O que é doença? Doença é: Como as doenças acontecem? Qual o padrão das doenças? Quais os tipos de doenças?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O que é doença? Doença é: Como as doenças acontecem? Qual o padrão das doenças? Quais os tipos de doenças?"

Transcrição

1 CURSO DE BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA E SAÚDE - EACH/USP Disciplina de Fundamentos da Atividade Física Docente responsável: Alex Antonio Florindo Roteiro da aula 1. Conceito de doença; 2. Tipos de doenças; 3. Conceito de saúde; 4. Conceito de estilo de vida; 5. Conceito de qualidade de vida. O que é doença? Desvio do estado normal; Anormalidade de uma estrutura ou função de uma parte do corpo, um orgão ou sistema; Conjunto de sinais (o que a gente observa) e/ou sintomas (o que a pessoa relata) que têm uma só causa; moléstia; Incômodo ou sofrimento físico; Incômodo ou sofrimento psicológico. Doença é: Incapacidade Autonomia afetada Como as doenças acontecem? As doenças podem ser transmitidas por um agente (vírus, bactérias, fungos, protozoários) As doenças podem ser não transmissíveis (não tem um agente específico, não tem causa e nem origem definida) Quais os tipos de doenças? Doenças infecciosas: são transmitidas por agentes específicos (vírus, bactérias, fungos, protozoários) Exemplos: dengue, HIV/aids, leptospirose Qual o padrão das doenças? Estados Unidos da América Doenças crônicas não transmissíveis (não são transmitidas por agentes infecciosos, são multicausais sem origem definida, tem contribuição da genética e meio-ambiente) Exemplos: hipertensão arterial, diabetes tipo II, doença da artéria coronária, obesidade, câncer, depressão 1

2 CONCEITO DE SAÚDE Saúde Mas então, o que é Saúde? Completo bem-estar físico mental e social e não a mera ausência de doença Organização Mundial da Saúde (OMS) (1948) Mas e quem mora em São Paulo? Mas será que todos nós estamos saudáveis neste exato momento por este conceito? CONCEITO DE SAÚDE DA OMS Completo bem-estar físico mental e social Então todos nós estamos doentes? Impossível de se atingir nos dias atuais Mera ausência de doença Evolução quanto a valorização da prevenção, porém, não suficiente 2

3 CONCEITO AMPLO DE SAÚDE SAÚDE Contínuo com pólos positivos e negativos Morte-----Doenças-----Riscos-----Comportamentos positivos Autonomia Conceito holístico de saúde Saúde é uma condição humana com dimensões física, social e psicológica, caracterizadas num contínuo, com pólos positivo e negativo Morte-----Doenças-----Riscos-----Comportamentos positivos Autonomia Manutenção da autonomia influenciada pelo estilo de vida Manutenção da autonomia influenciada pelo estilo de vida Fatores determinantes da saúde FATORES DETERMINANTES DA SAÚDE Artigo 3º da Lei 8080 de 1990 ALIMENTAÇÃO SANEAMENTO BÁSICO TRANSPORTE LAZER SERVIÇOS DE SAÚDE MORADIA MEIO-AMBIENTE TRABALHO RENDA EDUCAÇÃO ATIVIDADE FÍSICA Estilo de vida Saúde, na atualidade, tem muita relação com estilo de vida Conjunto de ações habituais que refletem as atitudes, os valores e as oportunidades na vida das pessoas Primordial a partir do século XX Diminuição nas doenças infecciosas Aumento na expectativa de vida Aumento nas doenças crônicas não transmissíveis 3

4 Pentáculo do bem-estar Nutrição Estresse Atividade física Mas e a qualidade de vida? O que é e onde entra nessa história? Relações sociais Comportamentos preventivos (álcool, tabagismo) Favela da Rocinha Favela de Heliópolis 4

5 Qualidade de vida Qualidade de vida Aspectos estruturais Aspectos individuais Determinantes da saúde Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) Ponto de vista pessoal Questionários/Entrevistas Qualidade de vida: Bem-estar Qualidade de vida _ Bem-estar psicológico, felicidade com a vida, satisfação das necessidades, avaliação da própria vida. Conceito de qualidade de vida A percepção do indivíduo de sua posição na vida no contexto da cultura e sistemas de valores nos quais ele vive em relação aos objetivos, expectativas, padrões e preocupações The WHOQOL Group (1994; 1995) Como mensurar qualidade de vida? Aspectos estruturais: _Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) _Leva em conta indicadores de saúde e educação. Aspectos individuais: _Questionário de qualidade de vida (WHOQol) _Questionário abrangendo questões físicas, psicológicas, de relacionamento social e ambientais. 5

6 - + Para a saúde é determinante, para a qualidade de vida é importante ALIMENTAÇÃO SANEAMENTO BÁSICO TRANSPORTE LAZER SERVIÇOS DE SAÚDE MORADIA MEIO-AMBIENTE TRABALHO RENDA EDUCAÇÃO ATIVIDADE FÍSICA SAÚDE Morte-----Doenças-----Riscos-----Comportamentos positivos Autonomia Resumo da aula Conceito de doença; Tipos de doenças; Conceito de saúde; Conceito de estilo de vida; Conceito de qualidade de vida. Qualidade de vida = Aspectos estruturais + BEM-ESTAR psicológico 6

Qualidade de vida com Esporte na Unisul

Qualidade de vida com Esporte na Unisul Qualidade de vida com Esporte na Unisul A percepção do indivíduo sobre a sua posição na vida, no contexto da cultura e dos sistemas de valores nos quais ele vive, e em relação a seus objetivos, expectativas,

Leia mais

Qualidade de Vida 02/03/2012

Qualidade de Vida 02/03/2012 Prof. Dr. Carlos Cezar I. S. Ovalle Descreve a qualidade das condições de vida levando em consideração fatores como saúde, educação, expectativa de vida, bem estar físico, psicológico, emocional e mental.

