CUSTOS SIMPLIFICADOS Modalidade Montantes Fixos Workshop 1. Lisboa, 6 de novembro de 2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CUSTOS SIMPLIFICADOS Modalidade Montantes Fixos Workshop 1. Lisboa, 6 de novembro de 2015"

Transcrição

1

2 CUSTOS SIMPLIFICADOS Modalidade Montantes Fixos Workshop 1 Lisboa, 6 de novembro de

3 Custos Simplificados - Montantes Fixos Modalidade de Montantes Fixos Os custos elegíveis de uma operação são calculados com base num montante fixo preestabelecido, de acordo com condições predefinidas para as atividades e/ou realizações. A subvenção é paga se essas condições forem cumpridas. Montante máximo da contribuição pública: Objetivos: Reduzir a carga administrativa das pequenas operações; Facilitar oacesso aosfeei. 3

4 Custos Simplificados - Montantes Fixos OPERAÇÕES DE REDUZIDA DIMENSÃO Montantes Fixos no PO ISE Operações de reduzida dimensão Planos para a Igualdade Programa de Capacitação para o Investimento Social 4

5 Custos Simplificados - Montantes Fixos OPERAÇÕES DE REDUZIDA DIMENSÃO Operações de reduzida dimensão Aplicação Operações FSE com FP (desde que não executadas, exclusiva e integralmente, através de contratos públicos, e cujos apoios não configurem auxílios de estado) Montante Fixo com recurso a orçamento prévio - OBRIGATÓRIO - Sem outra modalidade de custos simplificados definida N.ºs 4 e 8 do artigo 7º do Decreto-Lei n.º 159/2014, de 27 de outubro Artigo 4º da Portaria n.º 60-A/2015, de 2 de março 5

6 Custos Simplificados - Montantes Fixos OPERAÇÕES DE REDUZIDA DIMENSÃO Metodologia Contratualização das operações efetuada com base em Indicadores de realização e resultado. Orçamento detalhado constante do formulário de candidatura: Natureza não formativa por atividade; Natureza formativa por rubrica. Limites máximos fixados na Portaria n.º 60-A/2015. Comparação entre os orçamentos apresentados pelas diferentes entidades: Preços de referência; Conservação de histórico. 6

7 Custos Simplificados - Montantes Fixos OPERAÇÕES DE REDUZIDA DIMENSÃO Modelo de Financiamento Financiamento Público Máximo: Um único Adiantamento Pagamento 15% valor aprovado Saldo Final Atinge metas para ambos os indicadores de realização e resultado? Sim Não Validação da componente física: Relatório de avaliação Evidências Subvenção = 0 (devolução do adiantamento) Pedidos de Reembolso (incluindo intermédios) Pagamento 85% valor aprovado 7

8 Custos Simplificados - Montantes Fixos OPERAÇÕES DE REDUZIDA DIMENSÃO Exemplo Candidatura Uma entidade formadora propõe-se a realizar formações modulares, tendo sido aprovado pela AG um custo de e contratualizados os seguintes indicadores: Meta para o Indicador de realização: 400 formandos; Meta para o Indicador de resultado: 360 formandos certificados. 1º Adiantamento: Saldo Cenário I: participação de 405 formandos e certificação de 370 -» Subvenção = Cenário II: participação de 395 formandos e certificação de 370 -» Subvenção = 0 Cenário III: participação de 450 formandos e certificação de 350 -» Subvenção = 0 8

9 Custos Simplificados - Montantes Fixos OPERAÇÕES DE REDUZIDA DIMENSÃO Operações de reduzida dimensão Notas Finais 9

10 Custos Simplificados - Montantes Fixos PLANOS PARA A IGUALDADE Planos para a Igualdade Aplicação Financiamento Público Máximo Secção VI do Capítulo II da Portaria n.º 97-A/2015, de 30 de março (artigos 39º a 42º ) Tipologia de Operações 1.06do PO ISE Apoio técnico à elaboração, monitorização de execução e avaliação dos planos para a igualdade Modalidade de Montante Fixo com recurso a orçamento prévio - OBRIGATÓRIA- 10

11 Custos Simplificados - Montantes Fixos PLANOS PARA A IGUALDADE Tipologia Desenvolvimento e disseminação de planos para a igualdade em entidades empregadoras, com vista a integrar a dimensão da igualdade de género na respetiva organização. Promoção da empregabilidade e das condições de trabalho, através do reforço da qualidade da conciliação entre a vida profissional e a vida familiar e pessoal. Operações com histórico de financiamento no QREN. Metas Indicador de realização: N.º entidades apoiadas que implementaram Planos para a Igualdade 100 Indicador de resultado: % de entidades apoiadas com Planos para a Igualdade implementados com avaliação efetuada 80 11

12 Custos Simplificados - Montantes Fixos PLANOS PARA A IGUALDADE Metodologia São tipificadas 2 FASES e 3 ATIVIDADES distintas nas operações a financiar: Fase 1: Atividade 1 - Elaboração do Diagnóstico Atividade 2 - Elaboração/Atualização, Implementação e Monitorização do Plano para a Igualdade Fase 2 Atividade 3 - Divulgação e Avaliação do Plano para a Igualdade Fixação prévia de montantes máximos por atividade, mediante a entrega de produtos tangíveis autónomos que constituem evidência dos resultados de cada uma das atividades/fases. 12

13 Custos Simplificados - Montantes Fixos PLANOS PARA A IGUALDADE Modelo de Financiamento FASE 1. Fases e Atividades Produtos Montante Fixo até A1 - Elaboração do Diagnóstico Relatório do Diagnóstico A2 -Elaboração/Atualização, Implementação e Monitorização do Plano para a Igualdade FASE 2. A3 -Divulgação e Avaliação do Plano para a Igualdade Plano para a Igualdade Relatório de Execução do Plano para a Igualdade Produtos das ações de divulgação empreendidas Relatório de Avaliação do Plano para a Igualdade

14 Custos Simplificados - Montantes Fixos PLANOS PARA A IGUALDADE Pressupostos As candidaturas têm que integrar as duas fases (lógica sequencial); A Atividade 1 - Elaboração do Diagnóstico - pode não ser candidatada a financiamento, mas a sua existência é obrigatória, pelo que a entidade tem que apresentar o respetivo relatório em candidatura; A Atividade 1, quando candidatada, é de realização obrigatória; A execução apenas da Atividade 1 resulta na revogação da decisão de aprovação (FP = 0 ); Em candidatura é apresentado orçamento desagregado por rubrica de despesa e a sua afetação a cada uma das fases e atividades predefinidas; 14

