MULHER Cuidando da saúde em sua integralidade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MULHER Cuidando da saúde em sua integralidade"

Transcrição

1 MULHER Cuidando da saúde em sua integralidade REDES DE APOIO Os laços que fortalecem

2 Manter hábitos alimentares saudáveis, praticar atividade física, não fumar, evitar abuso de álcool, cultivar amizades e cuidar da saúde espiritual é preservar a vida. Centro de endometriose Centro de CÂNCER GINECOLÓGICO Centro de CÂNCER DE MAMA R. Dona Laura, Moinhos de Vento Fone: EXPEDIENTE Diretoria da CliniOnco Diretor Técnico: Jeferson Vinholes CRM: Diretor Executivo: Gerson Alonso Torres Diretora Assistencial e de Marketing: Sandra Rodrigues Endereço: Office Center CliniOnco - Rua Mariante, nº 180, 10º andar Porto Alegre/RS - CEP Fone: diagnóstico Conselho Editorial: Alexandre Cardoso, Cristiane Bueno, Cristiano Oliveira, Juliana Hack, Dra. Elisabeth Luz e Sandra Rodrigues Revisão de Português: Ma. Amelina Silveira Martins Jornalista Responsável: Alexandre Cardoso Marketing: Shayara Torres Impressão: Gráfica Ferreira Fotografias e imagens: DNA Assessoria, Marketing CliniOnco e DollarPhoto Club Apoio e Distribuição: Denise Guterres e Aline Tavares Coordenação Editorial: Sandra Rodrigues Diagramação e Projeto Gráfico: Lucas Coelho - Nós Propaganda Produção, Reportagens e Entrevistas: DNA Assessoria tratamento Paciente prevenção terapias complementares A revista Integrativa é uma publicação trimestral da CliniOnco, distribuída gratuitamente aos pacientes, familiares, profissionais da saúde e parceiros. Direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial de seu conteúdo sem a prévia autorização dos editores. Os conceitos emitidos nos artigos assinados é de inteira responsabilidade de seus autores. OS CONTEÚDOS E LAYOUTS DOS ANÚNCIOS PUBLICITÁRIOS DESTA REVISTA SÃO DE TOTAL RESPONSABILIDADE DO ANUNCIANTE. Sustentabilidade ambiental Promover a sustentabilidade ambiental faz parte da nossa missão. Coerentes com essa prática, optamos pela impressão da Revista em papel produzido por empresa certificada pela Forest Stewardship Council (FSC) - Conselho de Manejo Florestal.

3 SUMÁRIO redes de apoio 05 saúde da mulher 16 terapias complementares 34 a psicologia e os grupos de apoio no tratamento oncológico pág. 06 do câncer para a saúde pág. 10 fisioterapia ajuda na retomada das atividades após o câncer pág. 12 coluna especial pág. 05 atenção à saúde integrada da mulher pág. 16 o que é ser mulher? pág. 20 principais doenças que acometem as mulheres pág. 22 convivendo de forma harmoniosa com a menopausa pág. 29 o equilíbrio do masculino e feminino pág. 30 diagnóstico pág. 36 E MAIS... benefícios do pilates para a saúde da mulher pág. 34 perfil pág. 39 tratamento pág. 14 prevenção pág. 32 gestão em saúde vidas ressignificadas pág. 37 pág. 40 pesquisa clínica aconteceu pág. 38 pág. 41 AGRADECIMENTO ÀS CONTRIBUIÇÕES NESTA EDIÇÃO FLÁVIA MAOLI, pág. 05, 08 e 19 PISCO. PAULO ANTÔNIO ANDRADE, pág. 07 VIVIANE MENGARDA, pág. 08 PSICO. CRISTIANO PEREIRA, pág. 10 e 11 FISIO. IARA RODRIGUES, pág. 13 DRA. KENIA MELISSA BORGUETTI, pág. 22 DR. GERALDO GOMES DA SILVEIRA, pág. 25 e 28 PSICO. TÂNIA RUDNICKI, pág. 29 PISCO. CEURA NOLASCO, pág. 30 e 31 DR. SAMUEL DALLE LASTE, pág. 32 e 33 FISIO. NEILA ABREU, pág. 34 e 35 DRA. RADIÁ PEREIRA DOS SANTOS, pág. 36 ADV. CÁSSIO MARTINEZ, pág. 37 3

4 EDITORIAL Todos vamos envelhecer... Querendo ou não, iremos todos envelhecer. As pernas irão pesar, a coluna doer, o colesterol aumentar. A imagem no espelho irá se alterar gradativamente e perderemos estatura, lábios e cabelos. A boa notícia é que a alma pode permanecer com o humor dos dez, o viço dos vinte e o erotismo dos trinta anos. O segredo não é reformar por fora. É acima de tudo, renovar a mobilha interior: tirar o pó, dar brilho, trocar o estofado, abrir as janelas, arejar o ambiente. Porque o tempo, invariavelmente, irá corroer o exterior. E, quando ocorrer, o alicerce precisa estar forte para suportar. Erótica é a alma que se diverte, que se perdoa, que ri de si mesma e faz as pazes com sua história. Que usa a espontaneidade para ser sensual, que se despe de preconceitos, intolerâncias, desafetos. Erótica é a alma que aceita a passagem do tempo com leveza e conserva o bom humor apesar dos vincos em torno dos olhos e o código de barras acima dos lábios. Erótica é a alma que não esconde seus defeitos, que não se culpa pela passagem do tempo. Erótica é alma que aceita suas dores, atravessa seu deserto e ama sem pudores. Aprenda: bisturi algum vai dar conta do buraco de uma alma negligenciada anos a fio. Texto do livro Erótica é a alma Adélia Prado. Sandra Rodrigues - Diretora Assistencial e de Marketing Às vezes, o facebook nos inspira. Este texto foi extraído de uma mensagem postada em 12 de março em, Despertar Essencial -Desenvolvimento feminino, com Marcela Marques A. Melo. O assunto tem tudo a ver com o tema principal de nossa revista: Mulher Cuidando da saúde em sua integralidade. Cuidar do corpo, mas essencialmente da alma é o grande desafio na vida moderna. O debate ocorrido, por ocasião do Bate Papo que abriu os eventos do mês da mulher na CliniOnco, mostrou através da fala da psicóloga Letícia Sanguinetti e do professor Luciano Marques que é fundamental cuidar da alma, do espírito para que o corpo não venha a padecer. Dedicar um mês à mulher, e não mais um dia somente, parece exagero, mas não é. Os desafios do universo feminino exigem profunda reflexão, uma vez que a sobrecarga emocional e de trabalho têm aumentado significativamente nos últimos anos. É preciso parar e refletir sobre as várias circunstâncias deste universo tão peculiares que nos pertence e promover ações verdadeiramente significativas à saúde da mulher. A abordagem das diferentes patologias no decorrer da matéria e as contribuições como das Psicólogas Ceura Nolasco e Tania Rudnicki ilustram a relevância do tema. Publicamos nesta edição as frases da Campanha- O que é ser Mulher? Esta iniciativa estimulou amigas, colaboradoras e internautas a refletirem a respeito deste conceito e compartilharem seus pensamentos com nossos leitores. Conexão é uma palavra muito familiar nos tempos atuais. As redes sociais e os grupos se fundem para apoiar a quem precisa. O assunto sobre Redes de Apoio, abordado nesta edição tem o objetivo de oferecer aos pacientes que passam por algum problema de saúde como o câncer, alternativas de ajuda. Seja para a superação de seus medos e angústias, seja para o compartilhamento de seus problemas com pessoas que de forma empática poderão ajudar ou contribuir para a minimização do sofrimento, por vezes exacerbado devido à falta de informação. As duas matérias principais são conectadas entre si trazendo informações através de artigos, entrevistas e contribuições de pessoas especiais, como é o caso de Flávia Maoli, paciente, blogueira, coordenadora do Projeto Camaleão e mulher. Como ninguém, ela sabe sobre o quê, para quem e como falar, pois vivenciou a experiência de ter câncer e submeteu-se a mais de um tipo de tratamento. Passou por todas as fases da doença, desde o diagnóstico até ver sua vida tomar novos rumos e novos projetos se concretizarem. Como em todas as edições, os conteúdos são cuidadosamente selecionados a fim de oferecer aos nossos leitores informações atualizadas, precisas e objetivas sobre as diferentes áreas da saúde com predominância, é claro, na área da oncologia. Destaco a Seção Prevenção com o artigo do Dr. Samuel Dalle Laste falando sobre Prevenção de doenças degenerativas prevalentes no sexo feminino e a Seção Terapias Complementares com a Fisioterapeuta Neila Abreu abordando os Benefícios do pilates para a saúde da mulher. O Diagnóstico e o Tratamento também são seções fixas em nossa revista e nesta tiragem trazem respectivamente o exame Tomossíntese em câncer de mama e o tema Fadiga: cansaço que limita, como assuntos de extrema importância para quem busca informação sobre o assunto. A Judicialização da Saúde é o tema que contempla a atual demanda dos pacientes pelo direito aos novos tratamentos não atendidos pelo seu plano de saúde ou pelo SUS. O texto elucida como e de que forma o paciente pode requerer este direito. Nossa escolhida para o Perfil é a Enfermeira Juliana, agora mãe da pequena Sofia. Com alegria ela divide conosco suas vivências, seus sonhos e seus desejos. In Memorian, publicamos em Vidas Ressignificadas, a mensagem que Marcelo Dambros havia escrito para a Integrativa, mas que infelizmente não houve tempo de publicá-la enquanto vivia. A pedido de seus familiares, carinhosamente, agora publicamos suas palavras. Em conotação com o início deste editorial em que me refiro à importância de cuidar do corpo e da alma mediante nosso próprio juízo de valores, concluo compartilhando as palavras de Marcelo: Creio num Deus amigo que quer o melhor para cada um de nós. Nosso imediatismo impede-nos de entendê-lo. Para tudo há o momento certo, seja para encontrar a cura física ou espiritual e, cada um de nós tem a sua prioridade. 4

