O papel central da Igreja: A Glória de Deus. Um breve estudo em João 15

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O papel central da Igreja: A Glória de Deus. Um breve estudo em João 15"

Transcrição

1 O papel central da Igreja: A Glória de Deus Um breve estudo em João 15

2 Entendendo o texto Jesus estava em seus últimos momentos como homem, na terra. Jesus estava advertindo seus discípulos a não imitarem a Judas, mas permanecerem na fé. f O uso da figura da videira era, pela razão, dessa planta ser muito comum na Palestina, e de possuir algumas características particulares. Uma dessas características é que algumas videiras falhavam em produzir os desejados frutos.

3 Entendendo o texto Eu sou a videira verdadeira EU SOU = Êx ,14 VERDADEIRA = Genuína na

4 Entendendo o texto Meu Pai é o agricultor...vós s jáj estais limpos pela palavra... É o (Deus) Pai que: Provê a justificação: Jo 3.16 Envia o Espírito Santo: Jo Processo de limpeza espiritual: SANTIFICAÇÃO

5 Entendendo o texto Palavras-chave chave: permanecer e frutificar Dois grupos e formas de tratamento: 1. Os que produzem frutos são limpos para produzirem mais. 2. Os que não produzem frutos são cortados, deixados para secar e queimados Os dois grupos tem em comum seu íntimo contato com Cristo e com o Evangelho.

6 A Igreja: definição Comunidade de pecadores regenerados, pelo dom da fé, f, concedido pelo Espírito Santo (Jo( 3.3,5; Tt 3.5). A Igreja é a obra de Deus; sem o Espírito ela não existiria; isto porque não haveria crentes em Cristo. A Igreja é composta por pessoas que confessam o Senhorio de Cristo; ; isto sós é possível pela ação a poderosa do Espírito (1Co 12.3; Rm 10.9,10).

7 A Igreja: corpo de Cristo

8 A Igreja: corpo de Cristo União Mística: M conceito É a união espiritual, íntima e vital entre Cristo e seu povo, em virtude da qual Ele é a fonte da vida e da força a desse povo, da sua bem- aventurança a e de sua salvação. (L. Berkhof) Jo 15. 1,5 Permanecer =.) (Aor.. Imp. Ativ.) Imutabilidade ou inviolabilidade da relação de imanência.

9 A Igreja: corpo de Cristo União Mística: M características Orgânica: : Cristo e os crentes formam um corpo (Ef( 1.22,23).. Vital: : Cristo é o princípio pio vitalizador e dominante de todo o corpo de crentes (Rm( 8.10). Mediada: : Por meio do Espírito Santo, Cristo habita no coração de todo o crente (1Co 6.17). Pessoal: : Cada crente está unido pessoalmente e diretamente com Cristo (Jo( 14.20). Transformadora: : Os crentes são transformado à imagem de Cristo (Gl( 2.20, Rm 8.28,29).

10 A Igreja: função A Igreja foi chamada e comprometida para manter uma luta incessante e constante contra o mundo hostil, em todas as formas que se apresente, seja dentro da Igreja ou fora dela, e contra todas as forças espirituais das trevas. A Igreja deve estar empenhada com todas as suas forças nas batalhas de seu Senhor, lutando em uma guerra (ofensiva e defensiva). Nessa função, a Igreja deve refletir a humilhação e a exaltação do seu Senhor.

11 A Igreja: função Jo Frutificar: Esses frutos são os bons motivos, desejos, atitudes, disposição, palavras, obras tudo isso tendo origem na fé, f, em harmonia com a lei de Deus e para a Sua glória ria. (Gl 5.22,23)

12 A glória de Deus Jo Glória: conceito Consiste em honra exaltada, em louvor. O termo pode ser sinônimo de de adoração. Também m pode significar esplendor, brilho, emanações de luz. (R. N. Champlin)

13 A glória de Deus Os homens glorificam a Deus quando: Estão em obediência - 1Sm 15.22; 2Co 9.13 Buscam a santificação 1Ts 4.3; Hb Quando a Igreja busca realizar aquilo que ela foi comissionada pelo seu Senhor, ela estará glorificando Aquele que a salvou dos poderes do mal e da condenação eterna. Mt

14 Aplicações O papel central da Igreja: A Glória de Deus A Igreja é uma comunidade daqueles que foram chamados do mundo para Deus pela operação do Espírito Santo, por meio da obra de Cristo, tendo novo nascimento. Dessa forma, a Igreja está místicamente unida com o seu Salvador, pois ela, agora, tem a mesma fonte genética tica,, o sangue de Cristo. Portanto, a Igreja foi estabelecida por Deus para uma missão, a saber, viver para a glória do Senhor. Nessa missão, a Igreja deve refletir a glória de Deus em todas as coisas, a saber: produzir frutos de justiça.

