Levy: governo não recua sobre congelamento de salários e Sistema S

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Levy: governo não recua sobre congelamento de salários e Sistema S"

Transcrição

1 Sexta-feira, 18 de setembro de 2015 Ano XIII Nº R$ 2,00 Entrega de correspondência A greve dos servidores dos Correios atingiu cerca de 65% dos funcionários. A entrega das encomendas pode sofrer atrasos. As agências estão abertas aos serviços. Nos locais afetados pela greve, a empresa aplicará o Plano de Continuidade de Negócios, que inclui ações como deslocamento de empregados entre as unidades, apoio de pessoal administrativo e realização de horas extras. O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, negou que o governo pretenda recuar em relação às medidas de ajuste fiscal a serem enviadas ao Congresso. Em entrevista a jornalistas, após audiência de mais de cinco horas na Comissão Mista de Orçamento, ele disse que o governo não pretende modificar as propostas de congelamento dos salários do funcionalismo público e o remanejamento de verbas do Sistema S para cobrir o déficit da Previdência Social. Não estou ciente disso [da possibilidade de o governo recuar de medidas]. Acho que a proposta em relação ao funcionalismo foi clara. Sobre o Sistema S, a pos- Luis Macedo/Ag.Câmara Levy: governo não recua sobre congelamento de salários e Sistema S sibilidade de [a realocação de verbas] permitir fazer a travessia sem aumentar a carga tributária é importante, declarou o ministro. Ele, no entanto, reconheceu que o próprio Sistema S, que engloba serviços sociais e de aprendizagem de diversos setores da economia (como Sesc, Sesi, Senac e Senai), terá de ajustar os gastos nos próximos anos. Nos próximos dias, o governo enviará ao Congresso duas medidas provisórias que remanejam recursos das contribuições dos empresários ao Sistema S para a Previdência Social e para o IR. Uma das medidas prevê a destinação de 30% das receitas do Sistema S para a Previdência. Outra prevê que um desconto no IRPJ a empresas que investem em pesquisa e inovação passe a incidir sobre as contribuições do Sistema S. Por se tratar de um remanejamento de recursos, as duas medidas não resultam em aumento de carga tributária para as empresas. Segundo Levy, apesar da redução das verbas que sustentam as entidades do Sistema S, empresários começaram a mostrar adesão à realocação de recursos, que durará até Tenho ouvido de alguns líderes das entidades do sistema [Sistema S] a disposição de contribuir para fazer a travessia sem onerar ainda mais a folha de pagamento das empresas. A contribuição viria dessa Ministro da Fazenda, Joaquim Levy chega à reunião com os integrantes da Comissão Mista de Orçamento para detalhar medidas de corte de despesas e aumento de tributos. direção, declarou. Em relação à proposta de parlamentares do PT de diminuir o impacto da CPMF, Levy disse que a medida pode ser alcançada sem a necessidade de alterar a proposta. Isso porque existe uma lei que reduz a contribuição à Previdência das menores faixas de renda afetadas pela CPMF e está suspensa desde o fim da vigência do tributo, no fim de A nossa proposta da CPMF já inclui um pequeno ajuste, especialmente para servidores públicos e beneficiários da Previdência com salários mais baixos. A ideia é prorrogar os efeitos da Lei que estão suspensos. Já há tratamento para pessoas de menor renda, destacou Levy (ABr). Bicudo e Reale entregam pedido de impeachment O jurista Miguel Reale Júnior e a advogada Maria Lúcia Bicudo, filha do ex-deputado e um dos fundadores do PT Hélio Bicudo, entregaram ontem (17) à Câmara o complemento do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, protocolado no último dia 10. O presidente da Casa, Eduardo Cunha, dera prazo até o dia 23 para que Bicudo fizesse ajustes formais, como o reconhecimento de firma em cartório. O pedido é o 13º em análise sobre o tema. Outros cinco já foram arquivados. Como Reale Júnior subscreveu o pedido e acrescentou argumentos, a entrega acabou se transformando em um ato conjunto. Há problemas gravíssimos de decretos editados sem autorização da Câmara, (Wilson Dias/ABr) Jurista Miguel Reale Jr. e a filha do procurador aposentado, Hélio Bicudo, Maria Bicudo, entregam à Eduardo Cunha pedido de impeachment. relativos a créditos suplementares, disse o ex-ministro da Justiça do governo Fernando Henrique Cardoso, ao falar dos acréscimos ao texto. Ao se unir ao ato, Maria Lúcia Bicudo defendeu que o impeachment é o primeiro passo para a reconstrução de valores no país. Precisamos deixar de lado a corrupção e a mentira e caminhar para o novo. Temos que abrir o caminho para os jovens, para que este Brasil seja digno e íntegro, afirmou. A entrega do documento a Cunha foi acompanhada ainda por líderes da oposição entre eles Carlos Sampaio (PSDB-SP), Mendonça Filho (DEM-BA) e Paulinho da Força (SD-SP). O Palácio do Planalto informou que não vai comentar o assunto (ABr). Inconstitucionalidade de doações eleitorais de empresas Brasília - O STF declarou a inconstitucionalidade do financiamento empresarial de empresas e partidos. A decisão, tomada por oito votos contra três, ocorre às vésperas de análise da presidente Dilma Rousseff sobre um projeto aprovado no Congresso, que permitia as doações de empresas até o limite de R$ 20 milhões. Com o resultado do julgamento da Corte, a presidente deve vetar o texto aprovado pelo Legislativo. De acordo com o presidente da Corte, ministro Ricardo Lewandowski, a decisão valerá daqui para frente e valerá para as eleições de 2016 e 2018, disse. Votaram pela inconstitucionalidade das doações por empresas os ministros Luiz Fux, Luís Roberto Barroso, Dias Toffoli, Rosa Weber, Cármen Lúcia, Marco Aurélio Mello, Ricardo Lewandowski e o ex-ministro Joaquim Barbosa (que foi substituído pelo ministro Edson Fachin). Já os ministros Teori Zavascki, Gilmar Mendes e Celso de Mello, decano da Corte, votaram pela constitucionalidade das doações de empresas. Contudo, ainda tramita no Congresso Nacional uma proposta que pode acrescentar a doação empresarial na Constituição Federal. Ou seja, se aprovada, a PEC poderia constitucionalizar novamente as doações de pessoas jurídicas (AE). Metalúrgicos aprovam adesão ao PPE Trabalhadores da Volkswagen de São Bernardo, aprovaram a adesão ao Programa de Proteção ao Emprego (PPE). Pelo acordo, os empregados terão redução de 20% da carga horária e do salário, sendo que 10% da renda serão cobertos pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). De acordo com o sindicato da categoria, cerca de 3 mil empregos devem ser preservados com a aprovação do PPE. De acordo com o secretáriogeral do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wagner Santana, parte dos 2,6 mil empregados que estavam em layoff (suspensão temporária dos contratos de trabalho) até dezembro será reintegrada. A medida é necessária para recompor o quadro, tendo em vista que a carga horária dos cerca de 10 mil que continuaram trabalhando será reduzida. O PPE atinge toda a empresa, excetuando-se parcela dos trabalhadores que, pela natureza do trabalho, não podem ter a carga horária reduzida (ABr). O uso de extintor de incêndio em automóveis passará a ser facultativo no Brasil, conforme decisão tomada pelo Contran. A mudança na legislação envolve utilitários, camionetas, caminhonetes e triciclos de cabine fechada. Porém, o equipamento permanece obrigatório para todos os veículos usados comercialmente para transporte de passageiros, caminhões, caminhão-trator, micro-ônibus e ônibus, além de veículos destinados ao transporte de produtos inflamáveis, líquidos e gasosos. A obrigatoriedade do uso do extintor estava em vigor desde A decisão pelo uso opcional do equipamento foi tomada após encontros com representantes dos fabricantes de extintores, do Corpo de Bombeiros e da indústria automobilística. Estudos e pesquisas realizadas pelo Denatran constataram que as inovações tecnológicas introduzidas nos veículos resultaram em maior segurança contra incêndio, diz o Ministério das Cidades, ao destacar o corte automático de combustível em O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, disse que o governo tem um plano A para o corte de gastos e aumento de receitas em Não [há estratégia alternativa]. Respondendo a jornalistas, que queriam saber se existe um plano B, o ministro afirmou que o governo tem um plano A e estamos empenhados em aprová-lo. Barbosa e o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, estiveram ontem (17) na Comissão Mista de Orçamento (CMO), onde, por mais de cinco horas, detalharam as medidas do governo. De acordo com Barbosa, ele e Levy explicaram aos deputados e senadores principalmente a questão das emendas parlamentares. O pacote anunciado pelo governo prevê se valer das emendas para recompor os gastos discricionários previstos na Proposta de Lei Orçamentária Anual (PLOA). As emendas par- Extintor em carro não será mais obrigatório Arquivo/ABr Barbosa: governo tem plano A e está empenhado em aprová-lo caso de colisão, a localização do tanque de combustível fora da cabine de passageiros e a flamabilidade de materiais e revestimentos. Ainda de acordo com a pasta, dados da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva mostram que, dos 2 milhões de sinistros em veículos cobertos por seguros, 800 tiveram incêndio como causa. Desse total, apenas 24, o equivalente a 3% dos casos, informaram que usaram o extintor. Nos Estados Unidos e na maioria das nações europeias, não existe a obrigatoriedade, pois as autoridades consideram que a falta de treinamento e o despreparo dos motoristas para o manuseio do extintor geram mais risco de danos à pessoa do que o próprio incêndio, ressaltou o ministério (ABr). Valter Campanato/ABr Ministro Nelson Barbosa lamentares seriam usadas para repor corte de R$ 3,8 bilhões no PAC e também em programas de saúde prioritários. Segundo Nelson Barbosa, a negociação com o Congresso Nacional faz parte do processo de implementação do pacote e o governo está iniciando esse A indústria paulista fechou 26 mil vagas na passagem de julho para agosto, o equivalente a uma queda de 0,90%, na leitura sazonal. Os dados são da Pesquisa de Nível de Emprego da Fiesp e do Ciesp, divulgados ontem (17). O Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) das entidades também revisou para baixo a estimativa para o emprego industrial em São Paulo. Da última vez nós havíamos dito que temíamos uma perda de 200 mil empregos da indústria de transformação em Após o mês de agosto, já nos parece que está mais próximo dos 250 mil empregos a menos, projetou Paulo Francini, diretor do Depecon. Realmente saímos do surto e fomos à epidemia da perda de empregos, completou. O Depecon também revisou para baixo o prognóstico para o PIB da indústria de transformação para uma queda de aproximadamente 9%. Anteriormente, a equipe econômica da Fiesp e do Ciesp esperava perda de 8%. É uma queda esforço. Faz parte da discussão parlamentar críticas e sugestões. Isso é um processo natural de aprovação de qualquer medida legislativa. Apresentamos nossos argumentos e vamos defendere a aprovação, afirmou o ministro. Ele disse acreditar que, após a reunião de hoje, haja maior esclarecimento sobre as medidas. Com as medidas, o governo espera recuperar o equilíbrio fiscal e a credibilidade com os investidores internacionais. Em 31 de agosto, o Executivo entregou ao Congresso Nacional a proposta orçamentária para 2016, com previsão de déficit de R$ 30,5 bilhões. Uma semana depois, a agência de classificação de risco Standard & Poor s rebaixou a nota de crédito do Brasil de BBBpara BB+, retirando o grau de investimento do país. O grau é dado a países considerados bons pagadores e seguros para investir (ABr). Indústria tem saldo negativo de 26 mil empregos trágica. A previsão para o PIB do país continua apontando para uma queda de 2,5% este ano. No acumulado do ano, a indústria paulista já acumula um saldo negativo de 119 mil empregos. Este é o pior período comparativamente da série histórica da pesquisa, iniciada em Se comparado com agosto de 2014, o resultado é ainda pior: são 216 mil vagas a menos que no mesmo mês do ano anterior. "O governo é muito bom em uma coisa: ele quebra suas pernas para te dar uma muleta e diz viu? Sem nossa ajuda você não andaria". Harry Browne (1933/2006) Escritor norte-americano BOLSAS O Ibovespa: 0,00% Pontos: ,07 Máxima de +1,74% : pontos Mínima de -0,97% : pontos Volume: 7,43 bilhões Variação em 2015: -2,91% Variação no mês: 4,13% Dow Jones: -0,39% (18h03) Pontos: ,74 Nasdaq: +0,1% (18h03) Pontos: 4.893,95 Ibo- vespa Futuro: +0,45% Pontos: Máxima (pontos): Mínima (pontos): Global 40 Cotação: 769,878 centavos de dólar Variação: -2,48%. CÂMBIO Dólar comercial no balcão Compra: R$ 3,8610 Venda: R$ 3,8620 Variação: +0,76% - Dólar Paralelo Compra: R$ 3,98 Venda: R$ 4,08 Variação: +1,41% - Dólar Ptax Compra: R$ 3,8915 Venda: R$ 3,8921 Variação: +1,44% - Dólar Turismo Compra: R$ 3,8400 Venda: R$ 4,0600 Variação: +1,42% - Dólar Futuro (outubro) Cotação: R$ 3.903,50 Variação: +1,42% - Euro (18h03) Compra: US$ 1,1431 Venda: US$ 1,1433 Variação: +1,28% - Euro comercial Compra: R$ 4,4060 Venda: R$ 4,4080 Variação: +1,99% - Euro turismo Compra: R$ 4,3400 Venda: R$ 4,6000 Variação: +2,15%. JUROS CDB prefixado de 30 dias, 14,15% ao ano. - Capital de giro, 15,13% ao ano. - Hot money, 1,53% ao mês. - CDI, 14,13% ao ano. - Over a 14,15%. OURO Ouro Cotação: US$ 1.117,00 a onçatroy (1 onça-troy equivale a 31,1035 gramas) Variação: -0,18% - Ouro BM&F (à vista) Cotação: 140,000 Variação: +2,34%.

2 Página 2 Geral OPINIÃO O conflito como convite à evolução O conflito é parte natural e inevitável das relações humanas Mesmo nos melhores lugares de trabalho ou nas mais harmoniosas famílias podemos encontrar situações de conflito, pois é exatamente nos momentos de confronto entre diferentes mentalidades, valores, maneira de ser e ver o mundo, que o conflito aparece como elemento fisiológico. A palavra, do latim confligere, significa bater junto, estar em desavença, golpear, atacar, que evoca, obviamente, o conceito negativo de guerra, luta, disputa, agressividade, confronto e violência. Mas de um ponto de vista diferente, o conflito é a outra face da paz e ele nos exige aprender a mantê-la, não só quando tudo vai bem e está em harmonia. Normalmente, o ser humano tende a evitar os conflitos, às vezes fazendo de conta que não existem e, consequentemente, não os enfrentando. Porém, o sucesso de um relacionamento pessoal ou profissional não depende da ausência deles, mas da capacidade e competência comunicativa e interpessoal de solucionar a situação. As divergências, pontos de vistas e intenções se tornam conflito quando cada pessoa envolvida quer impor sua opinião sem ouvir a outra parte, quando o comportamento de um interfere nas necessidades do outro ou quando existe um confronto de valores. O conflito, no entanto, pode ter efeitos positivos, tudo depende das estratégias utilizadas para resolvê-lo: se são construtivas e de cooperação para chegar a uma solução compartilhada e de compromisso mútuo ou se nos deixamos envolver pela raiva, pelo julgamento, egoísmo, individualismo e pelas reações emocionais. Em um confronto saudável, as nossas ideias são colocadas em discussão de maneira que outras formas de ver, ser e agir possam ser evidenciadas. Assim, podemos nos dar conta de como as nossas opiniões e comportamentos atingem os outros e influenciam o contexto. As relações interpessoais pedem cada vez mais a capacidade do ser humano de saber aceitar e gerir tudo aquilo que é diferente de nós: sejam pes soas, Diretora Administrativa-Financeira Laurinda M. Lobato DRT/SP Editora Laura R. M. Lobato De Baptisti DRT/SP Marketing J. L. Lobato Diretor Comercial José Hamilton Mancuso André Souza Andressa Thomaz Antônio Delfim Netto Armando Rovai Cícero Augusto Cláudio Tomanini Dalcides Biscalquin Eduardo Moreira Geraldo Nunes Eduardo Shinyashiki (*) culturas, valores, opiniões, objetivos etc. O conflito que as empresas valorizam - A diversidade, fator motivacional da atividade criadora, é considerada importante em todas as empresas, mesmo sendo propulsora dos conflitos, pois com a diversidade, ideias e visões de mundo diferentes, se constroem organizações mais resistentes que compreendem mais a realidade mutável do mercado. No contexto administrativo e empresarial, o conflito, hoje, é enxergado como algo benéfico e necessário, ou seja, uma oportunidade. Ele é considerado um elemento de evolução, crescimento, criatividade, em que precisamos das diferentes visões, e as prospectivas são valorizadas. O conflito num grupo de trabalho, por exemplo, se manifesta quando as pessoas têm interesses e objetivos diferentes ou até contrastantes. O líder precisa estar consciente que o confronto é um componente natural e potencialmente produtivo para a realidade da equipe e das relações interpessoais. Ele estimula o pensamento e permite que diversas opiniões em relação a uma situação sejam consideradas para a tomada de decisão, permitindo uma ampla gama de ideias e soluções. O ponto não é evitar o conflito e fechar os olhos para os fatos, mas saber geri-lo de forma a torná-lo eficaz e produtivo para o grupo. Uma liderança eficiente facilita uma comunicação adequada, e também permite os integrantes ouvirem outros pontos de vista com a flexibilidade de mudarem de ideia, se necessário. Precisamos viver o conflito não como ameaça, mas como momento de evolução, enriquecimento e abertura ao novo. Podemos escolher como reagir ao conflito para transformar as divergências em algo construtivo, produtivo e precioso, com serenidade e realização. Tendo em mente que o nosso legado é construido com a palavra resultado. Qual é o resultado que escolhemos viver? (*) - É palestrante, consultor organizacional, especialista em desenvolvimento das Competências de Liderança e Preparação de Equipes. É escritor e autor de Transforme seus Sonhos em Vida, da Editora Gente (www.edushin.com.br). Para veiculação de seus Balanços, Atas, Editais e Leilões neste jornal, consulte sua agência de confiança, ou ligue para Diretor Responsável: TEL: José Hamilton Mancuso DRT/SP Webmaster e TI: VillaDartes Editoração Eletrônica Marizete Souza Ricardo Souza Walter de Almeida Impressão LTJ- Gráfica Ltda Matrícula, SP-555 Colaboradores José Rubens D'Elia Dr. Lair Ribeiro Leslie Amendolara Luiz Flávio Borges D Urso Ralph Peter Rosângela Demetrio Sandra Falcone Sergio Monte Alegre Sergio Valezin Jornal Empresas & Negócios Ltda CNPJ: / Registro na JUCESP sob NIRE em 06/06 de 2003 e matriculado no 3º Registro Civil da Pessoa Jurídica sob nº 103 Administração, Publicidade e Redação: Rua Boa Vista, 84-9º Andar - Conj. 909 Cep: Tel: FAX: site: Auditoria de tiragem: Cokinos Auditores e Consultores Serviço informativo editorial fornecido pela Agência Estado e Agência Brasil. Artigos e colunas assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, que não recebem remuneração direta do jornal. a parte do tremor, foi relativamente Até tranquilo. O problema foi quando começaram a soar aquelas sirenes de alerta de tsunami na cidade, contou. Foi um caos total. As ruas estavam todas paradas. Os ônibus pararam para as pessoas descerem. Foi bem caótico, acrescentou o turista que estava na cidade litorânea de Viña del Mar (a cerca de 100 km de Santiago). As autoridades chilenas emitiram o alerta de tsunami para toda a costa do país após a ocorrência de um tremor de magnitude 8,3 na escala Richter. O abalo sísmico provocou a retirada de cerca de 1 milhão de pessoas das suas casas e causou pelo menos dez mortes. Vinicius Sandin já voltou a Mortes por malária diminuem 60%, mas ainda há 3 bilhões em risco A taxa de mortalidade por malária baixou 60% desde 2000, mas ainda existem mais de 3 bilhões de pessoas em risco de contrair a doença. A informação é de relatório conjunto da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Unicef. Segundo o levantamento, foram 6,2 milhões de vidas poupadas nos últimos 15 anos, entre elas de 6 milhões de crianças menores de 5 anos, o grupo mais vulnerável à doença. O relatório Achieving the Malaria Millennium Development Goal Target mostra que a meta de reduzir à metade o número de casos até que consta dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio - foi alcançada de maneira convincente, com queda de 37% em 15 anos. Além disso, há um número crescente de países que estão perto de conseguir eliminar a malária: em 2014, não foram registrados casos da doença em 13 países e em seis o número ficou abaixo de dez. As quedas mais rápidas têm sido registradas no Cáucaso e na Ásia Central, onde não se registraram casos em 2014, e na Ásia Oriental, acrescenta o relatório. A malária, no entanto, continua a ser um problema agudo de saúde pública em muitas regiões. Estima-se que só em 2015 tenham sido notificados 214 milhões de novos casos e 438 mil mortes em consequência da doença, que pode ser evitada e tratada. O relatório mostra ainda que cerca de 3,2 bilhões de pessoas quase metade da população mundial estão em risco de contrair malária. Alguns países continuam sobrecarregados, com um índice desproporcionadamente elevado do total de casos de malária no mundo. Em 15 países, sobretudo na África Subsaariana, estão 80% dos casos da doença no mundo e 78% de mortes até este ano, informam os autores do relatório. As crianças menores de cinco anos representam mais de dois terços de todas as mortes associadas à malária. De 2000 e 2015, o índice de mortes por malária de crianças menores de cinco anos caiu 65%, o que representa 5,9 milhões de vidas salvas (Ag. Lusa). O papa Francisco disse ontem (17) que é um pouco feminista, ao discursar para cerca de cinco mil jovens consagrados no Vaticano. Perdoem-me se sou um pouco feminista, mas preciso agradecer o testemunho das mulheres consagradas, disse o Papa, provocando um caloroso aplauso. Mas não todas, hein? Algumas são um pouco histéricas, completou, gerando mais risos na plateia. Quero agradecer o testemunho porque vocês têm essa vontade de caminhar na linha de frente, porque são mães, têm essa maternidade que as aproximam da Igreja, disse. O Pontífice também fez um apelo para Estragos causados por terremoto no Chile. Pelo menos dez pessoas morreram. O ministro do Interior da Croácia, Ranko Ostojic, advertiu que o seu país deixou de ter capacidade para continuar recebendo refugiados, após a entrada de 7 mil pessoas provenientes da Sérvia. Neste momento, esgotamos nossas capacidades e nas conversas com dirigentes do Acnur e da União Europeia dissemos que a Croácia está cheia. Em paralelo, e segundo a página digital da BBC, centenas de imigrantes tentaram brevemente, e sem sucesso, romper o cordão policial colocado em Tavornik, na fronteira da Sérvia com a Croácia. Após momentos de tensão, a situação se normalizou. O ministro croata emitiu o aviso no posto fronteiriço de Tavornik, onde continuam chegando refugiados após o fechamento da fronteira húngara e que forçou migrantes, provenientes do Médio Oriente e Ásia, a procurar uma rota alternativa. Ranko disse que quem pretender requerer asilo será conduzido para um centro de registo em cumprimento das normas europeias e quem não pretenda solicitá- Líderes da União Europeia (UE) se reúnem numa cúpula extraordinária, na quarta-feira (23), para debater a crise dos refugiados, anunciou o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, na rede social Twitter. A cúpula ocorre no dia seguinte de um conselho de ministros do Interior da UE, também marcado extraordinariamemte para debater o problema dos fluxos migratórios e a proposta de distribuição de mais 120 mil refugiados que estão na Grécia, Itália e Hungria. Na última terça-feira (15), a chanceler alemã Angela Merkel tinha anunciado que a Alemanha e a Áustria pediram ao Conselho Europeu a realização de uma cúpula europeia extraordinária sobre a crise migratória na próxima semana. É um problema para toda a União Europeia e, neste sentido, pedimos a realização de uma cúpula europeia extraordinária, disse Merkel à imprensa após um encontro em Berlim com o chanceler austríaco, Werner Faymann. Donald Tusk vai tratar disso, acrescentou. O Parlamento Europeu votou favoravelmente à proposta da Comissão Europeia de criar um mecanismo para distribuir mais 120 mil refugiados entre os Estados-Membros. Colocada de forma extraordinária na agenda parlamentar, a votação Alerta de tsunami no Chile assustou turistas e provocou caos Em férias no Chile, o analista de sistemas brasileiro Vinicius Sandin disse que o alerta de tsunami após o terremoto de quarta-feira (16) assustou os turistas EPA/Alejandro Pizarro/Ag.Lusa EPA/Antonio Bat/Ag.Lusa Santiago, cidade por onde entrou no país com a namorada no último sábado (12). Chegamos a Santiago e estava tudo normal. O pessoal que mora aqui está tranquilo. Só os turistas mesmo que estão mais assustados, relatou o brasileiro ao afirmar que houve réplicas do terremoto durante a noite. O analista disse que, na hora do abalo, saiu do café. A gente saiu para uma área externa, ficamos na rua. Todo mundo saiu Migrantes que cruzaram fronteira da Sérvia com a Croácia aguardam em campo para fazer registro. dos prédios, dos comércios. Quando começaram a soar os alertas de tsunami, com sirenes e mensagens de celular a situação ficou mais tensa. Eles têm um protocolo para evacuar a cidade em casos de alerta de tsunami, ressaltou o brasileiro, que é natural de Franca, mas vive em Brasília. Santin afirmou que, apesar do clima de medo, os moradores locais reagiram com relativa naturalidade. As pessoas que moravam mesmo no local pareciam relativamente tranquilas. Quem se assustou mais foram os turistas mesmo. Durante o dia, o turista e a namorada repararam nas placas que orientam sobre as rotas de fuga em caso de uma onda gigante, mas não haviam considerado seriamente a possibilidade de estarem naquela situação (ABr). Croácia não tem capacidade para receber mais refugiados lo será considerado imigrante ilegal. Não somos um país em que num certo momento não possa ser solidário, mas neste momento pedimos que parem a afluência, disse. Não é aceitável que a Croácia seja tratada como um país em que se devem respeitar os acordos internacionais e que isso não seja feito nos países vizinhos que estão sendo atravessados pelos imigrantes, explicou. O número de chegadas à fronteira croata superou quase o dobro as previsões do governo de Zagreb, que tinha calculado a chegada nos próximos dias de 4 mil refugiados no seu percurso em direção à Eslovénia, para depois seguirem pela Áustria em direção à Alemanha ou países escandinavos. O primeiro-ministro croata, Zoran Milanovic, criticou duramente a política da Hungria em relação aos refugiados ao considerar que os muros que se erguem não apenas nada detêm, mas também enviam uma mensagem horrorosa e perigosa (Ag. Lusa). União Europeia se reúne para discutir migrações Mais 120 mil refugiados estão na Grécia, Itália e Hungria. da reintegração das pessoas que estão na Itália, Grécia e Hungria foi aprovada por uma ampla maioria dos deputados (Ag. Lusa). Papa se desculpa por ser feminista e provoca risos que a sociedade proteja a dignididade das mulheres e evite que elas se exponham a situações indesejadas. É preocupante ver o aumento no número de jovens meninas e mulheres que são obrigadas a ganhar a vida nas ruas, vendendo o próprio corpo, explorada por grupos criminosos ou, algumas vezes, pela própria família, afirmou. Segundo ele, esta realidade é uma vergonha para as nossas sociedades que se gabam por ter atingido altos níveis de cultura e desenvolvimento. A corrupção difusa e a busca constante por lucros privam os inocentes e os mais frágeis da possibilidade de uma vida digna, alimentando a criminalidade e as injustiças, comentou, criticando que ninguém pode permanecer inerte diante da urgente necessidade de proteger a dignidade das mulheres, ameaçadas por fatores culturais e econômicos (ANSA).

