CIÊNCIAS NATURAIS E SUAS TECNOLOGIAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CIÊNCIAS NATURAIS E SUAS TECNOLOGIAS"

Transcrição

1 CIÊNCIAS NATURAIS E SUAS TECNOLOGIAS PROFS. ORNÓLIA PARACAMPOS, THOMAZ NOVA, THAIS ARAÚJO, EDSON FRANÇA, RODNEI SOUZA, FÁBIO MOTTA, LUIS FREITAS E ROBERTO BAHIENSE 1

2 46. Vou a 190 quilômetros por hora e vou descarrilar, disse o maquinista pelo rádio. Ele já andou a 200 e postou a foto do velocímetro no Facebook. Resultado: 78 mortos na Espanha. O trem, modelo Alvia 730 pode alcançar até 250 km/h, mas não é, a rigor, um trem de alta velocidade. No entanto, entrou numa curva com velocidade superior ao dobro da máxima permitida naquela curva. (fonte: Revista Veja, pág. 82, em 31/07/2013). O trem descarrilou A) como descarrilaria em qualquer outra curva do percurso, a essa velocidade; B) pois a força resultante centrípeta não foi suficiente para mantê-lo no trilho; C) pois uma força o empurrou para fora da curva; D) devido à pouca inércia do conjunto trem + passageiros; E) pois a velocidade máxima permitida na curva era de 100 km/h. 47. Observe atentamente a charge: Disponível em: Acesso em 13/08/2013 O problema ambiental registrado na charge acima é produzido pelo homem com a justificativa para 2

3 A) variar os nichos ecológicos e renovar os solos para a rotação de culturas; B) melhorar a drenagem local, já que a vegetação nativa dificulta esse processo; C) fazer o plantio de leguminosas visando a aumentar a oferta de nitrogênio em solos pobres; D) construir moradias em áreas nativas visando a uma melhor qualidade de vida para a população indígena local; E) ampliar as áreas de pastagens como uma forma de aumentar a produção de carne. 48. As pessoas com gordura excessiva no tronco em comparação com a parte inferior do corpo têm alto risco de desenvolver doença cardíaca coronariana (DCC). Um dos grandes fatores causadores de riscos coronarianos é a obesidade, por isso é importante a avaliação antropométrica e a identificação do excesso de peso como prevenção, para minimizar a ocorrência dessas patologias. 3

4 Como medir: Meça a sua cintura na altura do umbigo. Depois, meça o seu quadril, na altura das nádegas. Então, divida o valor obtido na cintura (cm) pelo valor obtido no quadril (cm). As tabelas anteriores revelam a relação entre as medidas da cintura e quadril. Tais medidas tem sido eficientes na profilaxia de doenças coronarianas, pois A) são ligadas apenas a fatores genéticos sem que haja qualquer participação ambiental; B) o grupo de pessoas apresentadas entre 60 a 69 anos que possui medidas entre 0,84 a 0,90 apresenta sempre risco alto; C) a ingestão de gorduras na dieta auxilia na absorção de vitaminas lipossolúveis como as vitaminas C e A; D) um dos fatores que levam um indivíduo a desenvolver doenças cardiovasculares é a obesidade que está relacionada tanto à hereditariedade quanto a aspectos socioculturais; E) resultados superiores ou iguais a 0,7 para mulheres e 0,8 para homens, indica alto risco para doenças cardiovasculares, sendo que o risco é maior quanto maior for o valor. 4

5 49. A nave Voyager 1 da NASA foi lançada em setembro de 1977 e passou por Júpiter e Saturno antes de seguir para o espaço interestelar. A Voyager 2 da NASA também passou por Júpiter e Saturno e passou a explorar Urano e Netuno. As duas estão saindo do Sistema Solar. (Fonte: Acessado em 06/09/2013) Os motores propulsores destas naves já não funcionam há muito tempo. Elas se movem devido ao Princípio da Inércia. Manterão velocidade, a menos que uma força provoque alteração. A Voyager 1, por exemplo, está viajando a km/h e considerando que está numa região do espaço onde as forças gravitacionais são desprezíveis A) essa velocidade irá aumentar gradativamente; B) a velocidade se manterá constante, mas haverá um aumento na sua energia cinética; C) a sua quantidade de movimento irá se manter constante; D) a aceleração da nave é mantida constante; E) ela irá parar assim que suas baterias consumirem toda a energia armazenada. 50. A sensibilidade a objetos tênues é apenas um dos aspectos desejáveis em um telescópio. O outro é o poder de resolução: a capacidade de discernir detalhes finos. Quanto maior o telescópio, menor a degradação das imagens pela difração (um turvamento ocorre quando a luz incidente é interceptada muito perto da borda externa do espelho e entra em ângulo fechado). Quando construído, o telescópio Hale, de 5 m de diâmetro, foi equipado com chapas fotográficas que registram apenas uma pequena porcentagem da luz incidente. (Fonte: Scientific American Brasil, aula aberta 16) Um astrônomo que faz uso desse equipamento sabe que A) no telescópio a imagem de um astro deve se formar no centro de curvatura do espelho; B) os espelhos utilizados em telescópios são preferencialmente de superfície convexa; C) um objeto colocado a 2,5 m do espelho do Hale teria sua imagem formada a 5 m do espelho; D) a imagem de uma estrela se forma a uma distância de 1,25 m do espelho; E) na superfície do espelho do Hale, predomina a absorção da luz vinda do astro. 5

6 51. O Teorema de Arquimedes diz que Um fluido em equilíbrio age sobre um corpo nele imerso (parcial ou totalmente), com uma força vertical orientada de baixo para cima, denominada empuxo, aplicada no centro de gravidade do volume de fluido deslocado, cuja intensidade é igual ao peso do volume de fluido deslocado. Na tirinha abaixo observamos situações da ação de tal força, atuando no submarino, no navio e também no iceberg. De acordo com o que se observa na imagem acima A) a densidade da água é igual a 90% da densidade do corpo; B) o navio não afunda, pois o empuxo atuante sobre ele é maior do que seu próprio peso; C) o empuxo que atua no navio, enquanto ele navega no mar, é maior do que quando ele navega nas águas de um rio; D) se o iceberg derretesse completamente, o nível de água dos mares seria acrescido de um volume igual ao do próprio iceberg; E) a densidade do submarino é igual à densidade da água do mar, para que ele permaneça em equilíbrio completamente submerso. 52. GPS é a sigla de Global Positioning System, um sistema de navegação baseado em um conjunto de 24 satélites operacionais (há outros sobressalentes), que têm órbitas com raio aproximado de 20 mil quilômetros e que completam aproximadamente duas voltas ao redor da Terra por dia (24 horas). É necessário receber o sinal de no mínimo 3 satélites para que o receptor determine a longitude e a latitude. (Fonte: Ciências Naurais - Aprendendo com o cotidiano Eduardo Canto Ed. Moderna). rastreador-via-satelite-gps/ 6

7 Analisando os dados referentes aos satélites, um usuário do GPS pode concluir que A) ao completar uma volta em torno da Terra, o deslocamento vetorial do satélite é aproximadamente 4.10³π km; B) os satélites utilizados pelo GPS são do tipo geoestacionários; C) o período dos satélites é de 24 horas; D) a velocidade escalar linear do satélite é de aproximadamente km/h, se considerarmos π = 3; E) a velocidade angular do satélite é igual à velocidade angular da Terra. 53. As máquinas separadoras das indústrias de alimento são dispositivos mecânicos baseados nas Leis de Newton. Esses dispositivos são indispensáveis em esteiras girantes e, até mesmo, em máquinas como elevadores, escadas rolantes etc. A figura abaixo representa o sistema de deslocamento de plaforma. Para esse sistema, despreze qualquer tipo de atrito. Calcule o intervalo de tempo, desde instante mostrado na figura t o = 0, até o instante t, que o bloco A toca a polia. Considere que no instante t o = 0, sistema estava em repouso. Adote g = 10m\s 2. A) B) C) D) t = t = t = t = E) t = L 3 2L 3 L 3 5L 3 2L 3 7

