Gestão da Qualidade. Aula 19. Prof. Pablo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão da Qualidade. Aula 19. Prof. Pablo"

Transcrição

1 Gestão da Qualidade Aula 19 Prof. Pablo

2 Proposito da Aula 1. Gestão da Qualidade no Serviço Público Fontes utilizadas: Livro Gestão da Qualidade, Teoria e Prática Edson Paladini. Livro Gestão da Qualidade, Teoria e Casos Marly Monteiro.

3 Gestão da qualidade no Serviço Público

4 Gestão da qualidade no serviço público Grande parte da população possui um conceito negativo sobre a qualidade dos serviços prestados pelos Órgãos Públicos. Esta imagem que se criou é fruto de anos de serviços prestados à deriva.

5 Gestão da qualidade no serviço público Na iniciativa privada a qualidade é uma das fontes de conquistar mercado e atrair clientes. Diferente das repartições públicas, que não há um mercado a ser conquistado, e os clientes de certa maneira não necessitam ser cativados.

6 Gestão da qualidade no serviço público Neste cenário a qualidade acabou não sendo algo de suma importância. Logo coube ao Governo Federal alterar o conceito de qualidade vista pelas repartições públicas.

7 Gestão da qualidade no serviço público O primeiro passo foi a elaboração de um novo conceito de qualidade para o Serviço Público, este conceito foi instituído pelo Instituto de Pesquisa Econônica Aplicada (IPEA), isto em 1991.

8 Gestão da qualidade no serviço público Segundo o IPEA: Qualidade do serviço público é antes de tudo, qualidade de um serviço sem distinção de ser prestado por instituição de caráter público ou privado; busca-se a otimização dos resultados pela aplicação de certa quantidade de recursos e esforços, incluída no resultado a ser otimizado, primordialmente a satisfação proporcionada ao consumidor, cliente ou usuário. Outra característica básica da qualidade total é a melhoria permanente, ou seja, no dia seguinte a qualidade será ainda melhor.

9 Gestão da qualidade no serviço público Em 1995, no governo do Fernando Henrique, foi instituído o Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado, que segundo alguns especialistas, definiu objetivos e diretrizes para a reforma da administração publica brasileira. Dentre as diretrizes está o fortalecimento do Estado como agente regulador e compromisso com a agenda de cunho social.

10 Gestão da qualidade no serviço público Outro fator foi a emenda constitucional 19/1998 da constituição federal: Art 37 A Adminstração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência.

11 Gestão da qualidade no serviço público 3 A lei disciplinará as formas de participação do usuário na administração pública direta e indireta, regulando especialmente: as reclamações relativas à prestação dos serviços públicos em geral, asseguradas a manutenção de serviços de atendimento ao usuário e a avaliação periódica, externa e interna, da qualidade dos serviços.

12 Gestão da qualidade no serviço público Um pouco antes desses apresentados, especificamente em 1986 foi lançado o Programa da Qualidade e Produtividade ProQP. Este programa sofreu algumas ramificações chegando ao Programa da Qualidade e Participação da Administração Pública QPAP.

13 Gestão da qualidade no serviço público O QPAP foi lançado com a função de agente de mudança da cultura burocrática vigente para uma cultura gerencial. Que tem como finalidade contribuir para a melhoria da qualidade dos serviços públicos prestados aos cidadãos e para o aumento da competitividade do País, mediante melhoria contínua da gestão.

14 Dificuldade para a Gestão da Qualidade no Serviço Público

15 Dificuldade para a Gestão da Qualidade no Serviço Público Um trabalho realizado por professores da UFSC e UFSM, com o título: Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade: O caso do GesPública, relatou algumas das dificuldades para a gestão da qualidade no serviço público.

16 Dificuldade para a Gestão da Qualidade no Serviço Público Antes é importante conhecer o que é o GesPública. Segundo mesmo trabalho, o GesPública foi desenvolvido para incentivar órgãos públicos a aprimorarem a qualidade de seus serviços ao implementarem novos sistemas de gestão, participando de um processo de autoavaliação com premiações para as melhores práticas gerenciais voltadas á qualidade dos serviços aos cidadãos.

17 Dificuldade para a Gestão da Qualidade no Serviço Público A maior dificuldade nas organizações públicas está na falta de envolvimento da alta direção com a implantação de programas, a falta de determinação do governo federal na aplicação de ferramenta e a constante mudança de lideranças.

18 Dificuldade para a Gestão da Qualidade no Serviço Público No trabalho realizado um dos entrevistados relatou sua percepção: Da mesma forma que não existe comprometimento e cobrança por parte do Gestor, o mesmo ocorre com algumas pessoas que são concursadas, pois tem estabilidade e não vão sofrer nenhuma consequência. Também existem os que desistiram, pois já tentaram melhorar alguma coisa e não conseguiram levar adiante por falta de patrocínio da Alta Administração. E ainda tem os que já cansaram de ver gestores levando novidades e depois não dar em nada, pois não existe um conceito da Excelência fundamental, que é a constância de propósitos....

19 Melhoria na qualidade do serviço público

20 Melhoria na qualidade do serviço público Juntamente com os programas, foi criado o Prêmio Qualidade do Governo Federal, em 1998, posteriormente denominado de Prêmio Nacional da Gestão Pública (2002), com a finalidade de reconhecer e premiar as organizações públicas que comprovem, mediante avaliação feita por uma banca examinadora, desempenho institucional compatível com as faixas de reconhecimento e premiação.

21 Melhoria na qualidade do serviço público O Prêmio Nacional da Gestão Pública procura reconhecer o esforço institucional em direção a excelência da gestão empreendida pela organização.

22 Melhoria na qualidade do serviço público Ao mesmo tempo, recebem destaque do Prêmio Qualidade do Governo Federal (PQGF) as organizações candidatas em cada ciclo do Prêmio que demonstrarem práticas criativas e inovadoras de gestão, no ramo de atividade ou na área da organização em que é aplicada, de modo a instituir nas organizações uma cultura de inovação.

