SANTO AGOSTINHO E O CRISTIANISMO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SANTO AGOSTINHO E O CRISTIANISMO"

Transcrição

1 SANTO AGOSTINHO

2 SANTO AGOSTINHO E O CRISTIANISMO Aos 28 anos, Agostinho partir para Roma. Estava cansando da vida de professor em Cartago e acreditava que em Roma encontraria alunos mais capazes. Em Milão, ele conheceu Santo Ambrósio que na época era bispo. Nunca teve proximidade com Santo Ambrósio, mas foi fortemente influenciado por seus sermões.

3 SANTO AGOSTINHO E O CRISTIANISMO Santo Ambrósio era um excelente orador. Em suas pregações, refletia sobre o cristianismo e o pensamento grego, mostrando como a fé é necessária para se chegar a verdade. Defendia ainda, em seus sermões, que a Igreja é a única representante de Deus entre os homens. Santo Ambrósio não convenceu Agostinho, mas o deixou em conflito. Santo Agostinho relutava em aceitar a fé e não via como prosseguir em busca pela verdade por meio da vida contemplativa.

4 SANTO AGOSTINHO E O CRISTIANISMO O conflito na vida de Agostinho culminou com o episódio narrado por ele mesmo (Confissões) ocorrido no Jardim de Milão. Ele ouvia a voz de uma criança cantando e repetindo várias vezes: Toma e lê, toma e lê. Ele se convenceu que era uma mensagem de Deus. Agostinho abriu a Bíblia ao acaso e deparou-se com uma passagem do apóstolo Paulo.

5 SANTO AGOSTINHO E O CRISTIANISMO Como de dia, andemos decentemente; não em orgias e bebedeiras, nem em devassidão e libertinagem, nem em rixas e ciúmes. Mas vesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não procureis satisfazer os desejos da carne. Epístola aos romanos, São Paulo

6 SANTO AGOSTINHO E O CRISTIANISMO Depois desse fato, Agostinho decidiu receber o batismo pelas mãos de Santo Ambrósio. Em 391 foi escolhido pela população de Hipona para ser o novo bispo da cidade. Exerceu a função de bispo até a morte.

7 CREIO PARA ENTENDER E ENTENDO PARA CRER. A partir da conversão, a fé ocupou um lugar central na vida de Agostinho. Sentia a necessidade de estabelecer uma ligação entre aquilo que os seus sentimentos admitiam sem questionar a manifestação de Deus segundo a doutrina cristã e a sua inteligência, que exigia uma explicação para a fé segundo os critérios da filosofia.

8 CREIO PARA ENTENDER E ENTENDO PARA CRER. Afirmava que Deus tinha criado todos os seres e substâncias (espirituais ou materiais) por um ato amoroso e voluntário. Por ser o bem supremo, Deus tinha sido motivado em criar coisas boas. Todas as coisas foram criadas por Deus é essencialmente bom. Portanto, o mal não é criação de Deus.

9 CREIO PARA ENTENDER E ENTENDO PARA CRER. Para Santo Agostinho, o mal é o estado em que o homem se afasta de Deus, de seus preceitos, de seu amor. O mal é uma condição presente na vida de todos os homens, por causa do pecado original de Adão e Eva. Somente por intermédio de Jesus Cristo, os homens podem ser redimidos e podem reviver o estado pleno de bondade junto a Deus.

10 AMA E FAZE O QUE QUISERES. Santo Agostinho refletiu também sobre a melhor conduta que o ser humano devia seguir segundo os preceitos do cristianismo. Na vida, há experiências que proporcionam prazer, mas elas são alegrias transitórias. A felicidade absoluta de estar na presença de Deus é incomparável.

11 A contemplação das belezas naturais deve ser apreciada como uma pequena amostra da verdadeira beleza, da alegria infinita que somente o Criador de todas as coisas pode oferecer.

12 AMA E FAZE O QUE QUISERES. Para Santo Agostinho o amor é a essência da substância divina, está presente em todos os homens e é a energia que move o comportamento humano. Deve-se amar a Deus sobre todas as coisas e amar ao próximo com a si mesmo, como determinam os evangelhos. O amor, entretanto, pode se dirigir para coisas passageiras como o prazer carnal. Nesse caso o homem estaria se desviando de sua própria natureza, que é a de almejar os prazeres superiores.

13 AMA E FAZE O QUE QUISERES. Quando afirmou Ama e faze o que quiseres, Agostinho defendia devemos ser e agir conforme a própria vontade, iluminada pelo amor divino. Essa é a garantia de que essa liberdade de ação será justa, ou seja, ética.

O Âmago do Evangelho. A justificação é o âmago do Evangelho?