15 Custos Simplificados - Montantes Fixos PLANOS PARA A IGUALDADE Pressupostos São comparados os orçamentos fornecidos no âmbito de um mesmo concurso e aplicados os limites máximos da Portaria n.º 60-A/2015; Adiantamento único de 15% do financiamento público aprovado logo que a operação se inicia; Os pagamentos são efetuados por Fase, na medida da entrega e aprovação dos produtos (1 PR após conclusão da Fase 1 e o PPSF no final da operação); A aquisição integral de uma fase, através da celebração de contrato público, implica o seu financiamento em custos reais; Os apoios concedidos não configuram auxílios de estado, pelo que não é necessário introduzir regras adicionais para assegurar o cumprimento das respetivas disposições. 15

16 Custos Simplificados - Montantes Fixos PLANOS PARA A IGUALDADE Modelo de Financiamento FASE 1. Fases e Atividades Montante Fixo até CAND Cenário I SALDO Cenário II CAND _SALDO_ A1 - Elaboração do Diagnóstico A2 -Elaboração/Atualização, Implementação e Monitorização do Plano para a Igualdade Máximo: Máx FASE 2. A3 -Divulgação e Avaliação do Plano para a Igualdade Máximo: Máximo: Máximo: Máximo:

17 Custos Simplificados - Montantes Fixos PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL Programa de Capacitação para o Investimento Social Aplicação Financiamento Público Máximo Secção II do Capítulo VIII da Portaria n.º 97-A/2015, de 30 de março (Artigos 229º a 233º) Tipologia de Operações 3.32do PO ISE Programa de Capacitação para o Investimento Social Modalidade de Montante Fixo com recurso a orçamento prévio - OBRIGATÓRIA- 17

18 Custos Simplificados - Montantes Fixos PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL Pressupostos Tipologia Capacitar as organizações envolvidas em iniciativas de inovação e empreendedorismo social (IIES), melhorando as suas capacidades organizativas e competências de gestão, com vista à mobilização e aplicação do investimento social. Ações de formação, de consultoria e/ou mentoria. Operações sem histórico de financiamento no QREN. Indicador de realização: Intervenções de capacitação Indicador de resultado: Intervenções de capacitação concluídas 18

19 Custos Simplificados - Montantes Fixos PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL Pressupostos Justificação do Modelo Opção metodológica justificada pelos seguintes fatores: 1. Caráter inovador da tipologia de operação e do seu âmbito de atuação (inovação e empreendedorismo social); 2. Possibilidade de separação da operação em intervenções de capacitação temáticas independentes; 3. Atual contexto de atuação das organização da economia social, que limita capacidade de aposta na implementação de projetos inovadores e de realização de investimentos intangíveis, como é o caso da capacitação em novas áreas. Melhor equilíbrio possível, dentro das regras e metodologias de custos simplificados aplicáveis, entre dois tipos de objetivos não obrigatoriamente alinhados: Flexibilidade e simplificação para os beneficiários, acompanhamento e controlo para a AG. 19

20 Custos Simplificados - Montantes Fixos PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL Modelo de Financiamento Diagnóstico de Necessidades Modalidade: Reembolso de custos elegíveis Plano de Capacitação Intervenção 1 Intervenção 2 Intervenção 3 Intervenção 4 Máximo 5 lump sums Pagamentos autorizados após a validação pela AG/OI das evidências contratualizadas em cada intervenção Intervenção 5 Máximo Máximo

21 Custos Simplificados - Montantes Fixos PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL Metodologia Combinação de custos reais com custos simplificados; Diagnóstico e o plano de capacitação obrigatórios em candidatura (primeiro produto tangível da operação); Despesas com a elaboração do diagnóstico financiada em custos reais (máximo elegível: ); Plano de capacitação com um máximo de 5 intervenções, a desenvolver no âmbito de um de 7 domínios; Não tipificação ex-ante das intervenções e não definição ex-ante dos montantes fixos de cada intervenção (FP máximo de ); 1. Modelo de criação de valor; 2. Avaliação de impacto; 3. Estratégia, parcerias e crescimento; 4. Marketing, comunicação e angariação de fundos; 5. Estrutura, governação, liderança e recursos humanos; 6. Gestão financeira, controlo e risco; 7. Gestão de operações e tecnologias de informação 21

22 Custos Simplificados - Montantes Fixos PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL Metodologia Apresentação de orçamentos detalhados e produtos tangíveis (evidências) por intervenção; Análise dos orçamentos apresentados, tendo por base os limites máximos definidos na Portaria n.º 60-A/2015; Contratualização de montantes fixos e evidências por intervenção; Produtos tangíveis são cocriação obrigatória entre os RH da entidade e o prestador de serviços de capacitação da respetiva intervenção; 22

23 Custos Simplificados - Montantes Fixos PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL Exemplos Exemplo 1 Domínio de Capacitação: Estratégia, Parcerias e Crescimento Intervenção de Capacitação: Planeamento e constituição de uma parceria Evidência: Modelo de contrato ou MoU a utilizar pela IIES Exemplo 2 Domínio de Capacitação: Gestão Financeira, Controlo e Risco Intervenção de Capacitação: Análise e planeamento financeiro de cp da IIES Evidência: Novo mapa de tesouraria da IIES (.xls) Exemplo 3 Domínio de Capacitação: Gestão de Operações e Tecnologias de Informação Intervenção de Capacitação: Reengenharia e otimização de processos da IIES Evidência: Mapa de processos da IIES (revistos) 23

24 Custos Simplificados - Montantes Fixos PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL Metodologia Adiantamento único de 15% do financiamento público aprovado logo que a operação se inicia; Pagamentos efetuados por Intervenção, na medida da entrega e validação dos produtos tangíveis; 1.º Pedido de Reembolso apresentado após a emissão do adiantamento, com base na despesa efetivamente incorrida e paga relativa à elaboração do diagnóstico; Realizações parciais de intervenções não dão lugar ao pagamento do respetivo montante fixo contratualizado; 24