23 Melhoria na qualidade do serviço público As práticas das organizações que são consideradas inovadoras buscam desenvolver, continuamente, ideias originais e incorporá-las aos seus processos, produtos, serviços e relacionamentos, associada ao rompimento das barreiras do serviço público burocrático, de forma a aperfeiçoar o uso dos recursos públicos e a produzir resultados mais eficientes para a sociedade.

24 Melhoria na qualidade do serviço público Os objetivos da premiação são: reconhecer formalmente os resultados alcançados pelas organizações com a implementação da excelência em gestão; estimular órgãos e entidades da Administração Pública Brasileira a priorizarem ações voltadas para a melhoria da gestão e do desempenho institucional; alavancar setores estratégicos do governo para a excelência na gestão pública; dar visibilidade ao tema gestão pública, investindo na sua melhoria; e disseminar para o setor público brasileiro informações sobre sistemas de gestão bem-sucedidos.

25 Melhoria na qualidade do serviço público Uma ponte para a melhoria na qualidade do serviço público são as ouvidorias. Elas são importantes na melhoria da humanização e personalização do atendimento, na eficiência da prestação dos serviços e até mesmo não auxilio às tomadas de decisões estratégicas. A ouvidoria é um instrumento de interação entre a gestão pública e o ambiente, colaborando com os programas de qualidade dos serviços públicos.

26 Melhoria na qualidade do serviço público Para o gestor público a ouvidoria e um eficiente termômetro para aferir a qualidade dos serviços prestados. Além de ser uma forma mais ágil do cidadão resolver suas necessidades, reforçando e contribuindo para uma administração eficiente e transparente.

27 Melhoria na qualidade do serviço público Sua utilização reforça a necessidade do desenvolvimento cuidadoso e adaptado à realidade e às características locais, de ações efetivas, com a participação e envolvimento de toda a estrutura administrativa do poder público, utilizando ferramentas tecnológicas que viabilizem o fluxo das manifestações para os órgãos competentes e, consequentemente, produza a agilidade e presteza no retorno.

28 Atingimos o objetivo Alguma dúvida. Até a próxima aula.

Gestão Pública Orientada para Resultados

Gestão Pública Orientada para Resultados Gestão Pública Orientada para Brasília, 24 de novembro de 2009. Paulo Daniel Barreto Lima Consultor em desenvolvimento gerencial p Estado: Estado: Estado: o o o campo campo campo da da da gestão gestão

Leia mais

Seminário de Desenvolvimento de Gestores de Programas e Projetos. Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento - PNQS

Seminário de Desenvolvimento de Gestores de Programas e Projetos. Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento - PNQS Seminário de Desenvolvimento de Gestores de Programas e Projetos Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento - PNQS CNQA - Comitê Nacional de Qualidade da ABES Existe uma crise de água no mundo hoje. Mas

Leia mais

II Encontro Paulista de Escolas de Governos Municipais. Palestra. Gestão Pública Contemporânea e o caso Brasileiro. Prof. Dr. Fernando S.

II Encontro Paulista de Escolas de Governos Municipais. Palestra. Gestão Pública Contemporânea e o caso Brasileiro. Prof. Dr. Fernando S. II Encontro Paulista de Escolas de Governos Municipais Palestra Gestão Pública Contemporânea e o caso Brasileiro Prof. Dr. Fernando S. COELHO Jundiaí, 27 de novembro de 2014 1 O que abordarei nesta exposição?

Leia mais

GESPÚBLICA - FMVZ/USP

GESPÚBLICA - FMVZ/USP Universidade de São Paulo Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia GESPÚBLICA - FMVZ/USP Desburocratização & Excelência 2008 O que é GESPÚBLICA? É o programa do Ministério do Planejamento, Orçamento

Leia mais

Capítulo 1 Organização e o Processo Organizacional...1

Capítulo 1 Organização e o Processo Organizacional...1 Sumário Capítulo 1 Organização e o Processo Organizacional...1 1. O Conceito de Organização...1 2. O Conceito de Processo...2 3. O Conceito de Administração...3 4. O Processo Organizacional...3 4.1. Conceito

Leia mais

Política de Sustentabilidade. Junho /2010. PI Rev. A

Política de Sustentabilidade. Junho /2010. PI Rev. A Junho /2010 PI.034.00000001 Rev. A SUMÁRIO 1. SUSTENTABILIDADE : ESSÊNCIA DA CAB AMBIENTAL 2. MISSÃO 3.VISÃO 4. OBEJTIVO 5. SUSTENTABILIDADE NA PRÁTICA 6. COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO CHAVES PARA O SUCESSO

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional

Plano de Desenvolvimento Institucional Plano de Desenvolvimento Institucional Âmbito de atuação Missão Visão Elementos Duráveis Princípios Elementos Mutáveis (periodicamente) Análise Ambiental Objetivos Estratégicos Metas Planos de Ação PDI

Leia mais

Excelência na Gestão

Excelência na Gestão Mapa Estratégico 2012-2014 Visão Até 2014, ser referência no atendimento ao público, na fiscalização e na valorização das profissões tecnológicas, reconhecido pelos profissionais, empresas, instituições

Leia mais

Seminário de Atualização e implantação de Ouvidoria do Sistema Unimed

Seminário de Atualização e implantação de Ouvidoria do Sistema Unimed Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor Procon/SP Seminário de Atualização e implantação de Ouvidoria do Sistema Unimed Importância da Atuação da Ouvidoria

Leia mais

PLANO DE TRABALHO

PLANO DE TRABALHO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO REITORIA PLANO DE TRABALHO Ouvidoria Institucional- Apresentação, Análise Estratégica e Mapeamento Estratégico de sua Implantação. 2013-2014

Leia mais

Ouvidoria - Geral da União. Objetivo 6. Produzir informações estratégicas para subsidiar as tomadas de decisões do Presidente da República.