3 Economia Página 3 Levy: aumento da Cide é impossível neste momento Um eventual reajuste da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), tributo cobrado sobre os combustíveis, é impossível neste momento, disse o ministro da Fazenda, Joaquim Levy Apesar de se mostrar favorável à ideia de um aumento da contribuição sobre a gasolina para desenvolver o setor sucroalcooleiro, ele ressaltou que a medida precisa de um ambiente favorável para ser aplicada. O ministro expressou sua opinião durante encontro com o deputado federal Sérgio de Souza (PMDB-PR), presidente da Frente Parlamentar pela Valorização do Setor Sucroenergético. Na reunião, o deputado apresentou a sugestão do setor de que a Cide da gasolina seja reajustada de R$ 0,10 para R$ 0,60 por litro para estimular o setor sucroalcooleiro. Mesmo com o aumento da gasolina no início do ano, o litro do etanol continua a custar mais do que 70% do litro da gasolina na maioria dos estados. Somente abaixo desse valor, o abastecimento De janeiro a julho foram vendidas 135,9 mil novas cotas do consórcio de imóveis, o que significa avanço de 50,3% sobre os negócios nessa modalidade em igual período do ano passado. Incluindo todos os bens vendidos por meio de consórcios, a procura aumentou 5,4%. Além do aquecimento de consórcios na área de imóveis, houve alta de 17% nas adesões referentes a veículos leves (automóveis, caminhonetes e utilitários) com um total de 551,5 mil cotas comercializadas. Já no segmento de veículos pesados (caminhões, ônibus, tratores, implementos agrícolas e rodoviários), as vendas subiram 11% com a entrada de 25,5 mil novos participantes. Os dados são da Wilson Dias/Ag.ABr Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, participa da reunião com os integrantes da Comissão Mista de Orçamento, na Câmara. O consumidor passou a planejar o acesso a bens, deixando de lado as compras por impulso. O Federal Reserve (FED), banco central dos Estados Unidos, decidiu manter inalteradas as taxas básicas de juros no país, entre 0 e 0,25%. Segundo a instituição, a manutenção se deve aos riscos de desaceleração na atividade econômica nos próximos meses. No entanto, a decisão não foi unânime. Desta vez, o presidente do com etanol é recomendado. Segundo o Ministério da Fazenda, Levy disse que vê com bons olhos a elevação da Cide, mas deixou claro que a ideia é impossível no atual ambiente econômico. O ministro informou que um eventual aumento da Cide estimularia o setor sucroalcooleiro, mas que precisa de um ambiente bem mais favorável para ser posto FED de Richmond, Jeffrey Lacker, votou por um aumento de 0,25 ponto percentual. No Brasil, a expectativa de elevação nas taxas de juros norte-americanas empurrou a em prática. Levy explicou ao deputado que, primeiramente, é necessário que as medidas de distensão fiscal anunciadas recentemente surtam efeito. Somente então, a Cide poderia ser reajustada de forma a minimizar o impacto sobre a inflação. O encontro com o presidente da Frente Parlamentar pela Valorização do Setor Sucroenergético não foi divulgado na agenda oficial de Levy. Ao sair do Ministério da Fazenda, o deputado Sérgio de Souza disse que o ministro lhe informou que o governo estuda, há algum tempo, a proposta de elevação da Cide. Pelas estimativas do parlamentar, o reajuste do tributo resultaria em uma arrecadação extra de R$ 15 bilhões por ano, dos quais R$ 10 bilhões ficariam com o governo federal e R$ 5 bilhões com os estados (ABr). Cresce a procura por consórcios de imóveis Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac). Segundo a entidade, em todo o sistema de consórcios, as adesões nos sete primeiros meses do ano somaram 1,36 milhão consorciados, elevando o total de participantes, em julho, para 7,15 milhões, número 4,4% superior ao mesmo mês em Foram registradas 830,4 mil cotas contempladas, correspondente a alta de 7,5%. Houve um volume de crédito comercializado de R$ 23,8 bilhões, 12,3% acima do mesmo período do ano passado. O avanço observado no setor, em meio à crise econômica do país, decorre do planejamento que passou a ser adotado pelo consumidor. Segundo o presidente da Abac, Paulo Roberto Rossi, o consumidor passou a planejar o acesso a bens, deixando de lado as compras por impulso (ABr). FED mantém taxas de juros inalteradas cotação do dólar durante o dia, com a valorização chegando a 1,85% na parte da manhã. No entanto, a moeda passou a perder força após o anúncio do Federal Reserve (ANSA). A operação tapa-buraco do governo O governo demonstra que o corte das despesas ainda é pequeno para justificar o problema no orçamento público apresentado com déficit primário Isso gera problemas conjunturais que trazem insegurança a empresários e investidores. Não se percebe por parte do governo vontade efetiva de cortar gastos públicos e sim obrigar todos a contribuir com a falta de responsabilidade e desmando com que tenta justificar as pedaladas durante o mandato. Algumas fragilidades já eram percebidas quando o governo usou técnicas perigosas para usar recursos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Mas, avalizada através de cheque em branco em 2014, a utilização de empréstimos de bancos públicos para auxiliar a fechar as contas foi uma das atividades geradas pela pedalada. Além das pedaladas, o uso da contabilidade criativa nas estatais foi outro fato que demonstrou que os alicerces já não estavam suportando o peso de toda a estrutura inchada. Estrutura que é resultado dos gastos comissionados, novas estatais que não geram recursos e constituição de agências reguladoras, como por exemplo do pré-sal, que não se justifica atualmente, em virtude da redução significativa de investimentos de infraestrutura na extração do petróleo. Proposta do governo para redução dos gastos públicos em bilhões: fim do abono permanência para funcionários públicos, corte de ministérios, corte na agricultura na garantia dos preços agrícolas, suspensão de concursos públicos, transferência de gasto no programa Minha Casa, Minha Vida para o sistema fundiário, ajuste do PAC com o direcionamento de emendas parlamentares à obras, adiamento do reajuste salarial de janeiro para agosto, aplicação do teto salarial para servidores públicos. O total da Reginaldo Gonçalves (*) redução é de R$ 26 bilhões. Analisando a proposta de redução de gastos públicos, alguns valores já deveriam ter sido cortados há algum tempo. Medidas como a abertura de concurso público, teto no pagamento de servidores públicos, abono de permanência, redirecionamento de emendas parlamentares, transferência de gastos do Minha Casa, Minha Vida com o uso do fundo de garantia. O restante, a prorrogação do aumento dos servidores, é paliativo - o gasto somente prorrogado. O corte na garantia de preços agrícolas poderá trazer prejuízos a pequenos empreendedores rurais. Esses cortes deverão gerar impasses até a aprovação pelo Congresso e pela Câmara. Eles buscam dar suporte ao aumento da carga tributária, que está sendo altamente criticada. O retorno da CPMF é o maior alvo das críticas. A lutado governo, para garantir a volta da contribuição sera enorme. Mesmo com a alíquota de 0,2% sobre a movimentação financeira, dificilmente a medida deve passar com tranquilidade. A proposta é de aumentar impostos e reduzir gastos. Ou seja, atingir um superávit primário de 0,7% do PIB em 2016 com projeção de R$ 34,4 bi de superávit. O problema é que grande parte desse financiamento vem da CPMF, o que responde por basicamente metade da cobertura do buraco. A ação do governo de cortar gastos públicos é muito baixa. A previdência social não teve qualquer ação - a inércia continua nesse sentido. Infelizmente o maior peso vai recair de forma direta e indireta sobre toda a sociedade por uma má gestão dos recursos públicos. E é preciso dizer que a proposta e aprovação não significam que a receita será efetivamente arrecadada e o governo vai conseguir gastar apenas o que foi estabelecido. (*) - É coordenador de Ciências Contábeis da Faculdade Santa Marcelina (FASM). A - CineMaterna no Shopping D As mamães ganham mais um espaço para diversão com seus bebês de até 18 meses. É o CineMaterna, que estreia no Cinemark do Shopping D, na próxima terça-feira (22). A sessão especial, às 14h10, será gratuita para todas as mães com seus bebês e um acompanhante adulto. A sessão está sendo programada especialmente para levar entretenimento às mães, em um ambiente amigável para os bebês, com som e ar condicionado suaves, sala levemente iluminada e tapete emborrachado para que mães e bebês fiquem mais à vontade no chão. Há também um estacionamento de carrinho de bebês. Para conhecer a iniciativa, conferir as sessões e se cadastrar para a escolha dos filmes, basta acessar (www. cinematerna.org.br). B - Veículos Elétricos Conhecer de perto uma Porsche movida a energia elétrica ou as novidades em walking machines. Estas são algumas das atrações da 1a. edição do Salão Latino Americano de Veículos Elétricos, que acontece entre os próximos dias 24 a 26, no Expo Center Norte. O evento oferece uma exposição aberta ao público, com entrada gratuita, além de seminários técnicos para especialistas, onde a questão da mobilidade urbana e das emissões dos gases causadores do efeito estufa estarão em pauta. Os visitantes terão oportunidade de ver veículos elétricos e híbridos de marcas como Toyota, Volvo, BYD, Cooltra, CPFL Energia, Eletra, Lexus, Mercedes-Bens, WEG, BMW e Porsche. Mais informações em (www. velatinoamericano.com.br). C - Festival do Espumante A SBAV-SP Associação Brasileira dos Amigos do Vinho realiza no próximo dia 25, sexta-feira, o Festival do Espumante 2015 (Hotel Pestana, Rua Tutóia, nº 77). Organizado pela associação, o evento objetiva promover o espumante para os apreciadores da bebida. A Bueno Wines irá apresentar o novo rótulo da vinícola, o espumante Bueno Bellavista Desirée Brut Rosé, produzido com um corte de uvas Merlot, Cabernet Sauvignon e Pinot Noir, originárias da região da Campanha Gaúcha. Compra antecipada do ingresso no tel ou D - Medicina do Sono Na praia de Porto de Galinhas, na Grande Recife, acontece, de 28 a 31 de outubro, o XV Congresso Brasileiro de Sono, organizado pela Associaçao Brasileira do Sono. O evento, que acontece a cada dois anos, é um dos mais importantes na área de Medicina do Sono, reunindo médicos de várias especialidades, pesquisadores, dentistas, psicólogos, biólogos, com uma equipe multidisciplinar abordando diversos temas, desde as ciências básicas até as novas terapêuticas para os distúrbios do sono. Nomes importantes envolvidos com o estudo do sono estarão presentes, dentre eles o Prof. Dr. David Gozal, dos EUA e Dra. Fernanda Almeida, do Canadá, entre outros. Mais informações em (www.sono2015.com.br). E - Degustação de Embutidos Entre os dias 30 de setembro e 3 de outubro, os mais tradicionais produtos da salumeria italiana, como presunto Parma, mortadela de Bolonha, coppa e salames, estarão à disposição para degustação em diversos restaurantes e pontos de venda, como Friccò, Aguzzo, Buttina e o situado no terraço do Edifício Itália, além dos empórios Eataly, Santa Maria e Casa Santa Luzia. A iniciativa é organizada pelo Istituto per la Valorizzazione dei Salumi Italiani e acontece anualmente em metrópoles de todo o mundo, como Paris, Nova York e Tóquio. Saiba mais em (www. salumiamobrasil.com.br). F - Festa em Casa O interesse por fazer festa em casa está se tornando cada vez mais comum. Além da economia de custos, existe uma relação direta com envolver os familiares, amigos e do próprio aniversariante na montagem e decoração da festa. Para dar um up no visual e deixar o evento cheio de bossa, existe a TagLab, laboratório virtual de impressões que entrega em uma semana os acessórios e itens decorativos com a identidade visual, seguindo o tema da festa. E o melhor é que tudo é simulado e escolhido online, na frente do computador. Outras informações em (www.taglab.com.br). G - Saúde Pública Entre os próximos dias 26 e 30, a UFSCar e a Associação Paulista de Saúde Pública promovem o 14º Congresso Paulista de Saúde Pública, cujo tema é: Saúde e Poder: Reconectando Cidadãos e Trabalhadores ao SUS. O evento visa possibilitar três eixos de debate entre os participantes: Desmercantilizar o SUS; Produzir Coletivos e Co-Gestão; e Reinventar o Trabalho em Saúde. A programação conta com cursos, oficinas e fóruns; conferências; painéis, exposição de pôsteres e discussão temática.o cronograma completo com todas as atividades e palestrantes está disponível no site do Congresso, em (www.14congressoapsp.com.br). H - Pedalando com Bruxas Para celebrar o Dia das Bruxas, o Shopping Pátio Paulista realiza um passeio de bike pelos principais pontos turísticos da cidade. Será realizado a noite e com surpresas interativas e temáticas ao longo dos 15 km de extensão. O público será convidado a pedalar caracterizado, como uma forma de entrar na brincadeira e deixar o clima de terror ainda mais presente. Tem início às 21h, saindo do piso G3, onde será servido um café de boas-vindas a partir das 20h e entregue o kit do participante. O retorno é previsto para as 23h. O percurso é acompanhado por guias profissionais. As inscrições custam R$ 35 e são feitas pelo site (www. shoppingpatiopaulista.com.br). I - Novos Líderes A primeira edição de programa Tainees da Senior visa acelerar a carreira de recém-formados em áreas de Administração e Negócios, Ciências Exatas e Informática, Ciências Humanas e Sociais, Comunicação e Informação, e Engenharias no intuito de trazer novos líderes para a companhia. O programa deverá selecionar oito trainees que, ao longo de 2016, participarão de treinamento, capacitação e mentoria em todas as áreas de negócios da Senior e os aprovados poderão assumir cargos de nível Analista ou liderança. Os profissionais selecionados terão sua carreira acelerada por meio de job rotation, passando por diversas áreas da empresa, em Blumenau. Inscrições em (http://www.senior.com.br/trainee2016). J - Mãos à Obra No sábado (26), a Exto Incorporação e Construção realiza evento na Boutique Exto (Av. Giovanni Gronchi, 2730) para oficializar seu mais novo investimento, o Exto Mãos à Obra. Desde cuidados com pessoas, animais e espaços públicos, o programa busca inspirar e aproximar públicos para gerar percepção positiva e incentivar boas práticas por meio de ações e atitudes da empresa. Das 9h00 às 16h00, muitas bexigas, cores, comidinhas e ações esperam pelo público, que será convidado a carimbar um painel que se transformará em uma obra com mãos carimbadas à tinta. Cada participante faz uma doação em alimentos não perecíveis e estampa suas mãos no painel. Para cada par de mãos, a Exto doará mais um quilo de alimento. Mais informações em (http:// maosaobra.exto.com.br/). K - Experiências pelo Mundo Nos próximos dias 26 e 27, acontece, na Agaxtur, na Av. Europa, 884, a feira Experiências pelo Mundo. Gratuito, o evento é aberto a todo o público, que poderá conhecer mais sobre programas e destinos de cursos em outros países, conversando com representantes das principais escolas, universidades e órgãos de governos estrangeiros. Além disso, uma extensa agenda de palestras foi programada para orientar quem busca conhecer novos destinos. Para efetuar a inscrição e saber mais sobre o programa de palestras, visite (http://agaxturviagens.com.br/ feira-de-experiencias). L - Primeira Infância Nos dias 7 e 8 de outubro, no Hotel Maksoud Plaza, acontece o V Simpósio Internacional de Desenvolvimento da Primeira Infância, evento organizado anualmente pelo Núcleo Ciência Pela Infância. Foi escolhida para debater no Simpósio a temática da qualidade da atenção à primeira infância, da gestação aos 6 anos, nas dimensões da política, da educação, da saúde, do desenvolvimento social e da informação. O objetivo é lançar luz sobre um assunto que carece urgentemente de um debate mais aprofundado: as diversas perspectivas de qualidade nas políticas públicas e nos serviços voltados para esse período de vida. Outras informações em (www.fmcsv.org.br). M - Emigrar para os EUA A LCR Capital Partners realiza nesta quarta-feira (23), workshop para interessados em emigrar para os EUA por meio do programa de visto para investidor do governo americano, o EB-5. Como é a mecânica do EB-5, que vem se mostrando a maneira mais segura e rápida para aquisição do Green Card, sem restrições e com a possibilidade de extensão do benefício a familiares diretos do investidor; os aspectos tributários e principais providências e cuidados a serem adotados antes da saída definitiva do Brasil. O evento acontece nos seguintes horários das 9hs ás 9hs30 (Welcome coffee) das 9hs30 ás 11hs (palestras). Na Rua do Rocio, 291-7º andar, Vila Olímpia. A inscrição é gratuita no tel ou N - Prótese Dentária De 22 a 24 de outubro, o Expo Center Norte será o ponto de encontro de milhares de profissionais e estudantes do segmento odontológico, no Congresso Internacional de Técnicos em Prótese Dentária. Voltado para técnicos em prótese dentária e cirurgiões dentistas em busca de aprimoramento profissional, o evento é considerado o maior evento das Américas no segmento, com uma programação científica distribuídas em palestras, workshops e conferências, abordando temas abrangentes, ministrados por profissionais reconhecidos no mercado nacional e internacional. Mais informações tel (www.tpdinteligente. com.br).

4 Página 4 Política A Crise desperta o Leão: como proteger minha empresa? O ano da crise, como 2015 se tornou conhecido no Brasil, está estimulando mudanças e melhorias nos setores de fiscalização pública Um exemplo disso é a atitude recém tomada da Secretaria da Fazenda de Pernambuco (Sefaz-PE) que, para evitar perdas na arrecadação fiscal devida dos contribuintes, está apostando em ações de intensificação da fiscalização sobre o Simples Nacional. Manter a casa em ordem nunca foi tão necessário para as empresas, sobretudo aquelas que faturam até R$ 3,6 milhões ao ano, ou seja, que se enquadram no Simples Nacional. Para aqueles que desconhecem, o Simples Nacional é um regime compartilhado de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos aplicável às microempresas e empresas de pequeno porte, previsto na Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de Agora, ter organizado, documentado e com fácil acesso todos os documentos e notas emitidos, não é mais apenas uma obrigação fiscal, é um pré requisito para sobreviver e não ter sua empresa multada, ou mesmo ter suas inscrições estaduais bloqueadas, impedindo legalmente o funcionamento da mesma. É justamente por esse motivo que ao longo dos últimos anos, o uso de documentação eletrônica, assim como os softwares de gerenciamento e armazenamento das mesmas tem se tornado uma obrigatoriedade e uma realidade em diversos estados nacionais. O governo, ainda mais com a crise, intensificará a fiscalização, e ter o nome de sua empresa manchado por um descuido, a perda de algum documento ou qualquer bobagem dessas, não vale a pena. Claro que há casos de irregularidades propositais, mas muitas vezes há apenas desatenção, desconhecimento e a falta de organização por parte de novos empresários, ou mesmo microempreendedores individuais (MEIs). O levantamento feito pela Sefaz aponta que pelo menos 6 mil Adão Lopes (*) microempresas, empresas de pequeno porte e MEIs estão cometendo irregularidades. O próximo passo é notificar os mesmos a respeito disso, demandando regularização no prazo de 30 dias. A irregularidade mais comum é a não conformidade entre valor faturado e enquadramento da empresa. A partir disso, multas podem ser aplicadas e inscrições podem ser bloqueadas. De acordo com os dados da secretaria, a parcela de empresas de pequeno porte representam 85% dos 246 mil contribuintes, apenas em Pernambuco, sendo que esse tipo de ação tende a se espalhar pelo país, motivada principalmente pela já falada crise. Os bloqueios impedem a emissão de notas fiscais eletrônicas (NF-e), o que impede também a venda e compra de mercadoria por parte da empresa contribuinte. A melhor forma de manter tudo em ordem é manter a casa sempre arrumada. Isso evita riscos. É justamente para isso que servem sistemas de gerenciamento de documentos eletrônicos, como os da VARITUS BRASIL, onde a comunicação direta com o Sefaz permite que a empresa esteja sempre segura de sua regularidade. Como para praticamente tudo, prevenir é melhor do que remediar, estar em dia com as obrigações fiscais é importante tanto para a empresa quanto para os escritórios de contabilidade que prestam serviços a terceiros. Isso dita o futuro da empresa, ainda mais em anos difíceis, quando os olhos do governo estão mais atentos. Para aqueles que já estão irregulares, o melhor é se prevenir para os anos seguintes e seguir as recomendações da Fazenda para auto regularização - seja alterando o modelo de sua empresa, ou buscando métodos melhores para armazenagem de suas notas, através de softwares de gerenciamento. A única forma de ficar sempre bem é manter sua empresa regular e dentro da lei. Para isso, segurança e tecnologia fazem toda a diferença. Se não, o Leão pode te devorar. (*) - É mestre em tecnologia e negócios eletrônicos e CEO da Varitus Brasil (www.varitus.com.br). Submundo da internet é palco de crimes graves Presidente da CPI dos Crimes Cibernéticos, deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO). A presidente da CPI dos Crimes Cibernéticos, deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO), defendeu que haja esclarecimento à população sobre os crimes cometidos pela internet e cooperação das grandes empresas da área para inibir e punir a ação de criminosos. Durante audiência pública realizada com a presença de especialistas, a parlamentar afirmou que há um submundo virtual ainda desconhecido da maioria das pessoas, mas no qual ocorrem delitos tal qual no mundo real. Quando ouvimos esses peritos ficamos preocupados pelo fato de o efetivo ainda ser pouco e pelas dificuldades existentes, afirmou Mariana, ao citar a Deep Web, um conjunto de conteúdos da internet não acessível diretamente por sites de busca para preservar o sigilo de documentos e dados, mas que dá margem a inúmeras Lucio Bernardo Jr/Ag.Câmara atividades ilegais. Casos de pedofilia e tráfico de pessoas acontecem nesse submundo. Há muita dificuldade em relação a isso e nossas leis ainda têm fragilidades, explicou a deputada após ouvir os relatos dos peritos. Outro ponto é a educação, principalmente dentro das escolas. As pessoas precisam ter as mesmas formas de respeito e convivência na internet, como se tem no mundo real. Precisamos ainda que as grandes empresas e provedores façam campanhas ativas e sejam parceiras nesse sentido, alertou a deputada. O perito da Polícia Federal, André Abreu Magalhães, destacou que a pornografia infantil movimenta bilhões por ano. Segundo ele. não há um perfil especifico de pessoas que consomem pornografia infantil na internet. Basta ter um dispositivo conectado à rede, disse (Ag.Câmara). Dilma se reuniu com líderes da Câmara para medir temperatura Na segunda reunião com deputados, desde que anunciou o pacote de medidas econômicas para solucionar o déficit previsto para o próximo ano, a presidenta Dilma Rousseff falou pouco e ouviu muito, segundo o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE) Ele descreveu o encontro, que também teve a presença dos ministros Aloizio Mercadante e Ricardo Berzoini, como uma reunião descontraída para ouvir os parlamentares e medir a temperatura no Congresso. Segundo o líder, Dilma informou aos parlamentares que irá apresentar o resultado da reforma administrativa na próxima quarta-feira (23), com a redução dos ministérios. Para Guimarães, isso pode melhorar o clima diante do pacote anunciado e a possibilidade de retomada da CPMF. Ele garantiu que os rumores sobre mudanças na estratégia anunciada pelo governo não passam de especulação. Não foi tratado nada que está sendo especulado. Não houve discussão sobre mudanças nas medidas anunciadas, disse. Durante o encontro, os lí- Dias defende nova administração da dívida pública Reforma administrativa e uma nova administração da dívida pública são as duas medidas que o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) considera essenciais para o Brasil enfrentar a crise, reorganizar as contas e retomar o crescimento. Ele disse que o governo federal tem mais de 757 mil servidores efetivos, quase 114 mil cargos de confiança e comissionados e quase 21 mil trabalhadores temporários. Diante desses números, o senador disse que, sem reduzir a máquina pública, o ajuste fiscal é mera ilusão. Já a dívida pública, na avaliação de Dias, é o maior desafio do país. Com a taxa básica de juros em 14,25%, essa dívida subiu de R$ 3,25 trilhões em dezembro de 2014 para R$ 3,58 trilhões em junho desde ano, um aumento de R$ 336 bilhões em seis meses. Ele explicou que a dívida pública aumentou assim porque o governo tomou dinheiro emprestado no mercado para bancar parte de suas despesas. Dias disse, ainda, que em 2014 o governo gastou R$ 987 bilhões com juros e amortização da dívida, o equivalente a 45% do orçamento. E neste ano, o valor deverá ser de um R$ 1,25 trilhão, 47% do orçamento. Isso significa que 47% de tudo que o povo paga de imposto é jogado pela janela no pagamento de juros, amortização e serviços da dívida, afirmou o senador (Ag.Senado). Senador cobra postura firme no combate à crise econômica O senador Lasier Martins (PDT-RS) disse que o governo brinca com a população ao não adotar uma postura firme no combate à crise econômica que assola o país. Isso ficou evidente, na opinião dele, depois que o governo anunciou cortes e enxugamento de despesas somente após a agência de classificação de risco Standard and Poor s rebaixar a nota do Brasil no mercado internacional. Para ele, a solução não passa pelas propostas desconexas que o governo anuncia, mas por uma verdadeira reforma da estrutura administrativa do país. O senador acredita que o cenário fica pior ainda quando a população percebe que o governo que quer promover os ajustes está envolvido em irregularidades na Petrobras e, por isso, não tem legitimidade para propor qualquer reforma. O momento exige um ato de grandeza. A presidente perdeu a capacidade de liderar e, sob seu comando, o país se fragiliza a olhos vistos, diante de uma economia dilacerada. Saber sair de cena talvez seja a grande contribuição que ela pode dar hoje ao Brasil. Nenhum governante tem o direito de ver a nação em agonia, como está, diante do ocaso político. Chegou a hora de o Brasil virar esta página da sua história, afirmou o senador (Ag.Senado). José Cruz/ABR O encontro também teve a presença dos ministrois Aloizio Mercadante e Ricardo Berzoini. deres governistas levantaram pontos que podem dificultar a aprovação da criação de um novo imposto. Guimarães classificou como disposição para encontrar soluções e aprová-las. O líder do PSD, Rogério Rosso disse ter a impressão de que A ministra Rosa Weber, do STF, acompanhou a maioria já formada na Corte e votou ontem (17) contra o financiamento privado de campanhas políticas. O placar da votação, que começou em 2013, é de sete votos a dois contra as doações de empresas para candidatos e partidos políticos. Segundo a ministra, o poder econômico das doações de empresas desequilibra o jogo politico. A influencia do poder econômico culmina por transformar o processo eleitoral em jogo político de cartas marcadas, que faz o eleitor um fantoche. O julgamento começou em Após vários pedidos de vista, já votaram com o relator, ministro Luiz Fux, os ministros Luís Roberto Barroso, Dias Toffoli, Joaquim Barbosa (aposentado), Marco Aurélio, Ricardo Lewandowski e Rosa Weber. Teori Zavascki e Gilmar Mendes votaram a favor das doações de empresas. O Plenário da Câmara aprovou o projeto do deputado Ricardo Izar (PSD-SP), que regulamenta a relação entre salões de beleza e os profissionais que trabalham neles. A matéria, aprovada na forma do substitutivo da deputada Soraya Santos (PMDB-RJ), será enviada ao Senado. De acordo com a nova regulamentação, os salões de beleza poderão firmar contratos escritos com profissionais cabeleireiros, barbeiros, esteticistas, manicures, pedicuros, depiladores e maquiadores. Para Izar, o projeto cria uma alternativa à legislação trabalhista que, segundo ele, é impraticável de ser cumprida pelos salões devido às especifi cidades da profi ssão e aos custos envolvidos nesse tipo de empreendimento. Os profissionais do setor de beleza exercem suas funções sem qualquer subordinação, recebendo percentuais que não condizem com a condição de empregados, pois, o empregador teria de pagar a um empregado mensalista valores muito inferiores aos realmente praticados, argumentou. O substitutivo aprovado cria as figuras do salão-parceiro e do profissional-parceiro. O primeiro será responsável pela centralização dos pagamentos Fabio Rodrigues/ABr a presidenta está aberta ao diálogo e focada no ajuste e de que está assumindo mais diretamente a articulação com parlamentares papel que foi comandado, nos últimos meses, pelo vice-presidente Michel Temer. Ele avaliou que a aprovação Para a ministra Rosa Weber, o poder econômico das doações de empresas desequilibra o jogo politico. Os salões de beleza poderão firmar contratos com cabeleireiros, barbeiros, esteticistas, manicures, pedicuros, depiladores e maquiadores. Para veiculação de seus Balanços, Atas, Editais e Leilões neste jornal, consulte sua agência de confiança, ou ligue para TEL: do imposto não será fácil, ainda que tenha o apoio dos governadores, que querem receber parte da nova arrecadação. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, voltou a criticar o pacote de medidas, e defendeu que a saída para o país é resultado de um conjunto de ações que tem como primeiro passo um corte real dos gastos públicos. O governo começa a ganhar credibilidade na hora em que começa a cortar efetivamente seus gastos e, neste pacote, tem apenas R$ 2 bilhões de cortes e, destes, R$ 200 milhões estão sendo anunciados pela redução de ministérios. Se eu, aqui, com contingente muito menor de mão de obra, cortando apenas hora-extra tenho uma economia de R$ 80 milhões ano, como é que cortar ministérios e todas as assessorias economia apenas R$ 200 milhões?, perguntou (ABr). Ministra do STF vota contra financiamento privado de campanhas Durante o voto da ministra Rosa Weber, Teori Zavascki reajustou seu entendimento para manter a validade das doações, mas incluiu limites, como a proibição de doações de empresas que detém contratos com administração pública e a vedação de contribuições para candidatos que competem entre si. Apesar da maioria formada contra a continuidade do financiamento privado, atual sistema em vigor, o assunto continuará em discussão. O entendimento firmado pelo Supremo poderá ser aplicado às eleições municipais de outubro de 2016 somente se a votação for encerrada até o dia 2 de outubro, um ano antes do pleito. A decisão da Corte será definitiva e independe de avaliação da presidenta Dilma Rousseff sobre o projeto de lei aprovado semana passada na Câmara, autorizando o financiamento (ABr). Regras de tributação para profissionais da beleza e recebimentos dos serviços prestados pelos profissionais no salão. O parecer da deputada Soraya Santos (PMDB- RJ) prevê a possibilidade de o salão-parceiro e o profissionalparceiro adotarem o regime especial de tributação previsto no Estatuto da Micro e Pequena Empresa. No caso do profissional-parceiro, ele poderá atuar como Microempreendedor Individual (MEI). No contrato, entre outras cláusulas, deverá constar o percentual de retenções que o salão fará a título de aluguel de móveis e utensílios para o desempenho das atividades e serviços de gestão e apoio. Terá ainda de prever que o salão-parceiro será o responsável pelo recolhimento dos tributos e contribuições sociais e previdenciárias devidos pelo profissional-parceiro. Já os assistentes ou auxiliares necessários à realização dos serviços poderão ser vinculados aos profi ssionais-parceiros, independentemente de eles estarem qualificados perante o Fisco como microempreendedores individuais ou microempresários (Ag. Câmara).