25 Custos Simplificados - Montantes Fixos PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL Metodologia Nenhuma intervenção poderá ser exclusivamente executada através da celebração de um contrato público, pois é obrigatório o envolvimento de recursos próprios das entidades em cada intervenção (processo de criação dos respetivos produtos tangíveis); Os apoios concedidos não configuram auxílios de estado, pelo que não é necessário introduzir regras adicionais para assegurar o cumprimento das respetivas disposições. 25

26 Custos Simplificados Montantes Fixos Justificação do montante fixo Justo A razoabilidade do montante fixo para as operações está suportada na própria regulamentação específica; A definição pela AG de fases, atividades ou intervenções correspondentes a diferentes custos, evita a abordagem demasiado binária e garante maior justiça aos modelos. Equitativo Garante igualdade de tratamento de beneficiários e operações. Verificável A modalidade de montante fixo e o montante máximo do apoio a conceder estão legalmente fixados; Os dados históricos disponíveis não permitem justificar montantes por atividade ou por intervenção; Princípios de boa gestão financeira. Planos para a Igualdade Programa de Capacitação para o Investimento Social 26

27 Custos Simplificados Montantes Fixos Realizações vs Pagamentos Abordagem binária Possibilidade de autonomizar diversas fases/intervenções, com âmbito, objetivos e evidências diferenciadas, correspondentes a diferentes montantes fixos, para evitar uma abordagem demasiado binária. Relação das fases/atividades/evidências com a operação Os produtos estão devidamente definidos e permitem justificar de forma clara as atividades/intervenções realizadas. Equilíbrio económico da operação e do beneficiário Os modelos introduzem vários níveis de pagamento. Planos para a Igualdade Programa de Capacitação para o Investimento Social 27

28 Custos Simplificados Montantes Fixos Áreas a Aprofundar Que alterações são admissíveis? Operações de reduzida dimensão Verificação das regras nacionais e comunitárias: Publicidade Contratação pública Igualdade de oportunidades Ambiente Tabela de Correções Financeiras? Planos para a Igualdade (em função da gravidade da irregularidade) Programa de Capacitação para o Investimento Social 28

29 OBRIGADO Montantes Fixos no PO ISE Operações de reduzida dimensão Planos para a Igualdade Programa de Capacitação para o Investimento Social

ESCLARECIMENTOS - Avisos n.ºs POISE e POISE

ESCLARECIMENTOS - Avisos n.ºs POISE e POISE ESCLARECIMENTOS - Avisos n.ºs POISE-24-2016-04 e POISE-31-2016-05 - De acordo com os artigos 111.º e 115.º do Regulamento (UE) n.º 1303/2013, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 17 de dezembro, conjugados

Leia mais

A SIMPLIFICAÇÃO AO SERVIÇO DA

A SIMPLIFICAÇÃO AO SERVIÇO DA A SIMPLIFICAÇÃO AO SERVIÇO DA FOCAGEM EM RESULTADOS O EXEMPLO DA INTRODUÇÃO DE MECANISMOS DE CUSTOS SIMPLIFICADOS NO FSE 30 de abril de 2013 1. Balanço da experiência dos custos simplificados no FSE no

Leia mais

PLANO DE CAPACITAÇÃO DA IIES PARA A GERAÇÃO DE IMPACTO E INVESTIMENTO SOCIAL

PLANO DE CAPACITAÇÃO DA IIES PARA A GERAÇÃO DE IMPACTO E INVESTIMENTO SOCIAL PLANO DE CAPACITAÇÃO DA IIES PARA A GERAÇÃO DE IMPACTO E INVESTIMENTO SOCIAL O QUE É? O Plano de Capacitação para a Geração de Impacto e Investimento Social é o instrumento de apresentação da estratégia

Leia mais

Encontro de IPSS do AVE

Encontro de IPSS do AVE Inovação e Empreendedorismo Social no Portugal2020 Encontro de IPSS do AVE 9 de Março de 2016 Susana Castanheira PORTUGAL INOVAÇÃO SOCIAL Portugal Inovação Social Iniciativa pública transversal ao Portugal2020

Leia mais

Regulamento específico Assistência Técnica FEDER

Regulamento específico Assistência Técnica FEDER Regulamento específico Assistência Técnica FEDER Capítulo I Âmbito Artigo 1.º Objecto O presente regulamento define o regime de acesso aos apoios concedidos pelo Programa Operacional de Assistência Técnica

Leia mais

PORTUGAL 2020: A IMPORTÂNCIA DA ELEGIBILIDADE DAS DESPESAS

PORTUGAL 2020: A IMPORTÂNCIA DA ELEGIBILIDADE DAS DESPESAS 21 de maio de 2015 PORTUGAL 2020: A IMPORTÂNCIA DA ELEGIBILIDADE DAS DESPESAS Ao abrigo do Acordo de Parceria estabelecido entre Portugal e a Comissão Europeia, denominado Portugal 2020, as empresas portuguesas

Leia mais

REGULAMENTOS ESPECÍFICOS

REGULAMENTOS ESPECÍFICOS Programa Operacional Factores de Competitividade Deliberações CMC POFC: 16/07/2008 Assistência Técnica do POFC Entrada em vigor DA ÚLTIMA ALTERAÇÃO em 17/07/2008 Artigo 1.º Objecto O presente regulamento

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES PERGUNTAS MAIS FREQUENTES Este documento pretende fornecer aos potenciais candidatos à TO 3.32 - Capacitação para o Investimento Social, bem como aos prestadores de serviços de diagnóstico e de capacitação

Leia mais

PROGRAMAS DE FINANCIAMENTO E APOIO

PROGRAMAS DE FINANCIAMENTO E APOIO PROGRAMAS DE FINANCIAMENTO E APOIO À QUALIFICAÇÃO DOS PORTUGUESES II Simpósio Luso-Alemão sobre a Educação e Qualificação Profissional Joaquim Bernardo Presidente da Comissão Diretiva do PO CH Lisboa 25

Leia mais

RESUMO PARA OS CIDADÃOS

RESUMO PARA OS CIDADÃOS RESUMO PARA OS CIDADÃOS Relatório Anual de Execução 2015 INTRODUÇÃO E ENQUADRAMENTO DO PROGRAMA Para o Programa Operacional de Assistência Técnica 2014-2020 (POAT2020) foi determinante a aprovação do Acordo

Leia mais

Programa Operacional Regional do Algarve Critérios de Seleção das Candidaturas e Metodologia de Análise

