OS ELEMENTOS CONJUNTIVOS

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OS ELEMENTOS CONJUNTIVOS"

Transcrição

1 OS ELEMENTOS CONJUNTIVOS PREPOSIÇÕES: Chamam-se PREPOSIÇÕES os vocábulos gramaticais invariáveis que relacionam dois termos de uma oração, de tal modo que o sentido do primeiro é explicado ou complementado pelo sentido do segundo. Quanto à forma, as preposições podem ser SIMPLES ou COMPOSTAS. SÃO SIMPLES: A, ANTE, APÓS, ATÉ, COM, CONTRA, DE, DESDE, EM, ENTRE, PARA, PERANTE, POR (PER), SEM, SOB, SOBRE, TRÁS. SÃO COMPOSTAS (locuções prepositivas): ABAIXO DE, ACERCA DE, ACIMA DE, A DESPEITO DE, ADIANTE DE, A FIM DE, ALÉM DE, ANTES DE, AO LADO DE, AO REDOR DE, A PAR DE, APESAR DE, A RESPEITO DE, ATRÁS DE, ATRAVÉS DE, DE ACORDO COM, DEBAIXO DE, DE CIMA DE, DEFRONTE DE, DENTRO DE, DEPOIS DE, DIANTE DE, EMBAIXO DE, EM CIMA DE, EM FRENTE A, EM FRENTE DE, EM LUGAR DE, EM REDOR DE, EM TORNO DE, EM VEZ DE, GRAÇAS A, JUNTO A, JUNTO DE, PARA BAIXO DE, PARA CIMA DE, PARA COM, PERTO DE, POR BAIXO DE, POR CAUSA DE, POR CIMA DE, POR ENTRE, POR TRÁS DE. Saber reconhecer as preposições e locuções prepositivas em um texto é muito importante para que se possa interpretar o sentido da frase. No entanto, apenas sabê-las, de modo decorável (no sentido vulgar do termo) de nada adianta se não soubermos a relação que cada uma delas estabelece. Aconselho-os a ter sempre em mãos uma ótima gramática que lhes dê o conteúdo significativo e a função relacional da preposições e/ou locuções prepositivas. Eis alguns exemplos dos valores de algumas preposições: 1. A - Movimento = direção a um limite. No espaço: Dirigem-se as duas À fonte. No tempo: Daqui A trezentos anos ATÉ Movimento = aproximação a um limite com insistência nele. Leu-a ATÉ o fim. 3. COM - Situação = adição, associação, companhia., simultaneidade. Vieste agora COM o vento. Faleceu aos 17 de abril, COM quarenta e quatro anos de idade. DE Movimento = afastamento de um limite, procedência. Origem. Ninguém sabe DE onde vem esse vento, Dona Maria. Veio DO Ceará. 1

2 EM Movimento = superação de um limite de interioridade; alcance de uma situação dentro de. Depois foi crescendo uma luz maior que baixou rapidamente NA direção do berço. Situação = posição no interior de, dentro de, nos limites de. O major sucumbira EM poucos minutos. AS PREPOSIÇÕES PODEM APARECER UNIDAS A ARTIGOS,A PRONOMES, A ADVÉRBIOS. DESTA FORMA, TEM-SE : COMBINAÇÃO: A + O = AO - A + ONDE = AONDE CONTRAÇÃO: DE + A = DA ; DE + OS= DOS; DE + AQUELE = DAQUELE; DE + ESSA = DESSA EM + O = NO; EM + AQUELA = NAQUELA CRASE: A + A = À; A + AQUELE = ÀQUELE CONJUNÇÕES: São os vocábulos gramaticais que servem para relacionar duas orações ou dois termos semelhantes da mesma oração. Dividem-se em conjunções coordenativas e conjunções subordinativas. CONJUNÇÕES COORDENATIVAS: ADITIVAS: E, NEM Deram o braço E desceram a rua. Não te ponhas a reprová-los NEM a aplaudi-los. ADVERSATIVAS (indicam uma idéia de contraste): MAS, PORÉM, TODAVIA, CONTUDO, NO ENTANTO, ENTRETANTO. Ela sorriu, MAS, foi um sorrir de incrédulo. ALTERNATIVAS: OU, ORA, QUER, SEJA, NEM, JÁ. Na guerra é preciso matar OU morrer. ORA se esconde, ORA ressurge. CONCLUSIVAS: POIS, PORTANTO. POR CONSEGUINTE, POR ISSO, ASSIM. Homem político, e, PORTANTO, indispensável, não suporta o silêncio. EXPLICATIVAS: QUE, PORQUE, POIS, PORQUANTO. Vamos dormir, QUE é tarde. CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS: INTEGRANTES: QUE, SE Não sei se você reparou QUE não há felicidade má. 2

