On the position of sempre in Medieval Portuguese and in Modern European Portuguese Alexandra Fiéis Universidade Nova de Lisboa

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "On the position of sempre in Medieval Portuguese and in Modern European Portuguese Alexandra Fiéis Universidade Nova de Lisboa afieis@fcsh.unl."

Transcrição

1 On the position of sempre in Medieval Portuguese and in Modern European Portuguese Alexandra Fiéis Universidade Nova de Lisboa 1. Introduction In Modern European Portuguese (MEP) the adverb sempre can have two different interpretations: a confirmative, or non-temporal, and a temporal interpretation. In the confirmative interpretation sempre means 'after all', and in the temporal interpretation it means 'always'. Each interpretation is derived from the position sempre occupies in the sentence. In this talk we will refer to sentences with sempre in MEP and also in Brazilian Portuguese (BP), and we will see that these varieties of Portuguese behave differently as to the placement and interpretation of sempre. This situation is assumed in the literature as deriving from aspects of clause structure, such as verb movement and licensing of null subjects. In Medieval Portuguese (MP), however, sempre is always temporal and can be placed before or after the verb. Bearing this in mind, we have three main goals: 1. To understand the variation between pre- and post-verbal temporal sempre in MP; 2. To figure out what changes might have occurred during the history of Portuguese that led to a more strict word order, as far as the adverb sempre is concerned; 3. To argue that the variation we find in MP does not relate to structural differences of the kind we find between MEP and BP, but rather to the inherent semantics of sempre. We will be proposing that somewhere during the history of Portuguese there was a specialization of the adverb sempre, that resulted in the fact that its syntactic placement derives its meaning. To help us reinforce this idea, we used examples from Classical Portuguese (CP), for it was during this period that the first occurrences of non-temporal sempre appeared. 2. Modern European Portuguese and Brazilian Portuguese In MEP, temporal sempre 'always' occurs in a post-verbal position whereas, in BP, it is preverbal (cf. Ambar, Gonzaga e Negrão 2004, Brito 2001). See (1): (1) a. O João come sempre pão ao almoço (MEP) (the John eats always bread at lunch) b. O João sempre come pão ao almoço 1 (BP) (the John always eats bread at lunch) In MEP, the confirmative reading of sempre is obtained when sempre is pre-verbal, with the verb either in present or past tense, as in (2). 1 Speakers of BP all agree that this is the common order for temporal sempre, V-sempre, although being possible, is very marked. 1

2 (2) O João sempre vai / foi a França. (the John after all goes / went to France) On the contrary, for a sentence like (2), in BP, only the temporal interpretation of sempre is available. This does not happen when a negative marker occurs between the adverb and the verb, for negation is incompatible with the temporal interpretation of pre-verbal sempre, as in (3). (3) a. O João sempre não construiu casas. (the John after all not built houses) b. A Maria sempre não gostou de ler. (the Mary after all not enjoyed to-read) In addition, sempre, at least in MEP, has a value of temporal iterativity (meaning 'every time', every day'), which makes it incompatible with [+specific] complements, like in (4): (4) a. O João sempre construiu a casa [+specific] = non-temporal reading (the John after all built the house) b. O João sempre construiu casas [-specific] = temporal reading (the John always built houses) However, the idea that the [± specificity] feature of the object and tense may change the interpretation of sempre disappears when sempre occurs post-verbally, the position where it is always temporal. (5) a. O João construiu sempre casas. (the John built always houses) b. O João constrói sempre casas. (the John builds always houses) 3. Corpora In the present study, the following digitalized corpora were used: - Corpus Informatizado do Português Medieval (CIPM): - Corpus Histórico do Português Tycho-Brahe (TB): And occasionally, - Corpus do Português Davies/Ferreira (DF): 4. The data The following sections will be devoted to the presentation of the relevant data. In 4.1. we present occurrences of sempre in MP and, in 4.2., we introduce CP, in order to see if there are already any changes as far as position and interpretation of sempre is concerned Medieval Portuguese In MP the confirmative interpretation of sempre does not occur, at least in our corpus of written texts (this same observation was made by Martins 1994); The adverb sempre has a temporal value in every context, meaning 'at every moment': this is so regardless of tense and it happens in sentences with both lexicalized and null subjects (cf and 4.1.2). 2

3 In we will be presenting examples of V-Adv and Adv-V with temporal reading regardless of verbal tense Adv-V and V-Adv with lexicalized subjects It is worth noticing that pre-verbal sempre in sentences from MP with lexicalized subjects surfaces mostly as Adv-Subj-V, as shown in (6) 2. Adv-Subj-V: (6) a. se essa erdade falezer per lauor que a perçades & senpre huu ome de uossa parte tena essa erdade & seya teudo de pagar esse foro delaa [CIPM 1271 HGP094] b. E déuesse o bispo a deytarsse en prezes ante o altar rrogando a Deus por elles que lhys perdoe e enquanto elle esto fezer sempre elles deuem iazer tendudos en terra e orando e rrogando a Deus que nõ cate a sseus pecados que ssom muytos e grandes [CIPM 1350ca PP] c. Acerca do que dito he poeremos tres notados. Ho primeiro he que, ẽ as cousas necessarias aa salvaçã, sempre Deos socorre e nunca fallece aos que as desejam e buscã, salvo per sua propia culpa e desmerecimento. [CIPM 14 th c. Cat] d. Soõ de espamto he sempre nas suas orelhas, aimda que seja paaz, sempre ele suspeita aseytamemtos. [CIPM 14 th c. LHB] (always he suspects) e. E sabede que sempre o ermitam iia após ele a pee, que nom queria sobir em besta. Adv-V-Subj: (7) a. Ca pero que sse estes façã de fora eno corpo sempre fica a alma assinaada per elles. [CIPM 1350ca PP] b. E, depois que a o muy nobre rey dom Fernando ouve tomada, sempre foy a frontaria muy bem defesa e segura. [CIPM 14 th c. CGE] c. Ca, posto que alguũs errassem, sempre há e ouve outros que tevessem a fee verdadeyra [CIPM 14 th c. Cat] d. senpre pode todo dízímeyro da Ribeyra e todo porteyro que tẽe Custume he que senpre pode todo dízímeyro da Ribeyra e todo porteyro que tẽe portagẽes de demãdar seu dereyto en qual tenpo quer [CIPM CS3] Subj-Adv-V: (8) a. ca o padre ou a madre sempre son teudos de gouernar seus fillos. [CIPM 1280? FR] b. E os Senhores sempre deuem a auer seruidores de sua condiçom [CIPM LTV] c. homem sempre teme seer descuberto. [CIPM 15 th c. CP] (the-man always fears to be discovered) d. Dom Duarte & aquelles que com elle heram sempre faziã mostramça aos mouros que aviam delles pouco temor [CIPM 15 th c. ZPM] 2 Interestingly, this order is accepted by BP speakers with the temporal interpretation. 3

