PROJETO REGRINHAS DA ESCOLA E AS PALAVRAS MÁGICAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO REGRINHAS DA ESCOLA E AS PALAVRAS MÁGICAS"

Transcrição

1 PROJETO REGRINHAS DA ESCOLA E AS PALAVRAS MÁGICAS

2 SITUAÇÃO PROBLEMA 0Alunos de uma mesma sala que NÃO respeitam as regras escolares e NÃO atendem as solicitações dos adultos (professora, gestores, funcionários em gera e inclusive pais).

3 FERNANDO 0 Responsáveis: mãe 0 Histórico Familiar: Reside em duas casas, com avó e mãe. Mãe trabalha em ônibus de linha, pega as crianças (Fernando e irmão Caíque) as 2h da manhã, pois sai do trabalho as 24h, aluno vai pra casa da mãe e só dorme de madrugada. Tem olheiras profundas, é irritado o tempo todo. Pai não é presente, tem pouquíssimo contato com o pai. Mãe tem filha de 14 anos, de um pai, Fernando é de outro pai, e Caíque é de outro pai. 0 A mãe atualmente reside com companheiro Alessandro, há 8 meses. 0 O aluno respeita a avó, porém esta não quer mais se responsabilizar por Fernando e Caíque. 0 Mãe colocava Fernando como responsável pelo irmão menor; 0 Histórico Educacional: Não apresenta problemas cognitivos, aprende com facilidade e lê muito bem, mas se recusa a fazer as lições.

4 0 Ocorrências: - Aluno não respeita professora ou outro adulto; - Não faz tarefas; - Perturba a sala com gritos e sons diversos; - Agride os colegas na sala e no recreio; Bate nas crianças menores dizendo que defende o irmão; - Aluno fugiu do ônibus; - Aluno quebra materiais escolares dos colegas; - Aluno sai da sala sem autorização; - Aluno chuta porta, carteiras e cadeiras; - Aluno chega atrasado; - Aluno provoca os colegas e atrapalha a aula; - Aluno chutou a professora; - Aluno é agressivo e desrespeitoso no transporte escolar;

5 BRUNO 0 Responsáveis: Padrasto, e mãe 0 Histórico Familiar: Reside com o Padrasto e com a mãe. O Padrasto é o responsável pelo aluno que o vê como pai. O pai biológico não sabe por onde anda; A família tem boas condições financeiras e vive da criação de animais em sítio em Mairiporã. Bruno gosta de ajudar o padrasto nestas atividades; 0 Histórico Educacional: Não apresenta problemas cognitivos, aprende com facilidade, mas se recusa a fazer as lições.

6 0 Ocorrências: - Aluno abusado; - Agressivo; - Briga constantemente com outros alunos da sua sala; - Brigas constantes com Fernando e Julia; - Bate todos os dias em Gabriela; - Indisciplinado; - Não atende as solicitações da professora;

7 JÚLIA BIANCA 0 Responsáveis: Pai 0 Histórico Familiar: reside com a mãe, porém está com gestação de risco, não corresponde as chamadas da escola, não dá atenção a filha; Pais são separados; Julia fica na casa do pai aos finais de semana onde frequenta Igreja evangélica, porém mãe gosta de se arrumar como (piriguete); Julia gosta muito de maquiagem e de se arrumar; Mãe não comparece na escola (nunca compareceu até hoje) 0 Histórico Educacional: Não apresenta problemas cognitivos, aprende com facilidade, mas se recusa a fazer as atividades, tem problemas com a professora de Ed. Física.

8 0 Ocorrências: - Xinga as outras meninas com muitos palavrões; - Tem problemas de relacionamento com todos os colegas da sala; - Briga muito com Gustavo; - Provoca as meninas das outras salas; - Responde a professora constantemente dizendo que ela não manda em Julia; - Briga constantemente com Gabriela; - Não tem amigas na escola;

9 GABRIELA 0 Responsáveis:Mãe 0 Histórico Familiar: Pai depressivo e agressivo, usa remédios de controle, mãe trabalha porém esta no limite com o pai; Mãe Não tem muita paciência; Gabriela tem imitado alguns comportamentos do pai como falar sozinha, Xingar baixinho e encrencar com algum objeto em questão; 0 Histórico Educacional: Não apresenta problemas cognitivos, aprende com facilidade, faz todas as atividades, lê e escreve muito bem.

10 0 Ocorrências: 0 Tem apresentado comportamento agressivo, bate e risca as outras crianças com lápis apontado; 0 Fala sozinha e baixinho xingando os colegas ou imitando-os; 0 Briga com Julia constantemente; 0 Tem estados de desatenção; 0 Provoca Bruno e este bate na menina; 0 Não tem amigas na escola;

11 GUSTAVO 0 Responsáveis: Mãe 0 Histórico Familiar: Reside com os pais (desempregados) e com irmãos 7 e 14 anos. Irmã de 7 anos estuda na escola na segunda série; Gosta mais do pai porque este não bate nele ; A mãe bate sempre que ele faz malcriações. 0 Histórico Educacional: Não apresenta problemas cognitivos, porém não aprende com facilidade, as vezes se recusa a fazer as atividades, lê pouco.

12 0 Ocorrências: 0 Aluno rebelde; 0 Briga em sala de aula com os colegas, agressões físicas e verbais são constantes; 0 Fica nervoso com facilidade e se recusa a fazer as lições; 0 Sente-se vitimizado a todo momento; 0 Não consegue manter a calma; 0 Tem rompantes de agressividade e bate nos colegas;

13 0 Medidas tomadas pela escola/mediação: - Convocação da mãe por diversas vezes sem sucesso; - Bilhetes enviados no caderno, sem sucesso; - Bilhetes enviados pelo irmão ou colega de sala, com algum efeito; - Ligações constantes da escola para a mãe (quase todos os dias pedindo para que comparecesse para retirar o aluno por agressão); - Retirada do aluno da sala de aula para fazer atividades na sala da mediação ou coordenação (com certa frequência); - Retirada do aluno da sala de aula para fazer atividades de reflexão na sala da mediação (com certa frequência); - Convocação da mãe com ameaça ao Conselho Tutelar; (dá muito certo) - Encaminhamento ao posto de saúde/psicologia; - Encaminhamento ao Caps se necessário; - Encaminhamento de relatório ao Conselho Tutelar por família não cumprir os combinados com a escola de acordo com o ECA; - Solicitação da família para acompanhar os filhos em sala ou recreio;