3 É impossível saber SE ele virá. CAUSAIS: PORQUE, POIS, PORQUANTO, COMO (=PORQUE), POIS QUE, POR ISSO QUE, JÁ QUE, UMA VEZ QUE, VISTO QUE, VISTO COMO, QUE. COMO o silêncio se prolongasse, Anselmo resolveu rompê-lo. CONSECUTIVAS (indicam conseqüência): QUE, DE FORMA QUE, DE SORTE QUE. Não abandonou os seus ideais, DE SORTE QUE acabou concretizando-os. É feio QUE dói. CONCESSIVAS (indicam um fato contrário à ação principal, mas incapaz de impedi-lo): EMBORA, CONQUANTO, AINDA QUE, MESMO QUE, POSTO QUE, BEM QUE, SE BEM QUE, APESAR DE QUE, NEM QUE. Irei MESMO QUE ele não vá. Quando acordei hoje, ainda fazia escuro/ EMBORA a manhã já estivesse avançada. CONDICIONAIS: SE, CASO, QUANDO, CONTANTO QUE, SALVO SE, SEM QUE, DADO QUE, DESDE QUE, A MENOS QUE, A NÃO SER QUE. SE o encontrasse na rua, passaria indiferente. Avise-me CASO ele venha. CONFORMATIVAS (indicam conformidade de um pensamento): CONFORME, COMO, SEGUNDO, CONSOANTE. CONFORME declarei, Madalena possuía um excelente coração. Proust nos transmite a sensação dos objetos, COMO ele os percebe. COMPARATIVAS: QUE, DO QUE (depois de MAIS, MENOS, MAIOR, MENOR, MELHOR, PIOR), QUAL (depois de TAL), COMO, ASSIM COMO, BEM COMO. As ideias amorteceram COMO a brasa do cigarro. Meu coração não é maior QUE o mundo. FINAIS (indicam uma finalidade): PARA QUE, A FIM DE QUE, PORQUE (=PARA QUE), QUE. Vamos nos unir A FIM DE QUE nossa força seja maior. PROPORCIONAIS (indicam um fato realizado ou a realizar-se simultaneamente a outro fato): À MEDIDA QUE, AO PASSO QUE, À PROPORÇÃO QUE, ENQUANTO, QUANTO MAIS, QUANTO MENOS À MEDIDA QUE o tempo passa tudo se torna mais claro. QUANTO MAIS conheço os homens, MAIS gosto das mulheres. TEMPORAIS: QUANDO, ANTES QUE, DEPOIS QUE, ATÉ QUE, LOGO QUE, SEMPRE QUE, ASSIM QUE, DESDE QUE, TODAS AS VEZES QUE. CADA VEZ QUE, APENAS, MAL. ANTES QUE você parta, avise-me. 3

4 Implicou comigo ASSIM QUE me viu. MAL chegou, já saiu. PRONOMES RELATIVOS: Estes pronomes são assim chamados porque se referem a um termo anterior o ANTECEDENTE. Os pronomes relativos apresentam formas variáveis e invariáveis: VARIÁVEIS: O QUAL, OS QUAIS, A QUAL, AS QUAIS, CUJO, CUJOS, CUJA, CUJAS, QUANTO, QUANTOS, QUANTAS. INVARIÁVEIS: QUE, QUEM, ONDE. VALORES E EMPREGOS DOS PRONOMES RELATIVOS: QUE: É o relativo básico. Emprega-se com referência à pessoa ou coisa, no singular ou no plural. Inicia orações. Os livros QUE hoje constituem a biblioteca clássica das crianças foram selecionados por elas. Vou-me embora pra Pasárgada Lá sou amigo do rei Lá tenho a mulher QUE quero Na cama QUE escolherei QUEM: refere-se a pessoas ou coisas personificadas. Este é o homem de QUEM lhe falei. E dar um beijo em cada mão de QUEM trabalha. O QUAL (e suas flexões): refere-se a pessoas ou a coisas. É empregado como substituto do pronome relativo QUE. Visitei o museu de minha cidade, O QUAL me deixou maravilhado. Lá estavam as estantes de genuíno jacarandá da Bahia, sobre AS QUAIS repousavam obras raríssimas de nossa literatura. Você já sabe os assuntos sobre OS QUAIS deve discutir? CUJO (e suas flexões): este relativo equivale a DO QUAL, DE QUEM, DE QUE. Concorda em gênero e número com a coisa possuída e não admite posposição de artigo. Derrubaram as paredes CUJOS tijolos estavam quebrados. (os tijolos DAS PAREDES). 4

5 Sempre gostei desse poeta CUJAS poesias declamo até hoje. ( as poesia DO POETA) E as feias, certas feias em CUJOS olhos vejo isto. ( OS OLHOS das feias) ONDE: refere-se a coisa, indica lugar e equivale a EM QUE, NO QUAL. Observe: Minha terra tem palmeiras ONDE canta o sabiá. A rua ONDE moro é arborizada. QUANTO: refere-se a pessoa ou coisa. Quando precedido de TUDO<TANTO, tem significado quantitativo. Você já disse tudo QUANTO desejava? Você quer canetas? Leve tantas QUANTAS quiser. ADVÉRBIOS: São palavras que se juntam a verbos, para exprimir circunstâncias em que se desenvolve o processo verbal, e a adjetivos e a outros advérbios para intensificá-los. CLASSIFICAÇÃO DOS ADVÉRBIOS: AFIRMAÇÃO: SIM, CERTAMENTE, EFETIVAMENTE, REALMENTE. DÚVIDA: ACASO, PORVENTURA, POSSIVELMENTE, PROVAVELMENTE, QUIÇÁ, TALVEZ. INTENSIDADE: BASTANTE, BEM, DEMAIS, MAIS, MEIO, MENOS, MUITO, POUCO, QUANTO, QUÃO, QUASE, TANTO, TÃO. LUGAR: ABAIXO, ACIMA, ADIANTE, AÍ, ALÉM, AQUÉM, AQUI, ATRAVÉS, ATRÁS, CÁ, DENTRO, FORA, JUNTO, LÁ, LONGE, ONDE, PERTO. MODO: ASSIM, BEM, DEPRESSA, DEVAGAR, MAL, MELHOR, PIOR, e quase todos os advérbios terminados em MENTE; BONDOSAMENTE, REGULARMENTE... NEGAÇÃO:NÃO TEMPO: AGORA, AINDA, AMANHÃ, ANTEONTEM, ANTES, BREVE, CEDO, DEPOIS, ENTÃO, HOJE, JÁ, JAMAIS, LOGO, NUNCA, ONTEM, OUTRORA, SEMPRE, TARDE. OBSERVAÇÃO: Na classe dos advérbios, há ainda os advérbios interrogativos que indicam as seguintes circunstâncias: DE CAUSA: POR QUÊ? DE LUGAR: ONDE? DE MODO: COMO?DE TEMPO: QUANDO? 5

