António Carmo Expõe em Bruxelas As Pautas da Memória na Galerie Albert I Prokofiev por António Carmo B E L G I Q U E G R A T U I T

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "António Carmo Expõe em Bruxelas As Pautas da Memória na Galerie Albert I Prokofiev por António Carmo B E L G I Q U E G R A T U I T"

Transcrição

1 Edition nº 66 du 24 janvier 2012 Mensuel Franco-Portugais O jornal das Comunidades lusófonas da Bélgica T U I T 10 icardo Parreira convidou Micaela Vaz e Marco Oliveira para uma série de 10 concertos de Fado na Flandres. Edition B E L I Q U E Be 04 Diplomacia. O Ministro Paulo Portas nomeou Madalena Fisher como Encarregada de Negócios da Embaixada de Portugal na Bélgica Música. O compositor e músico odrigo Leão vai apresentar o seu novo disco Montanha Mágica com três concertos na Bélgica. ssociações. Entrevista com Sérgio ibeiro, mbro da Direção da Federação das ssociações Portuguesas na Bélgica (FPB). D 11 ntónio Carmo Expõe Bruxelas s Pautas da Mória na alerie lbert I Prokofiev por ntónio Carmo

2 02 Opinião le 24 janvier 2012 Crónica de opinião gritante falta de visão estratégica e as práticas dos overnos face ao Ensino de Português no Estrangeiro (EPE) madeu Batel Presidente da Comissão Ensino do CCP No início de 2011, o PSD na oposição recolocava na ord dia a necessidade de um outro relacionamento entre Portugal e as suas Comunidades no sentido de superar atrasos, erros, omissões de décadas que têm marcado tão negativamente a imag de Portugal junto das Comunidades. imag negativa de Portugal tinha sido agravada pela brutal ofensiva dos overnos PS matéria de políticas educativas, de língua, cultura e identidade dirigidas à diáspora portuguesa de que destacamos algumas posições assumidas por altos responsáveis dessas políticas: - O Dr. Luís mado, Ministro dos Negócios Estrangeiros, na tomada de posse da Presidente do Instituto Camões (IC), enunciava os macro-objetivos inscritos na esolução do Conselho de Ministros 188/ Estratégia de econhecimento e Promoção da Língua Portuguesa: nesta estratégia acentuava-se a execução do programa do overno termos de cumprimento da sua estratégia de promoção e divulgação da língua e da cultura portuguesas à escala mundial e, sobretudo, ao primado da estratégia do português enquanto língua de comunicação internacional detrimento da língua portuguesa enquanto língua identitária. - O Dr. ntónio Braga, Secretário de Estado das Comunidades, afirmava convictamente aquando da passag da tutela do Ensino de Português no Estrangeiro (EPE) para o Ministério dos Negócios Estrangeiros e Instituto Camões, que o ensino do português como língua materna/identitária encontrava-se descentrado dos objetivos do overno, defendendo mesmo, de forma categórica, a necessidade dos pais portugueses residentes fora do território nacional adotar a língua do país de residência na comunicação com os filhos. O Secretário de Estado sustentava, além disso, o patriótico princípio de que a primeira língua de socialização na lanha para uma criança lusodescendente teria de ser obrigatoriamente o alão. - Prof. Doutora na Paula Laborinho, Presidente do IC, entidade coordenadora e executora das políticas de língua, ensino e cultura afirmava publicamente que o ensino de português enquanto língua materna podia acabar alguns países porque o objetivo é a sua integração nos sistas de ensino no estrangeiro. Estas declarações confirmavam tão só, na sua perspetiva e na do overno, o fim do ciclo do ensino do português nas Comunidades e anunciar a morte pratura da língua portuguesa enquanto língua identitária nesses mesmos espaços, b como a consequente morte de traços fundamentais da cultura portuguesa. Nas grandes Opções do Plano e no programa do overno PSD/CDS evidenciam-se a estratégia e os objetivos de transformar o ensino como âncora das políticas dirigidas às Comunidades e de que as Comunidades portuguesas constitu-se como uma prioridade absoluta no contexto da política externa. Causa-nos pois, profunda estranheza o facto de o PSD que na oposição pretendia superar atrasos, erros, omissões de décadas que têm marcado tão negativamente a imag de Portugal junto das Comunidades venha, agora, ao arrepio de princípios defendidos e de estratégias e objetivos programáticos anunciados, anular concursos de professores, despedir dezenas de docentes e encerrar cursos deixando vários milhares de alunos s aulas de língua e cultura portuguesas. Surpreendente ainda, ouvir hoje o atual Secretário de Estado das Comunidades, Dr. José Cesário, escudado no princípio da reciprocidade, delegar a responsabilidade pelo ensino de português nos países de acolhimento. O Dr. José Cesário deverá saber que as políticas e práticas assimilicionistas destes países, spre obstinada e conscientente defendidas pelos anteriores overnos e pela Presidente do Instituto Camões, conduzirão, a curto prazo, à extinção do Português enquanto língua identitária e à integração total da cultura portuguesa nas culturas dos países de residência. Neste quadro contextual são, no mínimo, assombrosas as declarações ao Jornal Público de de Miguel uedes, porta voz do MNE não basta colocar professores junto de algumas Comunidades na Europa para se poder dizer que há um verdadeiro modelo de ensino da nossa língua frisando que o ensino de Português no estrangeiro foi desde spre fortente condicionado por uma gritante falta de visão estratégica. Perguntamos, atónitos, a que verdadeiro modelo e a que gritante falta de visão estratégica se referia a luminária figura do porta voz do MNE? Será a visão estratégica de vários overnos reduzir o EPE a uma simples oferta de cursos e modalidades de ensino, omitindo, sistaticamente, a existência de programas específicos para Português enquanto língua materna, a falta de formação científico-pedagógico dirigida à docência do estrangeiro independentente do local de recrutamento; o investimento na investigação científica domínios ligados ao ensino de português para os lusodescendentes e ainda ao cumprimento de uma avaliação sistémica da rede do EPE. Tos afirmado e reafirmado há longos anos o facto de Portugal nunca ter tido uma verdadeira política de língua, cultura e identidade para a sua diáspora. Infelizmente com os Partidos políticos no poder t proliferado a retórica de circunstância e escasseado a ação. Os responsáveis por isso têm nome e todos os overnos regime docrático acumularam, tal matéria, omissões, erros e atrasos que não pod ser esquecidos, para que a História a fazer um dia saiba o que se passou. esta-nos uma pergunta: no atual e gravíssimo estado de coisas por que passamos, ainda iros a tpo? Deputado Paulo Pisco diz que o overno quer resolver o probla do desprego com a igração dos jovens O Deputado Paulo Pisco (PS) considerou que o overno pode não ter uma política de igração para os jovens portugueses, mas adota uma postura de tentar resolver o desprego entre esta camada da população mandando-os igrar. O overno nega que haja qualquer tipo de orientação relativamente ao aconselhamento para que os jovens igr, mas vos repetidamente que mbros do overno, inclusivamente o próprio Primeiro Ministro Pedro Passos Coelho e o Ministro dos ssuntos Parlamentares, Miguel elvas, reiteradamente faz o mesmo tipo de apelos, disse à agência Lusa Paulo Pisco. O Deputado socialista questionou, finais de novbro, o Primeiro Ministro se existia alguma orientação do overno no sentido de aconselhar os jovens a sair de Portugal como solução para fugir à crise e ao desprego. resposta do overno, que a Lusa teve acesso através da assessoria do Partido Socialista, diz que não existe uma orientação política a mbros do overno para incentivar os jovens a igrar. Deputado Paulo Pisco (PS) LusoJornal / Carlos Pereira Pode não haver uma orientação explícita, mas há a adoção de uma postura relacionada com um probla que é o de tentar resolver o desprego entre os jovens e os quadros mandando-os igrar, referiu ainda Paulo Pisco, considerando que a resposta t uma natureza bipolar. O Deputado questionou, também novbro, se o overno t previsão de fazer acordos com outros países para que os Portugueses que agora estão a sair possam ser integrados no mercado de trabalho nos países de acolhimento. O overno respondeu que não, considerando que n a questão da inserção nos mercados de trabalho dos países de acolhimento pode ser colocada conceptualmente nestes termos. O Deputado questionou ainda o Primeiro Ministro se vez de incentivar os jovens a partir não seria mais justo implentar medidas de estímulo à fixação dos jovens, tendo o overno respondido que é sua preocupação constante a formação e qualificação, particularmente dos jovens, criando paralelo as condições que permitam relançar o crescimento sustentado da economia e a criação de prego. Sobre o encerramento de postos consulares, o overno considera que a racionalização da rede ( ) não comprometerá qualquer circunstância o apoio às Comunidades portuguesas e sobre o Ensino do Português no Estrangeiro (EPE) não há, de igual modo, desinvestimento. resposta dada pelo overno passa ao lado da realidade, afirmou Paulo Pisco, considerando que o encerramento dos postos consulares vai prejudicar cerca de 200 mil Portugueses na diáspora e que o ensino do português será afetado, tendo conta os inúmeros cargos de professores que foram suprimidos. LusoJornal. Belgique Édité par: CCIFP Editions SS, 63 rue de Boulainvilliers, Paris et par : PCLB,asbl, ssociation pour la promotion de la culture lusophone en Belgique,Zeenstraat, 121, 1933 Sterrebeek Directeur de la publication: Carlos Pereira Directeur adjoint: Paulo Carvalho Collaboration: ntónio Fernandes, Clara Teixeira, Francisco Barradas, Luis Coutinho, Manuel Martins, Moreirão Cerca Les auteurs d articles d opinion prennent la responsabilité de leurs écrits gence de presse: Lusa Photos: Portugalnet Design graphique: Jorge Vilela Design Impression: Corelio Printing (Belgique) Publicité: PCLB, asbl - Tel: 0032 (0) Les publicités sont de la responsabilité des annonceurs Distribution: Portugalnet Consulting Distribution gratuite explaires

3

4 04 Diplomacia le 24 janvier 2012 Pina Monteiro deixou Bruxelas O eneral Pina Monteiro deixou a Nato Bruxelas no fim do ano e é agora o novo Chefe do Estado-Maior do Exército (CEME). rtur Neves Pina Monteiro era o representante militar de Portugal junto da NTO, Bruxelas, foi o primeiro Chefe militar escolhido pelo atual overno e suceder ao eneral Pinto amalho, que cessou funções dezbro. nomeação formal de Pina Monteiro como CEME coube ao Presidente da epública, Cavaco Silva, no seguimento de uma proposta do Ministro da Defesa, José Pedro guiar Branco. Morreu o Chefe de abinete de Paulo Portas O Chefe de abinete do Ministro dos Negócios Estrangeiros, João Teotónio Pereira, morreu na sana passada aos 51 anos. João Teotónio Pereira foi adjunto diplomático do Ministério da Defesa, durante o consulado de Paulo Portas neste Ministério, nos overnos de Durão Barroso e Santana Lopes ( ) tendo posteriormente sido nomeado Cônsul Paris, onde permaneceu durante cinco anos. egressou a Lisboa para ocupar o cargo de Subdiretor da Direção-eral dos ssuntos Consulares e Comunidades Portuguesas. overno não vai nomear Embaixador Madalena Fisher nomeada Encarregada de Negócios vai gerir a Embaixada de Portugal na Bélgica O Ministério dos Negócios Estrangeiros vai proceder à mais ampla renovação de Embaixadores dos últimos anos e já foi aprovada pelo Presidente da epública. Para Bruxelas não v nenhum Embaixador para a Bilateral mas bora não conste da lista divulgada por Paulo Portas, o LusoJornal sabe que a nova Encarregada de Negócios é Madalena Fischer. Durante algum tpo circulou a informação de que o Embaixador de Portugal na EPE acumularia também as funções de Embaixador de Portugal no eino da Bélgica, como acontece Paris, onde o Embaixador de Portugal também é Embaixador junto da UNESCO e como acontece Viena onde a Embaixadora de Portugal também é Embaixadora junto da OSCE. mudança de instalações da Embaixada de Portugal, que deixou o edifício da Toison d Or para se instalar no edifício da EPE, deixava prever aliás esta possibilidade. Mas Paulo Portas optou por nomear Madalena Fischer como Encarregada de Negócios, que passará a gerir a Embaixada, s Embaixador. lista do movimento de Embaixadores indica também que Domingos Fezas Vital, que ocupava o cargo de assessor diplomático junto do Presidente da epública, passa a Embaixador da epresentação Permanente da União Europeia (EPE), na Bélgica, cargo que era ocupado por Manuel Lobo ntunes nomeado agora Embaixador de Portugal Itália. Fezas Vital já despenhou funções por diversas vezes na EPE, onde era o epresentante Permanente djunto, quando o atual Chefe de Estado o convidou, 2006, para liderar a sua assessoria diplomática. João da Câmara, que ocupava o cargo de Embaixador Harare, no Zimbabué, foi indicado para Embaixador de Portugal Luanda e para a representação portuguesa na capital brasileira foi destacado Francisco ibeiro Embaixada de Portugal na Bélgica Portugalnet Telles, até agora Embaixador Luanda, ngola. Manuel de Jesus, vice-presidente do IPD, é o novo Embaixador Bissau e Paula Cepeda, Secretária-geral adjunta do MNE, é a nova Embaixadora São Tomé e Príncipe. Maria Clara Borja de Freitas passa a ocupar o cargo de Embaixadora junto da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). Francisco Seixas da Costa passa a acumular os cargos de Embaixador de Lisboa Paris e representante de Portugal junto da UNESCO, lugar que era ocupado por Luís Filipe Castro Mendes, agora novo Embaixador de Portugal no Conselho da Europa. Embaixada de Portugal na lanha vai ser representada por Luís lmeida Sampaio, até agora Embaixador de Lisboa Belgrado. tenas vai ter como Embaixador Joaquim Ferreira Marques que se encontrava até ao momento na Embaixada de Portugal Buenos ires (rgentina), e para a capital da Irlanda foi Madalena Fischer indicado como Embaixador Bernardo Futscher Pereira. O movimento de Embaixadores indica ainda que João amos Pinto que se encontrava Pretória (África do Sul) é o novo Embaixador Berna (Suíça), e José Bouza Serrano, Chefe de Protocolo, é o novo Embaixador Haia (Holanda). ita Ferro, até agora Embaixadora na Tunísia, vai ocupar o cargo de Embaixadora de Portugal no Luxburgo. Marcelo Curto passa de Embaixador Viena (Áustria) para a Embaixada Estocolmo (Suécia) e o cargo de Embaixadora na Áustria passa a ser ocupado por na Martinho que acumula também o cargo junto da missão da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE). Fátima Perestrello, Embaixadora Tallin, Estónia, é a nova representante de Portugal Helsínquia (Finlândia) e Jorge Cabral, anteriormente Teerão, é o novo Embaixador ncara, Turquia. Maria do Carmo llegro, até esta data Maria Madalena Lobo de Carvalho Fischer foi ssessora Diplomática de Jaime ama, na ssbleia da epública e depois foi ssessora Diplomática do Primeiro Ministro José Sócrates antes de assumir funções como Conselheira na Embaixada de Portugal Berlim, de onde transita para Bruxelas. Liubliana (Eslovénia), foi indicada como Embaixadora de Portugal Belgrado. O posto de Teerão é ocupado agora por Mário Damas Nunes que era Embaixador ndorra e a Embaixada no Cairo passa a ser representada por ntónio Tânger. Luís Faro amos, Diretor geral de Política de Defesa Nacional, passa a Embaixador Tunes, Tunísia. Francisco Xavier Esteves, Diretor geral dos ssuntos Técnicos e Económicos (DTE), foi indicado como Embaixador Marrocos e Miguel lmeida e Sousa, também da DTE, foi apontado para o cargo de Embaixador Telavive, Israel. ntónio icoca Freire, até ao momento na Embaixada Bissau, é o novo Embaixador Pretória, África do Sul. Para Embaixador de Lisboa Buenos ires foi indicado Henrique Silveira Borges, Embaixador Seul (Coreia do Sul), e Luís Lorvão, Embaixador Montevideu (Uruguai) passa para Santiago do Chile. ntónio Quinteiro Nobre, do Departamento eral de dministração, é o Embaixador Seul e, finalmente, o Consulado eral de Paris passa a estar a cargo de Pedro Lourtie. O novo Cônsul no io de Janeiro é Nuno Bello, até agora na Embaixada de oma, e Paulo Lourenço, que estava na Embaixada de Portugal de Luanda, foi indicado para o Consulado geral São Paulo, Brasil. O movimento de Embaixadores proposto pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, foi aprovado pelo Presidente da epública e foram já enviados para os postos diplomáticos os pedidos de agrément para os overnos dos respetivos países com a informação sobre a mudança de Embaixadores e Cônsules. De acordo com fonte governamental, pretendeu-se dar espaço a uma nova geração de diplomatas já que a média de idade baixa dos 62 para os 52 anos e duplica o número de mulheres à frente das missões diplomáticas, passando de cinco para dez. Luísa Bastos de lmeida assessora de Cavaco baixadora Luísa Bastos de lmeida é a nova assessora para as elações Internacionais do Presidente da epública. Luísa Bastos de lmeida, atual representante diplomática de Portugal ncara, Turquia, substituirá no cargo o Embaixador Domingos Fezas Vital, que v dirigir a EPE, junto da União Europeia, Bruxelas. Luísa Bastos de lmeida já prestou serviço, duas ocasiões distintas, na EPE, Bruxelas, e integrou o abinete do Comissário europeu português João de Deus Pinheiro. José Cesário diz que a nova diplomacia vai permitir olhar para as Comunidades de forma mais séria s novas orientações da diplomacia económica vão permitir olhar para as Comunidades de forma mais séria, disse o Secretário de Estado das Comunidades, José Cesário. O governante disse à agência Lusa que a diplomacia económica vai passar a ser, de facto, uma prioridade, e que a estrutura diplomática se adaptará ao novo modelo de intervenção do Estado junto dos países e Comunidades onde elas se inser. té aqui, a diplomacia económica era considerada importante mas era feita de forma isolada por vários Ministérios. partir de agora há uma organização diferente e as delegações da ICEP e do Turismo de Portugal passam a trabalhar subordinadas e articuladas com as Embaixadas e com os Consulados, onde eles existam, vamos passar a ter portanto uma representação única, explicou José Cesário. Para o responsável pela pasta das Comunidades, as Câmaras de comércio e associações presariais das Comunidades deverão assumir, com o novo formato e abordag da diplomacia, uma importância crescente, permitindo de forma mais eficaz fazer dos Portugueses da diáspora, de facto, agentes ativos com ligação à economia do seu país. O novo modelo, ou desenho, da nova diplomacia, disse o governante, está a ser transmitido não só aos Embaixadores e Cônsules de Portugal, como à estrutura da ICEP, do Turismo de Portugal e às próprias associações presariais da diáspora e às Câmaras de comércio. José Cesário salientou que a partir de agora a orientação dada, com carta de missão para todas as Embaixadas já definidas, é que a diplomacia económica é uma prioridade tendo sido já transmitido aos Embaixadores e Cônsules num sinário diplomático que terão de olhar para as Comunidades de forma mais séria e mais próxima. lusojornal.com