4 Subj-V-Adv: (9) a. nõ poderás la entrar. porque estes estam senpre ante a presença de Deos. [CIPM 13/14 th c. VS5] b. E elles mẽtiam. que Deos dereito he senpre [CIPM 13/14 th c. VS5] c. E o ifante amou sempre muito a este priol dom Alvaro [CIPM 14 th c. NLL056] d. sua molher e seus herdeiros dem em cada hũu ãno Sempre ao dito Moesteiro seis llibras da moeda antiga [CIPM 1407 DN175] V-Subj-Adv: (10) a. mãdo toda mia heredade a Sancha Uermũez su tal condizũ que lle dẽ seus fillos sẽpre per ela guarimento ĩ seus dias & esto por seu auer que lle eu despedi. [CIPM 1258 HGP021] b. E isto ouue ele sempre e trousse a plazer do Moesteiro por amor que ele fazia aos Priores desse Moesteiro cadá áno. e ahos ffrades. desse logo cadá áno. [CIPM 1299 DN028] c. Per enveja peca homem sempre [CIPM 15 th c. CP] d. E el verdadeiramente, porque o tenho por senhor e por amigo, pero que m el nom vem veer como amigo mas como a imigo mortal, seguro-o que se nom guarde de mim, ante o guardarei eu sempre e todos aqueles que vir que lhi querem mal fazer. V- Adv-Subj: (11) a. E este anniversairo fez sempre el rey dom Afonso cada ano, en quanto ouve os reynos ẽ seu poder. [CIPM 14 th c. CAXL] b. E ajudouho sempre el rey dom Fernando en toda sua vida [CIPM 14 th c. CAXL] c. Esta Senhora dara hordem que aa ssaida de ssua capella. sejam sempre algũũs pobres a que ella mesma por omildade & deuaçom. em memoria & synal que ella nom deue desprezar a pobreza & lhe dara esmolla de sua mãão. [CIPM LTV] d. E foy uẽcido e preso o enperador Valeriano e lançado ẽ muy desonrrado catiueyro, ẽ que ẽuelheceo ataa sua morte, ca, ẽ quanto uiueo, auya tal officio que, quando aquelle rey de Persya auia de caualgar, logo Ualeriano se amergia, ẽ tal guisa que decima das costas delle caualgaua senpre aquel rey, poendo os pees ẽcima delle. [CIPM 15 th c. OE] Adv-V and V-Adv with null subjects V-Adv: (12) a. E rogo que cada uno destes aiuersairos facan sempre en dia de mia morte [CIPM 1214 TT] b. E tal rregra guardavõ senpre de-llo começo em aquel moesteiro. (And such rule kept3pl always since-the beginning in that monastery) [CIPM 13/14 th c. VS7] c. este he o meu corpo que por uos seera traudo e esto faredes sẽpre en mha rrenẽbrãça. [CIPM 1350ca PP] d. Aquela noite nom dormio pouco nem muito, ante pensou sempre em esto. 4

5 Adv-V: (13) a. Et se o ferir en Cara que senpre deuíse; entrelj a xviij uaras. [CIPM 1280? FG] b. e des aquel tenpo aca. ssenpre acho prestes minha ajudador a Virgem Maria [CIPM 13/14 th c. VS7] c. E cõta delle a estorya que sempre vencia. [CIPM 14 th c. CGE] (And tells of-him the History that always win3sg) d. E toda a meestria desto está que assy saibha todo fazer que sempre mostre que he feito com segurança real e verdadeira, e nom contrafeita. [CIPM LEBC] Temporal Adv-V and V-Adv and tense In MP, as illustrated in (14) to (20), the variation we can find between V-Adv and Adv-V, the adverb being temporal, occurs regardless of tense. 3 Simple Past (Pretérito Perfeito) (14) a. E o ifante amou sempre muito a este priol dem Álvaro [CIPM 14 th c. NLL056] b. Sempre eu disse ca nunca seerímos livres da prisom c. Em todas suas bemavemturanças naõ se levamtou em soberba, mas sempre louvou a seu Deus [CIPM 15 th c. CDJI2] Pluperfect (15) a. guaanharamos tam grandes riquezas que sempre foramos ricos e avondados. [CIPM 14 th c. CGE] b. o quall, em seus mesteres de guerra que ouvera com Castella, sempre o achara boom ajudador e leall amigo [CIPM 15 th c. CDF] c. respomdeo el Rei que por esto nam era escusado seu senhor do que theudo era, caa c. E quando os vio assi armados vĩir e sem companha conhoceu que eram cavaleiros andantes e foi mui alegre com eles, ca muito amara sempre cavalaria e aqueles que se trabalhavam dela. Simple Present (16) a. ca ssenpre homem gaanha obras ssem fruito [CIPM 13/14 th c. VS7] b. E deste corpo cativo lazerado te faço sacrificio. Ca eu sempre ando ẽ coytas e em marteyros cõ mouros e cõ cristããos. [CIPM séc. 14 CGE] c. d. Per enveja peca homem sempre [CIPM 15 th c. CP] Present Subjunctive (17) a. o prazo fique sempre firme estauil. [CIPM 1295 HGP107] b. cõtanto que elle Joham affomso e sua molher e seus herdeiros dem em cada hũu ãno Sempre ao dito Moesteiro seis llibras da moeda antiga [CIPM 1407 DN175] c. Outrossi que lhe rrogo que sempre seja amigo da casa de França [CIPM 15 th c. CDF] 3 Despite aspectual differences between them. 5

6 Past Subjunctive (18) a. E os iffãtes fezerom menajẽ, ennas mããos do Cide, que sempre amassẽ e servissem suas filhas e fezessem tanto por sua honrra e serviço delle come de seu senhor natural. [CIPM 14 th c. CGE] b. E mamdou nosso senhor que lhe ofereçessem os filhos de Isrraael olio de oliva muy puro por tal que ardessem sempre as luminarias e os camdieiros em o tabernacollo do testamemto [CIPM 14 th c. LHB] c. Eu me sentiria bem e bem me averia se sempre morasse no prazer que vi. Imperfect (19) a. por que jazia ẽ ella sempre a neve. [CIPM 14 th c. CGE] b. E estes hiam sempre de noite encubertamente ao arrayal delrrei de Castella [CIPM 15 th c. CDF] c. Mas a poer esto em obra, embargavom muito duas cousas. A primeira seer o Comde aguardado de mujtos e boõs fidallgos, que o sempre acompanhavom de dia e de noite [CIPM 15 th c. CDJI1] Future (20) a. E sempre seeremos prestes e aparelhados a todo vosso serviço. [CIPM 14 th c. CGE] b. E por esta razom seerei sempre a vosso serviço. [CIPM 14 th c. CGE] c. Assi fazede, disse a dona, e eu vos digo que bem vos sempre vinrá Classical Portuguese In CP (examples from the TB and the DF corpora), there are occurrences of both Adv-V and V-Adv with a temporal interpretation as well, as in (21) and (22), but there are also some cases where sempre, at least apparently, exhibits a confirmative value, as in (23). (21) a. o ter muito entendimento às vezes prejudica, o ter muito juízo sempre é útil [TB 1705 Aires] b. Os Príncipes sempre vêem de longe as acções de seus vassalos [DF FMM 1640?] (22) a. um deles é violento às vezes, o outro é suave sempre [TB 1705 Aires] b. Em tudo seguí sempre os termos da igualdade [DF 1637 FMM] (23) a. Esperamos que com tantos desenganos se lhe abram os olhos, e que acabem de vir em algum acomodamento, que sempre será melhor que a continuação da guerra, e nos deixará mais hábeis para fazermos outros, que tanto nos importam. [TB 1608 Vieira ] b. Mas, ainda no caso que ninguém se converta, nem o trabalho do operário fica inútil nem a palavra de Deus infecunda, porque o procurar a salvação dos próximos sempre assegura e promove a salvação própria. [TB 1644 Bernardes] c. Minhas tias, que sempre conservaram a casa da Cordoaria, de D. Joaquim de Saldanha, fizeram com que de novo para alli fossemos residir, supponho que para ficarem mais perto dos nossos parentes, Condes da Ega, na difficil crise que se ia passar. [TB 1861 Alorna] 6

