CARTILHA DO IDOSO. Secretaria de Assistência Social

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CARTILHA DO IDOSO. Secretaria de Assistência Social"

Transcrição

1 CARTILHA DO IDOSO Secretaria de Assistência Social

2 ANOTAÇÕES: O Estatuto do Idoso foi aprovado em 1º de outubro de 2003, fruto da organização e mobilização dos aposentados, pensionistas e idosos vinculados à Confederação Brasileira dos Aposentados e Pensionistas (COBAP), o que resultou em uma grande conquista para a população idosa e para a sociedade. No dia 1º de outubro comemora-se o Dia Internacional da Pessoa Idosa, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) Ilustrações: Sheila Cattani Realização e Conteúdo: CAC - Centro de Atendimento a Comunidade Projeto gráfico: ACIN Publicidade 20 CARTILHA DO IDOSO CAC - PECJUR 01

3 Importante lembrar que idoso é a pessoa com idade igual ou superior a 60 anos e tem direito a: ANOTAÇÕES: PROFISSIONALIZAÇÃO LAZER VIDA HABITAÇÃO LIBERDADE SAÚDE ASSISTÊNCIA SOCIAL TRANSPORTE DIREITOS ALIMENTOS PREVIDÊNCIA SOCIAL EDUCAÇÃO TRABALHO RESPEITO ESPORTE CULTURA DIGNIDADE 02 CARTILHA DO IDOSO CAC - PECJUR 19

4 ANOTAÇÕES: VIDA Direito ao envelhecimento saudável, protegido pelo Estado, por meio da saúde, educação, assistência social, judiciário e outros. ALIMENTOS Se o idoso não tem condições de se sustentar, poderá acionar a família e parentes por meio do Ministério Público e da Defensoria Pública. LIBERDADE, RESPEITO, DIGNIDADE Liberdade de ir e vir. De participação na família e na comunidade. Direito à opinião e expressão. Direito à opção de crença religiosa. 18 CARTILHA DO IDOSO CAC - PECJUR 03

5 SAÚDE Atenção integral pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no tratamento e na prevenção de doenças; Atendimento geriátrico e gerontológico em ambulatórios; Atendimento domiciliar para idosos acamados; Reabilitação; Receber gratuitamente medicamentos de uso contínuo; Receber próteses (dentadura) e órteses (aparelho auditivo), cadeiras de rodas, muletas e outros; É proibida a discriminação nos planos de saúde; Direito a acompanhante na internação hospitalar (caso o direito ao acompanhante for negado, o médico deverá justificar por escrito); Direito de optar pelo tipo de tratamento mais favorável; Desenvolver a sexualidade com orientação médica sobre as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e demais doenças; Treinamento específico dos profissionais da saúde, dos cuidadores familiares e dos grupos de auto ajuda. REFERÊNCIAS DIAS, Maria Berenice. Manual de direito das famílias. 7. ed. rev., atual. e ampl. São Paulo: Revista dos Tribunais, ESTATUTO DO IDOSO. Lei n de 1 de outubro de FRANTZ, Tania da Silva. Violência contra idosos: um estudo da realidade em Chapecó. Trabalho de conclusão do Curso de Serviço Social. Unochapecó, LIMA, Dilson Machado de (org.). Direito do idoso: estatuto do idoso. Belo Horizonte: Líder, MARTINEZ, Wladimir Novaes. Comentários ao estatuto do idoso. 2. ed. São Paulo: LTr CARTILHA DO IDOSO CAC - PECJUR 17

6 TELEFONES ÚTEIS *Bombeiros:193 *Hospital Regional do Oeste: (49) *Unimed: (49) *FASC: (49) *INSS: 135 *Disque denúncia: 100 *Delegacia da Mulher, Idoso e Criança: (49) *Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (CMDI): (49) *Polícia Militar: 190 *Defesa do Cidadão: (49) *Resgate Social: (49) *Centro de Referência Especializado de Assistência Social CREAS 2: *Centro de Atendimento à Comunidade (CAC) e Escritório Sócio Jurídico da Unochapecó : (49) *Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) - 5 Subseção de Chapecó: (49) PROFISSIONALIZAÇÃO O idoso tem direito ao exercício de atividade profissional, respeitadas suas condições físicas, intelectuais e psíquicas, bem como capacitação profissional. O idoso não pode ser impedido de acessar cargos públicos por motivo da idade. EDUCAÇÃO, CULTURA, ESPORTE E LAZER Será proporcionado desconto de pelo menos 50% nos ingressos de eventos artísticos, culturais, esportivos e de lazer. O Poder Público oferece oportunidades de acesso do idoso à educação por meio da Educação de Jovens e Adultos (EJA). HABITAÇÃO Os conjuntos habitacionais construídos por meio das prefeituras devem oferecer 3% das unidades habitacionais para idosos e devem prever critérios para acessibilidade/mobilidade urbana. Os idosos têm prioridade na escolha da unidade habitacional. 16 CARTILHA DO IDOSO CAC - PECJUR 05

7 RENDA Previdência Social: O idoso tem direito a aposentadoria por idade e aposentadoria por tempo de contribuição, sendo que: Para acessar a aposentadoria por idade a) Os que trabalham na área urbana e comprovem a contribuição de pelo menos 15 anos, podem requerer o benefício a partir de 60 anos para mulher e 65 anos para o homem; b) Os trabalhadores da área rural e comprovada a contribuição (mediante a apresentação de nota de contribuição rural) podem requerer o benefício a partir de 55 anos para mulher e 60 anos para o homem. Para acessar a aposentadoria por tempo de contribuição a) É exigido 35 anos de contribuição para o homem e 30 anos de contribuição para mulher. b) Nesta espécie de aposentadoria não há exigência de idade mínima. O QUE É? Conselho Municipal dos Direitos do Idoso do município de Chapecó (CMDI) É um órgão de natureza colegiada, permanente, paritário e deliberativo criado pela Lei nº de 12/11/2004. Composto por 14 membros de entidades governamentais e não governamentais. Atua na defesa dos direitos e interesses da pessoa idosa, e a ele compete a supervisão, acompanhamento, fiscalização e avaliação das ações envolvendo os idosos do município de Chapecó. As reuniões do CMDI são abertas à todos os cidadãos, e ocorrem ordinariamente na segunda sexta feira do mês, às 14:00 horas, junto à Secretaria Executiva dos Conselhos - Fone (49) Entidades que fazem parte do CMDI, Gestão 2011/2013: Fundação de Ação Social de Chapecó, Secretaria municipal de Saúde, Educação, Esporte e Lazer, Fundação Cultural, INSS, SDR Chapecó, Hospital Regional do Oeste, APAS Oeste, ASAPREV, OAB 5ª Subseção Chapecó, Conselho Comunitário dos Bairros SAIC e Jardim Itália e Bairro Bela Vista, Lions Clube Universidade/CCI, Grupo de Idosos do Bairro Vista Alegre, SESC Chapecó. 06 CARTILHA DO IDOSO CAC - PECJUR 15

