SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO (ERP) PARA APOIO À DECISÃO: UM ESTUDO COM EMPRESAS TÊXTEIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO (ERP) PARA APOIO À DECISÃO: UM ESTUDO COM EMPRESAS TÊXTEIS"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Ciências Sociais e Aplicadas Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO (ERP) PARA APOIO À DECISÃO: UM ESTUDO COM EMPRESAS TÊXTEIS Cidnei de Souza dos Santos São Paulo 2011

2 Reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie Professor Dr. Benedito Guimarães Aguiar Neto Decano de Pesquisa e Pós-Graduação Professor Dr. Moisés Ari Zilber Diretor do Centro de Ciências Sociais e Aplicadas Professor Dr. Sérgio Lex Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis Professora Dra. Maria Thereza Pompa Antunes

3 CIDNEI DE SOUZA DOS SANTOS SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO (ERP) PARA APOIO À DECISÃO: UM ESTUDO COM EMPRESAS TÊXTEIS Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Universidade Presbiteriana Mackenzie para a obtenção do título de Mestre em Controladoria Empresarial. Orientador: Prof. Dr. Gilberto Perez São Paulo 2011

4 S237 Santos, Cidnei de Souza Dos Sistemas Integrados de Gestăo (ERP) para apoio a decisăo: um estudo com empresas têxteis / Cidnei de Souza dos Santos f. : il.; 30 cm Dissertação (Mestrado em Controladoria Empresarial) Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, Orientação: Prof. Dr. Gilberto Perez Bibliografia: f Sistema Integrado de Gestão 2.ERP 3.Tomada de Decisão 4.Setor Têxtil. I. Título. CDD 657

5 5

6 DEDICATÓRIA A Deus e à minha família.

7 AGRADECIMENTOS A Eliza Hiroko, minha esposa, que sempre me apoiou e ajudou, principalmente em vários domingos e feriados. A todos os meus colegas de classe, que me enriqueceram por meio dos estudos e debates desenvolvidos em sala de aula. A todos os Professores dessa conceituada instituição, Universidade Presbiteriana Mackenzie, pela substancial ajuda no desenvolvimento deste trabalho. Aos Professores: Profº. Dr. Joshua Onome Imoniana e ao Profº. Dr. Edmir Parada Vasques Prado, pela generosa e substancial contribuição em minha banca de defesa de qualificação. A todos os funcionários da Universidade Mackenzie, em especial, à Secretária da pósgraduação, Taís Evelin dos Santos. À Profª. Draª. Maria Thereza Pompa Antunes, pela forma competente como dirige o curso de Pós Graduação em Controladoria da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Ao Profº. Dr. Gilberto Perez, pelo empenho e pelas diversas orientações que, na prática, foram verdadeiras aulas de sistemas de informação, agradeço pela sua paciência e dedicação, realmente algo de se admirar. Serei eternamente grato!

8 EPÍGRAFE E bem melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfo e gloria, mesmo expondo-se a derrota, do que formar fila com pobres de espírito, que nem gozam muito, porque vivem nessa penumbra cinzenta que não conhece vitoria nem derrota. (Teodore Rosevelt).

9 RESUMO Com esta pesquisa, buscou-se um melhor entendimento sobre os fatores ligados aos Sistemas Integrados de Gestão (ERP) e a sua influencia na tomada de decisão dos gestores das empresas da área têxtil no Brasil. Para a sua consecução, realizou-se pesquisa quantitativa do tipo descritiva, sendo que a coleta de dados foi realizada por meio de questionário eletrônico respondido por 52 participantes de empresas têxteis. A análise dos dados foi efetuada com as técnicas da análise fatorial e análise de regressão linear múltipla, com o software SPSS v17, visto que a amostra utilizada mostrou-se satisfatória para a aplicação dessas técnicas. A coleta dos dados foi realizada entre os meses de abril a maio de Como resultados da pesquisa, identificaram-se cinco fatores diretamente ligados às características dos sistemas integrados de gestão ERP) e a tomada de decisão do gestor das empresas têxteis que fizeram parte da pesquisa. Dentre esses fatores, destaquem-se: a Integração e Melhoria dos Controles; a Padronização de Processos e a Melhoria de Resultados e a Melhoraria no Desempenho Empresarial. Entenda-se que esses resultados podem, de alguma forma, auxiliar os gestores das empresas do setor têxtil ou de outros setores, que estão em fase inicial ou planejando a implantação de sistemas integrados de gestão como o ERP. Palavras-chave: Sistema Integrado de Gestão; ERP; Tomada de Decisão; Setor Têxtil.

10 ABSTRACT The aim of this research is to better understand the factors related to the integrated management systems and its influence on decisions made by managers of companies in the textile industry in Brazil. The design chosen to do this work was quantitative and descriptive. The data collection was done through electronic questionnaire and the rate os response was 52 participants from textile companies. The data analysis was done using the techniques of factor analysis and multiple linear regression with the assist of the program SPSS V17. The data was collected between April and May As a result of the research, we have identified five factors directly linked to the characteristics of integrated management system and the decision making process of the respondents. Among these factors are: the integration and improvement of control, process standardization and improvement of results and business performance. The contribution of this work is that it can help managers of companies in the textile sector (or other sectors), which are in early stages or planning the implementation of integrated management system. Keywords: Integrated Management System, ERP, Decision Making, Textile Sector.

11 LISTA DE FIGURAS Figura 1: Atividades básicas de um Sistema de Informação Figura 2: Mostra a relação do Sistema de Informação com o ambiente empresarial Figura 3: Níveis de um Sistema de Informação Figura 4: Classificação de Sistemas de Informação como operacionais e gerenciais Figura 5: Requisitos de informação para os tomadores de decisão Figura 6: Esquemática adaptada de Simon do processo decisório Figura 7: Esquema adaptado como premissas para uma escolha racional... 39

12 LISTA DE GRÁFICOS Gráfico 1: Formação dos respondentes Gráfico 2: Formação dos respondentes - outros Gráfico 3: Função dos respondentes Gráfico 4: Função dos respondentes - outros Gráfico 5: Tempo de empresa dos respondentes Gráfico 6: Área de atuação dos respondentes Gráfico 7: Área de Atuação dos respondentes - outros Gráfico 8: Segmento da área têxtil dos respondentes Gráfico 9: Segmento da área têxtil dos respondentes - outros Gráfico 10: Porte da empresa dos respondentes Gráfico 11: Sistema corporativo adotado dos respondentes Gráfico 12: Sistema corporativo adotado dos respondentes - outros... 56