14 0 AÇÕES QUE DERAM CERTO: 0 Protagonismo infantil. Fazer com que Fernando e outros colegas com comportamento semelhante(bruno, Gustavo, Julia e Gabriela) sejam parte de um grupo e assumam responsabilidades perante o grupo, através do projeto de regras escolares, (VÍDEO) onde os alunos discutem as regras escolares e a função da escola na vida deles, depois passam de sala em sala falando sobre quais são as regras da escola; 0 Alunos assumem o comando de jogos no horário do recreio (sendo responsáveis pelo material, pela formação do grupo e pelo recolhimento do material no final do recreio) 0 Reflexões com a família- Tentar com a família descobrir um modo do aluno se conscientizar de que a escola tem papel fundamental na sua formação; 0 Conversar e refletir com a família quais os problemas que a criança encontra e como eles estão sendo resolvidos no núcleo familiar; 0 No caso de Fernando, foi sugerido que a criança dormisse na casa da avó e que a mãe o pegasse somente no dia seguinte; Foi encaminhado ao CAPS, sem sucesso; 0

15 0 Fernando fugiu de casa e passou um final se semana na rua, com o irmão. A mãe ficou muito preocupada e pediu a ajuda da escola, pois já via a escola como referência de rede de assistência; Isso nos ajudou a mostrar a mãe o quanto pode ser perigoso não estar atenta a vida do filho; 0 Foi sugerido a mãe que entre em contato com o pai de Fernando para que ele tenha uma referência de paternidade, o que foi acatado pela mãe. O pai de Fernando tem visto o filho com uma frequência maior (uma vez ao mês o que antes era uma vez ao ano) 0 No caso do Bruno o que deu certo foi pedir a ajuda do padrasto e incentiva-lo nas atividades que ele gosta de fazer que é a criação de animais; 0 No caso de Julia ela foi levada a uma roda de conversa com alunas das outras salas onde deixaram de ser inimigas, resolveram os problemas dizendo o que cada uma pensava sobre a outra e se tornaram colegas; Julia não briga nem provoca mais as meninas das outras salas; 0 No caso da Gabriela, Julia e Gustavo foram realizadas incessantes conversas e reflexões sobre o comportamento humano nos diversos locais em que frequentamos;

16 Todo o trabalho da Mediação, da Coordenação e da Direção, foi incessante e contínuo, sempre com inúmeras tentativas e ações de erros e acertos, com base nas legislações vigentes e sempre de olho Plano Político Pedagógico da escola, pois o que realmente queremos é que o aluno se dê bem no final. 0 Neste ano, Fernando, Bruno, Gustavo, Gabriela e Julia fazem parte do projeto Regras da nossa Escola e todos os dias eles me perguntam? Hoje tem projeto? Claro que tem, meus lindos (digo eu)... 0 E eles estão aprendendo a serem protagonistas das próprias vidas, a fazer as escolhas certas, para crescerem e fazerem seus futuros melhor do que foi oferecido a eles.

17 Vejamos então as regras e as palavrinhas mágicas da nossa escola...

18

Treinamento sobre Progress Report.

Treinamento sobre Progress Report. Treinamento sobre Progress Report. Objetivo O foco aqui é trabalhar o desenvolvimento pessoal de cada aluno. O instrutor irá analisar cada um e pensar em suas dificuldades e barreiras de aprendizado e,

Leia mais

Não Fale com Estranhos

Não Fale com Estranhos Não Fale com Estranhos Texto por: Aline Santos Sanches PERSONAGENS Cachorro, Gato, Lobo, Professora, Coelho SINOPSE Cachorro e Gato são colegas de classe, mas Gato é arisco e resolve falar com um estranho.

Leia mais

Ficha de Apoio Ser um Aluno Exemplar. Disciplina de Formação Pessoal e Social (FPS)

Ficha de Apoio Ser um Aluno Exemplar. Disciplina de Formação Pessoal e Social (FPS) Ficha de Apoio Ser um Aluno Exemplar Disciplina de Formação Pessoal e Social (FPS) Professor Humberto Santos Ano-lectivo 2007/08 Escola Secundária de Achada Grande Praia/Cabo Verde Atitudes e comportamentos

Leia mais

Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 26/09/2016. Pronomes Pessoais

Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 26/09/2016. Pronomes Pessoais Ficha da semana 4º ano A e B Instruções: 1 Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue à professora no dia seguinte 2 As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno de

Leia mais

HIPÓTESES DE ESCRITA: ATIVIDADES QUE DÃO CERTO E POTENCIALIZAM O APRENDIZADO DAS CRIANÇAS NA ALFABETIZAÇÃO.

HIPÓTESES DE ESCRITA: ATIVIDADES QUE DÃO CERTO E POTENCIALIZAM O APRENDIZADO DAS CRIANÇAS NA ALFABETIZAÇÃO. HIPÓTESES DE ESCRITA: ATIVIDADES QUE DÃO CERTO E POTENCIALIZAM O APRENDIZADO DAS CRIANÇAS NA ALFABETIZAÇÃO. RESUMO Magnólia Angelí Santos de Almeida 1 O presente trabalho discorre sobre os resultados de

Leia mais

13. Já tiveste de ir a Conselho de Turma por teres tido mau comportamento? Não

13. Já tiveste de ir a Conselho de Turma por teres tido mau comportamento? Não (não preencher) N.º DO QUESTIONÁRIO 1. Escola 5º ano 6º ano Turma 2. N.º do aluno 3. Rapaz Rapariga 4. Ano de nascimento 5. Nasceste em Portugal? Sim Não Em que país nasceste? Vivo em Portugal há anos

Leia mais

Suicídio. Saber, agir e prevenir.

Suicídio. Saber, agir e prevenir. Suicídio. Saber, agir e prevenir. ENTENDENDO O SUICÍDIO PEDINDO AJUDA VERDADES E MITOS SOBRE O SUICÍDIO VERDADES MITOS O suicídio é um fenômeno Pensamentos e sentimentos de Em geral, os suicídios são A

Leia mais

ATENÇÃO! QUEBRA-GELO BOLETIM GCEM COMUNA KIDS. Os pais e/ou responsáveis poderão retirar a apostila-devocional do seu filho (a) mediante pagamento.