5 Coluna especial A gangue da químio Flávia Maoli Arquiteta, blogueira do Além do Cabelo e colunista da Integrativa O ser humano sempre teve a necessidade de sentir-se conectado a outras pessoas. Pertencer a um grupo faz parte da vivência humana: somos gremistas, colorados, solteiros, casados... sempre queremos nos aproximar de pessoas com quem temos interesses em comum - sejam eles no âmbito profissional ou de cunho pessoal. Precisamos nos encaixar - e mesmo quem não quer se rotular - acaba sendo da turma dos que não se rotulam! Por que com o câncer seria diferente? Quando fui diagnosticada, me senti sozinha: nenhuma das minhas amigas tinha câncer, parecia que eu era a pessoa mais injustiçada do mundo! Fui procurar na internet dicas de beleza até palavras de conforto, saindo do clichê você vai vencer/ cabelo cresce/você é uma guerreira. Não encontrei muito material. De 2011 para cá venho acompanhando, ano a ano, um aumento significativo no número de blogs, sites e redes de apoios para quem está enfrentando o câncer. Acho maravilhoso lermos relatos de pessoas que já passaram por todo esse processo e agora estão aí, vivendo saudáveis! Também é muito bom saber o que é normal durante o tratamento: os medos, as dúvidas, as incertezas, as dicas de beleza e as reflexões sobre a vida e nossos valores que esse momento tão peculiar nos traz. Desde que criei o blog fiz um grupo de amigas, como uma gangue da químio! Nós trocamos mensagens e nos reunimos para conversar sobre qualquer assunto: carreira, moda, relacionamentos, política e câncer, é claro. Sinto que, com o apoio das meninas, estou mais calma em relação à vida pós-câncer, pois muitas delas já passaram por isso e me entendem - assim como eu ajudo quem está iniciando o tratamento. Atualmente, existem duas redes sociais exclusivas para pacientes oncológicos: a Rede Amar a Vida (criada pela ABRALE) e a Connecte (criada pelo Hospital Santa Paula). Elas funcionam tanto para conhecermos pessoas quanto para nos informarmos sobre tratamentos, dicas de beleza e cuidados e equipes médicas. É só fazer um cadastro grátis e voilà: estamos conectados! Apesar de haver muitos benefícios em nos aproximarmos, é preciso ter cuidado: não somos iguais, e o que funciona para uma pessoa em um tratamento pode não funcionar para outra. Na dúvida, pergunte sempre a opinião de seu médico e da equipe multidisciplinar. Além disso, busque conversar com pessoas com quem você tenha interesses em comum para além da doença: idades, religião, estilo de vida - tudo isso fará com que você se sinta mais à vontade, criando a sua própria gangue da químio - com uma amizade verdadeira e duradoura, mesmo depois que o tratamento acabar! 5

6 REDES DE APOIO A PSICOLOGIA E OS GRUPOS DE APOIO NO TRATAMENTO ONCOLÓGICO A união é uma característica dos grupos de apoio e proporciona um novo olhar sobre a doença. O estigma de que o câncer é uma sentença de morte ainda é muito presente na mente das pessoas, mas pensar dessa forma só faz com que o momento que já é delicado acabe por afetar além do físico, o emocional do paciente. Quando uma pessoa é diagnosticada com câncer é necessário que desde o início seja feito um acompanhamento psicológico com o objetivo de ressignificar o processo de adoecimento. Dessa forma, o paciente passa a ter um entendimento diferenciado e a autoestima fortalecida, o que, consequentemente, acaba resultando em uma melhora significativa na recuperação. Os medos e angústias surgem a cada etapa e é muito importante ter alguém ao lado para dar o aporte necessário. Hoje o trabalho do psicólogo durante o tratamento oncológico é bastante valorizado e serve para orientar e prestar uma assistência mais humanizada nesse momento difícil para o paciente. Uma forma de dividir as angústias e histórias é através de grupos de apoio destinados a pacientes e familiares próximos, como o Renascer, grupo mantido pela AAPECAN (Associação de Apoio a Pessoas com Câncer) em Porto Alegre. O objetivo do grupo, segundo a psicóloga Fernanda Pupe, é justamente fazer essa troca de experiências e aprender com as lições dos participantes. Geralmente quem passa por uma doença como o câncer 6

7 REDES DE APOIO leva alguma aprendizagem nesse caminho. É necessário repensar o que significa qualidade de vida. Nós trabalhamos muito sobre esse novo olhar que eles precisam ter em relação à vida, explica. A ONG já atua há 10 anos apoiando e modificando a vida de várias famílias, geralmente de baixa renda. Para Hélio Martini, que teve câncer de próstata e procurou a AAPECAN durante o tratamento, o grupo é como se fosse sua segunda família. Depois que eu passei a frequentar o grupo eu melhorei os meus hábitos. Caminho todos os dias de manhã, mudei minha alimentação e agora me sinto uma pessoa renovada, ressalta. As pessoas que procuram a associação inicialmente fazem um cadastro com a assistente social onde é feita uma avaliação das necessidades do paciente. Depois do cadastro, é feito o acolhimento psicológico onde é avaliado se a pessoa está preparada para o grupo ou se ela precisa de apoio individual. Segundo o psicólogo Paulo Antônio Andrade, do ICESP (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo), no primeiro momento, a pessoa tende a crer que a doença é algo que só ela possui. No grupo ela pode então se dar conta de que tem outras pessoas com o mesmo tipo de problema. Ele auxilia que o paciente se veja dentro de um contexto de adoecimento e com questões de vida muitas vezes semelhante, completa. Além disso, o apoio da família é extremamente importante. Ela deve ser capaz de oferecer suporte, segurança, união e organização para acompanhar a pessoa que está doente. Quando isso não é possível, os familiares também devem ser orientados por um profissional, pois nem sempre estão prontos para lidar com os problemas que surgem com a doença. Para manter e tolerar as frustrações desses tratamentos que são longos e invasivos é necessário cuidar da parte emocional. Conforme relata a psicóloga Fernanda Pupe, a resposta é clara e a diferença é notável daqueles pacientes que participam e os que são mais resistentes aos grupos de apoio. A diferença neles é um novo olhar, um novo sentido na vida. Mesmo com limitações eles podem se sentir amados e com autoestima. Corpo e mente a gente não separa de forma alguma, então entender o câncer meramente como tratamento do corpo físico é impossível. 7

8 REDES DE APOIO APOIO NAS REDES SOCIAIS Dividir angústias, compartilhar histórias e lições de vida tem sido a rotina de várias mulheres que participam de grupos de apoio a pacientes com câncer nas redes sociais. O que elas procuram é apenas um conforto que só quem está passando pela mesma situação é capaz de dar. A iniciativa do grupo Amigas do Peito ganhou força na internet e hoje já possui um encontro nacional que reúne as participantes online para debater com profissionais da saúde em eventos anuais por todo o país. Uma das mediadoras do Amigas do Peito é a paciente da CliniOnco Viviane Mengarda, que explica como é possível fazer parte do grupo. No Gaúchas de Peito (uma derivação regional do Amigas do Peito no RS) só é possível a participação de pacientes. Os grupos são fechados e quando a pessoa solicita entrar, nós enviamos perguntas para saber o motivo da solicitação e fazemos a triagem para manter os grupos o mais seguro possível. A mediadora também administra uma página no facebook, a Rosa e Choque, onde publica dicas, informação e conteúdos destinados a pacientes com câncer para elevar o astral e a autoestima. Outra pessoa que fez do câncer uma experiência positiva foi a criadora do blog Além do Cabelo, Flavia Maoli, que também faz tratamento na CliniOnco. A ideia de criar o canal em meio digital surgiu após o diagnóstico da doença e pela falta de conteúdo de qualidade disponível na rede sobre o assunto. Até hoje, a maioria dos sites sobre câncer são muito técnicos, dando informações sobre as doenças e tratamentos, enquanto os blogs costumam ser diários de tratamento de quem os escreve. Sentia falta de ler um site de comportamento, com dicas práticas, ilustradas e bem-humoradas para continuar vivendo durante o tratamento, completa. Além disso, Flávia idealizou o Projeto Camaleão, que proporciona encontros entre as pacientes, onde elas aprendem sobre maquiagem, perucas, lenços e acessórios. Nos encontros também é possível criar uma rede de contatos e amizades, o que ajuda no enfrentamento da doença. Quando recebe o diagnóstico, é comum a pessoa se sentir sozinha, como se fosse o único ser injustiçado no mundo! Descobrir que outras estão passando pelos mesmos problemas causa uma sensação de pertencer a um grupo, de se sentir acolhido e incluído socialmente, o que é fundamental para o ser humano. Melhor ainda é conhecer pessoas que já passaram por tudo isso e agora estão saudáveis. Por isso, sempre convidamos ex-pacientes para participar do blog e dos encontros do Projeto Camaleão, destaca Flávia. 8

