II Simpósio Nacional de Cosmiatria:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "II Simpósio Nacional de Cosmiatria:"

Transcrição

1 Ano X N o 3 Maio / Junho 2006 Publicação oficial da Sociedade Brasileira de Dermatologia II Simpósio Nacional de Cosmiatria: Fundamentos científicos balizam evento Pág. 5 Revista científica da SBD Editores dos Anais premiam melhores trabalhos publicados em 2005 Pág. 7 Dermatologia Geriátrica Simpósio vai abordar diagnósticos e terapêuticas para idosos Pág. 9 Dermatoses infecciosas Melhores da área vão discutir enfermidades de impacto social, em Manaus Pág. 12

2 Maio / Junho JSBD Ano X n o 3 1 E X P E D I E N T E Sociedade Brasileira de Dermatologia Afiliada à Associação Médica Brasileira D IRETORIA Presidente Sinésio Talhari Vice-Presidente Gerson O. Penna Secretário-Geral Celso T. Sodré Tesoureiro Abdiel Figueira Lima 1 a Secretária Andréa M. C. Ramos 2 o Secretário Heitor S. Gonçalves Diretor de Biblioteca Paulo R. Cunha Esta é uma publicação da Sociedade Brasileira de Dermatologia, dirigida aos seus associados e órgãos de imprensa. Publicação bimestral - Ano X nº 3 Maio / Junho Coordenador Médico: Alberto E. Cox Cardoso (AL) Coordenadora Associada: Francisca Regina O. Carneiro (PA) Jornalista responsável: Tatiana Gentil- Reg. MT n o Redação: Tatiana Gentil e Andréa Fantoni Conselho editorial: Sinésio Talhari (AM), Gerson O. Penna (DF), Celso T. Sodré (RJ), Abdiel Figueira Lima (RJ), Andréa M. C. Ramos (MG), Heitor S. Gonçalves (CE), Paulo R. Cunha (SP) Editoração eletrônica: Nazareno Nogueira de Souza e Tatiana Gentil Contatos Publicitários: Tatiana Gentil e Priscila Rudge Simões A equipe editorial do Jornal da SBD e a Sociedade Brasileira de Dermatologia não garantem nem endossam os produtos ou serviços anunciados, sendo as propagandas de responsabilidade única e exclusiva dos anunciantes. As matérias e textos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores. Correspondência para a redação do Jornal da SBD Av. Rio Branco, 39/18º andar Rio de Janeiro RJ - CEP: Assinatura anual: R$ 100,00 Número avulso: R$ 20,00 Tiragem: 5500 exemplares SBD Editorial Alberto Cox Cardoso Nesse número destaca-se a importante iniciativa da diretoria da SBD que realizou, juntamente com departamento de Cosmiatria e contando com a colaboração do departamento de Cirurgia Dermatológica, durante o II Simpósio Nacional de Cosmiatria, uma reunião com os chefes de serviços credenciados e presidentes de regionais visando estabelecer currículos mínimos das referidas áreas de atuação para residência médica. Durante o simpósio foram debatidos com ética e dentro dos padrões científicos vários procedimentos da cosmiatria, de uma maneira bem distinta do que ocorre nas sociedades médicas de fantasia que não são reconhecidas nem pelo CFM, nem pela AMB. Foi um gol marcado durante a copa do mundo. Em sua coluna, o tesoureiro da SBD alerta aos sócios para que conheçam seus direitos. Leia também sobre outra iniciativa da SBD: o 2 o Simpósio Internacional de Dermatologia Infecciosa, realizado em parceria com CILAD, que acontece em Manaus e será de grande importância para o nosso país tropical. Além dos ensinamentos, a troca de conhecimentos com vários colegas de outros paises será muito valiosa. Ainda nessa edição está matéria abordando que a preocupação com o envelhecimento da população estimulou o departamento de Geriatria a organizar o I Simpósio de Dermatologia Geriátrica. Também enfoca o XXIII Curso Internacional de Dermatologia Tropical, que vai acontecer em Belém, proporcionando debates sobre o assunto. Chama a atenção o número de inscritos para o 61º Congresso da SBD que bateu um recorde com inscritos, até agora, conforme a matéria abordando o principal evento promovido pela Sociedade. Na coluna Expressões da Dermatologia o destaque é o Prof. Jorge José de Souza, grande figura, admirado por todos e carinhosamente chamado de Jorge Jacaré. Sumário 2 Coluna do ombudsman Coluna do Tesoureiro 3 Coluna da diretoria 4 XVIII Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica da SBCD Coluna Painel Calendário 5 II Simpósio Nacional de Cosmiatria 7 Premiação para melhores trabalhos dos Anais Brasileiros de Dermatologia 8 I Simpósio Nacional de Laser II Simpósio Nacional de DST/Aids 9 Simpósio de Dermatologia Geriátrica Censo Dermatológico Biblioteca da SBD 10 Cartilhas produzidas pela SBD são distribuídas pelo Ministério da Saúde Saiba o resultado da prova do TED da SBD XXIII Curso Internacional de Dermatologia Tropical 11 II Simpósio Internacional de Dermatologia Infecciosa 12 Comissão médica atua no Congresso Nacional Homenagem ao Prof. Irwin Freedberg 13 61º Congresso da SBD Coluna Clube de Revistas 14 Coluna Ética em Questão Departamentos 16 Serviços Credenciados 17 Regionais 20 Coluna Expressões da Dermatologia: Dr. Jorge José de Souza Filho

3 Coluna do Ombudsman Foi notável e marcante a vitória dos Profs. Alice Alchorne e Omar Lupi para presidência e vice-presidente da SBD, biênio 2007/8. Como maduros que devemos todos ser, só resta o caminho da união e do apoio incondicional à futura gestão. Este é o caminho que põe a SBD em condições de melhor representar a nossa especialidade. Os desafios são muitos e os problemas grandes. Muito Sucesso! Não é menos notável a evidente melhora da nossa revista, Anais Brasileiros de Dermatologia. Parabéns a todos que nela trabalham. Ainda este ano saberemos se seremos ou não indexados. Não vejo razões para não sê-lo. E aí, a revista tenderá a melhorar ainda mais, já que os nossos autores não tenderão a mandar mais os seus melhores artigos para outras revistas indexadas. Que assim seja! Talvez o maior problema que os novos sócios e a SBD se deparam atualmente, é a prova David Azulay de Titulo de Especialista. Os dados fornecidos até o momento permitem apenas uma análise parcial da prova, mas alguns dados falam por si só: 398 inscritos, ausentes 2,51%, aprovados 51,80% e reprovados 45,68%. Este é um número absurdamente elevado para uma prova que é apenas de suficiência e não classificatória. Se considerarmos que os aprovados, na primeira parte, em sua grandíssima maioria tiveram nota inferior a 7,5 (estimativa pessoal; a nota mínima necessária é de 6,0) e que houveram 5 questões anuladas do total de 80, podemos concluir que esta etapa do concurso pode ser mais bem adequada. Entretanto, é importante mencionar que os candidatos oriundos de serviços credenciados obtiveram o índice de 64,29% de aprovação, número bem superior ao dos candidatos advindos de serviços não credenciados que foi de 25,59%. É difícil acertar esta mão. Sabemos de antemão que não é possível dar pontos, por ser considerado como reserva de mercado aos egressos dos serviços credenciados. Baixar a nota mínima da primeira fase? A situação no momento da prova é ainda mais agravada pelo clima de histeria que se instala: o que leva alguns candidatos a chorarem pelos corredores, contaminando aos demais, acabando piorar o desempenho coletivo. Com o nível de dificuldade da prova, a SBD acaba por virar o seu próprio algoz por gerar um número expressivo de sócios contribuintes. Temos de encontrar uma resposta adequada a esta grande questão. Deveríamos criar uma comissão para estudar melhor o assunto e propor, dentro da lei, medidas que torne mais sensato e equilibrado o TED. PS: espero ter dado a resposta prometida à candidata que escreveu reclamando. Como perdi o seu , gostaria de ser desculpado. Coluna do Tesoureiro Abdiel Figueira Lima Direitos e obrigações Ao longo desta etapa como tesoureiro da SBD, percebi que falta a muitos dos nossos colegas associados o conhecimento mínimo sobre a estrutura da sua entidade, principalmente no capitulo dos seus direitos e deveres. Estou certo de que os seguintes comentários reduziriam bastante a quantidade de problemas existentes, sobretudo pelo crescimento vertiginoso que nossa instituição desenvolveu nos últimos anos. Existe um ESTATUTO com todas estas regras e que se encontra disponível em nossa página na Internet (www.sbd.org.br). Qualquer associado pode se licenciar da SBD (art.13-ix) por períodos de até dois anos, necessitando apenas uma notificação prévia, desde que esteja quite com suas obrigações; esta notificação é protocolada, hoje, de forma eletrônica, com a finalidade de evitar que este colega seja denominado inadimplente - a partir deste momento ele perde todos os direitos, como o de receber o material informativo, bem como se inscrever nos eventos da SBD na qualidade de associado. Nada mais interessante que o associado utilizando este direito guarde uma cópia deste documento. Outro fato importante é o vencimento da anuidade prevista pelo próprio estatuto para 30 de abril de cada ano (art.75); somente após esta data é que o associado será considerado inadimplente, ainda que ele esteja utilizando o parcelamento que as últimas diretorias têm oferecido, no sentido de facilitar o pagamento da anuidade. Após essa data, os valores passam a ser corrigidos mensalmente. Depois de dois anos de inadimplência, mesmo não consecutivos, o associado é desligado da SBD (art. 17-III), mas poderá ser reintegrado a qualquer momento desde que faça a quitação dos seus débitos anteriores corrigidos, freqüentemente representados pelo tempo que gerou o seu desligamento. Espero que essa matéria contribua para o entendimento pleno dos critérios que regem nossa associação que, no ano de 2006, atinge um número significativo de associados, mantendo a nossa posição como segunda na dermatologia mundial.

4 Maio / Junho JSBD Ano X n o 3 3 Coluna da Diretoria Cosmiatria e Cirurgia Dermatológica são á- reas exclusivas de atuação do dermatologista. Esta é a decisão da Comissão Mista de Especialidades a partir da resolução CFM N 1.763/05. A outra área de atuação é a Hanseníase. Face à complexidade que envolve a hanseníase, essa área de atuação é compartilhada com várias especialidades, tais como a Neurologia, Infectologia, Enfermagem e outras. Esta decisão é uma vitória importante da SBD, numa luta travada há anos. A atual diretoria da SBD, particularmente os Drs. Paulo Machado (Bahia) e Iphis Campbell (Brasília), responsáveis pela Educação Médica Continuada da SBD, vem acompanhando e trabalhando nas etapas para tornar o ensino das áreas de atuação da Dermatologia, efetivamente, responsabilidade dos Serviços Credenciados da SBD. Iphis e Paulo trabalham também no sentido de definir os critérios para que todos aqueles que já são especialistas em Dermatologia possam obter os títulos das áreas de atuação. O de Hanseníase já está bem estruturado é preciso fazer uma prova teórico-prática realizada pela SBD. O trabalho do Paulo e do Iphis, com apoio irrestrito da diretoria, teve como resultado a importante reunião com os chefes de serviços, no dia anterior ao início do II Simpósio Nacional de Cosmiatria (16 a 17/06). Nessa reunião foram discutidos tópicos relativos ao ensino da Cosmiatria nos cursos de residência da SBD. Algumas experiências, tais como a do Jayme de Oliveira Filho, do Sérgio Talarico e da Ediléia Bagatin, ambos em S. Paulo e da Mônica Azulay, no Rio, foram apresentadas e servirão como base para a definição do conteúdo programático a ser definido para todas as residências, ainda em Todos os chefes de serviços comprometeram-se a trabalhar no sentido de, dentro de um mês, termos a programação para o ensino das 3 áreas de atuação da Dermatologia. Definir o que ensinar e com qual carga horária é fundamental para que o residente em Dermatologia esteja capacitado a pleitear a certificação de área de atuação em Cosmiatria. ESTA É UMA DAS FORMAS DE A DER- MATOLOGIA FAZER FRENTE AOS INÚMEROS CURSOS DE MEDICINA ESTÉTICA EXIS- TENTES ATUALMENTE. A partir de agora somente o especialista em Dermatologia poderá ter acesso ao certificado de área de atuação em Cosmiatria ou Cirurgia Dermatológica. Na reunião com os chefes de serviço, o chefe do depto. de Cirurgia Dermatológica, Dr. João Roberto (S. José do Rio Preto), apresentou o que vem sendo ensinado na área de Cirurgia Dermatológica. Nessa importante área de atuação, já consagrada da Dermatologia, é também fundamental delimitarmos o que é da nossa competência, qual a carga horária e qual o conteúdo programático mínimo, para que, ENTRE TAN- TOS OUTROS TÓPICOS, possamos discutir com segurança as questões que envolvem a realização de lipoaspiração pelo dermatologista. Pois, na prática, o Conselho Federal de Medicina (CFM) proibia o dermatologista Sinésio Talhari e Abdiel Figueira Cosmiatria e Cirurgia Dermatológica: áreas exclusivas de atuação do dermatologista de realizar este procedimento. Razão básica: qual a capacitação dada ao dermatologista para fazer lipo, mesmo que localizada? Não tínhamos como explicar satisfatoriamente. A união da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) com o Departamento de Cirurgia da SBD, decidida no ano passado, creio ter sido um dos passos mais importantes dado nos últimos tempos para o fortalecimento da nossa especialidade. O João Roberto e o Ival Peres Rosa lideraram com muita competência esse processo. Cirurgia Dermatológica e Cosmiatria, reunidas e organizadas nos cursos de pós-graduação e congressos ou simpósios, tenho certeza, nos tornarão ainda mais fortes e respeitados junto à categoria médica e sociedade. Infelizmente, não pude comparecer ao Congresso de Cirurgia Dermatológica, realizado esse ano, em S.José do Rio Preto. A seguir, deixo-os com os ecos do Congresso, escrito pelo Abdiel: Uma importante missão representativa em nome da nossa SBD foi levada a cabo pelo nosso diretor tesoureiro Abdiel Figueira, nos dia 4, 5 e 6 de junho, em São José do Rio Preto, durante o XVIII Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica, que nos faz o seguinte relato: Uma missão agradável e saudosista por rever as nossas origens neste interior paulista, representada por uma das grandes metrópoles do estado de SP. O conteúdo científico de toda a programação foi excelente, gerando contentamento em todo o público ali presente. Foi bastante fácil observar a evolução e a pujança da cirurgia dermatológica, desde as téc-