Leia mais

Lazer Ativo: Promoção de estilos de vida mais ativos e saudáveis. Semana da Vida Saudável

Lazer Ativo: Promoção de estilos de vida mais ativos e saudáveis. Semana da Vida Saudável Semana da Vida Saudável - 2008 Lazer Ativo: Promoção de estilos de vida mais ativos e saudáveis Apresentação preparada por Markus Vinicius Nahas NuPAF / UFSC Por que o estilo de vida - e o lazer - são

Leia mais

XIV Encontro Nacional de Rede de Alimentação e Nutrição do SUS. Janaína V. dos S. Motta

XIV Encontro Nacional de Rede de Alimentação e Nutrição do SUS. Janaína V. dos S. Motta XIV Encontro Nacional de Rede de Alimentação e Nutrição do SUS Janaína V. dos S. Motta EPIDEMIOLOGIA NUTRICIONAL Relatório Mundial de Saúde 1) Água contaminada e falta de saneamento; 2) Uso de combustíveis

Leia mais

DEPTO. DE ALIMENTOS E NUTRIÇÃO EXPERIMENTAL B14 Célia Colli. intervenções preventivas no início da vida trazem benefícios para a vida inteira

DEPTO. DE ALIMENTOS E NUTRIÇÃO EXPERIMENTAL B14 Célia Colli. intervenções preventivas no início da vida trazem benefícios para a vida inteira 1 NUTRIÇÃO E SAÚDE DEPTO. DE ALIMENTOS E NUTRIÇÃO EXPERIMENTAL B14 Célia Colli 2 GRUPO DE NUTRIÇÃO ALIMENTOS E NUTRIÇÃO II/ FBA 417 Célia Colli Minerais em nutrição Fernando Salvador Moreno Dieta, nutrição

Leia mais

EPIDEMIOLOGIA E SAÚDE PÚBLICA HISTÓRIA NATURAL E PREVENÇÃO DE DOENÇAS

EPIDEMIOLOGIA E SAÚDE PÚBLICA HISTÓRIA NATURAL E PREVENÇÃO DE DOENÇAS Caro Leitor, A equipe técnica do Concurseiro da Saúde empenha-se em desenvolver apostilas e materiais atualizados de acordo com as leis recentemente publicadas a fim de estar sempre em consonância com

Leia mais

Euroamerica Dr. Mario Ivo Serinolli 03/2010

Euroamerica Dr. Mario Ivo Serinolli 03/2010 Visão atual das Consultorias sobre gerenciamento das doenças / medicina preventiva na saúde suplementar Euroamerica Dr. Mario Ivo Serinolli 03/2010 Situação Atual Alto custo da assistência médica para

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA FUNDAMENTAL PROF.ª FRANCISCA AGUIAR 7 ANO PROF.ª JUCIMARA BRITO

EDUCAÇÃO FÍSICA FUNDAMENTAL PROF.ª FRANCISCA AGUIAR 7 ANO PROF.ª JUCIMARA BRITO EDUCAÇÃO FÍSICA 7 ANO PROF.ª JUCIMARA BRITO FUNDAMENTAL PROF.ª FRANCISCA AGUIAR CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia: Corpo, Movimento e Linguagem na Era da Informação 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

1. Benefícios da atividade física

1. Benefícios da atividade física 1. Benefícios da atividade física "ATIVIDADE FÍSICA É UM DIREITO DE TODOS E UMA NECESSIDADE BÁSICA" (UNESCO). O ser humano, na sua preocupação com o corpo, tem de estar alerta para o fato de que saúde

Leia mais

É POSSÍVEL VIVER MAIS E MELHOR? Prof. Carlos Iglézias

É POSSÍVEL VIVER MAIS E MELHOR? Prof. Carlos Iglézias É POSSÍVEL VIVER MAIS E MELHOR? O QUE MUDOU DE IMPORTANTE EM NOSSAS VIDAS? Expectativa de Vida: 1900 = 33 anos 1940 = 38 anos 1994 = 66 anos 2000 = 70 anos 2005 = 71,9 anos 2007 = 72,7 anos 2010 = 73,4

Leia mais

Saúde e sua relação com a atividade física

Saúde e sua relação com a atividade física Saúde e sua relação com a atividade física Conceito de saúde Definição da OMS (1974): saúde é o estado de mais completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de enfermidade. Avanços

Leia mais

Determinantes do processo saúde-doença. Identificação de riscos à saúde. Claudia Witzel

Determinantes do processo saúde-doença. Identificação de riscos à saúde. Claudia Witzel Determinantes do processo saúde-doença. Identificação de riscos à saúde Claudia Witzel CONCEITOS DE SAÚDE E DOENÇA Saúde pode ser definida como ausência de doença Doença ausência de saúde... Saúde é um

Leia mais

Tópicos. Cenário Atual. Estratégias e custo efetividade. Metas para redução de Doenças Crônicas Não- Transmissíveis (DCNT) 2011

Tópicos. Cenário Atual. Estratégias e custo efetividade. Metas para redução de Doenças Crônicas Não- Transmissíveis (DCNT) 2011 Tópicos Cenário Atual Metas para redução de Doenças Crônicas Não- Transmissíveis (DCNT) 2011 Estratégias e custo efetividade Envelhecimento Populacional Mais Idade Mais DCNT Mortalidade DCNT = 63% dos

Leia mais

Vigitel Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico

Vigitel Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico Vigitel Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico Avaliação Dados de 2013 Periodicidade: anual desde 2006 Público: maiores de 18 anos e residentes nas 26

Leia mais

Dra Eliane Guimarães Área de Gestão de Saúde PROGRAMA PARA VIVER MELHOR

Dra Eliane Guimarães Área de Gestão de Saúde PROGRAMA PARA VIVER MELHOR Dra Eliane Guimarães Área de Gestão de Saúde PROGRAMA PARA VIVER MELHOR Área de Gestão de Saúde Estrutura Organizacional Área de Gestão de Saúde Núcleo Técnico Administrativo Unidade Saúde Corporativa

Leia mais

VIVER BEM RENATO MAURÍCIO EM HERÓI TAMBÉM É GENTE SAÚDE DO HOMEM

VIVER BEM RENATO MAURÍCIO EM HERÓI TAMBÉM É GENTE SAÚDE DO HOMEM VIVER BEM RENATO MAURÍCIO EM HERÓI TAMBÉM É GENTE SAÚDE DO HOMEM Renato Maurício vive achando que é um super-herói. Trabalha muito e resolve tudo. Todo dia se reúne no bar com os amigos, que fazem até