8 54. Durante muito tempo, os relógios foram construídos com base nas leis do pêndulo simples. O ajuste fino era efetuado por meio de uma rosca situada na extremidade livre da haste do pêndulo. Este ajuste alongava ou encurtava o pêndulo. Na época das Grandes Navegações, nos séculos XIV e XV, surgiu a necessidade de um relógio náutico muito preciso para a determinação da longitude. Os relógios de pêndulo não eram eficientes, porque o balanço das embarcações equivalia a variações no campo gravitacional, afetando significativamente o período do pêndulo e, por conseguinte, a precisão do relógio. Ficava difícil não somente a orientação nos mares, mas também a demarcação de territórios. Por exemplo, na época do Tratado de Tordesilhas (1494), sabia-se que o famoso meridiano devia passar por "algum lugar" entre Salvador e Quito, o que no final do século XVII ainda não havia sido estabelecido com precisão. A solução veio com os relógios náuticos a balancim, baseados no sistema massa-mola, cujo período não depende do campo gravitacional. Foram os precursores dos primeiros relógios de pulso, os quais, por sua vez, evoluíram para os atuais relógios a cristal de quartzo. Considerando os conceitos estudados no MHS, assinale a alternativa correta. A) Todo movimento vibratório é necessariamente periódico. B) O movimento harmônico simples é periódico, por isso podemos garantir que é conservativo. C) O período de um pêndulo simples aumenta, se este pêndulo for colocado no interior de um elevador que desce acelerado. D) O período de um pêndulo simples aumenta, se a massa da partícula que oscila na sua extremidade for diminuída. E) Para pequenas amplitudes, a frequência de oscilação de um pêndulo simples f está relacionada ao seu comprimento L e ao valor da aceleração da gravidade g por: f = 1 2π L g. 8

9 55. A atividade física traz benefícios ao organismo, mas em excesso pode ocasionar lesões irreversíveis, cãibra e fadiga no músculo. O exercício físico prolongado exige maior oxigenação do tecido sob pena de ocorrer fermentação como uma via alternativa de produção de ATP. A respiração atende de forma mais eficiente à demanda energética do corpo em atividade, porque A) produz resíduos orgânicos que se acumulam no músculo e fornecem ATP complementar para a manutenção do movimento; B) fornece maior quantidade de ATP por molécula de glicose oxidada, quando comparada à fermentação; C) oxida parcialmente a molécula combustível, produzindo resíduos inorgânicos que são excretados da célula; D) amplia o consumo do combustível e reduz a produção de ATP para o fornecimento de energia durante o exercício físico exaustivo; E) transforma a energia química em calor para manter a atividade da musculatura durante o exercício físico. 56. No ano de 1984, foi produzido o primeiro organismo transgênico uma bactéria. A técnica, porém, só se tornaria popularizada mais de uma década depois, com o advento da soja com genes de bactéria para resistir a um tipo de herbicida. Vieram, a seguir, o tomate, a batata, o algodão, o milho e até uma planta com genes de vagalume que lhe possibilitava piscar. Um grande avanço na transferência de genes entre espécies é a produção de hormônios humanos por bactérias. O gene responsável pela síntese do GH, por exemplo, transferido para uma bactéria, manifesta-se produzindo o hormônio. A produção de GH pela bactéria engenheira revela A) alteração no código genético da bactéria para a produção de uma nova proteína; B) a universalidade do código utilizado por seres procariontes e eucariontes na síntese de proteína; C) a participação de orgânulos distintos na síntese de proteínas em procariontes e eucariontes; D) composições distintas nas bases das moléculas de DNA de bactérias e células humanas; E) a utilização de aminoácidos distintos na síntese de proteína de células modificadas geneticamente. 9

10 57. Dependendo de sua composição o ph do solo pode variar e várias espécies de plantas sofrem influência direta desse ph na determinação de algumas de suas características. As hortências, por exemplo, podem dar flores azuis ou rosadas, dependendo das características do solo onde são cultivadas: Em solo ácido suas flores são azuis Disponível em Acesso 04/08/2013 Em solo básico suas flores são rosadas Disponível em Acesso 04/08/2013 Assim, podemos obter hortências A) azuis, em solos onde foi realizada calagem com cal viva; B) rosadas, em solos de concentração hidrogeniônica em torno de 10 5 mol/l; C) azuis, em solos de concentração hidrogeniônica em torno de 10 9 mol/l; D) rosadas, em solos ricos em silicatos de cálcio e magnésio, com concentração hidrogeniônica inferior a 10 7 mol/l; E) azuis, em solos de ph entre 10 e A célula fundamenta a vida como a conhecemos hoje. É a célula que perpetua a vida. A célula é a base para a crença de Pasteur de que toda a vida se origina da vida. No século XIX, através de um experimento a crença se confirma. PURVES, William K. VIDA A Ciência da Biologia 8ª Edição p

11 A estratégia do experimento que valida a inexistência do princípio ativo no ar A) revela-se na manutenção do gargalo aberto durante todo o experimento; B) indica que a fervura da infusão e posterior resfriamento brusco tornam-se desnecessários,se o gargalo for mantido aberto; C) confirma-se a partir da contaminação da infusão, após o resfriamento; D) restringe-se à esterilização da infusão através de fervura prolongada; E) verifica-se na ausência de micro-organismos ao longo do gargalo do frasco, após o resfriamento da infusão. 11

12 59. Um desafio interessante consiste em colocar uma moeda no fundo de um prato, de forma que ela fique coberta por uma fina camada de água, conforme está representado na figura I, e retirá-la sem molhar os dedos, utilizando apenas um copo, uma vela e um isqueiro. Uma solução é apresentada nas figuras seguintes: a vela é acesa e, posteriormente, o copo é emborcado sobre ela; depois de algum tempo, a chama da vela extingue-se, e a água do prato é drenada para o interior do copo. Com relação à situação apresentada, é pertinente concluir que A) a massa total do gás aprisionado no interior do copo com a vela acesa é menor que a massa total de gás que seria aprisionado se o copo fosse emborcado com a vela apagada; B) a chama da vela se apagará somente se a água que entrar no copo for suficiente para atingir o pavio aceso; C) enquanto a vela tiver acesa no interior do copo,será observado um aumento no brilho da chama; D) depois que a chama da vela se apaga, o gás no interior do copo resfria-se originando uma região de alta pressão e, consequentemente, a água é puxada para dentro do copo; E) a diferença de pressão entre o gás aprisionado e o ar exterior gera uma corrente de convecção que desloca a água para dentro do copo até apagar a vela. 12

13 60. Enzimas extraídas de um suco digestivo foram distribuídas em três tubos de ensaio, como demonstra a tabela a seguir: TUBO 1 TUBO 2 TUBO 3 CONTEÚDO Proteína Proteína carboidrato ph Ácido Básico neutro DIGESTÃO + O sinal + indica que houve digestão e o que não houve. As enzimas foram extraídas A) do suco pancreático pelo exposto no tubo 1; B) da vesícula biliar pelo exposto no tubo 2; C) da saliva pelo exposto no tubo 3; D) do estômago pelo exposto no tubo 1; E) do intestino delgado pelo exposto no tubo 2; 61. Embora atuem de maneira semelhante, sabão e detergente apresentam algumas diferenças: Sabão Detergente Matéria-prima básica Óleo e gordura Petróleo O SO 3 Na + Grupo funcional comum C O Na + C Comportamento no ambiente Biodegradável Biodegradável cadeia normal Não biodegradável cadeia ramificada Nessas substâncias, quando a parte ativa da molécula (parte orgânica) é negativa,o composto é dito aniônico, se positiva catiônico. Uma vantagem dos detergentes em relação aos sabões é que eles agem de maneira eficiente mesmo quando utilizados em águas ricas em sais de cálcio e magnésio, conhecidas por água dura. Nesse tipo de água, os sabões originam substâncias insolúveis, o que diminui sua eficiência. 13

14 Considerando as estruturas representadas a seguir, qual a que apresenta um detergente aniônico capaz de provocar danos ao meio ambiente? A) D) B) NH 3 + C E) C) 62. A cidade de São João Câmara a 80 km de Natal, no Rio Grande do Norte (RN), tem sido epicentro (ponto da superfície terrestre atingido em primeiro lugar, e com mais intensidade, pelas ondas atômicas) de alguns terremotos ocorridos nesse estado. O departamento de Física da UFRN tem um grupo de pesquisadores que trabalham na área de sismologia utilizando um sismógrafo instalado nas suas dependências, para detecção de terremotos. 14

15 Num terremoto, em geral, duas ondas, denominadas de primária (P) e secundária (S), percorrem o interior da Terra com velocidades diferentes. Admita que as informações contidas no gráfico abaixo são referentes a um dos terremotos ocorridos no RN. Considere ainda que a origem dos eixos da figura é coincidente com a posição da cidade de São João Câmara. Diante das informações contidas no gráfico, é correto afirmar que a onda mais rápida e a diferença de tempo de chegada das ondas P e S no sismógrafo da UFRN, em Natal, correspondem, respectivamente, A) à onda S e 4 segundos; B) à onda P e 8 segundos; C) à onda P e 16 segundos; D) à onda S e 24 segundos; E) à onda P e 24 segundos. 63. A evolução das espécies é um fato. No século XIX, Charles Darwin em sua viagem esteve aqui no Brasil e se encantou com a diversidade, o colorido e a beleza da nossa fauna e flora. Segundo Darwin, a formação de novas espécies A) é determinada por descendência com modificação e processo seletivo; B) resulta da aquisição de características adaptativas impostas pelo ambiente de clima tropical; C) decorre de mutações aleatórias selecionadas pelo ambiente; D) inclui a recombinação de caracteres na reprodução sexuada entre os indivíduos de uma mesma espécie e diferenciação a cada geração; E) obedece a um modelo que atenda a melhoria da espécie, tornando-a cada vez mais complexa e mais diversificada. 15