5 A estação é perfeita para fazer um jardim externo ou um cantinho verde em áreas internas de residências O contato com a natureza faz bem para a saúde do corpo e da mente. Estar ao ar livre, onde há muito verde provoca bem estar, relaxa e recupera as energias. Esse é o motivo que tem levado muitas pessoas a praticarem esportes em parques e praças em todo mundo. Locais assim são cada vez mais valorizados nas cidades, pois são verdadeiros oásis, refúgios da rotina urbana dos grandes centros. A natureza realmente é incrível em qualquer época do ano, mais ainda durante a primavera, quando as flores geralmente trazem ainda mais beleza a esses espaços. Nesta estação, não há quem não goste de caminhar em um parque ou num jardim com aquele visual colorido e perfumado. Mas para quem não tem muito tempo para ficar ao ar livre ou ir a locais privilegiados pela natureza, por causa da correria do dia a dia, é possível trazer a beleza das flores para dentro de casa. Por isso, muitos optam por fazer um jardim externo ou um cantinho verde em áreas internas de residências. Porém, muitas pessoas têm dúvidas sobre o tratamento das plantas e quais espécies são indicadas. Ter um jardim florido e bem cuidado é muito prazeroso, porém realmente exige cuidado contínuo, investimento em adubo, controle de pragas, além de um profissional qualificado para cuidar periodicamente das plantinhas. Algumas dicas para quem não tem tempo, paciência ou mesmo dinheiro para cuidar de um jardim são: para pessoas que gostam de ter plantas em casa e seu cuidado se limitará à rega, o recomendado é utilizar vasos com espécies plantadas e adequadas para ambientes internos. Tais espécies necessitam de menos tempo de cuidado e inclusive menos rega. Uma espécie que floresce em ambiente interno e quase o ano todo é o Antúrio e sua variedade mini, é mais delicada e menor. Para quem prefere não se preocupar, por causa da correria do dia a dia, nem mesmo com a rega das plantas, a melhor opção é contratar arranjos florais em empresas especializadas que fornecem os arranjos e os substituem periodicamente. Já aqueles que buscam praticidade e custo zero de manutenção, plantas artificiais pode ser uma boa opção. Durante a primavera, é necessário procurar por espécies rústicas e mais resistentes como é o caso da Azaléia, Primavera, Iris azul, Ixora e Lavanda. Essas espécies resistem muito bem aos meses frios e estarão lindas na primavera. Em contra partida, espécies conhecidas como tropicais que são mais sensíveis a variações climáticas, estarão na primavera com suas folhas queimadas, com manchas e em alguns casos demoram meses para se recuperarem. Nesta época do ano, quando as espécies estão florescendo, elas precisam de cuidados especiais, como a rega constante e adubação adequada para cada tipo de espécie, ainda assim, leva algum tempo para que um jardim fique bonito e bem formado. No início da primavera é indicado evitar espécies com folhas delicadas como é o caso das tropicais. Já no final da Primavera certas espécies já estarão revigoradas e florescendo muito bem, como é o caso das Impatiens, Margaridas, Gardenia, dentre outras. (*) - É arquiteta e paisagista (www.danielasedo.com.br). Está chegando a hora de escolher as melhores espécies para o jardim Daniela Sedo (*) Página 5 TPI-Log S.A. CNPJ/MF nº / Balanços Patrimoniais 31/12/2014 e 2013 (Em milhares de reais, exceto quando apresentado de outra forma) Ativo Nota Circulante Partes relacionadas Operações descontinuadas Total do ativo circulante Não circulante Partes relacionadas Investimentos Total do ativo não circulante Total do ativo Passivo Nota Circulante Fornecedores 3 Partes relacionadas Total do passivo circulante Não circulante Partes relacionadas Total do passivo não circulante Patrimônio líquido 6 Capital social Reservas de capital Reservas de lucros Ajuste de avaliação patrimonial Adiantamento para futuro aumento de capital Prejuízos acumulados (97.315) Total do patrimônio líquido Total do passivo e patrimônio líquido Mensagem da Administração Atendendo aos dispositivos legais e estatutários, a Administração da TPI-Log S.A. ( TPI-Log ou Companhia ), submete à apreciação de V.Sas. as Demonstrações Financeiras referentes aos exercícios findos em 31/12/2014 e 2013, elaboradas de acordo com os dispositivos contidos na Lei das Sociedades por Ações, suas alterações e nas normas e procedimentos contábeis estabelecidos pela Comissão de Valores Mobiliários CVM. A TPI-Log é uma empresa que atua no segmento portuário, e acredita que o crescimento do País depende de investimentos em infra- -estrutura. Assim, dirige suas atividades para essa área estratégica, com participação em empresa atuante no mesmo setor. Mais uma vez reafirmamos nossa vocação para agregar valores provenientes da operação de ativos de infra-estrutura na área portuária e estamos confiantes com a nossa estratégia nesta área. Nossas ações confirmam o compromisso com o crescimento através da adição de valor para acionistas e parceiros. Através do investimento em estudos de viabilidade e da capacidade técnica e profissional da Companhia, ratificamos nossa filosofia de crescimento utilizando sempre princípios éticos. São Paulo, 14 de setembro de 2015 Demonstrações dos Resultados Exercícios findos em 31/12/2014 e 2013 (Em milhares de reais, exceto quando apresentado de outra forma) Receitas (despesas) operacionais Nota Gerais e administrativas (97) (261) Resultado de equivalência patrimonial Lucro (prejuízo) operacional Imposto de renda e contribuição social Lucro (prejuízo) líquido das operações em continuidade Resultado de operações descontinuadas 8 ( ) Lucro (prejuízo) líquido do exercício ( ) Atribuível aos: Acionistas controladores ( ) Lucro (prejuízo) líquido do exercício básico e diluído por ação em reais (13,88) 0,18 Demonstrações dos Resultados Abrangentes Exercícios findos em 31/12/2014 e 2013 (Em milhares de reais, exceto quando apresentado de outra forma) Lucro (prejuízo) líquido do exercício ( ) Ajuste ao custo atribuído reflexo (10.271) (9.184) Operações de hedge em controladas em conjunto (28.452) Total dos resultados abrangentes do exercício ( ) (29.935) Atribuível aos: Acionistas controladores ( ) (29.935) Demonstrações das Mutações do Patrimônio Líquido Exercícios findos em 31/12/2014 e 2013 (Em milhares de reais, exceto quando apresentado de outra forma) Reserva de lucros Resultados Lucros Patrimônio Adianta- Re- Reserva abrangentes (pre- líquido dos mentos serva Re- Reserva de Ajuste de juízos) acionistas para futuro Patri- Capital de serva de lucros retenção avaliação acumu- contro- aumento mônio social capital legal a realizar de lucros patrimonial lados ladores de capital líquido Saldos em 31/12/2012 (reapresentados) Realização do ajuste ao custo atribuído (9.185) Hedge de fluxo de caixa em controlada em conjunto (28.452) (28.452) (28.452) Lucro do exercício Destinações: Constituição da reserva legal Constituição da reserva de retenção de lucros (16.886) Dividendos propostos (3.851) (3.851) (3.851) Saldos em 31/12/2013 (reapresentados) Realização do ajuste ao custo atribuído (10.271) Hedge de fluxo de caixa em controlada em conjunto Prejuízo do exercício ( ) ( ) ( ) Destinações: Realização da reserva de lucros a realizar ( ) Constituição da reserva de retenção de lucros Distribuição de dividendos de exercícios anteriores (40.538) (40.538) (40.538) Saldos em 31/12/ (97.315) Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras 31/12/2014 e 2013 (Em milhares de reais, exceto quando apresentado de outra forma) recebidos, sem demora significativa, a um terceiro por força de um acordo de repasse ; e (a) transferirem substancialmente todos os riscos e benefícios do ativo, ou (b) não transferirem nem retiverem substancialmente todos os riscos e benefícios relativos ao ativo, mas transferirem o controle sobre o ativo. ii) Redução do valor recuperável de ativos financeiros: A Companhia avalia nas datas do balanço se há alguma evidência objetiva que determine se o ativo financeiro ou grupo de ativos financeiros não é recuperável. Um ativo financeiro ou grupo de ativos financeiros é considerado como não recuperável se, e somente se, houver evidência objetiva de ausência de recuperabilidade como resultado de um ou mais eventos que tenham acontecido depois do reconhecimento inicial do ativo ( um evento de perda incorrido) e este evento de perda tenha impacto no fluxo de caixa futuro estimado do ativo financeiro ou da Companhia de ativos financeiros que possa ser razoavelmente estimado. Evidência de perda por redução ao valor recuperável pode incluir indicadores de que as partes tomadoras do empréstimo estão passando por um momento de dificuldade financeira relevante. A probabilidade de que estas irão entrar em falência ou outro tipo de reorganização financeira, default ou atraso de pagamento de juros ou principal e quando há indicadores de uma queda mensurável do fluxo de caixa futuro estimado, como mudanças em vencimento ou condição econômica relacionados com defaults. iii) Passivos financeiros: Reconhecimento inicial e mensuração: Passivos financeiros são classificados como empréstimos e financiamentos. A Companhia determina a classificação dos seus passivos financeiros no momento do seu reconhecimento inicial. Esses passivos financeiros são inicialmente reconhecidos a valor justo e, no caso de empréstimos e financiamentos, são acrescidos do custo da transação diretamente relacionado. Desreconhecimento (baixa): Um passivo financeiro é baixado quando a obrigação for revogada, cancelada ou expirar Provisões: Provisões são reconhecidas quando a Companhia tem uma obrigação presente (legal ou não formalizada) em consequência de um evento passado, é provável que benefícios econômicos futuros sejam requeridos para liquidar a obrigação e uma estimativa confiável do valor da obrigação possa ser feita. Quando a Companhia espera que o valor de uma provisão seja reembolsado, no todo ou em parte, por exemplo, por força de um contrato de seguro, o reembolso é reconhecido como um ativo separado, mas apenas quando o reembolso for praticamente certo. A despesa relativa a qualquer provisão é apresentada na demonstração do resultado, líquida de qualquer reembolso Julgamentos, estimativas e premissas contábeis significativas: Julgamentos: A preparação das demonstrações financeiras da Companhia requer que a Administração faça julgamentos e estimativas e adote premissas que afetam os valores apresentados de receitas, despesas, ativos e passivos, bem como as divulgações de passivos contingentes, na data-base das demonstrações financeiras. Contudo, a incerteza relativa a essas premissas e estimativas poderia levar a resultados que requeiram um ajuste significativo ao valor contábil do ativo ou passivo afetado em períodos futuros. No processo de aplicação das políticas contábeis da Companhia, a Administração fez os seguintes julgamentos que têm efeito mais significativo sobre os valores reconhecidos nas demonstrações financeiras. Estimativas e premissas: As principais premissas relativas a fontes de incerteza nas estimativas futuras e outras importantes fontes de incerteza em estimativas na data do balanço, envolvendo risco significativo de causar um ajuste significativo no valor contábil dos ativos e passivos no próximo exercício financeiro, são discutidas a seguir: i) Perda por redução ao valor recuperável de ativos não financeiros: Uma perda por redução ao valor recuperável existe quando o valor contábil de um ativo ou unidade geradora de caixa excede o seu valor recuperável, o qual é o maior entre o valor justo menos custos de venda e o valor em uso. O cálculo do valor justo menos custos de vendas é baseado em informações disponíveis de transações de venda de ativos similares ou preços de mercado menos custos adicionais para descartar o ativo. O cálculo do valor em uso é baseado no modelo de fluxo de caixa descontado. Os fluxos de caixa derivam do orçamento para os próximos 10 anos e não incluem atividades de reorganização com as quais a Companhia ainda não tenha se comprometido ou investimentos futuros significativos que melhorarão a base de ativos da unidade geradora de caixa objeto de teste. O valor recuperável é sensível à taxa de desconto utilizada no método de fluxo de caixa descontado, bem como aos recebimentos de caixa futuros esperados e à taxa de crescimento utilizada para fins de extrapolação. ii) Impostos: Existem incertezas com relação à interpretação de regulamentos tributários complexos e ao valor e época de resultados tributáveis futuros. Dado o amplo aspecto da legislação tributária bem como a natureza de longo prazo e a complexidade dos instrumentos contratuais existentes, diferenças entre os resultados reais e as premissas adotadas, ou futuras mudanças nessas premissas, poderiam exigir ajustes futuros na receita e despesa de impostos já registrada. A Companhia em 31/12/2014 e 2013, não identificou nenhum assunto que requeira a constituição provisões para temas tributários e não há atualmente auditorias por parte das autoridades fiscais em andamento. Diferenças de interpretação podem surgir em uma ampla variedade de assuntos, dependendo das condições vigentes no respectivo domicílio da Companhia. Imposto diferido ativo é reconhecido para todos os prejuízos fiscais não utilizados na extensão em que seja provável que haja lucro tributável disponível para permitir a utilização dos referidos prejuízos. Julgamento significativo da Administração é requerido para determinar o valor do imposto diferido ativo que pode ser reconhecido, com base no prazo provável e nível de lucros tributáveis futuros, juntamente com estratégias de planejamento fiscal futuro. A Companhia não constituiu imposto diferido ativo sobre os prejuízos fiscais, pois não há expectativa de lucro tributável para os próximos exercícios. iii) Valor justo de instrumentos financeiros: Quando o valor justo de ativos e passivos financeiros apresentados no balanço patrimonial não puder ser obtido de mercados ativos, é determinado utilizando técnicas de avaliação, incluindo o método de fluxo de caixa descontado. Os dados para esses métodos se baseiam naqueles praticados no mercado, quando possível, contudo, quando isso não for viável, um determinado nível de julgamento é requerido para estabelecer o valor justo. O julgamento inclui considerações sobre os dados utilizados como, por exemplo, risco de liquidez, risco de crédito e volatilidade. Mudanças nas premissas sobre esses fatores poderiam afetar o valor justo apresentado dos instrumentos financeiros. 1. Informações sobre a Companhia A TPI-Log S.A. ( TPI-Log ou Companhia ) foi constituída em 11/07/2008 com a denominação Fenícia Participações e Investimentos S.A., sob a forma de uma sociedade anônima fechada, e tem por objeto social a participação, como sócia, acionista ou cotista, em sociedades empresarias ou civis e a realização de investimentos em negócios, empreendimentos e sociedades e prestação de serviços de engenharia civil e construção em geral. A sede da Companhia fica localizada na Rua Olimpíadas, nº 205, conjunto 1402, na Cidade de São Paulo/SP. Em 11/11/2009, os acionistas deliberaram por unanimidade pela alteração da denominação da social da Companhia para TPI-Log S.A. Em 02/12/2009, a Companhia adquiriu, por meio de laudo elaborado por especialista contratado, a transferência de participação da controladora TPI- Triunfo Participações e Investimentos S.A.( Triunfo ) nas seguintes Companhias: Santa Rita S.A. Terminais Portuários ( Santa Rita ); Starport Participações Ltda. ( Starport ); Maris Gaudium Empreendimentos e Participações S.A. ( Maris Gaudium ) e Portonave S.A. Terminais Portuários de Navegantes ( Portonave ). Em 29/09/2012, a TPI-Log sofreu cisão parcial, com a incorporação da parcela cindida pela Maris Gaudium e Starport. Em 30/09/2012, as controladas Maris Gaudium e Starport foram incorporadas pela controlada Portonave e extintas. Ambos os processos tiveram como base laudos elaborados por especialistas contratados. Como resultado, a TPI-Log permaneceu com 16,67% de participação na Portonave S.A. enquanto a Triunfo passou a deter os 33,33% que pertenciam às sociedades extintas. A parcela cindida incluía o ágio pago na aquisição da Portonave, no montante de R$ No processo de incorporação, o montante de R$ foi alocado à Portonave, enquanto o montante de R$ foi transferido à Triunfo. a) Vetria Mineração S.A.: Em 19/12/2011, a Triunfo juntamente à ALL América Latina Logística S.A. ( ALL ) e aos acionistas da Vetorial Participações S.A. ( Vetorial ) celebraram um contrato com o objetivo de implementar uma associação estratégica ( Associação ), por meio de uma sociedade a ser denominada Vetria Mineração S.A. ( Vetria ), para criar um sistema integrado mina-logística-porto. Em 03/12/2012, verificou- -se o cumprimento de condições suspensivas elencadas no contrato citado acima, de modo que as partes convencionaram constituir a Vetria utilizando como veículo a Santa Rita. Primeiramente, houve a transformação dessa sociedade para Vetria Mineração S.A. e aporte, pela Triunfo, no montante de R$ , em três parcelas mensais subsequentes à associação. Em seguida, ocorreu a entrada dos sócios ALL, através da compra de participação, e da Vetorial, através do aporte do ativo minerário, que aumentou o valor do patrimônio líquido da Vetria para R$ O ativo minerário aportado foi registrado a valor justo, com base em laudo elaborado por especialista contratado, e reflete a expectativa de rentabilidade futura do negócio. Como resultado, o capital social total e votante da Vetria encontra- -se atualmente distribuído da seguinte forma: Acionista Participação (%) ALL 50,38% Triunfo 15,79% Vetorial Participações 33,83% Total 100,00% Como efeito da entrada dos novos sócios, a Triunfo, por meio da Companhia, passou a deter 15,79% e reconheceu um ganho de capital na variação de participação no montante de R$ diretamente no resultado do exercício, impactando a rubrica de Reserva de lucros a realizar no montante de R$ e a rubrica de Reserva legal no montante de R$ Com isso, a partir de dezembro de 2012, a Vetria deixou de ser controlada e passou a ser classificada como controlada em conjunto da Companhia. O investimento está sendo reconhecido pelo método de equivalência patrimonial conforme determina o CPC 18 (R2). O projeto da Vetria consistia na exploração e beneficiamento de ativos minerários localizados no Maciço de Urucum, em Corumbá/MS, transporte logístico ferroviário do minério até Santos/SP e exportação do produto através de um terminal portuário privado localizado no mesmo município. Em 10/12/2014, como determinadas condições previstas no Contrato de Associação não foram atendidas dentro do prazo estipulado no referido contrato, e, ainda, considerando as condições de mercado e perspectivas atuais, especialmente no que diz respeito aos níveis de preço praticados para o minério de ferro, os acionistas do projeto decidiram encerrar o Contrato de Associação. Em razão da resolução supracitada, as partes se comprometeram conforme previsto no referido Contrato, a adotar os atos e medidas para restituição de cada acionista ao respectivo status quo ante (operacional e financeiro) em relação ao Contrato de Associação. Para tanto, as partes deverão realizar todos os atos necessários a fim de que sejam implementados os seguintes passos: (i) Passo 1 aquisição de direitos relacionados a investimentos realizados em ativos operacionais da Vetorial Mineração e da TPB. (ii) Passo 2 pagamento de todas as dívidas financeiras. (iii) Passo 3 cisão total. Adicionalmente, os contratos (i) de Arrendamento de Direitos Minerários e Outras Avenças firmado entre a Vetria (por meio de sua subsidiária Vetorial Mineração S.A.) e a MMX Corumbá Mineração S.A. e (ii) de Opção de Compra de Ações firmado entre a Vetria e a MMX Mineração e Metálicos S.A. foram integralmente cedidos para a Vetorial Siderurgia Ltda., conforme autorizado por ambos contratos. Como efeito da descontinuidade da Associação, a Vetria reconheceu em 31/12/2014 impairment de seus ativos. Na Companhia foi registrado um efeito negativo no montante de R$ no resultado de operações descontinuadas. Após apuração do resultado do exercício foi revertido o montante de R$ registrado na rubrica de Reserva de lucros a realizar que havia sido constituída em dezembro de 2012, decorrente da transação de ganho de capital ocorrida também na Vetria. b) Restrições e condições de operação na autorização outorgada à controlada em conjunto Portonave S.A.: A controlada em conjunto Portonave S.A. está sujeita ao cumprimento das condições previstas no contrato de adesão para a operação do terminal portuário em Navegantes. A extinção da autorização concedida pela União dar-se-á pelos seguintes fatos: (a) caducidade; (b) rescisão; (c) desistência da operação do Terminal; ou (d) falência ou extinção da Portonave. Extinto o contrato, os bens móveis e imóveis não reverterão à União. Adicionalmente, a União poderá optar, quando da extinção do contrato, pela operação do terminal a partir do momento em que a controlada em conjunto Portonave S.A. for indenizada por tal fato. A controlada em conjunto Portonave S.A. não tem obrigação de pagamento de remuneração à União, ou quaisquer outros ônus, em função da exploração do terminal portuário de Navegantes. Em 05/06/2013 foi publicada a Lei /2013 que, entre outros pontos, regula: a) A exploração pela União dos portos e instalações portuárias; b) As atividades desempenhadas pelos operadores portuários; c) Trabalho portuário; d) Competências dos agentes reguladores e fiscalizadores. Em 26/01/2015, a Portonave S.A. assinou em conjunto com o órgão fiscalizador (ANTAQ Agência Nacional de Transportes Aquaviários) o contrato de adesão no novo formato legal. 2. Base de preparação e apresentação das demonstrações financeiras A Administração da Companhia autorizou a conclusão da elaboração das demonstrações financeiras em 14/09/2015. As demonstrações financeiras são preparadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil que compreendem os pronunciamentos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). As demonstrações financeiras foram elaboradas com base em diversas bases de avaliação utilizadas nas estimativas contábeis. As estimativas contábeis envolvidas na preparação das demonstrações financeiras foram baseadas em fatores objetivos e subjetivos, com base no julgamento da Administração para determinação do valor adequado a ser registrado nas demonstrações financeiras. Itens significativos sujeitos a essas estimativas e premissas incluem a seleção de vidas úteis do ativo imobilizado e de sua recuperabilidade, avaliação dos ativos financeiros pelo valor justo e pelo método de ajuste a valor presente assim como da análise dos demais riscos para determinação de outras provisões, inclusive para demandas judiciais e administrativas. A liquidação das transações envolvendo essas estimativas poderá resultar em valores significativamente divergentes dos registrados nas demonstrações financeiras devido ao tratamento probabilístico inerente ao processo de estimativa. A Companhia revisa suas estimativas e premissas pelo menos anualmente. As empresas controladas em conjunto Portonave, Iceport, Teconnave, Vetria e Vetorial não foram consolidadas pela Companhia por se caracterizarem como controladas em conjunto, conforme CPC 36 (R3)/IFRS 10 Demonstrações Financeiras Consolidadas e CPC 19 (R2)/IFRS (11) Negócios em Conjunto. Apresentação da demonstração dos fluxos de caixa: Seguindo o CPC 3 (R2) Demonstração dos Fluxos de Caixa, a Companhia não apresentou a demonstração dos fluxos de caixa como parte integrante de sua demonstração financeira pois não ocorreram transações de investimento e financiamento que envolvem o uso de caixa ou equivalentes de caixa. As transações patrimoniais que não envolvem caixa ou equivalente de caixa estão demonstradas na Nota Explicativa nº 7. Reapresentação dos saldos da Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido: A Companhia está reapresentando os saldos iniciais das reservas de lucros na Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL) referentes ao exercício de 2012, e por consequência os saldos do exercício de 2013, para demonstrar corretamente a classificação da distribuição das reservas de lucros constituídas em 2012, conforme apresentado abaixo: Efeito da Reapre- Originalmente reapre- sentado Reserva de Lucros apresentado sentação 31/12/2012 Reserva legal (14.319) Reserva de lucros a realizar Reserva de retenção de lucros Total Efeito da Reapre- Originalmente reapre- sentado Reserva de Lucros apresentado sentação 31/12/2013 Reserva legal (14.704) Reserva de lucros a realizar Reserva de retenção de lucros Total Políticas contábeis 3.1. Investimento em controladas: As controladas em conjunto da Companhia são conforme segue: Participação (%) 2014 e 2013 Companhias Direta Indireta Portonave S.A. Terminais Portuários de Navegantes (i) 16,67% Iceport Terminal Frigorífico de Navegantes S.A. (i) 16,67% Teconnave Terminais de Contêineres de Navegantes S.A. (i) 16,67% Vetria Mineração S.A. (ii) 15,79% TPB Terminal Portuário Brites Ltda. (ii) 15,79% Vetorial Mineração Ltda. (ii) 15,79% (i) A controlada Portonave detém 100,0% de participação nas controladas Iceport e Teconnave. (ii) A coligada Vetria detém 100,0% de participação na TPB e na Vetorial Mineração e foi descontinuada em Com base no método da equivalência patrimonial, os investimentos nas controladas em conjunto são contabilizados inicialmente no balanço patrimonial ao custo, adicionado das mudanças após a aquisição da participação societária nas controladas em conjunto. A demonstração do resultado reflete a parcela dos resultados das operações das controladas em conjunto. Quando uma mudança for diretamente reconhecida no patrimônio das controladas em conjunto, a Companhia reconhecerá sua parcela nas variações ocorridas e divulgará esse fato, quando aplicável, na demonstração das mutações do patrimônio líquido. A participação societária nas controladas em conjunto será demonstrada na demonstração do resultado como equivalência patrimonial, representando o lucro líquido atribuível aos acionistas das controladas. As demonstrações financeiras das controladas em conjunto são elaboradas para o mesmo período de divulgação que a Companhia e as políticas contábeis são consistentes com as adotadas pela Companhia. Após a aplicação do método da equivalência patrimonial, a Companhia determina se é necessário reconhecer perda adicional do valor recuperável sobre o investimento da Companhia em suas controladas em conjunto Instrumentos financeiros: i) Ativos financeiros: Reconhecimento inicial e mensuração: Ativos financeiros são classificados a valor justo por meio do resultado, empréstimos e recebíveis, investimentos mantidos até o vencimento ou ativos financeiros disponíveis para venda, conforme a situação. A Companhia determina a classificação dos seus ativos financeiros no momento do seu reconhecimento inicial, quando ele se torna parte das disposições contratuais do instrumento. Ativos financeiros são reconhecidos inicialmente ao valor justo, acrescidos, no caso de investimentos não designados a valor justo por meio do resultado, dos custos de transação que sejam diretamente atribuíveis à aquisição do ativo financeiro. Os ativos financeiros da Companhia incluem substancialmente contas a receber com partes relacionadas. Os ativos financeiros da companhia são classificados nas categorias de empréstimos e recebíveis. A mensuração subsequente destes ativos financeiros depende da sua classificação, que pode ser da seguinte forma: Ativos financeiros a valor justo por meio do resultado: Ativos financeiros a valor justo por meio do resultado incluem ativos financeiros mantidos para negociação e ativos financeiros designados no reconhecimento inicial a valor justo por meio do resultado. Ativos financeiros são classificados como mantidos para negociação se forem adquiridos com o objetivo de venda no curto prazo. Ativos financeiros a valor justo por meio do resultado são apresentados no balanço patrimonial a valor justo, com os correspondentes ganhos ou perdas reconhecidos na demonstração do resultado. Desreconhecimento (baixa): Um ativo financeiro (ou, quando for o caso, uma parte de um ativo financeiro ou parte de um grupo de ativos financeiros semelhantes) é baixado quando: Os direitos de receber fluxos de caixa do ativo expirarem. A Companhia e ou suas controladas transferirem os seus direitos de receber fluxos de caixa do ativo ou assumirem uma obrigação de pagar integralmente os fluxos de caixa 4. Investimentos a) Investimentos permanentes: Os investimentos da Companhia em controladas em conjunto estão demonstrados abaixo: Investimentos Investimentos Patrimônio Exclusões Patrimônio Participação Equivalência Transferência permanentes permanentes Investimento líquido da base (i) líquido ajustado % patrimonial (ii) em 31/12/14 em 31/12/13 Portonave (30.310) ,67% Vetria ,79% (10.823) Total (30.310) (10.823) (i) Referente à reserva especial de ágio constituída na Portonave em decorrência da incorporação reversa das acionistas Starport e Maris Gaudium realizada em (ii) Referente à transferência do investimento na controlada em conjunto Vetria para Operações descontinuadas. Vide maiores detalhes na nota explicativa nº 9. b) Movimentação dos investimentos permanentes: Investimentos Resultado de Divi- Hedge de Resultado de Transfe- Investimentos Resultado de permanentes equivalência dendos fluxo de operações rência permanentes equivalência Investimento em 31/12/13 patrimonial propostos caixa reflexo descontinuadas (i) (ii) em 31/12/14 patrimonial 31/12/13 Portonave (24.892) Vetria ( ) (10.823) (1.174) Total (24.892) ( ) (10.823) (i) Perda referente à baixa de ativos na controlada em conjunto Vetria, reconhecidas diretamente no Patrimônio Líquido da investida, amortizando reservas de lucros que haviam sido constituídas em 2012, no registro do ágio referente à mina. (ii) Transferência do investimento na controlada em conjunto Vetria para operações descontinuadas. Vide maiores detalhes na Nota Explicativa nº Partes relacionadas Ativo circulante Portonave S.A. dividendos a receber Operações descontinuadas (i) Ativo não circulante Vétria Mineração S.A. créditos a receber (i) Total ativo Passivo circulante TPI Triunfo Participações e Investimentos S.A. (ii) Passivo não circulante TPI Total passivo (i) Referente a pagamento de despesas diversas pagas pela Companhia a favor da investida. (ii) Contas a pagar com a Controladora, referente a projetos e estudos pagos pela TPI a favor da investida Vetria. Remuneração do pessoal-chave: Por não haver funcionários ou pessoal- -chave registrados na Companhia, não há divulgação da respectiva remuneração, conforme requerido pelo CPC Patrimônio líquido a) Capital social: Em 31 de dezembro 2014 e 2013, o capital social subscrito está composto por ações, no valor de R$1,00 (um real) cada uma, ficando assim distribuída entre os sócios: 2014 Triunfo Participações Subscritas Integralizadas % e Investimentos S.A ,99 Outros 3 3 0,01 Total ,00 b) Reserva legal: A reserva legal é constituída mediante a apropriação de 5% do lucro líquido do exercício até o limite de 20% do capital, de acordo com o artigo 193 da Lei nº 6.404/76. c) Dividendos: A Companhia aprovou em AGE no dia 27/04/2014, a distribuição de R$ de dividendos referentes a lucros de exercícios anteriores. d) Lucro (prejuízo) básico e diluído: Lucro (prejuízo) líquido do exercício ( ) Quantidade de ações Lucro (prejuízo) líquido básico e diluído (13,88) 0,18 A Companhia não tem plano de pagamento baseado em ações ou quaisquer outros instrumentos patrimoniais que possam diluir o lucro dos acionistas. e) Ajuste de avaliação patrimonial: A controlada em conjunto Portonave apurou ajuste ao custo atribuído, de acordo com ICPC 10 e CPC 37. Na data de transição o valor dessa mais-valia foi registrado no ativo imobilizado em contrapartida ao patrimônio líquido, na rubrica Ajuste de avaliação patrimonial, líquido dos efeitos tributários e serão realizados na medida da depreciação da respectiva mais valia ou alienação dos bens. 7. Fluxo de caixa das transações que não envolvem caixa e equivalentes de caixa Lucro (prejuízo) líquido do exercício ( ) Ajustes para conciliar o resultado às disponibilidades aplicadas nas atividades operacionais Perda decorrente da baixa de ativos da Vetria Resultado de equivalência patrimonial (7.962) Variações nos ativos e passivos (Aumento) diminuição dos ativos Contas a receber com empresas ligadas (9.896) (1.652) Investimentos/aquisições em controladas e coligadas (i) (10.000) Adiantamentos para futuro aumento de capital (i) Aumento (diminuição) dos passivos Fornecedores (3) 3 Contas a pagar com empresas ligadas Caixa líquido gerado (aplicado) nas atividades operacionais (i) As transações financeiras destas operações foram realizadas pela controladora da Companhia, TPI Triunfo Participações e Investimentos S.A, por conta e ordem da Companhia não gerando entradas ou saídas na TPI-Log. 8. Operações descontinuadas Conforme descrito na Nota Explicativa nº 1, em dezembro de 2014, a Companhia e os demais acionistas da Vetria, decidiram encerrar o Contrato de Associação. Dessa forma, o projeto foi descontinuado e, em 31/12/2014, a Companhia está apresentando o total do investimento na coligada Vetria na rubrica de Operações descontinuadas em suas demonstrações financeiras, conforme CPC Patrimônio Participação Valor de líquido Vetria (%) participação Capital Social ,79% Prejuízos acumulados (88.591) 15,79% (13.989) Total Créditos a receber Total de operações descontinuadas Como efeito da descontinuidade, a investida reconheceu impairment de seus ativos em 31/12/2014. Parte desta perda foi registrada diretamente no Patrimônio Líquido da investida, realizando as reservas de lucros que haviam sido constituídas em Na Companhia, essa perda foi registrada na proporção da participação na investida, sob a rubrica de resultado de operações descontinuadas, no montante de R$ em 31/12/ Eventos subsequentes Em 26/01/2015, a Portonave S.A. assinou em conjunto com o órgão fiscalizador (ANTAQ Agência Nacional de Transportes Aquaviários) o contrato de adesão no novo formato legal, conforme descrito na Nota Explicativa nº 1b. Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Aos Administradores e Acionistas da TPI-Log S.A. Examinamos as demonstrações financeiras da TPI-Log S.A. ( Companhia ), que compreendem o balanço patrimonial em 31/12/2014 e as respectivas demonstrações do resultado, do resultado abrangente, e as mutações do patrimônio líquido, para o exercício findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. Responsabilidade da Administração sobre as demonstrações financeiras: A Administração da Companhia é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações financeiras de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, assim como pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração dessas demonstrações financeiras livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. Responsabilidade dos auditores independentes: Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações financeiras com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações financeiras estão livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações financeiras. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações financeiras, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação das demonstrações financeiras da Companhia para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para fins de expressar uma opinião sobre a eficácia desses controles internos da Companhia. Uma auditoria inclui, também, a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela Administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações financeiras tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião. Opinião: Em nossa opinião, as demonstrações financeiras acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da TPI-Log S.A. em 31/12/2014, e o desempenho de suas operações para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Ênfase Reapresentação das Demonstrações das mutações do patrimônio líquido: Conforme mencionado na Nota Explicativa nº 2, as informações correspondentes às destinações das reservas de lucros e legal no patrimônio líquido da Companhia foram alteradas em relação àquelas demonstrações financeiras anteriormente divulgadas relativas aos exercícios findos em 31/12/2013 e 2012, conforme razões mencionadas na referida Nota Explicativa nº 2. A presente opinião não contém modificação relacionada a este assunto. Outros assuntos: a) Investimentos na Vetria Mineração S.A.: Conforme descrito na Nota Explicativa nº 1, a controlada em conjunto Vetria Mineração S.A. ( Vetria ) encontra-se em fase de descontinuidade da Associação, a Vetria reconheceu em 31/12/2014 impairment de seus ativos. No exercício de 2014, a Companhia registrou um efeito negativo no montante de R$ no resultado de operações descontinudas. Após apuração do resultado do exercício foi revertido o montante de R$ registrado na rubrica de Reserva de lucros a realizar que havia sido constituída em dezembro de 2012, decorrente de uma transação de ganho de capital ocorrida também na Vetria. b) Demonstração do fluxo de caixa: Conforme descrito na Nota Explicativa nº 2, a Companhia não apresentou as demonstrações dos fluxos de caixa em função de não terem ocorrido no período transações envolvendo caixa e equivalentes de caixa. As transações patrimoniais que não envolvem caixa e equivalentes de caixa estão demonstrados na Nota Explicativa nº 7. São Paulo, 14 de setembro de 2015 Douglas Travaglia Lopes Ferreira Ernst & Young Contador CRC 1SP /O-4 Auditores Independentes S.S. Ezequiel Litvac CRC 2SP /O-6 Contador CRC 1SP /O-5 Conselho de Administração Carlo Alberto Bottarelli Presidente Diretoria Carlo Alberto Bottarelli Diretor Presidente e Diretor de Novos Negócios Sandro Antonio de Lima Diretor Executivo Contadora Karla Maciel CRC 1SP /O-3 João Villar Garcia Conselheiro Luiz Fernando Wolff de Carvalho Conselheiro 2ª Vara Cível - Regional Santo Amaro. EDITAL DE CITAÇÃO - PRAZO DE 20 DIAS. PROCESSO Nº O MM. Juiz de Direito da 2ª Vara Cível, do Foro Regional II - Santo Amaro, do Estado de São Paulo, Dr. Paulo André Bueno de Camargo, na forma da Lei, etc. FAZ SABER a AMANDA MARIA GEMIO FERREIRA, CPF que INSTITUTO PRESBITERIANO MACKENZIE, ajuizou-lhe uma Ação de Execução, objetivando o recebimento de R$ ,90 (Jan/2014) decorrentes do acordo firmado entre as partes no Posto Avançado de Conciliação Pré- Processual, e não pago. Estando a executada em lugar ignorado, foi deferida a sua CITAÇÃO por EDITAL, para que em 03 dias, a fluir após os 20 dias supra, pague o débito atualizado, caso em que a verba honorária será reduzida pela metade, ou em 15 dias, ofereça embargos ou reconheça o crédito da exequente, comprovando o depósito de 30% do valor em execução, mais custas e honorários, podendo requerer que o pagamento restante seja feito em 6 parcelas mensais atualizadas, sob pena de penhora e avaliação. Será o presente edital, por extrato, afixado e publicado na forma da lei. NADA MAIS. 3ª Vara Cível Regional Jabaquara. Edital de Citação com Prazo de 20 dias Proc O Dr. Danilo Mansano Barioni, Juiz de Direito da 3ª Vara Cível do Jabaquara/SP. Faz Saber a Syrio Barussi Centro Automotivo Ltda, CNPJ / , na pessoa de seu representante legal, que Bagley do Brasil Alimentos Ltda ajuizou ação Declaratória de Inexistência de débito Procedimento Ordinário, objetivando a nulidade dos títulos representados pelas Duplicatas Mercantis por Indicação - DMI sacados pela ré e a sustação dos respectivos Protestos em definitivo junto aos 3º, 9º e 10º Tabelionatos de Protesto de Letras e Títulos. tendo em vista que a autora não mantém nenhuma relação jurídica com a ré a justificar a emissão e protesto das duplicatas mercantis por indicação. Estando a ré em local ignorado, expede-se edital para que no prazo de 15 dias, apresente contestação, a fluir o prazo supra de 20 dias, sob pena de presumiremse aceitos os fatos narrados pelo autor na inicial. Será o edital publicado na forma a lei. São Paulo, 16 de abril de ª Vara da Família e Sucessões da Capital. EDITAL PARA CONHECIMENTO DE TERCEIROS, EXPEDIDO NOS AUTOS DE INTERDIÇÃO DE MARIANNE MARONI PIRES (RG , CPF ), REQUERIDA POR DEIZY APARECIDA MARONI GONÇALVES. PROCESSO Nº O MM. Juiz de Direito da 3ª Vara da Família e Sucessões do Foro Central Cível, Comarca de SÃO PAULO do Estado de São Paulo, Dr. Wendell Lopes Barbosa de Souza, na forma da lei, etc. FAZ SABER aos que o presente edital virem ou dele conhecimento tiverem que, por sentença proferida datada de 14/07/2015, foi decretada a INTERDIÇÃO de MARIANNE MARONI PIRES, declarando-a absolutamente incapaz de exercer pessoalmente os atos da vida civil e nomeada como CURADORA, em caráter DEFINITIVO, a Sra. DEIZY APARECIDA MARONI GONÇALVES, RG , CPF O presente edital será publicado por três vezes, com intervalo de dez dias, e afixado na forma da lei. Nada mais. São Paulo, 28/07/ ª Vara Cível - Regional Santo Amaro. EDITAL DE CITAÇÃO - PRAZO DE 20 DIAS. PROCESSO Nº O(A) MM. Juiz(a) de Direito da 5ª Vara Cível, do Foro Regional II - Santo Amaro, Estado de São Paulo, Dr(a). Regina de Oliveira Marques, na forma da Lei, etc. FAZ SABER a Clodoaldo Freires de Oliveira, CPF que Fundação São Paulo, CNPJ nº / , ajuizou-lhe uma ação Monitória para cobrança de R$ ,35 (Dez/2012) referente ao Contrato de Bolsas Restituíveis para prestação de serviços educacionais e não pago. Encontrando-se o réu em lugar ignorado, CITADO fica, para que em 15 dias, a fluir após o prazo supra, pague o débito, ou oponha embargo, ficando isento de custas, e honorários advocatícios em caso de pagamento, sob pena de converte-se o mandado inicial em mandado executivo (art.1102c, parágrafo 1º do CPC). Será o presente edital, por extrato, afixado e publicado na forma da lei. NADA MAIS. Dado e passado nesta cidade de São Paulo, aos 05 de agosto de Geometry Global Brasil Comunicação Ltda. CNPJ/MF nº / NIRE Edital de Convocação - Reunião Extraordinária de Sócios Ficam convocados os sócios para Reunião Extraordinária de Sócios a ser realizada em 28/09/2015, às 10 horas, na sede social, SP/SP, na Avenida Major Sylvio de Magalhães Padilha, 5200, Bloco D, 2º andar, Conjunto 21, Jardim Morumbi, CEP , para apreciar e deliberar sobre: (a) a alteração da forma de representação da Sociedade; (b) a alteração da forma de outorga de procurações em nome da Sociedade; e (c) a alteração do Contrato Social para refletir as deliberações tomadas pela Reunião de Sócios e consolidar o Contrato Social. São Paulo, 16 de setembro de Sérgio Henrique Esmeraldo Brandão, Ana Catarina Toscano. ( /09/2015) Edital de Citação Prazo de 20 dias. Processo Nº O(A) MM. Juiz(a) de Direito da 14ª Vara Cível, do Foro Central Cível, Estado de SP, Dr(a). Alessandra Teixeira Miguel, na forma da Lei, etc. Faz Saber a(o) PROVOCAÇÃO MODAS LTDA, inscrita no CNPJ / na pessoa de suas representantes legais que lhe foi proposta uma ação de Monitória por parte de GB CUSTOMIZAÇÃO LTDA EPP, CNPJ, / alegando em síntese: ser credor para o recebimento de R$ ,00 (junho do ano 2012, devendo este ser atualizado até efetivo pagamento), tendo esta como objeto a cobrança dos cheques devolvidos, passados a terceiros, ao qual foram prontamente pagos pela empresa requerida, tudo conforme documentos que instruíam a inicial. Encontrando-se a requerida em lugar incerto e não sabido, foi determinada a sua Citação por Edital, para os atos e termos da ação proposta e para que no prazo de 15 dias, que fluirá após o decurso do prazo do presente edital, 20 dias, para que efetue pagamento da quantia reclamada ou ofereça embargos, sob pena de constituição do titulo executivo judicial. Será o presente edital, por extrato, afixado e publicado na forma da lei. NADA MAIS. Dado e passado nesta cidade de São Paulo, aos 07 de julho de e 18/09 AFITEC AFINAÇÃO E POLIMENTO LTDA EPP, torna público que recebeu da CETESB a Licença Prévia e de Instalação nº e requereu a Licença de Operação, para Polimentos de Metais, sito à Av. Pauliceia nº 737, Galpão 02, Laranjeiras, Caieiras/SP. HSA PARTICIPAÇÕES LTDA. CNPJ / NIRE Nº Ata da Reunião dos Sócios Realizada em 20/08/2015. Local e Hora: Na sede da sociedade, na Rua José Ramon Urtiza, nº 206, na Cidade e Estado de São Paulo, às 10:00 h. Quorum: Presente todas as quotistas representando a totalidade do capital social. Mesa: Sueli Scattolini Amódio, Presidente da sessão e Ivani do Nascimento Campagnari, secretária da sessão. Convocação: Por carta registrada e considerada regular pelo comparecimento de todos as quotistas. Ordem do Dia: Proposta de redução do capital social, por ter tornado excessivo em relação ao objeto da sociedade. Deliberações: As quotistas aprovaram por unanimidade, a redução do capital social de R$ ,00 para R$ ,00, mediante o cancelamento de quotas com valor unitário de R$ 1,00 e Consequentemente a restituição do capital reduzido as sócias. Nada mais havendo a tratar, foram encerrados os trabalhos, lavrada a presente Ata, que lida e aprovada, foi devidamente assinada pelos presentes. A presente é lavrada na forma de sumário dos fatos ocorridos e é cópia fiel do livros de datas. Assinaturas: Sueli Scattolini Amódio - Presidente da sessão; Ivani do Nascimento Capagnari - Secretária sessão; Quotistas: Romavaes Participações Ltda, Ivani do Nascimento Capagnari, Sueli Scattolini Amódio.

