ROSO, Adriane Rubio¹; SANTOS, Claudia Soder²; BERNI, Vanessa Limana³; ALMEIDA, Nathiele Berger 4.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ROSO, Adriane Rubio¹; SANTOS, Claudia Soder²; BERNI, Vanessa Limana³; ALMEIDA, Nathiele Berger 4."

Transcrição

1 ESPAÇO DE COMPARTILHAMENTOS SOBRE O ADOLESCER COM HIV/AIDS ROSO, Adriane Rubio¹; SANTOS, Claudia Soder²; BERNI, Vanessa Limana³; ALMEIDA, Nathiele Berger 4. ¹ Docente do Programa de Pós-Graduação em Psicologia UFSM. 2 Acadêmica do Curso de Psicologia UFSM. Bolsista PIBITI/CNPq. 3 Discente do Programa de Pós-Graduação em Psicologia UFSM. Bolsista CAPES. 4 Acadêmica do Curso de Psicologia UFSM. Bolsista FIT-BIT. RESUMO Nesse trabalho pretendemos compartilhar a experiência de construção e implementação do espaço intitulado Cantinho do Diário. Este consiste em um projeto que tem por objetivos implementar um espaço real (off-line) de contato dos pesquisadores com os adolescentes que frequentam o serviço e virtual (online) de compartilhamento de experiências sócio-afetivas entre adolescentes, com sorologia positiva para o HIV, atendidos em um Serviço de Doenças Infecciosas Pediátricas de um hospital do interior do Rio Grande do Sul e todos os adolescentes que se conectarem ao projeto acessando e postando no blog. Acreditamos que esse projeto poderá auxiliar no fortalecimento/manutenção de vínculos com o serviço e seus respectivos profissionais da saúde, ampliando as possibilidades dos adolescentes buscarem por recursos que propiciem uma vida boa a eles. Os resultados poderão contribuir com o debate sobre atividades educativas e de comunicação em saúde de forma geral e, especialmente para adolescentes, bem como apontar algumas estratégias terapêuticas (individual e grupal), na área da saúde sexual e reprodutiva. Palavras-chave: Adolescência; HIV/Aids; Blog, Psicologia Social. 1. INTRODUÇÃO O Brasil é um dos primeiros países em desenvolvimento a garantir o acesso universal e gratuito no Sistema Único de Saúde (SUS), a partir de 1996, dos medicamentos antirretrovirais (DOURADO et al. (2006). Esse dado é relevante, uma vez

2 que é a partir do desenvolvimento dos antirretrovirais, e de outros elementos de promoção à saúde, que se consegue um maior controle às infecções oportunistas e uma diminuição nas internações hospitalares, o que torna possível às crianças, que nasceram de mulheres que têm HIV, chegar à adolescência. Esses adolescentes infectados perinatalmente são o foco de nosso estudo apresentado aqui. O objetivo geral desse trabalho é compartilhar a experiência de construção e implementação do espaço intitulado Cantinho do Diário, o qual consiste em um projeto que tem por objetivos implementar um espaço real (off-line) de contato dos pesquisadores com os adolescentes que frequentam o serviço e virtual (online) de compartilhamento de experiências sócio-afetivas entre adolescentes, com sorologia positiva para o HIV, atendidos em um Serviço de Doenças Infecciosas Pediátricas de um hospital do interior do Rio Grande do Sul e todos os adolescentes que se conectarem ao projeto acessando e postando no blog. Como metas se espera que esse espaço possa: (a) auxiliar no fortalecimento/manutenção de vínculos com o serviço e seus respectivos profissionais da saúde, ampliando a possibilidade de atenção à saúde; (b) potencializar a capacidade individual de cada sujeito para enfrentar situações relacionadas aos processos de saúde/doença, à medida que o adolescente se identifica com seu par e; (c) aumentar a capacitação e o alcance da autonomia tecnológica dos próprios adolescentes usuários, ao interagirem com a máquina e com o software livre. 2. METODOLOGIA A pesquisa e a implementação da ação têm como cenário um Hospital do interior do Rio Grande do Sul, que é público/federal. No caso deste estudo, o campo delimitado é um Ambulatório de Pediatria, onde funciona o Serviço de Doenças Infecciosas Pediátricas (DIPed). Esta atividade/ação terá como participantes adolescentes que tenham o diagnóstico positivo para o HIV, idade variando entre 10 a 19 anos, que tenham conhecimento da sua condição sorológica, bem como interesse e disponibilidade para participar. O serviço será oferecido a todos que ingressarem no serviço, número este que varia conforme demanda.

3 O Cantinho do Diário para os adolescentes consiste em um computador 1 com acesso à internet e um blog criado, pelos participantes do projeto, com o intuito de propiciar um espaço virtual onde os adolescentes poderão partilhar seus sentimentos, anseios, medos, dúvidas e sentidos do que significa a aids, o que ela oculta, de como é conviver com o HIV, como pensam ser vistos pela sociedade e pelos familiares, como se dá a construção desses olhares. Essa ação torna-se fundamental em termos de atenção à saúde já que os estudos e pesquisas indicam que a troca de conhecimentos, experiências, expectativas e até mesmo medos e angústias podem proporcionar aos pacientes um sentimento de coesão e segurança (PAIXÃO & CASTRO, 2006, p.71). Além disso, considerando que o blog será um serviço virtual, disponibilizado na rede (internet), estamos contando com a propagação desse serviço em termos nacionais, pois adolescentes soropositivos (ou não) poderão integrar a rede e partilhar suas visões/percepções, sentimentos. Lembrando, é claro, que toda postagem será mediada pela equipe executora do projeto, a qual primará sempre em atender os princípios éticos. O blog foi desenvolvido pela equipe de pesquisa, contendo informações a respeito do projeto e em relação ao HIV/Aids, como: o que é HIV, vivendo com HIV, adolescer com HIV, onde encontrar locais que ofereçam apoio, indicações de leituras e filmes. Além disso, o blog conta com um ambiente virtual que funciona como um diário compartilhado O usuário acessará o blog de forma anônima e será incentivado a partilhar seus sentimentos e experiências com outros usuários. A identidade do usuário é preservada, pois ele escolhe um codinome ou apelido para se comunicar. O blog também contém postagens de artigos, link a outros sites, e materiais que possam ser de relevância ao tratamento e atenção à saúde do usuário. Essas postagens ficam ao encargo da equipe da pesquisa, levando em consideração também os pedidos dos usuários. O blog tem acesso online aberto, no entanto, os comentários postados pela comunidade externa são moderados pelos pesquisadores, de modo a evitar comentários que possam ferir a integridade do adolescente. Sendo aberto, outros adolescentes que convivem com HIV/Aids poderão ter acesso a esse produto e se beneficiar do conteúdo e das ferramentas disponíveis no site. 1 Ressalta-se que todo o material necessário para a implementação desse projeto, assim como bolsas de Iniciação Científica e Tecnológica para os participantes da pesquisa, foram contemplados pelo Edital FIT-BIT/2012 da UFSM, e Edital PROIC-HUSM/2012.