16 64. As frutas em geral possuem sabor natural, mas de onde vem o sabor artificial dos alimentos industrializados? A indústria utiliza-se de um recurso para obter o sabor desejado em produtos alimentícios, os chamados flavorizantes. As flavorizantes são substâncias (naturais ou sintéticas) que, adicionadas a um alimento, conferem-lhe um sabor característico. Disponível em: Acesso 6 ago 2013 Muitas flavorizantes são ésteres que adicionados aos alimentos conferem ao mesmo o flavor (sabor e aroma) desejados. A tabela a seguir mostra algumas dessas substâncias: Éster Flavor Metanoato de etila Etanoato de etila Etanoato de propila Etanoato de isobutila Butanoato de etila Pêssego Maçã Pera Morango Abacaxi 16

17 Imagine um quebra cabeça com peças numeradas de 1 a 6, representando ácidos carboxílicos e alcoóis, conforme indicado a seguir: H O C OH CH 3 O C OH CH 3 O (CH 2 ) 2 C OH CH 3 CH 3 CH 2 CH 3 CH 2 CH 2 CH 3 CH CH 2 OH OH OH Para "montar a reação" que representa a obtenção do éster responsável pelo flavor do abacaxi, devemos juntar as peças das figuras: A) 1 e 4; B) 3 e 4; C) 2 e 4; D) 2 e 5; E) 3 e 6. 17

18 65. Nas recentes manifestações populares por mudanças políticas no país, a polícia usou, muitas vezes, o chamado gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes. Os efeitos da exposição a esse gás são reações involuntárias de lacrimação com uma forte sensação de queimação nas terminações nervosas da pele. O provável mecanismo de ação desses compostos é uma ação química direta em receptores sensoriais na pele e nas mucosas, que envolve um processo enzimático dependente do NADH. As espécies comuns de gás lacrimogêneo são o gás CN, o gás CS e o gás CR, cujas estruturas são dadas a seguir: Código Fórmula Nome Gás CN Cloroacetofenona Gás CS 2-clorobenzelideno malononitrila Gás CR dibenz-1:4-oxazepina Observando as estruturas desses gases, encontramos as funções orgânicas; A) Cetona no gás CN e éster no gás CR. B) Cetona no gás CN e amina no gás CS. C) Ácido carboxílico no gás CN e nitrila no gás CS. D) Nitrila no gás CS e amida no gás CR. E) Cetona no gás CN e éter no gás CR. 18

19 66. O para-raios foi construído por Benjamin Franklin. Ele é constituído por uma haste de metal ligada a terra por um fio condutor de cobre. Em sua extremidade superior existe uma coroa de quatro pontas coberta por platina para suportar o forte calor gerado pela descarga elétrica. Basicamente, quando o fio está ligado à terra, sua função é proporcionar um caminho seguro para a descarga elétrica fazendo com que a descarga seja conduzida até o solo. Uma nuvem eletrizada que esteja passando nas proximidades de um para-raios interage com ele, provocando indução eletrostática. Cargas elétricas de sinal contrário ao da nuvem são induzidas nas pontas metálicas do para-raios, e um forte campo elétrico vai se formando em suas vizinhanças. A) A descarga elétrica entre as nuvens ocorre quando se estabelece, nessa região, um campo elétrico uniforme de intensidade menor do que a rigidez dielétrica do ar. B) O trovão, resultante do efeito térmico das correntes, é uma onda transversal que apresenta o fenômeno de polarização. C) Os raios, formados por cargas elétricas em movimento ordenado, produzem ondas mecânicas que podem ser ouvidas por observadores que se encontram em repouso no solo. D) Os raios caem preferencialmente sobre objetos pontiagudos, porque, nas vizinhanças desses objetos, existem campos elétricos intensos que ionizam o ar dessas regiões. E) A descarga elétrica que ocorre entre partes de uma mesma nuvem resulta da movimentação de prótons dos pontos de menor potencial para os de maior potencial. 19

20 67. Todo aparelho elétrico tem um folheto com instruções de uso e informações sobre as condições de seu funcionamento. Muitas vezes, elas também aparecem nas "chapinhas" fixadas nos próprios aparelhos. Elas constituem um conjunto mínimo de informações necessárias para a utilização adequada dos aparelhos. Por isso é sempre recomendável ler as instruções antes de ligar o aparelho comprado, considerando a tensão e potência apresentadas. A) No caso de um desses aparelhos ser ligado numa tensão maior que a especificada pelo fabricante, ele queima quase que imediatamente. Se ele for ligado a uma tensão menor que a especificada, ou o aparelho não funciona ou funciona precariamente. B) O chuveiro elétrico na posição verão, onde a água é menos aquecida, o valor da potência é maior e, consequentemente, o consumo da energia elétrica é também maior. C) A corrente elétrica é uma grandeza cujo valor independe da potência do aparelho e também da tensão em que ele é colocado para funcionar. D) O chuveiro elétrico na posição inverno, onde a água é mais aquecida, o valor da potência é menor e, consequentemente, o consumo da energia elétrica é também menor. E) Uma lâmpada de 100 watt feita para funcionar na tensão 110 volts, quando ligada requer menor corrente elétrica que uma de potência de 60 watt e de mesma tensão. 20

21 68. No esquema, a figura (1) representa o movimento aleatório de um elétron em um condutor. Após muitos choques, a maior probabilidade do elétron é permanecer nas proximidades do ponto (A). Na figura (2), o condutor está submetido a um campo elétrico. Assim o elétron se arrasta sistematicamente para a direita, durante cada segmento da trajetória. Se o movimento se dá conforme a descrição, é porque o campo elétrico é A) horizontal, para a direita; B) vertical, para cima; C) vertical, para baixo; D) horizontal para a esquerda; E) diferente dos casos citados acima. 69. Os segredos de Vitória A história da Hemofilia é provavelmente tão antiga como a história do homem, mas não seria tão largamente conhecida se a Rainha Vitória de Inglaterra e os seus descendentes não estivessem diretamente envolvidos. Conta-se que Vitória estava apaixonada pelo primo, o príncipe Albert de Saxe-Cobourg-Gotha e assim tomou a iniciativa de pedi-lo em casamento (visto que na época ninguém poderia fazer tal pedido a uma rainha). Ele aceitou. Em 10 de Fevereiro de 1840, Vitória casou com o príncipe Alberto de Saxe-Cobourg-Gotha, seu primo direito. Tiveram 9 filhos. Um dos rapazes, Leopoldo, tinha hemofilia e, pelo menos, 2 das suas filhas (Alice e Beatriz) eram portadoras. Diponível em Acesso em 19/08/2013 No tipo mais comum de hemofolia, há a incapacidade de produção do fator VIII, necessário ao processo de coagulação sanguínea. Esse processo envolve enzimas que, para seu funcionamento, devem estar associadas a (à) 21

22 A) íons CI + B) vitamina A. C) vitamina E. D) íons Ca 2+. E) vitamina D. 70. Atualmente vários medicamentos caracterizam-se pela liberação gradual do seu princípio ativo. São os medicamentos de ação prolongada, conhecidos por time-release que liberam o princípio ativo no organismo a urna velocidade constante. Assim, a qualquer instante a concentração do princípio ativo liberado não é tão elevada a ponto de causar danos nem tão baixa a ponto de ser ineficiente. Dentre os procedimentos tecnológicos empregados para essa finalidade estão as bombas osmóticas, que utilizam pressão osmótica para modular a liberação do fármaco. O esquema a seguir representa um tipo de pílula desses medicamentos. Conecte Qímica 2 USBERCO e SALVADOR. São Paulo: Saraiva, Pág 118 Adaptado. O funcionamento desse tipo de película se baseia no fato de que A) a solução saturada de NaC é isotônica em relação ao fluído presente no organismo; B) o fluído presente no organismo penetra no compartimento que contém a solução saturada de NaC, que desloca a membrana, impulsionando o fármaco para fora; C) a solução saturada de NaC é hipotônica em relação ao fluído presente no organismo; D) o solvente contido no compartimento que contém a solução saturada de NaC passa para o fluído presente no organismo, permitindo a dissolução do fármaco nessa solução; E) o fluído presente no organismo, por ser hipotônico em relação a solução saturada de NaC, recebe íons Na + dessa solução, diluindo-se, permitindo assim a dissolução do fármaco. 22