9 REDES DE APOIO GRUPOS DE APOIO NA CAPITAl GAÚCHA AAPECAN Associação de Apoio a Pessoas com Câncer Grupo Renascer Destinado a pacientes e familiares próximos. Ocorre toda terça-feira das 14h às 15h30 na sede da AAPECAN (Av. Ceará, 1260 São João). Hospital São Lucas da PUC RS Grupo Câncer de Mama Destinado a pacientes e ex-pacientes. Acontece todas terças-feiras à tarde no Ambulatório da Mama do Hospital (Avenida Ipiranga, Jardim Botânico). Hospital Conceição Grupo da Mama Conceição Os encontros são abertos ao público e ocorrem na segunda quinta-feira de cada mês, das 11h às 12h, na Gerência de Ensino e Pesquisa, localizada no terceiro andar do bloco H do Hospital Conceição (Av. Francisco Trein, Cristo Redentor). Hospital de Clínicas Grupo Psicoeducação para pacientes com câncer de mama Os encontros acontecem nas quintas-feiras, das 14h às 15h30, no Ambulatório, na zona 6 ( Rua Ramiro Barcelos, Santa Cecília). GRUPOS DE APOIO no centro do país: Hospital do Câncer de Barretos Grupo de Apoio e Orientação do TMO (GAOTMO) para pacientes que realizam Transplante de Medula Óssea Grupo de Apoio aos pacientes Prostatectomizados (NOZ) Grupo de Apoio à Família da Criança com Câncer (GRAFA) Grupo de Apoio às Mulheres Mastectomizadas (GAMMA) HOSPITAL A.C. Camargo Grupo de Apoio ao Paciente com Câncer (Amor à Vida) Hospital Albert Einstein Grupo de Apoio a Pacientes Oncológicos, Hematológicos e seus Familiares (ComVida) Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP) Grupo terapêutico para cuidadores de paciente em quimioterapia Programa Tsurus INCA (Instituto Nacional de Câncer) Projeto INCAvoluntário: oferece apoio aos pacientes e acompanhantes com atividades que promovem a autoestima, momentos de entretenimento e acolhimento. O D O N T O L O G I A INFORME INSTITUTO PURICELLI ALTERAÇÕES DA SALIVAÇÃO : UM ALERTA DO ORGANISMO

10 REDES DE APOIO Do Câncer para a Saúde: Protocolo que envolve levantamento de dados e rede de apoio ao paciente oncológico O diagnóstico do câncer por si só, já é um fator estressante para os pacientes. A possibilidade da recidiva ou agravamento do mesmo transforma-se, muitas vezes, no adoecimento psicológico e desesperança. Há anos, os especialistas vem desenvolvendo meios de auxiliar estes pacientes no enfrentamento positivo da doença. Na entrevista a seguir, o psicólogo do Centro de Psico-Oncologia da CliniOnco, Cristiano O. Pereira fala sobre o novo protocolo de intervenção cognitiva comportamental (C2H) em implantação na CliniOnco, o qual tem como objetivo auxiliar no manejo adaptativo do estress e proporcionar suporte social, já que as atividades são desenvolvidas em grupo. A partir de então, se estabelece uma rede de apoio funcional e adequada resultando em aumento de qualidade de vida, diminuição do risco de recorrência do câncer e morte e menos sintomas ou sinais relacionados à doença. RI - Qual a importância da gestão do stress em pessoas que passam pelo tratamento do câncer? (já que a CliniOnco tem um novo grupo específico para essa finalidade) Cristiano - A gestão de estresse é muito importante, para não dizer fundamental, quando o assunto é tratamento. Atualmente, diversos estudos sugerem importantes avanços no entendimento das múltiplas vias biológicas, nas quais, os fatores psicológicos e sociais podem resultar na progressão do câncer. Podemos compreender que os impactos dos estressores resultam não somente em comprometimento na função imune, como também modulam (direta ou indiretamente) processos relacionados com o crescimento tumoral, incluindo inflamação, angiogênese 1, invasão e metástases. Com esse cenário, em 1994, a Dra. Barbara Andersen da Ohio State University começou a desenvolver um protocolo com um conjunto de intervenções cognitivas e comportamentais para que os pacientes em tratamento pudessem manejar mais adaptativamente seu estresse. De lá pra cá, este protocolo se consolidou como uma promissora arma para enfrentar o câncer. Os pacientes que foram submetidos à intervenção apresentaram significativos ganhos em diversos aspectos de sua saúde em relação ao grupo controle : - Uma redução de 77% do Distress (tensão) emocional; - Aumento de 104% do suporte social da família; - Aumento de 117% de alteração para hábitos saudáveis (dieta e redução do fumo); - Aumento de 30% da dose de quimioterapia; - Redução de 57% dos sintomas relacionados aos efeitos da quimioterapia; Além disso, houve um aumento significativo da imunidade destes pacientes, através de diversos marcadores, o que resultou: - Redução de 45% do risco de recorrência no grupo submetido à intervenção; - Redução de 60% no risco de mortalidade. Após período de treinamento junto a Dra. Andersen, Eu e minha equipe estamos iniciando a validação e adaptação deste estudo no Brasil numa parceria de cooperação internacional. Somos o único centro da América Latina e um dos primeiros fora dos Estados 10

11 REDES DE APOIO Unidos a utilizar a técnica. Nesse primeiro momento, estaremos oferecendo exclusivamente para pacientes com diagnóstico de câncer de mama, colón e reto. Concluída essa etapa, passaremos a ampliar para outros diagnósticos. RI - Até que ponto a formação de redes de apoio ajuda na reabilitação emocional do paciente? Cristiano - O suporte social é um diferencial desde que haja um equilíbrio entre necessidades e realidades do cuidado. No C2H (como é chamado o protocolo que significa Do Cancer para a Saúde) verificou-se que uma rede de apoio funcional e adequada resulta em redução do estresse e aumento de qualidade de vida com melhor saúde mental, diminuição do risco de recorrência do câncer e morte e menos sintomas ou sinais relacionados à doença. Nesse sentido, um conjunto de intervenções que favoreça a comunicação assertiva e habilidades sociais está inclusa no protocolo. Além disso, os grupos permitem a construção de vínculos com identificação dos pertencimentos aos participantes o que é mais um fato a colaborar com benefícios aos participantes. RI - Por que é tão importante compartilhar experiências com pessoas que passam por uma situação semelhante? Cristiano - O compartilhamento de experiências nos permite o que chamamos de aprendizagem vicariante, ou seja, aprendemos pela observação do comportamento dos outros, das suas consequências, resultando numa modelagem que se trata da modificação do comportamento pela observação do comportamento dos outros. Nesse sentido, a troca de experiências, é um excelente recurso para estratégias de enfrentamento mais adaptativas. No C2H, muito além de compartilhar experiência, há a possibilidade de construção de experiências, que resultem em comportamentos mais saudáveis sejam físicos ou emocionais. 1 - Novos vasos sanguíneos num tecido vivo. 11

12 REDES DE APOIO FISIOTERAPIA AJUDA NA RETOMADA DAS ATIVIDADES APÓS O CÂNCER Recuperar os movimentos e proporcionar maior qualidade de vida para o retorno ao trabalho são algumas vantagens de aliar a fisioterapia à rotina de tratamento. 12

13 REDES DE APOIO Durante o tratamento oncológico, alguns aspectos devem ser levados em conta para proporcionar maior qualidade de vida para o paciente, o que irá beneficiá-lo também no momento de voltar às atividades profissionais. Sequelas como dores, fadiga e outros desconfortos são bastante comuns e podem ser reduzidos com o acompanhamento de um fisioterapeuta. A prevenção também é possível quando o encaminhamento acontece logo após o diagnóstico do câncer. Nesse caso, o paciente estará previamente preparado para lidar com alguns problemas que podem se apresentar durante as sessões de quimioterapia, radioterapia e outros procedimentos, mesmo após o tratamento. A perda de força e de massa muscular, assim como as dificuldades nas atividades diárias, ocupacionais e sociais, alterações de sensibilidade, problemas posturais e respiratórios podem ser resolvidos com a orientação adequada. Conforme a fisioterapeuta especializada na reabilitação de pacientes oncológicos da CliniOnco, Iara Rodrigues, a fisioterapia pode atuar de forma bastante eficaz em todas as sequelas com procedimentos dirigidos a cada uma delas. Drenagem linfática manual, recondicionamento muscular através de um programa de exercícios, incentivo respiratório, alongamentos, reeducação postural e consciência corporal são atividades que podem ser trabalhadas conforme a condição de cada paciente, explica. Primeiramente, a pessoa passa por uma avaliação abrangente, focando a situação clínica, psicológica e nutricional. Numa segunda etapa, busca-se a diminuição e/ou remissão total da dor e, finalmente, num terceiro momento, procura-se trabalhar o retorno, ganho de funcionalidade para propiciar independência, tanto quanto possível, a esse paciente. Essas etapas são trabalhadas conjuntamente e com brevidade para melhorar, o mais rápido possível, a qualidade de vida apesar do diagnóstico, ressalta a fisioterapeuta. Normalmente, todo paciente quer retornar às suas atividades ocupacionais e desportivas com brevidade e, para isso, a fisioterapia é bastante dinâmica em sua atuação. Com procedimentos que proporcionam a reabilitação de acordo com cada atividade exercida anteriormente é possível treinar, reprogramar e retomar o movimento das tarefas através de exercícios de repetições, por exemplo. Uma das reclamações mais frequentes de pacientes com câncer é com relação à fadiga, que pode ser trabalhada com a retomada da força e resistência muscular, através de um programa de exercícios leves a moderados, como caminhadas, uso de pesos e relaxamento. Como acrescenta Iara Rodrigues, é importante trabalhar também questões como o manejo do stress, conservação de energia e atividades de lazer de forma que todas as medidas levem a diminuição da fadiga. Estar preparado física e emocionalmente para o retorno ao trabalho faz toda a diferença no momento da reintegração deste indivíduo ao seu ambiente de trabalho, seja na atividade laboral propriamente dita ou nas relações interpessoais com seus colegas e chefia. Sentir-se apto às suas atividades e ser acolhido pelo grupo e parceiros de trabalho no seu retorno é um prêmio de significado grandioso a quem passou pela experiência do câncer e teve que se ausentar por um período. Sentir-se pertencente a um grupo, também é ter saúde. 13

