feminino, atingindo em poucos meses uma comunidade significativa via web (vide: Trabalho no sentido de não seguir uma única linha, mas adotar a linha que cada coachee ou circunstância evocam. Vejo hoje muitos coaches adotando ferramentas. Se de um lado elas lhe fornece um guia; de outro, acho que restringem o espaço criativo. Por conta disto, uso com muita parcimônia ferramentas. Já ocorreu de eu começar a aplicação de uma ferramenta e abandoná-la no meio do caminho, pois percebi a inadequação para aquele momento do coachee ou do grupo de coachees, relata Luciane. A escuta, a seu ver, é que lhe abre para a criatividade. Ao ouvir o coachee profundamente, sem buscar resolver a questão, a criatividade surge em função de cada situação. Exemplo: diante de um coachee muito agitado, em vez de conversar sentada, o convidei para fazer a sessão subindo e descendo escadas. Foi maravilhoso, o efeito foi ótimo. Se eu não houvesse escutado o coachee em sua ansiedade e agitação, e simplesmente tivesse me apoiado nas técnicas e ferramentas, não teria conseguido abrir-me ao insight de convidá-lo Ao ouvir o coachee profundamente, a criatividade surge em função de cada situação. Diante de um coachee muito agitado, em vez de conversar sentada, o convidei para fazer a sessão subindo e descendo escadas. O efeito foi ótimo. Luciane Schutte, coach a se movimentar daquela forma, conta. Para a coach, o profissional pode ser mais criativo na relação com o coachee, se conseguir desapegar-se de ferramentas e técnicas e ouvir a sua intuição, inserindo o lúdico, o vivencial. Fugindo do puramente verbal para chegar na essência das questões. RECONEXÃO COM O PENSAR LIVRE Já a coach Selma Rosana também psicóloga e locutora graduada pela UnB -, atua, prioritariamente, com Life Coaching e diz lidar o tempo todo com a criatividade. Normalmente, quem procura o meu serviço chega, ou porque parou de sonhar, ou porque tem um sonho e quer transformá-lo em realidade. Quem quer voltar a sonhar em um processo de Coaching é estimulado a se reconectar com a sua originalidade, seu pensar livre, sua imaginação, que é a base de tudo. Para quem quer realizar um sonho, o trabalho é no sentido de promover um olhar diferente em direção aos seus talentos, às suas vivências, à sua história singular; imaginar novas formas de transformar todo esse valioso conteúdo em fontes de inovadoras possibilidades de atuação, afirma. Nos dois casos, o pensar fora da caixa é estimulado por Selma para que o coachee perceba novas possibilidades e consiga imaginar um futuro desejável e realizável que o mobilize, o motive. Entrar em ação, vencer a inércia é uma tarefa árdua. A dor conhecida é menos assustadora do que o futuro ameaçador, que, muitas vezes, nossa mente projeta, conclui. Selma diz acreditar que o coach pode ser mais criativo na relação com o coachee quando não deixam que o 28 Insight Magazine Insight Magazine 29

16 próprio ego interfira muito no processo, promovendo ambientes em que a criatividade encontre espaço para se apresentar sem timidez. Outra possibilidade, segundo Selma Rosana, é praticando a presença verdadeira, a empatia, o escutar ativamente, o não julgar. Não se preocupando tanto em seguir regras, padrões, em usar ferramentas específicas, mas entrando em sintonia com o coachee e deixando fluir o processo, diminuindo a própria voz da ansiedade, que muitas vezes se faz presente. Selma relata que, no início, se preocupava em manter um controle sobre o que deveria ser feito - alcançado - durante a sessão. Buscava todas e mais uma ferramenta para aplicar, direcionar, conduzir... Na realidade, toda essa busca era alimentada pelo meu medo de não conseguir ajudar o coachee, de errar, de não ser boa o suficiente, de não fazer a pergunta certa, avalia. PROFESSIONAL AND SELF COACHING Fundador e presidente do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC), José Roberto Marques avalia que os coaches, em geral, estão em constante evolução, e a criatividade faz parte do dia a dia destes profissionais. Dentre nossas habilidades está a de ouvir e fazer perguntas que gerem reflexão ao coachee. Nesse sentido, precisamos estar atentos ao que é dito, e fazer e até criar a pergunta ideal. Isso vale também para as técnicas e ferramentas utilizadas. Podemos, e devemos, usar a criatividade e utilizá-la de maneira a atender a necessidade do coachee, defende, lembrando que todos nós, seres humanos, somo seres em evolução. Quando amamos o que fazemos, buscamos novas formas de realizarmos nossas atividades do dia-a-dia. A criatividade e a inovação fazem parte desse processo, enfatiza. Criei diversas técnicas e ferramentas ao longo dos anos, e hoje desenvolvo teorias que contribuem com o processo de aprendizado, tanto do coachee como do coach. Penso que minha melhor criação é o Professional and Self Coaching, uma metodologia inovadora que forma o coach por meio de um processo 100% vivencial em Coaching, conta o empresário e coach. REVISTA SOBRE COACHING Marcos Garbossa pode ser considerado um empreendedor na área de Coaching. Formado em Odontologia pelas Universidades Franciscanas, certificado em Coaching Pessoal e Executivo pela Sociedade Brasileira de Coaching e Assessment Training pela TTISI, criou em abril de 2013 a primeira revista digital de Coaching, a Cloud Coaching, com outros dois sócios oriundos do e-commerce, cuja finalidade era divulgar conteúdo de terceiros. Quatro meses depois, fundou o portal Cloud Coaching, agora divulgando conteúdo próprio e, finalmente em abril de 2014, criou a revista digital Coach Me, que é uma publicação digital da Cloud Coaching em formato de revista. Hoje, a Cloud Coaching conta com mais de 70 mil fãs e com mais 30 colunistas altamente qualificados, que abordam temas relacionados ao desenvolvimento pessoal e profissional com foco em Coaching. Ao criarmos a Cloud Coaching, tínhamos como escopo criar uma página e um portal a fim de nos tornarmos uma referência no segmento de desenvolvimento pessoal e profissional (com foco em Coaching), buscando dar respaldo às pessoas que procurassem um conteúdo de qualidade, de fonte confiável e que tivessem um espaço para se posicionarem quanto às suas expectativas como um todo, diz, contextualizando que ao longo de 24 meses, a sua equipe pôde identificar claramente que estavam desmistificando o Coaching para as mais diversas classes sociais, permitindo, por intermédio da divulgação de mais de 200 artigos, matérias e vídeos por mês, o acesso de milhares de pessoas a uma metodologia que atende, normalmente, às camadas mais altas da população. O nosso público é bastante diversificado. A audiência é caracterizada por um público predominantemente feminino, na faixa dos 25 aos 44 anos de idade. A proporção masculino/feminino é de 36% e 64%, respectivamente. Entre coaches e o público em geral, temos bastante alcance com profissionais de RH, gestores, executivos, profissionais liberais, técnicos, entre outros, conta. JOGOS EMPRESARIAIS Monclair Cammarota é um dos precursores do segmento de Jogos Empresariais em Brasília e, por que não dizer, no Brasil. Atualmente, tem se falado bastante em jogos e gamificação no âmbito organizacional. Os jogos podem ser usados com diversas finalidades, dentre elas para a educação corporativa. Em 1950, os Estados Unidos perceberam os jogos como instrumento de aprendizagem, quando usaram os jogos simulados com a finalidade de treinar executivos na área financeira, e cada dia mais essa ferramenta tem feito parte do dia a dia das empresas. Nesse sentido, segundo Cammarota, os jogos empresariais criam um ambiente instigante, onde os participantes podem experimentar, acertar, errar e, sobretudo, aprender. Hoje, existem jogos de simulação, onde o participante vivencia o dia a dia de uma empresa em um ambiente virtual, e jogos como os da Ekoá, que simulam os desafios do ambiente corporativo em um ambiente diferente. Num âmbito geral, qualquer empresa pode utilizar jogos em seus processos de educação corporativa. Os jogos oferecem desafios e divertem. Assim, proporcionam momentos de muito prazer e aprendizado para pessoas de todas as gerações, especialmente as novas gerações que, cada dia são maioria no mercado de trabalho. Dentre nossas habilidades está a de ouvir e fazer perguntas que gerem reflexão ao coachee. Precisamos estar atentos ao que é dito, e fazer e até criar a pergunta ideal. Isso vale também para as técnicas e ferramentas utilizadas. Podemos, e devemos, usar a criatividade. José Roberto Marques, presidente do IBC* Os jogos permitem que concentremos o nosso foco em um desafio, um problema ou uma oportunidade. Ao nos concentrarmos, preparamos nossa mente para romper com a realidade existente e se abrir para a percepção de novas possibilidades Monclair Cammarota, coach e diretor da Ekoá Jogos Empresariais * Instituto Brasileiro de Coaching 30 Insight Magazine Insight Magazine 31

