O tema da espiritualidade está tomando conta do mundo corporativo. A questão é: por quê? E como ele pode transformar as empresas?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O tema da espiritualidade está tomando conta do mundo corporativo. A questão é: por quê? E como ele pode transformar as empresas?"

Transcrição

1 17/01/ :00 Deus ajuda? O tema da espiritualidade está tomando conta do mundo corporativo. A questão é: por quê? E como ele pode transformar as empresas? David Cohen, de O mundo corporativo sempre foi conhecido -- fosse isso certo ou errado -- como o reino da racionalidade, da frieza, dos números e resultados. Desde meados da década passada, porém, mais e mais executivos andam falando de coisas como "alma da empresa", "missão social", "ecologia dos negócios". É uma mudança e tanto. Ninguém desdenha, é claro, a mão invisível do mercado. Mas muita gente acha que mais forte que ela deve ser a mão de Deus. Veja alguns exemplos: A primeira coisa que o empresário catarinense Albertino Colombo, o Beto Colombo, faz ao chegar à sua fábrica é benzêla, percorrendo-a de maneira que o caminho forme uma cruz. Esse ritual é repetido todos os dias, por volta das 9 horas. Não à toa, sua empresa chama-se Anjo. Em 1986, mesmo com pouquíssimo dinheiro para iniciar seu negócio, ele comprou a marca, que já estava registrada. A Anjo Química é hoje uma fabricante de solventes e revestimentos químicos com sede em Criciúma, no sul de Santa Catarina. Colombo teve a idéia de fundá-la quando era balconista de uma loja de tintas na cidade. Desde o início, a inspiração foi Cristo. "Sou técnico em contabilidade, não entendia nada de administração", diz. "Então fui buscar os exemplos na vida de Jesus." (Hoje, Colombo tem MBA da Fundação Getúlio Vargas e curso de administração da Escola Superior de Guerra, mas seu modelo de gestão continua sendo o das pastorais da Igreja Católica. Sua empresa não tem diretores, mas coordenadores, um dos dois níveis hierárquicos existentes.) Ao entrar na fábrica, já dá para sentir algo de diferente: ouve-se música sacra ou clássica nos corredores. Mas essa não é a única peculiaridade da Anjo. Eis algumas outras: Cerca de 40% dos 170 funcionários têm nível superior -- a maioria formou-se trabalhando, com metade do curso pago pela empresa. Antes de reuniões importantes, coordenadores e gerentes repetem a Oração ao Espírito Santo, pedindo inspiração e entendimento. Também há correntes de oração quando algum empregado tem um familiar doente. A filosofia da empresa é de fraternidade (um exemplo foi dado no ano passado, quando colegas fizeram um mutirão para construir a casa de uma funcionária). A orientadora profissional Stela Firmino de Oliveira é ex-professora de teologia. Alguns dos empregados foram contratados em bares, entre alcoólatras e drogados, para ser recuperados com o trabalho. "Em 15 anos, já recuperamos mais de dez", afirma Colombo. "Assumi a empresa como um apostolado", diz Colombo. "É uma maneira de construir o reino de Deus." O empresário leva a sério a evangelização. Ele costuma dar palestras sobre sua gestão na Anjo, cobrando 4 mil reais, que deposita num fundo para pagar a universidade de pessoas carentes. Algumas das práticas cristãs adotadas por Colombo são de causar inveja: como Jesus, que passou 40 dias no deserto para encontrar a si mesmo, costuma tirar 40 dias de férias por ano. Outro hábito que cultiva religiosamente é tomar um cálice de vinho na hora do almoço. Mas, em geral, seguir os preceitos Página 1 de 7

2 religiosos não é tarefa tão fácil. Uma das frases de Colombo, que se pode ver em cartazes espalhados pela empresa, é: "Aqui fabricamos bons produtos, sem explorar as pessoas. Com lucro, se possível. Com prejuízo, se necessário. Mas sempre bons produtos, sem explorar as pessoas". Não tem sido necessário produzir com prejuízo. O faturamento da Anjo passou de 17,7 milhões de reais, em 1998, para 40,8 milhões, em 2000, e ultrapassou os 75 milhões de reais no ano passado. "É possível ser bem-sucedido nos negócios com espírito cristão", diz Colombo, que se diz adepto da Teologia da Libertação. "Praticando uma gestão cristã, tenho pessoas mais comprometidas e posso almejar ser a maior empresa de tintas do país." No Laboratório Canonne, fabricante das pastilhas Valda, em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro, costuma circular um sujeito alto, de pele bronzeada, sempre vestido de branco, com um brinco na orelha e o cabelo grisalho preso num rabo-de-cavalo. É o presidente da empresa no Brasil, o francês Hugues Ferté, que se considera um carioca da gema. Há 20 anos, quando tinha 40, seu estilo de vida era frenético como o de um típico executivo estressado. Mas Ferté não estava feliz e começou a buscar respostas para suas inquietudes no budismo. Foi a partir daí, segundo ele, que tudo mudou. A primeira decisão foi construir uma sede nova para o Canonne. "Precisava de um lugar onde as pessoas se sentissem bem", diz. Na nova sede, há uma fonte de água logo depois do portão e o prédio é coberto por uma densa hera que atrai bandos de passarinhos. A iluminação é toda natural e o teto do depósito de cargas foi transformado em um jardim suspenso. Nesse ambiente, Ferté costuma reunir-se com os gerentes antes do almoço para meditar durante 20 minutos. Ele acredita que o clima de tranqüilidade que criou na empresa tenha ajudado a melhorar o desempenho. Em 1985, o faturamento do Canonne era de 2 milhões de dólares no país. Hoje, está na casa dos 20 milhões. "É o clima de harmonia entre as pessoas, que tem a ver com a espiritualidade, que faz os negócios andar", afirma. Todos os dias, às 13h30, dez funcionários judeus se reúnem na sala de Clement Aboulafia, sócio-fundador da Ezconet, uma empresa que vende telefones celulares e aparelhos eletroeletrônicos pela internet, sediada em São Paulo. Dez é o número mínimo de judeus para uma reza em grupo, segundo a tradição. Aboulafia, nascido no Egito e trazido pelos pais ao Brasil quando tinha 2 anos de idade, é físico formado pela Sorbonne, em Paris. Nunca tinha sido um judeu praticante, mas há 12 anos, quando seu pai morreu, teve de fazer a reza em homenagem a ele e isso o fez se aproximar da religião. Passou a acreditar que a Torá (o Velho Testamento) tinha resposta para tudo. "O homem tem de vir ao mundo com um manual. A Torá é o nosso manual", diz. Em 1999, Aboulafia era dono de uma revendedora tradicional de celulares, a Ezcony, e enfrentava problemas pela desvalorização do real. Angustiado, ele acessou o site de um rabino que propunha um exercício: considerar uma situação ruim e imaginar que ela poderia ficar 100 vezes pior. "Foi a partir desse exercício que concebi a nova empresa", diz. "Vi que a situação que me fazia refém -- a entrada da internet no negócio de distribuição de celulares -- poderia ser uma grande oportunidade." Foi mesmo. A Ezconet faturou 6 milhões de reais em 2001, e a previsão dos donos é que as vendas superem os 15 milhões neste ano. Aboulafia crê que a mão de Deus esteja por trás de seu sucesso. "Faço tudo que está ao meu alcance, mas, se determinado contrato comercial não for assinado, atribuo à vontade de Deus", afirma. "Ele não quis, e você pode ter certeza de que era o melhor a ser feito." O melhor nem sempre é o melhor para a empresa. "O mais importante não é o negócio, e sim saber que todo trabalho que você faz é para elevar sua espiritualidade." Ele afirma que sua maior missão dentro da Ezconet, hoje, é convencer o sócio a ser um judeu praticante. O empresário paulista Ali Hussein El Zoghbi considera-se em falta com Deus. "Um dos cinco pilares do islamismo é a oração, que deve ser feita cinco vezes ao dia", diz. "Eu não tenho conseguido respeitar esse pilar." El Zoghbi é dono do colégio 24 de Março, em São Paulo. Não é um colégio islâmico, e ele não admite proselitismo nas salas de aula. Mas sua religião lhe dá força para a vida profissional. A começar pelo trabalho que escolheu. "De acordo com o Corão, a primeira ordem de Alá ao homem foi 'leia!' Maomé era analfabeto e, por milagre, começou a ler." Outro predicado religioso é um rígido código de ética. Num mercado em que as margens de lucro passam facilmente dos 50%, El Zoghbi diz mantê-las perto dos 20%. Há também a caridade, obrigatória, que consome 2,5% do lucro. Página 2 de 7

