Pesquisa - O mercado brasileiro de produtos orgânicos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pesquisa - O mercado brasileiro de produtos orgânicos"

Transcrição

1 Pesquisa - O mercado brasileiro de produtos orgânicos 1 Curitiba 2011

2 Realização Inteligência IPD Orgânicos Patrocínio Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT) Instituto de Promoção do Desenvolvimento (IPD) Rua Dr. Correa Coelho, 741 Jardim Botânico Curitiba Paraná Brasil Telefone: (41) Apoio Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) Elaboração SOS Comex Importação, Exportação e Assessoria Ltda. Alethéa de Freitas Macena Coordenadora Executiva Assessoria Técnica Sidney Thiago dos Santos Colaborador Ming Chao Liu

3 APRESENTAÇÃO A presente pesquisa O MERCADO BRASILEIRO DE PRODUTOS ORGÂNICOS foi elaborado pela Inteligência Comercial do Instituto de Promoção do Desenvolvimento (IPD), através de dados primários, com base nos resultados obtidos nas palestras e pesquisas com os participantes do setor de orgânicos durante nove seminários realizados em diferentes estados brasileiros, e através de dados secundários, disponibilizados pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimento (Apex-Brasil) e por agentes da cadeia de comercialização de produtos orgânicos. O estudo teve como objetivo mapear, destacadamente, o segmento de alimentos e bebidas orgânicas no Brasil, identificando os principais agentes no mercado interno, a dinâmica da demanda, bem como as tendências e oportunidades. 3 Após a realização do relatório PERFIL DO MERCADO ORGÂNICO BRASILEIRO COMO PROCESSO DE INCLUSÃO SOCIAL, no qual foi mapeada a oferta de produtos orgânicos no Brasil, com base na análise nos dados do Censo Agropecuário 2006 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), observou-se a necessidade de estudo mais aprofundado com relação à demanda do mercado brasileiro. A elaboração desta pesquisa foi viabilizada por meio do convênio número /2010 com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), e contou com o apoio da Apex-Brasil. O IPD, organização privada de fomento, identifica iniciativas inovadoras e desenvolve projetos que possam contribuir para um modelo de desenvolvimento sustentável, baseado no crescimento do indivíduo. O Instituto mantém outros convênios com foco no segmento de orgânicos, envolvendo: - a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), com o projeto ORGANICS BRASIL (www.organicsbrasil.org). Projeto de abrangência nacional e internacional, que conta atualmente com 72

4 empresas associadas e atingiu exportações que superam os USD 108,2 milhões; - o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Nacional), com o projeto PAS ORGÂNICO (www.pas.senai.br). Projeto de âmbito nacional de capacitação de multiplicadores com relação ao Alimento Seguro; - a Confederação Nacional da Indústria (CNI), por meio do Centro Internacional de Negócios (CIN-PR), com o projeto CENTRO DE ATENDIMENTO EM ORGÂNICOS. Projeto estruturante de âmbito nacional de capacitação de técnicos do CIN e SENAI de 9 estados, tendo capacitado 20 técnicos multiplicadores; - o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) com o projeto NOVE SEMINÁRIOS "PRODUÇÃO ORGÂNICA COMO CAMINHO PARA INCLUSÃO SOCIAL. Projeto de abrangência nacional resultou na participação de aproximadamente pessoas; - o Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA) com o Projeto APOIO À PARTICIPAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR NA BIOFACH 2011, EM NUREMBERG, ALEMANHA. Projeto de abrangência nacional que permitiu a participação de 12 empreendimentos da agricultura familiar; - a UNICEF e do PNUD para estruturação do PORTAL DOS OBJETIVOS DO MILÊNIO e também gestão do OBSERVATÓRIO REGIONAL BASE DE INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE-ORBIS. Projeto de abrangência nacional que é utilizado por instituições do setor público e privado como referência de indicadores sustentáveis. - a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (CODEVASF) do Ministério da Integração Nacional (MI) com o PROJETO DE ATER - DINAMIZAÇÃO ECONÔMICA DA AGRICULTURA FAMILIAR DO PERÍMETRO IRRIGADO JAÍBA ETAPA I, de abrangência regional, na capacitação de 30 filhos de agricultores familiares para comercialização de seus produtos. 4 O IPD faz parte do grupo de trabalho da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva Orgânica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), é membro da International Federation of Organic Agriculture Movements (IFOAM), participa de movimentos como a Iniciativa Pró-Alimento Sustentável (IPAS) (www.ipasbrasil.com.br); Nós Podemos Paraná (http://www.fiepr.org.br/nospodemosparana); integra o Fórum Paranaense de Tecnologias Sociais; dentre outros. A marca Instituto neste segmento. foi criada em razão do número de ações e iniciativas do

5 LISTAS LISTA 1 FEIRAS INTERNACIONAIS DE PRODUTOS ORGÂNICOS...30 LISTA 2 FEIRA LIVRE ORGÂNICA...30 LISTA 3 SPAS...32 LISTA 4 HOTÉIS E POUSADAS...32 LISTA 5 LOJAS ESPECIALIZADAS EM PRODUTOS ORGÂNICOS NOS PRINCIPAIS ESTADOS LISTA 6 RESTAURANTES...38

6 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO ALIMENTOS E BEBIDAS ORGÂNICOS NO BRASIL O CONSUMIDOR DE PRODUTOS ORGÂNICOS NO BRASIL AGENTES DO MERCADO BRASILEIRO DE ORGÂNICOS DINÂMICA DO MERCADO DE ORGÂNICOS NO BRASIL, TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES CONCLUSÃO REFERÊNCIAS... 27

7 LISTA DE FIGURAS FIGURA 1 VALOR DE VENDA DE PRODUTOS ORGÂNICOS NO MUNDO E NO BRASIL...10 FIGURA 2 PRODUTOS ORGÂNICOS FRESCOS...12 FIGURA 3 PRODUTOS ORGÂNICOS EMBALADOS - ALIMENTOS E BEBIDAS FIGURA 4 VENDA DE PRODUTOS ORGÂNICOS NOS SUPERMERCADOS DE ALGUNS PAÍSES...16 FIGURA 5 MARCA PRÓPRIA DAS PRINCIPAIS REDES DE VAREJO NO BRASIL...17 FIGURA 6 DIVERSIDADE DE PRODUTOS COM MARCA PRÓPRIA DAS PRINCIPAIS REDES DE VAREJO NO BRASIL...18 FIGURA 7 VENDA DE ORGÂNICOS DO GRUPO PÃO DE AÇÚCAR NOS ÚLTIMOS 9 ANOS...19 FIGURA 8 REDE DE LOJAS MUNDO VERDE...20 FIGURA 9 MERCADO MUNICIPAL DE CURITIBA...20 FIGURA 10 FOTO ILUSTRATIVA DE FEIRA LIVRE...21 FIGURA 11 FOTO ILUSTRATIVA DE FOOD SERVICE...21 FIGURA 12 FIGURA 12 DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS PELA MERENDA ESCOLAR...22

8 1 INTRODUÇÃO Os alimentos e bebidas provenientes da agricultura orgânica são cada vez mais comuns nos mercados consumidores brasileiros. Novos canais de distribuição e de comercialização possibilitaram que os produtos orgânicos alcançassem maior número de consumidores, tornando a demanda mais regular. 8 O Brasil encontra-se entre os maiores produtores de orgânicos do mundo, conforme relatório The World Organic Agriculture, elaborado pelo Research Institute of Organic Agriculture (FIBL) e pela International Federation of Organic Agriculture Movements (IFOAM) e (FIBL/INFOAM, 2010). Segundo dados do Censo Agropecuário 2006, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil conta com 4,93 milhões de hectares de área destinada ao cultivo de produtos orgânicos. A legislação em vigor a partir de 2011 exige o registro do produtor no Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para ser considerado como produtor orgânico certificado. Para obter essa certificação e o selo de garantia de produto orgânico, o interessado precisa cumprir um conjunto de rito legal estipulado pela Lei Federal (BRASIL, 2003), regulamentada pelo Decreto Federal (BRASIL, 2007), além das Instruções Normativas 19 e 50 (BRASIL, 2009) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). A certificação pode ser realizada de três formas: por auditoria; por sistema participativo de garantia; e pelo controle social na venda direta. Neste último caso, a legislação brasileira abriu uma exceção na obrigatoriedade de certificação dos produtos orgânicos para a agricultura familiar. Exige-se, porém, o credenciamento em uma organização de controle social cadastrada em órgão fiscalizador oficial.

9 Mostra-se abaixo o selo oficial de garantia do produto orgânico brasileiro: As empresas e produtores orgânicos que ainda não possuem o selo oficial de garantia do MAPA em seus produtos correm o risco de sofrer penalidades como, multas e apreensões da mercadoria. 9 O número de estabelecimentos orgânicos apontados pelo Censo Agropecuário 2006 é de , contudo até de janeiro de 2011 apenas produtores estavam registrados no Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos (MAPA, 2011). O Censo Agropecuário 2006 e as informações oficiais do setor no ano de 2011, ainda incompletas, permitem direcionar as prioridades do MAPA e preparar um levantamento mais completo do setor no próximo Censo Agropecuário a ser executado pelo IBGE em Os principais dados do mercado externo do setor de Orgânicos são compilados por meio do projeto OrganicsBrasil, do IPD/Apex-Brasil, dentre as empresas responsáveis pela vendas externas do País. Até 2010 os únicos dados oficiais disponíveis setor de Orgânicos constavam do Censo Agropecuário 2006, do IBGE, e os demais envolviam estimativas. A formulação de políticas públicas responsáveis exige dados oficiais para o estabelecimento de metas e monitoramento dos resultados para que o setor se estruture, ganhando importância econômica, social e ambiental.

