Gabriel Rico - CEO, Amcham Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gabriel Rico - CEO, Amcham Brasil"

Transcrição

1

2 CONSIDERAÇÕES INICIAIS Este é um guia histórico. Além de ser a trigésima publicação da nossa série How To, é a primeira específica How To do Business and Invest in the US, que reunirá informações estratégicas para o empresário brasileiro que quer abrir um negócio nos Estados Unidos. Seu lançamento marca um momento de maior globalização de empresas brasileiras e de crescente apelo para muitos empresários nacionais buscarem oportunidades no exterior, e em especial nos Estados Unidos. Da mesma forma que o Brasil representou para muitas empresas americanas os primeiros passos fora do país de origem, para muitas empresas brasileiras, os Estados Unidos vêm sendo o primeiro mercado, fora do país. A Câmara Americana de Comércio do Brasil nasceu em 1919 com o espírito de fortalecer os laços entre as empresas das duas maiores economias das Américas. Uma relação que nos últimos anos alimenta um fluxo comercial de quase US$60 bilhões anuais. A Amcham Brasil, maior Amcham fora dos Estados Unidos, está constantemente prestando serviços aos seus associados e construindo pontes para os negócios brasileiros com o mundo inteiro. Com o apoio de nossas empresas associadas, já reunimos informações estratégicas de como fazer negócios no Brasil. Desta vez fazemos o inverso: reunimos para os associados e interessados brasileiros, informações estratégicas de como fazer negócios nos Estados Unidos. Este guia vai se juntar a How To do Business and Invest in Florida, Indiana, Arkansas, Carolinas, Georgia e Michigan. É com grande satisfação que publicamos este How To Como abrir empresas nos Estados Unidos, um guia seguro de informações estratégicas para os que querem entender o mercado mais rico e diversificado do mundo. Gabriel Rico CEO, Amcham Brasil Câmara Americana de Comércio para o Brasil AMCHAM Departamento de Comércio Exterior Brasil, 2013/2014 A Drummond CPA é uma empresa americana formada por profissionais brasileiros nos Estados Unidos com a missão de auxiliar organizações brasileiras e americanas a identificar e capitalizar as oportunidades de negócios, assim como avaliar os riscos para a obtenção de suas metas. Nosso conhecimento e experiência proporcionam a nossos clientes e seus associados o conforto de navegar por diferentes jurisdições, com confiabilidade e eficiência. Lideramos o mercado com o objetivo de preencher as lacunas entre a cultura, a língua, as questões legais, contábeis e os enquadramentos fiscais dos mercados do Brasil e EUA. A estruturação desse guia em parceria com a Amcham Brasil vem ao encontro de nossos objetivos. Esperamos assim contribuir para o fortalecimento da relação entre os dois países. Bruno Drummond Partner, Drummond CPA LLC Michel de Amorim Partner, Drummond CPA LLC

3 CONTEÚDO 01 INTRODUÇÃO NOVOS NEGÓCIOS INVESTIMENTOS: COMO ESTRUTURAR REPRESENTAÇÃO, FILIAL E SUBSIDIÁRIA 14 LEGISLAÇÃO ESCOLHA DO LOCAL DE ATUAÇÃO E INCORPORAÇÃO OPERAÇÃO: CONTRATANDO FUNCIONÁRIOS CONTRATAÇÃO DE PRESTADORES DE SERVIÇOS, CONTADORES E ADVOGADOS ANEXOS SOBRE O PATROCINADOR

4 01. INTRODUÇÃO A economia americana é uma das mais diversificadas, eficientes e tecnologicamente avançadas do mundo, sendo que, 40% do Produto Interno Bruto (PIB) vem dos setores financeiro, seguros, imobiliário, arrendamento, locação, assistência à saúde e social, profissional, empresarial e educacional. Este guia tem uma linguagem simples e prática com o objetivo de auxiliar empreendedores e investidores de pequeno, médio e grande porte durante o processo de abertura de empresas nos EUA ou de estabelecimento de atividades no país. 02. NOVOS NEGÓCIOS O conteúdo aqui expressado não representa uma opinião de auditoria, representação, aconselhamento fiscal, contábil, legal e de investimentos para os leitores. Adicionalmente, este documento está de acordo com as normas da circular 230 do IRS (Internal Revenue Service). Conquistar o mercado americano pode ser um Vale ressaltar que este material tem como função educar os leitores de uma forma geral e que cada processo de internacionalização deve ser avaliado de acordo com o ambiente que o empreendedor se encontra. de entrada de empresas estrangeiras as quais possuem empreendimento bastante gratificante àqueles que avançam em busca de novos horizontes. Os Estados Unidos oferecem várias oportunidades, juntamente com a facilidade de investimentos, incluindo o fácil acesso a capacidade de iniciar ou expandir seus negócios sem enfrentar muita burocracia. Acessar o mercado americano é a chave para o sucesso de muitas companhias ao redor do mundo, pois os Estados Unidos possuem o mercado nacional integrado às taxas corporativo prónegócios. A criação de uma empresa por nãoresidentes, não é um procedimento necessariamente complexo, desde que o investidor tenha a ajuda de uma equipe qualificada e que faça os procedimentos adequados para a formação da empresa e o cálculo dos impostos LEGISLAÇÃO diretos e indiretos no âmbito federal e estadual. No gráfico a seguir podese observar as mudanças do crescimento do PIB desde o primeiro trimestre de 2011, no qual podemos ver a flutuação positiva do Produto 06 Interno Bruto americano. Fonte: Istock Fonte: Istock 07 How To Como abrir empresas nos Estados Unidos de impostos mais competitivas e também um sistema

5 Crescimento em Percentual DEMONSTRAÇÃO DAS MUDANÇAS EM PERCENTUAIS DO PRODUTO INTERNO BRUTO 4,50% 4,1% 3,50% 3,1% 3,00% 2,5% 2,5% 2,50% 2,0% 1,50% 1,3% 1,3% Pessoa Física Empresa Encargos Sociais QUADRO COMPARATIVO EUA BRASIL EUA BRASIL Imposto Federal, Estadual e Municípal Imposto de Renda Sobre Renda (em locais aplicáveis) (apenas federal) Recolhimento sobre Vendas de Produtos Recolhimento do Imposto sobre a Manufatura e Serviços (em estados aplicáveis) (ICMS), Imposto sobre Serviço (ISS), etc. Recolhimento dos Encargos Sociais: FGTS, Recolhimento dos Engcargos Sociais: INSS, PIS, PASEP, COFINS, entre outras Social Security e Medicare taxas aplicáveis. 08 LEGISLAÇÃO 1,00% 2,50% 0,1% 1º Trimestre 2011 Fonte: Bureau Economic Analysis 2º Trimestre º Trimestre 2011 Existem inúmeras vantagens para quem possui uma companhia nos EUA, tais como: o poder de participar do mercado de capitais; melhorar a credibilidade da empresa, tanto no âmbito local como internacional; além de outras facilidades que o tesouro americano permite com uma visão prónegócios, na qual existe a flexibilidade com relação às alíquotas tributárias. NOVOS HORIZONTES, GRANDES DIFERENÇAS 4º Trimestre 2011 A internaciolização ou o investimento em um país estrangeiro tem como desafios as áreas de: 1º Trimestre º Trimestre º Trimestre ,4% 4º Trimestre 2012 entedimento da cultura estrangeira; sistema legal; idioma; logística; mercado operacional; atuação do governo; e 1º Trimestre 2013 contabilidade e sistema tributário, conforme demonstrado na tabela a seguir. TRIBUTOS SOBRE A RENDA QUEM DEVE PAGAR? Pessoas físicas 1 e jurídicas, americanas ou estrangeiras, devem pagar os tributos, sejam eles federais, estaduais e/ ou municipais, sobre a renda auferida. Entretanto, é importante lembrar que as empresas estrangeiras e suas subsidiárias estão sujeitas à tributação americana sobre a renda apenas no que tange às operações efetivamente vinculadas a uma transação ou atividade nos EUA 2, também chamado de ECI. (Effectively Connected Income). Adicionalmente, rendas fixas, determináveis, anuais e periódicas (FDAP Fixed, Determinable, Annual, Periodical) são tributáveis. Como exemplo, podemos citar as seguintes fontes de receitas suscetíveis a tributação: alugueis, dividendos e royalties. MÉTODO DE TRIBUTAÇÃO O método de tributação nos EUA pode acontecer em dois níveis: na pessoa física e jurídica, porém existem pessoas jurídicas que não pagam Imposto de Renda no âmbito da própria, mas sim no da pessoa física. Esse tipo de entidade é chamada de Pass through, onde a pessoa física paga todos os tributos da pessoa jurídica. 1 Cidadão americano nãoresidente, indivíduos com Green Card e/ou estrangeiros que residem nos EUA são considerados residentes para efeitos fiscais caso estes tenham presença substancial no país durante o ano. Pessoas Físicas estrangeiras que não passem no teste de permanência devem pagar imposto sobre renda nos Estados Uunidos como nãoresidente. É recomendável consultar um contador certificado (CPA) ou um advogado em caso de dúvida quanto ao requerimento do teste de presença substancial no país. 2 As expressões são utilizadas para indicar uma operação ou atividade comercial nos EUA. Contudo, não há definição clara do que é considerada operação ou atividade. Geralmente, os tribunais fazem uma análise caso a caso. Para determinar se há uma operação ou atividade ocorrida nos EUA, o nível de envolvimento do dono do negócio deve ser considerado. Ocasionalmente, levase também em consideração se há uma atividade com fins lucrativos e que seja considerável, contínua e regular. 09 How To Como abrir empresas nos Estados Unidos

