Magmatismo e rochas Magmáticas Susana Prada. Modo de jazida das rochas magmáticas. Rochas magmáticas: resultam da consolidação do magma

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Magmatismo e rochas Magmáticas Susana Prada. Modo de jazida das rochas magmáticas. Rochas magmáticas: resultam da consolidação do magma"

Transcrição

1 Magmatismo e rochas Magmáticas Susana Prada Rochas magmáticas: resultam da consolidação do magma Magma: mistura de rocha fundida, gases dissolvidos (H 2 O, CO 2, SO 4, etc) e cristais (que não chegaram a fundir e/ou cristalizados precocemente) Ambiente magmático: caracterizado por T elevadas > 600 C e P variáveis em função da profundidade Lava: magma parcialmente desgaseificado que atinge a superfície Modo de jazida das rochas magmáticas PLUTÓNICAS ou INTRUSIVAS: consolidam lentamente em profundidade, muito abaixo da superfície, a altas temperaturas, constituem grandes intrusões magmáticas do tipo batólitos e lacólitos. Têm textura fanerítica ou granular.

2 Rochas intrusivas da Madeira: Gabros do Porto da Cruz HIPABISSAIS: consolidam em intrusões de menores dimensões, situadas mais perto da superfície, em chaminés vulcânicas, filões ou diques, soleiras - filão camada. Têm textura afanítica.

3 VULCÂNICAS ou EXTRUSIVAS: consolidam rapidamente, à superfície. Podem ser subaéreas ou submarinas. Podem ter textura afanítica, vesicular ou vítrea. Rochas vulcânicas Erupções EFUSIVAS Erupções EXPLOSIVAS EFUSIVAS: Escoadas, são fluxos de lava EXPLOSIVAS: Piroclastos, os salpicos de lava projectada

4 Texturas das rochas magmáticas FANERÍTICA: resulta de um arrefecimento lento do magma (centenas a milhares de anos), em profundidade. Os minerais crescem o suficiente para serem vistos macroscópicamente. Todos os componentes da rocha se individualizam a olho nu (>1mm) AFANÍTICA: resulta de um arrefecimento rápido do magma à superfície (dias a semanas). Os minerais não têm tempo suficiente para crescer, são microscópicos. Os constituintes não se individualizam nem com lupa VÍTREA: se o arrefecimento for muito rápido (horas a dias) os elementos constituintes não têm tempo para se organizarem sob a forma cristalina, o resultado são rochas amorfas, os vidros vulcânicos Obsidiana VESICULAR: textura especial típica das rochas vulcânicas que arrefeceram rapidamente a partir de um magma que continha muitos gases. Resulta da libertação dos gases que se expandem, dentro da massa viscosa de lava, originando cavidades de forma sensivelmente esférica Pedra pomes

5 PORFÍRICA: fenocristais (cristais grandes) destacados de uma matriz mais fina, fanerítica ou afanítica. Implica dois tempos de cristalização Composição mineralógica Minerais mais comuns nas rochas magmáticas Cor das rochas magmáticas (função da % minerais máficos presentes na rocha) LEUCOCRATAS: < 35% máficos MESOCRATAS: entre 35 a 65% máficos MELANOCRATAS: entre 65 e 95% máficos ULTRAMÁFICAS: > 95% máficos

6 % sílica total (SiO2) na rocha magmática Rochas ácidas: > 65% Rochas intermédias: 65 e 52% Rochas básicas: 52 e 45% Rochas ultrabásicas: < 45% É o somatório da sílica incorporada nos silicatos e no quartzo, quando este existe, é determinada por análise química Como se origina um magma 1. Por descompressão ( pressão) 2. Por perturbação térmica ( temperatura) 3. Por adição de voláteis (+ H2O) 1. Descompressão A convecção do manto faz ascender materiais oriundos de zonas mais profundas para a superfície onde a pressão é menor. A diminuição da pressão provoca a fusão dos materiais da astenosfera. Origem do magma basáltico

7 2. Perturbação térmica Aumento da temperatura da crosta continental por intrusão de um magma basáltico, muito quente (1400 C ou mais), e consequente fusão parcial da crosta continental. Origem do magma granítico/riolítico 3. Adição de voláteis A presença de água faz diminuir o ponto de fusão das rochas. Nos limites convergentes a crosta oceânica basáltica, enriquecida em água, mergulha e funde parcialmente. Características dos diferentes tipos de magma Onde se geram os diferentes tipos de magma? Tipo de Magma Rochas Composição química Temperatura Viscosidade Conteúdo em voláteis Basáltico* Basalto Gabro 45-55% SiO 2 ; rico em Fe, Mg, Ca, pobre em K, Na 1000 a 1250 o C Baixa Baixo (0,3 a 3%) Andesítico Andesito Diorito 55-65% SiO 2 ; intermédio em Fe, Mg, Ca, Na, K 800 a 1000 o C Intermédia Intermédio Granítico** Riolito Granito 65-75% SiO 2 ; pobre em Fe, Mg, Ca, rico em K, Na 650 a 800 o C Alta Alto (2 a 20%) * Fonte: Mantélica ** Fonte: Crustal

8 Porque existem vários tipos de magma? I. Por terem origens diferentes II. Por evolução magmática Causas da evolução magmática: 1.Cristalização fraccionada 2. Contaminação crustal 3. Mistura de magmas 1. Cristalização fraccionada Nem todos os minerais cristalizam ao mesmo tempo Primeiro cristalizam os que têm ponto de fusão mais alto (olivinas e feldspatos cálcicos) Bowen definiu a ordem de cristalização dos minerais no magma À medida que certos minerais vão cristalizando o magma vai ficando empobrecido nesses elementos e cada vez mais diferente do magma original ou primário. À medida que volume de magma diminui, a % relativa de sílica aumenta. Séries de reacção de Bowen Uma vez cristalizados os primeiros minerais, as olivinas, (Mg, Fe) 2 SiO 4, mais densas (3,8 g/cm 3 ) do que o líquido magmático (2,85 g/cm 3), precipitam, acumulando-se na base da câmara magmática. Assim, sucessivamente, vão cristalizando os minerais e o magma remanescente, com menor volume, enriquece relativamente em sílica.

9 2. Contaminação crustal Ocorre nas zonas de subducção, quando os sedimentos continentais depositados sobre a crosta oceânica, ricos em sílica (ácidos), são subductados e fundem juntamente com a litosfera oceânica, de natureza basáltica, originando um magma andesítico que consolida numa rocha de composição intermédia - Andesito 3.Mistura de magmas Da mistura entre dois magmas diferentes obtém-se um magma de composição intermédia entre os dois primeiros Ocorre (1) nos vulcões intraplaca continental; (2) nos rifts continentais; (3) nas zonas de subdução oceano/continente. Da fusão parcial da crosta continental, os líquidos magmáticos enriquecem em sílica gerando-se magmas andesíticos.