8 MEDIDAS DE PROTEÇÃO As medidas de proteção visam defender os idosos da violação a seus direitos, em virtude de ação ou omissão da família, sociedade ou de entidade de atendimento, ou ainda, de sua condição pessoal. Compete ao Ministério Público (Promotor de Justiça) a intervenção imediata para proteção do idoso em estado de risco. Além do Ministério Público, outros órgãos também são responsáveis pela proteção ao idoso em nosso município: Fundação de Ação Social de Chapecó através do - Centro de Referência de Assistência Social- (CRAS) e - Centro de Referência especializado da Assistência Social- (CREAS 2) - Secretaria de Saúde - Delegacia da Criança, Mulher e Idoso - Conselho Municipal dos Direitos do Idoso - Escritório Sócio Juridico da Unochapecó. BENEFÍCIO DA PRESTAÇÃO CONTINUADA (BPC) O BPC é um benefício de um salário mínimo pago ao idoso a partir de 65 anos, que comprove não possuir meios de se sustentar e que sua família não tenha condições de colaborar na sua manutenção. Para requerer o benefício é necessário comprovar que o idoso não recebe nenhum benefício previdenciário. É importante lembrar que o BPC é um benefício assistencial, não gera pensão para os dependentes e não tem direito ao 13º salário. Onde requerer: Em contato com a Assistência Social do município ou diretamente na Agência da Previdência Social. 14 CARTILHA DO IDOSO CAC - PECJUR 07

9 CRÉDITO CONSIGNADO a) Crédito consignado é o empréstimo realizado pelo idoso com uma Instituição Financeira, mediante pagamento mensal de parcelas descontadas diretamente da aposentadoria ou pensão do idoso. O valor da parcela não pode ultrapassar o valor de 30% do benefício mensal do idoso. b) O empréstimo consignado pode ser feito pessoalmente através do comparecimento do idoso na instituição financeira ou, simplesmente, pelo cartão magnético e senha eletrônica nos caixas eletrônicos. ATENÇÃO: O INSS não faz convênios com empresas para venda de produtos (empréstimos) para aposentados e pensionistas e não solicita informações pessoais por telefone. Caso receba alguma proposta neste sentido deverá denunciar: disque 135. CRIMES CONTRA IDOSOS Comete crime entre outros: Aquele que expõe a integridade e a saúde, física ou psiquíca submetendo-o a condições desumanas ou degradantes. A pessoa que retém cartões de conta bancária pertencentes ao idoso ou quaisquer documentos para assegurar recebimento ou ressarcimento de dívidas. A pessoa que induz o idoso (que não possuí discernimento de seus atos), a outorgar procuração para fins de administração de bens ou para possibilitar a livre disposição destes. O tabelião que registrar procuração ou escritura que envolva idoso incapaz sem representação legal 08 CARTILHA DO IDOSO CAC - PECJUR 13

10 ATENDIMENTO PRIORITÁRIO Ao idoso é garantido o atendimento preferencial e individualizado junto aos órgãos públicos e privados prestadores de serviço à população, como unidade de saúde, hospitais, fórum, lojas, supermercados e outros. As agências bancárias e demais lojas do comércio devem dispor de assentos e/ou caixas preferenciais para os idosos e para pessoas com deficiência. ACESSO AO JUDICIÁRIO É assegurado aos idosos o acesso ao Poder Judiciário, com prioridade na tramitação dos processos, procedimentos e na execução dos atos e diligências judiciais. Para requerer o benefício da prioridade na tramitação dos processos o idoso deve fazer prova da sua idade. A prioridade não cessará com a morte do beneficiário, estendendo-se à esposa (o) ou companheira (o) maior de 60 anos. IDOSO NÃO DEVE FORNECER SEU CARTÃO E SENHA PARA NINGUÉM. O idoso deve evitar a realização de empréstimos para outras pessoas, como filhos, netos ou qualquer parente que o convença da necessidade do empréstimo, fazendo com que ele acabe por realizá-lo em seu nome e comprometa seus rendimentos. Nesse caso, o dinheiro vai para a pessoa que o convenceu a fazer este empréstimo, mas quem paga por ele é o idoso. Em caso de abuso financeiro por parte de instituições financeiras ou por parte dos próprios familiares, é possível o aposentado ou pensionista solicitar pessoalmente junto ao INSS o bloqueio e o desbloqueio do seu benefício para a realização de empréstimo. Caso o idoso esteja impossibilitado de receber seu benefício poderá cadastrar um procurador no INSS. Em caso do idoso não ter condições de expressar sua vontade deverá ser encaminhado judicialmente o termo de curatela. SE PUDER EVITE FAZER EMPRÉSTIMOS! VALE LEMBRAR! AO CONTRÁRIO DO QUE SE PENSA, ELE PODE SER PREJUDICIAL AO SEU PRÓPRIO SUSTENTO. 12 CARTILHA DO IDOSO CAC - PECJUR 09

11 TRANSPORTES Os idosos com mais de 65 anos têm direito à gratuidade nos transportes coletivos públicos municipal e estadual. Transporte coletivo municipal em Chapecó: Urbano: a partir dos 65 anos, o transporte urbano é gratuito, apresentando documento oficial com foto ou passe emitido pela empresa, sendo que: A emissão do primeiro passe é gratuita. O passe tem validade de seis meses. O passe do idoso é intransferível. É proibido seu uso por terceiros. Os ônibus deverão estar equipados com assentos destinados preferencialmente aos idosos. Rural: O idoso tem direito ao transporte urbano rural gratuito. Para solicitar a carteirinha, o idoso deve ir até a defesa do cidadão, setor de transporte público, apresentar documento oficial com foto, comprovante de endereço e foto 3X4. Transporte coletivo interestadual São reservadas duas vagas (poltronas) gratuitas para idosos com renda igual ou inferior a dois salários-mínimos. Caso as poltronas já estejam cedidas, o idoso tem direito ao desconto de 50% no valor da passagem. Para adquirir a passagem (gratuita ou com desconto) o idoso deve apresentar documento oficial com foto e comprovante de renda de até dois salários mínimos por mês, podendo escolher o número da poltrona. O IDOSO TEM PRIORIDADE NO EMBARQUE NO SISTEMA DE TRANSPORTE COLETIVO Vaga de Estacionamento em Chapecó: A partir dos 60 anos de idade, o idoso tem direito à vaga de estacionamento, se for condutor ou passageiro do veículo. Para este benefício o veículo deve estar devidamente cadastrado e identificado junto à Secretaria de Defesa do Cidadão e apresentar Carteira de Identidade, CPF e Comprovante de Endereço. Importante: A credencial ao idoso não garante a gratuidade da taxa da Zona Nobre. 10 CARTILHA DO IDOSO CAC - PECJUR 11