7 5. Summary of the data MP CP BP MEP Adv-V V-Adv Confirmative Temporal (w/ restrictions) Confirmative Temporal 6. Previous proposals In the framework of Generative Grammar, some previous analyses of sempre as a temporal adjunct in MEP generally agree that, when it occurs post-verbally, sempre is in a VP adjunct position (considering that there is verb movement out of the VP) (Ambar, Gonzaga & Negrão 2004, Brito 2001, Martins 1994). However, there are different proposals in the literature for those cases when sempre precedes the verb Martins 1994: pre-verbal temporal and non-temporal sempre occupy the same syntactic position: Spec, FP (the position where focalized phrases and, possibly, also "emphatic operators" check their features) Brito 2001: pre-verbal sempre (temporal/aspectual or confirmative) is merged in adjunction to TP, there is short movement of the verb to T and the DP subject moves higher up to a position above T, that is, to Spec,AgrSP Gonzaga 1997 (following the idea that adverbs occupy Spec positions of different functional categories): pre-verbal sempre is projected in Spec, T O and movement to Spec, T S is also possible. This is meant to explain the relationship between [± specific] objects and the temporal values of the predicate Ambar et al. 2004: sempre is generated in the head position of TobjP (Tense Object Phrase). The confirmative reading obtains when the adverb targets the head AssertiveP carrying the adjoined verb with it. In MEP: post-verbal sempre targets the DistP head, the verb (in present tense) being in AgrSº (originates the correlation of events reading). When the verb is in past tense, the adverb additionally moves to Focus, for it must have scope over tense, which is necessary for the availability of the universal reading. In BP: the verb is always in Tº, which derives the pre-verbal position of sempre. 4 Recall that the author shows that pre-verbal sempre has temporal interpretation when it occurs with verbs in present and imperfect tense and with [-specific] objects, and it is confirmative when related to past tense and [+ specific] objects. However, verbal tenses and specificity on the object are not relevant to MP data. 7

8 7. Our proposal Recall what we said about MP data up to now: there is no confirmative sempre in our corpus; only temporal sempre occurs in our corpus; temporal sempre either occurs pre- or post-verbally in sentences with both lexical and null subjects; pre-verbal sempre in sentences with lexicalized subjects surfaces mostly as Adv-Subj- V A simplified syntactic structure According to the authors we studied, the differences we find in the interpretation and distribution of sempre in MEP and BP are directly connected to structural differences between the two systems. Namely, in what concerns the position of the verb and the different values associated with Tense. But,...if the structure is universal why don't we have the confirmative reading in MP? The answer being, because semantic interpretation is not structurally determined. The examples above - (6) to (14) - suggest that the variation we find in MP does not relate to structural differences of the kind we find between MEP and BP, for the following reasons: MP, like MEP, is a null subject SVO language; MP, like MEP, exhibits V-movement to the functional domain containing T; There is strong agreement in MP, like in MEP. Being so, and considering the status of sempre as a VP adjunct, we believe that a simplified syntactic structure, that is, with no additional functional categories, is perfectly capable of explaining MP data. As for sempre preceding both the verb and the subject, as in (6), it can be analysed as other temporal adverbs in MEP, like ontem, hoje, which may attach to high positions. Considering our set of examples, we are capable of stating the following: sempre being a lower adverb (an adjunct to VP), makes the order V-Adv unproblematic, for we claim that it is base generated in that position and there is V- movement to T (following Brito 2001, and also Costa 1998, 2004); When in pre-verbal position, sempre is merged in adjunction to TP, the subject being in a higher up position; When sempre precedes the subject (Adv-Subj-V), sempre might be analysed as other temporal adverbs, like ontem, hoje, which may attach to high positions (in MP nothing prevents adjunction to IP), that is, they don't show restrictions as to the adjunction site The specialization process However, the analysis leaves three important questions unanswered, as far as MP data is concerned: 8

9 (i) Why was there variation between Adv-V and V-Adv without changes in meaning? (ii) Why doesn't confirmative sempre occur (similarly to what happens in BP)? (iii) Why can we no longer have sempre preceding the subject? (iv) Why is the optionality between Adv-V and V-Adv no longer a possibility in MEP? Following the ideas in Costa 1998, 2004: The lexical entries of adverbs carry information about their meaning, form and categorical status. We propose that somewhere during the history of Portuguese there was a specialization of the adverb sempre, which led to its syntactic placement deriving its meaning. That is: i) Temporal value of sempre in MP was inherent and that enabled the adverb to occur either pre- or post-verbally without changes in meaning; 2) In MEP sempre has two values associated with it, and each one of them derives from its syntactic placement; iii) CP seems to reinforce this analysis, for it shows a specialization in the direction of associating position and interpretation. We may now answer the following questions: (i) Why was there variation between Adv-V and V-Adv? Because sempre in MP is inherently temporal (meaning 'at every moment') and, like other temporal adverbs, it distributes quite freely. (ii) Why doesn't confirmative sempre occur? Being inherently temporal, it cannot have other interpretations. (iii) Why is the optionality between Adv-V and V-Adv no longer a possibility in MEP? Since sempre may have two meanings (temporal and non-temporal), its interpretation will follow from its syntactic distribution. 8. Conclusion In conclusion, it is a lexical problem we are dealing with. We claim that sempre has information in its lexical entry concerning meaning, form and categorical status. This implies that if the meaning of an adverb is not specified in the lexicon, its syntactic placement derives its meaning. And this is what happens with sempre in MEP, which might be ambiguous. Contrarily, in MP, sempre is not ambiguous, it has an inherent meaning. So, if it has an inherent meaning, which is temporal, the prediction is that it can distribute quite freely. 9

