Boletim Informativo 2 anos 05 de maio de 2016

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Boletim Informativo 2 anos 05 de maio de 2016"

Transcrição

1 Boletim Informativo 2 anos 05 de maio de 2016

2 BRASIL

3 Extrato Brasil Censo Agropecuário IBGE 2006 Área Passível de Cadastro¹ Área Total Cadastrada² Percentual de Área Cadastrada³ (hectares) (hectares) (%) ,53% Número de Imóveis Cadastrados: ¹A área passível de cadastro é estimada com base no Censo Agropecuário 2006, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE ²As informações correspondem à soma dos dados: do Sistema de Cadastro Ambiental Rural (SiCAR), excluindo as áreas cadastradas em Unidades de Conservação da Natureza de Uso Sustentável; dos sistemas estaduais do Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Pará e São Paulo; e dos Assentamentos da Reforma Agrária ³Percentual calculado com base na área passível de cadastro

4 Área Passível de Cadastro¹ Extrato Brasil Área Total Cadastrada² Percentual de Área Cadastrada³ (hectares) (hectares) (%) ,61% Número de Imóveis Cadastrados: ¹A área passível de cadastro é estimada com base no Censo Agropecuário 2006, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, e nas atualizações do Distrito Federal e dos estados Amapá, Amazonas, Espírito Santo, Pará e Mato Grosso, excluindo as áreas cadastradas em Unidades de Conservação da Natureza de Uso Sustentável, nas quais admite-se a permanência de populações tradicionais ²As informações correspondem à soma dos dados: do Sistema de Cadastro Ambiental Rural (SiCAR), dos sistemas estaduais do Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Pará, São Paulo e dos Assentamentos da Reforma Agrária; excluindo as áreas cadastradas em Unidades de Conservação da Natureza de Uso Sustentável ³Percentual calculado com base na área passível de cadastro Incremento: março - abril / imóveis hectares (10,41%)

5 Extrato - Regiões Região Área Passível de Cadastro¹ Nº de Imóveis Cadastrados Área Cadastrada² (hectares) (hectares) (%)³ Norte ,35% Nordeste ,52% Geral Brasil Centro-Oeste ,29% Sudeste ,75% Sul ,77% Assentamentos 1⁴ Assentamentos 2⁵ Subtotal ,61% Unidades de Conservação ,45% Total⁶ ,05% ¹A área passível de cadastro é estimada com base no Censo Agropecuário 2006, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, e nas atualizações do Distrito Federal e dos estados Amapá, Amazonas, Espírito Santo, Pará e Mato Grosso ²As informações correspondem à soma dos dados: do Sistema de Cadastro Ambiental Rural - SiCAR (em 30/04/2016), incluindo as áreas cadastradas em Unidades deconservação da Natureza deuso Sustentável; dos sistemas estaduais do Espírito Santo (em 30/04/2016), Mato Grosso do Sul (em 30/04/2016), Pará (em 31/01/2016) e São Paulo (em 01/05/2016); e dos Assentamentos da Reforma Agrária ³Percentual calculado com base na área passível de cadastro ⁴Projetos de Assentamentos do INCRA em cadastramento no SiCAR ⁵Projetos de Assentamentos do INCRA aguardando envio de dados para o SICAR referente aos estados da Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Pará ⁶Área cadastrada incluindo Unidades de Conservação da Natureza de Uso Sustentável cadastradas no SiCAR, nas quais admite-se a permanência de populações tradicionais

6 Representação Gráfica dos Imóveis Rurais Cadastrados no SiCAR

7 HECTARES MILHÕES DE HECTARES DE ÁREA CADASTRADA Evolução do CAR 390 ha 340 ha 290 ha 240 ha 190 ha Evolução da Área Cadastrada no SICAR entre Abril/2015 e Abril/ ha 213 ha 228 ha 233 ha 234 ha 239 ha 245 ha 251 ha 258 ha 263 ha 269 ha 280 ha 336 ha abr/15 mai/15 jun/15 jul/15 ago/15 set/15 out/15 nov/15 dez/15 jan/16 fev/16 mar/16 abr/ Incremento Mensal em Área Cadastrada no SICAR

8 Perfil dos Imóveis Rurais Cadastrados¹ Distribuição do Nº de Imóveis por Módulos Fiscais Distribuição da Área dos Imóveis por Módulos Fiscais Tamanho dos Imóveis (MF) Nº de Imóveis Cadastrados² Área Cadastrada Tamanho dos Imóveis (MF) (nº) (%) (hectares) (%) 0 a 4 MF ,03% 0 a 4 MF ,46% 4 e 15 MF ,96% 4 e 15 MF ,80% superior a 15MF ,00% superior a 15MF ,75% Total % Total % ¹As informações correspondem à soma dos dados: do Sistema de Cadastro Ambiental Rural (SiCAR), incluindo as áreas cadastradas em Unidades de Conservação da Natureza de Uso Sustentável; dos sistemas estaduais do Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Pará e São Paulo; e dos Assentamentos da Reforma Agrária ² O número total de imóveis não considera a população residente no interior das Unidades de Conservação da Natureza de Uso Sustentável cadastradas no SiCAR

9 Informações Ambientais Declaradas¹ Área Total dos Imóveis Cadastrados Remanescentes de Vegetação Nativa Reserva Legal² Área de Preservação Permanente² ha ha ha ha 100% 40% 26% 6% Nº de Nascentes Declaradas Reserva Legal³ Remanescentes de Vegetação Nativa declarados em Reserva Legal e Áreas de Preservação Permanente Remanescentes de Vegetação Nativa em Áreas de Reserva Legal³ Área de Preservação Permanente³ Remanescentes de Vegetação Nativa em Áreas de Preservação Permanente³ ha ha ha ha 100% 70% 100% 55% ¹ O extrato considera apenas os dados incluídos na base do SiCAR e os informados pelos Estados do Espírito Santo, não considerando os dados de assentamentos do INCRA e os dados do Pará e Mato Grosso do Sul em fase de envio. ² Os dados não consideram o estado do Pará ³ Os dados não consideram os estados do Pará e Bahia 4 O dados não consideram os estados do Pará e Espírito Santo

10 Representação Gráfica dos Imóveis Rurais Cadastrados no SiCAR Área de Unidades de Conservação 113 milhões ha Área de RL, APP e Vegetação Nativa 97 milhões ha (exceto MS e ES)

11 Adesão ao PRA e alternativas de regularização da Reserva Legal¹ Imóveis com Reconhecimento de Déficit de Vegetação Nativa em Reserva Legal Alternativas de Regularização dos Imóveis que Reconheceram Déficit de Vegetação Nativa Compensação Recomposição Regeneração Natural 12,47% 28,14% 17,69% 54,19% Solicitações de Adesão ao Programa de Regularização Ambiental - PRA: 50,99% 54,19% 28,14% 17,69% Compensação Recomposição Regeneração Natural ¹Os dados não consideram os estados da Bahia, Espírito Santo, Pará e São Paulo

12 REGIÃO NORTE

13 Extrato Região Norte Região UF Área Passível de Cadastro¹ Nº de Imóveis Cadastrados² Área Cadastrada³ (hectares) (hectares) (%) NORTE AC ,90 Acima de 100% AM ,15 Acima de 100% AP ,27 Acima de 100% PA ,00 69,39% RO ,47 Acima de 100% RR ,42 Acima de 100% TO⁴ ,15 69,46% Subtotal Região ,35% ¹Área estimada com base no Censo Agropecuário 2006 (IBGE) e nas atualizações dos estados Amapá, Amazonas e Pará, excluindo as áreas cadastradas em Unidades de Conservação da Natureza de Uso Sustentável, nas quais admite-se a permanência de populações tradicionais ²O número total de imóveis não considera a população residente no interior das Unidades de Conservação da Natureza de Uso Sustentável ³O extrato considera apenas os dados incuídos na base do SiCAR, não considerando os dados de assentamentos do INCRA em fase de envio ⁴Estado com sistema próprio de cadastro integrado ao SiCAR