Ouvidoria - Geral da União. Objetivo 6. Produzir informações estratégicas para subsidiar as tomadas de decisões do Presidente da República. Ouvidoria - Geral da União Objetivo 6. Produzir informações estratégicas para subsidiar as tomadas de decisões do Presidente da República. Produzir dados quantitativos e qualitativos acerca da satisfação

Leia mais

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL NOVO PROGRAMA Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL 2014-2018 1 PETROBRAS Fundada em 1953, a partir de uma campanha popular O petróleo é nosso. Empresa integrada de energia Sociedade anônima de capital aberto

Leia mais

QUALIDADE NA GESTÃO PÚBLICA: FATORES QUE INFLUENCIAM NA TOMADA DE DECISÃO PARA QUE ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS ADOTEM O MODELO DE EXCELÊNCIA 1

QUALIDADE NA GESTÃO PÚBLICA: FATORES QUE INFLUENCIAM NA TOMADA DE DECISÃO PARA QUE ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS ADOTEM O MODELO DE EXCELÊNCIA 1 QUALIDADE NA GESTÃO PÚBLICA: FATORES QUE INFLUENCIAM NA TOMADA DE DECISÃO PARA QUE ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS ADOTEM O MODELO DE EXCELÊNCIA 1 Elisete Batista Da Silva Medeiros 2, Sérgio Luís Allebrandt 3. 1

Leia mais

1º ENCONTRO INTERMUNICIPAL DE ESCOLAS DE GOVERNO DA REGIÃO DE SOROCABA

1º ENCONTRO INTERMUNICIPAL DE ESCOLAS DE GOVERNO DA REGIÃO DE SOROCABA 1º ENCONTRO INTERMUNICIPAL DE ESCOLAS DE GOVERNO DA REGIÃO DE SOROCABA A Avaliação de Desempenho em municípios paulistas, com destaque para o município de Tarumã Maria do Carmo M. T. Cruz Gestão de Pessoas

Leia mais

Utilização de Critérios de Excelência como Referência no Desenvolvimento da Gestão de Águas do Paraíba

Utilização de Critérios de Excelência como Referência no Desenvolvimento da Gestão de Águas do Paraíba Utilização de Critérios de Excelência como Referência no Desenvolvimento da Gestão de Águas do Paraíba Viviane Lanunce Paes Supervisora da Gestão Integrada - CAP Carlos Eduardo Tavares de Castro Superintendente

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Haley Almeida. Brasília - DF Março de 2011

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Haley Almeida. Brasília - DF Março de 2011 Haley Almeida Brasília - DF Março de 2011 Agenda Alinhamento conceitual Processo de elaboração Ação de monitoramento O que é Carta de Serviços ao Cidadão? A Carta de Serviços é um documento elaborado por

Leia mais

I WORKSHOP DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA GESTÃO DE PESSOAS DA USP

I WORKSHOP DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA GESTÃO DE PESSOAS DA USP I WORKSHOP DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA GESTÃO DE PESSOAS DA USP NOVEMBRO 2010 Propostas de MISSÃO para a Gestão de Pessoas da USP Criar condições para o engajamento pessoal e profissional dos servidores

Leia mais

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO FUNCIONALISMO PÚBLICO. Teresa Helena Portela Freire de Carvalho Assessora Técnica CGU/Unicamp 2013

PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO FUNCIONALISMO PÚBLICO. Teresa Helena Portela Freire de Carvalho Assessora Técnica CGU/Unicamp 2013 PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO FUNCIONALISMO PÚBLICO Teresa Helena Portela Freire de Carvalho Assessora Técnica CGU/Unicamp 2013 PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO FUNCIONALISMO PÚBLICO Funcionário público é todo

Leia mais

Atendimento ao Cidadão, Processos e Pessoas Bruno Carvalho Palvarini Brasília, 1o de março de 2011

Atendimento ao Cidadão, Processos e Pessoas Bruno Carvalho Palvarini Brasília, 1o de março de 2011 Atendimento ao Cidadão, Processos e Pessoas Bruno Carvalho Palvarini Brasília, 1o de março de 2011 Visão geral SECRETÁRIO Gabinete - Carreira de EPPGG - Gestão interna - Apoio Administrativo - Núcleo de

Leia mais

Categoria: Inovação Tecnológica

Categoria: Inovação Tecnológica Prêmio Nacional de Inovação Edição 2014/2015 Anexo III Categoria: Inovação Tecnológica Prêmio Nacional de Inovação - Ciclo 2014/2015 Questões para a Autoavaliação na categoria Inovação Tecnológica Dimensão

Leia mais

Aqui você escolhe o curso que deseja fazer de acordo com o seu momento empreendedor e as necessidades de sua empresa.

Aqui você escolhe o curso que deseja fazer de acordo com o seu momento empreendedor e as necessidades de sua empresa. Aqui você escolhe o curso que deseja fazer de acordo com o seu momento empreendedor e as necessidades de sua empresa. Aprender a Empreender Objetivo: Desenvolver conhecimentos, habilidades e atitudes sobre

Leia mais

Prioridades da Agenda de Marco Institucional da MEI

Prioridades da Agenda de Marco Institucional da MEI 2ª REUNIÃO DO COMITÊ DE LÍDERES DA MEI DE 2016 Prioridades da Agenda de Marco Institucional da MEI Gilberto Peralta GE 13 de maio de 2016 MARCO INSTITUCIONAL Emenda Constitucional nº 85 Inserção da inovação

Leia mais

Governança aplicada à Gestão de Pessoas

Governança aplicada à Gestão de Pessoas Governança de pessoal: aperfeiçoando o desempenho da administração pública Governança aplicada à Gestão de Pessoas Ministro substituto Marcos Bemquerer Brasília DF, 15 de maio de 2013 TCU Diálogo Público

Leia mais

LEI Nº /2013 CAPÍTULO I DO PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL E DO PLANO PLURIANUAL

LEI Nº /2013 CAPÍTULO I DO PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL E DO PLANO PLURIANUAL LEI Nº. 1.282/2013 Ementa: Institui o Plano Plurianual do Município de Ouricuri para o período de 2014 a 2017. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE OURICURI/PE, no uso de suas atribuições legais, faz saber que A

Leia mais

"Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana". Carl Jung

Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana. Carl Jung Instituição de Coaching, Treinamento & Desenvolvimento Humano, com atuação em todo Brasil com a Missão de disseminar a cultura do Coaching para todas as pessoas que puderem fazer uso da metodologia como

Leia mais

ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC

ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS JOÃO PESSOA PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE GESTORES

Leia mais

Quais os resultados você e sua equipe acreditam que conquistarão? É a partir desse ponto que inicia o processo da conquista.