10 Vulcanismo Vulcão: é uma estrutura geológica constituída pelas condutas que permitem a ascensão de magma até à superfície terrestre e pela acumulação dos produtos extruídos, depositados em torno do centro eruptivo. Erupção vulcânica: Extrusão de material vulcânico (lava e gases essencialmente) para a superfície da Terra, através de uma conduta ou de um grupo de condutas. Tipo de condutas vulcânicas: Filões As erupções podem ser alimentadas através de condutas tubulares, cilíndricas, as chaminés; ou através de condutas fissurais ou fracturas, os filões

11 Chaminés vulcânicas Distribuição do magmatismo actual Fronteiras divergentes 75% Fronteiras convergentes 15% Intraplaca Oceânica 7% Intraplaca Continental 3% Localização do vulcanismo 1. dorsais oceânicas 2. riftes intracontinentais 3. arcos insulares 4. no bordo de continentes 5. bacias pós-arco insular 6. Hot spot em litosfera oceânica 7. Hot spot em litosfera continental Vulcanismo interplaca Vulcanismo intraplaca Características das erupções vulcânicas Factores que controlam o tipo de erupção Composição do magma e quantidade de gases nele existente (factor intrínseco): >teor em Sílica >Viscosidade >Explosividade <teor em Sílica <Viscosidade <Explosividade Ambiente (factor extrínseco): Subaéreo ou subaquático: a presença de água superficial (mar, lago, rio, neve) ou subterrânea, aumenta a explosividade da erupção

12 Classificação das erupções Erupção explosiva: emissão violenta sob a forma de piroclastos - são projecções de fragmentos de lava líquida. Os gases ao ascenderem expandem-se o originam a explosão da lava (magmas graníticos e andesíticos) Erupção efusiva: na ausência de gases, a emissão da lava faz-se de modo calmo sob a forma de um líquido que escorre, originando escoadas lávicas (magmas basálticos) Produtos expelidos pelos vulcões Escoadas (Pahoehoe e aa) Tubos de Lava Piroclastos Designação Dimensão das partículas Depósitos piroclásticos consolidados Cinzas < 2 mm tufo Lapilli (areões) 2 a 64 mm tufo de lapilli Bombas (deformação plástica) Blocos (fragmentos de rocha) > 64 mm aglomerados e brechas

13 Estilos eruptivos Os estilos eruptivos têm o nome das erupções clássicas. Estão descritos desde o menos explosivo para o mais explosivo: Havaiano Característico dos vulcões Mauna Loa e Kilauea, no Havai. Grandes cones pouco inclinados Havaiano (básico, efusivo) Estromboliano Vulcaniano Surtseiano Peleano Pliniano (ácido, o mais explosivo) As erupções caracterizam-se por emissão de lava basáltica muito fluída, de modo efusivo Trata-se do estilo eruptivo menos violento A emissão de piroclastos é diminuta acumulando-se em torno do centro eruptivo Estromboliano Característico do Stomboli, em Itália Lavas basálticas, com emissões, intermitentes, de piroclastos projectados a dezenas de metros de altura Trata-se de actividade vulcânica pouco perigosa

14 Vulcaniano Característico do Vulcano, vulcão numa ilha do arquipélago das Éolicas, em Itália. Trata-se de um velho cone erodido que deu o nome a todos os vulcões e ao deus romano, sua actividade foi intensa no apogeu da cultura romana. As erupções são mais violentas e explosivas que o estromboliano. Envolve lavas mais evoluídas, de composição andesítica, com maior viscosidade. Actividade explosiva de pequena magnitude Produzem-se grandes quantidades de piroclastos finos, em colunas eruptivas muito altas (10 a 20km) Surtseiano Em 1963 a formação de uma nova ilha, Surtsey, ao largo da Islândia, deu nome a este estilo eruptivo. Caracteriza-se pela existência de interacção entre água (mar, rios, lagos, água subterrânea ou glaciares) e magma. Têm grande explosividade devido à presença de água. Podem envolver magmas básicos ou ácidos. Também chamadas erupções hidromagmáticas ou freatomagmáticas. Vulcão dos Capelinhos

15 Peleano Característico da Montanha Pelée, na Martinica, durante a erupção de 1902, que destruiu a capital, matando pessoas. Actividade explosiva de magnitude intermédia, lavas ácidas. Caracterizam-se pela formação de nuvens ardentes resultantes da explosão de domas ou agulhas de lava ácida, viscosa. As nuvens ardentes são fluxos piroclásticos, incandescentes, que se deslocam rente ao solo com poder altamente destruidor. Pliniano Característico da erupção do Vesúvio que destruiu as cidades de Pompeia e Herculano, no ano 79. O nome deriva de Plinio o Novo que descreveu a erupção. Caracteriza-se por actividade explosiva de grande magnitude, associada a magmas ácidos. Geram escoadas piroclásticas (320km/h), depósitos de pedra pomes e cinzas que em função da altura da coluna eruptiva, 45km, sofrem grande dispersão.

Agregados de minerais

Agregados de minerais Mineral Substância natural, formada em contextos geológicos (ou biológicos), sólida, com estrutura cristalina, composição química definida e propriedades físicas específicas Definição 1 Hematite (Fe2O3)

Leia mais

ROCHAS ÍGNEAS ENG1202-LABORATÓRIO DE GEOLOGIA. Prof. Patrício Pires 20/03/2012

ROCHAS ÍGNEAS ENG1202-LABORATÓRIO DE GEOLOGIA. Prof. Patrício Pires 20/03/2012 ROCHAS ÍGNEAS ENG1202-LABORATÓRIO DE GEOLOGIA 20/03/2012 Prof. Patrício Pires patricio.pires@gmail.com Rochas Magmáticas O que é uma Rocha Magmática? O que acontece durante o arrefecimento e cristalização

Leia mais

O que é uma erupção vulcânica?