6 03. INVESTIMENTO: COMO ESTRUTURAR Fonte: Istock 10 LEGISLAÇÃO Quanto a impostos federais, é importante frisar que nos EUA não existe a opção da apuração do imposto sobre Lucro Presumido ou Simples. O Imposto de Renda deve ser calculado sobre o Lucro Real (computado após a dedução de custos e despesas), o que aumenta a exposição à auditoria das pessoas físicas e jurídicas pelas agências municipais, estaduais e federais. Quando a pessoa jurídica tem renda auferida via ECI, é tributada com base na renda líquida (Lucro Real), com alíquotas equivalentes àquelas impostas. Estas alíquotas variam de 25% a 34% para empresas com renda tributável entre US$ 50 mil e US$ 10 milhões. Para empresas com lucro líquido acima de US$ 10 milhões se aplica uma alíquota a partir 35%. Com relação aos dividendos distribuídos por uma entidade, os lucros de uma filial estrangeira são tributados à alíquota 3 De acordo com tratado comercial entre os países na data da elaboração desse guia. de 30% sobre o valor que se considera como distribuído à matriz. Para uma pessoa física estrangeira, caso esta passe no teste de residência permanente, a tributação é de 15%. O imposto sobre uma renda que seja fixa, determinável, anual ou periódica (FDAP) é retido à base de 30% sobre o valor bruto para a pessoa física estrangeira que não passe no teste de residência permanente e jurídica estrangeira (matriz). Todavia, esta alíquota pode ser reduzida por tratado fiscal caso o contribuinte ou seu país de origem se adéquem em certos critérios. Atualmente, o Brasil não tem um tratado firmado com os EUA para que a alíquota seja menor que 30% 3. Além do imposto federal, nos EUA a renda pode ser tributada no nível estadual e municipal. As alíquotas estaduais e municipais podem variar (em conjunto) entre 0% e 15% e o valor pago é dedutível para fins do Imposto de Renda Federal. Fonte: Istock A escolha de uma estrutura de negócio ou investimento adequado é muito importante, de modo que o capital investido e o seu retorno sejam maximizados e, ao mesmo tempo, os riscos legais e econômicos do investidor sejam minimizados. As estruturas societárias são importantes, pois caso haja necessidade de mudança estrutural, o processo poderá gerar custos adicionais com impostos e implicações legais. Logo, é importante o planejamento societário no início do processo para evitar a necessidade de mudar a estrutura em uma fase posterior. A forma como o empreendedor estrutura as suas operações, levando em consideração o local e estado, define como a empresa será tributada. Portanto, fazse necessário uma atenção detalhada na escolha da localidade, uma vez que isto pode ter impacto significativo na lucratividade da companhia. Informações de quais atividades serão exercidas nos EUA, também são determinantes para classificar as implicações e adversidades que serão encontradas no futuro. Existem entidades despersonificadas (Pass through), subsidiárias, limitadas, terceirização da produção e distribuição, joint ventures e sociedade simples. As formas societárias também têm suas peculiaridades no âmbito financeiro, na obrigação dos sócios e na flexibilidade do crescimento dos negócios. As agências federais e estaduais normalmente permitem aos investidores escolherem entre uma S/A, uma sociedade limitada ou uma entidade totalmente dissociada de sua controladora. 11 How To Como abrir empresas nos Estados Unidos

7 ESTRUTURAS SOCIETÁRIAS: TIPO Sole proprietorship General Partnership (GP) PROPRIEDADE Individual Dois ou mais sócios de acordo com o contrato social ADMINISTRAÇÃO Administrada pelo proprietário Administrada pelos sócios de acordo com o contrato social RESPONSABILIDADE DOS SÓCIOS O sócio é pessoalmente responsável por todas as obrigações Todos os sócios são pessoal e solidariamente responsáveis pelas obrigações da sociedade TRIBUTAÇÃO A renda da empresa é considerada renda direta do sócio e assim tributada O lucro ou prejuízo da sociedade é reconhecido no patrimônio do sócio na medida de sua participação e, então, tributado de acordo com a alíquota aplicável às pessoas físicas ou jurídicas custos anuais; empregado vs. investidor; planejamento sucessório. Considerações Fiscais: Taxas efetivas dos impostos; base de tributação (quais rendimentos e ganhos estão incluídos, quais deduções/perdas são permitidas); acesso a concessões; nível em que os prejuízos fiscais podem ser utilizados e capacidade de uso das perdas em exercícios futuros; menores custos relacionados à operação de empresas privadas. A importância de considerações adicionais varia de acordo com a necessidade e a estratégia da matriz ou do investidor. Será necessária uma familiarização das vantagens e desvantagens das estratégias disponíveis ao investidor para entrada no mercado. Limited Partnership (LP) Dois ou mais sócios. Há duas classes de sócios: de responsabilidade limitada e ilimitada Sócios de responsabilidade ilimitada podem dissolver a sociedade a qualquer tempo. Em regra, sócios de responsabilidade ilimitada gerenciam a empresa de acordo com o contrato social Sócios de responsabilidade ilimitada são pessoalmente responsáveis pelas obrigações da sociedade; os demais sócios são responsáveis limitadamente ao valor do capital integralizado O lucro ou prejuízo da sociedade é reconhecido no patrimônio do sócio na medida de sua participação e, então, tributado de acordo com a alíquota aplicável às pessoas físicas ou jurídicas ESTRATÉGIAS DE ENTRADA DE MERCADO: Relação Tradicional Aliança Estratégicas Investimentos sem Capital Investimentos com Capital Além de Alianças Estratégicas C Corporation Número ilimitado de sócios Sócios são detentores de ações e a administração fica a cargo de um Conselho de Administração A responsabilidade dos sócios é limitada ao valor de suas ações O lucro da sociedade é tributado e pago por ela. Os dividendos distribuídos são tributados e pagos pelos sócios Licenciamento Cobranding Representação Investimento parcial em Capital 12 LEGISLAÇÃO Limited Liability Company (LLC) Limited Liability Partnership (LLP) Um ou mais sócios Dois ou mais sócios Fonte: Delaware Division of Corporation Administrada por sócios ou gerentes de acordo com o estabelecido no contrato social Administrada por sócios de acordo com o contrato social O investidor deverá definir o tipo de entidade legal bem como a estrutura societária da empresa. A definição desta estrutura varia de acordo com o interesse do investidor, o número de sócios, os riscos a serem assumidos e a estruturação tributária. Estes fatores devem ser considerados antes da definição da estrutura societária. Em regra, a responsabilidade dos sócios é limitada ao valor de suas quotas A responsabilidade dos sócios é limitada ao valor de suas quotas Detalhes a serem observados: Pode escolher o regime tributário de uma sociedade simples, sociedade anônima ou ente despersonalizado O lucro ou prejuízo da sociedade é reconhecido no patrimônio do sócio na medida de sua participação e, então, tributado de acordo com a alíquota aplicável às pessoas físicas ou jurídicas Considerações Não Fiscais: Exposição à responsabilidade/proteção de ativos; planejamento e níveis de controle; alternativas de financiamento; Importação & Exportação Franchising Fonte: Drummond CPA, LLC Colaboração Afiliação Marketing em conjunto Subcontratação Distribuição em conjunto P&D em conjunto Manufatura em conjunto Consórcio Joint Venture Fusão de Aquisição Subsidiária Controle, Riscos & Retornos + 13 How To Como abrir empresas nos Estados Unidos

8 14 LEGISLAÇÃO Para o investidor estrangeiro, são comuns três tipos de entidades. São elas: Representação, Filial e Subsidiária. É necessário atenção na escolha e no entendimento das limitações de cada entidade. REPRESENTAÇÃO A Representação é a forma mais simples de se iniciar um negócio nos EUA. O empreendedor não precisa criar uma pessoa jurídica e não estará sujeito ao Imposto de Renda da pessoa jurídica, desde que as atividades da Representação sejam limitadas a pesquisa, suporte, atividades publicitárias e promocionais e compra de bens em nome da sede no exterior. Uma Representação é mais apropriada aos estágios iniciais de sua atividade nos Estados Unidos. Posteriormente, e à medida que o negócio cresça, pode ser necessário que a entidade avance em uma estrutura mais complexa, como uma filial ou subsidiária. É importante salientar que essa estrutura é uma forma da Matriz ser representada nos EUA. Por isso é muito importante a manutenção das atividades da empresa, pois, caso ultrapasse tais limitações, estará exposta à tributação federal. Notase que a Representação não fica isenta das obrigações acessórias e do Imposto de Renda e/ou de vendas, em alguns casos, para o estado e/ou cidade onde está localizada. 04. REPRESENTAÇÃO, FILIAL E SUBSIDIÁRIA FILIAL Assim como na Representação, na Filial não existe a necessidade da criação de uma pessoa jurídica. O benefício, em comparação com a Representação, é que na Filial as atividades permitidas são mais amplas. Todavia, ela constitui uma presença nos EUA que implica obrigações tributárias, como a necessidade de se preencher as declarações anuais e o pagamento de tributos. Em regra, a Filial nos Estados Unidos está sujeita a uma alíquota de até 35% de Imposto de Renda. Além disso, qualquer envio de lucros via dividendos à sede, após a tributação, está sujeita a uma alíquota de 30%. Existem riscos específicos associados à abertura de uma Filial, que em essência é a empresa estrangeira operando nos EUA em sua capacidade plena. Neste tipo de operação, as rendas da Matriz e Filial podem ser tributadas tanto nos EUA quanto no Brasil. Em outras palavras, a estrutura de uma Filial possui o risco de expor demasiadamente os lucros da sede a uma eventual tributação nos EUA ou no Brasil. Isto porque, a atribuição de lucros à Filial e à Sede deve ser feita de forma cuidadosa, e nem sempre os parâmetros e limites são claros nas legislações americana e brasileira. SUBSIDIÁRIAS Na estrutura da Subsidiária criase uma pessoa jurídica distinta da Matriz estrangeira. Desta forma, a estrutura pode ser utilizada para mitigar qualquer risco na operação da Filial para a Matriz. É importante salientar que quando uma empresa brasileira esta fazendo um procedimento de internacionalização Fonte: Istock A partir de uma análise preliminar das opções de um investidor estrangeiro para entrada no mercado americano, levando em consideração os riscos e retornos e seu nível de exposição ao mercado local, é comum dizer via uma Subsidiária, esta fica exposta a modificações do método de tributação no país de origem. Por exemplo: uma empresa que está sendo tributada no Lucro Presumido no Brasil deverá modificálo para o Lucro Real. Com relação à Subsidiária americana, ela poderá ser tributada por uma alíquota de até 35%. Além disso, a distribuição de dividendos para a controladora estrangeira está sujeita ao imposto retido na fonte à ordem de 30%. que os investidores estrangeiros têm uma tendência de selecionar uma entidade incorporada no solo americano que seja totalmente independente da matriz, tornandose uma entidade Subsidiária. 15 How To Como abrir empresas nos Estados Unidos