10 2 ALIMENTOS E BEBIDAS ORGÂNICOS NO BRASIL Segundo as estimativas da Organic Monitor, as vendas globais de produtos orgânicos no mundo atingiram USD 50,9 bilhões em 2008, dobrando o valor de USD 25 bilhões verificado em No Brasil, conforme dados do Censo Agropecuário 2006 do IBGE, o valor de venda de produtos orgânicos dos estabelecimentos certificados e não certificados, por entidade credenciadora, atingiram R$ 1,3 bilhões naquele ano. Destes, R$ 350,9 milhões referem-se aos estabelecimentos certificados por entidade credenciadora (FIGURA 1). 10 FIGURA 1 VALOR DE VENDA DE PRODUTOS ORGÂNICOS NO MUNDO E NO BRASIL Fonte: Mundo Organic Monitor, 2008; Brasil Censo Agropecuário 2006, IBGE. De acordo com os dados do IBGE, as vendas estão concentradas em Minas Gerais, Bahia, São Paulo, Rio Grande do Sul, Ceará, Paraná e Pernambuco (GRÁFICO 1).

11 GRÁFICO 1 VALORES DE VENDA DE PRODUTOS ORGÂNICOS POR ESTADO (R$) 11 Fonte: Censo Agropecuário 2006 (IBGE). Considerando o crescimento estimado do setor de 20% ao ano projeta-se para 2010, faturamento de R$ 630 milhões. Usando-se se a taxa média de conversão do dólar de 1,7 e que, aproximadamente, 70% sejam vendas destinadas ao mercado externo, estimam-se se exportações de USD 250 milhões naquele ano (Projeto Organics Brasil IPD/Apex-Brasil). A crise mundial de 2008, bem como às alterações na legislação brasileira de orgânicos, mudaram o foco de algumas empresas, do mercado externo para o mercado interno. Tal tendência consolidou-se se em 2010 como resultado da valorização do Real, com a consequente perda de competitividade do produto nacional. Com a constante desvalorização da moeda americana, a importação de produtos orgânicos passou a ser vista por várias empresas do setor como

12 oportunidade de negócio, apesar da barreira de adequação dos produtos orgânicos importados à legislação nacional em A maior parte da comercialização de produtos orgânicos o ainda está concentrada em alimentos frescos, como frutas e vegetais. As vendas de 2008 para 2009 aumentaram em 9%, segundo o Grupo Pão de Açúcar (FIGURA 2). Contudo, o consumo não se restringe aos produtos frescos. Arroz, molhos, condimentos e conservas servas foram os produtos mais procurados na área de alimentos embalados orgânicos. FIGURA 2 PRODUTOS ORGÂNICOS FRESCOS Fonte: Grupo Pão de Açúcar. O potencial dos alimentos embalados orgânicos atraiu investimentos na área de varejo em O Grupo Pão de Açúcar iniciou com iogurtes orgânicos, azeites de oliva, biscoitos e arroz com a marca Taeq e sua diretoria decidiu ampliar os investimentos em 40% nas vendas de produtos orgânicos, incluindo alimentos frescos e a granel. 12

13 Os preços dos produtos orgânicos embalados evidenciaram aumento moderado. Os principais fornecedores do arroz e dos ingredientes dos molhos, condimentos e conservas, reajustaram preços conforme a demanda da indústria versus a oferta de matéria-prima disponível. As bebidas orgânicas estão associadas ao fornecimento de alguns benefícios à saúde humana, o que ajuda a impulsionar as vendas. Isto é particularmente percebido quanto ao chá verde, considerado produto auxiliar na perda de peso e os sucos 100% orgânicos, principalmente de laranja e uva, que colaboram com o sistema imunológico e apresentam propriedades anti-envelhecimento. 13 As vendas de bebidas orgânicas aumentaram 6% de 2008 para 2009 no Brasil. O setor foi influenciado pelo desempenho do café fresco orgânico, que detinha 77% das vendas globais em O café orgânico fresco experimentou crescimento de apenas 1% do valor em 2009, devido à menor produção de café, consequencia de altas temperaturas e chuvas mais intensas que o normal no Brasil, que resultaram em preços unitários mais elevados. As bebidas orgânicas, posicionadas como produtos premium, são geralmente de 100 a 300% mais caras que as convencionais. A baixa oferta de produtos, como resultado da limitação das matérias-primas orgânicas foi o principal motivo para essa diferença de preço tão elevada em relação ao convencional. Os supermercados/hipermercados continuam detendo as maiores vendas de alimentos e bebidas no Brasil, representando quase 80% do mercado. A presença cada vez maior de lojas especializadas em produtos naturais levou os fabricantes a diversificar a sua distribuição, ampliando seus canais de vendas por meio de atividades de promoção e merchandising. O Grupo Pão de Açúcar, o maior varejista do Brasil, aumentou seus investimentos na diversificação de seu portfólio de produtos orgânicos, incluindo bebidas orgânicas (FIGURA 3). Também pode-se encontar outras bebidas orgânicas da marca Taeq como chocolate em pó e chás orgânico em sua

14 carteira. Além disso, anunciou sua intenção de continuar a diversificar a carteira de Taeq em futuro próximo. 14 FIGURA 3 PRODUTOS ORGÂNICOS EMBALADOS - ALIMENTOS E BEBIDAS Fonte: Grupo Pão de Açúcar.

15 2.1 O CONSUMIDOR DE PRODUTOS ORGÂNICOS NO BRASIL O produto orgânico brasileiro, ainda é percebido pela maioria dos consumidores como alimento saudável, sem a utilização de agrotóxicos. Fazem parte deste grupo, os consumidores que além de perceberem os benefícios dos orgânicos, são menos sensíveis aos preços que podem alcançar mais de 100% do valor do similar convencional. Em sua maioria, possuem alto grau de instrução, geralmente com nível superior e são predominantemente da classe média. São indivíduos preocupados com a segurança e qualidade dos produtos. 15 Com a divulgação da garantia de qualidade e a credibilidade do produto orgânico, a procura por tais alimentos deverá aumentar. Percebe-se a necessidade de investimentos a serem efetuados no esclarecimento do consumidor com relação aos benefícios dos orgânicos, que envolve o desenvolvimento de um sistema de produção sustentável, respeitando o produtor, o consumidor e o meio ambiente. Na pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira Meio Ambiente, que trata de questões ambientais, realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo IBOPE divulgada em dezembro de 2010, mostrou que a maioria do consumidor brasileiro está disposto a pagar mais caro por um produto que não polui o meio ambiente. Concordaram com esta afirmativa 68% do universo pesquisado, enquanto 24% se mostraram contrários à idéia. Essa tendência foi verificada mesmo entre a população com baixa renda familiar. Característica importante dos consumidores de orgânicos envolve a fidelização do produto e também a garantia de frequência de compras. Tal fato atrai novos canais de venda para o setor, possibilitando também oportunidades ao pequeno produtor.

16 3 AGENTES DO MERCADO BRASILEIRO DE ORGÂNICOS Em comparação a alguns países, a venda de produtos orgânicos no Brasil por meio das redes de supermercados chega à expressiva cifra de 77%, indicando alta concentração do canal de distribuição em relação aos demais (FIGURA 4). 16 México 85% Argentina 80% BRASIL 77% Reino Unido 74% Suíça 57% França 38% Estados Unidos 31% Alemanha 26% Itália 23% FIGURA 4 VENDA DE PRODUTOS ORGÂNICOS NOS SUPERMERCADOS DE ALGUNS PAÍSES Fonte: Grupo Pão de Açúcar, 2011.

