CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO"

Transcrição

1 MATRIZ CURRICULAR Período 1º. 2º. 3º. 4º. 5º. 6º. CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Componente Curricular Carga Horária Fundamentos de Computação 80 Algoritmos e Programação de Computadores I 160 Inglês Instrumental 80 Oficina de Comunicação e Expressão 40 Metodologia Científica e Pesquisa em Informática 40 TOTAL 400 Processos Gerenciais 80 Organização e Arquitetura de Computadores 80 Algoritmos e Programação de Computadores II 80 Lógica Aplicada à Computação 80 Matemática Discreta 80 TOTAL 400 Introdução a Sistemas de Informação 80 Estrutura de Dados e Ordenação de Arquivos 80 Programação Orientada a Objetos 80 Modelagem de Sistemas de Informação 80 Informática e Sociedade 40 Matemática Financeira 40 TOTAL 400 Bancos de Dados I: Modelagem Conceitual e Projeto 80 Laboratório de Banco de Dados 40 Paradigmas de Linguagens de Programação 40 Gerência de Projeto de Software 80 Sistemas Operacionais 80 Probabilidade e Estatística 80 TOTAL 400 Análise Organizacional e de Processos 80 Banco de Dados II: Sistemas de Gerenciamento 80 Rede de Computadores 80 Prática em Desenvolvimento de Sistemas 80 Legislação em Informática 80 TOTAL 400 Sistemas de Informações Empresariais 80 Qualidade de Software 80 Gerência de Redes e Segurança de Computadores 80 Projeto de Interface 40 Prática Profissional I 120 TOTAL 400

2 Período 7º. 8º. Componente Curricular Carga Horária Programação para Dispositivos Móveis 40 Desenvolvimento em Ambiente Web 80 Sistemas Contábeis 80 Governança em Tecnologia da Informação 80 Prática Profissional II 120 TOTAL 400 Auditoria e Segurança em Sistemas 80 Empreendedorismo 80 Tópicos Especiais: Tecnologias Emergentes 40 Eletiva 80 Ética Profissional 40 Projeto de Graduação 80 TOTAL 400 Atividades Complementares 100 TOTAL DO CURSO 3300 COMPONENTES CURRICULARES EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIAS FUNDAMENTOS DE COMPUTAÇÃO Breve abordagem sobre a história da computação. Conhecimentos básicos de informática e microcomputadores: origem, componentes básicos e funções de hardware e software. Sistemas posicionais de numeração. Operações aritméticas no sistema binário de numeração. Representações digitais para números, códigos, sons, imagens etc. Processador de textos: noções básicas e práticas, principais recursos e utilização. Noções de arquitetura e organização de computadores: memórias, unidades centrais de processamento, entrada e saída. Noções de Software: básico e aplicativo. Introdução aos sistemas operacionais, utilitários, redes de computadores, banco de dados, tipos de linguagens, compiladores e interpretadores. Internet e Intranet. Evolução da comunicação digital e do processo de distribuição da informação. Exercícios práticos em laboratório. MONTEIRO, Mário A. Introdução à organização de computadores. Rio de Janeiro: LTC, NASCIMENTO, Ângela J.; HELLER, Jorge L. Introdução à informática. São Paulo: Makron: VELLOSO, Fernando C. Informática: conceitos básicos. 7. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2004.

3 FEDELI, Ricardo D.; POLLONI, Enrico G.F.; PERES, Fernando E. Introdução à ciência da computação. São Paulo: Thompson Pioneira, GUIMARÃES, Ângelo de Moura; LAGES, Newton A. C. Introdução à ciência da computação. Rio de Janeiro: LTC, HONEYCUTT, Jerry. Introdução ao microsoft windows 2000 professional. Rio de Janeiro: Campus, NORTON, Peter. Introdução à informática. São Paulo: Makron Books, ROSCH, Winn L. Desvendando o Hardware do PC. 2. ed. Rio de Janeiro: Campus, SAWAYA, Márcia Regina. Dicionário de informática e internet. São Paulo: Nobel, TORRES, G. Hardware: curso completo. São Paulo: Axcel Books, WARNER, Nancy D. Micrososft excel Rio de Janeiro: Campus, WHITE, Ron. Como funciona a internet. São Paulo: Quark (s.d.). ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I Estudo de algoritmos e programas, contemplando conceitos fundamentais: tipos de dados escalares, variáveis, atribuições e expressões. Estruturas de controle: decisão, repetição e desvio. Modularização e funções. Tipos estruturados básicos: arranjos unidimensionais e arranjos multidimensionais. Apontadores. Alocação dinâmica de memória. Passagem de parâmetros por referência. Strings. Registros. Arquivos. Recursividade. Estes conhecimentos capacitam o aluno a examinar e resolver problemas de solução analítica, bem como formular soluções estruturadas em uma linguagem algorítmica. FARRES; HARRY. Algoritmos estruturados. Rio de Janeiro: Guanabara, FORBELLONE, André Luiz Villar; EBERSPACHER, Henri Frederico. Lógica de programação: a construção de algoritmos e estrutura de dados. São Paulo: Makron Books, MANZANO, José Augusto Navarro Garcia; OLIVEIRA, Jayr Figueiredo de. Algoritmos: lógica para o desenvolvimento de programação de computadores. 22. ed. São Paulo: Érica, FALKEMBACH, Gilse; SILVEIRA, Sidnei Renato Algoritmos e programação I (Caderno Universitário). Canoas: Ulbra, GUEZZI, C.; JAZAYERI, M. Prograniming Languages concepts. Addison-Wesley, GUIMARÃES, Ângelo de M.; LAGES, Newton A. C. Algoritmos e estrutura de dados. Rio de Janeiro: LTC, MAGRI, João Alexandre. Lógica de programação ensino prático. São Paulo: Érica, MEDINA, Marco; FERTIG, Cristina. Algoritmo e programação - teoria e prática. São Paulo: Novatec, 2005.

4 RINALDI, Roberto. Turbo Pascal Comandos e funções. 15. ed. São Paulo: Érica, VENÂNCIO, F.A. Desenvolvimento de algoritmos uma nova abordagem. São Paulo: Érica, ZIVIANI, Nívio. Projeto de algoritmos. São Paulo: Thomson, INGLÊS INSTRUMENTAL Introdução às estruturas básicas de comunicação, mediante o estudo de textos específicos da área de informática, visando a um maior conhecimento e compreensão da língua inglesa. Aspectos gramaticais e morfológicos da língua inglesa em contexto. Desenvolvimento e ampliação das estratégias de leitura e compreensão de texto. Aspectos lingüísticos relevantes comuns à linguagem técnica em textos e manuais de computação. Uso de dicionário. BOECKNER, K & BROWS, P. C. Oxford english for computing. Oxford University Press, GALLO, Lígia Razera. Inglês instrumental para informática - Módulo 1. São Paulo: Ícone, SANTIAGO & ESTERAS, R. Infotech: english for computer users. Cambridge University Press, CRUZ, Décio Torres; SILVA, Alba Valéria; ROSAS, Marta. Inglês.com. Textos para informática. São Paulo: Disal, FREEDMAN, Alan. The computer glossary: the complete illustrated desk reference. São Paulo: Makron Books, GALANTE, Terezinha Prado; POW, Elizabeth. Inglês para processamento de dados. São Paulo: Atlas, MARINOTTO, D. Reading on info tech. Inglês para informática. São Paulo: Novatec, OFICINA DE COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO Revisão de tópicos gramaticais, incluindo pontos emergentes. Relações entre linguagem verbal e não verbal. Caracterização do texto como unidade comunicativa: rede de relações e funções. Análise de textos argumentativos e explicativos e introdução à respectiva produção. Redução da informação. Especificidades, instrumentos e argumentação na comunicação empresarial e o espaço das novas tecnologias. Fazendo uso de ambientes de laboratório, aprofundar-se-á a análise, construção e interpretação de textos; trabalhar-se-á técnicas de expressão oral, a prática de leitura, produção de textos e estratégias lingüísticas que melhor se enquadram à praxe do profissional de SI. Execícios, em laboratório, envolvendo leitura e análise crítica de relatórios gerenciais,