Estatuto do Idoso. Resumido. anos

Estatuto do Idoso. Resumido. anos Estatuto do Idoso Resumido 60 anos ESTATUTO DO IDOSO RESUMIDO O aumento da expectativa de vida do brasileiro representa um grande desafio para os governos bem como para a sociedade civil. O implemento

Leia mais

Defensoria Pública do Estado de São Paulo Núcleo Especializado dos Direitos do Idoso e da pessoa com Deficiência

Defensoria Pública do Estado de São Paulo Núcleo Especializado dos Direitos do Idoso e da pessoa com Deficiência Defensoria Pública do Estado de São Paulo Núcleo Especializado dos Direitos do Idoso e da pessoa com Deficiência O que é a Defensoria Pública? A Defensoria Pública do Estado é uma Instituição permanente

Leia mais

MINISTÉRIO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL ATENDIMENTO À PESSOA IDOSA

MINISTÉRIO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL ATENDIMENTO À PESSOA IDOSA MINISTÉRIO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL ATENDIMENTO À PESSOA IDOSA BRASIL Ü 2025 32 milhões de idosos 6º LUGAR NO MUNDO 2002 15 milhões de Idosos LEGISLAÇÃO DE PROTEÇÃO SOCIAL PARA O IDOSO Lei Orgânica da Assistência

Leia mais

www.unifeb.edu.br PROJETO CUIDA DIREITO do Idoso

www.unifeb.edu.br PROJETO CUIDA DIREITO do Idoso www.unifeb.edu.br Cartilha do Idoso APRESENTAÇÃO OS DIREITOS DOS IDOSOS NO MUNICÍPIO DE BARRETOS ASSISTÊNCIA SOCIAL PENSÃO ALIMENTÍCIA PLANO DE SAÚDE PREVIDÊNCIA SOCIAL INFORMAÇÕES ÚTEIS APRESENTAÇÃO Essa

Leia mais

Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais

Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais Serviços instituídos pelo poder público, organizados de acordo com a parte do Estatuto do Idoso à qual estão relacionados. Serviços relacionados

Leia mais

Estatuto do Idoso: considerações sobre o direito a. alimentos, à saúde, à habitação e ao transporte

Estatuto do Idoso: considerações sobre o direito a. alimentos, à saúde, à habitação e ao transporte Estatuto do Idoso: considerações sobre o direito a alimentos, à saúde, à habitação e ao transporte Material didático destinado à sistematização do conteúdo da disciplina Direito da Infância Juventude e

Leia mais

Curso: Reflexões sobre o papel dos conselhos estadual e municipais do idoso

Curso: Reflexões sobre o papel dos conselhos estadual e municipais do idoso Curso: Reflexões sobre o papel dos conselhos estadual e municipais do idoso Novembro de 2014 Apoio: A Garantia de Proteção Integral da Pessoa Idosa e a Fiscalização das ILPIS Cláudia Maria Beré Promotora

Leia mais

ESTATUTO DO IDOSO - PONTOS FUNDAMENTAIS Ednalva Maria Guimarães Farias de David Consultora Legislativa da Área XXI Previdência e Direito Previdenciário ESTUDO OUTUBRO/2003 Câmara dos Deputados Praça dos

Leia mais

SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS PARA IDOSOS

SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS PARA IDOSOS CARTILHA INFORMATIVA DA SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL EXTREMA MG SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS PARA IDOSOS Cuidar dos idosos é cuidar de nós mesmos, do nosso próprio futuro, pois

Leia mais

LEI Nº 4.963, DE 9 DE SETEMBRO DE 2003

LEI Nº 4.963, DE 9 DE SETEMBRO DE 2003 PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 4.963, DE 9 DE SETEMBRO DE 2003 Dispõe sobre a Política Social do Idoso, dá nova regulamentação ao Conselho Municipal do Idoso e revoga a Lei

Leia mais

CARTILHA DO IDOSO. A sabedoria de uma Nação se mede pelo valor que seu povo atribui à experiência, às lembranças e aos ideais das pessoas idosas.

CARTILHA DO IDOSO. A sabedoria de uma Nação se mede pelo valor que seu povo atribui à experiência, às lembranças e aos ideais das pessoas idosas. CARTILHA DO IDOSO A sabedoria de uma Nação se mede pelo valor que seu povo atribui à experiência, às lembranças e aos ideais das pessoas idosas. 2008 Abdiel Ramos Figueira Procurador- Geral de Justiça

Leia mais

Conselho Municipal dos Direitos do Idoso

Conselho Municipal dos Direitos do Idoso Conselho Municipal dos Direitos do Idoso Av. Duque de Caxias, 635 Jd. Mazzei II Londrina-PR Fone: (43) 3372-4046 / Fax: (43) 3372-4547 cmdi@londrina.pr.gov.br / cmdi_londrina@yahoo.com.br 7ª CONFERÊNCIA

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 826, DE 2011 (Do Sr. José Priante)

PROJETO DE LEI N.º 826, DE 2011 (Do Sr. José Priante) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 826, DE 2011 (Do Sr. José Priante) Altera dispositivos da Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003, que dispõe sobre o Estatuto do Idoso, para assegurar às pessoas

Leia mais

I Fórum Políticas Públicas do Idoso"

I Fórum Políticas Públicas do Idoso I Fórum Políticas Públicas do Idoso" O idoso no mundo Em 2050, a Organização das Nações Unidas (ONU) estima que 30% da população mundial será de idosos; 2 bilhões dos habitantes do planeta terão mais de