Leia mais

Doenças do Sistema Nervoso

Doenças do Sistema Nervoso SISTEMA NERVOSO Doenças do Sistema Nervoso Alzheimer degenerativa, isto é, que produz atrofia, progressiva, com início mais frequente após os 65 anos, que produz a perda das habilidades de pensar, raciocinar,

Leia mais

Profª. Andréa Paula Enfermeira - Facebook -

Profª. Andréa Paula Enfermeira  - Facebook - DETERMINANTES SOCIAIS DA SAÚDE Profª. Andréa Paula Enfermeira E-mail - profandreaps@gmail.com Facebook - http://facebook.com/profandreaps CONCEITOS Para a Comissão Nacional sobre os Determinantes Sociais

Leia mais

ESTILO DE VIDA EM ADOLESCENTES DO ENSINO MÉDIO

ESTILO DE VIDA EM ADOLESCENTES DO ENSINO MÉDIO V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 ESTILO DE VIDA EM ADOLESCENTES DO ENSINO MÉDIO Rafaela Pilegi Dada 1 ; Sérgio Roberto Adriano Prati 2 RESUMO: O estilo

Leia mais

SAÚDE CORPORATIVA: ASSOCIAÇÃO ENTRE A MEDICINA ASSISTENCIAL A MEDICINA PREVENTIVA E A SAÚDE OCUPACIONAL

SAÚDE CORPORATIVA: ASSOCIAÇÃO ENTRE A MEDICINA ASSISTENCIAL A MEDICINA PREVENTIVA E A SAÚDE OCUPACIONAL SAÚDE CORPORATIVA: ASSOCIAÇÃO ENTRE A MEDICINA ASSISTENCIAL A MEDICINA PREVENTIVA E A SAÚDE OCUPACIONAL A expansão do mercado de equipamentos hospitalares quase triplicou seu faturamento nos últimos cinco

Leia mais

ABRANGÊNCIA METODOLOGIA

ABRANGÊNCIA METODOLOGIA PNS Pesquisa Nacional de Saúde 2013 Percepção do estado de saúde, estilos de vida e doenças crônicas, Brasil, grandes regiões e unidades da federação Volume 1 ABRANGÊNCIA A Pesquisa Nacional de Saúde 2013

Leia mais

PREVENÇÃO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES

PREVENÇÃO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES PREVENÇÃO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES Dra Fabrícia de Oliveira Assis Cantadori Cardiologista do HUJM Cuiabá, maio de 2015 UFMT PREVENÇÃO É procurar e utilizar métodos para prevenir doenças e/ou suas complicações,

Leia mais

PREVALENCIA DAS DOENÇAS CRONICAS NÃO-TRANSMISSIVEIS EM IDOSOS NO ESTADO DA PARAIBA

PREVALENCIA DAS DOENÇAS CRONICAS NÃO-TRANSMISSIVEIS EM IDOSOS NO ESTADO DA PARAIBA PREVALENCIA DAS DOENÇAS CRONICAS NÃO-TRANSMISSIVEIS EM IDOSOS NO ESTADO DA PARAIBA Rita de Cássia Sousa Silva (1); Daniele Fidelis de Araújo (1); Ítalo de Lima Farias (2); Socorro Malaquias dos Santos

Leia mais

NOTA TÉCNICA 41 /2012. Institui a Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

NOTA TÉCNICA 41 /2012. Institui a Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). NOTA TÉCNICA 41 /2012 Institui a Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). INTRODUÇÃO As doenças crônicas não transmissíveis constituem o problema

Leia mais

Determinantes Sociais da Saúde. Professor: Dr. Eduardo Arruda

Determinantes Sociais da Saúde. Professor: Dr. Eduardo Arruda Determinantes Sociais da Saúde Professor: Dr. Eduardo Arruda Conteúdo Programático desta aula Epidemiologia social e os Determinantes Sociais da Saúde (DSS); Principais Iniquidades em Saúde no Brasil;

Leia mais

Conceito de Ecoepidemiologia Prof. Claudia Witzel

Conceito de Ecoepidemiologia Prof. Claudia Witzel Conceito de Ecoepidemiologia Prof. Claudia Witzel Definição Os fenômenos estudados pela epidemiologia pertencem ao âmbito coletivo e, portanto, devem remeter ao social. Faz sentido pensar em algum processo

Leia mais

NÚCLEO DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO ADOLESCENTE NASAD

NÚCLEO DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO ADOLESCENTE NASAD O Estatuto da Criança e do Adolescente, Lei n.º 8.069/90 (BRASIL, 1990), circunscreve a adolescência como o período de vida que vai dos 12 aos 18 anos de idade e a Organização Mundial da Saúde (OMS) delimita

Leia mais

AULA: 5 - Assíncrona TEMA: Cultura- A pluralidade na expressão humana.

AULA: 5 - Assíncrona TEMA: Cultura- A pluralidade na expressão humana. : 5 - Assíncrona TEMA: Cultura- A pluralidade na expressão humana. Conteúdo: Doenças relacionadas ao sedentarismo Diabetes. Doenças relacionadas ao sedentarismo Hipertensão arterial e dislipidemias. Habilidades:

Leia mais

EXERCÍCIO FÍSICO E IDOSOS

EXERCÍCIO FÍSICO E IDOSOS EXERCÍCIO FÍSICO E IDOSOS Dra. Maria Isabel Toulson Davisson Carrea Coordenadora do Observatório de Metabolismo e Nutrição Msc. Alessandra de Magalhães Campos Garcia Professora de Educação Física coordenadora

Leia mais

MEDIDAS DE PREVENÇÃO NA SAÚDE MENTAL. Prof. João Gregório Neto

MEDIDAS DE PREVENÇÃO NA SAÚDE MENTAL. Prof. João Gregório Neto MEDIDAS DE PREVENÇÃO NA SAÚDE MENTAL Prof. João Gregório Neto PREVENÇÃO Ato ou efeito de prevenir-se Disposição ou preparo antecipado e preventivo Precaução, cautela Modo de ver antecipado, premeditado

Leia mais

Diagnóstico do estilo e da qualidade de vida de trabalhadores em uma organização federal

Diagnóstico do estilo e da qualidade de vida de trabalhadores em uma organização federal Diagnóstico do estilo e da qualidade de vida de trabalhadores em uma organização federal Luciana da Silva Timossi (UTFPR) lu_lirani@yahoo.com.br Antonio Carlos de Francisco (UTFPR) acfrancisco@pg.cefetpr.br