23 Disponível em: <http://3.bp.blogspot.com/>. Acesso 10/08/ Uma quantidade de 0,1% em volume de etanol no sangue já é suficiente para causar na maioria das pessoas, perda de coordenação motora, o que aumenta os riscos de acidentes automobilísticos. Um indivíduo que ingeriu 100 ml de um uísque contendo 42%, em volume de etanol (42ºGL) terá em sua corrente sanguínea uma porcentagem em volume de etanol da ordem de A) 0,13% B) 0,26% C) 0,63% D) 3,6% Dados Considere que: apenas 15% do volume no etanol ingerido passe para a corrente sanguínea. o indivíduo tenha 5 litros de sangue. E) 4,8% 23

24 72. A feijoada Paraense Além de ser um prato muito apreciado no Brasil, a maniçoba tem histórias e lendas contadas principalmente pelas pessoas mais antigas. Dizem que é uma comida perigosa. Quem comer tem que descansar, ter repouso total, pois corre risco de morte. O risco existe, mas esse é por conta do cianeto - toxina que atua bloqueando a última das três etapas do processo respiratório aeróbico, impedindo, portanto, a produção de ATP, molécula responsável pelo abastecimento energético de nosso organismo. O bloqueio dessa etapa da respiração aeróbica pelo cianeto impede também a A) quebra da glicose em moléculas de piruvato; B) produção de moléculas transportadoras de elétrons; C) oxidação da glicose e consequente liberação de energia; D) formação de água a partir do gás oxigênio; E) síntese de gás carbônico a partir da quebra da glicose. 73. Disponível em: <http://www.ressoar.org.br/imagens>. Acesso em: 10/08/2013 Um estudo publicado na revista Science aponta que as florestas tropicais, como a Amazônia, são as "máquinas" de fotossíntese mais eficiente do planeta. De acordo com o trabalho científico, elas absorvem um terço de todo o gás carbônico (CO2) que é retirado da atmosfera pelas plantas a cada ano. Foi a primeira vez que cientistas calcularam a absorção global de CO2 pela vegetação terrestre: são 123 bilhões de toneladas do gás por ano. "É o dobro da quantidade de CO2 que os oceanos absorvem, comparou o 24

25 coautor do estudo, Christian Beer, do Instituto Max Planck para Bioquímica, na Alemanha. As selvas tropicais respondem por 34% da captura, e as savanas por 26%, apesar de ocupar o dobro da área. Disponível em: <http://www.ecodesenvolvimento.org/noticicas>. Acesso em: 10/08/2013 Com base no texto, e considerando a massa molar do CO 2(g) como igual a 44g. mol 1, a quantidade de matéria em mol de CO 2(g) que os oceanos absorvem em um ano é aproximadamente de A) 2,80 x B) 1,40 x C) 2,80 x D) 1,40 x E) 2,80 x O princípio de Le Chatelier ou deslocamento do equilíbrio tão estudado na Química está demonstrado na frente dos olhos de quem usa lentes fotocromáticas. Tais lentes possuem cristais de cloreto de prata (AgC ) incorporados diretamente ao vidro. Quando a radiação ultravioleta atinge os cristais de AgC, eles escurecem. Isso ocorre quando os íons Ag + são reduzidos a prata metálica e os íons C se transformam em átomos de cloro elementar: AgC + energia luminosa Ag + C Química na abordagem do cotidiano Vol. 2. Tito e Canto. São Paulo. Moderna Pág. 351 Em tais lentes, A) quanto maior a incidência de luz, maior o número de átomos de prata formados; B) o aumento da incidência de luz, desloca o equilíbrio para a esquerda, fazendo a lente escurecer; C) há deslocamento do equilíbrio para a direita quando se entra em um local escuro; D) há diminuição da produção de átomos de cloro elementar quando se está na praia, em dia ensolarado; E) o equilíbrio se desloca no sentido de formação de íons Ag + em ambientes bem iluminados. 25

26 75. Qual é o maior ser vivo do planeta? A maior criatura do planeta foi descoberta apenas em 1996: um fungo que cresce sob o solo da Floresta Nacional de Malheur, no Estado do Oregon, Estados Unidos. Popularmente conhecido como "cogumelo do mel", nasceu como uma partícula minúscula, impossível de ser vista a olho nu, e foi estendendo seus filamentos durante um período estimado de anos. Da superfície, dá para ver apenas suas extremidades junto aos troncos das árvores, mas debaixo da terra ele ocupa 880 hectares - o equivalente a campos de futebol. "Ele ainda cresce de 70 centímetros a 1,20 metros por ano", diz o engenheiro agrônomo João Lúcio de Azevedo, da USP. O nome científico correto da espécie a que pertence o cogumelo do mel é A) Armillaria ostoyae B) Armillaria Ostoyae C) armillaria Ostoyae D) Ostoyae E) Sp ostoyae Disponível :: Acesso em 19/08/ A transmissão da energia elétrica das usinas até os pontos de consumo é efetuada através de fios condutores e por isso parte dela é dissipada na forma de calor. Como essa perda é proporcional ao quadrado da corrente (Pot = Ri 2 ), para reduzi-la é conveniente diminuirmos a intensidade da corrente. Sabendo-se que potência é proporcional à tensão e à corrente (Pot = Ui), pode-se obter a mesma quantidade de energia transmitida na unidade de tempo através de uma corrente menor, se a tensão for aumentada. É o transformador que realiza tais alterações. Basicamente o transformador é constituído de fios enrolados em um núcleo de ferro. São dois enrolamentos independentes: o enrolamento primário, ligado à fonte e o enrolamento secundário, onde se obtém a tensão desejada. Os dois enrolamentos podem estar um sobre o outro isolados eletricamente e com o núcleo de ferro comum a ambos; ou podem estar separados, ou seja, o enrolamento primário numa parte do núcleo e o secundário em outra parte. 26

04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A. , sendo m A. e m B. < m B.

04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A. , sendo m A. e m B. < m B. 04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A e m B, sendo m A < m B, afirma-se que 01. Um patrulheiro, viajando em um carro dotado de radar a uma

Leia mais

Pág. 1. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR 2009 2ª Fase PROVA DE QUÍMICA

Pág. 1. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO - COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR 2009 2ª Fase PROVA DE QUÍMICA Questão 1: As bebidas alcoólicas contêm etanol e podem ser obtidas pela destilação do álcool (ex. whiskey e vodka) ou pela fermentação de uma variedade de produtos como frutas e outros vegetais (ex. vinho

Leia mais

QUESTÕES DE QUÍMICA DA UNICAMP PROVA DE 2014.

QUESTÕES DE QUÍMICA DA UNICAMP PROVA DE 2014. QUESTÕES DE QUÍMICA DA UNICAMP PROVA DE 2014. 1- Prazeres, benefícios, malefícios, lucros cercam o mundo dos refrigerantes. Recentemente, um grande fabricante nacional anunciou que havia reduzido em 13

Leia mais

UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 Durante uma brincadeira, Rafael utiliza o dispositivo mostrado nesta figura para lançar uma bolinha horizontalmente. Nesse

Leia mais

CONTEÚDOS DE QUÍMICA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CONTEÚDOS DE QUÍMICA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO DE QUÍMICA POR BIMESTRE PARA O ENSINO MÉDIO COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO Paulo Henrique Saraiva Câmara SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES Frederico

Leia mais

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS A correção de cada questão será restrita somente ao que estiver registrado no espaço

Leia mais

UNIGRANRIO www.exerciciosdevestibulares.com.br. 2) (UNIGRANRIO) O sistema abaixo encontra-se em equilíbrio sobre ação de três forças

UNIGRANRIO www.exerciciosdevestibulares.com.br. 2) (UNIGRANRIO) O sistema abaixo encontra-se em equilíbrio sobre ação de três forças 1) (UNIGRANRIO) Um veículo de massa 1200kg se desloca sobre uma superfície plana e horizontal. Em um determinado instante passa a ser acelerado uniformemente, sofrendo uma variação de velocidade representada

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS

PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS 3 PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS QUÍMICA 01 - O dispositivo de segurança que conhecemos como air-bag utiliza como principal reagente para fornecer o gás N 2 (massa molar igual a 28 g mol -1

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Considerando a interdependência das várias áreas de conhecimento dentro da Física, julgue os itens a seguir. 61 A temperatura de um cubo de gelo a 0 ºC, ao ser colocado em um