O Âmago do Evangelho. A justificação é o âmago do Evangelho? O Âmago do Evangelho A justificação é o âmago do Evangelho? Introdução Qual é o centro do Evangelho? Muitos vão dizer que a justificação é a base do Evangelho, pois sem justificação não poderíamos nos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC)

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) 2015-16 3 º ANO Unidade Letiva 1 A Dignidade das Crianças 1. Tomar consciência de que as crianças

Leia mais

A suficiência da Bíblia

A suficiência da Bíblia A suficiência da Bíblia Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente

Leia mais

21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da

21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da 21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que

Leia mais

O apocalipse de João. Roteiro 21

O apocalipse de João. Roteiro 21 O apocalipse de João Roteiro 21 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo FEB EADE Livro I Módulo II Roteiro 21 O

Leia mais

LIÇÃO 1 Por que liderança masculina? Atos 14.23; Tito 1.5-9

LIÇÃO 1 Por que liderança masculina? Atos 14.23; Tito 1.5-9 LIÇÃO 1 Por que liderança masculina? Atos 14.23; Tito 1.5-9 1. Considerando as grandes mudanças ocorridas na sociedade, como a igreja deve responder a elas à luz do ensino do NT? A resposta é se adequar

Leia mais

evangelho de Jesus Cristo revelado na carta aos Romanos

evangelho de Jesus Cristo revelado na carta aos Romanos O Tema do trimestre: Maravilhosa graça O evangelho de Jesus Cristo revelado na carta aos Romanos O Estudo da epístola de Paulo aos Romanos, um dos livros mais analisados na história da Igreja (Agostinho,

Leia mais

Magistério profético na construção da Igreja do Porto

Magistério profético na construção da Igreja do Porto Magistério profético na construção da Igreja do Porto Excertos do pensamento de D. António Ferreira Gomes entre 1969-1982 A liberdade é sem dúvida um bem e um direito, inerente à pessoa humana, mas é antes

Leia mais

Deus. Coisas físicas Nº1

Deus. Coisas físicas Nº1 A ESSÊNCIA DE TUDO, A Santidade, Retidão e Justiça de Nº1 Deus Deus é diferente de todos os outros seres. Só Ele é infinito e não criado. Todos os demais são finitos e criados. O termo bíblico para essa

Leia mais

(ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL

(ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL SACRAMENTOS - III (ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL - 1 COMO OS SACRAMENTOS ATUALIZAM A GRAÇA NAS DIVERSAS SITUAÇÕES DA VIDA 2 1. O QUE ACONTECE NO BATISMO? 3 NO BATISMO, A PESSOA

Leia mais

Como você descreveria uma pessoa piedosa, um santo, um homem de Deus?

Como você descreveria uma pessoa piedosa, um santo, um homem de Deus? Como você descreveria uma pessoa piedosa, um santo, um homem de Deus? C.S. Lewis Peso de Glória Se você perguntasse a vinte homens íntegros dos nossos dias qual acreditam ser a maior das virtudes, dezenove

Leia mais

DIOCESE DE BRAGANÇA MIRANDA VISITA PASTORAL DO BISPO ÀS COMUNIDADES DA SUA DIOCESE

DIOCESE DE BRAGANÇA MIRANDA VISITA PASTORAL DO BISPO ÀS COMUNIDADES DA SUA DIOCESE DIOCESE DE BRAGANÇA MIRANDA VISITA PASTORAL DO BISPO ÀS COMUNIDADES DA SUA DIOCESE SUBSÍDIOS PASTORAIS CONFORME DMPB E EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PASTORES GREGIS NATUREZA E FINALIDADE Visita pastoral é a que

Leia mais

LIÇÃO 1 ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 1 ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 1 ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS Prof. Lucas Neto INTRODUÇÃO O FIM DA HUMANIDADE O fim da humanidade na terra será marcada pela gloriosa volta de Jesus e nos desdobramentos dos acontecimentos,

Leia mais

O CAMINHO DA VIDA ESPIRITUAL EM CASAL A ESPIRITUALIDADE CONJUGAL

O CAMINHO DA VIDA ESPIRITUAL EM CASAL A ESPIRITUALIDADE CONJUGAL O CAMINHO DA VIDA ESPIRITUAL EM CASAL A ESPIRITUALIDADE CONJUGAL 1 Porquê um Tema de Estudo na pedagogia das ENS 1.1 As três Atitudes Procura Assídua da Vontade de Deus Escritura Doutrina Cultura Razões

Leia mais

Aula 2: Cultura e Sociedade: Objeto e método das Ciências Sociais.

Aula 2: Cultura e Sociedade: Objeto e método das Ciências Sociais. Aula 2: Cultura e Sociedade: Objeto e método das Ciências Sociais. CCJ0001 - Fundamentos das Ciências Sociais Profa. Ivana Schnitman Centro Universitário Estácio da Bahia Conteúdo O contexto histórico

Leia mais

Cada um destes discursos começa com uma introdução que explica as circunstâncias do seu conteúdo e o auditório a que é dirigido.

Cada um destes discursos começa com uma introdução que explica as circunstâncias do seu conteúdo e o auditório a que é dirigido. O Sermão da Montanha de que fazem parte também as "Bem-aventuranças" é o primeiro de um conjunto de cinco ensinamentos ou discursos de Jesus, apresentados todos seguidos por S. Mateus (5,1-7/29). Cada

Leia mais

ESCOLA DE MISSÕES FORMAÇAO MINISTERIAL TENDA (FMT)

ESCOLA DE MISSÕES FORMAÇAO MINISTERIAL TENDA (FMT) ESCOLA DE MISSÕES FORMAÇAO MINISTERIAL TENDA (FMT) A FMT-Escola oferece este Curso para aqueles que tem um chamado para a obra de missões, mas que também queiram servir na igreja local. O CURSO A) CURSO