CREMOS NA NECESSIDADE DO NOVO NASCIMENTO CURSO DE FORMAÇÃO DE LÍDERANÇA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MOSSORÓ

CREMOS NA NECESSIDADE DO NOVO NASCIMENTO CURSO DE FORMAÇÃO DE LÍDERANÇA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MOSSORÓ IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MOSSORÓ CREMOS NA NECESSIDADE DO NOVO CURSO DE FORMAÇÃO DE LÍDERANÇA NASCIMENTO Pb. Márcio Tarcísio Mendonça Ferreira 5º) NA NECESSIDADE ABSOLUTA DO PELA GRAÇA DE

Leia mais

IGREJA. Sua Natureza

IGREJA. Sua Natureza IGREJA Sua Natureza A igreja é a comunidade de todos os cristãos de todos os tempos. Wayne Grudem A igreja é o novo Israel de Deus que revela nesse tempo Sua glória Thiessen A igreja é a a assembléia dos

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ. CONPLEI Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas

DECLARAÇÃO DE FÉ. CONPLEI Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas DECLARAÇÃO DE FÉ CONPLEI Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas DAI-AMTB Departamento de Assuntos Indígenas, Associação de Missões Transculturais Brasileiras Campo Grande, MS: 2016

Leia mais

Cultivando O Fruto do. Gálatas 5.22

Cultivando O Fruto do. Gálatas 5.22 Cultivando O Fruto do Espírito Santo Gálatas 5.22 Fé / Fidelidade Parte VIII Recapitulando Mansidão Domínio próprio Amor Alegria / Gozo Paz Fidelidade Longanimidade Bondade Benignidade 1 Introdução Fidelidade

Leia mais

Aula II A Igreja, como uma entidade espiritual, espelha numa determinada localidade o próprio Deus e seus propósitos.

Aula II A Igreja, como uma entidade espiritual, espelha numa determinada localidade o próprio Deus e seus propósitos. Aula II A Igreja, como uma entidade espiritual, espelha numa determinada localidade o próprio Deus e seus propósitos. Por que a Igreja existe? Qual o seu propósito? Por que Deus a deixou no mundo? E pôs

Leia mais

HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO

HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO HAMARTIOLOGIA: DOUTRINA DO PECADO I - A ORIGEM DO PECADO 1. Em relação a Deus. Em Seu plano permitiu que suas criaturas (anjos e homens) tivessem a liberdade (livre arbítrio) de viver em amor e obediência

Leia mais

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS DE MOSSORÓ RN

IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS DE MOSSORÓ RN IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS DE MOSSORÓ RN CURSO SOBRE O CREMOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS Primeiro Artigo de Fé: Cremos em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas distintas: o Pai, o Filho

Leia mais

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse ESCATOLOGIA BÍBLICA Apocalipse 7.9-17 A visão dos glorificados 9 Depois destas coisas, vi, e eis grande multidão que ninguém podia enumerar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé diante do

Leia mais

Importância da Ressurreição de Cristo

Importância da Ressurreição de Cristo Introdução à 22/08/2011 A doutrina de Cristo segundo as escrituras Importância da Ressurreição de Cristo O que as escrituras afirmam sobre a ressurreição de Cristo? 1. Doutrina fundamental do Cristianismo:

Leia mais

O SENHOR JESUS CRISTO

O SENHOR JESUS CRISTO O SENHOR JESUS CRISTO I. SUA EXISTÊNCIA A) Provada pelo Antigo Testamento: (Mq 5.2; Is 9:6 Pai da Eternidade ) B) Provada pelo Novo Testamento: 1) João 1.1, em comparação com o versículo 14. 2) Jo 8.58

Leia mais

OS VERDADEIROS ADORADORES

OS VERDADEIROS ADORADORES - Aula 3 OS VERDADEIROS ADORADORES Objetivo: ao final da aula, o aluno deverá buscar se identificar como um adorador dentro dos padrões bíblicos, empenhando-se por cultuar a Deus do modo que O agrada e

Leia mais

BREVE CATECISMO DE WESTMINSTER PERGUNTA 35

BREVE CATECISMO DE WESTMINSTER PERGUNTA 35 BREVE CATECISMO DE WESTMINSTER PERGUNTA 35 PERGUNTA 35: Que é regeneração? RESPOSTA: É a obra da livre graça de Deus, pela qual somos conservados pelo Espírito Santo na perseverança da fé em Cristo, adquirindo,

Leia mais

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO ETERNIDADE DEUS PAI LOGUS ESPIRITO SANTO A TRINDADE 1Jo.5.7 LOGUS QUER DIZER PALAVRA OU VERBO SE REFERE AO FILHO NA ETERNIDADE I - SUA PRÉ-EXISTÊNCIA 1 - SUA EXISTÊNCIA

Leia mais

1. CHAMADOS COMO FILHOS DE DEUS PARA CUMPRIRMOS O PROPÓSITO

1. CHAMADOS COMO FILHOS DE DEUS PARA CUMPRIRMOS O PROPÓSITO AMPLIANDO A VISÃO ESPIRITUAL TEXTO: MATEUS Jo 15 1. CHAMADOS COMO FILHOS DE DEUS PARA CUMPRIRMOS O PROPÓSITO Imagine um pai que faz muitos investimentos na família, Ele é alguém muito interessado nos filhos.

Leia mais

Vós sois a luz do mundo Mateus 5:14

Vós sois a luz do mundo Mateus 5:14 Vós sois a luz do mundo Mateus 5:14 Bem aventuranças O caráter do Cristão Humilde de Espírito O que chora Manso Fome e sede de justiça Misericordioso Limpo de coração Pacificador A influência do Cristão

Leia mais

Os 5 Pontos do Calvinismo. Aula 13/07/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Os 5 Pontos do Calvinismo. Aula 13/07/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Os 5 Pontos do Calvinismo Aula 13/07/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Origem Foi uma reação de discípulos de João Calvino (1509-1564) a um protesto dos seguidores de James Arminus (Jacob Hermann

Leia mais

...batizando em nome do Pai, e do Filho, e do Espirito Santo...