Leia mais

Física. Resolução. Q uestão 01 - A

Física. Resolução. Q uestão 01 - A Q uestão 01 - A Uma forma de observarmos a velocidade de um móvel em um gráfico d t é analisarmos a inclinação da curva como no exemplo abaixo: A inclinação do gráfico do móvel A é maior do que a inclinação

Leia mais

Prova 3 Física QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA. QUESTÕES OBJETIVAS GABARITO 3

Prova 3 Física QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA. QUESTÕES OBJETIVAS GABARITO 3 Prova 3 QUESTÕES OBJETIVAS QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA. UEM Comissão Central do Vestibular Unificado FÍSICA 01 O diagrama abaixo mostra um brinquedo

Leia mais

www.soumaisenem.com.br

www.soumaisenem.com.br 1. (Enem 2011) Uma das modalidades presentes nas olimpíadas é o salto com vara. As etapas de um dos saltos de um atleta estão representadas na figura: Desprezando-se as forças dissipativas (resistência

Leia mais

grandeza do número de elétrons de condução que atravessam uma seção transversal do fio em segundos na forma, qual o valor de?

grandeza do número de elétrons de condução que atravessam uma seção transversal do fio em segundos na forma, qual o valor de? Física 01. Um fio metálico e cilíndrico é percorrido por uma corrente elétrica constante de. Considere o módulo da carga do elétron igual a. Expressando a ordem de grandeza do número de elétrons de condução

Leia mais

XI OLIMPÍADA REGIONAL DE CIÊNCIAS-2009 O Sistema Solar

XI OLIMPÍADA REGIONAL DE CIÊNCIAS-2009 O Sistema Solar XI OLIMPÍADA REGIONAL DE CIÊNCIAS-2009 O Sistema Solar Gabarito Primeira Fase Cruzadinha 3 6 1 V Ê N U S E 2 L U A 8 1 S N M 3 E S P E C T R O S C O P I A Q 2 R R U T E 4 É I 4 E C L Í P T I C A 7 N R

Leia mais

TIPO-A FÍSICA. r 1200 v média. Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. Resposta: 27

TIPO-A FÍSICA. r 1200 v média. Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. Resposta: 27 1 FÍSICA Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 01. Considere que cerca de 70% da massa do corpo humano é constituída de água. Seja 10 N, a ordem de grandeza do número de moléculas de água no corpo de um

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa A. alternativa B

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa A. alternativa B Questão 46 Na figura, são dados os vetores a, bec. Sendo u a unidade de medida do módulo desses vetores, pode-se afirmar que o vetor d = = a b + c tem módulo a) 2u, e sua orientação é vertical, para cima.

Leia mais

(A) (B) (C) (D) (E) Resposta: A

(A) (B) (C) (D) (E) Resposta: A 1. (UFRGS-2) Ao resolver um problema de Física, um estudante encontra sua resposta expressa nas seguintes unidades: kg.m 2 /s 3. Estas unidades representam (A) força. (B) energia. (C) potência. (D) pressão.

Leia mais

ENEM 2009 - Prova resolvida Química

ENEM 2009 - Prova resolvida Química ENEM 2009 - Prova resolvida Química 01. A atmosfera terrestre é composta pelos gases nitrogênio (N 2) e oxigênio (O 2), que somam cerca de 99 %, e por gases traços, entre eles o gás carbônico (CO 2), vapor

Leia mais

Exercícios 3º ano Química -

Exercícios 3º ano Química - Exercícios 3º ano Química - Ensino Médio - Granbery 01-ufjf-2003- Cada vez mais se torna habitual o consumo de bebidas especiais após a prática de esportes. Esses produtos, chamados bebidas isotônicas,

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 A L 0 H mola apoio sem atrito B A figura acima mostra um sistema composto por uma parede vertical

Leia mais

Cadeia alimentar 3º ano

Cadeia alimentar 3º ano Cadeia alimentar 3º ano O equilíbrio ecológico depende diretamente da interação, das trocas e das relações que os seres vivos estabelecem entre si e com o ambiente. Os seres respiram, vivem sobre o solo

Leia mais

TC 3 UECE - 2013 FASE 2 MEDICINA e REGULAR

TC 3 UECE - 2013 FASE 2 MEDICINA e REGULAR TC 3 UECE - 03 FASE MEICINA e EGULA SEMANA 0 a 5 de dezembro POF.: Célio Normando. A figura a seguir mostra um escorregador na forma de um semicírculo de raio = 5,0 m. Um garoto escorrega do topo (ponto

Leia mais

Questão 57. Questão 59. Questão 58. alternativa D. alternativa C

Questão 57. Questão 59. Questão 58. alternativa D. alternativa C OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representada por g. Quando necessário adote: para g, o valor de 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

1) d = V t. d = 60. (km) = 4km 60 2) Movimento relativo: s V rel 80 60 = t = (h) = h = 12min

1) d = V t. d = 60. (km) = 4km 60 2) Movimento relativo: s V rel 80 60 = t = (h) = h = 12min OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor de 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

E X E R C Í C I O S. i(a) 7,5 10 elétrons

E X E R C Í C I O S. i(a) 7,5 10 elétrons E X E R C Í C I O S 1. O gráfico da figura abaixo representa a intensidade de corrente que percorre um condutor em função do tempo. Determine a carga elétrica que atravessa uma secção transversal do condutor

Leia mais

Ciências da Natureza e Suas Tecnologias. Comentário de Biologia: Resposta: E

Ciências da Natureza e Suas Tecnologias. Comentário de Biologia: Resposta: E Comentário de Biologia: a) (F) É impraticável que se deixe de utilizar aparelhos elétricos à pilha. Além disto, o problema não está no uso, mas na destinação que se dá às pilhas. Na medida em que elas

Leia mais

ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA)

ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA) ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA) 1. (Fuvest) O plutônio ( Pu) é usado para a produção direta de energia elétrica em veículos espaciais. Isso é realizado em um gerador que possui

Leia mais

FÍSICA. Sempre que for necessário, utilize g= 10m/s 2

FÍSICA. Sempre que for necessário, utilize g= 10m/s 2 FÍSICA Sempre que for necessário, utilize g= 10m/s 2 28 d Leia com atenção a tira da Turma da Mônica mostrada abaixo e analise as afirmativas que se seguem, considerando os princípios da Mecânica Clássica.

Leia mais

COLÉGIO SANTA TERESINHA R. Madre Beatriz 135 centro Tel. (33) 3341-1244 www.colegiosantateresinha.com.br

COLÉGIO SANTA TERESINHA R. Madre Beatriz 135 centro Tel. (33) 3341-1244 www.colegiosantateresinha.com.br PLANEJAMENTO DE AÇÕES DA 2 ª ETAPA 2015 PERÍODO DA ETAPA: 01/09/2015 á 04/12/2015 TURMA: 9º Ano EF II DISCIPLINA: CIÊNCIAS / QUÍMICA 1- S QUE SERÃO TRABALHADOS DURANTE A ETAPA : Interações elétricas e

Leia mais

GREGOR MENDEL & GRANDES MESTRES REVISÃO 2ª FASE BAHIANA

GREGOR MENDEL & GRANDES MESTRES REVISÃO 2ª FASE BAHIANA REVISÃO ª FASE BAHIANA 1 Um anel condutor de raio a e resistência R é colocado em um campo magnético homogêneo no espaço e no tempo. A direção do campo de módulo B é perpendicular à superfície gerada pelo

Leia mais

Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses, de cima para baixo.

Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses, de cima para baixo. CNHECIMENTS GERAIS 01 Analise a veracidade (V) ou falsidade (F) das proposições abaixo, quanto aos efeitos negativos da utilização de combustíveis fósseis sobre o ambiente. ( ) A combustão de gasolina

Leia mais

Professor Carlos - Proteinas

Professor Carlos - Proteinas 14085. (Fuvest 2001) Os três compostos abaixo têm uso farmacológico Considere as afirmações: I Nas moléculas dos três compostos, há ligações peptídicas. II A porcentagem em massa de oxigênio na dropropizina

Leia mais

FÍSICA. Questões de 01 a 04

FÍSICA. Questões de 01 a 04 GRUPO 1 TIPO A FÍS. 1 FÍSICA Questões de 01 a 04 01. Considere uma partícula presa a uma mola ideal de constante elástica k = 420 N / m e mergulhada em um reservatório térmico, isolado termicamente, com

Leia mais

a) os módulos das velocidades angulares ωr NOTE E ADOTE

a) os módulos das velocidades angulares ωr NOTE E ADOTE 1. Um anel condutor de raio a e resistência R é colocado em um campo magnético homogêneo no espaço e no tempo. A direção do campo de módulo B é perpendicular à superfície gerada pelo anel e o sentido está

Leia mais

3º Ano do Ensino Médio. Aula nº09 Prof. Paulo Henrique

3º Ano do Ensino Médio. Aula nº09 Prof. Paulo Henrique Nome: Ano: º Ano do E.M. Escola: Data: / / 3º Ano do Ensino Médio Aula nº09 Prof. Paulo Henrique Assunto: Interpretação e Análise de gráficos 1. O que é importante na hora de analisar um gráfico? Atenção

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CENTRO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA Educando para o pensar Tema Integrador 2013 / Construindo o amanhã: nós agimos, o planeta sente BIOLOGIA I TRIMESTRE A descoberta da vida Biologia e ciência Origem da vida

Leia mais

(www.inpe.br/webelat/homepage/menu/el.atm/perguntas.e.respostas.php. Acesso em: 30.10.2012.)

