RENORTE. Guia da Rede de Serviços Região Norte/Noroeste de São Paulo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RENORTE. Guia da Rede de Serviços Região Norte/Noroeste de São Paulo"

Transcrição

1 RENORTE Guia da Rede de Serviços Região Norte/Noroeste de São Paulo w w w. b e m m e q u e r. o r g. b r

2 Apresentação Projeto Bem-Me-Quer apresenta o guia da Rede de Serviços Renorte Olá, caro leitor, paz e bem! Este pequeno guia foi especialmente elaborado para apresentar a Rede de Serviços da Região Norte/Noroeste do Município de São Paulo Renorte. A Renorte é uma Rede que reúne Instituições e Serviços com o objetivo de melhorar o fluxo das PVHA*, propiciar o diálogo na temática DST/HIV/Aids, promover o fortalecimento dos serviços públicos dessa rede e a capilarização dos serviços oferecidos. Através de linguagem simples e descomplicada, o Guia da Renorte, pretende ser uma importante ferramenta para divulgar os serviços oferecidos pelos Equipamentos Públicos da região. É um instrumento que pode ser extensivo a todas as pessoas interessadas, tais como profissionais da saúde, técnicos dos serviços, assistentes sociais, advogados, educadores, gestores de ONGs, familiares e amigos de PVHA, entre outros, que tenham a necessidade em buscar recursos e possibilidades na garantia da cidadania e de direitos. Refletir e propor trabalho social em rede constitui, hoje, um grande desafio para os profissionais vinculados às políticas públicas, que respondem pela garantia dos direitos fundamentais do cidadão, principalmente num contexto em que a exclusão social é marcante, mas é com o sentimento de que juntos e informados somos mais fortes, que prosseguimos na busca da igualdade, equidade e integralidade na atenção às pessoas vulnerabilizadas ou em situação de risco social e pessoal. Boa leitura! Fraternalmente, Margarete Preto Assessora técnica *PVHA: Pessoas Vivendo com HIV/Aids

3 MISSÃO: Praticar o amor de Deus através de ações de solidariedade com as pessoas vivendo e convivendo com o vírus HIV, doentes de aids e seus familiares. O Projeto Bem-Me-Quer (PBMQ), fundado em 1º de dezembro de 1996, pela missionária Irlandesa Sarah Helena Regan, SL e a comunidade de Perus, noroeste da cidade de São Paulo, é uma entidade civil, de caráter filantrópico de proteção às PVHA e familiares em vulnerabilidade social. Atua nas áreas de assistência social, educação e prevenção, visitas domiciliares, visitas hospitalares, terapias complementares, adesão, geração de renda e entretenimento. Desenvolve ações de combate à exclusão e à discriminação objetivando o resgate da autoestima e da dignidade da pessoa humana, criando condições para a promoção do indivíduo, reinserção social e o exercício da cidadania. O PBMQ mantém parceria com o Programa Municipal DST/Aids de São Paulo, além de Agências Internacionais de Cooperação para superação da miséria e a promoção dos Direitos Humanos. Exerce importante função no Controle Social, na articulação com a Rede de Serviços e colabora para o bom desempenho das atribuições dos serviços públicos junto à comunidade. Na área de Educação e Prevenção, as intervenções são aplicadas através de palestras, workshops, campanhas de prevenção, seminários e distribuição de insumos de prevenção. Embora destituído de vinculação religiosa em seus estatutos, o PBMQ pauta suas ações na perspectiva cristã de solidariedade, acolhida e serviço. 3

4 Rede de Serviços RENORTE Região Norte / Noroeste de São Paulo PERUS ANHANGUERA TREMEMBÉ BRASILÂNDIA JAÇANÃ PIRITUBA FREGUESIA DO Ó MANDAQUI CACHOEIRINHA TUCURUVI SANTANA V. GUILHERME V. MARIA CASA VERDE REGIÃO NORTE / NOROESTE MAPA DA CIDADE DE SÃO PAULO 4

5 Projeto Bem-Me-Quer Programa Municipal de DST/Aids O Programa Municipal de DST/Aids de São Paulo é responsável pelo desenvolvimento de políticas públicas para a promoção, prevenção e assistência às DST/HIV/Aids na cidade de São Paulo. Endereço: Rua General Jardim, 36 Vila Buarque São Paulo CEP Telefone: (11) Site: Coordenadoria Regional de Saúde Norte (CRS norte) A Coordenadoria Regional de Saúde Norte é uma das cinco Coordenadorias ligadas à Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo. A CRS Norte possui cinco Supervisões Técnicas de Saúde: Casa Verde / Cachoeirinha / Freguesia / Brasilândia / Pirituba / Perus / Santana /Tucuruvi / Tremembé / Jaçanã / Vila Maria / Vila Guilherme. Unidades de Saúde da CRS Norte: 88 Unidades Básicas de Saúde: 4 Ambulatórios de Especialidades: 1 Ambulatório de Saúde Mental: 15 Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), 5 Centros de Convivência e Cooperativa (CECCO), 5 Residências Terapêuticas, 4 Residências Terapêuticas Especial, 22 AMAs e 4 AMA E, 1 Centro de Referência de DST/AIDS, 1 SAE DST/AIDS e 1 Centro de Testagem e Aconselhamento Pirituba (CTA), 5 Centros de Especialidades Odontológicas (CEO), 1 Centro de Referência de Saúde do Trabalhador, 1 laboratório de Saúde Pública, 6 Supervisões de Vigilância em Saúde (SUVIS), 1 Centro de Convivência Infantil. Endereço: Rua Paineira do Campo, 902 Santana São Paulo Telefone: (11) Atendimento: das 7 às 19 horas Site: O site da SMS é o Portal da Prefeitura da Cidade de São Paulo sp.gov.br CR DST/AIDS Nossa Senhora do Ó Centro de Referência em DST/Aids: Serviço de maior resolutividade, estruturado como referência aos serviços de menor complexidade. Realiza os mesmos níveis de atenção de um SAE, mas tem capacidade para procedimentos diagnósticos mais complexos como endoscopia, ultrassonografia e radiologia. Endereço: Av. Itaberaba, 1377 Freguesia do Ó São Paulo CEP Telefone: (11) / , das 7h às 19h. Para saber os horários de realização dos testes, entre em contato com o serviço. CTA Pirituba Centro de Testagem e Aconselhamento: Serviço estruturado para atividades de prevenção, aconselhamento e testes para DST, HIV/Aids e Hepatites B e C. O Atendimento pode ser anônimo. A equipe é composta por técnicos de diversas categorias profissionais. Endereço: Av. Dr. Felipe Pinel, 12 Pirituba São Paulo CEP Telefone: (11) / , 5

