Oficina sobre Capacitação em Gestão da Inovação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Oficina sobre Capacitação em Gestão da Inovação"

Transcrição

1 Oficina sobre Capacitação em Gestão da Inovação C2i Centro Internacional de Inovação e a Capacitação para a Gestão da Inovação BNDES / 6 de outubro de 2010 Ronald M. Dauscha, Sistema FIEP Federação das Indústrias do Estado do Paraná C2I Centro Internacional de Inovação

2 Rede de Núcleos de Inovação MEI - Eixos de atuação Coordenação Articulação Mobilização Capacitação Comunicação RNI Esquema de Governança Níveis de Governança Núcleo Central Conselho Empresarial Nacional (Rede) Núcleos Estaduais FEDERAÇÕES EMPRESAS Núcleos Setoriais ASSOCIAÇÕES EMPRESAS Núcleos Temático INSTITUIÇÕES EMPRESAS FNI CNI IEL SENAI SEBRAE Comitê MEI Gestão Regional (Núcleos)

3 C2i: Centro Internacional de Inovação Missão do Centro Internacional de Inovação (C2I): Criar valor Econômico, Social e Ambiental para o Estado do Paraná e para o Brasil, alavancando os empreendimentos inovativos das empresas, criando e transferindo competências de gestão da inovação, e facilitando relacionamentos entre os diversos atores envolvidos no tema. Objetivos do Centro Internacional de Inovação (C2I): Disseminar e desmistificar (ou demitificar) a inovação nas empresas Criar uma cultura empreendedora e inovadora Desenvolver processos e estratégias nas empresas para o tema Inovação; Facilitar a transformação do conhecimento em inovações (relacionamento Universidade-Empresa) Fortalecer a utilização dos fomentos públicos para inovação e do capital empreendedor Fomentar a inovação sustentável Ações dentro da Empresa e Resultados em Curto Prazo

4 C2i: Centro Internacional de Inovação Consultorias SEBRAE ANPEI JCI Forma de Atuação BMF&Bovespa ENDEAVOR Outros Parceiros Sistema FIEP SENAI SESI IEL FIEP C2i UNINDUS EMPRESAS Resultado em INOVAÇÃO Universidades (UFPR, UTFPR, PUCPR, outros) FRAUNHOFER, UCLA, UTC

5 As 3 iniciativas do C2i Um Centro de Referência (Localidade Física), ele mesmo composto de diversas plataformas (Eficiência Energética, Bioprocessos, etc.) e parceiros locais (ANPEI, ENDEAVOR, Centro de Design, etc) Uma Rede Aberta de Inovação (incluindo o Portal Rede de Inovação) e um conjunto de parcerias estratégicas (SEBRAE, Universidades, Agência Curitiba de Desenvolvimento,, UCLA, etc.) Um Programa adaptado as indústrias de todo tipo e todo porte, que responde a 4 níveis de maturidade, e que é ele mesmo composto de 4 tipos de serviços: - Conhecimento em Inovação - Sensibilização e Mobilização - Educação e Formação - Inteligência em Inovação (Serviços Consultivos)

6 C2i: Centro Internacional de Inovação A importância de um ecossistema integrado para criação de Políticas e Produtos, bem como de atendimento de empresas

7 Centro Internacional de Inovação Brasil: MEI ABDI FINEP Tecnoparque Internacional: Fraunh. Inst. /Alem. UTC / França UCLA / EUA IC2 Austin Observatórios da Indústria Fundação Araucária Núcleo do Capital Inovador Centro de Design do Paraná Instituto de Matemática Industrial Laboratório de Ambientes Criativos Plataforma BioInova Plataforma Plenus (Efic. Energ./ En. Sust.) Junior Chamber International (JCI) Paraná Metereologia Capítulo ANPEI Paraná Capítulo Endeavor Paraná Instituto Educacional BMF&Bovespa C2Tech (incubadora de Tecnol. Avançadas) Núcleo IPRI (Indicadores de Inovação PR) Top Innovation (nov 09) (nov 10) Mostra de Pesq. e Tecnologia (nov 09 e mar 11) KM Sul (nov 10) Conf. Int. de Cidades Inov. (mar 10 e mai 11) X Conferência ANPEI (abril 10) Seed Forum (junho 10) Venture Forum (dez 10) Innovation Day (agosto 10) Bienal de Design Industrial (set/out 10) Entrega Prêmio FINEP Sul (nov 10)

8 As 3 iniciativas do C2i Um Centro de Referência (Localidade Física), ele mesmo composto de diversas plataformas (Eficiência Energética, Bioprocessos, etc.) e parceiros locais (ANPEI, ENDEAVOR, Centro de Design, etc) Uma Rede Aberta de Inovação (incluindo o Portal Rede de Inovação) e um conjunto de parcerias estratégicas (SEBRAE, Universidades, Agência Curitiba de Desenvolvimento, UCLA, etc.) Um Programa adaptado as indústrias de todo tipo e todo porte, que responde a 4 níveis de maturidade, e que é ele mesmo composto de 4 tipos de serviços: - Conhecimento em Inovação - Sensibilização e Mobilização - Educação e Formação - Inteligência em Inovação (Serviços Consultivos)

9 A REDE DE INOVAÇÃO (www.redeinovacao.org.br)

10 As 3 iniciativas do C2i Um Centro de Referência (Localidade Física), ele mesmo composto de diversas plataformas (Eficiência Energética, Bioprocessos, etc.) e parceiros locais (ANPEI, ENDEAVOR, Centro de Design, etc) Uma Rede Aberta de Inovação (incluindo o Portal Rede de Inovação) e um conjunto de parcerias estratégicas (SEBRAE, Universidades, Agência Curitiba de Desenvolvimento, UCLA, etc.) Um Programa adaptado as indústrias de todo tipo e todo porte, que responde a 4 níveis de maturidade, e que é ele mesmo composto de 4 tipos de serviços: - Conhecimento em Inovação - Sensibilização e Mobilização - Educação e Formação - Inteligência em Inovação (Serviços Consultivos)

11 Uma visão 360 da inovação de negócios P&D Produtos (O QUÊ) Plataformas Networking Soluções Canais (ONDE) Clientes (QUEM) Logística / Cadeia de suprimentos Cadeia de valor Processos (COMO) Experiência do cliente Captura de valor [Fonte: Mohan Sawhney 2002]

12 Inovação: maturidade inovativa Conscientização Condução Orientação Consultoria FASE STATUS DA INDÚSTRIA I II III IV Desconhecimento da importância Ausência de experiência Inexistência de responsável AÇÕES C2i Necessidade reconhecida Disposição para experimentar Definição de responsável Tecnologia no Estratégico Projetos em andamento Existência de Gerente de Tecnologia e times Tecnologia no Estratégico Projetos Independentes Existência de Departamentos ou Centros de P&D Palestras de Conscientização Casos de Sucessos Capacitação Apresentação de oportunidades Projetos Piloto Divulgação Acompanhamento Prospecção Fomentos Best Practices Consultorias Consultoria Disponibilização de infos e tools Apoio a processos Otimização

13 Os 8 domínios de atuação

14 Produtos e Serviços Eixo Produtos Status OBS Criatividade Programa de Criatividade: Disponível Disponível Criatividade Laboratório de criatividade Em 08/2010 Gestão da Tecnologia InoMat (Matemática Industrial) Disponível Disponível Gestão da Tecnologia STTs (SENAI Empresa) Disponível Disponível Gestão da Tecnologia Patentes e Pesquisas de Anterioridades (NOPI) Disponível Disponível Gestão da Tecnologia Plataforma de Inovação e Biotecnologia - Bioinova Disponível Disponível Empreendedorismo Consultoria em Elaboração de Business Plans (JCI) Disponível Disponível Empreendedorismo UCLA GAP Program Disponível Finalizado para 2010 Empreendedorismo Consultoria para Internacionalização (CIN - Centro Internacional de Negócios) Disponível Disponível Empreendedorismo Inteligência Comercial Internacional (CIN - Centro Internacional de Negócios) Disponível Disponível Empreendedorismo Escritório ENDEAVOR PR Em 08/2010 Empreendedorismo Programa de empreendedorismo (ENDEAVOR-PR) Em 08/2010 Empreendedorismo Programa de Intra-empreendedorismo nas empresas Em 08/2010 Empreendedorismo Concurso de Business Plan para Inovação (JCI) Em 08/2010 Fomentos Atendimento a Fomentos Públicos (FINEP, BNDES, PAPPE,Lei do Bem) Disponível Disponível Fomentos Edital SENAI-SESI de Inovação Disponível Finalizado para 2010 Fomentos Seed fórum / Venture Fórum (FINEP) Disponível Disponível Fomentos SIBRATEC Disponível Disponível Fomentos Investment Days Disponível Disponível Fomentos Núcleo de Capital Empreendedor Disponível Disponível Design SENAI+DESIGN Disponível Disponível Design Programa Centro Design PR Disponível Disponível Business Innovation Inova-X-Press Disponível Disponível Business Innovation Programa de Gestão Avançada - PGA Disponível Disponível Business Innovation Programa de Educação e Sensibilização para a Inovação Disponível Disponível Business Innovation InoValor Em 08/2010 Business Innovation Laboratório de Thermoprocessamento Final 2010 Business Innovation Plataforma de Nanotecnologia Industrial Final 2010 Business Innovation Strategic Technology Management: Scenarios (Fraunhofer) 2o Semestre Business Innovation Strategic Technology Intelligence: Technology Radars (Fraunhofer) 2o Semestre Business Innovation Low-cost Innovation Workshop (Fraunhofer) 2o Semestre Business Innovation Service Innovation Lab (Fraunhofer) 2o Semestre Sustentabilidade Plataforma Eficiência Energética e Energias Sustentáveis Disponível Disponível Sustentabilidade Avaliação de Impacto Socio-Ambiental de Produtos e Serviços Disponível Disponível

15 C2i: Programa de Inovação Processos (Eixos) da Cadeia de Inovação Tipos de Empresa / Maturidade Inovativa Rotas CPs APLS IV EBT III II Criatividade Tecnologia Empreend. Fomento Design Inovação Sustent. GC E/C E/C E/C E/C E/C E/M S/C E/C S/C C C P C C C P C C E/M P C S/C E/C P S/C S/C S/C E S S/M S/C S P C E/C E E C S/C M/P M/P M/P P P S I M/E P S Sensibilização, Educação, Mobilização, Escr. Projetos, Consultoria/Serviços, Portal Rede de Inov.