3 No campo dos ensinamentos, ele cita que o islamismo prega o respeito aos outros. "Aplico isso ao trabalho: ouço muito os funcionários." Mais característica parece ser a disciplina. El Zoghbi faz jejum no mês sagrado de ramadã desde os 9 anos (nesse mês do calendário islâmico, os fiéis só podem fazer uma refeição por dia, à noite). "Você sabe o que significa para uma criança aprender a resistir à sede? Aprender o que é passar fome? Acho que o jejum é um ótimo mecanismo de formação do caráter. Aprendi a ter paciência, disciplina, concentração e perseverança." Os quatro casos relatados acima são exemplos de como empresários e executivos brasileiros vêm incorporando a religião e, de forma mais abrangente, a espiritualidade ao mundo do trabalho. Esses casos não são, é óbvio, a regra do mundo corporativo. Mas são cada vez menos uma exceção. Uma sondagem feita pelo Portal EXAME da internet teve 589 respostas à pergunta "Vale a pena misturar Deus e negócios?" A maioria (48%) disse que sim: 31% acham que a fé ajuda os negócios e 17% acreditam que isso pode aumentar a eficiência no trabalho; outros 16% responderam que a religiosidade pode melhorar o ambiente, mas constrange alguns funcionários; pelo lado do não, 33% disseram que a fé deve ser exercida de modo privado e 3% que a religião tira o foco da empresa e atrapalha os negócios. "Gradativamente, pessoas-chave nas empresas estão incorporando o interesse na espiritualidade", diz Ricardo Young, presidente do Instituto de Idiomas Yázigi e presidente do conselho deliberativo do Instituto Ethos, uma organização que prega a ética no mundo corporativo. Recentemente, o Ethos promoveu em São Paulo um café da manhã com Mohini Pundjab, representante na ONU da organização indiana Brahma Kumaris, que difunde espiritualidade e ética. "Pelo horário e pelo tema, esperávamos 80 pessoas, no máximo. Vieram 270", afirma Young. Um dos sintomas mais claros do aumento da busca por espiritualidade nas empresas é o mercado de palestras. Desde o começo dos anos 90, vem crescendo a oferta de especialistas nesse nicho. Estão aí incluídas desde as mensagens de inspiração abertamente religiosa, como os ensinamentos de Cristo aplicados à gestão, até o sucesso alcançado por gurus que pregam os hábitos das pessoas bemsucedidas, a meditação como forma de combater o estresse etc. "De uns cinco anos para cá é que eu entendi que existe um mercado ávido por palestras de espiritualidade", afirma o rabino carioca Nilton Bonder. Desde que escreveu A Cabala do Dinheiro, em 1991, ele tem sido chamado para falar para públicos corporativos. Sem fazer nenhum esforço específico para atingir o mundo das empresas, Bonder tem visto a procura por suas palestras aumentar. Ele costuma fazer 15 por ano, em média. No ano passado, teve de começar a recusar convites. A demanda por temas espirituais nas empresas reflete uma tendência mais geral. No ano 2000, foram vendidos no país 46 milhões de livros sobre religião e espiritualidade, quase 20 milhões a mais que em O total de títulos do mercado brasileiro cresceu 63% na década, mas o número de títulos religiosos e espirituais aumentou o dobro disso, 120%, pulando de 3,4 mil títulos, em 1992, para 7,5 mil, em Mais do que brasileiro, a espiritualização das empresas é um fenômeno mundial. "Foi na metade da década de 90 que a espiritualidade começou a ser levada a sério no mundo do trabalho", diz Laura Nash, professora de ética na Escola de Negócios da Universidade Harvard, autora do recémlançado livro Church on Sunday, Work on Monday (Igreja no domingo, trabalho na segunda), da editora Jossey-Bass. Laura aponta três motivos para a entrada da espiritualidade nas empresas. Em primeiro lugar, o próprio progresso científico, em várias frentes, rompeu com a idéia de controle e mecanicismo. "A teoria do caos, a física quântica, a ênfase em vários tipos de inteligência, tudo isso passou a legitimar uma visão mais integrada da realidade", afirma Laura. Em segundo lugar, ocorreu uma espécie de reação natural aos exageros da década de 80. "O que se viu no mundo corporativo dos 80 foi uma ambição desmedida, escândalos financeiros e fracassos Página 3 de 7