10 Further research: We leave for further research the fact that in MP there are no occurrences of the adverbial expression sempre que 'whenever', an expression that correlates two events (whenever x, then y). What we can observe from our data is that sentences with pre-subject sempre, like (6), seem to disappear by the time the clausal domain associated with that specific value of quantification over events emerges. The first examples of sempre que "whenever" are dated from the 17th century (at least to our knowledge), exactly when the specialization process is ongoing. (23) a. Sempre que este santo varão comia, chorava. [TB 1644 Bernardes] b. Sempre que posso, afirmo: que o entendimento nao tem portas, que se cerrem para ua ciência e para outra se abram. [DF 1650 FMM] References Ambar, M., M. Gonzaga, E. V. Negrão (2004). "Tense, Quantification and Clause Structure in EP and BP". In Bok-Bennema, R., B. Hollebrandse, B. Kampers-Manhe e P. Sleeman. (eds). Romance Languages and Linguistic Theory Amsterdam. John Benjamins. v. 256: Belletti, A Generalized Verb Movement. Aspects of Verb Syntax. Torino. Rosenberg & Sellier. Brito, A. M "Clause structure, subject positions and verb movement: About the position of "sempre" in European Portuguese and Brazilian Portuguese". In D hulst, Y., J. Rooryck e J. Schroten (eds). Romance Languages and Linguistic Theory Amsterdam. Philadelphia. John Benjamins. v. 221: Costa, J "A Multifactorial approach to adverb placement: assumptions, facts, and problems". Lingua 114 (6) Costa, J Word Order Variation: A Constraint-based Approach. The Hague: Holland Academic Graphics. Gonzaga, M Aspectos da Sintaxe dos Advérbios em Português. MA Dissertation. University of Lisbon. Martins, A. M Clíticos na História do Português. PhD Dissertation. University of Lisbon. 10

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Portuguese Lesson A Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Story Time is a program designed for students who have already taken high school or college courses or students who have completed other

Leia mais

01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS

01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS 01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS OBS1: Adaptação didática (TRADUÇÃO PARA PORTUGUÊS) realizada pelo Prof. Dr. Alexandre Rosa dos Santos. OBS2: Textos extraídos do site: http://www.englishclub.com

Leia mais

Guião M. Descrição das actividades

Guião M. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Inovação Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO Guião M Intervenientes

Leia mais

In this lesson we will review essential material that was presented in Story Time Basic

In this lesson we will review essential material that was presented in Story Time Basic Portuguese Lesson 1 Welcome to Lesson 1 of Story Time for Portuguese Story Time is a program designed for students who have already taken high school or college courses or students who have completed other

Leia mais

Trabalho de Compensação de Ausência - 1º Bimestre

Trabalho de Compensação de Ausência - 1º Bimestre Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio Regular. Rua Cantagalo 313, 325, 337 e 339 Tatuapé Fones: 2293-9393 e 2293-9166 Diretoria de Ensino Região LESTE 5 Trabalho de Compensação de Ausência

Leia mais

Descrição das actividades

Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Em Acção Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos Guião D 1.º MOMENTO Intervenientes

Leia mais

Guião A. Descrição das actividades

Guião A. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Ponto de Encontro Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO

Leia mais

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO PROJECTO PROVAS EXPERIMENTAIS DE EXPRESSÃO ORAL DE LÍNGUA ESTRANGEIRA - 2005-2006 Ensino Secundário - Inglês, 12º ano - Nível de Continuação 1 1º Momento GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

Leia mais

Conteúdo Programático Anual

Conteúdo Programático Anual INGLÊS 1º BIMESTRE 5ª série (6º ano) Capítulo 01 (Unit 1) What s your name? What; Is; My, you; This; Saudações e despedidas. Capítulo 2 (Unit 2) Who s that? Who; This, that; My, your, his, her; Is (afirmativo,

Leia mais

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS THE CAPITAL STRUCTURE: AN ANALYSE ON INSURANCE COMPANIES FREDERIKE MONIKA BUDINER METTE MARCO ANTÔNIO DOS SANTOS MARTINS PAULA FERNANDA BUTZEN

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática São Paulo 2010 JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

Leia mais

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes Lesson 6 Notes Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job Welcome to Fun With Brazilian Portuguese Podcast, the podcast that will take you from beginner to intermediate in short, easy steps. These

Leia mais

Prova Escrita de Inglês

Prova Escrita de Inglês PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Inglês 6º Ano de Escolaridade Prova 06 / 2.ª Fase 7 Páginas Duração da Prova: 90 minutos. 2014 Prova 06/ 2.ª F.

Leia mais

Serviços: API REST. URL - Recurso

Serviços: API REST. URL - Recurso Serviços: API REST URL - Recurso URLs reflectem recursos Cada entidade principal deve corresponder a um recurso Cada recurso deve ter um único URL Os URLs referem em geral substantivos URLs podem reflectir

Leia mais

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing Kern, Bryan; B.S.; The State University of New York at Oswego kern@oswego.edu Tavares, Tatiana; PhD;

Leia mais

MARLI DA COSTA RAMOS SCATRALHE FAMÍLIA E ESCOLA: DOIS SISTEMAS INTERDEPENDENTES NA COMPREENSÃO DOS SIGNIFICADOS NO PROCESSO ESCOLAR DO FILHO/ALUNO

MARLI DA COSTA RAMOS SCATRALHE FAMÍLIA E ESCOLA: DOIS SISTEMAS INTERDEPENDENTES NA COMPREENSÃO DOS SIGNIFICADOS NO PROCESSO ESCOLAR DO FILHO/ALUNO MARLI DA COSTA RAMOS SCATRALHE FAMÍLIA E ESCOLA: DOIS SISTEMAS INTERDEPENDENTES NA COMPREENSÃO DOS SIGNIFICADOS NO PROCESSO ESCOLAR DO FILHO/ALUNO CENTRO UNIVERSITÁRIO FIEO Osasco 2009 MARLI DA COSTA RAMOS

Leia mais

Bárbara Rodrigues da Silva 3ALEN, 2015

Bárbara Rodrigues da Silva 3ALEN, 2015 Pets reality There are about 30 millions abandoned pets only in Brazil. Among these amount, about 10 millions are cats and the other 20 are dogs, according to WHO (World Health Organization). In large

Leia mais

ANO LETIVO 2013-2014 CONTEÚDOS CURRICULARES

ANO LETIVO 2013-2014 CONTEÚDOS CURRICULARES Ano de escolaridade: 5º LÉXICO O Reino Unido Saudações Identidade Nomes ingleses O alfabeto A sala de aula Objectos escolares As cores Os dias da semana Países Nacionalidades Numerais cardinais (de 1 a

Leia mais

Inglês. Guião. Teste Intermédio de Inglês. Parte IV Interação oral em pares. Teste Intermédio

Inglês. Guião. Teste Intermédio de Inglês. Parte IV Interação oral em pares. Teste Intermédio Teste Intermédio de Inglês Parte IV Interação oral em pares Teste Intermédio Inglês Guião Duração do Teste: 10 a 15 minutos De 25.02.2013 a 10.04.2013 9.º Ano de Escolaridade D TI de Inglês Página 1/ 7

Leia mais

NOTA: Professor(a): Bispo, Suzamara Apª de Souza Nome: n.º 3º Web. 3ª Postagem Exercícios de reposição ( listening )

NOTA: Professor(a): Bispo, Suzamara Apª de Souza Nome: n.º 3º Web. 3ª Postagem Exercícios de reposição ( listening ) Professor(a): Bispo, Suzamara Apª de Souza Nome: n.º 3º Web Barueri, / / 2009 Trimestre: 3ª Postagem Exercícios de reposição ( listening ) NOTA: ACTIVITY ONE: Put the verses in order according to what

Leia mais

Prova de Seleção Mestrado LINGUA INGLESA 15/02/2016

Prova de Seleção Mestrado LINGUA INGLESA 15/02/2016 Prova de Seleção Mestrado LINGUA INGLESA 15/02/2016 Instruções aos candidatos: (1) Preencher somente o número de inscrição em todas as folhas. (2) Usar caneta preta ou azul. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

Leia mais

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt.