Leia mais

DECRETO Nº 1948 QUE REGULAMENTA A POLÍTICA NACIONAL DO IDOSO

DECRETO Nº 1948 QUE REGULAMENTA A POLÍTICA NACIONAL DO IDOSO DECRETO Nº 1948 QUE REGULAMENTA A POLÍTICA NACIONAL DO IDOSO Presidência da República Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 1.948, DE 3 DE JULHO DE 1996. Regulamenta a Lei n 8.842, de 4 de janeiro

Leia mais

BENEFICIOS ASSISTENCIAIS. Cartilha elaborada por: Centro Mineiro de Reabilitação Auditiva CEMEAR. Assistente social. Márcia Izabel Silva Mendes

BENEFICIOS ASSISTENCIAIS. Cartilha elaborada por: Centro Mineiro de Reabilitação Auditiva CEMEAR. Assistente social. Márcia Izabel Silva Mendes BENEFICIOS ASSISTENCIAIS Cartilha elaborada por: Centro Mineiro de Reabilitação Auditiva CEMEAR. Assistente social Márcia Izabel Silva Mendes Natália Fagundes de Freitas Moraes Benefício de Prestação Continuada

Leia mais

Disciplina: modernidade e Envelhecimento Curso de Serviço Social 3º e 5º Semestre Políticas públicas para idosos 1 Marco Legal Nacional Constituição Federal (1988) Art. 202 Inciso I Ao idoso é assegurado

Leia mais

Antonio Bulhões Deputado Federal - PRB/SP

Antonio Bulhões Deputado Federal - PRB/SP Caros amigos e amigas, Comemoramos, no último dia 1º de Outubro, o Dia Internacional da Terceira Idade. Por essa razão, estamos trazendo uma matéria referente ao Estatuto do Idoso, que contém informações

Leia mais

DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

DE ASSISTÊNCIA SOCIAL A Cartilha BENEFÍCIO BENEF ÍCIO DE PRESTAÇÃO CONTINUADA NOVA CARTILHA BPC.indd 1 B 16/11/2009 11:43:41 NOVA CARTILHA BPC.indd 2 16/11/2009 11:43:41 O QUE É O BPC O BPC, assegurado pela Constituição Federal

Leia mais

Sistel Presente Rio de Janeiro/RJ

Sistel Presente Rio de Janeiro/RJ Sistel Presente Rio de Janeiro/RJ Rio de Janeiro, outubro de 2012 Depois de tanto trabalho, enfim um tempo para organizar as coisas da vida... Por onde começar? Regularizando a papelada sucessão hereditária

Leia mais

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR Cacildo Baptista Palhares Júnior: advogado em Araçatuba (SP) Questões comentadas de Direito do Idoso da prova objetiva do concurso de 2009 para Defensor do Maranhão 92. O Estatuto do Idoso, e suas alterações

Leia mais

CADASTRO ÚNICO POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA E SEUS DIREITOS

CADASTRO ÚNICO POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA E SEUS DIREITOS CADASTRO ÚNICO POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA E SEUS DIREITOS SABIA? VOCÊ As pessoas em situação de rua têm direito a estar no Cadastro Único. O que é o Cadastro Único? O Cadastro Único identifica quem são

Leia mais

Empréstimo e cartão consignado

Empréstimo e cartão consignado outubro/2014 Empréstimo e cartão consignado direcionados a aposentados e pensionistas Todo aquele que recebe benefícios de aposentadoria ou pensão por morte pagos pela Previdência Social pode obter crédito

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA BAHIA CENTRO DE APOIO OPERACIONAL ÀS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA DA CIDADANIA - CAOCI MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA BAHIA

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA BAHIA CENTRO DE APOIO OPERACIONAL ÀS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA DA CIDADANIA - CAOCI MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA BAHIA MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA BAHIA Wellington César Lima e Silva Procurador-Geral de Justiça Valmiro Santos Macêdo Coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça e Cidadania -

Leia mais

E m p r é s t i m o E cartão consignado direcionados a aposentados E pensionistas

E m p r é s t i m o E cartão consignado direcionados a aposentados E pensionistas Empréstimo e ca rt ã o c o n s i g n a d o d irec io na do s a apos e nta do s e pe ns io nis ta s Todo aquele que recebe benefícios de aposentadoria ou pensão por morte pagos pela Previdência Social,

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I Da Finalidade. CAPÍTULO II Dos Princípios, Objetivos e Metas Seção I Dos Princípios

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I Da Finalidade. CAPÍTULO II Dos Princípios, Objetivos e Metas Seção I Dos Princípios LEI N. 1.343, DE 21 DE JULHO DE 2000 Institui a Política Estadual do Idoso - PEI e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE seguinte Lei: FAÇO SABER que a Assembléia Legislativa do Estado

Leia mais

LEI Nº.1015 DE 11 DE NOVEMBRO DE 2013.

LEI Nº.1015 DE 11 DE NOVEMBRO DE 2013. LEI Nº.1015 DE 11 DE NOVEMBRO DE 2013. Dispõe sobre a Política Municipal de Atendimento ao Idoso do Município de São Gonçalo do Rio Abaixo, Cria o Conselho Municipal do Idoso e dá outras providências.

Leia mais

LEI Nº 8.842, DE 4 DE JANEIRO DE 1994. Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências.

LEI Nº 8.842, DE 4 DE JANEIRO DE 1994. Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências. LEI Nº 8.842, DE 4 DE JANEIRO DE 1994 Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional

Leia mais

Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências.. CAPÍTULO I. Da Finalidade

Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências.. CAPÍTULO I. Da Finalidade Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências.. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei:

Leia mais

Prefeitura Municipal de Nova Mutum

Prefeitura Municipal de Nova Mutum LEI Nº 1.854, DE 20 DE ABRIL DE 2015. Dispõe sobre a Política Municipal dos Direito da Pessoa Idosa e cria o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa e dá outras providências. O Sr. Leandro Félix

Leia mais

PRINCIPAIS DIREITOS DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA. Danielly Bernardes Rezende Fernandes Assessora Jurídica

PRINCIPAIS DIREITOS DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA. Danielly Bernardes Rezende Fernandes Assessora Jurídica PRINCIPAIS DIREITOS DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA Danielly Bernardes Rezende Fernandes Assessora Jurídica A Constituição elegeu como fundamentos da República a Cidadania e a Dignidade da Pessoa Humana e,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Chácara Rua: Heitor Candido, 60 Centro 36.110-000 Chácara Minas Gerais Telefax: (32) 3277-1014 E-mail; pchacara@acessa.com.