6 Rede de Serviços RENORTE das 7h às 19h. Para saber os horários de realização dos testes, entre em contato com o serviço. SAE DST/AIDS Marcos Lottemberg - Santana Serviço de Assistência Especializada: Serviço de saúde capacitado para atividades de prevenção, diagnóstico e tratamento para pessoas com DST/HIV/ Aids, em nivel ambulatorial e Hospital- Dia. Conta com equipe multiprofissional, incluindo médicos em mais de uma especialidade. Endereço: R. Dr. Luiz Lustosa da Silva, 339 Mandaqui São Paulo CEP Telefone: (11) / , das 7h às 20h. Para saber os horários de realização dos testes, entre em contato com o serviço. Vigilância Epidemiológica - Regional de Franco da Rocha Interlocução do Programa de prevenção DST Aids do Estado de São Paulo Endereço: Rua dos coqueiros, S/N Franco da Rocha São Paulo Telefone: (11) Atendimento: das 8 às 18h br Centro de Orientação e Apoio Sorológico COAS Franco da Rocha Serviço de saúde capacitado para atividades de prevenção, diagnóstico e tratamento para pessoas com DST/HIV/ Aids, em nível ambulatorial e Acolhimento e Aconselhamento sorológico, teste rápido e convencional para HIV, Sífilis, Hepatite B e C. Tratamento para pessoas vivendo com HIV/Aids Unidade: Praça da Saúde Franco da Rocha SP Endereço: Rua Nelson Rodrigues Berruga, S/N Bloco 5 (Referência: Atrás do ginásio de esporte Paulo Rogério) Telefone: (11) das 7h30 às 12h00 e das 13h00 às 16h00 UBS Morro Doce Unidade Básica de Saúde Serviço de saúde capacitado para atendimentos de atenção básica em saúde nas áreas de pediatria, clínica médica e ginecologia. A unidade conta com o Programa de Saúde da Família PSF, através de cinco equipes formadas por um médico generalista, um enfermeiro, dois auxiliares de enfermagem e seis agentes comunitários de saúde A.C.S.s. Endereço: Rua Alberto Galiix, 35 Jardim Anhanguera São Paulo Telefone: (11) / das 7h00 às 18h00 Subprefeitura de Perus A Subprefeitura tem o papel de receber pedidos e reclamações da população, encaminhar e se possível solucionar os problemas apontados; preocupa-se com a educação, saúde e cultura da região de Perus, e tenta sempre promover atividades para a população. Além disso, cuida da manutenção do sistema viário, da rede de drenagem, limpeza urbana, corte e poda de árvores entre outros papéis que transformam, a cada dia, essa região da cidade em local mais humanizado e cheio de vida. A Praça de Atendimento foi elaborada para garantir 6

7 Projeto Bem-Me-Quer acesso amplo e irrestrito às informações de cada um dos 150 serviços prestados dentre eles: Alvarás e Certificados, Obras e Serviços, Consulta a Processo, Uso e Ocupação do Solo, Vistorias e Fiscalização, atendimento ao munícipe através de SAC. Endereço: R. Ylídio Figueiredo, 349 Perus São Paulo CEP Telefone: (11) Atendimento: de segunda a sextafeira das 8h00 às 18h00 Site: Núcleo de Direitos Humanos de Perus O Núcleo de Direitos Humanos funciona como um braço da subprefeitura de Perus e atua no atendimento e encaminhamento das demandas que surgem com foco em Direitos Humanos. Endereço: R. Ylídio Figueiredo, 349 São Paulo CEP Telefone: (11) Atendimento: de segunda a sextafeira das 8h00 às 17h00 Site: Centro de Referência de Assistência Social CRAS Perus Serviço da Proteção Social Básica da Política de Assistência Social atende indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade social, oferecendo acolhida, atendimento técnico para escuta qualificada, orientação e encaminhamentos. Oferece a concessão de benefícios eventuais, sendo: Cesta básica, Pagamento de Contas de Concessionárias, Transporte Urbano, Passagens interestaduais para regresso a terra de origem, também realiza o encaminhamento das famílias para cadastro em programas de transferência de renda, todos os benefícios estão atrelados ao trabalho técnico e a inserção dos usuários no Serviço de Proteção e Atendimento Integral às Famílias PAIF. Endereço: Rua Padre Manuel Campello, 40 Perus São Paulo CEP Telefone: (11) das 8h as 18h Site: cidade/secretarias/assistencia_social CRAS Perus: prefeitura.sp.gov.br Centro de Referência de Assistência Social CRAS Anhanguera Serviço da Proteção Social Básica da Política de Assistência Social, atende indivíduos e famílias em situação de vulnerabilidade social, oferecendo acolhida, atendimento técnico para escuta qualificada, orientação e encaminhamentos. Oferece a concessão de benefícios eventuais, sendo: Cesta básica, Pagamento de Contas de Concessionárias, Transporte Urbano, Passagens interestaduais para regresso a terra de origem, também realiza o encaminhamento das famílias para cadastro em programas de transferência de renda, todos os benefícios estão atrelados ao trabalho técnico e a inserção dos usuários no Serviço de Proteção e Atendimento Integral às Famílias PAIF. Endereço: Rua Piero Tricca, 27 Anhanguera São Paulo CEP Telefone: (11) das 8h às 18h Site: cidade/secretarias/assistencia_social sp.gov.br 7

8 Rede de Serviços RENORTE Centro de Referência Especializado de Assistência Social CREAS Perus O CREAS Perus é integrante do Sistema Único de Assistência Social SUAS, constitui-se um serviço articulador da rede local da Proteção Social Especial de Média e Alta Complexidade, responsável pela oferta de orientação, apoio especializados e continuados a indivíduos e famílias em situação de risco ou violação de direitos. Compreende atenções e orientações direcionadas para promoção de direitos, a preservação e o fortalecimento de vínculos familiares, comunitários e sociais, fortalecendo a função protetiva das famílias diante de um conjunto de condições que as vulnerabilizam. Endereço: Avenida Piero Tricca, 27 1º andar Jardim Britânia São Paulo Telefone: (11) / das 08h às 18h Centro de Cidadania da Mulher de Perus CCM Perus Serviço público municipal voltado para dar atendimento específico para mulheres. Foi criado em 2006 para promover os direitos das Mulheres, sejam eles econômicos, sociais, políticos e culturais. O CCM PERUS oferece: 1. atividades para que as mulheres alcancem sua autonomia econômica, com cursos de geração de renda e profissionalizantes; 2. atividades de formação e reflexão sobre igualdade entre homens e mulheres, sobre preconceitos e discriminações que as mulheres ainda sofrem em nossa sociedade, sobre direitos e cidadania além de temas como família, trabalho, sexualidade, saúde e violência doméstica entre outros; 3. Atendimento individual às mulheres em situação de violência, com acolhimento, escuta ativa e encaminhamentos pertinentes a cada caso. Nos casos de violência doméstica, se for necessário, o serviço dispõe de plantão da Defensoria Pública do Estado de São Paulo, para orientação jurídica. Endereço: Rua Joaquim Antonio Arruda, 74 Perus São Paulo Telefone: (11) das 8h00 às 17h00 Serviço de Medidas Socioeducativas em Meio Aberto MSE-PERUS O MSE atende adolescentes que tenham que cumprir medidas socioeducativas de Prestação de Serviços à Comunidade (PSC) e/ou Liberdade Assistida (LA). É um espaço de acolhimento, cuidado, orientação e convívio no qual adolescentes envolvidos com atos infracionais buscam dar um novo significado às suas vidas. Endereço: R. Julio Maciel, 336 Perus São Paulo Telefone: (11) / das 8h às 17h Serviço de Assistência Social a Família e Proteção Social Básica no Domicílio SASF O SASF Atende famílias do Complexo do Recanto ( Jd. da Conquista, Recanto Paraíso, Paz e Recanto dos Humildes), desenvolvendo atividades como: visitas domiciliares; atendimento individual; escuta e acolhimento; acompanhamento familiar; reuniões socioeducativas; eventos na comunidade; oficinas socioeducativas e de geração de renda; expressão corporal. Conta com o apoio da equipe multidisciplinar do NASF Núcleo de 8