6 Página 6 Especial Fotos: Amostras de pescado apresentam conservação inadequada Filés congelados de polaca do Alasca (Gadus chalcogrammus) importados se tornaram uma opção de pescado com preços acessíveis ao consumidor Júlio Bernardes/Agência USP de Notícias Porém, as condições de armazenamento e exposição em supermercados apresentam problemas que podem deteriorar o produto, aponta pesquisa da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP. O trabalho da pesquisadora Tarcila Lange também mostra a ausência de informações sobre a procedência do pescado nas embalagens. A conservação inadequada pode levar ao desenvolvimento e a sobrevivência de micro-organismos nocivos à saúde humana no pescado. A polaca do Alasca é um pescado de carne branca encontrado em águas frias e temperadas ao norte do Oceano Pacífico. O produto vendido no Brasil é processado na China. A desoneração de impostos para produtos chineses no Brasil aumentou exponencialmente a oferta a preços acessíveis dos filés congelados nas gôndolas dos supermercados, estimulando seu consumo e tornando-se uma preocupação para as autoridades de saúde pública, aponta Tarcila. Polaca do Alasca vendida no Brasil é processada na China. Reprodução O pescado é um alimento altamente perecível e pode tornar-se um importante veículo na transmissão de Doenças Transmitidas por Alimentos (DTAs), infecções causadas por bactérias e suas toxinas, vírus e parasitas, que podem provocar náuseas, vômitos, falta de apetite, diarreia, dores abdominais e febre, sendo os seguintes micro-organismos os agentes associados ao seu consumo: Vibrio spp, Salmonella spp, Staphylococcus aureus, Bacillus cereus, Escherichia coli, Clostridium perfringens, Listeria monocytogenes, Aeromonas spp. e Shigella spp. O pescado congelado apresenta contagem microbiana menos expressiva que o pescado fresco, porém, a Pseudomonas e o Enterococcus, bactérias com capacidade de crescer em temperatura de refrigeração, também podem ser encontrados, afirma a pesquisadora. Apesar de não existirem estimativas específicas para Polaca do Alasca, dados da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) mostraram que, de 2000 a 2013, 39,8% dos surtos de DTAs registrados ocorreram na região Sudeste do Brasil, sendo o pescado considerado o veículo em 85 casos. A pesquisa foi realizada em 88 supermercados de quatro municípios da região do ABC, na Grande São Paulo, dos quais 30 foram selecionados segundo o critério de inclusão, que era a venda de filés de polaca do Alasca congelados com indícios de descongelamento. Todas as amostras selecionadas apresentavam a consistência amolecida, compactação ou deformação dos filés e presença de gelo no interior das embalagens. Em cada supermercado estudado aplicou-se um checklist, uma listagem composta por 32 itens distribuídos em dois blocos. O bloco 1 permitiu a avaliação das principais condições dos equipamentos de congelamento que poderiam interferir na qualidade do pescado congelado, tais como tipo de equipamento; estado de conservação; capacidade de abastecimento; manutenção da temperatura; e, limpeza e organização. No bloco 2, avaliou-se as condições do produto, entre elas embalagem, rotulagem, características sensoriais e temperatura, conta Tarcila. As principais não conformidades encontradas no checklist relacionadas aos equipamentos foram a falta de veracidade na temperatura indicada no termômetro (66,6%), presença de restos de alimento no fundo do equipamento (50,0%), excesso de gelo (36,6%), abastecimento excessivo de produtos (33,3%), falta de termômetro (33,3%) e situação propícia à contaminação cruzada (16,6%). Esse tipo de contaminação pode ocorrer quando há exposição desorganizada dos filés de pescado juntamente com carnes bovinas, suínas ou de aves, diz a pesquisadora. Com relação ao pescado congelado exposto à venda, as principais não conformidades foram a presença de cristais de gelo (100,0%), temperatura abusiva, superior a menos 12 graus Celsius (-12ºC), (100,0%), alterações no formato do filé (26,6%) e de consistência (20,0%). No que diz respeito à rotulagem, havia falta de conformidade quanto a ausência do carimbo do Serviço de Inspeção Federal [83,3%], falta de informação sobre o importador [30,0%] e o produtor [30,0%] e ausência de indicação de marca comercial [16,6%], destaca Tarcila. As amostras foram submetidas às análises físico-químicas para determinação do nitrogênio das bases voláteis totais (teor de amônia e aminas) e da trimetilamina. Nenhuma das amostras de filé congelado apresentavam indícios de deterioração, mas todas tinham níveis inadequados de ph [acidez], o que indica a existência de condições favoráveis para a sobrevivência e desenvolvimento de micro-organismos, observa a pesquisadora. Como não há regulamentação dos parâmetros para pescado congelado, o estudo seguiu a norma válida para o pescado fresco. As análises microbiológicas dos filés congelados, pesquisa de Salmonella spp em 25 gramas (g) e contagem de Staphylococcus coagulase positiva, apresentaram 100,0% de conformidade com os padrões legais, com a ausência em 25g e contagem menor de 103 Unidades Formadoras de Colônias por grama (UFC/g), respectivamente. Também há deficiências evidentes na manutenção da temperatura ideal de conservação do pescado congelado (entre 12ºC e 18ºC). A pesquisa é descrita na tese de doutorado Avaliação das condições higienicossanitárias e análise de parâmetros micobiológicos, físico-químicos e sensoriais de filés de Polaca do Alasca (Gadus chalcogrammus) congelados expostos à venda em supermercados da Grande São Paulo, orientada pelo professor Pedro Manuel Leal Germano, da FSP. Para a conservação da qualidade da Polaca do Alasca cabe ao comércio varejista a adoção de um rigoroso e pormenorizado controle de temperatura durante toda a cadeia de distribuição. Para tanto, três pontos são essenciais: a manutenção da temperatura do produto entre 12ºC e 18ºC, o correto dimensionamento de equipamentos de acordo com sua capacidade de abastecimento e a capacitação dos funcionários em boas práticas de manipulação dos alimentos, diz a pesquisadora. A verificação do cumprimento dessas diretrizes pelos agentes da Vigilância Sanitária deveria ser mais criteriosa. Campanhas de educação sanitária, com enfoque na conscientização do consumidor, sobre as características sensoriais ideais de um pescado congelado, a faixa de temperatura em que deve ser mantido e a sua correta forma de exposição à venda, poderiam minimizar as inadequações cometidas pelos supermercados. Segundo Tarcila, a legislação sanitária regulamenta que o estabelecimento deve assegurar a qualidade e a segurança dos alimentos expostos à venda. Na pesquisa, entre os mais relevantes requisitos não cumpridos estão a falta de clareza na indicação da temperatura dos equipamentos ao consumidor e o desrespeito aos preceitos das boas práticas relacionados à exposição dos produtos à venda, visível no abastecimento excessivo e na desorganização, ressalta.