O que é uma erupção vulcânica? Vulcanismo 1 O que é uma erupção vulcânica? Uma erupção vulcânica é caracterizada geralmente pela: emissão de materiais no estado de fusão ignea: a lava; muitas vezes pela expulsão de materiais sólidos

Leia mais

Vulcanologia: conceitos básicos

Vulcanologia: conceitos básicos Vulcanologia: conceitos básicos A Vulcanologia é uma ciência que estuda a formação, distribuição e classificação dos fenómenos vulcânicos. Distinguem-se dois tipos principais de vulcanismo: o vulcanismo

Leia mais

Ficha Formativa 10º ano - Vulcanologia 2006

Ficha Formativa 10º ano - Vulcanologia 2006 Ficha Formativa 10º ano - Vulcanologia 2006 I. Preenche as lacunas das frases seguintes, utilizando as palavras ou expressões que melhor as completam. Os vulcões são aberturas naturais na crosta terrestre

Leia mais

Nas ilhas dos Açores predominam

Nas ilhas dos Açores predominam http://.azores.gov.pt SANTA MARIA ESCOADA LÁVICA SUBMARINA Nas ilhas dos Açores predominam as rochas vulcânicas, estando as rochas sedimentares especialmente presentes na ilha de Santa Maria, onde frequentemente

Leia mais

Magmatismo e rochas magmáticas. Hélder Giroto Paiva - Escola Portuguesa do Lubango

Magmatismo e rochas magmáticas. Hélder Giroto Paiva - Escola Portuguesa do Lubango Magmatismo e rochas magmáticas Hélder Giroto Paiva - Escola Portuguesa do Lubango O ciclo litológico Definição de magma Material de origem profunda formado por uma mistura complexa de silicatos fundidos,

Leia mais

Unidade 3. Geologia, problemas e materiais do quotidiano. Capitulo 2. Processos e materiais geológicos importantes em ambientes terrestres.

Unidade 3. Geologia, problemas e materiais do quotidiano. Capitulo 2. Processos e materiais geológicos importantes em ambientes terrestres. Unidade 3 Geologia, problemas e materiais do quotidiano Capitulo 2 Processos e materiais geológicos importantes em ambientes terrestres. Aula Nº 74 24 Abr 09 Prof: Ana Capelo O QUE É O CICLO DAS ROCHAS?

Leia mais

Vulcanismo primário Materiais vulcânicos Composição da lava Tipos de actividade vulcânica Vulcanismo secundário Os vulcões e as placas tectónicas

Vulcanismo primário Materiais vulcânicos Composição da lava Tipos de actividade vulcânica Vulcanismo secundário Os vulcões e as placas tectónicas Vulcanismo primário Materiais vulcânicos Composição da lava Tipos de actividade vulcânica Vulcanismo secundário Os vulcões e as placas tectónicas Distribuição geográfica dos vulcões Zonas de risco vulcânico

Leia mais

Aula 3 - Petrologia das rochas ígneas ou magmáticas

Aula 3 - Petrologia das rochas ígneas ou magmáticas Aula 3 - Petrologia das rochas ígneas ou magmáticas Tipos de Magmas Tipos de Magmas Tipo de Magma Viscosidade Teor de Sílica Ocorrência Basáltico Baixa (muito fluido) 50% 80% Andesítico Média 60% 10% Riolítico

Leia mais

CONSOLIDAÇÃO DE MAGMAS

CONSOLIDAÇÃO DE MAGMAS CONSOLIDAÇÃO DE MAGMAS Prof. Ana Rita Rainho Condições de Texturas das rochas magmáticas Consoante as condições de arrefecimento do magma, o grau de desenvolvimento dos cristais é diferente. Fanerítica

Leia mais

Atividade vulcânica. Unidade 3: Consequências da dinâmica interna da Terra

Atividade vulcânica. Unidade 3: Consequências da dinâmica interna da Terra Unidade 3: Consequências da dinâmica interna da Terra Atividade vulcânica Jacinta Rosa Moreira Helena Sant Ovaia Vitor Nuno Pinto Revisão Científica: Frederico Sodré Borges Vulcanologia Ramo das Ciências

Leia mais

Magmatismo rochas magmáticas

Magmatismo rochas magmáticas Magmatismo rochas magmáticas Magma Uma definição de magma: Material de origem profunda, formado por uma mistura complexa de silicatos em fusão, entre 800 e 1500ºC, com uma percentagem variável de gases

Leia mais

Magmas e formação de rochas ígneas

Magmas e formação de rochas ígneas Magmas e formação de rochas ígneas Consultar também a apresentação prática sobre rochas ígneas e os temas da Estrutura da Terra e da Tectónica de Placas para ficar com um boa ideia de conjunto, da escala

Leia mais

QUE TESTEMUNHOS EVIDENCIAM A DINÂMICA DA TERRA?

QUE TESTEMUNHOS EVIDENCIAM A DINÂMICA DA TERRA? QUE TESTEMUNHOS EVIDENCIAM A DINÂMICA DA TERRA? QUE TESTEMUNHOS EVIDENCIAM A DINÂMICA DA TERRA? QUAIS AS PRINCIPAIS REGIÕES, A NÍVEL MUNDIAL, ONDE OCORREM VULCÕES? QUAIS AS PRINCIPAIS REGIÕES, A NÍVEL

Leia mais

Diferenciação magmática

Diferenciação magmática Diferenciação magmática Um só tipo de magma pode originar diferentes tipos de rochas, porque: > O magma é uma mistura complexa de substâncias minerais; > A cristalização desses minerais ocorre a temperaturas

Leia mais

Bem Explicado Centro de Explicações Lda. CN 7º Ano Teste Diagnóstico: Atividade Vulcânica

Bem Explicado Centro de Explicações Lda. CN 7º Ano Teste Diagnóstico: Atividade Vulcânica Bem Explicado Centro de Explicações Lda. CN 7º Ano Teste Diagnóstico: Atividade Vulcânica Nome: Data: / / 1. Completa os espaços em branco, das afirmações que se seguem, com os termos apropriados. a) Através

Leia mais

ROCHAS ÍGNEAS. Identificação Macroscópica

ROCHAS ÍGNEAS. Identificação Macroscópica ROCHAS ÍGNEAS Identificação Macroscópica RECONHECER DESCREVER CLASSIFICAR ROCHAS ÍGNEAS RELATÓRIO DE PETROGRAFIA Quais os parâmetros a considerar na descrição/classificação de uma rocha ígnea? A. Estrutura

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Sertã

Agrupamento de Escolas da Sertã Agrupamento de Escolas da Sertã Direcção Regional de Educação do Centro Ficha de trabalho - Ciências Naturais Ano Lectivo: 2010/11 Ano de Escolaridade: 7 º Ano Aluno: N.º: Turma: Data: / / 1. Estabelece

Leia mais

Serão as Rochas e os Minerais o mesmo? As rochas são constituídas por minerais.