Artigo, Preposição, Conjunção

Artigo, Preposição, Conjunção Língua Portuguesa Artigo, Preposição, Conjunção Artigo Certa vez, ao passar por uma rua, encontrei uma menina chorando. A rua estava muito movimentada e a menina, sozinha, pediu-me auxílio. Definidos:

Leia mais

As conjunções são palavras invariáveis que servem para conectar orações ou dois termos de mesmo valor gramatical, estabelecendo entre eles uma

As conjunções são palavras invariáveis que servem para conectar orações ou dois termos de mesmo valor gramatical, estabelecendo entre eles uma CONJUNÇÕES As conjunções são palavras invariáveis que servem para conectar orações ou dois termos de mesmo valor gramatical, estabelecendo entre eles uma relação de dependência ou de simples coordenação.

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO PRO R FES E SORA: A :F ER E NA N N A D N A D A SA S N A T N O T S 1

PERÍODO COMPOSTO PRO R FES E SORA: A :F ER E NA N N A D N A D A SA S N A T N O T S 1 PERÍODO COMPOSTO PROFESSORA: FERNANDA SANTOS 1 CONJUNÇÃO É a palavra ou locução invariável que liga orações ou termos semelhantes da mesma oração. Exemplos: ANÁLISE DO QUE Todos os alunos disseram que

Leia mais

ADVÉRBIO E LOCUÇÃO ADVERBIAL. Profª. Fernanda Machado

ADVÉRBIO E LOCUÇÃO ADVERBIAL. Profª. Fernanda Machado ADVÉRBIO E LOCUÇÃO ADVERBIAL Profª. Fernanda Machado Em língua portuguesa há 4 categorias gramaticais invariáveis: ADVÉRBIO PREPOSIÇÃO INTERJEIÇÃO CONJUNÇÃO 1. Advérbio DEFINIÇÃO: Advérbio é a palavra

Leia mais

CONJUNÇÃO. É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração.

CONJUNÇÃO. É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração. CONJUNÇÃO É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração. De acordo com o tipo de relação que estabelecem, as conjunções podem ser classificadas em coordenativas

Leia mais

ADVÉRBIOS. Profa. Luana Lemos

ADVÉRBIOS. Profa. Luana Lemos ADVÉRBIOS Profa. Luana Lemos DEFINIÇÃO Do ponto de vista sintático: vem associado a verbo, adjetivo ou ao próprio advérbio; Do ponto de vista mórfico: é invariável; Do ponto de vista semântico denota circunstância

Leia mais

ESTUDO DO ADVÉRBIO. Profª. Fernanda Machado

ESTUDO DO ADVÉRBIO. Profª. Fernanda Machado ESTUDO DO ADVÉRBIO Profª. Fernanda Machado Em língua portuguesa há 3 categorias gramaticais invariáveis: ADVÉRBIO PREPOSIÇÃO INTERJEIÇÃO CONJUNÇÃO 1. Advérbio DEFINIÇÃO: Advérbio é a palavra invariável

Leia mais

ADVÉRBIOS. Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira

ADVÉRBIOS. Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira ADVÉRBIOS Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira Definições Classe de palavra que exprime uma circunstância. Morfologicamente: é invariável; Semanticamente: expressa uma circunstância (lugar, tempo, modo,

Leia mais

9 - (CESGRANRIO) Complete CORRETAMENTE as lacunas da seguinte frase: A obra de Huxley, se faz alusão no texto, descreve uma sociedade os atos dos

9 - (CESGRANRIO) Complete CORRETAMENTE as lacunas da seguinte frase: A obra de Huxley, se faz alusão no texto, descreve uma sociedade os atos dos 9 - (CESGRANRIO) Complete CORRETAMENTE as lacunas da seguinte frase: A obra de Huxley, se faz alusão no texto, descreve uma sociedade os atos dos indivíduos são controlados por um sistema de televisão.

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves ADVÉRBIO Ele bebeu muito. Adv. Intensidade Na frase acima o advérbio muito está intensificando o sentido do verbo BEBER. A banda chegou hoje. tempo. Nessa outra frase o advérbio hoje acrescenta ao verbo

Leia mais

ADVÉRBIOS. Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira

ADVÉRBIOS. Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira ADVÉRBIOS Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira Definições Classe de palavra que exprime uma circunstância. Morfologicamente: é invariável; Semanticamente: expressa uma circunstância (lugar, tempo, modo,

Leia mais

ADVÉRBIOS. Prof. Me. William Alves

ADVÉRBIOS. Prof. Me. William Alves ADVÉRBIOS Prof. Me. William Alves Definições Classe de palavra que exprime uma circunstância. Morfologicamente: é invariável; Semanticamente: expressa uma circunstância (lugar, tempo, modo, dúvida, certeza,

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 1º ANO E. M.

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 1º ANO E. M. LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 1º ANO E. M. FRASE NOMINAL: enunciado sem verbo. Pois não, senhor... ; senhoras e senhores,... FRASE VERBAL/ORAÇÃO: enunciado COM verbo. Ivo viu a uva.... O

Leia mais

Patrícia Rocha Lopes

Patrícia Rocha Lopes Patrícia Rocha Lopes Uma oração subordinada adverbial é aquela que exerce a função de adjunto adverbial do verbo da oração principal. Dessa forma, pode exprimir circunstância de tempo, finalidade, causa,

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 2º ANO E. M.