5 4 SBD JSBD Ano X n o 3 nicas mais convencionais até a abrangência que as novas técnicas e aparelhagens modernas permitem hoje na prática segura e ética da nossa especialidade. Na presidência deste evento, destacava-se o nosso colega Dr. João Roberto Antonio e família que não pouparam esforços nesta trabalhosa tarefa, culminando com a parte social, deixando saudades pela magnífica festa caipira, seguida de uma noite árabe, preparadas com todos os mínimos detalhes. Nosso brilhante colega que ocupa hoje a chefia do departamento de Cirurgia Dermatológica da SBD nos possibilitou criar um espaço para reflexão sobre o futuro dessas duas associações que parece ser comungada pelo próximo presidente da SBCD: a necessidade de assegurar mais poder político institucional, considerando o reconhecimento como área de atuação da dermatologia pela AMB e pelo CFM, acrescido dos associados serem comuns, parece bastante salutar que seja iniciada uma comissão paritária entre SBD e SBCD buscando assegurar seus objetivos comuns, que termine numa verdadeira fusão. Cirurgia Dermatológica Foi um sucesso o XVIII Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica promovido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica, entre 3 e 7 de junho, em São José do Rio Preto (SP). Aconteceram mais de 80 cursos e workshops, além de cursos hands-on abrangendo modernas técnicas de tratamentos. Cerca de pessoas se inscreveram para o evento. Segundo o presidente da SBCD e também coordenador do departamento de Cirurgia Dermatológica da SBD, Dr. João Roberto Antônio, os professores e especialistas foram destaques porque além de participaram dos cursos práticos, também proferiram palestras de excelente qualidade. Lipoaspiração tumescente Depois de diversas reuniões entre os membros das câmaras técnicas do CFM e representantes da SBD, o Conselho Federal de Medicina decidiu que a Drs. Carlos Roberto Antônio e João Roberto Antônio organizadores do congresso Resolução do CFM 1711/03, que define parâmetros de segurança para a execução da lipoaspiração, se refere à segurança do método e não a limitação da habilitação. Portanto, o dermatologista pode praticar a técnica, desde que tenha passado por formação complementar em cirurgia, promovida comprovadamente pela SBD. A Sociedade recebeu, no final de abril, carta versando sobre o tema do vice-presidente do CFM, Dr. Antônio Gonçalves Pinheiro. Painel Prêmio O trabalho "Dermatite erosiva congênita com cicatrização rendilhada", cujas autoras principais são as Dras. Gabriela Lowy e Osvania M. N. Pessoa, foi premiado em 1 o lugar, na categoria pôster, no 4º Congresso Latino-Americano de Calendário Dermatologia Pediátrica, realizado em Buenos Aires. Professores Sampaio e Azulay são homenageados Na primeira quinzena de maio de 2006, período em que aconteceu a XXV RADLA, os professores Sampaio e Azulay foram homenageados na embaixada do Brasil, no Chile. Durante a cerimônia, em Santiago, que contou com a presença de dermatologistas brasileiros, o embaixador Gelson Fonseca Júnior destacou a contribuição da medicina brasileira para o mundo. Ele exaltou principalmente a dermatologia e a grande contribuição dos ilustres professores. AGOSTO 18 e 19 Sexta e Sáb. Forum de Cosmiatria - SBD Reg. PE 18 e 19 Sexta e Sáb. XXVIII Cuso de Dermatologia Tropical e Meio Ambiente - SBD - Belém Reg. PA 19 Sábado Curso Teórico - Diretrizes Terapêuticas - SBD Reg. PR 25 e 26 Sexta e Sáb. Curso de Microdermoabrasão - SBD Reg. CE Sessão Clínica - SBD Reg. CE 25 e 26 Sexta e Sáb. Workshop de Micro e Dermoabrasão - SBD Reg. ES Reunião Clínica Mensal - SDHUCAM - SBD Reg. ES 26 Sáb. Reunião Científica - SBD Reg. PB 29 Terça Reunião Administrativa - SBD Reg. SE 30 Quarta Reunião Científica - SBD Reg. AL * O calendário completo está disponível no site:

6 II Simpósio Nacional de Cosmiatria Maio / Junho JSBD Ano X n o 3 5 Aprincipal característica do II Simpósio Nacional de Cosmiatria foi a expressão científica dos temas. O evento realizado pelo departamento de Cosmiatria da SBD aconteceu nos dias 15, 16 e 17 de julho, no Rio de Janeiro, reunindo cerca de 450 pessoas. Foram apresentadas inovações sobre a área pelos principais especialista do país. O evento teve a coordenação dos doutores Jayme de Oliveira Filho, Abdiel Figueira, Ana Marina Pinheiro, Celso Sodré, Ediléia Bagatin e Mônica Azulay. Além das conferências, havia ainda uma área para estandes e exposição de pôsteres. Uma das intervenções feitas pela platéia se referira à importância dos tratamentos cosmiátricos serem realizados por dermatologistas, o que foi defendido pelo Dr. Jayme de Oliveira Filho. Ao aprimorar o conhecimento em evento realizado por uma sociedade médica, reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina e pela Associação Médica Brasileira, o dermatologista reforça o conceito de praticar técnicas fundamentadas Drs. Edileia Bagatin, Ana Pinheiro, Sinésio Talhari, Jayme Filho e Mônica Azulay falam para a atenta platéia na medicina baseada em evidência. Além disso, um bom dermatologista tem profundo conhecimento anatômico, morfológico e fisiológico da pele, assegurando o melhor para o paciente - Jayme de O. Filho. Outro ponto alto foi a reunião organizada pela diretoria com a participação dos presidentes de regionais, chefes de serviço, dos coordenadores dos departamentos de cosmiatria e cirurgia cosmiátrica, além dos organizadores do evento. No encontro foi decidida a implementação de um conteúdo programático básico de residência médica em dermatologia, englobando as áreas de cosmiatria e cirurgia dermatológica. Para o presidente da SBD, Dr. Sinésio Talhari, essa é uma forma de delimitar legalmente toda a área de atuação da especialidade. P a l e s t r a s Dra. Marina Landau, conferencista do evento Aconvidada estrangeira do simpósio, a israelense Marina Landau, abriu a sua palestra sobre peelings químicos profundos fazendo um retrospecto da evolução histórica da técnica. Há cem anos os peelings profundos são considerados os procedimentos nãocirúrgicos mais indicados para rejuvenescimento, falou. Segundo ela, um dos principais efeitos do peeling de fenol é a melhora proeminente da espessura e da reorganização do colágeno da pele. Uma das principais dicas para quem vai realizar o procedimento é fazer uma boa ventilação mecânica da sala, visando o bem estar do paciente. Segundo a Dra. Landau, ao contrário do divulgado por muito tempo, as pessoas com pele escura também podem se beneficiar da técnica, desde que façam uma proteção solar eficiente na área tratada. Na sua segunda apresentação a médica falou sobre a importância dos lábios, indagando se é possível estabelecer um conceito de lábios perfeitos. Estreitamente ligada à expressão oral e a sexualidade, a beleza dessa parte do rosto está relacionada, entre outros fatores, aos tipos de raça e à época. Afinal, para cada período histórico há um padrão de beleza. Ao comparar as mulheres comuns com as top models, foi concluído que as modelos têm a área total dos lábios duas vezes maior do que Continua j

7 6 SBD JSBD Ano X n o 3 as mulheres comuns, afirmou. Ela considera também que deve existir simetria entre a parte superior dos lábios e o nariz; o lábio inferior e o fim do queixo e o ângulo naso-labial. Outra dica é que o lábio inferior seja mais cheio do que o superior. Esse, por sua vez, deve ser mais projetado para fora. Portanto, é indicado considerar esses termos na hora de aplicar preenchimentos nos lábios dos pacientes, evitando excessos. Dentre outros assuntos relevantes, mostrados por vários especialistas, estavam os procedimentos combinados ou associados para rejuvenescimento da pele. Como por exemplo, o uso da luz intensa pulsada e a toxina botulí- OConselho Federal de Medicina divulgou uma notificação considerando os aspectos éticos e técnicos da bioplastia, baseado em decisão dos representantes das Câmaras Técnicas de Cirurgia Plástica e de Produtos e Procedimentos em Estética da entidade, que estiveram reunidos em março. A ressalva afirma que o uso do polimetilmetacrilato, encontrado em diversas apresentações comerciais, tem registro da Agência de Vigilância Nacional apenas em algumas formas, de modo específico e determinado. nica ou a mesma toxina usada de forma conjugada com o laser, que com resultam em melhorias significativas para os pacientes. - É uma tendência atual que as pessoas sejam submetidas há vários procedimentos em conjunto ou de forma seriada para obter, no final do tratamento, um resultado mais pleno e mais satisfatório. Como diria o Prof. João Roberto Antonio: Leva tempo para ficar mais jovem! - comenta o Dr. Jayme de O. Filho. No quadro sobre preenchimentos cutâneos, uma das coordenadoras do simpósio, Dra. Ana Pinheiro, ponderou sobre as complicações que podem causar o uso indevido da bioplastia. De acordo com a especialista, a má utilização da técnica pode resultar em necroses e aparecimentos de nódulos endurecidos e de difícil retirada. A SBD recomenda que os pacientes não façam uso de técnicas ainda sem comprovação científica, pois as conseqüências podem aparecer somente anos depois, afirma. No mesmo bloco, a coordenadora do simpósio Dra. Ediléia Bagatin, entre outras colocações, destacou que cresce a literatura científica sobre procedimentos cosmiátricos, citando como exemplo a bioplastia. Ela ainda ressaltou a importância dos especialistas fazerem protocolos científicos adequados para a condução de ensaios de bom padrão médico. Cuidados com o uso da bioplastia Além disso, não existem estudos sobre o comportamento do produto no corpo humano a longo prazo para preenchimentos, principalmente, em grandes volumes e intramuscular. Em relação à ética médica, o CFM recomenda cautela com o uso da bioplastia, principalmente, para proteger os pacientes sobre divulgação fantasiosa e exagerada dos seus efeitos. Segundo o vice-presidente do CFM, Dr. Antônio Gonçalves Pinheiro é preocupante a constatação de que não-médicos aplicam o produto. Eles aventuram-se de maneira irresponsável em procedimentos invasivos de preenchimentos, expondo pacientes a riscos inaceitáveis, afirma. A utilização do PMMA é conhecida na medicina desde os anos 50, em próteses de quadril e posteriormente em implantes intra-oculares. Mas para tratamentos estéticos, a Anvisa limita às concentrações de 2, 10 e 30%, em seringas de 1ml. A utilização da substância em glúteos, por exemplo, necessita de uma quantidade até 500 vezes maior do que o recomendado, o que representa um risco incalculável para o paciente.

8 Desde o ano passado, os melhores trabalhos de Investigação Clínica, Epidemiológica, Laboratorial e Terapêutica e de Caso Clínico publicados na revista científica da SBD são premiados. Com o apoio da diretoria, os editores científicos dos Anais consideram que a premiação estimula a publicação. A recompensa por trabalho premiado compreende ajuda para participação no Congresso da SBD. Além dos prêmios, os autores fazem jus a certificados que serão entregues em sessão solene, durante o encerramento do 61º Congresso da SBD. Segundo o editor científico da revista, Dr. Bernardo Gontijo, os trabalhos são avaliados de acordo com a adequação metodológica, redação, relevância do tema e qualidade da documentação. O prêmio contempla o trabalho, e não autor principal ou co-autores. Para o editor científico associado, Dr. Everton Vale, a instituição pretende que os autores se esmerem na preparação dos diversos aspectos que envolvem a elaboração do artigo científico. - O artigo deve atrair a atenção do leitor e despertar interesse para a sua leitura. Não basta a relevância do tema, sendo fundamental que o artigo tenha sido bem elaborado. Ainda que relativamente modesta, porém importante para o dermatologista jovem pelo fato de incluir o congresso da sociedade, cremos também que a premiação incentive autores jovens a produzir trabalhos científicos e publicá-los nos Anais - afirma o Dr. Everton Vale. Ainda segundo ele, a qualidade dos trabalhos publicados nos Anais vem melhorando. Aliada a outras estratégias, a premiação contribui para o aprimoramento de qualidade da publicação científica, embora esse seja um processo gradativo que demandará mais tempo para ser percebido na prática, finaliza. Maio / Junho JSBD Ano X n o 3 7 Editores dos Anais premiam melhores trabalhos publicados em 2005 Conheça os artigos premiados da seção de Investigação Clínica, Epidemiológica, Laboratorial e Terapêutica publicados na Revista de volume 80 no ano de j Estudo da proliferação linfocitária em pacientes sensibilizados ao níquel. / Study on lymphocyte proliferation in nickel sensitive patients. Publicado na revista 80(2), páginas Autores: Ana Paula Galli Sanchez, Ricardo Luiz Ribeiro, Vitor Manoel Silva dos Reis, Celina Wakisaka Maruta, Carolina de Almeida Zomignan, Maria Notomi Sato, Ricardo Spina Nunes. j Estudo comparativo entre vitiligo, nevo halo e lúpus eritematoso vitiligóide por meio de métodos imunológicos, histológicos e imuno-histoquímicos. / Comparative study of vitiligo, halo nevus, and vitiligoid variant of lupus erythematosus by immunological, histological, and immunohistochmical methods. Publicado na revista 80(2), páginas Autores: Luiz Gonzaga C. Souza Filho, Durvanei A. Maria, Evandro A. Rivitti, Shigueko S. T. Puejo, Lucy M. Miyauchi, Venâncio A. F. Alves, Mirian N. Sotto. Artigos Premiados da seção de Caso Clínico, publicados na Revista 80/2005. j Estudo de 15 casos de piedra branca observados na Grande Vitória (Espírito Santo Brasil) durante cinco anos / Study on 15 cases of White Piedra in grande Vitória (Espírito Santo Brazil) over a five-year period. Publicado na revista 80(1), páginas Autores: Lucia Martins Diniz, João Basilio de Souza Filho. j Tumor de Bednar (dermatofibrossarcoma protuberante pigmentado): relato de um caso / Bednar tumor (pigmented dermatofibrosarcoma protuberans): a case report Publicado na revista 80(3), páginas Autores: Patrícia Motta de Morais, Carlos Alberto Chirano, Antônio Pedro Mendes Schettini, Greicianne Nakamura. Prêmios: 1º lugar: uma passagem, uma hospedagem e uma inscrição para o Congresso da SBD, em Curitiba; 2º lugar: uma passagem e uma hospedagem para o Congresso da SBD em Curitiba; Caso clínico: 1º lugar: uma passagem para o Congresso da SBD em Curitiba; 2º lugar: uma passagem para o Congresso da SBD em Curitiba;