ATENÇÃO! QUEBRA-GELO BOLETIM GCEM COMUNA KIDS. Os pais e/ou responsáveis poderão retirar a apostila-devocional do seu filho (a) mediante pagamento. ATENÇÃO! Os pais e/ou responsáveis poderão retirar a apostila-devocional do seu filho (a) mediante pagamento. BOLETIM GCEM ele nos missão que nos Caso haja impossibilidade de fazer o acerto na retirada,

Leia mais

COMO FAZER A CHAMADA PÚBLICA DA EDUCAÇÃO BÁSICA ORIENTAÇÕES

COMO FAZER A CHAMADA PÚBLICA DA EDUCAÇÃO BÁSICA ORIENTAÇÕES COMO FAZER A CHAMADA PÚBLICA DA EDUCAÇÃO BÁSICA ORIENTAÇÕES RESOLUÇÃO DO CERES Nº 02 /2012 DE 12 DE FEVEREIRO DE 2012 Define metodologia para a realização de Chamada Escolar nas redes públicas de ensino

Leia mais

A conta-gotas. Ana Carolina Carvalho

A conta-gotas. Ana Carolina Carvalho A conta-gotas Ana Carolina Carvalho Agradeço a Regina Gulla pela leitura atenta e pelas sugestões. Para minha mãe, pela presença. Para Marina, minha afilhada, que quis ler o livro desde o começo. 1 A

Leia mais

Nada disto. Sintomas característicos:

Nada disto. Sintomas característicos: Nada disto. Sabemos hoje que a Perturbação de Hiperactividade com Défice da Atenção tem uma base essencialmente neuropsicológica. Assim, compreendemos que o comportamento destas crianças resulta das suas

Leia mais

FAMÍLIA DELEGA PARA AS ESCOLA SUAS RESPONSABILIDADES

FAMÍLIA DELEGA PARA AS ESCOLA SUAS RESPONSABILIDADES FAMÍLIA E ESCOLA Família e escola são instituições formadoras dos seres humanos, responsáveis pela socialização e passíveis de tensões nessa relação que vem sendo muito debatida pela sociedade contemporânea.

Leia mais

I Encontro dos profissionais. da Educação Infantil

I Encontro dos profissionais. da Educação Infantil I Encontro dos profissionais da Educação Infantil Projeto: Cada um do seu jeito Respeitando as diferenças Turma: 1 período Ano: 2015 Surgimento: Durante o projeto Vida de inseto, trabalhamos a história

Leia mais

OBJETIVOS DESENVOLVIMENTO

OBJETIVOS DESENVOLVIMENTO Entidade Mantenedora: SEAMB Sociedade Espírita Albertino Marques Barreto CNPJ:16.242.620/ 0001-77 Educação Infantil: Jardim I II Unidade Sequência nº 01 Período: 19 a 23/05/2014 Tema Transversal Norteador:

Leia mais

Tais (risos nervosos) Tem muita gente ne? (Se assusta com alguém que esbarra na corda) as pessoas ficam todas se esbarrando

Tais (risos nervosos) Tem muita gente ne? (Se assusta com alguém que esbarra na corda) as pessoas ficam todas se esbarrando Não me leve a mal Começa a cena no meio de um bloco. Ao redor há confetes, purpurinas e latas de bebida para todo o lado. A música está alta. No centro há um grupo de foliões delimitados por uma corda

Leia mais

BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO

BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO BALANÇO DA OCUPAÇÃO DO TEMPO DURANTE A SEMANA DE PREENCHIMENTO DA GRELHA - 1º ANO PROFESSORA Bom dia meninos, estão bons? TODOS Sim. PROFESSORA Então a primeira pergunta que eu vou fazer é se vocês gostam

Leia mais

Na escola estão Pedro e Thiago conversando. THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje.

Na escola estão Pedro e Thiago conversando. THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje. MENININHA Na escola estão Pedro e Thiago conversando. PEDRO: Cara você viu o jogo ontem? THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje. PEDRO: Bah tu perdeu um baita jogo.

Leia mais

APRENDENDO MAIS SOBRE A GAGUEIRA

APRENDENDO MAIS SOBRE A GAGUEIRA APRENDENDO MAIS SOBRE A GAGUEIRA Material desenvolvido na Oficina de Fluência por Bianca Ribeiro, Izadora Zanini, João Marcelo Boccia, Marcela Gottlieb e Mariana Ribeiro O QUE É A GAGUEIRA? A gagueira

Leia mais

SUMÁRIO INTRODUÇÃO HISTÓRICO DO LEO QUEIXAS DOS PROFESSORES EM FIM UM OLHAR CONCLUSÃO... 13

SUMÁRIO INTRODUÇÃO HISTÓRICO DO LEO QUEIXAS DOS PROFESSORES EM FIM UM OLHAR CONCLUSÃO... 13 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 02 HISTÓRICO DO LEO... 04 QUEIXAS DOS PROFESSORES... 05 EM FIM UM OLHAR... 06 CONCLUSÃO... 13 INTRODUÇÃO O livro conta a história baseada na vida real de um aluno com dificuldades

Leia mais

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 1º Ciclo. Título: Influências espirituais

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 1º Ciclo. Título: Influências espirituais Plano de Aula 30 Centro Espírita Ismênia de Jesus Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 1º Ciclo Educadora: Andréa, Erenilton Dia: 23/11/2015 Título: Influências espirituais Horário: 20

Leia mais

Bárbara uma mulher de 25 anos, queria atrasar o livro de uma escritora famosa chamada Natália, Bárbara queria contar uns segredos bombásticos antes

Bárbara uma mulher de 25 anos, queria atrasar o livro de uma escritora famosa chamada Natália, Bárbara queria contar uns segredos bombásticos antes O ATAQUE NA PISCINA Bárbara uma mulher de 25 anos, queria atrasar o livro de uma escritora famosa chamada Natália, Bárbara queria contar uns segredos bombásticos antes de Natália, Bárbara não queria que

Leia mais

OS DESAFIOS DA APRENDIZAGEM DOS ALUNOS COM TEA (AUTISMO): PARCERIA ENTRE SALA REGULAR E SALA DE RECURSOS

OS DESAFIOS DA APRENDIZAGEM DOS ALUNOS COM TEA (AUTISMO): PARCERIA ENTRE SALA REGULAR E SALA DE RECURSOS OS DESAFIOS DA APRENDIZAGEM DOS ALUNOS COM TEA (AUTISMO): PARCERIA ENTRE SALA REGULAR E SALA DE RECURSOS Profa. de Sala de Recursos - Rosemeire Estremeira Profa. da Sala Regular - Paula Bete Orientadora

Leia mais

Pai-Nosso/ Ave Maria

Pai-Nosso/ Ave Maria DEGRAUS DE UM COORDENADOR Paróquia Santo Antônio Praia Grande Diocese de Santos (SP) ENCONTRO COM COORDENADORES E VICES DE PASTORAIS E MOVIMENTOS / Abril de 2013 Pai-Nosso/ Ave Maria Toda manhã, procuro

Leia mais

Nº 5 - Dez/14. PRESTA atenção SOLIDARIEDADE FAZ BEM

Nº 5 - Dez/14. PRESTA atenção SOLIDARIEDADE FAZ BEM Nº 5 - Dez/14 PRESTA atenção SOLIDARIEDADE FAZ BEM! Apresentação A Coleção PRESTA ATENÇÃO! do AfroRegge chega a sua quinta edição sempre com a intenção de facilitar práticas sociais e coletivas. O Natal

Leia mais

Iracema ia fazer aniversário. Não

Iracema ia fazer aniversário. Não Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães Iracema ia fazer aniversário. Não sabia muito bem se ela podia convidar a turma do Hospital por motivos fáceis de explicar,

Leia mais

A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada.