Leia mais

Conhecendo Deus pessoalmente

Conhecendo Deus pessoalmente Conhecendo Deus pessoalmente O que é preciso para se iniciar um relacionamento com Deus? Esperar que um raio caia? Devotar-se a obras de caridades em diferentes religiões? Tornar-se uma pessoa melhor para

Leia mais

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI)

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) Teologia Bíblica da Missão de Deus RELEMBRAR A MISSÃO NOS EVANGELHOS 1. Jesus Cristo homem é o exemplo padrão para o exercício da Missão de Deus (intimidade

Leia mais

A História da Redenção em Levítico

A História da Redenção em Levítico LEVITICO A História da Redenção em Levítico Levítico Hebreus Wayyiqra (Chamou o Senhor) Septuaginta Levítico (Devido a ênfase dada sobre o sacerdócio) Ênfase na Pessoa de Deus Santidade e provisão de Deus

Leia mais

Perguntas. Porque nosso papel é trazer respostas aos anseios do coração humano (aspecto pastoral)

Perguntas. Porque nosso papel é trazer respostas aos anseios do coração humano (aspecto pastoral) Perguntas 1. Por que partir de um livro? Porque nosso papel é trazer respostas aos anseios do coração humano (aspecto pastoral) Porque o que acontece no mundo tem a ver conosco (aspecto missional) Perguntas

Leia mais

EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU

EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU - Indissolubilidade do casamento - O divórcio INDISSOLUBILIDADE DO CASAMENTO Lei do Homem Mutável As leis humanas transformam-se

Leia mais

19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos?

19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos? 19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos? GUIA PROTECTOR Sens, 1862 Essas pessoas têm mais egoísmo do

Leia mais

Solenidade da Assunção da Virgem Maria 21 de agosto de 2016

Solenidade da Assunção da Virgem Maria 21 de agosto de 2016 Solenidade da Assunção da Virgem Maria 21 de agosto de 2016 Caríssimos Irmãos e Irmãs: Celebramos, com intenso júbilo, a vitória da vida sobre a morte inaugurada pelo Cristo e, hoje, realidade Naquela

Leia mais

Sei que estou sendo até pretensioso com este trabalho, mas quero que saibam que estou apenas escrevendo o que está em meu coração quando estou a

Sei que estou sendo até pretensioso com este trabalho, mas quero que saibam que estou apenas escrevendo o que está em meu coração quando estou a Sei que estou sendo até pretensioso com este trabalho, mas quero que saibam que estou apenas escrevendo o que está em meu coração quando estou a meditar sobre a Bíblia Sagrada, com Fé, Esperança e Caridade

Leia mais

Breve Biografia e Seleção de Frases John Wesley

Breve Biografia e Seleção de Frases John Wesley Breve Biografia e Seleção de Frases John Wesley John Wesley Não poderia deixar de colocar aqui este servo de Deus, não especialmente ministro de curas, na verdade um dos primeiros avivalistas da história.

Leia mais

3. FALAR SOBRE A VOCAÇÃO

3. FALAR SOBRE A VOCAÇÃO 1 CATEQUESE VOCACIONAL 1. ACOLHIMENTO 2. ORAÇÃO INICIAL: A catequese deve iniciar sempre com uma oração conjunta: Todos de pé rezamos pedindo ao Senhor que continue a chamar jovens para a vida sacerdotal

Leia mais

COMO ORGANIZAR UM SEMINÁRIO DE VIDA NO ESPÍRITO

COMO ORGANIZAR UM SEMINÁRIO DE VIDA NO ESPÍRITO COMO ORGANIZAR UM SEMINÁRIO DE VIDA NO ESPÍRITO Espero de vocês que partilhem com todos, na igreja, a graça do Batismo no Espírito Santo ( Papa Francisco ) Por Mauro Nicioli Ministério de Pregação RCC

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA. MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XV AS CARTAS DE TIAGO E GÁLATAS

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA. MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XV AS CARTAS DE TIAGO E GÁLATAS IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XV AS CARTAS DE TIAGO E GÁLATAS A LITERATURA DE PROTESTO A controvérsia a respeito da circuncisão obrigatória

Leia mais

O Espírito Santo. Quem é? O que faz? Como se relaciona conosco?

O Espírito Santo. Quem é? O que faz? Como se relaciona conosco? O Espírito Santo Quem é? O que faz? Como se relaciona conosco? Paracleto O Espírito Santo é... Paracleto pode ser definido como Conselheiro, Advogado, como Procurador do acusado, Ajudador e Intercessor.

Leia mais

As provas da existência de Deus: Tomás de Aquino e o estabelecimento racional da fé. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira

As provas da existência de Deus: Tomás de Aquino e o estabelecimento racional da fé. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira As provas da existência de Deus: Tomás de Aquino e o estabelecimento racional da fé. Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Tomás de Aquino (1221-1274) Tomás de Aquino - Tommaso d Aquino - foi um frade dominicano

Leia mais

Jesus ensinou seus discípulos a servir

Jesus ensinou seus discípulos a servir Jesus ensinou seus discípulos a servir Mateus 20:25-28 Jesus os chamou e disse: Vocês sabem que os governantes das nações as dominam, e as pessoas importantes exercem poder sobre elas. Não será assim entre

Leia mais

MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA

MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA A Eucaristia é o sacramento que atualiza e faz a memória do sacrifício de Jesus: em cada Eucaristia temos a presença do Cristo que pela sua morte e ressurreição