13 LISTA DE TABELAS Tabela 1: Escolaridade dos respondentes Tabela 2: Medida de adequação da amostra Tabela 3: Matriz rotacionada de fatores Tabela 4: Variância média explicada Tabela 5: Explicação do modelo da regressão linear F1 a F Tabela 6: Coeficientes de regressão F1 a F

14 LISTA DE QUADROS Quadro 1: Principais características e propriedades do ERP Quadro 2: Variáveis utilizadas na análise fatorial Quadro 3: Fator 1 Integração e melhoria nos controles Alpha de Cronbach 0, Quadro 4: Fator 2 Melhoria de resultados e padronização de processos Alpha de Cronbach 0, Quadro 5: Fator 3 Melhoria no desempenho empresarial Alpha de Cronbach 0, Quadro 6: Fator 4 Unificação da base de dados e apoio à decisão Alpha de Cronbach 0, Quadro 7: Fator 5 Autonomia do gestor na tomada de decisão Alpha de Cronbach 0,

15 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO Justificativa Problema de Pesquisa Objetivos da Pesquisa Objetivo geral Objetivos específicos REFERENCIAL TEÓRICO Panorama dos Planos Econômicos Dados e Informações Sistemas de Informação Características de Relatórios Fornecidos pelos Sistemas para Apoio à Decisão Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) Têxtil Sistemas Integrados de Gestão (ERP) Tomada de Decisão Processo decisório Modelos clássicos para análise de tomada de decisão - um modelo comportamental da escolha racional (modelo de Simon) PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS Pesquisa Quanto ao Método: Quantitativa e Qualitativa Tipos de Pesquisa: Exploratória - Descritiva - Explanatória Instrumento de Coleta de Dados Técnica de Análise de Dados Espaço Amostral: objeto da pesquisa Resumo: opções metodológicos adotadas na pesquisa Procedimentos: variáveis envolvidas no estudo ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS Característica dos Respondentes Resultados da Análise Fatorial Análise de Regressão Linear CONCLUSÃO REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS APÊNDICES... 71

16 16 1 INTRODUÇÃO A partir da década de 1990 com a abertura do mercado brasileiro, a competitividade internacional das empresas cresceu em importância no debate acadêmico e empresarial no Brasil. Com isso, nota-se que alguns setores da economia lutam para sobreviverem, como, por exemplo, o setor têxtil. A partir de então, esse setor, vem sofrendo a pressão dos tigres asiáticos, que têm a seu favor grandes vantagens, como uma grande escala de produtividade, que contribuem para uma melhor formação de seus preços, tornando-os muito competitivos no cenário mundial e, para muitos, esses fatores representam uma verdadeira ameaça para o desenvolvimento do setor têxtil brasileiro. O mundo moderno internacionalizado provoca desafios não só para as empresas, em geral, como também para seus gestores. Com isso a busca de novas alternativas, para atenderem as mudanças da globalização da economia devem ser pesquisadas. Segundo Perez e Famá (2003), os avanços da tecnologia da informação e a globalização estão acirrando a competição das empresas, fazendo com que tenham que se diferenciar dos concorrentes. O setor têxtil foi escolhido porque vem sofrendo ao longo destes anos com a perda na produção das empresas nacionais, em função da competitividade com o mercado externo asiático, além de contribuir com uma grande participação para a geração de emprego no cenário nacional, considerado um dos fatores prejudiciais para a sobrevivência da industria têxtil brasileira. O maior desafio do gestor de uma empresa desse segmento é adequar-se às mudanças que a globalização exige, apurar adequadamente o seu resultado, ter o controle da organização, obter informações com maior rapidez, reestruturar as empresas têxteis em tempo hábil utilizando o sistema de informação como alicerce para a tomada de decisão. Estudos anteriores indicam que a tecnologia da informação (TI) tem se destacado como ferramenta importante para se obter vantagem competitiva (TURNER; LUCAS, 1985; SHAW; SEIDMANN; WHINSTON, 1997; O BRIEN, 2009). Isso acabou sendo uma motivação para as empresas investirem cada vez mais em tecnologia, adquirindo sistemas empresariais, instalando banco de dados, utilizando a internet e o comércio eletrônico nos seus negócios. E com o aumento da concorrência, as empresas têm sido forçadas a reduzir suas margens de lucro e a fundamentar suas decisões (WERNKE; LEMBECK, 2004).

17 17 Conforme Takaoka (1999), a capacidade para agir rapidamente e decisivamente num mercado cada vez mais competitivo passou a ser um fator crítico de sucesso. Para isso, é primordial ter um sistema de informação implantado na empresa. A partir do início dos anos 90, muitas empresas têxteis já reestruturaram suas plantas industriais, porém, nos dias atuais, torna-se necessária sua expansão com a utilização dos sistemas de apoio à decisão em todos os setores administrativos e financeiros, com o objetivo de obter informação necessária, em tempo hábil, sendo um fator de sobrevivência do negócio. 1.1 Justificativa Justifica-se o interesse pelo estudo dos sistemas integrados de apoio à decisão para gestores de empresas têxteis, como forma de conhecer quais as principais características dos sistemas de informação utilizados, além de verificar como os sistemas de informação proveem informações para os gestores das empresas que compõem esse setor da economia. A vivência e a experiência do pesquisador, em empresas desse ramo de atividade, foi um fator de contribuição para a escolha desta linha de pesquisa. O estudo das características ou fatores relacionados aos sistemas integrados de informações para os gestores das empresas têxteis poderão contribuir positivamente apresentando, de forma estruturada e em tempo hábil, um leque de alternativas, para a melhor tomada de decisão, que poderá auxiliar na criação de uma base de vantagem competitiva sustentável, muito importante para a sobrevivência empresarial. O tema é relevante, uma vez que a identificação e a adoção das principais características de sistema de informação, como instrumento de gestão de negócios, pode subsidiar, com informações estruturadas para o processo decisório das empresas, visto que as ferramentas de apoio à tomada de decisão nas empresas devem ser revistas, periodicamente, pois o mercado é dinâmico e mutável, gerando novas necessidades de informações, principalmente em tempo real, aos gestores. Assim, o estudo buscou contribuir para identificação das principais características e necessidades que concorrer para o desempenho das empresas do setor têxtil.