A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada. Era Uma Vez A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada. A ratinha tinha uma felpa de ferro e pensava

Leia mais

7 DICAS PARA CRIAR UM FILHO RESPONSÁVEL

7 DICAS PARA CRIAR UM FILHO RESPONSÁVEL 7 DICAS PARA CRIAR UM FILHO RESPONSÁVEL É preciso ensinar o filho a ter responsabilidade desde cedo: O quarto do seu filho é uma bagunça sem fim? Ele vive perdendo os materiais escolares ou quebrando seus

Leia mais

REUNIÃO DE PAIS 02/02/ Apresentação da professora. 2-Identificar todo material do aluno:

REUNIÃO DE PAIS 02/02/ Apresentação da professora. 2-Identificar todo material do aluno: REUNIÃO DE PAIS 02/02/2013 1- Apresentação da professora 2-Identificar todo material do aluno: Encapar e identificar com o nome do aluno o material que deverá trazer diariamente. Marcar data de entrega

Leia mais

As 5 Melhores Vantagens De Usar Softwares De Gestão De Equipes De Trade Marketing

As 5 Melhores Vantagens De Usar Softwares De Gestão De Equipes De Trade Marketing As 5 Melhores Vantagens De Usar Softwares De Gestão De Equipes De Trade Marketing Queremos conversar hoje com os gerentes de equipes externas de trade marketing. Isso, vocês mesmo que passam dificuldades

Leia mais

AO EXCELENTÍSSIMO SR. DR. PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE ÉTICA DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL-SECCIONAL RIO GRANDE DO NORTE

AO EXCELENTÍSSIMO SR. DR. PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE ÉTICA DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL-SECCIONAL RIO GRANDE DO NORTE AO EXCELENTÍSSIMO SR. DR. PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE ÉTICA DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL-SECCIONAL RIO GRANDE DO NORTE PAULO HENRIQUE ALVES, brasileiro, casado, inscrito na OAB/RN sob o número: 11.127,

Leia mais

QUEBRA-GELO EDIFICAÇÃO

QUEBRA-GELO EDIFICAÇÃO QUEBRA-GELO Brinquem de "arbusto ou árvore". Quando você disser arbusto, todos se encolherão. E quando você disser árvore, todos se esticarão e estenderão os braços (como árvores). Varie os comandos (arbusto

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DO ENSINO DE EDUCAÇÃO FÍSICA REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA ESCOLAR ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO FÍSICA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DO ENSINO DE EDUCAÇÃO FÍSICA REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA ESCOLAR ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DO ENSINO DE EDUCAÇÃO FÍSICA REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA ESCOLAR ATRAVÉS DA EDUCAÇÃO FÍSICA MANAUS 2015 ANA MARIA CORTEZ FERNANDES DE ALENCAR REDUÇÃO

Leia mais

SUMÁRIO. Formação pessoal, Social, Identidade e Autonomia Conhecimento de mundo, Natureza e Sociedade. Matemática

SUMÁRIO. Formação pessoal, Social, Identidade e Autonomia Conhecimento de mundo, Natureza e Sociedade. Matemática SUMÁRIO Formação pessoal, Social, Identidade e Autonomia Conhecimento de mundo, Natureza e Sociedade Quem sou eu? 09 Escrita do Nome 11 A Família 12 Coordenação Motora 14 Meninos e Meninas 18 As plantas

Leia mais

Suplemento do Professor. Superligado. Elaborado pelas autoras. Cassiana Pizaia Rima Awada Rosi Vilas Boas. Ilustrações de.

Suplemento do Professor. Superligado. Elaborado pelas autoras. Cassiana Pizaia Rima Awada Rosi Vilas Boas. Ilustrações de. Suplemento do Professor Superligado Elaborado pelas autoras Cassiana Pizaia Rima Awada Rosi Vilas Boas Ilustrações de Thiago Lopes Sobre a coleção A Coleção Crianças na Rede foi desenvolvida especialmente

Leia mais

Projeto Reconhecendo a Diversidade Cultural

Projeto Reconhecendo a Diversidade Cultural Projeto Reconhecendo a Diversidade Cultural Apresentamos às crianças do 4º Ano B, o vídeo do livro O Cabelo de Lelê de Valeria Belém. Roda de conversa sobre a historia apresentada e os que existem diversos

Leia mais

ENTREVISTA DE HABILIDADES SOCIAIS EDUCATIVAS PARENTAIS (adaptação de Bolsoni-Silva, 2003)

ENTREVISTA DE HABILIDADES SOCIAIS EDUCATIVAS PARENTAIS (adaptação de Bolsoni-Silva, 2003) ENTREVISTA DE HABILIDADES SOCIAIS EDUCATIVAS PARENTAIS (adaptação de Bolsoni-Silva, 2003) Bolsoni-Silva, A. T. (2003). Habilidades Sociais Educativas, variáveis contextuais e problemas de comportamento:

Leia mais

Normas e Procedimentos Escolares Educação Infantil

Normas e Procedimentos Escolares Educação Infantil Normas e Procedimentos Escolares Educação Infantil Buscando a plena qualidade no processo ensino-aprendizagem e possibilitando um melhor acompanhamento da vida escolar de seus filhos, procuramos especificar

Leia mais

O PODER DAS SUAS PALAVRAS PARA VIVER MILAGRES. Edenevando Almeida

O PODER DAS SUAS PALAVRAS PARA VIVER MILAGRES. Edenevando Almeida O PODER DAS SUAS PALAVRAS PARA VIVER MILAGRES Edenevando Almeida A resposta está dentro de você. Um homem foi a casa de seu amigo e disse que precisava de algo, o amigo disse: " O que você precisa estar

Leia mais

VOCÊ ESTÁ REALMENTE EVOLUINDO NO INGLÊS PARA NEGÓCIOS?

VOCÊ ESTÁ REALMENTE EVOLUINDO NO INGLÊS PARA NEGÓCIOS? VOCÊ ESTÁ REALMENTE EVOLUINDO NO INGLÊS PARA NEGÓCIOS? Você sente que está patinando em seu conhecimento de inglês? Essa sensação é bastante comum. Na verdade, no começo do curso sentimos que estamos tendo

Leia mais

Apresenta: Precisamos conhecer os. direitos. adolescente! da criança e do ESCOLA ECA. direitos lei do aprendiz. proibições.