4 A equipe de pesquisadores irá trabalhar diretamente com os conteúdos postados a fim de complementar as informações para a pesquisa, preservando sempre os procedimentos éticos declarados no Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. No Nível de Formação/Capacitação do aluno participante no Projeto, será oferecido um curso de capacitação para elaboração e manuseio de site, com carga horária de 12 horas, quando se apresentará o blog, seus utilitários, seus conceitos e ferramentas, por meio de atividades práticas referentes à alimentação do blog. Participarão da capacitação ao uso de ferramentas digitais todos os acadêmicos e mestrandos envolvidos no projeto e demais integrantes do Grupo de Pesquisa Saúde, Minorias Sociais e Comunicação, Também serão convidados os profissionais da Saúde que estão diretamente envolvidos no atendimento dos usuários que compõem o público-alvo deste projeto, um total de oito profissionais. 3. RESULTADOS E DISCUSSÕES A ação apresentada está em fase de implementação, onde nesse momento está acontecendo a criação/desenvolvimento do espaço virtual blog e treinamento dos acadêmicos/bolsistas para orientação dos adolescentes. O blog foi nomeado Bate-papo positivo: adolescer com HIV/Aids e pode ser acessado através do endereço eletrônico: corpospositivos.blogspot.com. Já foram realizados dois contatos preliminares com três adolescentes do sexo feminino, frequentadoras do serviço, com o intuito de divulgar o blog e saber a opinião delas sobre o projeto, se seria do interesse delas acessar o conteúdo disponibilizado. Foram dois contatos que trouxeram diferenças bem marcantes. As duas primeiras adolescentes abordadas mostraram timidez e ficaram retraídas diante da exposição de sua condição sorológica, falaram poucas coisas sobre os benefícios do blog. A terceira adolescente, no entanto, mostrou-se interessada em acessar e ler as informações do blog, bem como compartilhar suas experiências com os demais. Além disso, sugeriu ideias de conteúdos para o blog e compartilhou sugestões de livros que a ajudavam a enfrentar o tratamento. Ao ser perguntada se procurava no meio virtual informações sobre o HIV/Aids, ela trouxe a fala que não buscava, pois às vezes, lia comentários machistas e que associavam a aids aos homossexuais, e isso a deixava triste, por isso não fazia buscas na rede.

5 Espera-se que em breve a ação esteja em andamento no hospital e que através desse espaço os adolescentes consigam partilhar seus medos, angústias e que tragam para os acadêmicos, médicos e equipe envolvida, novas questões para serem pensadas e discutidas sobre o HIV/Aids. Como a equipe de participantes do projeto terá acesso aos conteúdos postados no Cantinho do Diário, será possível identificar interesses, dificuldades e desejos dos usuários como um todo. Essa identificação possibilitará o desenvolvimento do blog (inserção de conteúdos, páginas e links) mais próximo da realidade dos usuários, além de auxiliar no desenvolvimento de estratégias de atendimento mais direcionadas às demandas psíquicas dos usuários. Os resultados também poderão contribuir com o debate sobre atividades educativas e de comunicação em saúde em geral, e especialmente para adolescentes, bem como apontar algumas estratégias terapêuticas (individual e grupal), na área da saúde sexual e reprodutiva. Da mesma forma, pretende-se poder partilhar a experiência de forma dialógica com a comunidade científica, e divulgar os resultados gerais com os adolescentes que utilizarem o Cantinho do Diário. 4. CONCLUSÃO Acredita-se que a implantação deste projeto possibilitará novas perspectivas de enfrentamento do tratamento para os adolescentes envolvidos no projeto, além de novas perspectivas de atuação para os profissionais e pesquisadores envolvidos. Ajudará a consolidar uma parceria entre a Psicologia e o Serviço de Doenças Infecciosas Pediátricas, transformando a ação do projeto em referência no trabalho com adolescência e HIV/AIDS no que tange ao compromisso com o paciente, mas não na perspectiva apenas de paciente e, sim, de ser humano, contemplando a integralidade do sujeito. 5. REFERÊNCIAS DOURADO, I. et al. Tendências da epidemia de Aids no Brasil após a terapia antiretroviral. Rev. Saúde Pública, v.40 (Supl), São Paulo, p. 9-17, PAIXÃO, N. R. D. & CASTRO, A. R. M. Grupo sala de espera: trabalho multiprofissional em unidade básica de saúde. Boletim da saúde, Porto Alegre, Vol. 20, Nº. 2, p JUL./DEZ Disponível em Acesso em 25 de março de 2012.

Termos de Referência Projeto BRA5U201

Termos de Referência Projeto BRA5U201 (02 cópias) Data limite para apresentação de candidaturas: 08/08/2013 Endereço eletrônico para envio de candidaturas: selecao@unfpa.org.br Identificação a ser utilizada como título do e-mail de candidatura:

Leia mais

ESTIMULAR BRINCANDO: DESENVONVIMENTO DE BRINQUEDO, FERRAMENTA DE AUXILIO LÚDICO-EDUCATIVO NO TRATAMENTO DO CÂNCER INFANTIL

ESTIMULAR BRINCANDO: DESENVONVIMENTO DE BRINQUEDO, FERRAMENTA DE AUXILIO LÚDICO-EDUCATIVO NO TRATAMENTO DO CÂNCER INFANTIL ESTIMULAR BRINCANDO: DESENVONVIMENTO DE BRINQUEDO, FERRAMENTA DE AUXILIO LÚDICO-EDUCATIVO NO TRATAMENTO DO CÂNCER INFANTIL INTRODUÇÃO Amara Holanda Fabiane Romana Fernanda Oliveira Karen Trage Máuren Mássia

Leia mais

A cara viva da AIDS pós coquetel: a representação social da doença no século XXI.

A cara viva da AIDS pós coquetel: a representação social da doença no século XXI. A cara viva da AIDS pós coquetel: a representação social da doença no século XXI. Lissandra Queiroga Ramos * Introdução: Devido ao grau de complexidade do debate acerca da AIDS, desde os anos 1980, pensar

Leia mais

HIV. O vírus da imunodeficiência humana HIV-1 e HIV-2 são membros da família Retroviridae, na subfamília Lentividae.

HIV. O vírus da imunodeficiência humana HIV-1 e HIV-2 são membros da família Retroviridae, na subfamília Lentividae. A Equipe Multiprofissional de Saúde Ocupacional da UDESC lembra: Dia 01 de dezembro é dia mundial de prevenção à Aids! Este material foi desenvolvido por alunos do Departamento de Enfermagem da Universidade

Leia mais

Diminui a mortalidade por Aids no Estado de São Paulo

Diminui a mortalidade por Aids no Estado de São Paulo Diminui a mortalidade por Aids no Estado de São Paulo Em 2012, ocorreram 2.767 óbitos por Aids no Estado de São Paulo, o que representa importante queda em relação ao pico observado em 1995 (7.739). A

Leia mais

O Perfil Dos Usuários Do Grupo De Apoio Às DST s E AIDS, Viçosa - MG 1

O Perfil Dos Usuários Do Grupo De Apoio Às DST s E AIDS, Viçosa - MG 1 O Perfil Dos Usuários Do Grupo De Apoio Às DST s E AIDS, Viçosa - MG 1 Talita da Conceição de Oliveira Fonseca. Economista Doméstica. Endereço: Rua João Valadares Gomes nº 210, bairro JK, Viçosa-MG. E-mail:

Leia mais

AS TRANSFORMAÇÕES DO SIGNIFICADO DA AIDS PARA AS MULHERES PORTADORAS DO VÍRUS E O OLHAR DA PSICOLOGIA SOBRE ESTE PROCESSO.