9 05. ESCOLHA DO LOCAL DE ATUAÇÃO E INCORPORAÇÃO A partir do momento da escolha do modelo de atuação no mercado, o investidor deverá focar na seleção do local da sua atuação. Essa, por sua vez, tem uma grande importância na vida fiscal da entidade, seja para uma Representação, Filial ou Subsidiária. Em alguns casos a empresa se incorpora em um local devido aos benefícios fiscais oferecidos por determinado estado, porém possui operações em outro. Em uma situação como esta, a entidade fica exposta às obrigações com os dois estados, tanto para Imposto de Renda quanto para obrigações acessórias. Quanto à retirada de licenças e alvarás, este é um procedimento que pode variar de acordo com o segmento e normas legais do município e estado escolhidos. Para um empreendedor estrangeiro, esse procedimento pode ser confuso e complicado por vários motivos: barreira da língua, entendimento das leis, procedimentos, entre outros. O procedimento mais adequado a ser feito nesse caso é uma pesquisa preliminar junto à Secretaria da Fazenda do estado onde a empresa se instalará, que dará as seguintes e importantes informações: disponibilidade do nome junto à agência estadual. A partir de uma posição positiva, o empreendedor deverá fazer o requerimento do EIN (Employer Identification Number, também chamado de Federal Tax ID), equivalente ao CNPJ no Brasil, junto ao IRS (Internal Revenue Services, Receita Federal americana). É aconselhavel que o procedimento de incorporação seja feito por um prestador de serviços, como um contador certificado (CPA) ou um advogado. Em seguida, é necessária a incorporação junto à agência do estado localizado. Nesse momento de aplicação o empreendedor já deverá disponibilizar os seguintes itens: Nome da empresa disponível para incorporação; Número de registro (EIN); Local selecionado para operação da empresa; assinatura dos contratos sociais pelos sócios, membros ou cotistas. Esses contratos variam de acordo com a estrutura da organização. Os mais comuns são chamados de By laws, Operating Agreement, Limited Liability Company Agreement, Limited Partnership Agreement, Limited liability Partnership Agreement. Tais documentos regem as políticas internas e externas da entidade. Dependendo do estado incorporado, os contratos sociais e seus adendos devem ser arquivados junto à Secretaria do estado. INSTALAÇÃO OPERACIONAL O momento da instalação operacional é um estágio de fundamental importância para vida da entidade. Os passos necessários para que a empresa possa sair do papel para operação são: 16 LEGISLAÇÃO Qualquer que seja o estado que a entidade venha a se incorporar, haverá a necessidade da identificação de um agente registrador junto ao estado. O agente registrador (Registry Agent) pode ser uma pessoa física ou jurídica. O mais importante é ter um endereço no estado de incorporação da entidade. O agente tem o compromisso de ser o contato direto com as agências federais, estaduais e municipais. Quando a empresa está localizada no mesmo local de sua operação o agente registrador pode ser ela mesma. Quando a operação está fora do estado onde a entidade tem a sua incorporação, é necessária a contratação destes serviços por terceiros. Necessidade ou não de alvará para o estado e cidade escolhidos para a operação; Necessidade, ou não, de pagamento de Imposto sobre Vendas ou Imposto sobre Alimentos. (caso aplicável); Contato necessário para que o investidor possa contatar a cidade para o processo de retirada de alvará de funcionamento. INCORPORAÇÃO O procedimento de incorporação ocorre em duas partes: primeiramente é necessária uma avaliação da Agente Registrador; Conhecimento do procedimento de retirada do alvará para o local de operação e o entendimento da exposição de pagamento de imposto sobre vendas ou não para o estado. O empreendedor fará a escolha da estrutura legal de acordo com o quadro Estruturas Societárias (capítulo 3) e fará o procedimento de aplicação junto à Secretaria do estado. O procedimento de seleção da estrutura legal também deve ser analisado junto ao respectivo prestador de serviços, como um contador certificado ou um advogado. A partir deste momento, o processo passa para a Abertura da conta bancária para pessoa jurídica; de preferência em um banco que tenha apelo nacional. Os documentos necessários para a abertura da conta bancária variam de acordo com a instituição financeira. De um modo geral incluem os seguintes documentos: Artigos de incorporação e/ou organização; Contratos sociais, operacionais, licenças e/ ou minutas de reunião de diretores; Carta com o número de EIN (equivalente ao CNPJ); Dois tipos de identificação, uma delas com foto (carteira de motorista americana, passaporte, cartões de credito, etc.); 17 How To Como abrir empresas nos Estados Unidos

10 Comprovante de residência; Comprovante de endereço comercial nos Estados Unidos (ou do Agente Registrador); Depósito mínimo (este valor varia de acordo com a instituição financeira); Carta do contador certificado americano (CPA) ou advogado. Aplicação para identificação estadual: necessária para o recolhimento de Imposto de Renda e encargos estaduais. Notese que esse procedimento é específico de cada estado e alguns usam o mesmo EIN; Obtenção da licença para operação do negócio e alvará, caso o estado ou município requeiram tal permissão; Obtenção de Seguro sobre produtos e serviços. Dependendo do estado é requerido esse processo antes da incorporação; _Necessidade de documentação do relacionamento da Matriz e Subsidiária, quando for o caso, via contratos de gerenciamento, mútuos ou de uso de intangíveis para suporte da contabilidade. De um modo geral, o processo de abertura de empresa nos Estados Unidos varia entre 2 a 5 dias. 06. OPERAÇÃO: CONTRATANDO FUNCIONÁRIOS A contratação de empregados deve ser feita de uma forma bem planejada pela empresa que se instala nos Estados Unidos. Assim como no Brasil, existem direitos e obrigações dos empregados e empregadores que devem ser cumpridos, tais como recolhimento de seguro social e Imposto de Renda retido na fonte. Adicionalmente, no sistema legal americano é comum a abertura de processos trabalhistas por parte de funcionários nos quais multas e severas penas são envolvidas na solução entre as partes. A relação de empregado e empregador deve ser baseada em contratos de trabalho. Este deve ser redigido e revisado por profissionais especializados como forma de minimizar possíveis riscos e contingências trabalhistas. Como no Brasil, os Estados Unidos têm contribuição previdenciária e seguro desemprego. A diferença é que o seguro desemprego se aplica tanto no nível federal quanto estadual. Além desses encargos, existe o seguro saúde chamado Medicare. As contribuições previdenciárias incidem sobre salários ou valores recebidos por empregados e são destinadas a financiar benefícios previdenciários pagos pelo Governo Federal. Para o ano de 2012, a alíquota total foi de 15,3% (onde se inclui 12,4% para benefícios puramente previdenciários e 2,9% para financiar os serviços de saúde) sobre os primeiros US$ ,00 recebidos pelo empregado. 18 LEGISLAÇÃO Empregadores nos EUA também precisam estar atentos a fatores como a não discriminação por gênero, raça, cultura, religião, origem e idade, antes, durante, e, depois do processo seletivo e no ambiente de trabalho. Tais comportamentos, assim como assédios morais e sexuais, são monitorados e punidos severamente dentro da legislação americana. ENCARGOS SOBRE A MÃO DE OBRA A mão de obra é um aspecto que pode ser bem trabalhoso nos EUA. Devido à complexidade do regime tributário federal, estadual e municipal, muitos investidores estrangeiros preferem terceirizar esta parte ou toda a gestão de mão de obra. Todavia, não há limite quanto ao valor para a alíquota destinada a financiar o serviço de saúde. Esta é recolhida metade pelo empregado e a outra parte pelo empregador. As contribuições previdenciárias são cobradas independentemente da cidadania ou da residência do empregado. O empregado, passando no teste de residência fiscal nos EUA, também fica exposto à contribuição social. O contribuinte somente obtém o direito à aposentadoria uma vez que o critério de idade e período mínimo de contribuição, estabelecido pelo Departamento de Seguridade Social, são atingidos. O contribuinte estrangeiro com situação legalizada no país possui os mesmos direitos 19 How To Como abrir empresas nos Estados Unidos