Prefeitura Municipal de Chácara Rua: Heitor Candido, 60 Centro 36.110-000 Chácara Minas Gerais Telefax: (32) 3277-1014 E-mail; pchacara@acessa.com. LEI 646 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a Política Municipal do Idoso. O Prefeito Municipal de Chácara, MG, faço saber que a Câmara Municipal de Chácara decreta e eu sanciono a seguinte Lei: INSTITUI

Leia mais

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO DIADEF DIVISÃO DE ATENDIMENTO ÀS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO DIADEF DIVISÃO DE ATENDIMENTO ÀS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA 66 DIADEF DIVISÃO DE ATENDIMENTO ÀS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 03 IDENTIDADE ORGANIZACIONAL... 04 4. DIVISÃO DE ATENDIMENTO ÀS PCD's - DIADEF... 05 4.1. Inscrição e Pedido do Benefício

Leia mais

1. Qual o limite de idade para o empréstimo pessoal? 2. Qual é o valor mínimo e máximo do empréstimo? 3. Como funciona o parcelamento?

1. Qual o limite de idade para o empréstimo pessoal? 2. Qual é o valor mínimo e máximo do empréstimo? 3. Como funciona o parcelamento? 1. Qual o limite de idade para o empréstimo pessoal? De 18 anos a 90 anos, 11 meses e 29 dias. 2. Qual é o valor mínimo e máximo do empréstimo? Mínimo: R$ 200,00 Máximo: R$ 10.000,00 3. Como funciona o

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DE MINAS GERAIS PARA A COBAP CONGRESSO DOS APOSENTADOS, PENSIONISTAS E IDOSOS CNAPI - 2011

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DE MINAS GERAIS PARA A COBAP CONGRESSO DOS APOSENTADOS, PENSIONISTAS E IDOSOS CNAPI - 2011 PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DE MINAS GERAIS PARA A COBAP CONGRESSO DOS APOSENTADOS, PENSIONISTAS E IDOSOS CNAPI - 2011 O movimento de aposentados, pensionistas e idosos, liderados nacionalmente pela COBAP,

Leia mais

3) RELAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DE TODOS OS MEMBROS DA FAMÍLIA:

3) RELAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DE TODOS OS MEMBROS DA FAMÍLIA: 1) DA CONCESSÃO: a) Para a CONCESSÃO da Bolsa de Estudo Social será considerado como grupo familiar, além do próprio candidato, o conjunto de pessoas residindo na mesma moradia do candidato; b) O candidato

Leia mais

Idosos. Conheça seus direitos diferenciados:

Idosos. Conheça seus direitos diferenciados: Guia Informativo Idosos Conheça seus direitos diferenciados: Sumário EXPEDIENTE:... 3 PRÓLOGO:... 3 DIREITOS DOS IDOSOS... 3 Direito à vida, liberdade, respeito e dignidade: 3 Direito a Alimentos: 4 Direito

Leia mais

INTERDIÇÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL TUTELA E CURATELA

INTERDIÇÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL TUTELA E CURATELA INTERDIÇÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL TUTELA E CURATELA TUTELA O que é tutela? É um encargo atribuído pelo Juiz a uma pessoa que seja capaz de proteger, zelar, guardar, orientar, responsabilizar-se

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº de de 2015.

PROJETO DE LEI Nº de de 2015. PROJETO DE LEI Nº de de 2015. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DO IDOSO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE GOIÁS, nos termos do artigo 10 da Constituição Estadual, decreta e eu

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE GOV. VALADARES Departamento de Benefícios

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE GOV. VALADARES Departamento de Benefícios DIREITOS PREVIDENCIÁRIOS DO SERVIDOR PÚBLICO O RPPS é estabelecido por lei elaborada em cada um dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal, e se destina exclusivamente aos servidores públicos titulares

Leia mais

Roteiro Operacional Última atualização 30/03/2015

Roteiro Operacional Última atualização 30/03/2015 Roteiro Operacional Última atualização 30/03/2015 Produto disponibilizado pela Agiplan Financeira S.A- CFI para conceder crédito pessoal em débito em conta corrente denominado Agidébito. 1. Público Alvo.

Leia mais

LEI Nº 6559 DE 16 DE OUTUBRO DE 2013. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DO IDOSO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

LEI Nº 6559 DE 16 DE OUTUBRO DE 2013. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DO IDOSO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI Nº 6559 DE 16 DE OUTUBRO DE 2013. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DO IDOSO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de

Leia mais

Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas. C/C Itaú. Quando e como receberei o meu benefício?

Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas. C/C Itaú. Quando e como receberei o meu benefício? Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas. O Itaú quer estar presente em todos os momentos da sua vida. Por isso, criamos este material para ajudar você com

Leia mais

O PACTO PELA VIDA É UM DOS SUBCOMPONENTES DO PACTO PELA SAÚDE PORTARIA 399/06. É O MARCO JURÍDICO DA PRIORIZAÇÃO DA SAÚDE DO IDOSO NO BRASIL

O PACTO PELA VIDA É UM DOS SUBCOMPONENTES DO PACTO PELA SAÚDE PORTARIA 399/06. É O MARCO JURÍDICO DA PRIORIZAÇÃO DA SAÚDE DO IDOSO NO BRASIL SAÚDE DO IDOSO CURSO ESPECÍFICOS ENFERMAGEM - A Saúde do Idoso aparece como uma das prioridades no Pacto pela Vida, o que significa que, pela primeira vez na história das políticas públicas no Brasil,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS DEFENSORES PÚBLICOS DO ESTADO DO CEARÁ

ASSOCIAÇÃO DOS DEFENSORES PÚBLICOS DO ESTADO DO CEARÁ ASSOCIAÇÃO DOS DEFENSORES PÚBLICOS DO ESTADO DO CEARÁ 1 A velhice Olha estas velhas árvores, mais belas Do que as árvores moças, mais amigas, Tanto mais belas quanto mais antigas, Vencedoras da idade e

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES Projeto de Lei n 340/99 464 LEI N 4.864 DE 12 DE MARÇO DE 1999 Dispõe sobre a Política Municipal do Idoso, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES; FAÇO SABER QUE A CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

6ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DO IDOSO PROPOSTAS APROVADAS EM PLENÁRIA

6ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DO IDOSO PROPOSTAS APROVADAS EM PLENÁRIA 6ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DO IDOSO PROPOSTAS APROVADAS EM PLENÁRIA EIXO I PROPOSTAS MUNICIPAL ESTADUAL FEDERAL 1. Que a Secretaria Municipal de Saúde implante juntamente com o sistema de informação

Leia mais

E X P E D I E N T E. Apoio Ministério Público do Estado do Ceará

E X P E D I E N T E. Apoio Ministério Público do Estado do Ceará E X P E D I E N T E Apoio Ministério Público do Estado do Ceará Roteiro e Texto Roza Lina do Nascimento Maia - Procuradora de Justiça Aline Oliveira Martins - Técnica Ministerial (CE 1598 JP) Ilustrações

Leia mais

Cadastro Único: um cadastro, vários programas sociais.