...batizando em nome do Pai, e do Filho, e do Espirito Santo... ESTUDO DO BATISMO : O objetivo deste estudo é levar ao irmão(a), o conhecimento da verdade bíblica sobre o batismo ensinado por Jesus Cristo, que nestes dias possamos abrir nossa mente e coração para absorvermos

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO DECLARAÇÃO DE FÉ Pr Josemeire Ribeiro CRM PR 2015 O que é credo? É o que eu creio. PLANO DE SALVAÇÃO QUEDA REDENÇÃO RESTAURAÇÃO Declaração de Fé da IEQ foi compilada por sua fundadora Aimeé Semple McPherson,

Leia mais

O FRUTO DO ESPÍRITO I. INTRODUÇÃO: QUE É UM CRISTÃO?

O FRUTO DO ESPÍRITO I. INTRODUÇÃO: QUE É UM CRISTÃO? O FRUTO DO ESPÍRITO I. INTRODUÇÃO: QUE É UM CRISTÃO? Em Antioquia, os discípulos foram pela primeira vez chamados cristãos (At 11.26). A gente se pergunta: Por que os descrentes, que se opunham a Jesus

Leia mais

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA 17-03-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze A Igreja no desígnio de Deus O que significa a palavra Igreja? Designa o povo que Deus convoca e reúne de todos os

Leia mais

INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE - Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura.

INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE - Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE - Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. - A Igreja foi criada para dar seguimento ao ministério

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE AULA 8: ECLESIOLOGIA Baseado em Jeremias 9: 24, a Igreja Pentecostal Deus é Amor oferece a você, obreiro, a oportunidade aprofundar seu conhecimento na palavra de Deus

Leia mais

ASCENSÃO DO SENHOR. LEITURA I Actos 1, Leitura dos Actos dos Apóstolos. No meu primeiro livro, ó Teófilo,

ASCENSÃO DO SENHOR. LEITURA I Actos 1, Leitura dos Actos dos Apóstolos. No meu primeiro livro, ó Teófilo, ASCENSÃO DO SENHOR LEITURA I Actos 1, 1-11 Leitura dos Actos dos Apóstolos No meu primeiro livro, ó Teófilo, narrei todas as coisas que Jesus começou a fazer e a ensinar, até ao dia em que foi elevado

Leia mais

1º-Introdução 2º-Perguntas de Diagnóstico 3º-Plano da Salvação 4º- Descisão/Compromisso 5º-Acompanhamento imediato

1º-Introdução 2º-Perguntas de Diagnóstico 3º-Plano da Salvação 4º- Descisão/Compromisso 5º-Acompanhamento imediato 1º-Introdução 2º-Perguntas de Diagnóstico 3º-Plano da Salvação 4º- Descisão/Compromisso 5º-Acompanhamento imediato 1º-Introdução a) Conversar sobre a vida secular dele(a); b) Conversar sobre as experiencias

Leia mais

Devocional. Céus Abertos Pastor Carlito Paes

Devocional. Céus Abertos Pastor Carlito Paes SALVAÇÃO 2 Devocional Céus Abertos Pastor Carlito Paes 3 ROTEIRO Salvação Parte 1 Introdução O problema: A necessidade de salvação A providência: A solução para o pecado Três aspectos da salvação Salvação

Leia mais

O AMIGÃO do Pastor. Um Periódico em Prol da Pregação do Evangelho de Jesus Cristo - VOL. 4 - Nº 34 ABR/94

O AMIGÃO do Pastor. Um Periódico em Prol da Pregação do Evangelho de Jesus Cristo - VOL. 4 - Nº 34 ABR/94 O AMIGÃO do Pastor Um Periódico em Prol da Pregação do Evangelho de Jesus Cristo - VOL. 4 - Nº 34 ABR/94 CARACTERÍSTICAS DA NOVA VIDA EM CRISTO Pr. Manoel F. Cano. Texto: 2 Co. 5:17 Introdução: 1. A vida

Leia mais

evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura.

evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. O Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. O A Igreja foi criada para dar seguimento ao ministério terreno do Nosso Senhor

Leia mais

Gloria in excelsis Deo - O Cântico dos Anjos

Gloria in excelsis Deo - O Cântico dos Anjos Gloria in excelsis Deo - O Cântico dos Anjos Lucas 2.14 Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens aos quais ele concede o seu favor. O coral dos anjos É pena que não nos impressiona, mas o que

Leia mais

Quem somos e no que cremos?

Quem somos e no que cremos? Vivendo e compartindo o caminho de Jesús Quem somos e no que cremos? Igreja Evangélica Paseo de Extremadura 179 Tel: 91 813 67 05; 626 468 629 http://www.comuniondelagracia.es E-mail: iduespana@yahoo.es

Leia mais

erbreberbebebrbeabe ebetbet

erbreberbebebrbeabe ebetbet erbreberbebebrbeabe ebetbet Mensagem 01 Piedade na Palavra Pregador: Davi Merkh Data: 2 08 2009 INTRODUÇÃO: PIEDADE NA PALAVRA (pelo Espírito) 2 Últimas Palavras * Como foram as entradas hoje em Nova Iorque?

