CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO QUE ENTRE SI FAZEM LIGHT - SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S.A. E XXXXXXXXXX

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO QUE ENTRE SI FAZEM LIGHT - SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S.A. E XXXXXXXXXX"

Transcrição

1 CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO QUE ENTRE SI FAZEM LIGHT - SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S.A. E XXXXXXXXXX Pelo presente instrumento particular de USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO de energia elétrica, doravante simplesmente denominado CONTRATO, de um lado, LIGHT - Serviços de Eletricidade S.A., concessionária de serviços públicos de energia elétrica, com sede na Avenida Marechal Floriano nº 168, na Cidade do Rio de Janeiro, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda CNPJ/MF, sob o n.º / , por seus representantes legais devidamente constituídos, doravante simplesmente denominada DISTRIBUIDORA, e de outro lado XXXXXX, com sede na XXXXX, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda CNPJ/MF, sob o n.º XXXX, representada neste ato, nos termos de seu Contrato/Estatuto Social por seus representantes legais doravante simplesmente denominada ACESSANTE; sendo a DISTRIBUIDORA e a ACESSANTE coletivamente denominadas PARTES, e individualmente PARTE, e CONSIDERANDO QUE: (a) o uso dos sistemas elétricos baseia-se nas Leis nº 9.074/95, nº 9.648/98; nº /02 e nº /04, nos Decretos nº 2.003/96, nº 5.163/04, na Resolução ANEEL nº 281/99 e demais normas pertinentes; (b) a compra e venda de energia elétrica entre concessionários ou autorizados, para todos os efeitos legais, devem ser contratadas separadamente do acesso e do uso dos SISTEMAS DE TRANSMISSÃO e SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO. (c) a DISTRIBUIDORA, na qualidade de concessionária de serviço público de distribuição de energia elétrica e usuária da REDE BÁSICA, opera e mantém instalações de distribuição de energia elétrica na sua área de concessão, que estão conectados ao SISTEMA INTERLIGADO NACIONAL; (d) a ACESSANTE necessita estar conectada às instalações do SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO; (e) a ACESSANTE é assegurado o acesso aos sistemas elétricos, na condição de [PRODUTOR INDEPENDENTE/AUTOPRODUTOR]; (f) as regras técnicas e operacionais são aplicáveis ao SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO e às INSTALAÇÕES DE CONEXÃO estabelecidas pelo ACORDO OPERATIVO, pelos PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO, pelas NORMAS E PADRÕES DA DISTRIBUIDORA e pela legislação aplicável, devem ser observadas na execução do presente CONTRATO; (g) [OPÇÃO ACESSO TEMPORÁRIO]: a ACESSANTE é permitido o uso por tempo determinado do sistema elétrico, a partir de sua capacidade remanescente; (h) [OPÇÃO PARA PRODUTOR INDEPENDENTE]: que por meio da Resolução n. XXX/XXXX, de XX de XXXX de XXXX, emitida pela ANEEL, conforme definido na Cláusula 1ª, a ACESSANTE obteve autorização para estabelecer-se como Produtor Independente de Energia Elétrica, mediante exploração da Usina XXXXXXXXX - USINA, situada no Município de xxxxxxx, no bairro de xxxxxxx, Cidade de XXXXXXXXXXX, Estado do Rio de Janeiro; Resolvem as PARTES celebrar o presente Contrato de Uso do Sistema de Distribuição, doravante denominado CONTRATO, de acordo com os seguintes termos e condições: Cláusula 1 DAS DEFINIÇÕES APLICÁVEIS AO CONTRATO: 1

2 1.1. Para o efeito de permitir o entendimento e precisão da terminologia técnica empregada neste CONTRATO, fica, desde já, acordado entre as PARTES o significado dos seguintes vocábulos e expressões: ACORDO OPERATIVO : acordo a ser celebrado entre as PARTES que descreverá e definirá as atribuições e responsabilidades, e estabelecerá os procedimentos técnicos, operacionais e administrativos à conexão da ACESSANTE ao SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO; ANÁLISE DE PERTURBAÇÃO : processo que corresponde à investigação das causas e dos responsáveis pelos distúrbios experimentados no SISTEMA DE ENERGIA ELÉTRICA, englobando as etapas de detecção do defeito, interrupção e recomposição do SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO; ANEEL : Agência Nacional de Energia Elétrica, autarquia especial criada pela Lei n.º 9.427, de ; AUTOPRODUTOR : Titular de concessão, permissão ou autorização para produzir energia elétrica destinada ao seu uso exclusivo, podendo comercializar eventual excedente de energia, desde que autorizado pela ANEEL; CÂMARA DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA ou CCEE : pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, sob autorização do Poder Concedente e regulação e fiscalização pela ANEEL, instituída nos termos do art. 4º da Lei n.º , de , e do Decreto n.º 5.177, de , com a finalidade de viabilizar a comercialização de energia elétrica no SIN; CASO FORTUITO ou FORÇA MAIOR : qualquer fato imprevisível que esteja fora do controle de qualquer das PARTES deste CONTRATO, ou, se previsível, que esteja fora do controle de qualquer das PARTES e cujos efeitos não possam ser evitados por tal PARTE, na forma prevista no artigo 393, parágrafo único, do Código Civil Brasileiro (Lei n /2002), incluindo, sem restrição: cataclismas, condições meteorológicas excepcionais e imprevisíveis, guerras declaradas, tumultos e terremotos, observadas as disposições estabelecidas na Cláusula 12. CONCESSIONÁRIA DE DISTRIBUIÇÃO : pessoa jurídica com delegação do Poder Concedente para exploração dos serviços públicos de distribuição de energia elétrica. CONSUMIDOR LIVRE : é aquele que atendido em qualquer tensão, tenha exercido a opção de compra de energia elétrica, conforme as condições previstas nos arts. 15 e 16 da Lei n.º 9.074, de 7 julho de CONTRATO DE CONEXÃO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO (CCD) : contrato que estabelece os termos e condições para a conexão da ACESSANTE ao SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO; DADOS DE MEDIÇÃO : demandas, em kw e kvar, da potência média integralizada em intervalo de tempo de 15 (quinze) minutos, podendo vir a ser alterado pela emissão de regulamentação superveniente da ANEEL, destinadas ao cálculo dos ENCARGOS DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO; CONTRATO DE CONEXÃO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO (CCT) : Contrato que estabelece os termos e condições para a conexão dos USUÁRIOS à REDE BÁSICA e às DEMAIS INSTALAÇÕES DE TRANSMISSÃO DE ÂMBITO DA DISTRIBUIÇÃO (DIT); DEMAIS INSTALAÇÕES DE TRANSMISSÃO DE ÂMBITO DA DISTRIBUIÇÃO (DIT) : significam, de acordo com parágrafo 3 do Art. 6 do Decreto 2655/98, as instalações de transmissão, não integrantes da REDE BÁSICA, que pertencem às concessionárias de transmissão, vinculadas à área de concessão da DISTRIBUIDORA em que se localizem, conforme disposto na Resolução Normativa ANEEL N.º 067/2004, de 08/06/04; 2

3 ENCARGO DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO : importâncias a serem pagas, mensalmente, pela ACESSANTE à DISTRIBUIDORA, em razão do uso do SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO, de acordo com os termos e condições estabelecidos neste CONTRATO, e em virtude do MONTANTE DE USO CONTRATADO e da ENERGIA DE USO, resultantes da soma das seguintes parcelas e calculadas de acordo com o item 6.1, sempre em conformidade com a regulamentação da ANEEL: ENCARGOS DE DEMANDA : encargo aplicável à disponibilização de potência elétrica conforme o MUSD CONTRATADO ou ao MUSD, conforme o caso, nos termos da regulamentação da ANEEL. ENCARGOS DE ENERGIA : encargo consistente de encargos devidos em função do consumo final de energia elétrica, aplicável à ENERGIA DE USO, nos termos da regulamentação da ANEEL. ENERGIA DE USO : montante de energia elétrica, associada ao MONTANTE DE USO, consumida durante o ciclo de faturamento no PONTO DE MEDIÇÃO, para o HORÁRIO DE PONTA e o HORÁRIO FORA DE PONTA, expresso em kwh, ou seus múltiplos; HORÁRIO DE PONTA : período composto de 3 (três) horas diárias consecutivas, diariamente, entre 17:30 e 20:30 horas, exceção feita aos sábados, domingos e feriados nacionais ou aqueles assim definidos por Resolução específica da ANEEL. Fica desde já entendido entre as PARTES que, em decorrência do horário de verão por determinação Governamental, estabelecer-se-á automaticamente o HORÁRIO DE PONTA acima referido como sendo o intervalo compreendido entre 18:30 e 21:30 horas; HORÁRIO FORA DE PONTA : período composto pelo conjunto das horas diárias consecutivas e complementares àquelas definidas no HORÁRIO DE PONTA; IGPM : Índice Geral de Preços de Mercado, calculado pela Fundação Getúlio Vargas; INSTALAÇÕES DE CONEXÃO : instalações e equipamentos de propriedade da ACESSANTE destinadas a interligar suas instalações elétricas ao SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO, incluído o PONTO DE CONEXÃO, conforme estabelecido no CCD ou CCT (conforme o caso); MONTANTE DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO (MUSD) : montantes, em MW, da potência média integralizada em intervalos de tempo de 15 (quinze) minutos, podendo vir a ser alterado pela emissão de regulamentação superveniente da ANEEL; MONTANTE DE USO CONTRATADO (MUSD CONTRATADO) : potência ativa contratada pela ACESSANTE junto à DISTRIBUIDORA, pelo uso do SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO. NORMAS E PADRÕES DA DISTRIBUIDORA : normas, padrões e procedimentos técnicos praticados pela DISTRIBUIDORA, que apresentam as especificações de materiais e equipamentos necessários para a efetivação da conexão, e estabelecem os requisitos e critérios de projeto, montagem, construção, operação, proteção e manutenção dos SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO, específicos às peculiaridades do respectivo sistema; NOTIFICAÇÃO DE CONTROVÉRSIA : é um documento formal destinado a comunicar as PARTES acerca de controvérsias que versem sobre as disposições deste CONTRATO e/ou a elas relacionadas; OPERADOR NACIONAL DO SISTEMA ELÉTRICO (ONS) : pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, constituída sob a forma de associação civil, autorizado e responsável em executar as atividades de coordenação e controle da operação da geração e da transmissão de energia elétrica no SIN nos termos do art. 13da Lei nº 9.648, de e do Decreto nº de , integrado por titulares de concessão, permissão ou autorização e por 3