Programa Operacional Regional do Algarve Critérios de Seleção das Candidaturas e Metodologia de Análise Programa Operacional Regional do Algarve Critérios de Seleção das Candidaturas e Metodologia de Análise Assistência Técnica Aprovada em 11-05-2015, após procedimento de consulta escrita aos membros da

Leia mais

Programas de Cooperação Territorial Europeia Validação de despesa

Programas de Cooperação Territorial Europeia Validação de despesa Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento Instituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional, IP Programas de Cooperação Territorial Europeia Validação de despesa Acção de Formação Lisboa,

Leia mais

PROPOSTA DE METODOLOGIA E CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DO POR LISBOA 2020 TIPOLOGIA DE AÇÕES DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA

PROPOSTA DE METODOLOGIA E CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DO POR LISBOA 2020 TIPOLOGIA DE AÇÕES DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA PROPOSTA DE METODOLOGIA E CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DO POR LISBOA 2020 TIPOLOGIA DE AÇÕES DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA Proposta de metodologia e critérios de seleção do POR Lisboa 2020 Tipologia de ações de Assistência

Leia mais

3.32 Programa de Capacitação para o Investimento social

3.32 Programa de Capacitação para o Investimento social CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE 39 2017 03 3.32 Programa de Capacitação para o Investimento social Programa Operacional Inclusão Social e Emprego Objetivo Temático: Objetivo Específico:

Leia mais

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E RESPETIVA METODOLOGIA DA ASSISTÊNCIA TÉCNICA

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E RESPETIVA METODOLOGIA DA ASSISTÊNCIA TÉCNICA CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E RESPETIVA METODOLOGIA DA ASSISTÊNCIA TÉCNICA aprovados através de processo de consulta escrita concluído a 13 de Maio de 2015 METODOLOGIA E CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DA ASSISTÊNCIA TÉCNICA

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA ESPECÍFICA Custos Operacionais e de Animação Nº 1/2017 VERSÃO 1.0 DESENVOLVIMENTO LOCAL DE BASE COMUNITÁRIA ANEXO I Lista de documentos a apresentar com a candidatura para controlo documental

Leia mais

Porto, 15 de Julho de 2016

Porto, 15 de Julho de 2016 Porto, 15 de Julho de 2016 Elevar o nível de qualificação da população adulta balanço 2007-2013 A intervenção do QREN com vista à qualificação de adultos consubstanciou-se num investimento sem precedentes

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO MADEIRA Portaria n.º 74/2015, de 25 de março Portaria n.º 82/2015 de 15 de Abril

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO MADEIRA Portaria n.º 74/2015, de 25 de março Portaria n.º 82/2015 de 15 de Abril AVISO/CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL 2014-2020 (MADEIRA14-20) EIXO PRIORITÁRIO 9 Investir em Competências, Educação e Aprendizagem ao Longo da Vida PRIORIDADE DE

Leia mais

Sessões de trabalho do FSE: Custos simplificados nos Programas Operacionais do Portugal Lisboa, 6 de Novembro de 2015

Sessões de trabalho do FSE: Custos simplificados nos Programas Operacionais do Portugal Lisboa, 6 de Novembro de 2015 Sessões de trabalho do FSE: Custos simplificados nos Programas Operacionais do Portugal 2020 Lisboa, 6 de Novembro de 2015 Tópicos Os custos simplificados no contexto da simplificação Simplificação: um

Leia mais

Convite Público Apresentação de candidaturas

Convite Público Apresentação de candidaturas Convite Público Apresentação de candidaturas Eixo Prioritário V Governação e Capacitação Institucional PROMOÇÃO E CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL Aviso n.º: Centro-PCI-2010-07 As informações que constam do presente

Leia mais

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO Despacho Considerando que os regulamentos específicos do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) são aprovados pela respectiva Comissão Ministerial de Coordenação, nos termos do n.º 5 do artigo 30º

Leia mais

PORTUGAL INOVAÇÃO SOCIAL

PORTUGAL INOVAÇÃO SOCIAL PORTUGAL INOVAÇÃO SOCIAL Promover a Inovação e Empreendedorismo Social Portalegre 22 de Setembro 2016 Portugal Inovação Social Iniciativa pública transversal ao Portugal2020 criada pela Resolução do Conselho

Leia mais

PAPEL DO ENSINO PROFISSIONAL NA QUALIFICAÇÃO DO PAÍS BALANÇO E PERSPETIVAS DO

PAPEL DO ENSINO PROFISSIONAL NA QUALIFICAÇÃO DO PAÍS BALANÇO E PERSPETIVAS DO PAPEL DO ENSINO PROFISSIONAL NA QUALIFICAÇÃO DO PAÍS BALANÇO E PERSPETIVAS DO FINANCIAMENTO COMUNITÁRIO Coimbra, 25 de Novembro POCH www.poch.portugal2020.pt 1 ÍNDICE 1 O passado: os fundos comunitários

Leia mais

CONCURSOS DE 2013: Acesso das ONG aos apoios do Programa

CONCURSOS DE 2013: Acesso das ONG aos apoios do Programa CONCURSOS DE 2013: Acesso das ONG aos apoios do Programa FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN Nuno Venade* Lisboa, 22 de março de 2013 Índice 1 2 3 4 5 6 Introdução Concursos Candidaturas Admissibilidade Seleção

Leia mais

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE-24-2015-13 Vida Ativa para desempregados Programa Operacional Inclusão Social e Emprego Objetivo Temático 8 - Promover a sustentabilidade e a qualidade

Leia mais

Capítulo I Disposições Gerais. Artigo 1º Âmbito de aplicação

Capítulo I Disposições Gerais. Artigo 1º Âmbito de aplicação Programa Operacional de Assistência Técnica FEDER 2007-2013 Regulamento de Acesso ao Financiamento FEDER Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1º Âmbito de aplicação 1. O presente regulamento define as

Leia mais

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE-77-2015-22 Assistência Técnica Programa Operacional Inclusão Social e Emprego Eixo Prioritário 4 - Assistência Técnica Tipologia de Intervenção

Leia mais

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS ASSISTÊNCIA TÉCNICA 2017 ORGANISMOS INTERMÉDIOS DOS SISTEMAS DE INCENTIVOS www.norte2020.pt norte2020@ccdr-n.pt ÍNDICE Preâmbulo... 3 1. Objetivos específicos...

