Analysis of the External Environment

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Analysis of the External Environment"

Transcrição

1 Analysis of the External Environment Forces What trends are there? What Opportunities/Risks are the result? How great is the probability and influence? How do we proceed? Political Desde a morte do Savimbi em Fevereiro de 2002, que o país está estável. O José Eduardo dos Santos continua no poder desde Só houve mais duas eleições em 2008 e Risco de criar instabilidade no país caso o José Eduardo dos Santos morrer ou sair do poder e querer designar o seu sucessor como foi o caso das ultimas eleições com a possível presidência do Manuel Vicente > mais uma guerra civil Risco de que se houver instabilidade política, o negocio fecha pois depende de fornecedores estrangeiros. Construção de uma fábrica em Luanda com o know-how português de maneira a não termos o nosso stock afectado por uma qualquer situação exterior. Economic País extremamente dependente do sector petrolífero. País que sempre esteve em crescimento económico, rápido e prolongado e atravessa agora a sua primeira crise. Esta crise tem afectado bastante o mercado pois as medidas tomadas pelos bancos para contê-la tem se Mercado cada vez mais competitivo mas em crescimento ; acredita-se que a crise é passageira. Oportunidade de desenvolver os outros sectores Oportunidade de diferenciar-se das outras empresas para aumentar a notoriedade e assumir assim um papel de liderança. P: 2 Investimento na área de Marketing para podermos sobressair durante esta crise e aproveitarmos essa má fase para crescemos. Aposta em vários meios como os tradicionais mas também desenvolver a parte digital que ainda não é muito comum

2 averado prejudiciais para os negócios locais. Uma das decisões tomadas é o controle das transferências e no dinheiro que sai do território. em Angola. Resultado : muitas empresas tem dificuldades em pagar os fornecedores estrangeiros, o que acaba por prejudicar o stock da empresa e por fim a sua rentabilidade. Esta crise afectou também o mercado angolano ao reduzir o poder de compra dos consumidores. Existe muitas empresas B2G que estão igualmente a serem prejudicadas visto que o governo está a reduzir o budget alocado. Socio-Cultural A maior parte da população angolana está concentrada em Luanda devido à guerra civil População sensível aos preços mas espera-se que o poder de compra dos Concentração em Luanda aonde está a maior clientela Mercado em crise mas acredita-se de que seja passageiro. Consumidores leais e que são os maiores publicitários da marca. Necessidade de estar presente e ter uma imagem positiva junto dos clientes de maneira a pôr em marcha o WOM. Para tal temos de melhorarnos em temos de resolver os problemas

3 consumidores cresça. Uma grande parte da população vive com $2 por dia. A grande maioria tem noção de que Luanda é uma das cidades mais caras do mundo, e que viver lá tem um custo. que existem junto das equipas para cumprirem os prazos e fazer todos os acabamentos em condições. A ideia de que Luanda é uma espécie de El-Dourado tem diminuído visto que os salários tem baixado e que os preços dos produtos igualmente Qualquer país valoriza mais o que é local, mas no que diz respeito à construções, Portugal tem uma imagem muito boa, transmitindo os valores de qualidade e knowhow. Technological 85% das redes fixas angolanas estão concentradas em Luanda e algumas grandes cidades. Pouco acesso às redes fixas mas um potencial de crescimento enorme Novas estratégias de Marketing podem ser desenvolvidas e assim um produtor pode destacar- se do outro por esse meio O risco é que não cheguem aos consumidores que estão nas províncias Necessidade de educação da população Explorar uma maneira inovadora de atingir os consumidores para diferenciar-se das outras marcas => Explorar outros meios de comunicação como o digital.

4 Rede móvel desenvolvida 57% e passando diretamente para as últimas tendências existentes nos mercados desenvolvidos País em desenvolvimento = novas tecnologias instaladas Angola Telecom pretende instalar uma fibra óptica pelo Atlântico para ligar o Brasil à Angola. Melhorar a performance da equipa técnica no que diz respeito ao trabalho efectuado na oficina de maneira à não nos deixarmos afectar pelas eventuais falhas de luz. Melhorar as condições da oficina. O que prejudica imenso a tecnologia em Angola são as constantes falhas da Edel. Essas falhas podem atrasar o tempo de entrega. Legal Leis criadas de maneira a evitar que companhias estrangeiras entrem no mercado e assim obriga-as à investir na produção local Custos de transportes elevados Parte da empresa tem de pertencer à um angolano. Dificuldade em penetrar o mercado angolano sozinhos sem uma parceria : sermos uma empresa angolana ajuda imenso e atraí empresas estrangeiras. Entrar no novo mercado que certo atingido pela crise mas que está novamente em crescimento P: 5 Usar a atratividade que temos junto das empresas estrangeiras para negociarmos preços mais baixos

5 Environment Não há matéria prima em Angola o que explica os custos mais elevados dos produtores visto que tem de importar essa matéria prima. Haver matéria prima há mas só alguns sectores é que são explorados. Vias de transportes desenvolvidas pelos construtores chineses mas ainda custam imenso dinheiro devido ao trânsito infernal Custos demasiados elevados e manobra limitada visto que os consumidores são sensíveis aos preços Utilização de matéria prima local => inovação P: 4 Criação de uma fábrica. Clima quente com 9 meses de chuva que corresponde ao período mais quente e 3 meses de Cacimbo (min 17ºC)

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO Odilio Sepulcri odilio@emater.pr.gov.br www.odiliosepulcri.com.br www.emater.pr.gov.br Telefone: (41) 3250-2252 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1. Perfil para empreender

Leia mais

Cumprimento particular à nova Direção da AHRESP

Cumprimento particular à nova Direção da AHRESP Cumprimento particular à nova Direção da AHRESP Comendador Mário Pereira Gonçalves Minhas Senhoras e meus senhores, O Turismo é um setor estratégico para a economia nacional. Representa cerca de 9,5% do