9 Projeto Bem-Me-Quer Apoio à Saúde da Família. Endereço: Rua Sales Gomes, 154 Perus São Paulo Telefone: (11) das 8h00 às 18h00 Site: Núcleo de Convivência do Idoso NCI Serviço de proteção social, convivência e fortalecimento de vínculos aos idosos com idade igual ou superior a 60 anos. Oferece atividades socioeducativas planejadas, baseadas nas necessidades, interesses e motivação dos idosos, conduzindo na construção e reconstrução de suas histórias e vivências individuais e coletivas, na família e na comunidade. Endereço: R. Julio Maciel, 336 Perus São Paulo Telefone: (11) das 13h às 17h Site: Comunidade Cultural Quilombaque A Comunidade Cultural Quilombaque é uma organização sem fins lucrativos, selecionado pelo ministério da cultura como ponto de cultura. Tem como características agregar e reunir todos os grupos culturais da região e desenvolver atividades culturais junto à comunidade. Endereço: Travessa Cambaratiba, 05 Beco da Cultura Perus (ao lado da estação de trem Perus e da praça Inácia Dias) São Paulo Telefone: (11) Atendimento: de terça a sábado das 10h às 20h Blog: comunidadequilombaque. blogspot.com Instituto Lírios do Vale O Núcleo Socioeducativo Lírios do Vale oferece curso gratuito de pintura em tecido, corte de cabelo (duas vezes por mês), distribuição do Programa Viva Leite para idosos e adolescentes, de alimentos, bazar beneficente e recreação para crianças a partir de 5 anos. Conta com biblioteca, videoteca e três creches (CEI s) para crianças de 0 a 3 anos. Endereço: Rua Irituia, 1 Vila Caiúba (CDHU Perus) São Paulo Telefone: (11) das 8h00 às 17h00 Site: com.br Centro de Educação Unificada CEU Perus Os Centros de Educação Unificados CEUs são complexos educacionais que incluem creche, escola de educação infantil, escola de ensino fundamental, playground, centro comunitário, teatro, cinema, biblioteca, quadras de esportes, piscinas, vestiários, ateliês, estúdios para oficinas de vídeo, TV, rádio e fotografia, Telecentro, pista de skate e área verde. O CEU é um polo que articula diversos equipamentos públicos urbanos dedicados à educação, às práticas esportivas, recreativas e culturais, promovendo o desenvolvimento integral das crianças e jovens da comunidade. Endereço: Rua Bernardo Jose de Lorena, S/N Vila Malvina São Paulo Telefones: (11) / / das 07h às 22h sábado e domingo das 8h às 20h sp.gov.br 9

10 Rede de Serviços RENORTE Centro da Criança e do Adolescente CCA Os CCA s são instituições beneficentes, educativo-culturais de assistência social que atende crianças e adolescentes na faixa etária de 6 a 14 anos e 11 meses em situação de vulnerabilidade, tendo como objetivos: desenvolver atividades e experiências enriquecedoras, propiciar o desenvolvimento de ações socioeducativas e preventivas de saúde; possibilitar a integração das famílias no núcleo; promover a divulgação dos recursos sociais públicos existentes na comunidade; trabalhos com projetos pedagógicos. Funcionam em horários alternativos à escola: das 8h às 12h, com café e almoço, das 13h às 17h, com almoço/café. CCA Jardim do Russo Rua Engenheiro Nogueira Soares, 35 São Paulo/SP Telefone: (11) CCA Vila Fanton Rua Godofredo, 141 São Paulo/SP Telefone: (11) CCA Sol Nascente Rua Monte Castelo, 10 São Paulo Telefone: (11) CCA Anhanguera (Arco-Íris) Rua Amadeo Caego Monteiro, 209 São Paulo Telefone: (11) CCA Recanto dos Humildes II Rua Aquilino Ribeiro, 66 São Paulo Telefone: (11) Conselho Tutelar Perus O Conselho Tutelar é um importante instrumento do sistema de garantia da criança e do adolescente, responsável por zelar pelo cumprimento de seus direitos. Atende às crianças e adolescentes que tiveram seus direitos ameaçados por ação ou omissão da sociedade ou do Estado; por falta, omissão ou abuso dos pais ou responsáveis, ou em razão de sua conduta. Receber a comunicação (obrigatória) dos casos de suspeita ou confirmação de maus tratos; de reiteradas faltas injustificadas ou evasão escolar, depois de esgotados os recursos escolares e de elevados níveis de repetência. Requisitar o serviço social, previdência, trabalho e segurança, ao promover a execução de suas decisões. Endereço: Rua Padre Manuel Campelo, 156 Perus São Paulo Telefone: (11) / das 9h às 17h30 Grupo de Incentivo à Vida GIV Assessoria jurídica, advocaccy, cuidadores solidários em unidades de tratamento, grupos de convivência, palestras, oficinas, curso de informática, apoio psicossocial, prevenção às DST/Aids e publicação de periódicos. Endereço: Rua Capitão Cavalcanti, 145 Vila Mariana São Paulo CEP Telefone: (11) / , das 14h00 às 22h00 Site: 10

11 Contatos úteis Programa Nacional DF DST/Aids MS (61) Disk Saúde: Coordenação Estadual DST/HIV/Aids (11) Fórum de ONGs Aids do Estado de São Paulo (11) / Movimento Paulistano de Luta contra Aids MOPAIDS (11) / Agência de Notícias da Aids (11) / A.A. Alcoólicos Anônimos Tratamento para alcoolismo (11) N.A. Narcóticos Anônimos Tratamento para dependência química (11) ª Delegacia de Defesa da Mulher Violência contra Mulher Av. Itaberaba, 731 1º andar Freguesia do Ó São Paulo (11) das 8 às 18 horas, dias úteis Delegacia de Polícia de Proteção ao Idoso Violência Contra Idosos Rua Dr. Bittencourt Rodrigues, 200 Sé 1ª DDM-SP (11) das 9 às 19 horas, dias úteis Gradi Grupo de Repressão e Análise dos Delitos de Intolerância Rua Líbero Badaró, º andar Centro São Paulo (11) das 9 às 18 horas, dias úteis Coordenadoria de Assuntos de Diversidade Sexual CADS Violência contra Homossexuais R. Líbero Badaró, 119 6º andar Centro São Paulo (11) CAPS AD II Pirituba Casa Azul Rua Lino Pinto dos Santos, 203 Pirituba São Paulo (11)

12 HIV Assim pega: Relações sexuais vaginal, oral, anal sem uso da camisinha; Transfusão de sangue contaminado; Ao compartilhar seringas; Da mãe soropositiva para o filho nos seguintes casos: Durante a gravidez; No momento do parto; No aleitamento materno. Para as futuras mamães é importante que o médico estabeleça, durante o pré-natal, o diagnóstico precoce, e instituir tratamento de todas as patologias intercorrentes (outras DST, tuberculose, reativação da toxoplasmose, infecções vaginais e cervicais) pois é de suma importância para a gestante e seu bebê. PRESTE ATENÇÃO!!! Se tratando de DST/Aids o que conta não é a quantidade de parceiros(as) mas a qualidade da relação. Uma pessoa com relacionamento estável pode correr risco em apenas uma experiência sem preservativo fora do casamento e levar o vírus para a parceira(o) fixa(o). (o que mais tem acontecido com mulheres casadas) Enquanto que um(a) profissional do sexo pode ter inúmeros parceiros(as) porém, como sempre usa preservativo, nunca se coloca em situação de risco. 12

13 Assim NÃO pega: HIV Relações sexuais penetrativas (heterossexuais e homossexuais) com uso do preservativo; Abraço, carinho, beijo na boca; Copos, talheres, roupas, picada de mosquito; Lágrima, suor, saliva, espirro; Toalhas, cadeiras, sanitários, piscinas, etc. Fazendo doação de sangue; Como usar corretamente o preservativo 1 2 Rasgue cuidadosamente a embalagem com a mão e retire a camisinha. Desenrole a camisinha até a base do pênis, segurando a ponta para retirar o ar. 3 Depois da relação, 4 retire a camisinha do pênis ainda duro, com cuidado para não vazar. Use a camisinha uma só vez. Depois de usada, dê um nó e jogue no lixo. 13