Leia mais

REUNIÃO DE TRABALHO PI 10.i 30 de setembro, Coimbra

REUNIÃO DE TRABALHO PI 10.i 30 de setembro, Coimbra REUNIÃO DE TRABALHO PI 10.i 30 de setembro, Coimbra CENTRO 2020 POR EIXOS Eixo 1 Investigação, Desenvolvimento e Inovação (IDEIAS) 7,8% 169 M 2,5% 54 M Eixo 10 Assistência Técnica Eixo 2 Competitividade

Leia mais

PT02 - Gestão Integrada das Águas Marinhas e Costeiras. Pedidos de Pagamento - Instruções

PT02 - Gestão Integrada das Águas Marinhas e Costeiras. Pedidos de Pagamento - Instruções PT02 - Gestão Integrada das Águas Marinhas e Costeiras Pedidos de Pagamento - Instruções 1. Modalidades de Pedidos de Pagamento Após a concessão de uma subvenção, e após a assinatura do contrato de financiamento

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO Eixo Prioritário 4 Protecção e Valorização Ambiental ACÇÕES DE VALORIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO AMBIENTAL Centro-VQA-2009-13-BM-13 1 Nos termos do Regulamento Específico Acções

Leia mais

Medidas de combate ao insucesso e abandono escolar: Financiamentos Comunitários

Medidas de combate ao insucesso e abandono escolar: Financiamentos Comunitários Medidas de combate ao insucesso e abandono escolar: Financiamentos Comunitários Programa Operacional Norte 2020 Estrutura da Apresentação I. Eixo Prioritário/ Prioridade de Investimento/ Objetivo Específico

Leia mais

RETIFICAÇÃO AO AVISO DE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº ALT

RETIFICAÇÃO AO AVISO DE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº ALT RETIFICAÇÃO AO AVISO DE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº ALT20 62 2015 10 Sistema de apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública (SAMA2020) DOMÍNIO DA COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE-18-2015-06 Apoios à Contratação para Adultos Programa Operacional Inclusão Social e Emprego Objetivo Temático 8 - Promover a sustentabilidade e

Leia mais

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO Despacho Considerando que os regulamentos específicos do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) são aprovados pela respectiva Comissão Ministerial de Coordenação, nos termos do n.º 5 do artigo 30º

Leia mais

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS ASSISTÊNCIA TÉCNICA 2015-2016 ORGANISMOS INTERMÉDIOS DOS SISTEMAS DE INCENTIVOS www.norte2020.pt norte2020@ccdr-n.pt ÍNDICE Preâmbulo... 3 1. Objetivos específicos...

Leia mais

Portugal 2020 Apresentação

Portugal 2020 Apresentação Portugal 2020 Apresentação Porto Rua Dr. Ernesto Soares dos Reis, N.º 208, 1º Andar, Sala Q 3720-256 Oliveira de Azeméis Lisboa Edifício Oeiras Office - 1ºD R. Marechal Teixeira Rebelo, 2 2780-271 Oeiras

Leia mais

Autoridade de Certificação. Processo de Certificação de Despesas

Autoridade de Certificação. Processo de Certificação de Despesas Autoridade de Certificação Processo de Certificação de Despesas Declaração de despesas certificadas e pedidos de pagamento Processa-se sobre a Declaração de despesas apresentada pela AG e sobre informações

Leia mais

Portugal 2020 Apresentação

Portugal 2020 Apresentação Portugal 2020 Apresentação Porto Largo Luís de Camões, Edifício Rainha, 9º Andar, Sala 1 3720-232 Oliveira de Azeméis - Portugal Lisboa Rua Fradesso da Silveira, n. 4, Piso 3B, 1300-609 Lisboa T. +351

Leia mais

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS ASSISTÊNCIA TÉCNICA 2016-2017 Grupos de ação local responsáveis por instrumentos de políticas públicas respeitantes às DLBC urbanas CONTROLO DO DOCUMENTO Versão

Leia mais

ESCLARECIMENTOS - Aviso n.º POISE

ESCLARECIMENTOS - Aviso n.º POISE ESCLARECIMENTOS - Aviso n.º POISE-30-2017-01 - De acordo com os artigos 111.º e 115.º do Regulamento (UE) n.º 1303/2013, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 17 de dezembro, conjugados com a alínea

Leia mais

Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos

Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos SECÇÃO 4 Apoio à eficiência energética, à gestão inteligente da energia e à utilização das energias renováveis nas infraestruturas públicas da Administração Local Objetivos Específicos: Os apoios têm como

Leia mais

Portugal 2020 Investir no futuro. R&D and Government Incentives

Portugal 2020 Investir no futuro. R&D and Government Incentives Portugal 2020 Investir no futuro R&D and Government Incentives 1 Qualificação e Internacionalização (QI) das Pequenas e Médias Empresas (PME) Síntese Tipologias de projetos Atividades económicas elegíveis

Leia mais

Portugal 2020 Investir no futuro. R&D and Government Incentives

Portugal 2020 Investir no futuro. R&D and Government Incentives Portugal 2020 Investir no futuro R&D and Government Incentives 1 Qualificação e Internacionalização (QI) das Pequenas e Médias Empresas (PME) Síntese Tipologias de projetos Atividades económicas elegíveis

Leia mais

Inovação Produtiva Não PME

Inovação Produtiva Não PME Inovação Produtiva Não PME Objetivos 1. Reforçar o investimento empresarial em atividades inovadores, promovendo o aumento da produção transacionável e internacionalizável e a alteração do perfil produtivo

Leia mais

SI2E SISTEMA DE INCENTIVOS AO EMPREENDEDORISMO E AO EMPREGO - ALENTEJO CENTRAL - Sessão de Divulgação SI2E CIMAC, 23 de Maio de 2017

SI2E SISTEMA DE INCENTIVOS AO EMPREENDEDORISMO E AO EMPREGO - ALENTEJO CENTRAL - Sessão de Divulgação SI2E CIMAC, 23 de Maio de 2017 SI2E SISTEMA DE INCENTIVOS AO EMPREENDEDORISMO E AO EMPREGO - ALENTEJO CENTRAL - Sessão de Divulgação SI2E CIMAC, 23 de Maio de 2017 CONTEXTO Estratégia de Desenvolvimento Territorial do Alentejo Central