5 le 24 janvier 2012 Comunidade Máquinas estão abandonadas e não serv para nada Deputados do PSD questionam o overno sobre o futuro do projeto do consulado virtual do PS Máquina de Consulado Virtual D Os Deputados social-docratas pela Emigração questionaram o overno sobre o futuro do projeto do Consulado virtual, denunciando a existência de cerca de 60 terminais associações e câmaras no estrangeiro que estão desligados. Foi um investimento grande, criou-se uma expetativa grande e o número de equipamentos que estão distribuídos pelas Comunidades portuguesas não estão a funcionar praticamente desde o início de 2011, disse à agência Lusa o Deputado Carlos onçalves. Como explos, apontou os casos da Secção consular da baixada de Portugal Madrid e da ssociação Portuguesa de Pontault- Combault, França, onde exist dois terminais s qualquer funcionalidade. O Parlamentar estima quase um milhão de euros o investimento nestes cerca de 60 equipamentos. Estes equipamentos estão desligados e instalações públicas com o símbolo e a imag de Portugal. Estes postos têm um computador integrado e a pergunta que fazos é se ainda há alguma hipótese de aproveitar o material para que o investimento não se perca completamente, disse. O Consulado Virtual, sista que permite aos igrantes tratar através da internet de documentos que não impliqu a presença física, foi criado 2007 pelo overno socialista e, numa primeira fase, previa a instalação de 200 terminais todo o mundo, podendo o projeto global atingir os 500. Este sista não possibilita pedidos de Cartão de cidadão ou Passaporte, os atos mais solicitados pelos Portugueses residentes no estrangeiro. imag que estamos a dar no estrangeiro é de um investimento completamente inadequado, pensamos que poderia ter funcionado como complentar aos Consulados mas n isso conseguiu. O investimento foi imenso e poderia ter sido canalizado para outras áreas das Comunidades, considerou. ssim, os três Deputados do PSD pelos círculos da igração: Carlos onçalves (Europa) e Carlos Páscoa e Maria João Ávila (Fora da Europa) quer saber qual o valor exato do investimento neste projeto, quantos equipamentos foram enviados para o estrangeiro e se o overno entende ser possível reaproveitar estes equipamentos. Carlos onçalves afirma ter questionado várias vezes, s sucesso, o anterior Executivo sobre o projeto e espera agora conseguir obter a informação. inda tos postos do Consulado virtual que foram enviados e nunca foram desencaixotados, disse, considerando importante apurar todos os dados sobre este projeto. Contactado pela agência Lusa, o Secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, esclareceu que são cerca de 90 os equipamentos nessas condições vários países, representando um investimento de cerca de 700 mil euros. Esses aparelhos têm um computador, uma impressora e um leitor de cartões e estamos a avaliar até que ponto poderão ser utilizados como apoio às Permanências consulares, disse José Cesário. O titular da pasta da Emigração confirmou que alguns equipamentos estão colocados associações e outros nos próprios Consulados, por não ter sido possível colocá-los na altura. Não conheço nenhum que esteja a funcionar, mas admito que haja, disse.

6 06 Comunidade le 24 janvier 2012 equerimento do PCP sobre a assistência na doença aos trabalhadores externos do MNE Os Deputados do PCP João amos e Bernardino Soares apresentaram um equerimento no Parlamento sobre a assistência na doença aos trabalhadores externos do Ministério dos Negócios Estrangeiros. Uma Portaria publicada no final do passado ano, veio regular o direito à assistência na doença através do recurso a um seguro de saúde, dos funcionários diplomáticos e suas famílias. Isto acontece uma vez que se constata que é necessário assegurar o acesso a cuidados de saúde países não pertencentes do Espaço Económico Europeu. De facto, constata -se que, alguns países, os funcionários diplomáticos não têm acesso à rede pública de cuidados de saúde por força das regras do ordenamento jurídico local ou porque inexiste essa mesma rede pública. E é neste contexto que a presente portaria visa salvaguardar as situações que o funcionário diplomático e o seu agregado familiar, por força do exercício de funções daquele fora do Espaço Económico Europeu, carec de recorrer a redes privadas de cuidados de saúde, países que é dasiado oneroso suportar os custos dessa rede. É a própria portaria e com o qual concordamos, que classifica esta iniciativa como um imperativo de justiça, por ser a forma de garantir aos funcionários diplomáticos colocados ao serviço do Estado português no estrangeiro, o acesso a cuidados de saúde tendencialmente idênticos aos que beneficiam os restantes trabalhadores a exercer funções Portugal diz o equerimento do PCP. Com o que não podos concordar é que sendo reconhecido o probla e este é inerente ao local e não à função e estando traçada a solução, a mesma não seja extensível a todos os trabalhadores submetidos às mesmas condições de acesso a cuidados de saúde. PS e PCP questionam governo sobre aumento exorbitante overno aumentou olumentos consulares Dois belgas para preservar M banza-kongo Tabela de Emolumentos Consulares TO CONSUL NTES O UMENTO Certificado de registo consular Passaporte Passaporte para menores de 12 anos Passaporte para idade superior 65 anos Não apresenta passaporte anterior Título de viag única Passaporte tporário Cartão de cidadão Processo de Casamento Certidão de nascimento Testamento público Procuração econhecimento de assinatura Fotocópia autenticada Fotocópia simples to praticado Permanência consular * Do custo O Deputado socialista Paulo Pisco questionou o overno sobre o aumento exorbitante dos olumentos consulares, que são spre superiores a 20%, disse à Lusa o parlamentar. Na generalidade, todos os atos consulares têm um aumento superior a 20%. Isto é verdadeiramente exorbitante e vai colocar problas aos portugueses que estão a viver fora do país no acesso aos serviços consulares, porque muitos, ao ver preços tão elevados, não terão disponibilidade para tratar dos seus problas burocráticos, podendo causar outros problas de caráter pessoal e profissional, afirmou o parlamentar socialista. O Deputado quer saber as razões que justificam este aumento nos preços dos atos consulares e se o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) não receia que os novos olumentos cri dificuldades aos Portugueses no exterior. Paulo Pisco quer também saber que valores serão acrescidos aos outros atos consulares, além da issão de Cartões de cidadão e Passaportes regime de Permanência consular, e se o MNE t objetivos a atingir no que diz respeito ao aumento de receitas dos postos consulares ou de geração de lucro. O Deputado considerou que os igrantes portugueses são penalizados com estes aumentos nos olumentos, já que Portugal os preços de vários documentos não sofreram um acréscimo tão alto. Paulo Pisco referiu que entre os documentos que os olumentos ficaram mais caros, encontram-se alguns que são muito solicitados e que são fundamentais para a resolução de problas burocráticos, de prego ou de mobilidade, como o Cartão do cidadão, Passaportes, títulos de viag, certidões de nascimento, processos de casamento, entre outros. Paulo Pisco declarou que alguns documentos ficaram mais caros cerca de 150%, como no caso de um pedido de título de viag. Houve, segundo o parlamentar, o acréscimo de 40 euros e de 50 euros ao custo de um Cartão do cidadão ou de um Passaporte, respetivamente, quando pedidos nas Permanências consulares. Com o encerramento de alguns postos consulares, que t sido parcialmente justificado com a introdução de uma máquina para recolha de dados para issão de Cartões do cidadãos e de Passaportes nas anunciadas Permanências consulares feitas por funcionários do Ministério dos Negócios Estrangeiros, afigura-se assim mais um negócio rentável para o Estado, à custa dos cidadãos portugueses residentes no estrangeiro, afirmou o Deputado. PCP também questiona o overno O Partido Comunista Português quer saber os critérios na base do aumento dos olumentos consulares, que alguns casos duplicaram de preço, questionando o overno sobre a finalidade da receita a arrecadar com as novas taxas. pós retirar aos Portugueses no estrangeiro uma série de serviços que o Estado Português lhe prestava, entendeu o overno de Portugal ser adequado brindar, início de ano, esses mesmos cidadãos com o aumento dos olumentos consulares, refer os Dois belgas integram o grupo de três especialistas da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) que recentente chegaram a ngola para integrar a equipa que trabalha nas escavações arqueológicas M banza-kongo. Os três técnicos da UNESCO, a portuguesa Maria da Conceição Lopes e os belgas Koen ndré eorges Bostoen e Pierre Daniel Maret, juntaramse M banza-kongo, na província do Zaire, a outros especialistas desta agência das Nações Unidas e do Instituto Nacional do Património Cultural de ngola, segundo um comunicado do Ministério da Cultura, citado pela ngop. coordenadora do projeto M banzakongo - Cidade a desenterrar para preservar, Sónia da Silva ntónio, disse que o overno angolano, através do 6,50 70,00 50,00 60,00 30,00 10,00 120,00 15,00 100,00 16,50 220,00 37,00 11,00 20,00 2,50 0,00 10,00 75,00 75,00 75,00 40,00 25,00 150,00 15,00 120,00 20,00 300,00 50,00 15,00 23,00 3,00 15%* 38,5% 7,14% 50% 25% 33% 150% 25% 0% 20% 21,2% 36,4% 35,1% 36,3% 15% 20% Deputados comunistas João amos e Bernardino Soares, no texto de uma pergunta ao overno sobre o assunto. Os parlamentares comunistas sublinham que várias situações os aumentos vão acima dos 100% e, nalguns casos, vão até 150% e quer saber se na elaboração da nova tabela foram tidas conta as implicações dos aumentos na vida dos cidadãos. O PCP quer ainda saber que receita prevê o overno arrecadar com estes aumentos e se a receita se destina a algum fim específico. Os deputados comunistas consideram que o aumento dos olumentos consulares culmina uma série de muito más notícias [...] para os Portugueses que viv fora do país. s medidas anunciadas, quer o encerramento de serviços consulares, quer o despedimento de professores, implicam fortes alterações nas relações entre as Comunidades portuguesas e o nosso país e entre as mesmas e a nossa língua e cultura.[...] o mesmo tpo que se retrai nas suas obrigações perante os portugueses igrados, o Estado, exige mais pelo pagamento dos serviços que presta, consideram os Comunistas. Ministério da Cultura, t um prazo limite para a apresentação da candidatura à UNESCO até julho de Sónia da Silva ntónio, que coordena o projeto desde 2009, explicou que decorr trabalhos de escavação na área classificada da cidade de M banza-kongo, para se encontrar as provas arqueológicas que a UNESCO necessita e que prov que a antiga capital do reino do Kongo t um valor universal excecional. Formado no século XIII, o reino do Kongo tinha seis províncias e ocupava parte dos atuais territórios de epública Docrática do Congo, epública do Congo, abão e ngola, além da existência de outros reinos vassalos que lhe pagavam tributo. M banza-kongo preserva ainda as ruínas daquela que pode ser a primeira overno diz que aumentos estão linha com os nacionais O Secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, defendeu que as alterações das taxas pagas pelos principais serviços consulares estão linha com os aumentos decretados ao nível nacional, admitindo contudo grandes subidas atos menos praticados. Na generalidade dos atos mais praticados nos postos, os ajustamentos são os que resultam da legislação interna, disse José Cesário à agência Lusa, identificando a issão de Cartões de cidadão, Passaportes e vistos Schengen e a aquisição de nacionalidade portuguesa por menores como a esmagadora maioria dos atos feitos nos consulados. Onde os aumentos são maiores é atos onde o Consulado está a prestar um serviço como se se tratasse de um notário privado, nomeadamente traduções, nacionalidades para maiores ou diligências nome dos tribunais, acrescentou. De acordo com a tabela, o pedido normal do Cartão de cidadão custa 15 euros e o urgente com entrega no estrangeiro 45 euros, o Passaporte eletrónico comum 75 euros (mais 5 euros) e um visto Schengen mantém o valor de 60 euros. Confrontado a informação de que os documentos seriam acrescidos de uma taxa de 50 euros se foss feitos nas Permanências consulares, José Cesário adiantou que o preço da issão dos documentos nas Permanências consulares é de mais 15% do valor do serviço causa, garantido que mesmo assim se traduz ganho para as populações, que evitam os custos de deslocações de quilómetros aos postos consulares. O titular da pasta da Emigração reconhece, no entanto, que nas cidades de Nantes, Clermont-Ferrand, Lille, Frankfurt e Osnabrück, onde o overno decretou no ano passado o encerramento dos postos consulares, as populações serão prejudicadas porque passarão a pagar uma sobretaxa que não existia. São os únicos locais onde há prejuízo. Sé Catedral erguida ao sul do Sahara, denominada Kulumbimbi, construída no século XVI e testunha da presença portuguesa na região e da fé cristã. O citério e o palácio dos reis, datado entre os séculos XIII e XX, o local de lavag e balsamento dos corpos dos soberanos (Súmbula), assim como a casa dos secretários e a árvore centenária Yala a Nkuwu são, entre outros, os patrimónios que ainda se pode encontrar na localidade. Caso M banza Kongo venha a ser declarada património mundial, a cidade vai contar com um centro de pesquisa e interpretação sobre o eino do Kongo. s ruínas de M banza-kongo são um dos onze sítios inseridos na lista indicativa de bens angolanos a património mundial da UNESCO.