9 ASBD fecha o calendário de eventos científicos com o I Simpósio Nacional de Laser. Promovido pelo Departamento de Laser, sob coordenação do Dr. Jackson Machado-Pinto, o evento será nos dias 1 e 2 de dezembro de 2006, na Associação Médica de Minas Gerias, em Belo Horizonte. "Serão abordados todos os temas relativos ao uso da Simpósio em Fortaleza destacou as DSTs ASBD realizou o II Simpósio Nacional de DST/Aids, no dia 6 de maio, em Fortaleza, Ceará. Entre os assuntos abordados estiveram em destaque os agravantes da sífilis congênita, que atualmente registra um grande número de mortes no período neonatal: 40% dos casos provenientes de gestantes portadoras de sífilis recente sem tratamento resultam em óbito. E 70% dos casos de sífilis congênita provenientes de gestantes portadoras de sífilis adquirida até quatro anos antes da gestação, também provocam mortes. Apesar de ser uma doença de fácil diagnóstico e tratamento de baixo custo, os números assustam. Para o Dr. Heitor Gonçalves, isso ocorre principalmente pela carência do Sistema Único de Saúde SUS. Há uma deficiência na detecção e tratamento da sífilis na gestação, ou seja, na qualidade do pré-natal. Outra deficiência a ser considerada refere-se à qualidade do diagnóstico clínico e laboratorial da sífilis congênita no período neonatal, diz o 2º secretário da SBD. Outro tema discutido foi o abuso sexual sofrido por crianças portadoras de DST. Segundo o Dr. João Avelleira, coordenador do evento e do Departamento de DST/Aids da SBD, é preciso ter muito cuidado ao comunicar o crime às autoridades competentes, pois existem lesões em áreas genitais, como verrugas, que podem não ter origem na violência sexual. Inclusive foi relatado um episódio deste tipo ocorrido tecnologia laser na dermatologia", afirma o coordenador do simpósio Dr. Jackson Machado- Pinto. Com um programa abrangente, serão discutidos temas como epilação, rejuvenescimento ablativo e não ablativo e fracionado, utilização de radiofreqüência para flacidez e celulite e os aspectos éticos no manejo do laser. Além disso, serão oferecidas consultorias sobre equipamentos e os itens que devem contemplar tanto a montagem quanto a manutenção de uma clínica médica. Também vai haver cursos práticos e "handson", ministrados pelos principais experts do país. Os interessados em se inscrever devem telefonar para o número (31) ou acessar o site Organizadores do simpósio com inúmeras conseqüências para um pai que não era culpado. Ele orienta a necessidade de serem feitas várias entrevistas com auxílio, se possível, de outros especialistas para firmar o diagnostico. O II Simpósio Nacional de DST/Aids da SBD contou com a participação dos principais especialistas do país e o apoio do Programa Nacional de DST/Aids do Ministério da Saúde.

10 Dermatologia Geriátrica em foco Odepartamento de Dermatologia Geriátrica da SBD promove um inédito evento científico: o Simpósio de Dermatologia Geriátrica, no dia 8 de julho, em São Paulo, sob coordenação dos doutores José Alexandre Sittart e Mário César Pires. Segundo o chefe do departamento de Dermatologia Geriátrica, Dr. Alexandre Sittart, normalmente os mais velhos apresentam, entre outras doenças, câncer de pele, doenças pré-cancerosas, micoses, eczemas, pele seca e prurido. A dermatologia geriátrica trata os problemas vinculados às doenças de pele, incluindo os relacionados à estética e o bem estar. Desejamos chamar a atenção quanto aos aspectos inerentes a esta faixa etária, como as doenças que mais prevalecem e as dificuldades de tratamento, tanto através de drogas como por procedimentos. Os idosos necessitam de um atendimento mais humano, compreensível e paciente por parte do médico, fala o Dr. Sittart. O especialista ressalta que para atendê-los bem o médico deve ter muita paciência e atenção. Além disso, o tratamento deve ser acompanho por um parente próximo. Mas, infelizmente se observa certo abandono aos idosos, fala. Outra característica desse paciente é aparentar maior conforto no fim do tratamento. Quando aliviamos seus problemas dermatológicos, quaisquer um, eles ficam muito agradecidos, pois normalmente possuem outros problemas de saúde, explica o Dr. Sittart. O Simpósio de Dermatologia Geriátrica vai receber os mais respeitados especialistas para abordar alguns assuntos como: Tratamento do envelhecimento cutâneo, Fotoenvelhecimento e fotoproteção, Epidemiologia do envelhecimento, Psoríase e Reações adversas às drogas. As inscrições podem ser feitas através do site Maio / Junho JSBD Ano X n o 3 9 Censo dermatológico ASociedade Brasileira de Dermatologia elaborou um Censo Dermatológico que identificará as doenças de pele prevalentes em clínicas privadas e serviços públicos no país. Na metodologia adotada, associados da SBD foram selecionados para participar da pesquisa, além dos 61 serviços credenciados. Durante a semana de 22 a 26 de maio, os dermatologistas anotaram em uma planilha todos os dados de atendimentos nos consultórios ou serviços credenciados. Posteriormente, essas informações serão tabuladas para formar um banco de dados da SBD. A realização do Censo Derma tológico tem como objetivo subsidiar a SBD na formulação de estratégias institucionais e influenciar as políticas públicas, buscando melhorar a qualidade do atendimento prestado à população. É importante a colaboração de todos os envolvidos para obtermos sucesso no desenvolvimento deste banco de dados, ainda inédito no Brasil, afirma o coordenador do censo e vice-presidente da SBD, Dr. Gerson Penna. Este estudo será publicado oficialmente pela Sociedade, quando todos os associados terão acesso às informações. Biblioteca: acervo raro será tratado Oacervo raro da Biblioteca da SBD receberá novo tratamento a partir do segundo semestre: os livros vão ser catalogados, classificados, indexados e inseridos em uma base de dados. Posteriormente, serão disponibilizados em um catálogo através do site da entidade. Para auxiliar no desenvolvimento do projeto, haverá um trabalho conjunto com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A primeira etapa do projeto será a convocação de uma comissão, a ser formada pelo diretor de Biblioteca, dois médicos dermatologistas convidados, um pesquisador, a bibliotecária responsável pelo acervo e uma bibliotecária especialista em acervo raro da Fiocruz. O grupo vai determinar critérios de raridade para o acervo composto por aproximadamente 2 mil volumes.

11 10 SBD JSBD Ano X n o 3 Cartilhas elaboradas pela SBD são distribuídas pelo Ministério da Saúde OMinistério da Saúde reproduziu 20 mil cópias das cartilhas Câncer da pele e mucosas, da SBD. Recentemente, esse material seguiu para as secretarias municipais de saúde, nas cidades onde há associados à SBD. O material seguirá para as equipes do Programa de Saúde da Família (PSF), para que dermatologistas voluntários possam fazer um treinamento sobre o reconhecimento dessas lesões. A iniciativa da diretoria da SBD pretende complementar a Campanha Nacional de Prevenção do Câncer da Pele. Segundo o Dr. Sinésio Talhari, as ações do dia da campanha, até 2004, tinham duas vertentes: a divulgação na mídia sobre os principais aspectos clínicos e preventivos do câncer da pele e o exame dermatológico da população. Essas campanhas possibilitaram ao público conhecer as principais manifestações cutâneas, às vezes discretas, que podem resultar em graves complicações ou mesmo ao êxito letal, explica o Dr. Sinésio Talhari. No ano passado, a diretoria estabeleceu algumas diretrizes, entre elas, que todos os estados brasileiros participassem da Campanha. Os presidentes das regionais também foram orientados a abarcar os secretários estaduais e municipais de saúde dos seus estados para o projeto. - A proposta era envolvê-los na organização de treinamentos para médicos generalistas e enfermeiros dos centros de saúde, pois entendemos que só poderemos diagnosticar e tratar precocemente com a participação de todos os componentes da saúde pública - enfatiza o Dr. Sinésio Talhari. Foram confeccionados e distribuídos 8 mil cartazes com fotos, abordando as principais informações sobre o câncer da pele e de mucosas. Insistimos em divulgar o câncer e précâncer das mucosas, pois essa também é uma área de atuação do dermatologista. Na cartilha são discutidos, com boas fotos e linguagem simples, as principais manifestações pré-cancerosas, os cânceres cutâneos e os meios de prevenção, completa o Dr. Sinésio Talhari. Título de Especialista em Dermatologia da SBD OXL Exame para Obtenção do Título de Especialista em Dermatologia (TED) aconteceu no mês de abril, em São Paulo. Foram 398 inscritos, com dez candidatos ausentes, totalizando 201 (51,8%) aprovados. Dos inscritos, 272 candidatos eram oriundos dos serviços credenciados da SBD: 266 compareceram à avaliação, sendo 171 (64,29%) aprovados. Todos os outros inscritos somavam 126 pessoas, com 4 faltas. O índice de aprovação desse grupo ficou em 24,59% (30). As primeiras colocações na lista de habilitados foram das médicas: Alice Zoghbi Coelho Lobo (1º lugar, com 132 pontos, Hospital das Clínicas da FMUSP), Sayuri Yuge (2º lugar, com 127 pontos, Instituto Lauro de Souza Lima) e a Flávia Regina Coeli (3ª lugar, com 126 pontos, Escola Paulista de Medicina da UFSP). A lista completa dos aprovados está disponível no site da SBD. Para solicitar o Título de Especialista emitido pela Associação Médica Brasileira (AMB), os especialistas devem pagar taxa à AMB, efetuando o depósito no valor de R$180,00 (cento e oitenta reais), na conta da Sociedade Brasileira de Dermatologia, e encaminhar o recibo com o nome completo para a Sociedade via fax ou pelo correio. O prazo para a entrega do Título varia entre três e quatro meses. XXIII Curso Internacional de Dermatologia Tropical Acidade de Belém (PA) sediará o XXIII Curso Internacional de Dermatologia Tropical nos dias 17, 18 e 19 de agosto, no Hilton Hotel. Essa será a 27º edição do evento que aborda temas relacionados às doenças tropicais como lobomicose, cromoblastomicose, tuberculose cutânea, dermatoses parasitárias. Mentor da iniciativa, que a cada ano acontece em um diferente estado brasileiro, o Dr. René Garrido Neves é o coordenador nacional. Já localmente a responsabilidade da ação está a cargo do Dr. Mário Miranda. Fazem parte ainda da comissão organizadora os Drs. Francisca Regina Carneiro e Abdiel Figueira Lima. - O curso tem como maior objetivo prover informações para os profissionais terem um perfeito entendimento das afecções em debate, incluindo aspectos essenciais do diagnóstico, terapêutica e avanços científicos, afirma o Dr. René Garrido. A participação no curso vai contar pontos para o Programa de Educação Médica Continuada da SBD. As inscrições são realizadas através do site

12 Maio / Junho JSBD Ano X n o 3 11 Doenças Infecciosas são temas de simpósio Os mais importantes destaques da área de dermatologia infecciosa vão participar do II Simpósio Internacional de Dermatologia Infecciosa, que acontece de 20 a 22 de julho, na Fundação Instituto de Medicina Tropical de Manaus, no Estado do Amazonas. O evento é promovido pela SBD e o Colégio Ibero-Latino- Americano de Dermatologia (Cilad). Serão vistos temas variados e amplos, cobrindo quase toda a área de dermatologia infecciosa, comenta o presidente da SBD, Dr. Sinésio Talhari. O coordenador científico, Dr. Silvio Alencar Marques acredita que o interesse pelo evento seja grande devido ao tema e o local de realização. Mas é possível que os dermatologistas mais jovens, principalmente, não tenham a real dimensão da importância do encontro, pois estão cada vez mais e mais atraídos e vinculados às outras áreas de atuação. Porém, basta lembrar que somos um dos países com maior incidência em hanseníase para compreender a magnitude do desafio que a medicina brasileira, a dermatologia em particular, enfrenta, afirma. Segundo o médico, a iniciativa foca a atividade e o interesse da SBD em área de fundamental importância para a comunidade. Principalmente aquelas com menores recursos e residentes em áreas de alta prevalência das dermatoses infecciosas. Queremos atrair a atenção de médicos de diferentes áreas de atuação e compartilhar conhecimentos sobre enfermidades de impacto social, afirma. Outro objetivo é consolidar parcerias com os dermatologistas de outras nacionalidades que tenham interesses semelhantes, além de divulgar os papeis da SBD e do Cilad. - Pretendemos trocar experiências e aprendizados durante o simpósio. Também divulgar o Cilad, como entidade supranacional, voltada prioritariamente à discussão das dermatoses de maior relevância social. Além de levar iniciativas científicas da SBD a outros pontos do território. Todos os colegas devem refletir sobre o evento - afirma o Dr. Silvio Alencar Marques. A primeira edição aconteceu no ano passado, na Espanha. Devido à importância, passou a fazer parte da agenda dos especialistas ligados à área. Por ser uma oportunidade única de reunir colegas de tal expressão na área, devemos criar algum documento como consenso terapêutico ou carta de intenções. Nesse sentido, o Comitê de Dermatologia Infecciosa do Cilad, do qual faço parte, já tem agendada uma reunião paralela, em Manaus, afirma o Dr. Silvio Alencar Marques. O amplo programa do II Simpósio Internacional de Dermatologia Infecciosa engloba temas tais como viroses, enfermidades fúngicas, de etiologia bacteriana, micobacterioses, enfermidades zôo-parasitárias, antibioticoterapia em dermatologia e dermatoses infecciosas em imunossupridos. No último dia, haverá ainda apresentação e discussão de 15 casos clínicos, ao vivo. De acordo com o Dr. Sinésio Talhari ainda foram incluídos no programa alguns assuntos relevantes: Dermatologia tropical no Afeganistão e pós-tisunami, na Indonésia, do Dr. Marcellus Fischer (Alemanha); Sarcoma de Kaposi endêmico (Africa) e sarcoma de Kaposi no Mediterrâneo, do Dr. Manuel M. Almeida (Lisboa); Demodecidose e diagnósticos diferenciais em doentes imunodeprimidos, do Dr. Emannuel Clyti (Guiana Francesa), Manifestações dermatológicas associadas a amebas de vida livre, do Dr. Francisco Bravo (Lima) e Uso Racional dos Antibióticos, do Dr. Walter Tavares (Rio de Janeiro). As inscrições e informações sobre o evento podem ser obtidas através do site da SBD (www.sbd.org.br).