11 que os cidadãos americanos. Dentre estes, incluise o direito do recebimento de pensão de aposentadoria em caso de residência estrangeira (se determinados critérios forem atendidos). Vale ressaltar que o Brasil e os Estados Unidos não possuem nenhum acordo de Seguridade Social para a prevenção de incidência de tributo sobre o mesmo beneficio de aposentadoria em ambos os países. REMUNERAÇÃO DE EMPRESÁRIOS E VISTOS Empresários estrangeiros que sejam residentes fiscais nos EUA, assim como cidadãos americanos, estão sujeitos ao Imposto de Renda sobre a renda global auferida em qualquer lugar do planeta, independentemente da fonte de pagamento. 20 LEGISLAÇÃO Como já mencionado, há também o recolhimento de seguro desemprego. O tributo para financiar o seguro desemprego federal incide sobre valores pagos a empregados por serviços prestados nos EUA. A maioria dos estados possui seguros desempregos, mas o pagamento deste tributo pode ser compensado com o tributo federal. Os valores pagos a autônomos não são sujeitos ao tributo. Cidadãos estrangeiros com residência ou cidadania americana possuem os mesmos direitos e deveres dos americanos com relação ao seguro desemprego. Os critérios para o recebimento do seguro desemprego são determinados pelo governo federal em conjunto com os governos estaduais. Qualquer empregador é obrigado a reter imposto na fonte para as agências federais, estaduais e municipais, além de recolher as contribuições previdenciárias e do pagamento do seguro desemprego. Além dos funcionários, dependendo da estrutura acionária, a empresa é também obrigada a declarar os valores pagos a empresários nos EUA. Normalmente, empresários estrangeiros são considerados como residentes fiscais nos EUA se possuem status legal de residente permanente (possuem Green Card) ou se a sua presença nos EUA perdura por um tempo razoável, analisado sob o prisma de uma presença substancial. Para se caracterizar uma presença substancial, que resulta na classificação do estrangeiro como residente fiscal nos EUA, é necessário atender vários requisitos. É necessária a consulta de um especialista tributário da área a fim de conhecer e cumprir as suas obrigações legais do teste de residência. Em regra geral, um empresário estrangeiro não residente que presta serviços a entidade empregadora é considerado como envolvido em uma operação efetivamente vinculada aos EUA, independentemente da duração do serviço prestado. Sendo assim, deve pagar imposto no país. Este imposto incide apenas em relação à renda derivada de uma operação efetivamente vinculada aos EUA e em relação a investimentos no território americano (por exemplo: dividendos, royalties, aluguéis). A alíquota nestes casos é de 30% e incide sobre o valor bruto. Fonte: Istock VISTOS Estrangeiros que desejam ingressar nos EUA devem obter um visto de entrada. A exceção são os cidadãos de países com tratado mútuo junto ao governo americano. Vale ressaltar que os governos brasileiro e americano vêm trabalhando em conjunto com o objetivo de eliminar a necessidade de visto de entrada nos Estados Unidos em um futuro breve. Entretanto, não existe um prazo definido para a conclusão deste projeto. Logo, os brasileiros ainda necessitam de obtenção de visto para a entrada em território americano. A legislação distingue os estrangeiros que desejam uma entrada e permanência provisória (não imigrantes) daqueles que desejam permanecer indefinidamente (imigrantes). Há vistos para diferentes atividades, incluindo os de turismo, estudo e trabalho. Qualquer visto concedido a não imigrantes estabelece um limite de permanência no país e as atividades que podem ser feitas. Os vistos para imigrantes e reconhecimentos de residência permanente (comumente chamados de Green Card) podem ser concedidos pelo governo americano àqueles que pretendem residir de forma permanente nos EUA, caso estes atendam alguns requisitos préestabelecidos. Em casos corporativos, um visto de transferência na mesma empresa (L1) é considerado apropriado tanto para o funcionário de uma companhia internacional que está indo aos Estados Unidos para estabelecer uma Filial, Sucursal ou Subsidiária no país, como iniciar suas atividades. Ao submeter o pedido, a empresa terá que demonstrar a existência de instalações físicas adequadas e, dentro de um ano após a aprovação do pedido, que o funcionário nos EUA vai manter a posição de executivo ou administrador. Um pedido para um funcionário qualificado (cargo gerencial ou executivo) de um novo escritório será aprovado para um período que não excederá um ano, após o qual a empresa deverá demonstrar que está exercendo as atividades descritas na petição original para que esta, juntamente com o visto de permanência, seja estendida para além de um ano. 21 How To Como abrir empresas nos Estados Unidos

12 07. CONTRATAÇÃO DE PRESTADORES DE SERVIÇOS, CONTADORES (CPA) E ADVOGADOS Preço de Transferência Estabelecer preço de transferência é um processo muito novo para uma empresa que está se internacionalizando pela primeira vez. Além dos requerimentos normais de uma entidade, a multinacional está sujeita a regras complexas e muito instáveis, que afetam a estratégia global da companhia, suas Subsidiárias e sua cadeia de fornecedores. familiarizar com a legislação tributária do país antes do início de suas operações. O complexo sistema tributário, as severas penas e o não cumprimento das obrigações acessórias levam muitas companhias a procurarem auxílio de prestadores de serviços, tais como contadores certificados (CPA) e advogados tributários. 22 LEGISLAÇÃO A contratação de prestadores de serviços nos EUA é um procedimento comum, porém é aconselhável checar algumas questões antes da contratação: Verificação de habilitação legal e status: Prestadores de serviços são regulamentados pelo estado de residência; Verificação de seguros sobre serviços prestados e produtos; Verificação sobre a existência de processos administrativos e civis, junto ao conselho do estado; e Verificação de referências do prestador de serviços. CONTABILIDADE, IMPOSTOS E OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS A manutenção dos registros contábeis é um requerimento primordial para as empresas atenderem às necessidades exigidas pelas agências estaduais, federais e, em alguns casos, municipais nos Estados Unidos. As companhias sediadas no país devem manter os registros contábeis de acordo com os princípios gerais de contabilidade americana (USGAAP United States Generally Accepted Accounting Principles). Vale ressaltar que tais princípios são independentes das normas internacionais de contabilidade, que regulam os princípios fundamentais da contabilidade brasileira, por exemplo. Os principais impactos contábeis da internacionalização de uma empresa ou Subsidiária junto às agências estaduais e federais são: Consolidação Subsidiárias americanas, cuja moeda funcional é o dólar, devem ser consolidadas na moeda local da Matriz. Este processo de consolidação é complexo, uma vez que existe o requerimento de conversão das demonstrações financeiras da Subsidiária no exterior para a moeda local e para as normas contábeis do país de origem da Matriz. Transação com partes relacionadas As transações entre Matriz e Filial no exterior devem ser devidamente comprovadas por contratos firmados pelas partes. Essas transações são monitoradas em detalhe pelas Receitas Federais americana e brasileira, com o objetivo de identificar remessas indevidas de lucro entre Subsidiárias e Matrizes (veja em detalhe o tópico de preço de transferência a seguir). A decisão quanto à precificação determina onde o lucro será reconhecido. Obviamente, este ponto se torna de especial interesse dos governos, uma vez que a determinação do local de reconhecimento do lucro impacta a renda tributável. Nos últimos anos, a obrigação de se documentar as operações internacionais entre partes relacionadas para fins de análise do preço de transferência se tornou um ponto ainda mais crítico, tendo em vista a tendência das autoridades tributárias dos países de compartilharem informações entre si. Tributos internacionais As empresas com operações nos Estados Unidos devem se As agências estaduais e federais americanas são extremamente rígidas quanto à apuração indevida de Imposto de Renda trimestral estimado aplicável em caso de lucro. A falta desse pagamento ou a subestimativa desse valor, acima de 20%, podem gerar severas consequências (inclusive penais) em caso de auditoria. Dentre esses requerimentos, podemos citar a manutenção da inscrição estadual, a estimativa de Imposto de Renda trimestral e o recolhimento de imposto na fonte para tributos diretos e indiretos. 23 How To Como abrir empresas nos Estados Unidos

13 08. ANEXO II TABELA DE IMPOSTOS MUNICIPAIS E ESTADUAIS, A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2013 ANEXOS ESTADO TARIFA DO IMPOSTO ESTADUAL 6,60% 7,50% 4,75% 2,90% 6,35% 5,00% 6,25% 6,30% 5,00% 6,25% TARIFA MÉDIA DO IMPOSTO MUNICIPAL (A) 4,45% 1,69% 2,56% 2,61% 0,88% 2,12% 1,08% 4,49% 1,52% 1,82% 0,62% 2,99% 0,35% 0,02% 1,88% 0,82% 1,95% 4,87% TARIFA COMBINADA TARIFA MUNICIPAL MÍNIMA TARIFA MUNICIPAL MÁXIMA 8,00% 7,50% 5,12% 7,50% 2,50% 2,50% 3,00% 7,50% 3,00% 1,50% 0,50% 2,50% 3,25% 3,25% 3,50% 24 LEGISLAÇÃO ANEXO I DETALHAMENTO DOS IMPOSTOS AMERICANOS Os impostos nos Estados Unidos, assim como no Brasil, são cobrados no âmbito federal, estadual e municipal. Em alguns casos, o mesmo imposto pode ser cobrado em diferentes níveis (por exemplo o imposto de renda, que é um imposto federal e também estadual, em algumas localidades). Abaixo, segue um breve resumo dos principais tributos americanos: Tributos Federais (Federal taxes) Os tributos federais são segregados em diferentes grupos. Dentre os principais podemos destacar os seguintes: Imposto de Renda (Income Tax) Imposto cobrado sobre a renda direta ou indireta referente a salários, ganhos com investimentos e/ou receitas em geral (pessoa física e jurídica); Imposto sobre Doações (Gift Tax) Imposto cobrado sobre certas doações a outras pessoas 4 Programa federal que financia parte dos custos com saúde para cidadãos acima de 65 anos. ou entidades. Esse imposto se aplica para doações acima de determinados valores estipulados pela Receita Federal americana de acordo com o tipo de doação. Imposto sobre transmissão causa mortis (Estate Tax) Esse tipo de imposto se aplica a heranças (dinheiro ou bens), em geral para valores excedentes a US$ 1 milhão. Contribuição sobre a folha de pagamento (Employment tax) Contribuições retidas diretamente na folha de pagamento utilizados para fins sociais, tais como seguro desemprego, Medicare 4 e seguridade social. Tributos Estaduais (State Taxes) Esses tributos são cobrados a nivel estadual. Vale ressaltar que alguns estados não possuem esse tipo de tributo. De modo geral, incluem: imposto de renda (state income tax), imposto sobre a venda (sales tax) e imposto sobre propriedades (property tax). Impostos Municipais ou Provinciais (Local Tax) Esses impostos variam de acordo com cada município. Em geral, essas são tarifas cobradas em forma de impostos sobre produtos e serviços (sales tax) e sobre propriedades (property tax). Alabama Alaska Arizona Arkansas Califórnia (b) Carolina do Norte Carolina do Sul Colorado Connecticut D.C. Dakota do Norte Dakota do Sul Delaware Flórida Geórgia Havaí (c) Idaho Illinois Indiana Iowa Kansas Kentucky Louisiana Maine Maryland Massachusetts Michigan 8,45% 1,69% 9,16% 8,61% 8,38% 6,87% 7,08% 7,39% 6,35% 6,52% 5,82% 6,62% 6,99% 4,35% 6,02% 8,13% 6,82% 8,25% 8,87% 5,00% 6,25% 25 How To Como abrir empresas nos Estados Unidos