17 Os supermercados brasileiros crescem em vendas, em números, nos formatos de lojas e em qualidade dos serviços prestados à população de todas as classes de todas as rendas. As vendas em 2010 foram cerca de 5% superiores em valor, e 7% em volume, em relação ao ano anterior. A estimativa é de se chegar ao faturamento de R$ 200 bilhões em 2011, com geração direta de cerca de 1 milhão de empregos (ABRAS, 2011). As principais redes de varejo no Brasil, Companhia Brasileira de Distribuição Grupo Pão de Açúcar; Carrefour Comércio e Indústria Ltda; e Walmart Brasil Ltda investiram em marcas próprias e ganharam ampla aceitação e confiança dos consumidores. Além disso, podem desfrutar dos benefícios de escala necessária para oferecer alta qualidade de produtos com preços mais baixos. A FIGURA 5 mostra algumas marcas próprias das três principais redes de varejo no Brasil. 17 FIGURA 5 MARCA PRÓPRIA DAS PRINCIPAIS REDES DE VAREJO NO Fonte: ABRAS, BRASIL

18 A FIGURA 6 evidencia a grande variedade e diversidade de produtos com marca própria dos grandes varejistas brasileiros. 18 FIGURA 6 DIVERSIDADE DE PRODUTOS COM MARCA PRÓPRIA DAS PRINCIPAIS REDES DE VAREJO NO BRASIL

19 O Grupo Pão de Açúcar divulgou os valores de venda de seus produtos orgânicos. Na FIGURA 7 pode-se observar a evolução do faturamento durante 9 anos da rede e também a diversificação de oferta de produtos. O Grupo obteve incremento nas vendas de 29,3%, de 2009 para FIGURA 7 VENDA DE ORGÂNICOS DO GRUPO PÃO DE AÇÚCAR NOS ÚLTIMOS 9 ANOS As lojas especializadas em produtos naturais e orgânicos, a exemplo da Rede Mundo Verde (FIGURA 8), constituem importante canal de distribuição e contribuem para dar acesso aos consumidores a produtos mais específicos.

20 20 FIGURA 8 REDE DE LOJAS MUNDO VERDE O Mercado Municipal de Produtos Orgânicos de Curitiba (FIGURA 9), único no Brasil, foi pioneiro no segmento e serve de referência na comercialização de orgânicos. FIGURA 9 MERCADO MUNICIPAL DE CURITIBA As feiras livres orgânicas (FIGURA 10) que realizam vendas diretas ao consumidor, existentes em vários municípios brasileiros, assumem grande importância para o fortalecimento da agricultura familiar, pois estes representam

21 mais de 80% dos produtores orgânicos no Brasil (Censo Agropecuário 2006, IBGE); 21 FIGURA 10 FOTO ILUSTRATIVA DE FEIRA LIVRE Food Service tornou-se importante canal de venda de produtos orgânicos, incluindo restaurantes, hotéis e bares. Também existem empresas que oferecem produtos orgânicos em refeitórios industriais (FIGURA 11). FIGURA 11 FOTO ILUSTRATIVA DE FOOD SERVICE Sob o ponto de vista institucional, considerando que mais de 80% dos produtores orgânicos brasileiros são da agricultura familiar (Censo Agropecuário 2006), destaca-se o Programa de Merenda Escolar (FIGURA 12) que abastece com alimentos as escolas escolas públicas brasileiras. Trata-se de prioridade para a sociedade brasileira. A Lei Federal nº /2009, determina que pelo menos 30% dos recursos repassados aos municípios pelo Fundo Nacional de

22 Desenvolvimento da Educação (FNDE) para alimentação escolar, sejam utilizados para comprar produtos da agricultura familiar e/ou do empreendedor familiar rural ou de suas organizações, priorizando as compras dos assentamentos de reforma agrária, das comunidades tradicionais indígenas e das comunidades quilombolas. 22 FIGURA 12 DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS PELA MERENDA ESCOLAR O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), uma das ações do Fome Zero, tem por objetivos garantir o fornecimento de alimentos em quantidade, qualidade e regularidade às populações em situação de insegurança alimentar e nutricional; e promover a inclusão social no campo por meio do fortalecimento da agricultura familiar. O PAA, um instrumento de política pública, foi instituído pelo artigo 19 da Lei nº (BRASIL, 2003) e regulamentado pelo Decreto nº (BRASIL, 2008), alterado pelo Decreto nº (BRASIL, 2009). Todos os recursos do Programa só podem ser gastos na aquisição de alimentos produzidos pelos produtores familiares e/ou suas organizações. O Grupo Gestor do PAA, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, é composto por representantes de vários outros ministérios. No Distrito Federal, a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento coordena as ações e a EMATER-DF é o agente executor do Programa.

23 O Programa adquire alimentos, com isenção de licitação, por preços de referência que não podem ser superiores nem inferiores aos praticados nos mercados regionais e paga até 30% a mais pelo produto orgânico fornecido pelo produtor da agricultura familiar e/ou suas organizações. Os alimentos adquiridos pelo Programa são destinados às pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional, atendidas por programas sociais locais e demais cidadãos em situação de risco alimentar, como indígenas, quilombolas, acampados da reforma agrária e atingidos por barragens. 23 A venda de produtos orgânicos pela Internet e a venda direta ao consumidor com entrega em sua residência constituem outros canais de distribuição do segmento. Para melhor detalhar os agentes do mercado brasileiro de orgânicos, na página 30 desta pesquisa encontra-se indicações das feiras internacionais de produtos orgânicos no Brasil, feira livre orgânica, spas, hotéis e pousadas, lojas especializadas e restaurantes.

24 4 DINÂMICA DO MERCADO DE ORGÂNICOS NO BRASIL, TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES A entrada de grandes varejistas com produtos orgânicos de marca própria será muito positiva para o desenvolvimento permanente de alimentos orgânicos, em longo prazo. A presença crescente de orgânicos nos supermercados e hipermercados irá atrair a atenção dos consumidores e poderá estimular o interesse de todas as classes sociais. 24 Conforme dados da Apex-Brasil, o setor de alimentos orgânicos deve expandirse em 46% no período em termos de valor constante entre 2009 e 2014, impulsionado pelo crescente interesse dos consumidores por produtos orgânicos e a melhor compreensão de seus benefícios a saúde, ao meio ambiente e ao ser humano. Como resultado, é possível que alguns setores com vendas insignificantes, tais como os produtos lácteos tenham cada vez mais procura pelo consumidor. Com a normatização legal na certificação de alimentos orgânicos e bebidas, o setor enfrentará problemas de disponibilidade de matérias-primas para a produção de alimentos processados, enquanto a demanda continuará crescendo. Da mesma forma como em anos passados, o governo brasileiro vai desempenhar um importante papel na área da agricultura convencional e espera-se que venha a financiar e estimular a produção de alimentos orgânicos. As empresas industriais e varejista do setor podem e devem orientar e sensibilizar os consumidores brasileiros com relação aos aspectos socioambientais que os alimentos orgânicos trazem em seu bojo. Também poderiam ser valorizados os produtos orgânicos, mediante detalhamento dos benefícios à saúde de ingredientes individuais na composição dos alimentos processados. A rede Whole Foods Market nos Estados Unidos, executa este trabalho com mérito e em cada loja encontram-se folhetos detalhando informações como produtos livres de glúten, como consumir o açúcar e o sal,

25 etc. No link é possível encontrar várias informações neste sentido. Os preços unitários mais elevados dos orgânicos em comparação com os produtos convencionais continuarão a restringir o crescimento do setor. Os fabricantes poderiam explorar o nicho dos produtos para a saúde e bem-estar, principalmente de produtos funcionais/fortificados, e introduzir produtos orgânicos que também ofereçam estas propriedades a fim de atrair novos consumidores. 25 Com relação ao mercado de bebidas orgânicas deve crescer cerca de 38% em termos de valor constante entre 2009 e 2014 no período, conforme dados da Apex-Brasil. O suco 100% orgânico e o chá verde orgânico continuarão a experimentar crescimento mais dinâmico de 17% e 14%, respectivamente, em termos de valor constante ao longo do mesmo período. Existe espaço para novas marcas de bebidas orgânicas à base de chocolate e com sabor de frutas e vegetais. Portanto, é esperado que empresas consolidadas continuem a investir em seus clientes, em redes de distribuição e em campanhas de marketing a fim de reforçar a sua presença, bem como obter o reconhecimento da marca.

26 5 CONCLUSÃO O ano de 2011 tornou-se histórico para o setor de orgânicos no Brasil. A legislação sobre o tema que entrou em vigor deverá proporcionar avanços e a consolidação da atividade, permitindo que a produção orgânica tenha plena expansão, e simultaneamente, obtenha importância econômica. A consciência do consumidor em relação aos produtos orgânicos permanece em níveis relativamente baixos. Muitos fornecedores e varejistas continuam oferecendo os alimentos orgânicos ao lado de produtos naturais, de demais alimentos saudáveis e de alimentos comuns. Porém, com a regulamentação de comercialização esta prática tende a diminuir. O número de consumidores que se interessam por saúde, por produtos naturais, buscando alimentos mais seguros tende a crescer e com o a nova legislação terão melhor acesso e disponibilidade para experimentar e consumir produtos orgânicos. 26 O mercado brasileiro apresenta grande potencial para os produtores locais e para produtores de outros países. Acredita-se que aos poucos irá aumentar a demanda por produtos orgânicos, por matérias-primas e por alimentos industrializados. Deverá também continuar crescendo o mercado por produtos naturais não-alimentícios, cosméticos e têxteis por exemplo. Esta dupla tendência poderá criar um efeito de crescimento recíproco também para os setores de prestação de serviços coligados. O aumento do segmento de consumidores com maior renda e com responsabilidade social, que buscam produtos e serviços de alta qualidade, saudável e que leva em conta as considerações em relação ao meio ambiente, faz com que as perspectivas futuras para o setor sejam bastante otimistas. O maior desafio do setor de orgânicos, além da garantia de fornecimento, será oferecer produtos com valores mais acessíveis para a o consumidor.