7 le 24 janvier 2012 Empresas 07 Cavaco Silva e Paulo Portas receberam representantes CIEP juntou Câmaras de Comércio Portuguesas Confederação Internacional dos Empresários Portugueses (CIEP) organizou no dia 13 de janeiro, uma reunião das Câmaras de Comércio Portuguesas espalhadas pelo mundo, na qual participou Jan Vanfraech, Presidente da Câmara de Comércio Belgo-Portuguesa. reunião que juntou 12 Câmaras de Comércio Portuguesas, teve como objetivo definir o papel da CIEP na promoção das Câmaras de Comércio e do apoio à internacionalização das presas portuguesas e da captação de investimento estrangeiro. Foi uma primeira reunião interna de trabalho, mas que contou com uma intervenção do novo Presidente da ICEP, Pedro eis, e de um almoço com o Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas e com o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário. Os Presidentes das Câmaras de Comércio Portuguesas e os responsáveis da CIEP foram recebidos audiência no Palácio de Belém pelo Presidente da epública, níbal Cavaco Silva. Um dos principais resultados da reunião é que as Câmaras de Comércio Portuguesas vão começar a trabalhar rede para estimular a internacionalização presarial, segundo o Presidente da CIEP. Vamos começar a trabalhar rede e vamos tentar criar uma partilha de informação que permita beneficiar cada vez mais a forma como nós apoiamos os nossos presários, afirmou Bruno Bobone. Construção civil De acordo com CIEP, esta rede vai incluir não só as Câmaras de comércio mas também toda a diáspora presarial portuguesa, incluindo presários e gestores lusodescendentes. Vamos tentar criar uma plataforma que permita partilhar on-line a informação, para que as várias organizações possam ter acesso a essa informação. O que nos foi aqui pedido foi que criássos uma base de dados internacional, afirmou Bruno Bobone, lbrando que esta plataforma permitirá à Comunidade portuguesa no exterior fazer negócios ente si. O Presidente da CIEP destacou a importância da diáspora para ajudar Portugal a sair da crise. Tos presários e grandes gestores portugueses espalhados por todo o mundo, e é preciso aproveitarmos toda essa capacidade instalada, considerou Bruno Bobone, declarações aos jornalistas. s Câmaras de Comércio bilaterais que exist nos vários países do mundo, ligadas com Portugal, têm uma capacidade enorme de nos ajudar, tanto termos de informação como termos de iniciativas, b como no apoio à internacionalização das presas portuguesas e às exportações, para além da angariação de capital para investimentos Portugal, acrescentou. Paulo Portas prometeu aos representantes das Câmaras de Comércio uma overno promove campanha para evitar exploração de igrantes Conferência de imprensa depois do encontro com Cavaco Silva Lusa / Mário Cruz O overno e o Sindicato da Construção de Portugal vão lançar breve uma campanha de sensibilização para evitar que se repitam situações de exploração de portugueses recrutados para trabalhar no estrangeiro. Se dermos as mãos - o overno e o sindicato - conseguimos elucidar as pessoas e evitar que os Portugueses caiam situações lamentáveis, afirmou o Secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, no final de uma reunião com o Presidente do Sindicato da Construção de Portugal, lbano ibeiro. Em declarações aos jornalistas, José Cesário defendeu que a campanha de sensibilização, que estará nas ruas ainda janeiro, servirá para informar os trabalhadores sobre os direitos que têm nos países de acolhimento b como fornecer informações sobre a qu pod recorrer nesses países. O Secretário de Estado das Comunidades admitiu que continuam a existir situações de exploração e um fenómeno crescente do fluxo de Portugueses para o estrangeiro, considerando urgente encontrar uma forma das pessoas saír de Portugal com o máximo de segurança. lém de prevenir situações futuras, José Cesário admitiu o recurso aos meios diplomáticos à disposição para contactar as autoridades locais para agir quando exist situações de exploração. À reunião, lbano ibeiro levou fotografias que retratam as más condições de alojamento que os maior colaboração da rede diplomática portuguesa no processo de internacionalização. s Embaixadas dev estar inteiramente disponíveis para as presas portuguesas que queiram realizar eventos económicos de promoção de Portugal, das nossas marcas, dos nosso produtos, das nossas presas, disse Paulo Portas. Não deve haver nenhum probla no relacionamento entre o plano de trabalho das Embaixadas e o interesse das presas contar com o seu apoio. Isto também implica que as presas portuguesas se pass a interessar mais por fazer promoção externa, com o apoio e a colaboração das missões diplomáticas, acrescentou. trabalhadores portugueses encontram ao chegar aos países de acolhimento, apontando a lanha, França e Inglaterra como os países que exist atualmente mais situações de escravatura contporânea. São casos de autêntica escravatura contporânea de trabalhadores despregados que são levados por redes mafiosas, afirmou o sindicalista, considerando que a campanha de sensibilização vai resolver grande parte dos problas. lbano ibeiro adiantou que esta campanha chegará aos concelhos do interior onde são recrutados os trabalhadores e envolverá um conjunto de agentes como as Paróquias e as Juntas de freguesia. O Sindicato da Construção de Portugal estima o encerramento de 12 presas por dia e eliminação de 100 mil postos de trabalho 2012 se o overno não tomar medidas para dinamizar o setor. Se este overno não investir três áreas - saneamento, estradas secundárias e requalificação das cidades -, o setor pode perder 100 mil postos de trabalho 2012, alertou lbano ibeiro. TP élue leader mondial en frique et en mérique du sud TP Portugal a été primée Compagnie aérienne leader mondial en frique ainsi qu en mérique du Sud, à la rande Finale des World Travel wards (WT), pour la troisième année consécutive. La cérémonie de gala de la 18ème édition des WT, considérée par certains comme les «Oscars» de l industrie, s est tenue en soirée au Village Culturel Katara, à Doha, au Qatar. La rande Finale des WT est l aboutissent d une recherche d un an des meilleures sociétés du voyage et du tourisme, et désigne les gagnants parmi toutes les catégories professionnelles à travers le monde. Le processus de sélection a couvert plus de 160 pays avec les suffrages exprimés par professionnels du voyage, tels que les agences de voyages, les tour-opérateurs et les sociétés de transport, ainsi que des organisations de tourisme. gência para a Emigração O Presidente do Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP) considerou que seria vergonhoso Portugal criar uma agência para apoiar a igração e sugeriu que esse apoio se faça reforçando as estruturas já existentes, nomeadamente os Consulados. Fernando omes falava a propósito das declarações do eurodeputado do PSD Paulo angel, que sugeriu a criação de uma agência nacional para ajudar os portugueses que queiram igrar. Pasma-me o overno querer criar um órgão governamental de apoio à igração. É um apelo quase oficial à igração, disse o Conselheiro. O governo deve ponderar. É um bocadinho vergonhoso tentar solucionar o probla purrando a sua gente para fora, disse o Presidente do CCP. lusojornal.com

8 08 Eventos le 24 janvier 2012 ndré Cepeda e Eduardo Matos expõ Bruxelas Embaixada de Portugal Bruxelas t o prazer de informar que No dia 31 de janeiro vai ter lugar no Espace Photographique Contretype (avenue de la Jonction 1, 1060 Bruxelas), a inauguração da exposição Canal, de ndré Cepeda e Eduardo Matos, na presença dos artistas. exposição estará patente ao público até ao dia 4 de março. O projeto Canal, organizado pelo Espace Photographique Contretype, colaboração com a Embaixada de Portugal Bruxelas, com o apoio do Instituto Camões e do Banque BCP, vai ser apresentado pelo crítico e curador português Miguel von Hafe Pérez, atualmente Diretor do Centro allego de rte Contporâneo, Santiago de Compostela. Seguir-se-á uma performance sonora por Jonathan Saldanha, ndré Cepeda e Eduardo Matos. Portugal Brussels FC apoia a ssociação fectos Letras Lors d une conférence organisée par l Eunic à Bruxelles ntónio Vitorino invité à reflechir sur l Europe STCDE reclama a extensão da assistência na doença O Sindicato dos Trabalhadores Consulares (STCDE) que representa os trabalhadores dos serviços externos do Ministério dos Negócios Estrangeiros, escreveu na sana passada ao Ministro da Finanças e ao Ministro dos Negócios Estrangeiros reclamando a extensão da assistência na doença concedida à carreira diplomática, através da Portaria conjunta nº 305/2011, de 20 dezbro, que institui um seguro de saúde. Este diploma, mandado publicar pelos dois Ministros dezbro L ex-commissaire portugais ntónio Vitorino D passado, visa salvaguardar as situações que o funcionário diplomático e o seu agregado familiar, por força do exercício de funções daquele fora do Espaço Económico Europeu, carec de recorrer a redes privadas de cuidados de saúde, países que é dasiado oneroso suportar os custos dessa rede. Entende o Sindicato que exerc funções nos serviços externos do MNE, para além dos funcionários diplomáticos, trabalhadores que se encontram abrangidos pelo âmbito L ex-commissaire portugais ntónio Vitorino et le Professeur alland Ulrich Menzel ont été les orateurs de la conférence Collective mory changing identities and cultural transformation in shrinking states, qui a eu lieu au Musée BELvue (Place des Palais 7, à 1000 Bruxelles), le 20 janvier, à 20h00. Cette conférence, a été organisée par l mbassade du Portugal/Institut Camões et par le oethe Institut à Bruxelles, et s est intégré dans le projet EUNIC etting smaller Perspectives on a shrinking Europe. Le projet etting Smaller a réuni un public international de représentants de la société civile, d étudiants, d écoliers et d ON autour d un cycle de manifestations organisées par les représentations bruxelloises de six instituts culturels nationaux. Les débats ont porté sur le thème du etting Smaller. L Union Européenne telle que nous la connaissons aujourd hui est le résultat d un processus de plus de 60 ans qui a vu des États mbres s adapter progressivent aux nouvelles réalités européennes. Dans ce sens, la notion de rétrécissent est intiment liée aux concepts de partage de la souveraineté et des responsabilités dans les prises de décision, de partage des expériences et de mise en pratique des conseils donnés par les autres. Ces notions deviennent aujourd hui de plus en plus importantes dans la mesure où les crises économiques, les bouleversents géopolitiques incessants et les questions linguistiques et identitaires créent de nouvelles tensions en Europe. «Pouvons-nous tourner ces situations à notre avantage et si oui, comment? Quelles stratégies nous permettraient de faire bon usage de notre expérience dans la perte de grandeur?» voici quelques unes des questions posées par les organisateurs. Concernant le débat sur «Collective Mory Changing identities and cultural transformation in Shrinking States», la mémoire collective, tout particulièrent dans le cas de l llagne et du Portugal, devrait être analysée à travers le phénomène du etting smaller (devenir plus petit, perdre en grandeur). Comment la mémoire peut-elle bâtir une identité et engendrer des traditions? Comment la mémoire a-t-elle été exploitée? La construction européenne représente-t-elle le modèle idéal d une nation? Cette conférence a eu lieu après le bouclage de cette édition de LusoJornal. estatutário aprovado pelo DL nº444/99 de 3 de novbro, os quais exerc a sua atividade, precisamente, nas mesmas condições que os referenciados funcionários diplomáticos, nomeadamente, considerando os países abrangidos por aquela norma legislativa, enfrentando os mesmos condicionalismos e as mesmas dificuldades de acesso aos cuidados de saúde de que carec e que, por Imperativo de Justiça, necessitam de ver analogamente salvaguardados. ssim, o STCDE requereu célere informação sobre se é intenção do overno fazer estender os efeitos jurídicos decorrente da Portaria nº 305/2011 aos Trabalhadores abrangidos pelo EPSEMNE e, sendo essa a intenção legislativa, para quando se prevê a produção de efeitos daquela eventual extensão. Neste contexto, o STCDE invoca o Princípio da Igualdade consagrado no artigo 13º da Constituição da epública Portuguesa, b como o Direito à Proteção da Saúde plasmado no artigo 64º da mesma Constituição. O clube de futebol Portugal Brussels FC, que representa Portugal no Campeonato europeu de futebol de Bruxelas, t vindo a apoiar a ssociação fectos Letras. O clube esteve representado na apresentação do livro Papaia Mágica, da autoria de Joana Benzinho. Na foto: Bruno Julião, mbro da equipa, Diogo lexandre, capitão de equipa, a autora do livro, Piotr Kulka, secretário geral e Victor lves omes, presidente). Para além de se tratar de uma excelente prendinha para os mais novos, os graúdos estarão a contribuir para uma causa nobre. Na compra deste livro de colorir, 5 euros revert para esta ssociação que apoia 200 crianças que frequentam a Escola de Djoló e... a Creche de Varela, na uiné Bissau explicou ao LusoJornal Victor lves omes, Presidente do Portugal Brussels FC. O livro encontra-se atualmente disponível na livraria Orfeu, Bruxelas. lusojornal.com Soirée sur le Portugal à la Commune de Pepingen Par Jan Liefooghe, Cultuurraad Pepingen Madame, Monsieur, Le conseil culturel de la Commune de Pepingen (Pajottenland) à une longue tradition à organiser tous les deux ans une journée Européenne. Le but est de mettre au grand jour un pays de l Europe à nos concitoyennes et concitoyens et de souligner la nécessité de solidarité sur notre continent. Le 13 octobre prochain nous voudrions mettre la lumière sur le Portugal. L Union Européenne est le plus grand projet de paix et de démocratie de l histoire: une union démocratique d états et de citoyens égaux. Plus que 50 ans de prospérité et de progrès, des années qui ont crée indéniablent des perspectives nouvelles et multiples pour les citoyens Européens. L Europe c est l avenir pour les générations suivantes, qu elles soient Portugaises ou Belges ou autres. Il est d usage et de coutume dans notre commune que les moments importants se font autour de la table le soir du 13 octobre nous offrirons les participants un repas inspiré sur la grande tradition culinaire du Portugal. Mais il y aura aussi de la musique portugaise (fado?), des danses, une présentation video de l héritage culturel fastueux et la beauté inoubliable de la nature portugaise sera mise en évidence. Le bénéfice entier de la soirée ira intégralent à une œuvre social au Portugal! Pour faire de cette soirée un succès nous cherchons une personne, un service ou une association, bien initiée à la culture et à la tradition Portugaise et qui voudrait nous conseiller à faire du 13 octobre un moment inoubliable par où le Portugal reste pour toujours ancré dans le cœur de nos concitoyens. cette personne sera aussi confiée à proposer l œuvre social au Portugal auquel nous pourrions faire don du bénéfice de la soirée. Ce conseil se limite réellent à quelques suggestions, à nous aider à établir les grandes lignes de la soirée et de proposer les personnes, entreprises ou associations à contacter dans le cadre des dons pour la tombola. Effectivent, pour alimenter la caisse pour l œuvre sociale au Portugal nous organiserons la soirée même, une tombola. Des prix pour cette tombola d origine Portugaise, seront très appréciés. Si vous ne pouviez pas nous aider personnellent, une suggestion de votre part à qui nous pourrions nous adresser, sera énormément appréciée. Il serait une plus value pour la soirée si nous pourrions disposer de deux à trois petits stands où des produits portugais sont présentés et éventuellent vendus. La coordination de la soirée portugaise est assurée par madame Marleen Dewulf, responsable du service culturel de la commune de Pepingen. Vous êtes, il va se soi, le bienvenu à soirée Portugaise du 13 octobre. Nous attendons votre réponse impatiment, Feliz no Novo Cordialent,

9 le 24 janvier 2012 Cultura 09 Para apresentar o seu último álbum Montanha Mágica Três concertos de odrigo Leão na Bélgica Por Manuel Martins odrigo Leão, o cofundador dos Madredeus, v a Bruxelas para apresentar o seu novo disco Montanha Mágica (2011) três concertos, nos dias 9, 10 e 11 de fevereiro. Este é já o nono disco de odrigo Leão e do seu sintetizador, depois de 1993 ter editado ve Mundi Lumiar. Montanha Mágica surge no seguimento de Mãe (2009), que dedicou à mãe quando esta faleceu e a reedição de ve Mundi Lumiar (2010). Esses dois discos envolveram muitos convidados, coros, orquestra, e daí a necessidade de fazer um disco mais simples explica odrigo Leão. O músico retoma agora instrumentos como a viola, o baixo, instrumentos que tocou há alguns anos atrás nos Sétima Legião. Inicialmente odrigo Leão pensou fazer um disco unicamente instrumental, composto no lentejo, perto de vis - daí o título Montanha Mágica -, chegou mesmo a haver uma digressão instrumental, antes do verão de 2011, mas nos últimos meses antes da gravação acabou por achar que alguns dos tas poderiam também ser cantados. Um dos convidados do álbum é o brasileiro Thiago Petit que odrigo Leão conheceu há pouco tpo e que interpreta O fio da vida (com letra de na Carolina), outro convidado é o australiano Scott Matthew, a voz do belíssimo Terrible Dawn. conceção da capa do disco foi feita pelo ilustrador Miguel Filipe (vocalista dos Novbro), a qu odrigo Leão também acabou por pedir que escrevesse a letra do último ta do álbum, O Hibernauta, e acabou também por ser o ilustrador a cantá-lo. odrigo Leão decidiu recuar até uma ideia de infância que se traduz nos títulos - praia do Norte, O Baloiço, viões de Papel ou, para citar apenas mais um, O Navio Farol -, mas também e sobretudo na abordag musical, nos arranjos. Proeza só ao alcance de qu muito sabe, Montanha Mágica soa a um tpo diferente e igual, fluído e permanente, difuso como algumas mórias, mas tão real como as palavras impressas num livro. Esse efeito t orig na pausa que odrigo impõe agora ao seu aplaudido Cina Ensble para se concentrar no essencial. Neste disco, além dos convidados pontuais, escuta-se apenas um trio de cordas - Viviena Tupikova, Bruno Silva e Carlos Tony omes violino, viola e violoncelo, respetivamente - e o acordeão de Celina da Piedade. Neste álbum, produzido uma vez mais por Pedro Oliveira e Tiago Lopes, odrigo Leão foi explorando as oções associadas a todas as mórias que o próprio invocou pegando instrumentos que há muito se encontravam fora da sua esfera de executante, como os já referidos baixos ou guitarras, ou até a bateria, que tocou para daí retirar loops que sustentass algumas das peças de Montanha Mágica. lém de odrigo Leão recorrer a outros instrumentos, gesto aliás seguido por Viviena Tupikova ou Celina da Piedade, que alargam odrigo Leão ao vivo Dia 9 de fevereiro ncienne Belgique Boulevard nspach Bruxelas Dia 11 de fevereiro Theatre oyal-rande Salle Place du Théâtre Namur Dia 10 de fevereiro De Warande, Schouwburg Warandestraat Turnhout a paleta tímbrica com o recurso a instrumentos como o metalofone ou o sintetizador, há ainda que apontar os contributos de convidados como Pedro Wallenstein (contrabaixo), João Eleutério (guitarras), Miguel Nogueira (músico do Quinteto Tati que aqui toca guitarra), ui Vinagre ( guitarra portuguesa) ou Tó Trips (o guitarrista dos Dead Combo). Todos eles ajudam a tornar as mórias mais nítidas, as melodias mais vívidas e os arranjos mais de acordo com o que odrigo escuta na sua cabeça, como se foss personagens numa história que só ele pode contar. O disco inclui também uma gravação vídeo de um concerto instrumental que odrigo Leão deu no Casino Estoril. Este espetáculo mostra a música de odrigo a funcionar num contexto diferente, o mesmo que agora surge a envolver o novo disco. Jogue com o LusoJornal O LusoJornal leva-o ao concerto de odrigo Leão. Tos 3x2 bilhetes para lhe oferecer, assim como 5 CD s. Como ganhar? Basta dizer-nos que mês foi editada a primeira edição do LusoJornal na Bélgica. Telefone para e habilite-se a ganhar. Participe!! Dayene da Silva rainha do Carnabruxelas 2012 No próximo dia 11 de fevereiro vai realizar-se a 8a edição de Carnabruxelas, o maior evento brasileiro na Bélgica, realizado anualmente, numa iniciativa da cantora e produtora Dioni Costa. O evento vai juntar milhares de pessoas na Tour & Taxis, avenue du port 86, a partir das 21 horas, mas promete prolongar-se pela noite dentro. Para além de Dioni Costa, que para além de organizadora é também titular de uma belíssima voz, vão animar a noite Jack Bahia, BBrasil, Fanfare Carnaval, Sérgio los & oiabada, assim como Dj Domenico. ainha do Carnabruxelas 2012 é Dayene da Silva, uma mineira de Uberlandia, há 11 anos a viver na Bélgica, que começou a dançar profissionalmente 2001 com a dançarina Janaina. Tos como objetivo divulgar a cultura brasileira, mostrando o valor do Carnaval na história do povo brasileiro, também mostrar a todos o verdadeiro baile do Carnaval brasileiro, com a sua tradição, música, fantasia e principalmente a alegria do povo brasileiro diz Dioni Costa no site da organização. organização promete muita alegria, baile e festa. E apela para que cada um vá fantasiado, habilitando-se a ganhar uma viag ao Brasil, oferecido pela TP Portugal.