14 ESTADO TARIFA DO IMPOSTO ESTADUAL TARIFA MÉDIA DO IMPOSTO MUNICIPAL (A) TARIFA COMBINADA TARIFA MUNICIPAL MÍNIMA TARIFA MUNICIPAL MÁXIMA 09. Minnesota Mississipi Missouri 6,87% 4,22% 0,29% 3,23% 7,16% 7,46% 0,50% 1,00% 0,25% 4,70% SOBRE O PATROCINADOR 26 LEGISLAÇÃO Montana (d) Nebraska Nevada Nova Hampshire Nova Jersey (e) Nova York Novo México (c) Ohio Oklahoma Oregon Pennsylvania Rhode Island Tennesse Texas Utah (b) Vermont Virginia (b) Virginia Ocidental Washington Wisconsing Wyoming 5,50% 6,85% 5,12% 5,50% 4,50% 6,25% 5,95% 5,00% 6,50% 5,00% 1,28% 1,08% 0,03% 4,48% 2,13% 1,30% 4,17% 0,34% 2,44% 1,89% 0,72% 0,14% 0,04% 2,36% 0,43% 1,34% 6,78% 7,93% 6,97% 8,48% 7,26% 6,80% 8,67% 6,34% 9,44% 8,14% 6,67% 6,14% 5,00% 6,04% 8,86% 5,43% 5,34% 3,00% 0,37% 0,75% 0,25% 1,50% 0,50% 1,50% 1,25% 4,87% 3,56% 2,25% 6,50% 2,75% 1,00% 1,00% 3,00% 1,50% (a) Os impostos municipais variam de acordo com a localização. As tarifas médias foram calculadas com base na população da localidade, considerando a média das tarifas municipais. (b)três estados recolhem uma tarifa uniforme local adicional sobre vendas: California (1%), Utah (1,25%), Virginia (1%). Essa tarifa foi incluída na tarifa média acima. (c) Os impostos sobre a venda no Havaí, Novo México e Dakota do Sul tem bases amplas que incluem serviços, logo, as tarifas desses estados não são comparáveis às tarifas dos outros estados. (d) Devido a limitação nos dados, a tabela acima não inclue imposto sobre venda em resortes locais em Montana. (e) Alguns municípios em Nova Jersey não estão sujeitos às tarifas estaduais e coletam um imposto local de 3,5%. A média local dessas taxas estão representadas com valores negativos acima. Fonte (versão traduzida): A Drummond CPA, é uma Certified Public Accountant que presta serviços de contabilidade, consultoria tributária, financeira e assurance. A empresa foi fundada com o objetivo de auxiliar empresas na identificação e capitalização de oportunidades de negócios nos mercados americano e brasileiro. Com knowhow para atuar com eficiência nos dois países, os profissionais da empresa prestam assessoria especializada com intuito de mitigar os riscos inerentes à realização de novos negócios. A Drummond tem em seu time de colaboradores profissionais capacitados a oferecer aos clientes uma completa gama de serviços, trabalhando em conjunto nas áreas fiscal, tributária, contábil e aspectos da legislação de ambos os mercados. Por ser formada por profissionais certificados e familiarizados nos dois países, a equipe da Drummond pode auxiliar os clientes a transporem as barreiras culturais e da língua para a realização do negócio tanto no Brasil como nos EUA. Atualmente, a Drummond tem a sua matriz em Boston e escritórios em Miami e São Paulo. Para mais informações entre em contato com: Boston 8 Fanevil Hall Market Place 3rd Floor Boston, Massachusetts EUA Fone: (1.781) r.0 Fax: (1.866) Miami 80 SW 8th Street, Suite 2000 Miami, Florida EUA Telefone : (1.781) Ex. 0 Fax : (1.866) São Paulo Rua Funchal andar Vila Olímpia, São Paulo, Brasil Telefones : (55 11) (55 21) (55 31) Website: 27 How To Como abrir empresas nos Estados Unidos

15

ESTABELECENDO UM NEGÓCIO NOS EUA

ESTABELECENDO UM NEGÓCIO NOS EUA ESTABELECENDO UM NEGÓCIO NOS EUA Escritórios de Advocacia Zara 111 John Street, Suite 510, New York, NY 10038 Tel: 1-212-619 45 00 Fax: 1-212-619 45 20 www.zaralawny.com 1 Introdução A recente queda do

Leia mais

Apresentação Select USA. Setembro 2015

Apresentação Select USA. Setembro 2015 Apresentação Select USA Setembro 2015 A Empresa Agenda Objetivo Novos negócios Oportunidades Representação, Filial e Subsidiária Estruturas Vistos Onde focar? Objetivos Esclarecer dúvidas iniciais de empresas

Leia mais

Compra de Imóvel nos EUA por Estrangeiro

Compra de Imóvel nos EUA por Estrangeiro 01.15.2015 Por Pieter A. Weyts e Jackson Hwu 1 Compra de Imóvel nos EUA por Estrangeiro Acontece diariamente em Miami e nos Estados Unidos: um residente estrangeiro pronto para fechar a compra de seu primeiro

Leia mais

Contmatic - Escrita Fiscal

Contmatic - Escrita Fiscal Lucro Presumido: É uma forma simplificada de tributação onde os impostos são calculados com base num percentual estabelecido sobre o valor das vendas realizadas, independentemente da apuração do lucro,

Leia mais

Investindo nos Estados Unidos

Investindo nos Estados Unidos Investindo nos Estados Unidos Um Guia Básico Introdução Este documento fornece orientações básicas para a realização de negócios e a obtenção de visto de investidor nos Estados Unidos (EUA), auxiliando

Leia mais

Investimento Direto Estrangeiro e Tributação de Bens e Serviços no Brasil. Setembro 2015

Investimento Direto Estrangeiro e Tributação de Bens e Serviços no Brasil. Setembro 2015 Investimento Direto Estrangeiro e Tributação de Bens e Serviços no Brasil Setembro 2015 Investimento Direto Estrangeiro e Tributação de bens e serviços 1. Investimento Direto Estrangeiro Constituição de

Leia mais

Trabalhadores sem fronteiras

Trabalhadores sem fronteiras Trabalhadores sem fronteiras 28 KPMG Business Magazine Autores: Valter Shimidu e Adriana Soares, respectivamente diretor e gerente sênior da área de TAX; Patricia Quintas, sócia da área de International

Leia mais

http://www.receita.fazenda.gov.br/prepararimpressao/imprimepagina.asp

http://www.receita.fazenda.gov.br/prepararimpressao/imprimepagina.asp Page 1 of 7 Instrução Normativa SRF nº 213, de 7 de outubro de 2002 DOU de 8.10.2002 Dispõe sobre a tributação de lucros, rendimentos e ganhos de capital auferidos no exterior pelas pessoas jurídicas domiciliadas

Leia mais

Tipos de Empresas, Requisitos e Passos para Abertura, Abertura Empresas Virtuais, Tributação.

Tipos de Empresas, Requisitos e Passos para Abertura, Abertura Empresas Virtuais, Tributação. Tipos de Empresas, Requisitos e Passos para Abertura, Abertura Empresas Virtuais, Tributação. 1) Tipos de Empresas Apresenta-se a seguir, as formas jurídicas mais comuns na constituição de uma Micro ou

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAR UMA EMPRESA

PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAR UMA EMPRESA PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAR UMA EMPRESA Equipe Portal de Contabilidade Para encerrar as atividades de uma empresa, é preciso realizar vários procedimentos legais, contábeis e tributários, além de, é claro,

Leia mais

Palestrante: Anderson Aleandro Paviotti

Palestrante: Anderson Aleandro Paviotti Palestrante: Anderson Aleandro Paviotti Perfil do Palestrante: Contador, Consultor e Professor Universitário Colaborador do Escritório Santa Rita desde 1991 Tributação das Médias e Pequenas Empresas Como

Leia mais

Por que o mercado dos EUA?

Por que o mercado dos EUA? Este material foi desenvolvido por especialistas do franchising americano e é um guia de orientação para o empresário brasileiro que tem interesse em ingressar no maior mercado de franquias do mundo. Ele

Leia mais

Empresa Júnior constitui ou não Instituição de Educação?

Empresa Júnior constitui ou não Instituição de Educação? 1 Sumário I. Introdução... 3 II. Empresa Júnior constitui ou não Instituição de Educação?... 3 III. As Imunidades Tributárias das Empresas Juniores... 4 IV. Incidência de Tributos sobre Empresas Juniores:...

Leia mais

TRIBUTAÇÃO DO SETOR IMOBILIÁRIO E DA CONSTRUÇÃO CIVIL. Martelene Carvalhaes

TRIBUTAÇÃO DO SETOR IMOBILIÁRIO E DA CONSTRUÇÃO CIVIL. Martelene Carvalhaes TRIBUTAÇÃO DO SETOR IMOBILIÁRIO E DA CONSTRUÇÃO CIVIL Martelene Carvalhaes GESTÃO DE RISCOS O mercado de empreendimentos imobiliários é onde as empresas operam com maior nível de riscos devido às particularidades

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011 Orientações Básicas INFORMAÇÕES GERAIS PESSOA JURÍDICA 1) DCTF : (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) ATENÇÃO! Apresentação MENSAL obrigatória pelas Pessoas

Leia mais

TÍTULO: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - A IMPORTÂNCIA DA FORMALIZAÇÃO

TÍTULO: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - A IMPORTÂNCIA DA FORMALIZAÇÃO TÍTULO: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - A IMPORTÂNCIA DA FORMALIZAÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: CIÊNCIAS CONTÁBEIS INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA DE RIO CLARO AUTOR(ES):

Leia mais

Tributos em orçamentos

Tributos em orçamentos Tributos em orçamentos Autores: Camila de Carvalho Roldão Natália Garcia Figueiredo Resumo O orçamento é um dos serviços mais importantes a serem realizados antes de se iniciar um projeto. É através dele

Leia mais

INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO NOS EUA FLÓRIDA. 2014 - Direitos autorais reservados a Edgard Leite Advogados Associados

INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO NOS EUA FLÓRIDA. 2014 - Direitos autorais reservados a Edgard Leite Advogados Associados INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO NOS EUA FLÓRIDA 2014 - Direitos autorais reservados a Edgard Leite Advogados Associados A importância de ser confiável 2013 - Direitos autorais reservados a Edgard Leite Advogados