Leia mais

1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1. 3. (PT) - Diário Económico, 25/09/2012, Unicer antecipa crescimento de 15% das vendas em Angola 5

1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1. 3. (PT) - Diário Económico, 25/09/2012, Unicer antecipa crescimento de 15% das vendas em Angola 5 Tema de pesquisa: Internacional 25 de Setembro de 2012 Revista de Imprensa 25-09-2012 1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1 2. (PT) - Jornal de Negócios - Negócios Mais, 25/09/2012, Bluepharma

Leia mais

e.mail: anip.caf@multitel.co.ao República de Angola

e.mail: anip.caf@multitel.co.ao República de Angola República de Angola 1 FORUM DE NEGOCIOS ANGOLA - ARGENTINA Córdoba, 20 de Mayo de 2010 santprata@hotmail.com 2 Slide 2/2 Quadro Legal sobre o Investimento Garantias ao Investidor Incentivos ao Investimento

Leia mais

Strenghts: Vantagens internas da empresa ou produto(s) em relação aos seus principais concorrentes;

Strenghts: Vantagens internas da empresa ou produto(s) em relação aos seus principais concorrentes; Gerir - Guias práticos de suporte à gestão A análise SWOT A Análise SWOT é uma ferramenta de gestão muito utilizada pelas empresas para o diagnóstico estratégico. O termo SWOT é composto pelas iniciais

Leia mais

Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo

Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo Criada em Setembro de 2005 em Sacavém, a Explicolândia Centros de Estudo tem sido ao longo dos anos, uma

Leia mais

COMO A GIR NA CRI $E 1

COMO A GIR NA CRI $E 1 1 COMO AGIR NA CRI$E COMO AGIR NA CRISE A turbulência econômica mundial provocada pela crise bancária nos Estados Unidos e Europa atingirá todos os países do mundo, com diferentes níveis de intensidade.

Leia mais

ESTRATÉGIAS CORPORATIVAS COMPARADAS CMI-CEIC

ESTRATÉGIAS CORPORATIVAS COMPARADAS CMI-CEIC ESTRATÉGIAS CORPORATIVAS COMPARADAS CMI-CEIC 1 Sumário Executivo 1 - A China em África 1.1 - Comércio China África 2 - A China em Angola 2.1 - Financiamentos 2.2 - Relações Comerciais 3 - Características

Leia mais

Produzido para. Criação, edição e maquetização de. Com o patrocínio de

Produzido para. Criação, edição e maquetização de. Com o patrocínio de Produzido para Criação, edição e maquetização de Com o patrocínio de Pensar Digital A pergunta que qualquer empreendedor ou gestor se coloca ao olhar para a Internet já não é se vale a pena começar um

Leia mais

Processo nº2-responsável de Projetos (2 vagas Empresas diferentes)

Processo nº2-responsável de Projetos (2 vagas Empresas diferentes) Processo nº1-project Manager Construction Company Engenheiro Civil para ser Gerente de Projetos - Experiência de 5 anos em empresas relevantes (construção); Alto nível de habilidades organizacionais e

Leia mais

Economia do conhecimento deve ser a principal aposta de Angola

Economia do conhecimento deve ser a principal aposta de Angola A1 Economia do conhecimento deve ser a principal aposta de Angola Tipo Internet Data Publicação: 24-06-2013 Sol Online http:sol.sapo.ptangolainterior.aspx?content_id=78501 O membro do Conselho de Estado

Leia mais

GESTÃO DE FROTAS E LOGÍSTICA DA DISTRIBUIÇÃO

GESTÃO DE FROTAS E LOGÍSTICA DA DISTRIBUIÇÃO 3ª EDIÇÃO CURSO Desenvolver e implementar GESTÃO DE FROTAS E LOGÍSTICA DA DISTRIBUIÇÃO Optimize Custos e estabeleça Métricas de Performance LUANDA 9 e 10 de JULHO de 2014 Planifique de forma integral a

Leia mais

O RISCO SEMPRE EXISTIU E ESTAMOS TODOS SUJEITOS A ELE

O RISCO SEMPRE EXISTIU E ESTAMOS TODOS SUJEITOS A ELE 64 CAPA ENTREVISTA AMÍLCAR SILVA, PRESIDENTE, E NÍRIA ORAMALU, COORDENADORA DO NÚCLEO DE ESTUDOS E ESTATÍSTICAS DA ABANC O RISCO SEMPRE EXISTIU E ESTAMOS TODOS SUJEITOS A ELE Na sede da Associação Angolana

Leia mais

MERCADO ECONÓMICO EM ANGOLA PERSPECTIVA DE EVOLUÇÃO

MERCADO ECONÓMICO EM ANGOLA PERSPECTIVA DE EVOLUÇÃO MERCADO ECONÓMICO EM ANGOLA PERSPECTIVA DE EVOLUÇÃO Mercado Economico em Angola - 2015 Caracterização Geográfica de Angola Caracterização da economia Angolana Medidas para mitigar o efeito da redução do

Leia mais

adaptados às características e expectativas dos nossos Clientes, de modo a oferecer soluções adequadas às suas necessidades.

adaptados às características e expectativas dos nossos Clientes, de modo a oferecer soluções adequadas às suas necessidades. A Protteja Seguros surge da vontade de contribuir para o crescimento do mercado segurador nacional, através da inovação, da melhoria da qualidade de serviço e de uma política de crescimento sustentável.