10 10 Cultura le 24 janvier 2012 icardo Parreira, Micaela Vaz e Marco Oliveira icardo Parreira digressão de fado pela Flandres Fado & uitarras Bruxelas No próximo dia 29 de janeiro vai ter lugar Bruxelas um concerto de Fado & uitarras com Maria Odília Henriques e Mónica Cunha, acompanhadas por Manuel Corgas e na Luísa. Maria Odília Henriques reside Bruxelas onde trabalha nas instituições europeias e é já t cantado regularmente na capital belga. Quanto a Mónica Cunha, reside atualmente Paris por razões profissionais, e é uma das mais jovens fadistas a cantar na capital da França. Canta fado de Lisboa, de onde é originária. liás de Paris também v Manuel Corgas, certamente um dos guitarristas com mais experiência. T tocado com grandes nomes do fado e neste concerto Bruxelas, vai ser acompanhado por na Luísa, uma instrumentista belga que se apaixonou pelo fado. Dia 29 de janeiro, às 17h00 Cellule 133a venue Ducpétiaux, 133a Infos: Duo Canto Brasileiro nos Concertos storia No passado dia 8 de janeiro, teve lugar nos prestigiosos salões do Museu de Instrumentos de Música (Montagne de la Cour 2, Bruxelas) e no quadro dos Concertos storia, um concerto com o Duo Canto Brasileiro, no quadro da Europália Brasil. O Duo Canto Brasileiro é composto por ngela Diel (soprano) e Marie Boulenger (piano) e fizeram descobrir ao público presente a canção lírica brasileira, no seu relacionamento com os rituais e os mitos do Brasil. Foram interpretados nomeadamente tas de H. Villa Lobos, W. Henrique, F. Mignone e Cl. Santoro. icardo Parreira (guitarra de fado) D Por Clara Teixeira Programa 19 de janeiro, Koksijde 20 de janeiro, Lokeren 21 de janeiro, Ternat 22 de janeiro, Heist-op-den-berg 24 de janeiro, Leopoldsburg Micaela Vaz (fadista) D Na sequência de uma série de espetáculos já realizados entre 2010 e 2011, Portugal e alguns teatros e festivais internacionais, o guitarrista icardo Parreira regressa à Flandres para uma série de dez datas nos últimos dias do mês de janeiro. O espetáculo é uma homenag aos grandes poetas da literatura portuguesa: Camões, lexandre O Neill, Manuel legre, Fernando Pessoa, David Mourão Ferreira; Cecília Meireles; Pedro Hom de Mello, José Carlos ry dos Santos, José Saramago, José Luís Peixoto, entre outros. E neste sentido alguns dos tas mais bláticos do panorama musical do fado como: Naufrágio, Maria Lisboa, Trova do Vento que Passa, Com que Voz, Cravos de Papel, s Mãos que Trago, aivota, Havos de Ir a Viana, Cuidei que Tinhas Morrido, Formiga Bossa Nova, Meu mor, meu amor, Madrugada de lfama entre outros. Desta vez, os seus convidados são Micaela Vaz (voz) e Marco Oliveira (voz e viola de Fado), reún-se num espetáculo onde o fado se foca nos grandes poetas da nossa história. Micaela Vaz nasceu veiro, mas passou toda a sua infância e adolescência Ílhavo, terra de marinheiros com tradição fadista. Irmã de ui Vaz, produtor musical ligado ao fado, foi fortente marcada pela sua música e pelo seu praturo desaparecimento. Esteve alguns anos s cantar público mas o amor ao fado e à música fez com que 2007 recomeçasse a cantar. T sido convidada a participar diversos projetos a convite de artistas como ui Oliveira, Hélder Moutinho ou ainda icardo Parreira, destacando-se o Encontro Ibérico (flamenco, fado e música tradicional portuguesa) e os espetáculos Fados a Preto e Branco, Com que voz e Cancionário, ao lado do guitarrista icardo Parreira e do violista Marco Oliveira. Estreou setbro de 2010 o seu primeiro espetáculo a solo na Casa da Música, no Porto. Por seu lado Voz e viola de fado, Marco Oliveira desde spre ouviu cantar fado na casa paterna e, com apenas 9 anos, Marco Oliveira acompanhou pela primeira vez os pais a uma casa de Fado, O Dragão de lfama, experiência que ateou definitivamente a sua paixão pelo Fado. Trauteando os fados que ouvia casa s cessar, cedo nasceu o desejo de cantar público, concretizado desde logo, 1997, num programa da ádio enascença, Lugar aos Novos, gravado ao vivo no Teatro Maria Matos, que lhe angariou vários convites para cantar coletividades. Mais tarde Marco Oliveira sentira necessidade de aprofundar a sua ligação ao fado, começando a estudar guitarra clássica aos 13 anos de idade. Com 15 anos entra no Conservatório Nacional, onde continua os estudos de guitarra clássica, de que extraiu e transpôs preciosos ensinamentos para o fado. nível vocal, bora pouco entusiasta das aulas de coro, destaca a importância das técnicas de respiração. Dotado de uma pluralidade artística, como autor, compositor, cantador e músico de Fado, o seu talento, desde logo surg os convites para concertos no estrangeiro, de que recorda com oção o primeiro, com apenas 15 anos, na Holanda, com a fadista na Moura. Quanto a icardo Parreira, guitarrista de renome, faz parte da nova geração 25 de janeiro, Borgerhout 26 de janeiro, Born 27 de janeiro, Everg, Sleidinge 28 de janeiro, Beveren 29 de janeiro, Wareg de guitarristas que surgiu nos últimos anos. T 2 discos editados nome próprio Nas Veias de Uma uitarra (2008) e Cancionário (2010). São suas referências o pai, ntónio Parreira, conceituado guitarrista e professor na Escola de uitarra do Museu do Fado, e o irmão Paulo Parreira, também brilhante na arte da guitarra portuguesa e do fado. Com a entrada no Conservatório Nacional para estudar guitarra clássica, surg os primeiros convites para acompanhar rgentina Santos nos concertos de homenag à fadista que tiveram lugar no Museu do Fado (1999) e no Coliseu dos ecreios (2000). Em 2005, icardo Parreira já havia acompanhado com regularidade os fadistas Mafalda rnauth e Hélder Moutinho. Com outros fadistas alinhou, concertos, espetáculos, digressões, sendo de referir entre muitos, na Maria, Beatriz da Conceição, Fernanda Maria e Camané. ecentente, e para assinalar os 10 anos do desaparecimento de mália odrigues, presta-se a devida homenag à fadista através de um espetáculo que t percorrido vários palcos nacionais. Com que Voz é constituído por icardo Parreira (guitarra), Marco Oliveira (viola de fado e voz), Micaela Vaz (voz) que recordam alguns dos mais marcantes e significativos tas do repertório de mália odrigues. lusojornal.com

11 le 24 janvier 2012 Cultura 11 Pintou os painéis que estão na sede da PEB ntónio Carmo apresenta s Pautas da Mória na alerie lbert I, Bruxelas Par Manuel Martins O artista português ntónio Carmo volta a Bruxelas para expor Les partitions de la mémoire (s Pautas da Mória) na alerie lbert Prier. exposição foi inaugurada no dia 20 de janeiro e vai permanecer patente ao público até dia 8 de fevereiro, no 45 rue de la Madeleine, Bruxelas. Nesta exposição, ntónio Carmo faz uma viag pela música, pelas pautas, pelos compositores, convida-nos a entrar nos cérebros de Bach, Mozart, Stravinsky, Liszt ou ntónio Vitorino de lmeida. Mas é a cor que domina, esta cor da qual é mestre escreve o musicólogo Michel Stockh no catálogo de apresentação da exposição. Os seus quadros são construídos, como faz o maestro, de forma a que todos os elentos da execução estejam no seu devido lugar. música ajuda-nos a melhor nos conhecermos. pintura também t esse poder continua o musicólogo. Olhando para as telas de ntónio Carmo, penetramos na alma de criadores efervescentes, estado quase primitivo. Nesta pintura figurativa de ntónio Cravo, existe uma fascinante simbiose entre a cor, spre assumida toda a sua verdade eu diria mesmo toda a sua nudez e a evocação dos sons da arte musical escreveu por seu lado o Maestro ntónio Vitorino de lmeida, também retratado pelo artista. São retratos Stravinsky de ntónio Carmo D s dúvida, mas são sobretudo enquadramentos psicológicos, dos vários músicos que ntónio Carmo homenageia, nesta tão singular coleção. ntónio Vitorino de lmeida diz que não posso deixar de salientar o orgulho que para mim representa figurar nesta coletânea, prova igualmente inequívoca da velha amizade que me liga ao pintor. rtista desde muito novo ntónio Carmo nasceu 1949 no Bairro da Madragoa, Lisboa, filho de gente ligada ao mar, mas foi criado pela madrinha de batismo, tendo vivido spre na capital. Dada a sua apetência para o desenho e a conselho do seu professor, na adolescência, ingressa na Escola de rtes Decorativas ntónio rroio, onde cursou Pintura Decorativa. inda como estudante começa a frequentar as tertúlias de Lisboa, nomeadamente na Brasileira do Chiado, Café Tarantela, Café Vává, Leitaria arrett, etc. Na Brasileira, conheceu e conviveu com algumas das figuras conhecidas da cultura nacional, tais como lmada Negreiros, bel Manta, Jorge Barradas e João Hogan que, 1970 apadrinhou a sua exposição na aleria Diário de Notícias, e outros que ainda hoje faz parte do seu convívio diário, entre estes, Virgílio Domingues, lberto ordillo e Luís Lobato. Dada a diversidade de interesses culturais que spre manifestou, teve o privilégio de conviver com grandes vultos do mundo das artes, nomeadamente do bailado, cina e literatura. migo pessoal de alguns dos nossos cantores e compositores, tais como driano Correia de Oliveira (que homenageou com um painel de azulejos vintes), Carlos do Carmo (executou a capa do LP O Hom no País), Paulo de Carvalho, etc. Em 1968 faz a sua primeira exposição individual, na aleria Nacional de rte Lisboa. Nesse mesmo ano, ingressa no rupo de Bailados Portugueses Verde aio, aí permanecendo por dezoito anos e onde conheceu alguns grandes nomes do bailado internacional. Nesse período, para além de participar como bailarino, fez ainda os figurinos e cenários para alguns bailados do rupo. Já depois do 25 de abril de 1974, iniciou uma carreira internacional sendo a sua primeira exposição na aleria Solidair oterdão/holanda, vindo a fixar-se tporariamente Bruxelas onde há cerca de 22 anos mantém uma permanência constante nalgumas galerias, tais como a alerie L Oeil, acines e, mais recentente a alerie lbert I. Em Bruxelas, executou dois murais de grandes dimensões para a BEP (ssociação de Portugueses Emigrados na Bélgica) que foram, recentente, doados à Câmara de S. illes. Exposition de Sónia niceto à Bruxelles Peinture de Sónia niceto D L artiste peintre portugaise installée à Bruxelles, Sónia niceto, expose Le Coeur Cousu à la alerie Libre Cours (100 rue de Stassart B, à Bruxelles 1050) entre le 20 janvier et le 18 février, du jeudi au samedi, de 14h30 au 18h30. Dans ses toiles «Sónia niceto assble fils, tissus, textures, dessins et coups de pinceau, à la manière de mosaïques où viennent se greffer dans une douce mélancolie des fragments d imaginaire et de mémoire, tels des confidences». «C est un travail composite, original, féminin, croisent entre peinture et art textile, que Sónia niceto nous propose. L option est quasi exclusivent figurative, tout en bousculant hardiment les repères spatiaux et tporels. Des paysages lointains, des piscines vides, lieux abstraits parfois improbables, parfois fidèlent esquissés, nous racontent des histoires décontextualisées. Face à ces personnages entre l humain et la marionnette, le fantôme ou bien le mannequin, le spectateur cherche sa place entre présent et passé, ente fiction et monde réel, entre innocence et perversité. Hors de toute mouvance ou courant dominant, l artiste crée des espaces où les matières jouent les unes avec les autres, cartes émotionnelles et affectives de son parcours en Belgique et d un attachent à un Portugal natal lointain» écrit Elisabeth Martin dans la présentation de l exposition. «Telle une mélodie, un air de fado, elle rassble souvenirs d enfance, rêves et fantasmes, nous livrant avec pudeur ses déracinents, tissés dans une œuvre riche de techniques et d interprétations. Les recoins de sa mémoire passent par ses mains: broderie, fils, dentelles, toiles de Jouy, morceaux de nappes transmettent des messages graduels, en couches narratives qu on essaie de décoder». «Fascinée par le fonctionnent de la mémoire et ses distorsions, elle s interroge sur la fidélité des souvenirs, dont elle superpose les traces. Dès notre plus jeune âge, le souvenir, cette puissante et énigmatique faculté mentale, construit notre identité et le fil de notre existence. Filtre personnel, aux ordres du cœur et de l imagination, il nous permet de réécrire notre histoire, de façonner notre présent. Qui sommes-nous, sinon ce dont nous nous souvenons? Notre véritable biographie n est-elle pas celle que nous gardons en mémoire, teintée des émotions et des sentiments qui ont accompagné notre vécu?» s interroge Elisabeth Martin. «Nicolas de Staël disait que la peinture est un mur duquel tous les oiseaux du monde peuvent s échapper. L œuvre de Sónia niceto est une respiration, elle nous porte par une belle écriture singulière qui sent le vent, l air du large, le paradis lointain de l enfance. Le tps file trop vite, mais Sonia réussit bel et bien à le retenir. Livro de Diane Ducret retirado do mercado por suspeita de plágio editora Casa das Letras/LeYa decidiu retirar do mercado o livro Mulheres de Ditadores, da escritora belga Diane Ducret, por suspeita de plágio de uma obra de Felícia Cabrita sobre Salazar. Fomos alertados, no passado dia 26 de dezbro, por um blog, do possível plágio e pedimos explicações à agência literária espanhola com a qual se estabeleceu o contrato que, devido à quadra de festas, ainda não nos respondeu, disse à Lusa a responsável editorial da Casa das Letras, Marta amires. Em causa estão supostas selhanças várias entre o capítulo de Diane Ducret sobre a vida privada de ntónio de Oliveira Salazar e o livro da jornalista Felícia Cabrita Os mores de Salazar. responsável afirmou que Mulheres de Ditadores da belga Diane Ducret teve uma tirag de explares, tendo sido retirados do mercado 1.800, enquanto há cerca de 500 armazém. Contactámos também a autora Felícia Cabrita e aguardamos a resposta da agência espanhola para decidirmos o futuro, afirmou. O rupo LeYa ao qual pertence a Casa das Letras não quer estar ligado de forma alguma a qualquer situação de contrafação, plágio ou deturpação de originais, está aliás na primeira linha de combates a estas atividades ilegais, que dev ser severamente punidas, disse Marta amires. Diane Ducret, natural de nderlecht, redigiu documentários históricos para a cadeia televisiva France 3 e, 2009, moderou Le fórum de l Histoire. Mulheres de Ditadores, editado pelas Éditions Perrim, foi o seu primeiro livro que se tornou um bestseller França, estando já traduzido 18 línguas, entre elas, o português. Homenag a Cesária Évora O cantor caboverdiano radicado Bruxelas há muitos anos, está a preparar uma homenag à cantora Cesária Évora, a Diva dos pés descalços, como era chamada, recentente falecida Cabo Verde. Por enquanto ainda não se conhece a programação do evento, mas o LusoJornal sabe que está fase preparatória e que pode ter lugar no início do mês de março, data ainda por confirmar, e implicará a Comunidade caboverdiana radicada na Bélgica. lusojornal.com