Leia mais

Sumário. 1 Rastreamento de doenças

Sumário. 1 Rastreamento de doenças Sumário 1 Rastreamento de doenças Álcool, abuso e dependência 2 Anemia 3 Aneurisma de aorta abdominal (AAA) 4 + Anormalidades do crescimento infantil 5 Atraso de fala e linguagem 6 + Bacteriúria assintomática

Leia mais

A era do Estilo de Vida Ativo. Jair Sindra Virtuoso Júnior Atividade Física & Saúde - UFTM

A era do Estilo de Vida Ativo. Jair Sindra Virtuoso Júnior Atividade Física & Saúde - UFTM A era do Estilo de Vida Ativo Jair Sindra Virtuoso Júnior Atividade Física & Saúde - UFTM Saúde e Qualidade de Vida na Sociedade Contemporânea Thomas Edison, 1902 O médico do futuro não receitará medicamentos,

Leia mais

Rio de Janeiro, dezembro de 2006

Rio de Janeiro, dezembro de 2006 Política de indução das ações de Promoção da Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças, no âmbito do Setor de Saúde Suplementar, visando à integralidade da Atenção à Saúde. Rio de Janeiro, dezembro de 2006

Leia mais

Maio, Unidade de Cuidados na Comunidade de Castelo Branco. Hipertensão Arterial

Maio, Unidade de Cuidados na Comunidade de Castelo Branco. Hipertensão Arterial Maio, 2014 Unidade de Cuidados na Comunidade de Castelo Branco Hipertensão Arterial Sumário: O que é a Hipertensão Arterial (HTA)?; Causas da HTA; Fatores de Risco; Como prevenir a HTA; Sintomas; Problemas

Leia mais

Questionário Programa de Planejamento a Aposentadoria PPA Trilhando Novos Caminhos Prezado Participante,

Questionário Programa de Planejamento a Aposentadoria PPA Trilhando Novos Caminhos Prezado Participante, MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS DEPARTAMENTO DE QUALIDADE DE VIDA Questionário Programa de Planejamento a Aposentadoria

Leia mais

EIXO 1 SAÚDE DE POPULAÇÕES ESPECÍFICAS E VULNERÁVEIS

EIXO 1 SAÚDE DE POPULAÇÕES ESPECÍFICAS E VULNERÁVEIS RESULTADO FINAL DA OFICINA DE SELEÇÃO DE PRIORIDADES DE PESQUISA EM SAÚDE PARA A EDIÇÃO 2015/2016 DO PROGRAMA PESQUISA PARA O SUS: GESTÃO COMPARTILHADA EM SAÚDE (PPSUS) DO ESTADO DE ALAGOAS (AL) A Fundação

Leia mais

ADOLESCENTES PORTUGUESES: ALIMENTAÇÃO E ESTILOS DE VIDA SAUDAVEIS

ADOLESCENTES PORTUGUESES: ALIMENTAÇÃO E ESTILOS DE VIDA SAUDAVEIS ADOLESCENTES PORTUGUESES: ALIMENTAÇÃO E ESTILOS DE VIDA SAUDAVEIS Margarida Gaspar de Matos* Marlene Silva e Equipa Aventura Social & Saúde *Psicologa, Prof Ass F M H / UTL Coordenadora Nacional do HBSC/OMS

Leia mais

Izabela Alves Gomes Nutricionista UERJ Mestranda em Alimentos e Nutrição - UNIRIO

Izabela Alves Gomes Nutricionista UERJ Mestranda em Alimentos e Nutrição - UNIRIO Izabela Alves Gomes izabela.nut@gmail.com Nutricionista UERJ Mestranda em Alimentos e Nutrição - UNIRIO Rio de Janeiro - 2016 É considerado vegetariano todo aquele que exclui de sua alimentação todos os

Leia mais

O IMPACTO DAS AÇÕES EM QUALIDADE DE VIDA NA SAÚDE CORPORATIVA

O IMPACTO DAS AÇÕES EM QUALIDADE DE VIDA NA SAÚDE CORPORATIVA O IMPACTO DAS AÇÕES EM QUALIDADE DE VIDA NA SAÚDE CORPORATIVA Sâmia Simurro Junho / 2011 DETERMINANTES DA SAÚDE E DO BEM-ESTAR William Haskel, Stanford University, 1988 QUALIDADE DE VIDA NAS EMPRESAS Lugar

Leia mais

É possível envelhecer com saúde? Embora muitos ainda associem a velhice ao acúmulo de doenças, as pesquisas recentes demonstram que o processo natural de envelhecimento não é um fator impeditivo para a

Leia mais

Tema: Saúde Individual e Comunitária

Tema: Saúde Individual e Comunitária Ficha de Trabalho de Ciências Naturais 9º Ano Tema: Saúde Individual e Comunitária 1- Observa a imagem seguinte: 1.1- Indica porque está a saúde representada por um triângulo? 1.2- Dá 2 exemplos da vida

Leia mais

OS AMPLOS BENEFÍCIOS DE UM ESTILO DE VIDA SAUDÁVEL Alberto José N. Ogata

OS AMPLOS BENEFÍCIOS DE UM ESTILO DE VIDA SAUDÁVEL Alberto José N. Ogata OS AMPLOS BENEFÍCIOS DE UM ESTILO DE VIDA SAUDÁVEL Alberto José N. Ogata A saúde e a qualidade de vida das pessoas não se resumem ao seu estado de saúde, identificado pelos resultados de exames laboratoriais

Leia mais

Distúrbios e doenças ligadas à obesidade. Trabalho realizado por: Álvaro Santos Nº1 9ºA Miguel Oliveira Nº19 9ºA Carlos Azevedo Nº5 9ºA

Distúrbios e doenças ligadas à obesidade. Trabalho realizado por: Álvaro Santos Nº1 9ºA Miguel Oliveira Nº19 9ºA Carlos Azevedo Nº5 9ºA Distúrbios e doenças ligadas à obesidade Trabalho realizado por: Álvaro Santos Nº1 9ºA Miguel Oliveira Nº19 9ºA Carlos Azevedo Nº5 9ºA Índice Introdução O que é a Obesidade? Doenças e distúrbios físicos

Leia mais

TÍTULO: A IMPORTÂNCIA DA FISIOTERAPIA PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS COM DIABETES MELLITUS

TÍTULO: A IMPORTÂNCIA DA FISIOTERAPIA PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS COM DIABETES MELLITUS TÍTULO: A IMPORTÂNCIA DA FISIOTERAPIA PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS COM DIABETES MELLITUS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE

Leia mais

História Natural da doença

História Natural da doença PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Escola de Ciências Agrárias e Biológicas Epidemiologia e Saúde Pública História Natural da doença Prof. Msc. Macks Wendhell Roteiro I. História natural da doença

Leia mais

Os ABCs da melhoria das condições de saúde com o desenvolvimento na primeira infância.