Apresenta: Precisamos conhecer os. direitos. adolescente! da criança e do ESCOLA ECA. direitos lei do aprendiz. proibições. Apresenta: ESCOLA Precisamos conhecer os direitos da criança e do adolescente! ECA EStatuto direitos lei do aprendiz proibições O varejista convive com pessoas de todas as idades, todos os dias. Como cidadãos

Leia mais

TODOS NÓS, CADA UM DE NÓS

TODOS NÓS, CADA UM DE NÓS Programa: Produção de Material Didático O Sistema Preventivo nos livros didáticos da RSE EXEMPLOS AVULSOS LÍNGUA PORTUGUESA - ENSINO FUNDAMENTAL Alfabetização UNIDADE Reprodução proibida Reproduzir livro

Leia mais

A Procura. de Kelly Furlanetto Soares

A Procura. de Kelly Furlanetto Soares A Procura de Kelly Furlanetto Soares Peça escrita durante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR. Teatro Guaíra, sob orientação de Andrew Knoll, no ano de 2012. 1 Cadeiras dispostas como se

Leia mais

Eu queria desejar a você toda a felicidade do mundo e Obrigado, vô.

Eu queria desejar a você toda a felicidade do mundo e Obrigado, vô. Parabéns para o Dan Tocou o telefone lá em casa. Meu pai atendeu na sala. Alô. Meu avô, pai do meu pai, do outro lado da linha, fez voz de quem não gostou da surpresa. Eu liguei pra dar parabéns ao Dan.

Leia mais

3.4 A criança que não vai à escola (Recusa escolar e Gazeta às aulas)

3.4 A criança que não vai à escola (Recusa escolar e Gazeta às aulas) Páginas para pais: Problemas na criança e no adolescente 3.4 A criança que não vai à escola (Recusa escolar e Gazeta às aulas) Introdução É relativamente frequente que, pontualmente, a criança se recuse

Leia mais

01- A partir do texto, responda: a) Como eram os brinquedos no tempo em que Rachel de Queiroz era criança? R.:

01- A partir do texto, responda: a) Como eram os brinquedos no tempo em que Rachel de Queiroz era criança? R.: PROFESSOR: EQUIPE DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - HISTÓRIA E GEOGRAFIA 2 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== No texto a seguir,

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Sonia Local: Núcleo de Arte Nise da Silveira Data: 5 de dezembro de 2013 Horário: 15:05 Duração da entrevista:

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA 2013 LÍNGUA PORTUGUESA - 4º ANO ENSINO FUNDAMENTAL. ALUNO PROFESSORA DATA

ESCOLA ESTADUAL AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA 2013 LÍNGUA PORTUGUESA - 4º ANO ENSINO FUNDAMENTAL. ALUNO PROFESSORA DATA ESCOLA ESTADUAL AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA 2013 LÍNGUA PORTUGUESA - 4º ANO ENSINO FUNDAMENTAL. ALUNO PROFESSORA DATA Leia o texto abaixo para responder as questões 01 e 02. QUESTÃO 01 A frase Meu medo de cão

Leia mais

Infans: o que não fala. Camilla Luiz, Cláudio Fontão, Jéssica Silveira e Vivian Souza

Infans: o que não fala. Camilla Luiz, Cláudio Fontão, Jéssica Silveira e Vivian Souza Infans: o que não fala Camilla Luiz, Cláudio Fontão, Jéssica Silveira e Vivian Souza Introdução Esta obra baseou-se no livro de Javier Naranjo, Casa das estrelas o mundo contato pelas crianças. Foi realizada

Leia mais

INSTRUMENTAL PARA MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO

INSTRUMENTAL PARA MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO I Identificação ASSOCIAÇÃO DE REABILITAÇÃO INFANTIL LIMEIRENSE ARIL INSTRUMENTAL PARA MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO Entidade Executora: Associação de Reabilitação Infantil Limeirense - ARIL Endereço: Rua Dr.

Leia mais

Esperamos que com regras e informações claras, vocês possam se organizar para cumprir de maneira satisfatória seus compromissos.

Esperamos que com regras e informações claras, vocês possam se organizar para cumprir de maneira satisfatória seus compromissos. Prezados Pais, responsáveis e alunos. Por intermédio destas Diretrizes, que poderão ser consultadas sempre que necessário vocês terão acesso as informações sobre a estrutura e funcionamento dos códigos

Leia mais

Projeto: conhecendo os dinossauros

Projeto: conhecendo os dinossauros Projeto: conhecendo os dinossauros Maria Aparecida Pereira mar.per@terra.com.br RESUMO Os dinossauros de uma maneira incrível habitam o imaginário das crianças, pois esses gigantes da pré-história estão

Leia mais

VIVÊNCIA ACADÊMICA NAS AULAS DE ARTE DO COLÉGIO ESTADUAL PROF.ª LENI MARLENE JACOB

VIVÊNCIA ACADÊMICA NAS AULAS DE ARTE DO COLÉGIO ESTADUAL PROF.ª LENI MARLENE JACOB VIVÊNCIA ACADÊMICA NAS AULAS DE ARTE DO COLÉGIO ESTADUAL PROF.ª LENI MARLENE JACOB Isabel Cristina Rickli Ramos (Bolsista PIBID) isabel.cristinarr@hotmail.com Bruna Karla Zapotoczny (Bolsista PIBID) bruna_czny@hotmail.com

Leia mais

Fotonovela Fundamentos da Educação. Por Bruna, Cícera, Elizama, Juliana Trapanotto, Loredanna, Raquel Rosa, Raquel Mateus e Renata.

Fotonovela Fundamentos da Educação. Por Bruna, Cícera, Elizama, Juliana Trapanotto, Loredanna, Raquel Rosa, Raquel Mateus e Renata. Fotonovela Fundamentos da Educação Por Bruna, Cícera, Elizama, Juliana Trapanotto, Loredanna, Raquel Rosa, Raquel Mateus e Renata. 24 horas na vida de um aluno Apresentando... Elizama: diretora-coordenadora

Leia mais

INSPETOR DE ALUNOS VMSIMULADOS QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS PÚBLICOS

INSPETOR DE ALUNOS VMSIMULADOS QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS PÚBLICOS INSPETOR DE ALUNOS 01. Está zelando e cumprindo suas obrigações com excelente profissionalismo o inspetor de alunos que: (A) estimula desavenças entre os alunos. (B) trabalha orientando os alunos demonstrando

Leia mais

Após um dia longo no trabalho, os pais ainda se veem diante de mais um compromisso: apoiar os filhos na realização da lição de casa. E o cansaço que s