Leia mais

Decreto n.º 19/92 de 14 de Março Acordo de Cooperação no Domínio Energético entre a República Portuguesa e a República Popular de Angola

Decreto n.º 19/92 de 14 de Março Acordo de Cooperação no Domínio Energético entre a República Portuguesa e a República Popular de Angola Decreto n.º 19/92 de 14 de Março Acordo de Cooperação no Domínio Energético entre a República Portuguesa e a República Popular de Angola Nos termos da alínea c) do n.º 1 do artigo 200.º da Constituição,

Leia mais

Genebra -Maio 2012. Página 1/11

Genebra -Maio 2012. Página 1/11 O desempenho de Angola no Sector das Tecnologias de Informação e Comunicação no âmbito das recomendações da Cimeira Mundial da Sociedade de Informação. Genebra -Maio 2012 Página 1/11 Índice Sumário Executivo...3

Leia mais

Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Gestão de Santarém. Plano de Marketing

Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Gestão de Santarém. Plano de Marketing Plano de Marketing Curso: Marketing e Publicidade Cadeira: Marketing II Docente: Dr. Fernando Gaspar Discente: Alexandra Marujo_9006 Ano lectivo: 2007/2008 1 Índice Introdução.pg 3 Macro ambiente..pg 3

Leia mais

Governo da Região Administrativa Especial de Macau - Governos Provinciais e Regionais do Grande Delta do Rio das

Governo da Região Administrativa Especial de Macau - Governos Provinciais e Regionais do Grande Delta do Rio das INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO AMBIENTE Fórum e Exposição Internacional de Cooperação Ambiental (MIECF) Energizing Green Business Growth Macau 27 de março de 2014 SAUDAÇÕES CUMPRIMENTOS

Leia mais

Biomassa Financiar uma Fonte Limpa de Produção Energética

Biomassa Financiar uma Fonte Limpa de Produção Energética Biomassa Financiar uma Fonte Limpa de Produção Energética Carlos Firme 07 de Julho de 2010 Índice 1. A Biomassa no Contexto das Energias Renováveis 2. A Emergência de um novo tipo de investidor 3. Os Economics

Leia mais

O Cluster Financeiro

O Cluster Financeiro O Cluster Financeiro Um sector financeiro promotor do crescimento Manuel Lima Bolsa de Valores de Cabo Verde 15 de Maio de 2013 WS 2.4 O Cluster Financeiro Índice Breves notas O que assinalam os números

Leia mais

Entrevista com Omnitrade, Revestimentos Metálicos, SA. Diogo Osório Administrador Patrícia Carvalho Administradora. www.omnitrade.

Entrevista com Omnitrade, Revestimentos Metálicos, SA. Diogo Osório Administrador Patrícia Carvalho Administradora. www.omnitrade. Entrevista com Omnitrade, Revestimentos Metálicos, SA Diogo Osório Administrador Patrícia Carvalho Administradora www.omnitrade.pt Quality Media Press O que representa a empresa o mercado português? R.

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO UM BREVE HISTÓRICO COMÉRCIO ELETRÔNICO O comércio sempre existiu desde que surgiram as sociedades. Ele é dito como o processo de comprar, vender e trocar produtos e serviços. Inicialmente praticado pelos

Leia mais

Acordo de Promoção e Protecção Recíprocas de Investimentos entre a República Portuguesa e a República de Angola. Diploma Legal

Acordo de Promoção e Protecção Recíprocas de Investimentos entre a República Portuguesa e a República de Angola. Diploma Legal Acordo de Promoção e Protecção Recíprocas de Investimentos entre a República Portuguesa e a República de Angola Diploma Legal O texto que se segue é um documento não oficial, preparado pelo ICEP Portugal,

Leia mais

CRIAÇÃO VERSUS RETOMA

CRIAÇÃO VERSUS RETOMA A RETOMA E A FRANCHISE CRIAÇÃO VERSUS RETOMA Na óptica do potencial empresário a criação e a retoma ou aquisição de uma empresa correspondem a duas lógicas distinta. Assim, enquanto o "criador" procura

Leia mais

Mercados. informação de negócios. Angola Oportunidades e Dificuldades do Mercado

Mercados. informação de negócios. Angola Oportunidades e Dificuldades do Mercado Mercados informação de negócios Angola Oportunidades e Dificuldades do Mercado Dezembro 2011 Índice 1. Oportunidades 03 1.1 Pontos Fortes 03 1.2 Áreas de Oportunidade 03 2. Dificuldades 04 2.1 Pontos Fracos

Leia mais

Inovação. Maria José Sousa

Inovação. Maria José Sousa Inovação 2 Inovação Difusão e adopção 3 Difusão da Inovação Um conceito de difusão: Processo através do qual uma inovação é comunicada através de canais específicos, ao longo do tempo, entre os membros

Leia mais

28 DOSSIER MODELO DE NEGÓCIO PERSPECTIVAS DE GESTÃO NO

28 DOSSIER MODELO DE NEGÓCIO PERSPECTIVAS DE GESTÃO NO 28 DOSSIER MODELO DE NEGÓCIO PERSPECTIVAS DE GESTÃO NO APÓS-VENDA DOSSIER 29 JORGE ZÓZIMO DA FONSECA Se fosse um concessionário, o meu negócio era o após-venda Ao longo das duas últimas décadas o mercado

Leia mais

ANTÓNIO MEIRELES, SA Sede / Fábrica Headquarters / Factory Rua D. Afonso Henriques, 235 4585-322 Gandra PRD Portugal

ANTÓNIO MEIRELES, SA Sede / Fábrica Headquarters / Factory Rua D. Afonso Henriques, 235 4585-322 Gandra PRD Portugal ANTÓNIO MEIRELES, SA Sede / Fábrica Headquarters / Factory Rua D. Afonso Henriques, 235 4585-322 Gandra PRD Portugal Apartado 49 4584-909 Paredes Portugal T +351 22 411 9130 F +351 22 411 91 48/57/9200

Leia mais

Indicadores de desempenho. Contexto, definição, medição e avaliação

Indicadores de desempenho. Contexto, definição, medição e avaliação Indicadores de desempenho Contexto, definição, medição e avaliação O que é um indicador de desempenho? ou Indicadores-chave de desempenho ou Key Performance Indicator (KPI) Dados numéricos que representam

Leia mais

Gestão da Produção Planeamento

Gestão da Produção Planeamento Planeamento José Cruz Filipe IST / ISCTE / EGP JCFilipe Abril 2006 1 Tópicos O ciclo geral de planeamento O planeamento agregado O Director da Produção (PDP ou MPS) O Materials Requirement Planning (MRP)

Leia mais

10º Fórum da Indústria Têxtil. Que Private Label na Era das Marcas?