14 Como participar Se você é soropositivo ou conhece alguém que é, não deixe de participar das atividades oferecidas no PBMQ: Reunião de novos todas as segundas às 9hs. Doações: Os serviços são realizados e oferecidos gratuitamente, independente de idade, gênero, orientação sexual, religião, com foco de atenção para populações empobrecidas. As formas pelas quais você pode ajudar: Doações em espécie: Aceitamos doações de alimentos, fraldas, leite, roupas em bom estado, brinquedos, material de escritório e escolar, brindes e prendas para bingos e bazares. Depósito Bancário: Banco Itaú Agência: 1016 Conta Corrente: Titular: Projeto Bem-Me-Quer Treinamento: Palestras e oficinas em Educação e Prevenção das DST/HIV/Aids nas escolas, entidades, empresas, centros de convivência, etc.. Voluntariado: Se você quiser ser voluntário(a) ligue-nos e agende uma visita e participe dos nossos treinamentos. Escolha dentre as atividades a que mais adequar a seus horários e aptidões. Você pode promover um evento beneficente, como bingo, chá, festa, bazar, etc. e reverter o fundo apurado em prol do PBMQ. Divulgue o PBMQ em seu veículo de comunicação, seja jornal de bairro, site, circular de empresas da região, boletim paroquial, etc.. 14

15 Produção e Pesquisa Margarete Preto Revisão de Texto Dayana Dias Carneiro Presidente PBMQ Maria de Lourdes Romualdo Criação e Arte Finalização e Impressão Companygraf Revisão Técnica Programa Municipal DST/Aids - SMS/SP Tiragem 3000 exemplares Ano 2013 Agradecimentos Este guia, elaborado pelo Projeto Bem-Me-Quer, foi produzido com a imprescindível parceria do Programa Municipal de DST/Aids/SMS, através do termo de convênio TC 010/2011 PROJETO PARTILHAR ESPERANÇA II. Agradecemos também as organizações que colaboraram disponibilizando os contatos e a descrição dos seus serviços para a produção deste material. 15

16 Realização: Apoio: w w w. b e m m e q u e r. o r g. b r

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL Das Atribuições dos Profissionais dos Recursos Humanos Atribuições comuns a todos os profissionais que integram a equipe: Conhecer a realidade das famílias pelas

Leia mais

ESSA CAMPANHA VAI COLAR!

ESSA CAMPANHA VAI COLAR! ESSA CAMPANHA VAI COLAR! O selo postal é um importante veículo de comunicação dos valores de uma sociedade. Com a emissão dos 8 (oito) selos apresentados nesta Cartilha, os Correios, por meio da Filatelia,

Leia mais

PLANO ESTADUAL DE ENFRENTAMENTO DA FEMINIZAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS DE GOIÁS

PLANO ESTADUAL DE ENFRENTAMENTO DA FEMINIZAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS DE GOIÁS PLANO ESTADUAL DE ENFRENTAMENTO DA FEMINIZAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS DE GOIÁS Diagnóstico Operacionalização do Plano Estadual Contexto de vulnerabilidade 1. Relações desiguais de gênero Ações governamentais

Leia mais

OFICINA DE ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE GAYS, HSH E TRAVESTIS METAS ATIVIDADES RESPONSÁVEIS

OFICINA DE ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE GAYS, HSH E TRAVESTIS METAS ATIVIDADES RESPONSÁVEIS OFICINA DE ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE GAYS, HSH E TRAVESTIS METAS ATIVIDADES RESPONSÁVEIS 1 Estimular 80% da população de gays, HSH e travestis do

Leia mais

ACONSELHAMENTO PARA DST/AIDS NO SUS

ACONSELHAMENTO PARA DST/AIDS NO SUS ACONSELHAMENTO PARA DST/AIDS NO SUS A prática do aconselhamento desempenha um papel importante no diagnóstico da infecção pelo HIV/ outras DST e na qualidade da atenção à saúde. Contribui para a promoção

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PARÁ

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PARÁ PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PARÁ Objetivo 1 - Garantir ações de enfrentamento do HIV/DST/aids para gays, outros HSH e travestis, do ponto

Leia mais

PLANO INTEGRADO DE ENFRENTAMENTOÀ FEMINIZAÇÃO DA AIDS NO CEARÁ - 2009

PLANO INTEGRADO DE ENFRENTAMENTOÀ FEMINIZAÇÃO DA AIDS NO CEARÁ - 2009 COORDENADORIA DE PROMOÇÃO E PROTEÇÃO À SAÚDE - COPROM NÚCLEO DE PREVENÇÃO E CONTROLE DE DOENÇAS NUPREV PLANO INTEGRADO DE ENFRENTAMENTOÀ FEMINIZAÇÃO DA AIDS NO CEARÁ - 2009 Responsáveis pela elaboração:

Leia mais

Ação Integrada Centro Legal Nova Luz (Cracolândia) Cidade de Sao Paulo. Luca Santoro Gomes Cooordenadoria de Atencao as Drogas Secretaria Municipal

Ação Integrada Centro Legal Nova Luz (Cracolândia) Cidade de Sao Paulo. Luca Santoro Gomes Cooordenadoria de Atencao as Drogas Secretaria Municipal II JORNADA REGIONAL SOBRE DROGAS ABEAD/MPPE Recife, 9&10 Setembro Ação Integrada Centro Legal Nova Luz (Cracolândia) Cidade de Sao Paulo. Luca Santoro Gomes Cooordenadoria de Atencao as Drogas Secretaria

Leia mais

Sim. Principalmente se a mulher estiver no período fértil.

Sim. Principalmente se a mulher estiver no período fértil. É legal saber! Gravidez Transar uma única vez, pode engravidar? Sim. Principalmente se a mulher estiver no período fértil. Minha menstruação na desceu. Estou grávida? Depende. É importante cada mulher

Leia mais

O PETI e o Trabalho em Rede. Maria de Fátima Nassif Equipe Proteção Social Especial Coordenadoria de Ação Social Secretaria de Desenvolvimento Social

O PETI e o Trabalho em Rede. Maria de Fátima Nassif Equipe Proteção Social Especial Coordenadoria de Ação Social Secretaria de Desenvolvimento Social O PETI e o Trabalho em Rede Maria de Fátima Nassif Equipe Proteção Social Especial Coordenadoria de Ação Social Secretaria de Desenvolvimento Social Articulação da rede de serviços socioassistenciais Proteção

Leia mais

Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais

Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais Serviços instituídos pelo poder público, organizados de acordo com a parte do Estatuto do Idoso à qual estão relacionados. Serviços relacionados

Leia mais

Objetivo 2 Ampliar e qualificar o acesso integral e universal à prevenção das DST/HIV/aids para Gays, outros HSH e Travestis.

Objetivo 2 Ampliar e qualificar o acesso integral e universal à prevenção das DST/HIV/aids para Gays, outros HSH e Travestis. Histórico 1º semestre de 2008 Elaboração do Plano Nacional de Enfrentamento da Epidemia de Aids e das DST entre gays, hsh e travestis Agos/08 Oficina Macro Sudeste para apresentação do Plano Nacional Set/08

Leia mais

Plano Municipal de Enfrentamento ao uso prejudicial de Crack, Álcool e Outras Drogas

Plano Municipal de Enfrentamento ao uso prejudicial de Crack, Álcool e Outras Drogas Plano Municipal de Enfrentamento ao uso prejudicial de Crack, Álcool e Outras Drogas 1. APRESENTAÇÃO e JUSTIFICATIVA: O consumo de crack vem aumentando nas grandes metrópoles, constituindo hoje um problema

Leia mais

PENHA. Distritos Administrativos. População: 474.565 hab. Cangaíba Penha Vila Matilde Artur Alvim

PENHA. Distritos Administrativos. População: 474.565 hab. Cangaíba Penha Vila Matilde Artur Alvim PENHA Distritos Administrativos Cangaíba Penha Vila Matilde Artur Alvim População: 474.565 hab. ERMELINO MATARAZZO Distritos Administrativos Ermelino Matarazzo Ponte Rasa População: 207.736 hab. PENHA