12 12 Cultura le 24 janvier 2012 Livros: Do eu solitário ao nós solidário No passado dia 17 de janeiro, a Orfeu apresentou o livro Do eu solitário ao nós solidário de Frei Fernando Ventura, na presença do autor. passag do isolamento para a solidariedade é um dos reptos da obra Do eu solitário ao nós solidário, resultante de várias conversas entre Fernando Ventura, frade franciscano capuchinho, e Joaquim Franco, jornalista da SIC. O título preconiza uma mudança de regime, afirmou o religioso à Ecclesia, acrescentando que o exercício do pensamento é um dos grandes desafios do livro editado pela Verso de Kapa. Para Joaquim Franco, o momento atual exige cruzar definitivamente a religião e as religiões com outras disciplinas do saber, s medo do que daí vai sair, porque este é um mundo de pluralidade. Quanto mais adiarmos esse encontro e esse confronto, mais difícil será perceber a verdadeira dimensão do fenómeno religioso e da necessidade de transcendência no ser humano, sublinha o jornalista, que qualificou de estimulantes as conversas com o religioso. O volume de 160 páginas pretende também promover a mobilização causas solidárias: Queros que este livro seja uma proposta de reflexão ao direito e ao dever do exercício de cidadania de cada pessoa, diz Fernando Ventura (agência Ecclesia). utor conta a vida do pai que integrou a esistência francesa Livro O aiteiro apresentado Bruxelas Por Carlos Pereira É spre bom lbrar, e pode ser útil, a lista, que já vai longa, de publicações editadas pela Orfeu. Poucas são as editoras que pod apresentar uma lista tão variada de edições, sobretudo nas Comunidades. Iceberg de Jorge de Oliveira e Sousa, 2005 (Fr), 10 La Nuit ouvre mes Yeux de José Tolentino Mendonça, 2006 (Pt/Fr), 10 Caderno Damião de oes n 1 - Poesia ou a rte de Varrer o Pátio, José Tolentino Mendonça, 2007 (Pt/Fr/Nl), 4 Do umor da Água ao Som do Bronze de Irene Vilar, 2007 (Pt/Fr), 15 Manuel da Silva, autor D No próximo dia 15 de fevereiro vai ser apresentado na livraria Orfeu, o livro O aiteiro, primeiro romance de Manuel da Silva, inspirado na vida do seu próprio pai, ntónio, que igrou para França, condições de extra dificuldade, no final de 1938 e que acabou depois por integrar a esistência francesa à invasão alã durante a Segunda uerra Mundial. cusado de contrabando durante a uerra Civil Espanhola, ntónio fugiu de Portugal com o primo lbino, horas antes de vir a ser apanhados pela uarda portuguesa. Da pequena aldeia dos arredores de Chaves, ntónio veio clandestino para França, primeiro a pé, pelos caminhos agrestes de Trás-os-Montes, depois escondido entre sacos de batatas nas traseiras de um camião, depois ainda de comboio até chegar a oumazières, perto de ngoulême, França, onde trabalhou nos fornos de uma telheira. Durante a Segunda uerra Mundial, um dia o meu pai estava casa e chegaram lá os alães para o levar. Bateram à porta e ele da janela respondeu que esperass, que se vestia e que já descia. Mas acabou por fugir pela janela das traseiras da casa explica ao LusoJornal Manuel da Silva. Integrou a esistência francesa contra as tropas alãs, mas teve algumas dificuldades, depois, obter a nacionalidade francesa. Esteve no combate ao lado daqueles que defendiam a França livre, colaborou com a maior parte daqueles que mais tarde viriam a ser os homens políticos da região e do país, mas esteve 30 anos à espera que lhe dess a nacionalidade francesa explica Manuel da Silva. Também nunca recebeu qualquer medalha como os dais resistentes. Fortente inspirada pela história verdadeira de ntónio, foi o seu filho Manuel da Silva que resolveu deitar mãos à obra e deixar para a posteridade a epopeia do pai. Inicialmente queria apenas deixar um documento escrito para que os netos conhecess o avô. Mas a minha filha, entusiasmada com a leitura disse-me que o devia publicar. Nos anos 30, qu não era contrabandista na região de Chaves? Durante a noite, era um vai-v de passadores e de contrabandistas que carregavam mercadorias para lá e traziam para cá. ntónio barcou numa dessas aventuras com o primo lbino. Inicialmente Edições da Orfeu Manuel da Silva Manuel da Silva é autor de 4 romances, todos editados francês e um deles já foi traduzido para português: S.M.S. São Mensagens Senhora de Filipe ntunes, 2007 (Pt/Fr/Nl), 8 Caderno Damião de oes n 2, uimarães osa, 2008 (Pt/Fr/Nl), 4 À Senoite de Paulo Pego, 2009 (Pt), 8 Caderno Damião de oes n 3, Fernando Pessoa, 2009 (Pt/Fr/Nl), 4 Fala Yael de na Bela Santos, 2009 (Pt), 10 Teu, à toi, tvuj de Eduardo Vaz, 2009 (Pt/Fr/Cz), 16 Uma Vida de rte de níbal uivo, 2009 (Pt), 30 Caderno Damião de oes n 4, Mia Couto, 2010 (Pt/Fr/Nl), 4 Viagens noutras Terras de Duarte Bué lves, 2010 (Pt), 15 Poetas d Orfeu, vários, 2011 (Pt e n sabia o que transportava da Quinta do Senhor Tendeiro, mas do dia para a noite viu-se na obrigação de fugir, deixando mulher e filhos. Só os voltaria a ver sete anos mais tarde. Em tanto tpo nunca me tinham acontecido tantas aventuras. ndou fugido por Espanha, desbloqueou camiões da neve perto de Ourense, guardou gado numa quinta perto de Irun e chegou a Hôtel Burguete (Fr) O aiteiro (Fr/Pt) Ils ont brûlé ma terre (Fr) Musiciens (Fr) França, num país onde nunca tinha estado, com uma língua que não conhecia. Encontrou a uerra, combateu ao lado dos franceses e só depois do rmistício fez vir a mulher na e os filhos Isabel e Delmar. Depois nasceram mais cinco filhos, comprou uma grande casa e sobretudo uma vinha. Ocupava-se da vinha e do seu porco antes de falecer 1972, cansado por ter trabalhado condições delicadas spre na mesma telheira. O meu pai não sabia ler n escrever, mas falava três línguas diz com oção Manuel da Silva. maior parte das situações que descrevo no livro, foram-me contadas pelo meu primo lbino, que também ele era uma personag que dava um livro. Este livro de Manuel da Silva, lê-se facilmente. Está escrito francês, numa linguag simples e bastante descritiva. Entretanto também já foi traduzido para português por urélio Pinto. É um dos poucos livros que contam a epopeia dos Portugueses que decidiram um dia ir trabalhar para França. Qu sabe outros escritores vão inspirar-se deste livro para contar também as histórias dos pais? O livro foi editado na Collection Toignages das Edições Lusophone. Quando li este livro fiquei impressionado. N sabia que havia Portugueses que participaram na esistência francesa. No fundo há muitos poucos trabalhos sobre este período da igração, de e, quando li este livro disse para comigo que esta história tinha de ser contada também aos meus filhos e aos meus netos disse ao LusoJornal João Heitor, o responsável pelas edições Lusophone. Visivelmente ocionado com o acolhimento de O aiteiro, Manuel da Silva dedicou-se entretanto à escrita e criou a sua própria editora. eformado da EDF, continua a deslocar-se de vez quando a Portugal. osto muito de Portugal. França é a minha mãe, mas Portugal é a minha avó costuma dizer. Desta vez, v a Bruxelas. alguns Fr/Nl), 10 Yael Speaking de na Bela Santos, 2010 (En), 15 Sabugal e as Invasões Francesas de Manuel Francisco Mourão, Joaquim Tenreira Martins e Paulo Leitão Batista, 2011 (Pt), 15 Pedro Soriano de uerra Junqueiro, 2011 (Pt), 4 Os Portugueses na Flandres ( ), Coord. Pedro Cardoso, 2011 (Pt), 15 Cursum Perficio, Viag a khshânba de Victor Borges, 2011 (Pt), 20 O Inverno das aposas de Clara Macedo Cabral, 2011 (Pt), 20 Flores de Jasmim de João abriel Correia, 2011 (Pt), 20 Mosteiro do Louriçal, rep. Manuscrtio XIX, 2011 (Pt), 10 Teixeira de Pascoaes: Saudade, Physique et Metaphysique de Celeste Natário (Fr), 10 Portugal & ntwerpen de nne Quartet e Frédéric Wille (Pt/Fr/Nl), 15 Pátria e os Outros Portugueses de José Coelho (Pt), 10 Leah et une autre Histoire de José odrigues Miguéis, 1994 (Fr), 12 Feuille de Vent mour de Hélder Moura Pereira, 1995 (Fr), 12 La Joie, la Douleur et la râce de Leonardo Coimbra, 1995 (Pt/Fr), 10 Le Pays des utres de ui Knopfli, 1995 (Fr), 15 euros Office de la Patience de Eugénio de ndrade, 1995 (Pt/Fr), 15

13 le 24 janvier 2012 ssociações 13 o encontro do movimento associativo na Bélgica Uma Federação de associações portuguesas com dois anos de existência Por ntónio Fernandes O LusoJornal, assumindo o seu papel de informar e de formar interrogou Sérgio ibeiro mbro dos corpos gerentes da Federação das ssociações Portuguesas na Bélgica (FPB) para dar a conhecer e divulgar, as ações e os anseios desta estrutura! FPB é o resultado de um parto custoso, complicado e espinhoso que teve uma gestação de trinta anos, tpo que o movimento associativo português levou para a constituir. Com a FPB, os Portugueses na Bélgica e o movimento associativo, passaram a ter uma Comunidade mais organizada e interveniente. partir de agora, passamos a ter onde dialogar de forma concertada sobre os múltiplos projetos que se apresentam à Comunidade e a falar a uma só voz s perder a independência e a diversidade de cada associação. FPB foi criada a pensar na união de esforços e na coesão do movimento associativo na Bélgica, pretende reforçar e dinamizar a cooperação entre as associações, no respeito individual de cada uma e manter contactos com os organismos de decisão e apoio, nacionais, do país de acolhimento e/ou europeu. LusoJornal: No presente mandato, quais os principais objetivos da FPB? Sérgio ibeiro: Federação procura cumprir os objetivos consagrados nos seus estatutos e regulamento interno e que se resum aos aspetos de coordenação, dinamizando e promovendo as diversas ações de acordo com os interesses das associações filiadas. Um trabalho invisível, mas de extra importância. O essencial da nossa existência passa pelo intercâmbio, a entreajuda e o diálogo permanentes. chamos que é a chave do sucesso e por isso, a valorizamos. LusoJornal: Dos propósitos enunciados, quais as ações concretas? Sérgio ibeiro: explo do ano transato, neste ano de 2012, vamos organizar o Torneio de futebol das Comunidades e a Festa do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades portuguesas. São eventos com programa próprios mas este ano tos a particular surpresa de anunciar a vinda da Orquestra Metropolitana de Lisboa com um programa aliciante que divulgaros logo que sejam conhecidas as datas. Queros deixar aqui os nossos prévios agradecimentos ao assistente religioso da igreja de Ixelles Eugénio Baleo que facilitou o contacto, aos Sérgio ibeiro, mbro dos corpos gerentes da FPB LusoJornal / ntónio Fernandes grupos parlamentares do PSD, PS, CDS/PP, PCP/PEV e BE do Parlamento Europeu, que custeiam a vinda a Bruxelas da dita orquestra. B hajam. Eventualmente podos vir a organizar uma ou outra iniciativa que nos seja proposta ou que venhamos a decidir. Neste primeiro contacto do ano com o LusoJornal Bélgica, queros nome da FPB desejar à Comunidade portuguesa na Bélgica particular, aos Portugueses da diáspora geral e ao movimento associativo, assim como ao LusoJornal, votos de um bom no de O historial da Federação das ssociações Portuguesas na Bélgica 1. Depois de várias tentativas do Movimento associativo na Bélgica, foi finalmente possível, após várias reuniões, decidir no dia 23 de março de 2009, pela constituição da FPB. 2. No prosseguimento dessa importante decisão, os dirigentes do movimento associativo continuaram a discutir os passos seguintes para a formalização da FPB e, 25 de maio de 2009, foram eleitos os primeiros Corpos Sociais da FPB. 3. No dia 16 de novbro de 2009 foram aprovados os estatutos, regulamento interno e regulamento eleitoral. 4. Os estatutos da FPB foram finalmente depositados para publicação no Moniteur Belge 30 de dezbro de 2009 e publicados 11 de janeiro de LusoJornal: Qual o evento ou atividade que consideram mais relevante? Sérgio ibeiro: São todas necessárias as nossas atividades, porque são voluntárias. Entre outras, gostaríamos de encontrar condições para a formação de novos quadros dirigentes associativos dado que nos preocupa o envelhecimento dos atuais. Vamos trabalhar nesse sentido... LusoJornal: ostaríamos que nos apontass as vossas principais dificuldades, nomeadamente com elaboração dos diversos projetos? Sérgio ibeiro: Exist quadros dirigentes capazes para elaborar projetos o que não existe são apoios suficientes e este probla é de fácil resolução desde que haja vontade política das autoridades portuguesas. Uma caixa que retenha um euro de cada ato consular, permitiria às autoridades portuguesas distribuir cada país de acolhimento ao movimento associativo subsídios que permitiam engrandecer o nome de Portugal e dos Portugueses nos países de acolhimento. Como é norma no movimento associativo, a porta da FPB está spre aberta também para aqueles que ainda não decidiram formalizar a sua adesão! Somos mais consistentes e credíveis, quando nos unimos. LusoJornal: Que tipo de apoios t tido a Federação para funcionar? Sérgio ibeiro: Os contactos e os apoios têm sido os possíveis no âmbito das nossas atividades. S a colaboração de alguns parceiros não podíamos singrar na nossa ação e compromisso. E damos destaque às Câmaras de Ixelles e de Saint illes, que nos têm proporcionado uma colaboração logística e material explares! Embaixada de Portugal que t corroborado os nossos pedidos junto das autoridades Belgas e Portuguesas, a Caixa eral de Depósitos que nos t apoiado de forma a podermos realizar eventos tais como o Torneio de Futebol das Comunidades e festejar o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades portuguesas. Uma plêiade de presários portugueses que colaboram com a FPB, uns como fornecedores de produtos portugueses na Bélgica, outros como comerciantes de produtos portugueses transformados e que são muito importantes para o bom êxito destes eventos. todos a FPB agradece. Federação das ssociações Portuguesas na Bélgica (FPB) 26 rue du Belvédère 1050 Bruxelles Lista das associações aderentes à FPB lma Benfica 78 Chaussée de Boondael 1050 Bruxelles PEB 120 rue de Belgrade Ponte Zeenstraat Sterrebeek - Zavent ssociação Bombos de Portugal 87 rue de Bosnie ssociação Comerciantes S. illes ue dolphe Deur 55 ssociação de Pais de Bruxelas Ch. de Mons 411- Bt Bruxelles Beira lta 59 rue. Labarre 1050 Bruxelles Belenenses 36 rue de Vergnies 1050 Bruxelles Boavista C/o Café Tâmega 19 rue Jean Volders CD Ixelles O Elvas 87 rue Wéry 1050 Bruxelles Emaus 26 rue du Belvédère 1050 Bruxelles FC Porto 214 Chée. de Waterloo Força Luso-Descendente Drietorenstraat Londerzeel ente inda Wezelstraat Wondelg Lusitanos 6 rue de la Perche LusoBiker s 12 Ch. de Waterloo M 30 Ch. de Vleurgat 1050 Bruxelles Os Portucalenses v. Jacques Pasteur 129 Bt Bruxelles Penalva FC 4 rue E. Van Opp 1180 Bruxelles Sezurense 29 av. de la Chasse 1040 Bruxelles Vila eal C/o Café u Bon Porto 14 Ch. de Forest lusojornal.com