18 Problema de Pesquisa Com essa visão e contribuindo para a justificativa apresentada, o estudo pretende reforçar a seguinte questão de pesquisa: Que fatores ligados aos sistemas integrados de gestão contribuem para a tomada de decisão dos gestores das empresas têxteis? 1.3 Objetivos da Pesquisa Segundo Richardson (2007), os objetivos em um trabalho científico são metas a serem atingidas, visando à resolução do problema de pesquisa, sendo assim e com base no problema enunciado e na questão de pesquisa, os objetivos deste estudo foram divididos em geral e específicos Objetivo geral Identificar os fatores ligados às características de um sistema integrado de gestão utilizado pelos gestores das empresas têxteis como ferramenta de auxilio na tomada de decisão Objetivos específicos Segundo Cervo e Bervian (2009), os objetivos específicos aprofundam as intenções expressas do objetivo geral. Dessa forma, os seguintes objetivos específicos foram propostos: Identificar se os gestores das empresas têxteis utilizam sistemas integrados de gestão no auxílio da gestão e tomada de decisão; Identificar como os gestores das empresas têxteis utilizam sistemas integrados de gestão no auxílio da gestão e tomada de decisão, nos níveis: operacional, tático e estratégico; Identificar os sistemas integrados de gestão utilizados como apoio à decisão utilizadas pelo gestor da área têxtil.

19 19 2 REFERENCIAL TEÓRICO Nesse capítulo, são discutidos os principais conceitos relacionados aos tópicos do trabalho, com o objetivo de estabelecer uma sequência lógica para facilitar a sua compreensão. Para tanto, inicia-se com o breve relato dos planos econômicos e o marco da abertura do mercado internacional, o conceito de dados e informações, seguindo com sistema de informação, a geração e disseminação da informação em termos de características de relatórios, os sistemas de apoio à decisão, complementando com sistema de apoio à decisão têxtil, os sistemas integrados de gestão (ERP), a tomada de decisão. 2.1 Panorama dos Planos Econômicos O primeiro plano de estabilização econômica implantado pós-democratização (1985), foi o Plano Cruzado. Posteriormente, seguiram-se: o Plano Cruzado II; o Plano Bresser e o Plano Verão, todos durante o governo José Sarney e malsucedidos, levando o país para uma situação de hiperinflação (acima de 1.500% ao ano). A eleição do presidente Fernando Collor de Mello, em 1990, mediante de eleições diretas, após três décadas de regime militar, teve como principal pauta política o controle da inflação. Medidas heterodoxas buscando esse fim foram adotadas nos primeiros dias de governo, o chamado Plano Collor I, e o resultado imediato foi uma forte retração na liquidez da economia, resultando em grande impacto na atividade econômica e a frustração nos níveis inflacionários, que não alcançaram os patamares esperados, estando sempre acima de 10% (RODRIGUES,1996 apud ALMEIDA, 2006). O Plano Collor II veio em Provocou, novamente, fortes impactos no setor econômico público e privado, sem, contudo, lograr a redução da inflação. Os resultados anteriores repetiram-se. Rodrigues (1996 citado por Almeida, 2006) afirma, ainda, que o conjunto de medidas adotadas com a implantação desses planos, com destaque para a abertura de mercado estimulada pela redução de tarifas alfandegárias e o início do processo de privatizações, entre outros, teve como consequências a entrada expressiva de empresas multinacionais em diversos segmentos do mercado e a reestruturação produtiva nas empresas nacionais, que passaram a atuar em um cenário muito mais competitivo. Isso tudo em um contexto de expressivo aumento das transações econômicas entre países: um dos aspectos da globalização.

20 Dados e Informações Os termos dados e informações são usados indistintamente, quando, na verdade, têm conceitos diferente (FREITAS et al., 1997). Dados podem ser entendidos como registros ou fatos em sua forma primária, não necessariamente físicos: uma imagem guardada na memória também é um dado. Quando esses registros ou fatos são combinados de forma significativa, eles se transformam em informação (BEAL, 2007). A informação não se limita a dados coletados; na verdade, informação são dados coletados, organizados e ordenados, aos quais são atribuídos significados e contexto (McGEE; PRUSAK, 1995). No entanto, a distinção entre dados e informação não se baseia no conteúdo de uma dada gama de caracteres. Baseia-se mais na sua relação com a decisão requerida. Se não se sabe com antecedência que tipo de decisão será tomada, o que exatamente será preciso, então, cada parte do dado poderá, às vezes, ser considerada uma informação (GOLDRATT, 1996). Segundo Davis e Olson (1987), os termos dados e informação, com frequência, são usados em formas intercambiais, porém a distinção reside no fato de que os dados elementares são a matéria-prima processada para prover a informação. A informação tem valor dentro de um contexto especifico da tomada de decisão; também tem um valor de um contexto de decisões e ações futuras. A informação tem sua origem na coleta de dados, que são organizados e recebem significado específico de acordo com um contexto delimitado. Isso implica a necessidade de limitação inicial do problema, o que servirá de base para identificar as informações pertinentes a serem selecionadas, dentre as já disponíveis na empresa ou, em não existindo, buscar dados em outras fontes, fora da organização e transformá-los em informação útil entendida como aquela que atende as necessidades do usuário (BEUREN, 2000; GUERREIRO, 1992). 2.3 Sistemas de Informação Os Sistemas de Informações gerenciais, na verdade, atendem as camadas estratégicas da empresa ou de uma organização ou de uma instituição. Esses sistemas não têm o caráter operacional, atuando por meio da identificação de indicadores que são ou de negócios ou de gestão, para que se possa tomar uma decisão rápida ou uma decisão certa.

21 21 Conforme Jamil (2001, p. 188), diversos são os fatores que podem motivar uma organização a construir um Sistema de Informações e um desses motivos destacados é a necessidade frequente de tomar decisão numa determinada esfera ou área de negócio da empresa. Um Sistema de Informação é um tipo especializado de sistema e pode ser definido de inúmeros modos. Um modo seria que o Sistema de Informação é como um conjunto de elementos ou componentes inter-relacionados que coletam (entrada), manipulam e armazenam (processo), disseminam (saída) os dados e informações e fornecem um mecanismo de feedback. A entrada é a atividade de captar e reunir novos dados; o processamento envolve a conversão ou transformação dos dados em saídas úteis e a saída envolve a produção de informação útil. O feedback é a saída que é usada para fazer ajustes ou modificações nas atividades de entrada ou processamento (STAIR, 1998). Para Rodrigues (1996), os Sistemas de Informações foram divididos de acordo com as funções administrativas, que, à mercê de suas características próprias, foram sendo tratadas de forma individualizada, resultando na criação de vários sistemas para ajudarem os executivos a tomarem decisões, sendo eles: Sistema de Informação para Executivos (EIS); Sistema de Informação Gerencial (SIG); Sistema de Informação de Suporte à Tomada de Decisão (SSTD); Sistema de Suporte às Transações Operacionais (SSTO); Sistema de Suporte à Tomada de Decisão por Grupos (SSTDG ); Sistema de Informação de Tarefas Especializadas (SITE); Sistema de Automação de Escritórios (SIAE); e Sistema de Processamento de Transações (SIPT). Dados: São fatos puros ou descrições básicas de elementos, eventos, atividades e transações que são capturados, registrados, armazenados e classificados, mas não organizados para transmitir qualquer significado. Informação: É um conjunto de dados organizados de modo a fazer sentido. Por exemplo, se forem incluídos os nomes dos clientes com os saldo bancários, ter-se-ão informações úteis. É muito importante que as informações sejam completas, flexíveis, confiáveis, pontuais, verificáveis, acessíveis e seguras. Segundo Laudon e Laudon (2009), o sistema de informação pode ser definido como um conjunto de componentes interrelacionados para coletar, recuperar, processar, armazenar, e distribuir informação com a finalidade de facilitar o planejamento, o controle, a coordenação, a análise e o processo decisório em empresas e outras organizações.