(www.inpe.br/webelat/homepage/menu/el.atm/perguntas.e.respostas.php. Acesso em: 30.10.2012.) 1. (G1 - ifsp 2013) Raios são descargas elétricas de grande intensidade que conectam as nuvens de tempestade na atmosfera e o solo. A intensidade típica de um raio é de 30 mil amperes, cerca de mil vezes

Leia mais

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2006 2ª fase www.planetabio.com

PlanetaBio Resolução de Vestibulares FUVEST 2006 2ª fase www.planetabio.com 1-O esquema abaixo representa as principais relações alimentares entre espécies que vivem num lago de uma região equatorial. Com relação a esse ambiente: a) Indique os consumidores primários. b) Dentre

Leia mais

32. Um sistema termodinâmico realiza um ciclo conforme representado na figura abaixo:

32. Um sistema termodinâmico realiza um ciclo conforme representado na figura abaixo: 0 GABARITO O DIA o PROCESSO SELETIVO/005 FÍSICA QUESTÕES DE 3 A 45 3. Uma fonte de luz monocromática está imersa em um meio líquido de índice de refração igual a,0. Os raios de luz atingem a superfície

Leia mais

c = c = c =4,20 kj kg 1 o C 1

c = c = c =4,20 kj kg 1 o C 1 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO DO TESTE INTERMÉDIO - 2014 (VERSÃO 1) GRUPO I 1. H vap (H 2O) = 420 4 H vap (H 2O) = 1,69 10 3 H vap (H 2O) = 1,7 10 3 kj kg 1 Tendo em consideração a informação dada no texto o calor

Leia mais

Tânia observa um lápis com o auxílio de uma lente, como representado nesta figura:

Tânia observa um lápis com o auxílio de uma lente, como representado nesta figura: PROVA DE FÍSICA QUESTÃO 0 Tânia observa um lápis com o auxílio de uma lente, como representado nesta figura: Essa lente é mais fina nas bordas que no meio e a posição de cada um de seus focos está indicada

Leia mais

Física: Eletromagnetismo

Física: Eletromagnetismo Física: Eletromagnetismo Questões de treinamento para a banca Cesgranrio elaborada pelo prof. Alex Regis Questão 01 Está(ão) correta(s): Considere as afirmações a seguir a respeito de ímãs. I. Convencionou-se

Leia mais

ORBITAIS DE ELÉTRONS, FLUORESCÊNCIA E FOTOSSÍNTESE.

ORBITAIS DE ELÉTRONS, FLUORESCÊNCIA E FOTOSSÍNTESE. Atividade didático-experimental ORBITAIS DE ELÉTRONS, FLUORESCÊNCIA E FOTOSSÍNTESE. O objetivo desta atividade é proporcionar contato com alguns fenômenos e conceitos físicos e químicos que permitem avançar

Leia mais

química FUVEST ETAPA Resposta QUESTÃO 1 QUESTÃO 2 c) Determine o volume adicionado da solução

química FUVEST ETAPA Resposta QUESTÃO 1 QUESTÃO 2 c) Determine o volume adicionado da solução Química QUESTÃO 1 Um recipiente contém 100 ml de uma solução aquosa de H SO 4 de concentração 0,1 mol/l. Duas placas de platina são inseridas na solução e conectadas a um LED (diodo emissor de luz) e a

Leia mais

Lista de Exercícios Professor Mário http://www.professormario.com.br mario@meson.pro.br

Lista de Exercícios Professor Mário http://www.professormario.com.br mario@meson.pro.br 1. (Unicamp 93) Um aluno simplesmente sentado numa sala de aula dissipa uma quantidade de energia equivalente à de uma lâmpada de 100W. O valor energético da gordura é de 9,0kcal/g. Para simplificar, adote

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DA 3ª ETAPA - 2013

PROGRAMAÇÃO DA 3ª ETAPA - 2013 PROGRAMAÇÃO DA 3ª ETAPA - 2013 FÍSICA CARLOS 3ª MÉDIO Srs. pais ou responsáveis, caros alunos, Encaminhamos a Programação de Etapa, material de apoio para o acompanhamento dos conteúdos e habilidades que

Leia mais

Atividade de Reforço2

Atividade de Reforço2 Professor(a): Eliane Korn Disciplina: Física Aluno(a): Ano: 1º Nº: Bimestre: 2º Atividade de Reforço2 INSTRUÇÕES GERAIS PARA A ATIVIDADE I. Leia atentamente o resumo da teoria. II. Imprima a folha com

Leia mais

2. Observe as figuras a seguir sobre a formação das brisas marítima e terrestre.

2. Observe as figuras a seguir sobre a formação das brisas marítima e terrestre. Simulado Modelo ENEM 3ª Séries 1. Segundo a lenda, Ícaro, desobedecendo às instruções que recebera, voou a grandes alturas, tendo o Sol derretido a cera que ao seu corpo colava as asas, assim provocando

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E FÍSICA EXERCÍCIOS NOTAS DE AULA I Goiânia - 014 1. Um capacitor de placas paralelas possui placas circulares de raio 8, cm e separação

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN FÍSICA 1 Estude nas apostilas: Física Térmica e Termodinâmica Curiosidade: a unidade de temperatura no SI (Sistema Internacional de Unidades) é o Kelvin. Na tabela seguinte, alguns valores importantes

Leia mais

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS CICLOS BIOGEOQUÍMICOS O fluxo de energia em um ecossistema é unidirecional e necessita de uma constante renovação de energia, que é garantida pelo Sol. Com a matéria inorgânica que participa dos ecossistemas

Leia mais

As questões de 31 a 34 referem-se ao texto abaixo.

As questões de 31 a 34 referem-se ao texto abaixo. QUÍMICA As questões de 31 a 34 referem-se ao texto abaixo. Em diversos países, o aproveitamento do lixo doméstico é quase 100%. Do lixo levado para as usinas de compostagem, após a reciclagem, obtém-se

Leia mais

FISIOLOGIA DIGESTIVA

FISIOLOGIA DIGESTIVA EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM FISIOLOGIA DIGESTIVA 01. Na digestão, a redução dos alimentos a partículas através de processos mecânicos tem por finalidade: a) facilitar a eliminação de substâncias inúteis

Leia mais

1) Calcular, em m/s, a velocidade de um móvel que percorre 14,4Km em 3min. a) ( ) 70m/s b) ( ) 80 m/s c) ( ) 90m/s d) ( ) 60m/s

1) Calcular, em m/s, a velocidade de um móvel que percorre 14,4Km em 3min. a) ( ) 70m/s b) ( ) 80 m/s c) ( ) 90m/s d) ( ) 60m/s SIMULADO DE FÍSICA ENSINO MÉDIO 1) Calcular, em m/s, a velocidade de um móvel que percorre 14,4Km em 3min. a) ( ) 70m/s b) ( ) 80 m/s c) ( ) 90m/s d) ( ) 60m/s 2) Um avião voa com velocidade constante

Leia mais

18 a QUESTÃO Valor: 0,25

18 a QUESTÃO Valor: 0,25 6 a A 0 a QUESTÃO FÍSICA 8 a QUESTÃO Valor: 0,25 6 a QUESTÃO Valor: 0,25 Entre as grandezas abaixo, a única conservada nas colisões elásticas, mas não nas inelásticas é o(a): 2Ω 2 V 8Ω 8Ω 2 Ω S R 0 V energia