Leia mais

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Juruti 2012-2014

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Juruti 2012-2014 Plano de Ação Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Juruti 2012-2014 APRESENTAÇÃO Nosso O Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente do município de Juruti apresenta, no

Leia mais

INSTITUCIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

INSTITUCIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES ANEXO I ROTEIRO PARA INSPEÇÃO PERÍODICA 1 DOS SERVIÇOS DE ACOLHIMENTO Data: / / INSTITUCIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES Modalidade: ( ) Acolhimento Institucional ( ) Casa Lar 1 - DADOS GERAIS 1.1. Nome

Leia mais

Gtp+ PROGRAMAS E PROJETOS Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo (GTP+) Fundação em 2000, Recife-PE O Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo é a única ONG da Região Nordeste do Brasil coordenada

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL-SUAS TRABALHANDO EM REDE

SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL-SUAS TRABALHANDO EM REDE SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL-SUAS TRABALHANDO EM REDE CONCEITO DE REDE Para as Ciências Sociais: conjunto de relações sociais entre um conjunto

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA PROGRAMA DE DST/ HIV /AIDS / HEPATITES

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA PROGRAMA DE DST/ HIV /AIDS / HEPATITES GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA PROGRAMA DE DST/ HIV /AIDS / HEPATITES SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE E DEFESA CIVIL GERÊNCIA ESTADUAL DE DST/AIDS,

Leia mais

de Gays, HSHe Travestis, criado em março de 2008, pelo Governo Federal. Considerando que o plano traça diretrizes de combate às vulnerabilidades

de Gays, HSHe Travestis, criado em março de 2008, pelo Governo Federal. Considerando que o plano traça diretrizes de combate às vulnerabilidades GOVERNO DAPARAIBA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COMISSÃO INTERGESTORES BIPARTITE Resolução n Q 174/11 João Pessoa, 14 de outubro de 2011 o Presidente da Comissão Intergestores Bipartite no uso de suas

Leia mais

8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS

8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS 8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS DOCUMENTO FINAL EIXO 1 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Ações de mobilização: 1. Ampla mobilização, por

Leia mais

Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e

Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e Família Secretaria Municipal de Saúde CASC - Centro de Atenção a Saúde Coletiva Administração Municipal Horizontina RS Noroeste do Estado Distante 520 Km da

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014. Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014. Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014 Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social Entidade: Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil Endereço: Rua Antônio Miguel Pereira

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

Rede de Atenção à. Pessoa em Situação de Violência

Rede de Atenção à. Pessoa em Situação de Violência Rede de Atenção à Pessoa em Situação de Violência AS REDES DE ATENÇÃO À SAÚDE Art. 198 da CF/ 1988: A ações e os serviços públicos de saúde integram uma rede regionalizada e hierarquizada e constituem

Leia mais

THALITA KUM PROJETO - CUIDANDO COM HUMANIDADE DOS ACAMADOS E DE SEUS CUIDADORES.

THALITA KUM PROJETO - CUIDANDO COM HUMANIDADE DOS ACAMADOS E DE SEUS CUIDADORES. THALITA KUM PROJETO - CUIDANDO COM HUMANIDADE DOS ACAMADOS E DE SEUS CUIDADORES. ANA LUCIA MESQUITA DUMONT; Elisa Nunes Figueiredo. Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte SMSA-BH (Atenção Básica)

Leia mais

FORTALECENDO E ARTICULANDO A REDE DE ATENÇÃO A CRIANÇA E O ADOLESCENTE

FORTALECENDO E ARTICULANDO A REDE DE ATENÇÃO A CRIANÇA E O ADOLESCENTE FORTALECENDO E ARTICULANDO A REDE DE ATENÇÃO A CRIANÇA E O ADOLESCENTE Fazer laços é ligar, entrelaçar o que está separado. Literal e metaforicamente falando. A inclusão do trabalho sobre o tema da sexualidade

Leia mais

Sistema Único de Assistência Social

Sistema Único de Assistência Social Sistema Único de Assistência Social Secretaria Nacional de Assistência Social Departamento de Proteção Social Especial Brasília-DF Dezembro de 2011 O Sistema Único de Assistência Social (Suas) é um sistema

Leia mais

ANAIDS Articulação Nacional de Luta Contra a AIDS

ANAIDS Articulação Nacional de Luta Contra a AIDS Carta ANAIDS 1º de Dezembro - Dia Mundial de Luta contra a AIDS Cada um tem sua cara e a aids também tem... A ANAIDS Articulação Nacional de Luta Contra Aids - colegiado que reúne os Fóruns de ONG Aids

Leia mais

TEMA AS EQUIPES DE REFERÊNCIAS POR SERVIÇOS DE PROGRAMAS

TEMA AS EQUIPES DE REFERÊNCIAS POR SERVIÇOS DE PROGRAMAS TEMA AS EQUIPES DE REFERÊNCIAS POR SERVIÇOS DE PROGRAMAS Programação Primeiro Dia: I Seção Discutindo Papéis 1-8h30 às 12h30 Abertura e Boas-vindas Dinâmica de Apresentação Acordos de Convivência Trabalho

Leia mais

PENSANDO NA PRÁTICA: AS AÇÕES E ATIVIDADES EXECUTADAS NOS CRAS/CREAS FACILITADORA: INÊS DE MOURA TENÓRIO

PENSANDO NA PRÁTICA: AS AÇÕES E ATIVIDADES EXECUTADAS NOS CRAS/CREAS FACILITADORA: INÊS DE MOURA TENÓRIO a Área da Assistência Social PENSANDO NA PRÁTICA: AS AÇÕES E ATIVIDADES EXECUTADAS NOS CRAS/CREAS FACILITADORA: INÊS DE MOURA TENÓRIO Assistência Social na PNAS Situada como proteção social não contributiva;

Leia mais

CAPACITAÇÃO PARA MULTIPLICADORES EM TESTES RÁPIDOS HIV E SÍFILIS, NO ÂMBITO DA RC

CAPACITAÇÃO PARA MULTIPLICADORES EM TESTES RÁPIDOS HIV E SÍFILIS, NO ÂMBITO DA RC MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES PROGRAMÁTICAS ESTRATÉGICAS ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE DA MULHER CAPACITAÇÃO PARA MULTIPLICADORES EM TESTES RÁPIDOS HIV E SÍFILIS, NO ÂMBITO

Leia mais

Seminário estratégico de enfrentamento da. Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS. Maio, 2013

Seminário estratégico de enfrentamento da. Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS. Maio, 2013 Seminário estratégico de enfrentamento da Tuberculose e Aids no Estado do Rio de Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS Maio, 2013 1.Detecção de casos e tratamento da tuberculose 1.1. Descentralizar

Leia mais

RELATÓRIO SOCIAL. Na Casa Valquíria Rocha as assistidas e seus filhos recebem:

RELATÓRIO SOCIAL. Na Casa Valquíria Rocha as assistidas e seus filhos recebem: RELATÓRIO SOCIAL AÇÕES DESENVOLVIDAS: O Centro de Integração da Mulher CIM-Mulher, é a Instituição mantenedora da Casa Abrigo Valquiria Rocha, criada pela Lei Municipal 3925/92 tem por objetivos: oferecer

Leia mais

Oficinas de tratamento. Redes sociais. Centros de Atenção Psicossocial Álcool e drogas

Oficinas de tratamento. Redes sociais. Centros de Atenção Psicossocial Álcool e drogas Oficinas de tratamento Redes sociais Centros de Atenção Psicossocial Álcool e drogas Irma Rossa Médica Residência em Medicina Interna- HNSC Médica Clínica- CAPS ad HNSC Mestre em Clínica Médica- UFRGS

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PERNAMBUCO

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PERNAMBUCO PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PERNAMBUCO OBJETIVO GERAL DO PLANO ESTADUAL Enfrentar a epidemia do HIV/aids e das DST entre gays, outros HSH