AS TRANSFORMAÇÕES DO SIGNIFICADO DA AIDS PARA AS MULHERES PORTADORAS DO VÍRUS E O OLHAR DA PSICOLOGIA SOBRE ESTE PROCESSO. AS TRANSFORMAÇÕES DO SIGNIFICADO DA AIDS PARA AS MULHERES PORTADORAS DO VÍRUS E O OLHAR DA PSICOLOGIA SOBRE ESTE PROCESSO. Kadidja Suelen de Lucena Santos 1 Julianne Dantas de Oliveira Pimentel 2 Michele

Leia mais

ATUAÇÃO PROFISSIONAL NA ÁREA DE DST/HIV/AIDS

ATUAÇÃO PROFISSIONAL NA ÁREA DE DST/HIV/AIDS I - DADOS PESSOAIS 01 - Sexo: ( ) Masculino ( ) Feminino 02 - Idade: ATUAÇÃO PROFISSIONAL NA ÁREA DE DST/HIV/AIDS 03 - Tempo de atuação profissional como psicólogo(a): ( ) Até 1 ano ( ) De 2 a 4 anos (

Leia mais

O ACONSELHAMENTO NO HIV EM UMA COMUNIDADE COMO MEDIDA PREVENTIVA

O ACONSELHAMENTO NO HIV EM UMA COMUNIDADE COMO MEDIDA PREVENTIVA O ACONSELHAMENTO NO HIV EM UMA COMUNIDADE COMO MEDIDA PREVENTIVA Zardo L*¹ Silva CL*² Zarpellon LD*³ Cabral LPA* 4 Resumo O Vírus da Imunodeficiência humana (HIV) é um retrovírus que ataca o sistema imunológico.através

Leia mais

AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE VIDA NO ACOMPANHAMENTO DO TRATAMENTO DAS PESSOAS COM AIDS

AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE VIDA NO ACOMPANHAMENTO DO TRATAMENTO DAS PESSOAS COM AIDS AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE VIDA NO ACOMPANHAMENTO DO TRATAMENTO DAS PESSOAS COM AIDS Leidyanny Barbosa de Medeiros 1 Moema Brandão de Albuquerque 2 Oriana Deyze Correia Paiva Leadebal 3 Jordana de Almeida

Leia mais

Thursday, October 18, 12

Thursday, October 18, 12 O Site Legado do IFP é uma comunidade online e global dos ex-bolsistas do programa. É um recurso e um lugar para você publicar notícias profissionais, recursos e teses para a comunidade global do IFP,

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL Das Atribuições dos Profissionais dos Recursos Humanos Atribuições comuns a todos os profissionais que integram a equipe: Conhecer a realidade das famílias pelas

Leia mais

IDENTIDADE E CUIDADO DE SI: UM ESTUDO COM PRÉ-ADOLESCENTES QUE CONVIVEM COM HIV/AIDS 1

IDENTIDADE E CUIDADO DE SI: UM ESTUDO COM PRÉ-ADOLESCENTES QUE CONVIVEM COM HIV/AIDS 1 IDENTIDADE E CUIDADO DE SI: UM ESTUDO COM PRÉ-ADOLESCENTES QUE CONVIVEM COM HIV/AIDS 1 BERNI, V. 2 ; ROSO, A. 3 1 Trabalho de Conclusão de Curso_UFSM 2 Acadêmica do Curso de Psicologia da Universidade

Leia mais

ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR)

ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR) ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR) 2- FÓRUM O fórum serve para avaliar os alunos através da participação na discussão sobre um ou mais assuntos, inserção de textos ou arquivos. Os fóruns de discussão compõem uma

Leia mais

MANUAL DE MEMBRO COMUNIDADE DO AMIGO

MANUAL DE MEMBRO COMUNIDADE DO AMIGO SUMÁRIO Efetuando o Login na comunidade... 3 Esqueceu sua senha?... 3 Página Principal... 4 Detalhando o item Configurações... 5 Alterar Foto... 5 Alterar Senha... 5 Dados Pessoais... 6 Configurações de

Leia mais

ANATOMIA EM FOCO: UTILIZAÇÃO DE UM BLOG PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE ANATOMIA HUMANA NO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

ANATOMIA EM FOCO: UTILIZAÇÃO DE UM BLOG PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE ANATOMIA HUMANA NO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 OÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO

Leia mais

Jornalismo Cidadão: o voluntariado no aprendizado com a AIDS 1

Jornalismo Cidadão: o voluntariado no aprendizado com a AIDS 1 Jornalismo Cidadão: o voluntariado no aprendizado com a AIDS 1 Juliana Paul MOSTARDEIRO 2 Rondon Martim Souza de CASTRO 3 Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS. RESUMO O Projeto Jornalismo

Leia mais

Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social PAPÉIS COMPETÊNCIAS

Plano Integrado de Capacitação de Recursos Humanos para a Área da Assistência Social PAPÉIS COMPETÊNCIAS PAPÉIS E COMPETÊNCIAS O SERVIÇO PSICOSSOCIAL NO CREAS... O atendimento psicossocial no serviço é efetuar e garantir o atendimento especializado (brasil,2006). Os profissionais envolvidos no atendimento

Leia mais

Experiência: Sistema de Controle logístico de Medicamentos Antirretrovirais - SICLOM

Experiência: Sistema de Controle logístico de Medicamentos Antirretrovirais - SICLOM Experiência: Sistema de Controle logístico de Medicamentos Antirretrovirais - SICLOM Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Responsável: Juliana Monteiro da Cruz, Gerente de Desenvolvimento

Leia mais

Sumário. Aids: a magnitude do problema. A epidemia no Brasil. Característica do Programa brasileiro de aids

Sumário. Aids: a magnitude do problema. A epidemia no Brasil. Característica do Programa brasileiro de aids Sumário Aids: a magnitude do problema A epidemia no Brasil Característica do Programa brasileiro de aids Resultados de 20 anos de luta contra a epidemia no Brasil Tratamento Prevenção Direitos humanos

Leia mais

A RELAÇÃO ENTRE A LINGUAGEM EM BLOGS EDUCATIVOS E O PROCESSO DE APRENDIZAGEM Adriana Ferreira Boeira* PPGEd/UCS

A RELAÇÃO ENTRE A LINGUAGEM EM BLOGS EDUCATIVOS E O PROCESSO DE APRENDIZAGEM Adriana Ferreira Boeira* PPGEd/UCS 1 A RELAÇÃO ENTRE A LINGUAGEM EM BLOGS EDUCATIVOS E O PROCESSO DE APRENDIZAGEM Adriana Ferreira Boeira* PPGEd/UCS RESUMO: Este trabalho apresenta a pesquisa, que está em andamento, que tem como objetivo

Leia mais

AIDS E ENVELHECIMENTO: UMA REFLEXÃO ACERCA DOS CASOS DE AIDS NA TERCEIRA IDADE.