17 Sabe-se que as novas gerações não veem o trabalho apenas como uma fonte de recurso econômico. Elas são curiosas, movidas pela paixão, pelo conhecimento e pelos interesses coletivos. Querem trocar, compartilhar, dividir e aprender. Dessa forma, exigem das organizações novas estratégias para manter o comprometimento dos funcionários. A organização precisa, no entanto, criar um ambiente propício à automotivação e o que engaja mais do que um jogo para essa geração, acredita o coach. Nos Jogos Empresariais da Ekoá, cuja fundamentação é no Coaching, a criatividade consiste em construir respostas a perguntas, e encontrar soluções para desa fios; e ao executar estas ações, olhar o resultado da decisão tomada e contemplar pontos positivos e pontos de melhora, que vão compor a bagagem criativa. Os jogos permitem que concentremos o nosso foco em um desafio, um problema ou uma oportunidade. Ao nos concentrarmos, preparamos nossa mente para romper com a realidade existente e se abrir para a percepção de possibilidades e conexões que normalmente não enxergamos. Como não há uma resposta certa, pré-definida, os jogos abrem possibilidades para criar soluções, estimulando, assim, a criatividade, afirma, lembrando que nos jogos da Ekoá, ao final, há ainda um momento para tomar consciência do caminho percorrido. Que dicas Monclair Cammarota daria para a pessoa que tenha a intenção de desenvolver a sua capacidade criativa? A primeira coisa que me ocorre ao falar de criatividade é que é preciso coragem. Coragem pra olhar o mundo de uma forma diferente; coragem para acreditar que é possível fazer diferente; e coragem pra fazer diferente. Outro pilar da criatividade é a curiosidade. A capacidade das pessoas de se encantar com alguma coisa. Querer saber mais, ler, perguntar. Por fim, mas não menos importante, é fundamental ter experiências variadas de vida variadas. Viajar, conhecer pessoas novas, estudar outra língua, tocar instrumentos, ou seja, ter uma vida rica em experiências, finaliza. 32 Insight Magazine 1. Tenha um cade rno de anotações Dez dicas para exterminar o bloqueio criativo e manter-se inspirado O medo da folha branca é comum para a grande maioria das pessoas que trabalha com criatividade: publicitários, profissionais de Marketing e Comunicação, músicos, compositores, escritores, arquitetos, entre outros. Não existe mágica, da mesma forma que não existem pessoas que não sejam criativas. Há gente que quer criar algo diferente e outras que desejam ficar exatamente onde estão. Agora, se você é uma pessoa que gosta de criatividade e está passando por um bloqueio criativo, não se preocupe. A preocupação pode ajudar o bloqueio ou atrapalhar todo o processo criativo. Vejamos algumas possibilidades para sermos mais criativos:.., mas. e ara t n a t ente p as b m o e s h l o a smo, nã 7. Trab tante vidade. Me do r o p m i ti sligar a cria lhar é Traba as para su ça de se de com e m ia você, ão se esqu uando, sa elas n q u, assim. De vez em -se. Tire aq é criativo a o t ó r d i S rte., div mun omo migos pre. C boa so seus a a gaveta e rente, sem tinuar d n fe férias ive algo di idade é co e esperar n v a s s i m n co a : I que nsten e a mesma i E e s dis mpr tes!. do se fazen os diferen ad result Fonte: Brasília Marketing School Isso mesmo. Le ve-o aonde for. Há quem prefira an otar no celular ou no computador. Mas o papel aind a é a melhor altern ativa. Ao escrev er sua ideia, outras podem aparecer. Anotar suas idei as também serv e para quando o bloque io criativo aparec er. Não tenha med o de suas anotaç õe s, não existem idei as ruins. Aliás, um a ideia ruim pode ser o início de um a maravilhosa idei a. 3. Faça exercícios 2. Alimente-se de criatividade, se inscreva na Saia para correr quer ece o boxe, qual academia, com os m ta uando es coisa é válida. Q os, deixamos de ci cí fazendo exer lema que temos lado aquele prob É forma criativa. que resolver de rar a nt co en forma de uma excelente tão es qu sa es ção para resposta, a solu o, ar cl é, ém menta. Al que tanto o ator e. úd sa a su ra sitivo pa de ser muito po Para estar sempre inspirado é bom estar atento a tudo que acontece ao seu redor. Saia do comum. Se trabalha com publicidade e marketing, veja filmes, leia livros, faça coisas que não tenham nada a ver com esse mundo. Sair do óbvio ajuda e muito no processo criativo. Isso acontece porque começa a enxergar o mundo de diferentes pontos de vista. 6. Conheça o rar 4. Não tenha medo de er vel É praticamente impossí vo sem ati cri ser ar, err inovar sem parte do tentar. O erro existe e é vação. processo criativo e da ino medo Quando você fica com com o a up oc pre se de errar ou ar, você que os outros vão pens grande se torna inseguro, uma criativo. ferramenta do bloqueio ouvir as Seja ousado, crie e saiba tivas ou críticas, sejam constru não, das demais pessoas. regularmente úsica 5. Escute muita m tico você for, Quanto mais eclé preconceito melhor. Deixe seu do o que for de lado e escute tu de escutar a possível. Ao invés escolha um dia rádio de sempre, da qual você para escutar uma A música, além jamais escutaria. é estimuladora de reconfortante, iatividade que e irá despertar a cr existe em você. mundo lá fo ra As pessoas que trabalh am em escritórios aca tempo na fr bam passando muito ente do co mpu Sair do com putador é fu tador. ndamental para a criati vidade voa r. Converse com pesso as que jam ais achou q conversari ue a. Vá a luga res que nun Sinta o pra ca zer de vive r algo difere foi. sempre qu nte e puder. As experiência vividas são s muito mais inspiradora as experiên s que cias contad as. 10. Simplesme nte s criativos 8. Tenha amigo tado que diz Sabe aquele di quem andas Diga-me com és? Então, e te direi quem vo? Ande com quer ser criati, vas! Com elas pessoas criati á er conhec sua criatividade a antes visto. nc nu patamares 9. Procra stine A procra stinação ( as coisa s), realiz ato de adiar ada de f correta, orma é muito vá process o criativ lida para o o. que voc ê fica m É através dela e nos estr e Eurek ess a! Mas não, a solução apa ado rece. se perca p Saiba do sar ou p rocrastinando. oderá co tudo a p locar erder. faça Sabe aqueles projetos que estão guardado s há tanto tempo? Então, comece agora mesmo. A mel hor forma para estar de mãos dadas com a criatividade é fazer. Roger Ebert disse: A criatividade ir á visitá-lo no at o da criação, nã o antes. Espera r para começar é só uma desc ulpa para postergar seu trabalho. Insight Magazine 33