13 12 SBD JSBD Ano X n o 3 Comissão médica atua no Congresso AAssociação Médica Brasileira e o Conselho Federal de Medicina criaram a Comissão de Assuntos Políticos CFM/AMB para analisar os Projetos de Lei que abranjam direta ou indiretamente os assuntos ligados à área de saúde. A comissão, formada no final ano passado, pretende envolver as especialidades médicas em todo o processo, emitindo pareceres sobre os projetos pertinentes as suas especialidades. Segundo o presidente da AMB, José Luiz do Amaral, esse trabalho tem assumido crescente importância. "Queremos interferir nos Projetos de Lei no seu nascedouro, ao invés de apagar incêndios em regime de urgência. O médico deve tomar conhecimento da comissão para poder colaborar de alguma maneira na defesa profissional e do paciente", afirma. A Comissão de Assuntos Políticos, desde sua criação, já avaliou mais de 200 PL. É composta pelos Conselheiros do CFM Alceu Pimentel, Pedro Chacel, Neuman Figueiredo e pelos representantes da AMB, Jurandir Filho, José Luiz Mestrinho e Luv Weckx. Homenagem ao Prof. Dr. Irwin Freedberg Faleceu, em 2005, aos 74 anos Irwin Freedberg. Eu conheci Irwin Freedberg, em 1995, quando fiz meu pós-doutorado no Departamento de Dermatologia na New York University (NYU). Esse Serviço de Dermatologia começou no The New York Skin and Cancer Hospital, em Freedberg foi um dos maiores líderes da dermatologia mundial tendo influenciado gerações de dermatologistas. Foi o editor do Fitzpatrick s Dermatoloy General Medicine, um dos mais importantes livros da dermatologia mundial. Graduou-se em medicina em 1956 em Harvard. Foi chefe de dois dos maiores departamentos de dermatologia do mundo: John Hopkins, chefiado por ele por quatro anos, e, nos últimos 24 anos esteve no comando do departamento de Dermatologia da NYU, destacado entre os melhores do mundo. Vários médicos trabalharam com ele, entre os quais se destacam famosos cientistas como Kopf, que estuda melanoma, Seth Orlow, que trabalha com melanogenese e dermatologia pediátrica, e, Jean-Claude Bystryn que se dedica a doenças bolhosas. Freedberg por sua vez, tinha um interesse especial no estudo da biologia dos queratinócitos, sua principal área de pesquisa. Foi um Prof. Dr. Paulo Cunha * dos pioneiros a mostrar como a nova biologia influenciaria a dermatologia e a biologia cutânea. Freedberg foi responsável pelo treinamento de mais de 150 residentes de dermatologia e mentor de muitos professores e pesquisadores. Não estava somente interessado em nossas formações acadêmicas, mas também em nossas realizações da vida. Era campeão entre os cientistas, considerado um dos mais ardilosos guerreiros, com uma combinação da sabedoria, da habilidade, da astúcia e da desenvoltura. Ele maravilhosamente persuadia as pessoas com suas idéias e criatividade. Quando fiz meu pós-doutorado na NYU, Freedberg conduzia pela manhã uma sessão didática, nenhum detalhe era demasiadamente pequeno para escapar da sua atenção, tinha um coração para a medicina. Aquele homem nunca parou de pensar; nunca foi no piloto automático repetindo velhas estratégias e discussões do passado, sempre desenvolveu novas e eficazes estratégias para encontrar as soluções para os problemas que surgissem. Sempre positivo. Nossa admiração e muito obrigado Professor Freedberg. Prof. Titular de Dermatologia da Faculdade de Medicina de Jundiaí; Livre Docente da Faculdade de Medicina da USP e Diretor da Biblioteca da Sociedade Brasileira de Dermatologia

14 Maio / Junho JSBD Ano X n o 3 13 Clube de Revista Alberto Cardoso * 61º Congresso da SBD O61º Congresso da SBD já tem pelo menos uma marca inédita: pré-inscritos até o mês de junho. A mais esperada iniciativa da área realizada pela Sociedade, será de 6 a 10 de setembro, na cidade de Curitiba (PR), no Estação Embratel Convention Center Curitiba. De acordo com o presidente do 61º Congresso da SBD, Dr. Julio Empinotti, a grade científica atinge a várias gamas de interesse. Serão até 14 sessões simultâneas, proporcionando ao congressista maior liberdade para suas opções, afirma. Entre as inovações está à possibilidade de o interessado se inscrever previamente nas atividades, via on-line. Esse recurso possibilita mais conforto, adequação e praticidade nas aulas, explica o Dr. Julio Empinotti. Entre os destaques estrangeiros está o americano Dr. Rox Anderson, que desenvolveu a aplicação de laser para fins terapêuticos na década de 80. Ele é um ícone do avanço tecnológico na medicina, justifica o Dr. Empinotti. Alguns experts também foram destacados para participar de cafés da manhã, sempre às 7h da manhã, com grupos de até 20 pessoas. Para participar desses encontros é necessário se inscrever antecipadamente. Essa é uma excelente oportunidade de ter uma conversa mais próxima com os especialistas, tirar dúvidas e facilitar conhecimentos, fala o Dr. Julio Empinotti. Acredito que o 61º Congresso da SBD está evoluindo bem pela estrutura e qualidade de vida que a moderna cidade oferece. O centro hoteleiro fica nas redondezas do local do evento, portanto todos estarão bem acomodados. Ao mesmo tempo, para os acompanhantes vamos oferecer vastas opções de lazer fala Dr. Empinotti. Os interessados em se inscrever devem acessar o site Os editores científicos dos Anais Brasileiros de Dermatologia, doutores Bernardo Gontijo, Everton Carlos Siviero do Vale e Silvio Alencar Marques vão ministrar o Simpósio dos Anais, no dia 9 de setembro, no 61º Congresso da SBD que acontece em Curitiba. O Simpósio entre outros aspectos, discutirá as exigências para a publicação dos trabalhos e como agilizar o processo de submissão e eventuais modificações. Os temas abordados serão: Importância da redação na qualidade do trabalho científico ; Importância dos descritores (palavras chaves) em ciências da saúde ; Desenhos metodológicos aplicados à dermatologia ; Documentação fotográfica. Arquivo de fotos. Ilustrações e Referências bibliográficas. Sistema de busca da informação. Fator de impacto. Iorizzo M, Vicenzi C, Voudouris S, Piraccini BM, Tosti A. Finasterid Treatment of fermale Pattern Hair Loss. Arch Dermatol. 206; 142 (3): O trabalho objetiva avaliar a eficácia da terapia com finasterida por via oral associada com contraceptivo oral contendo drospirenona e etinilestradiol em mulheres na pré-menopausa com padrão feminino de perda de cabelos. Os pacientes consultaram-se para doenças dos cabelos no Departamento de Dermatologia da Universidade de Bolonha. Trinta e sete mulheres com padrão feminino de queda de cabelos foram tratadas com finasterida por via oral, 25 mg/d; enquanto tomavam um contraceptivo oral contendo drospirenona e etinilestradiol. A eficácia do tratamento foi avaliada usando fotografia global e quantidade de densidade de cabelos de videodermatoscopia. Um autoadministrado questionário foi usado para avaliação do paciente da eficácia do tratamento. Em 12 meses de seguimento, 23 dos 37 pacientes foram avaliados como melhoraram usando fotografia global (12 tiveram discreta melhora, 8 tiveram melhora moderada e 3 tiveram grande melhora): nenhuma melhora foi registrada em 13 pacientes. Uma paciente estudada teve piora em seu quadro clínico. Existiu um aumento estatisticamente significante (P=002) de aumento na densidade de cabelos em 12 pacientes. Nenhuma reação adversa à droga foi relatada. Sessenta e dois por cento dos pacientes demonstraram alguma repressão em sua perda de cabelo com o uso de finasterida, 2,5 mg/d, enquanto tomavam o contraceptivo oral. Não está claro se o sucesso foi devido à alta dosagem de finasterida (2.5 mg em lugar de 1 mg) ou pela associação com contraceptivo oral contendo drospirenon, que tem um efeito antiandiogênico. Estudos posteriores são necessários para o conhecimento do modelo de padrão feminino de perda de cabelos que responde melhor a este tratamento. * Coordenador Médico do Jornal da SBD

15 14 SBD JSBD Ano X n o 3 Ética em questão Seguro contra o erro médico Em um país de perspectivas sombrias no mercado de trabalho, há de se buscar opções para sobreviver no dia-adia, nem que essas opções escondam objetivos pouco claros de prestação de serviços relevantes à população brasileira. Em vista da delicada situação atual para o exercício da Medicina, com excesso de profissionais pouco preparados e um mercado consumidor mais exigente, vem à tona a questão do seguro por danos pessoais decorrentes do erro médico. Abaixo estão os argumentos contra a aquisição do seguro contra o erro médico : Nos processos cíveis, indenizatórios e/ou de obrigação de fazer, pelo ressarcimento dos danos materiais e morais sofridos: Encarecimento da Medicina, como ocorreu nos Estados Unidos; Perda na qualidade da relação médico-paciente; Livre arbítrio do juiz para fixar o valor a ser indenizado no caso de dano moral. Considerando que a apólice terá um limite, no caso de condenação em valores superiores, o médico teria que arcar com a diferença; Encarecimento do seguro, na hipótese de condenação em processo anterior. * Maria Ester Massara Café Incentivo ao aumento do número de processos de responsabilidade civil contra médicos, na medida em que os pacientes passarão a contar com uma companhia seguradora para também responder pelas indenizações; Aumento potencial do valor das indenizações, visto que o Judiciário tenderá a estabelecer indenizações mais altas, sempre que verifique a existência de companhia seguradora no processo; Necessidade de disputa judicial para que a seguradora venha pagar a indenização, inclusive devendo ela figurar no processo; Baixo índice de condenações nos processos por erro médico. Nos processos criminais: Somente na hipótese de lesões corporais culposas (sem intenção) é que o ressarcimento dos danos evitaria o processo. Conforme o caso, o médico poderá ser condenado em um processo criminal, mesmo que o seguro indenize o paciente e/ou seus familiares. Nos processos éticos (perante o Conselho Regional de Medicina): Não existe a mínima menção no Código de Ética Médica de que o ressarcimento do dano evitaria o processo ético. As responsabilidades civil, criminal, administrativa e ética são independentes, podendo o médico, em decorrência de um só fato, responder a vários processos. * Membro da Comissão de Ética da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Departamentos Alergia A Dra. Alice Alchorne, chefe do departamento, convida os colegas interessados em alergia dermatológica a comparecerem à reunião ordinária que acontecerá durante o 61º Congresso da SBD, em Curitiba. Segundo a especialista, a sala e horário do encontro ainda serão determinados pelos organizadores do congresso. Posteriormente divulgaremos esses dados, afirma a Dra. Alice Alchorne. Hanseníase No primeiro trimestre de 2006 foram detectados 318 casos de hanseníase no Acre, durante seis dias de campanhas, sendo duas em cada mês, totalizando cerca de 20 mil atendimentos dermatológicos. Além dos casos de hanseníase, inúmeras outras dermatoses foram diagnosticadas, tratadas ou encaminhadas. A SBD participou com o envio de 22 dermatologistas, entre voluntários e residentes da Universidade Federal do RJ, Universidade Federal Fluminense, Santa Casa do RJ e Santa Casa do ES, que foram supervisionados pelos doutores Maria Leide de Oliveira, Maria Elisa Lenze, Maria Kátia Gomes e João Avelleira, além da única dermatologista do local, Dra. Lea B. C. Marques. Segundo a chefe do departamento de Hanseníase da SBD, Dra. Maria Leide de Oliveira, é relevante a ocorrência de casos detectados ser mais alta do que a oficialmente divulgada pelo Ministério da Saúde. Segundo o MS, o total de diagnósticos do ano de 2005 é de 264 casos, conforme divulgado no site www-saude.gov.br/svs/hanseníase/carta de eliminação acre.