Leia mais

Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização

Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização Prof. Denilson A. Rossi O que se entende por Nova Evangelização? Quais são as luzes dos documentos conciliares para a Nova Evangelização? Em que

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO

ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO Sumário Introdução 1. A compreensão do dízimo 1.1 Os fundamentos do dízimo 1.2 O que é o dízimo? 1.3 As dimensões do dízimo 1.4 As finalidades do dízimo 2. Orientações

Leia mais

O Homem de bem. Roteiro 7

O Homem de bem. Roteiro 7 O Homem de bem Roteiro 7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada Objetivos Relacionar

Leia mais

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DO ENEM PROFESSOR DANILO BORGES 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DO ENEM PROFESSOR DANILO BORGES 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DO ENEM PROFESSOR DANILO BORGES 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II ENEM QUESTÃO 2010 Quando Édipo nasceu, seus pais, Laio e Jocasta, os reis de Tebas, foram informados de uma profecia na

Leia mais

O CAMINHO SE FAZ CAMINHANDO...

O CAMINHO SE FAZ CAMINHANDO... O QUE ESTUDAREMOS? O CAMINHO SE FAZ CAMINHANDO... 1. A Fé em Jesus Cristo: Cristologia a partir do CIC 2. A Fé Anunciada: Missiologia a partir do Decreto Ad Gentes 3. A Nova Evangelização: Conceito e compreensão

Leia mais

Preparado por: Pr. Wellington Almeida LIÇÃO SENHOR DE JUDEUS E. O Evangelho. Mateus

Preparado por: Pr. Wellington Almeida LIÇÃO SENHOR DE JUDEUS E. O Evangelho. Mateus Preparado por: Pr. Wellington Almeida GENTIOS07 LIÇÃO SENHOR DE JUDEUS E O Evangelho Mateus de LIÇÃO - II TRI 2016 07 INTRODUÇÃO esboço Israel não era o único povo com o qual Deus Se importava.seria por

Leia mais

FÉ E RAZÃO MUNDO MEDIEVAL

FÉ E RAZÃO MUNDO MEDIEVAL FÉ E RAZÃO MUNDO MEDIEVAL Santo Agostinho séc. IV São Tomás de Aquino séc. XIII PATRÍSTICA e ESCOLÁSTICA Platão séc. IV a.c. Aristóteles séc. III a.c A RELAÇÃO ENTRE FÉ E RAZÃO Questões fundamentais para

Leia mais

Aula 10. 2º Semestre. Hebreus 1-10

Aula 10. 2º Semestre. Hebreus 1-10 Novo Testamento Aula 10 2º Semestre Hebreus 1-10 Lição 46 Prossigamos até a perfeição Lição 47 Pelo Sangue Sereis Santificados Hebreus Escrito por Paulo Aprox. 67 ou 68 AD Pois Paulo morreu em 68AD Hebreus

Leia mais

Por que e para que Jesus morreu na cruz? Evangelho de João

Por que e para que Jesus morreu na cruz? Evangelho de João Por que e para que Jesus morreu na cruz? Evangelho de João 3.16-17 INTRODUÇÃO Do texto lido, faço à igreja duas perguntas: Por quejesus morreu na cruz? Para que Jesus morreu na cruz? O por que e o para

Leia mais

CATÁLOGO Knox. Publicações

CATÁLOGO Knox. Publicações CATÁLOGO 2013 Knox Publicações LANÇAMENTOS KNOX PUBLICAÇÕES SOLI DEO GLORIA O SER E OBRAS DE DEUS SOLA SCRIPTURA A DOUTRINA REFORMADA DAS ESCRITURAS IMAGO DEI ANTROPOLOGIA BÍBLICA Trilogia de estudos em

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO. PAULO E A CARTA AOS romanos

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO. PAULO E A CARTA AOS romanos IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XVIII O fim do PROGRAMA DE PAULO E A CARTA AOS romanos A SEGUNDA CARTA AOS CORÍNTIOS Conteúdo A segunda carta

Leia mais

Rosário todos os dias. Este pedido de Nossa Senhora confirma o que disseram grandes Santos sobre os benefícios dessa devoção:

Rosário todos os dias. Este pedido de Nossa Senhora confirma o que disseram grandes Santos sobre os benefícios dessa devoção: O Santo é considerado uma oração completa, porque traz em síntese toda a história da nossa salvação. Desde o inicio das aparições em Medjugorje, Nossa Senhora nos pede com frequência para rezarmos o todos

Leia mais

A leitura da Bíblia. questões centrais

A leitura da Bíblia. questões centrais questões centrais O que é a Bíblia? Quem é o autor e como escreveu? O que é o tema central? Por quê devo lê-la? Quando devo lê-la? Como? Requisitos? Como? Ajuda? Um novo propósito! o que é a Bíblia (1)

Leia mais

TEMA: O MANUAL DO MISSIONÁRIO. Formadora: Helena Gaia

TEMA: O MANUAL DO MISSIONÁRIO. Formadora: Helena Gaia TEMA: O MANUAL DO MISSIONÁRIO Formadora: Helena Gaia A VISITA MISSIONÁRIA O QUE É VISITAR? É sair de si e ir ao encontro do outro, reconhecendo que ele existe; É ser mensageiro de Deus, portadores da Boa