Os ABCs da melhoria das condições de saúde com o desenvolvimento na primeira infância. Os ABCs da melhoria das condições de saúde com o desenvolvimento na primeira infância. Professor James Heckman Prêmio Nobel em Economia Professor emérito de economia Henry Schultz, Universidade de Chicago

Leia mais

Palavras-chave: hipertensão arterial, educação em saúde, prevenção. (83)

Palavras-chave: hipertensão arterial, educação em saúde, prevenção. (83) EDUCAÇÃO EM SAÚDE COMO INSTRUMENTO PARA PREVENÇÃO DE HIPERTENSÃO ARTERIAL EM SERVIDORES PÚBLICOS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Emerson Eduardo Farias Basílio (1); Emily

Leia mais

ETHANOL SUMMIT 2017 PAINEL. Açúcar: O Consumo Equilibrado Como Melhor Escolha. São Paulo junho/17

ETHANOL SUMMIT 2017 PAINEL. Açúcar: O Consumo Equilibrado Como Melhor Escolha. São Paulo junho/17 ETHANOL SUMMIT 2017 PAINEL Açúcar: O Consumo Equilibrado Como Melhor Escolha São Paulo junho/17 Estudo VIGITEL 2016* do Ministério da Saúde aponta: brasileiros trocam alimentos naturais por industrializados

Leia mais

Responda às questões abaixo tendo como referência o estudo de Colares & Freitas (2007):

Responda às questões abaixo tendo como referência o estudo de Colares & Freitas (2007): 01 Concurso Os trabalhadores de uma UAN de grande porte apresentam queixas de cansaço, desânimo e descontentamento no trabalho, afetando sua saúde, produtividade e qualidade do produto final. Responda

Leia mais

ANEXO I QUESTIONÁRIO SOBRE CONDIÇÕES DE SAÚDE E ALGUNS FATORES QUE PODEM INFLUENCIAR NO ESTADO DE SAÚDE. Data da 1ª coleta de informações: / /2016.

ANEXO I QUESTIONÁRIO SOBRE CONDIÇÕES DE SAÚDE E ALGUNS FATORES QUE PODEM INFLUENCIAR NO ESTADO DE SAÚDE. Data da 1ª coleta de informações: / /2016. ANEXO I QUESTIONÁRIO SOBRE CONDIÇÕES DE SAÚDE E ALGUNS FATORES QUE PODEM INFLUENCIAR NO ESTADO DE SAÚDE O presente Questionário tem como objetivos informar o estado de saúde do aluno para que o profissional

Leia mais

Joselita Batista dos Santos

Joselita Batista dos Santos CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde ESPAÇO DE HUMANIZAÇÃO DO SERVIDOR, JOÃO CÂMARA/RN Joselita Batista dos Santos João Câmara, RN Agosto, 2012 1 1.

Leia mais

RELATÓRIO DE QUALIDADE DE VIDA GLOBAL UMICORE

RELATÓRIO DE QUALIDADE DE VIDA GLOBAL UMICORE RELATÓRIO DE QUALIDADE DE VIDA GLOBAL 2010 - UMICORE Muitas pessoas associam qualidade de vida a condições financeiras. De fato, o dinheiro influencia para que haja qualidade de vida, mas é somente um

Leia mais

PLANEJAMENTO DAS AÇÕES CIPA UNIVALI CAMPUS ITAJAÍ

PLANEJAMENTO DAS AÇÕES CIPA UNIVALI CAMPUS ITAJAÍ PLANEJAMENTO DAS AÇÕES CIPA UNIVALI CAMPUS ITAJAÍ ANO 2017 CRONOGRAMA DE AÇÕES FEVEREIRO : Dia 05.02 DIA NACIONAL DA MAMOGRAFIA A CIPA Gestão 2016-2017, imbuída do compromisso com a segurança e saúde de

Leia mais

HIV/AIDS E QUALIDADE DE VIDA: ESTUDO COMPARATIVO EM PESSOAS ACIMA DE 50 ANOS

HIV/AIDS E QUALIDADE DE VIDA: ESTUDO COMPARATIVO EM PESSOAS ACIMA DE 50 ANOS HIV/AIDS E QUALIDADE DE VIDA: ESTUDO COMPARATIVO EM PESSOAS ACIMA DE 50 ANOS Josevânia da Silva UNIPE josevaniasco@gmail.com Jéssica Oliveira Galvão UFPB jessica92.og@hotmail.com Ana Alayde Werba Saldanha

Leia mais

Pesquisa inédita releva como a brasileira cuida do coração

Pesquisa inédita releva como a brasileira cuida do coração Informação à imprensa Pesquisa inédita releva como a brasileira cuida do coração Sociedade Brasileira de Clínica Médica mapeia histórico da saúde de mulheres e seus hábitos, a partir de levantamento com

Leia mais

A saúde e as políticas públicas: conceitos e tendências Francisco Carlos Cardoso de Campos

A saúde e as políticas públicas: conceitos e tendências Francisco Carlos Cardoso de Campos A saúde e as políticas públicas: conceitos e tendências Francisco Carlos Cardoso de Campos São Paulo 25 de Fevereiro de 2015 Determinantes sociais da saúde Tendências cenário otimista Retomada do crescimento

Leia mais

PREOCUPAÇÃO COM A SAÚDE

PREOCUPAÇÃO COM A SAÚDE PREOCUPAÇÃO COM A SAÚDE Tâmara Barros Cuidar da alimentação, fazer exercícios regularmente e ter uma boa noite de sono são medidas básicas para manter a saúde. Além de prevenir e ajudar na cura de doenças,