4 outros agentes vinculados aos serviços e às instalações de energia elétrica, e por CONSUMIDORES LIVRES conectados à REDE BÁSICA; ORIGEM SISTÊMICA : fenômenos, incluindo as perturbações originárias no sistema composto pela REDE BÁSICA, pelas usinas geradoras ligadas à REDE BÁSICA e pelos consumidores ligados à REDE BÁSICA, decorrentes de fatos imprevisíveis, ou, se previsíveis, que estejam fora do controle dos operadores desta rede; PONTO DE CONEXÃO : equipamento ou conjunto de equipamentos que se destinam a estabelecer a conexão elétrica na fronteira entre os sistemas elétricos das PARTES que compõe as INSTALAÇÕES DE CONEXÃO, conforme constante no CCD ou CCT (conforme o caso). PONTOS DE MEDIÇÃO : pontos elétricos, conforme definidos no ANEXO II deste CONTRATO, onde serão medidos os MONTANTES DE USO e a ENERGIA DE USO, para determinação dos ENCARGOS DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO; PROCEDIMENTOS DE COMERCIALIZAÇÃO : conjunto de normas operacionais aprovadas pela ANEEL que definem condições, requisitos, eventos e prazos relativos à comercialização de energia elétrica, necessários ao desenvolvimento das atribuições da CCEE; PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO : conjunto de normas aprovado e homologado pela ANEEL, que estabelece os critérios e os requisitos técnicos e operacionais para o planejamento, a implantação, o acesso, o uso, a medição dos sistemas de distribuição, as penalidades por descumprimento de compromissos assumidos por USUÁRIOS, bem como as responsabilidades a serem assumidas pelos diversos USUÁRIOS dos SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO. PROCEDIMENTOS DE REDE : normas constantes de documento elaborado pelo ONS, com a participação dos agentes e aprovadas pela ANEEL, que estabelece os procedimentos e os requisitos técnicos para o planejamento, a implantação, o uso e a operação do SISTEMA DE TRANSMISSÃO, as penalidades pelo descumprimento dos compromissos assumidos pelos diversos agentes do SISTEMA DE TRANSMISSÃO, bem como as responsabilidades do ONS e de todos os USUÁRIOS; PRODUTOR INDEPENDENTE : Pessoa jurídica ou consórcio de empresas titular de concessão, permissão ou autorização para produzir energia elétrica destinada ao comércio de toda ou parte da energia produzida, por sua conta e risco. REDE BÁSICA : instalações pertencentes ao SIN identificadas segundo regras e condições estabelecidas pela ANEEL; REGRAS DE COMERCIALIZAÇÃO : conjunto de regras operacionais e comerciais e suas formulações algébricas definidas pela ANEEL aplicáveis à comercialização de ENERGIA ELÉTRICA na CCEE e de cumprimento obrigatório pelos agentes participantes da CCEE; SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO : instalações e equipamentos necessários ao fornecimento de energia elétrica (não pertencentes à REDE BÁSICA), de propriedade da DISTRIBUIDORA, bem como outras instalações e equipamentos necessários ao fornecimento de energia elétrica (não incluídas na REDE BÁSICA), não pertencentes à DISTRIBUIDORA, porém localizados na área de concessão da DISTRIBUIDORA e explorados pela DISTRIBUIDORA, identificados segundo regras e condições estabelecidas pela ANEEL; SISTEMA DE ENERGIA ELÉTRICA : instalações dos sistemas de geração, transmissão, distribuição e dos CONSUMIDORES LIVRES conectados à REDE BÁSICA; SISTEMA DE MEDIÇÃO DE FATURAMENTO (SMF) : equipamentos principais e acessórios a serem implementados pela ACESSANTE, conforme disposto na Cláusula 7 do presente CONTRATO, e utilizados pela DISTRIBUIDORA e pela CCEE, destinados exclusivamente à medição MONTANTE DE USO e da ENERGIA DE USO para determinação específica dos 4

5 ENCARGOS DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO e à medição do EXCEDENTE DE ENERGIA REATIVA; SISTEMA DE TRANSMISSÃO : instalações e equipamentos de transmissão, integrantes da REDE BÁSICA, bem como as conexões e demais instalações de transmissão pertencentes a uma concessionária de transmissão de energia elétrica; SISTEMA INTERLIGADO NACIONAL (SIN) : conjunto de instalações e equipamentos responsáveis pelo suprimento de energia elétrica das regiões do país interligadas eletricamente; TRIBUTOS : significa todos os impostos, taxas e contribuições incidentes sobre o objeto deste CONTRATO, excluído qualquer outro existente ou que venha a ser criado sobre o lucro líquido ou resultados de uma das PARTES, tal exclusão abrangendo o imposto sobre a renda da pessoa jurídica, a contribuição social sobre o lucro e impostos ou contribuições sobre movimentações financeiras; TARIFA DE ULTRAPASSAGEM : tarifa a ser paga pela ACESSANTE sobre qualquer montante excedente ao MUSD CONTRATADO, verificado por medição para os períodos de HORÁRIO DE PONTA e HORÁRIO FORA DE PONTA, sempre que os montantes excedentes superarem em mais de 5% (cinco por cento) o MUSD CONTRATADO para cada um destes períodos horários; UNIDADE CONSUMIDORA : conjunto de instalações e equipamentos elétricos caracterizado pelo recebimento de energia elétrica em um só ponto de entrega, com medição individualizada e correspondente a um único consumidor; e USUÁRIOS : todos os agentes, incluindo consumidores, geradores de energia, concessionários de serviço público de energia elétrica, os permissionários e os autorizados de serviços ou instalações de energia elétrica, conectados, direta ou indiretamente, ao SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO e que venham a fazer uso deste sistema por ciência e concordância formalizada da DISTRIBUIDORA. Cláusula 2 DO OBJETO: 2.1. O objeto do presente CONTRATO é estabelecer as condições, procedimentos, direitos e obrigações das PARTES referentes ao uso do SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO de propriedade da DISTRIBUIDORA, observado o MUSD CONTRATADO e mediante o pagamento dos ENCARGOS DE USO. Cláusula 3 DO PRAZO DE VIGÊNCIA: 3.1. O presente CONTRATO vigorará por um período de XX (XX) ano(s), a contar da data de sua assinatura, ou até que haja rescisão, nos termos da Cláusula O CONTRATO será prorrogado automaticamente e sucessivamente por igual período, caso não haja manifestação das PARTES de rescindi-lo, em conformidade com a Cláusula 13 do presente CONTRATO, com antecedência mínima de 180 (cento e oitenta) dias da data prevista para o término deste CONTRATO Quaisquer modificações supervenientes na legislação que regulamenta as condições de acesso e uso do sistema de distribuição e transmissão que venham a repercutir neste CONTRATO considerar-se-ão automática e imediatamente aplicáveis A eficácia e a execução das obrigações e compromissos disciplinados no presente CONTRATO ficam condicionadas a assinatura, pela ACESSANTE, do CCD ou CCT (conforme o caso) com a DISTRIBUIDORA. Cláusula 4 DAS EXIGÊNCIAS OPERACIONAIS: 5

6 4.1. As PARTES devem se submeter à legislação do serviço de energia elétrica, ao ACORDO OPERATIVO, ao CCD ou ao CCT (conforme o caso), aos PROCEDIMENTOS DE REDE, aos PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO e às NORMAS E PADRÕES DA DISTRIBUIDORA A DISTRIBUIDORA compromete-se a informar a ACESSANTE as eventuais alterações em seus padrões, critérios técnicos e/ou normas operativas, devendo a ACESSANTE adequar-se às mesmas, dentro de prazos acordados entre as PARTES, compatíveis com as providências a serem tomadas A ACESSANTE deverá disponibilizar para a DISTRIBUIDORA circuitos para transmissão de voz e/ou dados em tempo real, adequados e suficientes para a operação do SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO e outras funções de responsabilidade da DISTRIBUIDORA, conforme estabelecido nos PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO ou normas emanadas da CCEE As necessidades de circuitos para transmissão de voz e/ou dados serão analisadas caso a caso A ACESSANTE deverá disponibilizar para a DISTRIBUIDORA as informações e dados necessários para a operação do SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO, conforme estabelecido nos PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO, nas NORMAS E PADRÕES DA DISTRIBUIDORA e também no ACORDO OPERATIVO, bem como para a averiguação e condução do processo de ANÁLISE DE PERTURBAÇÃO. Cláusula 5 DO USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO E DOS MONTANTES DE USO CONTRATADOS: 5.1. Fica, desde já, acordado entre as PARTES que o MUSD CONTRATADO, relativo ao objeto deste CONTRATO, será disponibilizado pela DISTRIBUIDORA à ACESSANTE no PONTO DE CONEXÃO, em corrente alternada trifásica, na freqüência de XX Hz (XXXXXX Hertz) e na tensão nominal de fornecimento entre fases de XXX kv (XXXX Volts) A DISTRIBUIDORA através do SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO, deve disponibilizar a ACESSANTE o MUSD CONTRATADO, conforme Anexo I: O MUSD CONTRATADO poderá ser alterado para menos por meio de solicitação do ACESSANTE, desde que a referida solicitação seja efetuada com antecedência mínima de 180 (cento e oitenta) dias O MUSD CONTRATADO poderá ser aumentado, condicionado à disponibilidade do SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO. Em caso de incremento o mesmo deverá ser solicitado com antecedência mínima de 30 (trinta) dias, observados os PROCEDIMENTOS DE REDE e os PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO. Cláusula 6 DOS ENCARGOS DE USO: 6.1. A ACESSANTE pagará, mensalmente, à DISTRIBUIDORA, os ENCARGOS DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO com base no MUSD CONTRATADO e na ENERGIA DE USO, assim como eventuais ULTRAPASSAGENS, de acordo com o disposto nos itens abaixo e de conformidade com a seguinte fórmula: Onde: Eg - encargo mensal, em R$; Eg = TUSDg x Ug + Tu x Ug 6