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 2º ANO E. M. LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 2º ANO E. M. PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO Cheguei atrasado, PORQUE o trânsito estava caótico. Oração assindética Conjunção coordenativa Oração coordenada

Leia mais

Advérbios. Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira.

Advérbios. Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira. Advérbios Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira. Advérbios de tempo: quando? agora, ainda, amanhã, antes, antigamente, cedo, dantes,

Leia mais

AULA 8 EMPREGO DAS CLASSES DE PALAVRAS IV MINISTÉRIO DA FAZENDA

AULA 8 EMPREGO DAS CLASSES DE PALAVRAS IV MINISTÉRIO DA FAZENDA AULA 8 EMPREGO DAS CLASSES DE PALAVRAS IV MINISTÉRIO DA FAZENDA Professor Marlus Geronasso VERBOS Classificação dos verbos Verbos Regulares: são aqueles que não sofrem alterações no radical. Ex: cantar,

Leia mais

Os advérbios de intensidade modificam adjetivos e outros advérbios.

Os advérbios de intensidade modificam adjetivos e outros advérbios. São palavras que indicam as circunstâncias em que os fatos ou ações representeados pelo verbo referente acontecem. Os advérbios de intensidade modificam adjetivos e outros advérbios. Indicam tempo, modo,

Leia mais

ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA

ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA No que se refere às ideias e aos aspectos linguísticos do texto acima, julgue os itens subsequentes. 1) Não haveria prejuízo à correção gramatical ou alteração o sentido

Leia mais

AULA 9 CLASSES DE PALAVRAS V MINISTÉRIO DA FAZENDA

AULA 9 CLASSES DE PALAVRAS V MINISTÉRIO DA FAZENDA AULA 9 CLASSES DE PALAVRAS V MINISTÉRIO DA FAZENDA Professor Marlus Geronasso PREPOSIÇÃO Preposição é uma palavra invariável que serve para ligar termos ou orações. Quando esta ligação acontece, normalmente

Leia mais

Emprego de palavras e expressões

Emprego de palavras e expressões Emprego de palavras e expressões Livro 01 Prof. Eugênio Torres Módulo 02 POR QUE POR QUÊ PORQUE PORQUÊ o Por que- Emprega-se quando equivale a por qual motivo ou a pelo qual. Usado também no início ou

Leia mais

Os advérbios de intensidade modificam adjetivos e outros advérbios.

Os advérbios de intensidade modificam adjetivos e outros advérbios. São palavras que indicam as circunstâncias em que os fatos ou ações representeados pelo verbo referente acontecem. Os advérbios de intensidade modificam adjetivos e outros advérbios. Indicam tempo, modo,

Leia mais

Frase simples e frase complexa

Frase simples e frase complexa Frase simples e frase complexa Orações coordenadas e subordinadas 1 I. Frase simples O O José telefonou à Joana. A A senhora traz umas flores. Eu saio. O O meu vizinho foi ao médico. Cada uma destas frases

Leia mais

Drummond escreveu poemas e entrou para a história.

Drummond escreveu poemas e entrou para a história. Conjunção Pode-se definir a conjunção como um termo invariável, de natureza conectiva que pode criar relações de sentido (nexos) entre palavras ou orações. Usualmente, as provas costumam cobrar as relações

Leia mais

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos Espaço do Concurseiro Sinta-se a vontade para estudar conosco Português Prof. Joaquim Bispo O seu espaço de preparação para concursos públicos 1 Aulas Aula Conteúdo Página 1 Emprego das classes e palavras

Leia mais

Professora Lucimar CONJUNÇÕES E PERÍODOS

Professora Lucimar CONJUNÇÕES E PERÍODOS Professora Lucimar CONJUNÇÕES E PERÍODOS Conjunção é a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração. Locução Conjuntiva - Duas ou mais palavras empregadas com

Leia mais

Adjetivo (Adjunto Adnominal)

Adjetivo (Adjunto Adnominal) PROFESSOR(A): DISCIPLINA: ALUNO(A): Nº SÉRIE: TURMA: TURNO: DATA: / /2017. ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS Uma oração subordinada adjetiva é aquela que possui valor e função de adjetivo, ou seja, que a

Leia mais

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE FUNÇÕES DO QUE? Aqui estudaremos todas as classes gramaticais a que a palavra que pertence. SUBSTANTIVO A palavra que será substantivo, quando tiver o sentido de qualquer coisa ou alguma coisa, é sempre

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS LINGUAGENS GRAMÁTTICA: PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS PROF.º PAULO SCARDUA APOSTILA 3: CAPÍTULO 11 DEFINIÇÃO Uma oração subordinada adverbial é aquela que exerce a função de adjunto

Leia mais

Coordenação e subordinação

Coordenação e subordinação Coordenação e subordinação As frases complexas podem relacionar-se por coordenação ou por subordinação. A coordenação consiste numa relação entre duas orações da mesma categoria por meio de conjunções

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto.

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. Conjunção As conjunções são vocábulos de função estritamente gramatical

Leia mais

CONECTORES DISCURSIVOS. Como fazer

CONECTORES DISCURSIVOS. Como fazer CONECTORES DISCURSIVOS Como fazer Biblioteca 2017 Os conectores ou articuladores de discurso Os conectores ou articuladores de discurso que seguidamente apresentamos (em quadro) são um auxiliar excelente

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 39 Conjunções I

Bárbara da Silva. Português. Aula 39 Conjunções I Bárbara da Silva Português Aula 39 Conjunções I Conjunção Além da preposição, há outra palavra que, na frase, é usada como elemento de ligação: a conjunção. Por exemplo: A menina segurou a bola e mostrou

Leia mais

Preposição e conjunção

Preposição e conjunção PORTUGUÊS aula Preposição e conjunção Preposição É a palavra invariável que une dois termos ou orações, estabelecendo uma relação de sentido e de dependência. Não desempenha função sintática, é um conectivo:

Leia mais

Coordenação e subordinação

Coordenação e subordinação Coordenação e subordinação As frases complexas podem relacionar-se por coordenação ou por subordinação. A coordenação consiste numa relação entre duas orações da mesma categoria por meio de conjunções

Leia mais

Português. Sintaxe do Período. Professor Carlos Zambeli.