5 documentos administrativos, entre outros. Termos técnicos usuais na área de computação e informática. CAHEN, Roger. Comunicação empresarial: a imagem como patrimônio da empresa e ferramenta. Rio de Janeiro: Best Seller, FAULSTICH, E. L. de J. Como ler, entender e redigir um texto. 17. ed. Petrópolis: Vozes, MEDEIROS, João Bosco. Português instrumental: para os cursos de contabilidade, economia e administração. 7. ed. São Paulo: Atlas, BUENO, Wilson da Costa. Comunicação empresarial no Brasil. São Paulo: Majoara, CUNHA, Celso; CINTRA, Luis F. Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. 4. ed. Rio de Janeiro: Lexikon, FAVERO, L. L. Coesão e coerência textuais. 11. ed. São Paulo: Ática, GARCIA, O. M. Comunicação em prosa moderna: aprenda a escrever aprendendo a pensar. 25. ed. Rio de Janeiro: FGV, MARTINS, Dileta Silveira; ZILBERKNOP, Lúbia Scliar. Português instrumental. 27. ed. São Paulo: Atlas, MEDEIROS, João Bosco; TOMASI, Carolina. Comunicação empresarial. São Paulo: Atlas, METODOLOGIA CIENTIFICA E PESQUISA EM INFORMÁTICA Ciência e abordagem científica. Conhecimento, verdade e justificação. Pesquisa científica como processo de busca de solução de problemas. O trabalho científico como proposta de transformação social e como forma de leitura e sistematização da observação empírica. Os paradigmas que subsidiam a pesquisa científica, aprofundando-se o estudo nos seus aspectos substantivos natureza, objetivos e elementos constitutivos. A pesquisa como instrumento de decisão empresarial. Diretrizes metodológicas de pesquisa e produção de documentos na área de Informática. Este componente curricular tem continuidade assegurada no Projeto de Graduação, inserindo-se no quadro de formação profissional do educando pelo processo permanente de ação, reflexão e ação. ANDRADE, Maria Margarida de. Introdução à metodologia do trabalho cientifico. 9. ed. São Paulo: Atlas, FRANÇA JÚNIA, Lessa. Manual para normalização de publicações técnicocientificas. 8. ed. Belo Horizonte: UFMG, GONÇALVES, Hortência de Abreu Gonçalves. Manual de monografia, dissertação e tese. 2. ed. São Paulo: Avercamp, LAKATOS, Eva M. & MARCONI, Marina de A. Fundamentos de metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

6 COOPER, Donald R.; SCHINDLER, Pamela S. Métodos de pesquisa em administração.? Bookman, ECO, Umberto; SOUZA, Gilson César Cardoso de. Como se faz uma tese. 21. ed. São Paulo: Perspectiva, GONÇALVES, Hortência de Abreu Gonçalves. Manual de monografia, dissertação e tese. 2. ed. São Paulo: Avercamp, SMITH, Mark Easterby. Pesquisa gerencial em administração. São Paulo: Thomson Pioneira. Atlas, VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 4. São Paulo: Atlas, ZOUAIN, Déborah Moraes; VIEIRA, Marcelo Milano Falcão. Pesquisa qualitativa em administração. São Paulo: FGV, PROCESSOS GERENCIAIS Antecedentes e evolução histórica das escolas do pensamento administrativo. Conceito de paradigma e as principais abordagens teóricas da Administração. Processos básicos de administração: organização, direção, planejamento e controle. Variáveis organizacionais: pessoas, tarefas, tecnologia, ambiente e estrutura e o processo decisório. A organização administrativa como sistema; a comunicação como elemento estruturante da organização; a decisão como fundamento da ação administrativa. Os subsistemas administrativos e suas inter-relações funcionais. ALBERTIN, Alberto Luiz. Administração de informática: funções e fatores críticos de sucesso. 6. ed. São Paulo: Atlas, CHIAVENATO, Idalberto. Administração nos novos tempos. Rio de Janeiro: Campus, MAXIMIANO, Antonio César Amaru. Introdução à administração. 7. ed. São Paulo: Atlas, BERNARDES, Cyro; MARCONDES, Reynaldo Cavalheiro. Teoria geral da administação: gerenciando organizações.3. ed. São Paulo: Saraiva, CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da Administração. Rio de Janeiro: Campus, DRUCKER, Peter Ferdinand. Administrando para o futuro: os anos 90 e a virada do século. 6. ed. São Paulo: Pioneira, DRUCKER, Peter. A nova era da administração. São Paulo: Livraria Pioneira, KWASNICKA, Eunice Lacava. Teoria geral da administração: uma síntese. São Paulo: Atlas, SIEGEL, David. Futurize sua empresa. São Paulo: Futura, 2000.

7 ORGANIZAÇÃO E ARQUITETURA DE COMPUTADORES Organização de sistemas de computação, enfocando o detalhamento de seus subsistemas e de como eles interagem no processo de execução de programas. Métodos de transferência de dados: interrupção, acesso direto à memória, pooling. Caracterização das interfaces e padrões. Hierarquia de memória. Noções de arquiteturas paralelas. Introdução à linguagem de montagem e suas aplicações. Exploração, em um ambiente didático, de linguagem de montagem e desenvolvimento de aplicações simples dos conceitos estudados. HENNESSY, J. L.; PATTERSON, D. A. Arquitetura de computadores: uma abordagem quantitativa. 3. ed. Rio de Janeiro: Campus, MONTEIRO, Mário Antonio. Introdução à organização de computadores. 4. ed. Rio de Janeiro: LTC, TANENBAUM, Andrew S. Organização estruturada de computadores. 5. ed. Rio de Janeiro: Prentice-Hall do Brasil, HUGHES, Kenneth L. Como montar um microcomputador. Rio de Janeiro: Infobook, MANO. Computer System Arquitecture. Rio de Janeiro: Prentice-Hall, (s.d.) MURDOCCA, Miles J.; HEURING, Vincent P. Introdução à arquitetura de computadores. Rio de Janeiro: Campus, MURRAY. Computer and digital system architecture. Rio de Janeiro: Prentice-Hall, (s.d.) PAIXÃO, Renato Rodrigues. Montando e configurando PCs com inteligência. São Paulo: Érica, ROSCH, W. L. Desvendando o Hardware do PC. 2. ed. Rio de Janeiro: Campus, STALLINGS, William. Arquitetura e organização de computadores. 5. ed. São Paulo: Prentice-Hall, WEBER, Raul Fernando. Fundamentos de arquitetura de computadores. Porto Alegre: Bookman Companhia, ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES II Conceituação de programação de computadores e de linguagem de programação. Introdução aos paradigmas de linguagens de programação. Ambientes de desenvolvimento e programação. Compiladores: conceitos básicos e utilização. Identificação, análise e implementação de programas utilizando uma linguagem de alto nível. Desenvolvimento de aplicativos. Estratégias básicas de desenvolvimento de programas. FARRES; HARRY. Algoritmos estruturados. Rio de Janeiro: Guanabara, 1999.

8 FORBELLONE, André Luiz Villar; EBERSPACHER, Henri Frederico. Lógica de programação: a construção de algoritmos e estrutura de dados. São Paulo: Makron Books, MANZANO, José Augusto Navarro Garcia; OLIVEIRA, Jayr Figueiredo de. Algoritmos: lógica para o desenvolvimento de programação de computadores. 22. ed. São Paulo: Érica, LEITE, Mário. Técnicas de programação: uma abordagem moderna. São Paulo: Brasport, LOPES, Anita; et al. Introdução à programação: 500 algoritmos resolvidos. Rio de Janeiro: Campus, MAGRI, João Alexandre. Lógica de programação ensino prático. São Paulo: Érica, MEDINA, Marco; FERTIG, Cristina. Algoritmo e programação - teoria e prática. São Paulo: Novatec, PRICE, Ana Maria de Alencar; TOSCANI Simão Sirineu. Implementação de linguagens de programação Porto Alegre: Sagra Luzzatto, RINALDI, Roberto. Turbo Pascal 7.0. Comandos e funções. 15. ed. São Paulo: Érica, SEBESTA, Robert W. Conceitos de linguagens de programação. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, VAREJÃO, Flávio M. Linguagens de programação - conceitos e técnicas. São Paulo: Campus, LÓGICA APLICADA À COMPUTAÇÃO Abordagem relacional entre lógica, matemática e computação. Noções gerais de lógica matemática: lógica proposicional e lógica de predicados. Sistemas de prova com dedução natural. Semântica da lógica de predicados. Formalização e verificação de argumentos. Indução sobre conjuntos bem fundamentados. Conceituação sobre teoria da computabilidade e decidibilidade. Aplicações. Estes conhecimentos capacitam o aluno a modelar problemas que facultam solução por deduções e inferências matemáticas, a implementar rotinas simples em linguagem e levam-no a conhecer os fundamentos da teoria da computação. ALENCAR FILHO, Edgard de. Iniciação à lógica matemática. 21. ed. São Paulo: Nobel, DAGHLIAN, Jacob. Lógica e álgebra de Boole. 4. ed. São Paulo: Atlas, GERSTING, Judith L. Fundamentos matemáticos para a ciência da computação. 5. ed. Rio de Janeiro: LTC, ANTON, Howard A.; RORRES, Chris. Álgebra linear com aplicações. 8. ed. Porto Alegre: Bookman Companhia, 2004.