14 REGIÃO NORDESTE

15 Região Extrato Região Nordeste UF Área Passível de Cadastro¹ Nº de Imóveis Cadastrados² Área Cadastrada³ (hectares) (hectares) (%) NORDESTE AL ,04% BA ,45% CE ,36% MA Acima de 100% PB ,25% PE ,69% PI ,88% RN ,59% SE ,49% Subtotal Região ,52% ¹Área estimada com base no Censo Agropecuário 2006 (IBGE), excluindo as áreas cadastradas em Unidades de Conservação da Natureza de Uso Sustentável, nas quais admite-se a permanência de populações tradicionais ²O número total de imóveis não considera a população residente no interior das Unidades de Conservação da Natureza de Uso Sustentável cadastradas no SiCAR ³O extrato considera apenas os dados incuídos na base do SiCAR, não considerando os dados de assentamentos do INCRA em fase de envio 4 Estado com sistema próprio de cadastro integrado ao SiCAR

16 REGIÃO CENTRO-OESTE

17 Região CENTRO-OESTE Extrato Região Centro-Oeste UF Subtotal Região Área Passível de Cadastro¹ Nº de Imóveis Cadastrados² Área Cadastrada³ (hectares) (hectares) (%) DF ,04% GO ,20% MS ,24% MT ,57% ,29% ¹Área estimada com base no Censo Agropecuário 2006 (IBGE) e nas atualizações do Distrito Federal e do estado do Mato Grosso, excluindo as áreas cadastradas em Unidades de Conservação da Natureza de Uso Sustentável, nas quais admite-se a permanência de populações tradicionais ²O número total de imóveis não considera a população residente no interior das Unidades de Conservação da Natureza de Uso Sustentável cadastradas no SiCAR ³O extrato considera apenas os dados incuídos na base do SiCAR, não considerando os dados de assentamentos do INCRA em fase de envio 4 Estado com sistema próprio de cadastro não integrado ao SiCAR

18 REGIÃO SUDESTE

19 Extrato Região Sudeste Região UF Área Passível de Cadastro¹ Nº de Imóveis Cadastrados² Área Cadastrada³ (hectares) (hectares) (%) SUDESTE Subtotal Região ES ,80% MG ,37% RJ Acima de 100% SP ,26% ¹Área estimada com base no Censo Agropecuário 2006 (IBGE) 4 Estado com sistema próprio de cadastro não integrado ao SiCAR 5 Estado com sistema próprio de cadastro integrado ao SiCAR ,75% ²O número total de imóveis não considera a população residente no interior das Unidades de Conservação da Natureza de Uso Sustentável cadastradas no SiCAR ³O extrato considera apenas os dados incuídos na base do SiCAR, não considerando os dados de assentamentos do INCRA em fase de envio

20 REGIÃO SUL

21 Extrato Região Sul Região UF Área Passível de Cadastro¹ Nº de Imóveis Cadastrados² Área Cadastrada³ (hectares) (hectares) (%) SUL Subtotal Região PR ,60% RS ,98% SC ,28% ,77% ¹Área estimada com base no Censo Agropecuário 2006 (IBGE) ²O número total de imóveis não considera a população residente no interior das Unidades de Conservação da Natureza de Uso Sustentável cadastradas no SiCAR ³O extrato considera apenas os dados incuídos na base do SiCAR, não considerando os dados de assentamentos do INCRA em fase de envio

22 INFORMAÇÕES ADICIONAIS

23 SITUAÇÃO DA IMPLANTAÇÃO DO SiCAR NOS ESTADOS

24 Público Usuário do SiCAR Número de CPF/CNPJ Inscritos no CAR Nº de Usuários na Central do Proprietário/Possuidor

25 Recursos Investidos TOTAL : R$ DESENVOLVIMENTO E OPERAÇÃO DO SiCAR Atividade Investimento Aquisição de imagens Desenvolvimento do SiCAR Treinamento CapCAR Investimento dos Estados TOTAL R$ horas/homem para desenvolvimento do SiCAR Desenvolvimento e Operação em Softwares Livres Propriedade Intelectual MMA/SFB Tecnologia Totalmente Nacional ESTADOS APOIADOS COM RECURSOS DO FUNDO AMAZÔNIA PARA O CAR Acre Amapá Amazonas Bahia Ceará Maranhão Mato Grosso Mato Grosso do Sul Pará Paraíba Pernambuco Rondônia Roraima Tocantins TOTAL R$

26 Capacitação e formação de técnicos para o cadastramento profissionais e produtores capacitados presencialmente CAPACITAÇÃO EAD CapCAR Beneficiados

27 SÍNTESE DE ESTUDOS PRELIMINARES, COM BASE NOS DADOS DO SICAR, PARA APOIAR A FORMULAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS 1. Bacia do rio São Francisco 2. Bacia do rio Doce 3. Distribuição dos Cadastros por Biomas 4. Municípios prioritários para monitoramento na Amazônia Legal 5. Cadastramento dos imóveis rurais nos principais municípios produtores

28 LEVANTAMENTO DE DADOS E INFORMAÇÕES SOBRE A BACIA DO RIO SÃO FRANCISCO (22/01/2016) 28

29 Dados do CAR declarados na Bacia do São Francisco (até 06/01/16) Número de imóveis rurais imóveis Área dos imóveis rurais ha (23% da bacia) Área rural consolidada há (5,5% da bacia) Vegetação nativa ha (7,3% da bacia) Reserva Legal ha (4,3% da bacia)

30 Dados do CAR declarados na Bacia do São Francisco (até 06/01/16) Áreas de preservação permanente - APP ha APP com vegetação nativa ha (40,4% das APP) APP (art.61-a/ escadinha) ha (2,7% das APP)* * Não inclui dados na Bahia Número de nascentes APP das nascentes declaradas no CAR ha (2,1% das APP) APP das nascentes sobrepostas por remanescentes de vegetação 8.635,52 ha (64% das APP de nascente)

31 Imóveis rurais declarados imóveis ha (23% da bacia) Pequenos imóveis ha (23,3% da área dos IR) Médios imóveis há (21,6% da área dos IR) Grandes imóveis ha (55,1% da área dos IR)

32 APP declaradas no CAR hectares

33 Nascentes e olhos d água perenes declarados no CAR nascentes

34 Áreas prioritárias para conservação da biodiversidade localizadas na bacia hectares (32,6% da bacia) Áreas prioritárias para conservação da biodiversidade localizadas nos imóveis declarados no CAR dentro da bacia hectares (22,6% em imóveis)

35 LEVANTAMENTO DE DADOS E INFORMAÇÕES SOBRE A BACIA DO RIO DOCE (04/02/2016) 35

36 Dados do CAR declarados na Bacia do Rio Doce (até 31/12/15) Área da Bacia do Rio Doce ha Número de nascentes* Número de imóveis rurais Área dos imóveis rurais ha (27,6 % da bacia) * Dados de 31/10/15, excluídos do Estado do Espírito Santo

37 Dados do CAR declarados na Bacia do Rio Doce (até 31/12/15) Área de Reserva Legal* ha (18,7 %)** Área dos remanescentes de vegetação nativa* ha (21,5 %)** Área de Preservação Permanente* ha (6,3 %)** Área rural consolidada* ha (36,8 %)** * Excluídos dados do Estado do Espírito Santo ** Em relação à área dos imóveis ha, excluídos os CAR no ES