16 Maio / Junho JSBD Ano X n o 3 15 Chamou atenção o fato de 10,3% ocorrerem em menores de 15 anos, mas é provável que o resultado esteja influenciado pelo grande número de contatos examinados, reflete a Dra. Maria Leide de Oliveira. A campanha cobriu 90% dos municípios, ou seja, 19 do total de 22, sendo a mesma proporção da população estadual, que tem mil habitantes. Para a especialista, um dado que valoriza a relação custo benefício da ação tem haver com o fato de 91,5% dos casos novos diagnosticados não apresentarem nenhuma incapacidade física, sendo 5% com grau I e apenas 2,20% grau II. Apenas 34% do total de ocorrências foi multibacilar, em sua maioria dimorfos-tuberculóide, sendo 8% (26/318) positivos no exame baciloscópico. Ressalta-se o histórico de alto percentual de doentes com seqüelas no estado, situação que vem modificando desde a implantação da poliquimioterapia e com o empenho dos gestores estaduais, fala a Dra. Maria Leide de Oliveira. A Secretaria de Saúde do Acre e a equipe do Programa de Eliminação, coordenada pelo Dr. William Wood, organizaram toda a infra-estrutura que contou com recursos do Ministério da Saúde, da organização não governamental italiana AIFO e apoio de algumas prefeituras. A mega-operação propiciou muitos diagnósticos dermatológicos à população da floresta. Garantindo o exame baciloscópico, avaliação neurológica e principais medicações, mesmo para exames de comunidades ribeirinhas. Nos casos duvidosos os pacientes passaram por biópsias, cujos materiais recolhidos foram encaminhados para exame no Rio de Janeiro, explica a Dra. Maria Leide de Oliveira. Doenças Bolhosas Proteínas-alvo nas Dermatoses Bolhosas Hereditárias e Auto-imunes. Fassihi H et al. Clin Exp Dermatol 2006; 31: Comentários: Dra. Valéria Aoki, do Depto. de Dermatoses Bolhosas da SBD Os avanços da biologia molecular possibilitaram a caracterização precisa das estruturas protéicas e glicoprotéicas, responsáveis pela adesão celular da epiderme e da região da zona da membrana basal (ZMB). O perfeito entendimento da complexa rede de sustentação epitelial possibilita a busca de terapêuticas inovadoras e específicas das dermatoses bolhosas, bem como a identificação de mecanismos envolvidos na cicatrização, proliferação e invasão tumoral. Os desmossomos e os hemidesmossomos são os alvos de maior relevância nas dermatoses bolhosas. Desmossomos: são junções intercelulares encontrados nos epitélios, meninges, músculo cardíaco e linfonodos. Caracterizam-se por serem placas elétron-densas que unem duas células adjacentes, formando uma junção simétrica que contém um espaço intercelular com uma linha densa no seu Dermatoses Hereditárias Hipotricose Simples Queratodermia Estriada Palmo plantar Queratodermia Cardiomiopatia wooly hair Epidermólise Bolhosa Acantolítica Displasia Ectodérmica Fragilidade Cutânea (PKP1) Cardiomiopatia (PKP2) Doença Naxos Cardiomiopatia Queratodermia Estriada Palmo-plantar (Dsg1) Hipotricose Recessiva (Dsg4) Periplaquina Envoplaquina Epiplaquina Corneodesmosina Desmoplaquina Placofilina (PKP) Placoglobina Desmogleína (Dsg) Desmocolina (Dsc) interior. As principais glicoproteínas transmembranosas são as caderinas (moléculas de adesão cálcio-dependentes), cujos principais representantes são as desmogelínas e desmocolinas. As proteínas da placa desmossômica são as plaquinas (desmoplaquinas, envoplaquina, periplaquina e epiplaquina) e o grupo das placoglobinas e placofilinas (proteínas do armadillo). As principais anormalidades hereditárias e auto-imunes relacionadas ao desmossomo estão representadas na Figura 1. Hemidesmossomos: são estruturas especializadas que contribuem para a adesão das células epiteliais à membrana basal subjacente. Ligam-se a filamentos intermediários de queratina e se conectam a membrana basal epitelial através de filamentos de ancoragem. Os filamentos intermediários de queratina são constituídos de queratinas 5 e 14, e são encontrados no citoplasma do queratinócito. Ligam-se à plectina e ao antígeno do penfigóide bolhoso de 230kDa (BP230), na placa hemidesmossomômica. Também há interação com a integrina 6 4 e com o colágeno tipo VII (antígeno do penfigóide bolhoso de Dermatoses Adquiridas Pênfigo Paraneoplásico Pênfigo Paraneoplásico Eritema Polimorfo Pênfigo Paraneoplásico Pênfigo Foliáceo (Dsg 1) Pênfigo Vulgar (Dsg 3 e 1) Pênfigo Paraneoplásico Pênfigo por IgA SPD (Dsc 1) Pênfigo Atípico (Dsc 1 e 3) Figura 1: Representação esquemática das principais desordens hereditárias e auto-imunes associadas ao desmossomo.

17 16 SBD JSBD Ano X n o 3 180kDa-BP180), duas moléculas transmembranosas. 6 4 é o receptor da laminina 5, uma ligandina extracelular, que por sua vez se conecta com o colágeno VII, o mais importante componente das fibrilas de ancoragem. As principais a- normalidades hereditárias e auto-imunes relativas ao hemidesmossomo estão esquematizadas na Figura 2. Uma das principais aplicações da caracterização molecular dos antígenos-alvo nas dermatoses bolhosas autoimunes é a possibilidade de realização de um imunodiagnóstico sorológico preciso, através da técnica de ELISA (enzyme-linked immunosorbent assay) utilizando antígenos recombinantes, como por Dermatoses Hereditárias Epidermólise Bolhosa Simples Epidermólise Bolhosa com Distrofia Muscular Epidermólise Bolhosa com Atresia Pilórica Epidermólise Bolhosa Non Herlitz Epidermólise Bolhosa Juncional Herlitz Non Herlitz Epidermólise Bolhosa Distrófica Dominante e Recessiva exemplo, a Dsg 1, a Dsg 3 e o BP 180. Com relação às desordens bolhosas hereditárias, é possível se fazer um diagnóstico rápido e preciso através da Queratinas 5 e 14 BP 230 Plectina? 6? 4 Integrina Colágeno Tipo XVII Laminina 5 Colágeno Tipo VII Dermatoses Adquiridas Penfigóide Bolhoso Pênfigo Paraneoplásico Penfigóide da Membrana Mucosa Ocular Penfigóide Bolhoso Penfigóide Bolhoso Herpes Gestacional Penfigóide das Membranas Mucosas Dermatose Bolhosa por IgA Linear Penfigóide das Membranas Mucosas Epidermólise Bolhos Adquirida Lupus Eritematoso Sistêmico Bolhoso Figura 2: Representação esquemática das principais desordens hereditárias e auto-imunes associadas ao hemidesmossomo. imuno-histoquímica e identificar mutações do gene acometido, oferecendo um maior embasamento para o aconselhamento genético. Serviços Credenciados Hospital Marcílio Dias O Dr. Pitanguy ladeado pelos Drs. Murilo Drummond e Claudio Lerer, organizadores da 8ª Jornada Cerca de 150 pessoas estiveram presentes à 8ª Jornada de Dermatologia do Hospital Naval Marcílio Dias, no último dia 6 de maio. Participaram grandes nomes da medicina como os professores Ivo Pitanguy e Rubem Azulay. Segundo o chefe do serviço, Dr. Cláudio Lerer, eles fizeram abordagens que uniram a teoria e a prática. A Dra. Luci Magalhães e o Dr. Francisco Leite falaram sobre modernas técnicas de rejuvenescimento facial. No painel sobre dermatologia cosmiátrica, as Dras. Heloisa Hofmeister e Andréia Mateus abordaram os cuidados com o fotoenvelhecimento e os cosmecêuticos em evidência. Ainda participaram os especialistas Antonio D acri, Flávio Luz e Omar Lupi. O Dr. Omar levou informações muito relevantes sobre a participação brasileira no estudo das células-tronco, conta o Dr. Lerer. Unifesp O grupo do Centro de Estudos Dermatológicos Nicolau Rossetti (formado pela associação dos docentes e médicos da EPM-UNIFESP) será responsável pela realização científica do Encontro de Dermatologia Social SBD-RESP/CENIR, com a parceria do coordenador científico da regional SP, Prof. Silvio Alencar Marques. O evento, promovido pela regional, vai acontecer no dia 6 de outubro, na Fecomércio. FMUSP Três trabalhos de médicos do Hospital das Clínicas da FMUSP, chefiado pelo Dr. Evandro Rivitti, foram premiados na XXV RA- DLA, que aconteceu de 13 a 16 de maio em Santiago, no Chile. São eles: o trabalho de investigação Avaliação da resposta proliferativa das células mononucleares do sangue periférico às enterotoxinas A e B do Staphylococcus aureus e dos níveis de interleucina-18 na dermatite atópica do adulto, dos Drs. Orfali R, Sato M, Nojima V, Azor M, Takaoka R, Lorenzini D, Rivitti EA, Aoki V., condecorado com Menção Honrosa ; o primeiro colocado na categoria Trabalhos em Pôsteres foi Lupus eritematoso: Estudo clínico e histopatológico das manifestações orais e perfil imunohistoquímico da maturação epitelial, dos Drs. Lourenço S, Boggio P, Sotto MN, Vilela M, Nico M e o prêmio Dermatologistas Jovens foi para o estudo Queilite actinica: Estudo comparativo entre os

18 Maio / Junho JSBD Ano X n o 3 17 achados histológicos na biopsia diagnóstica e a peça cirúrgica pós-vermelhonectomia, dos Drs. Boggio P, Lourenço S, Rivitti E, Nico M.. Santa Casa Misericórdia de Belo Horizonte O corpo da Clínica Dermatológica da Santa Casa de Belo Horizonte, chefiada pelo Dr. Jackson Machado-Pinto, promoveu o Encontro Anual de Preceptores e Ex-residentes, entre os dias 15 e 19 de junho, em Ilhéus, na Bahia. Além da confraternização, houve uma rica e variada atividade científica que contemplou alopecias, hidratantes, filtros solares e a dermatologia para o idoso como assuntos principais. Hospital Heliópolis O serviço de dermatologia do Hospital Heliópolis, sob a coordenação do Dr. Jacob Levites, vai abrigar o Festival de Medicina do Hospital Heliópolis 2006, com o tema Avanços terapêuticos nas colagenoses com envolvimento cutâneo, no dia 19 de setembro de Hospital Universitário da UFAL O serviço de dermatologia do Hospital Universitário de Alagoas (UFAL), chefiado pelo Prof. Alberto Cardoso, recebe sempre nas últimas quartas-feiras do mês os dermatologistas da Regional Alagoas. A reunião mensal tem apresentações de casos clínicos e palestras científicas. Ressalto a importância da integração da regional da SBD com o serviço credenciado, fala o prof. Alberto Cardoso. O chefe do serviço parabeniza seus três ex-residentes pela aprovação na prova do TED da SBD. São eles: Fayruss Magna Barbosa Amorim, André Capella Arena, Martha Débora Lima Tenório. Regionais Brasília Pernambuco O programa científico da Regional Pernambuco tem a- traído um grande número de sócios. Segundo o presidente, Dr. Emerson Andrade Lima, as reuniões mensais estão mais participativas. A criação de fóruns de discussões possibilitou também a presença de membros das regionais vizinhas. Segundo o presidente, ainda foi bolado o "Prêmio de participação", que recompensará o sorteado que tiver participação efetiva nos eventos com uma passagem, estadia e inscrição para o Congresso Mundial de Dermatologia de Esse prêmio está sendo patrocinado pela La Roche Posay, conta o Dr. Emerson Andrade Lima. Outra novidade: os melhores mini-caso e pôster apresentados na XV Jornada Pernam- Mato Grosso A RADECO será realizada em Brasília, de 9 a 11 de novembro de 2006, focando uma área de grande interesse para o dermatologista: a cosmiatria. O programa abrangente contempla temas como envelhecimento cutâneo, antioxidantes e tensores, celulite, preenchimento, toxina botulínica e outros. Segundo a presidente da Regional Brasília e da Radeco, Dra. Ana Maria Pinheiro, a cosmiatria é uma área de atuação que desperta muito interesse tanto entre médicos, pacientes e mídia. Motivo pelo qual precisamos estar atualizados e assumir, como dermatologistas, essa realidade, afirma. Para maiores informações sobre a Radeco 2006 visite o site A regional PE também organizou uma festa junina para os associados bucana de Dermatologia, que será de 02 a 05 de novembro, em Porto de Galinhas, levará o prêmio "Prêmio Jovem Dermatologista" no valor de R$1.500,00, além de inscrição para o 62 0 Congresso da SBD de Segundo o Dr. Emerson Andrade Lima, todos os residentes do Nordeste poderão participar. A comissão julgadora é constituída por quatro dermatologistas com mestrado e um patologista sem vínculo direto com os serviços credenciados, com o objetivo de tornar o concurso idôneo, explica. A regional Mato Grosso organizou a I Jornada de Cirurgia Dermatológica que aconteceu no final de abril, em Cuiabá. Da esq. para a dir. estão os Drs.: Débora Ormond, José Edmundo e Sandra Franco.