10º Fórum da Indústria Têxtil. Que Private Label na Era das Marcas? Que Private Label na Era das Marcas? Vila Nova de Famalicão, 26 de Novembro de 2008 Manuel Sousa Lopes Teixeira 1 2 INTELIGÊNCIA TÊXTIL O Sector Têxtil e Vestuário Português e o seu enquadramento na Economia

Leia mais

Guia de Criação de Infoprodutos

Guia de Criação de Infoprodutos Guia de Criação de Infoprodutos Métodos, técnicas e dicas para a criação de infoprodutos! Da pesquisa, criação, até a venda! www.comocriarinfoprodutos.com 2 Aviso Legal Todos os direitos reservados. Nenhuma

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO. Calendário Geral de Cursos

PROGRAMA DE FORMAÇÃO. Calendário Geral de Cursos PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2013 Calendário Geral de Cursos FORMAÇÕES REGULARES 12 Concurso Público da Função Pública 20 horas 18 22 11 15 14 19 9 14 13 Elaboração de Projectos 60 horas 15 3 12 30 14 Gestão de

Leia mais

Angola: Rumo a um Médio Prazo Macroeconómico

Angola: Rumo a um Médio Prazo Macroeconómico Angola: Rumo a um Médio Prazo Macroeconómico Nicholas Staines IMF Resident Representative 23/25 Largo Albano Machado Luanda, Angola nstaines@imf.org www.imf.org/luanda (244) 937-787-67 Parceria Infra-Estrutura

Leia mais

SERVIÇO DA MERCAL CONSULTING GROUP PARA VENDA OU ASSOCIAÇÃO ( JOINT VENTURE OU MERGER ) DA SUA EMPRESA

SERVIÇO DA MERCAL CONSULTING GROUP PARA VENDA OU ASSOCIAÇÃO ( JOINT VENTURE OU MERGER ) DA SUA EMPRESA SERVIÇO DA MERCAL CONSULTING GROUP PARA VENDA OU ASSOCIAÇÃO ( JOINT VENTURE OU MERGER ) DA SUA EMPRESA O primeiro requisito para venda de uma empresa, total ou parcialmente, é apresentá-la de forma atraente,

Leia mais

Entrevista com FTM Holding. Com quality media press para LA VANGUARDIA & Expresso. Francisco Tavares Machado. Presidente

Entrevista com FTM Holding. Com quality media press para LA VANGUARDIA & Expresso. Francisco Tavares Machado. Presidente Entrevista com FTM Holding Com quality media press para LA VANGUARDIA & Expresso Francisco Tavares Machado Presidente Quality Media Press quais os principais sectores de actividade do Grupo FTM? R. O Grupo

Leia mais

Marketing para exportadores de vinho

Marketing para exportadores de vinho Marketing para exportadores de vinho Apesar da longa tradição de fabrico de vinho em Portugal, as informações sobre o marketing destes produtos ainda são muito escassas. Dada a importância do sector para

Leia mais

Entrevista à Coordenadora Nacional do PAR Programa de Apoio à Reconstrução Por Pedro Cardoso (Jornalista), 2004

Entrevista à Coordenadora Nacional do PAR Programa de Apoio à Reconstrução Por Pedro Cardoso (Jornalista), 2004 Entrevista à Coordenadora Nacional do PAR Programa de Apoio à Reconstrução Por Pedro Cardoso (Jornalista), 2004 Podíamos estar muito mais longe do que estamos, revela a Coordenadora Nacional do PAR em

Leia mais

Análise Interna: Seu Empreendimento Agro está gerando valor?

Análise Interna: Seu Empreendimento Agro está gerando valor? Análise Interna: Seu Empreendimento Agro está gerando valor? Autores Frederico Fonseca Lopes (fflopes@markestrat.org): Sócio do Markestrat e coordenador do núcleo de estudos e projetos em gestão estratégica

Leia mais

RELATÓRIO DA BALANÇA DE PAGAMENTOS E DA POSIÇÃO DE INVESTIMENTO INTERNACIONAL, 2011

RELATÓRIO DA BALANÇA DE PAGAMENTOS E DA POSIÇÃO DE INVESTIMENTO INTERNACIONAL, 2011 RELATÓRIO DA BALANÇA DE PAGAMENTOS E DA POSIÇÃO DE INVESTIMENTO INTERNACIONAL, 2011 I. BALANÇA DE PAGAMENTOS A estatística da Balança de Pagamentos regista as transacções económicas ocorridas, durante

Leia mais

TRABALHO FINAL EMPRESA:

TRABALHO FINAL EMPRESA: TRABALHO FINAL EMPRESA: CURSO: MARKETING E PUBLICIDADE P/L 2º SEMESTRE DISCIPLINA: Marketing II DOCENTE: Prof. Dr. Fernando Gaspar DISCENTE: Ana Inês Charrua de Oliveira Nº 9072 Introdução Dando seguimento

Leia mais

GESTÃO DE STOCKS. E INVENTÁRIOS Rentabilize a Sua Organização Melhorando os Procedimentos 3ª EDIÇÃO CURSO

GESTÃO DE STOCKS. E INVENTÁRIOS Rentabilize a Sua Organização Melhorando os Procedimentos 3ª EDIÇÃO CURSO 3ª EDIÇÃO CURSO Técnicas e Métodos Para Racionalizar os Custos GESTÃO DE STOCKS E INVENTÁRIOS Rentabilize a Sua Organização Melhorando os Procedimentos LUANDA 7 e 8 de JULHO de 2014 Saiba porque necessitamos