38 Nº de imóveis rurais Área dos imóveis rurais ha (27,6% da bacia)

39 NASCENTES Nº de nascentes* * Dados de 31/10/15, excluídos do Estado do Espírito Santo

40 Perfil dos imóveis declarados no CAR na Bacia do Rio Doce (até 31/12/15) Nº de pequenos imóveis rurais Área ha (12,4 %)* Nº de médios imóveis rurais Área ha (6,2 %)* Nº de grandes imóveis rurais 632 Área ha (9 %)* * Em relação à área da Bacia do Rio Doce

41 Nº de imóveis rurais Área dos imóveis rurais ha (27,6% da bacia) PERFIL DOS IMÓVEIS

42 DISTRIBUIÇÃO DOS CADASTROS POR BIOMA

43 Distribuição dos cadastros por Bioma Bioma Amazônia ha* Cadastros declarados imóveis ha (30%) Bioma Caatinga ha* Cadastros declarados imóveis ha (14%) Bioma Cerrado ha* Cadastros declarados imóveis ha (44%) * Mapa de Biomas e de Vegetação - IBGE, consulta realizada em 04/05/2016 pelo site

44 Distribuição dos cadastros por Biomas Bioma Mata Atlântica ha* Bioma Pampa ha* Bioma Pantanal ha* Cadastros declarados imóveis ha (51%) Cadastros declarados imóveis ha (19%) Cadastros declarados imóveis ha (29%) * Mapa de Biomas e de Vegetação - IBGE, consulta realizada em 04/05/2016 pelo site

45 Distribuição dos cadastros por Biomas Perfil fundiário por Área dos imóveis rurais declarados no CAR Bioma até 4 MF maior que 4 até 15 MF maior que 15 MF relativo ao total geral relativo ao total geral relativo ao total geral Amazônia 28% 15% 57% Caatinga 57% 14% 29% Cerrado 21% 21% 57% Mata Atlântica 39% 16% 46% Pampa 35% 18% 47% Pantanal 6% 8% 86% Total Geral 29% 17% 54%

46 Distribuição dos cadastros por Biomas Perfil fundiário por Número de Imóveis rurais declarados no CAR Bioma até 4 MF maior que 4 até 15 MF maior que 15 MF relativo ao total geral relativo ao total geral relativo ao total geral Total Geral* Amazônia 89% 7% 4% Caatinga 97% 2% 1% Cerrado 81% 13% 6% Mata Atlântica 94% 4% 1% Pampa 91% 6% 3% Pantanal 70% 15% 15% Total Geral 91% 6% 2% *Equivalente ao total de recibos emitidos

47 CAR NOS MUNICÍPIOS PRIORITÁRIOS PARA MONITORAMENTO NA AMAZÔNIA LEGAL

48

49 Área total Amazônia Legal * : ha Nº de imóveis inscritos: Área total declarada: ha 32,5 % (da Amazônia Legal) * Fonte IBGE CAR na Amazônia Legal (até março de 2016)

50 CAR na Amazônia Legal CAR nos 52 municípios prioritários na Amazônia Legal (março de 2016) Área total dos municípios: ha 18,6 % Número de imóveis declarados no SiCAR: imóveis Área dos imóveis declarados: ha 47,4 %

51 CAR nos municípios prioritários Dados dos municípios prioritários declarados no CAR (março de 2016) Remanescentes de vegetação nativa Área declarada ha 48,0 % Áreas consolidadas Área declarada ha 29,7 % Reserva Legal Área declarada ha 23,7 % Áreas de preservação permanente Área declarada ha 4,0 %

52 Cadastramento dos Imóveis Rurais nos Principais Municípios Produtores Valor da Produção em 2014 Município Valor Produção¹ (1000 R$) Área do Município² (ha) Área Cadastrada no SiCAR (ha) Área Cadastrada no SiCAR³ São Desidério - BA ,89% Sorriso - MT ,25% Sapezal - MT ,12% Campo Novo do Parecis - MT ,57% Cristalina - GO ,01% Formosa do Rio Preto - BA ,35% Jataí - GO ,37% Nova Mutum - MT ,49% Rio Verde - GO ,21% Diamantino - MT ,02% Primavera do Leste - MT ,26% 1 - Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Agropecuária, Produção Agrícola Municipal Descontadas as áreas ocupadas por Unidade de Conservação de Proteção Integral e Terras Indígenas. 3 - Valor percentual referente à área total do Município.

53 Atlas do Cadastro Ambiental Rural

54

55

56

57

58

59

60 Dados do SICAR no Estado do Mato Grosso Cadastros, Áreas de Remanescentes de Vegetação Nativa, Reserva Legal, Preservação Permanente e Nascentes Declaradas

61 Espaços Territoriais Especialmente Protegidos no Estado do Mato Grosso

62 CAR no Estado do Mato Grosso

63 CAR no Entorno do Parque do Xingu

64 CAR e Remanescentes Vegetação Nativa

65 Remanescentes de Vegetação Nativa

66 Áreas de Preservação Permanente

67 APP e Remanescentes Vegetação Nativa

68 Nascentes

69 COOPERAÇÃO FINANCEIRA

70 Projetos Internacionais e Editais do MMA para apoio ao CAR/PRA TOTAL CAPTADO: R$ Bioma PROJETO VALOR (R$) AMAZONIA GESTAO FLORESTAL AMAZONIA TRANSIÇÃO PARA CERRADO KFW-CAR CAATINGA EDITAL CAR SEMIARIDO FNDF/SFB E FSA/CAIXA CAATINGA, CERRADO E MATA ATLÂNTICA EDITAL APP FNMA/MMA, FNDF/SFB, FDD/MJ, ANA, FSA/CAIXA CERRADO FIP-CAR CERRADO FEDERAL-DEFRA MATA ATLÂNTICA KFW-MATA ATLÂNTICA

71

72 LOCALIZAÇÃO DOS CENTROS DE REFERÊNCIA EM DESENVOLVIMENTO FLORESTAL NO BRASIL Projeto KFW/GESTÃO FLORESTAL Projeto KFW/CAR Projeto KFW/CAR Projeto KFW/CAR Arborettum

73 RECUPERAÇÃO DE APP EM BACIAS QUE ABASTECEM REGIÕES METROPOLITANAS COM ALTA CRITICIDADE HÍDRICA EDITAL FNMA 01/ MILHÕES DE REAIS FUNDOS PARTICIPANTES: FNMA/MMA FNDF/SFB/MMA ANA/MMA FNMC/MMA FSA/CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Fundo de Direitos Difusos FDD/MJ

74 PRÓXIMOS PASSOS Apoio à Formulação e Execução de Políticas Públicas: - Monitoramento e Combate ao desmatamento - Harmonização da produção agrícola com a conservação ambiental - Pagamento por serviços ambientais - Estratégias para a conservação: recomposição de áreas prioritárias e formação de corredores ecológicos, ampliação de áreas protegidas e integração com Inventário Florestal Nacional (IFN) - Regulamentação das Cotas de Regularização Ambiental CRA SiCAR - Capacitação dos OEMA para Implementação do Módulo de Análise - Implementação do Módulo Programa de Regularização Ambiental PRA

75 MÓDULO DE ANÁLISE DO SICAR

76 Análise da Cobertura do Solo

77 Análise da Cobertura do Solo

78 Análise da Cobertura do Solo 2008/2011

79 Indicativo de Divergências na Cobertura do Solo Declarada Área de Total do Imóvel 550 hectares Área de Supressão de Vegetação após hectares

80 Mapeamento de Cobertura do Solo

81 MÓDULO DE ANÁLISE DO SICAR Análise da Regularidade Ambiental Áreas de Reserva Legal

82 Análise da Regularidade COMPENSAÇÃO OU CRA RLVN AC + 10,9819

83 Análise da Regularidade COMPENSAÇÃO OU CRA AC RLVN - 26,6202

84 Obrigado! Carlos Eduardo Portella Sturm Diretor de Fomento e Inclusão do Serviço Florestal Brasileiro

Roteiro Executivo. Extrato Geral do CAR. Benefícios do CAR. Capacitação e Formação de Técnicos. Recursos Investidos