Quais os resultados você e sua equipe acreditam que conquistarão? É a partir desse ponto que inicia o processo da conquista. Sumário 1. Acreditar 2. Aprender a motivar 3. Criar um time inovador 4. Gerir o tempo 5. Criar e manter credibilidade no relacionamento 6. Facilitar o compartilhar com a sua equipe 7. Sobre nós 1. Acreditar

Leia mais

Sistemas de Gestão e Auditoria da Qualidade

Sistemas de Gestão e Auditoria da Qualidade 22/08/2012 Sistemas de Gestão e Auditoria da Qualidade Profº Spim 1 O Malcolm Baldrige National Quality Award ( Malcolm Baldrige) foi criado nos Estados Unidos em agosto de 1987 pelo presidente Ronald

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA JUSTIÇA DO TRABALHO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA JUSTIÇA DO TRABALHO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA JUSTIÇA DO TRABALHO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Processo gerencial, contínuo e dinâmico, que envolve toda estrutura organizacional, tendo em vista o planejamento do futuro mediante

Leia mais

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA Vanessa Martins Hidd Santos NOVAFAPI INTRODUÇÃO A avaliação institucional constitui objeto de preocupação e análise na NOVAFAPI, desde sua fundação quando

Leia mais

Produtividade com Qualidade nos Serviços Contábeis. Valdir Massucatti. Contador. Advogado. Msc. em Administração e Empresário.

Produtividade com Qualidade nos Serviços Contábeis. Valdir Massucatti. Contador. Advogado. Msc. em Administração e Empresário. Produtividade com Qualidade nos Serviços Contábeis Valdir Massucatti. Contador. Advogado. Msc. em Administração e Empresário. DESAFIOS Competitividade Clientes Exigentes Legislação Tecnologia Inovação

Leia mais

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011 NATAL/RN MARÇO/2012

Leia mais

Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização

Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização AGENDA O GESPÚBLICA hoje; Funcionamento das ferramentas; Como funcionam os critérios; Inove ou Morra um resultado do modelo A gestão pública a serviço

Leia mais

Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96

Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96 Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96 leitos 19 leitos de UTI 5 Salas Cirúrgicas 300 Cirurgias/mês

Leia mais

GESTÃO EM SAÚDE. Teorias da Administração. Renata Loretti Ribeiro - Enfermeira

GESTÃO EM SAÚDE. Teorias da Administração. Renata Loretti Ribeiro - Enfermeira 1 GESTÃO EM SAÚDE Teorias da Administração - 2 DEFINIÇÕES GESTÃO - engloba pessoas, processos e planejamento. ADMINISTRAÇÃO - finanças, contabilidade e mercado. 3 DEFINIÇÕES O conceito de administração

Leia mais

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Coordenação de Acompanhamento e Avaliação

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Coordenação de Acompanhamento e Avaliação Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Coordenação de Acompanhamento e Avaliação PROPOSTA DE QUALIFICAÇÃO DO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA NO BRASIL Brasília, Junho/2004

Leia mais

Pesquisa de Clima Organizacional

Pesquisa de Clima Organizacional Pesquisa de Clima Organizacional As pessoas representam alto investimento para as organizações. É evidente que o sucesso de um empreendimento não depende somente da competência dos gestores em reconhecer

Leia mais

ASPECTOS GERAIS DO PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO PÚBLICA E DESBUROCRATIZAÇÃO - GESPÚBLICA 1

ASPECTOS GERAIS DO PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO PÚBLICA E DESBUROCRATIZAÇÃO - GESPÚBLICA 1 ASPECTOS GERAIS DO PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO PÚBLICA E DESBUROCRATIZAÇÃO - GESPÚBLICA 1 Elisângela Tânia de Almeida 2 Luís Maurício Bessa Scartezini 3 RESUMO: As necessidades da sociedade brasileira

Leia mais

Dr. Alexandre Silva de Oliveira TÓPICOS ESPECIAIS EM. ADMINISTRAÇÃO III AULA 04 Material desenvolvido por Prof. Ms.

Dr. Alexandre Silva de Oliveira TÓPICOS ESPECIAIS EM. ADMINISTRAÇÃO III AULA 04 Material desenvolvido por Prof. Ms. Dr. Alexandre Silva de Oliveira TÓPICOS ESPECIAIS EM ADMINISTRAÇÃO III AULA 04 Material desenvolvido por Prof. Ms. Alexandre Abicht As Empresas e a Contaminação A preocupação com a qualidade de vida faz

Leia mais

Contratualização de Resultados

Contratualização de Resultados Contratualização de Resultados Contratualização de Resultados CONCEITO E PREMISSA FUNDAMENTAL SOBRE CONTRATOS DE GESTÃO O contrato de gestão é um instrumento de pactuação de resultados, que relaciona secretarias

Leia mais

TEMA ESTRATÉGICO 3: Garantir apoio técnico necessário ao funcionamento pleno das atividades, tanto de graduação quanto de pesquisa.