Cadastro Único: um cadastro, vários programas sociais. Cadastro Único: um cadastro, vários programas sociais. Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social. O CADASTRO ÚNICO é a porta de entrada para os Programas Sociais do Governo Federal e

Leia mais

5 Direito do Idoso. Direito do Idoso. Documentação básica. Conteúdo Programático. Direitos e Garantias Fundamentais (Parte III) Direitos Fundamentais

5 Direito do Idoso. Direito do Idoso. Documentação básica. Conteúdo Programático. Direitos e Garantias Fundamentais (Parte III) Direitos Fundamentais Aula 04/07 Curso ministrado na Escola de Administração Judiciária do Estado do Rio de Janeiro Prof a. Mabel Christina Castrioto Juíza de Direito Direitos Fundamentais mabelcastrioto@globo.com Parte III

Leia mais

EIXO 2. Alpinópolis. Arinos

EIXO 2. Alpinópolis. Arinos 2- Maior fiscalização por parte da União, do cumprimento da lei de acessibilidade em Barão de Cocais prédios e locais públicos 2- Criar mecanismos para cobrar acessibilidade nos órgãos públicos, instituições

Leia mais

Regras de Negócio INSS

Regras de Negócio INSS Regras de Negócio INSS Versão: 01082011 POLÍTICA DE CRÉDITO BRADESCO PROMOTORA 1. Público Alvo Aposentados e pensionistas que recebam pelo INSS. 2. Limites Limite de Limite de idade empréstimo 21 a 60

Leia mais

Cartilha do Idoso. Acessibilidade e Atendimento Prioritário à Pessoa Idosa

Cartilha do Idoso. Acessibilidade e Atendimento Prioritário à Pessoa Idosa Cartilha do Idoso Acessibilidade e Atendimento Prioritário à Pessoa Idosa Apresentação 2 Acessibilidade e Atendimento Prioritário à Pessoa Idosa O aumento da expectativa de vida do brasileiro representa

Leia mais

SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL -Principais serviços que a Assistência Social possui para atendimento de idosos: - Proteção Social Básica (atendimento preventivo) - Centro de Convivência do Idoso - atualmente

Leia mais

PROJETO BRASIL CONTRA A VIOLÊNCIA

PROJETO BRASIL CONTRA A VIOLÊNCIA 1 Ordem dos Advogados do Brasil Seção Minas Gerais Comissão OABCidadã PROJETO BRASIL CONTRA A VIOLÊNCIA Em Minas Gerais, a Secional da Ordem dos Advogados do Brasil, através da Comissão OAB/Cidadã, já

Leia mais

Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas.

Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas. Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas. O Itaú quer estar presente em todos os momentos da sua vida. Por isso, criou este material para ajudar você com as

Leia mais

Palestrante: Silvana Ferreira Fernandes silvanaff@yahoo.com.br Psicopedagoga e Neuropedagoga

Palestrante: Silvana Ferreira Fernandes silvanaff@yahoo.com.br Psicopedagoga e Neuropedagoga Palestrante: Silvana Ferreira Fernandes silvanaff@yahoo.com.br Psicopedagoga e Neuropedagoga CONTRA MULHERES, CRIANÇAS E IDOSOS CONCEITO DE VIOLÊNCIA A violência é um fenômeno polissêmico e complexo que

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SUBSECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SUBSECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL INFORMAÇÕES ÚTEIS SOBRE CONSIGNADO EMPRÉSTIMO, CARTÃO DE CRÉDITO E/OU SERVIÇOS CONTRATADOS - ANO 2015. 1) O que é Margem Consignável? Resposta: É o dado que indica os limites estabelecidos por lei específica

Leia mais

O ESTATUTO DO IDOSO E O ATENDIMENTO PÚBLICO NO MUNICÍPIO DE TOLEDO

O ESTATUTO DO IDOSO E O ATENDIMENTO PÚBLICO NO MUNICÍPIO DE TOLEDO O ESTATUTO DO IDOSO E O ATENDIMENTO PÚBLICO NO MUNICÍPIO DE TOLEDO Karina Aparecida Feliciano da Silva ¹ Veronica Mareth ² Roseli Odorizzi ³ INTRODUÇÃO: No Estatuto do idoso (Lei 10.741, de outubro de

Leia mais

Violencia contra a pessoa idosa: uma violaçao de direitos

Violencia contra a pessoa idosa: uma violaçao de direitos 20 Violencia contra a pessoa idosa: uma violaçao de direitos Texto Jurilza Maria Barros de Mendoça Fotos Mª Angeles Tirado A proteção aos idosos por parte do Estado, da sociedade e da família, deve ser

Leia mais

Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes Perguntas Frequentes 1) Quem passará a receber por meio de conta no BRADESCO e quem deverá providenciar a sua formalização? a. Magistrados, bem como, seus pensionistas e cotistas b. Serventuários ativos

Leia mais

Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social SEMCAS

Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social SEMCAS Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social SEMCAS Passo Fundo - RS 2010 Serviços e Seguridade Social Registro Civil Endereço: Morom, 1120 Centro Horário: 9h às 17h sem fechar ao meio-dia Telefone:

Leia mais

Seguro de Vida em Grupo

Seguro de Vida em Grupo Seguro de Vida em Grupo 01 Objetivo Visa garantir a continuidade econômica da família na falta do titular ou cônjuge e principalmente após a aposentadoria beneficiar o segurado em vida, nos casos de invalidez

Leia mais

RECOMENDAÇÃO Nº 01/2013 2ª PROMOTORIA DE JUSTIÇA DA COMARCA DE COLORADO

RECOMENDAÇÃO Nº 01/2013 2ª PROMOTORIA DE JUSTIÇA DA COMARCA DE COLORADO RECOMENDAÇÃO Nº 01/2013 2ª PROMOTORIA DE JUSTIÇA DA COMARCA DE COLORADO O PROMOTOR SUBSTITUTO DA 2ª PROMOTORIA DE JUSTIÇA DA COMARCA DE COLORADO, diante do Procedimento Administrativo nº 0040.12.000123-1,