18 AGENDA Formação & Conhecimento Professional & Self Coaching PSC em Brasília 24ª edição Criative-Se Motivação para Mudar Quem promove: IBC Instituto Brasileiro de Coaching Quando: Módulo I: 16/04/2015 a 19/04/2015 Módulo II: 07/05/2015 a 10/05/2015 Como funciona: O Professional & Self Coaching PSC é um programa completo de formação em Coaching. Oferece uma experiência única e intensiva de capacitação para promover a mudança e evolução de todos os níveis neurológicos: ambiente, comportamentos, habilidades, crenças e valores, identidade, afiliação e espiritual. Ao realizar o PSC, o participante obterá um diferencial competitivo e ferramentas práticas para facilitar e acelerar o alcance de suas metas e objetivos, sendo treinado para aplicar essas ferramentas em sua vida, na sua empresa ou profissão e ainda em outras pessoas. O PSC é, ainda, parte integrante da estrutura curricular das Pós-Graduações em Gestão de Pessoas com Coaching e em Psicologia Positiva e Coaching, sendo o primeiro módulo de ambas as especializações. As pós-graduações do IBC são reconhecidas pelo MEC, em parceria acadêmica com as Faculdades Monteiro Lobato (FATO), que também certifica o PSC como extensão universitária. Qual a carga horária: 180 horas, sendo 30 horas de EAD; 96 horas de formação presencial; e mais 54 horas de atividades complementares. Quanto custa: R$ 7.981,95 Como se inscrever: (61) / / Quem promove: Marta Simone (Personal Coach / Coach de Criatividade) Quando: 15, 16 e 17 de maio de 2015 Como funciona: Curso teórico-prático, voltado para o desenvolvimento da criatividade em pessoas adultas. Apresenta noções básicas sobre o conceito de criatividade e, ao mesmo tempo, promove o estímulo de competências essenciais para o desenvolvimento do potencial criativo: intuição, imaginação, flexibilidade, pensamento divergente, senso de humor, originalidade, e capacidade para enfrentar desafios. Entre outros temas abordados estão: Conceitos de Criatividade; Fatores Estimuladores; Características das Pessoas Criativas; Atividades, Exercícios, e Vivências Criativas; Atitude Criativa diante da Vida. A quem se destina: Adultos que desejam desenvolver a criatividade e utilizá-la como uma ferramenta que ajude a fazer mudanças efetivas nas várias esferas da Vida. Qual a carga-horária: 16 horas/aula Quanto custa: R$ 600,00 à vista Como se inscrever: (61) / / Programa Inteligência Relacional Programa Espiritualidade Urbana Quem promove: Homero Reis e Consultores Quando: 10/06 Módulo Liderança em Brasília; 13/06 Módulo Competências Conversacionais Rio de Janeiro; 9/09 Módulo Gestão de Relacionamentos - Brasília; 13/09 Módulo Liderança - Rio de Janeiro Como funciona: O Programa Inteligência Relacional estrutura-se a partir dos domínios da liderança, dos relacionamentos e das competências conversacionais. É realizado em três módulos distintos, autocontidos, que apresentam ferramentas para a construção de habilidades efetivas, a partir de uma metodologia focada em simulações e estudos de casos. Os três módulos, denominados respectivamente Liderança, Gestão de Relacionamentos e Competências Conversacionais, são tratados na perspectiva teórica e prática do Coaching Ontológico. Este programa é oferecido na modalidade in company, exclusivo e personalizado para empresas, a partir de 15 participantes. A quem se destina: Executivos, gestores, educadores, e demais profissionais que lidam com pessoas. Carga horária: 24 horas, sendo oito horas por módulo. Quanto custa: R$ 2.640,00 (programa completo), ou R$ 960,00 por módulo. Como se inscrever: (61) ou Quem promove: Homero Reis e Consultores Quando: 1º Semestre de 2015 (Este curso é on-line e está disponível para as pessoas interessadas durante o 1º semestre de 2015). Como funciona: O Programa Espiritualidade Urbana é um espaço para pessoas e comunidades aprofundarem o tema da espiritualidade e compreenderem como isso permeia nossas vidas, sob vários aspectos, sem a intenção doutrinária ou apologética. Neste ano, o programa traz um enfoque para o tema da Espiritualidade e da Emocionalidade Saudável, a partir dos domínios do corpo, das emoções e da linguagem. Um dos objetivos do programa é que os participantes adquiram maior consciência da importância da espiritualidade emocionalmente saudável para o desenvolvimento da maturidade espiritual. O programa é realizado em 3 módulos e 1 workshop vivencial. Cada módulo é composto por 2 seminários de conteúdos; 1 seminário de perguntas e respostas, disponibilizados na plataforma on-line; e 1 encontro presencial opcional. A quem se destina: Pessoas interessadas em desenvolver a sua espiritualidade; psicólogos; coaches; educadores; líderes religiosos; e cuidadores. Qual a carga horária: 21 horas, sendo 9 horas de seminários on-line; e 12 horas de encontros presenciais. Quanto custa: R$ 550,00 (programa completo) ou R$ 150,00 por módulo. Como se inscrever: (61) ou 34 Insight Magazine Insight Magazine 35

19 Programa Vem Ser Mulher Eukratos Seminário de Auto Coach Pós Graduação em Coaching Quem promove: Homero Reis e Consultores Quando: 21/06 - Módulo II - Rio de Janeiro Como funciona: Há uma inteligência essencialmente feminina que permite às mulheres atravessarem os diversos desafios da vida moderna e estarem mais plenas e conectadas a cada um dos papéis que desempenham na vida: ser mãe, filha, amiga e profissional. O programa Vem Ser Mulher é exatamente o espaço para que as mulheres desenvolvam esta inteligência, por meio de uma jornada de auto-conhecimento e de empoderamento, com objetivo de romper com padrões limitantes, e desenvolver o máximo do seus potenciais. O programa se desenvolve a partir de quatro workshops, que são realizados ao longo de 12 meses. São eventos independentes, porém complementares, ou seja, as participantes optam por participar da jornada completa ou parte dela. A quem se destina: Mulheres a partir de 18 anos. Quanto custa: R$ 1.560,00 (programa completo) ou R$ 390,00 por módulo. Como se inscrever: (61) ou pelo site Quem promove: Homero Reis e Consultores Quando: 14/08 Início turma 2º semestre 2015 Como funciona: Pós-Graduação em Coaching é a mais avançada e profunda iniciativa de formação em Coaching, com chancela e certificação pelo MEC. Desenvolvida pela Homero Reis e Consultores, que atua no mercado formando coaches em Brasília e em todo país, há mais de dez anos, é voltada à teoria e à prática do Coaching, apropriando-se do modelo de Coaching da Homero Reis e Consultores, que orienta, passo a passo, o desenvolvimento de pessoas e organizações. A Homero Reis e Consultores é pioneira na área de Coaching Ontológico no Brasil. A formação possui uma metodologia diferente e inovadora que se fundamenta em três grandes momentos: SER (1º Semestre), APRENDER (2º Semestre) e TRANSFORMAR (3º Semestre). Como parte da metodologia e da integração entre teoria e prática, os cursistas contam com sessões de coaching individuais no primeiro semestre; e já no segundo e terceiro semestre - como parte do aprendizado para intervenção e manejo de grupos -, os alunos realizam sessões de coaching individuais e coletivas, de forma supervisionada. A quem se destina: Profissionais de todas as áreas, que buscam aumentar seus resultados e suas perspectivas de carreira; profissionais que atuam ou desejam atuar em processos de desenvolvimento de pessoas, comunidades e organizações; e pessoas que desejam ingressar e se desenvolver na profissão de coach. Carga horária: 360 horas Quanto custa: R$ ,34 Como se inscrever: (61) ou pelo site Quem promove: Adriana Marques (Master Coach/Diretora do Coaching Club) Quando: 23, 24 e 25 de maio de 2015 Como funciona: Seminário vivencial, voltado para o autoconhecimento, o autodesenvolvimento e a excelência em todos os papeis exercidos. Apresenta exercícios e conceitos da Neurociência, conceitos e fundamentos de Coaching, Programação Neurolinguística e Base da Psicologia Positiva. A quem se destina: Adultos que desejam ter a chance de repensar estratégias; sair do automático; e ter as rédeas da própria vida nas mãos. É ter consciência de que cada ser humano traz, em si, uma infinidade de talentos e forças que precisam ser conhecidas para, assim, serem exploradas. Qual a carga-horária: 24 horas/aula Quanto custa: R$ 1.280,00 em até 6 parcelas (ou 10% de desconto à vista) Como se inscrever: (61) / / / Life Coach Expert Quem promove: Adriana Marques (Master Coach/Diretora do Coaching Club) Quando: 2, 3 e 4 de outubro de 2015 Como funciona: É um treinamento de três dias em um final de semana para Coaches que desejam ter segurança para começar a trabalhar como coach. Apresenta modelo de coach educacional; estrutura de uma sessão de coach; como conduzir uma sessão de excelência, ferramentas exclusivas para trabalhar o poder das perguntas no processo de coaching; lista de perguntas poderosas; as competências essenciais ao coach; planejamento do coach; diferenciais de um coach de sucesso; construir sua marca pessoal; definir seu nicho; e a arte de vender. A quem se destina: Coaches que desejam conhecer o passo a passo para ter clientes felizes; e ainda formatar um produto que poderá ser a sua renda verdadeira como coach. Qual a carga-horária: 60 horas/aula Quanto custa: R$ 2.970,00 em até 8 parcelas (ou 10% de desconto à vista) Como se inscrever: (61) / / / Workshop Valendo! Liderança na Prática Quem promove: Karana - Inteligência Emocional para Líderes Quando: 9 de maio (sábado), das 9h às 19h Como funciona: Valendo! Liderança na Prática é um workshop intensivo, que ensina, na pratica, como deixar de ser um chefe e se tornar um líder. O workshop tem como objetivo colocar em prática os ensinamentos teóricos de como se tornar um verdadeiro líder, e para isso, serão desenvolvidas atividades em grupos, com o objetivo de aprender na prática como promover uma gestão compartilhada, num ambiente agradável e com resultados o que só de compartilhar vivências e fazer os integrantes trabalharem como um só. Os participantes aprendem no sábado e já aplicam os novos conceitos de liderança na segunda. A quem se destina: Profissionais de todas as áreas, que querem sair da teoria e aprender na prática e em pouco tempo a controlar o seu emocional e assim torna-se um líder que inspira as pessoas ao seu redor. Qual a carga horária: 10 horas Onde: Espaço Bambu no Setor de Mansões do Lago Norte - MI 03 Setor de Mansões do Lago Norte Quanto custa: R$ 1.050,00 Como se inscrever: Por meio do site: 36 Insight Magazine Insight Magazine 37