14 TRATAMENTO CUIDADOS ESPECIAIS DURANTE A QUIMIOTERAPIA Com o propósito de fornecer informações pertinentes e específicas aos pacientes que realizam o tratamento do câncer, a equipe multidisciplinar desenvolveu uma série de orientações que contribuem para minimizar os efeitos da quimioterapia e auxiliar nos cuidados pós-tratamento. A fadiga, por tratar-se de um sintoma impactante na vida dos pacientes, foi o tema escolhido pela equipe para ser abordado nesta edição. Acompanhe as dicas importantes para minimizar ou tratar este sintoma. FADIGA: o cansaço que limita. Entender a fadiga e suas causas é importante para encontrar soluções de como enfrentar essa situação. A fadiga relacionada ao câncer (FRC) inclui a sensação de cansaço, a lentidão mental e a ausência de recuperação emocional. Quase todos os tipos de tratamento do câncer produzem este sintoma, variando de intensidade conforme o esquema terapêutico e a condição clínica do paciente. Em comparação com a fadiga comum, que é aliviada pelo sono e repouso, a FRC é mais persistente e provoca cansaço independente de quanto a pessoa descanse. Os pacientes descrevem-se cansados demais para fazer qualquer coisa, incapazes de se concentrar, preocupados que isso signifique algo ruim. Isto pode levar ao desânimo ou até mesmo à depressão. Devido à semelhança de alguns sintomas, é importante a avaliação da psicologia para diferenciar depressão de fadiga. É importante reforçar que a DOR é um evento onde o organismo utiliza muita energia, então o manejo adequado da dor alivia também o cansaço. Ao tratamento (cirurgia, quimioterapia e radioterapia) que devido aos efeitos colaterais, pode provocar dificuldades de alimentação, desidratação, anemia, entre outros. Ao uso de medicações concomitantes ao tratamento, como antidepressivos, antialérgicos, analgésico e antieméticos, que podem causar alterações no sono e no estado de atenção. Contudo, a fadiga é um dos sintomas mais prevalente no tratamento oncológico e representa um grande desafio para o paciente, sua família e a equipe multiprofissional. Portanto é importante realizar uma avaliação detalhada do paciente afim de compreender de que forma a ela prejudica o seu dia a dia e assim traçar um plano personalizado para contornar as dificuldades e facilitar o enfrentamento desse problema. Os sintomas podem estar relacionados a diferentes causas: Diretamente à doença quando, por exemplo, o paciente apresenta dor, tosse, falta de ar, emagrecimento. 14

15 Dicas para controlar a fadiga: TRATAMENTO Priorizar atividades, identificando as essenciais; Delegar algumas atividades para pessoas próximas (como realizar compras no supermercado, cozinhar e congelar os alimentos já em porções para o consumo); Trabalhar menos horas por dia ou planejar um esquema de trabalho diferente (com intervalos ou em outra função); Descobrir formas diferentes de realizar as atividades, como por exemplo: acrescentar um assento elevado no banheiro, usar cadeira de rodas se estiver difícil para caminhar, sentar em vez de ficar em pé para realizar tarefas repetitivas; Preferir alimentação saudável e equilibrada, inserindo complementos alimentares se necessário. A avaliação e acompanhamento da nutricionista são essenciais para o tratamento da fadiga; Ingerir bastante líquidos durante o dia; Praticar exercícios físicos adequados como caminhadas, yoga, alongamentos, exercícios que trabalhem a respiração. O fisioterapeuta é o profissional indicado para orientar sobre as atividades mais adequadas e eficientes; Realizar sonecas de no máximo uma hora durante o dia para não interferir no sono da noite; Dormir pelo menos oito horas seguidas todas as noites; Evitar ruídos e claridade quando for deitar para dormir (desligar rádio, televisão, fechar janelas); Realizar atividades de lazer em geral, proporcionando bem-estar à mente e ao corpo (leituras, trabalhos manuais); Trocar experiências com outros pacientes. Participar de grupos de apoio pode trazer grande benefício; Escrever um diário onde fiquem registradas todas as sensações durante o tratamento e quais intervenções foram eficientes para melhorar. Este relato pode ajudar o médico e a equipe no planejamento do cuidado. A fadiga, assim como qualquer outro evento que ocorra durante o tratamento, requer estratégias físicas, emocionais e sociais para o seu enfrentamento. No entanto, é possível com a ajuda e participação de todos, superar essa situação. Duvidas, entre sempre em contato com a Equipe do Centro de Tratamentos. contato: 15

16 saúde da mulher ATENÇÃO À SAÚDE INTEGRAL DA MULHER Desde 2007, a CliniOnco organiza uma programação especial para marcar o dia internacional da mulher com foco na importância dos cuidados com sua saúde física e emocional. Neste ano, a mobilização estendeuse para todo o mês de março com a realização de campanhas nas redes sociais e três eventos alusivos a saúde integral da mulher, nos dias 10, 12 e 24 de março. 16

17 saúde da mulher III Bate-Papo Universo Feminino A saúde da mulher em suas dimensões físicas, psíquicas, sociais e espirituais,. Tradicionalmente, no mês de março, a CliniOnco promove eventos abertos ao público para a discussão de temas relacionados à saúde da mulher. Neste ano, a tônica do III Bate-Papo Universo Feminino foi a saúde da mulher em suas dimensões físicas, psíquicas, sociais e espirituais, contando com a presença de especialistas da instituição e de convidados. Um dos diferenciais desse encontro é a abertura de perguntas ao público, o que estimula a interatividade e proporciona a troca de experiências entre espectadores e palestrantes. O médico e coordenador do Centro Integrado de Prevenção ao Câncer, Rafael Castilho Pinto, abriu a série de explanações falando sobre a influência do metabolismo e da obesidade no desenvolvimento de doenças crônicas como o diabetes e o câncer. Na ocasião, ele destacou o papel da mulher como um canal de informação no ambiente familiar. Ele também apontou um dado alarmante: cerca de 35% dos casos de cânceres são influenciados pela obesidade, sendo os tumores de endométrio e de mama os de maior relação, em ordem de importância, com esse fator de risco. No Brasil, a ascensão da obesidade preocupa, com destaque para a capital gaúcha que já é a segunda no ranking de sobrepeso com um dos maiores índices do país, 54,1%. A obesidade infantil também tem apresentado aumento significativo nas estatísticas, dobrando o seu número nos últimos cinco anos. O alerta ficou para a adoção dos hábitos saudáveis e o médico deixou um recado a todos: Comida saudável não tem rótulo, uma alusão à importância de escolher bem os alimentos que colocamos à mesa. Em seguida, a psicóloga e especialista em Psicoterapia Cognitivo - Comportamental pela PUC RS, Letícia Sanguinetti, falou em torno da questão do ser mulher na atualidade, o papel feminino na sociedade, suas dificuldades e a importância da autoafirmação. Sanguinetti abordou o conflito entre o tradicional e o contemporâneo e a importância de Sandra Rodrigues, Letícia Sanguinetti, Luciano Marques e Dr. Rafael Pinto. Participação do Dr. Jeferson Vinholes no debate. honrar um sistema de valores, seguindo os próprios princípios e questionandose. Já o professor e coordenador do departamento de filosofia da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da PUC-RS, Luciano Marques de Jesus, falou sobre a relação entre a espiritualidade e a saúde da mulher. Com base nas teorias de Viktor Frankl, criador da logoterapia, fez uma reflexão sobre o sentido da vida e o vazio existencial, distinguindo os 17

18 saúde da mulher Dr. Rafael Pinto Público Feminino presente no III Bate-Papo. Letícia Sanguinetti Luciano Marques Mediadora Sandra Rodrigues. conceitos de espiritualidade e religião na sua relação com a ciência. Já o diretor médico e oncologista clínico da CliniOnco, Dr. Jéferson Vinholes, finalizou o encontro com as novidades no tratamento do câncer de mama e ginecológico, destacando o surgimento recente das terapiasalvo e da hormonioterapia, com destaque para a descoberta de um medicamento derivado de substâncias contidas em esponjas marinhas após um período de 5 anos sem novidades para câncer de mama metastático. Na ocasião do encontro realizado no dia 10 de março, a diretora institucional e de marketing da CliniOnco e mediadora do encontro Sandra Rodrigues enfatizou a importância de promover ações que visem à prevenção da saúde da mulher e o compromisso da CliniOnco como responsabilidade social. Treinamento para focar no presente Durante a semana da mulher, o psicólogo, especialista em Terapia Cognitivo - Comportamental e mestrando em Psicologia Clínica pela PUCRS, Breno Irigoyen de Freitas, coordenou a oficina de Mindfulness no Centro de Tratamentos da CliniOnco as pacientes que encontravam-se em tratamento. A técnica possibilita focar a atenção na experiência direta do momento presente, o que pode ser treinado por meio de técnicas ou exercícios meditativos e psicoeducativos, com excelentes resultados para a saúde física, mental e emocional. O objetivo do encontro realizado Enfª. Juliana Hack, Breno Irigoyen e estagiária de psicologia Marcela Novaes. 18

19 saúde da mulher no dia 12 de março foi demonstrar exercícios que auxiliam na observação de pensamentos, sentimentos e sensações, a fim de promover novas formas de se relacionar com experiências de sofrimento e de prazer. Breno ministra treinamentos sobre Mindfulness, é facilitador de grupos e co-coordenador do Programa de Educação Socioemocional do Instituto da Família de Porto Alegre (INFAPA). Pacientes participando da oficina. Como ser uma Camaleoa Para ressaltar a importância da autoestima e do bom humor durante o tratamento do câncer, a CliniOnco promoveu no dia 24 de março, uma palestra com a arquiteta e blogueira Flávia Maoli, criadora do Projeto Camaleão e do blog Além do Cabelo, direcionada às mulheres com diagnóstico de câncer. Com o título Como ser uma Camaleoa, o encontro abordou o poder da maquiagem, o uso de acessórios femininos, incluindo perucas, salto alto, brincos e colares, além do uso de lenços e combinações com diversos tipos de roupas. Na oportunidade, Flávia falou sobre o Projeto Camaleão, criado no ano passado em parceria com os amigos, e que promove a autoestima durante o tratamento do câncer nas chamadas feiras de beleza, que contam com a presença de profissionais para ajudar as participantes a brincarem com a autoimagem. Para a idealizadora do projeto, o encontro foi uma oportunidade para que as pacientes da clínica se inspirassem com algumas dicas para lidar melhor com essa fase do tratamento. O nome do Projeto Camaleão demonstra exatamente nossa ideia: fazê-las, como um camaleão, aprender a se adaptar à situação em que se encontram para continuar vivendo - e aproveitando a vida!, resume Flávia que já passou pela experiência de ter tido linfoma, realizado tratamento, perdido o cabelo e ter ressignificado sua vida a partir de novos projetos para auxiliar quem passa pela mesma experiência. Confira alguns momentos do workshop de amarração de lenços realizado no dia 24 de março e algumas dicas da blogueira através das imagens a seguir: Participantes da palestra Como ser uma Camaleoa. Workshop dos Lenços. Flávia Maoli. 19