AIDS E ENVELHECIMENTO: UMA REFLEXÃO ACERCA DOS CASOS DE AIDS NA TERCEIRA IDADE. AIDS E ENVELHECIMENTO: UMA REFLEXÃO ACERCA DOS CASOS DE AIDS NA TERCEIRA IDADE. Milca Oliveira Clementino Graduanda em Serviço social pela Universidade Estadual da Paraíba - UEPB milcaclementino@gmail.com

Leia mais

5 passos para a implementação do Manejo da Infecção pelo HIV na Atenção Básica

5 passos para a implementação do Manejo da Infecção pelo HIV na Atenção Básica 5 passos para a implementação do Manejo da Infecção pelo HIV na Atenção Básica Guia para gestores MINISTÉRIO DA SAÚDE Introdução As diretrizes aqui apresentadas apontam para uma reorganização do modelo

Leia mais

CARACTERISTICAS DA FEMINIZAÇÃO DA AIDS EM TRÊS LAGOAS 1 ANDRESSA MARQUES FERREIRA 2 MARIA ANGELINA DA SILVA ZUQUE

CARACTERISTICAS DA FEMINIZAÇÃO DA AIDS EM TRÊS LAGOAS 1 ANDRESSA MARQUES FERREIRA 2 MARIA ANGELINA DA SILVA ZUQUE CARACTERISTICAS DA FEMINIZAÇÃO DA AIDS EM TRÊS LAGOAS 1 ANDRESSA MARQUES FERREIRA 2 MARIA ANGELINA DA SILVA ZUQUE 1 Discente de graduação do curso de Biomedicina 2 Doutoranda Docente das Faculdades Integradas

Leia mais

Coordenação: João Henrique Lara do Amaral Cynthya Almeida Coradi Relatoria: Stela Maris Aguiar Lemos

Coordenação: João Henrique Lara do Amaral Cynthya Almeida Coradi Relatoria: Stela Maris Aguiar Lemos RELATÓRIO OFICINA FNEPAS ESTADUAL MINAS GERAIS INTEGRALIDADE E QUALIDADE NA FORMAÇÃO E NAS PRÁTICAS EM SAÚDE: Integrando Formação, Serviços, Gestores e Usuários Local: COBEM Uberlândia Data: 22 de outubro

Leia mais

REVELAÇÃO DIAGNÓSTICA. Eliana Galano Psicóloga Ambulatório de Pediatria CEADIPE - CRT-DST/AIDS - SP

REVELAÇÃO DIAGNÓSTICA. Eliana Galano Psicóloga Ambulatório de Pediatria CEADIPE - CRT-DST/AIDS - SP REVELAÇÃO DIAGNÓSTICA Eliana Galano Psicóloga Ambulatório de Pediatria CEADIPE - CRT-DST/AIDS - SP Cenário Eficácia dos esquemas terapêuticos Aumento do número de crianças que atingem a idade escolar e

Leia mais

Grupo Projeção. Portal Acadêmico. - Ambiente do Aluno -

Grupo Projeção. Portal Acadêmico. - Ambiente do Aluno - Grupo Projeção Portal Acadêmico - Ambiente do Aluno - Março / 2011 1 Índice Apresentando o Portal Acadêmico: Ambiente do Aluno... 3 Iniciando no ambiente do Aluno... 4 Meu Perfil... 6 Avisos... 6 Processos

Leia mais

I n f o r m e E p i d e m i o l ó g i c o D S T - A I D S 1

I n f o r m e E p i d e m i o l ó g i c o D S T - A I D S 1 1 2 GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO SECRETÁRIO DE ESTADO DE SAÚDE José Leôncio de Andrade Feitosa SUPERINTENDENTE DE SAÚDE Angela Cristina Aranda SUPERINTENDENTE

Leia mais

AVALIAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS NO RIO GRANDE DO SUL dezembro de 2007

AVALIAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS NO RIO GRANDE DO SUL dezembro de 2007 AVALIAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS NO RIO GRANDE DO SUL dezembro de 2007 Notas importantes: O Banco de dados (BD) do Sistema de Informação Nacional de Agravos de Notificação (SINAN) vem sofrendo nos últimos

Leia mais

UMA REVISÃO SISTEMÁTICA: O PROFISSIONAL DE SAÚDE E SEU OLHAR SOBRE O IDOSO E A AIDS

UMA REVISÃO SISTEMÁTICA: O PROFISSIONAL DE SAÚDE E SEU OLHAR SOBRE O IDOSO E A AIDS UMA REVISÃO SISTEMÁTICA: O PROFISSIONAL DE SAÚDE E SEU OLHAR SOBRE O IDOSO E A AIDS Nayara Ferreira da Costa¹; Maria Luisa de Almeida Nunes ²; Larissa Hosana Paiva de Castro³; Alex Pereira de Almeida 4

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTAS VOLUNTÁRIOS PROJETO POSSO AJUDAR? 2014 EDITAL/UFU/PROEX/ N 45/2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTAS VOLUNTÁRIOS PROJETO POSSO AJUDAR? 2014 EDITAL/UFU/PROEX/ N 45/2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTAS VOLUNTÁRIOS PROJETO POSSO AJUDAR? 2014 EDITAL/UFU/PROEX/ N 45/2014 A Gestão de Programas Institucionais de Humanização do HCU-UFU faz-se público através de EDITAL/UFU/PROEX/

Leia mais

16/02/2013 ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM ABORDAGEM SINDRÔMICA DAS DST. Prof. Rivaldo lira

16/02/2013 ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM ABORDAGEM SINDRÔMICA DAS DST. Prof. Rivaldo lira ABORDAGEM SINDRÔMICA DAS DST ESPECÍFICO DE ENFERMAGEM Prof. Rivaldo lira 1 2 Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas corretas. a) São corretas apenas as afirmativas 1 e 2. b) São corretas

Leia mais

¹Assistente Social da Associação Reviver do Portador do Vírus HIV, graduada pela Universidade Estadual de Ponta Grossa.

¹Assistente Social da Associação Reviver do Portador do Vírus HIV, graduada pela Universidade Estadual de Ponta Grossa. IX Jornada de Estágio de Serviço Social ASSOCIAÇÃO REVIVER DE ASSISTÊNCIA AO PORTADOR DO VÍRUS HIV HEY, Claudia Maria¹ BONOMETO, Tatiane Caroline² PREUSS, Lislei Teresinha³ Apresentador (a): Tatiane Caroline

Leia mais

BUSCA ATIVA DE POSSÍVEIS PORTADORES DE HIV/AIDS EM PROJETO EXTENSIONISTA E SEU PERFIL

BUSCA ATIVA DE POSSÍVEIS PORTADORES DE HIV/AIDS EM PROJETO EXTENSIONISTA E SEU PERFIL 9. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TRABALHO (

Leia mais

REDE NACIONAL DE ADOLESCENTES E JOVENS VIVENDO COM HIV/AIDS

REDE NACIONAL DE ADOLESCENTES E JOVENS VIVENDO COM HIV/AIDS REDE NACIONAL DE ADOLESCENTES E JOVENS VIVENDO COM HIV/AIDS Manuela Estolano Coordenadora Nacional Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV/Aids REDE NACIONAL DE ADOLESCENTES E JOVENS VIVENDO

Leia mais

AÇÕES EM PROL DA VIDA - PRÁTICAS EDUCATIVAS NA PREVENÇÃO DA AIDS NO VALE DO JEQUITINHONHA Eyleen Nabyla Alvarenga 1 Roberta Barroso 2

AÇÕES EM PROL DA VIDA - PRÁTICAS EDUCATIVAS NA PREVENÇÃO DA AIDS NO VALE DO JEQUITINHONHA Eyleen Nabyla Alvarenga 1 Roberta Barroso 2 AÇÕES EM PROL DA VIDA - PRÁTICAS EDUCATIVAS NA PREVENÇÃO DA AIDS NO VALE DO JEQUITINHONHA Eyleen Nabyla Alvarenga 1 Roberta Barroso 2 INTRODUÇÃO Atualmente, as atividades educativas têm se articulado nas

Leia mais

Adolescentes e jovens preparados para tomar suas próprias decisões reprodutivas

Adolescentes e jovens preparados para tomar suas próprias decisões reprodutivas Adolescentes e jovens preparados para tomar suas próprias decisões reprodutivas Andrea da Silveira Rossi Brasília, 15 a 18 out 2013 Relato de adolescentes e jovens vivendo com HIV Todo adolescente pensa