9 CIRINO, Hélio Fernando Ferreira. Lógica matemática e lógica digital. Campinas: Papirus, KMETEUK FILHO, Osmir; FAVARO, Sílvio. Noções de lógica e matemática básica. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, LIPSCHUTZ, Seymor. Matemática discreta. Coleção Schaum. São Paulo: Bookman, MENEZES, Paulo Blant. Matemática discreta para computação e informática. Série Livros Didáticos. 6. ed. Porto Alegre: Sagra Luzzato, SOUZA, João Nunes de. Lógica para ciência da computação: fundamentos de linguagem, semântica e sistemas de duração. Rio de Janeiro: Campus, MATEMÁTICA DISCRETA Conhecimentos essenciais de Matemática Discreta como ferramentas matemáticas para investigações e aplicações precisas em Computação e Informática: Conjuntos; Álgebra dos conjuntos; Relações e funções; Álgebra matricial; Estruturas algébricas; Reticulados. Introdução à análise combinatória e Teoria dos Grafos. GERSTING, Judith L. Fundamentos matemáticos para a ciência da computação. 5. ed. Rio de Janeiro: LTC, MENEZES, Paulo Blant. Matemática discreta para computação e informática. Série Livros Didáticos 6.ed. Porto Alegre: Sagra-Luzzato, SCHEINERMAN, Edward R. Matemática discreta: uma introdução. São Paulo: Thomson, ANTON, Howard; RORRES, Chris. Álgebra linear com aplicações. 8. ed. Porto Alegre: Bookman, DAGHLIAN, Jacob. Lógica e álgebra de Boole. 4. ed. São Paulo: Atlas, DOMINGUES, Hygino H. Álgebra moderna. 4. ed. São Paulo: Atual, KMETEUK FILHO, Osmir; FAVARO, Sílvio. Noções de lógica e matemática básica. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, LIPSCHUTZ, Seymor. Matemática discreta. Coleção Schaum. Rio de Janeiro: Bookman, STEINBRUCH, Alfredo; WINTERLE, Paulo. Álgebra linear. 2. ed. São Paulo: Makron, INTRODUÇÃO A SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Noções sobre pensamento sistêmico e sua aplicação na computação. Caminho evolutivo dos conceitos de dados, informações e conhecimento. O ciclo da informação. Visão ampliada dos Sistemas de Informação (SI), sob uma perspectiva histórica, técnica e funcional, e sua relação com as áreas de Computação e Informática. Conceitos, objetivos e componentes dos SI. Dimensões tecnológicas, organizacional e humana dos

10 SI. Tecnologia da Informação nas organizações. Tipologias e especificação funcional de um SI. Ciclo de vida de um sistema de informação. Ciclo de vida de software. Ferramentas de modelagem. Atualidades em SI. AUDY, Jorge; ANDRADE, Gilberto; CIDRAL, Alexandre. Fundamentos de sistemas de informação. São Paulo: Bookman, BOGHI, Cláudio; SHITSUKA, Ricardo. Sistemas de informação: um enfoque dinâmico. São Paulo: Érica, STAIR, Ralph M. Princípios de sistemas de informação. Uma abordagem gerencial. 4. ed. São Paulo: Thomson Pioneira, AUDY, Jorge Luis Nicolas; BRODBECK, Ângela Freitag. Sistemas de Informação: planejamento e alinhamento estratégico nas organizações. São Paulo: Bookman, BERTALANFFY, Ludwig Von. Teoria geral dos sistemas: fundamentos, desenvolvimento e aplicações. Petrópolis: Vozes, LAUDON, Kenneth. Sistemas de informações gerenciais. São Paulo: Prentice Hall, MATTOS, A. C. Sistemas de informação: uma visão executiva. São Paulo: Saraiva, O'BRIEN, J. Sistemas de informação e as decisões gerenciais na era da internet. 9. ed. São Paulo: Saraiva, OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças. Sistemas de informações gerenciais: estratégicas táticas e operacionais. 8. ed. São Paulo: Atlas, TURBAN, E. Administração de tecnologia de informação: teoria e prática. 3. ed. São Paulo: Campus, ESTRUTURA DE DADOS E ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS Conceituação sobre abstração de dados. Representação e manipulação de estruturas de dados (estáticas e dinâmicas) na memória interna do computador: matrizes, listas encadeadas, pilhas, filas, árvores e grafos, mediante análise e desenvolvimento dos principais algoritmos de manipulação, de busca em largura e profundidade, de ordenação e classificação nessas estruturas, e compressão de dados em arquivos, promovendo discussões de aspectos e técnicas computacionalmente relevantes. TENENBAUM, Aaron; LANGSAM, Yedidyah. Estrutura de dados usando C. São Paulo: Makron Books, VELOSO, Paulo Augusto Silva et al. Estruturas de dados. Rio de Janeiro: Campus, ZIVIANI, Nívio. Projeto de algoritmos com implementações em Pascal e C. São Paulo: Thomson, 2008.

11 CELES, W.; CERQUEIRA, R.; RANGEL, J. L.. Introdução à estrutura de dados. Rio de Janeiro: Elsevier, DROZDEK, Adam. Estrutura de dados e algoritmos em C++. São Paulo: Pioneira Thomson, FORBELLONE, André Luiz Villar; EBERSPACHER, Henri Frederico. Lógica de programação: a construção de algoritmos e estrutura de dados. São Paulo: Makron Books, GOODRICH, Michael T.; TAMASSIA, Roberto. Estruturas de dados e algoritmos em Java. Porto Alegre: Bookman Companhia, PEREIRA, Sílvio do Lago. Estruturas de dados fundamentais: conceitos e aplicações. 8. ed. São Paulo: Érica, PINTO, Wilson Silva. Introdução ao desenvolvimento de algoritmos e estrutura de dados. São Paulo Érica, SZWARCFITER, Jaime. Estrutura de dados e seus algoritmos. Rio de Janeiro: LTC, (s.d.) VILLAS. Estrutura de dados conceitos e técnicas de implementação. Rio de Janeiro: Campus, PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS Paradigmas da Programação Orientada a Objetos. Classes, objetos, atributos e métodos (estáticos e da classe). Encapsulamento e troca de mensagens. Construtores e destrutores. Sobrecarga de operadores e invocação de métodos. Herança. Polimorfismo. Classes abstratas. Desenvolvimento de aplicações utilizando uma linguagem orientada a objetos. DEITEL, H. M. & DEITEL P. J. Java: como programar 4 ed. Porto Alegre: Bookman, PASTEL, Thomas; BALL, Hudson. Programando em Java para internet. São Paulo: Makron Books, RUMBOUGH, J. Modelagem e projetos baseados em objetos. Rio de Janeiro: Campus, AHMED, Khawar Zaman; UMRYSH, Cary E. Desenvolvendo aplicações comerciais em Java com J2ee e Uml. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, BORGES, Karen S. Java: Uma linguagem de programação orientada a objetos (Caderno. Universitário). Canoas: Ulbra, LEMAY, Laura. Aprenda em 21 dias Java 2. Rio de Janeiro: Campus, MARTIN, James; ODELL, James, J. Análise e projeto orientados a objeto. São Paulo: Makron Books, PESSOA, André de Almeida. Projeto de sistemas de informação: a visão orientada a objetos. Rio de Janeiro: Book Express, 2000.

12 MODELAGEM DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Conceituação, caracterização e análise dos métodos para especificação de sistemas computacionais. Ciclos de vida e ciclos alternativos. Modelos para especificação de sistemas. Estudo de viabilidade do desenvolvimento de sistemas. Métricas de software: conceitos e aplicações. Etapas de elaboração do projeto, implantação e manutenção de software. Noções de padrões de projeto. DEMARCO, Tom. Análise estruturada e especificação de sistema. Rio de Janeiro: LTC, PRESSMAN, Roger S. Engenharia de software. 6. ed. São Paulo: McGraw-Hill Brasil, SOMERVILLE, Ian. Engenharia de software. 8.ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, FILHO, Wilson de Pádua. Engenharia de software: fundamentos, métodos e padrões. Rio de Janeiro: LTC, FOWLER, M. e SCOTT, K. UML essencial: um breve guia para a linguagem-padrão de modelagem de objetos. Porto Alegre: Bookman, MARTIN, James; ODELL, James, J. Análise e projeto orientados a objeto. São Paulo: Makron Books, PFLEEGER, S. L. Engenharia de software. São Paulo: Pearson Addison-Wesley, REZENDE, D. Engenharia de software e sistemas de informação. Rio de Janeiro: Brasport, RUMBAUGH, James et al. Modelagem e projetos baseados em objetos. Tradução Dalton Conde de Alencar. Rio de Janeiro: Campus, VASQUEZ, Carlos Eduardo et al. Análise de pontos de função: medição, estimativas e gerenciamento de projetos de software. 5. ed. São Paulo: Érica, INFORMÁTICA E SOCIEDADE Ciência, tecnologia e sociedade. A sociedade da informação. Os novos paradigmas da organização social do trabalho na era da revolução da microeletrônica. Análise crítica, numa dimensão sociológica, dos usos e reflexos das novas tecnologias sobre o indivíduo, a cultura e a sociedade, enfatizando as implicações na qualificação e construção do perfil profissional. Automação e desemprego tecnológico. CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. A era da informação: economia, sociedade e cultura. 10.ed. São Paulo: Paz e Terra, DAVENPORT, Thomas H. Ecologia da informação: por que só a tecnologia não basta para o sucesso na era da informação. Traduzido por Bernadette Siqueira Abrão. 5. ed. São Paulo: Futura, 2002.