22 22 Conhecimento: Consiste em informações organizadas e processadas para transmitir discernimento, experiência, aprendizagem acumulada ou habilidade. Sistema: É um conjunto de componentes que, segundo um plano, é sujeito a restrições, procurando atingir objetivos interagindo com elementos naturais, evoluindo no tempo e sendo controlado. Sistema de Informação: É o processo de transformação de dados em informações que são utilizadas na estrutura decisória da empresa. Segundo Laudon & Laudon (2009), um sistema de informação pode ser definido como um conjunto de componentes interrelacionados para coletar, recuperar, processar, armazenar, e distribuir informação com a finalidade de facilitar o planejamento, o controle, a coordenação, a análise e o processo decisório em empresas e outras organizações. Esses sistemas de informação têm como atividades básicas: Entrada (Input): captação ou coleta de dados brutos; Processamento: conversão dessa entrada bruta em uma forma mais útil e apropriada; Saída (Output): transferência da informação processada às pessoas ou atividades que a usarão; Controle e Realimentação (Feedback): é a saída que retorna aos membros adequados da organização para ajudá-los a refinar ou corrigir os dados de entrada e o autocontrole das operações em processo, conforme Figura 1. Figura 1: Atividades básicas de um Sistema de Informação Fonte: Turban et al., 2007

23 23 Na atividade de entrada, são captados dados de fora ou de dentro da empresa e colocados, diretamente, em um sistema de computadores. Dado é qualquer elemento identificado em sua forma que, por si só, não conduz a uma compreensão de determinado fato ou situação (LAUDON; LAUDON, 2009). Esses dados são organizados, analisados e manipulados mediante cálculos, comparação, resumos e classificação, objetivando uma forma de disposição mais significativa e útil na fase do processamento. Em seguida, na atividade de saída, são transmitidas as informações e os resultados do processamento a locais nos quais serão usados para a tomada de decisão. Toda informação, portanto, deve gerar uma decisão, que, por sua vez, desencadeará uma ação. A informação constitui um suporte básico para toda atividade humana e todo cotidiano é um processo permanente de informação. No caso de instituições, empresas, organizações, conhecer seus problemas, buscar alternativas para solucioná-los, atingir metas e cumprir objetivos requerem conhecimento e, portanto, informação ( TURBAN; McLEAN; WETHERBE, 2007). Do ponto de vista empresarial, um sistema de informação é uma solução organizacional e administrativa, baseada na tecnologia da informação, para um desafio imposto pelo ambiente e devem ser capazes de executar as seguintes tarefas: Processar transações de forma rápida e precisa; Armazenar e acessar, rapidamente, grandes massas de dados; Comunicação rápida; Reduzir sobrecarga de informações; Fornecer suporte para a tomada de decisões; esse processo pode ser visualizado na Figura 2 a seguir.

24 24 Organização Tecnologia Sistema de Informação Administração Figura 2: Mostra a relação do Sistema de Informação com o ambiente empresarial Fonte: : Turban et al., 2007 Usar Sistemas de Informação eficientemente, requer uma compreensão de como a organização, a administração e a tecnologia da informação moldam os sistemas. Podem-se destacar algumas estruturas que identificam essas características de moldagem de sistemas: Funções empresariais (Vendas e Marketing; Fabricação e Produção; Finanças; Contabilidade; Recursos Humanos); Procedimentos operacionais padrões (regras formais para realização de tarefas); Cada empresa tem uma cultura peculiar e um conjunto fundamental de premissas. O sistema de informação, também, tem por finalidade integrar as informações entre os diversos níveis da organização, desde o nível operacional até o estratégico. A Figura 3, a seguir, mostra os níveis que compõem um sistema de informação: Nível operacional, Nível gerencial e Nível estratégico. Igualmente, identifica cada tipo de sistema de informação que está diretamente relacionado a cada nível.

25 25 Figura 3: Níveis de um Sistema de Informação Fonte: O Brien, 2009 Em termos conceituais, os sistemas de informação, no mundo real, podem ser classificados de maneiras diferentes. Vários tipos de sistemas de informação, por exemplo, podem ser classificados conceitualmente ora como operações ora como sistemas de informação gerencial. A Figura 4 ilustra essa classificação conceitual dos sistemas de informação. Elas são classificadas dessa maneira para destacar os papéis principais que cada um desempenha nas operações e administração de um negócio (O BRIEN, 2009). Figura 4: Classificação de Sistemas de Informação como operacionais e gerenciais Fonte: O Brien e Marakas, 2008 Sistema de Processamento de Transações: É o processo de transformação de dados em informações que são utilizados na estrutura decisória da empresa. Atuam no nível operacional. Nível Operacional: da suporte aos gerentes operacionais no acompanhamento das atividades e transações elementares da organização.