27 REFERÊNCIAS IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Agropecuário Rio de Janeiro, FIBL/IFOAM. Research Institute of Organic Agriculture/Internatinal Federation of Organic Agriculture Movements. The World of Organic Agriculture. Alemanha, BRASIL. Presidência da República. Lei de 23 de dezembro de Dispõe sobre a certificação e o controle de qualidade orgânica. Disponível em: Acesso em: 15/06/2011. BRASIL. Presidência da República. Decreto de 27 de dezembro de Regulamenta a Lei Federal /03. Disponível em: Acesso em: 15/06/2011. BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Instrução Normativa nº 19/2009 de 29 de maio de Aprova os mecanismos de controle e informação da qualidade orgânica e os formulários para o Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos. Disponível em: TextoAtoTematicaPortal&codigoTematica= Acesso em: 15/06/2011. BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Instrução Normativa nº 50/2009 de 29 de maio de Institui o selo único oficial do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica. Disponível em: TextoAtoTematicaPortal&codigoTematica= Acesso em: 15/06/2011.

28 BRASIL. Presidência da República, Casa Civil. Art. 19 da Lei nº , de 2 de julho de Institui o Programa de Aquisição de Alimentos com a finalidade de incentivar a agricultura familiar, compreendendo ações vinculadas à distribuição de produtos agropecuários para pessoas em situação de insegurança alimentar e à formação de estoques estratégicos. Disponível em: Acesso em: 15/06/2011. BRASIL. Presidência da República, Casa Civil. Decreto nº 6.447, de 07 de maio de Regulamenta o art. 19 da Lei no , de 2 de julho de 2003, que institui o Programa de Aquisição de Alimentos. Disponível em: Acesso em: 15/06/ BRASIL. Presidência da República, Casa Civil. Decreto nº 6.959, de 15 de setembro de Dá nova redação aos arts. 3o, 4o e 5o do Decreto no 6.447, de 7 de maio de 2008, que regulamenta o art. 19 da Lei no , de 2 de julho de 2003, que institui o Programa de Aquisição de Alimentos. Disponível em: Acesso em: 15/06/2011. ORGANIC MONITOR. Disponível em: Acesso em: 15/06/2011. ABRAS. Associação Brasileira de Supermercados. SuperHiper Panorama São Paulo, Mercado Municipal de Curitiba. Disponível em: Acesso em: 15/06/2011. Grupo Pão de Açúcar. Caras do Brasil. Disponível em: Acesso em: 15/06/2011.

29 Walmart, Comércio Solidário. Disponível em: Acesso em: 15/06/2011. Portal Orgânico. Disponível em: Acesso em: 15/06/

30 LISTA 1 FEIRAS INTERNACIONAIS DE PRODUTOS ORGÂNICOS Bio Brazil Fair Feira Internacional de Produtos Orgânicos e Agroecologia - Bienal do Ibirapuera São Paulo, SP junho. Biofach América Latina Transamérica Expo Center São Paulo, SP novembro. 30 LISTA 2 FEIRA LIVRE ORGÂNICA ADAO Associação Desenvolvimento Agropecuária Orgânica Aidê Viana Freire Aldeia Orgânica - Aldeia da Serra Aldeia Orgânica - Alphaville Andréa Aparecida de Moura Associação de Pequenos Agricultores de Franca Associação para o Desenvolvimento da Agricultura Orgânica Avenida São João Bosque dos Jequitibás Caçarema Campo de São Bento Centro de Convivência Cooperativa de Consumidores EcoTorres Espaço Agroecológico das Graças Espaço Agroecológico de Boa Viagem F.O.C.A Feira Orgânica de Campinas Feira Agroecológica Chico Mendes Feira Agroecológica da Praça de Casa Forte Feira Agroecológica de Olinda Feira Agroecológica de Serra Talhada Feira Agroecolágica de Serrinha Feira Agroecológica de Teresópolis Feira Aldeia da Serra "Aldeia Orgânica" Feira Alphaville "Aldeia Orgânica" Feira da Cobal do Humaitá Fortaleza - CE Goiânia - GO Santana do Parnaiba - SP Santana do Parnaiba - SP Osasco - SP Franca - SP Goiânia - GO Piracicaba - SP Campinas - SP Ilhéus - BA Campinas - SP Torres RS Recife - PE Recife - PE Campinas - SP Recife - PE Recife - PE Olinda - PE Serra Talhada - PE Serrinha - BA Teresópolis - RJ Barueri - SP Alphaville - SP

Apoio à comercialização da agricultura familiar

Apoio à comercialização da agricultura familiar Apoio à comercialização da agricultura familiar Programa de Aquisição de Alimentos 1. Contexto Liberalização dos mercados de produtos agrícolas (anos 90) Intenso processo de concentração de capitais no

Leia mais

10-13 junho 2015. Bienal do Ibirapuera São Paulo - SP. 11ª Feira Internacional de Produtos Orgânicos e Agroecologia. quarta a sábado 11h -19h

10-13 junho 2015. Bienal do Ibirapuera São Paulo - SP. 11ª Feira Internacional de Produtos Orgânicos e Agroecologia. quarta a sábado 11h -19h 11ª Feira Internacional de Produtos Orgânicos e Agroecologia 10-13 junho 2015 quarta a sábado 11h -19h Bienal do Ibirapuera São Paulo - SP Shutterstock Conecte-se a milhares de compradores que buscam novos

Leia mais

Experiências de APLs e outros Arranjos de Empresas no Estado do Rio de Janeiro: resultados alcançados e cenários futuros

Experiências de APLs e outros Arranjos de Empresas no Estado do Rio de Janeiro: resultados alcançados e cenários futuros Experiências de APLs e outros Arranjos de Empresas no Estado do Rio de Janeiro: resultados alcançados e cenários futuros > Lia Hasenclever (IE/UFRJ) 10º Encontro da ReINC 08 e 09 de novembro de 2007 Grupo

Leia mais

Interior de SP. Mailing Jornais

Interior de SP. Mailing Jornais São Paulo AGORA SÃO PAULO BRASIL ECONÔMICO D.C.I. DESTAK (SP) DIÁRIO DO COMMERCIO (SP) DIÁRIO DE SÃO PAULO DIÁRIO DO GRANDE ABC EMPREGO JÁ (SP) EMPREGOS & CONCURSOS (SP) EMPRESAS & NEGÓCIOS (SP) FOLHA

Leia mais

APRESENTAÇÃO PARTE 1 AGRICULTURA FAMILIAR NO BRASIL E O MDA-SAF PARTE 3 EXEMPLOS DE INICIATIVAS DE AGREGAÇÃO DE VALOR NA AGRICULTURA FAMILIAR

APRESENTAÇÃO PARTE 1 AGRICULTURA FAMILIAR NO BRASIL E O MDA-SAF PARTE 3 EXEMPLOS DE INICIATIVAS DE AGREGAÇÃO DE VALOR NA AGRICULTURA FAMILIAR MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO MDA E REGIÃO AMAZÔNICA: GERAÇÃO DE RENDA E AGREGAÇÃO DE VALOR NA PRODUÇÃO ORGÂNICA, AGROECOLÓGICA E EXTRATIVISTA DA AGRICULTURA FAMILIAR Manaus, 28.10.2011 APRESENTAÇÃO

Leia mais

Ranking Município P2i - Lead Alto Padrão Médio Padrão Baixo Padrão

Ranking Município P2i - Lead Alto Padrão Médio Padrão Baixo Padrão 1 São Bernardo do Campo -SP 0,8200 Ótimo Ótimo Ótimo 2 Campo Grande -MS 0,7670 Ótimo Ótimo Ótimo 3 Santo André -SP 0,7670 Ótimo Ótimo Ótimo 4 Osasco -SP 0,7460 Ótimo Ótimo Ótimo 5 Natal -RN 0,7390 Ótimo

Leia mais

Programa de Aquisição de Alimentos

Programa de Aquisição de Alimentos Programa de Aquisição de Alimentos Programa de Aquisição de Alimentos Produção Consumo Rede Socioassistencial Agricultura Familiar Inclui: Agricultores Familiares; Assentados; Povos e Comunidades Tradicionais;

Leia mais

Políticas Públicas são um conjunto de ações e decisões do governo, voltadas para facilitar a solução de problemas da sociedade.