Roteiro Executivo. Extrato Geral do CAR. Benefícios do CAR. Capacitação e Formação de Técnicos. Recursos Investidos Roteiro Executivo Extrato Geral do CAR Benefícios do CAR Capacitação e Formação de Técnicos Recursos Investidos Recursos e Projetos Captados pelo MMA para apoio à execução do CAR e PRA Arquitetura do SICAR

Leia mais

Café da Manhã da Frente Parlamentar Ambientalista 04/05/2016

Café da Manhã da Frente Parlamentar Ambientalista 04/05/2016 Café da Manhã da Frente Parlamentar Ambientalista 04/05/2016 Extrato Geral do CAR Março 2016 ÁREA PASSÍVEL DE CADASTRO (em hectares) 1 ÁREA TOTAL CADASTRADA (em hectares) 2 ÁREA CADASTRADA (em %) 3 397.836.864

Leia mais

BERNARDO DE A. M. TROVAO BRASILIA, 19/05/2016 CENÁRIO DA EXECUÇÃO

BERNARDO DE A. M. TROVAO BRASILIA, 19/05/2016 CENÁRIO DA EXECUÇÃO BERNARDO DE A. M. TROVAO BRASILIA, 19/05/2016 CENÁRIO DA EXECUÇÃO O QUE É O CAR? Lei 12.651/2012 Novo Código Florestal Cadastro Ambiental Rural CAR: Âmbito Nacional Natureza declaratória Obrigatório para

Leia mais

MANEJO FLORESTAL COMUNITÁRIO E FAMILIAR

MANEJO FLORESTAL COMUNITÁRIO E FAMILIAR MISSÃO Promover o conhecimento, o uso sustentável e a ampliação da cobertura florestal, tornando a agenda florestal estratégica para a economia do país. MANEJO FLORESTAL COMUNITÁRIO E FAMILIAR Diretoria

Leia mais

Boletim Informativo. 30 de abril de 2015

Boletim Informativo. 30 de abril de 2015 Boletim Informativo 30 de abril de 2015 BRASIL EXTRATO BRASIL ÁREA PASSÍVEL DE CADASTRO ÁREA TOTAL CADASTRADA ÁREA CADASTRADA 373.024.487 191.505.581 51,34 % Número de Cadastrados: 1.376.516 Observação:

Leia mais

Regulamentação da CRA e PRA 27ª RO DA CÂMARA TEMÁTICA DE AGRICULTURA SUSTENTÁVEL E IRRIGAÇÃO - CTASI Raimundo Deusdará Filho.

Regulamentação da CRA e PRA 27ª RO DA CÂMARA TEMÁTICA DE AGRICULTURA SUSTENTÁVEL E IRRIGAÇÃO - CTASI Raimundo Deusdará Filho. Regulamentação da CRA e PRA 27ª RO DA CÂMARA TEMÁTICA DE AGRICULTURA SUSTENTÁVEL E IRRIGAÇÃO - CTASI Raimundo Deusdará Filho Diretor Geral/SFB O Brasil e as Florestas A cobertura florestal mundial é de

Leia mais

8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014)

8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014) 8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014) Elaboração: Contraf-CUT, CNTV e Federação dos Vigilantes do Paraná Fonte: Notícias da imprensa, SSP e sindicatos Apoio: Sindicato dos Vigilantes de Curitiba

Leia mais

Seminário: Código Florestal e Sustentabilidade para jornalistas

Seminário: Código Florestal e Sustentabilidade para jornalistas Senado Federal Seminário: Código Florestal e Sustentabilidade para jornalistas professor gerd sparovek contato gerd@usp.br DF@181111 by sparovek Tópicos da apresentação Agropecuária/Conservação: situação

Leia mais

TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS A ESTADOS, DF E MUNICÍPIOS - DEZEMBRO/2014

TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS A ESTADOS, DF E MUNICÍPIOS - DEZEMBRO/2014 SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL COINT - Coordenação-Geral de Análise e Informações das Transferências Financeiras Intergovernamentais TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS A ESTADOS, DF E MUNICÍPIOS - DEZEMBRO/2014

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SUPLEMENTOS MINERIAS 2014

MERCADO BRASILEIRO DE SUPLEMENTOS MINERIAS 2014 MERCADO BRASILEIRO DE SUPLEMENTOS MINERIAS 2014 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDUSTRIAS DE SUPLEMENTOS MINERAIS RUA AUGUSTA, 2676 13 ANDAR SALA 132 CEP 01412-100 SÃO PAULO SP Telefone: (011) 3061-9077 e-mail:

Leia mais

Rio de Janeiro, 18/05/2017. Mercado de Trabalho Brasileiro 1º trimestre de 2017

Rio de Janeiro, 18/05/2017. Mercado de Trabalho Brasileiro 1º trimestre de 2017 1 Rio de Janeiro, 18/05/2017 Mercado de Trabalho Brasileiro estre de 2017 O B J P R I N C I P A L Produzir informações contínuas PNAD Contínua Produzir informações anuais E T I sobre a inserção da população

Leia mais

Gestão das informações públicas sobre ocupação territorial Integração de cadastros públicos. Brasília/DF 09 de maio de 2017

Gestão das informações públicas sobre ocupação territorial Integração de cadastros públicos. Brasília/DF 09 de maio de 2017 Gestão das informações públicas sobre ocupação territorial Integração de cadastros públicos Brasília/DF 09 de maio de 2017 Boletins informativos do CAR Informações sobre a evolução das inscrições no CAR

Leia mais

TÊNIS DE MESA Nº 03 04/09/2015

TÊNIS DE MESA Nº 03 04/09/2015 ! TÊNIS DE MESA Nº 03 04/09/2015! Jogos Escolares da Juventude 2015 12 a 14 anos Boletim Oficial de Resultados 04/09/2015 CENTRO DE FORMAÇÃO OLÍMPICA - QUADRA 1 TÊNIS DE MESA - EQUIPE - Feminino 1 09:00

Leia mais

Dados sobre o Programa de Educação Tutorial PET atualizados em abril de Fonte: SESu/MEC Apresentação: Diretoria da CENAPET

Dados sobre o Programa de Educação Tutorial PET atualizados em abril de Fonte: SESu/MEC Apresentação: Diretoria da CENAPET Dados sobre o Programa de Educação Tutorial PET atualizados em abril de 05 Fonte: SESu/MEC Apresentação: Diretoria da CENAPET Informações Gerais Número de Grupos: 84 Número de IES: Categoria Administrativa

Leia mais

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1)

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) ANEXO I BICICLETA ESCOLAR Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) Assunto: Adesão à ata de registro de preços nº 70/2010 do pregão eletrônico nº 40/2010. 1 2 BICICLETA 20 - AC,

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE D TABELA BÁSICA / EDIÇÃO 2016 PRIMEIRA FASE REF ROD DATA - DIA HORA GR JOGO ESTÁDIO CIDADE 1ª 12/06 - Dom A1 Rondônia RO x Amazonas AM A1 Acre AC x Amapá AP A2 Tocantins

Leia mais

Novo Código Florestal: produção agropecuária e a sustentabilidade. Moisés Savian

Novo Código Florestal: produção agropecuária e a sustentabilidade. Moisés Savian Novo Código Florestal: produção agropecuária e a sustentabilidade Moisés Savian Esteio, 31 de agosto de 2012 Código Florestal Política Agroambiental Normativa Estabelece normas gerais com o fundamento

Leia mais

Casos de FHD Óbitos e Taxa de letalidade

Casos de FHD Óbitos e Taxa de letalidade Casos de dengue Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Total 2003 20.471 23.612 - - - - - - - - - - 44.083 2002 94.447 188.522 237.906 128.667 60.646 23.350 12.769 10.149 6.682 7.138 9.246 9.052