14 14 Desporto le 24 janvier 2012 Futebol: Classificações FTF 1ª Divisão CLSSIFICÇÃO 1 Porto 2 ksehir 3 la Louve 4 lma Benfi. 5 Milli enc. 6 Bayrampa FTF 2ª Divisão 7 Sonatrach 8 Vila eal 9 Cad Ixelles 10 FCB 11 Oasis CLSSIFICÇÃO 1 Belenenses 2 Beira lta 3 Tunisia SP 4 Vimieirense 5 Campomai eds Unit. 7 Sezurense 8 Penalva 9 Blue Legend 10 Turk. Un tletismo Jéssica maro voltou a subir ao pódio Por Carlos Pereira jov atleta do acing Club de Bruxelles, Jéssica omes maro, voltou a subir ao pódio nos Campeonatos belgas de atletismo que tiveram lugar no fim de sana passado, and. Jéssica maro estava inscrita nos 60 metros barreiras e nos 400 metros, mas o seu treinador optou apenas pela prova dos 400 metros. prova dos 60 metros barreiras tinha lugar antes da dos 400 metros e tanto eu como o treinador tínhamos medo que ela se lesionasse na primeira prova e já não pudesse correr na segunda disse ao LusoJornal, José maro, pai da atleta. Jéssica maro arrancou b na prova, fez a primeira volta muito b posicionada segundo lugar, e apesar da pressão da atleta que ficou terceiro lugar, conseguiu guardar a segunda posição do pódio com um tpo de a escassos 5 centésimos de segundo da terceira classificada. prova foi ganha por Justine Jessica maro (de preto) no pódio D Brackman da equipa de Dampicourt. Este é o primeiro ano que a atleta portuguesa corre no escalão Cadete. Já não é mau este segundo lugar, porque ela está a correr com atletas que geral têm mais um ano do que ela, já que cada atleta fica dois anos cada escalão explica José maro. Já no Meeting de and, organizado por um clube flamenco, que teve lugar no dia 14 de janeiro, Jéssica maro deu nas vistas. Começou por correr os 200 metros, que ganhou com facilidade, dando mesmo um avanço significativo à segunda classificada, numa prova que percorreu atleta portuguesa também ganhou a prova dos 400 metros numa corrida que partiu na pista exterior. Na primeira volta a atleta deixou-se distanciar por uma outra atleta que partiu grande velocidade, mas na segunda volta, controlando com mestria o tpo, apanhou a atleta que seguia na frente, ultrapassou-a e venceu mais uma vez isolada, com um tpo de Foi nesta prova que conseguiu ficar apurada para os Campeonatos da Bélgica e duas sanas mais tarde melhorou consideravelmente o seu tpo. José maro diz que a filha vai concentrar-se duas modalidades: 400 metros e 800 metros. Mas a Liga não permite que, neste escalão, os atletas corram estas duas distâncias numa mesma competição. Já habituada dos pódios nas competições belgas, Jéssica omes maro corre na Bélgica pela equipa do acing Club de Bruxelles, mas Portugal representa, desde esta tporada, as cores do SL Benfica. FTF 4ª Divisão CLSSIFICÇÃO 1 Vila eal 2 Bou. Med 3 Ent L. Louve 4 Capitano 5 Nahda FTF 4ª Divisão B BSS 1ª Divisão 6 Los Extran. 7 Eendra. Vil 8 Charlag. 9 Bienvenue 10. Eveil CLSSIFICÇÃO 1 Milanello 2 Olym. Bxl B 3 New nnee. 4 U Marolles Os Lusita. 6 Belenenses 7 Hellas 8 Postiers CLSSIFICÇÃO 1 Lorrai. FC Bru.Briti Forestoi. JS 33 4 Portugal FC 28 5 Irelan. FC Tourin. FC C. du B. FC 25 8 Jef. Country 9 Brus.LTC1 10 N. I.FC1 11 Manz. FC 12 Fore. SC1 13 Et.Champ. 14 St.CS Samuel Braga O Sporting de Braga acaba de contratar o defesa central brasileiro, nascido São Paulo, Samuel, proveniente dos belgas do nderlecht onde só jogou 4 jogos esta época. O jogador, de 25 anos, já está Portugal e integra o plantel orientado por Leonardo Jardim. Do Lierse para o CN2012 Os jogadores angolanos do Lierse, ilberto e Flávio, foram convocados pelo selecionador Lito Vidigal para o CN2012 que se disputa de 21 de janeiro a 12 de fevereiro, no abão e uiné Equatorial. Jogos com Burkina Faso (dia 22), Sudão (26) e Costa do Marfim (30). Sérgio Conceição: do Standard Liége ao Olhanense Portugal defronta a Bélgica seleção portuguesa de futebol finino sub-19 vai disputar o apuramento para o Europeu da categoria com a Noruega, epública Checa e Bélgica. Os jogos dev ser disputados entre 31 de março e 5 de abril. fase final do Euro2012 é na Turquia, julho. Caroline Morais na ússia Caroline Morais é uma das três ginastas escolhidas pela Fédération francophone de gymnastique, para representar a Bélgica Moscovo, num campeonato de ginástica rítmica organizado pela FI (Fédération international de gymnastique) e que serve para preparar a Taça do Mundo. enato Neto: do Cercle de Brugge para o Sporting BSS 3ª Divisão C CLSSIFICÇÃO 1 Wisla FC 2 Wolu-Stani. 3 mic.spor. 4 Boavista FC 5 Ent.CB1 6 Hermés FC 7 er. CS St. Jos. EE 9 Chev. Sch. 10 Sui. US 11 Le Cl. CS 12 Pant. FC 13 P. mic. 14 Ch. Kape presentação de Sérgio Conceição Lusa / Luís Forra enato Neto Lusa / João elvas BSS 6ª Divisão F CLSSIFICÇÃO 1 Picardie S 2 Ecu. FC2 3 C.Forest. 2 4 Camp. SC 5 St. Pen. 2 6 Ch.Kapell Lorra. FC5 8 Bru. Brit.6 9 nc. Sc.2 10 Irla. FC6 11 Che.SC3 12 Pang. FC O antigo internacional português Sérgio Conceição, de 37 anos, é agora o novo treinador do Olhanense, substituindo Daúto Faquirá no comando técnico da equipa da Liga de futebol. Sérgio Conceição, que encerrou a carreira de futebolista 2009/10, quando representava o POK Salónica (récia), t agora a sua primeira experiência como técnico principal, depois de na época passada ter sido adjunto de Dominique d Onofrio, no Standard Liége. Para além de Sérgio Conceição o Olhanense reforçou o seu plantel também com o defesa Vasco Fernandes, ex-beira-mar, que está de regresso ao clube onde se formou. O Sporting recuperou o médio enato Neto, que estava prestado aos belgas do Cercle Brugge, e que agora está às ordens do técnico Domingos Paciência. o abrigo do acordo de parceria com o Cercle Brugge, o Sporting decidiu resgatar o jogador enato Neto, depois de 18 meses regime de cedência. O médio, que integra os quadros do clube desde a tporada 2007 /2008, completou os testes médicos, passando a integrar de imediato o plantel profissional do clube, referiu o clube. O médio brasileiro de 20 anos chegou ao Sporting proveniente dos brasileiros da cadia Catarinense de Futebol. lusojornal.com

15 le 24 janvier 2012 Tpo livre 15 SUDOKU Nível : Fácil 2 9 M E F U T T E I I Q SOP DE LETS I E T C I Q E U L M H Q I M C E J C C X Q U M I X H U T Q U H O U E S N O C X N I B N T Q T H O O V Q O J E F C U M N I B U Q B U C E U M T C U E I E I X L E P W X W C W W N W E Q M H O B N T E L O U Q E I X O C I E U S M P X E I H C X L P O C B S Q O C H T C B H P H P C U U Q T U O I O K Q U E Q C C Q U X C N I T B H N M S S M U O I K P B N B U C N U M B U Q O X E X I C I P X S Z P F O E X I E P Destaques da SIC internacional ebelde Way! BONNEMENT o Oui, je veux recevoir chez moi, 10 numéros de LusoJornal (20 euros). Mon nom et adresse complète (j écris bien lisible) Prénom + Nom dress Code Tel. Participation aux frais Ma date de naissance Ville J envoie ce coupon-réponse avec un chèque à l ordre de L`PCLB, à l adresse suivante : Descubra as palavras rroz Batata Carne Charcutaria Fiambre Fruta Iogurte Legumes Leite Massa Comida Pão Peixe Queijo Sobresa Sopa Quatro histórias, aparentente distintas, que se vão juntar num espaço propício a aventuras, amores, desamores e mistérios o Colégio Prestige International School. Pedro, Mia, Lisa e Manuel quatro fortes personalidades, quatro líderes naturais são os heróis maiores de uma história que é marcada pelo dia-a-dia de um colégio interno. Mas por mais formatados que sejam, por mais ou menos dinheiro que tenham, há alunos que nunca deixam de lutar contra o sista, quebrando as regras e perseguindo os seus sonhos. São esses os que se vão unir contra Os Puros e tentar devolver a liberdade e o direito à diferença a qu vive no colégio. Há qu simplesmente não desista de ser ebelde! ssociation pour la promotion de la culture lisophone en Belgique Zeenstraat, Sterrebeek - Belgique LJ 066-II o sábado e domingo, às 9h15 (hora belga), na SIC internacional. Capeta pista é o centro de todas as atenções as luzes acend-se, os carros alinham-se, os motores já se faz ouvir, a multidão está êxtase! Está tudo pronto para mais uma corrida, que o engenho das máquinas alia-se ao talento dos pilotos! E no meio deste ambiente frenético olhamos para Capeta e reconhecos nele a ambição por conseguir rasgar a meta primeiro lugar! penas precisava que alguém lhe desse uma simples oportunidade e ela finalmente chega, quando o desafiam a participar numa corrida de karts com um piloto mistério. Capeta donstra durante toda a prova as suas habilidades únicas na condução, ficando o público completamente rendido na mestria que impõe na condução da sua máquina! Não deixes de acompanhar a luta do teu novo herói preferido pelo pódio pois cada episódio vai-se transformar uma verdadeira corrida contra o tpo literalmente! De segunda a sexta-feira, às 10h00, na SIC internacional lusojornal.com

16

Oficiais de Ligação do Ministério da Administração Interna e Oficiais de Ligação de Imigração

Oficiais de Ligação do Ministério da Administração Interna e Oficiais de Ligação de Imigração Oficiais de Ligação do Ministério da Administração Interna e Oficiais de Ligação de Imigração Oficiais de Ligação do Ministério da Administração Interna A existência de Oficiais de Ligação do Ministério

Leia mais

DIPLOMACIA Introdução

DIPLOMACIA Introdução DIPLOMACIA Introdução Ao longo dos tempos, o pensamento político e o pensamento jurídico sempre foram o reflexo das relações entre os homens, os povos, os Estados e as Nações. Foram se operando constantemente

Leia mais

A Associação de Pais do LFIP tem o prazer de vos anunciar que no dia 29 de Novembro de 2014 irá realizar-se o 3º Marché de Noël Solidaire.

A Associação de Pais do LFIP tem o prazer de vos anunciar que no dia 29 de Novembro de 2014 irá realizar-se o 3º Marché de Noël Solidaire. Caros pais, A Associação de Pais do LFIP tem o prazer de vos anunciar que no dia 29 de Novembro de 2014 irá realizar-se o 3º Marché de Noël Solidaire. Esta iniciativa insere-se no âmbito de um projeto

Leia mais

Relatório de atividades 2012

Relatório de atividades 2012 Associação Nacional de Proprietários Propriedade e Liberdade. Relatório de atividades 2012 Direção da ANP 9-Mai-2013 Para cumprimento da alínea h) do art.º 25.º dos Estatutos, apresentamos o Relatório

Leia mais

REGIME LEGAL DE ENTRADA E PERMANÊNCIA DE ESTRANGEIROS EM ANGOLA

REGIME LEGAL DE ENTRADA E PERMANÊNCIA DE ESTRANGEIROS EM ANGOLA REGIME LEGAL DE ENTRADA E PERMANÊNCIA DE ESTRANGEIROS EM ANGOLA Edição Online e Coordenação Técnica: Icep Portugal/Unidade Conhecimento de Mercado Elaboração: Delegação do Icep Portugal em Luanda Data:

Leia mais

Decreto-lei n.º 205/93 de 14 de Junho (DR 137/93 SÉRIE I-A de 1993-06-14)

Decreto-lei n.º 205/93 de 14 de Junho (DR 137/93 SÉRIE I-A de 1993-06-14) PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Decreto-lei n.º 205/93 de 14 de Junho (DR 137/93 SÉRIE I-A de 1993-06-14) O desenvolvimento das relações de cooperação entre Portugal e os países africanos de língua

Leia mais

Ata n.º 13/2015 de 01/07/2015

Ata n.º 13/2015 de 01/07/2015 --------------------------------------- ATA N.º 13/2015 --------------------------------------- -------- Ao dia 1 do mês de julho de 2015, pelas 10h, no Salão Nobre dos Paços do Município de Celorico da

Leia mais

Manual de GUIA PRÁTICO ADOÇÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P. ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/13

Manual de GUIA PRÁTICO ADOÇÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P. ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/13 Manual de GUIA PRÁTICO ADOÇÃO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/13 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Adoção (32 V4.07) PROPRIEDADE Instituto da Segurança Social,

Leia mais

FAIRTRADE LABELLING ORGANIZATIONS INTERNATIONAL

FAIRTRADE LABELLING ORGANIZATIONS INTERNATIONAL A: Tous les acteurs de la filière du Commerce Equitable certifiés pour la mangue, la banane, la pulpe d araza / Produtores e Comerciantes certificados da manga, da banana e da polpa de araza de CJ Tous

Leia mais

JORNAL OFICIAL Quinta-feira, 1 de agosto de 2013

JORNAL OFICIAL Quinta-feira, 1 de agosto de 2013 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quinta-feira, 1 de agosto de 2013 Série Sumário ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA Aviso n.º 165/2013 Lista unitária de ordenação final do procedimento

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA ROCHA PEIXOTO GEOGRAFIA 10º ANO DE ESCOLARIDADE 29 OUTUBRO DE 2004 GRUPO I

ESCOLA SECUNDÁRIA ROCHA PEIXOTO GEOGRAFIA 10º ANO DE ESCOLARIDADE 29 OUTUBRO DE 2004 GRUPO I ESCOLA SECUNDÁRIA ROCHA PEIXOTO GEOGRAFIA 10º ANO DE ESCOLARIDADE 29 OUTUBRO DE 2004 GRUPO I 1.1 Indique o nome dos continentes e Oceanos assinalados na figura 1, respectivamente com letras e números.

Leia mais

O fundador do movimento critica "um sistema que favorece empresas instaladas e que obriga os pais a pagar essa máquina".