20 saúde da mulher o que é ser MULHER? Com o objetivo de refletir e ouvir as diferentes vozes femininas no contexto atual e difundir suas opiniões a equipe da Integrativa lançou no mês de março a campanha: O que é ser mulher? Esta campanha circulou nas redes sociais, em ambientes internos da CliniOnco e via . Foram selecionadas algumas frases para representar a voz de todas as mulheres. Ser mulher é amar é ter fé em meio a lutas e acreditar sempre num amanhã melhor e não perder o sorriso e a vontade de viver com alegria!!!! Sonia Vicente Ser mulher é ter orgulho e paixão pela condição feminina, e assumí-la em todas as suas esferas com dignidade. Ser mulher é amar a condição de ser fêmea. Mari Silveira Ser mulher é ser um pouquinho de cada coisa todo dia Ser mãe, companheira, filha, amiga e ainda ser ela mesma Ter sorriso no rosto, amar o que faz, ter fé e ser feliz. Maura Gomes 20

24 motivos. academia. para entrar na

24 motivos. academia. para entrar na para entrar na academia Mais um ano se inicia e com ele chegam novas perspectivas e objetivos. Uma das principais promessas feitas é deixar o sedentarismo de lado e entrar na academia! Nesta época é comum

Leia mais

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição IDENTIFICANDO A DEPRESSÃO Querida Internauta, Lendo o que você nos escreveu, mesmo não sendo uma profissional da área de saúde, é possível identificar alguns sintomas de uma doença silenciosa - a Depressão.

Leia mais

MENOPAUSA TERAPIA HORMONAL - TRH UMA CONQUISTA DA MULHER MODERNA - CONHEÇA UM POUCO MAIS!

MENOPAUSA TERAPIA HORMONAL - TRH UMA CONQUISTA DA MULHER MODERNA - CONHEÇA UM POUCO MAIS! MENOPAUSA TERAPIA HORMONAL - TRH UMA CONQUISTA DA MULHER MODERNA - CONHEÇA UM POUCO MAIS! A expectativa de vida de homens e mulheres está aumentando por diversos fatores, principalmente aos avanços da

Leia mais

Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira O que é a Menopausa?

Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira O que é a Menopausa? Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira O que é a Menopausa? Menopausa é a parada de funcionamento dos ovários, ou seja, os ovários deixam

Leia mais

saúde Sedentarismo Os riscos do Saiba as causas e consequências de ficar parado e mexa-se!

saúde Sedentarismo Os riscos do Saiba as causas e consequências de ficar parado e mexa-se! saúde Sinal Canal de Comunicação da Sistel para os Usuários de Saúde Ano I - Nº 4 - Dezembro 2014 Os riscos do Sedentarismo Saiba as causas e consequências de ficar parado e mexa-se! O sedentarismo é resultado

Leia mais

O GUIA COMPLETO TIRE TODAS SUAS DÚVIDAS SOBRE ANDROPAUSA

O GUIA COMPLETO TIRE TODAS SUAS DÚVIDAS SOBRE ANDROPAUSA O GUIA COMPLETO TIRE TODAS SUAS DÚVIDAS SOBRE ANDROPAUSA O QUE É ANDROPAUSA? Problemas hormonais surgidos em função da idade avançada não são exclusivos das mulheres. Embora a menopausa seja um termo conhecido

Leia mais

Vamos falar sobre câncer?

Vamos falar sobre câncer? Vamos falar sobre câncer? O SIEMACO sempre está ao lado dos trabalhadores, seja na luta por melhores condições de trabalho, lazer e educação ou na manutenção da saúde, visando a promoção e ascensão social.

Leia mais

PREVINA O CÂNCER DO COLO DO ÚTERO

PREVINA O CÂNCER DO COLO DO ÚTERO SENADO FEDERAL PREVINA O CÂNCER DO COLO DO ÚTERO SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Previna o câncer do colo do útero apresentação O câncer do colo do útero continua matando muitas mulheres. Especialmente no Brasil,

Leia mais

ESPECIAL 2014. SAÚDE da Mulher

ESPECIAL 2014. SAÚDE da Mulher ESPECIAL 2014 SAÚDE da Mulher ESPECIAL 2014 SAÚDE da MULHER APRESENTAÇÃO A mulher redefiniu seu papel na sociedade e tem hoje grandes desafios e variadas demandas que terminam por impactar no seu estilo

Leia mais

Viva Bem! Cuide da Sua Saúde!

Viva Bem! Cuide da Sua Saúde! Viva Bem! Cuide da Sua Saúde! O Serviço Social da Construção Alimentação Saudável Quanto mais colorida for a sua alimentação, maior a presença de nutrientes no seu corpo e melhor será a sua saúde. 50%

Leia mais

14/07/2015 14/07/2015

14/07/2015 14/07/2015 São doenças responsáveis por grande número de internações, respondem pela morte de muitos brasileiros idosos e custam caro aos cofres públicos. Assistir o idoso envolve particularidades que requerem conhecimentos

Leia mais

Bem-estar. após os40. aprenda como colocar. você em primeiro lugar

Bem-estar. após os40. aprenda como colocar. você em primeiro lugar Bem-estar após os40 aprenda como colocar você em primeiro lugar Sumário.. Introdução. 02 A mulher aos 40: menos insegurança, maior bem-estar. 03 Você em primeiro lugar: mente sã. 04 Corpo são: a importância

Leia mais

azul NOVEMBRO azul Saúde também é coisa de homem. Doenças Cardiovasculares (DCV)

azul NOVEMBRO azul Saúde também é coisa de homem. Doenças Cardiovasculares (DCV) Doenças Cardiovasculares (DCV) O que são as Doenças Cardiovasculares? De um modo geral, são o conjunto de doenças que afetam o aparelho cardiovascular, designadamente o coração e os vasos sanguíneos. Quais

Leia mais

CÂNCER DE MAMA: é preciso falar disso. Ministério da Saúde Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva

CÂNCER DE MAMA: é preciso falar disso. Ministério da Saúde Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva CÂNCER DE MAMA: é preciso falar disso Ministério da Saúde Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva 2014 Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva/ Ministério da Saúde. Esta

Leia mais

CÂNCER DE MAMA: é preciso falar disso. Ministério da Saúde Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva

CÂNCER DE MAMA: é preciso falar disso. Ministério da Saúde Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva CÂNCER DE MAMA: é preciso falar disso Ministério da Saúde Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva 2014 Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva/ Ministério da Saúde. Esta

Leia mais

CÂNCER DE MAMA: é preciso falar disso. Ministério da Saúde Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva

CÂNCER DE MAMA: é preciso falar disso. Ministério da Saúde Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva CÂNCER DE MAMA: é preciso falar disso Ministério da Saúde Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva Cartilha_Outubro Rosa_Mitos_26-09-2014.indd 1 08/10/2014 14:24:37 2014 Instituto Nacional

Leia mais

Depressão em mulheres

Depressão em mulheres Depressão em mulheres Por que a depressão é maior em mulheres? O que é depressão? A depressão é um distúrbio de alteração do humor sério e por vezes incapacitante. Causa sentimentos de tristeza, desespero,

Leia mais

Isso marca o início de uma nova e importante era para os pacientes, cuidadores e seus familiares.

Isso marca o início de uma nova e importante era para os pacientes, cuidadores e seus familiares. 1 Manual do Paciente Você não está sozinho Qualquer pessoa pode vir a desenvolver algum tipo de câncer ao longo da vida. No ano passado de 2008, mais de 1,3 milhões de novos cânceres foram diagnosticados

Leia mais

A importância da Atividade Física

A importância da Atividade Física A importância da Atividade Física Introdução Mas o que é atividade física? De acordo com Marcello Montti, atividade física é definida como um conjunto de ações que um indivíduo ou grupo de pessoas pratica

Leia mais

REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE

REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE Adolescência 11 aos 20 anos Mudanças: Amadurecimento biológico Sexual Psicológico Social Características Adolescência Mudança de interesses Conflitos com a família Maior

Leia mais

Você sabe os fatores que interferem na sua saúde?