26 26 Sistema de Informação Gerencial: Sistema de suporte e análise das informações, proporcionando aos gerentes relatórios do desempenho, registros históricos da empresa, funções de planejamento, controle e tomada de decisão no nível gerencial. Tipicamente, eles são orientados quase exclusivamente para dentro da empresa e não para eventos externos ou ambientais. Geralmente, eles são dependentes de sistemas de processamento de transações subjacentes para os seus dados. Esses sistemas não são flexíveis e têm pequena capacidade analítica. A maioria dos SIG usa rotinas simples tais como resumos e comparações. Nível de Conhecimento: dão suporte aos trabalhadores do conhecimento e trabalhadores de dados em uma organização. Tem o propósito de ajudar a empresa a integrar novos conhecimentos no negócio e controlar o seu fluxo de papelada. Atuam no nível gerencial. Nível Gerencial: são projetados para servir ao monitoramento, ao controle, à tomada de decisão e às atividades administrativas dos gerentes médios. Sistema de Apoio à Decisão: Dão suporte ao nível executivo e administrativo da organização; Ajudam os executivos a tomarem decisões que são semi-estruturadas, únicas ou rapidamente modificadas e não facilmente especificadas com antecipação. Atuam no nível estratégico. Nível Estratégico: ajudam a administração sênior a enfocar assuntos estratégicos e tendências de longo prazo. Sua principal preocupação é adequar as mudanças no ambiente externo com a capacidade organizacional existente. Também, encontram-se, nesse nível, os SSE Sistema de Suporte Executivo que visam à análise de dados, orientando a decisões não estruturadas que filtram, comprimem e monitoram dados vitais a fim de reduzir tempo e obter informações proveitosas para os executivos. Há uma crescente convicção de que o conhecimento proprietário em sistemas de gestão (KMS) podem melhorar significativamente o desempenho de uma empresa tanto financeiramente como de forma operacional (CHEN; MONAHAN; FENG, 2009). Na atual conjuntura econômica com a competitividade cada vez mais acirrada em função da globalização, os sistemas de informação têm a capacidade de auxiliar o gestor em suas decisões empresariais, para isso, é de suma importância uma mudança de postura dos usuários dos sistemas de informações, aceitando e colaborando na identificação das principais necessidades, para auxílio aos gestores em geral.

27 27 Por outro lado, quando essas informações são compartilhadas e utilizadas entre as partes adequadamente, poderão trazer vários benefícios como um melhor planejamento, melhor produtividade com redução de custos. É para o sucesso dessa troca de informações é necessário investimento em tecnologia (KLEIN; RAI, 2009). Os sistemas de informações, o gerenciamento contábil são importantes para ajudar uma organização se manter competitiva, ajudando os seus gestores na formulação estratégica, estendendo-se para a análise de informações financeiras sobre a organização e sobre a concorrência, além da estratégica de custo. E, também, contribuindo para constituir laços estreitos entre a organização e o controle (NOORDIN; ZAINUDDIN; TAYLES, 2009). As novas tecnologias de informação e comunicação, visam proporcionar um acesso rápido e conveniente à informação. Certos tipos de tecnologia são, geralmente, destaque nesse contexto, particularmente 'Push' sistemas, que, ativamente, podem fornecer informações para o usuário, sem qualquer pedido (BAWDEN; ROBINSON 2009). A idéia, também, aplica-se aos gestores que se utilizam das informações para a tomada de decisões, pois eles devem manter uma postura pró-ativa para que tenham o domínio e o conhecimento no negócio empresarial tanto no ambiente interno e externo da organização, especificamente no objeto deste estudo na área têxtil. Os gestores de informação, sem dúvida, continuam desenvolvendo e promovendo soluções pragmáticas para questões emergentes. Mas o progresso satisfatório dependerá de uma melhor compreensão dos fundamentos do comportamento humano e as formas em que mudanças, ao longo do tempo, acontecerão, isto é, talvez, o maior desafio para a ciência da informação de base sobre o próximas décadas (BAWDEN; ROBINSON, 2009). 2.4 Características de Relatórios Fornecidos pelos Sistemas para Apoio à Decisão De acordo com Oliveira (2008, p. 149), as informações como produto final de um sistema de contabilidade gerencial devem ser dirigidas no sentido de auxiliar nas tomadas de decisões. Floriani (2000, p. 27) afirma que [...] O crescimento de uma empresa abrange a organização como um todo. Para a tomada de decisões, neste contexto, o administrador depende de um sistema de informações contábeis, o qual deve ser elaborado com clareza,

ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação

ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação UNIFEI Universidade Federal de Itajubá Prof. Dr. Alexandre Ferreira de Pinho 1 Componentes de uma empresa Organizando uma empresa: funções empresariais básicas Funções

Leia mais

MPA 015 Fundamentos de Sistemas de Informação

MPA 015 Fundamentos de Sistemas de Informação MPA 015 Fundamentos de Sistemas de Informação UNIFEI Universidade Federal de Itajubá Mestrado Profissional em Administração Prof. Dr. Alexandre Ferreira de Pinho Prof. Dr. Fábio Favaretto 1 Informações

Leia mais

Coletividade; Diferenciais; Informação; Dado; Informação; Conhecimento. Coletar informação; e Identificar as direções.

Coletividade; Diferenciais; Informação; Dado; Informação; Conhecimento. Coletar informação; e Identificar as direções. Revisão 1 Coletividade; Diferenciais; Informação; Dado; Informação; Conhecimento Coletar informação; e Identificar as direções. Precisa; Clara; Econômica; Flexível; Confiável; Dirigida; Simples; Rápida;

Leia mais

Módulo 15 Resumo. Módulo I Cultura da Informação

Módulo 15 Resumo. Módulo I Cultura da Informação Módulo 15 Resumo Neste módulo vamos dar uma explanação geral sobre os pontos que foram trabalhados ao longo desta disciplina. Os pontos abordados nesta disciplina foram: Fundamentos teóricos de sistemas

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Processos Gerenciais

Processos Gerenciais UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Processos Gerenciais Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais. 1.

Leia mais

Visão Geral dos Sistemas de Informação

Visão Geral dos Sistemas de Informação Visão Geral dos Sistemas de Informação Existem muitos tipos de sistemas de informação no mundo real. Todos eles utilizam recursos de hardware, software, rede e pessoas para transformar os recursos de dados

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA AS EMPRESAS

A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA AS EMPRESAS A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA AS EMPRESAS Gilmar da Silva, Tatiane Serrano dos Santos * Professora: Adriana Toledo * RESUMO: Este artigo avalia o Sistema de Informação Gerencial

Leia mais

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Sistema Tipos de sistemas de informação Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Um sistema pode ser definido como um complexo de elementos em interação (Ludwig Von Bertalanffy) sistema é um conjunto

Leia mais

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG)

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG) Sistema de Informação Gerencial (SIG) Material de Apoio Os Sistemas de Informação Gerencial (SIG) são sistemas ou processos que fornecem as informações necessárias para gerenciar com eficácia as organizações.

Leia mais

Sistemas de Informação CEA460 - Gestão da Informação

Sistemas de Informação CEA460 - Gestão da Informação Sistemas de Informação CEA460 - Gestão da Informação Janniele Aparecida Conceitos Sistema de Informação Conjunto de componentes interrelacionados que coletam (ou recuperam), processam e armazenam e distribuem

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Recursos Humanos Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos 1.