Português. Sintaxe do Período. Professor Carlos Zambeli. Português Sintaxe do Período Professor Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português SINTAXE DO PERÍODO Coordenativas: Ligam orações independentes, ou seja, que possuem sentido completo. 1. Aditivas:

Leia mais

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS As ORAÇÕES SUBORDINADAS funcionam sempre como um termo essencial, integrante e acessório da oração principal.

Leia mais

Grupo Relacional Preposição e Conjunção e a Interjeição

Grupo Relacional Preposição e Conjunção e a Interjeição Grupo Relacional Preposição e Conjunção e a Interjeição 1. Grupo relacional: preposição e conjunção PREPOSIÇÃ O CONJUNÇÃO Características comuns: Ligam palavras ou orações, por isso, são elementos coesivos,

Leia mais

Funções do que e do se

Funções do que e do se Funções do que e do se Há muitas dúvidas quanto ao emprego do que e do se, pois podem ser empregados em várias funções morfossintáticas. Portanto, iremos analisar cada termo individualmente, a fim de que

Leia mais

Conjunção (junção) Palavra invariável que liga orações ou palavras de uma mesma oração.

Conjunção (junção) Palavra invariável que liga orações ou palavras de uma mesma oração. Conjunção (junção) Palavra invariável que liga orações ou palavras de uma mesma oração. Veja: Ex.1: Você quer açúcar ou adoçante? Ex.2: Preste atenção ou saia da sala. Classificação: a- Conjunções coordenativas:

Leia mais

Lucia Rita Guimarães Marluce Silva Andrelina Oliveira Leticia Prado. Faculdade Iseib BH 2º semestre/2013

Lucia Rita Guimarães Marluce Silva Andrelina Oliveira Leticia Prado. Faculdade Iseib BH 2º semestre/2013 Lucia Rita Guimarães Marluce Silva Andrelina Oliveira Leticia Prado Faculdade Iseib BH 2º semestre/2013 Advérbio é a palavra que se emprega como: modificador do verbo, do adjetivo ou do próprio advérbio

Leia mais

Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 2 Ano Professora: Lusia Raquel. Orações Subordinadas Adverbiais.

Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 2 Ano Professora: Lusia Raquel. Orações Subordinadas Adverbiais. Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 2 Ano Professora: Lusia Raquel Orações Subordinadas Adverbiais Caicó RN 2018 CLASSIFICAÇÃO CLASSIFICAÇÃO ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS SÃO

Leia mais

ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS

ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS Prof. Marcos Lima Língua portuguesa, 9ºano FRASE COMPLEXA Numa frase complexa há duas (ou mais) orações ligadas por uma conjunção (ou locução conjuncional). Ex: Fui à

Leia mais

COERÊNCIA. Harmonia entre situações, acontecimentos ou ideias dentro de um texto. É fator determinante para seu total entendimento.

COERÊNCIA. Harmonia entre situações, acontecimentos ou ideias dentro de um texto. É fator determinante para seu total entendimento. COERÊNCIA Harmonia entre situações, acontecimentos ou ideias dentro de um texto. É fator determinante para seu total entendimento. Subi a porta e fechei a escada. Tirei minhas orações e recitei meus sapatos.

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FRENTE B PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS Profª. Raquel Freitas Sampaio ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS É aquela que se encaixa na oração principal, funcionando

Leia mais

Português. Conjunções. Professor Arthur Scandelari.

Português. Conjunções. Professor Arthur Scandelari. Português Conjunções Professor Arthur Scandelari www.acasadoconcurseiro.com.br Português CONJUNÇÕES PARTE 1 1. (CESPE SDS-PE 2016) É importante, pois, que o médico estabeleça o momento de ocorrência do

Leia mais

Conjunções Subordinativas

Conjunções Subordinativas Conjunções Subordinativas Conjunções Subordinativas São aquelas que ligam duas orações, sendo uma delas dependente da outra. A oração dependente, introduzida pelas conjunções subordinativas, recebe o nome

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CAUSAIS Principais conjunções causais: porque, visto que, já que, uma vez que, como (= porque). Exemplos: - Não pude comprar o CD porque estava em falta. - Ele

Leia mais

O que é uma preposição?

O que é uma preposição? O que é uma preposição? Preposições são palavras que estabelecem conexões com vários sentidos entre dois termos de uma oração. São indispensáveis para a construção e compreensão dos textos, conferindo-lhes

Leia mais

AULA 11. Sintaxe da oração e do período MINISTÉRIO DA FAZENDA

AULA 11. Sintaxe da oração e do período MINISTÉRIO DA FAZENDA AULA 11 Sintaxe da oração e do período MINISTÉRIO DA FAZENDA Professor Marlus Geronasso Frase, período e oração Frase é todo enunciado suficiente por si mesmo para estabelecer comunicação. Expressa juízo,

Leia mais

26. Lista das conjunções (Aulas 2 e 3: conjunções) Pelo seu significado e pelo nome da conjunção Conjunções são palavras usadas para ligar duas orações na mesma frase. Coordenativas As conjunções coordenativas

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 10 Sintaxe III

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 10 Sintaxe III LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 10 Sintaxe III A SUBORDINAÇÃO No período composto por subordinação, há uma que traz presa a si, como dependente, outra ou outras. Dependentes porque cada