Serão as Rochas e os Minerais o mesmo? As rochas são constituídas por minerais. Serão as Rochas e os Minerais o mesmo? As rochas são constituídas por minerais. Substância natural e inorgânica, com propriedades físicas e químicas definidas. Por exemplo o Quartzo pode formar-se em diversas

Leia mais

representa a ascensão de magma através de fissuras ou fendas da crosta, quase sempre em regiões de contacto entre as placas rígidas que compõem a

representa a ascensão de magma através de fissuras ou fendas da crosta, quase sempre em regiões de contacto entre as placas rígidas que compõem a representa a ascensão de magma através de fissuras ou fendas da crosta, quase sempre em regiões de contacto entre as placas rígidas que compõem a litosfera. Explicar os tipos de vulcões. OBJECTIVOS Explicar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF CAMPUS SERRA DA CAPIVARA COLEGIADO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA CCINAT.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF CAMPUS SERRA DA CAPIVARA COLEGIADO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA CCINAT. UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF CAMPUS SERRA DA CAPIVARA COLEGIADO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA CCINAT Rochas Ígneas Referências Cap. 16 - Decifrando a Terra Cap. 4 Para entender a Terra

Leia mais

Prova Modelo PROVAS ESPECIALMENTE ADEQUADAS DESTINADAS A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS GEOLOGIA

Prova Modelo PROVAS ESPECIALMENTE ADEQUADAS DESTINADAS A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS GEOLOGIA Prova Modelo PROVAS ESPECIALMENTE ADEQUADAS DESTINADAS A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS GEOLOGIA Nome: BI: Classificação: CHAMADA DE ATENÇÃO: Esta prova

Leia mais

MÉTODOS DIRETOS: MÉTODOS INDIRECTOS:

MÉTODOS DIRETOS: MÉTODOS INDIRECTOS: Geotermia Gradiente geotérmico: Variação da temperatura em profundidade. Grau geotérmico: profundidade que é preciso descer, para que a temperatura suba 1ºC. Fluxo térmico: transferência de calor do interior

Leia mais

Estrutura da Terra e Tectônica de Placas

Estrutura da Terra e Tectônica de Placas Estrutura da Terra e Tectônica de Placas Terremoto Japão março 2011 Tsunami Japão março 2011 Decifrando a Terra Teixeira, Toledo, Fairchild & Taioli Ed.Oficina de Textos Para Entender a Terra Press, Siever,

Leia mais

A ilha da Madeira: do Miocénico ao presente. Enquadramento Geodinâmico do Vulcanismo. Vulcanismo interplaca

A ilha da Madeira: do Miocénico ao presente. Enquadramento Geodinâmico do Vulcanismo. Vulcanismo interplaca 08-04-2015 Enquadramento Geodinâmico do Vulcanismo Onde ocorrem os vulcões? A distribuição global dos vulcões activos mostra uma relação directa entre vulcanismo e tectónica de placas A ilha da Madeira:

Leia mais

Estrutura geológica e formas de relevo. Professora: Jordana Costa

Estrutura geológica e formas de relevo. Professora: Jordana Costa Estrutura geológica e formas de relevo Professora: Jordana Costa Estrutura Geológica O tipo de terreno de um lugar (sua origem e as rochas que o compõem) constitui a sua estrutura geológica. Sua importância

Leia mais

GEOLOGIA GERAL PROF. ROCHA

GEOLOGIA GERAL PROF. ROCHA GEOLOGIA GERAL PROF. ROCHA CAMADAS DA TERRA CAMADAS DA TERRA A crosta e as rochas A crosta é formada por rochas e minerais. As rochas são agrupamentos de minerais: Minerais são elementos ou compostos

Leia mais

Compreender os fenómenos vulcânicos como evidência da actividade interna da Terra.

Compreender os fenómenos vulcânicos como evidência da actividade interna da Terra. Compreender os fenómenos vulcânicos como evidência da actividade interna da Terra. Localizar as principais zonas de grande intensidade vulcânica do planeta. Conhecer a constituição de um vulcão. Compreender

Leia mais

LITOSFERA SIMA SIAL. Litosfera (crosta): camada rochosa da Terra (até 70 km de profundidade).

LITOSFERA SIMA SIAL. Litosfera (crosta): camada rochosa da Terra (até 70 km de profundidade). ESTRUTURA GEOLÓGICA ESTRUTURA DA TERRA LITOSFERA SIMA SIAL Litosfera (crosta): camada rochosa da Terra (até 70 km de profundidade). DESCONTINUIDADE DE MOHOROVICIC Limite entre a Litosfera e o manto MANTO

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA

INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA PROVAS ESPECIALMENTE ADEQUADAS DESTINADAS A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS GEOLOGIA Nome: BI: Classificação: CHAMADA DE ATENÇÃO:

Leia mais

CIÊNCIAS O CICLO DAS ROCHAS

CIÊNCIAS O CICLO DAS ROCHAS Texto para estudo CIÊNCIAS O CICLO DAS ROCHAS A Terra é um planeta vivo e seus continentes estão em constante movimento, devido à dissipação de calor do interior do planeta. A geologia é a ciência que

Leia mais

Geografia. Cartografia DINÂMICA GEOLÓGICA E AS FORMAS DA LITOSFERA. Professora: Diego Moreira Professor: Diego Moreira

Geografia. Cartografia DINÂMICA GEOLÓGICA E AS FORMAS DA LITOSFERA. Professora: Diego Moreira Professor: Diego Moreira Geografia Cartografia DINÂMICA GEOLÓGICA E AS FORMAS DA LITOSFERA Professora: Diego Moreira Professor: Diego Moreira DINÂMICA GEOLÓGICA E AS FORMAS DA LITOSFERA ESCALA GEOLÓGICA ESCALA GEOLÓGICA ESCALA

Leia mais

TECTÔNICA DE PLACAS. Ajuste Geométrico dos Continentes. eologia e Paleontologia Combinadas em Lados Opostos do Atlantico

TECTÔNICA DE PLACAS. Ajuste Geométrico dos Continentes. eologia e Paleontologia Combinadas em Lados Opostos do Atlantico TECTÔNICA DE PLACAS Podemos simplificar três hipóteses, que deram origem efetivamente, a Teoria da Tectônica de Placas: Primeira hipótese: Deriva Continental: Em 1915 Wegener ao publicar o livro Origin

Leia mais

Estrutura Interna da Terra

Estrutura Interna da Terra Estrutura Interna da Terra Rochas Ígneas As rochas ígneas são um tipo rochoso formado pela pressão e calor intenso que ocorre dentro do nosso planeta. Elas derretem devido às temperaturas muito altas

Leia mais

Génese das Rochas. Minerais. Rochas Sedimentares. Rochas Magmáticas. Rochas Metamórficas

Génese das Rochas. Minerais. Rochas Sedimentares. Rochas Magmáticas. Rochas Metamórficas Génese das Rochas Minerais Rochas Sedimentares Rochas Magmáticas Rochas Metamórficas As rochas são constituídas por... São substâncias inorgânicas, naturais, cristalinas e com uma composição química bem

Leia mais

A estrutura da Terra. Prof. Eder C. Molina IAGUSP.