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE No ato de entrega dos documentos o candidato deve apresentar os originais e as cópias para conferência. 1.Documentos Diversos a) Cópia de documento de identificação (ou certidão de nascimento, quando menor

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PROUNI - 1º SEMESTRE 2015

PROCESSO SELETIVO PROUNI - 1º SEMESTRE 2015 PROCESSO SELETIVO PROUNI - 1º SEMESTRE 2015 O candidato deve providenciar a lista de documentos abaixo e fazer a entrega na Central de Atendimento ao Estudante (CAE), no dia e horário agendados. Deve ser

Leia mais

V Simpósio da ARELA-RS sobre Esclerose Lateral Amiotrófica ELA

V Simpósio da ARELA-RS sobre Esclerose Lateral Amiotrófica ELA V Simpósio da ARELA-RS sobre Esclerose Lateral Amiotrófica ELA Geneviève Lopes Pedebos Assistente Social Mestre em Serviço Social pela PUCRS Porto Alegre, 08/05/2010 Na área da saúde, o Assistente Social

Leia mais

SUMÁRIO TRANSPORTE... 03 ASSISTÊNCIA SOCIAL... 04 APOSENTADORIA POR INVALIDEZ... 05 ISENÇÕES DE IMPOSTOS E TAXAS... 06 TRABALHO... 07 EDUCAÇÃO...

SUMÁRIO TRANSPORTE... 03 ASSISTÊNCIA SOCIAL... 04 APOSENTADORIA POR INVALIDEZ... 05 ISENÇÕES DE IMPOSTOS E TAXAS... 06 TRABALHO... 07 EDUCAÇÃO... 1 SUMÁRIO TRANSPORTE... 03 ASSISTÊNCIA SOCIAL... 04 APOSENTADORIA POR INVALIDEZ... 05 ISENÇÕES DE IMPOSTOS E TAXAS... 06 TRABALHO... 07 EDUCAÇÃO... 07 SAÚDE... 08 ACESSIBILIDADE... 08 CULTURA E LAZER...

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO

SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO FICHA PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO 2016 Informações Pessoais do Candidato Nome do Candidato: Data de Nasc: Naturalidade: CPF: RG: Período: Grupo/Ano: Frequenta outro curso? Descreva Qual: Valor

Leia mais

Introdução. pensionistas). usufruir dos mesmos. Regulamento.

Introdução. pensionistas). usufruir dos mesmos. Regulamento. Introdução A Faelce elaborou esta cartilha, numa linguagem simples e objetiva, exclusivamente para seus participantes assistidos (aposentados e pensionistas). Nela estão inseridas informações relevantes

Leia mais

GESEN na WEB Estatuto do Idoso desafios para sua aplicação em serviços de saúde.

GESEN na WEB Estatuto do Idoso desafios para sua aplicação em serviços de saúde. GESEN na WEB Estatuto do Idoso desafios para sua aplicação em serviços de saúde. 13 de junho de 2014 Maria Angela Santini Assistente Social Especialista em Gerontologia UFSC Mestre em Política Social UEL

Leia mais

A Previdência Social oferece:

A Previdência Social oferece: POPULAÇÃO BRASILEIRA Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas sticas de 2010, a população brasileira era de 191 milhões de habitantes, sendo o 5º 5 País s mais populoso do mundo (china,

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS - LEIAM COM ATENÇÃO! DOCUMENTOS NECESSÁRIOS (Apresentar cópia dos documentos para análise, conforme o perfil familiar)

INFORMAÇÕES GERAIS - LEIAM COM ATENÇÃO! DOCUMENTOS NECESSÁRIOS (Apresentar cópia dos documentos para análise, conforme o perfil familiar) PROGRAMA AUXÍLIO PERMANÊNCIA - PAPE/UNIFESP CALOUROS 2012 INFORMAÇÕES GERAIS - LEIAM COM ATENÇÃO! 1. O Programa Auxílio Permanência- PAPE destina-se aos estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO ESTUDANTIL FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO ESTUDANTIL FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO ESTUDANTIL FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA ESTUDANTIL Os programas de assistência estudantil da UFRPE

Leia mais

A porta de entrada para você receber os benefícios dos programas sociais do Governo Federal.

A porta de entrada para você receber os benefícios dos programas sociais do Governo Federal. A porta de entrada para você receber os benefícios dos programas sociais do Governo Federal. Para que serve o Cadastro Único? O Cadastro Único foi criado para o governo saber melhor quem são e como vivem

Leia mais

Dados internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Cartilha da 3ª idade nas relações de consumo / Jeanine Bender de Paula ISBN:

Dados internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Cartilha da 3ª idade nas relações de consumo / Jeanine Bender de Paula ISBN: Autora: Jeanine Bender de Paula Projeto Gráfico: Mauro Ono Dados internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Cartilha da 3ª idade nas relações de consumo / Jeanine Bender de Paula ISBN: 1. Cartilha

Leia mais

O livro é a porta que se abre para a realização do homem. Jair Lot Vieira

O livro é a porta que se abre para a realização do homem. Jair Lot Vieira O livro é a porta que se abre para a realização do homem. Jair Lot Vieira SUPERVISÃO EDITORIAL JAIR LOT VIEIRA (Atualizada até a Lei nº 12.461, de 26 de julho de 2011) LEGISLAÇÃO COMPLEMENTAR E ALTERADORA

Leia mais

Serviço Social na Previdência Social INSS

Serviço Social na Previdência Social INSS Gerência Executiva do INSS em Cuiabá Seção de Saúde do Trabalhador SERVIÇO SOCIAL Serviço Social na Previdência Social INSS Maio/2015 1 Introdução O Serviço Social do INSS é um serviço previdenciário,

Leia mais

MEUS DIREITOS. Direitos do consumidor idoso e outras informações úteis

MEUS DIREITOS. Direitos do consumidor idoso e outras informações úteis MEUS DIREITOS Direitos do consumidor idoso e outras informações úteis Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor Procon/SP É permitida a reprodução total ou parcial, desde que citada a fonte. São Paulo

Leia mais

Programas vinculados ao Cadastro Único

Programas vinculados ao Cadastro Único Programas vinculados ao Cadastro Único O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal ( Cadastro Único) é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda, entendidas