Leia mais

Índice. Apresentação... 3

Índice. Apresentação... 3 Índice Apresentação... 3 Tempo do Advento 1. O Ano Litúrgico... 9 2. Origem do Ano Litúrgico... 10 3. O que quer dizer Advento?... 11 4. O que fazer no Advento?... 12 Primeiro Domingo do Advento... 14

Leia mais

O Espírito Santo A DINVIDADE DO E A ESPIRITUALIDADE LIÇÃO I TRIMESTRE 2017

O Espírito Santo A DINVIDADE DO E A ESPIRITUALIDADE LIÇÃO I TRIMESTRE 2017 O Espírito Santo E A ESPIRITUALIDADE I TRIMESTRE 2017 Espírito A DINVIDADE DO santo PARA MEMORIZAR: A graça do Senhor Jesus Cristo, e o INTRODUÇÃO amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com

Leia mais

Prof. Davi Merkh. Buscai, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus, e Sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas Mt 6.

Prof. Davi Merkh. Buscai, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus, e Sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas Mt 6. O JOVEM E SEU FUTURO: Construindo uma Vida com Propósito O Jovem e Seu Futuro 1. O Jovem com Propósito (Gn 1) 2. O Jovem e Seu Futuro Lar (Gn 2) 3. O Jovem e a Vontade de Deus Prof. Davi Merkh Buscai,

Leia mais

MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11. Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras

MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11. Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11 Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras INTRODUÇÃO O grande problema que a igreja enfrenta hoje, para

Leia mais

O JUIZO DO SERVO DE DEUS

O JUIZO DO SERVO DE DEUS O JUIZO DO SERVO DE DEUS ANTES CRESCEI NA GRAÇA E NO CONHECIMENTO DE NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO. A ELE SEJA DADA A GLÓRIA, ASSIM AGORA, COMO NO DIA DA ETERNIDADE. AMÉM. 2PEDRO 3:18 Introdução

Leia mais

Vivendo a Vida Santa

Vivendo a Vida Santa Livrinho 2 Pàgina 35 Lição Cinco Vivendo a Vida Santa Pode você descrever numa só palavra a qualidade de vida que procura levar? Muitas e variadas respostas são dadas a essa pergunta. Mas, da perspectiva

Leia mais

O Rev. Ronaldo Lidório comentou esse texto e trabalhou a MISSÃO.

O Rev. Ronaldo Lidório comentou esse texto e trabalhou a MISSÃO. 1 O LIVRO E O CORDEIRO O Rev. Ronaldo Lidório comentou esse texto e trabalhou a MISSÃO. 1) A Missão do Pai é Reinar 2) A Missão do Filho é Pagar o Preço; 3) A Missão da Igreja é servir ao Cordeiro Jesus.

Leia mais

Deus tem um plano para cada um de nós, com propósitos bem definidos (Pv 16.4).

Deus tem um plano para cada um de nós, com propósitos bem definidos (Pv 16.4). Leitura: Romanos 12.1-8 Deus tem um plano para cada um de nós, com propósitos bem definidos (Pv 16.4). O plano é perfeito e inclui a salvação em Cristo (2 Ts 2.13) e a capacitação para lhe servirmos (2

Leia mais

OS DONS DO ESPÍRITO SANTO O CAMINHO DOS DOS ESPIRITUAIS

OS DONS DO ESPÍRITO SANTO O CAMINHO DOS DOS ESPIRITUAIS OS DONS DO ESPÍRITO SANTO O CAMINHO DOS DOS ESPIRITUAIS O DOM ESPIRITUAL E A EDIFICAÇÃO DA IGREJA Temos diferentes dons, de acordo com a graça que nos foi dada. Romanos 12,6 A cada um, porém, é dada a

Leia mais

Sacramentos. Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Sacramentos. Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Sacramentos Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Sacramentos O que são os sacramentos? Sacramento é derivado do latim sacramentum, era utilizado no meio militar correspondendo a juramento

Leia mais

NO PERDÃO DOS PECADOS

NO PERDÃO DOS PECADOS CREMOS IEADEM NO PERDÃO DOS PECADOS, NA SALVAÇÃO PRESENTE E PERFEITA E NA ETERNA JUSTIFICAÇÃO DA ALMA RECEBIDOS GRATUITAMENTE DE DEUS PELA FÉ NO SACRIFÍCIO EFETUADO POR JESUS CRISTO EM NOSSO FAVOR (AT

Leia mais

Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão:

Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão: II) NOSSA VISÃO Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão: A) Adorar a Deus em espírito e verdade Queremos viver o propósito para o qual Deus

Leia mais

2º Aquele que não pratica (não pratica a Lei), mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é

2º Aquele que não pratica (não pratica a Lei), mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é Muitos, ao ouvirem que o cristão não precisa praticar as obras da Lei, como: guarda do sábado, sacrifício de jejum, uso do véu, devolução de dízimo, etc., logo fazem a seguinte pergunta: A Lei de Deus

Leia mais

LIÇÃO 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA

LIÇÃO 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA INTRODUÇÃO - Concluindo o estudo deste trimestre sobre evangelização, estudaremos a necessária integralidade desta atividade mais importante, da razão de ser da igreja. - A evangelização tem de ser integral.