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS O PODER DA INFORMAÇÃO Tem PODER quem toma DECISÃO Toma DECISÃO correta quem tem SABEDORIA Tem SABEDORIA quem usa CONHECIMENTO Tem CONHECIMENTO quem possui INFORMAÇÃO (Sem

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Marketing Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Marketing. 1. Introdução Os Projetos

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS P o r f.. E d E uar a d r o Oli l v i e v i e r i a

SISTEMAS INTEGRADOS P o r f.. E d E uar a d r o Oli l v i e v i e r i a SISTEMAS INTEGRADOS Prof. Eduardo Oliveira Bibliografia adotada: COLANGELO FILHO, Lúcio. Implantação de Sistemas ERP. São Paulo: Atlas, 2001. ISBN: 8522429936 LAUDON, Kenneth C.; LAUDON, Jane Price. Sistemas

Leia mais

ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO*

ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO* ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO* RESUMO Marilia Costa Machado - UEMG - Unidade Carangola Graciano Leal dos Santos

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Introdução à Unidade Curricular

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Introdução à Unidade Curricular SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Introdução à Unidade Curricular Material Cedido pelo Prof. Msc. Ângelo Luz Prof. Msc. André Luiz S. de Moraes 2 Materiais Mussum (187.7.106.14 ou 192.168.200.3) Plano de Ensino SISTEMAS

Leia mais

Aula 15. Tópicos Especiais I Sistemas de Informação. Prof. Dr. Dilermando Piva Jr.

Aula 15. Tópicos Especiais I Sistemas de Informação. Prof. Dr. Dilermando Piva Jr. 15 Aula 15 Tópicos Especiais I Sistemas de Informação Prof. Dr. Dilermando Piva Jr. Site Disciplina: http://fundti.blogspot.com.br/ Conceitos básicos sobre Sistemas de Informação Conceitos sobre Sistemas

Leia mais

2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO As Empresas e os Sistemas Problemas locais - impacto no sistema total. Empresas como subsistemas de um sistema maior. Uma empresa excede a soma de

Leia mais

Sistemas ERP. A Interdisciplinaridade dos

Sistemas ERP. A Interdisciplinaridade dos A Interdisciplinaridade dos Sistemas ERP CLEBER DE CARVALHO OLIVEIRA CLEVER LOPES RODRIGUES LEANDRO SILVA CAMPOS LILIANE VERÔNICA MICHELLE GOMES SAINÇA UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL INSTITUTO LUTERANO

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONCEITOS

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONCEITOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONCEITOS 1. Sabe-se que o conceito de Sistema de Informação envolve uma série de sistemas informatizados com diferentes características e aplicações, os quais, porém, têm em comum

Leia mais

Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da

Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Informação e Documentação Disciplina: Planejamento e Gestão

Leia mais

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial Sistemas de Informação Empresarial SIG Sistemas de Informação Gerencial Visão Integrada do Papel dos SI s na Empresa [ Problema Organizacional ] [ Nível Organizacional ] Estratégico SAD Gerência sênior

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Aula 02

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Aula 02 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Aula 02 SOCIEDADE PÓS-INDUSTRIAL Valorização das características humanas; Querer Fazer (atitude, determinação, interesse); Saber como fazer (habilidade, técnica); Saber o que e porque

Leia mais

Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO. Profa. Leonor Cordeiro Brandão

Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO. Profa. Leonor Cordeiro Brandão Unidade II GESTÃO DO CONHECIMENTO Profa. Leonor Cordeiro Brandão Relembrando Vimos alguns conceitos importantes: O que são dados; O que é informação; Quando uma informação se transforma em conhecimento;

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI. Prof. Fernando Rodrigues

Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI. Prof. Fernando Rodrigues Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI Prof. Fernando Rodrigues Quando se trabalha com projetos, é necessária a utilização de técnicas e ferramentas que nos auxiliem a estudálos, entendê-los e controlá-los.

Leia mais

biblioteca Cultura de Inovação Dr. José Cláudio C. Terra & Caspar Bart Van Rijnbach, M Gestão da Inovação

biblioteca Cultura de Inovação Dr. José Cláudio C. Terra & Caspar Bart Van Rijnbach, M Gestão da Inovação O artigo fala sobre os vários aspectos e desafios que devem ser levados em consideração quando se deseja transformar ou fortalecer uma cultura organizacional, visando a implementação de uma cultura duradoura

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação

Estratégias em Tecnologia da Informação Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 6 Sistemas de Informações Estratégicas Sistemas integrados e sistemas legados Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados Material de apoio 2 Esclarecimentos

Leia mais

O Valor da TI. Introduzindo os conceitos do Val IT para mensuração do valor de Tecnologia da Informação. Conhecimento em Tecnologia da Informação

O Valor da TI. Introduzindo os conceitos do Val IT para mensuração do valor de Tecnologia da Informação. Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação O Valor da TI Introduzindo os conceitos do Val IT para mensuração do valor de Tecnologia da Informação 2010 Bridge Consulting

Leia mais

GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO * César Raeder Este artigo é uma revisão de literatura que aborda questões relativas ao papel do administrador frente à tecnologia da informação (TI) e sua

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Novembro 2014

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Novembro 2014 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Novembro 2014 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EM EMPRESAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL DE MÉDIO PORTE NO BRASIL. Elisabete Maria de Freitas Arquiteta

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Princípios da Teoria de Sistemas 1 Grupos diferentes dentro de uma organização necessitam

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

A FUNÇÃO CONTROLE. Orientação do controle

A FUNÇÃO CONTROLE. Orientação do controle A FUNÇÃO CONTROLE O controle é a ultima função da administração a ser analisadas e diz respeito aos esforços exercidos para gerar e usar informações relativas a execução das atividades nas organizações

Leia mais

ERP é um sistema de gestão empresarial que gerencia as informações relativas aos processos operacionais, administrativos e gerenciais das empresas.

ERP é um sistema de gestão empresarial que gerencia as informações relativas aos processos operacionais, administrativos e gerenciais das empresas. Introdução Sistemas de Informação é a expressão utilizada para descrever um Sistema seja ele automatizado (que pode ser denominado como Sistema Informacional Computadorizado), ou seja manual, que abrange

Leia mais

www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br

www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br Outras Apostilas em: www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br Centro Universitário Geraldo di Biase 1. Sistemas, Processos e Informações Ao observarmos o funcionamento de um setor

Leia mais

Classificação dos Sistemas de Informação

Classificação dos Sistemas de Informação Sistemas de Informação Classificação dos Sistemas de Informação O que veremos? Estaremos examinando o tipo de sistema de informação Gerencial. Veremos também, outras classificações dos sistemas de informação.