13 RUBEN, Guilhermo. Informática, organizações e sociedade no Brasil. São Paulo: Cortez, BENEKOUCHE, R. As novas tecnologias e o futuro do Brasil. A informação e o Brasil. Petrópolis: Vozes. DRUCKER, Peter Ferdinand. Tecnologia, gerência e sociedade: as transformações da empresa na sociedade tecnológica. Tradução de Luiz Carlos L. Gondin, 2. ed. Petrópolis: Vozes, PELLANDA, Nilze Maria C. Inclusão digital - tecendo redes afetivas/cognitivas. DP&A, SILVEIRA, Sérgio Amadeu. Exclusão digital: a miséria na era da informação. São Paulo: Perseu Abramo, TOFLER, Alvin. A 3ª. onda. São Paulo: Makron Books, O choque do futuro: a dimensão física e psicológica. Rio de Janeiro: Record, YOUSSEF, Antônio Nicolau. Informática e sociedade. Colaboração de Vicente Paz Fernandez. 2. ed. São Paulo: Ática, MATEMÁTICA FINANCEIRA Conceitos básicos de Matemática Financeira. Juros simples. Descontos simples. Juros sompostos. Taxa real de juros. Equivalência de capitais a juros compostos. Amortização de débitos. Métodos de análise de alternativas de investimentos. Depreciação. Custos operacionais. Estes conhecimentos capacitam o aluno a identificar e analisar elementos matemático-financeiros com vistas a sua aplicação na prática profissional. ASSAF NETO, Alexandre. Matemática financeira e suas aplicações. 10. ed. São Paulo: Atlas, FARIA, Rogério Gomes de. Matemática comercial e financeira. São Paulo: Ática, GITMAN, Lawrence J. Princípios de administração financeira. Addison Wesley, CAMPOS FILHO, Ademar. Matemática financeira: com uso de calculadoras HP 12C, HP 19BII, HP. 2. ed. São Paulo: Atlas, MATHIAS, Washington Franco; GOMES, Jose Maria. Matemática financeira: com mais de 600 exercícios resolvidos e propostas. 3. ed. São Paulo: Atlas, Inclui CD-ROM com apresentação em Pwer Point.. POMPEO, José Nicolau e HAZZAN, Samuel. Matemática financeira. 6. ed. São Paulo: Saraiva, PUCCINI, Abelardo de Lima. Matemática financeira: objetiva e aplicada. 7.ed. São Paulo: Saraiva, 2006.

14 ROSS, Stenphen A.; WESTERFIELD, Randolph W; JORDAN, Bradford D. Administração financeira. 8. ed. São Paulo: Mcgraw Hill Brasil, VIEIRA SOBRINHO, José Dutra.. Matemática financeira. 7. ed. São Paulo: Atlas, BANCO DE DADOS I: Modelagem Conceitual e Projeto Conceitos da estrutura da informação. Estruturas básicas de dados e sua organização. Representação gráfica das estruturas. Estruturas relacionais. Banco de dados: conceitos, estruturação e organização lógica. Modelagem de dados. Modelos de banco de dados. Projeto de banco de dados. Abordagem relacional para banco de dados. Restrições de integridade. Linguagens de banco de dados. DATE, Christopher J. Introdução a sistemas de bancos de dados. Tradução da 8ª. Edição Americana. Rio de Janeiro: Campus, HEUSER, Carlos Alberto. Projeto de bancos de dados. 6. ed. Porto Alegre: Bookman Companhia, KORTH, Henry F.; SILBERSCHATZ, Abraham; SUDARSHAN, S. Sistema de bancos de dados. Rio de Janeiro: Campus, ALVES, William Pereira. Banco de dados - teoria e desenvolvimento. São Paulo: Érica, GUIMARÃES, Célio Cardoso. Fundamentos de banco de dados. São Paulo: Unicamp, KROENKE, David M. Banco de dados: fundamentos, projeto e implementação. Rio de Janeiro: LTC, MELO, Rubens Nascimento; SILVA, Sidney Dias da; TANAKA, Astério K. Banco de dados em aplicações cliente-servidor: Rio de Janeiro: Infobook, MOLINA, Hector Garcia. Implementação de sistemas de banco de dados. Rio de Janeiro: Campus, NAVATHE, Shamkant B.; ELMASRI, Ramez E. Sistemas de banco de dados. 4. ed. Rio de Janeiro: Addison Wesley Brasil, LABORATÓRIO DE BANCO DE DADOS Atividades práticas em linguagem de definição e manipulação de banco de dados. Descrição de esquemas. Atualização da base de dados. Consultas. DATE, Christopher J. Introdução a sistemas de bancos de dados. Tradução da 8ª. Edição Americana. Rio de Janeiro: Campus, 2004.

15 HEUSER, Carlos Alberto. Projeto de bancos de dados. 6. ed. Porto Alegre: Bookman Companhia, KORTH, Henry F.; SILBERSCHATZ, Abraham; SUDARSHAN, S. Sistema de bancos de dados. Rio de Janeiro: Campus, ALVES, William Pereira. Banco de dados - teoria e desenvolvimento. São Paulo: Érica, GUIMARÃES, Célio Cardoso. Fundamentos de banco de dados. São Paulo: Unicamp, KROENKE, David M. Banco de dados: fundamentos, projeto e implementação. Rio de Janeiro: LTC, MELO, Rubens Nascimento; SILVA, Sidney Dias da; TANAKA, Astério K. Banco de dados em aplicações cliente-servidor: Rio de Janeiro: Infobook, MOLINA, Hector Garcia. Implementação de sistemas de banco de dados. Rio de Janeiro: Campus, NAVATHE, Shamkant B.; ELMASRI, Ramez E. Sistemas de banco de dados. 4. ed. Rio de Janeiro: Addison Wesley Brasil, PARADIGMAS DE LINGUAGENS DE PROGRAMACÃO Estudos das linguagens de programação e seus respectivos paradigmas subjacentes: procedimental, funcional, lógico, orientado a objetos, orientado a eventos. Implementação de programas nos paradigmas abordados. MIZRAHI, Victorine Viviane. Treinamento em linguagem C. 2. ed. Rio de Janeiro: Prentice-Hall do Brasil, SEBESTA, Robert W. Conceitos de linguagem de programação. Porto Alegre: Bookman Companhia, VAREJÃO, Flávio M. Linguagens de programação: conceitos e técnicas. São Paulo: Campus, DEITEL, H. M.; DEITEL P. J. C++ Como programar. Porto Alegre: Bookman, PRICE, Ana Maria de Alencar; TOSCANI Simão Sirineu. Implementação de linguagens de programação. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, SALIBA, Walter Técnicas de programação: uma abordagem estruturada. São Paulo: Makron Books, SCHILDT, Herbert. C. Completo e total. 3. ed. São Paulo: Makron Books, 1997.

16 GERÊNCIA DE PROJETOS DE SOFTWARE Sistemas de informação e o processo decisório. Ciclo de vida de um projeto. Abordagens e objetivos da gestão de projetos. Modelos, metodologias, técnicas e ferramentas de gerenciamento de projetos de software. Fatores de sucesso e análise de risco. Planejamento de decisão, acompanhamento, controle e encerramento de um projeto de software, atendendo os requisitos de custos, prazos, qualidade e as especificações estabelecidas pelo cliente/requisitante. Métodos e critérios para verificação e validação de software. Padrões de documentação. Estudo de casos. PRESSMAN, Roger S. Engenharia de software. 6. ed. São Paulo: McGraw-Hill Brasil, VARGAS, Ricardo Viana. Gerenciamento de projetos estabelecendo diferenciais competitivos. Rio de Janeiro: Brasport, VASQUEZ, Carlos Eduardo et al. Análise de pontos de função: medição, estimativas e gerenciamento de projetos de software. 5. ed. São Paulo: Érica, ALBANO, Ricardo. Gerenciamento de projetos: procedimento básico e etapas essenciais. São Paulo: Artliber, FILHO, Wilson de Pádua. Engenharia de software: fundamentos, métodos e padrões. Rio de Janeiro: LTC, PETERS, James F; PEDRYCZ, Witold. Engenharia de software. Teoria e prática. Rio de Janeiro: Campus, PFLEEGER, S. L. Engenharia de software. São Paulo: Pearson Addison-Wesley, PRADO, Darci. Gerência de projetos em tecnologia da informação. Niterói: EDG. REZENDE, D. Engenharia de software e sistemas de informação. Rio de Janeiro: Brasport, ROCHA, Ana Regina Cavalcanti da. Qualidade de software: teoria e prática. São Paulo: Prentice-Hall, SOMERVILLE, Ian. Engenharia de software. 8.ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, SISTEMAS OPERACIONAIS Introdução ao conceito de sistemas operacionais e evolução histórica. Multiprogramação. Recolocação dinâmica. Memória virtual. Gerência de memória. Conceito de concorrência. Características de linguagem de programação concorrente. Gerência de processos e de processadores. Gerência de dispositivos de entrada e saída. Gerência de arquivos. Núcleos de sistemas operacionais. Dutos e sinais. Comunicação entre processos. Análise de sistemas operacionais modernos, com simulação de casos de sistemas relevantes. CORTES, Pedro Luiz. Sistemas operacionais fundamentos. São Paulo: Érica, 2003.