Leia mais

OFICINA: SEXUALIDADE

OFICINA: SEXUALIDADE OFICINA: SEXUALIDADE Daniele Costa Tatiane Fontoura Garcez APRESENTAÇÃO A oficina tem como tema a Sexualidade, será realizado no Instituto Estadual de Educação Bernardino Ângelo, no dia 25/08/2014, segunda-feira,

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade. Contrata Consultor na modalidade

Contrata Consultor na modalidade. Contrata Consultor na modalidade Contrata Consultor na modalidade PROJETO 914/BRZ/1138 EDITAL Nº 19/2014 Publicação de perfil(is) para contratação de profissional(is) na(s) área(s), cuja(s) vaga(s) está(ão) disponível (is) na página da

Leia mais

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social ASSOCIAÇÃO REVIVER DE ASSISTÊNCIA AO PORTADOR DO VÍRUS HIV

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social ASSOCIAÇÃO REVIVER DE ASSISTÊNCIA AO PORTADOR DO VÍRUS HIV VIII Jornada de Estágio de Serviço Social ASSOCIAÇÃO REVIVER DE ASSISTÊNCIA AO PORTADOR DO VÍRUS HIV HEY, Claudia Maria 1 BONOMETO, Tatiane Caroline 2 TRENTINI, Fabiana Vosgerau 3 Apresentador (es): Claudia

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids. Prevenção PositHIVa. junho 2007. Ministério da Saúde

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids. Prevenção PositHIVa. junho 2007. Ministério da Saúde MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Programa Nacional de DST e Aids Prevenção PositHIVa junho 2007 Contexto 25 anos de epidemia; 10 anos de acesso universal à terapia anti-retroviral; Exames e insumos de

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Projeto de Extensão. Blog. Participação do público alvo.

PALAVRAS-CHAVE Projeto de Extensão. Blog. Participação do público alvo. 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA

Leia mais

O uso de vacinas como forma de prevenção das doenças é considerado uma das ações mais efetivas em saúde pública.

O uso de vacinas como forma de prevenção das doenças é considerado uma das ações mais efetivas em saúde pública. No. 011034 Linha de Pesquisa : Epidemiologia de AIDS e outras doenças transmissíveis TITULO AVALIAÇÃO DA COBERTURA VACINAL COM A VACINA ANTIPNEUMOCÓCICA PARA PACIENTES ADULTOS HIV/AIDS CADASTRADOS NO PROGRAMA

Leia mais

SITUAÇÃO DO HIV/AIDS NO BRASIL E OS FATORES QUE INFLUENCIAM A INFECÇÃO

SITUAÇÃO DO HIV/AIDS NO BRASIL E OS FATORES QUE INFLUENCIAM A INFECÇÃO SITUAÇÃO DO HIV/AIDS NO BRASIL E OS FATORES QUE INFLUENCIAM A INFECÇÃO Jader Dornelas Neto 1 ; Daniel Antonio Carvalho dos Santos 2 ; Guilherme Elcio Zonta 3 ; Simone Martins Bonafé 4 RESUMO: O objetivo

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE ENFRENTAMENTO DOS FAMILIARES DE IDOSOS PORTADORES DO VÍRUS HIV

ESTRATÉGIAS DE ENFRENTAMENTO DOS FAMILIARES DE IDOSOS PORTADORES DO VÍRUS HIV ESTRATÉGIAS DE ENFRENTAMENTO DOS FAMILIARES DE IDOSOS PORTADORES DO VÍRUS HIV Jamira Martins dos Santos (1); Camila Mendes da Silva (2); Gerlane Ângela da C. Moreira Vieira (3); Ana Claudia Torres de Medeiros

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Tecnologia da Informação e da Comunicação (TIC). Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Meios de Ensino.

PALAVRAS-CHAVE Tecnologia da Informação e da Comunicação (TIC). Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Meios de Ensino. 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA UTILIZAÇÃO

Leia mais

Atraso na introdução da terapia anti-retroviral em pacientes infectados pelo HIV. Brasil, 2003-2006

Atraso na introdução da terapia anti-retroviral em pacientes infectados pelo HIV. Brasil, 2003-2006 Atraso na introdução da terapia anti-retroviral em pacientes infectados pelo HIV. Brasil, 2003-2006 Paulo Roberto Borges de Souza-Jr Célia Landmann Szwarcwald Euclides Ayres de Castilho A Terapia ARV no

Leia mais

Manual do Aluno. NetAula. Manual produzido pela Coordenadoria de Capacitação e Formação Continuada 1

Manual do Aluno. NetAula. Manual produzido pela Coordenadoria de Capacitação e Formação Continuada 1 Manual do Aluno NetAula Manual produzido pela Coordenadoria de Capacitação e Formação Continuada 1 Manual do Aluno NetAula Caro aluno da EAD da ULBRA Para você ter acesso às salas das disciplinas ofertadas

Leia mais

Aids e Ética Médica. Dr. Eugênio França do Rêgo

Aids e Ética Médica. Dr. Eugênio França do Rêgo Dr. Eugênio França do Rêgo Aids e discriminação: 1. Deve o médico ter presente a natureza de sua profissão e, principalmente, sua finalidade. (CEM: 1 o ; 2 o e 6 o ) 2. Deve o médico buscar a mais ampla

Leia mais

WEB 2.0 NA EDUCAÇÃO: O FACEBOOK COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES

WEB 2.0 NA EDUCAÇÃO: O FACEBOOK COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES ISSN 2316-7785 WEB 2.0 NA EDUCAÇÃO: O FACEBOOK COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES Arlam Dielcio Pontes da Silva Universidade Federal Rural de Pernambuco arllan_dielcio@hotmail.com

Leia mais

Cuidando da Minha Criança com Aids

Cuidando da Minha Criança com Aids Cuidando da Minha Criança com Aids O que é aids/hiv? A aids atinge também as crianças? Como a criança se infecta com o vírus da aids? Que tipo de alimentação devo dar ao meu bebê? Devo amamentar meu bebê

Leia mais

RESUMO. Palavras-chave: Saúde do adolescente; Síndrome de Imunodeficiência Adquirida; HIV.

RESUMO. Palavras-chave: Saúde do adolescente; Síndrome de Imunodeficiência Adquirida; HIV. SISTEMA DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE: A EPIDEMIA DA AIDS EM ADOLESCENTES NO BRASIL, 2001-2010. KOGLIN, Ilivelton Martins 1 ; TASSINARI, Tais Tasqueto 2 ; ZUGE, Samuel Spiegelberg 3 ; BRUM, Crhis Netto de 3 ;

Leia mais

ANÁLISE DO PERFIL IMUNOLÓGICO E VIRAL DOS PACIENTES HIV/AIDS ATENDIDOS NA UNIDADE DE SAÙDE JUNDIAÍ EM ANÁPOLIS GOIAS ENTRE OS ANOS 2002 E 2006.