A estrutura da Terra. Prof. Eder C. Molina IAGUSP. 1 Prof. Eder C. Molina IAGUSP http://www.iag.usp.br/~eder/deriv.ppt 2 Raio médio: 6.371 km Densidade média: 5,5 g cm -3 Massa: 5,976 x10 24 kg Temperatura superficial média: 15 o C Pressão atmosférica

Leia mais

2. A figura 2 representa, de modo esquemático, um fenómeno físico que pode ocorrer numa câmara magmática.

2. A figura 2 representa, de modo esquemático, um fenómeno físico que pode ocorrer numa câmara magmática. Disciplina de Biologia e Geologia (Ano ) º ANO Ficha de Avaliação Formativa Tema IV de Geologia (Correcção) Nome: Nº: Turma: Leia com atenção e responda sucintamente às questões que se seguem!. A diferenciação

Leia mais

Conteúdo: Aula 1: Rochas e minerais: o que são? Tipos de rocha. Aula 2: O solo. FORTALECENDO SABERES APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES

Conteúdo: Aula 1: Rochas e minerais: o que são? Tipos de rocha. Aula 2: O solo. FORTALECENDO SABERES APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES A Conteúdo: Aula 1: Rochas e minerais: o que são? Tipos de rocha. Aula 2: O solo. 2 A Habilidades: Aula 1: Entender o que são rochas e como elas se formam. Saber diferenciar as rochas de acordo com os

Leia mais

Biologia e Geologia Módulo 2 Vulcanologia

Biologia e Geologia Módulo 2 Vulcanologia FICHA INFORMATIVA Nº 1 Biologia e Geologia Módulo 2 Vulcanologia A actividade vulcânica pode ser classificada como efusiva, explosiva e mista. As principais características destes tipos de actividade vulcânica

Leia mais

Biologia e Geologia Módulo 2 Vulcanologia

Biologia e Geologia Módulo 2 Vulcanologia FICHA (IN)FORMATIVA Nº 1 Biologia e Geologia Módulo 2 Vulcanologia A atividade vulcânica pode ser classificada como efusiva, explosiva e mista. As principais características destes tipos de atividade vulcânica

Leia mais

DECIFRANDO A FORMAÇÃO DA TERRA

DECIFRANDO A FORMAÇÃO DA TERRA DECIFRANDO A FORMAÇÃO DA TERRA QUESTÕES INICIAIS O que vocês já sabem sobre o tema? O que justifica a presença de diversos tipos de relevo na crosta terrestre? Por que estudar esse tema? O que se entende

Leia mais

DECIFRANDO A FORMAÇÃO DA TERRA

DECIFRANDO A FORMAÇÃO DA TERRA DECIFRANDO A FORMAÇÃO DA TERRA QUESTÕES INICIAIS O que vocês já sabem sobre o tema? O que justifica a presença de diversos tipos de relevo na crosta terrestre? Por que estudar esse tema? O que se entende

Leia mais

GEOLOGIA PARA ENGENHARIA CIVIL MINERAIS E ROCHAS: ROCHAS ÍGNEAS E SEDIMENTARES

GEOLOGIA PARA ENGENHARIA CIVIL MINERAIS E ROCHAS: ROCHAS ÍGNEAS E SEDIMENTARES GEOLOGIA PARA ENGENHARIA CIVIL MINERAIS E ROCHAS: ROCHAS ÍGNEAS E SEDIMENTARES Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Conhecer os tipos de rocha Compreender a formação das rochas ígneas e sedimentares

Leia mais

Classificação das Rochas

Classificação das Rochas Classificação das Rochas Oliveira, Francisco Sérgio Silva de. O48c Classificação das rochas / Francisco Sérgio Silva de Oliveira. Varginha, 2015. 54 slides; il. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader

Leia mais

Leila Marques. Marcia Ernesto

Leila Marques. Marcia Ernesto Leila Marques Marcia Ernesto Alta Temperatura no Interior da Terra No passado a Terra sofreu aquecimento: separação de um manto rochoso e um núcleo denso de composição metálica (Fe-Ni). Diápiros de Fe-Ni

Leia mais

Apostila de Geografia 07 Noções de Geologia

Apostila de Geografia 07 Noções de Geologia 1.0 Geosfera Apostila de Geografia 07 Noções de Geologia Meios de estudo da estrutura interna da Terra: Diretos: Afloramentos rochosos à superfície. Vulcanismo. Sondagens. Geotermia. Indiretos: Magnetismo.

Leia mais

Capítulo 4 - ROCHAS CLASSIFICAÇÃO DAS ROCHAS QUANTO À QUANTIDADE DE TIPOS DE MINERAL

Capítulo 4 - ROCHAS CLASSIFICAÇÃO DAS ROCHAS QUANTO À QUANTIDADE DE TIPOS DE MINERAL Capítulo 4 - ROCHAS DEFINIÇÕES MINERAL: Toda substancia inorgânica natural, de composição química estrutura definidas. Quando adquire formas geométricas próprias, que correspondam à sua estrutura atômica,

Leia mais

Consequências da dinâmica interna da Terra

Consequências da dinâmica interna da Terra Consequências da dinâmica interna da Terra Testemunhos que evidenciam a dinâmica interna da Terra Sismos e Vulcões Estão entre os acontecimentos naturais mais devastadores, pondo em evidencia a dinâmica

Leia mais

ESTRUTURA GEOLÓGICA E AS FORMAS DE RELEVO

ESTRUTURA GEOLÓGICA E AS FORMAS DE RELEVO ESTRUTURA GEOLÓGICA E AS FORMAS DE RELEVO ROCHAS: Aglomerado de um ou mais minerais ÍGNEAS OU MAGMÁTICAS (cristalinas) - intrusivas ou plutônicas - extrusivas ou vulcânicas SEDIMENTARES - detríticas -

Leia mais

Grupo I E A. Composições médias aproximadas (%) dos tipos mais importantes de rochas magmáticas:

Grupo I E A. Composições médias aproximadas (%) dos tipos mais importantes de rochas magmáticas: no lectivo: 2012-2013 Teste Sumativo Nº 3 iologia e Geologia 10ºano Versão 2 Grupo I Islândia (figura 1), a maior parcela de terra inteira com origem vulcânica, é formada por planaltos de lava expelida

Leia mais

GEOTÉCNICA /2. Minerais Ciclo Geológico Solo/rocha Rochas. Marita Raquel Paris Cavassani Curbani

GEOTÉCNICA /2. Minerais Ciclo Geológico Solo/rocha Rochas. Marita Raquel Paris Cavassani Curbani UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO ENGENHARIA CIVIL GEOTÉCNICA - 2011/2 Minerais Ciclo Geológico Solo/rocha Rochas Marita Raquel Paris Cavassani Curbani maritarpc@gmail.com Referência: Notas de aula

Leia mais

Metamorfismo. Roches metamórficas

Metamorfismo. Roches metamórficas METAMORFISMO Introdução - Definição Metamorfismo Processo que leva a uma modificação de mineralogia ou de textura das rochas, no estado sólido, sob o efeito da temperatura, da pressão e dos flúidos Roches

Leia mais

Vulcanologia. - É o Ramo das Ciências da Terra que estuda a formação, a distribuição e a classificação dos fenómenos vulcânicos.