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. NORMAS PARA AUTORES As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. COPYRIGHT Um artigo submetido à Revista Portuguesa

Leia mais

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho GUIÃO A 1º Momento Intervenientes e Tempos Descrição das actividades Good morning / afternoon / evening, A and B. For about three minutes, I would like

Leia mais

PROVA COMENTADA E RESOLVIDA PELOS PROFESSORES DO CURSO POSITIVO

PROVA COMENTADA E RESOLVIDA PELOS PROFESSORES DO CURSO POSITIVO COMENTÁRIO GERAL DOS PROFESSORES DO CURSO POSITIVO Uma prova, para avaliar tantos candidatos deve ser sempre bem dosada como foi a deste ano. Houve tanto questões de interpretação (6) como de gramática

Leia mais

Lição 24: Preposições de tempo. Como usar preposições de tempo.

Lição 24: Preposições de tempo. Como usar preposições de tempo. Lesson 24: Prepositions of Time (in, on, at, for, during, before, after) Lição 24: Preposições de tempo Como usar preposições de tempo. Reading (Leituras) I was born in 2000. (Eu nasci em 2000.) We work

Leia mais

Preposições em Inglês: www.napontadalingua.hd1.com.br

Preposições em Inglês: www.napontadalingua.hd1.com.br Preposições na língua inglesa geralmente vem antes de substantivos (algumas vezes também na frente de verbos no gerúndio). Algumas vezes é algo difícil de se entender para os alunos de Inglês pois a tradução

Leia mais

GUIÃO A. What about school? What s it like to be there/here? Have you got any foreign friends? How did you get to know them?

GUIÃO A. What about school? What s it like to be there/here? Have you got any foreign friends? How did you get to know them? GUIÃO A Prova construída pelos formandos e validada pelo GAVE, 1/7 Grupo: Chocolate Disciplina: Inglês, Nível de Continuação 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas 1º Momento Intervenientes

Leia mais

Semestre do plano de estudos 1

Semestre do plano de estudos 1 Nome UC Inglês CU Name Código UC 6 Curso LEC Semestre do plano de estudos 1 Área científica Gestão Duração Semestral Horas de trabalho 54 ECTS 2 Horas de contacto TP - 22,5 Observações n.a. Docente responsável

Leia mais

Visitor, is this is very important contact with you. WATH DO WE HERE?

Visitor, is this is very important contact with you. WATH DO WE HERE? Visitor, is this is very important contact with you. I m Gilberto Martins Loureiro, Piraí s Senior Age Council President, Rio de Janeiro State, Brazil. Our city have 26.600 habitants we have 3.458 senior

Leia mais

Searching for Employees Precisa-se de Empregados

Searching for Employees Precisa-se de Empregados ALIENS BAR 1 Searching for Employees Precisa-se de Empregados We need someone who can prepare drinks and cocktails for Aliens travelling from all the places in our Gallaxy. Necessitamos de alguém que possa

Leia mais

Interface between IP limitations and contracts

Interface between IP limitations and contracts Interface between IP limitations and contracts Global Congress on Intellectual Property and the Public Interest Copyright Exceptions Workshop December 16, 9-12:30 Denis Borges Barbosa The issue Clause

Leia mais

Teoria Económica Clássica e Neoclássica

Teoria Económica Clássica e Neoclássica Teoria Económica Clássica e Neoclássica Nuno Martins Universidade dos Açores Jornadas de Estatística Regional 29 de Novembro, Angra do Heroísmo, Portugal Definição de ciência económica Teoria clássica:

Leia mais

Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1

Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1 Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1 Introdução Introduction Normas Gráficas Este manual fornece os

Leia mais

Inglês Técnico Instrumental

Inglês Técnico Instrumental Inglês Técnico Instrumental Aula 5 Inglês Técnico Instrumental - Aula 5 1 Objectives Empregar os verbos no passado de modo a exercitar exemplos práticos do cotidiano do técnico em informática; Elaborar

Leia mais

Directions 1: Tô perdido I m lost. http://coerll.utexas.edu/brazilpod/cob/lesson.php?p=24

Directions 1: Tô perdido I m lost. http://coerll.utexas.edu/brazilpod/cob/lesson.php?p=24 Directions 1: Tô perdido I m lost http://coerll.utexas.edu/brazilpod/cob/lesson.php?p=24 Conversa Brasileira Directions 1: Tô perdido I m lost We ve all been in the same situation as Alexandre, Acabei

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO Questão: 26 30 41 A questão 26 do código 02, que corresponde à questão 30 do código 04 e à questão 41 do código 06 Nº de Inscrição: 2033285 2041257 2030195 2033529 2032517 2080361 2120179 2120586 2037160

Leia mais

Colégio de Aplicação UFRGS. Name: Group:

Colégio de Aplicação UFRGS. Name: Group: Present Perfect: FOOD for THOUGHT Colégio de Aplicação UFRGS Name: Group: Present Perfect Simple Os Perfect Tenses são formados com o presente simples do verbo to have (have / has), que, neste caso, funciona

Leia mais

Equivalência da estrutura de uma frase em inglês e português

Equivalência da estrutura de uma frase em inglês e português 1 Equivalência da estrutura de uma frase em inglês e português A partir do momento que você souber de cor a função de cada peça do nosso jogo de dominó, você não terá mais problemas para formular frases,

Leia mais

Prova Oral de Inglês Duração da Prova: 20 a 25 minutos 2013/2014. 1.º Momento. 4 (A), are you a health-conscious person?

Prova Oral de Inglês Duração da Prova: 20 a 25 minutos 2013/2014. 1.º Momento. 4 (A), are you a health-conscious person? Prova Oral de Inglês Duração da Prova: 20 a 25 minutos 2013/2014 GUIÃO A Disciplina: Inglês, Nível de Continuação 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho 1.º Momento Intervenientes e Tempos

Leia mais

www.souvestibulando.com.br MÓDULO DE INGLES

www.souvestibulando.com.br MÓDULO DE INGLES 1 MÓDULO DE INGLES ASSUNTO: AULA 01 THE SIMPLE PRESENT TENSE Esta aula é composta pelo texto da apostila abaixo e por um link de acesso à AULA VIRTUAL gravada. Estude com atenção o texto antes de acessar

Leia mais

AT A HOTEL NO HOTEL. I d like to stay near the station. Can you suggest a cheaper hotel? Poderia sugerir um hotel mais barato?

AT A HOTEL NO HOTEL. I d like to stay near the station. Can you suggest a cheaper hotel? Poderia sugerir um hotel mais barato? I d like to stay near the station. Can you suggest a cheaper hotel? Gostaria de ficar por perto da estação. Poderia sugerir um hotel mais barato? I d like to stay near the station. (I would ) in a cheaper

Leia mais

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET 2015 1 e-mail:mario@labma.ufrj.br Tables BR-EMS, mortality experience of the Brazilian Insurance Market, were constructed,

Leia mais

ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS. Prova-modelo. Instruções. Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM.

ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS. Prova-modelo. Instruções. Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM. ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS Prova-modelo Instruções Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM. A prova é avaliada em 20 valores (200 pontos). A prova é composta

Leia mais

Métodos Formais em Engenharia de Software. VDMToolTutorial

Métodos Formais em Engenharia de Software. VDMToolTutorial Métodos Formais em Engenharia de Software VDMToolTutorial Ana Paiva apaiva@fe.up.pt www.fe.up.pt/~apaiva Agenda Install Start Create a project Write a specification Add a file to a project Check syntax

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS FACULDADE DE DIREITO DO RECIFE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS FACULDADE DE DIREITO DO RECIFE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS FACULDADE DE DIREITO DO RECIFE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO MEDIAÇÃO, ARBITRAGEM E INDISPONIBILIDADE DE DIREITOS Aplicação da Lei nº 9.307/96:

Leia mais

BRIGHAM AND EHRHARDT PDF

BRIGHAM AND EHRHARDT PDF BRIGHAM AND EHRHARDT PDF ==> Download: BRIGHAM AND EHRHARDT PDF BRIGHAM AND EHRHARDT PDF - Are you searching for Brigham And Ehrhardt Books? Now, you will be happy that at this time Brigham And Ehrhardt

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS COORDENADORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS International Relations Office

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS COORDENADORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS International Relations Office UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS COORDENADORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS International Relations Office FORMULÁRIO DE CANDIDATURA PARA ESTUDANTE DE INTERCÂMBIO EXCHANGE STUDENT APPLICATION FORM Semestre

Leia mais

Erasmus Student Work Placement

Erasmus Student Work Placement Erasmus Student Work Placement EMPLOYER INFORMATION Name of organisation Address Post code Country SPORT LISBOA E BENFICA AV. GENERAL NORTON DE MATOS, 1500-313 LISBOA PORTUGAL Telephone 21 721 95 09 Fax

Leia mais

LÍNGUA INGLESA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Reading - Typographic Marks

LÍNGUA INGLESA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Reading - Typographic Marks Conteúdo: Reading - Typographic Marks Habilidades: Utilizar as Marcas Tipográficas para facilitar a compreensão e também chamar a atenção do leitor. Typographic Marks O que são marcas tipográficas? As

Leia mais

Português 207 Portuguese for Business

Português 207 Portuguese for Business Português 207 Portuguese for Business Spring 2012: Porugal and the EU Instructor: Jared Hendrickson Office: 1149 Van Hise Office Hours: Monday and Thursday, 11:00 am-12:00 pm e-mail: jwhendrickso@wisc.edu

Leia mais

Project Management Activities

Project Management Activities Id Name Duração Início Término Predecessoras 1 Project Management Activities 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 2 Plan the Project 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 3 Define the work 15 dias Sex 05/10/12

Leia mais

DPI. Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office

DPI. Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office DPI Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office Apresentação/Presentation Criado em 1 de março de 2011, o Núcleo de

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS 1º EXAME

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS 1º EXAME SISTEMAS DISTRIBUÍDOS 1º EXAME Ano Lectivo: 2005/2006 Data: 12 de Junho de 2006 Ano Curricular: 4º Ano 2º Semestre Duração: 2h00 INFORMAÇÕES GERAIS 1. O exame encontra-se em Inglês devido à existência

Leia mais

Universidade Estadual do Norte do Paraná - UENP

Universidade Estadual do Norte do Paraná - UENP EDITAL Nº 01/2014 CLCA-CCP A Diretora do Centro de Letras, Comunicação e Artes CLCA, do campus de Cornélio Procópio, da Universidade Estadual do Norte do Paraná UENP, no exercício regular de seu cargo

Leia mais

A eficiência do signo empresarial e as estratégias de legitimação do campo do design

A eficiência do signo empresarial e as estratégias de legitimação do campo do design Marcelo Vianna Lacerda de Almeida A eficiência do signo empresarial e as estratégias de legitimação do campo do design Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Design

Leia mais

Exercícios extras. Na aula de hoje, você deverá arregaçar as

Exercícios extras. Na aula de hoje, você deverá arregaçar as Exercícios extras Assunto do dia Na aula de hoje, você deverá arregaçar as mangas e entrar de cabeça nos exercícios extras, que têm como tema tudo que vimos nas aulas do Segundo Grau. Atenção: 3, 2, 1...

Leia mais

assumptions of that particular strengthening the participation of families and local communities in the strategic direction of schools, not taking

assumptions of that particular strengthening the participation of families and local communities in the strategic direction of schools, not taking Agradecimentos A dissertação do Mestrado que adiante se apresenta resulta na concretização de um projecto que me parecia difícil mas não impossível de alcançar. Foram meses seguidos de trabalho de investigação,

Leia mais

A privacidade dos registros públicos disponibilizados na Internet

A privacidade dos registros públicos disponibilizados na Internet Ari Álvares Pires Neto A privacidade dos registros públicos disponibilizados na Internet Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Direito do Departamento de Direito

Leia mais

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios Sandra Sofia Brito da Silva Dissertação

Leia mais

SUMÁRIO VOLUME 1 LÍNGUA INGLESA

SUMÁRIO VOLUME 1 LÍNGUA INGLESA SUMÁRIO VOLUME 1 "Dentro de você existe um Universo em permanente construção." Paulo Roberto Gaefte Lesson One Review 07 Lesson Two Days of the week 24 Lesson Three School Subjects 30 My Dictionary 38

Leia mais

A elaboração da presente dissertação foi apoiada, em parte, por um financiamento da Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica, no

A elaboração da presente dissertação foi apoiada, em parte, por um financiamento da Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica, no Dissertação de Mestrado em Psicologia, especialização em Psicologia Desportiva, sob a orientação conjunta do Prof. Doutor José Fernando da Silva Azevedo Cruz e do Prof. Doutor Leandro da Silva Almeida.

Leia mais

A CONVERSÃO ADJETIVO/SUBSTANTIVO EM FORMAÇÕES DEVERBAIS X-DO NO PORTUGUÊS DO BRASIL

A CONVERSÃO ADJETIVO/SUBSTANTIVO EM FORMAÇÕES DEVERBAIS X-DO NO PORTUGUÊS DO BRASIL Fábio Flores A CONVERSÃO ADJETIVO/SUBSTANTIVO EM FORMAÇÕES DEVERBAIS X-DO NO PORTUGUÊS DO BRASIL Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Estudos da Linguagem do Departamento

Leia mais

Inglês 11 The Present Perfect.

Inglês 11 The Present Perfect. Inglês 11 The Present Perfect. O Present Perfect é um tempo verbal em inglês que mostra uma ação que ocorreu no passado, mas os efeitos estão no presente. My grandfather has recovered from his illness.