Após um dia longo no trabalho, os pais ainda se veem diante de mais um compromisso: apoiar os filhos na realização da lição de casa. E o cansaço que s Após um dia longo no trabalho, os pais ainda se veem diante de mais um compromisso: apoiar os filhos na realização da lição de casa. E o cansaço que surge neste momento faz muitos se perguntarem por que,

Leia mais

MISSÃO DO COLÉGIO E CURSO MICKEYLÂNDIA

MISSÃO DO COLÉGIO E CURSO MICKEYLÂNDIA MISSÃO DO COLÉGIO E CURSO MICKEYLÂNDIA Proporcionar um ensino de alta qualidade fundamentada no desenvolvimento científico e grupal, formando pessoas que contribuam para um mundo melhor. Inovar nas propostas

Leia mais

O Mistério da bolsa Grande

O Mistério da bolsa Grande O Mistério da bolsa Grande Gisela está indo para casa no Rio de Janeiro, após um mês de férias em Londres. Ela vive em um apartamento no Rio com dois amigos. Ela deixa seu avião às cinco horas. É uma hora

Leia mais

GRELHA DE ANÁLISE DA ENTREVISTA EFETUADA À FUNCIONÁRIA C. A entrevistada tem 31 anos e é casada. Tem o 12º ano de escolaridade.

GRELHA DE ANÁLISE DA ENTREVISTA EFETUADA À FUNCIONÁRIA C. A entrevistada tem 31 anos e é casada. Tem o 12º ano de escolaridade. GRELHA DE ANÁLISE DA ENTREVISTA EFETUADA À FUNCIONÁRIA C CATEGORIAS DE ANÁLISE Caracterização sociodemográfica Idade Sexo Estado civil Grau de escolaridade / habilitações Experiência profissional Função

Leia mais

BONS Dias. Ano Pastoral Educativo Colégio de Nossa Senhora do Alto. Com Maria Desperta a. Luz. que há em TI

BONS Dias. Ano Pastoral Educativo Colégio de Nossa Senhora do Alto. Com Maria Desperta a. Luz. que há em TI BONS Dias Com Maria Desperta a Luz que há em TI 2ª feira, dia 12 de dezembro de 2016 III Semana (11 de dezembro): ALEGRAR Ontem, a Igreja celebrou o domingo da alegria: Jesus está para chegar e só Ele

Leia mais

Caderno de apoio. Gestores Escolares

Caderno de apoio. Gestores Escolares Caderno de apoio Gestores Escolares 1 ÍNDICE Apresentação... 3 Escola Digital e os Gestores Escolares... 4 AÇÕES DO DIRETOR ESCOLAR Navegue pela plataforma... 4 Analise resultados e escolha projetos pedagógicos...

Leia mais

Você sabe de quem são as histórias de fada, bruxa e duende? Será que YAHUVAH gosta dessas coisas? Vamos ver?

Você sabe de quem são as histórias de fada, bruxa e duende? Será que YAHUVAH gosta dessas coisas? Vamos ver? Você sabe de quem são as histórias de fada, bruxa e duende? Será que YAHUVAH gosta dessas coisas? Vamos ver? Como foi a aula hoje, filha? Eu gostei muito, mamãe! Hoje nós tivemos aula de boas maneiras!

Leia mais

Programa Educativo Individual

Programa Educativo Individual Programa Educativo Individual Ano Lectivo 2007/2008 Estabelecimento de Ensino: Escola Básica do 1º ciclo Agrupamento de Escolas: Agrupamento de Escolas Pedro Eanes Lobato Nome: Data de Nascimento: Morada:

Leia mais

V i o lê nci a Se xua l

V i o lê nci a Se xua l V i o lê nci a Se xua l V i sã o M undia l 1 O que é uma violência sexual? É impor a uma criança, menino ou menina, baseada numa relação de poder, uma atividade sexual para benefício de um adulto. Essa

Leia mais

Seminário Trabalho Social com Famílias: Trabalho com famílias em situação de violência doméstica Marcia Cristina Machado de Oliveira

Seminário Trabalho Social com Famílias: Trabalho com famílias em situação de violência doméstica Marcia Cristina Machado de Oliveira Seminário Trabalho Social com Famílias: significados, concepções e metodologias Oficina 1 Trabalho com famílias em situação de violência doméstica Marcia Cristina Machado de Oliveira Dinâmica Dinâmica

Leia mais

Super controladores. Seu nome (obrigatório) Seu (obrigatório)

Super controladores. Seu nome (obrigatório) Seu  (obrigatório) Super controladores Atenção, se você quer saber de tudo o que acontece a sua volta, mesmo que não seja do seu interesse direto. Se gosta de controlar horários e situações de todo mundo, tome cuidado, você

Leia mais

3.8 Tristeza e depressão na criança e no adolescente

3.8 Tristeza e depressão na criança e no adolescente Páginas para pais: Problemas na criança e no adolescente 3.8 Tristeza e depressão na criança e no adolescente Introdução Os sentimentos de tristeza, desapontamento, desvalorização e culpa, surgem pontualmente

Leia mais

Volta as aulas: como melhorar essa rotina

Volta as aulas: como melhorar essa rotina Volta as aulas: como melhorar essa rotina Para escola e professores essa é a hora de conhecer os alunos, planejar e organizar projetos que tornem a aprendizagem mais interessante para alunos tão antenados

Leia mais

A NOIVA. André Calazans

A NOIVA. André Calazans A NOIVA André Calazans - É, meu filho, sua velha mãe não tem como evitar. Você, meu único filho que me ficou, vai casar. Logo você, meu caçula, com aquela jararaca... - Mãe, por favor... - Deixa disso,

Leia mais

O AUTISMO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

O AUTISMO NA EDUCAÇÃO INFANTIL O AUTISMO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Carmen Lucia Lopes Galvão Universidade Estadual do Rio de Janeiro - lumiar13@yahoo.com.br INTRODUÇÃO Este estudo buscará refletir sobre o autismo e o papel do educador na

Leia mais

BANCO DE ATIVIDADES Presente Geografia 2 ano - 1 bimestre Avaliação

BANCO DE ATIVIDADES Presente Geografia 2 ano - 1 bimestre Avaliação Geografia 2 ano - 1 bimestre Unidade 1 1. Você conheceu algumas crianças como Maíra e Mayumi. Observe novamente a paisagem do lugar onde elas vivem. Geografia 2 ano - 1 bimestre a) Na paisagem do lugar

Leia mais

Benefícios da Leitura

Benefícios da Leitura Ler a par Benefícios da Leitura Proporciona à criança informação e conhecimento sobre o mundo. Apresenta à criança situações e ideias novas Estimulando a curiosidade, o pensamento crítico, e ainda a consciência