4 econômicos. A reação foi um movimento pela ética, pelos valores humanos", afirma. Finalmente, Laura aponta o processo de autonomia dos empregados. Quando começam a funcionar mais como seres humanos do que como máquinas, as pessoas passam a trazer para o trabalho a sua vida particular. E isso inclui a espiritualidade. Não é que a espiritualidade tenha invadido o mundo corporativo. "Ela sempre esteve lá, abafada. O que está acontecendo é que as empresas estão deixando de reprimi-la", diz ela. Isso não quer dizer que não haja resistências. "Sou um homem religioso, acredito na troca de fluidos entre este mundo e o outro", diz Francisco Gracioso, presidente da Escola Superior de Propaganda e Marketing, de São Paulo. "Mas, se eu tentasse catequizar meus principais executivos, eles achariam que estava na hora de eu me aposentar." Para Gracioso, o que explica o novo discurso da espiritualidade é a quebra do contrato social das empresas com seus funcionários. Até a década de 80, havia um acordo tácito de que os empregados se entregariam à corporação e em troca ela cuidaria deles a vida inteira. "As empresas romperam esse contrato, e como conseqüência perderam a lealdade dos seus executivos", diz Gracioso. "Essa onda de espiritualidade e ação social é, consciente ou inconscientemente, uma tentativa das empresas de voltar a criar laços de identidade com os executivos." Funciona? Uma pesquisa feita pela consultora Betania Tanure de Barros, da Fundação Dom Cabral, de Belo Horizonte, indica que deve funcionar. Foram entrevistados 626 executivos brasileiros, de presidentes a gerentes de empresas. Betania identificou como uma grande fonte de estresse o que chamou de "desajuste de orgulho", que está relacionado à divergência entre os valores da empresa e os valores pessoais. As companhias que conseguirem reduzir essa divergência de valores -- e aí estão embutidas a espiritualidade e a preocupação social -- terão, em tese, funcionários mais produtivos. É o que dizem, também, o professor Ian Mitroff, da University of Southern California, e a consultora Elizabeth Denton no livro A Spiritual Audit of Corporate America (Uma auditoria espiritual da corporação nos Estados Unidos), para o qual entrevistaram mais de 200 líderes de organizações americanas. Segundo eles, os funcionários que consideram suas empresas espiritualizadas têm menos receios e se dedicam mais ao trabalho, com melhores resultados. Betania adverte, porém, que não basta falar de espiritualidade. "Uma tendência verificada nas entrevistas é que essa fonte de estresse pela falta de convergência de valores com a empresa é hoje maior do que no passado, justamente porque o discurso da espiritualidade está mais valorizado", diz. "Isso faz que a diferença entre o que se fala e o que se faz seja mais perceptível." É algo parecido com o discurso sobre qualidade de vida, hoje generalizado nas empresas, embora, de acordo com a pesquisa de Betania, os executivos estejam trabalhando em média 11 horas por dia, mais de 60% reportem que trabalham no fim de semana com freqüência e 55,2% digam que as tecnologias de informação aumentaram a pressão no trabalho. Não é de estranhar que, passando tanto tempo em função de seus papéis profissionais, as pessoas queiram trazer para o trabalho sua espiritualidade e sua religião (junto com esportes, lazer, vida afetiva...). "Não há dúvida de que o discurso da espiritualidade é maior que a prática", diz o monsenhor Dario Bevilacqua, vigário dos Construtores da Sociedade -- o modo como a Arquidiocese de São Paulo se refere às pessoas influentes, entre elas, é claro, empresários. "Continuamos a falar de paz, mas na prática vivemos num mundo de guerras", diz. Bevilacqua dá apoio espiritual à Associação de Dirigentes Cristãos de Empresas, uma entidade que surgiu em 1961 e hoje conta com 1,5 mil associados ativos e uma rede de mais de 4,5 mil pessoas. O que a ADCE faz é promover a prática de valores cristãos dentro das empresas. Isso envolve um forte conceito ético, ação social, dignificação do ser humano. São conceitos de aceitação unânime, mas de aplicação muito difícil. "A fé exige uma forma de vida que muitas vezes não é fácil", diz o padre Bevilacqua. "As igrejas em geral agem através da transmissão de Página 4 de 7

5 valores, esperando que esses valores sejam postos em prática." Afinal, vale a pena trazer para as companhias a espiritualidade -- e a idéia de Deus, que a ela tanto se mistura? No livro Empresa com Alma, da editora Makron, o consultor de empresas e conferencista Francisco Gomes de Matos diz que, de 520 empresários consultados, apenas 5% afirmaram que contratariam Jesus Cristo. As dificuldades vividas por inúmeras organizações que seguem preceitos religiosos parecem comprovar que Deus, se existe, não está lá muito preocupado com a saúde financeira das corporações. Um bom exemplo é a americana Service Master, que vende produtos e serviços para cuidados com a casa. A companhia fatura 6 bilhões de dólares por ano, mas é mais conhecida pela religiosidade, elogiada por vários gurus da administração, como Peter Drucker, para ficar apenas num (quase todo-poderoso) exemplo. Todos os seus 75 mil funcionários possuem ações da companhia, são ouvidos e ninguém tem salário superior a 12 vezes o piso da empresa. O problema é: os lucros vêm caindo, e a unidade de controle de pestes de jardim da Service Master admitiu ter poluído um rio na Pensilvânia. Ou seja, no mundo real, nem sempre conseguimos controlar todas as nossas ações e nem sempre boas ações recebem recompensa. Muita gente vai ainda mais longe. Diz que religião e capitalismo são incompatíveis. Citam a visão majoritária dos religiosos como estatizante, controladora, constrangida com o lucro. "A religião não pode ser a base da liberdade e do capitalismo por causa de sua inerente natureza autoritária", diz o americano Andrew Bernstein, do Instituto Ayn Rand, que promove a filosofia da objetividade. "Ela exige fé e subordinação dos interesses do indivíduo aos ditados de algum poder superior. No capitalismo, ao contrário, o indivíduo é supremo." Um interessante exemplo de conflito ideológico é o caso das demissões. Os defensores da consciência social costumam elogiar empresas que fazem um esforço para preservar ao máximo seus funcionários, inclusive com reduções coletivas de salários, para manter o maior número de pessoas empregadas durante uma crise. O economista americano Lester Thurow gosta de citar que, por mais dolorosas que tenham sido as demissões da IBM no começo dos anos 90, foram elas que permitiram o nascimento de um sem-número de empresas de tecnologia, incluindo nomes como Microsoft, Apple e Sun. Elas se beneficiaram de uma mão-de-obra experiente que de outra forma não estaria disponível. O que, no fim das contas, ajudou a gerar um enorme ciclo de riqueza nos Estados Unidos. O consultor político Ney Lima Figueiredo, da Unicamp, também investe contra a religiosidade, citando um estudo do economista americano Robert Barro, que indica uma relação inversa, nos países da América Latina, entre desenvolvimento econômico e freqüência à missa. Segundo Barro, os países com menor porcentagem da população que assiste à missa toda semana são os que têm a maior renda per capita. (O Brasil está numa posição intermediária no estudo.) Também entre os religiosos há quem se oponha à mistura entre fé e empresas. Quando a reportagem de EXAME tentou entrevistar alguém sobre os grupos de oração da Inepar, um dos maiores conglomerados empresariais do Paraná, os próprios funcionários fizeram pressão para que a atividade não fosse divulgada, porque não queriam que sua fé fosse usada, ainda que indiretamente, como uma espécie de marketing da companhia. Em contrapartida, há poderosos testemunhos de como a corporação já não pode viver sem espiritualidade nos dias de hoje. "As empresas não gostam de ser coisas que vêm e que passam", diz o consultor de marketing industrial José Carlos Teixeira Moreira, de São Paulo. Isso, por si só, já lhes dá uma dimensão espiritual. "Para trabalhar por uma causa, a única forma é com alguma crença", afirma Teixeira Moreira. "A emoção tem a ver com o ritual. E é a emoção que dá valor a um produto, à companhia. Feliz a empresa que celebra." Em tom um pouco menos poético, Richard LeVitt, diretor de qualidade da Hewlett-Packard, disse em 1997, num encontro da empresa na Califórnia (relatado por Claus Otto Scharmer, da Sociedade para Aprendizado Organizacional, SOL): "No estágio inicial, focávamos a qualidade no desempenho dos produtos. Embora isso seja importante, percebemos que Página 5 de 7