Leia mais

ROBSON ZANETTI & ADVOGADOS ASSOCIADOS AS HOLDINGS COMO ESTRATÉGIA DE NEGÓCIOS, PROTEÇÃO PATRIMONIAL E SUCESSÃO FAMILIAR

ROBSON ZANETTI & ADVOGADOS ASSOCIADOS AS HOLDINGS COMO ESTRATÉGIA DE NEGÓCIOS, PROTEÇÃO PATRIMONIAL E SUCESSÃO FAMILIAR AS HOLDINGS COMO ESTRATÉGIA DE NEGÓCIOS, PROTEÇÃO PATRIMONIAL E SUCESSÃO FAMILIAR Robson Zanetti Advogados 1 1. Origem legal da holding no Brasil Lei nº. 6.404 (Lei das S/A s). No Brasil as holdings surgiram

Leia mais

Niterói Administradora de Imóveis S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

Niterói Administradora de Imóveis S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Niterói Administradora de Imóveis S/A Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Em 30 de Junho de 2007 e em 31 de Dezembro de 2006, 2005 e 2004 Parecer dos auditores independentes

Leia mais

Pedro@ananadvogados.com.br

Pedro@ananadvogados.com.br Pedro@ananadvogados.com.br Sócio de Anan Advogados Especialista em Direito Empresarial pela PUC-SP MBA Controller pela FEA-USP Membro da Diretoria Jurídica da ANEFAC Diretor do Conselho Consultivo da APET

Leia mais

www.avantassessoria.com.br

www.avantassessoria.com.br www.avantassessoria.com.br Nossa Empresa A AVANT Assessoria Contábil e Tributária é uma empresa de contabilidade especializada em consultoria e assessoria de empresas e profissionais liberais, oferecendo

Leia mais

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Tributos no Sistema TOTVS RM. Índice

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Tributos no Sistema TOTVS RM. Índice Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Tributos no Sistema TOTVS RM. Índice I. Acesso ao Cadastro... 2 II. Seleção de Filtros... 3 III. Cadastro...

Leia mais

Orientações sobre Micro Empreendedor Individual

Orientações sobre Micro Empreendedor Individual Orientações sobre Micro Empreendedor Individual Micro Empreendedor individual Definição Microempreendedor Individual (MEI) é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário.

Leia mais

MANTENEDOR E CONTADOR

MANTENEDOR E CONTADOR MANTENEDOR E CONTADOR No ano de 2000, Darci de Paula, Contador formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, em Ciências Contábeis e Pós graduado em MBA IFRS(Normas Internacionais de Contabilidade),

Leia mais

MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de

MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012 MBK Securitizadora S.A. Demonstrações Financeiras

Leia mais

Tributação. Mercado à Vista e Day Trade, Compensação de Perdas e Declaração no Informe do Imposto Renda

Tributação. Mercado à Vista e Day Trade, Compensação de Perdas e Declaração no Informe do Imposto Renda Tributação Mercado à Vista e Day Trade, Compensação de Perdas e Declaração no Informe do Imposto Renda Índice Quem recolhe o Imposto? 3 Prazo para Recolhimento 3 Como calcular o Imposto 3 Imposto de Renda

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO AO INVESTIDOR

SERVIÇO DE APOIO AO INVESTIDOR SERVIÇO DE APOIO AO INVESTIDOR GUIA PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS DO ESTADO DO PARANÁ Brazil4Business GUIA PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS 2 PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS PARANÁ 1 SERVIÇO DE APOIO AO INVESTIDOR

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA SÃO PAULO, 2014

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA SÃO PAULO, 2014 APRESENTAÇÃO CORPORATIVA SÃO PAULO, 2014 BRIGANTI ADVOGADOS é um escritório brasileiro de advogados, de capacidade e experiência reconhecidas, que nasce com um propósito distinto. Nosso modelo de negócio

Leia mais

Constituído em 1990, no início das grandes discussões tributárias no país, sob a

Constituído em 1990, no início das grandes discussões tributárias no país, sob a 02 Perfil: Colângelo e Corrêa Advogados e Consultores tornou-se referência de vanguarda, seriedade e eficiência no ramo do direito tributário, prestando relevantes serviços para empresas nacionais e estrangeiras.

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Somos um escritório jurídico que reúne especialistas nos mais diversos ramos do direito empresarial. Priorizamos a ética nas relações com os clientes e nos dedicamos muito ao

Leia mais

Fornecedores. Fornecedores de Serviços (passivo. circulante) Salários e ordenados a pagar. Pró-labore (resultado) Caixa

Fornecedores. Fornecedores de Serviços (passivo. circulante) Salários e ordenados a pagar. Pró-labore (resultado) Caixa V Pagamento de fornecedores Retenção de IRF sobre serviços Retenção de IRF sobre salários Pró-labore Integralização de capital em dinheiro Integralização de capital em bens Depreciação ICMS sobre vendas

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2012 - COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2012 - COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 4 Balanço Patrimonial Passivo 6 Demonstração do Resultado 9 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Oportunidades de Negócios nos Estados Unidos

Oportunidades de Negócios nos Estados Unidos Oportunidades de Negócios nos Estados Unidos DRUMMOND ADVISORS Itajubá - MG Junho 2016 Agenda» Quem somos» Internacionalização: tendências» Casos: Estrutura societária Tipos de entidades Impactos fiscais

Leia mais

PATACÃO DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA.

PATACÃO DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. 1. CONTEXTO OPERACIONAL A Patacão Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. ( Distribuidora ) tem como objetivo atuar no mercado de títulos e valores mobiliários em seu nome ou em nome de terceiros.

Leia mais

Comparações entre Práticas Contábeis

Comparações entre Práticas Contábeis IAS 12, SIC-21, SIC-25 SFAS 109, I27, muitas questões EITF NPC 25 do Ibracon, Deliberação CVM 273/98 e Instrução CVM 371/02 Pontos-chave para comparar diferenças D i f e r e n ç a s S i g n i f i c a t

Leia mais

FORMALIZAÇÃO formalização será feita pela internet no endereço no endereço www.portaldoempreendedor.gov.br, a partir de 01/07/2009.

FORMALIZAÇÃO formalização será feita pela internet no endereço no endereço www.portaldoempreendedor.gov.br, a partir de 01/07/2009. M.E.I. (Micro empreendedor Individual) Lei Complementar numero 128 de 19 de dezembro de 2008. Considera-se MEI o empresário individual a que se refere o art. 966 da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002

Leia mais

6 - Balanço de Pagamentos

6 - Balanço de Pagamentos Universidade Federal do Rio Grande do Sul Faculdade de Ciências Econômicas Departamento de Ciências Econômicas ECO-2215 - Contabilidade Social Balanço de Pagamentos Estrutura da apresentação 1) Definição

Leia mais

DA CONTRIBUIÇÃO PARA O PIS/PASEP E COFINS

DA CONTRIBUIÇÃO PARA O PIS/PASEP E COFINS O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, LEI Nº 9.718, DE 27 DE NOVEMBRO DE 1998. Altera a Legislação Tributária Federal. Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º Esta Lei aplica-se

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2013

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2013 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2013 INFORMAÇÕES GERAIS Pessoa Jurídica Lucro Real Tributação com base no lucro efetivo demonstrado através do livro diário de contabilidade (obrigatório) 1. Empresas obrigadas à apuração

Leia mais

Rodobens Locação de Imóveis Ltda.

Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Demonstrações contábeis referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2013 e relatório dos auditores independentes Approach Auditores Independentes Relatório dos

Leia mais

ESCLARECIMENTO SOBRE INCENTIVO FISCAL VIA LEI DA OSCIP

ESCLARECIMENTO SOBRE INCENTIVO FISCAL VIA LEI DA OSCIP ESCLARECIMENTO SOBRE INCENTIVO FISCAL VIA LEI DA OSCIP O que é uma OSCIP Uma OSCIP está situada no Terceiro Setor (considerando-se que o Primeiro Setor é formado pelo Estado e o Segundo Setor pelo Mercado,

Leia mais

também é chamada de e tem como objetivo principal analisar se todas as obrigações tributárias estão sendo seguidas corretamente em uma empresa.

também é chamada de e tem como objetivo principal analisar se todas as obrigações tributárias estão sendo seguidas corretamente em uma empresa. A também é chamada de e tem como objetivo principal analisar se todas as obrigações tributárias estão sendo seguidas corretamente em uma empresa. É responsável pelo controle e bom andamento dos procedimentos

Leia mais

Módulo Contábil e Fiscal

Módulo Contábil e Fiscal Módulo Contábil e Fiscal Escrita Fiscal Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Contábil e Fiscal Escrita Fiscal. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas no

Leia mais

QUE SISTEMA TRIBUTÁRIO ESTÁ SENDO PENSADO PARA O BRASIL COM A RETOMADA DA DISCUSSÃO SOBRE A REFORMA TRIBUTÁRIA

QUE SISTEMA TRIBUTÁRIO ESTÁ SENDO PENSADO PARA O BRASIL COM A RETOMADA DA DISCUSSÃO SOBRE A REFORMA TRIBUTÁRIA *José Antonio de França I CONTEXTUALIZAÇÃO O Sistema Tributário Brasileiro é um sistema complexo, composto por muitos impostos, taxas e contribuições de competência Federal, Estadual e Municipal. A tarefa

Leia mais

Instituto Ling. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012

Instituto Ling. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 em 31 de dezembro de 2013 e 2012. em 31 de dezembro de 2013 e 2012 Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras 3 Balanços patrimoniais 5 Demonstrações de superávit

Leia mais

SAD Gestor ERP. Módulo Estoque. Cadastro de Produto Escrita Fiscal. Seja Bem Vindo!