Leia mais

QUÍMICA CELULAR NUTRIÇÃO TIPOS DE NUTRIENTES NUTRIENTES ENERGÉTICOS 4/3/2011 FUNDAMENTOS QUÍMICOS DA VIDA

QUÍMICA CELULAR NUTRIÇÃO TIPOS DE NUTRIENTES NUTRIENTES ENERGÉTICOS 4/3/2011 FUNDAMENTOS QUÍMICOS DA VIDA NUTRIÇÃO QUÍMICA CELULAR PROFESSOR CLERSON CLERSONC@HOTMAIL.COM CIESC MADRE CLÉLIA CONCEITO CONJUNTO DE PROCESSOS INGESTÃO, DIGESTÃO E ABSORÇÃO SUBSTÂNCIAS ÚTEIS AO ORGANISMO ESPÉCIE HUMANA: DIGESTÃO ONÍVORA

Leia mais

-2014- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE

-2014- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE -2014- CONTEÚDO SEPARADO POR TRIMESTRE E POR AVALIAÇÃO CIÊNCIAS 9º ANO 1º TRIMESTRE DISCURSIVA OBJETIVA QUÍMICA FÍSICA QUÍMICA FÍSICA Matéria e energia Propriedades da matéria Mudanças de estado físico

Leia mais

Corrente Elétrica. e a carga máxima armazenada em suas

Corrente Elétrica. e a carga máxima armazenada em suas Corrente Elétrica 1. (G1 - cftmg 2013) O meio que conduz melhor a eletricidade é a(o) a) ar, devido à facilidade de propagar o relâmpago. b) metal, porque possui maior número de cargas livres. c) plástico,

Leia mais

a) Qual a configuração eletrônica do cátion do alumínio isoeletrônico ao gás nobre neônio?

a) Qual a configuração eletrônica do cátion do alumínio isoeletrônico ao gás nobre neônio? Questão 1: O Brasil é o campeão mundial da reciclagem de alumínio, colaborando com a preservação do meio ambiente. Por outro lado, a obtenção industrial do alumínio sempre foi um processo caro, consumindo

Leia mais

Recuperação. Células tecidos órgãos sistemas. - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões:

Recuperação. Células tecidos órgãos sistemas. - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões: Recuperação Capítulo 01 - Níveis de organização Células tecidos órgãos sistemas - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões: A- Membrana Plasmática - Revestimento da célula;

Leia mais

Projeto Embuá Unidade de Aprendizagem: ENERGIA

Projeto Embuá Unidade de Aprendizagem: ENERGIA Projeto Embuá Unidade de Aprendizagem: ENERGIA Energia para realizar reações químicas: eletrólise do iodeto de potássio aquoso Existem reações químicas não espontâneas, mas que são realizadas com rapidez

Leia mais

Fazendo a digestão. A voz do professor. A voz do professor. De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis?...

Fazendo a digestão. A voz do professor. A voz do professor. De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis?... A U A UL LA Fazendo a digestão Atenção De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis? Nosso corpo é semelhante a um carro. Como você acha que conseguimos energia para viver? Um corpo

Leia mais

-----> V = 73,3V. Portanto: V2 = 73,3V e V1 = 146,6V, com isso somente L1 brilhará acima do normal e provavelmente queimará.

-----> V = 73,3V. Portanto: V2 = 73,3V e V1 = 146,6V, com isso somente L1 brilhará acima do normal e provavelmente queimará. TC 3 UECE 01 FASE POF.: Célio Normando Conteúdo: Lâmpadas Incandescentes 1. A lâmpada incandescente é um dispositivo elétrico que transforma energia elétrica em energia luminosa e energia térmica. Uma

Leia mais

Radiação. Grupo de Ensino de Física da Universidade Federal de Santa Maria

Radiação. Grupo de Ensino de Física da Universidade Federal de Santa Maria Radiação Radiação é o processo de transferência de energia por ondas eletromagnéticas. As ondas eletromagnéticas são constituídas de um campo elétrico e um campo magnético que variam harmonicamente, um

Leia mais

Nesse sistema de aquecimento,

Nesse sistema de aquecimento, Enem 2007 1- Ao beber uma solução de glicose (C 6 H 12 O 6 ), um corta-cana ingere uma substância: (A) que, ao ser degradada pelo organismo, produz energia que pode ser usada para movimentar o corpo. (B)

Leia mais

SIMULADO ABERTO ENEM 2015

SIMULADO ABERTO ENEM 2015 SIMULADO ABERTO ENEM 2015 1) A figura mostra a bela imagem de um gato ampliada pela água de um aquário esférico. Trata-se de uma imagem virtual direita e maior. A cerca do fenômeno óptico em questão, é

Leia mais

(A) uréia (B) ácido úrico (C) ácido pirúvico (D) gás carbônico (A) 0,1 (B) 0,6 (C) 1,8 (D) 2,4

(A) uréia (B) ácido úrico (C) ácido pirúvico (D) gás carbônico (A) 0,1 (B) 0,6 (C) 1,8 (D) 2,4 QUESTÃO Observe, abaixo, o esquema simplificado de como acontece, em diversos animais, o catabolismo 22 do aminoácido alanina. Nos animais ovíparos, como as aves e os répteis, o principal produto de excreção

Leia mais

REVISÃO QUÍMICA. Profº JURANDIR QUÍMICA

REVISÃO QUÍMICA. Profº JURANDIR QUÍMICA REVISÃO QUÍMICA Profº JURANDIR QUÍMICA DADOS 01. (ENEM 2004) Em setembro de 1998, cerca de 10.000 toneladas de ácido sulfúrico (H 2 SO 4 ) foram derramadas pelo navio Bahamas no litoral do Rio Grande

Leia mais

Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA

Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA 1. Procedimento de segurança, em auto-estradas, recomenda que o motorista mantenha uma distância de 2 segundos do carro que está à sua frente, para que, se necessário, tenha

Leia mais

A Ecologia e sua Importância. Componentes Estruturais. Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem

A Ecologia e sua Importância. Componentes Estruturais. Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem Link para acessar o conteúdo, calendário, notas, etc. www.e-conhecimento.com.br Ensino Médio Primeiros Anos Ecologia oikos casa ; logos - estudo A Ecologia e sua Importância Estudo das Relações dos Seres

Leia mais

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E M I N A S G E R A I S SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO.

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E M I N A S G E R A I S SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E M I N A S G E R A I S QUÍMICA Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este Caderno de Prova contém cinco

Leia mais

A resposta correta deve ser a letra B.

A resposta correta deve ser a letra B. ITA - 1999 1- (ITA-99) Assinale a opção CORRETA em relação à comparação das temperaturas de ebulição dos seguintes pares de substâncias: a) Éter dimetílico > etanol; Propanona > ácido etanóico; Naftaleno

Leia mais

Dividiremos nossa aula em:

Dividiremos nossa aula em: Pedagogia Profa. Mara Pavani da Silva Gomes Ciências, tecnologia e qualidade de vida Dividiremos nossa aula em: O mundo químico: a química e suas transformações; Idéia e conceitos de movimento; O mundo

Leia mais

UNESP- 2013- Vestibular de Inverno

UNESP- 2013- Vestibular de Inverno UNESP- 2013- Vestibular de Inverno 1-Compostos de crômio têm aplicação em muitos processos industriais, como, por exemplo, o tratamento de couro em curtumes e a fabricação de tintas e pigmentos. Os resíduos

Leia mais

Questão 1 Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta

Questão 1 Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta Questão 1 Questão 2 O esquema abaixo representa as principais relações alimentares entre espécies que vivem num lago de uma região equatorial. a) O câncer é uma doença genética, mas na grande maioria dos

Leia mais

2. (Ifsc 2014) A reação abaixo representa este processo: CO 3H H COH H O ΔH 12 kcal/mol

2. (Ifsc 2014) A reação abaixo representa este processo: CO 3H H COH H O ΔH 12 kcal/mol 1. (Uel 2014) A gasolina é uma mistura de vários compostos. Sua qualidade é medida em octanas, que definem sua capacidade de ser comprimida com o ar, sem detonar, apenas em contato com uma faísca elétrica

Leia mais

Segundo a Portaria do Ministério da Saúde MS n.o 1.469, de 29 de dezembro de 2000, o valor máximo permitido (VMP) da concentração do íon sulfato (SO 2

Segundo a Portaria do Ministério da Saúde MS n.o 1.469, de 29 de dezembro de 2000, o valor máximo permitido (VMP) da concentração do íon sulfato (SO 2 11 Segundo a Portaria do Ministério da Saúde MS n.o 1.469, de 29 de dezembro de 2000, o valor máximo permitido (VMP) da concentração do íon sulfato (SO 2 4 ), para que a água esteja em conformidade com

Leia mais

TECNOLOGIA DE Sabões e detergentes. Conteúdos a serem abordados: --Tensão superficial -- Polaridade -- Forças intermoleculares