20 MELHORES MOMENTOS A Insight Magazine - Conteúdo para Coaches Criativos selecionou os melhores momentos do curso de Pós- Graduação, entre 2013 e Confira a seguir: Aula lúdica sobre a complexidade organizacional e a aprendizagem sistêmica, com a Profª Margarita Morales Equipe de coaches, durante o processo de Coaching Organizacional, com a diretora executiva da Ferragens Pinheiro, Janine Brito (sentada) Aula de intervenção e manejo de grupo, ampliando distinções acerca do Coaching Ontológico Os mais profundos aprendizados deste coach (Flávio Resende) vieram dela, Michelle Confessor, coach de capacidade ímpar e total acesso ao seu coração A colega de turma Islândia Freire em ação durante uma das sessões de Coaching Organizacional Alta produção e mudanças aparentes revelam transformações profundas nos coaches a serviço da vida Ana Vilanova, Flávio Resende e Islândia Freire, durante uma das reuniões de processamento e planejamento das sessões de Coaching Organizacional Colegas de turma, Bia e Flávio, sentiram, desde a primeira aula, profunda afinidade de almas Amigos do curso usam as redes sociais para eternizar momentos especiais Atividade, ministrada por Michelle Confessor, durante uma de suas primeiras aulas do último semestre da pós, potencializando a intimidade do grupo Mais um sábado de estudos com a Profª Viviane da Mata Lud Batista, com sua doçura e irreverência, durante a comemoração de fim de ano da turma no El Paso Texas 38 Insight Magazine Insight Magazine 39

APós-Graduação em Coaching é a mais avançada e profunda iniciativa de formação

APós-Graduação em Coaching é a mais avançada e profunda iniciativa de formação APós-Graduação em Coaching é a mais avançada e profunda iniciativa de formação em Coaching, com chancela e certificação pelo MEC. Desenvolvida pela Homero Reis e Consultores que atua no mercado formando

Leia mais

Homero Reis Master Coach; Consultor Sênior; Mestre em Educação; Coach Ontológico Empresarial pela Newfield Consulting Venezuela e Instituto

Homero Reis Master Coach; Consultor Sênior; Mestre em Educação; Coach Ontológico Empresarial pela Newfield Consulting Venezuela e Instituto Homero Reis Master Coach; Consultor Sênior; Mestre em Educação; Coach Ontológico Empresarial pela Newfield Consulting Venezuela e Instituto Tecnológico de Estudos Superiores de Monterrey - México; Coaching

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Cristina Soares. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Cristina Soares. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Cristina Soares Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Quando decidi realizar meu processo de coaching, eu estava passando por um momento de busca na minha vida.

Leia mais

Como transformar a sua empresa numa organização que aprende

Como transformar a sua empresa numa organização que aprende Como transformar a sua empresa numa organização que aprende É muito interessante quando se fala hoje com profissionais de Recursos Humanos sobre organizações que aprendem. Todos querem trabalhar em organizações

Leia mais

Liderança com foco em resultados

Liderança com foco em resultados Liderança com foco em resultados Como produzir mais, em menos tempo e com maior qualidade de vida. Introdução O subtítulo deste texto parece mais uma daquelas promessas de milagres. Independentemente de

Leia mais

Graças ao Coaching. eu descobri o que havia de melhor em mim. Bhia Beatriz

Graças ao Coaching. eu descobri o que havia de melhor em mim. Bhia Beatriz Graças ao Coaching eu descobri o que havia de melhor em mim Bhia Beatriz 1 2 Graças ao Coaching eu descobri o que havia de melhor em mim Ilustração da Capa Nádia Krummenauer Artista Plástica Arte Final

Leia mais

COACHING. Imagem Evolução do Coaching por Coach Douglas Ferreira. Veja um pouco de sua evolução.

COACHING. Imagem Evolução do Coaching por Coach Douglas Ferreira. Veja um pouco de sua evolução. Faculdade Tecnologia Senac. Goiania,29 de maio de 2014. Nome: Thiago Pereira Profº Itair Pereira da Silva GTI 1 - Matutino COACHING O Coaching é um processo, com início, meio e fim, definido em comum acordo

Leia mais

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. Outra característica marcante: Cada palestra é um projeto

Leia mais

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE COACHING EDUCATION By José Roberto Marques Diretor Presidente - Instituto Brasileiro de Coaching Denominamos de Coaching Education a explicação, orientação e aproximação

Leia mais

Onde você vai encontrar as suas futuras iniciadas?????

Onde você vai encontrar as suas futuras iniciadas????? Há 16 anos quando entrou na MK, a consagrada Diretora Nacional, Gloria Mayfield, não sabia como chegar ao topo, hoje ela dá o seguinte conselho. As lições que eu aprendi na Mary Kay para me tornar uma

Leia mais

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR INTRODUÇÃO Você está cansado de falsas promessas uma atrás da outra, dizendo

Leia mais

O CAMINHO PARA REFLEXÃO

O CAMINHO PARA REFLEXÃO O CAMINHO PARA REFLEXÃO a 1 Semana EMPREENDER É DAR A SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A SOCIEDADE No mudo dos negócios existe a diferença visível do acomodado que nunca quer aprender a mesma coisa duas vezes e o

Leia mais

É POSSÍVEL EMPREENDER MEU SONHO? Vanessa Rosolino People Coaching & Desenvolvimento Organizacional

É POSSÍVEL EMPREENDER MEU SONHO? Vanessa Rosolino People Coaching & Desenvolvimento Organizacional É POSSÍVEL EMPREENDER MEU SONHO? Vanessa Rosolino People Coaching & Desenvolvimento Organizacional Empreendedores são aqueles que entendem que há uma pequena diferença entre obstáculos e oportunidades

Leia mais

PRO PERFORMANCE EMPRESAS

PRO PERFORMANCE EMPRESAS Uma proposta cultural única aprimore o seu potencial Crie um versão melhor de is mesmo Conheça, pratique, supere-se, aprimore-se PRO PERFORMANCE EMPRESAS Programa de Excelência e Alta Performance para

Leia mais

Oito passos para uma carreira extraordinária

Oito passos para uma carreira extraordinária Oito passos para uma carreira extraordinária Procurar tornar-se apto para o mercado de trabalho sem saber qual o objetivo desejado é a melhor forma de conseguir bons empregos e uma eterna infelicidade.