Leia mais

08/03/2009. Como mostra a pirâmide da gestão no slide seguinte... Profª. Kelly Hannel. Fonte: adaptado de Laudon, 2002

08/03/2009. Como mostra a pirâmide da gestão no slide seguinte... Profª. Kelly Hannel. Fonte: adaptado de Laudon, 2002 Pirâmide da Gestão Profª. Kelly Hannel Fonte: adaptado de Laudon, 2002 Diferentes tipos de SIs que atendem diversos níveis organizacionais Sistemas do nível operacional: dão suporte a gerentes operacionais

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 1 OBJETIVOS 1. Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? 2. Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

Conceitos. - Sistema de Informação, Estruturas e Classificação. - Dados x Informações. Edson Almeida Junior www.edsonalmeidajunior.com.

Conceitos. - Sistema de Informação, Estruturas e Classificação. - Dados x Informações. Edson Almeida Junior www.edsonalmeidajunior.com. Conceitos - Sistema de Informação, Estruturas e Classificação - Dados x Informações Edson Almeida Junior www.edsonalmeidajunior.com.br Definição de Sistema Uma coleção de objetos unidos por alguma forma

Leia mais

CAPÍTULO 1 - CONTABILIDADE E GESTÃO EMPRESARIAL A CONTROLADORIA

CAPÍTULO 1 - CONTABILIDADE E GESTÃO EMPRESARIAL A CONTROLADORIA CAPÍTULO 1 - CONTABILIDADE E GESTÃO EMPRESARIAL A CONTROLADORIA Constata-se que o novo arranjo da economia mundial provocado pelo processo de globalização tem afetado as empresas a fim de disponibilizar

Leia mais

PARTE III Introdução à Consultoria Empresarial

PARTE III Introdução à Consultoria Empresarial FATERN Faculdade de Excelência Educacional do RN Coordenação Tecnológica de Redes e Sistemas Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

PERSPECTIVA FUNCIONAL DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TIPOS DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO

PERSPECTIVA FUNCIONAL DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TIPOS DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO CURSO: GESTÃO AMBIENTAL PROFESSOR: WENES SILVA DOS SANTOS ALUNOS: ANDRÉ VIANA CAVALCANTE, DANILO CARVALHO DE OLIVEIRA, GEISA MOREIRA DE SOUSA, FERNANDA MONTES, LIAMAR MONTES, PRISCILA CASTRO, RAIMUNDINHA

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS John F. Eichstaedt, Toni Édio Degenhardt Professora: Eliana V. Jaeger RESUMO: Este artigo mostra o que é um SIG (Sistema de Informação gerencial) em uma aplicação prática

Leia mais

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação Capítulo 2 E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação 2.1 2007 by Prentice Hall OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever as principais características das empresas que são importantes

Leia mais

IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1

IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1 IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1 Banco de Dados Introdução Por: Robson do Nascimento Fidalgo rdnf@cin.ufpe.br IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos Denis Alcides Rezende Do processamento de dados a TI Na década de 1960, o tema tecnológico que rondava as organizações era o processamento de

Leia mais

Empresa como Sistema e seus Subsistemas. Professora Cintia Caetano

Empresa como Sistema e seus Subsistemas. Professora Cintia Caetano Empresa como Sistema e seus Subsistemas Professora Cintia Caetano A empresa como um Sistema Aberto As organizações empresariais interagem com o ambiente e a sociedade de maneira completa. Uma empresa é

Leia mais

Sistema de Informação Gerencial (SIG)

Sistema de Informação Gerencial (SIG) Sistema de Informação Gerencial (SIG) Os Sistemas de Informação Gerencial (SIG) são sistemas ou processos que fornecem as informações necessárias para gerenciar com eficácia as organizações. Um SIG gera

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO. Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br

GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO. Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Guia de Estudo Vamos utilizar para a nossa disciplina de Modelagem de Processos com BPM o guia

Leia mais

Módulo 07 Gestão de Conhecimento

Módulo 07 Gestão de Conhecimento Módulo 07 Gestão de Conhecimento Por ser uma disciplina considerada nova dentro do campo da administração, a gestão de conhecimento ainda hoje tem várias definições e percepções, como mostro a seguir:

Leia mais

Prof. JUBRAN. Aula 1 - Conceitos Básicos de Sistemas de Informação

Prof. JUBRAN. Aula 1 - Conceitos Básicos de Sistemas de Informação Prof. JUBRAN Aula 1 - Conceitos Básicos de Sistemas de Informação Conhecimento em Sistemas de Informação Os filósofos tentam há séculos definir dados ou fatores, informação e conhecimento. Seus resultados

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Esp. Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com Sistemas de informação Disciplina: Introdução a SI 19/04 Recursos e Tecnologias dos Sistemas de Informação Turma: 01º semestre

Leia mais

ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial

ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial ERP Enterprise Resourse Planning Sistemas de Gestão Empresarial Prof. Pedro Luiz de O. Costa Bisneto 14/09/2003 Sumário Introdução... 2 Enterprise Resourse Planning... 2 Business Inteligence... 3 Vantagens

Leia mais

Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado.

Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado. TECNICAS E TECNOLOGIAS DE APOIO CRM Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado. Empresas já não podem confiar em mercados já conquistados. Fusões e aquisições

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL Aldemar Dias de Almeida Filho Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Élica Cristina da

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

ERP. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning -Sistema de Gestão Empresarial -Surgimento por volta dos anos 90 -Existência de uma base de dados

Leia mais

CONTROLADORIA NO SUPORTE A GESTÃO EMPRESARIAL

CONTROLADORIA NO SUPORTE A GESTÃO EMPRESARIAL CONTROLADORIA NO SUPORTE A GESTÃO EMPRESARIAL Cristiane de Oliveira 1 Letícia Santos Lima 2 Resumo O objetivo desse estudo consiste em apresentar uma base conceitual em que se fundamenta a Controladoria.

Leia mais

Tecnologias e Sistemas de Informação

Tecnologias e Sistemas de Informação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 02 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS LUIZ PAULO RONCHI FREITAS

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS LUIZ PAULO RONCHI FREITAS 0 UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS LUIZ PAULO RONCHI FREITAS AS FUNÇÕES DA CONTROLADORIA E O PERFIL DO CONTROLLER NAS EMPRESAS INTEGRANTES DOS PRINCIPAIS

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Disciplina: Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Auditoria e Análise de Segurança da Informação - 4º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA

Leia mais

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning ERP Enterprise Resources Planning A Era da Informação - TI GRI Information Resource Management -Informação Modo organizado do conhecimento para ser usado na gestão das empresas. - Sistemas de informação

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA (GESTÃO PARTICIPATIVA)

ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA (GESTÃO PARTICIPATIVA) ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA (GESTÃO PARTICIPATIVA) A administração participativa é uma filosofia ou política de administração de pessoas, que valoriza sua capacidade de tomar decisões e resolver problemas,

Leia mais

CEA439 - Gestão da Tecnologia da Informação

CEA439 - Gestão da Tecnologia da Informação CEA439 - Gestão da Tecnologia da Informação Janniele Aparecida Como uma empresa consegue administrar toda a informação presente nesses sistemas? Não fica caro manter tantos sistemas diferentes? Como os

Leia mais

Existem três categorias básicas de processos empresariais:

Existem três categorias básicas de processos empresariais: PROCESSOS GERENCIAIS Conceito de Processos Todo trabalho importante realizado nas empresas faz parte de algum processo (Graham e LeBaron, 1994). Não existe um produto ou um serviço oferecido por uma empresa

Leia mais

Apresentação da Empresa

Apresentação da Empresa Apresentação da Empresa Somos uma empresa especializada em desenvolver e implementar soluções de alto impacto na gestão e competitividade empresarial. Nossa missão é agregar valor aos negócios de nossos

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

Aula 1 Conceitos básicos de Sistemas de Informação.