Políticas Públicas são um conjunto de ações e decisões do governo, voltadas para facilitar a solução de problemas da sociedade. Políticas Públicas são um conjunto de ações e decisões do governo, voltadas para facilitar a solução de problemas da sociedade. Políticas Públicas são a totalidade de ações, metas e planos que os governos

Leia mais

UF MUNICÍPIO TIPO TELEFONE 1 TELEFONE 2 E-MAIL INSTITUCIONAL 1

UF MUNICÍPIO TIPO TELEFONE 1 TELEFONE 2 E-MAIL INSTITUCIONAL 1 AC Rio Branco Cerest Estadual (68) 3223-4266 cerest.saude@ac.gov.br AL Maceió Cerest Estadual (82) 3315-2759 (82) 3315-3920 cerest@saude.al.gov.br AL Maceió Cerest Regional (82) 3315-5260 cerest@sms.maceio.al.gov.br

Leia mais

Compras Institucionais. Programa de Aquisição de Alimentos

Compras Institucionais. Programa de Aquisição de Alimentos Compras Institucionais Programa de Aquisição de Alimentos Brasil Sem Miseria: Rota de Inclusao Produtiva Termo de compromisso ABRAS Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) Compras Privadas Promoção Comercial

Leia mais

Projeto. Das Roças e Florestas dos Povos e Comunidades Tradicionais e da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar

Projeto. Das Roças e Florestas dos Povos e Comunidades Tradicionais e da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar Projeto Das Roças e Florestas dos Povos e Comunidades Tradicionais e da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar Nutritivo para alimentação escolar Nutrição como Sustento e Sustentabilidade Nutrimento

Leia mais

Maria Luiza da Silva MEC/FNDE/PNAE

Maria Luiza da Silva MEC/FNDE/PNAE Maria Luiza da Silva MEC/FNDE/PNAE Art. 14. da Art. 14. Do total dos recursos financeiros repassados pelo FNDE, no âmbito do PNAE, no mínimo trinta por cento deverá ser utilizado na aquisição de gêneros

Leia mais

Programa de Aquisição de Alimentos - Conab

Programa de Aquisição de Alimentos - Conab Programa de Aquisição de Alimentos - Conab Exercício 2004 Sumário Executivo O presente documento procura sintetizar as ações desenvolvidas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) através do Programa

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN Fórum de debates sobre a pobreza e a segurança alimentar Campinas, 13 de outubro

Leia mais

PECUÁRIA SUSTENTÁVEL

PECUÁRIA SUSTENTÁVEL PECUÁRIA SUSTENTÁVEL 64 anos Professor e Administrador de empresas. 42 anos atuando no Grupo Pão Açúcar MARCIO MILAN Diretor de relações governamentais GPA Vice Presidente de relações políticas e institucionais

Leia mais

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 (Estudo Técnico nº 175) François E. J. de Bremaeker Salvador, julho de 2012 2 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo Associação

Leia mais

Consultoria e Projetos Preparando o solo, aplicando Preparados Biodinâmicos, Produzindo as sementes e Colhendo Bons Frutos

Consultoria e Projetos Preparando o solo, aplicando Preparados Biodinâmicos, Produzindo as sementes e Colhendo Bons Frutos Consultoria e Projetos Preparando o solo, aplicando Preparados Biodinâmicos, Produzindo as sementes e Colhendo Bons Frutos Projeto MDA Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria de Desenvolvimento

Leia mais

As Compras Públicas da Agricultura Familiar para Programas Sociais

As Compras Públicas da Agricultura Familiar para Programas Sociais As Compras Públicas da Agricultura Familiar para Programas Sociais INCLUSÃO PRODUTIVA RURAL Aumento da produção para segurança alimentar e ampliação de canais de comercialização Programa de Aquisição de

Leia mais

Orgânicos e desenvolvimento sustentável

Orgânicos e desenvolvimento sustentável Orgânicos e desenvolvimento sustentável SÉRGIO ANGHEBEN Gestor do Programa Desenvolvimento Rural Sustentável da Itaipu Binacional A princípio, gostaria de chamar atenção no quadro 1 para a área plantada

Leia mais

PGPM A. EGF B. AGF C. CONTRATO DE OPÇÃO SOV COV. Aquisições via Preços Mínimos. Via Leilões

PGPM A. EGF B. AGF C. CONTRATO DE OPÇÃO SOV COV. Aquisições via Preços Mínimos. Via Leilões PGPM A. EGF SOV COV B. AGF C. CONTRATO DE OPÇÃO Aquisições via Preços Mínimos Via Leilões Estados e Municípios Leite Compra Local Compra Direta Compra Especial Formação de Estoque Doação Simultânea EMPODER

Leia mais

10 ANOS. Conte até 10 e saiba por quê.

10 ANOS. Conte até 10 e saiba por quê. 10 ANOS O Programa de Aquisição de Alimentos completou dez anos. Instituído pela Lei nº 10.696, de 2 de julho de 2003, o PAA tem se consolidado como um instrumento de estímulo à organização produtiva e

Leia mais

O que é o PEIEX? Projeto Extensão Industrial Exportadora

O que é o PEIEX? Projeto Extensão Industrial Exportadora Escola Politécnica O que é o PEIEX? Convênio entre a Apex-Brasil e instituições de consultoria/pesquisa/ensino/tecnologia. Oferecimento de projetos gratuitos de capacitação/consultoria para empresas. O

Leia mais

PRÊMIO ABF-AFRAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2010 CATEGORIA FRANQUEADOR MASTER

PRÊMIO ABF-AFRAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2010 CATEGORIA FRANQUEADOR MASTER PRÊMIO ABF-AFRAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 2010 CATEGORIA FRANQUEADOR MASTER Seus Dados Nome empresa Água Doce Data de fundação 1990 Número de funcionários 28 colaboradores Localização (cidade e estado

Leia mais

Compra Institucional SESAN/MDS

Compra Institucional SESAN/MDS PAA Compra Institucional SESAN/MDS Apoio à agricultura familiar: produção Garantia Safra Assistência técnica (ATER/ATES) PRONAF Seguro Agrícola PGPAF PGPM 1ª e 2ª Água Melhoria da renda dos agricultores

Leia mais

CHAMADA DE SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR

CHAMADA DE SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR Carta Projeto MDA N 002/2012 IPD Curitiba, 13 de janeiro de 2012. IPD - INSTITUTO DE PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO CHAMADA DE SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR Chamada de Seleção de Empreendimentos

Leia mais

Desafios do Mercado de Alimentos e Bebidas Orgânicas. Fabio Ramos Novembro 2008

Desafios do Mercado de Alimentos e Bebidas Orgânicas. Fabio Ramos Novembro 2008 Desafios do Mercado de Alimentos e Bebidas Orgânicas Fabio Ramos Novembro 2008 Fundada em 1982 com a missão de prestar serviços de consultoria agropecuária, agroindustrial e desenvolvimento rural no Brasil

Leia mais

III CONGRESSO BRASILEIRO DO CACAU: INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SUSTENTABILIDADE

III CONGRESSO BRASILEIRO DO CACAU: INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SUSTENTABILIDADE III CONGRESSO BRASILEIRO DO CACAU: INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E SUSTENTABILIDADE Painel 8: O papel de Instituições Públicas para Desenvolvimento da Cacauicultura Brasileira O Cacau e a Agricultura Familiar Adriana

Leia mais

Regiões Metropolitanas do Brasil

Regiões Metropolitanas do Brasil Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia IPPUR/UFRJ CNPQ FAPERJ Regiões Metropolitanas do Brasil Equipe responsável Sol Garson Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro Juciano Martins Rodrigues Regiões Metropolitanas

Leia mais

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012

GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY. Oficina de Planejamento 2010-2012 GASTRONOMIA SUSTENTÁVEL - PARATY Oficina de Planejamento 2010-2012 Paraty, agosto de 2010 Objetivo da oficina Elaborar o Direcionamento Estratégico da Gastronomia Sustentável de Paraty para os próximos

Leia mais

Departamento de Geração de Renda e

Departamento de Geração de Renda e Departamento de Geração de Renda e Agregação de Valor - DGRAV ESTRUTURA DO MDA Gabinete do Ministro Secretaria Executiva Secretaria da Agricultura Familiar SAF Secretaria de Reordenamento Agrário - SRA

Leia mais

CENTRO DE ESTUDOS PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL SONDAGEM DAS EXPERIÊNCIAS DE MOEDAS ALTERNATIVAS EM CURSO NO BRASIL

CENTRO DE ESTUDOS PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL SONDAGEM DAS EXPERIÊNCIAS DE MOEDAS ALTERNATIVAS EM CURSO NO BRASIL CENTRO DE ESTUDOS PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL SONDAGEM DAS EXPERIÊNCIAS DE MOEDAS ALTERNATIVAS EM CURSO NO BRASIL Sondagem das Experiências de Moedas Alternativas em Curso no Brasil, Realizada através

Leia mais

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias 50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias Pesquisa realizada pela Rizzo Franchise e divulgada pela revista Exame listou as 50 cidades com as melhores oportunidades para abertura de

Leia mais

Governo do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP

Governo do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP Governo do Brasil Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP Integração Contratual para Acesso a Mercado Rodolfo Osorio de Oliveira Coordenador

Leia mais

Carta Projeto MDA N 001/2014 IPD Curitiba, 22 de abril de 2014. IPD - INSTITUTO DE PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO

Carta Projeto MDA N 001/2014 IPD Curitiba, 22 de abril de 2014. IPD - INSTITUTO DE PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO Carta Projeto MDA N 001/2014 IPD Curitiba, 22 de abril de 2014. IPD - INSTITUTO DE PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO CARTA DE SOLICITAÇÃO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE PARA EMPREENDIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR

Leia mais

Inovação. no Estado de São Paulo. Políticas Públicas para a promoção da Ciência, Tecnologia e

Inovação. no Estado de São Paulo. Políticas Públicas para a promoção da Ciência, Tecnologia e Políticas Públicas para a promoção da Ciência, Tecnologia e no Estado de São Paulo Inovação Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia Subsecretaria de Ciência e Tecnologia Vantagens