Leia mais

Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social PAPÉIS COMPETÊNCIAS

Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social PAPÉIS COMPETÊNCIAS PAPÉIS E COMPETÊNCIAS O SERVIÇO PSICOSSOCIAL NO CREAS... O atendimento psicossocial no serviço é efetuar e garantir o atendimento especializado (brasil,2006). Os profissionais envolvidos no atendimento

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade. Contrata Consultor na modalidade

Contrata Consultor na modalidade. Contrata Consultor na modalidade Contrata Consultor na modalidade PROJETO 914/BRZ/1138 EDITAL Nº 19/2014 Publicação de perfil(is) para contratação de profissional(is) na(s) área(s), cuja(s) vaga(s) está(ão) disponível (is) na página da

Leia mais

Secretaria Nacional de Assistência Social

Secretaria Nacional de Assistência Social POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SUAS Secretaria Nacional de Assistência Social MARCOS NORMATIVOS E REGULATÓRIOS Constituição Federal 1988 LOAS 1993 PNAS 2004

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO PAULISTA

PREFEITURA MUNICIPAL DO PAULISTA ANEXO I QUADRO DE VAGAS I - PARA A SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE EMPREGO / FORMAÇÃO TOTAL DE VAGAS VAGAS RESERVADA S P / PCD ANALISTA AMBIENTAL FORMAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL 01 - ANALISTA AMBIENTAL FORMAÇÃO

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS PÚBLICAS PREFEITURA MUNICIPAL DE BAIÃO

PRESTAÇÃO DE CONTAS PÚBLICAS PREFEITURA MUNICIPAL DE BAIÃO PRESTAÇÃO DE CONTAS PÚBLICAS PREFEITURA MUNICIPAL DE BAIÃO SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL DE BAIÃO-PA. Secretária Eliana do Couto da Rocha JANEIRO - 2015 ASSISTÊNCIA SOCIAL ASSISTÊNCIA SOCIAL

Leia mais

O ACONSELHAMENTO NO HIV EM UMA COMUNIDADE COMO MEDIDA PREVENTIVA

O ACONSELHAMENTO NO HIV EM UMA COMUNIDADE COMO MEDIDA PREVENTIVA O ACONSELHAMENTO NO HIV EM UMA COMUNIDADE COMO MEDIDA PREVENTIVA Zardo L*¹ Silva CL*² Zarpellon LD*³ Cabral LPA* 4 Resumo O Vírus da Imunodeficiência humana (HIV) é um retrovírus que ataca o sistema imunológico.através

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids. Prevenção PositHIVa. junho 2007. Ministério da Saúde

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids. Prevenção PositHIVa. junho 2007. Ministério da Saúde MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Programa Nacional de DST e Aids Prevenção PositHIVa junho 2007 Contexto 25 anos de epidemia; 10 anos de acesso universal à terapia anti-retroviral; Exames e insumos de

Leia mais

A ATUAÇÃO DA PASTORAL DA AIDS EM DUQUE DE CAXIAS E SÃO JOÃO DE MERITI E O DIÁLOGO DA SEXUALIDADE

A ATUAÇÃO DA PASTORAL DA AIDS EM DUQUE DE CAXIAS E SÃO JOÃO DE MERITI E O DIÁLOGO DA SEXUALIDADE A ATUAÇÃO DA PASTORAL DA AIDS EM DUQUE DE CAXIAS E SÃO JOÃO DE MERITI E O DIÁLOGO DA SEXUALIDADE Aluna: Sandra Regina de Souza Marcelino Orientador: Luís Corrêa Lima Introdução Este relatório tem por finalidade

Leia mais

Projeto RI-VIDA Rede de Integração para a Vida Projeto de prevenção de DST s, HIV/AIDS e Hepatites

Projeto RI-VIDA Rede de Integração para a Vida Projeto de prevenção de DST s, HIV/AIDS e Hepatites Projeto RI-VIDA Rede de Integração para a Vida Projeto de prevenção de DST s, HIV/AIDS e Hepatites Apoio: Centro de Referência e Treinamento DST/AIDS Secretaria de Estado da Saúde VULNERABILIDADE DA POPULAÇÃO

Leia mais

O CUIDADO QUE EU PRECISO

O CUIDADO QUE EU PRECISO O CUIDADO QUE EU PRECISO GOVERNO FEDERAL GOVERNO ESTADUAL GOVERNO MUNICIPAL MOVIMENTOS SOCIAIS MEIOS DE COMUNICAÇÃO O CUIDADO QUE EU PRECISO Serviço Hospitalar de Referência AD CAPS AD III Pronto Atendimento

Leia mais

I Fórum Municipal sobre Autismo Acessibilidade e Mobilidade Territorial

I Fórum Municipal sobre Autismo Acessibilidade e Mobilidade Territorial I Fórum Municipal sobre Autismo Acessibilidade e Mobilidade Territorial SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL Coordenadoria de Proteção Social Especial Março/2014 CONSTITUIÇÃO FEDERAL

Leia mais

Relatório de Atividades 2013

Relatório de Atividades 2013 * Projeto Bem-Me-Quer Relatório de Atividades 2013 www.bemmequer.org.br TRÔCAIRE RELATÓRIO DE ATIVIDADES Março - 2007 até Fevereiro - 2008 1 INTRODUÇÃO: Em 2013 o Projeto Bem-Me-Quer (PBMQ) atendeu as

Leia mais

Projeto Cardume CMDCA

Projeto Cardume CMDCA Projeto Cardume CMDCA Objetivo: Estabelecer rede de proteção integral a criança e ao adolescente,, bem como suas famílias, reunindo ações governamentais e atividades das organizações da sociedade civil,

Leia mais

SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV

SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV SOCIOASSISTENCIAL X SOCIOEDUCATIVO SOCIOASSISTENCIAL apoio efetivo prestado a família, através da inclusão em programas de transferência de renda

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS DEPARTAMENTO DE TRATAMENTO PENAL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS DEPARTAMENTO DE TRATAMENTO PENAL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS DEPARTAMENTO DE TRATAMENTO PENAL POLÍTICA DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE PRISIONAL A Política de Atenção

Leia mais

Das diretrizes gerais

Das diretrizes gerais PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. Anderson Ferreira) Dispõe sobre o Estatuto da Família e dá outras providências. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º Esta Lei institui o Estatuto da Família e dispõe

Leia mais

1 Campanha do Agasalho

1 Campanha do Agasalho 1 Campanha do Agasalho A Cruz Vermelha de São Paulo encerrou, no dia 31 de julho, a Campanha do Agasalho 2011, que beneficiou quatro comunidades de São Paulo: Vila Brasilândia, Jardim Pantanal, Parelheiros

Leia mais

Transmissão do HIV/aids e sífilis de mães para seus bebês

Transmissão do HIV/aids e sífilis de mães para seus bebês 09 dezembro de 2010 Transmissão do HIV/aids e sífilis de mães para seus bebês Mais da metade das novas infecções pelo HIV/aids que ocorrem no Brasil atinge adolescentes e jovens com idade entre 15 e 24

Leia mais

PROGRAMA DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS EM MEIO ABERTO

PROGRAMA DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS EM MEIO ABERTO PROGRAMA DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS EM MEIO ABERTO CONTEXTUALIZAÇÃO DOUTRINA DA SITUAÇÃO IRREGULAR DOUTRINA DA PROTEÇÃO INTEGRAL. Código de menores;. Menores em situação irregular;. Carentes, abandonados,

Leia mais

O SERVIÇO SOCIAL E A PRÁTICA PROFISSIONAL NA CASA DA ACOLHIDA

O SERVIÇO SOCIAL E A PRÁTICA PROFISSIONAL NA CASA DA ACOLHIDA O SERVIÇO SOCIAL E A PRÁTICA PROFISSIONAL NA CASA DA ACOLHIDA LEMOS, Josiane (estágio I), e-mail: lemosjosi@hotmail.com SANTOS, Lourdes de Fátima dos (estágio I). e-mail: lurdesfsantos84@hotmail.com SCHEMIGUEL,