17 MACHADO, Francis B.; MAIA, Luiz Paulo. Arquitetura de sistemas operacionais. 4. ed. Rio de Janeiro: LTC, TANENBAUM, Andrew S.; WOODHULL, Albert S. Sistemas operacionais: projeto e implementação. 2. ed. São Paulo: Bookman, DEITEL, H. M. Sistemas operacionais. São Paulo: Pearson Prentice-Hall, HOLCOMBE, Jane HOLCOMBE, Charles. Dominando os sistemas operacionais: teoria e prática. São Paulo: Alta Books, NORTHRUP, Anthony. Introdução ao microsoft windows 2000 Server, Rio de Janeiro: Campus, OLIVEIRA, Rômulo Silva de; CARISSIMI, Alexandre da Silva; TOSCANI, Simão Sirineo Sistemas operacionais. 2. ed. Porto Alegre: Sagra, SILBERCHATZ. A.; PETERSON, G.L. Operating Systems Concepts. Addison Wesley, SILBERSCHATZ, Abraham; GAGNE, Greg; GALVIN, Peter. Sistemas Operacionais com Java - conceitos e aplicações. 6. ed. Rio de Janeiro: Campus, São Paulo: Prentice-Hall, TANENBAUM, A. S. Sistemas operacionais modernos. Rio de Janeiro: Prentice-Hall do Brasil, PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA Conformação do panorama histórico dos métodos quantitativos. Conceituação e caracterização dos elementos básicos de estatística. Conceitos introdutórios e aplicação das técnicas de coleta, análise e tratamento de dados (tabelas e gráficos) com utilização das ferramentas de informática. Processamento da informação. Conceituação e aplicação de elementos da teoria das probabilidades: amostragem, estimação, testes de hipóteses, regressão, correlação. Uso de softwares aplicativos e análise de casos conexos às áreas de interesse do curso. BARBETTA, Pedro Alberto; REIS, Marcelo Menezes; BORNIA, Antonio Cezar. Estatística: para cursos de engenharia e informática. São Paulo, Atlas, BUSSAB, Wilton Oliveira; MORRETIN, Pedro Alberto. Estatística básica. 6. ed. São Paulo: Saraiva, CRESPO, Antônio A. Estatística fácil. 19. ed. São Paulo: Saraiva, BUSSAB, Wilton Oliveira; MORRETIN, Pedro Alberto. Análise de variância e regressão. 2. ed. São Paulo: Atlas, KAZMIER, Leonard J. Estatística aplicada à economia e administração. Porto Alegre: Artmed, LAPPONI, Juan. Carlos. Estatística usando excel. São Paulo: Lapponi Treinamento, 2005.

18 MEYER, Paul L. Probabilidade: aplicações à estatística. 2. ed. Rio de Janeiro: LTC, SMAILES, Joanne; McGRANE, Ângela. Estatística aplicada à administração com excel. São Paulo: Atlas, SPIEGEL, Murray R. Probabilidade e estatística. São Paulo: Mcgraw-Hill, TOLEDO, Geraldo. Luciano; OVALLE, Ivo Izidoro. Estatística básica. São Paulo: Atlas, TRIOLA, Mário F. Introdução à estatística. 10. ed. Rio de Janeiro: ANÁLISE ORGANIZACIONAL E DE PROCESSOS A organização e seus componentes estruturais. Conceito e tipologias de estrutura organizacional. Os processos de trabalho e os sistemas de informação. Análise e diagnóstico estrutural e requisitos de informação para a gestão de processos. Estudo, em situações reais, do fluxo de informação de uma organização, aliando conceitos de gestão administrativa e de representação da modelagem de processos à proposta de uma solução estratégica de atuação para a organização, mediante a reestruturação de processos ou a implantação de um sistema de informação. Aspectos contemporâneos relacionado à gestão de processos. Tópicos especiais de organização e métodos. ARAÚJO, Luís César G. de. Organização, sistemas e métodos e as ferramentas de gestão organizacional: arquitetura, benchmarking, empowerment, gestão pela qualidade total, reengenharia. São Paulo: Atlas, CHINELATO FILHO, João. O & M integrado à informática. 13. ed. Rio de Janeiro: LTC, OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Sistemas, organizações e métodos: uma abordagem gerencial. 18.ed. São Paulo: Atlas, ARAÚJO, Luis César G. de. Organização e métodos: integrando comportamento estrutura, tecnologia e estratégia. 4. ed. São Paulo: Atlas, BALLESTERO-ALVAREZ, Maria Esmeralda. Manual de organização, sistemas e métodos: abordagem teórica e prática da engenharia da informação. 3. ed. São Paulo: Atlas, CRUZ, Tadeu. Sistemas, organização & métodos: estudo integrado das novas tecnologias. São Paulo: Atlas, CURY, Antonio. Organização e métodos: uma visão holística. São Paulo: Atlas, DE SORDI, José O. Gestão por processos: uma abordagem da moderna administração. São Paulo: Saraiva, LUPORINI, Carlos E. M., PINTO, Nelson M. Sistemas administrativos: uma abordagem de O&M. São Paulo: Atlas, ROCHA, Luiz Oswaldo Leal da. Organização e métodos: uma abordagem prática. 6. ed. São Paulo: Atlas, 1995.

19 BANCO DE DADOS II: Sistemas de Gerenciamento Sistemas de gerenciamento de banco de dados. Arquitetura, segurança, restrições de integridade e controle de concorrência em banco de dados. Recuperação após falha. Gerenciamento de transações. Programação para bancos de dados (stored procedures), visões, triggers. Banco de dados distribuídos. Processamento de consultas distribuídas. Gerência de transações distribuídas. Integração de bancos de dados e internet. Conceitos básicos de Datawarehouse, Data Mining e OLAP. Aplicações comerciais. Identificação e aplicação de um modelo de Banco de Dados. HEUSER, Carlos Alberto. Projeto de bancos de dados. 6. ed. Porto Alegre: Bookman Companhia, KORTH, Henry F.; SILBERSCHATZ, Abraham; SUDARSHAN, S. Sistema de bancos de dados. Rio de Janeiro: Campus, NAVATHE, Shamkant B.; ELMASRI, Ramez E. Sistemas de banco de dados. 4. ed. Rio de Janeiro: Addison Wesley Brasil, ALVES, William Pereira. Banco de dados - teoria e desenvolvimento. São Paulo: Érica, KHURANA, Gunnit S. Tudo sobre banco de dado na web. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, KROENKE, David M. Banco de dados: fundamentos, projeto e implementação. Rio de Janeiro: LTC, MELO, Rubens Nascimento; SILVA, Sidney Dias da; TANAKA, Astério K. Banco de dados em aplicações cliente-servidor: Rio de Janeiro: Infobook, MOLINA, Hector Garcia. Implementação de sistemas de banco de dados. Rio de Janeiro: Campus, THOMPSON, Marco Aurélio. Java 2 & banco de dados: aprenda na prática a usar Java e SQL para acessar bancos de dados relacionais. São Paulo: Érica, WIDOM, Jennifer; ULLMAN, Jeffrey D. A First Course in Database Systems. 3. ed. Rio de Janeiro: Prentice-Hall, REDE DE COMPUTADORES Redes de Computadores: origem, conceitos, topologias e usos. Hardware e software de rede. Padronização e modelos de referência. Serviços de comunicação de dados. Camada física: meios de transmissão, sistemas de telefonia, ISDN, rádio celular, satélites de comunicação. Camadas de enlace, de rede, de transporte e de aplicação. Redes de alta velocidade. Discussão envolvendo a evolução das telecomunicações. CARVALHO, T.C.M.B. Arquitetura de redes de computadores: OSI e TCP/IP inclui IPV6. 2. ed. São Paulo: Makron Books, SOARES, Luiz Fernando Gomes et al. Redes de computadores: das LANs, MANs e WANs às redes ATM. 4. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2003.

20 TANENBAUM, Andrew S. Redes de computadores. 4. ed. Rio de Janeiro: Campus, ARNETT, M. F. Desvendando o TCP/IP. Rio de Janeiro: Campus, COMER, Douglas E. Interligação em rede com TCP/IP. Rio de Janeiro: Campus, COMER, Douglas E. Redes de computadores e internet. 4.ed. Porto Alegre: Artmed, DANTAS, Mário. Tecnologias de redes de comunicação e computadores. Rio de Janeiro: Axcel Books, KUROSE, James F; ROSS, Keith W. Redes de computadores e a internet: uma abordagem top-dow. Traduzido por Arlete Simille Marques. 3. ed. São Paulo: Pearson Addison Wesley, MAIA, Luiz Paulo. Arquitetura de redes de computadores. Rio de Janeiro: LTC, OPPENHEIMER, Priscilla. Projeto de redes top-down: um enfoque de análise de sistemas para o projeto de redes empresariais. Rio de Janeiro: Campus, ZACKER, Craig, DOYLE, Paul. Redes de computadores: configuração, manutenção e expansão. São Paulo: Makron, PRÁTICA EM DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Delimitação de um estudo de caso em Sistema de Informação. Modelagem de processos e de dados da aplicação. Projeto e implementação de um sistema de informação. BERTALANFFY, Ludwig Von. Teoria geral dos sistemas: fundamentos, desenvolvimento e aplicações. Petrópolis: Vozes, BOGHI, Cláudio; SHITSUKA, Ricardo. Sistemas de informação: um enfoque dinâmico. São Paulo: Érica, JEPSON, Programando banco de dados com java. São Paulo: Makron Books, LAUDON, Kenneth. Sistemas de informações gerenciais. São Paulo: Prentice-Hall, O BRIEN, J. Sistemas de informação e as decisões gerenciais na era da internet. 9. ed. São Paulo: Saraiva, OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças. Sistemas de informações gerenciais: estratégicas táticas e operacionais. 8. ed. São Paulo: Atlas, ORFALI, Robert; HARKEY, Dan; EDWARDS, Jeri. Client and Server with CORBA and Java. 2. ed. Wiley, REESE, George. Database Programming with JDBC and Java. O Reilly, STAIR, Ralph M. Princípios de sistemas de informação. Uma abordagem gerencial. 4. ed. São Paulo: Thomson Pioneira, 2005.