Você sabe os fatores que interferem na sua saúde? DICAS DE SAÚDE 2 Promova a sua saúde. Você sabe os fatores que interferem na sua saúde? Veja o gráfico : 53% ao estilo de vida 17% a fatores hereditários 20% a condições ambientais 10% à assistência médica

Leia mais

A seguir enumeramos algumas caracteristicas do TBH:

A seguir enumeramos algumas caracteristicas do TBH: OQUEÉOTRANSTORNOBIPOLARDO HUMOR(TBH)? O transtorno bipolar do humor (também conhecido como psicose ou doença maníaco-depressiva) é uma doença psiquiátrica caracterizada por oscilações ou mudanças de humor

Leia mais

Saúde Naval MANUAL DE SAÚDE

Saúde Naval MANUAL DE SAÚDE Saúde Naval MANUAL DE SAÚDE IDOSO DOENÇAS MAIS COMUNS Com a chegada da terceira idade, alguns problemas de saúde começam a aparecer, conheça alguns dos mais comuns e saiba como se prevenir: 1 2 DIABETES

Leia mais

Dra Adriana de O Marinho Reumatologia e Clínica Médica Fone 3223-3830

Dra Adriana de O Marinho Reumatologia e Clínica Médica Fone 3223-3830 Dra Adriana de O Marinho Reumatologia e Clínica Médica Fone 3223-3830 O que é Osteoporose? A osteoporose é uma doença freqüente que é definida como diminuição absoluta da quantidade de osso e desestruturação

Leia mais

Cuidados Paliativos em Câncer

Cuidados Paliativos em Câncer Cuidados Paliativos em Câncer Temos assistido nas últimas décadas a um envelhecimento progressivo da população, assim como o aumento da prevalência do câncer. O avanço tecnológico alcançado, associado

Leia mais

Proposta para Implantação do Programa Atividade Física & Mulheres

Proposta para Implantação do Programa Atividade Física & Mulheres 2 Proposta para Implantação do Programa Atividade Física & Mulheres Ana Paula Bueno de Moraes Oliveira Graduada em Serviço Social Pontifícia Universidade Católica de Campinas - PUC Campinas Especialista

Leia mais

Prevenção em saúde mental

Prevenção em saúde mental Prevenção em saúde mental Treinar lideranças comunitárias e equipes de saúde para prevenir, identificar e encaminhar problemas relacionados à saúde mental. Essa é a característica principal do projeto

Leia mais

SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE SENADO FEDERAL PRESSÃO CONTROLADA SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Pressão controlada apresentação Chamada popularmente de pressão alta, a hipertensão é grave por dois motivos: não apresenta sintomas, ou seja,

Leia mais

SENADO FEDERAL SONO COM QUALIDADE SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADO FEDERAL SONO COM QUALIDADE SENADOR CLÉSIO ANDRADE SENADO FEDERAL SONO COM QUALIDADE SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Sono com qualidade apresentação Uma boa noite de sono nos fazer sentir bem e com as forças renovadas. O contrário também vale. Uma péssima noite

Leia mais

Estudo de caso: Hospital Albert Einstein. Mirian do Carmo Branco da Cunha Diretora de Recursos Humanos, SBIB Hospital Albert Einstein

Estudo de caso: Hospital Albert Einstein. Mirian do Carmo Branco da Cunha Diretora de Recursos Humanos, SBIB Hospital Albert Einstein Saúde e produtividade: o valor de uma força de trabalho saudável para o sucesso nos negócios Estudo de caso: Hospital Albert Einstein Mirian do Carmo Branco da Cunha Diretora de Recursos Humanos, SBIB

Leia mais

Saadi. Depois de 17 anos, o Congresso Brasileiro de Cirurgia ENTREVISTA

Saadi. Depois de 17 anos, o Congresso Brasileiro de Cirurgia ENTREVISTA Por Aline de Melo Pires Felicidade Saadi é a receita de Natural de Porto Alegre, 49 anos, o cirurgião Eduardo Saadi, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular (SBCC) fala das causas das

Leia mais

Meus amigos... A saúde tem pressa! da sua amiga, Flávia Morais

Meus amigos... A saúde tem pressa! da sua amiga, Flávia Morais 4ª Edição Meus amigos... Quando surgiu a ideia de criar o programa Saúde em Movimento, em parceria com o Lions Club e a LBV, acreditávamos que conseguiríamos reduzir em parte a distância que separa as

Leia mais

OUTUBRO ROSA REFORÇA A IMPORTÂNCIA DO DIAGNÓSTICO PRECOCE NA CURA DO CÂNCER DE MAMA

OUTUBRO ROSA REFORÇA A IMPORTÂNCIA DO DIAGNÓSTICO PRECOCE NA CURA DO CÂNCER DE MAMA OUTUBRO ROSA REFORÇA A IMPORTÂNCIA DO DIAGNÓSTICO PRECOCE NA CURA DO CÂNCER DE MAMA Enviado por LINK COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL 01-Out-2015 PQN - O Portal da Comunicação LINK COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL - 01/10/2015

Leia mais

EQUILIBRIO ENTRE CORPO, MENTE E ESPÍRITO. Em busca da cura, por uma vida mais saudável.

EQUILIBRIO ENTRE CORPO, MENTE E ESPÍRITO. Em busca da cura, por uma vida mais saudável. MENTE E ESPÍRITO EQUILIBRIO ENTRE CORPO, Em busca da cura, por uma vida mais saudável. Que a felicidade deve ser construída de dentro para fora e pode ser definida como um estado de espírito que não depende

Leia mais

Idade, ela pesa 07/07/ 2015. Minhavida.com.br

Idade, ela pesa 07/07/ 2015. Minhavida.com.br Todo mundo quer viver muitos anos, não é mesmo? Mas você já se questionou se está somando mais pontos contra do que a favor na busca pela longevidade? Por isso mesmo, um estudo da Universidade da Califórnia,

Leia mais

DEPRESSÃO. O que você precisa saber. Fênix Associação Pró-Saúde Mental

DEPRESSÃO. O que você precisa saber. Fênix Associação Pró-Saúde Mental DEPRESSÃO O que você precisa saber Fênix Associação Pró-Saúde Mental Eu admito que preciso de ajuda, pois sozinho não consigo... (Grupo Fênix: Os 6 Passos para a Recuperação) a 1 Edição São Paulo 2010

Leia mais

é a vez dos homens câncer.

é a vez dos homens câncer. Agora é a vez dos homens falarem sobre câncer. Agora é a vez dos homens falarem sobre câncer Uma publicação do SIEMACO Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Prestação de Serviços de Asseio e Conservação

Leia mais

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL As doenças do coração são muito freqüentes em pacientes com insuficiência renal. Assim, um cuidado especial deve ser tomado, principalmente, na prevenção e no controle

Leia mais

Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes

Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes Uma vida normal com diabetes Obesidade, histórico familiar e sedentarismo são alguns dos principais fatores

Leia mais

Fator emocional. Fertilidade Natural: Fator emocional CAPÍTULO 8

Fator emocional. Fertilidade Natural: Fator emocional CAPÍTULO 8 CAPÍTULO 8 Fator emocional O projeto comum de ter filhos, construir a própria família, constitui um momento existencial muito importante, tanto para o homem como para a mulher. A maternidade e a paternidade

Leia mais

O que é câncer de mama?

O que é câncer de mama? Câncer de Mama O que é câncer de mama? O câncer de mama é a doença em que as células normais da mama começam a se modificar, multiplicando-se sem controle e deixando de morrer, formando uma massa de células

Leia mais

EXERCÍCIO FÍSICO: ESTRATÉGIA PRIORITÁRIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE E DA QUALIDADE DE VIDA.

EXERCÍCIO FÍSICO: ESTRATÉGIA PRIORITÁRIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE E DA QUALIDADE DE VIDA. 1 EXERCÍCIO FÍSICO: ESTRATÉGIA PRIORITÁRIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE E DA QUALIDADE DE VIDA. Tales de Carvalho, MD, PhD. tales@cardiol.br Médico Especialista em Cardiologia e Medicina do Esporte; Doutor em

Leia mais

De 30% a 60% dos casos de câncer poderiam ser evitados com uma boa. alimentação

De 30% a 60% dos casos de câncer poderiam ser evitados com uma boa. alimentação De 30% a 60% dos casos de câncer poderiam ser evitados com uma boa alimentação Mudança na alimentação é apontada como uma das medidas mais importantes de prevenção ao câncer, dizem institutos Foto: Gonza

Leia mais

Apesar de ser um tumor maligno, é uma doença curável se descoberta a tempo, o que nem sempre é possível, pois o medo do diagnóstico é muito grande,

Apesar de ser um tumor maligno, é uma doença curável se descoberta a tempo, o que nem sempre é possível, pois o medo do diagnóstico é muito grande, Cancêr de Mama: É a causa mais frequente de morte por câncer na mulher, embora existam meios de detecção precoce que apresentam boa eficiência (exame clínico e auto-exame, mamografia e ultrassonografia).

Leia mais

DEPRESSÃO NO ÂMBITO DA. Felicialle Pereira da Silva Nov. 2015

DEPRESSÃO NO ÂMBITO DA. Felicialle Pereira da Silva Nov. 2015 DEPRESSÃO NO ÂMBITO DA SEGURANÇA PÚBLICA Felicialle Pereira da Silva Nov. 2015 Ser humano x Humor VARIAÇÕES : SIM( X) NÃO( ) EXTREMOS: SIM( ) NÃO( X) CONTROLE Sensações normais Saúde mental x doença mental

Leia mais

Informativo Mensal da Faculdade de Medicina do ABC Ano I - Nº 2 - agosto de 2015

Informativo Mensal da Faculdade de Medicina do ABC Ano I - Nº 2 - agosto de 2015 Informativo Mensal da Faculdade de Medicina do ABC Ano I - Nº 2 - agosto de 2015 Neste segundo número da Revista MedABC, os profissionais da Fundação do ABC e da Faculdade de Medicina do ABC trazem assuntos

Leia mais

Administrando o Stress: o coração agradece

Administrando o Stress: o coração agradece Administrando o Stress: o coração agradece Lucia E. Novaes Malagris Professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro Presidente da Associação Brasileira de Stress Mortalidade - Brasil - Óbitos por

Leia mais

Câncer de Colo de Útero: Prevenir é o melhor remédio!

Câncer de Colo de Útero: Prevenir é o melhor remédio! Câncer de Colo de Útero: Prevenir é o melhor remédio! PASSATEMPOS BOM PRA CABEÇA Dominox a caça-palavr eto código secr s e muito mai 2 caça-palavra coquetel Procure e marque, no diagrama de letras, as

Leia mais

Relacionamentos. Laços familiares, amizades e atividades sociais fazem bem à saúde.

Relacionamentos. Laços familiares, amizades e atividades sociais fazem bem à saúde. Relacionamentos Relacionamentos Laços familiares, amizades e atividades sociais fazem bem à saúde. Dependendo de como você leva a sua vida, pode prevenir ou não as chamadas doenças da civilização (cardiovasculares,

Leia mais

Minha filha está ficando uma moça!