Leia mais

Por uma prática promotora de saúde em Orientação Vocacional (Ana Bock e Wanda Aguiar)

Por uma prática promotora de saúde em Orientação Vocacional (Ana Bock e Wanda Aguiar) Por uma prática promotora de saúde em Orientação Vocacional (Ana Bock e Wanda Aguiar) Segundo a OMS, saúde é o mais completo estado de bemestar físico, psicológico e social para um indivíduo. O que significa

Leia mais

ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DOS FATORES DE RISCO PARA DOENÇA CORONARIANA DOS SERVIDORES DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ

ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DOS FATORES DE RISCO PARA DOENÇA CORONARIANA DOS SERVIDORES DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ ESTUDO EPIDEMIOLÓGICO DOS FATORES DE RISCO PARA DOENÇA CORONARIANA DOS SERVIDORES DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ Natália Ribeiro (PIBIC/CNPq/FA-UEM), Ana Paula Vilcinski

Leia mais

APRESENTAÇÃO E-PÔSTER DATA: 18/10/16 LOCAL: SALAS PRÉDIO IV

APRESENTAÇÃO E-PÔSTER DATA: 18/10/16 LOCAL: SALAS PRÉDIO IV APRESENTAÇÃO E-PÔSTER DATA: 18/10/16 LOCAL: SALAS PRÉDIO IV TÍTULO E-PÔSTER SALA PRÉDIO IV HORÁRIO GESTAÇÃO ECTÓPICA TUBÁRIA AVANÇADA UM RELATO DE CASO 200 12:00 HIPOVITAMINOSE D E SUAS CONSEQUÊNCIAS CARDIOVASCULARES

Leia mais

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: NUTRIÇÃO INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE ANHANGUERA DE SÃO PAULO

CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: NUTRIÇÃO INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE ANHANGUERA DE SÃO PAULO TÍTULO: AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE GORDURA SATURADA E DA SUA ASSOCIAÇÃO COM OS FATORES DE RISCO PARA DOENÇAS CARDIOVASCULARES DE MULHERES ATENDIDAS NA CLÍNICA DE NUTRIÇÃO DA UNIBAN CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA:

Leia mais

compromisso com a excelência, Aplicação prática da CIPA nos canteiros de obras

compromisso com a excelência, Aplicação prática da CIPA nos canteiros de obras VC É AQUILO QUE VC FAZ CONTINUAMENTE. EXCELÊNCIA NÃO É UMA EVENTUALIDADE, É UM HÁBITO. ARISTÓTELES A qualidade de vida de uma pessoa é diretamente proporcional ao seu compromisso com a excelência, independentemente

Leia mais

Unidade: Níveis de Atenção em Saúde. Unidade I:

Unidade: Níveis de Atenção em Saúde. Unidade I: Unidade: Níveis de Atenção em Saúde Unidade I: 0 Unidade: Níveis de Atenção em Saúde História Natural da Doença Nessa unidade serão abordados os níveis de atenção e saúde, e sua inter-relação com a prevenção

Leia mais

QUALIDADE DE VIDA E SAÚDE

QUALIDADE DE VIDA E SAÚDE QUALIDADE DE VIDA E SAÚDE Luiz Augusto Riani Costa Saúde - Definição A saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não consiste apenas na ausência de doença ou enfermidade. Gozar

Leia mais

DESENVOLVIMENTO HUMANO E ENVELHECIMENTO. Dra. Maria Auxiliadora Motta Barreto

DESENVOLVIMENTO HUMANO E ENVELHECIMENTO. Dra. Maria Auxiliadora Motta Barreto DESENVOLVIMENTO HUMANO E ENVELHECIMENTO Dra. Maria Auxiliadora Motta Barreto O desenvolvimento humano começa com o nascimento e não cessa até a morte, porém variam em cada etapa, os tipos, as manifestações

Leia mais

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE DOENÇA METABÓLICA

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE DOENÇA METABÓLICA O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE DOENÇA METABÓLICA ENTENDENDO a doença metabólica A doença metabólica, também chamada de síndrome metabólica ou ainda de plurimetabólica, em geral faz parte de um conjunto de

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico 333 Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso Etec :Paulino Botelho Código:091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Ambiente e Saúde Habilitação Profissional: Técnico em Enfermagem

Leia mais

SÍNDROME DE BURNOUT das causas ao cuidado

SÍNDROME DE BURNOUT das causas ao cuidado SÍNDROME DE BURNOUT das causas ao cuidado PELA MANHÃ VOCÊ SE SENTE ASSIM? E NO TRABALHO, VOCÊ SE SENTE ASSIM? SUA VIDA ESTA ASSIM? OU TUDO ESTA ASSIM? ESTRESSE Ocorre diante de uma situação (real ou imaginária)

Leia mais

REDUÇÃO & REEDUCAÇÃO PROGRAMA DE EMAGRECIMENTO

REDUÇÃO & REEDUCAÇÃO PROGRAMA DE EMAGRECIMENTO Go Mag R do o Os Efeitos negativos da Obesidade na sua saúde e na sua vida: Menor expectativa de vida Baixa autoestima Mobilidade limitada Problemas nas articulações Ataque cardíaco Pressão alta 2R QUE

Leia mais

Desigualdades sociais e doenças crônicas de adultos:

Desigualdades sociais e doenças crônicas de adultos: Desigualdades sociais e doenças crônicas de adultos: Estudo Pró-Saúde Dóra Chor XVIII Congresso Mundial de Epidemiologia VII Congresso Brasileiro de Epidemiologia 2008 Conclusões Observamos, na Europa,

Leia mais

Como melhorar os resultados em saúde populacional

Como melhorar os resultados em saúde populacional Como melhorar os resultados em saúde populacional Como melhorar os resultados em saúde populacional Através da saúde suplementar Através da gestão em saúde na empresa Katia Audi Curci Gerente de Monitoramento

Leia mais

CULTURA E CLIMA ORGANIZACIONAL

CULTURA E CLIMA ORGANIZACIONAL CULTURA E CLIMA ORGANIZACIONAL PLANO DE AULA Contexto e Mudanças no Ambiente de Trabalho Conceito de Clima Organizacional Conceito de Cultura Organizacional Clima e Cultura Organizacional Indicadores de

Leia mais

Programa Cessação do Tabagismo

Programa Cessação do Tabagismo Programa Cessação do Tabagismo Vallourec do Brasil Ramo de atividade: Siderurgia Produto: Tubos de aço sem costura Presença no Brasil: desde 1952 Localização: Belo Horizonte/MG Empregos diretos: 4.000

Leia mais

WORKSHOP RESÍDUOS SÓLIDOS DESAFiOS PARA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA SAÚDE E LIMPEZA PÚBLICA

WORKSHOP RESÍDUOS SÓLIDOS DESAFiOS PARA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA SAÚDE E LIMPEZA PÚBLICA WORKSHOP RESÍDUOS SÓLIDOS DESAFiOS PARA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA SAÚDE E LIMPEZA PÚBLICA 2 CONDICIONANTES E DETERMINANTES DE SAÚDE: Conceito de Saúde para a Organização Mundial de Saúde, a OMS: Saúde é

Leia mais

Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis no Brasil tem interface com Saúde Bucal?

Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis no Brasil tem interface com Saúde Bucal? Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis no Brasil tem interface com Saúde Bucal? Lenildo de Moura Coordenação de Vigilância de Doenças Crônicas Não Transmissíveis Secretaria de Vigilância em

Leia mais

DISCIPLINA MÉTODOS DE ABORDAGEM EM SAÚDE COMUNITÁRIA

DISCIPLINA MÉTODOS DE ABORDAGEM EM SAÚDE COMUNITÁRIA FACULDADE DE MEDICINA DA UFRGS DEPARTAMENTO DE MEDICINA SOCIAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA DISCIPLINA MÉTODOS DE ABORDAGEM EM SAÚDE COMUNITÁRIA Prof. João Werner Falk Ex-Chefe do DMS / FAMED / UFRGS

Leia mais

NOVASInterações com os Serviços de Saúde 26 de junho de 2015

NOVASInterações com os Serviços de Saúde 26 de junho de 2015 Seminário NOVASInterações com os Serviços de Saúde 26 de junho de 2015..Resultados em Saúde.. O Programa do XVII Governo reconheceu os Cuidados de Saúde Primários como o pilar central do sistema de saúde.

Leia mais

Contribuição da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI)/UERJ à formação de Cuidadores de Idosos

Contribuição da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI)/UERJ à formação de Cuidadores de Idosos Contribuição da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI)/UERJ à formação de Cuidadores de Idosos Silvia Maria Magalhães Costa Rio de Janeiro, 2016 Envelhecimento Populacional: uma conquista e um desafio

Leia mais

Sugestões de avaliação. Ciências 8 o ano Unidade 7

Sugestões de avaliação. Ciências 8 o ano Unidade 7 Sugestões de avaliação Ciências 8 o ano Unidade 7 Nome: Unidade 7 Data: 1. O processo de imunização pode ser natural ou artificial, como as vacinas e os soros. Vacinas são usadas para prevenir as doenças

Leia mais

41 ANOS DE EXISTÊNCIA. 942 Médicos Cooperados 71 mil clientes. 1ª Sede Praça Carlos de Campos

41 ANOS DE EXISTÊNCIA. 942 Médicos Cooperados 71 mil clientes. 1ª Sede Praça Carlos de Campos 41 ANOS DE EXISTÊNCIA 942 Médicos Cooperados 71 mil clientes 1ª Sede Praça Carlos de Campos UNIDADES DE NEGÓCIOS PROGRAMA DR. SAUDÁVEL EQUIPE MEDICINA PREVENTIVA 04 Cooperados Coordenador Médico Supervisor

Leia mais

2º Simpósio Internacional de Confiabilidade e Gestão de Segurança Operacional. 09 a 11 de novembro de 2010

2º Simpósio Internacional de Confiabilidade e Gestão de Segurança Operacional. 09 a 11 de novembro de 2010 2º Simpósio Internacional de Confiabilidade e Gestão de 17 a 19 de novembro de 2009 Segurança Operacional 09 a 11 de novembro de 2010 QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: Uma Visão Organizacional Ingrid Athayde

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO Provas 1º Bimestre 2012 CIÊNCIAS 4º ANO Identificar o Sol, os planetas e seus satélites

Leia mais

Engagement, Burnout e Rotatividade: Que relação, fatores e impactos? alexandra marques pinto

Engagement, Burnout e Rotatividade: Que relação, fatores e impactos? alexandra marques pinto Engagement, Burnout e Rotatividade: Que relação, fatores e impactos? alexandra marques pinto Agenda Stress profissional nos enfermeiros e seus impactos Burnout profissional Engagement com o trabalho Preditores

Leia mais

Estou à disposição para tirar dúvidas e recebê-los em meu consultório. Seguem meus contatos! Um abraço!

Estou à disposição para tirar dúvidas e recebê-los em meu consultório. Seguem meus contatos!   Um abraço! Olá! Meu nome é Claudia Becker. Sou nutricionista há sete anos e amo demais a profissão que escolhi! É muito gratificante saber que, através do meu conhecimento, posso auxiliar as pessoas a buscarem e

Leia mais

[CUIDADOS COM OS ANIMAIS IDOSOS]

[CUIDADOS COM OS ANIMAIS IDOSOS] [CUIDADOS COM OS ANIMAIS IDOSOS] Geriatria é o ramo da Medicina que foca o estudo, a prevenção e o tratamento de doenças e da incapacidade em idosos. Seus objetivos maiores são: manutenção da saúde, impedir

Leia mais

ENIPEC Encontro Internacional dos Negócios da Pecuária. Os desafios de quem produz

ENIPEC Encontro Internacional dos Negócios da Pecuária. Os desafios de quem produz Encontro Internacional dos Negócios da Pecuária Os desafios de quem produz Desafios do homem moderno para manter a sua saúde Prof. Dr. Cervantes Caporossi Prof. Adjunto da UFMT Coordenador do Programa

Leia mais

Palavras-chave: Comportamento, Atividade física, Docente.