Leia mais

Honrar os valores, uma questão de integridade

Honrar os valores, uma questão de integridade Honrar os valores, uma questão de integridade Por: P.A. (Paulo Alvarenga) Nos últimos congressos de desenvolvimento profissional que participei, o que mais tenho escutado é sobre a importância dos valores.

Leia mais

O CAMINHO PARA REFLEXÃO

O CAMINHO PARA REFLEXÃO O CAMINHO PARA REFLEXÃO a 3 Semana EMPREENDER É DAR A SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A SOCIEDADE No mudo dos negócios existe a diferença visível do acomodado que nunca quer aprender a mesma coisa duas vezes e o

Leia mais

0 21 anos: Fase do amadurecimento biológico 21 42 anos: Fase do amadurecimento psicológico mais de 42 anos: Fase do amadurecimento espiritual

0 21 anos: Fase do amadurecimento biológico 21 42 anos: Fase do amadurecimento psicológico mais de 42 anos: Fase do amadurecimento espiritual Por: Rosana Rodrigues Quando comecei a escrever esse artigo, inevitavelmente fiz uma viagem ao meu passado. Lembrei-me do meu processo de escolha de carreira e me dei conta de que minha trajetória foi

Leia mais

Olá... Por quê, afinal, o nome do curso se chama Empreendedorismo para Psicólogos, e qual a utilidade deste conhecimento para esses profissionais?

Olá... Por quê, afinal, o nome do curso se chama Empreendedorismo para Psicólogos, e qual a utilidade deste conhecimento para esses profissionais? 1 Olá... Tudo bem? Mais uma vez, obrigado pelo interesse no curso Empreendedorismo para Psicólogos e meus cumprimentos por decidir tirar um tempo para refletir sobre sua carreira e talvez investir nela.

Leia mais

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. A maioria absoluta das avaliações obtêm excelentes resultados,

Leia mais

2014 Setembro Ed. 16 1

2014 Setembro Ed. 16 1 1 Editorial Caros assinantes, tudo o que fazemos na vida tem por objetivo nossa felicidade. Quando ajudamos outra pessoa sentimos um forte prazer, felicidade. A filosofia nos convida a refletir se fazemos

Leia mais

Personal and Professional Coaching

Personal and Professional Coaching Personal and Professional Coaching Seu salto para a excelência pessoal e profissional 1 O novo caminho para o sucesso e a realização pessoal! Todos sabem que para ser médico, advogado, dentista ou engenheiro

Leia mais

Consultoria especializada no desenvolvimento de pessoas, com soluções e serviços em 3 áreas:

Consultoria especializada no desenvolvimento de pessoas, com soluções e serviços em 3 áreas: Consultoria especializada no desenvolvimento de pessoas, com soluções e serviços em 3 áreas: Missão, Visão & Valores Missão Prover os clientes com soluções e serviços que os levem ao alcance de suas metas

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Liderança e Gestão de Pessoas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

Coaching, Mentoring e Desenvolvimento Multidisciplinar. Guia básico para começar bem no Linkedin

Coaching, Mentoring e Desenvolvimento Multidisciplinar. Guia básico para começar bem no Linkedin Coaching, Mentoring e Desenvolvimento Multidisciplinar. Guia básico para começar bem no Linkedin Por: Roberto Vazquez Contato: contato@neob.com.br br.linkedin.com/in/rvazquez/ Olá! Primeiramente agradeço

Leia mais

Business & Executive Coaching - BEC

Business & Executive Coaching - BEC IAC International Association of Coaching Empresas são Resultados de Pessoas José Roberto Marques - JRM O Atual Cenário no Mundo dos Negócios O mundo dos negócios está cada vez mais competitivo, nesse

Leia mais

Coaching e Constelação Sistêmica A Dança das Ferramentas Colaboração entre estas duas metodologias trazendo resultados mais abrangentes

Coaching e Constelação Sistêmica A Dança das Ferramentas Colaboração entre estas duas metodologias trazendo resultados mais abrangentes Coaching e Constelação Sistêmica A Dança das Ferramentas Colaboração entre estas duas metodologias trazendo resultados mais abrangentes Bert Hellinger soube muito bem como integrar conhecimentos de várias

Leia mais

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências boletim Jovem de Futuro ed. 04-13 de dezembro de 2013 Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências O Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013 aconteceu de 26 a 28 de novembro.

Leia mais

5 DICAS PARA REINVENTAR O SEU. e a si mesma!

5 DICAS PARA REINVENTAR O SEU. e a si mesma! 5 DICAS PARA REINVENTAR O SEU GUARDA-ROUPA e a si mesma! E S T I L O É A SUA ALMA V I S T A P E L O lado de fora. I N T R O D U Ç Ã O Qual é a mulher nesse mundo QUE NUNCA RECLAMOU EM FRENTE AO ESPELHO

Leia mais

www.coachnetwork.com.br

www.coachnetwork.com.br www.coachnetwork.com.br (55) 3333-3033 Seja um mestre na arte de liderar pessoas e inspirá-las rumo ao sucesso. OBJETIVOS Oferecer uma ampla gama de conhecimentos para estruturar metodologias de sucesso

Leia mais

Minha lista de sonhos

Minha lista de sonhos Licença No: # 122314/LS Fone: +55-11 5539-4719 E mail: vagner@programavirandoojogo.com.br Web: www.programavirandoojogo.com.br 2015 Minha lista de sonhos Com visão 2025 PREPARADO POR VAGNER MOLINA Rua

Leia mais

LÍDER COACH Obtenha excelência em sua vida pessoal e profissional

LÍDER COACH Obtenha excelência em sua vida pessoal e profissional LÍDER COACH Obtenha excelência em sua vida pessoal e profissional Ao investir em pessoas o seu resultado é garantido! Tenha ganhos significativos em sua gestão pessoal e profissional com o treinamento

Leia mais

Mulher do Futuro. Construindo um Projeto de Vida Integral. Por Maju Canzi Limiyarti www.mulherintegral.com

Mulher do Futuro. Construindo um Projeto de Vida Integral. Por Maju Canzi Limiyarti www.mulherintegral.com Mulher do Futuro Construindo um Projeto de Vida Integral Por Maju Canzi Limiyarti www.mulherintegral.com Mulher do Futuro Construindo um Projeto de Vida Integral Sobre a Autora Maju Canzi Limiyarti é Coach

Leia mais

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching,

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, 5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, Consultoria, Terapias Holísticas e Para Encher Seus Cursos e Workshops. Parte 01 Como Se Posicionar e Escolher os Clientes dos Seus Sonhos 1 Cinco Etapas Para

Leia mais

POR QUE OFERECER UM ATENDIMENTO MULTICANAL?