Leia mais

Universidade Estadual de Goiás Centro Regional de Referência

Universidade Estadual de Goiás Centro Regional de Referência Universidade Estadual de Goiás Centro Regional de Referência CURSO DE ATUALIZAÇÃO SOBRE INTERVENÇÃO BREVE E ACONSELHAMENTO MOTIVACIONAL PARA USUÁRIOS DE ÁLCOOL, CRACK E OUTRAS DROGAS Rede de Atenção e

Leia mais

AIDS / Uma epidemia em expansão

AIDS / Uma epidemia em expansão A negociação da divisão de trabalho, no cuidado com a casa, com os filhos, com a alimentação e etc.. vem sendo um dos grandes assuntos debatidos entre casais nos tempos modernos. Ainda assim, freqüentemente

Leia mais

Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento,

Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento, Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento, Projetos e Capacitação Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Projovem em Ação

Mostra de Projetos 2011. Projovem em Ação Mostra de Projetos 2011 Projovem em Ação Mostra Local de: Londrina. Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Prefeitura Municipal Santa Cecilia

Leia mais

AÇÕES DE POTENCIALIZAÇÃO DE JOVENS EM CUMPRIMENTO DE MEDIDA SOCIOEDUCATIVA ATENDIDOS NO CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DA ASISTÊNCIA SOCIAL

AÇÕES DE POTENCIALIZAÇÃO DE JOVENS EM CUMPRIMENTO DE MEDIDA SOCIOEDUCATIVA ATENDIDOS NO CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DA ASISTÊNCIA SOCIAL AÇÕES DE POTENCIALIZAÇÃO DE JOVENS EM CUMPRIMENTO DE MEDIDA SOCIOEDUCATIVA ATENDIDOS NO CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DA ASISTÊNCIA SOCIAL RESUMO AMORIM 1, Tâmara Ramalho de Sousa SIMÕES 2, Poliana

Leia mais

Política Municipal para a População em Situação de Rua em Belo Horizonte

Política Municipal para a População em Situação de Rua em Belo Horizonte Política Municipal para a População em Situação de Rua em Belo Horizonte Elizabeth Leitão Secretária Municipal Adjunta de Assistência Social Prefeitura Municipal de Belo Horizonte Março de 2012 Conceito

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vereadores e demais Edis.

Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vereadores e demais Edis. MENSAGEM Nº. 02/2013 Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara de Vereadores e demais Edis. Com nossos cordiais cumprimentos encaminhamos a V. Exa. e digníssimos Pares dessa R. Casa Legislativa, o Projeto

Leia mais

SECRETARIA DA SAUDE. Fonte:http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1

SECRETARIA DA SAUDE. Fonte:http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1 SECRETARIA DA SAUDE Fonte:http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1 1 2 UBS Equipe da Atenção Básica UBS Equipe da Atenção Básica + EACS Equipe de Agentes Comunitários da Saúde UBS Equipe da Atenção

Leia mais

SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL A NOVA HISTÓRIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL A NOVA HISTÓRIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL A NOVA HISTÓRIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL DAS Norte Campinas/SP ASSISTÊNCIA SOCIAL Constituição de 1988 e LOAS Assistência Social inserida como política da Seguridade Social

Leia mais

EXPOSIÇÃO DE RISCO DOS PARTICIPANTES DO PROJETO UEPG-ENFERMAGEM NA BUSCA E PREVENÇÃO DO HIV/AIDS

EXPOSIÇÃO DE RISCO DOS PARTICIPANTES DO PROJETO UEPG-ENFERMAGEM NA BUSCA E PREVENÇÃO DO HIV/AIDS 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA EXPOSIÇÃO DE RISCO DOS PARTICIPANTES DO PROJETO UEPG-ENFERMAGEM

Leia mais

Selo Hospital Amigo do Idoso. Centro de Referência do Idoso

Selo Hospital Amigo do Idoso. Centro de Referência do Idoso SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DE SÃO PAULO COORDENADORIA DE REGIÕES DE SAÚDE CRS Política de Saúde para o Idoso no Estado de São Paulo Selo Hospital Amigo do Idoso Centro de Referência do Idoso Resolução

Leia mais

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social. A PRÁTICA DO SERVIÇO SOCIAL NA ASSOCIAÇÃO MINISTÉRIO MELHOR VIVER- AMMV

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social. A PRÁTICA DO SERVIÇO SOCIAL NA ASSOCIAÇÃO MINISTÉRIO MELHOR VIVER- AMMV A PRÁTICA DO SERVIÇO SOCIAL NA ASSOCIAÇÃO MINISTÉRIO MELHOR VIVER- AMMV SILVA, D. Pollyane¹ MORO, M. Silvana ² SOUSA, G. Cristiane³ Resumo Este trabalho tem o intuito de descrever a Prática Profissional

Leia mais

Aconselhamento não é dar conselhos! Como fazer o aconselhamento? A importância do teste anti-hiv e do aconselhamento nas Unidades Básicas de Saúde

Aconselhamento não é dar conselhos! Como fazer o aconselhamento? A importância do teste anti-hiv e do aconselhamento nas Unidades Básicas de Saúde Sumário 05 07 07 07 09 10 12 12 12 14 17 17 17 18 19 19 21 21 Apresentação O que é aconselhamento? Aconselhamento não é dar conselhos! Como fazer o aconselhamento? A importância do teste anti-hiv e do

Leia mais

Boletim Eletrônico Casa Abrigo Betel

Boletim Eletrônico Casa Abrigo Betel Boletim Eletrônico Casa Abrigo Betel 1ª edição Abril de 2011 Nesta edição: Palavra da Presidente Casa Abrigo Betel uma historia de lutas e vitorias. O Serviço Social e a Educação 1 2 3 Palavra da Presidente

Leia mais

ITAQUERA CAPELA DO SOCORRO SANTO AMARO PARELHEIROS

ITAQUERA CAPELA DO SOCORRO SANTO AMARO PARELHEIROS ITAQUERA_NEWm 19.12.07 02:25 Page 3 CONHEÇA O CCM C ENTRO DE M C IDADANIA DA Mulher Os Centros de Cidadania da Mulher são os braços da Coordenadoria Especial da Mulher em ação, cuidando dos interesses

Leia mais

Núcleo Regional de Rio Branco do Sul

Núcleo Regional de Rio Branco do Sul Núcleo Regional de Rio Branco do Sul Municípios participantes Adrianópolis Bocaiúva do Sul Cerro Azul Doutor Ulysses Rio Branco do Sul Tunas do Paraná Itaperuçu Campo Magro Colombo Almirante Tamandaré

Leia mais

2º SEMINÁRIO DO PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA PSE PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ E PREVENÇÃO DAS VIOLÊNCIAS

2º SEMINÁRIO DO PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA PSE PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ E PREVENÇÃO DAS VIOLÊNCIAS 2º SEMINÁRIO DO PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA PSE PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ E PREVENÇÃO DAS VIOLÊNCIAS Objetivo do PSE O Programa Saúde na Escola (PSE) vem contribuir para o fortalecimento de ações na perspectiva

Leia mais

PLANO FORTALEZA DE AÇÕES INTEGRADAS DE ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS. www.fortaleza.ce.gov.br

PLANO FORTALEZA DE AÇÕES INTEGRADAS DE ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS. www.fortaleza.ce.gov.br PLANO FORTALEZA DE AÇÕES INTEGRADAS DE ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS www.fortaleza.ce.gov.br EIXOS DO PLANO DE ENFRENTAMENTO AO CRACK 1. Gestão e Informação 2. Prevenção e Mobilização Social 3.