ANÁLISE DO PERFIL IMUNOLÓGICO E VIRAL DOS PACIENTES HIV/AIDS ATENDIDOS NA UNIDADE DE SAÙDE JUNDIAÍ EM ANÁPOLIS GOIAS ENTRE OS ANOS 2002 E 2006. 1 ANÁLISE DO PERFIL IMUNOLÓGICO E VIRAL DOS PACIENTES HIV/AIDS ATENDIDOS NA UNIDADE DE SAÙDE JUNDIAÍ EM ANÁPOLIS GOIAS ENTRE OS ANOS 2002 E 2006. Adriana Paim da Silva 1,2 ; Andrea Brígida de Souza 1,2

Leia mais

Avaliando a revista. Saber Viver Com a palavra, os profissionais de saúde Rio de Janeiro e São Paulo

Avaliando a revista. Saber Viver Com a palavra, os profissionais de saúde Rio de Janeiro e São Paulo Avaliando a revista Saber Viver Com a palavra, os profissionais de saúde Rio de Janeiro e São Paulo QUATRO ANOS DE SABER VIVER Vários motivos para celebrar Criada em 1999, a revista Saber Viver tem como

Leia mais

Curso: Psicologia Hospitalar e da Saúde

Curso: Psicologia Hospitalar e da Saúde Curso: Psicologia Hospitalar e da Saúde 1 APRESENTAÇÃO A Psicologia Hospitalar, de acordo com a Resolução 014/2000 (CFP) configurase como uma especialidade da Psicologia, inserindo-se, não somente em hospitais,

Leia mais

Manual de Publicidade. Formas de Investimentos em Publicidade nos Canais da Empresa Bebê Inteligente. Versão deste documento: 01 (10 agosto 2012)

Manual de Publicidade. Formas de Investimentos em Publicidade nos Canais da Empresa Bebê Inteligente. Versão deste documento: 01 (10 agosto 2012) Manual de Publicidade Formas de Investimentos em Publicidade nos Canais da Empresa Conteúdo do Manual 1.Introdução...3 2.Perfil do Público dos Canais...4 3.Detalhamento dos Canais...4 3.1.Anúncio na Página

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE UM BLOG COMO APOIO DIDÁTICO PARA AS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO SUBPROJETO DE QUÍMICA DO PIBID-UEMS

UTILIZAÇÃO DE UM BLOG COMO APOIO DIDÁTICO PARA AS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO SUBPROJETO DE QUÍMICA DO PIBID-UEMS UTILIZAÇÃO DE UM BLOG COMO APOIO DIDÁTICO PARA AS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO SUBPROJETO DE QUÍMICA DO PIBID-UEMS Camila Cristina Zanetti França 1, Ana Claudia Rocha Cabral 2, Keila Batista Dias 3, Marileide

Leia mais

USO DO PRESERVATIVO POR CASAIS HETEROSSEXUAIS EM UNIÃO ESTÁVEL

USO DO PRESERVATIVO POR CASAIS HETEROSSEXUAIS EM UNIÃO ESTÁVEL USO DO PRESERVATIVO POR CASAIS HETEROSSEXUAIS EM UNIÃO ESTÁVEL INTRODUÇÃO: Ítala Mônica de Sales Santos Joelma Barros de Sousa Ana Izabel Oliveira Nicolau As Doenças sexualmente transmissíveis, principalmente

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Ações para enfrentamento da AIDS nos jovens e adolescentes.

Mostra de Projetos 2011. Ações para enfrentamento da AIDS nos jovens e adolescentes. Mostra de Projetos 2011 Ações para enfrentamento da AIDS nos jovens e adolescentes. Mostra Local de: Paranavaí Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa:

Leia mais

Informação e Prevenção na Internet. Ferramentas possíveis frente aos novos desafios no campo da prevenção

Informação e Prevenção na Internet. Ferramentas possíveis frente aos novos desafios no campo da prevenção Informação e Prevenção na Internet Ferramentas possíveis frente aos novos desafios no campo da prevenção Acesso às tecnologias de informação e comunicação no Brasil A penetração da Internet e do número

Leia mais

Pós-Graduação em Educação: Novos Paradigmas GUIA DO ALUNO

Pós-Graduação em Educação: Novos Paradigmas GUIA DO ALUNO GUIA DO ALUNO Prezado(a) Aluno(a), O Guia do Aluno é um instrumento normativo que descreve os padrões de qualidade dos processos acadêmicos e administrativos necessários ao desenvolvimento dos cursos de

Leia mais

ACONSELHAMENTO PARA DST/AIDS NO SUS

ACONSELHAMENTO PARA DST/AIDS NO SUS ACONSELHAMENTO PARA DST/AIDS NO SUS A prática do aconselhamento desempenha um papel importante no diagnóstico da infecção pelo HIV/ outras DST e na qualidade da atenção à saúde. Contribui para a promoção

Leia mais

MANUAL DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM - NETAULA CURSOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PERFIL ALUNO

MANUAL DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM - NETAULA CURSOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PERFIL ALUNO MANUAL DO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM - NETAULA CURSOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PERFIL ALUNO MANUAL NETAULA PERFIL ALUNO Caro aluno da EAD da ULBRA Para você ter acesso às salas das disciplinas ofertadas

Leia mais

O Protagonismo Feminino: Momentos de Prevenção á Saúde. segunda-feira, 19 de março de 12

O Protagonismo Feminino: Momentos de Prevenção á Saúde. segunda-feira, 19 de março de 12 O Protagonismo Feminino: Momentos de Prevenção á Saúde CENTRO DE APOIO SOLIDARIED AIDS É organização da sociedade civil, sem fins lucrativos fundada em 1996. Objetivo: Apoiar, atender, prevenir e promover

Leia mais

EXPOSIÇÃO DE RISCO DOS PARTICIPANTES DO PROJETO UEPG-ENFERMAGEM NA BUSCA E PREVENÇÃO DO HIV/AIDS

EXPOSIÇÃO DE RISCO DOS PARTICIPANTES DO PROJETO UEPG-ENFERMAGEM NA BUSCA E PREVENÇÃO DO HIV/AIDS 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA EXPOSIÇÃO DE RISCO DOS PARTICIPANTES DO PROJETO UEPG-ENFERMAGEM

Leia mais

AÇÃO INTERDISCIPLINAR PARA A EMANCIPAÇÃO SOCIAL DE COMUNIDADES VULNERÁVEIS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA (2012) 1

AÇÃO INTERDISCIPLINAR PARA A EMANCIPAÇÃO SOCIAL DE COMUNIDADES VULNERÁVEIS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA (2012) 1 AÇÃO INTERDISCIPLINAR PARA A EMANCIPAÇÃO SOCIAL DE COMUNIDADES VULNERÁVEIS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA (2012) 1 DALCIN, Camila Biazus 2 ; GUERRA, Leonardo Rigo 3 ; VOGEL, Gustavo Micheli 4 ; BACKES, Dirce

Leia mais

Saúde Sexual e Reprodutiva e Prevenção do HIV entre Adolescentes e Jovens:

Saúde Sexual e Reprodutiva e Prevenção do HIV entre Adolescentes e Jovens: Saúde Sexual e Reprodutiva e Prevenção do HIV entre Adolescentes e Jovens: Tendências, Ações do Escritório no País e Desafios na Etiópia Outubro de 2013 1 Situação: SSRA, Prevenção do HIV e Gênero 34%

Leia mais

PROPOSTA DE OFICINAS DE LEITURA E ESCRITA COMO APOIO PARA CRIANÇAS COM ATRASO DE LINGUAGEM ESCRITA

PROPOSTA DE OFICINAS DE LEITURA E ESCRITA COMO APOIO PARA CRIANÇAS COM ATRASO DE LINGUAGEM ESCRITA PROPOSTA DE OFICINAS DE LEITURA E ESCRITA COMO APOIO PARA CRIANÇAS COM ATRASO DE LINGUAGEM ESCRITA Ana Paula ZABOROSKI anapaulazaboroski@yahoo.com.br Ana Cândida SCHIER aninhaschier@yahoo.com.br Jáima