Vulcanologia. - É o Ramo das Ciências da Terra que estuda a formação, a distribuição e a classificação dos fenómenos vulcânicos. Vulcanologia - É o Ramo das Ciências da Terra que estuda a formação, a distribuição e a classificação dos fenómenos vulcânicos. Vulcanismo Primário (activo) Vulcanismo Central Vulcanismo Fissural Secundário

Leia mais

O metamorfismo é caracterizado por: mudanças mineralógicas crescimento de novos minerais sem adição de novo material (processo isoquímico);

O metamorfismo é caracterizado por: mudanças mineralógicas crescimento de novos minerais sem adição de novo material (processo isoquímico); Rochas metamórficas Metamorfismo - processo geológico que consiste num conjunto de transformações mineralógicas, químicas e estruturais que ocorrem no estado sólido, em rochas sujeitas a estados de tensão,

Leia mais

Rochas e Minerais Ciências Naturais 6º ano Lígia Palácio / Maio

Rochas e Minerais Ciências Naturais 6º ano Lígia Palácio / Maio Rochas e Minerais Ciências Naturais 6º ano Lígia Palácio / Maio 2016 http://www.sott.net/image/image/872/crystal-cave-1.jpg Mineral Substância natural, inorgânica, de composição química especifica e de

Leia mais

Através do estudo dos materiais rochosos é possível colher informações sobre o passado da Terra

Através do estudo dos materiais rochosos é possível colher informações sobre o passado da Terra Através do estudo dos materiais rochosos é possível colher informações sobre o passado da Terra O Ciclo das Rochas é um dos subciclos do O estudo dos fósseis, incluindo o dos dinossauros e dos seus vestígios,

Leia mais

GEOQUÍMICA DO SOLO DEFINIÇÃO:

GEOQUÍMICA DO SOLO DEFINIÇÃO: GEOQUÍMICA DO SOLO DEFINIÇÃO: Ciência que se dedica ao estudo do solo e de suas relações com as demais esferas geoquímicas (pedosfera, atmosfera, hidrosfera, litosfera e biosfera). Nos ecossistemas terrestres...

Leia mais

Módulo 2 - Aula 2 Condicionantes Lito-estruturais do Relevo

Módulo 2 - Aula 2 Condicionantes Lito-estruturais do Relevo Módulo 2 - Aula 2 Condicionantes Lito-estruturais do Relevo Tectônica de Placas e Grandes Unidades Estruturais Formas Ligadas às Rochas Sedimentares, Ígneas e Metamórficas Formas Ligadas a Falhas e Fraturas

Leia mais

TIPOS DE ROCHAS. Magmáticas provenientes do arrefecimento e solidificação do magma.

TIPOS DE ROCHAS. Magmáticas provenientes do arrefecimento e solidificação do magma. TIPOS DE ROCHAS As rochas dividem-se em três grupos: Magmáticas provenientes do arrefecimento e solidificação do magma. Metamórficas resultam de modificações, no estado sólido, devido à pressão e temperatura.

Leia mais

Geoquímica do Manto 15/10/2012. Geoquímica de Rochas Características

Geoquímica do Manto 15/10/2012. Geoquímica de Rochas Características Características Geoquímica do Manto Dados sísmicos: camada sólida, de composição silicática, Corresponde a 83% do volume da Terra e 67% de sua massa, Dividido em duas grandes regiões: superior e inferior.

Leia mais

O vulcanismo, de acordo com os fenómenos observados, pode ser classificado como primário ou secundário:

O vulcanismo, de acordo com os fenómenos observados, pode ser classificado como primário ou secundário: 1. Vulcanismo O vulcanismo ou a atividade vulcânica consiste na libertação de produtos gasosos, líquidos e/ou sólidos para o exterior da crosta terrestre. Esta saída pode ser através de aberturas na superfície

Leia mais

ROCHAS LITOSFERA. Rochas Magmáticas ou Ígneas

ROCHAS LITOSFERA. Rochas Magmáticas ou Ígneas LITOSFERA ROCHAS As rochas constituem a parte sólida do planeta e são compostas de um ou vários minerais. Os minerais são compostos de elementos químicos. Certos elementos químicos podem ser encontrados

Leia mais

Relatórios Modelo de Petrografia

Relatórios Modelo de Petrografia Relatórios Modelo de Petrografia Estes relatórios servem como referência para os alunos que estão agora a iniciar as primeiras observações. Obviamente que cada pessoa tem o seu estilo pessoal de escrever,

Leia mais

Vulcanismo e Tectónica de Placas

Vulcanismo e Tectónica de Placas Vulcanismo e Tectónica de Placas Fig. 1 Sistema de reciclagem da crosta e vulcanismo nas fronteiras tectónicas. Margens convergentes e divergentes A superfície da Terra é constituída por placas diferenciadas

Leia mais

Compreender melhor a sua dinâmica

Compreender melhor a sua dinâmica O vulcanismo é uma das manifestações da energia acumulada no interior da Terra. Os fenómenos vulcânicos fornecem dados sobre a estrutura e a composição da GEOSFERA. Compreender melhor a sua dinâmica As

Leia mais

Relatórios Modelo de Petrografia

Relatórios Modelo de Petrografia Relatórios Modelo de Petrografia Estes relatórios servem como referência para os alunos que estão agora a iniciar as primeiras observações. Obviamente que cada pessoa tem o seu estilo pessoal de escrever,

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DAS ROCHAS E O CICLO DAS ROCHAS

CLASSIFICAÇÃO DAS ROCHAS E O CICLO DAS ROCHAS CLASSIFICAÇÃO DAS ROCHAS E O CICLO DAS ROCHAS O que são rochas? São produtos consolidados, resultantes da união natural de minerais. Diferente dos sedimentos, como por exemplo a areia da praia (um conjunto

Leia mais

A grande incidência da actividade sísmica em determinados locais.