Leia mais

NCE/11/01206 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/11/01206 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/11/01206 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/11/01206 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

Paulo Roberto da Silva Cidade. A Nominalização Infinitiva: Um estudo de Nominalizações Gerundivas e Derivados Nominais no português e no inglês

Paulo Roberto da Silva Cidade. A Nominalização Infinitiva: Um estudo de Nominalizações Gerundivas e Derivados Nominais no português e no inglês Paulo Roberto da Silva Cidade A Nominalização Infinitiva: Um estudo de Nominalizações Gerundivas e Derivados Nominais no português e no inglês Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa

Leia mais

Centro Educacional Brasil Central Nível: Educação Básica Modalidade: Educação de Jovens e Adultos a Distância Etapa: Ensino Médio APOSTILA DE INGLÊS

Centro Educacional Brasil Central Nível: Educação Básica Modalidade: Educação de Jovens e Adultos a Distância Etapa: Ensino Médio APOSTILA DE INGLÊS Centro Educacional Brasil Central Nível: Educação Básica Modalidade: Educação de Jovens e Adultos a Distância Índice APOSTILA DE INGLÊS Módulo I - EXPRESSÕES PARA USO COTIDIANO - SUBJECT PRONOUNS - VERBO

Leia mais

Efficient Locally Trackable Deduplication in Replicated Systems. www.gsd.inesc-id.pt. technology from seed

Efficient Locally Trackable Deduplication in Replicated Systems. www.gsd.inesc-id.pt. technology from seed Efficient Locally Trackable Deduplication in Replicated Systems João Barreto and Paulo Ferreira Distributed Systems Group INESC-ID/Technical University Lisbon, Portugal www.gsd.inesc-id.pt Bandwidth remains

Leia mais

Lung Cancer. Risk Factors

Lung Cancer. Risk Factors Lung Cancer The lungs are the organs that help us breathe. They help to give oxygen to all the cells in the body. Cancer cells are abnormal cells. Cancer cells grow and divide more quickly than healthy

Leia mais

2. Não serão aceitos certificados de cursos de idiomas para fins de dispensa do referido exame.

2. Não serão aceitos certificados de cursos de idiomas para fins de dispensa do referido exame. COODENADORIA DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS - CODALIN Exame de Proficiência em Língua Inglesa - Edital Codalin 01-2013 O Exame de Proficiência em Língua Inglesa é destinado aos alunos regularmente matriculados

Leia mais

UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda. SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH

UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda. SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH Duolao Wang; Ameet Bakhai; Angelo Del Buono; Nicola Maffulli Muscle, Tendons and Ligaments Journal, 2013 Santiago A. Tobar L., Dsc. Why to determine the

Leia mais

SENTIDOS DA PALAVRA AMOR EM UM SONETO DE CAMÕES 1

SENTIDOS DA PALAVRA AMOR EM UM SONETO DE CAMÕES 1 SENTIDOS DA PALAVRA AMOR EM UM SONETO DE CAMÕES 1 ADILSON VENTURA DA SILVA Departamento de Estudos Linguísticos e Literários Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Estrada do Bem Querer, km 4 Centro

Leia mais

Bem-vindo ao Inspector Stone uma produção da BBC Learning. Vamos começar o espetáculo.

Bem-vindo ao Inspector Stone uma produção da BBC Learning. Vamos começar o espetáculo. The case of the missing ring Script: part three A transcrição abaixo não é uma cópia fiel do áudio. Apresentadora: Bem-vindo ao Inspector Stone uma produção da BBC Learning English. Série 1 o caso da aliança

Leia mais

Calendarização da Componente Letiva Ano Letivo 2015/16. Área Disciplinar de Inglês. Períodos 1º Período

Calendarização da Componente Letiva Ano Letivo 2015/16. Área Disciplinar de Inglês. Períodos 1º Período 5º Ano Calendarização da Componente Letiva Ano Letivo 2015/16 Área Disciplinar de Inglês s 1º 2º 3º Número de aulas previstas (45 minutos) 39 31 28 Apresentação e Diagnóstico 1 Avaliação (preparação, fichas

Leia mais

Criança e jornalismo: um estudo sobre as relações entre crianças e mídia impressa especializada infantil

Criança e jornalismo: um estudo sobre as relações entre crianças e mídia impressa especializada infantil Josy Fischberg Criança e jornalismo: um estudo sobre as relações entre crianças e mídia impressa especializada infantil Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção

Leia mais

Get Instant Access to ebook Russo Ver Falar PDF at Our Huge Library RUSSO VER FALAR PDF. ==> Download: RUSSO VER FALAR PDF

Get Instant Access to ebook Russo Ver Falar PDF at Our Huge Library RUSSO VER FALAR PDF. ==> Download: RUSSO VER FALAR PDF RUSSO VER FALAR PDF ==> Download: RUSSO VER FALAR PDF RUSSO VER FALAR PDF - Are you searching for Russo Ver Falar Books? Now, you will be happy that at this time Russo Ver Falar PDF is available at our

Leia mais

SEYMOUR PAPERT Vida e Obra

SEYMOUR PAPERT Vida e Obra SEYMOUR PAPERT Vida e Obra Eva Firme Joana Alves Núria Costa 1 de Março de 1928 -EUA Activista - movimento anti-apartheid 1954-1958 - Universidade de Cambridge (matemática). 1958-1963 - Centro de Epistemologia

Leia mais

Get Instant Access to ebook Alemao Ver Falar PDF at Our Huge Library

Get Instant Access to ebook Alemao Ver Falar PDF at Our Huge Library ALEMAO VER FALAR PDF ==> Download: ALEMAO VER FALAR PDF ALEMAO VER FALAR PDF - Are you searching for Alemao Ver Falar Books? Now, you will be happy that at this time Alemao Ver Falar PDF is available at

Leia mais

APRESENTAÇÃO. ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410

APRESENTAÇÃO. ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410 APRESENTAÇÃO ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410 Instalações elétricas de baixa tensão NBR 5410:1997 NBR 5410:2004

Leia mais

PROGRAM FOR 3 DAYS in Faial and S. Jorge Islands, Azores

PROGRAM FOR 3 DAYS in Faial and S. Jorge Islands, Azores PROGRAM FOR 3 DAYS in Faial and S. Jorge Islands, Azores THIS PROGRAM AIMS TO TOAST OUR CUSTOMERS WITH THE OPPORTUNITY TO DISCOVER AND EXPLORE THE FAIAL AND S. JORGE ISLANDS. WE HAVE A WIDE RANGE OF CULTURAL

Leia mais

Perguntas & Respostas

Perguntas & Respostas Perguntas & Respostas 17 de Abril de 2008 Versão Portuguesa 1. O que é uma Certidão Permanente?...4 2. Como posso ter acesso a uma Certidão Permanente?...4 3. Onde posso pedir uma Certidão Permanente?...4

Leia mais

Santa Casa PDF ebooks Download

Santa Casa PDF ebooks Download Santa Casa PDF ==>Download: Santa Casa PDF ebook Santa Casa PDF - Are you searching for Santa Casa Books? Now, you will be happy that at this time Santa Casa PDF is available at our online library. With

Leia mais

Câmbio MONEY CHANGER. I d like to exchange some money. Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Where can I find a money changer?