16 O Laboratório de Criatividade

17 Programa de Criatividade Programa de Criatividade Palestras de Sensibilização Seminário de Criatividade Workshops Ferramentas Consultoria em Ambientes Criativos - Importância da Criatividade - Ferramentas e Metodologias Paulo Benetti Giesela Kassai (Buffalo State, NY) pessoas Criatividade e ferramentas ANPEI -TRIZ - Mind Mapping - Seis Chapéus - MITOdoLOGIA -CPS - Teatro de Sombras - Oficinas de Idéias Prontidão Individual - Polaróides Invisíveis e Descondicionamento dos olhares - Oficinas do Tempo Livre - Jazz e Criatividade - Criatividade e História da Arte

18 Gestão da Tecnologia Serviços Técnico-Tecnológicos Escritório de PI Universidades, Centros de Pesquisa e Outros Laboratórios ( fechar as conexões )

19 O Instituto de Matemática Industrial ( ) + + ( ) u a c y L u a c y i ik k k i ik k k k V 1 i N1 k V q i Nq Domínios de Atuação: Energia, Indústria Madeireira, Programação e Controle da Produção, Biotecnologia, Meio-Ambiente, Economia, AgroMatemática, Informática na Saúde e Telecomunicações

20 FRAUNHOFER INSTITUT - IAO Fraunhofer IAO focuses on investigation of current topics in the field of technology management. The Institute helps companies to identify the technologies of relevance to them, and draws up a technology strategy aligned to the competitive environment and the market. Iniciativas Planejadas com o IAO: 1. Strategic Technology Management: Scenarios 2. Strategic Technology Intelligence: Technology Radars 3. Low-cost Innovation: Training and Application Workshop 4. Service Innovation Lab: Implementation at the C2i 5. Renewable Energies: Competences Match-Making 6. Biotechnologies: Competences Match-Making 7. Enterprise networking and laboratory mapping

21 Capacitações em Inovação (ANPEI) Organização e Planejamento para Inovação Gestão de Conhecimento e Inteligência Competitiva Gestão da Inovação Tecnológica: Modelo e Ferramentas Como Estruturar Projetos de P&D&I na sua Empresa Workshop de Empreendedorismo Corporativo Laboratório de Criatividade Gestão de Projetos Tecnológicos e Inovação Foco em Resultados Workhop Incentivos Fiscais à Inovação Tecnológica Lei do Bem Elaboração de Relatórios Técnicos Curso de Formação de Jornalistas em Inovação Básico, Intermediário e Avançado em Patentes

22 OPEN INNOVATION CENTER Centro de Open Innovation - Brasil Comunidade de prática que reúne profissionais e estudiosos da inovação aberta no Brasil. Trabalhos em Parceria: - O C2i será apoiador institucional do Open Innovation Seminar Brazil Reunião Temática da Comunidade Open Innovation, no CIETEP, no dia 18 de Outubro sobre o tema Habitats para Inovação Aberta: Benefícios e Desafios - Curso do Open Innovation Center no Paraná, em parceria com a UNINDUS, no dia 19 de Outubro, sobre o tema Open Innovation e Gestão de Inovação

23 Projeto EU POSSO (Intra-Empreendedorismo) Conceito e Objetivos O Intra-empreendedorismo consiste em criar condições favoráveis, dentro de uma organização, para o desenvolvimento de um comportamento empreendedor interno dos funcionários, ou seja, permitindo que os mesmos possam constantemente criar algo diferente e com valor, dedicando o tempo e o esforço necessários, gerenciando os riscos correspondentes e recebendo as conseqüentes recompensas. Objetivos do Intra-empreendedorismo nas organizações: Melhorar e inovar em produtos e processos (pelo foco do cliente); Aumentar a produtividade; Otimizar custos e despesas; Desenvolver competências; Melhorar o clima organizacional.

24 Intra-Empreendedorismo Programa EU POSSO O Intra-empreendedorismo consiste em criar condições favoráveis, dentro de uma organização, para o desenvolvimento de um comportamento empreendedor interno dos funcionários, ou seja, permitindo que os mesmos possam constantemente criar algo diferente e com valor.

25 ENDEAVOR - MODELO DE OPERAÇÃO BRASIL: A MAIOR REFERENCIA EM EMPREENDEDORISMO NO MUNDO ambiente regulat condições mercado Inovação P&D acesso capital capacita ção cultura E I P PESQUISA MULTIPLICAMOS Potencializamos e multiplicamos EXEMPLOS de empreendedores que transformam o Brasil REDE

26 NOSSO PROCESSO Selecionamos e capacitamos empreendedores para que eles se tornem exemplos de empreendedores para o país Disseminamos a cultura empreendedora de alto impacto na sociedade através de diversas iniciativas e programas educacionais

27 RESULTADOS EMPREENDEDORES ENDEAVOR Os empreendedores Endeavor geraram mais de postos de trabalho e R$2 bilhões em receita em 2009 Portfólio de Empreendedores R$ 1,8 BI R$ 2,0 BI R$ 1,0 BI R$ 1,3 BI R$ 560 MM R$ 30 MM R$ 114 MM R$ 270 MM R$ 300 MM Note: *) This growth rate is from the portfolio of Endevour Entrepreneus 95 Empreendedores Endeavor 51 Empresas Mais de empregos

28 EMBATE + BATTLE OF CONCEPTS É uma metodologia que permite a todos os atores de uma organização vivenciarem o processo de inovação alicerçado pelos conceitos fundamentais de empreendedorismo Embate EMBATE Workshop de 20 horas 5 encontros de 4 horas Piloto Data: novembro 2010 Horário: 18h as 22h Local:CIETEP Parceiro Instituto de Inovação Batttle of Concepts Parceiro TerraForum

29 JOGO DE EMPRESAS Projeto Desenvolvimento de um Game (online) que simula um ambiente empresarial inovador, onde o jogador conhece e pratica suas habilidades em gestão da inovação empresarial. Premissas Abordar e avaliar as 8 dimensões estratégicas da inovação: Gestão da sustentabilidade Gestão do empreendedorismo Gestão da Inovação em Negócios Gestão de Fomentos Gestão de ambientes criativos Gestão da tecnologia Gestão de Design Gestão de Propriedade Intelectual Parceiro Agência de Inovação UFPR Previsão de lançamento março 2011

30 Organização do Núcleo de Capital Inovador Origem dos Recursos (FINEP, BNDES, BID, CNPQ, etc.) Fomentos Públicos Micro / Pequena Perfil das empresas Média Média Grande / Grande Leis Seed Money Venture Capital 1) 2) Private até R$ Equity 3) FONTE: Faturamento BNDES entre acima / 2010 $ de 1690 Milhões e R$ Milhões 90 Milhões IPO Vigilância de fomentos Sensibilização Indicação da linha de fomento adequada para cada empresa/situação Capacitação (Plano de Negócio, Elaboração de Projetos, Linhas de Fomento) Elaboração de projetos de captação de recursos Intermediação com investidores e instituições de fomento

31 Produtos Capacitações Consultoria Eventos de Apresentação Informações Palestra sobre Fomentos (2 hs) Curso sobre Captação de Recursos (8 hs) Curso de Plano de Negócio (16 hs) Sala de Consulta (Presencial e Virtual) Brokerage Elaboração de Projetos de Solicitação de Recursos Investment Day: Seed Early Stage Later Stage IPO Info Day Concurso de Plano de Negócio Banco de Empresas Banco de Planos de Negócio Banco de Investidores Ferramentas de Busca de Fomentos

32 Capacitação Sensibilização (Quais os caminhos para capitalizar negócios inovadores?) Instrução (Como capitalizar negócios inovadores?) Apoio (Peça ajuda!) Estimulo (Aplique o conhecimento!) Capitalização de Negócios Inovadores

33 Linhas de Atuação Sensibilização Poucas são as empresas inovadoras que de fato conhecem as diferentes linhas de fomento a inovação e os caminhos para captação de recursos. Para tal, o C2i realiza de gratuitamente e de forma rotineira, algumas atividades de sensibilização, entre elas: Palestra de sensibilização: Fomentos públicos e privados à inovação (2 hs) IPO Info-Day (4 hs). Em parceria com BOVESPA e IBGC Capitalizando negócios inovadores (4 hs) Rodadas de divulgação de editais (2hs) Leis de incentivo a inovação e tecnologia (2hs)

34 Linhas de Atuação Instrução Após sensibilizadas sobre a existe de fomentos para inovação, é oferecido às empresas um programa denominado capitalização de negócios inovadores, que incluem os seguintes cursos: Plano de Negócio: Conceito e Prática (16 hs): Curso ajuda empreendedores a estruturarem seus negócios, definirem os reais valores de seus negócios e facilitar a apresentação a investidores. Em parceria com JCI. Elaboração de projeto de financiamento à inovação (12 hs): Com foco em fomentos públicos, ajuda empresas a estruturarem seus projetos de captação de recursos para inovação. Projeções financeira para captação de recursos privados(8 hs): Este curso visa cobrir uma das grandes dificuldades das empresas no momento de buscar investidores privados: apresentar suas projeções financeiras e avaliar seus negócios. Global Access Program (6 meses): Organizado pela Universidade da Califórnia Los Angeles, estudantes de MBA, com experiência profissional de no mínimo 8 anos, adotam empresas e desenvolvem sobre elas estudos e estratégias visando a sua internacionalização. 3 empresas paranaenses participam do programa no momento. Em parceria com UCLA.