Leia mais

www.autoresespiritasclassicos.com

www.autoresespiritasclassicos.com www.autoresespiritasclassicos.com A Importância da Bíblia para a Doutrina Espírita Astrid Sayegh Filósofa, é Diretora de Cursos Básicos da Federação Espírita do Estado de São Paulo A Humanidade já foi

Leia mais

O segredo além do segredo: uma questão missional

O segredo além do segredo: uma questão missional O segredo além do segredo: uma questão missional 1. A urgência da missão 2. O princípio da missão 3. Perigos da missão 4. A prática da missão 1. A urgência da missão Uma questão... Existencial Poder Investimento

Leia mais

1º-Introdução 2º-Perguntas de Diagnóstico 3º-Plano da Salvação 4º- Descisão/Compromisso 5º-Acompanhamento imediato

1º-Introdução 2º-Perguntas de Diagnóstico 3º-Plano da Salvação 4º- Descisão/Compromisso 5º-Acompanhamento imediato 1º-Introdução 2º-Perguntas de Diagnóstico 3º-Plano da Salvação 4º- Descisão/Compromisso 5º-Acompanhamento imediato 1º-Introdução a) Conversar sobre a vida secular dele(a); b) Conversar sobre as experiencias

Leia mais

1. DUAS SEMANAS SOBRE A VIDA E OS ENSINOS DE JESUS

1. DUAS SEMANAS SOBRE A VIDA E OS ENSINOS DE JESUS PLANO DE LEITURA DA BÍBLIA PRIMEIRA SEQUÊNCIA: INTRODUÇÃO À BÍBLIA TEMPO NECESSÁRIO: Duas semanas OBJETIVO: Obter um conhecimento geral dos fundamentos bíblicos A Primeira Sequência é para quem está começando

Leia mais

*O Amor é o principal tema de toda a lírica camoniana - como é n'os Lusiadas, uma das grandes linhas que movem, organizam e dão sentido ao universo,

*O Amor é o principal tema de toda a lírica camoniana - como é n'os Lusiadas, uma das grandes linhas que movem, organizam e dão sentido ao universo, * *O Amor é o principal tema de toda a lírica camoniana - como é n'os Lusiadas, uma das grandes linhas que movem, organizam e dão sentido ao universo, elevando os heróis à suprema dignidade de, através

Leia mais

Sempre alerta! Sempre Alerta! Este é o tema mundial dos Escoteiros e das Bandeirantes, para mostrar que sempre estão de prontidão para as boas ações.

Sempre alerta! Sempre Alerta! Este é o tema mundial dos Escoteiros e das Bandeirantes, para mostrar que sempre estão de prontidão para as boas ações. Sempre Alerta! Mateus 24.36-44 Pr. Fernando Fernandes PIB em Penápolis Sempre alerta! Este é o tema mundial dos Escoteiros e das Bandeirantes, para mostrar que sempre estão de prontidão para as boas ações.

Leia mais

Medida Multidimensional Breve de Religiosidade/Espiritualidade BMMRS-p

Medida Multidimensional Breve de Religiosidade/Espiritualidade BMMRS-p Medida Multidimensional Breve de Religiosidade/Espiritualidade BMMRS-p A) Experiências espirituais diárias As seguintes questões lidam com as possíveis experiências espirituais. Com que frequência você

Leia mais

O corpo físico é mau e inferior à alma?

O corpo físico é mau e inferior à alma? O corpo físico é mau e inferior à alma? Compreendendo a natureza humana por Paulo Sérgio de Araújo INTRODUÇÃO Conforme a teoria das idéias (ou teoria das formas ) do filósofo grego Platão (428-347 a.c.),

Leia mais

NOSSA HISTÓRIA: OS EFEITOS DO PECADO E A REDENÇÃO DA SEXUALIDADE. 40 audiências gerais

NOSSA HISTÓRIA: OS EFEITOS DO PECADO E A REDENÇÃO DA SEXUALIDADE. 40 audiências gerais NOSSA HISTÓRIA: OS EFEITOS DO PECADO E A REDENÇÃO DA SEXUALIDADE 40 audiências gerais CRISTO FALA DO CORAÇÃO HUMANO Mateus 5, 27-28 CRISTO FALA DO CORAÇÃO HUMANO O "coração" é esta dimensão da humanidade,

Leia mais

Apresentação relativa ao Novo Testamento Evangelhos, Atos, Cartas e Apocalipse. A Bíblia é

Apresentação relativa ao Novo Testamento Evangelhos, Atos, Cartas e Apocalipse. A Bíblia é Apresentação relativa ao Novo Testamento Evangelhos, Atos, Cartas e Apocalipse A Bíblia é Pois é, após um longo percurso de descoberta do Antigo Testamento, chegou a vez de descobrir um pouco mais acerca

Leia mais

Uma voz a ser levada a sério até o fim

Uma voz a ser levada a sério até o fim Uma voz a ser levada a sério até o fim Hebreus 3:7 a 4:13 I. Uma voz ignorada no passado fé e gratidão 1. Deus podia ter feito diferente. 2. Deus podia ter feito melhor. 3. Deus podia ter feito do meu

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Quinta-feira da 29ª Semana do Tempo Comum Deus