Leia mais

Oportunidades e Desafios Sylvia Wachsner

Oportunidades e Desafios Sylvia Wachsner Orgânicos: Oportunidades e Desafios Sylvia Wachsner O que são produtos orgânicos Os princípios agroecológicos contemplam o uso responsável do solo, da água, do ar e demais recursos naturais. Solos são

Leia mais

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Atores envolvidos Movimentos Sociais Agricultura Familiar Governos Universidades Comunidade Científica em Geral Parceiros Internacionais,

Leia mais

A fórmula da Alterdata. Ladmir Carvalho

A fórmula da Alterdata. Ladmir Carvalho A fórmula da Alterdata Ladmir Carvalho Transformações expressivas ao longo do tempo 1989 A Alterdata é fundada em Petrópolis/RJ com sistemas de DP e Contabilidade 1990 Nasce a Escrita Fiscal 1991 Filial

Leia mais

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR Com a aprovação da Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009, e da Resolução FNDE nº 38, de 16 de julho de 2009, as escolas

Leia mais

Casa UF Cidade HP FAROL AL Maceió HP JATIUCA AL Maceió SAMS MACEIO AL Maceió BP BARRA BA Salvador HP CABULA BA Salvador HP BONOCO BA Salvador HP

Casa UF Cidade HP FAROL AL Maceió HP JATIUCA AL Maceió SAMS MACEIO AL Maceió BP BARRA BA Salvador HP CABULA BA Salvador HP BONOCO BA Salvador HP Casa UF Cidade HP FAROL AL Maceió HP JATIUCA AL Maceió SAMS MACEIO AL Maceió BP BARRA BA Salvador HP CABULA BA Salvador HP BONOCO BA Salvador HP FEIRA SANTANA BA Feira de Santana HP GARIBALDI BA Salvador

Leia mais

Em plena expansão no País, a indústria de Shopping Centers do Brasil fechou o ano de 2012 com um faturamento de R$ 119,5 bilhões, antes os R$ 108,0

Em plena expansão no País, a indústria de Shopping Centers do Brasil fechou o ano de 2012 com um faturamento de R$ 119,5 bilhões, antes os R$ 108,0 Em plena expansão no País, a indústria de Shopping Centers do Brasil fechou o ano de 2012 com um faturamento de R$ 119,5 bilhões, antes os R$ 108,0 bilhões de 2011, um aumento de 10,6% no período, segundo

Leia mais

Projeto Execução Expositores

Projeto Execução Expositores Projeto Execução Expositores Realização: Cooperativa Agropecuária Petrópolis PIA EMATER RS ASCAR Prefeitura Municipal de Nova Petrópolis A ENTIDADE PROMOTORA DO RURALSHOW 2014. COOPERATIVA AGROPECUÁRIA

Leia mais

PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO. Resumo Executivo Pesquisa 2013

PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO. Resumo Executivo Pesquisa 2013 PERFIL DOS FABRICANTES DE ESTRUTURAS DE AÇO Resumo Executivo Pesquisa 2013 APRESENTAÇÃO Em ação conjunta para o melhor conhecimento das capacidades do mercado brasileiro da construção em aço, o CBCA Centro

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Agência Nacional de Vigilância Sanitária Agência Nacional de Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO DE DIRETORIA COLEGIADA n 49/13 Esta resolução tem por objetivo aplicar no âmbito da vigilância sanitária as diretrizes e os objetivos do Decreto nº 7.492,

Leia mais

Silvia do Amaral Rigon DNUT/UFPR CONSEA CORESAN - RMC

Silvia do Amaral Rigon DNUT/UFPR CONSEA CORESAN - RMC Silvia do Amaral Rigon DNUT/UFPR CONSEA CORESAN - RMC Lei federal 11.346 de 2006 (LOSAN): assessoria à Presidência da República Controle Social Monitoramento das políticas/ controle social com base nas

Leia mais

FOME ZERO. O papel do Brasil na luta global contra a fome e a pobreza

FOME ZERO. O papel do Brasil na luta global contra a fome e a pobreza FOME ZERO O papel do Brasil na luta global contra a fome e a pobreza Seminário Internacional sobre Seguro de Emergência e Seguro Agrícola Porto Alegre, RS -- Brasil 29 de junho a 2 de julho de 2005 Alguns

Leia mais

O Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar

O Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar O Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar A IDENTIFICAÇÃO DO PROBLEMA - DIAGNÓSTICO Prevalência de situação de segurança alimentar em domicílios particulares, por situação do domicílio

Leia mais

DATA: 05/05 AUDITÓRIO: OPERAÇÕES TEMA: SUSTENTABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES BRASILEIRAS: ONDE ESTAMOS? PALESTRANTE: NATHAN HERSZKOWICZ

DATA: 05/05 AUDITÓRIO: OPERAÇÕES TEMA: SUSTENTABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES BRASILEIRAS: ONDE ESTAMOS? PALESTRANTE: NATHAN HERSZKOWICZ DATA: 05/05 AUDITÓRIO: OPERAÇÕES TEMA: SUSTENTABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES BRASILEIRAS: ONDE ESTAMOS? PALESTRANTE: NATHAN HERSZKOWICZ Planejamento Boa Gestão Consciência Política Sustent bilidade Participação

Leia mais

A Indústria de Alimentação

A Indústria de Alimentação A Indústria de Alimentação 61 A indústria brasileira de alimentação está inserida na cadeia do agronegócio e representa parte significativa do PIB. O texto aponta as características do setor, seu desempenho

Leia mais

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL CONCURSO PÚBLICO PARA FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA O CARGO DE TÉCNICO BANCÁRIO NOVO CARREIRA ADMINISTRATIVA

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL CONCURSO PÚBLICO PARA FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA O CARGO DE TÉCNICO BANCÁRIO NOVO CARREIRA ADMINISTRATIVA Técnico Bancário Novo AC Cruzeiro do Sul 1618 CR* Técnico Bancário Novo AC Rio Branco 6648 CR * Técnico Bancário Novo AC Sena Madureira 1065 CR* Técnico Bancário Novo AL Maceió 22524 CR * Técnico Bancário

Leia mais

Objetivo do Projeto Articular, organizar e animar uma Rede Nacional

Objetivo do Projeto Articular, organizar e animar uma Rede Nacional Objetivo do Projeto Articular, organizar e animar uma Rede Nacional de Comercialização Solidária constituída por empreendimentos econômicos comerciais feiras permanentes, lojas e centrais/centros públicos

Leia mais

CONTROLE SOCIAL NA GARANTIA DA QUALIDADE DOS PRODUTOS ORGÂNICOS DA AGRICULTURA FAMÍLIAR

CONTROLE SOCIAL NA GARANTIA DA QUALIDADE DOS PRODUTOS ORGÂNICOS DA AGRICULTURA FAMÍLIAR 11. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( X) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA CONTROLE SOCIAL

Leia mais

AGILIDADE E SEGURANÇA Plataforma de negociação de alta tecnologia, que garante rapidez e segurança nas operações.

AGILIDADE E SEGURANÇA Plataforma de negociação de alta tecnologia, que garante rapidez e segurança nas operações. 1.6 Histórico Há 30 anos no mercado, a Futura Corretora iniciou suas atividades nos mercados de derivativos, como sóciafundadora da BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuros). Desde sua fundação, vem disseminando

Leia mais

SUAS e Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN: Desafios e Perspectivas para a Intersetorialiade

SUAS e Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN: Desafios e Perspectivas para a Intersetorialiade SUAS e Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN: Desafios e Perspectivas para a Intersetorialiade XIV ENCONTRO NACIONAL DO CONGEMAS Fortaleza, 22 e 23 de março de 2012 História recente

Leia mais

DILMA ROUSSEFF Presidenta da República. PATRUS ANANIAS Ministro do Desenvolvimento Agrário

DILMA ROUSSEFF Presidenta da República. PATRUS ANANIAS Ministro do Desenvolvimento Agrário DILMA ROUSSEFF Presidenta da República PATRUS ANANIAS Ministro do Desenvolvimento Agrário MARIA FERNANDA RAMOS COELHO Secretária Executiva do Ministério do Desenvolvimento Agrário MARIA LÚCIA DE OLIVEIRA

Leia mais

INTEGRAÇÃO NA CADEIA PRODUTIVA COM USO DE

INTEGRAÇÃO NA CADEIA PRODUTIVA COM USO DE Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo - SDC Departamento de Cooperativismo e Associativismo - DENACOOP INTEGRAÇÃO NA CADEIA PRODUTIVA COM USO DE CONSÓRCIO Raul de Oliveira Fontoura

Leia mais

A experiência do Brasil na promoção do direito humano à alimentação adequada a partir do fortalecimento da agricultura familiar e camponesa

A experiência do Brasil na promoção do direito humano à alimentação adequada a partir do fortalecimento da agricultura familiar e camponesa Seminário Agrícola Internacional Bruxelas, 4 e 5 de maio de 2009 Bélgica A experiência do Brasil na promoção do direito humano à alimentação adequada a partir do fortalecimento da agricultura familiar