A grande incidência da actividade sísmica em determinados locais. A grande incidência da actividade sísmica em determinados locais. A grande incidência da actividade vulcânica em determinados locais. Como resultado destas novas evidências, Robert Palmer e Donald Mackenzie,

Leia mais

AULA 7: TIPOS DE BORDAS ESTRUTURAS MAIORES

AULA 7: TIPOS DE BORDAS ESTRUTURAS MAIORES GEOTECTÔNICA TECTÔNICA GLOBAL Prof. Eduardo Salamuni AULA 7: TIPOS DE BORDAS DE PLACAS E SUAS ESTRUTURAS MAIORES TIPOS DE BORDAS DE PLACAS Divergentes (ou de criação): cadeias mesooceânicas Convergentes

Leia mais

Biologia e Geologia - 10º Ano Rochas e a história da Terra. Nome: N º: Turma: Data: Professor: Encarregado(a) de Educação:

Biologia e Geologia - 10º Ano Rochas e a história da Terra. Nome: N º: Turma: Data: Professor: Encarregado(a) de Educação: Ficha de trabalho Biologia e Geologia - 10º Ano Rochas e a história da Terra Nome: N º: Turma: Data: Professor: Encarregado(a) de Educação: Lê toda a informação com atenção e responde de forma objectiva.

Leia mais

Guimarães Rosa. Unidade 2 Planeta Terra: estrutura, formas, dinâmica e atividades humanas.

Guimarães Rosa. Unidade 2 Planeta Terra: estrutura, formas, dinâmica e atividades humanas. Guimarães Rosa 1º ano Unidade 2 Planeta Terra: estrutura, formas, dinâmica e atividades humanas. Rita Martins. A localização da Terra... Universo Galáxia Sistema Solar Terra Bem vindos ao planeta Terra,

Leia mais

7ºs anos Professor Daniel Fonseca

7ºs anos Professor Daniel Fonseca Salesiano Dom Bosco Capítulo 3 Geologia, Solo e Relevo 7ºs anos Professor Daniel Fonseca ROCHAS: Aglomerado de um ou mais minerais ÍGNEAS OU MAGMÁTICAS (cristalinas) - intrusivas ou plutônicas - extrusivas

Leia mais

FORMAÇÃO E ESTRUTURA DA TERRA

FORMAÇÃO E ESTRUTURA DA TERRA FORMAÇÃO E ESTRUTURA DA TERRA CAMADAS TERRESTRE - NÚCLEO É a porção central da Terra, também denominada NIFE, por ser constituída de compostos de FErro e NÍquel, com algum enxofre e silício dissolvido.

Leia mais

Uma visão global da Geologia da Terra

Uma visão global da Geologia da Terra Versão em português incompleta 19-3-2010 Será completada brevemente!!! Tectónica de Placas Plate Tectonics Uma visão global da Geologia da Terra A global view of Earth Geology Tectónica de placas Crusta

Leia mais

Noções de Geologia. Prof. Msc. João Paulo Nardin Tavares

Noções de Geologia. Prof. Msc. João Paulo Nardin Tavares Noções de Geologia Prof. Msc. João Paulo Nardin Tavares Objetivos da aula Conhecer a estrutura da Terra Definir os conceitos e teorias da deriva continental e das placas tectônicas Compreender fenômenos

Leia mais

- Principal agente das mudanças de estado: Tectônica Global.

- Principal agente das mudanças de estado: Tectônica Global. Classificação de bacias sedimentares: mecanismos de subsidência e contexto tectônico - Bacias sedimentares: áreas da superfície terrestre que sofrem ou sofreram subsidência continuada. - Subsidência resposta

Leia mais

Ficha Informativa Ciclo das Rochas 10º Ano

Ficha Informativa Ciclo das Rochas 10º Ano Ficha Informativa Ciclo das Rochas 10º Ano As rochas, em geral, como sistemas abertos que são, compostas por minerais (que neste contexto podemos entender como sub-sistemas), perdem estabilidade sempre

Leia mais

Ainda não compreendemos totalmente como é constituído e como funciona o interior do nosso planeta.

Ainda não compreendemos totalmente como é constituído e como funciona o interior do nosso planeta. Ainda não compreendemos totalmente como é constituído e como funciona o interior do nosso planeta. Os dados que permitem conhecer o interior da Terra podem ser obtidos de forma direta, através de métodos

Leia mais

1. Localização 2. Formação Morro Vermelho 3. Seção colunar da formação 4. Aspectos petrográficos 5. Modelo evolutivo 6. Conclusões 7.

1. Localização 2. Formação Morro Vermelho 3. Seção colunar da formação 4. Aspectos petrográficos 5. Modelo evolutivo 6. Conclusões 7. 1. Localização 2. Formação Morro Vermelho 3. Seção colunar da formação 4. Aspectos petrográficos 5. Modelo evolutivo 6. Conclusões 7. Agradecimentos 8. Bibliografia Cadeia Vitória Trindade Alinhamento

Leia mais

O interior da Terra. percentagem da massa da Terra. manta inferior 49,2% D" 3% interna 1,7% externa 30,8%

O interior da Terra. percentagem da massa da Terra. manta inferior 49,2% D 3% interna 1,7% externa 30,8% O interior da Terra crosta região percentagem da massa da Terra profundidade (em quilômetros) oceânica 0,099% 0-10 continental 0,374% 0-50 manta superior 10,3% 10-400 região de transição 7,5% 400-650 região

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Moura Escola Básica nº 1 de Moura (EB23) Ano letivo 2014/2015

Agrupamento de Escolas de Moura Escola Básica nº 1 de Moura (EB23) Ano letivo 2014/2015 CIÊNCIAS NATURAIS 7º ANO Conteúdos TERRA EM TRANSFORMAÇÃO 1. Dinâmica externa da Terra ( 50 min): 18 1.1 Paisagens geológicas e minerais constituintes das rochas Metas Curriculares Objetivos e Descritores

Leia mais

Teste Diagnóstico I Biologia e Geologia

Teste Diagnóstico I Biologia e Geologia Nome: Data: Alguns aspetos detetados: Conhecimentos prévios mal assimilados ou interiorizados. Dificuldades na interpretação de um pequeno texto. Dificuldades na interpretação de enunciados. Dificuldade

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO Código Unidade 040 CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso Etapa Sem. / Ano 4045-1 Ciências Biológicas

Leia mais

é a herança para os nossos filhos e netos com a sua atmosfera rica em oxigénio, permite-nos respirar com a camada de ozono, protege-nos das radiações

é a herança para os nossos filhos e netos com a sua atmosfera rica em oxigénio, permite-nos respirar com a camada de ozono, protege-nos das radiações é a herança para os nossos filhos e netos com a sua atmosfera rica em oxigénio, permite-nos respirar com a camada de ozono, protege-nos das radiações ultravioletas com a água evita a desidratação com as

Leia mais

WEGENER (1912) Os continentes, agora afastados, já estiveram juntos formando um único supercontinente a Pangeia rodeado por um único oceano a

WEGENER (1912) Os continentes, agora afastados, já estiveram juntos formando um único supercontinente a Pangeia rodeado por um único oceano a WEGENER (1912) Os continentes, agora afastados, já estiveram juntos formando um único supercontinente a Pangeia rodeado por um único oceano a Pantalassa. Posteriormente, a Pangeia fracturou-se e os continentes

Leia mais

Compreender a importância do conhecimento da Lua para reconstituir a história dos primeiros 700 M.a. da história da Terra.