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Anais. III Seminário Internacional Sociedade Inclusiva. Ações Inclusivas de Sucesso

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Anais. III Seminário Internacional Sociedade Inclusiva. Ações Inclusivas de Sucesso Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Anais III Seminário Internacional Sociedade Inclusiva Ações Inclusivas de Sucesso Belo Horizonte 24 a 28 de maio de 2004 Realização: Pró-reitoria de Extensão

Leia mais

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs VAMOS FALAR SOBRE AIDS + DSTs AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

ASSOCIAÇÃO SANTISTA DE PESQUISA PREVENÇÃO E EDUCAÇÃO. Relatório de Atividades 2010

ASSOCIAÇÃO SANTISTA DE PESQUISA PREVENÇÃO E EDUCAÇÃO. Relatório de Atividades 2010 ASSOCIAÇÃO SANTISTA DE PESQUISA PREVENÇÃO E EDUCAÇÃO Relatório de Atividades 2010 2 MISSÃO Busca da melhoria da qualidade de vida tendo por bases o investimento na saúde, educação, na garantia da cidadania,

Leia mais

Fórum Paranaense de ONG AIDS.

Fórum Paranaense de ONG AIDS. RELATÓRIA TRABALHO DE SUBTEMAS XVII ERONG PR SUL 2013 REGIÃO SUL CURITIBA. ERONG PR SUL 2013 Cidade: CURITIBA UF: PARANÁ Pessoa/s de contato:amauri Instituição/es: Fórum Paranaense de ONG AIDS, Ferreira

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO DE REFERÊNCIA TÉCNICA EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO DE REFERÊNCIA TÉCNICA EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO DE REFERÊNCIA TÉCNICA EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS FORMAÇÃO EM PSICOLOGIA E POLITICAS PÚBLICAS: UMA APROXIMAÇÃO DO CRPRS COM O MEIO ACADÊMICO

Leia mais

PROJETOS COMUNITÁRIOS DA ULBRA

PROJETOS COMUNITÁRIOS DA ULBRA PROJETOS COMUNITÁRIOS DA ULBRA PROJETOS COMUNITÁRIOS DA ULBRA 01 Projetos Comunitários da ULBRA Sob a égide do Programa Violência e Direitos Humanos, projetos comunitários, ações extensionistas e estágios

Leia mais

Orientações para a Implantação dos Testes Rápidos de HIV e Sífilis na Atenção Básica. Rede Cegonha

Orientações para a Implantação dos Testes Rápidos de HIV e Sífilis na Atenção Básica. Rede Cegonha Orientações para a Implantação dos Testes Rápidos de HIV e Sífilis na Atenção Básica Rede Cegonha SUMÁRIO Apresentação... 05 1. Introdução... 07 2. Implantação dos Testes Rápidos de HIV e sífilis e Aconselhamento

Leia mais

Curso I Introdução ao provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS

Curso I Introdução ao provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS Curso I Introdução ao provimento de serviços e benefícios socioassistenciais do SUAS Módulo II - O provimento dos serviços socioassistenciais Proteção Social Especial Recife, fevereiro/2014 Conteúdo Programático

Leia mais

Ministério da Saúde Área Técnica de Saúde Mental Álcool e outras Drogas Miriam Di Giovanni Curitiba/PR - 12/11/2010

Ministério da Saúde Área Técnica de Saúde Mental Álcool e outras Drogas Miriam Di Giovanni Curitiba/PR - 12/11/2010 Saúde da População em Situação de Rua, com foco em Saúde Mental Consultório de Rua Ministério da Saúde Área Técnica de Saúde Mental Álcool e outras Drogas Miriam Di Giovanni Curitiba/PR - 12/11/2010 Saúde

Leia mais

Encontro: Cozinha Experimental ENCONTRO: FORMANDO LIDERES NA E. E. FLÁVIO WARKEN. ENCONTRO: Contagem de Carboidrato e Rótulos

Encontro: Cozinha Experimental ENCONTRO: FORMANDO LIDERES NA E. E. FLÁVIO WARKEN. ENCONTRO: Contagem de Carboidrato e Rótulos ENTIDADE: ADIFI ASSOCIAÇÃO DOS DIABÉTICOS DE FOZ DO IGUAÇU ENDEREÇO: Av. Hildemar de Leite França nº 278 Vila A Tel: (45) 3028-2526 CNPJ: 04.808.932/0001-16 PROJETO: DOCE DESAFIO 2015 RECURSOS A CAPTAR

Leia mais

Mobilização Social. Núcleo de Mobilização Social da Assessoria de Comunicação Social - SES/MG

Mobilização Social. Núcleo de Mobilização Social da Assessoria de Comunicação Social - SES/MG Mobilização Social 2013 Núcleo de Mobilização Social da Assessoria de Comunicação Social - SES/MG Mobilizar é convocar vontades para atuar na busca de um propósito comum, sob uma interpretação e um sentido

Leia mais

PROPOSTA PARA CASAS DE APOIO PARA ADULTOS QUE VIVEM COM HIV/AIDS - ESTADO DE SANTA CATARINA

PROPOSTA PARA CASAS DE APOIO PARA ADULTOS QUE VIVEM COM HIV/AIDS - ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA PROPOSTA PARA CASAS DE APOIO PARA ADULTOS QUE VIVEM COM HIV/AIDS - ESTADO DE SANTA CATARINA

Leia mais

III- DADOS DO PRESIDENTE

III- DADOS DO PRESIDENTE PLANO DE AÇÃO 2014 I- IDENTIFICAÇÃO Nome: Associação dos Deficientes Físicos de Lençóis Paulista - ADEFILP Endereço: Pernambuco, 333, Jardim Cruzeiro Lençóis Paulista SP CEP 18680470 Telefone: (014) 3264-9700

Leia mais

Seminário de Doenças Crônicas

Seminário de Doenças Crônicas Seminário de Doenças Crônicas LINHA DE CUIDADO DE HIPERTENSÃO ARTERIAL E DIABETES EXPERIÊNCIA DE DIADEMA SP Dra Lidia Tobias Silveira Assistente Gabinete SMS Diadema Linha de cuidado de HAS e DM Experiência

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DE NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DE NATAL Lei Nº 05129/99 Tipo: LEI ORDINÁRIA Autor: CHEFE DO EXECUTIVO MUNICIPAL Data: (13/9/1999) Classificação: REGULAMENTAÇÃO Ementa: Dispõe sobre a Política Municipal do idoso,

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I Da Finalidade. CAPÍTULO II Dos Princípios, Objetivos e Metas Seção I Dos Princípios

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I Da Finalidade. CAPÍTULO II Dos Princípios, Objetivos e Metas Seção I Dos Princípios LEI N. 1.343, DE 21 DE JULHO DE 2000 Institui a Política Estadual do Idoso - PEI e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE seguinte Lei: FAÇO SABER que a Assembléia Legislativa do Estado

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SES/GO

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SES/GO SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SES/GO SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE-SPAIS Goiânia Agosto/2011 SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE - SPAIS 6. GERÊNCIA DE

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES Projeto de Lei n 340/99 464 LEI N 4.864 DE 12 DE MARÇO DE 1999 Dispõe sobre a Política Municipal do Idoso, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES; FAÇO SABER QUE A CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA

ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA Área Temática: Direitos Humanos e Justiça Liza Holzmann (Coordenadora da Ação de Extensão) Liza Holzmann 1 Palavras Chave:

Leia mais

Incluir no pagamento por performance o preenchimento da variável raça/cor.

Incluir no pagamento por performance o preenchimento da variável raça/cor. PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE E DEFESA CIVIL SUBSECRETARIA DE PROMOÇÃO, ATENÇÃO PRIMÁRIA E VIGILÂNCIA EM SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE COORDENAÇÃO DE

Leia mais