6 poderíamos ter um desempenho melhor se olhássemos o que vem antes, os processos responsáveis por esses resultados concretos. Esse foi o cerne do movimento de qualidade total dos anos 80. Mas, uma vez que você e todos os seus concorrentes têm os processos corretos, a questão é saber qual o próximo passo. Para nós, o novo foco é como os gerentes podem melhorar a qualidade do seu pensamento -- especialmente o seu pensamento profundo sobre clientes e as experiências que eles devem ter conosco". Pensamento profundo, você já deve ter percebido, é um eufemismo corporativo para espiritualidade. Diga-se de passagem, não é necessário ser religioso -- nem mesmo crer em Deus - - para ter uma espiritualidade desenvolvida. Mas é nesse campo que a religião opera. Para Laura Nash, de Harvard, há três instâncias de espiritualidade nas empresas. A primeira é o que ela chama de nível espacial: os ritos, o proselitismo. "Levar esse aspecto da religião para o mundo corporativo é ir um pouco longe demais", diz Laura. A segunda instância é a "religião catalítica": a ética, as práticas de meditação, a oração. É o aprendizado das atitudes religiosas, dos objetivos da espiritualidade, que "podem levar à transformação positiva". É nesse nível, porém, que proliferam os gurus de discursos tão bonitos quanto vazios, o que de certa forma rebaixa a espiritualidade ao nível de mais um modismo do mercado de soluções de gestão. (E, conforme indica a pesquisa de Betania Tanure, já citada, pode elevar o estresse, ao invés de diminuí-lo.) Finalmente, Laura cita o "nível da fundação", ou seja, a tentativa de compreender a visão de mundo e a sabedoria de religiões milenares. O rabino Nilton Bonder também enxerga um potencial uso da sabedoria religiosa pelas empresas. "As religiões são formas de conhecimento da natureza humana, um senso de realidade burilado através dos séculos." Segundo Bonder, há pelo menos três bons motivos para que as companhias se interessem pela espiritualidade. O primeiro é fortalecer-se com pedaços dessa sabedoria. O segundo é um motivo estratégico. A espiritualidade, como a ecologia, faz parte dos valores da sociedade. Respeitá-la é um investimento em imagem. O terceiro motivo é a corporação em si, a preocupação com seus funcionários. "Empresas inteligentes dão ao trabalho uma dimensão emocional (seus funcionários gostam do que fazem) e existencial (eles não acham que estão perdendo tempo na companhia)." É claro que cada empresa, e cada profissional, aplica a espiritualidade ao trabalho de modo particular. Veja alguns exemplos: "Nossa missão é colaborar com a felicidade do maior número possível de pessoas. Tirei isso de uma oração da Seichono-Ie", diz Rogério Rubini, sócio da empresa de cosméticos Contém 1g, de São João da Boa Vista, município do interior de São Paulo. A Seicho-no-Ie, nascida no Japão, tem um caráter ecumênico. Sua pregação é de atitude proativa, pensamento positivo, gratidão e harmonia. A própria estratégia da Contém 1g tem a ver com a harmonia. "Não queremos destruir concorrente nenhum", afirma Rubini. "Por isso apostamos em nichos não atendidos pelo mercado, como o público de 15 a 25 anos." Seguir a religião impõe algumas dificuldades. Justo nesse mercado tão ligado à beleza e à sensualidade, a empresa se recusa a fazer propaganda que explore a sexualidade ou a rebeldia do jovem. "Nossa visão é de um jovem alegre, saudável, que quer progredir na vida", diz Rubini. Mas a postura religiosa também traz vantagens: "Nós pregamos a alegria de servir. Se você for à nossa fábrica, verá que os funcionários são espontâneos e naturais, não dão aquele tratamento decorado, automático, típico dos Isso faz diferença". Deve fazer. Em um ano e três meses, a Contém 1g, que fatura 60 milhões de reais por ano, abriu mais de 200 pontos-de-venda no país por meio de franquias. "A que eu atribuo isso? A uma equipe extremamente comprometida... orientada por Deus." Na avenida em frente à ATF Estruturas Metálicas, na cidade de Timóteo, no Vale do Aço mineiro, há sete mangueiras. Elas foram plantadas em 1997, quando a pequena empresa, que fatura 1 milhão de reais por ano, escreveu seu plano estratégico. "Quando elas chegarem à idade adulta, com cerca de 5 anos, nossos objetivos deverão ter sido alcançados", diz Anízio Tavares Filho, presidente e dono da ATF. O código de ética da empresa também tem sete itens, Página 6 de 7

7 assim como o programa de desenvolvimento de pessoal e a política ambiental. "Sete é o número de Cristo, porque Deus descansou no sétimo dia", afirma Tavares. Ele pertence à União do Vegetal, uma seita religiosa cercada de rituais, semelhante ao Santo Daime. Tavares garante não fazer pregação na empresa, mas todos os 101 funcionários se reúnem, das 7h12 às 7h30, para um "momento de reflexão". Além dos rituais, a religiosidade de Anízio também se reflete em ações beneficentes, como a política de contratação de ex-dependentes químicos, as doações a um projeto de ensino de judô a crianças carentes e um programa de aulas de circo também para crianças carentes. O carioca Manoel Amorim, diretor-geral da Telefônica em São Paulo, é mórmon e passou dois anos como missionário da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Diz ter aprendido a lidar com a diversidade, a ouvir os outros e a sair do escritório para descobrir a realidade dos clientes. "Eu não seria o executivo que sou hoje se não tivesse a formação religiosa", afirma Amorim. É o caso também de Isabel Pedrosa, diretora da área de análise do BankBoston Asset Management. "Meu dia-a-dia é praticar o budismo a toda hora", afirma. Isso a ajuda a se concentrar, com técnicas que aprendeu em retiros espirituais. "O budismo ensina que o que importa é o momento. É ter foco." Ao mesmo tempo, ela diz conseguir, num mercado tipicamente nervoso pelos constantes altos e baixos, aceitar os ciclos e se livrar da angústia. A Superbom é uma empresa adventista, como indicam todas as embalagens de seus produtos (mel, sucos, congelados de carne de soja...). "A vantagem que nós temos é uma imagem de confiabilidade no mercado", diz José Manoel Afonso, diretor comercial da companhia. "Os contratos de supermercados, que costumam ter condições draconianas, em geral são feitos conosco na base da palavra." Na Superbom, ninguém ganha menos do que 20% do salário do presidente. Isso quer dizer que os executivos ganham menos do que o mercado oferece. E como a empresa mantém seus talentos? "Trabalho para a Igreja, isso me dá satisfação", diz Itamar de Paula Marques, o presidente da Superbom. "Sou católico e, quando assumi a empresa, em 1991, declarei que a administraria de acordo com os princípios cristãos", diz Elcio Anibal de Lucca, presidente da Serasa, empresa de gerenciamento de dados bancários. "O que significa isso: não aceito assédio sexual, corrupção nem comportamentos que possam prejudicar o próximo." A Serasa faz missa de ação de graças todo fim de ano e costuma convidar um padre para rezar na abertura de seu encontro nacional de gerentes. "Pedimos a Deus que nos ajude a realizar nossos planos. Não temos vergonha de mostrar nossa fé." Dos 120 funcionários da Construtora Hábil Engenharia, de Recife, cerca de um terço conseguiu casa própria sem recorrer a nenhum agente financeiro da habitação. Um dos quatro sócios da construtora, Félix Cantalício Sampaio de Sá, é que empresta o dinheiro, sem juros, com correção atrelada ao aumento de salário. Cantalício ainda dá orientações sobre a obra e um arquiteto faz o projeto voluntariamente. "Não realizo nada de extraordinário", diz. "Apenas sigo a orientação da Bíblia, de ser solidário e fiel." Senso ético, responsabilidade social, busca de harmonia, rituais de congraçamento, confiança inabalável. Talvez nenhuma dessas características esteja necessariamente ligada à espiritualidade. Talvez as vantagens competitivas de empresas espiritualizadas não possam nunca ser medidas. É da própria natureza do mundo espiritual não se adequar a medições. No fim das contas, talvez os bons resultados de levar Deus e a espiritualidade ao mundo do trabalho sejam, bem, uma questão de fé. Mas, como diz o rabino Bonder, "a fé e a espiritualidade lidam com estruturas não comprováveis, não científicas, de obscuridade -- mas que são o mundo real. O que eu digo às pessoas é para não descartar o lado da penumbra. A maior contribuição do mundo espiritual é ensinar as pessoas a viver num mundo sem respostas". Nessa era cheia de incertezas, não é pouca coisa. Colaboraram Ana Luiza Herzog, Cristiane Correa, Consuelo Dieguez, Fábio Peixoto, Lidia Rebouças, Marcos Coronato, Suzana Naiditch, Suzana Veríssimo Página 7 de 7