Minha filha está ficando uma moça! Minha filha está ficando uma moça! A UU L AL A O que faz as meninas se transformarem em mulheres? O que acontece com seu corpo? Em geral, todos nós, homens e mulheres, somos capazes de lembrar muito bem

Leia mais

Gestão de Pessoas. - Saúde do Servidor -

Gestão de Pessoas. - Saúde do Servidor - Gestão de Pessoas - Saúde do Servidor - Promoção de Saúde e Bem-Estar Desenvolve programas destinados à prevenção de doenças, à promoção de saúde e de qualidade de vida. Realiza campanhas, palestras e

Leia mais

CARTILHA DO PACIENTE PORTADOR DA DOENÇA DE CHAGAS

CARTILHA DO PACIENTE PORTADOR DA DOENÇA DE CHAGAS CARTILHA DO PACIENTE PORTADOR DA DOENÇA DE CHAGAS UM COMPROMISSO COM A VIDA CARTILHA DO PACIENTE PORTADOR DA DOENÇA DE CHAGAS AMBULATÓRIO DE DOENÇA DE CHAGAS UNIDADE DE INSUFICIÊNCIA CARDÍACA UNIDADE DE

Leia mais

PREVENÇÃO DAS DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS PREVENIR É PRECISO MANUAL DE ORIENTAÇÕES AOS SERVIDORES VIGIAS DA PREFEITURA DE MONTES CLAROS

PREVENÇÃO DAS DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS PREVENIR É PRECISO MANUAL DE ORIENTAÇÕES AOS SERVIDORES VIGIAS DA PREFEITURA DE MONTES CLAROS PREVENÇÃO DAS DOENÇAS MANUAL DE ORIENTAÇÕES AOS SERVIDORES CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS VIGIAS DA PREFEITURA DE MONTES CLAROS design ASCOM-PMMC PREVENIR É PRECISO DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS No

Leia mais

O começo na Educação Infantil

O começo na Educação Infantil O começo na Educação Infantil Ao entrar na pré-escola, a criança vive um momento delicado, pois tem que aprender, de uma só vez, a afastar-se do convívio familiar e a criar novas relações afetivas. A emoção

Leia mais

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e Sexta Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e mudou o rumo da vida profissional FOLHA DA SEXTA

Leia mais

Rua Antônia Lara de Resende, 325 Centro CEP: 36.350-000 Fone: (0xx32) 3376.1438/ 2151 Fax: (0xx32) 3376.1503 pmstsaude@portalvertentes.com.

Rua Antônia Lara de Resende, 325 Centro CEP: 36.350-000 Fone: (0xx32) 3376.1438/ 2151 Fax: (0xx32) 3376.1503 pmstsaude@portalvertentes.com. - SECRETARIA DE SAÚDE - SÃO TIAGO MINAS GERAIS PROGRAMA DE EDUCAÇÃO ALIMENTAR E INCENTIVO À ATIVIDADE FÍSICA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES DE 04 A 19 ANOS 1 PROGRAMA DE EDUCAÇÃO ALIMENTAR E INCENTIVO À ATIVIDADE

Leia mais

AS TRANSIÇÕES FEMININAS DA PUBERDADE E DA MENOPAUSA: ASPECTOS CLÍNICOS E DE PESQUISA Coordenadora: Carmen Lúcia Souza (USP) clucia@uol.com.

AS TRANSIÇÕES FEMININAS DA PUBERDADE E DA MENOPAUSA: ASPECTOS CLÍNICOS E DE PESQUISA Coordenadora: Carmen Lúcia Souza (USP) clucia@uol.com. MESA 4 AS TRANSIÇÕES FEMININAS DA PUBERDADE E DA MENOPAUSA: ASPECTOS CLÍNICOS E DE PESQUISA Coordenadora: Carmen Lúcia Souza (USP) clucia@uol.com.br Relatores: Carmen Lúcia Souza Izilda Malta Torres Ruth

Leia mais

DEPRESSÃO CONHECENDO SEU INIMIGO

DEPRESSÃO CONHECENDO SEU INIMIGO DEPRESSÃO CONHECENDO SEU INIMIGO E- BOOK GRATUITO Olá amigo (a), A depressão é um tema bem complexo, mas que vêm sendo melhor esclarecido à cada dia sobre seu tratamento e alívio. Quase todos os dias novas

Leia mais

FORTALECENDO SABERES EDUCAÇÃO FÍSICA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva.

FORTALECENDO SABERES EDUCAÇÃO FÍSICA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidades: Entender os benefícios

Leia mais

Sexualidade e Câncer de Mama

Sexualidade e Câncer de Mama Sexualidade e Câncer de Mama LÚCIO FLAVO DALRI GINECOLOGIA MASTOLOGIA CIRURGIA PÉLVICA MÉDICO EM RIO DO SUL - SC PRESIDENTE DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MASTOLOGIA REGIONAL DE SC CHEFE DO SERVIÇO DE MASTOLOGIA

Leia mais

-Os Papiloma Vírus Humanos (HPV) são vírus da família Papovaviridae.

-Os Papiloma Vírus Humanos (HPV) são vírus da família Papovaviridae. -Os Papiloma Vírus Humanos (HPV) são vírus da família Papovaviridae. -Chamado de HPV, aparece na forma de doenças como condiloma acuminado, verruga genital ou crista de galo. -Há mais de 200 subtipos do

Leia mais

AUDIENCIA PÚBLICA SENADO FEDERAL COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS. Dr. Aguinaldo Nardi Presidente da SBU

AUDIENCIA PÚBLICA SENADO FEDERAL COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS. Dr. Aguinaldo Nardi Presidente da SBU AUDIENCIA PÚBLICA SENADO FEDERAL COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS Dr. Aguinaldo Nardi Presidente da SBU Senado Federal, 16 de maio de 2013 PNAISH - Primórdios. 1988 Criação do SUS Constituição Federal - Art.

Leia mais

Redações vencedoras I Concurso de Redação

Redações vencedoras I Concurso de Redação Redações vencedoras I Concurso de Redação 1 Lugar Aluno: Julia Stefani Moraes Professora: Regina M. Macedo de Melo Castro Informação: A melhor maneira de combater o câncer Penso que falar sobre este assunto

Leia mais

A Importância do Sono

A Importância do Sono 1 A Importância do Sono Dra. Regeane Trabulsi Cronfli É um total contra-senso o fato de que, num mundo em que cerca de 16 a 40% das pessoas em geral sofrem de insônia, haja aquelas que, iludidas pelos

Leia mais

As Atividades físicas suas definições e benefícios.

As Atividades físicas suas definições e benefícios. As Atividades físicas suas definições e benefícios. MUSCULAÇÃO A musculação, também conhecida como Treinamento com Pesos, ou Treinamento com Carga, tornou-se uma das formas mais conhecidas de exercício,

Leia mais

Histórico. O Outubro Rosaéum movimento popular dedicado a alertar as mulheres para a importância da prevenção e da detecção precoce do câncer de mama.

Histórico. O Outubro Rosaéum movimento popular dedicado a alertar as mulheres para a importância da prevenção e da detecção precoce do câncer de mama. Histórico O Outubro Rosaéum movimento popular dedicado a alertar as mulheres para a importância da prevenção e da detecção precoce do câncer de mama. Iniciado na década de 90 nos EUA, a campanha derrubou

Leia mais

Fazendo a diferença nos Serviços de Saúde: Visão do Técnico Especialista

Fazendo a diferença nos Serviços de Saúde: Visão do Técnico Especialista Fazendo a diferença nos Serviços de Saúde: Visão do Técnico Especialista Tec. de Enfermagem Claudia Sterque claudiasterque@yahoo.com.br 11 de novembro de 2010 VISÃO DO TÉCNICO ESPECIALISTA Quando comecei

Leia mais

100 FRASES para um dia mais feliz. de Ana Flávia Miziara

100 FRASES para um dia mais feliz. de Ana Flávia Miziara 100 FRASES para um dia mais feliz de Ana Flávia Miziara Você está alegre? A vida está sorrindo para você? Você se lembrou de sorrir hoje? Lembre-se que a alegria é a fartura da vida e da mente. A vida

Leia mais

Seis dicas para você ser mais feliz

Seis dicas para você ser mais feliz Seis dicas para você ser mais feliz Desenvolva a sua Espiritualidade A parte espiritual é de fundamental importância para o equilíbrio espiritual, emocional e físico do ser humano. Estar em contato com

Leia mais

Procedimentos terapêuticos associados no tratamento da Fibromialgia

Procedimentos terapêuticos associados no tratamento da Fibromialgia Procedimentos terapêuticos associados no tratamento da Fibromialgia Felipe Azevedo Moretti "Se você só fizer aquilo que sempre fez, só obterá aquilo que sempre obteve. Se o que você está fazendo não está

Leia mais

Aspectos Psicológicos do Câncer na MULHER. O que é preciso saber para acolher? Maria Estelita Gil Psicóloga Clínica 2012

Aspectos Psicológicos do Câncer na MULHER. O que é preciso saber para acolher? Maria Estelita Gil Psicóloga Clínica 2012 Aspectos Psicológicos do Câncer na MULHER. O que é preciso saber para acolher? Maria Estelita Gil Psicóloga Clínica 2012 1 Repercussões emocionais frente ao Diagnóstico de Câncer A comunicação de um diagnóstico

Leia mais

Teresa Branco COMO VENCER A FOME EMOCIONAL

Teresa Branco COMO VENCER A FOME EMOCIONAL Teresa Branco COMO VENCER A FOME EMOCIONAL CONTEÚDOS INTRODUÇÃO 7 COMO LER ESTE LIVRO 13 PRIMEIRA PARTE :: FOME EMOCIONAL E O AUMENTO DO PESO > Capítulo 1 :: PORQUE AUMENTAMOS DE PESO? 17 SEGUNDA PARTE

Leia mais

Falta de tempo, filhos, casa e trabalho, múltiplas tarefas. Este é o cenário vivenciado por muitas das mulheres brasileiras atualmente.