Leia mais

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Audiência pública Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa

Leia mais

OBJETIVO. Teleconsultoria Telediagnóstico Teleeducação. Legislação. Portaria 2546/2011 Portaria 2554/2011

OBJETIVO. Teleconsultoria Telediagnóstico Teleeducação. Legislação. Portaria 2546/2011 Portaria 2554/2011 OBJETIVO Melhorar a qualidade do serviço de saúde do SUS, capacitando e integrando os trabalhadores e profissionais de saúde por meio do uso de tecnologias e infra-estrutura de informática e telecomunicação

Leia mais

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 REGIÃO NORTE 5.951.408 87,35 861.892 12,65 6.813.300 RONDÔNIA 760.521 88,11 102.631 11,89 863.152 ACRE 298.081 85,86 49.094

Leia mais

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MEC

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MEC SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MEC A EVOLUÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA O movimento Constitucional; O processo de discussão que antecedeu a LDB nº9394/96; A concepção de Educação Básica e a universalização do

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MATO GROSSO OUTUBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MATO GROSSO OUTUBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MATO GROSSO OUTUBRO DE 2015 DADOS GERAIS DO ESTADO DO MATO GROSSO Total Part % Brasil Part % Região Área Total - km² 903.386 10,63% 56,24% População

Leia mais

RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15

RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15 RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15 1º LIRAa 2015 - Situação dos municípios brasileiros Participação voluntária de 1.844 municípios Pesquisa realizada entre janeiro/fevereiro de 2015; Identifica focos

Leia mais

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE:

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Lista de Sigla CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Boletim Ano VI - Edição nº 2/211 Boletim Ano VI - Edição nº 1 / 211 Painel de Ind Nº 9/215 Técnicos Resp Equipe CGPM

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Maio/15) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

CADASTRO AMBIENTAL RURAL - CAR

CADASTRO AMBIENTAL RURAL - CAR CADASTRO AMBIENTAL RURAL - CAR Instituto Estadual do Ambiente - INEA Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas - DIBAP Gerência do Serviço Florestal - GESEF CADASTRO AMBIENTAL RURAL - CAR BASE LEGAL

Leia mais

PROGRAMA DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS PARCERIAS E PERSPECTIVAS CONVÊNIO SEBRAE / CONSAD

PROGRAMA DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS PARCERIAS E PERSPECTIVAS CONVÊNIO SEBRAE / CONSAD PROGRAMA DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS PARCERIAS E PERSPECTIVAS CONVÊNIO SEBRAE / CONSAD 92º Fórum Nacional de Secretários de Estado da Administração Canela/RS Nov/2013 Convênio com Ministério do Planejamento

Leia mais

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2017 ( t ) ( US$ / t )

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2017 ( t ) ( US$ / t ) BRASIL IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2017 (POR PAÍS) PAÍSES JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ARGENTINA Volume ( Ton/Liq ) 399.473,26 422.403,60 501.033,08 371.050,32 437.918,87 2.131.879,13 Valor

Leia mais

Vigilância em Saúde do Trabalhador Agenda Estratégica e a Renast

Vigilância em Saúde do Trabalhador Agenda Estratégica e a Renast Vigilância em Saúde do Trabalhador Agenda Estratégica e a Renast Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador Secretaria de Vigilância

Leia mais

Estado de São Paulo tem a maior quantidade de POS a cada mil habitantes; Maranhão, a menor

Estado de São Paulo tem a maior quantidade de POS a cada mil habitantes; Maranhão, a menor INFORMATIVO PARA A IMPRENSA ML&A Comunicações Fernanda Elen fernanda@mla.com.br (11) 3811-2820 ramal 833 Cresce a aceitação de cartões em 2015, aponta a Boanerges & Cia. Estado de São Paulo tem a maior

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Março/15) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

CÓDIGO FLORESTAL: Avanços e Diretrizes do Sistema Ambiental Paulista. TRÊS ANOS DE CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO - ENCONTRO DE SÃO PAULO Maio/2015

CÓDIGO FLORESTAL: Avanços e Diretrizes do Sistema Ambiental Paulista. TRÊS ANOS DE CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO - ENCONTRO DE SÃO PAULO Maio/2015 CÓDIGO FLORESTAL: Avanços e Diretrizes do Sistema Ambiental Paulista TRÊS ANOS DE CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO - ENCONTRO DE SÃO PAULO Maio/2015 Atualizações sobre o SICAR-SP Sistema instituído em 05/06/2013

Leia mais

Formação dos Grupos e forma de disputa

Formação dos Grupos e forma de disputa Formação dos Grupos e forma de disputa Sorteio realizado no dia 01 de Novembro de 2010 na sede social da APMP. Categoria Força Livre 1. Amazonas 2. Acre 3. Amapá 4. Ceara 5. Espirito Santo 6. Goiás 7.

Leia mais

Cursos de Dança no Brasil. Dulce Aquino

Cursos de Dança no Brasil. Dulce Aquino Cursos de Dança no Brasil Dulce Aquino Cursos de Dança no Brasil Instituições Federais Instituições Estaduais 3 cursos 9 cursos Total 3 Total de Cursos de Dança nas IES - 3 3 11 Norte - 3 Nordeste - 11

Leia mais

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Janeiro de 2008 Apresentado por Fernando Chacon Diretor de Marketing de Cartões do Banco Itaú 1 Mercado de Cartões Faturamento anual: R$ bilhões

Leia mais

PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO V GASTOS TURÍSTICOS TABELAS

PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO V GASTOS TURÍSTICOS TABELAS PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO V GASTOS TURÍSTICOS TABELAS JOÃO PESSOA-PB, JUNHO 2004 TABELA Nº01 GASTO MÉDIO INDIVIDUAL DIÁRIO em R$ 1.00,

Leia mais

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR O QUE É CAR O Cadastro Ambiental Rural - CAR, é o registro público eletrônico de âmbito nacional, obrigatório para todos os imóveis rurais, com a finalidade

Leia mais

As propriedades rurais de Mato Grosso têm 17,5 milhões de hectares de oferta e

As propriedades rurais de Mato Grosso têm 17,5 milhões de hectares de oferta e N O 2 ANO 3 DEZEMBRO DE 2013 LAURENT MICOL, RICARDO ABAD E PAULA BERNASCONI Resumo As propriedades rurais de Mato Grosso têm 17,5 milhões de hectares de oferta e 10,5 milhões de hectares de demanda potenciais

Leia mais

Dados Básicos sobre Recursos Humanos. ObservaRH - NESP/CEAM/UnB

Dados Básicos sobre Recursos Humanos. ObservaRH - NESP/CEAM/UnB Dados Básicos sobre Recursos Humanos ObservaRH - NESP/CEAM/UnB Brasília/DF 2007 Apresentação O conjunto de dados básicos sobre recursos humanos integra as expectativas das delegações que participaram da

Leia mais

14-17 anos 5-13 anos. Faixa etária (anos) Ocupação Outras Ignorada

14-17 anos 5-13 anos. Faixa etária (anos) Ocupação Outras Ignorada Ocupação (N) Acidente de trabalho em crianças e adolescentes com diagnóstico de lesão de traumatismo do punho e da mão (CID, S6-S69), segundo ocupação. Brasil, 27 a 26* 4-7 anos - anos Trabalhador polivalente

Leia mais

GEOGRAFIA REVISÃO 1 REVISÃO 2. Aula 25.1 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE IV

GEOGRAFIA REVISÃO 1 REVISÃO 2. Aula 25.1 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE IV Aula 25.1 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE IV Complexos Regionais Amazônia: Baixa densidade demográfica e grande cobertura vegetal. 2 3 Complexos Regionais Nordeste: Mais baixos níveis de desenvolvimento