Leia mais

A esperança segundo a Bíblia. Devocional. Russell Shedd

A esperança segundo a Bíblia. Devocional. Russell Shedd Devocional A esperança segundo a Bíblia A Bíblia inspira esperança. De Gênesis a Apocalipse, há uma corrente animadora de antecipação. A catástrofe no Jardim do Éden provocou a ira de Deus contra os culpados

Leia mais

O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS

O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS Ef. 1: 1-14 Slide 1 O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS Ef.1 : 1-14 1. Paulo, apóstolo de Cristo Jesus por vontade de Deus, aos santos que vivem em Éfeso e fiéis em Cristo

Leia mais

INTRODUÇÃO À CARTA DE PAULO AOS EFÉSIOS Mensagem pregada pelo Pr Luciano R. Peterlevitz na Igreja Batista Novo Coração, em 10 de abril de 2015.

INTRODUÇÃO À CARTA DE PAULO AOS EFÉSIOS Mensagem pregada pelo Pr Luciano R. Peterlevitz na Igreja Batista Novo Coração, em 10 de abril de 2015. INTRODUÇÃO À CARTA DE PAULO AOS EFÉSIOS Mensagem pregada pelo Pr Luciano R. Peterlevitz na Igreja Batista Novo Coração, em 10 de abril de 2015. Efésios 1.1-2: 1 Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade

Leia mais

O Cristão Carnal Aula 10 Texto Básico Rm 7 ; 1 co 3.1-4

O Cristão Carnal Aula 10 Texto Básico Rm 7 ; 1 co 3.1-4 O Cristão Carnal Aula 10 Texto Básico Rm 7 ; 1 co 3.1-4 Nosso estudo lida com a realidade de nossa natureza regenerada. Não temos mais a natureza caída de quando nascemos, fomos regenerados. Também não

Leia mais

IGREJA BATISTA DE VIRADOURO Pr. José Antônio Corrêa

IGREJA BATISTA DE VIRADOURO Pr. José Antônio Corrêa IGREJA BATISTA DE VIRADOURO Pr. José Antônio Corrêa MINISTRAÇÕES PARA CASAS DE PAZ Módulo II Ministério de Evangelismo e Missões ESTUDOS PARA CASAS DE PAZ Pr. José Maria Savazzi Pr. José Antônio Corrêa

Leia mais

Os Outros Seis Dias. Aula 05/07/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Os Outros Seis Dias. Aula 05/07/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Os Outros Seis Dias Aula 05/07/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Recapitulando Nas aulas passadas vimos que muitas vezes a fé tem horário e local específico, na Igreja, no domingo, e no horário

Leia mais

Lição 1 RESGATANDO A VISÃO MISSIONÁRIA

Lição 1 RESGATANDO A VISÃO MISSIONÁRIA Lição 1 RESGATANDO A VISÃO MISSIONÁRIA Texto Bíblico: Atos 1.1-14. Quando a Igreja perde de vista o seu chamado de ser a portadora do Evangelho para o mundo, ela vira um clube religioso como outro qualquer,

Leia mais

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Introdução Almejamos uma nova compreensão da espiritualidade, que nos impulsione a realizar o projeto integral de Deus, expressando assim genuína adoração (Jo 4.23-24).

Leia mais

ENGAJAMENTO Unidos pela causa do Evangelho

ENGAJAMENTO Unidos pela causa do Evangelho Nossa Visão Uma cidade transformada por Cristo por meio de uma igreja acolhedora que desenvolve cura social e renovação cultural, formando autênticos discípulos de Cristo transformados por meio do Evangelho.

Leia mais

O Evangelho de Deus. A Dinâmica da Espiritualidade Cristã de A a Z

O Evangelho de Deus. A Dinâmica da Espiritualidade Cristã de A a Z O Evangelho de Deus A Dinâmica da Espiritualidade Cristã de A a Z O que é o Evangelho? Não se trata do ABC da vida cristã que nos introduz aos cursos mais avançados de D a Z. O que é o Evangelho? O Evangelho

Leia mais

Aula 2. Até sexta, pela Graça de Deus, bons estudos.

Aula 2. Até sexta, pela Graça de Deus, bons estudos. Aula 2 Prezados professores, estou enviando os slides ( texto definitivo) da nossa aula 2 baseada nos capítulos 2, 10 e 12 do nosso livro e na nossa confissão de fé. Sugerimos que leiam novamente os três

Leia mais

Ao verem a intrepidez de Pedro e João, sabendo que eram homens iletrados e incultos, admiraram-se; e reconheceram que haviam eles estado com Jesus

Ao verem a intrepidez de Pedro e João, sabendo que eram homens iletrados e incultos, admiraram-se; e reconheceram que haviam eles estado com Jesus Ao verem a intrepidez de Pedro e João, sabendo que eram homens iletrados e incultos, admiraram-se; e reconheceram que haviam eles estado com Jesus (At 4:13). 1. Que venhamos a conhecer a história e as

Leia mais

RREAVIVAMENTO. d!scernimento. reavivamento. Salvaguarda

RREAVIVAMENTO. d!scernimento. reavivamento. Salvaguarda dscernimento A Salvaguarda do VERSO PARA MEMORIZAR: Considera em como amo os Teus preceitos; vivifica-me, ó Senhor, segundo a Tua bondade. As Tuas palavras são em tudo verdade desde o princípio, e cada

Leia mais

O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e

O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e irmãos uns dos outros; identifica-nos com Jesus-Verdade,

Leia mais

Romanos, Paulo diz qual a motivação que o levou a escrever a epístola à igreja em Roma. visando evangelizar o ocidente do Império Romano.