TEMA ESTRATÉGICO 3: Garantir apoio técnico necessário ao funcionamento pleno das atividades, tanto de graduação quanto de pesquisa. CTC - CENTRO DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS MISSÃO DA UNIDADE: O Centro de Tecnologia e Ciências tem seu objetivo maior consubstanciado nos objetivos gerais de Ensino, Pesquisa e Extensão. No que tange ao objetivo

Leia mais

Gestão da Qualidade Viabilidade Financeira

Gestão da Qualidade Viabilidade Financeira Gestão da Qualidade Viabilidade Financeira Case: Instituto de Nefrologia de Mogi das Cruzes e Instituto de Nefrologia de Suzano Silvana Kesrouani XI Encontro Paulista de Nefrologia 2007 Campos do Jordão

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Estratégia de Governança Digital. do Governo Federal

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Estratégia de Governança Digital. do Governo Federal Estratégia de Governança Digital do Governo Federal Histórico da Governança Digital 2000 Comitê Executivo de Governo Eletrônico 2005 eping: padrões de interoperabilidade 2010 Estratégia Geral de TI (EGTIC)

Leia mais

Gestão Negócios OBJETIVO NESTA AULA. Gestão de resultados e desempenho - AULA 11

Gestão Negócios OBJETIVO NESTA AULA. Gestão de resultados e desempenho - AULA 11 de resultados e desempenho - OBJETIVO Propiciar o entendimento de teorias e métodos de avaliação de desempenho e resultados, identificando as competências essências do colaborador e as oportunidades de

Leia mais

Rio de Janeiro 16/08/2011. Modelo de Excelência da Gestão (MEG) para Micro e Pequenas Empresas. Francisco Teixeira Neto

Rio de Janeiro 16/08/2011. Modelo de Excelência da Gestão (MEG) para Micro e Pequenas Empresas. Francisco Teixeira Neto Rio de Janeiro 16/08/2011 Modelo de Excelência da Gestão (MEG) para Micro e Pequenas Empresas Francisco Teixeira Neto Só gerencia quem mede! O que é o MPE Brasil? Ferramenta de Gestão para medir o grau

Leia mais

BASES CONCEITUAIS - SISTEMA DE NEGOCIAÇÃO PERMANENTE da Administração Pública Federal - SINP/FEDERAL

BASES CONCEITUAIS - SISTEMA DE NEGOCIAÇÃO PERMANENTE da Administração Pública Federal - SINP/FEDERAL BASES CONCEITUAIS - SISTEMA DE NEGOCIAÇÃO PERMANENTE da Administração Pública Federal - SINP/FEDERAL 1- As bases conceituais do Sistema de Negociação Permanente da Administração Pública Federal - SINP/FEDERAL

Leia mais

Programa Próprio de Iniciação Tecnológica Industrial PPITI

Programa Próprio de Iniciação Tecnológica Industrial PPITI Programa Próprio de Iniciação Tecnológica Industrial PPITI Anápolis 2011 Programa Próprio de Iniciação Tecnológica Industrial - PPITI 1. Justificativa A inovação tecnológica é a introdução no mercado de

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO AULA 2. Classificação dos Sistemas de Informação. professor Luciano Roberto Rocha.

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO AULA 2. Classificação dos Sistemas de Informação. professor Luciano Roberto Rocha. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO AULA 2 Classificação dos Sistemas de Informação professor Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com.br SISTEMA DE INFORMAÇÃO É um sistema seja ele automatizado ou manual, que abrange

Leia mais

EDITAL N.º 17/2016 ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC. Competência: Visão Estratégica

EDITAL N.º 17/2016 ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC. Competência: Visão Estratégica 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS JOÃO PESSOA PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE GESTORES

Leia mais

Governança de TI na APF, quo vadis? Souza Neto

Governança de TI na APF, quo vadis? Souza Neto Governança de TI na APF, quo vadis? Souza Neto Agenda Projeto de Pesquisa IPEA/UCB Modelo COBIT 5 para a APF Teoria Institucional Programa de Integridade da CGU Pesquisas Recentes do MGCTI/UCB 2 Projeto

Leia mais

MODELO DE GESTÃO GERENCIAMENTO E MELHORIA DE PROCESSOS. Rio de Janeiro. 02 / setembro / 2009

MODELO DE GESTÃO GERENCIAMENTO E MELHORIA DE PROCESSOS. Rio de Janeiro. 02 / setembro / 2009 MODELO DE GESTÃO GERENCIAMENTO E MELHORIA DE PROCESSOS Rio de Janeiro 02 / setembro / 2009 OBJETIVO DA APRESENTAÇÃO Compartilhar a experiência na implantação de Modelo de Excelência da Gestão na Filial

Leia mais

Profª Mônica Suely G. de Araujo

Profª Mônica Suely G. de Araujo Profª Mônica Suely G. de Araujo Desempenho Características Confiabilidade Reputação 2 1 Durabilidade Utilidade Resposta Estética 3 Projeto Conformidade Capabi lidade Atendi mento ao Cliente Cultura da

Leia mais

INOVAÇÃO FOCO NO ALUNO. Maron Guimarães

INOVAÇÃO FOCO NO ALUNO. Maron Guimarães INOVAÇÃO FOCO NO ALUNO Maron Guimarães PROGRAMA DGA O ALUNO COMO PROTAGONISTA DA MUDANÇA Papel da DGA A DGA é a DIRETORIA DE GESTÃO DE ALUNOS da Kroton É o 1º CSC do ramo Educacional voltado para a vida

Leia mais

DESENVOLVIMENTO SOCIAL

DESENVOLVIMENTO SOCIAL ENCONTRO DE GESTORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DA PARAÍBA FORTALECIMENTO DA GESTÃO MUNICIPAL PARA O DESENVOLVIMENTO SOCIAL João Pessoa PB / 18, 19, 21 e 22 de março O PNUD reconhece a capacidade do TCE-PB de

Leia mais

CENÁRIO ATUAL e PERSPECTIVAS FUTURAS da AÇÃO SOCIAL. Jôer Corrêa Batista

CENÁRIO ATUAL e PERSPECTIVAS FUTURAS da AÇÃO SOCIAL. Jôer Corrêa Batista CENÁRIO ATUAL e PERSPECTIVAS FUTURAS da AÇÃO SOCIAL Jôer Corrêa Batista Considerações Preliminares. Filantropia Assistência Ação Social Transformação Social Tendências O amadorismo no Terceiro Setor vem