Leia mais

BAHIA. Previdenciária. ria PNAD BRASÍLIA, MAIO DE 2011

BAHIA. Previdenciária. ria PNAD BRASÍLIA, MAIO DE 2011 BAHIA Proteção Previdenciária ria - Perfil dos socialmente desprotegidos segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios PNAD 2009 - BRASÍLIA, MAIO DE 2011 1 1. Indicadores de Cobertura Social Cobertura

Leia mais

III ENCONTRO DOS MUNICÍPIOS COM O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

III ENCONTRO DOS MUNICÍPIOS COM O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL III ENCONTRO DOS MUNICÍPIOS COM O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE Abril/2015 IMÓVEIS A SEREM INSCRITOS EM 2 ANOS Imóveis BR Área (ha) Estabelecimentos Agricultura familiar 4.367.902

Leia mais

Estado Atual das RPPNs no Brasil

Estado Atual das RPPNs no Brasil Estado Atual das RPPNs no Brasil Missão da CNRPPN Contribuir para a conservação da biodiversidade brasileira por meio do fortalecimento das associações de proprietários de RPPN (fundada em 2001) Confederação

Leia mais

Contas Regionais do Brasil 2011

Contas Regionais do Brasil 2011 Diretoria de Pesquisas Contas Regionais do Brasil 2011 Coordenação de Contas Nacionais frederico.cunha@ibge.gov.br alessandra.poca@ibge.gov.br Rio, 22/11/2013 Contas Regionais do Brasil Projeto de Contas

Leia mais

Mortos e Acidentes por Unidade Federativa

Mortos e Acidentes por Unidade Federativa e Acidentes por Unidade Federativa - 2016 Data: 23/05/2017 FILTROS: Veículos: Todos, Caminhões, Ônibus Valores: Absolutos Estado: Todos BR: Todas Estados com maior número de mortes e acidentes - 2016 Este

Leia mais

Cargas Aéreas e Rodoviárias Ltda.

Cargas Aéreas e Rodoviárias Ltda. Cargas Aéreas e Rodoviárias Ltda. EMPRESA A Trans Ápia é uma empresa especializada em cargas urgentes, porta a porta para todo território nacional, que atua no mercado de transportes aéreo e rodoviário

Leia mais

Projeto de Monitoramento do Desmatamento nos Biomas Brasileiros por Satélite. Silvia Viana

Projeto de Monitoramento do Desmatamento nos Biomas Brasileiros por Satélite. Silvia Viana Projeto de Monitoramento do Desmatamento nos Biomas Brasileiros por Satélite Silvia Viana Introdução Introdução Objetivos do Projeto de Monitoramento do Desmatamento nos Biomas Brasileiros por Satélite,

Leia mais

Implicações do PL 1876/99 nas áreas de Reserva Legal

Implicações do PL 1876/99 nas áreas de Reserva Legal CÓDIGO FLORESTAL Implicações do PL 1876/99 nas áreas de Reserva Legal Pelo PL 1876/99 o que mudaria? Reserva Legal (RL) - Novos Recortes OqueéumMóduloFiscal? MF 1.Exploração 2.Renda obtida com a exploração

Leia mais

Seminário Internacional Pré-COSALFA. Assunção-Paraguai, 7 de maio de Tema III: Vacinação

Seminário Internacional Pré-COSALFA. Assunção-Paraguai, 7 de maio de Tema III: Vacinação BRASIL Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa Seminário Internacional Pré-COSALFA Assunção-Paraguai, 7 de maio de 2012 Tema III: Vacinação Secretaria de Defesa Agropecuária Departamento

Leia mais

Osvaldo Antonio R. dos Santos Gerente de Recursos Florestais - GRF. Instituto de Meio Ambiente de MS - IMASUL

Osvaldo Antonio R. dos Santos Gerente de Recursos Florestais - GRF. Instituto de Meio Ambiente de MS - IMASUL Osvaldo Antonio R. dos Santos Gerente de Recursos Florestais - GRF Instituto de Meio Ambiente de MS - IMASUL Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico - SEMADE Presidência da República Casa

Leia mais

Pesquisa sobre a Securitização da Dívida Ativa dos Municípios

Pesquisa sobre a Securitização da Dívida Ativa dos Municípios Pesquisa sobre a Securitização da Dívida Ativa dos Municípios Objetivos: Diagnosticar a situação atual dos municípios brasileiros em relação à Securitização da Dívida Ativa de acordo com a resolução 33

Leia mais

Cadastro Único de Programas Sociais Seminário Pan- Amazônico de Proteção Social Belém - PA

Cadastro Único de Programas Sociais Seminário Pan- Amazônico de Proteção Social Belém - PA Cadastro Único de Programas Sociais Seminário Pan- Amazônico de Proteção Social Belém - PA Tiago Falcão Secretário da Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário

Leia mais

Vagas autorizadas. 4.146 vagas* autorizadas em 1.294 municípios e 12 DSEIs *35 vagas nos Distritos Indígenas e 361 vagas de reposição

Vagas autorizadas. 4.146 vagas* autorizadas em 1.294 municípios e 12 DSEIs *35 vagas nos Distritos Indígenas e 361 vagas de reposição Vagas autorizadas 4.146 vagas* autorizadas em 1.294 municípios e 12 DSEIs *35 vagas nos Distritos Indígenas e 361 vagas de reposição Fonte: IBGE e MS. Datum: SIRGAS2000 Elaboração: MS/SGTES/DEPREPS Data:

Leia mais

Conferências Territoriais de ATER realizadas - Atualizada em 25/01/2016

Conferências Territoriais de ATER realizadas - Atualizada em 25/01/2016 Conferências Territoriais de ATER realizadas - Atualizada em 25/01/2016 Conf. Territorial UF Território Participantes Início Encerramento 10/10/2015 MA Cerrado Amazônico - MA 70 29/10/2015 PI Chapada das

Leia mais

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

IMÓVEIS DO FUNDO DO REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

IMÓVEIS DO FUNDO DO REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL IMÓVEIS DO FUNDO DO REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL 2016 DIRETORIA DE ORÇAMENTO, FINANÇAS E LOGÍSTICA/INSS Junho de 2016 SITUAÇÃO ATUAL INVENTÁRIO 2015 UNIDADE INSS FRGPS SUBTOTAL SUDESTE I - SP 212

Leia mais

Estratégia de Desenvolvimento Regional, Política Pública Negociada e Novas Institucionalidades.

Estratégia de Desenvolvimento Regional, Política Pública Negociada e Novas Institucionalidades. Seminário Internacional. Desarrollo Económico Territorial: nuevas praxis em América Latina y el el Caribe em el siglo XXI CEPAL/ILPES, Santiago de Chile, 19 al 21 de octubre de 2010 Estratégia de Desenvolvimento

Leia mais

FAMURS Porto Alegre, 10 de maio de 2013

FAMURS Porto Alegre, 10 de maio de 2013 FAMURS Porto Alegre, 10 de maio de 2013 Marco legal CAR Instituído pela Lei nº 12.651, de 25 de maio de 2012 Art. 29. É criado o Cadastro Ambiental Rural - CAR, no âmbito do Sistema Nacional de Informação

Leia mais

Objetivo Geral: Objetivos Específicos:

Objetivo Geral: Objetivos Específicos: Objetivo Geral: Superação da pobreza e geração de trabalho e renda no meio rural por meio de uma estratégia de desenvolvimento territorial sustentável. Objetivos Específicos: Inclusão produtiva das populações

Leia mais

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE:

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Lista de Siglas do Pa CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Boletim Ano VI - Edição nº 2/211 Boletim Ano VI - Edição nº 1 / 211 Painel de Indicador Nº 2/215 Técnicos Responsáv

Leia mais

Brasil Preço de Realização do Produtor 13,09 13,08 CIDE - - PIS/COFINS 2,18 2,18 Preço do Produtor s/ ICMS c/ CIDE/PIS/COFINS 15,28 15,26 ICMS 6,57

Brasil Preço de Realização do Produtor 13,09 13,08 CIDE - - PIS/COFINS 2,18 2,18 Preço do Produtor s/ ICMS c/ CIDE/PIS/COFINS 15,28 15,26 ICMS 6,57 jan/16 fev/16 Brasil Preço de Realização do Produtor 13,09 13,08 Preço do Produtor s/ ICMS c/ CIDE/PIS/COFINS 15,28 15,26 ICMS 6,57 6,57 Margem Bruta de Distribuição 15,73 16,14 Preço de Distribuição 37,57

Leia mais

1 - INTRODUÇÃO 2 - METODOLOGIA

1 - INTRODUÇÃO 2 - METODOLOGIA SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Metodologia... 2 3. Estimativa da Área Plantada... 3 4. Estimativa da Produção... 3 5. Avaliação das Culturas... 4 5.1 Algodão... 4 5.2 Arroz... 4 5.3 Feijão... 5 5.4 Milho...