Falta de tempo, filhos, casa e trabalho, múltiplas tarefas. Este é o cenário vivenciado por muitas das mulheres brasileiras atualmente. O Que Você Procura? página inicial Fale Conosco Sobre Nós /beleza /saúde /amenidades /dicas Dia da Mulher: Saúde e tempo para uma vida melhor Curtir Falta de tempo, filhos, casa e trabalho, múltiplas tarefas.

Leia mais

O TAMANHO DO PROBLEMA

O TAMANHO DO PROBLEMA FÍSICA MÉDICA O TAMANHO DO PROBLEMA Quantos hipertensos existem no Brasil? Estimativa de Prevalência de Hipertensão Arterial (1998) 13 milhões se considerar cifras de PA > 160 e/ou 95 mmhg 30 milhões

Leia mais

Hipogonadismo. O que é Hipogonadismo? Causas 25/02/ 2015. Minhavida.com.br

Hipogonadismo. O que é Hipogonadismo? Causas 25/02/ 2015. Minhavida.com.br Hipogonadismo O que é Hipogonadismo? Hipogonadismo é uma doença na qual as gônadas (testículos nos homens e ovários nas mulheres) não produzem quantidades adequadas de hormônios sexuais, como a testosterona

Leia mais

Clipping Eletrônico Quarta-feira dia 08/09/2015

Clipping Eletrônico Quarta-feira dia 08/09/2015 Clipping Eletrônico Quarta-feira dia 08/09/2015 Jornal A Crítica - Cidades pág. C3 08 de Setembro de 2015. Jornal A Crítica - Cidades pág. C4 08 de Setembro de 2015 Av. Mário Ypiranga, 1695 Adrianópolis

Leia mais

A INTERVENÇÃO DA FISIOTERAPIA NA QUALIDADE DE VIDA DE MULHERES NO CLIMATÉRIO RESUMO

A INTERVENÇÃO DA FISIOTERAPIA NA QUALIDADE DE VIDA DE MULHERES NO CLIMATÉRIO RESUMO A INTERVENÇÃO DA FISIOTERAPIA NA QUALIDADE DE VIDA DE MULHERES NO CLIMATÉRIO Bruna de Moraes Perseguim - bruna_kimi@yahoo.com.br Fernanda Aline de Alencar - fernandinha24_aline@hotmail.com Ana Cláudia

Leia mais

CORAÇÃO. Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Trabalho Elaborado por: Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro

CORAÇÃO. Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Trabalho Elaborado por: Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro Trabalho Elaborado por: Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro CORAÇÃO Olá! Eu sou o seu coração, trabalho dia e noite sem parar, sem descanso semanal ou férias.

Leia mais

Praticando vitalidade. Sedentarismo. corra desse vilão!

Praticando vitalidade. Sedentarismo. corra desse vilão! Praticando vitalidade Sedentarismo corra desse vilão! O que é sedentarismo? Sedentarismo é a diminuição de atividades ou exercícios físicos que uma pessoa pratica durante o dia. É sedentário aquele que

Leia mais

OUTUBRO ROSA UMA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DA SOFIS TECNOLOGIA

OUTUBRO ROSA UMA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DA SOFIS TECNOLOGIA C A R T I L H A OUTUBRO ROSA UMA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO DA SOFIS TECNOLOGIA OOUTUBRO ROSA é um movimento mundial pela prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. Com suas ações especialmente

Leia mais

DEPRESSÃO CONHECENDO SEU INIMIGO

DEPRESSÃO CONHECENDO SEU INIMIGO DEPRESSÃO CONHECENDO SEU INIMIGO E- BOOK GRATUITO Olá amigo (a), A depressão é um tema bem complexo, mas que vêm sendo melhor esclarecido à cada dia sobre seu tratamento e alívio. Quase todos os dias novas

Leia mais

PROJETO DE LEI No, DE 2009

PROJETO DE LEI No, DE 2009 PROJETO DE LEI No, DE 2009 (DO SR. CAPITÃO ASSUMÇÃO) Dispõe sobre a imunização de mulheres com a vacina contra o papilomavírus humano (HPV), na rede pública do Sistema Único de Saúde de todos os estados

Leia mais

1. INTRODUÇÃO. 2. Preparação para sua discussão com seu médico

1. INTRODUÇÃO. 2. Preparação para sua discussão com seu médico 1. INTRODUÇÃO Artrite reumatoide (AR) é uma doença inflamatória crônica que pode afetar diferentes áreas da vida.1 Como parte do controle de longo prazo da AR, seu médico* irá ajudá-lo a controlar melhor

Leia mais

Entenda o que é o câncer de mama e os métodos de prevenção. Fonte: Instituto Nacional de Câncer (Inca)

Entenda o que é o câncer de mama e os métodos de prevenção. Fonte: Instituto Nacional de Câncer (Inca) Entenda o que é o câncer de mama e os métodos de prevenção Fonte: Instituto Nacional de Câncer (Inca) O que é? É o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não

Leia mais

Promoção da qualidade de vida através de psicoterapia breve de grupo

Promoção da qualidade de vida através de psicoterapia breve de grupo Promoção da qualidade de vida através de psicoterapia breve de grupo PSICOTERAPIA Categoria: GRUPO Categoria: Custos administrativos e operacionais Área: Medicina Preventiva - Programa Viver Bem Responsáveis:

Leia mais

A ESPIRITUALIDADE DA FAMÍLIA AO TER UM FAMILIAR INTERNADO POR DOENÇA CRÔNICA: RELATO DE VIVÊNCIA 1

A ESPIRITUALIDADE DA FAMÍLIA AO TER UM FAMILIAR INTERNADO POR DOENÇA CRÔNICA: RELATO DE VIVÊNCIA 1 A ESPIRITUALIDADE DA FAMÍLIA AO TER UM FAMILIAR INTERNADO POR DOENÇA CRÔNICA: RELATO DE VIVÊNCIA 1 ROSSATO, Karine 2 ; GIRARDON-PERLINI, Nara Marilene Oliveira 3, MISTURA, Claudelí 4, CHEROBINI, Márcia

Leia mais

FISIOTERAPEUTAS! Cura. Diagnóstico Funcional. Bem Estar. Tratamento. Reabilitação. Prevenção O SEU MUNICÍPIO TEM MUITO A GANHAR COM A CONTRATAÇÃO DE

FISIOTERAPEUTAS! Cura. Diagnóstico Funcional. Bem Estar. Tratamento. Reabilitação. Prevenção O SEU MUNICÍPIO TEM MUITO A GANHAR COM A CONTRATAÇÃO DE O SEU MUNICÍPIO TEM MUITO A GANHAR COM A CONTRATAÇÃO DE FISIOTERAPEUTAS! Tudo o que o gestor deve saber sobre fisioterapia e como implantá-la em seu município. Cura Diagnóstico Funcional Bem Estar Qualidade

Leia mais

É preciso ter tempo... e vontade para adquirir hábitos de vida mais saudáveis

É preciso ter tempo... e vontade para adquirir hábitos de vida mais saudáveis É preciso ter tempo...... e vontade para adquirir hábitos de vida mais saudáveis Camila Mendonça (Fonte: Revista Melhor) Em busca de resultados, executivos têm menos tempo para se cuidar, ficam mais estressados

Leia mais

POR QUE SER ATIVO ALBERTO OGATA

POR QUE SER ATIVO ALBERTO OGATA POR QUE SER ATIVO ALBERTO OGATA O nosso corpo é uma máquina fantástica, que não foi feita para ficar parada. Se você estiver realmente decidido a ter uma atitude positiva em relação a sua saúde e ao seu

Leia mais

PARAR DE FUMAR. Uma decisão saudável. Programa de Controle do Tabagismo

PARAR DE FUMAR. Uma decisão saudável. Programa de Controle do Tabagismo PARAR DE FUMAR Uma decisão saudável Programa de Controle do Tabagismo Você sabe o que tem dentro do cigarro e outros produtos do tabaco? 4720 substâncias tóxicas, incluindo: Nicotina; Alcatrão; Monóxido

Leia mais

PRA VIDA PROGRAMA DE APOIO A VIDA

PRA VIDA PROGRAMA DE APOIO A VIDA PRA VIDA PROGRAMA DE APOIO A VIDA Definições Doença crônica: Persiste por períodos superiores a seis meses e não se resolve em um curto espaço de tempo e apresentam efeitos de longo prazo, difíceis de

Leia mais

Ela te enlouquece? Conheça mitos e verdades sobre a TPM 27/04/ 2015. Ibmed.com.br. Postado por Redação IBMED

Ela te enlouquece? Conheça mitos e verdades sobre a TPM 27/04/ 2015. Ibmed.com.br. Postado por Redação IBMED Ela te enlouquece? Conheça mitos e verdades sobre a TPM Postado por Redação IBMED 1) Toda Mulher tem TPM. MITO Nem toda mulher sofre com Tensão Pré-Menstrual e há algumas, muito poucas, que não exibem

Leia mais

PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR

PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR Prof. Dr. Jones Alberto de Almeida Divisão de saúde ocupacional Barcas SA/ CCR ponte A necessidade de prover soluções para demandas de desenvolvimento, treinamento

Leia mais

Reabilitação após o câncer

Reabilitação após o câncer assistência Fisioterapia ajuda a prevenir e superar as sequelas decorrentes do tratamento oncológico Reabilitação após o câncer Durante muito tempo, o único foco do tratamento do câncer era a sobrevivência

Leia mais

Reposição hormonal também é coisa de homem

Reposição hormonal também é coisa de homem Reposição hormonal também é coisa de homem Ondas de calor, suor intenso, sensação repentina de frio, náusea, palpitações, irritabilidade, mudanças de humor. Os sintomas são de uma mulher na menopausa.

Leia mais