Leia mais

Pesquisa Nacional Fiesp/IBOPE sobre o Perfil do Consumo de Alimentos no Brasil

Pesquisa Nacional Fiesp/IBOPE sobre o Perfil do Consumo de Alimentos no Brasil Pesquisa Nacional Fiesp/IBOPE sobre o Perfil do Consumo de Alimentos no Brasil Introdução e objetivo Para avaliar o grau de aderência do consumidor brasileiro às tendências internacionais, a Fiesp encomendou

Leia mais

PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar. As ações para a Agricultura Familiar e o Controle Social

PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar. As ações para a Agricultura Familiar e o Controle Social PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar As ações para a Agricultura Familiar e o Controle Social Missão: Contribuir para a melhoria da educação por meio de ações educativas de alimentação e nutrição

Leia mais

Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos EAEA/UFG nataliaagronegocio@gmail.com

Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos EAEA/UFG nataliaagronegocio@gmail.com Segurança Alimentar e Agricultura Familiar: Análise do Programa da Gestão Integrada da Alimentação Escolar no Município de Goiânia-Go a Partir da Lei 11947/2009 Natalia Ferreira BARBOSA 1 Prof.º Dr. Luiz

Leia mais

PLANO SAFRA DA PESCA E AQUICULTURA 2015/2016

PLANO SAFRA DA PESCA E AQUICULTURA 2015/2016 PLANO SAFRA DA PESCA E AQUICULTURA 2015/2016 PLANO SAFRA DA PESCA E AQUICULTURA 2015/2016 Pilares do PSPA CRÉDITO PROMOÇÃO PROMOÇÃO DO DO CONSUMO PESQUEIRO PSPA INFRAESTRUTURA ASSISTÊNCIA TÉCNICA COMERCIALI

Leia mais

Programa Nacional de Alimentação Escolar/PNAE

Programa Nacional de Alimentação Escolar/PNAE Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Programa Nacional de Alimentação Escolar/PNAE Atualizações com base na Lei 11.947/2009 Alaíde Oliveira do Nascimento Coordenadora de fomento ao Controle Social

Leia mais

FRANCAL FEIRAS e NÜRNBERG MESSE

FRANCAL FEIRAS e NÜRNBERG MESSE Oportunidades de fortalecimento da imagem e realização de negócios FRANCAL FEIRAS e NÜRNBERG MESSE A BIO BRAZIL FAIR cresceu, se consolidou e acompanhou a tendência mundial. Buscou a segmentação do universo

Leia mais

Lote Produzidos Cidade UF Qte faturada

Lote Produzidos Cidade UF Qte faturada Lote Produzidos Cidade UF Qte faturada 1400008703 BELEM PA 339 1400008703 BELO HORIZONTE MG 2.034 1400008703 BRASILIA DF 1.356 1400008703 CONGONHAS MG 54 1400008703 CUIABA MT 678 1400008703 GOIANIA GO

Leia mais

3ª FEIRA DE TROCA DE SEMENTES, MUDAS E ANIMAIS CAIPIRAS DE CUNHA/SP 3ª FEIRA DE TROCA DE SEMENTES TRADICIONAIS E CRIOULAS DO ESTADO DE SP.

3ª FEIRA DE TROCA DE SEMENTES, MUDAS E ANIMAIS CAIPIRAS DE CUNHA/SP 3ª FEIRA DE TROCA DE SEMENTES TRADICIONAIS E CRIOULAS DO ESTADO DE SP. 3ª FEIRA DE TROCA DE SEMENTES, MUDAS E ANIMAIS CAIPIRAS DE CUNHA/SP 3ª FEIRA DE TROCA DE SEMENTES TRADICIONAIS E CRIOULAS DO ESTADO DE SP Realização CPORG/SP Apoio MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E

Leia mais

IPD - Instituto de Promoção do Desenvolvimento. Perfil do mercado orgânico brasileiro como processo de inclusão social

IPD - Instituto de Promoção do Desenvolvimento. Perfil do mercado orgânico brasileiro como processo de inclusão social IPD - Instituto de Promoção do Desenvolvimento Perfil do mercado orgânico brasileiro como processo de inclusão social Curitiba 2010 Realização Inteligência IPD Orgânicos Patrocínio Ministério de Ciência

Leia mais

PROGRAMAS PARA FORTALECER A COMPETITIVIDADE SETOR DE BRINQUEDOS

PROGRAMAS PARA FORTALECER A COMPETITIVIDADE SETOR DE BRINQUEDOS PROGRAMAS PARA FORTALECER A COMPETITIVIDADE SETOR DE BRINQUEDOS 1 Setor de Brinquedos Estratégias: Ampliação de Acesso e Conquista de Mercado Objetivos: 1 - Aumentar a competitividade; 2 - consolidar o

Leia mais

SISTEMA DE FRANQUIAS

SISTEMA DE FRANQUIAS SISTEMA DE FRANQUIAS O primeiro passo de um sonho Lojas Próprias Centro Copacabana Ipanema Leblon Tijuca I Tijuca II Barra Shopping Botafogo Praia Shopping Ilha Plaza Norte Shopping Nova América Rio Sul

Leia mais

Período de exposição e funcionamento dos Quiosques

Período de exposição e funcionamento dos Quiosques Chamamento Público para empreendimentos da agricultura familiar que tenham a intenção de participar dos Quiosques Brasil Orgânico e Sustentável durante os dias 11 a 27/06 em 10 cidades sedes da Copa de

Leia mais

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS

INDÚSTRIA DE ALIMENTOS DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE ALIMENTOS OUTUBRO DE 2015 PRODUTOS INDÚSTRIA DE ALIMENTOS NO BRASIL 2012 EXPORTAÇÕES US$ 43 Bilhões (23%) 23% Ásia 22% União Europeia FATURAMENTO

Leia mais

Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN. Departamento de Estruturação e Integração de Sistemas Públicos Agroalimentares DEISP

Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN. Departamento de Estruturação e Integração de Sistemas Públicos Agroalimentares DEISP MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME MDS Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN Departamento de Estruturação e Integração de Sistemas Públicos Agroalimentares DEISP

Leia mais

Mais de 73 milhões de reais para ampliar hemodiálise no SUS

Mais de 73 milhões de reais para ampliar hemodiálise no SUS Mais de 73 milhões de reais para ampliar hemodiálise no SUS Recursos destinados pelo Ministério da Saúde também vão melhorar a qualidade da assistência aos usuários da rede pública na área de nefrologia.

Leia mais

Breve Apresentação do Negócio

Breve Apresentação do Negócio CELEIRO-DIETA Breve Apresentação do Negócio DADOS DE CARACTERIZAÇÃO Designação Comercial Celeiro Dieta N.º Colaboradores N.º de Estabelecimentos 25 Dispersão Geográfica Nacional Facturação em 2010 Facturação

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO Nota Técnica elaborada em 01/2014 pela CGAN/DAB/SAS. MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NOTA TÉCNICA Nº15/2014-CGAN/DAB/SAS/MS

Leia mais

PRODUTO ORGÂNICO. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

PRODUTO ORGÂNICO. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento PRODUTO ORGÂNICO Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 2009 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta

Leia mais

DADOS MINISTERIO DA CIENCIA, TECNOLOGIA E INOVACAO ÓRGÃO CONCEDENTE MINISTERIO DA CIENCIA, TECNOLOGIA E INOVACAO

DADOS MINISTERIO DA CIENCIA, TECNOLOGIA E INOVACAO ÓRGÃO CONCEDENTE MINISTERIO DA CIENCIA, TECNOLOGIA E INOVACAO DADOS OBJETO DO CONVÊNIO: Apoio à realização de Seminários com o tema Inclusão Social e Inovação para Produção Orgânica : : CNPJ: 01146526000147 UF: PR MODALIDADE: Convênio SITUAÇÃO: Prestação de Contas

Leia mais

CAMPO FORMAÇÃO PROFISSIONAL PARA O FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR E O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL EM BASES TERRITORIAIS E AGROECOLÓGICAS

CAMPO FORMAÇÃO PROFISSIONAL PARA O FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR E O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL EM BASES TERRITORIAIS E AGROECOLÓGICAS PRONATEC CAMPO FORMAÇÃO PROFISSIONAL PARA O FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR E O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL EM BASES TERRITORIAIS E AGROECOLÓGICAS PRONATEC CAMPO O PRONATEC O Programa Nacional

Leia mais

AlphaVille Urbanismo. Eficiência e qualidade, compromissos cumpridos. Sede - AlphaVille Urbanismo AlphaVille, São Paulo

AlphaVille Urbanismo. Eficiência e qualidade, compromissos cumpridos. Sede - AlphaVille Urbanismo AlphaVille, São Paulo AlphaVille Urbanismo Eficiência e qualidade, compromissos cumpridos Sede - AlphaVille Urbanismo AlphaVille, São Paulo História A história de um conceito de bem viver 1974 2008 História A história de um

Leia mais

Em plena expansão no País, a indústria de Shopping Centers do Brasil fechou o ano de 2012 com um faturamento de R$ 119,5 bilhões, antes os R$ 108,0