Leia mais

O INÍCIO DA TRISTEZA DO HOMEM

O INÍCIO DA TRISTEZA DO HOMEM Bíblia para crianças apresenta O INÍCIO DA TRISTEZA DO HOMEM Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Byron Unger; Lazarus Adaptado por: M. Maillot; Tammy S. O texto bíblico desta história é extraído ou

Leia mais

Evangelizadora, antes de mais, em razão do seu nome. A Universidade Católica não é

Evangelizadora, antes de mais, em razão do seu nome. A Universidade Católica não é A UNIVERSIDADE CATÓLICA E A SUA PROJECÇÃO EVANGELIZADORA A Universidade Católica, pela sua identidade e missão, tem um indeclinável projecto de evangelização. A Universidade Católica é, por definição,

Leia mais

Treinamento de Instrutores Bíblicos. DONS ESPIRITUAIS: Chaves Para o Ministério

Treinamento de Instrutores Bíblicos. DONS ESPIRITUAIS: Chaves Para o Ministério North American Division Portuguese Ministry Treinamento de Instrutores Bíblicos DONS ESPIRITUAIS: Chaves Para o Ministério Dons Espirituais: Chaves Para o Ministério I. Por que devemos aprender sobre os

Leia mais

4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval. Introdução

4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval. Introdução 1 4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval Introdução O último período da Filosofia Grega é o Helenístico (Sec. III a.c.-vi d.c.). É um período

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Quarta-feira da 12ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Senhor,

Leia mais

Pensamento Positivo. Pr. Rodrigo Moraes

Pensamento Positivo. Pr. Rodrigo Moraes Pensamento Positivo Pr. Rodrigo Moraes Pensamento Positivo Pastor Rodrigo Moraes Igreja Nova Aliança Ministério Atraindo Vidas Para Deus - AVD 2015 Prefácio Esta é uma obra com o intuito de mostrar com

Leia mais

Revista Filosofia Capital ISSN Vol. 1, Edição 1, Ano SOBRE A ARTE. Graça Castell

Revista Filosofia Capital ISSN Vol. 1, Edição 1, Ano SOBRE A ARTE. Graça Castell 72 SOBRE A ARTE Graça Castell graca.castell@bol.com.br Brasília-DF 2006 73 SOBRE A ARTE Resumo Graça Castell 1 graca.castell@bol.com.br Este é um pequeno comentário a respeito da Arte, seu significado,

Leia mais

mies_de_amor@yahoo.com.ar

mies_de_amor@yahoo.com.ar Pautas para publicar artigos na Revista Espírita Mies de Amor Os artigos: podem ser escritos em espanhol ou em português; serão desconsiderados se não seguirem as pautas estabelecidas; serão recusados

Leia mais

CRUZEIRINHO DO MESTRE IRINEU

CRUZEIRINHO DO MESTRE IRINEU CRUZEIRINHO DO MESTRE IRINEU 1 2 1. Dou Viva a Deus Nas Alturas waltz Dou viva a Deus nas alturas E a Virgem Mãe nosso amor Viva todo Ser Divino E Jesus Cristo Redentor Eu peço a Deus nas alturas Para

Leia mais

21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da

21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da 21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que

Leia mais

Conceito da Ética Destacando as teorias da formação dos conceitos, o objeto e o objetivo da Ética

Conceito da Ética Destacando as teorias da formação dos conceitos, o objeto e o objetivo da Ética Conceito da Ética Destacando as teorias da formação dos conceitos, o objeto e o objetivo da Ética. Definições e Conceitos O termo ética deriva do grego ethos (caráter, modo de ser de uma pessoa). Ética

Leia mais

Jesus e a Sua Mensagem de Saúde. Como criador do Universo, Ele sabe o que é melhor para nós

Jesus e a Sua Mensagem de Saúde. Como criador do Universo, Ele sabe o que é melhor para nós Jesus e a Sua Mensagem de Saúde Como criador do Universo, Ele sabe o que é melhor para nós Agosto de 2008 2 No Princípio, Jesus criou o Céu e a Terra (João 1:1-3, 10). Jesus criou os animais para servir

Leia mais

Participar de Conselhos

Participar de Conselhos Como identificar os membros necessitados e ajudá-los a progredir Participar de Conselhos SELF-RELIANCE SERVICES/PEF Nos conselhos, os líderes se reúnem sob a direção das autoridades presidentes para discutir

Leia mais

O CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA

O CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA O CONTEXTO HISTÓRICO DO SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA CENÁRIO HISTÓRICO A Sociologia surge como conseqüência das mudanças trazidas por duas grandes revoluções do século XVIII. As mudanças trazidas pelas duas

Leia mais

Conceitos Básicos e História

Conceitos Básicos e História Psicologia na Educação Aula 1 Conceitos Básicos e História Profa. Adriana Straube Nesta aula discutiremos sobre o conceito de psicologia. As origens da psicologia como ciência nascendo na Alemanha. História

Leia mais

Instituto Recife Norte Preparação Missionária Professor Willian Silva

Instituto Recife Norte Preparação Missionária Professor Willian Silva Instituto Recife Norte Preparação Missionária Professor Willian Silva Doutrinas e Princípios a Compreender Prestar testemunho convida o Espírito a nosso ensino. Obtemos a palavra pela fé. Deus promete

Leia mais

A Quaresma como combate espiritual Dom, 28 de Dezembro de :14 - Última atualização Ter, 19 de Abril de :42