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 60 h 1º Evolução histórica dos computadores. Aspectos de hardware: conceitos básicos de CPU, memórias,

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS PARA COMPUTAÇÃO...

Leia mais

Sistemas de Informação 3º ANO

Sistemas de Informação 3º ANO Sistemas de Informação 3º ANO BANCO DE DADOS Carga horária: 120h Visão geral do gerenciamento de banco de dados. Arquitetura de um Sistema Gerenciador de Banco de Dados. Modelagem e projeto de banco de

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MATRIZ(ES) CURRICULAR(ES): 2015 ALTERAÇÕES PASSAM A VIGORAR A PARTIR DO SEMESTRE: 1 Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS... 4 04 TEORIA

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Lógica e Matemática Discreta/MAT002 4 - - 4 60 Lógica sentencial e de Primeira ordem. Sistemas dedutivos naturais e axiomáticos. Completeza, consistência e coerência. Formalização de problemas. Conjuntos.

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas II/CPD025 Conceitos orientação a objetos. Evolução das técnicas de modelagem orientadas a objetos. Estrutura da linguagem UML. Conceito de processo interativo

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: Teoria Geral de Sistemas C.H. Teórica: 60 PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Período Letivo: Série: Periodo: Semestre de 1 sem/2012 2ª

Leia mais

Identificação: INF201 Semestre: 1º Carga Horária: 60 horas Número de Aulas: 72 aulas Aulas Teóricas:

Identificação: INF201 Semestre: 1º Carga Horária: 60 horas Número de Aulas: 72 aulas Aulas Teóricas: 2º SEMESTRE INF201 - Banco de dados I Banco de dados I Identificação: INF201 Semestre: 1º Carga Horária: 60 horas 20 aulas Aulas práticas: 52 aulas Fornecer conhecimentos sobre a concepção, utilização,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO Este Anexo integra o Edital Nº 35/2007, que disciplina o Concurso Público destinado ao provimento

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM. Ementa. Objetivos. Conteúdo Programático

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM. Ementa. Objetivos. Conteúdo Programático Disciplina: Engenharia de Software e Gerência de Projetos C.H. Teórica: 40 PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Período Letivo: 1 sem/2014 C.H. Prática:

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: Sistemas de Informação C.H. Teórica: 20 PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Período Letivo: Série: Periodo: Semestre de 2 sem/2012 4ª Série

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CST SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA: Algoritmo e Programação I A disciplina aborda o estudo de algoritmos, envolvendo os conceitos fundamentais: variáveis, tipos de dados, constantes,

Leia mais

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Coordenador: Duração: Carga Horária: LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Victor Emanuel Corrêa Lima 6 semestres 2800 horas Situação Legal: Reconhecido pela Portaria MEC nº 503 de 15/02/2006 MATRIZ CURRICULAR Primeiro

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) SISTEMAS PARA INTERNET INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. Curso: Informática Modalidade: Bacharelado Turno: Integral.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. Curso: Informática Modalidade: Bacharelado Turno: Integral. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2007 ANO DO CURSO 4 o Curso: Informática Modalidade: Bacharelado Turno: Integral Centro: Centro de

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR GESTÃO EM TI

MATRIZ CURRICULAR GESTÃO EM TI MATRIZ CURRICULAR GESTÃO EM TI MODULO: Módulo Básico COMPONENTE CURRICULAR: Pesquisa Científica CÓDIGO: 101001 Os tipos de Conhecimento. A Ciência e sua forma de Evolução. O Processo da Pesquisa Científica,

Leia mais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 1º SEMESTRE Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 8 Créditos Desenvolver a lógica de programação através da construção de algoritmos utilizando português estruturado Representar a solução de problemas

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Probabilidade e Estatística/MAT066 Fundamentos de análise combinatória. Conceito de probabilidade e seus teoremas fundamentais. Variáveis aleatórias. Distribuições de probabilidade. Conceito e objetivos

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: INFORMÁTICA)

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: INFORMÁTICA) MATRIZ CURRICULAR CURSO: GRADUAÇÃO: REGIME: DURAÇÃO: INTEGRALIZAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: ) TECNÓLOGO SERIADO ANUAL - NOTURNO 03 (TRÊS) ANOS LETIVOS MÍNIMO:

Leia mais

CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas SÉRIE: 3º Semestre TURNO: Noturno DISCIPLINA: ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS

CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas SÉRIE: 3º Semestre TURNO: Noturno DISCIPLINA: ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas SÉRIE: 3º Semestre TURNO: Noturno DISCIPLINA: ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS CARGA HORÁRIA: 60 horas I - Ementa Modelagem de Processos

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a

Leia mais

Ementário das Disciplinas

Ementário das Disciplinas Ementário das Disciplinas As ementas das disciplinas estão agrupadas em semestres para uma melhor visualização da organização da matriz curricular. As referências bibliográficas serão especificadas no

Leia mais

2. FOWLER, Martin; SCOTT, Kendall. UML Essencial. São Paulo: Bookman, 2005.

2. FOWLER, Martin; SCOTT, Kendall. UML Essencial. São Paulo: Bookman, 2005. 3º semestre INF302 - Análise e Modelagem de Sistemas I Análise e Modelagem de Sistemas I Identificação: INF302 Semestre: 1º Carga Horária 60 horas Número de Aulas: 72 aulas Aulas 52 aulas Aulas práticas:

Leia mais

Ementas Curso Técnico em Informática 1º PERÍODO

Ementas Curso Técnico em Informática 1º PERÍODO Ementas Curso Técnico em Informática 1º PERÍODO Disciplina: Fundamentos de Informática Período: 1º Carga Horária Total 34 h/a Teórica: 24 h/a Prática: 10 h/a Odilon Fernandes Neto Geral: Conhecer conceitos

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 3ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 3ª. ETAPA EMENTAS DA 3ª. ETAPA Núcleo Temático: PROGRAMAÇÃO Disciplina: ESTRUTURA DE DADOS 108 há ( 72 ) Teóricas ( 36 ) Práticas Tipos abstratos de dados. Estudo das estruturas lineares: pilhas, filas e listas

Leia mais

análise e desenvolvimento de sistemas Arquitetura e Sistema OO

análise e desenvolvimento de sistemas Arquitetura e Sistema OO análise e desenvolvimento de sistemas Arquitetura e Sistema OO :: Análise e Desenvolvimento Arquitetura e Sistema OO de Sistemas :: apresentação :: O novo Projeto Integrado Em 2001, a Faculdade Radial

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Introdução à Computação A disciplina apresenta a área da Computação como um todo, desde a história e a evolução dos computadores

Leia mais

ANEXO I ESTRUTURA CURRICULAR E EMENTA DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SUBSEQUENTE CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA - SUBSEQUENTE. Introdução à Informática

ANEXO I ESTRUTURA CURRICULAR E EMENTA DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SUBSEQUENTE CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA - SUBSEQUENTE. Introdução à Informática ANEXO I ESTRUTURA CURRICULAR E EMENTA DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SUBSEQUENTE ESTRUTURA CURRICULAR CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA - SUBSEQUENTE Componentes Curriculares Introdução à Informática Aplicativos

Leia mais

Centro Universitário de Brusque Unifebe Curso de Sistemas de Informação

Centro Universitário de Brusque Unifebe Curso de Sistemas de Informação Ementário das disciplinas Grade 2009.1 01 ADMINISTRAÇÃO GERAL Fase: I Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à administração. Antecedentes históricos da administração. Escolas de administração. Administração

Leia mais

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Código: ENGP -

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC Curso de Sistemas de Informação

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC Curso de Sistemas de Informação EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS Disciplina: História do Contestado As civilizações primitivas do contestado. As origens, formação e herança cultural do homem do contestado. A índole guerreira do caboclo catarinense.