7 Ciência e Tecnologia Página 7 As vantagens do Prontuário Eletrônico Os avanços da tecnologia vem causando impactos na sociedade como um todo Na área da saúde, por exemplo, vemos que as novas tecnologias trazem muitos benefícios para laboratórios, hospitais e também para os médicos e para os pacientes. Nesse sentido, estamos vendo cada vez mais os médicos e hospitais discutirem a real necessidade - e usabilidade - do prontuário eletrônico do paciente. Qual é o momento para adotar o prontuário eletrônico? Vale a pena investir nesse sistema para ter bons resultados? Quem é o principal beneficiado? Apesar de todos esses questionamentos, estudos apontam que a intenção de uso de prontuário eletrônico do paciente (PEP) vem crescendo, mas ainda está aquém em comparação com outros países. A Pesquisa Médicos 2015, realizada a cada dois anos pela Accenture, mostra que, de 2013 a 2015, aumentou em 70% a opinião de profissionais que acreditam que é preciso estar mais preparados para o uso do PEP. No entanto, somente 61% dos profissionais brasileiros utilizam o sistema regularmente para lançar e consultar informações do paciente, contra 85% nos Estados Unidos. Mas quais são as reais vantagens do PEP? Com o prontuário eletrônico é possível gravar todo o histórico do paciente em um único sistema, o que permite que todos os médicos de qualquer especialidade e demais profissionais tenham acesso aos dados detalhados de todos os exames e tratamentos realizados, além de destacar possíveis pontos de acompanhamento e atenção. Com isso é possível fazer diagnósticos mais rápidos dos pacientes e tratamentos mais específicos e precisos. A questão dos benefícios, especialmente do ponto de vista dos pacientes, também foi um dos temas abordados pela pesquisa da Accenture. O TI Roberto Ribeiro da Cruz (*) resultado mostra que 87% dos médicos brasileiros acreditam que todos esses benefícios colaboram para que o paciente se sinta mais satisfeito e, para 83%, é fundamental para que ele se torne mais engajado ao tratamento. Para as instituições que adotam esse sistema, a principal vantagem é que o cenário se torna muito mais macro, uma vez que com o PEP é possível manter um banco de dados de altíssima qualidade e detalhamento dos pacientes. E, com isso, é possível oferecer um serviço completo e eficiente. A tendência - e também um dos principais desafios - é que o PEP se torne um sistema único e integrado do paciente e seja uma ferramenta de gestão com a qual o paciente, ao longo de toda a sua vida, tenha o mesmo prontuário, em todas as instituições de saúde pelo qual o indivíduo passe em consulta ou exames. O PEP único já é uma tendência mundial, que vem trazendo bons resultados. Segundo dados do IESS (Instituto de Estudos de Saúde Suplementar) nos EUA, por exemplo, a implantação do Prontuário Eletrônico é parte da política de governo e desde 2011 há esforços para investir em torno de US$ 20 bilhões para implementação de tecnologias da informação em saúde no país. Apesar de alguns profissionais ainda serem resistentes ao uso de algumas tecnologias, o que estamos vendo é que é preciso entender melhor a necessidade e as vantagens que a adoção dessas tecnologias podem trazer, tanto do ponto de vista dos médicos, quando dos pacientes. Hoje, a adoção do PEP tem se tornado uma realidade e isso está mostrando que com esse sistema é possível fazer um atendimento muito mais humanizado, que traz mais conforto e confiança dos pacientes e essas são grandes razões para repensarmos na utilização do prontuário eletrônico. Bloomberg e Twitter assinam acordo (*) CEO da A Bloomberg anunciou que assinou um contrato de dados de longo prazo com o Twitter que irá aumentar ainda mais as informações financeiramente relevantes encontradas na plataforma de mídia social, para usuários do serviço Bloomberg Professional. O serviço Bloomberg Professional incorpora notícias financeiramente relevantes do Twitter para análise, gráficos e compartilhamento via mensagens instantâneas e links da Bloomberg para desktop e dispositivos móveis através dos seguintes recursos (http://www.bloomberg.com/professional/) Dimension Data e EMC expandem sua A Dimension Data e a EMC apresentaram a Catalyst Alliance, uma iniciativa estratégica de mercado desenvolvida para acelerar a adoção da nuvem híbrida como plataforma de transformação por empresas de médio porte. Por meio da Catalyst Alliance, as duas organizações farão investimentos para desenvolver, divulgar e vender soluções que permitam que os clientes ganhem com estratégias de negócios baseadas na nuvem híbrida, além de adotar novas tecnologias e gerenciar riscos. Por meio da nova iniciativa, a Dimension Data e a EMC planejam oferecer aos clientes soluções abrangentes, que incluam nuvem privada local ou fora do local, nuvem pública e híbrida, incluindo serviços gerenciados avançados de armazenamento (www.dimensiondata.com) ou (brazil.emc.com). Microsoft e Salesforce Reforçam A Microsoft Corp. (Nasdaq: MSFT) e a Salesforce (NYSE: CRM) anunciaram hoje planos para estender sua parceria estratégica para conectar a Plataforma de Sucesso do Cliente aos aplicativos e serviços de produtividade do Microsoft Office. As empresas planejam apresentar novas soluções que integram o Salesforce ao Skype for Business, OneNote, Delve e Windows 10, para capacitar as empresas a se conectarem com seus clientes e colaborar de forma mais eficaz (http://www.salesforce.com/microsoft). FIA lança Programa de Gestão de De acordo com um estudo realizado pelo Project Management Institute (PMI), entidade responsável por certificar profissionais de Gestão de Projetos, o Brasil deve exigir 1,3 milhão de gerentes de projetos até Logo, com a demanda em crescimento, quem trabalha na área precisa buscar especializações para se destacar no mercado de trabalho. Com o objetivo de atender a essa necessidade e capacitar profissionais, a FIA (Fundação Instituto de Administração), referência mundial em educação executiva, lança o GPRO (Programa de Gestão de Projetos), como um desdobramento natural do PGT- Programa de Gestão da Inovação e da Tecnologia, do qual fazia parte enquanto núcleo de trabalho. Esse desdobramento dará mais visibilidade e autonomia ao programa. O programa, que possui credenciamento internacional pelo PMI como Registered Education Provider- REP, oferece cursos em educação executiva em Gestão de Projetos e aperfeiçoamento profissional através de aulas presenciais e à distância, além de módulos internacionais e cursos in company (http://gpro.fia.com.br/). Matheus Pedrosa dos Reis (*) Porém, alguns fenômenos tecnológicos e econômicos atuais, conhecidos como camadas over-the-top, têm transformado vários outros segmentos (Financeiro, Telecom, mobilidade urbana, entre outros) e chamado muito a atenção de todos os tradicionais setores econômicos devido a seu caráter disruptivo e sua fácil disseminação apoiada pelo acesso à internet e pela mobilidade. As empresas, por iniciativa própria, estão buscando formas de criarem maneiras mais inteligentes, não só de se comunicarem, mas de executarem questões de ordem prática sem precisarem depender do poder público. Observamos que na ausência do poder público os entes privados e a sociedade tornam legítimas outras aplicações que podem ser úteis enquanto serviço público, com fins comerciais. Ou seja, buscam lacunas de governança e inovação no mercado para entregar soluções de qualidade ao cidadão. Cloud computing, big data, mobilidade, tecnologia social, todas essas tendências mundiais confluem em algumas questões centrais, introduzir governança e arranjos mais inteligentes a práticas ineficientes no nosso dia a dia. A partir delas surgirão LUCIO Quando falamos sobre cidades inteligentes e um modelo de modernização do ecossistema social, grande parte das iniciativas ainda passam pelo poder público, que é o legitimo provedor desse tipo de orquestração Modernização, tecnologia e as cidades LUCIO BRAZIL REAL ESTATE S/A CNPJ/MF nº / Relatório da Diretoria Demonstrações dos fluxos de caixa para os exercícios findos em 31 de dezembro de 2013 e de 2012 (Em milhares de Reais) as grandes revoluções às que se propõe a chamada democracia digital. O aumento da governança e transparência é apenas um exemplo pelo qual o cidadão vai poder acompanhar em tempo real o que acontece e atuar, com acesso à informação em qualquer lugar do mundo. A segunda etapa será prover otimização dos sistemas relacionados a gestões públicas em qualquer esfera (municipal, estadual ou federal) ou tamanho. Uma pequena cidade deve, desde já, projetar o seu desenvolvimento de uma forma mais inteligente e sustentável. Cidades maiores têm o grande desafio de modificar toda sua complexidade sem perder a essência que marca cada grande centro urbano. Quando falamos em gestão, ecossistema, movimento social, devolver a escala humana de convivência que as cidades modernas muitas vezes acabam perdendo percebemos que as necessidades são as mesmas. Então, precisamos ter um modelo inteligente em nível de negócio para orientar a política pública a fim de que passe a ser exercida dentro desse foco moderno e integrado. Este programa deve estar voltado ao relacionamento da administração pública com o cidadão, todos os investimentos são direcionados à integração dos sistemas, criação de uma camada de relacionamento estruturado e de painéis de gestão e transparência para a gestão pública. Esta deve ser a essência de um programa de cidades digitais: parcerias com outros entes da sociedade, criar um ecossistema de capacidades integradas que possam entregar soluções de padrões abertos ao poder público. A economia compartilhada trouxe uma mudança de modelos de negócio e acrescentou um elemento de governança, que permitiu fazer diferente e melhor. O poder público tem milhares de oportunidades de fazer isso, basta estabelecer um diálogo efetivo entre a iniciativa pública e a privada para que isso aconteça mais rapidamente. E se esse diálogo não acontecer, acredito que a própria iniciativa social vá endereçar tais temas de forma independente, pois estas são necessidades globais. (*) É diretor de negócios setor público da Algar Tech. E N G E N H A R I A Senhores Acionistas: Apresentamos as Demonstrações Financeiras relativas aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2013 e 2012, acompanhados do relatório dos auditores independentes. Balanços patrimoniais findos em 31 de dezembro de 2013 e de 2012 (Em milhares de Reais) Demonstrações do resultado para os exercícios findos em ATIVO e de 2012 (Em milhares de Reais, exceto quando expressamente indicado) Ativo circulante Caixa e equivalentes de caixa Contas a receber Imóveis a comercializar Adiantamento a fornecedores Créditos diversos Despesas antecipadas Total do ativo circulante Ativo não circulante Contas a receber Partes relacionadas Investimentos Imobilizado Total do ativo não circulante Total do ativo Das atividades operacionais Lucro antes da provisão para imposto de renda e contribuição social (24) Ajustes para reconciliar o lucro líquido do exercício às disponibilidades geradas pelas atividades operacionais Resultado de equivalência patrimonial (9.853) - - Provisão para garantia - - (3.614) (1.026) Provisão/(reversão de provisão) para contingências (1.137) Provisões sociais - - (7) - (Aumento)/redução nos ativos operacionais: Imóveis a comercializar Adiantamentos a fornecedores Contas a receber Outros créditos (5) (29) (18) 18 Aumento/(redução) nos passivos operacionais: Fornecedores - (4) (1.128) (3.965) Obrigações trabalhistas e tributárias - (1) (2.035) (3.800) Impostos e contribuições diferidos - - (2.109) (10.209) Outros débitos (10.818) - (11.096) (28) Imposto de renda e contribuição social pagos LUCIO PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Passivo circulante Empréstimos e financiamentos Fornecedores Obrigações trabalhistas e tributárias Contas a pagar Impostos e contribuições diferidos Provisão para perda em investimentos Dividendos a pagar Total do passivo circulante Passivo não circulante Empréstimos e financiamentos Provisão para garantia Provisão para demandas judiciais Impostos e contribuições diferidos Total do passivo não circulante Patrimônio líquido Capital social Reserva de capital Reserva de lucros Total do passivo e patrimônio líquido Caixa líquido gerado pelas (aplicado nas) atividades operacionais (2.573) Das atividades de investimentos Lucros e dividendos recebidos (4.206) (4.206) Decréscimo (acréscimo) de investimentos (14.940) Decréscimo/(acréscimo) de imobilizado Caixa líquido aplicado/(gerado) nas atividades de investimentos (19.146) (4.206) Das atividades de financiamentos com terceiros Aumento de empréstimos e financiamentos - - (35.284) ( ) Caixa líquido proveniente das atividades de financiamentos - - (35.284) ( ) Das atividades de financiamentos com acionistas Partes relacionadas (17.097) - - Caixa líquido proveniente das atividades com acionistas (17.097) - - Aumento/(redução) de caixa e equivalentes de caixa (1.541) (18.798) Saldos de caixa e equivalentes de caixa No início do exercício No fi nal do exercício Aumento/(redução) de caixa e equivalentes de caixa (1.541) (18.798) LUCIO BRAZIL REAL ESTATE S/A CNPJ/MF nº / Relatório da Diretoria Receita operacional líquida Custos operacionais Com venda de imóveis - - (19.106) (46.831) - - (19.106) (46.831) Lucro bruto Receitas/(despesas) operacionais: Despesas gerais e administrativas (78) (218) (610) (1.301) Despesas comerciais (2) (2) (1.980) (1.670) Despesas tributárias (1) Despesas financeiras (1) (2) (1.336) (90) Receitas financeiras Resultado com equivalência patrimonial Outras receitas/ (despesas) operacionais - - (2.031) (1.508) (5.828) (4.167) Resultado operacional Imposto de renda e contribuição social sobre o lucro Corrente - - (453) (5.233) Diferido Resultado antes da participação de minoritários em controladas Participação de minoritários em controladas Lucro líquido do exercício Lucro líquido do exercício, por ação - em R$ Demonstrações das mutações do patrimônio líquido para os exercícios findos em e de 2012 (Em milhares de Reais) Re- Reserva Lucros Capital serva de retenção acumusocial legal de lucros lados Total Saldos em Ajustes exercícios anteriores Lucro líquido do exercício Dividendos propostos (2.438) (2.438) Destinação dos lucros acumulados (7.315) - Saldos em Ajustes exercícios anteriores (24) (24) Lucro líquido do exercício Dividendos propostos (4.182) (4.182) Destinação dos lucros acumulados (12.520) - Saldos em A DIRETORIA ROBERTO GOMES - CRC - 1SP089551/O-0 E N G E N H A R I A Senhores Acionistas: Apresentamos as Demonstrações Financeiras relativas aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2014 e 2013, acompanhados do relatório dos auditores independentes. Balanços patrimoniais findos em 31 de dezembro de 2014 e de 2013 (Em milhares de Reais) Demonstrações dos fluxos de caixa para os exercícios findos ATIVO em 31 de dezembro de 2014 e de 2013 (Em milhares de Reais) 31/12/14 31/12/13 31/12/14 31/12/13 Ativo circulante Caixa e equivalentes de caixa Contas a receber Imóveis a comercializar Adiantamento a fornecedores Créditos diversos Despesas antecipadas Total do ativo circulante Ativo não circulante Contas a receber Partes relacionadas Investimentos Imobilizado Total do ativo não circulante Total do ativo Demonstrações do resultado para os exercícios findos em e de 2013 (Em milhares de Reais, exceto quando expressamente indicado) 31/12/14 31/12/13 31/12/14 31/12/13 Receita operacional líquida Custos operacionais Com venda de imóveis - - (7.644) (19.106) - - (7.644) (19.106) Lucro bruto Receitas/(despesas) operacionais: Despesas gerais e administrativas (124) (78) (309) (610) Despesas comerciais (2) (2) (1.319) (1.980) Despesas tributárias - - (1) - Despesas fi nanceiras (1) (1) (14) (1.336) Receitas fi nanceiras Resultado com equivalência patrimonial Outras receitas/ (despesas) operacionais - - (1.591) (2.031) (2.887) (5.828) Resultado operacional Imposto de renda e contribuição social sobre o lucro Corrente (23) - (681) (453) Diferido Resultado antes da participação de minoritários em controladas Participação de minoritários em controladas Lucro líquido do exercício Lucro líquido do exercício, por ação - em R$ Agro Quimica Maringá S.A CNPJ / Assembléia Geral Extraordinaria dos Acionistas - Convocação São convidados os Srs. Acionistas desta Sociedade a se reunirem em AGE a realizar-se no dia 05/10/2015 às 17hs, em sua sede social, na Rua Álvares Cabral, nº 1210, Bairro Serraria, Diadema/SP, de acordo com o artigo 124, da Lei nº 6404/76 a fim de discutirem e deliberarem sobre a seguinte Ordem do Dia: a) Alteração do artigo 8º do Estatuto Social - alienação e ou doação de ações da Sociedade; b) Outros assuntos de interesse da Sociedade, Diadema, 17/09/2015. a) Jacques Mosseri Diretor Superintendente. (18, 19 e 22) PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO 31/12/14 31/12/13 31/12/14 31/12/13 Passivo circulante Empréstimos e financiamentos Fornecedores Obrigações trabalhistas e tributárias Contas a pagar Impostos e contribuições diferidos Provisão para perda em investimentos Dividendos a pagar Total do passivo circulante Passivo não circulante Empréstimos e financiamentos Provisão para garantia Provisão para demandas judiciais Impostos e contribuições diferidos Total do passivo não circulante Patrimônio líquido Capital social Reserva de capital Reserva de lucros Total do passivo e patrimônio líquido Demonstrações das mutações do patrimônio líquido para os exercícios findos em e de 2013 (Em milhares de Reais) Reserva de Lucros Capital Reserva retenção acumusocial legal de lucros lados Total dezembro de Ajustes exercícios anteriores Lucro líquido do exercício Dividendos propostos (4.182) (4.182) Destinação dos lucros acumulados (12.520) - dezembro de Ajustes exercícios anteriores Lucro líquido do exercício Dividendos propostos (24.771) (24.771) Destinação dos lucros acumulados - - (13.293) dezembro de A DIRETORIA ROBERTO GOMES - CRC - 1SP089551/O-0 Das atividades operacionais 31/12/1431/12/13 31/12/14 31/12/13 Lucro antes da provisão para imposto de renda e contribuição social 47 (24) Ajustes para reconciliar o lucro líquido do exercício às disponibilidades geradas pelas atividades operacionais Resultado de equivalência patrimonial Provisão para garantia - - (1.099) (3.614) Provisão/(reversão de provisão) para contingências Provisões sociais - - (4) (7) (Aumento)/redução nos ativos operacionais: Imóveis a comercializar Adiantamentos a fornecedores Contas a receber Outros créditos (29) (5) (200) (18) Aumento/(redução) nos passivos operacionais: Fornecedores 10 - (208) (1.128) Obrigações trabalhistas e tributárias (2.035) Impostos e contribuições diferidos - - (542) (2.109) Outros débitos - (10.818) 624 (11.096) Imposto de renda e contribuição social pagos Caixa líquido gerado pelas (aplicado nas) atividades operacionais Das atividades de investimentos Lucros e dividendos recebidos (28.000) (4.206) (28.001) (4.206) Decréscimo (acréscimo) de investimentos (5.380) (14.940) - - Decréscimo/(acréscimo) de imobilizado Caixa líquido aplicado/(gerado) nas atividades de investimentos (33.380) (19.146) (28.001) (4.206) Das atividades de financiamentos com terceiros Aumento de empréstimos e financiamentos (35.284) Caixa líquido proveniente das atividades de financiamentos (35.284) Das atividades de financiamentos com acionistas Partes relacionadas Caixa líquido proveniente das atividades com acionistas Aumento/(redução) de caixa e equivalentes de caixa (6.232) (2.686) Saldos de caixa e equivalentes de caixa No início do exercício No final do exercício Aumento/(redução) de caixa e equivalentes de caixa (6.232) (2.686) NIPLAN ENGENHARIA S.A. CNPJ/MF: / NIRE: Convocação de Assembleia Geral Extraordinária Ficam convocados os acionistas a comparecerem à Assembleia Geral Extraordinária da Companhia que se realizará, em 1ª convocação, no dia 25/09/15, às 17:30 horas, na sede social, na Cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, na Rua Deputado Martinho Rodrigues, 51 Jardim Prudência, CEP , para deliberar sobre a seguinte ordem do dia: (a) criação de comitês estatutários de compliance e auditoria; (b) aprimoramento das regras estatutárias de governança e controles internos; e (c) reformulação do estatuto social. Presidente do Conselho de Administração.