Leia mais

Português Parte 2 Prof. Carlos Zambeli

Português Parte 2 Prof. Carlos Zambeli Escrivão + Inspetor Português Parte 2 Prof. Carlos Zambeli Aula XX X 3 PRONOMES RELATIVOS X REGÊNCIA VERBAL A regência verbal estuda a relação que se estabelece entre os verbos e os termos que os complementam

Leia mais

ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS

ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS FRASE SIMPLES E FRASE COMPLEXA A frase pode ser constituída por uma ou mais orações. Uma oração é a unidade gramatical organizada à volta de um verbo. FRASE SIMPLES E

Leia mais

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Sintaxe Período Composto

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Sintaxe Período Composto Prof. Valber Freitas Língua Portuguesa Sintaxe Período Composto Período Composto Coordenação Subordinação Orações subordinadas São orações sintaticamente dependentes uma das outras. As orações subordinadas

Leia mais

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 Sumário Prefácio Apresentação XIII XV Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 1. Tipologia do sujeito 6 Método para identificar o sujeito 6 Sujeito simples

Leia mais

Lista 6 - Língua Portuguesa 1

Lista 6 - Língua Portuguesa 1 Lista 6 - Língua Portuguesa 1 Períodos compostos LISTA 6 - LP 1 - PERÍODOS COMPOSTOS Períodos compostos Em listas anteriores, vimos alguns conceitos sintáticos importantes para o domínio da norma culta

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 15 Palavras QUE e SE

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 15 Palavras QUE e SE LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 15 Palavras QUE e SE AS PALAVRAS QUE E SE É acentuado e substituível por alguma coisa, qualquer coisa etc.; vem precedido de artigo ou numeral. Este professor

Leia mais

Os alunos fizeram uma visita ao zoológico, onde puderam observar várias espécies de animais.

Os alunos fizeram uma visita ao zoológico, onde puderam observar várias espécies de animais. Uso do onde e aonde O advérbio é uma classe de palavras cuja função gramatical é acompanhar e modificar um verbo, exprimindo a circunstância da ação verbal, por isso o nome ad-vérbio, ou seja, a palavra

Leia mais

Professor Jailton.

Professor Jailton. Professor Jailton www.professorjailton.com.br Pronomes Possessivos São aqueles que se referem às pessoas do discurso, indicando ideia de posse. número pessoa Pronomes possessivos singular (um possuidor)

Leia mais

ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS. Exerce a função de sujeito do verbo da oração principal.

ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS. Exerce a função de sujeito do verbo da oração principal. ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA SUBJETIVA Exerce a função de sujeito do verbo da oração principal. É necessário que você se apresente ao serviço amanhã. Foi anunciado que

Leia mais

Período composto por coordenação

Período composto por coordenação Período composto por coordenação É o período composto por duas ou mais orações independentes. Estas orações podem ser assindéticas ou sindéticas. Orações coordenadas assindéticas Não apresentam conectivos

Leia mais

MORFOLOGIA Classes gramaticais. Vamos conhecer as dez classes gramaticais... Prof. Me. William Alves

MORFOLOGIA Classes gramaticais. Vamos conhecer as dez classes gramaticais... Prof. Me. William Alves MORFOLOGIA Classes gramaticais Vamos conhecer as dez classes gramaticais... Prof. Me. William Alves Classes de Palavras Variáveis substantivo adjetivo artigo numeral pronome verbo Classe de Palavras Invariáveis

Leia mais

Categorização Morfológica: classificação das palavras. Substantivo

Categorização Morfológica: classificação das palavras. Substantivo Categorização Morfológica: classificação das palavras A comunicação verbal (linguagem falada ou escrita) fundamenta-se no uso de palavras. Quando essas palavras se organizam para formar o texto, adquirem

Leia mais

@profdecioterror Décio Terror Filho (32)

@profdecioterror Décio Terror Filho (32) @profdecioterror Décio Terror Filho (32) 98447 5981 Compreensão de texto contemporâneo. Reconhecimento de modos de organização de diferentes gêneros de texto. Reconhecimento do uso significativo dos diferentes

Leia mais

Preposiçãoé a palavra que une dois ou mais termos da oração, assim estabelecendo entre eles uma relação de subordinação em que o segundo termo

Preposiçãoé a palavra que une dois ou mais termos da oração, assim estabelecendo entre eles uma relação de subordinação em que o segundo termo Preposiçãoé a palavra que une dois ou mais termos da oração, assim estabelecendo entre eles uma relação de subordinação em que o segundo termo depende do primeiro. Assim, se esses elementos não estiverem

Leia mais

Classes. de Palavras

Classes. de Palavras Classes de Palavras Classes de Palavras 1. Nome 2. Adjetivo 3. Verbo 4. Advérbio 4.1. Locução adverbial 5. Pronome 6. Determinante 7. Quantificador 8. Conjunção 8.1. Locução conjuncional 9. Preposição

Leia mais

ORAÇÕES COORDENADAS & SUBORDINADAS

ORAÇÕES COORDENADAS & SUBORDINADAS ORAÇÕES COORDENADAS & SUBORDINADAS GRAMÁTICA ORAÇÕES COORDENADAS & SUBORDINADAS As orações coordenadas e subordinadas fazem parte do período composto, ou seja, o período em que temos duas ou mais orações.