19 18 SBD JSBD Ano X n o 3 Rio de Janeiro A campanha Dermatologista Solidário, promovida pela regional Rio de Janeiro, recebeu o prêmio "Members Making a Difference" da Academia Americana de Dermatologia, em maio de O título é oferecido às atividades solidárias realizadas ao redor do mundo. Segundo o presidente regional, Dr. Omar Lupi, a concepção da campanha, baseada nos atendimentos em consultório e em parceria com os Médicos Solidários, foi considerada inovadora e capaz de permitir não somente o atendimento de grandes contingentes de pacientes de baixa renda, mas um acompanhamento dermatológico estruturado, organizado e com capacidade resolutiva. Outro fator muito valorizado foi o caráter educativo da campanha que inclui aulas sobre prevenção e tratamento de parasitoses cutâneas, finaliza o Dr. Omar Lupi. Rio Grande do Sul XV Reunião Sulbrasileira de Dermatologia Goiás Os Drs. Ricardo Romitti, Juliana S. Goulart, Simone de Paula e Silva, Ida Duarte, Mario Cesar Pires e José Alexandre Sittart participaram do evento A XLII Jornada Goiana de Dermatologia, realizada no último dia 26 de maio, teve como palestrantes convidados os doutores Ida Duarte, Mário Cesar Pires, Ricardo Romitti, José Alexandre Sittart, Luiz Antônio R. Torezan, Celia Calil, Rogério Ranulfo, Lia Cândida Miranda de Castro, Rossana Magalhães e Ana Maria Pinheiro. Paraíba A IV Jornada Paraibana de Dermatologia aconteceu nos dias 26 e 27 de maio de 2006, na Paraíba. Segundo o presidente, Dr. Otávio Sérgio Lopes, a jornada foi bastante prestigiada. Além dos dermatologistas Minas Gerais Para a Dra. Maria Silvia Laborne, o curso de Terapêutica Dermatológica promovido pela regional, no dia 10 de junho, foi um sucesso. A freqüência maciça dos associados valorizou a programação cientifica, afirma a presidente. do estado, compareceram profissionais de Pernambuco. As palestras foram de alto nível. Quem não esteve presente deixou de se aprimorar com certeza, fala o Dr. Otávio Sérgio Lopes. Os Drs. Gustavo Correa, Miriam Gutierrez, Flávia Rossato, Sérgio Dornelles, Berenice Valentini e Clarissa Prati, durante o evento Mais de 240 pessoas compareceram a XV Reunião Sulbrasileira de Dermatologia na serra gaúcha, que aconteceu de 20 a 22 de abril de Segundo a Dra. Clarissa Prati, editora-chefa do Boletim SBD-RS, a significativa quantidade de presentes comprova que a atualização científica é um assunto sério para os dermatologistas do sul do país. No primeiro dia de evento tiveram os cursos das Dras. Doris Hexsel, Flávia Rossato, Inara Bagesteiro e Célia Kalil. Ainda os fóruns Dermatoses bolhosas auto-imunes, com os Drs. Hiram Laranjeira de A. Júnior, Júlio César Empinotti e Valéria Aoki, e a palestra Tratamento de ceratoses actínicas e carcinomas cutâneos, com os Drs. Cyro Festa Neto, Hermênio Lima e Jesus Santamaría. Já no sábado, o Prof. Lúcio Bakos prendeu a atenção da platéia abordando o tema Dermatoscopia.

20 Maio / Junho JSBD Ano X n o 3 19 Bahia Segundo a presidente regional, Dra. Ana Guerra, as doutoras Andréa Teixeira da Silva Rebouças, Bianca Lorena Paty da Costa e Rosangela Santos Cunha obtiveram seus Títulos de Especialista em Dermatologia. Todos da SBD/Ba estão muito felizes por essas conquistas, afirma Dra. Ana Guerra. Outro motivo de alegria e orgulho para a regional é a grande aceitação do Programa de Controle do Câncer de Pele do Estado da Bahia Capacitação PSF, de autoria da dermatologista Ângela Mutti, com o apoio da SBD. Nessa etapa do projeto, apenas na capital, foram treinados 280 médicos e enfermeiros. O plano está em fase de implantação em outras áreas do estado e com possibilidade de expansão para todo o território nacional, conta a Dra. Ana Guerra. Fluminense A III Jornada Fluminense de Terapêutica Dermatológica, iniciativa da regional Fluminense, teve a participação de grandes nomes da dermatologia, tais como os Drs.: Neide Kalil-Gaspar, Rogério Ribeiro Estrella, Zilda Najjar e Dóris Hexsel. Na foto está o presidente regional, Dr. Ademilson T. Caldas, ladeado pelas coordenadoras do evento, Dra. Maria Nazareth C. Pinto (esq.) e Dra. Elisa Estrella (dir.). Santa Catarina A Regional Santa Catarina está promovendo a VI Reunião Internacional de Terapêutica Dermatológica, entre os dias 4 e 5 de agosto, em Blumenau. Segundo o presidente da regional, Dr. Roberto Moreira Amorim Filho, todos os associados da SBD, quites com a anuidade, que se inscreverem vão ganhar hospedagem nos hotéis Grande Hotel Blumenau ou Grande Hotel. Alguns profissionais consagrados do país, além do especialista argentino Dr. Gaston Galimberti, farão palestras sobre Tratamento cirúrgico de alopecia androgenética Avanços e segurança; Uso do laser em dermatologia; Novos usos da toxina botulínica; Diagnóstico e Tratamentos de Onicomicoses; Análise dos conhecimentos anatômicos e funcionais da face; Tratamentos de olheiras; Manejo de melanoma e Pérolas terapêuticas. Ainda estão incluídos cursos práticos em vídeo. - Convidamos todos os colegas a comparecerem a esse evento internacional já consagrado, que vai acontecer em um das mais lindas cidades do Brasil - afirma o Dr. Roberto Moreira Amorim Filho. Os interessados devem entrar em contato com a regional, através do telefone (48) ou Rio Grande do Norte A Regional Rio Grande do Norte ofereceu algumas atividades para os seus associados no mês de maio. Segundo a presidente, Dra. Ládia Fernandes, aconteceu a tradicional reunião de estudo de casos clínicos, no Hospital Universitário Onofre Lopes, nos dias 5 e 6. Foram apresentados e discutidos casos clínicos de grande interesse para a dermatologia, explica a especialista. Na ocasião, o prof. Pedro Trindade Neto conferiu a palestra "Agentes Biológicos na Psoríase". - Já o evento "Ecos do Meeting" aconteceu no dia 26, no hotel Blue Tree Park. Da esq. para dir. estão os diretores da regional: Drs. Andrea Bezerra (vice-presidente), Maria do Carmo Queiroz (tesoureiro), Virgínia Cabral (secretária) e Ládia Fernandes (presidente) Patrocinado pela Schering- Plough, teve a brilhante apresentação do Dr. Alexandre Filippo. Parte expressiva dos associados esteve presente e também participou do jantar de confraternização finaliza a Dra. Ládia Fernandes.

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS-CCD CENTRO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA PROF. ALEXANDRE VRANJAC AVENIDA DR

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS-CCD CENTRO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA PROF. ALEXANDRE VRANJAC AVENIDA DR SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE CONTROLE DE DOENÇAS-CCD CENTRO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA PROF. ALEXANDRE VRANJAC AVENIDA DR. ARNALDO, 351-6º ANDAR - SP/SP - CEP: 01246-902. EDITAL TURMA

Leia mais

Boletim Informativo SIERJ. Continuação da Programação do I Congresso. de Infectologia do Estado do Rio de Janeiro

Boletim Informativo SIERJ. Continuação da Programação do I Congresso. de Infectologia do Estado do Rio de Janeiro Ano 07 Nº 20 Out/Nov/Dez de 2006 Boletim Informativo SIERJ Continuação da Programação do I Congresso de Infectologia do Estado do Rio de Janeiro 04 Congresso promove atualização e troca de experiência

Leia mais

CONVÊNIO: CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA ASSOCIAÇÃO MÉDICA HOMEOPÁTICA BRASILEIRA

CONVÊNIO: CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA ASSOCIAÇÃO MÉDICA HOMEOPÁTICA BRASILEIRA CONVÊNIO: CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA ASSOCIAÇÃO MÉDICA HOMEOPÁTICA BRASILEIRA A Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB) faz saber por via do presente Edital, que

Leia mais

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTOS DOS CONSELHOS ESCOLARES PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Leia mais

1 a MOSTRA NACIONAL DE SAÚDE DA CRIANÇA APRESENTAÇÃO

1 a MOSTRA NACIONAL DE SAÚDE DA CRIANÇA APRESENTAÇÃO 1 1 a MOSTRA NACIONAL DE SAÚDE DA CRIANÇA APRESENTAÇÃO O compromisso do Brasil com os Objetivos do Milênio, de redução da mortalidade infantil, coloca como prioritárias as ações que se dirigem à saúde

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES PS 2014

PERGUNTAS FREQUENTES PS 2014 1) Como funciona o vestibular da UFPA? PERGUNTAS FREQUENTES PS 2014 A partir do Processo Seletivo 2014 (PS 2014), a UFPA passa a adotar o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) como única fase do vestibular.

Leia mais

Prêmio Vivaleitura. Dicas para se inscrever no. e outros projetos...

Prêmio Vivaleitura. Dicas para se inscrever no. e outros projetos... Dicas para se inscrever no Prêmio Vivaleitura e outros projetos... 2011 Vaga Lume R. Aspicuelta, 678 Vila Madalena São Paulo SP 05433-011 (11) 3032-6032 www.vagalume.org.br falecom@vagalume.org.br 1) Apresentação

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR 1. Como são os cursos ofertados pela plataforma freire e quais os benefícios para os professores que forem selecionados? O professor sem formação poderá estudar nos

Leia mais

REGULAMENTO DE CERTIFICAÇÃO DO BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL (BBO)

REGULAMENTO DE CERTIFICAÇÃO DO BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL (BBO) REGULAMENTO DE CERTIFICAÇÃO DO BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL (BBO) Artigo 1 o O BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL (BBO) tem como um de seus objetivos certificar ortodontistas,

Leia mais

EDITAL PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ALUNOS A PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM MEDICINA FETAL

EDITAL PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ALUNOS A PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM MEDICINA FETAL EDITAL PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ALUNOS A PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM MEDICINA FETAL 2014 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. CARACTERÍSTICAS GERAIS DO CURSO... 3 3. PRÉ-REQUISITOS... 4 4. INSCRIÇÃO... 4 5.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ Faculdade de Medicina Departamento de Cirurgia Grupo de Educação e Estudos Oncológicos

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ Faculdade de Medicina Departamento de Cirurgia Grupo de Educação e Estudos Oncológicos E D I T A L Nº 04/2007 Seleção ao II Curso de Especialização em Mastologia A Coordenação do, extensão do Departamento de Cirurgia da da Universidade Federal do Ceará FAZ SABER aos interessados que estarão

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC MINAS UNIDADE BELO HORIZONTE

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC MINAS UNIDADE BELO HORIZONTE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC MINAS UNIDADE BELO HORIZONTE CAPÍTULO I DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Art. 1º - O programa de Iniciação Científica da

Leia mais

EDITAL Nº 072/2014. 1.2. O cronograma letivo será desenvolvido, conforme a seguir:

EDITAL Nº 072/2014. 1.2. O cronograma letivo será desenvolvido, conforme a seguir: 1 EDITAL Nº 072/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA (MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA), DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE CAXIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMEDUC SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE SMS PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE CAXIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMEDUC SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE SMS PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA Caxias-MA 2015 EDITAL DE DIVULGAÇÃO III MOSTRA CIENTIFICA DO PROGRAMA SAUDE NA ESCOLA- PSE CAXIAS - MA Fortalecer e integrar redes para a promoção da saúde e educação 1-APRESENTAÇÃO O Programa Saúde na

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS REGULAMENTO GERAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS REGULAMENTO GERAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS P R Ó - R E I T O R I A D E P Ó S - G R A D U A Ç Ã O COORDENADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU REGULAMENTO GERAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU CAPÍTULO

Leia mais

CPC - COMITÊ PERMANENTE DE CERTIFICAÇÃO EDITAL PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO 2015

CPC - COMITÊ PERMANENTE DE CERTIFICAÇÃO EDITAL PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO 2015 EDITAL PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO 2015 Certificação de Higienistas Ocupacionais (HOC) e de Técnicos Higienistas Ocupacionais (THOC) por Prova de Títulos e Prova de Conhecimentos I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

Palavras-chave: Projeto de ensino; reprovação em Matemática; monitoria.

Palavras-chave: Projeto de ensino; reprovação em Matemática; monitoria. REPROVAÇÃO EM MATEMÁTICA NO ENSINO SUPERIOR: UMA TENTATIVA DE REDUZIR OS ALTOS ÍNDICES Profa. Dra. Camila Pinto da Costa Universidade Federal de Pelotas camila.ufpel@gmail.com Profa. Dra. Rejane Pergher

Leia mais

Observações: enviar documentos scaneados todos em PDF em pasta compactada formato zip.