Em plena expansão no País, a indústria de Shopping Centers do Brasil fechou o ano de 2012 com um faturamento de R$ 119,5 bilhões, antes os R$ 108,0 Em plena expansão no País, a indústria de Shopping Centers do Brasil fechou o ano de 2012 com um faturamento de R$ 119,5 bilhões, antes os R$ 108,0 bilhões de 2011, um aumento de 10,6% no período, segundo

Leia mais

Em plena expansão no País, a indústria de Shopping Centers do Brasil fechou o ano de 2012 com um faturamento de R$ 119,5 bilhões, antes os R$ 108,0

Em plena expansão no País, a indústria de Shopping Centers do Brasil fechou o ano de 2012 com um faturamento de R$ 119,5 bilhões, antes os R$ 108,0 Em plena expansão no País, a indústria de Shopping Centers do Brasil fechou o ano de 2012 com um faturamento de R$ 119,5 bilhões, antes os R$ 108,0 bilhões de 2011, um aumento de 10,6% no período, segundo

Leia mais

Investe São Paulo. Campinas, 17 de março de 2015

Investe São Paulo. Campinas, 17 de março de 2015 Investe São Paulo Campinas, 17 de março de 2015 Missão Ser a porta de entrada para novos investimentos e a expansão dos negócios existentes, gerando inovação tecnológica, emprego e renda. Promover a competitividade

Leia mais

Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR

Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR Projeto PODEMOS MAIS E MELHOR Mostra Local de: Londrina Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: "PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO

Leia mais

CUIDAR DA TERRA ALIMENTAR A SAÚDE CULTIVAR O FUTURO

CUIDAR DA TERRA ALIMENTAR A SAÚDE CULTIVAR O FUTURO CUIDAR DA TERRA ALIMENTAR A SAÚDE CULTIVAR O FUTURO Por que é importante dar preferência aos produtos orgânicos? Os sistemas de produção orgânica se baseiam em princípios da agroecologia e, portanto, buscam

Leia mais

Desenvolvimento da Agricultura Irrigada no Brasil, sob Cenários Sustentáveis (PCT BRA/IICA/08/002)

Desenvolvimento da Agricultura Irrigada no Brasil, sob Cenários Sustentáveis (PCT BRA/IICA/08/002) Desenvolvimento da Agricultura Irrigada no Brasil, sob Cenários Sustentáveis (PCT BRA/IICA/08/002) Data do Início: 01/01/2008 Data do Término: 31/12/2011 Valor: R$ 21.000.000,00 Objetivo: Desenvolvimento

Leia mais

Inserção da Agricultura Familiar na Alimentação Escolar. Estratégia e Políticas Públicas de Apoio da SAF/MDA

Inserção da Agricultura Familiar na Alimentação Escolar. Estratégia e Políticas Públicas de Apoio da SAF/MDA Inserção da Agricultura Familiar na Alimentação Escolar Estratégia e Políticas Públicas de Apoio da SAF/MDA Objetivo da Apresentação Possibilitar a compreensão das políticas públicas relacionadas e/ou

Leia mais

PLANO DE AÇÃO PARA EXECUÇÃO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA MAPA x ABRAS

PLANO DE AÇÃO PARA EXECUÇÃO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA MAPA x ABRAS PLANO DE AÇÃO PARA EXECUÇÃO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA MAPA x ABRAS Rosilene Ferreira Souto Luzia Souza Setembro 2014 Parceria Institucional com foco na rastreabilidade Acordo de Cooperação entre

Leia mais

Objetivos Consolidar uma política garantidora de direitos Reduzir ainda mais a desigualdade social

Objetivos Consolidar uma política garantidora de direitos Reduzir ainda mais a desigualdade social AGENDA SOCIAL AGENDA SOCIAL Estamos lutando por um Brasil sem pobreza, sem privilégios, sem discriminações. Um país de oportunidades para todos. A melhor forma para um país crescer é fazer que cada vez

Leia mais

MonteCarmo Shopping. Uma grande oportunidade de negócio esperando por você

MonteCarmo Shopping. Uma grande oportunidade de negócio esperando por você MonteCarmo Shopping Uma grande oportunidade de negócio esperando por você Localização privilegiada, identidade com o público local, arquitetura diferenciada e exclusivo conceito lifestyle, que integra

Leia mais

SETOR DE ALIMENTOS: estabelecimentos e empregos formais no Rio de Janeiro

SETOR DE ALIMENTOS: estabelecimentos e empregos formais no Rio de Janeiro NOTA CONJUNTURAL SETOR DE ALIMENTOS: estabelecimentos e empregos formais no Rio de Janeiro OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, DEZEMBRO DE 2012 18 2012 PANORAMA GERAL

Leia mais

Vantagens do uso do Selo da Agricultura Familiar para os empreendimentos da Bahia

Vantagens do uso do Selo da Agricultura Familiar para os empreendimentos da Bahia Vantagens do uso do Selo da Agricultura Familiar para os empreendimentos da Bahia Guilherme Cerqueira Mateus e Souza 1 Daniel Costa Ferreira 2 Jeandro L. Ribeiro 3 1 Economista (UFBA), Consultor do PNUD/MDA/

Leia mais

Bahia. R$ 230 Rua Monte Conselho, 555 Rio Vermelho, Salvador - BA Tel.: (71) 2103 2233 Incluso no pacote: Café da manhã e estacionamento

Bahia. R$ 230 Rua Monte Conselho, 555 Rio Vermelho, Salvador - BA Tel.: (71) 2103 2233 Incluso no pacote: Café da manhã e estacionamento Bahia Bahia Salvador Golden Tulip Rio Vermelho R$ 230 Rua Monte Conselho, 555 Rio Vermelho, Salvador - BA Tel.: (71) 2103 2233 DBL Tulip Inn Centro de Convenções R$ 220 DBL R. Dr. Augusto Lopes Pontes,

Leia mais

Página 1 de 8 IPI - Jurisdição - Regiões fiscais 18 de Maio de 2012 Em face da publicação da Portaria MF nº 203/2012 - DOU 1 de 17.05.2012, este procedimento foi atualizado (novas disposições - tópico

Leia mais

Certificação da Produção de Orgânicos. Seminário Agrotóxicos: Perigo à mesa Rastreabilidade dos alimentos no RS

Certificação da Produção de Orgânicos. Seminário Agrotóxicos: Perigo à mesa Rastreabilidade dos alimentos no RS Certificação da Produção de Orgânicos Seminário Agrotóxicos: Perigo à mesa Rastreabilidade dos alimentos no RS Mas afinal, o que são produtos orgânicos? São aqueles produzidos de forma orgânica ou extrativista

Leia mais

Carta de São Paulo 1º FEIRATUR Feira Nacional de Turismo Rural

Carta de São Paulo 1º FEIRATUR Feira Nacional de Turismo Rural Carta de São Paulo 1º FEIRATUR Feira Nacional de Turismo Rural No período compreendido entre os dias 16 e 19 do mês de setembro de 2004, realizou-se a Primeira Feira Nacional do Turismo Rural - 1º FEIRATUR,

Leia mais

FOCOS DE ATUAÇÃO. Tema 8. Expansão da base industrial

FOCOS DE ATUAÇÃO. Tema 8. Expansão da base industrial FOCOS DE ATUAÇÃO Tema 8. Expansão da base industrial Para crescer, a indústria capixaba tem um foco de atuação que pode lhe garantir um futuro promissor: fortalecer as micro, pequenas e médias indústrias,

Leia mais

Em plena expansão no País, a indústria de Shopping Centers do Brasil fechou o ano de 2012 com um faturamento de R$ 119,5 bilhões, antes os R$ 108,0

Em plena expansão no País, a indústria de Shopping Centers do Brasil fechou o ano de 2012 com um faturamento de R$ 119,5 bilhões, antes os R$ 108,0 Em plena expansão no País, a indústria de Shopping Centers do Brasil fechou o ano de 2012 com um faturamento de R$ 119,5 bilhões, antes os R$ 108,0 bilhões de 2011, um aumento de 10,6% no período, segundo

Leia mais

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira.

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 1 PROJETO SETORIAL INTEGRADO BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 2 Introdução O Ministério da Cultura, sugeriu a Fundação

Leia mais

DECRETO N 037/2014. O Prefeito Municipal de Santa Teresa Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais,

DECRETO N 037/2014. O Prefeito Municipal de Santa Teresa Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais, DECRETO N 037/2014 Regulamenta aplicação das Instruções Normativas SDE Nº 01/2014 a 02/2014, que dispõem sobre as Rotinas e Procedimentos do Sistema de Desenvolvimento Econômico a serem observados no âmbito

Leia mais

Painel 1: Agricultura e Segurança Alimentar e Nutricional

Painel 1: Agricultura e Segurança Alimentar e Nutricional Painel 1: Agricultura e Segurança Alimentar e Nutricional Relatora Elíria Alves Teixeira Engenheira Agrônoma, M.Sc. Coordenadora da Câmara Especializada de Agronomia CREA/GO Presidente do Colegiado de

Leia mais

Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012

Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012 Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012 Informações Básicas Recursos Humanos Foram pesquisadas as pessoas que trabalhavam na administração direta e indireta por vínculo empregatício e escolaridade;

Leia mais