8 Página 8 Lazer & Cultura / Meus Lados B Caros Ouvintes O espetáculo é uma comédia sobre o começo das telenovelas, visto através dos atores que faziam sucesso nas radionovelas Erasmo Carlos O cantor e compositor Erasmo Carlos explora, em Meus Lados B, pérolas de seu repertório que acabaram ofuscadas pelos clássicos. Pouco conhecidas do público, as canções mostram o artista de forma especial, influenciado por gêneros como black music e soul, somados à veia rock and roll que marcou o Tremendão. No repertório estão faixas como Maria Joana e Gente Aberta (do álbum Carlos, Erasmo, de 1971), Grilos ( Sonhos e Memórias, 1972) e Cachaça Mecânica (Projeto Salva Terra, 1974), entre outras. Serviço: Teatro Paulo Autran (Sesc Pinheiros), R. Paes Leme, 195, Pinheiros. Sábado (19) às 21h e domingo (20) às 18h. Ingresso: R$ 50. Reflexões Reflexões LIÇÃO OPORTUNA: o Dr. Albertino Silvério era conhecido advogado. Homem de invejável cultura. Conhecimento profundo e variado. Em particular, achava-se autoridade em assuntos socioeconômicos. Era contudo, refratário a qualquer tipo de assistência social. Não aceitava. Achava inútil. Não acredito em beneficência diminuta. Caridade gota a gota não resolve. Prefiro soluções radicais. Não é o que penso, Silvério. A caridade, mesmo pequenina, é sempre ajuda a alguém. É este o ensinamento de Jesus. Quem respondia era o Doutor Fontes, médico espírita e abnegado amigo dos sofredores. Silvério, no entanto, continuava: Um copo de leite, por acaso, banirá do mundo a fome? Um cobertor ou uma veste resolverá, por ventura, a angústia da nudez? Isso é assunto de governos e não serão alguns poucos bem intencionados que irão solucioná-lo. A conversa prosseguia, quando passa um jovem anunciando o jornal da tarde. Silvério chama-o. Deseja o jornal. Rebusca o bolso e só encontra dinheiro alto. Não há troco. Nesse instante, porém, o doutor Fontes, tomando a quantia necessária e pagando o jornal, aproveitou a lição: Veja, Silvério, o que a própria vida nos mostra. Ninguém nega o bem inestimável, que os grandes recursos, governamentais ou não, carreiam. Obras imensas. Doações fartas. Entretanto, é preciso convir que há passagens estreitas, que apenas a ajuda humilde e pequena transpõe. Para a compra do jornal agora o dinheiro de alto valor de que você dispõe só seria útil, se fracionado em valores menores e múltiplos. Assim ocorre também na assistência social. O muito realiza muito de uma só vez, mas o pouco feito com persistência e amor pode ser, em ocasiões, a única solução disponível para grandes problemas. Silvério compreendeu o ensinamento e mudo de espanto frente à lógica do amigo, iniciou, silenciosamente, a leitura das notícias. (De Histórias da Vida, de Antônio Baduy Filho, pelos Espíritos Hilário Silva e Valérium). Na década de 1960, quando os aparelhos de televisão começaram a fazer parte das casas brasileiras, o público começou a prestar atenção não somente na voz dos personagens, mas também em sua imagem. Assim, muitos atores que faziam sucesso no rádio começaram a temer a TV: muitos galãs eram gordinhos e carecas, muitas mocinhas já eram senhoras. Na comédia Caros Ouvintes, a ação se passa numa das últimas emissoras a produzir radionovelas. O elenco prepara uma grande Infantil apresentação ao vivo, para depois se despedir do público em um palco armado do lado Cena espetáculo Uma Jornada de João e Maria. A Cia. Nóis na Mala adapta o conto infantil João e Maria, dos irmãos Grimm, à realidade do sertão nordestino no espetáculo Uma Jornada de João e Maria. A peça narra a estória de dois irmãos que moram em uma vila do sertão. Eles escutam a conversa de seus pais sobre a possibilidade de abandoná-los em um lugar longe da seca, para que eles tenham um futuro melhor. João e Maria decidem fugir e enfrentar uma viagem cheia de desafios, em direção a uma cidade grande qualquer. A ideia da montagem é aproximar o espectador dessa difícil realidade à qual ainda estão submetidas milhares de pessoas. Com Danilo Minharro, Francisco Wagner, Heidi Monezzi e Priscila Schimit. Serviço: Teatro Aliança Francesa, R. General Jardim, 182, Vila Buarque, Centro. Sábados e domingos ás 16h. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Até 01/11. de fora da rádio. Com Oscar Filho, Nany People, Camilla Camargo, Natállia Rodrigues, Marcos Damigo, Eduardo Semerjia, Elam Lima e Ivo Muller. Serviço: Teatro Raul Cortez (Fecomercio), R. Doutor Plínio Barreto, 285, Bela Vista, tel Sextas às 21h30, sábados às 21h e domingos às 19h. Ingressos: R$ 30 e R$ 35. Até 27/09. Elenco do espetáculo Caros Ouvintes. Estreia Um Passo Atrás O espetáculo Um Passo Atrás, do dramaturgo João Fábio Cabral, estreia no dia 25 de setembro. Com direção de Fabiana Carlucci, a peça tem em cena os atores Camila Graziano e Zemanuel Piñero. O enredo conta a estória de Vick que, após a morte de sua mãe, retorna à casa de sua infância para resolver uma simples questão burocrática. Seu encontro com o inquilino Jorge, um artista plástico, traz à tona um passado cheio de segredos e um desfecho com revelações surpreendentes. Vick é uma mulher pragmática que obteve sucesso na carreira profissional fora do Brasil, mas guarda a frustração de não ter se dedicado também ao lado artístico. A peça começa no exato momento da morte de sua mãe, quando ela volta ao Brasil e descobre que está grávida. É preciso resolver questões burocráticas de herança, motivo que a faz retornar à casa onde viveu sua infância. Ela então conhece o inquilino Jorge, um artista plástico que a confunde com a dona de uma galeria com quem conversou ao telefone e que pode ser a sua salvação nesse momento. A possibilidade de expor as obras lhe devolve o entusiasmo e lhe traz expectativas. Mas o que parece ser um simples equívoco toma outras proporções: duas personalidades de universos completamente opostos se encontram, um passado comum vem à tona e juntos eles podem encontrar um novo caminho. Serviço: Instituto Cultural Capobianco (Teatro da Memória), R. Álvaro de Carvalho, 97, Centro, tel Quintas e sextas às 21h30. Ingresso: R$ 40. Até 31/10. Horóscopo Cícero Augusto - Na Internet: Esta sexta, o sexto dia da lunação é propício à saúde e aos tratamentos, mas não aos negócios. A Lua ainda em Escorpião faz contato com Marte e com o Sol em Virgem, instigando com ideias arrojadas, ousadas e diretas para a fase crescente que começa na véspera da primavera. A Lua vai fazer o primeiro contato com Saturno em Sagitário que ingressou ontem no signo do centauro. Vamos usar um espírito idealista nesse ciclo de Saturno que vai até 2017, usando a capacidade e disciplina para lidar com obstáculos. Conter a ansiedade que acaba afastando as boas chances que aparecerem. PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS Posição de Oscar na Seleção de 2014 (fut.) Apoio de madeira para prática de pilates Espécie Instalação do governo que permite de cobra o aproveitamento de água da Passar (o processo) chuva em escolas de por instâncias oficiais zonas rurais Revistas COQUETEL Segundo maior país em extensão Locais de concentração de manifestantes Áries (21/3 u 19/4) O relacionamento afetivo fica mais estável com as emoções mais claras e aumenta a paz e a tranquilidade em seu ambiente. O Sol em seu signo oposto na semana que vem provoca decisões em parcerias e sociedades que se definem neste final de setembro ou primeiros dias de outubro. 82/382 branco. Touro (20/4 a 20/5) Precisa de equilíbrio nos seus atos tratando tudo de forma prática. Com a Lua em Escorpião e solta ainda deve saber esperar um pouco mais uma oportunidade de resolver tudo que deseja. Madrugada de sábado será ótima para encontros afetivos para começar o final de semana. 22/122 bege. Gêmeos (21/5 a 21/6) Cuidado com as fortes emoções despertadas podem provocar atritos. Abra o coração e fortaleça as afeições sociais e familiares. No final do dia, à tardinha e a noite, vida social e compras em boa fase. Contenha apenas a ansiedade por aquilo que espera e ainda não veio. 68/368 azul. Texto recitado em saraus Área de atuação do pai de Jesus (Bíb.) Domínios imperiais Períodos geológicos Santos Dumont: o Pai da Aviação O modo de preparo da comida no fast-food Câncer (22/6 a 22/7) Libra (23/9 a 22/10) De manhã pode haver um otimismo forte e perigoso. À tarde maior intensidade, com exagero em suas esperanças. Tome atitudes corajosas resolvendo uma situação amorosa. Terá necessidade de colocar tudo em ordem no seu ambiente para ter bons momentos íntimos. 67/467 branco. Espere para agir de forma enérgica e audaciosa depois do aniversário. Diga dos seus sentimentos por alguém, abra o coração e fortaleça as afeições nesta sexta-feira dia do amor. Bom para demonstrar suas afeições no final do dia. À tardinha e a noite, vida social e compras em boa fase. 78/278 azul. Leão (23/7 a 22/8) Escorpião (23/10 a 21/11) Dedique a aprender algo para preparar um futuro melhor. Há um sentimento forte por alguém especial. Dê valor ao seu lado mais prático, mas não se esqueça de mostrar seus sentimentos evitando querer manter o controle de forma a aumentar a revolta das pessoas. 89/989 amarelo. Prepare negócios, viagens de negócios e faça planos para melhorar seus ganhos. Não se descuide do equilíbrio interior nesta que é a fase mais delicada do ano. Há um forte apego a ideais e sonhos, com um otimismo perigoso e exagerado. Precisa meditar e orar mais. 34/734 vermelho. Virgem (23/8 a 22/9) Sagitário (22/11 a 21/12) Precisa agir e resolver nesta sexta os assuntos pendentes. Este dia não é bom para assuntos de dinheiro, empréstimos e financiamentos. Obterá lucros através do comércio e do poder de comunicação. Conte com os amigos e a pessoa a quem ama. 32/732 verde. Pode esperar demais de alguma coisa que aguarda na tarde desta sexta-feira e suas expectativas podem ser exageradas Um bom dia para as atividades comerciais, negócios e tudo que exija raciocínio lógico e prático. A atenção dada a alguém será retribuída depois. 33/433 azul. Criador da tradição taoista Casamento de (?): prática social do século XX que ainda é realidade de muitas famílias Emanações supostamente lidas pelo clarividente Super (?), jogo de cartas Vitamina B1 Tipo de flauta O "intocável" da sociedade indiana Agência de saúde das Nações Unidas De (?): logo de saída Sequestro libidinoso Trabalha em cais Perito (fig.) Culto haitiano Antes de Cristo (abrev.) Salto com (?), modalidade olímpica (?) para se coçar: busca do encrenqueiro Parado; quieto Taís Araújo, atriz (?) do Fico: 9/1/1822 (Hist.) Capricórnio (22/12 a 19/1) Tome um rumo na vida, faça uma escolha seguindo a intuição para não errar. A Lua Nova pode fazer você esperar demais do que virá a menos. Contenha a ansiedade que acaba afastando as boas chances que aparecerem. Bom para idealizar negócios e transações comerciais. 67/267 cinza. Dicionário dos sonhos Simpatias que funcionam Aquário (20/1 a 18/2) PÃO - Branco, felicidade passageira. Escuro, dificuldades na vida. Duro, perda de emprego. Quente, melhoria de posição. Amassa-lo, riqueza inesperada. Em grande quantidade, sorte no jogo. Dá-lo, boas notícias. Recebelo, herança. Números da sorte: 17, 20, 41, 53 e 69. Acalmar o chefe: Seu chefe anda mal humorado, discutindo e gritando facilmente? Tente acalmá-lo com essa simpatia: Pegue um pedacinho de papel higiênico e escreva três vezes o nome completo do seu patrão. Dobre o papel e coloque dentro de um copo de vidro com um pouco de leite e 3 colheres de açúcar ou mel. Mexa tudo dizendo: "Fulano de tal vai ficar calmo, e doce como esse leite. Coloque o copo dentro do congelador e deixe lá durante sete dias, depois é só jogar tudo em água corrente. Adquira seu MAPA ASTRAL SINASTRIA PREVISÃO ANUAL (2015) Saiba o SEXO DO BEBÊ fone (11) Pedidos também na Internet: Há tendência de tudo ficar mais lento e acabar perdendo uma boa oportunidade por falta de tempo. Controle os sentimentos e seja bastante prático ao agir no setor de trabalho. Os obstáculos começam a desaparecer a as soluções surgem se persistir no final deste dia. 78/978 branco. Peixes (19/2 a 20/3) Verifique se não está esperando muito do que a realidade pode, de fato, oferecer de verdade. Com disciplina e bom desempenho o trabalho evoluirá. Precisa cultivar novos valores e dar mais atenção aos seus sentimentos. Aproxime-se de quem ama e terá uma boa compreensão. 64/364 verde. Comemorações e aniversariantes do dia SEXTA 18 de Setembro de Dia de São José de Copertino, São Metódio do Olimpo, Santa Ricarda, Santa Sofia, Santa Irene, e Dia do Anjo Aniel, cuja virtude é a vitória. Dia da TV brasileira (1950) e Dia dos Símbolos Nacionais. Hoje aniversaria a atriz Eloisa Mafalda faz 91 anos, o ator e cantor Frankie Avalon que nasceu em 1939, o músico Sergio Brito (Titãs) nascido em 1959, o cantor compositor e político Frank Aguiar completa 45 anos e a atriz Tainá Mirach nascida em O nativo do dia O nativo de Virgem deste dia e grau é prático e perceptivo, analítico e imaginativo. Dinâmico e ativo frequentemente deseja o poder e precisa de desafios constantes. Pode ser também crítico e difícil de ser agradado. Mas é generoso e tem a tendência a ajudar os outros. Tende um pouco à acomodação, devendo usar a virtude do autocontrole. Dá muita importância à amizade, mas em geral escolhe um círculo muito restrito de amigos. Pode casar-se jovem e muitas vezes com pessoa bem mais velha. No lado negativo tende a se envolver emocionalmente, e isso pode trazer instabilidade nas suas emoções. Filha de antiga relação do cônjuge Previsão a- pocalíptica Aposta coletiva Sinal gráfico usado no "n", em espanhol Abílio Diniz, empresário brasileiro Trabalhos da assistência técnica "(?)-o ou Deixe-o", slogan político (BR) Tecla de gravação em eletrônicos "Face", em "poliedro" BANCO 47 3/oms. 4/vodu. 5/imoto. 6/lao-tsé. 7/tiamina. 8/cisterna. Solução V A M E A T N A D E M A A M M D O M U O C O I A C A N T E S B R E I O S M P P O S D C A R P I N T A R I A L A O T S E A Ç D C A R A P T O A P A R E N C I A S A U R A S S A D P R O T V O D U T I I N A I B T R A N S V E R S A L U T A A A I E N T E A D A R E C F I N D O O L Ã A R O S B R E P