7 TUSDg tarifas DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO aplicadas à PRODUTORES INDEPENDENTES; Ug - MONTANTE DE USO CONTRATADO, em kw; Tu - tarifa de ultrapassagem, conforme determinada no item 6.2 desta Cláusula, em R$/kW; e Ug - parcela referente à diferença entre o MONTANTE DE USO verificado por medição e o MONTANTE DE USO CONTRATADO, quando se verificar ultrapassagem superior a 5% (cinco por cento) do MONTANTE DE USO CONTRATADO, em kw O pagamento referido no item 6.1, será composto de duas partes, conforme descrito a seguir: (a) (b) Pagamento dos ENCARGOS DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO devidos em função do MUSD CONTRATADO; e Pagamento por eventuais ULTRAPASSAGENS do MUSD CONTRATADO, observado o disposto nos itens 6.2 e As tarifas aplicáveis aos MONTANTES DE USO CONTRATADOS para cálculo dos ENCARGOS DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO serão estabelecidas e reajustadas em conformidade com a regulamentação da ANEEL Em ocorrendo alteração na forma de determinação dos encargos objeto deste CONTRATO, em virtude de regulamentação expedida pelo Poder Concedente ou pela ANEEL, esta será aplicada ao CONTRATO Para cálculo dos encargos mensais a que se referem os itens e desta Cláusula, serão considerados os valores máximos das potências medidas, integralizadas em intervalo de 15 minutos, pelo SMF, que definirão o MUSD medido nos PONTOS DE MEDIÇÃO estabelecidos no Anexo II: As potências máximas medidas pelo SMF referidas no item desta Cláusula, serão calculadas pela soma das potências medidas, em intervalos de tempo coincidentes, em cada um dos pontos de medição Deve ser aplicada a qualquer parcela excedente do MUSD CONTRATADO, a título de penalidade, uma TARIFA DE ULTRAPASSAGEM de valor igual a 3 (três) vezes a tarifa de uso do SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO estabelecida para cada período, quando se verificar a ultrapassagem superior a 5% (cinco por cento) do MUSD CONTRATADO. A TARIFA DE ULTRAPASSAGEM será calculada, respeitadas as disposições dos itens e 6.1.5, sempre em conformidade com a legislação vigente Ocorrendo alteração na forma de determinação dos ENCARGOS DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO e das TARIFAS DE ULTRAPASSAGENS ao MUSD CONTRATADO mencionadas no item 6.1, em virtude de regulamentação expedida pelo Poder Concedente ou pela ANEEL, as PARTES, desde já, concordam que a mesma seja aplicada automaticamente a este CONTRATO, bem como se obrigam a fazer os ajustes necessários para seu cumprimento Para efeitos legais, o valor anual deste CONTRATO corresponde ao valor anual dos ENCARGOS DE USO estabelecidos neste CONTRATO Fica, desde já, acordado entre as PARTES que a ACESSANTE arcará com todos e quaisquer TRIBUTOS por ela devidos, nos termos da legislação tributária brasileira. 7

8 Cláusula 7 DO SISTEMA DE MEDIÇÃO E FATURAMENTO SMF: 7.1 É de responsabilidade da ACESSANTE a instalação, a operação e a manutenção dos equipamentos do SMF, necessários à medição dos valores de demanda de potência injetada pela ACESSANTE para determinação dos ENCARGOS DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO a ser contabilizada pelo CCEE, nos termos das REGRAS DE COMERCIALIZAÇÃO e dos PROCEDIMENTOS DE COMERCIALIZAÇÃO aplicáveis. 7.2 O SMF deverá seguir as especificações técnicas determinadas pela CCEE e o ONS, bem como deverá atender aos requisitos técnicos para a medição dos valores de demanda de potência elétrica a serem encaminhados à CCEE, ao ONS e à DISTRIBUIDORA. 7.3 É de responsabilidade da ACESSANTE preparar e manter local adequado para a instalação de equipamentos necessários ao SMF citado no item 7.1, de acordo com as normas da CCEE e do ONS A DISTRIBUIDORA se reserva, a qualquer momento, o direito de acesso direto ao SMF referido no item 7.1 desta Cláusula, devendo a ACESSANTE fornecer os dados e informações que forem solicitadas sobre assuntos pertinentes ao funcionamento dos aparelhos e instalações de sua responsabilidade A ACESSANTE é exclusivamente responsável pela proteção, incluindo, sem restrição, o correspondente lacre, do SMF Qualquer avaria ou defeito constatado pela ACESSANTE no SMF, deverá ser comunicado pela ACESSANTE, de imediato, à DISTRIBUIDORA. Cláusula 8 DO FATURAMENTO E PAGAMENTO: 8.1. O faturamento e o pagamento mensal dos encargos a que se referem a Cláusula 6 serão objeto de uma única fatura emitida pela DISTRIBUIDORA e apresentada à ACESSANTE até o Xº (xxxxxxxxxxxx) dia útil do mês seguinte a cada mês faturado e deverá ser paga pela ACESSANTE até o Xº (xxxxxxxxxxxxxxx) dia de cada mês., 8.2. Na fatura referida no item 8.1 deverão ser discriminados os valores relativos às parcelas citadas no item Caso a fatura original de cobrança seja emitida em data posterior à estabelecida no item 8.1., por motivo imputável à DISTRIBUIDORA, a data de vencimento da mesma será automaticamente prorrogada pelo mesmo número de dias do atraso verificado Caso a data limite de vencimento se verifique em um dia não útil, o pagamento pode ser efetuado no primeiro dia útil subseqüente A ACESSANTE, excepcionalmente, aceitará fac simile, ou qualquer meio eletrônico seguro acordado entre as PARTES, para providenciar o processo de pagamento, devendo a DISTRIBUIDORA encaminhar a fatura original até a data do vencimento da mesma Todos os pagamentos devidos pela ACESSANTE deverão ser efetuados livres de quaisquer ônus e deduções não autorizadas Em caso de atraso ou falta de pagamento dos valores devidos pela ACESSANTE, em virtude do disposto neste CONTRATO, por qualquer que seja o motivo de responsabilidade da ACESSANTE, aplicar-se-á o disposto na Clausula O pagamento da fatura mencionada no item 8.1 deverá ser efetuado por Boleto Bancário a ser enviado juntamente com a fatura. 8

9 8.9. As divergências eventualmente apontadas na cobrança não afetarão os prazos para pagamento das faturas, nos montantes contratados, devendo a diferença, se houver, ser compensada em fatura subseqüente, podendo, em observância à data de vencimento, ser compensada ainda no próprio mês Sobre qualquer soma contestada, que venha posteriormente a ser acordada ou definida como sendo devida por uma das PARTES, aplicar-se-á o disposto na Cláusula 9 excetuando-se a multa. Os juros incidirão desde a data do vencimento até a data do pagamento, excluído o dia do pagamento. Cláusula 9 - DA MORA NO PAGAMENTO E SEUS EFEITOS: 9.1. Fica caracterizada a mora quando a ACESSANTE deixar de liquidar qualquer das faturas na data de seu vencimento, de forma a incidir sobre as parcelas em atraso, além da atualização monetária, os seguintes acréscimos: a) juros de mora de 12% (doze por cento) ao ano, calculados pro rata die, e b) multa de 2% (dois por cento) O valor do débito será atualizado monetariamente pela variação acumulada, pro rata die do IGPM, do mês anterior ao do vencimento até o mês anterior ao do pagamento, ou no caso da sua extinção, por outro índice com função similar que venha a substituí-lo, desde que previamente acordado entre as PARTES, e acrescido da multa e dos juros previstos no item 9.1, variações negativas do IGPM não serão consideradas Caso o atraso de pagamento seja verificado dentro de um mesmo mês, para os efeitos da aplicação da atualização referida no item 9.1 será utilizada a variação pro rata die do IGPM, do mês anterior ao do pagamento. Cláusula 10 - DO INADIMPLEMENTO: Em caso de inadimplemento, por qualquer das PARTES, de obrigação contida no presente CONTRATO, a PARTE prejudicada deverá notificar a PARTE inadimplente, na forma da Cláusula 18, a fim de sanar o respectivo inadimplemento, em um prazo máximo de 5 (cinco) dias úteis contados do recebimento da referida notificação, sob pena de rescisão do presente CONTRATO Para a inadimplência causada pela não liquidação, pela ACESSANTE, dos pagamentos estabelecidos no presente CONTRATO, ficará a ACESSANTE sujeita a suspensão dos serviços objeto deste CONTRATO mediante simples comunicação prévia da DISTRIBUIDORA à ACESSANTE com, no mínimo, 15 (quinze) dias de antecedência O inadimplemento de qualquer obrigação contida neste CONTRATO, não sanado nos prazos ora pactuados, sujeitará a PARTE inadimplente ao pagamento por obrigação inadimplida, à PARTE prejudicada, de multa equivalente a 10% (dez por cento) do ENCARGO DO USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO mensal, até o limite de 50% (cinqüenta por cento) por mês Nenhuma das PARTES responsabilizar-se-á, uma perante a outra, em relação a danos indiretos e lucros cessantes, decorrentes da execução do presente CONTRATO. Cláusula 11 DA SUSPENSÃO: Além da hipótese prevista na Cláusula 10 acima, a DISTRIBUIDORA poderá, a seu critério, suspender a execução do CONTRATO, sem prévia comunicação à ACESSANTE, quando houver a ocorrência dos seguintes eventos: 9

10 a) situação considerada pela DISTRIBUIDORA como perigosa que ofereça risco iminente ao sistema elétrico da DISTRIBUIDORA ou a terceiros; b) uso pela ACESSANTE de seu equipamento de forma prejudicial ao serviço prestado pela DISTRIBUIDORA para demais USUÁRIOS; c) utilização de artifício ou qualquer outro meio fraudulento pela ACESSANTE, ou ainda, prática de violência nos equipamentos de medição e transmissão que provoquem alterações nas condições de medição; d) ligação clandestina ou à revelia; e) deficiência técnica ou de segurança das instalações da ACESSANTE, que ofereça risco iminente de danos a pessoas e bens; f) descumprimento pela ACESSANTE das normas que regem a prestação do serviço público de energia elétrica; g) rompimento de lacres, cuja responsabilidade seja imputável a ACESSANTE, mesmo que não provoquem alterações nas condições de medição; h) revenda pela ACESSANTE do MUSD CONTRATADO a terceiros; e i) quando se verificar impedimento ao acesso de empregados e prepostos da DISTRIBUIDORA em qualquer local onde se encontrem condutores e aparelhos de propriedade desta, para fins de leitura, bem como para inspeções necessárias Em caso de suspensão determinada pela DISTRIBUIDORA, a ACESSANTE terá um prazo de 30 (trinta) dias contados a partir da notificação da DISTRIBUIDORA para retificar as situações irregulares supra mencionadas Vencido o prazo concedido pela DISTRIBUIDORA na forma prevista nesta Cláusula, sem que a ACESSANTE tenha sanado as irregularidades apontadas, a DISTRIBUIDORA terá o direito de rescindir o CONTRATO, na forma prevista na Cláusula 13. Cláusula 12 DO CASO FORTUITO OU FORÇA MAIOR: Nenhuma das PARTES será considerada inadimplente ou responsável por quaisquer ônus ou obrigações perante a outra PARTE, nos termos deste CONTRATO, ou perante a terceiros, por eventos de inadimplemento resultantes, direta ou indiretamente, de CASO FORTUITO ou FORÇA MAIOR, ressalvadas as obrigações constituídas ou pendentes de cumprimento antes da ocorrência do evento de CASO FORTUITO ou FORÇA MAIOR Não constituem hipóteses de CASO FORTUITO ou FORÇA MAIOR: (i) alterações nas condições econômicas e financeiras de qualquer das PARTES; (ii) dificuldades econômicas e/ou alteração das condições de mercado para acesso e uso do SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO, e (iii) demora no cumprimento por qualquer das partes de obrigação contratual; (iv) eventos que resultem do descumprimento por qualquer das PARTES de obrigações contratuais ou EXIGÊNCIAS LEGAIS; ou (v) eventos que sejam resultantes de negligência, dolo, erro ou omissão das PARTES Observado o disposto no item 12.1 desta Cláusula, caso alguma das PARTES não possa cumprir qualquer de suas obrigações em razão de CASO FORTUITO ou FORÇA MAIOR, o presente CONTRATO permanecerá em vigor, ficando a obrigação afetada suspensa por tempo igual ao da duração do CASO FORTUITO ou FORÇA MAIOR e conforme a extensão dos seus efeitos. Cláusula 13 - DA RESCISÃO CONTRATUAL: O presente CONTRATO poderá ser rescindido nas seguintes hipóteses: (i) mediante acordo entre as PARTES; (ii) mediante rescisão do CCD ou CCT (conforme o caso), celebrado entre as PARTES, a qual implicará na rescisão automática do presente CONTRATO. 10