Leia mais

SISTEMAS DE INCENTIVOS PORTUGAL 2020

SISTEMAS DE INCENTIVOS PORTUGAL 2020 SISTEMAS DE INCENTIVOS PORTUGAL 2020 Qualificação PME Esta candidatura consiste num plano de apoio financeiro a projetos que visam ações de qualificação de PME em domínios imateriais com o objetivo de

Leia mais

www.algarve.portugal2020.pt Região Competitiva, Resiliente, Empreendedora e Sustentável com base na valorização do Conhecimento Roteiro Regional CRESC ALGARVE 2020 Fundo Social Europeu (FSE) Eixos Prioritários

Leia mais

Concursos de Principais alterações face a João Carreira

Concursos de Principais alterações face a João Carreira Concursos de 2014 Principais alterações face a 2013 João Carreira Que novos concursos são lançados hoje? São lançados 6 concursos: 2 Concursos de 2014: Principais alterações face a 2013 TIPOLOGIAS DE PROJETO:

Leia mais

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA Aviso N.º LISBOA 77 2017 26 EIXO PRIORITÁRIO 9 Assistência Técnica OBJETIVO ESPECÍFICO Implementar, dinamizar, gerir, controlar e divulgar de forma eficaz e eficiente

Leia mais

INOVAÇÃO PRODUTIVA CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 07/SI/ All rights reserved

INOVAÇÃO PRODUTIVA CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 07/SI/ All rights reserved CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 07/SI/2017 1 Introdução Enquadramento Incentivar a inovação do tecido económico nacional através do desenvolvimento de empresas e empreendedores, inovando

Leia mais

Deliberação CETP n.º 3/2017. Delegação de competências da autoridade de gestão do Programa Operacional

Deliberação CETP n.º 3/2017. Delegação de competências da autoridade de gestão do Programa Operacional Deliberação CETP n.º 3/2017 Delegação de competências da autoridade de gestão do Programa Operacional Regional do Alentejo no Organismo Intermédio - Fundação para a Ciência e a Tecnologia, IP Pela Deliberação

Leia mais

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 5/AT/2015 EIXO VI - ASSISTÊNCIA TÉCNICA (FEDER)

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 5/AT/2015 EIXO VI - ASSISTÊNCIA TÉCNICA (FEDER) CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 5/AT/2015 EIXO VI - ASSISTÊNCIA TÉCNICA (FEDER) PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO - COMPETE 2020 Página 1 de 16 Preâmbulo O

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO DAS PME

INTERNACIONALIZAÇÃO DAS PME CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 11/SI/2017 1 Introdução Enquadramento Reforçar a competitividade das empresas, promover o aumento da exportação de produtos com alta intensidade tecnológica

Leia mais

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 2/AT/2015 EIXO VI - ASSISTÊNCIA TÉCNICA (FEDER)

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 2/AT/2015 EIXO VI - ASSISTÊNCIA TÉCNICA (FEDER) CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 2/AT/2015 EIXO VI - ASSISTÊNCIA TÉCNICA (FEDER) PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO - COMPETE 2020 Página 1 de 16 Preâmbulo O presente

Leia mais

APOIOS NO ÂMBITO DA MEDIDA 10 LEADER/DLBC DO PDR2020

APOIOS NO ÂMBITO DA MEDIDA 10 LEADER/DLBC DO PDR2020 APOIOS NO ÂMBITO DA MEDIDA 10 LEADER/DLBC DO PDR2020 COLÓQUIO PRODUTOS DE QUALIDADE, TERRITÓRIOS E GASTRONOMIA Ana Paula Xavier 13 de junho de 2017 CNEMA, Santarém A EVOLUÇÃO DO LEADER EM PORTUGAL 20 GAL

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para Programa de Desenvolvimento Rural do Continente para 2014-2020 Medida 5 ORGANIZAÇÃO DA PRODUÇÃO Ação 5.1 CRIAÇÃO DE AGRUPAMENTOS E ORGANIZAÇÕES DE PRODUTORES Enquadramento Regulamentar Artigo 27.º Criação

Leia mais

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º CENTRO

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º CENTRO CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º CENTRO-77-2016-02 ASSISTÊNCIA TÉCNICA 2015/ 2016 5 DE JANEIRO DE 2016 Página 1 de 12 Preâmbulo Nos termos do disposto no Programa Operacional Regional do Centro,

Leia mais

ASSESPRO/SEITAC ITIC. Portugal Sistema de Incentivos

ASSESPRO/SEITAC ITIC. Portugal Sistema de Incentivos ASSESPRO/SEITAC ITIC Portugal 2020 Sistema de Incentivos A Globalseven é uma consultora nacional, cujos principais negócios recaem na prestação de serviços de consultoria em Gestão de Negócios, dando prioridade

Leia mais

ALTERAÇÃO AO CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS CONVITE Nº ALT Assistência Técnica

ALTERAÇÃO AO CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS CONVITE Nº ALT Assistência Técnica ALTERAÇÃO AO CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS CONVITE Nº ALT20 77 2016 05 Assistência Técnica DOMÍNIO ASSISTÊNCIA TÉCNICA ALTERAÇÃO AO CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS CONVITE Nº ALT

Leia mais

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE-29-2015-25 Apoio ao emprego de pessoas com deficiência e ou incapacidade: Emprego apoiado Programa Operacional Inclusão Social e Emprego Objetivo

Leia mais

AVISO n.º POCH Cursos de Educação e Formação de Jovens (CEF)

AVISO n.º POCH Cursos de Educação e Formação de Jovens (CEF) AVISO n.º POCH - 66-2017-08 Concurso para apresentação de candidaturas Cursos de Educação e Formação de Jovens (CEF) Revisto em 2017-07-28: ponto 17 e Anexo IV Programa Operacional Capital Humano Eixo

Leia mais

GUIA DE APOIO AO PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA TIPOLOGIA: 3.34 TÍTULOS DE IMPACTO SOCIAL CONCURSO: POISE

GUIA DE APOIO AO PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA TIPOLOGIA: 3.34 TÍTULOS DE IMPACTO SOCIAL CONCURSO: POISE GUIA DE APOIO AO PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA TIPOLOGIA: 3.34 TÍTULOS DE IMPACTO SOCIAL CONCURSO: POISE 39-2016-07 ÁRVORE DE CONTEÚDOS Secção Separador 1 Separador 2 Separador 3 Separador