Leia mais

DISCIPLINA CRED CH PRÉ - REQUISITOS 1ª FASE Geometria Analítica e Álgebra Linear

DISCIPLINA CRED CH PRÉ - REQUISITOS 1ª FASE Geometria Analítica e Álgebra Linear CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AUTORIZAÇÃO: Portaria UDESC nº 646/2001 RECONHECIMENTO: Decreto Estadual nº 3324/2005 renovado pelo Decreto Estadual nº 1664/2013 PERÍODO

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ADMINISTRAÇÃO LINHA DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA EM COMÉRCIO INTERNACIONAL ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Carga horária semanal Etapa 4 5 OBJETIVO Realizar escolhas sobre a adoção de tecnologias e sistema

Leia mais

Novos itens disponíveis para empréstimo na biblioteca Mês de referência: Fevereiro 2015

Novos itens disponíveis para empréstimo na biblioteca Mês de referência: Fevereiro 2015 Novos itens disponíveis para empréstimo na biblioteca Mês de referência: Fevereiro 015 Capa do livro Obra Quantidade ROB, Peter Sistemas de banco de dados: projeto, implementação e administração - São

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO DISCIPLINA: Metodologia Científica H111900 Finalidade da metodologia científica. Importância da metodologia no âmbito das ciências. Metodologia de estudos. O

Leia mais

Lista de Livros disponíveis na biblioteca do CAFW Especialização em Gestão de TI

Lista de Livros disponíveis na biblioteca do CAFW Especialização em Gestão de TI Lista de Livros disponíveis na biblioteca do CAFW Especialização em Gestão de TI Observação: - Esta lista abaixo refere-se a solicitação dos professores de cada disciplina. - Livros que não apresentam

Leia mais

Objetivos e Ementas das disciplinas de Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Objetivos e Ementas das disciplinas de Análise e Desenvolvimento de Sistemas Objetivos e Ementas das disciplinas de Análise e Desenvolvimento de Sistemas Código Disciplina Sigla Objetivos Ementa 1001 ADMINISTRAÇÃO GERAL ADM GERAL Ao final da disciplina o aluno será capaz de: ter

Leia mais

RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO CAS Nº 36/2010

RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO CAS Nº 36/2010 RESOLUÇÃO CAS Nº 36/2010 DISPÕE SOBRE ALTERAÇÕES DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS FEMA. O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR,

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO COMPANHIA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA COMDATA EDITAL N.º 001/07 PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO

CONCURSO PÚBLICO COMPANHIA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA COMDATA EDITAL N.º 001/07 PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO LÍNGUA PORTUGUESA - PROVA COMUM A TODOS OS CARGOS DE ENSINO MÉDIO 1 Interpretação textual Metáfora, metonímia, ambigüidade, ironia, denotação e conotação, pontos

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: TÉCNICO EM INFORMÁTICA Qualificação:

Leia mais

EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIAS

EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIAS EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIAS 1º SEMESTRE LIN-101 Linguagem e Expressão Unidade Curricular: Linguagem e Expressão Identificação: LIN-101 Semestre: 1º Carga Horária: 30 horas Número de Aulas: 36 aulas Aulas

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1/5 ANEXO II RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 31/2005 EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO I SEMESTRE Algoritmos e Estruturas de Dados I Fundamentos da Computação Fundamentos Matemáticos para a Computação

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MATRIZ(ES) CURRICULAR(ES): 2011 ALTERAÇÕES PASSAM A VIGORAR A PARTIR DO SEMESTRE: 2015.1 Banco de Dados I Estudo dos aspectos de modelagem

Leia mais

Curso de Administração Informações da Disciplina: Administração Financeira I

Curso de Administração Informações da Disciplina: Administração Financeira I Administração Financeira I Timóteo Ramos Queiróz Conhecer, identificar e saber realizar as funções do administrador que dizem respeito às decisões financeiras de curto e às formas de mensuração da criação

Leia mais

Proporcionar uma visão geral da metodologia de Sistemas Operacionais.

Proporcionar uma visão geral da metodologia de Sistemas Operacionais. ANO 3 5º Período Sistema Operacional 1.Identificação: Identificação Disciplina Carga Horária Sistema Operacional 72 h/a Créditos 4 2.Ementa: Histórico da Criação e Evolução dos Sistemas Operacionais. Conceitos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º AD431- ADMINISTRAÇÃO CONTEMPORÂNEA OBRIG 60 0 60 4.0 Fórmula: AD001 AD001- INTRODUCAO A ADMINISTRACAO FUNDAMENTOS TEÓRICOS. DESIGN ORGANIZACIONAL - ESTRUTURA ORGANIZACIONAIS E PROCESSOS ORGANIZACIONAIS.

Leia mais

Prática: 80. PROFESSOR: José Alberto F. Rodrigues Filho. CARGA HORÁRIA SEMANAL: 4 Prática: 4

Prática: 80. PROFESSOR: José Alberto F. Rodrigues Filho. CARGA HORÁRIA SEMANAL: 4 Prática: 4 PLANO DE ENSINO Período Letivo: 1º Semestre de 2014 Faculdade de Tecnologia de Bragança Paulista CURSO: Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação TURNO: Tarde / Noite DISCIPLINA: Projeto Interdisciplinar

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO 1 FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO Edital numero 005/2014 _ ETEC para o Processo de Seleção de alunos para a Fábrica de Software. FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia,

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ PLANO DE ENSINO - 2º SEMESTRE 2011 Disciplina ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Professor MSC. ADOLFO FRANCESCO DE OLIVEIRA COLARES Carga Horária Semanal Curso ADMINISTRAÇÃO Carga Horária

Leia mais

Engenharia da Computação Relação das Disciplinas do Currículo Pleno

Engenharia da Computação Relação das Disciplinas do Currículo Pleno Engenharia da Computação Relação das s do Currículo Pleno O curso de Engenharia de Computação apresenta o seguinte currículo pleno, distribuído em 9 períodos letivos. 4 º Período 3 º Período 2 º Período

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014.

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014. ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014. CURSO LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR 1.1 QUADRO GERAL DA ESTRUTURA CURRICULAR Carga Horária LOTAÇÃO Módulo Disciplina Teoria Prática

Leia mais

Etapas da Elaboração de um Projeto de Banco de Dados

Etapas da Elaboração de um Projeto de Banco de Dados Etapas da Elaboração de um Projeto de Banco de Dados Apresentar os modelos de dados em rede, hierárquicos, relacionais e orientados a objetos. Demonstrar as etapas de desenvolvimento de um projeto de banco

Leia mais

TÉCNICO INFORMÁTICA INTEGRADO

TÉCNICO INFORMÁTICA INTEGRADO TÉCNICO INFORMÁTICA INTEGRADO PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA REDES E SISTEMAS OPERACIONAIS - 2010 PROF: Patrick J. Cardoso 1. EMENTA: Histórico, conceitos, estrutura e dispositivos de Sistemas Operacionais.

Leia mais

Ementário das disciplinas do curso de Sistemas de Informação

Ementário das disciplinas do curso de Sistemas de Informação Ementário das disciplinas curso de Sistemas de Informação 01 ADMINISTRAÇÃO E GERÊNCIA DE REDES Introdução ao gerenciamento de redes. Modelos e software de gerenciamento, Áreas funcionais. A arquitetura

Leia mais

Projeto Pedagógico do Curso

Projeto Pedagógico do Curso Projeto Pedagógico do Curso Fundamentação Diretrizes curriculares do MEC Diretrizes curriculares da SBC Carta de Princípios da UNICAP Projeto Pedagógico Institucional da UNICAP Diretrizes Curriculares

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 PLANO DE CURSO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 PLANO DE CURSO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Código: ADM - 251 Pré-requisito: ------- Período Letivo:

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Sistemas Multimídia/CPD033 Conceitos de multimídia e sistemas multimídia. Arquitetura e aplicações multimídia. Classificação dos tipos de sistemas multimídia. Dispositivos de entrada e saída em ambientes

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO

UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO As disciplinas ministradas pelo Campus Rio Paranaíba são identificadas por um código composto por três letras maiúsculas, ligadas a cada instituto, seguidas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO A Comissão Responsável pela Realização do Concurso Público regido pelo Edital 041/2007 faz saber

Leia mais

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados;

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados; PLANO DE CURSO Disciplina Competências Habilidades Bases Tecnológicas INGLÊS TÉCNICO Aumentar e consolidar o seu vocabulário ativo e passivo, através da fixação de novas palavras e expressões contidas

Leia mais

Dados das Disciplinas de Serviço

Dados das Disciplinas de Serviço Dados das Disciplinas de Serviço Curso: Agronomia Disciplina: Introdução à Computação (2 turmas) Professor: Cristiane Conceitos básicos: Noções de lógica de programação; tipos primitivos; constantes e

Leia mais

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Franco Vieira Sampaio 1 Atualmente a informática está cada vez mais inserida no dia a dia das empresas, porém, no início armazenavam-se os dados em folhas,

Leia mais

DISCIPLINA: CONSTRUÇÃO DE COMPILADORES

DISCIPLINA: CONSTRUÇÃO DE COMPILADORES Semestre 5 Válido somente com assinatura e carimbo do IFCE Cód. Disciplina Créditos Horas Nat. Prérequisitos Teóricos Práticos TELM.066 Construção de Compiladores 2 2 80 OBR TELM.061 TELM.067 Sistemas

Leia mais

De uma forma ampla, o profissional egresso deverá ser capaz de desempenhar as seguintes funções:

De uma forma ampla, o profissional egresso deverá ser capaz de desempenhar as seguintes funções: PLANO DE ENSINO 1. Identificação Curso: Tecnologia em Desenvolvimento de Software Disciplina: Estrutura de Dados Professor: Msc. Tiago Eugenio de Melo CPF: Regime de Trabalho: 40h CH. Semestral: 100h Siape:

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT

CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT Área de Conhecimento Banco de Dados Ementa/Bibliografia Conceitos básicos; Modelos de dados; Aspectos de modelagem de dados; Projeto e Aplicações de Banco de Dados.