Leia mais

Agricultura Orgânica para a Conservação da Biodiversidade PROBIO II

Agricultura Orgânica para a Conservação da Biodiversidade PROBIO II Agricultura Orgânica para a Conservação da Biodiversidade PROBIO II Seminário de Integração e Missão de Supervisão DEZEMBRO-2010 COAGRE/DEPROS/SDC Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento PROJETO:

Leia mais

Atenção Integral à Desnutrição Infantil

Atenção Integral à Desnutrição Infantil Atenção Integral à Desnutrição Infantil PROTOCOLOS DE ATENÇÃO À CRIANÇA COM DESNUTRIÇÃO GRAVE Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Coordenação Geral da Política

Leia mais

Acre Previsão por Coeficiente no Estado

Acre Previsão por Coeficiente no Estado Acre 0,6 121.073,55 262.729,59 0,8 161.431,39 350.306,12 1,0 201.789,24 437.882,66 1,2 242.147,09 525.459,19 1,4 - - 1,6 322.862,79 700.612,25 1,8 363.220,64 788.188,78 2,0 - - 2,2 - - 2,4 - - 2,6 524.652,03

Leia mais

Evolução da Biblioteca Virtual em Saúde no Brasil. Maputo, 18 de novembro de 2009

Evolução da Biblioteca Virtual em Saúde no Brasil. Maputo, 18 de novembro de 2009 Evolução da Biblioteca Virtual em Saúde no Brasil Maputo, 18 de novembro de 2009 Informação em Saúde U n iv e rs a lida d e In t e g ra lida de E qu ida de S is te m a Ú n ic o de S a ú de In fo rm a ç

Leia mais

VIGILÂNCIA EM SAÚDE DE POPULAÇÕES EXPOSTAS A AGROTÓXICOS

VIGILÂNCIA EM SAÚDE DE POPULAÇÕES EXPOSTAS A AGROTÓXICOS Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador - CGST VIGILÂNCIA EM SAÚDE DE POPULAÇÕES

Leia mais

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE:

CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Lista de Siglas d CAF: CONTAG: CPR: FETRAF: NPT: ONG: PNCF: SAC: SAT: SIB: SIC: SQD: UTE: Boletim Ano VI - Edição nº 2/211 Boletim Ano VI - Edição nº 1 / 211 Painel de Indica Nº 1/215 Técnicos Respon Equipe

Leia mais

50% NO / norte do CO 20% Cerrado 20% Demais 50% NO / norte MT 50% Cerrado NO/norte MT 80% NO e norte MT. 35% Cerrado na Amazônia 80% Amazônia

50% NO / norte do CO 20% Cerrado 20% Demais 50% NO / norte MT 50% Cerrado NO/norte MT 80% NO e norte MT. 35% Cerrado na Amazônia 80% Amazônia 1934 1965 1989 1996 2000 25% 20% NE/SE/S e sul do CO 50% NO / norte do CO 20% Cerrado 20% Demais 50% NO / norte MT 50% Cerrado NO/norte MT 80% NO e norte MT 20% Demais 35% Cerrado na Amazônia 80% Amazônia

Leia mais

LSPA. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Dezembro de Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil

LSPA. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Dezembro de Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil Diretoria de Pesquisas Coordenação de Agropecuária Gerência de Agricultura LSPA Dezembro de 2013 Levantamento Sistemático da Produção Agrícola Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas

Leia mais

CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR - CECANE/SC

CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR - CECANE/SC CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR - CECANE/SC COORDENADOR Prof. Francisco de Assis Guedes de Vasconcelos SUB-COORDENAÇÃO PESQUISA Prof. Cristine Garcia Gabriel Prof. Janaina das Neves

Leia mais

METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TAXA DE MORTALIDADE INFANTIL

METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TAXA DE MORTALIDADE INFANTIL GT Mortalidade Infantil METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TAXA DE MORTALIDADE INFANTIL RIPSA - Rede Interagencial de Informações para a Saúde A taxa de mortalidade infantil é um indicador utilizado para medir

Leia mais

9, R$ , , R$ ,

9, R$ , , R$ , Rondônia 2005 R$ 601.575,17 2005 10.154 2004 1.027.983 2004 108.139 2004 10,52 2006 R$ 609.834,21 2006 10.757 2005 1.025.249 2005 101.539 2005 9,90 2007 R$ 1.229.490,00 2007 9.100 2006 1.047.004 2006 111.068

Leia mais

Mercado de Trabalho Empregos formais. Estado de São Paulo Município: Capivari

Mercado de Trabalho Empregos formais. Estado de São Paulo Município: Capivari Mercado de Trabalho Empregos formais Estado de São Paulo Município: Capivari SÍNTESE Estado de São Paulo População estimada em 2014 44.035.304 População 2010 41.262.199 Área (km²) 248.222,36 Densidade

Leia mais

Visão de longo prazo e adequação ambiental para o setor agropecuário

Visão de longo prazo e adequação ambiental para o setor agropecuário Grãos, Proteína Animal, Floresta Plantada e Palma Visão de longo prazo e adequação ambiental para o setor agropecuário São Paulo 3/08/2015 Rodrigo C. A. Lima Leila Harfuch Luciane Chiodi Wilson Zambianco

Leia mais

EDITAL SG/MPU N.º 27, DE 2 DE OUTUBRO DE 2007.

EDITAL SG/MPU N.º 27, DE 2 DE OUTUBRO DE 2007. VA PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO DE 4/10/2007, SEÇÃO 3, PÁG.. EDITAL SG/MPU N.º 27, DE 2 DE OUTUBRO DE 2007. Divulgar a distribuição de vagas do Concurso Público para provimento de cargos e formação

Leia mais

EVTEA - H Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental das Hidrovias

EVTEA - H Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental das Hidrovias EVTEA - H Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental das Hidrovias Descrição geral - Trabalho técnico de Economia, Engenharia, Ciências do Meio Ambiente, Estatística, Geografia, Ciências Sociais

Leia mais

CONJUNTURA DO MERCADO DE MANDIOCA E DERIVADOS NO BRASIL

CONJUNTURA DO MERCADO DE MANDIOCA E DERIVADOS NO BRASIL CONJUNTURA DO MERCADO DE MANDIOCA E DERIVADOS NO BRASIL 1 SEMESTRE/2011 Fábio Isaías Felipe Pesquisador do Cepea/ESALQ/USP E-mail: fifelipe@esalq.usp.br Fone: 55 19 3429-8847 Fax: 55 19 3429-8829 http://www.cepea.esalq.usp.br

Leia mais

APOIO PARA O RELEASE ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS E UNIDADES DA FEDERAÇÃO BRASILEIROS COM DATA DE REFERENCIA EM 1º DE JULHO DE 2015