Leia mais

NTRODUÇÃO ======================================= 1. 1 Considerações Iniciais

NTRODUÇÃO ======================================= 1. 1 Considerações Iniciais ------------------ NTRODUÇÃO ======================================= 1. 1 Considerações Iniciais A ANIP Agência Nacional para o Investimento Privado é o órgão do Governo encarregue da execução, coordenação,

Leia mais

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 COMUNICADO No: 58 Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 10 de dezembro de 2015 (Genebra) - A International Air Transport Association (IATA) anunciou

Leia mais

FRANCHISING WWW.BITCANAL.COM

FRANCHISING WWW.BITCANAL.COM FRANCHISING WWW.BITCANAL.COM Com mais de 10 anos de esperiência no mercado, a Bitcanal é integradora de TI especializada em projetos e serviços voltados para a optimização de performance, gestão de infraestrutura,

Leia mais

Conferência "12 anos depois de Porter. E agora? Como retomar a estratégia de crescimento para os vinhos portugueses?"

Conferência 12 anos depois de Porter. E agora? Como retomar a estratégia de crescimento para os vinhos portugueses? Conferência "12 anos depois de Porter. E agora? Como retomar a estratégia de crescimento para os vinhos portugueses?" Rui Vinhas da Silva Presidente da Comissão Diretiva Porto 14 julho 2015 Estrutura

Leia mais

COMO TORNAR-SE UM FRANQUEADOR

COMO TORNAR-SE UM FRANQUEADOR COMO TORNAR-SE UM FRANQUEADOR O que é Franquia? Objetivo Esclarecer dúvidas, opiniões e conceitos existentes no mercado sobre o sistema de franquias. Público-Alvo Empresários de pequeno, médio e grande

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE 1ª EDIÇÃO Requisitos para Implementar, Elaborar e Gerir SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE LUANDA 21 e 22 de OUTUBRO de 2013 Razões pelas quais a sua presença é obrigatória Compreenda as finalidades dos SGQ

Leia mais

BES AS APOIO FINANCEIRO BES AS FINANCEIR ÕES ÀS EMPRESAS FINANCEIR ÕES UÇ SOL

BES AS APOIO FINANCEIRO BES AS FINANCEIR ÕES ÀS EMPRESAS FINANCEIR ÕES UÇ SOL 38 PME Líder SOLUÇÕES FINANCEIRAS BES Helen King/CORBIS APOIO FINANCEIRO ÀS EMPRESAS O BES disponibiliza uma vasta oferta de produtos financeiros e serviços, posicionando-se como o verdadeiro parceiro

Leia mais

Escola Secundária de Paços de Ferreira 2009/2010. Marketing Mix. Tânia Leão n.º19 12.ºS

Escola Secundária de Paços de Ferreira 2009/2010. Marketing Mix. Tânia Leão n.º19 12.ºS Escola Secundária de Paços de Ferreira 2009/2010 Marketing Mix Tânia Leão n.º19 12.ºS Marketing Mix O Marketing mix ou Composto de marketing é formado por um conjunto de variáveis controláveis que influenciam

Leia mais

A Fazer Crescer o Nosso Futuro 2 / 3

A Fazer Crescer o Nosso Futuro 2 / 3 1 / 1 A Fazer Crescer o Nosso Futuro 2 / 3 ... os recursos petrolíferos devem ser alocados à constituição de reservas financeiras do Estado que possam ser utilizadas, de forma igualitária e equitativa,

Leia mais

Consciências de Desempenho Empresarial

Consciências de Desempenho Empresarial Quando o Design Thinking surgiu como uma alternativa para Solucionar Problemas, apresentando um novo perfil de raciocínio, considerando as partes interessadas como eixo de referência, ousando em pensar

Leia mais

A confluência dos vídeos e a Internet

A confluência dos vídeos e a Internet WHITEPAPER A confluência dos vídeos e a Internet Por que sua empresa deveria investir em vídeos em 2013 e como a Construção Civil pode utilizar os vídeos como diferencial competitivo. 1 Saiba como os vídeos

Leia mais

Objectivos de aprendizagem

Objectivos de aprendizagem Capítulo 6 1 Telecomunicações e redes 2 Objectivos de aprendizagem ƒ Identificar as principais tendências e os grandes desenvolvimentos nas empresas, nas tecnologias e nas aplicações de negócio, das telecomunicações

Leia mais

ACE BUSINESS CLASS PLUS SEGURO DE VIAGEM CORPORATE INTERNACIONAL

ACE BUSINESS CLASS PLUS SEGURO DE VIAGEM CORPORATE INTERNACIONAL ACE BUSINESS CLASS PLUS SEGURO DE VIAGEM CORPORATE INTERNACIONAL Apesar das sequelas da crise financeira global e da ressaca de uma recessão em vários países, os analistas esperam que a procura de viagens

Leia mais

Mercados informação de negócios

Mercados informação de negócios Mercados informação de negócios Angola Oportunidades e Dificuldades do Mercado Novembro 2008 Índice 1. Oportunidades 03 1.1 Pontos Fortes 03 1.2 Áreas de Oportunidade 03 2. Dificuldades 04 2.1 Pontos Fracos

Leia mais

1ª SEMANA NACIONAL DA FARMÁCIA ANGOLANA - OUTUBRO.014

1ª SEMANA NACIONAL DA FARMÁCIA ANGOLANA - OUTUBRO.014 - OUTUBRO.014 Prezado colega farmacêutico, Como já do seu conhecimento de comunicações anteriores, é com enorme alegria e satisfação que lhe recordamos a realização da 1ª Semana Nacional da Farmácia Angolana,