35 Linhas de Atuação Estimulo Concursos de Plano de Negócio, onde empresas dos mais variados porte submetem suas planos de negócio. Ao final, melhores planos são premiados e apresentados a investidores Concurso C2i de Plano de Negócio. Em parceria com JCI e Endeavor NoAE Network of Automotive Excellence Business Plan Contest (Alemanha) Cleantech Open (EUA) Eventos de apresentação a investidores, onde empresa são pré selecionadas e capacitadas para se apresentar, em 15 minutos, a investidores. Ocorrem dois eventos ao ano, sendo eles: Investment Day Early Stage (Faturamento até R$ 12 Milhões/Ano) Investment Day Later Stage (Faturamento acima R$ 12 Milhões/Ano) Prêmio FINEP de Inovação

36 Linhas de Atuação Apoio Além da sensibilização e capacitação, caso a empresa opte por não conduzir o processo por si própria, o C2i ainda oferece os seguintes serviços: Elaboração de projetos de captação de recursos Brokerage (intermediação com investidores) Consultas Ad-Hoc

37 Núcleo de Capital Inovador Indicadores de Atendimento (Trimestre) Participantes de palestras de sensibilização Inscritos no Curso de Elaboração de Projetos de Captação Atendimento consultivo Número de palestras de sensibilização realizadas Empresas em processo de captação junto a FINEP Empresas em processo de captação junto a investidor privado Empresas em processo de captação junto ao CNPQ Apoio na elaboração de planos de negócio Empresas participantes do GAP

38 Gestão do Design Centro de Design do Paraná - Consultoria em fases inicias do projeto diminui o custo do retrabalho. - O Design em Processos, depois na Estratégia, potencializa a eficácia e o mercado.

39 Centro de Design do Paraná Linhas de atuação Atendimento às Empresas Educação e Formação Ações em Design Ações previstas para 2010 Diagnóstico de design, Identificação de Oportunidade Consultoria em design Assessoria e consultoria para conselho setorial da madeira Oficina de idéias Curso de design para o colégio SESI Programa de Gestão Avançada (SEBRAE) - Curso de Gestão do Design Formatação de Curso de Gestão de Design e Inovação - UNINDUS Mostras e exposições Bienal Brasileira de Design

40 Bienal de Design mostras 6 espaços Ações de conhecimento Bienal Brasileira de Design Ações educativas 20 Ações paralelas Ações interativas

41 Gestão da Inovação em Negócios Inova-X-Press Gerar uma visão ampliada do portfólio de inovações das empresas clientes, aumentando a assertividade dos investimentos, observando o mercado, tendências, estratégias da concorrência, com a antecipação de oportunidades de novos negócios

42 InoValor Análise de Valor / Funções É um metodologia que a partir de um problema identificado emprega um conjunto de disciplinas na busca de soluções inovadoras à produtos, processos, serviços e negócios já existentes para criar vantagem competitiva para a empresa. Pré-Workshop Mapeamento InoValor Workshop Análise InoValor Workshop Criatividade InoValor Workshop Planejamento InoValor Preparação Análise Proposição Planejamento Mercado Delimitação do Problema Análise Funcional Criação de Alternativas Elaboração do plano de Implementação Coleta de Informações Análise Técnica Análise Econômica Análise das Alternativas Seleção das Alternativas - Otimização Custos / Funções - Estrutura / Materiais - Modelo de Negócio 4 horas 4 horas 4 horas 4 horas 16 horas

43 PROGRAMA DE INTERNACIONALIZAÇÃO EXPORTA CIN EXPORTA CIN O programa consiste na aplicação de metodologia de internacionalização de Empresas pelo Centro Internacional de Negócios, com apoio e supervisão da Unidade de Comércio Exterior da Confederação Nacional da Indústria - CNI. Esta metodologia foi premiada pela FIA/USP como melhor prática de apoio à exportação. Tem como o objetivo de inserir de forma sustentável no mercado internacional as empresas participantes, criar e consolidar sua competência exportadora. INTELIGÊNCIA COMERCIAL (CIN) Consiste em informações estratégicas sobre mercados externos, oportunidades comerciais, pesquisas de importação e exportação, bem como estudos de perfil de mercado, com base na identificação, na coleta, na análise e no tratamento das informações sobre as necessidades e exigências do mercado consumidor, tendo como propósito apoiar decisões de nível estratégico e operacional das empresas paranaenses. Os Estudos são realizados através de dados secundários disponibilizados pelas ferramentas da Rede CIN, que é grande fonte de estudos e pesquisas e podemos disseminar este conhecimento com a publicação dos documentos que possa servir de interesse aos empresários.

44 UCLA Global Access Program A UCLA (University of Califórnia Los Angeles) Anderson School of Management é uma das mais reconhecidas escolas de negócios dos EUA e seu MBA foi eleito como melhor part-time MBA Program dos EUA pela Business Week (Nov 07). O GAP Global Access Program consiste na elaboração de um estudo estratégico de internacionalização de um negócio inovador, em formato de Business Plan, para captação de Venture Capital. Três Empresas Paranaenses participam do GAP 2010 O Company Launch do Programa foi realizado do dia 22/07 ao 24/07

45 Inovação e Sustentabilidade Avaliação de Impacto Socio-Ambiental de Produtos e Serviços Inovadores (UNINDUS / SESI) The Hub Curitiba (empreendedores sociais) Programa Cidadão Inovador (parceria com o SESI) Empresas sunstentavelmente inovadoras (parceria com a FGV) Concurso de Produtos Inovadores e Sustentáveis (em desenho) Projeto 100 Resíduos (em desenho)

46 Gestão de Conhecimento

47 Maturidade 1 Sobre Inovação

48 Maturidade 2 Quero Começar Inovar

49 Maturidade 3 Quero Inovar Mais

50 Maturidade 4 Seus Parceiros na Inovação (26 Parceiros)

51 Diagnóstico de Inovação (83 Diagnósticos Realizados)

52 Comunidades de Conhecimento (31 Comunidades)

53 Rede Social (790 Membros)

54 Youtube da REDE DE INOVAÇÃO

55 Orkut da REDE DE INOVAÇÃO

56 Facebook da REDE DE INOVAÇÃO

57 Twitter da REDE DE INOVAÇÃO Setembro de 2010 Agosto de 2010 Julho de 2010

58 Resultados Nos últimos 12 meses (de Outubro 2009 a Outubro 2010): - Mais de visitas, de 40 paises (principalmente: Brasil, Portugal e Estados Unidos) totalizando mais de hits mais de 900 membros registrados - 31 comunidades virtuais de compartilhamento de conhecimento e experiências abertas - 83 auto-diagnósticos de maturidade inovativa realizados - A Rede de Inovação possui 26 parceiros institucionais, envolvendo ICTs, Centros de Pesquisa, Universidades, Empresas Especialistas, ONGs, etc. Ela conta com bibliotecas de documentos, uma biblioteca de vídeos, um banco de casos de sucesso, e uma rede social. - A Rede de Inovação é também presente em diversas mídias sociais, tais como Twitter, Orkut, Facebook, e Youtube.

59 Newsletter da REDE DE INOVAÇÃO

60 Site do C2i

61 Articulação da Rota Estratégicas

62 Rotas Estratégicas Portadoras de Futuro SETORES PORTADORES DE FUTURO PARA O ESTADO DO PARANÁ ESPANHA PAINÉIS DE ESPECIALISTAS Painel 1 - Região Metropolitana de Curitiba) Painel 2 - Região Norte Central (Londrina / Maringá) Painel 3 - Região Centro Oriental (Ponta Grossa) Painel 4 - Região Centro Ocidental (Campo Mourão) Painel 5 - Região Oeste (Cascavel) Painel 6 - Região Sudoeste (Francisco Beltrão)

63 SETORES PORTADORES DE FUTURO PARA O ESTADO DO PARANÁ Oeste Cascavel Agroalimentar Biotecnologia Turismo Energia Norte Central Londrina/Maringá Biotecnologia Energia Produtos de Consumo Agroalimentar Saúde Metropolitana Curitiba Microtecnologias Biotecnologias Energia Saúde Produtos de Consumo Metal-mecânico e plástico Agroalimentar Sudoeste Fco Beltrão/Pato Branco Biotecnologias Produtos de Consumo Agroalimentar Metal-mecânico e plástico Energia Microtecnologias Centro Oriental Ponta Grossa Papel Agroalimentar Biotecnologia Produtos de Consumo Metal-mecânico e plástico Turismo

64 Estruturação para Mobilização das Rotas Estratégicas => Almoços reuniões, portais, ações

65 Plataformas: Biotecnologia, Energia e Nano Parceiros Nacionais e Internacionais da Plataforma Articulação, Diagnóstico Centro de Pesquisa, Inventores, etc Portais, Base de Dados, Fóruns, Match-Making Soluções Demandas Soluções Recursos Financeiros Indústrias Entidades de Fomentos e Financiamento a Inovação