O fundador do movimento critica um sistema que favorece empresas instaladas e que obriga os pais a pagar essa máquina. Movimento pela reutilização de manuais apresenta queixa ao provedor de Justiça Movimento vai reclamar o cumprimento da lei, que estabelece um prazo de seis anos de vida para cada um dos manuais escolares

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA REUNIÃO DOS MINISTROS DA SAÚDE DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP

REGIMENTO INTERNO DA REUNIÃO DOS MINISTROS DA SAÚDE DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP REGIMENTO INTERNO DA REUNIÃO DOS MINISTROS DA SAÚDE DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP A Reunião dos Ministros da Saúde da CPLP tendo em consideração: A sua qualidade de órgão da CPLP,

Leia mais

Projeto de Resolução n.º 782/XII/2.ª. Medidas urgentes para o sector automóvel

Projeto de Resolução n.º 782/XII/2.ª. Medidas urgentes para o sector automóvel PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projeto de Resolução n.º 782/XII/2.ª Medidas urgentes para o sector automóvel 1.O sector automóvel está mergulhado numa profunda crise. É uma crise dentro

Leia mais

Praça José Fontana, 4-5º 1050-129 Lisboa T 213 156 200 808 202 922 microcredito@microcredito.com.pt

Praça José Fontana, 4-5º 1050-129 Lisboa T 213 156 200 808 202 922 microcredito@microcredito.com.pt Praça José Fontana, 4-5º 1050-129 Lisboa T 213 156 200 808 202 922 microcredito@microcredito.com.pt Com o Apoio : 2014 RELATÓRIO Notas introdutórias O ano de 2014 foi um ano marcado por uma recuperação

Leia mais

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS INSTITUTO DIPLOMÁTICO VAGAS PARA ESTÁGIOS SERVIÇOS EXTERNOS 2º SEMESTRE DE 2012/2013

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS INSTITUTO DIPLOMÁTICO VAGAS PARA ESTÁGIOS SERVIÇOS EXTERNOS 2º SEMESTRE DE 2012/2013 VAGAS PARA ESTÁGIOS SERVIÇOS EXTERNOS 2º SEMESTRE DE 2012/2013 SERVIÇO VAGAS PERFIL DO ESTAGIÁRIO DESCRIÇÃO DAS FUNÇÕES A DESEMPENHAR OBSERVAÇÕES Consulado Geral de Portugal em Londres VagaE-1/2S/1213

Leia mais

IISEMANA 13 DE ABRIL / 15H00 SESSÃO DE ABERTURA DA SEMANA DA REABILITAÇÃO URBANA DE LISBOA

IISEMANA 13 DE ABRIL / 15H00 SESSÃO DE ABERTURA DA SEMANA DA REABILITAÇÃO URBANA DE LISBOA INSTITUTO DA CONSTRUÇÃO E DO IMOBILIÁRIO IISEMANA DARE- ABILITAÇÃO ASSIMFOI URBANA 13 DE ABRIL / 15H00 SESSÃO DE ABERTURA DA SEMANA DA REABILITAÇÃO URBANA DE LISBOA C o n f e r ê n c i a s E x p o s i

Leia mais

7114 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 241 19 de Dezembro de 2005 MINISTÉRIO DO TRABALHO E DA SOLIDARIEDADE SOCIAL TÍTULO I. Disposições gerais

7114 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 241 19 de Dezembro de 2005 MINISTÉRIO DO TRABALHO E DA SOLIDARIEDADE SOCIAL TÍTULO I. Disposições gerais 7114 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 241 19 de Dezembro de 2005 Aux fins de l application de l article 6, paragraphe 5, les autorités compétentes sont le commandant en chef de la police («Komendant

Leia mais

"Amor mais Perfeito Tribute to José Fontes Rocha" Música de José Fontes Rocha

Amor mais Perfeito Tribute to José Fontes Rocha Música de José Fontes Rocha PRESS-RELEASE Joana Amendoeira é considerada uma das mais importantes vozes da Nova Geração do Fado. No seu cantar, o Fado ganha novo fulgor, nova atitude, sem se desviar da tradição. Joana Amendoeira

Leia mais

ATA DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

ATA DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO ATA DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Ao décimo primeiro dia do mês de março de dois mil e treze, pelas nove horas e trinta minutos, no edifício da Junta de Freguesia de Viana do Alentejo, reuniu o Conselho

Leia mais

Começar Global e Internacionalização

Começar Global e Internacionalização Começar Global e Internacionalização Artur Alves Pereira Assessor do Conselho de Administração, AICEP Portugal Global Fevereiro 06, 2014 1 A aicep Portugal Global Missão. A aicep Portugal Global é uma

Leia mais

III ASSEMBLEIA PARLAMENTAR DA CPLP (AP CPLP) PARLAMENTO NACIONAL DE TIMOR-LESTE. Díli, Timor-leste. 20 a 23 de Setembro de 2011

III ASSEMBLEIA PARLAMENTAR DA CPLP (AP CPLP) PARLAMENTO NACIONAL DE TIMOR-LESTE. Díli, Timor-leste. 20 a 23 de Setembro de 2011 III ASSEMBLEIA PARLAMENTAR DA CPLP (AP CPLP) PARLAMENTO NACIONAL DE TIMOR-LESTE Díli, Timor-leste 20 a 23 de Setembro de 2011 1 Enquadramento Teve lugar, em Díli (República Democrática de Timor - Leste),

Leia mais

PAZ, FRAGILIDADE E SEGURANÇA A AGENDA PÓS-2015 E OS DESAFIOS À CPLP

PAZ, FRAGILIDADE E SEGURANÇA A AGENDA PÓS-2015 E OS DESAFIOS À CPLP PAZ, FRAGILIDADE E SEGURANÇA A AGENDA PÓS-2015 E OS DESAFIOS À CPLP 7 Maio 10 Horas NÚCLEO DE ESTUDANTES DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS ORGANIZAÇÃO: COM A PARTICIPAÇÃO: Paz, Fragilidade e Segurança A A G E

Leia mais

DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DO MERCADO DAS MULTILATERAIS FINANCEIRAS

DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DO MERCADO DAS MULTILATERAIS FINANCEIRAS PROJECTO DE ACTA DA 1ª REUNIÃO DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DO MERCADO DAS MULTILATERAIS FINANCEIRAS Aos sete dias do mês de Abril de dois mil e dez, realizou-se nas instalações da AICEP Agência para

Leia mais

Projeto de Resolução n.º 548/XII/2.ª

Projeto de Resolução n.º 548/XII/2.ª PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projeto de Resolução n.º 548/XII/2.ª Recomenda ao Governo a manutenção da carga letiva da disciplina de Educação Física no currículo do 3º ciclo do ensino

Leia mais

1. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 1. 2. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 2

1. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 1. 2. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 2 Radios_25_Maio_2015 Revista de Imprensa 1. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 1 2. Greve no Metro de Lisboa, Antena 1 - Notícias, 25-05-2015 2 3. PS quer alterar o Código do IVA,

Leia mais

FR Appel à participation : Micro-résidence de production et d affichage, Porto, Portugal 18 Avril-28 Avril 2016.

FR Appel à participation : Micro-résidence de production et d affichage, Porto, Portugal 18 Avril-28 Avril 2016. FR Appel à participation : Micro-résidence de production et d affichage, Porto, Portugal 18 Avril-28 Avril 2016. L association In Extenso est historiquement liée aux projets «hors les murs» puisque sa

Leia mais

Diplomacia Económica

Diplomacia Económica Aula-Palestra na disciplina de Introdução à Diplomacia Licenciatura em Relações Internacionais Faculdade de Economia, Universidade de Coimbra Diplomacia Económica Prof. Doutora Maria Sousa Galito (professora

Leia mais

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP ****

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** Gostaria de começar por agradecer o amável convite da CIP para participarmos nesta conferência sobre um tema determinante para o

Leia mais

Quase metade dos cursos superiores impedidos de aumentar vagas

Quase metade dos cursos superiores impedidos de aumentar vagas Pág: 6 ID: 59471903 28-05-2015 Quase metade dos cursos superiores impedidos de aumentar vagas Área: 26,00 x 31,31 cm² Corte: 1 de 5 estaque Cursos superiores e mercado de trabalho Superior 45% dos cursos

Leia mais

1. Mostramos como vivem milhares de cuidadores, RTP 1 - Sexta às 9, 13-11-2015 1

1. Mostramos como vivem milhares de cuidadores, RTP 1 - Sexta às 9, 13-11-2015 1 Tv's_13_Novembro_2015 Revista de Imprensa 1. Mostramos como vivem milhares de cuidadores, RTP 1 - Sexta às 9, 13-11-2015 1 2. António Marques analisa temas da atualidade nacional, RTP 2 - Jornal 2, 13-11-2015

Leia mais

Realizar exames supletivos com o apoio da representação diplomática brasileira

Realizar exames supletivos com o apoio da representação diplomática brasileira Propostas da Comunidade Brasileira na Bélgica para a II Conferência Brasileiros no mundo, Palácio do Itamaraty, Rio de Janeiro, dias 14, 15 e 16 de Outubro de 2009 Considerando os Documentos propositivos

Leia mais

CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO em Administração e Gestão de Serviços de Saúde ESEnfCVPOA Mestre Fernanda Príncipe

CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO em Administração e Gestão de Serviços de Saúde ESEnfCVPOA Mestre Fernanda Príncipe Curso Coordenação Direção CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO em Administração e Gestão de Serviços de Saúde ESEnfCVPOA Mestre Fernanda Príncipe ESEnfCVPOA Mestre Henrique Pereira Código: 3451 Descrição Objetivos Destinatários

Leia mais

Projecto de Resolução nº 289/X. Acompanhamento dos Fluxos Migratórios Portugueses para o Estrangeiro

Projecto de Resolução nº 289/X. Acompanhamento dos Fluxos Migratórios Portugueses para o Estrangeiro Projecto de Resolução nº 289/X Acompanhamento dos Fluxos Migratórios Portugueses para o Estrangeiro O desempenho negativo da economia portuguesa nos últimos anos, o consequente aumento do desemprego e

Leia mais

Legislação MINISTÉRIO DA JUSTIÇA. Decreto-Lei n.º 177/2014, de 15 de dezembro

Legislação MINISTÉRIO DA JUSTIÇA. Decreto-Lei n.º 177/2014, de 15 de dezembro Legislação Diploma Decreto-Lei n.º 177/2014, de 15 de dezembro Estado: vigente Resumo: Cria o procedimento especial para o registo de propriedade de veículos adquirida por contrato verbal de compra e venda,

Leia mais

9.ª EDIÇÃO 24 Fevereiro a 02 Março ORGANIZAÇÃO SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL PRODUÇÃO RM PREMIUM EVENTS

9.ª EDIÇÃO 24 Fevereiro a 02 Março ORGANIZAÇÃO SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL PRODUÇÃO RM PREMIUM EVENTS 9.ª EDIÇÃO 24 Fevereiro a 02 Março ORGANIZAÇÃO SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL PRODUÇÃO RM PREMIUM EVENTS conceito O futebol, fonte de paixão e emoção, continua a potenciar extremismos

Leia mais

COMUNICADO FINAL. XXIXª Comissão Bilateral Permanente Washington 5 de Maio de 2011

COMUNICADO FINAL. XXIXª Comissão Bilateral Permanente Washington 5 de Maio de 2011 COMUNICADO FINAL XXIXª Comissão Bilateral Permanente Washington 5 de Maio de 2011 Na 29ª reunião da Comissão Bilateral Permanente Portugal-EUA, que se realizou em Washington, a 5 de Maio de 2011, Portugal

Leia mais

PRESIDENTE DA REPÚBLICA

PRESIDENTE DA REPÚBLICA CONCEITO: Cidadão directamente eleito que representa a República Portuguesa e garante a independência nacional, a unidade do Estado e o regular funcionamento das instituições democráticas. CARACTERÍSTICAS

Leia mais

estreita colaboração com a Polícia Judiciária Portuguesa. Versão traduzida e adaptada de texto da Missing Children Europe

estreita colaboração com a Polícia Judiciária Portuguesa. Versão traduzida e adaptada de texto da Missing Children Europe 2. A quem se dirige a linha europeia 116 000? A linha 116 000 é dirigida aos pais, Crianças e público em geral. Os técnicos que atendem as chamadas telefónicas são profissionais especializados, com formação

Leia mais

Programa Urgente de Combate à Precariedade Laboral na Administração Pública

Programa Urgente de Combate à Precariedade Laboral na Administração Pública PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projeto de Lei nº 481/XII 3.ª Programa Urgente de Combate à Precariedade Laboral na Administração Pública Exposição de Motivos I O recurso ilegal à precariedade

Leia mais

PAAES/UFU 2ª Etapa Subprograma 2011-2014

PAAES/UFU 2ª Etapa Subprograma 2011-2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos PAAES 2ª ETAPA SUBPROGRAMA 2011/2014 24 de fevereiro de 2013

Leia mais

DECLARAÇÃO DE LISBOA

DECLARAÇÃO DE LISBOA DECLARAÇÃO DE LISBOA A 2 de junho de 2014, em Lisboa, Portugal, por iniciativa da Confederação Empresarial da CPLP (CE-CPLP), em parceria com a CPLP, o Millennium BCP e a SOFID Sociedade para o Financiamento

Leia mais

Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades

Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades Vendas Novas - 02 de julho de 2013 aicep Portugal Global é uma agência pública de natureza empresarial, cuja missão é: Atrair investimento estrangeiro

Leia mais

Considerando a política de intensificação das relações de Portugal com a República de El Salvador;

Considerando a política de intensificação das relações de Portugal com a República de El Salvador; Decreto n.º 1/2003 Acordo entre a República Portuguesa e a República de El Salvador sobre Supressão de Vistos em Passaportes Diplomáticos, Oficiais e Especiais, assinado em Madrid em 17 de Maio de 2002

Leia mais

solução BeM-vindo * (*) Oferta gratuita durante o 1º ano Toujours plus proche de ceux qui veulent aller plus loin.

solução BeM-vindo * (*) Oferta gratuita durante o 1º ano Toujours plus proche de ceux qui veulent aller plus loin. * solução BeM-vindo * (*) Oferta durante o 1º ano Toujours plus proche de ceux qui veulent aller plus loin. BCP Bem-vindo Descubra a nossa solução ** para recém-chegados ao Luxemburgo! Gestão conta corrente

Leia mais

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE MINISTROS DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR DA COMUNIDADE DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA (CPLP)

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE MINISTROS DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR DA COMUNIDADE DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA (CPLP) REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE MINISTROS DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR DA COMUNIDADE DE PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA (CPLP) Lisboa, 29 de Agosto de 2009 DECLARAÇÃO FINAL Os Ministros responsáveis

Leia mais

I REUNIÃO DE MINISTROS DA ENERGIA DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA. Cascais, 23 de junho de 2015. Declaração de Cascais

I REUNIÃO DE MINISTROS DA ENERGIA DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA. Cascais, 23 de junho de 2015. Declaração de Cascais I REUNIÃO DE MINISTROS DA ENERGIA DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA Cascais, 23 de junho de 2015 Declaração de Cascais Os Ministros responsáveis pela Energia da Comunidade dos Países de Língua

Leia mais

PROJETO DE RELATÓRIO

PROJETO DE RELATÓRIO PARLAMENTO EUROPEU 2014-2019 Comissão dos Orçamentos 14.11.2014 2014/2185(BUD) PROJETO DE RELATÓRIO sobre a proposta de decisão do Parlamento Europeu e do Conselho relativa à mobilização do Fundo Europeu

Leia mais

1. António Costa promete mudança política, Antena 1 - Notícias, 07-04-2015 1

1. António Costa promete mudança política, Antena 1 - Notícias, 07-04-2015 1 Radios_8_Abril_2015 Revista de Imprensa 1. António Costa promete mudança política, Antena 1 - Notícias, 07-04-2015 1 2. Sindicatos da PSP enviam proposta conjunta ao ministério, TSF - Notícias, 07-04-2015

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO EMPRESARIAL INTERNACIONAL E DIPLOMACIA ECONÓMICA

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO EMPRESARIAL INTERNACIONAL E DIPLOMACIA ECONÓMICA PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO EMPRESARIAL INTERNACIONAL E DIPLOMACIA ECONÓMICA Gestão Empresarial Internacional e Diplomacia Económica International Management and Economic Diplomacy 2 O aumento das exportações

Leia mais

Da Sessão Plenária de 26 de Janeiro de 2015 e seguintes.

Da Sessão Plenária de 26 de Janeiro de 2015 e seguintes. Quinta-feira, 29 de Janeiro de 2015 Documento descarregado pelo utilizador IEFP (10.73.36.100) em 29-01-2015 13:51:29. cl Todos os direitos reservados. A cópia ou distribuição não autorizada é proibida.

Leia mais

APPEL À COMMUNICATIONS CHAMADA DE TRABALHOS

APPEL À COMMUNICATIONS CHAMADA DE TRABALHOS APPEL À COMMUNICATIONS CHAMADA DE TRABALHOS 4 ème Congrès TRANSFORMARE Centre Franco Brésilien de Recherches en Innovation, Organisations et Durabilité ISC Institut Supérieur de Commerce de Paris 22, bd

Leia mais

ATA Nº 01/12 Reunião Plenária do Conselho Local de Ação Social (CLAS)

ATA Nº 01/12 Reunião Plenária do Conselho Local de Ação Social (CLAS) ATA Nº 01/12 Reunião Plenária do Conselho Local de Ação Social (CLAS) Data: 26-01-2012 Local: Auditório do Edifício Cultural da Câmara Municipal de Peniche Hora de início: 21h15mn Hora do fecho: 23h30mn

Leia mais

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projeto de Resolução n.º 684/XII/2.ª. Financiar o investimento para dever menos

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projeto de Resolução n.º 684/XII/2.ª. Financiar o investimento para dever menos Projeto de Resolução n.º 684/XII/2.ª Financiar o investimento para dever menos Em Março de 2009 o do PCP apresentou o Projeto de Resolução nº 438/X Medidas de combate à crise económica e social que, entre

Leia mais

Conclusões Fórum Portugal Sou Eu

Conclusões Fórum Portugal Sou Eu Conclusões Fórum Portugal Sou Eu Ministro da Economia lança desafio aos empresários para que façam do Portugal Sou Eu um catalisador da economia Lanço um apelo aos empresários e produtores aqui presentes,

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2014 - PLATAFORMA SALVAR O TUA

PLANO DE ATIVIDADES 2014 - PLATAFORMA SALVAR O TUA PLANO DE ATIVIDADES 2014 - PLATAFORMA SALVAR O TUA PLANO DE ATIVIDADES 2014 PLANO DE ATIVIDADES 2014 - PLATAFORMA SALVAR O TUA 2 PLANO DE ATIVIDADES 2014 - PLATAFORMA SALVAR O TUA 3 Índice 5 Editorial

Leia mais

CRONOLOGIA DA INTEGRAÇÃO EUROPEIA

CRONOLOGIA DA INTEGRAÇÃO EUROPEIA CRONOLOGIA DA INTEGRAÇÃO EUROPEIA 1950 9 de Maio Robert Schuman, Ministro dos Negócios Estrangeiros francês, profere um importante discurso em que avança propostas inspiradas nas ideias de Jean Monnet.