A Quaresma como combate espiritual Dom, 28 de Dezembro de :14 - Última atualização Ter, 19 de Abril de :42 Pe. Henrique Soares da Costa 1. Exorto-vos, irmãos, pela misericórdia de Deus, a que ofereçais vossos corpos como hóstia viva, santa e agradável a Deus: este é o vosso culto espiritual. E não vos conformeis

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

Sé Primacial do Brasil Província Anglicana Sagrado Coração

Sé Primacial do Brasil Província Anglicana Sagrado Coração FICHA DE ADESÃO E INACARDINAÇÃO DE MEMBROS Inscrição para: MEMBRO VISITANTE MEMBRO EFETIVO MEMBRO CLERO Nós somos uma Igreja Católica Independente. Separada da Comunhão com o Vaticano e o Papa. Você está

Leia mais

DOMINGO XXVIII. «Naamã foi ter novamente com o homem de Deus» e confessou a sua fé no Senhor

DOMINGO XXVIII. «Naamã foi ter novamente com o homem de Deus» e confessou a sua fé no Senhor DOMINGO XXVIII LEITURA I 2 Reis 5, 14-17 «Naamã foi ter novamente com o homem de Deus» e confessou a sua fé no Senhor Leitura do Segundo Livro dos Reis Naqueles dias, o general sírio Naamã desceu ao Jordão

Leia mais

EMPREENDENDO NA CRISE. Thiago Oliveira

EMPREENDENDO NA CRISE. Thiago Oliveira EMPREENDENDO NA CRISE Thiago Oliveira 10 dicas para empreender na crise OPORTUNIDADE AFASTAR-SE DO PESSIMISMO E DE PESSIMISTAS PRATICAR NOSSOS IDEAIS LIDERANÇA MUDAR A MENTALIDADE BUSCAR MELHORIAS REIVENTAR-SE

Leia mais

Adoração Eucarística. André Batista. texto ser distribuído pela assembleia). Bendiz, ó minha alma, o SENHOR, e todo o meu ser louve o seu nome santo.

Adoração Eucarística. André Batista. texto ser distribuído pela assembleia). Bendiz, ó minha alma, o SENHOR, e todo o meu ser louve o seu nome santo. Adoração Eucarística Subsídios Pastorais www.fatima.pt/documentacao André Batista BATISTA, André Adoração Eucarística. Em VAZ, Carla Abreu, coord. Envolvidos no amor de Deus pelo mundo: Itinerário Temático

Leia mais

FORMAÇÃO LITÚRGICA: LITURGIA: O QUE É?

FORMAÇÃO LITÚRGICA: LITURGIA: O QUE É? Escola de Maria: Escola da Fé FORMAÇÃO LITÚRGICA: LITURGIA: O QUE É? Formação Litúrgica: Liturgia: conceito O que é Liturgia? Termo de origem grega. ERGON (OBRA, AÇÃO, EMPREENDIMEN TO) (PÚBLICO) LEITON

Leia mais

PASSAGENS BÍBLICAS. O julgamento de Salomão Mar Vermelho

PASSAGENS BÍBLICAS. O julgamento de Salomão Mar Vermelho PASSAGENS BÍBLICAS O julgamento de Salomão Mar Vermelho ESPAÇO CATÓLICO Os espaços católicos têm diferentes denominações e cada uma tem significado próprio e um sentido para os fiéis. O mais comum é a

Leia mais

Ansiedade. Ansiedade de alerta. Uma reação normal que nos permite enfrentar pressões externas. Ansiedade Traumática

Ansiedade. Ansiedade de alerta. Uma reação normal que nos permite enfrentar pressões externas. Ansiedade Traumática t O que é ansiedade? A ansiedade é a emoção que aparece quando você sente que se aproxima uma ameaça, quando visualiza o futuro de maneira negativa e, em consequência, tenta se preparar para enfrentá-lo.

Leia mais

Caracterização Cronológica

Caracterização Cronológica Caracterização Cronológica Filosofia Medieval Século V ao XV Ano 0 (zero) Nascimento do Cristo Plotino (204-270) Neoplatônicos Patrística: Os grandes padres da igreja Santo Agostinho ( 354-430) Escolástica:

Leia mais

O PENSAMENTO DE SANTO AGOSTINHO PARA A FORMAÇÃO DO HOMEM CRISTÃO

O PENSAMENTO DE SANTO AGOSTINHO PARA A FORMAÇÃO DO HOMEM CRISTÃO O PENSAMENTO DE SANTO AGOSTINHO PARA A FORMAÇÃO DO HOMEM CRISTÃO DE PAULA, Andriely Samanda (PIC/UEM) PEREIRA MELO, José Joaquim (UEM) Aurelius Augustinus (Santo Agostinho) nasceu em 354 em Tagaste, hoje

Leia mais

1º REVEZAMENTO TEMÁTICO NA E.B.Q. JANEIRO E FEVEREIRO DE 2013 TEMA: ORIENTAÇÃO FAMILIAR

1º REVEZAMENTO TEMÁTICO NA E.B.Q. JANEIRO E FEVEREIRO DE 2013 TEMA: ORIENTAÇÃO FAMILIAR 1º REVEZAMENTO TEMÁTICO NA E.B.Q. JANEIRO E FEVEREIRO DE 2013 TEMA: ORIENTAÇÃO FAMILIAR PROFESSORES: Davi Mendes e Cristiane Marinho FAMÍLIA ¹Família 1. Conjunto de pessoas do mesmo sangue. 2. Conjunto