Leia mais

Disseminando informação sobre webmétricas. para profissionais. Seminário Internacional Web Analytics Agosto/2008

Disseminando informação sobre webmétricas. para profissionais. Seminário Internacional Web Analytics Agosto/2008 Disseminando informação sobre webmétricas para profissionais Seminário Internacional Web Analytics Agosto/2008 Agenda da apresentação Introdução Panorama do mercado Perfil do profissional de métricasm

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL (SIG) Conjunto integrado de pessoas, procedimentos, banco de dados e dispositivos que suprem os gerentes e os tomadores

Leia mais

Tax Supply Chain. - Desafios para as Empresas e Multinacionais. Fiscalidade. Pedro Manuel de Resende Pinguicha Galego revisor oficial de contas

Tax Supply Chain. - Desafios para as Empresas e Multinacionais. Fiscalidade. Pedro Manuel de Resende Pinguicha Galego revisor oficial de contas Tax Supply Chain - Desafios para as Empresas e Multinacionais Fiscalidade Pedro Manuel de Resende Pinguicha Galego revisor oficial de contas 1. Enquadramento A globalização e a política fiscal heterogénea

Leia mais

Siderurgia Ambiente Internacional de Negócios 50 Seminário de Laminação ABM

Siderurgia Ambiente Internacional de Negócios 50 Seminário de Laminação ABM Siderurgia Ambiente Internacional de Negócios 50 Seminário de Laminação ABM O FUTURO DA SIDERURGIA Manoel Vitor de Mendonça Filho Vice-Presidente da Operação de Negócios Gerdau Brasil Novembro 2013 Sumário

Leia mais

D&B Relatório de Negócios

D&B Relatório de Negócios D&B Relatório de Negócios Relatório Visualizado 10 Out 2007 Sua Referência V/ PEDIDO Identificação & Sumário HELDER & PEDRO SOUSA, LDA Avaliação de Risco Indicador de Risco 1 2 3 4 - Capacidade Financeira

Leia mais

Microfinancas e Desafios da Habitação em Angola

Microfinancas e Desafios da Habitação em Angola Microfinancas e Desafios da Habitação em Angola Allan Cain DEVELOPMENT WORKSHOP Fórum Urbano Nacional Huambo, 05 Otubro 2009 Desafio da Pobreza Urbana O mercado informal foi a principal forma de subsistência

Leia mais

-AUDITORIA- PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS. A sua protecção, com os melhores especialistas.

-AUDITORIA- PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS. A sua protecção, com os melhores especialistas. -AUDITORIA- PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS A sua protecção, com os melhores especialistas. Porquê a auditoria ao tratamento de dados pessoais? A regulamentação do tratamento de dados pessoais é uma área complexa

Leia mais

Conhecimento no lugar certo

Conhecimento no lugar certo Conhecimento no lugar certo Os caminhos de ferro são só o princípio TRANSPORTE FERROVIÁRIO EM ANGOLA: Situação Actual e Perspectivas de Desenvolvimento Lobito, 05/11/ 2014 Os caminhos de ferro são só o

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Vice Presidente da República. Venerando Juiz Conselheiro Presidente do Tribunal Supremo

Excelentíssimo Senhor Vice Presidente da República. Venerando Juiz Conselheiro Presidente do Tribunal Supremo Excelentíssimo Senhor Vice Presidente da República (Eng.º Manuel Domingos Vicente) Venerando Juiz Conselheiro Presidente do Tribunal Supremo (Dr. Manuel da Costa Aragão) Venerando Juiz Conselheiro Presidente

Leia mais

2011 / Portugal 2012 / Brasil. 2013 / Angola. 2014 / Cabo Verde

2011 / Portugal 2012 / Brasil. 2013 / Angola. 2014 / Cabo Verde 2011 / Portugal 2012 / Brasil 2013 / Angola 2014 / Cabo Verde Índice: - Porquê GetOut? - O Congresso do Empreendedor Lusófono - Angola - Missão ao Congresso Porquê GetOut? Portugal: Crescimento económico

Leia mais

A Telefónica é assim. Uma empresa na vanguarda. Relatório Anual 2002

A Telefónica é assim. Uma empresa na vanguarda. Relatório Anual 2002 A Telefónica é assim A Telefónica é a operadora de referência nos mercados de língua espanhola e portuguesa com quase 90 milhões de clientes. Além disso, é a sétima companhia mundial do setor em termos

Leia mais

Gestão Integral de. Garanta a segurança das suas operações GIM ANGOLA/APOGEST. Tive uma visão ampla Olhos no futuro com o iir

Gestão Integral de. Garanta a segurança das suas operações GIM ANGOLA/APOGEST. Tive uma visão ampla Olhos no futuro com o iir www.iirangola.com Domine todas as chaves Gestão Integral de PROJECTOS IMOBILIÁRIOS Garanta a segurança das suas operações 6 BANCO Formadores de Excelência seleccionados para si: Dra. Sabrina Carvalho Dr.

Leia mais

A Concepção da Ideia

A Concepção da Ideia A Concepção da Ideia Inov@emprego - Fórum do emprego, formação e empreendedorismo do litoral alentejano Tiago Santos Sines, 7 de Novembro de 2008 Sines Tecnopolo O Sines Tecnopolo é uma associação de direito

Leia mais

www.economiaemercado.sapo.ao Agosto 2015

www.economiaemercado.sapo.ao Agosto 2015 54 CAPA www.economiaemercado.sapo.ao Agosto 2015 CAPA 55 ENTREVISTA COM PAULO VARELA, PRESDIDENTE DA CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA PORTUGAL ANGOLA O ANGOLA DEVE APOSTAR NO CAPITAL HUMANO PARA DIVERSIFICAR