11 (iii) por recuperação judicial ou extrajudicial, falência, ou insolvência civil de qualquer das PARTES, ou alteração social ou modificação da finalidade ou da estrutura da CONTRATADA, o que implicará rescisão automática, independente de aviso prévio; (iv) pela ACESSANTE, em caso de continuidade de um CASO FORTUITO ou FORÇA MAIOR, nos termos da Cláusula 12, que impossibilite a DISTRIBUIDORA de cumprir a obrigações previstas neste CONTRATO por período superior a 180 (cento e oitenta) dias; (v) por uma das PARTES, em caso de não cumprimento pela outra PARTE, de qualquer uma das Cláusulas avençadas neste CONTRATO e/ou da legislação específica dos serviços de energia elétrica, desde que descumprido o prazo para sanar o referido inadimplemento; (vi) pela DISTRIBUIDORA, na hipótese do inadimplemento de pagamento pela ACESSANTE perdurar por 60 (sessenta) dias ininterruptos; (vii) por qualquer das PARTES, caso uma PARTE venha a ter revogada ou, caso vencida, não seja renovada qualquer aprovação ou autorização regulatória necessária à condução de seus negócios e cumprimento de suas obrigações contratuais; e (viii) pela ACESSANTE, mediante comunicação prévia e expressa à DISTRIBUIDORA com antecedência mínima de XX (XXXXXXXX) dias Na ocorrência de rescisão antecipada do presente CONTRATO, nos termos da alínea (v),(vi) ou (viii) do item 13.1 supra, a ACESSANTE ficará obrigada a pagar à DISTRIBUIDORA, a título de indenização, o valor equivalente à soma dos ENCARGOS DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO previstos para os meses remanescentes, contados da declaração de sua intenção de não mais fazer uso do SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO da DISTRIBUIDORA até o mês da data acordada como término da vigência deste CONTRATO, em conformidade com a Cláusula 3 deste CONTRATO Para o cálculo do valor da indenização prevista no item 13.2 serão utilizadas as tarifas de uso do SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO da DISTRIBUIDORA, vigentes à época da referida rescisão, para o nível de tensão em que a ACESSANTE estiver conectada. Não serão utilizadas as parcelas de ENCARGOS DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO relativas à ENERGIA DE USO A rescisão do presente CONTRATO, em qualquer hipótese, não libera as PARTES das obrigações devidas até a sua data e não afeta ou limita qualquer direito que, expressamente ou por sua natureza, deva permanecer em pleno vigor e efeito após a data de rescisão ou que dela decorra. Cláusula 14 DA ANÁLISE DE PERTURBAÇÃO: Indenizações por danos diretos causados por uma PARTE à outra ou a USUÁRIOS que se fizerem devidas, nos termos da legislação em vigor, causadas por perturbações no SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO, nas INSTALAÇÕES DE CONEXÃO e nas instalações de demais USUÁRIOS, serão custeadas pelo(s) responsável(is) da perturbação, tal como venha a ser apurado, por meio de um processo de ANÁLISE DE PERTURBAÇÃO, a ser conduzido pela DISTRIBUIDORA conforme procedimentos e prazos estabelecidos nos PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO e no ACORDO OPERATIVO Na hipótese da necessidade de pagamento dos custos advindos de danos materiais causados a USUÁRIOS e devidos pela ACESSANTE em razão do disposto no item 14.1 desta Cláusula, este será realizado, após a apresentação, por escrito, dos seguintes documentos: (i) comprovação da ocorrência do dano; (ii) comprovação do efetivo pagamento pela DISTRIBUIDORA, acompanhados, conforme for o caso de: 11

12 (a) comprovação do trânsito em julgado da correspondente sentença ou acórdão que determine tal pagamento; ou (b) determinação da ANEEL, em conformidade com a legislação vigente, de tal pagamento, juntamente com qualquer documento adicional que se faça necessário em função de tal determinação da ANEEL, ou (c) comprovação de celebração de acordo judicial ou extrajudicial, realizado entre a DISTRIBUIDORA e USUÁRIOS, para ressarcimento aos danos materiais sofridos por estes USUÁRIOS e causados pela ACESSANTE Na hipótese da necessidade de pagamento dos custos advindos de danos materiais causados por uma PARTE a outra PARTE, este será realizado após a apresentação da correspondente fatura pela PARTE prejudicada Os valores previstos no item 14.1 desta Cláusula serão atualizados monetariamente pela variação acumulada, pro rata die do IGPM, mensalmente, considerando-se nula qualquer variação negativa do IGPM. No caso de extinção do IGPM os referidos valores serão atualizados monetariamente por outro índice com função similar, que venha a substituí-lo, previamente acordado entre as PARTES Sem prejuízo do disposto nos Itens anteriores, as Partes convencionam que a Parte prejudicada poderá exigir indenização suplementar, desde que se prove o prejuízo excedente Caso as PARTES não cheguem a um consenso quanto à alocação da causa e/ou origem da perturbação no âmbito do SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO, o processo deverá ser remetido, pela DISTRIBUIDORA, para ANÁLISE DE PERTURBAÇÃO a ser coordenada pelo ONS, para que seja possível verificar a causa e a origem da perturbação e, em sendo possível, o seu responsável Caso o processo de ANÁLISE DE PERTURBAÇÃO coordenado pelo ONS referido no item 14.6 desta Cláusula atribua à DISTRIBUIDORA a causa ou a responsabilidade pela perturbação, a ACESSANTE não será responsável pelo pagamento de quaisquer indenizações relacionadas a tal perturbação Caso o processo de ANÁLISE DE PERTURBAÇÃO coordenado pelo ONS referido no item 14.6 desta Cláusula atribua à ACESSANTE a causa ou a responsabilidade pela perturbação, a DISTRIBUIDORA não será responsável pelo pagamento de quaisquer indenizações relacionadas a tal perturbação Caso o processo de ANÁLISE DE PERTURBAÇÃO coordenado pelo ONS referido no item 14.6 desta Cláusula não atribua a causa ou a responsabilidade pela perturbação à DISTRIBUIDORA ou à ACESSANTE ou a outros agentes do SISTEMA INTERLIGADO NACIONAL, não contribuindo o processo de ANÁLISE DE PERTURBAÇÃO em questão com elementos que, no entendimento das PARTES, permitam a continuidade da mesma, as PARTES poderão determinar o encerramento da ANÁLISE DE PERTURBAÇÃO. Neste caso, as PARTES reconhecem e concordam que as mesmas não serão responsáveis pelo pagamento de quaisquer indenizações relacionadas a tal perturbação Caso o processo de ANÁLISE DE PERTURBAÇÃO coordenado pelo ONS referido no item 14.6 desta Cláusula identifique ser de ORIGEM SISTÊMICA ou de responsabilidade de outros agentes do SISTEMA INTERLIGADO NACIONAL a causa da perturbação, a ANÁLISE DE PERTURBAÇÃO estará automaticamente encerrada e serão aplicadas as disposições da legislação em vigor quanto aos ressarcimentos de responsabilidade da DISTRIBUIDORA e as disposições contidas no Contrato de Uso do Sistema de Transmissão, celebrado pela DISTRIBUIDORA com o ONS, no que se refere ao pagamento de indenizações referentes a perturbações de ORIGEM SISTÊMICA ou de responsabilidade comprovada de outros agentes do SISTEMA INTERLIGADO NACIONAL. 12

13 As PARTES se reservam o direito de solicitar à ANEEL a revisão do resultado da ANÁLISE DE PERTURBAÇÃO ou da verificação da causa e da origem da perturbação e, em sendo possível, do seu responsável, pelo ONS Os prejuízos decorrentes de danos materiais diretos reclamados pela ACESSANTE atribuíveis a interrupções, variações de tensão ou perturbações do fornecimento de energia serão indenizados, desde que comprovada a responsabilidade da DISTRIBUIDORA, conforme apurado pela ANÁLISE DA PERTURBAÇÃO, excluindo-se, contudo, a responsabilidade da DISTRIBUIDORA nos seguintes casos: (a) as interrupções programadas, desde que dentro dos parâmetros obedecidos pelo módulo 8 do PRODIST; (b) as interrupções dentro dos limites estabelecidos nos índices a que se refere o item 15.2.; (c) as variações ou perturbações do fornecimento de energia elétrica dentro dos limites estabelecidos pela ANEEL; (d) as interrupções e perturbações atribuíveis a CASO FORTUITO ou FORÇA MAIOR. Cláusula 15 DA QUALIDADE DA ENERGIA: A DISTRIBUIDORA deve manter serviços adequados de operação, conservação e manutenção de suas instalações A DISTRIBUIDORA, conforme legislação aplicável, obriga-se, ainda, a manter os índices mínimos de qualidade relativos aos serviços de distribuição, estabelecidos pela ANEEL, até o MUSD CONTRATADO, não se responsabilizando por danos causados quando de uso de montantes superiores aos contratados Caso fique comprovado o não atendimento, pela DISTRIBUIDORA, dos referidos índices mínimos de qualidade, a mesma se sujeita ao pagamento das penalidades previstas na legislação aplicável Nenhuma responsabilidade pode ser atribuída à DISTRIBUIDORA, por prejuízos que a ACESSANTE eventualmente a sofrer em decorrência de interrupções ou deficiências provenientes de CASO FORTUITO ou FORÇA MAIOR A ACESSANTE deve realizar a operação e manutenção do PONTO DE CONEXÃO de suas instalações de forma a não interferir na qualidade de fornecimento dos demais acessantes A ACESSANTE deve manter os ajustes da proteção de suas instalações conforme disposições dos PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO e ACORDO OPERATIVO A ACESSANTE deve informar previamente à DISTRIBUIDORA todas as modificações em equipamentos em suas instalações de conexão que alterem as suas características técnicas. Cláusula 16 DA CONFIDENCIALIDADE: As PARTES concordam que todas as informações e dados disponibilizados à outra PARTE serão considerados confidenciais não podendo ser divulgadas para terceiros sem consentimento escrito da PARTE reveladora, sendo certo que a confidencialidade do presente CONTRATO não será aplicável as informações que: a) sejam ou se tornem de domínio público, desde que tal fato não decorra de violação, por uma das PARTES, das disposições contidas neste CONTRATO; b) sejam divulgadas em resposta a uma ordem judicial ou administrativa válida e somente na medida da aludida ordem, ressalvado, no entanto, que a PARTE obrigada judicialmente 13