9 Página 9 Leiloeiros, utilizem nosso espaço para suas publicações Consulte sua agência de confiança, ou ligue para E OUTROS COMITENTES VISITAÇÃO: DIAS 16 E 17 DE SETEMBRO (NO LOCAL DO LEILÃO) - DAS 8 ÀS 17 HORAS CHASSIS CORRESP.: 9BFZH54J3F BFZD55J4GB BFZD55P2GB BFZH55J4F BFZF55P9E BFZB55PXF AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFSZZFHCFJ AFSZZFHCFJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ BFZD55P8GB BFZD55PXGB AFVZZFFCEJ BFZH55L8FB AFVZZFFCEJ BFZF55P2E AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFTZZFHCDJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ BFZB55H1F AFSZZFFCEJ AFSZZFFCFJ BFZF55P8E AFVZZFFCEJ BFZD55P8GB AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ BFZD55P8FB AFVZZFFCEJ BFZB55P0F AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ FA6P0K96ER AFVZZFFCEJ BFZF55P8E AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ FAHP08Z48R BFZE12P AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ BFZH55L8F AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ BFZF55P4E AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ BFZD55P5EB BFZB55H0E BFZH55L5F BFZD55P7GB AFVZZFHCEJ AFSZZFHCEJ FAHP0JA8AR BFZB55H9E BFZK03A79B FADP0L31BR AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ BFZB55H3F FA6PORU7ER AFVZZFFCEJ BFLF49P4FB BFZTBAA0DBL BFZTBAA6DBL BFYTA9A9DBL BFZTBAA6DBL BFZTBAAXDBL BFZB55HXFB AFAR23N7FJ AFVZZFFCEJ AFFZZFHA9J AFVZZFFCEJ BFZF54P0E BFZH55J3F BFZD55P6FB AFAR23L4FJ BFZB55P7F BFZD55J9FB AFTZZFFCDJ REM - 8AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ BFZD55P8EB AFVZZFFCEJ BFZB55H9F BFZD55P0FB AFVZZFFCEJ BFZF55P5EB AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFAR23L7EJ FA6P0K96ER AFSZZFFCFJ FA6P0D9XER FMDK4KC3EBA AFAR23L6EJ FA6POD93ER AFAR23L8EJ FA6P0D91DR AFAR23LXEJ FA6P0RUXER AFAR23L5DJ PJN81BPCB FA6P0HT2ER FAFP4WJ3EM AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFAR23L4DJ BFZF55P6E AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ BFZF55P3E AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ BFZD55P6FB AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFAR23LXFJ AFVZZFFCEJ AFAR23L9DJ WF0DXXTAFBTA AFSZZFFCFJ BFZF55P8E AFVZZFFCEJ BFZH54L4F AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ BFZB55H1F FAFDP4WJ6EM AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ AFVZZFFCEJ BFZH55L9F AFAR23L5DJ FAHP0CG1AR AFER13P6BJ AFVZZFFCEJ FA6POD94DR AFVZZFFCEJ APROX. 180 VEÍCULOS DIA 18 DE SETEMBRO DE 2015 (SEXTA-FEIRA) ÀS 9:30 HORAS LOCAL DO LEILÃO: RODOVIA RAPOSO TAVARES, KM 20 - SP. VEÍCULOS DA FROTA DE SERVIÇO E DA DIRETORIA INFS.: TEL.: (11) RONALDO MILAN LEILOEIRO OFICIAL - JUCESP 266 MILAN LEILÕES LEILOEIROS OFICIAIS A Õ S Leilões Rua Clodomiro Amazonas, Vila Olímpia São Paulo - SP Fundador: José SERAFIM Abrantes ANO XXX APOIO: CENOFISCO SEXTA-FEIRA, 18 DE SETEMBRO DE 2015 CONTRATAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS ESTRANGEIROS Quais as regras e documentos obrigatórios para contratação e manutenção de funcionários estrangeiros? Saiba mais acessando a íntegra no site: [www.empresario.com.br/legislacao]. A TRANSFERÊNCIA DE ALGUNS FUNCIONÁRIOS PARA OUTRA EMPRESA DO GRUPO, SEDIADA NA MESMA CIDADE, SENDO ALGUNS MEMBROS DA CIPA, PODE SER REALIZADA? Informamos que não há previsão legal expressa, porém, por se tratar de empregado estável, a transferência poderá ser feita desde que se tenha a concordância do empregado. SALÁRIO FAMÍLIA DURANTE A LICENÇA MATERNIDADE Funcionária tem direito de receber o salário família durante o recebimento da licença maternidade? Saiba mais acessando a íntegra do conteúdo no site: [www.empresario.com.br/legislacao]. PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ADVOCATÍCIOS Advogada que presta serviços para empresa, tem que emitir RPA? Saiba mais acessando: [www.empresario.com.br/legislacao]. A QUANTIDADE DE FUNCIONÁRIOS AFASTADOS DA EMPRESA É CONSIDERADA PARA O CÁLCULO DA COTA DE JOVEM APRENDIZ? Nos termos do art. 429 da CLT e do 5, do art. 1, da IN SIT/MTE 26/2001, além do previsto em legislação, os colaboradores afastados por auxílio-doença ou auxílio-doença acidentário são considerados normalmente para o cálculo da cota de aprendizagem. FUNCIONÁRIO REABILITADO PELA PREVIDÊNCIA Funcionário reabilitado pela previdência tem estabilidade? De quanto tempo? Saiba mais acessando: [www.empresario.com.br/legislacao]. Eficiência Qualidade Confiança DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DOS PERÍODOS FINDOS EM 31/12/2014 E 31/12/2013 ELIANA OSSOWIEKI RAHMILEVITZ - Presidente JORGE CELSO DA SILVA - CT.CRC1SP196805/O-7 RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE APOIO A FAMÍLIA - APAF - CNPJ: / Rua Avanhandava, CEP: Bela Vista - São Paulo - SP RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Srs. Associados e Colaboradores: Submetemos a apreciação de V.Sas. o Balanço Patrimonial e as Demonstrações Contábeis dos exercícios findos em 31 de dezembro de 2014 e 2013 A Diretoria permanece à sua disposição para quaisquer informações que julgarem necessárias. BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E DE 2013 (Valores expressos em reais) ATIVO Notas Circulante Explicativas Caixa 1.604, ,51 Bancos - Recursos Livres , ,59 Bancos - Recursos c/ Restrições , ,38 Caixa e Equivalentes de Caixa 4.a , ,48 Direitos Realiz. a Curto Prazo 4.c Outros Créditos , ,41 Adto. Funcionários , ,40 Adto. a Fornecedores 3.999, ,00 Impostos a Recuperar 2.527,75 - Estoque - Doações ,78 Total do Realizável , ,59 Total do Ativo Circulante 4.c , ,07 Ativo não Circulante - - Imobilizado Bens Tangíveis , ,15 (-) Depreciações e Amortizações 5.b (81.599,54) (62.908,54) Imobilizado Líquido , ,61 Total Ativo não Circulante , ,61 Total do Ativo , ,68 PASSIVO + PL Notas Explicativas Circulante 6. Obrigações Fiscais 6.392, ,83 Obrigações Sociais , ,06 Obrigações Trabalhistas , ,63 Outras Obrigações , ,67 Subvenções a Realizar 4.b ,00 - Total , ,19 Doações para Consumo Doações Recebidas , ,71 (-) Realizações (77.766,37) (48.641,93) Total ,78 Total do Passivo Circulante , ,97 Não Circulante Provisões 6.a ,64 - Total do não Circulante ,64 - Patrimônio Líquido Patrimônio Social Superávit Acumulado , ,79 Superávit/Déficit do Período , ,92 Total do Patrimônio Social , ,71 Total do Passivo , ,68 DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA EM 31/12/2014 E 31/12/2013 MÉTODO INDIRETO (Valores expressos em reais) DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E DE 2013 (Valores expressos em reais) NOTAS EXPLICATIVAS DA ADMINISTRAÇÃO ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013 Notas Receitas Operacionais Explicativas Educação - Recursos com Restrições 8.1 Aconchego I - Secretaria Municipal da Educação - SME , ,11 Aconchego II - Secretaria Municipal da Educação - SME , ,78 Panae / Fnde ,00 - (-) Recursos Aplicados - Aconchego I 8.3 ( ,93) ( ,11) (-) Recursos Aplicados - Aconchego II 8.3 ( ,27) ( ,78) Superávit/Déficit Assistência Social - - Assistência Social - Recursos sem Restrições 8.2 Doações Pessoa Jurídica , ,17 Eventos Sociais , ,80 Contribuintes , ,12 (-) Recursos Aplicados em Assistência Social 8.3 ( ,69) ( ,75) Superávit/Déficit Assistência Social ( ,81) ,34 Superávit/Déficit das Atividades Ordinárias ( ,81) ,34 Outras Despesas Ordinárias Vinculadas Depreciações e Amortizações (18.691,00) (13.851,66) Impostos Taxas e Contribuições (65.236,99) (42.742,88) Serviços Voluntários (57.000,00) (50.000,00) Outras Doações 8.2 (77.766,37) (48.641,93) Superávit/Déficit Outras Rec. e Desp. Ordinárias ( ,36) ( ,47) Receitas (Despesas) Financeiras Receitas Financeiras , ,38 Despesas Financeiras (19.715,61) (15.278,90) Descontos Obtidos 3.842, ,91 Resultado Financeiro Líquido (1.724,48) ,39 Outras Receitas e Despesas Créditos NF. Paulista , ,73 Serviços Voluntários , ,00 Caução Aluguel - (15.000,00) Outras Doações , ,93 Superávit/Déficit Outras Rec/Despesas , ,66 Resultado das Operações Continuadas , ,92 Superávit (Déficit) do Período , ,92 As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis. As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis. Fluxo de Caixa das Atividades Operacionais Superávit do Período , ,92 Ajustes do resultado às disponibilidades geradas Depreciações e amortizações , ,66 Redução do realizável ,00 Superávit Líquido Ajustado , ,58 Variações nos ativos circulantes Contas a receber ( ,24) ( ,41) Adto. a funcionários ,70 (3.670,45) Adto. a fornecedores 2.090, ,94 Impostos a Recuperar (2.527,75) - Estoque - Doações 5.217,78 261,64 Variações nos passivos circulantes Obrigações fiscais 1.564,53 (494,02) Obrigações sociais 8.734, ,46 Obrigações trabalhistas 5.653,36 (19.451,85) Doações para Consumo (5.217,78) (261,64) Subvenções a Realizar ,00 - Outras obrigações (66.633,24) ,96 (1) Caixa líquido das atividades operacionais ( ,87) ,21 Fluxo de caixa das atividades de investimentos Aplicações no ativo imobilizado (11.401,98) ( ,38) (2) Caixa líquido aplicado das atividades de investimentos (11.401,98) ( ,38) Aluguéis a Pagar ,64 - (3) Fluxo de caixa das atividades de financiamentos ,64 - (1+2+3) Aumento (Redução) de caixa e equivalentes de caixa ( ,21) ( ,17) Caixa e equivalentes de caixa no início do exercício , ,65 Caixa e equivalentes de caixa no fim do exercício , ,48 Aumento (Redução) do Caixa e Equivalentes de Caixa ( ,21) ( ,17) As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis. Patrimônio Social Superávit/ Superávit/ Ajustes Déficit do Déficit Acum. Patrimoniais Exercício Total Dezembro de ,35 ( ,31) , ,79 Incorporação do Resultado do Período ao P.S , ,31 ( ,75) - Superávit do Período , ,92 Dezembro de , , ,71 Incorporação do Resultado do Período ao P.S ,92 - ( ,92) - Superávit do Período , ,73 Dezembro de , , ,44 As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis. 1. Objetivos Sociais Constituída em 15 de dezembro de 2004, a Associação Paulista de Apoio a Família - APAF é uma Associação Civil de direito privado, sem fi ns lucrativos de natureza fi lantrópica, a sua duração é por tempo indeterminado. De acordo com o Artigo 2º da Lei /2009, regulamentada pelo Decreto 7.237/2010 e Decreto de 23 de maio de 2014 a Entidade obedece ao Princípio da Universalidade do Atendimento, e tem como missão o desenvolvimento de crianças e adolescentes, sem distinção de raça, cor, profissão, nacionalidade, sexo, credo religioso ou político, promovendo em função delas, também suas famílias e comunidades, justiça social mediante formação e profissionalização, dando a essas pessoas possibilidades de atingir a plena cidadania A APAF, por ser entidade de interesse social, possui os seguintes certificados: Titulo de Utilidade Pública Municipal: Decreto nº /2007; Registro no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente CMDCA nº 1281/07; Registro no Conselho Municipal de Assistência Social - COMAS Nº 1330/2008. Em a Entidade obteve o titulo de Utilidade Pública Federal, classificada como Assistência Social. CEBAS - Registro e Certifi cado - Processos: / , em andamento. Titulo de Utilidade Pública Estadual DO -Lei de Assistência Social/Educacional. A APAF no atendimento aos seus objetivos estatutários presta serviços de forma gratuita, continuada e planejada para os usuários que dela necessitar, sem qualquer discriminação de acordo com a Lei nº de 27 de novembro de Apresentação das demonstrações contábeis. a) Declaração de Conformidade: as demonstrações contábeis da organização para os exercícios fi ndos em 31 de dezembro de 2014 e 31 de dezembro de 2013 estão sendo apresentadas de acordo com as práticas contábeis aplicáveis às entidades sem fi nalidade de lucros, considerando a Norma Brasileira de Contabilidade Técnica Geral, (NBC) TG CTG adoção plena, suas interpretações Técnicas e Comunicados Técnicos, em especial à ITG-2002 (Resolução CFC 1409/2012) que estabelece critérios e procedimentos específicos de avaliação, de registro das transações e variações patrimoniais, de estruturação das demonstrações contábeis, e as informações mínimas a serem divulgadas em notas explicativas das entidades sem fi nalidade de lucros seguindo as práticas contábeis descritas na Nota 4. b) Autorização das demonstrações Contábeis: as demonstrações fi nanceiras inerentes aos exercícios fi ndos em 31 de dezembro de 2014 e 2013 estão sendo apresentadas em Reais (R$) e foram autorizadas pela administração no dia 14 de agosto de c) Formalidade da Escrituração Contábil: a Resolução CFC nº 1.330/11 (NBC ITG 2000). A entidade mantém um sistema de escrituração uniforme dos seus atos e fatos administrativos, por meio de processo eletrônico. Os registros contábeis contem o número de identificação dos lançamentos relacionados ao respectivo documento de origem externa ou interna ou, na sua falta, em elementos que comprovem ou evidenciem fatos e a prática de atos administrativos. As demonstrações contábeis, incluindo as notas explicativas, elaboradas por disposições legais e estatutárias, serão transcritas no Livro Diário da Entidade, e posteriormente registrado no Cartório de Registros de Pessoas Jurídicas. A documentação contábil da Entidade é composta por todos os documentos, livros, papéis, registros e outras peças, que apóiam ou compõem a escrituração contábil. A documentação contábil é hábil, revestida das características intrínsecas ou extrínsecas essenciais, definidas na legislação, na técnica-contábil ou aceitas pelos usos e costumes. A entidade mantem em boa ordem a documentação contábil. d) Estimativas Contábeis: na elaboração das demonstrações contábeis, é necessário utilizar estimativas para contabilizar certos ativos, passivos e outras transações. As demonstrações contábeis da entidade incluem, portanto, estimativas referentes à seleção das vidas úteis do ativo imobilizado e outras similares. Os resultados reais podem apresentar variações em relação às estimativas. 4. Sumário das Principais Práticas: Em consonância com a NBC ITG 2002, os registros contábeis das receitas e despesas são reconhecidas mensalmente respeitando o regime de competência, ou seja, as receitas e despesas são reconhecidas no resultado no período em que elas ocorrem, simultaneamente quando se relacionarem, independente do efetivo recebimento ou pagamento. a) Caixa e equivalentes de caixa: As aplicações a curto prazo que possuem liquidez imediata e vencimento original em até 90 dias são consideradas como caixa e equivalentes. Os demais investimentos, com vencimento superiores a 90 dias, são reconhecidos a valor justo e registrados em investimentos a curto prazo. (b) Subvenções: São provenientes de convênios firmados com a Secretaria Municipal da Educação - SME, e tem como objetivo principal operacionalizar projetos e atividades pré-determinadas. Periodicamente, a Entidade presta conta de todo o fl uxo fi nanceiro e operacional aos órgãos competentes, ficando também toda documentação a disposição para qualquer fiscalização. A Entidade para a contabilização de suas subvenções governamentais, atendeu o que estabelece a Resolução nº do Conselho Federal de Contabilidade - CFC que aprovou a NBCT TG 07, Subvenções e Assistência Governamentais e a Resolução CFC 1409/2012 que aprovou a ITG (c) Prazos: Os ativos realizáveis e os passivos exigíveis até o encerramento do exercício seguinte são classificados como circulante. Ativo Não Circulante. 5. Imobilizado: (a) O imobilizado está registrado pelo custo de aquisição, formação ou construção, deduzido da depreciação e perda por redução ao valor recuperável acumuladas, quando aplicável. (b) A depreciação é reconhecida com base na vida útil estimada de cada ativo pelo método linear. A vida útil estimada, os valores residuais e os métodos de depreciação são revisados anualmente e os efeitos de quaisquer mudanças nas estimativas são contabilizados prospectivamente. Depreciação Imobilizado Imobilizado Taxa % Custo Acumulada Líquido Líquido Instalações 10% ,00 (2.909,69) 9.916, ,53 Máquinas e Equiptos. 10% ,51 (4.755,92) , ,65 Móveis e Utensílios 10% ,17 (43.835,49) , ,27 Computadores 20% ,45 (28.794,28) , ,48 Terrenos , , ,000 Brinquedos Pedag. 10% ,00 (1.304,16) , ,68 Total ,13 (81.599,54) , ,61 6. Passivo Circulante: São demonstrados pelos valores conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos encargos incorridos até a data do balanço. As provisões são reconhecidas quando a Entidade tem uma obrigação presente, legal ou não formalizada, como resultado de eventos passados e é provável que uma saída de recursos seja necessária para liquidar a obrigação e uma estimativa confi ável do valor possa ser feita. (a) Contingências A Resolução de 24 de julho de 2009 aprovou a NBC 19.7, Provisões, Passivos contingentes e Ativos contingentes em consonância com os pronunciamentos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis. A entidade constituiu provisões decorrente do curso normal das operações, envolvendo substancialmente aluguéis da unidade Iluminar suspenso de pagamento temporariamente. 7. Patrimônio social: Conforme estabelecido no Estatuto Social da Entidade, o patrimônio social, receitas, recursos e eventual superávit operacional da associação serão aplicados integralmente no país, na manutenção e desenvolvimento dos objetivos institucionais. 7.1 Apuração do superávit (déficit) do período: De acordo com o item 15 ITG-2012 Resolução CFC 1409/2012, o valor do superávit ou déficit deve ser incorporado ao Patrimônio Social. O superávit, ou parte de que tenha restrição para aplicação, deve ser reconhecido em conta específica do Patrimônio Líquido. 8. Doações: Para manutenção de seus objetivos a entidade recebeu no decorrer do período as seguintes contribuições e subvenções Recursos Recebidos 31 de Dezembro de de Dezembro de 2013 Assistência Educacional , ,89 Assistência Social , , As doações e contribuições espontâneas são registradas quando recebidas, sendo que quando destinadas ao custeio são contabilizadas como receitas, Ano Doações de Pessoas Jurídicas , ,80 Doações de Pessoas Físicas , ,12 Mercadorias , ,71 Doações compra terreno ,00 Aproveitamos a oportunidade para agradecer a todos que colaboraram com as mais diversas doações e nos ajudaram a alcançar nossos objetivos no exercício findo Assistência Social/Educacional - Aplicação dos Recursos: As aplicações dos recursos em Gratuidades atenderam o que preceitua a Constituição Federal no Art. 195, I e 7º, que concede a isenção da Contribuição Social (INSS) às entidades beneficentes de assistência social que atendem as exigências estabelecidas no Art. 29 da Lei /2009. De acordo com a letra m do item 28 Resolução CFC 1.409/2012- ITG 2002, os atendimentos com recursos próprios e demais atendimentos, estão segregados no quadro abaixo. Ano de 2014 Ano de 2013 Atendimentos Recursos Próprios , ,75 Demais Atendimentos , ,89 - Demonstração do cumprimento da aplicação e atendimentos sociais: Nas aplicações, em gratuidades por meio dos Programas de Assistência Social foram observados os preceitos da Lei nº 8.742, de 7 de dezembro de 1993, alterada pela Lei Nº , de 6 de julho de 2011 em consonância Resolução nº 109, de 11 de novembro de 2009 que aprovou a Tipificação Nacional de Serviços Sócio Assistenciais. Dentro desses parâmetros os programas instituídos estão caracterizados como segue: Projetos Desenvolvidos. Iluminar: Atendimento à mulher - O Espaço Iluminar oferece Promoção Social e Capacitação Profissional nas áreas de Hospitalidade e Lavanderia (garçonete, auxiliar de cozinha, camareira e auxiliar de lavanderia), Projeto Maria Bonita (assistente de cabeleireiro e manicure e pedicure) e Oficina de costura. Oferece, também, encaminhamento ao mercado de trabalho após a capacitação. As principais atividades da promoção social estão relacionadas a atendimento a alunas, ex-alunas e mães da CEI Aconchego I e II para orientações, triagens e encaminhamentos para outras organizações e serviços da rede pública. Projeto Hospitalidade Capacitação Profissional - Curso de Hospitalidade e Lavanderia: O curso contribui para a inserção profissional de mulheres através de sua capacitação como camareiras, auxiliares de limpeza, garçonetes e/ou copeiras, auxiliares de cozinha e auxiliares de lavanderia. As mulheres são socialmente desfavorecidas, moradoras da cidade de São Paulo, com idade entre 18 e aproximadamente 50 anos. Objetiva promover o desenvolvimento humano, através da transformação das participantes em protagonistas de suas próprias vidas durante o processo de capacitação para o mercado de trabalho, através do estabelecimento ou fortalecimento do vínculo das mulheres com a APAF, promoção de processos reflexivos, de escolha, auto-percepção e auto-estima e compreensão das relações do mundo do trabalho. Projeto Maria Bonita- Capacitação profissional para geração de renda na área de beleza: O projeto Maria Bonita abrange cursos na área de beleza, segmento hoje em crescente na cidade de São Paulo com grande demanda para o mercado de trabalho. A proposta da APAF é oferecer as mulheres socialmente desfavorecidas, moradoras da cidade de São Paulo, com idade entre 18 e 50 anos, aulas em parceria com o projeto Tesourinha para curso de capacitação profissional na área de assistente de cabeleireiro e aulas de capacitação profissional em parceria com o Senac-SP na área de manicure e pedicure. Os cursos objetivam o apoderamento das mulheres, possibilitando a elas um conhecimento que as transforme nas protagonistas de suas próprias vidas. Oficinas de Costura- Curso de corte e costura: O curso de corte e costura capacita mulheres com o objetivo de transformar a atividade amadora e pouco rentável em uma importante fonte de renda para que com esse ganho essas mulheres possam sustentar suas famílias. A APAF oferece às mulheres beneficiárias um curso de aperfeiçoamento da técnica, objetivando também nesse processo a organização econômica de cada uma delas. O curso também orienta o processo de criação e o desenvolvimento de produtos diferenciados com design, acabamento cuidadoso e detalhes primorosos. Projetos Desenvolvidos na esfera Educacional: Creche Aconchego: Atende crianças de zero a três anos e onze meses. Após a idade limite as crianças são encaminhadas para uma EMEI (Escola Municipal de Ensino Infantil) da região. Projeto pedagógico: O trabalho é diário. A creche se renova a partir das experiências vividas, das atividades realizadas, do trabalho e da dedicação das pessoas envolvidas na rotina das crianças.são as condições humanas, culturais, sociais e econômicas que contribuem para o desenvolvimento dos nossos assistidos As diferentes formas de linguagem: verbal, corporal, plástica e musical e todas as formas de comunicação e expressão são fundamentais para que as crianças possam se integrar à sociedade. As atividades diárias possibilitam o desenvolvimento da fala, do corpo, das artes, da música, da dança, da leitura e da escrita. Para desenvolver esse trabalho com mais eficiência e abrangência há uma rede de atendimento envolvida, tanto de organizações governamentais como não governamentais. Essa rede é articulada e integrada para atender às necessidades da população, nas áreas de Saúde, Educação Cultura, Lazer, Esporte, Meio Ambiente e Assistência Social. Diretrizes metodológicas: A creche tem como pilares os objetivos estabelecidos pela LDB, estatuto da Criança e Adolescente e Referencial Curricular Nacional de Educação Infantil. 9. Gratuidades: A APAF- Associação Paulista de Apoio à Família no decorrer do ano contou com o apoio de 115 voluntários, cujos serviços prestados nas creches nas áreas de corte de cabelo, nutrição, palestras, auxílio em sala e alimentação bebês, e no Espaço Iluminar nas áreas de compras e vendas, financeiro, administrativo, jurídico, planejamento, comunicação, palestras educativas, captação de recursos, corte de cabelo, massagem e maquiagem, arrumação de estoque, digitação de cupons fiscais proporcionaram a redução de R$ ,00 (cinqüenta e sete mil reais). Conforme estabelecido no item 19 ITG-2002, os custos da prestação de serviços foram reconhecidos pelo valor justo, como se tivesse ocorrido o desembolso financeiro. 10. Instrumentos financeiros: (a) Identificação e valorização dos instrumentos financeiros: A Entidade avaliou seus ativos e passivos em relação aos valores de mercado, por meio de informações disponíveis e metodologias de avaliação estabelecidas pela administração. Os principais instrumentos financeiros ativos e passivos da Entidade em 31 de dezembro de 2014 e de 2013 estão descritos a seguir, bem como os critérios para sua avaliação: (b) Caixa e equivalentes de caixa, outros ativos circulantes e contas a pagar: Os valores contabilizados aproximam-se dos de realização, as aplicações financeiras que apresentam liquidez imediata e que possuem resgates rotineiros em conformidade com as necessidades de caixa são classificadas como caixa e equivalentes de caixa. Caixa 1.604, ,51 Bancos - Recursos livres , ,59 Bancos c/ restrições , ,48 Total do Caixa e equivalentes , ,48 c. Derivativos: Em 31 de dezembro de 2014 e de 2013, a Entidade não possuía operações envolvendo instrumentos financeiros derivativos. 11. Cobertura de seguros: De acordo com a administração, em 31 de dezembro de 2014, não havia seguros contratados para cobrir eventuais sinistros. 12. Os recursos da entidade foram aplicados em suas finalidades institucionais, em conformidade com seu Estatuto Social, demonstrados pelas suas Despesas e Investimentos Patrimoniais. São Paulo São Paulo, 08 de Junho de Aos Administradores e Integrantes do Quadro Social da Associação Paulista de Apoio a Família - APAF - São Paulo SP 1. Examinamos as demonstrações contábeis da Associação Paulista de Apoio a Família - APAF, que compreendem o balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2014 e as respectivas demonstrações de superávit, das mutações do patrimônio social e do fl uxo de caixa, para o exercício fi ndo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. 2. Responsabilidade da Administração sobre as demonstrações contábeis: A Administração da Entidade é responsável pela elaboração e adequada apresentação das demonstrações contábeis, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações contábeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. 3. Responsabilidade dos auditores independentes: Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações contábeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações contábeis, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação das demonstrações contábeis da Entidade para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para fins de expressar uma opinião sobre a eficácia desses controles internos da Entidade. Uma auditoria inclui também a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião. 4. Opinião sobre as Demonstrações Contábeis: Em nossa opinião, as Demonstrações Contábeis acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Associação Paulista de Apoio a Família APAF, em 31 de dezembro de 2014, o Resultado de suas operações, a Mutação do Patrimônio Social e do Fluxo de Caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. 5. Outros assuntos: As Demonstrações Contábeis, referentes ao exercício ao exercício findo em 31 de dezembro de 2013 apresentadas para fins comparação, foram anteriormente por nós auditadas, de acordo com as normas de auditoria vigentes, onde emitimos opinião sem ressalvas. Dionísio Ferreira Moreira Filho JDM AUDITORES INDEPENDENTES S.S Contador CRC 1SP /O-3 CRC SP CVM nº Sócio Responsável 1ª Vara de Registros Públicos da Capital. EDITAL DE NOTIFICAÇÃO PRAZO DE 20 DIAS, expedido nos autos do Procedimento Ordinário, Processo nº CP-351 O(A) MM. Juiz(a) de Direito da 1ª Vara de Registros Públicos, do Foro Central Cível, Estado de São Paulo, Dr(a). Tania Mara Ahualli, na forma da Lei, etc. FAZ SABER a Maria de Lourdes dos Santos Andrade e s/m José Teles de Andrade, Terezinha Gomes Giacomazzi, Viviana Coqueti, e seus cônjuges, se forem casadas, herdeiros ou sucessores, que Alis Negócio e Participações Ltda ajuizou Procedimento Ordinário visando cancelamento da retificação da transcrição nº /14º RI. Estando em termos, expede-se o presente edital para notificação dos supramencionados para, no prazo de 15 (quinze) dias, a fluir após o prazo de 20 dias supra, impugnem o feito, sob pena de presumirem-se aceitos como verdadeiros os fatos articulados pela requerente. Será o presente edital, por extrato, afixado e publicado na forma da lei. NADA MAIS. JANDAIA COMÉRCIO DE COMBUSTÍVEIS LTDA. torna público que recebeu da CETESB a Licença de Operação nº , válida até 16/09/2.020 para Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes para Veículos, sito à Rua General Carneiro, nº 865. Centro. Brodowski/SP. CARREFOUR COMÉRCIO E INDÚSTRIA LTDA. torna público que requereu na CETESB a Licença Prévia e de Instalação (Ampliação) para, Comércio Varejista de Combustíveis, sito à Avenida Pedro Américo, nº 23. Humaitá. Santo André/SP. GRAN VALLE GRANITOS LTDA ME. torna público que requereu na Prefeitura do Município de Valinhos a Renovação da Licença de Operação para Aparelhamento de Placas e Execução de Trabalhos em Mármore, Granito, Ardósia e outras pedras, sito à Rodovia Municipal dos Andradas, Santa Escolástica. Valinhos/SP. AUTO POSTO PARAGUASSÚ PAULISTA LTDA. torna público que recebeu da CETESB a Renovação da Licença de Operação nº , válida até 15/09/2.020, p/ Com. Varejista de Combustíveis e Lubrificantes p/ Veículos, sito à Avenida Paraguassú Paulista, nº 35. Cid. Patriarca. São Paulo/SP. ABB LTDA. torna público que requereu na CETESB a Licença Prévia e de Instalação (Ampliação Industrial) para Fabricação de Motores Elétricos n.e., sito à Rodovia Senador José Ermirio de Moraes. SP 75. s/nº. Km 11. Gleba A3. Aparecidinha. Sorocaba/SP. TACTO BIOTECNOLOGIA E AGROPECUÁRIA LTDA. torna público que recebeu da CETESB / Guarulhos a Licença de Operação N válida até 16/09/2017, para Fabricação de Adubos e fertilizantes fosfatados; sito à Avenida Adília B. Neves, 3350 Galpão Frente - do Portão Arujá/SP. AUPAT INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE COLCHÕES LTDA. torna público que solicitou á CETESB / Guarulhos a Renovação da Licença de Operação para Fabricação de blocos de espuma de plástico expandido (poliuretano, poliestireno e outros), sito a Rua Cachoeira de Goiás, 55 Jd. Triunfo - Guarulhos/SP. Antelecom Ind. e Com. de Antenas Ltda - EPP torna público que requereu à Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, a Renovação da Licença de Operação, para fabricação de antenas de televisão, inclusive parabólicas, à R. Moisés Valério Franco, 112, Jd. Marabá, SP. SERVIÇOS AUTOMOTIVOS TVR LTDA, torna público que requereu na CETESB a Licença de Operação para Posto de combustível. À Av. Afonso Lopes De Baião, 900, Vila Carolina, São Paulo, SP. AUTO POSTO DOM PEDRO LTDA. torna público que recebeu da CETESB a Renovação da Licença de Operação N , válida até 15/09/2020, para Posto de abastecimento de veículos à RUA DO MANIFESTO, 2795, IPIRANGA, SÃO PAULO. HARRIS SOLDAS ESPECIAIS S.A. Torna publico que solicitou junto a CETESB a Licença Prévia e Instalação p/ produção de arames e fios de metais não-ferrosos, localizada à Av. Rosa Kasinski, 525 Capuava - Mauá - Cep: ALPEX ALUMINÍO S/A, torna publico que requereu na CETESB a Renovação da Licença de Operação, para Metalúrgia do Alumínio e Suas Ligas, sito à Rua Guamiranga, nº 1396, Vila Independência, CEP , São Paulo/SP. A presidente Dilma Rousseff reconduziu ao cargo o procuradorgeral da República, Rodrigo Janot. O procurador-geral da República (PGR), Rodrigo Janot, foi reconduzido ontem (17) ao cargo pela presidente Dilma Rousseff para mais dois anos de mandato. Em cerimônia no Palácio do Planalto, Janot reafirmou o compromisso de atuação por um Ministério Público forte e autônomo. A existência de um Ministério Público forte e autônomo é fundamental para o direito de todas instituições, disse, após citar como marca de sua primeira gestão o diálogo aberto com as demais instituições. Durante a cerimônia, Dilma defendeu a democracia como o limite da atuação de qualquer autoridade no país e disse que os ilícitos devem ser punidos, mas com respeito ao princípio do contraditório e da ampla defesa. Queremos um país em que os políticos obtenham o poder por meio de votos e aceitem o veredito das urnas; em que os governantes se comportem segundo as atribuições, sem ceder a excessos; em que os juízes julguem com liberdade, sem pressões de qualquer natureza e desligados de paixões político-partidárias, jamais transigindo com a presunção da inocência de quaisquer cidadãos. A presidenta lembrou dos esforços que seu governo tem feito para aprimorar a lei. Disse ainda que seu governo tem o compromisso de não compactuar com malfeitos. Nunca se combateu a corrupção tão severamente. (...) Nunca usamos poder governamental direta ou indiretamente para bloquear para obstaculizar investigações que, nos termos da nossa legislação, devem ser realizadas como firmeza e todas as garantias pelas autoridades competentes (ABr). Janot defende Ministério Público forte e autônomo José Cruz/ABr

Análise Semanal. Edição nº 23 10/07/15 CONJUNTURA ECONÔMICA. Mais um plano

Análise Semanal. Edição nº 23 10/07/15 CONJUNTURA ECONÔMICA. Mais um plano Mais um plano CONJUNTURA ECONÔMICA A chave da agenda positiva tão perseguida pelo governo federal em tempos de crise política e volta da inflação parece ser a preservação dos empregos. Na última terça-feira

Leia mais

1 Informações diversas Câmara aprova ampliação de parcelamento do Refis da crise O plenário da Câmara aprovou na noite desta quarta-feira (21) a medida provisória que amplia o parcelamento de débitos tributários,

Leia mais

Saiba o que vai mudar no seu bolso com as novas medidas econômicas do governo

Saiba o que vai mudar no seu bolso com as novas medidas econômicas do governo Cliente: Trade Energy Veículo: Portal R7 Assunto: Saiba o que vai mudar no seu bolso com as novas medidas Data: 21/01/2015 http://noticias.r7.com/economia/saiba-o-que-vai-mudar-no-seu-bolso-com-as-novas-medidaseconomicas-do-governo-21012015

Leia mais

PARA ENTENDER O PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO EMPREGO

PARA ENTENDER O PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO EMPREGO PARA ENTENDER O PROGRAMA DE PROTEÇÃO AO EMPREGO 2 CSB - Central dos Sindicatos Brasileiros CUT - Central Única dos Trabalhadores Força Sindical NCST - Nova Central Sindical de Trabalhadores UGT - União

Leia mais

Pela revogação das Medidas Provisórias 664 e 665

Pela revogação das Medidas Provisórias 664 e 665 Boletim Econômico Edição nº 56 fevereiro de 2015 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Pela revogação das Medidas Provisórias 664 e 665 As duas medidas visam economizar R$ 18 bilhões

Leia mais

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO A CUT e as centrais sindicais negociaram com o governo

Leia mais

Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais

Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais Fonte: O Globo Data: 16/09/2015 Seção: Economia Versão: Impresso (página 25) e Online Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais Retomada de cobrança

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 18.09.2015

C L I P P I N G DATA: 18.09.2015 C L I P P I N G DATA: 18.09.2015 Setor de serviços cresceu 2,1% em julho, menor taxa da série para o mês Alta acumulada em 12 meses também é a menor da série histórica do IBGE. Rondônia teve maior alta,

Leia mais

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ É bom saber... LEI Nº 12.618, DE 30 DE ABRIL DE 2012. Institui o regime de previdência complementar para os servidores públicos federais titulares de

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 409, DE 2015 (Do Sr. Luis Carlos Heinze)

PROJETO DE LEI N.º 409, DE 2015 (Do Sr. Luis Carlos Heinze) *C0051416A* C0051416A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 409, DE 2015 (Do Sr. Luis Carlos Heinze) Institui isenção da contribuição para o PIS/PASEP, COFINS e CIDE- Combustíveis incidente sobre o óleo

Leia mais

ATUALIDADES. Top Atualidades Semanal DESTAQUE PROFESSOR MARCOS JOSÉ SEMANA 21 A 27 DE ABRIL SEMANA 21 A 27 DE ABRIL. Material: Raquel Basilone

ATUALIDADES. Top Atualidades Semanal DESTAQUE PROFESSOR MARCOS JOSÉ SEMANA 21 A 27 DE ABRIL SEMANA 21 A 27 DE ABRIL. Material: Raquel Basilone Europa decide agir após tragédias no mar Redução de tropas da ONU no Haiti pré-eleições preocupa brasileiros ATUALIDADES PROFESSOR MARCOS JOSÉ Material: Raquel Basilone Dilma sanciona Orçamento com R$

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Setembro 2011 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

Defesa dos Serviços e Trabalhadores Públicos Brasileiros e o. Não Pagamento da Dívida Pública

Defesa dos Serviços e Trabalhadores Públicos Brasileiros e o. Não Pagamento da Dívida Pública Defesa dos Serviços e Trabalhadores Públicos Brasileiros e o Não Pagamento da Dívida Pública O endividamento público vem pautando a vida do povo brasileiro sob diversas formas, especialmente a partir da

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Informativo CÂMARA DOS DEPUTADOS PEC 565/2006 INTERPRETAÇÕES DO SUBSTITUTIVO APROVADO DO ORÇAMENTO IMPOSITIVO Ricardo Alberto Volpe Hélio Martins Tollini AGOSTO/2013 Endereço na Internet: http://www2.camara.gov.br/atividadelegislativa/orcamentobrasil/

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Julho 2012 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

As perspectivas do mercado para os hospitais

As perspectivas do mercado para os hospitais As perspectivas do mercado para os hospitais Yussif Ali Mere Jr Presidente da Federação e do Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo (FEHOESP e SINDHOSP) 1. CONTEXTO 2.

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Agosto 2013 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L S E T E M B R O D E 2 0 0 6

S I N O P S E S I N D I C A L S E T E M B R O D E 2 0 0 6 S I N O P S E S I N D I C A L S E T E M B R O D E 2 0 0 6 ALIMENTAÇÃO. Com data-base em 1º de setembro, o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação (Setor de Derivados de Milho e Soja), representando

Leia mais

ASSESSORIA DE IMPRENSA

ASSESSORIA DE IMPRENSA ASSESSORIA DE IMPRENSA Claudio Licciardi Celular: (11) 9.8258-0444 E-mail: prscc@dglnet.com.br JULHO DE 2015 VENDAS DE COTAS DE IMÓVEIS CRESCEM 40% E SISTEMA ULTRAPASSA UM MILHÃO DE ADESÕES NO PRIMEIRO

Leia mais

Cenário financeiro dos Municípios brasileiros em final de mandato

Cenário financeiro dos Municípios brasileiros em final de mandato 1 Cenário financeiro dos Municípios brasileiros em final de mandato Estudos Técnicos CNM Introdução Em decorrência da surpresa dos dirigentes municipais com a atual dificuldade financeira vivida pelos

Leia mais

CARTILHA DE ORIENTAÇÃO SOBRE A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL

CARTILHA DE ORIENTAÇÃO SOBRE A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO CARTILHA DE ORIENTAÇÃO SOBRE A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL 1. O que é a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)? A Lei de Responsabilidade Fiscal é um código

Leia mais

O câmbio real e a realidade do câmbio.

O câmbio real e a realidade do câmbio. SUMÁRIO EXECUTIVO. Um cálculo de câmbio real; Risco de downgrade é real, mas não por conta déficit; Exposição Cambial aumentou significamente; Compromissadas evidenciam fragilidade. O câmbio real e a realidade

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 26.01.2015

C L I P P I N G DATA: 26.01.2015 C L I P P I N G DATA: 26.01.2015 DESTQUE: Reportagem distribuída na sexta-feira, 23 de janeiro, logo que foi fechado o acordo coletivo de trabalho dos serviços terceirizados no GDF, com repercussão na

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 01.06.2015

C L I P P I N G DATA: 01.06.2015 C L I P P I N G DATA: 01.06.2015 Dívidas de Agnelo serão pagas pela ordem cronológica Para atender à lei, governo reformula cronograma para quitar débitos com mais de 900 fornecedores. Um questionamento

Leia mais

Relatório Econômico Mensal Agosto de 2015. Turim Family Office & Investment Management

Relatório Econômico Mensal Agosto de 2015. Turim Family Office & Investment Management Relatório Econômico Mensal Agosto de 2015 Turim Family Office & Investment Management ESTADOS UNIDOS TÓPICOS ECONOMIA GLOBAL Economia Global: EUA: PIB e Juros... Pág.3 Europa: Recuperação e Grécia... Pág.4

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 81 O Ajuste Fiscal e as ONGs 08 de maio de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura

Leia mais

PANORAMA NOVEMBRO / 2014

PANORAMA NOVEMBRO / 2014 PANORAMA NOVEMBRO / 2014 O mês de novembro foi pautado pelas expectativas em torno da formação da equipe econômica do governo central brasileiro. Muito se especulou em torno dos nomes que ocuparão as principais

Leia mais

Inovar-Auto: novas perspectivas para a indústria automotiva nacional?