Romanos, Paulo diz qual a motivação que o levou a escrever a epístola à igreja em Roma. visando evangelizar o ocidente do Império Romano. O No capítulo 15 da carta aos Romanos, Paulo diz qual a motivação que o levou a escrever a epístola à igreja em Roma. O Paulo escreve a carta aos Romanos visando evangelizar o ocidente do Império Romano.

Leia mais

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI)

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) Teologia Bíblica da Missão de Deus Paulo Adolfo Nos livros poéticos vemos ação responsiva, por parte de Israel, aos atos salvíficos de Deus. Respostas: Pessoais;

Leia mais

Passos para a liberdade em Cristo 1: Identidade em Cristo

Passos para a liberdade em Cristo 1: Identidade em Cristo 1 PASSOS PARA A LIBERDADE EM CRISTO 1: IDENTIDADE EM CRISTO Vivendo pela graça, mediante a fé Nosso objetivo nesta semana é ajuda-lo a compreender e apropriar-se da identidade que você recebeu ao confiar

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE AULA 2: PRINCIPIOS DA ÉTICA CRISTÃ Baseado em Jeremias 9: 24, a Igreja Pentecostal Deus é Amor oferece a você, obreiro, a oportunidade aprofundar seu conhecimento na

Leia mais

Lição 11. Como acontece o processo da Santificação? Texto Bíblico: 1Pedro

Lição 11. Como acontece o processo da Santificação? Texto Bíblico: 1Pedro Lição 11 Como acontece o processo da Santificação? Texto Bíblico: 1Pedro 2.1-10 Introdução: A santificação é o processso da graça divina para melhorar a condição espiritual do salvo. É ser separado do

Leia mais

Sumário. VOLUME UM A obra do Espírito Santo na Igreja como um todo. CAPÍTULO UM Introdução

Sumário. VOLUME UM A obra do Espírito Santo na Igreja como um todo. CAPÍTULO UM Introdução Sumário Prefácio do autor... 13 Nota explicativa à edição americana... 19 Lista parcial dos trabalhos do Dr. Kuyper... 23 Nota introdutória pelo Prof. Benjamin B. Warfield, D. D., LL. D.... 27 VOLUME UM

Leia mais

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20.

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Objetivo do encontro: Despertar amor a Eucaristia e a participação da santa missa, onde o sacramento é oferecido. Texto: Ë o sacramento pelo qual participamos,

Leia mais

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI)

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) Teologia Bíblica da Missão de Deus RELEMBRAR A MISSÃO NOS EVANGELHOS 1. Jesus Cristo homem é o exemplo padrão para o exercício da Missão de Deus (intimidade

Leia mais

Lição 10. Como entender a realidade da morte? Texto Bíblico: 1Coríntios 15.20-28; 43-58

Lição 10. Como entender a realidade da morte? Texto Bíblico: 1Coríntios 15.20-28; 43-58 Lição 10 Como entender a realidade da morte? Texto Bíblico: 1Coríntios 15.20-28; 43-58 Introdução: O Apóstolo Paulo estava trabalhando algumas discrepâncias doutrinárias na Igreja de Corinto e, especificamente,

Leia mais

2015 O ANO DO DISCIPULADO

2015 O ANO DO DISCIPULADO IGREJA DE CRISTO NO BRASIL MINISTÉRIO ICRV 2015 O ANO DO DISCIPULADO NOSSA FUNDAÇÃO A Igreja de Cristo no Brasil foi fundada em 13 de dezembro de 1932, na cidade de Mossoró RN. Como organização denominacional,

Leia mais

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS 279 I rmãs e irmãos: Ao celebrar a solenidade de São N. (de Santa N.), nosso irmão (nossa irmã) na fé e no Baptismo, oremos a Deus Pai todo-poderoso, dizendo (ou: cantando): R. Deus, fonte de toda a santidade,

Leia mais

Por que e para que Jesus morreu na cruz? Evangelho de João

Por que e para que Jesus morreu na cruz? Evangelho de João Por que e para que Jesus morreu na cruz? Evangelho de João 3.16-17 INTRODUÇÃO Do texto lido, faço à igreja duas perguntas: Por quejesus morreu na cruz? Para que Jesus morreu na cruz? O por que e o para

Leia mais

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO Copyright 2005 - Libreria Editrice Vaticana «Motu Proprio» Introdução PRIMEIRA PARTE - A PROFISSÃO DA FÉ Primeira Secção: «Eu

Leia mais

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 INTRODUÇÃO O Evangelho de João registra 7 afirmações notáveis de Jesus Cristo. Todas começam com Eu sou. Jesus disse: Eu sou o pão vivo

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Quarta-feira da 12ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Senhor,

Leia mais

CONFISSÃO BATISTA DE NEW HAMPSHIRE

CONFISSÃO BATISTA DE NEW HAMPSHIRE CONFISSÃO BATISTA DE NEW HAMPSHIRE A Confissão de Fé de New Hampshire foi redigida pelo Rev. John Newton Brown (1803-1868), no Estado de New Hampshire, EUA, por volta de 1833, e publicada por uma comissão