Leia mais

Normas e Procedimentos Escolares Ensino Fundamental I

Normas e Procedimentos Escolares Ensino Fundamental I Normas e Procedimentos Escolares Ensino Fundamental I Buscando a plena qualidade no processo ensino-aprendizagem e possibilitando um melhor acompanhamento da vida escolar de seus filhos, procuramos especificar

Leia mais

PROGRAMA SOCIOASSISTENCIAL ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO DO PROGRAMA SOCIOASSISTENCIAL IFAM Nome: Curso: Nº de Matrícula:

PROGRAMA SOCIOASSISTENCIAL ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO DO PROGRAMA SOCIOASSISTENCIAL IFAM Nome: Curso: Nº de Matrícula: PROGRAMA SOCIOASSISTENCIAL ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO DO PROGRAMA SOCIOASSISTENCIAL IFAM 2017 1- IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE: Nome: Curso: Nº de Matrícula: Série/ Turma CPF: Turno: Sala RG:

Leia mais

ANAMNESE PSICOPEDAGÓGICA

ANAMNESE PSICOPEDAGÓGICA ANAMNESE PSICOPEDAGÓGICA DADOS PESSOAIS Nome: idade: anos Tem apelido? ( ) S ( ) N Qual? Ele(a) gosta? ( ) S ( ) N Por que tem esse apelido?_ Nascimento / / Sexo ( ) M ( ) F Naturalidade: End. Bairro:

Leia mais

TÉCNICAS DE AGENDAMENTO E OBTENÇÃO DE CONTATOS

TÉCNICAS DE AGENDAMENTO E OBTENÇÃO DE CONTATOS TÉCNICAS DE AGENDAMENTO E OBTENÇÃO DE CONTATOS GESTÃO DO TEMPO O dia tem 24 horas para todos nós. A DIFERENÇA É O QUE CADA UMA FAZ! O ideal é ter agenda semanal visualizar a semana PLANEJAMENTO SEMANAL

Leia mais

First Night Questions

First Night Questions 1 de 6 05/07/2017 10:00 First Night Questions Portuguese-Portugal PERGUNTAS PARA FAZER À FAMÍLIA ANFITRIÃ NA PRIMEIRA NOITE. Estas perguntas são apenas sugestões. Conversa com a tua família anfitriã sobre

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Alhandra, Sobralinho e São João dos Montes. BECRE Soeiro Pereira Gomes

Agrupamento de Escolas de Alhandra, Sobralinho e São João dos Montes. BECRE Soeiro Pereira Gomes Após teres lido a obra de António Mota, Pedro Alecrim, assinala com uma cruz X, de acordo com a referida obra, a opção correta em cada uma das seguintes afirmações. 1 Pedro e alguns colegas fazem parte

Leia mais

a) Pelo resultado dos exames, os alunos da minha sala foram considerados brilhantes. b) O almoço do dia dos pais na casa de meu avô estava delicioso.

a) Pelo resultado dos exames, os alunos da minha sala foram considerados brilhantes. b) O almoço do dia dos pais na casa de meu avô estava delicioso. 5. A ANÁLISE DOS FATOS 1. Nos parágrafos a seguir há algumas falas de personagens que deveriam estar destacadas. Identifique essas falas e destaque-as com aspas. 2. Identifique os substantivos a que se

Leia mais

Prefeitura Municipal de Aracaju ecretaria Municipal de Educação SEMED. Sistema de Ensino Aprende Brasil

Prefeitura Municipal de Aracaju ecretaria Municipal de Educação SEMED. Sistema de Ensino Aprende Brasil Prefeitura Municipal de Aracaju ecretaria Municipal de Educação SEMED Sistema de Ensino Aprende Brasil TEMA: MINHA ESCOLA, MEU FUTURO RELATO DE EXPERIÊNCIA AUTORA: Profª. ANA ANGÉLICA PINHEIRO DE AZEVEDO

Leia mais

Depois do almoço e do soninho da tarde...

Depois do almoço e do soninho da tarde... Marquinhos e sua querida mãe tiveram uma tarde muito especial. Como será que foi? Vamos ver? Mamãe! Mamãe!! Oi, filho! Mamãe! Hoje, lá na Escola das Escrituras, as professoras pediram que nós orássemos

Leia mais

CICLO DE PALESTRAS PROJETO SABER E SER RELAÇÕES INTERPESSOAIS NO MUNDO COROPORATIVO

CICLO DE PALESTRAS PROJETO SABER E SER RELAÇÕES INTERPESSOAIS NO MUNDO COROPORATIVO CICLO DE PALESTRAS PROJETO SABER E SER RELAÇÕES INTERPESSOAIS NO MUNDO COROPORATIVO ALEX MARTINS O PROJETO SABER E SER FOI CRIADO PELO ROTARY CLUB DE SP AVENIDA PAULISTA, EM PARCERIA COM A LIVRARIA MARTINS

Leia mais

O selo Seguinte pertence à Editora Schwarcz S.A.

O selo Seguinte pertence à Editora Schwarcz S.A. Copyright do texto 2017 by Keka Reis Copyright das ilustrações 2017 by Vin Vogel O selo Seguinte pertence à Editora Schwarcz S.A. Grafia atualizada segundo o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO DEPARTAMENTO REGIONAL NO ACRE PROGRAMA EDUCAÇÃO

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO DEPARTAMENTO REGIONAL NO ACRE PROGRAMA EDUCAÇÃO SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO DEPARTAMENTO REGIONAL NO ACRE PROGRAMA EDUCAÇÃO REGIMENTO DA ESCOLA SESC EDUCAÇÃO INFANTIL e ENSINO FUNDAMENTAL I RIO BRANCO AC, 2016 1 Horário de funcionamento das aulas: Segunda

Leia mais

Manual do Aluno 2016

Manual do Aluno 2016 Manual do Aluno 2016 Educação Infantil e Ensino Fundamental I Mensagem para o aluno(a) O Colégio Santa Ângela sente-se feliz e honrado em tê-lo como aluno(a) no ano letivo que se inicia. No C. S. A., o

Leia mais

Os primeiros passos para o empreendedori smo digital.