14 notificará a PARTE reveladora das informações confidenciais, por escrito, da ordem e permitirá que a reveladora tente conseguir uma ordem protetora adequada; c) sejam aprovadas para divulgação por autorização prévia e por escrito da PARTE reveladora das informações confidenciais; d) sejam prestadas mediante EXIGÊNCIA LEGAL ao ONS e à ANEEL, requeridas em conformidade com os PROCEDIMENTOS DE REDE e com os PROCEDIMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO. Cláusula 17 DA SOLUÇÃO DE CONTROVÉRSIAS: Uma controvérsia inicia-se com a NOTIFICAÇÃO DE CONTROVÉRSIA de uma PARTE à outra PARTE As PARTES tentarão solucionar a controvérsia amigavelmente no prazo de 15 (quinze) dias a contar do recebimento da NOTIFICAÇÃO DE CONTROVÉRSIA Não sendo possível dirimir a controvérsia na forma estabelecida nesta Cláusula, fica facultado a qualquer das PARTES o acesso ao Poder Judiciário. Cláusula 18 DAS COMUNICAÇÕES: Todos os avisos e comunicações no âmbito deste CONTRATO devem ser feitos por escrito, entregues em mãos sob protocolo, por meio de carta com aviso de recebimento ou facsímile, ou por meio eletrônico, em qualquer dos casos com prova do seu recebimento, para os endereços abaixo indicados e aos cuidados das pessoas abaixo indicadas ou outras, caso estas venham ser substituídas e que serão previamente informadas às PARTES, por meio de correspondência que integrar-se-á ao presente CONTRATO. DISTRIBUIDORA Light - Serviços de Eletricidade S.A. Avenida Marechal Floriano, Centro Rio de Janeiro, RJ, Brasil CEP: At.: Superintendente de Grandes Clientes c/c para: Superintendente Técnico de Distribuição ACESSANTE xxxxxxxxxxxxxxx. ENDEREÇO COMPLETO At.: NOME DO RESPONSAVEL Qualquer das PARTES pode promover a alteração dos prepostos e respectivos endereços de contato, para o recebimento de avisos e comunicações, desde que forneça à outra PARTE informação escrita sobre tal alteração, sendo certo que na ausência desta informação por escrito, será reputada como devidamente recebida qualquer notificação enviada aos endereços e ou fac-símile acima mencionados. Cláusula 19 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS: 19.1 Quaisquer modificações supervenientes na legislação que regulamenta as condições de acesso e uso dos sistemas de distribuição que venham a repercutir neste CONTRATO considerar-se-ão automática e imediatamente aplicáveis Aplicam-se a este CONTRATO as normas legais relativas à prestação de serviço público de energia elétrica vigentes nesta data e as que vierem a ser editadas pela ANEEL e pelo Poder 14

15 Concedente, ficando os casos omissos ou eventuais divergências para serem decididos pela ANEEL ou quem lhe faça às vezes O término deste CONTRATO não afetará quaisquer direitos ou obrigações anteriores a tal evento e obrigações ou direitos de qualquer das PARTES, ainda que seu exercício ou cumprimento se dê após o final da vigência do presente CONTRATO Os direitos e obrigações do presente CONTRATO não poderão ser cedidos ou transferidos a terceiros, total ou parcialmente, gratuita ou onerosamente, pela ACESSANTE, a não ser com a prévia e expressa anuência, por escrito, da DISTRIBUIDORA Os direitos e obrigações decorrentes deste CONTRATO se transmitem aos sucessores e cessionários das PARTES Este CONTRATO não poderá ser alterado, inclusive quanto a prorrogações do prazo de vigência do mesmo, nem poderá haver renúncia às suas disposições, exceto se por termo aditivo, observado o disposto na legislação aplicável Nenhum atraso ou tolerância por qualquer das PARTES relativo ao exercício de qualquer direito, poder, privilégio, faculdade, prerrogativa ou recurso sob este CONTRATO será tido como passível de prejudicar tal direito, poder, privilégio ou recurso, nem será interpretado como renúncia dos mesmos Todas as Cláusulas deste CONTRATO são autônomas, de modo que a eventual nulidade de qualquer dispositivos de uma Cláusula ou da totalidade de uma Cláusula deste CONTRATO não implicará de forma alguma a nulidade das demais Cláusulas deste CONTRATO Na ocorrência da hipótese prevista no item 19.7, as PARTES negociarão de boa-fé para acordar sobre disposições que a substituam e que não sejam inválidas, ilegais ou inexeqüíveis e que mantenham, tanto quanto possível, em todas as circunstâncias, o equilíbrio dos interesses comerciais das PARTES O presente CONTRATO é reconhecido pelas PARTES como título executivo extrajudicial, conforme disposto no art. 585, II do Código de Processo Civil, para efeitos de cobrança de todos os valores apurados e considerados devidos Na hipótese de racionamento ou qualquer espécie de contingenciamento compulsório, o fornecimento de energia elétrica reger-se-á pelas normas à época emanadas do Governo Federal ou por qualquer outro órgão que tenha legítima delegação. Cláusula 20 DO FORO: Fica eleito o Foro Central da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro para solução de quaisquer questões decorrentes deste CONTRATO com expressa renúncia de qualquer outro, por mais privilegiado que seja. 15

16 E por estarem assim justas e contratadas, na melhor forma de direito, as PARTES celebram o presente instrumento em 02 (duas) vias de igual teor e forma, na presença de 2 (duas) testemunhas. Rio de Janeiro, XX de xxxxxxxx de xxxxxxx. DISTRIBUIDORA: LIGHT - SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S.A. Nome Roberto Alcoforado Cargo: Diretor de Clientes Nome: Leonardo Augusto Silva de Morais Cargo: Superintendente de Grandes Clientes ACESSANTE: XXXXXXX. Nome: Cargo: CPF: Nome: Cargo: CPF: TESTEMUNHAS: Nome: Nome: Cargo: Cargo: CPF/MF: RG: 16

17 ANEXO I - MONTANTES DE USO CONTRATADOS PELA ACESSANTE Pontos de Conexão da ACESSANTE de acordo com a Cláusula 5ª LOCALIDADE PONTOS DE CONEXÃO MONTANTES DE USO CONTRATADO (kw) Para o HORÁRIO de PONTA (U p ) Para o HORÁRIO FORA de PONTA (U fp ) PERÍODO. 17

18 ANEXO II - PONTOS DE MEDIÇÃO DAS DEMANDAS E DA ENERGIA DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO PONTO DE MEDIÇÃO DO MONTANTE DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO PONTO DE MEDIÇÃO LOCALIZAÇÃO REGISTRADOR (*1) Prefixo Nº 1 XXXXXXX XXXXX XXXXXX 1 XXXXXXXXXXXX XXXXXXXX XXXXXXXXX Obs: (*1) XXXXXXXXXXXXXXXXXXXX MEDIDORES Modelo XXXXXXXXXXXX Localização dos Medidores XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX 18

CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO QUE ENTRE SI FAZEM LIGHT - SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S.A. E XXXXXXXXXX

CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO QUE ENTRE SI FAZEM LIGHT - SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S.A. E XXXXXXXXXX CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO QUE ENTRE SI FAZEM LIGHT - SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S.A. E XXXXXXXXXX Pelo presente instrumento particular de USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO de energia elétrica,

Leia mais

CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO QUE ENTRE SI FAZEM LIGHT - SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S.A. E XXXXXXXXXX

CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO QUE ENTRE SI FAZEM LIGHT - SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S.A. E XXXXXXXXXX CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO QUE ENTRE SI FAZEM LIGHT - SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S.A. E XXXXXXXXXX Pelo presente instrumento particular de USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO de energia elétrica,

Leia mais

CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO QUE ENTRE SI FAZEM LIGHT - SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S.A. E XXXX

CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO QUE ENTRE SI FAZEM LIGHT - SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S.A. E XXXX CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO QUE ENTRE SI FAZEM LIGHT - SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S.A. E XXXX Pelo presente instrumento particular de CONEXÃO AO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO de energia elétrica,

Leia mais

CPF RG Órgão emissor Cargo Cota. CPF RG Órgão emissor Cargo Cota. CPF RG Órgão emissor Cargo Cota. Bairro Cidade UF. CEP Código CNAE Atividade

CPF RG Órgão emissor Cargo Cota. CPF RG Órgão emissor Cargo Cota. CPF RG Órgão emissor Cargo Cota. Bairro Cidade UF. CEP Código CNAE Atividade Referência do Contrato: CUSD nº ou CCD nº Dados Cadastrais Proprietário / Razão Social No me do Empreendimento (quando aplicável) Nº do CNPJ Nº Inscrição Estadual Nº Inscrição Municipal Código de Atividade

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE,

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE, CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE, QUE ENTRE SI CELEBRAM, LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S/A, DE UM LADO, E XXXXXXXXX, DE OUTRO LADO. LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE

Leia mais

Contrato nº XXX/2015 Chamada Pública nº XXX/2015 CONTRATO DE ADESÃO DE GERAÇÃO PRÓPRIA N.º 000/2015 QUE ENTRE SI FAZEM A E, NA FORMA ABAIXO:

Contrato nº XXX/2015 Chamada Pública nº XXX/2015 CONTRATO DE ADESÃO DE GERAÇÃO PRÓPRIA N.º 000/2015 QUE ENTRE SI FAZEM A E, NA FORMA ABAIXO: A CONTRATO DE ADESÃO DE GERAÇÃO PRÓPRIA N.º 000/2015 QUE ENTRE SI FAZEM A E, NA FORMA ABAIXO:, com sede na cidade de, Endereço, inscrita no CNPJ/MF sob o n., doravante denominada DISTRIBUIDORA, neste ato