Leia mais

REGULAMENTO DA OUVIDORIA

REGULAMENTO DA OUVIDORIA REGULAMENTO DA OUVIDORIA Ribeirão Preto - SP 1 Sumário CAPÍTULO I... 3 Da Natureza, Objetivos e Finalidade... 3 CAPÍTULO II... 4 Da Vinculação Administrativa... 4 CAPÍTULO III... 4 Da Competência e Atribuições

Leia mais

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09 MISSÃO O Serviço Social tem como missão dar suporte psico-social e emocional ao colaborador e sua família. Neste sentido, realiza o estudo de casos, orientando e encaminhando aos recursos sociais da comunidade,

Leia mais

colaboradores a chave do nosso sucesso

colaboradores a chave do nosso sucesso nextrans hh nextrans hh heavy haulage heavy haulage política de recursos humanos colaboradores a chave do nosso sucesso busca constante pela excelência Introdução Na busca pela excelência, nós da Nextrans

Leia mais

Discurso de posse da Diretoria Executiva eleita para 2017 Roberto Brandão novo presidente

Discurso de posse da Diretoria Executiva eleita para 2017 Roberto Brandão novo presidente Brasília, 14 de fevereiro de 2017. Discurso de posse da Diretoria Executiva eleita para 2017 Roberto Brandão novo presidente Cumprimentos e agradecimentos Senhoras e senhores, Autoridades aqui presentes

Leia mais

praxis: educação corporativa na prática

praxis: educação corporativa na prática praxis: educação corporativa na prática Praxis é o processo pelo qual uma habilidade é transformada em experiência. No ensino formal, uma lição é absorvida apenas no nível intelectual, por meio de uma

Leia mais

Ofício nº 003/2003 DGP Cáceres-MT., 31 de janeiro de Prezada Superintendente

Ofício nº 003/2003 DGP Cáceres-MT., 31 de janeiro de Prezada Superintendente Ofício nº 003/2003 DGP Cáceres-MT., 31 de janeiro de 2003. Prezada Superintendente Em atenção ao ofício circ. N 003/ESP/SAD, datado de 24 de janeiro do presente ano, estamos enviando em anexo, as necessidades

Leia mais

O curso de Mestrado e Doutorado envolvem as seguintes áreas de concentração:

O curso de Mestrado e Doutorado envolvem as seguintes áreas de concentração: O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (PPGEC) da UFPE tem como objetivo básico a formação de recursos humanos de alto nível para desempenhar papel significativo no desenvolvimento auto-sustentado

Leia mais

Segmento de Justiça Eleitoral. 18 de outubro de 2016 Brasília/DF

Segmento de Justiça Eleitoral. 18 de outubro de 2016 Brasília/DF 2ª Reunião Preparatória Segmento de Justiça Eleitoral 18 de outubro de 2016 Brasília/DF META NACIONAL: Julgar mais processos que os distribuídos (atual Meta 1) Celeridade e produtividade na prestação jurisdicional

Leia mais

DESAFIOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NO CONTEXTO ATUAL

DESAFIOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NO CONTEXTO ATUAL DESAFIOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NO CONTEXTO ATUAL Andréia Therezinha Lima Reis * A gestão pública brasileira vive um momento de transição e ajustamento às exigências, tanto das leis de responsabilidade

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL

APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL APRESENTAÇÃO DA CERTIFICAÇÃO OCUPACIONAL A Agência de Certificação Ocupacional (ACERT) é parte integrante da Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) Centro de Modernização e Desenvolvimento da Administração

Leia mais

Organização da Aula 2. Gestão do Orçamento Público. Aula 2. Contextualização

Organização da Aula 2. Gestão do Orçamento Público. Aula 2. Contextualização Organização da Aula 2 Gestão do Orçamento Público Aula 2 Base legal e orçamento público Princípios Constitucionais; Legislação e instrumentos legais de planejamento público orçamentário. Prof. Nivaldo

Leia mais

IMPACTOS)DA)JUDICIALIZAÇÃO)DA)SAÚDE)NA)GESTÃO)PÚBLICA) ) )

IMPACTOS)DA)JUDICIALIZAÇÃO)DA)SAÚDE)NA)GESTÃO)PÚBLICA) ) ) RESUMO IMPACTOSDAJUDICIALIZAÇÃODASAÚDENAGESTÃOPÚBLICA DanielCarlosNeto 1 Ajudicializaçãodasaúderefere8seàbuscadoJudiciáriocomoaúltimaalternativa paraobtençãodomedicamentooutratamentooranegadopelosus,sejaporfalta

Leia mais

ESTUDO DE CASO. Empresa vencedora do Prêmio MPE Brasil Como desenvolver a cultura de inovação na empresa? CLINICENTER SERVIÇOS DE SAÚDE

ESTUDO DE CASO. Empresa vencedora do Prêmio MPE Brasil Como desenvolver a cultura de inovação na empresa? CLINICENTER SERVIÇOS DE SAÚDE >> Para que um(a) empresário(a) possa aprender com o exemplo de outras empresas, o importante não é saber onde a empresa de sucesso chegou, mas como ela chegou. E é essa a missão do estudo de caso: explicar

Leia mais

Administração. Excelência no Serviço Público. Professor Rafael Ravazolo.