Os primeiros passos para o empreendedori smo digital. Os primeiros passos para o empreendedori smo digital. Aprenda primeiro e coloque em prática. Índice: Introdução O que é preciso para se tornar um empreendedor digital. Quais os passos que é preciso seguir

Leia mais

Residência Saúde 2013 PROVA OBJETIVA PROVA DISCURSIVA SERVIÇO SOCIAL PROVA DISCURSIVA. Residência Multiprofissional em Saúde do Idoso ORGANIZADOR

Residência Saúde 2013 PROVA OBJETIVA PROVA DISCURSIVA SERVIÇO SOCIAL PROVA DISCURSIVA. Residência Multiprofissional em Saúde do Idoso ORGANIZADOR Residência Saúde 2013 SERVIÇO SOCIAL Residência Multiprofissional em Saúde do Idoso 1 CONTEÚDO GERAL Em um ambulatório de geriatria, a equipe multiprofissional atende a um idoso de 85 anos, que comparece

Leia mais

Na internet Leitura: atividades

Na internet Leitura: atividades Na internet Leitura: atividades 1. Com base no que você leu neste texto, enumere as vantagens e as desvantagens de se paquerar pelo computador. Você encontrou alguma dica nova ou diferente das que você

Leia mais

manhã a minha irmã Inês vai ter o seu primeiro dia de escola. Há mais de uma semana que anda muito irrequieta e não para de me fazer perguntas,

manhã a minha irmã Inês vai ter o seu primeiro dia de escola. Há mais de uma semana que anda muito irrequieta e não para de me fazer perguntas, 5 6 manhã a minha irmã Inês vai ter o seu primeiro dia de escola. Há mais de uma semana que anda muito irrequieta e não para de me fazer perguntas, sempre a incomodar-me. Por vezes, eu divirto-me a responder.

Leia mais

PERSONAL SHOPPER - NATAL!! Arrase nas vendas e conquiste tudo na MARY KAY!!

PERSONAL SHOPPER - NATAL!! Arrase nas vendas e conquiste tudo na MARY KAY!! PERSONAL SHOPPER - NATAL!! Arrase nas vendas e conquiste tudo na MARY KAY!! GEEENTE A MARY KAY É MUITO TOP! VEJAM QUANTA NOVIDADE! PROMOÇÕES DE ARRASAR!! QUER GANHAR MUITO DINHEIRO NESTE NATAL? QUANTO?

Leia mais

Humanização na Emergência. Disciplna Urgência e Emergência Profª Janaína Santos Valente

Humanização na Emergência. Disciplna Urgência e Emergência Profª Janaína Santos Valente Humanização na Emergência Disciplna Urgência e Emergência Profª Janaína Santos Valente A Enfermagem em cuidados intensivos requer uma capacidade de lidar com situações cruciais com uma velocidade e precisão

Leia mais

o menino transparente

o menino transparente projeto pedagógico o menino transparente Rua Roma, 90 Edifício Roma Business 7 o andar Lapa São Paulo SP CEP 05050-090 divulgação escolar (11) 3874-0884 divulga@melhoramentos.com.br www.editoramelhoramentos.com.br

Leia mais

Preocupação com a alimentação saudável

Preocupação com a alimentação saudável Preocupação com a alimentação saudável Projeto: Nossa alimentação nossa vida Você cuida da sua alimentação? Nosso objetivo é conhecer os alimentos e incentivar as pessoas a comerem alimentos mais saudáveis.

Leia mais

Sara Borges. Ilustrado por: João Horta

Sara Borges. Ilustrado por: João Horta Sara Borges Ilustrado por: João Horta Título: Dislexia Autor: Sara Borges Ilustração: João Horta 1º Edição: Novembro 2012 ISNB: 978-3-16-148410-0 Porto Editora Rua da Restauração, 365 4099-023 Porto Eu

Leia mais

VIVÊNCIA ACADÊMICA NAS AULAS DE ARTE DA ESCOLA ESTADUAL PROFª LENI MARLENE JACOB

VIVÊNCIA ACADÊMICA NAS AULAS DE ARTE DA ESCOLA ESTADUAL PROFª LENI MARLENE JACOB VIVÊNCIA ACADÊMICA NAS AULAS DE ARTE DA ESCOLA ESTADUAL PROFª LENI MARLENE JACOB Bruna Karla Zapotoczny 1, Isabel Cristina Rickli Ramos ¹, Lais Stadler de Campos ¹ Daiane Solange Stoeberl da Cunha 2, Juliana

Leia mais

Colégio Nomelini Cirandinha Código Disciplinar e de Conduta

Colégio Nomelini Cirandinha Código Disciplinar e de Conduta Colégio Nomelini Cirandinha Código Disciplinar e de Conduta Versão de 09.10.14 Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio Sumário Sumário 1. Pontualidade... 2 2 Uso do Uniforme... 3 3 Saída Antecipada...

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF. MÁRIO PAIXÃO

LÍNGUA PORTUGUESA 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF. MÁRIO PAIXÃO LÍNGUA PORTUGUESA 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF. MÁRIO PAIXÃO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade III Trabalho: a trajetória humana, suas produções e manifestações. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

1ª edição Projeto Timóteo Como Pregar Mensagens Bíblicas Apostila do Orientador

1ª edição Projeto Timóteo Como Pregar Mensagens Bíblicas Apostila do Orientador Como Pregar Mensagens Bíblicas Projeto Timóteo Apostila do Orientador Como Pregar Mensagens Bíblicas Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza

Leia mais

A INDISCIPLINA NA REDE ESCOLAR

A INDISCIPLINA NA REDE ESCOLAR Anais do IX Seminário de PBIC Volume 1 211 Anápolis-Go A INDISCIPLINA NA REDE ESCOLAR CAMPOS, Glender Berlanda 1 PEREIRA, Rogério 2 VENÂNCIO, Patrícia Espíndola Mota 3 VIEIRA, Walkir Antonio 4 Objetivos

Leia mais

Sala 8 Gestão Pedagógica E. E. PROFA. NIDELSE MARTINS DE ALMEIDA

Sala 8 Gestão Pedagógica E. E. PROFA. NIDELSE MARTINS DE ALMEIDA Expectativas de aprendizagem: transposição do currículo prescrito para a prática docente Sala 8 Gestão Pedagógica E. E. PROFA. NIDELSE MARTINS DE ALMEIDA Professor(es) Apresentador(es): ALEX SILVIO DE

Leia mais

CAMINHOS ESCOLARES. No caminho de Paraisópolis tem... 2/2. XI MOSTRA CULTURAL DE PARAISÓPOLIS Encontro Socio-Educativo 25/maio/2016

CAMINHOS ESCOLARES. No caminho de Paraisópolis tem... 2/2. XI MOSTRA CULTURAL DE PARAISÓPOLIS Encontro Socio-Educativo 25/maio/2016 No caminho de Paraisópolis tem... 2/2 CAMINHOS ESCOLARES XI MOSTRA CULTURAL DE PARAISÓPOLIS Encontro Socio-Educativo 25/maio/2016 FOTO: Irene Quintáns E AS CRIANÇAS? COMO SÃO SEUS CAMINHOS? Diagrama: Irene

Leia mais