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

Disciplina de Leitura Pessoal Manual do Aluno David Batty

Disciplina de Leitura Pessoal Manual do Aluno David Batty Disciplina de Leitura Pessoal Manual do Aluno David Batty Nome Data de início: / / Data de término: / / 2 Leitura Pessoal David Batty 1ª Edição Brasil As referências Bíblicas usadas nesta Lição foram retiradas

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

Entrevista concedida a Lilian Cunha e publicada na revista Você S/A em fev/2005

Entrevista concedida a Lilian Cunha e publicada na revista Você S/A em fev/2005 Espiritualidade no trabalho Ao contrário do que se imagina, ser um profissional mais espiritual não implica em fazer orações antes de iniciar o expediente ou montar capelas e altares na empresa. Tem a

Leia mais

A Lição de Lynch. O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros

A Lição de Lynch. O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros A Lição de Lynch O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros Por Laura Somoggi, de Marblehead (EUA) É muito provável que o nome Peter Lynch não lhe seja familiar. Ele

Leia mais

Como as empresas podem minimizar os efeitos da crise e manterem-se competitivas?

Como as empresas podem minimizar os efeitos da crise e manterem-se competitivas? Como as empresas podem minimizar os efeitos da crise e manterem-se competitivas? Professor e consultor Álvaro Camargo explica a importância dos processos de aproveitamento de lições aprendidas nas organizações

Leia mais

Depressão e Qualidade de Vida. Dra. Luciene Alves Moreira Marques Doutorado em Psicobiologia pela UNIFESP

Depressão e Qualidade de Vida. Dra. Luciene Alves Moreira Marques Doutorado em Psicobiologia pela UNIFESP Depressão e Qualidade de Vida Dra. Luciene Alves Moreira Marques Doutorado em Psicobiologia pela UNIFESP 1 Percepções de 68 pacientes entrevistadas. 1. Sentimentos em relação à doença Sinto solidão, abandono,

Leia mais

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial remuneração para ADVOGADOS Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados advocobrasil Não ter uma política de remuneração é péssimo, ter uma "mais ou menos" é pior ainda. Uma das

Leia mais

Entrevista - Espiritualidade nas empresas

Entrevista - Espiritualidade nas empresas Entrevista - Espiritualidade nas empresas 1 - O que podemos considerar como espiritualidade nas empresas? Primeiramente considero importante dizer o que entendo por espiritualidade. Podemos dizer que é

Leia mais

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO Por que ler este livro? Você já escutou histórias de pessoas que ganharam muito dinheiro investindo, seja em imóveis ou na Bolsa de Valores? Após ter escutado todas essas

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR

O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR O mundo como escola Texto Isis Lima Soares, Richele Manoel, Marcílio Ramos e Juliana Rocha Fotos Luciney Martins/Rede Rua Site 5HYLVWD9LUDomR Já pensou um bairro inteirinho se transformando em escola a

Leia mais

O dentista que virou dono de restaurante chinês 1

O dentista que virou dono de restaurante chinês 1 O dentista que virou dono de restaurante chinês 1 O cirurgião dentista Robinson Shiba, proprietário da rede China In Box, em 1992 deixava de exercer sua profissão como dentista para inaugurar a primeira

Leia mais

Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros

Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros DEUS SE REVELA ATRAVÉS DOS OUTROS Ser Marista com os outros: Experimentar caminhos de vida marista comunitariamente INTRODUÇÃO

Leia mais

Liderança e Motivação para Construtoras, Incorporadoras, Escritórios de Arquitetura e Imobiliárias

Liderança e Motivação para Construtoras, Incorporadoras, Escritórios de Arquitetura e Imobiliárias Liderança e Motivação para Construtoras, Incorporadoras, Escritórios de Arquitetura e Imobiliárias Antes de tudo como sugestão aos donos de construtoras, incorporadoras, imobiliárias e escritórios de arquitetura

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares TODO COMPORTAMENTO TEM SUAS RAZÕES. A ÉTICA É SIMPLESMENTE A RAZÃO MAIOR DAVID HUME DEFINIÇÕES

Leia mais

Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça?

Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça? Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça? Caro amigo (a) Se sua empresa está sofrendo com a falta de clientes dispostos a comprar os

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ EBD DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ OLÁ!!! Sou seu Professor e amigo Você está começando,hoje, uma ETAPA muito importante para o seu CRESCIMENTO ESPIRITUAL e para sua

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Como transformar a sua empresa numa organização que aprende

Como transformar a sua empresa numa organização que aprende Como transformar a sua empresa numa organização que aprende É muito interessante quando se fala hoje com profissionais de Recursos Humanos sobre organizações que aprendem. Todos querem trabalhar em organizações

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE

VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE É Preciso saber Viver Interpretando A vida na perspectiva da Espiritualidade Cristã Quem espera que a vida seja feita de ilusão Pode até ficar maluco ou morrer na solidão É

Leia mais

Proposta de Candidatura Diretoria da Presidência Agrobio Consultoria Júnior Gestão 2013. Isabella Assunção Cerqueira Procópio

Proposta de Candidatura Diretoria da Presidência Agrobio Consultoria Júnior Gestão 2013. Isabella Assunção Cerqueira Procópio Proposta de Candidatura Diretoria da Presidência Agrobio Consultoria Júnior Gestão 2013 Isabella Assunção Cerqueira Procópio Janeiro de 2013 1 Sumário 1. Dados Básicos de Identificação...3 2. Histórico

Leia mais

O papel da gerência em um ambiente de manufatura lean. Gary Convis, Presidente, Toyota Motor Manufacturing de Kentucky

O papel da gerência em um ambiente de manufatura lean. Gary Convis, Presidente, Toyota Motor Manufacturing de Kentucky O papel da gerência em um ambiente de manufatura lean Gary Convis, Presidente, Toyota Motor Manufacturing de Kentucky Tradução: Diogo Kosaka Gostaria de compartilhar minha experiência pessoal como engenheiro

Leia mais

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA PARÓQUIA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA PESQUISA DIRIGIDA AOS JOVENS COM IDADE ENTRE 15 E 35 ANOS RELATÓRIO : 1º PESQUISA MISSA : 08:30 DATA : 09/04/2011 - Nº de Entrevistados : 16 1º QUESTÃO - IDADE Foi perguntado

Leia mais

GRUPOS. são como indivíduos, cada um deles, tem sua maneira específica de funcionar.

GRUPOS. são como indivíduos, cada um deles, tem sua maneira específica de funcionar. GRUPOS são como indivíduos, cada um deles, tem sua maneira específica de funcionar. QUANTOS ADOLESCENTES A SUA CLASSE TEM? Pequenos (de 6 a 10 pessoas) Médios ( de 11 pessoa a 25 pessoas) Grandes ( acima

Leia mais

HISTÓRIAREAL. Como o Rodrigo passou do estresse total para uma vida mais balanceada. Rodrigo Pinto. Microsoft

HISTÓRIAREAL. Como o Rodrigo passou do estresse total para uma vida mais balanceada. Rodrigo Pinto. Microsoft HISTÓRIAREAL Rodrigo Pinto Microsoft Como o Rodrigo passou do estresse total para uma vida mais balanceada Com a enorme quantidade de informação, o funcionário perde o controle do que é prioritário para

Leia mais

PROGRAMA DIAMANTE 4X4

PROGRAMA DIAMANTE 4X4 PROGRAMA DIAMANTE 4X4 DIAMANTE 4X4 Prezado Consultor, Nós da família Hinode preparamos esse material com muito carinho para você, pois temos um sonho de fazer desse mundo, um mundo melhor. Nosso objetivo

Leia mais

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Ultrapassando barreiras e superando adversidades. Ser um gestor de pessoas não é tarefa fácil. Existem vários perfis de gestores espalhados pelas organizações,

Leia mais

Desenvolvimento sustentável: o que é e como alcançar? 1. Marina Silva 2

Desenvolvimento sustentável: o que é e como alcançar? 1. Marina Silva 2 Desenvolvimento sustentável: o que é e como alcançar? 1 Boa tarde a todos e a todas! Marina Silva 2 Quero dizer que é motivo de muita satisfação participar de eventos como esse porque estamos aqui para

Leia mais

Mas elas não querem ser felizes nem ter sucesso, mas também nem vão para a atitude de ação.

Mas elas não querem ser felizes nem ter sucesso, mas também nem vão para a atitude de ação. T.B.C. Tirar a BUNDA da Cadeira em 2015 Na verdade fiquei por um tempo pensando qual seria o melhor título para este artigo, pois estava entre: as pessoas/empresas não querem ser felizes nem ter sucesso,

Leia mais

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade...

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade... Entrevista com PEDRO MANDELLI Consultor na área de mudança organizacional, Pedro Mandelli é um dos maiores especialistas em desenho e condução de processos de mudança em organizações. É professor da Fundação

Leia mais

APRESENTAÇÃO MBN. Fone: 011-98291-7300 Skype: albertoaconti E-mail: info@buenasnuevasbrasil.org http://buenasnuevasbrasil.org/

APRESENTAÇÃO MBN. Fone: 011-98291-7300 Skype: albertoaconti E-mail: info@buenasnuevasbrasil.org http://buenasnuevasbrasil.org/ APRESENTAÇÃO MBN Fone: 011-98291-7300 Skype: albertoaconti QUEM SOMOS? Somos um Ministério que tem a visão de equipar e treinar novos líderes, incentivar o surgimento do empreendedorismo e de profissionais

Leia mais

O SR. ISAÍAS SILVESTRE (PSB-MG) pronuncia o. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados,

O SR. ISAÍAS SILVESTRE (PSB-MG) pronuncia o. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, O SR. ISAÍAS SILVESTRE (PSB-MG) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, gostaria de Parabenizar o Dep. Adelor Vieira pela iniciativa louvável de requerer esta Sessão

Leia mais

De mãos dadas: RH e marketing

De mãos dadas: RH e marketing De mãos dadas: RH e marketing A união de RH e marketing é um dos melhores caminhos para a sobrevivência de uma empresa - e das próprias áreas Não é incomum, em tempos de turbulência e incertezas econômicas,

Leia mais

NASCER BEM 2/44. Foto: Stock.Schng

NASCER BEM 2/44. Foto: Stock.Schng 2/44 Foto: Stock.Schng NASCER BEM OBJETIVOS: Fase 1: * Fornecer informações e orientações para empreendedores que pretendem iniciar um negócio, sobretudo na elaboração do Plano de Negócio. 3/44 Foto: Stock.Schng

Leia mais

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE Introdução A CF deste ano convida-nos a nos abrirmos para irmos ao encontro dos outros. A conversão a que somos chamados implica

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:27-30

PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:27-30 PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:2730 FILIPENSES 1:2730 Somente deveis portarvos dignamente conforme o evangelho de Cristo, para que, quer vá e vos

Leia mais

Problemas, todos temos. Os chefes PONTO. direto ao

Problemas, todos temos. Os chefes PONTO. direto ao Se você usa alguma delas, entre imediatamente em estado de alerta; você pode não ser um líder tão capaz quanto imagina Problemas, todos temos. Os chefes então, nem se fale. Mas, se aqueles que são terríveis

Leia mais

"Busca pelo Envolvimento do Funcionário Parte Dois: O Poder do Reforço Positivo.

Busca pelo Envolvimento do Funcionário Parte Dois: O Poder do Reforço Positivo. "Busca pelo Envolvimento do Funcionário Parte Dois: O Poder do Reforço Positivo. Por Bill Sims, Jr. www.safetyincentives.com Na primeira parte desta história, expliquei sobre os três tipos de funcionários

Leia mais

Nesta nova série Os Discursos de Jesus vamos aprofundar as Palavras de Jesus :- seus discursos, suas pregações e sermões. Ele falou aos seus

Nesta nova série Os Discursos de Jesus vamos aprofundar as Palavras de Jesus :- seus discursos, suas pregações e sermões. Ele falou aos seus Nesta nova série Os Discursos de Jesus vamos aprofundar as Palavras de Jesus :- seus discursos, suas pregações e sermões. Ele falou aos seus apóstolos na intimidade, falou a um grupo maior que se aproximava

Leia mais

OSVALDO. Como também foi determinante a motivação e a indicação feita por um professor.