66 Diálogos sobre Inovação DATA PALESTRANTE TEMA DA PALESTRA 18/6/2009 Juraci Barbosa Apresentação do Projeto "Cidade Tecnoparque" 25/6/2009 Carlos Alberto Jayme Empreendedorismo, Inovação e APL s 9/7/2009 Marc Giget 50 Empresas Mais Inovadoras do Mundo 13/8/2009 Filipe Cassapo Gestão do Conhecimento 24/9/2009 Ana Brum Design, Inovação e Sustentabilidade 22/10/2009 Jorge Antônio Paz da Cruz Metrologia - Uma Estratégia para a Competitividade das Empresas 26/11/2009 Wolney Betiol Inovação 24/3/2010 Kip Garland Inovação como Processo Estratégico Determinante para a Longevidade e Sustentabilidade da Empresa 29/4/2010 André Ribeiro Coutinho Co-criação com Clientes e Partes Interessadas: Em Busca da Inovação e de Novos Modelos de Negócios 30/6/2010 Pierre Fayard Criação do Conhecimento - Aplique o Modelo Japonês na Sua Empresa 28/7/2010 Moysés Simantob Inovação Aberta: A Nova Fronteira da Criação de Valor nas Indústrias 01/09/2010 Marcos Cavalcanti Porque o Brasil ainda não é Inovador

67 INNOVATION DAY Agentes de Inovação das Empresa

68 Outras Capacitações Programa de Gestão Avançada 7 Módulos = 135 horas 108 horas/aula 27 horas/consultoria Gestão da estratégia 20 horas/aula = 5 encontros de 4 horas 3 horas/consultoria Gestão financeira 24 horas/aula = 6 encontros de 4 horas 5 horas/consultoria Gestão de projetos 10 horas/aula = 2 encontros de 5 horas 4 horas/consultoria Gestão de líderes inovadores 12 horas/aula = 3 encontros de 4 horas 4 horas/consultoria Marketing estratégico 12 horas/aula = 3 encontros de 4 horas 3 horas/consultoria Gestão de design 12 horas/aula = 3 encontros de 4 horas 4 horas/consultoria Gestão da inovação 18 horas/aula = 3 encontros de 5 horas + 1 encontro de 3 horas 4 hora/consultoria 3 anos / todas as regiões / via sindicatos 8 semanas

69 MBA Internacional em Gestão Estratégica da Inovação

70 MBA Internacional em Gestão Estratégica da Inovação REALIZAÇÃO Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP) Centro Internacional de Inovação (C2i) e da Universidade da Indústria (Unindus), Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Outras universidades, profissionais e especialistas PÚBLICO-ALVO Profissionais das indústrias envolvidos na implantação de processos e projetos de inovação ou com interesse em desenvolver esta competência estratégica.

71 Metodologia Módulos semipresenciais Ambiente virtual de aprendizagem Orientada para resolução de problemas (Problem Based Learning) Destaque ao desenvolvimento de experiências e projetos reais. Experiência de mais de dez anos da PUCPR. Inspirada por pesquisadores do Science & Technology Policy Research da University of Sussex (Inglaterra). Processos de inovação práticos do Centro Internacional de Inovação (C2i) O curso oferece também um módulo internacional obrigatório (UTC e IC2), com objetivo de converter conhecimentos científicos e pesquisas que estão sendo desenvolvidas no exterior.

72 O Modelo Pedagógico Eixos Tem áticos: Gestão da Criatividade Gestão da Tecnologia Gestão do Empreendedorismo Gestão de Fomentos Gestão do Design Gestão da Inovação no Negócio Gestão de Sustentabilidade Gestão do Conhecimento M ÓDULOS 510 ha Projeto de Gestão da Inovação Prospec ção Defini ção Estrat égica EVETEC Aloca ção de Recursos Implemen - ta ção Aprendizado Interinstitucional Mód. Intern. C2I Visitas

73 Módulos Introdução Busca Definição Estratégica Decisão Econômica Financeira Alocação de Recursos Implantação Aprendizado Experiência Internacional Projeto de Inovação

74 Eixos X Módulos Criatividade Gestão da Criatividade Marketing para Produtos Inovadores Design Gestão do Design Fomento (públicos e privados) Apoio Financeiro à Inovação (parceria: Bovespa) Empreendedorismo Gestão do Empreendedorismo Sustentabilidade Estratégias para a Sustentabilidade

75 Eixos X Módulos Gestão do Conhecimento Gestão Estratégica de Competências Gestão da Informação e do Conhecimento Tecnologia e Inovação em Negócios Geopolítica e Geoestratégia (Geoinovação) Gestão da Inovação I Gestão da Inovação II Estratégia Empresarial Estratégias e Políticas de Inovação das Empresas Decisões de Investimentos em Inovação Gestão de Riscos em Inovação Governança de Redes Estratégicas Ferramentas de Apoio à Gestão de Projetos

76 Corpo docente 80% Doutores Experiência prática na Indústria 50% oriundo da Indústria e 50% oriundo da Academia (PUCPR e outras universidades) 100% envolvidos com projetos práticos e internacionais

77 Projeto Educação para Inovação (Grau de Maturidade I e II) Primeiros Passos Fundamentos Gerando Conhecimento Fazendo a Diferença C2i C2i ANPEI C2i Sensibilização Instantânea 10 min. Sensibilização Regular 30 min. Sensibilização Completa 120 min. Metodologias p/ Inovar Inovação além da Tecnologia O Porte não inibe a Inovação Como inovar na Economia atual Gerando Idéias para Inovar Básico e Avançado em Patentes Lab. de Criatividade GC e Inteligência Competitiva Gestão da Inovação (modelos e ferramentas) Gestão de Projetos INSIDE TV 8 eixos In Company Criação e Gestão do Conhecimento Fomento a Inovação Design como Estratégia Estruturando P&D na empresa

78 C2i: Implementação dos Planos de Inovação 1. Avaliação de Maturidade 2. Customização do Programa Parcerias e Laboratório de P&D Captação de Fomentos Programa de Capacitação Busca de Anterioridade / PI Conscientização Definição de Oportunidades de Inovação 3. Rota de Inovação

79 Planos de Inovação Aprendizagem Baseado em Oportunidades 2. Identificação de Oportunidades 1. Sensibilização / Diagnóstico Tecnologia Criatividade Empreendedoris mo Capital Inovador Design Inovação em Negócios Sustentabilidade Gestão do Conhecimento Oportunidade 1 3. Elaboração do Plano de Inovação e Capacitação Oportunidade n InoValor (atual) InovaXpress (novo)

80 II. Programa de Inovação

81 II. Programa de Inovação

82 Conhecimento e Capacitação: Proposta Conceitual Proposta Conceitual O Conhecimento é um fenômeno emergente de Redes Criar Conhecimento Transferir Conhecimento Reter Conhecimento Cultivar Redes 48

83 Antenas de Inovação e Multiplicadores Região 1 M2.2 Região 2 M1.2 M1.1 Região 3 Antena 1 Antena 2 M1.m M3.2 C2i M2.1 Mn.2 M2.m Região n Antena 3 Antena n M3.1 M3.m Mn.1 Mn.m Antena 1 Antena Regional de Inovação M1.m Multiplicador Regional de Inovação - Acompanhar e contribuir com os conceitos, Disseminar os conceitos e ações - Participar no desenho de produtos e serviços novos - Coordenar a rede de multiplicadores - Coordenar e acompanhar a implantação destes novos produtos e serviços nos clientes - Atuar transversalmente como SENAI, SESI, IEL, UNINDUS e FIEP - Captar necessidades da região, considerando as realidades industriais

84 Proposta de Rede Empresas Empresas Empresas Empresas C C M Empresas M Executor Executor Empresas C2i / Sistema FIEP Empresas Empresas Executor Executor Empresas C M Empresas Empresas C M Empresas Metodologia: Diagnóstico, Capacitação e Plano de Inovação

85 Papéis e Responsabilidades I A P E S PS FIEP, SETI, SEBRAE, REPARTE, AGÊNCIA CURITIBA C2i SENAI IEL, SENAI, TECPAR, PTI, CITS, ADETEC, ADR SUDOESTE,, FUNDAÇÃO TECNÓPOLIS MARINGÁ, ADR SUDOESTE, PUCPR, UTFPR, UFPR (indiretos: UEM, UEL, UEPG, UNICENTRO e UNIOESTE) Potencias Prestadores de Serviços para consolidação da metodologia, geração de kits, seleção, avaliação e capacitação dos agentes executores, e monitoramento do processo Comitê A: Articulação E: Executor P: Proponente S: Serviços I: Institucional PS: Prospecção e Seleção de Empresas

86 COBERTURA DO NAGI PARANÁ Centro Ocidental Campo Mourão Fundação Educere UTFPR Oeste Cascavel/Foz do Iguaçú Fundação Parque Tecnológico Itaipu PUC-PR UTFPR Norte Central Londrina/Maringá Fundação Tecnopólis Associação de Desenvolvimento Tecnológico de Londrina e Região PUC-PR UFPR UTFPR PUC-PR CITS IEL-PR SENAI-PR TECPAR Metropolitana Curitiba Sudoeste Fco Beltrão/Pato Branco Agência de Desenvolvimento Regional do Sudoeste do Paraná UTFPR Centro Oriental Ponta Grossa SENAI-PR Agência de Desenvolvimento Regional do Sudoeste do Paraná UTFPR

87 ÁREAS DE NEGÓCIO SENAI Empresas Meio Ambiente Alimentos e Bebidas SENAI+DESIGN Gestão Empresarial Propriedade Intelectual Segurança no Trabalho Madeira e Mobiliário Educação Profissional

88 SENAI Empresas Gestão Empresarial Gestão da Inovação (NOVA COMPETÊNCIA) Planejamento e gerenciamento estratégico Implantação ISO 9001:2008 Melhoria de ambiente (5S) Implantação, transição e melhoria de Sistema da Qualidade Manutenção do Sistema de Gestão da Qualidade Aplicação de análise dos modos de falha e seus efeitos - FMEA Aplicação de ferramentas da qualidade Implantação, redefinição, otimização e melhoria de processos Estudo e desenvolvimento de layout Instrução de trabalho/ ficha técnica Planejamento e administração estratégica Gestão da manutenção Sistema de gestão integrada - ISO 9001/14001/OHSAS18001