SAD Gestor ERP. Módulo Estoque. Cadastro de Produto Escrita Fiscal. Seja Bem Vindo! SAD Gestor ERP Módulo Estoque Cadastro de Produto Escrita Fiscal Seja Bem Vindo! Introdução O planejamento tributário deve fazer parte do cotidiano da empresa. É uma decisão estratégica que pode determinar

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 Ourinvest Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 KPDS 82388 Ourinvest Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. Demonstrações

Leia mais

CEMEPE INVESTIMENTOS S/A

CEMEPE INVESTIMENTOS S/A CEMEPE INVESTIMENTOS S/A RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Em cumprimento às disposições legais e estatutárias, submetemos à apreciação de V.Sas. as demonstrações contábeis do exercício encerrado

Leia mais

Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron - ABTLuS Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2001 e de 2000 e parecer dos auditores

Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron - ABTLuS Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2001 e de 2000 e parecer dos auditores Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron - ABTLuS Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2001 e de 2000 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes 18

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 Orientações Básicas INFORMAÇÕES GERAIS PESSOA JURÍDICA 1) DCTF : (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) ATENÇÃO! Apresentação MENSAL obrigatória pelas Pessoas

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 e 2010

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 e 2010 Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 e 2010 KPMG Assurance Services Ltda. Agosto de 2012 KPDS 41367 Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 e 2010 Conteúdo Relatório dos auditores

Leia mais

XII Seminário Internacional de Países Latinos Europa América.

XII Seminário Internacional de Países Latinos Europa América. XII Seminário Internacional de Países Latinos Europa América. La Gestión Contable, Administrativa y Tributaria en las PYMES e Integración Europa-América 23 24 de junio 2006 Santa Cruz de la Sierra (Bolívia)

Leia mais

Avenida Arlindo Joaquim de Lemos, 693 Vila Lemos Campinas SP CEP 13100-450 Fone (19) 9114-9922 ivva-campinas@ivva-campinas.org.br

Avenida Arlindo Joaquim de Lemos, 693 Vila Lemos Campinas SP CEP 13100-450 Fone (19) 9114-9922 ivva-campinas@ivva-campinas.org.br Lei 9.790/99 Incentivo Fiscal: contribuindo para ações de responsabilidade social Elaborado por: Miriane de Almeida Fernandes CRA 1.65.348-9 e CRC 1SP229778-P-3 Iara Hernandes Barciella, CRC 1SP184189/P-6

Leia mais

F r e i t a s L e i t e S o l u ç õ e s t ã o e x c l u s i v a s q u a n t o s e u s d e s a f i o s w w w. f r e i t a s l e i t e. c o m.

F r e i t a s L e i t e S o l u ç õ e s t ã o e x c l u s i v a s q u a n t o s e u s d e s a f i o s w w w. f r e i t a s l e i t e. c o m. F r e i t a s L e i t e S o l u ç õ e s t ã o e x c l u s i v a s q u a n t o s e u s d e s a f i o s w w w. f r e i t a s l e i t e. c o m. b r Fundado em 1997, FreitasLeite possui grande experiência

Leia mais

Assistência Jurídica para a Construção de um Mundo dos Negócios Novo e Sustentável

Assistência Jurídica para a Construção de um Mundo dos Negócios Novo e Sustentável Assistência Jurídica para a Construção de um Mundo dos Negócios Novo e Sustentável Quem Somos Somos uma sociedade de advogados dedicada à assistência e orientação jurídica as empresas nacionais e estrangeiras.

Leia mais

Resumo Aula-tema 04: Dinâmica Funcional

Resumo Aula-tema 04: Dinâmica Funcional Resumo Aula-tema 04: Dinâmica Funcional O tamanho que a micro ou pequena empresa assumirá, dentro, é claro, dos limites legais de faturamento estipulados pela legislação para um ME ou EPP, dependerá do

Leia mais

Notas explicativas da Administração às demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 (Valores em R$, exceto o valor unitário das cotas)

Notas explicativas da Administração às demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 (Valores em R$, exceto o valor unitário das cotas) 1. Contexto operacional O CLUBE DE INVESTIMENTO COPACABANA ( Clube ) constituído por número limitado de cotistas que tem por objetivo a aplicação de recursos financeiros próprios para a constituição, em

Leia mais

GUIA PARA EMITIR A NOTA FISCAL ELETRÔNICA

GUIA PARA EMITIR A NOTA FISCAL ELETRÔNICA GUIA PARA EMITIR A NOTA FISCAL ELETRÔNICA SUMÁRIO >> Introdução... 3 >> O que é a nota fiscal eletrônica?... 6 >> O que muda com esse novo modelo de documento fiscal?... 8 >> O DANFE - Documento Acessório

Leia mais

Aspectos Tributários

Aspectos Tributários Aspectos Tributários Principais Tributos IMPOSTOS Imposto sobre a Renda de Pessoas Jurídicas (IRPJ); Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS); Imposto sobre serviços de qualquer natureza

Leia mais

Holding. Aspectos Tributários

Holding. Aspectos Tributários Holding Aspectos Tributários Holding Holding Pura O Objeto da Holding Pura é basicamente a participação no capital de outras sociedades. Dessa forma, a fonte de receitas desta serão os dividendos das empresas

Leia mais

Legalização de Empresa (Plano Platinum) MEI (Micro Empreendedor Individual) Plano Platinum. Contabilidade (Plano Silver) Valor com desconto

Legalização de Empresa (Plano Platinum) MEI (Micro Empreendedor Individual) Plano Platinum. Contabilidade (Plano Silver) Valor com desconto Descrição Prazo Valor Integral Valor com desconto Legalização de Empresa (Plano Platinum) Até 30 dias corridos 1.200 850,00 Abertura Completa de sua empresa: Contrato Social, CNPJ, Alvará, Inscrição Estadual).

Leia mais

HAFRA Assessoria Empresarial, Contábil & Jurídica. Apresentação de Serviços Profissionais

HAFRA Assessoria Empresarial, Contábil & Jurídica. Apresentação de Serviços Profissionais HAFRA Assessoria Empresarial, Contábil & Jurídica Apresentação de Serviços Profissionais SOBRE A Hafra Assessoria Empresarial, Contábil & Jurídica tem atuação no mercado empresarial do Rio de Janeiro e

Leia mais

INCENTIVOS FISCAIS, UMA VISÃO GERAL

INCENTIVOS FISCAIS, UMA VISÃO GERAL INCENTIVOS FISCAIS, UMA VISÃO GERAL Danilo Brandani Tiisel danilo@socialprofit.com.br MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS Características da Atividade Atividade planejada e complexa: envolve marketing, comunicação,

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - BPMB I Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - BPMB I Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CIA CAT. DE ÁGUAS E SANEAMENTO - CASAN Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CIA CAT. DE ÁGUAS E SANEAMENTO - CASAN Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Fluxo de Caixa 6 Demonstração das Mutações

Leia mais

Tributação em bases universais: pessoas jurídicas

Tributação em bases universais: pessoas jurídicas Tributação em bases universais: pessoas jurídicas A MP 627, na linha adotada pelo STF na ADI 2.588, previu a tributação automática no Brasil somente dos lucros auferidos no exterior por controladas ou

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 1.397, de 16 de setembro de 2013

Instrução Normativa RFB nº 1.397, de 16 de setembro de 2013 Instrução Normativa RFB nº 1.397, de 16 de setembro de 2013 DOU de 17.9.2013 Dispõe sobre o Regime Tributário de Transição (RTT) instituído pelo art. 15 da Lei nº 11.941, de 27 de maio de 2009. O SECRETÁRIO

Leia mais

Guia de Declaração IR 2014. Investimentos. Março de 2014. Brasil

Guia de Declaração IR 2014. Investimentos. Março de 2014. Brasil Guia de Declaração IR 2014 Investimentos Março de 2014 Brasil Guia de Declaração IR 2014 - Investimentos O prazo de entrega da declaração anual do Imposto de Renda 2014 tem início no dia 6 de março e o

Leia mais

$VVRFLDomR%UDVLOHLUDGH 7HFQRORJLDGH/X] 6tQFURWURQ$%7/X6. 'HPRQVWUDo}HVILQDQFHLUDVHP GHGH]HPEURGHHGHH SDUHFHUGRVDXGLWRUHVLQGHSHQGHQWHV

$VVRFLDomR%UDVLOHLUDGH 7HFQRORJLDGH/X] 6tQFURWURQ$%7/X6. 'HPRQVWUDo}HVILQDQFHLUDVHP GHGH]HPEURGHHGHH SDUHFHUGRVDXGLWRUHVLQGHSHQGHQWHV $VVRFLDomR%UDVLOHLUDGH 7HFQRORJLDGH/X] 6tQFURWURQ$%7/X6 'HPRQVWUDo}HVILQDQFHLUDVHP GHGH]HPEURGHHGHH SDUHFHUGRVDXGLWRUHVLQGHSHQGHQWHV 3DUHFHUGRVDXGLWRUHVLQGHSHQGHQWHV 17 de janeiro de 2003 Aos Administradores

Leia mais

BOLETIM Novembro/2013 Extraordinário nº 56

BOLETIM Novembro/2013 Extraordinário nº 56 BOLETIM Novembro/2013 Extraordinário nº 56 Medida Provisória nº 627/13 Imposto de Renda da Pessoa Jurídica - Tributação em Bases Universais Com o advento da Lei nº 9.249, de 26 de dezembro de 1995, teve

Leia mais

ACR Consultoria Empresarial

ACR Consultoria Empresarial ACR S/C Ltda. Rua Vespasiano, 334 1 Andar Salas 5 a 8 Vila Romana São Paulo SP - Brasil CEP 05044-050 Tronco-Chave: 11 55 3801.3092 www.acrconsultoria.com.br Terceirização Transferência da responsabilidade

Leia mais

EXTINÇÃO DA PESSOA JURÍDICA Aspectos Tributários

EXTINÇÃO DA PESSOA JURÍDICA Aspectos Tributários EXTINÇÃO DA PESSOA JURÍDICA Aspectos Tributários Sumário 1. Conceito 2. Procedimentos Fiscais na Extinção 2.1 - Pessoa Jurídica Tributada Com Base no Lucro Real 2.2 - Pessoa Jurídica Tributada Com Base

Leia mais

Aula Nº 7 Adoção pela Primeira Vez das Normas Internacionais de Relatórios Financeiros IFRS

Aula Nº 7 Adoção pela Primeira Vez das Normas Internacionais de Relatórios Financeiros IFRS Aula Nº 7 Adoção pela Primeira Vez das Normas Internacionais de Relatórios Financeiros IFRS Objetivos da aula: Nesta aula veremos como cada empresa deve fazer pela primeira vez a adoção do IFRS. Como ela

Leia mais

O QUE É A RETENÇÃO NA FONTE?