Palavras-chave: Comportamento, Atividade física, Docente. ESTÁGIO DE INTENÇÃO DE MUDANÇA DE COMPORTAMENTO PARA PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA EM DOCENTES DE ESCOLAS PÚBLICAS DA REGIÃO CENTRAL DO RIO GRANDE DO SUL Nicanor da Silveira Dornelles (NESEFIS-UFSM) profedfnica@gmail.com

Leia mais

A Estratégia Clube, é uma Empresa do Grupo Chebatt & Niklis especializado em Eventos Esportivos, Eventos Corporativos, Atividades Físicas, Lazer e

A Estratégia Clube, é uma Empresa do Grupo Chebatt & Niklis especializado em Eventos Esportivos, Eventos Corporativos, Atividades Físicas, Lazer e A Estratégia Clube, é uma Empresa do Grupo Chebatt & Niklis especializado em Eventos Esportivos, Eventos Corporativos, Atividades Físicas, Lazer e Entretenimento. Sempre buscando a excelência sob todos

Leia mais

ESTILO DE VIDA DOS POLICIAIS MILITARES

ESTILO DE VIDA DOS POLICIAIS MILITARES ESTILO DE VIDA DOS POLICIAIS MILITARES Autor: (Wanderley Fernandes de Araújo); Co-autor: (Enoque Fernandes de Araújo); Coautor: (Rita de Cassia Arruda Souza); Co-autor: (Margarida Fernandes de Araújo);

Leia mais

O coração. Por isso, recomenda-se o controle dos fatores de risco. o que são doenças cardiovasculares?

O coração. Por isso, recomenda-se o controle dos fatores de risco. o que são doenças cardiovasculares? Coração saudável O coração É o músculo mais importante do nosso corpo, pois é encarregado de bombear o sangue, levando oxigênio e nutrientes a todos os órgãos por meio de vasos sanguíneos chamados artérias.

Leia mais

PERFIL DE ESTILO E QUALIDADE DE VIDA DE PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO FÍSICA EM UMA GRANDE ACADEMIA NA BARRA DA TIJUCA

PERFIL DE ESTILO E QUALIDADE DE VIDA DE PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO FÍSICA EM UMA GRANDE ACADEMIA NA BARRA DA TIJUCA PERFIL DE ESTILO E QUALIDADE DE VIDA DE PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO FÍSICA EM UMA GRANDE ACADEMIA NA BARRA DA TIJUCA INTRODUÇÃO NATHALIE GONZALEZ MARCIA ALBERGARIA Curso de Educação Física; Universidade

Leia mais

Hipertensão arterial, uma inimiga silenciosa e muito perigosa

Hipertensão arterial, uma inimiga silenciosa e muito perigosa Hipertensão arterial, uma inimiga silenciosa e muito perigosa A famosa pressão alta está associada a uma série de outras doenças, como o infarto do miocárdio, a insuficiência cardíaca e morte súbita, entre

Leia mais

2 O aumento de doenças crônicas e a política de saúde no Brasil

2 O aumento de doenças crônicas e a política de saúde no Brasil 13 2 O aumento de doenças crônicas e a política de saúde no Brasil 2.1. Transição demográfica O fenômeno do envelhecimento populacional aconteceu inicialmente em países mais desenvolvidos. Entretanto,

Leia mais

Avaliação dos Programas de Saúde nos Cuidados de Saúde Primários

Avaliação dos Programas de Saúde nos Cuidados de Saúde Primários PATROCINADOR OURO Avaliação dos Programas de Saúde nos Cuidados de Saúde Primários Isabel Hintze d Almeida MFamília- CS Povoação Isabel_h_almeida@hotmail.com 1 Sumário Qualidade em CSP Programas Regionais

Leia mais

Administração. Higiene, Saúde e Segurança do Trabalho. Professor Rafael Ravazolo.

Administração. Higiene, Saúde e Segurança do Trabalho. Professor Rafael Ravazolo. Administração Higiene, Saúde e Segurança do Trabalho Professor Rafael Ravazolo www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Aula XX HIGIENE, SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO Higiene do Trabalho pode ser definida

Leia mais

O estado de saúde depende em muito de comportamentos saudáveis, como não utilizar drogas (licitas ou ilícitas), alimentar-se correctamente, praticar

O estado de saúde depende em muito de comportamentos saudáveis, como não utilizar drogas (licitas ou ilícitas), alimentar-se correctamente, praticar O estado de saúde depende em muito de comportamentos saudáveis, como não utilizar drogas (licitas ou ilícitas), alimentar-se correctamente, praticar exercício físico, entre outras. No entanto, e o nosso

Leia mais

COMPORTAMENTO DA PRESSÃO ARTERIAL EM PACIENTES QUE ADERIRAM A PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA PARA O CONTROLE DA HIPERTENSÃO: RELATO DE EXPERIÊNCIA

COMPORTAMENTO DA PRESSÃO ARTERIAL EM PACIENTES QUE ADERIRAM A PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA PARA O CONTROLE DA HIPERTENSÃO: RELATO DE EXPERIÊNCIA COMPORTAMENTO DA PRESSÃO ARTERIAL EM PACIENTES QUE ADERIRAM A PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA PARA O CONTROLE DA HIPERTENSÃO: RELATO DE EXPERIÊNCIA KLEIN, Mônica 1 ; SOUZA, Bernardes Maísa 2 ; CORRÊA, Marinês

Leia mais

FACULDADE SANTA TEREZINHA - CEST COORDENAÇÃO DO CURSO DE NUTRIÇÃO PLANO DE ESTÁGIO

FACULDADE SANTA TEREZINHA - CEST COORDENAÇÃO DO CURSO DE NUTRIÇÃO PLANO DE ESTÁGIO FACULDADE SANTA TEREZINHA - CEST COORDENAÇÃO DO CURSO DE NUTRIÇÃO PLANO DE ESTÁGIO 2013.1 DADOS DO ESTÁGIO CÓDIGO ÁREA CARGA HORÁRIA PERÍODO HORÁRIO Nutrição Social 230h 7 7h30 às 12h30 SUPERVISOR(A) Eliete

Leia mais

PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE: UMA ESTRATÉGIA DE INTERVENÇÃO NA PROMOÇÃO DA SAÚDE

PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE: UMA ESTRATÉGIA DE INTERVENÇÃO NA PROMOÇÃO DA SAÚDE PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE: UMA ESTRATÉGIA DE INTERVENÇÃO NA PROMOÇÃO DA SAÚDE Enfermeira Sandra Joseane F. Garcia Promoção da Saúde- Divisão de Vigilância Epidemiológica/SC. Divisão de doenças e Agravos

Leia mais