Administração. Excelência no Serviço Público. Professor Rafael Ravazolo. Administração Excelência no Serviço Público Professor Rafael Ravazolo www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Aula XX EXCELÊNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO Na administração tradicional (burocrática) o paradigma

Leia mais

O desenvolvimento do Planejamento Estratégico está dividido em 5 fases principais até a sua conclusão: Figura 1 - Fases do Planejamento Estratégico

O desenvolvimento do Planejamento Estratégico está dividido em 5 fases principais até a sua conclusão: Figura 1 - Fases do Planejamento Estratégico O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO A Assessoria de Planejamento (ASPLAN) está se dedicando à elaboração do Planejamento Estratégico da SEDESE. Este projeto surge como uma demanda do Secretário André Quintão para

Leia mais

FERRAMENTAS DE GESTÃO PARA UMA PRÁTICA SEGURA E SUSTENTÁVEL. MAGNET RECOGNITION PROGRAM 29 de setembro 2012

FERRAMENTAS DE GESTÃO PARA UMA PRÁTICA SEGURA E SUSTENTÁVEL. MAGNET RECOGNITION PROGRAM 29 de setembro 2012 FERRAMENTAS DE GESTÃO PARA UMA PRÁTICA SEGURA E SUSTENTÁVEL MAGNET RECOGNITION PROGRAM 29 de setembro 2012 Elisa Reis Consultora de Qualidade e Segurança Coordenadora do Programa Magnet Instituições Magnet

Leia mais

HUMANIZAÇÃO DA GESTÃO COM FOCO NA SUSTENTABILIDADE. Workshop Regional do PGQP Panambi/RS

HUMANIZAÇÃO DA GESTÃO COM FOCO NA SUSTENTABILIDADE. Workshop Regional do PGQP Panambi/RS HUMANIZAÇÃO DA GESTÃO COM FOCO NA SUSTENTABILIDADE Workshop Regional do PGQP Panambi/RS As pessoas fazem a diferença Os jovens acreditam na mudança primeiro... http://www.youtube.com/watch?v=e-kirnbkeim

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Nesse ano, estamos disponibilizando o nosso Código Ética nas versões impressa e eletrônica.

CÓDIGO DE ÉTICA. Nesse ano, estamos disponibilizando o nosso Código Ética nas versões impressa e eletrônica. CÓDIGO DE ÉTICA Nestes três anos de muitas realizações, as relações da Agência de Desenvolvimento Paulista com seus parceiros, clientes, fornecedores, acionistas, entre outros, foram pautadas por valores

Leia mais

Sumário. LRF_Book.indb 15 19/03/ :29:01

Sumário. LRF_Book.indb 15 19/03/ :29:01 Sumário Capítulo 1 Disposições Gerais... 1 1.1. Introdução... 1 1.2. Objetivo da obra... 6 1.3. Apresentando a LRF... 6 1.4. Origem da LRF... 7 1.5. Previsão constitucional para implementação da LRF...

Leia mais

10/8/2011. Administração de Recursos Humanos TREINAMENTO: DESENVOLVIMENTO: Concluindo: T&D é o processo educacional aplicado de

10/8/2011. Administração de Recursos Humanos TREINAMENTO: DESENVOLVIMENTO: Concluindo: T&D é o processo educacional aplicado de TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAL Administração de Recursos Humanos É o processo de desenvolver qualidades nos RHs para habilitá-los a serem mais produtivos e contribuir melhor para o alcance dos

Leia mais

O Papel das Ouvidorias Públicas. Aristóteles dos Santos Ouvidor da Anatel

O Papel das Ouvidorias Públicas. Aristóteles dos Santos Ouvidor da Anatel O Papel das Ouvidorias Públicas Aristóteles dos Santos Ouvidor da Anatel ouvidoria@anatel.gov.br UM BREVE HISTÓRICO Os primeiros registros de canais abertos para as reclamações do povo contra as injustiças

Leia mais

Unimed 2ª Opinião ACREDITE: ESTÁ SURGINDO UMA NOVA UNIMED!

Unimed 2ª Opinião ACREDITE: ESTÁ SURGINDO UMA NOVA UNIMED! ACREDITE: ESTÁ SURGINDO UMA NOVA UNIMED! CONCEITO O Inova Unimed é um movimento de renovação que visa a modernização estrutural, operacional e administrativa da Unimed Vale do Aço. OBJETIVOS SATISFAZER

Leia mais

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL

NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL 1 Constituição. 1.1 Conceito, classificações, princípios fundamentais. 2 Direitos e garantias fundamentais. 2.1 Direitos e deveres individuais e coletivos, Direitos sociais,

Leia mais

1.3 Consequências da adoção dos conceitos e premissas da Gestão da Qualidade; UNIDADE II? GURUS DA GESTÃO DA QUALIDADE E SUAS LINHAS DE PENSAMENTO

1.3 Consequências da adoção dos conceitos e premissas da Gestão da Qualidade; UNIDADE II? GURUS DA GESTÃO DA QUALIDADE E SUAS LINHAS DE PENSAMENTO Página: 1/5 GESTÃO DA QUALIDADE EMENTA Visão histórica da evolução da gestão empresarial e as contribuições das diversas escolas de administração para a gestão da qualidade As idéias, fundamentos e metodologias

Leia mais

Apresentação PDI Plano de Desenvolvimento Institucional

Apresentação PDI Plano de Desenvolvimento Institucional Apresentação 8 PDI 2015-2019 Plano de Desenvolvimento Institucional 2015-2019 A administração pública contemporânea tem apresentado novos desafios ao planejamento estratégico. As demandas por maior racionalidade

Leia mais

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional Excelência na Gestão Desafio dos Pequenos Negócios INSTITUCIONAL SEBRAE MISSÃO Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia

Leia mais

Gerência de Políticas Públicas

Gerência de Políticas Públicas Gerência de Políticas Públicas Principais projetos para 2015 Educação Empreendedora Consultoria Gestão Inovação Resultados 0800 570 0800 / www.sebrae-rs.com.br AMBIENTE DE NEGÓCIOS DESFAVORÁVEL Concorrência

Leia mais

S T E M A I N T E G R A D O A SOLUÇÃO COMPLETA PARA ADMINISTRAÇÃO DE SUA EMPRESA Indústria Comércio Serviço

S T E M A I N T E G R A D O A SOLUÇÃO COMPLETA PARA ADMINISTRAÇÃO DE SUA EMPRESA Indústria Comércio Serviço S A SOLUÇÃO COMPLETA PARA ADMNSTRAÇÃO DE SUA EMPRESA ndústria Comércio Serviço S O GestãoPro foi desenvolvido para atender as empresas que atuam nos setores da indústria, comércio e serviço. O grande diferencial