Leia mais

CONTRATO DE MANUTENÇAO E SUPORTE TECNICO E OUTRAS AVENÇAS Nº /

CONTRATO DE MANUTENÇAO E SUPORTE TECNICO E OUTRAS AVENÇAS Nº / CONTRATO DE MANUTENÇAO E SUPORTE TECNICO E OUTRAS AVENÇAS Nº / Pelo presente instrumento e na melhor forma de direito, de um lado, (Nome da empresa CONTRATANTE), pessoa jurídica de direito privado com

Leia mais

MODELO CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO. Arquivo: CUST Modelo 25mai10.doc

MODELO CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO. Arquivo: CUST Modelo 25mai10.doc MODELO CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO Arquivo: Motivo: Adequação à Resolução 399/10 - Contratação do Uso do Sistema de Transmissão Modelo aplicado a: Distribuidores conectados à Rede Básica;

Leia mais

denominadas individualmente PARTE e, quando em conjunto, PARTES,

denominadas individualmente PARTE e, quando em conjunto, PARTES, Pelo presente Instrumento: CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE, QUE ENTRE SI CELEBRAM Digite o nome do Comprador E Digite o nome do Vendedor. De um lado, Nome do Comprador, empresa

Leia mais

denominadas individualmente PARTE e, quando em conjunto, PARTES,

denominadas individualmente PARTE e, quando em conjunto, PARTES, Pelo presente Instrumento: CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE, QUE ENTRE SI CELEBRAM BTG PACTUAL EMPRESA OPERADORA DO MERCADO ENERGÉTICO LTDA. E Digite o

Leia mais

CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO

CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO 1. T Í T U L O I ÍNDICE Das Definições e Premissas Aplicáveis ao Presente CONTRATO TÍ T U L O I I Do Objeto e Do Prazo de Vigência Capítulo I - Do Objeto Capítulo

Leia mais

ANEXO III - Padrão de CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA PARA CONSUMIDOR LIVRE NÃO AGENTE DO MAE

ANEXO III - Padrão de CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA PARA CONSUMIDOR LIVRE NÃO AGENTE DO MAE ANEXO III - Padrão de CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA PARA CONSUMIDOR LIVRE NÃO AGENTE DO MAE CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA,

Leia mais

as partes têm entre si justo e contratado regular o fornecimento de energia elétrica em conformidade com as cláusulas e condições seguintes:

as partes têm entre si justo e contratado regular o fornecimento de energia elétrica em conformidade com as cláusulas e condições seguintes: CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA REGULADA QUE ENTRE SI CELEBRAM A LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S.A. E NOME DO CLIENTE Nº. Contrato:XXXX Pelo contrato Compra de Energia Regulada, doravante simplesmente denominado

Leia mais

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL PARA FINS NÃO RESIDENCIAIS

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL PARA FINS NÃO RESIDENCIAIS 1 CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL PARA FINS NÃO RESIDENCIAIS Pelo presente instrumento particular de contrato, que tem de um lado FUNDAÇÃO FACULDADE DE MEDICINA, entidade de direito privado sem fins lucrativos

Leia mais

MODELO CONTRATO DE USO FLEXÍVEL DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO. Arquivo: Minuta CUST F Modelo 22nov13-ComMarcasRevisão.docx

MODELO CONTRATO DE USO FLEXÍVEL DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO. Arquivo: Minuta CUST F Modelo 22nov13-ComMarcasRevisão.docx MODELO CONTRATO DE USO FLEXÍVEL DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO Arquivo: Minuta -ComMarcasRevisão.docx Motivo: Atendimento à Resolução 399/10- Contratação do Uso do Sistema de Transmissão Modelo aplicado a:

Leia mais

ANEXO IV MINUTA DE CCVEE CHAMADA PÚBLICA GERAÇÃO DISTRIBUÍDA

ANEXO IV MINUTA DE CCVEE CHAMADA PÚBLICA GERAÇÃO DISTRIBUÍDA ANEXO IV MINUTA DE CCVEE CHAMADA PÚBLICA GERAÇÃO DISTRIBUÍDA CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO CONTRATO DE GERAÇÃO DISTRIBUÍDA CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

Leia mais

MODELO CONTRATO DE USO TEMPORÁRIO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO. Arquivo: CUST T Modelo 18Mar08.doc

MODELO CONTRATO DE USO TEMPORÁRIO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO. Arquivo: CUST T Modelo 18Mar08.doc MODELO CONTRATO DE USO TEMPORÁRIO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO Arquivo: Motivo: Adequação à Resolução 304/08 que altera a Res.715/01 Acesso Temporário Modelo aplicado a: Geradoras e Importadoras, inclusive

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE ENERGIA S.A E

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE ENERGIA S.A E CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE ENERGIA S.A E Pelo presente Instrumento: De um lado, VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO PLANO SUPER LIGAÇÃO 15 TARIFA ÚNICA TODO DIA TODA HORA

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO PLANO SUPER LIGAÇÃO 15 TARIFA ÚNICA TODO DIA TODA HORA CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO PLANO SUPER LIGAÇÃO 15 TARIFA ÚNICA TODO DIA TODA HORA Por este instrumento, em que são partes: de um lado a TELEFÔNICA BRASIL S.A., concessionária do Serviço Telefônico

Leia mais

MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO ANCILAR - GERAÇÃO. Arquivo: Cpsa padrão- Geradoras epies - jul12.docx

MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO ANCILAR - GERAÇÃO. Arquivo: Cpsa padrão- Geradoras epies - jul12.docx MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO ANCILAR - GERAÇÃO Arquivo: Cpsa padrão- Geradoras epies - jul12.docx Motivo: Alterações das cláusulas referentes à Manutenção (conformidade com os PR) Nos casos

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TRANSPORTES E OUTRAS AVENÇAS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TRANSPORTES E OUTRAS AVENÇAS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TRANSPORTES E OUTRAS AVENÇAS Pelo presente instrumento, as Partes Termos e Condições Reserva Online Usuário do Sistema de Reserva Online FastPass, doravante denominada

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO N o 615, DE 6 NOVEMBRO DE 2002 (*) Vide alterações e inclusões no final do texto. Aprova o modelo do Contrato de Prestação de Serviço Público de Energia

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO LINHA HÍBRIDA TARIFA PLANA LOCAL

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO LINHA HÍBRIDA TARIFA PLANA LOCAL CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO LINHA HÍBRIDA TARIFA PLANA LOCAL Por este instrumento, em que fazem parte de um lado, Telecomunicações de São Paulo S.A. TELESP, devidamente inscrita no CNPJ/MF

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE VOZ SOBRE PROTOCOLO DE INTERNET VOIP SIP HOJE Telecom

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE VOZ SOBRE PROTOCOLO DE INTERNET VOIP SIP HOJE Telecom CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE VOZ SOBRE PROTOCOLO DE INTERNET VOIP SIP HOJE Telecom São partes deste Contrato o CLIENTE, qualificado na Proposta Comercial ou Termo de Adesão ao Serviço, e a Operadora

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO DE LONGA DISTÂNCIA NACIONAL

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO DE LONGA DISTÂNCIA NACIONAL CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO DE LONGA DISTÂNCIA NACIONAL Pelo presente instrumento, de um lado a CLARO S.A., com sede na Rua Flórida, 1970, São Paulo/SP, inscrita no CNPJ/MF

Leia mais

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES LOCADOR: Obra24horas Soluções Web para Engenharia Ltda., com sede na Rua Formosa, 75 1º andar

Leia mais

MODELO DO CONTRATO DE ADESÃO AO SERVIÇO DE MANUTENÇÃO DE REDE INTERNA

MODELO DO CONTRATO DE ADESÃO AO SERVIÇO DE MANUTENÇÃO DE REDE INTERNA CONTRATO DE ADESÃO AO SERVIÇO DE MANUTENÇÃO DE REDE INTERNA São partes no presente instrumento, de um lado, (i) o usuário dos serviços de telecomunicações da Brasil Telecom S.A., doravante individualmente

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO PLANO SUPER LIGAÇÃO 15 TARIFA ÚNICA TODO DIA TODA HORA

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO PLANO SUPER LIGAÇÃO 15 TARIFA ÚNICA TODO DIA TODA HORA CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO PLANO SUPER LIGAÇÃO 15 TARIFA ÚNICA TODO DIA TODA HORA Por este instrumento, em que são partes: de um lado a TELEFÔNICA BRASIL S.A, prestadora do serviço telefônico

Leia mais

TERMO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO

TERMO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO TERMO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO INTERNET TODA HORA Pelo presente instrumento particular de contrato de prestaçào de serviço (o Contrato ), de um lado, a BRASIL TELECOM S/A, doravante denominada

Leia mais

ANEXO 3 CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO CUST

ANEXO 3 CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO CUST ANEXO 3 CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO CUST MODELO 1 SUMÁRIO Das Definições Aplicáveis ao Presente CONTRATO 4 Do Objeto, Prazo de Vigência e Documentos Complementares 6 Capítulo I - Objeto...

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CARTÃO ALIMENTAÇÃO PASS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CARTÃO ALIMENTAÇÃO PASS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CARTÃO ALIMENTAÇÃO PASS Pelo presente instrumento particular, na qualidade de CONTRATANTE, a empresa qualificada no preâmbulo deste Contrato ou conforme indicada na Proposta

Leia mais

CONTRATO DE PARCERIA

CONTRATO DE PARCERIA CONTRATO DE PARCERIA (1) Travel Young Turismo Ltda., sociedade limitada empresária com sede na [INSERIR], inscrita no CNPJ/MF sob o n [INSERIR], neste ato, representada, na forma estatutária por seus representantes

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO MEUS MINUTOS

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO MEUS MINUTOS CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO MEUS MINUTOS Pelo presente instrumento particular, a TELEFÔNICA BRASIL S.A., com sede na Rua Martiniano de Carvalho, nº 851,

Leia mais

denominadas individualmente PARTE e, quando em conjunto, PARTES,

denominadas individualmente PARTE e, quando em conjunto, PARTES, Pelo presente Instrumento: CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM BOLT SERVIÇOS E COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIAS LTDA. E XXXXXXXXXXXXXXXXXX. De outro lado, XXXXXXXXXX, empresa com

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ATUALIZAÇÃO E SUPORTE TÉCNICO

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ATUALIZAÇÃO E SUPORTE TÉCNICO INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ATUALIZAÇÃO E SUPORTE TÉCNICO Pelo presente instrumento particular, as partes, de um lado, VARITUS BRASIL EIRELI, inscrita no CNPJ sob nº

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE VALOR ADICIONADO

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE VALOR ADICIONADO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE VALOR ADICIONADO Pelo presente instrumento particular de um lado a TRANSIT DO BRASIL S/A, com sede na Avenida Bernardino de Campos, 348/352, Paraíso, na cidade de São

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM E VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE ENERGIA S.A

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM E VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE ENERGIA S.A CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM E VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE ENERGIA S.A Pelo presente Instrumento: De um lado, VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE

Leia mais

CONTRATO DE COMODATO DE BEM MÓVEL E OUTRAS AVENÇAS

CONTRATO DE COMODATO DE BEM MÓVEL E OUTRAS AVENÇAS 1/6 CONTRATO DE COMODATO DE BEM MÓVEL E OUTRAS AVENÇAS Pelo presente instrumento particular de contrato, que tem de um lado FUNDAÇÃO FACULDADE DE MEDICINA, pessoa jurídica de direito privado, de fins não

Leia mais

CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO - CCEAR CCEAR Nº / 08 PRODUTO 2008/2012

CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO - CCEAR CCEAR Nº / 08 PRODUTO 2008/2012 CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO - CCEAR CCEAR Nº / 08 PRODUTO 2008/2012 CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO CCEAR, NA MODALIDADE QUANTIDADE

Leia mais

TERMO DE AJUSTE DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

TERMO DE AJUSTE DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA LEILÃO ACL Nº 02/2015 ANEXO V MINUTA DO TERMO DE AJUSTE DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA TERMO DE AJUSTE DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA CHESF X EMPRESA. TACVEE XXX / 2015 TERMO DE AJUSTE DE

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO MEUS MINUTOS

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO MEUS MINUTOS CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO MEUS MINUTOS Pelo presente instrumento particular, a TELECOMUNICAÇÕES DE SÃO PAULO S/A TELESP, com sede na Rua Martiniano de

Leia mais

CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO - CCEAR. CCEAR Nº... / 05 PRODUTO.. (INÍCIO e TÉRMINO DO SUPRIMENTO)

CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO - CCEAR. CCEAR Nº... / 05 PRODUTO.. (INÍCIO e TÉRMINO DO SUPRIMENTO) CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO - CCEAR CCEAR Nº... / 05 PRODUTO.. (INÍCIO e TÉRMINO DO SUPRIMENTO) CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTO(S) COM OPÇÃO DE COMPRA

INSTRUMENTO PARTICULAR DE LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTO(S) COM OPÇÃO DE COMPRA I PARTES: I.1. WI2BE TECNOLOGIA S.A., pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CPNJ/MF sob o nº 11.013.389/0001-26, com sede em Curitiba, Estado do Paraná, na Rua Padre Anchieta, nº 2310, 4º andar,

Leia mais

MUNICÍPIO DE COQUEIRO BAIXO Estado do Rio Grande do Sul Município da Canção Italiana

MUNICÍPIO DE COQUEIRO BAIXO Estado do Rio Grande do Sul Município da Canção Italiana CONTRATO ADMINISTRATIVO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ACESSO A INTERNET Nº 01/2015 Pelo presente instrumento administrativo de contrato, as partes, de um lado, O MUNICÍPIO DE COQUEIRO BAIXO-RS, pessoa jurídica

Leia mais

companhia de saneamento básico do estado de são paulo - sabesp MINUTA

companhia de saneamento básico do estado de são paulo - sabesp MINUTA MINUTA CONTRATO DE DEMANDA FIRME PARA FORNECIMENTO DE ÁGUA E COLETA DE ESGOTOS COM TARIFA DIFERENCIADA Pelo presente instrumento particular, a COMPANHIA DE SANEAMENTO BÁSICO DO ESTADO DE SÃO PAULO SABESP,

Leia mais

CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO

CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO Por este instrumento e na melhor forma de direito, a COOPERATIVA, doravante designada simplesmente COOPERATIVA, neste ato devidamente representada na forma de seu Estatuto

Leia mais

COMPRADORA e VENDEDORA denominadas, também, individualmente Parte e coletivamente Partes ; e

COMPRADORA e VENDEDORA denominadas, também, individualmente Parte e coletivamente Partes ; e CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA QUE ENTRE SI CELEBRAM [.] e [.]. Pelo presente instrumento que entre si celebram, de um lado, [.], com sede na [endereço completo], cidade de [.], Estado

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA INCENTIVADA CP

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA INCENTIVADA CP CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM Nome do Comprador E Nome do Vendedor. Pelo presente Instrumento: De um lado, Nome do Comprador, empresa com sede na Nome da rua, número

Leia mais

ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2011

ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2011 CONTROLE DE VERSÃO EILD PADRÃO BRASIL TELECOM S.A. ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2011 1. Alterações realizadas no corpo do contrato: Alteradas as qualificações da CONTRATADA e CONTRATANTE O Anexo

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº. XXXXX

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº. XXXXX CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Nº. XXXXX Pelo presente instrumento particular, de um lado INSIGHT COMÉRCIO E SERVIÇOS DE SEGURANÇA ELETRÔNICA LTDA - ME, com sede na Av. Governador Ademar Pereira de

Leia mais

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS DA CEG 1.º PARTES a) CEG: COMPANHIA DISTRIBUIDORA DE

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Conexão Internet com ponto de acesso. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Pelo presente instrumento particular, de um lado a Ultranet Telecomunicações LTDA., operadora SCM e STFC devidamente licenciada pela

Leia mais

CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NOS MERCADOS ADMINISTRADOS POR BOLSA DE VALORES E/OU POR ENTIDADE DO MERCADO DE BALCÃO ORGANIZADO

CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NOS MERCADOS ADMINISTRADOS POR BOLSA DE VALORES E/OU POR ENTIDADE DO MERCADO DE BALCÃO ORGANIZADO CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NOS MERCADOS ADMINISTRADOS POR BOLSA DE VALORES E/OU POR ENTIDADE DO MERCADO DE BALCÃO ORGANIZADO NOVA FUTURA DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONECTIVIDADE COM VPN

CONDIÇÕES GERAIS DO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONECTIVIDADE COM VPN CONDIÇÕES GERAIS DO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONECTIVIDADE COM VPN Pelo presente instrumento particular de CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONECTIVIDADE COM VPN (CONTRATO), a ISEC SOLUÇÕES

Leia mais

CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO ÍNDICE. Das Definições e Premissas Aplicáveis ao Presente CONTRATO

CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO ÍNDICE. Das Definições e Premissas Aplicáveis ao Presente CONTRATO CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO ÍNDICE I Das Definições e Premissas Aplicáveis ao Presente CONTRATO II Do Objeto e Do Prazo de Vigência II.I Do Objeto II.II Do Prazo III Submissão às Normas

Leia mais

CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NO MERCADO A TERMO

CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NO MERCADO A TERMO São partes neste instrumento: I CORRETORA: CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NO MERCADO A TERMO ALFA CORRETORA DE CÂMBIO E VALORES MOBILIÁRIOS S.A., com sede no Município de São Paulo, Estado de São

Leia mais

MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO ANCILAR - GERAÇÃO. Arquivo: Cpsa padrão- Consórcios - jul13.docx

MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO ANCILAR - GERAÇÃO. Arquivo: Cpsa padrão- Consórcios - jul13.docx MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO ANCILAR - GERAÇÃO Arquivo: Cpsa padrão- Consórcios - jul13.docx Motivo: Ajuste de texto da cláusula 16ª Nos casos destacados em azul utilizar a redação conforme

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFRA-ESTRUTURA E DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA SCM

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFRA-ESTRUTURA E DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA SCM CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFRA-ESTRUTURA E DE SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA SCM Pelo presente instrumento particular, de um lado a TRANSIT DO BRASIL LTDA., com sede na Avenida Bernardino

Leia mais

Objetivo da Audiência

Objetivo da Audiência Audiência Pública n o. 033/2005 Contribuição da CPFL Energia Objetivo da Audiência Obter subsídios e informações adicionais para o aprimoramento de ato regulamentar a ser expedido pela ANEEL, que estabelece

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE TELEFONIA VOIP

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE TELEFONIA VOIP CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE TELEFONIA VOIP TRANSVOIP TELECOMUNICAÇÕES LTDA, com sede na Avenida Protásio Alves n.º 2.657, Porto Alegre, RS, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 09.571.024/0001-75, doravante

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE LICENÇA DE USO DE SOFTWARE

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE LICENÇA DE USO DE SOFTWARE INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE LICENÇA DE USO DE SOFTWARE Pelo presente Instrumento Particular de Contrato de Licença de Uso de Software ( Contrato ), de um lado, a VIRTUAL WORKS TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

ANEXO II CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO SERVIÇO EMBRATEL PME Tráfego Local

ANEXO II CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DO SERVIÇO EMBRATEL PME Tráfego Local 1 DEFINIÇÕES Para fins deste CONTRATO, aplicam-se as seguintes definições: 1.1 SERVIÇO - Serviço, que consiste no fornecimento de Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC), na modalidade local, através de

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 531, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2012.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 531, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2012. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 531, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2012. Altera a metodologia de cálculo das garantias financeiras associadas ao mercado de curto prazo, estabelece

Leia mais

EDITAL PÚBLICO DE AQUISIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE ACL - 1-0-2014. ANEXO IV EVENTO DE xx/xx/xxxx

EDITAL PÚBLICO DE AQUISIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE ACL - 1-0-2014. ANEXO IV EVENTO DE xx/xx/xxxx EDITAL PÚBLICO DE AQUISIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE ACL - 1-0-2014 ANEXO IV EVENTO DE xx/xx/xxxx MINUTA DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA CONTRATO DE COMPRA

Leia mais

Leilão de Venda de Energia Elétrica ANEXO III DAS DEFINIÇÕES

Leilão de Venda de Energia Elétrica ANEXO III DAS DEFINIÇÕES EDITAL Nº: 25/2015_lp AGENTES Leilão de Venda de Energia Elétrica ANEXO III DAS DEFINIÇÕES Objetivando o perfeito entendimento e a precisão da terminologia técnica empregada no EDITAL 25/2015_LPe n o CONTRATO,

Leia mais

CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO. Arquivo: Modelo CCT - U CCT Modelo 16 Abr03

CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO. Arquivo: Modelo CCT - U CCT Modelo 16 Abr03 CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO Arquivo: Modelo CCT - U CCT Modelo 16 Abr03 Modelo pós Contratos Iniciais aplicado a Distribuidoras, Geradoras e Consumidores Livres conectados à Rede Básica,

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DE VEICULAÇÃO DE ANUNCIOS PUBLICITÁRIOS

TERMOS E CONDIÇÕES DE VEICULAÇÃO DE ANUNCIOS PUBLICITÁRIOS TERMOS E CONDIÇÕES DE VEICULAÇÃO DE ANUNCIOS PUBLICITÁRIOS 1. CONDIÇÕES 1.1. A APEJESP é proprietária de uma estrutura de serviços relacionados à Internet, os quais envolvem o fornecimento, aos seus assinantes

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO MEUS MINUTOS BRASIL TODO DIA