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS Profª Raquel Sampaio LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS Profª. Raquel

Leia mais

CURSO EXPOENTE TURMA INTENSIVO MATUTINO PROFESSORA: SOCORRO FRANCO ESTUDO MORFOLÓGICO - CLASSES GRAMATICAIS

CURSO EXPOENTE TURMA INTENSIVO MATUTINO PROFESSORA: SOCORRO FRANCO ESTUDO MORFOLÓGICO - CLASSES GRAMATICAIS CURSO EXPOENTE TURMA INTENSIVO MATUTINO PROFESSORA: SOCORRO FRANCO ESTUDO MORFOLÓGICO - CLASSES GRAMATICAIS ADVÉRBIOS - São palavras que indicam as circunstâncias em que se dá a ação verbal. Ex.: Ele foi

Leia mais

Pronome Relativo. Professora Gehilde Reis

Pronome Relativo. Professora Gehilde Reis Pronome Relativo Professora Gehilde Reis Pronome relativo - substitui um termo da oração anterior e estabelece relação entre duas orações. Não conhecemos o aluno. O aluno saiu. Não conhecemos o aluno que

Leia mais

CONJUNÇÕES E AS RELAÇÕES NO TEXTO

CONJUNÇÕES E AS RELAÇÕES NO TEXTO CONJUNÇÕES E AS RELAÇÕES NO TEXTO Classificação Aditivas (adição, soma): e, nem, mas, também. Adversativas ( oposição, contraste): mas, porém, contudo, todavia, entretanto. Classificação Alternativas (

Leia mais

Classes de palavras. Profª. Lenise Colégio Objetivo

Classes de palavras. Profª. Lenise Colégio Objetivo Classes de palavras Profª. Lenise Colégio Objetivo Segundo um estudo morfológico da língua portuguesa, as palavras podem ser ana palavras ou classes gramaticais distintas, sendo elas: substantivo, artigo,

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves PREPOSIÇÃO DE, PARA, COM, essas pequenas palavras têm grande importância para nossa língua. Elas são usadas como elementos de ligação entre duas outras palavras e as chamamos de preposição. Preposição»

Leia mais

Futuro do presente a) expressar fato posterior ao momento em que se fala: No final do trabalho, acertaremos o pagamento.

Futuro do presente a) expressar fato posterior ao momento em que se fala: No final do trabalho, acertaremos o pagamento. Futuro do presente a) expressar fato posterior ao momento em que se fala: No final do trabalho, acertaremos o pagamento. b) indicar correlação com o futuro do subjuntivo: Se ele fizer isso, ficarei feliz.

Leia mais

Alternativas Introduzem uma ideia de opção, alternância. As conjunções mais comuns são OU...OU, ORA...ORA, QUER...QUER, SEJA...SEJA. Ex.

Alternativas Introduzem uma ideia de opção, alternância. As conjunções mais comuns são OU...OU, ORA...ORA, QUER...QUER, SEJA...SEJA. Ex. Alternativas Introduzem uma ideia de opção, alternância. As conjunções mais comuns são OU...OU, ORA...ORA, QUER...QUER, SEJA...SEJA. Ex.: "Ou paga ou eu mando sangrá-lo devagarinho" (Graciliano Ramos).

Leia mais

Coordenação e subordinação. Porto Editora

Coordenação e subordinação. Porto Editora Coordenação e subordinação Frase simples complexa Frase simples Constituída apenas por um verbo ou por um complexo verbal. Ex.: A Maria brinca muito com o irmão. frase simples (constituída por um verbo)

Leia mais

Gramática Eletrônica. Vamos iniciar o nosso estudo, examinando as dúvidas mais freqüentes. indica tempo que já passou

Gramática Eletrônica. Vamos iniciar o nosso estudo, examinando as dúvidas mais freqüentes. indica tempo que já passou Lição 2 Dúvidas mais comuns Vamos iniciar o nosso estudo, examinando as dúvidas mais freqüentes. QUANDO USAR 1. A ou HÁ? 1. A Ela ou parou HÁ? de estudar há algum tempo. indica tempo que já passou Daqui

Leia mais

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos Espaço do Concurseiro Sinta-se a vontade para estudar conosco Português Prof. Joaquim Bispo O seu espaço de preparação para concursos públicos 1 SINTAXE DO PERÍDO Aula 6 As conjunções podem ser classificadas

Leia mais

Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 1 Ano Professora: Lusia Raquel OS PORQUÊS. Caicó RN 2018

Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 1 Ano Professora: Lusia Raquel OS PORQUÊS. Caicó RN 2018 Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 1 Ano Professora: Lusia Raquel OS PORQUÊS Caicó RN 2018 POR QUE O POR QUE TEM DOIS EMPREGOS DIFERENCIADOS: QUANDO FOR A JUNÇÃO DA PREPOSIÇÃO

Leia mais

Preposição e Conjunção. Língua Portuguesa 2ª Série Profª Marianna Aguiar

Preposição e Conjunção. Língua Portuguesa 2ª Série Profª Marianna Aguiar Preposição e Conjunção Língua Portuguesa 2ª Série Profª Marianna Aguiar Preposição Conectam os termos dos sintagmas Locuções prepositivas são duas ou mais palavras que funcionam como preposição. Em uma

Leia mais

CURSO INTENSIVO MÓDULO 11 NEXOS

CURSO INTENSIVO MÓDULO 11 NEXOS 1) (I) Certo: o pronome relativo refere-se ao substantivo anterior. (II) Errado: nesse caso, LOGO é adjunto adverbial de tempo, e PORTANTO, conjunção conclusiva. (III) Certo: o sentido permaneceria igual,

Leia mais

INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS MECANISMOS DE COESÃO TEXTUAL (PARTE III)

INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS MECANISMOS DE COESÃO TEXTUAL (PARTE III) INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS MECANISMOS DE COESÃO TEXTUAL (PARTE III) Veja como as preposições influenciam os sentidos atribuídos pelos verbos: Vender ao mercado/vender no mercado Lutar contra/lutar por Brotar

Leia mais

COMENTÁRIOS E RESPOSTAS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA DO CONCURSO PARA PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS RS CERTAME REALIZADO NO DIA 26 DE ABRIL DE 2015

COMENTÁRIOS E RESPOSTAS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA DO CONCURSO PARA PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS RS CERTAME REALIZADO NO DIA 26 DE ABRIL DE 2015 E RESPOSTAS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA DO Questão sobre ortografia e emprego de verbo HAVER. A lacuna da questão 17 deve ser preenchida com ATRÁS, que é advérbio. Na lacuna da linha 31, deve aparecer

Leia mais

Crase ENTENDENDO O CONCEITO DA CRASE (DE VERDADE) Observe a seguinte frase: "vou ao museu".