OSVALDO. Como também foi determinante a motivação e a indicação feita por um professor. OSVALDO Bom dia! Meu nome é Osvaldo, tenho 15 anos, sou de Santa Isabel SP (uma cidadezinha próxima à Guarulhos) e, com muito orgulho, sou bolsista ISMART! Ingressei no ISMART este ano e atualmente estou

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 80 Memória Oral 24 de abril de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte,

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES

Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO

Leia mais

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. A maioria absoluta das avaliações obtêm excelentes resultados,

Leia mais

NOTÍCIAS. Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal. V.4 - N.4 - Setembro de 2015

NOTÍCIAS. Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal. V.4 - N.4 - Setembro de 2015 V.4 - N.4 - Setembro de 2015 Vilma Lúcia da Silva 05 Assessora de Comunicação do Parque da Cidade Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal Só no mês de setembro o Parque da Cidade recebeu

Leia mais

RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS

RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS BRASÍLIA ECHARDT VIEIRA (CENTRO DE ATIVIDADES COMUNITÁRIAS DE SÃO JOÃO DE MERITI - CAC). Resumo Na Baixada Fluminense, uma professora que não está atuando no magistério,

Leia mais

pensamentos para o seu dia a dia

pensamentos para o seu dia a dia pensamentos para o seu dia a dia Israel Belo de Azevedo 1Vida e espiritualidade 1 Adrenalina no tédio O interesse por filmes sobre o fim do mundo pode ser uma forma de dar conteúdo ao tédio. Se a vida

Leia mais

A falta deste rumo traz consequências desastrosas para qualquer ser humano e para qualquer profissional.

A falta deste rumo traz consequências desastrosas para qualquer ser humano e para qualquer profissional. Planejar a vida e carreira traz sucesso e felicidade No mundo globalizado que nos encontramos hoje em dia, as pessoas estão o tempo todo correndo para tudo quanto é lugar e canto de forma desenfreada acreditando

Leia mais

Resiliência. Capacidade para superar os desafios da vida

Resiliência. Capacidade para superar os desafios da vida Resiliência Capacidade para superar os desafios da vida O que é resiliência? Resiliência pode ser definida como a capacidade de se renascer da adversidade fortalecido e com mais recursos. (...) Ela engloba

Leia mais

Um exemplo prático. Como exemplo, suponha que você é um recémcontratado

Um exemplo prático. Como exemplo, suponha que você é um recémcontratado pessoas do grupo. Não basta simplesmente analisar cada interpretação possível, é preciso analisar quais as conseqüências de nossas possíveis respostas, e é isso que proponho que façamos de forma racional.

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

Acostumando-se com os Milagres

Acostumando-se com os Milagres Acostumando-se com os Milagres Ap. Ozenir Correia 1. VOCÊ NÃO PERCEBE O TAMANHO DO MILAGRE. Enxame de moscas Naquele dia, separarei a terra de Gósen, em que habita o meu povo, para que nela não haja enxames

Leia mais

A ZONA DE CONFORTO DOS ADVOGADOS: PORQUE OS ESCRITÓRIOS ABANDONAM O SUCESSO.

A ZONA DE CONFORTO DOS ADVOGADOS: PORQUE OS ESCRITÓRIOS ABANDONAM O SUCESSO. A ZONA DE CONFORTO DOS ADVOGADOS: PORQUE OS ESCRITÓRIOS ABANDONAM O SUCESSO. Caro Advogado, Gostaria de começar este artigo com a pergunta mais misteriosa do mundo jurídico: por que alguns escritórios

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão:

Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão: II) NOSSA VISÃO Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão: A) Adorar a Deus em espírito e verdade Queremos viver o propósito para o qual Deus

Leia mais

Como se livrar da humilhação

Como se livrar da humilhação 1 Como se livrar da humilhação Casos de assédio moral triplicam na Justiça em quatro anos. Veja o que fazer para evitar problemas no trabalho e não prejudicar sua carreira Andrea Giardino Há três anos,

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

O que é o Ação Integrada?

O que é o Ação Integrada? O que é o Ação Integrada? Resultado de uma articulação entre a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE/MT), o Ministério Público do Trabalho (MPT/MT), a Fundação Uniselva da Universidade

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo 1/44. Foto: Stock.Schng

EMPREENDEDORISMO. Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo 1/44. Foto: Stock.Schng EMPREENDEDORISMO Instrutora: Keila Coimbra Senac Varejo Foto: Stock.Schng 1/44 CONCEITO Empreendedorismo é o estudo voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação de

Leia mais

A alma da liderança Por Paulo Alvarenga

A alma da liderança Por Paulo Alvarenga A alma da liderança Por Paulo Alvarenga A palavra liderança é uma palavra grávida, tem vários significados. Desde os primórdios dos tempos a humanidade vivenciou exemplos de grandes líderes. Verdadeiros

Leia mais

A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean

A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean Paulo Cesar Brito Lauria Muitas empresas têm se lançado na jornada de implementar a filosofia lean nas últimas décadas. No entanto, parece que

Leia mais

DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos

DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br Eu queria testar a metodologia criativa com alunos que eu não conhecesse. Teria de

Leia mais

Meditações para os 30 dias de Elul

Meditações para os 30 dias de Elul 1 Meditações para os 30 dias de Elul O Zohar explica que quanto mais preparamos a alma durante o mês que precede Rosh Hashaná, melhor será o nosso ano. De acordo com a Kabbalah, o Recipiente para receber

Leia mais

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicas-para-jovens Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos As dinâmicas de grupo já fazem parte do cotidiano empresarial,

Leia mais

6ª Aula A Vontade de Deus

6ª Aula A Vontade de Deus 6ª Aula A Vontade de Deus Objetivo do curso: Ajudar cada cristão a orar mais! Ajudar cada cristão a entender que a oração é o meio pelo qual Deus é CONVIDADO a fazer parte de nossas vidas (não há outra

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt São Paulo-SP, 05 de dezembro de 2008 Presidente: A minha presença aqui

Leia mais

Marlon (Espírito) Psicofonia compilada por Maria José Gontijo Revisão Filipe Alex da Silva

Marlon (Espírito) Psicofonia compilada por Maria José Gontijo Revisão Filipe Alex da Silva Comunicação Espiritual J. C. P. Novembro de 2009 Marlon (Espírito) Psicofonia compilada por Maria José Gontijo Revisão Filipe Alex da Silva Resumo: Trata-se de uma comunicação pessoal de um amigo do grupo

Leia mais

Estamos presentes em 20 estados

Estamos presentes em 20 estados http://goo.gl/7kuwo O IDEBRASIL é voltado para compartilhar conhecimento de gestão com o empreendedor do pequeno e micro negócio, de forma prática, objetiva e simplificada. A filosofia de capacitação é

Leia mais

UNIVERSIDADE JÁ GASTA MAIS DO QUE O MEC QUER DAR

UNIVERSIDADE JÁ GASTA MAIS DO QUE O MEC QUER DAR UNIVERSIDADE JÁ GASTA MAIS DO QUE O MEC QUER DAR Nas contas do ex-reitor da USP, anteprojeto da reforma não atende ao acordo com os reitores REFORMA UNIVERSITÁRIA Gabriel Manzano Filho O aumento de recursos

Leia mais

Segredos. 7do Empreendedor de 7SUCESSO

Segredos. 7do Empreendedor de 7SUCESSO 7 Segredos 7 Segredos empreendedor magnético 2015. Empreendedor Magnético www.empreendedormagnetico.com.br Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte,

Leia mais

Olá, meu nome é Fred Silveira, eu sou coach empresarial e ajudo pequenos e médios empresários a conseguirem melhores resultados de suas empresas.