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO MEUS MINUTOS BRASIL TODO DIA CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO MEUS MINUTOS BRASIL TODO DIA Por este instrumento, em que fazem parte de um lado, TELEFÔNICA BRASIL S.A., devidamente inscrita no CNPJ/MF sob o nº. 02.558.157/0001-62,

Leia mais

CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTO PARA MONITORAMENTO/RASTREAMENTO/ BLOQUEIO Nº. XXXX

CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTO PARA MONITORAMENTO/RASTREAMENTO/ BLOQUEIO Nº. XXXX CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTO PARA MONITORAMENTO/RASTREAMENTO/ BLOQUEIO Nº. XXXX Pelo presente instrumento particular, de um lado INSIGHT COMÉRCIO E SERVIÇOS DE SEGURANÇA ELETRÔNICA LTDA - ME, com

Leia mais

Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A ISO 9001:2000

Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A ISO 9001:2000 CONTRATO ESPECIAL DE FIDELIDADE PARA FORNECIMENTO DE ÁGUA POTÁVEL, COLETA/ AFASTAMENTO E TRATAMENTO DE ESGOTO, QUE ENTRE SI CELEBRAM A SOCIEDADE DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E SANEAMENTO - SANASA CAMPINAS

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL. RESOLUÇÃO No 281, DE 01 DE OUTUBRO DE 1999. (*)

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL. RESOLUÇÃO No 281, DE 01 DE OUTUBRO DE 1999. (*) AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO No 281, DE 01 DE OUTUBRO DE 1999. (*) (*) Vide alterações e inclusões no final do texto Estabelece as condições gerais de contratação do acesso, compreendendo

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LETHALLHOST TEAMSPEAK

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LETHALLHOST TEAMSPEAK CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LETHALLHOST TEAMSPEAK CONTRATO: CN-613XXXXXXXXXXXX A LETHALLHOST NETWORKING, Provê serviços de aluguel de servidor de TeamSpeak. Tem a responsabilidade de proteger cada

Leia mais

CONTRATO PARA UTILIZAÇÃO DE CARTÃO CLUBE DEMAIS ALIMENTAÇÃO, QUE ENTRE SI CELEBRAM: SUPERMERCADOS DB LTDA E,

CONTRATO PARA UTILIZAÇÃO DE CARTÃO CLUBE DEMAIS ALIMENTAÇÃO, QUE ENTRE SI CELEBRAM: SUPERMERCADOS DB LTDA E, CONTRATO PARA UTILIZAÇÃO DE CARTÃO CLUBE DEMAIS ALIMENTAÇÃO, QUE ENTRE SI CELEBRAM: SUPERMERCADOS DB LTDA E, NAS MODALIDAES PAT- PROGRAMA DE ALIMENTAÇÃO DOS TRABALHADORES E/OU PRÊMIO - PREMIAÇÃO E INCENTIVO

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA - CP Produto 1

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA - CP Produto 1 CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM BTG PACTUAL COMERCIALIZADORA DE ENERGIA LTDA. E PROPONENTEVENDEDOR. Pelo presente Instrumento: De um lado, o BTG PACTUAL COMERCIALIZADORA

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO Nº 0001/2014

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO Nº 0001/2014 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO Nº 0001/2014 Pelo presente instrumento particular, de um lado a G30 TELECOM SERVIÇOS EM TELECOMUNICAÇÕES LTDA., com sede na Estrada da Boiada,

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO DA LINHA LAZER

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO DA LINHA LAZER CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO DA LINHA LAZER Pelo presente instrumento particular, a TELEFÔNICA BRASIL S.A., com sede na Rua Martiniano de Carvalho, nº 851,

Leia mais

Serviço Social do Comércio DEPARTAMENTO NACIONAL Estância Ecológica SESC-Pantanal

Serviço Social do Comércio DEPARTAMENTO NACIONAL Estância Ecológica SESC-Pantanal PREGÃO SESC Nº 15/0018 PG ANEXO IV MINUTA DE CONTRATO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, QUE ENTRE SI FAZEM, DE UM LADO, O SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO/SESC ESTÂNCIA ECOLÓGICA SESC PANTANAL, NA QUALIDADE

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LINK DEDICADO

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LINK DEDICADO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LINK DEDICADO Conexão Internet Link Dedicado Pelo presente instrumento particular, de um lado a Ultranet Telecomunicações LTDA., operadora SCM e STFC devidamente licenciada

Leia mais

CONTRATO DE TEF, COMODATO E/OU COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DE RECARGA

CONTRATO DE TEF, COMODATO E/OU COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DE RECARGA TENDENCIA COD CONTRATO DE TEF, COMODATO E/OU COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DE RECARGA Pelo presente instrumento particular, de um lado TENDÊNCIA INFORMAÇÕES E SISTEMAS LTDA., com sede na Rua São Jorge, 103,

Leia mais

Contrato de Prestação de Serviços

Contrato de Prestação de Serviços Contrato de Prestação de Serviços Das Partes I. A sociedade por quotas de responsabilidade limitada INTELIG TELECOMUNICAÇÕES LTDA., com sede na Praia de Botafogo nº 370, na Cidade do Rio de Janeiro, Estado

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS CONTRATUAIS PARA LICENÇA DE USO DE SOFTWARE, PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E OUTRAS AVENÇAS

CONDIÇÕES GERAIS CONTRATUAIS PARA LICENÇA DE USO DE SOFTWARE, PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E OUTRAS AVENÇAS CONDIÇÕES GERAIS CONTRATUAIS PARA LICENÇA DE USO DE SOFTWARE, PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E OUTRAS AVENÇAS As presentes Condições Gerais contratuais para a licença de uso do Software IOB AUDITOR ELETRÔNICO SPED,

Leia mais

CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE LIVRE

CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE LIVRE CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE LIVRE Contrato de Comercialização de Energia Elétrica no Ambiente Livre, que entre si celebram Santo Antônia Energia S.A.. e xxxxxx Pelo presente

Leia mais

as PARTES têm entre si justo e contratado regular o fornecimento de energia elétrica em conformidade com as cláusulas e condições seguintes:

as PARTES têm entre si justo e contratado regular o fornecimento de energia elétrica em conformidade com as cláusulas e condições seguintes: CONTRATO DE FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA QUE ENTRE SI CELEBRAM A LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S.A. E NOME DO CLIENTE, OPTANTE PELO FATURAMENTO DO GRUPO B. Nº. Contrato:XXXX Pelo contrato de fornecimento

Leia mais

CONTRATO DE ASSINATURA E UTILIZAÇÃO DE PLATAFORMA PARA SITE

CONTRATO DE ASSINATURA E UTILIZAÇÃO DE PLATAFORMA PARA SITE CONTRATO DE ASSINATURA E UTILIZAÇÃO DE PLATAFORMA PARA SITE Partes Contratantes: De um lado a AML MARKETING DIGITAL doravante denominada como CONTRATADA e do outro lado, como CONTRATANTE, aquele que preencheu

Leia mais

MINUTA DO CONTRATO DE COMPRA DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA QUE ENTRE SI CELEBRAM QUANTA GERAÇÃO E [.]

MINUTA DO CONTRATO DE COMPRA DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA QUE ENTRE SI CELEBRAM QUANTA GERAÇÃO E [.] MINUTA DO CONTRATO DE COMPRA DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA QUE ENTRE SI CELEBRAM QUANTA GERAÇÃO E [.] São partes neste instrumento, de um lado: QUANTA GERAÇÃO S.A., inscrita no CNPJ/MF sob no 07.642.982/0001-64,

Leia mais

Considerando que: a) A UNAFISCO NACIONAL firmou com a TIM Celular contrato de Prestação do Serviço Móvel Pessoal (SMP);

Considerando que: a) A UNAFISCO NACIONAL firmou com a TIM Celular contrato de Prestação do Serviço Móvel Pessoal (SMP); Nº Do contrato: Fone: ( ) IMEI: * *A ser preenchido pela associação. INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE COMODATO DE APARELHO CELULAR E DE CONCESSÃO DE USO DE LINHA DE TELEFONIA MÓVEL E CONTRATAÇÃO DE

Leia mais

CONTRATO DE FRANQUIA

CONTRATO DE FRANQUIA CONTRATO DE FRANQUIA FRANQUEADORA: FREE CLUB DE FÉRIAS CONSULTORIA E ADMINISTRAÇÃO DE NEGOCIOS LTDA, com sede à Rua xxxxxx, xxx xxxx CEP xxxxxxxx São Paulo / SP, inscrita no CNPJ/MF 05.273.702/0001-62,

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES

IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES CONTRATANTE: PORTADOR DO CPF: RESIDENTE E DOMICILIADO NA RUA: N : BAIRRO: CEP: CIDADE: TELEFONE(s): CONTRATADA: NAGELNET PROVEDOR DE INTERNET, com sede em ESTRELA,

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DE FIAÇÃO INTERNA

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DE FIAÇÃO INTERNA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DE FIAÇÃO INTERNA Pelo presente instrumento particular, a A.TELECOM S.A. inscrita no CNPJ/MF sob o nº 03.498.897/0001-13, com sede na Alameda Campinas, 1070

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO MÓVEL PESSOAL SMP (PÓS-PAGO) QUALIFICAÇÃO DO CLIENTE DADOS DO SERVIÇO

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO MÓVEL PESSOAL SMP (PÓS-PAGO) QUALIFICAÇÃO DO CLIENTE DADOS DO SERVIÇO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO MÓVEL PESSOAL SMP (PÓS-PAGO) Nome do cliente: QUALIFICAÇÃO DO CLIENTE CPF/CNPJ n.º RG n.º Endereço: DADOS DO SERVIÇO Plano

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS)

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS) CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS) I CONTRATANTE : Nome Operadora de Saúde Endereço: R...., nº... Bairro... - Cidade/ Capital

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO PARA A PRESTAÇÃO DO SERVIÇO DE TELEFONIA FIXA COMUTADA, MODALIDADE LONGA DISTÂNCIA NACIONAL

CONTRATO DE ADESÃO PARA A PRESTAÇÃO DO SERVIÇO DE TELEFONIA FIXA COMUTADA, MODALIDADE LONGA DISTÂNCIA NACIONAL CONTRATO DE ADESÃO PARA A PRESTAÇÃO DO SERVIÇO DE TELEFONIA FIXA COMUTADA, MODALIDADE LONGA DISTÂNCIA NACIONAL A INTELIG TELECOMUNICAÇÕES LTDA., com sede na Cidade do Rio de Janeiro - RJ, à Praia de Botafogo,

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFRA ESTRUTRA E DE TELEFONIA.

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFRA ESTRUTRA E DE TELEFONIA. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFRA ESTRUTRA E DE TELEFONIA. Pelo presente instrumento particular de Contrato de Prestação de Serviços de Telefonia (doravante designado simplesmente Contrato ) o

Leia mais