POR QUE OFERECER UM ATENDIMENTO MULTICANAL? POR QUE OFERECER UM ATENDIMENTO MULTICANAL? Por que oferecer um atendimento multicanal? Este livro reúne em uma única fonte dicas para inovar na experiência com clientes, de um jeito simples e prático;

Leia mais

REVALORIZAR AS COMPETÊNCIAS CONVERSACIONAIS

REVALORIZAR AS COMPETÊNCIAS CONVERSACIONAIS Rafael Echeverría REVALORIZAR AS COMPETÊNCIAS CONVERSACIONAIS São chaves para as pessoas e as organizações, porque são as únicas que apoiam as grandes transformações pelas quais a sociedade e o mundo estão

Leia mais

Índice. Porque fazer um curso de Coaching? Tendências do Mercado de Coaching. Um dia na vida de um Coach. Teste: Tornando-se um Coach

Índice. Porque fazer um curso de Coaching? Tendências do Mercado de Coaching. Um dia na vida de um Coach. Teste: Tornando-se um Coach Índice Porque fazer um curso de Coaching? Metodologia Comprovada. Resultados sem precedentes As maiores razões para escolher um coach Tendências do Mercado de Coaching Oportunidades da Carreira de Coaching

Leia mais

SESSÃO 2: Explorando Profissões

SESSÃO 2: Explorando Profissões SESSÃO 2: Explorando Profissões CURRÍCULO DE PROGRAMA Muitas meninas adolescentes (e adultos também) dizem que não tem ideia do que querem fazer com o resto de suas vidas. Embora que algumas meninas sonham

Leia mais

03-04 - 05-06 - 07-08 e 09-10 - 11-12 e 13-14 - 15-16 -

03-04 - 05-06 - 07-08 e 09-10 - 11-12 e 13-14 - 15-16 - Índice 03 - Data e Local 04 - Seja um Líder blue-u 05 - A Teoria U 06 - Justificativa 07 - Após o curso 08 e 09 - Instrumentação 10 - Público 11 - Metodologia 12 e 13 - O Programa 14 - O Líder blue-u e

Leia mais

ANEXO I - Transcrição das entrevistas

ANEXO I - Transcrição das entrevistas 147 ANEXO I - Transcrição das entrevistas ENTREVISTA 1 Nome: L.C. Idade: 58 anos. Formação: Pedagogia. Tempo de experiência em cursos de Licenciatura: 7 anos. Pq - A pesquisa em questão trata da ação docente

Leia mais

Competências avaliadas pela ICF

Competências avaliadas pela ICF Competências avaliadas pela ICF ð Estabelecendo a Base: 1. Atendendo as Orientações Éticas e aos Padrões Profissionais Compreensão da ética e dos padrões do Coaching e capacidade de aplicá- los adequadamente

Leia mais

Consultoria especializada no desenvolvimento de pessoas, com soluções e serviços em 3 áreas:

Consultoria especializada no desenvolvimento de pessoas, com soluções e serviços em 3 áreas: Consultoria especializada no desenvolvimento de pessoas, com soluções e serviços em 3 áreas: Missão, Visão & Valores Missão Prover os clientes com soluções e serviços que os levem ao alcance de suas metas

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

2007 Para Francisco livro em 2008 cinemas em 2015 Hoje Vou Assim 2013, lançou o livro Moda Intuitiva

2007 Para Francisco livro em 2008 cinemas em 2015 Hoje Vou Assim 2013, lançou o livro Moda Intuitiva CR I S G U E R R A p u b l i c i tá r i a, e s c r i to r a e pa l e s t r a N t e PERFIL Começou sua trajetória na internet em 2007, escrevendo o blog Para Francisco, que virou livro em 2008 e irá para

Leia mais

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos.

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos. 1) Como está sendo a expectativa do escritor no lançamento do livro Ser como um rio que flui? Ele foi lançado em 2006 mas ainda não tinha sido publicado na língua portuguesa, a espera do livro pelos fãs

Leia mais

Objetivos do Curso: Público alvo:

Objetivos do Curso: Público alvo: Formação em Coaching Com Abordagem Neurocientífica, Psicofisiológica, Filosófica e Comportamental. Destinado aos Profissionais das Áreas de Saúde, Educação e Gestão de Pessoas Coaching é a palavra inglesa

Leia mais

(27) 99244-6441 (27) 98114-7058 (27) 98863-2295

(27) 99244-6441 (27) 98114-7058 (27) 98863-2295 Fortaleça o líder que há em você! Ser líder coach, não significa comprometer-se apenas com os resultados, mas com o indivíduo como um todo, com sua realização e o seu desenvolvimento mental, sico, emocional

Leia mais

Como conversar com possíveis iniciadas

Como conversar com possíveis iniciadas Como conversar com possíveis iniciadas Convidar outras mulheres a tornarem-se consultoras é uma atividade chave para quem quer tornar-se diretora. Aprenda como fazer a entrevista de iniciação, ou seja:

Leia mais

Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira?

Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira? Como fazer contato com pessoas importantes para sua carreira? - Tem alguém com quem você gostaria de fazer contato? - Porque você não o fez até agora? - Por que é importante aprender a fazer esses contatos?

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Humano Customizado COACHING RELACIONAL. Elisabeth Heinzelmann

Programa de Desenvolvimento Humano Customizado COACHING RELACIONAL. Elisabeth Heinzelmann Programa de Desenvolvimento Humano Customizado COACHING RELACIONAL Elisabeth Heinzelmann OBJETIVO DO PROGRAMA Dar o suporte necessário às pessoas para atingirem suas metas da forma que desejam, utilizando

Leia mais

Como transformar Grupos em Equipes

Como transformar Grupos em Equipes Como transformar Grupos em Equipes Caminhos para somar esforços e dividir benefícios Introdução Gestores de diversos segmentos, em algum momento de suas carreiras, deparam-se com desafios que, à primeira

Leia mais

Amanda Oliveira. E-book prático AJUSTE SEU FOCO. Viabilize seus projetos de vida. www.escolhas-inteligentes.com

Amanda Oliveira. E-book prático AJUSTE SEU FOCO. Viabilize seus projetos de vida. www.escolhas-inteligentes.com E-book prático AJUSTE SEU FOCO Viabilize seus projetos de vida CONTEÚDO À QUEM SE DESTINA ESSE E-BOOK:... 3 COMO USAR ESSE E-BOOK:... 4 COMO ESTÁ DIVIDIDO ESSE E-BOOK:... 5 O QUE É COACHING?... 6 O SEU

Leia mais

MBA EM GESTÃO COMERCIAL E INTELIGÊNCIA DE MERCADO

MBA EM GESTÃO COMERCIAL E INTELIGÊNCIA DE MERCADO MBA EM GESTÃO COMERCIAL E INTELIGÊNCIA DE MERCADO O programa irá desenvolver no aluno competências sobre planejamento e força de Vendas, bem como habilidades para liderar, trabalhar em equipe, negociar

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

CONHECENDO-SE MELHOR DESCOBRINDO-SE QUEM VOCÊ É? 13 PASSOS QUE VÃO AJUDÁ-LO PARA SE CONHECER MELHOR E DESCOBRIR QUE VOCÊ REALMENTE É

CONHECENDO-SE MELHOR DESCOBRINDO-SE QUEM VOCÊ É? 13 PASSOS QUE VÃO AJUDÁ-LO PARA SE CONHECER MELHOR E DESCOBRIR QUE VOCÊ REALMENTE É CONHECENDO-SE MELHOR DESCOBRINDO-SE QUEM VOCÊ É? 13 PASSOS QUE VÃO AJUDÁ-LO PARA SE CONHECER MELHOR E DESCOBRIR QUE VOCÊ REALMENTE É Descobrindo-se... Fácil é olhar à sua volta e descobrir o que há de

Leia mais

Escrita Eficiente sem Plágio

Escrita Eficiente sem Plágio Escrita Eficiente sem Plágio Produza textos originais com qualidade e em tempo recorde Ana Lopes Revisão Rosana Rogeri Segunda Edição 2013 Direitos de cópia O conteúdo deste livro eletrônico tem direitos

Leia mais

II. NOSSA MISSÃO, VISÃO E VALORES

II. NOSSA MISSÃO, VISÃO E VALORES I. NOSSA HISTÓRIA A história da Crescimentum começou em 2003, quando o então executivo do Grupo Santander, Arthur Diniz, decidiu jogar tudo para o alto e investir em uma nova carreira. Ele optou por se

Leia mais

5Passos fundamentais. Conseguir realizar todos os seus SONHOS. para. Autora: Ana Rosa. www.novavitacoaching.com

5Passos fundamentais. Conseguir realizar todos os seus SONHOS. para. Autora: Ana Rosa. www.novavitacoaching.com 5Passos fundamentais para Conseguir realizar todos os seus SONHOS Autora: Ana Rosa www.novavitacoaching.com O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza dos seus sonhos! Eleanor Roosevelt CONSIDERA

Leia mais

EXERCÍCIOS DE COACHING Método SMART. www.evoraferraz.com.br

EXERCÍCIOS DE COACHING Método SMART. www.evoraferraz.com.br EXERCÍCIOS DE COACHING Método SMART www.evoraferraz.com.br Quem somos Leader Coach Trainer, Especialista em Self & Professional Coaching e Analista de Perfil Comportamental Assessment pelo Instituto Brasileiro

Leia mais

Quando quiser sair da apresentação, basta clicar neste ícone ( x ) no canto superior direito da tela.

Quando quiser sair da apresentação, basta clicar neste ícone ( x ) no canto superior direito da tela. Esta é uma apresentação navegável. Uma maneira prática de conhecer a Academia da Estratégia. Para navegar siga as instruções abaixo. Esperamos que a sua viagem seja UAU! Quando quiser sair da apresentação,

Leia mais

Construindo o Conteúdo da Liderança. José Renato S. Santiago Jr.

Construindo o Conteúdo da Liderança. José Renato S. Santiago Jr. Construindo o Conteúdo da Liderança José Renato S. Santiago Jr. Gestão Estratégica de RH Módulo 1: Alinhando Gestão de Pessoas com a Estratégia da Empresa Módulo 2: Compreendendo e Dinamizando a Cultura

Leia mais

ATENDIMENTO A CLIENTES

ATENDIMENTO A CLIENTES Introdução ATENDIMENTO A CLIENTES Nos dias de hoje o mercado é bastante competitivo, e as empresas precisam ser muito criativas para ter a preferência dos clientes. Um dos aspectos mais importantes, principalmente

Leia mais

Business & Executive Coaching - BEC

Business & Executive Coaching - BEC IAC International Association of Coaching Empresas são Resultados de Pessoas José Roberto Marques - JRM O Novo Cenário no Mundo dos Negócios O mundo dos negócios está cada vez mais competitivo e as empresas

Leia mais

As cinco disciplinas

As cinco disciplinas As cinco disciplinas por Peter Senge HSM Management julho - agosto 1998 O especialista Peter Senge diz em entrevista exclusiva que os programas de aprendizado podem ser a única fonte sustentável de vantagem

Leia mais

Como escrever para o seu. Site. e usar seu conhecimento como forma de conquistar e reter clientes. Blog do Advogado Moderno - PROMAD

Como escrever para o seu. Site. e usar seu conhecimento como forma de conquistar e reter clientes. Blog do Advogado Moderno - PROMAD o seu Site e usar seu conhecimento como forma de conquistar e reter clientes. Conteúdo Introdução Escrever bem é um misto entre arte e ciência Seus conhecimentos geram mais clientes Dicas práticas Faça

Leia mais

Case Desenvolvimento de Competências de Liderança a e Equipes

Case Desenvolvimento de Competências de Liderança a e Equipes Case Desenvolvimento de Competências de Liderança a e Equipes Case Desenvolvimento de Competências de Liderança e Equipes Histórico do Projeto Objetivos Etapas do Projeto Pré-Projeto Projeto Endomarketing

Leia mais

Os 3 Passos da Fluência - Prático e Fácil!

Os 3 Passos da Fluência - Prático e Fácil! Os 3 Passos da Fluência - Prático e Fácil! Implemente esses 3 passos para obter resultados fantásticos no Inglês! The Meridian, 4 Copthall House, Station Square, Coventry, Este material pode ser redistribuído,

Leia mais

Uma trufa e... 1000 lojas depois!

Uma trufa e... 1000 lojas depois! Uma trufa e... 1000 lojas depois! Autor: Alexandre Tadeu da Costa. Aluna: Lays Roberta Caçandro. Turma: 1º Ciências Contábeis. Venda Nova do Imigrante, Maio de 2012. Qual o principal assunto do livro.

Leia mais

Liderança e Coaching. com Joubert Balbino

Liderança e Coaching. com Joubert Balbino com Joubert Balbino 1 Quem sou eu: JOUBERT BALBINO Publicitário, Musico, Militar da RR, Comunicador e Professor. LEADER COACH Analista 360 e Consultor Assessment Formado pelo IBC (Instituto Brasileiro

Leia mais

Alta Performance Como ser um profissional ou ter negócios de alta performance

Alta Performance Como ser um profissional ou ter negócios de alta performance Sobre o autor: Meu nome é Rodrigo Marroni. Sou apaixonado por empreendedorismo e vivo desta forma há quase 5 anos. Há mais de 9 anos já possuía negócios paralelos ao meu trabalho e há um pouco mais de

Leia mais

Líderes do Coração. A prática do amor no desenvolvimento de pessoas e equipes

Líderes do Coração. A prática do amor no desenvolvimento de pessoas e equipes Líderes do Coração A prática do amor no desenvolvimento de pessoas e equipes O que é? Líderes do Coração é um programa que cria espaços de estudo, reflexão e prática da arte da liderança, partindo do pressuposto

Leia mais

Entendendo a Psicologia como um negócio. Desenvolvendo seus Produtos e Serviços. Preparando sua plataforma de lançamentos

Entendendo a Psicologia como um negócio. Desenvolvendo seus Produtos e Serviços. Preparando sua plataforma de lançamentos Sumário Capítulo 1... 11 Entendendo a Psicologia como um negócio Capítulo 2... 33 Posicionamento de Mercado Capítulo 3... 63 Construindo suas bases Capítulo 4... 93 Desenvolvendo seus Produtos e Serviços

Leia mais

Curso Técnicas de Apresentação: Falar para Liderar

Curso Técnicas de Apresentação: Falar para Liderar Curso Técnicas de Apresentação: Falar para Liderar Dentro do objetivo geral de conhecer e discutir os fundamentos, conceitos e as definições para o efetivo aumento da produtividade pessoal, apresentamos

Leia mais

Porque fazer um curso de Coaching? Tendências do Mercado de Coaching. Um dia na vida de um Coach. Teste: Tornando-se um Coach

Porque fazer um curso de Coaching? Tendências do Mercado de Coaching. Um dia na vida de um Coach. Teste: Tornando-se um Coach ABRACOACHING 2015 1 Porque fazer um curso de Coaching? Metodologia Comprovada Resultados sem precedentes As maiores razões para escolher um coach Tendências do Mercado de Coaching Oportunidades da Carreira

Leia mais

CEO FGV Um programa para altos executivos feito por altos executivos. 2013.1

CEO FGV Um programa para altos executivos feito por altos executivos. 2013.1 CEO FGV Um programa para altos executivos feito por altos executivos. 2013.1 CEO FGV Com o CEO FGV, executivos em posições-chave em suas organizações podem: analisar em profundidade a realidade socioeconômica

Leia mais

PLANEJAMENTO PARA UM ANO

PLANEJAMENTO PARA UM ANO PLANEJAMENTO PARA UM ANO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Atividade 1- Conceituando autoconhecimento Como o autoconhecimento pode influenciar nossas escolhas? A importância da participação dos pais na educação

Leia mais

SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO ORIENTAÇÃO ESCOLAR E VOCACIONAL A conclusão do 9.º ano de escolaridade, reveste-se de muitas dúvidas e incertezas, nomeadamente na escolha de uma área de estudos ou num

Leia mais

Faça amizades no trabalho

Faça amizades no trabalho 1 Faça amizades no trabalho Amigos verdadeiros ajudam a melhorar a saúde, tornam a vida melhor e aumentam a satisfação profissional. Você tem um grande amigo no local em que trabalha? A resposta para essa