Leia mais

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

CONVITE À APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PT02 - Gestão Integrada das Águas Marinhas e Costeiras FUNDO PARA RELAÇÕES BILATERAIS medida a) CONVITE À APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Informação de Referência: EEA PT02 PA objetivo Bom Estado Ambiental

Leia mais

AVISO ACORES (1.ª Alteração) Convite para apresentação de candidaturas à Tipologia de Operação Formação Modular (CNQ)

AVISO ACORES (1.ª Alteração) Convite para apresentação de candidaturas à Tipologia de Operação Formação Modular (CNQ) AVISO ACORES-24-26-23 (.ª Alteração) Programa Operacional Açores 22 Convite para apresentação de candidaturas à Tipologia de Operação Formação Modular (CNQ) Eixo Prioritário Prioridade de Investimento

Leia mais

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE-29-2015-25 Apoio ao emprego de pessoas com deficiência e ou incapacidade: Emprego apoiado Programa Operacional Inclusão Social e Emprego Objetivo

Leia mais

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO Despacho Considerando que os regulamentos específicos do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) são aprovados pela respectiva Comissão Ministerial de Coordenação, nos termos do n.º 5 do artigo 30º

Leia mais

2ª ALTERAÇÃO AO CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º CENTRO PRIORIDADE DE INVESTIMENTO 11.2

2ª ALTERAÇÃO AO CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º CENTRO PRIORIDADE DE INVESTIMENTO 11.2 2ª ALTERAÇÃO AO CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º CENTRO 64 2017-51 PRIORIDADE DE INVESTIMENTO 11.2 Reforço de capacidades junto de todos os agentes que operam no domínio da educação, da aprendizagem

Leia mais

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA AVISO Nº LISBOA

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA AVISO Nº LISBOA CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA AVISO Nº LISBOA 37 2015-02 Instrumentos específicos de proteção das vítimas e de acompanhamento dos agressores na violência doméstica - Sistema de teleassistência

Leia mais

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE-26-2015-01 Reforço da Capacitação Institucional dos Parceiros Sociais com assento na Comissão Permanente de Concertação Social Programa Operacional

Leia mais

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE-18-2015-03 Estágios para Adultos Programa Operacional Inclusão Social e Emprego Objetivo Temático 8 - Promover a sustentabilidade e a qualidade

Leia mais

EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO E CRIATIVO

EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO E CRIATIVO CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 09/SI/2017 1 Introdução Enquadramento Pretende-se reforçar os níveis de empreendedorismo qualificado e criativo, através de apoios diretos aos empreendedores

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS EIXO PRIORITÁRIO 9 PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL 2014-2020 (MADEIRA14-20) Investir em Competências, Educação e Aprendizagem ao Longo da Vida PRIORIDADE DE INVESTIMENTO

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL 2014-2020 (MADEIRA14-20) 1º ALTERAÇÃO EIXO PRIORITÁRIO 9 Investir em Competências, Educação e Aprendizagem ao Longo da Vida PRIORIDADE

Leia mais

EMISSOR: Ministérios da Economia e do Emprego e da Solidariedade e da Segurança Social

EMISSOR: Ministérios da Economia e do Emprego e da Solidariedade e da Segurança Social DATA: Segunda-feira, 31 de dezembro de 2012 NÚMERO: 252 SÉRIE I, 4º SUPLEMENTO EMISSOR: Ministérios da Economia e do Emprego e da Solidariedade e da Segurança Social DIPLOMA: Portaria n.º 432-E/2012 SUMÁRIO:

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO AVISO-CONCURSO

APRESENTAÇÃO DO AVISO-CONCURSO APRESENTAÇÃO DO AVISO-CONCURSO HELENA PINHEIRO DE AZEVEDO Projeto U-Bike Portugal Promoção de Bicicletas Elétricas e Convencionais nas Comunidades Académicas 23 NOVEMBRO 2015 AUDITÓRIO DA ANTIGA CAPITANIA

Leia mais

www.algarve.portugal2020.pt Região Competitiva, Resiliente, Empreendedora e Sustentável com base na valorização do Conhecimento CAPACITAR Fundo Social Europeu (FSE) Eixos Prioritários Prioridades de Investimento

Leia mais

NORMA DE GESTÃO N.º 4/NORTE2020/ Rev 1

NORMA DE GESTÃO N.º 4/NORTE2020/ Rev 1 NORMA DE GESTÃO N.º 4/NORTE2020/2015 1 Rev 1 [Operações públicas FEDER] 1 Não aplicável a operações enquadradas no Sistema de Incentivos às Empresas e a operações cofinanciadas pelo FSE. CONTROLO DO DOCUMENTO

Leia mais

Programa de Apoio e Qualificação da Medida PIEF - Programa Integrado de Educação e Formação (PAQPIEF)

Programa de Apoio e Qualificação da Medida PIEF - Programa Integrado de Educação e Formação (PAQPIEF) SEGURANÇA SOCIAL Programa de Apoio e Qualificação da Medida PIEF - Programa Integrado de Educação e Formação (PAQPIEF) Programa de Apoio e Qualificação da Medida PIEF - Programa Integrado de Educação e

Leia mais

ANEXO III REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO

ANEXO III REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO ANEXO III REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO PLANOS ESTRATÉGICOS DE DESENVOLVIMENTO URBANO AVISO DE CONCURSO Nº ALT20 06 2016 18 ALT20 16 2016 19 ALT20 43 2016 20 DOMÍNIO DA SUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA

Leia mais

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 5/AT/2016 EIXO VI - ASSISTÊNCIA TÉCNICA (FEDER) Autoridade de Gestão do COMPETE2020

CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 5/AT/2016 EIXO VI - ASSISTÊNCIA TÉCNICA (FEDER) Autoridade de Gestão do COMPETE2020 CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 5/AT/2016 EIXO VI - ASSISTÊNCIA TÉCNICA (FEDER) Autoridade de Gestão do COMPETE2020 PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO - COMPETE

Leia mais

INTEGRA Regulamento. Artigo1º. Âmbito e objecto

INTEGRA Regulamento. Artigo1º. Âmbito e objecto INTEGRA Regulamento Artigo1º Âmbito e objecto 1. A Ciência Viva Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica lança o Programa Inclusão pela Ciência, doravante designado por INTEGRA. 2. As iniciativas