Aula 1 Conceitos básicos de Sistemas de Informação. Aula 1 Conceitos básicos de Sistemas de Informação. Dados X Informações O que são Dados? São materiais brutos que precisam ser manipulados e colocados em um contexto compreensivo antes de se tornarem úteis

Leia mais

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Tecnologia da Informação. O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA 1 OBJETIVOS 1. O que os administradores precisam saber sobre organizações para montar e usar sistemas de informação com sucesso? 2. Que

Leia mais

I D C A N A L Y S T C O N N E C T I O N

I D C A N A L Y S T C O N N E C T I O N I D C A N A L Y S T C O N N E C T I O N Dan Vesset Vice-presidente de Programa, Business Analytics P r át i cas recomendadas para uma estr a t ég i a d e B u s i n e s s I n teligence e An a l yt i c s

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDUARDO ROCHA BRUNO CATTANY FERNANDO BAPTISTA

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDUARDO ROCHA BRUNO CATTANY FERNANDO BAPTISTA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EDUARDO ROCHA BRUNO CATTANY FERNANDO BAPTISTA Descrição da(s) atividade(s): Indicar qual software integrado de gestão e/ou ferramenta

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais (SIG) Juliana Grigol Fonsechi - 5147903 Chang Ming - 4915182 Vanessa Herculano de Oliveira - 5146840

Sistemas de Informações Gerenciais (SIG) Juliana Grigol Fonsechi - 5147903 Chang Ming - 4915182 Vanessa Herculano de Oliveira - 5146840 Sistemas de Informações Gerenciais (SIG) Juliana Grigol Fonsechi - 5147903 Chang Ming - 4915182 Vanessa Herculano de Oliveira - 5146840 1 Contexto Reclamações comuns dos executivos: Há muita informação

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA OBJETIVOS Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO. Prof. Esp. Lucas Cruz

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO. Prof. Esp. Lucas Cruz SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO Prof. Esp. Lucas Cruz SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO Os SIs têm o objetivo de automatizar os diversos processos empresariais, visando aumentar o controle e a produtividade, bem

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 3.1 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA 3.1 2003 by Prentice Hall 3 ão, Organizações ões, Administração e Estratégia OBJETIVOS

Leia mais

Sistemas de Apoio a Decisão

Sistemas de Apoio a Decisão Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry Sistemas de Apoio a Decisão DISCIPLINA: Sistemas de Apoio a Decisão O QUE É UM SISTEMA DE APOIO À DECISÃO?

Leia mais

Sistema de Informação Gerencial SIG

Sistema de Informação Gerencial SIG Sistema de Informação Gerencial SIG O SIG abrange a empresa Estratégico Tático Operacional Conceitos Básicos: DADO: Qualquer elemento identificado em sua forma bruta que, por si só, não conduz a compensação

Leia mais

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS EM PROJETOS DE TI 2012 Material 1 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 E-mail valeretto@yahoo.com.br Objetivo Objetivos desta disciplina são: reconhecer as bases da administração financeira das empresas,

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

GESTÃO DAS INFORMAÇÕES DAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 11

GESTÃO DAS INFORMAÇÕES DAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 11 GESTÃO DAS INFORMAÇÕES DAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 11 Índice 1. Importância do ERP para as organizações...3 2. ERP como fonte de vantagem competitiva...4 3. Desenvolvimento e implantação de sistema de informação...5

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

Sistemas de Informação I

Sistemas de Informação I + Sistemas de Informação I Dimensões de análise dos SI Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br + Introdução n Os sistemas de informação são combinações das formas de trabalho, informações, pessoas

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL 2015 Sabemos que as empresas atualmente utilizam uma variedade muito grande de sistemas de informação. Se você analisar qualquer empresa que conheça, constatará que existem

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057 INTRODUÇÃO SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057 Há algum tempo, podemos observar diversas mudanças nas organizações,

Leia mais

Tecnologia da Informação e Comunicação. Douglas Farias Cordeiro

Tecnologia da Informação e Comunicação. Douglas Farias Cordeiro Tecnologia da Informação e Comunicação Douglas Farias Cordeiro Algumas coisas que vimos até aqui Qual a diferença entre as funções do analista e do projetista? Como funciona o ciclo de vida de um projeto

Leia mais

ESTUDO DA IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA O COMÉRCIO VAREJISTA LUCIMEIRI CEZAR ANDRÉ

ESTUDO DA IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA O COMÉRCIO VAREJISTA LUCIMEIRI CEZAR ANDRÉ ESTUDO DA IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA O COMÉRCIO VAREJISTA LUCIMEIRI CEZAR ANDRÉ Acadêmica de Administração Geral na Faculdade Metropolitana de Maringá /PR - 2005 RESUMO: A atividade comercial

Leia mais

FIGURA 1: Capacidade de processos e maturidade Fonte: McCormack et al., 2003, 47p. Maturidade SCM Foco SCM. Inter-organizacional. Alta.

FIGURA 1: Capacidade de processos e maturidade Fonte: McCormack et al., 2003, 47p. Maturidade SCM Foco SCM. Inter-organizacional. Alta. Pesquisa IMAM/CEPEAD descreve os níveis de maturidade dos logísticos de empresas associadas Marcos Paulo Valadares de Oliveira e Dr. Marcelo Bronzo Ladeira O Grupo IMAM, em conjunto com o Centro de Pós-Graduação

Leia mais

3. Processos, o que é isto? Encontramos vários conceitos de processos, conforme observarmos abaixo:

3. Processos, o que é isto? Encontramos vários conceitos de processos, conforme observarmos abaixo: Perguntas e respostas sobre gestão por processos 1. Gestão por processos, por que usar? Num mundo globalizado com mercado extremamente competitivo, onde o cliente se encontra cada vez mais exigente e conhecedor

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais