CLASSIFICAÇÃO E EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS PERIODONTAIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CLASSIFICAÇÃO E EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS PERIODONTAIS"

Transcrição

1 INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação DISCIPLINA DE PERIODONTIA CLASSIFICAÇÃO E EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS PERIODONTAIS Parte II Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2014

2 CLASSIFICAÇÃO ATUAL DAS DOENÇAS PERIODONTAIS I. Doenças gengivais (induzidas por biofilme dental) II. Periodontite crônica III. Periodontite agressiva IV. Periodontite como manifestação de doenças sistêmicas V. Doenças periodontais necrosantes VI. Abscessos do periodonto VII. Lesões endodônticas associadas com periodontites VIII. Deformidades e condições adquiridas ou hereditárias (doenças gengivais não induzidas por biofilme dental) Academia Americana de Periodontia AAP Workshop for a Classification of Periodontal Diseases and Conditions - Annals of Periodontology, vol. 4, number 1, 1999.

3 DOENÇA PERIODONTAL É um grupo de doenças relacionadas que diferem na sua etiologia, história natural, progressão e resposta ao tratamento. Page et al.(1997)

4 Periodontite crônica: sangramento gengival, bolsa periodontal e perda de inserção Periodontite agressiva acompanhada de retração gengival em pouco tempo

5 CLASSIFICAÇÃO ATUAL DAS DOENÇAS PERIODONTAIS I. Doenças gengivais (induzidas por biofilme dental) II. Periodontite crônica III. Periodontite agressiva IV. Periodontite como manifestação de doenças sistêmicas V. Doenças periodontais necrosantes VI. Abscessos do periodonto VII. Lesões endodônticas associadas com periodontites VIII. Condições adquiridas ou hereditárias (doenças gengivais não induzidas por biofilme dental) Academia Americana de Periodontia AAP Workshop for a Classification of Periodontal Diseases and Conditions - Annals of Periodontology, vol. 4, number 1, 1999.

6 DOENÇAS GENGIVAIS INDUZIDAS POR BIOFILME DENTAL Existem 4 principais tipos de doenças gengivais induzidas pelo biofilme dental: 1. Gengivite (inflamação da gengiva resultante somente da ação do biofilme dental) 2. Doença gengival modificada por fatores sistêmicos 3. Doença gengival modificada por medicações 4. Doença gengival modificada por desnutrição

7 GENGIVITE INDUZIDA POR BIOFILME DENTAL - Definida como uma inflamação gengival com ausência de perda de inserção clínica. - Forma mais comum entre as doenças periodontais Fatores etiológicos: Mal posicionamento dentário CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS Ø Vermelhidão e edema Ø Sangramento após estímulo Ø Alterações de contorno e consistência Ø Presença de tártaro e/ou biofilme Ø Ausência de evidência radiográfica de perda da crista óssea alveolar

8 Gengivite induzida por biofilme dental: - Fácil sangramento à sondagem

9 GENGIVITE INDUZIDA POR BIOFILME DENTAL Fatores etiológicos: Perda do ponto de contato

10 GENGIVITE INDUZIDA POR BIOFILME DENTAL Fatores etiológicos: Aparelho ortodôntico

11 GENGIVITE INDUZIDA POR BIOFILME DENTAL Progressão da gengivite por acúmulo de biofilme

12 DOENÇA GENGIVAL ASSOCIADA AO BIOFILME DENTAL MODIFICADA POR FATORES SISTÊMICOS Diferente da Periodontite que ocorre por doenças sistêmicas Ø Sistema endócrino: - Gengivite associada à puberdade - Gengivite associada ao ciclo menstrual - Gengivite associada à gestação (gengivite com granuloma piogênico) - Gengivite associada ao Diabetes Mellitus Ø Discrasias sanguíneas: - Causadas por leucemia, hemofilia, plaquetopenia.

13 DOENÇA GENGIVAL ASSOCIADA AO BIOFILME DENTAL MODIFICADA POR FATORES SISTÊMICOS Gengivite associada à gestação

14 DOENÇA GENGIVAL ASSOCIADA AO BIOFILME DENTAL MODIFICADA POR FATORES SISTÊMICOS Gengivite associada à gestação com granuloma piogênico

15 DOENÇA GENGIVAL ASSOCIADA AO BIOFILME DENTAL MODIFICADA POR FATORES SISTÊMICOS Gengivite associada à Leucemia

16 DOENÇA GENGIVAL ASSOCIADA AO BIOFILME DENTAL MODIFICADA POR FATORES SISTÊMICOS Gengivite associada ao Diabetes Mellitus

17 DOENÇA GENGIVAL ASSOCIADA AO BIOFILME DENTAL MODIFICADA POR FATORES SISTÊMICOS Gengivite associada ao Diabetes Mellitus com supuração

18 DOENÇA GENGIVAL ASSOCIADA AO BIOFILME DENTAL MODIFICADA POR MEDICAÇÕES Ø Aumento gengival influenciado por drogas - Dilantin (fenitoína sódica) - anticonvulsivante - Adalat (nifedipina)(bloqueador de canal de cálcio) anti-hipertensivo - Ciclosporina A imunossupressor Ø Gengivite influenciada por drogas - Associada à contraceptivos

19 DOENÇA GENGIVAL ASSOCIADA AO BIOFILME DENTAL MODIFICADA POR MEDICAÇÕES Hipertrofia Gengival por Fenitoína

20 DOENÇA GENGIVAL ASSOCIADA AO BIOFILME DENTAL MODIFICADA POR MEDICAÇÕES Hipertrofia Gengival por Nifedipina

21 DOENÇA GENGIVAL ASSOCIADA AO BIOFILME DENTAL MODIFICADA POR MEDICAÇÕES Hipertrofia Gengival por Ciclosporina

22 Púrpura petequial DOENÇA GENGIVAL ASSOCIADA AO BIOFILME DENTAL MODIFICADA POR DESNUTRIÇÃO Ø Gengivite associada à deficiência de ácido ascórbico

23 DOENÇA GENGIVAL ASSOCIADA AO BIOFILME DENTAL MODIFICADA POR DESNUTRIÇÃO Ø Gengivite associada à deficiência de ácido ascórbico

24 DOENÇA GENGIVAL ASSOCIADA AO BIOFILME DENTAL MODIFICADA POR DESNUTRIÇÃO Ø Gengivite associada à deficiência de ácido ascórbico - Escorbuto

25 CLASSIFICAÇÃO ATUAL DAS DOENÇAS PERIODONTAIS I. Doenças gengivais (induzidas por biofilme dental) II. Periodontite crônica III. Periodontite agressiva IV. Periodontite como manifestação de doenças sistêmicas V. Doenças periodontais necrosantes VI. Abscessos do periodonto VII. Lesões endodônticas associadas com periodontites VIII. Condições adquiridas ou hereditárias (doenças gengivais não induzidas por biofilme dental) Academia Americana de Periodontia AAP Workshop for a Classification of Periodontal Diseases and Conditions - Annals of Periodontology, vol. 4, number 1, 1999.

26 LESÕES GENGIVAIS NÃO INDUZIDAS POR BIOFILME DENTAL (Condições adquiridas) Ø Doenças gengivais de origem bacteriana específica lesões associadas à Neisseria gonorrhea lesões associadas ao Treponema pallidum Ø Doenças gengivais de origem viral infecções por hespesvírus (gengivoestomatite herpética primária, herpes oral recorrente e varicela-zoster)

27 LESÕES GENGIVAIS NÃO INDUZIDAS POR BIOFILME DENTAL (Condições adquiridas) Doenças gengivais de origem viral GENGIVOESTOMATITE HERPÉTICA PRIMÁRIA (grave) GENGIVOESTOMATITE HERPÉTICA

28 LESÕES GENGIVAIS NÃO INDUZIDAS POR BIOFILME DENTAL (Condições adquiridas) Doenças gengivais de origem viral Estomatite herpética primária grave em um jovem de 18 anos LESÕES HERPÉTICAS ORAIS RECORRENTES

29 LESÕES GENGIVAIS NÃO INDUZIDAS POR BIOFILME DENTAL (Condições adquiridas) Ø Doenças gengivais de origem fúngica Candidíase gengival generalizada

30 LESÕES GENGIVAIS NÃO INDUZIDAS POR BIOFILME DENTAL (Condições adquiridas ou hereditárias) Ø Lesões gengivais de origem genética Fibromatose Gengival Hereditária Ø Manifestacões gengivais de condições sistêmicas auto-imunes desordens mucocutâneas: líquen plano penfigóide pênfigo vulgar eritema multiforme lupus eritematoso Reações alérgicas: materiais restauradores dentais (mercúrio, níquel, acrílico, etc.) Reações atribuídas à: creme dental, solução de bochecho, alimentos, etc.

31 LESÕES GENGIVAIS NÃO INDUZIDAS POR BIOFILME DENTAL (Condições adquiridas) FIBROMATOSE GENGIVAL HEREDITÁRIA

32 LESÕES GENGIVAIS NÃO INDUZIDAS POR BIOFILME DENTAL (Condições adquiridas) Pênfigo Penfigóide Líquen plano Ø Manifestacões gengivais de condições sistêmicas auto-imunes -desordens mucocutâneas

33 DOENÇAS AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS - Pênfigo - Penfigóide - Do grego pemphix = bolha

34 PATOGÊNESE DO PÊNFIGO E DO PENFIGÓIDE Tecido Epitelial

35 LESÕES GENGIVAIS NÃO INDUZIDAS POR BIOFILME DENTAL (Condições adquiridas) Pênfigo Vulgar Lesões bucais - Lesões superficiais com fácil rompimento, deixando úlceras dolorosas e coalescentes. - Principais locais: mucosa jugal, lábios, língua, gengivas e palato mole. - Lesões orais presentes em 25 a 90% casos. - Precedem lesões cutâneas em 60-75% casos

36 Pênfigo Vulgar Lesões bucais

37 LESÕES GENGIVAIS NÃO INDUZIDAS POR BIOFILME DENTAL (Condições adquiridas) Penfigóide das Membranas Mucosas - Lesões vesículo-bolhosas, ulcerações, lesões com crostas e cicatrizes. - Acometem inicialmente mucosas (boca, orofaringe, laringe, esôfago, conjuntiva, nariz e genitália) - Lesões bucais presentes na maioria dos pacientes (80-95%) - Locais: gengivas, língua, palato, assoalho, mucosa jugal e lábio sup.

38 Penfigóide das Membranas Mucosas Lesões bucais

39 LESÕES GENGIVAIS NÃO INDUZIDAS POR BIOFILME DENTAL (Condições adquiridas) Líquen Plano Oral Eritematoso ou Atrófico - Manchas eritematosas com estrias brancas finas. - Pode ocorrer na gengiva inserida, nos quatro quadrantes. - Possível queimação e desconforto.

40 Líquen Plano Oral Erosivo

41 LESÕES GENGIVAIS NÃO INDUZIDAS POR BIOFILME DENTAL (Condições adquiridas) Ø Lesões traumáticas injúria química injúria física injúria térmica Ø Reação por corpo estranho

42 LESÕES GENGIVAIS NÃO INDUZIDAS POR BIOFILME DENTAL (Condições adquiridas) Ø Lesões traumáticas Injúrias físicas

43 CLASSIFICAÇÃO ATUAL DAS DOENÇAS PERIODONTAIS I. Doenças gengivais (induzidas por biofilme dental) II. Periodontite crônica III. Periodontite agressiva IV. Periodontite como manifestação de doenças sistêmicas V. Doenças periodontais necrosantes VI. Abscessos do periodonto VII. Lesões endodônticas associadas com periodontites VIII. Condições adquiridas ou hereditárias (doenças gengivais não induzidas por biofilme dental) Academia Americana de Periodontia AAP Workshop for a Classification of Periodontal Diseases and Conditions - Annals of Periodontology, vol. 4, number 1, 1999.

44 DOENÇAS GENGIVAIS INDUZIDAS POR BIOFILME DENTAL 1. Gengivite (inflamação da gengiva resultante somente da ação do biofilme dental) 2. Doença gengival modificada por fatores sistêmicos 3. Doença gengival modificada por medicações 4. Doença gengival modificada por desnutrição

45 FIM

DOENÇAS AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS

DOENÇAS AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS Curso: Graduação em Odontologia 4º e 5º Períodos Disciplina: Patologia Oral DOENÇAS AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 DOENÇAS AUTO-IMUNES

Leia mais

AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS

AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS Curso: Odontologia 5º Período Disciplina: Patologia Oral e Maxilofacial DOENÇAS AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 DOENÇAS AUTO-IMUNES MUCOCUTÂNEAS

Leia mais

CIRURGIA PERIODONTAL

CIRURGIA PERIODONTAL Disciplina de Periodontia 5 o período CIRURGIA PERIODONTAL Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com 2012 Tratamento completo do paciente com doença periodontal: FASES DA TERAPIA

Leia mais

Etiologia. Infecciosa Auto-imune Traumática. DCP / APN Dulce Cabelho Passarelli / André Passarelli Neto. Tratamento. Depende: Origem Diagnóstico

Etiologia. Infecciosa Auto-imune Traumática. DCP / APN Dulce Cabelho Passarelli / André Passarelli Neto. Tratamento. Depende: Origem Diagnóstico Infecciosa Auto-imune Traumática Evidência Clínica Inicialmente, vesículas ou bolhas, na pele ou mucosa, podendo ocorrer concomitantemente nessas regiões. Dulce Cabelho Passarelli / André Passarelli Neto

Leia mais

Doenças gengivais induzidas por placa

Doenças gengivais induzidas por placa Doenças gengivais induzidas por placa Definição Inflamação dos tecidos gengivais sem afetar irreversivelmente o aparato de inserção Classificação (AAP 1999) Doenças Gengivais Induzidas por placa Não

Leia mais

Placa bacteriana espessa

Placa bacteriana espessa A IMPORTÂNCIA DA SAÚDE BUCAL A saúde bucal é importante porque a maioria das doenças e a própria saúde começam pela boca. Por exemplo, se você não se alimenta bem, não conseguirá ter uma boa saúde bucal,

Leia mais

Alterações da polpa, do periápice e do periodonto

Alterações da polpa, do periápice e do periodonto Disciplina: Patologia Oral Alterações da polpa, do periápice e do periodonto Parte 2 Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2º Semestre - 2012 ALTERAÇÕES DA POLPA, DO PERIÁPICE E DO PERIODONTO PATOLOGIA

Leia mais

RASPAGEM E ALISAMENTO RADICULAR E TRATAMENTO PERIODONTAL DE SUPORTE

RASPAGEM E ALISAMENTO RADICULAR E TRATAMENTO PERIODONTAL DE SUPORTE INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação Disciplina de Periodontia 5 o período RASPAGEM E ALISAMENTO RADICULAR E TRATAMENTO PERIODONTAL DE SUPORTE Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com

Leia mais

LESÕES DE TECIDOS MOLES ALTERAÇÕES DE COR DA MUCOSA BUCAL (Placas, manchas)

LESÕES DE TECIDOS MOLES ALTERAÇÕES DE COR DA MUCOSA BUCAL (Placas, manchas) ALTERAÇÕES DE COR DA MUCOSA BUCAL (Placas, manchas) BRANCA Sai a raspagem? Descartar hipóteses: leucoedema, estomatite nicotínica, língua geográfica, língua saburrosa / - Candidíase pseudomembranosa -Antifúngicos

Leia mais

Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde Bucal CID 10

Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde Bucal CID 10 Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde Bucal CID 10 K00 - Distúrbios do Desenvolvimento e da Erupção Dos Dentes K00.0 - Anodontia K00.1 - Dentes Supranumerários

Leia mais

Patologias periodontais pouco frequentes O que fazer?

Patologias periodontais pouco frequentes O que fazer? Patologias periodontais pouco frequentes O que fazer? Pedro Lopes Costa, DDS, MSc Assistente convidado Periodontologia F.M.D.U.L.; Mestre em Peridontologia; Pós-Graduado em Periodontologia e Implantes

Leia mais

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução ODONTOLOGIA CANINA Juliana Kowalesky Médica Veterinária Mestre pela FMVZ -USP Pós graduada em Odontologia Veterinária - ANCLIVEPA SP Sócia Fundadora da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária

Leia mais

Doença Periodontal na Infância

Doença Periodontal na Infância Universidade de São Paulo Faculdade de Odontologia Doença Periodontal na Infância Profa. Dra. Ana Estela Haddad Camilla V. Galatti / Dr. Cássio Alencar Doença periodontal é uma afecção da fase adulta?

Leia mais

PREVENÇÃO E TRATAMENTO DAS DOENÇAS PERIODONTAIS PERIODONTIA

PREVENÇÃO E TRATAMENTO DAS DOENÇAS PERIODONTAIS PERIODONTIA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DAS DOENÇAS PERIODONTAIS Cirurgiã-Dentista CONCEITO: PERIODONTIA Especialidade Odontológica que estuda os tecidos normais e as doenças do sistema de implantação e sustentação dos

Leia mais

INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação. Disciplina de Periodontia 5 o período PERIODONTIA X OUTRAS ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS

INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação. Disciplina de Periodontia 5 o período PERIODONTIA X OUTRAS ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação Disciplina de Periodontia 5 o período PERIODONTIA X OUTRAS ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com

Leia mais

DESORDENS POTENCIALMENTE MALIGNAS

DESORDENS POTENCIALMENTE MALIGNAS GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA! Disciplina: Patologia Bucal 4º e 5º períodos DESORDENS POTENCIALMENTE MALIGNAS http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2013 DESORDENS POTENCIALMENTE

Leia mais

Doença Periodontal Orientações para manter uma boca saudável Anatomia Estrutura saudável Gengivas A A figura mostra as gengivas de uma pessoa que tenha a constituição clara. As pessoas de pele escura têm

Leia mais

SAÚDE PERIODONTAL NAS FASES DA VIDA DA MULHER

SAÚDE PERIODONTAL NAS FASES DA VIDA DA MULHER Girlene E.P.Villa. Especialista em Periodontia, Mestre e Doutora pela FORP-USP Lorene Pereira de Queiroz Casali CD SAÚDE PERIODONTAL NAS FASES DA VIDA DA MULHER As variações hormonais alem de afetarem

Leia mais

SEMIOLOGIA Prof. Dr. Ophir Ribeiro Jr

SEMIOLOGIA Prof. Dr. Ophir Ribeiro Jr SEMIOLOGIA Prof. Dr. Ophir Ribeiro Jr 1 1) (cetro) As lesões bucais, chamadas placas mucosas, usualmente são placas branco-acinzentadas, múltiplas, indolores, sobrepostas a uma superfície ulcerada, que

Leia mais

Doenças Periodontais. Tratamento e Prevenção. 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares

Doenças Periodontais. Tratamento e Prevenção. 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares Doenças Periodontais Tratamento e Prevenção 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares Gengivite e Periodontite Guia para o paciente Aprenda mais sobre as Doenças Periodontais (de gengiva) As doenças

Leia mais

UNA-SUS Universidade Aberta do SUS SAUDE. da FAMILIA. CASO COMPLEXO 6 Dona Margarida. Fundamentação Teórica: Odontologia geriátrica

UNA-SUS Universidade Aberta do SUS SAUDE. da FAMILIA. CASO COMPLEXO 6 Dona Margarida. Fundamentação Teórica: Odontologia geriátrica CASO COMPLEXO 6 Dona Margarida : Maria Angela M. Mimura As alterações e patologias apresentadas no caso de Dona Margarida são diversas e de etiologias diferentes, portanto serão tratadas por itens de modo

Leia mais

Gengivite Ulcerativa Necrosante: diagnóstico, tratamento e caso clínico

Gengivite Ulcerativa Necrosante: diagnóstico, tratamento e caso clínico Gengivite Ulcerativa Necrosante: diagnóstico, tratamento e caso clínico 116 Introdução A Gengivite Ulcerativa Necrosante (GUN) é uma infecção gengival oportunista de origem bacteriana. De acordo com a

Leia mais

ODONTOLOGIA PERIODONTIA I. 5º Período / Carga Horária: 90 horas

ODONTOLOGIA PERIODONTIA I. 5º Período / Carga Horária: 90 horas ODONTOLOGIA PERIODONTIA I 5º Período / Carga Horária: 90 horas 1. PRÉ-REQUISITO: Biossegurança e Orientação Profissional Odontológica; Diagnóstico por Imagem I; Patologia Buço Denta. 2. EMENTA: O aluno

Leia mais

Especificidade das lesões dos membros inferiores

Especificidade das lesões dos membros inferiores Curso Avançado de Feridas Crónicas Especificidade das lesões dos membros LURDES FERREIRA DERMATOLOGISTA Unidade de Dermatologia Médico-Cirúrgica de Lisboa Ulcus - Centro de Estudos e Investigação em Feridas

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde www.saude.gov.br/bvs

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde www.saude.gov.br/bvs MINISTÉRIO DA SAÚDE Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde www.saude.gov.br/bvs Brasília DF 2012 O Sistema Único de Saúde (SUS) possui o Programa Brasil Sorridente, criado para cuidar da saúde

Leia mais

Cursos de Graduação em Farmácia e Enfermagem

Cursos de Graduação em Farmácia e Enfermagem Cursos de Graduação em Farmácia e Enfermagem INTRODUÇÃO À PATOLOGIA GERAL Disciplina: Patologia Geral Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 DISCIPLINA DE PATOLOGIA GERAL INTRODUÇÃO À PATOLOGIA Conceito

Leia mais

CIRURGIA PERIODONTAL

CIRURGIA PERIODONTAL Disciplina de Periodontia 5 o período CIRURGIA PERIODONTAL Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com 2013 Tratamento completo do paciente com doença periodontal: FASES DA TERAPIA

Leia mais

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral PALESTRA A Importância da Saúde Bucal na Saúde Geral A saúde começa pela boca Os dentes são importantes na mastigação dos alimentos, fala, e estética, influenciando diretamente na auto-estima do indivíduo

Leia mais

A gengivite é uma inflamação das gengivas provocada por acumulação de placa bacteriana e tártaro como consequência

A gengivite é uma inflamação das gengivas provocada por acumulação de placa bacteriana e tártaro como consequência Periodontologia É a disciplina da medicina dentária que se dedica à prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças das gengivas e das estruturas de suporte dos dentes. A inflamação e o sangramento das

Leia mais

GENGIVITE ULCERATIVA NECROSANTE AGUDA. Opções de tratamentos disponíveis

GENGIVITE ULCERATIVA NECROSANTE AGUDA. Opções de tratamentos disponíveis GENGIVITE ULCERATIVA NECROSANTE AGUDA Opções de tratamentos disponíveis GENGIVITE ULCERATIVA NECROSANTE AGUDA - GUNA Opções de tratamentos disponíveis Introdução Gengivite ulcerativa necrosante aguda (GUNA)

Leia mais

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO EXAME CLÍNICO DA DOENÇA PERIODONTAL DIAGNÓSTICO PERIODONTAL CONSISTE O DIAGNÓSTICO NA ANÁLISE DO PERIODONTAL HISTÓRICO DO CASO, NA AVALIAÇÃO DOS SINAIS CLÍNICOS E SINTOMAS, COMO TAMBÉM DOS RESULTADOS DE

Leia mais

Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora ATLAS DE HISTOLOGIA DENTAL

Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora ATLAS DE HISTOLOGIA DENTAL Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora ATLAS DE HISTOLOGIA DENTAL Juiz de Fora / MG - 2009 Autoras PROFª. MARIA ELIZABETH M.N. MARTINS PROFª. MARIA CHRISTINA M.N. CASTAÑON Juiz de Fora/MG

Leia mais

Manifestações Orais em Pacientes com AIDS

Manifestações Orais em Pacientes com AIDS MANIFESTAÇÕES ORAIS EM PACIENTES COM AIDS Tatiana Rodrigues Souza Silva 1 ; Itana Raquel Soares de Souza 2 ; Éslley Djoconnda Inácio Santos Paes da Silva 3 ; Maria Juliety Siqueira 4 ; Uoston Holder da

Leia mais

FLORIANÓPOLIS (SC) 2003

FLORIANÓPOLIS (SC) 2003 11 13 liibltoteca Sesottes, CC13. 0 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE ESTOMATOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PERIODONTIA CLASSIFICAÇÃO DAS DOENÇAS

Leia mais

Fumo e doença periodontal nos pacientes da Clínica Odontológica PIAZZA, Maitê (1); MEUZEL, Dayse, Rita (2); MEUZEL, Luiza (3)

Fumo e doença periodontal nos pacientes da Clínica Odontológica PIAZZA, Maitê (1); MEUZEL, Dayse, Rita (2); MEUZEL, Luiza (3) Fumo e doença periodontal nos pacientes da Clínica Odontológica IMED PIAZZA, Maitê (1); MEUZEL, Dayse, Rita (2); MEUZEL, Luiza (3) 1 - Aluna de graduação da Faculdade Meridional-IMED, Brasil. E-mail: maitepiazza@gmail.com

Leia mais

Dra. Rosângela Ap. de Freitas Albieri TSB: Andre Santos e Clarice R.Silva Secretaria Municipal de Saúde Centro de Especialidades Odontologicas- CEO

Dra. Rosângela Ap. de Freitas Albieri TSB: Andre Santos e Clarice R.Silva Secretaria Municipal de Saúde Centro de Especialidades Odontologicas- CEO SAÚDE BUCAL Dra. Rosângela Ap. de Freitas Albieri TSB: Andre Santos e Clarice R.Silva Secretaria Municipal de Saúde Centro de Especialidades Odontologicas- CEO ANATOMIA BUCAL ANATOMIA DENTAL TIPOS DE DENTES

Leia mais

AUMENTO GENGIVAL MEDICAMENTOSO 1 MEDICAMENT GENGIVAL OVERGROWTH

AUMENTO GENGIVAL MEDICAMENTOSO 1 MEDICAMENT GENGIVAL OVERGROWTH Disciplinarum Scientia, Série: Ciências da Saúde, Santa Maria, v. 4, n. 1, p.121-134, 2004. 121 AUMENTO GENGIVAL MEDICAMENTOSO 1 MEDICAMENT GENGIVAL OVERGROWTH Cezar Hubner Perez 2, Fabricio Batistin Zanatta

Leia mais

Aula 12: ASPECTOS RADIOGRÁFICOS DAS LESÕES PERIODONTAIS

Aula 12: ASPECTOS RADIOGRÁFICOS DAS LESÕES PERIODONTAIS Aula 12: ASPECTOS RADIOGRÁFICOS DAS LESÕES PERIODONTAIS Autora: Profª. Rosana da Silva Berticelli Edição: Luana Christ e Bruna Reuter Lesões Periodontais Doença inflamatória dos tecidos de suporte dos

Leia mais

PROCESSOS PROLIFERATIVOS NÃO NEOPLÁSICOS

PROCESSOS PROLIFERATIVOS NÃO NEOPLÁSICOS DISCIPLINA DE PATOLOGIA ORAL E MAXILOFACIAL Graduação em Odontologia - 5º Período PROCESSOS PROLIFERATIVOS NÃO NEOPLÁSICOS http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 GRANULOMA

Leia mais

CASO CLÍNICO 2014. Pôs graduação de ginecologia Enfermaria 28 Rosário Sarmiento Santa casa da misericórdia

CASO CLÍNICO 2014. Pôs graduação de ginecologia Enfermaria 28 Rosário Sarmiento Santa casa da misericórdia CASO CLÍNICO 2014 Pôs graduação de ginecologia Enfermaria 28 Rosário Sarmiento Santa casa da misericórdia Nome: A.C.S.B.R Idade: 47 anos Sexo : feminino Identificação acompanhada Naturalidade: de febre

Leia mais

1ª. PARTE CONHECIMENTOS GERAIS

1ª. PARTE CONHECIMENTOS GERAIS 1ª. PARTE CONHECIMENTOS GERAIS ODONTOLOGIA 01. As substâncias antimicrobianas podem agir controlando a formação de placa dental através de algumas estratégias, exceto: a) Prevenindo ou inibindo a formação

Leia mais

Prótese parcial fixa em metalo cerâmica. Prótese parcial fixa em metalo plástica. Paciente com grande perda de estrutura dentária.

Prótese parcial fixa em metalo cerâmica. Prótese parcial fixa em metalo plástica. Paciente com grande perda de estrutura dentária. Resumo de especialidades: Plano PLUS, Prótese parcial fixa em metalo cerâmica As coroas e próteses em metalocerâmica são uma opção para pessoas que perderam um ou mais dentes. Prótese parcial fixa em metalo

Leia mais

ENVELHECIMENTO. Definições do Envelhecimento, Acne e Lesões de conteúdo liquido. Envelhecimento cutâneo. Envelhecimento Intrínseco (fisiológico)

ENVELHECIMENTO. Definições do Envelhecimento, Acne e Lesões de conteúdo liquido. Envelhecimento cutâneo. Envelhecimento Intrínseco (fisiológico) Definições do Envelhecimento, Acne e Lesões de conteúdo liquido ENVELHECIMENTO Envelhecimento cutâneo O conceito de beleza atualmente em vigor e procurado pela grande maioria das pessoas é o da pele jovem,

Leia mais

UNA-SUS Universidade Aberta do SUS SAUDE. da FAMILIA. CASO COMPLEXO 4 Maria do Socorro. Fundamentação Teórica: HIV e saúde bucal

UNA-SUS Universidade Aberta do SUS SAUDE. da FAMILIA. CASO COMPLEXO 4 Maria do Socorro. Fundamentação Teórica: HIV e saúde bucal CASO COMPLEXO 4 Maria do Socorro : Cleonice Hirata A infecção por HIV tem uma associação relativamente alta com manifestações bucais e otorrinolaringológicas, tais como linfoadenopatias cervicais, infecções

Leia mais

1º ENCONTRO DOS INTERLOCUTORES. Clínica, Epidemiologia e Transmissão Hepatite B e C. Celia Regina Cicolo da Silva 12 de maio de 2009

1º ENCONTRO DOS INTERLOCUTORES. Clínica, Epidemiologia e Transmissão Hepatite B e C. Celia Regina Cicolo da Silva 12 de maio de 2009 1º ENCONTRO DOS INTERLOCUTORES REGIONAIS DE HEPATITES VIRAIS Clínica, Epidemiologia e Transmissão Hepatite B e C Celia Regina Cicolo da Silva 12 de maio de 2009 CADEIA DE TRANSMISSÃO DOS VÍRUS Depende:

Leia mais

. Classificação Internacional de Doenças CID 10 Capítulo XI - Doenças do Aparelho Digestivo (K00-K93)... 1

. Classificação Internacional de Doenças CID 10 Capítulo XI - Doenças do Aparelho Digestivo (K00-K93)... 1 Sumário. Classificação Internacional de Doenças CID 10 Capítulo XI - Doenças do Aparelho Digestivo (K00-K93)... 1 K00. Distúrbios do desenvolvimento e da erupção dos dentes... 1 K01. Dentes inclusos e

Leia mais

São causas de mau hálito:

São causas de mau hálito: É possível que eu tenha mau hálito e não saiba? Sim. As pessoas que têm um mau hálito constante, por fadiga olfatória, não percebem o seu próprio hálito. Somente as pessoas que têm períodos de halitose

Leia mais

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE Brasília - DF 2013 ministério da Saúde SAÚDE BUCAL Para ter um sorriso bonito e saudável, é preciso: Escovar os dentes todos os dias, após cada

Leia mais

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE BAURU- USP

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE BAURU- USP PARECER CONSUBSTANCIADO DO CEP DADOS DO PROJETO DE PESQUISA Título da Pesquisa: TERAPIA FOTODINÂMICA ANTIMICROBIANA NO TRATAMENTO DA DOENÇA PERIODONTAL EM PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN Pesquisador: Carla

Leia mais

Cuidados profissionais para a higiene bucal HIGIENE BUCAL

Cuidados profissionais para a higiene bucal HIGIENE BUCAL HIGIENE BUCAL A Higiene bucal é considerada a melhor forma de prevenção de cáries, gengivite, periodontite e outros problemas na boca, além de ajudar a prevenir o mau-hálito (halitose). Higiene bucal é

Leia mais

O CIOF é uma clínica de odontologia especializada que há mais de 13 anos é comprometida com saúde bucal e o bem estar de seus clientes.

O CIOF é uma clínica de odontologia especializada que há mais de 13 anos é comprometida com saúde bucal e o bem estar de seus clientes. A Clínica O CIOF é uma clínica de odontologia especializada que há mais de 13 anos é comprometida com saúde bucal e o bem estar de seus clientes. Localizada nas cidades de Fortaleza, Itapipoca e Pentecoste,

Leia mais

Dra. Elena Portes Teixeira Will CUIDADOS AO PACIENTE COM GENGIVITE OU PERIODONTITE: DOENÇA PERIODONTAL:

Dra. Elena Portes Teixeira Will CUIDADOS AO PACIENTE COM GENGIVITE OU PERIODONTITE: DOENÇA PERIODONTAL: CUIDADOS AO PACIENTE COM GENGIVITE OU PERIODONTITE: 1Muita atenção na escovação. Siga as dicas abaixo: Escovar sempre depois das refeições. Mesmo quando fizer apenas um lanchinho ; Sempre usar o fio dental

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Paraná Concurso Público da Prefeitura Municipal de Curitiba Edital 03/2009. 15 de março de 2009

Pontifícia Universidade Católica do Paraná Concurso Público da Prefeitura Municipal de Curitiba Edital 03/2009. 15 de março de 2009 Pontifícia Universidade Católica do Paraná Concurso Público da Prefeitura Municipal de Curitiba Edital 03/2009 15 de março de 2009 PROVA: ODONTÓLOGO N.º DO CARTÃO NOME (LETRA DE FORMA) ASSINATURA INFORMAÇÕES

Leia mais

MEDICINA PREVENTIVA SAÚDE BUCAL

MEDICINA PREVENTIVA SAÚDE BUCAL MEDICINA PREVENTIVA SAÚDE BUCAL INÍCIO Nos últimos anos, a busca pela qualidade de vida e os cuidados com a saúde aumentaram significativamente. O acesso mais fácil e rápido à informação foi um dos responsáveis

Leia mais

EXAME CLÍNICO DE PELE E FÂNEROS. Monitores de Semiologia Médica I Rayanderson Nunes da Gama Thiago Santos Vieira

EXAME CLÍNICO DE PELE E FÂNEROS. Monitores de Semiologia Médica I Rayanderson Nunes da Gama Thiago Santos Vieira EXAME CLÍNICO DE PELE E FÂNEROS Monitores de Semiologia Médica I Rayanderson Nunes da Gama Thiago Santos Vieira ANATOMIA Representa 15% do peso corpóreo. Camadas Epiderme ou camada externa; Derme ou córion;

Leia mais

A placa dental. 1 ª Jornada Nacional para Técnicos e Auxiliares de 10/11/2008. A placa dental como um biofilme. A placa dental como um biofilme

A placa dental. 1 ª Jornada Nacional para Técnicos e Auxiliares de 10/11/2008. A placa dental como um biofilme. A placa dental como um biofilme 1 ª Jornada Nacional para Técnicos e Auxiliares de Odontologia A placa dental como um biofilme Biofilme Comunidade microbiana relativamente indefinida associada à superfície de qualquer material duro não-descamativo

Leia mais

Urgência x Emergência

Urgência x Emergência Urgências e Emergências Ambulatoriais em Odontologia Prof. ANDRÉ VIANA - UNIFOR ESPECIALISTA EM ONCOLOGIA FIC MESTRE EM FARMACOLOGIA - FACULDADE DE MEDICINA UFC DOUTORANDO EM FARMACOLOGIA - FACULDADE DE

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 23

PROVA ESPECÍFICA Cargo 23 13 PROVA ESPECÍFICA Cargo 23 QUESTÃO 31 Com relação aos tecidos dentários, analise as afirmativas abaixo: 1) O esmalte é um tecido duro, que constitui a maior parte do dente, determinando a forma da coroa.

Leia mais

CUIDADOS COM A SAÚDE DA BOCA

CUIDADOS COM A SAÚDE DA BOCA CUIDADOS COM A SAÚDE DA BOCA CD Elaine C. Camargo Especialista em Odontologia Preventiva e Social, Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais e em Administração Hospitalar. Mestranda em Imaginologia

Leia mais

2. Quando o implante dental é indicado?

2. Quando o implante dental é indicado? Dúvidas sobre implantodontia: 1. O que são implantes? São cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior),

Leia mais

O CONCEITO, A HISTÓRIA E A IMPORTÂNCIA DA PERIODONTIA

O CONCEITO, A HISTÓRIA E A IMPORTÂNCIA DA PERIODONTIA INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação DISCIPLINA DE PERIODONTIA O CONCEITO, A HISTÓRIA E A IMPORTÂNCIA DA PERIODONTIA Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 CONCEITO O QUE É PERIODONTIA?

Leia mais

Guia de Saúde Bucal. Saúde bucal e sua relação com a saúde do corpo. Deputados. Câmara dos

Guia de Saúde Bucal. Saúde bucal e sua relação com a saúde do corpo. Deputados. Câmara dos Guia de Saúde Bucal Saúde bucal e sua relação com a saúde do corpo Câmara dos Deputados Brasília 2014 Saúde bucal e sua relação com a saúde do corpo Mesa da Câmara dos Deputados 54ª Legislatura 2011-2015

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: ODONTÓLOGO CADERNO DE PROVAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: ODONTÓLOGO CADERNO DE PROVAS CADERNO DE PROVAS 1 A prova terá a duração de duas horas, incluindo o tempo necessário para o preenchimento do gabarito. 2 Marque as respostas no caderno de provas, deixe para preencher o gabarito depois

Leia mais

CONTROLE MECÂNICO DO BIOFILME DENTAL

CONTROLE MECÂNICO DO BIOFILME DENTAL CONTROLE MECÂNICO DO BIOFILME DENTAL PLACA DENTAL OU BACTERIANA = BIOFILME DENTAL BIOFILME pode ser definido como uma comunidade bacteriana, em uma matriz composta por polímeros extracelulares, aderidas

Leia mais

DISTÚRBIOS SISTÊMICOS E O PERIODONTO

DISTÚRBIOS SISTÊMICOS E O PERIODONTO 19 DISTÚRBIOS SISTÊMICOS E O PERIODONTO Numerosas doenças sistêmicas ou efeitos colaterais de drogas se refletem no periodonto, tanto por manifestação direta como por reação inflamatória modificada em

Leia mais

Um sorriso saudável é o que buscamos, porém existem alguns inimigos da boca que impossibilitam

Um sorriso saudável é o que buscamos, porém existem alguns inimigos da boca que impossibilitam Como tratar e evitar a GENGIVITE e as demais doenças periodontais? Um sorriso saudável é o que buscamos, porém existem alguns inimigos da boca que impossibilitam isso, e um deles é a gengivite. Consultamos

Leia mais

Prof. Ms. Alex Miranda Rodrigues

Prof. Ms. Alex Miranda Rodrigues Prof. Ms. Alex Miranda Rodrigues Avaliação do paciente com queixa osteoarticular. Objetivos. Diagnóstico preciso. Terapêutica adequada e sem demora. Não realização de exames desnecessários. Abordagem.

Leia mais

A Comissão Intergestores Bipartite/RS, no uso de suas atribuições legais, e considerando:

A Comissão Intergestores Bipartite/RS, no uso de suas atribuições legais, e considerando: RESOLUÇÃO Nº 295/08 CIB/RS A Comissão Intergestores Bipartite/RS, no uso de suas atribuições legais, e considerando: a regionalização dos serviços de saúde no Sistema Único de Saúde conforme PDR/RS; a

Leia mais

HIGIENE BUCAL PARA BEBÊS

HIGIENE BUCAL PARA BEBÊS HIGIENE BUCAL PARA BEBÊS Deve-se pensar em higiene bucal do bebê desde o momento em que se introduz alguma coisa que não esteja esterilizada em sua boca, como por exemplo o bico do peito. A higiene, enquanto

Leia mais

5 RESULTADOS. Resultados 56

5 RESULTADOS. Resultados 56 Resultados 56 5 RESULTADOS Este capítulo foi dividido em tópicos, no primeiro diz respeito à caracterização da amostra, seguido da verificação se grupos estudados eram semelhantes entre si antes e também

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PERIODONTIA. 21. Em relação às técnicas de escovação, marque a alternativa incorreta:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PERIODONTIA. 21. Em relação às técnicas de escovação, marque a alternativa incorreta: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PERIODONTIA 21. Em relação às técnicas de escovação, marque a alternativa incorreta: a) A técnica de Leonard consiste em posicionar as cerdas da escova em um ângulo

Leia mais

Classificação atual das doenças periodontais

Classificação atual das doenças periodontais Classificação atual das doenças periodontais Marcos Vinícius Moreira de Castro ( mvcastro@zaz.com.br ) - Especialista em Periodontia Cesário Antonio Duarte ( cesarioduarte@brfree.com.br ) - Livre-Docente

Leia mais

Doenças Infecciosas que Acometem a Cavidade Oral

Doenças Infecciosas que Acometem a Cavidade Oral Disciplina: Semiologia Doenças Infecciosas que Acometem a Cavidade Oral PARTE 2 http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 FAMÍLIA HHV Alfaherpesvirinae HHV1(herpes bucal)

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE (DÉCIMA REVISÃO - CID-10)

CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE (DÉCIMA REVISÃO - CID-10) CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE (DÉCIMA REVISÃO - CID-10) DOENÇAS DA CAVIDADE ORAL, DAS GLÂNDULAS SALIVARES E DOS MAXILARES K00 Distúrbios do desenvolvimento

Leia mais

PROTOCOLO DE ATENDIMENTO EM PERIODONTIA 1 - DIAGNÓSTICO 2 - TRATAMENTO PERIODONTAL 3 - ACOMPANHAMENTO

PROTOCOLO DE ATENDIMENTO EM PERIODONTIA 1 - DIAGNÓSTICO 2 - TRATAMENTO PERIODONTAL 3 - ACOMPANHAMENTO PROTOCOLO DE ATENDIMENTO EM PERIODONTIA 1 - DIAGNÓSTICO 2 - TRATAMENTO PERIODONTAL 3 - ACOMPANHAMENTO 1. DIAGNÓSTICO 1.1- ANAMNESE 1.2- EXAMES COMPLEMENTARES 1.3- AVALIAÇÕES CLÍNICA 1.1. ANAMNESE História

Leia mais

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44 Mitos e Verdades da Odontologia Mitos: Quanto maior e colorida for nossa escova dental, melhor! Mentira. A escova dental deve ser pequena ou média para permitir alcançar qualquer região da nossa boca.

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DOS RISCOS BIOLÓGICOS DE ACORDO COM A NR 32

IDENTIFICAÇÃO DOS RISCOS BIOLÓGICOS DE ACORDO COM A NR 32 IDENTIFICAÇÃO DOS RISCOS BIOLÓGICOS DE ACORDO COM A NR 32 1 PROCEDIMENTOS PARA AVALIAÇÃO E CONTROLE DE AGENTES BIOLÓGICOS Objetivo: Determinar a natureza, grau e o tempo de exposição dos trabalhadores

Leia mais

Chat com a Dra. Ana Clara Dia 13 de novembro de 2014

Chat com a Dra. Ana Clara Dia 13 de novembro de 2014 Chat com a Dra. Ana Clara Dia 13 de novembro de 2014 Tema: O que sabemos sobre PTI (Púrpura Trombocitopênica Idiopática)? Total atingido de pessoas na sala: 29 usuários Limite permitido na sala: 40 usuários

Leia mais

DISTÚRBIOS SISTÊMICOS E O PERIODONTO

DISTÚRBIOS SISTÊMICOS E O PERIODONTO INAPÓS - Faculdade de Odontologia e Pós Graduação Curso de Graduação em Odontologia Disciplina de Periodontia 5 o período DISTÚRBIOS SISTÊMICOS E O PERIODONTO Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira http://lucinei.wikispaces.com

Leia mais

LINHA DE CUIDADO MÚSCULO ESQUELÉTICA

LINHA DE CUIDADO MÚSCULO ESQUELÉTICA LINHA DE CUIDADO MÚSCULO ESQUELÉTICA Nome da atividade: Estágio Supervisionado em Fisioterapia em Reumatologia Tipo de atividade: Disciplina de graduação Responsáveis: Profa Jane D arc Brito Lessa Profa

Leia mais

LEVANTAMENTO DAS PERIODONTOPATIAS EM CÃES ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DO CESUMAR

LEVANTAMENTO DAS PERIODONTOPATIAS EM CÃES ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DO CESUMAR LEVANTAMENTO DAS PERIODONTOPATIAS EM CÃES ATENDIDOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DO CESUMAR Rhubia Maria Jorge Lazaretti 1 ; José Mauricio Gonçalves dos Santos 2 RESUMO: As periodontapatias são enfermidade

Leia mais

APRESENTAÇÃO E COMPOSIÇÃO: Creme : Bisnaga com 25 g. Solução Capilar : Frasco com 25 ml.

APRESENTAÇÃO E COMPOSIÇÃO: Creme : Bisnaga com 25 g. Solução Capilar : Frasco com 25 ml. Therapsor propionato de clobetasol CREME 0,05% SOLUÇÃO CAPILAR 0,05% Uso adulto e pediátrico Uso externo APRESENTAÇÃO E COMPOSIÇÃO: Creme : Bisnaga com 25 g. Solução Capilar : Frasco com 25 ml. COMPOSIÇÃO:

Leia mais

METODOLOGIA DO EXAME CLÍNICO

METODOLOGIA DO EXAME CLÍNICO Disciplina: Estomatologia METODOLOGIA DO EXAME CLÍNICO Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 Levantamentos Epidemiológicos Clássicos Exame Clínico Nível de Doença não detectada Exames Complementares

Leia mais

Currículo Disciplina Carga Horária. Aspectos Éticos e Bioéticos na Assistência de Enfermagem ao Paciente Grave ou de Risco

Currículo Disciplina Carga Horária. Aspectos Éticos e Bioéticos na Assistência de Enfermagem ao Paciente Grave ou de Risco Currículo Disciplina Carga Horária Aspectos Éticos e Bioéticos na Assistência de Enfermagem ao Paciente Grave ou de Risco Assistência de Enfermagem a Criança a ao Adolescente Grave ou de Risco Estágio

Leia mais

Diretrizes Assistenciais. Gengivoestomatite Herpética Em Crianças.

Diretrizes Assistenciais. Gengivoestomatite Herpética Em Crianças. Diretrizes Assistenciais Gengivoestomatite Herpética Em Crianças. Versão eletrônica atualizada em ago/2012 GENGIVOESTOMATITE HERPÉTICA EM CRIANÇAS GRUPO DE PROTOCOLOS DE PEDIATRIA PARA UNIDADES DE ATENDIMENTO

Leia mais

atendente de FARMÁCIA Prof. Dr. Luis Antonio Cezar Junior Farmacêutico Bioquímico

atendente de FARMÁCIA Prof. Dr. Luis Antonio Cezar Junior Farmacêutico Bioquímico atendente de FARMÁCIA Prof. Dr. Luis Antonio Cezar Junior Farmacêutico Bioquímico atendente de FARMÁCIA CLASSIFICAÇÃO DOS FÁRMACOS Introdução o que são FÁRMACOS? Substância química conhecida e de estrutura

Leia mais

Tema B TECIDO CONJUNTIVO

Tema B TECIDO CONJUNTIVO Tema B TECIDO CONJUNTIVO 1 Características gerais 2 Características dos principais tipos de tecido conjuntivo 2.1 Tecido conjuntivo propriamente dito 2.1.1 Laxo 2.1.2 Denso: modulado e não modulado 2.2

Leia mais

Helena Ferreira da Silva, Paula Vaz Marques, Fátima Coelho, Carlos Dias. VII Reunión de Internistas Noveis Sur de Galicia

Helena Ferreira da Silva, Paula Vaz Marques, Fátima Coelho, Carlos Dias. VII Reunión de Internistas Noveis Sur de Galicia Consulta de Doenças Auto-imunes Hospital de São João PORTO, Paula Vaz Marques, Fátima Coelho, Carlos Dias VII Reunión de Internistas Noveis Sur de Galicia das Manifestações Sistémicas A (DB) é uma vasculite

Leia mais

(Reações de hipersensibilidade mediadas por células ou reações de hipersensibilidade tardia- DTH, Delayed-type hypersensitivity)

(Reações de hipersensibilidade mediadas por células ou reações de hipersensibilidade tardia- DTH, Delayed-type hypersensitivity) REAÇÕES DE HIPERSENSIBILIDADE TIPO IV (Reações de hipersensibilidade mediadas por células ou reações de hipersensibilidade tardia- DTH, Delayed-type hypersensitivity) REAÇÕES DE HIPERSENSIBILIDADE TARDIA

Leia mais

Antibióticos na Doença Periodontal Canina

Antibióticos na Doença Periodontal Canina Atualização em Terapêutica Veterinária Distribuído por Farmácia Veterinária de Manipulação Antibióticos na Doença Periodontal Canina A adequação ao tratamento é muito importante na obtenção da recuperação

Leia mais

Carlos Heitor Cunha Moreira 1, Tiago Fernandes 2, Raquel Antoniazzi 3, Cassiano Kuchenbecker Rösing 4

Carlos Heitor Cunha Moreira 1, Tiago Fernandes 2, Raquel Antoniazzi 3, Cassiano Kuchenbecker Rösing 4 RECURSOS DIAGNÓSTICOS DE DOENÇAS PERIODONTAIS UTILIZADOS POR CIRURGIÕES DENTISTAS DE TRÊS CIDADES DO RIO GRANDE DO SUL Diagnosis tools of periodontal disease used by dentists from 3 cities in Rio Grande

Leia mais

Visitando o dentista durante a gestação Problemas comuns de saúde oral durante a gestação Conselhos de saúde oral

Visitando o dentista durante a gestação Problemas comuns de saúde oral durante a gestação Conselhos de saúde oral Saúde Oral e a Gestação Visitando o dentista durante a gestação Problemas comuns de saúde oral durante a gestação Conselhos de saúde oral Como usar este guia A gestação é o momento perfeito para começar

Leia mais

MANIFESTAÇÕES BUCAIS DAS LEUCEMIAS AGUDAS NA INFÂNCIA ORAL MANIFESTATIONS OF ACUTE LEUKEMIA IN CHILDREN

MANIFESTAÇÕES BUCAIS DAS LEUCEMIAS AGUDAS NA INFÂNCIA ORAL MANIFESTATIONS OF ACUTE LEUKEMIA IN CHILDREN Arq bras odontol 2008; 4(1): 40-54 ISSN 1808-2998 MANIFESTAÇÕES BUCAIS DAS LEUCEMIAS AGUDAS NA INFÂNCIA ORAL MANIFESTATIONS OF ACUTE LEUKEMIA IN CHILDREN Fernanda Medeiros Carneiro 1, Luis Cândido Pinto

Leia mais

ARTROPATIA DE CHARCOT (NEUROARTROPATIA DE CHARCOT)

ARTROPATIA DE CHARCOT (NEUROARTROPATIA DE CHARCOT) ARTROPATIA DE CHARCOT (NEUROARTROPATIA DE CHARCOT) MAURO FUCHS Rotina / consultório / Pé Diabético: prontuário/dia proprio ex. clínico/art/neuro hemograma glicemia HB glicosilada PT totais creatinina

Leia mais

Eficácia da Suplementação de Ômega-3 como Agente Modulador da Periodontite Crônica. Reduz o Sangramento e a Inflamação Gengival

Eficácia da Suplementação de Ômega-3 como Agente Modulador da Periodontite Crônica. Reduz o Sangramento e a Inflamação Gengival Eficácia da Suplementação de Ômega-3 como Agente Modulador da Periodontite Crônica Reduz o Sangramento e a Inflamação Gengival Novo Tratamento para Estomatite Aftosa Recorrente Ômega-3 Reduz os Sinais

Leia mais

Microdermoabrasão

Microdermoabrasão Microdermoabrasão A microdermoabrasão é um dos procedimentos cosméticos mais populares e não invasivos realizados atualmente. Com o tempo, fatores como envelhecimento, fatores genéticos, danos causados

Leia mais

DOENÇA PERIODONTAL EM PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN. Ariane de Souza Tadei¹, Tássia Mara Fernandes Mendonça¹, Tatiana Martins Teixeira Vera Mendez¹.

DOENÇA PERIODONTAL EM PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN. Ariane de Souza Tadei¹, Tássia Mara Fernandes Mendonça¹, Tatiana Martins Teixeira Vera Mendez¹. DOENÇA PERIODONTAL EM PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN Ariane de Souza Tadei¹, Tássia Mara Fernandes Mendonça¹, Tatiana Martins Teixeira Vera Mendez¹. 1 Universidade do Vale do Paraíba/ Faculdade de Ciências

Leia mais

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS Doenças Sexualmente Transmissíveis são aquelas que são mais comumente transmitidas através da relação sexual. PRINCIPAIS DOENÇAS SEXUALMENTE

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR PREFEITURA DE BELO HORIZONTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR COORDENAÇÃO TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL

Leia mais

Os efeitos da alimentação sobre a saúde oral dos cães e gatos. Ananda P. Félix e Mariana Scheraiber Universidade Federal do Paraná

Os efeitos da alimentação sobre a saúde oral dos cães e gatos. Ananda P. Félix e Mariana Scheraiber Universidade Federal do Paraná Os efeitos da alimentação sobre a saúde oral dos cães e gatos Ananda P. Félix e Mariana Scheraiber Universidade Federal do Paraná Periodontite Problema mais comum, que afeta 80% dos cães e 70% dos gatos

Leia mais