Compreender a importância do conhecimento da Lua para reconstituir a história dos primeiros 700 M.a. da história da Terra. Compreender a importância do conhecimento da Lua para reconstituir a história dos primeiros 700 M.a. da história da Terra. Conhecer as características que fazem da Terra um planeta único. Conhecer as condições

Leia mais

Biologia e Geologia 10º ou 11º Ano Classificação de amostras de rochas

Biologia e Geologia 10º ou 11º Ano Classificação de amostras de rochas SEDIMENTOS têm origem Físico-química Química Biológica são são são Detritos (fragmentos de rochas pré-existentes) Substâncias dissolvidas na água Substâncias químicas produzidas pelos seres vivos ou resultantes

Leia mais

Ciências Naturais 7.º ano. Ficha de avaliação diagnóstica

Ciências Naturais 7.º ano. Ficha de avaliação diagnóstica Ciências Naturais 7.º ano Ficha de avaliação diagnóstica Grupo I 1. Faz corresponder cada conceito da coluna I (1 a 6) à sua descrição, que se encontra na coluna II (A a F). COLUNA I COLUNA II 1 Rocha

Leia mais

Data: /08/2014 Bimestre: 2. Nome: 6 ANO B Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo

Data: /08/2014 Bimestre: 2. Nome: 6 ANO B Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Data: /08/2014 Bimestre: 2 Nome: 6 ANO B Nº Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Valor da Atividade: 2,0 (Dois) Nota: GRUPO 3 1- (0,5) Embora haja dificuldade em oficializar a data do primeiro mapa

Leia mais

Guimarães Rosa. Unidade 2 Planeta Terra: estrutura, formas, dinâmica e atividades humanas.

Guimarães Rosa. Unidade 2 Planeta Terra: estrutura, formas, dinâmica e atividades humanas. Guimarães Rosa 1º ano Unidade 2 Planeta Terra: estrutura, formas, dinâmica e atividades humanas. Rita Martins. Estrutura da Terra baseada nas rochas. Como podemos explicar tudo isto? O Tempo Geológico

Leia mais

FICHA DE TRABALHO. 1. Distinga sistema fechado, sistema aberto e sistema isolado.

FICHA DE TRABALHO. 1. Distinga sistema fechado, sistema aberto e sistema isolado. 1. Distinga sistema fechado, sistema aberto e sistema isolado. 2. A classificação dos sistemas (em fechado, aberto ou isolado) tem em linha de conta: a) a sua dimensão. b) a forma do seu limite. c) o seu

Leia mais

A ESTRUTURA GEOLÓGICA DO PLANETA. Robert Oliveira Cabral

A ESTRUTURA GEOLÓGICA DO PLANETA. Robert Oliveira Cabral A ESTRUTURA GEOLÓGICA DO PLANETA Robert Oliveira Cabral Deus X Big Bang Existem diversas linhas de pensamento sobre a origem do universo, até mesmo dentro da visão criacionista (os que acreditam que Deus

Leia mais

ATIVIDADE DE GEOGRAFIA PARA 8ºS ANOS - SALESIANO. Site padogeo.com Atividade Nº 16: Dinâmica interna da Terra

ATIVIDADE DE GEOGRAFIA PARA 8ºS ANOS - SALESIANO. Site padogeo.com Atividade Nº 16: Dinâmica interna da Terra ATIVIDADE DE GEOGRAFIA PARA 8ºS ANOS - SALESIANO Site padogeo.com Atividade Nº 16: Dinâmica interna da Terra 1. Os três esquemas acima, embora feitos por autores diferentes identificam, praticamente, as

Leia mais

3 Aspectos Geológicos e Geotécnicos

3 Aspectos Geológicos e Geotécnicos 3 Aspectos Geológicos e Geotécnicos Nos itens a seguir serão abordados os aspectos geológicos e geotécnicos de maior interesse na área da Barragem de Terra da Margem Esquerda. 3.1. Características Gerais

Leia mais

Teste de avaliação global

Teste de avaliação global Teste de avaliação global Consequências da dinâmica interna da Terra Ciências Naturais 7. o ano Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Não é permitido o uso de corretor.

Leia mais

MINERAIS E ROCHAS Geotecnia Ambiental 2015

MINERAIS E ROCHAS Geotecnia Ambiental 2015 MINERAIS E ROCHAS Geotecnia Ambiental 2015 Sumário 1. INTRODUÇÃO Geologia Aplicada a Geotecnia Estrutura da Terra 2. MINERAIS E ROCHAS Propriedades dos minerais Minerais formadores de rochas Determinação

Leia mais

Ciclo das Rochas e Formação dos Solos

Ciclo das Rochas e Formação dos Solos Ciclo das Rochas e Formação dos Solos Conjunto de transformações do material rochoso no qual rochas são geradas, recicladas, destruídas e alteradas devido à dinâmica interna e externa da Terra! CICLO

Leia mais

SISMICIDADE E ESTRUTURA INTERNA DA TERRA

SISMICIDADE E ESTRUTURA INTERNA DA TERRA SISMICIDADE E ESTRUTURA INTERNA DA TERRA AS PRINCIPAIS CAMADAS DA TERRA # A maior parte do interior da Terra é inacessível às observações diretas. Para conhecer sua constituição interna, é necessário recorrer

Leia mais

A GÊNESE DO RELEVO. GEOMORFOLOGIA (estudo do relevo) FORMAÇÃO DA TERRA (1) FORMAÇÃO DA TERRA (3) FORMAÇÃO DA TERRA (2) ORIGEM DO UNIVERSO

A GÊNESE DO RELEVO. GEOMORFOLOGIA (estudo do relevo) FORMAÇÃO DA TERRA (1) FORMAÇÃO DA TERRA (3) FORMAÇÃO DA TERRA (2) ORIGEM DO UNIVERSO GEOMORFOLOGIA (estudo do relevo) A GÊNESE DO RELEVO ORIGEM DO UNIVERSO Teoria do Big Bang. FORMAÇÃO DA TERRA (1) Resfriamento - de massa gasosa para líquido-pastosa. FORMAÇÃO DA TERRA (2) Formação da litosfera.

Leia mais