Olá, meu nome é Fred Silveira, eu sou coach empresarial e ajudo pequenos e médios empresários a conseguirem melhores resultados de suas empresas. Autor Olá, meu nome é Fred Silveira, eu sou coach empresarial e ajudo pequenos e médios empresários a conseguirem melhores resultados de suas empresas. Neste e-book, irei compartilhar com você 5 caminhos

Leia mais

MARKETING VERDE E-BOOK GRATUITO DESENVOLVIDO PELA SITE SUSTENTÁVEL

MARKETING VERDE E-BOOK GRATUITO DESENVOLVIDO PELA SITE SUSTENTÁVEL MARKETING VERDE E-BOOK GRATUITO DESENVOLVIDO PELA SITE SUSTENTÁVEL Introdução: O marketing verde já não é tendência. Ele se tornou uma realidade e as empresas o enxergam como uma oportunidade para atrair

Leia mais

A grande verdade é que a maioria das empresas está perdendo muito dinheiro tentando criar um negócio online.

A grande verdade é que a maioria das empresas está perdendo muito dinheiro tentando criar um negócio online. Você gostaria de aprender o que os negócios campeões em vendas online fazem? Como eles criam empresas sólidas na internet, que dão lucros por vários e vários anos? A grande verdade é que a maioria das

Leia mais

Todos Batizados em um Espírito

Todos Batizados em um Espírito 1 Todos Batizados em um Espírito Leandro Antonio de Lima Podemos ver os ensinos normativos a respeito do batismo com o Espírito Santo nos escritos do apóstolo Paulo, pois em muitas passagens ele trata

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Cristina Soares. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Cristina Soares. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Cristina Soares Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Quando decidi realizar meu processo de coaching, eu estava passando por um momento de busca na minha vida.

Leia mais

Caso você tenha dificuldade de acessar o link acima, segue a transcrição dos diálogos:

Caso você tenha dificuldade de acessar o link acima, segue a transcrição dos diálogos: NED NÚCLEO DE ESTUDOS DIRIGIDOS Ano Letivo: 2012.1 ED8/ED Ética e Relações no Trabalho Habilidade: Lidar com as pessoas Professor(a) M.Sc. Vanilda Rodrigues Brianez ATIVIDADES DISCURSIVAS 1 Para responder

Leia mais

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1 1 O caminho da harmonia. Colossenses 3 e 4 Col 3:1-3 Introdução: Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus. Mantenham

Leia mais

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo Tens uma tarefa importante para realizar: 1- Dirige-te a alguém da tua confiança. 2- Faz a pergunta: O que admiras mais em Jesus? 3- Regista a resposta nas linhas.

Leia mais

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência 43 5 ADOLESCÊNCIA O termo adolescência, tão utilizado pelas classes médias e altas, não costumam fazer parte do vocabulário das mulheres entrevistadas. Seu emprego ocorre mais entre aquelas que por trabalhar

Leia mais

VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG

VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG Um cacique kaingang, meu amigo, me escreveu pedindo sugestões para desenvolver, no Dia do Índio, o seguinte tema em uma palestra: "Os Valores Culturais da Etnia Kaingáng".

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

Seis dicas para você ser mais feliz

Seis dicas para você ser mais feliz Seis dicas para você ser mais feliz Desenvolva a sua Espiritualidade A parte espiritual é de fundamental importância para o equilíbrio espiritual, emocional e físico do ser humano. Estar em contato com

Leia mais

Ele vai bater à sua porta

Ele vai bater à sua porta Ele vai bater à sua porta Sob o comando de Arthur Grynbaum, o Boticário entra no mercado de vendas diretas - e se aproxima de concorrentes como Avon e Natura http://portalexame.abril.com.br/revista/exame/edicoes/0968/negocios/ele-vai-bater-suaporta-558119.html

Leia mais

Família. Escola. Trabalho e vida econômica. Vida Comunitária e Religião

Família. Escola. Trabalho e vida econômica. Vida Comunitária e Religião Família Qual era a profissão dos seus pais? Como eles conciliavam trabalho e família? Como era a vida de vocês: muito apertada, mais ou menos, ou viviam com folga? Fale mais sobre isso. Seus pais estudaram

Leia mais

Empresário. Você curte moda? Gosta de cozinhar? Não existe sorte nos negócios. Há apenas esforço, determinação, e mais esforço.

Empresário. Você curte moda? Gosta de cozinhar? Não existe sorte nos negócios. Há apenas esforço, determinação, e mais esforço. Empresário Não existe sorte nos negócios. Há apenas esforço, determinação, e mais esforço. Sophie Kinsella, Jornalista Econômica e autora Você curte moda? Gosta de cozinhar? Ou talvez apenas goste de animais?

Leia mais

Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1

Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1 Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade Hebert Schiavelli Página 1 A maior Ambição do Homem é querer Colher aquilo que Não Semeou. Hebert Schiavelli (Empreendedor) Porque não Seguir o Fluxo da Sociedade

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Moreira, Alessandro Messias. Empreendedorismo / Alessandro Messias Moreira. Varginha, 2015. 44 slides; il.

EMPREENDEDORISMO. Moreira, Alessandro Messias. Empreendedorismo / Alessandro Messias Moreira. Varginha, 2015. 44 slides; il. EMPREENDEDORISMO Moreira, Alessandro Messias. M835e Empreendedorismo / Alessandro Messias Moreira. Varginha, 2015. 44 slides; il. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de Acesso: World Wide Web

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 88 Discurso na cerimónia de inauguração

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE

GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE 2 Download da Apresentação www.gptw.com.br publicações e eventos palestras Great Place to Work - Missão 3 Construindo um Excelente Ambiente de Trabalho 4 1 2 3 4 O que

Leia mais

Receita prática ATRAIA MAIS PROSPERIDADE PARA A SUA VIDA

Receita prática ATRAIA MAIS PROSPERIDADE PARA A SUA VIDA Receita prática ATRAIA MAIS PROSPERIDADE PARA A SUA VIDA Olá tudo bem com você? Estamos contentes que você esteja aqui! A partir deste momento vamos tratar de um assunto muito especial: suas emoções. Por

Leia mais