89 Visão Sistêmica Madeira e Mobiliário Meio Ambiente Educação Profissional Alimentos e Bebidas Segurança no Trabalho Propriedade Intelectual SENAI + Design Novas Áreas Gestão Empresarial

90 Unidades SESI/SENAI Noroeste Maringá Maringá (CTM) Campo Mourão Cianorte Umuarama Paranavaí Norte Londrina Arapongas Apucarana Sto Antonio da Platina Bandeirantes Cambé Ibiporã Rolândia Assaí SESI (40) SENAI (33) Oeste Sudoeste Cascavel Toledo Pato Branco Francisco Beltrão Foz do Iguaçu Ampére Palmas Marechal Cândido Rondon Dois Vizinhos Campos Gerais Ponta Grossa Telêmaco Borba Jaguariaíva Guarapuava União da Vitória Irati São Mateus do Sul RMC CIETEP CIC Campo Largo Boqueirão Araucária Portão Quatro Barras Pinhais Bocaiúva Fazenda Rio Grande São José dos Pinhais Rio Branco do Sul Paranaguá Rio Negro

Centro Internacional de Inovação. Ronald Dauscha

Centro Internacional de Inovação. Ronald Dauscha Centro Internacional de Inovação Ronald Dauscha V Encontro da Rota MM (24.11.2010, CIETEP) C2i Centro Internacional de Inovação Ronald M. Dauscha, Sistema FIEP Federação das Indústrias do Estado do Paraná

Leia mais

Dos Estudos e Políticas para a Ação: O Case C2i (Centro Internacional de Inovação)

Dos Estudos e Políticas para a Ação: O Case C2i (Centro Internacional de Inovação) Dos Estudos e Políticas para a Ação: O Case C2i (Centro Internacional de Inovação) Observatório da Inovação e Competitividade USP, 13 de setembro de 2010 Ronald M. Dauscha, Federação das Indústrias do

Leia mais

Conferência Estadual Paulista de C&TI 12 de abril de 2010 Mesa 1: P&D no setor privado. Sistema de Inovação... Como chegar ao P&D?

Conferência Estadual Paulista de C&TI 12 de abril de 2010 Mesa 1: P&D no setor privado. Sistema de Inovação... Como chegar ao P&D? Conferência Estadual Paulista de C&TI 12 de abril de 2010 Mesa 1: P&D no setor privado Sistema de Inovação... Como chegar ao P&D? Ronald M. Dauscha Agenda - Foco em maturidade de inovação - Serviços para

Leia mais

O Papel da Propriedade Intelectual na Gestão da Inovação das Empresas. REPICT 2010, Rio 1+2.09.10

O Papel da Propriedade Intelectual na Gestão da Inovação das Empresas. REPICT 2010, Rio 1+2.09.10 O Papel da Propriedade Intelectual na Gestão da Inovação das Empresas REPICT 2010, Rio 1+2.09.10 Ronald M. Dauscha, C2I Centro Internacional de Inovação Tópicos A Inovação à luz de Mudanças Relação Universidade

Leia mais

Inovação como Estratégia de Negócio. Filipe cassapo, Sistema FIEP Federação das Industrias do Estado do Paraná C2i Centro Internacional de Inovação

Inovação como Estratégia de Negócio. Filipe cassapo, Sistema FIEP Federação das Industrias do Estado do Paraná C2i Centro Internacional de Inovação Inovação como Estratégia de Negócio Filipe cassapo, Sistema FIEP Federação das Industrias do Estado do Paraná C2i Centro Internacional de Inovação Conteúdos Desafios da Competitividade Industrial no PR

Leia mais

SENAI C2i Centro Internacional de Inovação

SENAI C2i Centro Internacional de Inovação Congresso ABIPTI 2014 Ações das ICTs para a competitividade e internacionalização das empresas SENAI C2i Centro Internacional de Inovação SENAI C2i SENAI C2i - Centro Internacional de Inovação Educação

Leia mais

X Encontro de Propriedade Intelectual e Comercialização de Tecnologia. Redes de Propriedade Intelectual no Brasil

X Encontro de Propriedade Intelectual e Comercialização de Tecnologia. Redes de Propriedade Intelectual no Brasil Rede Temática de Propriedade Intelectual, Cooperação,Negociação e Comercialização de Tecnologia X Encontro de Propriedade Intelectual e Comercialização de Tecnologia Redes de Propriedade Intelectual no

Leia mais

PRÊMIO EXCELÊNCIA EM GESTÃO COLÉGIO SESI

PRÊMIO EXCELÊNCIA EM GESTÃO COLÉGIO SESI PRÊMIO EXCELÊNCIA EM GESTÃO COLÉGIO SESI Caros Colaboradores dos Colégios Sesi, Finalmente divulgamos a todos o resultado do primeiro indicador do Prêmio Excelência em Gestão, iniciando nossa caminhada

Leia mais

Cerâmicas e Olarias. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

Cerâmicas e Olarias. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção Cerâmicas e Olarias SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias e Porteiros

Leia mais

PANIFICAÇÃO. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

PANIFICAÇÃO. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção PANIFICAÇÃO SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Higiene Aplicada à Manipulação de Alimentos Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento

Leia mais

MÓVEIS E MADEIRA. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

MÓVEIS E MADEIRA. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção MÓVEIS E MADEIRA SENAI - AMPÉRE Montagem de Móveis SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias

Leia mais

APARELHOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E TELECOMUNICAÇÃO

APARELHOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E TELECOMUNICAÇÃO APARELHOS ELÉTRICOS, ELETRÔNICOS E TELECOMUNICAÇÃO SENAI - AMPÉRE auxiliar administrativo e de produção industrial SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS

Leia mais

REDE APL PARANÁ APOIO AOS ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS DO ESTADO DO PARANÁ

REDE APL PARANÁ APOIO AOS ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS DO ESTADO DO PARANÁ REDE APL PARANÁ APOIO AOS ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS DO ESTADO DO PARANÁ INÍCIO DO PROCESSO Plano Plurianual 2004/2007 Programas (Lei 14.276/2003) Arranjos Produtivos Locais Política de Apoio aos APLs

Leia mais

QUÍMICA, FARMACÊUTICA E MATERIAL PLÁSTICO

QUÍMICA, FARMACÊUTICA E MATERIAL PLÁSTICO QUÍMICA, FARMACÊUTICA E MATERIAL PLÁSTICO SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para

Leia mais

Alimentos e bebidas. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

Alimentos e bebidas. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção Alimentos e bebidas SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Higiene Aplicada à Manipulação de Alimentos Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento

Leia mais

Quanto mais o Conhecimento é Dividido... Mais o Conhecimento é Multiplicado!

Quanto mais o Conhecimento é Dividido... Mais o Conhecimento é Multiplicado! Quanto mais o Conhecimento é Dividido... Mais o Conhecimento é Multiplicado! 1 Inovação: o Imperativo para Competitividade com Sustentabilidade Filipe Cassapo, Sistema FIEP Federação das Industrias do

Leia mais

CONSELHO TEMÁTICO DA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA

CONSELHO TEMÁTICO DA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA ASSUNTOS TRATADOS Cartilha sobre produtos e serviços bancários para Micro e Pequenos Empresários Apresentação dos cases de sucesso e fracasso no setor da Construção Civil Notícias sobre o Fórum Permanente

Leia mais

MPE Micro e Pequenas Empresas - É POSSÍVEL INOVAR?

MPE Micro e Pequenas Empresas - É POSSÍVEL INOVAR? MPE Micro e Pequenas Empresas - É POSSÍVEL INOVAR? São Paulo 16 de abril de 2013 Missão do SEBRAE Promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo

Leia mais

O QUE É A JUNIOR ACHIEVEMENT?

O QUE É A JUNIOR ACHIEVEMENT? O QUE É A JUNIOR ACHIEVEMENT? A Junior Achievement é uma entidade sem fins lucrativos fundada em 1919, nos EUA. Sua missão é despertar o espírito empreendedor nos jovens ainda na escola, estimulando seu

Leia mais

Sistema Indústria. 28 Áreas de atuação 730 Unidades de Operação 4 Milhões de matrícula/ano (2014), mais de 57 milhões de alunos capacitados

Sistema Indústria. 28 Áreas de atuação 730 Unidades de Operação 4 Milhões de matrícula/ano (2014), mais de 57 milhões de alunos capacitados Sistema Indústria CNI 27 Federações de Indústrias 1.136 Sindicatos Associados 622.874 Indústrias SENAI SESI IEL 28 Áreas de atuação 730 Unidades de Operação 4 Milhões de matrícula/ano (2014), mais de 57

Leia mais

FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Programa de Inovação Tecnologica FIESP CIESP - SENAI Sede Fiesp 2013 Chave para a competitividade das empresas e o desenvolvimento do país Determinante para o aumento

Leia mais

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013 Atuação das Instituições GTP- APL Sebrae Brasília, 04 de dezembro de 2013 Unidade Central 27 Unidades Estaduais 613 Pontos de Atendimento 6.554 Empregados 9.864 Consultores credenciados 2.000 Parcerias

Leia mais

II WORKSHOP TEMAS DIVERSOS DA PROPRIEDADE INTELECTUAL

II WORKSHOP TEMAS DIVERSOS DA PROPRIEDADE INTELECTUAL II WORKSHOP TEMAS DIVERSOS DA PROPRIEDADE INTELECTUAL OBJETIVO: disseminar a cultura da proteção do conhecimento nas Instituições paranaenses de P, D e I. CARGA HORÁRIA: 3:45 horas REALIZAÇÃO: SECRETARIA

Leia mais

Seminário ENQUALAB_RESAG / DEMANDAS EMPRESARIAIS DE TECNOLOGIA

Seminário ENQUALAB_RESAG / DEMANDAS EMPRESARIAIS DE TECNOLOGIA Seminário ENQUALAB_RESAG / DEMANDAS EMPRESARIAIS DE TECNOLOGIA Formação da Rede Nacional de Institutos SENAI de Inovação Como Ação Estruturante do Programa SENAI de Apoio à Competitividade da Indústria

Leia mais

APRESENTAÇÃO DIRETORIA DE INOVAÇÃO. OFICINA DA INOVAÇÃO

APRESENTAÇÃO DIRETORIA DE INOVAÇÃO. OFICINA DA INOVAÇÃO APRESENTAÇÃO DIRETORIA DE INOVAÇÃO. OFICINA DA INOVAÇÃO Página 1 de 18 ÍNDICE DA PROPOSTA Apresentação da Empresa... 3 Apresentação dos serviços da Oficina da Inovação... 6 Consultoria... 6 Capacitação...