Leia mais

Lei de Parcerias - Lei nº /14. Fundamentos Princípios Diretrizes

Lei de Parcerias - Lei nº /14. Fundamentos Princípios Diretrizes Lei de Parcerias - Lei nº 13.019/14 Fundamentos Princípios Diretrizes Lei nº 13.019/14 Estabelece o regime jurídico das parcerias voluntárias, envolvendo ou não transferências de recursos financeiros,

Leia mais

Fundação Nacional da Qualidade: a excelência da gestão é a nossa causa 01/10/2015

Fundação Nacional da Qualidade: a excelência da gestão é a nossa causa 01/10/2015 Fundação Nacional da Qualidade: a excelência da gestão é a nossa causa 01/10/2015 Temas da apresentação Gestão, operação e capacitação para enfrentar os desafios do saneamento e enfrentar a crise hídrica.

Leia mais

1. Caracterização da ABTP 2. Importância o CAP 3. Considerações Finais

1. Caracterização da ABTP 2. Importância o CAP 3. Considerações Finais 1. Caracterização da ABTP 2. Importância o CAP 3. Considerações Finais Defender a estabilidade dos marcos regulatórios e dos contratos para gerar segurança jurídica. Incentivar a convivência construtiva

Leia mais

FERRAMENTAS DE APOIO À GESTÃO DAS OUVIDORIAS DO SISTEMA UNIMED

FERRAMENTAS DE APOIO À GESTÃO DAS OUVIDORIAS DO SISTEMA UNIMED FERRAMENTAS DE APOIO À GESTÃO DAS OUVIDORIAS DO SISTEMA UNIMED GPA GRUPO PERMANENTE DE ATENDIMENTO Origem do GPA Criado em 2004, no Encontro Nacional Unimed de Relacionamento com o Cliente São realizados

Leia mais

EIXO 2 DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

EIXO 2 DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL EIXO 1 DIMENSÃO 8 PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO 1 O plano de desenvolvimento do instituto PDI ( http://www.ufopa.edu.br/arquivo/portarias/2015/pdi20122016.pdf/view ) faz referência a todos os processos internos

Leia mais

Gestão de Pessoas. Comunicação como Ferramenta de Gestão. Professora Amanda Lima Tegon.

Gestão de Pessoas. Comunicação como Ferramenta de Gestão. Professora Amanda Lima Tegon. Gestão de Pessoas Comunicação como Ferramenta de Gestão Professora Amanda Lima Tegon www.acasadoconcurseiro.com.br Administração COMUNICAÇÃO COMO FERRAMENTA DE GESTÃO A comunicação está presente em todas

Leia mais

Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão. Novembro de 2015

Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão. Novembro de 2015 Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão Novembro de 2015 Sobre o IPEG Organização sem fins lucrativos Fundaçãoem2001 Leino11594/2003criaoPPQG Mais de 300 empresas reconhecidas 13

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAMBIENTAL

RESPONSABILIDADE SOCIAMBIENTAL PRSA 2ª 1 / 7 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. ALCANCE... 2 3. ÁREA GESTORA... 2 3.1 ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES... 2 3.1.1 DIRETOR RESPONSÁVEL - RESOLUÇÃO 4.327/14... 2 3.1.2 COORDENADOR ESPONSÁVEL PRSA

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Declaração Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável das áreas onde atuamos e das

Leia mais

Conceito. Implantação do 1º posto SAC Comércio

Conceito. Implantação do 1º posto SAC Comércio Conceito Integração de órgãos das esferas federal, estadual e municipal, além de concessionárias de serviços públicos, num mesmo espaço físico, para prestação de serviços, contribuindo para promover as

Leia mais

Desenvolvimento gerencial na administração pública do estado de São Paulo

Desenvolvimento gerencial na administração pública do estado de São Paulo Desenvolvimento gerencial na administração pública do estado de São Paulo Mauro Maia Laruccia* OLIVEIRA, Laís Macedo de; GALVÃO, Maria Cristina Costa Pinto (Orgs.). Desenvolvimento gerencial na administração

Leia mais

EDITAL N.º 16/2016 ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC. Competência: Visão Estratégica

EDITAL N.º 16/2016 ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC. Competência: Visão Estratégica 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS JOÃO PESSOA PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE GESTORES

Leia mais

PRÊMIO OUVIDORIAS BRASIL

PRÊMIO OUVIDORIAS BRASIL PRÊMIO OUVIDORIAS BRASIL 1. INSCRIÇ Õ ES a) Quem poderá participar do Prêmio Ouvidorias Brasil edição 2016? Poderá se inscrever e participar do Prêmio Ouvidorias Brasil edição 2016 organizações dos setores

Leia mais

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E VENCIMENTOS

PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E VENCIMENTOS III Congresso Consad de Gestão Pública PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E VENCIMENTOS Fernanda Mayer dos Santos Souza Painel 02/008 Avaliação de desempenho e remuneração variável PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E

Leia mais

CONSTRUINDO O FUTURO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI. Diamantina, agosto de 2009.

CONSTRUINDO O FUTURO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI. Diamantina, agosto de 2009. CONSTRUINDO O FUTURO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI Diamantina, agosto de 2009. Até 2013 UFVJM estará entre as melhores instituições de ensino superior do Brasil... B SITUAÇÃO

Leia mais

7.1 Contribuições para a teoria de administração de empresas

7.1 Contribuições para a teoria de administração de empresas 7 Conclusões Esta tese teve por objetivo propor e testar um modelo analítico que identificasse como os mecanismos de controle e as dimensões da confiança em relacionamentos interorganizacionais influenciam

Leia mais

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE ANOS DA CRIAÇÃO DO CIUEM 3ª FASE DO DESENVOLVIMENTO DO CIUEM 2009 2013 TICs PARA TODOS NO ENSINO, INOVAÇÃO E INVESTIGAÇÃO Tecnologias de Informação e Comunicação A expansão

Leia mais