Leia mais

PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL. Educação Previdenciária

PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL. Educação Previdenciária 28 milhões de Beneficiários (12/10) (População - Minas Gerais + Pernambuco) (População - Austrália + Suécia) 41,35 milhões de Contribuintes (2009) (População - São Paulo) (População - Argentina) Pagamos

Leia mais

ANEXO I PROGRAMA FAMEMA/FMESM DE AUXÍLIO AO ESTUDANTE FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO I - INFORMAÇÕES SOBRE O ESTUDANTE 1. IDENTIFICAÇÃO

ANEXO I PROGRAMA FAMEMA/FMESM DE AUXÍLIO AO ESTUDANTE FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO I - INFORMAÇÕES SOBRE O ESTUDANTE 1. IDENTIFICAÇÃO ANEXO I PROGRAMA FAMEMA/FMESM DE AUXÍLIO AO ESTUDANTE 1 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO FOTO I - INFORMAÇÕES SOBRE O ESTUDANTE 1. IDENTIFICAÇÃO Nome: Apelido: Curso: Série: Data de Nascimento: Naturalidade: Estado

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO CANDIDATOS AO PROUNI

DOCUMENTAÇÃO CANDIDATOS AO PROUNI DOCUMENTAÇÃO CANDIDATOS AO PROUNI * Organizar os documentos em blocos de cada membro do grupo familiar. A decisão quanto ao(s) documento(s) a ser(em) apresentado(s) cabe ao coordenador do Prouni, o qual

Leia mais

Formulário da Qualidade Inclusão não Automática de Dependentes

Formulário da Qualidade Inclusão não Automática de Dependentes Página 1 de 7 À Diretoria da CAASP Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo. Advogado (a) OAB/SP nº Estado Civil: Endereço Bairro CEP: - Cidade: Fone Cel. E-mail Imóvel Residencial ( ) Próprio (

Leia mais

Análise Social para redução de mensalidade 2015

Análise Social para redução de mensalidade 2015 Análise Social para redução de mensalidade 2015 ORIENTAÇÕES GERAIS 1. Das disposições preliminares 1.1 As bolsas de estudo serão concedidas a alunos selecionados pela Comissão de Bolsas. 1.2 A seleção

Leia mais

RECOMENDAÇÃO Nº /2012/2ªPJ - PB

RECOMENDAÇÃO Nº /2012/2ªPJ - PB RECOMENDAÇÃO Nº /2012/2ªPJ - PB O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE RONDÔNIA, por sua Promotora de Justiça signatária, Dra. Marcília Ferreira da Cunha e Castro, titular da 2ª Promotoria de Justiça da Comarca

Leia mais

GRUPO 8 - SEGURANÇA e ACESSO À JUSTIÇA

GRUPO 8 - SEGURANÇA e ACESSO À JUSTIÇA GRUPO 8 - SEGURANÇA e ACESSO À JUSTIÇA Nº PROPOSTA UF e Nº Original da Proposta 01 Criar no ministério da justiça um ponto focal especializado nos direitos da pessoa com deficiência e estimular também

Leia mais

1-4 Auxílio de assistência à criança portadora de deficiência

1-4 Auxílio de assistência à criança portadora de deficiência Assistência 1. Assistência infantil 福 祉 Estão previstos os seguintes auxílios à criação infantil. Há também regiões que oferecem um sistema de pagamento peculiar. Detalhes podem ser obtidos no guichê responsável

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA - IN INSS/DC Nº 118, de 14042005

INSTRUÇÃO NORMATIVA - IN INSS/DC Nº 118, de 14042005 INSTRUÇÃO NORMATIVA - IN INSS/DC Nº 118, de 14042005 Art.365. Serão encaminhados para o Programa de Reabilitação Profissional, por ordem de prioridade: I o beneficiário em gozo de auxílio-doença, acidentário

Leia mais

CIRCULAR INFORMATIVA DOS PROCEDIMENTOS A SEREM OBSERVADOS PARA SOLICITAÇÃO DE GRATUIDADES EDUCACIONAIS INTEGRAIS/PARCIAIS 2012

CIRCULAR INFORMATIVA DOS PROCEDIMENTOS A SEREM OBSERVADOS PARA SOLICITAÇÃO DE GRATUIDADES EDUCACIONAIS INTEGRAIS/PARCIAIS 2012 INSTITUTO DAS APÓSTOLAS DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS Colégio Cor Jesu Endereço SGAS, 615. Bloco G Asa Sul, Brasília /DF Fone: (61) 2105-6800 Fax (61) 2105-6843 E-mail: colegio@corjesu.org.br CNPJ 61.015.087/0020-28

Leia mais

Resolução nº 260 RESOLUÇÃO Nº 260-ANTAQ, DE 27 DE JULHO DE 2004.

Resolução nº 260 RESOLUÇÃO Nº 260-ANTAQ, DE 27 DE JULHO DE 2004. RESOLUÇÃO Nº 260-ANTAQ, DE 27 DE JULHO DE 2004. APROVA A NORMA PARA A CONCESSÃO DE BENEFÍCIO AOS IDOSOS NO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO INTERESTADUAL DE PASSAGEIROS. O DIRETOR-GERAL DA AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES

Leia mais

Cartilha do Crédito Consignado

Cartilha do Crédito Consignado Cartilha do Crédito Consignado Guia Prático para o Aposentado e Pensionista do INSS apoio ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE BANCOS Caro aposentado ou pensionista Esta cartilha foi elaborada para o seu bem-estar.

Leia mais

Proposta de ações para elaboração do. Plano Estadual da Pessoa com Deficiência;

Proposta de ações para elaboração do. Plano Estadual da Pessoa com Deficiência; 1 Proposta de ações para elaboração do Plano Estadual da Pessoa com Deficiência Objetivo Geral: Contribuir para a implementação das diretrizes e metas na garantia de direitos às pessoas com deficiência

Leia mais

Curso: Reflexões sobre o papel dos conselhos estadual e municipais do idoso

Curso: Reflexões sobre o papel dos conselhos estadual e municipais do idoso Curso: Reflexões sobre o papel dos conselhos estadual e municipais do idoso Novembro de 2014 Apoio: Conselhos e Fundos dos Direitos do Idoso: Caminhos para o aprimoramento das políticas públicas no campo

Leia mais

ProUni FADERGS. Documentos para Comprovação de Informações

ProUni FADERGS. Documentos para Comprovação de Informações ProUni FADERGS Documentos para Comprovação de Informações Os candidatos Pré-Selecionados deverão apresentar a FADERGS, para comprovação de informações, cópia simples acompanhada da via original dos seguintes

Leia mais