Observações: enviar documentos scaneados todos em PDF em pasta compactada formato zip. EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXÍLIO FINANCEIRO DO PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DO SUS (PROADI-SUS) PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM CAPTAÇÃO, DOAÇÃO E TRANSPLANTES DE

Leia mais

4ª JORNADA DE FISIOTERAPIA: O APRENDIZADO É PROGRESSIVO

4ª JORNADA DE FISIOTERAPIA: O APRENDIZADO É PROGRESSIVO 1. TEMA 4ª JORNADA DE FISIOTERAPIA: O APRENDIZADO É PROGRESSIVO 2. PERÍODO 28 a 30 de maio 2015. 3. APRESENTAÇÃO A CHRISTUS FACULDADE DO PIAUÍ - CHRISFAPI por meio da Coordenação do Curso de Fisioterapia

Leia mais

Edital do Concurso Público SOBRAGEN 2015

Edital do Concurso Público SOBRAGEN 2015 Titulação de Especialista em Gerenciamento em Enfermagem INSCRIÇÕES até 15/09/2015 Normas do Concurso Público para obtenção do Título de Especialista em Gerenciamento em Enfermagem PREFÁCIO A Sociedade

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Humanas - Campus IV- Jacobina- BA

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Humanas - Campus IV- Jacobina- BA Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Humanas - Campus IV- Jacobina- BA Edital 01/2014 do NÚCLEO DE CULTURA VISUAL, EDUCAÇÃO E LINGUAGEM (Cult-Vi) ABRE PERÍODO DE INSCRIÇÕES E ESTABELECE

Leia mais

CEFAPAM - Centro de Extensão da Faculdade de Pará de Minas. Regulamento

CEFAPAM - Centro de Extensão da Faculdade de Pará de Minas. Regulamento CONFRARIA NOSSA SENHORA DA PIEDADE DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA PIEDADE Faculdade de Pará de Minas - FAPAM Reconhecida pelo Decreto 79090, de 04/01/77 Rua Ricardo Marinho, 110 - São Geraldo - Pará de Minas/MG

Leia mais

SELEÇÃO DE ALUNOS PARA INTERCÂMBIO INTERNACIONAL DE GRADUAÇÃO REITORIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA EDITAL 01/2015

SELEÇÃO DE ALUNOS PARA INTERCÂMBIO INTERNACIONAL DE GRADUAÇÃO REITORIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA EDITAL 01/2015 SELEÇÃO DE ALUNOS PARA INTERCÂMBIO INTERNACIONAL DE GRADUAÇÃO REITORIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA EDITAL 01/2015 O Reitor do Centro Universitário UNA, Prof. Átila Simões da Cunha, no uso de suas atribuições,

Leia mais

Edital XVIII CONCURSO DE PROJETOS ELAS Fundo de Investimento Social

Edital XVIII CONCURSO DE PROJETOS ELAS Fundo de Investimento Social Edital XVIII CONCURSO DE PROJETOS ELAS Fundo de Investimento Social O XVIII Concurso do ELAS Fundo de Investimento Social, em parceria com a MAC AIDS Fund, visa fortalecer, por meio de apoio técnico e

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE CAXIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMEDUC PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA PSE

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE CAXIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMEDUC PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA PSE Caxias-MA 2014 EDITAL DE DIVULGAÇÃO II MOSTRA CIENTIFICA DO PROGRAMA SAUDE NA ESCOLA- PSE CAXIAS - MA Compartilhando Experiências 1-APRESENTAÇÃO O Programa Saúde na Escola PSE é uma política intersetorial

Leia mais

PRÊMIO ABF- AFRAS. Destaque em Responsabilidade Social WWW.DEPYLACTION.COM.BR. Elaborado por:

PRÊMIO ABF- AFRAS. Destaque em Responsabilidade Social WWW.DEPYLACTION.COM.BR. Elaborado por: PRÊMIO ABF- AFRAS Destaque em Responsabilidade Social Elaborado por: Depyl Action Franchising Av. Bias Fortes, 932 sl. 304 Lourdes CEP: 30170-011 Belo Horizonte / MG Fone: 31 3222-7701 Belo Horizonte,

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

Perguntas mais Frequentes - Concurso Público 2010 (versão 2)*

Perguntas mais Frequentes - Concurso Público 2010 (versão 2)* Rio de Janeiro, setembro de 2010 Perguntas mais Frequentes - Concurso Público 2010 (versão 2)* Pré-requisitos 1 Nos pré-requisitos para nomeação no cargo, serão aceitas titulações em qualquer área de conhecimento/atuação

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO DA FATEC GUARATINGUETÁ

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO DA FATEC GUARATINGUETÁ PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO DA FATEC GUARATINGUETÁ Elaboração: Prof. Me. Herlandí de Souza Andrade Verificação/Revisão: Prof. Me. Daniel Faria Chaim Coordenador do Curso

Leia mais

Regulamento e Critérios de Avaliação de Trabalho de Conclusão de Curso

Regulamento e Critérios de Avaliação de Trabalho de Conclusão de Curso Regulamento e Critérios de Avaliação de Trabalho de Conclusão de Curso Especialização em Acessibilidade Cultural Departamento de Terapia Ocupacional da UFRJ. Rio de Janeiro, 2013 Responsáveis pela elaboração

Leia mais

Diretrizes Nacionais em Ligas

Diretrizes Nacionais em Ligas Diretrizes Nacionais em Ligas Acadêmicas de Medicina Introdução As Ligas Acadêmicas são entidades constituídas fundamentalmente por estudantes, em que se busca aprofundar temas em uma determinada área

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS EDITAL PROPEG Nº 003/2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO DE

Leia mais

Regulamento Interno. de Estágios

Regulamento Interno. de Estágios Regulamento Interno de Estágios Índice Apresentação... 3 Capítulo 1 Caracterização e objetivo do estágio... 3 Capítulo 2 - Oferta de vagas de estágio... 4 Capítulo 3 - Duração do estágio... 5 Capítulo

Leia mais

REGULAMENTO. Prêmio INCA - Ary Frauzino de Jornalismo

REGULAMENTO. Prêmio INCA - Ary Frauzino de Jornalismo REGULAMENTO Prêmio INCA - Ary Frauzino de Jornalismo O Prêmio INCA Ary Frauzino de Jornalismo 2007 será regido pelo presente Regulamento que se encontra arquivado no Cartório de Registro de Títulos e Documentos

Leia mais

EXPOSIÇÃO DE RISCO DOS PARTICIPANTES DO PROJETO UEPG-ENFERMAGEM NA BUSCA E PREVENÇÃO DO HIV/AIDS

EXPOSIÇÃO DE RISCO DOS PARTICIPANTES DO PROJETO UEPG-ENFERMAGEM NA BUSCA E PREVENÇÃO DO HIV/AIDS 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA EXPOSIÇÃO DE RISCO DOS PARTICIPANTES DO PROJETO UEPG-ENFERMAGEM

Leia mais

RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA. Dados do Intercâmbio

RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA. Dados do Intercâmbio RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA Nome: Juliana Malacarne de Pinho No. USP 7166759 Curso ECA: Jornalismo Dados do Intercâmbio Universidade: Universidade NOVA de Lisboa Curso: Comunicação Social Período:

Leia mais

MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1

MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1 NÚMERO DE VAGAS: 45 (Quarenta e cinco) vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS Abril de 2014 APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1 O MBA EM CONSULTORIA & GESTÃO DE NEGÓCIOS,

Leia mais

FACULDADES UNIDAS DO VALE DO ARAGUAIA

FACULDADES UNIDAS DO VALE DO ARAGUAIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC O Trabalho de Conclusão de Curso está estruturado sob a forma de elaboração de um artigo científico, sendo este resultado de um trabalho integrado entre as disciplinas

Leia mais

REGULAMENTO. Modalidade Gestão de Pessoas Categoria Empresa

REGULAMENTO. Modalidade Gestão de Pessoas Categoria Empresa A. Objetivo O Prêmio Ser Humano ABRH Amazonas, premia casos relacionados à Gestão de Pessoas, implantados, preferencialmente desenvolvidos por equipes, no âmbito da organização, seja ela de qualquer ramo

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de

Leia mais

A Evolução da Morbidade e Mortalidade por Câncer de Mama entre a População Feminina de Minas Gerais 1995 a 2001 *

A Evolução da Morbidade e Mortalidade por Câncer de Mama entre a População Feminina de Minas Gerais 1995 a 2001 * A Evolução da Morbidade e Mortalidade por Câncer de Mama entre a População Feminina de Minas Gerais 1995 a 2001 * Andréa Branco Simão UFMG/Cedeplar Luiza de Marilac de Souza UFMG/Cedeplar Palavras Chave:

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU R E G I M E N T O G E R A L PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Regimento Geral PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Este texto foi elaborado com as contribuições de um colegiado de representantes da Unidades Técnico-científicas,

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO Rio de Janeiro, 2003 CAPÍTULO I DOS CURSOS: MODALIDADES E OBJETIVOS Art. 1º. Em conformidade com o Regimento Geral de nos termos da Lei de Diretrizes e Bases da

Leia mais

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT Proposta do CDG-SUS Desenvolver pessoas e suas práticas de gestão e do cuidado em saúde. Perspectiva da ética e da integralidade

Leia mais

10º FÓRUM INTERNACIONAL DE TURISMO DO IGUASSU FOZ DO IGUAÇU-PR 15 A 17 DE JUNHO DE 2016 Tema: TURISMO E OS MEGAEVENTOS NO BRASIL

10º FÓRUM INTERNACIONAL DE TURISMO DO IGUASSU FOZ DO IGUAÇU-PR 15 A 17 DE JUNHO DE 2016 Tema: TURISMO E OS MEGAEVENTOS NO BRASIL 10º FÓRUM INTERNACIONAL DE TURISMO DO IGUASSU FOZ DO IGUAÇU-PR 15 A 17 DE JUNHO DE 2016 Tema: TURISMO E OS MEGAEVENTOS NO BRASIL EDITAL PARA SUBMISSÃO DE TRABALHO Objeto: O presente edital versa sobre

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS CATEGORIAS: Estudantes, Graduados e Especialista, Pós-graduados Stricto Sensu 1. Participação 1.1. Para o VI Fórum serão aceitos trabalhos de graduação,

Leia mais

2. A EMPEC 3. UPDATE. 4. Disposições Gerais

2. A EMPEC 3. UPDATE. 4. Disposições Gerais Índice 1. Agradecimentos... 03 2. A EMPEC... 04 3. UPDATE... 04 4. Disposições Gerais... 04 5. Critérios de Participação... 05 6. Regulamento... 06 7. Inscrições... 06 8. Pagamento... 07 9. Etapas do Concurso...

Leia mais

Ministério do Esporte. Cartilha do. Voluntário

Ministério do Esporte. Cartilha do. Voluntário Ministério do Esporte Cartilha do Voluntário O Programa O Brasil Voluntário é um programa de voluntariado coordenado pelo Governo Federal, criado para atender à Copa das Confederações da FIFA Brasil 2013

Leia mais

Regulamento. REGULAMENTO DO PROGRAMA JOVENS CONSULTORES 2014 7ª Edição

Regulamento. REGULAMENTO DO PROGRAMA JOVENS CONSULTORES 2014 7ª Edição Regulamento REGULAMENTO DO PROGRAMA JOVENS CONSULTORES 2014 7ª Edição Este instrumento tem por objetivo regular a participação no processo de seleção para o PROGRAMA JOVENS CONSULTORES 2014 7ª Edição,

Leia mais

DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP

DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP DESENHO PEDAGÓGICO PARA A EDUCAÇÃO MULTIPROFISSIONAL NO CURSO A DISTÂNCIA DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA DA UNA-SUS/UNIFESP São Paulo - SP - maio 2011 Rita Maria Lino Tarcia, Universidade Federal

Leia mais

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO MULTIPROFISSIONAL SEGUNDO SEMESTRE DE 2015.

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO MULTIPROFISSIONAL SEGUNDO SEMESTRE DE 2015. EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO MULTIPROFISSIONAL SEGUNDO SEMESTRE DE 2015. O torna público o Edital para os cursos de Aperfeiçoamento Multiprofissional, segundo semestre

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. 2º Semestre de 2012

SERVIÇO SOCIAL MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. 2º Semestre de 2012 SERVIÇO SOCIAL MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 2º Semestre de 2012 COORDENAÇÃO GERAL Diretor Geral Prof. Adalberto Miranda Distassi Coordenadoria Geral de Estágios Prof. Ricardo Constante Martins Coordenador

Leia mais

PROJETO ARTE NOS HOSPITAIS CANTO CIDADÃO EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE GRUPOS TEATRAIS

PROJETO ARTE NOS HOSPITAIS CANTO CIDADÃO EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE GRUPOS TEATRAIS 1. APRESENTAÇÃO PROJETO ARTE NOS HOSPITAIS CANTO CIDADÃO EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE GRUPOS TEATRAIS O Canto Cidadão, por meio deste Edital de Contratação de Grupos Teatrais, oferece à sociedade brasileira

Leia mais

Qual a principal diferença entre o Enem tradicional e o novo Enem?

Qual a principal diferença entre o Enem tradicional e o novo Enem? SAIBA TUDO SOBRE O ENEM 2009 Qual a principal diferença entre o Enem tradicional e o novo Enem? Até 2008, o Enem era uma prova clássica com 63 questões interdisciplinares, sem articulação direta com os

Leia mais

3.1 Planejar, organizar logística e tecnicamente das Oficinas temáticas de formação da Agentes de Prevenção e seus parceiros locais.

3.1 Planejar, organizar logística e tecnicamente das Oficinas temáticas de formação da Agentes de Prevenção e seus parceiros locais. EDITAL DO CENTRO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 10/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 10/2012 TIPO: MELHOR TÉCNICA O Centro de Promoção da Saúde, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP:

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: A oportunidade de se tornar um facilitador de aprendizagem e/ou consultor para o sucesso das micro e pequenas empresas APRESENTAÇÃO Esta cartilha

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA Universidade Estácio de Sá PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA E d i t a l d o E x a m e d e S e l e ç ã o 2 0 1 5 / 2 A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Saúde da Família, de acordo

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH? ATIVIDADES COMPLEMENTARES

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH? ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1- O QUE É UMA LIGA ACADÊMICA? As Ligas Acadêmicas são entidades sem fins lucrativos. As Ligas Acadêmicas

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NEW BRANDING INNOVATION MBA 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NEW BRANDING INNOVATION MBA 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NEW BRANDING INNOVATION MBA 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO EXAME DE SUFICIÊNCIA CATEGORIA ESPECIAL PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ATUAÇÃO EM PERÍCIA MÉDICA

EDITAL DE CONVOCAÇÃO EXAME DE SUFICIÊNCIA CATEGORIA ESPECIAL PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ATUAÇÃO EM PERÍCIA MÉDICA EDITAL DE CONVOCAÇÃO EXAME DE SUFICIÊNCIA CATEGORIA ESPECIAL PARA OBTENÇÃO DO CERTIFICADO DE ATUAÇÃO EM PERÍCIA MÉDICA Pelo presente edital, a Sociedade Brasileira de Perícias considerando: Médicas, o

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA CAPACITAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA DO PORTO DIGITAL

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA CAPACITAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA DO PORTO DIGITAL REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA CAPACITAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA DO PORTO DIGITAL 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS DO CURSO DE ENFERMAGEM Nº 01 /2013

CURSO DE ENFERMAGEM EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS DO CURSO DE ENFERMAGEM Nº 01 /2013 CURSO DE ENFERMAGEM EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS DO CURSO DE ENFERMAGEM Nº 01 /2013 A Coordenação do Curso de Enfermagem da Faculdade São Salvador, no uso de suas atribuições, torna

Leia mais

III FEIRA ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA NATUREZA DO ACRE E III MOSTRA CIENTÍFICA DE CIÊNCIAS DA AMAZÔNIA OCIDENTAL

III FEIRA ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA NATUREZA DO ACRE E III MOSTRA CIENTÍFICA DE CIÊNCIAS DA AMAZÔNIA OCIDENTAL III FEIRA ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA NATUREZA DO ACRE E III MOSTRA CIENTÍFICA DE CIÊNCIAS DA AMAZÔNIA OCIDENTAL Dias 6 e 7 de Novembro de 2013 Realização e apoio: facebook: https://www.facebook.com/fecinac

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS MATEMÁTICAS E DA NATUREZA INSTITUTO DE QUÍMICA

CENTRO DE CIÊNCIAS MATEMÁTICAS E DA NATUREZA INSTITUTO DE QUÍMICA CENTRO DE CIÊNCIAS MATEMÁTICAS E DA NATUREZA INSTITUTO DE QUÍMICA EDITAL Nº 156, de 25 de maio de 2015 A UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO (UFRJ), por intermédio da Direção do Instituto de Química,

Leia mais

DIMENSÕES DO TRABAHO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE PRUDENTE: O ENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÕES DE TRABALHO PRECOCE

DIMENSÕES DO TRABAHO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE PRUDENTE: O ENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÕES DE TRABALHO PRECOCE Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 18 a 22 de outubro, 2010 337 DIMENSÕES DO TRABAHO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE PRUDENTE: O ENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM

Leia mais

Art. 77 O Curso terá duração determinada pela AMB/CFM...