Leia mais

1ª Conferência Estadual de APLs Oficina Inovação e Sustentabilidade Porto Alegre, 22 de novembro de 2012.

1ª Conferência Estadual de APLs Oficina Inovação e Sustentabilidade Porto Alegre, 22 de novembro de 2012. IEL/RS 1ª Conferência Estadual de APLs Oficina Inovação e Sustentabilidade Porto Alegre, 22 de novembro de 2012. IEL/RS Instituição criada em 1969, vinculada à Confederação Nacional da Indústria CNI. O

Leia mais

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria Relações Empresariais e Comunitárias Agência de Inovação

Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria Relações Empresariais e Comunitárias Agência de Inovação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria Relações Empresariais e Comunitárias Agência de Inovação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria Relações Empresariais e Comunitárias

Leia mais

3.260.292 habitantes Taxa crescimento População: 2% (8 anos) IDH: 0,824 26 municípios

3.260.292 habitantes Taxa crescimento População: 2% (8 anos) IDH: 0,824 26 municípios Números Curitiba 1.828.092 habitantes TaxaCrescimentoPopulação: 1,8% (8 anos) TaxaCrescimentoAnualPIB: 3,8% (5 anos) PIB 2008 (estimado): R$ 39,2 bi (US$ 20 bi) 5º PIB do Brasil PIB per Capita: R$ 21.447

Leia mais

Conheça a Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras

Conheça a Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras Conheça a Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NA ESTRATÉGIA COMPETITIVA A MISSÃO da Anpei é: Estimular a Inovação Tecnológica nas Empresas Ação

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010 Palestras informativas Promover ações educativas para a promoção do voluntariado transformador. Mobilizar voluntários. Toda a comunidade de Curitiba e Região Metropolitana

Leia mais

CHAMAMENTO PÚBLICO DATA LIMITE PARA INSCRIÇÃO: 29 DE AGOSTO DE 2014 AS 18:00

CHAMAMENTO PÚBLICO DATA LIMITE PARA INSCRIÇÃO: 29 DE AGOSTO DE 2014 AS 18:00 CHAMAMENTO PÚBLICO 4º EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESPETÁCULOS CULTURAIS DE ARTES CÊNICAS E DE MÚSICA PARA CIRCUITO CULTURAL SESI SEGUNDO SEMESTRE DE 2014 E PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015. A área de Cultura do SESI,

Leia mais

REPARAÇÃO DE VEÍCULOS

REPARAÇÃO DE VEÍCULOS REPARAÇÃO DE VEÍCULOS SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Aprendiz de Automotiva SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias e Porteiros Atualização para Operadores de

Leia mais

ABDI A 2004 11.080) O

ABDI A 2004 11.080) O Atualizada em 28 de julho de 2010 Atualizado em 28 de julho de 2010 1 ABDI ABDI A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial foi instituída em dezembro de 2004 com a missão de promover a execução

Leia mais

GOVERNO DO PARRANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DA EDUCAÇÃO

GOVERNO DO PARRANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DA EDUCAÇÃO GOVERNO DO PARRANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DA EDUCAÇÃO PAR-FORMAÇÃO DOCUMENTO 2 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DEMANDAS E PROPOSTA PARA O ATENDIMENTO DAS PRIORIDADES ESTADUAIS DE FORMAÇÃO

Leia mais

PAPEL E CELULOSE. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção

PAPEL E CELULOSE. Qualificação profissional básica Operador de Processos de Produção PAPEL E CELULOSE SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias e Porteiros Desenvolvendo

Leia mais

POTENCIAL DO SETOR DE TI, E O DESENVOLVIMENTO DOS APL s

POTENCIAL DO SETOR DE TI, E O DESENVOLVIMENTO DOS APL s POTENCIAL DO SETOR DE TI, E O DESENVOLVIMENTO DOS APL s POR LUÍS MÁRIO LUCHETTA VICE- PRESIDENTE DE ARTICULAÇÃO POLÍTICA DA ASSESPRO NACIONAL 29.10.2009. QUEM É ASSESPRO Associação das Empresas Brasileiras

Leia mais

1 Disseminar a cultura de empreender e inovar, fortalecendo as ações do Comitê de Empreendedorismo e Inovação (CEI)

1 Disseminar a cultura de empreender e inovar, fortalecendo as ações do Comitê de Empreendedorismo e Inovação (CEI) Planilha de Objetivos e Ações Viabilizadoras GT de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia A Santa Maria que Queremos Visão: "Que em 2020 Santa Maria e região sejam referência pela capacidade de empreender,

Leia mais

Planilha de Objetivos e Ações Viabilizadoras GT de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia A Santa Maria que Queremos

Planilha de Objetivos e Ações Viabilizadoras GT de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia A Santa Maria que Queremos Disseminar a cultura empreendedora e inovadora em Santa Maria Ações de disseminação da Cultura Empreendedora Ações de trabalho conjunto entre Universidades e Comunidade Divulgação do trabalho pelo CEI

Leia mais

Movimento Paraná Educando na Sustentabilidade

Movimento Paraná Educando na Sustentabilidade Movimento Paraná Educando na Sustentabilidade Sumário 1. Apresentação 4 2. Bases conceituais para o Movimento 6 2.1 Carta da Terra 6 2.2. Carta do Milênio 7 2.3. Pacto Global 8 2.3.1 PRME 9 2.3.1.1 Princípios

Leia mais

Master em Empreendedorismo e Inovação.

Master em Empreendedorismo e Inovação. /biinternational /biinternational Master em Empreendedorismo e Inovação. Unidade WTC www.biinternational.com.br O B.I. International O B.I. International é uma escola de educação executiva que propõe um

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO CURSO INTERMEDIÁRIO DE CAPACITAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL PARA OS NITs

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO CURSO INTERMEDIÁRIO DE CAPACITAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL PARA OS NITs 1 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO CURSO INTERMEDIÁRIO DE CAPACITAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL PARA OS NITs 17 a 21 de setembro de 2007 JUSTIFICATIVA: Este Curso está sendo realizado com base em um Protocolo

Leia mais

APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento. CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás

APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento. CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás Dezembro 2013 Tópicos Cenário P&G Rede de Núcleos de P&G - CNI e Federações Desenvolvimento de APLs

Leia mais

Aceleração Industrial de Empresas e Educação Empreendedora: Metodologia de Trabalho Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação

Aceleração Industrial de Empresas e Educação Empreendedora: Metodologia de Trabalho Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação Aceleração Industrial de Empresas e Educação Empreendedora: Metodologia de Trabalho Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação Mário Rafael Bendlin Calzavara RESUMO A Incubadora Senai Centro Internacional

Leia mais

Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC

Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC Uma estrutura de apoio à Inovação Eliza Coral, Dr. Eng., PMP Outubro, 2010 Diretrizes Organizacionais Missão Contribuir para o desenvolvimento sustentável

Leia mais

Av. Cândido de Abreu, 200 Centro Cívico CEP 80530-902 41 3271-9000 Curitiba - Paraná www.pr.senai..br. Metalmecânica

Av. Cândido de Abreu, 200 Centro Cívico CEP 80530-902 41 3271-9000 Curitiba - Paraná www.pr.senai..br. Metalmecânica Metalmecânica SENAI - ARAUCÁRIA Aperfeiçoamento em Metrologia Aperfeiçoamento em Processos de Soldagem Aperfeiçoamento em Soldagem de Tubulação Aprimoramento em Mecânica de Montagem Industrial Capacitação

Leia mais

Este briefing contém atividades que deverão ser desenvolvidas durante o convênio supracitado.

Este briefing contém atividades que deverão ser desenvolvidas durante o convênio supracitado. Briefing Prestação de Serviços de Comunicação e Marketing para o Instituto Nacional do Plástico Programa de Incentivo à Exportação Think Plastic Brazil Introdução Este briefing propõe e organiza as ações

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO À INOVAÇÃO EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE NO ESTADO DO PARANÁ

PROGRAMA DE APOIO À INOVAÇÃO EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE NO ESTADO DO PARANÁ PROGRAMA DE APOIO À INOVAÇÃO EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE NO ESTADO DO PARANÁ Atribuições FINEP (Concedente) Promotora, financiadora e normatizadora do Programa TECNOVA em âmbito nacional.