APOIO PARA O RELEASE ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS E UNIDADES DA FEDERAÇÃO BRASILEIROS COM DATA DE REFERENCIA EM 1º DE JULHO DE 2015 APOIO PARA O RELEASE ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS E UNIDADES DA FEDERAÇÃO BRASILEIROS COM DATA DE REFERENCIA EM 1º DE JULHO DE 2015 A divulgação anual das estimativas da população residente

Leia mais

COMPILAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS

COMPILAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS COMPILAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS PNAD Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio última atualização da pesquisa: 2011 1 2 CARACTERÍSTICAS DOS DOMICÍLIOS 3 ACESSO A SERVIÇOS PÚBLICOS EVOLUÇÃO DO PERCENTUAL

Leia mais

Boletim Informativo. Junho de 2015

Boletim Informativo. Junho de 2015 Boletim Informativo Junho de 2015 Extrato Geral Brasil 1 EXTRATO BRASIL ÁREA ** 397.562.970 ha 227.679.854 ha 57,27% Número de Imóveis cadastrados: 1.727.660 Observações: Dados obtidos do Sistema de Cadastro

Leia mais

Demarest Advogados Seminário Agronegócio: Agenda Regulatória

Demarest Advogados Seminário Agronegócio: Agenda Regulatória Demarest Advogados Seminário Agronegócio: Agenda Regulatória São Paulo, 25 de fevereiro de 2015 1 CADASTRO AMBIENTAL RURAL CAR ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE APP RESERVA LEGAL RL PROGRAMA DE REGULARIZAÇÃO

Leia mais

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012.

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. Os casos de Invalidez Permanente representaram a maioria das indenizações pagas

Leia mais

Estratégias para o Cadastramento Ambiental Rural no Paraná

Estratégias para o Cadastramento Ambiental Rural no Paraná Estratégias para o Cadastramento Ambiental Rural no Paraná Mariese Cargnin Muchailh Diretora de Restauração e Monitoramento IAP Antonina Setembro 2014 532.840 imóveis rurais 92% = pequenos imóveis até

Leia mais

NOVO CÓDIGO FLORESTAL DO ESTADO DE GOIÁS. Jordana Gabriel Sara Girardello Engenheira Agrônoma Consultora técnica SENAR

NOVO CÓDIGO FLORESTAL DO ESTADO DE GOIÁS. Jordana Gabriel Sara Girardello Engenheira Agrônoma Consultora técnica SENAR NOVO CÓDIGO FLORESTAL DO ESTADO DE GOIÁS Jordana Gabriel Sara Girardello Engenheira Agrônoma Consultora técnica SENAR NOVO CÓDIGO FLORETAL BRASILEIRO Lei 12.651 / 2012 Dispõe sobre a proteção da vegetação

Leia mais

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR. São Paulo, 21 de maio de 2013 (ABIOVE)

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR. São Paulo, 21 de maio de 2013 (ABIOVE) Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR São Paulo, 21 de maio de 2013 (ABIOVE) O QUE É CAR O Cadastro Ambiental Rural - CAR, é o registro público eletrônico de âmbito nacional, obrigatório para todos

Leia mais

PROGRAMA DE FISCALIZAÇÃO EM ENTES FEDERATIVOS 2º CICLO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO

PROGRAMA DE FISCALIZAÇÃO EM ENTES FEDERATIVOS 2º CICLO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO PROGRAMA DE FISCALIZAÇÃO EM ENTES FEDERATIVOS 2º CICLO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO UF / Ação de Governo Valor a ser Fiscalizado AC R$ 99.891.435,79 Apoio à Alimentação Escolar na Educação Básica (PNAE) R$

Leia mais

Fundação Nacional de Saúde Funasa Departamento de Engenharia de Saúde pública - Densp. 2º Congresso de Saneamento do Nordeste

Fundação Nacional de Saúde Funasa Departamento de Engenharia de Saúde pública - Densp. 2º Congresso de Saneamento do Nordeste Fundação Nacional de Saúde Funasa Departamento de Engenharia de Saúde pública - Densp 2º Congresso de Saneamento do Nordeste O protagonismo dos municípios na gestão do saneamento. Eng. Leonardo Rodrigues

Leia mais

FNPETI FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL. Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014

FNPETI FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL. Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014 Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014 Fonte: IBGE/Pnad. Elaboração própria. Nota: a PNAD até o ano de 2003 não abrangia a área rural da região Norte (exceto o Tocantins). Nos anos de 1994, 2000

Leia mais

Boletim Informativo. Maio de 2015. * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado

Boletim Informativo. Maio de 2015. * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado Boletim Informativo Maio de 2015 * Errata: Tabela Fonte de Dados - Por Estado Extrato Geral Brasil EXTRATO BRASIL ÁREA ** 397.562.970 ha 212.920.419 ha 53,56 % Número de Imóveis cadastrados: 1.530.443

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Acessos Quantidade de Acessos no Brasil Dividido por Tecnologia/Velocidade/UF

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Acessos Quantidade de Acessos no Brasil Dividido por Tecnologia/Velocidade/UF AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Acessos Quantidade de Acessos no Brasil Dividido por Tecnologia/Velocidade/UF UF Tecnologia Velocidade Quantidade de Acessos AC ATM 12 Mbps a 34Mbps 3 AC ATM 34 Mbps

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO 8º CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE ANALISTA E DE TÉCNICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO 8º CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE ANALISTA E DE TÉCNICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO Cargo 1: Analista do MPU Área de Atividade: Apoio Técnico-Administrativo Especialidade: Arquivologia Distrito Federal / DF 596 4 149,00 Especialidade: Biblioteconomia Acre / AC 147 1 147,00 Especialidade:

Leia mais

O Programa Luz para Todos e a Universalização do Atendimento de Energia Elétrica no Nordeste

O Programa Luz para Todos e a Universalização do Atendimento de Energia Elétrica no Nordeste O Programa Luz para Todos e a Universalização do Atendimento de Energia Elétrica no Nordeste Cláudio Pitta crpitta@chesf.gov.br Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Energia Elétrica

Leia mais

Seminário Espaços Urbanos Seguros

Seminário Espaços Urbanos Seguros Seminário Espaços Urbanos Seguros A atuação da CAIXA e seu impacto no desenvolvimento de cidades sustentáveis Vice-Presidência de Governo Superintendência Nac de Ass Técnica e Desenv Sustentável Jean R.

Leia mais

SÍNTESE DOS ÍNDICES DE VIOLÊNCIA, TRABALHO ESCRAVO E MORTALIDADE INFANTIL NO BRASIL

SÍNTESE DOS ÍNDICES DE VIOLÊNCIA, TRABALHO ESCRAVO E MORTALIDADE INFANTIL NO BRASIL SÍNTESE DOS ÍNDICES DE VIOLÊNCIA, TRABALHO ESCRAVO E MORTALIDADE INFANTIL NO BRASIL Brasília, 28 de junho de 2017 1 1. INTRODUÇÃO Recentemente alguns documentos de extrema relevância sobre os cenários

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Nível superior Cargo 1: Contador DF Brasília/Sede da Administração Central 35 1820 52,00 Nível médio Cargo 2: Agente Administrativo AC Rio Branco/Sede da SRTE 2 1496 748,00 Nível médio Cargo 2: Agente

Leia mais

SUBSÍDIOS PARA A AÇÃO SINDICAL COMPORTAMENTO DO EMPREGO METALÚRGICO MARÇO DE 2011

SUBSÍDIOS PARA A AÇÃO SINDICAL COMPORTAMENTO DO EMPREGO METALÚRGICO MARÇO DE 2011 SUBSÍDIOS PARA A AÇÃO SINDICAL COMPORTAMENTO DO EMPREGO METALÚRGICO MARÇO DE 2011 ANÁLISE DOS RESULTADOS De acordo com os dados do Ministério do Trabalho e Emprego, de janeiro a dezembro de 2012 foram

Leia mais