Leia mais

A SINGULARIDADE DE CRISTO Artigo para a Resvista Defesa da Fe (Cpi)

A SINGULARIDADE DE CRISTO Artigo para a Resvista Defesa da Fe (Cpi) 1 A SINGULARIDADE DE CRISTO Artigo para a Resvista Defesa da Fe (Cpi) Introdução Albert Einstein, segundo Charles Misner, achou que os pregadores que tinha ouvido, blasfemavam. Einstein achou que não tinham

Leia mais

www.comunidadepedraviva.com.br TRILHO PEDRA VIVA

www.comunidadepedraviva.com.br TRILHO PEDRA VIVA TRILHO PEDRA VIVA ROTEIRO PARA PLANTAÇÃO DE VIDAS Um provérbio chinês nos lembra : se sua visão é para um ano, plante trigo; se sua visão é para uma década, plante árvores; se sua visão é para toda a vida,

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA 04-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Porque é que o Filho de Deus se fez homem? para nossa salvação,

Leia mais

P eu e ma m t a olo l gia Estudo Sistemático

P eu e ma m t a olo l gia Estudo Sistemático Pneumatologia Estudo Sistemático Podemos confessar a divindade do Espírito Santo, afirmando: Ao Espírito são atribuídos nomes divinos; Ao Espírito Santo são concedidos os atributos divinos, como a onipresença,

Leia mais

Igreja Presbiteriana Filadélfia

Igreja Presbiteriana Filadélfia Lição 22 SOTERIOLOGIA SUBJETIVA REGENERAÇÃO e CONVERSÃO 1. Introdução. A Soteriologia Subjetiva (regeneração e conversão) faz parte da realidade espiritual que enfatiza uma união com Cristo. Para Calvino

Leia mais

Preparado por: Pr. Wellington Almeida LIÇÃO. O Evangelho. Mateus

Preparado por: Pr. Wellington Almeida LIÇÃO. O Evangelho. Mateus Preparado por: Pr. Wellington Almeida JERUSALÉM10 LIÇÃO JESUS EM O Evangelho Mateus de LIÇÃO - II TRI 2016 10 INTRODUÇÃO esboço Os títulos de cada dia foram ajustados a proposta de termos uma idéia essencial

Leia mais

A natureza do povo do reino

A natureza do povo do reino A natureza do povo do reino Aqui está a descrição da natureza de um vencedor, alguém que está debaixo do domínio e do governo do Rei; Os nove aspectos da natureza dos filhos do reino são acompanhados da

Leia mais

A atualidade da lei.... a Lei é santa, e o mandamento, santo, justo e bom. (Rm 7:12)

A atualidade da lei.... a Lei é santa, e o mandamento, santo, justo e bom. (Rm 7:12) A atualidade da lei... a Lei é santa, e o mandamento, santo, justo e bom. (Rm 7:12) OBJETIVO Mostrar ao estudante da Escritura que a lei de Deus é atual, pois é baseada em Deus, e, portanto, é eterna e

Leia mais

Proposta de matrícula para o ILMC 2017

Proposta de matrícula para o ILMC 2017 Proposta de matrícula para o ILMC 2017 FOTO Não pode faltar I. INFORMAÇÕES GERAIS Nome: CPF: Nasc. / / Idade: Bairro: Cidade: Estado: CEP: Tel. res.: ( ) Celular: ( ) E-mail: Identidade: Nacionalidade:

Leia mais

Devocional. Céus Abertos Pastor Carlito Paes

Devocional. Céus Abertos Pastor Carlito Paes SANTIFICAÇÃO Devocional Céus Abertos Pastor Carlito Paes 2 ROTEIRO Santificação Parte 1 Introdução O significado de santidade As duas ênfases da Santificação As duas naturezas do cristão Santificação Parte

Leia mais

Advento é uma palavra latina, ad-venio,

Advento é uma palavra latina, ad-venio, Advento -Tempo de preparação para o Natal - Advento é uma palavra latina, ad-venio, que significa aproximar-se, vir chegando aos poucos. Durante as quatro semanas do Advento preparamo-nos para o Natal.

Leia mais

A comunhão é o grande desafio da cristandade e dos evangélicos desde o primeiro século da história da Igreja.

A comunhão é o grande desafio da cristandade e dos evangélicos desde o primeiro século da história da Igreja. Comunhão: Resultado de experiências radicais com Jesus. (Estudo 1) Marcos 14.17-24 Pr. Fernando Fernandes PIB em Penápolis, 01/08/2010 Mês da Comunhão 2 A comunhão é o grande desafio da cristandade e dos

Leia mais

Rebelião Redenção. Preparado por: Pr. Wellington Almeida I TRI 2016

Rebelião Redenção. Preparado por: Pr. Wellington Almeida I TRI 2016 Rebelião Redenção e Predo por: Pr. Wellington Almeida I TRI 2016 Vitória no deserto 6 LIÇÃO Predo por: Pr. Wellington Almeida O Conflito continua esboço LIÇÃO - I TRI 2016 6 INTRODUÇÃO DOM O EMANUEL SEG