Leia mais

1.ª SÉRIE 99-7087-02 LÍNGUA PORTUGUESA 80 0 080 99-8067-02 LÓGICA MATEMÁTICA 80 0 080 ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE 99-8389-02 COMPUTADORES

1.ª SÉRIE 99-7087-02 LÍNGUA PORTUGUESA 80 0 080 99-8067-02 LÓGICA MATEMÁTICA 80 0 080 ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE 99-8389-02 COMPUTADORES Curso: Graduação: Regime: Duração: MATRIZ CURRICULAR SISTEMAS DE INFORMAÇÃO BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Business Intelligence (BI)

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Business Intelligence (BI) Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Business Intelligence (BI) Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Business Intelligence Inteligência Competitiva tem por fornecer conhecimento

Leia mais

DISCIPLINA: EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO

DISCIPLINA: EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO PROCESSO SELETIVO DE MONITORIA - EDITAL Nº08/2013.2 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PARA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA: EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO Conteúdo Programático: UNIDADE I: O Universo Organizacional

Leia mais

Introdução. Motivação. Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD) Banco de Dados (BD) Sistema de Banco de Dados (SBD)

Introdução. Motivação. Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD) Banco de Dados (BD) Sistema de Banco de Dados (SBD) Pós-graduação em Ciência da Computação CCM-202 Sistemas de Banco de Dados Introdução Profa. Maria Camila Nardini Barioni camila.barioni@ufabc.edu.br Bloco B - sala 937 2 quadrimestre de 2011 Motivação

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

P L A N O D E E N S I N O

P L A N O D E E N S I N O Centro Universitário de João Pessoa Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Núcleo de Apoio Pedagógico - NAPE P L A N O D E E N S I N O Curso: CIENCIA DA COMPUTAÇÃO Componente Curricular: ENGENHARIA DE SOFTWARE

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento Unidade de Sobradinho FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia,

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO BACHARELADO EM SECRETARIADO EXECUTIVO

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO BACHARELADO EM SECRETARIADO EXECUTIVO Anexo II da Resolução nº, de de de 2008. EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO BACHARELADO EM SECRETARIADO EXECUTIVO 1. DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS PORTUGUÊS INSTRUMENTAL Comunicação e linguagem; estrutura do

Leia mais

Disciplina: Fundamentos de Informática

Disciplina: Fundamentos de Informática PréRequisitos: Nenhum Disciplina: Fundamentos de total: 40 Geral: Conhecer conceitos básicos de informática; Conhecer a evolução e história dos computadores; Diferenciar os tipos de memórias; Entender

Leia mais

Ementário das disciplinas do curso de Sistemas de Informação

Ementário das disciplinas do curso de Sistemas de Informação Ementário das disciplinas curso de Sistemas de Informação 01 ADMINISTRAÇÃO E GERÊNCIA DE REDES Introdução ao gerenciamento de redes. Modelos e software de gerenciamento, Áreas funcionais. A arquitetura

Leia mais

Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Núcleo de Apoio Pedagógico - NAPE P L A N O D E E N S I N O

Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Núcleo de Apoio Pedagógico - NAPE P L A N O D E E N S I N O Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Núcleo de Apoio Pedagógico - NAPE P L A N O D E E N S I N O Curso: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Componente Curricular: BANCO DE DADOS II Modalidade: Presencial ( X ) Semipresencial

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

Redes de Computadores Sistemas de Informação 3SINA/05.2 1º Sem/2008 Aula 00: Apresentação da Disciplina. Prof. Msc. Ricardo Slavov

Redes de Computadores Sistemas de Informação 3SINA/05.2 1º Sem/2008 Aula 00: Apresentação da Disciplina. Prof. Msc. Ricardo Slavov Redes de Computadores Sistemas de Informação 3SINA/05.2 1º Sem/2008 Aula 00: Apresentação da Disciplina Prof. Msc. Ricardo Slavov ricardo.slavov@aes.edu.br By Slavov Unidade Sorocaba Planejamento Conceitos

Leia mais

Introdução APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA. joseana@computacao.ufcg.edu.br

Introdução APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA. joseana@computacao.ufcg.edu.br Universidade Federal de Campina Grande Centro de Engenharia Elétrica e Informática Unidade Acadêmica de Sistemas e Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Introdução APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS OPTATIVAS I

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS OPTATIVAS I EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1 FACUL DADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMATICA NEGÓGIOS GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ( 68) Teóricas Etapa: 7ª ( ) Práticas Interpretação de Governança e estratégia organizacional:

Leia mais

EAD-750 Tópicos Especiais de Métodos Quantitativos e Informática. Roteiro para Trabalho de Pesquisa

EAD-750 Tópicos Especiais de Métodos Quantitativos e Informática. Roteiro para Trabalho de Pesquisa EAD-750 Tópicos Especiais de Métodos Quantitativos e Informática Roteiro para Trabalho de Pesquisa Prof. Antonio Geraldo da Rocha Vidal vidal@usp.br O trabalho de pesquisa de EAD-750 deve ser elaborado

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Bacharelado em Sistemas de Informação FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( X) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2º SEMESTRE 2012

PLANO DE ENSINO 2º SEMESTRE 2012 Disciplina Curso TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CIÊNCIAS CONTÁBEIS Professor MSC. ADOLFO FRANCESCO DE OLIVEIRA COLARES Carga Horária Semanal Carga Horária Semestral Teórica Prática Total Teórica Prática Total

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1ª. ETAPA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1ª. ETAPA Curso: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Disciplina: FUNDAMENTOS DE COMPUTAÇÃO E SISTEMAS

Leia mais

CENTRO FED. DE EDUC. TECNOLOGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA RJ. 11.02.04.99.18 Solicitação de Matrícula( por curso )

CENTRO FED. DE EDUC. TECNOLOGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA RJ. 11.02.04.99.18 Solicitação de Matrícula( por curso ) .0.0.99.8 Solicitação de Matrícula( por curso ) Curso: GFISPET - PET - CURSO SUPERIOR DE LICENCIATURA EM FÍSICA Período: º Semestre de 0 Data: 8/0/0 Hora: :08 Dt. Dt. Solicit. Disciplina Período Ideal

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CTS DE REDES DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a história e a evolução

Leia mais

Nome da Disciplina: Lingua Estrangeira Moderna Inglês

Nome da Disciplina: Lingua Estrangeira Moderna Inglês Nome da Disciplina: Lingua Estrangeira Moderna Inglês Ementa: Leitura de Textos Acadêmicos: capacitar o aluno para compreender textos em língua inglesa, em sua área de atuação, desenvolvendo estratégias

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA. Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento.

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA. Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento. FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento. FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia, Professor Luiz

Leia mais

:: aula 8. :: Desenvolveremos as seguintes habilidades nesta aula:

:: aula 8. :: Desenvolveremos as seguintes habilidades nesta aula: :: Nome do Curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas :: Nome da Unidade Curricular PI Sistema orientado a objeto :: Tema da aula Diagrama Hierárquico de Funções (D.H.F.) :: Fase / Etapa Fase 2 Design

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 82/99 CRIA O CURSO SEQÜENCIAL EM PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES, NO CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS, DO CÂMPUS DE ITATIBA.

RESOLUÇÃO CONSEPE 82/99 CRIA O CURSO SEQÜENCIAL EM PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES, NO CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS, DO CÂMPUS DE ITATIBA. RESOLUÇÃO CONSEPE 82/99 CRIA O CURSO SEQÜENCIAL EM PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES, NO CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS, DO CÂMPUS DE ITATIBA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I SISTEMAS DE INFORMAÇÃO/CPD005 2 1-3 60 A origem e o conceito da teoria geral de sistemas. O conceito de sistemas. Componentes de um sistema de informação. Relações entre sistemas e ambiente. Hierarquia

Leia mais

PLANO DE ENSINO. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos. PROFESSOR RESPONSÁVEL : Josino Rodrigues Neto

PLANO DE ENSINO. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos. PROFESSOR RESPONSÁVEL : Josino Rodrigues Neto UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n Dois Irmãos 52171-900 Recife-PE Fone: 0xx-81-332060-40 proreitor@preg.ufrpe.br PLANO DE ENSINO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL PERFIL 3001 - Válido para os alunos ingressos a partir de 2002.1 Disciplinas Obrigatórias Ciclo Geral Prát IF668 Introdução à Computação 1 2 2 45 MA530 Cálculo para Computação 5 0 5 75 MA531 Álgebra Vetorial

Leia mais

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC Campus Ceilândia GESTÃO E PRÁTICAS EMPREENDEDORAS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Ceilândia, Fevereiro de 2014. CURSO DE FORMAÇÃO

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

DISCIPLINA: GESTÃO E CONTROLE DE QUALIDADE

DISCIPLINA: GESTÃO E CONTROLE DE QUALIDADE Semestre 6 Válido somente com assinatura e carimbo do IFCE Cód. Disciplina Créditos Horas Nat. Prérequisitos Teóricos Práticos IND.022 Gestão e Controle de Qualidade 4 80 OPT TELM.071 Redes de Computadores

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 1º Semestre. Karlise Soares Nascimento

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 1º Semestre. Karlise Soares Nascimento Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO CURSO: SUPERIOR EM TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET FORMA/GRAU:( ) integrado ( ) subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado

Leia mais