O QUE É A RETENÇÃO NA FONTE? SUMÁRIO I O QUE É A RETENÇÃO NA FONTE? I.1 - RESPONSABILIDADE TRIBUTÁRIA... 23 II SERVIÇOS PRESTADOS POR PESSOAS JURÍDICAS II.1 - IRRF - SERVIÇOS PRESTADOS POR PESSOAS JURÍDICAS... 29 II.1.1 - Hipóteses

Leia mais

46 KPMG Business Magazine. Siscoserv inspira cuidados

46 KPMG Business Magazine. Siscoserv inspira cuidados 46 KPMG Business Magazine Siscoserv inspira cuidados Novo sistema eletrônico demanda dados até então não sistematizados pelas empresas, elevando os riscos ao compliance da norma Em meio a um emaranhado

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF 27/11/2014 Título do documento Sumário 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da

Leia mais

Cape contabilidade LUCRO REAL

Cape contabilidade LUCRO REAL 1. CONCEITO LUCRO REAL No regime do lucro real o Imposto de Renda devido pela pessoa jurídica é calculado sobre o valor do lucro líquido contábil ajustado pelas adições, exclusões e compensações prescritas

Leia mais

FORMAÇÃO DE PREÇO DE VENDA MÓDULO 9

FORMAÇÃO DE PREÇO DE VENDA MÓDULO 9 FORMAÇÃO DE PREÇO DE VENDA MÓDULO 9 Índice 1. Lucro presumido...3 2. Lucro real...4 2 Dentre os regimes tributários, os mais adotados são os seguintes: 1. LUCRO PRESUMIDO Regime de tributação colocado

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.638, DE 28 DEZEMBRO DE 2007. Mensagem de veto Altera e revoga dispositivos da Lei n o 6.404, de 15 de dezembro de 1976, e

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS - ESCOLA DE ATIVISMO. 31 de dezembro de 2012 SUMÁRIO

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS - ESCOLA DE ATIVISMO. 31 de dezembro de 2012 SUMÁRIO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS - ESCOLA DE ATIVISMO 31 de dezembro de 2012 SUMÁRIO BALANÇO PATRIMONIAL 02 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO PERÍODO 03 DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO 04 DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

Gestão Contábil e Financeira nas Pequenas e Médias Empresas PMEs

Gestão Contábil e Financeira nas Pequenas e Médias Empresas PMEs Gestão Contábil e Financeira nas Pequenas e Médias Empresas PMEs. 1 A Contabilidade como Ferramenta de Gestão: Nova Visão Empresarial Benefícios e Vantagens; Parceria do Administrador e do Profissional

Leia mais

Regime Tributário Unificado e Simplificado

Regime Tributário Unificado e Simplificado SUPER SIMPLES, uma abordagem para escolas de idiomas A partir de 1/7/07, estará em funcionamento o regime único de tributação, instituído pela Lei Complementar nº123, conhecida também como Super Simples

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS FEDERAIS JULHO/12

OBRIGAÇÕES FISCAIS FEDERAIS JULHO/12 CIRCULAR 37/12 Novo Hamburgo, 02 de julho de 2012. OBRIGAÇÕES FISCAIS FEDERAIS JULHO/12 DIA 04 IR-FONTE Pessoas obrigadas: pessoas jurídicas que efetuaram retenção na fonte nos pagamentos ou créditos decorrentes

Leia mais

Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (C.N.P.J. nº 04.890.401/0001-15) (Administrado pelo Banco J. Safra S.A.

Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (C.N.P.J. nº 04.890.401/0001-15) (Administrado pelo Banco J. Safra S.A. Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (Administrado pelo Banco J. Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 30 de setembro de 2015 e relatório dos auditores independentes Relatório dos

Leia mais

1 Ver Castelo (2005). 2 GVconsult (2005).

1 Ver Castelo (2005). 2 GVconsult (2005). A Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas na Construção Civil Relatório de Pesquisa Equipe Técnica Prof. Dr. Fernando Garcia Profa. Ms. Ana Maria Castelo Profa.Dra. Maria Antonieta Del Tedesco Lins Avenida

Leia mais

O IMPACTO DOS TRIBUTOS NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA

O IMPACTO DOS TRIBUTOS NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA TRIBUTOS CARGA TRIBUTÁRIA FLS. Nº 1 O IMPACTO DOS TRIBUTOS NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA 1. - INTRODUÇÃO A fixação do preço de venda das mercadorias ou produtos é uma tarefa complexa, onde diversos fatores

Leia mais

Introdução... 3 Certificações da FFM... 4

Introdução... 3 Certificações da FFM... 4 MANUAL DE BENEFÍCIOS FISCAIS DOAÇÕES EFETUADAS À FFM São Paulo SP 2014 Índice Introdução... 3 Certificações da FFM... 4 1. Doações a Entidades sem Fins Lucrativos... 5 1.1. Imposto de Renda e Contribuições

Leia mais

C O N S U L T O R I A. T r i b u t á r i a & F i n a n c e i r a. Serviços

C O N S U L T O R I A. T r i b u t á r i a & F i n a n c e i r a. Serviços C O N S U L T O R I A Consultoria Tributária Serviços Os serviços de consultoria tributária oferecidos pela GT Consultoria são extremamente abrangentes e com perfis diferenciados para cada demanda. Entre

Leia mais

Guia de Declaração de IR 2014- Investimentos

Guia de Declaração de IR 2014- Investimentos Guia de Declaração de IR 2014- Investimentos BRASIL Guia de Declaração IR 2014- Investimentos O dia 30/04/2014 é último dia para entrega da declaração anual do Imposto de Renda 2014 e com o objetivo de

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO - DVA

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO - DVA DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO - DVA Sumário 1. Considerações Iniciais 2. Estrutura da Demonstração do Valor Adicionado 2.1 - Grupo de Receita Bruta - Outras Receitas 2.2 - Grupo de Insumos Adquiridos

Leia mais

SIEEESP - SEMINÁRIO JURIDICO EDUCACIONAL. Tributação das Instituições de Ensino Particulares Perspectivas e Medidas. Wagner Eduardo Bigardi 27/05/2014

SIEEESP - SEMINÁRIO JURIDICO EDUCACIONAL. Tributação das Instituições de Ensino Particulares Perspectivas e Medidas. Wagner Eduardo Bigardi 27/05/2014 SIEEESP - SEMINÁRIO JURIDICO EDUCACIONAL Tributação das Instituições de Ensino Particulares Perspectivas e Medidas Wagner Eduardo Bigardi 27/05/2014 Sistema Tributário Nacional Conjunto de regras jurídicas

Leia mais

FACULDADE DE SÃO VICENTE CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

FACULDADE DE SÃO VICENTE CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS FACULDADE DE SÃO VICENTE CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS SANDRA REGINA ALMEIDA DE SOUZA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO São Vicente 2011 SANDRA REGINA ALMEIDA DE SOUZA RELATÓRIO

Leia mais

Safra Fundo Mútuo de Privatização FGTS Vale do Rio Doce (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30

Safra Fundo Mútuo de Privatização FGTS Vale do Rio Doce (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 Safra Fundo Mútuo de Privatização FGTS Vale do Rio Doce Demonstrações Financeiras em 31 de março de 2004 e em 30 de setembro de 2003 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes

Leia mais

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, A Resolução CFC n.º 1.329/11 alterou a sigla e a numeração da NBC T 1 citada nesta Norma para NBC TG ESTRUTURA CONCEITUAL. RESOLUÇÃO CFC Nº. 1.213/09 Aprova a NBC TA 320 Materialidade no Planejamento e

Leia mais

Módulo Contábil e Fiscal

Módulo Contábil e Fiscal Módulo Contábil e Fiscal Contabilidade Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Contábil e Fiscal Contabilidade. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas no

Leia mais

Notas explicativas da Administração às demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 (Valores em R$, exceto o valor unitário das cotas)

Notas explicativas da Administração às demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 (Valores em R$, exceto o valor unitário das cotas) 1. Contexto operacional O CLUBE DE INVESTIMENTO CAPITAL SEGURO ( Clube ) constituído por número limitado de cotistas que tem por objetivo a aplicação de recursos financeiros próprios para a constituição,

Leia mais

ENTIDADES DO TERCEIRO SETOR E REGIME TRIBUTÁRIO PROF. SERGIO MONELLO

ENTIDADES DO TERCEIRO SETOR E REGIME TRIBUTÁRIO PROF. SERGIO MONELLO ENTIDADES DO TERCEIRO SETOR E REGIME TRIBUTÁRIO PROF. SERGIO MONELLO 08/10/2013 Para as desonerações tributárias, as entidades podem ser divididas em dois campos: 1) as imunes 2) as isentas 2 IMUNIDADE

Leia mais

CONVERSAO DE DEMONSTRACOES CONTABEIS EM MOEDA. ESTRAGEIRA: FASB nº 8 e FASB nº 52

CONVERSAO DE DEMONSTRACOES CONTABEIS EM MOEDA. ESTRAGEIRA: FASB nº 8 e FASB nº 52 CONVERSAO DE DEMONSTRACOES CONTABEIS EM MOEDA Evolução das Normas de Contabilidade aplicadas no EUA Critérios Contábeis brasileiros e americanos (USGAAP) Objetivos da conversão de demonstrações contábeis

Leia mais

CEAD Seminário: A Lei nº 12.973/14 e a Tributação de Lucros Auferidos no Exterior

CEAD Seminário: A Lei nº 12.973/14 e a Tributação de Lucros Auferidos no Exterior CEAD Seminário: A Lei nº 12.973/14 e a Tributação de Lucros Auferidos no Exterior Crédito do Imposto Pago no Exterior 06 de Março de 2015 Contextualização Controladas (Art. 77) Equiparadas a controladas

Leia mais