Leia mais

Juventude Mariana Vicentina Recitação do Terço

Juventude Mariana Vicentina Recitação do Terço Juventude Mariana Vicentina Recitação do Terço S Maria, a Senhora Missionária... Outubro de 2010 Introdução: Ritos Iniciais: C/. Deus, vinde em nosso auxílio. A/. Senhor, socorrei-nos e salvai-nos. C/.,

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração QUINTA-FEIRA DA 3ª SEMANA DA PÁSCOA Ó Deus eterno

Leia mais

Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o

Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o futuro com esperança. Como o testemunho de vida da

Leia mais

Especulações sobre o amor

Especulações sobre o amor Especulações sobre o amor Janete Luiz Dócolas, Psicanalista O amor é um mistério que há muito tempo, talvez desde que fora percebido, os homens vem tentando compreender, descrever ou ao menos achar um

Leia mais

GRUPO ESPÍRITA SEARA DO MESTRE Adriana Pizzuti Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br

GRUPO ESPÍRITA SEARA DO MESTRE Adriana Pizzuti Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br GRUPO ESPÍRITA SEARA DO MESTRE Adriana Pizzuti Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br Hydesville- Março 1848 Fenômenos de Hydesville França 1855 Mesas girantes Allan Kardec Doutrina Espírita

Leia mais

II Domingo do Advento (Ano B)

II Domingo do Advento (Ano B) EVANGELHO Mc 1,1-8 Ambiente: O Evangelho segundo Marcos parece ter sido o primeiro dos Evangelhos. O final da década de 60 é uma época difícil para os cristãos em geral e para os cristãos da cidade de

Leia mais

A Exposição Doutrinária Como Meio de Divulgação da Doutrina Espírita.

A Exposição Doutrinária Como Meio de Divulgação da Doutrina Espírita. A Exposição Doutrinária Como Meio de Divulgação da Doutrina Espírita. Apresentação disponível em www.searadomestre.com.br Elaborado pelo DEDO UME Santo Ângelo REFLEXÕES INICIAIS... POR QUE PREGAR... O

Leia mais

Módulo. Gerência de Marketing de Produtos e Serviços. Direito do Consumidor e o Marketing. Direito do Consumidor e o Marketing

Módulo. Gerência de Marketing de Produtos e Serviços. Direito do Consumidor e o Marketing. Direito do Consumidor e o Marketing Módulo Gerência de Marketing de Produtos e Serviços Prof. Mardônio da Silva Girão Direito do Consumidor e o Marketing Direito,Lei e Marketing - reflexão Direito do Consumidor e o Marketing 1. Os Direitos

Leia mais

TRADIÇÃO. Patriarcado de Lisboa JUAN AMBROSIO / PAULO PAIVA 2º SEMESTRE ANO LETIVO 2013 2014 1. TRADIÇÃO E TRADIÇÕES 2.

TRADIÇÃO. Patriarcado de Lisboa JUAN AMBROSIO / PAULO PAIVA 2º SEMESTRE ANO LETIVO 2013 2014 1. TRADIÇÃO E TRADIÇÕES 2. TRADIÇÃO JUAN AMBROSIO / PAULO PAIVA 2º SEMESTRE ANO LETIVO 2013 2014 1. TRADIÇÃO E TRADIÇÕES 2. A TRANSMISSÃO DO TESTEMUNHO APOSTÓLICO 3. TRADIÇÃO, A ESCRITURA NA IGREJA Revelação TRADIÇÃO Fé Teologia

Leia mais

Vida de Qualidade. Gálatas

Vida de Qualidade. Gálatas Vida de Qualidade Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez,

Leia mais

O que faz do Natal tão especial? O nascimento de Jesus Cristo é o evento mais signicante da história da humanidade.

O que faz do Natal tão especial? O nascimento de Jesus Cristo é o evento mais signicante da história da humanidade. O que faz do Natal tão especial? O nascimento de Jesus Cristo é o evento mais signicante da história da humanidade. O que faz do Natal tão especial?! O nascimento de Jesus Cristo é o evento mais signicante

Leia mais

Poderá interromper e dialogar com o grupo; montar perguntas durante a exibição; montar grupos de reflexão após a exibição, e assim por diante.

Poderá interromper e dialogar com o grupo; montar perguntas durante a exibição; montar grupos de reflexão após a exibição, e assim por diante. O Catequista, coordenador, responsável pela reunião ou encontro, quando usar esse material, tem toda liberdade de organizar sua exposição e uso do mesmo. Poderá interromper e dialogar com o grupo; montar

Leia mais

O QUE SE ESPERA DE UM MINISTRO DA MÚSICA: Que ajude a assembleia a entrar no mistério de Deus pela música;

O QUE SE ESPERA DE UM MINISTRO DA MÚSICA: Que ajude a assembleia a entrar no mistério de Deus pela música; O QUE SE ESPERA DE UM MINISTRO DA MÚSICA: Que ajude a assembleia a entrar no mistério de Deus pela música; Que esteja a serviço da igreja e da liturgia e não de si mesmo e de seus gostos pessoais; Que

Leia mais