Leia mais

Define as orientações fundamentais para a utilização nacional dos fundos comunitários para o período de

Define as orientações fundamentais para a utilização nacional dos fundos comunitários para o período de QREN: Uma oportunidade para potenciar a inovação nas empresas O que é o QREN? Define as orientações fundamentais para a utilização nacional dos fundos comunitários para o período de 2007-2013. As suas

Leia mais

ANEXO TÉCNICO SISTEMA DE APOIO À MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SAMA 2020) AVISO Nº 02/SAMA 2020/2017

ANEXO TÉCNICO SISTEMA DE APOIO À MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SAMA 2020) AVISO Nº 02/SAMA 2020/2017 ANEXO TÉCNICO SISTEMA DE APOIO À MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SAMA 2020) AVISO Nº 02/SAMA 2020/2017 OPERAÇÕES DE CAPACITAÇÃO (PI 11.1) DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Página 1 de 8 Na

Leia mais

AVISO ACORES

AVISO ACORES AVISO ACORES-30-2016-01 Programa Operacional Açores 2020 Convite para apresentação de candidaturas à Tipologia de Operação Programas Ocupacionais de Âmbito Local e ao Serviço à Comunidade Eixo Prioritário

Leia mais

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DA OPERAÇÃO AVISO Nº ALT Sistema de apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DA OPERAÇÃO AVISO Nº ALT Sistema de apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DA OPERAÇÃO AVISO Nº ALT20 62 2015 10 Sistema de apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública (SAMA2020) DOMÍNIO DA COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

Fundo Florestal Permanente

Fundo Florestal Permanente Fundo Florestal Permanente Encontro Nacional Zonas de Intervenção Florestal Centro de Interpretação da Serra da Estrela Seia 30 de abril de 2013 Enquadramento legal e objetivos Sumário Mecanismos de financiamento

Leia mais

Arganil, 4 Dez Luís Madureira Pires

Arganil, 4 Dez Luís Madureira Pires Arganil, 4 Dez 2012 Luís Madureira Pires Traços essenciais da nova Política de Coesão: Arquitetura do novo modelo operacional Alinhamento com a Estratégia Europa 2020 Calendário do próximo período de programação

Leia mais

INICIATIVAS GULBENKIAN PARA A INOVAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO. Concurso para apoio a iniciativas-piloto na educação pré-escolar

INICIATIVAS GULBENKIAN PARA A INOVAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO. Concurso para apoio a iniciativas-piloto na educação pré-escolar INICIATIVAS GULBENKIAN PARA A INOVAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO Concurso para apoio a iniciativas-piloto na educação pré-escolar Nota: Este concurso decorre em duas etapas. ENQUADRAMENTO A Fundação Calouste

Leia mais

SISTEMA DE APOIOS À MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA (SAMA)

SISTEMA DE APOIOS À MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA (SAMA) AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 01/ SAMA/ 2008 SISTEMA DE APOIOS À MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA (SAMA) CONCURSO GERAL E CONCURSO JUSTIÇA OPERAÇÕES INDIVIDUAIS E OPERAÇÕES TRANSVERSAIS Nos termos

Leia mais

Regras de Elegibilidade. Elegibilidade das despesas

Regras de Elegibilidade. Elegibilidade das despesas Regras de Elegibilidade Elegibilidade das despesas Legislação Europeia (Nomeadamente - Contratação Pública, Ajudas de Estado, Protecção Ambiental e Igualdade de oportunidades) Regras do Programa Espaço

Leia mais

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE COOPJOVEM

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE COOPJOVEM CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE-20-2015-29 Programa Operacional Inclusão Social e Emprego Objetivo Temático 8 - Promover a sustentabilidade e a qualidade do emprego e apoiar a

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL ESTRUTURA ORGANIZACIONAL FASE 1 PRÉ CANDIDATURA 1. Declaração de intenção por parte da entidade na elaboração de candidatura, demostrando cumprir todas as condições de acesso. 2. Designação do Gestor de

Leia mais

Portugal 2020 Inovar na Administração Pública

Portugal 2020 Inovar na Administração Pública Portugal 2020 Inovar na Administração Pública Jaime S. Andrez Vogal da Comissão Diretiva Lisboa 29 de abril de 2015 1 Driver da Competitividade Ambiente favorável aos negócios Emprego e Valor económico

Leia mais

Regulamento para atribuição do Fundo de Reestruturação

Regulamento para atribuição do Fundo de Reestruturação Regulamento para atribuição do Fundo de Reestruturação Nos termos das alíneas c), d) e e) do n.º 2 do artigo 3.º do Decreto- lei n.º 55/2013, de 17 de Abril, que aprova a lei orgânica da Fundação para

Leia mais

Concurso de 2014 ANEXO XVIII. 1. Programa e Secções O ICA apoia a formação de públicos nas escolas nos termos estabelecidos nas seguintes secções:

Concurso de 2014 ANEXO XVIII. 1. Programa e Secções O ICA apoia a formação de públicos nas escolas nos termos estabelecidos nas seguintes secções: Concurso de 2014 ANEXO XVIII PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE PÚBLICOS NAS ESCOLAS 1. Programa e Secções O ICA apoia a formação de públicos nas escolas nos termos estabelecidos nas seguintes secções: Secção I -

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA 2. OS APOIOS. Relatório Anual de Execução 2016 Resumo para os Cidadãos. Eixo 4 Qualidade e Inovação 176 Milhões

1. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA 2. OS APOIOS. Relatório Anual de Execução 2016 Resumo para os Cidadãos. Eixo 4 Qualidade e Inovação 176 Milhões 1. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA O Programa Operacional Capital Humano (PO CH), aprovado pela Comissão Europeia a 12 de Dezembro de 2014, constitui o principal instrumento de financiamento do Portugal 2020

Leia mais

PAECPE (PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO)

PAECPE (PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO) PAECPE (PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO) Condições de Acesso (Portaria n.º 985/2009 de 4 de Setembro) 0 PAECPE (PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO

Leia mais

SESSÃO DE ESCLARECIMENTOS

SESSÃO DE ESCLARECIMENTOS SESSÃO DE ESCLARECIMENTOS BRUNO PIMENTA Projeto U-Bike Portugal Promoção de Bicicletas Elétricas e Convencionais nas Comunidades Académicas AGENDA 1. Objetivos Gerais do Aviso 2. Tipologias de Operações

Leia mais