Câmbio MONEY CHANGER. I d like to exchange some money. Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Where can I find a money changer? MONEY CHANGER Câmbio I d like to exchange some money. Where can I find a money changer? Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Onde posso encontrar um câmbio? I d like to exchange (I would) Where can

Leia mais

LICENCIATURA EM ENG. DE SISTEMAS E INFORMÁTICA Redes e Serviços de Banda Larga. Laboratório 4. OSPF Backbone

LICENCIATURA EM ENG. DE SISTEMAS E INFORMÁTICA Redes e Serviços de Banda Larga. Laboratório 4. OSPF Backbone Laboratório 4 OSPF Backbone Equipamento necessário: Três OmniSwitches Objectivo: Este laboratório tem como objectivo familiarizar os alunos com as configurações RIP em comutadores OmniSwitch. Sintaxe dos

Leia mais

3 o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges

3 o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges 3 o ANO ENSINO MÉDIO Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges Unidade II Science Health and nature 2 Aula 5.1 Conteúdos Phrasal Verbs in texts 3 Habilidade Identificar os phrasal verbs em textos

Leia mais

Condições de Participação no Evento. Licenças. Equipamentos Regulamentos ( Bicicletas) Equipamento ( Vestuário ) Seguros. Entradas - Espectadores

Condições de Participação no Evento. Licenças. Equipamentos Regulamentos ( Bicicletas) Equipamento ( Vestuário ) Seguros. Entradas - Espectadores Condições de Participação no Evento De acordo com os Regulamentos da UCI Ciclismo de Pista Veteranos 3.9.001. Estes regulamentos estão disponíveis no site da UCI em www.uci.ch. Clicar sobre Rules e seguidamente

Leia mais

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks Intellectual Property IFAC Formatting Guidelines Translated Handbooks AUTHORIZED TRANSLATIONS OF HANDBOOKS PUBLISHED BY IFAC Formatting Guidelines for Use of Trademarks/Logos and Related Acknowledgements

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE INGLÊS 6º ANO BÁSICO Name: Nº Class: Date: / / Teacher: Nota: (1)

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE INGLÊS 6º ANO BÁSICO Name: Nº Class: Date: / / Teacher: Nota: (1) ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE INGLÊS 6º ANO BÁSICO Name: Nº Class: Date: / / Teacher: Nota: (1) Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos mínimos necessários. Agora, você

Leia mais

UNIVERSIDADE DOS AÇORES DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E GESTÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO PREVISÃO DA VULNERABILIDADE FINANCEIRA NO SETOR SEM FINS LUCRATIVOS

UNIVERSIDADE DOS AÇORES DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E GESTÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO PREVISÃO DA VULNERABILIDADE FINANCEIRA NO SETOR SEM FINS LUCRATIVOS UNIVERSIDADE DOS AÇORES DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E GESTÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO PREVISÃO DA VULNERABILIDADE FINANCEIRA NO SETOR SEM FINS LUCRATIVOS João Pedro Pereira da Silva UNIVERSIDADE DOS AÇORES

Leia mais

Lição 40: deve, não deve, não deveria

Lição 40: deve, não deve, não deveria Lesson 40: must, must not, should not Lição 40: deve, não deve, não deveria Reading (Leituras) You must answer all the questions. ( Você deve responder a todas as We must obey the law. ( Nós devemos obedecer

Leia mais

THE SIMPLE FUTURE TENSE

THE SIMPLE FUTURE TENSE C.E. GISNO Subject: ENGLISH Teacher: ANDRÉ MATA Name: Number: Grade: 8 th Date: / / See the examples: 1. I will travel next week. 2. She will travel tomorrow. 3. You will travel in four months. INFINITIVO

Leia mais

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education *5148359301* PORTUGUESE 0540/03 Paper 3 Speaking Role Play Card One 1 March 30 April 2013 No

Leia mais

VIAGEM A SALVADOR DA BAHIA PDF

VIAGEM A SALVADOR DA BAHIA PDF VIAGEM A SALVADOR DA BAHIA PDF ==> Download: VIAGEM A SALVADOR DA BAHIA PDF VIAGEM A SALVADOR DA BAHIA PDF - Are you searching for Viagem A Salvador Da Bahia Books? Now, you will be happy that at this

Leia mais

PAPILOMA VÍRUS HUMANO HPV REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

PAPILOMA VÍRUS HUMANO HPV REVISÃO BIBLIOGRÁFICA UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO ASSOCIAÇÃO ARTÍSTICA E CULTURAL ATUALIZA CITOLOGIA CLÍNICA JOSUÉ GONCALVES LINS SANTOS PAPILOMA VÍRUS HUMANO HPV REVISÃO BIBLIOGRÁFICA SALVADOR 2011 JOSUÉ GONCALVES LINS SANTOS

Leia mais

Planificação anual - 2015/2016llllllllllll. Disciplina / Ano: Inglês / 5º ano. Manual adotado: Win!5 (Oxford University Press) Gestão de tempo

Planificação anual - 2015/2016llllllllllll. Disciplina / Ano: Inglês / 5º ano. Manual adotado: Win!5 (Oxford University Press) Gestão de tempo 1º PERÍODO 2º PERÍODO 3º PERÍODO ESCOLA BÁSICA DA ABELHEIRA PLANIFICAÇÃO ANUAL DE INGLÊS DO 5.º ANO 2015/2016 Planificação anual - 2015/2016llllllllllll Disciplina / Ano: Inglês / 5º ano Manual adotado:

Leia mais

O EVANGELHO SECRETO DA VIRGEM MARIA PDF

O EVANGELHO SECRETO DA VIRGEM MARIA PDF O EVANGELHO SECRETO DA VIRGEM MARIA PDF ==> Download: O EVANGELHO SECRETO DA VIRGEM MARIA PDF O EVANGELHO SECRETO DA VIRGEM MARIA PDF - Are you searching for O Evangelho Secreto Da Virgem Maria Books?

Leia mais

e-lab: a didactic interactive experiment An approach to the Boyle-Mariotte law

e-lab: a didactic interactive experiment An approach to the Boyle-Mariotte law Sérgio Leal a,b, João Paulo Leal a,c Horácio Fernandes d a Departamento de Química e Bioquímica, FCUL, Lisboa, Portugal b Escola Secundária com 3.º ciclo Padre António Vieira, Lisboa, Portugal c Unidade

Leia mais

Guião N. Descrição das actividades

Guião N. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: 006 Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO Guião N Intervenientes

Leia mais

Software reliability analysis by considering fault dependency and debugging time lag Autores

Software reliability analysis by considering fault dependency and debugging time lag Autores Campos extraídos diretamente Título Software reliability analysis by considering fault dependency and debugging time lag Autores Huang, Chin-Yu and Lin, Chu-Ti Ano de publicação 2006 Fonte de publicação

Leia mais

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education PORTUGUESE 0540/03

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education PORTUGUESE 0540/03 UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education PORTUGUESE 0540/03 Paper 3 Speaking/Listening Role Play Card One No Additional Materials are

Leia mais

A Institucionalização da Pessoa Idosa

A Institucionalização da Pessoa Idosa UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Ciências Sociais e Humanas A Institucionalização da Pessoa Idosa Ana Paula Leite Pereira de Carvalho Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Empreendedorismo e Serviço

Leia mais