Leia mais

SEMINÁRIO MAXIMIZAÇÃO DO POTENCIAL DA DIRETIVA SERVIÇOS

SEMINÁRIO MAXIMIZAÇÃO DO POTENCIAL DA DIRETIVA SERVIÇOS SEMINÁRIO MAXIMIZAÇÃO DO POTENCIAL DA DIRETIVA SERVIÇOS Eliminação de Barreiras à livre Prestação de Serviços Confederação do Comércio e Serviços de Portugal Esquema 1. PORTUGAL- UMA ESPECIALIZAÇÃO COM

Leia mais

Diário do Nordeste 23/01/2015 Consumidor parte para gerar a própria energia

Diário do Nordeste 23/01/2015 Consumidor parte para gerar a própria energia Diário do Nordeste 23/01/2015 Consumidor parte para gerar a própria energia http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/negocios/consumidor-parte-para-gerar-apropria-energia-1.1203880 Em um ano

Leia mais

PROGRAMA DE FRANQUIAS

PROGRAMA DE FRANQUIAS PROGRAMA DE FRANQUIAS PROGRAMA DE FRANQUIAS Oferecemos a possibilidade de gerenciar seu próprio negócio, transmitindo nossa experiência e know how e assessorando - o em todas as áreas do negócio, em cada

Leia mais

Prof. Marcopolo Marinho

Prof. Marcopolo Marinho Aula 05 Marketing Modelo E-C-D; Modelo de cinco forças de ameaças ambientais; Análise do Ambiente Externo; Ferramenta de mapeamento de processos e de planificação estratégica - 5w2h; O Plano Estratégico:

Leia mais

Eduardo Branco, presidente da APAN. É preciso. regressar. ao consumo. Pág. 30

Eduardo Branco, presidente da APAN. É preciso. regressar. ao consumo. Pág. 30 Eduardo Branco, presidente da APAN É preciso regressar ao consumo Pág. 30 Fátima de Sousa jornalista fs@briefing.pt "A quadratura do círculo é sermos mais eficientes, ou seja, conseguirmos fazer mais com

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL. ANGOLA - BENGUELA E MALANGE 8 a 16 de Novembro de 2014

MISSÃO EMPRESARIAL. ANGOLA - BENGUELA E MALANGE 8 a 16 de Novembro de 2014 MISSÃO EMPRESARIAL ANGOLA - BENGUELA E MALANGE 8 a 16 de Novembro de 2014 ANGOLA Com capital na cidade de Luanda, Angola é um país da costa ocidental de África, cujo território principal é limitado a norte

Leia mais

MANUAL FORMAÇÃO PME GESTÃO ESTRATÉGICA

MANUAL FORMAÇÃO PME GESTÃO ESTRATÉGICA MANUAL FORMAÇÃO PME GESTÃO ESTRATÉGICA 1/21 ANÁLISE DA ENVOLVENTE EXTERNA À EMPRESA... 3 1. Análise do Meio Envolvente... 3 2. Análise da Evolução do Mercado... 7 3. Análise da Realidade Concorrencial...

Leia mais

ENDOMARKETING. Workshop. 12, 14 e 16 de Maio. Dias que vão. mudar a sua empresa. Marketing Interno: MOBILIZAR PARA GERAR RESULTADOS EPIC SANA LUANDA

ENDOMARKETING. Workshop. 12, 14 e 16 de Maio. Dias que vão. mudar a sua empresa. Marketing Interno: MOBILIZAR PARA GERAR RESULTADOS EPIC SANA LUANDA ENDOMARKETING Workshop Marketing Interno: MOBILIZAR PARA GERAR RESULTADOS Dias que vão mudar a sua empresa 12, 14 e 16 de Maio EPIC SANA LUANDA Uma ferramenta estratégica e fundamental da empresa moderna.

Leia mais

Confederação Nacional da Indústria. - Manual de Sobrevivência na Crise -

Confederação Nacional da Indústria. - Manual de Sobrevivência na Crise - RECOMENDAÇÕES PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS - Manual de Sobrevivência na Crise - Janeiro de 1998 RECOMENDAÇÕES PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS - Manual de Sobrevivência na Crise - As empresas, principalmente

Leia mais

As nossas acções Sonaecom

As nossas acções Sonaecom 3.0 As nossas acções Em 2009, as acções da Sonaecom registaram o segundo melhor desempenho do PSI-20, valorizando cerca de 92,2 %, o que constitui uma prova clara da nossa resiliência e um voto de confiança

Leia mais

XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO

XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO Desenvolvimento Rural, Agricultura, Florestas e Sustentabilidade 17 de outubro de 2014 / GPP Eduardo

Leia mais

12.1. Introdução. Plano Nacional de Desenvolvimento 2013-2017 205

12.1. Introdução. Plano Nacional de Desenvolvimento 2013-2017 205 12. SISTEMA DE MONITORIA E AVALIAÇÃO 12.1. Introdução 163. O sistema de monitoria e avaliação do Plano Nacional de Desenvolvimento visa recolher, analisar e usar informações sobre o seu andamento e desempenho,

Leia mais

6º Congresso Nacional da Administração Pública

6º Congresso Nacional da Administração Pública 6º Congresso Nacional da Administração Pública João Proença 30/10/08 Desenvolvimento e Competitividade: O Papel da Administração Pública A competitividade é um factor-chave para a melhoria das condições

Leia mais

Certificação da Qualidade numa Empresa a nível Nacional

Certificação da Qualidade numa Empresa a nível Nacional Certificação da Qualidade numa Empresa a nível Nacional Quem somos Origem, posição actual Actividade iniciada em 1952. O prestígio de meio século de presença no mercado, A Qualidade dos produtos que comercializa

Leia mais

Barómetro Anual Travelstore American Express 2012 Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à

Barómetro Anual Travelstore American Express 2012 Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à Barómetro Anual Travelstore American Express 2012 Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à 1. Amostra 2. Caracterização das viagens profissionais 3. Política de viagens