Leia mais

Relvas admite relatórios e propostas de nomes para as secretas.»

Relvas admite relatórios e propostas de nomes para as secretas.» Jornal Público 1. Na tarde de 16 de Maio, precisamente às 15.28, este Gabinete recebeu da jornalista uma pergunta dirigida ao Ministro-Adjunto e dos Assuntos Parlamentares sobre a audição parlamentar ocorrida

Leia mais

Estudo de Formulação de um Plano de Comunicação: Cabo Verde - Diáspora cabo-verdiana. Sónia Melo e Daya Almeida

Estudo de Formulação de um Plano de Comunicação: Cabo Verde - Diáspora cabo-verdiana. Sónia Melo e Daya Almeida Estudo de Formulação de um Plano de Comunicação: Cabo Verde - Diáspora cabo-verdiana Sónia Melo e Daya Almeida Praia, 14 de Dezembro 2012 Projet «Appui et conseil aux Administrations Publiques Africaines

Leia mais

ACORDO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL SOBRE A CONTRATAÇÃO RECÍPROCA DE NACIONAIS.

ACORDO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL SOBRE A CONTRATAÇÃO RECÍPROCA DE NACIONAIS. Decreto n.º 40/2003 de 19 de Setembro Acordo entre a República Portuguesa e a República Federativa do Brasil sobre a Contratação Recíproca de Nacionais, assinado em Lisboa em 11 de Julho de 2003 Tendo

Leia mais

Jornadas de Educação Pelo Desporto 1

Jornadas de Educação Pelo Desporto 1 Jornadas de Educação Pelo Desporto 1 Jornadas de Educação Pelo Desporto As Jornadas de Educação Pelo Desporto alinham-se com os objetivos gerais do Diálogo Estruturado na área da juventude, uma vez que

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE DOIS/DUAS INVESTIGADORES/AS DOUTORADOS/AS EM CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANIDADES

CONTRATAÇÃO DE DOIS/DUAS INVESTIGADORES/AS DOUTORADOS/AS EM CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANIDADES CONTRATAÇÃO DE DOIS/DUAS INVESTIGADORES/AS DOUTORADOS/AS EM CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANIDADES a. Descrição do Concurso: O Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra, Laboratório Associado

Leia mais

Aproximam-se duas datas muito especiais. Mensagem do Presidente

Aproximam-se duas datas muito especiais. Mensagem do Presidente NOTÍCIAS DO MUTUALISMO Informação Quinzenal Edição n.º 55 - II Série 15 de outubro de 2014 Mensagem do Presidente Aproximam-se duas datas muito especiais para o Mutualismo e para os Mutualistas, a Comemoração

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2009

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2009 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2009 1. Introdução A Rede de Língua Portuguesa de Avaliação de Impactos (REDE) é um projeto da APAI Associação Portuguesa de Avaliação de Impactes, única filiada de língua

Leia mais

Je remercie Mme Narvaez-Goldstein et M. Fourneyron d avoir accepté de suivre ce travail. Je remercie les personnes qui m ont accordé des entretiens

Je remercie Mme Narvaez-Goldstein et M. Fourneyron d avoir accepté de suivre ce travail. Je remercie les personnes qui m ont accordé des entretiens Je remercie Mme Narvaez-Goldstein et M. Fourneyron d avoir accepté de suivre ce travail. Je remercie les personnes qui m ont accordé des entretiens et m ont fait partager leurs connaissances et leurs expériences

Leia mais

A formação do engenheiro para as próximas décadas

A formação do engenheiro para as próximas décadas Seminário Inovação Pedagógica na Formação do Engenheiro Universidade de São Paulo Maio de 2003 A formação do engenheiro para as próximas décadas Henrique Lindenberg Neto Escola Politécnica da Universidade

Leia mais

Regulamento do Exercício Profissional dos Enfermeiros. Decreto-Lei n.º 161/96, de 4 de Setembro, alterado pelo Decreto-lei n.º 104/98, de 21 de Abril

Regulamento do Exercício Profissional dos Enfermeiros. Decreto-Lei n.º 161/96, de 4 de Setembro, alterado pelo Decreto-lei n.º 104/98, de 21 de Abril REPE Regulamento do Exercício Profissional dos Enfermeiros Decreto-Lei n.º 161/96, de 4 de Setembro, alterado pelo Decreto-lei n.º 104/98, de 21 de Abril 1 - A enfermagem registou entre nós, no decurso

Leia mais

1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA. JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org

1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA. JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org 1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org CONCEITO Realização do 1º Fórum União de Exportadores CPLP (UE-CPLP) que integra:

Leia mais

Protocolo Bilateral entre o Governo da República Portuguesa e o Governo da República de Angola sobre Facilitação de Vistos. Artigo 1.

Protocolo Bilateral entre o Governo da República Portuguesa e o Governo da República de Angola sobre Facilitação de Vistos. Artigo 1. Protocolo Bilateral entre o Governo da República Portuguesa e o Governo da República de Angola sobre Facilitação de Vistos Artigo 1.º (Objecto) O presente Protocolo tem por objecto a criação de um mecanismo

Leia mais

Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores

Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores COMISSÃO DE ASSUNTOS PARLAMENTARES, AMBIENTE E TRABALHO RELATÓRIO E PARECER SOBRE O PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 46/X (BE) REGIME DE OBRIGATORIEDADE DE

Leia mais

Decreto n.º 33/95 Acordo Adicional à Convenção sobre Segurança Social entre Portugal e a Suíça

Decreto n.º 33/95 Acordo Adicional à Convenção sobre Segurança Social entre Portugal e a Suíça Decreto n.º 33/95 Acordo Adicional à Convenção sobre Segurança Social entre Portugal e a Suíça Nos termos da alínea c) do n.º 1 do artigo 200.º da Constituição, o Governo decreta o seguinte: Artigo único.

Leia mais

74/CNECV/2013 CONSELHO NACIONAL DE ÉTICA PARA AS CIÊNCIAS DA VIDA

74/CNECV/2013 CONSELHO NACIONAL DE ÉTICA PARA AS CIÊNCIAS DA VIDA 74/CNECV/2013 CONSELHO NACIONAL DE ÉTICA PARA AS CIÊNCIAS DA VIDA PARECER SOBRE O PROTOCOLO ADICIONAL À CONVENÇÃO SOBRE OS DIREITOS DO HOMEM E A BIOMEDICINA, RELATIVO À INVESTIGAÇÃO BIOMÉDICA (Julho de

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461 Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461 Através do Decreto -Lei n.º 212/2006, de 27 de Outubro (Lei Orgânica do Ministério da Saúde), e do Decreto -Lei n.º 221/2007, de 29 de Maio,

Leia mais

Decreto n.º 22/95 Acordo de Cooperação Cultural e Científica entre o Governo da República Portuguesa e o Governo da Federação da Rússia

Decreto n.º 22/95 Acordo de Cooperação Cultural e Científica entre o Governo da República Portuguesa e o Governo da Federação da Rússia Decreto n.º 22/95 Acordo de Cooperação Cultural e Científica entre o Governo da República Portuguesa e o Governo da Federação da Rússia Nos termos da alínea c) do n.º 1 do artigo 200.º da Constituição,

Leia mais

Decreto n.º 48/88 Acordo sobre Segurança Social entre Portugal e os Estados Unidos da América

Decreto n.º 48/88 Acordo sobre Segurança Social entre Portugal e os Estados Unidos da América Decreto n.º 48/88 Acordo sobre Segurança Social entre Portugal e os Estados Unidos da América Nos termos da alínea c) do n.º 1 do artigo 200.º da Constituição, o Governo decreta o seguinte: Artigo único.

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 219/VIII

PROJECTO DE LEI N.º 219/VIII PROJECTO DE LEI N.º 219/VIII CONSIDERA O TEMPO DE SERVIÇO PRESTADO NA CATEGORIA DE AUXILIAR DE EDUCAÇÃO PELOS EDUCADORES DE INFÂNCIA HABILITADOS COM CURSOS DE FORMAÇÃO A EDUCADORES DE INFÂNCIA PARA EFEITOS

Leia mais

Discurso do Secretário de Estado do Emprego. Octávio Oliveira. Dia Nacional do Mutualismo. 26 de outubro 2013 Centro Ismaili, Lisboa

Discurso do Secretário de Estado do Emprego. Octávio Oliveira. Dia Nacional do Mutualismo. 26 de outubro 2013 Centro Ismaili, Lisboa Discurso do Secretário de Estado do Emprego Octávio Oliveira Dia Nacional do Mutualismo 26 de outubro 2013 Centro Ismaili, Lisboa Muito boa tarde a todos! Pretendia começar por cumprimentar o Senhor Presidente

Leia mais

Professor Auxiliar Convidado Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP)

Professor Auxiliar Convidado Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Nacionalidade VALDEZ FERREIRA MATIAS, VASCO JORGE Portuguesa Data de nascimento 28/09/1953 Endereço Electrónico vjvaldez@gmail.com Contacto Telefónico

Leia mais

MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS

MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS Diário da República, 1.ª série N.º 118 20 de junho de 2012 3057 Designação dos cargos dirigentes ANEXO Mapa a que se refere o artigo 9.º Qualificação dos cargos dirigentes Grau Número de lugares Diretor

Leia mais

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS. Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS. Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas Aviso n.º 6326/2003 (2.ª série). O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas faz publicar por círculos

Leia mais

Reforma do Ensino Superior

Reforma do Ensino Superior Reforma do Ensino Superior O assunto da Reforma do Ensino Superior e suas implicações na Universidade da Madeira (UMa) exige o envolvimento não só do Conselho Geral, mas também de toda a comunidade académica,

Leia mais

Nacionalidade Portuguesa Folheto Informativo

Nacionalidade Portuguesa Folheto Informativo Nacionalidade Portuguesa Folheto Informativo Lei da Nacionalidade Portuguesa Lei nº 37/81, de 3 de Outubro, com as alterações introduzidas pela Lei nº 25/94, 19 de Agosto Regulamento da Nacionalidade Portuguesa

Leia mais

VINTE E OITO ANOS DE HISTÓRIA

VINTE E OITO ANOS DE HISTÓRIA CAPA VINTE E OITO ANOS DE HISTÓRIA Uma região Uma cidade Muitas vontades Alfredo da Silva 1987-1990 Luis Filipe 1991-1996 Luis Veiga 1997-2002 João Fernandes Antunes 2003-2008 Jorge Martins 2009-2011 Vitor

Leia mais

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO. Decreto-Lei n.º 76/2012 de 26 de março

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO. Decreto-Lei n.º 76/2012 de 26 de março MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO Decreto-Lei n.º 76/2012 de 26 de março No âmbito do Compromisso Eficiência, o XIX Governo Constitucional determinou as linhas gerais do Plano de Redução e Melhoria da

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL Gabinete do Presidente

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL Gabinete do Presidente Diário da Sessão n.º 103 de 21/04/04 Presidente: Vamos iniciar o debate sobre a Proposta de Resolução qualidade dos correios nos Açores e manutenção de critérios de proximidade na oferta dos respectivos

Leia mais

Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau)

Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) Plano de Acção para a Cooperação Económica e Comercial (2007-2009) 2ª Conferência Ministerial, 2006

Leia mais

Carolina de Campos Borges PERMANÊNCIAS E MUDANÇAS: Individualismo, trajetórias de vida e família. Tese de Doutorado

Carolina de Campos Borges PERMANÊNCIAS E MUDANÇAS: Individualismo, trajetórias de vida e família. Tese de Doutorado Carolina de Campos Borges PERMANÊNCIAS E MUDANÇAS: Individualismo, trajetórias de vida e família Tese de Doutorado Tese apresentada ao Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica da PUC-Rio como requisito

Leia mais

ADMISSION AU COLLEGE UNIVERSITAIRE Samedi 1 mars 2014 PORTUGAIS durée de l épreuve : 1h30 coefficient 1 IMPORTANT PARTIE RESERVEE A LA CORRECTION

ADMISSION AU COLLEGE UNIVERSITAIRE Samedi 1 mars 2014 PORTUGAIS durée de l épreuve : 1h30 coefficient 1 IMPORTANT PARTIE RESERVEE A LA CORRECTION Coller votre code barre ci-dessous ADMISSION AU COLLEGE UNIVERSITAIRE Samedi 1 mars 2014 PORTUGAIS durée de l épreuve : 1h30 coefficient 1 IMPORTANT Le sujet est paginé de 1 à 3. Veuillez vérifier que

Leia mais

1. Emprego criado entre Outubro de 2013 e junho deste ano é precário, diz CGTP, TSF - Notícias, 02-09- 2015

1. Emprego criado entre Outubro de 2013 e junho deste ano é precário, diz CGTP, TSF - Notícias, 02-09- 2015 Radios_2_Setembro_2015 Revista de Imprensa 1. Emprego criado entre Outubro de 2013 e junho deste ano é precário, diz CGTP, TSF - Notícias, 02-09- 2015 1 2. António Costa acusa o Governo de não ter sabido

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE. Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006. Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr.

JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE. Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006. Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr. JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006 Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr.ª Guadalupe Tel. e Fax: 266 781 165 Tel.: 266 747 916 email: jfguadalupe@mail.evora.net

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de Dezembro de 2003

Rio de Janeiro, 5 de Dezembro de 2003 Intervenção de Sua Excelência a Ministra da Ciência e do Ensino Superior, na II Reunião Ministerial da Ciência e Tecnologia da CPLP Comunidade dos Países de Língua Portuguesa Rio de Janeiro, 5 de Dezembro

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DA GUINÉ-BISSAU NOS DOMÍNIOS DO EQUIPAMENTO, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES.

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DA GUINÉ-BISSAU NOS DOMÍNIOS DO EQUIPAMENTO, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Decreto n.º 28/98 de 12 de Agosto Protocolo de Cooperação entre a República Portuguesa e a República da Guiné-Bissau nos Domínios do Equipamento, Transportes e Comunicações, assinado em Bissau em 11 de

Leia mais

Associação Portuguesa de Direito Europeu

Associação Portuguesa de Direito Europeu ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE DIREITO EUROPEU PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO DE 2013 No seguimento do conjunto de iniciativas de dinamização tomadas pela APDE Associação Portuguesa de Direito Europeu ao longo

Leia mais

MUNICÍPIO DE VAGOS Câmara Municipal Rua da Saudade 3840-420 VAGOS

MUNICÍPIO DE VAGOS Câmara Municipal Rua da Saudade 3840-420 VAGOS --------------------------ATA DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO-------------------------- -----------------------------------------------------ATA Numero Quatro-------------------------------------------

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º 155 11 de agosto de 2015 22537. CAPÍTULO I Princípios gerais ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL

Diário da República, 2.ª série N.º 155 11 de agosto de 2015 22537. CAPÍTULO I Princípios gerais ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL Diário da República, 2.ª série N.º 155 11 de agosto de 2015 22537 31 de agosto, e alterado pela Lei n.º 7/2010, de 13 de maio, autorizo a abertura dos seguintes concursos para recrutamento de professores:

Leia mais

PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E

PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E FRANCÊS 12.ºANO NÍVEL DE CONTINUAÇÃO PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E Esta prova desenvolve-se em três partes e tem uma duração aproximada de 20 minutos para cada grupo de dois alunos. Domínios de referência

Leia mais

CONVENÇÃO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA A REPÚBLICA DA TUNÍSIA

CONVENÇÃO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA A REPÚBLICA DA TUNÍSIA CONVENÇÃO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DA TUNÍSIA DE COOPERAÇÃO NO DOMÍNIO DA DEFESA A República Portuguesa e a República da Tunísia, doravante designadas conjuntamente por "Partes" e separadamente

Leia mais

CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE"

CICLO DE CONFERÊNCIAS 25 ANOS DE PORTUGAL NA UE Boletim Informativo n.º 19 Abril 2011 CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE" A Câmara Municipal de Lamego no âmbito de atuação do Centro de Informação Europe Direct de Lamego está a promover

Leia mais

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projeto de Lei n.º 986/XII/4.ª

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projeto de Lei n.º 986/XII/4.ª PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projeto de Lei n.º 986/XII/4.ª Criação da Freguesia do Pragal, no Concelho de Almada, Distrito de Setúbal A freguesia do Pragal tem 2,27 km² de área e 7.156

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DE CABO VERDE NO DOMÍNIO DA DEFESA

ACORDO DE COOPERAÇÃO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DE CABO VERDE NO DOMÍNIO DA DEFESA ACORDO DE COOPERAÇÃO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DE CABO VERDE NO DOMÍNIO DA DEFESA A República Portuguesa e a República de Cabo Verde, doravante designadas por Partes : Animadas pela vontade

Leia mais