TECNOLOGIA DE Sabões e detergentes. Conteúdos a serem abordados: --Tensão superficial -- Polaridade -- Forças intermoleculares TECNOLOGIA DE Sabões e detergentes Conteúdos a serem abordados: --Tensão superficial -- Polaridade -- Forças intermoleculares Tensão superficial Força existente na superfície de líquidos em repouso. Fortes

Leia mais

PROVA DE FÍSICA 2º ANO - 2ª MENSAL - 1º TRIMESTRE TIPO A

PROVA DE FÍSICA 2º ANO - 2ª MENSAL - 1º TRIMESTRE TIPO A PROVA DE FÍSICA 2º ANO - 2ª MENSAL - 1º TRIMESTRE TIPO A 01) Baseado no que foi visto no laboratório sobre transmissão de calor, analise as alternativas abaixo. I. A convecção térmica só ocorre nos fluidos,

Leia mais

TC Revisão 2 Ano Termoquímica e Cinética Prof. Alexandre Lima

TC Revisão 2 Ano Termoquímica e Cinética Prof. Alexandre Lima TC Revisão 2 Ano Termoquímica e Cinética Prof. Alexandre Lima 1. Em diversos países, o aproveitamento do lixo doméstico é quase 100%. Do lixo levado para as usinas de compostagem, após a reciclagem, obtém-se

Leia mais

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES COMPETÊNCIAS E HABILIDADES CADERNO 11 PROF.: Célio Normando CA 6 - Apropriar-se de conhecimentos da Física para, em situações problema, interpretar, avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas.

Leia mais

Efeitos da Corrente Elétrica. Prof. Luciano Mentz

Efeitos da Corrente Elétrica. Prof. Luciano Mentz Efeitos da Corrente Elétrica Prof. Luciano Mentz 1. Efeito Magnético Corrente elétrica produz campo magnético. Esse efeito é facilmente verificado com uma bússola e será estudado no eletromagnetismo. 2.

Leia mais

Resolução de Provas 2009

Resolução de Provas 2009 Resolução de Provas 2009 01.No bebedouro doméstico representado na figura, a água do garrafão virado para baixo, de boca aberta, não vaza para o recipiente onde ele se apóia, devido à pressão atmosférica.

Leia mais

Seu pé direito nas melhores faculdades

Seu pé direito nas melhores faculdades Seu pé direito nas melhores faculdades FUVEST 2 a Fase 10/janeiro/2011 conhecimentos gerais 01. a) Quantos são os números inteiros positivos de quatro algarismos, escolhidos sem repetição, entre 1, 3,

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 2D

CADERNO DE EXERCÍCIOS 2D CADERNO DE EXERCÍCIOS 2D Ensino Fundamental Ciências da Natureza II Habilidade da Questão Conteúdo Matriz da EJA/FB 01 Fisiologia Vegetal (Transporte e absorção de H34, H40, H41, H63 substâncias); Fotossíntese

Leia mais

- O movimento ordenado de elétrons em condutores

- O movimento ordenado de elétrons em condutores MATÉRIA: Eletrotécnica MOURA LACERDA CORRENTE ELÉTRICA: - O movimento ordenado de elétrons em condutores Os aparelhos eletro-eletrônicos que se encontram nas residências precisam de energia elétrica para

Leia mais

A) Escreva a equação que representa a semi-reação de redução e seu respectivo potencial padrão.

A) Escreva a equação que representa a semi-reação de redução e seu respectivo potencial padrão. QUÍMICA QUESTÃ 01 Aparelhos eletrônicos sem fio, tais como máquinas fotográficas digitais e telefones celulares, utilizam, como fonte de energia, baterias recarregáveis. Um tipo comum de bateria recarregável

Leia mais

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42 Processo Seletivo/UNIFAL- janeiro 2008-1ª Prova Comum TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 41 Diferentes modelos foram propostos ao longo da história para explicar o mundo invisível da matéria. A respeito desses modelos

Leia mais

Aula de Véspera - Inv-2008

Aula de Véspera - Inv-2008 01. Um projétil foi lançado no vácuo formando um ângulo θ com a horizontal, conforme figura abaixo. Com base nesta figura, analise as afirmações abaixo: (001) Para ângulos complementares teremos o mesmo

Leia mais

Curso de Física. Aula 1: Fenômenos Elétricos e Magnéticos. Prof. Rawlinson Medeiros Ibiapina. Fenômenos elétricos e magnéticos

Curso de Física. Aula 1: Fenômenos Elétricos e Magnéticos. Prof. Rawlinson Medeiros Ibiapina. Fenômenos elétricos e magnéticos Curso de Física Aula 1: Fenômenos Elétricos e Magnéticos Prof. Rawlinson Medeiros Ibiapina Sumário 1. O Poder das Pontas; 2. Blindagem eletrostática; 3. Capacitores e suas aplicações; 4. Resistores; 5.

Leia mais

REVISÃO ENEM. Prof. Heveraldo

REVISÃO ENEM. Prof. Heveraldo REVISÃO ENEM Prof. Heveraldo Fenômenos Elétricos e Magnéticos Carga elétrica e corrente elétrica. Lei de Coulomb. Campo elétrico e potencial elétrico. Linhas de campo. Superfícies equipotenciais. Poder

Leia mais

14 Aproveitamos tudo o que comemos?

14 Aproveitamos tudo o que comemos? A U A UL LA Aproveitamos tudo o que comemos? Nas Aulas 1 e 5 vimos a importância de carboidratos, proteínas e gorduras para o bom funcionamento do corpo e o quanto é fundamental uma alimentação saudável,

Leia mais

na nuvem/terra como se houvesse uma longa vara de metal conectando-as. Veja como a "quebra" funciona. Quando o campo elétrico se torna muito forte

na nuvem/terra como se houvesse uma longa vara de metal conectando-as. Veja como a quebra funciona. Quando o campo elétrico se torna muito forte Introdução (relâmpago/raios) O relâmpago é um dos fenômenos mais bonitos da natureza e também um dos mais mortais. Com as temperaturas dos raios sendo maiores do que a da superfície do Sol e com as ondas

Leia mais

3. Calorimetria. 3.1. Conceito de calor

3. Calorimetria. 3.1. Conceito de calor 3. Calorimetria 3.1. Conceito de calor As partículas que constituem um corpo estão em constante movimento. A energia associada ao estado de movimento das partículas faz parte da denominada energia intera

Leia mais

Resolução O período de oscilação do sistema proposto é dado por: m T = 2π k Sendo m = 250 g = 0,25 kg e k = 100 N/m, vem:

Resolução O período de oscilação do sistema proposto é dado por: m T = 2π k Sendo m = 250 g = 0,25 kg e k = 100 N/m, vem: 46 c FÍSICA Um corpo de 250 g de massa encontra-se em equilíbrio, preso a uma mola helicoidal de massa desprezível e constante elástica k igual a 100 N/m, como mostra a figura abaixo. O atrito entre as

Leia mais

Aula 9 Sistema digestório

Aula 9 Sistema digestório Aula 9 Sistema digestório Os alimentos fornecem nutrientes para construção de estruturas celulares e, ainda, liberação de energia para as atividades celulares. A função da digestão é converter os alimentos

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO QUÍMICA APLICADA - MESTRADO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO QUÍMICA APLICADA - MESTRADO strado em Química Aplicada Seleção 2007 1/6 1 a etapa do Processo de Seleção 2007 - Parte 1 Questão 01: (A) Arranje, em ordem crescente de comprimento de onda, os seguintes tipos de fótons de radiação

Leia mais

ENEM 2014/2015 Física (Prova Amarela) Prof. Douglas Almeida

ENEM 2014/2015 Física (Prova Amarela) Prof. Douglas Almeida Questão 46 Nesta questão, o candidato precisa saber que um filtro de luz realiza a refração seletiva, deixando passar as cores que o compõe e absorvendo substancialmente as outras cores. Assim, para absorver

Leia mais

Cada pilha tem tensão de 1,5 volts. Em relação às características dos circuitos A e B, considerem-se as proposições a seguir formuladas.

Cada pilha tem tensão de 1,5 volts. Em relação às características dos circuitos A e B, considerem-se as proposições a seguir formuladas. 20. Consideremos agora as associações de pilhas mostradas nas fotos A e B. Nos dois casos, os circuitos estão alimentando um Led (diodo emissor de luz). Cada pilha tem tensão de 1,5 volts. Em relação às

Leia mais

TC 4 Revisão ENEM Física Prof. João Paulo

TC 4 Revisão ENEM Física Prof. João Paulo Colégio Ari de Sá TC 4 Revisão ENEM Física Prof. João Paulo 1ª.questão (UFU 2005) Um pescador, ao observar um peixe dentro da água, sabe que deve atirar com o arpão alguns centímetros abaixo da posição

Leia mais