Inovar-Auto: novas perspectivas para a indústria automotiva nacional? Inovar-Auto: novas perspectivas para a indústria automotiva nacional? Com a participação ativa dos Metalúrgicos da CNM/CUT, em 3 de outubro de 2012 o Governo Federal publicou o decreto 7.819/2012 1 que

Leia mais

Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015. Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015

Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015. Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015 Os fatos atropelam os prognósticos. O difícil ano de 2015 Reunião CIC FIEMG Econ. Ieda Vasconcelos Fevereiro/2015 O cenário econômico nacional em 2014 A inflação foi superior ao centro da meta pelo quinto

Leia mais

PESQUISA DE JUROS. As taxas de juros das operações de crédito apresentaram em agosto/2014 comportamentos distintos.

PESQUISA DE JUROS. As taxas de juros das operações de crédito apresentaram em agosto/2014 comportamentos distintos. PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito apresentaram em agosto/2014 comportamentos distintos. Na pessoa física as taxas de juros tiveram uma pequena elevação sendo esta a décima quinta

Leia mais

MANTEGA ANUNCIA REDUÇÃO DE ICMS INTERESTADUAL

MANTEGA ANUNCIA REDUÇÃO DE ICMS INTERESTADUAL MANTEGA ANUNCIA REDUÇÃO DE ICMS INTERESTADUAL A unificação das alíquotas do ICMS para acabar com a guerra fiscal será gradual e levará oito anos, anunciou nesta quarta-feira (7/11) o ministro da Fazenda,

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 16.12.2015

C L I P P I N G DATA: 16.12.2015 C L I P P I N G DATA: 16.12.2015 Terceirização faz parte de estratégia de negócios das empresas A terceirização é uma realidade mundial e o Brasil não foge à regra. Ela está presente no processo de fabricação

Leia mais

www.anefac.com.br Rua 7 de abril. 125 - conj. 405 - CEP 01043-000 República - São Paulo-SP - Telefone: 11 2808-320 PESQUISA DE JUROS

www.anefac.com.br Rua 7 de abril. 125 - conj. 405 - CEP 01043-000 República - São Paulo-SP - Telefone: 11 2808-320 PESQUISA DE JUROS PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em maio/2014, sendo esta a décima segunda elevação seguida, quinta elevação no ano. Estas elevações podem ser atribuídas

Leia mais

PRINCIPAIS DIFICULDADES PARA A APLICAÇÃO DO SPED CONTÁBIL E FISCAL 1

PRINCIPAIS DIFICULDADES PARA A APLICAÇÃO DO SPED CONTÁBIL E FISCAL 1 PRINCIPAIS DIFICULDADES PARA A APLICAÇÃO DO SPED CONTÁBIL E FISCAL 1 FERNANDES, Alexandre Roberto Villanova 2 ; KIRINUS, Josiane Boeira 3 1 Trabalho de Pesquisa _URCAMP 2 Curso de Ciências Contábeis da

Leia mais

Sped altera realidade fiscal e contábil das empresas

Sped altera realidade fiscal e contábil das empresas Sped altera realidade fiscal e contábil das empresas O governo brasileiro, por meio da Receita Federal do Brasil (RFB), está implantando mais um avanço na informatização da relação entre o fisco e os contribuintes.

Leia mais

Enfrentar a crise climática vai ajudar a resolver a crise financeira a perspectiva do Greenpeace

Enfrentar a crise climática vai ajudar a resolver a crise financeira a perspectiva do Greenpeace Enfrentar a crise climática vai ajudar a resolver a crise financeira a perspectiva do Greenpeace Manaus Av. Joaquim Nabuco, 2367, Centro CEP: 69020-031 Tel.: +55 92 4009-8000 Fax: +55 92 4009-8004 São

Leia mais

O cenário econômico atual e a Construção Civil Desafios e perspectivas

O cenário econômico atual e a Construção Civil Desafios e perspectivas O cenário econômico atual e a Construção Civil Desafios e perspectivas 1 O conturbado cenário nacional Economia em recessão: queda quase generalizada do PIB no 2º trimestre de 2015, com expectativa de

Leia mais

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento

Relatório Semanal de Estratégia de Investimento 12 de janeiro de 2015 Relatório Semanal de Estratégia de Investimento Destaques da Semana Economia internacional: Deflação na Europa reforça crença no QE (22/11); Pacote de U$1 trilhão em infraestrutura

Leia mais

2ª Etapa 2009 a 2011. EI - Empreendedor Individual Profissionalizar para prosperar. Aqui, todos ganham!

2ª Etapa 2009 a 2011. EI - Empreendedor Individual Profissionalizar para prosperar. Aqui, todos ganham! 2ª Etapa 2009 a 2011 EI - Empreendedor Individual Profissionalizar para prosperar. Aqui, todos ganham! Benefícios para o Setor de Agenciamento de Viagens Com a Lei Complementar 128/08 - que alterou o Estatuto

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Julho 2013 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO - PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS- GRADUADOS

Leia mais

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 1 Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 Entrevistador- Como o senhor vê a economia mundial e qual o posicionamento do Brasil, após quase um ano da quebra do

Leia mais

enado restringe acesso a abono salarial e seguro-desemprego - 26/05/...

enado restringe acesso a abono salarial e seguro-desemprego - 26/05/... Senado restringe acesso a abono salarial e seguro-desemprego SOFIA FERNANDES EDUARDO CUCOLO VALDO CRUZ DE BRASÍLIA 26/05/2015 21h15 O Senado aprovou nesta terça (26) a medida provisória 665, que restringe

Leia mais

CARTILHA DO ORÇAMENTO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS

CARTILHA DO ORÇAMENTO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS CARTILHA DO ORÇAMENTO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Sumário - Apresentação... 3 -As três leis básicas... 3 - Como é elaborado o orçamento da União?... 3 Prazos... 4 Esferas... 4 - Quem é responsável pela elaboração

Leia mais

Fiec entra na Justiça contra norma fiscal sobre importados

Fiec entra na Justiça contra norma fiscal sobre importados Fonte: Dr. Richard Dotoli (sócio do setor tributário na SCA Rio de Janeiro) MEDIDA DO CONFAZ Fiec entra na Justiça contra norma fiscal sobre importados 01.05.2013 A ação requer que indústrias importadoras

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 11 Pronunciamento sobre a questão

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Junho 2012 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica Outubro 2008

Boletim de Conjuntura Econômica Outubro 2008 Boletim de Conjuntura Econômica Outubro 008 PIB avança e cresce 6% Avanço do PIB no segundo trimestre foi o maior desde 00 A economia brasileira cresceu mais que o esperado no segundo trimestre, impulsionada

Leia mais

Assista à cobertura do 2º dia de greve.

Assista à cobertura do 2º dia de greve. 1 de 5 12/01/2015 09:31 ISTOÉ - Independente Imprimir Brasil Edição: 2354 09.Jan.15-20:00 Atualizado em 12.Jan.15-09:31 Linha de frente Por trás da greve na Volkswagen esconde-se a primeira batalha entre

Leia mais

Carta Mensal Abr/Mai de 2013 nº 175

Carta Mensal Abr/Mai de 2013 nº 175 Carta Mensal Abr/Mai de 2013 nº 175 Destaques do mês - Preocupado com a inflação, mas também com as incertezas do cenário internacional, Copom inicia ciclo de aperto monetário com elevação de apenas 0,25%

Leia mais

Taxas de juros das operações de crédito têm terceira elevação no ano, constata ANEFAC

Taxas de juros das operações de crédito têm terceira elevação no ano, constata ANEFAC Taxas de juros das operações de crédito têm terceira elevação no ano, constata ANEFAC Todas as linhas de crédito para pessoas jurídicas subiram. Para pessoas físicas, houve aumento nos juros do comércio,

Leia mais

Análise Semanal. Edição nº 32 11/09/15 NESTA EDIÇÃO

Análise Semanal. Edição nº 32 11/09/15 NESTA EDIÇÃO NESTA EDIÇÃO CONJUNTURA ECONÔMICA Adeus, investment grade 2 Cortes, afinal? 3 Ata docopom 4 Indicadores 4 Visões da crise: Dilma 5 Visões da crise: Lula 5 Expectativas Focus 6 CENÁRIO POLÍTICO Impeachment,

Leia mais

COMPRA. certa. Treinamento para o profissional de compras. Tributação e seus impactos na rentabilidade. www.contento.com.br

COMPRA. certa. Treinamento para o profissional de compras. Tributação e seus impactos na rentabilidade. www.contento.com.br COMPRA certa Treinamento para o profissional de compras www.contento.com.br 503117 Tributação e seus impactos na rentabilidade editorial Calculando a rentabilidade Gerir uma farmácia requer conhecimentos

Leia mais

Sede Sebrae Nacional

Sede Sebrae Nacional Sede Sebrae Nacional Somos o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa, uma entidade privada sem fins lucrativos, e a nossa missão é promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS - DMU DESTINAÇÃO DA RECEITA PÚBLICA - APLICÁVEL PARA O EXERCÍCIO DE 2012 CODIFICAÇÃO UTILIZADA PARA CONTROLE DAS

Leia mais

ConstruBusiness - Rumo a 2022

ConstruBusiness - Rumo a 2022 ConstruBusiness - Rumo a 2022 EXPRESS ANO 1/12 Nº44 DEZ/12 CONSTRUBUSINESS 2012 10º CONGRESSO BRASILEIRO DA CONSTRUÇÃO Em sua 10ª edição, o Construbusiness elaborou o programa Compete Brasil, com soluções

Leia mais

Programa de Proteção ao Emprego PPE. Definição de regimento, critérios de adesão e funcionamento

Programa de Proteção ao Emprego PPE. Definição de regimento, critérios de adesão e funcionamento Programa de Proteção ao Emprego PPE Definição de regimento, critérios de adesão e funcionamento Kurzarbeit curto tempo de trabalho O Kurzarbeit é antigo na Alemanha. Ele fez a sua primeira aparição antes

Leia mais

José Carlos de Oliveira Lima recebe homenagem especial da Fundação Vanzolini por sua atuação em prol da construção sustentável

José Carlos de Oliveira Lima recebe homenagem especial da Fundação Vanzolini por sua atuação em prol da construção sustentável José Carlos de Oliveira Lima recebe homenagem especial da Fundação Vanzolini por sua atuação em prol da construção sustentável Placa de reconhecimento foi entregue ao engenheiro durante a Conferência Aqua,

Leia mais

PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS

PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS Data: 14/11/2014 Local: Sede da Fenasps Estados presentes: MG- SP- PR- RS- ES- SC- RN- CE e Oposição da BA e do DF. Nº de participantes: 65 Delegados e 10 Observadores

Leia mais

Gilmar Mendes perde e STF veta doação de empresas Sex, 18 de Setembro de 2015 11:13

Gilmar Mendes perde e STF veta doação de empresas Sex, 18 de Setembro de 2015 11:13 Até Maradona coraria. Teve a mão de Deus, disse o ministro Gilmar Mendes na quarta 16 ao defender seu longo pedido de vista, de um ano e cinco meses, no julgamento do Supremo Tribunal Federal que analisa

Leia mais

Governo já gastou R$ 408 bilhões só em juros este ano Só em setembro, foram R$ 70 bilhões em juros

Governo já gastou R$ 408 bilhões só em juros este ano Só em setembro, foram R$ 70 bilhões em juros BOLETIM 3 Brasília, 4 de novembro de 2015 Governo já gastou R$ 408 bilhões só em juros este ano Só em setembro, foram R$ 70 bilhões em juros Somente em setembro, o setor público gastou nada menos que R$

Leia mais

VENDAS DE CONSÓRCIOS ULTRAPASSAM UM MILHÃO DE NOVAS COTAS E CONTEMPLAÇÕES SUPERAM MEIO MILHÃO, DE JANEIRO A MAIO

VENDAS DE CONSÓRCIOS ULTRAPASSAM UM MILHÃO DE NOVAS COTAS E CONTEMPLAÇÕES SUPERAM MEIO MILHÃO, DE JANEIRO A MAIO ASSESSORIA DE IMPRENSA VENDAS DE CONSÓRCIOS ULTRAPASSAM UM MILHÃO DE NOVAS COTAS E CONTEMPLAÇÕES SUPERAM MEIO MILHÃO, DE JANEIRO A MAIO Volume de negócios atinge mais de R$ 30 bilhões em cinco meses A

Leia mais

RESUMO DE NOTÍCIAS. Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Estado de São Paulo www.sintetel.org/ sintetel@sintetel.org.

RESUMO DE NOTÍCIAS. Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Estado de São Paulo www.sintetel.org/ sintetel@sintetel.org. COM MAIOR PROCURA POR VAGAS, SALÁRIO EM EMPREGOS COM CARTEIRA ASSINADA CAI PELA 1ª VEZ DESDE 2003 Pernambuco foi o estado com maior perda real, de acordo com dados do Caged, do Ministério do Trabalho O

Leia mais

PIRATARIA. Introdução

PIRATARIA. Introdução PIRATARIA Introdução N o ano em que o projeto de lei que trata dos crimes relacionados à pirataria completa dez anos tramitando no Congresso, a Fecomércio-RJ divulga pelo terceiro ano consecutivo a pesquisa

Leia mais

EDIÇÃO 06 NOVEMBRO 2014 ANO 2. Uso consciente do crédito: PROPAGUE ESSA IDEIA!

EDIÇÃO 06 NOVEMBRO 2014 ANO 2. Uso consciente do crédito: PROPAGUE ESSA IDEIA! Uso consciente do crédito: PROPAGUE ESSA IDEIA! EDUCAÇÃO FINANCEIRA USO CONSCIENTE DO CRÉDITO: PROPAGUE ESSA IDEIA! Ele está tão integrado ao nosso dia a dia, que alguns consumidores acabam usando o recurso

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Junho 2013 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO - PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS- GRADUADOS

Leia mais

Empresas recuperam em contratos até 39 vezes o valor doado a políticos Seg, 30 de Março de 2015 12:52

Empresas recuperam em contratos até 39 vezes o valor doado a políticos Seg, 30 de Março de 2015 12:52 É política de boa vizinhança. Evidentemente quando você apoia um partido ou um candidato, no futuro eles vão procurar ajudá-lo, afirmou o empresário Cristiano Kok, da empreiteira Engevix, em entrevista

Leia mais

http://www.investnews.com.br/in_news.aspx?parms=2396439,29,1,1

http://www.investnews.com.br/in_news.aspx?parms=2396439,29,1,1 Página 1 de 5 Usuários cadastrados São Paulo, quinta-feira, 19 de março de 2009. - 12:12 RSS PDA Mobile Loja InvestNews TV Destaques de Administração & Serviços, Caderno C 18/03-01:08 Programa Madeira

Leia mais

O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015

O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015 O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015 1. Considerações Gerais Os Estados Unidos, maior potência mundial e tecnológica, apresenta projeções cada vez mais otimistas. Desde 2008, no estouro da crise

Leia mais

Combate ao trabalho escravo ainda é desafio no Brasil

Combate ao trabalho escravo ainda é desafio no Brasil Quarta-feira, 30 de outubro de 2013 26.10.2013 20h54 Combate ao trabalho escravo ainda é desafio no Brasil São 200 mil em condições análogas à escravidão Fiscal durante resgate de trabalhadores em condições

Leia mais

CONSUMIR? SEU DINHEIRO VOCÊ SABE #212. Especialista diz que brasileiro não sabe comprar

CONSUMIR? SEU DINHEIRO VOCÊ SABE #212. Especialista diz que brasileiro não sabe comprar #212 SEU DINHEIRO A SUA REVISTA DE FINANÇAS PESSOAIS VOCÊ SABE CONSUMIR? Especialista diz que brasileiro não sabe comprar COMO PARAR ANTES DO TEMPO CONHEÇA A MELHOR ESTRATÉGIA PARA LARGAR O BATENTE AOS

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA MUNICIPAL DE NOVA PRATA RS RELATÓRIO BIMESTRAL 01/2015 JANEIRO E FEVEREIRO DE 2015

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA MUNICIPAL DE NOVA PRATA RS RELATÓRIO BIMESTRAL 01/2015 JANEIRO E FEVEREIRO DE 2015 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA MUNICIPAL DE NOVA PRATA RS RELATÓRIO BIMESTRAL 01/2015 JANEIRO E FEVEREIRO DE 2015 Como Presidente e Gestora do Instituto de Previdência

Leia mais

CONGRESSO NACIONAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 675 DE, 21 DE MAIO DE 2015.

CONGRESSO NACIONAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 675 DE, 21 DE MAIO DE 2015. CONGRESSO NACIONAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 675 DE, 21 DE MAIO DE 2015. (Mensagem nº 153, de 2015, na origem) Altera a Lei nº 7.689, de 15 de dezembro de 1988, para elevar a alíquota da Contribuição Social

Leia mais

o GUIA COMPLETO da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica

o GUIA COMPLETO da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica o GUIA COMPLETO da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica sumário >> Introdução... 3 >> Nota fiscal eletrônica: o começo de tudo... 6 >> Nota fiscal de consumidor eletrônica (NFC-e)... 10 >> Quais as vantagens

Leia mais

FRANQUEADO. Cartilha do. Av. Rio Branco, 50-20 andar - Centro, RJ (21) 3806-3700 / 2516-0368

FRANQUEADO. Cartilha do. Av. Rio Branco, 50-20 andar - Centro, RJ (21) 3806-3700 / 2516-0368 Av. Rio Branco, 50-20 andar - Centro, RJ (21) 3806-3700 / 2516-0368 Av. das Américas, 4.200 - Bl. 08-B, Sala 104 Centro Empresarial Barra Shopping Barra da Tijuca, RJ (21) 2480-1911 Av. Paulista, 807 -

Leia mais

FICHA DE CADASTRO DE USUÁRIO:

FICHA DE CADASTRO DE USUÁRIO: FICHA DE CADASTRO DE USUÁRIO: www.condominio-on-line.com Email: * CPF / CNPJ: * Nome: * Apelido: Morador: Proprietário [ ] Inquilino [ ] * Complemento: * Tel. Celular: (Visão - Síndico) Tel. Residencial:

Leia mais

I Fórum Políticas Públicas do Idoso"

I Fórum Políticas Públicas do Idoso I Fórum Políticas Públicas do Idoso" O idoso no mundo Em 2050, a Organização das Nações Unidas (ONU) estima que 30% da população mundial será de idosos; 2 bilhões dos habitantes do planeta terão mais de

Leia mais

XII Seminário Internacional de Países Latinos Europa América.

XII Seminário Internacional de Países Latinos Europa América. XII Seminário Internacional de Países Latinos Europa América. La Gestión Contable, Administrativa y Tributaria en las PYMES e Integración Europa-América 23 24 de junio 2006 Santa Cruz de la Sierra (Bolívia)

Leia mais

Edição 44 (Abril/2014)

Edição 44 (Abril/2014) Edição 44 (Abril/2014) Cenário Econômico: Prévia da inflação tem maior alta desde janeiro de 2013 O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficial,

Leia mais

BRASIL Julio Setiembre 2015

BRASIL Julio Setiembre 2015 Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Julio Setiembre 2015 Prof. Dr. Rubens Sawaya Assistente: Eline Emanoeli PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE

Leia mais

PROJETO DE LEI N o 4.970, DE 2013.

PROJETO DE LEI N o 4.970, DE 2013. COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR PROJETO DE LEI N o 4.970, DE 2013. Adota medidas para informar os consumidores acerca dos tributos indiretos que incidem sobre bens e serviços, conforme o disposto no 5º,

Leia mais

REGULAMENTO. I Prêmio do Empreendedorismo Universitário

REGULAMENTO. I Prêmio do Empreendedorismo Universitário REGULAMENTO I Prêmio do Empreendedorismo Universitário 1. INTRODUÇÃO 1.1. O presente regulamento visa orientar os interessados em participar da 1.ª edição do Prêmio do Empreendedorismo Universitário, iniciativa

Leia mais

A Evolução Recente da Arrecadação Federal

A Evolução Recente da Arrecadação Federal Carta PR 1164 /2015 Brasília, 28 de agosto de 2015 Exmo(a). Senhor(a) Senador(a), O Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil SINDIFISCO NACIONAL oferece a Vossa Excelência um breve

Leia mais

Realizar exames supletivos com o apoio da representação diplomática brasileira

Realizar exames supletivos com o apoio da representação diplomática brasileira Propostas da Comunidade Brasileira na Bélgica para a II Conferência Brasileiros no mundo, Palácio do Itamaraty, Rio de Janeiro, dias 14, 15 e 16 de Outubro de 2009 Considerando os Documentos propositivos

Leia mais

1 Informações diversas Contribuintes devem ficar atentos para novidades em 2015 O Sescon-SP listou algumas das principais mudanças fiscais e tributárias para o próximo ano, que requerem atenção e capacitação

Leia mais

DIREITOS AUTORAIS E ACESSO À CULTURA São Paulo, agosto de 2008 MESA 4 Usos Educacionais de Conteúdos Protegidos

DIREITOS AUTORAIS E ACESSO À CULTURA São Paulo, agosto de 2008 MESA 4 Usos Educacionais de Conteúdos Protegidos DIREITOS AUTORAIS E ACESSO À CULTURA São Paulo, agosto de 2008 MESA 4 Usos Educacionais de Conteúdos Protegidos SR. JORGE MACHADO Bom dia. Quero agradecer ao MINC pela indicação, para que eu participasse

Leia mais

Medidas Adicionais de Redução do Gasto da União. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão 14 de Setembro de 2015

Medidas Adicionais de Redução do Gasto da União. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão 14 de Setembro de 2015 Medidas Adicionais de Redução do Gasto da União Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão 14 de Setembro de 2015 1 Principais ações de reequilíbrio fiscal adotadas desde janeiro 1. Contingenciamento

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca ASSINATURA DO SEGURO-DESEMPREGO E

Leia mais

DILMA ENCAMINHARÁ PARA O CONGRESSO NACIONAL O PROCESSO DO PRÓPRIO IMPEACHMENT

DILMA ENCAMINHARÁ PARA O CONGRESSO NACIONAL O PROCESSO DO PRÓPRIO IMPEACHMENT DILMA ENCAMINHARÁ PARA O CONGRESSO NACIONAL O PROCESSO DO PRÓPRIO IMPEACHMENT Aldemario Araujo Castro Procurador da Fazenda Nacional Professor da Universidade Católica de Brasília - UCB Mestre em Direito

Leia mais

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br Realização e Organização www.vamaislonge.com.br Quem somos... Leonardo Alvarenga, tenho 23 anos, sou criador do Não Tenho Ideia e do #VáMaisLonge. Sou formado em Educação Física mas larguei tudo logo após

Leia mais

Carteira Recomendada RENDA FIXA segunda-feira, 1 de junho de 2015

Carteira Recomendada RENDA FIXA segunda-feira, 1 de junho de 2015 1. Alocação recomendada para Junho de 2015 Classe de Ativo Carteira Conservadora* Carteira Moderada* Carteira Agressiva* Curto Prazo Longo Prazo Curto Prazo Longo Prazo Curto Prazo Longo Prazo Pós-Fixado

Leia mais

Setembro foi um mês marcante para a. Fim de Ciclo. Formatura marca final das atividades da 2ª turma do projeto Educação Integral

Setembro foi um mês marcante para a. Fim de Ciclo. Formatura marca final das atividades da 2ª turma do projeto Educação Integral Setembro 2013 São Paulo. Brasil www.vidajovem.org Fim de Ciclo Formatura marca final das atividades da 2ª turma do projeto Educação Integral Setembro foi um mês marcante para a associação. Depois de um

Leia mais

Servidor Público Militar. Veja o quanto de perdas salariais que você terá com 5% de Data Base

Servidor Público Militar. Veja o quanto de perdas salariais que você terá com 5% de Data Base Servidor Público Militar. Veja o quanto de perdas salariais que você terá com 5% de Data Base Técnicos do FES fizeram uma análise das contas do governo. Usando os dados de janeiro a maio deste ano e a

Leia mais

Dólar sem freios. seu dinheiro #100. Nem intervenções do BC têm sido capazes de deter a moeda americana

Dólar sem freios. seu dinheiro #100. Nem intervenções do BC têm sido capazes de deter a moeda americana #100 seu dinheiro a sua revista de finanças pessoais Dólar sem freios Nem intervenções do BC têm sido capazes de deter a moeda americana Festa no exterior Brasileiros continuam gastando cada vez mais fora

Leia mais

A Corretagem como Negócio

A Corretagem como Negócio A Corretagem como Negócio Robert Bittar, Presidente, FENACOR www.fenacor.com.br XVI Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguros Florianópolis, Santa Catarina - Outubro/2009 Mudando o Conceito Corretor

Leia mais

Cenário Econômico para 2014

Cenário Econômico para 2014 Cenário Econômico para 2014 Silvia Matos 18 de Novembro de 2013 Novembro de 2013 Cenário Externo As incertezas com relação ao cenário externo em 2014 são muito elevadas Do ponto de vista de crescimento,

Leia mais

Cliente: Sindicerv Veículo: www.parana-online.com.br Data: 19-10-2010 Imagem Corporativa Monopólio no setor de bebidas é alvo de críticas Helio Miguel Pequenas perdem espaço. A enorme concentração no setor

Leia mais

CARTILHA TIRA - DÚVIDAS (Elaborada por Bel Contabilidade Eireli EPP)

CARTILHA TIRA - DÚVIDAS (Elaborada por Bel Contabilidade Eireli EPP) CARTILHA TIRA - DÚVIDAS (Elaborada por Bel Contabilidade Eireli EPP) Edição 2013 01) O que é Microempreendedor Individual - MEI? Considera-se Microempreendedor Individual - MEI o empresário individual

Leia mais

Congresso Nacional Setembro/2013. Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Câmara dos Deputados

Congresso Nacional Setembro/2013. Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Câmara dos Deputados Congresso Nacional Setembro/2013 Informativo Conjunto PLOA 2014 Principais elementos característicos do Projeto de Lei Orçamentária para 2014 PL nº 09/2013-CN, encaminhado por intermédio da Mensagem nº

Leia mais

Acredite no seu trabalho que o Brasil acredita em você. Ministério do Desenvolvimento, Confiança no Brasil.

Acredite no seu trabalho que o Brasil acredita em você. Ministério do Desenvolvimento, Confiança no Brasil. Acredite no seu trabalho que o Brasil acredita em você. Ministério do Desenvolvimento, Confiança no Brasil. Indústria É assim que e Comércio a gente segue Exterior em frente. Introdução Atualmente, muitos

Leia mais

IMA Institute of Management Accountants PESQUISA DE JUROS

IMA Institute of Management Accountants PESQUISA DE JUROS PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em outubro/2013, sendo esta a sexta elevação no ano. Esta elevação pode ser atribuída à última elevação da Taxa de Juros

Leia mais