Leia mais

PREVENÇÃO DAS DOENÇAS MODERNAS NA MULHER MODERNA. Albertina Duarte Takiuti

PREVENÇÃO DAS DOENÇAS MODERNAS NA MULHER MODERNA. Albertina Duarte Takiuti PREVENÇÃO DAS DOENÇAS MODERNAS NA MULHER MODERNA Albertina Duarte Takiuti Metas para o Milênio: Erradicar a extrema pobreza e a fome Atingir o ensino básico universal Promover a igualdade entre os sexos

Leia mais

AVALIAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS NO RIO GRANDE DO SUL dezembro de 2007

AVALIAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS NO RIO GRANDE DO SUL dezembro de 2007 AVALIAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS NO RIO GRANDE DO SUL dezembro de 2007 Notas importantes: O Banco de dados (BD) do Sistema de Informação Nacional de Agravos de Notificação (SINAN) vem sofrendo nos últimos

Leia mais

Universidade do Estado do Rio de Janeiro Vice-Reitoria Curso de Abordagem da Violência na Atenção Domiciliar Unidade 2 Violência de gênero

Universidade do Estado do Rio de Janeiro Vice-Reitoria Curso de Abordagem da Violência na Atenção Domiciliar Unidade 2 Violência de gênero Universidade do Estado do Rio de Janeiro Vice-Reitoria Curso de Abordagem da Violência na Atenção Domiciliar Unidade 2 Violência de gênero Nesta unidade, analisaremos os aspectos específicos referentes

Leia mais

Apresentação. Estamos à disposição para quaisquer dúvidas e sugestões! Atenciosamente, Equipe do Portal UNESC

Apresentação. Estamos à disposição para quaisquer dúvidas e sugestões! Atenciosamente, Equipe do Portal UNESC Sumário Apresentação... 1 1. Orientações Iniciais... 2 2. Recursos... 4 2.1 Rótulos... 4 2.2 Página de Texto Simples... 8 2.3 Página de Texto Formatado... 12 2.4 Site... 16 2.5 Arquivo... 21 2.6 Pasta

Leia mais

A ESPIRITUALIDADE DA FAMÍLIA AO TER UM FAMILIAR INTERNADO POR DOENÇA CRÔNICA: RELATO DE VIVÊNCIA 1

A ESPIRITUALIDADE DA FAMÍLIA AO TER UM FAMILIAR INTERNADO POR DOENÇA CRÔNICA: RELATO DE VIVÊNCIA 1 A ESPIRITUALIDADE DA FAMÍLIA AO TER UM FAMILIAR INTERNADO POR DOENÇA CRÔNICA: RELATO DE VIVÊNCIA 1 ROSSATO, Karine 2 ; GIRARDON-PERLINI, Nara Marilene Oliveira 3, MISTURA, Claudelí 4, CHEROBINI, Márcia

Leia mais

Seminário estratégico de enfrentamento da. Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS. Maio, 2013

Seminário estratégico de enfrentamento da. Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS. Maio, 2013 Seminário estratégico de enfrentamento da Tuberculose e Aids no Estado do Rio de Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS Maio, 2013 1.Detecção de casos e tratamento da tuberculose 1.1. Descentralizar

Leia mais

ANÁLISE DO SISTEMA DE REGULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE HIDROLÂNDIA/GO. Palavras-chave: Sistema de Regulação. Descentralização, Regionalização e Referência.

ANÁLISE DO SISTEMA DE REGULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE HIDROLÂNDIA/GO. Palavras-chave: Sistema de Regulação. Descentralização, Regionalização e Referência. ANÁLISE DO SISTEMA DE REGULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE HIDROLÂNDIA/GO Nara FUKUYA 1 ; Ana Elisa Bauer Camargo SILVA 2 1,2 Universidade Federal de Goiás, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Núcleo de Estudo

Leia mais

VIGILÂNCIA DE HIV EM SANGUE DOADO: TENDÊNCIA DE SOROPREVALÊNCIA

VIGILÂNCIA DE HIV EM SANGUE DOADO: TENDÊNCIA DE SOROPREVALÊNCIA 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 VIGILÂNCIA DE HIV EM SANGUE DOADO: TENDÊNCIA DE SOROPREVALÊNCIA Janete Lane Amadei 1 ; Deborah Cristiny Dantas Moreti 2 ; Diego Montanhei 2 ; Dennis Armando

Leia mais

Matriciamento em saúde Mental. Experiência em uma UBS do Modelo Tradicional de Atenção Primária à Saúde

Matriciamento em saúde Mental. Experiência em uma UBS do Modelo Tradicional de Atenção Primária à Saúde Matriciamento em saúde Mental Experiência em uma UBS do Modelo Tradicional de Atenção Primária à Saúde Matriciamento - conceito O suporte realizado por profissionais e diversas áreas especializadas dado

Leia mais

Carvalho Goretti Moreira Leal de, Themis; Ribas Almeida, Milene. Brasil RESUMO

Carvalho Goretti Moreira Leal de, Themis; Ribas Almeida, Milene. Brasil RESUMO ID:862 PROJETO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA AMPLIANDO AS AÇÕES DE PREVENÇÃO EM DST/AIDS E HEPATITES VIRAIS JUNTO À POPULAÇÃO ESCOLAR: UM ESPAÇO PARA FORMAÇÃO PROFISSIONAL E PROMOÇÃO DA SAÚDE Carvalho Goretti

Leia mais

EDUCAÇÃO ESPECIAL A DISTÂNCIA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

EDUCAÇÃO ESPECIAL A DISTÂNCIA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA EDUCAÇÃO ESPECIAL A DISTÂNCIA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Andréa Tonini José Luiz Padilha Damilano Vera Lucia Marostega Universidade Federal de Santa Maria RS RESUMO A UFSM vem ofertando Cursos de Formação

Leia mais

WEB SITE COMO MEDIADOR DE LEITURA E LETRAMENTO

WEB SITE COMO MEDIADOR DE LEITURA E LETRAMENTO WEB SITE COMO MEDIADOR DE LEITURA E LETRAMENTO Juliana da Silva Cabral PIBID Universidade Estadual da Paraíba/ julianacabralletras2@gmail.com Janaína da Costa Barbosa PIBID Universidade Estadual da Paraíba/

Leia mais

SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. RESUMO Nós, jovens brasileiros, é uma continuidade do conhecido Este jovem brasileiro, sucesso do portal por 6 edições consecutivas.

Leia mais

PORTAL EDUCACIONAL CLICKIDEIA. Ensino Fundamental (séries finais)

PORTAL EDUCACIONAL CLICKIDEIA. Ensino Fundamental (séries finais) PORTAL EDUCACIONAL CLICKIDEIA Ensino Fundamental (séries finais) O Clickideia é um portal educacional (www.clickideia.com.br), desenvolvido com o apoio do CNPq e da UNICAMP, que apresenta conteúdos didáticos

Leia mais

NÍVEL DE CONHECIMENTO DOS PROFISSIONAIS ENFERMEIROS SOBRE A SAÚDE DO HOMEM NO MUNICÍPIO DE CAJAZEIRAS-PB.