Art. 77 O Curso terá duração determinada pela AMB/CFM... Cursos de Especialização em Oftalmologia Normas para Credenciamento de Cursos de Especialização em Oftalmologia Art. 75 Para obter o credenciamento do CBO para ministrar Curso de Especialização em Oftalmologia,

Leia mais

COMO SE ASSOCIAR 2014

COMO SE ASSOCIAR 2014 2014 QUEM SOMOS FUNDADO EM 2004, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA, QUE SE DEDICA À PROMOÇÃO

Leia mais

Normas de regulamentação para a certificação de. atualização profissional de títulos de especialista e certificados de área de atuação.

Normas de regulamentação para a certificação de. atualização profissional de títulos de especialista e certificados de área de atuação. Normas de regulamentação para a certificação de atualização profissional de título de especialista e certificado de área de atuação Em decorrência do convênio celebrado entre a Associação Médica Brasileira

Leia mais

SISEB Informa. 7º Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias. Ensino a distância (EAD) SisEB Curso: Ação cultural em bibliotecas

SISEB Informa. 7º Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias. Ensino a distância (EAD) SisEB Curso: Ação cultural em bibliotecas Ano I Número 6 setembro 2014 3 Ensino a distância (EAD) SisEB Curso: Ação cultural em bibliotecas 7º Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias página 4 6 Encontro Prêmio São Paulo

Leia mais

Fica autorizada a remuneração por parte das OS (Organizações Sociais) de acordo com tabela e instruções contidas em anexo - Orientações

Fica autorizada a remuneração por parte das OS (Organizações Sociais) de acordo com tabela e instruções contidas em anexo - Orientações Circular S/SUBPAV/SAP n.º 10/2011. Aos Coordenadores das A.P.s com vistas às Unidades Primárias de Saúde Assunto: Pagamento de gratificações Rio de Janeiro, 15 de abril de 2011. CONSIDERANDO a necessidade

Leia mais

REGULAMENTO 2015 PRÊMIO SER HUMANO ABRH PB MODALIDADE: GESTÃO DE PESSOAS - ORGANIZAÇÃO

REGULAMENTO 2015 PRÊMIO SER HUMANO ABRH PB MODALIDADE: GESTÃO DE PESSOAS - ORGANIZAÇÃO Página 1 A. OBJETIVO A.1. O Prêmio Ser Humano ABRH PB - Modalidade Gestão de Pessoas - Profissional, premia casos de caráter técnico ou organizacional, relacionados à projetos implantados pelo profissional,

Leia mais

Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor

Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor Resumo: A finalidade desse documento é apresentar o projeto de planejamento

Leia mais

Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO

Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO Resolução n o 623, de 18 de Outubro de 2013 1. Qual a Resolução que trata sobre Conselho de Usuários e onde ela está disponível? Trata-se da Resolução n

Leia mais

SOLICITAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DE INTERESSE Nº 029/2014 PROGRAMA IPEA PESQUISA SELEÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL

SOLICITAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DE INTERESSE Nº 029/2014 PROGRAMA IPEA PESQUISA SELEÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL SOLICITAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DE INTERESSE Nº 029/2014 PROGRAMA IPEA PESQUISA SELEÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL Contrato de Empréstimo de Cooperação Técnica nº 1841/OC-BR Projeto: Programa

Leia mais

Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO

Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO O QUE É TELEMEDICINA? Os recursos relacionados à Telemedicina são cada vez mais utilizados por hospitais e clínicas médicas. Afinal, quem não quer ter acesso a diversos

Leia mais

Simon Schwartzman. A evolução da educação superior no Brasil diferenças de nível, gênero e idade.

Simon Schwartzman. A evolução da educação superior no Brasil diferenças de nível, gênero e idade. A educação de nível superior superior no Censo de 2010 Simon Schwartzman (julho de 2012) A evolução da educação superior no Brasil diferenças de nível, gênero e idade. Segundo os dados mais recentes, o

Leia mais

REGULAMENTO 2015 PRÊMIO SER HUMANO ABRH PB MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL RESPONSABILIDADE SOCIAL- TERCEIRO SETOR

REGULAMENTO 2015 PRÊMIO SER HUMANO ABRH PB MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL RESPONSABILIDADE SOCIAL- TERCEIRO SETOR Página 1 A. OBJETIVO A.1. O Prêmio Ser Humano ABRH-PB - Desenvolvimento Sustentável e Responsabilidade Social / Organização do Terceiro Setor tem o objetivo de reconhecer e premiar projetos desenvolvidos

Leia mais

Regulamento de TCC do curso de Fisioterapia

Regulamento de TCC do curso de Fisioterapia Regulamento de TCC do curso de Fisioterapia A atividade de trabalho de conclusão de curso é desenvolvida em área escolhida pelo aluno, sob a orientação professor (es) orientador(es). O aluno descreverá

Leia mais

Uma área em expansão. Radiologia

Uma área em expansão. Radiologia Uma área em expansão Conhecimento especializado e treinamento em novas tecnologias abrem caminho para equipes de Enfermagem nos serviços de diagnóstico por imagem e radiologia A atuação da Enfermagem em

Leia mais

EDITAL PROPEG Nº 005/2013 EXAME DE SELEÇÃO PARA A 5ª TURMA DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM OBSTÉTRICA - CEEO - VAGAS REMANESCENTES

EDITAL PROPEG Nº 005/2013 EXAME DE SELEÇÃO PARA A 5ª TURMA DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM OBSTÉTRICA - CEEO - VAGAS REMANESCENTES 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO DESPORTO SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO ACRE EDITAL PROPEG Nº 005/2013 EXAME DE SELEÇÃO PARA A

Leia mais

VIGILÂNCIA E PROMOÇÃO À SAÚDE

VIGILÂNCIA E PROMOÇÃO À SAÚDE VIGILÂNCIA E PROMOÇÃO À SAÚDE Um modelo de assistência descentralizado que busca a integralidade, com a participação da sociedade, e que pretende dar conta da prevenção, promoção e atenção à saúde da população

Leia mais

GUIA DO ALUNO 2014 1

GUIA DO ALUNO 2014 1 GUIA DO ALUNO 2014 1 GUI A DO ALUNO 1. Matrícula Para efetuar sua matrícula em Cursos PECE o candidato deverá comparecer no prazo estipulado, portando todos os documentos que são exigidos para a matrícula

Leia mais

FLUXOS E CORRENTES: TRÂNSITOS E TRADUÇÕES LITERÁRIAS

FLUXOS E CORRENTES: TRÂNSITOS E TRADUÇÕES LITERÁRIAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ BELÉM PA XIV CONGRESSO INTERNACIONAL DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE LITERATURA COMPARADA Gestão 2014/2015 FLUXOS E CORRENTES: TRÂNSITOS E TRADUÇÕES LITERÁRIAS ABRALIC 29/06/2014

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição e matrícula

Leia mais

APROVADO PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO, N º 467/03

APROVADO PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO, N º 467/03 MESTRADO EM MARKETING ESTRATÉGICO UCES-UNIVERSIDAD DE CIENCIAS EMPRESARIALES Y SOCIALES CREDENCIADO CONEAU, DA RESOLUÇÃO N º 815/10 APROVADO PELO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO, N º 467/03 O mestrado

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO PARA OBTENÇÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CLÍNICA MÉDICA 2014

EDITAL DO CONCURSO PARA OBTENÇÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CLÍNICA MÉDICA 2014 EDITAL DO CONCURSO PARA OBTENÇÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM CLÍNICA MÉDICA 2014 Em vista das crescentes valorização e importância relativas a obter-se o Título de Especialista em Clínica Médica, apresentamos

Leia mais

INC.EM.T.IVA Católica

INC.EM.T.IVA Católica INC.EM.T.IVA Católica Incubadora de Empresas Tocantinenses Inovadoras da Católica do Tocantins Processo de Seleção de Novos Empreendimentos CHAMADA PÚBLICA 001/2015 Palmas, Setembro de 2015. A Faculdade

Leia mais

REGULAMENTO. Conteúdo. Cláusula Segunda - Da Participação Dos Departamentos / Comitês Científicos No Prêmio... 2

REGULAMENTO. Conteúdo. Cláusula Segunda - Da Participação Dos Departamentos / Comitês Científicos No Prêmio... 2 Conteúdo Cláusula Primeira - Do Objetivo... 2 Cláusula Segunda - Da Participação Dos Departamentos / Comitês Científicos No Prêmio... 2 Cláusula Terceira Das Inscrições De Trabalhos Para Primeira Fase...

Leia mais

EDITAL I - PÚBLICO-ALVO:

EDITAL I - PÚBLICO-ALVO: A Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) faz saber aos interessados que, no período de 16 de março a 08 de maio de 2009 estarão abertas as inscrições ra o Curso de Especialização

Leia mais

Edital nº 05 / 2015. ATIVIDADES DE EXTENSÃO E PESQUISA Programa POLOS de Cidadania

Edital nº 05 / 2015. ATIVIDADES DE EXTENSÃO E PESQUISA Programa POLOS de Cidadania Edital nº 05 / 2015 ATIVIDADES DE EXTENSÃO E PESQUISA Programa POLOS de Cidadania O Programa Polos de Cidadania da Faculdade de Direito da UFMG faz saber que até 16 de junho de 2015 receberá inscrições

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO EDITAL N.º 008, DE 30 DE JULHO DE 2015

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO EDITAL N.º 008, DE 30 DE JULHO DE 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO EDITAL N.º 008, DE 30 DE JULHO DE 2015 Dispõe sobre a abertura do processo seletivo simplificado para preenchimento

Leia mais

SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE CURSISTAS

SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE CURSISTAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO. PROGRAMA NACIONAL DE CAPACITAÇÃO DE CONSELHEIROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO PRÓ-CONSELHO CURSO DE EXTENSÃO A DISTANCIA FORMAÇÃO

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM CONTROLADORIA E FINANÇAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NA SEGUNDA FASE DO CURSO DE FORMAÇÃO PARA CERTIFICAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NA SEGUNDA FASE DO CURSO DE FORMAÇÃO PARA CERTIFICAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NA SEGUNDA FASE DO CURSO DE FORMAÇÃO PARA CERTIFICAÇÃO DE CAPITAL HUMANO EM LÍNGUA INGLESA 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos

Leia mais

TERCEIRA IDADE - CONSTRUINDO SABERES SOBRE SEUS DIREITOS PARA UM ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

TERCEIRA IDADE - CONSTRUINDO SABERES SOBRE SEUS DIREITOS PARA UM ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA TERCEIRA IDADE - CONSTRUINDO SABERES SOBRE SEUS DIREITOS PARA UM ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Gabriela Pereira Batista, graduanda em enfermagem (UNESC Faculdades) gabrielabio_gabi@hotmail.com

Leia mais

ESTÃO ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA A QUINTA TURMA EXTRA-CAMPUS DO Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável

ESTÃO ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA A QUINTA TURMA EXTRA-CAMPUS DO Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável ESTÃO ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA A QUINTA TURMA EXTRA-CAMPUS DO Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável A SER REALIZADA EM SERRA GRANDE BA Parceria IPÊ Instituto

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE ACADÊMICOS PARA A LIGA ACADÊMICA ACRIANA DE ENFERMAGEM EM TRANSPLANTES

EDITAL PARA SELEÇÃO DE ACADÊMICOS PARA A LIGA ACADÊMICA ACRIANA DE ENFERMAGEM EM TRANSPLANTES EDITAL PARA SELEÇÃO DE ACADÊMICOS PARA A LIGA ACADÊMICA ACRIANA DE ENFERMAGEM EM TRANSPLANTES A (LAAET), fundada em 23 de Setembro de 2011, afiliada à Universidade Federal do Acre, Grupo HEPATO, Central

Leia mais

CHAMADA PUBLICA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA CASA DE OSWALDO CRUZ ESPECIALIZAÇÃO EM DIVULGAÇÃO DA CIÊNCIA, DA TECNOLOGIA E DA SAÚDE TURMA 2012

CHAMADA PUBLICA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA CASA DE OSWALDO CRUZ ESPECIALIZAÇÃO EM DIVULGAÇÃO DA CIÊNCIA, DA TECNOLOGIA E DA SAÚDE TURMA 2012 CHAMADA PUBLICA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA CASA DE OSWALDO CRUZ ESPECIALIZAÇÃO EM DIVULGAÇÃO DA CIÊNCIA, DA TECNOLOGIA E DA SAÚDE TURMA 2012 O Curso de Especialização em Divulgação da Ciência,

Leia mais