Leia mais

GESTÃO DA INOVAÇÃO E USO OTIMIZADO DE INCENTIVOS E FOMENTO

GESTÃO DA INOVAÇÃO E USO OTIMIZADO DE INCENTIVOS E FOMENTO GESTÃO DA INOVAÇÃO E USO OTIMIZADO DE INCENTIVOS E FOMENTO 1 PROGRAMA DE APOIO A OBTENÇÃO DE FOMENTO - IABM PARCERIA: 2 Estruturaremos a gestão e o portfólio de inovação das empresas participantes do programa,

Leia mais

Conheça o Sistema Fiep

Conheça o Sistema Fiep sistemafiep.com.br Conheça o Sistema Fiep sistema fiep. nosso i é de indústria. SISTEMA S Já ouviu falar? AGRICULTURA INDÚSTRIA COMÉRCIO O SISTEMA S EMPREENDEDORISMO COOPERATIVISMO TRANSPORTE AGRICULTURA

Leia mais

Visão estratégica e projetos futuros

Visão estratégica e projetos futuros Visão estratégica e projetos futuros 4 Encontro de Secretários Executivos de Sindicatos - FIESC 15 de setembro de 2010 PDA Visão Estratégica Panorama SC Projetos 2011 Objetivos Visão Estratégica 1/9 Mapa

Leia mais

VI Reunião Técnica Internacional de FAEDPYME Nicarágua 08 a 10 de Maio de 2013

VI Reunião Técnica Internacional de FAEDPYME Nicarágua 08 a 10 de Maio de 2013 Comentários de Peter Hansen sobre interação Universidade- Empresa no Brasil e Experiências Práticas. VI Reunião Técnica Internacional de FAEDPYME Nicarágua 08 a 10 de Maio de 2013 Apresentação Prof. Peter

Leia mais

A Inovação nas Micro e Pequenas Empresas. 0800 570 0800 / www.sebrae.com.br

A Inovação nas Micro e Pequenas Empresas. 0800 570 0800 / www.sebrae.com.br A Inovação nas Micro e Pequenas Empresas O Brasileiro é Empreendedor Fonte:GEM 2010 O Brasileiro é Empreendedor Dados Oficiais Público-Alvo POTENCIAL do Sebrae 22,9 milhões de empreendedores 23% da PEA

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E INTERNET ASSESPRO REGIONAL PARANÁ

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E INTERNET ASSESPRO REGIONAL PARANÁ APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E INTERNET ASSESPRO REGIONAL PARANÁ LUÍS MÁRIO LUCHETTA DIRETOR PRESIDENTE GESTÃO 2005/2008 HISTÓRICO

Leia mais

Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Presidente. Diretoria Executiva Luiz Barretto Diretor-Presidente

Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Presidente. Diretoria Executiva Luiz Barretto Diretor-Presidente SISTEMA SEBRAE DIRECIONAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2022 1 2 2012 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação,

Leia mais

Serviços e Cidadania

Serviços e Cidadania Mostra Local de: Maringá PR Serviços e Cidadania Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Instituto GRPCOM Cidade: Maringá - PR Contato:

Leia mais

Audiência Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) Senado Federal

Audiência Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) Senado Federal Audiência Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) Senado Federal Brasília 22 de março o de 2009 Inovação Chave para a competitividade das empresas e o desenvolvimento do país Determinante para o aumento

Leia mais

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS PEQUENOS negócios no BRASIL 99% 70% 40% 25% 1% do total de empresas brasileiras da criação de empregos formais da massa salarial do PIB das exportações

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL MBA e Pós-Graduação Cursos inovadores e alinhados às tendências globais Nossos cursos seguem modelos globais e inovadores de educação. Os professores

Leia mais

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA Inovação é o que distingue um líder de um seguidor. Steven Paul Jobs Grandes ideias mudam o mundo. Missão

Leia mais

Núcleo de Capital Inovador. Estratégia de Inovação e Difusão Tecnológica

Núcleo de Capital Inovador. Estratégia de Inovação e Difusão Tecnológica Núcleo de Capital Inovador Estratégia de Inovação e Difusão Tecnológica Anápolis cenário atual Segunda maior cidade do estado, com mais de 335 mil habitantes; 4,7 bilhões de reais de produto interno bruto,

Leia mais

Programa Inovar Seed Forum e Forum de Anjos como Politica Pública de Promoção do Empreendedorismo Inovador

Programa Inovar Seed Forum e Forum de Anjos como Politica Pública de Promoção do Empreendedorismo Inovador Programa Inovar Seed Forum e Forum de Anjos como Politica Pública de Promoção do Empreendedorismo Inovador Rochester Gomes da Costa Chefe do Departamento de Empreendedorismo Inovador Area de Investimentos

Leia mais

Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital.

Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital. Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital. Esse terá suas etapas e prazos muito bem definidos, garantindo um processo

Leia mais

ATIVIDADES REALIZADAS PELO PROCON-PR E PELOS PROCONS INTEGRADOS AO SISTEMA ESTADUAL EM 2012

ATIVIDADES REALIZADAS PELO PROCON-PR E PELOS PROCONS INTEGRADOS AO SISTEMA ESTADUAL EM 2012 ATIVIDADES REALIZADAS PELO PROCON-PR E PELOS PROCONS INTEGRADOS AO SISTEMA ESTADUAL EM 2012 Com o objetivo de implementar e executar a política estadual de proteção, orientação, defesa e educação do consumidor,

Leia mais

Planilha de Objetivos e Ações Viabilizadoras GT de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia A Santa Maria que Queremos

Planilha de Objetivos e Ações Viabilizadoras GT de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia A Santa Maria que Queremos Planilha de Objetivos e Ações Viabilizadoras GT de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia A Santa Maria que Queremos Visão: "Que em 2020 Santa Maria e região sejam referência pela capacidade de empreender,

Leia mais

Plano Plurianual 2012-2015

Plano Plurianual 2012-2015 12. Paraná Inovador PROGRAMA: 12 Órgão Responsável: Contextualização: Paraná Inovador Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior - SETI As ações em Ciência, Tecnologia e Inovação visam

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação executiva

Leia mais

CONTRUÇÃO CIVIL E OBRAS

CONTRUÇÃO CIVIL E OBRAS CONTRUÇÃO CIVIL E OBRAS SENAI - AMPÉRE SENAI - APUCARANA Planejamento, Programação e Controle de Produção - PPCP SENAI - ARAPONGAS Administração de Materiais Atendimento ao Público para Vigias e Porteiros

Leia mais

Ata da 2ª Reunião do Comitê de Petróleo e Gás do Sistema FIESC

Ata da 2ª Reunião do Comitê de Petróleo e Gás do Sistema FIESC Ata da 2ª Reunião do Comitê de Petróleo e Gás do Sistema FIESC Data: 18/04/2013 Horário: 14 às 17h30 Local: Sede do Sistema FIESC Objetivo do Comitê de Petróleo e Gás do Sistema FIESC: Incrementar e Promover

Leia mais

RESULTADOS GESTaO Administrativa, Financeira, Portfolio de Produtos, Pessoas, Infraestrutura Fisica e de TIC. Jose Gava Neto Dir Adm Fin

RESULTADOS GESTaO Administrativa, Financeira, Portfolio de Produtos, Pessoas, Infraestrutura Fisica e de TIC. Jose Gava Neto Dir Adm Fin RESULTADOS GESTaO Administrativa, Financeira, Portfolio de Produtos, Pessoas, Infraestrutura Fisica e de TIC Jose Gava Neto Dir Adm Fin BSC Mapa Estrategico Sebrae/PR Público Alvo P6 Ter excelencia em

Leia mais

ESTRATÉGIAS DO MCTI PARA INCENTIVAR A INOVAÇÃO EM TI: Startups e Centros de P&D

ESTRATÉGIAS DO MCTI PARA INCENTIVAR A INOVAÇÃO EM TI: Startups e Centros de P&D ESTRATÉGIAS DO MCTI PARA INCENTIVAR A INOVAÇÃO EM TI: Startups e Centros de P&D 1. DESAFIOS de formular uma política pública 2. Programa Start-Up Brasil 3. Ação de Atração de Centros Globais de P&D JOSE

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DA PREVIDÊNCIA DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS GERÊNCIA EXECUTIVA DA ESCOLA DE GOVERNO - 2009 MAR ABR MAI

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DA PREVIDÊNCIA DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS GERÊNCIA EXECUTIVA DA ESCOLA DE GOVERNO - 2009 MAR ABR MAI REUNIÕES DELIBERATIVAS, PROGRAMÁTICAS E TÉCNICAS CONSELHO SUPERIOR DA ESCOLA DE GOVERNO 1 1 1 2 CENTROS FORMADORES, RAS INSTITUIÇÕES 2 2 7 4 15 CÂA TÉCNICA - PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DO SERVIDOR MUNICIPAL

Leia mais

PLANO DIRETOR 2014 2019

PLANO DIRETOR 2014 2019 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISA E INOVAÇÃO INDUSTRIAL EMBRAPII PLANO DIRETOR 2014 2019 1 Índice 1. INTRODUÇÃO... 4 2. MISSÃO... 8 3. VISÃO... 8 4. VALORES... 8 5. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS... 8 6. DIFERENCIAIS

Leia mais

O melhor do Brasil para o mundo

O melhor do Brasil para o mundo O melhor do Brasil para o mundo Promoção das exportações de bens e serviços Promover a internacionalização das empresas Atração de investimentos estrangeiros diretos Promoção da Marca Brasil PRINCIPAIS

Leia mais

GESTÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE TECNOLOGIA INPI/DIRTEC/CGTEC

GESTÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE TECNOLOGIA INPI/DIRTEC/CGTEC GESTÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE TECNOLOGIA INPI/DIRTEC/CGTEC 1 INTRODUÇÃO APRESENTAÇÃO Contexto do módulo Gestão e Comercialização de Tecnologia Serviços de apoio da DIRTEC/CGTEC Perspectivas de análise da

Leia mais

Redes de Inovação Vantagens da Articulação entre Empresas Inovadoras & ICTIs

Redes de Inovação Vantagens da Articulação entre Empresas Inovadoras & ICTIs Redes de Inovação Vantagens da Articulação entre Empresas Inovadoras & ICTIs IMPLEMENTAÇÃO E MANUTENÇÃO DE CENTROS DE P&D NO BRASIL. SENAI Departamento Nacional São Paulo, 30 de Junho de 205 Tópicos de