Leia mais

Grande é o Senhor, e digno de todo louvor na cidade do nosso Deus. (NVI) Sl 48.1

Grande é o Senhor, e digno de todo louvor na cidade do nosso Deus. (NVI) Sl 48.1 INTRODUÇÃO Grande é o Senhor, e digno de todo louvor na cidade do nosso Deus. (NVI) Sl 48.1 Grande é o SENHOR e mui digno de ser louvado, na cidade do nosso Deus.(RA) Sl 48.1 Deus está presente entre nós

Leia mais

ADORAÇÃO IRRESISTÍVEL Adoradores quebrantados movendo o coração de Deus

ADORAÇÃO IRRESISTÍVEL Adoradores quebrantados movendo o coração de Deus ADORAÇÃO IRRESISTÍVEL Adoradores quebrantados movendo o coração de Deus LEMA E VISÃO 2012.2015 ADORAÇÃO IRRESISTÍVEL Adoradores quebrantados movendo o coração de Deus Por Pr. Amadilson de Paula Diretor

Leia mais

UM P G. chamado. Remanescente

UM P G. chamado. Remanescente UM P G chamado Remanescente CONCEITO Irou-se o dragão contra a mulher e foi pelejar com os restantes da sua descendência, os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus; e se pôs em

Leia mais

O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia (Pv 28:13).

O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia (Pv 28:13). O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia (Pv 28:13). 27 de julho a 3 de agosto, 2013 Por: Pr. Wellington Almeida Relembrando... REAVIVAMENTO

Leia mais

O Discipulado e a Vida da Igreja

O Discipulado e a Vida da Igreja Série Estudo Bíblico Nº 06 O Discipulado e a Vida da Igreja Um Estudo Bíblico Sobre Adoração e Louvor Ademir Ifanger E s t u d o s B í b l i c o s P á g i n a 2 Índice Introdução... 03 1. Definindo Adoração

Leia mais

Como ser. Salvo TRIMESTRE LIÇÃO.

Como ser. Salvo TRIMESTRE LIÇÃO. Como ser TRIMESTRE Salvo LIÇÃO 05 www.classedaescolasabatina.com.br LIÇÃO4 relembrando SALVAÇÃO A BASE: UM DOM UMA INICIATIVA UM SACRIFÍCIO O RESULTADO: UMA LIBERTAÇÃO UMA VIDA ETERNA VERSO PARA MEMORIZAR!!

Leia mais

Capela Nª Sª Das Graças

Capela Nª Sª Das Graças Capela Nª Sª Das Graças Santa Missa Dominical 1-Saudação I PR: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. AS: Amém. PR: A vós, irmãos e irmãs, paz e fé da parte de Deus, o Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

Leia mais

Preparado por: Pr. Wellington Almeida LIÇÃO SENHOR DE JUDEUS E. O Evangelho. Mateus

Preparado por: Pr. Wellington Almeida LIÇÃO SENHOR DE JUDEUS E. O Evangelho. Mateus Preparado por: Pr. Wellington Almeida GENTIOS07 LIÇÃO SENHOR DE JUDEUS E O Evangelho Mateus de LIÇÃO - II TRI 2016 07 INTRODUÇÃO esboço Israel não era o único povo com o qual Deus Se importava.seria por

Leia mais

BEM VINDOS 2. ADORAÇÃO COM MÚSICAS 3. MINISTRAÇÃO DA PALAVRA 4. ORAÇÃO 5. ORAÇÃO PELAS NECESSIDADES 6. OFERTA 7. ENCERRAMENTO (AVISOS)

BEM VINDOS 2. ADORAÇÃO COM MÚSICAS 3. MINISTRAÇÃO DA PALAVRA 4. ORAÇÃO 5. ORAÇÃO PELAS NECESSIDADES 6. OFERTA 7. ENCERRAMENTO (AVISOS) BEM VINDOS Muitos líderes desejam iniciar seu ministério e assim cumprir o chamado que Deus lhe fez. O primeiro passo para alcançar este propósito é o crescimento através de uma célula. Confira a seguir

Leia mais

INTRODUÇÃO - O ganhador de almas tem de preencher alguns requisitos para realizar seu trabalho de evangelização.

INTRODUÇÃO - O ganhador de almas tem de preencher alguns requisitos para realizar seu trabalho de evangelização. INTRODUÇÃO - O ganhador de almas tem de preencher alguns requisitos para realizar seu trabalho de evangelização. - O trabalho de ganhar almas é de iniciativa divina e somente quem tem comunhão com o Senhor

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Quinta-feira da 5ª Semana da Páscoa Ó Deus, vossa

Leia mais

LIÇÃO 01 O que a Bíblia ensina sobre a Trindade? LIÇÃO 02 O que a Bíblia ensina sobre Deus? Missão: Missão Cumprida: 20 pontos.

LIÇÃO 01 O que a Bíblia ensina sobre a Trindade? LIÇÃO 02 O que a Bíblia ensina sobre Deus? Missão: Missão Cumprida: 20 pontos. LIÇÃO 01 O que a Bíblia ensina sobre a Trindade? Leia os textos de referência abaixo e relacionados à referida pessoa descrita: ( ) João 1.1-4,14 ( A ) Deus o Pai ( ) João 14.16, 17,27 ( B ) Jesus o Filho

Leia mais