Leia mais

RECURSOS HUMANOS. Gestão Estratégica de. RH Management Series. www.iirangola.com LUANDA. Planificação Estratégica de Recursos Humanos

RECURSOS HUMANOS. Gestão Estratégica de. RH Management Series. www.iirangola.com LUANDA. Planificação Estratégica de Recursos Humanos RH Management Series Advanced Training for Strategic Advantage CICLO DE FORMAÇÃO EM Gestão Estratégica de RECURSOS HUMANOS Planificação Estratégica de Recursos s SEMINÁRIO Recrutamento, Selecção & Entrevista

Leia mais

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Outras conclusões: Recrutamento na área de Marketing Digital registou crescimento de 15%. Área de E- commerce cresceu 6% Remuneração dos profissionais

Leia mais

Gestão Colaborativa em Segurança Corporativa. Junho 12. Consultoria Trading Serviços. Copyright NSA Brasil

Gestão Colaborativa em Segurança Corporativa. Junho 12. Consultoria Trading Serviços. Copyright NSA Brasil Junho 12 Consultoria Trading Serviços S ã o P a u l o - B u e n o s A i r e s - M e x i c o C i t y - W a s h i n g t o n - U n i t e d K i n g d o m - C o t e D ' A z u r Research for the Future Gestão

Leia mais

Produtos e Sistemas Comercializados

Produtos e Sistemas Comercializados Aquapc Quality Computers Apresentação da Empresa, produtos e serviços, guia sobre formas de compra local e envio de encomendas para Cidadãos e Empresas Angolanas O Projecto Aquapc A Aquapc Quality Computers,

Leia mais

Iniciar um negócio em Franchising

Iniciar um negócio em Franchising Iniciar um negócio em Franchising Franchising, o que é? Terminologia Vantagens e Desvantagens do Franchisado Vantagens e Desvantagens do Franchisador Dicas para potenciais Franchisados Serviços de apoio

Leia mais

Orçamento do Estado 2016 Uma Perspectiva Pessoal

Orçamento do Estado 2016 Uma Perspectiva Pessoal Aese Orçamento do Estado 2016 Uma Perspectiva Pessoal Quando o Fórum para a Competitividade me convidou para esta intervenção, na qualidade de empresário, já se sabia que não haveria Orçamento de Estado

Leia mais

abril de 2011 Remuneração Estratégica nas Organizações

abril de 2011 Remuneração Estratégica nas Organizações abril de 2011 Remuneração Estratégica nas Organizações O RH nesses 20 anos Tático, político e de políticas Desdobrador da estratégia Influenciador da estratégia e da operação Consultor e assessor para

Leia mais

Análise de Projectos ESAPL / IPVC. Introdução Alguns Conceitos Básicos O Conceito de Investimento Tipologias de Investimentos

Análise de Projectos ESAPL / IPVC. Introdução Alguns Conceitos Básicos O Conceito de Investimento Tipologias de Investimentos Análise de Projectos ESAPL / IPVC Introdução Alguns Conceitos Básicos O Conceito de Investimento Tipologias de Investimentos Uma definição de empresa Uma empresa é um sistema em que se coordenam, para

Leia mais

ÍNDICE PERFIL MERCADOS ONDE A A400 ESTÁ PRESENTE VOLUME DE NEGÓCIOS CERTIFICAÇÕES PROJECTOS DE REFERÊNCIA CONTACTOS

ÍNDICE PERFIL MERCADOS ONDE A A400 ESTÁ PRESENTE VOLUME DE NEGÓCIOS CERTIFICAÇÕES PROJECTOS DE REFERÊNCIA CONTACTOS DOSSIER DE IMPRENSA ÍNDICE 1 PERFIL - A Empresa - Os Colaboradores - Os serviços 2 MERCADOS ONDE A A400 ESTÁ PRESENTE - A Internacionalização VOLUME DE NEGÓCIOS 4 CERTIFICAÇÕES 5 PROJECTOS DE REFERÊNCIA

Leia mais

Shopping das Franquias lança unidades móveis das marcas Click Sushi e Tostare Café. E mais: O Boticário dobra faturamento em três anos

Shopping das Franquias lança unidades móveis das marcas Click Sushi e Tostare Café. E mais: O Boticário dobra faturamento em três anos FRANQUIA.COM: Novo jeito de fazer franquia Portal InvestNE - - COLUNAS - 23/03/2012-11:02:00 Hugo Renan Nascimento Shopping das Franquias lança unidades móveis das marcas Click Sushi e Tostare Café. E

Leia mais

INDICE INTRODUÇÃO OBJETIVOS RESULTADOS DESTINATÁRIOS CONDIÇÕES DE ACESSO BENEFÍCIOS PARA AS EMPRESAS PARTICIPANTES CLUSTER AGROALIMENTAR

INDICE INTRODUÇÃO OBJETIVOS RESULTADOS DESTINATÁRIOS CONDIÇÕES DE ACESSO BENEFÍCIOS PARA AS EMPRESAS PARTICIPANTES CLUSTER AGROALIMENTAR INDICE INTRODUÇÃO OBJETIVOS RESULTADOS DESTINATÁRIOS CONDIÇÕES DE ACESSO BENEFÍCIOS PARA AS EMPRESAS PARTICIPANTES CLUSTER AGROALIMENTAR PLANO DE AÇÃO DO CLUSTER CONTATOS PARCEIROS 1 INTRODUÇÃO O desafio

Leia mais

Assim, a dívida externa bruta é hoje já superior a 200% do PIB!

Assim, a dívida externa bruta é hoje já superior a 200% do PIB! INTERVENÇÃO DO PRESIDENTE DA AEP - ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL DE PORTUGAL, JOSÉ ANTÓNIO BARROS, NO SEMINÁRIO «COMO EXPORTAR NO CENÁRIO GLOBAL» NO AUDITÓRIO DA BIBLIOTECA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTA MARIA

Leia mais