Crase ENTENDENDO O CONCEITO DA CRASE (DE VERDADE) Observe a seguinte frase: vou ao museu. Crase Hoje, Monster Guerreiros, nós vamos falar sobre a tal da crase, um assunto bem interessante e legal. Você não acha? (por favor, diga "sim" para eu não ficar sem graça). A crase não tem nada de misterioso

Leia mais

@profdecioterror Décio Terror Filho (32) Décio Terror

@profdecioterror Décio Terror Filho (32) Décio Terror @profdecioterror Décio Terror Filho (32) 98447 5981 Décio Terror Português: Ortografia oficial. Acentuação gráfica. Flexão nominal e verbal. Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação. Emprego

Leia mais

ADVÉRBIOS. Profa Giovana Uggioni Silveira

ADVÉRBIOS. Profa Giovana Uggioni Silveira ADVÉRBIOS Profa Giovana Uggioni Silveira Podem modificar: Um verbo (maioria dos casos); Um adjetivo (intensidade); Outro advérbio (intensidade); Uma oração inteira. Indicam circunstância 1 condição de

Leia mais

Crase. Professora Raysa

Crase. Professora Raysa Crase Professora Raysa Conceito Processo de contração entre a preposição a e o artigo definido feminino a. Exemplo: Vou à festa. Casos Obrigatórios 1. Em locuções adverbiais femininas: O culto ecumênico

Leia mais

Ex. A garota com quem simpatizei está à sua procura. Os alunos cujas redações foram escolhidas receberão um prêmio.

Ex. A garota com quem simpatizei está à sua procura. Os alunos cujas redações foram escolhidas receberão um prêmio. A) Restritiva: é aquela que limita, restringe o sentido do substantivo ou pronome a que se refere. A restritiva funciona como adjunto adnominal de um termo da oração principal e não pode ser isolada por

Leia mais

Linguagem Língua portuguesa. Preposição e sua construção de sentido

Linguagem Língua portuguesa. Preposição e sua construção de sentido Linguagem Língua portuguesa Preposição e sua construção de sentido Conceito Preposições: ligam palavras e orações, isoladamente NÃO possuem função sintática, possuem na frase um valor semântico. A função

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 37 Preposições I

Bárbara da Silva. Português. Aula 37 Preposições I Bárbara da Silva Português Aula 37 Preposições I Preposição - Preposição é a palavra que estabelece uma relação entre dois ou mais termos da oração. - Essa relação é do tipo subordinativa, ou seja, entre

Leia mais

Disciplina: Ciências Data: 9/11/ ) Como se chamam os animais que se alimentam de animais e vegetais?

Disciplina: Ciências Data: 9/11/ ) Como se chamam os animais que se alimentam de animais e vegetais? Ficha da semana 4º ano A/ B/ C Instruções: 1. Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue à professora no dia seguinte. 2. As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno

Leia mais

MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL. SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação.

MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL. SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação. MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais, irracionais a fim de identificação. PREPOSIÇÃO É a classe de palavras que liga palavras entre si;

Leia mais

Classes de Palavras (Morfologia) Flexão Nominal e Verbal. Prof Carlos Zambeli

Classes de Palavras (Morfologia) Flexão Nominal e Verbal. Prof Carlos Zambeli Classes de Palavras (Morfologia) Flexão Nominal e Verbal Prof Carlos Zambeli A morfologia está agrupada em dez classes, denominadas classes de palavras ou classes gramaticais. São elas: Substantivo, Artigo,

Leia mais

ÍNDICE TEXTO E DISCURSO 4 CLASSES DE PALAVRAS 20 FUNÇÕES SINTÁTICAS 66

ÍNDICE TEXTO E DISCURSO 4 CLASSES DE PALAVRAS 20 FUNÇÕES SINTÁTICAS 66 ÍNDICE 1 TEXTO E DISCURSO 4 1.1. Coesão e coerência textual organização de parágrafos 4 1.2. Pontuação 7 1.3. Discurso direto / discurso indireto 10 1.4. Frase ativa / frase passiva 13 CONSOLIDAÇÃO: EXERCÍCIOS

Leia mais

Língua portuguesa. Professora Iara Martins. Exercícios. Período composto por coordenação e subordinação

Língua portuguesa. Professora Iara Martins. Exercícios. Período composto por coordenação e subordinação Língua portuguesa Professora Iara Martins Exercícios Período composto por coordenação e subordinação 1. O amor não só traz alegria como também alimenta. Neste período, a conjunção é: a. Subordinativa causal

Leia mais

PERÍODO SIMPLES. Observe alguns exemplos de períodos simples e compostos e veja a diferença entre eles:

PERÍODO SIMPLES. Observe alguns exemplos de períodos simples e compostos e veja a diferença entre eles: PERÍODO SIMPLES Período simples é um enunciado de sentido completo construído com uma oração absoluta, ou seja, apenas um verbo. O período é um enunciado de sentido completo formado por duas ou mais orações.

Leia mais