Leia mais

Programa SPRINT da Academia de Inovação e Empreendedorismo Introdução à Formação de Pós-graduação em Inovação e Empreendedorismo

Programa SPRINT da Academia de Inovação e Empreendedorismo Introdução à Formação de Pós-graduação em Inovação e Empreendedorismo Programa SPRINT da Academia de Inovação e Empreendedorismo Introdução à Formação de Pós-graduação em Inovação e Empreendedorismo Visão geral Este programa irá compartilhar o acesso do mais recente currículo

Leia mais

La Incubadora de Empresas como Herramienta de Desarrolo Regional Brasil

La Incubadora de Empresas como Herramienta de Desarrolo Regional Brasil La Incubadora de Empresas como Herramienta de Desarrolo Regional Brasil Mariza Almeida, DsC Incubadora de Empresas Phoenix Universidade do Estado do Rio de Janeiro Projeto aprovado pelo Programa Nacional

Leia mais

FÓRUM REGIONAL PERMANENTE DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE DO ESTADO DO PARANÁ

FÓRUM REGIONAL PERMANENTE DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE DO ESTADO DO PARANÁ FÓRUM REGIONAL PERMANENTE DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE DO ESTADO DO PARANÁ MISSÃO DO FÓRUM REGIONAL Promover, articular e integrar governo, entidades de apoio e de representação visando

Leia mais

O Programa. O escopo do Programa é trabalhar, junto a esses negócios, a temática da inovação, desde sua desmistificação até a sua sistematização;

O Programa. O escopo do Programa é trabalhar, junto a esses negócios, a temática da inovação, desde sua desmistificação até a sua sistematização; O Programa Programa de âmbito nacional criado pelo SEBRAE para atuar junto aos pequenos negócios, os orientando, acompanhando e criando fidelização pelo relacionamento; O trabalho é realizado através do

Leia mais

Seminário Em Busca da Excelência 2008

Seminário Em Busca da Excelência 2008 Seminário Em Busca da Excelência 2008 IEL/SC - Implementação de sistema de gestão com base nos fundamentos da excelência Natalino Uggioni Maio, 2008 1 IEL em Santa Catarina Integrante da FIESC Federação

Leia mais

Profa. Dra. Cristina Castro Lucas de Souza Depieri

Profa. Dra. Cristina Castro Lucas de Souza Depieri Inovação e Tecnológia na Gestão Pública Profa. Dra. Cristina Castro Lucas de Souza Depieri Doutorado em Administração (UnB) Mestrado em Contabilidade e Controladoria (UFMG) Graduação em Ciências Contábeis

Leia mais

5º WCTI Workshop de Ciência, Tecnologia e Inovação na UERJ

5º WCTI Workshop de Ciência, Tecnologia e Inovação na UERJ 5º WCTI Workshop de Ciência, Tecnologia e Inovação na UERJ O papel do Sistema FIRJAN/IEL no desenvolvimento da cultura empreendedora nas universidades e empresas 29 de outubro de 2013 Daniela Balog - Empreendedorismo

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT de Tecnologia e Inovação

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT de Tecnologia e Inovação PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Secretaria da Micro e Pequena Empresa Fórum Permanente de Microempresas e Empresas de Pequeno Porte MEMÓRIA: Reunião Preparatória do Comitê Temático de Inovação e Crédito GT de

Leia mais

O Coaching proporciona ao profissional ampliar sua visão estratégica de pessoas e organizações.

O Coaching proporciona ao profissional ampliar sua visão estratégica de pessoas e organizações. PARCEIRO EDUCACIONAL O Coaching proporciona ao profissional ampliar sua visão estratégica de pessoas e organizações. José Roberto Marques JRM Módulo Internacional na Universidade SOBRE O MBA O Instituto

Leia mais

CAPACITAÇÃO PARA EMPRESÁRIOS DO PARANÁ E MATO GROSSO DO SUL EM EMPREENDEDORISMO INOVADOR: PROGRAMA UTFINOVA

CAPACITAÇÃO PARA EMPRESÁRIOS DO PARANÁ E MATO GROSSO DO SUL EM EMPREENDEDORISMO INOVADOR: PROGRAMA UTFINOVA CAPACITAÇÃO PARA EMPRESÁRIOS DO PARANÁ E MATO GROSSO DO SUL EM EMPREENDEDORISMO INOVADOR: PROGRAMA UTFINOVA Rosângela de Fátima Stankowitz Penteado Universidade Tecnológica Federal o Paraná, PPGTE, Curitiba,

Leia mais

Reunião do Fórum das Entidades Empresariais de Santa Maria

Reunião do Fórum das Entidades Empresariais de Santa Maria Reunião do Fórum das Entidades Empresariais de Santa Maria Santa Maria, 15 de Outubro de 2012 Pauta: 1) Contexto da Economia Criativa no Brasil de acordo com o Plano da Secretaria da Economia Criativa

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

Política Industrial, transferência de tecnologia e propriedade industrial

Política Industrial, transferência de tecnologia e propriedade industrial Política Industrial, transferência de tecnologia e propriedade industrial Introdução aos debates Jorge de Paula Costa Avila VII REPICT Rio de Janeiro 14 de julho de 2004 Política Industrial, Competitividade

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

Inovação e Competitividade! João Alberto De Negri! Secretario Executivo MCTI!

Inovação e Competitividade! João Alberto De Negri! Secretario Executivo MCTI! Inovação e Competitividade! João Alberto De Negri! Secretario Executivo MCTI! 1 É preciso elevar a produtividade da economia brasileira (Fonte: BID ECLAC, Índice 1980=100) Produtividade na Ásia (média

Leia mais

10 anos do Parque Tecnológico da UFRJ XV Encontro da Rede de Incubadoras, Parques e Polos Tecnológicos do Estado do Rio de Janeiro ReINC

10 anos do Parque Tecnológico da UFRJ XV Encontro da Rede de Incubadoras, Parques e Polos Tecnológicos do Estado do Rio de Janeiro ReINC 10 anos do Parque Tecnológico da UFRJ XV Encontro da Rede de Incubadoras, Parques e Polos Tecnológicos do Estado do Rio de Janeiro ReINC Data: 17 e 18 de setembro de 2013 Local: Parque Tecnológico da UFRJ

Leia mais

A Inovação. como Fator de Desenvolvimento das MPEs. Luiz Carlos Barboza. Diretor-Técnico del SEBRAE Nacional. 27 de outubro 2009

A Inovação. como Fator de Desenvolvimento das MPEs. Luiz Carlos Barboza. Diretor-Técnico del SEBRAE Nacional. 27 de outubro 2009 A Inovação como Fator de Desenvolvimento das MPEs Luiz Carlos Barboza Diretor-Técnico del SEBRAE Nacional 27 de outubro 2009 Ambiente Institucional Pro-inovaç inovação Fundos setoriais (16) estabilidade

Leia mais

Apoio: Março de 2010. Realização:

Apoio: Março de 2010. Realização: Panorama do Setor de Software e Serviços de TI do Paraná Relatório Final Apoio: Março de 2010 Realização: 1 Sumário 1 Introdução 04 Parte I - Caracterização das Empresas de Software no Brasil, Sul, Paraná

Leia mais

Parceria ANPEI e REDETEC

Parceria ANPEI e REDETEC Parceria ANPEI e REDETEC Mecanismos de Apoio para Obtenção de Financiamento para o Desenvolvimento da Propriedade Intelectual no Brasil: Recursos para Inovação Apresentação na REPICT 2013. A Origem do

Leia mais

CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS

CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS APRESENTAÇÃO Em Dezembro de 2004 por iniciativa da Federação das Indústrias do Estado do Paraná o CPCE Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial nasceu como uma organização

Leia mais

Competitividade e Resultados: conseqüência do alinhamento de estratégia, cultura e competências.

Competitividade e Resultados: conseqüência do alinhamento de estratégia, cultura e competências. 1 Programa Liderar O Grupo Solvi é um conglomerado de 30 empresas que atua nas áreas de saneamento, valorização energética e resíduos. Como alicerce primordial de seu crescimento encontrase o desenvolvimento

Leia mais

INOVAÇÃO como DIFERENCIAL ESTRATÉGICO

INOVAÇÃO como DIFERENCIAL ESTRATÉGICO INOVAÇÃO como DIFERENCIAL ESTRATÉGICO Março/2010 A empresa A Empresa nasceu em março de 1977, como uma farmácia de manipulação, no centro de Curitiba. Durante seus 32 anos, evoluiu por diferentes cenários,

Leia mais

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL. com ênfase em MARKETING

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL. com ênfase em MARKETING PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL com ênfase em MARKETING SIGA: TMBAGE Av. Conselheiro Nébias, 159 Bairro Paquetá Santos SP - CEP 11015-001 - Fone: (13) 3228 6000 Rua

Leia mais

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration CBA Pós - Graduação QUEM SOMOS PARA PESSOAS QUE TÊM COMO OBJETIVO DE VIDA ATUAR LOCAL E GLOBALMENTE, SER EMPREENDEDORAS, CONECTADAS E BEM POSICIONADAS NO MERCADO, PROPORCIONAMOS UMA FORMAÇÃO DE EXCELÊNCIA,

Leia mais

Organização da produção - Renato Garcia, setembro de 2005. renato.garcia @poli.usp.br

Organização da produção - Renato Garcia, setembro de 2005. renato.garcia @poli.usp.br Mesa - Organização da Produção Caracterização da estrutura produtiva em Sistemas Locais de Produção (APLs) proposições e implicações de políticas Renato Garcia, POLI-USP renato.garcia@poli.usp.br Apresentação

Leia mais