NÍVEL DE CONHECIMENTO DOS PROFISSIONAIS ENFERMEIROS SOBRE A SAÚDE DO HOMEM NO MUNICÍPIO DE CAJAZEIRAS-PB. NÍVEL DE CONHECIMENTO DOS PROFISSIONAIS ENFERMEIROS SOBRE A SAÚDE DO HOMEM NO MUNICÍPIO DE CAJAZEIRAS-PB. Antonio José Barbosa Neto (ajbneto_@hotmail.com) 1 Ceciliana Araújo Leite (cecidemais@hotmail.com)

Leia mais

Manual de uso - Redes Sociais Clube Turismo. Fevereiro/2013

Manual de uso - Redes Sociais Clube Turismo. Fevereiro/2013 Fevereiro/2013 Manual de uso - Redes Sociais Clube Turismo Clube Turismo Matriz Av. Pres. Epitácio Pessoa, 724, Torre CEP 58040-000 João Pessoa / PB www.clubeturismo.com.br 2 2. Breve cenário: O brasileiro

Leia mais

AIDS EM IDOSOS: PRODUÇÃO CIENTÍFICA EM PERIÓDICOS ONLINE NO ÂMBITO DA SAÚDE

AIDS EM IDOSOS: PRODUÇÃO CIENTÍFICA EM PERIÓDICOS ONLINE NO ÂMBITO DA SAÚDE AIDS EM IDOSOS: PRODUÇÃO CIENTÍFICA EM PERIÓDICOS ONLINE NO ÂMBITO DA SAÚDE Monica Ferreira de Vasconcelos. NEPB/UFPB. vaskoncelos.vaskoncelos@hotmai.com Rebecca Buriti Matias. FACENE. rebecca_buriti_@hotmail.com

Leia mais

SAúDE e PReVENÇãO NaS ESCoLAS Atitude pra curtir a vida

SAúDE e PReVENÇãO NaS ESCoLAS Atitude pra curtir a vida SAúDE e PReVENÇãO NaS ESCoLAS Atitude pra curtir a vida UNAIDS/ONUSIDA Relatório para o Dia Mundial de Luta contra AIDS/SIDA 2011 Principais Dados Epidemiológicos Pedro Chequer, Diretor do UNAIDS no Brasil

Leia mais

Uma área em expansão. Radiologia

Uma área em expansão. Radiologia Uma área em expansão Conhecimento especializado e treinamento em novas tecnologias abrem caminho para equipes de Enfermagem nos serviços de diagnóstico por imagem e radiologia A atuação da Enfermagem em

Leia mais

Caros alunos de Psicologia que irão cursar estágios específicos no 1º semestre de 2013:

Caros alunos de Psicologia que irão cursar estágios específicos no 1º semestre de 2013: 1 EDITAL II - Atribuições de Estágio em Psicologia Educacional, Psicologia do Trabalho, Psicologia Clínica e Psicologia Institucional/Social para o 1º semestre de 2013 Caros alunos de Psicologia que irão

Leia mais

Central Cliente Questor (CCQ) UTILIZANDO A CCQ - CENTRAL CLIENTE QUESTOR

Central Cliente Questor (CCQ) UTILIZANDO A CCQ - CENTRAL CLIENTE QUESTOR Central Cliente Questor (CCQ) O que é a Central Cliente Questor? Já é de seu conhecimento que os Usuários do sistema Questor contam com uma grande ferramenta de capacitação e treinamento no pós-venda.

Leia mais

Mostra de Projetos 2011 Projeto Troca

Mostra de Projetos 2011 Projeto Troca Mostra de Projetos 2011 Projeto Troca Mostra Local de: Campo Mourão Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Prefeitura Municipal de Campo Mourão Cidade: Campo Mourão Contato:

Leia mais

CONSCIENTIZAÇÃO DA IMPORTÂNCIA DA PREVENÇÃO DAS DST s/aids NO MUNICÍPIO DE PITIMBU/PB

CONSCIENTIZAÇÃO DA IMPORTÂNCIA DA PREVENÇÃO DAS DST s/aids NO MUNICÍPIO DE PITIMBU/PB CONSCIENTIZAÇÃO DA IMPORTÂNCIA DA PREVENÇÃO DAS DST s/aids NO MUNICÍPIO DE PITIMBU/PB Macilene Severina da Silva 1 (merciens@zipmail.com.br); Marcelo R.da Silva 1 (tcheillo@zipmail.com.br); Analice M.

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO DE REFERÊNCIA TÉCNICA EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO DE REFERÊNCIA TÉCNICA EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO DE REFERÊNCIA TÉCNICA EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS FORMAÇÃO EM PSICOLOGIA E POLITICAS PÚBLICAS: UMA APROXIMAÇÃO DO CRPRS COM O MEIO ACADÊMICO

Leia mais

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ LUIZ SASSO FILHO PERFIL DOS PORTADORES DO VÍRUS HIV ATENDIDOS NO HOSPITAL DIA AIDS EM BRASÍLIA D.F.

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ LUIZ SASSO FILHO PERFIL DOS PORTADORES DO VÍRUS HIV ATENDIDOS NO HOSPITAL DIA AIDS EM BRASÍLIA D.F. UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ LUIZ SASSO FILHO PERFIL DOS PORTADORES DO VÍRUS HIV ATENDIDOS NO HOSPITAL DIA AIDS EM BRASÍLIA D.F. BRASÍLIA DF 2009 PERFIL DOS PORTADORES DO VÍRUS HIV ATENDIDOS NO HOSPITAL

Leia mais

tudo o que você precisa saber

tudo o que você precisa saber tudo o que você precisa saber Introdução 03 Qual a diferença do marketing tradicional para o digital 07 Por que sua clínica precisa de Marketing Digital 10 O que pode ou não ser feito no Marketing Médico

Leia mais

GRUPO DE ADESÃO AO TRATAMENTO DE PESSOAS VIVENDO COM HIV E AIDS (PVHA): RELATO DE EXPERIÊNCIA

GRUPO DE ADESÃO AO TRATAMENTO DE PESSOAS VIVENDO COM HIV E AIDS (PVHA): RELATO DE EXPERIÊNCIA GRUPO DE ADESÃO AO TRATAMENTO DE PESSOAS VIVENDO COM HIV E AIDS (PVHA): RELATO DE EXPERIÊNCIA GIL, kelli Ariel da Silva; CAVALCANTI, Pacífica Pinheiro; FLORES, Cezar Augusto da Silva; LIMA, Denise Lúcia

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANTÔNIO TAVARES PEREIRA ROMILSON BARSANULFO DA SILVA

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANTÔNIO TAVARES PEREIRA ROMILSON BARSANULFO DA SILVA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANTÔNIO TAVARES PEREIRA ROMILSON BARSANULFO DA SILVA A IMPORTÂNCIA DAS REDES SOCIAIS PARA A COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL

Leia mais

O GÊNERO FEMININO E AS FORMAS DE PREVENÇÃO DO HIV/AIDS

O GÊNERO FEMININO E AS FORMAS DE PREVENÇÃO DO HIV/AIDS O GÊNERO FEMININO E AS FORMAS DE PREVENÇÃO DO HIV/AIDS MARIA THEREZA ÁVILA DANTAS COELHO 1 VANESSA PRADO DOS SANTOS 2 GLEICE KELLY SANTOS ALMEIDA 3 RESUMO O objetivo deste trabalho é discutir as mudanças

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE GERÊNCIA EXECUTIVA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE GEVS GERÊNCIA OPERACIONAL DAS DST / AIDS E HEPATITES VIRAIS

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE GERÊNCIA EXECUTIVA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE GEVS GERÊNCIA OPERACIONAL DAS DST / AIDS E HEPATITES VIRAIS GEVS E HEPATITES VIRAIS EDITAL DE SELEÇÃO Nº 01/2011 Seleção pública de projetos para a prevenção de HIV/Aids e outras DST e assistência às pessoas que vivem e/ou convivem com HIV/AIDS A Secretaria de

Leia mais