Leia mais

sucesso Formado em Economia pela PUC do Rio de Janeiro Receita de ENTREVISTA POR GUSTAVO KLEIN / FOTO MARCELO JUSTO

sucesso Formado em Economia pela PUC do Rio de Janeiro Receita de ENTREVISTA POR GUSTAVO KLEIN / FOTO MARCELO JUSTO ed19entrev.qxp 4/7/2005 10:32 PM Page 1 ENTREVISTA POR GUSTAVO KLEIN / FOTO MARCELO JUSTO sucesso Receita de O termo é bem conhecido no mundo esportivo e agora começa a ficar comum também em outras áreas

Leia mais

O SIGNIFICADO DA PESQUISA:

O SIGNIFICADO DA PESQUISA: O SIGNIFICADO DA PESQUISA: ESCRITO POR Clive de Freitas PUBLICADO Outubro 2013 como ela molda nossas vidas e cria marcas O RESUMO Como profissionais de marketing, é fácil reduzir a pesquisa para métricas

Leia mais

Um grande amigo e mentor disse-me um dia, que só dominamos verdadeiramente um assunto quando o conseguimos explicar a uma criança de

Um grande amigo e mentor disse-me um dia, que só dominamos verdadeiramente um assunto quando o conseguimos explicar a uma criança de Introdução Um grande amigo e mentor disse-me um dia, que só dominamos verdadeiramente um assunto quando o conseguimos explicar a uma criança de 5 anos Neste pequeno ebook, a minha intenção é explicar de

Leia mais

TURMAS ABERTAS BELO HORIZONTE

TURMAS ABERTAS BELO HORIZONTE TURMAS ABERTAS BELO HORIZONTE Apresentação A Academia de Lideranças tem foco prático no desenvolvimento das competências essenciais dos líderes de pessoas, processos e metas. As competências técnicas e

Leia mais

O CAMINHO PARA REFLEXÃO

O CAMINHO PARA REFLEXÃO O CAMINHO PARA REFLEXÃO a 2 Semana EMPREENDER É DAR A SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A SOCIEDADE No mudo dos negócios existe a diferença visível do acomodado que nunca quer aprender a mesma coisa duas vezes e o

Leia mais

HOW TO BE. perfis / estratégias

HOW TO BE. perfis / estratégias perfis / estratégias HOW TO BE Bellino no heliponto do prédio em que comanda os negócios de Donald Trump no Brasil, em foto produzida originalmente para o The New York Times: com a imagem sempre no topo.

Leia mais

XIII ENCONTRO ANUAL DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL TEMA: INOVAÇÕES E INVESTIMENTOS NO ENSINO DE ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL

XIII ENCONTRO ANUAL DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL TEMA: INOVAÇÕES E INVESTIMENTOS NO ENSINO DE ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL XIII ENCONTRO ANUAL DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL TEMA: INOVAÇÕES E INVESTIMENTOS NO ENSINO DE ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL COMUNICAÇÃO SUBTEMA: QUESTÕES DIDÁTICO-PEDAGÓGICAS A MATEMÁTICA

Leia mais

PROJETO VITRINE. Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com

PROJETO VITRINE. Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com PROJETO VITRINE Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com Amarildo Melchiades da Silva Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF xamcoelho@terra.com.br

Leia mais

O tema desta edição do EVP em Notícias é: Conexões

O tema desta edição do EVP em Notícias é: Conexões O tema desta edição do EVP em Notícias é: Conexões Nosso entrevistado é o Prof. Dr. Rogério da Costa, da PUC-SP. A partir de um consistente referencial teórico-filosófico, mas em uma linguagem simples,

Leia mais

#2 Paixão é diamante. #3 Una paixão, talentos e utilidade. #4 Desenvolva novas competências

#2 Paixão é diamante. #3 Una paixão, talentos e utilidade. #4 Desenvolva novas competências #1 Seus talentos valem ouro O que você faz bem, naturalmente e com facilidade? Os talentos são aquelas habilidades que parecem simplesmente fluir, sem esforço: você em seu melhor dia! Descubra e lance

Leia mais

EXERCÍCIOS DE COACHING Método SMART. www.evoraferraz.com.br

EXERCÍCIOS DE COACHING Método SMART. www.evoraferraz.com.br EXERCÍCIOS DE COACHING Método SMART www.evoraferraz.com.br Quem somos Leader Coach Trainer, Especialista em Self & Professional Coaching e Analista de Perfil Comportamental Assessment pelo Instituto Brasileiro

Leia mais

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca Orientação ao mercado de trabalho para Jovens 1ª parte APRESENTAÇÃO Muitos dos jovens que estão perto de terminar o segundo grau estão lidando neste momento com duas questões muito importantes: a formação

Leia mais

Bill Gates, Steve Jobs e Richard Branson grandes empreendedores que não foram excelentes alunos

Bill Gates, Steve Jobs e Richard Branson grandes empreendedores que não foram excelentes alunos http://blogs.pme.estadao.com.br/blog-do-empreendedor/bill-gates-steve-jobs-e-richard-branson-grandesempreendedores-nao-foram-excelentes-alunos/ Bill Gates, Steve Jobs e Richard Branson grandes empreendedores

Leia mais

Programa de Coaching para Estudantes de Administração e Jovens Administradores como preparação para enfrentar os Desafios do Futuro da Administração

Programa de Coaching para Estudantes de Administração e Jovens Administradores como preparação para enfrentar os Desafios do Futuro da Administração Programa de Coaching para Estudantes de Administração e Jovens Administradores como preparação para enfrentar os Desafios do Futuro da Administração Adm. JANSEN DE QUEIROZ FERREIRA Diretor Gestão Polifocal

Leia mais

Jornada de Aprendizagem dos Managers de Vendas de Primeira Linha: Guia para o Desenvolvimento de Resultados Mensuráveis

Jornada de Aprendizagem dos Managers de Vendas de Primeira Linha: Guia para o Desenvolvimento de Resultados Mensuráveis Jornada de Aprendizagem dos Managers de Vendas de Primeira Linha: Guia para o Desenvolvimento de Resultados Mensuráveis Versão do Documento: 1.0 Data de Publicação: 27 de janeiro de 2014 Sumário Introdução...

Leia mais

SORRIA você trabalha aqui!

SORRIA você trabalha aqui! SORRIA você trabalha aqui! SORRIA você trabalha aqui! 500 insights para endomarketing Analisa de Medeiros Brum Copyright 2012 Analisa de Medeiros Brum Copyright 2012 Integrare Editora e Livraria Ltda.

Leia mais

COACHING PARENTAL. Uma nova forma de pensar e estar com a sua família

COACHING PARENTAL. Uma nova forma de pensar e estar com a sua família COACHING PARENTAL Uma nova forma de pensar e estar com a sua família 1 Ser pai e mãe é o trabalho mais importante do mundo. É aquele trabalho em que sentimos que podemos verdadeiramente fazer a diferença!

Leia mais

Blue Mind Desenvolvimento Humano

Blue Mind Desenvolvimento Humano Conhecendo o Coaching Por Fábio Ferreira Professional & Self Coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching, com certificação internacional pela European Coaching Association e Global Coaching Community,

Leia mais

Conversando com os pais

Conversando com os pais Conversando com os pais Motivos para falar sobre esse assunto, em casa, com os filhos 1. A criança mais informada, e de forma correta, terá mais chances de saber lidar com sua sexualidade e, no futuro,

Leia mais

VI Encontro Seiwajyuku - Brasil São Paulo, 14 de agosto de 2010

VI Encontro Seiwajyuku - Brasil São Paulo, 14 de agosto de 2010 VI Encontro Seiwajyuku - Brasil São Paulo, 14 de agosto de 2010 Palestra: Posturas necessárias para a implantação da Filosofia Inamori. Uma observação participante! Escolhi o tema desta palestra em virtude

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

COACHING A SOLUÇÃO. Aplicação da Teoria U e do Presencing no Coaching e Mentoring

COACHING A SOLUÇÃO. Aplicação da Teoria U e do Presencing no Coaching e Mentoring COACHING A SOLUÇÃO Aplicação da Teoria U e do Presencing no Coaching e Mentoring As metodologias inovadoras da Teoria U de Otto Scharmer e do Presencing de Peter Senge podem ser aplicadas no processo de

Leia mais